Publicado por: Djalma Santos | 4 de junho de 2011

Testes sobre cadeias e teias alimentares (3/4)

01. (UEPG) As relações alimentares nos ecossistemas podem ser descritas de forma mais completa pelas teias alimentares. A respeito desse tema, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – Na representação da teia alimentar, as setas sempre vão da espécie que serve de alimento para a que utiliza esse alimento. Exemplificando com uma lagoa: as mesmas plantas aquáticas que servem de alimento para caramujos podem nutrir peixes herbívoros. Os peixes carnívoros comem não apenas caramujos, mas também os peixes herbívoros e pequenos crustáceos. Os peixes, tanto os herbívoros, como os carnívoros, servem de alimento para as aves da margem. A teia alimentar representada nessa lagoa nada mais é do que o conjunto de várias cadeias alimentares entrelaçadas.

1  1 – Duas espécies de animais ou de plantas podem ter exatamente o mesmo nicho ecológico por muito tempo. Eles se adaptam completamente e passam a viver em mutualismo.

2  2 – Quando duas espécies de animais têm o mesmo nicho ecológico por muito tempo, as duas espécies competem em todos os níveis, o que leva uma delas a desaparecer, cedendo lugar à outra.

3  3 – Na ideia de nicho ecológico estão incluídas informações como: o que o organismo come, onde, como e a que momento do dia isso ocorre, quais são seus inimigos naturais, de que forma e em que época do ano se reproduz, enfim, todas as informações sobre a função da espécie no ecossistema.

4  4 – O princípio de Gause é reforçado por várias observações na natureza. Percebe-se, por exemplo, que os nichos ecológicos costumam ser bastante especializados, de modo que espécies diferentes não podem coexistir sem que o nível de competição entre elas se torne insustentável.

02. (UNIR) A produção de biomassa em cada nível trófico depende basicamente da quantidade de energia disponível. Pode-se afirmar que a biomassa dos produtores é:

a) Igual à dos herbívoros.

b) Igual à dos decompositores.

c) Maior que a dos carnívoros.

d) Menor que a dos herbívoros.

e) Menor que a dos carnívoros.

03. (FURG) Em costões rochosos, podemos encontrar enorme diversidade de organismos marinhos. Um biólogo que estude esse ambiente poderia observar os seguintes eventos:

a) Bivalves abrindo suas conchas em dias úmidos para realizar trocas gasosas.

b) Ouriços alimentando-se de larvas de peixes.

c) Corais alimentando-se das rochas.

d) Anêmonas se deslocando a procura de alimento.

e) Estrelas-do-mar alimentando-se de bivalves.

04. (UEAP) As teias alimentares são componentes essenciais na manutenção dos ecossistemas, pois estão diretamente relacionadas ao(s) processo(s) de:

a) Sucessão ecológica.

b) Ciclagem de nutrientes e fluxo de energia.

c) Evolução e fluxo de energia.

d) Ciclagem de nutrientes e decomposição.

05. (UFJF) As pirâmides a seguir representam a distribuição por faixa etária, considerando quatro classes de idade de populações humanas em três países (A, B e C). Considerando exclusivamente as pirâmides, podemos afirmar que a tendência dessas populações no futuro é:

a) Expandir no país A independente da proporção de machos e fêmeas.

b) Diminuir no país A porque a proporção de machos é igual à proporção de fêmeas.

c) Expandir no país B porque a proporção de fêmeas é maior que a proporção de machos.

d) Estabilizar no país B independente da proporção de machos e fêmeas.

e) Expandir no país C porque a proporção de fêmeas é igual à proporção de machos.

06. (Esal-MG) Uma cadeia alimentar é composta de produtores e consumidores. Que alternativa representa esses dois elos?

a) Fitoplâncton e zooplâncton.

b) Algas e liquens.

c) Sapo e aranha.

d) Fitoplâncton e algas marinhas.

e) Fitoplâncton e plantas terrestres.

07. (PUC-RJ) Quando nos referimos ao ecossistema de um lago, dois conceitos são muito importantes: o ciclo dos nutrientes e o fluxo de energia. A energia necessária aos processos vitais de todos os elementos desse lago é reintroduzida neste ecossistema:

a) Pela respiração dos produtores.

b) Pela captura direta por parte dos consumidores.

c) Pelo processo fotossintético.

d) Pelo armazenamento da energia nas cadeias tróficas.

e) Pela predação de níveis tróficos inferiores.

08. (UFF) A transferência de energia no ecossistema é unidirecional. Ela começa com a captura da energia luminosa e prossegue, respectivamente, pelos:

a) Produtores secundários, decompositores e consumidores primários.

b) Consumidores primários, decompositores e consumidores secundários.

c) Decompositores e consumidores secundários e primários.

d) Produtores secundários, decompositores e consumidores secundários.

e) Consumidores primários, secundários e decompositores.

09. (UFGD) As pirâmides são representações gráficas das cadeias alimentares. Podem representar o número de indivíduos, a biomassa ou a energia em cada nível da cadeia. A extensão de cada degrau depende dos componentes no nível. A pirâmide invertida, com a base menor e o topo maior, poderia representar:

a) A energia, mas não a biomassa ou o número de indivíduos.

b) A energia ou a biomassa, mas não o número de indivíduos.

c) O número de indivíduos, a biomassa ou a energia.

d) O número de indivíduos ou a energia, mas não a biomassa.

e) O número de indivíduos ou a biomassa, mas não a energia.

10. (FATEC) Considere algumas relações esquemáticas entre populações vivendo em uma mesma comunidade. Indique a alternativa que apresenta a seguinte situação: quanto maior for a densidade da população indicada na origem da seta, maior será a densidade da população indicada no outro extremo.

a) I, II e III.

b) I, II e V.

c) II, III e IV.

d) II, III e V.

e) III, IV e V.

11. (UNESP) As três pirâmides A, B e C, representam três diferentes cadeias alimentares e expressam o número de indivíduos em cada nível trófico da cadeia. Carrapatos são consumidores secundários e estão representados em uma das pirâmides.  Árvores são produtores e estão representadas em outra pirâmide.

Carrapatos e árvores estão melhor representados, respectivamente, nas pirâmides:

a) A e B.

b) A e C.

c) B e A.

d) B e C.

e) C e B.

12. (CESGRANRIO) Uma preá que vivia na beira de um charco, alimentando-se de capim, foi capturada por uma cobra que, mais tarde, foi apanhada por um gavião. Mas a história poderia ser outra, e o gavião poderia ter caçado um rato ou outra ave. Por sua vez, a cobra poderia ter capturado um passarinho que havia comido um inseto. Com referência à teia alimentar, marque a alternativa correta:

a) A energia contida no produtor diminui gradualmente, ao passar de consumidor a consumidor.

b) A energia do produtor aumenta gradualmente nos diferentes elementos da cadeia alimentar.

c) O potencial energético do produtor não sofre nenhuma alteração nos diferentes segmentos da cadeia alimentar.

d) Na teia alimentar, como os animais são de tamanho diferentes, a quantidade energética do produtor sofre oscilações.

e) A complexidade de a teia alimentar não interfere com a quantidade de energia transferida, que permanece inalterada.

13. (UFRN) O gráfico a seguir apresenta as densidades de duas populações num certo ambiente, ao longo do tempo.

Com base no gráfico, pode-se afirmar que:

a) II pode ser parasita de I, mas nunca I de II.

b) I é consumidor secundário; II, consumidor primário.

c) II transfere matéria para I, mas nunca I para II.

d) I é produtor; II. consumidor primário.

14. (UFMT)                            LEIA AS AFIRMATIVA ABAIXO.

I. A energia introduzida no ecossistema sob a forma de luz é transformada, passando de organismo para organismo sob a forma de energia química.

II. No fluxo energético, há perda de energia em cada elo da cadeia alimentar.

III. A transferência de energia na cadeia alimentar é unidirecional, tendo início pela ação dos decompositores.

IV. A energia química armazenada nos compostos orgânicos dos seus produtores é transferida para os demais componentes da cadeia e permanece estável.

Estão corretas as afirmativas:

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I e III.

e) II e IV.

15. (UEL) Considere as afirmações adiante relativas à energia nos ecossistemas.

I. A energia disponível provém da energia luminosa do Sol fixada pelos produtores.

II. A energia é transmitida aos demais seres vivos sob forma de energia química.

III. A transferência dá-se na forma de um ciclo de energia retornando aos produtores.

IV. A quantidade de energia disponível aumenta na passagem de um nível trófico para o seguinte.

São verdadeiras apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) II e IV.

e) III e IV.

16. (UFPI) Durante uma expedição científica numa área de Mata Atlântica, os pesquisadores observaram entre as árvores (1), muitos lagartos herbívoros do gênero Iguana (2), cutias dispersoras (3), raposas carnívoras (4), e, no chão, viram coloridos fungos (5). Indique a alternativa que correlaciona corretamente os números dos exemplos acima com os níveis tróficos que esses organismos desempenham nesse ecossistema, considerando:

P = produtores.

Cp = consumidores primários.

Cs = consumidores secundários.

D = decompositores.

a) 1 – P;     2 – Cp;    3 – Cs;     4 – D;     5 – D.

b) 1 – P;     2 – Cp;    3 – Cp;    4 – Cs;    5 – D.

c) 1 – Cp;   2 – Cs;    3 – Cs;    4 – D;      5 – P.

d) 1 – D;    2 – Cp;    3 – Cs;    4 – Cs;     5 – P.

e) 1 – D;    2 – Cs;    3 – Cs;    4 – Cp;     5 – P.

17. (UFRS) O esquema abaixo representa parte dos organismos que constituem uma comunidade e as inter-relações que os mantêm. Considerando esse esquema, qual das seguintes afirmativas está correta?

a) O fitoplâncton e o zooplâncton constituem o nível trófico dos produtores.

b) Gaivotas e biguás são predadores e fazem parte do 4o nível trófico.

c) Peixes e moluscos, por serem onívoros, são considerados consumidores primários.

d) As bactérias e fungos são os autótrofos decompositores com maior disponibilidade energética.

e) Os moluscos são consumidores primários, tendo a sua disposição uma menor quantidade energética.

18. (PUCCAMP) A transferência de alimento de um ser vivo para outro dá origem a cadeias e teias alimentares. O esquema abaixo mostra as relações de alguns componentes de uma dessas teias.

Sobre essa teia fizeram-se as seguintes afirmações:

I. Nas cadeias alimentares considerada predominam os predadores.

II. A pirâmide de energia que representa essa teia é constituída por cinco níveis tróficos.

III. A relação entre amebas e paramécios é de competição.

É correto o que se afirma em:

a) I, II e III.

b) II e III, somente.

c) I e II, somente.

d) II, somente.

e) I, somente.

19. (UEPA) Analise a ilustração abaixo, que representa um ecossistema.

 Em relação à composição trófica do ecossistema representado na figura acima, pode-se afirmar que o(s):

a) Tucano e o papagaio são produtores.

b) Tucano e o papagaio são consumidores terciários.

c) Tucano e o papagaio são consumidores primários.

d) Macacos são consumidores terciários.

e) Tucano e o papagaio são consumidores secundários.

20. (FEI-SP) Num ecossistema, um fungo, uma coruja e um coelho podem desempenhar os papéis, respectivamente, de:

a) Decompositor, consumidor de 2ª ordem e consumidor de 1ª ordem.

b) Produtor, consumidor de 1ª ordem e consumidor de 2ª ordem.

c) Consumidor de 1ª ordem, consumidor de 2ª ordem e consumidor de 1ª ordem.

d) Consumidor de 2ª ordem, consumidor de 3ª ordem e consumidor de 1ª ordem.

e) Decompositor, consumidor de 1ª ordem e decompositor.

21. (UEL) Uma cadeia alimentar marinha de quatro níveis tróficos pode ser composta pelos seguintes elementos: fitoplâncton como produtores, zooplâncton como consumidores primários, anchovas como consumidoras secundárias e atuns como consumidores terciários. Com base no texto e nos conhecimentos sobre cadeias alimentares marinhas, é correto afirmar:

a) Fitoplâncton são organismos macroscópicos de vida longa, com pouca energia disponível.

b) Zooplâncton são organismos macroscópicos de vida longa, com muita energia disponível.

c) A maior quantidade de energia está disponível nos produtores.

d) Atuns são consumidores de vida curta, devido à baixa disponibilidade de energia interna.

e) O nível de energia da cadeia determina os ciclos de vida dos produtores.

22. (OSEC-SP) Considere a seguinte teia alimentar:

Na teia considerada, o nível trófico em que ocorre absorção e eliminação de gás carbônico é:

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

e) V.

23. (UFMA) A figura abaixo representa uma cadeia alimentar em um lago.

Com relação aos níveis tróficos podemos afirmar:

I. Nessa cadeia alimentar, estão representados 4 consumidores.

II. O peixe atua como consumidor terciário.

III. Caso a pesca aumente muito, não haverá nenhuma implicação na população das ninfas de libélula.

IV. Toda energia dessa cadeia alimentar vem das algas microscópicas.

Indique:

a) Se apenas I estiver correta.

b) Se apenas I e II estiverem corretas.

c) Se apenas I, II e III estiverem corretas.

d) Se todas as afirmações estiverem corretas.

e) Se nenhuma afirmação estiver correta.

24. (PUC-RS) O fluxo de energia através dos níveis tróficos de um ecossistema de mata ciliar existente na região dos Campos Sulinos deve possuir a seguinte forma:

P = produtor                    H = herbívoros                     C = carnívoros

25. (UFSM)     LEIA O TEXTO A SEGUIR, PARA RESPONDER ESTA QUESTÃO.

“O sistema radicular do aguapé forma uma verdadeira cortina que retém partículasem suspensão. Nesse microambiente, proliferam bactérias, algas microscópicas, protozoários, pequenos crustáceos, larvas de insetos e moluscos. Em águas poluídas por mercúrio, os microorganismos presentes ao redor das raízes dos aguapés facilitam a bioacumulação desse metal ao transformá-loem metilmercúrio. Esse composto atravessa com facilidade a membrana plasmática e causa graves danos ao sistema nervoso”.

Os microorganismos que vivem associados às raízes dos aguapés e os outros seres vivos que deles se alimentam formam uma cadeia trófica. Indique a alternativa que apresenta uma possível cadeia trófica para um lago, iniciando pelo nível dos produtores.

a) Aves aquáticas – peixes carnívoros – peixes planctófagos – zooplâncton – fitoplâncton.

b) Fitoplâncton – peixes planctófagos – zooplâncton – aves aquáticas – peixes carnívoros.

c) Fitoplâncton – aves aquáticas – peixes carnívoros – zooplâncton – peixes planctófagos.

d) Fitoplâncton – zooplâncton – peixes planctófagos – peixes carnívoros – aves aquáticas.

e) Zooplâncton – fitoplâncton – peixes planctófagos – aves aquáticas – peixes carnívoros.

26. (UFC) A vida nos mares depende do fitoplâncton flutuante, constituído, principalmente, por diatomáceas e dinoflagelados. Considere as afirmações abaixo sobre as algas planctônicas.

I. Todas são organismos procariontes.

II. Constituem a base que sustenta a cadeia alimentar nos mares e lagos.

III. São os principais responsáveis pela presença de oxigênio na atmosfera.

A análise das afirmações nos permite concluir corretamente que:

a) Apenas II está correta.

b) II e III estão corretas.

c) I e II estão corretas.

d) Apenas III está correta.

e) I e III estão corretas.

27. (UFMG) Analise este esquema, em que está representado o fluxo de energia em um ecossistema:

Considerando-se as informações desse esquema e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que as setas significam,

a) Em I, a energia luminosa a ser transformada em energia química.

b) Em II, a quantidade de energia disponível para detrívoros e decompositores.

c) Em III, a energia calorífica a ser convertida em energia química.

d) Em IV, a energia da biomassa de herbívoros disponível para carnívoros.

28. (UFSC) Considere que, em determinada região, existam 6 populações de seres vivos. A população 1 é constituída de vegetais e a população 6 de microrganismos decompositores. A população 2 se alimenta da população 4 que, por sua vez, se alimenta somente da população1. Apopulação 5 se alimenta da população 2 e da população 4. Por fim, a população 3 se alimenta da população 5. De acordo com essas informações, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Se a população 3 desaparecer, espera-se que as populações 2 e 4 diminuam.

1  1 – A única população que ocupa mais de um nível trófico é a 3.

2  2 – A população 3 ocupa o primeiro nível trófico, e a população 1 ocupa o último.

3  3 – Existem relações de predatismo e de competição entre as populações 2 e 5.

4  4 – Todas as populações, exceto a 1, são carnívoras.

29. (FUVEST) As bactérias diferem quanto à fonte primária de energia para seus processos metabólicos. Por exemplo:

I. Chlorobium sp. utiliza energia luminosa.

II. Beggiatoa sp. utiliza energia gerada pela oxidação de compostos inorgânicos.

III. Mycobacterium sp. utiliza energia gerada pela degradação de compostos orgânicos componentes do organismo hospedeiro.

Com base nessas informações, indique a alternativa que relaciona corretamente essas bactérias com seu papel nas cadeias alimentares de que participam.

 

Chlorobium sp.

Beggiatoa sp.

Mycobacterium sp.

a

consumidor

produtor

consumidor

b

consumidor

decompositor

consumidor

c

produtor

consumidor

decompositor

d

produtor

decompositor

consumidor

e

produtor

produtor

consumidor

30. (UEPB) Pesquisadores brasileiros que estudam a nascente de águas cristalinas de Baía Bonita, na região de Bonito (MS), registraram uma curiosa relação trófica que envolve plantas terrestres, macacos, peixes, insetos e serpentes. Analisando as relações tróficas entre os seres vivos, pode-se afirmar que:

a) Rede ou teia alimentar são conjuntos de várias cadeias alimentares de um ecossistema.

b) A cadeia alimentar é uma sequência multilinear de seres vivos em que um serve de alimento para o outro.

c) Nos ecossistemas a energia tem fluxo unidirecional, ou seja, é reciclada.

d) O conjunto de todos os organismos de um ecossistema com vários tipos de nutrição constitui um nível trófico ou alimentar.

e) A transferência de energia e de matéria nos ecossistemas pode ser analisada a partir dos decompositores.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VFVVF

C

E

B

A

A

C

E

E

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

A

D

A

A

B

B

A

C

A

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

C

A

B

A

D

B

C

VFFVF

E

A

Publicado por: Djalma Santos | 28 de maio de 2011

Testes de zoologia (3/5)

01. (UPE) Na escala evolutiva dos vertebrados, os peixes são os precursores para a formação dos anfíbios. Os anfíbios formaram os répteis. Os répteis foram os primeiros a conquistarem o ambiente terrestre. Depois apareceram as aves e, por último, os mamíferos. Atualmente, os peixes ósseos possuem uma estrutura que os permite ficar por algum tempo fora da água e, até mesmo, manterem-se parados na água. Essa estrutura é denominada de:

a) Pulmão parenquimatoso.

b) Guelras ou brânquias.

c) Pulmão alveolar.

d) Fendas branquiais.

e) Bexiga natatória.

02. (UDESC) Assinale a alternativa incorreta em relação às características dos arthropodas.

a) As lagostas possuem respiração branquial, dois pares de antenas e pertencem à classe crustacea.

b) As lacraias possuem um par de patas por segmento e pertencem à classe chilopoda.

c) Os gafanhotos possuem três pares de patas, respiração traqueal e pertencem à classe insecta.

d) As baratas possuem quatro pares de patas, um par de antenas e pertencem à classe arachnida.

e) Os barbeiros possuem respiração traqueal, um par de antenas e pertencem à classe insecta.

03. (UEM)          Esta questão se refere ao quadro a seguir.

Animal

“Peso” médio

do corpo (g)

Consumo de

oxigênio (g/h)

Camundongo

25

1.580

Rato

226

872

Coelho

2.200

466

Cão

11.700

318

Ser humano

70.000

202

Cavalo

700.000

106

Elefante

3.800.000

67

Fonte: PAULINO, W.R.. Biologia. Série Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2004, p. 262.

Com base em seus conhecimentos sobre os animais e considerando o quadro acima, assinale o que for correto.

I    II

0  0 – Todos os animais mencionados no quadro pertencem a diferentes famílias da mesma ordem.

1   1 – Todos os animais mencionados no quadro apresentam respiração pulmonar.

2  2 – Os pulmões dos mamíferos são ventilados pela ação dos músculos intercostais e do diafragma.

3  3 -  O menor consumo de oxigênio em animais de grande porte está relacionado com a presença dos alvéolos, que reduzem a superfície respiratória.

4  4 – A respiração nesses animais não tem relação com a ação dos órgãos dos sistemas nervoso e circulatório.

04. (UFLA) Os celenterados (Cnidaria) formam um dos grupos mais antigos de metazoários e apresentam dois tipos morfológicos, polipoide e medusoide. A figura seguinte ilustra uma das hipóteses de relações filogenéticas entre as classes de Cnidaria, e os pontos numerados de 1 a 4 assinalam possibilidades de surgimento de novidades evolutivas em cada linhagem.

 Com base na figura, é correto afirmar que:

a) Na linhagem 1 ocorreu apenas a fase medusoide.

b) Na linhagem 3 ocorreu a perda da fase medusoide.

c) Na linhagem 4 ocorreu perda da fase medusoide.

d) Na linhagem 2 surgiu a fase medusoide.

05. (UFT) Os insetos têm sexos separados e sua fecundação é interna. São animais ovíparos, que podem apresentar três tipos de desenvolvimento: ametábolo, hemimetábolo e holometábolo. Assinale na tabela abaixo a alternativa com a associação correta.

  AMETÁBOLO HEMIMETÁBOLO HOLOMETÁBOLO

a

Traça de livro Barata

Pulga

b

Mosca Gafanhoto

Borboleta

c

Traça de livro Mosca

Pulga

d

Gafanhoto Percevejo

Borboleta

e

Percevejo Traça de livro

Mosca

06. (UNEMAT) Sobre os platelmintos, é correto afirmar que todos são:

a) Poliquetas, celomados, não possuem células-flama e pertencem à classe de hirudíneos.

b) Poliquetas, acelomados possuem células-flama e pertencem à classe dos tremátodos e céstodes.

c) Triblásticos, celomados, possuem células-flama e pertencem à classe dos tremátodos e céstodos.

d) Triblásticos, acelomados, possuem células-flama e não pertencem à classe dos tremátodos e céstodos.

e) Triblásticos, acelomados, possuem células-flama e pertencem à classe de tremátodos e céstodes.

07. (UFJF) São características evolutivas comuns aos grupos apresentados na figura abaixo pelas letras A, B e C, respectivamente:

a) Radiada, Protostomia, Arthropoda.

b) Bilateria, Acelomados, Nematoda.

c) Bilateria, Metameria, Annelida.

d) Bilateria, Protostomia, Chordata.

e) Pentarradiada, Protostomia, Chordata.

08. (URCA) O Soldadinho do Araripe (Antilophia bokermanni) é uma ave que vive apenas na Chapada do Araripe. Descrita em 1996, pouco ainda se sabe sobre sua biologia e ecologia. Mesmo assim, você pode ter certeza de:

a) Que essa ave possui panículo adiposo.

b) Que essa ave excreta ácido úrico.

c) Que essa ave possui no ouvido os ossículos estribo, martelo e bigorna.

d) Que essa ave possui omaso no papo.

e) Que essa ave possui respiração hemocianina.

09. (UFG)                         Leia e analise os quadros a seguir.

Ao observar os quadros de1 a4, afala final da personagem e utilizando os conhecimentos biológicos, conclui-se que esse inseto, antes de estar apto ao voo, passa:

a) Por hemimetabolia com desenvolvimento direto dos apêndices.

b) Por intensa diferenciação tecidual e metabólica nas fases imaturas.

c) Pela formação e desenvolvimento das asas na fase larval.

d) Por competição pela mesma fonte alimentar entre larva e adulto.

e) Pelas trocas de exoesqueleto e crescimento durante a fase de imago.

10. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

CORAIS

Recifes de corais artificiais estão sendo usados para acelerar o processo de restauração dos recifes naturais. Para isso, a Biorock Inc. utiliza armações de aço que são energizadas por uma corrente elétrica de baixa voltagem. Isto faz com que os minerais da água do mar nelas se prendam, formando uma fina camada de calcário. Desse modo, pode-se prender pequenos pedaços de coral nas armações, que ficam seguras devido ao calcário acumulado.

                                                         (BBC Knowledge, outubro de 2009, p. 9)

O gráfico a seguir representa o crescimento de uma espécie que vive estreitamente relacionada aos corais.

Essa espécie poderia ser:

a) Golfinho.

b) Polvo.

c) Estrela-do-mar.

d) Tubarão.

e) Caranguejo.

11. (UFC) Na história evolutiva dos animais, destaca-se o aparecimento das seguintes características: simetria bilateral, presença de três folhetos germinativos, cavidade digestória completa com boca e ânus, cavidade corporal e metameria. Com relação à ocorrência destas características entre os diversos grupos animais, assinale a alternativa correta.

a) Todos os animais com metameria apresentam cavidade corporal e simetria bilateral.

b) Todos os animais com simetria bilateral apresentam metameria e três folhetos germinativos.

c) Todos os animais com cavidade corporal apresentam três folhetos germinativos e metameria.

d) Todos os animais com cavidade digestória completa apresentam simetria bilateral e metameria.

e) Todos os animais com três folhetos germinativos apresentam cavidade digestória completa e

cavidade corporal.

12. (UFCG) O movimento dos animais é conseguido pela combinação da contração muscular e pela inserção dessa musculatura em pontos de apoio no esqueleto. São considerados três tipos de esqueleto: HIDROSTÁTICO, EXOESQUELETO e ENDOESQUELETO. São portadores desses tipos de esqueletos respectivamente:

a) Nematódeos – Moluscos – Artrópodes.

b) Moluscos – Crustáceos – Mamíferos.

c) Anelídeos – Insetos – Peixes.

d) Aracnídeos – Anelídeos – Mamíferos.

e) Nematódeos – Equinodermos – Peixes.

13. (UEM) Com relação aos animais protostômios, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Nos poríferos do tipo leuconoide, a digestão extracelular ocorre no átrio ou espongiocele, que é uma cavidade digestória.

1  1 – Nos platelmintos de vida livre, como a planária, a respiração ocorre por meio de célula-flama, que realiza tanto a captação do oxigênio quanto a eliminação do gás carbônico.

2 2 – Os cnidários, tanto os pólipos quanto as medusas, são carnívoros e, geralmente, capturam suas presas por meio dos tentáculos localizados ao redor da boca.

3  3 – Nos moluscos, na cavidade do manto ou palial, abrem-se o ânus e os poros excretores, e se localizam as estruturas relacionadas com as trocas gasosas.

4  4 – Os anelídeos, animais exclusivamente marinhos e de vida livre, apresentam o sistema nervoso difusamente espalhado pela camada interna da epiderme.

14. (UTFPR) Os insetos formam um grupo com mais de 700 mil espécies, sendo a classe mais numerosa dos artrópodos. Assinale a alternativa correta.

a) O corpo de um inseto é dividido em três partes: cabeça, tórax (também subdividido em três partes – protórax, mesotórax e metatórax) e abdome. A cabeça possui dois pares de antenas, dois olhos compostos, e entre eles, três ocelos.

b) A digestão dos insetos é intracelular e o tubo digestório é completo. O alimento passa pela faringe, pelo esôfago, pelo proventrículo, que pode funcionar como estômago mecânico, pelo intestino, reto e cloaca.

c) O sistema circulatório dos insetos é fechado, há um coração na região dorsal do abdome. No corpo, a hemolinfa circula por um sistema de lacunas.

d) Os resíduos do corpo dos insetos são retirados por muitos tubos finos, denominados túbulos de Malpighi, que os lançam no intestino, saindo do corpo deles juntamente com as fezes.

e) O desenvolvimento dos insetos pode ser direto ou indireto. Dentre os holometábulos estão aqueles que têm metamorfose incompleta.

15. (UFMS) O estilo de vida de um animal pode indicar como serão as adaptações do mesmo em relação ao ambiente. Por exemplo, animais sésseis irão apresentar adaptações estruturais ou funcionais bem diferentes de animais vágeis ou móveis. Em relação a esse assunto, assinale a alternativa correta.

a) Poríferos, cnidários e moluscos bivalves se assemelham na alimentação, consumindo partículas em suspensão na água, por isso podem ser chamados de “filtradores”.

b) Os equinodermos, apesar de apresentarem simetria bilateral na fase adulta, têm larvas com simetria radial.

c) Muitos animais com simetria radial são sésseis, têm geralmente movimentos lentos e não apresentam cabeça nem cauda.

d) As tênias, sendo representantes da Classe Trematoda dentre os platelmintos e sendo endoparasitas, apresentam sistema digestório completo e alimentam-se de nutrientes absorvidos da cavidade intestinal do hospedeiro.

e) O endoesqueleto de artrópodes permite o crescimento corporal contínuo ao longo da vida, sendo esse fator um dos responsáveis pelo sucesso do grupo.

16. (UFU) Evidências fósseis sugerem que os vertebrados surgiram na Era Paleozoica, há cerca de 500 milhões de anos. Ao longo do processo evolutivo, tornaram-se um grupo amplamente diversificado, com representantes adaptados aos ambientes terrestre, aquático e aéreo. Em relação aos vertebrados, pode-se afirmar que:

I. Tiveram origem na água doce, a partir de animais invertebrados. Possuem um endoesqueleto cartilaginoso ou ósseo dividido em esqueleto axial e apendicular.

II. Apresentam um sistema circulatório fechado, responsável pelo transporte de nutrientes e de oxigênio e pelo recolhimento das excreções resultantes do metabolismo celular.

III. O cavalo-marinho, o tubarão branco, o morcego e o orangotango são exemplos de animais vertebrados.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas I e II são verdadeiras.

b) Apenas I e III são verdadeiras.

c) Apenas I é falsa.

d) Apenas III é falsa.

17. (PUC-RS) Responder esta questão com base nas informações acerca de Arthropoda, o qual constitui o grupo animal de maior diversidade biológica.

I. Os Crustacea são animais predominantemente aquáticos, caracterizados pela presença de um par de antenas. São exemplos de Crustacea os camarões, os caranguejos e os tatuzinhos de jardim.

II. Os Insecta caracterizam-se por apresentar um par de antenas, três pares de pernas e, quando alados, dois pares de asas, embora um dos pares possa se apresentar reduzido. São exemplos de insetos abelhas, besouros, mosquitos e ácaros.

III. Os Diplopoda caracterizam-se pelo corpo alongado e pelo número elevado de pares de pernas, com dois pares por segmento aparente. São conhecidos popularmente como piolhos-de-cobra.

IV. Os Chilopoda são conhecidos por lacraias ou centopeias. Da mesma forma que os Diplopoda, também são alongados e têm número elevado de pernas. Entretanto, apresentam apenas um par de pernas por segmento.

V. Os Arachnida são representados por aranhas e escorpiões. Apresentam um par de quelíceras, um par de pedipalpos e quatro pares de pernas.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I, II e III.

b) I, II e V.

c) I, IV e V.

d) II, III e IV.

e) III, IV e V.

18. (UFAL) Os artrópodes são animais dotados de esqueleto externo e patas articuladas. Este filo inclui um grande número de animais, sendo crustáceos, insetos e aracnídeos os grupos mais conhecidos. Assinale a opção em que todos os representantes são do grupo insetos.

a) Borboleta, formiga e caranguejo.

b) Escorpião, aranha e cigarra.

c) Camarão, louva-a-deus e siri.

d) Cupim, mosca e barata.

e) Carrapato, piolho e percevejo.

19. (UDESC) Assinale a alternativa correta, em relação à reprodução dos poríferos (1) e cnidários (2).

a) (1) Sexuada, espécies dioicas, fecundação externa e desenvolvimento indireto, com um ou mais tipos de larvas. (2) Assexuada com fragmentos. Há espécies monóicas com desenvolvimento direto sem estágio larval, e há dioicas.

b) (1) Assexuada, algumas espécies apresentam alternância de gerações. (2) Assexuada com fragmentos; há espécies monoicas com desenvolvimento direto sem estágio larva e outras dioicas.

c) (1) Assexuada com fragmentos. Há espécies monoicas com desenvolvimento direto sem estágio larval, e há dioicas. (2) Sexuada, espécies dioicas, fecundação externa e desenvolvimento indireto, com um ou mais tipos de larvas.

d) (1) Assexuada, por brotamento e fragmentos, e sexuada com desenvolvimento indireto (larva anfiblástica). (2) Assexuada, algumas espécies apresentam alternância de gerações.

e) (1) Assexuada, por brotamento e fragmentos, e sexuada com desenvolvimento indireto (larva anfiblástica). (2) Sexuada, espécies dioicas, fecundação externa e desenvolvimento indireto com um ou mais tipos de larvas.

20. (UFGD) Os grupos zoológicos diferem morfologicamente uns dos outros. Essas diferenças evolutivas, que caracterizam os diferentes grupos, são utilizadas em sua classificação. Estabeleça a associação correta entre as características e os filos, de acordo com as informações a seguir.

CARACTERÍSTICAS

I. Corpo achatado, excreção por células flama, sistema digestório incompleto.

II. Corpo cilíndrico e segmentado, hermafroditas com fecundação cruzada.

III. Possuem mesogléia, alternância de gerações, protostômios e diblásticos.

IV. Exoesqueleto quitinoso, filo com maior número de espécies, pernas articuladas, protostômios e triblásticos.

V. Endoesqueleto com placas calcárias articuladas, simetria radial, deuterostômios e triblásticos.

FILOS

(  ) Artrópodes.

(  ) Cnidários.

(  ) Equinodermos.

(  ) Platelmintos.

(  ) Anelídeos.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.

a) V - IV - II - I - III.

b) IV - III - V - II - I.

c) V - III - IV - I - II.

d) IV - III - V - I - II.

e) V - III - IV - II - I.

21. (UNEMAT) Para conhecer a diversidade de artrópodes de uma determinada região, um grupo de pesquisadores coletou vários desses animais e os organizou em grupos conforme a tabela abaixo:

CARACTERÍSTICAS

GRUPO I

GRUPO II

GRUPO III

GRUPO IV

Habitat principal

Terrestre

Terrestre

Água doce

Terrestre

Divisão do corpo

Cefalotórax e abdome

Cabeça, tórax e abdome

Cefalotórax e abdome

Cabeça e tronco

Número de pernas

Oito

Seis

Variável

Muitos (variável)

Número de antenas

Ausente

Um par

Dois pares

Um par

Respiração

Pulmotraqueal

Traqueal

Branquial

Traqueal

Assinale a alternativa que associa corretamente a classe dos artrópodes com as características descritas em cada grupo na tabela.

a) Grupo I – Insecta; Grupo II – Arachnida; Grupo III – Crustácea; Grupo IV – Chilopoda.

b) Grupo I – Arachnida; Grupo II – Insecta; Grupo III – Crustácea; Grupo IV – Chilopoda.

c) Grupo I – Arachnida, Grupo II – Chilopoda; Grupo III – Crustácea; Grupo IV – Insecta.

d) Grupo I – Chilopoda; Grupo II – Insecta; Grupo III – Arachnida; Grupo IV – Crustácea.

e) Grupo I – Insecta; Grupo II – Chilopoda; Grupo III – Arachnida; Grupo IV – Crustácea.

22. (UEMS) Glândulas coxais, glândulas verdes, tórax com três pares de pernas, forcípulas e olhos compostos são, respectivamente, as características dos seguintes animais:

a) Caranguejo, gafanhoto, aranha, abelha e lacraia.

b) Abelha, caranguejo, aranha, gafanhoto e mosca.

c) Mosca, gafanhoto, lacraia, aranha e caranguejo.

d) Lacraia, abelha, caranguejo, gafanhoto e aranha.

e) Aranha, caranguejo, gafanhoto, lacraia, abelha.

23. (UFTM) Peixe-boi, cavalo-marinho, golfinho, tubarão e pinguim são animais vertebrados e muitas vezes são confundidos por alguns alunos quanto aos grupos a que pertencem. Com os conhecimentos de Fisiologia e Zoologia, sabe-se que esses animais apresentam características morfofisiológicas bem definidas. Assim, pode-se afirmar corretamente que o:

a) Tubarão e o cavalo-marinho apresentam respiração branquial, apresentam linhas laterais, nadadeiras e coração com duas cavidades.

b) Pinguim apresenta pelos, fecundação interna, produz ovos com casca calcária e diversos anexos embrionários como âmnio e alantoide.

c) Golfinho e o tubarão pertencem à mesma classe de vertebrado, apresentando nadadeiras caudais, respiração branquial e fecundação interna.

d) Golfinho e o peixe-boi apresentam pelos, diafragma, hemácias anucleadas, placenta, realizam a fecundação externa na água e são endotérmicos.

e) Peixe-boi, cavalo-marinho e o golfinho apresentam respiração pulmonar, apresentam fecundação interna e são endotérmicos.

24. (UNEMAT) Considerando a anatomia e a fisiologia de artrópodes, analise as afirmações.

I. Possuem digestão extracelular.

II. A hemolinfa, além de transportar nutrientes e excreções celulares, também transporta gases respiratórios.

III. Crustáceos, aracnídeos e insetos são dioicos.

IV. Os sentidos dos artrópodes possuem estruturas sensoriais especializadas na captação de estímulos mecânicos, químicos, sonoros e luminosos.

V. O sistema hidrovascular, ou sistema ambulacral, atua na locomoção, respiração e captura de alimentos.

Assinale a alternativa correta

a) I, II, III e V estão corretas.

b) II, III, IV e V estão corretas.

c) I, II, III e IV estão corretas.

d) I, II, IV e V estão corretas.

e) Todas estão corretas.

25. (UEMS) O grupo de estudantes de biologia que visitava o Pantanal ao se aproximar de uma lagoa, descreveu os seguintes caracteres de animais presentes naquele local: (I) ectotérmicos, (II) pulmões ligados a sacos aéreos, (III) coração com quatro câmaras, (IV) fecundação interna. A sequência respectiva de animais observados pelos alunos, que atende adequadamente aos caracteres descritos foi:

a) Jacaré, capivara, garça e piranha.

b) Piranha, jacaré, capivara e garça.

c) Capivara, garça, piranha e jacaré.

d) Garça, piranha, capivara e jacaré.

e) Piranha, garça, jacaré e capivara.

26. (UNIRIO) Sobre o desenvolvimento dos insetos, analise as afirmativas.

I. Os insetos ametábolos possuem desenvolvimento direto.

II. Durante o desenvolvimento dos ametábolos ocorre a metamorfose.

III. Os insetos hemimetábolos passam metade de seu desenvolvimento como pupas ou larvas e depois se transformam em adultos.

IV. Os insetos holometábolos apresentam estágios jovens vermiformes e depois se transformam em pupas que passarão por mudanças até se tornarem adultos.

Estão corretas as afirmativas:

a) II e IV, apenas.

b) I, II, III e IV.

c) II e III, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I e IV, apenas.

27. (UTFPR) Nos diferentes ambientes da Terra, existem inúmeros tipos de animais com uma grande variedade de formas, cores, tamanhos e modos de vida. As ações humanas têm colocado em risco grande parte dessa diversidade. As alternativas abaixo apresentam células e estruturas celulares importantes para o funcionamento de alguns grupos de animais. Assinale a alternativa que relaciona corretamente as estruturas representadas a seus exemplos e suas funções:

 a) A figura A representa a célula-flama, célula de defesa das planárias.

b) A figura C representa um cnidócito, célula de defesa das medusas.

c) A figura B representa os coanócitos, células da respiração das esponjas.

d) A figura A representa a célula-flama, célula excretora das medusas.

e) A figura C representa uma pedicelária, célula de defesa da estrela-do-mar.

28. (UFJF) Os quadrinhos de Fernando Gonsales abaixo fazem referência a duas espécies de aranhas. Embora no desenho seja possível visualizar algumas características das aranhas, outras não estão representadas. Assinale a alternativa que apresenta características que identificam esse grupo animal.

a) Ausência de pedipalpos (palpos), ausência de quelíceras, ausência de antenas, seis pares de patas, corpo dividido em cefalotórax, abdome e pós-abdome.

b) Um par de pedipalpos (palpos), um par de quelíceras, ausência de antenas, quatro pares de patas, corpo dividido em cefalotórax e abdome.

c) Dois pares de pedipalpos (palpos), um par de quelíceras, ausência de antenas, quatro pares de patas, cefalotórax fundido com abdome.

d) Um par de pedipalpos (palpos), um par de quelíceras, um par de antenas, quatro pares de patas, corpo dividido em cefalotórax e abdome.

e) Ausência de pedipalpos (palpos), dois pares de quelíceras, ausência de antenas, três pares de patas, corpo dividido em cefalotórax, abdome e pós-abdome.

29. (UNIRIO) Os Artrópodes constituem o maior Filo do Reino Animal, divididoem cinco Classes, relacionadas na coluna I. A coluna II apresenta característica de cada classe. Numere a coluna II de acordo com a I.

COLUNA I

1. Insetos

2. Crustáceos

3. Aracnídeos

4. Quilópodos

5. Diplópodos

COLUNA II

(   ) Palpos

(   ) Dois pares de patas por segmento

(   ) Três pares de patas

(   ) Dois pares de antenas

(   ) Um par de patas por segmento

Assinale a sequência correta.

a) 3, 5, 1, 2, 4.

b) 2, 3, 4, 1, 5.

c) 3, 4, 1, 5, 2.

d) 5, 4, 2, 1, 3.

e) 1, 3, 2, 5, 4.

30. (UFJF) Podemos imaginar a história da vida na terra, de sua origem até hoje, como uma árdua batalha para a conquista de novos ambientes (AMABIS & MARTHO, 2001). No processo de adaptação dos animais aos diversos ambientes, foram selecionados diferentes padrões de estrutura corporal. Referindo-se aos animais ilustrados a seguir, é correto afirmar que:

 a) Platelmintos, anelídeos, artrópodes, moluscos e mamíferos são cefalizados.

b) Turbelários, anelídeos e artrópodes são animais metamerizados.

c) Todos os animais ilustrados têm simetria bilateral.

d) Exceto cnidários e artrópodes, todos os outros animais têm o sistema nervoso ganglionar.

e) Cnidários, artrópodes e moluscos têm exoesqueleto quitinoso.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

D

FVVFF

B

A

E

D

B

B

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

A

C

FFVVF

D

C

C

E

D

D

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

B

E

A

C

E

E

B

B

A

A

 

Publicado por: Djalma Santos | 28 de maio de 2011

Testes de reprodução (3/5)

01. (UEM) Na natureza, existe grande diversidade de organismos classificados em vários grupos taxonômicos. Essa variação pode ser observada em relação ao processo reprodutivo, ocorrendo organismos que apresentam reprodução assexuada, sexuada ou os dois tipos, associados à fecundação externa ou interna. Além disso, em alguns grupos, os organismos são monoicos ou dioicos. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) sobre o número de maneiras existentes para auxiliar a classificação de três organismos, de acordo com os grupos taxonômicos.

I   II

0  0 – Seis maneiras, ao se considerar as três possibilidades de processo reprodutivo.

1  1 – Sessenta e quatro maneiras, ao se considerar os processos reprodutivos assexuados e sexuados e os grupos de organismos monóicos ou dioicos.

2   2 – Doze maneiras, ao se considerar os processos reprodutivos assexuados e sexuados e as duas possibilidades de fecundação.

3  3 – Sessenta e quatro maneiras, ao se considerar as duas possibilidades de fecundação e os grupos de organismos monoicos ou dioicos.

4  4 – Vinte e quatro maneiras, ao se considerar os processos reprodutivos assexuados e sexuados, as duas possibilidades de fecundação e os grupos de organismos monoicos ou dioicos.

 02. (UFV) Abaixo estão representadas etapas da gametogênese e da embriogênese normal humana, com algumas indicações relacionadas (I a VI). Apenas dois cromossomos foram representados.

Assinale a alternativa que contém duas informações incorretas:

a) II indica a ocorrência de fecundação e III o corpúsculo polar primário.

b) IV é um dos pró-núcleos e I resultou da segunda divisão meiótica.

c) VI são ovócitos secundários e III tem 23 cromossomos.

d) V possui 46 cromátides e I está ligado ao ovócito primário.

03. (UNICENTRO) Sobre a figura a seguir, referente ao sistema reprodutor feminino, todas as afirmativas estão corretas exceto:

a) Os ovócitos amadurecem em 1 e são liberados.

b) A fecundação ocorre em 2, seguida da segmentação.

c) O blastocisto implanta-se em 3 onde o desenvolvimento continuará.

d) Durante o parto, 4 sofrerá dilatação para expulsão da criança.

e) Os espermatozoides são depositados em 5 durante a cópula.

04. (PUC-CAMPINAS) Uma característica de espécies de cnidários nas quais ocorre tanto a forma polipoide como a medusoide durante o seu ciclo de vida é a de que:

a) As duas formas têm capacidade de produzir gametas.

b) As duas formas só se reproduzem assexuadamente para produzir clones.

c) As medusas só se reproduzem assexuadamente e os pólipos, sexuadamente.

d) Os pólipos constituem a fase haplóide do ciclo de vida e as medusas, a fase diploide.

e) Os pólipos podem originar outros pólipos, mas também medusas por meio de brotamento.

05. (UFERSA) Considere a figura abaixo, a qual apresenta corte com visão lateral do sistema reprodutor masculino.

A próstata está indicada pela seta de número:

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

06. (UFPI) A esporulação é um tipo de reprodução assexuada, que ocorre em certos fungos e algas, iniciando-se com:

a) Estolões, nos quais se desenvolvem brotos que originam novos indivíduos.

b) Esporos assexuais que são liberados no ambiente e germinam ao encontrar condições favoráveis.

c) A formação de brotos, que ao se separarem do corpo do genitor, passam a ter vida independente.

d) Dois indivíduos geneticamente iguais que se originaram de um indivíduo unicelular.

e) Indivíduos a partir de um precursor único de forma partenogenética.

07. (UFES) A figura abaixo ilustra a variação dos hormônios envolvidos no ciclo menstrual feminino. Sobre os hormônios, é correto afirmar que:

 (Disponível em:http:/ /images.google.com.br. Acesso em: 5 abr 2009.)

a) A fase pré-ovulatória é marcada pela secreção aumentada dos hormônios 1 e 2, ambos produzidos pelos ovários e com ação direta sobre os folículos.

b) O hormônio 1 é o folículo estimulante, e sua produção é feita pela glândula pituitária.

c) Os hormônios 3 e 4 são secretados pelo corpo lúteo e inibem a pituitária anterior, diminuindo a taxa de secreção dos hormônios folículo-estimulante e luteinizante.

d) Na fase ovulatória, ocorre o aumento do hormônio 4, que é produzido pela hipófise e que determina a involução do corpo lúteo.

e) Na fase pós-ovulatória, a diminuição do hormônio 2 é determinada pela ação dos hormônios luteinizantes, que a partir desse momento promovem a redução do endométrio.

08. (UTFPR) A gametogênese é um processo de formação de gametas que participam dos processos de reprodução sexuada dos seres vivos. Esse processo permite a recombinação genética e, consequentemente, a variabilidade genética dos descendentes, tão importante para a perpetuação das espécies. Assinale a alternativa incorreta sobre esse assunto.    a) Nos mamíferos, o gameta feminino é uma célula grande e imóvel cujo citoplasma aumenta durante a gametogênese.

b) De cada espermatogônia que inicia o processo de espermatogênese formam-se oito espermatozoides.

c) Na ovulogênese, a partir de cada ovogônia, formam-se, ao final do processo, três glóbulos polares e apenas um óvulo.

d) Os gametas são células haplóides, de cuja fecundação forma-se o zigoto que é uma célula diploide.

e) Na formação dos espermatozoides ocorre uma etapa de diferenciação celular, na qual não ocorre nem mitose e nem meiose.

09. (UFPel) As minhocas são animais do Filo Annelida da Classe Oligochaeta. Analise a figura, que representa dois indivíduos em cópula:

Sobre as minhocas, é correto afirmar que elas são

a) Heterossexuais e, para se reproduzirem, realizam a partenogênese.

b) Hermafroditas e, para se reproduzirem, realizam a fecundação cruzada mútua.

c) Assexuadas e, para se multiplicarem, realizam a fissão binária.

d) Monogaméticas, por isso a sua multiplicação pode ocorrer com apenas uma minhoca.

e) Bissexuais e, para se reproduzirem, realizam a autofecundação.

10. (PUC-PR) Considere a alternativa correta com relação à Gametogênese que acontece nos mamíferos:

a) Durante a vida reprodutiva de mamíferos masculinos e femininos, o período de formação e de crescimento das ovogônias acontece de forma idêntica ao das espermatogônias.

b) Na ovulação, o corpúsculo polar é a célula liberada pelo ovário para sofrer a fecundação.

c) Nos mamíferos masculinos, o período germinativo e reprodutivo estende-se por toda a vida, enquanto nos femininos ele termina logo após o nascimento.

d) Nos mamíferos femininos, quando nascem, já apresentam todas as suas células germinativas, os ovócitos, na prófase I da meiose.

e) Os espermatócitos primários, ou de primeira ordem, são as células da linhagem espermatogênica masculina que se transformam diretamente nos espermatozoides.

11. (UEPG) A respeito da reprodução, que é uma característica de todos os seres vivos, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – Existem vários tipos de reprodução, que podem ser agrupados em duas grandes categorias: reprodução assexuada e reprodução sexuada.

1  1 – Os indivíduos que surgem por reprodução assexuada são geneticamente idênticos entre si, formando o que se chama de clone.

2 2 – Os indivíduos originados pela reprodução assexuada só terão patrimônio genético diferente se sofrerem mutação gênica, ou seja, alteração na sequência de bases nitrogenadas de uma ou mais moléculas de DNA.

3  3 – A reprodução sexuada está relacionada com processos que envolvem troca e mistura de material genético entre indivíduos de uma mesma espécie. Os indivíduos formados assemelham-se aos pais, mas não são idênticos a eles.

4  4 – Nos animais, a reprodução sexuada envolve a meiose, cujos produtos são sempre os gametas, células reprodutivas haploides. Os gametas masculinos são os espermatozoides e os femininos, os óvulos.

12. (UFAM) A figura abaixo esquematiza um ciclo menstrual onde (I) representa os níveis de hormônios gonadotrópicos no plasma, (II) o desenvolvimento dos folículos ovarianos e (III) os níveis de hormônios ovarianos.

 Assinale a alternativa correta para as indicações de A a G na figura acima:

a) A, FSH; B, LH; C, ovulação; D, fase folicular; E, fase lútea; F, estrogênio; G, progesterona.

b) A, LH; B, FSH; C, ovulação; D, fase lútea; E, fase folicular; F, progesterona; G, estrogênio.

c) A, FSH; B, LH; C, fecundação; D, fase folicular; E, fase lútea; F, estrogênio; G, progesterona.

d) A, LH; B, FSH; C, fecundação; D, fase lútea; E, fase folicular; F, progesterona; G, estrogênio.

e) A, progesterona; B, estrogênio; C, ovulação; D, fase lútea; E, fase folicular; F, FSH; G, LH.

13. (UPE) Com base no esquema abaixo, que representa diferentes fases da gametogênese, identifique os fenômenos indicados no esquema, conforme a ordem apresentada (A, B, C).

a) Mitose, meiose, espermatogênese.

b) Meiose I, meiose II, espermiogênese.

c) Meiose, mitose, espermatogênese.

d) Divisão reducional, divisão equacional, mitose.

e) Divisão reducional, divisão equacional, espermatogênese.

14. (UNCISAL) Os animais podem realizar a reprodução sexuada e assexuada. Acerca dessas formas reprodutivas, é correto afirmar que:

a) As hidras (cnidários) podem realizar o brotamento, um tipo de reprodução sexuada.

b) Os corais podem realizar a conjugação, um tipo de reprodução assexuada.

c) Os sapos realizam a fecundação externa, modalidade sexuada que promove variabilidade genética.

d) As minhocas podem realizar a regeneração, um tipo de reprodução sexuada com trocas de gametas.

e) Os insetos realizam a bipartição, um tipo de reprodução assexuada muito rápida.

15. (UEPG) A respeito de gêmeos na espécie humana, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Cerca de 75% dos casos de gêmeos são resultado da liberação de mais de um ovócito do ovário da mãe.

1   1 – Os gêmeos fraternos se formam a partir de zigotos distintos.

2  2 – Os gêmeos idênticos, ou seja, univitelinos ou monozigóticos, são provenientes de um mesmo zigoto. Logo, no início do desenvolvimento embrionário, o embrião divide-se em dois.

3  3 – Gêmeos dizigóticos são semelhantes, como irmãos nascidos de gestações distintas, mas não são idênticos e podem ou não ser do mesmo sexo.

4  4 – Gêmeos monozigóticos têm o mesmo patrimônio genético, sendo, portanto, idênticos e do mesmo sexo.

16. (UEG) A reprodução sexual ocorre em organismos diploides, no qual cada célula contém dois conjuntos de cromossomos, cada um herdado do pai e da mãe, respectivamente. Sobre estas células, é correto afirmar:

a) As células germinativas ou gaméticas, na espécie humana, são diploides e contêm 46 cromossomos, no espermatozoide e no óvulo.

b) Em animais, o espermatozoide é uma célula haploide, maior e sem motilidade, e o óvulo, também haploide, é menor e móvel.

c) As células germinativas haploides são geradas quando uma célula diploide inicia o processo de divisão conhecido como meiose.

d) A meiose gera células diploides a partir de células haplóides, enquanto a mitose gera células diploides a partir de células haploides.

17. (UEL) Analise a figura a seguir.

Com base na figura que ilustra a ovulação, fecundação e nidação (ou implantação) na espécie humana e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir.

I. As fímbrias da tuba uterina varrem o óvulo para a ampola, onde ele será fecundado.

II. À medidada que um zigoto passa pela tuba em direção ao útero, sofre uma série de divisões mitóticas originando os blastômetros.

III. Logo que se forma uma cavidade na mórula, esta é convertida em um blastômetro que consiste no embrioblasto, numa cavidade blastoocística e num trofoblasto.

IV. O trofoblasto formará a parte embrionária da placenta enquanto o embrioblasto corresponderá à formação do primórdio do embrião.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas I e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

18. (FGV) O gráfico mostra os níveis sanguíneos de hormônios sexuais durante o ciclo menstrual.

 Pode-se dizer que as curvas 1 e 2 correspondem, respectivamente:

a) Ao hormônio luteinizante (LH) e ao hormônio folículo estimulante (FSH); a seta indica a ovulação.

b) Ao hormônio folículo estimulante (FSH) e ao hormônio luteinizante (LH); a seta indica a menstruação.

c) À progesterona e aos estrógenos; a seta indica a ovulação.

d) Aos estrógenos e à progesterona; a seta indica a menstruação.

e) Aos estrógenos e à progesterona; a seta indica a ovulação.

19. (MACK) Suponha a existência de dois tipos de uma mesma espécie de verme: um, que se reproduz assexuadamente, por brotamento, e outro, que é sexuado. Ambos vivem em um mesmo lago, também habitado por uma bactéria que provoca uma doença nesses vermes. A espécie assexuada é mais frequentemente atacada por essa bactéria. Após um período de seca, no qual a população desse verme foi drasticamente reduzida, observou-se que os indivíduos sexuados passaram a ser mais atacados pelas bactérias do que os assexuados. Considere as afirmações a seguir.

I. A reprodução sexuada, devido à variabilidade genética que ela proporciona, garantia uma maior resistência à infecção pela bactéria.

II. A diminuição da população de vermes no lago, em consequência da seca, resultou na diminuição dessa variabilidade genética, tornando a população mais vulnerável à infecção pelas bactérias.

III. Com a seca, os indivíduos assexuados se tornaram resistentes à infecção.

Assinale:

a) Se somente I e II forem corretas.

b) Se somente I for correta.

c) Se somente II e III forem corretas.

d) Se somente II for correta.

20. (FGV) Gêmeos univitelinos ou monozigóticos são aqueles formados a partir de um único zigoto, o qual se divide em blastômeros que permanecem separados e se desenvolvem em dois indivíduos. A divisão celular em questão é a:

a) Meiose, e cada blastômero tem a metade do número de cromossomos do zigoto.

b) Meiose, e cada blastômero tem o mesmo número de cromossomos do zigoto.

c) Mitose, e cada blastômero tem a metade do número de cromossomos do zigoto.

d) Mitose, e cada blastômero tem o mesmo número de cromossomos do zigoto.

e) Mitose, e cada blastômero tem o dobro do número de cromossomos do zigoto.

21. (UEPB) Ter filhos exige responsabilidade, e o ideal é que seja feito um planejamento familiar. Infelizmente isto não tem sido a regra. Segundo pesquisa realizada pelo Datafolha e publicada no dia 20 de abril de 2008 no jornal Folha de S.Paulo, no Brasil quatro em cada dez filhos não foram planejados. Em 56% dos casos, isso acontece entre jovens de16 a 24 anos de idade. Os métodos anticoncepcionais auxiliam uma mulher ou um casal a evitar a gravidez em momentos indesejados. Alguns métodos são reversíveis enquanto outros são irreversíveis, pois interrompem de maneira definitiva a capacidade reprodutora do indivíduo. Dentre os principais métodos contraceptivos, temos:

I. Vasectomia.

II. Camisinha.

III. Laqueadura tubária.

IV. Pílulas anticoncepcionais.

Estes métodos atuam:

A. Impedindo ovulação.

B. Impedindo que o ovócito formado se encontre com o espermatozoide.

C. Impedindo que o zigoto formado se implante no útero.

D. Impedindo a presença de espermatozoide no sêmen.

E. Na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Considerando os métodos e suas atuações, são propostas as seguintes assertivas:

1. I e II são métodos exclusivamente masculinos, que atuam em E e D.

2. III e IV atuam em A e B.

3. III e IV são métodos exclusivamente femininos, que atuam em A, B e D.

4. II é o único que atua em E.

São consideradas como verdadeiras as assertivas

a) 1, 2 e 4.

b) 2 e 3.

c) 2 e 4.

d) 1 e 3.

e) 1 e 2.

22. (CEFET-GO) Na reprodução dos seres vivos, distinguem-se duas formas fundamentais desse fenômeno: reprodução assexuada e reprodução sexuada. Sobre a reprodução, assinale a alternativa correta.

a) Esquizogênese é uma forma de reprodução assexuada na qual há formação de brotos que se destacam do organismo inicial ou ficam grudados a ele.

b) Gemulação é uma forma de reprodução agâmica que consiste na fragmentação traumática, convulsiva, do corpo em segmentos que se regeneram.

c) Pedogênese é uma forma de reprodução gâmica na qual há troca de fragmentos nucleares ou

simplesmente de material genético entre dois indivíduos da mesma espécie.

d) Partenogênese arrenótoca é um tipo de reprodução assexuada que origina apenas organismos fêmeos.

e) Neotenia é um tipo de reprodução sexuada na qual organismos que, ainda na fase de larva, já têm gônadas maduras e podem reproduzir-se por acasalamento.

23. (UEL) Analise a figura abaixo.

                                    (MOORE, K.L.; PERSAUD, T.V.N. Embriologia Clínica. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. p.141.)

Com base na figura e nos seus conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa que caracteriza corretamente as crianças 1 e 2.

a) Os gêmeos originados no esquema são um exemplo de unidade de poliespermia.

b) São gêmeos originados da fecundação de uma célula totipotente por espermatozoide.

c) São gêmeos originados da fecundação de um óvulo por um espermatozoide, e os dois blastômeros iniciais transformam-se em embriões diferentes.

d) Se a criança 1 tivesse uma doença hereditária, a criança 2 não seria acometida pela anomalia.

e) São crianças do mesmo sexo e muito semelhantes no aspecto físico, e a divisão desse tipo de gêmeos ocorre na fase de mórula.

24. (UFMG) “Vocês querem saber o que foi que os mamíferos inventaram, que é ainda melhor do que o ovo que se enterra no chão ou se bota no ninho? Pois os mamíferos [...]”

(Ribeiro, J. U. O sorriso do lagarto.)

A frase poderia ser completada com uma característica que diferenciasse os mamíferos dos outros vertebrados. Essa característica é:

a) Controle da reprodução através de hormônios.

b) Controle da temperatura corporal.

c) Estruturas adaptadas para fecundação interna.

d) Presença de glândulas de secreção.

e) Placenta como órgão de interface materno-fetal.

25. (UEL) “O desenvolvimento humano inicia-se na fertilização, quando um gameta masculino ou espermatozoide se une ao gameta feminino ou ovócito para formar uma única célula – o zigoto. Esta célula totipotente e altamente especializada marca o início de cada um de nós como indivíduo único.

(MOORE, K.L.; PERSAUD, T.V.N. “Embriologia clínica”. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. p. 18.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, analise as afirmativas a seguir:

I. O sinciciotrofoblasto produz o hormônio gonadotrofina coriônica humana (HCG) que entra no sangue materno. A HCG mantém a atividade hormonal do corpo lúteo no ovário, durante o período de gestação, formando a base dos testes para gravidez.

II. Na primeira divisão meiótica, cada cromossomo se divide e cada metade, ou cromátide, é direcionada para um polo diferente. Assim, o número diploide de cromossomos é mantido em cada célula-filha formada por meiose.

III. Nutrientes e oxigênio passam do sangue materno, através do líquido amniótico, para o sangue fetal, enquanto que as excretas de dióxido de carbono passam do sangue fetal para o sangue materno, também através do líquido amniótico.

IV. O líquido amniótico tem por função, por exemplo: agir como uma barreira contra infecções; ajudar a controlar a temperatura corporal do embrião, mantendo uma temperatura relativamente constante; participar da manutenção da homeostasia dos fluídos e eletrólitos.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas.

a) I e III.

b) I e IV.

c) II e IV.

d) I, II e III.

e) II, III e IV.

26. (FGV)

ESPERMA CONGELADO PODE AJUDAR A REVIVER MAMUTES.

Pesquisadores japoneses conseguiram usar espermatozoides de camundongos congelados há 15 anos – e que, na prática, estavam mortos – para produzir filhotes, sugerindo que o mesmo poderia ser tentado para mamutes e outros mamíferos extintos e preservados no gelo. Embora espermatozoides congelados sejam usados rotineiramente por bancos de esperma e clínicas de fertilização in vitro, a equipe trabalhou com células retiradas de camundongos inteiros congelados. O mais impressionante é que os espermatozoides estavam mortos: sua parede celular estava seriamente danificada, e eles não conseguiriam fertilizar naturalmente os óvulos.

(“Folha de S.Paulo”, 15.08.2006)

O texto apresenta uma incorreção na informação veiculada quando afirma que:

a) Espermatozoides congelados há anos, na prática, estariam mortos.

b) Mamutes e outros mamíferos extintos foram preservados no gelo.

c) A parede celular dos espermatozoides estava seriamente danificada.

d) Espermatozoides congelados são usados rotineiramente por bancos de esperma e clínicas de fertilização in vitro.

e) espermatozoides retirados de um animal congelado não conseguiriam fertilizar naturalmente os óvulos.

27. (PUC-SP)

O TRECHO A SEGUIR FOI EXTRAÍDO DO ARTIGO “DESENCONTROS SEXUAIS”, DE DRAUZIO VARELLA, PUBLICADO NA “FOLHA DE S. PAULO”, EM 25 DE AGOSTO DE 2005.

“Nas mulheres, em obediência a uma ordem que parte de uma área cerebral chamada hipotálamo, a hipófise libera o hormônio FSH (hormônio folículo estimulante), que agirá sobre os folículos ovarianos, estimulando-os a produzir estrogênios, encarregados de amadurecer um óvulo a cada mês. FSH e estrogênios dominam os primeiros 15 dias do ciclo menstrual com a finalidade de tornar a mulher fértil, isto é, de preparar para a fecundação uma das 350 mil células germinativas com as quais nasceu.”

O trecho faz referência a um grupo de células que a mulher apresenta ao nascer. Essas células são:

a) Ovogônias em início de meiose, presentes no interior dos folículos ovarianos e apresentam 23 cromossomos.

b) Ovócitos em início de meiose, presentes no interior dos folículos ovarianos e apresentam 46 cromossomos.

c) Ovócitos em fase final de meiose, presentes no interior de folículos ovarianos e apresentam 23 cromossomos.

d) Óvulos originados por meiose, presentes na tuba uterina e apresentam 23 cromossomos.

e) Ovogônias em início de meiose, presentes na tuba uterina e apresentam 46 cromossomos.

28. (UEL) De acordo com um estudo realizado na Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais, o número de plaquetas circulantes no sangue pode ser um pouco menor no primeiro dia da menstruação da mulher, em relação ao dia médio do ciclo menstrual (Pesquisa “Fapesp”, no 87, p. 30, 2003).

Sobre o tema, considere as afirmativas a seguir.

I. Durante a menstruação, o endométrio, a camada superficial interna do útero, desintegra-se e os vasos sanguíneos que o irrigam se rompem.

II. Durante a menstruação, as plaquetas, são responsáveis pelo aumento do sangramento.

III. A menstruação e o aumento progressivo do número de plaquetas favorecem a implantação do óvulo fecundado.

IV. O número de plaquetas é maior no dia médio do período de menstruação, em função do aumento do sangramento, e diminui à medida que o endométrio se reorganiza.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e III.

b) I e IV.

c) II e III.

d) I, II e IV.

e) II, III e IV.

29. (UFAL) Na mulher, o ciclo menstrual compreende um período de 28 a 30 dias, como ilustrado abaixo, e a ovulação ocorre em torno dos quatorze dias, momento em que as taxas dos hormônios 1, 2 e 3 estão mais elevadas. A alternativa que indica 1, 2 e 3, nessa ordem, é:

a) 1. folículo estimulante, 2. luteinizante e 3. estrógeno.

b) 1. luteinizante, 2. folículo estimulante e 3. progesterona.

c) 1. folículo estimulante, 2. estrógeno e 3. progesterona.

d) 1. estrógeno, 2. progesterona e 3. luteinizante.

e) 1. progesterona, 2. estrógeno e 3. folículo estimulante.

30. (UEPB) Observe o esquema que representa parte do sistema reprodutor feminino e identifique os fenômenos e/ou fases representadas em cada numeral.

a) I- ovulação; II- nidação do blastocisto; III- fecundação; IV- mórula.

b) I- ovulação; II- fecundação; III- mórula; IV- nidação do blastocisto.

c) I- ovulação; II- fecundação; III- blastocisto; IV- nidação da mórula.

d) I- nidação; II- fecundação; III- blastula; IV- nidação da mórula.

e) I- ovulação; II- fecundação; III- mórula; IV- nidação da mórula.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

FVFVF

D

D

E

C

B

C

B

B

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VVVVV

A

B

C

VVVVV

C

D

E

A

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

C

E

E

E

B

C

B

B

A

B

 

Publicado por: Djalma Santos | 28 de maio de 2011

Testes de membrana e permeabilidade celular (3/5)

01. (UFV) Os três componentes químicos encontrados nas membranas plasmáticas são:

a) Proteínas, lipídios e ácidos nucleicos.

b) Proteínas, lipídios e carboidratos.

c) Lipídios, carboidratos e ácidos nucleicos.

d) Proteínas, carboidratos e ácidos nucleicos.

02. (UFG) As membranas celulares são estruturas que delimitam todas as células vivas, estabelecendo uma interface entre os meios intra e extracelulares. No caso de pessoas portadoras de diabetes tardio, ou tipo II, as membranas de algumas células possuem poucos receptores para a insulina, diminuindo o transporte de glicose. Esses receptores têm característica de:

a) Fosfolipídeos.

b) Glicoproteínas.

c) Glicolipídeos.

d) Esteroides.

e) Carboidratos.

03. (PUC-PR) As microvilosidades do epitélio do intestino apresentam como principal função:

a) Evitar perda de água.

b) Aumentar a superfície de absorção.

c) Realizar os movimentos peristálticos.

d) Facilitar a retenção dos alimentos.

e) Realizar processos de trocas energéticas.

04. (UNICENTRO) A ilustração abaixo representa o intestino delgado e destaca uma célula epitelial com os transportes envolvidos no trânsito da glicose (GL) da luz intestinal para a corrente sanguínea.

Sobre o transporte da glicose (GL) da luz intestinal para a corrente sanguínea, a análise da figura permite afirmar:

a) O transporte de sódio, em I, dificulta a entrada de glicose na célula.

b) A glicose entra na célula pelo transporte ativo II, movido por gradiente iônico.

c) A ação dos transportes II e III faz a concentração de glicose ser maior no sangue.

d) A glicose, em III, é bombeada ativamente para a corrente sanguínea.

e) O Na+ e a glicose são absorvidos pela célula epitelial por difusão simples.

05. (PUC-CAMINAS) Quando uma célula vegetal madura é colocada em solução hipotônica:

a) Ocorre entrada de solvente e lise da célula.

b) Ocorre saída de água e a célula encolhe.

c) A parede celular impede a lise.

d) A parede desagrega-se e aumenta a pressão osmótica.

e) Os vacúolos mantêm a pressão osmótica.

06. (UFMT) Uma dona de casa fez as seguintes observações sobre alguns alimentos:

I. A carne salgada e as frutas cozidas em calda muito doce não se estragam com facilidade.

II. As verduras cruas murcham mais rapidamente após serem temperadas com sal.

III. As frutas secas, como a ameixa-preta, incham quando colocadas em água.

Que conceito físico-químico explica essas observações?

a) Hidrólise.

b) Osmose.

c) Esterificação.

d) Desidro-halogenação.

e) Polimerização.

07. (UFLA) A indústria de papel tem grande interesse no aumento da produção de celulose, uma vez que esse polissacarídeo constitui sua matéria prima. Para alcançar essa meta, qual das estruturas celulares abaixo está sendo intensamente pesquisada?

a) Vacúolo.

b) Cloroplasto.

c) Parede celular.

d) Glicocálix.

e) Lisossomo.

08. (UFLA) Moléculas marcadas com um composto fluorescente são microinjetadas em uma célula epitelial. Dez minutos após a injeção, a presença dessas moléculas é detectada em células adjacentes não injetadas. Essa observação constitui evidência de que essas células são unidas por:

a) Desmossomos.

b) Zonas de adesão.

c) Interdigitações.

d) Microvilosidades.

e) Junção do tipo “gap”.

09. (PUC-CAMPINAS) Um procedimento muito utilizado para preservar alimentos do ataque de bactérias é conservá-los em salmoura, solução aquosa de ….I…. . Essa solução deve ser muito mais ….II…. do que a solução do interior das células das bactérias. Em consequência, a água flui do interior da bactéria através da membrana celular, por ….III…., ocasionando a morte das bactérias.  Completa-se corretamente o texto acima preenchendo as lacunas, na ordem em que aparecem, respectivamente, por:

a) Glicose – diluída – diálise

b) Sacarose – concentrada – eletrólise

c) Cloreto de sódio – concentrada – osmose

d) Cloreto de sódio – diluída – osmose

d) Cloreto de sódio – concentrada – diálise

10. Um peixe tipicamente marinho é introduzido em um tanque contendo água doce. Analisando o balanço osmótico, podemos dizer que:

a) O corpo do peixe perde água para o meio externo.

b) A perda de água do corpo do peixe para o meio externo é impedida pela presença de escamas e muco.

c) A água do meio externo, menor concentrada, penetra no corpo do peixe, que é mais concentrado.

d) A água do meio externo, mais concentrada, penetra no corpo do peixe, que é menos concentrado.

e) O corpo do peixe entra automaticamente em equilíbrio com a água circundante, evitando a entrada ou a saída de água.

11. (UPE) Uma das propriedades de membrana plasmática é o controle de entrada e saída de substâncias na célula. Sobre os mecanismos desse transporte, é correto afirmar que:

a) Na osmose, o solvente se difunde em direção à região de maior concentração de suas moléculas.

b) No transporte passivo, certas substâncias migram a favor de gradiente de concentração, com alto gasto de energia.

c) No transporte ativo, as substâncias atravessam a membrana contra um gradiente de concentração, com o auxílio de proteínas transportadoras e com gasto de ATP.

d) Na pinocitose, a liberação de macropartículas no interior da célula requer a formação de grandes vesículas.

e) Na clasmocitose, só as substâncias solúveis em lipídios atravessam a membrana celular.

12. (VUNESP) Relativamente ao processo osmótico, indique a opção correta:

a) Há passagem de soluto através da membrana.

b) O soluto move-se do meio hipotônico para o meio hipertônico.

c) O solvente move-se do meio hipotônico para o meio hipertônico.

d) Na passagem do soluto, através da membrana, há “gasto” de energia na forma de ATP.

e) O soluto se desloca do meio hipertônico para o hipotônico.

13. (UFMT) Para manter o equilíbrio de sal e água, os organismos de água doce precisam:

a) Excretar sais ativamente e reter água.

b) Excretar sais passivamente.

c) Perder água pelas brânquias continuamente.

d) Reter água nos rins ativamente.

e) Reter sais enquanto excretam água continuamente.

14. (PUC-RIO) Hemácias foram colocadas em uma solução de concentração desconhecida, tendo, após certo tempo, sofrido hemólise. Em função desse resultado, foi possível dizer que a solução em questão apresenta-se:

a) Hipertônica em relação às hemácias.

b) Com alta concentração de sais.

c) Hipotônica em relação às hemácias.

d) Isotônica em relação às hemácias.

15. (UFPB) Acerca da membrana plasmática e da parede celular, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Os fosfolipídios são constituintes importan­tes das membranas plasmáticas e possuem regiões hidrofílicas e hidrofóbicas.

1   1 – Os carboidratos não fazem parte da composição das membranas plasmáticas.

2  2 – A membrana plasmática das células animais pode apresentar um envoltório externo chamado glicocálix.

3  3 – Celulose e lignina são os principais compo­nentes da parede secundária da célula vegetal.

4  4 – A parede primária, nas células vegetais, fica depositada entre a membrana plasmática e a parede secundária.

16. (UEL) Analise a figura a seguir.

Com base na figura e nos conhecimentos sobre o tema, analise as afirmativas a seguir:

I. Graças a seus receptores específicos, a membrana tem a capacidade de reconhecer outras células e diversos tipos de moléculas como, por exemplo, hormônios. Esse reconhecimento, pela ligação de uma molécula específica com o receptor da membrana, desencadeia uma resposta que varia conforme a célula e o estímulo recebido.

II. Os lipídios das membranas são moléculas longas com uma extremidade hidrofílica e uma cadeia hidrofóbica. As macromoléculas apresentam uma região hidrofílica e, portanto, solúvel em meio aquoso e uma região hidrofóbica, insolúvel em água, porém solúvel em lipídios.

III. A membrana celular é permeável à água. Colocadas em uma solução hipertônica, as células aumentam de volume devido à penetração de água. Se o aumento de volume for acentuado, a membrana plasmática se rompe e o conteúdo da célula extravasa, fenômeno conhecido como desplasmólise.

IV. Quando colocadas em solução hipotônica, as células diminuem de volume devido à saída de água. Havendo entrada ou saída de água, a forma da célula fica inalterada, por ser, em parte, determinada pelo estado de hidratação dos coloides celulares e pela rigidez oferecida pela parede celular.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas.

a) I e II.

b) I e III.

c) II e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

17. (CFTCE) Sobre a fibrose cística, é correto afirmar que:

a) É uma doença caracterizada por abundante secreção de muco na pele.

b) É uma doença relacionada com a ausência de uma proteína normal nas membranas celulares responsável pelo transporte de íon sódio.

c) Caracteriza-se como doença genética, relacionada com a ausência de uma proteína normal nas membranas celulares responsável pelo transporte do íon cloro.

d) No combate à fibrose cística, o organismo envia, inicialmente, os eosinófilos e, em seguida, os macrófagos.

e) É caracterizada por intensa hemorragia nos pulmões.

18. (UFLA) Um experiente produtor de mudas de alface verificou que as plantas produzidas em hidroponia estavam com sintomas de plasmólise. Diante do exposto, assinale a alternativa que explica a situação acima.

a) Como as plantas eram cultivadas em estufa, ocorreu aquecimento, o que gerou uma turgescência nas células das folhas.

b) As plantas foram colocadas em uma solução hipotônica, ocasionando a osmose nas células.

c) A solução ficou hipertônica, fazendo com que as plantas perdessem água para a solução.

d) Houve um aumento do vacúolo devido à permanência das plantas em uma solução hipotônica.

19. (UNESP) No início da manhã, a dona de casa lavou algumas folhas de alface e as manteve em uma bacia, imersas em água comum de torneira, até a hora do almoço. Com esse procedimento, a dona de casa assegurou que as células das folhas se mantivessem.

a) Túrgidas, uma vez que foram colocadas em meio isotônico.

b) Túrgidas, uma vez que foram colocadas em meio hipotônico.

c) Túrgidas, uma vez que foram colocadas em meio hipertônico.

d) Plasmolisadas, uma vez que foram colocadas em meio isotônico.

e) Plasmolisadas, uma vez que foram colocadas em meio hipertônico.

20. (UECE) A membrana plasmática pode ser comparada a uma embalagem que protege as células ao mesmo tempo em que funciona como barreira à entrada e saída de substâncias do seu interior. Neste caso podemos afirmar, corretamente:

a) Permeases são proteínas que facilitam a passagem de determinadas substâncias importantes ao metabolismo celular para o meio intracelular.

b) Muito embora todos os tipos de células, procarióticas e eucarióticas sejam revestidos pela membrana plasmática, a composição química desta fina película varia entre as várias espécies.

c) A manutenção de certas substâncias no interior das células em concentrações diferentes do meio externo se dá através de um processo conhecido por osmose, no qual ocorre grande gasto de energia fornecida pela quebra do ATP.

d) As paredes celulares são envoltórios rígidos externos à membrana plasmática, encontrados apenas em células vegetais.

21. (UNEMAT) A membrana plasmática é a camada da célula que protege, reveste e controla a entrada e a saída de substâncias, contendo, desse modo, permeabilidade seletiva. Com base nesta afirmação, assinale a alternativa incorreta.

a) A passagem de água de uma solução para outra, através de uma membrana semipermeável, que deixa passar apenas o solvente, é denominada osmose.

b) No transporte passivo não há gasto de ATP e no ativo há gasto de ATP.

c) Entende-se por difusão a capacidade que as moléculas dos gases e os solutos têm de se espalhar uniformemente por todo o espaço disponível.

d) O transporte ativo pode ser exemplificado pela bomba de sódio e potássio, demonstrando que a concentração de K+ fora da célula é maior do que em seu interior, ocorrendo o oposto com o Na+.

e) A endocitose é classificada em fagocitose e pinocitose, processos que explicam, respectivamente, a ingestão de partículas sólidas e líquidas.

22. (PUC-CAMPINAS) Os principais constituintes das membranas celulares são lipídeos e proteínas. Um estudante atribuiu as seguintes funções às moléculas proteicas das membranas:

I. Umas são responsáveis pela difusão facilitada.

II. Outras participam do transporte ativo.

III. Um terceiro grupo tem função enzimática.

IV. Há também as que agem como receptores, ligando-se a hormônios ou neurormônios.

Estão corretas as funções:

a) Somente I e II.

b) Somente  II e III.

c) Somente III e IV.

d) Somente II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

23. (UNESP) Em células vegetais em meio aquoso, citoplasma e membrana plasmática funcionam como uma membrana “semipermeável”. As trocas de água ocorrem entre a solução externa e o vacúolo. A equação que relaciona as variáveis que interferem na osmose em células vegetais é Sc = Si – M, na qual:

Sc = Sucção celular (capacidade de a célula ganhar água).

Si = Sucção interna (tendência à entrada de água devido à sucção osmótica exercida pelo vacúolo).

M = Resistência da membrana celulósica, que equivale à tendência de saída de água da célula.

Em relação a essas variáveis, pode-se dizer que, quando:

a) Em meio hipotônico, em relação ao suco celular, o valor de M diminui e a célula torna-se túrgida.

b) Em meio isotônico, em relação ao suco celular, o valor de M diminui e a célula murcha.

c) Em meio hipertônico, em relação ao suco celular, o valor de M aumenta e a célula torna-se plasmolisada.

d) A célula está túrgida, deixa de absorver água, pois a concentração do vacúolo se iguala à do meio: Si = 0 e Sc = M.

e) A célula está túrgida, deixa de absorver água e M = Si.

24. (UFAC) Os estereocílios são expansões longas e filiformes da superfície de certas células epiteliais, os quais se assemelham aos microvilos, destes se distinguindo por se ramificarem frequentemente e apresentarem maior comprimento. Os estereocílios aumentam muito a superfície das células, facilitando o transporte de água e outras moléculas. Enquanto os microvilos são frequentes em muitos tipos de células, os estereocílios são encontrados apenas em certas células epiteliais, como as que revestem o (s):

a) Epidídimo e outros ductos do aparelho genital masculino.

b) Útero e as tubas uterinas do aparelho genital feminino.

c) Intestino delgado e o esôfago.

d) Intestino grosso e os rins.

e) Pulmões e a traqueia.

25. (UFPEL) Atenção na cozinha: não é aconselhável temperar, com sal e vinagre, uma salada de verduras, ou um pedaço de carne, muito tempo antes de consumir. Provavelmente as folhas da verdura ficarão murchas, e a carne vai começar a liberar muito líquido. Baseado no texto e em seus conhecimentos é correto afirmar que em ambos os casos ocorrerá:

a) A difusão do solvente do meio hipertônico para o hipotônico, por isso a carne e as verduras perderão água.

b) A lise celular e por isso as células liberarão água, pois foram submetidas a um meio hipotônico.

c) A deplasmólise, processo em que há perda de água para o ambiente e consequentemente a diminuição do volume celular.

d) Um processo de osmose, em que as células perderão água por serem submetidas a um meio hipertônico.

e) Um processo de transporte ativo, em que as células secretarão água para ocorrer a entrada de sal nas próprias células.

26. (F.M.ABC-SP) O citoplasma das hemácias contém quantidades muito maiores de potássio e menores de sódio do que as do plasma sanguíneo. No entanto, íons potássio e sódio estão, constante e respectivamente, sendo introduzidos e removidos através da membrana plasmática das hemácias. A entrada de potássio e a remoção de sódio n(d)essas células, através da membrana, são determinadas por:

a) Diálise, em ambos os casos.

b) Transporte ativo, em ambos os casos.

c) Diálise e transporte ativo, respectivamente.

d) Transporte ativo e diálise, respectivamente.

e) Diálise e transporte ativo, concomitantemente.

27. (UFMA) A membrana plasmática pode apresentar algumas especializações que garantem o desempenho da célula. Relacione as funções (primeira coluna) com suas respectivas especializações (segunda coluna).

PRIMEIRA COLUNA

I. Aumento de adesão intercelular

II. Aumento da absorção

III. Comunicação intercelular

SEGUNDA COLUNA

(   ) Microvilosidades

(   ) Interdigitações

(   ) Invaginações de base

(   ) Plasmodesmos

(   ) Desmossomos

a) II, I, II, III, I.

b) I, II, I, III, II.

c) III, II, I, III, I.

d) II, III, I, II, II.

e) I, II, III, I, II.

28. (MACK) Hemácias humanas foram colocadas em um tubo de ensaio que continha um meio líquido. Após algum tempo, o líquido tornou-se avermelhado. Um estudante chegou à seguintes conclusões:

I. O meio em que as células estavam era hipotônico.

II. O fenômeno observado foi causado pela entrada de água nas células, provocando sua ruptura.

III. A hemoglobina, presente no citoplasma das hemácias, misturou-se ao meio, tornando-o vermelho.

IV. O fenômeno é conhecido como osmose e envolve “gasto” de energia.

O estudante está correto:

a) Em todas as suas conclusões.

b) Somente nas conclusões I e II.

c) Somente nas conclusões II e IV.

d) Somente nas conclusões II e III.

e) Somente nas conclusões I, II e III.

29. (UFMS) As substâncias entram e saem das células, atravessando suas membranas plasmáticas, através de diferentes mecanismos. As características desses diferentes tipos de transporte, através da membrana, estão relacionadas nas afirmativas abaixo:

I. A substância atravessa a membrana plasmática com velocidade superior àquela que seria observada, indicando a existência de proteínas transportadoras.

II. A diferença de concentração da substância entre os lados da membrana determina o sentido do transporte.

III. A substância que atravessa a membrana o faz contra a tendência do fluxo.

IV. A energia, para esse tipo de transporte, provém do ATP.

V. A substância passa da região em que se apresenta em maior concentração para a de menor concentração.

VI. Existem vários tipos de permeases (enzimas), cada uma especializada no transporte de uma determinada substância.

A alternativa que contém a associação correta entre cada tipo de transporte e suas características é a:

 

DIFUSÃO SIMPLES

TRANSPORTE ATIVO

DIFUSÃO FACILITADA

a

III e IV

II e V

I e VI

b

II e V

III e IV

I e VI

c

II e IV

I e VI

III e V

d

III e IV

I e VI

II e V

e

I e VI

II e V

III e IV

30. (UPE) A membrana plasmática fornece individualidade à célula, definindo e estabelecendo elos entre os meios intra e extracelular. A partir da membrana plasmática, a primeira célula adquiriu identidade. Em relação a esse envoltório celular, podemos afirmar:

I. Os componentes básicos de sua estrutura são fosfolipídios e proteínas. As proteínas, de acordo com a função que desempenham, constituem: canais de proteína, proteínas carregadoras, proteínas receptoras e proteínas de reconhecimento.

II. As células bacterianas não apresentam membrana plasmática. Seu revestimento externo é constituído de glicoproteínas, conhecido como glicocálix ou parede bacteriana.

III. A bomba de sódio e potássio é um mecanismo de transporte por difusão passiva, através da membrana, em que se mantém maior concentração de sódio no interior da célula e de potássio fora dela.

IV. Potencial de membrana é a diferença de potencial elétrico entre seus lados interno e externo. Normalmente, a superfície extracelular tem potencial positivo em relação ao interior, e essa diferença é mantida graças à bomba de sódio e potássio.

V. Na fagocitose, a membrana envolve o material a ser englobado. No combate a infecções em nosso organismo, os macrófagos agem através da fagocitose como também no processo de involução uterina pós-parto.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas I, II e V.

b) Apenas II, III e IV.

c) Apenas I, IV e V.

d) Apenas I, II e IV.

e) Apenas III, IV e V.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

B

B

B

C

B

C

E

C

C

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

C

E

C

VFVVF

A

C

C

B

A

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

E

E

A

D

B

A

E

B

C

 

Publicado por: Djalma Santos | 20 de maio de 2011

Testes de poluição (3/5)

01. (UNEMAT) A importância da água na vida do Planeta está relacionada com as suas propriedades físico-químicas. Recentemente, a ONU redigiu um documento intitulado: Declaração Universal dos Direitos da Água. A seguir estão descritos dois desses direitos:

- Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo a água deve ser manipulada com racionalidade e precaução.

- A água é a seiva de nosso planeta. Ela é condição essencial de vida de todo vegetal, animal ou ser humano. Dela dependem a atmosfera, o clima, a vegetação e a agricultura. Assim sendo a água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada.

Sobre o assunto, analise as afirmativas.

I. A polaridade da molécula da água é determinante na solubilidade dos sais dissolvidos nas fontes aquosas naturais.

II. A falta de água potável no Planeta é solucionada por processos físicos e químicos industriais, de baixos custos e simplificados.

III. O fato das moléculas de água poderem formar pontes de hidrogênio justifica seus altos pontos de fusão e de ebulição, relativos aos do ácido sulfídrico e aos do metano.

IV. Independente do seu uso, o ciclo da água garante a manutenção da quantidade de água potável no Planeta.

V. A densidade anômala da água garante a vida aquática em lagos, rios e mares, onde a temperatura atmosférica é igual ou abaixo de 0ºC.

Estão corretas as afirmativas

a) I e IV, apenas.

b) II, III e IV, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) I, III e V, apenas.

e) I, II, III e V, apenas.

02. (UEFS) As sacolas plásticas simbolizam a vitória do cidadão consumidor de uma sociedade individualista centrada apenas no presente.[...] Imediatamente, em casa, tornam-se embalagem para o lixo, no circuto sem fim do consumo e do descarte. A pequena e singela proposta de redução do uso de embalagens plásticas nas compras problematiza, ainda que levemente, esse circuito do consumismo. Propõe pensar antes de ir ao supermercado, quem sabe limitar um pouco as compras ao necessário, fazer um pouco, claro, porém fazer algo. Parar, pensar, reduzir.

                                                              (SCHILLING, 2008, p. 37-39)

A sustentabilidade torna-se, cada vez mais, um conceito presente nas nossas ações do dia-a-dia. A respeito dessa nova postura em relação ao mundo e suas repercussões, é possível afirmar:

a) A sustentabilidade propõe a criação de uma nova noção do coletivo para que, mesmo atendendo às necessidades do presente, as gerações futuras possam também suprir suas próprias necessidades.

b) O sujeito da sociedade de consumo é um sujeito do coletivo, preocupado com a formação de uma consciência global para a preservação da natureza.

c) As sacolas plásticas estão associadas ao símbolo do descartável, fruto de um pensamento ecológico que favorece a reciclagem de matéria que ocorre na natureza.

d) O consumidor ideal é aquele que considera os aspectos ambientais ao comprar equipamentos exclusivamente de última geração, ou seja, produtos que já não acarretam impacto para o meio ambiente.

e) A sustentabilidade é um conceito que deverá ser empregado pelas próximas gerações para impedir que o consumismo desenfreado de hoje possa provocar danos aos habitantes do planeta no futuro.

03. (UEMS) Um dos grandes problemas ambientais, advindo da produção industrial, é o excesso de descargas de efluentes ricosem nutrientes. Estefenômeno, que pode causar altas taxas de mortalidade de peixes e outros animais, é chamado de:

a) Nitrificação.

b) Respiração.

c) Oxidação.

d) Carbonificação.

e) Eutrofização.

04. (UFSM) Em relação a outras fontes de energia alternativas – energia da biomassa – assinale a alternativa correta.

a) A disponibilização de tecnologia que possibilitam a obtenção de energia a partir da queima de produtos da biomassa é uma realidade distante.

b) Os interesses das grandes corporações de petróleo exercem pressão para promover o aproveitamento da biomassa como fonte alternativa na produção de combustíveis para motores.

c) Ao contrário das fontes energéticas tradicionais, a energia da biomassa é altamente poluidora, inviabilizando-a como fonte alternativa.

d) Países de clima temperado, por contarem com excelente condições climáticas para a produção de biomassa, têm exercido forte pressão para o desenvolvimento dessa alternativa energética.

e) Alternativas energéticas a partir da biomassa podem desenvolver o meio rural através do plantio e da participação do Estado na definição de políticas agrícolas.

05. (UFLA) Em relação ao ciclo do carbono, os processos que levam à remoção do CO2 da atmosfera são atualmente muito difundidos e pesquisados sob a denominação de “Sequestro de Carbono” – conceito consagrado na Conferência de Quioto (1977), a fim de propor medidas de contenção e reversão do acúmulo de CO2 na atmosfera, diminuindo-se, assim, o efeito estufa. Sobre os limites e possibilidades de processo naturais e artificiais de sequestro de carbono, analise as proposições abaixo e, a seguir, assinale a alternativa correta.

I. A fertilização dos oceanos – adicionar micronutrientes que aumentam o crescimento do fitoplâncton – pode provocar efeitos adversos ao ecossistema como, por exemplo, reduzir os níveis de oxigênio na água.

II. Apesar de os solos conterem organismos com grande capacidade de utilização do carbono, as práticas de agricultura no Brasil, em geral, por não incluírem rotação de culturas e conservação de áreas naturais, têm levado ao esgotamento dos níveis de carbono no solo.

III. As florestas novas, principalmente de reflorestamento, não podem ser sequestradoras diretas de carbono, mas trazem outros importantes benefícios à sustentabilidade ambiental, tais como diminuição da erosão e aumento da captação de água no solo.

a) As proposições I, II e III estão corretas.

b) Somente as proposições I e III estão corretas.

c) Somente a proposição I está correta.

d) Somente as proposições II e III estão corretas.

06. (UFPB) Nos últimos anos, o homem tem vivenciado diversas mudanças climáticas no planeta, entre elas o aumento do efeito estufa, causadas pelo aquecimento global. Acerca desses fenômenos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – O efeito estufa é um processo natural na evolução da Terra e permite a manutenção da vida no planeta.

1  1 – O sequestro do  CO2 pelas plantas diminui a concentração desse gás na atmosfera e, consequentemente, contribui para o aumento da temperatura e do efeito estufa.

2  2 – O CO2, assim como outros gases do efeito estufa, diminui a perda de calor, na forma de radiação ultravioleta, pela superfície terrestre, evitando seu resfriamento.

3  3 – O gás metano eliminado pela decomposição de matéria orgânica contribui para o aumento do efeito estufa.

4  4 – O aumento do nível de cloro na parte superior da atmosfera, devido à liberação de clorofluorcarbono, provoca a redução da camada de ozônio.

07. (UFCG) As notícias atuais sobre o aquecimento global alertaram sobre um aumento de temperatura média no planeta, com consequentes catástrofes nas diferentes regiões. Tais evidências afetarão os sistemas biológicos, com comprometimento à biodiversidade. Sobre o aquecimento global e suas consequências para o planeta, analise as afirmativas e assinale a alternativa correta:

I. A poluição atmosférica é a principal causa do aquecimento global.

II. O avanço dos oceanos sobre cidades litorâneas é, também, atribuída ao derretimento das calotas polares.

III. Uma camada de poluente dificulta a dispersão do calor, resultando no aumento da temperatura global.

IV. O aumento da temperatura reduz a evaporação das águas oceânicas, potencializando as catástrofes climáticas.

V. O protocolo de Kioto visa à redução da emissão dos poluentes que aumentam o efeito estufa no planeta.

A alternativa correta é:

a) I, II e IV.

b) I, III e IV.

c) II, IV e V.

d) I, II, III e V.

e) I, II, III, IV e V.

08. (UEPB) A energia é essencial para o desenvolvimento social e econômico do mundo. No entanto, sua “produção” e “consumo” provocam danos ambientais consideráveis. O uso crescente de combustíveis fósseis é apontado como a principal causa do aumento nas concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera e do cada vez mais evidente aquecimento global, mas outras formas de geração de energia também contribuem para esse problema. Entre elas estão as usinas hidrelétricas. A noção de que as hidrelétricas – responsáveis, no Brasil, por 77% da eletricidade produzida – fornecem uma energia “limpa” vem sendo revista.

                                                            Ciência Hoje, vol. 41, 2008).

A principal contribuição das usinas hidrelétricas na produção e emissão de gases estufa é:

a) Através da decomposição de matéria orgânica nas áreas alagadas pelos reservatórios de algumas usinas gerando e emitindo metano e gás carbônico.

b) Através do represamento de rios, impedindo a circulação da água e provocando acúmulo de gases estufa.

c) Através do desmatamento das matas ciliares dos rios e de florestas que serão alagadas na formação do lago da usina.

d) Através da movimentação de imensas turbinas que geram calor por atrito com a vazão em larga escala de água pelas comportas das usinas.

e) Através dos poluentes e contaminação advindos das atividades de sua bacia de drenagem, tais como: indústria, irrigação, pecuária, lazer, entre outros, ricos em metano e gás carbônico.

09. (UFC) O fenômeno conhecido como imposex caracteriza-se pelo surgimento anormal de caracteres sexuais masculinos, como pênis e vaso deferente, em fêmeas de moluscos gastrópodes. Esse fenômeno é provocado pela contaminação da água do mar por compostos orgânicos de estanho, como o tributilestanho (TBT), oriundo das tintas de ação antiincrustante utilizadas em muitas embarcações. O imposex é verificado principalmente em áreas onde há fluxo constante de navios e embarcações. Com base no exposto, assinale a alternativa correta.

a) A introdução de fêmeas normais no local contaminado seria vantajosa, pois restabeleceria permanentemente a população de fêmeas, e a reprodução não seria afetada.

b) O acúmulo de TBT na cadeia alimentar levaria a um fenômeno conhecido como magnificação trófica, aumentando a concentração de TBT nos níveis tróficos inferiores.

c) A população de moluscos afetados pela contaminação com TBT entraria em declínio, com uma possível extinção local da espécie.

d) O TBT atuaria de maneira benéfica para a comunidade marinha por realizar o controle da população local de moluscos.

e) O TBT teria efeito direto na população de moluscos, sem afetar os demais organismos da comunidade marinha local.

10. (UECE) “As lagoas da cidade continuam a sofrer com a ocupação irregular e com a falta de saneamento. A Prefeitura se esforça para urbanizar o entorno de algumas e reassentar famílias ribeirinhas, mas para o problema do saneamento não pode dar solução definitiva a médio prazo.”

                                                     Jornal O POVO, 2 de outubro de 2008.

A falta de saneamento e a ocupação irregular das cidades têm sido uma prática bastante comum, o que tem resultado na eutrofização de lagoas da nossa cidade, provocando a proliferação de algas, o crescimento de plantas e, consequentemente, a morte de peixes. Tal fenômeno revela o estado preocupante de desequilíbrio ambiental em que se encontram esses ecossistemas. Com relação ao processo de eutrofização é correto afirmar que:

a) Os peixes que vivem em lagos eutrofizados morrem ao se alimentarem da matéria orgânica contaminada, em virtude do crescimento das bactérias anaeróbicas em seu organismo.

b) Nos corpos d’água eutrofizados, observam-se elevadas densidades de cianobactérias que tornam a água desses ecossistemas imprópria para o abastecimento humano, pela alta quantidade de substâncias tóxicas persistentes.

c) É um fenômeno típico do mundo atual, resultante das atividades diárias, e, portanto, não acontece sem a interferência humana.

d) A elevada taxa de mortalidade de peixes se dá pela poluição da água com detergentes biodegradáveis que interferem desastrosamente no ciclo do carbono.

11. (PUC-RIO) No processo de eutrofização de águas, pode ser encontrado o seguinte fenômeno:

a) Grande mortandade de peixes.

b) Suprimento escasso de nutrientes na água.

c) Diminuição das taxas de decomposição bacteriana.

d) Aumento da concentração de oxigênio na coluna de água.

e) Diminuição da concentração de matéria orgânica.

12. (PUC-RIO) Na Linha Amarela, via existente na zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, existe uma operação denominada túnel limpo”, que consiste em promover medidas que evitem que os carros fiquem parados e ligados em engarrafamento no interior do túnel. Caso o movimento seja muito grande, o engarrafamento acontece a céu aberto. A razão principal dessa medida é evitar que as pessoas respirem monóxido de carbono produzido pela combustão parcial dos combustíveis. Esse gás é considerado extremamente tóxico porque:

a) Se liga à hemoglobina, competindo com o O2.

b) Se combina com o O2, formando O3 e CO2.

c) Se liga às células do pulmão, dificultando a hematose.

d) Se complexa a proteínas da cadeia respiratória.

e) Obstrui os brônquios, enrijecendo os alvéolos pulmonares.

13. (FUVEST) A chamada “química verde” utiliza métodos e técnicas próprios para reduzir a utilização e/ou a geração de substâncias nocivas ao ser humano e ao ambiente. Dela faz parte o desenvolvimento de:

a) Produtos não biodegradáveis e compostos orgânicos persistentes no ambiente para combater pragas.

b) Técnicas de análise para o monitoramento da poluição ambiental e processos catalíticos para reduzir a toxicidade de poluentes atmosféricos.

c) Produtos não biodegradáveis e processos que utilizam derivados do petróleo como matéria-prima.

d) Compostos orgânicos, persistentes no ambiente, para combater pragas, e processos catalíticos a fim de reduzir a toxicidade de poluentes atmosféricos.

e) Técnicas de análise para o monitoramento da poluição ambiental e processos que utilizam derivados do petróleo como matéria-prima.

14. (FUVEST) O debate atual em torno dos bicombustíveis, como o álcool de cana-de-açúcar e o biodiesel, inclui o efeito estufa. Tal efeito garante temperaturas adequadas à vida na Terra, mas seu aumento indiscriminado é danoso. Com relação a esse aumento, os bicombustíveis são alternativas preferíveis aos combustíveis fósseis porque:

a) São renováveis e sua queima impede o aquecimento global.

b) Eetiram da atmosfera o CO2 gerado em outras eras.

c) Abrem o mercado para o álcool, cuja produção diminuiu o desmatamento.

d) São combustíveis de maior octanagem e de menores taxas de liberação de carbono.

e) Contribuem para a diminuição da liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis.

15. (UFAL) Se uma povoação se estabelece nas margens de uma lagoa, e grandes quantidades de esgoto sem tratamento passam a ser despejadas nesse ecossistema, onde há gramíneas, cobras, caramujos, peixes e outros seres vivos, pode ocorrer uma proliferação muito intensa de bactérias. Subsequentemente, espera-se que ocorra:

1. Morte de caramujos.

2. Morte de peixes.

3. Dificuldade de penetração de luz; diminuição da fotossíntese.

4. Poluição da lagoa, com aumento do número de bactérias anaeróbicas.

5. Desaparecimento de plantas e de diferentes animais.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 2, 3, 4 e 5.

b) 1 e 2, apenas.

c) 1, 2 e 3, apenas.

d) 5, apenas.

e) 4 e 5, apenas.

16. (UNICENTRO) A necessidade de se fazer uma transição de recursos não renováveis de carbono para biorrecursos renováveis é inegável. [...]. O grande desafio [...] está em se desenvolver um produto agrícola que apresente o dobro da produção de biomassa, aumentando o valor industrial do produto em termos de extração do bicombustível.[...] A biomassa de uma árvore pode ser aumentada atuando-se, por exemplo, no processo de fotossíntese, aumentando-se a captação inicial de energia da luz, a qual atualmente é de menos de 2%. Outras possibilidades seriam atuar no metabolismo do nitrogênio, tornar a planta mais robusta, por meio do aumento da resistência a doenças e a insetos, tolerância a secas e a grandes variações de temperatura, diminuir o período de dormência da planta durante o inverno, ou eliminar a floração, processo que consome muita energia.

                                                                            (FARAH, 2007. p. 357)

A partir da análise das informações do texto, pode-se considerar uma estratégia possível:

a) A aplicação de inseticidas mais tóxicas, aumentando as chances de polinização das plantas.

b) A produção de plantas geneticamente modificadas que aumentem a incidência de luz no ambiente.

c) A interferência no metabolismo do nitrogênio, permitindo à planta absorver pelas folhas o nitrogênio do ar.

d) A eliminação da floração diminui o consumo de energia da planta, assegurando-lhe maior potencial adaptativo.

e) O aumento da biomassa pode ser obtido induzindo a planta a realizar, com mais eficiência, o processo da fotossíntese através de engenharia genética.

17. (CEFET-PE) Trabalhos, artigos, filmes, etc. mostram que o aquecimento global e um fato. Isso provoca desequilíbrios ambientais sérios, tais como furacões, tornados, maremotos, todos em áreas onde não era comum a ocorrência deles, inclusive no Atlântico Sul, até mesmo em países como o Brasil. A principal causa desse aquecimento é:

a) O aumento da concentração de dióxido de carbono na atmosfera, devido à queima de combustíveis fósseis.

b) O aumento da concentração de monóxido de carbono na atmosfera, devido as queimadas, destacando-se as que ocorrem na região amazônica brasileira.

c) O aumento da concentração de nitrogênio na atmosfera, provocado principalmente pela decomposição da matéria orgânica.

d) A diminuição da quantidade de oxigênio na atmosfera, devido ao aumento populacional e diminuição das áreas florestais.

e) A diminuição da camada de ozônio na atmosfera, provocada pela liberação de gases, principalmente de sprays e ar condicionado.

18. (FUVEST) A prática da queima da palha da cana-de-açúcar para facilitar a colheita deve ser extinta no Estado de São Paulo, por causar danos ao meio ambiente. Esses danos estão diretamente relacionados com:

a) O aumento de compostos nitrogenados no solo, como amônia e nitrato.

b) A redução na evaporação da água do solo.

c) O aumento da matéria orgânica na superfície do solo, provocado pela queima da matéria vegetal.

d) A redução da erosão na área, provocando o acúmulo de cinzas na superfície.

e) O aumento na concentração de gases tóxicos na atmosfera, provocado pela combustão da matéria orgânica.

19. (COVEST) Com relação à interferência humana no meio ambiente, analise as afirmações apresentadas a seguir.

I   II

0  0 -  O óxido nitroso contribui para a acentuação do efeito estufa.

1 1 -  Quando queima combustíveis fósseis, o homem interfere no ciclo de nitrogênio da natureza, propiciando, principalmente, a produção de nitritos e, em menor escala, de nitratos.

2 2 -  Embora se constitua no principal fator do aumento da concentração de gás carbônico atmosférico, a queima de florestas não compromete o equilíbrio ecológico.

3 3 – A poluição marinha por vazamento de óleo e o desflorestamento contribuem para a redução da captação de gás carbônico por autótrofos fotossintetizantes encontrados nesses ambientes.

4 4 – A alternância da plantação de culturas, como soja e feijão, com a plantação de leguminosas, ricas em Rhizobium em seus peroxissomos, é uma prática correta na agricultura.

20. (PUC-RIO) A proibição do fumo em bares e restaurantes, adotada em vários estados do Brasil e no exterior, com o intuito de proteger o não fumante (fumante passivo), gerou grande polêmica, inclusive jurídica. Todas as alternativas contêm argumentações sobre as ações da fumaça do tabaco que são comprovadamente aceitas, exceto uma. Indique-a.

a) Causa problemas respiratórios, principalmente em crianças.

b) Contém monóxido de carbono, que bloqueia a função de certas células sanguíneas.

c) Tem ação cancerígena tanto para o fumante ativo quanto para o passivo.

d) Causa dilatação dos brônquios, aumentando a absorção de oxigênio.

e) Contém nicotina, que age sobre o sistema nervoso e causa dependência.

21. (UNESP) Os animais da Amazônia estão sofrendo com o desmatamento e com as queimadas, provocados pela ação humana. A derrubada das árvores pode fazer com que a fina camada de matéria orgânica em decomposição (húmus) seja lavada pelas águas das constantes chuvas que caem na região.

                                                                       (J. Laurence, Biologia.)

O contido no texto justifica-se, uma vez que:

a) A reciclagem da matéria orgânica no solo amazônico é muito lenta e necessita do sombreamento da floresta para ocorrer.

b) O solo da Amazônia é pobre, sendo que a maior parte dos nutrientes que sustentam a floresta é trazida pela água da chuva.

c) As queimadas, além de destruir os animais e as plantas, destroem, também, a fertilidade do solo amazônico, originalmente rico em nutrientes e minerais.

d) Mesmo com a elevada fertilidade do solo amazônico, próprio para a prática agrícola, as queimadas destroem a maior riqueza da Amazônia, a sua biodiversidade.

e) O que torna o solo da Amazônia fértil é a decomposição da matéria orgânica proveniente da própria floresta, feita por muitos decompositores existentes no solo.

22. (UEG) O ozônio encontra-se entre a troposfera e a estratosfera, agindo como um filtro que protege o planeta da radiação ultravioleta. O buraco na camada de ozônio contribui diretamente para o aquecimento global. A esse respeito, é correto afirmar:

a) A diminuição dessa camada vem ocorrendo com maior intensidade nas regiões temperadas, sobretudo no verão devido à alta incidência da radiação solar.

b) A radiação da UV-B pode causar desde alteração do DNA, acarretando mutações, até a destruição dos fitoplanctons, comprometendo a alimentação e a vida marinha.

c) A presença do buraco na camada de ozônio preocupa os cientistas ligados ao campo da saúde, pois seus efeitos atuam especificamente no corpo humano.

d) As correntes frias de Humboldt e das Falklands constituem uma barreira natural contra os efeitos do aquecimento global, impedindo assim o aquecimento da região austral.

23. (PUC-RS)

RESPONDA ESTA QUESTÃO COM BASE NO TEXTO E NAS AFIRMATIVAS ABAIXO.

Até a inauguração do canal do Panamá, em 1913, arota comercial do Atlântico para o Pacífico incluía obrigatoriamente a travessia do Cabo Horn, no extremo sul da América do Sul, já que era inviável a travessia contornando o Canadá pelo norte, em função da extensão das banquisas de gelo do Ártico. Em setembro de 2007, essa travessia foi realizada pelo velejador norte-americano Roger Swanson, de 76 anos, a bordo do veleiro Cloud Nine. Também nesse ano, a prestigiada revista científica Nature noticiou uma grande diminuição do gelo no verão Ártico, o que teria permitido a passagem do navegador. Esse fenômeno é resultado direto do aquecimento global, cujos efeitos podem determinar grande perda de biodiversidade.

Sobre esse fenômeno, afirma-se:

I. A intensificação do efeito estufa é atribuída ao aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, em função da queima de combustíveis fósseis.

II. O metano (CH4) também é um gás intensificador do efeito estufa, sendo liberado a partir da decomposição anaeróbica de matéria orgânica.

III. Embora o dióxido de carbono seja considerado o vilão do efeito estufa, o metano, isoladamente, é um gás estufa muitas vezes mais potente.

IV. Além do dióxido de carbono e do metano, o vapor d’água também é considerado como um importante gás estufa.

Pela análise das afirmativas, conclui-se que estão corretas as alternativas:

a) I e II, apenas.

b) I e III, apenas.

c) I e IV, apenas.

d) II, III e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

24. (UFMT) Resíduos humanos, de regiões urbanas ou rurais, contêm grande quantidade de compostos de fósforo e de nitrogênio. Esses nutrientes quando em excesso estimulam microrganismos fotossintetizantes que vivem na superfície das águas e proliferam enormemente. Águas, nessas condições, tornam-se eutrofizadas. Sobre esse assunto, analise as afirmativas.

I. Em águas com grande quantidade de nutrientes, as bactérias degradam os compostos e liberam nitratos e fosfatos.

II. Organismos autotróficos e heterotróficos se multiplicam rapidamente, produzindo o fenômeno conhecido como floração das águas.

III. A desoxigenação da água causa a morte de organismos aeróbios, tanto autótrofos quanto heterótrofos.

IV. Nos dias de sol, a respiração predomina sobre a fotossíntese havendo menor produção de oxigênio, o que favorece o desenvolvimento das algas.

Estão corretas as afirmativas

a) I, II e IV, apenas.

b) I e III, apenas.

c) II e III, apenas.

d) II, III e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

25. (UESPI) A garimpagem clandestina que, sem dúvida, traz muitas vantagens para alguns, danifica o meio ambiente e deve merecer muita atenção do poder público. Com relação aos danos causados ao meio ambiente, podemos citar:

1. combinação de mercúrio às partículas de ouro, determinando, ao final do processo, poluição da água e do ar.

2. concentração de material de alta toxidade no organismo humano, pela ingestão de peixes, etc., contaminados com o referido material.

3. destruição da vegetação e degradação do solo.

4. assoreamento de rios, com possibilidade de inundação e interferência no processo de acasalamento de peixes.

Está(ão) correta(s):

a) 2, 3 e 4, apenas.

b) 3 e 4, apenas.

c) 1, 2, 3 e 4.

d) 1, 3 e 4, apenas.

e) 1, apenas.

26. (MACK) Três consequências da poluição atmosférica são a destruição da camada de ozônio (A), o efeito estufa (B) e as chuvas ácidas (C). Os principais gases envolvidos em A, B e C são, respectivamente:

a) Dióxido de carbono, dióxido de enxofre e clorofluorcarbono (CFC).

b) Dióxido de enxofre, dióxido de carbono e clorofluorcarbono (CFC).

c) Clorofluorcarbono (CFC), dióxido de carbono e dióxido de enxofre.

d) Clorofluorcarbono (CFC), dióxido de enxofre e dióxido de carbono.

e) Dióxido de carbono, clorofluorcarbono (CFC) e dióxido de enxofre.

27. (UEPB) Professores de Ecologia do Departamento de Biologia da Universidade Estadual da Paraíba foram chamados para dar um diagnóstico sobre os acidentes ecológicos ocorridos nos açudes Velho e Bodocongó, ambos situados na cidade de Campina Grande-PB, pois os dois corpos aquáticos apresentavam uma coloração esverdeada e algumas espécies de peixes mortos. Após coletarem amostras da água, e de uma análise minuciosa, concluíram que:

a) Houve um aumento de nutrientes, tais como: nitrato, nitrito, potássio e sódio.

b) Houve um aumento da comunidade planctônica fazendo com que os açudes se tornassem oligotróficos.

c) Um aumento da comunidade do fitoplancton e zooplancton deixou os corpos aquáticos eutrofizados.

d) O florescimento ou “bloom” de microalgas e o excesso de nutrientes e temperatura causaram esses acidentes.

e) Houve um aumento das algas azuis ou cianobactérias liberando uma quantidade de toxinas.

28. (UFSCar) Uma tubulação de esgoto passava ao lado de um lago no parque central da cidade. Embora em área urbana, esse lago era povoado por várias espécies de peixes. Um vazamento na tubulação despejou grande quantidade de resíduos nesse lago, trazendo por consequência, não necessariamente nessa ordem:

I. Morte dos peixes.

II. Proliferação de microorganismos anaeróbicos.

III. Proliferação de organismos decompositores.

IV. Aumento da matéria orgânica.

V. Diminuição da quantidade de oxigênio disponível na água.

VI. Liberação de gases mal cheirosos, como o ácido sulfídrico.

Pode-se dizer que a ordem esperada para a ocorrência desses eventos é:

a) I, IV, III, V, II e VI.

b) I, VI, III, IV, V e II.

c) IV, III, V, I, II e VI.

d) IV, VI, V, III, II e I.

e) VI, V, I, III, IV e II.

29. (UnB) “Algumas atividades desencadeadas pelo ser humano estão danificando a camada de ozônio atmosférico que envolve a Terra e, mesmo que fosse imediata e completamente interrompida, a reposição total do ozônio demandaria um século. Um dos efeitos da diminuição do ozônio é o aumento dos raios solares ultravioleta, chamados UV-B, que atingem a superfície terrestre. Sobre os seres humanos, esse aumento provoca a diminuição, ou mesmo, a supressão do sistema imunológico, aumento dos casos de catarata, de cegueira fotoinduzida, de câncer de pele, etc. Em relação ao meio ambiente, o UV-B poderá levar a vários prejuízos, tais como: morte ou menor atividade de microrganismos envolvidos na fixação de nitrogênio, redução das atividades do fitoplâncton marinho (responsável pela produção de biomassa), diminuição da atividade do bacterioplâncton (principal responsável pela reciclagem da matéria orgânica do mar), etc. A frágil camada de ozônio que envolve a Terra é, portanto, fundamental para o equilíbrio ecológico que sustenta as diferentes formas de vida no planeta.”

                                                  (Adaptado de Ciência Hoje, no 16, 1993)

Utilizando o texto e conhecimentos correlatos, julgue os itens a seguir.

I   II

0  0 – Os clorofluorcarbonetos, utilizados em sistema de refrigeração, tintas e sprays, são gases que danificam a camada de ozônio.

1   1 – O aumento da radiação UV-B poderá levar ao incremento da ocorrência e da severidade de doenças infecciosas.

2  2 – A drástica diminuição da fixação de nitrogênio em plantas superiores reduzirá o potencial nutritivo de plantas importantes para a alimentação humana.

3   3 – O aumento dos raios UV-B não têm relação com o efeito estufa ou com as alterações do clima global.

4   4 – A redução da camada de ozônio poderá acarretar a diminuição da matéria orgânica no mar.

30.  (UFPB) A figura abaixo, representa parte de uma região atravessada por um rio.

Na região correspondente à área rural e na região correspondente à área urbana, observa-se a ocorrência de lançamento contínuo de esgoto não-tratado nas águas do rio. Nesse rio, foi medido o teor de oxigênio dissolvido em amostras de água coletadas nas regiões indicadas na figura por 1, 2 e 3. Os resultados obtidos nas amostras estão, corretamente, representados no gráfico:

31. (PUC-MG) Observe atentamente a charge e as afirmações a seguir.

I. O aterro sanitário de qualquer município deve possuir licença para funcionamento e expansão.

II. Um aterro pode representar risco à saúde dos moradores de um município, uma vez que sejam detectadas irregularidades na impermeabilização e escoamento do resíduo líquido (chorume) depositado no local.

III. Os processos anaeróbios que ocorrem na matéria orgânica dos aterros sanitários podem produzir gás metano e adubo.

IV. Animais invertebrados e vertebrados podem se beneficiar e participar do ciclo da matéria nos aterros sanitários.

Estão corretas as alternativas:

a) I, II, III e IV.

b) I, III e IV, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) II, III e IV, apenas.

32. (FGV-SP) O governo brasileiro é um entusiasta na defesa da produção e uso do etanol obtido a partir da cana-de-açúcar em substituição à gasolina. Do ponto de vista ecológico e considerando a concentração na atmosfera de gases responsáveis pelo efeito estufa, é mais acertado dizer que:

a) É vantajosa a substituição da gasolina pelo etanol, pois para a produção deste último utilizam-se grandes extensões de terra, o que implica extensas áreas com cobertura vegetal, a qual realiza fotossíntese e promove o sequestro de CO2da atmosfera, além da área verde promover o aumento na biodiversidade da fauna nativa.

b) É vantajosa a substituição da gasolina pelo etanol, pois a queima deste último devolve para a atmosfera o mesmo carbono que há pouco havia sido retirado dela pela fotossíntese, enquanto a queima da gasolina acrescenta mais carbono à composição atual da atmosfera.

c) Não há vantagem na substituição da gasolina pelo etanol, pois ambos apresentam moléculas orgânicas que, quando queimadas pelos motores a combustão, liberam a mesma quantidade de monóxido de carbono para a atmosfera, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa.

d) Não há vantagem na substituição da gasolina pelo etanol, pois embora a queima da gasolina produza monóxido de carbono, um gás poluente que se associa de modo irreversível à hemoglobina, a queima do etanol produz dióxido de carbono, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa.

e) Não há vantagem na substituição da gasolina pelo etanol, pois este último representa maior consumo por quilômetro rodado, o que provoca um aumento no consumo desse combustível e, proporcionalmente, maior emissão de gases poluentes para a atmosfera.

33. (PUC-SP)   (…) Como se não bastasse a sujeira no ar, os chineses convivem com outra praga ecológica, a poluição das águas por algas tóxicas. Há vários anos, as marés vermelhas, formadas por essas algas, ocupam vastas áreas do litoral chinês, reduzindo drasticamente a pesca e afugentando os turistas.”

      (“O Avanço das Algas Tóxicas” Revista Veja, 3 de outubro de 2007)

O trecho acima faz referência a um fenômeno causado pela:

a) Multiplicação acentuada de várias espécies de produtores e consumidores marinhos, geralmente devida à eutroficação do ambiente.

b) Multiplicação acentuada de dinoflagelados, geralmente devida à eutroficação do ambiente.

c) Multiplicação acentuada de várias espécies de produtores e consumidores marinhos devida ao aumento do nível de oxigênio no ambiente.

d) Baixa capacidade de reprodução de dinoflagelados, geralmente devida à eutroficação do ambiente.

e) Baixa capacidade de reprodução do zooplâncton e do fitoplâncton devida ao aumento do nível de oxigênio no ambiente.

34. (UECE) Em uma área próxima a um açude, irrigada para o cultivo de cana-de-açúcar, foi utilizado DDT em larga escala, objetivando evitar o aparecimento e a proliferação de pragas. Parte da água utilizada para a irrigação da lavoura retornou ao solo por infiltração levando, consequentemente, para o manancial o DDT que acabou se acumulando no açude. Nesse ecossistema, existe a seguinte cadeia alimentar: fitoplâncton, peixes herbívoros, peixes carnívoros e gaivotas. Podemos esperar que a concentração do DDT nas gaivotas seja:

a) Menor do que a dos peixes herbívoros.

b) Maior do que a do fitoplâncton.

c) Igual à dos organismos dos demais níveis tróficos.

d) Igual à dos peixes carnívoros.

35. (UNIFESP) Nos acidentes com derramamento de petróleo em grandes extensões no mar, alguns dos principais impactos negativos estão relacionados à formação de uma camada de óleo sobre a área atingida. Sobre tais acidentes, pode-se dizer que:

a) A camada de óleo impede a penetração de luz e, com isso, a realização de fotossíntese pelas algas bentônicas, que são os principais organismos fotossintetizantes do sistema oceânico.

b) O óleo derramado impedirá a dissolução do oxigênio atmosférico na água, causando a morte de peixes em grande extensão, mesmo daqueles que não tiveram contato com o óleo.

c) Ao ser derramado, o óleo forma uma película superficial que não afeta tanto os organismos marinhos, pois eles se deslocam, mas atinge principalmente as aves pescadoras, pois o óleo impregna suas penas e elas morrem afogadas.

d) A camada de óleo atinge diretamente o plâncton, que é a principal fonte de produção primária para o ambiente marinho e configura-se como a base da cadeia trófica oceânica.

e) O zooplâncton é a porção mais afetada, pois os organismos morrem impregnados pelo óleo, ao contrário do fitoplâncton, que possui parede celular que os impermeabiliza e permite sua sobrevivência nesses casos.

36. (COVEST) A poluição ambiental deve ser combatida pelo homem, uma vez que causa desequilíbrios e prejuízos à vida. A poluição ocorre no ar, no solo e na água, e pode ser causada por liberação de matéria e por liberação de energia no ambiente. Com relação a esse assunto, é incorreto afirmar que:

a) O dióxido de enxofre, produzido principalmente na queima de combustíveis como gasolina, madeira e óleo, pode reagir com a água na atmosfera e formar ácido sulfúrico, um ácido muito tóxico e corrosivo.

b) A poluição radioativa, que pode provocar mutações e outras lesões, muitas vezes letais, tem o risco aumentado não somente por vazamentos em usinas nucleares, como também pelo descaso com o lixo radioativo.

c) A elevação da temperatura nos mares propicia um aumento considerável no teor de oxigênio dissolvido na água, como também a liberação de grandes quantidades de dióxido de enxofre para a atmosfera.

d) A transformação da parte orgânica do lixo em um composto (compostagem) é bastante útil, não só como método para a solução do problema do lixo, como também pelo fato de o composto obtido poder servir como fertilizante para o solo.

e) O uso de pesticidas para o controle de pragas na agricultura não só pode resultar na contaminação do solo e da água como também pode perder sua eficiência a longo prazo.

37. (UEFS) As figuras abaixo apresentam, de modo esquematizado, três processos fundamentais na manutenção da vida.

O desequilíbrio nas taxas de ocorrência dos processos ilustrados pode repercutir em:

a) Acúmulo de matéria orgânica pela falta de microrganismos decompositores, impedindo a oxigenação do solo.

b) Aquecimento global, quando a floresta emite mais CO2 do que absorve.

c) Bloqueio nas taxas de fotossíntese pela reduzida disponibilidade de água no solo.

d) Inversão térmica, reduzindo a taxa respiratória e diminuindo a liberação de CO2.

e) Inibição dos ciclos da matéria causada pelo aprisionamento duradouro do carbono.

38. (UNESP) A figura abaixo apresenta a variação na produção de sementes pela população de uma espécie de árvore, observada pelo período de 20 anos. As setas representam o período em que foi aplicado na área um produto químico utilizado para o controle de pragas.

Analisando o comportamento da curva, pode-se afirmar que o produto químico utilizado provavelmente elimina:

a) Outras espécies de plantas que competem por nutrientes com a planta observada.

b) Os insetos que se alimentam das sementes dessa planta.

c) Os pássaros que se alimentam dos frutos dessa planta e que promovem a dispersão das sementes.

d) Os polinizadores dessa planta.

e) Os microorganismos patogênicos que infectam essa planta.

39. (COVEST) De nada adiantará o crescimento econômico e o “poderio” das nações se não for repensado o problema da qualidade de vida que hoje se tem e a que será deixada para as descendências. Logo, antes de se poluir o ambiente, quer por liberação de matéria quer por liberação de energia, o homem deve medir o nível de sua interferência nociva ao meio ambiente. Analise quanto a esse tema as proposições abaixo.

I   II

0  0 – O homem tem interferido no ciclo do carbono na natureza, propiciando tanto a liberação de monóxido de carbono (CO), de ação danosa para a respiração humana, quanto de dióxido de carbono (CO2), reconhecido como um dos responsáveis pelo efeito estufa.

1  1 – Os poluentes ditos secundários são os únicos liberados na natureza por fontes naturais e, como tal, têm efeitos menos nocivos aos seres vivos; são exemplos: óxidos de enxofre e certos compostos orgânicos voláteis.

2  2 – O fenômeno conhecido por eutrofização resulta do lançamento de grandes quantidades de resíduos orgânicos nas águas de rios e de lagos e podem causar significativos desequilíbrios ecológicos.

3  3 – No Brasil, grande parte do lixo domiciliar é levado a lixões sanitários, onde o oxigênio apressa a decomposição biológica, sendo o lixo orgânico convertido em um composto fertilizante de muita valia para a agricultura.

4  4 – Além do risco de vazamentos radioativos, o funcionamento de usinas nucleares pode determinar a elevação da temperatura das águas de rios e de mares.

40. (MACK) Um estudo publicado recentemente demonstrou o aumento no risco da extinção de anfíbios, cujas características fisiológicas os tornam mais vulneráveis a mudanças ambientais. A poluição das águas com pesticidas e com resíduos orgânicos e o aumento da radiação ultravioleta são os maiores responsáveis pelo aumento desse risco. A respeito da relação entre a fisiologia dos anfíbios e o risco de extinção, considere as afirmativas abaixo.

I. Por apresentarem fecundação externa, a poluição da água afeta diretamente a sobrevivência dos ovos.

II. A pele úmida e permeável favorece a absorção de poluentes existente na água.

III. A ausência de casca calcárea nos ovos permite que maior intensidade de radiação ultravioleta atinja os embriões, podendo causar mutações.

IV. Por terem circulação simples, esses animais são heterotermos e estão mais sujeitos a variações de temperatura.

Estão corretas.

a) I e II, apenas.

b) II e IV, apenas.

c) I, II e III, apenas.

d) I, II, III e IV.

e) I e III, apenas.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

D

A

E

E

A

VFFVV

D

A

C

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

A

A

B

E

A

E

A

E

VFFVF

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

B

E

B

C

C

D

C

VVVFV

A

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

B

B

B

D

C

B

D

VFVFV

C


Publicado por: Djalma Santos | 20 de maio de 2011

Testes de hormônios vegetais (3/4)

01. (UEL) Considere o experimento sobre o efeito inibidor de hormônio vegetal no desenvolvimento das gemas laterais, apresentado na figura a seguir.

01

Com base na figura e nos conhecimentos sobre fisiologia vegetal, considere as afirmativas a seguir.

I. A ausência de hormônio produzido pelo meristema apical do caule exerce inibição sobre as gemas laterais, mantendo-as em estado de dormência.

II. As gemas laterais da planta-controle estão inibidas devido ao efeito do hormônio produzido pela gema apical.

III. O hormônio aplicado na planta decapitada inibe as gemas laterais e, consequentemente, a formação de ramos laterais.

IV. A técnica de poda das gemas apicais tem como objetivo estimular a formação de novos ramos laterais.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas I e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

02. (UEPG) As plantas produzem muitos compostos que atuam na estimulação, na inibição e na regulação de importantes processos como o crescimento e a floração. Essas substâncias endógenas, que atuam em pequenas doses em diferentes órgãos das plantas, são os fitormônios. A respeito desse assunto, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – As auxinas são os fitormônios mais importantes das plantas superiores, que atuam facilitando a distensão das paredes celulósicas das células vegetais. Além de existirem em pontas de caules e raízes, essas substâncias também ocorrem nas sementes em germinação, nos meristemas de cicatrização, nas folhas novas e nos frutos.

1 1 – As giberelinas ocorrem em doses muito pequenas em órgãos novos, sementes em germinação e meristemas. Elas atuam na quebra da dormência de sementes, ativando a produção de enzimas que permitem a utilização das substâncias de reserva, como o amido.

2  2 – As citocininas são substâncias que estimulam as divisões celulares.

3  3 – O etileno é um hormônio que pode ser produzido por diferentes tecidos de vários órgãos das plantas. Ele é gasoso e atua como importante regulador natural de processos fisiológicos normais, como: a indução da abscisão, a indução da floração e a estimulação da maturação dos frutos.

4 4 – O ácido abscísico é um hormônio inibidor que pode agir como antagonista de outros hormônios, impedindo, por exemplo, o alongamento de raízes, o brotamento de gemas e a germinação. Ele também possui uma importante participação no mecanismo de movimento dos estômatos.

03. (UEPA) Em um experimento de laboratório foi investigado o desenvolvimento de plantas a partir de culturas de tecido. Para isso, um fragmento de tecido vegetal foi colocado em um tubo de ensaio “A” contendo substâncias nutritivas necessárias a sua sobrevivência.

03

Observe os resultados apresentados na figura e selecione a alternativa correta em relação ao experimento.

a) No tubo de ensaio D, observa-se a ação do etileno, que é produzido nos meristemas e transportador pelo xilema.

b) O órgão citado no tubo de ensaio C se desenvolve a partir da adição de ácido abscísico, que é transportado pelos tecidos condutores da planta.

c) No tubo de ensaio D, a diferenciação dos órgãos citados dependeu da ação de citocininas.

d) Os órgãos formados no tubo de ensaio D são regulados por fitormônios, que são substâncias inorgânicas que funcionam como sinais químicos em uma única direção no corpo da planta.

e) No tubo de ensaio C a atuação conjunta de giberelinas e ácido abscísico promovem o crescimento desse órgão.

04. (UFAC) A adaptação dos vegetais ao meio ambiente, e as situações de estresse a que eles podem estar expostos, é resultado de um eficiente mecanismo metabólico, onde os hormônios desempenham papel fundamental. As figuras abaixo ilustram dois experimentos clássicos realizados com vegetais.

04

A opção que indica, respectivamente, os hormônios vegetais envolvidos com os resultados dos experimentos observados são:

a) Auxina e giberelina.

b) Auxina e etileno.

c) Ácido abscísico e etileno.

d) Citocinina e giberelina.

e) Auxina e ácido abscísico.

05. (UPE) Quem nunca ficou pensando na morte da bezerra?! Pois é, os ditados populares são usados regularmente, mas nem sempre sabemos a sua origem e o seu significado. “Provérbios não vêm só da cultura popular mas também, da cultura erudita”. Provérbio é uma palavra difícil de se explicar, mas, em linhas gerais, seria uma mensagem moral referendada por gerações. Alguns são comuns no nosso dia-a-dia, como:

Uma laranja podre apodrece todas as outras.

Maçã podre apodrece um cento.

Jerimum se guarda, mas melancia apodrece.

Essas são observações populares sobre o amadurecimento dos frutos. Cientificamente falando, qual a alternativa que apresenta o hormônio que promove a maturação dos frutos?

a) Auxina.

b) Gás etileno.

c) Citocinina.

d) Giberelina.

e) Ácido abscísico (ABA).

06. (CEFET-MG) O processo fisiológico influenciado diretamente por hormônios vegetais consiste na(o):

a) Saída dos grãos de pólen das anteras.

b) Transporte de seiva bruta ate as folhas.

c) Absorção de água por pelos radiculares.

d) Captação de luz pelas moléculas de clorofila.

e) Desenvolvimento do ovário após a fecundação.

07. (PUCCAMP) Analise o gráfico abaixo onde AIA significa ácido indolil-acético (auxina).

07

Com base nos dados nele representados, é possível afirmar que:

a) Quanto maior for a concentração de AIA, maior será o crescimento da raiz e do caule.

b) A raiz e o caule são igualmente sensíveis ao AIA.

c) O AIA, por ser um hormônio, sempre estimula o crescimento.

d) As concentrações de AIA que estimulam o crescimento do caule têm efeito inibidor na raiz.

e) Não há relação entre concentração de AIA e crescimento de raiz e caule.

08. (UESPI) Hormônio vegetal que estimula o alongamento do caule e da raiz, que atua no fotoperiodismo, no geotropismo, na dominância apical e no desenvolvimento dos frutos é denominado:

a) Etileno.

b) Ácido abscísico.

c) Auxina.

d) Giberelina.

e) Citocinina.

09. (UFMS) Os fitormônios são compostos orgânicos produzidos pelas plantas e que, em pequenas concentrações promovem, inibem ou modificam o crescimento vegetal. Com relação ao efeito da citocinina, é correto afirmar que:

a) Promove o amadurecimento dos frutos.

b) Inibe a floração.

c) Promove a divisão celular.

d) Inibe o crescimento do caule.

e) Promove a queda das folhas

10. (UFGD) Alguns fruticultores da região de Dourados/MS guardam os produtos de suas colheitas em ambientes onde ocorre queima de combustíveis tais como querosene, gasolina ou madeira que libera no ar uma substância estimulante à maturação dos frutos. Essa substância, considerada como fitormônio, é:

a) Auxina.

b) Citocinina.

c) Giberelina.

d) Etileno.

e) Ácido abscísico.

11. (UEPI) Dos hormônios vegetais abaixo, assinale aquele que está ligado ao envelhecimento e à morte das células (queda das folhas).

a) Etileno.

b) Ácido abscísico.

c) Giberelinas.

d) Citocininas.

e) Auxinas.

12. (COVEST) As auxinas estimulam o crescimento celular, podendo também inibi-lo. Analise o gráfico, referente ao efeito da auxina ácido indolacético, sobre raízes e caules, e assinale verdadeiro ou falso nas proposições apresentadas.

12

I   II

0  0 – A curva I expressa o comportamento de crescimento (estimulação e inibição) de raízes.

1  1  – Considerando as concentrações relativas de auxina sobre a estimulação e inibição do crescimento mostrado. pode-se afirmar, com segurança, que a curva II refere-se a caules.

2  2  – As raízes (I) são menos sensíveis às auxinas do que os caules (II).

3  3  – Concentrações altas de auxina, da ordem de 10-8, promovem a inibição do crescimento de caules (II).

4  4  – Concentrações de auxina da ordem de 10-2 inibem o crescimento tanto de raízes (I) quanto de caules (II), ou seja, independentemente do órgão-alvo.

13. (UFRGS) Considere as seguintes afirmações sobre o desenvolvimento e o crescimento das plantas.

I. As auxinas são utilizadas na agricultura para promover o enraizamento de estacas, obtendo-se, assim novas mudas de plantas.

II. O crescimento de uma planta em direção a uma fonte de luz é denominado tropismo.

III. O adubo químico que colocamos em vasos, jardins e hortas é constituído normalmente por nitrogênio, fósforo e potássio, os quais são micronutrientes importantes párea o desenvolvimento das plantas.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas I e II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

14. (UNIFOR) Caules de plantas mantidas dentro de casa curvam-se ao crescer, em direção à luz. Uma pessoa queria saber que parte do caule é responsável por essa curvatura: a apical, a intermediária ou a basal. Recorreu então às experiências representadas abaixo.

14

Os resultados mostram que a luz incidindo unilateralmente, age:

a) Igualmente sobre as três regiões do caule.

b) Sobre o caule todo, mas a ação é mais intensa sobre a região apical.

c) Apenas sobre a região apical.

d) Apenas sobre a região intermediária.

e) Apenas sobre a região basal.

15. (UFRN) Quando o nível de auxina de uma folha baixa acentuadamente, podemos pressupor que essa folha esteja:

a) Em pela atividade fotossintética.

b) Em estágios de primódio.

c) Em plena maturação.

d) Entrando na fase de distensão.

e) Atingindo a fase sencescente.

16. (FUVEST) Um pesquisador dividiu um lote de plantas jovens em quatro grupos, dos quais três receberam os tratamentos indicados abaixo e o quarto foi usado como controle.

16

As plantas foram então iluminadas unilateralmente. Quais plantas se curvam em direção à fonte de luz, tal como os controles?

a) Nenhuma delas.

b) Somente as plantas do grupo I.

c) Somente as plantas do grupo II.

d) Somente as plantas dos grupos I e II.

e) As plantas dos grupos I, II e III.

17. (PUC-RS) Os tropismos observados em plantas superiores são crescimentos induzidos por hormônios vegetais e direcionados por influências do ambiente. A curvatura do caule em direção à luz e da raiz em direção ao solo são exemplos típicos de fototropismo e geotropismo positivos, respectivamente. Tais movimentos ocorrem em decorrência da concentração diferencial de fitormônios como a ……, nas diferentes estruturas da planta. Altas taxas desse fitormônio, por exemplo, …… o crescimento celular, o qual …… a curvatura do caule em direção à luz.

Completam o texto acima, respectivamente, os termos constantes na alternativa:

a) citocina – promovem- induz

b) auxina – induzem – provoca

c) giberelina – inibem – impede

d) auxina – bloqueiam – inibe

e) citocina – impedem – bloqueia

18. (VUNESP) Quando se realiza a poda em uma plantação de uvas, vai ocorrer:

a) O estímulo da produção de ácido indolilacético.

b) O estímulo da produção de giberelinas pelas folhas produzindo grande alongamento caulinar.

c) A destruição da gema apical, que produz auxinas que inibem a gemas laterais.

d) A diminuição da absorção de nutrientes pela raiz como consequência da destruição da gema apical.

e) O aumento da fotossíntese, para compensar a perda das folhas decorrente do processo de poda.

19. (UFMA) Observe as sentenças abaixo sobre hormônios vegetais.

I. O etileno é um fitormônio encontrado em todas as partes do vegetal, principalmente na base do ovário. Inibe a multiplicação e o crescimento das células, estimula a dormência de gemas e sementes e promove a abscisão de folhas, flores e frutos.

II. As citocininas são hormônios responsáveis pela multiplicação celular e, em alguns casos, pelo desenvolvimento de gemas laterais.

III. As giberelinas são hormônios presentes em quase todo vegetal, sendo mais abundantes nas sementes jovens. São responsáveis pelo alongamento do caule, crescimento das folhas, floração, desenvolvimento dos frutos e interrupção da dormência.

IV. O ácido abscísico é responsável pelo amadurecimento e pela abscisão dos frutos, além de promover a floração e a abscisão de folhas e flores.

Indique a opção que contém somente as sentenças corretas.

a) II e III.

b) I, III e IV.

c) I, II e III.

d) I e IV.

e) II e IV.

20. (FCC) esquema a seguir representa duas plântulas.

20

 Assinale a alternativa que representa essas plântulas após um dia.

20B

21. (UEL) Quando um caule é iluminado unilateralmente, ele apresenta fototropismo positivo devido ao acúmulo de auxinas que provoca aumento da:

a) Distensão celular no lado não iluminado.

b) Divisão celular no lado não iluminado.

c) Distensão celular no lado iluminado.

d) Divisão celular no ápice do caule.

e) Divisão celular no lado iluminado.

22. (COVEST) Analise as proposições abaixo, que correlacionam certos fitormônios a diferentes fases do desenvolvimento de um vegetal, como ilustrado na figura.

22

I   II

0  0 – A floração (1) é estimulada por giberelinas, como o ácido giberélico.

1  1 – A planta libera o etileno, que atua, principalmente, no crescimento de frutos (2) e (3) e na indução de partenocarpia.

2  2 – O ácido abscísico é importante na determinação da dormência de sementes (4) e de gemas.

3  3 – As giberelinas têm, como função, entre outras, a quebra da dormência de sementes (5) e de gemas.

4 4 – As sementes em desenvolvimento (6) produzem auxinas, fitormônios que promovem o crescimento e a distensão celular.

23. (CEFET-MG) Analise o gráfico abaixo.

23

É incorreto afirmar que:

a) A concentração de auxina no caule é influenciada pela luz.

b) Quanto maior a concentração de auxina maior o crescimento tanto do caule quanto da raiz.

c) A auxina é responsável por estimular ou inibir o crescimento do caule e da raiz nos vegetais.

d) Uma concentração de auxina capaz de induzir o crescimento do caule pode ter efeito inibidor sobre a raiz.

e) Um pequeno aumento da concentração de auxina, após um ponto ótimo, produz efeito contrário, inibindo o crescimento da raiz ou do caule.

24. (PUC-SP) O ácido-indol-acético (AIA) atua sobre o crescimento dos caules e raízes dos vegetais superiores. À medida que a concentração de AIA aumenta, maior é a sua atividade sobre o crescimento do vegetal, até que se atinja concentração ótima, além da qual o AIA passa a funcionar como inibidor do crescimento.

Baseando-se nestas afirmações, assinale o gráfico que melhor expressa a taxa de crescimento de uma planta sob o efeito do AIA:

24

25. (LONDRINA) Uma raiz primária, como a representada no desenho abaixo, é colocada, durante 24 horas, na posição horizontal. Qual das figuras das alternativas indica o que ocorre com essa raiz primária depois desse intervalo de tempo?

25

26. (ACAFE-SC) As auxinas são hormônios relacionados com o crescimento dos vegetais.

26

O gráfico acima demonstra que:

I. A auxina nem sempre estimula o crescimento, podendo também inibi-lo, dependendo da sua concentração e do órgão onde atua.

II. Concentrações maiores de auxina estimulam o crescimento do caule e passam a inibir o da raiz.

III. O ótimo de concentração de auxina não varia para as diferentes partes de uma mesma planta.

Estão corretas:

a) I e II.

b) I, II e III.

c) I e III.

d) Apenas I.

e) Apenas II.

27. (UEMG) A sabedoria popular é pródiga em vários exemplos de atitudes que apresentam resultado satisfatório, mesmo sem o devido conhecimento biológico que explique corretamente aquele resultado. Uma dessas atitudes pode ser observada nas fazendas, onde se costuma pendurar na cozinha, sobre o fogão à lenha, cachos de bananas verdes para que elas amadureçam mais depressa, o que realmente acontece. Utilizando seus conhecimentos sobre fisiologia vegetal e considerando o fenômeno mencionado acima, só está corretoafirmar que:

a) O calor do fogão acelera as reações químicas necessárias para o processo de amadurecimento das bananas.

b) A queima da lenha libera muito CO2, que acelera o processo de fotossíntese, levando ao amadurecimento rápido das bananas.

c) A queima da madeira libera um hormônio gasoso, o etileno, que provoca o amadurecimento dos frutos.

d) O calor do fogão impede o desenvolvimento de fungos e outros parasitas que prejudicam o processo de amadurecimento das bananas.

28. (UFSE) As atividades agrícolas permitem:

I. Obter frutos sem sementes.

II. Acelerar o enraizamento de estacas.

III. Evitar a queda prematura de frutos.

As auxinas participam de:

a) I, somente.

b) I e II, somente.

c) I e III, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

29. (F.C.CHARGAS-BA) A seguir está representado, esquematicamente, o ápice de um caule. A seta indica o ponto onde a luz incide. Pode-se, então, deduzir que a concentração maior de auxina será na região numerada por:

29

a) 1, mantendo-se o crescimento para cima.

b) 2, o que explicará o geotropismo negativo dos caules.

c) 3, o que fará o caule crescer no sentido da fonte luminosa.

d) 3, o que explicará o fototropismo positivo do caule.

e) 4, o que fará o caule crescer no sentido da fonte luminosa.

30. (VUNESP) O gráfico abaixo representa o efeito de diferentes concentrações de auxina sobre o crescimento e raízes e caules.

30

A partir das informações do gráfico, pode-se admitir que:

a) A porcentagem de indução do crescimento de caules e raízes aumenta proporcionalmente ao aumento da concentração de auxinas.

b) O crescimento das raízes demanda uma concentração maior de auxinas que a exigida para o crescimento dos caules.

c) A concentração de auxinas necessária para induzir o crescimento das raízes é geralmente insuficiente para produzir efeitos sobre o crescimento dos caules.

d) Uma concentração de auxinas suficiente para induzir o crescimento das raízes pode ter um efeito inibidor sobre o crescimento dos caules.

e) Enquanto as raízes apresentam maior sensibilidade às auxinas, os caules apresentam os menores níveis de crescimento sob o estímulo destes hormônios.

GABARITO 

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

VVVVV

C

E

B

E

D

C

C

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

VVFFV

E

C

E

B

B

C

A

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

A

VFVVV

B

A

A

A

C

E

E

C

Publicado por: Djalma Santos | 20 de maio de 2011

Testes de associações biológicas (3/4)

01.                                OBSERVE A TABELA ABAIXO

ESPÉCIES EM INTERAÇÃO

TIPO DE INTERAÇÃO

1. cupins x protozoários I. Predatismo
2. boi x ovelha II. Mutualismo
3. sapo x mosca III. Comesalismo
4. rêmora x tubarão IV. Competição

Indique a alternativa que associa os tipos de interação com as interações descritas.

a) 1 I, 2 II, 3 IV e 4 III.

b) 1 I, 2 III, 3 IV e 4 II.

c) 1 II, 2 IV, 3 III e 4 I.

d) 1 II, 2 IV, 3 I e 4 III.

e) 1 III, 2 II, 3 I e 4 IV.

02. (UFAM) As raízes de leguminosas normalmente estão infectadas por bactérias do gênero Rhizobium. Essas bactérias são fixadoras de nitrogênio. Em situações normais, a relação entre essas plantas e estas bactérias é considerada:

a) Competição, pois tanto plantas como bactérias utilizam o mesmo recurso: oxigênio.

b) Mutualismo porque o nitrogênio fixado pelas bactérias contribui para a produtividade destas plantas em solos pobres.

c) Parasitismo, pois estas bactérias obtêm a sua alimentação diretamente da planta.

d) Nitrificação, pois a amônia é transformada em nitrito.

e) Desnitrificação, pois o nitrato é transformado em nitrogênio gasoso.

03. (UEPA) “Uma pesquisa feita pelas Universidade de Oxford (Reino Unido) e de Turim (Itália) demonstrou que as formigas “conversam” no formigueiro. A rainha emite um som que provoca reações nas operárias. As operárias ficam em estado de alerta ao ouvir certos sinais sonoros.” (Adaptado de Planeta, Abril/09, p.57).

Nesse sentido, afirma-se que a relação acima exemplificada denomina-se:

a) Mutualismo.

b) Colônia.

c) Parasitismo.

d) Sociedade.

e) Comensalismo.

04. (UEFS) O esquema abaixo representa interações bióticas que podem ocorrer de forma direta e indireta entre determinadas populações de um ecossistema.

A respeito dessas alelobioses, pode-se considerar que:

a) A população de carvalhos faz parte do único elo nessa cadeia, que deverá crescer permanentemente próximo ao seu potencial biótico.

b) A relação entre os camundongos e os carvalhos interfere tanto na curva de crescimento da população de mariposas como na curva da população de predadores desses camundongos.

c) A relação entre as mariposas-cigana e os carvalhos se configura como um exemplo de parasitismo, já que não interfere na produção de novos descendentes para as árvores de carvalho.

d) Os predadores de camundongos e as mariposas-cigana são prejudiciais ao equilíbrio das populações envolvidas.

e) O aumento da população de mariposas-cigana garante, de forma aparentemente contraditória, o incremento da população de camundongo que, por sua vez, é o seu principal predador.

05. (UFAL) Numa pastagem, há uma cadeia alimentar na qual o boi se alimenta de capim, tem seu sangue sugado pelo carrapato, que se aloja na superfície do seu corpo, e que, por sua vez, serve de alimento a certas aves que pousam sobre os bois. As interações ecológicas entre boi e capim, carrapato e boi, carrapato e aves e aves e bois, são respectivamente:

a) Predatismo, parasitismo, predatismo, protocooperação.

b) Predatismo, predatismo, parasitismo e comensalismo.

c) Herbivorismo, parasitismo, comensalismo e simbiose.

d) Herbivorismo, parasitismo, predatismo e protocooperação.

e) Predatismo, predatismo, predatismo e mutualismo não obrigatório.

06. (UNEAL) Os seres vivos estão adaptados não apenas ao ambiente físico, mas também uns aos outros. Dentro de uma biocenose, as interações entre os organismos podem ser de diversos tipos e se estabelecem tanto entre indivíduos da mesma espécie como entre indivíduos de espécies diferentes. Sobre as relações entre os seres vivos, correlacione corretamente os itens a seguir.

a. Sociedade

b. Comensalismo

c. Mutualismo

d. Amensalismo

( ) São grupos de organismos da mesma espécie que têm plena capacidade de vida isolada mas preferem viver na coletividade. Seus indivíduos têm independência física um dos outros. Pode ocorrer, no entanto, certo grau de diferenciação de formas entre eles, e de divisão se trabalho. Ex.: abelhas.

( ) Ambas as espécies que interagem na relação obtêm benefícios. A associação é permanente e indispensável à sobrevivência dos indivíduos associados. Ex.: Liquens.

( ) Também chamada antibiose, ocorre quando os membros de uma espécie eliminam substâncias que prejudicam o crescimento ou a reprodução de outra espécie com as quais convivem. Ex.: fungo Penicillium notatum elimina a penicilina que ataca bactérias.

( ) Ocorre quando uma das espécies é beneficiada sem causar prejuízo ou benefício ao outro. Ex.: rêmora (peixe piloto) com o tubarão.

Informe a opção que apresenta corretamente a sequência dos itens, de cima para baixo.

a) acdb.

b) adcb.

c) bcda.

d) dbca.

e) abcd.

07. (UFGD) Os seres vivos vivem em constantes relações no ambiente. Essas relações são as interações ecológicas. Elas podem ser harmônicas e desarmônicas, interespecíficas (quando envolvem seres vivos de diferentes espécies) e intraespecíficas (quando envolvem seres vivos da mesma espécie). Relacione as colunas (I e II) a partir dessas considerações.

COLUNA I

(1 ) Sinfilia

(2 ) Parasitismo

(3 ) Protocooperação

(4 ) Colônias

(5 ) Sociedade

COLUNA II

(  ) Algas

(  ) Garças e gado bovino

(  ) Formigas e Pulgões

(  ) Abelhas

(  ) Bernes e Bovinos

Assinale a alternativa que indica a ordem correta na coluna II.

a) 12345.

b) 52341.

c) 43152.

d) 42153.

e) 52143.

08. (UEL) No nível de organismo, a ecologia procura saber como os indivíduos são afetados pelo seu ambiente e como eles os afetam. No nível de população, a ecologia se ocupa da presença ou ausência de determinadas espécies, da sua abundância ou raridade e das tendências e flutuações em seus números. A ecologia de comunidade, então, trata da composição ou estrutura de comunidades ecológicas.

                             (Adaptado de: TOWNSEND, C. R. Fundamentos em ecologia. 2ª Ed. Porto Alegre: ARTMED, 2006. p.28)

Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas abaixo.

I. No mimetismo mülleriano, os organismos palatáveis se desenvolvem de forma idêntica aos impalatáveis, que são rejeitados pelos predadores. Os complexos mimetismos batesianos compreendem as espécies nocivas que usam aparências semelhantes entre si para anunciarem que são impalatáveis.

II. A competição é o uso ou a disputa de um recurso por um ou mais indivíduos consumidores. Quando os indivíduos pertencem à mesma espécie, sua interação é chamada competição interespecífica. Quando pertencem a espécies diferentes, é chamada de competição intraespecífica.

III. Na protocooperação, duas populações são beneficiadas pela associação, embora as relações não sejam obrigatórias. Quanto ao mutualismo, o crescimento e a sobrevivência de duas populações são beneficiadas, sendo que nenhum delas consegue sobreviver em condições naturais sem a outra.

IV. A competição pode ser inferida por uma mudança no tamanho populacional de uma espécie após a adição ou remoção de outra. Quando duas espécies competem fortemente, a população da primeira espécie é sensível à mudança nos números da segunda, e vice-versa.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e III são corretas.

b) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas I e II são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

09. (UEMG) Estratégias diferentes podem apresentar a mesma finalidade. Observe as imagens a seguir:

As plantas insetívoras capturam insetos em suas folhas e as leguminosas têm nas suas raízes nódulos formados por bactérias Rhizobium. As relações dessas plantas com outros seres são justificadas para a obtenção de:

a) Glicose.

b) Nitrogênio.

c) Fosfatos.

d) Magnésio.

10. (MACK)

- Liquens

- Micorrizas

- Epifitismo

- Parasitismo

A respeito das relações ecológicas acima, considere as afirmações:

I. Em duas delas há o envolvimento obrigatório de fungos.

II. Em duas delas há o envolvimento obrigatório de bactérias.

III. Em nenhuma delas há o envolvimento de plantas superiores.

Assinale:

a) Se apenas I está correta.

b) Se apenas II está correta.

c) Se apenas III está correta.

d) Se apenas I e II estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.

11. (UNIMONTES) Na natureza, existem diversos tipos de relações entre os seres vivos, sendo algumas benéficas e outras prejudiciais a cada um dos envolvidos. Essas relações são classificadas como positivas, quando há ganho para um dos envolvidos ou para ambos, e, como negativas, quando há prejuízo pelo menos para um dos envolvidos. A figura a seguir exemplifica uma relação entre dois seres vivos. Analise-a.

 Considerando a figura e o assunto abordado, analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.

a) A relação exemplificada na figura é semelhante à existente entre um líquen e uma alga.

b) O compartilhamento pelo mesmo alimento caracteriza a relação de comensalismo apresentada na figura.

c) Competição intraespecífica é a relação contemplada nessa figura.

d) A relação contemplada na figura é desarmônica, do tipo inquilinismo.

12. (UNEMAT) Nas áreas com ocorrência de vegetação natural e cultivada são encontrados espécimes de orquídeas estabelecidos sobre galhos de árvores e caules de palmeiras. Assinale a alternativa que explica a relação ecológica entre a orquídea e a respectiva hospedeira.

a) Comensalismo.

b) Predação.

c) Parasitismo.

d) Competição.

e) Inquilinismo.

13. (UNIRIO) Num ambiente que concentra várias espécies vegetais, ocorre a predominância de uma fanerógama arbórea, cujo tronco serve de suporte para o crescimento e desenvolvimento de outros vegetais, como briófitas e pteridófitas. Assinale a alternativa que apresenta a relação ecológica entre a fanerógama e os dois grupos de vegetais que vivem sobre seu tronco.

a) Endoparasitismo.

b) Ectoparasitismo.

c) Epifitismo.

d) Sociedade.

e) Mutualismo.

14. (UFMT) Alguns seres vivos apresentam entre si relações ecológicas consideradas benéficas (harmônicas) ou então prejudiciais (desarmônicas). Assinale a alternativa que apresenta somente relações harmônicas.

a) Competição, predação, colônia e mutualismo.

b) Comensalismo, parasitismo, predação e sociedade.

c) Colônia, comensalismo, parasitismo e mutualismo.

d) Colônia, mutualismo, comensalismo e sociedade.

e) Competição, parasitismo, comensalismo e sociedade.

15. (UEM) Identifique o que for correto sobre as relações ecológicas entre os seres vivos de uma comunidade.

I   II

0  0 – A competição intraespecífica, na qual os indivíduos de uma mesma espécie competem por recursos do ambiente, não ocorre entre vegetais.

1  1 – Sociedade é uma relação entre indivíduos de uma mesma espécie, em que há divisão de trabalho, como observado em abelhas e em formigas.

2  2 – No inquilinismo e no comensalismo, ambos os participantes da relação são prejudicados.

3  3 – A relação entre a lombriga e o ser humano é do tipo parasitismo.

4  4 – A relação entre herbívoros ruminantes e as bactérias que digerem a celulose no seu tubo digestório é exemplo de predatismo.

16. (UDESC) Os indivíduos de uma comunidade podem estabelecer relações harmônicas e desarmônicas entre indivíduos da mesma espécie, ou entre indivíduos de espécies diferentes. Essas relações ecológicas são denominadas relações intraespecíficas e interespecíficas, podendo ser exemplificadas, respectivamente, por:

a) Mutualismo e herbivorismo.

b) Sociedade e parasitismo.

c) Predatismo e colônia.

d) Protocoperação e mutualismo.

e) Colônia e sociedade.

17. (CEFET-PI) “Todos nós já ouvimos dizer que o homem é um ser social, que, com o passar do tempo, aprendeu a viver em comunidade.”

      UZUNIAN, A. & BIRNER, E. Biologia 2. Ed. 3ª. São Paulo: Harbra, 2005, p. 485

De um modo geral, a sociedade pode ser entendida como um conjunto de relações dinâmicas dos seres humanos entre si e com o meio em que vivem. Assim como o homem, os animais, na natureza, também desenvolvem suas relações de sobrevivência, sendo elas harmônicas ou desarmônicas. Marque a alternativa que apresenta, respectivamente, as corretas relações citadas abaixo.

1. Associação entre algas e fungos, denominada Liquens.

2. Os pulgões introduzem seus estiletes bucais no floema da planta hospedeira retirando seiva bruta. Posteriormente, pela região anal, liberam o excesso de líquido coletado na forma de gotículas açucaradas o que atrai formigas, que recolhem as gotas para sua alimentação. Em troca, as formigas protegem os pulgões das joaninhas, que são predadores dos pulgões.

3. Peixes conhecidos como rêmoras prendem-se a tubarões e aproveitam os restos da alimentação destes para os quais não há nenhum tipo de prejuízo.

a) Forésia, esclavagismo, amensalismo.

b) Protocooperação, mutualismo, inquilinismo.

c) Protocooperação, esclavagismo, sinfilia.

d) Mutualismo, sinfilia, comensalismo.

e) Mutualismo, inquilinismo, parasitismo.

18. (PUC-RIO) As sardinhas da Califórnia foram comercializadas pela primeira vez no começo do século XX. Em 1930, mais de 60.000 toneladas eram trazidas à superfície terrestre, a cada ano. Em 1950, poucas sardinhas restaram. Curiosamente a quantidade de outro peixe – a anchova – cresceu rapidamente. A relação existente entre a sardinha e a anchova é de:

a) Mutualismo.

b) Competição.

c) Comensalismo.

d) Canibalismo.

e) Protocooperação.

19. (UFPR) Associe os tipos de relação ecológica da coluna 2 com as situações apresentadas na coluna 1.

COLUNA 1

1. Um pássaro que se alimenta de carrapatos que vivem sobre grandes mamíferos, como bois ou búfalos.

2. Uma epífita (por exemplo, uma orquídea) que cresce sobre uma grande árvore.

3. Uma rêmora que vive em associação com um tubarão, sendo transportada por ele e aproveitando-se dos restos da alimentação do carnívoro.

4. Protozoários que vivem no interior do intestino de cupins, onde digerem a celulose.

COLUNA 2

(    ) Inquilinismo.

(    ) Comensalismo.

(    ) Protocooperação (ou cooperação).

(    ) Mutualismo.

Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta da coluna 2, de cima para baixo.

a) 1 3 2 4.

b) 4 2 1 3.

c) 2 3 1 4.

d) 2 4 3 1.

e) 1 2 4 3.

20. (UERJ) Traíras são predadoras naturais dos lambaris. Acompanhou-se, em uma pequena lagoa, a evolução da densidade populacional dessas duas espécies de peixes. Tais populações, inicialmente em equilíbrio, sofreram notáveis alterações após o início da pesca predatória da traíra, na mesma lagoa. Esse fato pode ser observado no gráfico abaixo, em que a curva 1 representa a variação da densidade populacional da traíra.

A curva que representa a variação da densidade populacional de lambaris é a de número:

a) 2.

b) 3.

c) 4.

d) 5.

21. (UEPB) As relações ecológicas entre os seres vivos mantêm interações tanto entre indivíduos de uma mesma população, pertencentes à mesma espécie, quanto entre indivíduos de espécies diferentes. Analise as alternativas abaixo:

I. As garças vaqueiras (Bulbucus íbis) são abundantes na BR 230, trecho João Pessoa–Campina Grande-PB, porque encontram alimento e abrigo nas fazendas construídas pelo ser humano.

II. Algumas espécies de baleias foram caçadas no litoral paraibano até meados de 1980.

III. No pantanal mato-grossense, os fazendeiros contratam peões para proteger as fazendas de gado, por causa das várias espécies de felinos que atacam as criações (bovinos, equinos, suínos).

Podemos associá-las, respectivamente, aos tipos de interação denominados:

a) Competição, parasitismo e comensalismo.

b) Comensalismo, predação e competição.

c) Comensalismo, predação e amensalismo.

d) Parasitismo, predação e competição.

e) Mutualismo, amensalismo e parasitismo.

22. (UFES) A ilustração abaixo representa uma forma de associação de indivíduos da mesma espécie, encontrada na Physalia caravella.

Nessa associação:

a) Cada tipo de indivíduo deve apresentar constituição genética diferente.

b) Os indivíduos representados constituem uma sociedade.

c) A diversidade morfológica dos indivíduos favorece a sobrevivência da espécie.

d) A perpetuação da espécie é assegurada por um processo de reprodução assexuada.

e) A distribuição do alimento pelos diferentes indivíduos se faz por meio de uma extensa rede de capilares.

23. (UNIFOR) A concha de um mexilhão vivo serve apenas de suporte para uma colônia de Obelia (celenterado). Esses organismos mantêm uma relação comparável à existente entre:

a) Orquídeas e árvore.

b) Carrapatos e boi.

c) Pulgas e cachorro.

d) Cipó-chumbo e arbusto.

e) Erva-de-passarinho e cafeeiro.

24. Analise os gráficos abaixo. No gráfico 1, são apresentadas duas populações (pop.) vivendo isoladas em ambientes com as mesmas características; no gráfico 2, são apresentadas as mesmas populações vivendo no mesmo ambiente.

A relação que provavelmente ocorre entre as duas populações, quando juntas (gráfico 2), é de:

a) Mutualismo.

b) Inquilinismo.

c) Comensalismo.

d) Protocooperação.

e) Parasitismo.

25. (UFPB) Muitas espécies animais e vegetais têm sido introduzidas em determinados ambientes sem uma avaliação dos riscos que essa prática pode causar. A algaroba (Prosopis juliflora), a abelha africana (Apis mellifera scutellata) e a tilápia (Tilapia niloticus), introduzidas no Brasil, são casos exemplares dessa prática. Os maiores efeitos causados pela introdução de espécies estranhas a um ambiente são as possíveis relações ecológicas entre essas espécies e a comunidade nativa. Acerca das relações ecológicas entre cada uma das espécies exóticas citadas acima e as espécies nativas, pode-se afirmar:

I. A competição é a principal relação ecológica entre a algaroba e as plantas nativas da caatinga.

II. A herbivoria é a única relação ecológica entre a abelha africana e as espécies polinizadas pela mesma.

III. A predação é uma das relações ecológicas entre a tilápia e alguns peixes nativos.

Está(ão) correta(s):

a) I, II e III.

b) Apenas II e III.

c) Apenas I e II.

d) Apenas I e III.

e) Apenas III.

26. (UFRRJ) A garça-boiadeira (Bubulcus ibis) é um animal muito comum no Brasil, porém é proveniente do norte da África. Alimenta-se dos insetos, aracnídeos e pequenos vertebrados que fogem durante o revolvimento da grama causado por mamíferos pastadores. Considerando as diferentes relações tróficas existentes, identifique a resposta correta.

a) Durante a captura de alimentos, existe uma relação harmônica entre a garça-boiadeira e suas presas.

b) Ao capturar um aracnídeo que fugia com o revolver da grama por um boi, a garça-boiadeira tem uma relação desarmônica com o ruminante.

c) As garças-boiadeiras que acompanham o pastoreio de um mesmo ruminante agem como predadoras em relação a esse animal.

d) A garça-boiadeira age como predadora ao capturar e ingerir um pequeno sapo.

e) Duas garças-boiadeiras acompanham um mesmo cavalo. A relação entre essas garças–boiadeiras é de comensalismo.

27. (PUC-MG) As ervas-de-passarinho constituem um grupo variado de plantas parcialmente parasitas, ou seja, são capazes de realizar fotossíntese, mas não obtêm água do solo ou da chuva. Elas possuem raízes especiais, que retiram água e alguns nutrientes diretamente de outros vegetais, seus hospedeiros. A maioria das espécies de ervas-de-passarinho depende de pássaros para a disseminação de suas sementes. Assinale a afirmativa correta sobre essas ervas.

a) São plantas heterótrofas, pois usam nutrientes de outras plantas.

b) Sua fonte de alimento é a seiva elaborada, retirada de seus hospedeiros.

c) São vegetais do grupo das Angiospermas, com flores, frutos e sementes.

d) Utilizam compostos orgânicos das outras plantas através de suas raízes sugadoras.

28. (UPE) Todos os organismos buscam adaptar-se ao meio em que vivem, seja nos aspectos anatômicos, fisiológicos ou comportamentais. Analise os exemplos de adaptação abaixo.

I. A pelagem das raposas-do-ártico, que é branca durante o inverno e acinzentada em outras épocas do ano, quando não há neve.

II. As flores de orquídea Ophrys apifera, que se assemelham às fêmeas de uma espécie de abelhas e atraem zangões, que transportam o pólen, agindo como polinizadores.

III. A falsa-coral (Erithrolampus aesculapi), serpente sem dentes injetores de peçonha, e a coral-verdadeira (Micrurus coralinus) altamente peçonhenta.

IV. O inseto conhecido como bicho-pau, que se assemelha a gravetos.

Assinale a alternativa correta.

a) I, II e III são exemplos de mimetismo.

b) II e III são exemplos de mimetismo.

c) Todos são exemplos de camuflagem.

d) Apenas o IV é exemplo de camuflagem.

e) III e IV são exemplos de camuflagem.

29. (PUC-RS) “A metade sul do Estado do Rio Grande do Sul é caracterizada pelo bioma dos Campos Sulinos, onde as principais atividades econômicas são a agricultura e a pecuária. Na pecuária, destaca-se a criação de gado bovino, que se alimenta de material de origem vegetal rico em celulose. Como esses herbívoros ruminantes não produzem a celulase, enzima que hidrolisa a celulose, a digestão de seu alimento ocorre com o auxílio de microrganismos que vivem em seu sistema digestório. As figuras abaixo mostram parte do aparelho digestório desses ruminantes.”

Qual o tipo de interação interespecífica existente entre o gado bovino e os microrganismos que vivem em seu aparelho digestório?

a) Parasitismo.

b) Inquilinismo.

c) Comensalismo.

d) Mutualismo.

e) Herbivoria.

30. (UEL) Considere as descrições a seguir, referentes a quatro diferentes espécies vegetais.

I. Vegetal com folhas verdes, cujas raízes cresçam aderidas à casca de uma árvore.

II. Vegetal com folhas verdes, com raízes imersas no xilema dos ramos de uma árvore.

III. Vegetal sem clorofila, com raízes imersas no floema dos ramos jovens de uma árvore.

IV. Vegetal sem clorofila, com raízes imersas na matéria vegetal morta depositada sobre o solo.

As espécies vegetais descritas anteriormente correspondem, respectivamente, a:

a) Ectoparasita, endoparasita, saprófita, epífita.

b) Epífita, hemiparasita, holoparasita, saprófita.

c) Hemiparasita, epífita, holoparasita, saprófita.

d) Epífita, endoparasita, ectoparasita, micorriza.

e) Orquídea, bromélia, parasita, cogumelo.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

D

B

D

B

D

A

C

B

B

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

E

C

D

FVFVF

B

D

B

C

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

B

C

A

D

D

D

C

B

D

B

 

Publicado por: Djalma Santos | 13 de maio de 2011

Reparo do DNA

Comparado com as moléculas de proteínas e com o RNA, que são, via de regra, constantemente reciclados (rapidamente degradas e substituídas por novas moléculas), o DNA é bastante estável. O DNA genômico, entretanto, não está isento de alterações graduais, quer na sua conformação quer na sua estrutura. Sua conformação pode, por exemplo, se modificar à medida que ele sofre condensação e relaxamento, necessários para a realização de funções vitais, como a sua replicação in vivo e a sua expressão gênica via transcrição (síntese de RNA). Alterações estruturais, por seu turno, podem surgir a partir lesões físicas ou químicas de bases nitrogenadas ou de ligações fosfodiéster. Erros também podem surgir como consequência de pareamentos incorretos durante a replicação, a despeito dos mecanismos de auto-correção feitos pelas DNAs polimerases, como veremos adiante. Na ausência de detecção e de reparação correta (figura a seguir), essas lesões podem ser incorporadas ao DNA. Igualmente, uma mutação em um gene de reparo pode inviabilizar o processo de reparação e provocar uma cascata de mutações. Ao contrário das proteínas e dos RNAs que, via de regra, são degradados após lesados, alterações do DNA de procariotos e eucariotos costumam ser reparadas por mecanismos que revertem diretamente a lesão ou substitui a região lesado. Dessa forma, os diversos mecanismos de reparo podem anular os efeitos dos agentes mutagênicos, levando a que a sequência nucleotídica normal seja restaurada e o conteúdo informacional seja preservado. É graças, portanto, a esses mecanismos, presentes em todos os organismos e cuja taxa depende de muitos fatores, como o tipo e a idade da célula, que a vida vem se mantendo e evoluindo na Terra.

01.TERRASe os processos de reparação fossem 100% eficazes, os agentes mutagênicos não seriam uma ameaça para o DNA. O reparo das mutações, entretanto, pode ser incorreto (figura acima), levando a que a molécula perca sua atividade biológica, o que poderia se traduzir pela inviabilidade da estrutura celular dela dependente. Neste contexto, deve-se levar em consideração também a saturação dos sistemas de reparação devido a volumes elevados de danos que o DNA possa sofrer em um curto intervalo de tempo. Em função disso, poderá haver “replicação” de lesões não reparadas, perpetuando as mutações.

Para sair de situações como essas, as bactérias utilizam sistemas não expressos em células não danificadas, não sendo, portanto, constitutivo e, sim, indutível. Um deles é o sistema de reparo SOS (esquema abaixo), que, por gerar muitos erros no DNA, enquanto procura reparar as lesões, é denominado propenso ao erro. Ele faz com que as DNAs polimerases, paradas em um bloqueio, prossigam incorporando um ou mais nucleotídeo até ultrapassarem a região danificada, atuando, dessa forma, como um mecanismo reparador de emergência. O fato de os erros induzidos pelo sistema SOS ocorrerem no local das lesões sugere que esse mecanismo insere nucleotídeos aleatórios no lugar dos nucleotídeos danificados. Em função disso, esse sistema indutível, que perpetua as mutações, só é utilizado quando todos os mecanismos “isentos” de erros de reparo (reparação constitutiva) não conseguem solucionar o problema, sendo, portanto, usado como último recurso. As células animais também são dotadas de sistema de reparo indutíveis.

02.IND

Trabalhos diversos têm demonstrado que a mutagênese, na sua grande maioria, decorre de uma relativa imprecisão dos processos de reparação. Essas imprecisões representam um dos principais meios pelos quais danos no DNA, causados por diferentes agentes mutagênicos, induzem a formação de tumores. Com base nisso, conclui-se que os processos de reparo do DNA estão relacionados, direta ou indiretamente, à proteção contra o desenvolvimento de cânceres e outras lesões degenerativas.

PRINCIPAIS MECANISMOS DE REPARO

São conhecidos vários tipos de mecanismos de reparo, que, provalmente, se tornaram mais complexos com a progressiva diferenciação das estruturas biológicas. Embora eles tenham como finalidade precípua manter o patrimônio genético, preservando os caracteres, sua eficiência absoluta teria se constituído, sem dúvida, um obstáculo intransponível à evolução, que tem a mutação gênica como fonte primária de variabilidade genética. Entre os mecanismos de reparo, destacamos a fotorreativação, a reparação por excisão e a reparação pós-replicativa, que apresentam natureza poligênica (controlados por diversos genes).

I. FOTORREATIVAÇÃO

Este mecanismo, considerado o mais importante reparo direto utilizado pelas bactérias, foi descoberto em 1949 e consiste na eliminação de lesões provocadas pelos raios ultravioleta (UV) germicida no DNA, mais especificamente dos dímeros de timina que eles induzem. Esses dímeros, resultantes de ligações covalentes anormais entre pirimidinas adjacentes, levam à formação de uma saliência no DNA, que inibe a ação da DNA polimerase, impedindo a replicação semiconservativa e, da RNA polimerase-DNA dependente, interferindo na transcrição. Esses processos moleculares, a princípio, permanecem bloqueados até que lesão seja reparada. Nesse mecanismo, a remoção da lesão está condicionada à exposição do DNA irradiado com UV, à luz visível, sendo o processo mediado por uma enzima fotopendente chamada fotoliase ou enzima de fotorreativação, que rompe as ligações covalentes entre as timinas no interior do dímero, convertendo-o em monômeros. Essa enzima, encontrada em bactérias, eucariotos inferiores, insetos e plantas, tem a propriedade de se associar à lesão, mesmo na ausência da luz. A dissociação do complexo enzima-substrato, com a consequente reparação do DNA, só ocorre, todavia, quando o sistema é iluminado. Do ponto de vista molecular, constata-se que na fotorreativação os dímeros de timina são clivados (desfeitos), levando ao restabelecimento das ligações A-T, como mostra a figura abaixo.

03.FOTO

II. REPARAÇÃO POR EXCISÃO

Este mecanismo de reparo foi descrito por volta de 1964 e, ao contrário da fotorreativação, independe da luz para ocorrer, sendo, portanto, uma “reparação no escuro” (dark repair). É a forma mais geral de reparo de DNA e, provavelmente, o principal processo que ocorre na maioria dos seres vivos. Nele, as regiões defeituosas de uma fita são removidas e ressintetizadas, a partir da sequência contida na fita complementar intacta, que serve como molde. Uma deficiência nesse reparo pode levar a tumores letais. A reparação por excisão requer uma sequência de reações enzimáticas e pode ser dividida em três etapas, que estão esquematizadas na figura a seguir.

IIa – Reconhecimento e incisão da lesão: esta primeira etapa consiste no reconhecimento da alteração estrutural (b) e na incisão da cadeia polinucleotídica situada nas proximidades da lesão (c). Essa etapa é mediada por uma enzima denominada endonuclease dímero-específica.

04.exce

As pessoas portadoras de xeroderma pigmentosum, doença autossômica recessiva, são incapazes de produzir a endonuclease específica para o dímero, evidenciando a importância clínica desse mecanismo de reparo. Os portadores dessa deficiência genética são muito sensíveis à luz solar, apresentando lesões pigmentadas em áreas da pele expostas ao sol e uma incidência elevada de cânceres de pele, como carcinoma basocelular, espinocelular carcinoma e melanoma. A capacidade reduzida de reparar o DNA lesado leva a mutações somáticas, que podem, por seu turno, causar transformações malignas.

IIb. Excisão e replicação restauradora: nesta etapa, ocorre a remoção do fragmento da cadeia que contém a lesão e a ressíntese do segmento removido (d), tendo por base a sequência contida na cadeia complementar não afetada, no espaço correspondente à excisão. Essa etapa é catalisada pela DNA polimerase I ou polimerase de Kornberg, enzima dotada de atividade exonucleolítica e polimerásica. A fração removida contém cerca de 15 a 20 nucleotídeos. Lembramos que a enzima que atua na reparação do DNA, sintetizando o segmento faltante, é a DNA polimerase I (pol I) e a que participa da replicação é a DNA polimerase III (pol III).

IIc. Ligação: o processo de restauração por excisão é finalizado pela ligação do segmento neossintetizado à extremidade livre da cadeia preexistente (e). Essa etapa, que restabelece o posicionamento do segmento, é mediada por uma enzima denominada polinucleotídeo-ligase.

Vários estudos têm demonstrado uma série de vias alternativas do modelo mencionado acima. Um deles sugere a existência de uma endonuclease capaz de produzir duas incisões (uma em cada lado da região danificada) e não apenas uma como foi referido na primeira etapa (IIa) do modelo descrito. Nesse modelo alternativo, a remoção do segmento contendo a lesão poderia ser feita por simples quebra das pontes de hidrogênio, dispensando, dessa forma, a atividade exonucleolítica.

III. REPARAÇÃO PÓS-REPLICATIVA

Ao contrário do que se verifica nos tipos de reparo mencionados anteriormente, na reparação pós-replicativa a remoção da sequência lesada ocorre após a replicação semiconservativa (figura abaixo). As lacunas deixadas nas moléculas-filhas, a exemplo do que ocorre na reparação por excisão, são preenchidas tendo por base a sequencia contida na fita complementar não modificada. Desse processo de reparação, também independente da luz, portanto “reparação no escuro” (dark repair), participam a endonuclease, a polimerase I (polimerase de Kornberg) e a polinuclotídeo-ligase, enzimas que também atuam no mecanismo de reparação por excisão.

05.pos

Lembramos que a cafeína interfere no mecanismo de reparo do DNA, inibindo a síntese das purinas e produzindo, consequentemente, quebras e deleções no material genético.

A DNA POLIMERASE CORRIGE ERROS QUE ELA MESMA COMETE

Se durante a replicação a DNA polimerase inserir, acidentalmente, um nucleotídeo incorreto, ela pode perceber a falha e não agregar novos nucleotídeos, interrompendo, temporariamente, o crescimento da cadeia. Esse erro pode ser corrigido, pela própria enzima, graças a uma função adicional que ela possui conhecida como leitura de provas. Dessa forma, a DNA polimerase, diante da presença de um nucleotídeo colocado de modo incorreto, “retrocede” e o elimina, utilizando, para isso, a atividade exonucleotídica 3’  5’ de uma de suas subunidades. Uma vez eliminado o nucleotídeo inserido incorretamente, a síntese do DNA prossegue normalmente.

Publicado por: Djalma Santos | 13 de maio de 2011

Testes de respiração celular (2/3)

01. (UCPel) Uma organela citoplasmática realiza a importante função de fornecer energia à célula por meio da respiração celular. Esse processo compreende duas fases, a anaeróbia e a aeróbia, denominadas, respectivamente:

a) Fosforilação Oxidativa e Acetil Coenzima A.

b) Fosforilação Oxidativa e Glicólise.

c) Acetil Coenzima A e Fermentação.

d) Fermentação e Glicólise.

e) Glicólise e Fosforilação Oxidativa.

02. (UFG) A obtenção de energia para a realização das diversas atividades celulares ocorre, na maioria dos seres vivos, a partir da reação esquematizada a seguir.

02

Essa reação representa o processo de:

a) Respiração.

b) Fotossíntese.

c) Quimiossíntese.

d) Fermentação lática.

e) Fermentação alcoólica.

03. (UNIFEI) Analise os dois processos e assinale a alternativa correta.

I

Glicose   →  Ácido pirúvico  →  Etanol e CO2

II

Glicose → Ácido pirúvico  → Acetil Coenzima A  → Ciclo de Krebs

a) As leveduras são fungos anaeróbios facultativos que podem realizar qualquer um dos processos, dependendo da presença ou não de oxigênio.

b) Ambos os processos são anaeróbios pois independem da presença de oxigênio para ocorrer.

c) O processo I se chama fermentação e o processo II respiração anaeróbia.

d) O processo I é mais eficiente na geração de ATP por molécula de glicose consumida do que o processo II.

04. (PUC-PR) Durante uma prova de maratona, à medida que o suprimento de oxigênio torna-se gradualmente insuficiente durante o exercício muscular intenso realizado pelos atletas, a liberação de energia pelas células musculares esqueléticas processa-se cada vez mais em condições relativas de anaerobiose, a partir da glicose. O principal produto acumulado nessas condições é o:

a) Ácido pirúvico.

b) Ácido acetoacético.

c) Ácido láctico.

d) Etanol.

e) Ácido cítrico.

05. (UNIR) Durante a respiração celular, apenas 45% da energia liberada na combustão da glicose são armazenados pela célula, ou seja, 55% são perdidos sob a forma de calor. A célula eucariótica consegue armazenar a energia liberada na combustão da glicose por meio da:

a) Síntese de moléculas de ATP.

b) Síntese de AMP.

c) Degradação de moléculas de FADH2.

d) Oxidação de moléculas de ATP.

e) Redução de compostos nitrogenados.

06. (UDESC)A glicólise é um processo que compreende dez reações químicas, cada uma delas com a participação de uma enzima específica. Assinale a alternativa corretaem relação à glicólise anaeróbica.

a) É o processo responsável pela quebra da glicose, transformando-a em piruvato ou ácido pirúvico.

b) É realizada apenas em células animais e procariontes heterotróficos.

c) Promove a quebra da glicose no interior da mitocôndria.

d) Libera energia na forma de 38 ATPs.

e) Transforma ácido lático em ácido pirúvico.

07. (UNICENTRO) Ao se relacionarem os processos bioenergéticos com a estrutura da mitocôndria, constata-se que:

a) O transporte de elétrons se faz por complexos proteicos da membrana mitocondrial externa.

b) O ATP é sintetizado em um complexo proteico da membrana mitocondrial interna.

c) O ciclo de Krebs ocorre no citoplasma e fornece piruvato para a matriz mitocondrial.

d) Os elétrons fluem da matriz mitocondrial para o citoplasma por canais iônicos.

e) As enzimas que participam da glicólise se localizam na matriz mitocondrial.

08.  (UFV) O cianeto atua inibindo o último complexo da cadeia respiratória. Quanto ao que pode acontecer com a célula, em consequência dessa inibição, é correto afirmar que:

a) Não há interrupção na cadeia transportadora de elétrons e a produção de ATP não é alterada.

b) Toda a cadeia respiratória se interrompe, com parada na produção de ATP e morte celular.

c) Não há interrupção na cadeia transportadora de elétrons e sim um aumento compensatório na produção de ATP.

d) A célula torna-se dependente da fermentação cujo rendimento energético é superior ao da respiração aeróbica.

09. (PUC-CAMPINAS) As etapas da respiração celular que ocorrem nas mitocôndrias são:

a) O ciclo de Krebs, na matriz e a cadeia transportadora de elétrons, nas cristas.

b) A via glicolítica, nas cristas e o ciclo de Krebs no espaço entre as membranas.

c) O ciclo de Krebs, nas cristas e a cadeia transportadora de elétrons, na matriz.

d) A via glicolítica, no espaço entre as membranas e o ciclo de Krebs, nas cristas.

e) A quimiosmose, no espaço entre as membranas e o fluxo de elétrons, na matriz.

10. (UFAC) A maioria dos seres vivos atuais obtém energia por meio da respiração celular, também chamada respiração aeróbica por utilizar o oxigênio atmosférico. Esse tipo de respiração compõe-se de três etapas: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória. Indique corretamente em quais compartimentos da célula ocorrem, respectivamente, essas diferentes etapas da respiração.

a) Citosol, mitocôndria, mitocôndria.

b) Citosol, citosol, mitocôndria.

c) Mitocôndria, mitocôndria, citosol.

d) Mitocôndria, citosol, mitocôndria.

e) Citosol, mitocôndria, citosol.

11. (UFOP)Com relação ao metabolismo celular, todas são afirmativas corretas, exceto:

a) O maior rendimento energético do processo de respiração aeróbia é principalmente devido à completa oxidação da glicose a CO2 e H2O.

b) A glicólise e a fosforilação oxidativa são etapas do processo de respiração celular que ocorrem no interior das mitocôndrias.

c) Os aminoácidos, os monossacarídeos, como a glicose e os ácidos graxos, ao serem metabolizados pelas células, acabam transformando-se em acetil coenzima A, um substrato do ciclo de Krebs, também denominado ciclo do ácido cítrico.

d) O ciclo de Krebs, a cadeia respiratória e a fosforilação oxidativa, nas células aeróbias, são processos acoplados e ocorrem somente na presença de oxigênio.

12. (UFAC)

UTILIZE AS EXPLICAÇÕES ABAIXO PARA RESPONDER ESTA QUESTÃO.

Um professor, ao ministrar uma aula sobre a glicólise anaeróbica (processo anaeróbico) e a fosforilação oxidativa (processo aeróbico), utilizou a quadra de basquetebol da escola, fazendo uma analogia dos componentes estruturais da quadra com os componentes de uma célula animal eucarionte, conforme descrição a seguir:

1. Aquadra dividida ao meio corresponde a duas células iguais (A e B) vizinhas.

2. As cestas representam as membranas plasmáticas de cada célula, permeáveis à entrada da bola (gol).

3. Cada gol corresponde a 1 (um) mol de glicose.

4. O espaço entre a cesta e o piso da quadra representa o citosol, onde ocorre o processo anaeróbico.

5. No piso da quadra, abaixo de cada cesta, foram colocadas duas enormes banheiras, representando duas mitocôndrias, nas quais ocorre o processo aeróbico.

Em seguida, o professor dividiu a turma em dois times de basquete (feminino) e (masculino) e explicou que todos os gols, cujas bolas caíssem dentro das banheiras, seriam transformadosem ATP. Aofinal do jogo, o professor contou a quantidade de bolas presentes nas duas banheiras e constatou que o time feminino tinha 9 bolas (gols), e o masculino 7 bolas (gols). Depois, explicou os processos anaeróbico e aeróbico, referentes à questão e solicitou que os alunos transformassem os gols obtidos pelos times em mols de ATP, produzidos, somente, no processo aeróbico, e marcassem uma das alternativas abaixo.

Ao final da aula descrita na questão anterior, o professor perguntou se alguém tinha alguma dúvida acerca do assunto. Foi então que Sílvio fez a seguinte pergunta: – Professor, o que acontece com essas bolas (gols) antes de atingirem essas banheiras, no processo que o senhor chamou de anaeróbico? Então, o professor explicou que as bolas (gols) dos times feminino e masculino deveriam ser transformadas em ATP, também, no referido processo, e solicitou aos alunos que efetuassem os cálculos e respondessem à alternativa correta. A alternativa correta a que os alunos responderam foi:

a) 4,5 mols de ATP (time feminino) e 3,5 mols de ATP (time masculino).

b) 18 mols de ATP (time feminino) e 14 mols de ATP (time masculino).

c) 90 mols de ATP (time feminino) e 70 mols de ATP (time masculino).

d) 270 mols de ATP (time feminino) e 210 mols de ATP (time masculino).

e) 324 mols de ATP (time feminino) e 252 mols de ATP (time masculino).

13. (PUC-RIO) Indique a opção que apresenta a afirmativa correta sobre a respiração celular.

a) A glicose é totalmente degradada durante a glicólise.
b) A formação de ATP ocorre somente dentro da mitocôndria.
c) Na respiração anaeróbia, não existem aceptores de elétrons.
d) Não ocorre liberação de CO2 durante o Ciclo de Krebs.
e) O O2 é o aceptor final de elétrons na respiração aeróbia.

14. (UFF) Atletas recordistas em distintas modalidades de corridas desenvolvem, ao longo de seus percursos, velocidades diferenciadas, conforme ilustra o gráfico:

04

Sabe-se que a atividade muscular depende, diretamente, da energia do ATP. Assim, pode-se assumir que a taxa de produção de ATP no músculo é bem maior em corridas curtas do que em maratonas, mas, não pode ser mantida elevada por longos períodos de tempo, fazendo a velocidade do corredor diminuir à medida que aumenta a distância percorrida. Considerando-se os processos de geração de ATP no músculo, conclui-se que os principais produtos finais do metabolismo energético nesse tecido em corridas curtas e em maratona são, respectivamente:

a) Lactato; piruvato.

b) Piruvato; lactato.

c) CO2 e H2O; lactato.

d) Lactato; CO2 e H2O.

e) CO2 e H2O; piruvato.

15. (UECE) Com relação aos processos energéticos de respiração e fermentação celular, é falso afirmar que:

a) O processo de fermentação alcoólica independe do oxigênio livre.

b) Embora a glicose seja a molécula combustível utilizada nos dois processo, a liberação de energia está restrita ao processo de respiração.

c) A fermentação lática, característica de algumas bactérias do gênero Lactobacillus, pode ser, também, realizada por células específica do nosso organismo.

d) Na respiração aeróbica, o aceptor final de hidrogênio é o oxigênio.

16. (UFSM) As células também realizam um processo chamado de respiração. A respiração celular:

I. É uma forma de a célula obter energia para suas atividades.

II. Ocorre com a participação de mitocôndrias e cloroplastos.

III. Pode ser representada, de modo simplificado pela equação:

gás carbônico + água → glicose + O2 + energia

Está(ão) correta(s):

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

17. (PUC-PR) A seguinte equação resume um dos mais importantes fenômenos biológicos:

17

Em relação a este fenômeno, podemos afirmar:

I. O composto orgânico, reagente, libera grande quantidade de energia.

II. O ATP formado retém energia utilizável pelas células.

III. As mitocôndrias participam deste fenômeno.

IV. Ocorre tanto nos organismos aeróbios como nos anaeróbios.

V. Ocorre nos organismos heterotróficos e raramente nos autotróficos.

Estão corretas as afirmações:

a) Apenas I, II, III e IV.

b) Apenas II, III e IV.

c) Apenas I, II e III.

d) Apenas II, III, IV e V.

e) I, II, III, IV e V.

18.  (UERJ) Os compartimentos e membranas das mitocôndrias contêm componentes que participam do metabolismo energético dessa organela, cujo objetivo primordial é o de gerar ATP para uso das células. No esquema a seguir, os compartimentos e as membranas mitocondriais estão codificados pelos números 1, 2, 3 e 4.

18

Considere os seguintes componentes do metabolismo energético: citocromos, ATP sintetase e enzimas do ciclo de Krebs. Esses componentes estão situados nas estruturas mitocondriais codificadas, respectivamente, pelos números:

a) 1, 2 e 4.

b) 3, 3 e 2.

c) 4, 2 e 1.

d) 4, 4 e 1.

19. (UERJ) O esquema a seguir resume as etapas da síntese e da degradação do glicogênio no fígado, órgão responsável pela regulação da taxa de glicose no sangue.

19

1. Glicoquinase

2. Glicose-6 fosfato fosfatase

3. Fosfoglicomutase

4. UDPG sintetase

5. Glicogênio sintetase

6. Glicogênio fosforilase

Um paciente portador de um defeito genético apresenta crises frequentes de hipoglicemia nos intervalos entre as refeições, embora a taxa de glicogênio hepático permaneça elevada. Nesse paciente, as enzimas que podem apresentar atividade deficiente, dentre as identificadas, são:

a) Glicoquinase / UDPG sintetase.

b) Glicogênio fosforilase / glicoquinase.

c) Fosfoglicomutase / glicogênio sintetase.

d) Glicose-6 fosfato fosfatase / glicogênio fosforilase.

20. (UEL) “Para nenhum povo da Antiguidade, por mais que consumissem a cerveja, ela foi tão significativa e importante como para os egípcios. Entre eles, além de ter uma função litúrgica determinada no banquete oferecido aos mortos ilustres, a cerveja era a bebida nacional [...]. As mulheres que fabricavam a cerveja tornavam-se sacerdotisas, tal era a importância dessa bebida digna de ser oferecida como libação aos deuses”.

                                 (VIDA biblioteca. “Como fazer cerveja”. 3a ed. São Paulo: Três, 1985. p. 51-52.)

Ainda que a cerveja seja fabricada há milhares de anos, a essência de sua produção continua a mesma. Com base nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que a cerveja é originada a partir da fermentação de cereais por meio de:

a) Fungos macroscópicos, liberando álcool etílico e oxigênio.

b) Bactérias, liberando álcool metílico e gás carbônico.

c) Bactérias, liberando álcoois aromáticos e oxigênio.

d) Fungos microscópicos, liberando álcool etílico e gás carbônico.

e) Fungos microscópicos, liberando álcool metílico e água.

21. (ENADE) Uma cultura de células de levedura foi tratada durante 14 horas com brometo de etídio. Essa substância inativou o DNA mitocondrial das células e, consequentemente, suas mitocôndrias tornaram-se não funcionais. Espera-se que as leveduras assim tratadas:

a) Adaptem-se passando a realizar fosforilação oxidativa.

b) Morram porque são incapazes de produzir ATP.

c) Sobrevivam porque podem realizar quimiossíntese.

d) Morram porque são incapazes de fazer fermentação.

e) Sobrevivam porque são capazes de realizar glicólise.

22. (PUC-RJ) O crescente aumento da temperatura ambiental traz como uma de suas consequências a redução do O2 dissolvido na água. Em temperaturas mais altas os seres aquáticos, em sua maioria pecilotérmicos (ou de sangue frio), se aquecem e têm sua taxa metabólica aumentada. Esse conjunto de efeitos se torna um problema porque o aumento do metabolismo torna esses seres aquáticos:

a) Menos ativos, exigindo menos energia e menor consumo de O2 na respiração.

b) Mais ativos, exigindo mais energia e menor consumo de O2 na respiração.

c) Mais ativos, exigindo mais energia e maior consumo de O2 na respiração.

d) Menos ativos, exigindo menos energia e maior consumo de O2 na respiração.

e) Mais ativos, exigindo menos energia e maior consumo de O2 na respiração.

23. (UFMG) O esquema a seguir representa uma montagem para se demonstrar a fermentação em leveduras.

23

Ao final desse experimento, observa-se a formação de um precipitado no frasco 2, como indicado. Para que tal processo ocorra, é necessário que o frasco 1 contenha, além da levedura:

a) Glicose e oxigênio.

b) Glicose.

c) Oxigênio.

d) Glicose e gás carbônico.

e) Gás carbônico e oxigênio.

24. (VUNESP) Um biólogo dissolveu um tablete de fermento em uma solução de água e açúcar e a transferiu para uma garrafa térmica, deixando um espaço de cerca de 5 cm entre o nível do líquido e a “boca” da garrafa térmica. Identificou essa garrafa com o número 1. Em outra garrafa térmica, colocou apenas água e açúcar e identificou com o número 2. Tampou ambas as garrafas com rolhas de cortiça nas quais inseriu um termômetro e, ao arrolhar as garrafas, os termômetros ficaram com os bulbos imersos nos líquidos. O biólogo anotou, em ambas as garrafas, as temperaturas iniciais. Após 24 horas, voltou a anotar as temperaturas de ambas as garrafas e observou que:

a) Eram exatamente iguais às temperaturas inicias.

b) As temperaturas de ambas as garrafas eram superiores às temperaturas iniciais.

c) As temperaturas de ambas as garrafas eram inferiores às temperaturas iniciais.

d) A temperatura da garrafa 1 era menor que a da garrafa 2.

e) A temperatura da garrafa 1 era maior que a da garrafa 2.

25. (UFPB) O esquema a seguir representa as principais etapas da respiração celular.

25

Analisando-o, é correto afirmar que a(s) etapa(s):

a) I ocorre na matriz mitocondrial.

b) II ocorre no citoplasma celular.

c) III ocorre nas cristas mitocôndrias.

d) I e II ocorrem no citoplasma celular.

e) I, II e III ocorrem nas mitocôndrias.

26. Responda a esta questão utilizando a figura abaixo:

26

I   II

0  0 – A figura representa o processo respiratório, ocorrendo no interior de uma célula.

1  1 – Os números 1, 2 e 3 são, respectivamente, ATP, H2O e O2.

2  2 – O saldo total deste processo será de 34 ATP/mol de glicose.

3  3 – O orgânulo responsável por este processo é o cloroplasto.

4 4 – Todas as  etapas  deste processo ocorrem  no interior  do orgânulo  que aparece representado na figura.

27. (UEL) No gráfico a seguir, observa-se a produção de CO2 e ácido lático no músculo de um atleta que está realizando atividade física.

27

 Sobre a variação da produção de CO2 e ácido lático em A e B, analise as seguintes afirmativas.

 I. A partir de T1 o suprimento de O2 no músculo é insuficiente para as células musculares realizarem respiração aeróbica.

II. O CO2 produzido em A é um dos produtos da respiração aeróbica, durante o processo de produção de ATP pelas células musculares.

III. Em A, as células musculares estão realizando respiração aeróbica e, em B, um tipo de fermentação.

IV. A partir de T1, a produção de ATP pelas células musculares deverá aumentar.

Das afirmativas acima, estão corretas:

a) Apenas I e II.

b) Apenas III e IV.

c) Apenas I, II e III.

d) Apenas I, II e IV.

e) Apenas II, III e IV.

28. (COVEST) Abaixo tem-se uma representação simplificada de um processo biológico celular, exergônico. Analise a figura e identifique a alternativa que indica a denominação desse processo representado por (X).

28

a) Fermentação láctica.

b) Respiração celular.

c) Fermentação alcoólica.

d) Fotossíntese.

e) Quimiossíntese.

29. (UERJ) O gráfico abaixo representa o consumo de oxigênio de uma pessoa que se exercita, em condições aeróbicas, numa bicicleta ergométrica. Considere que o organismo libera, em média, 4,8 kcal para cada litro de oxigênio absorvido.

29

A energia liberada no período entre 5 e 15 minutos, em kcal, é:

a) 48,0.

b) 52,4.

c) 67,2.

d) 93,6.

e) 36,0.

30. (UNIP-SP) Células de lêvedo foram colocadas em um meio ambiente de cultura contendo glicose a 5% e mantidas em ambiente sem oxigênio. Depois de 48 horas as células foram observadas ao microscópio, sendo feita uma análise química do meio de cultura. Quais os resultados esperados?

EXAME MICROSCÓPICO

ANÁLISE QUÍMICA DO MEIO

a

Células em brotamento C6H12O6, CO2 e C3H6O3

b

Células intactas e isoladas CO2 e C2H5OH

c

Células plasmolisadas Apenas C6H12O6

d

Células em brotamento C6H12O6, O2 e C2H5OH

e

Células intactas e soladas C6H12O6 e C3H6O3

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

A

A

C

A

A

B

B

A

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

B

E

D

B

A

C

D

D

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

C

B

E

C

VFFFF

C

B

C

B

Publicado por: Djalma Santos | 13 de maio de 2011

Testes de biotecnologia (3/5)

01. (UEL)          LEIA O TEXTO A SEGUIR E RESPONDA ESTA QUESTÃO.

Doping pode ser compreendido como a utilização de substâncias ou método que possa melhorar o desempenho esportivo e atente contra a ética esportiva em determinado tempo e lugar, com ou sem prejuízo à saúde do esportista. Em uma época em que as ciências do esporte aportam cada vez mais decisivamente elementos para a melhoria do desempenho esportivo dos praticantes de esporte de alto rendimento, em particular, e de atividades físicas, em geral, ganham em importância discussões acerca da utilização de metodologias biomoleculares e substâncias em suas mais amplas aplicações. Quer do ponto de vista sanitário ou ético, o doping genético tem suscitado debates tão intensos quanto questionáveis do ponto de vista científico. A questão que se coloca consiste em indagar se o recurso obtido com tecnologias biomoleculares se choca com a ideia de espírito esportivo, essência do Olimpismo, pautado pela busca do equilíbrio entre corpo, mente e espírito

                                                              (Adaptado de: RAMIREZ, A. ; RIBEIRO, Á. Doping genético e esporte.)

Com base no texto, na teoria de Habermas e considerando as implicações éticas envolvidas nas disputas entre atletas, assinale a alternativa correta.

a) A utilização de terapias genéticas em atletas, por se assemelhar a uma dotação genética, não intencional, similar à da natureza, pode dispensar pressupostos éticos.

b) Por desconsiderar a utilização de drogas químicas, o uso do doping genético é eticamente aceitável no esporte, já que implica o aprimoramento genético da espécie.

c) O fato de um atleta ter sido submetido à terapia genética rompe com as condições de simetria entre os competidores, pressuposto ético básico das atividades esportivas.

d) A ideia de igualdade entre os atletas nas competições representa uma ficção, já que a vitória é a demonstração da real desigualdade entre eles, fator que legitimaria, do ponto de vista ético, o doping genético.

e) A igualdade dada pela indisponibilidade da natureza é fator ético que proíbe novas possibilidades genéticas, inviabilizando o grau de aperfeiçoamento moral que o ser humano poderia alcançar.

02. (UFU) A biotecnologia — entendida como o conjunto de técnicas que permitem adaptar organismos vivos às necessidades do homem — permite, por exemplo, que o gene responsável pela síntese de insulina seja isolado das células do organismo que a produz e inserido num plasmídeo (pequeno segmento circular do DNA de bactéria). Este plasmídeo, com gene estranho, pode ser reinserido na bactéria, que passa então a produzir insulina. Da mesma forma, pode-se obter albumina humana, hormônio do crescimento e fatores de ativação do sistema imune. Essa técnica utilizada, conhecida como do DNA recombinante ou engenharia genética, tem várias outras aplicações, por exemplo, na produção de vacinas de segunda geração, como a da hepatite B: a substância imunizante (antígeno) é produzida por engenharia genética e não a partir de plasma de portadores de vírus da hepatite. Outra técnica é a fusão nuclear, que permite unir características de dois tipos de células em uma célula híbrida ou hibridoma. Por exemplo, a união de células produtoras de anticorpos com células tumorais resulta em hibridomas que sintetizam anticorpos que retêm a capacidade de células tumorais crescerem indefinidamente.

                                                                                                                                              (Adaptado de Ciências Hoje, nº 42).

De acordo com o texto e com seus conhecimentos biológicos, assinale abaixo a alternativa incorreta:

a) A insulina é uma proteína secretada pelas ilhotas de Langerhans do pâncreas.

b) O hormônio do crescimento, no homem, é produzido pela hipófise, que é uma glândula endócrina.

c) O “plasmídeo” da bactéria localiza-se no núcleo, que é envolvido pela membrana nuclear.

d) A produção de vacina da hepatite B por engenharia genética reduz o risco de contaminação da AIDS.

e) Como as células cancerosas têm grande capacidade de multiplicação, uma das aplicações de hibridomas pode ser no combate a esta doença.

03.  (UFRGS) Escolha a alternativa que apresenta um exemplo de transgenia.

a) Incorporação e expressão de gene humano que codifica insulina por bactérias.

b) Desenvolvimento de um organismo completo a partir de uma célula somática.

c) Organismo que apresenta tanto estruturas reprodutoras masculinas quanto femininas.

d) Gene que sofreu mutações, originando múltiplos alelos para um mesmo lócus.

e) Organismo mais vigoroso, com muitos genes em heterozigose, resultante do cruzamento de duas variedades puras distintas.

04. (UFG) A geneterapia é uma técnica promissora utilizada para substituir ou adicionar nas pessoas portadoras de doenças genéticas uma cópia de um gene alterado. Nesse sentido, os cientistas podem tirar proveito da capacidade que têm os vírus de infectar células humanas, substituindo genes virais causadores de doenças por um gene humano terapêutico. Para que a geneterapia seja realizada com sucesso, após a tradução do RNAm, é necessário que ocorra:

a) A inserção do gene em um vetor.

b) O contato do vetor com a célula.

c) O transporte do vetor até o núcleo da célula.

d) A transcrição do gene clonado.

e) A ação da proteína formada.

05. (UEFS) A biologia molecular deu mais um passo extraordinário na última semana, ao produzir o que vem sendo chamado de primeira célula sintética. Há algum exagero na designação. A base do artefato biotecnológico foi um organismo natural, espécime da bactéria Mycoplasma mycoides. De imediato, o experimento contribui para compreender o genoma e seu papel no controle da vida celular. A médio prazo, o programa de pesquisa do Instituto J. Craig Venter quer criar microrganismos úteis e patenteáveis.

                                                                                                                                                        (A BIOLOGIA molecular…, 2010).

A partir da análise do texto, do conhecimento sobre o tema e do impacto gerado por esse tipo de experimento na sociedade em geral, pode-se afirmar que:

a) Se trata essencialmente de uma nova etapa da engenharia genética por manipular e acrescentar genes exógenos no núcleo de uma determinada espécie de bactéria.

b) Esse novo microrganismo sintético já é capaz de produzir energia limpa a partir do hidrogênio como consequência dos genes nele introduzidos.

c) A coleção de genes projetada em computador e enxertada no organismo procarionte pela equipe autora da pesquisa não encontra equivalente na natureza.

d) A possível má utilização de pesquisas nessa área justifica o cancelamento imediato dos projetos em desenvolvimento, independente dos benéficos que possam trazer à humanidade.

e) A pesquisa em engenharia genética é limitada à manipulação de organismos simples, ou seja, de padrão organizacional procarionte.

06. (UECE) Ao mesmo tempo em que o genoma de uma bactéria estava sendo alterado artificialmente, produzindo uma nova bactéria geneticamente modificada, o biólogo cearense, Dr. Francisco Linhares Ferreira Gomes, professor de Genética e Evolução da Universidade Estadual do Ceará, divulgava o seu feito entre os colegas da UECE: o trabalho científico “Computational prediction of neural progenitor cell fates”, do qual GOMES é um dos primeiros co-autores, que foi publicado na prestigiosa revista Nature Methods (fator de impacto > 15), no mês de março de 2010.

Veja como Gomes se expressou na sua comunicação:

“esta pesquisa surgiu da observação do movimento que células-tronco retinianas fazem quando são cultivadas in vitro. Como as células-tronco da retina dão origem à 7 tipos de neurônios nos olhos de mamíferos quando elas se dividem e como eu percebi que as células-tronco realizavam “danças” diferentes antes de se dividirem, eu tive o insight de que provavelmente nós poderíamos prever que tipo de divisão a célula-tronco realizaria baseado em nuances particulares de cada “coreografia” celular. Meu orientador Dr. Michel Cayouette acreditou na minha intuição e engendrou uma colaboração com dois especialistas em análise de imagem por computador, os Dr. Badrinath Roysan e Dr. Andrew Cohen dos USA” (GOMES, 2010).

Assinale a alternativa que apresenta, corretamente e nesta ordem, o tipo de divisão ao qual as células-tronco retinianas são submetidas e o tipo de tecido do qual as células diferenciadas farão parte.

a) Mitótica e tecido nervoso.

b) Meiótica e plasma germinativo.

c) Mitótica e plasma germinativo.

d) Meiótica e tecido nervoso .

07. (UEMG)                                   LEIA O TRECHO, A SEGUIR.

“As mais versáteis são as células-tronco embrionárias (TE), isoladas pela primeira vez em camundongos há mais de 20 anos. As células TE vêm da região de um embrião muito jovem que, no desenvolvimento normal, forma as três camadas germinativas distintas de um embrião mais maduro e, em última análise, todos os diferentes tecidos do corpo.”

                                                                                                                                      “Scientific American Brasil”, julho de 2004.

Com as informações contidas nesse texto, juntamente com outros conhecimentos que você possui sobre o assunto, só é possível afirmar corretamenteque:

a) As células-tronco embrionárias (TE), anteriores ao embrioblasto, são totipotentes, isto é, capazes de se diferenciarem em qualquer uma das células somáticas do indivíduo.

b) A legislação brasileira proíbe qualquer tipo de pesquisa com células-tronco embrionárias, porque a constituição brasileira considera que o zigoto já é um novo indivíduo e tem que ser protegido.

c) As três camadas germinativas distintas a que o texto se refere são os folhetos embrionários epiderme, derme e hipoderme.

d) Entre os tecidos do corpo, o tecido nervoso se origina a partir do folheto germinativo ectoderma, enquanto o tecido muscular se origina do endoderma.

08. (UFPB) A insulina foi a primeira proteína humana produzida por Engenharia Genética em células bacterianas aprovada para uso em seres humanos. A figura abaixo, ilustra as principais etapas utilizadas nessa técnica de clonagem molecular: um segmento de DNA humano, contendo o código para a síntese da insulina, é ligado a um plasmídio e introduzido em uma bactéria a partir da qual são obtidos clones capazes de produzir o hormônio em questão.

08

Analisando a figura de acordo com os conhecimentos acerca das técnicas de clonagem molecular, identifique com V a(s) afirmativa(s) verdadeira(s) e com F, a(s) falsa(s):

(  ) A letra A indica a representação da enzima de restrição.

(  ) A letra B representa um plasmídio recombinante.

( ) A letra C indica as moléculas de insulina humana sintetizadas a partir de informação dada pelo gene humano induzido a funcionar na bactéria.

( ) A letra B representa a estrutura que após ser introduzida na bactéria hospedeira impede o funcionamento do nucleoide.

A sequência correta é:

a) VVVF.

b) VVFV.

c) VFVF.

d) FVVF.

e) FFFV.

09. (UFU) Organismos que recebem e incorporam genes de uma outra espécie são conhecidos como transgênicos. Analise as afirmativas abaixo, relacionadas à produção dos transgênicos.

I. A técnica de transgenia consiste em extrair o DNA plasmidial de um microrganismo e injetá-lo no núcleo da célula, animal ou vegetal, que se deseja transformar.

II. Quando o organismo transgênico se reproduz, os genes incorporados são transmitidos aos descendentes.

III. Por meio da transgenia, foram produzidas plantas resistentes a herbicidas e ao ataque de insetos.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas I e III são verdadeiras.

b) Apenas I e II são verdadeiras.

c) Apenas II e III são verdadeiras.

d) I, II e III são verdadeiras.

10. (UFOP) Sobre os modernos testes de paternidade, assinale o que for correto.

a) A probabilidade de erro nos testes de paternidade pelo exame do DNA, segundo alguns cientistas afirmam, é de cerca de 1 caso em 5 bilhões. Na prática, portanto, o exame pode ser considerado 100% seguro.

b) O mais moderno e preciso teste para determinar a paternidade é feito a partir do RNA do indivíduo.

c) Os únicos materiais utilizados para um teste de paternidade são o sangue e o esperma.

d) A comprovação da paternidade pelo exame do DNA é feita comparando-se as “impressões genéticas” dos pais e do filho. Caso as faixas de DNA do filho que equivalem às faixas da mãe forem idênticas às do suposto pai, comprova-se a paternidade.

11. (PUC-CAMPINAS)     Para responder esta questão de considere o texto abaixo.

TRIO VENCE NOBEL DE QUÍMICA POR PROTEÍNA BRILHANTE

Dois norte-americanos e um japonês venceram o prêmio Nobel de Química de 2008 pela descoberta de uma proteína brilhante de águas-vivas, como a de Aequorea victoria.

“Essa proteína se tornou uma das ferramentas mais usadas na biociência moderna, pois com sua ajuda, os pesquisadores desenvolveram maneiras de observar processos outrora invisíveis, como o desenvolvimento de células nervosas no cérebro ou como as células cancerígenas se espalham”.

O forte tom de verde da proteína da água-viva aparece sob as luzes azul e ultravioleta, o que permite que os pesquisadores iluminem tumores cancerígenos em crescimento e mostrem o desenvolvimento do mal de Alzheimer no cérebro ou o crescimento de bactérias nocivas.

                                   http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid256033,0.htm, acessado em 08/10/2008

O desenvolvimento de células nervosas é um exemplo do processo de diferenciação celular, pelo qual as células de um organismo tornam-se especializadas em forma e função. Em cada linhagem celular diferenciada ocorre:

a) Duplicação dos genes nucleares funcionais.

b) Perda diferencial de material genético.

c) Expressão de genes específicos.

d) Produção de linhagens ribossomais diferenciadas.

e) Condensação da cromatina não funcional.

12. (UNIMONTES) Para o diagnóstico pré-natal de anemia falciforme (doença autossômica recessiva), é utilizada a técnica Southern blotting. São usadas duas sondas para testar o DNA fetal: uma complementar à sequência do gene normal, na região da mutação, e outra complementar à sequência do gene mutado. Através dessa técnica, é possível distinguir se o DNA isolado do feto contém ou não o gene mutado. A análise é feita verificando-se se ocorreu ou não hibridização com as sondas complementares. Quando isso ocorre, a sonda fica visível numa membrana de nylon. A figura abaixo representa o esquema de um exame de três bebês. Analise-a.

12

Considerando a figura e o assunto relacionado a ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

a) Todos os pais dos bebês analisados são normais.

b) O indivíduo 1 apresenta pais heterozigotos.

c) O indivíduo 2 apresenta hemácias normais.

d) O indivíduo 3 é heterozigoto para a anemia falciforme.

13. (UFMS) “Em abril de2008, aUniversidade do Kansas publicou um estudo que demonstra, após analisar a produção do setor cerealista dos Estados Unidos durante os últimos três anos, que a produtividade dos cultivos transgênicos (soja, milho, algodão e canola) foi menor do que na época anterior à introdução dos transgênicos. A soja apresentou uma diminuição de rendimento de até 10%. A produtividade do milho transgênico foi menor em vários anos e em outros igual ou imperceptivelmente maior, dando um resultado total negativo quando comparado a variedades tradicionais. Também mostram menor rendimento a canola e o algodão transgênicos, segundo dados levantados em períodos de vários anos. (E em todos os casos as sementes são mais caras que as convencionais, ou seja, que a margem de lucro dos agricultores também é menor)”.

Silvia Ribeiro – “Quer ter menos produção? Use transgênicos!”.

                                               Disponível em: <http://www.cartamaior.com.br&gt;

Considerando o resultado indicado pelos estudos da Universidade do Kansas expresso em “Que ter menos produção? Use transgênicos!”, avalie as possíveis implicações decorrentes daí, colocando V (verdadeira) ou F (falsa) nos parênteses.

(   ) O enunciado indica uma preocupação bioética.

(   ) O enunciado indica que o cultivo de cereais deve considerar a qualidade dos alimentos.

(   ) O enunciado pressupõe uma relação entre fins e meios.

A sequência correta é:

a) V V F.

b) V F V.

c) F F – V.

d) F V V.

e) F F F.

14. (UNIRIO) Em um teste de paternidade, são analisados, nos genes, determinados alelos para a comparação entre prole e progenitores. Em caso positivo, os alelos homólogos:

a)São os cromossomos idênticos entre a prole e os dois progenitores.

b)Analisados na prole devem ser idênticos aos mesmos alelos homólogos nos dois progenitores.

c)Analisados na prole devem ser encontrados separadamente um em cada progenitor.

d)São centrossomos idênticos encontrados nos dois progenitores e na prole.

e)São centrossomos idênticos encontrados apenas no progenitor e na prole.

15. (UEPB) Os personagens Níquel Náusea e Fliti, do cartunista, biólogo e veterinário Fernando Gonsales, estão conversando sobre engenharia genética, cromossomos, e coisas correlatas. Após a leitura da tirinha, analise as proposições formuladas, indicando se são V (verdadeiras) ou F (falsas).

15

( ) A Engenharia Genética corresponde ao conjunto de técnicas que permitem a manipulação do DNA, sendo por isso também denominada tecnologia do DNA recombinante.

( ) A tirinha refere-se à transferência de genes entre espécies diferentes, resultando nos chamados organismos transgênicos.

( ) Cromossomo é a sequência de trincas de bases nitrogenadas da molécula de DNA capaz de determinar a síntese de um polipeptídeo.

( ) O código genético é um código de tríades, sendo considerado degenerado, já que um aminoácido pode ser codificado por mais de uma trinca ou tríade.

( ) Os cromossomos são sequências de genes, com cada gene comandando, via de regra, a manifestação de uma característica através da síntese de um polipeptídeo.

A alternativa que contém a correspondência correta é:

a) V F F V F.

b) V V F V V.

c) F V F V V.

d) F F F V V.

e) V V F F V.

16. (UFMG) No Brasil, travaram-se, recentemente, intensos debates a respeito das pesquisas que envolvem o uso de células-tronco para fins terapêuticos e da legislação que regulamenta esse uso. Assinale, entre os seguintes argumentos mais frequentemente apresentados nesses debates, aquele que, do ponto de vista biológico, é incorreto.

a) O blastocisto a ser utilizado em tais pesquisas é um emaranhado de inúmeras células sem chance de desenvolvimento.

b) O comércio de embriões assemelha-se muito àquele que põe à venda órgãos de crianças.

c) O embrião, apesar do pequeno tamanho, contém toda a informação genética necessária ao desenvolvimento do organismo.

d) O início da vida ocorre quando, a partir da fusão do óvulo com o espermatozoide, se forma o zigoto.

17. (UEL) Com base nos conhecimentos sobre biotecnologia, considere as afirmativas abaixo.

I. Na biotecnologia aplicada, os organismos transgênicos, como, por exemplo, bactérias, fungos, plantas e animais geneticamente melhorados, podem funcionar para a produção de proteínas ou para propósitos industriais.

II. Organismos transgênicos caracterizam-se pela capacidade de produzir em grandes quantidades a proteína desejada, sem comprometer o funcionamento normal de suas células, e de transferir essa capacidade para a geração seguinte.

III. O melhoramento genético clássico consiste na transferência do material genético de um organismo para outro, permitindo que as alterações no genoma sejam previsíveis; já a engenharia genética mistura todo o conjunto de genes em combinações aleatórias por meio de cruzamentos.

IV. A engenharia genética compreende a manipulação direta do material genético das células, sendo que o gene de qualquer organismo pode ser isolado e transferido para o genoma de qualquer outro ser vivo, por mais divergentes que estes seres estejam na escala evolutiva.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas I e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

18. (PUC-SP) Uma década depois de a primeira linhagem de células-tronco embrionárias humanas ter sido isolada nos EUA, o Brasil conseguiu reproduzir a técnica (…). Após 35 tentativas frustradas, o grupo percebeu que uma das linhagens de células cultivadas em gel estava se reproduzindo e mantendo a “pluripotência”.

                                               “Folha de S.Paulo”, 1 de outubro de 2008 – Artigo: “Brasileiros obtêm células-tronco de embrião humano”

Células-tronco embrionárias:

a) São obtidas de embriões em estágio de nêurula.

b) Não podem ser obtidas de embriões em estágio de blastocisto.

c) Não são capazes de se diferenciar em células adultas.

d) Apresentam o mesmo potencial de diferenciação que as células presentes na medula óssea vermelha.

e) São capazes de se transformar virtualmente em qualquer tipo de tecido humano.

19. (CEFET-PI) Os pesquisadores norte-americanos George W. Beadle e Edward L. Tatum, na década de 1930, demonstraram a regulação pelos genes da produção de proteínas e enzimas e a consequente intervenção nas reações dos organismos dos animais. A partir dessas pesquisas, teve início o progresso de descoberta da estrutura genética humana. Sobre a Biotecnologia e Engenharia Genética analise as proposições abaixo e marque a alternativa correta.

I. Enquanto a Engenharia Genética procura estudar o gene, a Biotecnologia têm como objetivo a aplicação de técnicas que envolvem organismos vivos para a obtenção de um produto viável.

II. Organismo transgênico é aquele organismo que recebe genes de outro ser, porém da mesma espécie que a sua.

III. A geneterapia ou Terapia Gênica corresponde ao tratamento de doenças humanas por meio da transferência de genes sadios para o organismo.

a) Apenas I está incorreta.

b) I e III estão corretas.

c) II e III estão corretas.

d) Apenas II está correta.

e) I, II e III estão incorretas.

20. (UFF) O uso de células-tronco oriundas de embriões congelados, obtidos pelas técnicas de fertilização in vitro, foi recentemente aprovado pelo Supremo Tribunal Federal para o estudo do tratamento de doençasatualmente incuráveis. As células-tronco embrionárias são totipotentes e a partir delas pode ser obtido qualquertipo de célula do organismo, permitindo a possível regeneração de tecidos lesionados e/ou em processo dedegeneração. Até o momento, os cientistas utilizam em seus experimentos embriões congelados formadospor aproximadamente 200 células.De acordo com sua fase de desenvolvimento, esses embriões podem ser classificados como:

a) Zigoto.

b) Mórula.

c) Gástrula.

d) Nêurula.

e) Blástula.

21. (CEFET-S. Paulo) No dia 20 de abril de 2007, o Superior Tribunal Federal (STF) abriu suas portas ao público, pela primeira vez, em 178 anos de história. O motivo foi o debate sobre o uso de células-tronco embrionárias nas pesquisas para desenvolver curas de doenças que matam ou incapacitam milhões de pessoas. No dia 29 de maio de 2008, o Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu um julgamento histórico e liberou o uso de células-tronco de embriões humanos em pesquisas científicas. Em relação às células-tronco são feitas quatro afirmativas:

I. O potencial de terapias usando células-tronco é enorme, tratando doenças que causam a degeneração de tecidos com a reposição de células saudáveis.

II. Doença de Parkinson, diabetes e traumas na medula espinhal, são algumas das doenças que poderão ser tratadas utilizando estas células.

III. Células-tronco são células com a capacidade de gerar cópia idêntica a si mesma e com potencial de diferenciar-se em vários tecidos.

IV. As células-tronco são extraídas de embriões humanos com aproximadamente 200 células.

Em relação às frases pode-se afirmar que:

a) Apenas I, II e IV são verdadeiras.

b) Apenas II e III são verdadeiras.

c) Apenas I e III são verdadeiras.

d) Apenas III e IV são verdadeiras.

e) I, II, III e IV são verdadeiras.

22. (UFRN) As técnicas de engenharia genética possibilitaram a produção de grandes quantidades de insulina por bactérias que receberam o gene humano para esse hormônio. Tal feito só foi possível pelo emprego das enzimas de restrição, que agem:

a) Traduzindo o gene da insulina para o código genético da bactéria.

b) Ligando o pedaço do DNA humano no DNA da bactéria.

c) Identificando os aminoácidos codificados pelo gene.

d) Cortando o DNA da bactéria em pontos específicos.

23. (PUC-MG) Uma criança do sexo masculino pertencente ao grupo sanguíneo AB e com síndrome de Down foi curada de uma leucemia, após receber transplante de medula óssea proveniente de uma mulher com cariótipo normal, do grupo sanguíneo O, mas diabética. Com relação ao texto, é correto afirmar, exceto:

a) No sangue dessa criança, circularão células com diferentes constituições cromossômicas.

b) Após o transplante, a criança apresentará leucócitos com cromatina sexual.

c) A criança deve tornar-se diabética, desenvolvendo hiperglicemia.

d) Após o transplante, a criança terá alterado seu grupo sanguíneo.

24. (UFPB)

   LEIA O TEXTO, A SEGUIR, REFERENTE À ENGENHARIA GENÉTICA.

As técnicas de Engenharia Genética permitem transmitir genes de indivíduos de uma espécie para indivíduos de outra espécie. Assim, sequências específicas de pares de bases da molécula de DNA podem ser cortadas, de uma forma controlada, por enzimas bacterianas que atuam como tesouras moleculares (1). Pela ação dessas enzimas, o DNA plasmidial pode ser cortado e emendado em um outro segmento de uma molécula de DNA. As moléculas assim produzidas (2)‚ podem ser introduzidas em bactérias hospedeiras e passarem a multiplicar-se juntamente com elas, gerando bilhões de bactérias idênticas. Por essa tecnologia, é possível introduzir genes humanos em bactérias que recebem e incorporam genes de outra espécie e o transmitem à sua proleƒ (3).

No texto, os termos em destaque, (1), (2)‚ e (3) ƒ, correspondem, respectivamente, a:

a) Enzima de restrição / DNA recombinante / plasmídeo.

b) Enzima transgênica / DNA recombinante / plasmídeo.

c) Enzima de restrição / DNA do plasmídeo / clone genético.

d) Polimerase do DNA / DNA recombinante / organismo transgênico.

e) Enzima de restrição / DNA recombinante / organismo transgênico.

25. (FUVEST)

TESTE DE DNA CONFIRMA PATERNIDADE DE BEBÊ PERDIDO NO TSUNAMI

Um casal do Sri Lanka que alegava ser os pais de um bebê encontrado após o tsunami que atingiu a Ásia, em dezembro, obteve a confirmação do fato através de um exame de DNA. O menino, que ficou conhecido como “Bebê 81″ por ser o 81o sobrevivente a dar entrada no hospital de Kalmunai, era reivindicado por nove casais diferentes.

                                                              “Folhaonline”, 14/02/2005 (adaptado).

Algumas regiões do DNA são sequências curtas de bases nitrogenadas que se repetem no genoma, e o número de repetições dessas regiões varia entre as pessoas. Existem procedimentos que permitem visualizar essa variabilidade, revelando padrões de fragmentos de DNA que são “uma impressão digital molecular”. Não existem duas pessoas com o mesmo padrão de fragmentos com exceção dos gêmeos monozigóticos. Metade dos fragmentos de DNA de uma pessoa é herdada de sua mãe e metade, de seu pai. Com base nos padrões de fragmentos de DNA representados a seguir, qual dos casais pode ser considerado como pais biológicos do Bebê 81?

25

26. (UFMG) Um pesquisador injetou RNA mensageiro (mRNA) de vírus em ovócitos de anfíbios. Após certo tempo, verificou que esses ovócitos, além de suas próprias proteínas, produziam, também, proteínas virais. Esses dados sugerem que:

a) O DNA dos ovócitos foi impedido de se expressar.

b) O mRNA se integrou ao DNA dos ovócitos, comandando a síntese da proteína viral.

c) O material injetado nos ovócitos foi capaz de se autoduplicar.

d) Os ovócitos foram capazes de interpretar a informação contida no mRNA viral.

27. (UFOP) Pesquisadores da Universidade da Geórgia, em Atenas (Grécia), inseriram dois genes bacterianos na Arabidopsis thaliana, uma espécie de agrião, e criaram uma planta que não tolera solos contaminados.

          (Texto adaptado da pesquisa publicada na revista “Nature Biotechnology”)

Com relação ao texto, é correto afirmar:

a) Os pesquisadores fizeram um melhoramento genético, e, além da qualidade desejada, qualidades indesejáveis não foram transferidas porque, invariavelmente, a planta resultante é forçada a trabalhar com a informação genética herdada.

b) Os pesquisadores criaram essa planta por cruzamento natural, onde o próprio ar ou os insetos realizam a troca do pólen contido nas flores das plantas.

c) Os pesquisadores fizeram um cruzamento entre duas plantas para obter uma terceira, com características desejadas para a resistência ao arsênio.

d) Os pesquisadores fizeram uma transformação genética e, como não houve cruzamento entre duas plantas, apenas o gene de interesse foi transferido, resultando em uma planta transgênica.

28. (UFC) Um cientista americano pretende produzir em laboratório a primeira forma de vida artificial. A ideia é formar um cromossomo a partir de fragmentos de DNA coletados de diferentes espécies de bactérias. A técnica visa selecionar somente os genes necessários à sobrevivência de diferentes espécies de bactérias e encaixá-los em um só cromossomo, formando uma nova espécie desse organismo. Sobre o experimento citado no texto, é correto afirmar que:

a) A técnica utilizada pelo cientista é conhecida como clonagem de DNA e consiste na multiplicação de cópias dos plasmídeos bacterianos.

b) As enzimas de restrição são bastante empregadas nesse tipo de experimento, uma vez que são capazes de cortar o DNA em pontos específicos.

c) Para unir os segmentos de DNA de diferentes bactérias em um só cromossomo, é utilizada a enzima DNA polimerase, ferramenta muito útil na engenharia genética.

d) A criação dessa nova espécie em laboratório, a partir de fragmentos de DNA, é análoga ao processo de crossing-over, que acontece naturalmente nas células eucarióticas.

e) Para se obterem apenas os segmentos de DNA necessários à sobrevivência de uma bactéria, é preciso excluir os segmentos de DNA não codificantes, que correspondem a 97% do genoma bacteriano.

29. (PUC-MG)                   UMA CÉLULA QUE MUDOU DE TIME

O biólogo Jerry Borges relata um surpreendente resultado obtido por cientistas da Universidade de Guelph, no Canadá: eles mostraram que gametas femininos podem ser formados a partir de células da pele. Publicado na Nature Cell Biology, o estudo desafia um pilar da biologia do desenvolvimento.

                                                 (Fonte: “Ciência Hoje online”, 21 de abril de 2006.)

Sobre esse assunto, assinale a afirmativa incorreta.

a) A técnica descrita poderia ser útil para a produção de gametas em mulheres que não possuem ovários.

b) Os gametas femininos originados de células da pele de um mesmo indivíduo devem apresentar um mesmo patrimônio genético.

c) O sucesso do processo descrito dependeu da indução de meiose em uma célula somática.

d) Em condições normais, as crianças do sexo feminino apresentam, em seus ovários, ovócitos no início da primeira divisão meiótica.

30. (UEPG) Com relação ao uso de células-tronco na biotecnologia, que tem sido objeto de muita polêmica, principalmente no âmbito da justiça, da ética e da religião, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Células-tronco são células indiferenciadas, com potencialidade para dar origem aos mais diversos tipos de células especializadas que formam os tecidos do organismo.

1 1 – São exemplos de células-tronco as células da medula óssea vermelha, que produzem as células sanguíneas (os linfoides produzem os linfócitos e as mieloides dão origem aos demais leucócitos e às hemácias). Elas também podem ser obtidas a partir do sangue do cordão umbilical conservado sob resfriamento, para eventual uso terapêutico pelo doador, no futuro.

2  2 – As células-tronco embrionárias constituem a chamada massa celular interna da blástula (blastocisto), que dá origem ao embrião. Elas têm maior capacidade de diferenciação, são totipotentes e podem originar todos os tecidos corporais.

3  3 – As células-tronco podem ser usadas em vários procedimentos de neoformação de tecidos em órgãos com degenerações, necrose e lesões. Para isso, precisam receber tratamento especial para orientar a diferenciação em determinado tipo de tecido.

4  4 – Em 2005, foi aprovada no Brasil a lei da biossegurança. Ela permite o uso, mediante autorização dos pais, de embriões de até cinco dias que estejam congelados há mais de três anos, considerados inviáveis em termos de possibilidade de desenvolvimento e, portanto, descartados pelas clínicas de fertilização.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

C

A

E

C

A

A

A

C

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

D

C

C

B

A

D

E

B

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

E

D

C

E

C

D

D

B

B

VVVVV

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 180 outros seguidores