Publicado por: Djalma Santos | 16 de fevereiro de 2012

Testes sobre evolução (5/5)

01. (URCA) A convergência adaptativa é uma evidência de que o meio seleciona as formas mais aptas de seres a ocuparem um determinado habitat. Ao longo do tempo, grupos de seres vivos podem assumir formas bastante diferentes dos seus parentes de grupos próximos geneticamente. Com exemplo de convergência adaptativa, podemos citar a forma de:

a) Golfinhos semelhantes a tubarões.

b) Borboletas semelhantes a pássaros.

c) Rêmoras semelhantes a peixes.

d) Pata de cavalo igual embriologicamente a das baleias.

e) Homens semelhantes aos macacos antropomorfos.

02. (UFC) Até meados do século XVIII, discutiam-se os papéis, hoje plenamente esclarecidos, do homem e da mulher na formação de um novo indivíduo. Analise as afirmações a seguir, que apresentam a evolução do conhecimento sobre esse tema.

I. O pré-formismo defendia que nos gametas havia miniaturas de seres humanos – os homúnculos.

II. O esclarecimento sobre este tema deu-se com o estabelecimento da teoria celular.

III. Atualmente, sabe-se que a estrutura celular provém da célula germinativa masculina, e a ativação do metabolismo, que inicia o processo de cariogamia e clivagem, é desempenhada pelo gameta feminino.

Assinale a alternativa que apresenta todas as afirmações verdadeiras.

a) Apenas II e III.

b) Apenas III.

c) Apenas II.

d) Apenas I e II.

e) Apenas I e III.

03. (UFC) Evidências moleculares, baseadas em sequências de RNA, sugerem o parentesco entre moluscos e anelídeos. Esses dados reforçam a hipótese de que esses grupos apresentam um ancestral comum. O parentesco entre esses grupos pode ser evidenciado também se levando em consideração características biológicas tais como:

a) Protostomia, cordão nervoso dorsal e desenvolvimento direto.

b) Metameria, presença de celoma e desenvolvimento indireto.

c) Presença de celoma, simetria bilateral e clivagem espiral.

d) Pseudoceloma, simetria bilateral e respiração branquial.

e) Protostomia, clivagem espiral e metameria.

04. (UEPA) De Thomas Malthus, estudioso da demografia, Darwin adotou uma ideia crucial: nem todos os indivíduos que nascem conseguem sobreviver e reproduzir, em função das limitações de alimento e espaço. Malthus preocupava-se com as sociedades humanas, mas Darwin estendeu o conceito para todas, as espécies.

(Adaptado de Revista National Geographic Brasil, novembro/2004, David Quammen)

O trecho em destaque relaciona uma série de processos ecológicos presentes nos mecanismos de sobrevivência e reprodução dos seres vivos, num determinado ambiente. Nesse sentido:

I. A superabundância de filhotes numa população dá origem à competição intraespecífica.

II. A competição tem uma função importante na regulação populacional.

III. As populações tendem a crescer num determinado potencial, influenciadas por forças ambientais, bióticas e abióticas.

IV. As espécies possuem etapas de desenvolvimento reguladas por taxas de natalidade e mortalidade, sujeitas a alterações de fatores ambientais.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) III.

b) I e II.

c) I e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

05. (UEM) Identifique o que for corretosobre a evolução biológica das espécies.

I   II

0  0 – As mutações não ocorrem para adaptar o indivíduo ao ambiente, elas podem ocorrer por acaso e serem mantidas ou eliminadas.

1 1 – No mimetismo, uma ou mais características corporais se assemelham ao ambiente, dificultando a localização do organismo pelas demais espécies com as quais convive.

2  2 – Estruturas análogas são aquelas que derivam de estruturas presentes em um mesmo grupo ancestral comum, refletindo, portanto, parentesco evolutivo.

3  3 – A ação da seleção natural aumenta a variabilidade genética de uma população.

4 4 – Estruturas que desempenham função similar, mas têm origem embrionária e estrutura anatômica diferentes são produzidas por um processo de divergência adaptativa.

06. (UECE) Asas de aves e asas de insetos possuem origem embrionária diferentes e exercem a mesma função. Portanto, são consideradas órgãos:

a) Vestigiais.

b) Análogos.

c) Homólogos.

d) Miméticos.

07. (CEFET-PI) Quando nos deparamos com as diferentes espécies encontradas na natureza, geralmente nos vêm à mente questões sobre a origem de tal diversidade. Sobre a frase abaixo e sobre os mecanismos da evolução propostos por Lamarck e Darwin, é correto afirmar que:

“Os répteis desenvolveram espessas cascas em seus ovos para proteger os embriões contra a dessecação”.

A frase acima representa um pensamento:

a) Lamarquista, pois deixa implícita a ideia do uso e desuso.

b) Lamarquista, pois deixa implícita a ideia de explicação da evolução por intermédio dos fósseis.

c) Darwinista, pois deixa implícita a ideia do aparecimento de um grupo de répteis que apresentava tal característica e que por esse motivo foi selecionado positivamente.

d) Darwinista, pois deixa implícita a ideia de uma adaptação passiva já que o meio apenas selecionou os indivíduos com tais características.

e) Darwinista, pois deixa implícita a ideia de uma adaptação ativa, já que uma mudança do ambiente também obriga o indivíduo a se modificar.

08. (UFPI)                                LEIA O TRECHO A SEGUIR

“Devido ao grande potencial reprodutivo dos seres vivos, as populações naturais de todas as espécies tendem a crescer rapidamente. Entretanto, o tamanho das populações naturais mantém-se relativamente constante ao longo do tempo, pois, a cada geração, morre um grande número de indivíduos e muitos não deixam descendentes. Disso se pode concluir que a maior parte das características de uma geração é herdada dos genitores, e os indivíduos que sobrevivem e se reproduzem possuem características adaptadas às condições ambientais”.

Essa conclusão resume:

a) As ideias evolucionistas de Lamarck.

b) A teoria criacionista.

c) O conceito darwinista de seleção natural.

d) O conceito malthusiano.

e) O fixismo.

09. (UEPB) A forma hidrodinâmica dos corpos de um golfinho, de um atum, de um pinguim e de um Ictiossauro (réptil aquático) desenvolveu-se independentemente nesses animais como adaptação ao meio aquático. Trata-se, portanto, de um caso de:

a) Seleção artificial.

b) Variabilidade genética.

c) Divergência evolutiva.

d) Convergência evolutiva.

e) Mimetismo.

10. (UEPA) “O sequenciamento do genoma do camundongo revelou cerca de 30 mil genes, 99% dos quais possuíam equivalentes diretos em seres humanos.”

(Revista National Geographic, novembro/2004, por David Quammen)

As semelhanças entre os genes humanos e os do camundongo revelam:

a) Outro tipo de evidência de um processo evolutivo, as homologias, como aquela entre mãos e patas com cinco dedos.

b) Mecanismos de evolução convergente, influenciados por pressões do ambiente.

c) Inúmeros cruzamentos entre camundongos e humanos, promovendo a recombinação gênica.

d) Evidências que não caracterizam ancestralidade comum entre os vertebrados citados.

e) Populações de camundongos que surgiram de populações humanas.

11. (UDESC)Órgãos que exercem as mesmas funções em espécies diferentes, mas que possuem origem embrionária distinta; e órgãos ou estruturas atrofiadas, sem função evidente, são chamados, respectivamente, de:

a) Órgãos análogos e órgãos homólogos.

b) Órgãos vestigiais e órgãos homólogos.

c) Órgãos homólogos e órgãos vestigiais.

d) Órgãos análogos e órgãos vestigiais.

e) Órgãos homólogos e órgãos análogos.

12. (UFLA) Sobre as Teorias da Evolução, assinale a alternativa que apresenta uma ideia comum ao Lamarckismo e ao Darwinismo.

a) A adaptação resulta da modificação de certas características herdadas geneticamente ao longo das gerações.

b) A adaptação resulta do uso e desuso de estruturas anatômicas.

c) A adaptação está associada a sucessos reprodutivos diferenciais.

d) A adaptação é resultado da interação dos organismos com o ambiente.

13. (UFTM) Um estudante do ensino médio, ao ler sobre o tegumento humano, fez a seguinte afirmação ao seu professor: o homem moderno não apresenta tantos pelos como os seus ancestrais, pois deixou de usar esses anexos como isolante térmico. Isso só foi possível porque o homem adquiriu uma inteligência que permitiu a confecção de roupas, protegendo-o do frio.

Diante dessa informação dada pelo aluno, o professor explicou que isso:

a) Não ocorreu e a informação está de acordo com a teoria evolutiva de Lamarck, que pressupõe que estruturas do corpo que não são solicitadas desaparecem e essas características adquiridas são transmitidas aos descendentes.

b) Não ocorreu e a informação está de acordo com a teoria evolutiva de Lamarck, que pressupõe que existe variação genotípica entre indivíduos, sendo que aqueles portadores de características adaptativas conseguem sobreviver e deixar descendentes.

c) Não ocorreu e a informação está de acordo com a teoria evolutiva de Stephen Jay Gould, que pressupõe que os seres vivos não se modificam por interferência ambiental, mas sim por alterações genéticas intrínsecas.

d) Ocorreu de fato e a informação está de acordo com a teoria evolutiva de Darwin, que pressupõe que os seres vivos com características adaptativas favoráveis têm maiores chances de viver.

e) Ocorreu de fato e a informação está de acordo com a teoria evolutiva de Darwin, que pressupõe que os seres vivos por necessidade vão se modificando ao longo do tempo.

14. (UNIMONTES) Evolução pode ser considerada como um processo de mudança permanente para transformar a vida na Terra, desde o seu princípio mais simples até a sua diversidade existente. A figura a seguir ilustra aspectos relacionados a esse processo. Observe-a.

14

De acordo com a figura e o assunto relacionado a ela, analise as alternativas abaixo e assinale a que representa o evento que melhor explica a evolução observada entre os indivíduos III e IV.

a) Seleção natural.

b) Crossing over.

c) Mutação induzida.

d) Isolamento geográfico.

15. (UFSC) Existem várias provas da evolução e entre elas podemos citar as embriológicas. Sobre o tema, é corretoafirmar que:

I    II

0  0 – As nadadeiras dos golfinhos, assim como braço e mão humanos, são ditos órgãos homólogos e são herdados de um ancestral comum.

1  1 – As nadadeiras dos golfinhos e as asas das aves têm a mesma origem embrionária e diferentes funções, decorrentes da adaptação a diferentes modos de vida, processo conhecido como divergência evolutiva.

2  2 – As nadadeiras dos golfinhos e as nadadeiras das tainhas são órgãos de diferentes origens embrionárias e têm a mesma função, o que é chamado de convergência evolutiva.

3  3 – As asas dos insetos e as asas das aves são ditos órgãos homólogos, pois têm a mesma origem embrionária.

4  4 – As nadadeiras dos golfinhos, as asas dos morcegos e os braços e as mãos dos humanos têm origem embrionária diferente.

16. (UFJF) Um pesquisador, interessado em estudar mecanismos da evolução animal, fez o seguinte experimento:

“cortou pela metade as orelhas de 10 coelhos (5 machos e 5 fêmeas) e cruzou-os entre si. Quando nasceram os filhotes, cortou-lhes também as orelhas pela metade e cruzou-os entre si. O pesquisador repetiu esse procedimento (corte das orelhas pela metade e cruzamento dos coelhos) por 15 gerações, nas mesmas condições experimentais”.

Na 16ª geração, constatou que os coelhos apresentavam orelhas tão longas quanto às da primeira geração. A partir dos resultados desse experimento, é correto afirmar que:

a) A hipótese de Malthus sobre a modificação de uma população, após várias gerações, foi comprovada.

b) A teoria mendeliana sobre a segregação independente dos alelos está correta.

c) A hipótese de Lamarck sobre a herança de caracteres foi comprovada.

d) Os seres vivos somente se modificam quando há mudanças nas condições ambientais.

e) Os caracteres adquiridos não são transmitidos à descendência.

17. (UFG) Quando Darwin chegou ao arquipélago de Galápagos, em 1835, durante viagem a bordo do navio H. M. S. Beagle (1831-1837), observou pássaros da família Fringillidae (tentilhões) e ficou impressionado com as treze espécies dessas aves nas diferentes ilhas. Uma explicação para o surgimento dessas espécies é a irradiação adaptativa, na qual os tentilhões:

a) Apresentavam características semelhantes e hereditárias que surgiram a cada geração por acaso e não em resposta às necessidades adaptativas dos indivíduos.

b) Surgiram a partir de um ancestral comum que emigrou do continente para as ilhas, ocupando-as, enquanto os diversos ambientes insulares selecionaram as aves mais adaptadas.

c) Adquiriram características em consequência do uso mais ou menos acentuado de uma parte do organismo.

d) Foram capazes de gerar descendentes férteis em resposta a uma competição entre os machos de uma mesma espécie em disputa pelas fêmeas.

e) Surgiram em decorrência de uma barreira física que proporcionou um isolamento geográfico e causou a origem de aves diferenciadas.

18. (UFES) O Naturalismo teve forte influência das concepções da Teoria da Evolução. Segundo essa teoria, a morfologia e a função de uma estrutura refletem a adaptação do indivíduo ao meio ambiente. Porém, em alguns casos, apesar de diferentes organismos possuírem determinadas estruturas com morfologias semelhantes, a origem embrionária dessas estruturas não é comum. Esse processo é chamado de:

a) Convergência adaptativa.

b) Homologia.

c) Irradiação adaptativa.

d) Recombinação.

e) Seleção natural.

19. (FGV)

A RESPEITO DA TENDÊNCIA DAS ESPÉCIESEM FORMAR VARIEDADES EDA PERPETUAÇÃO DAS VARIEDADES E ESPÉCIES POR MEIOS NATURAIS DE SELEÇÃO.

Assim começava a leitura dos trabalhos de Charles Darwin e Alfred Russel Wallace, há 150 anos, na noite de 1o de julho de 1858, em uma reunião da Sociedade Lineana, em Londres.

Desde então, muito se pesquisou sobre os mecanismos evolutivos e estabeleceu-se que a sequência de eventos que explica a mudança evolutiva da população é:

a) Alteração do fenótipo → mutação → alteração do genótipo → seleção.

b) Mutação → variabilidade de genótipos → variabilidade de fenótipos → seleção.

c) Seleção → alteração do fenótipo → produção de novos alelos → mutação.

d) Variabilidade de fenótipos → variabilidade de genótipos → mutação → seleção.

e) Variabilidade de fenótipos → produção de novos alelos →  seleção → mutação.

20. (UFES) Neste ano de 2009, completam-se 150 anos da publicação da Teoria da Evolução. Essa teoria revolucionou a Biologia e influenciou o pensamento nas mais diversas áreas do conhecimento humano. A referida teoria postula que:

a) As características adquiridas por um indivíduo ao longo da sua vida são transmitidas para seus descendentes e se acumulam ao longo das gerações, gerando novas espécies.

b) Apenas os indivíduos mais aptos para enfrentar as condições ambientais sobrevivem a cada geração e passam suas características para seus descendentes.

c) O ambiente influencia o maior ou o menor desenvolvimento de determinadas estruturas e órgãos de cada indivíduo, e essas alterações são transmitidas para seus descendentes, gerando novas espécies.

d) A permanência das características que tornam os indivíduos mais aptos às condições ambientais é favorecida ao longo das gerações sucessivas, tornando-as mais frequentes nas populações.

e) A sobrevivência dos mais aptos depende exclusivamente da capacidade reprodutiva de cada  espécie.

21. (UNESP) A figura abaixo apresenta uma proposta de relações evolutivas entre diferentes grupos de organismos.

21

Pode-se dizer que a presença de núcleo delimitado por membrana e a formação de tecidos verdadeiros apareceram, respectivamente, em:

a) 1 e 2.

b) 1 e 3.

c) 2 e 4.

d) 3 e 4.

e) 4 e 5.

22. (UNESP)No filme Espanta Tubarões (Estúdios DreamWorks, 2004), Lenny, um tubarão vegetariano que deseja a amizade dos outros peixes, disfarça-se em golfinho e consegue enganar até mesmo outros tubarões. No filme, a transformação não é muito difícil: Lenny coloca um focinho falso e um pouco de maquiagem. Embora o filme veicule uma série de incorreções biológicas, uma vez que se trata de uma fantasia, na biologia a semelhança fenotípica entre tubarões e golfinhos é explicada como resultado de um processo conhecido:

a) Camuflagem.

b) Mimetismo.

c) Divergência adaptativa.

d) Convergência adaptativa.

e) Homologia.

23.  (FUVEST)Em 2009, comemoram-se os 150 anos da publicação da obra A origem das espécies, de Charles Darwin. Pode-se afirmar que a história da biologia evolutiva iniciou-se com Darwin, porque ele:

a) Foi o primeiro cientista a propor um sistema de classificação para os seres vivos, que serviu de base para sua teoria evolutiva da sobrevivência dos mais aptos.

b) Provou, experimentalmente, que o ser humano descende dos macacos, num processo de seleção que privilegia os mais bem-adaptados.

c) Propôs um mecanismo para explicar a evolução das espécies, em que a variabilidade entre os indivíduos, relacionada à adaptação ao ambiente, influi nas chances de eles deixarem descendentes.

d) Demonstrou que mudanças no DNA, ou seja, mutações são fontes da variabilidade genética para a evolução das espécies por meio da seleção natural.

e) Foi o primeiro cientista a propor que as espécies não se extinguem, mas se transformam ao longo do tempo.

24. (PUC-MG) A evolução biológica poderia ser definida simplesmente como “descendência com modificação”. A hipótese básica da teoria evolucionista é que os organismos vivos de hoje são formas modificadas dos seus ancestrais, tendo sido selecionados por acaso ou por valor adaptativo. Assim a anatomia e a fisiologia comparadas podem fornecer evidências da evolução da vida na Terra. Sobre esse assunto, é incorreto afirmar:

a) Estruturas homólogas são aquelas que, apesar de desempenharem funções diferentes, apresentam estrutura semelhante e a mesma posição relativa no organismo, indicando mesma origem embriológica e ancestralidade comum.

b) Estruturas que desempenham função similar, mas têm origem embrionária e estrutura anatômica diferentes são produzidas por um processo de divergência adaptativa.

c) A deriva genética produz oscilação das frequências gênicas, principalmente em populações pequenas e isoladas, e independe da seleção natural.

d) Os ossos da asa dos pássaros, da pata dianteira do cavalo e da nadadeira da baleia são semelhantes e com mesma origem embrionária, tendo sido selecionados por divergência adaptativa.

25. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

POLUIÇÃO

A poluição atmosférica tem se mostrado nociva para os seres humanos e animais. Por um lado, pode reduzir o peso dos bebês quando as gestantes são expostas a níveis elevados de monóxido de carbono e partículas inaláveis no primeiro trimestre de gestação. Por outro lado, os anfíbios também têm sofrido os efeitos desses poluentes: a chuva ácida é uma ameaça para embriões e larvas. Outra ameaça são os clorofluorcarbonos, que permitem o aumento das radiações UV-B, retardando as taxas de crescimento e causando problemas em seu sistema imunológico.

Além disso, nas áreas agrícolas que usam extensivamente fertilizantes e inseticidas, tem-se observado um aumento de deformidades em rãs, sapos e salamandras.

Adaptado de Evangelina A. Vormittag. Diversidade de Impactos na Saúde Pública. Scientific American Brasil, ano 6, n. 74, julho/2008. p. 78 e de Carlos Roberto Fonseca et alli. Metamorfose Ambulante. Scientific American Brasil, ano 6, n. 72, maio/2008. p. 88.

Recém-nascidos com peso reduzido apresentam maior taxa de mortalidade, o que também é observado naqueles com peso aumentado em relação à média de peso na espécie humana. Isto indica que o peso ao nascer é uma característica sob seleção natural:

a) Direcional.

b) Disruptiva.

c) Purificadora.

d) Estabilizadora.

e) Somática.

26. (PUC-MG) Durante o período de 21 dias de desenvolvimento embrionário, ocorre variação da massa de um ovo de galinha, de 60 g para 51 g.

26

Analisando a figura acima e com base em seus conhecimentos sobre o mecanismo fisiológico em ovos, é incorreto afirmar:

a) O surgimento do ovo com casca possibilitou a conquista do ambiente terrestre.

b) A perda de água por evaporação pode ser compensada pelo processo de respiração celular.

c) As excretas nitrogenadas produzidas são retidas dentro do ovo.

d) A principal fonte de energia para o desenvolvimento embrionário encontra-se na clara.

27.  (UFPR) Apesar de bastante criticadas na época em que foram postuladas, as ideias propostas por Charles Darwin sobre o processo evolutivo dos seres vivos são hoje amplamente aceitas, uma vez que outras evidências colhidas corroboram a Teoria da Evolução. Assinale a alternativa que não expressa uma evidência dessa teoria.

a) O estudo dos fósseis ao longo dos tempos geológicos mostra um aumento da complexidade das formas de seres vivos.

b) As características apresentadas por sucessivas gerações, dentro de uma espécie, são herdadas das gerações antecessoras.

c) Algumas estruturas corporais desenvolvem-se quando muito utilizadas ou atrofiam-se quando não utilizadas, como por exemplo, a musculatura dos animais.

d) Quando se estudam os genomas, observa-se uma grande semelhança entre espécies muito próximas, como o homem e o chimpanzé.

e) O funcionamento bioquímico das células de todos os organismos é semelhante, sugerindo que todos tiveram um ancestral comum.

28. (CEFET-CE) “O meio ambiente cria a necessidade de uma determinada estrutura em um organismo. Este se esforça para responder a essa necessidade. Como resposta a esse esforço, há uma modificação na estrutura do organismo. Tal modificação é transmitida aos descendentes.”

O texto sintetiza as principais ideias relacionadas ao:

a) Fixismo.

b) Darwinismo.

c) Mendelismo.

d) Criacionismo.

e) Lamarckismo.

29. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

A ação de seres vivos como bactérias, fungos e leveduras na descontaminação ambiental é um processo químico chamado de biorremediação. A remediação também pode ser feita por algumas espécies de plantas. Essa técnica, chamada de fitorremediação, tem se revelado útil na remoção de metais pesados e poluentes orgânicos de solos e sedimentos contaminados.

(Adaptado de Discutindo Ciência. p. 34)

Pesquisas vêm sendo feitas na tentativa de retirar do solo, empregando fitorremediação, resíduos do herbicida tebuthiuron, que permanece no solo anos após a sua aplicação. Um pesquisador realizou experimentos com o objetivo de avaliar a capacidade de diversas espécies de plantas eliminarem tais resíduos, cultivando-as em vasos contendo diversas concentrações do herbicida. Dentre dez espécies testadas, duas conseguiram se desenvolver no solo contaminado. Nesses experimentos o herbicida atuou como agente:

a) De fitorremediação.

b) Indutor de mutações.

c) De seleção de espécies tolerantes.

d) De eliminação dos resíduos do solo.

e) De controle de ervas daninhas.

30. (UNICENTRO) Órgãos vestigiais identificados em muitas espécies animais constituem dados que subsidiam estudos da evolução porque:

a) Atuam nas novas gerações com funções diferentes.

b) Fortalecem a hipótese de que o uso e o desuso de um órgão aumentam ou diminuem, respectivamente, o seu tamanho.

c) Podem ser indicadores de ancestralidade comum entre espécies.

d) Permitem o estabelecimento de comparações entre as teorias de Darwin e de Lamarck.

e) Possibilitam o estabelecimento de relações idênticas entre as funções em organismos diferentes.

31. (UFTM)Algumas espécies de aves, como os patos, apresentam os pés palmados, nos quais os dedos estão interligados por uma membrana, o que lhes facilita a locomoção na água. De acordo com a teoria da evolução de Darwin, nas populações ancestrais desses animais, alguns indivíduos:

a) Foram condicionados a desenvolver essas estruturas para sobreviver, e foram favorecidos pela seleção natural.

b) Foram estimulados a sofrer mutações que resultassem na formação de membranas, estas lhes favoreceram no ambiente aquático, com isso permitindo a propagação dessa característica.

c) Nasceram com primórdios de membranas interdigitais, as quais lhes favoreceram no ambiente aquático, e nas gerações seguintes, conseguiram sobreviver sob pressão seletiva.

d) Sobreviveram graças à ocorrência de mutações direcionadas pelo esforço repetitivo na água.

e) Tiveram a sorte de desenvolver membranas interdigitais, devido à ocorrência de mutações induzidas pelo meio aquático.

32. (UFV) Considere as afirmativas abaixo, que apresentam conceitos relacionados ao processo evolutivo.

1. Denomina-se “seleção estabilizadora” o processo de seleção natural que reforça a tendência de favorecer a média dos indivíduos bem adaptados às condições ambientais, selecionando negativamente indivíduos que apresentam características extremas.

2. Quando uma população consegue se ajustar às mudanças ambientais ao longo de sucessivas gerações, transformando alguma característica do conjunto de indivíduos da população, considera-se que houve “adaptação evolutiva”.

3. Fala-se em “seleção direcional” quando ocorrem mudanças ambientais e um fenótipo antes desfavorável ou indiferente passa a ser favorecido, como pode ocorrer na seleção de linhagens de insetos resistentes a determinados inseticidas.

4. “Seleção disruptiva” é aquela que favorece os indivíduos portadores de características extremas, em relação a uma curva normal, enquanto os indivíduos médios levam desvantagem, o que conduz à diversificação da população.

Está correto o que se afirma em:

a) 1, 2, 3 e 4.

b) 1 e 4, apenas.

c) 1 e 3, apenas.

d) 2 e 4, apenas.

e) 1, 2 e 4, apenas.

33.  (UFOP) Em 1859, Charles Robert Darwin publicou seu livro mais famoso, “A Origem das Espécies”. Entre os conceitos considerados por Darwin para a elaboração de sua teoria sobre a evolução biológica das espécies, podemos citar:

I. Seleção natural.

II. Lei do uso e desuso.

III. Mutação.

IV. Adaptação ao meio.

Estão corretas as opções:

a) Somente I e III.

b) Somente I e IV.

c) Somente II e III.

d) Somente III e IV.

34. (PUC-PR) Na evolução animal, a conquista definitiva do ambiente terrestre ocorre:

a) Nos anfíbios, com a respiração pulmonar na fase adulta.

b) Nas aves, com a possibilidade do voo.

c) Nos répteis, com a formação do ovo terrestre.

d) Nos mamíferos marsupiais, com o desenvolvimento do marsúpio.

e) Nos placentários, com o desenvolvimento do útero.

35. (UNIVASF) Considerando diferentes hipóteses evolucionistas, analise as afirmações abaixo e as respectivas justificativas.

1. O GAFANHOTO É VERDE PORQUE VIVE NA GRAMA! Seguindo esse raciocínio, por viver na grama, o gafanhoto passa a produzir pigmentos verdes que o ajudam a se confundir com o ambiente, passando essa característica para os descendentes.

2. O GAFANHOTO VIVE NA GRAMA PORQUE É VERDE! Segundo esse raciocínio, por ser verde, o gafanhoto fica protegido dos predadores. Consequentemente, pode gerar descendentes, aos quais transfere suas características.

As afirmações 1 e 2 podem ser atribuídas, respectivamente, a:

a) Lamarck e Darwin.

b) Hardy-Weinberg e Lamarck.

c) Pasteur e Redi.

d) Spallanzani e Hooke.

e) Oparin e Miller.

36. (PUC-CAMINAS) Um pesquisador mantém, em laboratório, uma linhagem de gafanhotos com o terceiro par de pernas curtas. Na natureza, no entanto, animais adultos com esta característica nunca são encontrados pois:

a) Apenas no laboratório as pernas atrofiam por falta de uso.

b) Na natureza as pernas se desenvolvem pelo seu uso contínuo.

c) Mutações para perna sempre são reparadas.

d) Mutações nas pernas nunca ocorrem na natureza.

e) Mutantes com pernas curtas sofrem seleção.

37. (FGV-SP) Um pesquisador obteve várias sementes de uma mesma planta, sementes essas com diferentes pesos. Na figura abaixo, a curva 1 representa a distribuição de peso dessas sementes. Dentre essas sementes, as mais leves foram plantadas e originaram novas plantas cujas sementes eram, em média, mais leves que as da geração anterior. A curva 2 representa a distribuição de peso dessas novas sementes. O mesmo ocorreu com as sementes mais pesadas que, plantadas, originaram novas plantas cujas sementes eram, em média, mais pesadas que as da geração anterior, como representado na curva 3. O valor X, peso em g, é o mesmo nas três curvas.

37

Sabendo-se que o plantio das sementes e o desenvolvimento das novas plantas deram-se sob as mesmas condições ambientais (composição do solo, luz, temperatura e umidade), pode-se supor corretamente que a variação no peso das sementes é:

a) Geneticamente determinada. Se fosse determinada por fatores ambientais, as descendentes das sementes mais leves deveriam apresentar a mesma distribuição de peso das descendentes das sementes mais pesadas.

b) Geneticamente determinada. Se fosse determinada por fatores ambientais, as descendentes das sementes mais leves deveriam apresentar distribuição de peso indicando serem estas mais leves que as descendentes das sementes mais pesadas.

c) Geneticamente determinada. Se fosse determinada por fatores ambientais, as descendentes das sementes mais leves deveriam apresentar distribuição de peso indicando serem estas mais pesadas que as descendentes das sementes mais pesadas.

d) Devida a fatores ambientais. Se fosse geneticamente determinada, as descendentes das sementes mais leves deveriam apresentar a mesma distribuição de peso das descendentes das sementes mais pesadas.

e) Devida a fatores ambientais. Se fosse geneticamente determinada, as descendentes das sementes mais leves deveriam apresentar distribuição de peso indicando serem estas mais leves que as descendentes das sementes mais pesadas.

38. (UFC)Em muitos animais verificamos algumas estruturas semelhantes em sua anatomia ou função. Um exemplo disso são as asas das aves e dos insetos, ambas usadas para voo. Essas estruturas são conhecidas como:

a) Homólogas, assim como os pelos dos mamíferos e as penas das aves.

b) Homólogas, assim como as nadadeiras das baleias e dos tubarões.

c) Análogas, assim como as asas dos morcegos e o braço humano.

d) Análogas, assim como as patas anteriores do cão e do cavalo.

e) Análogas, assim como as patas dos caranguejos e dos répteis.

39. (FGV) “Assim, a forma do corpo e os membros em forma de barbatanas são caracteres puramente semelhantes quando se compara a baleia com os peixes, porque constituem, nas duas classes, uma adaptação especial em virtude do modo de locomoção aquática.”

(Charles Darwin, in “A origem das Espécies”)

No trecho acima, ao comparar os caracteres citados, Darwin está se referindo a uma situação hoje conhecida por:

a) Convergência adaptativa, resultante da ação da seleção natural em ambientes com as mesmas características.

b) Convergência adaptativa, resultante da ação da seleção natural em ambientes com características distintas.

c) Divergência adaptativa, resultante da ação da seleção natural em ambientes com as mesmas características.

d) Divergência adaptativa, resultante da ação da seleção natural em ambientes com características distintas.

e) Irradiação adaptativa, resultante da competição entre diferentes espécies em um dado ambiente.

40. (UFPR) O gráfico abaixo apresenta a variação da população de uma espécie de inseto considerada praga numa cultura. As setas indicam a aplicação de agrotóxico contra o inseto, sendo que a espessura da seta indica a quantidade de agrotóxico usada.

40

Sobre o comportamento da população de insetos e o uso de agrotóxico representados nesse gráfico, assinale a alternativa correta.

a) A primeira aplicação de agrotóxico não levou a uma imediata alteração da densidade de pragas, por isso houve nova aplicação de agrotóxico.

b) A terceira aplicação só teve sucesso na diminuição da praga porque a dose de inseticida foi maior que as duas primeiras.

c) A magnificação trófica no ecossistema está assegurada, pois a praga só será controlada com doses maiores de agrotóxico.

d) As aves que se alimentam de insetos mortos por agrotóxicos sofrem maior efeito do agrotóxico do que o predador dessas aves.

e) Na terceira aplicação, o agricultor resolveu aplicar maior quantidade de inseticida em função da segunda não ter surtido o efeito desejado, pois restaram os insetos resistentes àquela quantidade de inseticida.

41. (CEFET-SP) A filogenia de alguns animais é baseada nas diferenças entre as sequências dos aminoácidos na molécula da proteína citocromo C. O citocromo C é uma proteína presente em todos os seres vivos que fazem respiração aeróbica, sendo constituída por 104 aminoácidos encadeados. O percentual de cada tipo de aminoácido presente nessa proteína varia nas diferentes espécies de organismos e está relacionada com a proximidade evolutiva entre as espécies. Essa filogenia é coerente com a que foi obtida através do estudo dos fósseis. Pela análise da filogenia são feitas quatro afirmativas.

41

I. A proteína citocromo C do homem e a do macaco indica que eles são evolutivamente, parentes próximos.

II. O atum é evolutivamente mais parente do homem do que o canguru.

III. O pombo é evolutivamente mais parente do pato do que o porco.

IV. Todos os vertebrados tiveram um ancestral comum.

Em relação às frases, pode-se afirmar que:

a) Apenas I, II e IV são verdadeiras.

b) Apenas I, III e IV são verdadeiras.

c) Apenas II e III são verdadeiras.

d) Apenas III e IV são verdadeiras.

e) I, II, III e IV são verdadeiras.

42. (PUC-MG) O esquema abaixo apresenta três possíveis tipos de respostas (gráficos B, C e D) em termos da alteração na distribuição de frequência para o caráter coloração em uma espécie de caracol, decorrentes de três diferentes tipos de seleção natural: estabilizadora (B), direcional (C) e disruptiva (D). A distribuição das frequências na população original é apresentada no gráfico A. Em B, C e D as linhas pontilhadas representam a composição populacional inicial e as linhas contínuas, a composição final.

42

Com base no esquema e em seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a afirmativa incorreta.

a) Na seleção disruptiva, o tipo médio é reduzido com o objetivo de impedir a competição entre os tipos desviantes extremos.

b) Em B o aumento da pressão seletiva pode favorecer o tipo fenotípico médio, que é mais bem adaptado, em detrimento dos tipos desviantes.

c) O gráfico C pode refletir variações no meio ambiente e a seleção da camuflagem para se esconder de possíveis predadores.

d) A seleção natural está atuando sobre uma população original (gráfico A) mesmo quando não observamos alterações na distribuição das frequências fenotípicas.

43. (UNEMAT)

I. O ambiente provoca modificações no fenótipo, que não são transmitidas à descendência e, por isso, participam do processo evolutivo.

II. As consequências de mutações somáticas não são importantes em termos de evolução, já que não são transmitidas aos seus descendentes.

III. A mutação gênica faz surgir genes que não existiam em nossos ancestrais.

IV. Por meio das migrações é estabelecido um fluxo gênico que tende a diminuir as diferenças genéticas entre as populações da mesma espécie.

Analisando as afirmativas acima, assinale a alternativa correta.

a) Somente I, II e III são corretas.

b) Somente I, II e IV são corretas.

c) Somente II, III e IV são corretas.

d) Somente II e III são corretas.

e) Somente II e IV são corretas.

44. (UFU) Os braços humanos, as nadadeiras das baleias e as asas dos morcegos têm estruturas ósseas muito parecidas, sugerindo uma ancestralidade comum e as mesmas origens embriológicas. As asas das aves e as dos insetos são estruturas semelhantes quanto à função, mas têm origens evolutiva e embrionária diferentes. De acordo com os estudos relacionados com a biologia do desenvolvimento e com a evolução das espécies, marque a alternativa correta.

a) As asas dos morcegos e as asas dos insetos são órgãos análogos. O processo evolutivo responsável por essa analogia é a irradiação adaptativa.

b) Os braços humanos, as nadadeiras das baleias e as asas dos morcegos são órgãos análogos. O processo evolutivo responsável por essa homologia é a convergência adaptativa.

c) As asas dos morcegos e as asas dos insetos são órgãos homólogos. O processo evolutivo responsável por essa homologia é a convergência adaptativa.

d) Os braços humanos, as nadadeiras das baleias e as asas dos morcegos são órgãos homólogos. O processo evolutivo responsável por essa homologia é a irradiação adaptativa.

45. (CEFET-SP) Em fevereiro de 2006, arevista americana Fortune publicou uma matéria com o título de “Climate collapse, the Pentagon’s weather nigthmare” (Colapso climático, o pesadelo do Pentágono). Na matéria, o articulista David Stipp afirma, sobre as mudanças climáticas profundas que a Terra experimentará dentro de pouco tempo, que “há poucos anos tais mudanças pareciam ser sinais de possíveis problemas para nossos filhos e netos, mas hoje anunciam que pode não esperar convenientemente que já tenhamos passado à história”. Stipp ainda diz que, em menos de uma década, o clima do mundo pode virar “como uma canoa que se inclina pouco até emborcar de repente”. A previsão é que essa virada brusca ocorra entre os anos de 2.010 e 2.020. A reportagem faz um alerta porque:

a) As mudanças climáticas favorecem a evolução, pois somente os mais aptos sobrevivem.

b) Gerações futuras não serão afetadas pelas mudanças climáticas.

c) Havendo mutações, é possível direcionar a formação de novas espécies através da seleção natural.

d) Todos os habitantes da Terra desaparecerão, pois o clima tornará a sobrevivência das espécies impossível.

e) Essas mudanças climáticas podem ser direcionadas e suas consequências não afetará a vida no planeta.

46. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

Uma espécie de lagarto libera, de algumas glândulas, uma secreção que exala compostos (feromônios) atraentes para outros indivíduos da espécie.

(Adaptado de Pesquisa Fapesp. n. 135. Maio 2007. p. 37)

Essa espécie de lagarto ocorre desde a América Central até o sul da América do Sul. As diferentes populações são consideradas como pertencentes à mesma espécie porque:

a) São todas intercruzantes.

b) Ocorrem em habitats semelhantes.

c) Possuem glândulas nos mesmos locais do corpo.

d) Apresentam os mesmos feromônios.

e) São morfologicamente semelhantes.

47. (UFC)                            LEIA O TEXTO A SEGUIR.

O mamífero-símbolo da Idade do Gelo provavelmente tinha dois tipos de pelagem: castanho-escuro e loiro. A inferência vem diretamente do DNA do mamute-lanoso (Mammuthus primigenius), de exemplares mortos há 43 mil anos na Sibéria. É uma das primeiras vezes em que os genes de um animal extinto dão pistas sobre características suas em vida. Mamutes podem ter tido pelo “loiro”, sugere análise de DNA.

                                         Folha de São Paulo, 07/07/2006.

Em relação às características genéticas desse mamífero, é possível afirmar corretamente que:

a) Seus genes estavam dispostos em cromossomos circulares.

b) Seu DNA era composto por bases nitrogenadas, ribose e fosfato.

c) Seus genes estavam organizados nos plasmídeos.

d) Suas moléculas de DNA apresentavam estrutura helicoidal.

e) Seus genes para o tipo de pelagem localizavam-se no DNA mitocondrial.

48. (UFPB) O quadro, a seguir, apresenta duas colunas: a primeira contém frases incompletas relativas à Teoria Moderna da Evolução, e a segunda apresenta duas opções de complemento para cada frase. Complete-as corretamente:

1ª Coluna

2ª Coluna

I

Uma importante consequência do fenômeno de mutação é a… 1. limitação da diversidade biológica.2. criação de novas variantes de seres vivos.

II

A variabilidade genética é gerada pela… 3. mutação gênica e pela recombinação gênica.4. seleção natural.

III

A força responsável pelo direcionamento do processo evolutivo é a… 5. recombinação gênica.6. seleção natural.

As frases I, II e III são complementadas, respectivamente, pelas opções identificadas pelos números:

a) 1, 4, 5.

b) 2, 3, 6.

c) 2, 3, 5.

d) 1, 3, 5.

e) 1, 4, 6.

49. (UFAC) Assinale a alternativa correta após associar as colunas, de cima para baixo.

1. O desenvolvimento ou a atrofia de estruturas como consequência de seu uso ou desuso resulta como uma característica hereditária.

2. Asobrevivência dos seres vivos mais adaptados permite que esses evoluam no decorrer do tempo.

3. Mutações e recombinações genéticas produzem a variabilidade dos seres vivos.

(   ) Neodarwinismo.

(   ) Darwinismo.

(   ) Lamarckismo.

a) 1, 2, 3.

b) 1, 3, 2.

c) 2, 1, 3.

d) 2, 3, 1.

e) 3, 2, 1.

50. (PUC-CAMPINAS) A enguia elétrica ou poraquê (Eletrophorus eletricus), peixe da região amazônica, tem eletroplacas. Essas eletroplacas podem gerar uma tensão de até 600V e uma corrente de 2,0A, em pulsos que duram cerca de 3,0 milésimos de segundo, descarga suficiente para atordoar uma pessoa e matar pequenos animais.

(Adaptado de Alberto Gaspar. Física. v. 3. São Paulo: Ática, p. 135)

Se uma população de Eletrophorus eletricus ficar isolada por muito tempo, a ponto de não mais gerar descendentes férteis com a população original, ocorrerá:

a) Uma nova espécie de Eletrophorus eletricus.

b) Um novo gênero de eletricus.

c) Uma nova espécie do gênero Eletrophorus.

d) Uma raça de Eletrophorus eletricus.

e) Um novo gênero de Eletrophorus eletricus.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

D

C

E

VFFFF

B

A

C

D

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

D

A

A

VVVFF

E

B

A

B

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

D

C

B

D

D

C

E

C

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

A

B

C

A

E

A

E

A

E

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

B

A

D

D

A

A

D

B

E

C

About these ads

Responses

  1. A número 24 não seria letra B ?

    • Caro Roger
      Você tem razão. Houve erro na digitação do gabarito. A alternativa incorreta é a B. Veja explicação abaixo.
      “b) Estruturas que desempenham função similar, mas têm origem embrionária e estrutura anatômica diferentes são produzidas por um processo de divergência adaptativa.”
      - Estruturas que possuem origem embrionária diferente, não têm características anatômicas comuns, mas desempenham a mesma função são denominadas análogas. É o caso, por exemplo, das asas dos insetos e das aves, que, embora sejam especializadas para o voo, possuem origens embrionárias totalmente distintas. Essas estruturas surgiram em momentos diferentes da história evolutiva desses grupos e a partir de ancestrais diferentes, sendo semelhantes apenas porque exercem a mesma função, mas não resultam de um mesmo ancestral. As estruturas análogas não se constituem, portanto, uma prova de grau de parentesco e são usadas como evidências de processos adaptativos convergentes. Não são, portanto, produzidas por um processo de divergência adaptativa, como consta na alternativa B.
      Um forte abraço
      Djalma Santos

      • Obrigado prof Djalma Santos !
        Teu site é ótimo , ajuda muito .
        Grande abraço

      • Prezado Roger
        Obrigado pelo comentário. “Use e abuse” do nosso blog.
        Sucesso
        Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 205 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: