Publicado por: Djalma Santos | 3 de fevereiro de 2012

Testes de hormônios vegetais (4/4)

01. (UCDB-MT) Considere o ápice caulinar, representado esquematicamente na figura abaixo, dividido em zonas 1, 2, 3 e 4.

01

Submetendo-se esse caule a uma fonte de luz unidirecional, qual deve ser a zona responsável pelo fototropismo positivo do caule?

a) A zona 2, onde ocorre maior concentração de auxina.

b) A zona 1, onde ocorre maior concentração de auxina que de ácido abscísico.

c) A zona 4, onde a auxina é sintetizada.

d) A zona 3, pois aí se concentra mais giberelina.

e) Nas zonas 1, 2, 3 e 4 a concentração de auxina é sempre a mesma, portanto, a inclinação do caule em direção à luz se deve a outro fator ainda não conhecido.

02. (CESGRANRIO) Ao preparar uma cerca viva, o jardineiro tem o cuidado de fazer podas periódicas, assim que as pontas dos galhos atingem determinada altura. Ao fim der algum tempo, resulta uma cerca densa através do surgimento de novos galhos. Verifique as afirmativas a seguir para explicar, cientificamente, o procedimento do jardineiro.

I. As podas periódicas possibilitam um suprimento extra de nutrientes que estimula a produção de novos galhos.

II. Nas pontas dos galhos, são fabricadas auxinas que, em altas concentrações, inibem o surgimento de novos galhos.

III. A prática das podas periódicas serve para manter as partes inferiores da planta igualmente iluminadas, produzindo mais nutrientes.

Está(ão) correta(s) somente a(s) afirmativa(s):

a) I.

b) II.

c) III.

d) I e II.

e) I e III.

03. (UNIFOR) Alguns fruticultores guardam os produtos de suas colheitas em ambientes onde ocorre queima de combustíveis como querosene, gasolina e madeira, que libera no ar uma substância estimulante da maturação dos frutos. Essa substância, considerada um fitormônio, é:

a) O etileno.

b) Uma auxina.

c) Uma citocinina.

d) Uma giberelina.

e) O ácido abscísico.

04. Cultivando-se uma plantinha em ambiente escuro provido de uma pequena abertura, de modo a permitir uma iluminação unilateral, verifica-se que o vegetal cresce, inclinando-se em direção à fonte luminosa. Acerca do assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I    II

0  0  – A ausência de um tecido de sustentação, suficientemente desenvolvido, capaz de manter o vegetal em sua posição normal.

1   1 – Maior atividade meristemática na face iluminada resultante da presença de pigmentos.

2   2 – Maior concentração de clorofila na face iluminada.

3   3 – Menor concentração de auxina na face iluminada, provocando seu menor crescimento e consequente inclinação vegetal.

4  4 – Distribuição desigual de auxina nas faces iluminada e escura do vegetal, ocorrendo maior concentração hormonal na face sombria.

05. (LONDRINA) Considere o seguinte gráfico que representa o crescimento de raízes de uma mesma planta tratada ou não com hormônio de crescimento (auxina).

05

Qual das seguintes afirmativas pode ser feita com base nos dados fornecidos pelo gráfico?

a) O hormônio normalmente produzido pelas raízes determina o crescimento máximo.

b) O conteúdo normal de hormônio nas raízes é menor do que o necessário para sua velocidade máxima de crescimento.

c) O aumento da quantidade de auxina determina um aumento correspondente na velocidade de crescimento.

d) As raízes excretam auxina e assim controlam o seu crescimento.

e) Pequenas quantidades de auxina determinam um aumento da velocidade de crescimento.

06. (UERJ) O esquema a seguir representa uma experiência com hormônios vegetais.

06A

Uma plântula foi retirada da sua caixa de germinação e colocada horizontalmente sobre um suporte de madeira durante certo tempo, suficiente para permitir seu crescimento. O resultado desse experimento está representado pela seguinte figura.

06B

07. (UMC-SP) Assim como as folhas novas são produzidas pela planta, à medida que ela cresce, as folhas senescentes geralmente se destacam do caule e caem ao solo. Nas folhas senescentes verifica-se:

a) O aumento do teor auxínico e desaparecimento da camada de abscisão.

b) Queda do teor auxínico e desaparecimento da camada de abscisão.

c) Manutenção do teor auxínico e formação da camada de abscisão.

d) Queda do teor auxínico e formação da camada de abscisão.

e) Aumento do teor auxínico e formação da camada de abscisão.

08. (ACAFE-SC) As auxinas são hormônios relacionados com o crescimento dos vegetais.

08

O gráfico acima demonstra que:

I. A auxina nem sempre estimula o crescimento, podendo também inibi-lo, dependendo da sua concentração e do órgão onde atua.

II. Concentrações maiores de auxina estimulam o crescimento do caule e passam a inibir o da raiz.

III. O ótimo de concentração de auxina não varia para as diferentes partes de uma mesma planta.

Estão corretas:

a) I e II.

b) I, II e III.

c) I e III.

d) apenas I.

e) Apenas II.

09. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0  0 – A  aplicação  de auxina  no ovário  de uma  flor não fecundada, determina a formação de frutos com sementes.

1 1 – A auxina é responsável, através de distribuição desigual, pela curvatura de órgãos vegetais em resposta à luz e à gravidade.

2  2 – As auxinas são produzidas nos meristemas apicais.

3  3 –  Quando  o nível  de auxina de  uma folha  baixa  acentuadamente, podemos pressupor que ela esteja atingindo a fase senescente.

4 4 – Nas folhas senescente verifica-se manutenção do teor de auxina e formação da camada de abscisão.

10. (UNESP) Ao se fazer uma cerca viva, podam-se os ápices das plantas. Essa técnica, desenvolvida pelos agricultores muito antes de se conhecer os hormônios vegetais, consiste em:

a) Estimular a dominância apical.

b) Estimular a dormência das gemas laterais.

c) Estimular a produção de auxina para manter a dominância apical.

d) Impedir a quebra da dormência das gemas laterais.

e) Impedir a produção de auxinas pelas gemas apicais, que inibem as gemas laterais.

11. (MARCK) Carros frigoríficos são usados para transportar frutos a grandes distâncias, sem que amadureçam. Isso é possível, pois a baixa temperatura:

a) Acelera o processo de respiração e aumenta a auxina.

b) Inibe a síntese do gás etileno e reduz a respiração.

c) Aumenta a quantidade de ácidos e interrompe a fotossíntese.

d) Inibe a decomposição da clorofila e aumenta a produção do etileno.

e) Inibe a respiração e acelera a fotossíntese.

12. (UEL) Muitas pessoas cortam folhas de violeta-africana e as enterram parcialmente para que enraízem e formem novos indivíduos. Em relação a este fato, é correto afirmar:

a) Só as gemas na planta adulta produzem auxinas para o enraizamento.

b) O ácido abscísico é o principal fitormônio envolvido na formação das plantas-filhas.

c) As giberelinas inibem a dominância apical.

d) As auxinas estimulam o enraizamento e também o alongamento celular.

e) Só se formam raízes se a citocinina estiver em concentração elevada.

13. (COVEST) Iluminando-se uma plântula unilateralmente, um determinado hormônio vegetal tende a migrar de modo a ficar mais concentrado no lado menos iluminado da planta, o que estimula o crescimento das células desse lado, provocando o encurvamento do coleóptilo em direção à fonte de luz, como mostrado na figura abaixo. Este efeito é denominado de fototropismo positivo e é causado pelo seguinte hormônio:

13

a) Auxina.

b) Ácido abscísico.

c) Giberelina.

d) Etileno.

e) Citocinina.

14. (COVEST) Sobre os hormônios vegetais, pode-se afirmar:

I   II

0  0 – As auxinas  são  fitormônios  de  crescimento  e entre  elas o  Ácido Indolacético (AIA) é o mais conhecido.

1  1 – O AIA apresenta  um  deslocamento   polarizado  circulando   no  sentido ápice – base de um determinado órgão – ou seja, das regiões onde é produzido para as regiões onde promoverá o crescimento.

2  2 – O etileno é um hormônio vegetal que provoca o crescimento do caule e das folhas e acelera a germinação das sementes.

3  3 – As citocininas  regulam a abscisão  de folhas e  provocam  a maturação de frutos.

4  4 – Alguns hormônios como as giberelinas são usadas como  herbicida seletivo, provocando a morte de dicotiledôneas herbáceas.

15. (FATEC) O gráfico a seguir representa o efeito da concentração de auxina (AIA – Ácido Indol-Acético) sobre o crescimento de diferentes estruturas de uma planta.

15

De acordo com esses dados, pode-se afirmar que:

a) A concentração de auxina, que causa um crescimento ótimo no caule, inibe fortemente o crescimento da raiz.

b) A auxina em grandes concentrações acelera o crescimento radicular.

c) A mesma concentração de auxina promove crescimento igual e uniforme do caule e da raiz.

d) A auxina sempre inibe o desenvolvimento das gemas.

e) O ótimo de concentração de auxina não varia para as diferentes estruturas da planta.

16. (UFGO) As experiências de Fritz Went, em relação ao crescimento vegetal, mostraram que esse crescimento é controlado pelos hormônios (auxinas). Analise a experiência que seque e depois assinale a alternativa correta. “Cortou-se a ponta de um coleóptilo de gramínea e, em seguida, colocou-se a ponta sobre um pedaço de ágar-ágar (meio de cultura); depois de certo tempo, colocou-se esse ágar-ágar sobre outro coleóptilo recentemente decapitado e este cresceu normalmente”. O experimento de Went mostra que:

a) Os coleóptilos recentemente decapitados aproveitam o ágar-ágar em seu desenvolvimento.

b) Os ápices dos coleóptilos produzem determinadas substâncias de crescimento que se difundem no ágar-ágar.

c) Os aminoácidos do ágar-ágar foram capazes de evitar o processo de crescimento.

d) A formação de hormônios de crescimento ocorre no meio de cultura, independentemente da presença dos coleóptilos.

e) Nenhuma das anteriores.

17. (FUVEST) O ponto vegetativo apical de um grupo de plantas foi retirado e substituído por uma pasta de lanolina misturada com um hormônio. Para verificar se é esse hormônio que inibe o desenvolvimento das gemas laterais, o procedimento adequado é usar um outro grupo de plantas como controle e nesse grupo, após o corte:

a) Colocar uma pasta de ágar misturada com o hormônio.

b) Aspergir uma solução nutritiva na região cortada.

c) Colocar apenas lanolina na região cortada.

d) Retirar também as gemas laterais.

e) Colocar a mesma pasta utilizada no grupo experimental, mantendo as plantas no escuro.

18. (UFRN) Quando a planta é podada, geralmente as gemas laterais se desenvolvem porque:

a) A produção de citocinina aumenta, principalmente nos ramos podados.

b) A planta passa a ser estimulada pelo etileno liberado pela região ferida.

c) A planta passa a produzir ácido giberélico, para haver abscisão foliar.

d) A perda da dominância apical reduz a concentração da auxina.

19. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I    II

0  0 – Após o amadurecimento do fruto, geralmente ocorre aumento do teor de auxina e formação da camada de abscisão.

1  1 – Uma raiz jovem, colocada horizontalmente, exibe um geotropismo positivo quando a auxina se concentra na sua região inferior.

2  2 – Um caule jovem, colocado horizontalmente, exibe um geotropismo negativo, quando a auxina se concentra na sua região superior.

3  3 – Os caules  em crescimento  se voltam  para a luz  porque  há aumento  de produção de hormônios no lado não iluminado.

4  4 – As auxinas em doses altas sempre aceleram o crescimento e em doses baixas sempre retardam o crescimento.

20. (UFSM) “No processo de poda das plantas, o corte da gema apical promove o desenvolvimento das gemas laterais, originando muitos ramos, flores e frutos.” O texto refere-se ao fenômeno de:

a) Dominância apical, controlado pela auxina.

b) Abscisão, controlado pela giberelina.

c) Dominância apical, controlado pela água.

d) Abscisão, controlado pelo etileno.

e) Dominância apical, controlado pela ficoeritrina.

21. (FCC) Uma planta envasada é colocada em posição horizontal como mostra o esquema abaixo:

21

Espera-se que a raiz:

a) E o caule parem de crescer.

b) E o caule continuem a crescer horizontalmente.

c) E o caule apresentem geotropismo positivo.

d) Apresente geotropismo positivo e o caule geotropismo negativo.

22. (UFF) Dividiu-se um cacho de bananas verdes em duas partes: a primeira foi colocada em um saco pouco arejado e a segunda foi exposta ao ar. Após alguns dias, verificou-se que as frutas colocadas no saco amadureceram mais rapidamente. Isto se deu em consequência:

a) Da diminuição da pressão parcial de O2 que estimula a liberação de auxina.

b) Do aumento da pressão parcial de CO2 que estimula a liberação de giberelinas.

c) Da liberação de um hormônio de natureza gasosa.

d) Da liberação de ácido abscísico, hormônio de natureza proteica.

e) Da diminuição da ação das auxinas que são ativadas pela luz.

23. (CESCRANRIO) Cultivando-se uma plantinha em ambiente escuro provido de uma pequena abertura, de modo a permitir uma iluminação unilateral, verifica-se que o vegetal cresce inclinando-se em direção à fonte luminosa. Tal curvatura é explicada:

a) Pela maior concentração de clorofila na face iluminada.

b) Pela ausência de um tecido de sustentação, suficientemente desenvolvido, capaz de manter o vegetal em sua posição normal.

c) Pela maior concentração de auxina na face iluminada, provocando seu maior crescimento e consequente inclinação do vegetal.

d) Pela maior atividade meristemática na face iluminada resultante da presença de pigmentos.

e) Pela distribuição desigual de auxina nas faces iluminada e escura do vegetal, ocorrendo maior concentração na face escura.

24. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0   0 – Alguns hormônios como as giberelinas são usados como herbicida seletivo, provocando a morte de dicotiledôneas herbáceas.

1   1 – Caules e raízes apresentam a mesma sensibilidade à auxina.

2  2 – O efeito produzido pelas auxinas, sobre diferentes partes dos vegetais, independe sempre de sua concentração.

3  3 – A auxina nem sempre estimula o crescimento, podendo também inibi-lo, dependendo da sua concentração e do órgão onde atua.

4  4 – A aplicação de auxina no ovário de uma flor não fecundada, determina a formação de frutos sem sementes.

25. (UNIRIO) O gráfico abaixo relaciona o efeito de diferentes concentrações de auxina sobre o crescimento de uma raiz:

25

A análise do gráfico permite identificar como concentração ótima de estimulação o ponto de número:

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

e) V.

26. (FCC) Considere as seguintes afirmações:

I. O crescimento nas plantas ocorre em regiões onde existem meristemas.

II. As auxinas influenciam diferentemente o crescimento do caule e da raiz.

III. Nas plantas, o crescimento é regulado por hormônios.

Dessas afirmações:

a) Apenas I é verdadeira.

b) Apenas II é verdadeira.

c) Apenas III é verdadeira.

d) Apenas II e III são verdadeiras.

e) I, II e III são verdadeiras.

27. (PUC-SP) O mecanismo de brotamento nos vegetais após a realização da poda baseia-se no fato de terem sido eliminados órgãos:

a) Formadores de AIA, cujo excesso inibe o crescimento de outras gemas.

b) Inibidores da formação de AIA, que provia o crescimento de outras gemas.

c) Que utilizavam todo AIA da planta, promotor de crescimento.

d) Que destruíam todo AIA da planta.

e) Que impediam a síntese de AIA.

28. (FCC) Numa experiência, retirou-se o limbo de metade das folhas de certo número de plantas da mesma espécie, que foram divididas em dois lotes. Nas plantas do lote I, os pecíolos foram recobertos com lanolina e, nas do lote II, usou-se uma mistura de lanolina com um hormônio, o ácido indolilacético (AIA). Os pecíolos das plantas do lote I caíram logo e os do lote II permaneceram nas plantas tanto tempo quanto as folhas normais. Com esses dados, pode-se supor que a queda das folhas deve-se:

a) À presença de um hormônio sintetizado pelo limbo.

b) À presença de um hormônio sintetizado pelo pecíolo.

c) À perda de água pelo pecíolo.

d) A um excesso de hormônio no pecíolo.

e) À falta de hormônios no pecíolo.

29. (COVEST) Com relação a hormônios vegetais, é verdadeiro afirmar que:

I   II

0  0 – Dentre as auxinas, a mais comum é o AIA (Ácido Indolilacético), cuja síntese é sempre realizada nos meristemas da planta e tem transporte polarizado no sentido ápice-base dos centros de produção.

1  1 – O AIA nem sempre estimula o crescimento vegetal e, dependendo de sua concentração e do órgão onde atua, pode também inibi-lo.

2  2 – A chamada “Poda de Produção” dos fruticultores, com a finalidade de aumentar o número de ramos e, consequentemente, o de flores e de frutos, fundamenta-se na remoção da gemas laterais dessas plantas, para que seja cessada a ação inibidora do AIA sobre o crescimento da gema apical.

3  3 – A quantidade de AIA numa folha é diretamente proporcional a sua idade, e, quando esta concentração atinge um valor maior do que o existente no caule, no ponto de inserção no pecíolo, a folha cai.

4  4 – O etileno é um hormônio vegetal que induz a abscisão de folhas, flores e frutos, sendo a abscisão foliar mais acentuada em folhas mais vermelhas, pobre em auxinas.

30. (FUVEST) Para se obter a ramificação do caule de uma planta, como a azaleia, por exemplo, deve-se:

a) Aplicar adubo com alto teor de fosfato na planta, de modo a estimular a síntese de clorofila e maior produção de ramos.

b) Aplicar o hormônio auxina nas gemas laterais, de modo a estimular o seu desenvolvimento e consequentemente produção de ramos.

c) Manter a planta par algum tempo no escuro, de modo a estimular a produção de gás etileno, um indutor de crescimento caulinar.

d) Cortar as pontas das raízes, de modo a evitar seu desenvolvimento e permitir maior crescimento das outras partes da planta.

e) Cortar as pontas dos ramos, de modo a eliminar as gemas apicais que produzem hormônios.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

B

A

FFFVV

C

D

D

A

FVVVF

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

D

A

VVFFF

A

B

C

D

FVFFF

A

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

C

E

FFFVV

A

E

A

E

VVFFV

E

Publicado por: Djalma Santos | 1 de janeiro de 2012

Os números de 2011

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

O Estádio Olímpico de Londres tem uma capacidade de 80.000 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 410.000 vezes em 2011. So fosse o Estádio, eram precisos 5 eventos esgotados para que todos o visitassem.

Clique aqui para ver o relatório completo

Publicado por: Djalma Santos | 23 de novembro de 2011

Testes de fisiologia (3/5)

01. (UNIMONTES) O corpo humano é constituído por diversas partes inter-relacionadas, ou seja, umas dependem das outras. A figura a seguir exemplifica uma dessas relações. Analise-a. De acordo com a figura apresentada, assinale a alternativa diretamente relacionada ao sistema evidenciado nessa figura.

01

a) Obtenção e absorção de nutrientes.

b) Trocas gasosas com o meio ambiente.

c) Comunicação de todas as partes do corpo humano.

d) Percepção de variações do meio interno e externo.

02. (COVEST) Os animais desenvolveram, ao longo da evolução, uma série de adaptações ecológicas para resistir às variações de temperatura nas diferentes regiões do planeta. Sobre este tema, analise o que se considera a seguir.

I   II

0 0 – Animais pecilotérmicos, como alguns lagartos, desenvolveram um mecanismo de adaptação à temperatura, que consiste em expor a cabeça ao sol a fim de esquentar o sangue e aquecer o corpo o suficiente para entrar em atividade.

1 1 – Animais homeotérmicos respondem metabolicamente às baixas temperaturas, consumindo uma quantidade maior de alimentos ricos em carboidratos e lipídios.

2  2 – Para tolerar temperaturas elevadas, cobras que vivem em regiões desérticas se movimentam encostando somente parte do corpo na areia quente, enquanto ratos silvestres se escondem em tocas.

3  3 – A fim de tolerar baixas temperaturas, os ursos polares acumulam carboidratos como reserva energética para depois hibernar por até um ano, enquanto que algumas aves migram para regiões mais quentes.

4  4 – Para diminuir a temperatura corporal, alguns animais se adaptaram evolutivamente reduzindo a pelagem e, assim, retendo menos calor; outros, aumentaram as taxas de evaporação de água.

03. (UFU) A base para toda atividade física é a contração muscular. Sem ela, os movimentos inexistem. Observa-se que o íon Ca++ é de fundamental importância nas contrações musculares. Sobre a ação deste íon na contração muscular, a regulação de sua quantidade no sangue, os hormônios que fazem tal regulação e sua carência, assinale a alternativa correta.

a) A partir da sinapse neuromuscular, o impulso nervoso propaga-se pela membrana da fibra muscular e daí para o retículo sarcoplasmático, fazendo com que o cálcio ali armazenado seja liberado. O cálcio, então, migra para a sinapse, agindo como neurotransmissor, permitindo que um novo impulso no nervo seja conduzido ao ventre muscular, originando nova contração. Cessadas as contrações musculares, o cálcio é reabsorvido pelos rins e integralmente eliminado pela urina.

b) O paratormônio é produzido pelas paratireoides e é o responsável por retirar o cálcio dos ossos e lançá-lo no sangue quando sua concentração está baixa. O excesso deste hormônio pode causar fragilidade dos ossos e cálculos renais.

c) Durante a atividade física, como a contração muscular está sendo mais exigida, muito cálcio é retirado dos ossos, para que seja utilizado na ação da musculatura. Desta forma, o excesso de atividade física resulta em enfraquecimento dos ossos, pois a calcitonina estará retirando muito cálcio de sua reserva, para conduzi-lo à ação praticada durante a atividade física.

d) Quando existe grande quantidade de hormônios que regulam a taxa do cálcio no sangue, este íon sempre será retirado em excesso. Tanto o excesso quanto a falta de cálcio, ofertado para a contração muscular, resultará num quadro clínico conhecido como tetania, que é o relaxamento de todos os músculos do corpo num mesmo momento.

04. (UECE) “Sorvete, abanador, ar-condicionado no volume máximo. Ainda assim, parece que nada diminui a sensação de desconforto provocada pela onda de calor em Fortaleza. O ano de 2010 começou quente e deverá permanecer assim por algum tempo. A temperatura média dos primeiros 26 dias do ano chegou 28,6 graus. O resultado é 1,3º maior que a média histórica de janeiro (27,3º). Há cinco anos, a cidade não registrava um calor tão intenso. A afirmação é do doutorem Ciências Atmosféricas e professor da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Alexandre Costa.”

(Disponível em: http://opovo.uol.com.br/opovo/fortaleza/948944.html.)

O texto retrata uma realidade bastante conhecida por nós: temperaturas ambientais muito elevadas responsáveis pelo aumento da temperatura corporal. Animais homeotérmicos mantêm a temperatura corporal constante independentemente da variação de temperatura ambiental. Marque a alternativa que contém somente reações termorreguladoras em humanos.

a) Constrição de veias e aumento da sudorese.

b) Constrição das arteríolas da pele e surgimento de tremores.

c) Aumento do fluxo sanguíneo para a pele, tornando-a aquecida, e aumento da sudorese.

d) Aumento da produção de urina e insônia, o que leva a impaciência nos dias mais quentes.

05. (UNIMONTES) Os sistemas endócrino e nervoso atuam na coordenação e regulação das funções corporais. Frequentemente, o sistema nervoso interage com o endócrino, formando mecanismos reguladores bastante precisos. As afirmativas abaixo se referem à atuação conjunta desses dois sistemas. Analise-as e assinale a alternativa incorreta.

a) O sistema nervoso pode fornecer ao endócrino a informação sobre o meio externo.

b) O hipotálamo é encontrado acima da hipófise e exerce controle sobre ela.

c) O sistema nervoso controla o comportamento sexual via sistema endócrino.

d) A hipófise estimula o hipotálamo a liberar hormônios gonadotróficos.

06. (MACK) O aumento da perda de água por transpiração tem como principal consequência:

a) O aumento da produção de ADH, visando diminuir a produção de urina.

b) O aumento da produção de células sanguíneas, visando provocar aumento de pressão arterial.

c) A diminuição da frequência respiratória, visando diminuir a perda de água na respiração.

d) O aumento da reabsorção de água pelo intestino.

e) A diminuição da velocidade dos movimentos peristálticos.

07. (UEPA) As cianobactérias despertam interesse quanto à produção de toxinas que podem se acumular em moluscos comestíveis que, quando consumidos, causam sérios problemas à saúde. A ação dessas toxinas compromete a circulação de sangue no fígado resultando em hemorragias. Também a citotoxina das cianobactérias pode afetar os rins e o fígado de mamíferos.

(Fonte: Scientific American Brasil – Oceanos: Origens, transformações e o futuro nº 4, 2009–modificado)

Analise cada palavra destacada no texto acima procurando relacioná-la a uma das afirmativas abaixo. Identifique as corretas.

I. O sangue venoso vem da cabeça e do corpo para o coração pelos dois pares de veias pulmonares, que chegam ao átrio direito.

II. Armazena e metaboliza glicose atua na emulsificação de gorduras do processo da digestão secretando a bile como produto final.

III. Possui uma cápsula fibrosa, que protege o córtex e a medula e suas unidades excretoras, os néfrons, estão localizados na região renal.

IV. É considerada a maior glândula do corpo humano, constituída por células denominadas hepatócitos.

A alternativa que só contém afirmativas corretas é a:

a) I e II.

b) I e III.

c) I, III e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

08. (PUC-RIO) Indique a afirmativa que mostra a adaptação de cada animal e sua respectiva função.

a) A pela fina e úmida dos répteis facilita a sua respiração cutânea.

b) As escamas dos anfíbios ajudam a manter a sua temperatura corporal estável.

c) As penas das aves ajudam a manter a sua homeotermia.

d) A placenta permite o desenvolvimento externo do ovo.

e) A bexiga natatória auxilia na regulação da temperatura corporal dos peixes.

09. (UNEMAT)

EM UMA LOJA DE ANIMAIS ESTAVA EXPOSTA UMA PLACA COM AS SEGUINTES INFORMAÇÕES:

Vende-se animais vertebrados, de pele úmida, intensamente vascularizada e pobre em queratina. São pecilotérmicos e dependem da água para sua reprodução. Têm fecundação externa e desenvolvimento indireto. As larvas respiram por meio de brânquias e os adultos realizam trocas gasosas por meio de pulmões rudimentares dotados de pequena superfície, e através da pele. O coração apresenta 3 câmaras, sendo 2 átrios e 1 ventrículo. A circulação sanguínea é fechada, dupla e incompleta. – PREÇOS PROMOCIONAIS -

O texto acima se refere a que animal?

a) Peixe.

b) Rã.

c) Papagaio.

d) Cachorro.

e) Iguana.

10. (COVEST)No controle fisiológico de diferentes sistemas do organismo humano, atuam mecanismos nervosos e diferentes hormônios. Com relação a esse assunto, analise as proposições seguintes.

I   II

0  0 – No processo digestivo, a secreção de suco pancreático, estimulada pelo hormônio secretina, e a liberação de bile, estimulada pelo hormônio colecistocinina, são exemplos de retroalimentação negativa.

1  1 – São estruturas que participam do controle do mecanismo de contração das câmaras cardíacas, o nó sinoatrial (1), o feixe de His ou marcapasso cardíaco (2) e o fascículo atrioventricular (3).

10

2  2 – Em condições normais, o mecanismo regulador preponderante do ritmo respiratório é a concentração de gás carbônico no sangue. Quando a concentração de CO2 é alta, o centro respiratório envia impulsos para acelerar o ritmo respiratório.

3  3 – Na normalização dos teores de sódio no sangue, é importante o processo em que o hormônio renina, produzido pelo rim, atua sobre a substância angiotensina, convertendo-a em angiotensinogênio, que, uma vez no sangue, estimula a medula da supra-renal a produzir o hormônio aldosterona.

4  4 – Quando há uma grande ingestão de água, os centros osmorreguladores existentes no hipotálamo são excitados e aumenta muito a taxa de ADH liberado na circulação. Como consequência, aumenta a diurese.

11. (UPE) As funções vitais nos cordados evidenciam evolução e adaptações, que favorecem a sobrevivência desses animais nos diversos ecossistemas em que são encontrados. Analise as características da fisiologia animal citadas abaixo.

I. Tetrápodes, com pele ricamente queratinizada.

II. Coração com três cavidades: dois átrios e um ventrículo. Circulação dupla e incompleta. Heterotermos.

III. Excreção: rins e cloaca. O ácido úrico é a excreta nitrogenada principal.

IV. Amniotas, ovíparos e ovovivíparos.

V. Anexos embrionários: âmnio, cório, vesícula vitelínica e alantoide.

Assinale a alternativa que relaciona corretamente as classes animais e suas características.

a) I, III e V caracterizam aves e répteis.

b) I, II e III caracterizam anfíbios e répteis.

c) IV e V caracterizam aves e mamíferos.

d) II e IV caracterizam anfíbios e aves.

e) III e IV caracterizam anfíbios, répteis e aves.

12. (UPE)

A FESTA NO CÉU

        Entre os bichos da floresta, espalhou-se a notícia de que haveria uma festa no Céu. Porém, só foram convidados os animais que voam. Um sapo resolveu que iria e se escondeu dentro da viola do urubu. Ao chegar ao céu, o urubu deixou sua viola num canto. O sapo se vendo sozinho, saltou da viola e divertiu-se.

O urubu pegou a sua viola e voou em direção à floresta. Espiou dentro do instrumento e avistou o sapo dormindo.

Furioso, ele virou sua viola, e o sapo despencou direto para o chão, mas não morreu.

No entanto, nas suas costas, ficou a marca da queda; uma porção de remendos. É por isso que os sapos possuem uns desenhos estranhos nas costas. É uma homenagem de Deus a este sapinho atrevido, mas de bom coração.

Adaptado de Contos tradicionais do Brasil.

        Anfíbios e aves já foram tema de lendas, músicas e histórias. Sobre esses vertebrados, analise as proposições e conclua.

I   II

0  0 – Os anfíbios apresentam pele úmida, intensamente vascularizada e rica em queratina.

1  1 – As aves apresentam ossos pneumáticos que aumentam a capacidade de voo devido à diminuição do peso corporal.

2  2 – Anfíbios e aves possuem coração com três câmaras; a circulação é fechada, dupla e completa.

3 3 – Ambos são animais homeotermos e possuem sistema digestório completo, com boca destituída de dentes.

4  4 – A fecundação é externa, e o desenvolvimento é indireto nos anfíbios, enquanto, nas aves, a fecundação é interna, sem larvas.

13. (UFAL)O corpo humano desenvolve uma série de processos simultaneamente que se articulam, na maioria das vezes, de forma equilibrada. Sobre esse assunto, considere as afirmativas abaixo:

a) As artérias pulmonares recebem sangue venoso dos órgãos e tecidos e as veias pulmonares bombeiam sangue para todo o corpo humano.

b) Os pulmões são irrigados por vasos sanguíneos que captam oxigênio atmosférico através dos alvéolos e o transportam associado à hemoglobina presente nas hemácias para todos os tecidos.

c) O sistema nervoso periférico (SNP) controla os batimentos cardíacos e os movimentos respiratórios.

d) O exercício aumenta os batimentos cardíacos e movimentos respiratórios, consumindo energia e induzindo a fome. Essa condição estimula o pâncreas a produzir glucagon que promoverá a quebra de triglicerídeos, disponibilizando mais energia ao organismo.

e) O alimento ingerido sofre digestão pela amilase salivar no intestino delgado e é conduzido ao intestino grosso, por movimentos peristálticos controlados pelo sistema nervoso periférico.

14. (MACK) Suponha que uma pessoa, que morava no litoral, se mude para uma cidade situada a 2 000 m de altitude. Depois de algum tempo de adaptação, seu organismo apresenta alterações fisiológicas. Dentre essas alterações podemos, corretamente, citar:

a) O aumento da quantidade de hemácias no sangue.

b) A diminuição da frequência respiratória.

c) A diminuição da pressão arterial.

d) A diminuição na taxa de filtração renal.

e) O aumento da permeabilidade dos capilares para facilitar absorção de oxigênio.

15. (UPE) Considere o gráfico abaixo sobre a variação da concentração de anticorpos presentes no plasma, ao longo de 60 dias, em resposta à introdução de antígenos no organismo de um mesmo indivíduo.

15

Em relação às respostas imunológicas, analise as afirmativas a seguir.

I. Na resposta imunológica primária, o tempo para produção de anticorpos é maior que na resposta secundária. A primeira corresponde à imunização passiva, e a segunda, à imunização ativa.

II. Na primeira inoculação, os antígenos são fagocitados pelos linfócitos T auxiliadores. Estes passam a “informação” para os linfócitos T citotóxicos, produtores de anticorpos.

III. A resposta secundária está relacionada com memória imunológica, por isso é mais rápido o aumento da concentração de anticorpos.

IV. Os anticorpos produzidos são específicos para cada tipo de antígeno e são denominados genericamente imunoglobulinas (Ig). As IgG são imunoglobulinas que passam para o feto, via placentária.

V. A primeira inoculação corresponde à administração de vacina, com resposta lenta, mas de duradoura eficiência, e a segunda inoculação corresponde à administração de soro, com resposta imediata, porém de pouca duração.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas I, II e III estão corretas.

b) Apenas I, II e V estão corretas.

c) Apenas III e IV estão corretas.

d) Apenas IV e V estão corretas.

e) Apenas a V está correta.

16. (MACK) Assinale a alternativa correta a respeito das estruturas A e B do esquema abaixo.

16

a) Todos os hormônios secretados por B são produzidos em A.

b) A diabetes insípida é causada por uma disfunção de A.

c) B é responsável pela regulação do funcionamento do pâncreas.

d) A produz a prolactina, hormônio responsável pela produção de leite.

e) B indica o hipotálamo.

17. (UFPB) Considerando-se as características gerais dos animais vertebrados, é correto afirmar:

a) As aves apresentam circulação dupla incompleta ou completa.

b) Os répteis apresentam rins funcionais do tipo metanefro que excretam principalmente amônia.

c) Os anfíbios apresentam respiração branquial.

d) Os mamíferos são placentários em sua maioria, embora existam representantes anamniotas.

e) Os mamíferos e as aves apresentam desenvolvimento do tipo vivíparo.

18. (UFERS) Responda esta questão considerando três dos principais sistemas dos mamíferos.

I. Sistema Circulatório.

II. Sistema Linfático.

III. Sistema Tegumentar.

Ajudam a regular a temperatura corporal:

a) Apenas o I e o II.

b) Apenas o I e o III.

c) Apenas o II e o III.

d) O I, o II e o III.

19. (UFSM) A origem dos animais vertebrados é tão antiga quanto a dos combustíveis fósseis. Talvez o mais preocupante nessa relação animal/combustível seja a poluição ambiental e a consequente perda da biodiversidade. Sobre as classes de vertebrados, assinale a alternativa correta.

a) Peixes e anfíbios são vertebrados ectotérmicos; répteis, aves e mamíferos são endotérmicos.

b) Por serem grupos cujos hábitos estão relacionados com corpos d’água, indivíduos adultos de peixes e de anfíbios têm brânquias, os seus principais mecanismos para respiração.

c) A substância nitrogenada excretada pela maioria dos peixes é a amônia; aves excretam ácido úrico; mamíferos excretam ureia.

d) Os anexos embrionários, como o córion e o alantoide, são estruturas reprodutivas apenas presentes em répteis e aves, pois mamíferos já apresentam placenta.

e) Mamíferos, como os morcegos, apresentam sacos aéreos, que são estruturas corporais internas que auxiliam no vôo, diminuindo o peso corporal.

20. (UEM) Considerando os processos fisiológicos dos animais, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Os sucos digestivos que participam da digestão são basicamente enzimas, produzidas pelas paredes do tubo digestório ou por glândulas especiais associadas ao sistema digestório.

1  1 – Nos artrópodes, o exoesqueleto, que é constituído principalmente pelo polissacarídeo quitina, envolve totalmente o corpo do animal e o crescimento só ocorre por meio de muda.

2  2 – Na respiração humana, o O2 difunde-se dos tecidos para o sangue, e parte dele une-se à hemoglobina livre, formando um composto, também instável, denominado carboemoglobina.

3  3 – Nos mamíferos prototérios, a placenta propicia que o embrião receba nutrientes e oxigênio da mãe e que passe para o corpo materno os resíduos de seu metabolismo.

4  4 – No organismo humano, a desaminação de aminoácidos ocorre principalmente no fígado, onde os grupos amina são utilizados na produção da ureia.

21. (UNCISAL) Um rapaz estava atrasado para realizar a prova do vestibular da UNCISAL. Para não perder a prova, ele correu muito até chegar ao portão do prédio onde iria realizar a prova. Ao entrar no prédio, estava ofegante e com os batimentos cardíacos acelerados. Essas alterações no corpo são controladas involuntariamente pelo:

a) Fígado.

b) Hipotálamo.

c) Cérebro.

d) Bulbo.

e) Pâncreas.

22. (UPE) Assinale, na coluna I, as afirmativas verdadeiras e, na coluna II, as falsas.

Há algum motivo para o tenista Gustavo Kuerten, o Guga, comer bananas durante intervalos de partidas de tênis. Leia o seguinte texto.

Comer bananas é bom para evitar câimbras?

[...] câimbras são contrações dos músculos do nosso corpo que acontecem de forma involuntária, intensa e contínua, causando dor no músculo afetado, geralmente nos músculos inferiores. As causas das câimbras são muitas, dentre elas, podemos citar a falta de alongamento antes dos exercícios, interrupção de fluxo sanguíneo, falta de potássio, sódio, cálcio, água [...] A banana é uma fruta rica em potássio e fonte de carboidratos, principais fornecedores de energia para o corpo [...].

Fonte: Ciência por trás dos fatos. Uzunian e Birner. V.U. 3 ed. Harbra. p.797.

I    II

0  0 – Exercícios  físicos  extenuantes  esgotam  a  fonte  de oxigênio  para  a atividade aeróbica do músculo; assim, a célula passa a realizar fermentação láctica, gerando dores e fadiga muscular.

1  1 – Potássio é um importante  micronutriente encontrado nas verduras, frutos do mar e leguminosas. Participa do mecanismo da contração muscular, da regulação do equilíbrio hídrico e da manutenção do esmalte dos dentes.

2  2 – Nos músculos esqueléticos, as reservas de ATP e de fosfocreatina constituem um suprimento imediato de energia para a contração muscular, ou seja, a sua utilização não depende da respiração, é anaeróbica.

3  3 – Os íons cálcio são essenciais à contração muscular, pois promovem a ligação dos miofilamentos de actina com os de miosina. Na fibra muscular lisa e na muscular estriada esquelética, ficam armazenados em cisternas do retículo sarcoplasmático granular.

4   4 – Carboidratos são moléculas orgânicas constituídas de carbono, oxigênio e hidrogênio. Constituem a principal fonte de energia para os seres vivos, estão presentes no mel como glicose, na cana-de-açúcar como sacarose e em frutos adocicados, como a banana na forma de frutose.

23. (FATEC) A nova Lei 11.705, de 19 de junho de 2008, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, proíbe o consumo de praticamente qualquer quantidade de bebida alcoólica por condutores de veículos. A partir de agora, motoristas flagrados excedendo o limite de0,2 gramade álcool por litro de sangue pagarão multa, perderão a carteira de motorista por um ano e ainda terão o carro apreendido. Para alcançar o valor-limite, basta beber uma única lata de cerveja ou uma taça de vinho.

Disponível em: http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/lei_seca/index.shtml. Acessado em: 25/agosto/2008)

Sobre os efeitos do álcool no organismo assinale a alternativa correta.

a) A ingestão do álcool inibe a produção do hormônio ADH (hormônio antidiurético), o que reduz a reabsorção de água nos túbulos renais, tornando a urina mais diluída.

b) A ingestão do álcool estimula a ação do hormônio ADH (hormônio antidiurético), que atua diminuindo a permeabilidade dos túbulos renais para que a urina seja eliminada.

c) A ingestão de álcool destrói os lisossomos das células renais, provocando a liberação de enzimas no interior do citoplasma e consequentemente o aumento do volume de urina.

d) Quanto maior a ingestão de álcool, maior será a atividade muscular e maior será a degradação da glicose, implicando menor liberação de calor.

e) Quanto maior a ingestão de álcool, maior será a atividade do sistema nervoso central, acarretando as sensações de euforia e garantindo bom desempenho físico e mental.

24. (UEL) A homeostase é a capacidade do organismo de manter condições internas constantes em face de um ambiente externo variante. Todos os organismos apresentam homeostase em algum grau, embora, nas mais diferentes espécies, a ocorrência e a efetividade desse mecanismo possam variar.

Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas abaixo.

I. A despeito de como os organismos regulam seus ambientes internos, todos os sistemas homeostáticos exibem uma retroalimentação negativa, ou seja, quando o sistema se desvia da sua norma ou estado desejado, mecanismos de resposta interna agem para restaurá-lo.

II. A ligação do oxigênio com a hemoglobina nas células vermelhas do sangue aumenta a concentração do oxigênio dissolvido no plasma sanguíneo, retardando sua difusão dos pulmões para o sistema circulatório. Nos tecidos corporais, o oxigênio é desligado da hemoglobina e se difunde para a região de baixas taxas metabólicas.

III. Produtos de rejeito nitrogenado e do metabolismo de proteínas são excretados na forma: de ureia pela maioria dos organismos aquáticos; de ácido úrico, pelos mamíferos; e de amônia pelas aves e répteis. Como a amônia se cristaliza, as aves e os répteis podem excretá-la em altas concentrações, economizando água.

IV. O equilíbrio de água nos animais aquáticos está intimamente ligado às concentrações de sais e outros solutos em seus tecidos corporais e no ambiente. Assim sendo, animais considerados hiperosmóticos em relação ao seu meio apresentam, em seus tecidos, concentrações mais altas de sais do que na água circundante.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e III são corretas.

b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas II e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

25. (UFG) Em uma visita à Floresta Tropical Atlântica (Rio de Janeiro, 1832), durante viagem a bordo do navio H. M. S. Beagle (1831-1837), Darwin escreveu o seguinte trecho:

Ao atravessarmos a floresta, tudo estava imóvel, com exceção das borboletas grandes e brilhantes que esvoaçavam preguiçosamente de um lado para outro.

O sucesso desses invertebrados no ambiente terrestre deve-se à presença de:

a) Órgãos sexuais, que permitem a fecundação externa e o desenvolvimento direto.

b) Glândulas antenais, que permitem parte da excreção de amônia.

c) Aparelho circulatório fechado, que possibilita uma troca mais eficiente de nutrientes entre os tecidos.

d) Pulmões, que permitem a troca gasosa em uma maior superfície de contato.

e) Aparelho bucal diversificado e asas, que aumentam a dispersão e a chance de conseguir alimento.

26. (CEDERJ) A atuação do fígado vai muito além da produção de bile na digestão. Na realidade, o fígado é um complexo laboratório químico que desempenha diversas funções vitais ao organismo. Uma dessas funções é:

a) Remover substâncias tóxicas do sangue como álcool e drogas, transformando-as em produtos menos tóxicos.

b) Produzir glóbulos brancos que atuam na defesa do organismo através da fagocitose e da produção de anticorpos.

c) Fabricar insulina, hormônio que facilita a entrada da glicose que está no sangue nas várias células do corpo.

d) Armazenar as vitaminas A, C e E, proteínas e lipídeos para o organismo utilizar quando for necessário.

e) Transformar enzimas digestivas em enzimas respiratórias que possam atuar nas mitocôndrias no processo da respiração aeróbica.

27. (UFF)Os sais minerais são de importância vital para o bom funcionamento de diversos processos fisiológicos, sendo necessária a reposição da concentração de cada íon para que seja mantida a homeostasia do organismo. O gráfico e a tabela abaixo mostram a concentração e algumas atividades biológicas de três íons em seres humanos.

27

Analisando o gráfico e a tabela acima, pode-se afirmar que os íons representados por I, II e III são, respectivamente:

a) Ca++, Na+ e K+.

b) Na+, K+ e Ca++.

c) K+, Ca++ e Na+.

d) K+, Na+ e Ca++.

e) Na+, Ca++ e K+.

28. (UNIFESP) A figura abaixo mostra o comportamento de um lagarto em diferentes períodos do dia.

28

(Hickman et al. 2004, Princípios integrados de Zoologia. Modificado.)

Tal comportamento encontra-se relacionado diretamente com a:

a) Regulação térmica do animal, pois seu metabolismo celular não é capaz de produzir qualquer tipo de calor.

b) Regulação térmica do animal, pois seu corpo necessita manter temperaturas adequadas ao metabolismo.

c) Respiração, pois ela ocorre tanto por meio de pulmões como também por meio da pele.

d) Respiração, pois o ar que chega aos seus pulmões deve conter certa porcentagem de umidade para as trocas alveolares.

e) Regulação térmica e com a respiração, pois o animal não é capaz de produzir seu próprio calor e respira por meio de pulmões e da pele.

29. (PUC-SP) Analise os trechos abaixo, indicados por I e II:

I. Em uma angiosperma, a água vai da raiz até a folha e é utilizada na realização da fotossíntese; produtos deste processo metabólico são transportados da folha para outras partes da planta, podendo ser armazenados em órgãos como caule e raiz.

II. No coração humano, o sangue passa do átrio direito para o ventrículo direito e em seguida é levado aos pulmões; uma vez oxigenado, retorna ao coração pelo átrio esquerdo e passa para o ventrículo esquerdo, de onde é transportado aos sistemas corporais, voltando em seguida para o coração.

Com relação aos trechos, é correto afirmar que:

a) I refere-se exclusivamente ao transporte que se dá pelos vasos do xilema, enquanto II refere-se apenas à pequena circulação.

b) I refere-se exclusivamente ao transporte que se dá pelos vasos do xilema, enquanto II refere-se exclusivamente à grande circulação.

c) I refere-se exclusivamente ao transporte que se dá por vasos do floema, enquanto II refere-se exclusivamente à grande circulação.

d) I refere-se exclusivamente ao transporte da seiva elaborada e do armazenamento de amido em órgãos da planta, enquanto II refere-se às circulações pulmonar e sistêmica.

e) I refere-se ao transporte das seivas bruta e elaborada, enquanto II refere-se às circulações pulmonar e sistêmica.

30. (UEM) Com relação à morfologia e à fisiologia dos vertebrados, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – A digestão é sempre extracelular e o sistema digestório apresenta ânus ou cloaca.

1  1 – Produzem amônia que, no fígado, pode ser transformada em ureia ou em ácido úrico.

2  2 – Aves e mamíferos apresentam coração com quatro câmaras distintas e circulação dupla e completa.

3  3 – Os pulmões são estruturas típicas de respiração aérea, portanto não estão presentes nas tartarugas, nos golfinhos, nas baleias e nos peixes-boi.

4  4 – O encéfalo, que constitui o grande centro de comando do corpo, tem origem no tubo neural.

31. (UFERSA) Responda esta questão considerando três dos principais sistemas dos mamíferos.

I. Sistema Circulatório.

II. Sistema Linfático.

III. Sistema Tegumentar.

Protegem contra os organismos invasores:

a) Apenas o I e o II.

b) Apenas o I e o III.

c) Apenas o II e o III.

d) O I, o II e o III.

32. (UFU) Sabe-se que a atividade física é algo de muita importância para a saúde física e mental. Durante a realização desta saudável prática, vários sistemas do corpo humano são utilizados. Sobre esses sistemas e suas inter-relações, leia as afirmativas abaixo.

I   II

0  0 – Quando nos exercitamos, as células musculares passam a respirar mais, buscando obter mais energia para seu trabalho adicional.

1  1 – O aumento da respiração celular leva à liberação de mais gás carbônico pelas células, o que eleva a concentração desse gás no sangue. Como resultado dessa elevação, o sangue torna-se mais ácido.

2  2 – O aumento de acidez no sangue, devido à elevação da concentração de gás carbônico, estimula os centros respiratórios encefálicos localizados no bulbo (medula oblonga) a orientarem o aumento da frequência respiratória, objetivando a obtenção de mais oxigênio.

3  3 – Para que o oxigênio inspirado seja conduzido às células musculares que dele necessitam, tem-se uma aceleração do coração (taquicardia). Assim, o sangue circula mais rápido, levando com maior rapidez o oxigênio até as regiões que dele necessitam.

4  4 – Em uma situação em que o organismo está realizando atividades físicas, o controle da frequência (ritmo) respiratória e cardíaca é involuntário, e, como tal, é controlado pelo Sistema Nervoso Autônomo, cuja porção simpática leva ao aumento, e a porção parassimpática leva à redução dessas frequências.

33. (PUC-RIO)Animais de “sangue frio” não necessitam ser alimentados namesma frequência que animais de “sangue quente”, pelassuas próprias diferenças metabólicas. Além disso, animaishomeotérmicos apresentam algumas adaptações na suafisiologia que facilitam a manutenção de sua temperaturacorporal.  São elas:

a) Alto metabolismo e circulação fechada dupla.

b) Alto metabolismo e circulação fechada simples.

c) Baixo metabolismo e circulação aberta.

d) Baixo metabolismo e circulação fechada.

e) Alto metabolismo e circulação aberta.

34. (FGV) Nas prateleiras das farmácias e supermercados, encontramos várias marcas de produtos anti-perspirantes, os quais restringem a quantidade de secreção das glândulas sudoríparas na zona onde foi aplicado. Portanto, limitam a quantidade de suor na superfície da pele. Gustavo, consumidor desse tipo de produto, procurava por algo que fizesse o mesmo em todo o seu corpo, e não apenas nas axilas. Afinal, considerava o suor algo desnecessário e não higiênico.

Do ponto de vista fisiológico, pode-se dizer que o produto desejado por Gustavo não é aconselhável, pois sua consequência imediata seria:

a) Favorecer a morte das células superficiais da epiderme em razão do dessecamento decorrente da menor quantidade de suor.

b) Comprometer a nutrição das células epiteliais, uma vez que estas se mantêm com os sais minerais presentes no suor.

c) Impedir a eliminação do excesso de água do tecido subcutâneo, sobrecarregando as funções dos rins.

d) Comprometer a eliminação do calor e a consequente manutenção da temperatura da pele.

e) Favorecer o acúmulo das secreções das glândulas sebáceas sobre a epiderme, comprometendo a respiração das células desse tecido.

35. (PUC-MG) O sedentarismo é um comportamento que, associado a fatores genéticos e dietas hipercalóricas, pode contribuir para que um indivíduo se torne obeso ou se mantenha com sobrepeso. Por outro lado, a atividade física regular com exercícios aeróbicos, além dos benefícios cardiovasculares e psicológicos, favorece a perda de massa corporal e manutenção da forma.

35

As figuras acima ilustram duas atitudes físicas e sua relação com as taxas respiratórias pulmonares. A esse respeito, é correto afirmar, exceto:

a) O aumento na produção de CO2 nos tecidos contribui para a acidificação do sangue que normalmente resulta num aumento da frequência respiratória pulmonar.

b) As trocas gasosas da respiração pulmonar representam perda de massa corporal.

c) Em condições metabólicas basais, um indivíduo com hipotireoidismo apresenta normalmente menores taxas respiratórias que o mesmo indivíduo caso ele fosse normal.

d) Para manutenção da homeotermia, pode-se ter um aumento no metabolismo celular para a produção de calor, mas isso não afeta a taxa respiratória no organismo.

36. (UFAM) Numere a segunda coluna de acordo com a primeira. Em seguida, escolha uma das alternativas que mostre a sequência correta:

1. Células da glia e neurônios. ( ) São unidades de troca gasosa.
2. Intestino grosso. ( ) Somente os mamíferos possuem, separa a cavidade torácica da abdominal.
3. Alvéolos. ( ) Tubo em formato de U invertido sua primeira porção é chamada de ceco.
4. Diafragma. ( ) Sistema paralelo ao sistema circulatório fechado.
5. Sistema linfático. ( ) prolongamentos numerosos e longos propagando rapidamente as informações.

a) 3; 5; 2; 4; 1.

b) 1; 4; 2; 5; 3.

c) 3; 4; 2; 5; 1.

d) 3; 4; 1; 5; 2.

e) 4; 3; 5; 2; 1.

37. (PUC-RIO) O fígado é uma glândula encontrada nos mamíferos com diversas características e funções. Assinale a opção na qual nãoencontramos uma função ou característica deste órgão.

a) É responsável pela detoxificação do sangue.

b) É um dos responsáveis pela destruição de hemácias velhas.

c) Produz bile, que auxilia na emulsão das gorduras.

d) Está associada à reserva de glicogênio.

e) Secreta o hormônio insulina.

38. (UEM) Considerando a respiração e a circulação de mamíferos, assinale a alternativa correta.

a) O sangue que sai das brânquias é mais rico em gás oxigênio e mais pobre em gás carbônico.

b) Nos indivíduos jovens, o coração tem três câmaras, sendo um ventrículo e dois átrios.

c) A dupla circulação sanguínea ocorre após a maturação sexual.

d) Para ventilar os pulmões, são necessários dois ciclos de inspiração e dois ciclos de expiração.

e) As trocas gasosas entre o ar inspirado e o sangue ocorrem nos alvéolos pulmonares.

39. (PUC-RIO)Os sistemas celulares do corpo dos heterotróficos pluricelulares (animais) dispõem de dois sistemas de sinalização para integração dos sistemas corporais. São eles:

a) Sistema circulatório e respiratório.

b) Sistema circulatório e excretor.

c) Sistema nervoso e hormonal.

d) Sistema respiratório e nervoso.

e) Sistema locomotor e hormonal.

40. (PUC-RIO) Em relação à eliminação de substâncias dos organismos dos seres vivos, podemos afirmar que:

I. Os pulmões e o aparelho digestivo colaboram no processo de limpeza do organismo humano.

II. O suor, apesar de diluído, apresenta quase a mesma composição da urina.

III. A evapotranspiração das plantas contribui para a eliminação do excesso de fósforo do tecido vegetal.

IV. O suor tem importante papel na regulação térmica no organismo humano.

Assinale:

a) Se somente as alternativas I, III e IV estiverem corretas.

b) Se somente as alternativas I e II estiverem corretas.

c) Se somente as alternativas I, II e IV estiverem corretas.

d) Se somente as alternativas II e III estiverem corretas.

e) Se todas as alternativas estiverem corretas.

41. (UERJ) O metabolismo energético do organismo varia em função dos níveis de hormônios na circulação sanguínea. Por sua vez, a produção hormonal está relacionada com fatores como existência de doenças, escolhas alimentares e estado de atividade ou de inatividade física. O esquema abaixo mostra transformações metabólicas predominantes em determinada condição do organismo, envolvendo algumas substâncias em diferentes tecidos.

41

A condição representada pelo esquema é:

a) Repouso.

b) Diabetes melito.

c) Hiperinsulinismo.

d) Dieta hiperglicídica.

e) Diabetes insípido.

42. (UPE) Em relação ao sistema nervoso e órgãos dos sentidos, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0   0 – Os receptores olfativos estão localizados nas fossas nasais da maioria dos vertebrados. A função olfativa nos peixes é mínima, pois a região do lobo olfativo encefálico é pouco desenvolvida.

1   1 – A fosseta loreal é um órgão de visão noturna, presente nas cobras peçonhentas que caçam durante a noite. É uma estrutura de percepção de luz de baixa intensidade.

2  2 – Os cones e os bastonetes representam os dois tipos básicos de células fotossensíveis, localizadas na retina. Os cones são mais concentrados na região central da retina, na mácula lútea ou mancha amarela. Os bastonetes existem em maior quantidade na periferia da retina.

3  3 – Nas aves e nos mamíferos, o cérebro e cerebelo são bem desenvolvidos. Nas aves e baleias que migram, há orientação, tendo como referência o campo magnético da Terra.

4  4 – A audição e o equilíbrio são sentidos interligados e bem desenvolvidos nos mamíferos e aves. Nos peixes e anfíbios, a audição é pouco desenvolvida e não existe ouvido interno, mas, apenas, as membranas timpânicas. O órgão de Jacobson está relacionado com a audição bem desenvolvida dos répteis.

43. (UFERSA) Responda esta questão considerando três dos principais sistemas dos mamíferos.

I. Sistema Circulatório.

II. Sistema Linfático.

III. Sistema Tegumentar.

Em conjunto, transportam gases, nutrientes e líquidos extracelulares:

a) Apenas o I e o II.

b) Apenas o I e o III.

c) Apenas o II e o III.

d) O I, o II e o III.

44. Alimentação equilibrada, exercícios físicos frequentes e lazer são indicações para a prevenção de doenças cardiovasculares, pois durante:

a) A alimentação, os músculos do sistema digestório provocam a inatividade dos demais músculos do organismo.

b) A digestão, os músculos dilatam-se assumindo a coordenação das atividades metabólicas e motoras.

c) O lazer, os capilares sanguíneos sofrem inversão de movimento, irrigando melhor a musculatura do coração.

d) Os exercícios físicos há um trabalho maior do coração, vasos sanguíneos, sistema nervoso, pulmões e fígado.

e) Os exercícios físicos, as válvulas presentes no coração mudam o sentido do fechamento, obrigando a musculatura a se contrair mais rapidamente.

45. (UFG)                          LEIA O TEXTO A SEGUIR.

As três décadas de estudos sobre os alimentos, o metabolismo humano e a fisiologia do esporte mostram que as dietas radicais não funcionam. Na busca do corpo saudável e esbelto, a melhor dieta é a do bom senso. Uma das dietas mundialmente conhecidas proíbe o consumo de leite e derivados e limita muito o consumo de proteínas. Essas restrições levam à carência de minerais, especialmente o cálcio e ferro.

(VEJA, São Paulo, mar. 2007, n. 11, p. 62. [Adaptado]).

Um indivíduo adulto que adotou essa dieta por um período prolongado pode apresentar:

a) Hemorragia e escorbuto.

b) Cegueira noturna e xeroftalmia.

c) Beribéri e pelagra.

d) Bócio endêmico e cãibras.

e) Osteoporose e anemia.

46. (UFC) A respeito do processo de controle da temperatura corpórea nos vertebrados, é correto afirmar que:

a) Os répteis, animais ectotérmicos, mantêm sua temperatura corpórea sempre elevada devido à presença das escamas dérmicas, que funcionam como isolante térmico.

b) Os animais ectotérmicos, como as aves, dependem de uma fonte externa de calor, bem como do auxílio de penas para manter a temperatura corpórea constante.

c) A necessidade de ambientes úmidos para a sobrevivência dos anfíbios é consequência principalmente de sua ectotermia.

d) Os animais endotérmicos são capazes de manter a temperatura corpórea constante através da produção interna de calor.

e) A endotermia e a homeotermia são características compartilhadas por mamíferos e peixes cartilaginosos.

47. (PUC-RIO) A água, por ter um alto calor específico, é um elemento importante para a regulação da temperatura corporal em todos os chamados animais de sangue quente. A quantidade de água necessária para a manutenção da estabilidade da temperatura corporal varia, basicamente, em função de dois processos: a sudorese e a produção de urina. Assinale a opção que aponta corretamente como funciona esse controle.

a) Quando há aumento da temperatura ambiente o indivíduo produz menor quantidade de suor e menor quantidade de urina.

b) Quando há aumento da temperatura ambiente, o indivíduo produz maior quantidade de suor e maior quantidade de urina.

c) Quando há diminuição da temperatura ambiente, o indivíduo produz menor quantidade de suor e maior quantidade de urina.

d) Quando há diminuição da temperatura ambiente, o indivíduo produz maior quantidade de suor e menor quantidade de urina.

e) Quando há diminuição da temperatura ambiente, o indivíduo produz maior quantidade de suor e maior quantidade de urina.

48. (COVEST) Uma fibra muscular, quando estimulada, mostra, como primeira modificação marcante, um grande e rápido aumento de íons (X) no citoplasma. Esses íons (X) são também necessários para o processo de coagulação do sangue, como se mostra, comparativamente, nas reações abaixo. Analise-as.

48

Os íons (X), importantes para a efetivação dos dois processos citados, são íons de:

a) Potássio.

b) Cálcio.

c) Sódio.

d) Ferro.

e) Manganês.

49. (PUC-MG) O gráfico apresenta os resultados da medida de gás carbônico (CO2) liberado por dois diferentes animais (A e B), em função da temperatura ambiental a que foram submetidos.

49

Analisando os resultados de acordo com seus conhecimentos, assinale a afirmativa incorreta.

a) O animal B é classificado como ectotérmico, e seu metabolismo se beneficia do aumento da temperatura ambiental dentro de determinados limites.

b) O organismo do animal A trabalha para que sua temperatura corporal se mantenha a despeito da variação da temperatura ambiental.

c) O animal B aumenta a liberação de CO2 como forma de perder calor e melhor se adaptar ao aumento da temperatura.

d) Em baixas temperaturas, o animal A normalmente apresenta maior consumo de nutrientes do que o animal B.

50. (UFPB) Sobre os aspectos anatômicos e fisiológicos característicos da espécie humana, analise as proposições, a seguir, identificando as verdadeiras.

I   II

0  0 – O sangue venoso passa do átrio direito para o ventrículo direito e de lá é bombeado para a artéria pulmonar.

1  1 – As etapas do processo digestivo, absorção de nutrientes e adição da bile e do suco pancreático ao suco digestivo, ocorrem no intestino delgado.

2  2 – Os hormônios tróficos, que regulam o funcionamento de várias glândulas endócrinas, são produzidos pelo hipotálamo e pela neuro-hipófise.

3 3 – O sistema nervoso central e o sistema nervoso periférico são constituídos, respectivamente, pelo encéfalo e medula espinhal e pelos nervos cranianos e espinhais.

4 4 – O filtrado glomerular, no processo de filtração ocorrido no néfron, percorre sequencialmente a cápsula do glomérulo renal, o túbulo contorcido proximal, o segmento delgado e o túbulo contorcido distal.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

VVVFV

B

C

D

A

D

C

B

VFVFF

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

A

FVFFV

B

A

C

C

C

B

C

VVFFV

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

VFVFV

A

B

E

A

B

B

E

VVVFV

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

D

VVVVV

A

D

D

C

E

E

C

C

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

B

FFVVF

A

D

E

D

C

B

C

VVFVV

Publicado por: Djalma Santos | 23 de novembro de 2011

Testes de meiose (1/5)

01. (UCPel) No processo de divisão celular denominado meiose, durante o crossing over. Ocorre(m):

a) Fusão de material proveniente de espécies diferentes.

a) Perda de parte dos cromossomos.

c) Trocas de partes entre cromossomos homólogos.

d) Formação da parede celular.

e) Formação de glicocálix.

02. (FAAP) O crossing-over é um importante mecanismo evolutivo, pois proporciona, para a maioria dos seres vivos, recombinação dos seus genes durante o processo de produção das células reprodutivas, como os gametas animais. Esse processo ocorre na:

a) Prófase da mitose.

b) Metáfase da mitose.

c) Prófase I da meiose.

d) Metáfase I da meiose.

e) Prófase II da meiose.

03. (UNIRIO) A meiose é o processo pelo qual células diploides podem originar células haploides, objetivando a formação de células destinadas à reprodução da espécie. A meiose consiste em duas etapas consecutivas, cada uma com várias subfases sucessivas. Correlacione as etapas da meiose com suas principais características.

I. Zigóteno da Prófase I.

II. Paquíteno da Prófase I.

III. Metáfase I.

IV. Metáfase II.

V. Telófase .

P. Reconstituição nuclear e citocinese.

Q. Sinapse cromossômica.

R. Formação da placa equatorial dupla.

S. Participação dos centrômeros e separação das cromátides.

A associação correta é:

a) I – P; III – R; IV – Q; V – S.

b) I – Q; II – P; III – S; IV – R.

c) I – Q; II – R; III – S; IV – P.

d) I – Q; III – R; IV – S; V – P.

e) II – Q; III – S; IV – R; V – P.

04. “Cada caráter é condicionado por um par de fatores que se separam na formação dos gametas”. Mendel ao enunciar essa lei já admitia, embora sem conhecer, a existência das seguintes estruturas e processo de divisão celular, respectivamente:

a) Cromossomos, mitose.

b) Núcleos, meiose.

c) Núcleos, mitose.

d) Genes, mitose.

e) Genes, meiose.

05. (F.C.CHAGAS) Considere os movimentos cromossômicos abaixo esquematizados.

05

Pode-se afirma que o movimento mostrado em:

a) 1 só ocorre na anáfase mitótica.

b) 2 só ocorre na anáfase mitótica.

c) 2 só ocorre na anáfase I meiótica.

d) 2 só ocorre na metáfase I meiótica.

e) 1 só ocorre na metáfase II meiótica.

06. (UNI-SP)A figura abaixo representa:

06

a) Metáfase II da meiose.

b) Anáfase da mitose.

c) Anáfase I da meiose.

d) Anáfase II da meiose.

e) Telófase II da meiose.

07. (UFBA) A ilustração abaixo reproduz, esquematicamente, um momento num processo de meiose. Espera-se que, a seguir, ocorra:

07

a) Duplicação dos centríolos.

b) Desaparecimento da carioteca.

c) Pareamento dos cromossomos homólogos.

d) Permuta entre cromátides.

e) Separação dos cromossomos homólogos.

08. (PUC-RS) Pelo que se conhece da disposição dos genes nos cromossomos, é de se esperar que a frequência de permutação entre dois genes esteja na dependência:

a) Da distância entre eles.

b) Do comprimento da zona centromérica.

c) Da existência do fenômeno de pleiotropia.

d) Do tipo de polimeria existente.

e) Da ausência de nucleotídeos covalentes.

09. (UFRS) Com relação ao processo conhecido como crossing-over, podemos afirmar que o mesmo:

a) Diminui a variabilidade genética.

b) Separa cromátides homologas.

c) Corrige a recombinação gênica.

d) Aumenta a variabilidade genética.

e) Troca cromossomos entre genes homólogos.

10. (FUVEST) A figura mostra etapas da segregação de um par de cromossomos homólogos em uma meiose em que não ocorreu permuta.

10

No início da intérfase, antes da duplicação cromossômica que precede a meiose, um dos representantes de um par de alelos mutou por perda de uma sequência de pares de nucleotídeos. Considerando as células que se formam no final da primeira divisão (B) e no final da segunda divisão (C), encontraremos o alelo mutante em:

a) Uma célula em B e nas quatro em C.

b) Uma célula em B e em duas em C.

c) Uma célula em B e em uma em C.

d) Duas células em B e em duas em C.

e) Duas células em B e nas quatro em C.

11. Com base nas figuras abaixo que representam células de um animal em diversas fases do processo de meiose, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

11

 

I   II

0  0 – A figura 1 representa a anáfase I.

1  1 – A figura 2 representa a prófase I (subfase leptóteno).

2  2 – A figura 3 representa a metáfase II.

3  3 – A figura 4 representa a telófase I.

4  4 – A figura 5 representa a anáfase II.

12. (FATEC-SP) A figura A representa uma célula que não está em processo de divisão. Baseando-se nessa figura, determine em que fase da divisão celular se encontra a figura B.

12

a) Telófase I da meiose.

b) Telófase da mitose.

c) Anáfase II da meiose.

d) Anáfase da mitose.

e) Anáfase I da meiose.

13. (FCC) A meiose é um fenômeno biológico que contrabalança ou representa o oposto ao fenômeno da:

a) Mitose.

b) Fecundação.

c) Esporulação.

d) Poliploidia.

e) Poliembrionia.

14. (UEL) “A meiose é o processo de divisão celular através do qual, via de regra, uma célula …1… origina células …2… com um número …III… de cromossomos.

Para completar corretamente a frase acima, os espaços I, II e III devem ser substituídos, respectivamente, por:

a) dipoide – haploides – n

b) diploide – haploides – 2n

c) diploide – diploides – 2n

d) haploide – diploides – 2n

e) haploide – diploides – n

15. (FMU-SP) Os gametas humanos têm 23 cromossomos. Na prófase II da meiose de uma célula que origina esses gametas, encontram-se:

a) 23 pares de homólogos.

b) 46 pares de homólogos.

c) 23 cromossomos isolados.

d) 46 cromossomos isolados.

e) 23 cromossomos duplos.

16. (FUVEST) Os dois processos que ocorrem na meiose, responsáveis pela variabilidade genética dos organismos que se reproduzem sexuadamente, são:

a) Duplicação dos cromossomos e pareamento dos cromossomos homólogos.

b) Segregação independente dos pares de cromossomos homólogos e permutação entre os cromossomos homólogos.

c) Separação da dupla-hélice da molécula de DNA e replicação de cada uma das fitas.

d) Duplicação dos cromossomos e segregação independente dos pares de cromossomos homólogos.

e) Replicação da dupla-hélice da molécula de DNA e permutação entre os cromossomos homólogos.

17. (CEFET-MG) O fenômeno que ocorre na meiose e que, em conjugação com a fecundação, é fundamental para a constância do número de cromossomos da espécie é:

a) O leptóteno.

b) O crossing-over.

c) A duplicação dos ribossomos.

d) A separação dos cromossomos homólogos.

e) A dupla divisão e separação dos centríolos.

18. (UFAL) A célula abaixo esquematizada pertence a um organismo com 2n = 4 cromossomos.

18

Em qual fase da divisão celular se encontra essa célula?

a) Metáfase mitótica.

b) Anáfase mitótica.

c) Metáfase I meiótica.

d) Metáfase II meiótica.

e) Anáfase II meiótica.

19. (UEL) O fenômeno que só pode ser observado durante uma divisão por meiose é o da:

a) Descondensação dos cromossomos.

b) Condensação dos cromossomos.

c) Migração das cromátides.

d) Sinapse dos homólogos.

e) Formação do fuso.

20. (PUCCAMP) As figuras abaixo mostram fases de um tipo de divisão celular.

20

Assinale a alternativa que identifica corretamente o tipo de divisão e a sequência correta na qual essas fases ocorrem.

a) Mitose: II → I → III → IV → V.

b) Mitose: III → IV → II →V → I.

c) Meiose: III →II → IV → V → I.

d) Meiose: IV → III → II →V → I.

e) Meiose: V → I → IV → II → III.

21. (UFSC) A meiose caracteriza-se pela ocorrência de apenas uma duplicação do material genético para cada duas divisões nucleares, e é responsável pela formação de células haploides a partir de células diploides. Em relação a esse tipo de divisão celular, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as proposições adiante.

I   II

0  0 – Na anáfase I ocorre a separação dos pares de homólogos, havendo a migração polar dos cromossomos duplicados.

1  1 – As anáfases I e II são semelhantes entre si, à medida que os centrômeros se dividem e as cromátides de cada díade migram para o polo da célula.

2  2 – A meiose ocorre durante o processo de produção das células reprodutivas e possibilita o aumento da variabilidade genética dos seres vivos que a realizam.

3  3 – Na metáfase I, os pares de cromossomos homólogos duplicados encontram-se na placa equatorial da célula.

4 4 – O crossing-over ocorre na prófase da meiose I e caracteriza-se pela permuta entre os segmentos das cromátides irmãs do mesmo cromossomo.

22. Na meiose, a separação dos cromossomos homólogos e a ruptura do centrômero ocorrem, respectivamente, na:

a) Anáfase I e anáfase II.

b) Prófase I e prófase II.

c) Metáfase I e metáfase II.

d) Metáfase I e anáfase I.

e) Metáfase I e telófase II.

23. (U. Católica de Pelotas) Na meiose há:

a) Duas divisões nucleares e duas divisões cromossômicas.

b) Uma divisão nuclear e uma divisão cromossômica.

c) Duas divisões nucleares e uma divisão cromossômica.

d) Uma divisão nuclear e duas divisões cromossômicas.

e) Duas divisões nucleares de nenhuma divisão cromossômica.

24. (UFRJ) A respeito da meiose pode-se afirmar que:

a) Sua primeira divisão é reducional.

b) Dá origem a quatro células diploides.

c) Na metáfase II ocorre pareamento dos homólogos.

d) É o processo de divisão das células somáticas.

e) Os cromossomos estão sempre desespiralizados.

25. O esquema abaixo mostra cromossomos pareados na meiose, evidenciando uma alteração denominada:

25

a) Adição.

b) Inversão

c) Deficiência.

d) Duplicação.

e) Translocação.

26. Na metáfase I das células germinativas de uma espécie em que 2n = 8, esperamos encontrar:

CROMOSSOMOS

CROMÁTIDES

BIVALENTES

a

6

16

16

b

8

16

4

c

16

32

16

d

8

8

4

e

8

16

8

27. (UFBA) A ilustração abaixo reproduz, esquematicamente, um momento num processo de meiose. Espera-se que, a seguir, ocorra:
27
a) Duplicação dos centríolos.

b) Desaparecimento da carioteca.

c) Pareamento dos cromossomos homólogos.

d) Permuta entre cromátides.

e) Separação dos cromossomos homólogos.

28. (OSEC) Assinale a única célula possível a partir de uma meiose normal de uma célula diploide onde n = 2.

28

 

29. (PUC-CAMPINAS) Um determinado mamífero apresenta em cada célula somática quatro cromossomos, sendo dois metacêntricos e dois submetacêntricos. Em qual dos esquemas abaixo está representada uma célula desse animal em anáfase II da meiose?

29

 

30. (CESGRANRIO) Considerando-se células da linhagem germinativa de um indivíduo que possui dois pares de cromossomos assinale a alternativa que representa a anáfase da segunda divisão meiótica.

30

 

31. (UERS) O fenômeno a seguir, verificado na prófase I da meiose, tem como consequência:

31

 

a) O surgimento de indivíduos mutantes.

b) O surgimento de aneuploidias que conferem melhor adaptação à espécie.

c) A manutenção do número de cromossomos da espécie.

d) O aparecimento de diversidade de indivíduos numa determinada espécie.

e) A formação de zigotos diploides, o que evita o aparecimento de síndromes.

32. (UFMG) Esquema de uma meiose (na gametogênese), onde a célula inicial apresenta dois pares de cromossomos homólogos A e A’, B e B’. Qual a alternativa errada?

32

a) 6 e 7 terão o mesmo número de cromossomos que 3.

b) 2 poderá conter os cromossomos A e A’, e 3 os cromossomos B e B’.

c) Se 4 possuir o cromossomo A, 5 não poderá ter o cromossomo A’.

d) 4 poderá ter qualquer uma das combinações cromossômicas  seguintes: AB, A’B,  AB’ e A’B’.

e) 5 possuirá a metade do número de cromossomos de 1.

33. (UFMG) Para uma espécie que tem três pares de cromossomos nas células somáticas, o esquema abaixo representa:

33

a) Metáfase II da meiose.

b) Anáfase II da meiose.

c) Anáfase da mitose.

d) Metáfase da mitose.

e) Anáfase I da meiose.

34. (UFPA) Em um organismo com 2n =4, afigura a seguir significa:

34

a) Prometáfase.

b) Metáfase da mitose.

c) Anáfase.

d) Metáfase I da meiose.

e) Metáfase II da meiose.

35. (UFMG) Com base no esquema abaixo que representa uma meiose anormal, onde são mostrados um par de cromossomos homólogos e um par de alelos, é errado afirmar que:

35

a) Em 6, uma das células mostra um bivalente e duas cromátides.

b) Na anáfase I houve separação dos cromossomos homólogos.

c) Não houve “crossing over” entre os “loci” representados.

d) Em 2 acélula está em metáfase.

e) Entre 1 e 2 ocorreu a prófase.

36. (UFMG) Observe a célula esquematizada. Os aspectos ressaltados no citoplasma e no núcleo caracterizam a:

36

a) Interfase – período S.

b) Mitose – prófase.

c) Mitose – anáfase.

d) Meiose – prófase I.

e) Meiose – anáfase II.

37. (COVEST) A figura abaixo representa, esquematicamente, fase de um processo de divisão celular. A partir desse momento, espera-se:

37

a) A fragmentação da carioteca e a duplicação dos centríolos.

b) O desaparecimento das fibras do fuso acromático por um mecanismo de contração dessas fibras.

c) A separação das cromátides irmãs e a fragmentação dos centríolos.

d) A duplicação dos centríolos.

e) A separação dos cromossomos homólogos.

38. (UEB-BA) Considerando-se dois cromossomos homólogos durante uma determinada fase da meiose, a afirmação que melhor caracteriza a ilustração abaixo é:

38

a) Ainda não se iniciou o pareamento entre os dois homólogos.

b) Logo após essa fase ocorrerá replicação de DNA.

c) Ainda não ocorreu a formação de cromátides-irmãs.

d) Cromátides não irmãs estão formando um quiasma.

e) Permutações ainda não são evidentes.

39. Em relação à meiose assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – O quiasma, figura observada  no leptóteno, é consequência da permutação.

1  1 – A formação dos bivalentes ocorre na diacinese.

2  2 – Os cromossomos já estão duplicados na prófase I.

3  3 – A  permutação  corresponde à  troca de segmentos entre cromátides irmãs.

4  4 – Na metáfase I, a placa equatorial está formada por pares de cromossomos.

40. Com base no esquema a seguir assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

40

I   II

0  0 – O fenômeno representado é conhecido como crossing-over.

1  1 – O esquema simboliza um fenômeno que ocorre na meiose.

2  2 – A estrutura marcada com a letra Z é conhecida como quiasma.

3  3 – As letras A e a,  simbolizam  genes alelos de cromossomos não homólogos.

4  4 – O fenômeno representado ocorre tanto na meiose I, quanto na mitose.

41. Com relação à meiose assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – A migração dos cromossomos homólogos para os polos, ocorre na anáfase I.

1  1 – O pareamento dos homólogos ocorre na paquítene.

2  2 – A migração dos cromossomos-irmãos para os polos da célula ocorre na anáfase II.

3  3 – A terminalização dos quiasmas ocorre na diacinese.

4  4 – A ocorrência do “crossing-over” entre cromátides irmãs, ocorre na divisão II.

42. (UNICAMP) Responda esta questão com base no gráfico a seguir.

42

I   II

0  0 – Trata-se de mitose, o processo de divisão no ciclo celular representado.

1  1 – A e B  representam momentos da interfase que antecedem a duplicação do DNA.

2  2 – O intervalo de tempo compreendido pela letra C representa as primeiras fases da divisão.

3  3 – F representa a anáfase I.

4  4 – G representa a telófase I.

43. (UFMG) Responda esta questão com base na figura abaixo.

43

I   II

0 0 – Encontra-se em  divisão celular e não em  interfase porque os cromossomos estão individualizados.

1 1 – Trata-se de uma anáfase II e não de uma metáfase II porque os cromossomos já estão migrando para os polos opostos.

2 2 – Está em meiose e não  em mitose, porque  os cromossomos  não se encontram aos pares.

3 3 – A  célula está na  meiose I  e não  na meiose  II, porque  os cromossomos homólogos estão aos pares.

4 4 –  Trata-se de  uma célula  de metazoário e não de um vegetal superior, por que possui centríolo.

44. Com respeita à divisão celular, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Na meiose,  processo  que sempre  dá origem  aos gametas,  ocorre uma duplicação do material genético e duas divisões cromossômicas sucessivas.

1 1 – Durante a meiose poderá ocorrer o crossing-over, o que leva sempre a uma recombinação gênica.

2  2 – Na anáfase I não ocorre duplicação dos centrômeros.

3  3 – O crossing-over,  com  consequente   recombinação  gênica,  consiste na ruptura de duas cromátides-irmãs e na troca de segmentos entre elas.

4  4 – Por meiose, uma célula 2n, com 30 cromossomos formará a 4 células n, com 15 cromossomos cada uma.

45. Acerca da meiose assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I    II

0  0 – Uma  célula que sofre meiose, apresentará, ao final do  processo, quatro células com metade da quantidade de cromossomo e de DNA, da célula que iniciou a divisão.

1  1 – Considerando os eventos: (I) ocorrência de  crossing-over; (II) separação de cromátides-irmãs; (III) pareamento de cromossomos homólogos; (IV) separação de cromossomos homólogos, a ordem em que eles ocorrem na meiose é III → I → II → IV.

2  2 – Considerando a  espécie humana  em que  os  espermatozoides, em condições normais, possuem 23 cromossomos, na prófase II da meiose de uma célula que origina esses gametas, deveremos encontrar 23 cromossomos duplos.

3  3 – O  pareamento dos cromossomos é  um  processo  que  ocorre exclusivamente na meiose.

4  4 – Quando  uma célula  diploide  conclui  sua  primeira  divisão  meiótica resultam, em condições normais, duas células haploides.

46. (FUVEST) Na meiose de uma espécie de planta formam-se 16 tétrades ou bivalentes. Qual o número diploide da espécie?

a) 4.

b) 8.

c) 16.

d) 32.

e) 64.

47. (COVEST) Tratando-se de meiose, assinale a alternativa correta:

a) A prófase da divisão I é longa e dividida em subfases, o mesmo ocorrendo com a prófase da divisão II.

b) Durante a prófase II ocorre o crossing-over, troca de alelos entre os cromossomos homólogos.

c) Durante a anáfase I ocorre a separação das cromátides irmãs para os polos opostos da célula e na anáfase II a separação dos cromossomos homólogos.

d) Na anáfase I ocorre a separação dos cromossomos homólogos para os polos da célula e na anáfase II a separação de cromátides irmãs.

e) O pareamento dos cromossomos homólogos sempre ocorre no inicio da divisão II da meiose.

48. (MACK) Nos ovários humanos, células diploides (2n), conhecidas como ovócitos, começam a se transformar em óvulos. Por ocasião da ovulação, se a divisão celular não se completar, interrompendo-seem metáfase II, significa que não ocorreu:

a) Separação das cromátides-irmãs.

b) Desintegração da membrana nuclear.

c) Duplicação dos centríolos.

d) Separação de cromossomos homólogos.

e) Rompimento dos quiasmas.

49. (PUC-MG) Observe com atenção as figuras abaixo.

49

É correto afirmar que:

a) O processo representa uma divisão reducional.

b) O processo representa a formação de gametas (meiose gamética), com célula inicial 2n = 2.

c) O processo pode ser a representação da divisão II, com célula inicial 2n = 4.

d) Há, nas figuras mostradas, ocorrência de crossing-over.

e) o processo representa a separação de cromossomos homólogos.

50. (CESGRANRIO) A figura a seguir é característica da meiose porque só nesse tipo de divisão celular acontece:

50

a) Separação dos centríolos.

b) Formação do fuso acromático.

c) Manutenção da carioteca.

d) Pareamento dos cromossomos homólogos.

e) Duplicação das cromátides.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

C

D

E

C

C

E

A

D

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FFVVF

E

A

A

E

B

D

D

D

C

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VFVVF

A

C

A

B

B

E

C

D

D

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

D

B

E

D

A

D

E

D

FFVFV

VVFFF

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

VFVVF

FFFFF

VFFVV

FFVFV

FFVVV

D

D

A

C

D

Publicado por: Djalma Santos | 10 de novembro de 2011

Testes de biotecnologia (5/5)

01. (PUC-RS)

RESPONDA ESTA QUESTÃO COM BASE NAS INFORMAÇÕES APRESENTADAS ABAIXO.

A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e representa um dos principais problemas de saúde pública do mundo, especialmente em países tropicais como o Brasil. Por meio de manipulação genética, a empresa britânica Oxitec desenvolveu uma população de mosquitos machos de Aedes aegypti com um gene modificado que produz uma proteína que mata a prole do cruzamento com fêmeas selvagens. Os machos desse mosquito transgênico, quando liberados no meio ambiente, copulam livremente com fêmeas selvagens. Os descendentes desses acasalamentos herdam a proteína letal, morrendo ainda na fase de larva ou pupa. A liberação contínua e em número suficiente desses insetos transgênicos no meio ambiente deve afetar a população de mosquitos selvagens. A primeira liberação experimental na natureza desses animais no Brasil foi aprovada em dezembro de 2010 e deverá ocorrer no município de Juazeiro, Bahia. Somente os mosquitos fêmeos picam o ser humano, transmitindo a doença. Os mosquitos transgênicos machos não vivem muito tempo fora do laboratório, pois eles somente sobrevivem enquanto recebem o antibiótico tetraciclina. Sem esse antídoto, que reprime a síntese da proteína letal, eles morrem em pouco tempo.

(Pesquisa Online FAPESP, Nº. 180, 2011)

Qual das afirmativas abaixo descreve o efeito esperado do mosquito transgênico na população de mosquitos selvagens e no controle da dengue?

a) A população de mosquitos fêmea deverá aumentar, pois mais mosquitos machos estarão disponíveis para acasalar.

b) A manipulação genética dos mosquitos fêmea impede que o vírus da dengue seja transmitido pelos mosquitos Aedes aegypti.

c) A transmissão da dengue será reduzida devido à morte dos mosquitos machos, causada pela ausência de tetraciclina no ambiente.

d) A cópula dos machos transgênicos com as fêmeas selvagens leva à morte das fêmeas e à redução na população de mosquitos.

e) A população de mosquitos selvagens será reduzida a um nível abaixo do necessário para transmitir a doença.

02. (UFU) Há diversos tipos de milho disponíveis no campo. Alguns são mais resistentes à ação de determinadas pragas, enquanto outros apresentam maior teor de amido. Atualmente, com o avanço científico-tecnológico, tem sido possível unir essas duas características em um único organismo, incorporando em seu código genético um ou mais genes responsáveis pela característica desejada. Um organismo geneticamente modificado é chamado de:

a) Célula-tronco.

b) Clone.

c) Transgênico.

d) Mutante.

03. (CEFET-MG) Apesar dos grandes avanços biotecnológicos, no mundo contemporâneo, ainda não se pode:

a) Sequenciar os nucleotídeos do DNA humano.

b) Inserir genes humanos nas células bacterianas.

c) Gerar seres humanos imunes a doenças parasitárias.

d) Escolher embriões com características geneticamente melhores.

e) Analisar as chances de uma pessoa vir a ter uma doença genética.

04. (PUC-MG)

CÉLULAS-TRONCO PODERÃO SER ALTERNATIVA PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS AUTOIMUNES

As doenças autoimunes afetam de 3% a 5% da população mundial. Causadas por uma disfunção no sistema imunológico de origem desconhecida, elas fazem o organismo se autoagredir, destruindo células e tecidos saudáveis. Existem dezenas de doenças classificadas como autoimunes, como esclerose múltipla, diabetes mellitus tipo 1, hipotireoidismo autoimune e vitiligo. A maioria não tem cura, mas pode ser controlada com terapias antiinflamatórias ou imunossupressoras convencionais. Atualmente, uma nova alternativa vem sendo estudada: o desenvolvimento de terapias com células-tronco hematocitopoiéticas, retiradas do próprio paciente. Para que fiquem livres de suas características que provocam a autoagressão, os pacientes recebem, antes do transplante, uma carga intensa de agentes imunossupressores. Só então as células-tronco são implantadas para que, a partir daí, o sistema imunológico se restabeleça livre da doença.

Fonte: Adaptado de http://www.einstein.br/pagina-einstein.

Com base no texto e em seus conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar, exceto:

a) Os agentes imunossupressores utilizados antes do transplante têm por objetivo a remoção de agentes estranhos da superfície das células a serem transplantadas.

b) No hipotireoidismo autoimune, o próprio organismo produz anticorpos contra a glândula tireoide, provocando nela uma inflamação crônica, que pode acarretar o bócio e a diminuição do seu funcionamento.

c) As células-tronco a que se refere o artigo são retiradas da medula óssea do próprio paciente.

d) A produção de autoanticorpos células-beta das ilhotas pancreáticas é a causa do diabetes do tipo I.

05. (MACK) A melhor forma de combate à dengue é o ataque aos mosquitos transmissores. Pesquisadores conseguiram obter mosquitos machos de A. aegypti, modificados geneticamente, que foram soltos em algumas regiões de alta incidência da doença para serem cruzados com fêmeas existentes nesses locais. Com isso pretendeu-se obter descendentes:

a) Geneticamente modificados, resistentes ao vírus causador da doença.

b) Geneticamente modificados, não hematófagos.

c) Estéreis e, assim, não dando origem a novas gerações do mosquito.

d) Machos, geneticamente modificados, que não cruzarão com as fêmeas.

e) Fêmeas geneticamente modificadas e estéreis.

06. (UNIMONTES) Células-tronco extraídas de dentes de leite comportam-se como as extraídas de medula e cordão umbilical. Em ensaios laboratoriais sobre sua capacidade de diferenciação, os resultados mostraram que as células-tronco dentais podem se converter em células cardíacas, neurais, ósseas, gordurosas e hepáticas, entre outras. A diferenciação celular depende de fatores como, exceto:

a) Inativação de alguns genes.

b) Produção de anticorpos do tipo Ig-E.

c) Contato entre células.

d) Sinais provenientes de hormônios.

07. (UNESP) Um dos caminhos escolhidos pelos cientistas que trabalham com clonagens é desenvolver em humanos a clonagem terapêutica, principalmente para a obtenção de células-tronco, que são células indiferenciadas que podem dar origem a qualquer tipo de tecido. Quanto a este aspecto, as células-tronco podem ser comparadas às células dos embriões, enquanto estas se encontram na fase de:

a) Mórula.

b) Gástrula.

c) Nêurula.

d) Formação do celoma.

e) Formação da notocorda.

08. (UFU) Os estudos das ciências naturais aliados ao avanço da tecnologia têm permitido o desenvolvimento de técnicas, procedimentos e medicamentos, entre outros produtos, que têm contribuído para o aumento da qualidade de vida da população. Sobre os impactos das ciências naturais nos mais diversos campos do conhecimento, analise as seguintes afirmativas.

I. A grande revolução ocasionada pela clonagem da ovelha Dolly, que abriu caminho para a possibilidade de clonagem humana, foi a demonstração, pela primeira vez, de que era possível clonar artificialmente (em laboratório) um mamífero, isto é, produzir uma cópia geneticamente idêntica, a partir de uma célula somática diferenciada da glândula mamária da ovelha.

II. Existem células-tronco em vários tecidos como, por exemplo, na medula óssea, no baço e no fígado, apenas das crianças.

III. Microrganismos como as bactérias vêm sendo estudados quanto à sua eficiência na degradação de poluentes industriais. Conhecendo-se as linhagens de bactérias capazes de utilizar os resíduos tóxicos como fonte de alimento e energia, poderá ser possível descontaminar a água onde os poluentes são liberados.

IV. Com o cenário econômico e social cada vez mais favorável ao uso de matérias-primas de fonte renovável e alternativas ao petróleo, têm sido realizados, no Brasil, estudos para produção de eteno (C2H4) a partir de etanol, com objetivo de produzir um polietileno 100% proveniente de matérias-primas renováveis.

Assinale a alternativa que contém as afirmativas corretas.

a) Apenas I, III e IV.

b) Apenas I, II e III.

c) Apenas II, III e IV.

d) Apenas I e II.

09. (PUC-MG) A Eritropoetina (EPO) é uma glicoproteína sintetizada pelo rim (90%), e pelo fígado também, porém, em menor quantidade (10%). Sua produção é estimulada por hipóxia (baixa de oxigênio circulante) e atua como fator hormonal de estimulação mitótica e de diferenciação, aumentando a formação de eritrócitos maduros a partir das “células progenitoras” presentes na medula óssea do homem e em outros animais. A Eritropoetina Humana Recombinante contém 165 aminoácidos e, obtida por tecnologia de DNA recombinante, é produzida em células de ovário de hamster chinês (CHO), nas quais o gene da eritropoetina humana foi inserido. O produto contém uma sequência de aminoácidos idêntica à da eritropoetina humana. Seu efeito terapêutico no tratamento da insuficiência renal crônica terminal (IRCT) foi testado. Os resultados encontrados mostraram que 92% dos pacientes tratados com a Eritropoetina Humana Recombinante recuperaram o hematócrito normal em 12 semanas de tratamento. A EPO recombinante também tem sido utilizada por alguns atletas para aumentar suas performances.

Fonte: Extraído de ERITROPOETINA Humana Recombinante Monografia do Produto Bio-Manguinhos/Fundação Oswaldo Cruz disponível em http://www.fiocruz.br/bio_eng/media/monografia_epo.pdf

De acordo com o texto acima e seus conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar:

a) Os hamsters são capazes de produzir EPO com sequência de aminoácidos idêntica à da EPO humana, embora homens e hamsters apresentem diferentes códigos genéticos.

b) Os hamsters que receberam o DNA para a produção da EPO recombinante são ditos transgênicos.

c) A insuficiência renal crônica terminal pode levar o indivíduo afetado a desenvolver um quadro de anemia grave.

d) O uso de EPO recombinante por atletas é considerado “doping” por elevar, de forma artificial, a competência aeróbica dos usuários.

10. (PUC-PR) O primeiro organismo transgênico foi obtido por volta de 1981, quando genes de coelhos foram injetados em ovos de camundongos que se desenvolveram no útero de fêmeas dessa espécie. Os camundongos que nascidos desses ovos apresentaram hemoglobina de coelho em suas hemácias, porque:

a) RNA mensageiro do coelho injetado no ovo passou a conduzir a síntese de proteínas nessa célula.

b) DNA do coelho injetado no ovo se incorporou a um cromossomo e foi transmitido de célula a célula através de mitoses.

c) DNA do coelho injetado no ovo foi transcrito para o RNA ribossômico que conduziu a síntese de proteínas nessa célula.

d) RNA mensageiro do coelho injetado no ovo se incorporou a um cromossomo e foi transmitido de célula a célula através de mitoses.

e) DNA do coelho injetado no ovo se incorporou a um cromossomo e passou a conduzir a síntese de proteínas nessa célula.

11. (UFRGS) Em 2006, pesquisadores conseguiram contornar o principal argumento postulado por entidades religiosas contra a utilização de células-tronco embrionárias em experimentos científicos. Foi desenvolvida uma nova metodologia que consiste na retirada de uma única célula de um embrião humano de dois dias. Considere as seguintes afirmações sobre essa nova metodologia.

I. Ela permite o desenvolvimento de cultura de células-tronco embrionárias sem destruir o embrião.

II. A célula retirada provém do botão embrionário.

III. A célula retirada denomina-se blastômero.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas I e II.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

12. (COVEST) Para um pesquisador transferir um gene de interesse, diferentes etapas são cumpridas em laboratório, entre as quais: a utilização de enzima do tipo (1), para o corte e a separação do segmento de DNA a ser estudado; a extração e o rompimento de (2), e a inclusão em (2) do segmento obtido (gene isolado) com o auxílio de enzimas do tipo (3). Os números 1, 2 e 3 indicam, respectivamente:

12

a) Enzima de restrição, plasmídio e enzima ligase.

b) Enzima transcriptase reversa, cromossomo circular e enzima de restrição.

c) DNA recombinante, RNA plasmidial e enzima exonuclease.

d) Enzima transcriptase reversa, plasmídio e enzima de restrição.

e) Enzima de restrição, RNA plasmidial e enzima transcriptase reversa.

13. (COVEST) Analise as proposições abaixo, referentes a diferentes questões de Genética.

I   II

0  0  – Certos microrganismos podem ser manipulados em laboratório para incorporarem, em seu material genético, segmentos do DNA de outro organismo. O DNA recombinante então obtido pode ser clonado e utilizado, por exemplo, na produção de hormônios para a espécie humana.

1  1 – No homem, diferentes genes participam do metabolismo dos aminoácidos fenilalanina e tirosina, cada um determinando a produção de uma enzima. Se ocorrer uma mutação em certo loci, e essa mutação determinar a produção de enzima não funcional, a pessoa expressará uma anomalia metabólica. No caso ilustrado no esquema abaixo, apresentará fenilcetonúria.

13.1

2  2 – Por meios biotecnológicos, podem ser produzidos anticorpos monoclonais, reconhecidos como altamente específicos. Tais anticorpos podem ser empregados, por exemplo, em testes laboratoriais para a detecção de gravidez em estágios muito precoces.

3  3 – Se dois pares de genes aditivos determinam a cor da pele no homem, cinco classes fenotípicas podem ser observadas na população. A probabilidade de uma mulher (AaBb), casada com um homem (aabb), ter, em uma única gestação, dois filhos, um de fenótipo mulato-médio e o outro de fenótipo branco, é de 1/16.

4  4 – Considerando o operon da lactose, de Escherichia coli, ilustrado no esquema abaixo, para ocorrer a transcrição das enzimas codificadas nos genes 2, 3 e 4 (estruturais), é necessário que uma molécula produzida por um gene regulador (x) não reprima o gene operador (1).

13.4

14. (UFPI) A sigla OGM significa “organismos geneticamente modificados” ou, simplesmente, transgênicos. Coloque V ou F conforme a afirmativa sobre a obtenção dos OGMs seja verdadeira ou falsa.

(  ) São obtidos a partir de algumas células oriundas de um outro organismo, que são transferidas para o OGM.

(  ) São obtidos pela clonagem de genes de um organismo qualquer.

(  ) São obtidos pela transferência de genes de um organismo qualquer para o DNA genômico de outro organismo.

Agora, assinale a alternativa que contém a sequência correta:

a) V F V.

b) V V V.

c) F F V.

d) V F F.

e) F V V.

15. (UFC) Na espécie humana, a composição de sequência de bases, provenientes de fragmentos de DNA nuclear, tratados com uma específica enzima de restrição e submetidos a técnica de eletroforese, permite:

I. Identificar a paternidade de uma criança.

II. Diagnosticar casos de Síndrome de Down.

III. Prever a ocorrência de eritroblastose fetal.

Com respeito às três afirmativas, é correto dizer que apenas:

a) I é verdadeira.

b) I e II são verdadeiras.

c) II e III são verdadeiras.

d) I e III são verdadeiras.

e) II é verdadeira.

16. Uma ovelha gerada na Inglaterra, chamada Tracy, possui incorporada em um de seus cromossomos o gene para a antitripsina; trata-se, portanto, de um:

a) Clone.

b) Híbrido.

c) Plasmídio.

d) Transgênico.

17. Amostras de DNA podem ser identificadas pelo conjunto de ferramentas obtidos pelo corte com enzimas de restrição e sua posterior separação por:

a) Eletroforese.

b) Melhoramento genético.

c) Transcrição gênica.

d) Origem de replicação.

18. (UNESP) Em julho de2002, a Unesp produziu um clone animal a partir do núcleo de uma célula adulta. Pesquisadores da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, do campus de Jaboticabal, removeram o núcleo de uma célula obtida da cauda de uma vaca da raça Nelore (animal A) e injetaram-no no óvulo anucleado de uma vaca de abatedouro (animal B). Posteriormente, esse “óvulo” foi implantado no útero de uma vaca mestiça holandesa (animal C). Do desenvolvimento desse “óvulo” resultou a bezerra Penta. Nas células da bezerra Penta, há:

a) DNA nuclear do animal A e DNA mitocondrial do animal C.

b) DNA nuclear do animal A e DNA mitocondrial do animal A.

c) DNA nuclear do animal A e DNA mitocondrial do animal B.

d) DNA nuclear do animal B e DNA mitocondrial do animal C.

e) DNA nuclear do animal C e DNA mitocondrial do animal A.

19. (UERJ) Para a clonagem em bactérias do hormônio do crescimento humano a partir de seu RNA mensageiro, é inicialmente necessário que sejam sintetizadas em laboratório cópias em DNA desse RNA. As cópias, depois de introduzidas em plasmídios, serão expressas em culturas de bactérias contendo os plasmídios modificados. Essas cópias de DNA são sintetizadas em laboratório com o auxílio de uma preparação da enzima denominada de:

a) RNA replicase.

b) RNA polimerase.

c) Desoxirribonuclease.

d) Transcriptase reversa.

20. (UNIFOR) Ultimamente tem sido anunciados uma série de “Projetos Genoma”, com o objetivo de sequenciar o genoma de espécies de importância econômica, como o eucalipto e o café. Sequenciar o genoma de um organismo significa descobrir:

a) O seu código genético.

b) A sequência de bases do seu DNA.

c) As relações de parentesco do organismo.

d) Os genes importantes na produtividade.

e) Os seus genes de resistência a pragas e doenças.

21. (UFMG) A tecnologia do DNA recombinante permitiu a inserção e a expressão, em bactérias, do gene humano responsável pela síntese da insulina.  Todas as alternativas apresentam resultados esperados do êxito dessa técnica, exceto:

a) Possibilidade de expressão em bactérias de outros genes de interesse médico.

b) Possibilidade de tratamento para pacientes com intolerância à insulina animal.

c) Independência de pâncreas de animais para produção de insulina.

d) Obtenção de uma nova espécie de bactéria produtora de insulina humana.

22. (UFCE) No início de 1997, o mundo foi surpreendido com a informação de que cientistas escoceses havia clonado uma ovelha adulta. Partindo de células de glândulas mamárias de uma ovelha da raça Finn Dorset, a equipe do Dr. Iam Wilmut conseguiu gerar uma ovelha, à qual deram o nome de Dolly, geneticamente igual à ovelha doadora. O feito dos pesquisadores escoceses só foi possível porque:

a) Usaram células mamárias que, nos mamíferos, são células ainda não diferenciadas.

b) Fecundaram células mamárias com espermatozoides da mesma raça de ovelha.

c) A diferenciação de uma célula envolve uma irreversível modificação de seu material genético.

d) Em qualquer célula, todos os genes funcionam ininterruptamente durante toda a vida do organismo.

e) Sendo diploides, as células mamárias têm todos os genes para a formação de um novo organismo.

23. (COVEST) A biotecnologia poderá representar uma nova revolução industrial no mundo, podendo trazer grandes contribuições à produção de alimentos, de medicamentos, etc., favorecida por várias técnicas que cada vez mais se vão tornando comuns em nossas vidas. Sobre esse atualizado tema, pode-se dizer que:

I   II

0   0 – Hormônios  humanos,  como o  hormônio de  crescimento,  produzidos pelas bactérias, seres muito mais simples do que as células de mamíferos, podem ser utilizados pela espécie humana.

1   1 – Esses  hormônios  podem  ser  produzidos  em  larga  escala,   mediante fermentação desses microrganismos, geneticamente modificados, em grandes reatores.

2  2 – A tecnologia do  DNA recombinante  favorece o  aparecimento dos chamados animais transgênicos, os quais conseguem expressar genes de uma outra espécie.

3  3 – Apesar  do   avanço  da  engenharia  genética,   as substâncias  produzidas  por microrganismos modificados não podem ser utilizadas pelo homem, por produzirem reações imunológicas graves.

4  4 – A técnica de cultura de tecidos  vegetais tem sido empregada na produção de plantas mais sadias e resistentes a pragas; porém, essas plantas não conseguem crescer nem elaborar produtos de boa qualidade para o consumo humano.

24. (PUC-SP) No vaga-lume, há um gene que determina a produção de luciferase, enzima responsável pela oxidação da substância luciferina, levando à produção de luz. Através da engenharia genética, esse gene foi transferido para uma célula vegetal e, a partir desta, obteve-se uma planta inteira. Após ser regada com solução de luciferina, a referida planta começou a emitir luz. O resultado desse experimento indica que a planta.

a) Incorporou um segmento de RNA do vaga-lume, a partir do qual as células da planta produziram RNA e luciferase.

b) Incorporou um segmento de RNA do vaga-lume, a partir do qual as células da planta produziram DNA e luciferase.

c) Incorporou um segmento de DNA do vaga-lume, que possibilitou às células da planta a produção de luciferase.

d) Incorporou um segmento de DNA do vaga-lume, que não possibilitou a produção de RNA  nem de luciferase.

e) Não expressou o gene do vaga-lume.

25.  (MACK) Atualmente deixou de ser novidade a criação de plantas transgênicas, capazes de produzir hemoglobina. Para que isso seja possível, essas plantas recebem:
a) O fragmento de DNA, cuja sequência de nucleotídeos determina a sequência de aminoácidos da hemoglobina.
b) O RNAm que carrega os aminoácidos usados na síntese de hemoglobina.
c) Somente os aminoácidos usados nessa proteína.
d) Os anticódons que determinam a seqüência de aminoácidos nessa proteína.
e) Os ribossomos utilizados na produção dessa proteína.

26. (UPE) O Brasil surpreendeu a comunidade científica internacional, anunciando a conclusão do genoma de Xylella fastidiosa, bactéria responsável pelo amarelinho que ataca um terço das laranjas paulistas. Pernambuco dirige sua atenção para os problemas regionais e divulga os projetos sobre genomas de cana-de-açúcar e da Leishamania, ficando a coordenação destes últimos aos seus cuidados. Com a biologia molecular e a tecnologia que ela exige, chegando mais perto de você, prove seus conhecimentos.

I   II

0   0 – A estrutura do DNA é a de uma dupla-hélice resultante de 2 polinucleotídeos paralelos e em orientações opostas ligados entre si por suas bases através de pontes de hidrogênio (A=C; T=G) e que se enrolam em torno de um eixo.

1   1 – O DNA dos eucariotos se enrola ao redor de histonas para formar os nucleossomos que se organizam em solenoides helicoidais e que por, sua vez, se organizam em alças de cromatina, fortemente ligadas a proteínas, compactando assim, todo o material no interior de pequenos núcleos.

2   2 – A unidade informacional é um conjunto de 3 bases – trinca ou códon – que especifica um aminoácido e, como o número de aminoácidos é de apenas 20, inferior ao de arranjos possíveis das bases – 64 – os demais códons significam sinais que funcionam como indicadores, reguladores e finalizadores da mensagem genética.

3   3 – Há sequências de bases que não codificam proteínas, e mesmo assim, fazem parte da estrutura de genes de eucariotos: essas sequências, denominadas introns, são extraídas enzimaticamente do RNA logo após a transcrição.

4   4 – A complementação do pareamento das bases é característica importante para que o DNA possa se duplicar fielmente a partir de cada um dos filamentos distendidos – que servem de molde – de enzimas com função polimerásica e de desoxirribonucleotídeos livres.

27. (PUCCAMP-SP) Os avanços biotecnológicos fazem-se notar, sobretudo no setor agrícola. A cada ano são anunciados os resultados de novos experimentos, tais como manipulação genética para obtenção e criação de novas linhagens de plantas, levando a um grande aumento na produção de alimentos. Todavia, o problema da fome persiste no mundo. Por quê?

Em uma discussão sobre o assunto surgiram as seguintes respostas:

I. Não há igualdade de distribuição de alimentos entre os países e dentro de um mesmo país.

II. Em muitas regiões, o aumento da população sobrepuja o aumento na produção de alimento.

III. Pragas atacam e apodrecem alimentos armazenados, impedindo que sejam distribuídos à populações carentes.

IV. A má distribuição de renda deixa boa parte da população humana impossibilitada de comprar alimento.

Estão corretas:

a) I e II, somente.

b) I e III, somente.

c) II e III, somente.

d) I, II e III, somente.

e) I, II, III e IV.

28. (UESC-BA) Cientistas que trabalham com biotecnologias aplicadas à agronomia alimentam a esperança de produzir plantas transgênicas, com a informação hereditária que as habilite para fixar o nitrogênio atmosférico. Essa conquista tecnológica significaria um importante ganho na biotecnologia aplicada à produtividade vegetal porque:

a) Disponibilizaria à planta um elemento essencial para a síntese de aminoácidos.

b) Aumentaria as reservas de carboidratos das plantas.

c) Permitiria à planta utilizar os fertilizantes sem lhe causar prejuízos.

d) Tornaria a planta menos sensível aos agrotóxicos.

e) Deixaria a planta menos dependente de outros nutrientes.

29. (UFES) Os conhecimentos científicos envolvendo a clonagem têm proporcionado à humanidade grandes avanços e sua utilização em vegetais tem sido mais fácil e menos controversa que em animais, porque:

a) Os mecanismos de regulação gênica nos vegetais são mais simples, devido ao seu menor grau de complexidade.

b) Os embriões resultantes da clonagem em vegetais são mais resistentes às modificações ambientais.

c) Os vegetais apresentam, em sua maioria, a capacidade de propagação vegetativa, o que facilita a continuidade do processo.

d) A regulação hormonal da reprodução nos vegetais é mais facilmente controlada pelos cientistas.

e) Os vegetais produzem maior número de embriões por indivíduo, o que diminui a perda, em caso de rejeição.

30. (UFC)                           CONSIDERE O TEXTO A ABAIXO

“Os alimentos transgênicos, produtos que sofreram alterações genéticas com o objetivo de melhorar a qualidade, já ocupam prateleira dos supermercados nos Estados Unidos e Canadá, mas o consumidor não sabe disso, não há lei que obrigue os fabricantes a informar que o produto sofreu alteração genética. No Brasil, onde também não há obrigação de alertar o consumidor, a multinacional Monsanto está tentando conseguir autorização do Ministério da Ciência e Tecnologia para produzir soja transgênica no país Os beneficiários [advindos de plantas transgênicas], porém, podem esconder riscos ainda não esclarecidos [....], pois os resultados das experiências podem ser imprevisíveis. Até o momento, o resultado mais trágico do uso de produtos transgênicos surgiu no Japão em 1989: 5000 pessoas ficaram doentes, 1500 se tornaram permanentemente inválidas e 37 morreram.”

(Folha de S. Paulo, 6 ago. 1898)

Pela leitura do texto anterior, pode-se concluir, corretamente, que:

a) Toda planta transgênica produz substâncias altamente tóxicas ao ser humano.

b) Plantas transgênicas são aquelas cujos fenótipos se devem mais o ambiente do que aos genes.

c) Manipulações genéticas podem alterar o funcionamento dos genes naturais de um organismo.

d) As técnicas de transferência de genes por engenharia genética são altamente seguras.

e) Todas as plantas transgênicas são estéreis a partir da segunda geração mutante.

31. (UFRGS) O esquema abaixo representa um importante experimento realizado por J. R. Guidon.

31

O experimento representado demonstrou que:

a) Núcleos de células diferenciadas podem originar organismos novos e completos.

b) Uma célula epitelial, quando isolada, é capaz de originar um organismo completo.

c) Um óvulo não fecundado é capaz de originar um organismo completo.

d) É improvável a criação de clones de vertebrados.

e) O material genético encontrado no núcleo é desnecessário ao desenvolvimento de um organismo adulto.

32. (CEETEPS-SP) A engenharia genética consiste numa técnica de manipular genes que permite, entre outras coisas, a fabricação de produtos farmacêuticos em bactérias transformadas pela tecnologia do DNA recombinante. Assim, já é possível introduzir em bactérias o gene humano que codifica insulina, as quais passam a fabricar sistematicamente essa substância. Isso só é possível porque:

a) O cromossomo bacteriano é totalmente substituído pelo DNA recombinante.

b) As bactérias são seres eucariontes.

c) Os ribossomos bacterianos podem incorporar o gene humano que codifica insulina, passando-o para as futuras linhagens.

d) As bactérias possuem pequenas moléculas de DNA circulares (plasmídios), nas quais podem ser incorporados, experimentalmente, genes estranhos a elas.

e) As bactérias são seres muito simples, constituídos por um único tipo de ácido nucleico (DNA).

33. (UFAE) Durante milênios, os agricultores aperfeiçoaram a natureza cruzando diferentes espécies e variedades vegetais para obter plantas com determinadas características. Mesmos sem possuir conhecimentos científicos, eles já aplicavam técnicas de:

a) Produção de transgênicos.

b) Melhoramento genético.

c) Engenha genética.

d) Clonagem molecular.

e) Terapia gênica.

34. (VUNESP) O primeiro transplante de genes bem sucedido foi realizado em 1981, por J. W. Gurdon e F. H. Ruddler, para obtenção de camundongos transgênicos, injetando genes da hemoglobina de coelhos em zigotos de camundongos, resultando camundongos com hemoglobina de coelho em suas hemácias. A partir dessas informações, pode-se deduzir que:

a) O DNA injetado foi incorporado apenas às hemácias dos camundongos, mas não foi incorporado aos seus genomas.

b) O DNA injetado nos camundongos poderia passar aos seus descendentes somente se fosse incorporado às células somáticas das fêmeas dos camundongos.

c) Os camundongos receptores dos genes do coelho tiveram suas hemácias modificadas, mas não poderiam transmitir essa característica aos seus descendentes.

d) Os camundongos transgênicos, ao se reproduzirem, transmitiram os genes do coelho aos seus descendentes.

e) o RNAm foi incorporado ao zigoto dos embriões em formação.

35. (FMU/FIAM/FAAM-SP) Conforme é frequentemente divulgada pela mídia, nos anos recentes a tecnologia do DNA recombinante tem permitido a produção de animais e plantas denominadas transgênicos, que são dotados de características especiais. Os organismos transgênicos são:

a) Portadores de genes que não fazem parte do genoma natural da espécie.

b) Híbridos produzidos a partir do cruzamento entre espécies diferentes.

c) Clonados a partir de uma célula somática.

d) Produzidos a partir de inseminação artificial.

e) Artificialmente tornados resistentes a pesticidas.

36. O Projeto Genoma Humano tem como objetivo determinar a sequência de bases de todos os genes da nossa espécie. Isso pode ser feito graças ao instrumental bioquímico da engenharia genética disponível nos dias de hoje, como as enzimas bacterianas, conhecidas como enzimas de restrição. Analise as proposições a seguir, sobre as técnicas empregadas em engenharia genética e sobre os fenômenos biológicos da ação dos genes.

I   II

0   0 – As enzimas de restrição cortam o DNA apenas em locais onde existem certas sequências de bases nitrogenadas.

1    1 – Os plasmídios bacterianos são utilizados para replicar certos genes “cortados” pelas endonucleases de restrição.

2   2 – O RNAm é transcrito a partir do DNA, mas antes de passar ao citoplasma das células eucarióticas, passa por um processo denominado “splicing”, no qual são retirados trechos não  codificantes, denominados íntrons.

3   3 – No processo de regulação gênica conhecido como operon, os genes estruturais são responsáveis pela síntese de RNAm, mas os genes operador, promotor e regulador, participam do processo de “ativação” ou “inativação” dos genes estruturais.

4  4 – O genoma humano contém uma grande percentagem de sequências de DNA que não codificam genes. Por isso, quando o sequenciamento é realizado a partir de RNA mensageiro, identifica-se mais facilmente um gene.

37. (UEL) Na tentativa de obter uma bactéria produtora de um gene cujo produto fosse uma enzima eficaz no combate ao câncer, um pesquisador extraiu o DNA de uma planta, digeriu-o com enzima de restrição, introduzi-o num plasmídeo e, posteriormente, esse plasmídeo foi introduzido na bactéria, que passou a elaborar o produto gênico de interesse. A bactéria é ideal para esse tipo de experimento porque:

a) O período de tempo entre suas gerações é curto.

b) É um organismo anaeróbio.

c) Tem o DNA circular.

d) Possui a parede celular permeável.

e) É eucarionte.

38. (FATEC-SP) “Tracy é uma ovelha transgênica, capaz de produzir uma proteína humana cuja deficiência causa problema hepático e pulmonar”. Analise as afirmativas a seguir, referentes à técnica utilizada para obtenção da Tracy.

I. Animal transgênico é aquele que recebe e incorpora genes de outra espécie.

II. As substâncias utilizadas para isolar o gene a ser transplantado são denominadas enzimas transgênicas.

III. Para a ligação do DNA transplantado ao DNA hospedeiro a célula utiliza a enzima DNA ligase.

IV. A técnica do DNA recombinante foi utilizada para obtenção de Tracy.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) II e III.

b) I, II e III.

c) I, II e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

39. (UFPI) O Projeto genoma humano tem como objetivo determinar a sequência de bases de todos os genes de nossa espécie. Isto pode ser feito graças ao instrumental bioquímico da engenharia genética disponível nos dias de hoje, como as enzimas bacterianas, conhecidas como enzimas de restrição. Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a forma de atuação dessas enzimas.

a) As enzimas de restrição cortam o DNA apenas nos locais onde existem certas sequências de bases nitrogenadas.

b) As enzimas de restrição cortam o DNA nos locais onde reconhecem o açúcar desoxirribose.

c) A utilização das enzimas de restrição permite separar moléculas de DNA de acordo com seu tamanho e carga elétrica.

d) A utilização de enzimas de restrição permite cortar o DNA nos locais onde reconhecem o ácido fosfórico.

e) As enzimas de restrição quebram o DNA, separando-o sempre em nucleotídeos individuais.

40. (UFRS) O que se imaginava impossível acabou acontecendo antes do prazo previsto: após a elucidação da sequência de DNA de vários organismos, no ano 2000, foi anunciado o sequenciamento do genoma humano. Com relação à organização genômica, considere as seguintes afirmações:

I. O genoma humano contém uma grande percentagem de sequências de DNA que não codificam genes. Por isso, quando o sequenciamento é realizado a partir de RNA mensageiro, identifica-se mais facilmente um gene.

II. O genoma humano tem organização diferente da organização do genoma da bactéria Xylella fastidiosa, causadora da praga do amarelinho nos laranjais, recentemente sequenciado no Brasil.

III. A expressão dos genes humanos depende da presença, ou ausência, de cada gene no DNA de células diferenciadas.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas I e II.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

41. (FATEC-SP) As enzimas de restrição são as principais ferramentas bioquímicas empregadasem Engenhara Genética. Comrelação a essas substâncias é correto afirmar que:

a) São altamente específicas, cortando o DNA em locais determinados.

b) Não existem em seres vivos, sendo exclusivamente produtos da indústria química.

c) Atuam como agentes de ligação entre DNA viral e bacteriano.

d) Permitem somente a ligação de pedaços de DNA de um mesmo tipo celular.

e) Impedem a clonagem de moléculas de DNA recombinante.

42. (UFU) A figura a seguir representa, de forma esquemática, o processo de clonagem de genes do Mycobacterium tuberculosis, em um plasmídio de bactéria, para fins terapêuticos.

42

Com relação ao processo de clonagem gênica esquematizado acima, os números 1, 2, 3 e 4 representam, respectivamente:

a) DNA recombinante, plasmídio, clone e vetor.

b) DNA recombinante, vetor, plasmídio e organismo transgênico.

c) DNA, vetor, DNA recombinante e organismo transgênico.

d) DNA transgênico, DNA recombinante, vetor e plasmídio.

43. (UFF) Os cientistas franceses que criaram animal transgênico, e o artista brasileiro que fez a encomenda entram em conflito. Criadore artista já disputam a posse da transcoelha. Eduardo Kac, artista plástico brasileiro e professor de arte e tecnologia em Chicago, batizou de Alba a coelha transgênica que tem uma propriedade peculiar: seus olhos rosados, e seus pelos brancos ficam fluorescentes quando expostos à luz ultravioleta. Para conferir essa característica particular, os pesquisadores criaram um coelho que produz em todas as suas células a proteína GFP (proteína verde fluorescente, na sigla em inglês), presente naturalmente em medusas e que pode ser detectada sob luz ultravioleta.

                                                                                 Adaptado de: http://paginas.terra.com.br/educacao/isaacelias/coelha.htm

Considerando a tecnologia para obtenção de transgênicos, são feitas as seguintes afirmativas:

I. A coelha Alba é considerada transgênica, pois possui em seu genoma um segmento de DNA de medusa.

II. Apenas as células somáticas tiveram o gene que codifica a proteína GFP inserido em seu genoma.

III. As células fluorescentes da coelha produzem RNA mensageiro, que, no processo de tradução, origina a proteína GFP.

IV. A coelha transgênica foi produzida a partir da introdução de um núcleo extraído de uma célula de medusa em um óvulo de coelha cujo núcleo tenha sido anteriormente removido.

Entre as afirmativas acima, somente estão corretas:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) III e IV.

44. (UFF) Recentes descobertas têm provocado grande discussão por poderem alterar o futuro do esporte. Nessas pesquisas, foi mostrada a existência de duas proteínas que atuam regulando o crescimento das células musculares: o fator de crescimento IGF-I e a miostatina. O crescimento muscular é estimulado pelo fator IGF-I e limitado pela miostatina. A partir desse conhecimento, é possível modular o crescimento muscular por meio de vários procedimentos.

(Scientific American Brasil, 08/2004)

Analise os procedimentos a seguir e aponte aquele que poderia promover o desenvolvimento mais duradouro da massa muscular, em indivíduos sedentários, se executado uma única vez, sem deixar vestígios detectáveis em exames de sangue ou urina.

a) Introduzir, nas células musculares, novas cópias de RNA mensageiro que codifica o fator IGF-I.

b) Injetar anticorpos produzidos contra a proteína miostatina.

c) Introduzir, nas células musculares, nova cópia do gene do fator IGF-I, utilizando técnicas aplicadas em terapia gênica.

d) Injetar a proteína miostatina mutada que bloqueia a ação da miostatina normal por competir pelo seu receptor.

e) Injetar anticorpos produzidos contra o fator IGF-I.

45. (UNIFESP) Um pesquisador precisa obter células-tronco para iniciar experimentos em terapia gênica. Aponte a alternativa que relaciona o procedimento e a justificativa corretos para que tal pesquisador tenha sucesso.

a) Obter células-tronco de embriões em fase de gástrula em vez de obtê-las da blástula quando ainda não é possível conseguir células tão indiferenciadas.

b) Trabalhar apenas com embriões em vez de organismos adultos, uma vez que em adultos não existem células-tronco.

c) Conseguir células germinativas do ovário de uma fêmea adulta, pois ali, elas estão menos diferenciadas do que as células germinativas nos testículos de um macho adulto.

d) Optar pela obtenção das células do cordão umbilical de recém-nascidos em vez de obtê-las da fase de gástrula, já que no cordão a diferenciação é menor e o número de células maior.

e) Obter células do embrião em fase de blástula quando a indiferenciação é maior, em vez de obtê-las da gástrula ou do cordão umbilical quando as células já estão mais diferenciadas.

46. (COVEST)A manipulação genética de microrganismos, principalmente a manipulação de bactérias, já possibilitou a obtenção de resultados benéficos para a medicina e para outras áreas do conhecimento. Com relação a esse tema, é verdadeiro afirmar que:

I   II

0   0 – São utilizadas pequenas porções circulares de DNA, dispersas no citoplasma bacteriano e que têm replicação independente do cromossomo.

1  1 – São obtidos segmentos de DNA, com genes de interesse, através de cortes com exonucleases, como a transcriptase reversa.

2  2 – Se promove o corte de  moléculas de DNA  com o uso de enzimas que reconhecem sequências nucleotídicas específicas no DNA.

3 3 – Se duas diferentes moléculas de DNA forem cortadas por uma mesma enzima de restrição, serão produzidos iguais conjuntos de fragmentos.

4 4 – A tecnologia do DNA recombinante (ou Engenharia Genética) fundamenta-se na fusão de “trechos” de DNA de diferentes organismos para a construção de DNA híbrido.

47. (PUCCAMP) Obtiveram-se plantas transgênicas com as seguintes características:

I. Tomateiros cujos frutos passam mais tempo amadurecendo no pé, tornando-se mais saborosos.

II. Algodoeiros cujas folhas se tornaram impalatáveis para a herbivoria.

III. Pés de milho cujas sementes produzem hormônios de crescimento humano.

Toda essas plantas são úteis para a espécie humana, entretanto, interferência na composição da diversidade local de insetos ocorre somente com:

a) I.

b) II.

c) III.

d) I e II.

e) I e III.

48. (PUC-MG) Vírus têm sido utilizados como veículo para introduzir genes de interesse em células específicas de um animal vivo. Devido à ação terapêutica desses genes, o processo vem sendo denominado de terapia genética. Recentemente, cientistas conseguiram que ratos gorduchos ficassem magrinhos após injetar nos roedores um gene capaz de transformar as células que armazenam gordura, tornando-as capazes de sinalizar para o cérebro do animal a sensação de saciedade. Um gene que controla a proteína leptina foi colocado dentro de um vírus da gripe desativado, o qual, atuando como “Cavalo de Tróia”, introduziu o gene nos adipócitos dos roedores que, duas semanas depois, estavam comendo 30% menos e seus adipócitos estavam menores e repletos de mitocôndrias.

(Texto parcialmente extraído do “Jornal Folha de S. Paulo” de 10/02/04.)

A utilização de vírus em terapias genéticas, como a descrita acima, é uma realidade nas pesquisas atuais. Assinale a opção incorreta.

a) Genes inseridos no material genético viral podem ser transcritos no interior da célula.

b) Os vírus apresentam código genético diferente do da célula que invadem.

c) Alguns vírus têm a capacidade de inserir seu material genético no genoma da célula hospedeira.

d) É possível torná-los incapazes de se reproduzir no interior da célula infectada.

49. (UFF) Há doenças humanas que se caracterizam pela deficiência total ou parcial de uma proteína específica. A engenharia genética possibilita a obtenção dessa proteína em laboratório: plasmídios e enzimas de restrição podem ser utilizados para a “clonagem” de seu gene. Com relação a esses plasmídios e enzimas é correto afirmar:

a) As enzimas de restrição catalisam a síntese do DNA das bactérias utilizadas como hospedeiras dos plasmídios.

b) Os plasmídios possuem as enzimas necessárias à síntese das proteínas cujos genes devam ser “clonados”.

c) Os plasmídios são constituídos de DNA circular de fita dupla que se replica em bactérias.

d) Os plasmídios são constituídos de RNA circular de fita simples que se replica em bactérias.

e) As enzimas de restrição catalisam a ligação do fragmento do DNA humano com o DNA do plasmídio.

50. (COVEST) A biotecnologia compreende técnicas que permitem ao homem utilizar organismos para obter produtos de interesse prático. Conhecida desde a antiguidade, ela ganhou um grande impulso com o surgimento da engenha genética, que corresponde a um conjunto de técnicas que permitem a manipulação do DNA. Sobre este tema, podemos afirmar:

I   II

0  0 – A principal ferramenta empregada na manipulação do DNA é um conjunto de enzimas extraídas de vírus bacteriófagos, chamadas enzimas de restrição.

1   1 – As enzimas de restrição cortam a dupla hélice de DNA em pontos específicos.

2  2 – Considerando os pontos de corte nos DNAs abaixo, fica claro que com uma determinada enzima de restrição, potente e purificada, se pode cortar o DNA em diferentes fragmentos.

50.2

3  3 – Se duas diferentes moléculas de DNA forem cortadas por uma única enzima de restrição, serão originados dois conjunto de fragmentos diferentes.

4  4 – No exame de DNA, atualmente muito utilizado em testes de paternidade, são comparados padrões eletroforéticos de fragmentos de DNA das pessoas participantes do teste, obtidos separadamente com uma mesma enzima de restrição.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

C

C

A

C

B

A

A

A

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

A

VFVFV

C

A

D

A

C

D

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

E

VVVFF

C

A

FVFVV

E

A

C

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

D

B

D

A

VFVVV

A

D

A

C

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

A

C

B

C

E

VFVFV

B

B

C

FVFVV

 

Publicado por: Djalma Santos | 27 de outubro de 2011

Testes de botânica (5/5)

01. (UEPB) Observe o ciclo de vida da Ulva, uma alga multicelular, e assinale a alternativa que corresponde à numeração do desenho.

01

a) I – gametófito 2n; II – zoósporos 2n; III – esporófitos n; IV – gametângios; V – zigoto.

b) I – gametófitos n ; II – gametângios; III – zigoto; IV – esporófito 2n; V – zoósporos.

c) I – esporófito n; II – zoósporos n; III – gametófitos 2n; IV – gametângios; V – zigoto.

d) I – esporófito 2n; II – zoósporos 2n; III – gametófitos 2n; IV – gametângios; V – zigoto.

e) I – esporófito 2n; II – zoósporos n; III – gametófitos n; IV – gametângios; V – zigoto.

02. (URCA) São exemplos de estruturas foliares:

a) Espinho de mandacaru e espinho de rosa.

b) Dente de alho e bulbo da cebola.

c) Espinho de mandacaru e gavinha.

d) Espinho de juá e gavinha.

e) Caule do mandacaru e haste da bananeira.

03. (FEI) A ausência de cloroplastos nas células das raízes subterrâneas e nas células mais internas dos vegetais é justificada pelo fato  de que:
a) A presença de água e dos nutrientes orgânicos e inorgânicos do solo são fatores desencadeantes da síntese de todos os plastos, independentemente do fator luz.
b) Órgãos subterrâneos em hipótese alguma conseguem formar plastos e proplastos.
c) A presença da luz é fundamental para que se forme a clorofila e para a organização dos plastos.
d) A aeração do solo interfere diretamente na diferenciação dos cloroplastos, mas não no processo da tomada de água pelas raízes.
e) A temperatura do solo não interfere no mecanismo de absorção de água pela raiz, mas apenas na produção de clorofila e dos cloroplastos.

04. (UEPG) Os mecanismos de absorção e transporte são extremamente importantes para a fisiologia das plantas. Nesse contexto, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Em plantas pequenas, o excesso de água empurrado pela pressão da raiz pode ser facilmente eliminado por meio dos pelos absorventes das raízes.

1  1 – As raízes realizam duas funções principais, fixação da planta ao substrato e absorção de água e sais minerais.

2  2 – A seiva bruta circula pelos vasos do floema, que formam feixes contínuos de tubos capilares das folhas até as raízes.

3  3 – Nas plantas da família das crassuláceas, a exemplo do abacaxi, encontra-se uma adaptação bioquímica que ajuda a eliminar água em climas quentes e secos.

4  4 – No mesófilo da folha, a fotossíntese produz glicose e outros glicídios. Nessas células forma-se a sacarose. A sacarose é o açúcar a ser transportado pelo xilema.

05. (UFU) A cana-de-açúcar é usada para a produção de açúcar e etanol. Nesse processo são produzidos a vinhaça, a torta de filtro e o bagaço, considerados, até pouco tempo, como subprodutos que não tinham utilidade e que deveriam ser descartados. Com os avanços científicos, tem sido possível o uso alternativo desses produtos como, por exemplo, a vinhaça na adubação da lavoura e o bagaço na co-geração de energia elétrica. No cultivo da cana-de-açúcar, as lavouras são alternadas com o plantio de amendoim ou soja, para que haja o enriquecimento do solo. A parte da cana-de-açúcar usada nas usinas, o amendoim e a soja consumidos pelas pessoas são, respectivamente, as seguintes partes de uma planta:

a) Fruto, raiz e raiz.

b) Fruto, semente e semente.

c) Caule, raiz e semente.

d) Caule, semente e semente.

06. (UFG) Leia o texto a seguir.

A mandioca é um item básico da agricultura dos trópicos e, como o arroz e o pão, suas raízes são um meio fácil de obtenção de calorias. Essa planta cresce facilmente a partir de pequenas mudas ou estacas, prática agrícola comum de propagação vegetativa ou assexuada.

NASSAR, Nagib; ORTIZ, Rodomiro. Melhorar a mandioca e alimentar os pobres. Scientific American Brasil. Ano 8, n. 97, 2010. p. 72-77. [Adaptado].

O cultivo de plantas por meio da prática agrícola apresentada no texto, embora de fácil manejo, pode propiciar a:

a) Segregação gênica e resistência à baixa disponibilidade de água.

b) Variabilidade fenotípica e a suscetibilidade à baixa disponibilidade de água.

c) Uniformidade genética e a vulnerabilidade a pragas e doenças.

d) Recombinação gênica e a resistência a pragas e doenças.

e) Mutação cromossômica e a resistência a altas temperaturas.

07. (UECE) Durante muito tempo as samambaias dominaram a paisagem da Terra e, ao longo de milhões de anos, as várias espécies adaptaram-se a todos os tipos de ambiente. Uma das características das samambaias é a presença de uma estrutura reprodutiva denominada protalo que é um:

a) Esporófito verde, haploide, que origina esporângios.

b) Gametófito com rizoides, diploide, que origina esporângios.

c) Gametófito avascular haploide, efêmero, que origina gametângios.

d) Esporófito subterrâneo, diploide, que origina gametângios.

08. (URCA) As pteridófitas tiveram seu apogeu sobre a Terra no Período Carbonífero (360 – 285 milhões de anos passados). Sobre esse grupo de plantas é correto afirmar:

a) Atualmente se encontram interdependentes das briófitas.

b) Foram suplantadas pelas gimnospermas e angiospermas pela dependência de água para o processo reprodutivo.

c) Por interagirem com dinossauros e esses ao serem extintos quebraram importante elo ecológico o que levou esse grupo de plantas a quase completa extinção.

d) A fase gametofítica duradoura impede que o processo reprodutivo seja rápido o suficiente para competirem com outros grupos de plantas vasculares.

e) As pteridófitas perderam a competição para as plantas com sementes porque não possuem tecidos verdadeiros e por isso não atingem grande porte.

09. (UFT) A evolução das plantas está relacionada com a ocupação do ambiente terrestre. Com relação aos passos mais importantes, no início da história da evolução das plantas, que contribuíram para o sucesso na ocupação do meio terrestre, é correto afirmar que:

a) Com relação à sustentação, a solução encontrada foi o desenvolvimento do sistema dérmico.

b) O desenvolvimento do sistema vascular e do sistema dérmico permitiu às plantas vasculares colonizar ambientes de baixa umidade.

c) Para solucionar problemas de transporte de água e alimentos nas plantas terrestres, o desenvolvimento do sistema dérmico foi essencial.

d) O fruto foi uma importante aquisição evolutiva das plantas, e se deu no início da história evolutiva do grupo.

e) As raízes formam o sistema radicular, que possui como única função a fixação da planta ao substrato.

10. (CEFET-MG) As plantas são organismos pluricelulares incapazes de:

a) Reproduzir assexuadamente.

b) Produzir suas próprias proteínas.

c) Absorver matéria orgânica do solo.

d) Responder a estímulos hormonais.

e) Realizar processos fotossintéticos.

11. (PUC-CAMPINAS) Folhas foram destacadas de uma planta de soja e submetidas a pesagens sucessivas. Assinale o gráfico no qual o ponto I corresponde ao momento em que os estômatos completaram o seu fechamento.

11

12. (IFMG) O diagrama abaixo representa a ordem evolutiva dos principais grupos de plantas.

12

Sobre esses grupos, podemos afirmar, exceto:

a) O pequeno porte das briófitas é resultado da ausência de vasos condutores de seiva.

b) As pteridófitas dependem da água na sua reprodução.

c) Gimnospermas formam, no seu ciclo reprodutivo, a semente e o fruto.

d) Em angiospermas a polinização pode ser realizada pelo vento ou por animais.

13. (IFSudeste-MG) Julgue as afirmativas abaixo relativas a reprodução de organismos do Reino Plantae e assinale a alternativa correta.

a) As gimnospermas apresentam dupla fecundação, estando o embrião dentro da semente nua.

b) Em pteridófitos, a oosfera nada ao encontro do anterozoide, sendo este um exemplo de reprodução sexuada.

c) Em angiospermas, após a fecundação, o ovário dará origem a semente e o óvulo originará o fruto.

d) Todos os vegetais apresentam ciclo reprodutivo haplodiplobionte, sendo que as briófitas pertencem ao único grupo com a fase haploide duradoura.

e) Nas briófitas, o esporófito é fotossintetizante, sendo o gametófito dependente do esporófito.

14. (UEPG) Com relação à anatomia, fisiologia e classificação das Gimnospermas e Angiospermas, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O termo gimnosperma significa que as sementes estão descobertas ou expostas, isto é, não protegidas nas flores.

1  1 – O pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia) se enquadra entre as gimnospermas.

2  2 – O caulículo dá origem à parte inicial do caule ou hipocótilo, a gêmula origina a parte superior do caule, e o epicótilo as primeiras folhas.

3  3 – As flores são partes altamente especializadas de uma planta, nas quais se formam as estruturas reprodutivas das angiospermas.

4  4 – As monocotiledôneas apresentam folhas com nervuras paralelas, já as dicotiledôneas apresentam folhas com nervuras ramificadas.

15. (PUC-MG) A primavera é a estação do ano em que flores enfeitam casas, ruas e jardins. Elas são bem diversificadas aos nossos olhos. A figura apresenta o esquema de uma flor e destaca algumas de suas estruturas.

15

Fonte: professoraliviaribeiro.blogspot.com

Observe a figura e marque a alternativa incorreta sobre as estruturas florais.

a) Nos estames estão os sacos polínicos correspondentes aos microsporângios, onde ocorre meiose, formando os micrósporos.

b) Nos macrosporângios ocorrem meioses seguidas de mitoses para formação, no saco embrionário, de oito núcleos haploides, sendo um deles a oosfera.

c) Mesmo sendo monóclina, nessa flor, dependendo de suas características estruturais e adaptativas, poderá ocorrer autogamia ou alogamia.

d) Mesmo com observação detalhada e completa de suas estruturas – os verticilos florais –, não seria possível identificar a planta como mono ou dicotiledônea.

16. (UFTM) Os vegetais são classificados em quatro grandes grupos, briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas, sendo este último o maior, com aproximadamente 235.000 espécies conhecidas. Existem algumas características que são exclusivas das angiospermas; dentre elas, pode-se citar a:

a) Semente protegida por um tegumento, que envolve o embrião.

b) Produção de grãos de pólen, com capacidade de formar o tubo polínico.

c) Produção de gametas femininos imóveis, protegidos no interior do arquegônio.

d) Dupla fecundação, com a formação do embrião e do endosperma triploide.

e) Produção de óvulos no interior do androceu, que se desenvolvem nos frutos.

17. (UNIMONTES) As adaptações foliares apresentam morfologias e fisiologias que permitem a um vegetal desenvolver características que favorecem diversificados hábitos e comportamentos no ecossistema. As alternativas a seguir referem-se a esse assunto. Analise-as e assinale a que apresenta uma relação correta com as brácteas.

a) Atração de polinizadores.

b) Economia hídrica.

c) Captura de insetos.

d) Reserva energética.

18. (UNIFAL) Sobre as plantas com sementes é incorreto afirmar que:

a) Gimnospermas e angiospermas apresentam esporos masculinos e femininos diferentes (plantas heterósporas).

b) Gimnospermas apresentam sementes nuas, já que não possuem flores nem frutos.

c) Dois grandes grupos de angiospermas são as monocotiledôneas e as dicotiledôneas.

d) Gimnospermas e angiospermas co-evoluíram com os animais que as polinizam.

19. (UFSC) A cobertura vegetal original do estado de Santa Catarina compreende dois tipos de formação: florestas e campos. As florestas, que ocupavam 65% do território catarinense, foram bastante reduzidas por efeito de devastação. As florestas nas áreas do planalto serrano apresentam-se sob a forma de florestas mistas de coníferas (araucárias) e latifoliadas e, na baixada e encostas da Serra do Mar, apenas como floresta latifoliada. Os campos ocorrem como manchas dispersas no interior da floresta mista. Os mais importantes são os de São Joaquim, Lages, Curitibanos e Campos Novos.

19

Texto adaptado de: ATLAS ESCOLAR DE SANTA CATARINA. Secretaria de Estado de Coordenação Geral e Planejamento. Subsecretaria de Estudos Geográficos e Estatísticos. Rio de Janeiro: Aerofoto Cruzeiro, 1991. p. 26. Imagem disponível em: <http://www.plantasonya.com.br/dicas-e-curiosidades/gimnospermas.html&gt; Acesso em: 14 set. 2010.

A foto mostra e o texto cita as coníferas (araucárias), uma representante do grupo das gimnospermas. Sobre este grupo, é correto afirmar que:

I   II

0 0 – O grupo das gimnospermas é evolutivamente mais recente do que o grupo das angiospermas.

1  1 – Ao longo do processo evolutivo das plantas, as gimnospermas apresentaram uma novidade evolutiva em relação às pteridófitas: a presença de sementes.

2  2 – As araucárias são plantas monoicas, isto é, plantas que possuem em um mesmo indivíduo flores masculinas e femininas.

3  3 – O processo de polinização das gimnospermas é dependente de insetos e pássaros, os quais são atraídos pelos nectários na base de suas flores.

4  4 – As coníferas são vegetais que não atingem grandes alturas (com altura média de10 metros), com exceção das araucárias.

20. (UFTM) Duas sementes, A e B, produzidas por uma mesma espécie de planta, foram colocadas em diferentes vasos com a mesma quantidade de terra e água e submetidas à mesma condição de temperatura e pressão. A semente A tinha cinco gramas a mais que B. Os vasos foram colocados no interior de duas caixas de 40 cm de altura, totalmente vedados para impedir a entrada de luz no interior. As sementes germinaram e geraram plantas estioladas, porém uma atingiu altura maior que a outra. O esquema ilustra o resultado da experiência.

20

Analisando-se o experimento descrito, pode-se concluir que o crescimento foi:

a) Maior em A porque esta planta conseguiu absorver mais gás CO2 proveniente do ar.

b) Maior em A porque esta planta tinha mais reservas nutritivas no interior do endosperma.

c) Menor em B porque esta planta não tinha nutrientes para realizar várias meioses rapidamente.

d) Menor em B porque esta planta não conseguiu realizar a quimiossíntese para gerar ATP.

e) Menor em B porque esta planta não absorveu o gás CO2 do meio e consequentemente não respirou.

21. (UNIMONTES) As briófitas compreendem os vegetais terrestres morfologicamente mais simples. Conhecidas popularmente como “musgos”, “antóceros” ou “hepáticas”, ocupam caracteristicamente ambientes úmidos, o que representa uma adaptação à ausência de:

a) Flores.

b) Clorofila b.

c) Vasos condutores.

d) Células flageladas.

22. (UNIR) Em relação às estruturas das flores, assinale a alternativa que apresenta relação incorreta entre as estruturas dadas.

a) Conjunto de pétalas → corola.

b) Conjunto de sépalas → cálice.

c) Estames → androceu.

d) Conjunto de flores → tépala.

e) Pistilo → gineceu.

23. (UFGD) Existem plantas que, por suas características morfológicas, são mais adaptadas à função de conter a erosão do solo. Entre as plantas indicadas para esse fim, costuma-se utilizar espécies do grupo das Gramíneas (monocotiledôneas). Indique a alternativa que apresenta uma característica que corresponde a esse grupo.

a) Folhas sem bainha.

b) Sementes com dois cotilédones.

c) Flores pentâmeras.

d) Raízes fasciculadas.

e) Folhas peninérveas.

24. (IFSC) O cladograma abaixo ilustra possíveis relações de parentesco evolutivo entre os principais componentes do Reino Plantae.

24

Com base no cladograma e sobre o assunto Reino Plantae, assinale as proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 -As plantas criptógamas estão representadas no grupo B. Recebem essa denominação devido a suas estruturas produtoras de gametas serem pouco evidentes.

1  1  -As plantas angiospermas (3 e 4) são constituídas por raízes, caules, folhas, sementes, flores e frutos. As sementes são abrigadas no interior de frutos e os frutos são resultado do desenvolvimento do ovário das flores. Exemplo: sequóias, laranjeira e feijão.

2  2  -O número 1 representa plantas que apresentam pequeno porte devido à ausência de vasos condutores de seiva. Seus representantes habitam ambientes úmidos, pois a água é essencial para fecundação de seus gametas.

3  3 -As samambaias, avencas e pinheiros correspondem ao grupo das Gimnospermas (3). A fecundação depende da presença de água e seus representantes possuem sementes que protegem o embrião contra a desidratação e armazenam nutrientes para o desenvolvimento.

4  4 -As plantas fanerógamas (3 e 4) somadas às plantas pteridófitas (2) formam o grupo das plantas traqueófitas ou vasculares (C), pois todas possuem vasos condutores de seiva.

25. (FATEC) Alguns estudantes fizeram as seguintes observações sobre as características de um grupo de plantas:

I. Apresentam tecidos especializados para o transporte da seiva.

II. Possuem frutos e sementes.

III. Formam tubo polínico para a ocorrência da fecundação.

IV. Apresentam a fase esporofítica transitória.

Com relação a essas afirmações, pode-se afirmar que o pinheiro, a samambaia, o limoeiro e os musgos apresentam, respectivamente, as seguintes características:

a) III, IV, II e I.

b) I, II, III e IV.

c) II, III, IV e I.

d) III, I, II e IV.

e) I, III, IV e II.

26. (UEL) As plantas vasculares colonizaram a paisagem terrestre durante o período Devoniano, há cerca de410 a387 milhões de anos. A ocupação do grande número de hábitats demandou uma grande variedade de formas e adaptações nas plantas.  Com base na morfologia dos diferentes tipos de caules, assinale a alternativa que contém caules adaptados à reprodução assexuada e à fotossíntese, respectivamente.

a) Rizoma e bulbo.

b) Colmo e bulbo.

c) Estolão e rizoma.

d) Cladódio e estolão.

e) Estolão e cladódio.

27. (UNIRIO) O processo de gutação consiste na eliminação de gotículas de água por estruturas bem-definidas, os hidatódios, localizados nas bordas das folhas. Os hidatódios se assemelham aos estômatos, mas, em lugar de câmara subestomática, há um parênquima aquífero, o epitema, onde terminam os vasos lenhosos das últimas nervuras.

27

Indique a melhor combinação de fatores (temperatura, umidade de ar e água do solo), para que a gutação possa ser observada pela manhã em algumas plantas.

TEMPERATURA

UMIDADE RELATIVA DO AR

SATURAÇÃO DE ÁGUA DO SOLO

a

Baixa

Alta

Saturado

b

Alta

Alta

Saturado

c

Baixa

Alta

Não saturado

d

Alta

Baixa

Não saturado

e

Baixa

Baixa

Não saturado

28. (UNIMONTES) A folha é o órgão vegetativo que apresenta grande polimorfismo e adaptações a diferentes ambientes e funções. A figura abaixo apresenta alguns tipos de folhas. Analise-a.

28

Considerando a figura e o assunto abordado, analise as afirmativas e assinale a alternativa incorreta.

a) A folha com ócrea tem estípula bastante desenvolvida.

b) O limbo foliar tem grande importância na taxonomia vegetal.

c) Na folha séssil, o pecíolo está ausente.

d) A folha invaginante é um tipo de folha completa.

29. (UFSC) O reino vegetal agrupa espécies com uma grande diversidade de formas, tamanhos, tipos de habitat e que apresentam variadas estratégias reprodutivas e de dispersão.  Sobre os diferentes grupos deste reino, é correto afirmar que:

I   II

0 0 – As Briófitas são plantas vasculares de pequeno porte e que realizam reprodução sexuada.

1 1 – As Angiospermas se caracterizam pela presença do fruto que se origina a partir do desenvolvimento do ovário, presente no gineceu da flor.

2  2  – O pequeno porte das Pteridófitas está relacionado à ausência de vasos condutores, pois o transporte de água e de nutrientes ocorre de célula a célula por difusão.

3  3 – Os representantes mais conhecidos das Pteridófitas são as hepáticas e os musgos, e os das Briófitas são as samambaias.

4 4 – O pinheiro e a macieira são representantes das Gimnospermas e Angiospermas, respectivamente.

30. (UEL) A história da evolução das plantas está relacionada com a ocupação progressiva do ambiente terrestre e o aumento de sua independência da água para a reprodução. O aparecimento do floema e do xilema solucionou o problema do transporte de água e dos alimentos nas plantas que crescem em ambientes terrestres.

Com base no texto e em seus conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa correta.

a) As principais células de condução do xilema são os elementos crivados e as células companheiras, e as principais células de condução do floema são os elementos traqueais e os elementos de vasos xilemáticos.

b) O xilema, principal tecido condutor de água, também está envolvido na condução das substâncias orgânicas, na sustentação e no armazenamento de substâncias.

c) O floema, além de açúcares, transporta aminoácidos, lipídios, micronutrientes, hormônios, estímulos florais, numerosas proteínas e RNA.

d) As plantas vasculares, briófitas, gimnospermas e angiospermas possuem xilema e floema. Como exemplo, podemos citar musgos, carvalhos e pinheiros, respectivamente.

e) O floema é responsável pelo transporte da seiva bruta, das raízes até as folhas, e o xilema é responsável pelo transporte da seiva elaborada, das folhas até as raízes.

31. (UNIMONTES) A figura a abaixo ilustra uma flor completa de Angiospermas, e o quadro a seguir relaciona estrutura e função de alguns componentes. Analise-os.

31

1. Pétala Atração de agentes polinizadores
2. Pistilo Produção do grão de pólen
3. Estame Desenvolvimento do óvulo
4. Sépala Proteção

Considerando a figura, o quadro e o assunto abordado, assinale a alternativa que apresenta o número de função(ões) incorreta(s).

a) 3.

b) 1.

c) 4.

d) 2.

32. (UFTM) Analisando as características dos grupos vegetais e das fases dos ciclos reprodutivos, considere as informações seguintes:

I. Produção de grãos de pólen é posterior formação do tubo polínico.

II. Fase esporofítica duradoura e fase gametofítica reduzida.

III. Formação de um endosperma derivado de uma dupla fecundação.

IV. Animais que atuam no transporte do pólen entre diversas flores.

Pode-se afirmar corretamente que

a) I e III ocorrem nas pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.

b) II e IV ocorrem nas gimnospermas e angiospermas.

c) II ocorre nas pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.

d) III ocorre nas gimnospermas e angiospermas.

e) I e IV são exclusivas de angiospermas.

33. (UFES)

PÁTRIA

[...]

Lá vem uma barquinha cheiinha de índios

Outra de degredados

Outra de pau de tinta

Até que o mar inteiro

Se coalhou de transatlânticos

E as barquinha ficaram

Jogando prenda coa raça misturada

No litoral azul de meu Brasil

(ANDRADE, Oswald de. Primeiro Caderno do Aluno de Poesia Oswald de Andrade. São Paulo: Globo, 1991, PP.32-33.)

O texto acima faz referência a “pau de tinta”, conhecido também como pau-brasil. O pau-brasil é uma dicotiledônea que possui como característica:

a) Estrutura trímera em suas flores.

b) Esporófitos pouco duradouros e dependentes do gametófito.

c) Caule com crescimento em espessura devido à existência do câmbio.

d) Produção de esporos organizada em estróbilos, com ciclo haplobionte haplonte.

e) Raízes organizadas em “cabeleira”, pois seus ramos radiculares são equivalentes, não tendo eixo principal.

34. (UNIMONTES) A reprodução sexuada é, sem dúvida, o método mais importante pelo qual os organismos eucariotos aumentam a variabilidade em sua descendência. Assim, as plantas desenvolveram mecanismos que impedem a autofecundação. Assinale a alternativa que representa um desses mecanismos.

a) Dimorfismo sexual entre as espécies.

b) Amadurecimento do pólen e estigma de uma flor em épocas diferentes.

c) Flores masculinas e femininas numa mesma árvore.

d) Flores com estiletes e anteras do mesmo tamanho.

35. (UFVJM) Observe esquema abaixo e assinale a alternativa incorreta.

35

a) I representa a epiderme, com função de revestimento e proteção.

b) II representa parênquima paliçádico, cuja função é realizar biossíntese de compostos orgânicos.

c) III representa parênquima lacunoso, cuja função é armazenar nutrientes.

d) IV representa uma estrutura com função de trocas gasosas.

36. (UFC) A teoria de Dixon é uma das hipóteses que tenta explicar o transporte de água da raiz até as folhas de árvores com mais de30 metros de altura, como a castanheira-do-pará. Assinale a alternativa que contém aspectos nos quais se baseia essa teoria.

a) Coesão entre as moléculas de água, adesão entre essas moléculas e as paredes do xilema, tensão gerada no interior dos vasos pela transpiração foliar.

b) Aumento da concentração osmótica no interior dos vasos xilemáticos da raiz, entrada de água por osmose, impulsão da seiva para cima.

c) Semelhança dos vasos do xilema a tubos de diâmetro microscópico, propriedades de adesão e coesão das moléculas de água, ocorrência do fenômeno da capilaridade.

d) Permeabilidade seletiva das células do córtex da raiz, presença da endoderme com as estrias de Caspary, transporte ascendente da seiva bruta.

e) Produção de carboidratos nas folhas, aumento da concentração osmótica nesses órgãos, ascensão da seiva bruta, por osmose e capilaridade, nos vasos do xilema.

37. (UEPB) Leia o poema abaixo de J. G. de Araújo Jorge, que está no livro Espera…, 1960).

“Rosa… Espinho…”

Pago a impaciência

desta paixão ansiosa

por te querer

em meu caminho…

Quis colher a rosa,

 Feriu-me o espinho

Analisando o verso em destaque, do ponto de vista biológico, podemos afirmar que:

a) Está correto, pois os espinhos são folhas modificadas que, além da função de proteção, também evitam a perda de água por transpiração.

b) Está correto, pois a roseira apresenta espinhos como elementos de defesa contra predadores.

c) Está incorreto, pois a roseira apresenta acúleos, que são projeções epidérmicas, pontiagudas, resistentes, facilmente destacáveis e com função de proteção.

d) Está incorreto, pois a roseira apresenta tricomas, que são projeções da epiderme caulinar, com função protetora.

e) Está correto, pois os espinhos são modificações da epiderme foliar, pontiagudas, resistentes, com função de proteção.

38. (UFJF)A existência de diferentes estratégias reprodutivas é uma das explicações para o sucesso das plantas na colonização dos mais variados ambientes. Assinale a alternativa em que todas as estruturas apresentadas possam ser usadas na reprodução vegetativa.

a) Tubérculo, tubo polínico e estolhos.

b) Estolhos, grãos de pólen e rizomas.

c) Tubérculo, oosfera e rizomas.

d) Frutos, folhas e oosfera.

e) Folhas, tubérculos e gemas.

39. (UFMS) Alguns estudantes realizaram um experimento para testar o sistema reprodutivo de determinada espécie vegetal, que possui flores hermafroditas. Com essa finalidade, eles procederam da seguinte maneira: para cada tratamento foram utilizadas 500 flores. No tratamento I, as flores foram usadas como testemunhas, não recebendo nenhuma intervenção por parte dos estudantes; no tratamento II, as flores foram polinizadas manualmente com pólen proveniente da mesma flor (autopolinização) e protegidas posteriormente; no tratamento III, as flores foram inicialmente emasculadas (remoção das anteras), polinizadas com o pólen proveniente de flores diferentes da mesma espécie e, posteriormente, protegidas; no tratamento IV, as flores foram emasculadas (remoção das anteras) e, posteriormente, protegidas, evitando-se assim o processo de polinização. Os resultados obtidos podem ser visualizados no gráfico abaixo:

39

Analisando-se o gráfico, é correto afirmar:

I   II

0  0 – A planta possui mecanismo que impede a autofecundação.

1  1 – A planta possui mecanismo que impede a polinização cruzada.

2  2 – A planta não apresenta frutos partenocárpicos.

3 3 – O sucesso reprodutivo é maior nas plantas com polinização cruzada em relação à autopolinização.

4 4 – As plantas reproduzem-se tanto através da polinização cruzada como por autofecundação.

40. (UFPI) As plantas são grupos basicamente terrestres, que conseguiram um número de características especializadas em virtude de sua adaptação à sua vida na Terra. Essas características são mais bem desenvolvidas entre as plantas vasculares, o grupo dominante. Sobre esse grupo de plantas, assinale somente a alternativa que contempla a afirmativa correta.

a) Presença de uma cutícula cerosa, com aberturas especializadas, representadas pelos ostíolos dos estômatos.

b) Presença de um eficiente sistema de condução, no qual o xilema transporta os produtos da fotossíntese para toda a planta e o floema, água e sais minerais.

c) O crescimento em espessura, resultante da atividade cambial presente em todas as angiospermas, é capaz de adicionar células indefinidas ao corpo da planta.

d) O gametófito (n), no seu ciclo reprodutivo, constitui a fase mais desenvolvida, representada pela planta completa, e o esporófito (n) constitui a fase menos desenvolvida, representada pelo tubo polínico e saco embrionário.

e) O gametófito, nessas plantas, nutre o esporófito, que depende nutricionalmente dele para o seu desenvolvimento.

41. (PUC-CAMPINAS) Num terreno úmido situado ao lado de uma plantação de tomate cresceram musgos e samambaias. Considerando-se os ciclos de vida desses dois tipos de vegetais, pode-se afirmar corretamente que:

a) Os esporos do musgo e da samambaia são transportados por correntes de ar, germinando somente se caírem no solo seco.

b) O esporófito do musgo, bem como o da samambaia, é capaz de realizar fotossíntese e de absorver nutrientes do solo.

c) O gametófito do musgo e o da samambaia têm tamanho muito pequeno e dão origem a um esporófito grande e rico em clorofila.

d) A fecundação do musgo necessita de água para o encontro dos gametas, ao passo que na samambaia o encontro entre os gametas ocorre por meio de correntes de ar.

e) O esporófito do musgo é nutrido pelo gametófito, enquanto que, na samambaia, o esporófito realiza fotossíntese e absorve nutrientes do solo.

42. (UEPB) No esquema abaixo, os segmentos delimitados por letras indicam processos fisiológicos das angiospermas. Identifique-os, de acordo com a figura ao abaixo.

42

A → B

B → C

C → D

C → E

a

Absorção Condução de seiva elaborada Condução de seiva bruta Transpiração

b

Absorção Condução de seiva bruta Transpiração Condução de seiva elaborada

c

Transpiração Condução de seiva bruta Condução de seiva elaborada Absorção

d

Absorção Condução de seiva bruta Condução de seiva elaborada Transpiração

e

Condução de seiva bruta Condução de seiva elaborada Transpiração Absorção
43. (UNESP) Um rapaz apaixonado desenhou no tronco de um abacateiro, a 1,5 metros do chão, um coração com o nome de sua amada. Muitos anos depois, voltou ao local e encontrou o mesmo abacateiro, agora com o dobro de altura. Procurou pelo desenho que havia feito e verificou que ele se encontrava:

a) Praticamente à mesma altura e mantinha o mesmo tamanho e proporções de anos atrás.

b) A cerca de 3 metros do chão e mantinha o mesmo tamanho e proporções de anos atrás.

c) A cerca de 3 metros do chão e mantinha as mesmas proporções, mas tinha o dobro do tamanho que tinha anos atrás.

d) A cerca de 3 metros do chão e não tinha as mesmas proporções de anos atrás: estava bem mais comprido que largo.

e) Praticamente à mesma altura, mas não tinha as mesmas proporções de anos atrás: estava bem mais largo que comprido.

44. (FUVEST)A relação entre produção, consumo e armazenagem de substâncias, na folha e na raiz subterrânea de uma angiosperma, encontra-se corretamente descrita em:

FOLHA

RAIZ SUBTERRÂNEA

a

Glicose é produzida, mas não é consumida. Glicose é armazenada, mas não é consumida.

b

Glicose é produzida e consumida. Glicose é consumida e armazenada.

c

Água é consumida, mas não é armazenada. Água é armazenada, mas não é consumida.

d

Água é consumida, e glicose é produzida. Glicose é armazenada, mas não é consumida.

e

Glicose é produzida, mas não é consumida. Água é consumida e armazenada.

45. (PUC-CAMPINAS) Considere a frase abaixo.

Na cana-de-açúcar, um dos núcleos espermáticos do tubo polínico funde-se com I e o outro com II.

Para que essa frase seja corretamente completada, I e II devem ser substituídos por:

a) A oosfera e os núcleos polares.

b) A oosfera e as sinérgides.

c) A oosfera e as antípodas.

d) As sinérgides e as antípodas.

e) As sinérgides e os núcleos polares.

46. (UFAL) Trocas gasosas entre as folhas e o meio ambiente; eliminação de água na forma líquida (gutação) e trocas gasosas nos caules, são fenômenos que ocorrem em diferentes vegetais. Eles são possibilitados pela presença de, respectivamente:

a) Estômatos, hidatódios e traqueídes.

b) Tricomas, lenticelas e hidatódios.

c) Estômatos, hidatódios e lenticelas.

d) Lenticelas, traqueídes e acúleos.

e) Vasos crivados, hidatódios e traqueídes.

47.  (PUC-MG) Os caules apresentam características específicas de cada grupo de plantas.

47

Sobre as figuras apresentadas, é correto afirmar, exceto:

a) 3 é caule de monocotiledônea, que não apresenta câmbio com crescimento secundário em espessura e nem delimitação clara entre córtex e cilindro central.

b) 4 é caule de dicotiledônea apresentando feixes vasculares líbero-lenhosos e há, nesse grupo de plantas, crescimento secundário em espessura.

c) Em 2 encontra-se semente com cotilédones triploides e endosperma bem desenvolvido.

d) A semente representada em 1 apresenta reservas nutritivas no endosperma bem desenvolvido e cotilédone reduzido.

48. (FGV-SP) O gráfico apresenta a taxa de transpiração de uma planta ao longo de certo período de tempo.

48

Pode-se afirmar que, nessa planta, no intervalo

a) A-B, os estômatos estão se abrindo.

b) A-B, a transpiração é apenas estomática.

c) A-B, a transpiração é estomática e cuticular.

d) B-C, os estômatos estão se fechando.

e) B-C, a transpiração é apenas estomática.

49. (UEM) Considere uma samambaia, uma araucária como o pinheiro-do-Paraná e uma planta de feijão e assinale o que for correto.

I   II

0  0 – A primeira pertence ao grupo das plantas avasculares.

1  1 – As estruturas relacionadas com a reprodução sexuada na araucária são denominadas de estróbilos.

2  2 – No ciclo de vida da samambaia, a fase mais desenvolvida e predominante é representada pelo gametófito.

3  3 – O feijão pertence ao grupo das angiospermas.

4  4 – Nas plantas de feijão, a semente corresponde ao óvulo fecundado e desenvolvido.

50. (UEPB) Alguns seres vivos apresentam nutrição mixotrófica, ou seja, realizam nutrição autotrófica e heterotrófica. Tal fato observa-se, por exemplo, na Euglena e nas plantas “carnívoras”. Essas plantas, além de realizarem a fotossíntese, nutrem-se de pequenos animais como insetos ou invertebrados microscópicos da água. A explicação se deve ao fato de:

a) Apresentarem um sistema radicular rudimentar, necessitando de um complemento alimentar.

b) Apesar de viverem em ambientes pobres em nutrientes e realizarem a fotossíntese, as plantas “carnívoras” não conseguem metabolizar o que apreendem.

c) Viverem em ambientes pobres em nitratos (sais minerais) que servem de fonte de nitrogênio para a fabricação de aminoácidos e substâncias orgânicas nitrogenadas em geral.

d) Apresentarem alta taxa metabólica, mesmo vivendo em ambientes ricos em matéria orgânica, necessitando de um complemento alimentar.

e) Viverem em ambientes pobres em matéria orgânica, sendo esta a forma principal de obtenção dos alimentos.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

C

C

FVFFF

D

C

C

B

B

C

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

C

D

FVVVV

D

D

A

D

FVFFF

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

C

D

D

FFVFV

D

E

A

D

FVFFV

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

D

C

C

B

C

A

C

E

FFVVV

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

E

D

E

B

A

C

C

C

FVFVV

C

 

Publicado por: Djalma Santos | 14 de outubro de 2011

Seleção natural (sobrevivência dos mais aptos)

A seleção natural é o fenômeno biológico que favorece a sobrevivência de parte da população, ou seja, aqueles seres que, graças à variabilidade genética, herdaram combinações gênicas mais adaptativas a uma determinada condição ecológica. Lembramos que a expressão “mais adaptada” se refere à maior probabilidade que um determinado organismo apresenta de sobreviver e deixar descendentes em certo ambiente. Ao contrário da mutação, a seleção natural atua reduzindo a variabilidade gênica. Assim sendo, em face de haver seleção de apenas alguns genótipos, quanto mais intensa for a seleção natural, menor será a variabilidade gênica na população.

Para se ter uma ideia da atuação da seleção natural, se os tentilhões do arquipélago de Galápagos encontrassem somente sementes grandes e duras, provavelmente apenas aqueles com bicos maiores e mais fortes seriam capazes de sobreviver e, geração após geração, se tornariam mais comuns na população. A seleção de uma característica, seja o tamanho do bico ou qualquer outra, depende da transmissão de genes daquela característica para os descendentes.

Em face de o ambiente não representar um sistema constante e estável, ocorrem diferentes interações entre os organismos e o meio. A heterogeneidade temporal e espacial propiciam diferentes pressões seletivas sobre o conjunto gênico da população, evitando, por vezes, a eliminação de determinados genes que, em condições ideais, não seriam mantidos. É o que acontece com a manutenção na população humana de certos genes que normalmente seriam eliminados por serem pouco adaptativos. Um exemplo é o gene que causa a anemia falciforme (anemia drepanocítica ou siclemia), que estudaremos mais adiante em “seleção estabilizadora” e cuja frequência é alta em extensas regiões da África, onde se verifica uma grande incidência de malária.

TIPOS DE SELEÇÃO NATURAL

Tendo por base os efeitos que a seleção natural exerce nas populações, ela pode ser classificada em três tipos básicos: direcional, estabilizadora (ou normalizadora) e disruptiva (ou diversificadora). O gráfico abaixo mostra como se distribui, geralmente, as várias classes fenotípicas de uma população padrão. Nesse caso, os fenótipos “medianos” são os de maior frequência. Procure relacioná-lo com os gráficos associados aos três tipos de seleção (direcional, estabilizadora e disruptiva), que estudaremos a seguir.

01.NOR

1. Seleção direcional

Nesta seleção, as condições ambientais favorecem um fenótipo extremo, diferente do que representa a média da população (gráfico a seguir), sendo por isso que a frequência alélica muda continuamente na mesma direção. Ela ocorre, portanto, quando a população está sujeita à alterações ambientais em um dado sentido, produzindo, como consequência, mudança regular da população em uma mesma direção. A resistência de insetos a inseticidas, a resistência de bactérias a antibióticos e o melanismo industrial são exemplos de seleção direcional.

02.DIR

Ia – Resistência de insetos a inseticida

Numa população de insetos nitidamente sensíveis à ação de determinado inseticida (DDT, por exemplo), há alguns indivíduos naturalmente resistentes. Essa capacidade de resistir ao agente químico constitui uma característica determinada por certos genes mutantes, que conferem aos insetos que são seus portadores uma variação “favorável”, no caso de a população ser exposta ao inseticida. Dessa forma, pulverizando-se DDT (figura abaixo) sobre esses insetos, percebe-se, inicialmente, uma grande diminuição na população, devido à eliminação dos indivíduos sensíveis. Os insetos resistentes, entretanto, não apenas sobrevivem como continuam a se reproduzir, gerando descendentes dotados do mesmo poder de resistência. Dessa forma, após algumas gerações, a população é constituída, praticamente, apenas de insetos resistentes, levando a que o número de indivíduos permaneça mais ou menos constante, mesmo quando novas aplicações de inseticida são feitas. A população está, portanto, adaptada à presença do inseticida, pois a seleção fixou a variação “favorável”, que confere a capacidade de resistir ao agente químico. Com base no exposto é incorreto dizer os insetos adquiriram resistência ao inseticida, já que se constitui um conceito Lamarckista.

03.LAMARLembramos que o DDT (sigla de Dicloro-Difenil-Tricloroetano) começou a ser utilizado, em grande escala, na Segunda Guerra Mundial, visando combater os piolhos que transmitiam o tifo e a malária, responsáveis pela morte de milhões de pessoas. Embora o DDT tenha sido sintetizado em 1874, suas propriedades inseticidas, contra vários tipos de artrópodes, só foram descobertas em 1939 pelo químico suíço Paul Hermann Müller, que, por essa descoberta, recebeu o Prêmio Nobel de Medicina de 1948. Em função dos bons resultados obtidos, ele passou a ser empregado, também, na agricultura, com o intuito de combater as pragas agrícolas. O DDT, entretanto, se mostrou nocivo à saúde humana e ao equilíbrio ecológico.

1b. Resistência de bactérias a antibióticos

A exemplo dos inseticidas, os antibióticos podem perder sua eficácia no combate a determinados tipos de bactérias. Habitualmente se diz que as bactérias adquirem resistência ao antibiótico, o que não é correto. Aqui cabe o mesmo raciocínio usado para explicar a resistência dos insetos ao DDT. O que realmente ocorre é a seleção de linhagens bacterianas geneticamente resistentes ao antibiótico que, sobrevivendo, se multiplicam e passam a predominar no grupo. Os antibióticos, da mesma forma que o DDT, funcionam, portanto, como agentes seletivos e não como agentes mutagênicos. Sua ação consiste, em última análise, em eliminar os organismos portadores de genótipos sensíveis, favorecendo os dotados de genótipos resistentes, que surgem por mutações ao acaso (figura a seguir). Neste contexto, já foram selecionados um grande número de linhagens bacterianas dotadas de resistência a vários antibióticos. Reiteramos que essa resistência se deve a mutações que as populações bacterianas sempre estão sujeitas. O mesmo pode ser dito em relação à resistência dos insetos aos inseticidas, que mencionamos acima, e ao melanismo industrial que abordaremos a seguir.

04.SEG

1c. Melanismo industrial

Outro exemplo de seleção natural direcional ocorreu com as variedades clara e escura de mariposas da espécie Biston betularia, cujas populações sofreram, nos últimos 150 anos, mudanças evolutivas profundas com relação à cor. Em várias regiões inglesas, antes da industrialização, rochas e troncos de árvores eram cobertos por liquens, e os bosques próximos às cidades eram ambientes claros. Nessa condição, as mariposas claras existiam em grande número, pois elas se confundiam com os troncos claros das árvores (figura A, a seguir), sendo menos visíveis que as escuras, que se destacavam e eram facilmente capturadas pelos pássaros predadores, sendo, portanto, raras. Com o incremento da industrialização, a fumaça e a fuligem, produzidas pelas indústrias, enegreceram, lentamente, os troncos das árvores e eliminaram os liquens. A partir de então, a variedade escura, também conhecida como melânica, e observada pela primeira vez por volta de 1850 nas proximidades do distrito de Manchester (Inglaterra), teve na sua cor uma proteção contra os predadores (figura B, abaixo), tornando-se cada vez mais numerosa. A variedade clara, por outro lado, tornou-se alvo fácil para a ação predatória dos pássaros, tornando-se cada vez menos numerosa.

05.NU

Como se pode constatar nesse exemplo, a mudança gradativa de uma condição ambiental determinou alteração na frequência gênica de uma população em um determinado sentido, como resposta à seleção natural. Na atualidade, esse fenômeno se encontra generalizado e é conhecido como melanismo industrial.

Lembramos que a seleção artificial, feita pelo homem com o objetivo de promover o melhoramento genético de espécies animais e vegetais em seu próprio benefício, é também um exemplo de seleção direcional. O mesmo raciocínio se aplica à clonagem, que vem sendo feita pelo homem com o intuito de preservar algumas características desejáveis.

2. Seleção estabilizadora ou normalizadora

Esta seleção atua em populações que vivem em ambientes relativamente estáveis, nas quais a média dos indivíduos está bem adaptada às condições ambientais. Ela favorece indivíduos portadores de formas intermediárias e elimina os que apresentam formas extremas da curva de distribuição normal (gráfico a seguir). A seleção estabilizadora mantém, portanto, a população geneticamente constante.

06.EST

O favorecimento dos heterozigotos para o gene da anemia falciforme (anemia drepanocítica ou siclemia), em regiões onde há grande incidência de malária, é um bom exemplo de seleção estabilizadora. Esse gene mutante leva à formação de moléculas anormais de hemoglobina e consequente malformação das hemácias, que assumem forma semelhante à foice (figura abaixo), com reduzida capacidade de transportar oxigênio. Dessa forma, em condições ambientais normais, o gene para a siclemia sofre uma forte seleção negativa, levando a que sua frequência seja baixa nas populações em geral.Lembramos que a siclemia é uma anomalia genética de herança autossômica, determinada por um gene letal em dose dupla, comum entre os africanos e pertencente a um grupo de doenças chamadas hemoglobinopatias. Para maiores detalhes acerca da mutação que leva à formação das hemácias falciformes ver “mutação gênica”, matéria publicada neste blog no dia 15/04/2011.

07.2011

Os indivíduos homozigóticos para a siclemia (ss), apresentam elevada anemia e, via de regra, morrem antes da fase reprodutiva. A tendência, portanto, é que o gene s desapareça, praticamente, da população. Em locais onde a malária é endêmica, entretanto, a frequência desse alelo (gene s) é grande, bem acima do esperado. Essa elevada frequência se deve ao fato das pessoas heterozigóticas (Ss), conquanto sejam ligeiramente anêmicos, pois produzem tanto hemoglobinas normais quanto falciformes, apresentarem maior resistência à malária que os indivíduos homozigóticos normais (SS). Sabe-se que, quando o Plasmodium (protozoário que provoca a malária) penetra nas hemácias consome oxigênio. Com a diminuição de oxigênio, as hemácias siclêmicas se deformam e são fagocitadas pelos leucócitos, antes que o protozoário presente no seu interior se reproduza e se espalhe pelo organismo.

Em função, portanto, dos homozigóticos para siclemia (ss) tenderem a morrer de anemia e os homozigóticos normais (SS) terem elevada tendência a morrer de malária, como vimos acima, os heterozigóticos (Ss) apresentam maior chance de sobrevier e de se reproduzir, transmitindo o alelo mutante s para a geração seguinte. É, em última análise, essa superioridade adaptatiiva dos heterozigóticos que propicia a alta frequência do gene s na população malarígena. Do exposto, é de se supor que a erradicação da malária eliminará a desvantagem dos homozigóticos SS em relação aos heterozigóticos Ss, eliminando, progressivamente, o alelo s, já que os homozigóticos ss continuaram a morrer de anemia.

Outro exemplo de seleção estabilizadora foi verificado em uma população de pardais, a partir da análise do tamanho das asas dos indivíduos mortos após uma forte tempestade. Entre os mortos, a grande maioria era de pardais com asas muito longas ou muito curtas em relação à média da população. Como se pode constatar, a tempestade atua como fator seletivo, eliminando, mais intensamente, os pardais dotados de asas de tamanhos extremos, preservando os que possuem asas de tamanho intermediário. A pressão seletiva favoreceu, em última análise, a sobrevivência dos tipos médios.

3. Seleção disruptiva ou diversificadora

Esta seleção ocorre quando uma população, já adaptada a um ambiente homogêneo, é submetida a diferentes pressões seletivas, de modo que são selecionadas formas adaptativas em direções opostas. Ela favorece, portanto, os indivíduos portadores de formas extremas de certas características, em detrimento das formas intermediárias, gerando dois grupos dominantes na população (gráfico abaixo). Quando esse processo opera, os indivíduos dos extremos da distribuição tendem a produzir maior descendência do que aqueles do centro da distribuição. Admite-se que em face da capacidade que essa seleção apresenta de promover a diversificação de uma população, ela represente a primeira etapa para a formação de novas espécies, processo denominado especiação.

08.DISR

Como exemplo de seleção disruptiva, citamos os besouros que se alimentam de sementes e desprezam as de tamanho pequeno e grande, preferindo as de tamanho médio. Em função disso, serão favorecidos organismos dotados dos fenótipos extremos e, portanto, de plantas produtoras de sementes pequenas e de sementes grandes.

Outro exemplo diz respeito ao crescimento de plantas em regiões próximas de minas de zinco e chumbo. Nas áreas onde os rejeitos são lançados há um elevado nível de contaminação, em contraste com outras áreas não contaminadas. Uma população de plantas mutantes que conseguem sobreviver no solo contaminado leva nítida desvantagem ao crescerem em solo não contaminado, em face da grande competição com a população original de plantas não mutantes lá estabelecidas. Por outro lado, as plantas originais estão restritas às áreas não contaminadas e somente nelas sobrevivem. A diversificação possibilitou ampliar as áreas de crescimento com uma seleção disruptiva que levou o desenvolvimento de dois tipos distintos de plantas em diferentes aspectos. Um deles adaptado a solos contaminados e outro adaptado a áreas não contaminadas.

 

Publicado por: Djalma Santos | 7 de outubro de 2011

Testes de respiração celular (3/3)

01. (OBJETIVO-SP) Em quatro frascos iguais, foi colocada a mesma quantidade de suco de uva. No frasco I, foi acrescentado fermento biológico granulado; em II, fermento triturado; em III, fermento fervido; em IV, extrato de fermento e cianeto de potássio. Os quatro frascos foram ligados a manômetros e a taxa de respiração foi medida em várias temperaturas. Dos gráficos abaixo, o que apresenta as curvas esperadas para a relação temperatura–respiração, na situação descrita, é:

01

02. (UFTM) Um meio de cultura contendo proteínas, lipídios, glicose e amido recebeu uma espécie de fungo unicelular, geneticamente modificado. Ao longo de alguns dias, foram medidas as taxas das substâncias contidas na cultura, além do gás CO2 produzido. Os resultados foram expressos no gráfico.

02

A partir da análise do gráfico, foram feitas as seguintes afirmações.

I. O fungo realizou a respiração celular ou a fermentação.

II. A glicose foi absorvida e utilizada como combustível celular.

III. O fungo apresentava genes capazes de produzir amilases e proteases, que foram secretadas no meio.

IV. As células do fungo secretaram lipases no meio de cultura.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) II.

b) IV.

c) I e III.

d) II e III.

e) I, II e IV.

03. (OBJETIVO-SP) No Brasil, o processo utilizado para se obter álcool etílico (etanol) é a fermentação de hidratos de carbono (provenientes da cana-de-açúcar). O esquema abaixo representa tal processo.

03

Com base na informação e no esquema apresentados e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

a) O principal monossacarídeo presente na garapa (caldo de cana) é o C12H22O11 (sacarose).

b) A fermentação do melaço é provocada por catalisadores biológicos, produzidos por microrganismos (leveduras).

c) Das reações enzimáticas a seguir, somente a 1a é a que caracteriza a fermentação.

03B

d) Etanol 96°GL (96 graus Gay-Lussac) é uma mistura contendo 96% de água e 4% de etanol.

e) Glicose e frutose são isômeros, pois apresentam fórmula molecular diferente.

04. (ANGLO-SP) As características dos vinhos dependem do grau de maturação das uvas nas parreiras porque as concentrações de diversas substâncias da composição das uvas variam à medida que as uvas vão amadurecendo. O gráfico a seguir mostra a variação da concentração de três substâncias presentes em uvas, em função do tempo.

04

O teor alcoólico do vinho deve-se à fermentação dos açúcares do suco da uva. Por sua vez, a acidez do vinho produzido é proporcional à concentração dos ácidos tartárico e málico. Considerando-se as diferentes características desejadas, as uvas podem ser colhidas:

a) Mais cedo, para a obtenção de vinhos menos ácidos e menos alcoólicos.

b) Mais cedo, para a obtenção de vinhos mais ácidos e mais alcoólicos.

c) Mais tarde, para a obtenção de vinhos mais alcoólicos e menos ácidos.

d) Mais cedo e ser fermentadas por mais tempo, para a obtenção de vinhos mais alcoólicos.

e) Mais tarde e ser fermentadas por menos tempo, para a obtenção de vinhos menos alcoólicos.

05. (UESPI)Observe o conjunto de reações que ocorrem dentro da célula, conforme esquema abaixo, e assinale a alternativa correta.

05

a) Os compostos 1, 2 e 3 produzem quantidade de ATP semelhante por equivalente-grama.

b) A célula está realizando respiração anaeróbica.

c) Gás carbônico e oxigênio são os produtos finais do metabolismo.

d) Os polissacarídeos estruturais são as mais ricas fontes energéticas da célula.

e) A degradação proteica produz aminas com odores fétidos no organismo em putrefação.

06. (UNIRIO) “Além do ácido láctico, as bactérias geram vários produtos importantes através da fermentação. O queijo suíço, por exemplo, é fabricado pela fermentação de uma bactéria que forma ácido propiônico e gás carbônico. Esse gás forma as bolhas que se transformam nos famosos buracos do queijo suíço. Outra bactéria forma ácido acético, fermentando a sidra (vinho da maçã) ou vinho da uva, produzindo vinagre. O ranço da manteiga se deve ao ácido butírico, que também é produto da fermentação de bactérias. O álcool usado como combustível e como solvente, além de outros solventes como a acetona e o álcool isopropílico, também é produto da fermentação.”

                       (Linhares, Sérgio e Gewandsnajder, Fernando. “Biologia Hoje”. São Paulo, Editora Ática, 1997. Volume 1 pág. 166).

A origem dos diversos resíduos da fermentação, como os citados no texto, depende da:

a) Variação de temperatura em que ocorrem as reações do processo.

b) Quantidade de energia produzida na forma de ATP ao longo da reação.

c) Forma de devolução dos hidrogênios capturados pelo NAD ao ácido pirúvico.

d) Natureza química da molécula utilizada como matéria-prima na reação.

e) Disponibilidade de água como aceptor final de hidrogênios.

07. (UNICENTRO) A equação que ocorre em organismos vivos e libera maior quantidade de energia é:

a) C6H12O6 + 6O2  → 6CO2 + 6H2O

b) 6CO2 + 12H2O  → C6H12O6 + 6H2O +6O2

c) C6H12O6  → 2C3H5OOOH

d) C6H12O6  → 2C2H5OH + 2CO2

e) C6H12O6 → 2C3H6O3

08. (FURG) As células executam várias funções. Como exemplos, podemos citar: a movimentação, produção de proteínas e lipídios, armazenamento e transporte de macromoléculas. Para que essas ações ocorram, é necessário energia. Quanto ao metabolismo energético, assinale a alternativa correta.

a) A respiração aeróbica é o processo em que ocorre síntese de ATP e o aceptor final de elétrons na cadeia respiratória é o O2.

b) A respiração anaeróbica somente ocorre em seres procariontes, e a respiração aeróbica, em seres eucariontes.

c) A fotossíntese é realizada pelos seres clorofilados. Nesse processo, o O2 e a H2O são utilizados para síntese de carboidratos, sendo formado ao final do processo CO2 que é liberado para o ambiente.

d) A fermentação é o processo aeróbico de síntese de ATP, em que o O2 é utilizado como principal aceptor final de hidrogênios.

e) A quimiossíntese ocorre nas ferrobactérias que utilizam a energia química proveniente da oxidação de amônia ou nitritos para a síntese de matéria orgânica.

09. (UFGD) As últimas Olimpíadas ficaram marcadas pelos sucessivos recordes alcançados em todas as áreas. O aumento gradativo do rendimento dos atletas mostrou claramente maior preparo físico. O sucesso deles está ligado à ciência e à tecnologia, que têm sido importantes aliadas na obtenção de melhores desempenhos. Fisiologistas esportivos num centro de treinamento olímpico monitoram os atletas para determinar a partir de que ponto seus músculos entram em processo de fadiga muscular. Eles fazem essa análise sob condições _______ e investigando o aumento, nos músculos, de _______. Assinale a alternativa que apresenta, pela ordem, informações adequadas para o preenchimento das lacunas.

a) aeróbicas e ácido láctico.

b) anaeróbicas e ácido acético.

c) anaeróbicas e ATP.

d) aeróbicas e ATP.

e) aneróbicas e ácido láctico.

10. (FUVEST) Considere os átomos de carbono de uma molécula de amido armazenada na semente de uma árvore. O carbono volta ao ambiente, na forma inorgânica, se o amido for:

a) Usado diretamente como substrato da respiração pelo embrião da planta ou por um herbívoro.

b) Digerido e a glicose resultante for usada na respiração pelo embrião da planta ou por um herbívoro.

c) Digerido pelo embrião da planta e a glicose resultante for usada como substrato da fotossíntese.

d) Digerido por um herbívoro e a glicose resultante for usada na síntese de substâncias de reserva.

e) Usado diretamente como substrato da fotossíntese pelo embrião da planta.

11. (UESPI)A realização de trabalho pela célula depende da energia “gerada” com as reações químicas do metabolismo. Sobre esse assunto, observe a tabela abaixo e aponte a correlação correta:

a

NAD e FAD Aceptores de elétrons da cadeia respiratória

b

Ácido pirúvico Produto final do ciclo de Krebs

c

Cristas mitocondriais Local onde ocorre a glicólise

d

Oxigênio Produto final da respiração aeróbica

e

2 ATPs Saldo energético da fermentação lática

12. (UEMS) A glicólise e o ciclo de Krebs funcionam em nosso corpo como uma encruzilhada metabólica, possibilitando que nossas células convertam algumas moléculas em outras à medida que o nosso corpo tenha necessidade. Em que locais ocorrem a glicólise e o ciclo de Krebs, respectivamente?

a) Nos cloroplastos e mitocôndria.

b) No citosol e no interior da mitocôndria.

c) No retículo endoplasmático e na mitocôndria.

d) No interior da mitocôndria.

e) No citosol e no cloroplasto.

13. Alguns processos industriais resultam da atividade fermentativa de microrganismos. Com relação a esse processo biológico, é incorreto afirmar que:

a) Na produção de iogurte, coalhadas e queijo, a lactose é fermentada por microrganismos, originando o ácido lático.

b) Na produção de vinhos, as leveduras presentes nas cascas das frutas convertem a glicose e a frutose em etanol.

c) Na produção do álcool etílico, utilizado como combustível, os açúcares da cana-de-açúcar são fermentados aerobicamente.

d) Na produção de pães, a fermentação do amido presente no trigo produz etanol e libera CO2, o que faz a massa crescer.

14. (CEFET-CE) Na respiração, o aceptor final de hidrogênio é o(a):

a) Água.

b) Oxigênio.

c) Dióxido de carbono.

d) NAD.

e) FAD.

15. Antes das viagens para locais de grandes altitudes é aconselhável que o passageiro descanse ao menos 24 horas, sem fazer muito esforço físico, pois a pressão parcial do oxigênio diminui nessas regiões provocando:

I. Falta de ar e cansaço, até que o organismo se adapte.

II. Aumento do número de glóbulos vermelhos na circulação.

III. Elevação da temperatura corporal para compensar os gastos energéticos.

Está correto o apresentado em:

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e II, apenas.

e) I, II e III.

16. (UFV) O etanol é um dos principais biocombustíveis no Brasil, sendo produzido a partir da fermentação alcoólica da cana-de-açúcar pela levedura Saccharomyces cerevisiae. Em relação a esses organismos assinale a afirmativa incorreta.

a) A levedura possui mitocôndrias, mas essas organelas não participam da fermentação alcoólica, pois é um processo anaeróbico.

b) A levedura envolvida na fermentação é um organismo procarionte, pois não apresenta núcleo individualizado.

c) A levedura envolvida na fermentação pertence ao reino Fungi, que inclui tanto organismos unicelulares quanto pluricelulares.

d) A levedura realiza a fermentação alcoólica para obtenção de energia, cujo subproduto do processo é o etanol.

17. (PUC-RIO) O fermento biológico usado na fabricação de pães provoca o aumento do volume da massa como consequência da produção de:

a) CO2, a partir da água acrescentada à massa do pão.

b) CO2, a partir da fermentação do açúcar acrescentado à massa do pão.

c) O2, a partir da fermentação do amido existente na farinha do pão.

d) N2, a partir da fermentação do açúcar acrescentado à massa do pão.

e) O2, a partir da respiração do açúcar acrescentado à massa do pão.

18. O metabolito que faz a ligação entre a glicose e o ciclo de Krebs é:

a) Oxaloacetato.

b) Ácido pirúvico.

c) Acetil-COA.

d) Citrato.

d) a-cetoglutarato.

19. (CESGRANRIO) Em relação às etapas da respiração, provavelmente a glicólise foi a primeira a surgir porque:

a) É a etapa mais rica na produção de ATP.

b) O O2 é fundamental para que todo o processo ocorra.

c) A maioria dos seres depende de O2 livre.

d) Os organismos primitivos devem ter surgido em atmosfera sem O2.

e) A produção de ATP não se faz sem a molécula de O2.

20.  A respiração celular é o processo pelo qual a energia contida nos alimentos é gradualmente transferida para moléculas de ATP que serão utilizadas em todas as reações celulares ou orgânicas que requerem energia. Sobre a respiração é correto afirmar que:

a) A glicose é totalmente degradada durante a glicólise.

b) A formação de ATP ocorre somente dentro da mitocôndria.

c) Na respiração anaeróbia não existem aceptores de elétrons.

d) No ciclo de Krebs não ocorre liberação de CO2.

e) Na respiração aeróbia o oxigênio é utilizado como aceptor final de hidrogênios formando água.

21. (ANGLO-SP)A fermentação é um processo biológico mais ou menos universal, que permite a obtenção de energia pelos organismos em condições anaeróbias. Conhecida desde a Antiguidade, a fermentação alcoólica é utilizada pelo homem para a produção de pães e de bebidas fermentadas, como o vinho. No caso do vinho, um fungo microscópico, o Saccharomyces cerevisiae, transforma o açúcar da uva em gás carbônico e álcool. Os vinhos têm geralmente uma taxa de 13% de álcool. A partir de certa concentração, no entanto, o próprio álcool acaba se tornando tóxico para o fungo, que não sobrevive. Na região do Porto, em Portugal, célebre pelos vinhos que produz, costuma-se interromper a fermentação num certo estágio, acrescentando ao vinho uma aguardente vínica, produto rico em álcool etílico. O vinho assim obtido, quando comparado ao vinho que sofreu fermentação normal, é:

a) Mais doce, com menor teor de álcool.

b) Mais doce, com teor alcoólico maior.

c) Menos doce, com maior teor de álcool.

d) Menos doce, com menor teor de álcool.

e) Mais doce, com igual teor alcoólico.

22. (UEG) Os princípios básicos envolvidos na fabricação de vinho são simples. Depois de esmagadas as uvas devidamente amadurecidas, obtém-se um suco fresco chamado mosto, que é rico em açúcares, constituindo-se em um excelente meio de cultivo para determinados microrganismos. Sobre esse assunto, julgue as proposições a seguir:

I. A fermentação do suco de uva deve ocorrer essencialmente na presença de O2 para inibir o desenvolvimento das leveduras do gênero Saccharomyces.

II. O tipo de fermentação, lática ou alcoólica, pode interferir na qualidade final do produto.

III. No processo de fabricação do vinho, os fungos fermentam os açúcares para obter energia, liberando gás carbônico e álcool etílico.

Marque a proposição correta.

a) Apenas a proposição I é verdadeira.

b) Apenas a proposição II é verdadeira.

c) Apenas a proposição III é verdadeira.

d) Apenas as proposições I e II são verdadeiras.

e) Apenas as proposições II e III são verdadeiras.

23. (FATEC) Observe os esquemas a seguir:

23

Assinale a alternativa que explica corretamente a diferença de rendimento energético entre os processos 1 e 2.

a) O processo 1 pode ser uma das etapas da fotossíntese, produzindo álcool etílico, enquanto que o processo 2 é a respiração aeróbica e libera muita energia na forma de ATP.

b) O processo 1 pode ser uma das etapas da respiração aeróbica, produzindo álcool etílico, enquanto o processo 2 é a fotossíntese e libera muita energia na forma de ATP.

c) O processo 1 é anaeróbico, e parte da energia fica no álcool etílico, enquanto o processo 2 é aeróbico, e a energia vem da glicose decomposta em água e gás carbônico.

d) O processo 1 é aeróbico, e parte da energia fica no álcool etílico, enquanto que o processo 2 é anaeróbico, e a energia vem da degradação da glicose em água e gás carbônico.

e) O processo 1 é um tipo de fermentação com baixa produção de ATP, ficando a energia no gás carbônico liberado, enquanto que o processo 2 é uma fermentação completa, liberando energia na forma de 38 ATP.

24. (CESGRANRIO)          LEIA AS INFORMAÇÕES (FOLHA, 06.08.98):

-6000 a.C.: babilônios e sumérios utilizam lêvedo para produzir cerveja.

-4000 a.C.: egípcios descobrem como fazer pão fermentado.

- Ainda na Antiguidade: transformação do leite em iogurte e uso de mofo na elaboração de queijo.

As informações contidas no artigo anterior envolvem um processo biológico fundamental para os seres vivos que o realizam. Todas as opções apresentam conceitos corretos sobre esse processo, exceto uma. Assinale-a:

a) Na fabricação de iogurte e queijo o produto formado é o ácido láctico.

b) Na fabricação de cerveja e pão os produtos formandos são etanol e gás carbônico.

c) Nesse processo a molécula orgânica utilizada é degradada a ácido pirúvico.

d) O saldo energético obtido nos dois processos é de 2 ATP.

e) Os seres que realizam esse processo objetivam conseguir matéria-prima para sua nutrição.

25. (UFJF) No esquema abaixo os algarismos I e II indicam, respectivamente:

25

a) Fermentação e respiração.

b) Respiração e fotossíntese.

c) Fotossíntese e respiração.

d) Respiração e quimiossíntese.

e) Quimiossíntese e fermentação.

26. (UNIP-SP) A partir da glicose, os processos de respiração celular levam à formação de gás carbônico e água com liberação de energia. Essa transformação decorre da ação de uma cadeia representada no esquema abaixo.

26

Os números 1, 2 e 3, representam, respectivamente:

a) Glicólise, cadeia respiratória, ciclo de Krebs.

b) Glicólise, ciclo de Krebs, cadeia respiratória.

b) Ciclo de Krebs, glicólise, cadeia respiratória.

d) Cadeia respiratória, ciclo de Krebs, glicólise.

e) Ciclo de Krebs, cadeia respiratória, glicólise.

27. (CESGRANRIO) Indique a alternativa correta para o fenômeno apresentado, abaixo, de forma muito simplificada.

27

FENÔMENO

CARACTERÍSTICA

a

Respiração celular

se realiza em presença de CO2

b

Fermentação bacteriana

produz pouco açúcar

c

Fermentação alcoólica

produção baixa de ATP

d

Respiração aeróbica

mais eficiente em produzir ATP

e

Fermentação lática

degradação completa da glicose

28. (UFOP)O esquema abaixo resume reações químicas que podem ocorrer no metabolismo celular:

28

Com relação aos processos em questão, assinale a afirmativa correta:

a) A etapa 2 torna-se mais intensa no músculo esquelético durante atividade física, pois produz, por mol de ácido pirúvico transformado, mais energia na forma de ATP do que a etapa 3.

b) A etapa 2 é extracelular e ocorre sem participação de enzimas.

c) A etapa 3 ocorre em todas as células do corpo humano e representa a respiração celular.

d) Há participação de enzimas na etapa 1 e essa só ocorre na presença de oxigênio.

e) A etapa 2 torna-se mais intensa quando não há oxigênio suficiente para manter a etapa 3.

29. Qual das alternativas abaixo indica corretamente os compartimentos de uma célula eucariótica onde ocorrem as etapas da respiração celular: ciclo de Krebs, glicólise e fosforilação oxidativa.

CICLO DE KREBS

GLICÓLISE

FOSFORILAÇÃO OXIDATIVA

a

Citosol

Mitocôndria

Citosol

b

Mitocôndria

Citosol

Citosol

c

Mitocôndria

Citosol

Mitocôndria

d

Mitocôndria

Mitocôndria

Mitocôndria

30. Que etapa metabólica ocorre tanto na respiração celular quanto na fermentação?

a) Transformação do ácido pirúvico em ácido láctico.

b) Produção de ATP por fosforilação oxidativa.

c) Ciclo de Krebs.

d) Glicólise.

e) Conversão do ácido pirúvico em acetil-coenzima A.

31. (UNIFOR) O esquema abaixo mostra de modo simplificado um tipo de reação celular metabólica.

31

O processo representado é:

a) Respiração anaeróbica.

b) Respiração aeróbica.

c) Quimiossíntese.

d) Fotossíntese.

e) Glicólise.

32. (UA-AM) Na reação biológica abaixo:

C6H12O6 + 6 O2 → 6 H2O + 6 CO2 + energia

Considerando, para a glicose, o quociente respiratório (QR) como igual a 1 (QR = 1)

Na metabolizaçao do ácido málico, temos a seguinte reação biológica:

C4H6O5 + 3 O2 → 3 H2O + 4 CO2 + energia

Nesse caso, podemos considerar o QR do ácido málico como igual a:

a) 0,75.

b) 1.

c) 1,33.

d) 2.

e) 0,5.

33. (PUC-SP) Considere as seguintes etapas do processo respiratório no homem:

I. Produção de ATP nas mitocôndrias.

II. Ocorrência de hematose no nível dos alvéolos.

III. Transporte de oxigênio aos tecidos pelas hemácias.

A ordem em que essas etapas se realizam, a partir do momento em que um indivíduo inspira o ar do ambiente, é:

a) I II III.

b) II I III.

c) II III – I.

d) III I II.

e) III II I.

34. (UFMG) Uma receita de pão caseiro utiliza farinha, leite, manteiga, ovos, sal, açúcar e fermento. Esses ingredientes são misturados e sovados e formam a massa que é colocada para “descansar”. A seguir, uma bolinha dessa massa é colocada num copo com água e vai ao fundo. Depois de algum tempo, a bolinha sobe à superfície do copo, indicando que a massa está pronta para ser levada ao forno. Com relação à receita é correto afirmar que:

a) A farinha é constituída de polissacarídeos, utilizados diretamente na fermentação.

b) A manteiga e os ovos são os principais alimentos para os microrganismos do fermento.

c) A subida da bolinha à superfície do copo se deve à respiração anaeróbica.

d) Os microrganismos do fermento são protozoários aeróbicos.

35. (UMC-SP) Medidas feitas em uma célula nervosa mostraram significativas variações na concentração dos íons sódio no interior e no exterior da célula. Essa diferença é mantida à custa do transporte ativo de íons através da membrana. Essa célula foi, então, tratada com uma determinada substância que faz com que as concentrações intracelular e a extracelular se igualem após alguns minutos. Essa substância é provavelmente:

a) Um inibidor de transcrição.

b) Um inibidor de mitose.

c) Um inibidor de tradução.

d) Um inibidor de cadeia respiratória.

e) Um inibidor de crescimento celular.

36. (IFMG) Assinale a alternativa que completa corretamente a tabela a seguir.

RESPIRAÇÃO AERÓBICA DE EUCARIONTES

Etapa

Localização

Evento

Glicólise

1

Formação de ácido pirúvico

2

Matriz mitocondrial

Formação de CO2

Cadeia Respiratória

Crista mitocondrial

3

a) 1 – Citosol; 2 – Ciclo de Krebs; 3 – Formação de H2O.

b) 1 – Membrana Plasmática; 2 – Ciclo de Krebs; 3 – Formação de H2O.

c) 1 – Citosol; 2 – Ciclo da Ornitina; 3 – Fermentação.

d) 1 – Núcleo; 2 – Ciclo da Ornitina; 3 – Fermentação.

37. (IFSudeste-MG) Sobre a obtenção de energia nos seres vivos, marque a alternativa incorreta.

a) Entre os seres vivos, há grupos de organismos que podem realizar respiração aeróbica e anaeróbica, dependendo do ambiente.

b) Os vegetais verdes, mesmo sendo autótrofos por possuírem cloroplastos, realizam a respiração.

c) Há compostos energéticos utilizados na célula viva que possuem fósforo nas moléculas.

d) Nos eucariotos, as organelas responsáveis pela síntese de moléculas energéticas, ou pelo uso dessas moléculas na respiração aeróbica, também possuem a capacidade de se autoduplicar.

e) Todas as partes vegetais possuem cloroplastos ativos que produzem alimentos.

38. (UFV) A “produção” de energia pela fermentação nas células eucarióticas ocorre:

a) Nas mitocôndrias, sem consumo de oxigênio.

b) No hialoplasma, sem consumo de oxigênio.

c) No hialoplasma, com consumo de oxigênio.

d) Nas mitocôndrias, com consumo de oxigênio.

39. (UEPG) A cãibra é a contração abrupta, vigorosa, involuntária e dolorosa de um músculo, podendo ocorrer no exercício físico ouem repouso. Noque se refere ao procedimento correto, em caso de uma manifestação de cãibra no momento da realização de atividade física, assinale a alternativa correta.

a) Promover o alongamento do músculo atingido, massageando o local.

b) Aumentar a intensidade da atividade física até que a contração termine.

c) Aumentar o volume da atividade física até que a dor termine.

d) Promover a flexão do músculo atingido.

e) Aplicar gelo no local.

40. (FGV-SP) Sovar a massa do pão significa amassá-la vigorosamente, batê-la contra o tampo de uma mesa até que fique bem compactada. Segundo os cozinheiros, se a massa não for bem sovada, o pão “desanda”, não “cresce”. Esse procedimento justifica-se, pois permite a mistura adequada dos ingredientes:

a) Entre os quais leveduras aeróbicas estritas que, misturadas à massa, realizam respiração aeróbica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e água. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

b) Entre os quais bactérias fermentadoras que, misturadas à massa, realizam fermentação láctica, convertendo a lactose do leite da receita em CO2 e ácido lático. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

c) Entre os quais leveduras aeróbicas facultativas que, misturadas à massa, realizam respiração aeróbica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e água. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

d) Além de propiciar um ambiente anaeróbico adequado para as leveduras anaeróbicas facultativas realizarem fermentação alcoólica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e álcool. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

e) Além de incorporar à massa o ar atmosférico. Nesse ambiente aeróbico, leveduras aeróbicas estritas realizam fermentação alcoólica, convertendo os carboidratos da receita em CO2 e álcool. O CO2 permanece preso no interior da massa, aumentando o seu volume.

41. (FEI-SP) A respiração, que se processa em três etapas (glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória), é um processo de liberação de energia através da quebra de complexas moléculas orgânicas. Das afirmativas abaixo, relacionadas à respiração, indique a que esteja correta:

a) Na glicólise há conversão do ácido pirúvico em compostos intermediários, H2O e CO2.

b) Na cadeia respiratória há transporte de hidrogênio com formação do ácido pirúvico.

c) No ciclo de Krebs há transporte de hidrogênio, consumo de oxigênio molecular e produção de água.

d) Na glicólise há conversão de glicose em ácido pirúvico.

e) No ciclo de Krebs há conversão de glicose em ácido pirúvico.

42. (PUC-RS) Na figura abaixo, que representa esquematicamente a respiração aeróbica de uma célula, os retângulos em branco são preenchidos corretamente com o nome das seguintes substâncias:

42

a) Água, ATP, gás carbônico.

b) Monóxido de carbono, ADP, oxigênio.

c) Glicose, ATP, oxigênio.

d) Água, ATP, glicose.

e) Monóxido de carbono, ADP, glicose.

43. (FUVEST) Nas plantas, a respiração ocorre:

a) Somente nos tecidos em crescimento.

b) Somente em células que não estão realizando fotossíntese.

c) Somente nas células das folhas.

d) Em todas as células vivas, apenas durante a noite.

e) Em todas as células vivas, dia e noite.

44. Em uma aula prática de Biologia, foi montado o seguinte experimento, para demonstrar um fenômeno biológico:

44

Verificou-se, no recipiente C, a formação de um precipitado de cor esbranquiçada, depois de um intenso borbulhamento de gás no recipiente B. O indicador de pH empregado tem os seguintes pontos de viragem:

meio ácido: cor amarela

meio neutro: cor verde

meio básico: cor azul

Qual deveria ser, durante a formação do precipitado no recipiente C, a coloração do indicador no recipiente A e qual foi o fenômeno responsável por essas observações?

a) Azul; respiração.

b) Verde; digestão.

c) Amarelo; fermentação.

d) Verde; fotossíntese.

e) Azul; fermentação.

45. (MACK) A respeito da equação abaixo, que representa uma das etapas da “produção” de energia em uma célula, é correto afirmar que:

45a) Essa etapa ocorre no citoplasma das células, tanto em processos aeróbicos como anaeróbicos.

b) Trata-se da cadeia respiratória.

c) A produção aeróbica de ATP, na etapa seguinte a esta, não depende da existência de mitocôndria.

d) Nessa etapa ocorre a maior “produção” de energia.

e) Se o ácido pirúvico se depositar em células musculares, ocorre o fenômeno conhecido como fadiga muscular.

46. (CESGRANRIO) Escolha o esquema que representa um experimento para identificar o gás carbônico que se desprende na fermentação do açúcar pela levedura.

46

47. (PUC-SP) Pela análise do esquema, prevê-se que a energia pode ser obtida por um organismo:

47

a) Somente a partir de açúcares.

b) Somente a partir de proteínas.

c) Somente a partir de gorduras.

d) A partir de açúcares, proteínas e gorduras.

e) A partir de substâncias inorgânicas.

48. (PUC-SP) O processo abaixo esquematizado representa:

48

a) Fermentação e é realizada por células musculares.

b) Fermentação e é realizada por lêvedos.

c) Respiração aeróbica e é realizada por plantas e animais em geral.

d) Glicólise e é realizada por animais em geral.

e) Quimiossíntese e é realizada por bactérias.

49. (UFMG) Analise experimento a seguir:

49

Considerando-se o resultado desse experimento, é correto afirmar que:

a) Os ratos produzem dióxido de carbono quando absorvem oxigênio.

b) A troca de gases aumenta quando é maior a produção de energia.

c) A água resultante do metabolismo da glicose é produto de oxidação.

d) O C carbono do CO2 eliminado pelos ratos é proveniente da glicose.

50. (COVEST) A glicólise é um processo exoenergético, comum tanto na fermentação quanto na respiração celular aeróbica. Esse processo encerra-se com a formação de duas moléculas de ácido pirúvico que podem seguir caminhos metabólicos distintos. Sobre esse tema, analise o esquema abaixo e assinale a alternativa correta.

50

a) 1 e 2 são formas de fermentação.

b) 2 e 3 são formas de respiração celular aeróbica.

c) Apenas 2 é caminho da respiração celular aeróbica.

d) Fermentação é mostrada apenas em 3.

e) Os produtos em 1 são oriundos de respiração aeróbica e imprescindíveis ao término do processo respiratório.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

E

B

C

E

C

A

A

E

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

E

B

C

B

D

B

B

C

D

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

B

E

C

E

A

B

C

E

C

D

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

C

C

C

D

A

E

B

A

D

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

D

A

E

C

A

D

D

B

D

C


Publicado por: Djalma Santos | 7 de outubro de 2011

Testes de mitose (1/5)

01. (CEFET-PE) A figura abaixo e uma fotomicrografia de uma célula em divisão mitótica. De acordo com a disposição dos cromossomos nela indicados, e correto afirmar que a fase imediatamente a seguir é:

01

a) Prófase.

b) Metáfase.

c) Anáfase.

d) Telófase.

e) Intercinese.

02. (U. F. Uberlândia) A descondensação dos cromossomos, o desaparecimento do fuso cariocinético e o reaparecimento do nucléolo são fenômenos que caracterizam uma das fases da mitose. Identifique-a:

a) Anáfase.

b) Telófase.

c) Metáfase.

d) Prófase.

e) Intérfase.

03. A sequência de DNA necessária para a separação das cromátides nos eucariotos durante a mitose é:

a) Telômero.

b) Cinetócoro.

c) Centrossomo.

d) Centrômero.

e) Centríolo.

04. (UCPEL) Para estudo de cariótipo, a fase da mitose mais adequada à visualização dos cromossomos, tendo em vista a necessidade de obtenção de maior nitidez quanto ao seu grau de espiralização é:

a) Interfase.

b) Prófase.

c) Anáfase.

d) Telófase.

e) Metáfase.

05. (UNIFESP) Certos fármacos, como a colchicina, ligam-se às moléculas de tubulina e impedem que elas se associem para formar microtúbulos. Quando células em divisão são tratadas com essas substâncias, a mitose é interrompida na metáfase. Células contendo dois pares de cromossomos homólogos foram tratadas com colchicina, durante um ciclo celular. Após o tratamento, essas células ficaram com:

a) Quatro cromossomos.

b) Dois cromossomos.

c) Seis cromossomos.

d) Dez cromossomos.

e) Oito cromossomos.

06. (UFLA) Analise as proposições referentes à mitose e assinale a alternativa correta:

I. A mitose é um processo de divisão reducional que ocorre para formação de gametas.

II. Na metáfase mitótica, os cromossomos apresentam alto grau de condensação e ocupam a região equatorial da célula.

III. A citocinese é a fase final da mitose e se caracteriza pela reorganização da carioteca e nucléolo e condensação dos cromossomos.

a) Apenas a proposição II está correta.

b) Apenas a proposição III está correta.

c) Apenas as proposições I e II estão corretas.

d) Apenas as proposições I e III estão corretas.

e) Apenas as proposições II e III estão corretas.

07. A estrutura proteica nos cromossomos dos eucariotos à qual as fibras do fuso (microtúbulos) se ligam é o(a):

a) Telômero.

b) Cinetócoro.

c) Centrossomo.

d) Centrômero.

e) Centríolo.

08. (UFJF) A figura abaixo representa um corte longitudinal da região de crescimento de uma raiz. As células dessa região sofrem mitoses contínuas, que garantem o crescimento desse órgão.

08

Se fosse necessário fazer uma fotografia dos cromossomos para estudo, a fase escolhida, sem duvida, seria a de número.

a) 6.

b) 12.

c) 7.

d) 3.

e) 9.

09. (UCB-DF) O gráfico abaixo representa a quantidade de DNA por célula em função do tempo, em um grupo de células embrionárias cultivadas in vivo.

09

Partindo-se de uma única célula no inicio do processo mitótico em (t1), no instante t2 o número de ciclos celulares completados e o número de células-filhas serão, respectivamente:

a) 1 e 2.

b) 2 e 4.

c) 4 e 8.

d) 4 e 16.

e) 16 e 32.

10. (FUVEST) Sementes de uma planta com número cromossômico 2n = 24 foram embebidas em uma solução. Após a germinação, as plantas apresentavam 48 cromossomos. Pode-se concluir que a solução continha:

a) Glicose.

b) Cloreto de sódio.

c) Insulina.

d) Etanol.

e) Colchicina.

11. (FGV) Alguns pesquisadores admitem que a espécie Coffea arabica tenha se originado na Etiópia, África, a partir da hibridização natural entre duas espécies ancestrais: Coffea eugenioides (2n = 22 cromossomos) e Coffea canephora (2n = 22 cromossomos). No híbrido resultante, teria havido uma duplicação do número de cromossomos (poliploidização): em uma das divisões celulares, as cromátides de todos os cromossomos, em vez de migrarem cada uma delas para ambas as células-filhas, teriam permanecido na mesma célula. Desse modo, originou-se um novo ramo, ou uma planta, tetraploide. Essa nova planta é a Coffea arabica, que hoje cultivamos e que tem importante papel em nossa economia. A partir dessas informações, é possível dizer que o número de cromossomos nos gametas das espécies Coffea eugenioides e Coffea canephora e o número de cromossomos nas células somáticas e nos gametas de Coffea arabica são, respectivamente:

a) 11, 11, 44 e 22.

b) 11, 11, 22 e 11.

c) 22, 22, 88 e 44.

d) 22, 22, 44 e 22.

e) 22, 22, 22 e 11.

12. (FUVEST) Uma célula somática que tem quatro cromossomos, ao se dividir, apresenta na metáfase:

a) Quatro cromossomos distintos, cada um com duas cromátides.

b) Quatro cromossomos distintos, cada um com uma cromátide.

c) Quatro cromossomos, pareados dois a dois, cada um com duas cromátides.

d) Quatro cromossomos, pareados dois a dois, cada um com uma cromátide.

e) Dois cromossomos, cada um com duas cromátides.

13. (VUNESP) O ciclo celular corresponde à alternância de mitoses e interfases. Antigamente, a intérfase era chamada “repouso celular”. Esta designação é errônea porque é na intérfase que:

a) Ocorre o desaparecimento do nucléolo e da membrana nuclear.

b) Ocorre a condensação dos cromossomos.

c) Ocorrem as maiores mudanças metabólicas na célula, envolvendo síntese de DNA, RNA e proteínas.

d) Ocorrem muitos movimentos celulares, especialmente dos centríolos e cromossomos.

e) Ocorrem mudanças na forma das células.

14. (UFAL) Abaixo, estão esquematizadas duas fases da divisão mitótica.

14

I e II representam, respectivamente, uma:

a) Prófase e uma metáfase.

b) Metáfase e uma prófase.

c) Metáfase e uma anáfase.

d) Anáfase e uma metáfase.

e) Anáfase e uma telófase.

15. Afigura a seguir representa o esquema de um corte longitudinal da região de crescimento de uma raiz. As células dessa região sofrem mitoses sucessivas que garantem o crescimento do órgão.

15

Com base na figura, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – As células 3 e 4 estão em interfase.

1  1 – As células 1 e 7 estão em metáfase.

2  2 – A célula 9  representa  a fase seguinte àquela esquematizada na célula de número 5.

3  3 – A célula de número 6 se encontra em fase mais adiantada que a célula de número 1.

4  4 – A mitose está terminada na célula de número 8.

16. (UNIRIO) Considerando que uma espécie possua 2n = 6, nas suas células somáticas, a célula representada na figura abaixo evidencia estes cromossomos em:

16

 

a) Metáfase mitótica.

b) Metáfase I.

c) Metáfase II.

d) Anáfase mitótica.

e) Anáfase II.

17. (FUVEST) A figura abaixo mostra modificações na forma do “cromossomo” durante o ciclo celular.

17

Que fases do ciclo têm “cromossomos” como os que estão representados em 1 e 3 respectivamente?

a) Interfase e metáfase.

b) Interfase e anáfase.

c) Interfase e telófase.

d) Prófase e anáfase.

e) Prófase e telófase.

18. (VUNESP) No gráfico abaixo, relativo ao ciclo celular, a mitose está representada pelo intervalo:

18

a) 12.

b) 2 - 3.

c) 1 - 3.

d) 34.

e) 45.

19. (FUVEST) Suponhamos que uma espécie de planta tenha o número cromossômico 2n = 12. Durante o início da germinação de um lote de sementes, elas foram separadas em dois grupos (I e II), sendo que cada um deles foi tratado diferentemente. Após a germinação notou-se que as plantas originadas das sementes do grupo I apresentavam as características normais da espécie e o número cromossômico, analisado nas suas raízes, era 12. Por outro lado, as sementes do grupo II germinaram e originaram plantas “troncudas”, com 24 cromossomos na maioria de suas células. Baseado nestes dados poderíamos dizer que:

a) As sementes do grupo I foram tratadas com colchicina, que mantém o número cromossômico constante.

b) As sementes do grupo II foram tratadas com água.

c) As sementes do ambos os grupos foram tratadas com colchicina, mas as do grupo II com água a seguir.

d) As sementes do ambos os grupos foram tratadas com água, mas as do grupo I com colchicina a seguir.

e) As sementes do grupo I foram tratadas com água e as do grupo II com colchicina.

20. (UEL) O esquema a seguir mostra a duração das fases da mitose em células de embrião de gafanhoto, mantido a 38ºC.

20

Adaptado de Carl P. Swanson. THE CELL. Foundations of Modern Biology. New Jersey: Prentice-Hall lnc. p.52)

De acordo com esses dados, a etapa mais rápida é aquela em que ocorre:

a) Fragmentação da carioteca.

b) Afastamento das cromátides-irmãs.

c) Reorganização dos núcleos.

d) Duplicação das moléculas de DNA.

e) Alinhamento dos cromossomos na placa equatorial.

21. (PUCCAMP) O esquema abaixo representa os cromossomos de uma célula somática de um organismo com alguns genes simbolizados por letras.

21

A partir desse esquema, foram feitas as seguintes considerações:

I. O organismo apresenta um número diploide de 4 cromossomos.

II. Na célula, há dois pares de cromossomos homólogos.

III. No conjunto de cromossomos representados, há 2 pares de alelos.

IV. Se a célula estiver em metáfase, haverá 8 cromátides.

É verdadeiro o que se afirma apenas em:

a) I e III.

b) II e IV.

c) III e IV.

d) I, II e III.

e) I, II e IV.

22. (VUNESP) A figura representa a citocinese em duas células diferentes, 1 e 2.

22

As células 1 e 2 poderiam corresponder, respectivamente, a células de:

a) Homem e banana.

b) Alface e rato.

c) Rato e mosquito.

d) Caranguejo e coelho.

e) Babaçu e goiaba.

23. (UNIFOR) Durante a vida de uma célula, diversas reações químicas e diversos processos metabólicos ocorrem no seu núcleo. Por exemplo?

I. Síntese de RNA mensageiro.

II. Formação de ribossomos.

III. Duplicação do DNA.

No núcleo interfásico ocorre:

a) Somente I.

b) Somente II.

c) Somente I e II.

d) Somente II e III.

e) I, II e III.

24. (PUC-CAMPINAS) Uma plântula de Vicia faba foi colocada para crescer em meio de cultura onde a única fonte de timidina (nucleotídeo com a base timina) era radioativa. Após um único ciclo de divisão celular foram feitas preparações citológicas de células da ponta da raiz, para a análise da radioatividade incorporada (auto-radiografia). A radioatividade será observada em:

a) Ambas as cromátides dos cromossomos metafásicos.

b) Todas as proteínas da célula.

c) Todas as organelas da célula.

d) Somente uma das cromátides de cada cromossomo metafásico.

e) Todos os ácidos nucleicos da célula.

25. (FUVEST) No processo de divisão celular por mitose, chamamos de célula-mãe aquela que entra em divisão e de células-filhas, as que se formam como resultado do processo. Ao final da mitose de uma célula, têm-se:

a) Duas células, cada uma portadora de metade do material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora e a outra metade, recém-sintetizada.

b) Duas células, uma delas com o material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora e a outra célula com o material genético recém-sintetizado.

c) Três células, ou seja, a célula-mãe e duas células-filhas, essas últimas com metade do material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora e a outra metade, recém-sintetizada.

d) Três células, ou seja, a célula-mãe e duas células-filhas, essas últimas contendo material genético recém-sintetizado.

e) Quatro células, duas com material genético recém-sintetizado e duas com o material genético que a célula-mãe recebeu de sua genitora.

26. (PUC-MG) Observe o gráfico a seguir.

26

A duplicação do DNA e a anáfase ocorrem, respectivamente, em:

a) I e IV.

b) II e III.

c) III e VI.

d) II e V.

e) V e VI.

27. (UFLAVRAS) No esquema abaixo estão representadas 3 fases da mitose. Assinale a alternativa em que essas fases estão ordenadas corretamente:

27

a) 3 1 2.

b) 1 2 3.

c) 2 1 3.

d) 2 → 3 → 1.

e) 3 2 → 1.

28. (MACK)

28

Observando o gráfico acima, que representa a variação da quantidade de DNA no núcleo de uma célula em função do tempo, podemos afirmar que:

a) Se trata seguramente de uma célula em mitose.

b) A, B e C representam todas as etapas do ciclo celular.

c) Ao sofrer mitose, a quantidade de DNA nas células filhas será igual à metade da quantidade presente inicialmente.

d) No período representado em B surgem as cromátides-irmãs.

e) O período A é conhecido como intérfase.

29. (UFC) As especializações das células das plantas estão sempre associadas à estrutura das paredes celulares. Assim, nos diferentes tecidos vegetais, as células têm paredes de espessura e composição química variadas. No final da mitose, na região central da célula, inicia-se a formação de lamelas para originar a parede celular. A organela celular responsável por essa formação é o:

a) Aparelho de Golgi.

b) Retículo endoplasmático.

c) Cloroplasto.

d) Vacúolo.

e) Lisossomo.

30. (FUVEST) Em certa linhagem celular, o intervalo de tempo entre o fim de uma mitose e o fim da mitose seguinte é de 24 horas. Uma célula dessa linhagem gasta cerca de 12 horas, desde o início do processo de duplicação dos cromossomos até o início da prófase. Do fim da fase de duplicação dos cromossomos até o fim da telófase, a célula gasta 3 horas e, do inicio da prófase até o fim da telófase, ela gasta 1 hora. Com base nessas informações e nos seus conhecimentos sobre mitose assinale a alternativa correta:

a) A duração da interfase é de 21 horas.

b) A duração do período G1 é de 12 horas.

c) A duração do período Sé de 10 horas.

d) A duração do período G2 é de 3 horas.

e) A duração da mitoseé de 2 horas.

31. (MACK) Considere as seguintes proposições:

I. A quantidade de DNA é constante durante todas as fases do ciclo celular.

II. Existe metade da quantidade de DNA no período G1 em relação à quantidade existente no G2.

III. Os cromossomos já estão perfeitamente individualizados e visíveis no período G2.

Assinale:

a) Se todas as afirmativas estiverem corretas.

b) Se somente I e II estiverem corretas.

c) Se somente II e III estiverem corretas.

d) Se apenas a afirmativa II estiver correta.

e) Se todas as afirmativas estiverem incorretas.

32. Identifique as fases da mitose:

I. Prófase.

II. Metáfase.

III. Anáfase.

IV. Telófase.

(   ) Os cromossomos reúnem-se nos polos da célula e o citoplasma divide-se.

(   ) Os cromossomos separam-se, indo para os polos da célula.

(   ) Os cromossomos se dispõem na placa equatorial.

(   ) Os cromossomos começam a se espiralar e a carioteca a desaparecer.

A sequência correta de cima para baixo será:

a) I, III, IV, II.

b) III, I, II, IV.

c) II, I, IV, III.

d) IV, III, II, I.

e) I, II, III, IV.

33. Os esquemas I, II e III representam diferentes estágios da mitose.

33

Com relação a estes estágios é correto afirmar:

I    II

0   0 – O esquema III representa o estágio da anáfase.

1   1 – O esquema II representa o estágio de metáfase.

2  2 – É  durante  o estágio  representado  pelo  esquema  que  ocorre a  separação  das cromátides-irmãs.

3  3 – Durante a divisão celular, o estágio representado pelo esquema III precede o estágio representado pelo esquema I.

4  4 – Durante a  divisão celular, o  estágio  representado  pelo esquema II  precede o estágio representado pelo esquema III.

34. (CENTEC-BA) Durante a prófase, a cromatina, originariamente uma estrutura filamentosa extremamente longa e delgada, passa por um processo de compactação que culmina, na metáfase, com a formação de corpúsculos bem definidos em número e forma – os cromossomos. O significado biológico dessa compactação é:

a) Garantir a integridade e a mobilização do material genético, condicionando a sua distribuição equitativa entre as células-filhas.

b) Determinar as características citológicas de cada espécie.

c) Promover a duplicação da molécula de DNA, possibilitando a transmissão dos caracteres herdados.

d) Facilitar a transcrição das informações contidas na molécula de DNA.

e) Favorecer a ocorrência de variações no material genético.

35. (COMBIMED) Na espécie humana, uma célula cancerosa entrou em mitose homeotípica anormal, constituindo três polos: I, II e III. Dos 46 cromossomos existentes na célula, 16 se dispuseram entre os polos I e II; 22 entre os polos I e III e 8 entre os polos II e III. No final da anáfase, os polos I, II e III, receberão, respectivamente:

a) 38, 24 e 30 cromossomos.

b) 12, 19 e 15 cromossomos.

c) 24, 38 e 30 cromossomos.

d) 16, 22 e 8 cromossomos.

e) 19, 12 e 15 cromossomos.

36. (FUND.CARLOS CHAGAS) Considere os seguintes fenômenos que ocorrem durante a divisão celular:

I. Divisão do citoplasma.

II. Divisão do centrômero.

III. Duplicação dos cromossomos.

Esses eventos ocorrem na seguinte ordem:

a) I, II, III.

b) I, III, II.

c) II, III, I.

d) III, I, II.

e) III, II, I.

37. (CESGRANRIO) Nos desenhos mostrados, numerados com algarismos romanos, estão representadas fases da mitose. Assinale, nas opções abaixo, a sequência correta das fases deste tipo de divisão celular.

37

a) I, IV, III, II.

b) II, IV, I, III.

c) IV, II, I, III.

d) II, III, I, IV.

e) I, IV, II, III.

38. (FMIt-MG) Estudando mitose em células de raiz de Bellevalia, Taylor calculou que a interfase dura mais ou menos 20 horas. O período inicial da interfase, chamado G1, dura de 6 a 8 horas e nele não há divisão de cromossomos ou duplicação de DNA. Segue o período chamado S, no qual ocorre duplicação dos DNA. Ao período S segue o período G2, que dura 6 horas, e então uma nova divisão celular se inicia. Do texto, podemos afirmar que:

a) Na raiz de Bellevalia, todas as células entram em divisão imediatamente após o período G1.

b) No período S, cada cromátide já formou um novo cromossomo.

c) O tempo que uma célula da raiz de Bellevalia gasta para dar origem a duas novas células é de 20 horas.

d) Na fase G2, cada cromossomo já tem os seus cromonemas duplicados.

e) Durante a metáfase há duplicação de DNA.

39. (FUVEST) A figura a seguir representa o tecido meristemático de uma planta, onde podem ser observadas células em diferentes fases de divisão. Qual das alternativas corresponde à sequência do processo mitótico?

39

a) a b c d e f.

b) c f   ea b d.

c) f b a e d c.

d) e f c a b d.

e) f e c b d a.

40. (COVEST) Analise a figura referente à divisão celular mitótica.

40

Em que alternativa se encontra a sequência correta?

a) 1. metáfase, 2. anáfase, 3. prófase.

b) 1. anáfase, 2. prófase. 3, telófase.

c) 1. pró-metáfase, 2. pró-anáfase, 3. telófase.

d) 1. metáfase, 2. anáfase, 3. telófase.

e) 1. pró-metáfase, 2. metáfase, 2. prófase I.

41. (FEPA) As células 1 e 2 encontram-se, respectivamente, em:

41

a) Prófase e metáfase.

b) Interfase e prófase.

c) Anáfase e telófase.

d) Telófase e interfase.

e) Metáfase e anáfase.

42. (UFGO) Relacione as fases da mitose – anáfase, telófase, metáfase e prófase – com os respectivos números das figuras abaixo:

42

a) 4, 3, 2, 1.

b) 3, 4, 2, 1.

c) 1, 2, 3, 4.

d) 2, 3, 4, 1.

e) 3, 1, 2, 4.

43. (OBJETIVO) A figura esquematizada abaixo está mostrando uma mitose que pode ser classificada:

43

a) Cêntrica/astral/centrípeta.

b) Cêntrica/anastral/centrífuga.

c) Acêntrica/anastral/centrípeta.

d) Acêntrica/anastral/centrífuga.

e) Cêntrica/astral/centrífuga.

44. (UA-AM) A observação detalhada das três células abaixo, de números 1, 2 e 3, nos permite afirmar que:

44

a) Todas se encontram em telófase

b) Todas estão em interfase.

c) Todas se encontram em prófase.

d) Estas células estão em prófase, metáfase e anáfase, respectivamente.

e) Estas células estão em metáfase, anáfase e telófase, respectivamente.

45. (UFSC) Interpretando-se o gráfico abaixo, relativo ao ciclo celular, é correto afirmar:

45

I   II

0  0 – No eixo das ordenadas,  x representa a  quantidade de  DNA por célula durante o ciclo celular.

1  1 – No eixo das  ordenadas, x representa o número de cromossomos por célula.

2  2 – O tipo de ciclo celular representado é característico de células somáticas.

3  3 - II indica a meiose.

4  4 – No eixo das  ordenadas, x representa  a taxa  de síntese  de  proteínas durante o ciclo celular.

46. (COVEST) Observe as figuras a seguir e analise as proposições:

46

I   II

0  0 – Representa as diversas fases do processo mitótico de uma célula vegetal, uma vez que não há centríolos, nem ásteres e que na hora de divisão não ocorreu estrangulamento do citoplasma, mas aparecimento de uma parede no equador da célula.

1  1 – A sequência correta em que essas fases ocorrem é 4, 1, 2, 3, 5.

2  2 – A  figura representa  a  metáfase,  onde  ocorre  o  pareamento   dos cromossomos homólogos, denominado sinapse.

3  3 – A quantidade  de DNA, por célula,  durante todo o  processo de  divisão celular não é a mesma, embora o número e a quantidade de cromossomos da célula mãe sejam mantidos nas células filhas.

4  4 – As figura 4 e 5 representam células em interfase.

47. Esta questão deve ser respondida com base no gráfico abaixo. Nele estão indicadas três curvas, em uma célula sofrendo mitose:

47

I. Distância entre os polos.

II. Distância entre as cromátides-irmãs.

III. Distância entre os cromossomos e os polos.

Qual alternativa associa corretamente a distância indicada e a curva no gráfico.

a) I-A, II-B, III-C.

b) I-A, II-C, III-B.

c) I-B, II-A, III-C.

d) I-B, II-C, III-A.

e) I-C, II-A, III-B.

48. (FUVEST) Analise os eventos mitóticos relacionados abaixo:

I

Desaparecimento da membrana nuclear

II

Divisão dos centrômeros

III

Migração dos cromossomos para os polos do fuso

IV

Posicionamento dos cromossomos na região mediana do fuso

Qual das alternativas indica corretamente sua ordem temporal?

a) IV I II III.

b) I IV III – II.

c) I II IV III.

d) I - IV II – III.

e) IV I III – II.

49. (FUVEST) Um cromossomo é formado por uma longa molécula de DNA associada a proteínas. Isso permite afirmar que o núcleo de uma célula somática humana em (A) possui (B) moléculas de DNA. Qual das alternativas abaixo indica os termos que substituem corretamente as letras A e B?

a) A = início de intérfase (G1); B = 46.

b) A = fim de intérfase (G2); B = 23.

c) A = início de mitose (prófase); B = 23.

d) A = fim de mitose (telófase); B = 23.

e) A = qualquer fase do ciclo celular; B = 92.

50. K, ou relação nucleoplasmática, consiste em:

K = V do núcleo/V da célula – V do núcleo

Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) sobre o que acontece com K durante o ciclo celular.

0  0 – K permanece constante.

1  1 – Ao atingir um certo valor mínimo, a célula se divide.

2  2 – K aumenta, porque, enquanto o volume citoplasmático fica inalterado, o volume nuclear, pelo menos, duplica.

3  3 – K diminui, porque enquanto o volume citoplasmático fica inalterado, o volume nuclear, pelo menos, reduz-se à metade.

4  4 – Ao atingir um certo valor máximo, a célula se divide.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

D

B

D

E

E

A

B

D

D

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

A

A

C

C

VFFVF

D

B

E

E

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

A

E

A

A

D

C

D

A

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

D

D

FFVVV

A

A

E

B

D

B

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

B

B

D

C

VFVFF

VVFVF

B

D

A

FVFFF

Publicado por: Djalma Santos | 30 de setembro de 2011

Testes de poluição (5/5)

01. (PUC-MG)                     ESTOCA-SE GÁS CARBÔNICO

Métodos de armazenamento embaixo do solo despontam como importantes aliados nas ações de mitigação do aquecimento global. Por outro lado, as técnicas ainda são caras e envolvem riscos para a saúde humana e animal.blog.

Fonte: Ciência Hoje online, abril de 2011.

Sobre o aquecimento global e as possíveis novas alternativas para controlá-lo, assinale a afirmativa incorreta.

a) O aquecimento global é em grande parte provocado pelo acúmulo de gases, como o metano e gás carbônico, liberados na atmosfera.

b) O aumento da liberação dos gases CFC (cloro-flúor-carbono), presentes no aerossol e em fluidos de refrigeração, ao se concentrarem nas camadas superiores da atmosfera, acarretam o efeito estufa.

c) A diminuição do uso de combustíveis fósseis e o reflorestamento de áreas degradadas podem contribuir para a redução do processo de aquecimento global.

d) A tecnologia de captura e armazenamento de gás carbônico surge como uma boa alternativa para complementar os esforços globais de mitigação das mudanças climáticas.

02. (UFU) O processo de crescimento e expansão das cidades tem ocorrido sem um planejamento adequado, provocando sérias consequências ao meio ambiente, entre elas, a falta de saneamento básico. Nas cidades, o lançamento de dejetos humanos em grande quantidade e sem tratamento nos rios, lagos e mares leva, por exemplo, ao aumento da quantidade de nutrientes disponíveis nesses ambientes. Com isso, ocorre a proliferação de microrganismos aeróbicos que esgotam rapidamente todo o oxigênio dissolvido na água. Consequentemente, todas as formas de vida aquática morrem, incluindo-se aí os próprios microrganismos aeróbicos. Do ponto de vista biológico, qual processo se pode reconhecer no enunciado desta questão?

a) Biodigestão.

b) Eutrofização.

c) Inversão térmica.

d) Chuva ácida.

03. (UFG) A partir da revolução técnico-científica, que ocorreu na segunda metade do século XX, na década de1970, afacilidade de acesso aos bens de consumo gerou o aumento, cada vez mais crescente, do consumo mundial de energia elétrica. Atualmente, o tipo de energia que supre a maior parte desse consumo e o impacto da sua utilização são, respectivamente:

a) Nuclear; riscos à saúde humana e ambiental em caso de acidente.

b) Biomassa; aproveitamento de resíduos orgânicos de origem vegetal.

c) Hidrelétrica; diminuição da biodiversidade na área de instalação.

d) Combustível fóssil; emissão de gases de efeito estufa.

e) Eólica; alto custo de implantação.

04. (UECE)Com relação à radioatividade, analise as afirmativas abaixo e coloque V para verdadeiro ou F para falso.

( ) A radioatividade, por ser benéfica em determinadas situações, tem sido muito utilizada em diversas áreas como, por exemplo, na medicina, para tratar pacientes com câncer.

( ) Todos nós convivemos diariamente com a radioatividade emitida por fontes naturais como as chuvas de partículas radioativas produzidas pelos testes de armas nucleares.

( ) Os efeitos da radioatividade independem da quantidade acumulada no organismo e do tipo de radiação, pois qualquer concentração de radiação pode provocar diversos efeitos como lesões no sistema nervoso ou no aparelho gastrintestinal, queimaduras na pele, náuseas, leucemia e má formação, podendo até levar à morte.

( ) A radiação é uma possibilidade para minimizar a infestação de alimentos por microrganismos na produção agrícola.

A sequência correta de cima para baixo é:

a) V, V, F, F.

b) F, V, F, F.

c) V, F, F, V.

d) F, F, V, V.

05. (URCA) Após o terrível acidente nuclear ocorrido no Japão, foram distribuídas cápsulas de iodo para que as pessoas contaminadas por radiação não desenvolvam certo tipo de câncer (Jornal da BAND, 11/03/2011).

Essa medida paliativa visou:

a) Evitar câncer da tireoide com a absorção de iodo não radiativo, já que hormônios produzidos por essa glândula possui iodo na sua composição.

b) Aumentar o nível de iodo no sangue dos contaminados, pois esse elemento se liga a radiação e ajuda a eliminar esta, quando o iodo é excretado.

c) Proteger as gônadas, pois são as partes mais sensíveis a radiação e por conseguinte, aumenta a chance das pessoas terem filhos defeituosos.

d) Aumentar o número de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do corpo.

e) Proteger as suprarenais, produtoras de importantes hormônios controladores de muitas funções do nosso organismo.

06. (UFT) Um dos principais temas discutidos atualmente em conferências e seminários sobre meio ambiente no Brasil e no Mundo é o aquecimento global. Diversos pesquisadores relacionam este fenômeno ao aumento do efeito estufa. Uma reportagem do Globo Rural, de 23 de julho de 2010, destacou que o Estado do Tocantins registrou o maior índice de queimadas desde 2005. As queimadas constituem-se em um dos fatores que contribuem para o aumento do efeito estufa, e consequentemente para o aumento do aquecimento global. Sobre este tema, considere as seguintes assertivas:

I. O desmatamento pode ser uma das causas do aumento do efeito estufa, pois pode ocasionar alterações no ciclo do carbono.

II. Ocorre uma relação inversa entre o aumento da concentração de CO2 na atmosfera e da temperatura média global.

III. O efeito estufa é um fenômeno causado somente pela ação antrópica e tem sido importante para manter a superfície terrestre aquecida, impedindo a perda de calor para o espaço.

IV. O aumento da temperatura média global pode provocar alterações climáticas, podendo levar ao derretimento de calotas polares e geleiras, elevando o nível do mar.

Estão corretas apenas as assertivas indicadas na alternativa:

a) I, II e IV.

b) I e IV.

c) II e IV.

d) II e III.

e) I, II, III e IV.

07. (IFMG) O pico do monte Kilimanjaro, na Tanzânia, é o ponto mais alto da África e encontra-se atualmente coberto por neve. Contudo, a neve vem diminuindo desde meados do século XIX. A cobertura nevada, que hoje corresponde a menos de 20% da original, deve sumir por volta de2020. Aexplicação para a redução da neve é o aquecimento global. Por sua vez, a principal causa do aquecimento global é:

a) Unicamente o desmatamento de florestas tropicais.

b) O aumento da produção de gás carbônico devido, principalmente, à queima de combustíveis fósseis.

c) A destruição da camada de ozônio do planeta.

d) A eutrofização de rios e lagos.

08. (IFSC) O gráfico abaixo demonstra variações de fatores ambientais durante o período de várias décadas.

08

Fonte: POSTLETHWAIT, J.H.; HOPSON, J.L. Modern Biology. Texas: Holt, Rinehart and Wiston, 2006.

Sobre o fenômeno ilustrado no gráfico, assinale as proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Trata-se de um fenômeno natural que contribui para a manutenção da temperatura média do planeta. Mas, que de acordo com o gráfico, vem sendo intensificado nas últimas décadas.

1  1 – O protocolo de Kyoto é um tratado internacional que visa acabar com o efeito estufa e consequentemente, interromper o aquecimento global.

2  2 – As variações de temperatura e gás carbônico ilustradas no gráfico acima ilustram o fenômeno conhecido, usualmente, como aquecimento global.

3  3 – Analisando o gráfico e baseando-se em seus conhecimentos, pode-se concluir que o aumento de temperatura determina consequentemente, um aumento das concentrações de gás carbônico na atmosfera.

4  4 – O dióxido de carbono não é o único gás com capacidade de reter calor na atmosfera; além do gás carbônico, o metano e o dióxido de nitrogênio também produzem este efeito.

09. (MACK) Em fevereiro e em março de 2011, a água servida à população, proveniente da Represa de Guarapiranga, apresentou cheiro desagradável. A explicação dada por técnicos foi a proliferação anormal de algas, que foi combatida com algumas medidas, como o uso de carvão ativado. O que pode ter causado o crescimento exagerado desses organismos foi o lançamento em grande escala de esgoto:

a) Doméstico, fornecendo elementos como o nitrogênio e o fósforo.

b) Doméstico, fornecendo proteínas e vitaminas.

c) Doméstico, fornecendo carbono, hidrogênio e potássio.

d) Químico, fornecendo carbonatos e nitratos.

e) Químico, fornecendo magnésio e ferro para a síntese de clorofila.

10. (UFT) O maior terremoto da história do Japão, ocorrido recentemente, trouxe à tona a questão do uso da energia nuclear, devido ao vazamento radioativo ocorrido na Usina de Fukushima. Dois outros grandes acidentes nucleares ocorreram, o de Three Mile Island em 1979, nos Estados Unidos e o de Chernobyl, na Ucrânia em 1986. Sobre os efeitos da radiação em células e organismos, é incorreto afirmar que:

a) Podem causar alterações genéticas que prejudiquem o sistema de controle de divisão celular levando a uma multiplicação incontrolada das células predispondo-as ao surgimento de um tumor.

b) Se a radiação afetar apenas as células somáticas de um organismo sexuado, a sua prole, necessariamente, será afetada.

c) Deleções, inversões, duplicações e translocações são alguns tipos de alterações que podem ocorrer no material genético de organismos afetados pelas radiações.

d) Bactérias, vegetais e animais podem estar sujeitos a alterações genéticas espontâneas ou induzidas, as quais podem ser bem toleradas pelo organismo ou dependendo da taxa de contaminação radioativa estas alterações podem ser maléficas e até deletérias.

e) Diversos tipos de tumores podem surgir em um organismo afetado por altas taxas de radiação, se os mesmos ficarem restritos ao local de surgimento são considerados benignos, porém, se tiverem a capacidade de invadir outros tecidos são ditos malignos.

11. (UNIMONTES) O uso de técnicas da biotecnologia geralmente é associado a organismos modificados geneticamente, seres transgênicos e animais ou plantas clonadas. A biorremediação consiste também em utilização da biotecnologia associada a seres vivos para a resolução de problemas. O princípio dessa aplicação é usar microrganismos ou plantas para a limpeza ou descontaminação de áreas ambientais afetadas por poluentes diversos. De acordo com essas informações e o assunto abordado, analise as alternativas a seguir e assinale a que representa uma situação que não pode ser controlada pelo uso da biorremediação.

a) Liberação de petróleo no mar ou em rios.

b) Contaminação das águas e do solo por substâncias tóxicas.

c) Tratamento de água.

d) Isolamento da área contaminada.

12. (CEFET-SP) O texto a seguir, escrito em 1993, faz um alerta para os perigos do desmatamento da Amazônia. O desmatamento na Amazônia brasileira já representa uma contribuição significativa ao efeito estufa, promovido por alguns gases presentes na atmosfera, entre os quais se destacam o dióxido de carbono (CO2), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O), todos produzidos pelo desmatamento. Cálculos do IPCC indicam que, se continuarem as tendências atuais de liberação desses gases, a população mundial experimentará, no século XXI, fortes impactos implicando na morte de milhões de pessoas em todos os continentes. O efeito estufa, citado no texto, é um processo que provoca:

a) O aumento da entrada de raios ultravioleta na atmosfera, o que ocasionará uma alta incidência de câncer de pele na população.

b) O aumento da temperatura média global, uma vez que as altas taxas de alguns gases atmosféricos impedirão a saída de calor para o espaço.

c) O aumento da taxa de poluentes, que aumentará a taxa de doenças respiratórias na população, devido à falta das grandes árvores que formam a floresta.

d) A diminuição do nível dos oceanos e dos grandes reservatórios de água doce, o que aumentará a área dos desertos e regiões áridas já existentes.

e) A diminuição das áreas agrícolas disponíveis para a produção de alimentos, pois os solos serão contaminados com os resíduos produzidos pelas constantes chuvas ácidas.

13. (PUC-CAMPINAS) Enquanto os metais pesados têm efeito tóxico aos seres vivos, o lançamento em excesso de matéria orgânica em rios provoca a morte de peixes e outros organismos por:

a) Envenenamento e paralisia.

b) Bactérias patogênicas presentes neste material.

c) Redução da fotossíntese com a turbidez das águas.

d) Proliferação de algumas plantas como os aguapés.

e) Diminuição do oxigênio dissolvido na água.

14. (PUC-RIO) Entre outros processos, o reflorestamento contribui para a diminuição do efeito estufa, ao promover o(a):

a) Aumento da fixação do carbono durante a fotossíntese.

b) Aumento da respiração durante o crescimento das plantas.

c) Aumento da liberação de gás carbônico para a atmosfera.

d) Utilização do metano atmosférico durante a fotossíntese.

e) Fixação de nitrogênio atmosférico por bactérias simbiontes nas raízes.

15. (UPE) O capítulo IV, da Constituição Federal do Brasil, referente ao meio ambiente, no Art. 225, afirma.

“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.”

Sobre o cumprimento deste artigo da nossa Constituição, analise as afirmativas abaixo.

I. Para evitar o efeito de eutrofização dos lagos, deve ser proibido o uso de pesticidas e herbicidas nas regiões circunvizinhas.

II. A retirada das espécies predadoras do meio ambiente é importante medida para o equilíbrio das cadeias alimentares nos ecossistemas.

III. Introdução de espécies mais competitivas e resistentes e retirada de espécies parasitas nas regiões de florestas e campos são ações positivas para o aumento da biodiversidade.

IV. Controle da emissão de gases poluentes, como o CO2 e CH4, o que contribui para a diminuição do efeito estufa.

Como mecanismos de ação efetiva para preservação do meio ambiente em território nacional e no mundo, somente está correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.

b) II e III, apenas.

c) III e IV, apenas.

d) I.

e) IV.

16. (UFC) A pesca predatória tem levado os órgãos governamentais a desenvolver estratégias, como o período de defeso, quando é proibida a captura de determinadas espécies marinhas, visando sua proteção na época reprodutiva. Diante do exposto, assinale a alternativa correta.

a) Um grande impacto causado pela pesca advém de alguns equipamentos utilizados, que não

selecionam indivíduos de tamanhos adequados para comercialização.

b) Crustáceos como o caranguejo Ucides cordatus, são mais vulneráveis à pesca predatória, visto que são organismos vivíparos, gerando poucos descendentes.

c) A captura de peixes juvenis, na fase inicial da vida, não causa impactos na população, uma vez que ainda não atingiram a idade reprodutiva.

d) A pesca predatória atinge somente poucas espécies comercialmente importantes, não causando impactos na cadeia alimentar marinha.

e) O defeso da lagosta visa proteger apenas fêmeas, sendo liberada a captura de indivíduos machos.

17. (PUC-CAMPINAS) Os problemas de saúde ocasionados por materiais particulados no ar são agravados quando ocorre:

a) Destruição da camada de ozônio.

b) Inversão térmica.

c) Chuva ácida.

d) Efeito estufa.

e) Ventania forte.

18. (PUC-PR) A humanidade, após a revolução industrial, vem interferindo nos ecossistemas de maneira agressiva, provocando o aumento do efeito estufa e a destruição da camada de ozônio. Como consequências dessas duas alterações, citam-se as seguintes:

I . Aumento da temperatura média do nosso planeta e da penetração de raios ultravioletas.

II . Degelo das regiões polares e aumento do número de câncer de pele.

III. Eutrofização das águas fluviais e aumento das micoses de pele.

Estão corretas:

a) Somente I e II.

b) Somente II.

c) Somente I e III.

d) Somente II e III.

e) I, II e III.

19. (UFLA) É preocupação dos ecólogos o fato de que as calotas polares podem vir a sofrer um processo de descongelamento, em virtude do aquecimento da atmosfera terrestre. Esse aquecimento, consequência de um desequilíbrio ecológico, decorre de:

a) Aumento da taxa de ozônio na atmosfera, que incrementa a chegada de raios ultravioletas.

b) Emanações de dióxido de enxofre para a atmosfera, que aumentam sua capacidade de reter calor.

c) Redução da taxa de oxigênio na atmosfera, que aumenta os processos de troca de energia.

d) Tempestades solares cada vez mais frequentes, o que tem aumentado o aporte de energia na Terra.

e) Aumento da taxa de gás carbônico na atmosfera, que incrementa o efeito estufa.

20. (UEBA) Para exterminar ou diminuir a quantidade de pragas da lavoura, os agricultores lançam mão de alguns recursos, entre eles:

I. Uso de inseticidas organoclorados.

II. Emprego de parasitas específicos das pragas.

III. Introdução de população de predadores das pragas.

Em tese, o mais eficiente e menos prejudicial ao ecossistema e o mais prejudicial são, respectivamente:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e I.

d) II e III.

e) III e II.

21. (UFPI)

ASSINALE A ALTERNATIVA QUE PREENCHE CORRETAMENTE AS LACUNAS DO TEXTO A ABAIXO.

“Ocasionalmente, a proliferação intensa de organismos marinhos (que liberam na água uma potente toxina) ocasiona as ………., um sério problema ambiental. Mariscos podem absorver e concentrar a toxina liberada, a qual afeta seriamente o sistema ………. de muitos animais como peixes ou seres humanos, caso entrem em contato com água ou alimentos contaminados.”  Os organismos responsáveis por esse fenômeno são os (as) ………. .

a) marés pardas – respiratório – acetabulárias.

b) marés pardas – locomotor – poríferos.

c) marés vermelhas – respiratório – macroalgas.

d) marés oleosas – endócrino – diatomáceas.

e) marés vermelhas – nervoso – dinoflagelados.

22. (UEBA) Considere as afirmações:

I. As radiações solares ultravioleta, em grande quantidade, podem produzir câncer de pele e alterações genéticas.

II. A camada de ozônio da atmosfera impede totalmente a passagem das radiações ultravioleta.

III. A camada de ozônio da atmosfera vem sendo progressivamente destruída.

IV. O emprego do gás CFC em aerossóis é uma das causas de destruição da camada de ozônio.

São verdadeiras apenas as afirmações:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

23. (PUCCAMP) Em um rio, tributário de um manguezal, foi lançado, acidentalmente, um líquido tóxico e bastante volátil. Ao chegar ao manguezal, esse líquido provocou a morte dos peixes (de todas as fases de vida) que lá viviam. Um pesquisador estudou o problema e levantou as hipóteses a seguir, referentes a possíveis consequências desse fato.

I. A fauna do manguezal nunca se recupera.

II. Logo após o acidente a população de garças do manguezal diminuirá muito, tendo em vista a escassez de alimento para essas aves.

III. Os cardumes de peixes de valor econômico, das regiões costeiras vizinhas ao manguezal, poderão apresentar forte queda populacional.

É plausível o que se supôs em:

a) I, somente.

b) I e II, somente.

c) I e III, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

24. (UFES)   DESASTRE AMBIENTAL NO BRASIL: POLUIÇÃO DO RIO POMBA

                                 Segunda-feira, 31 de março de 2003

O rompimento, na última sexta-feira (28) à noite, de um reservatório da Indústria Cataguazes de Papel, em Cataguazes, na Zona da Mata de Minas Gerais, causou o vazamento de mais de 20 milhões de litros de soda cáustica, chumbo e outros metais, produtos químicos usados na fabricação de papel, no rio Pomba, que corta o norte e o noroeste do Estado do Rio e deságua no rio Paraíba do Sul. De acordo com a Defesa Civil e a Polícia Militar, a vazão atingiu parte da zona rural da cidade e provocou um grande desastre ecológico. Vários animais foram contaminados pelo produto e morreram.

(http://www.nadc.biologia.ufrj.br/novidades/not1.htm1)

A notícia, que alarmou os fluminenses, mineiros e capixabas, demonstra a ação predatória do homem exercida sobre o meio ambiente, por meio de diferentes tipos de poluentes. Considerando-se as consequências da contaminação causada por chumbo e outros metais, para as cadeias alimentares aquáticas, pode-se afirmar que:

a) Os metais pesados solúveis em água contaminam os lençóis freáticos dos rios, mas não se acumulam nos tecidos animais.

b) O acúmulo dessas substâncias tóxicas, a cada nível trófico, afeta os organismos aquáticos e aqueles que se alimentam desses organismos.

c) A rápida decomposição dessas substâncias (chumbo e metais) presentes na água determina que os danos, a longo prazo, para a população ribeirinha serão mínimos.

d) Os ciclos biogeoquímicos não são alterados, mas a ação desses poluentes sobre o metabolismo dos organismos vegetais destrói esse elo da cadeia alimentar.

e) A ação específica da soda cáustica, do chumbo e dos outros metais determina a mortandade de peixes, mas não interfere nas outras cadeias alimentares.

25. (UFMG) Para minimizar o uso de inseticidas sintéticos na fruticultura e atender às normas de segurança alimentar da FAO (Food and Agriculture Organization), estão sendo implantadas biofábricas de controle de pragas no Nordeste do Brasil. Essas biofábricas podem adotar todas as seguintes tecnologias, exceto:

a) Produção de parasitas das pragas.

b) Extração de inseticidas naturais.

c) Criação de comensais das pragas.

d) Produção de machos estéreis das pragas.

26. (UFJF) “Nova York pode afundar, diz Greenpeace: no ano 2080, Manhattan e Xangai poderão estar debaixo d’água, secas e enchentes serão mais extremas e centenas de milhões de pessoas estarão em risco de fome, falta de água e doenças”.

(Folha de S. Paulo, 28/10/2002, página A12)

Essa previsão é apresentada pela ONG Greenpeace, caso os países não reduzam a emissão de gases que provocam o efeito estufa, que consiste no:

a) Aquecimento global da Terra, provocado pelo aumento da concentração de gases, como o gás carbônico e o oxido nitroso.

b) Aquecimento global da Terra, provocado pelo aumento do buraco na camada de ozônio, que filtra os raios ultravioleta.

c) Derretimento das calotas polares, provocado pela desertificação e pelas queimadas, que liberam anidrido sulfuroso e monóxido de carbono.

d) Aquecimento global da Terra, provocado pelos gases liberados na queima de carvão e petróleo, como os clorofluocarbonos (CFCs).

e) Aquecimento global da Terra, provocado pelo aumento da camada de gases como metano e ozônio, liberados pelas atividades industriais.

27. (UNIFOR) Acredita-se que os gases do tipo CFCs (clorofluocarbonos) estejam relacionados à incidência de câncer de pele em seres humanos porque:

a) Aumenta a taxa de mitose epitelial.

b) Destroem a camada de ozônio.

c) Apresentam ação mutagênica.

d) Acarretam aquecimento da atmosfera.

e) Danificam moléculas de DNA e RNA.

28. (COVEST) Em garimpos clandestinos no Brasil, diferentes quantidades de terra são retiradas das áreas exploradas. Para resgatar pequenas partículas de ouro existentes na lama resultante dos processos de peneiramento e lavagem, utiliza-se o mercúrio. De todo o processo poderão advir como consequências:

I   II

0  0 – Degradação e poluição do solo.

1  1 – Assoreamento de rios e até inundações.

2  2 – Interferência no processo de procriação de certos peixes.

3  3 – Lançamento de poluentes na atmosfera.

4  4 – Destruição da vegetação.

29. (PUC-RS) Se o prefeito eleito de sua cidade prometeu desenvolver um programa com o objetivo de contribuir para a diminuição do efeito estufa em nível local, isso significa que ele pretende incentivar a adoção de medidas de controle da poluição atmosférica através da redução da emissão de …… e ….. pelas atividades humanas.

a) clorofluocarbonetos – óxido sulfúrico

b) clorofluocarbonetos – monóxido de carbono

c) dióxido de carbono – óxido sulfúrico

d) dióxido de carbono – metano

e) monóxido de carbono – metano

30. (UNIFOR) A queima de combustíveis fósseis em grandes e crescentes quantidades nas últimas décadas tem causado preocupação na comunidade científica internacional e nos governos, pois:

a) Os produtos desses combustíveis podem acarretar resfriamento da Terra.

b) Esses combustíveis destroem a camada de O2 atmosférico sobre os polos.

c) Os estoques desses combustíveis já se esgotaram e devem ser substituídos.

d) A manutenção dos ecossistemas naturais depende desses combustíveis.

e) O aumento da concentração de CO2 na atmosfera pode acarretar aquecimento global.

31. (FUVEST) As crescentes emissões de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), entre outros, têm causado sérios problemas ambientais, como, por exemplo, a intensificação do efeito estufa. Estima-se que, dos 6,7 bilhões de toneladas de carbono emitidas anualmente pelas atividades humanas, cerca de 3,3 bilhões acumulam-se na atmosfera, sendo os oceanos responsáveis pela absorção de 1,5 bilhão de toneladas, enquanto quase 2 bilhões de toneladas são sequestradas pelas formações vegetais. Assim, entre as ações que contribuem para a redução do CO2 da atmosfera, estão a preservação de matas nativas, a implantação de reflorestamentos e de sistemas agroflorestais e a recuperação de áreas de matas degradadas. O papel da vegetação, no sequestro de carbono da atmosfera, é:

a) Diminuir a respiração celular dos vegetais devido à grande disponibilidade de O2 nas florestas tropicais.

b) Fixar o CO2 da atmosfera por meio de bactérias decompositoras do solo e absorver o carbono livre por meio das raízes das plantas.

c) Converter o CO2 da atmosfera em matéria orgânica, utilizando a energia da luz solar.

d) Reter o CO2 da atmosfera na forma de compostos inorgânicos, a partir de reações de oxidação em condições anaeróbicas.

e) Transferir o CO2 atmosférico para as moléculas de ATP, fonte de energia para o metabolismo vegetal.

32.                                               ANALISE A CHARGE.

32

A seguir, são apontadas possíveis explicações para a ocorrência de enchentes e inundações.

I. Impermeabilização do solo.

II. Erosão do solo.

III. Lançamento de lixo nas ruas das cidades, nas margens ou diretamente nos rios.

IV. Destruição das matas ciliares (vegetação nas várzeas ao longo dos rios ou cursos d’água).

Aponte a alternativa que contém todas as explicações corretas

a) Apenas I e IV.

b) Apenas II e III.

c) Apenas III e IV.

d) Apenas I, II e III.

e) I, II, III e IV.

33. (UEPB) O fenômeno denominado “maré vermelha” ocorre devido à proliferação de algumas espécies de dinoflagelados, que, sob determinadas condições, formam populações extraordinariamente grandes. Essa concentração pode liberar toxinas e provocar a contaminação e a mortalidade em organismos filtradores, peixes e outros vertebrados marinhos. Essa contaminação e mortalidade se devem:

a) À variedade de toxinas produzidas no verão por essas algas.

b) À proliferação excessiva de certas macroalgas.

c) Ao tipo de pigmento de algumas espécies de dinoflagelados.

d) À elevada toxicidade da tetraodontoxina provocada pelos dinoflagelados.

e) À elevada toxicidade da neurotoxina produzida por esses dinoflagelados.

34. (MACK) A emissão excessiva de certos gases, como o CO2, tem sido responsabilizada pelo aumento gradativo da temperatura da superfície terrestre, com graves consequências previstas para o futuro, como inundações de cidades localizadas ao nível do mar. Esse aumento de temperatura é causado pela:

a) Radiação ultravioleta do sol, absorvida pelos gases que estão e excesso na atmosfera.

b) Radiação infravermelha, que, após a absorção da energia solar pelo solo, é irradiada na forma de calor.

c) Radiação ultravioleta do sol, que, devido à destruição da camada de ozônio, chega com maior intensidade à superfície terrestre.

d) Radiação visível do sol, que, devido à destruição da camada de ozônio, chega com maior intensidade à superfície terrestre.

e) Radiação ultravioleta, que é absorvida pelo solo e não é irradiada à atmosfera.

35. (UFRN) Assinale a opção que contém o poluente inodoro e incolor, produzido pela combustão de compostos orgânicos e que, ao ser inspirado, passa dos alvéolos pulmonares para o sangue, penetrando nas hemácias e ligando-se de forma estável à hemoglobina:

a) Monóxido de carbono.

b) Dióxido de carbono.

c) Monóxido de nitrogênio.

d) Dióxido de nitrogênio.

e) Dióxido de enxofre.

36. (PUC-MG) Considere o curso de um rio, de acordo com o esquema a seguir.

36

O trecho A compreende o curso inicial do rio, cuja calha é rochosa, sem acúmulo de matéria orgânica no fundo. No trecho B, curto, há descarga de esgoto industrial e doméstico. O trecho C se caracteriza pela baixa correnteza. No trecho D, há uma série de cascatas, dado o grande desnível entre o trecho C e E. No trecho E, já há uma maior velocidade da correnteza em relação ao trecho C. Com base na figura e no texto anterior, é correto afirmar que o trecho mais oligotrófico e o mais eutrófico são, respectivamente.

a) A e E.

b) A e C.

c) B e D.

d) E e B.

e) D e A.

37. (UNESP)         LEIA O TEXTO, QUE APRESENTA QUATRO LACUNAS.

Os esgotos são formados, em grande parte, por matéria orgânica, água e energia. Há processos muito antigos de tratamento que permitem o aproveitamento da energia dos compostos orgânicos presentes nos esgotos. São processos de ……………….., onde ocorre a fermentação por atividade de bactérias ……………….., organismos que dispensam a presença de …………….. . Quando fermentada por estas bactérias, a matéria orgânica dá origem a um subproduto, o …………………., inflamável, explosivo e dotado de grande quantidade de energia, que pode ser utilizada em motores a explosão ou até como gás combustível.

As lacunas do texto se referem, pela ordem, aos termos:

a) eutrofização … anaeróbicas … CO2 … gás sulfídrico

b) biodigestão … anaeróbicas … O2 … gás metano

c) biodigestão … aeróbicas … O2 … gás metano

d) decomposição … anaeróbicas … CO2 … gás hélio

e) biodigestão … aeróbicas … nitrogênio … gás metano

38. (COVEST) Com relação a diferentes temas, como poluição e preservação da biodiversidade, é correto afirmar que:

I   II

0  0 – A grande biodiversidade observada em florestas tropicais é importante como fonte de insumos e para a preservação da diversidade genética.

1 1 – O homem provoca a acentuação do efeito estufa e do aquecimento global com a crescente liberação de gás carbônico e de óxido nitroso na atmosfera.

2  2 – Amostras biológicas coletadas no Brasil são constantemente levadas para outros países e, em contrapartida, tem-se uma importante resposta no desenvolvimento científico de nosso país.

3  3 – Na inversão térmica, observa-se a formação de uma camada de ar quente, que se dispõe

sobre uma camada de ar frio, esta última carregada de partículas poluentes.

4  4 – Entre os efeitos causados pelo desmatamento estão o esgotamento de nutrientes do solo e a redução da biodiversidade.

39. (UFOP)O homem deve se conscientizar de que a sua sobrevivência depende da manutenção do equilíbrio ecológico que ele, nos últimos tempos, muito frequentemente, tem postoem risco. Um dos setores que merece destaque especial nesse contexto, em que a ecologia vem assumindo lugar de destaque cada vez maior, é a agricultura, devido aos métodos empregados para combater insetos, bactérias, fungos e vírus. Considere as afirmativas abaixo.

I. O uso repetido de pesticidas pode conduzir a proliferação de formas resistentes.

II. A utilização de queimadas é um recurso que deve ser empregado rotineiramente para eliminar ou destruir as lavouras contaminadas.

III. No controle biológico, podem ser empregados insetos predadores ou parasitas das espécies cujas populações devem ser reduzidas ou mantidas dentro de níveis toleráveis.

IV. A eliminação de uma espécie pode provocar a expansão de outra.

Marque a alternativa correta.

a) As afirmativas I, II e III são verdadeiras.

b) As afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

c) As afirmativas I, III e IV são verdadeiras.

d) As afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

40. Um lago, com uma cadeia alimentar constituída de plâncton, plantas aquáticas, caramujos, pequenos peixes e aves aquáticas carnívoras, teve suas águas contaminadas pelo inseticida DDT, que tem a propriedade de se acumular no corpo dos seres vivos. Em qual dos constituintes da cadeia alimentar espera-se encontrar a maior concentração do inseticida?

a) Aves aquáticas.

b) Caramujos.

c) Peixes.

d) Plâncton.

41. (UNIP-SP) Entre os principais agentes poluidores do ar atmosférico destaca-se o monóxido de carbono (CO), que é um gás venenoso, inodoro e incolor, liberado profusamente pela queima de combustívelem automóveis. Umdos efeitos desse poluente na saúde humana é:

a) Diminuição da capacidade de formação de anticorpos no sangue.

b) Irritação nas mucosas do aparelho respiratório, causando doenças como asma, bronquite e enfisema pulmonar.

c) Asfixia provocada pela “inutilização” da molécula de hemoglobina no transporte dos gases respiratórios.

d) Perturbações cardíacas em casos extremos de exposição prolongada.

e) Aumento da incidência de câncer pulmonar.

42. (VALE DO IPOJUCA) O método utilizado no tratamento do lixo urbano, que pode contribuir para a agricultura, visto que o seu emprego conduz à obtenção de um fertilizante para o solo, e que participa do processo de reciclagem da matéria orgânica, é:

a) A compostagem.

b) O aterro sanitário.

c) A incineração.

d) O lixão.

e) A queimada.

43. (UFSCar) Mais de 500 variedades de plantas estão sendo atacadas na Califórnia, Estados Unidos, por minúsculos insetos, originários do Oriente Médio. Os técnicos americanos não têm obtido sucesso no controle dessa praga. Quatro causas que poderiam favorecer a ocorrência de tal praga foram apresentadas:

I. Inexistência de inimigos naturais desses insetos na Califórnia.

II. Deficiência de defesa naturais das plantas.

III. Uso inadequado de determinados defensivos agrícolas.

IV. Fatores abióticos favoráveis ao desenvolvimento desses insetos na Califórnia.

Par a situação descrita, é possível aceitar.

a) A causa I, apenas.

b) As causas I e II, apenas.

c) As causas I, III e IV, apenas.

d) As causas I, II e III, apenas.

e) As causas I, II, III e IV.

44. (PUC-CAMPINAS)Atualmente a camada de ozônio é uma proteção contra a radiação ultravioleta, porém não estava presente na atmosfera primitiva da Terra. O surgimento da camada de ozônio (O3) pôde ocorrer depois do:

a) Grande aquecimento devido ao vulcanismo.

b) Surgimento dos organismos aeróbicos.

c) Domínio do ambiente terrestre pelas fanerógamas.

d) Grande resfriamento das eras glaciais.

e) Surgimento dos organismos fotossintetizantes.

45. (UNISINOS-RS) O poluente monóxido de carbono (CO), encontrado na atmosfera, é perigoso por:

a) Possuir propriedades cancerígenas.

b) Produzir enfisema pulmonar.

c) Ser a principal causa da inversão térmica.

d) Reduzir sensivelmente a capacidade do sangue em transportar oxigênio.

e) Se transformar em carvão no interior dos alvéolos pulmonares.

46. (UFSC) “Durante 4 horas, um volume estimado em 1,34 milhões de litros de óleo vazou de um duto da refinaria de Duque de Caxias, causando o maior desastre ecológico já ocorrido na Bahia da Guanabara. (…) A mancha de óleo se estendia (…), projetando-se dos manguezais de Duque de Caxias…”

Trecho do artigo: 500 anos de degradação, Revista Ciência Hoje, 27 (158): 2000. p. 42-43.

Assinale a(s) proposição(ões) verdadeira(s)sobre a ação do petróleo e suas consequências com relação ao meio ambiente e aos seres vivos que nele habitam.

I   II

0  0 – A fina camada de óleo sobrenadante, dispersa na superfície da água, reduz a capacidade da absorção de luz na água, afetando significativamente a atividade fotossintetizante das algas.

1  1 – No controle desse poluente, podem ser utilizados detergentes, pois não são nocivos aos organismos marinhos, e servem para dispersar e emulsionar o óleo.

2  2 – A utilização de certas bactérias decompositoras promove a degradação do petróleo, e representa uma das medidas adequadas para a recuperação desse ambiente.

3 3 – A maior parte do petróleo ficou concentrada na zona costeira, principalmente nos manguezais, destruindo esse “berçário de vida”, além de afetar a vida, por exemplo, dos pescadores e catadores de caranguejo da região.

4 4 – Os problemas provocados pelo desastre ecológico, na baía da Guanabara, foram minimizados, pois os técnicos e biólogos se uniram, removendo o poluente em poucas horas.

47. (FATEC) No trajeto do rio Tietê, a cidade de São Paulo (A) é um ponto de grande despejo de esgoto; em Barra Bonita (B) o despejo não é tão intenso, sendo ainda menos intenso na cidade de Pereira Barreto (C). O gráfico que apresenta corretamente a medida do teor de oxigênio das águas do Tietê próximas às cidades A, B e C é:

47

48. (FAMIH-MG) Fluxo de energia numa cadeia alimentar:

48

Na cadeia alimentar anterior, contaminada pelo estrôncio90, amaior quantidade de energia disponível para os seres vivos e o maior acúmulo de radioatividade são encontrados, respectivamente, nos níveis tróficos:

a) 1 e 3.

b) 2 e 4.

c) 1 e 5.

d) 3 e 4.

e) 4 e 5.

49. (PUC-RJ) O uso indevido de pesticidas no combate aos parasitas nas plantações, pode criar situações altamente comprometedoras à saúde de quem se vale posteriormente daqueles produtos agrícolas na sua alimentação, já que muitos dos pesticidas são substâncias de efeito residual. Para resolver o problema, ao invés do uso daqueles pesticidas poderia ser usado outro recurso menos comprometedor ao homem:

a) Simplesmente substituir a espécie cultivada por outra mais resistentes ao parasita que está sendo combatido.

b) Proceder a queimadas periodicamente, destruindo e eliminando as lavouras contaminadas.

c) Usar mais de um tipo de pesticida, tornando a mistura menos tóxica.

d) Proceder ao combate biológico, ou seja, colocar na lavoura uma espécie predadora do parasita em quantidade proporcionalmente suficiente.

e) Tratar quimicamente as sementes antes de colocá-las na terra com substâncias que afugentam o parasita.

50. (VUNESP) Nos rios, é lançada, geralmente, grande quantidade de esgotos provocando, em alguns casos, a morte de muitos peixes. Assinale a alternativa que melhor explica a mortandade desses animais.

a) Aumento da quantidade de oxigênio e diminuição na quantidade de bactérias anaeróbicas.

b) Aumento na quantidade de bactérias aeróbicas e consequente aumento na quantidade de oxigênio.

c) Diminuição na quantidade de oxigênio e aumento na quantidade de bactérias anaeróbicas.

d) Aumento no número de indivíduos herbívoros, que eliminam grande parte do fitoplâncton.

e) Diminuição da quantidade de alimento com consequente mortandade dos peixes, em longo prazo.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

B

D

C

A

B

B

VFVFV

A

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

B

E

A

E

A

B

A

E

C

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

D

D

B

C

A

B

VVVVV

D

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

E

E

B

A

B

B

VVFVV

C

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

C

A

E

E

D

VFVVF

D

C

D

C

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 234 outros seguidores