Publicado por: Djalma Santos | 6 de agosto de 2011

Testes de núcleo celular (4/5)

01. (UFMG) O número de cromossomos da espécie humana pode, às vezes, apresentar alterações. Pessoas com síndrome de Klinefelter possuem 47 cromossomos, entre os quais, os cromossomos sexuais são representados por XXY. Com base nessas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) Os pais de um indivíduo Klinefelter têm número normal de cromossomos nas células somáticas.

b) A presença de dois cromossomos X impede a manifestação do fenótipo masculino.

c) A ocorrência do fenótipo mutante é resultado de um cromossomo extra.

d) A fecundação de um óvulo X por um espermatozoide XY dá origem a um indivíduo Klinefelter.

02. (UFMS) Com relação aos cromossomos assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I    II

0   0 – Contêm os genes responsáveis pela transmissão das características hereditárias.

1   1 – Nas células diploides, encontram-se em pares homólogos.

2   2 – No núcleo interfásico, encontram-se condensados.

3   3 – Quimicamente, são constituídos por ácido desoxirribonucleico associado a determinadas proteínas.

4   4 – Duplicam-se durante o período G2.

03. (PUC-SP) Considere a quantidade normal de DNA do núcleo de uma célula da mucosa duodenal humana igual a2C. A partir dessa informação, pode-se prever que:

a) Essa mesma quantidade seja encontrada no núcleo de um linfócito normal.

b) Essa mesma quantidade seja encontrada no núcleo de um espermatozoide normal.

c) Uma quantidade igual a C seja encontrada no núcleo de um neurônio normal.

d) Uma quantidade igual a C/2 seja encontrada no núcleo de um óvulo normal.

e) Uma quantidade igual a4Cseja encontrada no núcleo de um blastômero que apresente 46 fios de cromatina.

04. (UFRS) Muitas vezes, durante a realização de eventos esportivos, é realizada a determinação do sexo genético. Este exame é feito pela observação dos cromossomos de células epiteliais. Pode-se afirmar que neste exame:

a) Mulheres normais deveriam apresentar uma estrutura chamada corpúsculo de Barr, que corresponde a um dos cromossomos X.

b) Homens normais deveriam apresentar uma estrutura chamada corpúsculo de Barr, que corresponde ao cromossomo Y.

c) Mulheres normais deveriam apresentar duas estruturas chamadas corpúsculos de Barr, que correspondem aos dois cromossomos X.

d) Homens normais deveriam apresentar uma estrutura chamada corpúsculo de Barr, correspondente ao cromossomo X.

e) Mulheres normais na fase adulta não deveriam apresentar corpúsculo de Barr.

05. (UNICAP)

I   II

0  0 – A figura abaixo representa um  cromossomo  plumoso, que é particularmente visível na fase da formação de gametas nas fêmeas dos anfíbios.

05

1   1 – No processo de divisão celular por meiose e mitose, é comum a duplicação do DNA.

2   2 – Na divisão celular por meiose, não ocorre segregação de genes.

3 3 – Durante as fases do ciclo celular, os cromossomos já estão perfeitamente individualizados e visíveis no período G2.

4 4 – Os puffs dos cromossomos politênicos correspondem às alças dos cromossomos plumulados, isto é, constituem o material genético ativo do cromossomo.

 06. (UFF) Numere a coluna inferior, relacionando-a com a superior.

INDIVÍDUOS.

1 – 45, X

2 – 46, XX

3 – 49, XXXXX

4 – 49, XXXXY

5 – 47, XXX

QUANTIDADE DE CROMATINAS SEXUAIS (CORPÚSCULOS DE BARR)

(   ) quatro

(   ) duas

(   ) nenhuma

(   ) uma

(   ) três

Assinale a opção que apresenta a sequência correta de numeração.

a) 2, 4, 1, 3, 5.

b) 3, 5, 1, 2, 4.

c) 2, 3, 1, 4, 5.

d) 3, 2, 1, 4, 5.

e) 2, 1, 3, 4, 5.

07. (PUC-PR) A ilustração procura representar experimentos realizados em amebas e que demonstram a importância do núcleo no controle das atividades celulares.

07

Analise as afirmativas.

I. Uma ameba, com núcleo transplantado é incapaz de se dividir.

II. O transplante do núcleo para o fragmento de uma ameba anucleada regenera as funções vitais da ameba.

III. A porção nucleada da ameba cresce e vive normalmente.

IV. A porção nucleada da ameba é capaz de se dividir normalmente.

V. A porção anucleada de uma ameba seccionada degenera.

Estão corretas:

a) I, II, III, IV e V.

b) Apenas I, II, III e IV.

c) Apenas I, II, III e V.

d) Apenas II, III, IV e V.

e) Apenas II, III e IV.

08. (URCA) Recentemente foi divulgado (Jornal Hoje, 17/05/2011) um método para avaliar o envelhecimento humano com base no tamanho dos telômeros existentes nas células humanas, visto detalhe na figura abaixo.

08

Sobre essas estruturas cromossômicas é correto afirmar:

a) Cada célula possui um par de cromossomos especiais responsável pela divisão celular e é nele que se encontram os telômeros.

b) À medida que as células vão se dividindo os telômeros vão diminuindo de tamanho até chegar ao desaparecimento o que causa a incapacidade de divisão celular.

c) Os telômeros são encontrados apenas em células indiferenciadas.

d) Os telômeros são responsáveis pela produção do hormônio indutor das divisões celulares

09. (UECE)A mutação cromossômica cujo indivíduo mutante possui “n” cromossomos em suas células é do tipo:

a) Aneuploidia e haploidia.

b) Euploidia e monossomia.

c) Euploidia e haploidia.

d) Aneuploidia e monossomia.

10. (UFSC) O núcleo é uma estrutura que coordena e comanda todas as funções celulares. Assinale a(s) proposição(ões) que apresenta(m) relações corretas entre as estruturas nucleares, sua ocorrência e características  químicas ou funcionais.

I   II

0 0 –  Ao observarmos o núcleo interfásico em microscópio óptico, verificamos a total compactação da cromatina, que passa a se chamar cromossomo.

1  1 – O nucléolo é uma região de intensa síntese de RNA ribossômico (RNAr).

2  2 – A cromatina é formada por uma única e longa molécula de RNA, associada a várias moléculas de glicoproteínas.

3  3 – A carioteca  corresponde  ao fluido  onde estão  mergulhados  os cromossomos e as estruturas que formam o nucléolo.

4  4 – O  nucléolo,  mergulhado,  no  nucleoplasma,  está  sempre  presente nas  células eucarióticas, podendo haver mais de um por núcleo.

11. (FGV-SP) O número de cromatinas sexuais predominantes em células femininas está relacionado a cromossomos:

a) Y inativos.

b) X inativos.

c) Autossômicos inativos.

d) Autossômicos que não se dividiram.

e) Autossômicos agregados.

12. O núcleo nas células desempenha o papel de portador dos fatores hereditários e controlador das atividades metabólicas.  Em relação a essa importante estrutura e seus constituintes assinale a(s) correta(s).

I    II

0  0 – No núcleo eucariótico o conjunto haploide de cromossomos é denominado cariótipo, enquanto que o número, forma e tamanho dos cromossomos é denominado genoma.

1  1 – O número de cromossomos é constante para cada espécie, porém o número de cromossomos e o grau evolutivo das espécies não estão relacionados.

2  2 – Nos cromossomos, a heterocromatina corresponde a regiões que permanecem muito condensadas na interfase e apresenta-se bastante ativa na transcrição do DNA em RNA.

3   3 – Nas células vegetais durante a interfase não é possível identificar o núcleo dotado de carioteca, nucléolo e cromatina, através de qualquer técnica de preparação utilizada.

4   4 – O nucléolo é uma estrutura intranuclear, dotada de membranas, composto por DNA, RNA ribossômico e proteínas.

13. (UFMG) A identificação do fator que origina indivíduos com síndrome de Down tornou-se possível pela utilização da técnica de:

a) Contagem e identificação dos cromossomos.

b) Cultura de células e tecidos.

c) Mapeamento do genoma humano.

d) Produção de DNA recombinante.

14. (CESGRANRIO) Certas funções do núcleo podem ser estudadas através de uma experiência que consiste em retirá-lo de uma ameba e observar o que ocorre com o citoplasma. Podemos afirmar que:

a) A experiência mostra que a célula enucleada não mais terá capacidade de reprodução.

b) É impossível restabelecer o funcionamento celular, mesmo que na célula seja reimplantado outro núcleo.

c) A célula enucleada não mais pode se reproduzir, mas suas atividade de síntese de proteínas podem continuar indefinidamente.

d) Logo após a enucleação, o RNA citoplasmático é capaz de sintetizar proteínas para formar novo núcleo, que passará a dirigir o funcionamento normal da célula.

e) A célula enucleada continua a reproduzir-se por amitose.

15.  (UFERSA) Indique qual das sentenças apresenta a definição correta para nucléolo.

a) Uma região dentro do núcleo onde se dá o início da montagem dos ribossomos a partir de proteínas específicas e de RNA ribossomal.

b) Uma organela citoplasmática constituída de DNA responsável pela codificação de genes.

c) Uma organela nuclear rica em heterocromatina fundamental para que ocorra a divisão celular.

d) Uma estrutura complexa envolvida pelo envelope nuclear e responsável pela replicação do DNA durante a fase S do ciclo celular.

16. (FUVEST) Considere uma espécie de vertebrado cujas células embrionárias têm oito cromossomos. Em quantos grupos de ligações seus genes estarão associados?

a) Dois.

b) Quatro.

c) Oito.

d) Dezesseis.

e) Número variável.

17. (FAAP) Leia com atenção a tirinha a seguir:

17

Segundo a tirinha, a amiga do Calvin tem dois cromossomos X. Com base neste dado podemos concluir que:

a) A amiga do Calvin é mutante, por isso é hostil.

b) Um cromossomo X da amiga do Calvin é ativo e o outro é chamado de cromatina sexual.

c) A heterocromatina ocorre no Calvin, pois ele é XY.

d) Os dois cromossomos X que o Calvin fala é da cobra que quer comê-lo.

e) Não há cromatina sexual em meninas.

18. Unidade de transmissão hereditária, que ocupa certa fração do cromossomo e determina as características do indivíduo, é denominada:

a) Genética.

b) Geração.

c) Caráter.

d) Gene.

e) Loci.

19. (U. Católica de Pelotas) Principal componente do cromossomo, onde estão localizadas as informações genéticas:

a) RNA ribossômico.

b) RNA mensageiro.

c) RNA transportador.

d) DNA e RNA ribossômico.

e) DNA.

20. (UFMS) Cada espécie animal apresenta um número determinado de cromossomos. Nesse sentido, o homem, o bovino e o equino apresentam número haploide de 23, 30 e 32 cromossomos, respectivamente. Com relação ao número normal de cromossomos, autossomos e sexuais, de gametas (haploides) e células somáticas (diploides), assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 –  Uma célula epitelial equina apresenta 62 cromossomos autossomos e 2 sexuais.

1  1 –  Um neurônio bovino apresenta 1 cromossomo sexual e 59 autossomos.

2  2 – Um leucócito humano apresenta 44 cromossomos autossomos e 2 sexuais.

3  3 – Um óvulo humano apresenta 2 cromossomos sexuais e 21 autossomos.

4  4 – Um espermatozoide bovino apresenta 29 cromossomos autossomos e 1 sexual.

21. (OSEC-SP) Um gene (cístron) é:

a) Uma molécula de DNA.

b) Uma molécula de proteína.

c) Um segmento de DNA que codifica uma enzima.

d) Um segmento de DNA que codifica uma cadeia polipeptídica.

e) Uma sequência de três bases nitrogenadas.

22. (UEM) Sobre o ciclo celular, a estrutura e o comportamento dos cromossomos, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Cada cromossomo é formado por uma única molécula de DNA. Portanto, células de raízes que incorporam timidina radioativa durante toda a interfase produzem cromossomos metafásicos com uma cromátide radioativa e uma cromátide não radioativa.

1  1 – Se, em um núcleo interfásico na fase G1, que antecede a fase S de síntese, a quantidade de DNA corresponde a quatro genomas, então, após a mitose, as células descendentes serão tetraploides.

2  2 – Em uma população de uma espécie diploide, com seis alelos diferentes em determinado locus, qualquer indivíduo normal terá, no máximo, dois alelos diferentes para esse locus.

3  3 – A segregação independente dos pares de genes, conhecida como segunda lei de Mendel, só é possível porque, excetuando-se aberrações cromossômicas, nenhuma molécula de DNA nuclear de qualquer espécie contém mais de um locus gênico.

4  4 – No cruzamento-teste de um triplo heterozigoto, para loci ligados, a combinação fenotípica AbC foi a mais frequente e a combinação abC foi a mais rara, revelando que, no mapa genético, o locus A está situado entre os loci B e C.

23. O DNA localizado entre os genes e que não especifica um produto é conhecido como:

a) Íntron.

b) Éxon.

c) DNA espaçador.

d) DNA regulardor.

e) Íntron ou éxon.

24. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0   0  – Os “puffs” representam regiões de síntese de ADN e proteínas.

1  1  – O nucléolo é uma estrutura intranuclear rica em ADN ribossômico, presente em células de eucariontes.

2 2 – Denominamos genoma, ao conjunto de dados sobre o número, tamanho, forma e características dos cromossomos de uma espécie.

3 3 – A figura a seguir representa um cromossomo metacêntrico com duas cromátides homólogas.

24

4  4 –  A atividade celular é controlada pelo núcleo. A sequência correta em que exerce esse controle é:

ARN ADN ENZIMAS → ATIVIDADE CELULAR.

25. (FGV)Um cromossomo funcional eucariótico pode ser dividido em três regiões essenciais: a região do centrômero, a região do telômero e as regiões que apresentam as origens da replicação. Em relação ao centrômero, pode-se dizer que sua função principal é:

a) Sintetizar códons de RNA a partir de códons de iniciação do DNA.

b) Ligar-se às fibras do fuso e movimentar de forma adequada os cromossomos.

c) Impedir a descondensação cromossômica durante o processo de divisão celular.

d) Estabilizar as histonas, permitindo a manutenção da condensação cromossômica.

e) Estabilizar as pontas dos cromossomos, impedindo seu encurtamento a cada divisão.

26. (UFMS) Em relação aos cromossomos assinale a(s) opção (ões) correta(s).

I  II

0  0 –  Contêm os genes responsáveis pela transmissão das características hereditárias.

1  1 – Nas células diploides, encontram-se em pares homólogos.

2  2 – Duplicam-se durante o período de intérfase.

3  3 – No núcleo interfásico, eles se encontram condensados.

4  4 – São estruturas citoplasmáticas, relacionadas com a síntese de RNA.

27. (UNIP-SP) O número cromossômico diploide do gato é 38 (2n = 38). Quantos cromossomos aparecem no espermatozoide de um gato?

a) 17.

b) 19.

c) 36.

d) 38.

e) 76.

28. Qual das palavras abaixo representa uma das propriedades da cromatina, material existente no núcleo de uma célula?

a) Crescimento.

b) Produção de energia.

c) Duplicação.

d) transporte de material.

e) Digestão.

29. O número dos cromossomos nas células do cavalo (Equus caballus) é 64 e no trigo (Triticum aestivum) é 42. Quando esses organismos passam pelos processos de mitose e meiose, respectivamente como serão os números cromossômicos de:

(I) Cavalo

(II) Trigo

a) (I) 32 e 64, (II) 42 e 21.

b) (I) 128 e 32, (II) 84 e 21.

c) (I) 64 e 32, (II) 42 e 21.

d) (I) 32 e 16, (II) 42 e 21.

e) o número de cromossomos não sofre modificações.

30. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Nas regiões não homólogas dos cromossomos sexuais humanos, é intensa a atividade de recombinação gênica.

1  1 – Na célula com núcleo diferenciado, o DNA é encontrado no núcleo, nos cloroplastos e na mitocôndria.

2 2 – Nas células procarióticas, não há separação, sob a forma de membrana, entre o citoplasma e o material nuclear.

3  3 – Quanto maior a variabilidade genética de uma população, maior é o número de genes em homozigose.

4  4 – Cada um dos cromossomos do cariótipo humano contém o mesmo número de genes.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

VVFVF

A

A

VVFFV

B

D

B

C

FVFFV

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

FVFFF

A

A

A

B

B

D

E

VFVFV

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

FVVFV

C

FFFFF

B

VVVFF

B

C

C

FVVFF

 

About these ads

Responses

  1. Professor, como faz a questão 16? Obrigada!

    • Cara Aline
      Cada conjunto de alelos situados em um mesmo cromossomo constitui um grupo de ligação ou grupo de “linkage“, que são transmitidos juntos. Os membros de cada grupo de “linkage” não apresentam ligação com os outros grupos. Dessa forma, se os pares de alelos ligados estão nos cromossomos homólogos, o número de grupos de ligação é dado pelo número haploide da célula. Como as células embrionárias de um vertebrado são diploides (no caso da questão 2n=8), há, nesses seres, 4 grupos de ligação (n=4).
      Um abraço
      Djalma Santos

  2. Professor, por favor, me ajude a entender a resolução desta alternativa! Desde já, muito obrigado!

    No cruzamento-teste de um triplo heterozigoto, para loci ligados, a combinação fenotípica AbC foi a mais frequente e a combinação abC foi a mais rara, revelando que, no mapa genético, o locus A está situado entre os loci B e C.

    • Prezado Rafael
      – Houve erro na digitação do gabarito desta questão: a alternativa 4-4, que evidencia a ocorrência de permutação dupla, está correta e não falsa como consta da publicação.
      – Mapa genético (mapa cromossômico ou mapa de ligação) é uma representação gráfica das distâncias relativas entre genes e de suas posições relativas em um cromossomo. Essa distância é calculada a partir da porcentagem de permutações (porcentagens de genes recombinantes produzidos em cruzamentos) – ou taxa de “crossing-over” entre eles. A chance de ocorrer “crossing-over” entre dois pares de genes alelos, que estão em “linkage”, é diretamente proporcional à distância entre eles. A partir dessa constatação, Thomas Hunt Morgan e alguns outros geneticistas propuseram uma forma de se medir essas distâncias, cuja unidade é chamada de “morganídeo”, em homenagem a Morgan, pesquisador americano que desenvolveu os primeiros trabalhos nessa área da genética, no início do século XX.
      – Para se obter, portanto, um mapa genético é preciso levar em consideração que quanto maior for a taxa de recombinação gênica, maior será a distância entre os genes e vice-versa, pois quanto maior a distância entre os genes, maior a possibilidade de haver “crossing-over”. Consideremos, para efeito de raciocínio, três genes (A, B e C), com 19 morganídeos (19%) entre A e B; 2 morganídeos (2%) entre A e C e 17 morganídeos (17%) entre B e C. Neste caso, a sequência dos genes será: A-C-B.
      – Analisando a alternativa 4-4 (“No cruzamento-teste de um triplo heterozigoto, para loci ligados, a combinação fenotípica AbC foi a mais frequente e a combinação abC foi a mais rara, revelando que, no mapa genético, o locus A está situado entre os loci B e C”), em que são considerado três pares de genes (A/a, B/b e C/c) situados no mesmo cromossomo a sequência correta B-A-C (b-a-c), como consta na referida alternativa.
      Veja, a seguir, a justificativa.
      – Toda permutação que ocorrer entre B e C causará recombinação desses genes. Para haver, entretanto, recombinação entre A e C (ou entre A e B), a permutação tem que ocorrer, necessariamente, entre esses dois loci. Dessa forma, a frequência de recombinação entre os genes mais distantes (B e C) será maior do que entre os genes mais próximos (B e A ou A e C). Esse raciocínio parte do pressuposto que os genes se distribuem linearmente ao longo dos cromossomos, ocupando posições bem definidas. Não esqueça que a permutação pode ocorrer em qualquer ponto do cromossomo e, portanto, quanto maior a distância, entre os genes, maior será a probabilidade de ocorrer permuta entre eles. Nos gametas originados em consequência do duplo-crossing, os genes das extremidades permanecem na mesma posição. Dessa forma, o duplo-crossing troca a posição dos genes que estão no meio, caso do gene A, referido na citada alternativa (AbC – abC).
      Um abraço
      Djalma Santos.

  3. Olá. Na questão 19 o certo não seria (d)? Porque o cromossomos tem como componentes o DNA e proteínas histonas, e o RNAr participa da síntese proteica. Não afirmo nada são hipóteses e geralmente meus pensamentos são errôneo… Por favor me explique.

    • 19. (U. Católica de Pelotas) Principal componente do cromossomo, onde estão localizadas as informações genéticas:
      a) RNA ribossômico.
      b) RNA mensageiro.
      c) RNA transportador.
      d) DNA e RNA ribossômico.
      e) DNA.*
      Prezada Sara
      Veja a seguir as explicações que você solicitou:
      – A alternativa D (“DNA e RNA ribossômico.”) está incorreta. Embora o principal componente do cromossomo, onde estão localizadas as informações genéticas, seja o DNA (está correta a informação E), o RNA ribossômico não está localizado no cromossomo e sim no ribossomo. Mais detalhes acerca da função genética do DNA ver “DNA: DEPÓSITO DAS INFORMAÇÕES GENÉTICAS” (matéria publicada neste blog em 10.07.2011).
      – A unidade estrutural básica da cromatina (cromossomo) é denominada nucleossomo. Cada nucleossomo é formado por cerca de 200 pares de bases associados a um octâmero de proteínas, constituído por duas moléculas de cada uma das histonas H2A, H2B, H3 e H4, e a uma molécula de histona H1. Em torno do octâmero, enrola-se, duas vezes, um segmento de DNA com cerca de 146 pares de bases, constituindo o centro do nucleossomo. Unindo um centro do nucleossomo ao outro, há um segmento de DNA, não associado a proteínas, com 15 a 100 pares de bases, denominado DNA de ligação. A histona H1 liga-se externamente ao centro do nucleossomo e ao DNA de ligação, constituindo o nucleossomo. As fibras cromatínicas representam, dessa forma, filamentos “cromossômicos” formados por fios de DNA salpicados de nucleossomos. Ao microscópio eletrônico, as fibras cromatínicas assumem aspecto de “colares de contas”. As histonas atuam na repressão, ativação e proteção do DNA, bem como na condensação da cromatina, que ocorre durante a divisão celular, originando estruturas em forma de bastonetes, conhecidas como cromossomos.
      – Quando ligados a filamentos de RNAm, os ribossomos formam os polirribossomos ou polissomos, onde ocorre a síntese proteica. Os polirribossomos dispersos no citoplasma respondem pela síntese das proteínas que devem permanecer no citosol ou ser incorporadas no núcleo, nas mitocôndrias, nos cloroplastos, nos peroxissomos, etc. O eritroblasto (célula precursora das hemácias), que sintetiza hemoglobina, é um exemplo de célula que produz proteínas a serem utilizadas no citosol. Células que exibem um elevado ritmo reprodutivo, como as de tumores de crescimento rápido e as embrionárias, apresentam o citoplasma cheio de polirribossomos, que sintetizam proteínas necessárias ao crescimento citoplasmático e nuclear das células-filhas, após cada ciclo mitótico. As proteínas sintetizadas nos polirribossomos “ligados” ao retículo, por outro lado, podem permanecer no próprio retículo, ser transportadas para o complexo golgiense, formar os lisossomos, constituir a membrana plasmática ou ser secretadas pela célula. Como exemplos de células que produzem proteínas destinadas à secreção, citamos as células acinosas do pâncreas, que produzem enzimas digestivas e as células caliciformes do intestino.
      Um forte abraço
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 250 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: