Publicado por: Djalma Santos | 7 de outubro de 2011

Testes de respiração celular (3/3)

01. (OBJETIVO-SP) Em quatro frascos iguais, foi colocada a mesma quantidade de suco de uva. No frasco I, foi acrescentado fermento biológico granulado; em II, fermento triturado; em III, fermento fervido; em IV, extrato de fermento e cianeto de potássio. Os quatro frascos foram ligados a manômetros e a taxa de respiração foi medida em várias temperaturas. Dos gráficos abaixo, o que apresenta as curvas esperadas para a relação temperatura–respiração, na situação descrita, é:

01

02. (UFTM) Um meio de cultura contendo proteínas, lipídios, glicose e amido recebeu uma espécie de fungo unicelular, geneticamente modificado. Ao longo de alguns dias, foram medidas as taxas das substâncias contidas na cultura, além do gás CO2 produzido. Os resultados foram expressos no gráfico.

02

A partir da análise do gráfico, foram feitas as seguintes afirmações.

I. O fungo realizou a respiração celular ou a fermentação.

II. A glicose foi absorvida e utilizada como combustível celular.

III. O fungo apresentava genes capazes de produzir amilases e proteases, que foram secretadas no meio.

IV. As células do fungo secretaram lipases no meio de cultura.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) II.

b) IV.

c) I e III.

d) II e III.

e) I, II e IV.

03. (OBJETIVO-SP) No Brasil, o processo utilizado para se obter álcool etílico (etanol) é a fermentação de hidratos de carbono (provenientes da cana-de-açúcar). O esquema abaixo representa tal processo.

03

Com base na informação e no esquema apresentados e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

a) O principal monossacarídeo presente na garapa (caldo de cana) é o C12H22O11 (sacarose).

b) A fermentação do melaço é provocada por catalisadores biológicos, produzidos por microrganismos (leveduras).

c) Das reações enzimáticas a seguir, somente a 1a é a que caracteriza a fermentação.

03B

d) Etanol 96°GL (96 graus Gay-Lussac) é uma mistura contendo 96% de água e 4% de etanol.

e) Glicose e frutose são isômeros, pois apresentam fórmula molecular diferente.

04. (ANGLO-SP) As características dos vinhos dependem do grau de maturação das uvas nas parreiras porque as concentrações de diversas substâncias da composição das uvas variam à medida que as uvas vão amadurecendo. O gráfico a seguir mostra a variação da concentração de três substâncias presentes em uvas, em função do tempo.

04

O teor alcoólico do vinho deve-se à fermentação dos açúcares do suco da uva. Por sua vez, a acidez do vinho produzido é proporcional à concentração dos ácidos tartárico e málico. Considerando-se as diferentes características desejadas, as uvas podem ser colhidas:

a) Mais cedo, para a obtenção de vinhos menos ácidos e menos alcoólicos.

b) Mais cedo, para a obtenção de vinhos mais ácidos e mais alcoólicos.

c) Mais tarde, para a obtenção de vinhos mais alcoólicos e menos ácidos.

d) Mais cedo e ser fermentadas por mais tempo, para a obtenção de vinhos mais alcoólicos.

e) Mais tarde e ser fermentadas por menos tempo, para a obtenção de vinhos menos alcoólicos.

05. (UESPI)Observe o conjunto de reações que ocorrem dentro da célula, conforme esquema abaixo, e assinale a alternativa correta.

05

a) Os compostos 1, 2 e 3 produzem quantidade de ATP semelhante por equivalente-grama.

b) A célula está realizando respiração anaeróbica.

c) Gás carbônico e oxigênio são os produtos finais do metabolismo.

d) Os polissacarídeos estruturais são as mais ricas fontes energéticas da célula.

e) A degradação proteica produz aminas com odores fétidos no organismo em putrefação.

06. (UNIRIO) “Além do ácido láctico, as bactérias geram vários produtos importantes através da fermentação. O queijo suíço, por exemplo, é fabricado pela fermentação de uma bactéria que forma ácido propiônico e gás carbônico. Esse gás forma as bolhas que se transformam nos famosos buracos do queijo suíço. Outra bactéria forma ácido acético, fermentando a sidra (vinho da maçã) ou vinho da uva, produzindo vinagre. O ranço da manteiga se deve ao ácido butírico, que também é produto da fermentação de bactérias. O álcool usado como combustível e como solvente, além de outros solventes como a acetona e o álcool isopropílico, também é produto da fermentação.”

                       (Linhares, Sérgio e Gewandsnajder, Fernando. “Biologia Hoje”. São Paulo, Editora Ática, 1997. Volume 1 pág. 166).

A origem dos diversos resíduos da fermentação, como os citados no texto, depende da:

a) Variação de temperatura em que ocorrem as reações do processo.

b) Quantidade de energia produzida na forma de ATP ao longo da reação.

c) Forma de devolução dos hidrogênios capturados pelo NAD ao ácido pirúvico.

d) Natureza química da molécula utilizada como matéria-prima na reação.

e) Disponibilidade de água como aceptor final de hidrogênios.

07. (UNICENTRO) A equação que ocorre em organismos vivos e libera maior quantidade de energia é:

a) C6H12O6 + 6O2  → 6CO2 + 6H2O

b) 6CO2 + 12H2O  → C6H12O6 + 6H2O +6O2

c) C6H12O6  → 2C3H5OOOH

d) C6H12O6  → 2C2H5OH + 2CO2

e) C6H12O6 → 2C3H6O3

08. (FURG) As células executam várias funções. Como exemplos, podemos citar: a movimentação, produção de proteínas e lipídios, armazenamento e transporte de macromoléculas. Para que essas ações ocorram, é necessário energia. Quanto ao metabolismo energético, assinale a alternativa correta.

a) A respiração aeróbica é o processo em que ocorre síntese de ATP e o aceptor final de elétrons na cadeia respiratória é o O2.

b) A respiração anaeróbica somente ocorre em seres procariontes, e a respiração aeróbica, em seres eucariontes.

c) A fotossíntese é realizada pelos seres clorofilados. Nesse processo, o O2 e a H2O são utilizados para síntese de carboidratos, sendo formado ao final do processo CO2 que é liberado para o ambiente.

d) A fermentação é o processo aeróbico de síntese de ATP, em que o O2 é utilizado como principal aceptor final de hidrogênios.

e) A quimiossíntese ocorre nas ferrobactérias que utilizam a energia química proveniente da oxidação de amônia ou nitritos para a síntese de matéria orgânica.

09. (UFGD) As últimas Olimpíadas ficaram marcadas pelos sucessivos recordes alcançados em todas as áreas. O aumento gradativo do rendimento dos atletas mostrou claramente maior preparo físico. O sucesso deles está ligado à ciência e à tecnologia, que têm sido importantes aliadas na obtenção de melhores desempenhos. Fisiologistas esportivos num centro de treinamento olímpico monitoram os atletas para determinar a partir de que ponto seus músculos entram em processo de fadiga muscular. Eles fazem essa análise sob condições _______ e investigando o aumento, nos músculos, de _______. Assinale a alternativa que apresenta, pela ordem, informações adequadas para o preenchimento das lacunas.

a) aeróbicas e ácido láctico.

b) anaeróbicas e ácido acético.

c) anaeróbicas e ATP.

d) aeróbicas e ATP.

e) aneróbicas e ácido láctico.

10. (FUVEST) Considere os átomos de carbono de uma molécula de amido armazenada na semente de uma árvore. O carbono volta ao ambiente, na forma inorgânica, se o amido for:

a) Usado diretamente como substrato da respiração pelo embrião da planta ou por um herbívoro.

b) Digerido e a glicose resultante for usada na respiração pelo embrião da planta ou por um herbívoro.

c) Digerido pelo embrião da planta e a glicose resultante for usada como substrato da fotossíntese.

d) Digerido por um herbívoro e a glicose resultante for usada na síntese de substâncias de reserva.

e) Usado diretamente como substrato da fotossíntese pelo embrião da planta.

11. (UESPI)A realização de trabalho pela célula depende da energia “gerada” com as reações químicas do metabolismo. Sobre esse assunto, observe a tabela abaixo e aponte a correlação correta:

a

NAD e FAD Aceptores de elétrons da cadeia respiratória

b

Ácido pirúvico Produto final do ciclo de Krebs

c

Cristas mitocondriais Local onde ocorre a glicólise

d

Oxigênio Produto final da respiração aeróbica

e

2 ATPs Saldo energético da fermentação lática

12. (UEMS) A glicólise e o ciclo de Krebs funcionam em nosso corpo como uma encruzilhada metabólica, possibilitando que nossas células convertam algumas moléculas em outras à medida que o nosso corpo tenha necessidade. Em que locais ocorrem a glicólise e o ciclo de Krebs, respectivamente?

a) Nos cloroplastos e mitocôndria.

b) No citosol e no interior da mitocôndria.

c) No retículo endoplasmático e na mitocôndria.

d) No interior da mitocôndria.

e) No citosol e no cloroplasto.

13. Alguns processos industriais resultam da atividade fermentativa de microrganismos. Com relação a esse processo biológico, é incorreto afirmar que:

a) Na produção de iogurte, coalhadas e queijo, a lactose é fermentada por microrganismos, originando o ácido lático.

b) Na produção de vinhos, as leveduras presentes nas cascas das frutas convertem a glicose e a frutose em etanol.

c) Na produção do álcool etílico, utilizado como combustível, os açúcares da cana-de-açúcar são fermentados aerobicamente.

d) Na produção de pães, a fermentação do amido presente no trigo produz etanol e libera CO2, o que faz a massa crescer.

14. (CEFET-CE) Na respiração, o aceptor final de hidrogênio é o(a):

a) Água.

b) Oxigênio.

c) Dióxido de carbono.

d) NAD.

e) FAD.

15. Antes das viagens para locais de grandes altitudes é aconselhável que o passageiro descanse ao menos 24 horas, sem fazer muito esforço físico, pois a pressão parcial do oxigênio diminui nessas regiões provocando:

I. Falta de ar e cansaço, até que o organismo se adapte.

II. Aumento do número de glóbulos vermelhos na circulação.

III. Elevação da temperatura corporal para compensar os gastos energéticos.

Está correto o apresentado em:

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e II, apenas.

e) I, II e III.

16. (UFV) O etanol é um dos principais biocombustíveis no Brasil, sendo produzido a partir da fermentação alcoólica da cana-de-açúcar pela levedura Saccharomyces cerevisiae. Em relação a esses organismos assinale a afirmativa incorreta.

a) A levedura possui mitocôndrias, mas essas organelas não participam da fermentação alcoólica, pois é um processo anaeróbico.

b) A levedura envolvida na fermentação é um organismo procarionte, pois não apresenta núcleo individualizado.

c) A levedura envolvida na fermentação pertence ao reino Fungi, que inclui tanto organismos unicelulares quanto pluricelulares.

d) A levedura realiza a fermentação alcoólica para obtenção de energia, cujo subproduto do processo é o etanol.

17. (PUC-RIO) O fermento biológico usado na fabricação de pães provoca o aumento do volume da massa como consequência da produção de:

a) CO2, a partir da água acrescentada à massa do pão.

b) CO2, a partir da fermentação do açúcar acrescentado à massa do pão.

c) O2, a partir da fermentação do amido existente na farinha do pão.

d) N2, a partir da fermentação do açúcar acrescentado à massa do pão.

e) O2, a partir da respiração do açúcar acrescentado à massa do pão.

18. O metabolito que faz a ligação entre a glicose e o ciclo de Krebs é:

a) Oxaloacetato.

b) Ácido pirúvico.

c) Acetil-COA.

d) Citrato.

d) a-cetoglutarato.

19. (CESGRANRIO) Em relação às etapas da respiração, provavelmente a glicólise foi a primeira a surgir porque:

a) É a etapa mais rica na produção de ATP.

b) O O2 é fundamental para que todo o processo ocorra.

c) A maioria dos seres depende de O2 livre.

d) Os organismos primitivos devem ter surgido em atmosfera sem O2.

e) A produção de ATP não se faz sem a molécula de O2.

20.  A respiração celular é o processo pelo qual a energia contida nos alimentos é gradualmente transferida para moléculas de ATP que serão utilizadas em todas as reações celulares ou orgânicas que requerem energia. Sobre a respiração é correto afirmar que:

a) A glicose é totalmente degradada durante a glicólise.

b) A formação de ATP ocorre somente dentro da mitocôndria.

c) Na respiração anaeróbia não existem aceptores de elétrons.

d) No ciclo de Krebs não ocorre liberação de CO2.

e) Na respiração aeróbia o oxigênio é utilizado como aceptor final de hidrogênios formando água.

21. (ANGLO-SP)A fermentação é um processo biológico mais ou menos universal, que permite a obtenção de energia pelos organismos em condições anaeróbias. Conhecida desde a Antiguidade, a fermentação alcoólica é utilizada pelo homem para a produção de pães e de bebidas fermentadas, como o vinho. No caso do vinho, um fungo microscópico, o Saccharomyces cerevisiae, transforma o açúcar da uva em gás carbônico e álcool. Os vinhos têm geralmente uma taxa de 13% de álcool. A partir de certa concentração, no entanto, o próprio álcool acaba se tornando tóxico para o fungo, que não sobrevive. Na região do Porto, em Portugal, célebre pelos vinhos que produz, costuma-se interromper a fermentação num certo estágio, acrescentando ao vinho uma aguardente vínica, produto rico em álcool etílico. O vinho assim obtido, quando comparado ao vinho que sofreu fermentação normal, é:

a) Mais doce, com menor teor de álcool.

b) Mais doce, com teor alcoólico maior.

c) Menos doce, com maior teor de álcool.

d) Menos doce, com menor teor de álcool.

e) Mais doce, com igual teor alcoólico.

22. (UEG) Os princípios básicos envolvidos na fabricação de vinho são simples. Depois de esmagadas as uvas devidamente amadurecidas, obtém-se um suco fresco chamado mosto, que é rico em açúcares, constituindo-se em um excelente meio de cultivo para determinados microrganismos. Sobre esse assunto, julgue as proposições a seguir:

I. A fermentação do suco de uva deve ocorrer essencialmente na presença de O2 para inibir o desenvolvimento das leveduras do gênero Saccharomyces.

II. O tipo de fermentação, lática ou alcoólica, pode interferir na qualidade final do produto.

III. No processo de fabricação do vinho, os fungos fermentam os açúcares para obter energia, liberando gás carbônico e álcool etílico.

Marque a proposição correta.

a) Apenas a proposição I é verdadeira.

b) Apenas a proposição II é verdadeira.

c) Apenas a proposição III é verdadeira.

d) Apenas as proposições I e II são verdadeiras.

e) Apenas as proposições II e III são verdadeiras.

23. (FATEC) Observe os esquemas a seguir:

23

Assinale a alternativa que explica corretamente a diferença de rendimento energético entre os processos 1 e 2.

a) O processo 1 pode ser uma das etapas da fotossíntese, produzindo álcool etílico, enquanto que o processo 2 é a respiração aeróbica e libera muita energia na forma de ATP.

b) O processo 1 pode ser uma das etapas da respiração aeróbica, produzindo álcool etílico, enquanto o processo 2 é a fotossíntese e libera muita energia na forma de ATP.

c) O processo 1 é anaeróbico, e parte da energia fica no álcool etílico, enquanto o processo 2 é aeróbico, e a energia vem da glicose decomposta em água e gás carbônico.

d) O processo 1 é aeróbico, e parte da energia fica no álcool etílico, enquanto que o processo 2 é anaeróbico, e a energia vem da degradação da glicose em água e gás carbônico.

e) O processo 1 é um tipo de fermentação com baixa produção de ATP, ficando a energia no gás carbônico liberado, enquanto que o processo 2 é uma fermentação completa, liberando energia na forma de 38 ATP.

24. (CESGRANRIO)          LEIA AS INFORMAÇÕES (FOLHA, 06.08.98):

-6000 a.C.: babilônios e sumérios utilizam lêvedo para produzir cerveja.

-4000 a.C.: egípcios descobrem como fazer pão fermentado.

- Ainda na Antiguidade: transformação do leite em iogurte e uso de mofo na elaboração de queijo.

As informações contidas no artigo anterior envolvem um processo biológico fundamental para os seres vivos que o realizam. Todas as opções apresentam conceitos corretos sobre esse processo, exceto uma. Assinale-a:

a) Na fabricação de iogurte e queijo o produto formado é o ácido láctico.

b) Na fabricação de cerveja e pão os produtos formandos são etanol e gás carbônico.

c) Nesse processo a molécula orgânica utilizada é degradada a ácido pirúvico.

d) O saldo energético obtido nos dois processos é de 2 ATP.

e) Os seres que realizam esse processo objetivam conseguir matéria-prima para sua nutrição.

25. (UFJF) No esquema abaixo os algarismos I e II indicam, respectivamente:

25

a) Fermentação e respiração.

b) Respiração e fotossíntese.

c) Fotossíntese e respiração.

d) Respiração e quimiossíntese.

e) Quimiossíntese e fermentação.

26. (UNIP-SP) A partir da glicose, os processos de respiração celular levam à formação de gás carbônico e água com liberação de energia. Essa transformação decorre da ação de uma cadeia representada no esquema abaixo.

26

Os números 1, 2 e 3, representam, respectivamente:

a) Glicólise, cadeia respiratória, ciclo de Krebs.

b) Glicólise, ciclo de Krebs, cadeia respiratória.

b) Ciclo de Krebs, glicólise, cadeia respiratória.

d) Cadeia respiratória, ciclo de Krebs, glicólise.

e) Ciclo de Krebs, cadeia respiratória, glicólise.

27. (CESGRANRIO) Indique a alternativa correta para o fenômeno apresentado, abaixo, de forma muito simplificada.

27

FENÔMENO

CARACTERÍSTICA

a

Respiração celular

se realiza em presença de CO2

b

Fermentação bacteriana

produz pouco açúcar

c

Fermentação alcoólica

produção baixa de ATP

d

Respiração aeróbica

mais eficiente em produzir ATP

e

Fermentação lática

degradação completa da glicose

28. (UFOP)O esquema abaixo resume reações químicas que podem ocorrer no metabolismo celular:

28

Com relação aos processos em questão, assinale a afirmativa correta:

a) A etapa 2 torna-se mais intensa no músculo esquelético durante atividade física, pois produz, por mol de ácido pirúvico transformado, mais energia na forma de ATP do que a etapa 3.

b) A etapa 2 é extracelular e ocorre sem participação de enzimas.

c) A etapa 3 ocorre em todas as células do corpo humano e representa a respiração celular.

d) Há participação de enzimas na etapa 1 e essa só ocorre na presença de oxigênio.

e) A etapa 2 torna-se mais intensa quando não há oxigênio suficiente para manter a etapa 3.

29. Qual das alternativas abaixo indica corretamente os compartimentos de uma célula eucariótica onde ocorrem as etapas da respiração celular: ciclo de Krebs, glicólise e fosforilação oxidativa.

CICLO DE KREBS

GLICÓLISE

FOSFORILAÇÃO OXIDATIVA

a

Citosol

Mitocôndria

Citosol

b

Mitocôndria

Citosol

Citosol

c

Mitocôndria

Citosol

Mitocôndria

d

Mitocôndria

Mitocôndria

Mitocôndria

30. Que etapa metabólica ocorre tanto na respiração celular quanto na fermentação?

a) Transformação do ácido pirúvico em ácido láctico.

b) Produção de ATP por fosforilação oxidativa.

c) Ciclo de Krebs.

d) Glicólise.

e) Conversão do ácido pirúvico em acetil-coenzima A.

31. (UNIFOR) O esquema abaixo mostra de modo simplificado um tipo de reação celular metabólica.

31

O processo representado é:

a) Respiração anaeróbica.

b) Respiração aeróbica.

c) Quimiossíntese.

d) Fotossíntese.

e) Glicólise.

32. (UA-AM) Na reação biológica abaixo:

C6H12O6 + 6 O2 → 6 H2O + 6 CO2 + energia

Considerando, para a glicose, o quociente respiratório (QR) como igual a 1 (QR = 1)

Na metabolizaçao do ácido málico, temos a seguinte reação biológica:

C4H6O5 + 3 O2 → 3 H2O + 4 CO2 + energia

Nesse caso, podemos considerar o QR do ácido málico como igual a:

a) 0,75.

b) 1.

c) 1,33.

d) 2.

e) 0,5.

33. (PUC-SP) Considere as seguintes etapas do processo respiratório no homem:

I. Produção de ATP nas mitocôndrias.

II. Ocorrência de hematose no nível dos alvéolos.

III. Transporte de oxigênio aos tecidos pelas hemácias.

A ordem em que essas etapas se realizam, a partir do momento em que um indivíduo inspira o ar do ambiente, é:

a) I II III.

b) II I III.

c) II III – I.

d) III I II.

e) III II I.

34. (UFMG) Uma receita de pão caseiro utiliza farinha, leite, manteiga, ovos, sal, açúcar e fermento. Esses ingredientes são misturados e sovados e formam a massa que é colocada para “descansar”. A seguir, uma bolinha dessa massa é colocada num copo com água e vai ao fundo. Depois de algum tempo, a bolinha sobe à superfície do copo, indicando que a massa está pronta para ser levada ao forno. Com relação à receita é correto afirmar que:

a) A farinha é constituída de polissacarídeos, utilizados diretamente na fermentação.

b) A manteiga e os ovos são os principais alimentos para os microrganismos do fermento.

c) A subida da bolinha à superfície do copo se deve à respiração anaeróbica.

d) Os microrganismos do fermento são protozoários aeróbicos.

35. (UMC-SP) Medidas feitas em uma célula nervosa mostraram significativas variações na concentração dos íons sódio no interior e no exterior da célula. Essa diferença é mantida à custa do transporte ativo de íons através da membrana. Essa célula foi, então, tratada com uma determinada substância que faz com que as concentrações intracelular e a extracelular se igualem após alguns minutos. Essa substância é provavelmente:

a) Um inibidor de transcrição.

b) Um inibidor de mitose.

c) Um inibidor de tradução.

d) Um inibidor de cadeia respiratória.

e) Um inibidor de crescimento celular.

36. (IFMG) Assinale a alternativa que completa corretamente a tabela a seguir.

RESPIRAÇÃO AERÓBICA DE EUCARIONTES

Etapa

Localização

Evento

Glicólise

1

Formação de ácido pirúvico

2

Matriz mitocondrial

Formação de CO2

Cadeia Respiratória

Crista mitocondrial

3

a) 1 – Citosol; 2 – Ciclo de Krebs; 3 – Formação de H2O.

b) 1 – Membrana Plasmática; 2 – Ciclo de Krebs; 3 – Formação de H2O.

c) 1 – Citosol; 2 – Ciclo da Ornitina; 3 – Fermentação.

d) 1 – Núcleo; 2 – Ciclo da Ornitina; 3 – Fermentação.

37. (IFSudeste-MG) Sobre a obtenção de energia nos seres vivos, marque a alternativa incorreta.

a) Entre os seres vivos, há grupos de organismos que podem realizar respiração aeróbica e anaeróbica, dependendo do ambiente.

b) Os vegetais verdes, mesmo sendo autótrofos por possuírem cloroplastos, realizam a respiração.

c) Há compostos energéticos utilizados na célula viva que possuem fósforo nas moléculas.

d) Nos eucariotos, as organelas responsáveis pela síntese de moléculas energéticas, ou pelo uso dessas moléculas na respiração aeróbica, também possuem a capacidade de se autoduplicar.

e) Todas as partes vegetais possuem cloroplastos ativos que produzem alimentos.

38. (UFV) A “produção” de energia pela fermentação nas células eucarióticas ocorre:

a) Nas mitocôndrias, sem consumo de oxigênio.

b) No hialoplasma, sem consumo de oxigênio.

c) No hialoplasma, com consumo de oxigênio.

d) Nas mitocôndrias, com consumo de oxigênio.

39. (UEPG) A cãibra é a contração abrupta, vigorosa, involuntária e dolorosa de um músculo, podendo ocorrer no exercício físico ouem repouso. Noque se refere ao procedimento correto, em caso de uma manifestação de cãibra no momento da realização de atividade física, assinale a alternativa correta.

a) Promover o alongamento do músculo atingido, massageando o local.

b) Aumentar a intensidade da atividade física até que a contração termine.

c) Aumentar o volume da atividade física até que a dor termine.

d) Promover a flexão do músculo atingido.

e) Aplicar gelo no local.

40. (FGV-SP) Sovar a massa do pão significa amassá-la vigorosamente, batê-la contra o tampo de uma mesa até que fique bem compactada. Segundo os cozinheiros, se a massa não for bem sovada, o pão “desanda”, não “cresce”. Esse procedimento justifica-se, pois permite a mistura adequada dos ingredientes:

a) Entre os quais leveduras aeróbicas estritas que, misturadas à massa, realizam respiração aeróbica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e água. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

b) Entre os quais bactérias fermentadoras que, misturadas à massa, realizam fermentação láctica, convertendo a lactose do leite da receita em CO2 e ácido lático. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

c) Entre os quais leveduras aeróbicas facultativas que, misturadas à massa, realizam respiração aeróbica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e água. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

d) Além de propiciar um ambiente anaeróbico adequado para as leveduras anaeróbicas facultativas realizarem fermentação alcoólica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e álcool. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

e) Além de incorporar à massa o ar atmosférico. Nesse ambiente aeróbico, leveduras aeróbicas estritas realizam fermentação alcoólica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e álcool. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

41. (FEI-SP) A respiração, que se processa em três etapas (glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória), é um processo de liberação de energia através da quebra de complexas moléculas orgânicas. Das afirmativas abaixo, relacionadas à respiração, indique a que esteja correta:

a) Na glicólise há conversão do ácido pirúvico em compostos intermediários, H2O e CO2.

b) Na cadeia respiratória há transporte de hidrogênio com formação do ácido pirúvico.

c) No ciclo de Krebs há transporte de hidrogênio, consumo de oxigênio molecular e produção de água.

d) Na glicólise há conversão de glicose em ácido pirúvico.

e) No ciclo de Krebs há conversão de glicose em ácido pirúvico.

42. (PUC-RS) Na figura abaixo, que representa esquematicamente a respiração aeróbica de uma célula, os retângulos em branco são preenchidos corretamente com o nome das seguintes substâncias:

42

a) Água, ATP, gás carbônico.

b) Monóxido de carbono, ADP, oxigênio.

c) Glicose, ATP, oxigênio.

d) Água, ATP, glicose.

e) Monóxido de carbono, ADP, glicose.

43. (FUVEST) Nas plantas, a respiração ocorre:

a) Somente nos tecidos em crescimento.

b) Somente em células que não estão realizando fotossíntese.

c) Somente nas células das folhas.

d) Em todas as células vivas, apenas durante a noite.

e) Em todas as células vivas, dia e noite.

44. Em uma aula prática de Biologia, foi montado o seguinte experimento, para demonstrar um fenômeno biológico:

44

Verificou-se, no recipiente C, a formação de um precipitado de cor esbranquiçada, depois de um intenso borbulhamento de gás no recipiente B. O indicador de pH empregado tem os seguintes pontos de viragem:

meio ácido: cor amarela

meio neutro: cor verde

meio básico: cor azul

Qual deveria ser, durante a formação do precipitado no recipiente C, a coloração do indicador no recipiente A e qual foi o fenômeno responsável por essas observações?

a) Azul; respiração.

b) Verde; digestão.

c) Amarelo; fermentação.

d) Verde; fotossíntese.

e) Azul; fermentação.

45. (MACK) A respeito da equação abaixo, que representa uma das etapas da “produção” de energia em uma célula, é correto afirmar que:

45a) Essa etapa ocorre no citoplasma das células, tanto em processos aeróbicos como anaeróbicos.

b) Trata-se da cadeia respiratória.

c) A produção aeróbica de ATP, na etapa seguinte a esta, não depende da existência de mitocôndria.

d) Nessa etapa ocorre a maior “produção” de energia.

e) Se o ácido pirúvico se depositar em células musculares, ocorre o fenômeno conhecido como fadiga muscular.

46. (CESGRANRIO) Escolha o esquema que representa um experimento para identificar o gás carbônico que se desprende na fermentação do açúcar pela levedura.

46

47. (PUC-SP) Pela análise do esquema, prevê-se que a energia pode ser obtida por um organismo:

47

a) Somente a partir de açúcares.

b) Somente a partir de proteínas.

c) Somente a partir de gorduras.

d) A partir de açúcares, proteínas e gorduras.

e) A partir de substâncias inorgânicas.

48. (PUC-SP) O processo abaixo esquematizado representa:

48

a) Fermentação e é realizada por células musculares.

b) Fermentação e é realizada por lêvedos.

c) Respiração aeróbica e é realizada por plantas e animais em geral.

d) Glicólise e é realizada por animais em geral.

e) Quimiossíntese e é realizada por bactérias.

49. (UFMG) Analise experimento a seguir:

49

Considerando-se o resultado desse experimento, é correto afirmar que:

a) Os ratos produzem dióxido de carbono quando absorvem oxigênio.

b) A troca de gases aumenta quando é maior a produção de energia.

c) A água resultante do metabolismo da glicose é produto de oxidação.

d) O C carbono do CO2 eliminado pelos ratos é proveniente da glicose.

50. (COVEST) A glicólise é um processo exoenergético, comum tanto na fermentação quanto na respiração celular aeróbica. Esse processo encerra-se com a formação de duas moléculas de ácido pirúvico que podem seguir caminhos metabólicos distintos. Sobre esse tema, analise o esquema abaixo e assinale a alternativa correta.

50

a) 1 e 2 são formas de fermentação.

b) 2 e 3 são formas de respiração celular aeróbica.

c) Apenas 2 é caminho da respiração celular aeróbica.

d) Fermentação é mostrada apenas em 3.

e) Os produtos em 1 são oriundos de respiração aeróbica e imprescindíveis ao término do processo respiratório.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

E

B

C

E

C

A

A

E

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

E

B

C

B

D

B

B

C

D

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

B

E

C

E

A

B

C

E

C

D

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

C

C

C

D

A

E

B

A

D

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

D

A

E

C

A

D

D

B

D

C


Publicado por: Djalma Santos | 7 de outubro de 2011

Testes de mitose (1/5)

01. (CEFET-PE) A figura abaixo e uma fotomicrografia de uma célula em divisão mitótica. De acordo com a disposição dos cromossomos nela indicados, e correto afirmar que a fase imediatamente a seguir é:

01

a) Prófase.

b) Metáfase.

c) Anáfase.

d) Telófase.

e) Intercinese.

02. (U. F. Uberlândia) A descondensação dos cromossomos, o desaparecimento do fuso cariocinético e o reaparecimento do nucléolo são fenômenos que caracterizam uma das fases da mitose. Identifique-a:

a) Anáfase.

b) Telófase.

c) Metáfase.

d) Prófase.

e) Intérfase.

03. A sequência de DNA necessária para a separação das cromátides nos eucariotos durante a mitose é:

a) Telômero.

b) Cinetócoro.

c) Centrossomo.

d) Centrômero.

e) Centríolo.

04. (UCPEL) Para estudo de cariótipo, a fase da mitose mais adequada à visualização dos cromossomos, tendo em vista a necessidade de obtenção de maior nitidez quanto ao seu grau de espiralização é:

a) Interfase.

b) Prófase.

c) Anáfase.

d) Telófase.

e) Metáfase.

05. (UNIFESP) Certos fármacos, como a colchicina, ligam-se às moléculas de tubulina e impedem que elas se associem para formar microtúbulos. Quando células em divisão são tratadas com essas substâncias, a mitose é interrompida na metáfase. Células contendo dois pares de cromossomos homólogos foram tratadas com colchicina, durante um ciclo celular. Após o tratamento, essas células ficaram com:

a) Quatro cromossomos.

b) Dois cromossomos.

c) Seis cromossomos.

d) Dez cromossomos.

e) Oito cromossomos.

06. (UFLA) Analise as proposições referentes à mitose e assinale a alternativa correta:

I. A mitose é um processo de divisão reducional que ocorre para formação de gametas.

II. Na metáfase mitótica, os cromossomos apresentam alto grau de condensação e ocupam a região equatorial da célula.

III. A citocinese é a fase final da mitose e se caracteriza pela reorganização da carioteca e nucléolo e condensação dos cromossomos.

a) Apenas a proposição II está correta.

b) Apenas a proposição III está correta.

c) Apenas as proposições I e II estão corretas.

d) Apenas as proposições I e III estão corretas.

e) Apenas as proposições II e III estão corretas.

07. A estrutura proteica nos cromossomos dos eucariotos à qual as fibras do fuso (microtúbulos) se ligam é o(a):

a) Telômero.

b) Cinetócoro.

c) Centrossomo.

d) Centrômero.

e) Centríolo.

08. (UFJF) A figura abaixo representa um corte longitudinal da região de crescimento de uma raiz. As células dessa região sofrem mitoses contínuas, que garantem o crescimento desse órgão.

08

Se fosse necessário fazer uma fotografia dos cromossomos para estudo, a fase escolhida, sem duvida, seria a de número.

a) 6.

b) 12.

c) 7.

d) 3.

e) 9.

09. (UCB-DF) O gráfico abaixo representa a quantidade de DNA por célula em função do tempo, em um grupo de células embrionárias cultivadas in vivo.

09

Partindo-se de uma única célula no inicio do processo mitótico em (t1), no instante t2 o número de ciclos celulares completados e o número de células-filhas serão, respectivamente:

a) 1 e 2.

b) 2 e 4.

c) 4 e 8.

d) 4 e 16.

e) 16 e 32.

10. (FUVEST) Sementes de uma planta com número cromossômico 2n = 24 foram embebidas em uma solução. Após a germinação, as plantas apresentavam 48 cromossomos. Pode-se concluir que a solução continha:

a) Glicose.

b) Cloreto de sódio.

c) Insulina.

d) Etanol.

e) Colchicina.

11. (FGV) Alguns pesquisadores admitem que a espécie Coffea arabica tenha se originado na Etiópia, África, a partir da hibridização natural entre duas espécies ancestrais: Coffea eugenioides (2n = 22 cromossomos) e Coffea canephora (2n = 22 cromossomos). No híbrido resultante, teria havido uma duplicação do número de cromossomos (poliploidização): em uma das divisões celulares, as cromátides de todos os cromossomos, em vez de migrarem cada uma delas para ambas as células-filhas, teriam permanecido na mesma célula. Desse modo, originou-se um novo ramo, ou uma planta, tetraploide. Essa nova planta é a Coffea arabica, que hoje cultivamos e que tem importante papel em nossa economia. A partir dessas informações, é possível dizer que o número de cromossomos nos gametas das espécies Coffea eugenioides e Coffea canephora e o número de cromossomos nas células somáticas e nos gametas de Coffea arabica são, respectivamente:

a) 11, 11, 44 e 22.

b) 11, 11, 22 e 11.

c) 22, 22, 88 e 44.

d) 22, 22, 44 e 22.

e) 22, 22, 22 e 11.

12. (FUVEST) Uma célula somática que tem quatro cromossomos, ao se dividir, apresenta na metáfase:

a) Quatro cromossomos distintos, cada um com duas cromátides.

b) Quatro cromossomos distintos, cada um com uma cromátide.

c) Quatro cromossomos, pareados dois a dois, cada um com duas cromátides.

d) Quatro cromossomos, pareados dois a dois, cada um com uma cromátide.

e) Dois cromossomos, cada um com duas cromátides.

13. (VUNESP) O ciclo celular corresponde à alternância de mitoses e interfases. Antigamente, a intérfase era chamada “repouso celular”. Esta designação é errônea porque é na intérfase que:

a) Ocorre o desaparecimento do nucléolo e da membrana nuclear.

b) Ocorre a condensação dos cromossomos.

c) Ocorrem as maiores mudanças metabólicas na célula, envolvendo síntese de DNA, RNA e proteínas.

d) Ocorrem muitos movimentos celulares, especialmente dos centríolos e cromossomos.

e) Ocorrem mudanças na forma das células.

14. (UFAL) Abaixo, estão esquematizadas duas fases da divisão mitótica.

14

I e II representam, respectivamente, uma:

a) Prófase e uma metáfase.

b) Metáfase e uma prófase.

c) Metáfase e uma anáfase.

d) Anáfase e uma metáfase.

e) Anáfase e uma telófase.

15. Afigura a seguir representa o esquema de um corte longitudinal da região de crescimento de uma raiz. As células dessa região sofrem mitoses sucessivas que garantem o crescimento do órgão.

15

Com base na figura, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – As células 3 e 4 estão em interfase.

1  1 – As células 1 e 7 estão em metáfase.

2  2 – A célula 9  representa  a fase seguinte àquela esquematizada na célula de número 5.

3  3 – A célula de número 6 se encontra em fase mais adiantada que a célula de número 1.

4  4 – A mitose está terminada na célula de número 8.

16. (UNIRIO) Considerando que uma espécie possua 2n = 6, nas suas células somáticas, a célula representada na figura abaixo evidencia estes cromossomos em:

16

 

a) Metáfase mitótica.

b) Metáfase I.

c) Metáfase II.

d) Anáfase mitótica.

e) Anáfase II.

17. (FUVEST) A figura abaixo mostra modificações na forma do “cromossomo” durante o ciclo celular.

17

Que fases do ciclo têm “cromossomos” como os que estão representados em 1 e 3 respectivamente?

a) Interfase e metáfase.

b) Interfase e anáfase.

c) Interfase e telófase.

d) Prófase e anáfase.

e) Prófase e telófase.

18. (VUNESP) No gráfico abaixo, relativo ao ciclo celular, a mitose está representada pelo intervalo:

18

a) 12.

b) 2 - 3.

c) 1 - 3.

d) 34.

e) 45.

19. (FUVEST) Suponhamos que uma espécie de planta tenha o número cromossômico 2n = 12. Durante o início da germinação de um lote de sementes, elas foram separadas em dois grupos (I e II), sendo que cada um deles foi tratado diferentemente. Após a germinação notou-se que as plantas originadas das sementes do grupo I apresentavam as características normais da espécie e o número cromossômico, analisado nas suas raízes, era 12. Por outro lado, as sementes do grupo II germinaram e originaram plantas “troncudas”, com 24 cromossomos na maioria de suas células. Baseado nestes dados poderíamos dizer que:

a) As sementes do grupo I foram tratadas com colchicina, que mantém o número cromossômico constante.

b) As sementes do grupo II foram tratadas com água.

c) As sementes do ambos os grupos foram tratadas com colchicina, mas as do grupo II com água a seguir.

d) As sementes do ambos os grupos foram tratadas com água, mas as do grupo I com colchicina a seguir.

e) As sementes do grupo I foram tratadas com água e as do grupo II com colchicina.

20. (UEL) O esquema a seguir mostra a duração das fases da mitose em células de embrião de gafanhoto, mantido a 38ºC.

20

Adaptado de Carl P. Swanson. THE CELL. Foundations of Modern Biology. New Jersey: Prentice-Hall lnc. p.52)

De acordo com esses dados, a etapa mais rápida é aquela em que ocorre:

a) Fragmentação da carioteca.

b) Afastamento das cromátides-irmãs.

c) Reorganização dos núcleos.

d) Duplicação das moléculas de DNA.

e) Alinhamento dos cromossomos na placa equatorial.

21. (PUCCAMP) O esquema abaixo representa os cromossomos de uma célula somática de um organismo com alguns genes simbolizados por letras.

21

A partir desse esquema, foram feitas as seguintes considerações:

I. O organismo apresenta um número diploide de 4 cromossomos.

II. Na célula, há dois pares de cromossomos homólogos.

III. No conjunto de cromossomos representados, há 2 pares de alelos.

IV. Se a célula estiver em metáfase, haverá 8 cromátides.

É verdadeiro o que se afirma apenas em:

a) I e III.

b) II e IV.

c) III e IV.

d) I, II e III.

e) I, II e IV.

22. (VUNESP) A figura representa a citocinese em duas células diferentes, 1 e 2.

22

As células 1 e 2 poderiam corresponder, respectivamente, a células de:

a) Homem e banana.

b) Alface e rato.

c) Rato e mosquito.

d) Caranguejo e coelho.

e) Babaçu e goiaba.

23. (UNIFOR) Durante a vida de uma célula, diversas reações químicas e diversos processos metabólicos ocorrem no seu núcleo. Por exemplo?

I. Síntese de RNA mensageiro.

II. Formação de ribossomos.

III. Duplicação do DNA.

No núcleo interfásico ocorre:

a) Somente I.

b) Somente II.

c) Somente I e II.

d) Somente II e III.

e) I, II e III.

24. (PUC-CAMPINAS) Uma plântula de Vicia faba foi colocada para crescer em meio de cultura onde a única fonte de timidina (nucleotídeo com a base timina) era radioativa. Após um único ciclo de divisão celular foram feitas preparações citológicas de células da ponta da raiz, para a análise da radioatividade incorporada (auto-radiografia). A radioatividade será observada em:

a) Ambas as cromátides dos cromossomos metafásicos.

b) Todas as proteínas da célula.

c) Todas as organelas da célula.

d) Somente uma das cromátides de cada cromossomo metafásico.

e) Todos os ácidos nucleicos da célula.

25. (FUVEST) No processo de divisão celular por mitose, chamamos de célula-mãe aquela que entra em divisão e de células-filhas, as que se formam como resultado do processo. Ao final da mitose de uma célula, têm-se:

a) Duas células, cada uma portadora de metade do material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora e a outra metade, recém-sintetizada.

b) Duas células, uma delas com o material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora e a outra célula com o material genético recém-sintetizado.

c) Três células, ou seja, a célula-mãe e duas células-filhas, essas últimas com metade do material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora e a outra metade, recém-sintetizada.

d) Três células, ou seja, a célula-mãe e duas células-filhas, essas últimas contendo material genético recém-sintetizado.

e) Quatro células, duas com material genético recém-sintetizado e duas com o material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora.

26. (PUC-MG) Observe o gráfico a seguir.

26

A duplicação do DNA e a anáfase ocorrem, respectivamente, em:

a) I e IV.

b) II e III.

c) III e VI.

d) II e V.

e) V e VI.

27. (UFLAVRAS) No esquema abaixo estão representadas 3 fases da mitose. Assinale a alternativa em que essas fases estão ordenadas corretamente:

27

a) 3 1 2.

b) 1 2 3.

c) 2 1 3.

d) 2 → 3 → 1.

e) 3 2 → 1.

28. (MACK)

28

Observando o gráfico acima, que representa a variação da quantidade de DNA no núcleo de uma célula em função do tempo, podemos afirmar que:

a) Se trata seguramente de uma célula em mitose.

b) A, B e C representam todas as etapas do ciclo celular.

c) Ao sofrer mitose, a quantidade de DNA nas células filhas será igual à metade da quantidade presente inicialmente.

d) No período representado em B surgem as cromátides-irmãs.

e) O período A é conhecido como intérfase.

29. (UFC) As especializações das células das plantas estão sempre associadas à estrutura das paredes celulares. Assim, nos diferentes tecidos vegetais, as células têm paredes de espessura e composição química variadas. No final da mitose, na região central da célula, inicia-se a formação de lamelas para originar a parede celular. A organela celular responsável por essa formação é o:

a) Aparelho de Golgi.

b) Retículo endoplasmático.

c) Cloroplasto.

d) Vacúolo.

e) Lisossomo.

30. (FUVEST) Em certa linhagem celular, o intervalo de tempo entre o fim de uma mitose e o fim da mitose seguinte é de 24 horas. Uma célula dessa linhagem gasta cerca de 12 horas, desde o início do processo de duplicação dos cromossomos até o início da prófase. Do fim da fase de duplicação dos cromossomos até o fim da telófase, a célula gasta 3 horas e, do inicio da prófase até o fim da telófase, ela gasta 1 hora. Com base nessas informações e nos seus conhecimentos sobre mitose assinale a alternativa correta:

a) A duração da interfase é de 21 horas.

b) A duração do período G1 é de 12 horas.

c) A duração do período Sé de 10 horas.

d) A duração do período G2 é de 3 horas.

e) A duração da mitoseé de 2 horas.

31. (MACK) Considere as seguintes proposições:

I. A quantidade de DNA é constante durante todas as fases do ciclo celular.

II. Existe metade da quantidade de DNA no período G1 em relação à quantidade existente no G2.

III. Os cromossomos já estão perfeitamente individualizados e visíveis no período G2.

Assinale:

a) Se todas as afirmativas estiverem corretas.

b) Se somente I e II estiverem corretas.

c) Se somente II e III estiverem corretas.

d) Se apenas a afirmativa II estiver correta.

e) Se todas as afirmativas estiverem incorretas.

32. Identifique as fases da mitose:

I. Prófase.

II. Metáfase.

III. Anáfase.

IV. Telófase.

(   ) Os cromossomos reúnem-se nos polos da célula e o citoplasma divide-se.

(   ) Os cromossomos separam-se, indo para os polos da célula.

(   ) Os cromossomos se dispõem na placa equatorial.

(   ) Os cromossomos começam a se espiralar e a carioteca a desaparecer.

A sequência correta de cima para baixo será:

a) I, III, IV, II.

b) III, I, II, IV.

c) II, I, IV, III.

d) IV, III, II, I.

e) I, II, III, IV.

33. Os esquemas I, II e III representam diferentes estágios da mitose.

33

Com relação a estes estágios é correto afirmar:

I    II

0   0 – O esquema III representa o estágio da anáfase.

1   1 – O esquema II representa o estágio de metáfase.

2  2 – É  durante  o estágio  representado  pelo  esquema  que  ocorre a  separação  das cromátides-irmãs.

3  3 – Durante a divisão celular, o estágio representado pelo esquema III precede o estágio representado pelo esquema I.

4  4 – Durante a  divisão celular, o  estágio  representado  pelo esquema II  precede o estágio representado pelo esquema III.

34. (CENTEC-BA) Durante a prófase, a cromatina, originariamente uma estrutura filamentosa extremamente longa e delgada, passa por um processo de compactação que culmina, na metáfase, com a formação de corpúsculos bem definidos em número e forma – os cromossomos. O significado biológico dessa compactação é:

a) Garantir a integridade e a mobilização do material genético, condicionando a sua distribuição equitativa entre as células-filhas.

b) Determinar as características citológicas de cada espécie.

c) Promover a duplicação da molécula de DNA, possibilitando a transmissão dos caracteres herdados.

d) Facilitar a transcrição das informações contidas na molécula de DNA.

e) Favorecer a ocorrência de variações no material genético.

35. (COMBIMED) Na espécie humana, uma célula cancerosa entrou em mitose homeotípica anormal, constituindo três polos: I, II e III. Dos 46 cromossomos existentes na célula, 16 se dispuseram entre os polos I e II; 22 entre os polos I e III e 8 entre os polos II e III. No final da anáfase, os polos I, II e III, receberão, respectivamente:

a) 38, 24 e 30 cromossomos.

b) 12, 19 e 15 cromossomos.

c) 24, 38 e 30 cromossomos.

d) 16, 22 e 8 cromossomos.

e) 19, 12 e 15 cromossomos.

36. (FUND.CARLOS CHAGAS) Considere os seguintes fenômenos que ocorrem durante a divisão celular:

I. Divisão do citoplasma.

II. Divisão do centrômero.

III. Duplicação dos cromossomos.

Esses eventos ocorrem na seguinte ordem:

a) I, II, III.

b) I, III, II.

c) II, III, I.

d) III, I, II.

e) III, II, I.

37. (CESGRANRIO) Nos desenhos mostrados, numerados com algarismos romanos, estão representadas fases da mitose. Assinale, nas opções abaixo, a sequência correta das fases deste tipo de divisão celular.

37

a) I, IV, III, II.

b) II, IV, I, III.

c) IV, II, I, III.

d) II, III, I, IV.

e) I, IV, II, III.

38. (FMIt-MG) Estudando mitose em células de raiz de Bellevalia, Taylor calculou que a interfase dura mais ou menos 20 horas. O período inicial da interfase, chamado G1, dura de 6 a 8 horas e nele não há divisão de cromossomos ou duplicação de DNA. Segue o período chamado S, no qual ocorre duplicação dos DNA. Ao período S segue o período G2, que dura 6 horas, e então uma nova divisão celular se inicia. Do texto, podemos afirmar que:

a) Na raiz de Bellevalia, todas as células entram em divisão imediatamente após o período G1.

b) No período S, cada cromátide já formou um novo cromossomo.

c) O tempo que uma célula da raiz de Bellevalia gasta para dar origem a duas novas células é de 20 horas.

d) Na fase G2, cada cromossomo já tem os seus cromonemas duplicados.

e) Durante a metáfase há duplicação de DNA.

39. (FUVEST) A figura a seguir representa o tecido meristemático de uma planta, onde podem ser observadas células em diferentes fases de divisão. Qual das alternativas corresponde à sequência do processo mitótico?

39

a) a b c d e f.

b) c f   ea b d.

c) f b a e d c.

d) e f c a b d.

e) f e c b d a.

40. (COVEST) Analise a figura referente à divisão celular mitótica.

40

Em que alternativa se encontra a sequência correta?

a) 1. metáfase, 2. anáfase, 3. prófase.

b) 1. anáfase, 2. prófase. 3, telófase.

c) 1. pró-metáfase, 2. pró-anáfase, 3. telófase.

d) 1. metáfase, 2. anáfase, 3. telófase.

e) 1. pró-metáfase, 2. metáfase, 2. prófase I.

41. (FEPA) As células 1 e 2 encontram-se, respectivamente, em:

41

a) Prófase e metáfase.

b) Interfase e prófase.

c) Anáfase e telófase.

d) Telófase e interfase.

e) Metáfase e anáfase.

42. (UFGO) Relacione as fases da mitose – anáfase, telófase, metáfase e prófase – com os respectivos números das figuras abaixo:

42

a) 4, 3, 2, 1.

b) 3, 4, 2, 1.

c) 1, 2, 3, 4.

d) 2, 3, 4, 1.

e) 3, 1, 2, 4.

43. (OBJETIVO) A figura esquematizada abaixo está mostrando uma mitose que pode ser classificada:

43

a) Cêntrica/astral/centrípeta.

b) Cêntrica/anastral/centrífuga.

c) Acêntrica/anastral/centrípeta.

d) Acêntrica/anastral/centrífuga.

e) Cêntrica/astral/centrífuga.

44. (UA-AM) A observação detalhada das três células abaixo, de números 1, 2 e 3, nos permite afirmar que:

44

a) Todas se encontram em telófase

b) Todas estão em interfase.

c) Todas se encontram em prófase.

d) Estas células estão em prófase, metáfase e anáfase, respectivamente.

e) Estas células estão em metáfase, anáfase e telófase, respectivamente.

45. (UFSC) Interpretando-se o gráfico abaixo, relativo ao ciclo celular, é correto afirmar:

45

I   II

0  0 – No eixo das ordenadas,  x representa a  quantidade de  DNA por célula durante o ciclo celular.

1  1 – No eixo das  ordenadas, x representa o número de cromossomos por célula.

2  2 – O tipo de ciclo celular representado é característico de células somáticas.

3  3 - II indica a meiose.

4  4 – No eixo das  ordenadas, x representa  a taxa  de síntese  de  proteínas durante o ciclo celular.

46. (COVEST) Observe as figuras a seguir e analise as proposições:

46

I   II

0  0 – Representa as diversas fases do processo mitótico de uma célula vegetal, uma vez que não há centríolos, nem ásteres e que na hora de divisão não ocorreu estrangulamento do citoplasma, mas aparecimento de uma parede no equador da célula.

1  1 – A sequência correta em que essas fases ocorrem é 4, 1, 2, 3, 5.

2  2 – A  figura representa  a  metáfase,  onde  ocorre  o  pareamento   dos cromossomos homólogos, denominado sinapse.

3  3 – A quantidade  de DNA, por célula,  durante todo o  processo de  divisão celular não é a mesma, embora o número e a quantidade de cromossomos da célula mãe sejam mantidos nas células filhas.

4  4 – As figura 4 e 5 representam células em interfase.

47. Esta questão deve ser respondida com base no gráfico abaixo. Nele estão indicadas três curvas, em uma célula sofrendo mitose:

47

I. Distância entre os polos.

II. Distância entre as cromátides-irmãs.

III. Distância entre os cromossomos e os polos.

Qual alternativa associa corretamente a distância indicada e a curva no gráfico.

a) I-A, II-B, III-C.

b) I-A, II-C, III-B.

c) I-B, II-A, III-C.

d) I-B, II-C, III-A.

e) I-C, II-A, III-B.

48. (FUVEST) Analise os eventos mitóticos relacionados abaixo:

I

Desaparecimento da membrana nuclear

II

Divisão dos centrômeros

III

Migração dos cromossomos para os polos do fuso

IV

Posicionamento dos cromossomos na região mediana do fuso

Qual das alternativas indica corretamente sua ordem temporal?

a) IV I II III.

b) I IV III – II.

c) I II IV III.

d) I - IV II – III.

e) IV I III – II.

49. (FUVEST) Um cromossomo é formado por uma longa molécula de DNA associada a proteínas. Isso permite afirmar que o núcleo de uma célula somática humana em (A) possui (B) moléculas de DNA. Qual das alternativas abaixo indica os termos que substituem corretamente as letras A e B?

a) A = início de intérfase (G1); B = 46.

b) A = fim de intérfase (G2); B = 23.

c) A = início de mitose (prófase); B = 23.

d) A = fim de mitose (telófase); B = 23.

e) A = qualquer fase do ciclo celular; B = 92.

50. K, ou relação nucleoplasmática, consiste em:

K = V do núcleo/V da célula – V do núcleo

Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) sobre o que acontece com K durante o ciclo celular.

0  0 – K permanece constante.

1  1 – Ao atingir um certo valor mínimo, a célula se divide.

2  2 – K aumenta, porque, enquanto o volume citoplasmático fica inalterado, o volume nuclear, pelo menos, duplica.

3  3 – K diminui, porque enquanto o volume citoplasmático fica inalterado, o volume nuclear, pelo menos, reduz-se à metade.

4  4 – Ao atingir um certo valor máximo, a célula se divide.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

D

B

D

E

E

A

B

D

D

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

A

A

C

C

VFFVF

D

B

E

E

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

A

E

A

A

D

C

D

A

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

D

D

FFVVV

A

A

E

B

D

B

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

B

B

D

C

VFVFF

VVFVF

B

D

A

FVFFF

Publicado por: Djalma Santos | 30 de setembro de 2011

Testes de poluição (5/5)

01. (PUC-MG)                     ESTOCA-SE GÁS CARBÔNICO

Métodos de armazenamento embaixo do solo despontam como importantes aliados nas ações de mitigação do aquecimento global. Por outro lado, as técnicas ainda são caras e envolvem riscos para a saúde humana e animal.blog.

Fonte: Ciência Hoje online, abril de 2011.

Sobre o aquecimento global e as possíveis novas alternativas para controlá-lo, assinale a afirmativa incorreta.

a) O aquecimento global é em grande parte provocado pelo acúmulo de gases, como o metano e gás carbônico, liberados na atmosfera.

b) O aumento da liberação dos gases CFC (cloro-flúor-carbono), presentes no aerossol e em fluidos de refrigeração, ao se concentrarem nas camadas superiores da atmosfera, acarretam o efeito estufa.

c) A diminuição do uso de combustíveis fósseis e o reflorestamento de áreas degradadas podem contribuir para a redução do processo de aquecimento global.

d) A tecnologia de captura e armazenamento de gás carbônico surge como uma boa alternativa para complementar os esforços globais de mitigação das mudanças climáticas.

02. (UFU) O processo de crescimento e expansão das cidades tem ocorrido sem um planejamento adequado, provocando sérias consequências ao meio ambiente, entre elas, a falta de saneamento básico. Nas cidades, o lançamento de dejetos humanos em grande quantidade e sem tratamento nos rios, lagos e mares leva, por exemplo, ao aumento da quantidade de nutrientes disponíveis nesses ambientes. Com isso, ocorre a proliferação de microrganismos aeróbicos que esgotam rapidamente todo o oxigênio dissolvido na água. Consequentemente, todas as formas de vida aquática morrem, incluindo-se aí os próprios microrganismos aeróbicos. Do ponto de vista biológico, qual processo se pode reconhecer no enunciado desta questão?

a) Biodigestão.

b) Eutrofização.

c) Inversão térmica.

d) Chuva ácida.

03. (UFG) A partir da revolução técnico-científica, que ocorreu na segunda metade do século XX, na década de1970, afacilidade de acesso aos bens de consumo gerou o aumento, cada vez mais crescente, do consumo mundial de energia elétrica. Atualmente, o tipo de energia que supre a maior parte desse consumo e o impacto da sua utilização são, respectivamente:

a) Nuclear; riscos à saúde humana e ambiental em caso de acidente.

b) Biomassa; aproveitamento de resíduos orgânicos de origem vegetal.

c) Hidrelétrica; diminuição da biodiversidade na área de instalação.

d) Combustível fóssil; emissão de gases de efeito estufa.

e) Eólica; alto custo de implantação.

04. (UECE)Com relação à radioatividade, analise as afirmativas abaixo e coloque V para verdadeiro ou F para falso.

( ) A radioatividade, por ser benéfica em determinadas situações, tem sido muito utilizada em diversas áreas como, por exemplo, na medicina, para tratar pacientes com câncer.

( ) Todos nós convivemos diariamente com a radioatividade emitida por fontes naturais como as chuvas de partículas radioativas produzidas pelos testes de armas nucleares.

( ) Os efeitos da radioatividade independem da quantidade acumulada no organismo e do tipo de radiação, pois qualquer concentração de radiação pode provocar diversos efeitos como lesões no sistema nervoso ou no aparelho gastrintestinal, queimaduras na pele, náuseas, leucemia e má formação, podendo até levar à morte.

( ) A radiação é uma possibilidade para minimizar a infestação de alimentos por microrganismos na produção agrícola.

A sequência correta de cima para baixo é:

a) V, V, F, F.

b) F, V, F, F.

c) V, F, F, V.

d) F, F, V, V.

05. (URCA) Após o terrível acidente nuclear ocorrido no Japão, foram distribuídas cápsulas de iodo para que as pessoas contaminadas por radiação não desenvolvam certo tipo de câncer (Jornal da BAND, 11/03/2011).

Essa medida paliativa visou:

a) Evitar câncer da tireoide com a absorção de iodo não radiativo, já que hormônios produzidos por essa glândula possui iodo na sua composição.

b) Aumentar o nível de iodo no sangue dos contaminados, pois esse elemento se liga a radiação e ajuda a eliminar esta, quando o iodo é excretado.

c) Proteger as gônadas, pois são as partes mais sensíveis a radiação e por conseguinte, aumenta a chance das pessoas terem filhos defeituosos.

d) Aumentar o número de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do corpo.

e) Proteger as suprarenais, produtoras de importantes hormônios controladores de muitas funções do nosso organismo.

06. (UFT) Um dos principais temas discutidos atualmente em conferências e seminários sobre meio ambiente no Brasil e no Mundo é o aquecimento global. Diversos pesquisadores relacionam este fenômeno ao aumento do efeito estufa. Uma reportagem do Globo Rural, de 23 de julho de 2010, destacou que o Estado do Tocantins registrou o maior índice de queimadas desde 2005. As queimadas constituem-se em um dos fatores que contribuem para o aumento do efeito estufa, e consequentemente para o aumento do aquecimento global. Sobre este tema, considere as seguintes assertivas:

I. O desmatamento pode ser uma das causas do aumento do efeito estufa, pois pode ocasionar alterações no ciclo do carbono.

II. Ocorre uma relação inversa entre o aumento da concentração de CO2 na atmosfera e da temperatura média global.

III. O efeito estufa é um fenômeno causado somente pela ação antrópica e tem sido importante para manter a superfície terrestre aquecida, impedindo a perda de calor para o espaço.

IV. O aumento da temperatura média global pode provocar alterações climáticas, podendo levar ao derretimento de calotas polares e geleiras, elevando o nível do mar.

Estão corretas apenas as assertivas indicadas na alternativa:

a) I, II e IV.

b) I e IV.

c) II e IV.

d) II e III.

e) I, II, III e IV.

07. (IFMG) O pico do monte Kilimanjaro, na Tanzânia, é o ponto mais alto da África e encontra-se atualmente coberto por neve. Contudo, a neve vem diminuindo desde meados do século XIX. A cobertura nevada, que hoje corresponde a menos de 20% da original, deve sumir por volta de2020. Aexplicação para a redução da neve é o aquecimento global. Por sua vez, a principal causa do aquecimento global é:

a) Unicamente o desmatamento de florestas tropicais.

b) O aumento da produção de gás carbônico devido, principalmente, à queima de combustíveis fósseis.

c) A destruição da camada de ozônio do planeta.

d) A eutrofização de rios e lagos.

08. (IFSC) O gráfico abaixo demonstra variações de fatores ambientais durante o período de várias décadas.

08

Fonte: POSTLETHWAIT, J.H.; HOPSON, J.L. Modern Biology. Texas: Holt, Rinehart and Wiston, 2006.

Sobre o fenômeno ilustrado no gráfico, assinale as proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Trata-se de um fenômeno natural que contribui para a manutenção da temperatura média do planeta. Mas, que de acordo com o gráfico, vem sendo intensificado nas últimas décadas.

1  1 – O protocolo de Kyoto é um tratado internacional que visa acabar com o efeito estufa e consequentemente, interromper o aquecimento global.

2  2 – As variações de temperatura e gás carbônico ilustradas no gráfico acima ilustram o fenômeno conhecido, usualmente, como aquecimento global.

3  3 – Analisando o gráfico e baseando-se em seus conhecimentos, pode-se concluir que o aumento de temperatura determina consequentemente, um aumento das concentrações de gás carbônico na atmosfera.

4  4 – O dióxido de carbono não é o único gás com capacidade de reter calor na atmosfera; além do gás carbônico, o metano e o dióxido de nitrogênio também produzem este efeito.

09. (MACK) Em fevereiro e em março de 2011, a água servida à população, proveniente da Represa de Guarapiranga, apresentou cheiro desagradável. A explicação dada por técnicos foi a proliferação anormal de algas, que foi combatida com algumas medidas, como o uso de carvão ativado. O que pode ter causado o crescimento exagerado desses organismos foi o lançamento em grande escala de esgoto:

a) Doméstico, fornecendo elementos como o nitrogênio e o fósforo.

b) Doméstico, fornecendo proteínas e vitaminas.

c) Doméstico, fornecendo carbono, hidrogênio e potássio.

d) Químico, fornecendo carbonatos e nitratos.

e) Químico, fornecendo magnésio e ferro para a síntese de clorofila.

10. (UFT) O maior terremoto da história do Japão, ocorrido recentemente, trouxe à tona a questão do uso da energia nuclear, devido ao vazamento radioativo ocorrido na Usina de Fukushima. Dois outros grandes acidentes nucleares ocorreram, o de Three Mile Island em 1979, nos Estados Unidos e o de Chernobyl, na Ucrânia em 1986. Sobre os efeitos da radiação em células e organismos, é incorreto afirmar que:

a) Podem causar alterações genéticas que prejudiquem o sistema de controle de divisão celular levando a uma multiplicação incontrolada das células predispondo-as ao surgimento de um tumor.

b) Se a radiação afetar apenas as células somáticas de um organismo sexuado, a sua prole, necessariamente, será afetada.

c) Deleções, inversões, duplicações e translocações são alguns tipos de alterações que podem ocorrer no material genético de organismos afetados pelas radiações.

d) Bactérias, vegetais e animais podem estar sujeitos a alterações genéticas espontâneas ou induzidas, as quais podem ser bem toleradas pelo organismo ou dependendo da taxa de contaminação radioativa estas alterações podem ser maléficas e até deletérias.

e) Diversos tipos de tumores podem surgir em um organismo afetado por altas taxas de radiação, se os mesmos ficarem restritos ao local de surgimento são considerados benignos, porém, se tiverem a capacidade de invadir outros tecidos são ditos malignos.

11. (UNIMONTES) O uso de técnicas da biotecnologia geralmente é associado a organismos modificados geneticamente, seres transgênicos e animais ou plantas clonadas. A biorremediação consiste também em utilização da biotecnologia associada a seres vivos para a resolução de problemas. O princípio dessa aplicação é usar microrganismos ou plantas para a limpeza ou descontaminação de áreas ambientais afetadas por poluentes diversos. De acordo com essas informações e o assunto abordado, analise as alternativas a seguir e assinale a que representa uma situação que não pode ser controlada pelo uso da biorremediação.

a) Liberação de petróleo no mar ou em rios.

b) Contaminação das águas e do solo por substâncias tóxicas.

c) Tratamento de água.

d) Isolamento da área contaminada.

12. (CEFET-SP) O texto a seguir, escrito em 1993, faz um alerta para os perigos do desmatamento da Amazônia. O desmatamento na Amazônia brasileira já representa uma contribuição significativa ao efeito estufa, promovido por alguns gases presentes na atmosfera, entre os quais se destacam o dióxido de carbono (CO2), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O), todos produzidos pelo desmatamento. Cálculos do IPCC indicam que, se continuarem as tendências atuais de liberação desses gases, a população mundial experimentará, no século XXI, fortes impactos implicando na morte de milhões de pessoas em todos os continentes. O efeito estufa, citado no texto, é um processo que provoca:

a) O aumento da entrada de raios ultravioleta na atmosfera, o que ocasionará uma alta incidência de câncer de pele na população.

b) O aumento da temperatura média global, uma vez que as altas taxas de alguns gases atmosféricos impedirão a saída de calor para o espaço.

c) O aumento da taxa de poluentes, que aumentará a taxa de doenças respiratórias na população, devido à falta das grandes árvores que formam a floresta.

d) A diminuição do nível dos oceanos e dos grandes reservatórios de água doce, o que aumentará a área dos desertos e regiões áridas já existentes.

e) A diminuição das áreas agrícolas disponíveis para a produção de alimentos, pois os solos serão contaminados com os resíduos produzidos pelas constantes chuvas ácidas.

13. (PUC-CAMPINAS) Enquanto os metais pesados têm efeito tóxico aos seres vivos, o lançamento em excesso de matéria orgânica em rios provoca a morte de peixes e outros organismos por:

a) Envenenamento e paralisia.

b) Bactérias patogênicas presentes neste material.

c) Redução da fotossíntese com a turbidez das águas.

d) Proliferação de algumas plantas como os aguapés.

e) Diminuição do oxigênio dissolvido na água.

14. (PUC-RIO) Entre outros processos, o reflorestamento contribui para a diminuição do efeito estufa, ao promover o(a):

a) Aumento da fixação do carbono durante a fotossíntese.

b) Aumento da respiração durante o crescimento das plantas.

c) Aumento da liberação de gás carbônico para a atmosfera.

d) Utilização do metano atmosférico durante a fotossíntese.

e) Fixação de nitrogênio atmosférico por bactérias simbiontes nas raízes.

15. (UPE) O capítulo IV, da Constituição Federal do Brasil, referente ao meio ambiente, no Art. 225, afirma.

“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.”

Sobre o cumprimento deste artigo da nossa Constituição, analise as afirmativas abaixo.

I. Para evitar o efeito de eutrofização dos lagos, deve ser proibido o uso de pesticidas e herbicidas nas regiões circunvizinhas.

II. A retirada das espécies predadoras do meio ambiente é importante medida para o equilíbrio das cadeias alimentares nos ecossistemas.

III. Introdução de espécies mais competitivas e resistentes e retirada de espécies parasitas nas regiões de florestas e campos são ações positivas para o aumento da biodiversidade.

IV. Controle da emissão de gases poluentes, como o CO2 e CH4, o que contribui para a diminuição do efeito estufa.

Como mecanismos de ação efetiva para preservação do meio ambiente em território nacional e no mundo, somente está correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.

b) II e III, apenas.

c) III e IV, apenas.

d) I.

e) IV.

16. (UFC) A pesca predatória tem levado os órgãos governamentais a desenvolver estratégias, como o período de defeso, quando é proibida a captura de determinadas espécies marinhas, visando sua proteção na época reprodutiva. Diante do exposto, assinale a alternativa correta.

a) Um grande impacto causado pela pesca advém de alguns equipamentos utilizados, que não

selecionam indivíduos de tamanhos adequados para comercialização.

b) Crustáceos como o caranguejo Ucides cordatus, são mais vulneráveis à pesca predatória, visto que são organismos vivíparos, gerando poucos descendentes.

c) A captura de peixes juvenis, na fase inicial da vida, não causa impactos na população, uma vez que ainda não atingiram a idade reprodutiva.

d) A pesca predatória atinge somente poucas espécies comercialmente importantes, não causando impactos na cadeia alimentar marinha.

e) O defeso da lagosta visa proteger apenas fêmeas, sendo liberada a captura de indivíduos machos.

17. (PUC-CAMPINAS) Os problemas de saúde ocasionados por materiais particulados no ar são agravados quando ocorre:

a) Destruição da camada de ozônio.

b) Inversão térmica.

c) Chuva ácida.

d) Efeito estufa.

e) Ventania forte.

18. (PUC-PR) A humanidade, após a revolução industrial, vem interferindo nos ecossistemas de maneira agressiva, provocando o aumento do efeito estufa e a destruição da camada de ozônio. Como consequências dessas duas alterações, citam-se as seguintes:

I . Aumento da temperatura média do nosso planeta e da penetração de raios ultravioletas.

II . Degelo das regiões polares e aumento do número de câncer de pele.

III. Eutrofização das águas fluviais e aumento das micoses de pele.

Estão corretas:

a) Somente I e II.

b) Somente II.

c) Somente I e III.

d) Somente II e III.

e) I, II e III.

19. (UFLA) É preocupação dos ecólogos o fato de que as calotas polares podem vir a sofrer um processo de descongelamento, em virtude do aquecimento da atmosfera terrestre. Esse aquecimento, consequência de um desequilíbrio ecológico, decorre de:

a) Aumento da taxa de ozônio na atmosfera, que incrementa a chegada de raios ultravioletas.

b) Emanações de dióxido de enxofre para a atmosfera, que aumentam sua capacidade de reter calor.

c) Redução da taxa de oxigênio na atmosfera, que aumenta os processos de troca de energia.

d) Tempestades solares cada vez mais frequentes, o que tem aumentado o aporte de energia na Terra.

e) Aumento da taxa de gás carbônico na atmosfera, que incrementa o efeito estufa.

20. (UEBA) Para exterminar ou diminuir a quantidade de pragas da lavoura, os agricultores lançam mão de alguns recursos, entre eles:

I. Uso de inseticidas organoclorados.

II. Emprego de parasitas específicos das pragas.

III. Introdução de população de predadores das pragas.

Em tese, o mais eficiente e menos prejudicial ao ecossistema e o mais prejudicial são, respectivamente:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e I.

d) II e III.

e) III e II.

21. (UFPI)

ASSINALE A ALTERNATIVA QUE PREENCHE CORRETAMENTE AS LACUNAS DO TEXTO A ABAIXO.

“Ocasionalmente, a proliferação intensa de organismos marinhos (que liberam na água uma potente toxina) ocasiona as ………., um sério problema ambiental. Mariscos podem absorver e concentrar a toxina liberada, a qual afeta seriamente o sistema ………. de muitos animais como peixes ou seres humanos, caso entrem em contato com água ou alimentos contaminados.”  Os organismos responsáveis por esse fenômeno são os (as) ………. .

a) marés pardas – respiratório – acetabulárias.

b) marés pardas – locomotor – poríferos.

c) marés vermelhas – respiratório – macroalgas.

d) marés oleosas – endócrino – diatomáceas.

e) marés vermelhas – nervoso – dinoflagelados.

22. (UEBA) Considere as afirmações:

I. As radiações solares ultravioleta, em grande quantidade, podem produzir câncer de pele e alterações genéticas.

II. A camada de ozônio da atmosfera impede totalmente a passagem das radiações ultravioleta.

III. A camada de ozônio da atmosfera vem sendo progressivamente destruída.

IV. O emprego do gás CFC em aerossóis é uma das causas de destruição da camada de ozônio.

São verdadeiras apenas as afirmações:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

23. (PUCCAMP) Em um rio, tributário de um manguezal, foi lançado, acidentalmente, um líquido tóxico e bastante volátil. Ao chegar ao manguezal, esse líquido provocou a morte dos peixes (de todas as fases de vida) que lá viviam. Um pesquisador estudou o problema e levantou as hipóteses a seguir, referentes a possíveis consequências desse fato.

I. A fauna do manguezal nunca se recupera.

II. Logo após o acidente a população de garças do manguezal diminuirá muito, tendo em vista a escassez de alimento para essas aves.

III. Os cardumes de peixes de valor econômico, das regiões costeiras vizinhas ao manguezal, poderão apresentar forte queda populacional.

É plausível o que se supôs em:

a) I, somente.

b) I e II, somente.

c) I e III, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

24. (UFES)   DESASTRE AMBIENTAL NO BRASIL: POLUIÇÃO DO RIO POMBA

                                 Segunda-feira, 31 de março de 2003

O rompimento, na última sexta-feira (28) à noite, de um reservatório da Indústria Cataguazes de Papel, em Cataguazes, na Zona da Mata de Minas Gerais, causou o vazamento de mais de 20 milhões de litros de soda cáustica, chumbo e outros metais, produtos químicos usados na fabricação de papel, no rio Pomba, que corta o norte e o noroeste do Estado do Rio e deságua no rio Paraíba do Sul. De acordo com a Defesa Civil e a Polícia Militar, a vazão atingiu parte da zona rural da cidade e provocou um grande desastre ecológico. Vários animais foram contaminados pelo produto e morreram.

(http://www.nadc.biologia.ufrj.br/novidades/not1.htm1)

A notícia, que alarmou os fluminenses, mineiros e capixabas, demonstra a ação predatória do homem exercida sobre o meio ambiente, por meio de diferentes tipos de poluentes. Considerando-se as consequências da contaminação causada por chumbo e outros metais, para as cadeias alimentares aquáticas, pode-se afirmar que:

a) Os metais pesados solúveis em água contaminam os lençóis freáticos dos rios, mas não se acumulam nos tecidos animais.

b) O acúmulo dessas substâncias tóxicas, a cada nível trófico, afeta os organismos aquáticos e aqueles que se alimentam desses organismos.

c) A rápida decomposição dessas substâncias (chumbo e metais) presentes na água determina que os danos, a longo prazo, para a população ribeirinha serão mínimos.

d) Os ciclos biogeoquímicos não são alterados, mas a ação desses poluentes sobre o metabolismo dos organismos vegetais destrói esse elo da cadeia alimentar.

e) A ação específica da soda cáustica, do chumbo e dos outros metais determina a mortandade de peixes, mas não interfere nas outras cadeias alimentares.

25. (UFMG) Para minimizar o uso de inseticidas sintéticos na fruticultura e atender às normas de segurança alimentar da FAO (Food and Agriculture Organization), estão sendo implantadas biofábricas de controle de pragas no Nordeste do Brasil. Essas biofábricas podem adotar todas as seguintes tecnologias, exceto:

a) Produção de parasitas das pragas.

b) Extração de inseticidas naturais.

c) Criação de comensais das pragas.

d) Produção de machos estéreis das pragas.

26. (UFJF) “Nova York pode afundar, diz Greenpeace: no ano 2080, Manhattan e Xangai poderão estar debaixo d’água, secas e enchentes serão mais extremas e centenas de milhões de pessoas estarão em risco de fome, falta de água e doenças”.

(Folha de S. Paulo, 28/10/2002, página A12)

Essa previsão é apresentada pela ONG Greenpeace, caso os países não reduzam a emissão de gases que provocam o efeito estufa, que consiste no:

a) Aquecimento global da Terra, provocado pelo aumento da concentração de gases, como o gás carbônico e o oxido nitroso.

b) Aquecimento global da Terra, provocado pelo aumento do buraco na camada de ozônio, que filtra os raios ultravioleta.

c) Derretimento das calotas polares, provocado pela desertificação e pelas queimadas, que liberam anidrido sulfuroso e monóxido de carbono.

d) Aquecimento global da Terra, provocado pelos gases liberados na queima de carvão e petróleo, como os clorofluocarbonos (CFCs).

e) Aquecimento global da Terra, provocado pelo aumento da camada de gases como metano e ozônio, liberados pelas atividades industriais.

27. (UNIFOR) Acredita-se que os gases do tipo CFCs (clorofluocarbonos) estejam relacionados à incidência de câncer de pele em seres humanos porque:

a) Aumenta a taxa de mitose epitelial.

b) Destroem a camada de ozônio.

c) Apresentam ação mutagênica.

d) Acarretam aquecimento da atmosfera.

e) Danificam moléculas de DNA e RNA.

28. (COVEST) Em garimpos clandestinos no Brasil, diferentes quantidades de terra são retiradas das áreas exploradas. Para resgatar pequenas partículas de ouro existentes na lama resultante dos processos de peneiramento e lavagem, utiliza-se o mercúrio. De todo o processo poderão advir como consequências:

I   II

0  0 – Degradação e poluição do solo.

1  1 – Assoreamento de rios e até inundações.

2  2 – Interferência no processo de procriação de certos peixes.

3  3 – Lançamento de poluentes na atmosfera.

4  4 – Destruição da vegetação.

29. (PUC-RS) Se o prefeito eleito de sua cidade prometeu desenvolver um programa com o objetivo de contribuir para a diminuição do efeito estufa em nível local, isso significa que ele pretende incentivar a adoção de medidas de controle da poluição atmosférica através da redução da emissão de …… e ….. pelas atividades humanas.

a) clorofluocarbonetos – óxido sulfúrico

b) clorofluocarbonetos – monóxido de carbono

c) dióxido de carbono – óxido sulfúrico

d) dióxido de carbono – metano

e) monóxido de carbono – metano

30. (UNIFOR) A queima de combustíveis fósseis em grandes e crescentes quantidades nas últimas décadas tem causado preocupação na comunidade científica internacional e nos governos, pois:

a) Os produtos desses combustíveis podem acarretar resfriamento da Terra.

b) Esses combustíveis destroem a camada de O2 atmosférico sobre os polos.

c) Os estoques desses combustíveis já se esgotaram e devem ser substituídos.

d) A manutenção dos ecossistemas naturais depende desses combustíveis.

e) O aumento da concentração de CO2 na atmosfera pode acarretar aquecimento global.

31. (FUVEST) As crescentes emissões de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), entre outros, têm causado sérios problemas ambientais, como, por exemplo, a intensificação do efeito estufa. Estima-se que, dos 6,7 bilhões de toneladas de carbono emitidas anualmente pelas atividades humanas, cerca de 3,3 bilhões acumulam-se na atmosfera, sendo os oceanos responsáveis pela absorção de 1,5 bilhão de toneladas, enquanto quase 2 bilhões de toneladas são sequestradas pelas formações vegetais. Assim, entre as ações que contribuem para a redução do CO2 da atmosfera, estão a preservação de matas nativas, a implantação de reflorestamentos e de sistemas agroflorestais e a recuperação de áreas de matas degradadas. O papel da vegetação, no sequestro de carbono da atmosfera, é:

a) Diminuir a respiração celular dos vegetais devido à grande disponibilidade de O2 nas florestas tropicais.

b) Fixar o CO2 da atmosfera por meio de bactérias decompositoras do solo e absorver o carbono livre por meio das raízes das plantas.

c) Converter o CO2 da atmosfera em matéria orgânica, utilizando a energia da luz solar.

d) Reter o CO2 da atmosfera na forma de compostos inorgânicos, a partir de reações de oxidação em condições anaeróbicas.

e) Transferir o CO2 atmosférico para as moléculas de ATP, fonte de energia para o metabolismo vegetal.

32.                                               ANALISE A CHARGE.

32

A seguir, são apontadas possíveis explicações para a ocorrência de enchentes e inundações.

I. Impermeabilização do solo.

II. Erosão do solo.

III. Lançamento de lixo nas ruas das cidades, nas margens ou diretamente nos rios.

IV. Destruição das matas ciliares (vegetação nas várzeas ao longo dos rios ou cursos d’água).

Aponte a alternativa que contém todas as explicações corretas

a) Apenas I e IV.

b) Apenas II e III.

c) Apenas III e IV.

d) Apenas I, II e III.

e) I, II, III e IV.

33. (UEPB) O fenômeno denominado “maré vermelha” ocorre devido à proliferação de algumas espécies de dinoflagelados, que, sob determinadas condições, formam populações extraordinariamente grandes. Essa concentração pode liberar toxinas e provocar a contaminação e a mortalidade em organismos filtradores, peixes e outros vertebrados marinhos. Essa contaminação e mortalidade se devem:

a) À variedade de toxinas produzidas no verão por essas algas.

b) À proliferação excessiva de certas macroalgas.

c) Ao tipo de pigmento de algumas espécies de dinoflagelados.

d) À elevada toxicidade da tetraodontoxina provocada pelos dinoflagelados.

e) À elevada toxicidade da neurotoxina produzida por esses dinoflagelados.

34. (MACK) A emissão excessiva de certos gases, como o CO2, tem sido responsabilizada pelo aumento gradativo da temperatura da superfície terrestre, com graves consequências previstas para o futuro, como inundações de cidades localizadas ao nível do mar. Esse aumento de temperatura é causado pela:

a) Radiação ultravioleta do sol, absorvida pelos gases que estão e excesso na atmosfera.

b) Radiação infravermelha, que, após a absorção da energia solar pelo solo, é irradiada na forma de calor.

c) Radiação ultravioleta do sol, que, devido à destruição da camada de ozônio, chega com maior intensidade à superfície terrestre.

d) Radiação visível do sol, que, devido à destruição da camada de ozônio, chega com maior intensidade à superfície terrestre.

e) Radiação ultravioleta, que é absorvida pelo solo e não é irradiada à atmosfera.

35. (UFRN) Assinale a opção que contém o poluente inodoro e incolor, produzido pela combustão de compostos orgânicos e que, ao ser inspirado, passa dos alvéolos pulmonares para o sangue, penetrando nas hemácias e ligando-se de forma estável à hemoglobina:

a) Monóxido de carbono.

b) Dióxido de carbono.

c) Monóxido de nitrogênio.

d) Dióxido de nitrogênio.

e) Dióxido de enxofre.

36. (PUC-MG) Considere o curso de um rio, de acordo com o esquema a seguir.

36

O trecho A compreende o curso inicial do rio, cuja calha é rochosa, sem acúmulo de matéria orgânica no fundo. No trecho B, curto, há descarga de esgoto industrial e doméstico. O trecho C se caracteriza pela baixa correnteza. No trecho D, há uma série de cascatas, dado o grande desnível entre o trecho C e E. No trecho E, já há uma maior velocidade da correnteza em relação ao trecho C. Com base na figura e no texto anterior, é correto afirmar que o trecho mais oligotrófico e o mais eutrófico são, respectivamente.

a) A e E.

b) A e C.

c) B e D.

d) E e B.

e) D e A.

37. (UNESP)         LEIA O TEXTO, QUE APRESENTA QUATRO LACUNAS.

Os esgotos são formados, em grande parte, por matéria orgânica, água e energia. Há processos muito antigos de tratamento que permitem o aproveitamento da energia dos compostos orgânicos presentes nos esgotos. São processos de ……………….., onde ocorre a fermentação por atividade de bactérias ……………….., organismos que dispensam a presença de …………….. . Quando fermentada por estas bactérias, a matéria orgânica dá origem a um subproduto, o …………………., inflamável, explosivo e dotado de grande quantidade de energia, que pode ser utilizada em motores a explosão ou até como gás combustível.

As lacunas do texto se referem, pela ordem, aos termos:

a) eutrofização … anaeróbicas … CO2 … gás sulfídrico

b) biodigestão … anaeróbicas … O2 … gás metano

c) biodigestão … aeróbicas … O2 … gás metano

d) decomposição … anaeróbicas … CO2 … gás hélio

e) biodigestão … aeróbicas … nitrogênio … gás metano

38. (COVEST) Com relação a diferentes temas, como poluição e preservação da biodiversidade, é correto afirmar que:

I   II

0  0 – A grande biodiversidade observada em florestas tropicais é importante como fonte de insumos e para a preservação da diversidade genética.

1 1 – O homem provoca a acentuação do efeito estufa e do aquecimento global com a crescente liberação de gás carbônico e de óxido nitroso na atmosfera.

2  2 – Amostras biológicas coletadas no Brasil são constantemente levadas para outros países e, em contrapartida, tem-se uma importante resposta no desenvolvimento científico de nosso país.

3  3 – Na inversão térmica, observa-se a formação de uma camada de ar quente, que se dispõe

sobre uma camada de ar frio, esta última carregada de partículas poluentes.

4  4 – Entre os efeitos causados pelo desmatamento estão o esgotamento de nutrientes do solo e a redução da biodiversidade.

39. (UFOP)O homem deve se conscientizar de que a sua sobrevivência depende da manutenção do equilíbrio ecológico que ele, nos últimos tempos, muito frequentemente, tem postoem risco. Um dos setores que merece destaque especial nesse contexto, em que a ecologia vem assumindo lugar de destaque cada vez maior, é a agricultura, devido aos métodos empregados para combater insetos, bactérias, fungos e vírus. Considere as afirmativas abaixo.

I. O uso repetido de pesticidas pode conduzir a proliferação de formas resistentes.

II. A utilização de queimadas é um recurso que deve ser empregado rotineiramente para eliminar ou destruir as lavouras contaminadas.

III. No controle biológico, podem ser empregados insetos predadores ou parasitas das espécies cujas populações devem ser reduzidas ou mantidas dentro de níveis toleráveis.

IV. A eliminação de uma espécie pode provocar a expansão de outra.

Marque a alternativa correta.

a) As afirmativas I, II e III são verdadeiras.

b) As afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

c) As afirmativas I, III e IV são verdadeiras.

d) As afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

40. Um lago, com uma cadeia alimentar constituída de plâncton, plantas aquáticas, caramujos, pequenos peixes e aves aquáticas carnívoras, teve suas águas contaminadas pelo inseticida DDT, que tem a propriedade de se acumular no corpo dos seres vivos. Em qual dos constituintes da cadeia alimentar espera-se encontrar a maior concentração do inseticida?

a) Aves aquáticas.

b) Caramujos.

c) Peixes.

d) Plâncton.

41. (UNIP-SP) Entre os principais agentes poluidores do ar atmosférico destaca-se o monóxido de carbono (CO), que é um gás venenoso, inodoro e incolor, liberado profusamente pela queima de combustívelem automóveis. Umdos efeitos desse poluente na saúde humana é:

a) Diminuição da capacidade de formação de anticorpos no sangue.

b) Irritação nas mucosas do aparelho respiratório, causando doenças como asma, bronquite e enfisema pulmonar.

c) Asfixia provocada pela “inutilização” da molécula de hemoglobina no transporte dos gases respiratórios.

d) Perturbações cardíacas em casos extremos de exposição prolongada.

e) Aumento da incidência de câncer pulmonar.

42. (VALE DO IPOJUCA) O método utilizado no tratamento do lixo urbano, que pode contribuir para a agricultura, visto que o seu emprego conduz à obtenção de um fertilizante para o solo, e que participa do processo de reciclagem da matéria orgânica, é:

a) A compostagem.

b) O aterro sanitário.

c) A incineração.

d) O lixão.

e) A queimada.

43. (UFSCar) Mais de 500 variedades de plantas estão sendo atacadas na Califórnia, Estados Unidos, por minúsculos insetos, originários do Oriente Médio. Os técnicos americanos não têm obtido sucesso no controle dessa praga. Quatro causas que poderiam favorecer a ocorrência de tal praga foram apresentadas:

I. Inexistência de inimigos naturais desses insetos na Califórnia.

II. Deficiência de defesa naturais das plantas.

III. Uso inadequado de determinados defensivos agrícolas.

IV. Fatores abióticos favoráveis ao desenvolvimento desses insetos na Califórnia.

Par a situação descrita, é possível aceitar.

a) A causa I, apenas.

b) As causas I e II, apenas.

c) As causas I, III e IV, apenas.

d) As causas I, II e III, apenas.

e) As causas I, II, III e IV.

44. (PUC-CAMPINAS)Atualmente a camada de ozônio é uma proteção contra a radiação ultravioleta, porém não estava presente na atmosfera primitiva da Terra. O surgimento da camada de ozônio (O3) pôde ocorrer depois do:

a) Grande aquecimento devido ao vulcanismo.

b) Surgimento dos organismos aeróbicos.

c) Domínio do ambiente terrestre pelas fanerógamas.

d) Grande resfriamento das eras glaciais.

e) Surgimento dos organismos fotossintetizantes.

45. (UNISINOS-RS) O poluente monóxido de carbono (CO), encontrado na atmosfera, é perigoso por:

a) Possuir propriedades cancerígenas.

b) Produzir enfisema pulmonar.

c) Ser a principal causa da inversão térmica.

d) Reduzir sensivelmente a capacidade do sangue em transportar oxigênio.

e) Se transformar em carvão no interior dos alvéolos pulmonares.

46. (UFSC) “Durante 4 horas, um volume estimado em 1,34 milhões de litros de óleo vazou de um duto da refinaria de Duque de Caxias, causando o maior desastre ecológico já ocorrido na Bahia da Guanabara. (…) A mancha de óleo se estendia (…), projetando-se dos manguezais de Duque de Caxias…”

Trecho do artigo: 500 anos de degradação, Revista Ciência Hoje, 27 (158): 2000. p. 42-43.

Assinale a(s) proposição(ões) verdadeira(s)sobre a ação do petróleo e suas consequências com relação ao meio ambiente e aos seres vivos que nele habitam.

I   II

0  0 – A fina camada de óleo sobrenadante, dispersa na superfície da água, reduz a capacidade da absorção de luz na água, afetando significativamente a atividade fotossintetizante das algas.

1  1 – No controle desse poluente, podem ser utilizados detergentes, pois não são nocivos aos organismos marinhos, e servem para dispersar e emulsionar o óleo.

2  2 – A utilização de certas bactérias decompositoras promove a degradação do petróleo, e representa uma das medidas adequadas para a recuperação desse ambiente.

3 3 – A maior parte do petróleo ficou concentrada na zona costeira, principalmente nos manguezais, destruindo esse “berçário de vida”, além de afetar a vida, por exemplo, dos pescadores e catadores de caranguejo da região.

4 4 – Os problemas provocados pelo desastre ecológico, na baía da Guanabara, foram minimizados, pois os técnicos e biólogos se uniram, removendo o poluente em poucas horas.

47. (FATEC) No trajeto do rio Tietê, a cidade de São Paulo (A) é um ponto de grande despejo de esgoto; em Barra Bonita (B) o despejo não é tão intenso, sendo ainda menos intenso na cidade de Pereira Barreto (C). O gráfico que apresenta corretamente a medida do teor de oxigênio das águas do Tietê próximas às cidades A, B e C é:

47

48. (FAMIH-MG) Fluxo de energia numa cadeia alimentar:

48

Na cadeia alimentar anterior, contaminada pelo estrôncio90, amaior quantidade de energia disponível para os seres vivos e o maior acúmulo de radioatividade são encontrados, respectivamente, nos níveis tróficos:

a) 1 e 3.

b) 2 e 4.

c) 1 e 5.

d) 3 e 4.

e) 4 e 5.

49. (PUC-RJ) O uso indevido de pesticidas no combate aos parasitas nas plantações, pode criar situações altamente comprometedoras à saúde de quem se vale posteriormente daqueles produtos agrícolas na sua alimentação, já que muitos dos pesticidas são substâncias de efeito residual. Para resolver o problema, ao invés do uso daqueles pesticidas poderia ser usado outro recurso menos comprometedor ao homem:

a) Simplesmente substituir a espécie cultivada por outra mais resistentes ao parasita que está sendo combatido.

b) Proceder a queimadas periodicamente, destruindo e eliminando as lavouras contaminadas.

c) Usar mais de um tipo de pesticida, tornando a mistura menos tóxica.

d) Proceder ao combate biológico, ou seja, colocar na lavoura uma espécie predadora do parasita em quantidade proporcionalmente suficiente.

e) Tratar quimicamente as sementes antes de colocá-las na terra com substâncias que afugentam o parasita.

50. (VUNESP) Nos rios, é lançada, geralmente, grande quantidade de esgotos provocando, em alguns casos, a morte de muitos peixes. Assinale a alternativa que melhor explica a mortandade desses animais.

a) Aumento da quantidade de oxigênio e diminuição na quantidade de bactérias anaeróbicas.

b) Aumento na quantidade de bactérias aeróbicas e consequente aumento na quantidade de oxigênio.

c) Diminuição na quantidade de oxigênio e aumento na quantidade de bactérias anaeróbicas.

d) Aumento no número de indivíduos herbívoros, que eliminam grande parte do fitoplâncton.

e) Diminuição da quantidade de alimento com consequente mortandade dos peixes, em longo prazo.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

B

D

C

A

B

B

VFVFV

A

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

B

E

A

E

A

B

A

E

C

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

D

D

B

C

A

B

VVVVV

D

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

E

E

B

A

B

B

VVFVV

C

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

C

A

E

E

D

VFVVF

D

C

D

C

Publicado por: Djalma Santos | 30 de setembro de 2011

Testes de assuntos diversos (2/5)

01. (UECE) Nova bactéria revoluciona conceito de vida. “A definição de vida ficou mais complexa depois que a Nasa (Agência Espacial dos EUA) e a revista Science anunciaram a descoberta de um microrganismo capaz de se desenvolver e se reproduzir utilizando arsênio, um elemento químico tóxico para a maioria dos seres vivos. Para além de ter mudado a compreensão sobre a vida na Terra, a descoberta também expande o horizonte para a busca de vida extraterrestre.”

Fonte: http://noticias.universia.pt/ciencia-tecnologia/noticia/2010/12/06/757438/nova-bacteria-revoluciona-conceito-vida.html

A descoberta dessa bactéria foi uma revolução no mundo científico porque:

a) Até esse momento todas as formas de vida conhecidas dependiam apenas de carbono para construir as moléculas que compõem seus corpos, mas agora o arsênio também entra na lista de substâncias orgânicas.

b) Com ela a teoria de que todos os seres vivos descendem de um ancestral comum fica comprometida.

c) As bactérias passarão a ser utilizadas como inseticidas vivos não prejudiciais ao meio ambiente.

d) Comprova a existência de vida extraterrestre, pois grande quantidade de arsênio tem sido encontrada na maioria dos planetas.

02. (UNIMONTES) A pesquisa científica objetiva, fundamentalmente, contribuir para a evolução do conhecimento humano em todos os setores, sendo sistematicamente planejada e executada segundo rigorosos critérios de processamento das informações. O esquema abaixo está relacionado com esse assunto. Analise-o.

02

De acordo com o esquema e o assunto abordado, assinale a alternativa que melhor identifica a etapa I.

a) Discussão.

b) Conclusão.

c) Hipótese nova ou revisada.

d) Experimentação.

03. (FATEC) Sobre alguns seres vivos são feitas as afirmações a seguir. Assinale a correta.

a) Os musgos são organismos pluricelulares eucariontes e vasculares.

b) As gimnospermas e as angiospermas possuem flores, frutos e sementes.

c) Os fungos são organismos uni ou pluricelulares, procariontes e autótrofos.

d) Os vírus são organismos unicelulares procariontes e parasitas obrigatórios.

e) As bactérias são organismos unicelulares, procariontes e que estão envolvidos por parede celular.

04. (UNIMONTES) A pesquisa científica é a realização de um estudo planejado, sendo o método de abordagem do problema o que caracteriza o aspecto científico da investigação. Sua finalidade é descobrir respostas para questões mediante a aplicação do método científico. As afirmativas a seguir estão relacionadas com esse assunto. Analise-as e assinale a incorreta.

a) A pesquisa sempre parte de um problema, de uma interrogação, uma situação para a qual o repertório de conhecimento disponível não gera resposta adequada.

b) Toda pesquisa baseia-se em uma teoria que serve como ponto de partida para a investigação.

c) Para solucionar um problema, são levantadas hipóteses que podem ser confirmadas ou refutadas pela pesquisa.

d) Nenhuma pesquisa pode gerar subsídios para o surgimento de novas teorias.

05. (UFG) LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER ESTA QUESTÃO.

A radiação solar ao incidir na superfície terrestre interage com os organismos vivos e permite a ocorrência de processos vitais, como a fotossíntese. Entretanto, essa radiação também pode causar danos nas células, como o envelhecimento precoceem animais. Paraevitar danos como este, os organismos desenvolveram estratégias de fotoproteção. O composto micosporina, por exemplo, descrito por cientistas brasileiros em algumas algas marinhas, está envolvido na capacidade de sobrevivência dessas algas quando expostas ao sol na maré baixa.

Disponível em: <http;//www.usp.br/aum/_reeng/materia.php?cod_materia>.

Acesso em: 21 set. 2010. [Adaptado]

O composto micosporina, como citado no texto, tem potencial industrial para ser utilizado como matéria-prima para fabricação de:

a) Antibiótico.

b) Biocombustível.

c) Bloqueador solar.

d) Biorremediador.

e) Fertilizante nitrogenado.

06. (UPE) A perpetuação de um ser unicelular ou de um ser pluricelular é garantida por meio do processo de:

a) Sensibilidade ao estímulo.

b) Crescimento citoplasmático.

c) Regeneração tecidual.

d) Reprodução.

e) Integração celular.

07. (UNEMAT) Microrganismos são um gigantesco conjunto de seres minúsculos responsáveis por diversos processos em nosso planeta. Ainda assim, esses organismos são maciçamente desconhecidos pelos cientistas. Assinale a alternativa correta.

a) As bactérias são organismos patogênicos e maléficos.

b) Bactérias se caracterizam pela presença de um núcleo organizado e de parede celular.

c) A categoria dos decompositores nas cadeias alimentares é composta principalmente por microrganismos.

d) Por depender de um hospedeiro para se reproduzir e terem metabolismo próprio, os vírus são considerados seres vivos.

e) Leveduras são microrganismos prejudiciais que dependem do oxigênio para obter energia.

08. (UNESP) Durante a aula, a professora apresentou aos alunos uma receita de bolo, e pediu-lhes que trouxessem os ingredientes para a aula seguinte, mas que seguissem à risca suas instruções. Se todos acertassem a tarefa, o bolo seria assado no refeitório da escola.

BOLO DE FRUTAS SECAS E PINHÕES

                                      1 kg de farinha de trigo.

                                      100 g de fermento biológico.

                                      200 g de manteiga.

                                      200 g de açúcar.

                                      15 g de mel.

                                      8 gemas.

                                      10 g de sal.

                                      200 g de frutas cristalizadas.

                                      200 g de uvas-passas.

                                      200 g de castanhas-de-caju.

                                      200 g de pinhões cozidos.

                                      3 copos de leite.

                                      1 pitada de canela em pó.

* A Maria pediu que trouxesse ingredientes de origem mineral e ela trouxe o sal e a canela.

* A João pediu que trouxesse produtos produzidos por gimnospermas e angiospermas e ele trouxe a farinha de trigo, as frutas cristalizadas e as uvas-passas.

* A Pedro pediu que trouxesse dois produtos de origem animal e ele trouxe os ovos e o fermento biológico.

* A Mariana pediu que trouxesse produtos derivados de outras partes do vegetal, que não o fruto e ela trouxe o açúcar, as castanhas-de-caju e os pinhões.

* A Felipe pediu que trouxesse produtos naturais e livres de colesterol e ele trouxe o mel, o leite e a manteiga.

Pode-se dizer que

a) Todos os alunos trouxeram o que a professora pediu, e o bolo pôde ser assado conforme o combinado.

b) Somente as meninas trouxeram o que a professora pediu.

c) Somente os meninos trouxeram o que a professora pediu.

d) Somente Mariana e Felipe trouxeram o que a professora pediu.

e) Todos os alunos erraram a tarefa, pois nenhum deles trouxe o que a professora pediu.

09. (UFV) Com o intuito de conservar alimentos de origem animal, principalmente os embutidos e enlatados, a indústria utiliza um sal inorgânico denominado nitrito de sódio (NaNO2), que, além de manter a cor avermelhada desses produtos, também é responsável por:

a) Estimular a produção de etanol pela bactéria Bacillus thuringiensis.

b) Estimular a fermentação láctica da bactéria Clostridium perfringens.

c) Impedir a germinação dos endósporos da bactéria Clostridium botulinum.

d) Impedir a produção do ácido succínico pela bactéria Lactobacillus bulgaricus.

10. (UFPR)                LEIA ATENTAMENTE O ARTIGO.

Resultados preliminares de um estudo feito por quatro pesquisadores brasileiros e um norte-americano indicam que 97% das espécies de bactérias identificadas nas folhas das árvores da Mata Atlântica são desconhecidas pela ciência. A identificação das bactérias foi por um método de reconhecimento de trechos específicos de DNA. Os dados sugerem que, apenas nesse bioma, pode haver até 13 milhões de espécies de bactérias, ou quase três mil vezes mais do que o total conhecido hoje – e isso porque só restam 8% da superfície original da Mata Atlântica. O artigo publicado na Science relata apenas as primeiras conclusões da equipe. No momento, eles já começaram o levantamento bacteriológico em um número maior de espécies de plantas em outras áreas da Mata Atlântica. “Um dos objetivos futuros do trabalho é explorar essas comunidades bacterianas. Cultivá-las, investigar se elas produzem alguma substância de interesse farmacêutico ou agrícola e determinar seu papel ecológico”, diz Lambais. “As possibilidades são tantas que, quanto mais dados obtemos, mais se abre o leque de aproveitamento desses microrganismos”.

(VERJOVSKY. Marina. Diversidade insuspeita: árvores da Mata Atlântica podem abrigar milhões de espécies de bactérias desconhecidas. Ciência Hoje on line, 29 jun. 2006 – Adaptado.)

Com base nas informações do texto e em seus conhecimentos sobre biologia, assinale a alternativa correta.

a) O número expressivo de espécies de bactérias obtido com apenas 8% da cobertura vegetal restante indica que o número de espécies deveria ser muito superior ao estimado de 13 milhões caso a floresta estivesse mais conservada.

b) Além da Mata Atlântica ser conhecida pela grande biodiversidade de vegetais e animais, o estudo destaca a riqueza de espécies do reino protista presente nas folhas das árvores.

c) O texto indica que toda a rica biodiversidade de bactérias, além de ser espantosa pelo número, possui imenso potencial de aplicação imediata já identificado na pesquisa.

d) O interesse da pesquisa sobre as bactérias da Mata Atlântica é determinar o papel ecológico que as substâncias que produzem executam no ecossistema, para que essas bactérias possam ser combatidas.

e) Para um número tão grande de espécies a serem descritas, o sistema binomial de classificação de Lineu não é suficiente e deve ser substituído por outro sistema de classificação molecular.

11. (UFSM) Uma mulher está grávida de 4 meses de gêmeos, contrai rubéola ocasionada por um vírus, e seus filhos nascem com problemas, como surdez e retardo mental. Pode-se afirmar, então, que a doença de seus filhos é:

a) Hereditária e todos os próximos filhos dessa mulher nascerão com os mesmos problemas dos gêmeos.

b) Congênita, mas não hereditária, pois foi causada por um agente ambiental.

c) Hereditária e congênita ao mesmo tempo, pois a mulher possui genes que causam surdez e retardo mental.

d) Hereditária, mas os próximos filhos podem ser normais.

e) De causa ambiental, pois houve mutação no DNA da mãe.

12. (PUC-CAMPINAS) Considere a abelha, o espinafre e os corais. O processo que ocorre em apenas uma dessas espécies é a:

a) Utilização do ATP.

b) Regulação do pH celular.

c) “Queima” de glicose.

d) Síntese de celulose.

13. (UNESP)                     OBSERVE OS QUADRINHOS

13

Sobre o contido nos quadrinhos, os alunos em uma aula de biologia afirmaram que:

I. O besouro, assim como a borboleta, apresenta uma fase larval no início de seu desenvolvimento.

II. As lagartas são genética e evolutivamente mais aparentadas às minhocas que aos besouros.

III. Ao contrário dos besouros, que possuem sistema circulatório fechado, com hemoglobina, as borboletas e as minhocas possuem sistema circulatório aberto, sem hemoglobina.

É correto apenas o que se afirma em:

a) I.

b) III.

c) I e II.

d) I e III.

e) II e III.

14. (UNESP) Dados da Organização Mundial de Saúde indicam que crianças filhas de mães fumantes têm, ao nascer, peso médio inferior ao de crianças filhas de mães não fumantes. Sobre esse fato, um estudante fez as seguintes afirmações:

I. O cigarro provoca maior concentração de monóxido de carbono (CO) no sangue e provoca constrição dos vasos sanguíneos da fumante.

II. O CO se associa à hemoglobina formando a carboxiemoglobina, um composto quimicamente estável que favorece a ligação da hemoglobina ao oxigênio.

III. O oxigênio, ligado à hemoglobina, fica indisponível para as células e desse modo o sangue materno chega à placenta com taxas reduzidas de oxigênio.

IV. A constrição dos vasos sanguíneos maternos diminui o aporte de sangue à placenta, e desse modo reduz-se a quantidade de oxigênio e nutrientes que chegam ao feto.

V. Com menos oxigênio e menos nutrientes, o desenvolvimento do feto é mais lento, e a criança chegará ao final da gestação com peso abaixo do normal.

Sabendo-se que a afirmação I está correta, então podemos afirmar que:

a) A afirmação II também está correta, mas esta não tem por consequência o contido na afirmação III.

b) As afirmações II e III também estão corretas, e ambas têm por consequência o contido na afirmação V.

c) A afirmação III também está correta, mas esta não tem por consequência o contido na afirmação V.

d) A afirmação IV também está correta e tem por consequência o contido na afirmação V.

e) As afirmações II, III e IV estão corretas, e têm por consequência o contido na afirmação V.

15. (UFPB) A figura abaixo ilustra uma das inúmeras relações entre plantas e animais. Durante o processo evolutivo dos dois grupos, essa interação tem sido muito importante, em especial, para a reprodução das angiospermas.

15

Com relação aos dois grupos, é correto afirmar:

a) Os insetos e as angiospermas representam, respectivamente, os dois grupos de maior diversidade dentre os animais e as plantas.

b) As angiospermas representam o único grupo vegetal que forma tubo polínico.

c) Os insetos apresentam o corpo dividido em cabeça e abdome.

d) Os insetos apresentam sexos separados e são animais vivíparos.

e) As angiospermas formam, após a dupla fecundação, um embrião 3n e um endosperma 2n.

16. (URCA) Sobre vírus e bactérias é correto afirmar:

a) Ambos possuem DNA e RNA simultaneamente.

b) Entre os dois grupos existem representantes comensais.

c) Bactérias podem ser parasitas extracelulares e vírus parasitas intracelulares obrigatórios.

d) Bactérias são parasitas intracelulares e vírus são parasitas extracelulares.

e) Vírus e bactérias possuem parede de peptoglicano.

17. (UFERSA) Considere as afirmativas acerca dos organismos vivos:

I. São constituídos de conjuntos de células.

II. Contém informação genética usada na reprodução e na evolução.

III. Obtêm e convertem a energia oriunda do meio externo.

São verdadeiras para todos os organismos vivos:

a) Apenas I e II.

b) Apenas I e III.

c) Apenas II e III.

d) I, II e III.

18. (UFRPE) Nos seres vivos, os sais minerais existem sob duas formas básicas: dissolvidos em água, sob a forma de íons, e imobilizados, compondo esqueletos. Com relação a alguns íons importantes para o organismo humano, e às funções que eles desempenham, analise a tabela abaixo.

ÍON

FUNÇÃO

1

Sódio Importante para a condução nervosa; é menos abundante dentro das células do que fora delas.

2

Potássio Importante para a condução nervosa; é mais abundante dentro das células do que fora delas.

3

Cálcio Necessário para a ação de várias enzimas em processos como, por exemplo, o da coagulação sanguínea.

4

Magnésio Presente na hemoglobina que transporta o oxigênio. Faz parte dos citocromos que participam da respiração celular.

5

Ferro Presente na clorofila; portanto indispensável ao processo da fotossíntese.

Está(ão) correta(s):

a) 1 e 2, apenas.

b) 4 e 5, apenas.

c) 1, 2 e 3, apenas.

d) 1, 2, 3, 4 e 5.

e) 3, apenas.

19. (UFPI) A nutrição de plantas envolve a absorção de todos os materiais brutos do ambiente que são necessários para os processos bioquímicos essenciais e para a distribuição desses materiais dentro da planta e sua utilização no metabolismo e no crescimento. Um total de 17 nutrientes inorgânicos é necessário à maioria das plantas para o crescimento normal. Esses são categorizados como macronutrientes e micronutrientes, dependendo das quantidades nas quais eles são necessários. Assinale a alternativa que contém apenas micronutrientes.

a) Fósforo, Cálcio, Zinco, Cloro.

b) Enxofre, Boro, Molibidênio, Nitrogênio.

c) Potássio, Magnésio, Nitrogênio, Fósforo.

d) Cloro, Ferro, Níquel, Manganês.

e) Potássio, Cálcio, Cloro, Ferro.

20. (UTFPR) Muitos sais minerais são importantes para os seres vivos, atuando na forma de íons ou participando da composição de moléculas orgânicas. Assinale a alternativa correta sobre esta atuação.

a) Os íons cálcio e potássio são importantes na formação da hemoglobina.

b) Os íons sódio e potássio são importantes nos impulsos nervosos.

c) O magnésio participa na formação de um hormônio produzido pela tireoide.

d) O iodo participa na formação da clorofila.

e) Os íons de ferro são importantes no transporte ativo através da membrana plasmática.

21. (UEPA) O abacaxi é um autêntico fruto das regiões tropicais e subtropicais, muito consumido em todo o mundo. É rico em vitamina C (1), carotenoides (2), vitaminas do complexo B e minerais como o potássio (3), manganês e cálcio. Além dessas qualidades nutricionais conhecidas previamente, análises tecnológicas modernas identificaram que essa fruta possui uma enzima (4), a bromelina, presente no caule, nas folhas e no fruto, que auxilia na digestão de proteínas.

  (Fonte:Ciência Hoje, volume 39, 2002. Patrícia Maria Pontes Thé)

Sobre o texto acima, afirma-se que:

I. O número 1 é uma substância orgânica, hidrossolúvel, que previne infecções e o escorbuto.

II. Presente em certas plantas, algas e bactérias, o número 2 atua diretamente na respiração celular, e sua deficiência no organismo humano pode levar à cegueira total.

III. O número 3 auxilia no funcionamento das células nervosas e influencia o processo de contração muscular.

IV. O número 4 age em substratos específicos que aceleram inúmeras reações químicas nas células.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) II e III.

b) I, II e III.

c) I, III e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

22. (IFSEP) Considerando os três principais grupos de substân­cias alimentares, pode-se afirmar que:

a) Os carboidratos contribuem com os aminoácidos que garantem a energia para renovar o ATP.

b) As células estão equipadas para retirar, com maior eficiência, a energia contida nos lipídios e proteínas.

c) A reparação estrutural dos tecidos é realizada principalmente com os nutrientes derivados das proteínas e das gorduras.

d) Os aminoácidos derivam das gorduras satura­das.

e) Os carboidratos oferecem maior quantidade de energia que os lipídios.

23. (UDESC) Assinale a alternativa incorreta referente às bactérias.

a) A conjugação é a maneira pela qual as bactérias podem trocar material genético.

b) O cromossomo bacteriano é circular e contém todos os gens essenciais à bactéria.

c) Algumas bactérias transformam o nitrogênio atmosférico em compostos químicos assimiláveis pelos demais seres vivos.

d) No grupo das arqueobactérias estão as bactérias halófilas, as metanogênicas e as termoacidófilas.

e) As bactérias Staphylococcus apresentam um arranjo linear em forma de colar.

24. (UESPI) O que os vírus HIV e os príons têm em comum?

a) Material genético envolto por capsídeo proteico.

b) Envelope icosaédrico com espículas que se projetam dos vértices.

c) Replicação intracelular e extracelular.

d) São causadores de doenças degenerativas do sistema nervoso central.

e) São agentes infecciosos transmissíveis.

25. (UFRPE) Quando uma proteína estranha (antígeno) penetra em um organismo animal, ocorre a produção de anticorpos para neutralizar a ação desse antígeno. Quando os antígenos agem rapidamente após a sua penetração, como os venenos de cobra, é necessário usar anticorpos. Para obtenção desses anticorpos injetam-se pequenas doses de veneno em um animal, como, por exemplo, em um cavalo e, em seguida, observa-se que:

1. No sangue do animal deve começar a aumentar a concentração de anticorpos específicos.

2. Na parte líquida do sangue do animal (soro), ficam os anticorpos produzidos.

3. O soro produzido terá a propriedade de curar uma pessoa que tenha sido mordida por cobra cujo veneno foi injetado no animal.

4. As preparações obtidas, denominadas de soros terapêuticos, contêm anticorpos específicos.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 2, 3 e 4.

b) 1, 3 e 4, apenas.

c) 2 e 3, apenas.

d) 4, apenas.

e) 1, apenas.

26. (UTFPR) Nos diferentes ambientes da Terra, existem inúmeros tipos de animais com uma grande variedade de formas, cores, tamanhos e modos de vida. As ações humanas têm colocado em risco grande parte desta diversidade. As alternativas abaixo apresentam células e estruturas celulares importantes para o funcionamento de alguns grupos de animais. Assinale a alternativa que relaciona corretamente as estruturas representadas a seus exemplos e suas funções:

26

a) A figura A representa a célula-flama, célula de defesa das planárias.

b) A figura C representa um cnidócito, célula de defesa das medusas.

c) A figura B representa os coanócitos, células da respiração das esponjas.

d) A figura A representa a célula-flama, célula excretora das medusas.

e) A figura C representa uma pedicelária, célula de defesa da estrela-do-mar.

27. (PUC-RIO) Atletas devem ter alimentação rica em proteínas e carboidratos. Assim devem consumir preferencialmente os seguintes tipos de alimentos, respectivamente:

a) Verduras e legumes pobres em amido.

b) Óleos vegetais e verduras.

c) Massas e derivados de leite.

d) Farináceos e carnes magras.

e) Carnes magras e massas.

28. (FUVEST)

28

Os animais que consomem as folhas de um livro alimentam-se da celulose contida no papel. Em uma planta, a celulose é encontrada:

a) Armazenada no vacúolo presente no citoplasma.
b) Em todos os órgãos, como componente da parede celular.
c) Apenas nas folhas, associada ao parênquima.
d) Apenas nos órgãos de reserva, como caule e raiz.
e) Apenas nos tecidos condutores do xilema e do floema.

29. (FUVEST) Considere as seguintes características atribuídas aos seres vivos:

I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células.
II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código universal.
III. Quando considerados como populações, os seres vivos se modificam ao longo do tempo.

Admitindo que possuir todas essas características seja requisito obrigatório para ser classificado como “ser vivo”, é correto afirmar que
a) Os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos preenchem os requisitos I, II e III.
b) Os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não preenchem o requisito I.
c) Os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II e III, mas não o requisito I.
d) Os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III, mas não os requisitos I e II.
e) Os vírus não são seres vivos, porque não preenchem os requisitos I, II e III.

30. (UFRN) Considere uma espécie de protozoário que tem forma arredondada, quando está no interior de células hospedeiras, e forma alongada quando está fora de células. As alterações morfológicas observadas nas várias etapas do ciclo de vida dessa espécie podem ser explicadas pela:

a) Similaridade fenotípica e gênica.

b) Semelhança entre os fenótipos.

c) Mudança do genótipo em cada fase.

d) Diferença na expressão gênica.

31. (UEM) Com relação à reprodução e aos ciclos de vida, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Os animais apresentam ciclo de vida haplobionte diplonte, em que um novo ser surge pela fusão dos gametas, duas células haploides, com formação do zigoto diploide.

1 1 – No ciclo haplobionte haplonte, que ocorre em certos protozoários, os adultos são indivíduos haploides e os zigotos são diploides.

2  2 – Certos fungos e certas algas formam células especializadas, os esporos, que são liberados no ambiente e germinam ao encontrar condições favoráveis.

3  3 – Alguns animais e algumas plantas reproduzem-se por brotamento, ou seja, o indivíduo forma brotos que, ao se separarem, passam a ter vida independente, constituindo um novo indivíduo.

4 4 – As plantas e diversas algas apresentam ciclo de vida diplobionte, em que se alternam gerações de indivíduos haploides e de indivíduos diploides.

32. (CEFET-SP) Um pesquisador do Parque Zoológico de São Paulo realizou um estudo com um iguana, animal encontrado em nosso território, esquematizando as trocas de calor que ele realiza com o ambiente.

32

Esse animal é chamado de ectotérmico, ou de sangue frio, porque:

a) Todo o calor de seu corpo tem origem interna.

b) A sua temperatura é mais fria que a do ambiente.

c) A produção de calor de seu corpo é inferior a 0oC.

d) Mantém a temperatura de seu corpo sempre constante.

e) Absorve calor do ambiente para aquecer seu corpo.

33. (UEPA) Pombos e morcegos estão envolvidos na disseminação do fungo Cryptococcus neoformans, causador da criptococose, e do fungo Histoplasma capsulatum, causador da histoplasmose. No ser humano, a criptococose apresenta acometimento pulmonar (pneumonia) e nervoso (meningite), enquanto a histoplasmose poderá, além destes, atingir outros sistemas, sendo mais grave o quadro clínico pulmonar por assemelhar-se à tuberculose pulmonar.

Sobre o texto acima, afirma-se que:

I. Os microrganismos disseminados diferem quanto à espécie, porém não quanto ao reino.

II. Os vertebrados disseminadores são animais ovíparos de desenvolvimento indireto.

III. A visualização de um núcleo diferenciado nas células distingue os agressores da histoplasmose e da tuberculose.

IV. O Sistema Nervoso Central pode ter seu revestimento membranoso afetado pela criptococose.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) I, II, III e IV.

b) I, III e IV.

c) I, II e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II e III.

34. (UECE) Pedro foi ao zoológico, onde deveria listar animais, somente homeotérmicos. A sua lista estaria corretamente formulada se constassem nela os seguintes animais:

a) Golfinho; tatu; jacaré; papagaio.

b) Tejo; arara; tartaruga; preguiça.

c) Peixe-boi; foca; tucano; hipopótamo.

d) Pelicano; jaboti; jibóia; crocodilo.

35. (CEFET-SP) Utilize o gráfico sobre acidentes com animais peçonhentos em São Paulo, no ano de 2007, para responder esta questão:

35

Os acidentes com esses animais podem ser tratados por meio de administração de:

a) Vacinação.

b) Anticorpo específico.

c) Antibiótico.

d) Soro antiofídico.

e) Antimicótico.

36. (UFSC) Pegue todas as espécies de mamíferos, aves, répteis, anfíbios, peixes e insetos conhecidos da Amazônia. Agora triture tudo e tente encaixar o que sobrou dentro de um pacotinho de açúcar. Só assim, talvez, seja possível ter uma ideia – ainda que muito distante – da biodiversidade de microrganismos que podem ser encontrados em um único grama de solo: um milhão de espécies de bactérias, segundo um estudo publicado na revista Science.

Com relação às bactérias, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – As bactérias encontradas em grandes quantidades no solo são responsáveis por todas as doenças microbianas em humanos.

1  1 – O ciclo do nitrogênio depende de alguns desses seres microscópicos.

2  2 – A ciclagem de nutrientes e da energia nos ecossistemas está diretamente relacionada ao metabolismo bacteriano.

3  3 – A diversidade bacteriana é decorrente de sucessivas mutações e da passagem de material genético entre bactérias geneticamente diferentes.

4  4 – As bactérias, juntamente com as algas verdes microscópicas, compreendem o reino Monera.

37. (UEFS) A água pode nos fascinar. Não apenas por sua incrível abundância ou variedade de formas, ou mesmo por seu papel fundamental em moldar nosso planeta e a evolução da vida. [...] o fascinante é que propriedades tão ricas possam surgir de uma estrutura tão simples. [...] Que suas propriedades incomuns sejam essenciais para o surgimento e manutenção da vida é uma dimensão a mais, a ser acrescentada ao prazer de se contemplar a água.

(ATKINS, 1997. p. 51.)

A respeito da importância da água na geração e na manutenção metabólica dos sistemas vivos, é possível afirmar:

a) A água deve ser considerada um solvente universal, já que todos os componentes químicos celulares estão dissolvidos nessas moléculas polares.

b) Nas reações bioenergéticas, a água fornece a energia necessária para a redução das moléculas de CO2 em moléculas orgânicas utilizáveis pelos seres vivos.

c) As células que apresentam maior atividade metabólica devem apresentar uma menor proporção de água, se comparadas às células de metabolismo reduzido.

d) O alto calor específico presente nas moléculas da água favorece o controle térmico exclusivamente em animais homeotermos, como as aves e os mamíferos.

e) A proporção de água presente nos sistemas vivos reflete a sua importância no estabelecimento de um ambiente adequado para a ocorrência de reações bioquímicas.

38. (UEG) O cabelo é composto basicamente de fibras da proteína queratina. As fibras individuais de queratina são ligadas covalentemente umas às outras. Se o cabelo cacheado for tratado com agentes redutores suaves para romper algumas dessas ligações, alisado e, então oxidado novamente, ele permanecerá liso. Sobre as biomoléculas descritas acima, é correto afirmar:

a) O colágeno, assim como a queratina, é a proteína mais abundante do corpo humano e forma a molécula de hemoglobina.

b) As propriedades biológicas de uma molécula proteica dependem de suas interações físicas com outras moléculas.

c) A insulina forma a molécula de hemoglobina, pigmento vermelho do sangue humano, responsável pelo transporte de oxigênio e é produzida no pâncreas.

d) As enzimas são proteínas associadas a carboidratos e os seus nomes tipicamente terminam em “ase”, com exceção de queratina, triptofano, tripsina e lisozima.

39. (UEL) Leonardo da Vinci acreditava que o homem poderia voar e, para isso, estudou detalhadamente o vôo das aves, conforme se pode notar em suas anotações sobre a “Estrutura das asas dos pássaros”, em que aponta que se deve “Estudar a anatomia das asas de um pássaro junto com os músculos do peito, que são movedores dessas asas”.

(da Vince. L. Da Vinci por ele mesmo. Trad. Marcos Malvezi. São Paulo: Madras, 2004. p.351.)

Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre as aves e o seu vôo, considere as afirmativas abaixo.

I. Os músculos peitorais das aves voadoras devem ser ricos em mitocôndrias, uma vez que apresentam um metabolismo muito alto.

II. As aves voadoras possuem sacos aéreos e ossos pneumáticos que auxiliam a reduzir o peso específico do corpo.

III. O grupo de aves que não voam tem os membros posteriores adaptados para a marcha e é conhecido como “ratitas”.

IV. As asas das aves são homólogas às das borboletas, pois ambas são utilizadas para o vôo batido e não planado.

Assinale a alternativa Correta.

a) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

b) Somente as afirmativas II e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

40. (UECE) Independentemente da complexidade, existem estruturas nos organismos responsáveis por realizar funções metabólicas fundamentais à sobrevivência nas mais variadas situações. Se compararmos um mamífero a uma euglena, podemos identificar estruturas presentes no animal e no protozoário que exercem funções semelhantes. Numere a coluna II de acordo com a coluna I, identificando as estruturas que exercem funções semelhantes.

COLUNA I (MAMÍFERO)

1. Pata

2. Boca

3. Cérebro

4. Ânus

5. Olho

COLUNA II (PROTOZOÁRIO)

(  ) Poro excretor

(  ) Estigma

(  ) Flagelo

(  ) Citóstoma

(  ) Núcleo

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) 4, 5, 1, 3, 2.

b) 4, 5, 1, 2, 3.

c) 3, 1, 5, 4, 2.

d) 4, 2, 1, 5, 3.

41. (UFC) Até meados do século XVIII, discutiam-se os papéis, hoje plenamente esclarecidos, do homem e da mulher na formação de um novo indivíduo. Analise as afirmações a seguir, que apresentam a evolução do conhecimento sobre esse tema.

I. O pré-formismo defendia que, nos gametas, havia miniaturas de seres humanos – os homúnculos.

II. O esclarecimento sobre esse tema deu-se com o estabelecimento da teoria celular.

III. Atualmente, sabe-se que a estrutura celular provém da célula germinativa masculina e a ativação do metabolismo, que inicia o processo de cariogamia e clivagem, é desempenhada pelo gameta feminino.

Assinale a alternativa que apresenta todas as afirmações verdadeiras.

a) Apenas II e III.

b) Apenas III.

c) Apenas II.

d) Apenas I e II.

e) Apenas I e III.

42. (UNIMONTES) A comprovação de uma determinada hipótese geralmente é realizada a partir da utilização de métodos científicos, os quais podem ser desenvolvidos nas diversas áreas do conhecimento. As figuras a seguir estão relacionadas a esse processo. Analise-as.

42

Considerando as figuras apresentadas e o assunto abordado, assinale a alternativa que corresponde à sequência ideal para se desenvolver e “concretizar” um trabalho científico.

a) I II III IV.

b) II IV III I.

c) IV II III I.

d) IV III – II I.

43. (UEPB) Abaixo se tem a representação gráfica da temperatura corporal de duas espécies animais com pesos aproximados expostos a diferentes condições de temperatura do ambiente. Sobre esse gráfico analisem-se as seguintes afirmações:

43

I. Ambos podem ser animais de sangue quente ou não

II. A espécie A pode ser uma ave e a B pode ser um anfíbio

III. A espécie A é homeotérmica e a B pecilotérmica

IV. A espécie A só pode ser um mamífero e a B um réptil

São verdadeiras:

a) I e III.

b) II e III, apenas.

c) II, III e IV.

d) Somente III.

e) I e IV.

44. (UEPA) O açaí é um fruto típico da região norte do Brasil, cuja polpa é consumida pura ou com outros ingredientes. Esse produto da cultura amazônica é conhecido mundialmente. O incremento da comercialização e consumo do açaí, no mercado brasileiro e mundial, estimulou o estudo da composição química do produto. Foram analisados os nutrientes inorgânicos e orgânicos desse alimento, demonstrando assim a importância nutricional do seu consumo. O açaí apresenta em sua composição elementos como: Potássio, Cálcio, Magnésio, Ferro, Zinco, Fósforo e outros.

A partir das informações do texto, é correto afirmar que:

I. O açaí fornece mineral que entra na composição dos hormônios tireoidianos.

II. Um dos elementos inorgânicos participa na estrutura dos ácidos nucleicos e moléculas de ATP.

III. A formação da hemoglobina pode ser beneficiada diretamente pela ingestão do açaí.

IV. O consumo beneficia ossos e dentes, aumentando a rigidez.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) I, IIIII e IV.

b) I, II e IV.

c) II, III e IV.

d) I, II e III.

e) II e III.

45. (UERJ) Isótopos radioativos de diversos elementos têm grande importância na medicina, já que podem ser usados no diagnóstico ou no tratamento de algumas doenças O uso do radioisótopo 131I é adequado para o diagnóstico de tumores no seguinte tecido:

a) Hepático.

b) Ovariano.

c) Tireoidiano.

d) Pancreático.

e) Renal.

46. (UEM) Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) sobre a espécie humana e os animais.

I   II

0  0 – Os animais celomados são também diblásticos.

1  1 – Na espécie humana, o fígado e o pâncreas são glândulas que lançam suas secreções no estômago.

2  2 – Na respiração dos animais, incluindo os terrestres, há necessidade de um meio aquoso para que ocorra a difusão dos gases.

3  3 – A hipertensão arterial, o sedentarismo, o tabagismo e a obesidade são fatores de risco cardiovascular.

4  4 – O único modo de reprodução dos animais é a forma sexuada, com produção de gametas.

47. (UEFS) [...] Sempre houve um campo alegando que os organismos vivos não eram, na verdade, nada diferentes da matéria inanimada; algumas vezes essas pessoas foram chamadas de mecanicistas, mais tarde de fisicalistas. E sempre houve um campo oposto — os chamados vitalistas — reivindicando, por sua vez, que os organismos vivos possuíam propriedades que não poderiam ser encontradas na matéria inerte e que, portanto, conceitos e teorias biológicas não poderiam ser reduzidos às leis da física e da química. Em alguns períodos e centros intelectuais, os fisicalistas pareciam vencer o debate, e em outras épocas e locais os vitalistas pareciam prevalecer. Neste século (XX), ficou claro que ambos os lados estavam parcialmente certos e parcialmente errados. (MAYR, 2008, p. 21)

Considerando-se o texto acima e os modelos utilizados pela ciência na caracterização da vida, é possível afirmar:

a) Os fisicalistas acertaram ao insistir que não há um componente metafísico da vida e que, no nível molecular, ela pode ser explicada de acordo com os princípios da física e da química.

b) Os vitalistas acertaram ao considerar que os organismos são equivalentes à matéria inerte, mas possuem diversas características autônomas, em particular a presença de uma força vital etérea, na determinação das propriedades biológicas.

c) A corrente filosófica que terminou por incorporar os melhores princípios, tanto do fisicalismo quanto do vitalismo, ficou conhecida como darwinismo social e é hoje o modelo mais aceito pelos cientistas.

d) O conceito de seleção natural na luta pela sobrevivência, proposto por Darwin, pode ser considerado como a prova mais decisiva da validade exclusiva de causas que operam em todos os domínios da biologia, o que confirma, dessa forma, interpretações teológicas para a questão da vida.

e) A abiogênese, ao fornecer um mecanismo coerente para a evolução, ao mesmo tempo em que negava qualquer visão finalista da vida, tornou-se o alicerce de um novo paradigma para a biologia.

48. (PUC-RIO) A lei seca, aplicada em diversos estados brasileiros trouxe uma série de polêmicas. O álcool foi proibido para pessoas que dirigem porque pode influenciar seu comportamento. Para alguns, o álcool é uma droga e como tal o principal órgão responsável pela sua detoxificação é o:

a) Baço.

b) Fígado.

c) Intestino.

d) Coração.

e) Pulmão.

49. (UNESP) Indique a alternativa que oferece uma refeição cujos alimentos relacionam-se corretamente aos nutrientes e estes, corretamente às suas respectivas utilizações no organismo.

a) Arroz integral, cujos lipídios fornecerão matéria-prima para as membranas celulares; purê de batata, cujas proteínas serão utilizadas para a produção de energia; frutas, cujos carboidratos serão utilizados nas defesas do organismo.

b) Macarrão, cujos carboidratos serão utilizados para produção de energia; molho de carne, cujas proteínas fornecerão aminoácidos ao organismo; salada, que fornecerá vitaminas que atuarão no metabolismo dos aminoácidos.

c) Feijão, cujas proteínas serão utilizadas para a produção de energia; salada de folhas, cujas fibras serão utilizadas na produção de proteínas; filé de peixe, cujas gorduras serão armazenadas como reserva de energia.

d) Salada, que fornecerá vitaminas para o metabolismo dos ácidos nucleicos; queijo, cujos lipídios fornecerão aminoácidos ao organismo; frango, cujas gorduras fornecerão matéria-prima para as membranas celulares.

e) Frutas, que fornecerão vitaminas que mantêm a integridade dos epitélios; salada, que fornecerá fibras que auxiliam o organismo na movimentação do bolo alimentar; arroz, cujos carboidratos serão utilizados para produção de proteínas.

50. (UFU) As hemácias (glóbulos vermelhos ou eritrócitos) são elementos figurados do sangue que contêm hemoglobina (proteína composta por quatro cadeias peptídicas, cada uma apresentando um grupo heme, com átomo de ferro), responsável pelo transporte do oxigênio e pequena parte do gás carbônico. Com relação às hemácias, marque a alternativa correta.

a) A substituição de um único aminoácido na molécula de hemoglobina causa uma doença grave (anemia falciforme), que pode ser letal.

b) Nas hemácias dos mamíferos, o processo de transcrição do DNA em RNA mensageiro (mRNA) ocorre no núcleo e a tradução do mRNA em cadeia peptídica ocorre no citoplasma.

c) As hemácias colocadas em meio externo hipotônico perdem água e murcham. Quando colocadas em meio externo hipertônico, incham e sofrem rompimento da membrana.

d) Nas membranas das hemácias existem anticorpos imunes responsáveis pela determinação dos diferentes sistemas sanguíneos.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

C

E

D

C

D

C

E

C

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

D

A

D

A

C

C

C

D

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

C

C

E

E

A

B

E

B

C

D

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

VVVVV

E

B

C

B

FVFVF

E

B

D

B

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

D

B

B

C

C

FFVVF

A

B

B

A

 

Publicado por: Djalma Santos | 23 de setembro de 2011

Testes de fotossíntese (3/3)

01. (SANTA CASA-SP) O gráfico abaixo permite concluir que o ponto de compensação fótico está representado por:

a) e.

b) IV.

c) II.

d) III.

e) V.

02. (UEPG) Com relação à nutrição dos organismos fotossintetizantes, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – O ponto de compensação fótico é aquele onde a intensidade da fotossíntese é exatamente igual à da respiração celular. Portanto, o oxigênio liberado pela fotossíntese é consumido na respiração celular, e o CO2 liberado na respiração celular é consumido na fotossíntese.

1 1 – A abertura e fechamento dos ostíolos resultam das variações de turgor das células estomáticas.

2  2 – No  interior  dos  cloroplastos,  os pigmentos  fotossintetizantes  se  concentram  nos tilacoides, prendendo-se às suas superfícies lamelares.

3  3 – Para haver crescimento de um vegetal, é considerado que a intensidade luminosa esteja abaixo de seu ponto de compensação e, portanto, a respiração supera a fotossíntese.

4  4 – Os pigmentos (clorofila, caroteno, xantofila) pertencem a uma categoria de substâncias capazes de absorver luz em seus diferentes comprimentos de onda.

03. (FEI-SP) Os fatores externos limitantes da fotossíntese são:
a) Concentração de O2.
b) Concentração de dióxido de carbono, água, oxigênio e luz.
c) Concentração de O2, água, oxigênio, luz e temperatura.
d) Concentração de dióxido de carbono, água, luz e temperatura.
e) Concentração de poluentes, água e luz.

04. (UFTM-MT) Na fotossíntese, substâncias pouco energéticas (CO2 e H2O) são transformadas em substâncias “ricas em energia” (como glicose), por meio da transformação da energia luminosa em energia química de ligação. A luz utilizada nesse processo é absorvida por uma série de pigmentos. Em relação à fotossíntese, pode-se afirmar:
a) Cada pigmento absorve determinados comprimentos de onda, mas tende a refleti-los igualmente em todo o espectro eletromagnético.
b) Durante a fotossíntese, a clorofila absorve totalmente luz verde e emite CO2.
c) A clorofila, durante a fotossíntese, absorve luz predominantemente no comprimento de onda do violeta, azul e vermelho, refletindo no verde, sendo as folhas, por isso, verdes.
d) A clorofila necessita absorver o máximo de energia luminosa, por isso absorve luz em todos os comprimentos de onda com a mesma eficiência.
e) A clorofila, durante a fotossíntese, absorve luz com comprimento de onda na faixa do verde e emite O2.

05. (FIR) Sabe-se que vários são os fatores capazes de influenciar a velocidade da fotossíntese. Dentre esses, talvez o mais significativo seja a concentração de CO2no meio onde se encontra o vegetal. Dos gráficos abaixo, qual o que melhor representa a influência do CO2 sobre a velocidade da fotossíntese?

06. (CESGRANARIO) O esquema abaixo representa um cloroplasto. A propósito desse esquema, são feitas três afirmações:

I. É nas lamelas que se processa a fase luminosa da fotossíntese.

II. É no estroma que se processa a síntese final da glicose.

III. A seta 1 indica gás carbônico e a seta 2, oxigênio.

Assinale:

a) Se somente I for correta.

b) Se somente I e II forem corretas.

c) Se I, II e III forem corretas.

d) Se somente I e III forem corretas.

e) Se somente II e III forem corretas.

07. (FCC-SP) Qual das alternativas da tabela abaixo representa corretamente algumas das condições essenciais para a realização da fotossíntese?
(+ fator essencial; – fator não essencial).

GÁS CARBÔNICO

ÁGUA

OXIGÊNIO

a

+

+

+

b

+

+

c

+

+

d

+

+

e

+

08. (CESGRANRIO) Qual dos gráficos a seguir relaciona corretamente a quantidade de oxigênio liberado pela fotossíntese (O2) com a intensidade luminosa?.

08

09. (UEL) No esquema abaixo, os números correspondem a substâncias que as plantas utilizam ou produzem no processo de fotossíntese.

Os números 1, 2 e 3 indicam, respectivamente:

a) CO2, O2 e H2O.

b) H2O, O2 e C6H12O6.

c) H2O, CO2 e O2.

d) C6H12O6, CO2 e O2.

e) O2, CO2 e C6H12O6.

10. (FCMSC-SP) Na intensidade luminosa em que a fotossíntese e a respiração se equivalem quanto aos volumes de gás carbônico (absorvido e eliminado), atinge-se o ponto de compensação fótico (PCF). Para que haja crescimento:

I. As plantas precisam receber luz em intensidade superior ao seu PCF.

II. As plantas umbrófilas precisam receber luz em intensidade abaixo de seu PCF.

III. As plantas heliófilas precisam receber luz em intensidade superior ao seu PCF.

Estão corretas as afirmativas:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I, II e III.

e) Nenhuma das três.

11. (UFES) O gráfico abaixo é o resultado do trabalho de um estudante que investigou a ação de diferentes fatores que interferem na taxa de fotossíntese em árvores da Mata Atlântica. A partir da análise do gráfico, podemos afirmar que fator estudado por ele, representado no eixo horizontal, foi:

11

a) CO2.

b) O2.

c) H2O.

d) luz.

e) Temperatura.

12. (PUC-CAMPINAS) Responda a esta questão com base na figura abaixo.

I   II

0  0 – No esquema está representada a fotofosforilação acíclica.

1  1 – A = clorofila; B = clorofila; C = H2O;  D = citocromos; E = CO2.

2  2 - A = clorofila; B = clorofila; C = NADP;  D = citocromos; E = H2O.

3  3 – A = clorofila; B = citocromos; C = ATP;  D = clorofila; E = CO2.

4  4 -A  = clorofila;  B =  citocromos;  C =  ATP;  D  = plastoquinona;  E = CO2.

13. (FATEC) O equilíbrio da vida no planeta é consequência das relações de interdependência entre seres autótrofos e heterótrofos. Assim, é correto afirmar que:

a) Os seres autótrofos produzem, por meio da fotossíntese, alimento e oxigênio que serão utilizados só pelos seres heterótrofos no processo de respiração.

b) Os seres autótrofos produzem, por meio da fotossíntese, alimento e oxigênio que serão utilizados por eles e pelos seres heterótrofos no processo de respiração.

c) Os seres autótrofos e heterótrofos trocam entre si o alimento e o oxigênio necessários para a realização do processo de respiração.

d) Os seres heterótrofos produzem, por meio da respiração, a energia necessária para a manutenção do processo de fotossíntese realizado pelos autótrofos.

e) Os seres heterótrofos produzem, por meio da fotossíntese, o alimento necessário para a sobrevivência dos autótrofos.

14. (PUC-MG) A fotossíntese é de fundamental importância para a manutenção do equilíbrio biológico da Terra. Através desse processo, pode-se dizer que a planta, exceto:

a) Transforma matéria mineral em orgânica.

b) Contribui para manter, mais ou menos, constante a taxa de CO2 e O2 nos diversos ecossistemas.

c) Garante a nutrição direta e indireta para os seres vivos.

d) Estimula a quimiossíntese na região equatorial, garantindo vegetação mais exuberante.

15. (FUVEST) A figura a seguir mostra as curvas de absorção de energia pelas clorofilas e os comprimentos de onda da luz.

Analisando-se, conclui-se que, teoricamente, se obteria maior produtividade em plantas iluminadas por luz:

a) Azul.

b) Verde.

c) Amarela.

d) Laranja.

e) Vermelha.

16. (UFRS) Considere as afirmativas a seguir, relacionadas à fotossíntese.

I. A biossíntese de glicose nos tecidos vegetais pode contribuir para a diminuição do teor de CO2 da atmosfera.

II. A taxa de fotossíntese independe da concentração de CO2, embora possa ser influenciada pela intensidade luminosa e pela temperatura.

III. O oxigênio é produzido, durante a fotossíntese, a partir do CO2 da atmosfera.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

17. (UNITAU-SP) Um estudante de fisiologia vegetal realizou o seguinte experimento: manteve uma planta por determinado tempo em ambiente com temperatura e concentração de gás carbônico constantes e aumento gradativo de intensidade luminosa; decorrido o tempo previsto, o estudante observou que a taxa de fotossíntese:

a) Aumentou até atingir o ponto de saturação luminosa, permanecendo inalterada a partir desse momento.

b) Não sofreu nenhuma alteração.

c) Aumentou até atingir o ponto de saturação luminosa e depois começou a diminuir.

d) Aumentou indefinidamente.

e) Diminuiu gradativamente.

18. (UFRS) O gráfico abaixo se refere às taxas de fotossíntese de uma planta em duas diferentes situações (A e B) em um determinado período de tempo e em condições não limitantes de luz e de CO2.

18

Com base no gráfico, analise as afirmações a seguir.

I. Na situação A, a temperatura provavelmente foi insuficiente para a realização de fotossíntese.

II. A temperatura da situação B é mais alta do que em A.

III. A taxa fotossintética é praticamente constante na situação A, devido à desnaturação enzimática que ocorre em torno dos25°C.

IV. Frequentemente, em temperaturas superiores a40°Ccostuma ocorrer um declínio rápido da taxa fotossintética, como na situação B.

Quais estão corretas?

a) Apenas I e II.

b) Apenas I e III.

c) Apenas II e III.

d) Apenas II e IV.

e) Apenas II, III e IV.

19. (UEL) Certas plantas desenvolvem-se bem em lugares sombrios ou no interior de residências, provavelmente porque:

a) São muito competitivas em relação à luz solar.

b) Têm pequeno porte ou são rasteiras.

c) Têm baixo ponto de compensação.

d) A superfície de suas folhas é grande e delicada.

e) São características de campos cerrados.

20. (UEL) Mantendo-se plantas no ponto de compensação fótico, espera-se que elas:

a) Morram por falta de nutrientes e de água.

b) Continuem vivas enquanto dispuserem de substâncias de reserva.

c) Aumentem a concentração de amido nos seus parênquimas clorofilianos.

d) Cresçam mais rapidamente por estarem na intensidade luminosa mais vantajosa.

e) Eliminem todo o CO2 produzido pela respiração através dos estômatos.

21. (UNIP-SP) O esquema a seguir representa o cloroplasto de uma célula eucariótica e a função que se realiza no seu interior.

Os algarismos indicam:

I

II

III

IV

a

clorofila

oxigênio

dióxido de carbono

hexose

b

água

oxigênio

dióxido de carbono

glicídio

c

clorofila

oxigênio

citocromos

monossacarídeo

d

água

citocromos

dióxido carbono

hexose

e

dióxido de carbono

oxigênio

água

glicídio

22. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Tendo por base a figura a seguir, que mostra o espectro de ação da luz sobre o processo da fotossíntese, podemos afirmar que a eficiência das radiações vermelhas, verdes e azuis, está representada, respectivamente, nas plantas 5, 2 e 1.

1  1 – Com base na figura abaixo que representa um esquema, simplificado, do processo fotossintético, podemos afirmar que as substâncias I, II, III e IV são, respectivamente, H2O, O2, CO2 e C6H12O6.

2  2 – As  equações I e II, mostradas abaixo resumem, respectivamente, as etapas fotoquímica e termoquímica da fotossíntese.

22.22

3  3 – As reações de claro da fotossíntese ocorrem nas zonas clorofiladas dos cloroplastos.

4  4 – A fotossíntese  tem por  objetivo a síntese de compostos ricos em energia.

23. (FMU-SP) As plantas verdes são úteis na purificação do ar porque:

a) Absorvem CO2 e expelem O2.

b) Absorvem O2e expelem vapor de água.

c) Absorvem N2 e expelem CO2.

d) Absorvem CO2 e expelem N2.

e) Absorvem água líquida e expelem vapor de água.

24. (PUC-SP) O gráfico a seguir mostra o espectro de absorção de luz pelas clorofilas a e b em função dos diferentes comprimentos de onda que compõem a luz branca.

Comprimento de onda (nm)/luz

380 – 430  →  violeta

430 – 470    →  azul

470 – 540    →  verde

540 – 600    →  amarela

600 – 650    →   laranja

650 – 760    →   vermelha

Três plantas da mesma espécie são colocadas em um mesmo ambiente e passam pelo seguinte tratamento luminoso:

Planta I: recebe exclusivamente luz verde.

Planta II: recebe exclusivamente luz vermelha.

Planta III: recebe exclusivamente luz amarela.

Com relação a essas plantas, pode-se prever que:

a) I produzirá mais oxigênio que II e III.

b) II produzirá mais oxigênio que I e III.

c) III produzirá mais oxigênio que I e II.

d) Apenas a planta III produzirá oxigênio.

e) I, II e III produzirão a mesma quantidade de oxigênio.

25. (UERJ) O esquema a seguir representa as duas principais etapas da fotossíntese em um cloroplasto. O sentido das setas 1 e 4 indica o consumo, e o sentido das setas 2 e 3 indica a produção das substâncias envolvidas no processo.

25

(Adaptado de ALBERTS et alii. Molecular biology of the cell. New York: Garland Publishing, 1986)

Os números das setas que correspondem, respectivamente, às substâncias CO2, O2, açúcares e H2O são:

a) 1, 2, 4, 3.

b) 2, 3, 1, 4.

c) 3, 1, 2, 4.

d) 4, 2, 3, 1.

26. (UERJ) Observe o fenômeno esquematizado abaixo, que é de vital importância para a biosfera.

26

A substância produzida na fase luminosa capaz de “gerar” energia é:

a) O2.

b) CO2.

c) ATP.

d) C6H12O6.

e) NADPH2.

27. (UFBA) A ilustração abaixo representa o experimento em que um fragmento de Elodea é colocado em água pesada (H218O).

27

Na planta estudada, essa experiência evidencia:

a) A função da clorofila na síntese orgânica.

b) A origem do oxigênio desprendido na fotossíntese.

c) O mecanismo de formação dos carboidratos.

d) A importância do CO2 para os seres clorofilados.

e) A importância da luz para a síntese de glicose.

28. (COVEST) No gráfico (A), mostra-se o chamado espectro da luz das clorofilas alfa e beta. No gráfico (B), ilustra-se o rendimento fotossintético nas várias faixas do espectro luminoso. Análise comparativa dos dois gráficos irá ajudá-lo a responder às proposições apresentadas.

28

I    II

0   0 – Os  índices  de  fotossíntese  nas  folhas  se   mantém  uniformes  nos comprimentos de onda que vão de 400 a 700 nm.

1  1 – Na faixa  do verde (500 a 560 nm), a fotossíntese  é praticamente nula, porque as clorofilas alfa e beta, sendo verdes, absorvem toda a sua energia.

2   2 – Como as maiores taxas de fotossíntese nas folhas coincidem com os comprimentos de onda nos quais as clorofilas mais absorvem luz, esta é uma prova de que as clorofilas são realmente pigmentos fotoativos.

3  3 – Comparando os  gráficos A e B, observa-se que, na faixa do verde-amarelo (500-600 nm), há uma pequena diferença entre absorção de luz e ação fotossintética e, se nessa faixa a taxa de fotossíntese é maior do que a absorção de luz pelas clorofilas, isso pode significar que há outros pigmentos implicados no processo.

4  4 – A pequena diferença entre absorção de luz e ação fotossintética em 3-3 é devido ao alto teor da clorofila beta em relação à clorofila alfa.

29. As reações da etapa fotoquímica da fotossíntese suprem o ciclo de Calvin-Benson com:

a) Energia luminosa.

b) CO2 e ATP.

c) H2O e CO2.

d) NADPH e ATP.

30. (FUVEST) O gráfico abaixo mostra a variação de gás carbônico atmosférico (CO2), nos últimos 600 milhões e anos, estimada por diferentes métodos. A relação entre o declínio da concentração atmosférica de CO2 e o estabelecimento e a diversificação das plantas pode ser explicada, pelo menos em parte, pelo fato de as plantas:

a) Usarem o gás carbônico na respiração celular.

b) Transformarem átomos de carbono em átomos de oxigênio.

c) Resfriarem a atmosfera evitando o efeito estufa.

d) Produzirem gás carbônico na degradação de moléculas de glicose.

e) Imobilizarem carbono em polímeros orgânicos, como celulase e lignina.

31. (UFOP) Assinale a alternativa correta.

a) Plantas heliófitas são aquelas adaptadas a baixas intensidades de lua.

b) Até certo limite, um aumento na concentração de CO2 aumenta a taxa fotossintética.

c) As variações de temperatura não interferem no processo fotossintético.

d) Quando uma planta atinge o seu ponto de compensação fótico, ela pára de realizar a fotossíntese para compensar a baixa taxa respiratória.

e) A reação mais imediata da planta ao déficit hídrico no solo é a abertura dos estômatos.

32. (UFSC) As clorofilas são os pigmentos dos vegetais que absorvem energia luminosa usada na fotossíntese. Quanto maior a taxa de absorção de energia luminosa, mais ativo será o processo fotossintético. Com o auxílio do gráfico abaixo, assinale a proposição correta.

a) Quando iluminadas por luz vermelha e/ou azul, a fotossíntese é mais intensa.

b) Por serem verdes, a melhor luz para as plantas é justamente a verde.

c) Os dois tipos de pigmentos clorofilianos respondem de modo igual a todos os comprimentos de ondas.

d) Para estudar o desenvolvimento de uma planta, fazendo observações eventuais como se ela estivesse no escuro, devemos iluminá-la com fontes luminosas de comprimento de onde em torno de 550 nm.

33. (PUC-MG) Observe o gráfico a seguir.

A taxa de fotossíntese diminui significativamente a partir de 35°C, porque:

a) Nessa temperatura, a taxa de CO2 aumenta.

b) O oxigênio torna-se mais rarefeito, impedindo a fotossíntese.

c) Cai a eficiência enzimática, refletindo-se diretamente na taxa de fotossíntese.

d) Diminui a quantidade de CO2eliminado pelo processo fotossintético.

e) O metabolismo vegetal, como um todo, sofre uma aceleração.

34. (FAAP-SP)                LEIA COM ATENÇÃO O TEXTO ABAIXO:

“As pessoas estão se dando conta da importância de plantar árvores. Pela sombra, pela beleza, pelos frutos, pelo verde, pela manutenção dos sistemas da Terra, pela busca de um novo equilíbrio ser humano/natureza…. Infelizmente, porém, um plantio local e eventual ainda é muito pouco no esforço de reflorestamento necessário à preservação do Planeta se, paralelamente, não mudamos certos hábitos que dependem de desmatamento. (Só para compensar o gás carbônico que produz ao usar madeira e combustíveis fósseis, cada americano teria que plantar 900 árvores por ano!)”.

         Patrícia Blauth, abril/1996 no Jornal da Riviera, Bertioga, SP.

O texto acima se refere ao plantio de árvores e também a quanto cada cidadão americano “deve” ao resto do planeta em reflorestamento devido à emissão de gás carbônico para a atmosfera. O processo metabólico que permite às árvores retirarem o gás carbônico da atmosfera é:

a) Quimiossíntese.

b) Respiração.

c) Fotossíntese.

d) Saprofitismo.

e) Reciclagem.

35. (FGV-SP) Um agricultor, interessado em aumentar sua produção de hortaliças, adotou o sistema de cultivo em estufa. Desse modo, poderia controlar fatores, tais como concentração de CO2, luminosidade e temperatura, os quais interferem na taxa de fotossíntese e, consequentemente, na produção vegetal. Sobre a ação desses fatores na taxa fotossintética, é correto afirmar que:

a) O aumento da concentração de CO2 e o aumento da temperatura elevam a taxa da fotossíntese até um limite máximo, a partir do qual esta se estabiliza mesmo que a concentração de CO2 e a temperatura continuem aumentando.

b) O aumento da intensidade luminosa e o aumento da temperatura elevam a taxa fotossintética até um certo limite máximo, a partir do qual esta se estabiliza mesmo que a intensidade luminosa e temperatura continuem aumentando.

c) O aumento da concentração de CO2 e o aumento da intensidade luminosa elevam a taxa fotossintética até um limite máximo, a partir do qual esta se estabiliza mesmo que a intensidade luminosa continue em elevação.

d) O aumento na concentração de CO2 eleva a taxa fotossintética até um certo limite máximo, a partir do qual esta se estabiliza mesmo que a concentração de CO2 continueem elevação. Porém, quanto maior a intensidade luminosa, maior a taxa fotossintética.

e) O aumento da temperatura eleva a taxa fotossintética até um certo limite máximo, a partir do qual esta se estabiliza mesmo que a temperatura continueem elevação. Porém, quanto maior a intensidade luminosa, maior a taxa fotossintética.

36. (PUC-CAMPINAS)

CONSIDERE O TEXTO ABAIXO PARA RESPONDER ESTA QUESTÃO.

O pesquisador J. Craig Venter acredita que no futuro os cientistas poderão criar micróbios capazes de capturar dióxido de carbono da chaminé de uma usina elétrica, transformando-o em gás natural para as caldeiras. A GreenFuel, em Cambridge, Massachusetts, instalou fazendas de algas em usinas elétricas para converter até 40% do CO2 expelido em matéria-prima de biocombustíveis. A empresa afirma que uma grande fazenda de algas junto a uma usina de 1 GW poderia produzir cerca de 190 milhões de litros de álcool por ano.

(Adaptado: Scientific American Brasil. Micróbios projetados. outubro/2006. p. 88)

Nas fazendas de algas mencionadas no texto, ocorre um processo biológico complexo no qual o CO2 só pode ser aproveitado durante a fase denominada:

a) Fotólise da água.

b) Ciclo de Calvin.

c) Fotofosforilação acíclica.

d) Fotofosforilação cíclica.

e) Fosforilação oxidativa.

37. (FUVEST) Esta questão relaciona-se com o tecido clorofiliano íntegro e ativo de folhas de plantas vasculares. Considerando esse esclarecimento, aponte a alternativa correta:

a) As enzimas relacionadas com a redução do CO2 estão presentes nas lamelas dos cloroplastos.

b) Existe proporcionalidade entre o teor de clorofila do tecido e o rendimento da fotossíntese.

c) O cloroplasto encerra condições para que toda a fotossíntese ocorra nele.

d) A presença alternativa das clorofilas a ou b permite que ocorra a fotossíntese.

e) A composto que se combina com o CO2 na fotossíntese é o ácido 3-fosfoglicérico.

38. Num experimento realizado em presença de luz, dois organismos fotossintetizantes distintos foram colocados em recipientes separados (1 e 2) que continham inicialmente igual taxa de O2 e CO2 dissolvidos. Após algum tempo, o recipiente 1 continuava a apresentar a mesma taxa desses gases e o recipiente 2 tinha muito mais CO2 do que O2. Considerando as informações anteriores e os seus conhecimentos, podemos afirmar com certeza:

a) A taxa de fotossíntese do organismo do recipiente 1 foi superior à respiração.

b) A taxa de fotossíntese do organismo do recipiente 2 foi inferior a do indivíduo do recipiente 1.

c) O organismo 2 apresenta-se no ponto de saturação luminosa.

d) O organismo 1 está no ponto de compensação fótico.

e) As taxas de fotossíntese e de respiração do organismo do recipiente 2 foram iguais.

39. (UFPI) A fotossíntese é fundamental para reciclagem do carbono, do oxigênio e da água na biosfera porque:

a) Os autótrofos fotossintetizantes utilizam a luz, CO2 e H2O para formação de compostos orgânicos que, quando utilizados pelos heterótrofos, liberarão CO2 e H2O.

b) Os autótrofos fotossintetizantes utilizam a luz, compostos orgânicos e O2 para formação de CO2 e H2O, que serão utilizados pelos heterótrofos para formação de compostos orgânicos.

c) A reciclagem de energia necessária à síntese de moléculas simples ocorre através da captação da luz pelos heterótrofos.

d) A liberação de CO2, O2 e H2O das macromoléculas orgânicas se deve à luz captada pelos organismos fotossintetizantes.

e) A água absorvida pelos organismos fotossintetizantes reage com o CO2 para formar carboidratos, que, quando utilizados pelos heterótrofos, liberarão O2.

40. (UNIUBE-MG) A fotossíntese é um processo composto por duas séries de reações químicas. Uma delas é dependente de luz e se chama “reações de claro”, e a outra independe diretamente de luz, sendo por isso chamada “reação de escuro”. A figura abaixo resume os fenômenos principais da fotossíntese.

As afirmativas seguintes relacionam-se a acontecimentos da fotossíntese, representados na figura dada.

I. As setas 1, 2 e 3 indicam acontecimentos que fazem parte das “reações de claro”.

II. O ATP necessário para a síntese dos açúcares é produzido pelas “reações de escuro”.

III. Sem a presença de luz faltam íons hidrogênio para a síntese de açúcares.

IV. A luz solar é necessária, diretamente, para as reações identificadas por 4 e 5.

V. O desmatamento indiscriminado compromete, principalmente, a retirada do CO2 atmosférico, que é utilizado nas “reações de escuro”.

VI. O “efeito estufa” causado pelo desmatamento, origina-se da redução na liberação de oxigênio, resultante das “reações de claro”.

Com base na análise da figura e nos seus conhecimentos, assinale a alternativa cujas afirmativas estão corretas.

a) I, V e VI.

b) II, III e IV.

c) III, IV e VI.

d) I, III e V.

41. (U. SÃO JUDAS-SP) Com relação ao fenômeno da fotossíntese, sabe-se que a reação:

a) Corresponde ao ciclo de Calvin.

b) Corresponde à reação de Hill.

c) Ocorre no estroma do cloroplasto.

d) É o resultado do ciclo das pentoses.

e) É o resulto do ciclo de Krebs.

42. (PUCCAMP) Num experimento realizado em presença de luz, dois organismos clorofilados foram colocados em recipientes distintos (1 e 2) que continham inicialmente igual taxa de O2 e CO2 dissolvidos. Após algum tempo, o recipiente 1 continuava a apresentar a mesma taxa desses gases e o recipiente 2 tinha muito mais CO2 do que O2. Considere as afirmações a seguir:

I. A taxa de fotossíntese do organismo do recipiente 1 foi maior do que a de respiração.

II. As taxas de fotossíntese e de respiração do organismo do recipiente 1 foram iguais.

III. A taxa de respiração do organismo do recipiente 2 foi maior do que a de fotossíntese.

IV. As taxas de fotossíntese e de respiração do organismo do recipiente 2 foram iguais.

Com base nos dados obtidos no experimento, é possível aceitar como verdadeiras apenas as afirmações:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) III e IV.

43. (UNESP) Sobre o processo de fotossíntese, é correto afirmar que:

a) O CO2 é fonte de carbono para a síntese de matéria orgânica e fonte de O2 para a atmosfera.

b) A água é fonte de H+para a síntese de NADPH2 e de O2 para a atmosfera.

c) O NADPH2é fonte de energia para a conversão do CO2 em matéria orgânica.

d) O ATP é doador de energia para a quebra da molécula de água, que por sua vez fornece O2 para a atmosfera.

e) A conversão de CO2 em matéria orgânica produz energia que é acumulada pelo ATP.

44. (UFG) Um experimento foi conduzido durante 30 dias, utilizando-se plantas de milho, com o fornecimento de CO2 e nutrientes necessários ao seu crescimento e submetidas à temperatura e umidade constantes, porém à intensidade luminosa baixa. Essas plantas apresentaram desenvolvimento prejudicado, uma vez que:

a) A quantidade de luz disponível ultrapassou o ponto de compensação fótica.

b) O processo fotossintético foi mais rápido pelo fato de estarem em ambiente de baixa luminosidade.

c) A energia luminosa induziu a quebra de moléculas de água e o fluxo de elétrons entre os fotossistemas.

d) A quantidade de energia consumida no seu metabolismo superou a produção na fotossíntese.

e) A quantidade de luz recebida ultrapassou o limiar de saturação.

45. (CESGRANRIO) Observe o esquema abaixo e analise as seguintes afirmações:

I. A transferência de elétrons para os aceptores permite a transformação de energia luminosa em energia química.

II. Na ausência de aceptores de elétrons poderia haver a ocorrência do fenômeno conhecido como fluorescência.

III. Quando excitada pela luz, a clorofila absorve principalmente luz verde.

A(s) afirmação(ões) correta(s) é(são):

a) Apenas a I.

b) Apenas a II.

c) Apenas a I e a II.

d) Apenas a I e a III.

e) Apenas a II e a III.

46.  (FUVEST) As variações na concentração de gás carbônico (CO2) em um ambiente podem ser detectadas por meio de soluções indicadoras de pH. Uma dessas soluções foi distribuída em três tubos de ensaio que foram, em seguida, hermeticamente vedados com rolhas de borracha. Cada rolha tinha presa a ela uma folha recém-tirada de uma planta, como mostrado no esquema.

46

Os tubos foram identificados por letras (A, B e C) e colocados a diferentes distâncias de uma mesma fonte de luz. Após algum tempo, a cor da solução no tubo A continuou rósea como de início. No tubo B, ela ficou amarela, indicando aumento da concentração de CO2 no ambiente. Já no tubo C, a solução tornou-se arroxeada, indicando diminuição da concentração de CO2 no ambiente. Esses resultados permitem concluir que a posição dos tubos em relação à fonte de luz, do mais próximo para o mais distante, foi?

a) A, B e C.

b) A, C e B.

c) B, A e C.

d) B, C e A.

e) C, A e B.

47. (FEEQ-CE) O gráfico abaixo mostra os espectros de ação de dois organismos:

Analisando as afirmativas abaixo:

I. A alga vermelha e a alga verde, quando expostas a qualquer fonte de luz, não absorvem os mesmos comprimentos de onda com a mesma eficiência.

II. A eficiência  fotossintética é a mesma para os dois tipos de alga, somente em duas faixas de comprimento de onda.

III. A alga verde é mais eficaz na absorção de qualquer faixa de energia luminosa.

a) Se somente I for correta.

b) Se somente I e II forem corretas.

c) Se somente I e III forem corretas.

d) Se todas forem corretas.

e) Se nenhuma for correta.

48. Certa experiência realizada em duas etapas consecutivas com uma amostra de algas verdes, num meio de cultivo aquoso, está relatada a seguir:

1ª etapa: a amostra de algas verdes foi, inicialmente, colocada em presença de luz e ausência de CO2.

2ª etapa: em determinado instante, apagou-se a luz e, simultaneamente, adicionou-se CO2 marcado radioativamente (14CO2), mantido em concentração constante até o final da experiência.

O gráfico a seguir mostra um dos aspectos observado durante essa experiência.

Baseado no experimento realizado e nos seus conhecimentos verifique as proposições a seguir:

I   II

0  0 – Na 1ª etapa,  apenas foi  executada a fase  luminosa da  fotossíntese,  quando são produzidos ATP e NADPH2 utilizados na etapa termoquímica.

1  1 – Não tendo havido fixação do CO2 (1ª etapa), o ATP e o NADPH2 acumularam-se e foram utilizados na 2ª etapa, após adição de 14CO2.

2  2 – Como o ATP e o NADPH2 não são sintetizados pelo cloroplasto, na ausência de luz, se observou posterior decréscimo na velocidade de fixação do 14CO2.

3  3 – A redução do CO2 ocorre nas regiões dos fotossistemas presentes no estroma do cloroplasto.

4  4 – A fase enzimática (ciclo das pentoses) nas plantas MAC ocorre no parênquima dos tecidos condutores.

49. (FCC-SP) O esquema abaixo resume as reações fotoquímicas da fotossíntese.

49

Nesse esquema, os algarismos representam:

a) I = água; II = O2; III = glicose.

b) I = água; II = ADP; III = NADPH2.

c) I = CO2; II = ATP; III = glicose.

d) I = CO2; II = H2; III = O2.

e) I = água; II = O2; III = ATP + NADPH2.

50. Foram preparadas três séries de frascos com quantidades equivalentes de organismos, conforme a ilustração a seguir.

 Depois de uma semana, provavelmente haverá maior quantidade de CO2 e menor número de organismo nos frascos:

a) Da série I.

b) Da série II.

c) Das séries I e II, respectivamente.

d) Da série III.

e) Das séries II e III, respectivamente.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

VVVFV

D

C

A

B

B

B

C

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

E

VFVFF

B

D

A

A

A

D

C

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

B

VVVVV

A

B

D

C

B

FFVVF

D

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

A

C

C

C

B

C

D

A

D

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

B

D

B

D

C

E

B

VVVFF

E

A

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 23 de setembro de 2011

Testes sobre cadeias e teias alimentares (4/4)

01. (UEPG) Nas pirâmides ecológicas pode-se representar níveis tróficos de um ecossistema por meio de retângulos superpostos. Sobre o assunto, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – Na pirâmide de números, o comprimento do retângulo é proporcional ao número de indivíduos.

1  1 – Em uma pirâmide de número com laranjeiras, pulgões e protozoários tem-se sempre um maior número de laranjeiras em relação aos dois outros organismos.

2  2 – A biomassa é a quantidade de matéria inorgânica presente no corpo dos organismos de um determinado nível trófico.

3  3 – Em uma pirâmide de biomassa, pode-se estimar que uma tonelada de alfafa é capaz de sustentar, perfeitamente bem, oitenta toneladas de bezerros.

4  4 – As pirâmides de energia demonstram que a energia inicial perde-se gradativamente de um nível trófico para o outro, imediatamente superior.

02. (FATEC-SP) Sobre os componentes das cadeias alimentares de uma pequena lagoa de água doce, pode-se afirmar que:

a) Os seres autótrofos estão, obrigatoriamente, no início das cadeias alimentares.

b) Os consumidores são capazes de garantir seus meios de sobrevivência, sem depender dos outros componentes do sistema.

c) Os produtores devem estar situados nas regiões mais profundas e sombrias da lagoa, para se protegerem dos animais herbívoros.

d) Os decompositores transformam matéria inorgânica em matéria orgânica, reduzindo compostos simples em moléculas complexas.

e) Os consumidores são representados pelos seres autótrofos, que absorvem a energia luminosa e a utilizam na fabricação de matéria orgânica.

03. (UNIFAL) Uma espécie A apresenta o maior nível de energia em um determinado ecossistema exposto à irradiação solar. Ela é consumida pelas espécies B, C e D. A espécie C também consome B. A espécie E consome as espécies C e D. A espécie F consome todas as outras espécies assim que elas morrem. Sobre as relações tróficas aqui descritas é incorreto afirmar que:

a) C é uma espécie onívora.

b) A espécie A é um consumidor primário.

c) A sequência A – C – E define uma cadeia alimentar.

d) F é uma espécie decompositora ou detritívora.

04. (UDESC) Um louva-a-deus come um grilo e em seguida é predado por um sabiá. Analise a informação e assinale a alternativa correta correspondente aos níveis tróficos do louva-adeus, sabiá e grilo, respectivamente.

a) Primário, terciário e secundário.

b) Secundário, primário e terciário.

c) Terciário, primário e secundário.

d) Primário, secundário e terciário.

e) Secundário, terciário e primário.

05. (PUC-CAMPINAS) Flora e fauna dos manguezais apresentam grande diversidade. Bem adaptadas a esses ambientes ricos em nutrientes, estão plantas lenhosas, herbáceas, epífitas, hemiparasitas. Em toda sua extensão são habitados por diversos animais, desde formas microscópicas até grandes peixes, aves, répteis e mamíferos.

OBSERVE A DESCRIÇÃO ABAIXO.

Na água de um manguezal o fitoplâncton serve de alimento tanto para microcrustáceos como para as larvas de crustáceos. Esses animais são comidos por peixes os quais, por sua vez, são ingeridos por garças. As folhas das árvores de mangue, que caem na água, são comidas por caranguejos que são caçados por guaxinins. Estes mamíferos são picados por insetos que se alimentam de seu sangue.

Pode-se concluir que, nessas relações tróficas do manguezal:

a) Os crustáceos são consumidores primários.

b) Os peixes são consumidores terciários.

c) As garças são consumidores secundários.

d) Os guaxinins são consumidores terciários.

e) Os insetos são consumidores quaternários.

06. (UFSE) Considere as cadeias alimentares abaixo:

plantas → grilos → aranhas → sabiás

folhas → caramujos → homens → pulgas

capinzal → mamíferos herbívoros → carrapatos → anuns

vegetais → insetos fitófagos → insetos predadores → lagartos

Nessas cadeias, ocupam o mesmo nível trófico:

a) Mamíferos herbívoros, insetos fitófagos, pulgas e caramujos.

b) Homens, insetos predadores, aranhas e carrapatos.

c) Homens, mamíferos herbívoros, sabiás e lagartos.

d) Mamíferos herbívoros, anuns, sabiás e lagartos.

e) Sabiás, anuns, lagartos e grilos.

07. (CESGRANRIO) Uma preá que vivia na beira de um charco, alimentando-se de capim, foi capturada por uma cobra que, mais tarde, foi apanhada por um gavião. Mas a história poderia ser outra, e o gavião poderia ter caçado um rato ou outra ave. Por sua vez, a cobra poderia ter capturado um passarinho que havia comido um inseto.  Tendo em vista os conceitos de CADEIA e TEIA alimentar, bem como de POPULAÇÃO e COMUNIDADE, podemos afirmar que:

a) A preá, a cobra e o gavião representam uma população e um exemplo de cadeia alimentar.

b) O conjunto de preás da região formam uma população, e os consumidores, entredevorando-se, formam uma teia alimentar.

c) Preás e cobras do charco formam uma população e, para as cobras, as preás são produtoras de alimentos.

d) Preás, cobras e gaviões formam uma comunidade; as cobras são consumidores primários e os gaviões, consumidores secundários.

e) O conceito de produtor está associado ao fornecimento de alimento e, o de consumidor, àquele que o utiliza.

08. (UFLA) Uma ave que se alimenta de lagartas que atacam as folhas de couve comporta-se como:

a) Consumidor terciário.

b) Produtor.

c) Consumidor secundário.

d) Decompositor.

e) Consumidor primário.

09. (UFMS) A energia luminosa do sol é captada pelos vegetais fotossintetizantes, que convertem a energia da luz em energia química, que ficam armazenadas nas moléculas orgânicas. Posteriormente, essa energia será transferida para os diferentes níveis tróficos da cadeia alimentar. Sobre o fluxo de energia nas cadeias alimentares, é correto afirmar que:

I   II

0  0 – A quantidade de energia de um nível trófico é sempre menor que a energia transferida para o nível seguinte.

1  1 – A transferência de energia na cadeia alimentar é unidirecional.

2  2 – Quando um animal come uma planta ou um outro animal, grande parte da energia (90%) contida no alimento é aproveitada.

3  3 – A energia fornecida originariamente pelo Sol é repassada integralmente para os diferentes níveis tróficos, terminando o seu fluxo nos decompositores.

4  4 – Da energia solar que chega à superfície da Terra, cerca de 65% são aproveitados para a fotossíntese.

10. (U. Católica Dom Bosco-MS) Considerando-se as relações ecológicas em um ecossistema, pode-se afirmar a respeito do cerrado:

a) A onça pintada ocupa os primeiros níveis nas teias alimentares.

b) Perdiz, urubu-rei e papagaio ocupam o mesmo nicho ecológico.

c) Capivara e anta, alimentando-se de vegetais, integram o terceiro nível trófico.

d) O fluxo de energia no mundo vivo se inicia a partir de organismos, como a aroeira, o pau-terra e o cajuí.

e) A biomassa dos consumidores supera as estimativas para os produtores.

11. (UFMS) Considerando o esquema da pirâmide de energia mostrado abaixo e os seus conhecimentos sobre esse tópico, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

11

I   II

0  0 – Cerca de 90% da energia dos produtores é repassada para os consumidores primários.

1 1 – Da energia armazenada nos animais, somente uma pequena parte é utilizada na produção dos movimentos corporais.

2  2 – Muita energia armazenada é consumida para manter a temperatura corpórea de animais homeotérmicos.

3  3 – Uma pequena quantidade de energia é perdida até chegar aos consumidores terciários.

4 4 – Os consumidores digerem a matéria orgânica proveniente de produtores ou de outros consumidores e produzem com ela glicogênio e gordura.

12. (PUC-SP) Analise a cadeia alimentar abaixo:

12

A menor quantidade de energia disponível deve ser encontrada no nível trófico:

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

e) V.

13. (UFPR) Uma teia alimentar representa a complexidade das trocas energéticas de um ecossistema. Considere a teia hipotética a seguir.

13

Com base nesse esquema, considere as seguintes afirmativas.

I. A espécie A é um produtor e base de sustentação do fluxo energético no ecossistema; proporcionalmente, deve representar a espécie de maior biomassa.

II. Nessa teia, somente B poderia ser considerado potencialmente competidor de C.

III. Alterações drásticas (aumento ou diminuição) na população C devem resultar em impacto sobre A e D, mas não nas demais.

IV. O tipo de fonte de energia é importante na manutenção ou extinção de uma comunidade.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.

14. (UEMS) Bactérias que usam gás carbônico e hidreto de enxofre para sintetizar substâncias orgânicas são:

a) Decompositores.

b) Parasitas.

c) Consumidores de Primeira Ordem.

d) Produtores.

e) Consumidores Secundários.

15. (MARCK) O grupo de seres vivos que possui representantes que podem ocupar, numa teia alimentar, as posições de produtor e de decompositor é o:

a) Das algas.

b) Das bactérias.

c) Dos fungos.

d) Dos vegetais.

e) Dos protozoários.

16. (VUNESP) Considere a seguinte cadeia alimentar:

ÁRVORE    →    PULGÕES    →    PROTOZOÁRIOS

A pirâmide de números que melhor representa esta cadeia alimentar é:

16

17. (PUCCAMP) Considere a seguinte teia alimentar:

17

Sobre essa teia alimentar é correto afirmar que:

a) O número de aranhas é sempre superior ao número de insetos (fitófagos e predadores).

b) A redução do número de pequenos carnívoros levará a uma redução de roedores.

c) Os carnívoros maiores são os únicos organismos a ocupar o nível trófico mais elevado das cadeias alimentares representadas.

d) A biomassa dos produtores supera a soma das biomassas de mamíferos pastadores, roedores e insetos fitófagos.

e) Pequenos carnívoros, mamíferos pastadores e aranhas ocupam o mesmo nível trófico.

18. (UNIFOR) A figura abaixo representa uma teia alimentar:

18

a) O gafanhoto é o único consumidor de primeira ordem.

b) O besouro atua sempre como consumidor de segunda ordem.

c) O sapo atua sempre como consumidor de segunda ordem.

d) A cobra é o único consumidor de terceira ordem.

e) A ave atua sempre como consumidor de terceira ordem.

19. (UEL) Considere os seguintes esquemas de pirâmides ecológicas.

19

Pirâmides de energia podem ter o formato de, apenas.

a) I.

b) II.

c) III.

d) I e II.

e) II e III.

20. (FATEC-SP) Considere a seguinte teia alimentar:

20

Introduzindo-se nessa comunidade uma espécie que se alimenta de aranhas, essa espécie será um:

a) Predador, consumidor primário ou consumidor secundário.

b) Predador, consumidor terciário ou consumidor quaternário.

c) Predador, consumidor primário ou consumidor terciário.

d) Consumidor secundário.

e) Consumidor primário.

21. (FATEC-SP) Dada a teia ou rede alimentar abaixo, aponte a alternativa errada.

21

a) I, II e III comportam-se exclusivamente como consumidores de primeira ordem.

b) IV e V comportam-se exclusivamente como consumidores de segunda ordem.

c) VI comporta-se como consumidor de segunda e terceira ordens.

d) O aumento do número de consumidores IV e V provocará certamente um aumento no número de todos os outros animais da teia alimentar.

e) Os seres autótrofos são representados pelos produtores.

22. (UNIP-SP) Considere a seguinte pirâmide de números:

22

Qual das seguintes cadeias alimentares corresponde à pirâmide considerada?

a) Bananeira larva de moscas protozoário.

b) Capim capivara onça.

c) Alga microcrustáceo peixe.

d) Milho rato gavião.

e) Capim coelho vírus.

23. Numa comunidade de lagoa podemos ter a seguinte teia alimentar:

23

Considerando apenas alguns elementos da teia alimentar (fitoplâncton, garças e bactérias), marque a alternativa que apresenta uma sequência correta?

a) Produtor, consumidor primário e decompositor.

b) Produtor secundário, consumidor primário e decompositor.

c) Decompositor, produtor e consumidor primário.

d) Produtor, consumidor e decompositor.

e) Decompositor, consumidor quaternário e produtor.

24. (MARCK) Analise o esquema abaixo, que representa uma teia alimentar:

I, II, III e IV são, respectivamente:

24

a) Algas, microcrustáceos, bactérias e peixes.

b) Bactérias, algas, microcrustáceos e peixes.

c) Bactérias, microcrustáceos, peixes e algas.

d) Algas, microcrustáceos, peixes e bactérias.

e) Algas, bactérias, peixes e microcrustáceos.

25. (UNIRIO) Na figura da cadeia alimentar abaixo, o primeiro nível trófico é ocupado pelas(os):

25

a) Plantas.

b) Pássaros.

c) Insetos.

d) Insetos e bactérias.

e) Fungos e bactérias.

26. (MACK) O esquema abaixo mostra as relações tróficas de uma comunidade. Cada letra representa um nivel trófico. E, F, G e H indicam, respectivamente:

26

a) Produtor, consumidor primário, consumidor secundário e decompositor.

b) Produtor, consumidor secundário, consumidor primário e decompositor.

c) Decompositor, consumidor primário, consumidor secundário e produtor.

d) Decompositor, consumidor secundário, consumidor primário e produtor.

e) Decompositor, produtor, consumidor primário e consumidor secundário.

27. (UFOP) Observe o esquema abaixo:

27

O esquema refere-se ao fluxo de energia nos ecossistemas. Nele foi omitido um importante componente, assinale-o:

a) Consumidor primário.

b) Consumidor secundário.

c) Decompositor.

d) Produtor.

e) Fonte primária de energia.

28. (FCC) Considere a teia alimentar abaixo:

28

Qual das seguintes afirmações não pode ser feita com base no diagrama considerado?

a) A interrupção da caça ao veado determinará o aumento dos lobos.

b) Veados são consumidores de 1ª ordem.

c) Ursos são consumidores de 1ª e 2ª ordens.

d) As pulgas são consumidores de 1ª e 2ª ordens.

e) Veados e abelhas ocupam a mesma posição na teia alimentar.

29. (FGV-SP) Considere a teia alimentar abaixo:

29

Nessa teia, são consumidores primários e secundários, respectivamente:

a) Cobras e lagartos.

b) Cobras e gaviões.

c) Camundongos e lagartos.

d) Gafanhotos e camundongos.

e) Lagartos e gaviões.

30. (FUVEST) Na teia alimentar abaixo as setas indicam o sentido do fluxo de energia.

30

Os números 2, 3 e 4 representam, respectivamente:

a) Produtor, herbívoro e carnívoro.

b) Produtor, decompositor e herbívoro.

c) Herbívoro, carnívoro e decompositor.

d) Herbívoro, carnívoro e decompositor.

e) Decompositor, carnívoro e produtor.

31. (UFPI) Algum tempo atrás, os horticultores da Serra Grande, entre o Ceará e o Piauí, viram-se face a uma quase completa devastação de suas hortaliças por uma praga de grilos, que sempre atacou essas plantas, mas sempre em escala aceitável, sem que se tivesse de usar inseticidas para seu controle. A pesquisa científica constatou que o aumento na quantidade de grilos coincidiu com a caça que se estava fazendo aos sapos da área, com a finalidade de usar suas pele na confecção de bolsas, sapatos e outros artefatos femininos. A suspensão dessa caça resultou no amento da quantidade de sapos e na diminuição da quantidade de grilos que praguejavam as hortaliças, de que eles se alimentam. Sobre a cadeia alimentar hortaliças → grilo → sapo, podemos afirmar corretamente que:

a) O sapo é um consumidor primário, o grilo é um herbívoro.

b) O grilo é um herbívoro, e a hortaliça é um produtor.

c) A hortaliça é um produtor, e o sapo é um decompositor.

d) O grilo é um decompositor, e o sapo, um predador.

e) A hortaliça é um predador, e o grilo, um consumidor secundário.

32. (UFSCar-SP) O diagrama seguinte representa uma pirâmide de energia:

32

A largura de cada nível dessa pirâmide, quando analisada de baixo para cima, representa:

a) A quantidade de energia disponível para o nível trófico seguinte.

b) O número de produtores, consumidores primários e consumidores secundários, respectivamente.

c) O tamanho dos produtores, consumidores primários e consumidores secundários, respectivamente.

d) A quantidade de energia perdida, quando se passa de um nível trófico para o seguinte.

e) A produtividade primária bruta, a produtividade primária líquida e a produtividade secundária, respectivamente.

33. (MACK)

33

Na teia alimentar representada acima, considere as seguintes afirmações:

I. Fungos não podem ocupar o nível I.

II. Bactérias podem ocupar os níveis I e VI.

III. Aves podem ocupar os níveis II e V.

IV. Algas podem ocupar os níveis I e VI.

Assinale:

a) Se apenas I estiver correta.

b) Se apenas II e III estiverem corretas.

c) Se apenas II, III e IV estiverem corretas.

d) Se apenas I, II e III estiverem corretas.

e) Se apenas IV estiver correta.

34. (UFG) Observe a cadeia alimentar típica de lagoa, apresentada a seguir.

34

A ocorrência de poucos níveis tróficos deve-se ao fato de:

a) O produtor garantir o fornecimento contínuo de biomassa para um contingente grande de animais.

b) A distribuição geográfica de animais ser condicionada à disponibilidade de território.

c) A competição entre duas espécies conduzir à extinção ou à expulsão de uma delas.

d) O fluxo decrescente e unidirecional de energia limitar o potencial biótico do sistema.

e) A quantidade de indivíduos em cada nível trófico diminuir à medida que servem de alimento ao nível seguinte.

35. (FUVEST) Uma lagarta de mariposa absorve apenas metade das substâncias orgânicas que ingere, sendo a outra metade eliminada na forma de fezes. Cerca de 2/3 do material absorvido é utilizado como combustível na respiração celular, enquanto o 1/3 restante é convertido em matéria orgânica da lagarta. Considerando que uma lagarta tenha ingerido uma quantidade de folhas com matéria orgânica equivalente a 600 calorias, quanto dessa energia estará disponível para um predador da lagarta?

a) 100 calorias.

b) 200 calorias.

c) 300 calorias.

d) 400 calorias.

e) 600 calorias.

36. (UNESP) As cadeias alimentares podem ser representadas graficamente por pirâmides ecológicas nas quais cada degrau representa um nível trófico. As pirâmides podem representar o número de indivíduos, a biomassa ou a energia em cada nível da cadeia, e a extensão de cada degrau depende dos componentes do nível. Uma pirâmide invertida, com a base menor e o topo maior, poderia representar:

a) A energia ou a biomassa, mas não o número de indivíduos.

b) A energia, mas não a biomassa ou o número de indivíduos.

c) O número de indivíduos ou a biomassa, mas não a energia.

d) O número de indivíduos ou a energia, mas não a biomassa.

e) O número de indivíduos, a biomassa ou a energia.

37. (UFPI) Se o fluxo de energia em um ecossistema ártico passasse por uma cadeia alimentar simples, como a representada a seguir: algas marinhas → peixes → focas  →  urso polar poderíamos afirmar corretamente que:

a) Os ursos polares forneceriam mais alimento aos esquimós que as focas.

b) O conteúdo total de energia das algas marinhas seria menor do que aquele das focas.

c) A carne do urso polar conteria, provavelmente, as maiores concentrações de toxinas lipossolúveis.

d) As focas seriam mais numerosas que os peixes.

e) Os carnívoros forneceriam mais alimento aos esquimós do que os herbívoros.

38. (PUC-RS) No dia 18 de julho de 2001, o jornal “O Globo” publicou uma matéria sobre um aquário que será levado à Estação Espacial Internacional com a finalidade de estudar o efeito da microgravidade sobre os seres vivos. O aquário, chamado de Sistema Aquático Biologicamente Equilibrado e Fechado, conterá uma espécie de peixe (1), uma de planta (2), uma de bactéria (3) e uma de caramujo. Quanto aos seus papéis tróficos, é correto afirmar que as espécies representadas pelos números 1, 2 e 3 são exemplos, respectivamente, de:

a) Produtor, consumidor e decompositor.

b) Consumidor, decompositor e produtor.

c) Decompositor, produtor e consumidor.

d) Consumidor, produtor e decompositor.

e) Decompositor, consumidor e produtor.

39. (PUCCAMP) Uma grande área de vegetação foi devastada e esse fato provocou a emigração de diversas espécies de consumidores primários para uma comunidade vizinhaem equilíbrio. Espera-se que, nessa comunidade, em um primeiro momento:

a) Aumente o número de consumidores secundários e diminua a competição entre os herbívoros.

b) Aumente o número de produtores e diminua a competição entre os carnívoros.

c) Aumente o número de herbívoros e aumente a competição entre os carnívoros.

d) Diminua o número de produtores e não se alterem as populações de consumidores.

e) Diminua o número de produtores e aumente a competição entre os herbívoros.

40. (MACK) Levando-se em conta uma cadeia alimentar, sabe-se que a energia obtida por um organismo transforma-se, parcialmente, em energia calorífica. Considerando os componentes dessa cadeia, podemos afirmar que essa energia calorífica:

a) É captada pelos organismos de níveis tróficos inferiores.

b) É captada pelos organismos de níveis tróficos superiores.

c) É perdida pelo ecossistema e a ele não retorna.

d) É perdida pelo ecossistema e recaptada pelas plantas, completando-se o ciclo energético do ecossistema.

e) Vai passando de indivíduo a indivíduo até que sua quantidade seja praticamente desprezível no último elo da cadeia alimentar.

41. (FUVEST) Que quantia de energia está disponível para os consumidores primários de uma comunidade?

a) Toda energia incorporada na fotossíntese durante a vida do vegetal.

b) Toda a energia luminosa que é absorvida pelas plantas.

c) A porção de energia incorporada nas substâncias químicas existentes na planta.

d) A porção de energia transformada em calor durante as reações químicas das células do vegetal.

e) A porção de energia utilizada pela respiração celular do vegetal.

42. (UFSCAR) No final da década de 1970, foram descobertas comunidades biológicas vivendo no fundo dos oceanos, em profundidades de 2,5 mil metros, próximo a fendas por onde extravasa magma quente que superaquece a água ao redor. Essas comunidades são formadas principalmente por bactérias que obtêm energia pela oxidação de H2S formado nas fendas e por animais que se nutrem delas. Entre os animais dessas comunidades, estão vermes tubulares gigantescos, com mais de 1 metro de comprimento, que se nutrem à custa de bactérias quimiossintetizantes que vivem como simbiontes dentro de seus corpos. Nessas comunidades submarinas, as bactérias que obtêm energia pela oxidação de H2S e os vermes gigantes mencionados no texto atuam, respectivamente, como:

a) Produtores e consumidores primários.

b) Produtores e decompositores.

c) Consumidores primários e consumidores secundários.

d) Decompositores e produtores.

e) Decompositores e consumidores primários.

43. (PUC-RS) A fim de estudar o funcionamento de uma comunidade, um biólogo “construiu” uma comunidade simplificada composta por um representante de cada nível trófico em um ambiente controlado, onde era permitida apenas a entrada de raios solares e de ar esterilizado. O gráfico abaixo apresenta a biomassa de equilíbrio atingida pelas populações de três espécies, uma planta (embaúba) e dois animais (preguiça e gato-do-mato), após um longo período de observação nesse ambiente controlado.

43

Com base no conhecimento sobre o fluxo de energia ao longo da cadeia alimentar, é correto afirmar que as espécies 1, 2 e 3 representam, respectivamente, as populações de:

a) Embaúbas, preguiças e gatos-do-mato.

b) Gatos-do-mato, embaúbas e preguiças.

c) Gatos-do-mato, preguiças e embaúbas.

d) Preguiças, gatos-do-mato e embaúbas.

e) Preguiças, embaúbas e gatos-do-mato.

44. (UNIFESP) Considere as definições seguintes.

I. Pirâmide de números: expressa o número de indivíduos por nível trófico.

II. Pirâmide de biomassa: expressa a massa seca (“peso seco”) de matéria orgânica por nível trófico (g/m2).

III. Pirâmide de energia: expressa a energia acumulada por nível trófico (kJ/m2).

Se o fluxo de energia no Cerrado brasileiro for representado por esses três tipos de pirâmides, o resultado obtido quanto à forma de cada uma será:

44

45. (UPE) Um agricultor aplicou um defensivo agrícola sobre a sua plantação, afetando os organismos abaixo. Complete a cadeia alimentar estabelecendo o fluxo de matéria e energia, identificando os níveis tróficos ocupados pelos organismos.

45

Assinale o organismo que apresenta maior concentração do pesticida.

a) A planta.

b) O gafanhoto.

c) O sapo.

d) A cobra.

e) O gavião.

46. Pernilongos-machos sugam seiva de plantas, enquanto pernilongos-fêmeas sugam sangue de animais. Pode-se dizer que eles são, respectivamente:

a) Consumidores primários, ambos.

b) Consumidores secundários, ambos.

c) Consumidor primário; consumidor secundário ou superior.

d) Produtor; consumidor secundário ou superior.

e) Consumidor secundário; consumidor quaternário.

47. (PUC-MG) Observe o esquema atentamente. Os níveis tróficos, com maior e menor quantidade de energia disponível, estão representados, respectivamente, pelos organismos:

47

a) C e A.

b) A e E.

c) E e D.

d) E e A.

e) D e A.

48. (PUC-SP) “No Pantanal, plantas aquáticas servem de alimento para lambaris, pacus e capivaras. Nesse ambiente, piranhas alimentam-se de lambaris e pacus. Já as ariranhas sobrevivem, alimentando-se de pacus e piranhas”.

Na teia alimentar descrita no trecho acima, os organismos que ocupam dois níveis tróficos são:

a) Lambaris.

b) Pacus.

c) Capivaras.

d) Piranhas.

e) Ariranhas.

49. (FUVEST)

49

O esquema representa o fluxo de energia entre os níveis tróficos (pirâmide de energia) de um ecossistema. Essa representação indica, necessariamente, que:

a) O número de indivíduos produtores é maior do que o de indivíduos herbívoros.

b) O número de indivíduos carnívoros é maior do que o de indivíduos produtores.

c) A energia armazenada no total das moléculas orgânicas é maior no nível dos produtores e menor no nível dos carnívoros.

d) Cada indivíduo carnívoro concentra mais energia do que cada herbívoro ou cada produtor.

e) O conjunto dos carnívoros consome mais energia do que o conjunto de herbívoros e produtores.

50. (UFAL) O esquema abaixo mostra as relações tróficas em uma propriedade rural.

50

De acordo com o esquema, o homem é:

a) Produtor.

b) Somente consumidor primário.

c) Somente consumidor secundário.

d) Somente consumidor terciário.

e) Consumidor primário e secundário.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VFFFV

A

B

E

A

B

B

C

FVFFF

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FFVFV

E

C

D

B

A

D

B

B

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

A

D

D

A

D

E

D

C

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

A

D

D

A

C

C

D

E

C

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

C

A

E

A

E

C

B

E

C

E

Publicado por: Djalma Santos | 16 de setembro de 2011

Telômero

Os telômeros (do grego telos, final; meros, parte) são sequências especiais repetitivas de DNA, não codificantes, encontradas nas extremidades dos cromossomos das células eucarióticas (figura abaixo). Nos seres humanos, por exemplo, eles são formados pela repetição de seis nucleotídeos: TTAGGG, que compreendem até dezenas de quilobases. Os nossos telômeros contêm, ainda, um pequeno trecho de fita simples com poucas centenas de nucleotídeos.

telo

Os telômeros, que são caracteristicamente regiões de heterocromatina, foram identificados pela primeira vez por Hermann Joseph Muller, na década de 30  do século XX. Em 1965, Leonard Hayflick fez a primeira observação direta do fenômeno de morte celular sem pré-replicação. Em homenagem a este pesquisador, o comprimento mínimo que os telômeros podem alcançar, antes de causar problemas à divisão celular, passou a ser chamado de  Limite de Hayflick. Em 2009, a australiana Elizabeth H. Blackburn, da Universidade da Califórnia; a norte-americana Carol W. Greider, da Universidade Johns Hopkins (Baltimore); e o britânico Jack W. Szostak, da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard (Boston), receberam o Prêmio Nobel de Medicina por suas descobertas de como a telomerase (uma transcriptase reversa), cuja ação veremos a seguir, protege os cromossomos. Essas descobertas abrem uma grande perspectiva para o estudo do câncer e do processo de envelhecimento. Segundo os agraciados com o prêmio, elas estimulam o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas.

Os telômeros impedem que os cromossomos se unam uns aos outros, mantendo, dessa forma, sua individualidade, bem como protege as extremidades cromossômicas contra ataques de nucleases, permitindo a estabilidade do cromossomo e, por consequência, a sobrevivência da célula. Os terminais desnudos, por seu turno, estão frequentemente sujeitos a eventos indesejáveis, como a degradação. Mantendo a integridade cromossômica e a garantia da replicação correta dessas extremidades, os telômeros funcionam como um protetor para os cromossomos, assegurando que a informação genética seja perfeitamente copiada quando a célula se duplica (cromossomos sem telômeros são extremamente instáveis). Fragmentando-se cromossomos por ação de raios X, por exemplo, percebe-se que os extremos livres tornam-se “pegajosos” e fusionam-se com outros fragmentos, não o fazendo, entretanto, com outros telômeros, indicando que as extremidades dos cromossomos normais possuem estruturas especiais que evitam a união. A região telomérica também responde pelo ancoramento dos cromossomos à carioteca (membrana nuclear), garantindo a estrutura tridimensional do núcleo e a correta distribuição espacial dos cromossomos.

Os telômeros foram bastante conservados ao longo da evolução dos eucariontes, sendo semelhantes em organismos bastante diversos como protozoários, fungos, vegetais e mamíferos, inclusive humanos. A replicação das extremidades cromossômicas não ocorre por ação normal da DNA polimerase, mas, sim, por um mecanismo especial que envolve a atividade de uma transcriptase reversa, denominada telomerase ou transferase terminal, que tem como principal função manter a estabilidade estrutural do cromossomo. Em células cuja telomerase é alterada, os telômeros se modificam e se encurtam em células somáticas normais, sinais que são observados nas células em processos de envelhecimento. Um exemplo disso é a ovelha Dolly que, em face de ter sido clonada a partir de células adultas, possuía células com telômeros já bastante encurtados. Ela já nasceu, biologicamente, com a idade da ovelha que a originou, fato que reduziu drasticamente a sua expectativa de vida. Nas células tumorais, a atividade da telomerase se mantém bastante elevada, não alterando, consequentemente, o tamanho do telômero, que se mantém estável. Visando inibir a ação da telomerase, vêm sendo desenvolvidos estudos com agentes inibidores da transcriptase reversa, como o AZT. Os resultados têm mostrado que o uso dessas drogas inibe, in vitro, a atividade dessa enzima, com considerável redução dos terminais teloméricos.

A telomerase é um complexo ribonucleoproteico cuja fração de RNA terminal é complementar à sequência telomérica. Ela é encontrada, como mencionamos acima, nas células eucarióticas e evita o encurtamento progressivo dos telômeros devido às sucessivas divisões celulares, pois, cada vez que a célula se divide, eles são ligeiramente encurtados. Sabe-se que nas células somáticas, são perdidos, a cada divisão, cerca de 30 a 120 pares de bases. A telomerase se encontra ativa nas células germinativas, progenitoras, e tumorais, e reprimida nas células somáticas. Sua ativação conduz à “imortalização” da célula e sua repressão leva a uma contínua redução do tamanho cromossômico, que acaba por levar a célula à morte. Nas células “imortais”, isto é, que “nunca” param de se dividir, há, em última análise, um equilíbrio entre o encurtamento e o alongamento do telômero. Nelas, a cada nova replicação ocorre, como mencionamos acima, uma redução do telômero que é compensada pela telomerase que o alonga graças à adição de novas sequências repetitivas. O encurtamento também pode eliminar alguns genes indispensáveis à sobrevivência da célula ou silenciar genes próximos, chegando a um ponto em que não há mais uma correta replicação cromossômica e a célula perde completa ou parcialmente a sua capacidade de divisão. Dessa forma, o organismo tende a morrer num curto intervalo de tempo no momento em que seus telômeros se esgotam.

A ação da telomerase consiste em adicionar sequências repetitivas à extremidade 3’do DNA, promovendo alongamento na direção de 5 ’para 3’. Para realizar essa função, ela usa um molde de RNA para a produção do DNA, sendo, portanto, um tipo de transcriptase reversa ou DNA-polimerase RNA-dependente, como mencionamos acima. A extensão do cromossomo pela telomerase e o encurtamento provocado pela divisão celular são processos de equilíbrio dinâmico. Esse complexo ribonucleoproteico, que já chegou a ser denominado de “enzima da imortalidade”, previne o encurtamento dos telômeros (retardando o envelhecimento) e ativa genes que fazem a célula se dividir “indefinidamente”, estimulando o crescimento dos tumores.

Lembramos que a “imortalidade”, que é determinada geneticamente, é uma característica marcante das células neoplásicas (células cancerígenas “não envelhecem”). Essa “imortalidade” esta intimamente associada à existência de um “relógio celular” (“replicômetro”), denominação sugerida por Hayflick, em 1998, capaz de “contar” o número de vezes que a celular se replica e determinar a parada desse processo. As células não neoplásicas apresentam um limite de divisões que é determinado pelos telômeros, a partir do qual elas deixam de se dividir, provavelmente para preservar o resto de telômero que ainda existe nos seus cromossomos. As neoplásicas, por outro lado, perdem esse limite, o que ocorre pela expressão da telomerase. Estudos mostram que cerca de 90% das neoplasias humanas apresentam elevados níveis de expressão da telomerase, levando a crer que os telômeros atuam como “relógio celular”. Lembramos que os telômeros das células cancerosas não são maiores que os das células normais. Eles são apenas estáveis. Lembramos ainda que o gene para a telomerase, embora presente em todas as células humanas, não se expressa na maioria delas.

Neste contexto, podemos dizer que alterações diversas fazem com que a célula escape do ciclo normal e aumente tanto o seu tempo de vida quanto o seu tempo de permanênciaem replicação. Dessaforma, a “enzima de imortalidade” também provoca sérios efeitos negativos. Conhencer seu mecanismo de ação lança luz sobre o processo de envelhecimento e ajuda na luta contra o câncer, já que, em células cancerosas, a perda das extremidades teloméricas é retardada. Do exposto, pode-se, teoricamente, determinar a expectativa de vida de um ser analisando os telômeros presentes em suas células, ou seja, quantas vezes as células ainda poderão se duplicar antes de o indivíduo morrer.

Segundo a hipótese do comportamento dos telômeros, aceita por diversos autores, eles são responsáveis pelo número de divisões que um tipo de célula pode sofrer. Para se ter uma ideia, fibroblastos extraidos de um feto normal e cultivados em um meio de cultura normal sofrem em torno de 50 duplicações. Findo este período, eles reduzem a proliferação e finalmente param de se dividir, entrando no estado pausado ou quiescente denominado G0 (ver “controle da progressão do ciclo celular”, matéria publicada neste blog no dia 03.10.2011), de onde não saem. Retirados de um ser de 40 anos e cultivados nas mesmas condições, eles param de se dividir após cerca de 40 duplicações. Considerando uma pessoa de 80 anos, a divisão cessa após cerca de 30 duplicações.

As células possuem, portanto, um potencial limitado de proliferação. Conquanto essa senescência se verifique de uma maneira, até certo ponto, previsível para uma determinada população de células, ela não é rigorosamente programada quando se considera células individuais. Considerando um clone de fibroblastos, submetidos a condições ideais de cultivo, constata-se que algumas células se dividem mais que outras. A senescência, cujo “relógio” (“relógio da senescência”)  parece estar no núcleo, envolve perdas progressivas e irreversíveis das funções celulares, aumentando a probabilidade de morte. Muito provavelmente, o envelhecimento decorre do acúmulo de erros no material genético ao longo do desenvolvimento, que nem sempre são corrigidos ou o são de forma incorreta (ver “reparo do DNA”, matéria publicada neste blog no dia 13.05.2011). Telômeros e telomerases são, portanto, importantes alvos de pesquisas visando a descobertas de elementos terapêuticos para o envelhecimento e para o câncer.

Em 1999, cientistas do Centro Médico da Universidade do Texas conseguiram matar células tumorais humanas inibindo a telomerase, com o auxílio de pequenos inibidores sintéticos antitelomerase. Quando esses inibidores foram introduzidos nas células cancerígenas, causaram encurtamento progressivo dos telômeros e, finalmente, a morte celular. Estudo, publicado em dezembro de 1999 na “Proceedings of the National Academy of Sciences”, mostrou ser a telomerase um importante alvo para drogas contra o câncer, pois sua ação está presente em praticamente todos os cânceres. Dessa forma, a evolução da oncologia, quer do ponto de vista diagnóstico, quer do ponto de vista terapêutico, passa, obrigatoriamente, pela biologia molecular, sendo a atividade telomerásica um dos seus principais focos.

O comprimento dos telômero, principalmente dos leucócitos (células brancas), vem sendo estudado como um marcador do envelhecimento. Isto é muito interessante já que nem sempre nossa idade cronológica corresponde a nossa idade bioquímica. A pesquisa do comprimento dos telômeros poderá nos informar não apenas o nosso tempo de vida, mas a nossa qualidade de vida e a nossa perspectiva de vida no futuro, já que telômeros maiores podem ser sinal de idade jovem associada a hábitos de vida saudáveis. Telômeros mais curtos, por outro lado, podem estar associados não só ao envelhecimento, mas também à exposição tóxica. Estudos começam a mostrar, por exemplo, que uma dieta rica em substâncias antioxidantes protege os telômeros, mantendo-os longos por mais tempo. Outros estudos mostram que quanto maior é a fragilidade do telômero maior é o risco de câncer. Se, ao menos, metade das teorias a respeito dos telômeros estiver correta é muito provável que prevenir o seu encurtamento seja uma das chaves para a superlongevidade. Em 1998, a Geron Corporation começou a desenvolver técnicas e drogas para estender os telômeros e prevenir a senescência celular. Como proteger os telômeros, sofisticados “relógios biológicos”, será, com certeza, o foco de muitas pesquisas interessantes no futuro.

Publicado por: Djalma Santos | 16 de setembro de 2011

Testes de ciclos biogeoquímicos (3/3)

01. (UFT) Considere a figura abaixo, na qual o ciclo da água está esquematizado:

01

Marque a alternativa correta:

a) I – evaporação; II – condensação; III – precipitação e IV – infiltração.

b) I – condensação; II – infiltração; III – evaporação e IV – precipitação.

c) I – infiltração; II – precipitação; III – condensação e IV – evaporação.

d) I – precipitação; II – evaporação; III – infiltração e IV – condensação.

e) I – evaporação; II – infiltração; III – precipitação e IV – condensação.

02. (CENTEC-BA) A ilustração abaixo evidencia a relação ecológica entre uma planta e bactérias fixadoras do nitrogênio:

02

A significação adaptativa dessa relação é ter proporcionado à planta:

a) Maior disponibilidade do elemento para a síntese de aminoácidos.

b) O material celular da bactéria, como suprimento alimentar.

c) As substâncias essenciais para a realização da fotossíntese.

d) Materiais de reserva para momentos de maior atividade biológica.

e) Uma produção em larga escala de moléculas de celulose.

03. (MARCK) O esquema a seguir mostra, de maneira resumida, a possibilidade ou não de aproveitamento do nitrogênio atmosférico pelos seres vivos.

03

Ocorrem realmente na natureza:

a) I e II.

b) I, II e III.

c) I, II e IV.

d) I, II e V.

e) II e III.

04. (UFV-MG) Observe o ciclo do elemento esquematizado abaixo.

04

Qual o elemento considerado, qual a sua forma química e onde ele se encontra quando é incorporado pela primeira vez, pelos seres vivos?

a) Oxigênio, O2, ar.

b) Nitrogênio, N2, ar.

c) Carbono, CO2, água.

d) Nitrogênio, NO2, solo.

e) Oxigênio, O2, solo.

05. (PUC-SP) Esta questão se relaciona com a ciclagem do nitrogênio e deve ser respondida através da análise do esquema abaixo:

        Produtor     Consumidor primário    Consumidor secundário                      I                         II                                    III

Supondo que o consumidor secundário seja um pássaro, pode-se prever que ele receba nitrogênio do nível trófico II, a partir de:

a) Proteínas, e o elimine através da excreção, na forma de ácido úrico.

b) Proteínas, e o elimine através da excreção, na forma de amônia.

c) Proteínas, e o elimine através da excreção, na forma de aminoácidos.

d) Açúcares, e o elimina através de suas fezes, na forma de ácido úrico.

e) Açúcares, e o elimina através de suas fezes, na forma de ureia.

06. (UEL) Os organismos estão constantemente retirando da natureza os elementos químicos de que necessitam. Esses elementos retornam ao ambiente, constituindo ciclos biogeoquímicos. O carbono é um elemento essencial na constituição dos seres vivos e retorna à atmosfera sob a forma de gás carbônico (CO2) através dos seguintes processos:

a) Fotossíntese, combustão ou decomposição.

b) Transpiração, respiração ou fotossíntese.

c) Decomposição, transpiração ou fotossíntese.

d) Respiração, transpiração ou combustão.

e) Combustão, decomposição ou respiração.

07.  (COVEST) A maior parte dos átomos de nitrogênio que os seres vivos utilizam em suas proteínas, ácidos nucleicos e outras moléculas orgânicas, é originalmente introduzida no mundo vivo por bactérias. Com relação a esse assunto, podemos afirmar:

I   II

0  0 – certas espécies de bactérias e fungos são capazes de extrair nitrogênio da atmosfera, que é o grande  reservatório natural desse elemento.

1  1 – as bactérias fixadoras de nitrogênio incorporam esse elemento na forma molecular (N2). Ao morrerem, liberam o nitrogênio na forma de amônia (NH3).

2 2 – as bactérias nitrificantes liberam nitratos como subproduto de seu metabolismo, sendo estes os compostos de nitrogênio que as plantas melhor assimilam.

3  3 – certas bactérias e os liquens são capazes de fixar nitrogênio do ar. Eles mantêm uma relação de parasitismo com certas plantas, como feijão e soja.

4  4 – os compostos nitrogenados produzidos pelas bactérias dos nódulos de plantas leguminosas favorecem também plantas não leguminosas, como o milho, que estejam, por exemplo, em plantação consorciada.

08. (UFLA) Considere os seguintes processos biológicos:

I. Dispersão de sementes.

II. Decomposição.

III. Polinização.

IV. Evolução orgânica.

V. Fixação biológica de N2.

Contribuem para aumentar o teor de nitratos nos solos apenas:

a) I e II.

b) II e V.

c) IV e III.

d) IV e V.

e) II, IV e V.

09. O processo de nitrosação e nitratação efetuado pela ação sequencial das bactérias nitrificantes (respectivamente Nitrosomonas e Nitrobacter) leva à conversão de:

a) N2 em NO-2.

b) NH3 em NO-3.

c) NO-3 em N2.

d) NH4 em N2.

e) N2 em NO-3.

10. (FUVEST)

10

O gráfico mostra a variação na concentração de gás carbônico atmosférico (CO2), nos últimos 600 milhões de anos, estimada por diferentes métodos. A relação entre o declínio da concentração atmosférica de CO2e o estabelecimento e a diversificação das plantas pode ser explicada, pelo menos em parte, pelo fato de as plantas:

a) Usarem o gás carbônico na respiração celular.

b) Transformarem átomos de carbono em átomos de oxigênio.

c) Resfriarem a atmosfera evitando o efeito estufa.

d) Produzirem gás carbônico na degradação de moléculas de glicose.

e) Imobilizarem carbono em polímeros orgânicos, como celulose e lignina.

11. Observe na figura abaixo, o ciclo do nitrogênio, fundamental para os seres vivos.

11

Assinale a alternativa correta a respeito desse ciclo:

a) O processo de fixação do nitrogênio é realizado exclusivamente pelos vegetais clorofilados.

b) A desnitrificação possibilita o retorno do nitrogênio à atmosfera a partir de restos orgânicos atacados por fungos desnitrificantes.

c) As leguminosas são vegetais importantes para o ciclo, pois suas raízes apresentam bactérias fixadoras.

d) A nitrificação ocorre durante o processo de decomposição da matéria morta, graças a seres sapróvoros.

e) A principal forma de utilização do nitrogênio pelos vegetais são os nitritos.

12. Observe o esquema abaixo que representa o ciclo do oxigênio.

12

Assinale a alternativa que indica o nome dos processos 1, 2 e 3.

a) Respiração, fotossíntese e combustão.

b) Respiração, combustão e fotossíntese.

c) Fotossíntese, respiração e combustão.

e) Combustão, fotossíntese e Respiração.

e) Fotossíntese, combustão e respiração.

13. (FUVEST) No ciclo do carbono, esquematizado abaixo, do qual participam fungos e algas pardas:

13

a) As algas pardas realizam apenas a etapa A.

b) Os fungos realizam apenas a etapa A.

c) As algas pardas realizam as etapas A e B.

d) Os fungos realizam as etapas A e B.

e) As algas pardas realizam apenas a etapa B.

14. (CESCEM) No ciclo do carbono em ambiente aquático, esquematizado a seguir:

14

a) O zooplâncton é responsável pela etapa B.

b) O fitoplâncton participa apenas da etapa A.

c) O fitoplâncton participa apenas da etapa B.

d) O zooplâncton participa das etapas A e B.

e) O fitoplâncton participa das etapas A e B.

15. (OBJETIVO-SP) O esquema seguinte representa o ciclo do nitrogênio, em um ecossistema terrestre.

15

As bactérias realizam:

a) Apenas a etapa I.

b) Apenas a etapa II.

c) Apenas a etapa III.

d) Apenas as etapas I e II.

e) As etapas I, II e III.

16. (FUVEST) O esquema representa o ciclo do nitrogênio.

16

Qual alternativa apresenta os organismos responsáveis pelas passagens indicadas por I, II e III?

I

II

III

a

Bactérias simbióticas

Bactérias parasitas

Bactérias nitrificantes

b

Bactérias simbióticas

Decompositores

Bactérias nitrificantes

c

Bactérias fixadoras

Bactérias nitrificantes

Bactérias desnitrificantes

d

Bactérias fixadoras

Decompositores

Bactérias desnitrificantes

e

Bactérias parasitas

Decompositores

Bactérias desnitrificantes

17. Responda esta questão com base na figura abaixo, que representa, esquematicamente, o ciclo do nitrogênio.

17

I   II

0  0 – A letra A representa a etapa de fixação do nitrogênio.

1  1 – A letra B representa a etapa de desnitrificação.

2  2 – A etapa indicada pela letra C é conhecida como nitratação.

3  3 – A etapa indicada pela letra D é conhecida como nitrosação.

4  4 – A letra E está indicando nitrogênio do ar.

18. (UFV) Contrariando a sua fama de vilãs, como causadoras de doenças nos seres vivos, muitas bactérias se relacionam com a natureza como agentes importantes nos ciclos biogeoquímicos. No ciclo do nitrogênio, as bactérias nitrificantes convertem:

a) Amônia em nitrato.

b) Amônia em aminoácidos.

c) Nitrato em nitrogênio.

d) Aminoácidos em amônia.

e) Nitrogênio atmosférico em amônia.

19. (FUVEST) A figura a seguir é um esquema simplificado do ciclo do carbono na natureza.

19

Nesse esquema:

a) I representa os seres vivos em geral e II, somente os produtores.

b) I representa os consumidores e II, os decompositores.

c) I representa os seres vivos em geral e II, apenas os consumidores.

d) I representa os produtores e II, os decompositores.

e) I representa os consumidores e II, os seres vivos em geral.

20. Na região tropical, a reciclagem da matéria orgânica ocorre rapidamente e os solos são normalmente pobre sem nitrogênio. Analise a figura abaixo, que ilustra as proposições apresentadas, e identifique a alternativa incorreta.

20

 a) O nitrogênio, elemento fundamental na composição das moléculas orgânicas, é fixado do ar atmosférico ou da água, por bactérias e cianobactérias, que o transformam em Nitratos.

b) Os compostos nitrogenados das plantas e dos animais são devolvidos ao solo quando estes morrem, ou através das fezes e urinas, indo compor o Húmus.

c) As principais perdas de nitrogênio resultam da remoção das plantas do solo, da destruição da vegetação pelo fogo e da erosão e percolação dos solos.

d) O nitrogênio pode ficar retido no solo, principalmente nos tecidos das raízes das leguminosas que contém bactérias fixadoras.

e) O nitrogênio pode retornar à atmosfera na forma de aminoácidos e outros compostos orgânicos.

21. (UFMG) O esquema abaixo representa o ciclo de matéria e o fluxo de energia na biosfera atual.

21

Considerando-se o esquema, qual é a afirmação errada?

a) A transformação de 2 em 1 pode ser realizada através da fotossíntese.

b) Na respiração de autótrofos e de heterótrofos, 1 origina 2.

c) Os produtores e os consumidores liberam a energia representada em II.

d) Na transformação de 2 em 1, pode ocorrer absorção de energia representada por I.

e) Para que o ciclo 1-2 se mantenha, a existência de seres heterótrofos é suficiente.

22. (UFMG) Analise o esquema ao lado referente ao ciclo do carbono na biosfera.

22

Todas as alternativas, relativas aos processos numerados no esquema, estão corretas, exceto:

a) 1 produz glicose e libera O2.

b) 2 representa um processo de nutrição exclusivo de indivíduos heterótrofos.

c) 3 só ocorre se o processo 5, realizado por decompositores, for interrompido.

d) 4 visa à formação de moléculas orgânicas com “gasto” de energia.

e) 6 é denominado combustão.

23. (FATEC-SP) Considere as afirmações abaixo sobre o ciclo do nitrogênio na natureza.

I. A fixação do nitrogênio é realizada por bactérias que vivem livres no solo ou associadas a raízes de plantas leguminosas, como soja, alfafa, feijão, ervilha, etc.

II. O retorno do nitrogênio à atmosfera é promovido por bactérias desnitrificantes, que transformam os nitratos em nitrogênio molecular.

III. Devido à grande importância do nitrogênio na formação de proteínas e ácidos nucleicos, a maioria das plantas consegue aproveitá-lo na forma de N2.

A respeito dessas afirmações deve-se dizer que:

a) Todas estão incorretas.

b) Todas estão corretas.

c) Somente a I e a II estão corretas.

d) Somente a II e a III estão corretas.

e) Somente a III está correta.

24. (UPE)A figura abaixo se refere ao ciclo de um elemento químico importante nos processos biológicos.

24

Analise a alternativa que substitui corretamente os numerais de 1 a 3, respectivamente:

a) Carbono, respiração e respiração.

b) Oxigênio, fotossíntese e respiração.

c) Monóxido de carbono, fotossíntese e decomposição.

d) Nitrogênio, respiração e combustão.

e) Dióxido de carbono, respiração e decomposição.

25. (FCMSC-SP) Que letra da tabela abaixo indica as substâncias que os microrganismos decompositores eliminam para o meio ambiente, nos ciclos do nitrogênio e do CO2?

CICLO DO N2

CICLO DO CO2

a

NH3

CaCO3

b

NH3

CO2

c

N2

CaCO3

d

N2

CO2

e

Ca(NO3) 2

CaCO3

26. (UFMG) Em relação ao ciclo do nitrogênio, que alternativa está errada?

a) Algumas espécies de bactérias e de cianobactérias são capazes de fixar o nitrogênio gasoso da atmosfera (N2) e transformá-lo em compostos nitrogenados utilizáveis pelo mundo biótico.

b) Para sintetizar seus aminoácidos e outros compostos orgânicos nitrogenados, as plantas retiram do ambiente o nitrogênio, principalmente sob forma de nitrato.

c) Quando produtores e consumidores morrem, seus compostos orgânicos nitrogenados são transformados, por certas bactérias desnitrificantes, em nitratos, os nitratos em nitritos e esses em amônia.

d) Certos tipos de bactérias podem transformar o nitrogênio do solo, na forma de nitratos, nitritos e amônia, em nitrogênio gasoso (N2) que retorna à atmosfera.

e) O nitrogênio gasoso da atmosfera pode ser incorporado a compostos nitrogenados por fatores abióticos do ecossistema e por combinação mutualista de bactérias com plantas superiores.

27. (UPE) Analisando o esquema representativo do ciclo do nitrogênio na natureza, o que você conclui?

27

I    II

0   0 –   A fixação do nitrogênio, que é mediada por cianobactérias e bactérias do solo, por ação da nitrogenase, é representada pelas etapas D, no esquema.

1  1 – Uma associação de mutualismo, verificada entre leguminosas e bactérias do gênero Rhizobium, garante produção de amônia como resultado da fixação do nitrogênio atmosférico pela bactérias.

2  2 – A etapa F, conhecida por nitrificação, é a principal fonte de nitratos do solo que são produzidos por descargas elétricas atmosféricas.

3  3 – A decomposição de restos orgânicos – plantas, animais e dejetos – representada na etapa C do esquema, resulta em amônia, numa reação conhecida por desnitrificação.

4  4 – Nitrosação, realizada por bactérias quimiossintéticas, corresponde à transformação de amônia em nitratos e destes em nitrogênio livre, quer é lançado na atmosfera e reaproveitado pelas plantas durante a respiração.

28. O esquema abaixo mostra uma visão simplificada do ciclo do carbono na natureza. Os números representam os organismos que podem realizar os processos indicados pelas setas.

28

Assinale a alternativa correta:

a) 1 representa os autótrofos e 2 os heterótrofos e autótrofos.

b) 1 representa os heterótrofos e 2 os autótrofos e heterótrofos.

c) 1 representa os autótrofos e heterótrofos, enquanto 2 representa os autótrofos.

d) 1 representa somente os vegetais sem clorofila e 2 somente os clorofilados.

e) 1 e 2, dependendo das circunstâncias, podem representar tanto os autótrofos quanto os heterótrofos.

29. (UNIP-SP) O desenho abaixo representa, de maneira simplificada, o ciclo do nitrogênio.

29

As bactérias dos gêneros Nitrosomonas e Nitrobacter agem, respectivamente, em:

a) I e II.

b) II e III.

c) IV e III.

d) V e IV.

e) VI e VII.

30. (UPE) A figura abaixo se refere ao ciclo do nitrogênio:

30

Sobre ela, são feitas as seguintes afirmativas.

I. 1 pode ser realizada por bactérias como as Pseudomonas, que em condições de anaerobiose atacam a amônia.

II. 2  está relacionada com as  Nitrosomonas  que utilizam  a  amônia  para a quimiossíntese, liberando energia e produzindo NO2- (nitritos).

III. 3 pode ser  a fixação  biológica  que é a  captação do  nitrogênio  pelas bactérias e algas azuis. 

IV. Os nitritos são utilizados por bactérias do gênero Rhizobium para a quimiossíntese, como ocorre em 4.

V. O húmus sofre a ação de bactérias fixadoras de vida livre, como as Azotobacter e Clostridium, é o que ocorre em 5.

Estão corretas:

a) I, II, III.

b) I, IV, V.

c) III, IV, V.

d) II, III, IV.

e) todas.

31. Os lavradores adotam a “rotação de culturas”, ou seja, alternam o cultivo de leguminosas com o de outros tipos de plantas, porque as leguminosas:

a) Impedem a erosão do solo, graças às ramificações de suas raízes.

b) Fertilizam o solo, pois suas raízes contêm bactérias que fixam o nitrogênio.

c) Aumentam o teor de fósforo do solo, graças a sua associação com bactérias fixadoras de fósforo.

d) Fixam o carbono no solo graças à associação de suas raízes com fungos (micorrizas).

e) Conservam a umidade do solo, pois suas raízes ramificadas impedem a evaporação.

32. (UNITAU) A figura a seguir resume etapas do ciclo do nitrogênio, do qual participam bactérias que estão representadas por algarismos romanos.

32

Indique a alternativa que corresponde à classificação correta dessas bactérias

a) I – fixadoras;    II – decompositoras;   III – nitrificantes e   IV – desnitrificantes.

b) II – fixadoras;   I – decompositoras;    III – nitrificantes e   IV – desnitrificantes.

c) IV – fixadoras;  I – decompositoras;    II – nitrificantes e    III – desnitrificantes.

d) IV – fixadoras;  III – decompositoras;  II – nitrificantes e    I – desnitrificantes.

e) I – fixadoras;    IV – decompositoras;  II – nitrificantes e    III – desnitrificantes.

33. (FUVEST) O elemento Carbono presente nas moléculas orgânicas que constituem os seres vivos é restituído ao ambiente, em forma aproveitável pelos vegetais, através da:

a) Desnitrificação pelas algas cianofíceas do solo.

b) Fotossíntese de organismos produtores.

c) Respiração celular de produtores e consumidores.

d) Transformação de amônia em nitratos.

e) Liberação de gás oxigênio pelas algas marinhas.

34. (PUCCAMP) O esquema a seguir representa, de forma simplificada, os ciclos do oxigênio e do carbono. No quadro abaixo, assinale a alternativa que identifica corretamente os processos I e II e os organismos nos quais eles ocorrem.

34

35. (UFRS) Relacione os processos biológicos listados (1, 2 e 3) com um ou mais dos ciclos biogeoquímicos na coluna a seguir (a, b e c).

1. Fotossíntese.

2. Respiração vegetal.

3. Decomposição aeróbica de restos orgânicos por microrganismos.

(a) Ciclo do carbono.

(b) Ciclo do oxigênio.

(c) Ciclo do nitrogênio.

Assinale a alternativa que melhor representa estas relações.

a) 1 (a) (b)2 (a) (b)3 (a) (b) (c).

b) 1 (a) (b)2 (a) (b)3 (c).

c) 1 (b)2 (a)3 (a) (b).

d) 1 (b)2 (a)3 (b) (c).

e) 1 (b) (c) - 2 (c)3 (b) (c).

36. (FURG) Analise o Ciclo (parcial) do Carbono na coluna d’água representado a seguir.

36

Em relação aos processos indicados pelas letras A, B e C pode-se afirmar que.

I. A, B e C referem-se à Fotossíntese, Respiração e Decomposição, respectivamente.

II. A, B e C referem-se à Fotossíntese, Decomposição e Respiração, respectivamente.

III. Os organismos envolvidos no processo A são Autótrofos, enquanto aqueles envolvidos em B e C são Heterótrofos.

Assinale a alternativa correta:

a) II e III estão corretas.

b) Somente II está correta.

c) I e III estão corretas.

d) Somente I está correta.

e) Somente III está correta.

37. (PUCCAMP) Considere o texto a seguir. “Na biosfera, o carbono fixado na …(I)… retorna gradativamente à atmosfera em consequência da …(II)… e da …(III)….” Ele ficará correto se os espaços I, II e III forem preenchidos, respectivamente, por:

a) fotossíntese – respiração – transpiração.

b) respiração – fotossíntese – transpiração.

c) transpiração – fotossíntese – respiração.

d) fotossíntese – respiração – queima de combustíveis fósseis.

e) fotossíntese – transpiração – queima de combustíveis fósseis.

38. (UNIRIO) O esquema abaixo representa os fluxos de energia e de matéria que se processam no ecossistema, a unidade básica da natureza.

38

Assim, os processos essenciais que mantêm essa dinâmica são:

a) Digestão e decomposição.

b) Digestão e respiração.

c) Fotossíntese e digestão.

d) Fotossíntese e decomposição.

e) Respiração e decomposição.

39. (PUCCAMP) As bactérias, como os demais seres vivos, participam dos ciclos do O2 e do CO2, mas são elas que mantêm o ciclo do nitrogênio. A figura abaixo esquematiza as três etapas desse ciclo.

39

As bactérias quimiossintetizantes atuam somente em:

a) I e II.

b) II e IV.

c) III e V.

d) IV e V.

e) V e VI.

40. (PUC-RJ) Quando nos referimos ao ecossistema de um lago, dois conceitos são muito importantes: o ciclo dos nutrientes e o fluxo de energia. A energia necessária aos processos vitais de todos os elementos desse lago é reintroduzida nesse ecossistema:

a) Pela respiração dos produtores.

b) Pela captura direta por parte dos consumidores.

c) Pelo processo fotossintético.

d) Pelo armazenamento da energia nas cadeias tróficas.

e) Pela predação de níveis tróficos inferiores.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

A

A

B

A

E

FVVFV

B

B

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

C

C

E

E

D

VVFFV

A

A

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

D

C

E

B

C

FVFFF

A

C

A

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

C

C

C

A

C

D

D

D

C

 

Publicado por: Djalma Santos | 9 de setembro de 2011

Testes de fisiologia (2/5)

01. (UEPB) “Eu tenho sangue azul, portanto, sou nobre, caro colega”. Essa é uma expressão que foi muito usada entre os espanhóis (originalmente de pele bem branca), que passaram a ter filhos mais morenos, devido à miscigenação, no século VIII, como a maioria de sua população atual. A aristocracia, no entanto, orgulhava-se de não ter-se misturado àquele povo de pele quase negra e apontava para as próprias veias, onde parecia correr sangue azul, como se isso fosse prova de uma ascendência mais nobre. De fato, o sangue venoso tem aspecto azulado e pode ser visto através da superfície da pele, ainda mais se esta for clara, acentuando o contraste de cores. Seja de que cor for o sangue entre os animais, essa cor é dada em função do pigmento presente no sangue. Qual é a cor característica do sangue que apresenta os seguintes pigmentos e quais os elementos que permitem determinada coloração?

a) Hemocianina, presente em moluscos e artrópodes, permite coloração verde em função de uma estrutura dos grupos hemo anormal.

b) Clorocruorina, presente em anelídeos poliquetos, permite coloração azul em função do metal Cu em sua estrutura.

c) Hemocianina, presente em moluscos e artrópodes, permite coloração azul em função do metal Cu em sua estrutura.

d) Hemeritrina, presente em anelídeos poliquetos, permite coloração azul em função do ferro em sua estrutura.

e) Clorocruorina, presente em anelídeos poliquetos, permite coloração verde em função do metal ferro em sua estrutura.

02. (PUC-RS) O equilíbrio metabólico dos seres humanos depende da manutenção de concentrações adequadas de glicose no sangue. O esquema abaixo ilustra a manutenção da homeostasia da glicose pela insulina, um dos principais hormônios envolvidos na regulação do metabolismo energético.

02

 

Os números 1, 2 e 3 devem ser substituídos, respectivamente, pelos termos:

a) Aumenta – aumenta – diminui.

b) Aumenta – diminui – diminui.

c) Aumenta – aumenta – aumenta.

d) Diminui – aumenta – diminui.

e) Diminui – diminui – aumenta.

03. (UECE) Os animais obtêm energia para suas atividades vitais por meio da respiração celular que consiste na extração de energia acumulada nas moléculas de diversas substâncias orgânicas como carboidratos e lipídios. Com base nas informações existentes, observe os tipos de respiração listados abaixo e preencha os parênteses, correlacionando os tipos de respiração aos animais.

I. Respiração cutânea.

II. Respiração branquial.

III. Respiração pulmonar.

IV. Respiração traqueal.

(   ) Barata

(   ) Tubarão

(   ) Calango

(   ) Água viva

(   ) Caranguejo

(   ) Esponja

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) IV, II, III, I, II e I.

b) I, III, IV, II, I e II.

c) IV, II, I, III, III e IV.

d) III, I, II, IV, I e IV.

04. (FUVEST) O gráfico mostra as taxas de glicose medidas em amostras de sangue de duas pessoas, ao longo de cinco horas. A primeira amostra de sangue foi coletada em jejum. Imediatamente depois, administrou-se glicose às pessoas e, a partir desse momento, foram coletadas amostras de sangue a cada hora.

04

Nesse gráfico, a curva:

a) I é de uma pessoa diabética, e a acentuada elevação da taxa de glicose que se observa a partir do tempo 0 é devida à ação da insulina.

b) II é de uma pessoa normal, e a acentuada queda da taxa de glicose que se observa a partir de 1 hora é devida à ação da insulina.

c) II é de uma pessoa diabética, e a acentuada queda da taxa de glicose que se observa a partir de 1 hora é devida à ação da insulina.

d) I é de uma pessoa normal, e a lenta queda da taxa de glicose que se observa a partir de 2 horas é devida à ação da insulina.

e) II é de uma pessoa normal, e a acentuada elevação da taxa de glicose que se observa a partir do tempo 0 é devida à ação da insulina.

05. (IFSudeste-MG) Analise as afirmativas abaixo em relação ao sistema circulatório dos vertebrados.

I. Em mamíferos, o sangue venoso, rico em gás carbônico, é conduzido pela artéria pulmonar do ventrículo direito para os pulmões.

II. Os peixes apresentam coração bicavitário, por onde circula apenas sangue venoso.

III. Em anfíbios, o sistema circulatório e dito aberto, pois o sangue venoso se mistura ao arterial.

Marque a opção correta.

a) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.

b) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

c) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

d) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.

e) Apenas a afirmativa I está correta.

06. Durante a contração muscular ocorre:

a) Diminuição do comprimento da actina.

b) Diminuição do comprimento da miosina.

c) Deslizamento dos miofilamentos finos entre os miofilamentos espessos.

d) Despolimerização das proteínas contráteis.

e) Redução conjunta dos miofilamentos de actina e miosina.

07. (UEL) Motivado pela beleza da água verde-néon de uma praia brasileira, um banhista se arrisca a um mergulho. Não podia ter tido ideia melhor. Sobre uma pedra, pôde ver uma ANÊMONA-DO-MAR reluzindo um azul-florescente indescritível. Pouco adiante, um OURIÇO-DO-MAR movimentava lenta e ritmadamente os seus espinhos, como em uma solitária dança. Ao sair da água, foi surpreendido por uma fuga de vários SIRIS para suas tocas. Olhou para o lindo céu azul, como em um ato de agradecimento. GAIVOTAS faziam grandes rasantes sobre a água em busca de alimento. O festival de beleza só cessou quando, ao sentar-se à orla, para uma água-de-coco, percebeu que o lixo humano é um desastrado atrativo de insetos, especialmente de BARATAS.

Assinale a alternativa que indica, correta e respectivamente, o tipo do sistema respiratório de cada um dos animais citados (e destacados) no texto.

a) Ausente (ou respiração por difusão direta); branquial; pulmonar; traqueal; traqueal.

b) Traqueal; ausente; branquial; pulmonar; ausente.

c) Ausente; branquial; branquial; pulmonar; traqueal.

d) Branquial; traqueal; traqueal; pulmonar; ausente.

e) Traqueal; ausente; pulmonar; traqueal; branquial.

08. (IFCE) Sobre o pâncreas, é correto afirmar que:

a) Auxilia no processo de digestão através da liberação da bile, secreção sem enzimas digestivas que emulsiona lipídios.

b) Além de produzir insulina, é responsável pela produção de outro hormônio, o glucagon, que trabalha de forma antagônica à insulina.

c) Atua no controle do processo de digestão através da produção do hormônio gastrina, que age estimulando a produção e a liberação de suco gástrico no estômago.

d) Além de controlar a taxa de glicose sanguínea, atua também na manutenção da concentração de cálcio no sangue, através da produção da calcitonina.

e) É considerado uma glândula mista ou anfícrina, por liberar, na corrente sanguínea, todas as substâncias que produz.

09. (UNESP) Para voar, os insetos consomem muito oxigênio, em consequência da elevada atividade muscular necessária para o movimento de suas asas. Para suprir a intensa demanda, o oxigênio é levado às células musculares:

a) Pelo sangue, através de um sistema cardiovascular fechado, o que favorece um rápido aporte desse gás aos tecidos.

b) Pelo sangue, através de um sistema cardiovascular aberto, o que favorece um rápido aporte desse gás aos tecidos.

c) Através de um sistema de túbulos denominado traqueia, o qual leva o sangue rico nesse gás aos tecidos musculares.

d) Através de um conjunto de túbulos denominado traqueia, o qual transporta esse gás desde orifícios externos até os tecidos, sem que o sangue participe desse transporte.

e) Através de um coração rudimentar dividido em câmaras, das quais partem túbulos, chamados traqueias, que distribuem o sangue rico nesse gás aos tecidos do corpo.

10. (UFG) A hipófise é considerada a glândula mestra do corpo humano pelo fato de seus hormônios regularem o funcionamento de outras glândulas endócrinas. A inibição de um desses hormônios em uma criança, a somatotrofina, produzido na adenohipófise, comprometerá:

a) A concentração de glicose no sangue.

b) O crescimento dos ossos.

c) A deposição de cálcio nos ossos.

d) A reabsorção de água pelos rins.

e) A quebra do glicogênio no fígado.

11. (FUVEST) A figura abaixo representa, em corte longitudinal, o coração de um sapo. Comparando o coração de um sapo com o coração humano, pode-se afirmar que:

11

a) Não há diferenças significativas entre os dois quanto à estrutura das câmaras.

b) Enquanto no sapo o sangue chega pelos átrios cardíacos, no coração humano o sangue chega pelos ventrículos.

c) Ao contrário do que ocorre no sapo, no coração humano o sangue chega sempre pelo átrio direito.

d) Ao contrário do que ocorre no sapo, nas câmaras do coração humano por onde passa sangue arterial não passa sangue venoso.

e) Nos dois casos, o sangue venoso chega ao coração por dois vasos, um que se abre no átrio direito e o outro, no átrio esquerdo.

12. (PUC-RS) O sistema nervoso autônomo é classicamente dividido em simpático e parassimpático. Para ilustrar o efeito do simpático, costumamos relacionar sua função com a resposta de lutar ou fugir, que se refere a situações de emergência, nas quais a sobrevivência do organismo depende da realização de esforço físico. Nestas ocasiões, o simpático deve favorecer órgãos e mecanismos capazes de garantir a atividade muscular. Portanto, espera-se que o simpático promova os ajustes abaixo discriminados, exceto:

a) Aumento da frequência e força de contração do coração.

b) Aumento da constrição dos bronquíolos pulmonares.

c) Aumento do fluxo sanguíneo para os músculos esqueléticos.

d) Aumento da liberação de glicose pelo fígado.

e) Estimulação da liberação de adrenalina pela glândula adrenal.

13. Antes das viagens para locais de grandes altitudes é aconselhável que o passageiro descanse ao menos 24 horas, sem fazer muito esforço físico, pois a pressão parcial do oxigênio diminui nessas regiões provocando:

I. Falta de ar e cansaço, até que o organismo se adapte.

II. Aumento do número de glóbulos vermelhos na circulação.

III. Elevação da temperatura corporal para compensar os gastos energéticos.

Está correto o apresentado em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e II, apenas.

e) I, II e III.

14. (UEL) A adrenalina é muito associada aos esportes radicais devido à excitação à qual a pessoa que os pratica está submetida. Este hormônio prepara o corpo para enfrentar situações de perigo ou de emergência. Em qual(is) glândula(s) endócrina(s) humana(s) é produzida a adrenalina?

a) Hipófise.

b) Tireoide.

c) Paratireoides.

d) Suprarrenais.

e) Pâncreas.

15. (UECE) Ruminantes são mamíferos herbívoros que se diferenciam de outros mamíferos por serem capazes de digerir a celulose ingerida na alimentação. Esses animais são capazes de digerir a celulose dos vegetais porque:

a) Em seu intestino existem glândulas capazes de produzir enzimas que hidrolisam a celulose.

b) Em sua saliva existem fungos capazes de digerir a celulose durante os períodos de ruminação.

c) Em suas câmaras gástricas existem vermes que se alimentam do vegetal e defecam o material digerido e preparado para a absorção.

d) Ao longo do seu aparelho digestivo, existem bactérias e protozoários que realizam a digestão do polissacarídeo presente na parede celulósica dos vegetais.

16. (UFU) Associe as características dos sistemas respiratórios descritos na Coluna A aos tipos de respiração descritos na Coluna B.

COLUNA A – CARACTERÍSTICAS DOS SISTEMAS RESPIRATÓRIOS

I. Sistema respiratório composto por finos tubos ramificados que partem de orifícios situados aos pares nos anéis do tórax e abdome.

II. Sistema respiratório onde existem vasos sanguíneos superficiais correndo abaixo da camada de revestimento do corpo.

III. Sistema respiratório no qual o oxigênio é retirado do ar livre e absorvido em sacos aéreos.

IV. Sistema respiratório em que o oxigênio absorvido é aquele dissolvido na água.

COLUNA B – TIPOS DE RESPIRAÇÃO

1. Respiração cutânea encontrada na minhoca.

2. Respiração pulmonar encontrada nos pássaros.

3. Respiração traqueal encontrada no pulgão.

4. Respiração branquial encontrada na lagosta.

Assinale a alternativa que apresenta a associação correta.

a) I.2; II.3; III.1 e IV.4.

b) I.3; II.2; III.4 e IV.1.

c) I.2; II.4; III.3 e IV.1.

d) I.3; II.1; III.2 e IV.4.

17. (CEDERJ) Assinale a alternativa que associa corretamente a atividade fisiológica ligada a cada uma das divisões do sistema nervoso autônomo (SNA).

SNA

parassimpático

SNA

simpático

a

Pupila

Contrai

Dilata

b

Coração

Acelera

Desacelera

c

Salivação

Diminui

Aumenta

d

Brônquios

Dilatam

Contraem

18. (UFF) Na paixão, ocorre a desativação de áreas ligadas ao juízo crítico (André Palmini, neurocientista). Conjuntamente, os batimentos cardíacos aumentam e diferentes sensações têm sido descritas na literatura científica e poética em resposta ao estímulo da pessoa amada. Nesse processo, moléculas como a ocitocina, considerada o hormônio do amor, atuam para que essas diferentes sensações atraiam os indivíduos. Um pesquisador, estudando esse tipo de sinalização, aplicou uma concentração fixa de três hormônios em três grupos experimentais, separadamente, e observou o efeito de cada hormônio sobre alguns parâmetros fisiológicos, apresentado nos gráficos abaixo. A linha tracejada marca o nível basal do parâmetro avaliado antes do tratamento.

18

Observando os resultados acima, pode-se afirmar que os hormônios X, Y e Z, avaliados pelo pesquisador, são, respectivamente:

a) Adrenalina, paratormônio e insulina.

b) Insulina, paratormônio e adrenalina.

c) Adrenalina, insulina e paratormônio.

d) Paratormônio, insulina e adrenalina.

e) Paratormônio, adrenalina e insulina.

19. (UNIMONTES) O sangue é a massa líquida contida num compartimento fechado, o aparelho circulatório, como mostra a figura a seguir. Analise-a.

19

Considerando a figura e o assunto relacionado com ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

a) O plasma é uma solução aquosa composta principalmente de proteínas.

b) Os glóbulos vermelhos originam-se de megacariócitos da medula óssea.

c) Das estruturas representadas na figura, apenas uma é anucleada.

d) Constantemente os glóbulos brancos deixam os capilares por diapedese.

20. (UDESC) Analise as proposições abaixo, em relação ao sistema digestório humano.

I. A principal enzima do suco gástrico é a pepsina, que atua na digestão de proteínas.

II. Quando o quimo entra em contato com a parede intestinal do duodeno é estimulada a produção de secretina, que atua neutralizando a acidez do quimo.

III. A vesícula biliar produz a bile e o fígado a armazena. A bile é composta de enzima que hidrolisa a maltose em glicose.

IV. O pâncreas produz amilase pancreática e completa a atuação da amilase salivar, que atua na digestão do amido.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

21. (SANTA CASA-SP) Considere a seguinte reação de metabolismo dos vertebrados:

Fosfocreatina + ADP → ATP + creatina

Essa reação ocorre:

a) Nos músculos, quando falta ácido lático.

b) Nos músculos, quando falta glicogênio.

c) Nos neurônios, quando falta oxigênio.

d) Normalmente nos músculos.

e) Normalmente em qualquer célula.

22. (UFAM) A evolução do sistema circulatório permitiu aos metazoários mais complexos um transporte eficiente de fluidos para suprir sua demanda energética em contraposição às trocas realizadas por difusão nos organismos menos complexos. Sabemos que os animais podem ter sistema circulatório aberto ou fechado. Sendo assim, assinale a opção que contém somente animais de circulação fechada:

a) Tambaqui, minhoca, sanguessuga, polvo, ornitorrinco.

b) Aranha, pirarucu, gafanhoto, lula, barata.

c) Gato, borboleta, ariranha, macaco, aranha.

d) Salamandra, leão, elefante, formiga, centopeia.

e) Aranha, gafanhoto, formiga, mariposa, onça.

23. (UNIMONTES) O impulso nervoso é um impulso elétrico que se origina das alterações nas cargas elétricas das superfícies interna e externa da membrana celular (potencial de ação), como mostra a figura a seguir. Observe-a.

23

As afirmativas abaixo se referem à transmissão do impulso nervoso. Analise-as e assinale a alternativa incorreta.

a) A entrada de íons positivos para a célula causa a despolarização.

b) Quando o neurônio está em repouso, os canais de sódio e potássio estão abertos.

c) A rápida alteração de potenciais elétricos é denominada potencial de ação.

d) A saída de potássio provoca a repolarização na célula.

24. (FAVIP) A digestão dos alimentos demanda a integração de vários órgãos. Sobre este assunto, correlacione as colunas abaixo:

1. Pâncreas

2. Fígado

3. Intestino delgado

4. Boca

5. Estômago

(  ) Produção da bile para emulsificação das gorduras.

(  ) Síntese da pepsina para digestão proteica.

(  ) Síntese de carboxipeptidase e aminopeptidase para digestão proteica.

(  ) Síntese de amilase para digestão de amido e glicogênio.

(  ) Síntese de tripsina e quimotripsina para digestão proteica.

A sequência correta é:

a) 2, 3, 1, 4, 5.

b) 1, 5, 3, 4, 2.

c) 2, 1, 5, 4, 3.

d) 3, 2, 4, 5, 1.

e) 2, 5, 3, 4, 1.

25. (UECE)                                   ANALISE O TEXTO:

“Eita! que cervejinha incômoda! Exclamou Justina que comentou com Juliana: – Veja quantas vezes o Juca foi ao banheiro, quando assistia à contenda final entre o “Brasil e Irã“ (imaginação criativa). Também, o Brasil é o campeão da diplomacia! Ainda bem que a gente vai bem menos ao banheiro, porque só bebemos um bom suco”.

Podemos afirmar corretamente que o fato de Juca ter ido inúmeras vezes ao banheiro se deve a uma disfunção hormonal provocada pelo álcool da cerveja sobre o hormônio:

a) ACTH.

b) Somatotrofina.

c) TSH.

d) ADH.

26. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0 0 – O músculo cardíaco, apesar  de apresentar estrias transversais, é de contração involuntária.

1 1 – O tecido muscular  é formado por células alongadas, especializadas na contração, podendo ou não estar sujeito ao controle voluntário.

2 2 – Os íons Ca++, participantes  do mecanismo  de contração  muscular, são concentrados nas cisternas do retículo sarcoplasmáticos.

3 3 – A energia imediata  que supre o processo de contração muscular é derivada de ligações ricas em energia provenientes de creatina-fosfato.

4 4 – Em um sarcômero, os elementos constituintes dispõem-se na seguinte ordem: linha Z, faixa A, zona H, faixa I, linha Z.

27. (UEL) Ao ingerir um lanche composto de pão e carne:

a) A digestão química do pão inicia-se na boca, com a ação da tripsina, e a da carne inicia-se no duodeno, onde as proteínas são quebradas, com a ação da bile.

b) A digestão química do pão inicia-se no estômago, onde o amido é quebrado pela ação do suco gástrico, e a da carne inicia-se na boca, com a ação da pepsina.

c) A digestão química do pão inicia-se na boca, com a ação da pepsina, e a da carne inicia-se no intestino delgado, com a ação da bile, que é produzida no fígado.

d) A digestão química do pão e da carne inicia-se no estômago pela ação da bile e da ptialina, respectivamente; a enzima pepsina, no duodeno, completa a digestão.

e) A digestão química do pão inicia-se na boca, com a ação da ptialina, e a da carne inicia-se no estômago, onde as proteínas são quebradas pela ação do suco gástrico.

28. No gráfico a seguir, representando uma contração muscular simples, o espaço compreendido entre a e b é denominado:

28

a) Adição latente.

b) Tempo perdido.

c) Fase isotônica.

d) Fase de contração.

e) Fenômeno de acomodação.

29. (UFU) O hormônio chamado __________ controla o teor de açúcar no corpo dos mamíferos. Ele é produzido pelo _________ e sua deficiência pode provocar uma doença chamada _________. O hormônio responsável por estimular e manter os processos metabólicos recebe o nome de _____________; é produzido pela glândula __________, e o aumento do volume dessa glândula por carência de iodo na dieta é chamado de __________.

A alternativa que completa corretamente as lacunas é:

a) Insulina; pâncreas; diabetes; tiroxina; tireoide; bócio.

b) Tiroxina; fígado; bócio; insulina; tireoide; diabetes.

c) Insulina; fígado; diabetes; tiroxina; hipófise; bócio.

d) Tiroxina; pâncreas; bócio; insulina; hipófise; diabetes.

30. (UECE) Certo paciente ao medir sua pressão encontrou 130 mm Hg por 110 mm Hg. Relatou o ocorrido para o médico que sugeriu que ele colocasse um aparelho para registrar as medidas ao longo de 24 horas. Associando este resultado aos dados de outros exames, o médico julgou importante este acompanhamento. Sobre a pressão do paciente, assinale o correto.

a) A pressão diastólica estava fora da faixa de normalidade.

b) A pressão sistólica estava fora da faixa de normalidade.

c) Ambas as pressões, sistólica e diastólica, estavam fora da faixa de normalidade.

d) Não havia anormalidade. Ambas as pressões, sistólica e diastólica, estavam dentro da faixa de normalidade.

31. (FAVIP) O sistema urinário humano é responsável pela maior parte da excreção de metabólitos indesejáveis. Nesse sistema:

a) A amônia e o ácido úrico gerados do metabolismo proteico são as principais excretas eliminadas.

b) A bexiga armazena a urina, que é amarelada devido à presença de sais biliares.

c) Os rins eliminam do sangue ureia, água e sais em excesso.

d) Os néfrons renais têm a função de reter o açúcar no sangue em pessoas que têm diabetes.

e) Os ureteres têm a função de levar a urina da bexiga ao meio externo.

32. (UFPEL) Nos humanos, o processo de respiração é do tipo pulmonar e envolve o sistema circulatório, pois os gases são transportados, através dos vasos sanguíneos, dos pulmões para os tecidos e dos tecidos de volta para os pulmões. Existem diferentes tipos de respiração para outros animais, como a aérea, a branquial e a cutânea. No entanto, independente do animal e do tipo de respiração, o oxigênio, ao chegar às células dos tecidos, participa de um processo chamado de respiração celular, ou seja, o processo de “produção” de energia para a célula (ATP). Analise as seguintes afirmativas.

I. No processo de respiração ocorre a difusão de CO2 dos tecidos para o sangue e de O2 do sangue para os tecidos. O sangue, ao passar pelos pulmões, faz a troca gasosa: deixa o CO2 e recebe O2. Em alguns animais, porém, o sistema circulatório não participa da condução dos gases nem das trocas gasosas.

II. A respiração aérea é realizada por insetos; a branquial, pelos peixes; a cutânea, pelos anelídeos e a pulmonar, pelos mamíferos.

III. A respiração celular, nos eucariotos aeróbicos, se processa com a participação de mitocôndria. Nessa organela, ocorrem o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória, sendo que o oxigênio participa diretamente apenas da última etapa dessa cadeia.

IV. No ser humano, o sistema respiratório é composto pelas vias respiratórias e pelos pulmões. Nesses órgãos, as trocas gasosas ocorrem nos alvéolos, que são estruturas formadas por células epiteliais.

V. As hemácias são anucleadas e contêm, no seu interior, a hemoglobina. Esta proteína possui ferro, ao qual o oxigênio se liga para ser transportado pelo sangue. Já o dióxido de carbono, em sua maior parte, é transportado dissolvido no plasma sanguíneo, sob a forma de íons bicarbonato.

Está(ão) correta(s):

a) Apenas II, III e V.

b) Apenas I e IV.

c) Apenas I, II e V.

d) I, III e V.

e) Todas as afirmativas.

33. (COVEST) O coração e os pulmões humanos desempenham uma série de atividades em conjunto, para garantir o transporte de oxigênio às células e a remoção do gás carbônico liberado como produto da respiração celular. Sobre a integração morfofuncional destes órgãos, observe a figura abaixo e considere as afirmações a seguir.

33

I   II

0  0 – A pressão parcial de gás oxigênio (PO2) no interior dos pulmões é maior que a do sangue presente nos capilares sanguíneos pulmonares; daí ocorrer a difusão do oxigênio dos alvéolos para o sangue.

1  1 – Na hematose, ocorre a difusão de gás carbônico, que está combinado à hemoglobina sanguínea, na forma de carbo-hemoglobina, para os alvéolos.

2  2-  O coração é um órgão oco, com quatro câmaras, das quais as duas superiores bombeiam sangue para as duas inferiores, o qual flui em um só sentido, devido às válvulas artrioventriculares.

3  3 – A contração dos átrios, chamada de sístole atrial, provoca a saída do sangue diretamente

para as artérias pulmonares, que possuem pequeno diâmetro para facilitar as trocas gasosas no pulmão.

4  4 – A aorta recebe sangue do ventrículo esquerdo, rico em oxigênio, e o envia para o resto do corpo, enquanto que as veias promovem o retorno do sangue.

34. (CEFET-MG) Analise a figura a seguir.

34

A esclerose múltipla é uma doença que atinge o sistema nervoso central e, por motivos genéticos ou ambientais, a bainha de mielina é agredida, ocasionando diminuição na velocidade de propagação dos impulsos nervosos. Essa estrutura afetada encontra-se representada na figura pelo número:

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

35. (UNINOEST) O processo de excreção permite que os organismos animais liberem substâncias tóxicas. Em condições fisiológicas normais, uma pessoa saudável deve eliminar na urina:

a) Água, ácido úrico e proteínas.

b) Água, ureia e sais minerais.

c) Água, proteínas e sais minerais.

d) Água, amônia e pigmentos.

e) Água, ureia e glicose.

36. (UFPB) O sistema digestório é formado por um conjunto de órgãos que transformam o alimento ingerido em moléculas menores. Estas podem ser absorvidas e utilizadas para a obtenção de energia necessária às funções vitais e como matéria-prima para a síntese de novas moléculas. A figura abaixo ilustra etapas do processo de digestão das proteínas presentes na dieta humana. Com base na figura apresentada e nos aspectos fisiológicos gerais da digestão das proteínas, identifique as afirmativas corretas:

36

I   II

0  0 – A digestão das proteínas tem início na boca por ação das enzimas encontradas na saliva.

1  1 – A renina, no estômago, realiza a quebra das ligações peptídicas das proteínas, o que leva à produção de cadeias polipeptídicas menores.

2  2 – O pâncreas libera, no duodeno, proteínas precursoras inativas, que, ao se tornarem ativas, originam as enzimas tripsina, quimotripsina e carboxipeptidase, responsáveis pela quebra dos polipeptídeos e oligopeptídeos em cadeias menores.

3  3 – A parede do intestino delgado, além de produzir a enzima enteroquinase que age ativando a forma inativa da tripsina, produz também as aminopeptidases que agem liberando aminoácidos dos oligopeptídeos.

4  4 – Proteínas parcialmente digeridas presentes no quimo estimulam células do duodeno a liberar, no sangue, o hormônio colecistoquinina, que estimula a liberação das enzimas pancreáticas.

37. (UEFS) A ilustração abaixo representa a ação integrada de vários sistemas fisiológicos humanos na manutenção das funções do corpo.

37

A respeito dessa integração orgânica, é possível afirmar:

a) Uma intensa hematose ocorre nos capilares durante a troca de gás oxigênio e gás carbônico, nos diversos tecidos do corpo.

b) Os nutrientes absorvidos no intestino são transportados por vasos venosos até os capilares, para serem distribuídos pelas células.

c) O sangue rico em oxigênio, ao sair dos pulmões, é bombeado pela porção direita do coração antes de ser enviado para os tecidos do corpo.

d) O sistema cardiovascular funciona como estrutura integradora de diversos sistemas presentes no organismo.

e) O fígado, ao filtrar o sangue, retira de circulação os resíduos do metabolismo e os nutrientes orgânicos em excesso presentes no organismo.

38. (UPE)

INDIQUE A ALTERNATIVA QUE COMPLETA CORRETAMENTE AS LACUNAS DO TEXTO ABAIXO.

Os atos reflexos são respostas __________ a um estímulo __________. O reflexo patelar (figura abaixo) é coordenado__________; portanto, é um exemplo de reflexo __________. Mas o bulbo, a ponte e __________ também são centros reflexos, que coordenam atos, como vômito, deglutição, piscar de olhos, gritos de dor, riso e lágrimas, dentre outros.

38

a) involuntárias – motor – pelo cérebro – cerebral – a medula espinhal

b) involuntárias – sensorial – pela medula – medular – o cérebro

c) involuntárias – sensorial – pelo cérebro – cerebral – a medula espinhal

d) voluntárias – motor – pelo cérebro – cerebral – a medula espinhal

e) voluntárias – sensorial – pela medula – medular – o cérebro

39. (UERJ) Como consequência dos mecanismos que regulam a pressão osmótica dos peixes marinhos, os peixes ósseos precisam beber água do mar, enquanto os cartilaginosos não. O gráfico abaixo mostra a osmolaridade do plasma sanguíneo de peixes marinhos, em relação à da água do mar.

39

A coluna do gráfico que representa a osmolaridade do plasma dos elasmobrânquios e a substância orgânica importante para a manutenção da pressão osmótica nesses animais estão indicadas em:

a) 1 – ácido úrico.

b) 2 – glicina.

c) 3 – glicose.

d) 4 – ureia.

40. (UFSC) A figura abaixo mostra o aparelho digestório humano.

40

SOARES, J. Luís. Biologia no terceiro milênio. São Paulo: Scipione, 1999. 2 v. (Adaptado)

Com respeito a esse aparelho, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – A estrutura A indica uma região comum aos aparelhos digestório e respiratório.

1 1 – Na cavidade bucal ocorre a ação de enzimas (exemplo: ptialina) sobre o amido, transformando-o em maltose e dextrinas.

2  2 – O órgão indicado em D produz algumas substâncias que são lançadas diretamente no duodeno e outras que são lançadas diretamente na corrente sanguínea.

3  3 – Quando existe excesso da glicose no sangue ela é convertida em amido no local indicado por D.

4  4 – Indivíduos com a doença conhecida como amarelão ou ancilostomíase têm em C o local típico da fixação do parasita Ancylostoma braziliensis.

41. (UFV) O esquema com indicações (I a VII) representado abaixo corresponde a uma parte do processo da transmissão nervosa:

41

Assinale a alternativa que apresenta duas informações incorretas:

a) I representa o axônio e III a direção da transmissão do impulso.

b) V indica uma célula pós-sináptica e II o neurotransmissor.

c) VII corresponde à endocitose e IV à liberação de neurotransmissor.

d) VI indica o espaço sináptico e I a terminação pré-sináptica.

42. (UFJF) A alimentação nos animais envolve duas fases indissociáveis: a digestão e a absorção. Nos mamíferos, a digestão é um processo complexo que pode levar várias horas, dependendo do hábito alimentar do animal. Em todos eles, porém, ocorrem as mesmas etapas básicas enquanto o alimento percorre o trato digestório. Em relação aos agentes que atuam na digestão, seus locais de produção e ação, bem como suas participações no processo digestório, é correto afirmar que:

a)A pepsina é uma enzima produzida e utilizada no estômago, como principal emulsificante de lipídios, que são convertidos em glicerol e ácidos graxos.

b) A sacarase e a lactase são enzimas produzidas no pâncreas e atuantes no duodeno, onde hidrolisam polissacarídios como a sacarose e o glicogênio, que são convertidos em glicose.

c) A bile é uma enzima produzida no fígado e armazenada na vesícula biliar, desdobrando polipeptídios em oligopeptídios e aminoácidos no intestino delgado.

d) A ptialina (ou amilase salivar), produzida na boca, não é uma enzima, mas tem a função de reduzir o pH do bolo alimentar, possibilitando a digestão do amido, que ocorre no estômago.

e) A tripsina é uma enzima produzida no pâncreas na forma de tripsinogênio e ativada no duodeno pela enteroquinase, onde quebra proteínas em peptídios menores.

43. (UFMS) Sobre o tecido nervoso, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – O axônio constitui parte do neurônio especializado na transmissão do impulso nervoso.

1  1 – A medula espinal (espinhal) é classificada como sistema nervoso periférico (SNP).

2  2 – A bainha de mielina (estrato mielínico), encontrada em axônios mielínicos, proporciona uma condução não saltatória e uma redução da velocidade de condução do impulso nervoso.

3  3 – Neurônios multipolares possuem um único axônio e muitos dendritos.

4  4 – A sinapse química é caracterizada pelo contato físico entre neurônios com ausência de neurotransmissores (mediadores químicos).

44. (UECE)Analise as afirmações a seguir:

I. Os discos intercalares são as junções do tipo gap, apresentadas pelas células musculares estriadas cardíacas nas ramificações de conexão com as células vizinhas.

II. O tecido muscular cardíaco é de natureza lisa porque sua contração é involuntária.

III. A musculatura lisa é encontrada em órgãos viscerais como o estômago e o intestino, daí sua denominação de tecido muscular visceral.

É correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.

b) I e III, apenas.

c) II e III, apenas.

d) I, II e III.

45. (UFAM) O objetivo da produção de urina é manter a homeostase através da regulação do volume e da composição do sangue. Enquanto que alguns produtos orgânicos devem ser excretados, outros devem ser retidos. Em um laboratório de análises clínicas, três amostras de urina de indivíduos distintos foram processadas com o seguinte resultado:

Amostra A: ureia, ácido úrico, cloreto de sódio, creatinina e água.

Amostra B: ácido úrico, cloreto de sódio, creatinina, glicose e água.

Amostra C: grandes proteínas, ureia, glicose e água.

Qual(ais) amostra(s) poderia(m) pertencer a um individuo normal:

a) Apenas a amostra C.

b) Apenas a amostra B.

c) Apenas a amostra A.

d) Amostras A e B.

e) Amostras A, B e C.

46. (UFV) Com relação à ação do hormônio antidiurético (ADH) na fisiologia do sistema urinário, assinale a afirmativa correta:

a) O ADH atua nos túbulos renais aumentando a reabsorção de água do filtrado glomerular.

b) O ADH é produzido na glândula adrenal e atua na reabsorção de água pelo ducto coletor.

c) A presença de álcool no sangue ativa a produção de ADH pela região cortical dos rins.

d) A liberação de ADH acelera a excreção de água, proteínas e sais minerais pelo ureter.

47. (PUC-MG) Observe o esquema abaixo, que representa células do tecido muscular estriado cardíaco humano.

47

Sobre esse assunto, assinale a afirmativa incorreta.

a) A contração dessa musculatura, em condições normais, depende de um sistema próprio gerador de impulsos.
b) As células musculares cardíacas apresentam, em seu citoplasma, actinas, miosinas e mioglobinas.
c) As células musculares cardíacas podem realizar contração, mesmo sem estímulos do sistema nervoso central.
d) As células musculares cardíacas apresentam intenso consumo de oxigênio que é recebido diretamente do sangue contido nos átrios e nos ventrículos.

48. (UFRGS) Numa sinapse química, a propagação do impulso nervoso de um neurônio para outro é feita através:

a) Da neuroglia, que compreende vários tipos de células com função específica de transmissão de impulsos.

b) Da inversão das cargas elétricas que se propagam ao longo da membrana e é causada pela entrada de íons sódio na célula.

c) Da pronta intervenção de fibras musculares estriadas, que se contraem, permitindo a propagação.

d) Do contato estrutura direto e permanente entre axônio e dendritos de neurônios sensitivos.

e) De mediadores químicos liberados pelo axônio de um neurônio para o dendrito ou corpo celular de outro neurônio.

49. (PUC-CAMPINAS) Considere o esquema abaixo que mostra como a ureia é formada a partir de CO2 e NH3 nos animais ureotélicos.

49

(Knut Schmidt – Nielsen. Fisiologia Animal. Adaptação e Meio Ambiente. São Paulo: Santos Livraria, 1996. p. 380)

Este é um processo que demanda ….I…., nos mamíferos ocorre no ….II… e é conhecido como ciclo da …. III…. . Para completar corretamente a frase I, II e III devem ser substituídos, respectivamente, por:

a) oxigênio – rim – arginina.

b) oxigênio – fígado – ornitina.

c) enzimas – fígado – arginina.

d) energia – rim – ornitina.

e) energia – fígado – ornitina.

50. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Nos mamíferos,  a comparação  do conteúdo de glicose, sais minerais e proteínas do sangue, com o conteúdo da cápsula de Bowmann em seus rins, mostraria, no fluido da cápsula sais minerais e glicose.

1  1 – No ciclo da ureia, entram e saem, respectivamente, uma molécula de amônia e duas de ureia.

2  2 – Proteínas  ingeridas  por  mamíferos  produzem  um composto  nitrogenado tóxico, que deve passar por determinado ciclo bioquímico para se transformar em um composto nitrogenado pouco tóxico. O ciclo que responde por essas transformações ocorre no fígado.

3  3 – Analisando-se  o  líquido  presente no  interior  da  cápsula  de Bowmann não deve ser encontrado, normalmente, proteínas de alto peso molecular.

4  4 – Sabendo-se  que  a fórmula  da  ureia é (NH2)2CO, um  mamífero  precisa excretar 50 dessas moléculas para se livrar da mesma quantidade de nitrogênio que um peixe elimina excretando 100 moléculas de amônia.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

A

A

B

C

C

C

B

D

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

B

D

D

D

D

A

C

A

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

A

B

E

D

VVVFF

E

B

A

A

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

E

VVVFV

D

B

FFVVV

D

B

D

VVVFF

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

C

E

VFFVF

B

C

A

D

E

E

VFVVV

 

Publicado por: Djalma Santos | 9 de setembro de 2011

Testes de histologia vegetal (4/4)

01. (CEFET-MG) A figura abaixo representa o esquema de uma estrutura vegetal denominada estômato, cujo funcionamento associa-se aos mecanismos de transporte de seiva no vegetal.

01

Sobre essas estruturas, é correto afirmar que são:

a) Desprovidas de cloroplastos e ribossomos.

b) Encontradas principalmente nas raízes e brotos.

c) Constituídas por cinco tipos de células do parênquima lacunoso.

d) Controladas por fatores intracelulares, sem interferência de luminosidade.

e) Abertas, quando submetidas a baixas concentrações de gás carbônico.

02. (MACK) A figura a seguir mostra o corte transversal do caule de uma planta Angiosperma, na qual A e B representam os tecidos condutores.

02

Assinale a alternativa correta.

a) Trata-se de um caule de dicotiledônea, e A e B correspondem ao xilema e floema, respectivamente.

b) Trata-se de um caule de monocotiledônea, e A e B correspondem ao xilema e floema, respectivamente.

c) Trata-se de um caule de monocotiledônea, e A e B correspondem ao floema e xilema, respectivamente.

d) Trata-se de um caule de dicotiledônea, e A e B correspondem ao floema e xilema, respectivamente.

e) Pode ser um caule de uma monocotiledônea ou de uma dicotiledônea, e A e B correspondem ao floema e xilema, respectivamente.

03. (CEDERJ) A epiderme das partes aéreas dos vegetais apresenta uma estrutura, com abertura regulável, através da qual ocorrem as trocas gasosas entre a planta e o ar. Essa estrutura é denominada:

a) Xilema.

b) Plastos.

c) Estômato.

d) Estroma.

04. (IFSudeste-MG) Xilema e floema são os tecidos responsáveis pelo transporte de substancias nos vegetais. Analise as afirmações sobre esses tecidos e assinale a alternativa correta.

a) Insetos que parasitam folhas sugam alimento diretamente do xilema.

b) Plantas hemiparasitas sugam seiva elaborada do xilema.

c) Xilema é o tecido responsável pelo transporte de seiva elaborada da folha ate a raiz.

d) Floema é o tecido responsável pelo transporte de seiva bruta da folha ate a raiz.

e) Plantas holoparasitas sugam seiva elaborada do floema.

05. (UEL) Leia o texto a seguir e assinale a alternativa correta. O crescimento em espessura da raiz e do caule de vegetais dicotiledôneos e gimnospermas, denominado crescimento secundário, se deve fundamentalmente:

a) À hipertrofia das células do parênquima cortical.

b) À hipertrofia das células do parênquima medular.

c) À divisão celular verificada no câmbio e no felogênio.

d) À divisão celular verificada no periblema e no pleroma.

e) À atividade condutora do xilema e do floema.

06. (UFU) O esquema a seguir representa a organização básica de uma angiosperma. Observe as quatro estruturas assinaladas com os números 1, 2, 3 e 4.

06

Assinale a alternativa que indica corretamente, para cada estrutura numerada, uma de suas funções ou uma de suas características morfológicas.

a) 1 – formada por tecidos meristemáticos; 2 – pode ser transformada em espinho; 3 – protegem o ápice da raiz; 4 – tecido de reserva.

b) 1 – protege o meristema apical; 2 – geralmente clorofilada; 3 – responsáveis pela sustentação da planta; 4 – região de intensa divisão celular.

c) 1 – origina os ramos laterais; 2 – possui tecidos fotossintetizantes; 3 – são células epidérmicas; 4 – responsável pelo crescimento do órgão.

d) 1 – formada por tecidos meristemáticos; 2 – responsável pela formação das flores; 3 – são células epidérmicas; 4 – captação de água e nutrientes do solo.

07. (FGV) Uma rede para descanso foi estendida entre duas árvores, A e B, e amarrada com arame ao tronco da árvore A e a um galho mais resistente da árvore B. Contudo, devido ao peso dos que se deitavam nela e ao atrito, o arame cortou um círculo em torno da casca do tronco e da casca do galho. Pode-se dizer que:

a) Na árvore A, houve interrupção do fluxo de seiva bruta, enquanto na árvore B houve interrupção do fluxo de seiva elaborada.

b) Na árvore A, houve rompimento do floema, o que poderá provocar a morte da árvore. Na árvore B, houve rompimento do xilema e não haverá morte do galho.

c) Nas árvores A e B, houve rompimento do xilema, com consequente interrupção do fluxo descendente de seiva orgânica.

d) Nas árvores A e B, houve rompimento do floema, com consequente interrupção do fluxo descendente de seiva orgânica.

e) Ambas as árvores poderão morrer como consequência da interrupção do fluxo de seiva bruta e seiva elaborada.

08. (UEPB) Na estrutura de uma raiz, são encontrados diferentes tipos de tecidos: epidérmico, parenquimático, meristemático, condutor, entre outros. Os meristemas têm a função de:

a) Proteger a planta contra a desidratação.

b) Realizar as trocas gasosas no processo de respiração.

c) Promover o crescimento da raiz.

d) Absorver do solo água e nutrientes.

e) Proteger a raiz contra o desgaste produzido pelas partículas do solo.

09. (PUCCAMP) A utilização de fibras de bananeira para a fabricação de papelão é novidade no Brasil. Uma das primeiras fábricas de celulose do país produzia papel a partir do talo dessa planta. Plantas fibrosas, como o algodão, também já foram largamente aproveitadas no país para a produção de celulose.

(Adaptado de Ciência Hoje. v. 26. n. 152. p.44-5)

Os tecidos vasculares dos caules dos vegetais como os da bananeira, por exemplo, agrupam-se em unidades chamadas feixes. Cada feixe é constituído por elementos do xilema, do floema e, geralmente, por fibras do esclerênquima. Impregnação por lignina ocorre somente em células do:

a) Xilema.

b) Esclerênquima.

c) Floema e do xilema.

d) Floema e do esclerênquima.

e) Xilema e do esclerênquima.

10. (UNICAP)

I    II

0  0 – Alguns insetos sugadores alimentam-se de seiva elaborada pelas plantas; o tecido vegetal que produz essa seiva é o colênquima.

1  1 – O esclerênquima participa especificamente do transporte de água, sais minerais e determinados hormônios vegetais.

2  2 – A impregnação por cutina é tipicamente encontrada nas células do tecido vegetal meristemático.

3  3 – O xilema é um tecido vegetal que se localiza no caule e na raiz, não aparecendo nas folhas.

4  4 – A respiração, na célula vegetal, ocorre em qualquer célula viva da planta.

11. (UFLA) Assinale a alternativa que contém a relação incorreta entre o tecido vegetal e a sua característica.

a) Meristemas – células pequenas, isodiamétricas, homogêneas, sem espaços intercelulares, parede apenas primária e plastídios não diferenciados.

b) Periderme – tecido secundário protetor, que substitui a epiderme quando a raiz e/ou caule adquire(m) estrutura(s) secundária(s).

c) Colênquima – geralmente suas células não mantêm seus protoplastos vivos na maturidade e apresentam parede secundária lignificada (sistema de sustentação).

d) Floema – formado basicamente por elementos crivados (células crivadas e elementos tubo-crivados), células companheiras ou albuminosas, fibras floemáticas e célula de parênquima.

12. (PUC-CAMPINAS) As árvores possuem vários tipos de tecidos.

TECIDO

FUNÇÃO

LOCALIZAÇÃO NA  PLANTA

Esclerênquima Sustentação

I

Epiderme Revestimentoe impermeabilização Partes jovens da planta e folhas
Colênquima

II

Toda a planta

III

Condução de seiva bruta Das raízes até as folhas
Meristema primário

IV

Ápices de caules e raízes

Para completar corretamente a tabela acima, deve-se substituir I, II, III e IV, respectivamente, por:

a) Folhas e raízes, reserva energética, floema, multiplicação celular e crescimento.

b) Associado ao sistema condutor, sustentação, xilema, multiplicação celular e crescimento.

c) Caule, condução de seiva elaborada, parênquima, preenchimento de espaços internos.

d) Tronco, proteção e condução de seiva elaborada, meristema, reprodução assexuada.

e) Interior dos feixes liberianos, fotossíntese, lenho, reprodução.

13. (UFV) No caule de uma planta dicotiledônea, aparecem dois meristemas que fazem crescerem espessura. Um deles produz líber para fora e lenho para dentro; o outro, mais periférico, forma súber ou cortiça. Esses meristemas secundários são respectivamente:

a) Feloderma e esclerênquima.

b) Câmbio e felogênio.

c) Felogênio e endoderma.

d) Câmbio e esclerênquima.

e) Felogênio e câmbio.

14. (UNESP)A análise do líquido coletado pelo aparelho bucal de certos pulgões, que o inseriram no caule de um feijoeiro adulto, revelou quantidades apreciáveis de açúcares, além de outras substâncias orgânicas. Plântulas de feijão, recém-germinadas, que se desenvolveram sobre algodão, tiveram seus órgãos de reserva alimentar (folhas primordiais modificadas) sugadas por outros pulgões. A análise do líquido coletado dos aparelhos bucais desses pulgões revelou a presença de nutrientes orgânicos. Os resultados dessas análises indicam que os pulgões que sugaram o feijoeiro adulto e os que sugaram as plântula recém-germinadas inseriram seus aparelhos bucais, respectivamente, no:

a) Parênquima clorofiliano e súber.

b) Xilema e cotilédones.

c) Esclerênquima e xilema.

d) Floema e súber.

e) Floema e cotilédones.

15. (UFLA) Determinados órgãos vegetais quando adquirem estrutura secundária substituem a epiderme pela periderme. A denominação periderme é dada ao conjunto de:

a) Ritidoma, feloderma e felogênio.

b) Câmbio, súber e felogênio.

c) Felogênio, cilindro central e câmbio.

d) Colênquima, parênquima cortical e cortiça.

e) Súber, felogênio e feloderma.

16. (UFBA) Os pulgões têm seu aparelho bucal formado por delicadíssimos estiletes, os quais penetram nos tecidos das plantas e lhes sugam o alimento. (…..) periodicamente eles excretam pequenas gotas de um líquido açucarado, o qual é avidamente procurado por certas formigas. Aliás, estas chegam mesmo a cuidar dos afídeos, protegendo-os de seus predadores naturais (…..) ou transportando-os do chão para cima dos ramos das plantas.

O tecido vegetal de onde os pulgões retiram seu alimento é:

a) A epiderme.

b) O floema.

c) O xilema.

d) O colênquima.

e) O esclerênquima.

17. (UPE) Estabeleça a associação entre cada tecido vegetal listado na coluna I e as características apresentadas na coluna II.

COLUNA I

1. Periciclo

2. Xilema

3. Floema

4. Colênquima

5. Esclerênquima

COLUNA II

(  ) Tecido complexo formado por vários tipos de células, dentre elas os elementos de vasos e os traqueídeos.

(   ) Tecido de sustentação formado por células vivas, com paredes espessas, constituídas de celulose, pectina e outras substâncias.

(   ) Tecido responsável pela formação de raízes laterais.

(  ) Tecido mecânico de sustentação, constituído por células com paredes espessas, ricas em celulose e lignina.

(  ) Tecido complexo formado por vários tipos de células, dentre elas destacam-se as células com placas crivadas.

Assinale a alternativa que contempla a sequência correta das associações entre as colunas.

a) 3, 4, 1, 2, 5.

b) 5, 2, 3, 1, 4.

c) 2, 4, 1, 5, 3.

d) 2, 4, 3, 5, 1.

e) 5, 2, 3, 4, 1.

18. (PUC-MG) O súber é:

a) Um tecido de condução encontrado em vegetais superiores com crescimento primário e secundário.

b) Um tecido com função de proteção encontrado em vegetais superiores apenas com crescimento secundário.

c) Uma estrutura utilizada para armazenamento de amido primário, resultante da atividade da periderme.

d) Um pigmento que é responsável pela coloração das flores.

e) Um tecido de revestimento que permite o aumento ou decréscimo na transpiração da planta.

19. (VUNESP) São exemplos de tecido de sustentação, condução e proteção, respectivamente:

a) Súber – traqueídeos – esclerênquima.

b) Epiderme – esclerênquima – súber.

c) Súber – colênquima – fibras.

d) Esclerênquima – traqueídeos – súber.

e) Colênquima – xilema – traqueídeos.

20. (UNIOESTE) Com relação aos tecidos vegetais, escolha a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – O mesófilo foliar é composto por colênquima e esclerênquima.

1 1 – Protoderme, meristema fundamental e procâmbio são constituintes do meristema secundário.

2  2 – Felogênio é um tecido meristemático que origina a feloderme e o súber.

3  3 – A epiderme é formada por várias camadas de células justapostas clorofiladas.

4  4 – O parênquima é composto por células altamente lignificadas, sendo responsável pela sustentação.

21. (UDESC) Os tecidos vegetais são divididos em tecido de formação (meristemáticos) e tecidos adultos (permanentes ou diferenciados). Numere a coluna II de acordo com a coluna I.

COLUNA I

1. Meristema apical ou primário.

2. Parênquima paliçádico e parênquima lacunoso.

3. Tecido de revestimento e proteção.

4. Meristema lateral ou secundário.

5. Tecido de sustentação.

COLUNA II

(  ) Responsável pelo crescimento em espessura; localiza-se no interior da raiz e do caule das gimnospermas, de algumas monocotiledôneas (arbustos) e na maior parte das dicotiledôneas.

(  ) Esclerênquima e colênquima.

(  ) Responsável pelo crescimento em comprimento da planta; localiza-se na ponta da raiz e do caule.

(  ) Epiderme e súber.

(  ) Responsável pela assimilação (fotossíntese); localiza-se nas folhas e nos caules.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) 4 3 1 5 2.

b) 4 5 2 3 1.

c) 1 5 4 2 3.

d) 4 5 1 3 2.

e) 1 3 4 5 2.

22. (UFSC)Tal como sucede com os animais, também as plantas desenvolvidas apresentam as suas células com uma organização estrutural formando tecidos. Os tecidos vegetais se distribuem em dois grandes grupos: tecidos de formação e tecidos permanentes. Com relação aos tecidos vegetais, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Os meristemas e a epiderme são exemplos de tecidos de formação.

1 1 – Os parênquimas, quando dotados de células ricamente clorofiladas, são tecidos de síntese.

2 2 – As bolsas secretoras, presentes em nectários, juntamente com os canais laticíferos, existentes nas seringueiras, são exemplos de tecidos de secreção.

3 3 – Os tecidos de arejamento se destinam às trocas gasosas entre a planta e o meio ambiente, sendo o floema um dos seus principais exemplos.

4  4 – O xilema e o colênquima são tecidos permanentes.

23. (PUC-SP) As figuras abaixo representam o caule de uma planta após a retirada do anel cortical (anel de Malpighi). Em 2, podemos observar o aspecto apresentado pelo caule algumas semanas depois. Em mais algumas semanas, a planta morre.

23

Isso ocorre porque:

a) A seiva bruta não pode atingir as folhas.

b) A seiva elaborada não pode atingir as folhas.

c) A planta lesada não realiza fotossíntese.

d) A seiva elaborada não pode atingir as raízes.

e) A seiva bruta não atinge as raízes.

24. (UFSC) Muitas árvores apresentam o caule com uma casca muito grossa devido a camadas cada vez mais espessas de súber. Nessas árvores, à medida que o caule fica impermeabilizado pelo súber, as trocas gasosas com o meio continuam a ser realizadas:

a) Somente pelas folhas.

b) Somente pelas raízes e pelas folhas.

c) Somente pelas raízes.

d) Ainda pelo caule, através de hidatódios, que são estômatos modificados existentes no súber.

e) Ainda no caule, através de lenticelas, que são aberturas especiais do súber.

25. (UFUb-MG) Assinale a alternativa que contenha a relação incorreta entre tecido vegetal e sua característica:

a) Colênquima – células alongadas e mortas, paredes com reforço de lignina.

b) Meristema primário – localização nos ápices de caules e raízes, contendo células indiferenciadas.

c) Parênquima – preenchimento de espaços internos. Função de reservas de substâncias e fotossíntese.

d) Lenho – células alongadas e mortas. Paredes espessas, impregnadas de lignina, com reforços adicionais.

e) Líber – células alongadas que se dispõem em cordões desde as folhas até as raízes. Os elementos de tubos crivados apresentam citoplasma e grande vacúolo central.

26. (PUC-Campinas) No segundo ano de vida de uma planta dicotiledônea, depois de um período de descanso invernal, aparecem no caule dois meristemas que a fazem crescerem espessura. Umdeles se forma entre o floema e o xilema, dando o líber para fora e o lenho para dentro; o outro aparece perto da periferia, formando especialmente o súber ou cortiça. Esses meristemas secundários são, respectivamente:

a) Feloderma e esclerênquima.

b) Câmbio e esclerênquima.

c) Felogênio e endoderma.

d) Câmbio e felogênio.

e) Felogênio e câmbio.

27. (UFMG) Identifique as estruturas de 1 a 6 e verifique qual a alternativa errada.

27

a) 2 possui células alongadas, de paredes espessas, sem núcleo e sem citoplasma e também células vivas, sem paredes espessas.

b) 3 possui  células cujas membranas  transversais têm perfurações, através das quais cordões de citoplasma estendem-se entre as células vizinhas.

c) 2 e 3 ocorrem também em 5, que é revestida por  um tecido  portador de estruturas, através das quais ocorrem trocas gasosas com o ambiente.

d) Em 1, 4 e 6 ocorre tecido  não diferenciado, cujas  células têm  grande capacidade de se dividir por mitose.

e) A função de 2 é o transporte de nutrientes orgânicos, e a de 3 é o transporte de água e sais minerais.

28. (UPE) As afirmativas a seguir dizem respeito aos tecidos vegetais.

I   II

0 0 – O colênquima é um tecido formado por células mortas com paredes espessas, lignificadas, rígidas, permitindo aos outros tecidos suportar grandes pressões e tensões.

1  1 – Periderme, tecido  protetor que  ocorre nos caules e raízes, consiste de súber, formado de células vivas e feloderma constituído, geralmente, por células mortas.

2  2 – O xilema é formado  por diversos  elementos:  vasos lenhosos, parênquima lenhoso, fibras lenhosas, sendo os vasos lenhosos os principais.

3  3 – As membranas  transversais  das células  que formam  os vasos liberianos apresentam aberturas, formando as placas crivadas.

4  4 –  Dermatogênio é uma região de tecidos  meristemático  primário, observado num corte de embrião vegetal.

29. (PUC-RS) A figura a seguir representa três tipos de tecidos vegetais que, pelas características morfológicas e estruturais da suas células, são, de A para C, respectivamente:

29

a) Súber, esclerênquima e colênquima.

b) Epiderme, esclerênquima e parênquima paliçádico.

c) Colênquima, esclerênquima e parênquima lacunoso.

d) Súber, colênquima e parênquima conjuntivo.

e) Epiderme, súber e parênquima paliçádico.

30. (UERJ) O esquema abaixo representa a estrutura interna de uma folha.

30

O estômato, estrutura que garante as trocas gasosas entre a folha e o meio ambiente, está indicado, no esquema, pela seta de número:

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

31. (VUNESP)A tabela abaixo reúne estruturas e função de planta pertencente ao grupo das fanerógamas.

ESTRUTURA

FUNÇÃO

I. Parênquima paliçádico. 1. Transporte de seiva inorgânica.
II. Floema. 2. Absorção de água.
III. Pelos radiculares. 3. Fotossíntese.
IV. Xilema. 4.Transporte de seiva orgânica

Correlacione a estrutura com sua função correspondente e assinale a alternativa correta:

a) I-3, II-1, III-2, IV-4.

b) I-3, II-4, III-2, IV-1.

c) I-2, II-4, III-3, IV-1.

d) I-2, II-3, III-4, IV-1.

e) I-1, II-3, III-4, IV-2.

32. (FUVEST) Sabe-se que os estômatos têm movimentos hidroativos e fotoativos. Podem-se observar os primeiros quando as condições de luminosidade são constantes e varia o suprimento hídrico. Os segundos se observam quando, ao contrário, variam as condições de luminosidade, mantendo-se constante o suprimento hídrico. Com a umidade abrem-se os estômatos, bem como na presença de luz. Diante do exposto, diga o que ocorre quando, mantendo-se invariável o suprimento de água, coloca-se uma planta no escuro.

a) Os estômatos se abrem.

b) Os estômatos se fecham.

c) Os estômatos não alteram as suas estruturas.

d) Os estômatos se retraem internamente à epiderme.

e) Os estômatos se expandem para fora da epiderme.

33. (VUNESP) Das afirmativas abaixo, está correta:

a) Nas plantas, a perda de água nas folhas, sob a forma de vapor, é denominada sudação ou gutação.

b) A partir das raízes, a água alcança as folhas através do floema.

c) A abertura e o fechamento dos estômatos estão controlados por alterações na turgescência das células-guarda.

d) A partir das folhas, a seiva elaborada alcança as raízes através do xilema.

e) Os movimentos estomáticos não são afetados pelos fatores ambientais, tais como luz, temperatura e conteúdo hídrico.

34. (UFGO) Relacione os tecidos vegetais da coluna I com suas respectivas características e exemplos na coluna II.

COLUNA I

1. Parênquima clorofiliano.

2. Meristema primário.

3. Meristema secundário.

4. Colênquima.

5. Esclerênquima.

COLUNA II

(   ) O câmbio é um exemplo desse tecido.

(  ) Tecido  vegetal vivo, com  função  de sustentação,  caracterizado  por possuir  células com espessamento de celulose.

(   ) Constituinte do mesófilo foliar.

(   ) Forma os ápices dos caules e das raízes.

A sequência correta de números na coluna II, de cima para baixo, é:

a) 2, 5, 1 e 3.

b) 3, 4, 1 e 5.

c) 5, 2, 3 e 4.

d) 3, 4, 1 e 2.

e) 2, 5, 4 e 1.

35. (MACK) A figura abaixo representa um sistema, que serve para:

35

a) Conduzir a seiva bruta, composta de água e de sais minerais.

b) Conduzir gases como CO2, durante a fotossíntese.

c) Conduzir seiva orgânica, das folhas às raízes.

d) A transpiração.

e) A gutação, quando a planta perde água pelos hidatódios.

36. O esquema a seguir representa uma experiência que identifica, pela presença de radioatividade, o tecido que serve de transporte aos produtos da fotossíntese.

36

Surge radioatividade no:

a) Esclerênquima, formado por vasos com paredes espessas constituídas de celulose e de lignina.

b) Xilema, formado por vasos associados a células fibrosas com espessas paredes de lignina.

c) Colênquima, formado por um agrupamento compacto de células com espessamentos na parede de celulose.

d) Parênquima, formado por células dispostas irregularmente com grandes espaços intercelulares.

e) Floema, formado por células vivas com membranas de celulose atravessadas por pontes citoplasmáticas.

37. (UNIRIO) Associe as estruturas vegetais com suas funções:

1. Secreção celular.

2. Proteção.

3. Sustentação.

4. Condução.

(   ) Células crivadas.

(   ) Acúleos.

(   ) Nectários.

(   ) Hidatódios.

(   ) Esclereidos.

A associação correta é:

a) 1 - 2 - 1 – 3 4.

b) 3 - 1 - 2 - 4 3.

c) 4 - 1 - 3 - 3 2.

d) 4 - 2 - 1 – 1 2.

e) 4 - 2 - 1 - 1 3.

38. (UPE) Em relação a tecidos vegetais:

I   II

0 0 – As células dos tecidos parenquimáticos têm funções especiais, como a de se diferenciarem, formando os anexos epidérmicos.

1 1 – O colênquima é considerado um tecido  protetor,  que reveste  o vegetal, regulando o intercâmbio de substâncias entre a planta e o meio.

2 2 – Os  meristemas primários  são tecidos  embrionários ou formativos, que se caracterizam por promoverem o crescimento longitudinal da planta.

3 3 – O líber é um tecido complexo, constituído de vasos liberianos, que conduzem a seiva mineral ou inorgânica.

4 4 – O esclerênquima é considerado um tecido de sustentação, que promove a manutenção da forma do organismo.

39. (UNIVASF) Os estômatos são estruturas epidérmicas, responsáveis por trocas gasosas e transpiração nos vegetais. Com relação a essas estruturas, é incorretoafirmar que:

a) Nos estômatos, entre as células-guarda, células que apresentam cloroplastos, fica uma fenda, o ostíolo.

b) O grau de turgescência das células-guarda é fator determinante da abertura ou do fechamento dos estômatos.

c) Na ausência de luz e de altas concentrações de CO2 nos estômatos, as células-guarda recebem íons K+, absorvem água e tornam-se túrgidas.

d) Quando as células estão túrgidas, os ostíolos estão abertos; quando as células estão murchas, os ostíolos estão fechados.

e) Na maioria dos vegetais, os estômatos ficam na epiderme inferior das folhas; mas podem ocorrer também na epiderme superior.

40. (UFSM) Leia com atenção os conceitos:

Pulgão: inseto sugador alimenta-se de substâncias elaboradas pelos vegetais.

Cipó-chumbo: planta parasita, aclorofilada, emite raízes sugadoras para o interior da planta hospedeira.

Erva-de-passarinho: planta hemiparasita, clorofilada, emite raízes sugadoras para o interior dos tecidos de plantas hospedeira.

Baseando-se nesses conceitos, pode-se dizer que, provavelmente:

a) O pulgão introduz seu aparato bucal diretamente em vasos do xilema do hospedeiro.

b) O pulgão introduz seu aparato bucal em vãos do floema, de onde retira a seiva elaborada.

c) As raízes do cipó-chumbo buscam a seiva elaborada do hospedeiro, emitindo raízes até o xilema.

d) As raízes do cipó-chumbo retiram apenas água e sais minerais do hospedeiro, atingindo o floema.

e) A erva-de-passarinho, por ser hemiparasita, não realiza fotossíntese e retira os carboidratos do xilema do hospedeiro.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

D

C

E

C

C

D

C

E

FFFFV

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

B

B

E

E

B

C

B

D

FFVFF

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

FVVFV

D

E

A

D

E

FFVVV

B

B

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

B

C

D

C

E

E

FFVFV

C

B

 

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 215 outros seguidores