Publicado por: Djalma Santos | 26 de agosto de 2011

Testes de genética molecular (5/5)

01. (UNESP) A Histona H4 é uma proteína presente nas células dos eucariotos. Essa proteína participa da compactação do DNA em cromossomos, quando da divisão celular. Em termos evolutivos, são bastante conservadas, ou seja, nos mais diferentes organismos a Histona H4 tem praticamente a mesma composição e sequência de aminoácidos. As Histonas H4 do boi e da ervilha, por exemplo, diferem em apenas dois de seus 102 aminoácidos. A partir do exposto, e considerando que o código genético é degenerado (mais de uma trinca de bases pode codificar para o mesmo aminoácido), é correto afirmar que, no boi e na ervilha, os segmentos de DNA que codificam a Histona H4:

a) Diferem entre si em apenas duas trincas de pares de bases.

b) Diferem entre si em dois genes.

c) Diferem entre si por duas mutações que modificaram a composição de pares de bases em dois pontos ao longo do gene.

d) Podem diferir entre si em vários pontos ao longo do gene.

e) Transcrevem RNAm que diferem entre si em duas de suas bases.

02. (UEPG) Com relação às biomoléculas de DNA e RNA, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O RNA mensageiro carreia a informação do gene, na forma de RNA mensageiro, para os ribossomos, onde a informação é traduzida em proteína.

1  1 – O DNA tem funções de hereditariedade e armazenamento das informações genéticas.

2 2 -O DNA é constituído por duas fitas de nucleotídeos e as ligações do tipo pontes de hidrogênio mantêm as duas fitas de DNA unidas.

3  3 – O DNA é uma fita simples e possui adenina, citosina, guanina e uracila.

4  4 – O RNA transportador ou de transferência auxilia no transporte dos hormônios durante a secreção.

03. (UFU) Em meados do século XX, a estrutura da molécula de DNA (ácido desoxirribonucleico) foi desvendada pelos cientistas James Watson e Francis Crick. A dupla hélice do DNA, proposta por esses cientistas, ganhou um significado cultural que marca o avanço da ciência e da tecnologia nas sociedades na segunda metade do século XX. Segundo esse modelo, a molécula de DNA é constituída por duas cadeias paralelas de nucleotídeos unidas em sequência e dispostas no espaço helicoidalmente. A molécula de DNA foi comparada a uma escada de cordas torcidas, em que as moléculas de desoxirribose e fosfatos, unidas alternadamente, formariam os corrimões e as suas bases nitrogenadas, ligadas por pontes de hidrogênio, constituiriam os seus degraus. Os estudos sobre moléculas de DNA permitem definir a quantidade de suas unidades constituintes. Supondo que uma molécula de DNA seja constituída de 2800 nucleotídeos, e que 15% desses nucleotídeos são de citosina, qual a quantidade dos quatro tipos de nucleotídeos nessa molécula?

a) 420 de citosina; 420 de adenina; 980 de guanina e 980 de timina.

b) 980 de citosina; 980 de guanina; 420 de timina e 420 de adenina.

c) 420 de citosina; 420 de guanina; 980 de timina e 980 de adenina.

d) 980 de citosina; 420 de adenina; 980 de guanina e 420 de timina.

04. (IFCE) Considere um segmento de DNA com a seguinte sequência de nucleotídeos:

GCA GGA TTG TGT

Sabendo-se que os códons CCU, ACA, AAC e CGU do RNA mensageiro codificam, respectivamente, os aminoácidos prolina, treonina, asparagina e arginina, a sequência de aminoácidos correspondente ao segmento de DNA apresentado é:

a) Arginina – prolina – asparagina – treonina.

b) Asparagina – treonina – prolina – arginina.

c) Prolina – arginina – treonina – asparagina.

d) Treonina – asparagina – arginina – prolina.

e) Arginina – asparagina – prolina – treonina.

05. (UFG) O uso abusivo de antibióticos seleciona bactérias que possuem genes de resistência que podem ser repassados para outras bactérias, por meio de processos de recombinação genética. Um desses processos é a transdução, que envolve:

a) A transferência de moléculas de DNA entre bactérias via bacteriófago.

b) A absorção pelas bactérias de moléculas de DNA do ambiente.

c) A passagem de moléculas de DNA entre bactérias via pili sexual.

d) A duplicação do DNA e a divisão da bactéria em duas novas células idênticas.

e) O armazenamento da molécula de DNA em estruturas conhecidas como endósporos.

06. (IFMG) Recentemente, a Alemanha vem enfrentando um surto de infecção causada por uma bactéria, a Escherichia coli. Essa bactéria é encontrada normalmente no intestino humano, porém a cepa causadora da infecção é resultado de uma mutação genética. Sobre mutações, pode-se afirmar, exceto:

a) São consideradas um fator evolutivo.

b) Podem ser induzidas por agentes físicos e químicos.

c) Sempre ocasionam uma alteração na proteína codificada.

d) São muitas vezes geradas por erros na duplicação do DNA.

07. (CEFET-MG) Sobre os genes, é correto afirmar que são:

a) Haploides nas células da pele.

b) Encontrados nos cromossomos.

c) Armazenados no complexo de Golgi.

d) Duplicados durante a divisão celular.

e) Responsáveis pelo transporte de aminoácidos.

08. (PUC-MG) Em 1949, Erwin Chargaff determinou a quantidade de cada tipo de base do DNA de diferentes espécies. Obtendo resultados como os mostrados na tabela abaixo, ele concluiu, a despeito da pequena variação nos resultados, a quantidade A=T e G=C no DNA celular. A isso se denominou Regra de Chargaff. Esses resultados contribuíram para que Watson e Crick determinassem a estrutura molecular do DNA publicada em 25 de abril de 1953 na revista científica Nature.

PROPORÇÕES RELATIVAS (%) DE BASES NITROGENADAS DO DNA DE DIFERENTES

ESPÉCIES

ORGANISMO

A

T

G

C

Homem

30.3

30.1

19.9

19.8

Galinha

27.3

27.2

23.4

22.9

Gafanhoto

29.3

29.3

20.5

20.7

Ouriço-do-mar

32.8

33.2

17.4

17.1

Trigo

27.3

27.1

22.7

22.8

Levedura

32.6

33.1

17,2

17.3

Bactéria

24.7

23.6

26.0

25.7

Analisando-se os dados e considerando-se que as proporções relativas de bases nitrogenadas A+T/C+G não variam significativamente dentro da mesma espécie, é correto afirmar que, exceto:

a) A quantidade A=T e G=C na mesma espécie ocorre pelo fato de o DNA ser composto por duas fitas complementares, onde A pareia com T e C pareia com G.

b) De acordo com a regra de Chargaff, se um organismo celular tem 35% de Timina em seu DNA, ele deve apresentar 15% de Guanina.

c) A levedura e o ouriço-do-mar apresentam maior grau de homologia na sequência do seu DNA, indicando maior parentesco evolutivo do que homem e galinha.

d) Se a análise de Chargaff tivesse sido realizada com o RNA celular, não seria de se esperar as mesmas proporções de A=U e C=G.

09. (UDESC) Assinale a alternativa correta quanto aos ácidos nucleicos.

a) A duplicação do DNA é conservativa, pois as moléculas filhas são formadas por dois filamentos antigos provenientes do DNA original.

b) Na classificação do ácido nucleico DNA são encontradas as bases nitrogenadas: citosina, adenina, guanina e uracila.

c) Os ácidos nucleicos são formadores dos genes pela sequência de várias unidades de nucleotídeos.

d) Na classificação do ácido nucleico RNA são encontradas as bases nitrogenadas: citosina, adenina, guanina e timina.

e) O DNA comanda as características de um organismo, por meio da tradução que ocorre no núcleo e da transcrição que ocorre nos ribossomos situados no citoplasma da célula.

10. (PUC-RS) O prêmio Nobel de Química de 2009 foi conferido a três pesquisadores que descreveram o mecanismo de funcionamento dos ribossomos nas células. Considerando os componentes envolvidos no processo de síntese proteica apresentado na figura abaixo, identifique os itens numerados.

10

 A identificação correta é:

1

2

3

4

a

mRNA

Ribossomo

tRNA

Proteína

b

tRNA

Ribossomo

mRNA

Proteína

c

Proteína

tRNA

Ribossomo

mRNA

d

mRNA

tRNA

Ribossomo

Proteína

e

Proteína

Ribossomo

tRNA

mRNA

11. (UFTM)

O conhecimento que agora se acumula rapidamente sobre os ribossomos está alimentando a esperança de que sejam encontrados antibióticos mais eficientes que os atuais. Muitos antibióticos agem sobre ribossomos, paralisando a produção de proteínas vitais, mas as bactérias têm oferecido uma crescente resistência à ação desses medicamentos.

O organismo humano é formado por aproximadamente 1014, o número 1 seguido de 14 zeros, células. Cada célula – as do fígado, por exemplo – pode conter 6 milhões de ribossomos, que produzem proteínas de modo contínuo e preciso.

Uma bactéria pode conter cerca de 100 mil ribossomos em incessante funcionamento. Os antibióticos se infiltram nos ribossomos das bactérias e não nos do organismo humano por causa de sutis diferenças nas estruturas desses componentes celulares. As moléculas dos antibióticos são bem menores que os ribossomos, mas podem entupir os túneis dos ribossomos e impedir a produção de proteínas, essenciais à manutenção dos seres vivos.

                                            (Pesquisa Fapesp, 21.01.11. Adaptado.)

De acordo com o texto e os conhecimentos sobre o assunto, pode-se afirmar que:

a) Os antibióticos trazem benefícios somente aos seres humanos, pois são os únicos animais que possuem ribossomos.

b) Os ribossomos das bactérias, assim como os dos vírus, realizam a transcrição de moléculas de RNA mensageiro para produzir proteínas.

c) O número de ribossomos é o mesmo entre diferentes células do mesmo organismo, e isso pode ser um dado importante para a classificação dos seres vivos.

d) Os antibióticos induzem a formação de ribossomos resistentes, deixando as bactérias resistentes, dificultando a cura de doenças bacterianas.

e) Se os ribossomos humanos fossem iguais aos das bactérias, os antibióticos não poderiam utilizar como “alvo” essas organelas.

12. (UERJ) Observe a sequência de bases nitrogenadas que compõem a porção inicial de um RNA mensageiro transcrito em uma determinada proteína de uma célula eucariota:

AUGGCUAAAUUAGAC……….

Nessa proteína, o aminoácido introduzido pelo códon iniciador foi removido durante o processo de síntese. Admita que uma mutação tenha atingido o códon correspondente ao aminoácido número 3 da estrutura primária desse polipeptídeo, acarretando a troca de uma base A, na célula original, pela base U, na célula mutante. A tabela abaixo permite a identificação dos códons dos aminoácidos encontrados tanto na proteína original como na mutante, codificados pelo trecho inicial desse RNA mensageiro:

AMINOÁCIDO

CÓDONS

Alanina GCU, GCC, GCA, GCG
Arginina CGU, CGC, CGA, CGG, AGA, AGG
Aspártico GAU, GAC
Fenilalanina UUU, UUC
Leucina UUA, UUG, CUU, CUC, CUA, CUG
Lisina AAA, AAG
Metionina e códon de iniciação  AUG
Serina UCU, UCC, UCA, UCG, AGU, AGC
Tirosina UAU, UAC
Triptofano UGG

Agora, a estrutura primária da proteína mutante tem como terceiro aminoácido:

a) Tirosina.

b) Leucina.

c) Triptofano.

d) Fenilalanina.

13. Sabe-se que o homem possui em torno de 30.000 genes, que, entre outras funções, codificam proteínas. Considerando-se essa informação e conhecimento sobre o assunto, é correto afirmar que:

a) O genótipo das células do tecido nervoso é diferente do genótipo das células do tecido epitelial.

b) O número total de genes, após a diferenciação e a especialização das células, reduz-se.

c) Os genes cuja atividade não é necessária ao funcionamento de uma célula perdem a capacidade de duplicação.

d) Os genes responsáveis pelo sistema sanguíneo ABO estão presentes nas células epiteliais, mas são incapazes de se expressar.

14. (UFV) Observe a biomolécula esquematizada abaixo e suas subunidades indicadas (I, II, III, IV e V). Considere que a subunidade V é uma Purina que se liga à outra base por uma dupla ligação.

14

Com base no esquema, assinale a afirmativa correta:

a) A timina nucleosídeo monofosfato é formada pelas subunidades III, IV e V.

b) As subunidades III, IV e V fazem parte da molécula de ácido desoxirribonucleico.

c) As reações endergônicas utilizam moléculas formadas pelas subunidades I, II, III, IV e V.

d) No “modelo de escada” para a molécula de DNA, a subunidade V representa o corrimão.

15. Alcaptonúria, fenilcetonúria e albinismo tipo 1 são doenças resultantes de alterações no metabolismo chamadas erros inatos do metabolismo porque:

a) São doenças genéticas em que o portador já nasce com o fenótipo alterado.

b) Não são doenças genéticas, mas derivadas da ausência de enzimas metabólicas.

c) São doenças genéticas derivadas da ausência de enzimas metabólicas.

d) As pessoas portadoras dessas doenças nascem com o fenótipo alterado, mas a causa pode ser genética ou não.

16. A sequência de bases nitrogenadas do DNA à qual se liga a RNA polimerase, para iniciar a síntese de RNA, é chamada de:

a) Anticódon.

b) Códon.

c) Região promotora.

d) Sequência de término de transcrição.

17. Em que evidência Avery e seus colaboradores se basearam para concluir que a substância responsável pela transformação bacteriana era o DNA?

a) As bactérias transformadas passaram a apresentar DNA em sua constituição.

b) O extrato bacteriano perde seu poder transformante quando aquecido.

c) O extrato bacteriano perde seu poder transformante quando tratado com DNase.

d) O fato de o fósforo radioativo presente no extrato ser detectado nas bactérias transformadas.

18. O RNA transportador é sintetizado:

a) No cromossomo, tendo como modelo o DNA.

b) No cromossomo, tendo como modelo proteínas.

c) No ribossomo, tendo como modelo o RNAr.

d) No nucléolo, tendo modelo o RNAm.

19. A síntese de um polipeptídeo tem início na:

a) Primeira trinca de bases de uma molécula de RNA mensageiro seja ela qual for.

b) Primeira trinca AUG de molécula de RNA mensageiro, a qual codifica o aminoácido metionina.

c) Região promotora da molécula de RNA ribossômico.

d) Trinca de bases imediatamente seguinte a um anticódon qualquer.

20. Um polirribossomo é um conjunto de ribossomos:

a) Associados ao segmento de DNA responsável pela síntese de RNAr.

b) Deslocando-se sobre um RNA mensageiro, cada um deles produzindo uma cadeia polipeptídica.

c) Dispostos em sequência sobre um RNA mensageiro, todos contribuindo para produzir a mesma cadeia polipeptídica.

d) Associados a diversas moléculas de RNA mensageiro.

21. (UFMG) Curva de crescimento de um mutante de Neurospora em diferentes concentrações de vitamina B6.

21

Esta curva foi obtida por Beadle e Tatum quando estudaram o crescimento de um mutante de Neurospora, incapaz de sintetizar a vitamina B6. Diferentes concentrações dessa vitamina foram adicionadas à cultura, e a taxa de crescimento foi avaliada. Sabendo-se que o teor de vitamina B6 foi o único fator variável no experimento, a observação do gráfico nos permite fazer as afirmações seguintes, exceto uma:

a) Há uma correlação positiva entre o crescimento do mutante e a concentração de vitamina B6 no meio de cultura.

b) A vitamina B6 é um componente essencial ao metabolismo da Neurospora.

c) Nas concentrações de vitamina B6 de 0,015 a 0,12 micrograma por 25 cm3 de nutriente, a cultura apresenta um índice de crescimento mais acelerado.

d) O maior aumento da taxa de crescimento se verifica entre as concentrações de 0,25 e 1,0 microgramas por 25 cm3.

e) Se for usada a concentração de 2,0 microgramas por 25 cm3, provavelmente não haverá um aumento significativo na taxa de crescimento.

22. (UERJ) Visando estudar a ação do cloranfenicol foi realizada a seguinte experiência: a uma cultura de bactérias adicionou-se uridina marcada com tritium e um aminoácido marcado com C14, sendo medida a incorporação de radioatividade, respectivamente, em ácidos nucleicos e proteínas, como mostrado no gráfico abaixo. No instante assinalado pela seta acrescentou-se cloranfenicol à cultura.

22

Como você interpretaria o gráfico acima, usando seus conhecimentos de Biologia Molecular?

a) O cloranfenicol inibe a síntese de RNA.

b) O cloranfenicol não interfere na síntese de RNA, mas inibe a síntese de proteínas.

c) O cloranfenicol não afeta a biossíntese de proteínas e de RNA, mas acarreta a morte bacteriana, por conduzir à formação de proteínas anômalas, que são tóxicas para a célula.

d) O cloranfenicol aumenta a velocidade da biossíntese de proteínas.

e) Todas as hipóteses acima formuladas estão incorretas.

23. (COVEST) No esquema abaixo, os números 1, 2 e 3 substituem, respectivamente:

23

a) Repressão gênica, transcrição, replicação.

b) Replicação, tradução, transcrição.

c) Amplificação gênica, repressão, tradução.

d) Replicação, transcrição, tradução.

e) Transcrição, replicação, tradução.

24. Responda esta questão com base no esquema abaixo, no qual I e II representam duas cadeias de ácidos nucleicos e as letras A, G, C, T e U, representam, respectivamente, adenina, guanina, citosina, timina e uracil.

24

a) I e II são duas cadeias polinucleotídicas de uma molécula de ácido ribonucleico.

b) I e II são duas moléculas de ácido ribonucleico.

c) I é uma cadeia de ácido ribonucleico e II uma cadeia de ácido desoxirribonucleico.

d) I e II são duas cadeias polinucleotídicas de uma molécula de ácido desoxirribonucleico.

e) I é uma cadeia de ácido desoxirribonucleico e II uma cadeia de ácido ribonucleico.

25. (UFJF) Responda esta questão com base na figura abaixo:

25

A = adenina; C = citosina; G = guanina; T = timina; U = uracil.

Os números 1 e 2 correspondem a:

a) 1 – molécula de DNA e 2 – molécula de RNA.

b) 1 – código genético e 2 – DNA replicado.

c) 2 – síntese de DNA e 1 – síntese de RNA.

d) 1 – síntese de DNA e 2 – síntese de RNA.

e) 1 e 2 – separação e duplicação da molécula, respectivamente, originando  duas réplicas  do original.

26. (VUNESP) O diagrama ilustra uma fase da síntese de proteínas.

26

Os algarismos I, II, III e IV correspondem, respectivamente, a:

a) ribossomo, códon, RNAm e RNAt.

b) RNAt, RNAm, ribossomo e códon.

c) RNAt, RNAm, ribossomo e anticódon.

d) RNAm, RNAt, ribossomo e códon.

e) RNAm, RNAt, ribossomo e anticódon.

27. (UNESP) Na célula eucarionte estabelecem-se trocas, entre núcleo e citoplasma, de substâncias que, sintetizadas em um desses compartimentos, migram para o outro, a fim de atender as suas necessidades. O esquema apresenta algumas dessas substâncias. Assinale a resposta que dá a direção correta de migração das mesmas.

27

a) A, D, F, G.

b) B, D, F, G.

c) B, D, F, H.

d) A, D, E, G.

e) A, D, F, H.

28. (FMIT-MG) Se os nucleotídeos do filamento 1 do esquema abaixo têm uma base púrica e os do filamento 2 tanto podem ser encontrados no RNA como no DNA, podemos afirmar que as bases nitrogenadas do filamento 2 podem ser:

28

a) Citosina e citosina.

b) Guanina e guanina.

c) Duas timinas ou duas citosinas.

d) Duas adeninas ou duas guaninas.

e) Impossível determinar.

29. (UFMG) Observe a sequência de bases nitrogenadas.

29

Todas as alternativas abaixo são corretas quanto à sequência, exceto:

a) A introdução de uma adenina (A) entre as trincas indicadas por 2 e 3 pode alterar toda a transcrição a partir deste ponto.

b) A mutação da terceira base na trinca indicada por 9 pode traduzir um aminoácido diferente.

c) A troca da primeira base, em quaisquer das trincas indicadas, pode resultar na troca do aminoácido respectivo na proteína.

d) A trinca indicada por 5 transcreve um códon CGA, o qual é reconhecido pelo anticódon GCU.

e) A sequência pertence a um DNA e pode codificar um polipeptídio contendo, pelo menos, 27 aminoácidos.

30. (COVEST) Considerando que na figura abaixo se tem uma representação plana de um segmento da molécula de DNA, analise as proposições a seguir.

30

1. Um nucleotídeo é formado por um grupo fosfato (I), uma molécula do açúcar desoxirribose (II) e uma molécula de base nitrogenada.

2. Um nucleotídeo com Timina (T) em uma cadeia pareia com um nucleotídeo com Adenina (A) em outra cadeia.

3. Um nucleotídeo com Guanina (G) em uma cadeia pareia com um nucleotídeo com Citosina (C) em outra cadeia.

4. Pontes de hidrogênio se estabelecem entre as bases nitrogenadas T e A e entre as bases nitrogenadas C e G.

Está(ão) correta(s).

a) 1, apenas.

b) 2 e 3, apenas.

c) 1, 2 e 3, apenas.

d) 2, 3 e 4, apenas.

e) 1, 2, 3 e 4.

31. (UECE) A base molecular da vida pode ser contemplada, em seus aspectos primários, no esquema abaixo:

31

Os números 1, 2 e 3 referem-se às substâncias químicas  envolvidas, enquanto os números 4, 5 e 6 indicam setas  que representam o processamento dessas substâncias. Para dar sentido ao esquema, a sequência que apresenta, respectivamente, os números adequados aos termos é:

a) 1 – DNA; 3  – proteína; 5 – tradução.

b) 1 – proteína; 4 – replicação; 6 – tradução.

c) 3 – proteína; 5 – transcrição; 6 – tradução.

d) 4 – RNA; 5 – transcrição; 6 – tradução.

32. (UNESP) O esquema representa alguns passos de uma série de reações metabólicas, onde quatro genes, I, II, III e IV, produzem quatro tipos diferentes de enzimas, 1, 2, 3 e 4, transformando o aminoácido fenilalanina em quatro possíveis substâncias.

32

Um indivíduo tem anomalias na pigmentação do corpo e seu metabolismo é prejudicado pela falta do hormônio da tireoide. O funcionamento das glândulas supra-renais, porém, é normal. De acordo com o esquema, os sintomas que o indivíduo apresenta ocorrem devido às alterações.

a) No gene I, somente.

b) Nos genes I e II, somente.

c) Nos genes I e III, somente.

d) Nos genes II e III, somente.

e) Nos genes III e IV, somente.

33. (UFF) Considere que o esquema abaixo mostra elementos presentes em uma célula bacteriana e que nele estão especificados componentes relacionados com a síntese proteica.

33

Assinale a opção em que as possibilidades estão corretas:

1. Está ocorrendo duplicação do DNA, pois este se encontra fechado.

2. Está ocorrendo transcrição, portanto há formação de RNA.

3. Está ocorrendo tradução, portanto há formação de proteínas.

a) Apenas 1.

b) 2 e 3.

c) 1 e 3.

d) 1, 2 e 3.

e) 1 e 2.

34. (UFMG) Observe o esquema abaixo:

34

Em relação ao esquema, todas as afirmativas estão corretas, exceto:

a) A eliminação de uma adenina em 4 altera toda a sequência de códons a partir desse ponto.

b) A sequência UUU indicada em 3 é denominada códon.

c) A troca de um único nucleotídeo em 3 (UUU → UUA) muda o primeiro aminoácido da sequência.

d) O anticódon que pode reconhecer a sequência indicada em 5 é GCT.

e) Os processos indicados em 1 e 2 denominam-se, respectivamente, transcrição e tradução.

35. (MACK) Um dos tipos de inibição competitiva ocorre com o antibiótico chamado tetraciclina, que age ocupando um dos sítios do ribossomo. Pode-se dizer que esse antibiótico age:

a) Tanto na transcrição, quanto na tradução do código genético.

b) Somente na produção do DNA.

c) Somente na tradução do código genético.

d) Tanto na produção do DNA, quanto na produção de proteínas.

e) Somente na transcrição do código genético.

36. (FUABC-SP) O esquema abaixo resume, parcialmente, as relações funcionais dos ácidos nucleicos ocorrentes nas células em geral.

36

Considerando-se apenas células eucarióticas, as 3 etapas I, II e III, assinaladas no esquema acima, ocorrem:

a) Todas no núcleo.

b) Todas no citoplasma.

c) Respectivamente no núcleo, núcleo e citoplasma.

d) Respectivamente no núcleo, citoplasma e citoplasma.

e) Respectivamente no citoplasma, núcleo e núcleo.

37. (PUCCAMP) Considere o texto abaixo.

“A análise de uma molécula de RNA mensageiro revelou a presença de 1.800 …I… dos quais 300 possuíam uracila como …II… O segmento de DNA que …III… esse RNA deve apresentar, no mínimo, …IV….”

Para completá-lo corretamente, os espaços I, II, III e IV devem ser preenchidos, respectivamente, por

a) Aminoácidos, açúcar, traduziu e 600 timinas.

b) Aminoácidos, açúcar, transcreveu e 600 adeninas.

c) Nucleotídeos, aminoácidos, traduziu e 300 timinas.

d) Nucleotídeos, base nitrogenada, transcreveu e 300 adeninas.

e) Nucleotídeos, base nitrogenada, traduziu e 300 timinas.

38. (FGV-SP) Quando da divisão da célula, a fita de DNA se duplica de modo semiconservativo. A fita dupla hélice se abre e cada um dos filamentos serve de molde para síntese de uma fita complementar. Isso assegura que as células-filhas contenham a mesma informação genética da célula-mãe. Contudo, podem ocorrer erros na incorporação de bases nitrogenadas na fita complementar (mutação). Entre esses erros, podem-se citar:

I. Substituição de uma base nitrogenada por outra.

II. Adição ou deleção de uma base entre duas bases originais da sequência.

Sobre esses dois tipos de mutação, I e II, pode-se afirmar que:

a) A mutação do tipo I provoca sempre a substituição de um aminoácido na proteína codificada pelo gene.

b) A mutação do tipo I provoca a substituição de vários aminoácidos na proteína codificada pelo gene.

c) A mutação do tipo I tem maior potencial para alterar a composição de aminoácidos na proteína codificada pelo gene.

d) A mutação do tipo II altera toda a composição de aminoácidos na proteína codificada pelo gene.

e) A mutação do tipo II tem maior potencial para alterar a composição de aminoácidos na proteína codificada pelo gene.

39. (UFMG) Analise estes gráficos:

39

Considerando-se as informações desses gráficos, é correto afirmar que:

a) Os mRNAs transcritos antes da adição do antibiótico B são traduzidos.

b) A queda da síntese de proteína resulta da inibição da duplicação do DNA.

c) Os dois antibióticos – A e B – atuam sobre o mesmo alvo.

d) O antibiótico A impede a síntese de novas moléculas de mRNA.

40. (UFCE) Sobre os diferentes papéis dos ácidos nucleicos na síntese de proteínas podemos afirmar que:

a) A sequência de bases no DNA determina a sequência de aminoácidos na cadeia polipeptídica.

b) A posição dos aminoácidos na cadeia polipeptídica depende da sequência das bases do RNAt.

c) O transporte dos aminoácidos para o local da síntese é feito pelo RNAm.

d) A sequência de bases do RNAr é transcrita a partir do código do RNAm.

e) A extremidade livre dos diversos RNAt tem sequências de bases diferentes.

41. (CEFET-MG) O esquema abaixo representa um processo bioquímico fundamental para o funcionamento celular.

41

A respeito desse processo, é correto afirmar que:

a) Utiliza o material genético transcrito.

b) Ocorre de forma semi-conservativa.

c) Acontece na ausência dos ribossomos.

d) Produz fosfolipídios de membrana plasmática.

e) Independe da sequência de nucleotídeos do mRNA.

42. (UFMG) Um laboratório recebeu três amostras de DNA para investigar se pertenciam a espécies diferentes. A quantidade e a relação entre as bases das amostras estão apresentadas na tabela a seguir.

AMOSTRAS

BASES NITROGENADAS (%)

RELAÇÕES

MOLARES

A

G

C

T

A/T

G/C

1

30,9

19,9

19,8

29,4

1,05

1,01

2

25,0

24,0

33,0

18,0

1,39

0,73

3

47,3

2,7

2,7

47,3

1,00

1,00

Com base nas informações da tabela acima e em outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) As três amostras são provenientes de diferentes espécies.

b) A amostra 3 possui o mais alto conteúdo de pares de bases A e T.

c) A amostra 2 apresenta DNA de fita simples.

d) As amostras 1 e 3 apresentam alta homologia entre seus DNAs.

43. (UDESC) Na época do experimento de Avery, os genes eram reconhecidos como fatores envolvidos na transmissão das características hereditárias. Por isso, a relação evidenciada pelo experimento, entre DNA e as características herdáveis, suscitava o interesse dos geneticistas em conhecer a estrutura do DNA. O modelo estrutural da molécula de DNA proposto por James Watson e Francis Crick, em 1953, trabalho científico que lhes assegurou o prêmio Nobel, satisfazia às exigências especificadas pelos geneticistas, na época, entre outras razões, porque:

a) O mecanismo de replicação da molécula impedia a preservação das mutações.

b) Os pares de base repetiam-se em sequência, invariavelmente iguais, ao longo da molécula.

c) Cada filamento da dupla hélice seria capaz de orientar a síntese de um filamento complementar.

d) A substância DNA seria constituída por moléculas que sempre apresentavam o mesmo número de pares de nucleotídeos.

e) A variabilidade do material genético, entre as espécies, seria assegurada pelo número de moléculas de DNA.

44. (UFRS) Na década de 1950, foi desenvolvido um experimento onde um dos componentes de um tipo de bacteriófago foi marcado radiativamente com enxofre e outro, com fósforo. Esses bacteriófagos foram utilizados para infectar uma cultura de Escherichia coli. Um dos componentes entrou na bactéria, e o outro foi retirado da parede da mesma, por agitação. A cultura foi, então, imediatamente, centrifugada. O resultado obtido encontra-se ilustrado no esquema a seguir.

Sobre o resultado do experimento, é correto afirmar que:

a) O DNA do bacteriófago marcado com fósforo encontra-se no depósito bacteriano.

b) As proteínas do bacteriófago marcadas com enxofre encontram-se no depósito bacteriano.

c) O DNA do bacteriófago marcado com enxofre encontra-se em suspensão.

d) As proteínas do bacteriófago marcadas com fósforo encontram-se em suspensão.

e) O DNA do bacteriófago marcado com enxofre encontra-se no depósito bacteriano.

45. (UFRS) A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) normalizou, recentemente, a utilização de câmaras de bronzeamento artificial, visando diminuir os riscos dessa prática, tais como lesões na retina, queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele. Uma mulher que se submeteu a dez sessões intercaladas de bronzeamento, com duração de15 a30 minutos cada uma, apresentou, quatro meses depois, indícios de câncer de pele, uma vez que as radiações UV danificaram seu DNA. Pode-se afirmar que esse tipo de câncer:

a) É herdável, porque provoca alteração do DNA.

b) Não é herdável, porque a mutação resultante é recessiva.

c) É herdável, porque a mutação resultante é dominante.

d) Não é herdável, porque provoca alteração em células somáticas.

e) É herdável, porque provoca alteração em células germinativas.

46. (PUC-SP) “O século XX proporcionou uma série de pesquisas na área genética. Em 1928, Griffith realizou um importante experimento que envolvia transformaçõesem bactérias. Esseexperimento, retomado por Avery e colaboradores, em 1944, foi a base para a descoberta da molécula formadora do material genético. Nos anos 50, Watson e Crick apresentaram o modela da dupla-hélice dessa molécula, abrindo caminho para que, na década seguinte, se demonstrasse como o gene, através de sua sequência de bases nitrogenadas, controla a produção de proteínas. Nas duas últimas décadas, o avanço biotecnológico permitiu aos cientistas a manipulação do material genético e a transferência de um gene de uma espécie para outra.”

Considere os itens abaixo:

I. Estrutura da molécula do DNA.

II. Descoberta do código genético.

III. DNA como molécula constituinte do gene.

IV. Obtenção de organismos transgênicos.

O texto faz referência:

a) Apenas aos itens I, II e III.

b) Apenas aos itens I, II e IV.

c) Apenas aos itens I, III e IV.

d) Apenas aos itens II, III e IV.

e) A todos os itens considerados.

47. (UNIFESP) Considere as cinco afirmações seguintes.

I. Em mamíferos, cromossomos homólogos contêm a mesma sequência linear de genes, sendo exceção a essa regra os cromossomos sexuais X e Y.

II. Toda a informação genética necessária para formar um organismo completo está contida em sequências de timinas, adeninas, citosinas e guaninas arranjadas em diferentes combinações.

III. A informação genética pode ser passada de uma geração para outra, de pais para filhos; porém, não pode ser passada, em um mesmo indivíduo, de uma célula a outra.

IV. Em uma célula eucariótica animal, todas as moléculas de RNA, com exceção do RNA mitocondrial, têm sua origem no núcleo.

V. Numa proteína com 500 aminoácidos, o RNA mensageiro que saiu do núcleo continha 1500 códons, e a sequência que serviu de molde para a transcrição possuía 3000 nucleotídeos.

Estão corretas:

a) I, II e III.

b) I, II e IV.

c) II, III e IV.

d) II, III e V.

e) III, IV e V.

48. (UFRN) Professor Astrogildo combinou com seus alunos visitar uma região onde ocorria extração de minério a céu aberto, com a intenção de mostrar os efeitos ambientais produzidos por aquela atividade. Durante o trajeto, professor Astrogildo ia propondo desafios a partir das situações do dia-a-dia vivenciadas ao longo do passeio. Algumas das questões propostas por professor Astrogildo estão apresentadas a seguir para que você responda. Aproveitando a pergunta de Zeca, o professor esquematizou o processo de síntese proteica, em que os números I, II, III e IV representam moléculas de ácidos nucleicos.

48

A partir do esquema, é correto afirmar que:

a) I corresponde ao RNA que contém o código genético determinando a sequência de aminoácidos da proteína.

b) II corresponde ao RNA que catalisa a união do I com o III, durante o processo de transcrição.

c) III corresponde ao RNA que contém o anticódon complementar ao códon existente em I.

d) IV corresponde ao RNA que catalisa a ligação dos nucleotídeos com a desoxirribose.

49. (UFSCAR) Ao compararmos células somáticas de diferentes tecidos do corpo de uma pessoa, encontraremos:

CONJUNTOS DE CROMOSSOMOS

CONJUNTOS DE MOLÉCULAS DE DNA

CONJUNTOS DE GENES

EM ATIVIDADE

a

Diferentes

Diferentes

Idênticos

b

Diferentes

Idênticos

Diferentes

c

Idênticos

Idênticos

Idênticos

d

Idênticos

Diferentes

Idênticos

e

Idênticos

Idênticos

Diferentes

50. (FGV)As mutações desempenham um papel ambíguo para a vida. São, ao mesmo tempo, responsáveis pela variação existente entre os organismos e são, também, a causa de muitos distúrbios e doenças, como, por exemplo, o câncer. Entre os tipos de mutações existentes, sabe-se que a mutação gênica pode ser caracterizada como sendo uma:

a) Pequena alteração na sequência dos nucleotídeos do DNA, envolvendo um gene.

b) Alteração na ploidia da célula, gerando uma aneuploidia, mas raramente uma euploidia.

c) Mudança na estrutura dos cromossomos, que pode ser uma translocação ou inversão.

d) Pequena alteração envolvendo poucos cromossomos de uma célula germinativa.

e) Alteração nos genes encontrados exclusivamente nas células germinativas.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

D

VVVFF

C

A

A

C

B

C

C

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

E

D

D

C

C

C

C

A

B

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

B

D

E

A

B

A

A

E

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

E

B

D

C

C

D

E

A

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

A

D

C

A

D

E

B

A

E

A

 

Publicado por: Djalma Santos | 19 de agosto de 2011

Testes sobre evolução (4/5)

01. (UEPG) Um importante momento evolutivo dos vertebrados foi a transição para o ambiente terrestre. Relacionado às adaptações necessárias para essa ocupação, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O surgimento das patas, a partir das nadadeiras lobadas dos sarcopterígeos, forneceu um eficiente mecanismo de locomoção aos vertebrados terrestres.

1  1 – A fecundação interna e a adaptação onde o desenvolvimento do embrião ocorre, dentro de um ovo com casca juntamente com seus anexos embrionários, foram importantes para a colonização dos répteis ao ambiente terrestre.

2 2 – A pele dos anfíbios recoberta por escamas ou placas córneas, de origem epidérmica formada por queratina, constitui-se em um excelente mecanismo de evitar a perda de água.

3 3 – Todos os anfíbios possuem mecanismo de respiração exclusivamente pulmonar nas diferentes fases de vida.

4 4 – Todos os répteis apresentam endotermia, facilitando o controle da temperatura corpórea constante.

02. (UFU) A produção e o uso de antibióticos representaram um avanço da ciência no controle de doenças bacterianas. Entretanto, ainda são observados, no Brasil, altos índices de doenças provocadas por bactérias como pneumonia e tuberculose, por exemplo. Muitas vezes, após serem administrados diferentes antibióticos nas mais variadas doses, ainda são encontradas bactérias resistentes. Assinale a alternativa que justifica corretamente a resistência de bactérias a antibióticos.

a) O uso indiscriminado de antibióticos provoca mutações nas bactérias.

b) Os antibióticos selecionam as bactérias resistentes.

c) Os antibióticos levam à formação de bactérias resistentes.

d) As bactérias se acostumam aos antibióticos.

03. (IFCE) Não corresponde a considerações da Teoria Moderna da Evolução:

a) É um aprimoramento da teoria darwinista, a partir do momento em que acrescenta ao processo de seleção natural, proposto por Darwin, uma explicação genética para as variações existentes entre os seres vivos.

b) Os principais processos relacionados à geração de variabilidade dentro de uma população são a mutação e a permutação.

c) Da mesma forma que existem fatores que aumentam a variabilidade genética dentro de uma população, existem aqueles que têm efeito contrário, como representado pelo fenômeno da deriva gênica.

d) A migração é outro fator capaz de alterar o perfil gênico de uma população.

e) A base da evolução dos seres vivos consiste na forma como o ambiente exige adaptações dos indivíduos, estimulando-os a desenvolver porções do corpo que são mais utilizadas e a regredir o que não é necessário.

04. (UECE)Os répteis, provavelmente, evoluíram de um grupo de ______________, que passaram a possuir a estrutura apomórfica denominada ____________, anexo embrionário possuidor do líquido necessário para o processo de fecundação _______________, determinante na migração definitiva dos animais vertebrados da água para a terra.

Os termos que completam na ordem e corretamente as lacunas acima são:

a) peixes, âmnion, interna

b) anfíbios, âmnion, interna

c) anfíbios, alantoide, externa

d) peixes, alantoide, externa

05. (FATEC-SP) No processo de evolução das aves, uma das adaptações mais relevantes relacionadas ao voo é a aerodinâmica corpórea, principalmente a transformação dos membros anteriores em asas recobertas por penas, queratinizadas e com arquitetura leve e intricada. Além dessas características, as aves apresentam outras adaptações estruturais e também fisiológicas que são essenciais para o voo. Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, uma dessas adaptações.

a) Desenvolvimento de ossos pneumáticos e de um sistema de sacos aéreos.

b) Presença de dentes e de moela, que auxiliam no processamento mecânico dos alimentos.

c) Presença de bexiga urinária para armazenar urina, líquido formado principalmente por ácido úrico, que é uma substância muito solúvel em água.

d) Capacidade de variar a temperatura corporal de acordo com a temperatura do meio, a fim de garantir um maior aproveitamento de energia durante o voo.

e) Presença, no sangue das aves migratórias, de hemoglobina com baixa afinidade por oxigênio, a fim de minimizar as dificuldades respiratórias nas elevadas altitudes.

06. (IFSudeste-MG) Os conhecimentos científicos da época de Darwin e suas observações permitiram-no propor a teoria evolucionista. Essa teoria e até hoje aceita, entretanto, pelo aumento do conhecimento dos seres viventes e da descoberta de novas evidências evolucionistas, essa teoria teve reajustes. Marque a única alternativa que corresponde a Teoria de Seleção Natural proposta por Darwin.

a) Permutação.

b) Adaptação.

c) Deriva gênica.

d) Migração.

e) Mutação.

07. (UNIFAL) Sobre os vertebrados é correto afirmar que:

a) Anfíbios colonizaram tão efetivamente o ambiente terrestre a ponto de não necessitarem de água para se reproduzir.

b) Peixes cartilaginosos (Chondrichthyes) são os únicos vertebrados com cartilagem.

c) Não existem mamíferos ovíparos.

d) As aves são mais aparentadas aos répteis (principalmente dinossauros) que aos mamíferos.

08. (UFTM) Darwin não era um biólogo molecular, nem um especialistaem genética. Essescampos nem mesmo existiam naquele tempo. O que é ainda mais surpreendente é que Darwin tinha apenas 27 anos de idade quando completou o estudo de cinco anos em que sua teoria é baseada.

                           (Donna E. Siegfried. Biologia para leigos, 2010. Adaptado.)

Caso Darwin tivesse o conhecimento dos campos mencionados da biologia, pode-se concluir que ele teria condições para:

a) Explicar de forma satisfatória a causa da variabilidade genética.

b) Elaborar a lei do uso e desuso.

c) Confirmar sua tese de que o meio induz à variabilidade genética.

d) Explicar que a diversidade das espécies independe do DNA.

e) Confirmar o fixismo dos seres vivos ao longo do tempo.

09. (UNIFAL) Duas populações diferentes de elefantes-marinhos (Mirounga angustirostris) apresentam diversidades genéticas bastante diferentes. A população do norte da Califórna é extremamente homogênea neste aspecto enquanto a população do sudeste,em um Parque Nacional marinho, é bastante heterogênea. Os ambientes ocupados por essas duas populações têm sofrido igualmente grandes alterações como aquecimento global, poluição e variação no nível do mar. Essa espécie também foi bastante caçada principalmente na primeira metade do século XX. A baixa variabilidade genética da população norte é decorrente de:

a) Efeito gargalo-de-garrafa, no qual uma redução populacional drástica, promovida pela caça intensa (proibida no Parque Nacional), exclui vários alelos desta população.

b) Seleção natural promovida pelas mudanças ambientais, que favoreceu os indivíduos geneticamente mais homogêneos.

c) Sistema reprodutivo baseado em um único macho alfa que afasta os rivais e se reproduz com todas as fêmeas do harém.

d) Deriva genética, flutuação dirigida de frequências alélicas que sempre direciona para a homogeneidade genética de uma população.

10. (FURG) Assinale a alternativa que contém a afirmação correta a respeito da evolução biológica.

a) As mudanças no material genético que produzem a variabilidade nas espécies pode ser o resultado da competição.

b) De acordo com a teoria da evolução, os mamíferos devem aparecer no registro fóssil em época posterior aos répteis.

c) Quando organismos proximamente relacionados desenvolvem características similares, diz-se que ocorreu convergência evolutiva.

d) A teoria da herança dos caracteres adquiridos foi brilhantemente enunciada por Charles Darwin.

e) De acordo com a teoria da evolução, as diferenças entre as espécies é o resultado da ação de agentes mutagênicos.

11. (IFSC) Em 1831, o jovem historiador natural Charles Darwin iniciou uma viagem ao redor do mundo a bordo do navio chamado HMS Beagle. Ele estava fascinado pela diversidade e também pela particularidade de organismos, como as tartarugas gigantes das ilhas Galápagos. Darwin zarpou para idealizar uma das mais importantes teorias da biologia.

Sobre a teoria da evolução, suas evidências e conceitos básicos, assinale as proposição(ões) correta(s).

I    II

0  0 – Ao  observarmos  a  natação de  um  golfinho  e  de  um tubarão,  notamos que o deslocamento e a direção são determinados pela ação de nadadeiras. Entretanto, a origem embriológica das nadadeiras de golfinhos e tubarões é diferente. As nadadeiras desses animais são estruturas análogas e ilustram o fenômeno denominado de convergência evolutiva.

1  1 – Os fósseis correspondem a qualquer indício de organismos que viveram em tempos passados. O registro de fósseis em diversas camadas do solo e em diferentes localidades corrobora a ideia de que os seres vivos são imutáveis ao longo do tempo.

2  2 – Princípios evolutivos foram utilizados, de forma intuitiva, pela humanidade, mesmo antes da divulgação da teoria da evolução. A seleção artificial de animais com características desejáveis em rebanhos, animais domésticos e plantas levou ao distanciamento destes em relação aos seus ancestrais selvagens.

3  3 – As asas do morcego e os braços humanos possuem a mesma origem embriológica, no entanto não podem ser consideradas estruturas homólogas, pois executam funções diferentes.

4  4 – Darwin reconhecia, em sua teoria, que havia variação entre os indivíduos de uma população, mas não foi capaz de explicar qual a fonte dessas variações. A posterior incorporação de conhecimentos genéticos forneceu a explicação. A mutação e a recombinação gênica correspondem aos principais processos envolvidos na variação entre indivíduos.

12. (FUVEST)O conhecimento sobre a origem da variabilidade entre os indivíduos, sobre os mecanismos de herança dessa variabilidade e sobre o comportamento dos genes nas populações foi incorporado à teoria da evolução biológica por seleção natural de Charles Darwin. Diante disso, considere as seguintes afirmativas:

I. A seleção natural leva ao aumento da frequência populacional das mutações vantajosas num dado ambiente; caso o ambiente mude, essas mesmas mutações podem tornar seus portadores menos adaptados e, assim, diminuir de frequência.

II. A seleção natural é um processo que direciona a adaptação dos indivíduos ao ambiente, atuando sobre a variabilidade populacional gerada de modo casual.

III. A mutação é a causa primária da variabilidade entre os indivíduos, dando origem a material genético novo e ocorrendo sem objetivo adaptativo.

Está correto o que se afirma em:

a) I, II e III.

b) I e III, apenas.

c) I e II, apenas.

d) I, apenas.

e) III, apenas.

13. (UPE) A conquista do meio terrestre pelos vertebrados, iniciada pelos répteis, envolveu a ocorrência da fecundação interna e o desenvolvimento de estruturas associadas ao embrião, os anexos embrionários. Embora não façam parte do corpo embrionário, são indispensáveis para o desenvolvimento do embrião, pois exercem várias funções, como, por exemplo, armazenar os produtos de excreção produzidos pelo embrião, principalmente ácido úrico. Por qual dos anexos embrionários abaixo, essa função é realizada?

a) Placenta.

b) Alantoide.

d) Âmnio.

c) Saco vitelínico.

e) Cório.

14. (FATEC)  

CHINA TEM FÓSSIL SÓ ENCONTRADO NO HEMISFÉRIO SUL.

            Uma equipe dirigida por Nick Fraser, do Museu de Ciências Naturais da Escócia, descobriu na província de Liaoning, no norte da China, o fóssil de uma planta que era encontrada apenas no Hemisfério Sul. Os cientistas sempre acreditaram que havia uma clara distinção entre os tipos de vegetação presentes nos continentes dos dois hemisférios, mas essa descoberta contesta essa teoria. “Descobrimos um grupo de sementes nuas que se encontram frequentemente associadas a um dos fósseis de planta predominante no Hemisfério Sul”, explica Fraser, em um comunicado da instituição escocesa. “Em certo sentido, isto não deveria surpreender totalmente, porque no período triássico (de200 a250 milhões de anos atrás), todos os continentes estavam unidos e formavam um único continente chamado Pangea”, acrescenta o cientista.

                       (Adaptado de noticias.terra.com.br, Acessado em 15.09.2009)

14

De acordo com a notícia e com a árvore filogenética apresentadas, pode-se afirmar que a planta fóssil pertence a um grupo vegetal que surgiu há:

a) Mais de 750 maa.

b) Exatamente 750 maa.

c) 480 maa.

d) 400 maa.

e) 360 maa.

15. (UPE) O trabalho de Darwin envolveu observação de fatos, a elaboração de uma hipótese e a realização de experimentos para confirmar as hipóteses. Analise as afirmativas abaixo e assinale a que apresenta corretamente as ideias que sustentam a teoria da seleção natural proposta por esse cientista.

I. O meio atua, induzindo à modificação nos seres vivos.

II. O ambiente favorece a sobrevivência dos indivíduos que dispõem de certas características para enfrentar os problemas do meio em que vivem.

III. A mortalidade é maior entre os indivíduos menos adaptados ao meio.

IV. Qualquer aquisição benéfica durante a vida dos seres vivos é transmitida aos seus descendentes que, por sua vez, a transmitiriam às gerações seguintes.

V. A vida não evolui abruptamente, aos saltos; as mudanças sofridas pelas espécies são resultados do acúmulo lento e gradual de pequenas modificações.

Estão corretas:

a) I, II e V.

b) II, III e V.

c) I, II e III.

d) IV e V.

e) II, III e IV.

16. (IFAL) A respeito das teorias sobre a origem da vida na Terra, analise as questões:

I. O criacionismo afirma que Deus criou o mundo e não houve evolução.

II. O Lamarckismo afirma que a evolução ocorre sempre na competição entre os seres, onde os mais fracos não sobrevivem porque não usam adequadamente seus órgãos.

III. O Neodarwinismo afirma que a evolução ocorre porque há sobrevivência dos mais adaptados e essas características são transmitidas aos descendentes.

IV. O uso e o desuso dos órgãos e o que determina a evolução.

Após a analise, constata-se que:

a) Estão corretas as alternativas I, II, III e IV.

b) Estão corretas as alternativas II, III e IV.

c) Estão corretas as alternativas I, II e III.

d) Estão corretas as alternativas I e III.

e) Estão corretas as alternativas II e III.

17. (UFC) Em um estudo realizado nas ilhas Galápagos, um casal de pesquisadores observou que indivíduos de uma espécie de tentilhão (espécie A) comumente se alimentavam de sementes de vários tamanhos. A ilha onde a espécie A ocorria foi colonizada por outra espécie de tentilhão (espécie B). Indivíduos de B se alimentavam de sementes grandes e eram mais eficientes que A na aquisição deste recurso. Com o passar dos anos, os dois pesquisadores observaram que o tamanho médio do bico dos indivíduos de A estava reduzindo gradualmente. Considerando que pássaros com bicos maiores conseguem se alimentar de sementes maiores, o processo de redução de bico observado em A é um exemplo de seleção:

a) Direcional: o estabelecimento de indivíduos da espécie B representou uma pressão seletiva que favoreceu indivíduos da espécie A com bicos pequenos.

b) Disruptiva: o estabelecimento de indivíduos da espécie B representou uma pressão seletiva que favoreceu indivíduos da espécie A com bicos muito pequenos ou muito grandes.

c) Estabilizadora: o estabelecimento de indivíduos da espécie B representou uma pressão seletiva que favoreceu indivíduos da espécie A com bicos de tamanho intermediário.

d) Sexual: o estabelecimento de indivíduos da espécie B aumentou a competição entre machos da espécie A por acesso às fêmeas.

e) Direcional: o estabelecimento de indivíduos da espécie B induziu mutações em indivíduos da espécie A.

18. (UFAL)Considere que uma solução contendo uma população de bactérias de uma determinada espécie, sensíveis a um antibiótico X, foram colocadas em solução na presença desse antibiótico, por 48 horas. Após esse tempo, uma amostra da solução foi transferida para uma placa contendo um meio nutritivo sem o antibiótico X, no qual foi observado que 1% da população inicial de bactérias estava viva. Sabendo que as concentrações do antibiótico X e o tempo de exposição a ele eram adequadas para eliminação de toda a população bacteriana, a resistência de bactérias ao antibiótico X ocorreu devido:

18

a) À seleção natural, ou seja, ao fato de que algumas bactérias da população, que já eram anteriormente geneticamente resistentes ao antibiótico X, sobreviveram à eliminação.

b) À mutação, ou seja, ao fato de que as bactérias tiveram o material genético alterado com a adição do antibiótico no tubo, produzindo uma nova espécie bacteriana resistente a ele.

c) À ocorrência de crossing-over entre as bactérias, produzindo variabilidade genética que resultou na resistência ao antibiótico X.

d) Ao fato de que o contato intenso e frequente de uma célula bacteriana com o antibiótico fez com que essa se adaptasse morfologicamente e transmitisse os caracteres adquiridos para as gerações posteriores.

e) À especiação, ou seja, o fato de que o isolamento reprodutivo de uma parte da população bacteriana gerou novas espécies adaptadas e resistentes ao antibiótico X.

19. (CEFET-SP) A região do estado de São Paulo foi, no passado, local em que viveram os grandes dinossauros saurópodes, como os titanossauros, semelhantes ao representado a seguir.

19

Esses animais, que eram herbívoros, pertenciam ao mesmo grupo de vertebrados representados, atualmente:

a) Pelas aves.

b) Pelos sapos.

c) Pelos crocodilianos.

e) Pelos elefantes.

e) Pelos mamíferos.

20. (UFPA) A evolução é um processo cumulativo controlado pela seleção natural que depende da constante geração de variações. Durante a meiose ocorre um fenômeno chamado crossing-over, importante fonte de variação genética. Em relação ao referido fenômeno, é correto afirmar que este:

a) Promove a formação de organismos poliploides.

b) Promove a formação de novos genes.

c) Promove o surgimento de gametas mutantes.

d) Consiste na troca de pedaços entre cromossomos homólogos.

e) Induz alterações mutagênicas.

21. (UPE) Como surgiram os animais vertebrados e o que marcou a evolução desse grupo de animais? A diversidade biológica dos vertebrados é acentuada com o número em torno de 50 mil espécies. Esta extraordinária variedade é obra de 500 milhões de anos de evolução. Sobre o tema, analise as afirmativas abaixo e conclua.

I    II

0  0 – As evidências fósseis indicam que os vertebrados surgiram em ambiente marinho, durante o Cambriano. Ao longo das eras geológicas, várias espécies surgiram e outras tantas foram extintas naturalmente.

1  1 – A convergência adaptativa ou evolução convergente é responsável pela grande diversificação de ordens que ocorreu entre os mamíferos, no Cenozoico, a partir de um ancestral comum.

2  2 – Os tetrápodes, animais de quatro patas, desenvolveram-se a partir de peixes, que se adaptaram a ambientes terrestres. Muitas espécies de animais, habitantes de cavernas, desenvolveram habilidades próprias, ao mesmo tempo em que se tornaram cegos, por não necessitarem mais dos órgãos visuais.

3   3 – A seleção natural age sobre as populações, de modo a aumentar a variabilidade genética. Quanto mais instável um ecossistema, maior será a biodiversidade pela ação da seleção natural sempre presente.

4  4 – Semelhanças embrionárias e homologia de órgãos são evidências da evolução e do grau de parentesco entre os componentes de um grupo animal como os vertebrados.

22. (UFRR) A saída da água em busca de alimentos levou os animais à conquista da terra firme. Mas a independência da água para a reprodução foi crucial para a conquista definitiva.Considere o cladograma sobre a provável origem evolutiva dos cordados atuais e indique o grupo referente aos números de 1 a 5 na sequência correta.

22

a) Aves, mamíferos, anfíbios, peixes e répteis.

b) Peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

c) Peixes, répteis, anfíbios, aves e mamíferos.

d) Répteis, peixes, anfíbios, mamíferos e aves.

e)Mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes.

23. (UEA) Um estudante de Biologia perguntou a um ribeirinho por que o boto tem o olho bem menor que o de seus parentes marinhos, os golfinhos. A resposta dada pelo ribeirinho foi que, por passar anos sozinho nas águas barrentas do rio, a visão do boto se enfraqueceu e seus olhos se tornaram menores. Os filhos desse boto herdaram essa característica, que os diferencia da espécie marinha. Essa explicação contém um conceito que a biologia moderna considera:

a) Errado. Esse conceito foi postulado por Mendel para explicar a evolução das espécies.

b) Errado. Esse conceito foi postulado por Lamarck para explicar a evolução das espécies.

c) Correto. Esse conceito foi postulado por Darwin para explicar a evolução das espécies.

d) Correto. Esse conceito foi postulado por Lamarck para explicar a evolução das espécies.

e) Correto. Esse conceito foi postulado por Lamarck, aprimorado por Darwin e confirmado por Mendel para explicar a transmissão hereditária das características e a evolução das espécies.

24. (UEMA) A teoria sintética da evolução constitui uma ampliação das ideias de Darwin e se diferencia do Darwinismo porque:

a) Afirma que a seleção natural modela o processo evolutivo, direcionando-o.

b) Considera o ambiente o causador das variações intraespecíficas.

c) Explica as causas das variações nos seres vivos.

d) Considera que o ambiente seleciona as características já existentes.

e) Afirma que em uma população natural o número de indivíduos, na maioria das espécies, permanece mais ou menos constante.

25. (UNCISAL) A evolução é um fator incontestável, podendo ser confirmada através de várias evidências. Considere A para provas anatômicas e B para provas bioquímicas:

(   ) Membros pentadáctilos.

(   ) Presença de tripsina desde os protozoários até os mamíferos.

(   ) Hemoglobina humana semelhante à do chimpanzé.

(   ) Coração de alguns vertebrados,  não permite a mistura de sangue arterial com o venoso.

Assinale a alternativa que corresponde à sequência correta, de cima para baixo.

a) A, A, B e A.

b) A, B, B e A.

c) B, B, B e A.

d) A, B, A e B.

e) B, A, A e B.

26. (UEAP) A adaptação e evolução das espécies em seu habitat foi tema de muita discussão até o século XIX. A ideia de que um órgão enfraquece ou desaparece com o desuso, ou se fortalece pelo uso, foi utilizada por Lamarck para formular a primeira teoria da evolução, em 1809. Entretanto, não há como discutir evolução, sem mencionar Charles Darwin cuja teoria foi proposta 50 anos após a teoria de Lamarck. Quando comparadas ambas as teorias, é possível constatar uma diferença fundamental. Que diferença é esta?

a) Para Darwin, a adaptação dos seres vivos é o produto das características inerentes a cada espécie. Para Lamarck, a adaptação era o produto final dos processos ecológicos e comportamentais dos organismos de se transformarem no seu meio ambiente.

b) Para Lamarck, os seres vivos não apresentam a capacidade de se adaptar ao ambiente. Para Darwin, a adaptação era o produto final dos processos ecológicos e comportamentais dos organismos de se transformarem no seu meio ambiente.

c) Para Lamarck, a adaptação dos seres vivos é o produto da seleção natural. Para Darwin, a adaptação era o produto final dos processos fisiológicos, exigidos pelas carências dos organismos de se transformarem no seu meio ambiente.

d) Para Darwin, a adaptação dos seres vivos é o produto da seleção natural. Para Lamarck, a adaptação era o produto final dos processos fisiológicos, exigidos pelas carências dos organismos de se transformarem no seu meio ambiente.

e) Nenhuma das alternativas anteriores.

27. (PUC-RIO) Foram introduzidas em dois frascos, que continham um mesmo meio de cultura, quantidades idênticas de um tipo de bactéria. Após algum tempo de incubação, adicionou-se a apenas um dos frascos um antibiótico estável, de uso frequente na clínica e cuja concentração não se modificou durante todo o experimento. O gráfico abaixo representa a variação do número de bactérias vivas no meio de cultura, em função do tempo de crescimento bacteriano em cada frasco.

27

A observação do gráfico permite concluir que, no frasco em que se adicionou o antibiótico, ocorreu uma grande diminuição no número de bactérias e em seguida um aumento do seu crescimento. Segundo a teoria de evolução neodarwiniana, o fato observado nos frascos com abiótico tem a seguinte explicação:

a) A dose usada de antibiótico eliminou a maioria da população selecionando uma minoria resistente que voltou a crescer.

b) A dose usada de antibiótico eliminou a grande maioria das bactérias e a minoria sobrevivente criou resistência às condições, voltando a crescer.

c) A dose usada de antibiótico provocou uma lentidão no crescimento das bactérias que, após algum tempo, adaptaram-se e voltaram a crescer.

d) A dose usada de antibiótico inibiu o crescimento da maioria das bactérias, mas, após a sua degradação, essas bactérias começaram a crescer novamente.

e) A dose usada de antibiótico estimulou a adaptação de bactérias, que demoraram mais a crescer.

28. (UEFS) Em 1859, depois de 20 anos de estudos minuciosos e de reflexões, Darwin publicou A origem das espécies. A obra não somente colocou por terra as ciências da vida, na época, como revelou ao homem seu humilde lugar entre os seres vivos.

                                                 (CONTINENZA, 2007)

Por causa da importância da variação, a seleção natural deve ser considerada um processo de duas etapas: a produção de variação abundante seguida pela eliminação de indivíduos inferiores. Esse último passo é direcional. Ao adotar a seleção natural, Darwin encerrou a discussão de várias centenas de anos entre os filósofos sobre o acaso e a necessidade. A mudança na Terra é resultado de ambos, sendo o primeiro passo dominado pela aleatoriedade, e o segundo, pela necessidade. (MAYR, 2007, p. 58.) Para muitos, foi a Teoria da Evolução que de fato consolidou a própria Biologia como uma ciência autônoma, estruturadora do trabalho dos biólogos por todo o século XX e até mesmo nesse século. Assim, o ano de 2009 foi eleito pela International Union of Biological Sciences como o “ano de Darwin”, não somente porque se comemoram 150 anos da publicação de A Origem das Espécies, mas também porque se completam 200 anos desde o nascimento de Darwin, ocorrido em 12 de fevereiro de 1809. Considerando o impacto das ideias de Charles Darwin a respeito da importância da seleção natural no processo de evolução biológica, é correto afirmar:

a) A necessidade imposta pelo ambiente é responsável pela geração de características que deverão ser preservadas pela seleção natural.

b) A ação da seleção natural dentro do processo evolutivo deve ser considerada dependente do ambiente, já que este determina a forma e a intensidade com que a pressão seletiva será imposta às populações.

c) A variabilidade genética é estabelecida a partir da ação da seleção natural sobre um grupo de indivíduos de uma população.

d) As ideias de Darwin sobre a seleção natural permitiram estabelecer um antropocentrismo baseado em visões teológicas sobre a origem da vida e a hierarquia entre os seres vivos.

e) Darwin reforçou as ideias sobre determinismo ao negar a universalidade da aleatoriedade e do acaso durante os processos que envolvem a seleção natural.

29. (UPE)

Observe os animais do filme: a era do gelo 3. distribuidora: fox film.

29

Em A ERA DOGELO3, Apreguiça Sid descobre um mundo subterrâneo, onde encontra ovos de dinossauros e resolve adotá-los, forma sua própria família adotiva, só que a mãe dos filhotes, uma dinossaura, vai atrás deles e acaba levando consigo a preguiça. Seus amigos, os mamutes Manny e Ellie, Diego, o tigre dentes-de-sabre, e os gambás Crash e Eddie entram nesse mundo subterrâneo para resgatá-la. Scrat, o esquilo, continua tentando agarrar a noz fujona e, nesse processo, encontra uma rival/paquera, a Scratita.

Sobre as condições da Terra naquele tempo e a classificação dos animais citados no texto, analise as afirmativas abaixo.

I. Os dinossauros habitaram a Terra durante a era Mesozoica, no período Jurássico, enquanto grandes mamíferos, como os mamutes e tigres dentes-de-sabre, viveram na era Cenozoica, no período Pleistoceno.

II. Preguiça, esquilos e gambás pertencem à Classe Mammalia. A preguiça e os esquilos são da Ordem Edentata (não possuem dentes), enquanto os gambás são marsupiais prototérios (não possuem placenta).

III. Entre as características dos mamíferos, estão: dentes diferenciados em incisivos, caninos, prémolares e molares. As presas de marfim representam dentes desenvolvidos nos mamutes. Em carnívoros, como os tigres, os caninos bem desenvolvidos e incisivos afiados representam adaptações a seus hábitos alimentares.

IV. No Pleistoceno, conhecido como a era ou idade do gelo, houve quatro glaciações que levaram à extinção de muitos mamíferos; a cada glaciação, o clima nas áreas tropicais e subtropicais tornava-se seco, e no período interglacial, ficava quente e úmido.

Somente está correto o que se afirma em:

a) I e II.

b) II e III.

c) IV.

d) II, III e IV.

e) I, III e IV.

30. (UNEA) A definição de espécie proposta por Ernest Mayr em 1942 e válida até hoje é a seguinte: “Espécies são grupos de populações naturais potencialmente capazes de se cruzar e que estão reprodutivamente isoladas de outros grupos semelhantes”. A espécie biológica é uma das mais importantes unidades do mundo vivo. Dadas às afirmativas seguintes sobre a origem das espécies:

I. Raças ou subespécies são populações da mesma espécie que diferem em determinadas características e estão adaptadas a ambientes diferentes. A formação de raças se dá, geralmente, por irradiação adaptativa, isto é, pela ocupação de uma região por sub-populações de uma espécie.

II. Os cientistas acreditam que na historia evolutiva da vida a maioria da espécies surgiu por cladogênese.

III. A formação de uma nova espécie por cladogênese pressupõe a ocorrência de pelo menos três etapas na seguinte ordem: isolamento reprodutivo, isolamento geográfico e, finalmente, diversificação gênica causada simplesmente por mutação.

Verifica-se que:

a) I, II e III estão corretas.

b) I e II estão corretas.

c) I e III estão corretas.

d) II e III estão corretas.

e) Apenas a I está correta.

31. (UFC) Um geneticista britânico afirmou que a humanidade está chegando ao fim de sua evolução. Segundo essa ideia, os avanços da tecnologia e da medicina são primordiais, em detrimento dos processos naturais, baseados na seleção natural, na mutação e nas mudanças aleatórias. De acordo com o geneticista, os fatores mais importantes que alteram a evolução humana são a diminuição do número de homens mais velhos que têm filhos e a diminuição da seleção natural devido aos avanços da medicina. “Hoje, em grande parte do mundo desenvolvido, 98% das crianças sobrevivem e chegam aos 21 anos”, acrescenta o britânico. O tipo de seres humanos que encontramos hoje é o único que haverá; “os seres humanos não ficarão mais fortes, inteligentes ou saudáveis”, garante o cientista. “Acho que todos estamos de acordo com o fato de a evolução ter funcionado de forma adequada para o ser humano no passado”, conclui o britânico.

De acordo com o pensamento desse cientista, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Ao afirmar que “os seres humanos não ficarão mais fortes, inteligentes ou saudáveis”, é de se esperar que, no futuro, os humanos encontrados sejam muito semelhantes genotipicamente aos encontrados atualmente.

1  1 – O cientista pauta sua teoria na diminuição de homens mais velhos, acima dos cinquenta anos, que se tornam pais. Nessa faixa etária, as possibilidades de mutação nos espermatozoides também diminuem.

2  2 – O cientista garante que a seleção natural, cada vez mais impedida pelo avanço da medicina, vem diminuindo.

3  3 – Com a diminuição dos processos naturais que promovem a evolução, de acordo com o cientista, ocorrerá a diminuição da segregação independente dos cromossomos e da permutação.

4  4 – Ao defender essas ideias, nas quais é possível identificar o desuso da teoria sintética da evolução para a ordem dos primatas, o cientista britânico mostra-se defensor do fixismo.

32. (UFG)                             LEIA O TEXTO A SEGUIR.

“Há uma grandeza nessa visão da vida. A partir de um início tão simples, infinitas formas, as mais belas e maravilhosas evoluíram e continuam evoluindo…”

 Disponível em: <www.dominiopublico.gov.br>. Acesso em: 3 out. 2009.

O pensamento descrito no texto reflete o conhecimento de que:

a) Os caracteres adquiridos em função do uso e desuso são transmitidos hereditariamente.

b) O genótipo sofre sucessivas mutações de uma geração para outra.

c) Os organismos surgiram espontaneamente a partir da matéria não viva.

d) As espécies descendem umas das outras e estão ligadas por ancestral comum.

e) Os seres vivos surgiram já adaptados ao ambiente e permanecem imutáveis.

33. (UFPI) A evolução biológica consiste em modificações da composição genética de uma população ao longo do tempo. Os fatores evolutivos, tais como: mutações, fluxo gênico, deriva genética, cruzamento preferencial e seleção natural, modificam as frequências alélicas e genotípicas em uma população. Analise as proposições sobre as mudanças na estrutura genética de populações e marque a alternativa que está totalmente correta.

a) As taxas de mutações são geralmente bastante baixas e são tão lentas que a mutação, sozinha, não pode responder pelas rápidas mudanças genéticas das populações e espécies. As taxas de mutações espontâneas são baixas, e, mesmo que fossem duplicadas, por ação de mutágenos, ainda seriam baixas, e, em populações bastante grandes, seus efeitos são tão pequenos, que podem ser ignorados.

b) A migração, mesmo sem cruzamentos, pode ocasionar o fluxo gênico e acrescentar novos alelos ao pool genético da população a ponto de modificar as frequências de alelos já presentes, caso venham de populações com frequências alélicas diferentes. Entretanto, a taxa de migração, assim como a de mutação, é sempre pequena e não altera as características genéticas da população receptora.

c) A deriva genética só provoca grandes modificações e só compete com a seleção natural em populações grandes, pois, em populações pequenas, seus efeitos são minimizados pelo fato de que esse processo ocorre em poucos loci das populações e não influi na direção da mudança das frequências alélicas, mesmo na presença de outro fator evolutivo. Por causa da ação da deriva genética, alelos deletérios têm sua frequência diminuída e alelos vantajosos, em frequências altas, podem ser perdidos.

d) Os cruzamentos, no equilíbrio de Hardy-Weinberg, não podem acontecer ao acaso, e as frequências dos genótipos homo e heterozigotos são alteradas pela seleção natural, logo ocorrem mudanças na estrutura genética de uma geração para outra.

e) A seleção natural é o único fator evolutivo que adapta as populações aos seus ambientes e atua sempre mantendo constantes as frequências alélicas ao longo do tempo. Como resultado, a seleção natural tende a diminuir a variação genética da população.

34. (UFAM) O mimetismo é o fenômeno em que duas espécies diferentes compartilham alguma semelhança reconhecida por outras espécies, o que confere vantagens para uma ou para ambas as espécies miméticas. Segundo a teoria evolucionista, qual a alternativa correta:

a) Os padrões semelhantes entre cobras corais e falsas corais são exemplos de divergência evolutiva.

b) Os padrões de cobras-corais e falsas corais são exemplos de semelhanças vestigiais.

c) A cor branca de lebres-da-neve constitui um exemplo clássico de mimetismo.

d) O mimetismo é o resultado de um processo de adaptação evolutiva.

e) Espécies miméticas geralmente são alopátricas.

35. (UFMS) A reprodução sexuada envolve maior “gasto” energético celular do que a assexuada; no entanto, ela é considerada vantajosa, porque permite o aumento da variabilidade genética. Pode-se, então, afirmar que:

a) A mutação gênica gera variabilidade genética, sobre a qual atua a seleção natural.

b) A seleção natural gera variabilidade genética, independentemente da ocorrência de mutações.

c) A mutação gênica não faz aumentar a variabilidade genética e não é suscetível à seleção natural.

d) A mutação gênica é considerada um dos fatores evolutivos na teoria sintética da evolução, mas não gera variabilidade genética.

e) As mutações, na teoria sintética da evolução, não são consideradas fatores evolutivos.

36. (UFPI) A evolução dos organismos tem como base a ocorrência de variabilidade genética e a ação da seleção natural. Através do paradigma da evolução, ficou claro o entendimento da crescente biodiversidade de plantas e animais, em que cada espécie possuía genótipos e fenótipos particularmente adaptados às suas próprias pressões ambientais. Sobre as forças evolutivas, é correto afirmar:

a) Os genomas estão sujeitos a fatores mutagênicos e as mutações ocasionam variação genética, sendo responsáveis pela formação de novos alelos na população.

b) A migração dos indivíduos de uma população para outra pode resultar na conservação dos alelos da população receptora e são mais freqüentes em populações mais distantes geograficamente.

c) A variabilidade genética criada pela recombinação é a única condição essencial para a seleção natural atuar.

d) O efeito da deriva genética diminui conforme aumenta o tamanho da população.

e) As forças evolutivas atuam no processo de coevolução, sem gerar variabilidade nas espécies envolvidas e alterações nos alelos das populações.

37. (UFMT) Os estábulos de uma fazenda estavam infestados de moscas. Para combater os insetos, o fazendeiro pulverizou inseticida. De início, obteve sucesso, já que os invasores desapareceram. Após certo tempo, as moscas ressurgiram. Inicialmente em pequenas quantidades o que justificou novas pulverizações. No entanto, o número de moscas aumentava mesmo que as doses de inseticida fossem cada vez maiores. Sobre o fato, analise as afirmativas.

I. Os insetos em questão foram capazes de se modificar em resposta a uma mudança ambiental.

II. A aplicação do inseticida favoreceu a pequena população de moscas resistentes que sobreviveram e se reproduziram.

III. A resistência é devido a um caráter genético que favorece alguns indivíduos.

Está correto o que se afirma em:

a) I, apenas.

b) III, apenas.

c) II e III, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I, II e III.

38. (UFJF) As ilhas Galápagos são consideradas, desde 1978, patrimônio mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Em 2007 passaram a integrar a lista dos patrimônios em risco, devido ao crescente turismo e imigração. Desde 1991, o número de turistas saltou de 41 mil por ano para 160 mil. Outra grande ameaça são organismos transportados involuntariamente do continente para ilhas. Um novo estudo destaca o mosquito Culex quinquefasciatus, conhecido popularmente no Brasil como pernilongo ou muriçoca. O inseto teria sido introduzido nas Galápagos em meados da década de 1980, levado por aviões, e continua a ser transportado regularmente desde então, cruzando com populações locais desta espécie.

De acordo com o texto, podemos afirmar que os indivíduos que chegam às ilhas:

I. São considerados exemplo de uma espécie invasora.

II. Podem aumentar sua diversidade genética cruzando com as populações locais.

III. São exemplos de radiação adaptativa por ser espécie descendente de um ancestral comum da espécie local.

Marque a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa I está correta.

b) Somente a afirmativa II está correta.

c) Somente a afirmativa III está correta.

d) Somente as afirmativas I e II estão corretas.

e) Somente as afirmativas I e III estão corretas.

39. (UFT) A transição dos seres vivos da água para a terra levou milhões de anos para acontecer. Nesse período, uma série de alterações ajustou gradualmente o plano estrutural dos organismos, permitindo a resolução de problemas de adaptação ao ambiente terrestre. O ambiente terrestre oferece vantagens como maior disponibilidade de oxigênio e exposição à radiação solar. Por outro lado, a baixa disponibilidade de água aumenta o risco de desidratação e impõe restrições à reprodução das espécies. Entre os eventos que permitiram o sucesso na transição dos seres vivos do ambiente aquático para o terrestre, podemos citar:

I. O surgimento do ovo amniótico.

II. O surgimento do tubo polínico.

III. A presença de um rim que excreta amônia.

IV. A presença de pele seca e queratinizada.

Das assertivas acima, são verdadeiras:

a) I, II, III e IV.

b) I, III e IV.

c) I, II e IV.

d) I, II e III.

40. (UFC)

LEIA O TEXTO A SEGUIR E ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA.

Um fóssil extremamente bem conservado, de 380 milhões de anos, achado no noroeste da Austrália, é agora o exemplo mais antigo de uma mãe grávida vivípara.

                                                       Ciência Hoje, jul. 2008.

a) O fóssil provavelmente é de um mamífero, uma vez que a viviparidade é característica exclusiva desse grupo.

b) A presença de um saco vitelino no embrião fóssil seria uma característica segura para determinar o fóssil como vivíparo.

c) A conclusão de que o fóssil é de um animal vivíparo veio da observação de que o embrião estava se desenvolvendo dentro do corpo da mãe.

d) Uma das características que levaria à conclusão de que se tratava de um animal vivíparo seria a presença de um resquício de cordão umbilical.

e) O fóssil em questão poderia também ser de um animal ovovivíparo, pois, assim como os vivíparos, os ovovivíparos apresentam nutrição maternal durante o desenvolvimento embrionário.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VVFFF

B

E

B

A

B

D

A

A

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VFVFV

A

B

E

B

D

A

A

C

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VFFFV

B

B

C

B

D

A

B

E

B

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

VFVFF

D

A

D

A

A

C

B

C

D

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 19 de agosto de 2011

Evidências moleculares da evolução

As evidências moleculares vêm sendo largamente empregadas nas análises de parentesco entre diferentes grupos de seres vivos. Todos os seres dotados de estrutura celular apresentam o DNA como material genético e os genes, regiões específicas desse ácido nucleico, são transcritos em RNA e posteriormente traduzidos em cadeias proteicas. O DNA, o RNA e as proteínas são, dessa forma, moléculas que ocorrem em todos os organismos dotados de estrutura celular desde que eles surgiram na Terra. Podemos, em última análise, dizer que as semelhanças entre proteínas de espécies diferentes estão na razão direta do seu grau de proximidade, em face de a sequência dos aminoácidos que a constitui ser determinada pelo DNA. Espécies muito próximas, evolutivamente, apresentam maior semelhança na sua composição química do que espécies mais distantes.

Alterações no DNA, conhecidas como mutações gênicas, foram fundamentais no processo evolutivo, tendo sido elas as responsáveis pela grande diversificação dos seres vivos. Comparando-se as sequências nucleotídicas do DNA ou do RNA, bem como as proteínas de diferentes espécies, é possível estabelecer o grau de proximidade entre essas espécies e, com isso, o parentesco evolutivo entre elas. Assim sendo, quanto maior a semelhança nas sequências de nucleotídeos dos ácidos nucleicos e maior a semelhança das proteínas das espécies, tanto maior, via de regra, a proximidade evolutiva entre as espécies.

A semelhança entre duas moléculas de DNA pode ser obtida, de modo relativamente simples, através da hibridização molecular, em tubos de ensaio. Essa metodologia (esquema abaixo) consiste, em última análise, em: (a) coletar células de dois organismos de espécies diferentes (homem e chimpanzé, por exemplo) e extrair suas moléculas de DNA; (b) colocar as amostras de DNA em um mesmo meio e aquecê-lo, a fim de separar suas cadeias, processo conhecido como desnaturação; (c) resfriar a preparação para que ocorra o pareamento entre as cadeias polinucleotídicas, restabelecendo a estrutura dupla do DNA, desde que haja correspondência na sequência de bases. A quantidade de moléculas híbridas que se forma indica a semelhança sequencial de nucleotídeos presentes nas moléculas e, por conseguinte, o grau de homologia entre o DNA das duas espécies. Numa visão mais ampla, as comparações genéticas dos organismos revelaram que os seres filogeneticamente mais próximos apresentam um maior grau de similaridades em sua sequência genética do que os organismos que estão filogeneticamente mais distantes.

01.DISTAN

As comparações de sequências de DNA permitem agrupar organismos pelo critério de similaridades entre as sequências, resultando em árvores filogenéticas  tipicamente congruentes com a taxonomia tradicional, sendo frequentemente usadas para corrigir ou fortalecer classificações taxonômicas. Essas comparações são consideradas, em última análise, medidas robustas o suficiente para corrigir suposições errôneas sobre árvores filogenéticas, quando outras evidências são raras.

A tabela abaixo mostra a porcentagem de diferenças de nucleotídeos entre o DNA humano e o de outros primatas. Os dados contidos nessa tabela foram obtidos a partir de hibridização molecular. Analisando-a, percebe-se uma maior semelhança genética entre o homem e o chimpanzé (macaco antropoide), do que entre o homem e o lêmur (figura a seguir), por exemplo, que é um representante dos prossímios, os mais primitivos dos primatas.

PARES DE ESPÉCIES

PORCENTAGENS DE DIFERENÇAS

Homem-chimpanzé

2,5%

Homem-gibão

5,1%

Homem-macaco do velho mundo

9,0%

Homem-macaco do novo mundo

15,8%

Homem-lêmur (prossímio)

42,0%

02.ANIMAL

Há muito se sabe que várias substâncias são produzidas igualmente por células de diferentes organismos, por vezes, bastantes afastados. Neste contexto, várias enzimas digestivas comuns aos seres humanos, também ocorrem em células de seres inferiores. A tripsina (enzima proteolítica intestinal), por exemplo, ocorre em um grande número de organismos, desde os protozoários até os mamíferos.  Outro exemplo é a amilase (enzima que digere o amido), produzida pelos vertebrados, inclusive o homem, e por quase todos os invertebrados.

A comparação da sequência peptídica de uma mesma proteína, presente em diferentes espécies, também evidencia a evolução.  Estudos feitos com a sequência de aminoácidos do citocromo C, proteína que participa da cadeia respiratória (cadeia transportadora de elétrons), de mais de 60 espécies revelaram que, pelo menos, 27 posições da cadeia de resíduos de aminoácidos se mostraram invariáveis, em todas as espécies estudadas. Foi observado, ainda, que o referido citocromo, dotado de 104 aminoácidos encadeados, e presente em todos os seres vivos que realizam respiração aeróbia, é exatamente o mesmo na espécie humana e nos chimpanzés. Comparações feitas entre esse citocromo humano com o das baleias, aves, peixes e fungos, por exemplo, mostraram diferenças de 8, 13, 20 e 41 aminoácidos, respectivamente. Para os biólogos evolucionistas, essas semelhanças não são meras coincidências.  Segundo eles, os seres vivos têm proteínas semelhantes porque herdaram de seus ancestrais o sistema de codificação genética, que é basicamente o mesmo em todas as formas atuais de vida no planeta. O citocromo C surgiu, provavelmente, nos primórdios da vida na Terra, na ocasião em os primeiros seres vivos começaram a utilizar a respiração celular como um processo para obtenção de energia. As pequenas variações apresentadas em diferentes grupos de organismos devem ter se estabelecido ao longo do processo evolutivo. Essas pequenas variações estruturais revelam, indiretamente, suas diferenças genéticas uma vez que o código para a proteína está escrito nos genes que a codifica.

Análises realizadas com a alfa-hemoglobina têm mostrado, também, que as diferenças de aminoácidos, quando existem, são mais numerosas quanto mais afastadas são as espécies consideradas. Assim sendo, nenhuma diferença foi verificada entre a alfa-hemoglobina do homem e a do chimpanzé. Em relação ao gorila, foram constatadas apenas duas trocas de aminoácidos e 43 em relação ao cavalo. A comparação entre a alfa-hemoglobina humana e a da carpa mostrou, por outro lado, uma diferença de 71 aminoácidos. Os resultados obtidos da análise da alfa-hemoglobina, por exemplo, nos leva a supor que seres humanos, macacos, cavalos e carpas, entre outros, possuíam, no passado, ancestrais comuns dotados de um gene para a produção dessa hemoglobina e que em algum momento, grupos provenientes desses ancestrais deram origem a espécies diferentes, através de um processo denominado especiação. Essas diferenças, a exemplo das que foram constatadas para o citocromo C, refletem nosso maior grau de parentesco evolutivo com os chimpanzés, com os quais partilhamos, provavelmente, um ancestral a menos tempo do que com os demais seres referidos. As mutações ocorridas nos genes, ao longo do tempo, foram fundamentais, em última análise, para modificar e diferenciar, cada vez mais, as proteínas formadas. Para maiores detalhes acerca de mutação ver “mutação gênica”, matéria publicada neste blog no dia 15.04.2011.

A endocrinologia também vendo sendo utilizada para demonstrar parentesco entre diversas espécies. Os estudos têm mostrado que muitos hormônios atuam semelhantemente quando injetados em espécies diferentes. Foi verificado, por exemplo, que hormônios tireoidianos do gado bovino podem ser administrados com sucesso a seres humanos portadores de hipotireoidismo. Igualmente, hormônios tireoidianos de carneiros têm sido administrados a larvas de sapos (girinos), cujas tireoides foram extirpadas. Os resultados, neste caso, têm mostrado um desenvolvimento normal dos animais. Outro exemplo diz respeito à ocitocina, hormônio hipotalâmico, secretado pela neuro-hipófise, dotado de 9 aminoácidos, que apresenta apenas uma diferença entre anfíbios e mamíferos.

Os resultados das análises bioquímicas têm confirmado as estimativas de parentesco entre espécies já obtidas por meio do estudo de fósseis e da anatomia comparada. Isso reforça, ainda mais, a teoria de que os seres vivos atuais resultam da evolução de seres vivos que viveram no passado, estando todos eles relacionados, de certa forma, por graus de parentescos mais ou menos distantes. Estudos continuam sendo feitos para estabelecer a “anatomia comparada” das moléculas, objetivando fornecer mais evidências de que as espécies evoluíram no tempo e no espaço, a partir de um tronco inicial.

Publicado por: Djalma Santos | 12 de agosto de 2011

Testes de associações biológicas (4/4)

01. (UEPG) A respeito das relações ecológicas entre os seres vivos, assinale o que for correto.

I    II

0  0 – No  mutualismo   obrigatório  as   espécies   têm  benefícios  mútuos  e   grande interdependência.

1  1 – As relações intraespecíficas harmônicas incluem: colônia, sociedade, canibalismo e mutualismo.

2  2 – Uma colônia heterotípica é aquela em que há diferenciação e divisão de tarefas entre os indivíduos.

3  3 – A competição interespecífica ocorre quando espécies diferentes competem pela fêmea da outra espécie.

4  4 – A competição intraespecífica, como consequência, sempre promove um aumento do tamanho populacional de ambas as espécies.

02. (UECE)As abelhas, Apis mellifera, são insetos sociais que apresentam três castas: a rainha, os zangões e as operárias. As abelhas que são diploides e se diferenciam das demais por consumirem um tipo especial de alimento, geleia, constituem a(s) casta(s) a que pertence(m):

a) Os zangões.

b) A rainha.

c) As operárias.

d) As operárias e a rainha.

03. (CEDERJ) As colônias de corais são formadas por indivíduos de uma mesma espécie que vivem agrupados. Essa é uma relação biológica do tipo:

a) Interespecífica.

b) Intraespecífica.

c) Mutualismo.

d)Simbiose.

04. (UFJF) Em um sistema de interações ecológicas formado por uma planta, uma espécie de pulgão se alimenta da seiva dessa planta e uma espécie de formiga se alimenta das fezes desse pulgão, as quais contêm uma substância açucarada de elevado valor nutricional. Leia as afirmativas a seguir:

I. A planta é um produtor, pois por meio da fotossíntese consegue formar compostos orgânicos e obter a energia necessária para seus processos vitais.

II. A planta é um organismo heterotrófico capaz de produzir seu próprio alimento.

III. O pulgão é um consumidor, pois obtém os compostos orgânicos e a energia necessária para seus processos vitais a partir de um produtor.

IV. O pulgão é um herbívoro.

V. A formiga é um organismo autotrófico, pois não é capaz de produzir seu próprio alimento.

Estão corretas:

a) As afirmativas I, II e V.

b) As afirmativas II, III e IV.

c) As afirmativas I, IV e V.

d) As afirmativas I, III e V.

e) As afirmativas I, III e IV.

05. (UDESC) As orquídeas são monocotiledôneas que produzem sementes incompletas, ou seja, não apresentam endosperma. Para que ocorra o brotamento das sementes é necessário que se estabeleça uma relação ecológica com fungos que irão fornecer os nutrientes necessários para o embrião da planta se desenvolver. Esta relação não traz benefícios nem prejuízos ao fungo. Analise a informação e assinale a alternativa correta correspondente ao tipo de relação ecológica acima descrita.

a) Competição.

b) Amensalismo.

c) Mutualismo.

d) Comensalismo.

e) Sociedade.

06. (MACK)

06

 Observe a tira acima e considere as afirmações abaixo:

I. O primeiro quadrinho se refere a um caso de predatismo.

II. No segundo quadrinho, o personagem se refere a um caso de parasitismo.

III. Os parasitas sempre se alimentam de fluidos ou tecidos provenientes do interior do corpo do hospedeiro.

Assinale:

a) Se todas forem corretas.

b) Se somente I e II forem corretas.

c) Se somente I e III forem corretas.

d) Se somente III for correta.

e) Se somente II e III forem corretas.

07. (UNIMONTES) Praticamente nenhum microrganismo vive isolado. A tabela a seguir mostra alguns exemplos de interações entre os seres vivos. Analise-a.

I

Bactéria e pássaro

Auxílio na digestão

II

Teia de aranha e insetos

Adesão à superfície pegajosa

III

Fungos e algas

Formação de liquens para fornecimento de alimento e abrigo

IV

Vírus e vespa

Inibição das defesas da larva para a maturação e desenvolvimento dos ovos da vespa

Considerando a tabela apresentada e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que nãorepresenta um exemplo de simbiose mutualística.

a) II.

b) IV.

c) I.

d) III.

08. (PUC-SP) Uma determinada bactéria vive dentro das células de pulgões, insetos que retiram seiva elaborada das plantas. O genoma do pulgão supre algumas funções da bactéria e essa sintetiza substâncias que são utilizadas no metabolismo do inseto. A relação pulgão/planta e a relação pulgão/bactéria, contidas no trecho anterior, são, respectivamente:

a) Parasitismo e mutualismo.

b) Parasitismo e comensalismo.

c) Comensalismo e mutualismo.

d) Comensalismo e inquilinismo.

e) Inquilinismo e mutualismo.

09. (UFOP)Depois que o lobo ou a onça devoraram suas presas, os urubus se aproximaram. Com isso, pelas relações ecológicas estabelecidas, o lobo e o urubu são, respectivamente:

a) Predador e comensal.

b) Predador e saprófago.

c) Competidor e predador.

d) Predador e decompositor.

10. (MACK) Na década de 1920, o pesquisador Alexander Fleming notou, em uma cultura de bactérias, o desenvolvimento de um fungo do gênero Penicillium, que impedia o crescimento de bactérias. Ele identificou a substância produzida pelo fungo responsável por essa inibição, que foi isolada mais tarde e que foi chamada penicilina. Descobriu-se, assim, o primeiro antibiótico. Esses organismos envolvidos são _______I _______ e esse tipo de relacionamento entre eles é chamado _______ II _______. Os espaços I e II são preenchidos, correta e respectivamente por:

a) ambos procariontes e predatismo.

b) ambos procariontes e mutualismo.

c) ambos procariontes e comensalismo.

d) um procarionte e outro eucarionte e amensalismo.

e) um procarionte e outro eucarionte e parasitismo.

11. (COVEST) As interações entre os diferentes seres vivos na natureza são importantes, não só para os organismos que participam dessas relações ecológicas mas também para a manutenção do equilíbrio ecológico. A esse propósito, analise as afirmações seguintes.

I   II

0  0 – O canibalismo é um tipo de relação ecológica desarmônica entre indivíduos de uma mesma espécie; ocorre, por exemplo, entre as aranhas e entre os escorpiões.

1  1 – No amensalismo ou antibiose, uma das espécies envolvidas na relação é beneficiada enquanto a outra nem é beneficiada nem prejudicada.

2  2 – No mutualismo, há um beneficiamento recíproco entre as espécies que participam da relação ecológica; mas essa interação não é indispensável à sobrevivência dessas espécies.

3  3 – Enquanto o comensalismo, a protocooperação e o mutualismo são interações ecológicas harmônicas, a competição e o predatismo são desarmônicas.

4  4 – Um exemplo de relação ecológica do tipo protocooperação é observado na associação entre algas e cianobactérias, a qual compõe os liquens.

12. (UNESP)        CONSIDERE A REDE ALIMENTAR ABAIXO

12

Sabe-se que, quando a espécie f é retirada experimentalmente, a população da espécie d apresenta um declínio acentuado. Isso indica que a relação interespecífica que provavelmente existe entre as espécies d e e, na ausência de f, é:

a) Parasitismo.

b) Competição.

c) Predação.

d) Mutualismo.

e) Protocooperação.

13. (UPE) As afirmativas a seguir refere-se a associações biológicas.

I   II

0  0 – A protocooperação, o mutualismo e o comensalismo são relações ecológicas harmônicas interespecíficas.

1  1 – A atuação  dos  pássaros que promovem a dispersão  das plantas comendo-lhes os frutos e evacuando suas sementes em local distante, é um exemplo de protocooperação.

2  2 – Quando o indivíduo de uma espécie se instala no corpo de outro de espécie diferente, dele retirando matéria para sua nutrição e causando-lhe, em consequência dessa relação, dano de gravidades variáveis, podemos afirmar que se trata de um caso de parasitismo.

3  3 – As colônias são grupamentos de indivíduos da mesma espécie que apresentam profundo grau de interdependência, sendo-lhes impossível ou muito difícil a vida quando isolada.

4  4 – Entre as aranhas, as fêmeas de algumas espécies costumam matar e devorar os próprios machos na época da procriação. Esse tipo de relação é chamado predatismo.

14. (UFSM) Observe a figura a seguir. Ela representa a relação entre as plantas e certos fungos, que crescem no solo e córtex de suas raízes.

14

Considerando a região da raiz onde as hifas estão alojadas, pode-se concluir que a função do fungo, nessa relação, é:

a) Aumentar a absorção de água.

b) Proteger as raízes laterais emergentes.

c) Proteger o meristema apical.

d) Contribuir para o crescimento em extensão das raízes.

e) Aumentar o número de raízes secundárias.

15. (PUC-MG) Na década de 1950, uma espécie inofensiva de capim foi importada da África para ser usada como pastagem, e o capim annoni veio como contaminante e apareceu no meio da pastagem. Sem saber do potencial invasor da planta, o fazendeiro Ernesto José Annoni passou a multiplicar e a vender as sementes do capim, que batizou com o seu sobrenome. “É um verdadeiro desastre ecológico”, afirma o engenheiro florestal José Carlos dos Reis. O capim annoni destrói e toma o lugar das pastagens naturais e, o que é pior, não serve para alimentar o gado. Com raízes desenvolvidas, essa planta exótica puxa mais água e nutrientes do solo que as nativas e ainda produz um herbicida que mata as outras plantas.

               (Reportagem Espécies invasoras, de Galileu, no 145, agosto de 2003.)

Analisando-se o texto dado, é correto afirmar:

a) O capim annoni destrói a espécie inofensiva de capim importada da África.

b) O texto apresenta um exemplo de amensalismo e de competição interespecífica.

c) Na África, o capim annoni é mais eficiente na obtenção de água e nutrientes que as espécies nativas.

d) Esse capim contamina as pastagens naturais, infectando-as e causando doenças.

16. (PUC-PR) Analise as afirmações relacionadas a seres dos Reinos Monera, Protista e Fungi.

I. A associação das bactérias do gênero Rhizobium com as leguminosas dá origem a uma simbiose de alto valor econômico e ecológico.

II. Penicillium notatum é um representante do reino Fungi, do qual Alexander Fleming extraiu um importante antibiótico, conhecido por penicilina.

III. As micorrizas constituem um grupo de bactérias que realizam a fixação do nitrogênio da atmosfera.

IV. O reino Fungi apresenta espécies comestíveis e espécies tóxicas para o homem.

V. As bactérias são seres procariontes, portanto classificadas no reino Monera.

Estão corretas:

a) Apenas I, II e III.

b) Apenas I, II, IV e V.

c) Apenas I, II, III e V.

d) Todas.

e) Apenas II e IV.

17. (UPE)O almoço está na mesa! É assim o dia a dia nas nossas florestas. Uma anta, à margem do rio, alimenta-se de grama,enquanto, no seu pelo, carrapatos infestantes a deixam de mau humor. Um barulho chama sua atenção. É uma onçaque a espreita, preparando-se para o bote certeiro.As relações ecológicas citadas no texto da anta com o vegetal, com o carrapato e com a onça podem ser caracterizadas como:

a) Herbivorismo, parasitismo e canibalismo.

b) Parasitismo vegetal, parasitismo animal e predatismo.

c) Herbivorismo, parasitismo e predatismo.

d) Uma relação harmônica e duas desarmônicas.

e) Comensalismo, pois tratam de relações para obtenção de alimentos.

18. (UNESP)

“Nasceu no meu jardim um pé de mato que dá flor amarela.

Toda manhã vou lá pra escutar a zoeira da insetaria na festa.

Tem zoado de todo jeito: tem do grosso, do fino, de aprendiz e de mestre.

É pata, é asa, é boca, é bico,

É grão de poeira e pólen na fogueira do sol.

Parece que a arvorinha conversa”.

                                                                      (“Anímico”. Adélia Prado.)

O poema faz referência a alguns elementos e fenômenos biológicos. Sobre eles, um estudante afirmou:

I. O grão de pólen se constitui em uma das bases da interação entre o “pé de mato que dá flor amarela” e a “insetaria” que visita essa flor pela manhã.

II. A interação descrita envolve benefício mútuo, uma vez que o transporte de pólen promovido pelos insetos contribui para aumento da variabilidade genética da planta, ao mesmo tempo em que parte do pólen pode ser utilizada como alimento pelos insetos.

III. Trata-se de uma relação de comensalismo porque, embora a planta se beneficie da dispersão do pólen, este não pode ser utilizado pelos insetos, uma vez que contém gametas masculinos de origem vegetal.

São corretas as afirmações:

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e II, apenas.

e) I e III, apenas.

19. (PUC-RIO) Os macacos vermelhos do Quênia apresentam tempo de vida em torno de4 a5 anos no ambiente natural e podem viver até 20 anosem cativeiro. Umapossível explicação para este fato poderia ser a ausência, em cativeiro, de uma das relações ecológicas relacionadas a seguir. Assinale a relação ecológica cuja ausência em cativeiro pode explicar corretamente este fato:

a) Predatismo.

b) Inquilinismo.

c) Mutualismo.

d) Forésia.

e) Comensalismo.

20. (UFOP) Considere os tipos de associações entre organismos de espécies diferentes, relacionados a seguir:

I. Ambos os organismos são beneficiados, apresentando interdependência metabólica.

II. Um dos organismos é prejudicado por outro, que nele se aloja externa ou internamente, causando-lhe lesões, deformações, intoxicações e, eventualmente, levando-o à morte.

Esses dois tipos de associação denominam-se, respectivamente:

a) Protocooperação e competição.

b) Mutualismo e parasitismo.

c) Inquilinismo e predatismo.

d) Mutualismo e competição.

e) Comensalismo e inquilinismo.

21. (UPE) Os recifes são elementos da paisagem litorânea do Estado de Pernambuco, que deram o nome à sua capital. Essa designação foi registrada, pela primeira vez, no Diário de Pero Lopes de Souza, em 1532. Os recifes representam um dos ecossistemas marinhos de maior importância, por fornecer abrigo, alimento e condições propícias à reprodução para uma rica biodiversidade. Nesses ambientes, os organismos encontram-se em relações ecológicas de:

I   II

0  0 – Protocooperação – existente entre peixes de diferentes espécies que se beneficiam mutuamente, como no caso dos “peixes limpadores”, que se alimentam de parasitas que se desenvolvem entre as escamas da epiderme de outros peixes maiores.

1  1 – Competição – em que organismos bentônicos, como dois corais de espécies distintas que competem por espaço e por alimento nas superfícies do recife, numa relação interespecífica com prejuízo recíproco.

2  2 – Sociedade – entre a anêmona-do-mar e o caranguejo-ermitão, o conhecido paguro, que vivem numa relação harmônica, em que o paguro transporta a anêmona-do-mar, oferecendo-lhe maior disponibilidade de alimentos em troca de proteção.

3  3 – Inquilinismo – uma relação desarmônica que pode ser exemplificada por um pequeno peixe, o fierasfer, que vive protegido dentro do corpo do pepino-do-mar, de onde sai apenas para se alimentar.

4  4 – Amensalismo – em que as substâncias secretadas por dinoflagelados, responsáveis pelo fenômeno “maré vermelha”, podem determinar a morte da fauna marinha.

22. (UNIMEP-SP) Os gráficos representam uma presa (linha pontilhada) e um predador (linha cheia). Qual deles descreve a relação de ambas as populações.  

22

 23. (UNITAU) Os gráficos a seguir correspondem à população de duas espécies (A e B) vivendo isoladamente (Gráfico I) e depois colocadas no mesmo local (Gráfico II).

23

Pode-se concluir que:

a) A é parasita de B.

b) A é predadora de B.

c) B é parasita de A.

d) B é predadora de A.

e) A e B exercem uma relação harmônica.

24. Os peixes conhecidos como linguados vivem a maior parte do tempo parados sobre a areia do fundo do mar. Como sua coloração apresenta o mesmo padrão do fundo marinho, passam despercebidos de seus predadores e também de suas presas. Trata-se de um exemplo de:

a) Camuflagem.

b) Mimetismo.

c) Seleção artificial.

d) Seleção estabilizadora.

e) Seleção sexual.

25. O cuco europeu coloca seus ovos no ninho de uma ave de outra espécie, deixando a ela os cuidados com o choco e a criação de seus filhotes. Como em geral os cucos são bem maiores do que as espécies que utilizam, seria esperado que seus ovos também fossem maiores que os delas. Os ovos dos cucos, no entanto, são semelhantes aos de seus “hospedeiros”, não apenas no tamanho como também no padrão de coloração. Esse exemplo é ilustrativo de qual processo?

a) Camuflagem.

b) Mimetismo.

c) Seleção artificial.

d) Seleção estabilizadora.

e) Seleção sexual.

26. (PUC-SP) Em uma região, duas espécies de artrópodos (I e II), que apresentavam hábitos alimentares diferentes, vinham sendo estudados por alguns pesquisadores. Após certo tempo de estudo, foi introduzida, nessa região, outra espécie (III), constatando-se, em seguida, alterações nas duas populações anteriores, conforme é mostrado no gráfico abaixo. A seta e a linha pontilhada indicam, no gráfico, o momento em que a nova espécie foi introduzida na região.

26

Assinale a alternativa que seja mais compatível com a análise dessa situação:

a) A espécie III pode ser presa fácil de I.

b) A espécie III pode competir com II por alimento.

c) A espécie I pode ser presa fácil de III.

d) A espécie I pode ser predadora de III.

e) As espécies I e II se relacionam com a espécie III.

27. (UFMG) Observe a figura.

27

 

Essa figura apresenta um exemplo de transferência de energia no cerrado. As setas 1 e 2 caracterizam um caso típico de reciprocidade de:

a) Comensalismo.

b) Competição.

c) Mutualismo.

d) Parasitismo.

e) Predação.

28. (CESGRANRIO) Observe os gráficos abaixo, que representam o tamanho de diferentes populações de um mesmo ecossistema, antes e depois da introdução de uma nova espécie:

28

A análise desses gráficos permite afirmar que essa nova espécie:

a) Manteve comensalismo com a espécie 1.

b) Realizou predatismo na espécie 2.

c) Serviu de alimento para a espécie 3.

d) Ocupou o mesmo nicho da espécie 4.

e) Entrou em mutualismo com a espécie 5.

29. (CESCEM) Em um lago havia três espécies de peixes: A, que vivia na superfície, alimentando-se de inseto e era a espécie dominante; B, que também vivia na superfície, mas se alimentava de plâncton; C, que vivia nas profundidades. O homem introduziu a espécie D e, depois de algum tempo, B passou a ser a espécie dominante. Esses dados permitem supor que a espécie D:

a) Tem taxa reprodutiva igual à das espécies nativas.

b) Compete com B pelo alimento.

c) Compete com A pelo alimento.

d) Também vive nas profundidades.

e) E a espécie C não são predadoras de outros peixes.

30. (FUC-MT) Lei com atenção:

I. Nos liquens, o fungo envolve a alga e absorve água do substrato; a alga é fotossintetizante e fornece alimento ao fungo.

II. Nos liquens, o fungo é autótrofo e alga é heterotrófica.

III. Nos liquens, o fungo fornece para o substrato água e sais minerais, os quais são absorvidos pela alga.

IV. Nos liquens, alga e fungo são independentes, mantendo, apenas, correlação quanto à reprodução.

As proposições corretas são:

a) I, II e III.

b) I e II.

c) I.

d) II, III e IV.

e) IV.

31. (UFSM) No combate às larvas dos mosquitos Aedes (transmissores da dengue e febre amarela) foi utilizado com eficiência, um microcrustáceo larvófago (Classe Copepoda). A utilização desse animal em experimentos controlados de campo e laboratório foi bem-sucedida no interior do estado de São Paulo. O método citado, não tóxico, pode substituir o tradicional uso de DDT ou outros inseticidas para matar os mosquitos. A ação do microcrustáceo em relação às larvas dos mosquitos é um exemplo de:

a) Amensalismo.

b) Comensalismo.

c) Predação.

d) Mutualismo.

e) Competição.

32. (COVEST) Um exemplo clássico de relação ecológica harmônica interespecífica pode ser observada em pastagens, onde pássaros pousam em vacas e bois e comem carrapatos que estão parasitando o gado, deixando-o livre desses desconfortáveis parasitas. Essa relação é conhecida como:

a) Predatismo.

b) Inquilinismo.

c) Protocooperação.

d) Mutualismo.

e) Amensalismo.

33. (UFPR) Bromélias, orquídeas e ervas-de-passarinho são plantas que habitam as árvores. As primeiras (bromélias e orquídeas) são plantas que de fato apenas habitam as árvores, não retirando do hospedeiro recurso algum, tais como água e nutrientes minerais ou orgânicos. As últimas (ervas-de-passarinho), no entanto, são plantas que fazem fotossíntese, mas retiram, através de suas raízes, água e nutrientes minerais do seu hospedeiro. Sobre esses dois exemplos de relações entre organismos, é correto afirmar:

I    II

0  0 – As bromélias e as orquídeas são plantas epífitas e utilizam o hospedeiro apenas como suporte. Dessa forma, elas não causam dano ao hospedeiro, à exceção de possíveis quebras devido ao seu peso, quando presentes em grande quantidade.

1 1 – As ervas-de-passarinho são plantas parasitas, explorando recursos retirados do hospedeiro. Dessa forma, elas causam dano ao hospedeiro, já que esse perderá recursos importantes que poderiam ser utilizados para o seu crescimento ou reprodução.

2 2 – A relação das bromélias e orquídeas com seu hospedeiro é do tipo mutualismo obrigatório, visto que ambas as partes (epífitas e hospedeiro) se beneficiam dessa relação.

3 3 – As relações ecológicas têm uma importância muito grande na manutenção da biodiversidade. Ambientes com representantes que interagem através de relações ecológicas complexas têm mais nichos a serem explorados e, portanto, maior riqueza de espécies.

4  4  – Duas espécies de plantas não são capazes de estabelecer uma relação ecológica, tendo em vista que plantas não se deslocam e, portanto, não interagem. Relações ecológicas ocorrem sempre entre animais ou entre animais e plantas.

34. (UFRRJ)

34

O “espírito de união” entre as formigas é identificado como uma relação harmônica denominada:

a) Sociedade.

b) Mutualismo.

c) Protocooperação.

d) Colônia.

e) Comensalismo.

35. Observe a tabela abaixo.

ESPÉCIES EM INTERAÇÃO

TIPOS DE INTERAÇÃO

1. Cupins x protozoários I. Predatismo
2. Boi x ovelha II. Mutualismo
3. Sapo x mosca III. Comensalismo
4. Rêmora x tubarão IV. Competição

Indique a alternativa que associa os tipos de interação com as interações descritas.

a) 1-I; 2-II; 3-IV; 4-III.

b) 1-I; 2-III; 3-IV; 4-II.

c) 1-II; 2-IV; 3-III; 4-I.

d) 1-II; 2-IV; 3-I; 4-III.

d) 1-III; 2-II; 3-I; 4-IV.

36. (U. F. UBERLÂNDIA) Os louva-a-deus e as esperanças são verdes e vivem em folhagens que também são verdes. A adaptação a que se refere a frase e sua função biológica são, respectivamente:

a) Dimorfismo sexual, atrair o sexo oposto.

b) Mimetismo, regular a temperatura corporal.

c) Camuflagem, proteger contra predadores.

d) Comensalismo, evitar competidores.

e) Mutualismo, garantir a sobrevivência.

37. (UNIMEP-SP) Existem animais que não têm gosto ruim, não eliminam substâncias irritantes nem são venenosos, mas apresentam a forma ou a cor de outras espécies que têm essas defesas. Com esse artifício, eles são menos atacados pelos inimigos que já tiveram experiências desagradáveis com os animais da espécie imitada. Trata-se de um caso de:

a) Parasitismo.

b) Antibiose.

c) Camuflagem.

d) Mimetismo.

e) Predatismo.

38. (UFRRJ)

38

 Analisando a charge acima, podemos classificar a interação ecológica entre os dois seres vivos como um caso de:

a) Mutualismo.

b) Protocooperação.

c) Parasitismo.

d) Competição.

e) Sociedade.

39. Observe:

39

O esquema representa a relação ecológica do tipo:

a) Comensalismo.

b) Predatismo.

c) Saprofitismo.

d) Parasitismo.

e) Mutualismo.

40. (UNIFESP) X, e Z são diferentes espécies de bactérias aeróbicas heterotróficas. X e Z conseguem viver somente em presença de alta luminosidade, próximas à superfície do meio de cultura, e Y só vive em baixa luminosidade, imersa no meio de cultura. Um pesquisador realizou o seguinte experimento: no recipiente I, implantou uma colônia de bactéria X na superfície e uma colônia de bactéria Y no interior do meio de cultura. No recipiente II, realizou o mesmo procedimento, desta vez com colônias de bactérias X e Z, ambas implantadas na superfície do meio de cultura. Todas as colônias possuíam número semelhante de indivíduos e suprimento alimentar distribuído homogeneamente nos recipientes. Os resultados da multiplicação das colônias ao longo do tempo encontram-se expressos nos dois gráficos a seguir.

40

Usando exclusivamente as informações fornecidas, pode-se dizer corretamente que:

a) X e Y competem pelo alimento, porém, ambas são igualmente bem adaptadas na obtenção do mesmo. A bactéria Z, por sua vez, não é capaz de competir com X nem com Y, pois apresenta baixa capacidade adaptativa.

b) X e Y possuem o mesmo nicho ecológico e possuem habitats diferentes, não ocorrendo competição por alimento. X e Z, por sua vez, possuem nichos muito distintos, mas mesmo habitat, o que promove a competição e a eliminação do menos apto.

c) X e Y apresentam uma relação mutualística, em que cada uma se beneficia da convivência com a outra e, por isso, ambas se desenvolvem. X e Z apresentam comportamento de predação de Z por X, o que leva à eliminação da colônia.

d) X e Y ocupam nichos ecológicos muito distintos e, embora o alimento seja o mesmo, há baixa competição por ele. X e Z, em contrapartida, ocupam nichos semelhantes, havendo competição e eliminação de Z, que demonstra ser menos apta que X para obter alimento.

e) X e Y apresentam uma relação de comensalismo,em que Yse beneficia dos restos de alimento deixados por X. Por sua vez, Z é predada por X até a completa eliminação da colônia.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VFVFF

B

B

E

D

B

A

A

B

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VFFVF

B

VVVVF

A

B

B

C

D

A

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VVFFV

E

E

A

B

C

E

D

C

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

C

VVFVF

A

D

C

D

B

E

D

 

Publicado por: Djalma Santos | 12 de agosto de 2011

Testes de taxonomia (4/4)

01. (UEPG) Com relação à classificação dos mamíferos, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – A classe Mammalia é dividida em três subclasses: Prototheria, Metatheria e Eutheria.

1  1 – Entre os Prototérios, o ornitorrinco é o único animal existente vivo desta subclasse.

2 2 – Na subclasse Metatheria são encontrados os cangurus na Austrália e gambás na América.

3  3 – São exemplos de Eutheria: edentata, carnívora e primatas.

4  4 – Os Chiroptera são voadores com membros anteriores adaptados ao voo.

02. (PUC-MG) O esquema apresenta o sistema de classificação em cinco Reinos, idealizado por Whittaker em 1969. Esse sistema, como todo sistema de classificação filogenético, baseia-se em critérios unificadores e diferenciadores (I, II, III, IV, V e VI) para a formação dos diferentes grupos,em que IIIe IV se referem somente aos reinos pertencentes a II.

02

Assinale a alternativa que apresenta corretamente todos os possíveis critérios (I, II, III, IV, V e VI) que podem ser usados no esquema de classificação apresentado.

CRITÉRIOS

I

II

III

IV

V

VI

a

Sem cloro-

plastos

Com cloro-

plastos

Com parede celular

Sem parede

celular

Com carioteca

Sem carioteca

b

Procariotas

Eucariotas

Com cloro-

plastos

Sem cloro-plastos

Uni ou pluricelu-lares

Apenas unicelu-

lares

c

Apenas anaeróbios

Apenas

aeróbios

Sem respiração

aeróbia

Respiradores

aeróbio ou

fermenta-dores

Com

mitocôn-drias

Sem

mitocôn-

drias

d

Uni ou multice-

lulares

Uni ou pluri-

celulares

Autótrofos

Heterótrofos

Euca-rionte

Proca-

rionte

03. (UNIRIO) Em Congressos Científicos, nacionais e internacionais, muitos trabalhos são divulgados sob a forma de painéis como o intitulado “Nova ocorrência e caracterização de Phenax variegata (Fulgoridae)”, apresentado durante o XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia. De acordo com as Regras de Nomenclatura Zoológica, quais categorias taxonômicas podem ser identificadas no título desse painel?

a) Espécie e reino.

b) Espécie e família.

c) Gênero e família.

d) Gênero e filo.

e) Família e classe.

04. (UECE) O isolamento reprodutivo, isto é, a incapacidade de produção de descendência fértil em condições naturais, é o melhor critério para distinguir entre si os seguintes táxons:

a) Variedades de plantas da mesma espécie (espécimes de variedades diferentes de milho – Zea mays).

b) Raças diferentes de cães (dálmata de pastor alemão).

c) Populações humanas (população que vive em Tóquio da população que vive em Fortaleza).

d) Espécies filogeneticamente próximas (Canis familiares de Canis lupus).

05. (PUC-PR) O palmito-juçara e o açaí têm como nomes científicos Euterpe edulis e Euterpe oleracea, respectivamente. Pode-se dizer que ambos apresentam os mesmos níveis taxonômicos, exceto:

a) Gênero.

b) Família.

c) Ordem.

d) Divisão.

e) Espécie.

06. (PUC-CAMPINAS) A grafia correta do nome científico do arroz é:

a) oryza sativa.

b) oryza Sativa.

c) Oryza sativa.

d) Oryza sativa.

e) Oryza Sativa.

07. (CEFET-AL) Numa aula prática de Biologia um aluno, ao observar os seres vivos microscópicos numa água colhida em um lago, verificou uma grande quantidade de seres unicelulares e eucariontes. Com ajuda de um aluno monitor, conseguiu identificar um microrganismo do gênero Paramecium, que apresenta forma parecida à de uma sola de sapato e corpo coberto de cílios. Pelas características observadas, o organismo pertence ao Reino:

a) Monera.

b) Protista.

c) Vírus.

d) Plantae.

e) Animalia.

08. (UFMG) Assinale a associação correta:

a) Bactéria: clorofilada – autótrofa – eucariótica.

b) Vírus: aclorofilado – heterótrofo – eucariótico.

c) Fungo: aclorofilado – heterótrofo – eucariótico.

d) Protozoário: aclorofilado – autótrofo – procariótico.

e) Alga: clorofilada – heterótrofa – procariótica

09. (UFPR) Classificando-se os seres vivos, é possível estabelecer uma ordem na diversidade da natureza, facilitando a sua compreensão. Assim, é correto afirmar que:

I   II

0  0 – Em taxionomia, uma Ordem engloba diversas Famílias, assim como um Gênero reúne diferentes Espécies.

1 1 – Um determinado vegetal, de acordo com a classificação vigente, pertencerá obrigatoriamente a um Reino, a um Filo ou Divisão, a uma Classe, a uma Ordem, a uma Família, a um Gênero e a uma Espécie.

2  2 – O Reino Fungi engloba os cogumelos, os liquens e as briófitas.

3 3 – O sistema binomial de nomenclatura adota a Espécie como unidade básica de classificação.

4  4 – O Reino Protista engloba organismos unicelulares eucariontes, entre os quais se incluem protozoários e algas.

10. (UNILUS-SP) Numa pesquisa desenvolvida na Mata Atlântica forma encontrados os seguintes vegetais: Frullania brasiliensis, Frullania ericoides e Frullania riojaneirensis. De acordo com o estudo taxonômico, podemos concluir que pertencem:

a) À mesma espécie e gênero.

b) À mesma família e gênero.

c) Ao mesmo gênero e espécie.

d) Todos da mesma espécie.

e) Todos da mesma subespécie.

11. (UFMS) A figura abaixo, extraída e adaptada de http://www.educacaopublica.rj.gov.br, demonstra o relacionamento filogenético de alguns grupos de animais. Com base nessa figura, analise as proposições a seguir e assinale a(s) correta(s).

11

I   II

0  0 – A estrela-do-mar tem um ancestral comum com os Chordata, representado na figura pela letra C.

1  1 – Todos os invertebrados estão reunidos num único agrupamento.

2  2 – O papagaio é mais próximo, filogeneticamente, do rato do que do macaco.

3  3 – Todos os organismos possuem um ancestral comum, representado na figura pela letra A.

4  4 – O ancestral comum dos Protostomata é representado na figura pela letra G.

12. Aplicando-se os conhecimentos sobre a classificação e regras de nomenclatura dos seres vivos, podemos então, afirmar corretamente que Canis familiaris e Canis latrans:

a) São duas espécies diferentes, que pertencem a diferentes ordens.

b) São duas espécies diferentes, que pertencem ao mesmo gênero.

c) São duas espécies diferentes, que pertencem a famílias diferentes.

d) Pertencem à mesma espécie, pois são do mesmo gênero.

e) Pertencem à mesma espécie, pois convivem em um mesmo habitat.

13. (UFLA) De acordo com o sistema universal de classificação, a alternativa que apresenta a sequência de categorias taxonômicas iniciando-se a partir de filo é:

a) Chordata – Mammalia – Carnívora – Canidae – Canis.

b) Chordata – Carnívora – Mammalia – Canidae – Canis.

c) Chordata – Canidae – Carnívora – Mammalia – Canis.

d) Chordata – Mammalia – Canidae – Carnívora – Canis.

e) Chordata – Canis – Mammalia – Canidae – Carnívora.

14. (UFMA) Relacione as duas colunas e indique a alternativa correta.

1. Reprodução sempre assexuada.

2. Unicelulares com carapaça silicosa.

3. Pluricelulares, presença de clorofila e ficoeritrina.

4. Unicelulares, clorofilados e flagelados.

5. Nutrição autótrofa ou heterótrofa.

- Cianobactérias.

- Bactérias.

- Euglenófitas.

- Rodófitas.

- Crisófitas.

a) 3, 1, 4, 5 e 2.

b) 2, 1, 3, 5 e 4.

c) 1, 5, 3, 2 e 4.

d) 1, 5, 4, 3 e 2.

e) 4, 2, 1, 3 e 5.

15. (UFMG) Observe estas figuras, em que estão representadas, de acordo com alguns estudiosos da Biologia, modificações na classificação dos seres vivos:

15

Considerando-se a sequência dessas representações e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que, na classificação de:

a) Aristóteles são desconsiderados os grupos de organismos microscópicos.

b) Copeland são separados os grupos de organismos microscópicos com e sem núcleo.

c) Haeckel são incluídos os grupos de organismos microscópicos produtores e consumidores.

d) Whitaker são separados os grupos de organismos unicelulares produtores.

16. (FUVEST) Considerando os grandes grupos de organismos vivos no planeta – bactérias, protistas, fungos, animais e plantas –, em quantos deles existem seres clorofilados e fotossintetizantes?

a) Um.

b) Dois.

c) Três.

d) Quatro.

e) Cinco.

17. (UPE) Dentre as categorias taxonômicas apresentadas abaixo, assinale aquela na qual os indivíduos apresentam maior grau de características semelhantes.

a) Ordem.

b) Classe.

c) Família.

d) Reino.

e) Gênero.

18. (COVEST) No filo cordados, estão incluídos os animais vertebrados e também um grupo mais primitivo, o dos protocordados, esses que os antecederam na história evolutiva. Entre os animais relacionados abaixo, pertencem ao filo cordado:

1. Tubarão

2. Peixe ósseo

3. Sapo

4. Caracol

5. Estrela-do-mar

6. Minhoca

7. Medusa

8. Cobra

9. Tartaruga

Estão corretas apenas:

a) 3, 4, 6, 7 e 8.

b) 1, 2, 4, 5 e 6.

c) 2, 4, 5, 6 e 7.

d) 1, 2, 3, 8 e 9.

e) 1, 2, 5, 6 e 9.

19. (UPE) Analise as afirmativas sobre a classificação dos animais.

I   II

0  0 – O tubarão e a orca são predadores marinhos pertencentes filogeneticamente à mesma classe.

1 1 – O sapo e a salamandra são animais que, embora fenotipicamente bem diferentes, pertencem à mesma ordem, devido ao fato de ambos serem anfíbios.

2 2 – Embora as aranhas e os gafanhotos não pertençam à mesma ordem, eles são classificados dentro do mesmo filo, por apresentarem o mesmo número de patas.

3  3 – O siamês e o angorá são raças diferentes de gatos domésticos, mas todas essas raças são capazes de cruzar entre si e de produzir descendência fértil, por isso pertencem à espécie Felis domesticus.

4  4 – Embora o camundongo seja, muitas vezes, menor que o elefante, eles estão agrupados dentro do mesmo Filo.

20. (UFF) Levando-se em conta as diferenças entre células procariotas e eucariotas, podemos classificar os seres vivos em:

a) Procariotas (bactérias e animais) e eucariotas (cianobactérias, plantas e fungos).

b) Procariotas (bactérias e cianobactérias) e eucariotas (plantas, fungos e animais).

c) Procariotas (cujos cromossomos das células estão separados do citoplasma por membrana) e eucariotas (cujos núcleos das células não são individualizados e delimitados por membrana).

d) Procariotas (constituídos por células ricas em membrana) e eucariotas (cujas células são pobres em membranas).

e) Procariotas (cujas células se dividem por mitose e há condensação dos filamentos de DNA, levando à formação de cromossomos visíveis ao microscópico óptico durante a divisão celular) e eucariotas (cujas células possuem polirribossomos, mesossomos e nucleoides).

21. (UFSC) A figura abaixo representa uma das hipóteses para explicar a filogenia animal.

21

Após analisar o gráfico, assinale a(s) proposição(ões) correta(s)quanto à evolução dos animais.

I   II

0 0 – Os equinodermos são representados na figura acima por animais como minhocas, caramujos e vermes cilíndricos.

1  1 – Os répteis não aparecem representados nesta figura.

2  2 –  Os animais se caracterizam por serem pluricelulares, eucariontes e heterótrofos.

3  3 – Os cnidários, representados  pelas esponjas  do mar,  são animais muito simples e não apresentam tecidos verdadeiros.

4  4 – Todos os animais representados possuem ancestralidade comum.

22. (UFC) Os recifes ou arrecifes podem ser constituídos de arenito resultante da consolidação de antigas praias ou constituídos por seres vivos. A alternativa que mostra quais organismos são esses e como eles formam os recifes é:

a) Esponjas; à custa de secreções calcárias.

b) Estrelas-do-mar; à custa de espículas calcárias.

c) Pólipo de Anthozoa; à custa de secreções calcárias.

d) Poríferos; à custa de material calcário do terreno.

e) Estrelas-do-mar; à custa do material calcário do solo.

23. (UNIRIO) Na classificação dos seres vivos, as diferenças entre os grupos de Monera e Protista são bem maiores do que aquelas existentes, por exemplo, entre Briófitas e Pteridófitas. Baseados nessa afirmação, podemos então assegurar que as diferenças entre uma ave e um homem, quando comparadas às que existem entre um inseto e um peixe, são:

a) Menores, porque ave e homem são classificados como cordados.

b) Menores, porque insetos e peixes podem viver em ambientes diferentes.

c) Menores, porque insetos e peixes apresentam sistemas respiratórios diferentes.

d) Maiores, porque as aves surgiram a mais tempo do que os homens.

e) Maiores, porque aves e homens vivem em ambientes completamente diferentes.

24. (PUC-PR) Um estudante de Biologia, ao realizar uma pesquisa científica, chegou à conclusão de que um determinado ser vivo apresenta as seguintes características:

- Tem como substância de reserva o glicogênio.

- Apresenta quitina como um dos componentes da membrana celular.

- É pluricelular, muito embora suas células não constituam tecidos diferenciados.

- É eucarionte, porém não sintetiza pigmento fotossintetizante.

Pelas características expostas, conclui-se que o ser vivo pesquisado pertence ao reino:

a) Protista.

b) Fungi.

c) Monera.

d) Plantae.

e) Animalia.

25. (UFLA) Considerando que o gráfico abaixo corresponde à árvore filogenética de um determinado grupo de organismos e que as linhas pontilhadas e seus respectivos números correspondem à delimitação de categorias taxonômicas hierárquicas, assinale a alternativa correta.

25

a) 1- Classe;    2 – Ordem;    3 – Gênero;   4 – Família.

b) 1- Gênero;   2 – Família;   3 – Ordem;    4 – Classe.

c) 1- Ordem;    2 – Classe;   3 – Família;    4 – Gênero.

d) 1- Classe;    2 – Família;   3 – Gênero;    4 – Ordem.

e) 1- Classe;    2 – Ordem;    3 – Família;   4 – Gênero.

26. (UFLA) Em relação à sistemática e à nomenclatura zoológica, pode-se afirmar que:

I. Os nomes genéricos devem ser escritos com a primeira letra maiúscula e destaca do restante do texto.

II. A ordem hierárquica das categorias taxonômicas é: reino, filo, ordem, classe, família, gênero e espécie.

III. A escrita correta para a espécie humana, seguindo as regras de nomenclatura, é Homo sapiens.

IV. Os nomes da categoria da família em animais são sempre terminados em idea, como, por exemplo, Felidae e Viperidae.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas II e III são corretas.

b) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

27. (UNIVASF) Na caatinga, após as chuvas do início do ano, a paisagem muda, pois as árvores se cobrem de folhas e a fauna se fortalece. Nessa região, vivem animais como: gambá, preá, veado-catingueiro, tatu-peba e o sagui-do-nordeste. Assinale a opção que indica o grupo a que pertence cada um desses mamíferos citados:

a) Marsupialia, Rodentia, Artiodactyla, Edentata e Primates.

b) Rodentia, Marsupialia, Proboscides, Chiroptera e Carnivora.

c) Edentata, Chiroptera, Carnivora, Artiodactyla e Prossimia.

d) Proboscides, Rodentia, Marsupialia, Chiroptera e Carnivora.

e)  Marsupialia, Marsupialia, Artiodactyla, Edentata e Primates.

28. (UFLA) Durante a redação de um trabalho escolar, um aluno citou nomes (populares e científicos) de algumas plantas e animais: mamão (carica Papaia), feijão (Phaseolusvulgaris), gato-do-mato (Leopardus) e onça-pintada (panthera onca). Durante a correção, foram feitas algumas anotações sobre a citação dos nomes científicos. Se fosse você a fazer tais correções, como seriam, baseadas nas Regras de Nomenclatura?

I. O nome da espécie deve ser escrito em latim, grifado ou em itálico, sendo obrigatória a presença de, no mínimo, dois nomes.

II. O sistema binomial de nomenclatura estabelece que o primeiro nome indica o gênero, o segundo nome indica a espécie (epíteto específico).

III. A inicial do termo indicativo do gênero deve ser escrita com letra maiúscula; a do epíteto específico, com letra minúscula (nesse caso, existem algumas poucas exceções).

Baseado nessas informações, responda:

a) Se somente I e II são afirmativas verdadeiras.

b) Se somente II e III são afirmativas verdadeiras.

c) Se somente I é afirmativa verdadeira.

d) Se I, II e III são afirmativas verdadeiras.

e) Se somente III é afirmativa verdadeira.

29. (COVEST) Os protozoários apresentam membrana plasmática, citoplasma e núcleo, o qual contém o material genético e é circundado pela carioteca. Os protozoários podem ser estudados, considerando-se suas características locomotoras. Analise cada proposição apresentada na tabela abaixo.

 

FILO

ESTRUTURA

LOCOMOTORA

EXEMPLIFICAÇÃO

0  0

Sarcodina

Pseudópodes

Amebas e foraminíferos

1  1

Mastigophora

Flagelos

Tripanossomo e giárdia

2  2

Ciliophora

Cílios

Foraminíferos e tripanossomo

3  3

Sporozoa

Ausentes

Toxoplasma e plasmódio

4  4

Rhizopoda

Falsos pés

Giárdia e plasmódio

30. (CESGRANRIO) As figuras abaixo, indicadas por números, ilustram vários tipos de mamíferos. Assinale a opção que indica o grupo a que pertencem as respectivas figura:

30

a) Edentata, Marsupialia, Rodentia, Cetacea, Proboscidea, Chiroptera e Primates.

b) Rodentia, Chiroptera, Primates, Edentata, Marsupialia, Cetacea e Proboscídea.

c) Primates, Edentata, Proboscidea, Cetacea, Rodentia, Chiroptera e Marsupialia.

d) Marsupialia, Primates, Chiroptera, Proboscidea, Rodentia, Edentata e Cetácea.

e) Proboscidea, Cetacea, Marsupialia, Rodentia, Primates, Chiroptera e Edentata.

31. (UFSC) A distribuição dos seres vivosem cinco Reinos (Monera, Protista, Fungi, Vegetal, Animal) foi proposta em 1969 pelo cientista norte-americano Robert H. Whittaker, amplamente aceita na época e atualmente utilizada pela maioria dos autores de livros didáticos. Para fazer esta divisão, o cientista levou em conta, principalmente, os seguintes critérios: a) número de células do organismo; b) presença de carioteca; c) autotrofismo ou heterotrofismo; d) forma de incorporação dos alimentos.  Com relação aos cinco reinos e aos critérios adotados por Whittaker, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Os seres dos Reinos Monera e Protista são procariontes, ao passo que os seres dos outros reinos são eucariontes.

1  1 – O único reino formado por seres unicelulares e pluricelulares autótrofos é o Reino Fungi.

2  2 – Todos os indivíduos do Reino Animal e Vegetal são pluricelulares.

3  3 – Podemos encontrar seres autótrofos nos Reinos Monera e Vegetal.

4 4 – Os organismos que pertencem ao reino dos fungos apresentam as seguintes características: são uni ou pluricelulares, autótrofos ou heterótrofos e eucariontes.

32. (COC) No século XVIII, o naturalista sueco Lineu acreditava que existiam cerca de 10 mil espécies de seres vivos. Atualmente, já são mais de 2 milhões de espécies identificadas e nomeadas. Essa incrível variedade torna necessário um sistema eficiente para organizar a enorme diversidade biológica. Os cientistas dividem os seres vivos em categorias ou grupos taxonômicos, de acordo com suas características comuns.  O gráfico a seguir representa as frações de certos grupos taxonômicos.

32

A análise do gráfico permite afirmar que:

a) A soma das frações que incluem bactérias e amebas é maior do que a soma das frações que incluem a levedura e a samambaia.

b) A fração que inclui sardinha, pardal, cascavel e baleia é muito maior do que a fração que inclui água-viva, planária e minhoca.

c) A fração que inclui rosa, tulipa e margarida é maior do que a fração que inclui aranha.

d) A soma das frações dos eucariontes não-vegetais corresponde, aproximadamente, a 25% do total.

e) Os escorpiões estão incluídos na fração que representa quase a metade do total.

33. (UFPel) Recifes, ou arrecifes, são verdadeiros paredões naturais, largos e, às vezes profundos, que ocorrem no mar. Os recifes podem ser formados pelos esqueletos de corais ou por acúmulo de produtos das rochas e dos solos, como o arenito, com participação da atividade de alguns organismos, podendo ocorrer até mesmo a presença de corais. Existem, assim, dois tipos de recifes: os de corais, chamados também de recifes coralíneos, e os de pedra. Esse último tipo, recifes de pedra, pode ser observado em praticamente toda a costa nordeste do Brasil, tendo dado origem ao nome da capital do estado de Pernambuco.

                                                     Laurence, J.. Biologia. Vol. Único [adapt.].

Baseado no texto e em seus conhecimentos, assinale a alternativa que indica o Filo e a Classe dos indivíduos que constituem um recife.

a) Filo Ctenophora – Classe Cnidária.

b) Filo Anthozoa – Classe Hydrozoa.

c) Filo Cnidária – Classe Scyphozoa.

d) Filo Ctenophora – Classe Anthozoa.

e) Filo Cnidária – Classe Anthozoa.

34. (UFPR) O conhecimento da biodiversidade é fundamental para sua conservação e para o uso sustentável. No entanto, a biodiversidade sobre a Terra é tão grande que, para estudá-la, faz-se necessário inicialmente nomeá-la. Os seres vivos não podem ser discutidos ou tratados de maneira científica sem que sejam denominados e descritos previamente. Os nomes científicos dão um significado universal de comunicação, uma linguagem essencial do conhecimento da biodiversidade, servindo também como um banco de dados único de informação. É inerente ao ser humano a necessidade de organização dos objetos em grupos, simplificando a informação a fim de facilitar seu entendimento. Nesse contexto se insere a classificação biológica.

Considere as afirmativas a seguir, correlacionadas com o texto acima:

1. As categorias taxonômicas são, em ordem hierárquica: Reino, Filo, Família, Ordem, Classe, Gênero e Espécie.

2. Os seres vivos estão distribuídos nos seguintes reinos: Monera, Protista, Fungi, Metaphyta (Plantae) e Metazoa (Animália).

3. Apartir do texto, deduz-se que as regras de nomenclatura garantem uma única linguagem universal da informação biológica.

4. O processo de identificação de um ser vivo consiste em estabelecer uma correlação de identidade entre o exemplar objeto da identificação e aquele que já foi classificado, definindo assim seu nome científico.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.

35. (UFSM) Quando uma área com floresta precisa ser encoberta para a formação do lago artificial de uma hidroelétrica, toda a madeira deve ser retirada. Se isso não ocorrer, esse material entra em decomposição, podendo provocar danos nas turbinas, além de crescimento descontrolado da população de cianobactérias e de algas verdes (Chlorophyta) e de algumas plantas flutuantes, como Eichornia crassipes, o aguapé (Angiospermae), e Salvinia sp. (Pteridophyta).

Assinale a alternativa correta.

a) Eichornia crassipes é uma espécie e Salvinia, um gênero de planta aquática.

b) Cianobactérias e algas verdes pertencem ao mesmo reino – Protista.

c) Dos organismos citados apenas Eichornia crassipes apresenta verdadeiros tecidos de condução.

d) Dos organismos citados apenas Eichornia crassipes e Salvinia sp. podem apresentar flores.

e) Todos os grupos mencionados abrigam organismos unicelulares.

36. (UFRRJ) No 1o Torneio “Inter-Reinos” de Futebol, organizado pela Federação Taxonômica Internacional, cinco equipes disputaram os jogos entre si. Um “jogador” se destacou como artilheiro, levando seu time a vencer o campeonato. Esse “jogador” pertencia a um time com as seguintes características: eucarioto, heterótrofo, uni ou pluricelular, reprodução assexuada ou sexuada, com capacidade de causar micoses e estabelecer interações mutualísticas.

Pela descrição acima, podemos concluir que a equipe campeã e o artilheiro foram, respectivamente.

a) MONERA Futebol Clube – João RHIZOBIUM.

b) PROTISTA Futebol e Regatas – Mário AMEBA.

c) Sport Clube FUNGI – Zé BOLOR.

d) Clube Atlético METÁFITA – Leandro GOIABEIRA.

e) METAZOA Atlético Clube – Leonardo GAVIÃO.

37. (COVEST) Na figura abaixo estão ilustrados: a capa aveludada que se forma no queijo tipo camembert (A), os veios do queijo roquefort (B), um organismo venenoso denominado Amanita phalloides (C) e folhas de cafeeiro apresentando a doença conhecida como ferrugem (D). Sobre este assunto podemos afirmar.

37

I   II

0 0 – Na fabricação do queijo tipo camembert (A) são utilizado ascomicetos do gênero Penicillium.

1  1 – As micorrizas, associações mutualísticas de fungos deuteromicetos, são responsáveis pelo desenvolvimento dos veios caracteristicamente observados no queijo tipo roquefort (B).

2 2 – Amanita phalloides (C) é fungo ficomiceto. Os fungos ficomicetos são conhecidos popularmente como cogumelos.

3   3 – A ferrugem do cafeeiro (D) é causada por um fungo basidiomiceto, denominado Candida albicans, também encontrado em outras plantas economicamente importantes.

4   4 – O caso mostrado em (D) revela uma relação ecológica do tipo inquilinismo.

38. (FUVEST) Caranguejo, caramujo e anêmona-do-mar pertencem a três filos diferentes de animais. A esses mesmos filos, pertencem, respectivamente:

a) Lagosta, lula e estrela-do-mar.

b) Abelha, lesma e água-viva.

c) Camarão, planária e estrela-do-mar.

d) Barata, mexilhão e ouriço-do-mar.

e) Ouriço-do-mar, polvo e água-viva.

39. Tendo por base as regras da nomenclatura biológica, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – O nome científico, correto, do cão doméstico é Canis Familiaris.

1  1 – Em havendo subgênero, este deverá ser colocado com letra maiúscula entre parêntese, na posição que se segue: Aedes (Stegomya) aegypti (mosquito transmissor da dengue e da febre amarela).

2  2 – Quando houver subespécie,  o  nome deverá ser escrito, com inicial minúscula, logo após a espécie, como se segue: Crotalus terrificus terrificus (cascavel).

3  3 – Do ponto de  vista filogenético, há  uma maior relação entre Rana pipiens e Bufo marinus, do que entre Canis lupus e Canis falimiares.

4  4 – Quando se quer fazer referência a uma espécie, de um determinado gênero, escreve-se o nome genérico seguido da abreviatura da palavra espécie em latim (sp), como por exemplo Felis sp.

40. (UPE) Analise o seguinte esquema como representativo das principais categorias sistemáticas, partindo de Reino e identifique a alternativa correta que descreve e caracteriza tais categorias. Para efeito de simplificação, cada categoria só está representada por um subconjunto.

40

a) As categorias representadas são: A-Filo, B-Ordem, C-Família, D-Classe, E-Gênero, F-Espécie.

b) Filo congrega organismos com características morfológicas, fisiológicas e comportamentais semelhantes e está representado pela figura B.

c) Organismos anatomicamente semelhantes, que convivem num mesmo habitat a apresentam o mesmo tipo de reprodução, são classificados numa mesma Família, que está representado pela figura C.

d) A figura B representa uma Classe, que é constituída por uma ou mais Ordens.

e) Espécie compreende organismos morfo-fisiologicamente semelhantes, capazes de cruzarem-se naturalmente entre si, gerando descendentes férteis; está representada pela figura E.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VFVVV

D

B

D

E

C

B

C

VVFVV

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VFFVF

B

A

D

D

C

E

D

FFFVV

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

FFVFV

C

A

B

E

B

A

D

VVFVF

B

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

FFVVF

C

E

B

A

C

VFFFF

B

FVVFV

D

 

Publicado por: Djalma Santos | 6 de agosto de 2011

Testes de bioeletrogênese (1/3)

01. (UNIMONTES) As células nervosas possuem propriedades similares às outras células em muitos aspectos: elas se alimentam, respiram, passam por processos de difusão e osmose em suas membranas, mas elas processam informação. A habilidade de as células nervosas processarem informação depende das propriedades especiais da membrana do neurônio, a qual controla o fluxo de substâncias do lado interno da célula. A figura a seguir exemplifica aspectos relacionados aos neurônios. Analise-a.

01

De acordo com a figura e o assunto abordado, analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.

a) I representa o citoplasma do neurônio, e III o meio extracelular.

b) Durante a transmissão de impulso nervoso não ocorre alteração de permeabilidade na membrana do neurônio.

c) O neurônio representado pela figura está em seu estado de repouso.

d) Repolarização é quando os canais de potássio voltagem dependentes ficam abertos mais tempo que o normal.

02. Baseado nos seus conhecimentos e no esquema a seguir, e considerando que as células estão submetidas às mesmas condições, identifique as proposições verdadeiras e falsas.

02

I   II

0  0 – As células A e B apresentam excitabilidade iguais.

1  1 – A excitabilidade da célula A é menor que a da célula B.

2  2 – Um estímulo de intensidade 1,5 é capaz de provocar uma resposta aparente na célula A, porém não o faz na célula B.

3  3 – Um estímulo de intensidade igual ou inferior a 1,8 será ineficaz, tanto na célula B quanto na célula A.

4  4 – A poderia representar uma célula muscular e B uma célula epitelial.

03. (UNICENTRO) Quando um neurônio é estimulado, ocorre uma mudança em seu estado elétrico, ficando o seu interior carregado positivamente pela entrada de íons sódio. Esse estado denomina-se:

a) Arco-reflexo.

b) Polarização.

c) Repolarização.

d) Mielinização.

e) “Despolarização”.

04. (UFMA) A membrana plasmática do axônio de um neurônio, ao receber um estímulo, modifica a sua permeabilidade naquele ponto, saindo do potencial de repouso para o potencial de ação. O que acontece com os íons envolvidos nesse processo?

a) A entrada de K+ é maior que a saída de Na+.

b) A entrada de Na+ é maior que a saída de K+.

c) A saída de Cl- é maior que a entrada de K+.

d) A entrada de Cl- é maior que a saída de K+.

e) A saída de Na+ é maior que a entrada de K+.

05. (MOJI DAS CRUZES-SP) Observe os seguintes esquemas:

05

I   II

0  0 – No esquema I, o axônio está em repouso e polarizado.

1  1 – Em II, o axônio é estimulado  e, consequentemente,  tem sua  polaridade invertida.

2  2 – Em III, está havendo recomposição do axônio através da redistribuição iônica.

3  3 – A concentração dos íons Na+ e Kdentro e fora da célula,  no esquema III, está correta.

4  4 –  O esquema III está  correto; mais  tarde,  a bomba de sódio e a migração de íons K+  para o interior do axônio restauram a distribuição dos íons Nae K+, conforme ilustra o esquema I.

06. (UESPI) Foi Galvani (1780) quem constatou, pela primeira vez, a natureza elétrica da atividade nervosa. Sabe-se que, em repouso, a membrana do axônio tem carga elétrica positiva, externamente, e negativa, internamente. Na figura abaixo mostra-se:

06

a) O impulso nervoso em um axônio mielinizado.

b) O impulso nervoso em um axônio amielínico.

c) A condução saltatória em um axônio amielínico.

d) A ação de neurotransmissores.

e) O limiar de excitação neuronal.

07. (MACK) A respeito da fisiologia da célula nervosa, indique a alternativa correta:

a) Quanto mais intenso for o potencial de ação, mais intenso será o estímulo.

b) A geração do impulso nervoso ocorre por difusão passiva de íons através de sua membrana.

c) Pode ser estimulada por fenômenos físicos (como pressão e temperatura) ou por substâncias químicas (como alguns hormônios).

d) A transmissão do impulso nervoso entre duas dessas células exige o contato físico das suas membranas.

e) Em repouso, o potencial de membrana nessa célula é zero.

08. (PUCC-SP) Quando um estímulo nervoso caminha pelo axônio, observa-se:

a) Que, logo após a passagem do estímulo, cessa o aumento de permeabilidade, e volta o interior do axônio a ficar positivo, restabelecendo o equilíbrio.

b) Um aumento da permeabilidade da membrana, provocando intensa saída de íons sódio, com inversão do potencial (positivo dentro e negativo fora).

c) Um aumento da permeabilidade da membrana, provocando intensa saída de íons sódio, com inversão de potencial (positivo para fora e negativo para dentro).

d) Um maior acúmulo de íons negativos fora do axônio em relação ao interior, o que equivale a uma diferença de potencial em redor de 70 volts.

e) Um aumento da permeabilidade da membrana, provocando intensa entrada de sódio, com inversão de potencial (positivo para dentro e negativo para fora).

09. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Numa célula em “repouso”, o PMR varia entre +50 e +100 mV.

1  1 – É através da repolarização que a célula readquire o PMR.

2  2 – Quando  em “repouso”, a membrana celular apresenta uma elevada permeabilidade para o K+.

3  3 – Para sair do estado gerado pela inversão da polaridade, a célula utiliza um mecanismo de correção que consiste na expulsão do K+ e consequente recuperação da polaridade (repolarização).

4  4 – Tomando  para exemplo  o axônio, é  correto  afirmar que  os cátions mais abundantes dentro e fora da célula são, respectivamente, Na+ e K+.

10. Com relação à condução do impulso nervoso assinale a alternativa correta:

a) O início da inversão da polaridade é causado por um desequilíbrio de cargas devido à saída brusca do sódio.

b) Na fase inicial deste processo a membrana sofre uma polarização, causada pela saída brusca do potássio.

c) A entrada de sódio desencadeia o processo de inversão de polaridade.

d) Por ocasião da condução do impulso nervoso, observa-se que a membrana fica positiva externamente e negativa no seu interior.

e) O desencadeamento do impulso nervoso é provocado pela penetração ativa de potássio na célula.

11. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Tomando como exemplo o axônio da fibra nervosa em repouso, é correto afirmar que os cátions mais abundantes fora e dentro da célula são, respectivamente, K+ e  Na+.

1 1 – Excitabilidade é a capacidade da célula viva de responder às variações de energia (estímulos).

2  2 – Modificações elétricas e químicas que vão se propagando ao longo de uma fibra nervosa são conhecidas, genericamente, como polarização.

3  3 – O aumento da concentração extracelular de K+ e  Na+ diminui a excitabilidade.

4  4 – A diminuição da concentração de Ca++ e  Mg++ extracelular diminui o limiar de excitação.

12. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – O músculo cardíaco, ao contrário do músculo esquelético, obedece à lei do tudo ou nada.

1 1 – Por ocasião do potencial de ação da membrana, a célula está respondendo o estímulo aplicado.

2 2 – Durante o potencial de repouso, a membrana celular não apresenta polaridade.

3 3 – Mediante as bombas de Na+ e K+, ocorre a redistribuição iônica e a célula volta a exibir o potencial de repouso.

4 4 – Imediatamente  após o aparecimento  de um potencial  de ação, os neurônios, e apenas eles, são capazes de responder a estímulos menores que o minimal.

13. (UPE)A membrana do axônio em repouso tem carga elétrica externa __________ e interna __________ devido, em parte, a uma elevada taxa de íons ___________ fora da célula, mantida pelo mecanismo chamado __________. Escolha a alternativa que preenche corretamente as lacunas:

a) negativa, positiva, Na+, bomba de sódio.

b) positiva, negativa, K+, bomba de sódio.

c) negativa, positiva, K+, bomba de potássio.

d) positiva, negativa POH+, bomba de sódio.

e) positiva, negativa, Na+, bomba de sódio.

14. Com base na figura a seguir, assinale a alternativa correta:

14

a) As setas 1 e 3 podem indicar, respectivamente, o grau de permeabilidade do sódio e o estímulo aplicado a uma célula nervosa.

b) Considerando que a seta 3 indica um estímulo minimal aplicado a uma célula nervosa, a seta 2 indicará o grau de permeabilidade do sódio.

c) Considerando que a seta 3 indica um estímulo minimal, a curva representada pela seta 1 evidencia a expulsão de sódio da célula.

d) A figura só pode representar os fenômenos que se verificam por ocasião da estimulação de uma célula nervosa, não podendo representar a estimulação de uma fibra muscular.

e) Há acima mais de um item correto.

15. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Na figura abaixo, que representa, esquematicamente, a condução do impulso nervoso, A e B representam, respectivamente o K+ e o Na+.

15

1  1 – Durante o potencial de repouso (PMR), a membrana se encontra polarizada.

2 2 – O(s)  estímulo(s)  só provoca(m)  resposta aparente se ultrapassar(em) o limiar de excitação.

3  3 – A célula em  “repouso” se  caracteriza  por apresentar uma excitabilidade nula.

4  4 – No que diz  respeito ao limiar de  excitação, o  da célula epitelial,  em condições normais, é maior que o da célula nervosa.

16. (COVEST) A figura a seguir representa, de forma esquemática, o neurônio. As alterações de cargas elétricas apresentadas são a consequência de fluxos iônicos transmembrana.

16

Assinale a alternativa correta:

a) Em I, o neurônio apresenta-se em repouso, com a membrana despolarizada.

b) Em II, ocorreu uma repolarização.

c) Em III, assinala-se uma despolarização.

d) Em IV, representa-se a propagação do impulso nervoso.

e) Em V, localiza-se a região de bloqueio das bombas de sódio e potássio.

17. Um pesquisador observou que para uma determinada célula, o estímulo maximal era de 2,0 volts. Estimulando a mesma célula durante o seu período refratário absoluto, verificou-se que:

a) Com estímulo de mesma intensidade (2,0 volts), a resposta será submaximal.

b) Não haveria resposta, qualquer que fosse a intensidade do estímulo.

c) Para obter resposta máxima teria que aumentar a intensidade do estímulo.

d) O período latente era maior durante o período refratário absoluto.

e) As alternativas A e C estão corretas.

18. (COVEST) Os fluxos iônicos através das membranas, estão relacionados aos potenciais bioelétricos. Analise as proposições abaixo:

I  II

0 0 – Estímulo  limiar é  aquele  cuja  intensidade é suficiente para produzir excitação.

1 1 – Na  condição de  repouso,  a membrana  do neurônio  encontra-se positiva por fora e negativa por dentro.

2  2 – Na despolarização, a membrana do axônio torna-se mais permeável ao Na+.

3  3 – O potencial de ação resulta do fluxo de Na+ para fora da célula.

4  4 – A repolarização se caracteriza pela entrada de Na+  no neurônio.

19. Assinale a(s) alternativa(s) corretas(s):

I  II

0 0 – Os cátions Na+ e K+ tornam a membrana plasmática mais permeável, promovendo, como consequência, o aumento do limiar de excitação.

1 1 – Estímulos eficazes (supra liminares), provocam reações neuroniais proporcionais à intensidade deles.

2  2 –  A fibra nervosa só  responde  a um estímulo isolado, se ele ultrapassar uma intensidade mínima denomina “limiar de excitação”.

3  3 –  A cronaxia é importante para a  comparação  do grau de excitabilidade de células diferentes.

4  4 – O número de impulsos que  passam por uma  fibra nervosa,  independe  da duração do estímulo.

20. (CESGRANRIO) Observando o esquema abaixo, que representa um neurônio em repouso, podemos afirmar que, nestas condições.

20

a) Se a membrana do neurônio for atingida por um estímulo, as quantidades de íons Na+e Kdentro e fora da membrana se igualam.

b) Devido à diferença de cargas entre as faces externa e interna, o neurônio está polarizado.

c) A ocorrência do impulso nervoso depende de estímulos de natureza elétrica.

d) A quantidade de íons Ké menor na parte interna do neurônio devido à sua saída por osmose.

e) As concentrações dos íons Na+e Kse fazem sem “gasto” de energia, sendo exemplo de transporte ativo.

21. (FCC-SP) Uma vez ultrapassado o limiar de excitação de uma neurofibra, a resposta será:

a) Tanto mais forte quanto mais forte for o estímulo.

b) Tanto mais fraca quanto mais forte for o estímulo.

c) Tanto mais rápida quanto mais forte for o estímulo.

d) Tanto mais lenta quanto mais forte for o estímulo.

e) A mesma, qualquer que seja a intensidade do estimulo.

22. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I    II

0  0 – No período refratário absoluto, que ocorre  durante  a redistribuição iônica, a célula é incapaz de responder a um novo estímulo.

1  1 – A célula óssea apresentam uma maior limiar de excitação que a célula nervosa.

2  2 – Durante o PAM, a membrana está com sua polaridade invertida.

3  3 – A despolarização da membrana é consequência da baixa permeabilidade da membrana ao potássio.

4  4 – O potencial de ação é uma consequência direta de uma mudança de permeabilidade da membrana celular.

23.  Assinale a alternativa que completa corretamente a afirmação: a passagem do impulso nervoso apresenta duas etapas chamadas de “despolarização” e repolarização, causadas principalmente e respectivamente, por:

a) Entrada de íons sódio e saída de sódio.

b) Entrada de íons potássio e saída de sódio.

c) Entrada de íons sódio e saída de potássio.

d) Saída de íons potássio e entrada de sódio.

e) Saída de íons sódio e entrada de potássio.

24. O esquema a seguir representa a passagem de íons Na+ (sódio) e K+ (potássio) através da membrana plasmática de uma célula em repouso.

24

Em relação ao processo esquematizado, podemos afirmar que:

I   II

0  0 – Por transporte ativo(linha pontilhada) os íons Na+ entram na célula objetivando atingir a isotonia.

1 1 – Por difusão os íons K+ (linha cheia)  entram na célula contra um gradiente de concentração.

2 2 – A entrada de íons K+ por transporte ativo é compensada pela saída de K+ pelo mesmo processo.

3 3 – A saída de íons Na+ por transporte passivo serve para contrabalançar a entrada dos mesmos íons por transporte ativo.

4  4 – Para a célula controlar as trocas mostradas acima ela gasta  ATP.

25. (UPE) O número muito elevado de neurônios, com suas ramificações constitui uma fantástica rede que se entende por todo o organismo, ligando os órgãos aos centros nervoso coordenadores. Há um numero muito maior de conexões entre neurônio, garantindo a passagem do impulso nervoso de uma célula para outra nessa imensa rede. Observe a figura abaixo e analise as proposições a seguir.

25

I   II

0  0 – A superfície interna da membrana do axônio “em repouso” é eletricamente negativa em relação à superfície externa da mesma, eletricamente positiva (A).

1  1 – Quando ocorre a estimulação do neurônio, a superfície interna da membrana torna-se momentaneamente positiva e a externa negativa (B), em consequência da entrada e grande quantidade de íons K+.

2   2 – Na área afetada pelo estímulo, a membrana permanece repolarizada por vários minutos. Após este tempo, ocorre a saída de íons Na+da célula, e a polarização a membrana.

3  3 – O potencial de ação que se estabelece na área da membrana estimulada perturba a área  vizinha (C) e determinará sua despolarização. Ocorre uma onde dinâmica de inversão de polarização da membrana do axônio em sua extensão que, nas fibras mielínicas, se propaga “saltando” sequencialmente os nódulos de Ranvier.

4  4 – Os neurotransmissores liberados por um neurônio no nível das fendas sinápticas têm uma vida útil longa, podendo ser reaproveitados muitas vezes, garantindo assim a eficiência do estimulo.

26. (CEFET-PR) Analise o esquema, abaixo, da propagação de um impulso nervoso e indique a alternativa incorreta.

26

a) À medida que o impulso nervoso se propaga, ocorrem inúmeras inversões de polaridade e sucessivos retornos ao potencial de “repouso”.

b) O fenômeno da propagação do impulso nervoso depende diretamente da permeabilidade da membrana plasmática.

c) Em 1 observamos o corpo celular responsável pelo metabolismo celular e em 2 os dendritos que permitem estabelecer as conexões entre os neurônios.

d) Em 3, apropagação de um impulso ocorre pela presença de potássio no meio externo da célula e sódio no meio interno.

e) Quando o neurônio se encontra em repouso, o conjunto iônico do lado externo acumula uma positividade maior que o conjunto iônico situado no lado interno.

27. (FATEC) O gráfico a seguir mostra a variação do potencial da membrana do neurônio quando estimulado.

27

O potencial de ação para um determinado neurônio:

a) Varia de acordo com a intensidade do estímulo, isto é, para intensidades pequenas temos potenciais pequenos e para maiores, potenciais maiores.

b) É sempre o mesmo, porém a intensidade do estímulo não pode ir além de determinado valor, pois o neurônio obedece à “lei do tudo ou nada”.

c) Varia de acordo com a “lei do tudo ou nada”.

d) Aumenta ou diminui na razão inversa da intensidade do estímulo.

e) É sempre o mesmo, qualquer que seja o estímulo, porque o neurônio obedece à “lei do tudo ou nada”.

28. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0  0 – O impulso  nervoso  é um  fenômeno  químico  acompanhado  de modificações elétricas.

1 1 – Em “repouso” uma célula apresenta sua atividade específica bem desenvolvida.

2  2 – Na figura a seguir, a seta está indicando um estímulo subminimal.

28

3  3 – Um aumento  da concentração  extracelular  de íons cálcio pode determinar um aumento da permeabilidade da membrana plasmática, ocasionando uma redução da excitação celular.

4  4 – As células glandulares possuem, em condições normais, menor limiar de excitação do que as células nervosas.

29.  Um aumento da concentração extracelular de íons cálcio, pode determinar:

a) Uma redução da permeabilidade da membrana plasmática.

b) Um aumento da excitabilidade.

c) Maior penetração de íons sódio na célula.

d) Uma redução do limiar de excitação celular.

e) Um aumento da permeabilidade da membrana, ocasionando uma redução da excitabilidade celular.

30. (VEST-RIO) O impulso nervoso é uma onda de despolarização que percorre a membrana do neurônio. Experimentos têm revelado que o ciclo de despolarização-repolarização no neurônio é extremamente rápido, levando cerca de l milissegundo. Suponha que um pesquisador, propositadamente, estimulou um neurônio duas vezes consecutivas com um intervalo de tempo bem menor que l milissegundo, ou seja, antes de ocorrer a repolarização. Como consequência desse experimento, o pesquisador pode constatar o seguinte fenômeno:

a) O segundo estímulo não foi transmitido.

b) O segundo estímulo teve maior intensidade.

c) O segundo estímulo potencializou o primeiro.

d) Os dois estímulos foram transmitidos com maior velocidade.

e) Os dois estímulos foram transmitidos como um único impulso.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

FFFFV

E

B

VVFFF

B

C

E

FFVVF

C

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FVFFV

VVFVF

E

A

FVVFV

D

D

VVVFF

FFVVF

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

FVVFV

C

FFFFV

VFFVF

D

E

VFFFF

A

E

Publicado por: Djalma Santos | 6 de agosto de 2011

Testes de núcleo celular (4/5)

01. (UFMG) O número de cromossomos da espécie humana pode, às vezes, apresentar alterações. Pessoas com síndrome de Klinefelter possuem 47 cromossomos, entre os quais, os cromossomos sexuais são representados por XXY. Com base nessas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) Os pais de um indivíduo Klinefelter têm número normal de cromossomos nas células somáticas.

b) A presença de dois cromossomos X impede a manifestação do fenótipo masculino.

c) A ocorrência do fenótipo mutante é resultado de um cromossomo extra.

d) A fecundação de um óvulo X por um espermatozoide XY dá origem a um indivíduo Klinefelter.

02. (UFMS) Com relação aos cromossomos assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I    II

0   0 – Contêm os genes responsáveis pela transmissão das características hereditárias.

1   1 – Nas células diploides, encontram-se em pares homólogos.

2   2 – No núcleo interfásico, encontram-se condensados.

3   3 – Quimicamente, são constituídos por ácido desoxirribonucleico associado a determinadas proteínas.

4   4 – Duplicam-se durante o período G2.

03. (PUC-SP) Considere a quantidade normal de DNA do núcleo de uma célula da mucosa duodenal humana igual a2C. A partir dessa informação, pode-se prever que:

a) Essa mesma quantidade seja encontrada no núcleo de um linfócito normal.

b) Essa mesma quantidade seja encontrada no núcleo de um espermatozoide normal.

c) Uma quantidade igual a C seja encontrada no núcleo de um neurônio normal.

d) Uma quantidade igual a C/2 seja encontrada no núcleo de um óvulo normal.

e) Uma quantidade igual a4Cseja encontrada no núcleo de um blastômero que apresente 46 fios de cromatina.

04. (UFRS) Muitas vezes, durante a realização de eventos esportivos, é realizada a determinação do sexo genético. Este exame é feito pela observação dos cromossomos de células epiteliais. Pode-se afirmar que neste exame:

a) Mulheres normais deveriam apresentar uma estrutura chamada corpúsculo de Barr, que corresponde a um dos cromossomos X.

b) Homens normais deveriam apresentar uma estrutura chamada corpúsculo de Barr, que corresponde ao cromossomo Y.

c) Mulheres normais deveriam apresentar duas estruturas chamadas corpúsculos de Barr, que correspondem aos dois cromossomos X.

d) Homens normais deveriam apresentar uma estrutura chamada corpúsculo de Barr, correspondente ao cromossomo X.

e) Mulheres normais na fase adulta não deveriam apresentar corpúsculo de Barr.

05. (UNICAP)

I   II

0  0 – A figura abaixo representa um  cromossomo  plumoso, que é particularmente visível na fase da formação de gametas nas fêmeas dos anfíbios.

05

1   1 – No processo de divisão celular por meiose e mitose, é comum a duplicação do DNA.

2   2 – Na divisão celular por meiose, não ocorre segregação de genes.

3 3 – Durante as fases do ciclo celular, os cromossomos já estão perfeitamente individualizados e visíveis no período G2.

4 4 – Os puffs dos cromossomos politênicos correspondem às alças dos cromossomos plumulados, isto é, constituem o material genético ativo do cromossomo.

 06. (UFF) Numere a coluna inferior, relacionando-a com a superior.

INDIVÍDUOS.

1 – 45, X

2 – 46, XX

3 – 49, XXXXX

4 – 49, XXXXY

5 – 47, XXX

QUANTIDADE DE CROMATINAS SEXUAIS (CORPÚSCULOS DE BARR)

(   ) quatro

(   ) duas

(   ) nenhuma

(   ) uma

(   ) três

Assinale a opção que apresenta a sequência correta de numeração.

a) 2, 4, 1, 3, 5.

b) 3, 5, 1, 2, 4.

c) 2, 3, 1, 4, 5.

d) 3, 2, 1, 4, 5.

e) 2, 1, 3, 4, 5.

07. (PUC-PR) A ilustração procura representar experimentos realizados em amebas e que demonstram a importância do núcleo no controle das atividades celulares.

07

Analise as afirmativas.

I. Uma ameba, com núcleo transplantado é incapaz de se dividir.

II. O transplante do núcleo para o fragmento de uma ameba anucleada regenera as funções vitais da ameba.

III. A porção nucleada da ameba cresce e vive normalmente.

IV. A porção nucleada da ameba é capaz de se dividir normalmente.

V. A porção anucleada de uma ameba seccionada degenera.

Estão corretas:

a) I, II, III, IV e V.

b) Apenas I, II, III e IV.

c) Apenas I, II, III e V.

d) Apenas II, III, IV e V.

e) Apenas II, III e IV.

08. (URCA) Recentemente foi divulgado (Jornal Hoje, 17/05/2011) um método para avaliar o envelhecimento humano com base no tamanho dos telômeros existentes nas células humanas, visto detalhe na figura abaixo.

08

Sobre essas estruturas cromossômicas é correto afirmar:

a) Cada célula possui um par de cromossomos especiais responsável pela divisão celular e é nele que se encontram os telômeros.

b) À medida que as células vão se dividindo os telômeros vão diminuindo de tamanho até chegar ao desaparecimento o que causa a incapacidade de divisão celular.

c) Os telômeros são encontrados apenas em células indiferenciadas.

d) Os telômeros são responsáveis pela produção do hormônio indutor das divisões celulares

09. (UECE)A mutação cromossômica cujo indivíduo mutante possui “n” cromossomos em suas células é do tipo:

a) Aneuploidia e haploidia.

b) Euploidia e monossomia.

c) Euploidia e haploidia.

d) Aneuploidia e monossomia.

10. (UFSC) O núcleo é uma estrutura que coordena e comanda todas as funções celulares. Assinale a(s) proposição(ões) que apresenta(m) relações corretas entre as estruturas nucleares, sua ocorrência e características  químicas ou funcionais.

I   II

0 0 –  Ao observarmos o núcleo interfásico em microscópio óptico, verificamos a total compactação da cromatina, que passa a se chamar cromossomo.

1  1 – O nucléolo é uma região de intensa síntese de RNA ribossômico (RNAr).

2  2 – A cromatina é formada por uma única e longa molécula de RNA, associada a várias moléculas de glicoproteínas.

3  3 – A carioteca  corresponde  ao fluido  onde estão  mergulhados  os cromossomos e as estruturas que formam o nucléolo.

4  4 – O  nucléolo,  mergulhado,  no  nucleoplasma,  está  sempre  presente nas  células eucarióticas, podendo haver mais de um por núcleo.

11. (FGV-SP) O número de cromatinas sexuais predominantes em células femininas está relacionado a cromossomos:

a) Y inativos.

b) X inativos.

c) Autossômicos inativos.

d) Autossômicos que não se dividiram.

e) Autossômicos agregados.

12. O núcleo nas células desempenha o papel de portador dos fatores hereditários e controlador das atividades metabólicas.  Em relação a essa importante estrutura e seus constituintes assinale a(s) correta(s).

I    II

0  0 – No núcleo eucariótico o conjunto haploide de cromossomos é denominado cariótipo, enquanto que o número, forma e tamanho dos cromossomos é denominado genoma.

1  1 – O número de cromossomos é constante para cada espécie, porém o número de cromossomos e o grau evolutivo das espécies não estão relacionados.

2  2 – Nos cromossomos, a heterocromatina corresponde a regiões que permanecem muito condensadas na interfase e apresenta-se bastante ativa na transcrição do DNA em RNA.

3   3 – Nas células vegetais durante a interfase não é possível identificar o núcleo dotado de carioteca, nucléolo e cromatina, através de qualquer técnica de preparação utilizada.

4   4 – O nucléolo é uma estrutura intranuclear, dotada de membranas, composto por DNA, RNA ribossômico e proteínas.

13. (UFMG) A identificação do fator que origina indivíduos com síndrome de Down tornou-se possível pela utilização da técnica de:

a) Contagem e identificação dos cromossomos.

b) Cultura de células e tecidos.

c) Mapeamento do genoma humano.

d) Produção de DNA recombinante.

14. (CESGRANRIO) Certas funções do núcleo podem ser estudadas através de uma experiência que consiste em retirá-lo de uma ameba e observar o que ocorre com o citoplasma. Podemos afirmar que:

a) A experiência mostra que a célula enucleada não mais terá capacidade de reprodução.

b) É impossível restabelecer o funcionamento celular, mesmo que na célula seja reimplantado outro núcleo.

c) A célula enucleada não mais pode se reproduzir, mas suas atividade de síntese de proteínas podem continuar indefinidamente.

d) Logo após a enucleação, o RNA citoplasmático é capaz de sintetizar proteínas para formar novo núcleo, que passará a dirigir o funcionamento normal da célula.

e) A célula enucleada continua a reproduzir-se por amitose.

15.  (UFERSA) Indique qual das sentenças apresenta a definição correta para nucléolo.

a) Uma região dentro do núcleo onde se dá o início da montagem dos ribossomos a partir de proteínas específicas e de RNA ribossomal.

b) Uma organela citoplasmática constituída de DNA responsável pela codificação de genes.

c) Uma organela nuclear rica em heterocromatina fundamental para que ocorra a divisão celular.

d) Uma estrutura complexa envolvida pelo envelope nuclear e responsável pela replicação do DNA durante a fase S do ciclo celular.

16. (FUVEST) Considere uma espécie de vertebrado cujas células embrionárias têm oito cromossomos. Em quantos grupos de ligações seus genes estarão associados?

a) Dois.

b) Quatro.

c) Oito.

d) Dezesseis.

e) Número variável.

17. (FAAP) Leia com atenção a tirinha a seguir:

17

Segundo a tirinha, a amiga do Calvin tem dois cromossomos X. Com base neste dado podemos concluir que:

a) A amiga do Calvin é mutante, por isso é hostil.

b) Um cromossomo X da amiga do Calvin é ativo e o outro é chamado de cromatina sexual.

c) A heterocromatina ocorre no Calvin, pois ele é XY.

d) Os dois cromossomos X que o Calvin fala é da cobra que quer comê-lo.

e) Não há cromatina sexual em meninas.

18. Unidade de transmissão hereditária, que ocupa certa fração do cromossomo e determina as características do indivíduo, é denominada:

a) Genética.

b) Geração.

c) Caráter.

d) Gene.

e) Loci.

19. (U. Católica de Pelotas) Principal componente do cromossomo, onde estão localizadas as informações genéticas:

a) RNA ribossômico.

b) RNA mensageiro.

c) RNA transportador.

d) DNA e RNA ribossômico.

e) DNA.

20. (UFMS) Cada espécie animal apresenta um número determinado de cromossomos. Nesse sentido, o homem, o bovino e o equino apresentam número haploide de 23, 30 e 32 cromossomos, respectivamente. Com relação ao número normal de cromossomos, autossomos e sexuais, de gametas (haploides) e células somáticas (diploides), assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 –  Uma célula epitelial equina apresenta 62 cromossomos autossomos e 2 sexuais.

1  1 –  Um neurônio bovino apresenta 1 cromossomo sexual e 59 autossomos.

2  2 – Um leucócito humano apresenta 44 cromossomos autossomos e 2 sexuais.

3  3 – Um óvulo humano apresenta 2 cromossomos sexuais e 21 autossomos.

4  4 – Um espermatozoide bovino apresenta 29 cromossomos autossomos e 1 sexual.

21. (OSEC-SP) Um gene (cístron) é:

a) Uma molécula de DNA.

b) Uma molécula de proteína.

c) Um segmento de DNA que codifica uma enzima.

d) Um segmento de DNA que codifica uma cadeia polipeptídica.

e) Uma sequência de três bases nitrogenadas.

22. (UEM) Sobre o ciclo celular, a estrutura e o comportamento dos cromossomos, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Cada cromossomo é formado por uma única molécula de DNA. Portanto, células de raízes que incorporam timidina radioativa durante toda a interfase produzem cromossomos metafásicos com uma cromátide radioativa e uma cromátide não radioativa.

1  1 – Se, em um núcleo interfásico na fase G1, que antecede a fase S de síntese, a quantidade de DNA corresponde a quatro genomas, então, após a mitose, as células descendentes serão tetraploides.

2  2 – Em uma população de uma espécie diploide, com seis alelos diferentes em determinado locus, qualquer indivíduo normal terá, no máximo, dois alelos diferentes para esse locus.

3  3 – A segregação independente dos pares de genes, conhecida como segunda lei de Mendel, só é possível porque, excetuando-se aberrações cromossômicas, nenhuma molécula de DNA nuclear de qualquer espécie contém mais de um locus gênico.

4  4 – No cruzamento-teste de um triplo heterozigoto, para loci ligados, a combinação fenotípica AbC foi a mais frequente e a combinação abC foi a mais rara, revelando que, no mapa genético, o locus A está situado entre os loci B e C.

23. O DNA localizado entre os genes e que não especifica um produto é conhecido como:

a) Íntron.

b) Éxon.

c) DNA espaçador.

d) DNA regulardor.

e) Íntron ou éxon.

24. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0   0  – Os “puffs” representam regiões de síntese de ADN e proteínas.

1  1  – O nucléolo é uma estrutura intranuclear rica em ADN ribossômico, presente em células de eucariontes.

2 2 – Denominamos genoma, ao conjunto de dados sobre o número, tamanho, forma e características dos cromossomos de uma espécie.

3 3 – A figura a seguir representa um cromossomo metacêntrico com duas cromátides homólogas.

24

4  4 –  A atividade celular é controlada pelo núcleo. A sequência correta em que exerce esse controle é:

ARN ADN ENZIMAS → ATIVIDADE CELULAR.

25. (FGV)Um cromossomo funcional eucariótico pode ser dividido em três regiões essenciais: a região do centrômero, a região do telômero e as regiões que apresentam as origens da replicação. Em relação ao centrômero, pode-se dizer que sua função principal é:

a) Sintetizar códons de RNA a partir de códons de iniciação do DNA.

b) Ligar-se às fibras do fuso e movimentar de forma adequada os cromossomos.

c) Impedir a descondensação cromossômica durante o processo de divisão celular.

d) Estabilizar as histonas, permitindo a manutenção da condensação cromossômica.

e) Estabilizar as pontas dos cromossomos, impedindo seu encurtamento a cada divisão.

26. (UFMS) Em relação aos cromossomos assinale a(s) opção (ões) correta(s).

I  II

0  0 –  Contêm os genes responsáveis pela transmissão das características hereditárias.

1  1 – Nas células diploides, encontram-se em pares homólogos.

2  2 – Duplicam-se durante o período de intérfase.

3  3 – No núcleo interfásico, eles se encontram condensados.

4  4 – São estruturas citoplasmáticas, relacionadas com a síntese de RNA.

27. (UNIP-SP) O número cromossômico diploide do gato é 38 (2n = 38). Quantos cromossomos aparecem no espermatozoide de um gato?

a) 17.

b) 19.

c) 36.

d) 38.

e) 76.

28. Qual das palavras abaixo representa uma das propriedades da cromatina, material existente no núcleo de uma célula?

a) Crescimento.

b) Produção de energia.

c) Duplicação.

d) transporte de material.

e) Digestão.

29. O número dos cromossomos nas células do cavalo (Equus caballus) é 64 e no trigo (Triticum aestivum) é 42. Quando esses organismos passam pelos processos de mitose e meiose, respectivamente como serão os números cromossômicos de:

(I) Cavalo

(II) Trigo

a) (I) 32 e 64, (II) 42 e 21.

b) (I) 128 e 32, (II) 84 e 21.

c) (I) 64 e 32, (II) 42 e 21.

d) (I) 32 e 16, (II) 42 e 21.

e) o número de cromossomos não sofre modificações.

30. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Nas regiões não homólogas dos cromossomos sexuais humanos, é intensa a atividade de recombinação gênica.

1  1 – Na célula com núcleo diferenciado, o DNA é encontrado no núcleo, nos cloroplastos e na mitocôndria.

2 2 – Nas células procarióticas, não há separação, sob a forma de membrana, entre o citoplasma e o material nuclear.

3  3 – Quanto maior a variabilidade genética de uma população, maior é o número de genes em homozigose.

4  4 – Cada um dos cromossomos do cariótipo humano contém o mesmo número de genes.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

VVFVF

A

A

VVFFV

B

D

B

C

FVFFV

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

FVFFF

A

A

A

B

B

D

E

VFVFV

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

FVVFV

C

FFFFF

B

VVVFF

B

C

C

FVVFF

 

Publicado por: Djalma Santos | 6 de agosto de 2011

Testes de genética (5/5)

01. (UEPG) Em relação aos mecanismos de herança genética, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Na primeira lei de Mendel, com dominância completa de uma característica sobre a outra, será observada uma proporção de 3:1 na geração denominada F2.

1 1 – Na lei de segregação independente, os dois ou mais genes em análise estão em cromossomos diferentes.

2  2 – Na segunda lei de Mendel, quando são analisados 2 genes, observa-se 100% de duplos heterozigotos (dihíbridos) na geração denominada F1.

3 3 – No polialelismo, como no caso do sistema sanguíneo ABO humano, um gene pode apresentar mais de dois alelos.

4 4 – No mecanismo de herança ligada ao cromossomo X humano, o sexo masculino é considerado hemizigótico, enquanto as fêmeas apresentam os dois alelos, podendo ser homozigótica ou heterozigótica.

02. (UFU) Observe o esquema abaixo.

02

A proposição de modelos explicativos tem sido um dos avanços observados na ciência. Como exemplo desses modelos, podemos citar o sistema XY de determinação do sexo na espécie humana. Observando-se o esquema acima de uma célula diploide humana, formada por 44 autossomos (A) e os cromossomos sexuais X e Y em processo de divisão celular, é correto afirmar que esse esquema refere-se a uma célula:

a) Feminina em processo de mitose.

b) Feminina em processo de meiose.

c) Masculina em processo de mitose.

d) Masculina em processo de meiose.

03. (UFG) Ao realizar experimentos para investigar a hereditariedade, Mendel analisou o cruzamento entre duas linhagens de ervilha para uma mesma característica. Assim, ao cruzar linhagens puras de ervilha de semente amarela com as ervilhas de semente verde, Mendel verificou que, em F1:

a) 25% das sementes apresentavam o alelo recessivo para cor.

b) 50% das sementes obtidas tinham fenótipo de cor verde.

c) 50% das sementes formadas eram homozigotas.

d) 75% das sementes apresentavam o genótipo dominante.

e) 100% das sementes formadas eram amarelas.

04. (UECE) Em drosófilas, os duplos heterozigotos cruzados produziram a seguinte descendência:

FENÓTIPO

%

Asa selvagem/olho vermelho 48,5
Asa miniatura/ olho selvagem 48,5
Asa selvagem/olho selvagem 1,5
Asa miniatura/olho vermelho 1,5

Considerando-se o quadro acima, é correto afirmar-se que o resultado da análise correspondente ao tipo de herança, ao arranjo dos genes nas fêmeas duplo heterozigotas e à distância entre os loci considerados é respectivamente:

a) Segregação independente; cis; 1,5.

b) Genes ligados; trans; 3,0.

c) Genes ligados; cis; 3,0.

d) Segregação independente; trans; 1,5.

05. (URCA) Existem mais homens calvos que mulheres. A explicação para esse fato biológico é que:

a) Os homens cuidam menos dos cabelos que as mulheres.

b) As mulheres por possuírem cabelos mais compridos produzem substâncias que estimulam o fortalecimento das raízes capilares.

c) É um caso de herança genética influenciada pelo sexo e a testosterona combinada a ação do gen para a calvície, faz cair o cabelo em certa etapa da vida.

d) É um caso de herança restrita ao sexo.

e) Não existem mulheres calvas.

06. (FATEC-SP) Do casamento de um homem normal com uma mulher normal nasceram:

• um menino daltônico com sangue tipo A,

• um menino normal com sangue tipo O,

• um menino daltônico com sangue tipo AB,

• uma menina normal com sangue tipo B e

• uma menina normal com sangue tipo O.

Sabendo-se que o daltonismo é uma herança ligada ao sexo e que o lócus gênico para o sistema ABO encontra-se em um autossomo, pode-se afirmar que:

a) Apenas o pai possui o gene para o daltonismo, sendo que pai e mãe têm sangue tipo AB.

b) O pai e a mãe possuem o gene para o daltonismo, o pai tem sangue tipo A, e a mãe tem sangue tipo B ou vice-versa.

c) Apenas a mãe possui o gene para o daltonismo, o pai tem sangue tipo A, e a mãe tem sangue tipo B ou vice-versa.

d) Apenas a mãe possui o gene para o daltonismo, o pai tem sangue tipo AB, e a mãe tem sangue tipo O ou vice-versa.

e) Apenas a mãe possui o gene para o daltonismo, o pai tem sangue tipo AB, e a mãe tem sangue tipo A ou vice-versa.

07. (UFU) As ciências naturais têm se esforçado para oferecer cada vez mais qualidade de vida para a população. Graças aos estudos de Gregor Mendel, no século XIX, foi possível entender o que era material genético e seus mecanismos de transmissão ao longo das gerações. Esses estudos permitem, por exemplo, compreender que o daltonismo está associado à herança genética ligada ao sexo.

07

Com base nessas informações, analise o heredograma e as afirmativas abaixo.

I. O casal representado no heredograma poderia ter tido uma filha daltônica.

II. A mãe tem visão normal, embora seja portadora do gene para o daltonismo.

III. Os filhos 3 e 5 são daltônicos e herdaram o gene do daltonismo da mãe.

IV. As filhas 2 e 4 têm visão normal, mas não se pode afirmar, a partir de seu fenótipo, se são homo ou heterozigotas.

Assinale a alternativa que contém as afirmativas corretas.

a) II, III e IV.

b) II e IV.

c) I, II e IV.

d) I, II e III.

08. (IFMG) Uma mulher que pertence ao grupo sanguíneo B casada com um homem do grupo sanguíneo A teve uma criança do grupo sanguíneo O. Seu marido acusa um homem do grupo sanguíneo AB de ser o verdadeiro pai dessa criança. Com base nessas informações, assinale a afirmativa correta:

a) A criança certamente não pode ser filha do indivíduo do grupo sanguíneo AB.

b) O marido dessa mulher jamais poderia ser o pai dessa criança.

c) A tipagem de sangue dessa criança está errada, pois uma mulher do grupo sanguíneo B nunca poderia ter um filho do grupo sanguíneo O.

d) Nenhuma das afirmativas anteriores está correta.

09. (UDESC) Uma cobaia macho de pelo curto (híbrido) e cor branca foi cruzada com uma fêmea de pelo longo e cor preta (híbrida), conforme tabela abaixo.

LETRA DOS GENES

FENÓTIPO

L

Pelo curto

l

Pelo longo

B

Cor preta

b

Cor branca

 Assinale a alternativa corretada probabilidade de nascer uma cobaia de pelo longo e cor branca.

a) 1/2.

b) 1/4.

c) 3/4.

d) 2/4.

e) 3/8.

10. (PUC-RS) Considerando que os padrões de herança mendelianos podem ser estudados em humanos por meio de árvores genealógicas, observe a genealogia da família abaixo.

10

Pela observação realizada, conclui-se que a característica fenotípica que está sendo analisada é resultante de um alelo _________. O aspecto da árvore genealógica que não deixa dúvidas quanto a esta interpretação é o fato de que _________.

a) recessivo – os filhos do casal 1 e 2 não apresentam o fenótipo.

b) recessivo – o filho do casal 3 e 4 apresenta o fenótipo.

c) dominante – a maior parte dos membros da família tem o fenótipo.

d) dominante – o casal 5 e 6 teve apenas filhos com o fenótipo.

e) dominante – todos os indivíduos da terceira geração apresentam o fenótipo.

11. (UEPG) A espécie humana apresenta um par de cromossomos sexuais de forma diferenciada em homens e mulheres. A este par de cromossomos estão relacionadas algumas características genéticas estudadas pela herança ligada ao sexo. A respeito dessa teoria genética, assinale o que for correto.

I    II

0  0 – As mulheres têm dois cromossomos sexuais iguais, denominados cromossomos X, enquanto os homens apresentam apenas um cromossomo X, acompanhado de um cromossomo menor, o cromossomo Y.

1  1 – O daltonismo é causado por um gene localizado no cromossomo X na sua região homóloga ao Y. Essa anomalia afeta mais os homens porque neles basta um gene para condicioná-la, enquanto as mulheres necessitam de dois genes. Apenas filhas de casal onde mulher e homem são daltônicos podem apresentar a anomalia.

2  2 – A hemofilia é uma anomalia condicionada por um gene recessivo localizado no cromossomo Y. Dessa forma, apenas os homens podem apresentar a anomalia.

3  3 – Algumas anomalias da espécie humana, como o daltonismo e a hemofilia, localizam-se no cromossomo X.

4  4 – Genes encontrados no cromossomo Y condicionam a herança restrita ao sexo, característica exclusiva dos indivíduos do sexo masculino.

12. (UNIMONTES) Leia o fragmento da notícia a seguir:

“Uma equipe de pesquisadores do Centro Nacional para Recursos do Genoma – EUA – mostra um teste que analisa o genoma de futuros pais e mães para detectar 448 doenças de origem hereditária comprovada e baseada em genes ditos recessivos.” (Folha on-line, 13/1/2011)

Após esse teste, verificando-se que o pai e a mãe apresentam a mutação, a criança apresentará as seguintes chances, exceto:

a) 25% afetada.

b) 50% normal.

c) 50% heterozigota.

d) 50% homozigota.

13. (UFTM) Plantas Mirabilis jalapa, popularmente conhecidas como maravilha, que produzem flores de cores diferentes, foram cruzadas entre si. Os descendentes (F1) produzem flores diferentes das plantas da geração parental (P). O esquema ilustra o cruzamento.

13

Caso uma planta, que produza flor rósea, fosse cruzada com outra planta, que produza flor branca, o número de genótipos e fenótipos diferentes encontrados na descendência desse cruzamento seria, respectivamente, de:

a) 1 e 2.

b) 1 e 3.

c) 2 e 1.

d) 2 e 2.

e) 2 e 3.

14. (PUC-GO) Leia o texto abaixo.

A morte de Roberto Mitry teve ampla cobertura dos jornais. Editoriais condenaram com energia a escalada da violência e a falta de segurança dos cidadãos. Os outros cento e cinquenta homicídios ocorridos naquele mês no Grande Rio, a maioria das vítimas, negros e mulatos pobres, havia recebido apenas a atenção parca e rotineira da imprensa, mas o assassinato de Mitry era uma novidade atraente – um homem rico da sociedade morto na cama com duas ninfetas. Os jornais publicaram glamourosas fotos das duas irmãs, Titi e Tatá, de topless em Ipanema; de Mitry a bordo de seu iate em Angra dos Reis; do edifício da Vieira Souto onde o milionário residia; do interior do apartamento destacando as valiosas obras de arte nele existentes.

[...]

Encontrei-me com Raul no necrotério do Médico Legal. A morte de Mitry deixara-nos perplexos.

[...]

“Mitry foi morto enquanto dormia. A expressão de horror no rosto das meninas indica que tiveram consciência de que estavam sendo mortas. Acreditamos que houve apenas um assassino, usando a mão direita. Não há dúvida, pela natureza e disposição dos ferimentos, de que ele é destro, e muito, muito hábil. Havia sangue no box do chuveiro, provavelmente das vítimas.

[...]”

Um homem de avental aproximou-se. “O doutor Sette Neto está esperando.”

“Sette Neto?”

“Ele.”

“Pensei que tinha morrido.”

Atravessamos um largo e comprido salão de paredes de ladrilho branco, passando por mesas de aço sobre as quais cadáveres nus aguardavam autópsia.

“Alguém disse que ele havia morrido.”

“Esse tipo de gente não morre nunca.”

“Lembra do nosso tempo?”

“Como eu poderia esquecer reminiscências tão agradáveis?”, respondi.

                              (FONSECA, Rubem. A grande arte. São Paulo: Companhia das Letras, 1990. p. 198-199)

Imagine uma situação hipotética, em que a polícia encontra no boxe do chuveiro o sangue de apenas uma das vítimas. Na investigação sobre a morte das vítimas, tentando reconstruir a cena do crime, foi levantado previamente que as irmãs Titi e Tatá apresentavam sangue do tipo A e B, respectivamente, e que Roberto Mitry possuía o tipo O. Os peritos, ao analisarem o sangue, descobriram que ele apresentou ausência de aglutinogênio. Sobre a situação, assinale a alternativa correta:

a) É possível que o sangue encontrado no boxe seja de Titi, pois é compatível com o tipo A.

b) É possível que o sangue encontrado no boxe seja de Tatá, pois é compatível com o tipo B.

c) É possível que o sangue encontrado no boxe seja de Roberto Mitry, pois é compatível com o tipo O.

d) É possível que o sangue encontrado no boxe não seja de nenhuma das três vítimas, colocando mais um elemento na cena do crime.

15. (UDESC) Após um acidente de carro, uma pessoa é levada rapidamente ao hospital necessitando de transfusão sanguínea. Antes da transfusão foi realizado o teste de determinação sanguínea, quando foi coletado o sangue da pessoa acidentada. Em uma lâmina de vidro pingou-se uma gota desse sangue e adicionou-se uma gota de soro anti-A, em uma outra gota de sangue foi adicionada uma gota de soro anti-B. A seguir foi observada uma aglutinação das hemácias na gota que continha o soro anti-B. Assinale a alternativa correta que indica (1) o tipo sanguíneo da pessoa acidentada e (2) os possíveis tipos sanguíneos da transfusão, respectivamente.

a) (1) AB e (2) AB e B.

b) (1) A e (2) A e O.

c) (1) AB e (2) AB e A.

d) (1) B e (2) B e AB.

e) (1) B e (2) B e O.

16. (UFOP) Mendel, em um de seus experimentos, cruzou ervilhas de semente lisa com ervilhas de semente rugosa, ambas chamadas de Geração Parental, e observou que todos os descendentes possuíam sementes lisas, sendo chamados de Geração F1. Ao cruzar indivíduos da geração F1, obteve a geração F2, na qual 3/4 dos indivíduos possuíam sementes lisas e 1/4 possuía sementes rugosas. A partir desses experimentos, Mendel concluiu:

a) Ao se cruzarem indivíduos RR com rr, obtêm-se 25% da geração F1 Rr, porém apenas o fator dominante se expressa.

b) Cada caráter é determinado por um par de fatores que se separam na formação dos gametas, indo um fator do par para cada gameta.

c) O fator responsável pela textura lisa da semente era recessivo em relação ao fator para a textura rugosa na geração F1.

d) Ao se cruzarem os híbridos da geração F1, 1/4 dos indivíduos resultantes são dominantes e 3/4 são recessivos.

17. (UFSC)

Seu José da Silva, um pequeno criador de porcos do Oeste do Estado de Santa Catarina, desejando melhorar a qualidade de sua criação, comprou um porco de raça diferente daquela que ele criava. Preocupado com as consequências de criar este animal junto com os outros porcos, ele discute com seu um vizinho sobre o assunto.

PARTE DE SEU DIÁLOGO É TRANSCRITO ABAIXO:

SR. JOSÉ – O porco que comprei e apelidei de Napoleão é maior, mais forte e possui peso acima da média da raça que crio. Além disso, possui manchas marrons pelo corpo todo. Gostaria que boa parte de minha criação tivesse estas características.

VIZINHO – Seu José, isto vai ser muito difícil de conseguir; melhor o senhor comprar outros porcos com esse “jeitão”.

Com base nos conhecimentos de genética, assinale a(s) proposição(ões) correta(s)sobre o assunto.

I   II

0  0 – As preocupações do Sr. José não se justificam, pois animais com fenótipos distintos apresentam, obrigatoriamente, genótipos distintos para as mesmas características.

1  1 – O vizinho do Sr. José tem razão, pois não se pode obter mistura de características cruzando animais de raças diferentes na mesma espécie.

2  2 – O melhoramento genético em animais que apresentam características de valor comercial é necessariamente prejudicial ao ser humano, já que não ocorre naturalmente.

3  3 – Muitas características animais, como a fertilidade, a produção de carne e a resistência a doenças, são condicionadas por genes e dependem muito das condições nas quais os animais são criados.

4  4 – Atualmente não se pode criar e cruzar porcos de raças diferentes, pois é impossível controlar a seleção das características geneticamente desejadas.

18. (UFPA) Pode-se afirmar, em relação aos fenótipos dos filhos de um casal em que o pai é normal e a mãe é daltônica, que:

a) Todas as filhas serão daltônicas.

b) 50% das filhas serão daltônicas.

c) Todos os filhos (sexo masculino) serão daltônicos.

d) 50% dos filhos (sexo masculino) serão daltônicos.

e) Nenhum dos filhos (não importando o sexo) será daltônico.

19. (UFJF) Qual a probabilidade de um casal que tem 5 filhos homens ter, novamente, um filho do sexo masculino?

a) 0%.

b) maior do que 0% mas inferior a 25%.

c) 50%.

d) maior do que 75% mas inferior a 100%.

e) 100%.

20. (UNEMAT) Um casal normal teve dois filhos normais e um filho com albinismo, doença genética, condicionada por um único par de alelos, caracterizada pela ausência de pigmentação na pele, cabelo e olhos. Com base neste caso, é correto afirmar.

a) A anomalia é condicionada por um gene dominante.

b) A probabilidade de o casal ter um próximo filho albino é de 50%.

c) Os pais são homozigotos.

d) O gene para a anomalia é recessivo.

e) Todos os filhos normais são heterozigotos.

21. (UFSC) Em relação à determinação cromossômica do sexo e à herança de genes localizados nos cromossomos sexuais, é correto afirmar que:

I    II

0  0 – Nenhum dos genes localizados em cromossomos autossômicos tem influência sobre características determinadas por genes presentes em cromossomos sexuais.

1  1 – X e Y são apenas letras que representam os cromossomos sexuais; na prática, esses dois cromossomos são idênticos quanto aos genes que os compõem.

2  2 – A cromatina sexual corresponde a um dos cromossomos X desativado durante o desenvolvimento embrionário feminino.

3  3 – O daltonismo, caracterizado pela dificuldade em distinguir cores, constitui-se em um exemplo de herança genética, cujo gene está localizado no cromossomo Y, por isso afeta mais os homens que as mulheres.

4  4 – A hemofilia, doença caracterizada pela falha no sistema de coagulação do sangue, constitui-se em um exemplo de herança genética, cujo gene está localizado no cromossomo X.

22. (UNICENTRO) O daltonismo consiste na incapacidade de se distinguir nitidamente as cores verde e vermelha. O termo origina-se do sobrenome do naturalista inglês John Dalton, portador dessa anomalia. O daltonismo é determinado por um gene recessivo ligado ao cromossomo sexual X. Se um homem normal para daltonismo se casar com uma mulher normal cujo pai é daltônico, qual será a probabilidade do casal ter uma filha daltônica?

a) 0%.

b) 12,5%.

c) 25%.

d) 50%.

e) 100%.

23. (UFPR) Considere os seguintes cruzamentos entre humanos:

23

Com base nesses cruzamentos, é correto afirmar que a anomalia presente nos indivíduos assinalados em preto é causada:

a) Por um gene autossômico dominante.

b) Por um gene dominante ligado ao cromossomo X.

c) Por um gene autossômico recessivo.

d) Pela ação de um par de genes recessivos ligados ao cromossomo Y.

e) Pela ação de dois pares de genes dominantes com interação epistática.

24. (PUC-RS) Para responder esta questão, considere as quatro premissas a seguir.

- Genes transmitidos por cromossomos diferentes.

- Genes com expressão fenotípica independente.

- Modo de herança com dominância.

- Padrão de bialelismo.

Um cruzamento diíbrido entre dois indivíduos duplo heterozigotos teria como resultado a proporção fenotípica de:

a) 1:2:1.

b) 1:2:2:1.

c) 1:3:3:1.

d) 3:9:3.

e) 9:3:3:1.

25. (IFSC) As mutações são alterações genéticas que podem ocorrer nos seres vivos. Em relação aos seres humanos, as mutações podem ser divididas em gênicas e cromossômicas. Dentre as cromossômicas, podem ocorrer as euploidias e aneuploidias. As síndromes de Down, Turner e Klinefelter, ilustradas na figura abaixo, são aneuploidias, respectivamente, dos seguintes tipos:

25

a) Nulissomia, trissomia e trissomia.

b) Monossomia, trissomia e trissomia.

c) Trissomia, trissomia e trissomia.

d) Trissomia, monossomia e trissomia.

e) Monossomia, monossomia e trissomia.

26. (UFMG) Em aconselhamentos genéticos, um dos recursos utilizados é a elaboração de heredogramas, como o representado abaixo:

26

É incorreto afirmar que a análise de heredogramas pode:

a) Determinar o provável padrão de herança de uma doença.

b) Ilustrar as relações entre os membros de uma família.

c) Prever a frequência de uma doença genética em uma população.

d) Relatar, de maneira simplificada, histórias familiares.

27. (UFSC)

ENZIMAS CONVERTEM SANGUE DE TODOS OS TIPOS EM SANGUE “O”.

            Um método capaz de transformar em “O” sangue dos tipos A, B e AB foi criado por uma equipe internacional de pesquisadores. A técnica pode pôr fim aos problemas de suprimento nos bancos de sangue, onde falta frequentemente o tipo O negativo o mais procurado, pois pode ser recebido por qualquer paciente. A compatibilidade é fundamental para a transfusão, pois esses antígenos podem reagir com anticorpos presentes no plasma e levar à morte em alguns casos. A equipe de Qiyong Liu, da empresa ZymeQuest (EUA), obteve enzimas capazes de remover da superfície dos glóbulos vermelhos as moléculas responsáveis pela reação imune. As enzimas foram desenvolvidas em laboratório a partir de proteínas produzidas por bactérias.

                                                                                                       Disponível em: http://www.cienciahoje.uol.com.br/controlPanel/materia/view/68658 Acesso em: 16. set. 2009. (Adaptado)

Sobre esse assunto, é correto afirmar que:

I   II

0  0 – Ao obter enzimas capazes de suprimir a reação imune, os cientistas podem alterar a herança genética das pessoas quanto ao tipo sanguíneo.

1  1 – O sangue das pessoas que apresentam o tipo O recebe essa denominação pois não apresenta o antígeno A ou B (aglutinogênio A ou aglutinogênio B) nem as aglutininas anti-A ou anti-B.

2 2 – Existe um pequeno número de pessoas na população mundial que pode ser erroneamente classificado como pertencente ao grupo sanguíneo O (falso O), embora não possuam genótipo correspondente a esse grupo (fenótipo Bombaim).

3  3 – A incompatibilidade entre grupos sanguíneos deve-se a uma reação imunológica entre proteínas dissolvidas no plasma sanguíneo e moléculas presentes na membrana das hemácias.

4  4 – Para cada fenótipo sanguíneo existente no sistema ABO só existe um genótipo possível que o determine.

28. (UFPel)

28

O daltonismo é uma anomalia hereditária recessiva ligada ao sexo, que se caracteriza pela incapacidade de distinguir determinadas cores. O tipo mais comum é aquele em que a pessoa não distingue verde de vermelho, sendo condicionado pelo alelo recessivo de um gene localizado no cromossomo X.

                           AMABIS, J.M.; MARTHO, G.R. Fundamentos da Biologia Moderna. São Paulo: Ed. Moderna, 1997. 662p.

Imagine que o personagem da tira apresente este tipo mais comum de daltonismo. Se ele tiver filhos com uma mulher saudável, mas portadora do alelo para o daltonismo, as probabilidades de terem filhos (meninos e meninas) daltônicos e filhos (meninos e meninas) portadores do alelo para o daltonismo serão, respectivamente:

a) 25% e 100%.

b) 50% e 25%.

c) 25 e 50%.

d) 50% e 100%.

e) 50% e 75%.

29. (IFSEP) Uma determinada característica que, presente em um dos filhos do casal, não se

encontra nos pais e não está ligada ao gênero (sexo), deve representar uma transmissão:

a) Heterossômica dominante.

b) Pleiotrópica.

c) Autossômica recessiva.

d) Quantitativa e dominante.

e) Autossômica dominante.

30. (CEFET-MG) Sofia é homozigota em relação ao daltonismo e teve um filho do sexo masculino, daltônico, com seu marido Pablo, que é filho de uma mulher daltônica. A probabilidade de esse casal ter outra criança daltônica é:

a) nula.

b) 25%.

c) 50%.

d) 75%.

e) 100%.

31. (UFPI) Plantas puras vermelhas e brancas foram cruzadas, e todas as plantas na geração F1 apresentaram fenótipo cor-de-rosa. As plantas F1 foram autopolinizadas e produziram descendência F2 branca, cor de-rosa e vermelha. Na discussão do experimento relatado, é correto afirmar que:

a) As plantas da geração F1 são resultantes de um cruzamento diíbrido e que os fenótipos recombinantes da geração F2 estão na razão 9:3:3:1.

b) As plantas da geração F2 são todas heterozigotas e que ambos os alelos são expressos em co-dominância, onde dois alelos em um locus produzem dois fenótipos e ambos aparecem em indivíduos heterozigotos.

c) As plantas da geração F1, quando autopolinizadas, dão origem em F2 a plantas fenotipicamente distribuídas na razão 1:2:1, pois o alelo para flores vermelhas apresenta dominância incompleta sobre o alelo para flores brancas.

d) As características fenotípicas das plantas da geração F1 e as da geração F2 são determinadas por um gene com alelos diferentes e que existe uma dominância hierárquica nas combinações dos genes.

e) As plantas da geração parental são heterozigotas, as da geração F1 são todas homozigotas e as da geração F2 são todas heterozigotas e cor-de-rosa.

32. (PUC-CAMPINAS) No milho há um loco gênico em que um alelo dominante determina sementes lisas e o alelo recessivo, sementes rugosas. Do cruzamento de duas plantas com sementes lisas espera-se encontrar, entre os descendentes:

a) Somente sementes lisas.

b) Sementes lisas e rugosas na proporção 1:1.

c) Sementes lisas e rugosas na proporção 3:1.

d) Somente sementes lisas ou lisas e rugosas na proporção 1:1.

e) Somente sementes lisas ou lisas e rugosas na proporção 3:1.

33. (UFCG) O resultado do cruzamento de dois indivíduos portadores de diferenças encontradas em dois pares de genes alelos, fundamentou a formulação da Lei da Segregação Independente dos Fatores(segunda lei de Mendel). Supondo o cruzamento de indivíduos com genótipos MmNne Mmnn, a probabilidade de se encontrar um descendente com genótipo mmNné:

a) 1/4.

b) 1/8.

c) 1/2.

d) 1/16.

e) 3/16.

34. (IFSUL) Uma mulher normal, casada com um indivíduo portador de uma doença genética autossômica recessiva, está grávida. Qual é a probabilidade de que a criança venha a ser afetada pela doença, considerando que a mulher possa ser homozigótica ou heterozigótica, respectivamente, para este caráter?

a) 50% e 50%.

b) 0 e 50%.

c) 100% e 0.

d) 50% e 100%.

35. (UNICENTRO) Os periquitos australianos apresentam grande diversidade de cores, determinadas por diversos genes. No entanto, na determinação das cores básicas da plumagem dessas aves (verde, azul, amarelo e branco) estão envolvidos apenas dois genes, cada um com dois alelos com segregação independente, como discriminado no quadro abaixo:

GENÓTIPO

FENÓTIPO

aabb

Branco

aaBB

aaBb

Amarelo

AAbb

Aabb

Azul

AABB

AABb

AaBB

AaBb

Verde

A proporção de periquitos azuis esperada do cruzamento entre um macho branco com uma fêmea verde duplo heterozigota é de:

a) 1/2.

b) 1/4.

c) 1/8.

d) 1/16.

e) 1/64.

36. (CEFET-MG) A determinação da pelagem de coelhos esta ligada a definição de alelos múltiplos, sendo que a relação de dominância e dada por:

C > cch > ch > c em que:

C → selvagem; cch → chinchila; ch → himalaia; e c → albino.

Sabendo-se que são encontrados diversos tipos de genótipos para manifestação de um determinado fenótipo, a relação entre a característica desses coelhos e a representação do gene esta, respectivamente, correta em:

FENÓTIPO

GENÓTIPO

a

Selvagem e selvagem

Cc e Cch

b

Chinchila e chinchila

Ccch e cchch

c

Himalaia e albino CC e chc

d

Albino e selvagem chch e cc

e

Chinchila e himalaia CC e cchch

37. (UFMS) A galactosemia é uma doença que leva a problemas na metabolização da galactose e é causada por um gene autossômico recessivo. Para análise, considere G para o alelo dominante e g para o alelo recessivo. Nesse sentido, um homem heterozigoto (Gg) casou-se com uma mulher também heterozigota (Gg). Em relação às probabilidades de os descendentes desse casal apresentarem galactosemia, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Espera-se que 25 % dos descendentes apresentem galactosemia.

1  1 – Espera-se que 50 % dos descendentes sejam galactosêmicos.

2  2 – Espera-se que todos os descendentes apresentem galactosemia.

3  3 – Espera-se que 25 % dos descendentes sejam normais homozigotos (GG).

4  4 – Espera-se que 100 % dos descendentes sejam normais heterozigotos (Gg).

38. (UFES) Em uma espécie de plantas, o genótipo RR produz frutos vermelhos, as plantas rr apresentam frutos brancos e os indivíduos heterozigotos produzem frutos de cor púrpura. Plantas com frutos vermelhos foram cruzadas com plantas com frutos púrpuros. As proporções genotípicas e fenotípicas esperadas na descendência obtida desse acasalamento são, respectivamente:

a) 1:2:1 e 1:2:1.

b) 1:1 e 1:1.

c) 3:1 e 1:2:1.

d) 3:1 e 100% púrpuras.

e) 100% homozigotos e vermelhos.

39. (UNINOESTES) Os fenótipos dos indivíduos podem ser afetados por mudanças no número e/ou na estrutura cromossômica. Assinale a alternativa correta.

a) Trissomias são caracterizadas pela presença de um lote cromossômico a mais.

b) Triploidias são caracterizadas pela presença de um cromossomo a mais.

c) Inversões e deleções são exemplos de aneuploidias.

d) As síndromes de Turner e Down são caracterizadas por uma nulissomia e uma monossomia, respectivamente.

e) Síndrome de Cri-du-chat é caracterizada por uma alteração cromossômica estrutural.

40. (PUC-RS)

RESPONDER ESTA QUESTÃO COM BASE NAS INFORMAÇÕES PRESENTES NO TEXTO A SEGUIR.

Através de evidências como a ausência de movimentos oculares e de circulação encefálica, foi confirmada a morte cerebral de uma jovem vítima de um acidente automobilístico. Após a família haver concordado com a doação de seus órgãos, um grande e organizado esforço da equipe de saúde resultou no encaminhamento, para transplante, do fígado, das córneas, do coração, dos rins e dos pulmões.

O pulmão da doadora substituiu o órgão de um rapaz de 22 anos afetado pela doença autossômica recessiva chamada fibrose cística, a qual produz infecções respiratórias crônicas e graves. Tendo recuperado parte de sua saúde e sabendo-se fértil, o jovem pensa agora em constituir família. Considerando que sua mulher não tem o gene que causa a fibrose cística, qual é a chance de eles virem a ter descendentes saudáveis?

a) 0%.

b) 25%.

c) 50%.

d) 75%.

e) 100%.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VVVVV

D

E

B

C

C

A

A

B

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VFFVV

B

D

C

E

B

FFFVF

C

C

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

FFVFV

A

A

E

D

C

FFVVF

E

C

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

E

B

B

B

A

VFFVF

B

E

E


Publicado por: Djalma Santos | 30 de julho de 2011

Testes de fisiologia (1/5)

01. (UFPR) Para facilitação de seu estudo, muitas vezes o corpo humano é dividido em sistemas. Entretanto as funções fisiológicas desempenhadas pelo corpo não estão dissociadas e ocorrem através da integração desses diferentes sistemas. Sobre os sistemas circulatório, respiratório e imunológico, considere as seguintes afirmativas:

1. O oxigênio (O2), assimilado pelo corpo através das trocas gasosas realizadas pelo sistema respiratório, é distribuído pelas hemácias presentes no sangue, ligado a moléculas de hemoglobinas, desempenhando papel importante no processo de produção de energia da maioria das células do corpo.

2. As artérias são vasos que transportam o sangue proveniente do coração, podendo inclusive transportar sangue venoso, como no caso das artérias pulmonares.

3. O timo, o baço e os linfonodos fazem parte do sistema linfático, que, entre outras funções, desempenha papel importante no sistema de defesa do corpo humano.

4. O sistema circulatório é composto pelos sistemas sanguíneo, que transporta o oxigênio, e pelo linfático, responsável pelo transporte de CO2.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.

b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

02. (FATEC) Observe atentamente o esquema a seguir.

02

Nos animais, o metabolismo oxidativo de proteínas e de ácidos nucleicos produz CO2 e água, mas, além disso, o grupo amina, ligado quimicamente a essas substâncias, leva à formação de alguns produtos que, por serem tóxicos, precisam ser eliminados como, por exemplo, a amônia, a ureia e o ácido úrico.

A excreção de qualquer um desses produtos nitrogenados está geralmente relacionada com o ambiente em que o animal vive. Assim a amônia, por ser a mais tóxica, deve ser eliminada conforme vai sendo produzida e, dessa forma, o animal perde grandes quantidades de água, correndo o risco de desidratação.

A ureia, menos tóxica, pode permanecer um tempo maior na circulação, o que significa uma economia hídrica para o animal.

Já o ácido úrico, pouco tóxico, praticamente insolúvel na água, pode ser acumulado por um longo tempo e, quando é eliminado, a perda de água é mínima.

Pelas características das substâncias descritas anteriormente e segundo a predominância dessas substâncias na excreção, os animais I, II e III são denominados amoniotélicos, ureotélicos e uricotélicos e, respectivamente, exemplificados por:

a) Aves, peixes e mamíferos.

b) Insetos, aves e répteis.

c) Anfíbios, répteis e peixes.

d) Peixes, mamíferos e aves.

e) Répteis, insetos e anfíbios.

03. (UNICENTRO) Grande parte do controle do corpo humano é realizada por hormônios que são produzidos por algumas células específicas que têm ações em outras células. Essas células produtoras de hormônios reúnem-se formando glândulas endócrinas. A partir dos conhecimentos sobre as principais glândulas endócrinas humanas e seus respectivos hormônios, identifique com V as afirmativas verdadeiras, e com F, as falsas:

( ) A insulina estimula o transporte de glicose para o interior das células, diminuindo a concentração dessa substância no sangue.

( ) O hormônio luteinizante é produzido nos ovários com a função de desenvolver as características sexuais secundárias femininas.

( ) A progesterona é produzida pelos ovários, mantendo o crescimento da mucosa uterina, iniciado pelo estrógeno.

( ) O hormônio folículo-estimulante é produzido tanto pelos ovários quanto pelos testículos, promovendo o amadurecimento dos folículos ovarianos, nas mulheres, e a espermatogênese, nos homens.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a:

a) V F V V.

b) V F V F.

c) F V F V.

d) F F V F.

e) F V F F.

04. (UFV) Observe o esquema abaixo, que representa um neurônio:

04

Com base no esquema, é correto afirmar que os números 1, 2 e 3 indicam, respectivamente:

a) Corpo celular, dendritos e axônio.

b) Dendritos, corpo celular e axônio.

c) Axônio, dendritos e corpo celular.

d) Corpo celular, axônio e dendritos.

05. (UNICAMP) Os gráficos A, B e C mostram as variações da secreção de insulina e glucagon em função da concentração de glicose, e as variações da concentração de glicose no sangue, após uma refeição rica em carboidratos.

05

Com base nos gráficos acima, pode-se afirmar que:

a) Se os níveis de glicose no sangue estão altos, a secreção de insulina aumenta para permitir que as moléculas de glicose sejam absorvidas pelas células, e os níveis de glucagon permanecem baixos, pois não há necessidade de o glicogênio ser transformado em glicose.

b) O aumento dos níveis de glicose no sangue causa um aumento da secreção de insulina e de glucagon por células do pâncreas, pois ambos os hormônios contribuem para que as moléculas de açúcar atravessem a membrana plasmática das células.

c) A secreção de glucagon é alta em indivíduos que tenham se alimentado de carboidrato duas horas antes, pois muitos desses carboidratos acabam se transformando em glicose; já com relação à insulina, ocorre um aumento porque os níveis de glicose estão elevados.

d) As células secretoras do pâncreas estão sempre produzindo grandes quantidades de insulina e de glucagon, pois esses dois hormônios são responsáveis pela captura de glicose do sangue para as células.

06. (PUC-SP) “No duodeno ocorre grande parte da digestão enzimática dos alimentos. Nessa região do trato digestório, a enzima …I…, presente no suco …II…, digere …III… .”

No trecho acima, as lacunas I, II e III podem ser preenchidas correta e, respectivamente, por:

a) amilase, gástrico e amido.

b) pepsina, entérico e gorduras.

c) tripsina, entérico e gorduras.

d) pepsina, pancreático e proteínas.

e) tripsina, pancreático e proteínas.

07. (UNIMONTES) A esclerose múltipla é uma doença degenerativa do sistema nervoso, resultante da destruição progressiva da bainha de mielina que envolve os nervos. É mais frequente em mulheres, e os primeiros sintomas são alterações da sensibilidade e fraqueza muscular. Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa que apresenta uma consequência da ausência da bainha de mielina.

a) Geração rápida de potencial de ação no nódulo de Ranvier seguinte.

b) Propagação lenta dos impulsos nervosos.

c) Propagação dos impulsos em saltos pelos nódulos de Ranvier.

d) Aumento da resistência da membrana.

08. (FATEC-SP) Sabe-se que pela digestão, as grandes moléculas orgânicas dos alimentos são transformadas em moléculas menores, suficientemente pequenas para atravessar a membrana das células intestinais, passando para o sangue, de onde serão distribuídas para o corpo todo. Assim, a fim de demonstrar, na prática, a transformação dos alimentos nos processos digestivos, um grupo de alunos realizou a experiência descrita a seguir.

Colocaram em três tubos de ensaio as seguintes misturas:

Tubo 1: clara de ovo, saliva e hidróxido de sódio.

Tubo 2: macarrão, suco gástrico e ácido acético.

Tubo 3: batata, suco pancreático e bicarbonato de sódio.

Fecharam e mantiveram esses tubos por quatro horas a uma temperatura de 37oC. Assinale a alternativa que indica onde, após esse tempo, poderia ser encontrado o dissacarídeo maltose.

a) Apenas no tubo 1.

b) Apenas no tubo 3.

c) Apenas nos tubos 1 e 2.

d) Apenas nos tubos 2 e 3.

e) Nos tubos 1, 2 e 3.

09. (UNICAMP) Para suprirem suas células com oxigênio e removerem o gás carbônico dos tecidos, os animais realizam trocas gasosas com o ambiente, processo denominado de respiração. Na tabela abaixo estão listados 4 grupos de animais e 4 tipos de respiração:

GRUPO DE ANIMAIS

TIPO DE RESPIRAÇÃO

I. Poríferos

 A. Branquial

   II. Crustáceos

B. Traqueal

          III. Insetos

C. Cutânea

          IV. Répteis

  D. Pulmonar

As relações corretas entre os grupos de animais mencionados à esquerda e os tipos de respiração mencionados à direita são:

a) IC; IIA; IIIB; IVD.

b) IB; IIA; IIIC; IVD.

c) IA; IIB; IIIC; IVD.

d) IC; IID; IIIA; IVB.

10.  (UNIOESTE) A figura abaixo representa a vista anterior do coração de um mamífero. Analise as afirmativas e assinale a alternativa correta.

10

I. O circuito que passa pela sequencia H→ B→ D→ F contem sangue rico em O2, uma vez que acabou de chegar dos pulmões e será encaminhado ao corpo.

II. O sangue rico em CO2 será oxigenado nos pulmões através do circuito na seguinte sequencia: E → C → A → G.

III. Em C encontra-se sangue rico em O2 que será distribuído pelo corpo através de E.

IV. O sangue rico em CO2 chega dos tecidos corporais ao coração através de G, passando por A e C onde e encaminhado aos pulmões através de E.

a) Apenas as alternativas I e II estão corretas.

b) Apenas as alternativas I e III estão corretas

c) Apenas a alternativa III está correta.

d) Apenas as alternativas I e IV estão corretas.

e) Todas as alternativas estão incorretas.

11. (COVEST) Após a escolha do Rio de Janeiro para sediar as Olimpíadas em 2016, alguns atletas brasileiros afirmaram já estarem se preparando para este grande evento. Considerando a regulação integrada dos vários sistemas do corpo humano durante o exercício físico, podemos afirmar o seguinte:

I   II

0  0 – O estresse dos atletas, antes das competições, é controlado com uma grande descarga de dopamina pela medula suprarrenal, que suprime a atividade do sistema nervoso central.

1  1 – A descarga de adrenalina pela hipófise, no organismo de um atleta do salto em distância, provoca aumento do fluxo sanguíneo, do coração para os músculos das pernas, antes da competição.

2  2 – No desafio da maratona, o tremendo desgaste físico e a desidratação fazem o córtex suprarrenal liberar mineralocorticoides para promover a reabsorção de sódio e a excreção de potássio.

3  3 – Em um atleta da natação, por exemplo, a quebra do glicogênio para o fornecimento de açúcar ao sangue é dependente da liberação de glucagon pelo pâncreas.

4  4 – A ingestão de hormônios esteroides derivados da testosterona é proibida nos jogos olímpicos. Tal prática pode influenciar, nas mulheres, o desenvolvimento de características sexuais masculinas.

12. (PUC-RS) Responda esta questão com base na figura abaixo, que representa o sistema circulatório humano.

12

Em relação à figura, é correto afirmar que a estrutura identificada com o número:

a) 1 corresponde à artéria aorta.

b) 2 conduz sangue oxigenado dos tecidos de volta ao coração.

c) 3 corresponde à veia pulmonar.

d) 4 é um dos vasos que fazem parte da grande circulação.

e) 4 é um vaso que conduz sangue desoxigenado.

13. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto.

ESPINAFRE PREJUDICA A ABSORÇÃO DE FERRO

Graças ao marinheiro Popeye, personagem que recorre a uma lata de espinafre quando precisa reunir forças para enfrentar o vilão Brutus, até as crianças pensam que a verdura é uma boa fonte de ferro. O que os pequenos e muitos adultos não sabem é que a disponibilidade desse mineral para o organismo é bastante limitada.

“O ácido oxálico presente no espinafre forma sais insolúveis com o ferro e também com o cálcio, dificultando a absorção dos dois minerais”, afirma a nutricionista Lara Cunha, da USP (Universidade de São Paulo).

Segundo ela, a verdura contém muita fibra, vitaminas A, C e do complexo B, potássio e magnésio, além de ser considerada laxativa e diurética, mas não deve ser consumida por pessoas com deficiência de ferro ou propensão a formar cálculos renais, também devido ao grande teor de ácido oxálico.

                (http://www1.folha.uol.com.br/folha/comida/ult10005u374889.shtml)

O ferro é um mineral necessário para o bom funcionamento do nosso organismo e está diretamente associado à função de:

a) Digestão de ácidos graxos.

b) Síntese de proteínas.

c) Combate a agentes invasores.

d) Transporte de oxigênio.

e) Absorção de glicose.

14. (UEL) A figura abaixo representa a estrutura renal de um néfron de mamífero. Os números indicam os processos básicos que ocorrem para a formação da urina.

14

(Adaptado de: SILVA JÚNIOR, C. da; SASSON, S. Biologia. São Paulo: Saraiva, 2007, p.350.)

Assinale a alternativa que contém a ordem sequencial dos números correspondentes aos processos indicados.

a) 1 – reabsorção passiva de água; 2 – secreção ativa de íons H+ e K+; 3 – reabsorção ativa de sais e glicose; 4 – filtração.

b) 1 – filtração; 2 – reabsorção ativa de sais e glicose; 3 – reabsorção passiva de água; 4 – secreção ativa de íons H+ e K+.

c) 1 – filtração; 2 – reabsorção passiva de água; 3 – secreção ativa de íons H+ e K+; 4 – reabsorção ativa de sais e glicose.

d) 1 – reabsorção passiva de água; 2 – reabsorção ativa de sais e glicose; 3 – filtração; 4 – secreção ativa de íons H+ e K+.

e) 1 – reabsorção ativa de sais e glicose; 2 – filtração; 3 – reabsorção ativa de água; 4 – secreção ativa de íons H+ e K+.

15. (FATEC-SP) A diabetes é uma doença caracterizada por um distúrbio no metabolismo do organismo chamado de hiperglicemia, que ocorre quando a taxa de glicose no sangue fica muito alta, o que pode trazer várias complicações à nossa saúde. A maior preocupação é com os jovens, pois a alimentação desequilibrada é um dos fatores que faz com que a doença se manifeste cada vez mais cedo.

Sobre esse assunto, pode-se afirmar corretamente que:

a) A diabetes ocorre quando o pâncreas não produz a enzima amilase, que atua na digestão dos carboidratos.

b) O fígado e o pâncreas possuem regiões endócrinas que produzem hormônios relacionados com o metabolismo da glicose.

c) O hormônio glucagon, produzido pelo pâncreas, é essencial para que ocorra a redução do nível de glicose no sangue.

d) O hormônio insulina promove a passagem da glicose do sangue para as células, nas quais ela é utilizada ou armazenada.

e) Os tipos de diabetes conhecidos são consequência dos hábitos sedentários, da obesidade e da alimentação inadequada.

16. (UCPel) O gráfico (hipotético) abaixo compara a velocidade de reação entre proteínas e água, resultando em peptídeos, na ausência (A) e presença (B) de proteases.

16

As enzimas que realizam esse processo no sistema digestório humano e o local de síntese são:

a) Amilase, produzida pelo pâncreas e tripsina, produzida pelo intestino grosso.

b) Pepsina, produzida pelo fígado e lipase, produzida pelo pâncreas.

c) Amilase, produzida pelo intestino grosso e tripsina, produzida pelo estômago.

d) Lipase, produzida pelo pâncreas e amilase, produzida pelas glândulas da parede do estômago.

e) Pepsina, produzida pelas glândulas da parede do estômago e tripsina, produzida pelo pâncreas.

17. (UFAL) Há cerca de um milhão de néfrons em cada rim. A filtragem do plasma sanguíneo ocorre nos glomérulos dos néfrons, cada um envolvido por uma cápsula de Bowman. O filtrado glomerular contém várias substâncias, exceto:

a) Água.

b) Sais.

c) Glicose.

d) Proteína.

e) Aminoácidos.

18. (UESPI) A reação do corpo humano aos estímulos ambientais provoca respostas voluntárias e involuntárias em grande velocidade. Considere a condução do impulso nervoso, ilustrado abaixo e, a seguir, analise as afirmações feitas.

18

1. O estímulo do neurônio produz alterações elétricas que o percorrem dos dendritos (A) para as terminações do axônio (B), o qual é recoberto por fibras mielinizadas (C).

2. No neurônio em repouso, a superfície interna da membrana plasmática está eletricamente negativa em relação ao exterior.

3. Mudanças temporárias na permeabilidade da membrana citoplasmática aos íons sódio e potássio são responsáveis pelo potencial de ação durante o impulso nervoso.

Está(ão) correta(s):

a) 1 e 2, apenas.

b) 1 e 3, apenas.

c) 1, 2 e 3.

d) 2 e 3, apenas.

e) 2, apenas.

19. (FAVIP) Os músculos possuem diferentes funções no organismo humano, com anatomia que varia de acordo com a função. Assim, considere os três tipos de tecidos musculares abaixo e aponte a alternativa correta.

19

a) O tecido muscular esquelético (1), geralmente associado aos ossos, provoca movimentos voluntários.

b) O tecido muscular cardíaco (2) é exclusivo do coração.

c) O tecido muscular liso (3) é encontrado dentro de órgãos e realiza movimentos involuntários.

d) Somente os tecidos estriados esqueléticos (1) e os cardíacos (3) são contráteis.

e) O exercício físico provoca hipertrofia dos tecidos musculares lisos (2).

20. (PUC-RIO) Em junho de 2010, foi encontrado, em uma represa, o corpo de uma advogada desaparecida no mês anterior. Apesar de passado tanto tempo, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) mostrou que a vítima, apesar de atingida por um tiro, teve o afogamento como causa de sua da morte.

               http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/laudo-da-causa-damorte-de-mercia-nakashima-ajuda-defesa-deex- namorado-diz-advogado-20100721.html

Qual a evidência que os peritos devem ter encontrado para que pudessem afirmar o motivo da morte?

a) O sangue das artérias pulmonares da vítima estava coagulado.

b) Os alvéolos pulmonares da vítima estavam cheios de bolhas de ar.

c) Os fluidos corporais da vítima apresentavam traços químicos da água do lago.

d) O pulmão da vítima tinha água doce com características da água do lago.

e) O pH do sangue estava ácido em conseqüência do acúmulo de ácido carbônico.

21. (UEPG) Quanto ao sistema cardiovascular humano, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O sistema vascular sanguíneo possui o coração como órgão central da circulação. Ele impulsiona o sangue para as artérias, que se ramificam nas arteríolas, e depois em capilares que conduzem o sangue entre as células dos tecidos.

1  1 – Como as artérias possuem musculatura lisa pouco desenvolvida, o refluxo do sangue é impedido por suas válvulas.

2  2 – Os capilares deixam alimento e oxigênio nos tecidos e recolhem deles os resíduos metabólicos, como o gás carbônico. Os capilares venosos se reúnem em vênulas, que se reúnem em vasos cada vez mais calibrosos, as veias, que chegam ao coração, trazendo sangue de todas as partes do corpo.

3  3 – O sistema vascular linfático é formado por capilares muito finos que possuem fundo cego nos interstícios dos tecidos. Eles drenam o fluido intercelular denominado linfa. Esses capilares reúnem-se em vasos de calibre cada vez maior que desembocam nos ductos linfáticos.

4  4 – Os linfonodos, encontrados nos trajetos dos ductos linfáticos, filtram a linfa, retirando dela agentes que possam ser nocivos ao organismo. Além dos linfonodos, o baço, o timo, as tonsilas (amígdalas), as adenoides e parte da medula óssea também participam do sistema linfático, filtrando a linfa.

22.  (FCM-PB) O atleta Roberto ao participar de uma corrida de 1800m, teve um desmaio após percorrer 1000m em consequência do déficit de oxigenação em seu cérebro. Conhecendo-se que as células musculares conseguem obter energia por meio da respiração aeróbica ou mesmo da fermentação, acredita-se que nas células musculares de Roberto ocorreu acúmulo de:

a) Monóxido de carbono.

b) Ácido lático.

c) Glicogênio.

d) Etanol.

e) Glicose.

23. (IFCE) O córtex dos lobos cerebrais é o local de controle das atividades vitais – sensoriais e motoras – do nosso organismo. A este respeito, relacione, corretamente, as duas colunas.

1. Controle das emoções e da agressividade.

2. Visão.

3. Informações sensoriais relacionadas a calor, frio, pressão e toque.

4. Audição.

5. Memória, fala, aprendizagem, linguagem, comportamento e personalidade.

(  ) Occipital.

(  ) Frontal.

(  ) Parietal.

(  ) Vários lobos.

(  ) Temporal.

A sequência corretaé:

a) 1, 2, 3, 4, 5.

b) 2, 1, 3, 5, 4.

c) 3, 21, 5, 4.

d) 4, 3, 2, 1, 5.

e) 2, 3, 4, 5, 1.

24. (UFU) Durante uma corrida, um atleta sofreu uma lesão na musculatura esquelética. Com relação ao reparo deste tecido, assinale a alternativa correta.

a) A musculatura esquelética tem capacidade limitada de regeneração, que depende da participação de células satélites.

b) A musculatura esquelética tem capacidade limitada de regeneração e a mitose das fibras musculares preexistentes permite a regeneração deste tecido.

c) A musculatura esquelética tem alta capacidade de regeneração, que depende da proliferação de células do tecido conjuntivo que envolve as fibras musculares esqueléticas.

d) A musculatura esquelética não possui nenhuma capacidade de regeneração e em toda lesão deste tecido ocorre a formação de uma cicatriz.

25. (CEFET-MG) A ilustração abaixo mostra os principais órgãos do sistema respiratório humano.

25

   Disponivel em: <http://www.mundoeducacao.com.br/biologia/sistema-respiratorio&gt;. Acesso em 08 out. 2010.

Os fumantes causam maiores danos as suas vias e superfícies respiratórias, devido a introdução de partículas de tabaco e substâncias como a nicotina em concentrações maiores do que as existentes no ar. Essas substâncias paralisam os cílios, estruturas cuja origem e a organela ________, localizada nas traqueias e brônquios, indicadas na figura pelos números ________. A alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas é:

a) centríolo, 2 e 4.

b) lisossomo, 3 e 5.

c) ribossomo, 1 e 5.

d) mitocôndria, 3 e 4.

e) peroxissomo, 1 e 2.

26. (UFV) Observe o esquema com as indicações (I a VI), relacionadas com o tecido muscular:

26

Assinale a alternativa que apresenta duas indicações incorretas:

a) I – miofibrila e V – banda A.

b) II – sarcômero e VI – zona H.

c) III – zona H e IV – banda I.

d) VI – linha Z e I – fibra muscular.

27. (F. O. Lins-SP) As funções desempenhadas pelos órgãos do nosso corpo devem ser realizadas harmoniosamente. Para que isso ocorra, existem os chamados sistemas integradores, responsáveis pela coordenação de todas as atividades. Tais sistemas são:

a) Circulatório e excretor.

b) Endócrino e nervoso.

c) Nervoso e respiratório.

d) Endócrino e circulatório.

e) Circulatório e respiratório.

28. (UFOP) O esquema abaixo ilustra as diferentes regiões que compõem o néfron. Cada número representa uma dessas regiões. Assinale a alternativa em que se associam corretamente regiões do néfron e suas principais funções.

28

a) 1 = reabsorção de substâncias úteis; 3 = reabsorção de água; 5 = reabsorção de água.

b) 2 = filtração glomerular; 3 = reabsorção de água; 4 = eliminação ativa de compostos indesejáveis.

c) 1 = filtração glomerular; 2 = reabsorção ativa de substâncias úteis; 5 = reabsorção de água.

d) 1 = filtração glomerular; 2 = eliminação ativa de compostos indesejáveis; 4 = reabsorção ativa de substâncias úteis.

29. (FUVEST) Cada uma das curvas do gráfico abaixo mostra a correlação entre a temperatura corporal de um vertebrado (A e B) e a temperatura ambiente.

29

Os animais A e B podem ser, respectivamente:

a) Coelho e lagarto.

b) Sapo e jacaré.

c) Tartaruga e galinha.

d) Pombo e cavalo.

e) Lagartixa e gato.

30. (FGV) Alguns rapazes cometeram a imprudência de dirigir logo depois de terem tomado várias cervejas. Durante o percurso, suspeitaram que, um pouco mais à frente, no posto rodoviário, poderia estar sendo realizado o teste do bafômetro. Nesse teste, o motorista deve soprar o ar em um aparelho que irá detectar a presença e a quantidade de álcool ingerida. Com o intuito de mascarar o teste e despistar os policiais, os rapazes lavaram a boca, beberam água e chuparam várias balas de hortelã. Parados no posto rodoviário e feito o teste do bafômetro, este deu resultado:

a) Negativo. O álcool é rapidamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. Só pode ser detectado a partir de gotículas da bebida que permanecem na mucosa da boca. A água e os elementos aromáticos da bala mascaram a detecção pelo aparelho.

b) Negativo. O álcool é lentamente absorvido pelas paredes digestórias, sem sofrer digestão. Alcança a corrente sanguínea, é totalmente metabolizado pelo fígado e eliminado pelos rins. A água bebida pelos rapazes acelera a eliminação do álcool pela urina, e os elementos aromáticos da bala mascaram o odor da bebida.

c) Positivo. O álcool é lentamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. O álcool ainda presente no estômago libera vapores que são expelidos pela boca junto com o ar soprado no aparelho.

d) Positivo. O álcool é rapidamente digerido e absorvido pelas paredes digestórias. Alcança a corrente sanguínea e chega aos demais tecidos do corpo, inclusive mucosas bucais. Moléculas de álcool nas mucosas são detectadas pelo aparelho.

e) Positivo. O álcool é rapidamente absorvido pelas paredes digestórias, sem sofrer digestão. Alcança a corrente sanguínea e chega rapidamente aos demais tecidos do corpo, inclusive pulmão. Moléculas de álcool nos alvéolos são liberadas junto com o ar soprado no aparelho.

31. (UEM) No que se refere à estrutura da fibra muscular estriada esquelética, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – As fibras musculares estriadas esqueléticas se formam durante o desenvolvimento embrionário a partir de células precursoras denominadas mioblastos.

1  1 – Uma fibra muscular estriada esquelética apresenta um padrão bem definido de faixas (ou estrias) transversais claras e escuras alternadas, decorrente do arranjo peculiar das proteínas actina e miosina nas miofibrilas.

2  2 – Cada fibra muscular estriada esquelética é revestida por um envoltório, o sincício.

3  3 – Os músculos de cor avermelhada têm essa coloração devido à presença da fibroxantina, uma proteína sintetizada pelo perimísio.

4  4 – Os vasos sanguíneos nutrem e oxigenam as fibras e removem dos espaços entre elas o gás carbônico e as excreções geradas no metabolismo celular.

32. (FUVEST) Todos sabem que o cavalo tem transpiração abundante; que o cão toma fôlego quando cansado, com a língua pendendo para fora da boca; que o porco deita na lama e depois se seca ao ar. Esses mecanismos:

a) Diminuem a temperatura do animal.

b) Destinam-se a “produzir” mais energia.

c) Melhoram a respiração do animal.

d) Favorecem a excreção do animal.

e) Não têm relação entre si.

33. (FUVEST) O gráfico abaixo representa duas curvas que indicam o que acontece com o metabolismo de animais: uma para animais que mantém constante a temperatura do corpo e outra para animais cuja temperatura do corpo é igual à do ambiente.

33

Que animais têm curvas do tipo Y?

a) Camundongo, canário e rã.

b) Caranguejo, lula e pescada.

c) Elefante, baleia e avestruz.

d) Gaivota, pescada e jacaré.

e) Baleia, tubarão e pescada.

34. (UECE) “Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP constatou que crianças que sofrem dores de cabeça com frequência apresentam mais problemas de comportamento, como retraimento, reação emocional e agressividade, quando comparadas a um grupo de crianças sem essas queixas. De acordo com a pesquisa, estas crianças também apresentam reação de desconforto em relação à intensidade de som, luz e movimento, que podem aparecer nos primeiros meses de vida, sendo um importante potencial indicador de dor de cabeça em fases posteriores do desenvolvimento.”

(Disponível em: http://www.diariodopara.com.br/ N-87478- DOR+DE+CABECA+PODE+AFETAR+ COMPORTAMENTO+DA+CRIANCA.html).

A dor de cabeça queixa frequente nos dias atuais, ocorre quando:

a) Crianças em fase de desenvolvimento apresentam dificuldade de respiração, seguida de diminuição da pressão arterial.

b) Há o depósito de gordura nas artérias, como resultado de uma alimentação inadequada.

c) Um desequilíbrio metabólico produz substâncias tóxicas que se depositam na corrente sanguínea e provocam o aumento da pressão arterial.

d) Os vasos sanguíneos cerebrais ficam dilatados e pressionam os nervos.

35. (UFU) Durante a realização de atividade física, é natural que ocorra um aumento da pressão arterial. Esse aumento fisiológico difere do quadro de hipertensão durante atividades cotidianas e até quando se está em repouso. Por ser um quadro patológico e de evolução silenciosa, merece atenção e correta interpretação. Considerando uma pressão arterial de 120 mm Hg por 80 mmHg, assinale a alternativa correta.

a) No momento da sístole ventricular, a força que o sangue exerce na parede do vaso para passar pela área (artéria) comprimida (obliterada), como resultado do enchimento da bolsa de ar inflável que envolve o braço, é de 120 mmHg, representado no manômetro.

b) No momento da sístole atrial, a força que o sangue exerce na parede do vaso para passar pela área (artéria) comprimida (obliterada), como resultado do enchimento da bolsa de ar inflável que envolve o braço, é superior a 120 mmHg.

c) A bolsa de ar inflável que comprime o braço, quando exerce uma pressão acima de 120 mmHg, já permite um fluxo de sangue durante a diástole.

d) A bolsa de ar inflável que comprime o braço, quando exerce uma pressão abaixo de 80 mmHg, não permite um fluxo de sangue durante a sístole atrial.

36. (UFLA) O sistema endócrino apresenta importante função na manutenção da taxa normal de cálcio no sangue. Marque a alternativa que indique corretamente a resposta endócrina do organismo a uma baixa concentração de cálcio no sangue:

a) Síntese de glucagon para estimular absorção de cálcio no intestino.

b) Inibição do hormônio antidiurético para reabsorver cálcio nos rins em maior quantidade.

c) Produção de paratormônio para estimular o tecido ósseo a disponibilizar cálcio para o sangue.

d) Maior produção de calcitonina para estimular a deposição de cálcio nos ossos.

37. (MACK) Aprender a nadar envolve, além de coordenação motora, o controle do ritmo respiratório. A respeito desse controle, considere as afirmações:

I. A alteração no ritmo respiratório é provocada principalmente pela diminuição da quantidade de oxigênio no sangue.

II. Receptores presentes na parede de vasos sanguíneos percebem alterações no pH sanguíneo e transmitem essas informações para o bulbo, que é o responsável pelo controle desse ritmo.

III. Esse controle é feito de forma voluntária pelo sistema nervoso central.

Assinale:

a) Se todas forem corretas.

b) Se somente a II for correta.

c) Se somente II e III forem corretas.

d) Se somente I e III forem corretas.

e) Se somente III for correta.

38. (UERJ) Uricotélicos são animais que excretam nitrogênio através de sua incorporação em ácido úrico, substância pouco solúvel em água. Já os mamíferos excretam o nitrogênio sob a forma de ureia, composto muito solúvel em água. Considere a hipótese de que, em algum momento do futuro da Terra, a água se torne progressivamente escassa. No gráfico abaixo, as curvas representam as taxas de crescimento populacional de diversos grupos animais em função da crescente dificuldade de obtenção de água.

38

Com base no conceito de seleção natural, a curva que poderia representar os animais uricotélicos é a identificada por:

a) P.

b) Q.

c) R.

d) S.

39. (UNIMONTES) O organismo humano tem a capacidade de manter suas funções constantes dentro de certos limites. Essa capacidade de manter esse equilíbrio é denominada homeostase. A figura a seguir ilustra a regulação do ritmo respiratório, que é um exemplo de homeostase. Observe-a.

39

Considerando a figura e o assunto abordado, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa incorreta.

a) A diminuição da concentração de CO2 no sangue inibe o centro respiratório.

b) O tipo de feedback representado é positivo, pois a correção funcional se faz no mesmo sentido.

c) O aumento da concentração de CO2 aumenta o ritmo de contrações no diafragma.

d) O centro respiratório está localizado no bulbo.

40. (UNICENTRO) A disponibilização de informações adequadas e compreensíveis nas embalagens dos alimentos sobre o conteúdo nutricional, que não levem o consumidor a erro, pode contribuir para a promoção da saúde e a redução do risco de doenças relacionadas à alimentação e à nutrição, conforme descreve a Estratégia Globalem Alimentação Saudável, Atividade Física e Saúde, aprovada na 57a Assembléia da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 22 de maio de 2004. Cento e quatro países membros da OMS, inclusive o Brasil, foram signatários dessa estratégia. Alguns desses países possuem legislações que preveem a rotulagem nutricional obrigatória, bem como normatizam outros aspectos acerca da comercialização dos alimentos. (COUTINHO & RECINE, 2007).

Quando a embalagem de um alimento expõe que a sua composição é rica em proteínas, significa que, durante o processo de digestão desse alimento, o composto orgânico em questão será substrato para a ação de enzimas digestórias específicas, encontradas na composição de secreções que atuam em diferentes órgãos do sistema digestório. Considerando-se as informações, é correto afirmar que a digestão das proteínas:

a) Tem início na boca, por ação da enzima ptialina, presente na saliva, e continua no estômago, através da ação da enzima renina.

b) Ocorre no intestino delgado através da ação da enzima tripsina, que promove o rompimento de ligações peptídicas e formação de oligopeptídeos.

c) Acontece exclusivamente no estômago, através da ação do suco gástrico formado a partir das enzimas pepsina, tripsina e amilopsina.

d) Ocorre apenas no estágio final da digestão, por ação do suco entérico liberado no intestino grosso.

e) Depende da ação de enzimas que também participam da digestão de lipídios e polissacarídeos

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

D

B

A

A

E

B

B

A

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FFVVV

A

D

B

D

E

D

C

A

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VFVVV

B

B

A

A

C

B

C

A

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

VVFFV

A

B

D

A

C

B

D

B

B

 

Publicado por: Djalma Santos | 30 de julho de 2011

Testes de biotecnologia (4/5)

01. (UECE) Com relação aos produtos transgênicos, é correto afirmar que:

a) São organismos que possuem parte de sua informação genética proveniente de outro ser vivo.

b) Encontram-se representados por seres vivos que durante o processo de alimentação incorporam material genético dos organismos ingeridos.

c) São produtos indicados para pessoas com excesso de peso, pois apresentam número reduzido de calorias.

d) Devem ser evitados uma vez que, por apresentarem composição química modificada, não são produtos biodegradáveis.

02. (UEPG) A respeito de organismos geneticamente modificados ou transgênicos, assinale o que for correto.

I    II

0  0 – Os organismos transgênicos contêm muitos conservantes, o que impede a sua rápida deterioração.

1  1 – Podem ser feitas alterações mediante a introdução de DNA de indivíduos de uma espécieem outra. Amolécula de DNA associada ao novo trecho inserido é denominada DNA recombinante.

2  2 – Já existem formas transgênicas de todas as plantas.

3  3 – As características fenotípicas dos organismos transgênicos se alteram ao longo do seu ciclo vital.

4 4 – A utilização de enzimas DNA ligases permite manipular indivíduos geneticamente, alterando suas moléculas de DNA.

03. (UFC) Qualquer célula vegetal viva, que possua núcleo, adequadamente manipulada, poderá originar embriões, semelhantes aos embriões zigóticos, denominados de embriões somáticos. Dentre as várias possibilidades de utilização desses embriões somáticos está a produção de sementes artificiais. A técnica consiste na produção de cápsulas de gelatina que contenham o embrião e um hidrogel com substâncias orgânicas e inorgânicas. A principal função desse hidrogel seria:

a) Induzir mutações e inibir a germinação daquelas plantas com características indesejáveis.

b) Possibilitar a formação de um embrião com estrutura bipolar, ou seja, com parte aérea e raiz.

c) Hidratar o embrião somático, simulando as condições reais de umidade elevada de uma semente verdadeira.

d) Evitar que as plantas oriundas de embriões transgênicos polinizem outras plantas no ambiente onde as sementes serão lançadas.

e) Compensar a ausência de reservas nutritivas, que são acumuladas nos processos normais de desenvolvimento das sementes.

04. (UECE) Um dos assuntos polêmicos da atualidade é a produção de alimentos transgênicos como resultado da interferência humana na natureza. Sobre o referido tema podemos afirmar, corretamente, que:

a) A modificação de organismos através de técnicas de engenharia genética consiste na transferência de genes de uma espécie para outra.

b) Através das técnicas de engenharia genética os cientistas têm como único objetivo a criação de novas espécies que possam substituir as espécies, atualmente, comercializadas.

c) Organismos geneticamente modificados não podem transmitir os genes incorporados à sua prole.

d) A principal função da engenharia genética é a produção de transgênicos através da seleção e aprimoramento das espécies a partir do cruzamento entre organismos modificados.

05. (PUC-CAMPINAS)A identificação de genes responsáveis por diversas doenças, como a diabetes, por exemplo, pode possibilitar, no futuro, o uso da terapia gênica. Essa técnica tem por objetivo “corrigir o efeito da mutação”

a) Induzindo mutações nos genes responsáveis pela doença.

b) Inserindo cópias extras do alelo mutado.

c) Substituindo o alelo mutado ou adicionando uma cópia correta do alelo.

d) Produzindo proteínas funcionais em organismos de outra espécie.

e) Inibindo a expressão do gene mutado nas células secretoras da proteína.

06. (UFRGS) A associação entre bactérias e plantas é um fenômeno que permite, em última análise, a entrada do nitrogênio nos sistemas eucariontes, na forma de compostos nitrogenados. Isso é possível porque as bactérias fixam o nitrogênio, e os vegetais apresentam enzimas que usam esse nitrogênio para gerar um aminoácido chamado glutamato. Este, por transaminação dos grupamentos nitrogenados para cadeias carbonadas, produz outros aminoácidos. Se quiséssemos gerar uma planta que fosse ela mesma capaz de fixar o nitrogênio inorgânico e sintetizar compostos nitrogenados permanentemente sem a presença da bactéria, deveríamos agir de que maneira?

a) Inserir nas células das raízes das plantas os RNAs transportadores presentes nas bactérias e responsáveis pelo processo de fixação de nitrogênio.

b) Inserir nas células das raízes das plantas os genes responsáveis pelo processo de fixação de nitrogênio, presentes nas bactérias.

c) Inserir nas células das raízes das plantas os RNAs mensageiros, responsáveis por codificar as enzimas nas bactérias.

d) Inserir nas células das raízes das plantas as enzimas responsáveis pelo processo de fixação do nitrogênio nas bactérias.

e) Inserir nas células das raízes das plantas os RNAs ribossômicos, responsáveis pelo processo de fixação do nitrogênio nas bactérias.

07. (COVEST) Na Inglaterra, foram produzidas ovelhas com o gene humano responsável pela codificação de certa proteína, cuja ausência, no homem, causa deficiência hepática e suscetibilidade ao enfisema pulmonar. Essa proteína, quando obtida a partir do leite produzido por essas ovelhas, tem custo bem inferior à obtida a partir do sangue de pessoas normais, que é o processo usualmente utilizado, mas tem a mesma eficácia terapêutica para o tratamento de pessoas com a referida deficiência. As ovelhas assim produzidas são consideradas organismos:

a) Superdominantes.

b) Mutantes naturais.

c) Transgênicos.

d) Clones.

e) Translocados.

08. (PUC-SP) Encontram-se a seguir um esquema do embrião humano com aproximadamente 5 dias e um trecho sobre clonagem:

08

A clonagem terapêutica oferece a possibilidade de repor tecidos perdidos por acidente ou pelo passar dos anos e de tratar doenças neuromusculares, infartos, derrames cerebrais, Alzheimer e outras demências, cegueira, câncer e muitas outras.

  (VARELLA, Drauzio. “Clonagem Humana”. Folha de S. Paulo. 1 de maio de 2004)

Na clonagem terapêutica são utilizadas células-tronco, indicadas no esquema pelo número:

a) 1, capazes de se diferenciar em vários tipos de células.

b) 2, capazes de se diferenciar em vários tipos de células.

c) 1, com objetivo de gerar um novo ser.

d) 2, com o objetivo de gerar um novo ser.

e) 1, que têm capacidade limitada de diferenciação.

09. Qual das características a seguir é indesejável nos vetores de clonagem?

a) Fácil isolamento.

b) Controlar a sua própria replicação.

c) Pequena dimensão.

d) Elevado número de cópias.

e) Vulneráveis em vários locais e uma enzima de restrição.

10. (PUC-SP) Em um experimento de Engenharia Genética, alguns pesquisadores introduziram em células bacterianas uma sequência de DNA ativo, responsável pela produção de insulina humana. A síntese desse hormônio proteico no interior das bactérias é:

a) Possível, pois, excetuando-se a referida sequência de DNA, as bactérias apresentam os componentes necessários à síntese de proteínas.

b) Possível, se além do referido gene forem introduzidos ribossomos, componentes celulares ausentes em bactérias.

c) Impossível, pois o RNAm correspondente à insulina não seria transcrito.

d) Impossível, pois as bactérias não apresentam enzimas capazes de promover as ligações peptídicas encontradas na insulina.

e) Impossível, pois o DNA bacteriano seria destruído pelo DNA humano e as células perderiam a atividade.

11. (CESGRANRIO) “MEDICINA DO FUTURO RECRUTA VÍRUS “BONZINHOS” PARA VENCER CÂNCER E AIDS ATRAVÉS DE BATALHAS GENÉTICAS.” Utilizando vírus inofensivos como vetores de genes, cientistas estão colocando, nas células dos pacientes, o material genético que os médicos desejam.

                                       (Folha de São Paulo-dez/92).

Tal técnica é possível, pois, na célula hospedeira, o DNA do vírus:

a) Inativa as diferentes funções vitais.

b) Comanda a produção de proteínas.

c) Inibe a respiração celular.

d) Induz uma mensagem deletéria.

e) Estimula a duplicação do DNA celular.

12. (COVEST) A biotecnologia, embora praticada desde a antiguidade, ganhou, na atualidade, um grande impulso, ao abranger técnicas de manipulação genética, trazendo ótimas perspectivas tanto ao conhecimento científico quanto à sua aplicabilidade. Com relação a esse assunto, analise as proposições seguintes.

I    II

0  0 – Enzimas de restrição são produzidas por bactérias e fazem parte dos mecanismos de defesa desses organismos contra vírus; um DNA viral pode ser reduzido a pedaços e, assim, ser impedida a reprodução do vírus nas bactérias.

1  1 – As enzimas de restrição cortam a molécula de DNA em sítios-alvo específicos, resultando em fragmentos cujas “pontas” mostram-se apropriadas à inserção deles a um vetor cortado pela mesma enzima.

2   2 – Algumas bactérias possuem, além do “cromossomo”, moléculas menores e circulares de DNA, denominadas plasmídios, os quais são utilizáveis como vetores para o DNA que se quer transferir.

3  3 – A introdução de um fragmento de DNA exógeno, numa molécula de DNA de um organismo manipulado geneticamente, resultaem um DNArecombinante. A construção de um genótipo específico, pela adição de DNA exógeno, pode ter grande importância científica e comercial.

4  4 – Se um DNA recombinante é introduzido numa bactéria, as moléculas recombinantes podem ser multiplicadas, processo conhecido por clonagem gênica ou clonagem de DNA.

13. (PUC-PR) Em revistas e em jornais, são constantes e cada vez mais frequentes os noticiários sobre o uso de tecnologia transgênica com fim de obter proteínas de ação farmacológica ou mesmo proteínas terapêuticas humanas. A técnica de obtenção de organismos transgênicos produtores de proteínas humanas consiste em:

a) Remover artificialmente alguns nucleotídeos de uma molécula de DNA, alterando assim o código genético do organismo.

b) Retornar uma célula diferenciada ao estágio de indiferenciada, que gera um novo organismo por multiplicação.

c) Induzir célula somática, que porta a totalidade do genoma, a reativar os seus genes e gerar um novo ser.

d) Introdução de um ou mais genes interessantes de uma espécie em célula hospedeira, de maneira a integrar o material genético.

e) Métodos biotecnológicos de cruzamentos seletivos para obtenção de novas espécies.

14. (UFU) Na medicina moderna, drogas conhecidas como antissenso têm sido utilizadas com sucesso no bloqueio da expressão de genes indesejáveis. Essas drogas são, na realidade, sequências de nucleotídeos de RNA que têm complementaridade de bases com o RNAm. Esses nucleotídeos (antissenso), ligam-se ao RNAm, no citoplasma, impedindo a expressão gênica. Baseando-se na afirmativa anterior, marque a sequência correta da droga antisenso, para o seguinte gênico hipotético: ATATGCAGCAGTATG.

a) AUAUGCAGCAGUAUG.

b) ATATGCAGCAGTATG.

c) TATACGTCGTCATAC.

d) UAUACGUCGUCAUAC.

e) TATACGUGCUCATAC.

15. (UFCE) O seguinte experimento de clonagem foi realizado com uma planta herbácea. Uma pequena porção da folha foi colocada em tubo de ensaio, contendo meio de cultura apropriado e hormônios vegetais. Após um período de incubação, desenvolveu-se uma nova planta completa, com raiz, caule e folhas. Esse experimento confirma que:

a) A diferenciação celular ocorre sem regulação gênica.

b) Só ocorre diferenciação celular em células diploides.

c) O meio não influi sobre a diferenciação celular.

d) Células somáticas podem sofrer desdiferenciação.

e) A diferenciação celular é totalmente irreversível.

16. (UFMG) Analise estas figuras:

16

Considerando-se os processos de imunização representados, é incorreto afirmar que:

a) Os anticorpos são produzidos tanto em I quanto em II.

b) O código genético do patógeno é igual ao do camundongo.

c) O antígeno do patógeno é produzido pelo camundongo em I.

d) O mRNA do antígeno do patógeno é traduzido em II.

17. (UNESP) O filme GATTACA, direção de Andrew Niccol, EUA, 1997, apresenta uma sociedade na qual os indivíduos são identificados pelo seu DNA. Os personagens da estória não usam documento ou crachás para identificação e acesso a prédios e repartições; apenas encostam a ponta do dedo em um equipamento que recolhe uma gota de sangue e a identificação é feita com um teste de DNA. Na vida real e cotidiana, já se utilizam equipamentos para identificação que dispensam a apresentação dos documentos. Em portaria de alguns clubes, por exemplo, um aparelho acoplado ao computador faz a leitura de nossas impressões digitais, dispensando a apresentação da “carteirinha”. Considerando-se dois irmãos gêmeos e a eficácia dos dois equipamentos citados em diferenciá-los, indique a alternativa correta:

a) Ambos os equipamentos poderão diferenciá-los, mesmo que os irmãos sejam gêmeos monozigóticos.

b) Os equipamentos só poderão diferenciá-los se os irmãos forem gêmeos dizigóticos.

c) Se os irmãos forem gêmeos monozigóticos, apenas o equipamento do filme poderá diferenciá-los.

d) Se os irmãos forem gêmeos monozigóticos, apenas o equipamento do clube poderá diferenciá-los.

e) Nenhum dos equipamentos poderá diferenciá-los quer os irmãos sejam gêmeos dizigóticos ou monozigóticos.

18. (PUCCAMP) Os alimentos geneticamente modificados são uma realidade cotidiana. Há grãos transgênicos usados no preparo de bolachas, cereais, óleo de soja, pães, massas, maionese, mostarda e papinhas para crianças.

          (“Veja”, ed. 1886, ano 36. n. 43. São Paulo: Abril. p. 100)

Foram feitas as seguintes afirmações sobre organismos geneticamente modificados:

I. Um transgênico possui em seu genoma um ou mais genes provenientes de outra espécie.

II. É possível que haja polinização entre uma planta transgênica com outras de uma mesma espécie, não transgênicas.

III. O processo de inserção de genes de uma espécie em outra é realizado com a ajuda de enzimas de restrição.

Está correto o que se afirma em:

a) I, somente.

b) II, somente.

c) I e II, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

19. (UFPI) A Biotecnologia é a utilização de células microbianas, plantas e animais para produzir materiais úteis às pessoas. Esses produtos incluem alimentos, remédios e químicos. A produção de insulina por bactérias em substituição a que era obtida dos pâncreas de vaca e de porco tornou possível o uso difundido do hormônio humano por diabéticos, devido ao uso das tecnologias do DNA recombinante em que:

a) O DNA de humanos foi introduzido na bactéria por meios mecânicos.

b) Um gene eucariótico da insulina foi inserido em bactéria por meio de vetores de expressão.

c) O RNA anti-senso e as ribozimas foram usados para expressar o gene da insulina em bactérias.

d) O gene da insulina presente na bactéria foi ativado por recombinação.

e) O uso da transcriptase reversa induziu a produção do gene da insulina na bactéria.

20. (UNIFOR) Considere os seguintes processos usados para obtenção de organismos:

I. Substituir o núcleo de um óvulo pelo núcleo de uma célula diploide do mesmo animal e implantar esse óvulo no útero do animal para que se desenvolva.

II. Obter estacas de um vegetal e plantá-las para que enraízem e formem novas plantas.

III. Semear os grãos de milho para obter novos pés da planta.

Constitui clonagem o que se faz somente em:

a) I.

b) II.

c) I e II.

d) II e III.

e) I, II e III.

21. (UNESP) Considere as cinco situações seguintes.

I. Formação de vários embriões a partir de um único zigoto.

II. O gameta feminino (óvulo) de certos animais se desenvolve formando um novo indivíduo, sem que tenha sido fecundado.

III. Óvulos distintos são fecundados por espermatozoides também distintos, originando zigotos igualmente distintos.

IV. Concepção de um organismo a partir da fusão de um óvulo não fecundado, do qual se retirou o núcleo celular, com o núcleo de uma célula somática retirada de um animal que se deseja copiar.

V. Uma muda de violeta formada a partir de uma única folha que tenha sido destacada de outra planta e plantada em solo úmido e bem-adubado.

Tomando-se como referência a definição genética de clone e considerando as situações descritas, podemos dizer que são processos de clonagem:

a) I, apenas.

b) I e II, apenas.

c) I, IV e V, apenas.

d) I, II, III e IV, apenas.

e) I, II, III, IV e V.

22. (UFPA) No século XIX, Schleiden e Schwann postularam que todos os organismos são constituídos por uma ou mais células. Posteriormente ficou comprovado que toda célula provém de outra preexistente e, consequentemente, todo ser vivo advém também de outro preexistente. Ainda nas últimas décadas essas teorias continuam sendo reafirmadas por fatos científicos como:

a) A clonagem da ovelha Dolly e a utilização de células-tronco na regeneração de tecidos e órgãos.

b) O Projeto Genoma Humano e o desenvolvimento da técnica de fertilização in vitro.

c) A descoberta do príon como causador da doença da vaca louca e a produção de organismos transgênicos.

d) O Projeto Genoma Humano e a utilização de células-tronco na regeneração de tecidos e órgãos.

e) A clonagem da ovelha Dolly e o domínio da técnica de transplante de órgãos.

23. (PUC-RJ) Dentre as opções a seguir, qual apresenta a afirmativa correta com relação aos elementos transgênicos?

a) Eles mudam suas características fenotípicas ao longo de seu ciclo de vida.

b) Eles possuem parte da informação genética de outro ser vivo.

c) Eles contêm muitos conservantes que impedem sua rápida deterioração.

d) Eles passam parte de seu genoma para o indivíduo que os ingere.

e) Eles possuem menos calorias que os naturais.

24. (UFC)                            LEIA O TEXTO A SEGUIR:

“Cientistas brasileiros e chineses publicaram recentemente a análise dos genes ativos (derivados do mRNA) das duas principais espécies do parasita Schistosoma (S. mansoni e S. japonicum). (…) Esses genes podem ser colocados em bactérias, para que eles produzam uma cópia da proteína do parasita. Essa proteína é então isolada da bactéria, purificada e inoculada  em cobaias. Posteriormente, as cobaias serão expostas ao Schistosoma vivo, quando se confirma se a vacina realmente ativou o sistema de defesa do organismo das cobaias.”

                    (Scientific American Brasil, Setembro de 2004)

Indique a alternativa correta acerca do tema abordado no texto.

NOME DO PROCESSO DE INTRODUÇÃO DE GENES DO PARASITA NAS BACTÉRIAS

ANTÍGENO DA VACINA ASSIM PRODUZIDA

a) Transgenia Proteína codificada nos genes inoculados
b) Conjugação Bactérias isoladas com os genes do Schistosoma
c) Clonagem mRNA isolado da bactéria modificada
d) Transgenia mRNA do Schistosoma  responsáveis pelos genes ativos
e) Colagem DNA do Schistosoma com os genes ativos

25. (UFG) Os avanços na área da biotecnologia permitiram melhores condições de assistência à saúde humana e animal, especialmente no que se refere à produção de antibióticos, vacinas, hormônios e outros insumos terapêuticos. Na fase laboratorial, o método de produção do hormônio do crescimento envolve diretamente:

a) O sequenciamento de DNA.

b) A clonagem de células.

c) O DNA recombinante.

d) A hibridização de DNA.

e) A sonda de DNA.

26. (FMJ) Alba é uma doce coelhinha branca, nasceu na Franca, em abril, e vive num centro de pesquisas em Jouy-em-Josas, Avignon. Branca? Não exatamente. Jogue-se uma luz azul sobre ela que ela fica verde. É fluorescente. A coelhinha é transgênica. Foi geneticamente modificada pela equipe do biólogo francês Louis-Marie Houbedine sob encomenda, recebendo um trecho de código genético de medusa que produz esse efeito. Por trás da encomenda está um professor da Escola do Art Institute of Chicago, EUA, o brasileiro Eduardo Kac. Com Alba, Kac quer levantar questões e incentivar o debate. Que é diferença? Que é linguagem?  A obra de arte, para ele, não é a coelhinha, mas a relação de sua família com ela. O nome, aliás, foi escolhido em conjunto com Ruth, sua mulher, e Miriam, sua filha. Excêntrico? Talvez. Polêmico com certeza. Alba foi proibida de deixar o centro de pesquisas. Alega-se que Kac não teria condições de criá-la. Kac, 38, é professor de Chicago, carioca, formado em comunicação pela PUC-Rio e cria do Instituto de Artes Visuais do Parque Lage – centro onde nasceu a Geração 80.

        (http://www.ekac.org/doria.html – acessado em 02/10/04)

Para a produção de Alba, foi necessário inserir o gene de medusa:

a) Nos gametas de Alba.

b) Em todas as células de Alba.

c) Nas células do pelo de Alba.

d) No zigoto que originou Alba.

e) Em cada célula da epiderme de Alba.

27. (PUC-SP) Em 1997, um grupo de pesquisadores divulgou ao mundo a ovelha Dolly, obtido por meio da técnica de clonagem. Esses pesquisadores retiraram o núcleo da célula de uma ovelha (A) e o implantaram num óvulo colhido de uma outra ovelha (B), do qual o núcleo fora previamente removido. Esse óvulo fora posteriormente implantado no útero de uma terceira ovelha (C), originando Dolly. A partir dos dados envolvidos no experimento realizado pelos pesquisadores, pode-se prever que Dolly apresente:

a) Constituição cromossômica da ovelha A e DNA mitocondrial da ovelha B.

b) Constituição cromossômica e DNA mitocondrial da ovelha A.

c) Constituição cromossômica e DNA mitocondrial da ovelha B.

d) Constituição cromossômica da ovelha A e DNA mitocondrial da ovelha C.

e) Constituição cromossômica e DNA mitocondrial correspondente a uma mistura das três ovelhas.

28. (PUC-MG) Numa determinada pesquisa científica, um vírus de resfriado, modificado geneticamente para invadir células cancerosas, foi capaz de eliminar tumores inoperáveisem camundongos. A preocupação, contudo, é que o vírus possa se espalhar e causar outros cânceres. Os pesquisadores usaram uma linhagem geneticamente alterada de um adenovírus, que causa resfriado comum. É o vírus favorito dos cientistas que trabalham com terapia gênica. Eles o enfraqueceram a ponto de torná-lo incapaz de infectar células saudáveis, então adicionaram a ele uma “chave genética” para penetrar nas células do tumor. É correto afirmar que a “chave genética” é:

a) Uma proteína inserida nos adenovírus que impede que eles causem resfriado.

b) Um gene determinante de proteína para a superfície do vírus.

c) Uma proteína tumoral produzida por gene implantado na superfície viral.

d) Uma proteína introduzida no núcleo viral e capaz de destruir o genoma de célula tumorais.

29. (FUVEST) Uma maneira de se obter um clone de ovelha é transferir o núcleo de uma célula somática de uma ovelha adulta A para um óvulo de uma outra ovelha B do qual foi previamente eliminado o núcleo. O embrião resultante é implantado no útero de uma terceira ovelha C, onde origina um novo indivíduo. Acerca do material genético desse novo indivíduo, pode-se afirmar que:

a) O DNA nuclear e o mitocondrial são iguais aos da ovelha A.

b) O DNA nuclear e o mitocondrial são iguais aos da ovelha B.

c) O DNA nuclear e o mitocondrial são iguais aos da ovelha C.

d) O DNA nuclear é igual ao da ovelha A, mas o DNA mitocondrial é igual ao da ovelha B.

e) O DNA nuclear é igual ao da ovelha A, mas o DNA mitocondrial é igual ao da ovelha C.

30. (PUC-CAMPINAS) Considere as afirmações abaixo referentes a um tipo de proteína, as enzimas de restrição, cuja utilização é fundamental na Engenharia Genética.

I. Enzimas de restrição são as ferramentas de corte para a construção de DNA recombinante em tubo de ensaio.

II. As enzimas de restrição podem ser encontradas no interior de qualquer célula viva.

III. Cada tipo de enzima de restrição reconhece e corta regiões do DNA com sequência específica de bases.

IV. As enzimas de restrição detectam na célula sequências que determinam as extremidades dos genes.

É correto o que se afirma somente em:

a) I e III.

b) II e IV.

c) I, II e III.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

31. (UFPI) A grande promessa para o tratamento de doenças graves, como problemas cardíacos, câncer, doenças auto-imunes e disfunções neurológicas, são os transplante de células-tronco. Sobre este tema, analise as afirmativas a seguir:

I. As células-tronco (ou primitivas) podem sofrer diferenciação, apresentando a capacidade de transformar-se em todo tipo celular, já que trazem dentro de si os comandos genéticos necessários para esta especialização.

II. As células do cordão umbilical são excelentes células-tronco, porém só podem ser usadas como tal, exclusivamente, no próprio doador.

III. Para os transplantes de células-tronco são necessárias, como matéria-prima, células de embriões no estágio da organogênese, quando os tecidos já estão completamente definidos.

IV. Mesmo após o desenvolvimento embrionário concluído, algumas células do corpo continuam como células-tronco, incrustadas em diversas regiões do organismo.

Indique a alternativa correta:

a) Somente I e IV são verdadeiras.

b) Somente I, II e III são verdadeiras.

c) Somente II, III e IV são verdadeiras.

d) Somente I e III são verdadeiras.

e) Somente II e III são verdadeiras.

32. (UPE) A biotecnologia e as pesquisas de células-tronco surgem como uma esperança no tratamento de doenças que não respondem às terapias tradicionais. Pacientes brasileiros já estão sendo beneficiados com sucesso, através do uso de células-tronco no combate a doenças cardiovasculares. Analise as afirmativas abaixo que apóiam cientificamente essa abordagem e conclua.

I    II

0  0 – As células-tronco capazes de originar qualquer tipo de célula do corpo são chamadas totipotentes.

1  1 – Apesar de todas as células derivarem de uma única célula-tronco, o zigoto, os tecidos do nosso organismo, como os que formam o coração, possuem funções específicas devido às diferenciações celulares.

2  2 – O coração surge, na fase de gástrula, de um grupo de células-tronco embrionárias a partir do folheto endoderma.

3 3 – Ao serem introduzidas células-tronco no coração, passamos a ter um caso de órgão transgênico.

4  4 – As células musculares cardíacas são envolvidas externa e internamente por uma camada de tecido conjuntivo, denominada, respectivamente, de epimísio e de perimísio, e que consiste em fonte de células-tronco embrionárias para o coração.

33. (UFF) Ao se injetar o núcleo de uma célula diferenciada de uma rã em um ovo de outra rã, não fertilizado e cujo núcleo tenha sido removido, ocorrerá:

a) A morte da célula ovo, uma vez que o núcleo injetado proveniente da célula diferenciada contém DNA cuja composição de bases nitrogenadas é diferente da célula ovo.

b) A morte da célula ovo, uma vez que o núcleo injetado não contém determinados genes, removidos durante a diferenciação.

c) A formação de um clone de células não diferenciadas, uma vez que o núcleo injetado não possui alguns genes, removidos durante a diferenciação.

d) A formação de um girino normal a partir do ovo, uma vez que o núcleo injetado contém toda a informação (DNA) necessária à formação do girino.

e) A expulsão do núcleo injetado por meio de exocitose realizada pela célula-ovo.

34. (PUC-SP) A tira de quadrinhos a seguir faz referência à manipulação de genes em laboratório.

34

Se esse tipo de experimento realmente fosse concretizado, poder-se-ia afirmar que

a) O elefante e o vaga-lume são organismos transgênicos.

b) Apenas o vaga-lume é um organismo transgênico.

c) Uma sequência de RNA do vaga-lume foi transferida para células do elefante.

d) O gene do vaga-lume controlou a produção de RNA e de proteína no interior das células do elefante.

e) Uma sequência de DNA do elefante sofreu mutação devido à introdução do gene do vaga-lume em células daquele mamífero.

35. (UERJ) A enzima EPSP-sintase, presente em praticamente todos os vegetais, é modificada na soja transgênica, tornando-a resistente à inibição pelo herbicida glifosato. Assim, o tratamento com esse herbicida não prejudica o desenvolvimento de culturas de soja transgênica, mas evita o crescimento de outros vegetais indesejáveis. Num estudo para a identificação da variedade transgênica de soja, foi medida, nas mesmas condições experimentais, a atividade da EPSP-sintase em extratos de folhas de diferentes tipos desse vegetal, em presença ou ausência de glifosato. As atividades da enzima nesses extratos, na ausência do inibidor, apresentaram o mesmo valor. Observe o gráfico abaixo.

35

A curva que corresponde à razão entre as atividades de uma enzima da variedade transgênica e as atividades dessa mesma enzima da soja comum é a indicada pela seguinte letra:

a) W.

b) X.

c) Y.

d) Z.

36. (UEL) Alguns tecidos do organismo humano adulto se regeneram constantemente por meio de um processo complexo e finamente regulado. Isso acontece com a pele, com os epitélios intestinais e especialmente com o sangue, que tem suas células destruídas e renovadas constantemente, como mostra o esquema a seguir:

36

Baseado nas informações anteriores e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir.

I. Células-tronco hematopoéticas apresentam potencial para diferenciar-se em qualquer célula do sangue e também gerar outras células-tronco.

II. A hematopoese resulta da diferenciação e da proliferação simultânea de células-tronco que, à medida que se diferenciam, vão reduzindo sua potencialidade.

III. As diferentes linhagens hematopoéticas geradas no sistema apresentam altas taxas de proliferação.

IV. Existe um aumento gradual da capacidade de auto-renovação das células durante este processo.

A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:

a) I e II.

b) I e IV.

c) III e IV.

d) I, II e III.

e) II, III, IV.

37. (PUC-MG) Nos últimos dez anos, o sequenciamento do DNA revolucionou a ciência e gerou novos conhecimentos sobre seres procariotos e eucariotos, inclusive permitiu o estabelecimento de comparações genômicas com o intuito de analisar quais genes são típicos de um organismo e quais foram perdidos no processo evolutivo. Em um laboratório, realizou-se um experimento com a bactéria Mycoplasma genitalium, que possui apenas 470 genes, com o intuito de verificar se todos esses genes eram essenciais para a sobrevivência dessa espécie.

37

Sobre esse experimento, foram feitas algumas afirmações.

I. Quando um transposon é inserido aleatoriamente dentro de um gene, é capaz de inativá-lo.

II. No experimento I, o crescimento demonstra que o gene A não é essencial.

III. No experimento II, a ausência de crescimento significa que o gene B é essencial.

IV. Se cada gene pode ser inativado por mutação, o genoma mínimo essencial pode ser determinado.

V. A bactéria M. genitalium sobrevive sem utilizar alguns de seus genes.

São afirmações corretas:

a) I, II, III, IV e V.

b) I, II, IV e V, apenas.

c) II, IV e V, apenas.

d) I e III, apenas.

38. (PUC-MG) Tradicionalmente, os tomates são colhidos ainda verdes para que sua firmeza seja mantida no transporte. Antes de chegarem às prateleiras, os tomates são pulverizados com etileno para acelerar o amadurecimento e torná-los vermelhos. O tomate Flavr Savr foi desenvolvido pela empresa de biotecnologia Calgene para amadurecer no pé, mantendo a firmeza de sua pele. Dessa forma, o tomate pode ser transportado já maduro e apresenta um maior tempo de prateleira. Os pesquisadores utilizaram a metodologia antissense (veja o quadro a seguir) para diminuir os níveis da enzima poligalacturonase, cuja expressão gênica é induzida pelo etileno. Essa enzima promove a hidrólise de componentes da parede celular, o que compromete a firmeza dos frutos.

38

Assinale a alternativa incorreta.

a) Essa metodologia visa reduzir os níveis de etileno nos frutos evitando seu amadurecimento.

b) O RNAm do gene antissense é capaz de parear com o RNAm da poligalacturonase, impedindo sua expressão.

c) O maior tempo de prateleira a que o texto se refere se deve aos baixos níveis da enzima poligalacturonase.

d) A tecnologia antissense para genes necessários à síntese do etileno poderia ser utilizada para se evitar o amadurecimento de frutos.

39. (UFG) As células-tronco são capazes de originar vários tipos de tecidos, representando importante avanço no tratamento de doenças, pois, ao serem:

a) Produzidas pela hipófise, glândula produtora do FSH, especializam-se na maturação de óvulos em mulheres com disfunção reprodutiva.

b) Produzidas pelas ilhotas do pâncreas, levam o indivíduo a secretar insulina, controlando o diabetis mellitus.

c) Retiradas da medula óssea, dão origem a novas células sanguíneas utilizadas no tratamento de leucemia do próprio doador, sem risco de rejeição.

d) Obtidas a partir de fibra conjuntiva adulta, dão origem a novas células nervosas, minimizando os efeitos das doenças decorrentes de acidente vascular cerebral.

e) Retiradas da zona pelúcida de embriões, dão origem a novas células cardíacas que substituirão a cicatriz decorrente de infarto do miocárdio.

40. (UERJ) Se retirarmos o núcleo de uma célula-ovo de rã e o substituirmos por outro núcleo diploide de uma célula de tecido epitelial normal de rã já adulta, a nova célula-ovo assim formada será capaz de produzir outra rã normal. Dentre as alternativas a seguir, a que apresenta a melhor explicação sobre o que ocorre neste caso, em relação à sequência funcional do DNA da célula diploide doadora, é:

a) Foi integralmente inativada.

b) Foi integralmente mantida ativa.

c) Expressou-se como na célula epitelial.

d) Expressou-se como na célula germinativa.

 GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

FVFFV

E

A

C

B

C

B

E

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

VVVVV

D

A

D

C

D

E

B

C

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

C

A

B

A

C

D

A

B

D

A

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

VVFFF

D

D

A

A

A

A

C

B

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 250 outros seguidores