Publicado por: Djalma Santos | 21 de agosto de 2013

Genética de populações

CONSIDERAÇÕES GERAIS

A “genética clássica” se preocupa com o comportamento dos genes nos indivíduos e nas famílias, em particular.  Às vezes, entretanto, nos defrontamos com certos problemas que esse campo da genética não soluciona. Se quiséssemos, por exemplo, saber a frequência dos vários grupos sanguíneos em uma determinada população, ou mesmo em um estado, nação ou até no mundo, teríamos que recorrer a um campo mais amplo da genética, conhecida como genética de populações, que tem por base o princípio de Hardy-Weinberg, que veremos adiante. Ela pode, dessa forma, responder indagações como: “O que ocorre com um gene recessivo numa população, ao longo do tempo? A porcentagem desse gene diminui de geração para geração, aumentando a do alelo dominante?”. A genética de populações tem por objetivo, em última análise, estudar a distribuição e a frequência dos genes em uma população, bem como a maneira como essa frequência é mantida ou alterada.

Sendo a evolução o resultado das diversas modificações genéticas de uma população, esse ramo da genética trabalha para elucidar os mecanismos graças aos quais os seres evoluíram. Em seu sentido mais amplo, qualquer grupo de seres vivos da mesma espécie constitui uma população. A genética de população, entretanto, interessa-se, particularmente, pelas populações mendelianas, que podem ser definidas como sendo um grupo de indivíduos que se reproduzem entre si. Assim sendo, os organismos que se reproduzem assexuadamente ou por autofecundação, não constituem esse tipo de população. É bom ressaltar que todos os princípios e cálculos que serão analisados em genética de populações são válidos apenas para populações panmíticas. Estas populações podem ser conceituadas como formadas por organismos sexuados, que realizam reprodução cruzada e cujos processos de fecundação se dão ao acaso. Em outras palavras, podemos dizer que a genética de populações não se dedica ao estudo das populações em que os acasalamentos se processam de um modo seletivo (preferenciais).

PRINCÍPIO DE HARDY-WEINBERG

A genética de população teve sua gênese em 1908, graças aos trabalhos do matemático inglês Godfrey H. Hardy (1877-1947) e do médico alemão Wilhem Weinberg (1862-1937). Eles demonstraram, independentemente, que através das gerações, a frequência de certo gene permanece constante em uma população, caso os fatores da evolução não atuem. Esse princípio pode ser enunciado como se segue: “em uma população panmítica, de tamanho suficientemente grande para que seja válida a lei dos grandes números, as frequências gênicas e genotípicas permanecem constantes, geração após geração, desde que não estejam atuando os fatores da evolução”. Por fatores da evolução, compreendemos certas forças (mutações; seleção natural ou artificial; migração; tamanho da população e oscilação gênica, também conhecida como efeito de Sewall-Wright; etc.) que perturbam o equilíbrio genético e modificam a frequência de genes em uma população. Através do princípio de Hardy-Weinberg podemos verificar se a população está ou não evoluindo. Se os valores observados forem significativamente diferentes dos esperados, pode-se deduzir que a população está em evolução. Caso eles não difiram de modo significativo, pode-se concluir que a população está em equilíbrio e, dessa forma, não está evoluindo.

A seguir descrevemos os principais fatores que podem modificar a frequência gênica:

1 – Mutação: a mutação gênica (ver “MUTAÇÃO GÊNICA”, matéria publicada neste blog em15/04/2011) é um dos principais fatores da evolução, pois ela é capaz de transformar um gene do tipo A1 em outro alelo do tipo A2, ou vice-versa. Com isto, a população ganhará um tipo de gene e perderá outro. A mutação pode não alterar a frequência, caso seja igual nos dois sentidos, o que significa dizer que a quantidade de A1transformado em A2, seja igual a de A2 modificada par A1.

2 – Seleção: outro fator que pode alterar a frequência gênica é a seleção natural [ver “SELEÇÃO NATURAL (SOBREVIVÊNCIA DOS MAIS APTOS)”, matéria publicada neste blog em 14/10/2011]. Essa seleção consiste em certos caracteres apresentarem maior valor adaptativo que outros. Isto significa que o fato de um indivíduo apresentar, por exemplo, cabelos escuros, tenha vantagens adaptativas em relação ao que possui cabelos claros. Disto resulta a seleção sexual, ou seja, certo indivíduo ser escolhido por apresentar este ou aquele caráter (cor de olhos, cor de cabelo, etc.).

3 – Migração: a saída (emigração) ou entrada (imigração) em uma população tende a alterar a frequência genética.

4 – Tamanho da população: o tamanho da população é outro fator que pode alterar a frequência gênica, pois ela tem que ser suficientemente grande para que se possa aplicar um dos teoremas de probabilidade conhecido como Lei dos Grandes Números.

Para demonstrar o princípio de Hardy-Weinberg vamos recorrer a um caráter hereditário como a sensibilidade gustativa para uma substância química conhecida como PTC, sigla que deriva do nome feniltiocarbamida. Sabe-se hoje, que a sensibilidade a essa substância é dominante e sua descoberta ocorreu por acaso. Em 1931, o químico Norte-Americano Arthur Fox estava, juntamente com seu assistente, manipulando o PTC e deixou cair, casualmente, essa substância no ambiente de trabalho. Para sua surpresa, verificou que o seu assistente sentiu um gosto amargo, ao contrário dele que não sentiu qualquer sensação. Examinando várias pessoas, concluiu que havia hereditariedade no caso. Representado por S e s, os genes para a reação positiva e negativa, respectivamente, podemos concluir que os indivíduos sensíveis ao PTC podem ter dois genótipos (SS e Ss), enquanto os insensíveis são portadores de genótipo ss.

Chamemos de p, em uma população específica, a frequência do gene S e de q a frequência do gene s. Como não se trata de alelos múltiplos, podemos escrever que p + q = 1 ou que p + q = 100%. Os indivíduos do tipo SS originam-se do encontro de um espermatozoide que transporta S (cuja frequência é p) e de um óvulo portador de S, cuja frequência é a mesma. Como o gene transportado pelo gameta masculino independe do gene transportado pelo feminino, podemos escrever que a probabilidade de existir indivíduos sensíveis homozigotos é p x p, logo p2. Para se calcular a probabilidade de pessoas ss, utiliza-se um raciocínio semelhante. Elas resultam de um espermatozoide que carrega s (cuja frequência e q) e de um óvulo que transporta s, cuja frequência é a mesma. Logo, a probabilidade de pessoas insensíveis ao PTC é q x q ou q2. Resta-nos analisar o terceiro genótipo, que é o sensível heterozigoto (Ss). Para este, há duas possibilidades: o indivíduo desse tipo pode resultar de um óvulo com S e de um espermatozoide s ou vice-versa. Em ambos os casos, a probabilidade de ocorrência é p x q = pq. Portanto a probabilidade é igual a duas vezes este produto, ou seja, 2pq. Como o número de indivíduos SS (correspondente a P2) + Ss (equivalente a 2pq) + ss (correspondente a q2) = 1 = 100%, podemos concluir que p2 + 2pq + q2 = 1 = 100%. Esta equação, que acabamos de demonstrar, constitui o princípio de Hardy-Weinberg. Podemos notar, que ele não nada mais nada menos que o desenvolvimento do binômio (p + q) 2.

Resta-nos demonstrar, agora, que as frequências dos genes S e s, permanecem constantes através das gerações. Na formação de uma geração, a probabilidade de um espermatozoide S fecundar um óvulo S é p x p = p2 (frequência de indivíduos SS). A probabilidade de um óvulo s ser fecundado por um espermatozoide s é q x q = q2(frequência de indivíduos ss). Finalmente, a probabilidade de surgirem indivíduos Ss resulta da fecundação de um óvulo S por um espermatozoide s (pq) ou de um óvulo s fecundado por um espermatozoide S (pq). Concluído está que, na geração seguinte, a frequência genética não se altera e continua sendo p2 + 2pq + q2 = 1. Quando uma população obedece a esse princípio, dizemos que ela se encontra em equilíbrio genético, o que significa dizer que ela não está evoluindo.

Esse princípio pode ser aplicado, também, em casos de alelos múltiplos (polialelia), como o sistema sanguíneo ABO, por exemplo, onde estão envolvidos três alelos (IA, IB e i). Basta convencionar que a frequência de IA é p, que a de IB é q e que a de i é z e desenvolver a expressão (p + q + z) 2.

 (p + q + z) 2 = P2+ 2pq + q2 + 2qz + 2pz + z2

Neste caso, P2corresponde à frequência de indivíduos do grupo A homozigotos (IAIA). 2pq corresponde à de pessoas AB (IAIB). q2 equivale à de seres B homozigotos (IBIB). 2qz corresponde à indivíduos B heterozigotos (IBi). 2pz equivale à pessoas
A heterozigotas (IAi). z2 corresponde à frequência de indivíduos portadores de sangue O (ii).

Publicado por: Djalma Santos | 8 de agosto de 2013

Testes de respiração aeróbica e de fermentação

01. (PUC-CAMPINAS) As atividades dos seres vivos exigem ATP obtido nas reações de fermentação ou respiração aeróbica. A tabela abaixo compara o rendimento desses processos em sementes de arroz quando germinam em ambientes que diferem no teor de oxigênio.

PORCENTAGENS

DE O2 NO AR

0

5,2

10,4

20,8

Taxas relativas

de utilização de glicose

Fermentação

75%

40%

18%

0

Respiração aeróbica

0

6%

10%

18%

Esses dados levaram às seguintes afirmações:

I. Na ausência de O2, as sementes obtêm ATP exclusivamente nas reações da glicólise.

II. À medida que aumenta o teor de O2 no ar, as sementes passam a economizar glicose, pois para cada molécula de açúcar oxidada, a respiração produz mais ATP do que a fermentação.

III. Quando o teor de O2 alcança 20,8%, as reações da glicólise cessam e todo o ATP que as sementes utilizam provém exclusivamente do ciclo de Krebs.

É correto o que se afirma em:

a) I, somente.

b) II, somente.

c) I e II, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

02. (FAVIP) As células transformam as calorias dos alimentos em trabalho celular a partir de reações metabólicas energéticas. Em relação a este assunto, é correto afirmar que a fermentação de carboidratos:

a) Ocorre em aerobiose.

b) Produz 4 ATPs como saldo energético.

c) Gera etanol como produto final.

d) Transforma ácido pirúvico em ácido oxalacético.

e) Consome 2 ATPs da célula.

03. (UEG) Os fungos são importantes organismos popularmente conhecidos como leveduras, bolores, mofos e cogumelos de chapéu. Participam ativamente de processos de fermentação, como no caso da fabricação de vinho e de pão, que dependem de produtos liberados pelas leveduras durante sua atividade fermentativa. Os principais produtos das reações químicas que interessam mais diretamente à fabricação do vinho e do pão são:

a) Ácido lático e álcool etílico.

b) Álcool etílico e ácido acético.

c) Álcool etílico e gás carbônico.

d) Gás carbônico e ácido lático.

04. (FATEC) A respiração aeróbica se processa em três etapas: Glicólise, Ciclo de Krebs e Cadeia Respiratória, que visam à liberação de energia a partir da quebra de moléculas orgânicas complexas. Assinale a alternativa correta com relação a essas etapas.

a) Através da cadeia respiratória, que ocorre nas cristas mitocondriais, há transferência dos hidrogênios transportados pelo NAD e pelo FAD, formando água.

b) Das etapas da respiração, a glicólise é uma rota metabólica que só ocorre nos processos aeróbios, enquanto o ciclo de Krebs ocorre também nos processos anaeróbios.

c) O ciclo de Krebs e a glicólise ocorrem no citoplasma.

d) No ciclo de Krebs, uma molécula de glicose é quebrada em duas moléculas de ácido pirúvico.

e) A utilização de O2 se dá no citoplasma, durante a glicólise.

05. Considerando o diagrama abaixo é correto afirmar:

05

I    II

0  0 – A etapa 2 ocorre na matriz mitocondrial e a etapa 3 está relacionada com as cristas mitocondriais.

1 1 – Numa preparação isolada de mitocôndrias poderão ocorrer, simultaneamente, as sequências: 1-3, 1-4 e 1-5.

2  2 – A sequência 1-5 refere-se à fermentação láctica, como ocorre na produção da coalhada. Este processo resulta da precipitação das proteínas do leite, provocada pela elevação do pH, devida à redução na concentração de ácido láctico.

3  3 – Na sequência 1-3 há maior produção de moléculas de ATP que na sequência 1-5.

4  4 – O NADH é uma enzima comum às três vias metabólicas: 1-3, 1-4 e 1-5.

06. (UECE) As mitocôndrias são organelas presentes no citoplasma das células eucarióticas, caracterizadas por suas propriedades morfológicas, bioquímicas e funcionais, e são consideradas as usinas energéticas das células. Com relação às mitocôndrias é correto afirmar que:

a) São organelas responsáveis pela oxidação de moléculas ricas em energia, como a glicose, e pela produção de água e de gás carbônico.

b) Estocam ATP produzido na digestão de alimentos gordurosos.

c) São capazes de absorver energia luminosa utilizada na síntese de ATP.

d) Produzem ATP a partir da queima de energia para a síntese de glicogênio.

07. (UNCISAL) A célula precisa da glicose como fonte de energia para sobreviver. Uma forma de se obter energia pode ser por meio de uma reação, como a ilustrada a seguir.

C6H12O6   →  2 C2H5OH  +  2 CO2 + 2 ATP

Essa reação ilustra a:

a) Fermentação láctica.

b) Fermentação alcoólica.

c) Respiração aeróbica.

d) Quimiossíntese.

e) Fotossíntese.

08. (FAVIP) Os carboidratos representam as principais fontes energéticas do organismo e devem estar presentes na alimentação. Tal energia é disponibilizada através de reações metabólicas celulares que:

a) Transformam os carboidratos em compostos de mais alta energia por meio de reações catabólicas.

b) Degradam os carboidratos em compostos de menor energia por meio de reações anabólicas.

c) Armazenam toda a energia liberada de reações “endotérmicas” na molécula de ATP.

d) Armazenam parte da energia livre de reações “exotérmicas” na molécula de ATP.

e) Produzem 2 ATPs por molécula de glicose em processos de respiração aeróbia.

09. (URCA) Assinale abaixo a alternativa com todos os produtos do Ciclo de Krebs:

a) CO2, ATP, NADH2 e FADH2.

b) Acetil-CoA, O2, ATP, H2O e ATP.

c) Acetil-CoA, NADH2, FADH2, O2, H2O e ATP.

d) CO2, O2, NADH, e H2O .

e) O2, ATP, H2O e ATP.

10. (PUC-MG) Considere o esquema a seguir, referente ao processo respiratório de uma célula eucariota:

10

Assinale a afirmativa incorreta.

a) Para que I se transforme em II, é necessário o gasto de ATP.

b) As fases I e II ocorrem fora da mitocôndria.

c) Na conversão de II para III, não há produção local de ATP.

d) Em IV ocorre liberação de CO2e formação local de ATP.

e) Em V há quebra da molécula de água, com liberação de oxigênio.

11.  (COVEST) A energia não pode ser criada ou destruída, mas apenas transformada de uma forma a outra. Considerando que as reações metabólicas são o meio que a célula possui para transformar “energia potencial” em “energia cinética” e, portanto, realizar trabalho celular, considere as proposições a seguir.

I   II

0  0 – A participação de enzimas no conjunto das reações metabólicas celulares diminui a energia de ativação dos compostos reagentes.

1  1 – Além de energia, a oxidação de ácidos graxos e carboidratos, tanto na respiração aeróbica de eucariotos quanto na fermentação de procariotos, gera como produtos finais gás carbônico e água.

2  2 – A fermentação de carboidratos gera um saldo energético de 2 ATPs, que resulta da transferência de fosfatos inorgânicos para moléculas de adenosina difosfato.

3  3 – As reações do ciclo do ácido cítrico que ocorrem na matriz mitocondrial liberam íons hidrogênio que convertem as coenzimas NAD e FAD em suas formas reduzidas.

4  4 – A teoria quimiosmótica aponta que a passagem de íons H+ através da enzima ATP sintetase, localizada na membrana das cristas mitocondriais, é responsável pelo principal  saldo energético da respiração celular.

12. (UERJ) A tabela a seguir resume alguns processos celulares de oxirredução realizados pelos organismos para atender a suas necessidades energéticas.

PROCESSO

HIDROGÊNIO

PRODUTOS FINAIS

Fonte

Aceptor

I

Ácido graxo

Oxigênio

Gás carbônico e água

II

Glicose

Ácido pirúvico

Ácido lático

III

Água

Gás carbônico

Glicose

IV

Glicose

Oxigênio

Gás carbônico e água

A evolução desses processos está relacionada à evolução das condições ambientais da terra.  Assim, dos processos celulares acima, aquele que surgiu primeiro é o de número:

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

13. (PUC-SP) Analise o esquema abaixo sobre etapas da respiração.

13

Numa célula eucariótica normal, as etapas 1, 2 e 3 ocorrem, respectivamente:

a) Na mitocôndria, no hialoplasma e na mitocôndria.

b) Na mitocôndria, na mitocôndria e no hialoplasma.

c) No hialoplasma, no hialoplasma e na mitocôndria.

d) No hialoplasma, na mitocôndria e na mitocôndria.

e) Na mitocôndria, no hialoplasma e no hialoplasma.

14. (UEL)                                   Observe a figura abaixo:

14

Com base na ilustração e nos conhecimentos sobre o tema, analise as afirmativas a seguir:

I. O Ciclo de Krebs é o último evento das várias reações que ocorrem numa via comum de produção de moléculas fornecedoras de energia, onde a oxidação dos grupos fosfatos libera a energia armazenada nas ligações acetila.

II. As mitocôndrias podem ser encontradas, por exemplo, no epitélio ciliado, onde se acumulam perto dos cílios; nos espermatozoides, ao redor da porção inicial do flagelo, onde tem início a movimentação ciliar; e nas células musculares estriadas, entre os feixes de miofibrilas.

III. As mitocôndrias estão presentes em um tecido adiposo específico, o qual se constitui como fonte de calor importante em animais que hibernam, em animais adaptados ao frio e em alguns animais recém-nascidos, incluindo humanos.

IV. Uma peculiaridade do DNA mitocondrial é sua origem paterna, porque se origina das mitocôndrias encontradas nos espermatozoides, sem participação das mitocôndrias do óvulo, pois o sexo é definido geneticamente pelos cromossomos sexuais do pai.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas.

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I, II e IV.

e) I, III e IV.

15. (UNIOESTE) Com relação à energética da célula, é correto afirmar que:

a) Tanto o processo de respiração aeróbica como a fermentação ocorre em três etapas: glicose, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.

b) Lipídios e proteínas não são utilizados como combustíveis pela célula, mesmo na ausência de glicose.

c) A partir de 2 moléculas de glicose são produzidas 6 moléculas de piruvato e 12 moléculas de ATP.

d) A glicólise e o ciclo de Krebs ocorrem no interior das mitocôndrias.

e) Uma célula muscular passa a transformar ácido pirúvico em ácido láctico em condições anaeróbicas.

16.  (FUVEST) Em uma situação experimental, camundongos respiraram ar contendo gás oxigênio constituído pelo isótopo 18O. A análise de células desses animais deverá detectar a presença de isótopo 18O, primeiramente:

a) No ATP.

b) Na glicose.

c) No NADH.

d) No gás carbônico.

e) Na água.

17. (UFMA) Após correr 21 Km na maratona das olimpíadas de Sidney, um atleta foi obrigado a parar em virtude de uma fadiga muscular. Esse fato foi decorrente:

a) Do excesso de oxigenação dos músculos, aumentando o nível de mioglobina.

b) De uma oxigenação insuficiente dos músculos, levando à fermentação e ao acúmulo de ácido láctico nos músculos.

c) Do acúmulo de ATP, devido ao excesso de conversão aeróbica da lactose.

d) Do excesso de ácido láctico e ATP, resultante da transformação aeróbica da glicose.

e) Do acúmulo de neurotransmissores nos músculos, devido à sobrecarga de estímulos nervosos.

18. (PUC-RJ) O Pró-Álcool, programa de produção de combustível etanol no Brasil, baseia-se na obtenção de um produto resultante de:

a) Respiração aeróbia do açúcar da cana-de-açúcar por bactérias.

b) Respiração anaeróbia do amido da cana-de-açúcar por protozoários.

c) Fermentação do açúcar da cana-de-açúcar por levedura.

d) Acidificação do amido de sementes da cana-de-açúcar.

e) Oxidação completa do açúcar da cana-de-açúcar.

19. (UFRN) Sobre a respiração celular, é correta a afirmação:

a) No processo de respiração aeróbia, a degradação total de moléculas de glicose resulta na formação de ácido pirúvico, e, na respiração anaeróbia, é formado o álcool etílico.

b) Na respiração aeróbia, os hidrogênios são combinados com o O2, formando moléculas de água, enquanto, na respiração anaeróbia, os hidrogênios se combinam com o N2

c) A fosforilação oxidativa é um processo comum às respirações aeróbia e anaeróbia, das quais resultam, respectivamente, 38 ATP e 2 ATP para cada molécula de glicose.

d) A glicólise ocorre no citoplasma das células, durante a respiração aeróbia dos seres eucariontes, e, nos mesossomos, durante a respiração anaeróbia dos seres procariontes.

20. (COVEST) Havendo oxigênio e enzimas necessárias na célula, a glicose é mobilizada por uma série de reações que constituem a respiração celular. Em relação à respiração aeróbica é correto afirmar que:

I  II

0 0 – As reações que constituem o processo de respiração celular podem ser agrupadas em três etapas, glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.

1 1 – A glicólise e o ciclo de Krebs ocorrem no hialoplasma e têm em comum o fato de fornecerem para reações posteriores, gás carbônico, NADH2, ATP e FADH2.

2 2 – A  fosforilação  oxidativa,  que ocorre  no ciclo  de Krebs, determina a ocorrência de quatro ciclos para a liberação total da energia contida em cada molécula de glicose.

3 3 – Na cadeia respiratória a produção de ATP é dada em três pontos, o que não significa que em outros “degraus”, dessa cadeia, não haja liberação de energia. Na verdade, isto ocorre, só que, essa energia não sendo suficiente para a produção de ATP, dissipa-se sob a forma de calor.

4 4 – Em cada volta do ciclo de Krebs, três NAD e um FAD são reduzidos a três NADH2 e um FADH2, respectivamente, e esses transportarão seus hidrogênios à cadeia respiratória.

21. (UECE) Sabe-se que um grande “salto” no processo evolutivo foi o aparecimento dos mesossomos nas bactérias. A novidade evolutiva possibilitada por tais estruturas foi a concentração de enzimas que conferem às bactérias a capacidade de realizar o(a):

a) Fermentação.

b) Digestão intracelular.

c) Transporte de substâncias.

d) Respiração aeróbia.

22.  (UERJ) O gráfico mostra o resultado de um experimento onde se avaliou o consumo de oxigênio de uma solução, pela mitocôndria, em presença de adenosina difosfato (ADP) e adenosina trifosfato (ATP).

22

A partir deste resultado, podemos afirmar que, em relação à taxa de consumo de oxigênio, ocorre:

a) Aumento pela adição de ATP e produção ADP.

b) Aumento pela adição de ADP e produção de ATP.

c) Diminuição pela adição de ATP e produção de ADP.

d) Diminuição pela adição de ADP e produção de ATP.

e) Permanece constante durante todo o processo.

23. (CESGRANRIO)          LEIA AS INFORMAÇÕES (FOLHA, 06.08.98)

- 6000 a.C.: babilônios e sumérios utilizam lêvedo para produzir cerveja.

- 4000 a.C.: egípcios descobrem como fazer pão fermentado.

- Ainda na Antiguidade: transformação do leite em iogurte e uso de mofo na elaboração de queijo.

As informações contidas no artigo anterior envolvem um processo biológico fundamental para os seres vivos que o realizam. Todas as opções apresentam conceitos corretos sobre esse processo, exceto uma. Assinale-a:

a) Na fabricação de iogurte e queijo o produto formado é o ácido láctico.

b) Na fabricação de cerveja e pão os produtos formandos são etanol e gás carbônico.

c) Nesse processo a molécula orgânica utilizada é degradada a ácido pirúvico.

d) O saldo energético obtido nos dois processos é de 2 ATP.

e) Os seres que realizam esse processo objetivam conseguir matéria-prima para sua nutrição.

24. (UFMG) À massa usada na fabricação do pão é acrescentada certa quantidade de fermento biológico (lêvedo), para que ela cresça e, depois de assada, fique saborosa. O crescimento da massa deve-se:

a) A uma reação da farinha do trigo com a água, servindo o lêvedo para dar sabor ao pão.

b) A uma reação química entre a água e o lêvedo.

c) À utilização da massa como alimento pelo lêvedo, com liberação de gás.

d) Ao crescimento excessivo do lêvedo, empurrando a massa e fazendo-a crescer.

e) Ao preenchimento, com ar atmosférico, dos espaços resultantes do consumo da massa pelo lêvedo.

25. Havendo oxigênio e enzimas necessárias na célula, a glicose é mobilizada por uma série de reações que constituem a respiração celular aeróbica. Em relação a esse processo energético, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0 0 – A fosforilação oxidativa, que caracteriza o ciclo de Krebs, determina a ocorrência de quatro ciclos para a liberação total da energia presente na molécula de glicose.

1 1  – As reações que constituem o processo de respiração celular aeróbica podem ser agrupadas em três etapas: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.

2  2 – Em cada volta do ciclo de Krebs, três NAD e um FAD são reduzidos a três NADH e um FADH2, respectivamente, e eles transportarão seus hidrogênios à cadeia respiratória.

3 3 – A glicólise e o ciclo de Krebs ocorrem no hialoplasma e têm em comum o fato de fornecer, para reações posteriores, CO2, NADH, FADH2 e ATP.

4  4 – Na cadeia respiratória, a produção de ATP ocorre em três pontos, o que não significa que em outros “degraus” dessa cadeia não haja liberação de energia.

26. (UFSC) Se um músculo da perna de uma rã for dissecado e mantido em uma solução isotônica em recipiente hermeticamente fechado, o músculo é capaz de se contrair algumas vezes quando estimulado, mas logo deixa de responder aos estímulos. No entanto, se a solução for arejada, o músculo readquire a capacidade de se contrair quanto estimulado. A explicação para o fenômeno é que o ar fornece o gás:

a) Nitrogênio, necessário à transmissão do impulso nervoso ao músculo.

b) Nitrogênio, necessário à síntese dos aminoácidos componentes da miosina.

c) Oxigênio, necessário à oxidação da miosina e da actina que se unem na contração.

d) Oxigênio, necessário à respiração celular da qual provém a energia para a contração.

e) Carbônico, necessário à oxidação do ácido lático acumulado nas fibras musculares.

27. (OSEC-SP) O esquema abaixo mostra as etapas da degradação da glicose no interior das células para obtenção de energia:

27

Os fenômenos assinalados como 1, 2, 3 e 4 correspondem, respectivamente, a:

a) Glicólise – fermentação – cadeia respiratória – ciclo de Krebs.

b) Fermentação – glicólise – cadeia respiratória – ciclo de Krebs.

c) Glicólise – fermentação – ciclo de Krebs – cadeia respiratória.

d) Fermentação – glicólise – ciclo de Krebs – cadeia respiratória.

e) Glicólise – ciclo de Krebs – fermentação – cadeia respiratória.

28. (MACK) A respeito da equação abaixo, que representa uma das etapas da “produção” de energia em uma célula, é correto afirmar que:

28

a) Essa etapa ocorre no citoplasma das células, tanto em processos aeróbicos como anaeróbicos.

b) Trata-se da cadeia respiratória.

c) A produção aeróbica de ATP, na etapa seguinte a esta, não depende da existência de mitocôndria.

d) Nessa etapa ocorre a maior “produção” de energia.

e) Se o ácido pirúvico se depositar em células musculares, ocorre o fenômeno conhecido como fadiga muscular.

29. (UFRJ) As leveduras são utilizadas pelos vinicultores como fonte de etanol, pelos panificadores como fonte de dióxido de carbono e pelos cervejeiros como fontes de ambos. As etapas finais do processo bioquímico que forma o etanol e o dióxido de carbono estão esquematizadas abaixo.

29

Além da produção de tais substâncias, esse processo apresenta a seguinte finalidade para a levedura:

a) Reduzir piruvato em anaerobiose.

b) Reoxidar o NADH2 em anaerobiose.

c) Produzir aldeído acético em anaerobiose.

d) Iniciar a gliconeogênese em aerobiose.

30. (FCMS-SP) Dos organismos abaixo, os que consomem maior quantidade de glicose para sintetizar 100 moléculas de ATP são os:

a) Heterótrofos em geral.

b) Autótrofos em geral.

c) Aeróbios facultativos.

d) Aeróbios estritos.

e) Anaeróbios estritos.

31. (UFBA) Foi Louis Pasteur quem observou, pela primeira vez, na década de 1860, que, quando o oxigênio é introduzido em uma suspensão de células que estão consumindo glicose em alta velocidade, em anaerobiose, essa velocidade diminui significativamente, à medida que o oxigênio passa a ser consumido. Ao mesmo tempo, cessa o acúmulo de lactato. O “efeito Pasteur”, descrito anteriormente, se relaciona a aspectos da fisiologia e da estrutura celular, tais como:

I   II

0  0 – A dependência de membranas celulares para síntese de ATP, no processo aeróbico de produção de energia.

1  1 – O bloqueio da glicólise pela presença de oxigênio nas células aeróbicas.

2  2 – A síntese de lactato como produto final do metabolismo energético mais rentável.

3  3 – O consumo do oxigênio no processo de degradação completa da molécula de glicose.

4 4 – A relação entre o mecanismo bioenergético utilizado e a quantidade de glicose consumida.

32. (PUC-MG) Pasteur foi o primeiro pesquisador a intuir que era possível ocorrer vida na presença ou ausência de oxigênio. Certa vez, colocou uma gota de leite sobre a lâmina de vidro cobrindo-a com uma lamínula e observou ao microscópio. Percebeu que a gota fervilhava de bactérias que se concentravam no meio da lâmina e não nas bordas da lamínula. Interprete esses resultados e leia, com atenção, as deduções a seguir.

I. As bactérias dessas duas regiões poderiam apresentar diferentes processos metabólicos.

II. Na região central da lâmina, as bactérias poderiam estar crescendo na ausência de oxigênio.

III. Nas bordas da lamínula, as bactérias poderiam estar utilizando mais facilmente o oxigênio disponível.

São deduções corretas:

a) Apenas I e II.

b) Apenas II e III.

c) Apenas I e III.

d) I, II e III.

33. (UERJ) Observe o esquema a seguir, que representa uma mitocôndria de uma célula hepática.

33

Os números correspondentes à estrutura ou compartimento mitocondrial onde se localizam a enzima ATP sintetase, os ribossomas, e as enzimas que geram CO2 são, respectivamente:

a) 5, 1, 2.

b) 4, 5, 3.

c) 3, 2, 2.

d) 2, 1, 5.

34. (UFOP) O esquema abaixo resume reações químicas que podem ocorrer no metabolismo celular:

34

Com relação aos processos em questão, assinale a afirmativa correta:

a) A etapa 2 torna-se mais intensa no músculo esquelético durante atividade física, pois produz, por mol de ácido pirúvico transformado, mais energia na forma de ATP do que a etapa 3.

b) A etapa 2 é extracelular e ocorre sem participação de enzimas.

c) A etapa 3 ocorre em todas as células do corpo humano e representa a respiração celular.

d) Há participação de enzimas na etapa 1 e essa só ocorre na presença de oxigênio.

e) A etapa 2 torna-se mais intensa quando não há oxigênio suficiente para manter a etapa 3.

35. (VEST-RIO) Interessado em demonstrar um determinado fenômeno vegetal, um grupo de alunos realizou o experimento esquematizado abaixo:

35

Os três frascos foram fechados de tal forma a só permitir a entrada de ar pelos tubos. Nos frascos A e B, foi colocada uma solução de hidróxido de bário, e no frasco I, uma porção de sementes em germinação. Ao se fazer circular o ar pelo sistema, no sentido indicado pelas setas, o hidróxido de bário no frasco A reteve o CO2 do ar, deixando passar para o frasco I apenas o O2. No frasco B, ao final de algum tempo, pôde-se observar a formação de um precipitado branco de carbonato de bário, obtido segundo a reação abaixo:

35a

Essa experiência permitiu aos alunos demonstrar, indiretamente, o seguinte fenômeno vegetal:

a) Transpiração.

b) Fotossíntese.

c) Respiração.

d) Reprodução.

e) Nutrição.

36. (FCC) Considere as seguintes afirmações:

I. Uma preparação de mitocôndrias isoladas reagirá com ácido pirúvico, dando CO2.

II. Uma preparação de mitocôndrias isoladas reagirá com glicose, dando álcool.

III. Uma preparação de citoplasma isolado reagirá com glicose, dando ácido pirúvico.

Dessas afirmações:

a) Apenas I e II são verdadeiras.

b) Apenas I e III são verdadeiras.

c) Apenas II e III são verdadeiras.

d) I, II e III são verdadeiras.

e) Apenas II é verdadeira.

37. O consumo de 1 mol de glicose na respiração aeróbia produz:

a) Mais ATP e mais CO2 do que na fermentação.

b) Mais ATP e menos CO2 do que na fermentação.

c) Menos ATP e mais CO2 do que na fermentação.

d) Menos ATP e menos CO2 do que na fermentação.

e) ATP e CO2 nas mesmas quantidades produzidas na fermentação.

38. (PUC-SP) Certa substância foi introduzida em um meio de cultura contendo células em crescimento. Após algum tempo, as células tiveram seu metabolismo alterado, uma vez que a substância bloqueou a atividade de algumas enzimas catalisadoras de reações da glicólise. Pode-se dizer que a substância em questão atuou nas células no nível de:

a) Hialoplasma.

b) Mitocôndria.

c) Ergastoplasma.

d) Núcleo.

e) Ribossoma.

39. (CESGRANRIO) A partir da glicose, os processos de respiração celular levam à formação de gás carbônico e de água, com liberação de energia. Esta transformação decorre da ação encadeada de diversos processos metabólicos. Uma sequência correta desse encadeamento corresponde a:

a) Glicólise, ciclo de Krebs, cadeia respiratória.

b) Ciclo de Krebs, glicólise, cadeia respiratória.

c) Glicólise, cadeia respiratória, ciclo de Krebs.

d) Cadeia respiratória, ciclo de Krebs, glicólise.

e) Ciclo de Krebs, cadeia respiratória, glicólise.

40. (UFSC) O esquema a seguir se refere à respiração celular. Em relação a esse processo é correto afirmar:

40

I   II

0  0 – I representa a glicólise.

1  1 – II é conhecido como ciclo de Krebs.

2  2 – II ocorre dentro de um organoide citoplasmático denominado mitocôndria.

3  3 – A utilidade desse  conjunto  de reações é o armazenamento, nos polímeros biológicos, de energia pelas células.

4  4 – Esse  processo  ocorre  apenas  em  células  heterotróficas,  não  sendo observado nas autotróficas.

41. (UECE) O aparecimento do oxigênio na atmosfera terrestre deu oportunidade de se revelar como positiva a seguinte variabilidade genética:

a) Possibilidade de realizar a fotossíntese, evidenciada, inicialmente, pela presença de estromatólitos, secreção produzida pelas cianobactérias.

b) Capacidade de realizar a respiração aeróbia, na qual a produção de energia é irrisória quando comparada com a fermentação.

c) Surgimento dos seres amnióticos, reforçando a capacidade de realizar a fecundação externa.

d) Aparecimento das bactérias putrefativas capazes de produzir CO2 e H2O a partir do seu metabolismo energético, usando o oxigênio como aceptor final de elétrons.

42. (COVEST) Quando três moléculas de glicose são fermentadas pelo levedo.

a) Três moléculas de ácido pirúvico são produzidas.

b) São liberadas seis moléculas de gás carbônico.

c) Durante o processo são formadas seis moléculas de ATP.

d) Formam-se seis moléculas de ácido acético.

e) Cada molécula de ácido pirúvico é convertida em duas de CO2 e uma de álcool etílico.

43. (CESGRANRIO) As reações de oxidação são responsáveis pela liberação de energia utilizável pelas células. Realizam-se por processos de oxigenação, desidrogenação e remoção de elétrons. Considerando a atividade respiratória das células, são feitas três afirmações:

I. A aerobiose é o processo de maior rendimento, quanto à liberação de energia, em contraste com a fermentação.

II. A remoção e transferência de elétrons constituem o principal processo de oxidação ao longo da cadeia respiratória.

III. A formação de produtos orgânicos altamente oxidados, como os ácidos pirúvico e láctico, na fermentação, faz-se por oxigenação.

Assinale:

a) Se somente I for correta.

b) Se somente II for correta.

c) Se somente III for correta.

d) Se somente I e II forem corretas.

e) Se I, II e III forem corretas.

44. (SANTA CASA) Considere a seguinte equação:

C18H36O2 (Ácido esteárico) + 26 O2   →  18 CO2 + 18 H2O + energia.

O quociente respiratório do ácido esteárico é:

a) 1,41.

b) 1,33.

c) 1,00.

d) 0,81.

e) 0,69.

45. (MED.ABC) Na respiração celular, o oxigênio (O2) intervém:

a) Somente na glicólise.

b) Somente como aceptor final de hidrogênio.

c) Somente no ciclo de Krebs.

d) Na glicólise e no ciclo de Krebs.

e) Na glicólise e como aceptor final de hidrogênio.

46. (SANTA CASA-SP) Considere os seguintes processos:

I. Glicólise.

II. Conversão de ácido pirúvico em acetil-coenzima A.

III. Conversão de ácido pirúvico em ácido lático.

IV. Reações do ciclo de Krebs.

V. Reações da cadeia respiratória.

Oxidação de aceptores de hidrogênio reduzidos ocorrem apenas em:

a) I, II, III.

b) I, IV, V.

c) I,V.

d) III, IV, V.

e) III, V.

47. (PUC-SP) Comparando-se a respiração aeróbica e a fermentação, através dos esquemas abaixo, fizeram-se as seguintes afirmações:

47

I. Na respiração aeróbica o aceptor final dos hidrogênios é o oxigênio e na fermentação é a própria substância orgânica formada.

II. A diferença entre a fermentação e a glicólise aeróbia é o destino dos hidrogênios durante o processo.

III. Os aceptores intermediários de hidrogênio que participam dos dois processos são diferentes.

Assinale:

a) Se as afirmativas I, II e III estiverem certas.

b) Se apenas a afirmativa I estiver certa.

c) Se apenas a afirmativa II estiver certa.

d) Se as afirmativas I e II estiverem certas.

e) Se todas as afirmativas estiverem erradas.

48. (CESGRANRIO) No esquema abaixo, que representa a respiração celular, os retângulos identificados pelos 1, 2 e 3 devem corresponder às séries metabólicas citadas nas opções. As setas numeradas (4 e 5) indicam as substâncias de alto valor energético, derivadas do metabolismo em causa. Indique, no quadro abaixo, a opção que contém todas as legendas corretas para os números 1, 2, 3, 4 e 5.

48

1

2

3

4

5

a

Glicólise

Ciclo de Krebs

Cadeia

respiratória

ATP

NADH2

b

Cadeia

respiratória

Ciclo de Krebs

Glicólise

ATP

NADH2

c

Ciclo de Krebs

Cadeia

respiratória

Glicólise

ATP

NADH2

d

Glicólise

Ciclo de Krebs

Cadeia

respiratória

NADH2

ATP

e

Cadeia

respiratória

Glicólise

Ciclo de

Krebs

NADH2

ATP

 49. (F.U.-ABC) O esquema a seguir representa, resumidamente, 3 vias metabólicas (I, II e III) de células vivas.

49

Sobre o esquema acima, é correto afirmar que:

a) O NADH é uma enzima comum as três vias metabólicas I, II e III.

b) Etanol e ácido láctico possuem o mesmo número de átomos de carbono, em suas moléculas.

c) A via I é realizada tanto por organismos aeróbicos, quanto por anaeróbicos.

d) A via II pode ser realizada por células musculares, desde que em condições anaeróbicas.

e) A via III é a mais frequentemente realizada pelas leveduras.

50. (UFRGS) Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações que seguem, referentes à respiração celular.

(  ) A respiração celular é constituída por três rotas: a oxidação do piruvato, o ciclo do ácido cítrico e o ciclo das pentoses.

(  ) Nas transferências de íons hidrogênio ao longo da cadeia respiratória, há liberação de elétrons que vão sendo captados por transportadores intermediários como os citocromos.

(  ) No ciclo do ácido cítrico, ocorre uma “maior produção” de ATP do que durante a fase de glicólise.

(  )  Nos eucariontes, a fase de glicólise ocorre no interior das mitocôndrias e na ausência de oxigênio.

a) F F F V.

b) F V F V.

c) V V V F.

d) V F V V.

e) F V V F.

51. (UFGO) Uma pessoa explicava ao filho uma parte da tarefa de ciências que se referia aos fenômenos energéticos em plantas e animais: “As plantas, durante o dia, respiram o oposto dos animais, isto é, os animais absorvem oxigênio e liberam gás carbônico; as plantas absorvem o gás carbônico e eliminam o oxigênio. À noite, plantas e animais respiram de igual forma. Animais comem vegetais ou outros animais; já os vegetais fabricam seu próprio alimento”… Analisando as explicações acima, à luz dos processos que envolvem gases e matéria orgânica nos animais e plantas, pode-se afirmar que:

I  II

0  0 – A pessoa acertou quando concluiu que os vegetais respiram diferentemente durante o dia e durante a noite.

1  1 – A  pessoa errou  ao confundir  a respiração aeróbica dos seres vivos com fotossíntese nas plantas.

2  2 – A pessoa errou ao afirmar que a captação de gás carbônico e a eliminação de oxigênio pelas plantas durante o dia se chama respiração.

3  3 – A pessoa acertou  ao concluir  que o processo da respiração dos vegetais sofre inversão na ausência de luz.

4  4 – A pessoa acertou quando disse que, durante o dia, as plantas, em  condições normais, absorvem gás carbônico.

52. (COVEST) O maior rendimento energético do processo de respiração aeróbica (acoplada à cadeia transportadora de elétrons) sobre a glicólise é principalmente devido a:

a) Maior atividade específica das enzimas envolvidas.

b) Maior difusão das enzimas no meio da reação.

c) Muito menor energia de ativação requerida.

d) Completa oxidação da glicose a CO2 e H2O.

e) Compartimentação e ordenação das enzimas envolvidas.

53. Três balões de vidro foram preenchidos com as seguintes misturas:

balões

Os três balões foram mantidos em estufa, a uma temperatura de 36oC.  Depois de seis horas, foi constatado que, do balão 1, se havia desprendido um volume V de CO2. Nesse mesmo tempo, qual deve ter sido a soma dos volumes de CO2 liberado nos balões 2 e 3?

a) V/3.

b) 2V.

c) 2V/3.

d) V/2.

e) V.

54. (ASCES) O pH intracelular é de aproximadamente 6,9, mas pode ser menor nas células musculares após exercício físico intenso. Nessas condições, tal fato pode ser explicado devido:

a) À desidratação celular que concentra soluto e ácido no meio intracelular.

b) Ao metabolismo energético fermentativo nas células musculares.

c) À produção de ácido oxalacético durante o Ciclo de Krebs na respiração celular.

d) À produção de ácido lático derivado da respiração celular.

e) À síntese de compostos alcalinos derivados do metabolismo anaeróbio celular.

55. (MACK) O dinitrofenol (DNP) é uma substância que interfere na produção de ATP. Se uma célula receber uma dose dessa substância, o processo de ……… será prejudicado e, consequentemente, essa célula não poderá ………. . Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas da frase acima.

a) respiração celular; realizar osmose.

b) fotossíntese; realizar difusão.

c) respiração celular; realizar trocas gasosas.

d) fotossíntese; se reproduzir.

e) respiração celular; gerar impulsos nervosos.

56. (ENC-MEC) O esquema abaixo resume reações químicas que podem ocorrer no metabolismo celular.

56

Tais reações passam a ocorrer nas fibras musculares humanas quando a atividade física:

a) Cessa e há grande quantidade de moléculas de ATP armazenadas.

b) É moderada e há oxigênio suficiente para a respiração aeróbica.

c) É moderada e o oxigênio passa a ser liberado durante a glicólise.

d) É muito intensa e o oxigênio se torna insuficiente para a respiração aeróbica.

e) É muito intensa e cessa a produção de moléculas de NAD.

57. (UFRS) As hemácias humanas foram selecionadas ao longo da evolução de modo a que desempenhassem hoje em dia suas funções de maneira eficiente. Durante esse processo evolutivo, as mitocôndrias e os núcleos foram perdidos na fase madura. Quais dos processos biológicos a seguir continuam a ocorrer nas hemácias maduras, apesar dessa adaptação?

a) Cadeia transportadora de elétrons.

b) Ciclo de Krebs.

c) Glicólise.

d) Replicação.

e) Transcrição.

58. (UFMG) Na fabricação de iogurtes e coalhadas, utilizam-se “iscas”, isto é, colônias de microrganismos que realizam a fermentação do leite. Em relação a esse processo, é correto afirmar que:

a) Consiste em respiração aeróbica.

b) É realizado por vírus anaeróbicos láticos.

c) Resulta de liberação de ácido lático e energia.

d) Resulta na formação de ácido acético e CO2.

59. (FCC) Na glicólise, para cada molécula de glicose que se converte em ácido pirúvico a célula utiliza:

a) 1 molécula de ATP e forma 4.

b) 1 molécula de ATP e forma 2.

c) 2 moléculas de ATP e forma 2.

d) 2 moléculas de ATP e forma 4.

e) 4 moléculas de ATP e forma 2.

60. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0 0 – A glicólise ocorre ao nível do hialoplasma e tem como produto final o ácido pirúvico.

1 1 – O processo  fermentativo ocorre  em ausência  de oxigênio e apresenta um saldo de quatro moléculas de ATP por molécula de glicose.

2 2 – A partir da glicose, os processos  de respiração celular levam à formação de gás carbônico e de água, com liberação de energia. Essa transformação decorre da ação de uma cadeia representada, esquematicamente, na figura abaixo, onde 1, 2 e 3 indicam, respectivamente, glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.

60

3 3 – O oxigênio proveniente da  fotossíntese  é usado  na respiração aeróbica, especificamente, no ciclo de Krebs.

4  4 – Na fermentação alcoólica, os estágios da glicose até piruvato são diferentes dos que se verificam na glicólise dos mamíferos.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

E

C

A

VFFVF

A

B

D

A

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VFVVV

B

D

B

E

E

B

C

D

VFFVV

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

A

E

C

FVVFV

D

C

A

B

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

VFFVV

D

C

E

C

B

A

A

A

VVVFF

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

D

B

D

E

B

E

D

D

C

E

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

FVVFV

D

A

B

E

D

C

C

D

VFVFF

 

Publicado por: Djalma Santos | 24 de julho de 2013

Testes de assuntos diversos (4/5)

01. (UEPG) Com relação à genética, assinale o que for correto.

I  II

0 0 – No desenvolvimento de um indivíduo, os genes recebidos de seus pais têm papel primordial em sua formação, não tendo o ambiente qualquer efeito sobre o seu fenótipo.

1  1 – O DNA, ao contrário do RNA, apresenta capacidade de se autoduplicar.

2  2 – Em ervilhas, o gene que condiciona a cor amarela é dominante sobre aquele para a cor verde. Do cruzamento entre ervilhas heterozigotas (genótipo Aa) foram geradas 100 plantas, 50% da cor amarela e 50% da cor verde.

3  3 -Tanto o DNA quanto o RNA são formados por unidades denominadas nucleotídeos, que são constituídos por um radical fosfato, uma pentose (açúcar com 5 átomos de carbono) e uma base nitrogenada.

4 4 – A meiose caracteriza-se pela formação de células sexuais (gametas nos animais e esporos nos vegetais). A partir de uma célula 2n são formadas 2 células 2n idênticas à original.

02. (UNICENTRO) A tabela a seguir traz valores nutricionais de uma bebida isotônica muito utilizada por atletas. Esses produtos, também conhecidos como bebidas esportivas foram desenvolvidos para repor líquidos e sais minerais perdidos com a “transpiração” durante um exercício com carga intensa, com a finalidade de prevenir a desidratação e melhorar o desempenho dos desportistas.

02

Os isotônicos favorecem o funcionamento das células e deixam o indivíduo com mais energia, tirando a sensação de cansaço. Todavia, o uso da bebida por quem não pratica exercícios físicos e sem acompanhamento profissional pode trazer grandes riscos. Com base nas informações contidas no texto e nos conhecimentos sobre biologia celular, analise as proposições e identifique com V as afirmativas verdadeiras e com F, as falsas.

(  ) Devido à presença de carboidratos nessa bebida, seu uso indiscriminado resultará no aumento da taxa de colesterol do indivíduo.

(  ) Os isotônicos apresentam uma concentração iônica igual ou muito similar à concentração iônica do sangue.

(  ) A grande concentração de sais minerais, aliada à grande composição proteica dessa bebida, é o principal responsável pela melhora do desempenho físico do atleta.

(  ) Com a reposição de sais minerais no sangue, após o consumo da bebida, o potássio será levado à célula por transporte ativo.

( ) Quando se mergulha um glóbulo vermelho em um recipiente com a referida bebida, ocorre perda do volume celular e enrugamento da membrana plasmática.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a:

a) V F F V F.

b) F V F V F.

c) F V F V V.

d) V F V F V.

e) V V V F F.

03. (URCA) Assinale a alternativa que possui apenas características que ligam filogeneticamente as algas verdes (Chlorophyta) aos vegetais terrestres (Methaphyta):

a) Amido como substância de reserva e clorofilas A e B.

b) Parede de celulose e glicogênio como substância de reserva.

c) Clorofilas A e C e caroteno como pigmentos.

d) Parede de silicatos e clorofilas A e D.

e) Eventual reprodução assexuada e fotossíntese.

04. (PUC-CAMINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

O lagarto Ameiva ameiva libera, de algumas glândulas, uma secreção que exala compostos (feromônios) atraentes para o lagarto que se comunica com companheiros da espécie sem emitir sons.

(Adaptado de Pesquisa Fapesp. Maio 2007. n. 135. p. 37)

Ameiva ameiva é uma espécie de lagarto que ocorre desde a América Central até o sul da América do Sul. As diferentes populações são consideradas pertencentes à mesma espécie porque:

a) Possuem glândulas nos mesmos locais.

b) Ocorrem em habitats semelhantes.

c) São morfologicamente semelhantes.

d) Apresentam os mesmos feromônios.

e) São todas intercruzantes.

05. (UFES)      OSTEOPOROSE AFETA 25% DAS MULHERES NA MENOPAUSA.

                                                         (“Folha de São Paulo”, 17-09-95)

Para prevenção da osteoporose recomendam-se, entre outras medidas, caminhadas e sol. Esse tratamento preventivo leva o organismo a produzir:

a) Estrogênios, que reduzem a atividade osteoclástica dos ossos.

b) Estrogênios, que são necessários para uma maior absorção de cálcio e de fosfato nos ossos.

c) Vitamina A, que é o radical prostético de enzimas que atuam na absorção de cálcio e fósforo.

d) Vitamina C, necessária nos processos de cicatrização das fraturas, por aumentar a atividade osteoblástica dos ossos.

e) Vitamina D, que aumenta a absorção do cálcio pelo intestino.

06. (UEL)       RESPONDA ESTA QUESTÃO COM BASE NO TEXTO ABAIXO

Os animais têm acesso periódico aos alimentos, enquanto que as plantas precisam sobreviver durante a noite, sem a possibilidade de produzir açúcar a partir da fotossíntese. Portanto, animais e plantas evoluíram os meios de estocar moléculas de alimento para o consumo, quando essas fontes de energia são escassas.

(Adaptado: ALBERTS, B. et al. Fundamentos da biologia celular. 2. Ed. Porto Alegre: ARTMED, 2006. p. 444.)

Com base no texto acima e nos seus conhecimentos sobre o assunto, considere as afirmativas a seguir.

I. Nos seres humanos, a glicose é armazenada na forma do polissacarídeo glicogênio, presente na forma de grânulos no citoplasma de muitas células, principalmente no fígado e nos músculos.

II. Os ácidos graxos são armazenados na forma de gotículas de ATP, compostas de triacilgliceróis solúveis em água, principalmente em células musculares especializadas.

III. A quebra de moléculas, com liberação de energia e eliminação de substâncias de excreção, é chamada de anabolismo energético. A energia liberada no anabolismo é utilizada no processo de catabolismo.

IV. As inúmeras reações executadas simultaneamente por uma célula são extremamente coordenadas, permitindo que ela se adapte e continue a funcionar sob uma ampla variedade de condições externas.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

b) Somente as afirmativas II e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

07. (UFG) Considere que um bebê recém-nascido saudável não pôde ser amamentado com leite materno, mas foi alimentado adequadamente desde o nascimento com fórmulas lácteas exclusivas para lactentes. No entanto, mesmo tendo sido alimentado corretamente, haverá, para o bebê, falha:

a) No ganho de massa muscular.

b) No ganho de estatura.

c) No armazenamento lipídico.

d) Na transferência da imunização passiva.

e) Na transferência da imunização ativa.

08. (MACK) A osteoporose é uma doença que acomete principalmente as mulheres após os 50 anos de idade. Caracteriza-se pela perda de tecido ósseo, o que pode levar a fraturas. Nesse contexto, considere as afirmações abaixo.

I. A ingestão de alimentos, como leite e derivados, associada à atividade física, é importante na prevenção da doença.

II. A exposição moderada ao Sol aumenta a síntese de vitamina D, responsável pela fixação do cálcio no tecido ósseo.

III. Essa doença pode ocorrer em casos em que a ingestão de cálcio é deficiente, o que provoca a retirada desse elemento da matriz do tecido ósseo.

Assinale:

a) Se todas estiverem corretas.

b) Se somente I e III forem corretas.

c) Se somente II e III forem corretas.

d) Se somente I e II forem corretas.

e) Se somente I for correta.

09. (UFJF) Influenza A subtipo H1N1, também conhecido como gripe A (H1N1), é um subtipo de Influenzavirus A e a causa mais comum da influenza (gripe) em humanos. A letra H refere-se à proteína hemaglutinina e a letra N, à proteína neuraminidase. Esse subtipo de vírus deu origem também às gripes espanhola, aviária e suína devido à:

a) Sua alta taxa de mutação.

b) Multiplicação de suas células.

c) Replicação da hemaglutinina.

d) Instabilidade da hemaglutinina e neuraminidase.

e) Recombinação apenas da neuraminidase.

10. (UFSC) O meio ambiente pode influenciar o funcionamento do nosso organismo de várias formas, desde a alteração de funções fisiológicas, das quais geralmente não nos damos conta, até alterações na nossa percepção sensorial e estado de ânimo. Por exemplo, nas grandes festas musicais que se estendem madrugada adentro, conhecidas como “raves”, o consumo de álcool e bebidas estimulantes, como os “energéticos”, chega a níveis alarmantes. No contexto da ideia de diversão, a mistura destas duas substâncias pode trazer consequências devastadoras para o organismo humano. A pessoa que consome o energético junto com o álcool reduz o efeito deste, uma vez que o estimulante diminui o efeito depressor do álcool sobre o sistema nervoso. Esta ação dos energéticos reduz a percepção da embriaguez, e leva as pessoas a ingerir mais álcool, as quais não se dão conta dos riscos envolvidos. Uma superdosagem desta substância aumenta a frequência cardiorrespiratória e pode provocar irritação estomacal e intestinal. O que a princípio é euforia e excitação, pode transformar-se em tontura e desmaio.

Sobre o assunto do texto acima, pode-se afirmar corretamente que:

I  II

0 0 – O sistema nervoso responde pela coordenação e controle do funcionamento do organismo, independentemente da ação do sistema endócrino.

1 1 – O efeito estimulante das “bebidas energéticas” é consequência da liberação de neurotransmissores, como a dopamina, que provocam sensação de prazer.

2  2 – Em nível celular, a organela citoplasmática responsável pela “produção” de energia é o lisossomo.

3  3 – A longo prazo, o consumo de álcool em grandes quantidades não provoca alterações cardiovasculares, nem prejuízo nas funções hepáticas.

4  4 – O controle da frequência cardiorrespiratória é uma das funções que podem ser atribuídas ao sistema nervoso autônomo.

11. (URFB)

GOVERNO DO ESTADO INCENTIVA PRODUÇÃO DE VINHO E CAMARÃO.

A produção de vinho no Estado tem destaque na região do Vale do São Francisco, principalmente no município de Juazeiro. O alto teor de açúcar é a principal marca dos vinhos do Vale do São Francisco, característica provocada pela exposição das videiras ao sol, durante mais de três mil horas por ano. Já a cultura do camarão tem como seus principais polos, na Bahia, os municípios de Jandaíra, no norte, Salinas da Margarida, no Recôncavo, Valença, no baixo sul, e Canavieiras, no sul. O Estado é o quarto maior exportador de camarão produzido em cativeiro, com 1,04 mil toneladas, em 2006, de acordo com a Associação Brasileira de Criadores de Camarão.

(GOVERNO do Estado…, 2008).

Considerando o texto acima e seus conhecimentos sobre o assunto, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O álcool produzido na fabricação dos vinhos é produto de um processo biológico de obtenção de energia, a partir da degradação parcial das moléculas da glicose com liberação de CO2.

1  1 – O vinho “avinagrado” é resultante da oxidação do etanol, presente na bebida, em ácido acético.

2  2 – A circulação fechada é uma aquisição evolutiva que se iniciou entre os artrópodos.

3  3 – A realização de mudas durante o desenvolvimento é uma característica fisiológica dos camarões, associada à presença de um exoesqueleto de natureza quitinosa.

4 4 – O sucesso da “estratégia artrópode” está relacionado à aquisição de apêndices articulados conectados a um exoesqueleto.

12.  (UNIFEI) Estimativas atuais, obtidas a partir de contagens diretas, apontam para cerca de 10 bilhões de bactérias em cada 1 cm3 de amostra de solo. Esses microrganismos apresentam alta diversidade e se destacam pela capacidade de atuar em importantes processos, exceto:

a) Fixação biológica de nitrogênio e solubilização de fosfatos.

b) Reciclagem de nutrientes essenciais como C, N, P, S, entre outros.

c) Formação de micorrizas, importantes para o crescimento da grande maioria das espécies vegetais.

d) Produção de substâncias diversas como hormônios que atuam no crescimento vegetal e como antibióticos a microrganismos patogênicos.

13. (UFJF) Na natureza, alguns animais podem sofrer autoamputação de uma parte do corpo para escapar do perigo, como as lagartixas, que possuem um mecanismo de perder a cauda (autotomia caudal). Quando elas fazem isso, o pedaço da cauda solto fica se mexendo de um lado para o outro por alguns segundos e esse movimento atrai a atenção do predador (Revista Ciência Hoje das Crianças 162 – outubro de 2005).

Considerando que a musculatura da cauda é estriada esquelética, formada por fibras brancas conhecidas também como rápidas, glicolíticas ou do tipo II, é incorreto afirmar que:

a) Essas fibras são também chamadas de brancas por terem pouca ou nenhuma mioglobina.

b) As fibras brancas são pobres em mitocôndrias e estão adaptadas a contrações bruscas e potentes.

c) As fibras brancas atingem a capacidade máxima de contração mais rapidamente e com mais força que as vermelhas, embora a atividade seja mantida por tempo mais curto.

d) As fibras musculares brancas obtêm energia para contração quase que exclusivamente por fermentação, a partir de glicose e glicogênio.

e) As fibras brancas são ricas em mioglobina e mitocôndrias e estão adaptadas a movimentos lentos e duradouros.

14. (UNIMONTES) A água é a molécula mais importante do corpo humano. A tabela a seguir mostra a média de conteúdo de água como porcentagem do peso corporal total, por idade e sexo. Analise-a.

IDADE (ANOS)

HOMENS

MULHERES

< 01

65%

65%

1-9

62%

62%

10-16

59%

57%

17-39

61%

51%

40-59

55%

47%

> 60

52%

46%

Considerando a tabela e o assunto abordado, analise as afirmativas a seguir e assinale a correta.

a) Embora esteja em porcentagem diferente nos indivíduos apresentados na tabela, a água move-se livremente no fluido extracelular.

b) Os dados apresentados na tabela não podem ser úteis para reidratação de um organismo.

c) Das pessoas apresentadas, as mulheres com menos de 01 ano de idade possuem as maiores taxas de concentração de medicamentos no plasma.

d) A quantidade de tecido adiposo não influencia na quantidade de água de um organismo.

15. (UESC) Estudos genéticos e moleculares envolvendo análise do DNA mitocondrial e do cromossomo Y têm sido relevantes na compreensão das relações filogenéticas entre populações humanas. (HOMO brasilis, p. 16)

15

Em relação a aspectos da reprodução humana, com base na análise da ilustração, pode-se afirmar:

a) As mitocôndrias são transmitidas a todos os filhos e filhas, invariavelmente, no ovócito.

b) A contribuição genética do gameta masculino é proporcional a suas dimensões.

c) O nascimento dos gêmeos dizigóticos está associado à fecundação de um ovócito por dois ou mais espermatozoides.

d) A organização do DNA mitocondrial obedece ao padrão da célula eucariótica.

e) A origem endossimbiótica do DNA mitocondrial explica a sua baixa taxa de mutação.

16. (UECE) Tanto nas aves quanto nos mamíferos o tegumento e seus anexos contribuem para o(a):

a) Manutenção do nível de oxigênio no sangue.

b) Regulação do teor de ureia no sangue.

c) Manutenção da temperatura corporal constante.

d) Controle do teor de água no organismo.

17. (IF-GO) Assinale a alternativa incorreta.

a) O reino monera reúne os seres procarióticos, cuja principal característica é possuírem células sem separação física entre o material nuclear e o citoplasma.

b) Os vírus, quando fora das células hospedeiras, não se multiplicam nem apresentam atividade metabólica.

c) Retrovírus são os que possuem uma cadeia simples de RNA associada à transcriptase reversa, uma enzima que produz DNA, tendo como modelo o RNA viral.

d) O reino plantae reúne seres eucarióticos multicelulares, heterotróficos e fotossintetizantes.

e) A principal célula atacada pelo HIV é um leucócito sanguíneo, o linfócito T auxiliar, também chamado de célula CD4.

18. (UNIMONTES) Método, entre outras coisas, significa caminho para se chegar a um fim ou pelo qual se atinge um objetivo. Método científico poderia ser o caminho trilhado pelo cientista na busca de “verdades” científicas. Para se chegar a essas “verdades”, tal caminho pode demorar anos para ser percorrido. Assinale a alternativa que representa uma característica existente num método científico, mesmo que nenhum caminho tenha sido percorrido.

a) Reprodutibilidade.

b) Experimentação.

c) Hipótese.

d) Significância.

19. (UERJ) O fígado é um órgão capaz de ajustar-se às necessidades do organismo por meio da variação, para mais (+) ou para menos (-) da atividade de suas diversas etapas metabólicas. Observe os gráficos a seguir, nos quais o eixo horizontal representa a atividade média de seis etapas metabólicas envolvendo carboidratos, aminoácidos e lipídios, no fígado de uma pessoa em dieta alimentar normal.

19

ETAPAS METABÓLICAS

1. Degradação de glicogênio (glicogenólise).

2. Oxidação da glicose (glicólise).

3. Desaminação de aminoácidos.

4. Síntese de glicogênio (glicogenogênese).

5. Oxidação dos ácidos graxos.

6. Síntese de glicose (gliconeogênese).

O gráfico que apresenta as alterações metabólicas encontradas no fígado de uma pessoa submetida a 24 horas de jejum é:

a) W.

b) X.

c) Y.

d) Z.

20. (UFAL) Além da hereditariedade, outros fatores são responsáveis pela manifestação de problemas circulatórios, especialmente acidentes vasculares cerebrais (AVC) e cardiopatias. Dentre os fatores abaixo relacionados:

1. Obesidade.

2. Dieta rica em sal e gorduras saturadas.

3. Dieta rica em vitaminas D e B.

4. Sedentarismo.

5. Fumo.

6. Dieta rica em proteína vegetal.

7. Pressão arterial de 120 por 80 mm Hg.

8. Stress.

Predispõem o homem a essas doenças:

a) 1, 3, 4, apenas.

b) 1, 2, 4, 5 e 8, apenas.

c) 2, 3, 5 e 6, apenas.

d) 2 e 5, apenas.

e) 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8.

21. (UFSC)                         PARA O ALTO E AVANTE!

Mecanismo único permite que um inseto salte mais de cem vezes sua própria altura.

Um inseto de apenas seis milímetros de comprimento é capaz de pular proporcionalmente mais alto que qualquer outro animal na natureza. O salto da cigarra da espuma (Philaenus spumarius) pode chegar a 70 centímetros – mais de 100 vezes sua própria altura. Isso seria o equivalente a um homem que saltasse uma altura de 200 metros, ou um prédio de cerca de 70 andares. A execução dos enormes saltos da cigarra da espuma requer uma grande quantidade de energia, que não pode ser obtida pela contração direta dos músculos em um curto intervalo de tempo. A força muscular do inseto é gerada lentamente antes do pulo e é estocada. Assim que os músculos da cigarra geram força suficiente para o salto, ela “solta” suas pernas, que disparam como um gatilho e a projetam no ar.

Disponível em: <http://www.cienciahoje.uol.com.br/3819&gt;

Acesso em: 15 set. 2009. (Adaptado)

Sobre o assunto do texto, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – A energia necessária para o movimento descrito é gerada pela musculatura do tipo lisa, já que o movimento é lento e contínuo.

1  1 – A fonte primária de energia dos músculos provém da molécula de adenosina trifosfato (ATP), presente nas células.

2  2 – A cigarra mencionada no texto (Philaenus spumarius) é um artrópode, pertencente ao grupo dos aracnídeos.

3  3 – Os mecanismos de produção de energia na célula envolvem a participação direta de organelas celulares, como os lisossomos.

4 4 – O exemplo de movimento citado no texto (salto) é incomum e pode parecer desnecessário entre os insetos, já que todos possuem asas e podem voar.

22. (UFJF) Considerando-se que os anfíbios adultos realizam as trocas gasosas pela pele e/ou pulmões, que são carnívoros, que apresentam língua protrátil e não possuem dentes, é incorreto afirmar que a maioria desses animais:

a) Pode viver tanto em ambientes terrestres como aquáticos.

b) Se alimenta de insetos capturados com a língua.

c) Apresenta larvas com respiração branquial.

d) Utiliza o oxigênio presente no ar ou dissolvido na água.

e) Possui ovos envolvidos por casca calcárea.

23. (UFCG) Os sais minerais têm variadas funções celulares. O iodo, por exemplo, participa da constituição dos hormônios da glândula tireoide, situada junto aos primeiros anéis da traqueia, na região da garganta. A carência desse mineral resultou em problema de saúde pública, principalmente em relação ao bócio endêmico. Lei brasileira tornou obrigatória a adição de iodato de potássio ao sal de consumo humano, devido à elevada incidência de pessoas com bócio no país. Analise as assertivas e marque a(s) correta(s):

I. A carência do iodo promove o crescimento da tireoide.

II. O surgimento do bócio é decorrente do suprimento do iodo à dieta.

III. Crianças que sofrem com a escassez de iodo apresentam retardo mental.

IV. Uma alimentação deficiente em iodo acarreta a chamada anemia ferropriva.

A alternativa correta é:

a) II, III e IV.

b) I e III.

c) II.

d) II e IV.

e) II e III.

24. (UFSCar) Assinale a alternativa correta.

a) Vírus são organismos unicelulares que dependem da célula do hospedeiro para se reproduzir.

b) Os quatro tipos básicos de substâncias orgânicas que compõem a matéria viva são proteínas, lipídios, glicídios e sais minerais.

c) Reserva de glicogênio e ausência de parede celular são características das células vegetais que compõem o parênquima caulinar.

d) Os óvulos nos mamíferos apresentam ausência de membrana nuclear e material genético disperso no protoplasma.

e) A mitose é um processo equacional de divisão: o número de cromossomos é conservado nas células filhas.

25. (UFAL) A Biologia é a ciência que estuda a vida em seus diversos níveis de organização. Sobre este assunto, é correto afirmar que são características básicas de todos os seres vivos:

a) presença de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.

b) organização multicelular.

c) metabolismo aeróbio.

d) reprodução sexuada.

e) presença de carioteca.

26. (UEPB) Uma das grandes preocupações dos profissionais da saúde na atualidade planetária são os distúrbios alimentares, tais como a obesidade, a bulimia, a anorexia, a desnutrição, que se expressam através de hábitos inadequados de alimentação, exigindo para reversão do quadro apoio psicológico e desenvolvimento de programas de reeducação alimentar. Em se tratando do tema acima, analise as afirmativas colocando V, para as Verdadeiras, e F, para as Falsas.

( ) Em dietas de emagrecimento devem ser restringidos os carboidratos, nunca retirados na totalidade, tendo em vista serem as fontes primárias de energia, além de exercerem funções, como por exemplo a composição dos ácidos nucleicos.

( ) A redução da ingestão de carboidratos força o organismo à utilização de lipídios, que têm função de reserva energética.

( ) A água, por não interferir no ganho ou perda de peso, não interessa em termos nutricionais, tendo em vista que suas funções no organismo se restringem ao transporte de moléculas.

( ) As proteínas são utilizadas diretamente por nossas células, sem necessidade de maiores alterações, tendo em vista exercerem as funções hormonal, de defesa, nutricional e enzimática.

( ) Vitaminas e sais minerais são dispensáveis em qualquer dieta, tendo em vista desempenharem funções acessórias no metabolismo.

Assinale o item cuja sequência é correta:

a) V V F V F.

b) V V F F F.

c) F V F F V.

d) V F V F F.

e) F F V V F.

27. (UFPR) Com relação aos reinos de organismos vivos, considere as seguintes afirmativas:

1. Não é possível obter sementes a partir da fertilização de pteridófitas.

2. Crustáceos, insetos e aracnídeos podem ser encaixados num mesmo grupo de organismos, os que possuem patas articuladas.

3. A fotossíntese pode acontecer em organismos dos reinos Plantae e Fungi.

4. Organismos unicelulares são característicos de apenas um reino natural, o Monera.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 3 é verdadeira.

b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

d) Somente a afirmativa 4 é verdadeira.

e) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.

28. (MACK) As células adiposas são responsáveis por armazenar lipídios em grandes quantidades. Parte desses lipídios é proveniente da alimentação, mas essas células são capazes de sintetizar lipídios a partir de glicose. Considere as afirmações abaixo.

I. Uma dieta rica em carboidratos pode levar à obesidade.

II. Para estimular a utilização desses lipídios, deve-se eliminar toda a ingestão dessas substâncias.

III. Os lipídios ingeridos na alimentação são absorvidos pelos vasos linfáticos do intestino que os conduzem diretamente até o tecido adiposo.

Assinale

a) Se todas forem corretas.

b) Se somente I e III forem corretas.

c) Se somente I e II forem corretas.

d) Se somente II e III forem corretas.

e) Se somente I for correta.

29. (Universidade Federal do ABC) Esta questão refere-se ao açaí.

29

MARAVILHA DA AMAZÔNIA

            Alimento básico do nortista. Os índios comem com farinha há milênios. Nos anos 1980, surfistas do sul descobriram seu valor energético e nutritivo. Fala-se do açaí, fruto do açaizeiro, uma palmeira que se espalha pela Amazônia, mais nas margens dos rios. Sua fruta, dizem os estudiosos, parece que foi criada em laboratório sob encomenda da “geração saúde”.

(Mylton Severiano. Adaptado)

Informações sobre a composição química e o valor nutricional do açaí.

COMPOSIÇÃO

UNIDADE

QUANTIDADE

Proteínas

g/100 g(1)

13,00

Lipídios totais

g/100 g(1)

48,00

Açúcares totais

g/100 g(1)

1,50

Fibras brutas

g/100 g(1)

34,00

Cinzas

g/100 g(1)

3,50

Vitamina B1

mg/100 g(2)

0,25

Vitamina E

mg/100 g(2)

45,00

Energia

kcal/100 g

66,30

(1) Matéria seca; (2) Cálculo por diferença.

(http://sistemaproducao.cnptia.embrapa.br)

O açaí é um alimento de alto valor calórico. Os dados da tabela permitem afirmar que essa propriedade deve-se à presença de:

a) Proteínas, que são convertidas em energia.

b) Açúcares, que favorecem a absorção de calor.

c) Vitaminas, que aceleram a degradação das fibras brutas.

d) Lipídeos, que geram energia por oxidação dos ácidos graxos.

e) Minerais, que deixam resíduos quando submetidos à combustão.

30. (UFSC)

A jovem mãe suspendeu o filho à teta; mas a boca infantil não emudeceu. O leite escasso não apojava o peito. O sangue da infeliz diluía-se todo nas lágrimas incessantes que não estancavam dos olhos; pouco chegava aos seios, onde se forma o primeiro licor da vida.

ALENCAR, José de. Iracema. São Paulo: Ática, 1992. p. 77.

Após ler o excerto acima, analise e assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – As glândulas sudoríparas, que produzem o suor, são um exemplo de glândula endócrina.

1  1 – Quando o autor diz que o sangue diluía-se todo nas lágrimas e não chegava aos seios, está afirmando que o funcionamento da glândula mamária não tem relação com a circulação sanguínea.

2  2 – A oxitocina é o hormônio que, além de estimular os movimentos de contração uterina no parto, estimula a contração da musculatura lisa das glândulas mamárias na expulsão do leite materno.

3  3 – A produção do leite materno não tem relação direta com o ato de sucção do seio materno pelo recém-nascido.

4  4 – As lágrimas e o leite produzidos pela mãe são exemplos de secreções produzidas pelas glândulas exócrinas.

31. (PUC-RIO) Considera as afirmativas abaixo.

I. Os ácidos nucleicos estão presentes em todos os seres vivos.

II. A reprodução é um dos processos que caracteriza a vida.

III. Os vírus são organismos unicelulares.

Indique a opção que apresenta a(s) afirmativa(s) correta(s).

a) I e II.

b) II e III.

c) I e III.

d) Apenas a III.

e) I, II e III.

32. (UFPR) Culturas de células hepáticas humanas, mantidas sob condições adequadas a sua sobrevivência, foram submetidas a diferentes situações experimentais, apresentadas na coluna I. Para cada uma, um resultado foi encontrado, e estes estão listados na coluna II. Numere a segunda coluna de acordo com a primeira.

COLUNA I

1. Elevação de temperatura (de 36°C para 50°C).

2. Aumento da concentração de sais no meio de cultivo.

3. Remoção de glicose do meio de cultivo.

4. Adição de detergente ao meio de cultivo.

5. Remoção do oxigênio.

COLUNA II

(  ) Células morrem por falta de importante fonte de energia.

(  ) Células morrem por desnaturação das proteínas.

(  ) Células morrem por anoxia.

(  ) Células morrem por rompimento da membrana plasmática.

(  ) Células diminuem de tamanho por perda de água.

a) 4; 1; 5; 2; 3.

b) 3; 4; 2; 5; 1.

c) 3; 1; 5; 4; 2.

d) 4; 1; 2; 5; 3.

e) 5; 4; 2; 3; 1.

33. (PUC-CAMPINAS) Considere o texto abaixo para responder esta questão.

Os naftoimidazóis, derivados de substâncias encontradas em árvores do gênero Tabebuia (ipês), e o melhor entendimento das complicações da doença de Chagas trazem novas esperanças de combate à enfermidade, que acomete de 3 a 5 milhões de brasileiros. Estudos mostraram que esses compostos são capazes de matar Trypanosoma cruzi em células de camundongo em cultura (in vitro).

(Fred Furtado. Ciência Hoje. Rio de Janeiro)

No texto são mencionados três tipos de organismos que pertencem a três diferentes Reinos. Os organismos dos três Reinos possuem uma característica em comum, ou seja, todos:

a) São capazes de produzir substâncias orgânicas por meio de fotossíntese ou quimiossíntese.

b) São constituídos por organismos heterótrofos que se alimentam por ingestão.

c) São formados por um único tipo de célula, a eucariótica.

d) Têm capacidade de locomover-se sobre um substrato.

e) Reproduzem-se exclusivamente por meio de processos sexuados.

34. (UEPB) Considere as seguintes proposições:

I. O homem apresenta ainda alguns órgãos vestigiais, que sofreram involução e constituem um indício da evolução orgânica.

II. Segundo a Lei de Hardy-Weinberg, numa população onde os cruzamentos ocorrem ao acaso, a frequência dos genes e dos genótipos permanece constante de uma geração para outra, desde que não ocorra mutação nem seleção.

III. Os genes extranucleares têm herança não mendeliana e podem estar distribuídos no DNA das organelas citoplasmáticas.

IV. As mutações são alterações que ocorrem na estrutura do material genético, dando como consequência fenótipos não herdáveis.

Estão corretas as proposições:

a) I, II e III.

b) I, III e IV.

c) II, III e IV.

d) III e IV, apenas.

e) I e IV, apenas.

35. (UEPB) A cidade de João Pessoa-PB, considerada umas das mais belas capitais nordestinas, atrai, no verão, turistas de várias partes do Brasil e de outros Países, principalmente por ser litorânea. Numa de suas praias, um grupo de turistas, tomando banho, sofreu um acidente provocado por animais marinhos. Alguns desses turistas apresentaram os seguintes sintomas: câimbras, náuseas, vômitos, desmaios, convulsões, arritmias cardíacas, problemas respiratórios, vergões avermelhados, necrose, ardor e dores intensas. Outros membros do grupo apresentaram dor, formigamento e inchaço. Já os demais apresentaram dilaceramento dos tecidos, causando forte infecção, com veneno no céu-da-boca, dor intensa e prolongada, durante até 24 horas.

O texto acima se refere a acidentes provocados por animais marinhos, respectivamente, pelos seguintes grupos:

a) Sarcopterygii, anfioxo e lampreias.

b) Cnidários, moluscos e peixes.

c) Moluscos, platelmintos e peixes.

d) Moluscos, peixes e planária.

e) Annelida e cnidários e moluscos.

36. (UFPB) Esta questão deve ser respondida com base no texto abaixo.

Podemos afirmar que uma borboleta, um cajueiro, um cogumelo e um humano são seres vivos, enquanto uma rocha, o vento e a água não são. Fazemos isso porque os seres vivos compartilham características que os distinguem de seres não vivos. Essas características incluem determinados tipos de organização e a presença de uma variedade de reações químicas que os capacitam a manter o ambiente interno estável, mesmo quando o ambiente externo varia, permitindo-lhes obter energia, deslocar-se no ambiente, responder a estímulos provindos dele e perpetuar a vida. Para realizar tais funções, os seres vivos são compostos por unidades básicas que constituem a totalidade do seu corpo, ou essas unidades estão agregadas, formando estruturas complexas que realizam determinadas funções, como impulsionar o sangue. Essas formas vivas podem produzir outras idênticas ou muito similares a si próprias, um processo realizado por uma série de estruturas que agem em conjunto. No início de suas vidas, essas formas vivas podem ser idênticas aos organismos que as formaram ou sofrerem mudanças que as tornam similares a esses organismos num estágio posterior, além de aumentarem o tamanho dos seus corpos durante este processo.

Os níveis de organização da vida que se podem depreender do texto são:

a) Célula, órgão, população, ecossistema.

b) Célula, órgão, sistema, organismo.

c) Tecido, sistema, organismo, biosfera.

d) Tecido, órgão, sistema, comunidade.

e) Órgão, sistema, organismo, população.

37. (UFMG) Observe a figura abaixo, em que estão representados alguns seres vivos presentes no solo de uma mata, com a medida dos respectivos tamanhos:

37

Considerando-se os seres vivos representados nessa figura e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) Os animais que apresentam tamanho maior favorecem a permeabilidade dos solos férteis.

b) Os fungos e as bactérias são responsáveis pela degradação da matéria orgânica no solo.

c) Os organismos menores se caracterizam por alto metabolismo e eficiência na reciclagem de materiais.

d) Os protozoários representados constituem o primeiro nível da pirâmide alimentar.

38. (MACK) Dois novos medicamentos se mostraram eficazes e seguros no tratamento contra a AIDS. Isso é importante, porque vários subtipos de HIV se tornaram resistentes aos tratamentos atuais. Um dos medicamentos age inibindo a ação da integrina, uma enzima responsável pela incorporação do genoma do vírus ao genoma da célula, de modo a permitir a reprodução do vírus. A outra droga age bloqueando um dos portais que o vírus utiliza para infectar as células do sistema imunológico.

Folha de São Paulo – março/2007 (adaptado)

A respeito do HIV e da ação dos medicamentos descritos acima, considere as afirmações I, II e III.

I. A reprodução do vírus se processa a partir da transcrição e da tradução dos genes virais, utilizando as organelas celulares.

II. O portal bloqueado por uma das drogas é uma proteína na qual os vírus se prendem para infectar a célula.

III. Ao infectar células do sistema imunológico, o HIV diminui a capacidade de defesa do organismo, permitindo o surgimento de infecções oportunistas.

Assinale:

a) Se todas as afirmativas forem corretas.

b) Se somente I for correta.

c) Se somente II e III forem corretas.

d) Se somente I e III forem corretas.

e) Se somente III for correta.

39. (FEPA) Quando indivíduos normais em crescimento são submetidos a uma dieta hiperproteica, apresentarão na urina níveis elevados de ureia. Os níveis de nitrogênio encontrados na urina são sempre ligeiramente inferiores aos encontrados na composição da dieta ingerida. Se houver uma mudança radical na orientação da dieta, substituindo as proteínas por carboidratos, pode-se esperar, depois de alguns dias, que:

a) Os níveis de ureia se mantenham estáveis, pois a metabolização dos carboidratos também acaba produzindo grandes quantidades desse composto nitrogenado.

b) Se verifique episódios de hipoglicemia, uma vez que as células beta do pâncreas teriam dificuldade de funcionamento pela ausência de aminoácidos para a síntese de glucagon.

c) A privação completa de lipídios comprometa de modo significativo a absorção das vitaminas K, D, A, C e E no intestino delgado.

d) Os níveis de ureia na urina tenham uma queda significativa, pois as únicas fontes de aminoácidos disponíveis resultarão de processos de autofagia celular.

e) As taxas de crescimento não sejam alteradas, pois a grande disponibilidade de compostos energéticos fornecidos na dieta supriria as necessidades metabólicas e seria indispensável para a divisão celular.

40. (UEM) Sobre as características dos seres vivos, assinale a alternativa incorreta.

a) Carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio são elementos químicos presentes na matéria viva.

b) As bactérias, os protozoários, algumas algas e alguns fungos são organismos unicelulares.

c) A hereditariedade é uma das características essenciais da vida e está intimamente ligada à reprodução.

d) As células são consideradas as unidades básicas da vida e, com exceção dos vírus, todos os seres vivos são constituídos de células.

e) Os seres vivos capazes de reagir aos estímulos externos são classificados no reino animal.

41. (PUC-CAMPINAS) Considere o texto abaixo para responder esta questão.

A disponibilidade e o valor nutricional das folhas no mangue apresentam forte influência sobre o ciclo de vida do caranguejo-uçá. Das plantas do mangue, a avicênia possui a maior quantidade de nutrientes contendo carbono, nitrogênio, cálcio, fósforo e potássio. Nas áreas com predomínio das folhas de avicênia os animais apresentam maior taxa de engorda. A folha de Laguncularia racenosa possui maior concentração de tanino (que contém ferro), substância inibidora de crescimento que deveria ser evitada pelo crustáceo.

(Jornal UNESP. n. 212. Julio Zanella. Em defesa do caranguejo-uçá. junho/2006. p. 7)

Entre as espécies químicas citadas no texto,

I. O cálcio poderia estar sob a forma de carbonato ou fosfatos.

II. O carbono junto ao nitrogênio poderia estar sob a forma de aminoácidos ou proteínas.

III. O fósforo poderia estar sob a forma elementar.

IV. O tanino que contém ferro deve apresentar esse elemento na forma elementar (não combinada).

Está correto o que se afirma somente em:

a) I.

b) II.

c) I e II.

d) II e III.

e) III e IV.

42. (UNIFESP) Um pesquisador pretende manter uma cultura de células e infectá-las com determinado tipo de vírus, como experimento. Assinale a alternativa que contém a recomendação e a justificativa corretas a serem tomadas como procedimento experimental:

a) É importante garantir que haja partículas virais (vírus) completas. Uma partícula viral completa origina-se diretamente de outra partícula viral preexistente.

b) Deve-se levar em conta a natureza da célula que será infectada pelo vírus: células animais, vegetais ou bactérias. Protistas e fungos não são hospedeiros de vírus.

c) Deve-se garantir o aporte de energia para as células da cultura na qual os vírus serão inseridos. Essa energia será usada tanto pelas células quanto pelos vírus, já que estes não produzem ATP.

d) Na análise dos dados, é preciso atenção para o ácido nucleico em estudo. Um vírus pode conter mais de uma molécula de DNA: a sua própria e a que codifica para a proteína da cápsula.

e) É necessário escolher células que tenham enzimas capazes de digerir a cápsula proteica do vírus. A partir da digestão dessa cápsula, o ácido nucleico viral é liberado.

43. (UFLA) À medida que aumenta o grau de complexidade dos seres vivos, de uma forma geral, diminui a taxa de reprodução e aumenta a longevidade dos organismos.

Considerando as informações acima, a alternativa que ordena corretamente os organismos de acordo com a diminuição da taxa de reprodução e aumento da longevidade é:

a) Organismos unicelulares, organismos pluricelulares sem feixes nervosos, organismos pluricelulares com cérebro desenvolvido, organismos pluricelulares com feixes e gânglios nervosos.

b) Organismos pluricelulares sem feixes nervosos, organismos unicelulares, organismos pluricelulares com cérebro desenvolvido, organismos pluricelulares com feixes e gânglios nervosos.

c) Organismos pluricelulares sem feixes nervosos, organismos unicelulares, organismos pluricelulares com feixes e gânglios nervosos, organismos pluricelulares com cérebro desenvolvido.

d) Organismos pluricelulares com cérebro desenvolvido, organismos pluricelulares com feixes e gânglios nervosos, organismos pluricelulares sem feixes nervosos, organismos unicelulares.

e) Organismos unicelulares, organismos pluricelulares sem feixes nervosos, organismos pluricelulares com feixes e gânglios nervosos, organismos pluricelulares com cérebro desenvolvido.

44. (PUC-RIO) Quanto ao tipo de nutrição e de material de reserva dos vegetais e dos animais, temos respectivamente:

a) Heterotrófica e amido, autotrófica e lipídios.

b) Autotrófica e gordura, heterotrófica e amido.

c) Autotrófica e amido, heterotrófica e gordura.

d) Heterotrófica e lipídios, autotrófica e amido.

e) Autotrófica e amido; heterotrófica e proteínas.

45. (UESC) Thomas Robert Malthus (1766-1834) não acreditaria que seus famosos ensaios — prevendo um mundo faminto, na proporção do crescimento demográfico — pudessem estar tão equivocados e que o caminho do futuro fosse quase na direção inversa de suas previsões. [..] Ao longo das últimas duas décadas, o que pesquisadores consideram uma “transição dramática” alterou a alimentação e a saúde de milhões de pessoas nos países em desenvolvimento. Para maior parte desse bloco, a obesidade passa a ser uma ameaça à saúde pública maior que a fome. Aí estaria o núcleo de desconcerto de Thomas Malthus.

(CAPOZZOU, 2007, p. 06)

Embora uma grande parcela da humanidade sobreviva em condições de desnutrição, outra parcela, evidenciando as grandes contradições da sociedade humana, enfrenta o problema da obesidade. Esse aumento da obesidade, em grande parte, deve estar relacionado a mudanças na alimentação sob influências dessa epidemia globalizante. A análise do problema envolve considerar que:

a) A manutenção de uma dieta altamente calórica é de importância básica para garantir um estado imunológico saudável.

b) A evolução da obesidade no organismo humano deve conduzir a sociedade a estabelecer parâmetros estéticos.

c) O combate à obesidade pode ser feito com subsídios públicos às academias de ginástica, liberando-se o consumo de alimentos que engordam, sem prejudicar as indústrias de alimentos calóricos.

d) A ingestão habitual de uma dieta rica em bebidas adoçadas, óleos vegetais e gordura animal constitui a base dietética necessária ao homem.

e) O controle da ingestão de gorduras deve prover as necessidades básicas de colesterol para garantir a integridade das membranas biológicas.

46. (UFLA) Assinale a alternativa correta.

a) Nos anfíbios, o surgimento de um ovo amniótico foi uma das características que permitiram a adaptação dos vertebrados ao ambiente terrestre.

b) Nos peixes pulmonados, a bexiga natatória exerce a função de pulmão, sendo o único órgão respiratório desses animais.

c) Nos répteis, a fecundação é interna e o desenvolvimento dos ovos ocorre no meio terrestre.

d) Aves e mamíferos são caracterizados pela capacidade de manter constante a temperatura corporal e possuir pele com glândulas sebáceas.

47. (UNESP) Segundo crenças populares, é “muito perigoso se aproximar ou tocar em sapos comuns, devido ao veneno que produzem”. Esse medo:

a) Não tem fundamento, porque o veneno precisa ser lançado diretamente nos olhos da pessoa para fazer efeito.

b) Tem fundamento, uma vez que os sapos conseguem injetar o veneno quando mordem a pessoa.

c) Não tem fundamento, pois é preciso que a pele do sapo entre em contato com a mucosa da pessoa para que o veneno seja transferido.

d) Tem fundamento, pois, quando ameaçados, os sapos podem utilizar seus esporões para injetar veneno em quem os tocar.

e) Não tem fundamento, pois apenas espécies de sapos com cores muito vivas produzem veneno.

48. (UCPel) Assim como os demais seres vivos, necessitamos de certa taxa de água no nosso corpo para nos mantermos vivos. Na realidade estamos constantemente perdendo água para o ambiente, e essa água precisa ser, de alguma forma, reposta, sem o que corremos o risco de nos desidratarmos. Podemos dizer que o papel da água nas reações químicas e no metabolismo é:

a) Transportar substâncias por ela dissolvidas e facilitar as reações químicas.

b) Agir exclusivamente nas membranas celulares.

c) Participar somente nas reações de oxidação.

d) Não transportar nenhum tipo de substância.

e) Transportar substâncias e não facilitar a entrada de material orgânico.

49. (PUC-CAMPINAS) Celulose, amido e glicogênio são polissacarídeos que fazem parte de muitos alimentos. Ruminantes e outros herbívoros utilizam como nutrientes esses três polissacarídeos. Isso porque são capazes de transformar ….I…. e ….II…. em glicose e, nos seus tubos digestivos vivem, em associação mutualística, microrganismos capazes de digerir….III… . Para completar essa frase corretamente, basta substituir I, II e III respectivamente, por:

a) amido, glicogênio e celulose.

b) amido, celulose e glicogênio.

c) glicogênio, celulose e amido.

d) celulose, glicogênio e amido.

e) celulose, amido e glicogênio.

50. (PUC-RIO) Considere as afirmativas abaixo:

I. O reino Fungi apresenta espécies comestíveis, de interesse econômico.

II. Penicillium notatum, de onde Fleming extraiu a penicilina, é um representante do reino Fungi.

III. As bactérias são procariontes, por isso são classificadas no reino Monera.

IV. A associação das bactérias do gênero Rhizobium com as leguminosas constitui uma simbiose de grande valor ecológico e econômico.

V. As micorrizas são um grupo de bactérias que realizam a fixação do nitrogênio atmosférico.

Pode(m) ser considerada(s) verdadeira(s):

a) Apenas as afirmativas I e IV.

b) Apenas a afirmativa II.

c) As afirmativas I, III, IV e V.

d) As afirmativas I, II e V.

e) As afirmativas I, II, III e IV.

51. (UFPB) Com relação às características gerais dos seres vivos, é incorreto afirmar:

a) Células procarióticas e eucarióticas apresentam membrana plasmática.

b) Apenas as células eucarióticas apresentam ribossomos.

c) A reprodução sexuada é fundamental para a variabilidade genética da espécie.

d) O processo de degradação de substâncias complexas em substâncias simples é conhecido como catabolismo.

e) As adaptações sofridas pelos organismos, ao longo de suas vidas, podem levar a um processo de evolução.

52. (UFPB) O quadro abaixo, inclui termos ou expressões, identificados por números, relativos às características gerais dos seres vivos.

1. Catabolismo2. Neurônio3. Fecundação Cruzada4. Material Genético5. Célula Procarionte6. Hereditariedade

7. Anabolismo

8. Evolução Biológica

9. Reprodução Assexuada

10. Célula Eucarionte

11. Seleção Natural

12. Variabilidade Genética

Utilize os números que identificam cada um dos termos ou expressões dispostos no quadro, associando-os, corretamente, às definições a seguir.

( ) Compartimento membranoso microscópico no qual ocorrem processos químicos fundamentais à vida e, em seu interior, não há outros compartimentos ou estruturas membranosas.

( ) Processo biológico de síntese de substâncias, como a formação de proteínas a partir da união de aminoácidos.

(  ) Fenômeno através do qual um organismo produz outro que, em geral, lhe é idêntico.

(  ) Modificações sofridas pelos seres vivos ao longo de sua existência na Terra, que levam ao surgimento de novas espécies a partir de espécies ancestrais.

( ) Substâncias químicas que carregam consigo as regras que definem a organização dos seres vivos.

A sequência correta é:

a) 10, 1, 3, 11, 6.

b) 5, 7, 9, 8, 4.

c) 2, 4, 9, 10, 7.

d) 5, 7, 6, 11, 4.

e) 10, 1, 3, 8, 4.

53. (PUC-RIO) Em relação à classificação atualmente aceita dos seres vivos, é correto afirmar que:

a) Não existem animais fotossintetizantes.

b) Todas as bactérias são eucariontes.

c) Todos os unicelulares são procariontes.

d) Os vegetais são heterotróficos.

e) Os cogumelos são vegetais aclorofilados.

54. (UFPB)     Esta questão deve ser respondida com base no texto abaixo.

Podemos afirmar que uma borboleta, um cajueiro, um cogumelo e um humano são seres vivos, enquanto uma rocha, o vento e a água não são. Fazemos isso porque os seres vivos compartilham características que os distinguem de seres não vivos. Essas características incluem determinados tipos de organização e a presença de uma variedade de reações químicas que os capacitam a manter o ambiente interno estável, mesmo quando o ambiente externo varia, permitindo-lhes obter energia, deslocar-se no ambiente, responder a estímulos provindos dele e perpetuar a vida. Para realizar tais funções, os seres vivos são compostos por unidades básicas que constituem a totalidade do seu corpo, ou essas unidades estão agregadas, formando estruturas complexas que realizam determinadas funções, como impulsionar o sangue. Essas formas vivas podem produzir outras idênticas ou muito similares a si próprias, um processo realizado por uma série de estruturas que agem em conjunto. No início de suas vidas, essas formas vivas podem ser idênticas aos organismos que as formaram ou sofrerem mudanças que as tornam similares a esses organismos num estágio posterior, além de aumentarem o tamanho dos seus corpos durante este processo.

No texto, estão citadas as conceituações das seguintes características dos seres vivos:

a) Metabolismo, movimento, reatividade, crescimento, reprodução.

b) Evolução, reatividade, ambiente, reprodução, crescimento.

c) Evolução, composição química, movimento, reprodução, crescimento.

d) Respiração, reprodução, composição química, movimento, crescimento.

e) Metabolismo, ambiente, movimento, reatividade, crescimento.

55. (UECE) Sabe-se que o carboidrato é o principal fator a contribuir para a obesidade, por entrar mais diretamente na via glicolítica, desviando-se para a produção de gordura, se ingerido em excesso. Uma refeição composta de bolacha (amido processado industrialmente) e vitamina de sapoti (sapoti, rico em frutose), leite (rico em lactose) e açúcar (sacarose processada industrialmente) pode contribuir para o incremento da obesidade, por ser, conforme a descrição acima, visivelmente rica em:

a) Lipídios.

b) Proteínas.

c) Vitaminas.

d) Glicídios.

56. (UFAC) As bactérias são organismos constituídos por uma única célula procariótica ou por agregados destas células, formando colônias. Esses organismos são sensíveis aos antibióticos, os quais não surtem efeito contra os vírus. Estes podem ser destruídos pelo nosso próprio organismo, através de anticorpos e de um tipo de proteína que protege o corpo especificamente contra eles (os vírus). Essa proteína é conhecida por:

a) Retrovírus.

b) Transcriptase reversa.

c) Mioglobina.

d) Pró-vírus.

e) Interferon.

57. (UFBP) Sabendo que animais e vegetais apresentam diferentes polissacarídeos estruturais e de reserva, um professor solicitou a seus alunos que determinassem, através de testes específicos, a presença dessas substâncias em diferentes materiais biológicos. Após a análise, os estudantes apresentaram a seguinte tabela de resultados:

POLISSACARÍDEO ENCONTRADO

MATERIAL ANALISADO

Fígado bovino

Semente de milho

Carapaça de besouro

Glicogênio

+

-

-

Amido

-

+

-

Celulose

-

-

+

Quitina

-

+

+

(+) presença do polissacarídeo

(–) ausência do polissacarídeo

Ao ler a tabela, o professor detectou como erro a presença de:

a) Glicogênio no fígado bovino.

b) Amido na semente do milho.

c) Quitina na carapaça do besouro.

d) Quitina na semente do milho e de celulose na carapaça do besouro.

e) Glicogênio no fígado bovino e de quitina na carapaça do besouro.

58. (PUC-RIO) No caso de transplantes de órgãos, o processo de aceitação/rejeição do órgão transplantado pelo indivíduo receptor está diretamente relacionado à(ao):

a) Capacidade de digestão de toxinas do doador, pelo receptor.

b) Capacidade de multiplicação das células do doador.

c) Sistema nervoso do receptor.

d) Sistema imunológico do receptor.

e) Sistema imunológico do doador.

59. (UNIMONTES) Os fosfolipídeos são formados por um esqueleto de glicerol, duas cadeias de ácidos graxos e um grupamento fosfato. A parte em que se encontra o glicerol e o fosfato é polar (hidrofílica) e a parte formada pelos ácidos graxos é apolar (hidrofóbica). Quando colocados em solução aquosa, os fosfolipídeos podem se arranjar em três diferentes estruturas: micela, lipossomo e bicamada fosfolipídica. Essas três estruturas estão apresentadas nas figuras abaixo. Analise-as.

59

De acordo com as figuras e o assunto abordado, analise as afirmativas a seguir e assinale a correta.

a) A micela é considerada uma excelente forma de sistema de liberação controlada de medicamentos, devido à sua flexibilidade estrutural.

b) A principal função da micela está relacionada com a sustentação celular.

c) Substâncias hidrofílicas podem ser facilmente carregadas pelo lipossomo.

d) O local de maior concentração de lipossomo é o trato digestivo porque essa estrutura possui grande capacidade de digerir e absorver gorduras.

60. (FGV)

O girino é o peixinho do sapo.

O silêncio é o começo do papo.

O bigode é a antena do gato.

O cavalo é o pasto do carrapato.

(Arnaldo Antunes. In “As coisas”)

Em relação à estrofe, um estudante de biologia fez as seguintes afirmações:

I. Cita animais de, pelo menos, 4 classes e dois filos.

II. Faz referência aos anfíbios, peixes e insetos, em cujas classes, há espécies que sofrem metamorfose completa.

III. Faz referência a uma interação ecológica do tipo parasitismo.

IV. Apresenta um caso de analogia entre dois diferentes órgãos sensoriais de mamíferos.

V. Cita, talvez involuntariamente, o principal órgão digestório das aves, o qual funciona como um estômago mecânico, triturando os alimentos.

Estão corretas as afirmações

a) I e II, apenas.

b) I e III, apenas.

c) II e III, apenas.

d) III, IV e V, apenas.

e) I, II, III, IV e V.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

FVFVF

B

A

E

E

A

D

A

A

FVFFV

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VVFVV

C

E

A

A

C

D

C

B

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

FVFFF

E

B

E

A

B

B

E

D

FFVFV

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

C

C

A

B

B

D

A

D

E

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

C

C

E

C

E

C

C

A

A

E

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

B

B

A

A

D

E

D

D

C

B

Publicado por: Djalma Santos | 17 de julho de 2013

Testes de reprodução

01. (COVEST) Internamente, os testículos são subdivididos em lóbulos, cada um com longos e finos túbulos seminíferos enovelados. Esse conjunto de túbulos reúne-se na região do epidídimo, saindo daí um canal deferente, para a eliminação dos espermatozoides.

01

I   II

0  0 – Nas paredes dos  túbulos  seminíferos há  várias camadas  celulares  em diferentes fases do processo de formação dos espermatozoides e, próximo à luz de cada túbulo, ficam as células que caracterizam a fase de maturação da espermatogênese (1).

1  1 – Os espaços entre os  túbulos seminíferos são preenchidos por um tecido conjuntivo, onde estão pequenos grupos de células intersticiais, denominadas células de Leydig (2).

2  2 – Os hormônios  LH (folículo estimulante)  e  FSH  (estimulante das células intersticiais) são produzidos no lóbulo anterior da hipófise, denominado neuro-hipófise (3).

3  3 – O  hormônio  FSH  (4)  estimula  a  produção de  espermatozoides (espermatogênese) e o hormônio ICSH, também denominado hormônio luteinizante (5), estimula as células intersticiais para a produção de testosterona.

4  4 – O hormônio LH (4) estimula o amadurecimento dos espermatozoides e o hormônio FSH (5), também chamado ICSH, estimula a secreção de testosterona pelas células de Leydig.

02. (UEG) A placenta é um anexo envolvido no processo de desenvolvimento embrionário e estabelece as relações materno-fetais até o nascimento. Dentre as funções que exerce, é correto afirmar que a placenta:

a) Impede a passagem de bactérias que causam rubéola e toxoplasmose.

b) Participa do processo de clivagem na formação da gástrula.

c) Produz o hormônio ocitocina que favorece a expulsão do feto.

d) Realiza trocas gasosas e metabólicas na relação feto-mãe.

03. (EFOA-MG) O desenho abaixo representa processos de reprodução assexuada denominados, respectivamente, de:

03

a) Estrobilização, brotamento e regeneração.

b) Gemulação, brotamento e regeneração.

c) Brotamento, esporulação e regeneração.

d) Regeneração, brotamento e regeneração.

e) Estrobilização, gemulação e metagênese.

04. (UEPA)           Leia o texto abaixo para responder esta questão.

Gerar uma nova vida é um processo incrível. São fantásticas as transformações pelas quais passam a mãe e o bebê durante a gestação. É impressionante pensar que todos nós fomos formados a partir da união das células reprodutoras feminina e masculina, provenientes de nossos genitores. Entretanto, é constante na mídia notícias sobre bebês prematuros encontrados no lixo, ainda com placenta e cordão umbilical.

(Adaptado de Bio: Volume único, Sonia Lopes, 2008).

Com base no texto, leia e assinale a alternativa correta.

a) O encontro das células mencionadas é denominado de nidação.

b) A célula resultante da união das células mencionadas denomina-se ovo ou zigoto.

c) As estruturas destacadas no texto são anexos embrionários existentes em todos os mamíferos.

d) As células mencionadas são originadas por meiose ainda no período embrionário.

e) As células mencionadas são originadas por mitose no período da puberdade.

05. (UFPB) A crescente inserção das mulheres no mercado de trabalho tem feito com que a decisão pela maternidade ocorra em idades cada vez mais avançadas. Porém, pesquisas revelam que a fertilidade feminina diminui, acentuadamente, com o decorrer dos anos. Para atender a essa nova realidade social, diferentes técnicas biológicas foram desenvolvidas com êxito, entre elas, a inseminação artificial ou reprodução assistida. Essa técnica consiste na união do espermatozoide com o ovócito secundário em laboratório e posterior implantação no organismo feminino. Considerando os conhecimentos sobre a formação das células sexuais e a reprodução humana, é correto afirmar:

a) O espermatozoide, ao entrar no ovócito secundário, transforma-se em espermatócito I.

b) O corpúsculo polar II origina o ovócito secundário, utilizado na inseminação artificial.

c) A duplicação do núcleo do ovócito secundário e do núcleo do espermatozoide ocorre após a fecundação e antes da fusão dessas células.

d) A inseminação artificial pode ser realizada com êxito, mesmo em mulheres que não possuem o útero.

e) Os ovócitos primários, sob a ação do hormônio estimulante de folículo (FSH), darão origem aos ovócitos secundários.

06. (UPE) A gravidez na adolescência apresenta riscos por causa da imaturidade anatomofisiológica, dificultando o desenvolvimento e o desfecho do processo de gestação, parto e puerpério. Observe a figura a seguir:

06

Fonte: adaptada de http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/

cartilha_direitos_sexuais_2006.

Sobre isso, preencha as lacunas do texto, correlacionando-as com os métodos de contracepção, representados pelas figuras numeradas em algarismos arábicos.

De uma maneira geral, os adolescentes podem usar a maioria dos métodos anticoncepcionais disponíveis. No entanto, alguns métodos são mais adequados que outros nessa fase da vida. ______ deve(m) ser usada(s) em todas as relações sexuais, independentemente do uso de outro método anticoncepcional, pois é o único que oferece dupla proteção, protegendo-os ao mesmo tempo das doenças sexualmente transmissíveis e da gravidez não desejada. Os métodos ______ são pouco recomendados, porque exigem do adolescente disciplina e planejamento, e as relações sexuais nessa fase, em geral, não são planejadas. _______ podem ser usadas(os), desde a primeira menstruação, pois agem impedindo a ovulação. _______ pode ser usada(o) pelas garotas, entretanto as que nunca tiveram filhos correm mais risco de expulsá-la(lo) e também não é indicada(o) para aquelas com mais de um parceiro sexual ou cujos parceiros têm outros parceiros/parceiras e não usam camisinha em todas as relações sexuais, pois, nessas situações, existe risco maior de contrair doenças sexualmente transmissíveis. ______ não são indicadas(os) para adolescentes.

Fonte: adaptado de http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/

cartilha_direitos_sexuais_2006.pdf

Assinale a alternativa cuja sequência numérica preenche corretamente as lacunas.

a) 1; 2; 3; 5; 7.

b) 1; 3; 4; 6; 2.

c) 1; 2; 3; 6; 7.

d) 4; 3; 1; 5; 2.

e) 5; 2; 3; 4; 6.

07. (UFPR) Os métodos de reprodução assistida vêm se popularizando e sendo tecnicamente aprimorados. À medida que o sucesso desses métodos aumenta, a frequência de gestações múltiplas decorrentes da fertilização in vitro vem diminuindo, embora ainda apresente taxas acima da média, quando comparada à fertilização natural. Com relação aos motivos do aumento da incidência de gestações múltiplas após a fertilização in vitro, considere as seguintes afirmativas:

1. A grande proporção de gametas masculinos em relação aos femininos disponíveis in vitro aumenta as chances de polispermia, ou seja, de que mais de um espermatozoide fecunde o mesmo ovócito.

2. A separação das células da massa celular interna do blastocisto produz duas populações de células totipotentes, sendo que cada uma dessas populações irá originar um organismo completo. Substâncias presentes no meio de cultura estimulam essa separação em taxa acima do esperado naturalmente.

3. Geralmente, são transferidos mais de um concepto para o útero, para aumentar as chances de sucesso do procedimento in vitro. Assim, com frequência, múltiplos conceptos desenvolvem-se e chegam a termo.

4. A implantação do único zigoto produzido pela fertilização com frequência estimula mecanicamente a dissociação das células da massa celular interna do blastocisto, gerando células totipotentes que se desenvolverão em organismos completos.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 3 é verdadeira.

b) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

08. (URCA) Nos mamíferos de sexo feminino, parte do desenvolvimento das células reprodutivas ocorre ainda na fase de vida uterina do indivíduo. Quanto à reprodução humana, assinale a opção correta:

a) O embrião feminino de 20 dias já possui os óvulos, que migrarão para os ovários.

b) Durante a gestação, as células germinativas dividem-se por meiose e formam blocos de células denominadas oogônios.

c) As oogônias proliferam e aumentam de volume por meiose.

d) Os ovócitos primários dividem-se por mitose imediatamente após a sua formação.

e) Por volta do sétimo mês de gestação, todas as oogônias já se transformaram em ovócitos primários, entram em meiose I e permanecem assim ate a maturidade sexual.

09. (UFMG) Qual a alternativa errada:

09

a) 1 atua sobre o ovário, levando ao amadurecimento do folículo.

b) A menstruação ocorre quando a taxa de 4 no sangue aumenta bruscamente.

c) Quando ocorre a ovulação, a concentração de 2 no sangue é alta e a de 1 é baixa.

d) O aumento da taxa de 3 no sangue leva a diminuir a produção de 1 e a aumentar a de 2.

e) O aumento da produção de 4 leva a diminuir a produção de 2.

10. (PUC-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida de um ser haplodiplobionte.

10

Admitindo-se que o número de cromossomos do ser, cujo ciclo está esquematizado, seja 14 (2n = 14), determine quantos cromossomos possuem, respectivamente:

1. Célula X.

2. Indivíduo C.

3. Célula S.

4. Célula Z.

a) 14, 7, 7, 14.

b) 7, 14, 7, 14.

c) 14, 7, 14, 7.

e) 7, 7, 14, 14.

e) 14, 14, 7, 7.

11. (UFSC) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura abaixo, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos desses animais.

11

Indique o que for correto:

I   II

0 0 – Em A e B, os organismos produzidos por estes mecanismos possuem diferenças genéticas em relação ao indivíduo que lhes deu origem.

1  1 – A é denominado brotamento.

2  2 – A representa um tipo de reprodução assexuada.

3 3 – O fenômeno apresentado em C possibilita o aumento da variabilidade entre as esponjas.

4  4 – B representa um tipo de reprodução sexuada.

12. (UPE) Existem diversas formas de reprodução encontradas no Reino Animal, que podem ser classificadas em dois grandes grupos: reprodução sexuada e reprodução assexuada. Sobre isso, analise as afirmações abaixo:

I. O brotamento é um processo de reprodução assexuada, que tem como fator positivo o fato de necessitar de um gasto energético menor, uma vez que dispensa o acasalamento.

II. A partenogênese, processo em que o óvulo não fecundado desenvolve um novo indivíduo diploide, é um mecanismo, que pode ser encontrado em invertebrados, como abelhas e algumas espécies de vertebrados, como os peixes.

III. A reprodução sexuada, processo que requer a união de duas células haploides, é, de todos os mecanismos reprodutivos, aquele que promove a variabilidade genética entre os indivíduos.

Está correto apenas o que se afirma em

a) I.

b) I e III.

c) II.

d) II e III.

e) III.

13. (UFSC) Na mulher, a função reprodutora está associada à liberação periódica de uma única célula gamética, sob influência dos hormônios sexuais. Pode-se afirmar, corretamente, que:

I  II

0 0 – O ciclo menstrual se inicia com o processo de maturação folicular, sob influência do hormônio folículo estimulante da hipófise.

1 1 – Ao liberar a célula reprodutora, o folículo se transforma em corpo lúteo e passa a produzir hormônio luteinizante.

2 2 – O estrógeno, produzido por células do estroma  ovariano,   tem influência sobre os caracteres sexuais femininos.

3 3 – Sobre o efeito de anticoncepcional oral, ingerido corretamente, o folículo não se desenvolve e não há ovulação nem menstruação.

4 4 – A fecundação  só é possível ao  final do ciclo menstrual, quando o óvulo está totalmente maduro.

14. (UFRGS) O epidídimo tem a função de:

a) Armazenar espermatozoides.

b) Produzir hormônio sexual masculino.

c) Produzir espermatozoides.

d) Produzir hormônios gonadotróficos.

e) Produzir líquido alcalino que neutraliza a acidez da uretra e das secreções vaginais.

15.  (COVEST) Leia a notícia abaixo, observe a figura e considere as proposições que vêm a seguir.

“Uma mulher de 38 anos, que mora em Três Pontas, na Região Sul de Minas Gerais, tem uma gravidez inusitada. Ela possui uma má-formação chamada “útero didelfo”, que fez com que ela tivesse dois órgãos. Há oito meses, Jucéa Maria de Andrade espera por gêmeos, uma menina e um menino, e cada um deles foi formado em um útero diferente”.

Fonte: g1.globo.com

15

I   II

0  0 – A diferenciação anatômica do útero de Jucéa permite concluir que cada ovário libera um ovócito secundário a cada mês de forma independente, aumentando a chance de gerar gêmeos.

1  1 – A ovulogênese de Jucéa iniciou quando ela estava no útero de sua mãe, e foi continuada após seus ovócitos primários serem ativados pelo hormônio progesterona.

2  2 – O desenvolvimento do ovócito secundário na segunda divisão da meiose estaciona na metáfase II e, assim,  somente é completado após a fecundação.

3  3 – Jucéa gerou gêmeos fraternos ou dizigóticos, pois óvulos distintos foram fecundados cada qual por um espermatozoide.

4  4 – O gêmeo do sexo masculino pode possuir alelos localizados no cromossomo X sem alelos correspondentes no cromossomo Y.

16. (UTFPR) A gravidez precoce é considerada um problema de saúde pública. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 20% do total de partos acontecem entre mulheres de 10 a 20 anos. Os médicos têm alertado que as consequências de uma gravidez na adolescência não se resumem apenas a fatores psicológicos ou sociais. Uma educação sexual de qualidade, aliada aos conhecimentos dos métodos contraceptivos, reduziria os casos de gravidez precoce e a incidência das doenças sexualmente transmissíveis. Os anticoncepcionais mais usados são: pílula anticoncepcional, injetável, camisinha, diafragma, dispositivo intrauterino (DIU), tabelinha, espermicida, laqueadura, vasectomia, coito interrompido e a pílula do dia seguinte. Esses anticoncepcionais atuam em diferentes momentos, impedindo ou dificultando a gametogênese, a fecundação ou a nidação. Sobre os métodos anticoncepcionais, é incorreto afirmar que:

a) A pílula anticoncepcional é constituída de um comprimido feito com hormônio que impede a gametogênese.

b) A vasectomia e a laqueadura tubária são métodos cirúrgicos que levam à esterilização, quase sempre irreversível. Atuam impedindo a fecundação.

c) Os espermicidas em creme, espuma ou gel, contêm substâncias químicas capazes de destruir os espermatozoides. Devem ser usados associados a outros métodos. Atuam dificultando a fecundação.

d) O dispositivo intrauterino (DIU) consiste em uma peça de látex colocada no fundo da vagina. Atua impedindo a gametogênese.

e) A camisinha, ou preservativo de látex, colocada no pênis, impede que os espermatozoides sejam depositados na vagina. Atua impedindo a fecundação.

17. (FAFEID) Sobre a reprodução e o desenvolvimento embrionário dos seres vivos, é correto afirmar que:

a) Nas angiospermas, o endosperma ou albúmen é triploide e o gametófito é a fase duradoura.

b) Na metagênese da água-viva a forma pólipo reproduz de forma sexuada e a medusa de forma assexuada.

c) Equinodermas e cordatos são deuterostômios pelo fato do blastóporo evoluir para o ânus.

d) Saco vitelino, âmnion, córion e alantoide são anexos embrionários presentes no embrião dos peixes, anfíbios, répteis e aves.

18. (UFSC) Na espécie humana, a produção de gametas femininos ocorre nos ovários. Em cada mês, via de regra, um dos ovários lança um óvulo, o qual é recolhido pelas fímbrias da tuba uterina (trompa de Falópio). Na ampola da tuba uterina ocorre a fecundação. Aponte o local normal da nidação (implantação) do blastocisto.

a) Tuba uterina.

b) Ovário.

c) Vagina.

d) Mesentério.

e) Útero.

19. (UFMT) De modo geral, os animais formam-se por reprodução sexuada, a partir do zigoto. Em alguns casos, um óvulo pode se desenvolver sem fecundação, originando um novo indivíduo. Esse processo é conhecido como:

a) Partenogênese.

b) Segmentação.

c) Organogênese.

d) Antropogênese.

e) Seleção gamética.

20. (COVEST) A reprodução é um processo essencial à preservação da espécie. A respeito desse processo podemos afirmar que:

I  II

0  0 – nos celenterados, encontramos alternância de gerações entre pólipo e medusa, sendo que uma geração é diploide, e outra é haploide.

1 1 – a Taenia (solitária) apresenta um sistema reprodutor hermafrodita completo no segmento (proglote) próximo ao escólex.

2  2 -  o melhor exemplo de reprodução por esquizogênese é encontrado na minhoca (oligoqueta).

3  3 -  nos moluscos, a reprodução é sexuada e, mesmo quando são hermafroditas, como é o caso dos gastrópodos, a fecundação é cruzada.

4  4 – os mamíferos têm sexos separados, sendo os únicos animais vivíparos.

21. (FBV) A gametogênese é o fenômeno de formação dos gametas nos mamíferos, representada por dois processos distintos: espermatogênese e ovulogênese. Analisando o processo de espermatogênese esquematizado abaixo, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as alternativas falsas.

21

I   II

0  0 – Durante o processo da espermatogênese, observa-se a ocorrência de quatro fases sucessivas: proliferação, crescimento, meiose e espermiogênese.

1  1 – Na formação dos espermatozoides, ocorre uma etapa de diferenciação celular após a divisão meiótica.

2  2 – De cada espermatogônia que inicia o processo de espermatogênese, formam-se oito espermatozoides.

3  3 – Espermatogônias e espermátides são células haploides resultantes de etapas do processo de espermatogênese.

4 4 – O número diploide característico da espécie só é reconstituído no momento da fecundação, quando se forma o zigoto.

22. (FMTM-MG) Das doenças ginecológicas, a que mais tem preocupado as mulheres nos últimos anos é a endometriose, que se caracteriza pelo crescimento do tecido do endométrio em outras áreas do abdômen. O endométrio, normalmente, é encontrado apenas no tecido que reveste:

a) O ovário.

b) A tuba uterina.

c) A vagina.

d) A útero.

e) Os ureteres.

23. (COVEST) Nos cnidários ou celenterados, há dois tipo de reprodução – a assexuada e a sexuada. Em algumas espécies, ocorre metagênese, também chamada de alternância de gerações, conforme é ilustrado na figura a seguir.

23

I  II

0  0 – Os pólipos (1) se reproduzem sexuadamente, originando medusas.

1 1 – As  medusas (2) se reproduzem  assexuadamente,  originando  os  pólipos, também conhecidos como água-viva.

2 2 – As  medusas (2) só se reproduzem assexuadamente nas espécies de cnidários nas quais ocorre metagênese.

3 3 – Da união de um gameta  masculino de um  indivíduo, com o  gameta feminino de outro indivíduo, resulta a célula (3) que originará uma larva, após várias divisões celulares.

4 4 – A larva (4) nada,  até se fixar  em uma rocha  onde se  desenvolverá até torna-se um pólipo.

24. (FCC) Assinale o conceito errado.

a) Pedogênese é um fenômeno de reprodução sexual na fase de larva.

b) Partenogênese é o desenvolvimento embrionário de óvulo virgem.

c) Conjugação é a penetração do espermatozoide no óvulo.

d) Poliembrionia é a produção de mais de um embrião a partir de um único ovo.

e) Polispermia é o fenômeno de penetração de mais de um espermatozoide num mesmo óvulo.

25. (UPE) A mulher entra na fase reprodutiva, na puberdade, quando ocorre a primeira menstruação ou menarca. Em geral, o ciclo dura 28 dias. O primeiro dia da menstruação marca o início do ciclo. A respeito dos hormônios que atuam nesse ciclo, analise as proposições e conclua.

I   II

0  0 – Na primeira metade do ciclo, o hormônio folículo-estimulante (FSH) e o estrógeno são responsáveis, respectivamente, pelo crescimento e amadurecimento folicular e pelo espessamento (proliferação) do endométrio.

1  1 – Por volta do 14º dia, ocorre um aumento do hormônio luteinizante (LH), responsável pela ovulação.

2  2 – O LH atua na formação do folículo ovariano que se rompe e passa a ser o corpo lácteo ou corpo-amarelo que ocasiona a descamação do endométrio.

3 3 – Os ovários produzem o estrógeno, responsável pelas características sexuais secundárias, como o desenvolvimento das mamas e o arredondamento das formas da mulher.

4  4 – A progesterona, produzida na hipófise, é o principal hormônio da gravidez, mantendo o endométrio preparado para a recepção do embrião.

26. (UFV) Quanto aos métodos contraceptivos, é correto afirmar que:

a) A pílula anticoncepcional é um método de esterilização que não impede a produção de gametas.

b) A camisinha feminina é uma barreira mecânica que evita a implantação do embrião no útero.

c) Na vasectomia, a secção dos ductos deferentes impede a produção de espermatozoides.

d) Na esterilização, a secção de partes do sistema reprodutor impede o encontro dos gametas.

27. (FEI-SP) Alguns seres vivos reproduzem-se assexuadamente. Uma forma de reprodução rápida e fácil. A desvantagem desse modo de reprodução é que:

a) Não cria variação genética.

b) Cria variação genética.

c) “Consome” energia.

d) Os descendentes não são duplicatas dos pais.

e) Os descendentes só se reproduzem sexuadamente.

28. (UECE) Questionar-se o processo de reprodução na partenogênese, bem como se o vírus é ser vivo ou inanimado são níveis de discussão similares, por deixar dúvidas em quem classifica. Assinale a opção que contraria, respectivamente, a classificação da partenogênese como processo de reprodução assexuada e do vírus como ser inanimado.

a) Somente um organismo participa; cristalização.

b) São gerados organismos haploides; reprodução.

c) Há produção de óvulos; reprodução.

d) Há produção de óvulos; cristalização.

29. (UEG) A reprodução, processo necessário a todos os seres vivos por levar à preservação da espécie, acontece desde a forma mais simples até a mais complexa. Quanto a esse processo, marque a alternativa incorreta.

a) A reprodução assexuada aumenta a variabilidade genética numa população de determinada espécie, porque os descendentes assim originados diferem geneticamente de seus pais.

b) Nos organismos sexuados ocorrem dois tipos de divisão celular: mitose e meiose.

c) A mitose é o mecanismo mais comum de reprodução dos organismos unicelulares eucariontes.

d) Uma vantagem evolutiva da reprodução sexuada está no fato de ela poder conferir proteção contra parasitas; alguns descendentes, por exemplo, podem apresentar combinações genéticas que os tornam mais adaptados aos parasitas do que seus pais.

e) Durante a meiose e a fecundação podem ocorrer eventos que criam variabilidade genética nos seres que se reproduzem sexuadamente.

30. (COVEST) Nas plantas, há mais de um tipo de ciclo reprodutivo. Com relação aos ciclos mostrados abaixo, podemos afirmar que:

30

I  II

0 0 – No ciclo A, (I) indica o zigoto, que sofre meiose (II), e origina quatro células haploides, cada uma capaz de formar um novo organismo n, por mitose (III).

1  1 – O ciclo reprodutivo, mostrado em A, é observado em briófitas.

2  2 – No ciclo ilustrado em B, o indivíduo adulto (II), 2n, através de divisão meiótica (III) forma gametas, que após a fecundação originam o zigoto (I).

3  3 – O ciclo de vida mostrado em B ocorre nos os animais.

4  4 – O ciclo de vida ilustrado em B é típico das pteridófitas (plantas vasculares).

31. (UEL) O esquema a seguir representa etapas do processo de gametogênese no homem.

31

Sobre esse processo, assinale a alternativa correta.

a) A célula A é diploide, e as células B, C e D são haploides.

b) A separação dos homólogos ocorre durante a etapa 2.

c) As células A e B são diploides, e as células C e D são haploides.

d) A redução no número de cromossomos ocorre durante a etapa 3.

e) A separação das cromátides-irmãs ocorre durante a etapa 1.

32. (UEL) A figura a seguir mostra parte do ciclo de vida de uma hidra.

32

Com base nessa figura, fizeram-se as seguintes afirmações:

I. Trata-se de uma espécie dioica.

II. O desenvolvimento é direto.

III. O pequeno pólipo é necessariamente geneticamente igual aos pólipos da geração parental.

Dessas afirmações:

a) Somente I é correta.

b) Somente II é correta.

c) Somente III é correta.

d) Somente I e II são corretas.

e) Somente I e III são corretas.

33. (PUC-MG) Na espermatogênese, as células experimentam fenômenos mitóticos e meióticos. Relacione a primeira coluna, que contém os dois estados de ploidia que podem ser encontrados, com a segunda coluna, que contém as células da linhagem germinativa masculina:

PRIMEIRA COLUNA

1 – 2n

2 – n

SEGUNDA COLUNA

(   ) Células da linhagem germinativa.

(   ) Espermatogônias.

(   ) Espermatócito I.

(   ) Espermatócito II.

(   ) Espermátides.

(   ) Espermatozoides.

A alternativa que apresente a sequência correta é:

a) 2, 2, 2, 1, 1, 1.

b) 1, 1, 1, 2, 2, 2.

c) 2, 2, 1, 1, 2, 1.

d) 1, 1, 2, 2, 1, 1.

e) 1, 2, 1, 2, 1, 2.

34. (UFRGS) Em uma comparação sob o ponto de vista de favorecimento evolutivo e adaptação, a reprodução sexuada é mais importante que a assexuada. Qual das alternativas a seguir, com relação à reprodução sexuada, melhor justifica essa afirmativa?

a) Sempre se processa após meiose que produz gametas.

b) É exclusiva de forma de vida evoluída.

c) Dá origem a um maior número de descendentes.

d) Permite uma maior constância no genoma dos descendentes.

e) Promove uma maior variabilidade genética na população.

35. (UEL) Abaixo estão esquematizados núcleos de um gametócito de primeira ordem, de um gametócito de segunda ordem e de uma tide (ovótide ou espermátide), de uma mesma espécie animal. Durante a gametogênese, as fases esquematizadas ocorrem na seguinte ordem:

35

a) A    B    C.

b) A    C     B.

c) B    C     A.

d) B    A     C.

e) C    A     B.

36. (UNESP)

36a

Nunca se viram tantos gêmeos e trigêmeos. As estatísticas confirmam a multiplicação dos bebês, que resulta da corrida das mamães às clínicas de reprodução.

O motivo pelo qual a reprodução assistida favorece a gestação de mais de uma criança é a própria natureza do processo. Primeiro, a mulher toma medicamentos que aumentam a fertilidade e, em consequência, ela libera diversos óvulos em vez de apenas um. Os óvulos são fertilizados em laboratório e introduzidos no útero. Hoje, no Brasil, permite-se que apenas quatro embriões sejam implantados – justamente para diminuir os índices de gravidez múltipla.

(Veja, 30 de março de 2011.)

Suponha que uma mulher tenha se submetido ao tratamento descrito na notícia, e que os quatro embriões implantados em seu útero tenham se desenvolvido, ou seja, a mulher dará à luz quadrigêmeos. Considerando-se um mesmo pai para todas as crianças, pode-se afirmar que:

a) A probabilidade de que todas sejam meninas é de 50%, que é a mesma probabilidade de que todos sejam meninos.

b) A probabilidade de as crianças serem do mesmo sexo é de 25%, e a probabilidade de que sejam dois meninos e duas meninas é de 50%.

c) Embora as crianças possam ser de sexos diferentes, uma vez que se trata de gêmeos, serão geneticamente mais semelhantes entre si do que o seriam caso tivessem nascidas de gestações diferentes.

d) As crianças em questão não serão geneticamente mais semelhantes entre si do que o seriam caso não fossem gêmeas, ou seja, fossem nascidas de quatro diferentes gestações.

e) As crianças serão gêmeos monozigóticos, geneticamente idênticos entre si e, portanto, todas do mesmo sexo.

37. (OSEC-SP) No esquema abaixo, que mostra parte do aparelho genital feminino, em geral os fenômenos de nidação, fertilização e segmentação do ovo ocorrem, respectivamente, nas regiões indicadas por:

37

a) III, I e II.

b) I, II e III.

c) I, III II.

d) III, II e I.

e) II, I e III.

38. (UEL) Um cientista investigava a influência dos fatores ambientais na variabilidade fenotípica de um determinado caráter. Quais os grupos de gêmeos que o pesquisador deve estudar para comparar os resultados?

a) Gêmeos idênticos criados juntos e gêmeos fraternos criados juntos.

b) Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos fraternos criados separados.

c) Gêmeos idênticos criados separados e gêmeos fraternos criados separados.

d) Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos idênticos criados separados.

e) Gêmeos idênticos criados juntos e gêmeos fraternos criados separados.

39. (UPE) Com base no esquema abaixo, que representa diferentes fases da gametogênese, identifique as células envolvidas, conforme a ordem em que estão no esquema (1, 2, 3, 4).

39

a) Espermatogônia, espermatócitos, espermátides, espermatozoides.

b) Espermatogônia, espermatócitos I, espermatócitos II, espermatozoides.

c) Espermatócitos I, espermatócitos II, polócitos, espermatozoides.

d) Ovogônia, ovócitos, óvulos, ovótides.

e) Espermatócitos I, espermatócitos II, espermátides, espermatozoides.

40. (ESPM-SP) Dadas as informações sobre a gametogênese masculina:

I. As espermatogônias se multiplicam através de mitoses.

II. Os espermatócitos primários originam quatro espermátides cada.

III. As espermátides sofrem processo de diferenciação, transformando-se em espermatozoides.

III. O flagelo do espermatozoide é formado a partir dos centríolos.

Conclui-se que estão corretas:

a) I e III.

b) II, III e IV.

c) I, III e IV.

d) III e IV.

e) I, II, III e IV.

41. A principal diferença que se pode estabelecer entre reprodução sexuada e assexuada é:

a) A primeira envolve variabilidade genética, e a segunda, não.

b) Ambas promovem a oportunidade de recombinação genética.

c) A segunda envolve variabilidade genética, e a primeira, não.

d) Não há diferença mensurável entre uma e outra.

42. (UNESP) Considere a tabela seguinte, que contém diversas formas de contraceptivos humanos e três modos de ação.

MODOS DE AÇÃO

 

Impede o encontro de gametas

Impede a implantação do embrião

Previne a ovulação

I

Camisinha masculina

Dispositivo intrauterino (DIU)

Pílula comum

II

Coito interrompido

Laqueadura tubária

Camisinha feminina

III

Diafragma

Pílula do dia seguinte

Pílula comum

IV

Dispositivo intrauterino (DIU)

Laqueadura tubária

Camisinha feminina

V

Vasectomia

Camisinha masculina

Diafragma

A relação entre tipos de contraceptivos e os três modos de ação está correta em:

a) I, apenas.

b) I e II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) III e IV, apenas.

e) III e V, apenas.

43. (UFV) Considere a ovulogênese de uma mulher normal. Analise o conteúdo cromossômico e de DNA nas células durante a divisão e assinale a afirmativa correta:

a) A ovogônia tem a metade do conteúdo de DNA do ovócito I.

b) Os ovócitos I e II têm o mesmo número de cromátides.

c) O ovócito II e o óvulo têm o mesmo número de cromossomos.

d) O corpúsculo polar I não difere na quantidade de DNA do ovócito I.

e) O gameta tem valor correspondente a 4C e a ovogônia a 1C.

44. (UNESP) Em relação ao esquema abaixo, relacionado com o ciclo de vida de um animal de reprodução sexuada, são feitas as seguintes afirmações:

44

I. Os quadros 1 e 2 correspondem, respectivamente, aos estágios haploide e diploide.

II. O número 3 corresponde à meiose e esta favorece um aumento de variabilidade genética.

III. O número 4 corresponde à mitose e esta ocorre somente em células germinativas.

IV. O número 5 corresponde à fertilização, onde ocorre a recombinação dos genes provenientes dos pais.

Estão corretas as afirmações?

a) I e II, apenas.

b) I e IV, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) I, II e III, apenas.

e) II, III e IV, apenas.

45. (UNESP) Considerando aspectos gerais da biologia de algumas espécies animais, tem-se o grupo A representado por espécies monoicas, como minhocas e caracóis; o grupo B, por espécies que apresentam desenvolvimento indireto, como insetos com metamorfose completa e crustáceos, e o grupo C, com espécies de vida livre, como corais e esponjas. Pode-se afirmar que as espécies:

a) Do grupo A são hermafroditas, do grupo B não apresentam estágio larval e do grupo C não são sésseis.

b) Do grupo A não são hermafroditas, do grupo B apresentam estágio larval e do grupo C não são sésseis.

c) Do grupo A são hermafroditas, do grupo B apresentam estágio larval e do grupo C não são parasitas.

d) Do grupo A não são hermafroditas, do grupo B não apresentam estágio larval e do grupo C não são parasitas.

e) Do grupo A são hermafroditas, do grupo B apresentam estágio larval e do grupo C não são sésseis.

46. (UFMG) O uso da camisinha é considerado um método eficaz para a prática do sexo seguro. Entre as finalidades desse método, não se inclui:

a) Impedir a formação do zigoto.

b) Bloquear a passagem do sêmen.

c) Evitar o contágio de doenças sexualmente transmissíveis.

d) Dificultar a formação do gameta masculino.

47. (PUC-PR) Analise as afirmações relacionadas à meiose durante a ovulogênese:

47

I. Ocorrem as seguintes fases auxiliares durante a Prófase I: Leptóteno, Zigóteno, Paquíteno, Diplóteno e Diacinese.

II. Na Anáfase I dá-se o estrangulamento do citoplasma e a formação da carioteca em torno dos cromossomos.

III. No final da Telófase I resultam duas células morfológica e geneticamente idênticas.

IV. Intercinese é uma fase de curta duração a partir da qual começa uma segunda divisão celular, que faz parte do processo de divisão meiótica.

V. Ao final do processo mitótico, formam-se quatro células haploides férteis.

São verdadeiras:

a) Apenas I, II e IV.

b) Apenas II, III e V.

c) Apenas I e V.

d) Apenas I e IV.

e) I, II, III, IV e V.

48. (UEL) Em um experimento de reprodução com uma espécie de mamífero, adotou-se o seguinte procedimento: fundiu-se uma célula somática do indivíduo 1 com um óvulo, previamente enucleado, do indivíduo 2. A célula assim formada foi implantada no útero do indivíduo 3, desenvolvendo-se e originando o indivíduo 4. Nos núcleos das células somáticas do indivíduo 4, encontramos genes:

a) Apenas do indivíduo 1.

b) Apenas do indivíduo 2.

c) Apenas do indivíduo 3.

d) Apenas dos indivíduos 1 e 2.

e) Apenas dos indivíduos 2 e 3.

49. (UFV) Observando a reprodução de alguns organismos, um grupo de alunos elaborou o esquema de três tipos desse processo, representados a seguir por I, II e III. Embora o esquema esteja incompleto, é possível identificá-los.

49

Assinale a alternativa que contenha, respectivamente, os nomes dos três tipos de reprodução:

a) Cissiparidade, fecundação, conjugação.

b) Esporulação, brotamento, cissiparidade.

c) Fecundação, brotamento, conjugação.

d) Cissiparidade, brotamento, esporulação.

e) Cissiparidade, fecundação, brotamento.

50. (COVEST) Com relação ao controle da atividade sexual e ao ciclo menstrual na espécie humana, assinale a alternativa incorreta.

a) A maturação e a atividade sexual são dependentes da ação de hormônios gonadotróficos provenientes da adeno-hipófise.

b) As células intersticiais do testículo produzem o hormônio testosterona e sofrem a ação do hormônio luteinizante (LH).

c) A testosterona exerce influência no aparecimento de características sexuais secundárias masculinas.

d) A maturação dos folículos ovarianos tem início sob a ação conjunta do hormônio luteinizante e da progesterona.

e) As concentrações plasmáticas dos hormônios estrógeno, progesterona, FSH e LH estão baixas, no momento em que a mulher menstrua.

51. (OSEC-SP) Quanto à reprodução, as minhocas (classe Oligoqueta) são:

a) Monoicas, isto é, cada animal apresenta tanto órgãos sexuais masculinos, como femininos.

b) Monoicas, isto é, cada animal apresenta órgãos sexuais masculinos ou femininos.

c) Dioicas, isto é, cada animal apresenta tanto órgão masculino, quanto feminino.

d) Dioicas, isto é, cada animal apresenta apenas órgãos masculinos ou femininos.

e) Protândricas, isto é, os órgãos masculinos desenvolvem-se antes dos femininos.

52. (PUC-SP) Em qualquer organismo, os ciclos de reprodução sexuada se apresentam como uma sucessão de duas fases complementares, denominadas fase haploide e fase diploide. Esta alternância de fases constitui a verdadeira característica sexuada e, para melhor compreensão, está esquematizada abaixo:

52

Em relação a este processo de reprodução, foram formuladas três alternativas:

I. A passagem da fase diploide para a fase haploide ocorre pelo processo da meiose e a volta à fase diploide resulta da fecundação.

II. A importância relativa das duas fases é variável nos seres que se reproduzem sexuadamente. Em todos os vegetais a multiplicação celular, e consequentemente, o crescimento da planta ocorrem, exclusivamente, na fase haploide e, portanto, todos os vegetais são haplobiônticos. Em todos os animais a fase haploide está limitada aos gametas e, portanto, todos os animais são diplobiônticos.

III. A reprodução sexuada, independente das características haplobiônticas ou diplobiônticas, apresenta, como vantagem, permitir que através da fecundação ocorra a recombinação gênica e, portanto, a possibilidade de variabilidade biológica.

Assinale a resposta correta de acordo com a seguinte chave:

a) Somente a afirmativa I está correta.

b) Estão corretas I e III.

c) Somente a afirmativa II está correta.

d) Estão corretas II e III.

e) Somente a afirmativa III está correta.

53. (FUVEST) Na alternância de gerações, uma fase haploide (gametófito) dá origem a gametas que produzem zigoto; este, germinando, produzirá a fase diploide (esporófito), de onde se originarão novos gametófitos. O que foi exposto poderá ser explicado pelo desenho:

53

54. (OBJETIVO-SP) A figura mostra relações entre hormônios hipofisários e ovarianos. Os números I, II, e III indicam, respectivamente:

54

FSH = hormônio folículo estimulante

LH = hormônio luteinizante

E = estrógenos

a) FSH, LH, E.

b) LH, E, FSH.

c) E, LH, FSH.

d) LH, FSH, E.

e) FSH, E, LH.

55. (PUC-RJ) Na figura abaixo, vemos o interior do ovário humano em desenho esquemático. Os números 1 e 2 indicam, respectivamente:

55

a) Folículo primário e corpo lúteo.

b) Folículo de Graaf maduro e corpo lúteo.

c) Folículo de Graaf maduro e folículo primário.

d) Corpo lúteo e folículo de Graaf maduro.

e) Folículo primário e folículo de Graaf maduro.

56. (F. C. CHAGAS-SP) Na espécie humana, após a fecundação verifica-se a suspensão da menstruação porque:

a) A placenta em formação produz um hormônio que mantém o corpo lúteo funcionante.

b) A hipófise, estimulada pelo corpo lúteo passa a produzir gonadotrofina.

c) O nível de estrógeno e progesterona do sangue é mantido, devido ao baixo nível de estrógeno no sangue.

d) A hipófise não libera o hormônio folículo estimulante, devido ao baixo nível de estrógeno no sangue.

e) A membrana de fertilização do óvulo, formada após a penetração do espermatozoide, produz hormônio luteinizante.

57. (FAFEOD-MG) Caso o corpo lúteo se desintegre nas primeiras semanas de gestação, esta será interrompida devido a:

a) Formação precoce da placenta.

b) Deficiência do hormônio FSH.

c) Aumento da taxa de gonadotrofina coriônica.

d) Deficiência do hormônio progesterona.

e) Aumento de LH liberado pela neurohipófise.

58. (U. F. Uberlândia) A gonadotrofina coriônica (HCG) aparece no sangue da mulher cerca de uma semana após a implantação do zigoto na parede uterina. Sobre o HCG, todas as afirmativas são corretas, exceto:

a) Possibilita um teste clínico para a gravidez.

b) É produzida somente nos primeiros meses de gestação.

c) Mantém o corpo lúteo funcionante.

d) É produzida pela hipófise no início da gravidez.

e) É funcionalmente substituída pela progesterona.

59. (UPE) Os testículos internamente são subdivididos em lóbulos, cada um com longos e finos túbulos seminíferos enovelados. O esquema abaixo apresenta uma secção parcial de um túbulo seminífero.

59a

Assinale a alternativa correta

a) As células apontadas pela seta 1 são denominadas células de Sertoli que estimuladas por estrógenos produzem ACTH.

b) As células apontadas pela seta 3 são as células intersticiais (células de Leydig) secretoras de testosterona.

c) A seta 2 aponta para a célula que estimulada pelo ICSH e LH produzem substâncias que irão nutrir os espermatozoides.

d) As células apontadas pela seta 1, quando produzem testosterona em excesso, inibem o hipotálamo, reduzindo a taxa de FSH.

e) Um excesso de ICSH, produzido pelas células apontadas pela seta 3, estimula o hipotálamo a produzir FSH.

60. (FUVEST) O gráfico a seguir representa as variações das concentrações plasmáticas de dois hormônios ovarianos durante o ciclo menstrual de uma mulher.

60

Quais são, respectivamente, os hormônios A e B?

a) Luteinizante e folículo-estimulante.

b) Folículo-estimulante e luteinizante.

c) Luteinizante e progesterona.

d) Progesterona e estrógeno.

e) Estrógeno e progesterona.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VVFVF

D

A

B

E

C

A

E

B

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FVVVF

B

FFFFF

A

FFVVV

D

C

E

A

FFFVF

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VVFFV

D

FFFVV

C

VVFVF

D

A

C

A

VFVVF

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

D

B

E

C

D

A

D

E

E

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

A

C

C

C

C

D

D

A

E

D

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

A

B

A

E

B

A

D

D

B

E

 

Publicado por: Djalma Santos | 3 de julho de 2013

Testes de fisiologia (4/5)

01. (UNIFESP) No gráfico, as curvas I, II e III representam o consumo das principais reservas de energia no corpo de uma pessoa em privação alimentar.

01

A curva que se relaciona corretamente ao tipo de reserva que representa é:a) I – gordura; II – proteína; III – carboidrato.

b) I – proteína; II – gordura; III – carboidrato.

c) I – proteína; II – carboidrato; III – gordura.

d) I – carboidrato; II – proteína; III – gordura.

e) I – carboidrato; II – gordura; III – proteína.

02. (IFBA)

No tempo que eu era só

Que não tinha amor nenhum

Meu coração batia mansinho

Tum, tum, tum

 

Depois veio você

O meu amor, o número 1

E o meu coração

Pos-se a bater

Tum, tum, tum

 

Tum, Tum, Tum

Ari Monteiro/Cristóvão de Alencar

Medo de olhar no fundo

Medo de dobrar a esquina

Medo de ficar no escuro

De passar em branco, de cruzar a linha

Medo se achar sozinho

De perder a rédea, a pose e o prumo

Medo de pedir arrêgo, medo de vagar sem rumo

 

Medo estampado na cara

Ou escondido no porão

Medo circulando nas veias

Ou em rota de colisão

Medo é de Deus ou do Demo?

É ordem ou é confusão?

O medo é medonho

O medo domina

O medo é a medida da indecisão

 

Miedo (Pedro Guerra / Lenine / Robney Assis)

O medo, o amor, entre outros sentimentos, desencadeiam reações fisiológicas expressivas como taquicardia, sudorese, rubor, dilatação pupilar, fuga. Nestas circunstâncias, o organismo sofre alterações funcionais variadas de efeito imediato e em longo prazo, sob coordenação hormonal e nervosa. Sobre as alterações fisiológicas nessas circunstâncias, pode-se afirmar que:

a) Em situações de perigo, a glândula suprarrenal é estimulada pelo sistema nervoso simpático e aumenta a liberação de adrenalina na corrente sanguínea.

b) O fígado, em situações de fuga-ataque, converte glicose em glicogênio para preparar o organismo para uma reação de autoproteção.

c) Em situações de estresse, o coração sofre bradicardia para liberar mais oxigênio aos músculos e vísceras.

d) O sistema nervoso simpático promove a diminuição do batimento cardíaco e faz com que o organismo como um todo diminua seu ritmo e retorne à condição de estabilidade.

e) A dilatação das artérias da pele e das vísceras, aliada à contração da pupila, contribui para reações de autodefesa.

03. (UCS) A água é indispensável à vida humana, representando cerca de 60% do peso de um adulto. Ela é o principal componente das células e um solvente biológico universal. No corpo humano, a água também é essencial para transportar alimentos, oxigênio e sais minerais, além de estar presente nas secreções (como o suor e a lágrima), no plasma sanguíneo, nas articulações, nos sistemas respiratório, digestório e nervoso, na urina e na pele. Por tudo isso, nos ressentimos imediatamente da falta dela em nosso organismo. Analise o quadro de equilíbrio hídrico corporal apresentado abaixo.

HIDRATAÇÃO DIÁRIA

DESIDRATAÇÃO DIÁRIA

Alimentos                                          1 000 mL Urina                            I mL
Líquidos                                                  II mL Pele                          850 mL
Reações químicas internas                     350 mL Pulmões                    350 mL
Fezes                        100 mL
Total                                                      III mL Total                       2 550 mL

Assinale a alternativa que corresponde, respectivamente, aos valores representados, no quadro acima, por I, II e III.

I

II

III

a

1250

1200

2550

b

1000

1200

1550

c

1250

1250

2550

d

1250

850

3500

e

1200

1250

2500

04. (MACK)

 

Peixe-boi

Pirarucu

Tartaruga

Temperatura corporal

A

B

C

Respiração

D

E

F

Peixe-boi, Pirarucu e tartaruga são alguns animais amazônicos muito caçados nos últimos tempos e, por isso, têm merecido proteção maior dos biólogos e das autoridades. A respeito da respiração e da temperatura corporal desses animais, o preenchimento correto da tabela acima, de A a F, é, respectivamente:

a) Pecilotermo, Pecilotermo, Pecilotermo, Pulmonar, Branquial e Pulmonar.

b) Pecilotermo, Homeotermo, Pecilotermo, Branquial, Branquial e Pulmonar.

c) Homeotermo, Homeotermo, Pecilotermo, Branquial, Branquial e Pulmonar.

d) Homeotermo, Pecilotermo, Pecilotermo, Pulmonar, Branquial e Pulmonar.

e) Homeotermo, Pecilotermo, Homeotermo, Pulmonar, Branquial e Branquial.

05. (UNICAP) O sistema circulatório, também chamado sistema cardiovascular, é constituído por: coração, vasos sanguíneos (artérias, veias e capilares). É o responsável, através do transporte do sangue, pela condução, distribuição e remoção das mais diversas substâncias dos e para os tecidos do corpo. Em relação ao sistema circulatório, analise a figura a seguir, a fim de responder à proposição 0-0 desta questão.

05

 I   II

0  0 – A circulação pulmonar ou pequena circulação (2 e 8) é a designação dada à parte da circulação sanguínea na qual o sangue é bombeado para os pulmões e retorna rico em oxigênio de volta ao coração. Inicia na aurícula esquerda e termina no ventrículo direito do coração.

1  1 – Sobre o sistema circulatório do ser humano podemos concluir que a pressão sanguínea é maior no coração e nas veias e menor nas grandes artérias.

2  2 – Com relação a nutrição e a sistemas digestórios de vertebrados, podemos dizer que a digestão de proteínas, de origem animal ou vegetal, inicia-se no estômago e deve terminar no intestino delgado, onde ocorre a absorção dos aminoácidos.

3  3 – Ao ingerir um lanche composto de pão, ovos e carne, a digestão química do pão inicia-se na boca, com a ação da pepsina, e a da carne inicia-se no intestino delgado, com a ação da bile, que é produzida no fígado.

4  4 – Considerando o sistema endócrino humano, podemos afirmar que a tireoide é uma glândula produtora de hormônio tiroxina, também denominado de paratormônio, que participa da regulação de cálcio e fosfato no sangue.

06. (UNIMONTES) Os endotermos são animais que regulam suas altas temperaturas corpóreas por meio de mecanismos que equilibram a produção metabólica de calor e a perda de calor para o meio ambiente. As afirmativas a seguir referem-se a esse assunto. Analise-as e assinale a correta.

a) Os anfíbios são exemplos de animais com esse sistema de regulação.

b) O aumento do calor produzido no processo apresentado não pode ser proveniente da alimentação.

c) As temperaturas corpóreas nesses animais são mais estáveis em ambientes quentes do que em frios.

d) O sistema nervoso central desses animais funciona mais rapidamente em temperaturas mais elevadas.

07. (CEFET-MG) Considere as figuras seguintes:

07

 Fonte: Disponível em: <http://loja.bioaulas.com.br/images/apostila_histologia_basica01.

jpg>. Acesso em: 02 set. 2011.

Não está diretamente relacionada aos sistemas representados nessa ilustração a(o):

a) Eliminação de toxinas.

b) Transporte de nutrientes.

c) Proteção de órgãos vitais.

d) Produção de células sanguíneas.

e) Coordenação das funções do organismo.

08. (FUVEST) Num ambiente iluminado, ao focalizar um objeto distante, o olho humano se ajusta a essa situação. Se a pessoa passa, em seguida, para um ambiente de penumbra, ao focalizar um objeto próximo, a íris:

a) Aumenta, diminuindo a abertura da pupila, e os músculos ciliares se contraem, aumentando o poder refrativo do cristalino.

b) Diminui, aumentando a abertura da pupila, e os músculos ciliares se contraem, aumentando o poder refrativo do cristalino.

c) Diminui, aumentando a abertura da pupila, e os músculos ciliares se relaxam, aumentando o poder refrativo do cristalino.

d) Aumenta, diminuindo a abertura da pupila, e os músculos ciliares se relaxam, diminuindo o poder refrativo do cristalino.

e) Diminui, aumentando a abertura da pupila, e os músculos ciliares se relaxam, diminuindo o poder refrativo do cristalino.

09. (UFPR) Para facilitação de seu estudo, muitas vezes o corpo humano é dividido em sistemas. Entretanto as funções fisiológicas desempenhadas pelo corpo não estão dissociadas e ocorrem através da integração desses diferentes sistemas. Sobre os sistemas circulatório, respiratório e imunológico, considere as seguintes afirmativas:

1. O oxigênio (O2), assimilado pelo corpo através das trocas gasosas realizadas pelo sistema respiratório, é distribuído pelas hemácias presentes no sangue, ligado a moléculas de hemoglobinas, desempenhando papel importante no processo de produção de energia da maioria das células do corpo.

2. As artérias são vasos que transportam o sangue proveniente do coração, podendo inclusive transportar sangue venoso, como no caso das artérias pulmonares.

3. O timo, o baço e os linfonodos fazem parte do sistema linfático, que, entre outras funções, desempenha papel importante no sistema de defesa do corpo humano.

4. O sistema circulatório é composto pelos sistemas sanguíneo, que transporta o oxigênio, e pelo linfático, responsável pelo transporte de CO2.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.

b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

10. (UEM) Assinale o que for correto.

I   II

0  0 – No coração humano, o sangue chega por grandes vasos e penetra nos átrios cardíacos ou aurículas.

1  1 – Os aminoácidos essenciais aos seres humanos devem ser obtidos a partir da ingestão de alimentos ricos em lipídios.

2  2 – Úmero, metacarpos, fêmur e mandíbula são ossos, respectivamente, do braço, da mão, da coxa e da cabeça.

3  3 – O problema de visão denominado miopia é decorrente da focalização da imagem antes da retina.

4  4 – O sistema nervoso autônomo é constituído por neurofibrilas motoras que conduzem impulsos do sistema nervoso central aos músculos não estriados das vísceras e à musculatura estriada do coração.

11.  (COVEST) O desgaste do corpo humano em uma prova de ultramaratona no gelo da Antártica, a uma temperatura de -15oC, foi recentemente documentada na televisão. No ano de 2011, a prova teve um brasileiro como vencedor, cuja resistência física e psicológica foi superior à dos outros atletas. Na regulação fisiológica do corpo humano, a fim de protegê-lo contra a hipotermia, considere as seguintes situações.

I   II

0  0 – Devido à economia de energia para o aquecimento corporal, ocorre maior eliminação de água através da urina; daí a necessidade de a hidratação ser elevada.

1  1 – Ocorre aumento da glicogênese devido à atividade da insulina, de forma a resguardar as reservas energéticas e a garantir o aquecimento corporal.

2  2 – Os calafrios no corpo geram calor, pois provocam contração dos músculos esqueléticos; este processo depende da presença de íons Ca2+ para manter a miosina e a actina unidas.

3  3 – O sangue oxigenado retorna ao coração pelas veias pulmonares, que o bombeia para a artéria aorta e daí para o resto do corpo, aquecendo os principais órgãos internos.

4  4 – Devido ao maior consumo calórico do organismo, a disponibilidade de nutrientes para o cérebro diminui produzindo redução da capacidade mental.

12. (UNCISAL) O professor João realizou uma prova oral de biologia com cinco alunos. Assinale a alternativa que indica a única resposta correta dada pelo aluno.

a) Pedro afirmou que as brânquias são importantes na osmorregulação dos peixes.

b) João afirmou que a artéria pulmonar presente no coração humano tem sangue rico em oxigênio.

c) Maria afirmou que a alça de Henle existe no rim de todos os vertebrados.

d) Joana afirmou que a artéria aorta é responsável pelo retorno venoso no corpo humano.

e) Jorge afirmou que a glândula secretora de sal existe só nos anfíbios.

13. (MACK) Aprender a nadar envolve, além de coordenação motora, o controle do ritmo respiratório. A respeito desse controle, considere as afirmações:

I. A alteração no ritmo respiratório é provocada principalmente pela diminuição da quantidade de oxigênio no sangue.

II. Receptores presentes na parede de vasos sanguíneos percebem alterações no pH sanguíneo e transmitem essas informações para o bulbo, que é o responsável pelo controle desse ritmo.

III. Esse controle é feito de forma voluntária pelo sistema nervoso central.

Assinale

a) Se todas forem corretas.

b) Se somente a II for correta.

c) Se somente II e III forem corretas.

d) Se somente I e III forem corretas.

e) Se somente III for correta.

14. (FEI) A íris é a parte colorida do olho. Assinale a alternativa sobre a função correta da íris:

a) É um músculo pigmentado que controla a quantidade de luz que penetra no olho através da lente.

b) É um músculo pigmentado que controla a quantidade de luz que penetra no olho através da pupila.

c) É um tecido conjuntivo que atua como lente.

d) É um tecido conjuntivo que é responsável pela focalização de objetos.

e) É um nervo que é responsável pela focalização de objetos.

15. (IFSC) O terremoto ocorrido no Japão no dia 11 de março de 2011 deixou o planeta vulnerável em relação a um desastre radioativo e trouxe à tona uma grande discussão envolvendo a utilização da energia nuclear. Os problemas causados pela radiação no corpo humano são vários e extremamente agressivos.

Em relação aos sistemas que compõem o organismo humano e aos problemas que a radiação pode ocasionar a eles, analise as proposições e assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I  II

0  0 – Os pulmões, que sofrem muito com a radiação, ao terem sua função prejudicada, podem influenciar todo o organismo. Se em uma pessoa exposta à radiação o problema gerado dificultasse a hematose nos alvéolos pulmonares, poderíamos identificar um aumento na quantidade de gás carbônico no sangue dessa pessoa.

1  1 – A tireoide é uma importante glândula que integra o sistema nervoso. Ela age enviando sinais elétricos para a manutenção da homeostase do organismo. Certamente, alterações causadas nessa glândula pela radiação vão afetar de forma significativa a vida da pessoa, ou pela secreção exagerada de hormônios, ocasionando um hipertiroidismo, ou uma produção baixa de hormônios, ocasionando um hipotiroidismo.

2  2 – Estômago e intestinos também são órgãos que sofrem com a radiação. Ambos fazem parte do sistema digestório. O intestino é dividido em delgado e grosso. A digestão propriamente dita ocorre no estômago e no intestino delgado. O intestino grosso age principalmente absorvendo água e armazenando as fezes até que elas sejam liberadas.

3  3 – Os rins integram o sistema excretor. Se a radiação causasse problemas nos rins de uma pessoa sadia, principalmente nas células que compõem os néfrons, esta pessoa não teria muitos problemas. O sistema excretor quase não se relaciona com outros sistemas do corpo. Age de forma autônoma, filtrando os líquidos corporais e eliminando suas impurezas na urina.

4  4 – Se a radiação causasse problemas ao sistema nervoso central de uma pessoa, isso poderia ocasionar desde perda de memória e confusão, até dificuldades de movimentação e alterações na sensibilidade do corpo. Porém, seriam problemas momentâneos, pois os neurônios, as células que compõem o sistema nervoso central, têm grande capacidade de regeneração e logo seriam renovados.

16. (FUVEST) Ao longo da evolução dos vertebrados, a:

a) Digestão tornou-se cada vez mais complexa. A tomada do alimento pela boca e sua passagem pelo estômago e intestino são características apenas do grupo mais recente.

b) Circulação apresentou poucas mudanças. O número de câmaras cardíacas aumentou, o que não influenciou a circulação pulmonar e a sistêmica, que são completamente separadas em todos os grupos.

c) Respiração, no nível celular, manteve-se semelhante em todos os grupos. Houve mudança, porém, nos órgãos responsáveis pelas trocas gasosas, que diferem entre grupos.

d) Excreção sofreu muitas alterações, devido a mudanças no sistema excretor. Porém, independentemente do ambiente em que vivem, os animais excretam ureia, amônia e ácido úrico.

e) Reprodução sofreu algumas mudanças relacionadas com a conquista do ambiente terrestre. Assim, todos os vertebrados, com exceção dos peixes, independem da água para se reproduzir.

17. Os aeroportos contemporâneos e as viagens em aeronaves apresentam uma série de problemas, talvez nem sequer imaginados pelo Pai da Aviação. Esses problemas podem acarretar desconfortos ou mesmo prejuízos à saúde das pessoas. Leia as frases a seguir, procurando identificar aquelas que apresentam afirmações cientificamente válidas.

I. Os ruídos das aeronaves, principalmente no pouso e na decolagem, contribuem para a poluição das áreas próximas aos aeroportos.

II. Durante a aterrissagem, a pressão externa é maior que a pressão interna do avião.

III. Enquanto a aeronave sobe, o ar contido no ouvido médio (dentro do ouvido) e nos seios paranasais se expande.

IV. Durante o voo, a permanência na posição sentada pode causar acúmulo de líquido nas pernas e nos pés, provocando inchaço e desconforto.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmações cientificamente válidas.

a) Apenas I e II.

b) Apenas II e III.

c) Apenas III e IV.

d) Apenas I, II e III.

e) I, II, III e IV.

18. (UEG) Os controles hídricos e do conteúdo de sais do organismo são realizados por mecanismos osmorreguladores, dos quais participam estruturas ou órgãos excretores. Sobre esse assunto, é incorreto afirmar:

a) Os protistas de água doce, como paramécios e amebas, vivem em um meio cuja concentração é menor que a do interior de suas células, o que leva a entrada de água nesses organismos por osmose. A solução para essa situação é a presença dos vacúolos contráteis, que recolhem o excesso de água e a descarregam para fora da célula.

b) Os peixes ósseos marinhos, ao contrário dos de água doce, perdem água para o ambiente. Assim, esses peixes ingerem a água do mar, que é aproveitada pelo organismo, sendo o excesso de sais excretado por células especializadas localizadas nas brânquias.

c) Os peixes cartilaginosos marinhos, tais como os tubarões, possuem altos níveis de ureia no sangue, mantendo, assim, a concentração interna de seus corpos aproximadamente igual à da água do mar. Nesse caso, o excesso de sal é excretado pelos rins e, em muitas espécies, por uma glândula retal.

d) Nas halófitas, plantas que conseguem sobreviver em ambientes salinos, observa-se a presença de mecanismos que atuam na manutenção da baixa concentração de sódio dentro das células, excretando por processo passivo o excesso de sal, o que contribui para a regulação hídrica da célula.

19. (PUC-RIO) Substâncias, como o álcool, quando ingeridas em excesso são consideradas tóxicas e podem ocasionar mudança de comportamento e falta de consciência do indivíduo. Qual o órgão humano responsável pela detoxificação dessa substância do sangue?

a) Coração.

b) Pâncreas.

c) Apêndice.

d) Fígado.

e) Estômago.

20. (UPE) Na busca da superação constante, os atletas dedicam-se, os treinadores inovam, e a ciência pesquisa para os esportistas do futuro. “Equipes de cientistas especializados em medicina do esporte estão desenvolvendo pesquisas que buscam técnicas para minimizar a dor e acelerar o processo de cura nos casos de lesões musculares e, até, melhorar as performances física e mental dos atletas”.

                                                            (Galileu, maio 2007. Adaptado)

Sobre as afirmativas que contêm aspectos da fisiologia humana, relacionados com exercícios utilizados em atividades físicas, analise-as e conclua.

I   II

0  0 – A dor sentida pelos atletas em suas atividades se deve aos receptores nervosos de contato de terminações livres, enquanto a percepção de pressão é atribuída ao corpúsculo de Paccini, localizado na pele.

1  1 – Na reparação de fraturas ósseas, entram em ação os osteoclastos, células do tecido ósseo que originam os osteócitos e osteoblastos, relacionados com a regeneração e a remodelação do tecido ósseo.

2  2 – A regulação do ritmo respiratório se dá pela detecção sanguínea do nível aumentado de CO2 e da baixa de O2, diretamente pelo bulbo e por receptores das artérias aorta e carótidas, respectivamente.

3  3 – Nas lesões articulares comuns em esportistas, as rupturas de menisco são mais graves, pois sua regeneração não ocorre espontaneamente, devido ao baixo metabolismo do tecido cartilaginoso.

4  4 – Rompimentos de ligamentos e de tendões são lesões que comprometem as atividades dos atletas, pois a união dos músculos aos ossos é feita pelos ligamentos, e os tendões unem ossos a outros ossos.

21. (COVEST) Uma das principais causas de morte no mundo inteiro são as doenças cardiovasculares. Em relação a esse problema, podemos fazer as seguintes afirmações.

I  II

0  0 – Entre os principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, estão o diabetes, os fatores nutricionais e a vida sedentária.

1  1  – O uso de pílulas anticoncepcionais aumenta os riscos cardiovasculares, sobretudo em indivíduos com história familiar de doenças circulatórias.

2  2  – Apesar de estar altamente relacionado ao câncer de pulmão e de bexiga, o fumo não oferece riscos cardiovasculares.

3  3 – Alimentação rica em gordura animal, tensão nervosa (estresse), pressão alta favorecem o aparecimento da arteriosclerose, que se caracteriza pela perda de elasticidade e formação de placas de gordura nas artérias.

4  4 – A obstrução brusca de uma artéria coronária causa o infarto do miocárdio, provocando morte celular por falta de oxigenação; mas, independente da extensão da lesão, as células cardíacas têm rápida regeneração, pois o sangue que passa pelos ventrículos garante a nutrição do tecido cardíaco.

22. (ESPM-SP) Considere as funções abaixo.

I. Sintetizar ureia a partir de amônia e gás carbônico, retirados do sangue.

II. Degradar álcool e outras substâncias tóxicas, desintoxicando o organismo.

III. Destruir hemácias velhas ou anormais, transformando a hemoglobina em bilirrubina.

No organismo humano, elas são exercidas pelo:

a) Pâncreas e pelos rins.

b) Fígado e pelos rins.

c) Fígado e pelo pâncreas.

d) Pâncreas, somente.

e) Fígado, somente.

23. (PUC-RIO) Os peixes são animais pecilotérmicos. Essa afirmativa é:

a) Correta e significa dizer que, nesses animais, a temperatura corporal varia com a do ambiente.

b) Incorreta e significa dizer que esses animais possuem respiração pulmonar.

c) Correta e significa dizer que esses animais apresentam respiração branquial.

d) Correta e significa dizer que, nesses animais, a temperatura corporal não varia em relação ao ambiente.

e) Incorreta e significa dizer que, nesses animais, a temperatura corporal varia com a do ambiente.

24. (MACK) A respeito do pâncreas, assinale a alternativa correta.

a) É a única glândula mista existente no organismo.

b) Um de seus hormônios é responsável pelo controle da quantidade de água eliminada pela urina.

c) O controle da secreção de seus hormônios é realizado por hormônios hipofisários.

d) É responsável pela produção de enzimas digestivas que são secretadas no duodeno.

e) A deficiência na produção de um de seus hormônios na infância causa o nanismo.

25. (UNICAP)

I   II

0 0 – O sangue é uma variedade de tecido conjuntivo, de propriedades específicas, cuja substância intercelular é liquida.

1  1 – No neurônio, o axônio conduz o impulso nervoso para o corpo celular e o dendrito conduz para fora do corpo celular.

2  2 – Os rins contribuem para a homeostasia através do controle da eliminação de água, sais, substâncias tóxicas e substâncias em excesso e produtos finais do metabolismo.

3 3 – Uma grande desvantagem dos vegetais superiores é só poderem se reproduzir através do concurso de outra planta de sexo oposto, o que nem sempre se encontra com facilidade, como é o caso do mamoeiro macho.

4  4 – O ovo heterolécito, encontrado nos anfíbios, apresenta segmentação total e desigual e, no curso de sua embriogênese, não se forma nem âmnio nem alantoide.

26. (FUVEST) O esquema abaixo representa uma árvore filogenética de alguns filos animais. Cada número, I, II e III, corresponde à aquisição de uma característica ausente nos ramos anteriores a ele e presente nos posteriores.

26

No quadro a seguir, as características correspondentes a cada número estão corretamente indicadas em:

I

II

III

a

Células nervosas Sistema digestório completo Tubo nervoso dorsal

b

Células nervosas Tubo nervoso dorsal Sistema digestório

completo

c

Tubo nervoso dorsal Células nervosas Sistema digestório

completo

d

Tubo nervoso dorsal Sistema digestório completo Células nervosas

e

Sistema digestório

completo

Células nervosas Tubo nervoso dorsal

27. (OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA)

ESTATINAS E COLESTEROL:

As estatinas são um grupo de substâncias afins, denominadas lipoproteínas, são empregadas em medicina para tratar os altos níveis de Colesterol, LDL-colesterol e VLDL-colesterol no sangue. As lipoproteínas são essenciais ao funcionamento do organismo humano, mas em níveis sanguíneos elevados podem ser prejudiciais. O colesterol, que já foi considerado o inimigo maior do nosso sistema cardiovascular, é formado principalmente no nosso fígado. Do total de Colesterol do corpo humano, cerca do 60% é formado no fígado e o restante vem da alimentação. O colesterol e seus derivados são importantes para a produção dos hormônios, na formação das membranas celulares, na produção da vitamina D, essencial no metabolismo do cálcio, que por sua vez é importante na formação, conservação e regeneração de ossos. Sem colesterol a vida humana não é possível. Além do metabolismo do colesterol o fígado humano é uma grande usina de transformação. Marque a alternativa que não contenha uma função do fígado humano:

a) Armazenar glicogênio.

b) Produção de sais biliares.

c) Filtrar substâncias apolares oriundas diretamente do intestino (sistema porta hepático).

d) Realizar o ciclo da ornitina (produção de ureia).

e) Destruição de hemácias.

28. (COVEST) Os mecanismos de auto-regulação que levam à homeostase, para garantir um equilíbrio dinâmico, implicam retroalimentação (feedback), como ocorre no exemplo de feedback negativo, esquematicamente, ilustrado na figura.

28

O aumento da concentração da substância X determina a ativação do centro Y, que provoca o aumento da função Z, que determina a diminuição da concentração da substância X. Um exemplo de feedback negativo no homem é:

a) A regulação do ritmo respiratório.

b) A diminuição da oxigenação sanguínea por excessiva ingestão de água salgada por um náufrago.

c) A menor capacidade de armazenamento de urina em idosos.

d) A elevação da temperatura em casos de febre.

e) A contração da musculatura uterina durante o trabalho de parto.

29. (UERJ) O aldicarb, conhecido popularmente como chumbinho, é uma substância de alta toxicidade, derivada do ácido carbâmico. Ele age inibindo a acetilcolinesterase, enzima que, hidrolisando o mediador químico acetilcolina, desempenha um papel importante no processo de transmissão do impulso nervoso em sinapses como as encontradas nas junções neuromusculares. Observe a concentração de Ca++ medida em dois compartimentos de células musculares, em repouso, na ausência de aldicarb:

29a

Nos gráficos a seguir, representados na mesma escala do anterior, observe algumas alterações na concentração de Ca++ nesses compartimentos:

29b

O gráfico que mostra a ação do aldicarb, logo após sua penetração na junção neuromuscular, é o de número:

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

30. (UNICAP)

I   II

0  0 – O estômago é uma região dilatada e musculosa do canal alimentar. Nele o alimento armazenado sofre a ação do suco gástrico, que contém ácido clorídrico responsável pela extrema acidez, com pH em torno de 7,8.

1   1 – Mesmo na fase adulta, a maioria dos répteis e das aves continuam excretando ácido úrico, o que possibilita boa economia de água.

2   2 – A filtração e a reabsorção são duas etapas principais do trabalho do nefro.

3  3 – As vitaminas são nutrientes regulares, pois, com as enzimas, controlam as reações químicas do corpo.

4   4 – No homem, as enzimas responsáveis pela digestão dos carboidratos atuam na boca e no duodeno.

31. (CESGRANRIO) A reação imediata de um vertebrado a um estímulo físico nocivo depende diretamente:

a) Do sistema circulatório.

b) Do sistema nervoso.

c) Das glândulas endócrinas.

d) Dos rins.

32. (FUVEST) Todos sabem que o cavalo tem transpiração abundante; que o cão toma fôlego quando cansado, com a língua pendente para fora da boca; que o porco deita na lama e depois se seca ao ar. Estes mecanismos:

a) Diminuem a temperatura do animal.

b) Destinam-se a produzir mais energia.

c) Melhoram a respiração do animal.

d) Favorecem a excreção do animal.

e) Não têm relação entre si.

33. (FUVEST) O ornitorrinco e a equidna são mamíferos primitivos que botam ovos, no interior dos quais ocorre o desenvolvimento embrionário. Sobre esses animais, é correto afirmar que:

a) Diferentemente dos mamíferos placentários, eles apresentam autofecundação.

b) Diferentemente dos mamíferos placentários, eles não produzem leite para a alimentação dos filhotes.

c) Diferentemente dos mamíferos placentários, seus embriões realizam trocas gasosas diretamente com o ar.

d) À semelhança dos mamíferos placentários, seus embriões alimentam-se exclusivamente de vitelo acumulado no ovo.

e) À semelhança dos mamíferos placentários, seus embriões livram-se dos excretas nitrogenados através da placenta.

34. (PUC-RIO) Um organismo pluricelular necessita transportar, de forma eficiente e rápida, informações para todas as células que fazem parte de seu corpo. Quanto mais eficiente for esta sinalização de acontecimentos, melhor a resposta do indivíduo e melhor deve ser sua adaptação ao meio. Quais os sistemas envolvidos diretamente nesse processo de sinalização?

a) Nervoso, respiratório e circulatório.

b) Respiratório, digestório e locomotor.

c) Respiratório, excretor e digestório.

d) Nervoso, hormonal e circulatório.

e) Respiratório, hormonal e locomotor.

35. (COVEST) Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I  II

0  0 – A circulação nos peixes é fechada, simples e completa, enquanto nos anfíbios é dupla e incompleta, com mistura de sangue arterial e venoso; no homem, é fechada, dupla e completa.

1  1 – Nos rins, a reabsorção tubular é um processo passivo para todas as substâncias, exceto água, sendo controlada pelo ADH (hormônio antidiurético).

2 2 – No arco reflexo, a resposta motora a um estímulo não depende da percepção consciente.

3  3 – A hematose é um processo que ocorre nos alvéolos pulmonares.

4  4 – O FSH (hormônio folículo estimulante) estimula o amadurecimento do folículo, o qual produz estrógenos, que estimulam a produção de FSH, num exemplo de retroalimentação negativa.

36. Com relação aos seus conhecimentos sobre fisiologia animal, analise as proposições a seguir.

01. No coração dos mamíferos há passagem de sangue do ventrículo esquerdo para o ventrículo direito.

02. Uma pessoa normal deverá excretar mais ureia quando tiver uma alimentação rica em proteínas.

03. Um náufrago, sem suprimento de água potável, poderia sobreviver por mais tempo caso evitasse alimentar-se, exclusivamente, de peixes, porque a elevada concentração de sal no peixe induziria a desidratação por aumento de excreção de sódio e água.

04. O músculo estriado esquelético, muito trabalhado nas academias para a obtenção de um melhor resultado estético, independe do sistema nervoso para se contrair.

05. Algumas pessoas se submetem a uma cirurgia de diminuição do estômago, como auxiliar no processo de emagrecimento. Esse procedimento tem como finalidade fazer com que o indivíduo se sinta saciado com menor quantidade de alimento.

06. Logo após a nidação do ovo humano, o embrião começa a produzir um hormônio que estimula os ovários a continuar produzindo estrógeno e progesterona, de modo a manter o espessamento do endométrio. Esse hormônio é a prolactina.

07. Como os mamíferos são animais superiores, apenas neles se desenvolveu o córtex, e com ele, a capacidade de pensar.

08. O órgão respiratório dos anfíbios é separado do abdome por uma estrutura muscular, o diafragma.

Assinale a alternativa com a soma das proposições verdadeira.

a) 10.

b) 08.

c) 14.

d) 20.

e) 15.

37. (UFRRJ) O beija-flor e o hipopótamo são animais que mantêm constante a temperatura corporal. Parte da energia liberada durante a respiração aeróbica é convertida em calor e se constitui na principal fonte de calorias. Quanto aos animais em questão, espera-se que a taxa metabólica avaliada pelo consumo de oxigênio por grama de tecido, seja muito menor:

a) Nos tecidos do beija-flor, pois sua pequena superfície corporal representa uma pequena área de perda de calor.

b) Nos tecidos do hipopótamo, porque a relação entre a superfície e a massa corporal é muito menor que a do beija-flor, e ele dissipa calor para o ambiente com muito menos facilidade que o beija-flor.

c) Nos tecidos do beija-flor, porque ele tem dificuldade em reter o calor.

d) No hipopótamo, pois seu grau de atividade muscular é muito menor.

e) Nos tecidos do beija-flor, pois sua pequena massa corporal deve requerer menor quantidade de energia para se manter aquecida.

38. (FUVEST) Em caso de hipertensão, recomenda-se uma dieta sem sal porque este atua:

a) Diminuindo o volume de sangue circulante.

b) Aumentando o volume de sangue circulante.

c) Reduzindo o calibre dos vasos sanguíneos.

d) Dilatando o calibre dos vasos sanguíneos.

e) Obstruindo os capilares arteriais com placas de ateroma.

39. (UNIP-SP) Qual das seguintes atividades não é controlada por hormônios?

a) Secreção gástrica.

b) Metabolismo do cálcio e do fósforo.

c) Volume urinário.

d) Pressão sanguínea.

e) combinação do oxigênio com a hemoglobina.

40.  Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – As contrações do coração são controladas pelo sistema nervoso autônomo, pela acetilcolina, noradrenalina e por uma estrutura própria chamada rede de Purkinje, que determina o ritmo das batidas.

1   1 – Os anfíbios e os répteis possuem circulação dupla e incompleta, pois a existência de um só ventrículo no coração, mesmo que parcialmente dividido pelo forâmem de Panizza, permite a mistura do sangue venoso com o arterial.

2  2 – No estômago dos seres humanos, o ácido clorídrico ativa o tripsinogênio, transformando-o em tripsina que degrada proteínas em peptídeos e aminoácidos.

3  3 – Nos invertebrados, com exceção dos artrópodes e cefalópodes, a circulação é aberta, pois o sangue sai dos vasos e os órgãos ficam mergulhados em lacunas cheias de sangue denominada hemocele.

4   4 – Nos insetos a excreção ocorre através dos tubos de Malpighi, que retiram excretas do celoma e os liberam para fora, através de aberturas na pele.

41. (UNICAP)

I   II

0  0 – A válvula mitral guarnece o orifício atrioventricular esquerdo.

1 1 – O coração do homem  é dotado de  auto-excitação  rítmica, cujo controlador é denominado marca-passo.

2  2 – Hematose é o conjunto de reações que conduz à manutenção do equilíbrio do meio interno.

3   3 – A traqueia  é o segmento da árvore  respiratória que  fica compreendido entre a laringe e os brônquios.

4   4 – A célula flama faz parte do sistema excretor dos platelmintos.

42. (PUC-RIO) Embora a continuidade da vida na Terra dependa substancialmente de todo o elenco de características que definem os sistemas viventes, duas dessas características assumem maior importância para a preservação da vida no planeta. São elas:

a) Composição química complexa e estado coloidal.

b) Elevado grau de organização e execução das funções vitais.

c) Manutenção da homeostase e alto nível de individualidade.

d) Consumo de energia e renovação contínua da matéria.

e) Capacidade de reprodução e hereditariedade.

43. (UPE) Os seres vivos precisam de homeostase para manter a estabilidade e sobreviver. Além de sobreviver, devem ser capazes de se adaptarem ao ambiente que os cerca. Com relação à homeostase, assinale a alternativa correta.

a) A regulação da quantidade de água e sais no corpo dos peixes ósseos marinhos, conhecida como osmorregulação, ocorre, principalmente, pela ação dos grandes rins que excretam elevada quantidade de sal e ureia.

b) A regulação dos níveis de glicose no sangue circulante é realizada, principalmente, pelo glucagon do pâncreas e pela insulina produzida pelo fígado.

c) Quando a temperatura corporal sobe ou desce, receptores na pele e no bulbo captam a alteração, enviando uma mensagem ao cérebro, que dá início a uma reação no sentido de gerar ou liberar calor, conforme seja o caso, na pele e no bulbo.

d) Quando ocorre a mudança de uma variável, o corpo pode reagir através do feedback negativo. Por exemplo: na regulação dos níveis hormonais em que a produção de hormônios de uma glândula interfere na produção hormonal de outra glândula.

e) O feedback negativo causa um efeito desestabilizador da homeostase, por ampliar as variações, gerando mudanças bruscas.

44. (UFRGS) Associe os processos citados na coluna I às estruturas ou regiões do trato gastrointestinal (coluna II) onde eles ocorrem.

COLUNA I

1. Início da digestão do amido.

2. Absorção de água e concentração de material não digerido.

3. Absorção de glicose, aminoácidos, glicerol e ácidos graxos.

4. Ação digestiva da pepsina sobre as proteínas.

COLUNA II

(  ) Estômago.

(  ) Intestino delgado.

(  ) Boca.

A sequência correta, de cima para baixo, na coluna II é:

a) 134.

b) 321.

c) 34 1.

d) 412.

e) 431.

45. (UECE) Marque a alternativa em que todas as estruturas anatômicas que, embora em organismo diferentes, estão ligadas à mesma função orgânica:

a) Brânquias – alvéolos – traqueias.

b) Espícula – coluna vertebral – célula flama.

c) Gônadas – cnidoblasto – notocorda.

d) Bexiga natatória – rins – ureteres.

46. (FUVEST) Em qual das alternativas a seguir as três funções mencionadas são realizadas pelo fígado?

a) Regular o nível de glicose no sangue, transformar amônia em ureia, produzir bile.

b) Regular o nível de glicose no sangue, transformar amônia em ureia, secretar quimiotripsina.

c) Regular o nível de glicose no sangue, produzir ácido clorídrico, secretar quimiotripsina.

d) Produzir bile, transformar amônia em ureia, produzir ácido clorídrico.

e) Produzir bile, produzir ácido clorídrico, secretar quimiotripsina.

47. (PUCCAMP) De modo geral, exercício físico ajuda a reduzir gordura no corpo que é consumida na produção de energia. Energia pode também ser suprida ao organismo a partir de hidratos de carbono. O gráfico a seguir, dá a % de energia suprida ao organismo pela gordura e pelo hidrato de carbono, em função do tempo de um exercício físico (por exemplo, numa esteira).

47

Pela análise do gráfico conclui-se que:

I. Em repouso o organismo metaboliza mais um dissacarídeo do que um triglicerídeo.

II. Após 40 minutos de exercício, sacarose deve contribuir energeticamente tanto quanto margarina.

III. Com o aumento do tempo de exercício a tendência é consumir mais gordura do que hidratos de carbono.

É correto afirmar, somente:

a) I.

b) II.

c) III.

d) I e II.

e) II e III.

48. (FATEC) Os seres vivos mantêm um ambiente interno estável, mesmo quando as condições ambientais externas apresentarem variações. Essa estabilidade, denominada _____I_____, é garantida por um conjunto de reações químicas ordenadas, que constituem o _____II_____.  Assim, cada ser vivo mantém a sua própria vida e, através do processo de _____III_____, garante a sobrevivência de sua espécie. Assinale a alternativa que contém os termos que preencham, corretamente, as lacunas I, II e III.

a)  I = metabolismo

     II = homeostase

     III = reprodução

b)  I = metabolismo

     II = reação a estímulos do ambiente

     III = reprodução

c)  I = reação a estímulos do ambiente

     II = reprodução

     III = adaptação

d)  I = homeostase

     II = metabolismo

     III = reprodução

e)  I = homeostase

     II = reprodução

     III = adaptação

49. (CESGRANRIO) As brânquias em peixes ósseos marinhos, além da função respiratória, têm papel excretor e osmorregulador. A respeito das adaptações de peixes ósseos marinhos ao meio em que vivem, podemos afirmar que:

a) Bebem água salgada, que é absorvida no intestino, e eliminam o excesso de sais pelas brânquias.

b) Eliminam, pelas brânquias, grandes quantidades de água e o excesso de sais.

c) Absorvem água salgada pelas brânquias e eliminam o excesso de sais por essas estruturas.

d) Acumulam altas taxas de ureia no sangue e a eliminam gradativamente pelas brânquias.

e) Eliminam grandes quantidades de água pelo intestino e eliminam o excesso de sais pelas brânquias.

50. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Tubarão, perereca, jacaré, coruja e rato têm, respectivamente, 2, 3, 4, 4 e 4 cavidades no coração.

1  1 – Além de atuar na emulsão das gorduras, a bile, produzida pelo fígado, tem por função promover a contração da vesícula biliar.

2  2 – A ação da pepsina é favorecida pelo ácido clorídrico, contido no suco gástrico, que mantém o pH adequado para a atuação dessa enzima.

3  3 – Bebidas alcoólicas costumam aumentar o volume da urina. Isso acontece porque o álcool etílico bloqueia a liberação de ocitocina no sangue.

4  4 – No organismo humano a ureia é a principal excreta do metabolismo dos compostos nitrogenados.

51. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Artérias e veias apresentam grande número de válvulas que impedem o retorno do sangue ao coração.

1  1 – O transporte do CO2 no sangue dos seres humanos é feito principalmente sob a forma de íons HCO3-.V

2  2 – A troca gasosa de oxigênio e gás carbônico nos alvéolos se faz através da associação desses gases com proteínas transportadoras no bronquíolo.

3  3 – A secretina é um hormônio produzido pelas células estomacais, que atua estimulando a secreção de HCl e aumentando os movimentos peristálticos estomacais.

4  4 – Nos mamíferos, através do ciclo da ornitina, que acontece nos rins, a amônia é transformada em ureia.

52. (UERJ) O gráfico a seguir exemplifica como a exposição de um homem normal, repetidas vezes, a um mesmo tipo de antígeno (ex: vírus) provoca, após um certo intervalo de tempo, uma resposta do organismo.

52

Podemos atribuir essa resposta do organismo ao fenômeno de memória imunológica, que tem como consequência:

a) O aumento da produção de anticorpos.

b) A inibição da produção de anticorpos.

c) O aumento da produção de antígenos.

d) A inibição da produção de antígenos.

53. (UFMS) Os répteis, por dependerem do calor do meio ambiente para se aquecerem e por variar a temperatura de seus corpos conforme as variações da temperatura do ambiente, podem ser chamados, respectivamente, de animais:

a) Homeotérmicos, pecilotérmicos.

b) Pecilotérmicos, ectotérmicos.

c) Ectotérmicos, homeotérmicos.

d) Heterotérmicos, endotérmicos.

e) Ectotérmicos, heterotérmicos.

54. (UFF) “Um náufrago, sem suprimento de água potável, poderia sobreviver por mais tempo caso evitasse alimentar-se, exclusivamente, de peixes”.

Assinale a opção que justifica a afirmativa acima.

a) A carne de peixe contém, normalmente, concentrações elevadas de ácido úrico que, ao ser excretado, provocaria desidratação.

b) O aumento do catabolismo proteico aceleraria o consumo de água metabólica.

c) A elevada concentração de sal no peixe induziria, a desidratação por aumento de excreção de NaCl e água.

d) O aumento da excreção renal de ácido úrico, proveniente do catabolismo proteico, acarretaria concomitante perda de água.

e) O aumento da excreção renal de ureia, proveniente do catabolismo proteico, acarretaria maior perda de água.

55. (UNESP) Jamie Whitaker mal nasceu e já se tornou celebridade. Jamie é o que já está sendo chamado de “irmão salvador” pelos tabloides (jornais populares) do Reino Unido, uma criança gerada para fornecer tecidos vivos para tentar salvar a vida de outro filho de seus pais. O irmão de Jamie se chama Charlie e sofre de uma forma rara de anemia causada por anomalia genética… Como foi concebido por técnicas de fertilização “in vitro”… Jamie pôde ter suas células testadas no útero, uma forma de confirmar sua compatibilidade com as de Charlie.

(Leite, M. Ciência em Dia. Folha de S. Paulo, MAIS! 29.06.2003.)

Os termos anemia e fertilização in vitro, utilizados no texto, significam, respectivamente:

a) Doença relacionada com os glóbulos brancos ou linfócitos e técnica de fertilização do óvulo pelo espermatozoide, na tuba uterina.

b) Doença relacionada com o processo de coagulação do sangue e técnica de fertilização do óvulo pelo espermatozoide, em local apropriado do aparelho reprodutivo da mãe.

c) Doença relacionada com os processos de respiração celular e técnica de fertilização do óvulo pelo espermatozoide, em local apropriado do aparelho reprodutivo da mãe.

d) Doença relacionada com deficiência de glóbulos vermelhos ou hemácias e técnica de fertilização do óvulo pelo espermatozoide, fora do corpo da mãe.

e) Doença relacionada com o sistema imunológico e técnica de fertilização do óvulo pelo espermatozoide, fora do corpo da mãe.

56. (FUVEST) A alergia é uma hipersensibilidade desenvolvida em relação a determinadas substâncias, os alergênicos, que são reconhecidas por um tipo especial de anticorpo. A reação alérgica ocorre quando as moléculas do alergênico:

a) Ligam-se a moléculas do anticorpo presas à membrana dos mastócitos, que reagem liberando histaminas.

b) Desencadeiam, nos gânglios linfáticos, uma grande proliferação de linfócitos específicos.

c) São reconhecidas pelas células de memória, que se reproduzem e fabricam grande quantidade de histaminas.

d) Ligam-se aos anticorpos e migram para os órgãos imunitários primários onde são destruídas.

e) São fagocitadas pelos mastócitos e estimulam a fabricação das interleucinas.

57. (CESGRANRIO) As afirmativas a seguir são relacionadas aos mecanismos termorreguladores presentes em seres homeotérmicos.

I. A manutenção da temperatura corpórea é importante, porque a hipotermia e a hipertermia causam “avarias” no funcionamento enzimático.

II. Em baixas temperaturas ambientais, a vasodilatação periférica diminui o fluxo sanguíneo, implicando o aquecimento das partes externas do corpo, que passam calor para os tecidos internos.

III. Em altas temperaturas ambientais, um fator básico de regulação é a sudorese, pois a água do suor evapora, retirando calor da pele, o que não permite que a temperatura do corpo se eleve muito.

Assinale a(s) afirmativa(s) correta(s).

a) Apenas I.

b) Apenas I e II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

58.  (PUC-RIO) Para a realização de alguns processos fisiológicos, o organismo humano tem a necessidade de íons de cálcio. Dentre os mecanismos que dependem diretamente desses íons para sua realização, temos:

a) Excreção de toxinas e atividade da tiroide.

b) Digestão de alimentos básicos e respiração.

c) Coagulação do sangue e contração muscular.

d) Atividade neurológica e oferta de O2 às células.

e) Crescimento dos ossos e atividade da hipófise.

59. Nos esquemas abaixo, são representadas algumas “estruturas” relacionadas à espécie humana.

59

I. No esquema C, a seta 1 mostra a fecundação óvulo (ovócito secundário) que ocorre no terço proximal da tuba uterina. A seta 2 mostra o início do fenômeno da nidação. O percurso (1→ 2) é percorrido em cerca de 6 dias.

II. O esquema A mostra um feto humano em processo gestacional. A seta 2 assinala a placenta, enquanto a estrutura da seta 1 é o cordão umbilical, por onde passam duas artérias e uma veia.

III. Um nefro é mostrado no esquema D. 1 é o corpúsculo renal, onde se processa a filtração do sangue; 2 é a arteríola eferente, a partir da qual formam-se os capilares peritubulares; em 3 há uma grande reabsorção de água por influência do ADH.

IV. No esquema B são mostradas, a grande e a pequena circulação. Nas estruturas 1, 2 e 4 o sangue circulante é carbonado. Esta circulação é dupla e completa.

Assinale a alternativa verdadeira.

a) Todas as proposições estão incorretas.

b) Todas as proposições estão corretas.

c) Há apenas uma proposição incorreta.

d) Apenas duas proposições são verdadeiras.

e) Apenas uma proposição está correta.

60. (UFES) No Pantanal Mato-Grossense, os jacarés aquecem-se ao sol nas margens dos rios durante o dia e, como a água esfria mais lentamente que a terra, submergem à noite. Essa estratégia dos crocodilos está relacionada ao fato de eles:

a) Excretarem principalmente ureia, composto nitrogenado com baixa toxicidade que necessita de água para ser eliminado.

b) Serem ectotérmicos, dependendo de fontes externas de calor para a regulação da temperatura corpórea.

c) Dependerem da água para a fecundação e o desenvolvimento dos ovos.

d) Apresentarem o corpo revestido por uma pela grossa, com placas córneas, que evita a dessecação.

e) Não terem, em seus pulmões, superfície suficiente para uma troca gasosa eficiente, necessitando realizar absorção de oxigênio da água do meio circundante, através de mucosa cloacal.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

A

A

D

FFVFF

D

A

B

C

VFVVV

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VFVVV

A

B

B

VFVFF

C

E

D

D

VFVVF

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VVFVF

E

A

D

VFVFV

A

C

A

B

FVVVV

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

A

C

D

VFVVF

A(2,3,5)

B

B

E

FFFFF

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

VVFVV

E

D

E

A

A

E

D

A

VFVFV

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

FVFFF

A

E

C

D

A

C

C

D(II,III)

B

 

Publicado por: Djalma Santos | 21 de junho de 2013

Testes de taxonomia

01. (UFTM) Na animação Rio, do brasileiro Carlos Saldanha, os personagens são, principalmente, diferentes tipos de aves e um cachorro.

01

Considerando que tenham sido baseados em animais reais e de acordo com a atual classificação biológica, pode-se afirmar que:

a) Todos pertencem à mesma classe, porém, seriam separados em duas ordens distintas.

b) Todos pertencem ao mesmo filo, porém, seriam separados em duas classes distintas.

c) As aves são do mesmo gênero, porém, pertencem a ordens distintas.

d) As aves são da mesma classe, porém, pertencem a reinos distintos.

e) Todos pertencem ao mesmo subfilo, porém, pertencem a domínios distintos.

02. (URCA) Assinale a alternativa correta relativa à classificação dos seres vivos e suas características gerais:

a) As cyanobacteria possuem como característica principal a ausência de pigmento.

b) As Rhodophyta possuem parede celular de peptoglucano.

c) As Chlorophyta possuem como substância de reserva o glicogênio.

d) As diatomacias possuem parede celular de silicatos.

e) Os fungos ascomycotina possuem amido como substância de reserva.

03. (UFPB) Em 1990, Carl Woese e colaboradores propuseram uma nova forma de classificação dos seres vivos e criaram uma categoria taxonômica acima do Reino, o Domínio. Assim, a nova classificação apresenta os Domínios Bacteria, Archaea e Eukarya, conforme a figura abaixo:

03

Com base na figura e nos conhecimentos acerca dos diferentes grupos de seres vivos, é correto afirmar:

a) O Domínio Eukarya foi o primeiro a apresentar o RNA ribossômico.

b) O Domínio Eukarya apresenta somente organismos pluricelulares.

c) O Domínio Archaea apresenta maior parentesco com Eukarya do que com Bacteria.

d) O Domínio Archaea possui, entre seus representantes, os protozoários e as algas unicelulares.

e) O Domínio Bacteria engloba os organismos que não apresentam peptidioglicano em suas paredes celulares.

04. (IFAL) Os morcegos são animais acusados injustamente de serem maus, embora a maioria desses mamíferos voadores seja frutívora, extremamente importantes na manutenção das florestas, pois ajudam a dispersar as sementes; os morcegos-vampiro alimentam o mito e provocam reações negativas. A ordem a que pertencem esses animais e:

a) Quirópteros.

b) Cetáceos.

c) Proboscideos.

d) Artiodactilos.

e) Lagomorfos.

05. (UPE)

05

Era uma vez uma cigarra que vivia cantando, sem se preocupar com o futuro. Encontrando uma formiga que carregava uma folha pesada, falou:

- Para que todo esse trabalho? O verão é para a gente aproveitar!

- Nós, formigas, não temos tempo para diversão. É preciso guardar comida para o inverno.

- Deixa esse trabalho para as outras! Vamos nos divertir.

- Se não mudar, você há de se arrepender, cigarra! Vai passar fome e frio.

- O inverno ainda está longe, querida!

O inverno chegou, e a cigarra começou a passar frio e fome. Desesperada, foi bater na casa da formiga.

Abrindo a porta, a formiga viu na sua frente a cigarra quase morta. Puxou-a para dentro, agasalhou-a e alimentou-a. Porém disse à cigarra:

- No mundo das formigas, todos trabalham e, se você quiser ficar conosco, cumpra o seu dever: toque e cante para nós.

Para a cigarra e para as formigas, aquele foi o inverno mais feliz das suas vidas.

Adaptado de Contos Tradicionais do Brasil

A cigarra e a formiga já foram tema de lendas, músicas e de contos. Analisando as proposições abaixo sobre esses artrópodes, pode-se concluir que:

I   II

0  0 – A divisão do corpo desses exemplares de Chilopoda restringe-se à cabeça e ao tronco.

1  1 – A formiga e a cigarra são hexápodes e díceros.

2  2 – A respiração desses insetos é do tipo traqueal.

3  3 – A alimentação desses exemplares de crustáceos ocorre por filtração.

4  4 – Aranhas e embuás são representantes da mesma classe de artrópodes que a cigarra e a formiga.

06. (UDESC) Sobre a classificação biológica, analise as proposições abaixo:

I. Pirâmides de teias alimentares são representações gráficas em forma de árvore nas quais são mostradas as relações de parentesco entre seres vivos.

II. A Fenética agrupa os organismos com o maior número de características fenotípicas possíveis, mesmo que não reflitam a história evolutiva do grupo.

III. Para a Filogenética, a classificação biológica deve refletir o máximo possível as relações de parentesco entre os grupos de seres vivos.

IV. A Cladística procura estabelecer relações de parentesco evolutivo pela escolha criteriosa de características que indiquem realmente a ancestralidade comum entre os grupos, tentando descartar as características decorrentes de convergência evolutiva.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

07. (PUC-CAMPINAS)

Atenção: Para responder esta questão considere o texto apresentado abaixo.

Esferas minúsculas podem se tornar uma arma contra a leishmaniose visceral, doença causada pelo protozoário Leishmania chagasi que, sem tratamento, é fatal em 90% dos casos. A principal terapia disponível emprega antimônio, um metal bastante tóxico para o paciente. Agora um grupo coordenado pelo farmacologista André Gustavo Tampone, do Instituto Adolfo Lutz, testou com sucesso a furazolidona, um medicamento usado contra a giardíase, uma parasitose intestinal, e contra a Helicobacter pylori, bactéria causadora da úlcera gástrica.

                         (Revista Pesquisa Fapesp, junho de 2010, p. 42)

Segundo certas classificações biológicas, toda a biodiversidade poderia ser dividida em 3 domínios: Bacteria, Eukarya e Archaea. A seguir, estão listadas algumas características e exemplos de seres classificados em cada domínio.

I. Archaea: organismos unicelulares procarióticos e habitantes de ambientes extremos.

II. Bacteria: organismos unicelulares procarióticos.

III. Eukarya: inclui todos os organismos eucarióticos.

Assinale a alternativa que apresenta e justifica corretamente a classificação de Leishmania em um desses domínios.

a) Em Eukarya, pois todos os protozoários possuem núcleo celular organizado.

b) Em Bacteria, pois a capacidade de causar patologias humanas é exclusiva desse grupo.

c) Em Archaea, pois vivem em um ambiente extremo onde há excesso de água e sais minerais.

d) Em Bacteria, pois aí estão todos os seres unicelulares e com núcleo celular.

e) Em Eukarya, pois os protozoários são animais, ainda que microscópicos.

08. (UNESP) No para-choque de um caminhão, estava escrita a frase:

08

Atrás do caminhão vinha um ônibus escolar e os alunos, além de se divertirem com a frase, fizeram os seguintes comentários:

Pedrinho: – A frase está errada, pois o cavalo-marinho não se faz passar por peixe. Ele é um peixe.

Marcos: – Sim, mas nem tudo está tão errado assim. Afinal, sendo cordados, cavalos e peixes possuem fendas branquiais em alguma etapa de seu desenvolvimento.

João: – É verdade. Porém só nisso se assemelham, pois os cavalos, como os demais mamíferos, têm sistema nervoso dorsal, enquanto que no peixe é lateral.

Flávia: – Vocês todos estão errados, pois os cavalos-marinhos não são peixes, mas sim crustáceos, como o camarão, a lagosta e o caranguejo.

Rafael: – É isso mesmo! Crustáceos, com todas as características típicas desse grupo de artrópodes, incluindo cauda articulada e exoesqueleto.

Paulo: – O Rafael só errou em uma coisa: os crustáceos não são artrópodes. Os insetos é que o são.

Gilmar: – Nem peixes, nem crustáceos. São mamíferos aquáticos, ou não se chamariam cavalos-marinhos.

Pode-se dizer que estão corretos:

a) Pedrinho, Marcos e João, apenas.

b) Pedrinho e Marcos, apenas.

c) Flávia e Rafael, apenas.

d) Flávia e Paulo, apenas.

e) Gilmar, apenas.

09. (UNCISAL) A taxonomia é o ramo da Biologia que trata da organização dos seres vivos em classificação. Assinale com falso (F) e verdadeiro (V).

(  ) Espécie é a unidade básica de classificação.

(  ) Espécies afins se juntam para formação de uma ordem.

(  ) Famílias é um grupo de gêneros.

(  ) Reino é um grupo de classes.

A ordem correta de cima para baixo é:

a) V, V, V, F.

b) V, F, V, F.

c) F, F, F, V.

d) F, F, V, V.

e) V, V, V, V.

10. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0 0 – Canis familiarisCanis lupus, são dois  animais que  pertencem a uma mesma família.

1 1 – A inexistência de órgãos ou  de tecidos bem  definidos,  justifica a classificação das esponjas no sub-reino Parazoa.

2 2 – Na moderna  classificação, os  seres  vivos  foram  agrupados  em cinco reinos: protista, alga, protozoário, animal e vegetal.

3 3 – Diferenças  de tamanho entre  duas moscas  (Musca domestica)  não pode ser atribuída à diversidade de espécies.

4 4 – O nome científico  do grande gorila africano é Gorilla gorilla beringei. As palavras Gorilla e beringei são referentes, respectivamente, a gênero e espécie.

11. (FGV) A taxonomia fornece meios para esclarecer a evolução dos organismos, assim como suas inter-relações. Novos organismos são descobertos com frequência e a função dos taxonomistas é classificá-los de forma que reflitam as relações filogenéticas. A principal missão do taxonomista é conhecer a variabilidade e separá-la em intra e interpopulacional. Sabendo-se que as características morfológicas têm auxiliado os taxonomistas na classificação dos seres vivos, pode-se afirmar que:

a) A morfologia de uma célula é suficiente para esclarecer suas relações filogenéticas.

b) As características morfológicas são úteis na identificação de organismos como bactérias, por exemplo, diferenciando estruturas como endósporos ou flagelos.

c) Os organismos macro ou microscópicos são morfologicamente diversificados, portanto, os critérios morfológicos não criam dúvidas na separação dos mesmos.

d) Desde os tempos de Aristóteles, a classificação dos organismos vivos é baseada apenas em características morfológicas evidentes.

e) A morfologia é, ainda, a melhor ferramenta disponível visando a classificação, uma vez que a biologia molecular e a genética têm se mostrado inconclusivas, devido à grande variabilidade genética das espécies.

12. (UPE) Na música infantil Fui à Espanha, o caranguejo é comparado a um peixe, mas enquanto este se caracteriza pela presença de vértebras, aquele não as possui e, ainda assim, pertencem a uma mesma categoria hierárquica na nomenclatura Zoológica.

12

Dessa forma, obrigatoriamente devem pertencer à (ao) mesma(o):

a) Classe.

b) Espécie.

c) Família.

d) Ordem.

e) Reino.

13. (UFG)                                      Leia a tirinha a seguir.

13

WATTERSON, Bill. A hora da vingança: as aventuras de Calvin e Haroldo.

São Paulo: Conrad, 2009. p. 54. [Adaptado].

Para nomear cientificamente seus insetos de acordo com o sistema binominal de nomenclatura estabelecido por Lineu, Calvin deverá utilizar primeiro um epíteto:

a) Genérico para indicar o gênero, seguido do epíteto específico para indicar a espécie.

b) Genérico para indicar a família, seguido do epíteto específico para indicar o gênero.

c) Genérico para indicar a espécie, seguido do epíteto específico para indicar o gênero.

d) Específico para indicar o gênero, seguido do epíteto genérico para indicar a família.

e) Específico para indicar a espécie, seguido do epíteto genérico para indicar o gênero.

14. (IFTM)            Leia o texto para responder esta questão:

O rato que desapareceu em Brasília

Curiosamente, o pequeno rato-candango foi extinto pela mesma força que revelou sua existência: a construção de Brasília. A espécie foi descrita depois que operários da Novacap, a empresa que fazia a terraplanagem do futuro Jardim Zoológico do Distrito Federal, em 1964, encontraram ninhos próximos aos canteiros de obras. Os animais foram examinados e classificados como de uma espécie nova. O rato de Brasília, com cauda espessa e hábitos subterrâneos que constrói túneis e ninhos em buracos foi batizado com o curioso nome de Juscelinomys candango, em homenagem ao presidente Juscelino Kubitschek, idealizador da cidade. Já a palavra “Candango” era o nome dado aos trabalhadores que migravam à capital para a sua construção. Mas as obras de construção da capital também foram responsáveis pelo desaparecimento desse animal na natureza. No começo da semana, durante a divulgação da nova Lista Vermelha, elaborada pela União Internacional para a Conservação da natureza, o candango Juscelinomys subiu da categoria de criticamente ameaçado para “extinto” e virou o mais novo integrante do time dos bichos que existem apenas nos livros científicos. O mamífero é um dos destaques da lista, que também revelou que um em cada quatro mamíferos do planeta está sob ameaça de extinção. A parceira mais próxima de Juscelinomys na Lista Vermelha é a perereca de Santo André, Phrynomedusa fimbriata. Desde 1920, ninguém nunca mais coletou ou viu esse animal. “Provavelmente ela desapareceu devido ao aumento da poluição e da urbanização de seu habitat”, diz Adriano Paglia, analista de biodiversidade da Conservação Internacional. Tanto a perereca de Santo André quanto o rato de Brasília possuem um ponto em comum: desapareceram da natureza antes dos últimos cem anos… Já os outros animais brasileiros considerados extintos são bichos que ninguém nunca viu sequer a imagem, como um morcego vampiro gigante do Sudeste e um roedor do arquipélago de Fernando de Noronha, no litoral Nordeste do Brasil. Ambos são conhecidos apenas por publicações científicas e registro de ossadas encontradas nas escavações. O tal morcego vampiro gigante, que teria assombrado o Sudeste do país, pode ter sido extinto muito antes da construção de São Paulo. Já o roedor de Fernando de Noronha foi descrito apenas pelo náufrago Américo Vespúcio em 1503. “Estudos apontam que a chegada de espécies exóticas como o rato comum europeu, e os cães e gatos domésticos foram os responsáveis pelo desaparecimento desse animal no arquipélago”, diz Paglia.

             (Adaptado da Revista Época de 11/10/2008).

O nome científico surgiu da necessidade de se criar um nome para a espécie que tivesse padronização universal e fosse reconhecido no mundo todo, pois um mesmo ser vivo pode receber nomes diferentes, dependendo da região do Planeta na qual você quer fazer seu estudo. O nome científico do rato de Brasília é Juscelinomys candango. A palavra Juscelinomys e a palavra candango referem – se, respectivamente a:

a) Gênero e subgênero.

b) Termo específico e subespécie.

c) Ordem e espécie.

d) Gênero e termo específico.

e) Espécie e subespécie.

15. (UPE) Texto para esta questão.

                                      MORENA TROPICANA

                                      COMPOSIÇÃO ALCEU VALENÇA/VICENTE BARRETO

                                       Da manga rosa

                                       Quero o gosto e o sumo

                                       Melão maduro, sapoti, juá

                                       Jabuticaba teu olhar noturno

                                      Beijo travoso de umbu cajá…

                                      Pele macia

                                     Ai! carne de caju

                                     Saliva doce

                                     Doce mel

                                     Mel de uruçu

                                    Linda morena

                                    Fruta de vez temporana

                                    Caldo de cana caiana..

                                   Vou te desfrutar

                                         …Vem me desfrutar…

                                  Morena Tropicana

                                  Eu quero teu sabor

                                  Ai, ai, ioiô, ioiô…(2x)

DADOS AUXILIARES:

Manga 

Mangifera indica

Anacardiaceae

Melão 

Cucumis melo

Cucurbitaceae

Sapoti 

Manilkara zapota

Sapotaceae

Cana-de-açúcar 

Saccharum officinarum

Poaceae

Sobre as palavras destacadas na música “Morena Tropicana”, analise as afirmativas e conclua.

I    II

0   0 – A manga é o fruto da mangueira, que corresponde às seguintes categorias e aos nomes de  táxons: Reino Plantae, Divisão Bryophyta, Classe Araucariaceae.

1  1 – As frutas destacadas na primeira estrofe da música pertencem a plantas do mesmo gênero.

2  2 – Os produtos destacados na segunda estrofe da música provêm, respectivamente, de uma planta e de um animal, sendo estes pertencentes a reinos distintos.

3  3 – A abelha uruçu corresponde às seguintes categorias e aos nomes de táxons: Reino Animalia, Filo Arthropoda, Classe Insecta, Ordem Hymenoptera.

4 4 – A cana apresenta as categorias taxonômicas, organizadas na seguinte ordem de complexidade crescente: Plantae, Saccharum, Poaceae.

16. (PASES-UFV) Em uma aula prática de Biologia, o professor entregou aos alunos os seguintes artrópodes para que fossem agrupados em suas respectivas classes taxonômicas: aranha, borboleta, pulga, camarão, lacraia e escorpião. Quantas Classes estão representadas nesta lista?

a) 1.

b) 2.

c) 4.

d) 3.

e) 5.

17. (UPE)           LEIA O SEGUINTE TEXTO:

“PALMEIRAS DE OURO”

Por todo o Brasil, especialmente nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste, existem vastas populações de palmeiras economicamente importantes, verdadeiras “minas de ouro vegetal”.

Açaí (Euterpe oleracea) – palmeira altamente ornamental. Ocorrência: várzeas úmidas do Pará, Amazonas, Maranhão e Amapá. Utilidade: Os frutos servem para fabricar vinho. O palmito é também muito utilizado.

Palmito juçara (Euterpe edulis) – é uma das palmeiras mais belas de toda a flora brasileira. Ocorrência: na Mata Atlântica, do sul da Bahia até Missiones, na Argentina.

Carnaúba (Copernicia prunifera) – Ocorrência: solos arenosos e alagadiços, várzeas e margens dos rios de regiões de clima quente. Das folhas desta palmeira, obtém-se uma cera de grande importância industrial.

Buriti (Mauritia vinifera e M. flexuosa) – Ocorrência: Brasil Central e o sul da planície amazônica. Utilidade: dos frutos se produz vinho, óleo comestível e medicinal.

Palmeiras imperiais (Roystonea oleracea), originárias das Antilhas e Venezuela. São muitas vezes confundidas com as palmeiras reais (Roystonea regia), trazidas do Caribe.

                                  Fonte: Kristina Michahelles Revista Terra da Gente – Campinas, SP. (adaptado).

Dentro das regras da classificação e nomenclatura biológica, assinale a alternativa correta.

a) Euterpe oleracea e Euterpe edulis são palmeiras classificadas na mesma espécie, porém, de subespécies distintas.

b) O gênero Mauritia (buriti) inclui a espécie Vinifera e a espécie Flexuosa que correspondem a diferentes filos.

c) As palmeiras imperiais (Roystonea oleracea) e as palmeiras reais (Roystonea regia) são classificadas dentro da mesma família e do mesmo gênero.

d) As palmeiras são classificadas dentro de uma grande diversidade de espécies, porém todas elas têm em comum sua posição taxonômica dentro do mesmo gênero e mesmo filo.

e) A carnaúba (Copernicia prunifera) e o açaí (Euterpe oleracea) são palmeiras do gênero das dicotiledôneas.

18. (CEFET-MG) Analise a figura abaixo.

18

Disponível em: <http://www.crbio3.org.br/bancoimg/060825000610charge_dezembro%202005PG>Acesso em: 09 abr. 2010.

Sobre o sistema de classificação dos seres vivos, e correto afirmar que:

a) O filo pode ser formado por vários reinos.

b) A categoria subgênero é superior a espécie.

c) O gênero deve ser escrito com letra inicial minúscula.

d) Os nomes científicos equivalem aos nomes populares.

e) O nome cientifico das espécies depende da língua de cada pais.

19. (UECE) Ao longo da história, muitos sistemas para a classificação dos seres vivos foram propostos, mas até hoje essa questão continua controversa e muitos organismos ainda não se encontram colocados nos grupos mais adequados. O sistema atual de classificação utiliza o Sistema Binomial de Nomenclatura, proposto por Lineu e, segundo essa proposta, o cão doméstico (Canis familiaris), o lobo (Canis lupus) e o coiote (Canis latrans) pertencem a uma mesma categoria taxonômica. Esses animais fazem parte de um(a) mesmo(a):

a) Gênero.

b) Espécie.

c) Raça.

d) Família.

20. (URCA) Quais dos animais abaixo são da ordem Xenarthra?

20

a) 2, 3, 4 e 5.

b) 4 e 5.

c) 2 e 4.

d) 3 e 5.

e) Todos.

21. (UESPI) A reorganização taxonômica dos seres vivos baseada em aspectos evolutivos e filogenéticos, proposta por Karl Woese em 1978, demonstrou a existência de três linhagens celulares conhecidas como “Domínios”. Sobre este assunto, é correto afirmar que:

a) Os Domínios são categorias taxonômicas acima de Reino.

b) O Domínio Archea inclui bactérias que podem causar doenças ao homem.

c) O Domínio Eukaria inclui fungos, algas azuis, protistas e vegetais.

d) O Domínio Eubacteria inclui organismos encontrados em ambientes ácidos ou hipersalinos.

e) A existência dos Domínios não alterou o sistema de classificação dos cinco Reinos proposta por Robert Wittaker em 1969.

22. (UEAP) A diversidade do reino animal é grande quando comparada aos demais reinos dos seres vivos. Uma das características gerais mais importantes na evolução dos animais é a simetria que pode ser bilateral ou radial. Alguns animais apresentam o mesmo padrão de simetria na fase embrionária e na fase adulta. Outros animais apresentam simetria na fase embrionária ou larval diferente da fase adulta (simetria secundária). Assinale a alternativa que apresenta um exemplo de animal com simetria radial secundária.

a) Poríferos.

b) Cnidários.

c) Equinodermos.

d) Moluscos.

e) Peixes.

23. (UFPel) Analise o diagrama abaixo:

23

Com base em seus conhecimentos e no diagrama, é correto afirmar que:

a) Não existem organismos unicelulares autotróficos. Os representantes dos autotróficos são as plantas (organismos E) e as algas.

b) Os fungos não são eucariotos, e sim organismos procariotos. Eles são autotróficos porque podem realizar fermentação e, a partir desse processo, produzir sua própria energia.

c) As angiospermas não são exemplos de organismos multicelulares sem tecidos verdadeiros, assim como as gimnospermas elas são organismos autotróficos que apresentam tecidos verdadeiros.

d) A abelha não é um organismo heterotrófico, pois ela produz o seu próprio alimento. Portanto, ela deve ser classificada como autotrófica.

e) Todos os organismos unicelulares são procariotos, como por exemplo, as cianobactérias, que são bactérias com capacidade fotossintetizante.

24. (UNINOEST) O motivo do grande sucesso da agricultura orgânica é a preservação do meio ambiente, a melhoria das condições de vida dos agricultores e a redução do uso dos agrotóxicos. Em razão disso, existem espécies tais como as minhocas (Lumbricus terrestris) que são as primeiras a desaparecerem com a utilização de produtos químicos e servem para indicar a qualidade do solo. Assinale a alternativa cuja classificação dessa espécie é correta.

a) Classe Hirudinea.

b) Classe Polychaeta.

c) Classe Scaphopoda.

d) Classe Trematoda.

e) Classe Oligochaeta.

25. (UDESC) Analise as proposições a respeito dos organismos do Reino Protista e assinale a(s) correta(s).

I    II

0   0 – Os protozoários são eucariontes unicelulares heterótrofos.

1   1 – A organela de locomoção dos protozoários é apenas do tipo flagelo.

2  2 – O Trypanosoma cruzi é o protozoário flagelado causador da doença de Chagas.

3  3 – As diatomáceas são algas do grupo das crisófitas; têm parede celular rígida por causa da presença de celulose.

4  4 – Nos protistas predomina a reprodução assexuada por cissiparidade, que se inicia com a divisão do núcleo e depois em divisão do citoplasma.

26. (IF-GO) Assinale a alternativa incorreta.

a) Sistemática é o ramo da biologia que estuda a diversidade biológica.

b) Os cientistas dividem os seres vivos em categorias de acordo com suas características comuns.

c) Lineu concluiu que características estruturais e anatômicas eram as mais adequadas para agrupar os seres vivos.

d) O Triatoma infestans transmite a doença de Chagas.

e) Lineu criou a nomenclatura trinonimal para dar nomes às espécies.

27. (UESPI) Os cordados (Chordata) compreendem um importante Filo do Reino Animalia. São exemplos de organismos desse Filo:

a) Ameba, paramécio e esquistossomo.

b) Sanguessuga, minhoca e solitária.

c) Urocordados, moluscos e esponjas.

d) Ouriço, estrela-do-mar e água-viva.

e) Anfioxo, cobra e cão.

28. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere a figura abaixo que representa tipos de raízes encontrados em plantas dos manguezais.

28

A maneira correta de escrever o nome científico de uma árvore característica dos manguezais brasileiros é:

a) Rhizophora mangle.

b) Rhizophora Mangle.

c) rhizophora mangle.

d) rhizophora Mangle.

e) Rhizophora mangle.

29. (FGV) A nomenclatura científica não usa nomes comuns, pois, muitas vezes, o mesmo nome é utilizado para muitos organismos diferentes em locais distintos. Saber o nome científico de um organismo é importante, porque:

a) No caso de organismos patogênicos, um tratamento correto poderá ser aplicado.

b) Anualmente os taxonomistas precisam atualizar os nomes dos gêneros em códigos internacionais de identificação.

c) Ao caso de uso biotecnológico, o organismo deverá mudar o nome científico de acordo com o país onde está sendo utilizado.

d) As plantas e os animais, classificados no mesmo reino, servirão para estabelecer a sucessão biológica em áreas desérticas.

30. Atualmente, os seres vivos podem ser classificados em 5 Reinos, estabelecendo-se uma ordem na diversidade da natureza, facilitando a sua compreensão. Assim, é correto afirmar quer:

I   II

0 0 – O sistema binomial de nomenclatura adota a Espécie como unidade básica de classificação.

1  1 – Em taxonomia, uma Ordem engloba diversas Famílias, assim como um Gênero reúne diferentes espécies.

2 2 – Um determinado vegetal, de acordo com a classificação vigente, pertencerá obrigatoriamente a um Reino, a um Filo ou Divisão, a uma Classe, a uma Ordem, a uma Família, a um Gênero e a uma Espécie.

3  3 – O Reino Protista engloba organismos unicelulares eucariontes, entre os quais se incluem protozoários, algumas algas e certos fungos.

4  4 – Os seres vivos pertencentes ao Reino Monera se caracterizam por serem todos unicelulares, com uma estrutura nuclear bem-organizada.

31. (PUC-RIO) Um entomólogo estudando a fauna de insetos da Mata Atlântica encontrou uma espécie cujos caracteres não se encaixavam naqueles característicos dos gêneros de sua família. Isto levará o cientista a criar:

a) Uma nova família com um novo gênero.

b) Somente uma nova espécie.

c) Um novo gênero com uma nova espécie.

d) uma subespécie.

e) uma nova ordem com uma nova família.

32. (UFPA) Canis familiaris e Canis lupus correspondem, respectivamente, aos nomes científicos para cães domésticos e lobos, de acordo com o sistema binominal de classificação dos seres vivos elaborado por Lineu, no século XVIII. No atual sistema de classificação biológica, cães e lobos enquadram-se no(a):

a) Família Canidae.

b) Ordem Mammalia.

c) Classe Carnívora.

d) Filo Metazoa.

e) Reino Chordata.

33. (OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA) Um zoólogo encontrou uma nova espécie de animal para a ciência e resolveu descreve-lo com o nome de Callis panipitus. Por que ele denominou esta espécie com dois nomes?

a) Porque já existia outra espécie denominada Callis, assim a nova espécie precisa de um segundo nome.

b) Porque é uma espécie nova, e espécies novas necessitam de pelo menos dois nomes para distinguir das espécies antigas segundo as normas de nomenclatura utilizadas pelos zoólogos.

c) Porque nas normas de nomenclatura utilizadas pelos zoólogos, as espécies são referidas sempre por dois nomes quando pertencem a um gênero ou três quando pertencem a uma família.

d) Porque este animal é um vertebrado e, somente no caso dos vertebrados, são necessários dois nomes pelas normas zoológicas.

e) Porque nas normas de nomenclatura utilizadas pelos zoólogos, as espécies são denominadas por dois nomes.

34. (UNESP) Considerando o sistema de classificação taxonômica, se duas espécies pertencem a duas famílias diferentes, então:

a) Podem pertencer ao mesmo gênero.

b) Podem pertencer à mesma ordem.

c) Obrigatoriamente são da mesma classe.

d) Pertencem a gêneros diferentes, mas não a ordens diferentes.

e) Podem pertencer à mesma ordem, mas não à mesma classe.

35. (Osec-SP) O cão doméstico pertence ao gênero Canis, família Canidae, ordem Carnívora, classe Mammalia, filo Chordata, reino Animalia. O lobo pertence ao mesmo gênero e a raposa à mesma família. Logo:

a) Lobo, raposa e cão não pertencem à mesma ordem.

b) As semelhanças entre lobo e cão são maiores do que entre lobo e raposa.

c) As semelhanças entre lobo e raposa são maiores do que entre lobo e cão.

d) A diversificação lobo-cão é mais antiga do que a diversificação lobo-raposa.

e) O cruzamento entre cão e raposa é normalmente possível.

36. (UFES) Observando-se o nome científico da planta pau-rosa − Aniba rosaeodora var amazônica Ducke syn Aniba duckei Kostermans − é correto afirmar que os termos Aniba e Kortermans se referem, respectivamente, a:

a) Espécie e variedade.

b) Gênero e autor.

c) Espécie e subespécie.

d) Gênero e espécie.

e) Espécie e sinonímia.

37. (UFBA) A partir do diagrama abaixo, não é correto afirmar-se que:

37

a) Todos os cordados são animais.

b) Nem todos os cordados são vertebrados.

c) Os mamíferos formam uma das classes dos vertebrados.

d) Estrela-do-mar e anfioxo pertencem a filos diferentes.

e) A classe é um grupo menos homogêneo que o filo.

38. (UNISINOS-RS) Um aluno, ao observar os seres vivos microscópicos de um charco, verifica a grande quantidade de seres eucariontes unicelulares, coloniais ou não, e, com a ajuda da bibliografia, consegue identificar um microrganismo do gênero Euglena, que apresenta características tanto animais como vegetais, sendo autotrófico ou heterotrófico dependendo da presença ou ausência da luz e deslocando-se através de um flagelo.

Considerando o sistema de Classificação de Whittaker (1969), o aluno concluirá, pelas características observadas, que tal organismo pertence ao Reino:

a) Animalia.

b) Metaphyta.

c) Protista.

d) Monera.

e) Dos vírus.

39. (UNIPAC) Para nomear um ser vivo, é necessário observar algumas regras. Marque a opção correta:
a) Deve ser usado o latim, sendo o prenome referente à ordem e o nome à espécie.
b) Deve ser escrito em latim, sendo o prenome com inicial maiúscula e se referindo ao gênero.
c) De ser usado o grego, sendo o prenome com inicial minúscula e o nome maiúscula.
d) Deve ser escrito em grego, sendo o nome em letra minúscula e se referindo à espécie.

40. (FGV) Assim como algumas espécies formam um gênero, gêneros relacionados formam uma família, e assim por diante. Portanto, na hierarquia taxonômica é correto afirmar que:

a) As classes são agrupadas em filos.

b) Os domínios são agrupados em reinos.

c) As espécies são agrupadas em subespécies.

d) Os gêneros são agrupados em classes.

41.  (UFJF) Observe as figuras e assinale a opção que contém, em ordem, os protozoários por seus nomes científicos.

41

a) Entamoeba histolytica, Leishmania brasiliensis, Plamodium malariae, Giardia lamblia.

b) Entamoeba histolytica, Trypanosoma cruzi, Toxoplasma gondii, Giardia lamblia.

c) Entamoeba histolytica, Leishmania brasiliensis, Toxoplasma gondii, Trichomanas vaginalis.

d) Entamoeba histolytica, Leishmania brasiliensis, Balantidium coli, Trichomanas vaginalis.

e) Entamoeba histolytica, Trypanosoma cruzi, Balantidium coli, Giardia lamblia.

42. (UFBA) Crassostrea rhizophora, Rhizophora mangle e Crassostrea brasiliana são os nomes científicos de três espécies. Com base nos princípios da nomenclatura biológica, pode-se concluir que:

a) Há maior grau de parentesco entre Crassostrea rhizophora e Crassostrea brasiliana que entre Crassostrea rhizophora e Rhizophora mangle.

b) Há maior grau de parentesco entre Crassostrea rhizophora e Rhizophora mangle que entre Crassostrea rhizophora e Crassostrea brasiliana.

c) Entre Crassostrea brasiliana e Rhizophora mangle evidencia-se uma relação de parentesco no nível de ordem.

d) Entre Crassostrea rhizophora e Rhizophora mangle evidencia-se uma relação de parentesco no nível de gênero.

e) Crassostrea brasiliana e Crassostrea rhizophora são aparentadas, embora pertençam a famílias diferentes.

43. (UFPA) O Museu Emílio Goeldi abriga centenas de animais da fauna amazônica, acessíveis à visitação pública. Lá podemos apreciar a graciosidade do macaco aranha Ateles paniscus. De acordo com a classificação de Linnaeus (1758), o nome científico desse macaco refere:

a) A família e a espécie.

b) A ordem e o gênero.

c) O gênero e a espécie.

d) A família e o gênero.

e) O filo e o gênero.

44. (UNIRIO) Se reunirmos as famílias Canidae (cães), Ursidae (ursos), Hienidae (hienas) e Felidae (leões), veremos que todos são carnívoros, portanto, pertencem à(ao) mesma(o):

a) Espécie.

b) Ordem.

c) Subespécie.

d) Família.

e) Gênero.

45. (UPE) O reino protoctista agrupa organismo os com origens evolutivas distintas. Inclui os protozoários e as algas. Associe corretamente alguns dos diferentes filos desse reino listados na coluna A, com seus representantes distribuídos na coluna B e suas respectivas características contidas na coluna C.

COLUNA A

COLUNA B

COLUNA C

I. Chlorophyta 1. Algas marrons

A

Apresentam flagelos, que permitem a natação ou a captura de alimento. Possuem espécies de vida livre e parasitas.

II. Euglenophyta 2. Algas verdes

B

Locomoção e captura de alimentos por meio de pseudópodes. Há espécies de vida livre e parasitas.

III. Foraminifera 3. Amoeba proteus

C

Multicelular; com parede celular composta por celulose e algina; substâncias de reserva – óleos e laminarina.

IV. Phaeophyta 4. Euglenoides

D

Possuem esqueleto perfurado, de quitina ou de carbonato de cálcio.

V. Sarcodina 5. Foraminíferos

E

Unicelular; sem parede celular; substância de reserva – paramilo.

VI. Zoomastigophora 6. Trypanosoma cruzi

F

Unicelular ou multicelular; substância de reserva – amido; clorofilas a,b.

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

a) I-1-F; II-4-C; III-5-B; IV-3-E; V-2-A; VI-6-D.

b) I-6-D; II-5-E; III-4-A; IV-3-B; V-1-C; VI-2-F.

c) I-4-A; II-3-B; III-2-E; IV-5-D; V-6-C; VI-1-F.

d) I-2-F; II-4-E; III-5-D; IV-1-C; V-3-B; VI-6-A.

e) I-5-C; II-6-A; III-2-E; IV-4-F; V-1-D; VI-3-B.

46. (UERJ) A enorme diversidade das formas de vida sempre encanta aqueles que tentam descrever e classificar as espécies. A taxonomia moderna não leva em consideração apenas as características do animal, mas procura correlacioná-las a outros organismos, baseando-se em estruturas hereditárias. Desse modo, à medida que se analisam as variações na passagem do nível de espécie para o nível do reino, é possível observa que:

a) Diminui a diversidade biológica.

b) Diminui o grau de parentesco.

c) Aumenta a semelhança histofisiológica.

d) Aumenta o número de estruturas comuns.

47.  (PUC-RS) Considerando a hierarquia das categorias taxonômicas, é correto afirmar que dois animais que fazem parte da mesma ordem obrigatoriamente pertencerão …….., e dois animais pertencentes …….. sempre terão maior semelhança entre si:

a) à mesma classe – à mesma espécie

b) à mesma família – ao mesmo gênero

c) ao mesmo gênero – à mesma família

d) ao mesmo gênero – à mesma espécie

e) à mesma espécie – à mesma classe

48. (FUVEST) Um paleontólogo constatou inúmeras semelhanças morfológicas entre os fósseis X e Y, e grandes diferenças entre esses dois e um terceiro fóssil Z. Constatou também acentuada semelhança entre os fóssil Z um quarto fóssil W. Dentre as classificações a seguir, qual apresenta maior concordância com os dados?

a) Os quatro fósseis pertencem à mesma espécie, mas a gêneros diferentes.

b) Cada fóssil pertence a um reino diferente.

c) Os quatro fósseis pertencem ao mesmo filo, sendo que X e Y pertencem a um gênero e Z e W a outro gênero.

d) Os quatro fósseis pertencem ao mesmo filo, sendo que X e Y pertencem a um reino e Z  e W a outro reino.

e) Os quatro fósseis pertencem ao mesmo gênero, sendo X e Y pertencem a um filo e Z e W a outro filo.

49. (UPE) Um turista gaúcho, em visita ao Recife, solicitou ao garçom um prato típico da região, sendo-lhe sugerido a “Sinfonia marítima”. Indique o FILO e a CLASSE dos animais usados como ingrediente desse delicioso prato regional.

34

50. (PUC-RS) A figura a seguir representa agrupamentos de cocos, que, de acordo com a sequência das letras, são exemplos de:

50

a) Sarcinas, estafilococos e estreptococos.

b) Pneumococos, estafilococos e tétrades.

c) Sarcinas, estafilococos e tétrades.

d) Estreptococos, espirilos e vibriões.

e) Estreptococos, sarcinas e espirilos.

51. (FMIt-MG) Considere:

I. Homo erectus.

II. Homo sapiens.

III. Homo sapiens neanderthalensis.   

Podemos dizer que os indivíduos acima pertencem:

a) À mesma espécie.

b) Ao mesmo gênero.

c) À mesma família.

d) À mesma classe.

e) Três das alternativas estão corretas.

52. (PUC-RS)

RESPONDER À QUESTÃO ADIANTE COM BASE NO TEXTO A SEGUIR.

“Após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 ao World Trade Center (Nova Iorque) e ao Pentágono (Washington), os norte-americanos estão atentos aos ataques com armas bacteriológicas. Casos de contaminação por antraz em vários estados americanos estão sendo investigados. Em 1984, os Estados Unidos também sofreram um ataque de terrorismo biológico, quando os seguidores de uma seita contaminaram um grande número de pessoas com salmonela em uma cidade do Estado de Oregon”.

                       (O Estado de São Paulo, 10 de outubro de 2001)

Os organismos utilizados como armas na guerra bacteriológica citados acima pertencem ao reino.

a) Fungi.

b) Protista.

c) Monera.

d) Plantae.

e) Animalia.

53. (COVEST) Segundo as regras de nomenclatura binominal, a primeira palavra de um nome científico é referente ao gênero e a segunda, à espécie. Na figura a seguir são apresentados os nomes científicos de diversas espécies.

53

Assinale a alternativa que relaciona os itens corretos da figura.

a) I, III e V.

b) II, III, IV e V.

c) II e IV.

d) Todas as alternativas.

e) Apenas a III.

54. (UFMG) A partir de conhecimentos sobre as regras de nomenclatura zoológica, responda a esta questão.  Com qual das fêmeas citadas, o macho de Anopheles (Nyssorhynchus) triannulatus triannulatus pode cruzar e produzir descendentes férteis, através de várias gerações.

a) Anopheles (Nyssorhynchus) aquasalis.

b) Anopheles (Nyssorhynchus) triannulatus davisi.

c) Anopheles (Nyssorhynchus) albitarsis domesticus.

d) Anopheles (Nyssorhynchus) brasiliensis.

e) Anopheles (Nyssorhynchus) intermedius.

55. (UFMG) O quadro apresenta uma amostragem hipotética de uma coleta de mosquitos realizada num parque.

55

Considerando-se os dados desse quadro, a biodiversidade de mosquitos é expressa pelo número de:

a) Espécies.

b) Famílias.

c) Indivíduos.

d) Ordens.

56. (CESGRANRIO) Certos fungos são empregados na produção de queijos, sendo responsáveis por sabores característicos. Os fungos Penicillium roquefortii e Penicillium camembertii, por exemplo, são utilizados na fabricação de queijos tipos roquefort e camembert, respectivamente. Pela análise dos nomes científicos acima citados, podemos concluir que esses seres não pertencem ao (à) mesmo(a):

a) Gênero.

b) Classe.

c) Família.

d) Ordem.

e) Espécie.

57. (UFES) Em um trabalho de pesquisa, foram classificados dois mosquitos como sendo: Aedes (Stegomyia) aegypti e Anopheles (Myzomya) gambiae. O grau de semelhança entre esses mosquitos permite que sejam colocados no(a) mesmo(a):

a) Espécie.

b) Subespécie.

c) Gênero.

d) Subgênero.

e) Família.

58. (UPE) No clássico Moby Dick, de Herman Melville, a baleia é considerada um tipo de peixe, refletindo o pensamento de uma época. Atualmente, sabe-se que, apesar de o peixe e de a baleia serem animais vertebrados, esta não é um peixe, e o formato de seu corpo se deve à locomoção aquática, situação conhecida como convergência evolutiva. Assinale a alternativa abaixo que contempla a categoria hierárquica da nomenclatura Zoológica, à qual a baleia pertence.

a) Subfilo Urochordata.

b) Classe Mammalia.

c) Ordem Primates.

d) Família Felidae.

e) Gênero Canis.

59. (UFBA) No diagrama abaixo, em que se exemplifica, esquematicamente, o sistema de classificação dos seres vivos em grupos inclusivos, I representa espécie e III representa família. II corresponde à representação de um(a):

59

a) Classe.

b) Filo.

c) Gênero.

d) Subespécie.

e) Ordem.

60. (URRJ) Numere a segunda coluna de acordo com a primeira e depois assinale a alternativa que contenha a sequência correta:

COLUNA I                        

1. Bacilos.                          

2. Estreptococos.              

3. Estafilococos.                

4. Tétrades.                       

5. Sarcina.                          

6. Espirilo.                           

COLUNA II

(   ) Cocos em grupos densos.

(   ) Cocos em grupos aproximadamente cúbicos.

(   ) Cocos em fileira.

(   ) Filamentos helicoidais.

(   ) Bastonete reto em geral de 1 a 15 micra.

(   ) Cocos em grupo de quatro.

a) 325614.

b) 35261 4.

c) 3521 64.

d) 3526 4 1.

e) 351246.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

D

C

A

FVVFF

A

A

B

B

VVFVF

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

E

A

D

FFVVF

C

C

B

A

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

A

C

C

E

VFVFV

E

E

E

A

VVVFF

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

A

E

B

B

B

E

C

B

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

E

A

C

B

D

B

A

C

A

A

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

E

C

E

B

A

E

E

B

C

B

Publicado por: Djalma Santos | 11 de junho de 2013

Testes de citologia

01. (IFSC) Na superfície das membranas celulares encontram-se diferentes carboidratos que podem se ligar covalentemente a proteínas e lipídios, denominados glicoconjugados. Essas inúmeras combinações permitem grande diversidade estrutural, especificidade e atividade biológica.

Com relação a essas informações, analise as proposições e assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – A superfície das “células” sanguíneas (eritrócitos) possui glicoproteínas que constituem as bases moleculares dos diferentes grupos sanguíneos (sistema ABO).

1  1 – O modelo do Mosaico Fluido diz que as membranas biológicas são formadas por uma bicamada de carboidratos, na qual estão inseridas diversas proteínas.

2  2 – Os glicolipídios e as glicoproteínas situam-se no lado citosólico (espaço intracelular) das membranas, formando o glicocálix nas células vegetais.

3  3 – As células animais possuem membranas celulares rígidas, contendo glicoproteínas na sua superfície.

4  4 – As glicoproteínas e glicolipídios são encontradas na superfície de praticamente todas as células, desempenhando importante papel nos processos de reconhecimento e adesão celulares.

02. (CEFET-MG) As figuras abaixo se referem aos processos de divisão celular.

02

Fonte: Disponível em: <http://e-porteflio.blogspot.com/2008/11&gt;.Acesso em: 09 set. 2011.

Os gráficos A e B relacionam-se, respectivamente, com a(ao):

a) Permutação gênica e regeneração da pele.

b) Formação do sangue e variabilidade genética.

c) Aumento dos pelos e crescimento embrionário.

d) Formação de gametas e reposição de células perdidas.

e) Redução do número de cromossomos e duplicação do DNA.

03. (UPE) Sobre a organela cloroplasto, analise a figura e o texto abaixo.

03

Fonte:http://web.educastur.princast.es/proyectos/biogeo_ov/2bch/B3_

METABOLISMO/t32_FOTOSINTESIS/TEST/65_Diapositiva.GIF

Os cloroplastos são envoltos por duas membranas, uma __1__ e outra __2__, separadas por um espaço intermembranar. No interior dessa organela, existe uma matriz amorfa __3__, que contém enzimas, amido, ribossomos e DNA. Mergulhados nessa matriz, existe um sistema membranar que forma um conjunto de vesículas achatadas __4__, em forma de discos, onde se encontra o pigmento clorofila.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os números das lacunas.

a) 1 – membrana externa, 2 – membrana interna, 3 – estroma, 4 – tilacoide.

b) 1 – membrana interna, 2 – membrana externa, 3 – grana, 4 – estroma.

c) 1 – membrana externa, 2 – membrana interna, 3 – estroma, 4 – granum.

d) 1 – membrana externa, 2 – membrana interna, 3 – estroma, 4 – lamela.

e) 1 – membrana interna, 2 – membrana externa, 3 – lamela, 4  -tilacoide.

04. (UFAM) Existem 40 cromossomos em uma célula somática de um ratinho urbano. Pergunta-se: (I) Quantos cromossomos o rato recebeu de seu pai? (II) Quantos autossomos estão presentes no gameta de um rato? (III) Quantos cromossomos sexuais existem em um oócito de rato? (IV) Quantos autossomos existem nas células somáticas de uma fêmea de rato?

a) (I) 20; (II) 19; (III) 1; (IV) 38.

b) (I) 40; (II) 2; (III) 2; (IV) 40.

c) (I) 10; (II) 38; (III) 1; (IV) 2.

d) (I) 20; (II) 19; (III) 2; (IV) 40.

e) (I) 20; (II) 39; (III) 1; (IV) 38.

05. (UFMS) Os transportes através da membrana plasmática podem ser feitos a favor do gradiente de concentração ou contra ele. No entanto, quando as moléculas são grandes demais, as células recorrem a outros mecanismos, como a endocitose e a exocitose. É, então, correto afirmar:

a) A exocitose e denominada clasmocitose, quando libera exclusivamente resíduos grandes durante a digestão celular.

b) No conjunto de processos da exocitose, não está incluída a liberação de hormônios para o metabolismo celular.

c) A pinocitose é o processo usado pelas células para englobar partículas pequenas e sólidas.

d) Na fagocitose, a célula emite pseudópodes que envolvem a partícula a ser englobada.

e) As bolsas citoplasmáticas que contém o material englobado por pinocitose são chamadas fagossomas.

06. As organelas citoplasmáticas desempenham nas células importantes funções. Das associações abaixo, uma é incorreta. Assinale-a.

a) O retículo endoplasmático liso atua na degradação do álcool ingerido em bebidas alcoólicas; essa organela é abundante em células do fígado.

b) O complexo de Golgi é mais desenvolvido em células secretoras e é responsável pela modificação e eliminação de secreções.

c) Os lisossomos exercem função autofágica, contribuindo para a renovação do material citoplasmático.

d) O retículo endoplasmático rugoso é muito desenvolvido em células com função secretora, como, por exemplo, em células do pâncreas e em células caliciformes intestinais.

e) Os peroxissomos atuam sobre os lipídios, convertendo-os em açúcares, processo fundamental para a construção da membrana plasmática.

07. (UNICENTRO) A mosca da fruta ou Drosophila melanogaster apresenta 8 cromossomos em suas células somáticas. Após a mitose, para a multiplicação de suas células somáticas, e nas meioses reducional e equacional, para a formação dos gametas desse animal, a mosca da fruta apresentará, respectivamente, os números de cromossomos:

a) 8, 4 e 4.

b) 4, 4 e 4.

c) 8, 6 e 4.

d) 4, 8 e 6.

e) 8, 8 e 4.

08.  (UEMA) Como são proteínas, as enzimas são sintetizadas no(a)____ ou em ribossomos livres no hialoplasma. Distribuídas pelo(a) ____, algumas enzimas migram até o(a) ____, onde ficam armazenadas. Das bolsas e cisternas do(a) ____desprendem-se vesículas cheias de enzimas digestórias, que podem ser exportadas pela célula ou promover a digestão de substâncias englobadas por____ou ____. Nesse último caso, essas pequenas vesículas portadoras de enzimas digestórias são denominadas ____ .

WILSON, P. Biologia. São Paulo: Ática, 2005 (adaptado).

Qual a alternativa que completa as lacunas corretamente?

a) retículo endoplasmático granuloso – retículo endoplasmático liso – complexo golgiense – complexo golgiense – fagocitose – pinocitose – lisossomos.

b) retículo endoplasmático liso – retículo endoplasmático liso – complexo golgiense – complexo golgiense – fagocitose – pinocitose – lisossomos.

c) retículo endoplasmático granuloso – retículo endoplasmático granuloso – mitocôndria – mitocôndria – fagocitose – pinocitose – lisossomos.

d) retículo endoplasmático liso – retículo endoplasmático liso – complexo golgiense – complexo golgiense – fagocitose – pinocitose – ribossomos.

e) retículo endoplasmático granuloso – retículo endoplasmático granuloso – complexo golgiense – complexo golgiense – fagocitose – pinocitose – lisossomos.

09. (UNICAMP) Hemácias de um animal foram colocadas em meio de cultura em vários frascos com diferentes concentrações das substâncias A e B, marcadas com isótopo de hidrogênio. Dessa forma os pesquisadores puderam acompanhar a entrada dessas substâncias nas hemácias, como mostra o gráfico apresentado a seguir.

09

Assinale a alternativa correta.

a) A substância A difunde-se livremente através da membrana; já a substância B entra na célula por um transportador que, ao se saturar, mantém constante a velocidade de transporte através da membrana.

b) As substâncias A e B atravessam a membrana da mesma forma, porém a substância B deixa de entrar na célula a partir da concentração de 2mg/mL.

c) A quantidade da substância A que entra na célula é diretamente proporcional a sua concentração no meio extracelular, e a de B, inversamente proporcional.

d) As duas substâncias penetram na célula livremente, por um mecanismo de difusão facilitada, porém a entrada da substância A ocorre por transporte ativo, como indica sua representação linear no gráfico.

10. (FUVEST) Um indivíduo é heterozigótico em dois locos: AaBb. Um espermatócito desse indivíduo sofre meiose. Simultaneamente, uma célula sanguínea do mesmo indivíduo entra em divisão mitótica. Ao final da interfase que precede a meiose e a mitose, cada uma dessas células terá, respectivamente, a seguinte constituição genética:

a) AaBb e AaBb.

b) AaBb e AAaaBBbb.

c) AAaaBBbb e AaBb.

d) AAaaBBbb e AAaaBBbb.

e) AB e AaBb.

11. (FUVEST) Os desenhos a seguir representam três células em anáfase da divisão celular, pertencentes a um organismo cujo número diploide de cromossomos é igual a 6 (2n = 6). As células 1, 2 e 3 se encontram, respectivamente, em:

11

a) Mitose, meiose I e meiose II.

b) Meiose I, meiose II e mitose.

c) Meiose II, mitose e meiose I.

d) Meiose I, mitose e meiose II.

e) Meiose II, meiose I e mitose.

12. (UECE) A membrana plasmática tem como principal função selecionar as substâncias e partículas que entram e saem das células. Para sua proteção, a maioria das células apresenta algum tipo de envoltório. Nos animais esse envoltório é denominado glicocálix e nos vegetais é denominado parede celulósica. Em relação às células animais, é correto afirmar-se que o glicocálix:

a) Compreende o conjunto de fibras e microvilosidades que revestem as células das mucosas.

b) É representado pelo arranjo de estruturas como interdigitações e desmossomos fundamentais à dinâmica celular.

c) É composto exclusivamente pelos lipídios e proteínas presentes nas membranas dessas células.

d) Pode ser comparado a uma manta, formada principalmente por carboidratos, que protege a célula contra agressões físicas e químicas do ambiente externo.

13. (UNCISAL) Zeca é um biólogo e estava estudando 3 tubos de ensaios contendo hemácias, as quais foram analisadas ao microscópio. No primeiro tubo (A), as células estavam murchas, no segundo (B), normais e no terceiro (C), inchadas.

13

Pode-se afirmar que as hemácias foram colocadas em solução:

a) Hipotônica no tubo A.

b) Isotônica no tubo B.

c) Hipertônica no tubo C.

d) Hipotônica no tubo B.

e) Isotônica no tubo A.

14. (UPE) Observe a fotomicrografia da célula meiótica de um gafanhoto macho, com 11 pares de autossomos (bivalentes) e sistema de determinação sexual XO (o X é univalente).

14

Marque a alternativa que descreve a análise correta da fase apresentada no círculo.

a) No leptóteno, os cromossomos estão se condensando e são visíveis como fios longos e finos, pontilhados por cromômeros.

b) Na metáfase I, os cromossomos emparelhados e unidos pelos quiasmas estão em sua máxima condensação e alinhados na placa equatorial.

c) Na anáfase I, cada bivalente é desfeito, e cada homólogo, constituído de duas cromátides unidas pelo centrômero, é puxado para um dos polos da célula.

d) Na prófase II, a cromatina volta a se condensar para formar cromossomos que são mais curtos, grossos e ainda dispersos.

e) Na telófase II, os cromossomos descondensados estão concentrados em dois lotes, um em cada polo da célula.

15.  (UFGD) Consumir saladas é uma das dicas dos nutricionistas para uma alimentação saudável. As saladas, especialmente de folhas verdes, se temperadas com sal, azeite e limão muito antes de serem consumidas, ficam:

a) Desidratadas, uma vez que o tempero torna o meio isosmótico.

b) Murchas, uma vez que o tempero torna o meio hiperosmótico.

c) Hidratadas, uma vez que o tempero torna o meio hiposmótico.

d) Ressecadas, uma vez que o tempero torna o meio isosmótico.

e) Túrgidas, uma vez que o tempero torna o meio hipotônico.

16. (UEL) A imagem a seguir que representa a ciclodextrina.

16

Várias estruturas celulares apresentam disposição de moléculas semelhante à da ciclodextrina, isto é, possuem superfícies polares e hidrofílicas e uma região central apolar e hidrofóbica. Com base nos conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa que apresenta a estrutura celular com esse padrão molecular de polaridade.

a) Centríolos.

b) Membrana plasmática.

c) Parede celulósica.

d) Ribossomos.

e) Cromossomos.

17. (CEFET-MG) Analise a imagem a seguir.

17

Fonte: Disponível em: <http://www.cientic.com/tema_classif_img3.html&gt;. Acesso em: 21 ago. 2011.

Esse esquema representa as etapas da hipótese _______________, a qual versa que tanto as mitocôndrias quanto os plastos originaram-se de _______________ que, no passado remoto, associaram-se as primitivas células eucarióticas.

Os termos que completam, corretamente, as lacunas acima são:

a) autogenética, vírus

b) abiogênica, fungos

c) heterotrófica, algas

d) autotrófica, protozoários

e) simbiogênica, bactérias

18. (UNIFOR) A figura abaixo esquematiza uma função da membrana plasmática.

18

No organismo humano, essa função é importante em células que:

a) Têm função secretora.

b) Armazenam gorduras.

c) Recebem e transmitem estímulos.

d) Atuam no mecanismo de defesa do corpo.

e) Apresentam propriedades de contração e distensão.

19. Um peixe tipicamente marinho é introduzido em um tanque contendo água doce. Analisando o balanço osmótico, podemos dizer que:

a) O corpo do peixe perde água para o meio externo.

b) A perda de água do corpo do peixe para o meio externo é impedida pela presença de escamas e muco.

c) A água do meio externo, menor concentrada, penetra no corpo do peixe, que é mais concentrado.

d) A água do meio externo, mais concentrada, penetra no corpo do peixe, que é menos concentrado.

e) O corpo do peixe entra automaticamente em equilíbrio com a água circundante, evitando a entrada ou a saída de água.

20. (UFPB) Com relação aos processos pelos quais as substâncias atravessam as membranas biológicas, pode-se afirmar:

I. A solução que apresenta maior concentração de soluto, na osmose, é chamada hipotônica.

II. A bomba de sódio-potássio trabalha contra o gradiente de concentração dos referidos íons.

III. A difusão é um mecanismo altamente eficiente de distribuição de pequenas moléculas e íons a curta distância, por não haver “gasto” aparente de energia nesse processo.

Está(ão) correta(s):

a) I, II e III.

b) Apenas I e II.

c) Apenas II.

d) Apenas I e III.

e) Apenas II e III.

21. (MACK) A respeito das estruturas apontadas no esquema abaixo, assinale a alternativa correta.

21

a) 5 indica uma organela que participa diretamente do processo de divisão celular, embora esteja ausente em células vegetais.

b) 1 indica uma organela pouco desenvolvida em células glandulares.

c) Uma vez que a célula amadurece, o número de organelas 2 não se altera.

d) 4 é capaz de impedir a passagem de qualquer toxina para o interior da célula.

e) Em 3 ocorre a transcrição, uma das etapas da síntese de proteínas.

22. (UNICENTRO) A ilustração abaixo representa o intestino delgado e destaca uma célula epitelial com os transportes envolvidos no trânsito da glicose (GL) da luz intestinal para a corrente sanguínea.

22

O transporte representado em I se caracteriza como ativo, porque:

a) Gera gradiente iônico tanto de Na+ quanto de K+.

b) Ocorre a favor do gradiente de concentração dos íons.

c) Iguala as concentrações intra e extracelular de Na+ e K+.

d) Utiliza uma proteína transmembrana, que é um canal iônico.

e) Ocorre através da bicamada lipídica da membrana plasmática.

23. (UPE) A figura a seguir ilustra o processo de digestão intracelular, no qual estão envolvidas várias organelas celulares. Identifique as estruturas e/ou processos enumerados na figura a seguir:

23

Fonte: adaptada de  http://3.bp.blogspot.com/_klKFmeWGnUQ/THF49NcH8TI/

AAAAAAAAAG8/0YkWYfNfing/s1600/Autofagia+e+Heterofagia.gif

Estão corretas:

a) I – Endocitose; II – Peroxissomo; III – Retículo endoplasmático rugoso; IV – Vacúolo digestivo; V – Fagossomo; VI – Exocitose.

b) I – Fagocitose; II – Lisossomo; III – Complexo de Golgi; IV – Vacúolo autofágico; V – Corpo residual; VI – Clasmocitose.

c) I – Pinocitose; II – Vacúolo; III – Retículo endoplasmático liso; IV – Mitocôndria; V – Fagossomo; VI – Autofagia.

d) I – Heterofagia; II – Ribossomo; III – Complexo de Golgi; IV – Vacúolo; V – Exocitose; VI – Excreção celular.

e) I – Fagossomo; II – Grânulo de inclusão; III – Retículo endoplasmático liso; IV – Mitocôndria; V – Heterofagia; VI – Clasmocitose.

24. (UDESC) Observe o esquema abaixo:

24

Assinale a alternativa correta quanto à morfologia e fisiologia da estrutura interna (organela) de uma célula animal, que se encontra partida ao meio, permitindo a sua visualização interna.

a) O esquema se refere à mitocôndria, que é responsável pela fermentação celular; a mitocôndria utiliza o ribossomo e a matriz para realizar a glicólise.

b) O esquema se refere à mitocôndria, que é responsável pela digestão celular. Para realizar essa função, ocorre o processo de cadeia respiratória em sua membrana externa.

c) O esquema se refere ao peroxissoma, que é responsável pela reação de oxidação de moléculas orgânicas e que utiliza sua membrana externa para realizar essa função.

d) O esquema se refere ao complexo de Golgi, que é responsável pela conversão da acetil-CoA com o ácido oxalacético, existente na matriz e forma o ácido cítrico.

e) O esquema se refere à mitocôndria, que é responsável por algumas etapas da respiração celular. Na matriz ocorre o ciclo de Krebs, e na membrana interna ocorre a cadeia respiratória.

25. (UECE) Analise as proposições sobre os processos de divisão celular e assinale (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas.

(  ) A primeira fase da mitose, também denominada prófase, inicia-se com a formação do fuso acromático e se encerra com o emparelhamento dos cromossomos homólogos.

(  ) Na mitose, a divisão de uma célula mãe origina quatro células filhas, geneticamente idênticas.

(   ) Em células animais, a citocinese é denominada centrífuga e em células vegetais, recebe o nome de citocinese centrípeta.

(   ) Na meiose, o número original de cromossomos é diminuído pela metade nas células filhas produzidas.

(  ) Na reprodução sexuada, a meiose é de fundamental importância para manter constante o número de cromossomos de uma espécie.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta de cima pra baixo.

a) V, F, F, V, F.

b) V, V, F, F, V.

c) F, F, V, F, V.

d) F, F, F, V, V.

26. (IFSudeste) O ser humano adulto é multicelular, com centenas de tipos de células. Em cada tipo, podem ser identificadas no citoplasma as organelas, membranosas ou não membranosas, que desempenham variadas funções. Sobre as organelas, marque a alternativa incorreta:

a) No retículo endoplasmático liso, ocorre a degradação de drogas.

b) O complexo golgiense atua na formação dos lisossomos que auxiliam na digestão intracelular.

c) O citoesqueleto, uma organela não membranosa, é o responsável pela corrente citoplasmática.

d) O retículo endoplasmático rugoso, juntamente com os ribossomos, é responsável pela síntese proteica na célula.

e) Os peroxissomos auxiliam as mitocôndrias no processo de respiração celular, sendo os responsáveis pela respiração anaeróbica alcoólica, liberando, pela peroxidase, o oxigênio a ser utilizado pela mitocôndria.

27. (UERN) A Drosophila tornou-se popular como um organismo experimental no inicio do século XX, devido a características comuns a maioria dos organismos-modelo. Ela é pequena, simples de criar, com reprodução rápida e fácil de obter (e só ter uma fruta apodrecendo). Foi demonstrado que ela tem uma grande gama de alelos mutantes interessantes que foram usados para estabelecer as regras básicas da genética de transmissão. Os primeiros pesquisadores também tiraram proveito de uma característica única da mosca-das-frutas: os cromossomos politênicos. São algumas características peculiares desses cromossomos:

a) São encontrados nas células de glândulas salivares de alguns insetos. Nessas células, os homólogos fazem pares e replicam-se muitas vezes sem segregação cromossômica.

b) Esses cromossomos gigantes são encontrados em alguns insetos, formam um longo filamento duplo de DNA que se fecha em anel, pois suas duas extremidades se fundem.

c) São pequenas moléculas independentes de DNA, os quais levam genes não encontrados na molécula principal de DNA.

d) Esses cromossomos encontrados em drosófilas se mostram menos condensados e se coram menos fortemente com corantes específicos de DNA.

28. (UFG)                                      Leia o texto a seguir.

A teoria endossimbiótica, proposta pela bióloga Lynn Margulis, indica que os primeiros eucariontes eram organismos anaeróbios, heterotróficos e que se alimentavam fagocitando bactérias aeróbicas e fotossintetizantes. Essas bactérias fagocitadas pelos eucariontes simples teriam mantido com eles relação simbiótica harmônica e, com o tempo, passaram a constituir um só organismo.

Essa teoria tem nos cloroplastos e mitocôndrias elementos base de sua evidência, porque essas organelas apresentam:

a) Membrana dupla: a interna seria da bactéria fagocitada e a externa, do envoltório da célula eucarionte.

b) Reprodução por brotamento, característica também encontrada nas bactérias fagocitadas.

c) RNA circular compatível com o que existe no núcleo das células eucariontes.

d) Cinetoplastos, que foram incorporados às células eucariontes.

e) Carapaça de proteína transferida para as células eucariontes.

29. (FUVEST) O retículo endoplasmático e o complexo de Golgi são organelas celulares cujas funções estão relacionadas. O complexo de Golgi:

a) Recebe proteínas sintetizadas no retículo endoplasmático.

b) Envia proteínas nele sintetizadas para o retículo endoplasmático.

c) Recebe polissacarídeos sintetizados no retículo endoplasmático.

d) Envia polissacarídeos nele sintetizados para o retículo endoplasmático.

e) Recebe monossacarídeos sintetizados no retículo endoplasmático e para ele envia polissacarídeos.

30. (UNICENTRO) Sobre as funções do retículo endoplasmático liso em uma célula eucariótica, é correto afirmar:

a) É responsável pelo processo de ciclose, que consiste na síntese de ribossomos.

b) Apresenta um papel fundamental na síntese de proteínas, devido aos ribossomos que se encontram aderidos à sua superfície.

c) Está relacionado com o processo de secreção celular e síntese de polissacarídeos, além de transporte de substâncias.

d) É responsável pela sustentação e pela manutenção da forma celular, principalmente nas células animais, que não possuem parede celular.

e) Apresenta papel importante na síntese de lipídios e transporte de substâncias, além de participar da neutralização de substâncias tóxicas.

31. (IFTM) O número excessivo de veículos torna-se um problema preocupante devido à grande emissão de poluentes resultantes da utilização de combustíveis fósseis. Pesquisas recentes também alertam para o perigo da silicose nas grandes cidades. As pastilhas de freio dos automóveis liberam partículas de sílica que ficam em suspensão e podem ser inspiradas pelas pessoas podendo, eventualmente, causar a silicose. Nessa doença, as partículas de silício rompem a membrana de uma organela levando à destruição generalizada de células pulmonares. A doença provoca grave reação inflamatória e fibrose pulmonar, que determina incapacidade para o trabalho, invalidez, aumento da suscetibilidade à tuberculose e ao câncer. A organela citoplasmática responsável pela destruição das células pulmonares na silicose é:

a) O ribossomo.

b) O lisossomo.

c) A mitocôndria.

d) O Complexo de Golgi.

e) O retículo endoplasmático liso.

32. (UNICENTRO) As figuras I e II abaixo ilustram duas visões de uma membrana celular. Em I, é possível observar uma micrografia eletrônica da membrana plasmática e, em II, uma representação gráfica tridimensional.

(ALBERTS et al, 2004).

32

A membrana plasmática é responsável por manter a integridade celular como um sistema químico coordenado. Sobre a membrana plasmática, é correto afirmar, exceto:

a) Apresenta camada dupla de moléculas de fosfolipídios, entre as quais há moléculas de proteínas encaixadas ou embutidas.

b) Os lipídios da camada dupla funcionam como receptores de membrana e possuem um importante papel no reconhecimento de substâncias produzidas pelo organismo ou provenientes do meio externo.

c) O transporte ativo é o transporte de substâncias através da membrana plasmática que ocorre contra um gradiente de concentração.

d) A osmose consiste na difusão da molécula de água através da membrana, a favor do gradiente de concentração.

e) A pinocitose é um tipo de endocitose na qual a membrana plasmática se invagina e engloba partículas líquidas muito pequenas.

33. (IFMT) A célula é a menor porção a constituir um organismo vivo. Parece incrível que estruturas tão pequenas sejam essenciais para manter o organismo sempre trabalhando em harmonia. Mais incrível que isso é a maneira como as organelas se organizam para realizar as mais diferentes tarefas. É a fantástica e fascinante organização do corpo físico. Com relação às organelas e às atividades realizadas por elas, faça a associação correta.

1. Glioxissomos.

2. Vacúolo.

3. Retículo endoplasmático não granuloso. 

4. Lisossomos.

5. Complexo golgiense.

(   ) Organela onde comumente são encontradas inclusões em forma de cristais, constituídas por oxalato de cálcio, denominadas drusas, ráfides e monocristais, resultante do metabolismo celular vegetal.

(   ) No dia a dia da vida de uma célula, é responsável por destruir organelas celulares desgastadas e reaproveitar alguns de seus componentes moleculares, promovendo, dessa maneira, a renovação dos componentes celulares. Por exemplo, uma célula nervosa do cérebro formada em nossa vida embrionária tem todos os seus componentes (exceto os genes) com menos de um mês de idade.

(   ) Importante para a formação do acrossomo, estrutura responsável por carregar as enzimas que irão promover a perfuração da membrana do óvulo no processo de fecundação.

(    ) Nas células que constituem as sementes, essas organelas são importantes na transformação de ácidos graxos em substâncias de menor tamanho, que acabarão sendo convertidas em glicose e utilizadas pelo embrião em germinação.

(   ) Abundante nas células do fígado, onde participa dos processos de desintoxicação do organismo absorvendo substâncias tóxicas, modificando-as ou destruindo-as, de modo a não causarem danos ao organismo. É a que permite eliminar parte do álcool, medicamentos e outras substâncias potencialmente nocivas que ingerimos.

A associação correta, de cima para baixo, é:

a) 4, 3, 2, 5, 1.

b) 5, 1, 4, 3, 2.

c) 1, 5, 3, 2, 4.

d) 3, 2, 1, 4, 5.

e) 2, 4, 5, 1, 3.

34. (FAVIP) Maria perfura o próprio dedo com uma agulha desinfetada e deixa algumas gotas de sangue derramar dentro de um tubo contendo água. Depois de alguns minutos, prepara uma lâmina com o material. Considerando que o que Maria observou ao microscópio está ilustrado abaixo, é correto afirmar:

34

a) Antes de se romperem, suas hemácias perdem soluto (A) para o meio extracelular.

b) Antes de se romperem, suas hemácias ganham soluto (B) do meio extracelular.

c) As células se romperam (C) devido à entrada de água por osmose.

d) As hemácias são hipotônicas em relação ao meio extracelular.

d) As células aumentaram de volume porque se encontravam em um meio hipertônico.

35. (UERJ) Durante o processo evolutivo, algumas organelas de células eucariotas se formaram por endossimbiose com procariotos. Tais organelas mantiveram o mesmo mecanismo de síntese proteica encontrado nesses procariotos. Considere as seguintes organelas celulares, existentes em eucariotos:

1. Mitocôndrias.

2. Aparelho golgiense.

3. Lisossomas.

4. Cloroplastos.

5. Vesículas secretoras.

6. Peroxissomas.

Nas células das plantas, as organelas que apresentam o mecanismo de síntese proteica igual ao dos procariotos correspondem às de números:

a) 1 e 4.

b) 2 e 3.

c) 3 e 6.

d) 4 e 5.

36. (UEPA)            Leia o texto abaixo para responder esta questão.

No início da década de 1990 houve uma epidemia de cólera no Peru que se disseminou pela América do Sul e Central, a qual foi mundialmente veiculada, mostrando a dor, o sofrimento e perdas humanas. Essa doença causa uma inversão na concentração de sódio (Na+) e Cloro (Cl-) no citoplasma celular, que por OSMOSE drena água das células para o intestino.

(Texto Modificado: Vida: A ciência da Biologia, Sadava et al.,Volume I: Célula e Hereditariedade, 2009)

Com referência ao processo em destaque, no texto, leia atentamente as afirmativas abaixo.

I. No meio isotônico a célula mantém seu volume inalterado.

II. A célula perde água no meio hipotônico.

III. A parede celular limita a entrada de água na célula vegetal, ocasionando pressão de turgor.

IV. A concentração de soluto é maior nas soluções hipotônicas.

V. Esse processo depende do número de partículas de soluto.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) I e II.

b) I e III.

c) I, II e IV.

d) I, III e V.

e) I, IV e V.

37. (PUC-RS) Um biólogo introduziu no citoplasma de amebas certa droga capaz de despolimerizar as proteínas do citoesqueleto. Em suas observações, ele notou que amebas desprovidas de citoesqueleto íntegro ficavam impedidas de realizar muitas funções, exceto:

a) Locomoção.

b) Divisão.

c) Fagocitose.

d) Exocitose.

e) Osmose.

38. (UEMS) Na célula, a síntese de proteínas, o empacotamento e armazenamento de substâncias, a regulação do equilíbrio osmótico e o fornecimento de energia são desempenhados, respectivamente, pelas seguintes organelas:

a) Ribossomos, complexo de Golgi, vacúolo contrátil e mitocôndria.

b) Ribossomos, vacúolo contrátil, complexo de Golgi e mitocôndria.

c) Retículo endoplasmático liso, vacúolo digestivo, mitocôndria e complexo de Golgi.

d) Retículo endoplasmático liso, complexo de Golgi, cloroplastos e vacúolo contrátil.

e) Retículo endoplasmático liso, complexo de Golgi, mitocôndria e peroxissomo.

39. (UNIFOR) A figura abaixo esquematiza os componentes de uma célula animal:

39

Relacionam-se, respectivamente, com síntese e transporte de lipídios e com síntese e transporte de proteínas:

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) IV e V.

e) V e IV.

40. (UFMS) Em relação às estruturas celulares abaixo:

I. Mitocôndrias

II. Lisossomos

III. Peroxissomos

IV. Cloroplastos

V. Complexo Golgiense

VI. Ribossomos

Assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – A estrutura II está relacionada com a heterofagia e com a autofagia celular.

1  1 – A doença Silicose e a doença de Tay-Sachs estão relacionadas à estrutura I.

2  2 – A estrutura V é abundante em células secretoras como as células das glândulas que produzem enzimas digestivas.

3  3 – O processo de fotossíntese está relacionado à estrutura IV.

4  4 – A estrutura III está relacionada ao transporte de substâncias e à síntese de esteroides na célula.

41. (UEM) Sobre o ciclo celular, a estrutura e o comportamento dos cromossomos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Cada cromossomo é formado por uma única molécula de DNA. Portanto, células de raízes que incorporam timidina radioativa durante toda a interfase produzem cromossomos metafásicos com uma cromátide radioativa e uma cromátide não radioativa.

1  1 – Desprezando-se pequenas diferenças dentro de pares de cromossomos de tamanhos diferentes, é esperado que, após a primeira divisão meiótica, as células-filhas contenham a mesma quantidade de DNA nuclear que a célula-mãe.

2  2  – Se, em um núcleo interfásico na fase G1, que antecede a fase S de síntese, a quantidade de DNA corresponde a quatro genomas, então, após a mitose, as células descendentes serão tetraploides.

3  3 – Em uma população de uma espécie diploide, com seis alelos diferentes em determinado locus, qualquer indivíduo normal terá, no máximo, dois alelos diferentes para esse locus.

4  4  – A segregação independente dos pares de genes, conhecida como segunda lei de Mendel, só é possível porque, excetuando-se aberrações cromossômicas, nenhuma molécula de DNA nuclear de qualquer espécie contém mais de um locus gênico.

42. (FATEC) As figuras, a seguir, representam três células vegetais que foram imersas em soluções salinas de diferentes concentrações, analisadas ao microscópio e desenhadas.

42

Analisando essas figuras, um estudante concluiu que as células vegetais 1, 2 e 3 estão, respectivamente, flácida (estado normal), túrgida e plasmolisada. Com base nessa conclusão, é correto afirmar que:

a) A célula 1 foi imersa em uma solução hipertônica.

b) A célula 2 foi imersa em uma solução hipotônica.

c) A célula 3 foi imersa em uma solução isotônica.

d) As células 1 e 3 foram imersas em diferentes soluções hipotônicas.

e) As células 1 e 2 foram imersas em diferentes soluções hipertônicas.

43. (UPE) As organelas membranosas, presentes nas células eucarióticas, desempenham funções específicas, interagem e dependem umas das outras para o metabolismo celular. Observe as descrições das organelas a seguir:

I. Participam da síntese proteica, são encontradas livres no citoplasma, aderidas à membrana da carioteca ou ligadas a outras membranas celulares.

II. São pequenas vesículas contendo enzimas, que inativam e/ou decompõem substâncias tóxicas, como o álcool e muitas drogas.

III. Estão presentes nos protozoários de água doce, são responsáveis pela regulação do equilíbrio osmótico desses organismos.

IV. Formam um conjunto de membranas, que delimitam cavidades de formas diversas, apresentam ribossomos aderidos a sua superfície, onde ocorrem a síntese e o transporte de várias substâncias.

V. Constituem a rede membranosa, em cujas cavidades ocorrem a síntese de lipídios como também a reserva de íons cálcio.

Assinale a alternativa que correlaciona corretamente a organela à sua respectiva descrição.

a) I-Ribossomos; II-Peroxissomos; III-Vacúolo contrátil; IV-Retículo endoplasmático rugoso; V-Retículo endoplasmático liso.

b) I-Mitocôndrias; II-Peroxissomos; III-Vacúolo contrátil; IV-Complexo Golgiense; V-Retículo endoplasmático liso.

c) I-Ribossomos; II-Lisossomos; III-Vacúolo contrátil; IV-Retículo endoplasmático rugoso; V- Complexo Golgiense.

d) I-Mitocôndrias; II-Peroxissomos; III-Vesículas secretoras; IV-Retículo endoplasmático liso; V-Retículo endoplasmático rugoso.

e) I-Ribossomos; II-Lisossomos; III-Vesículas secretoras; IV-Retículo endoplasmático rugoso; V-Retículo endoplasmático liso.

44. Acerca do núcleo interfásico, assinale a alternativa incorreta.

a) A cromatina que se encontra desespiralizada é denominada eucromatina.

b) O nucléolo verdadeiro ou plasmossomo representa um local de síntese de RNA ribossômico.

c) O nucléolo falso representa um acúmulo de heterocromatina e é Feulgen positivo.

d) Os cromossomos são visíveis como longos filamentos espiralizados e corados por corantes básicos.

45. (UENP) A cromatina sexual também é chamada de corpúsculo de Barr (em homenagem a Murray Barr, que foi quem descobriu essa cromatina sexual nas células de mulheres, no ano de 1949). Por meio de análise das células durante a intérfase, pode-se identificar o sexo de um indivíduo. Em algumas competições esportivas, é comum submeter atletas femininas ao teste de determinação da cromatina sexual. Que resultado deve apresentar esse teste para confirmação do sexo?

a) Ausência de cromatina sexual, pois nas células somáticas da mulher normal encontramos somente um cromossomo X.

b) Presença de cromatina sexual, pois nas células somáticas da mulher normal encontramos dois cromossomos X.

c) Ausência de cromatina sexual, pois nas células somáticas da mulher normal encontramos sempre um cromossomo X e um Y.

d) Presença de cromatina sexual, pois nas células somáticas da mulher normal encontramos somente um cromossomo X.

e) Presença de cromatina sexual, pois nas células somáticas da mulher normal encontramos dois cromossomos X e um Y.

46. (UFV) Qual a fase da mitose e da meiose em que ocorre separação das cromátides-irmãs?

a) Metáfase e Metáfase I.

b) Anáfase e Anáfase I.

c) Metáfase e Metáfase II.

d) Anáfase e Anáfase II.

47. As células humanas possuem 46 cromossomos. Relacione os seguintes estágios com o número de cromátides presentes:

a. Metáfase.

b. Metáfase I.

c. Telófase.

d. Telófase I.

e. Telófase II.

a) 92, 92, 46, 46, 23.

b) 46, 46, 46, 46, 23.

c) 92, 92, 23, 23, 23.

d) 46, 46, 23, 23, 23.

48. (UNIOESTE) Considerando que a existência e a integridade da membrana plasmática são fundamentais para a célula, e correto afirmar que essa estrutura:

a) Contém moléculas de lipídios que são incapazes de se deslocarem, não permitindo a passagem de substancias entre os meios extracelular e intracelular.

b) Permite, pelo processo de osmose, a passagem de solutos em direção a maior concentração de suas moléculas.

c) Possibilita à célula manter a composição intracelular igual a do meio extracelular, em relação a água, sais minerais e macromoléculas.

d) Para a realização do transporte ativo, proteínas de membrana atuam como bombas de íons, capturando ininterruptamente íons de sódio (Na+) e mantendo igual concentração entre os meios extracelular e intracelular.

e) Permite o movimento de fosfolipídios que lhes confere um grande dinamismo, pois se deslocam continuamente sem perder o contato uns com os outros.

49. (FUVEST) Considere os eventos abaixo, que podem ocorrer na mitose ou na meiose:

I. Emparelhamento dos cromossomos homólogos duplicados.

II. Alinhamento dos cromossomos no plano equatorial da célula.

III. Permutação de segmentos entre cromossomos homólogos.

IV. Divisão dos centrômeros resultando na separação das cromátides irmãs.

No processo de multiplicação celular para reparação de tecidos, os eventos relacionados à distribuição equitativa do material genético entre as células resultantes estão indicados em:

a) I e III, apenas.

b) II e IV, apenas.

c) II e III, apenas.

d) I e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

50. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0 0 – Denominamos genoma, ao conjunto de dados sobre o número, tamanho, forma e características dos cromossomos de uma espécie.

1  1  - Na figura a seguir, que representa, esquematicamente, uma ameba em diferentes etapas de sua alimentação, I e II indicam, respectivamente, os processos de fagocitose e clasmocitose.

50.1.1

2  2  - O esquema abaixo  representa  um  processo  biológico denominado clasmocitose.

50.2.2

3  3 – A figura a seguir representa um cromossomo  metacêntrico com duas cromátides homólogas.

50.3.3

4  4 – Na espécie humana, encontramos 23 pares de autossomos e 1 par de alossomos.

51. (UFMS) O nosso cérebro nem sempre pode aumentar o desempenho conforme o desejado, pois nossas características resultam dos genes e também de fatores ambientais que atuam sobre o nosso desenvolvimento. Considerando que a formação do indivíduo depende da combinação dos gametas masculino e feminino, pode-se afirmar:

a) A meiose ocorre em indivíduos de reprodução sexuada, nos quais há a união dos gametas 2n.

b) Durante o processo meiótico, ocorre a recombinação genética, permitindo que os novos indivíduos sejam todos iguais aos parentais.

c) A fecundação tem por função formar indivíduos n.

d) A espermatogênese e a ovulogênese humanas têm por finalidade a formação de gametas 2n.

e) A espermatogênese ocorre em indivíduos de reprodução sexuada para formar gametas n.

52. (UFPR) Um dos processos bioquímicos mais básicos para o surgimento e organização da vida foi a “separação” entre o meio intracelular e o extracelular. A estrutura celular responsável por esse processo é conhecida como membrana celular (ou membrana plasmática). Sobre essa membrana, considere as seguintes afirmativas:

1. A membrana celular é composta por uma bicamada de lipídeos e por proteínas incrustadas nessa bicamada. Moléculas de carboidratos com função de sinalização podem estar ligadas aos lipídeos ou proteínas.

2. Juntamente com a “separação” do meio intra e extracelular, ocorreu o processo de compartimentalização celular, que é responsável pela estruturação das organelas. Dessa maneira, é correto afirmar que apenas organismos eucariontes apresentam membrana celular.

3. As membranas celulares apresentam permeabilidade seletiva, que é a capacidade de permitir que algumas moléculas possam atravessá-las passivamente, enquanto outras têm a sua passagem dificultada, impedida ou regulada.

4. Ao invés de membrana celular, bactérias e vegetais apresentam a parede celular como envoltório celular externo.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

53. (IFAL) Relacione as colunas:

COLUNA A

COLUNA B

1. A célula fica túrgida. I. Célula animal em solução hipotônica.
2. A célula diminui seu volume. II. Célula animal em solução hipertônica.
3. A célula sofre lise. III. Célula vegetal em solução hipertônica.
4. A célula fica plasmolisada. IV. Célula vegetal em solução hipotônica.

A associação correta é:

a) 1 – IV, 2- II, 3 – I, 4 – III.

b) 1 – II, 2 – III, 3 – IV, 4 – I.

c) 1 – III, 2 – I, 3 – IV, 4 – II.

d) 1 – II, 2 – IV, 3 – III, 4 – I.

e) 1 – III, 2 – IV, 3 – I, 4 – II.

54. (CEFET-MG) Associou-se corretamente as estruturas existentes nas células aos tipos celulares exemplificados, em:

Legenda:

(+) Presença da estrutura

( – ) Ausência da estrutura

ESTRUTURAS

Célula do

pâncreas

Célula do parênquima foliar de uma árvore

 

Bactéria

 

a

DNA

+

+

b

Mitocôndrias

+

+

c

Ribossomos

+

+

+

d

Membrana plasmática

+

+

e

Complexo golgiense

+

55. (UNESP) O esquema abaixo representa a espermatogênese humana, processo no qual, a partir de divisões e diferenciações celulares, serão produzidos os espermatozoides que darão origem aos indivíduos da geração seguinte.

55

Pode-se dizer que:

a) A seta de número 1 indica mitose.

b) A célula A é chamada de espermátide.

c) Nas células B, cada cromossomo tem duas cromátides.

d) A partir da puberdade, ocorrem apenas os eventos representados pelas setas de números 2 e 3.

e) As células A, B e C são haploides.

56. (FGV) O Brasil é o maior produtor mundial de café. Alguns pesquisadores admitem que a espécie Coffea arabica tenha se originado na Etiópia, África, a partir da hibridização natural entre duas espécies ancestrais: Coffea eugenioides (2n = 22 cromossomos) e Coffea canephora (2n = 22 cromossomos). No híbrido resultante, teria havido uma duplicação do número de cromossomos (poliploidização): em uma das divisões celulares, as cromátides de todos os cromossomos, em vez de migrarem cada uma delas para ambas as células-filhas, teriam permanecido na mesma célula. Desse modo, originou-se um novo ramo, ou uma planta, tetraploide. Essa nova planta é a Coffea arabica, que hoje cultivamos e que tem importante papel em nossa economia. A partir dessas informações, é possível dizer que o número de cromossomos nos gametas das espécies Coffea eugenioides e Coffea canephora e o número de cromossomos nas células somáticas e nos gametas de Coffea arabica são, respectivamente:

a) 11, 11, 44 e 22.

b) 11, 11, 22 e 11.

c) 22, 22, 88 e 44.

d) 22, 22, 44 e 22.

e) 22, 22, 22 e 11.

57. (UEL) Os esquemas a seguir representam três tipos de ciclos de vida.

57

Os ciclos de vida válidos para todas as samambaias, certas algas e todas as aves são, respectivamente:

a) I, II e III.

b) I, III e II.

c) II, III e I.

d) III, I e II.

e) III, II e I.

58. (UERJ) Em um experimento em que se mediu a concentração de glicose no sangue, no filtrado glomerular e na urina de um mesmo paciente, os seguintes resultados foram encontrados:

LÍQUIDO BIOLÓGICO

CONCENTRAÇÃO DE GLICOSE (mg/dl)

Sangue

140

Filtrado glomerular

120

Urina

0,12

Esses resultados mostram que as células epiteliais dos túbulos renais do paciente estavam reabsorvendo a glicose pelo mecanismo denominado:

a) Difusão passiva.

b) Transporte ativo.

c) Difusão facilitada.

d) Transporte osmótico.

59. (UFPR) Dois tipos de transporte que podem acontecer nas membranas plasmáticas são o transporte passivo e o transporte ativo. O primeiro pode acontecer por simples difusão do elemento a ser transportado através da bicamada lipídica da membrana. Já o transporte ativo sempre depende de proteínas que atravessam a membrana, às quais o elemento a ser transportado se liga, desligando-se posteriormente do outro lado da membrana. Ambos os tipos de transporte estão esquematizados na figura abaixo.

59A

Com base nessas informações e nos conhecimentos de biologia celular, assinale a alternativa que apresenta corretamente os gráficos de cada tipo de transporte.

59B

60. (UFSC) Assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

O ciclo celular é dividido em duas etapas: Divisão Celular e Interfase. Nesta última etapa (Interfase), subdividida em G1 – S – G2, a célula realiza seu metabolismo e se prepara, quando necessário, para a etapa da divisão celular.

I   II

0  0 – Na fase S da Interfase ocorre o processo de duplicação do DNA.

1  1 – Durante a Interfase o DNA está em plena atividade, formando o RNA com as informações para a síntese proteica.

2  2 – Em G2 a quantidade de DNA é a mesma que em G1.

3  3 – Na etapa  chamada de  divisão celular,  pode ocorrer  tanto  a mitose  como a meiose, em qualquer célula do corpo humano.

4  4 – A frequência com que as células entram em divisão celular varia com o tipo e o estado fisiológico de cada uma delas.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VFFFV

B

C

A

D

E

A

E

A

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

D

B

B

B

B

E

A

C

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

A

A

B

E

D

E

A

A

A

E

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

B

B

E

C

A

D

E

A

B

VFVVF

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

FVVVF

B

A

A

B

D

A

E

B

FVFFF

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

E

B

A

C

C

A

D

B

A

VVFFV

 

Publicado por: Djalma Santos | 4 de junho de 2013

Plasmídeos

Plasmídeos ou plasmídios (figura abaixo) são pequenas moléculas circulares de DNA extracromossomiais, em dupla hélice, que podem ser passados de célula a célula. Geralmente ocorrem em bactérias e por vezes também em organismos eucarióticos, como o círculo 2µ presente na Saccharomyces cerevisiae  (ver “Plasmídeos em eucariotos”, mais adiante). Eles veiculam informações genéticas não encontradas no “cromossomo” bacteriano, presente em uma região celular denominada nucleoide, que, a exemplo dos plasmídeos, é circular e possui uma única molécula de DNA. Por esta razão, alguns autores preferem denominar esse “cromossomo”, que pode ser 1000 vezes maior que a própria célula, de corpo cromatínico, por não o considerarem um cromossomo verdadeiro. As informações veiculadas pelos plasmídios respondem, como veremos adiante, por características úteis à bactéria, como a capacidade de conjugar (plasmídeo F), resistir à antibióticos (plasmídeos R), produzir colicinas (plasmídeos col), metabolizar diferentes substratos (plasmídeos degradativos) e conferir patogenicidade à bactéria hospedeira (plasmídeos de virulência). Dessa forma, a molécula de DNA presente no nucleoide não é único depósito de genes nas bactérias.

01.nas bactérias

O tamanho do plasmídeo varia entre 1 e 250 Kpb (milhares de pares de bases) e, dependendo da espécie bacteriana, pode haver uma ou dezenas de cópias de um mesmo plasmídeo em uma única célula (figura anterior), o que aumenta muito a eficiência dos genes neles contidos. Aqueles que existem em cópia única (ou em poucas cópias) correm o risco de desaparecerem de uma das células filhas, após a divisão celular. A fim de evitar que isto ocorra, alguns plasmídeos possuem um “sistema viciante” que produz tanto um veneno de longa vida como um seu antídoto de vida curta. Dessa forma, a célula que tem uma cópia desse plasmídeo sobreviverá, enquanto a que não o possui morrerá em breve, devido a falta do antídoto. Há também plasmídeos que possuem sistemas que tentam distribuir ativamente uma cópia para cada uma das células filhas. Esse sistema é frequentemente denominado sistema de partição ou função de partição de um plasmídeo.

Embora os plasmídeos possuam genes para a própria replicação, independentemente do “cromossomo” bacteriano, eles não são essenciais para a sobrevivência da célula, em condições ambientais normais, podendo ser perdidos sem causar a morte celular. Em circunstâncias especiais, entretanto, eles podem conferir, como vimos acima, propriedades essenciais à sobrevivência da bactéria. A sua replicação independente está associada a uma sequencia de DNA que serve como “origem de replicação” ou ori (ponto de inicio da replicação do DNA) presente em todos os plasmídeos [ver CLONAGEM GÊNICA (VETOR DE CLONAGEM), matéria publicada neste blog em 26/02/2011]. A região ori (figura abaixo), que deve ser reconhecida por proteínas que participam da maquinaria de iniciação da replicação é, em última análise, uma sequência específica de cinquenta a cem pares de bases, cuja presença é obrigatória para que o plasmídeo se replique. Algumas dessas proteínas de reconhecimento são codificadas pelo “cromossomo” da célula hospedeira. Dessa forma, a presença de um plasmídeo no interior de certo hospedeiro depende desse reconhecimento. Alguns plasmídeos, como o pBR322 e o ColE1, têm uma faixa restrita de hospedeiro onde podem se duplicar. Outros, como o RK2, em função de serem capazes de codificar as proteínas que necessitam para iniciar a replicação, podem se duplicar numa ampla faixa de hospedeiros. Plasmídeos que se multiplicam em muitas espécies são denominados promíscuos.

02.promiscuo

Os plasmídeos podem ser transferidos naturalmente de uma cepa bacteriana para outra, permitindo que a célula receptora adquira um conjunto de informações genéticas que não recebera ao “nascer”. Podem, ainda, ser transmitidos, juntamente como o restante do genoma bacteriano, durante a divisão celular, conservando uma ou mais cópias em cada célula-filha (figura a seguir)

03.celula.filha

Devido a sua habilidade de replicação independente e a sua capacidade de recombinação, os plasmídeos são muito utilizados na clonagem gênica (técnica do DNA recombinante ou engenharia genética), para transferir genes entre organismos diferentes e, juntamente com os genes virais e os transposons (genes “saltitantes”), podem ser considerados elementos dotados de mobilidade (veja detalhes mais adiante em “Vamos aprender um pouco mais sobre os transposons”). Quando utilizados como vetores de clonagem, os plasmídeos devem transportar um ou mais genes (“marcas’) que lhe confiram propriedades particulares, como a resistência a certos antibióticos. Essas marcas que atuam na seleção das bactérias transformadas são, em última análise, indicadores selecionáveis. O esquema a abaixo mostra um plasmídeo com dois genes relacionados com a síntese de antibióticos e a região ori (origem de replicação), mencionada acima. A adição do antibiótico ao meio de cultura eliminará as células que não tenha adquirido o plasmídeo, possibilitando uma identificação direta das bactérias modificadas, capazes de sobreviver nesse meio de cultura [ver CLONAGEM GÊNICA (VETOR DE CLONAGEM), matéria publicada neste blog em 26/02/2011]. Dessa forma, o antibiótico atua como um filtro para selecionar apenas as bactérias modificadas. A partir do cultivo e da lise dessas bactérias, pode-se isolar o referido plasmídeo.

04.plasmideo

O pBR322 (figura a seguir), primeiro plasmídeo artificial, tem sido um dos mais utilizados vetores de clonagem em E.coli. Ele foi construído em 1977 e seu nome deriva de p (plasmídeo) e BR, Bolivar e Rodrigues, pesquisadores mexicanos, que o construiu. Ele possui 4361 pares de bases e, além da origem de replicação (ori), que permite a sua propagação em bactérias, apresenta o gene ampR, que codifica a proteína de resistência a ampicilina e o gene tetR, que codifica a proteína de resistência à tetraciclina. Dessa forma, a introdução desse plasmídeo em E. coli, que normalmente é sensível tanto à ampicilina como à tetraciclina, leva ao aparecimento de bactérias capazes de crescer em meio (líquido ou sólido) contendo esses antibióticos.

05.antibioticos

 VAMOS APRENDER UM POUCO MAIS SOBRE OS TRANSPOSONS

Os transposons (genes “saltitantes” ou elementos de transposição) são sequências específicas de DNA dotadas da capacidade de se mover de uma posição para outra no mesmo cromossomo ou de um cromossomo para outro, independentemente da homologia entre a região onde se encontram inseridos e o local ao qual se destinam. Dessa forma, a localização desses genes “saltitantes” no genoma e instável. Esse fenômeno, denominado transposição e catalisado por uma enzima chamada transponase, foi descoberto, em milho, nos anos de 1950, por Barbara McClintock, o que lhe valeu o Prêmio Nobel de Medicina em 1983. Sua presença foi confirmada mais tarde em bactérias e sabe-se hoje que estão presentes em todos os organismos, inclusive nos seres humanos, cujo genoma possui aproximadamente 15% de elementos transponíveis. O caráter dinâmico dos transposons tem uma grande influência na evolução e na composição de genomas de animais e vegetais. Em se tratando de bactérias, eles podem saltar de um local para outro no “cromossomo” bacteriano ou do “cromossomo” para um plasmídeo. Podem igualmente pular de uma região para outra do mesmo plasmídeo, de um plasmídeo para outro ou de um plasmídeo para o “cromossomo” bacteriano. Em face de eles poderem saltar de um plasmídeo para outro, podem ser transferidos, através da conjugação, de uma bactéria para outra, exacerbando o processo de resistência. Neste contexto, um único plasmídeo R, por exemplo, pode ter diferentes transposons com genes de resistência, como o Tn3 (resistência à ampicilina), o Tn4 (resistência à estreptomicina, à sulfonamida e ao mercúrio, além de conter o Tn3), o Tn5 (resistência à caramicina) e o Tn10 (resistência à tetraciclina). A inserção do transposon em um novo sítio do genoma, principalmente se ocorre em um gene codificador de proteína, bem como sua saída do local onde se encontrava inserido, pode impedir a atividade gênica, provocando mutações. O esquema abaixo mostra uma mutação provocada por um elemento de transposição. É evidente que nem todos os transposons provocam efeitos deletérios. Eles podem dirigir a evolução dos genomas, facilitando, inclusive, a translocação de sequência genômica.

06.genomica

Um plasmídeo dotado da capacidade de existir livre no citoplasma ou integrado ao “cromossomo” bacteriano (figura a seguir), como fator o F (de fertilidade), presente nas bactérias doadoras (ou “macho”), recebe o nome de epissomo ou plasmídeo integrado. Nas cepas doadoras F+ esse fator se encontra livre no citoplasma e nas linhagens doadoras Hfr (“high frequency of recombination”), também conhecida com Afr (alta frequência de recombinação), ele se encontra integrado ao “cromossomo”. O plasmídeo F pode ser mantido de modo estável, compondo a constituição genética da bactéria, durante várias divisões celulares, mas sempre em algum estágio existe como elemento independente.

07.independente

Com o uso de técnicas de engenharia genética é possível isolar os plasmídeos, inserir neles fragmentos específicos de DNA (genes) e, em seguida, transplantá-los para outras bactérias, promovendo, dessa forma, a transferência de características genéticas de uma célula para outra. Eles são, portanto, ideais para transportar genes para o interior das bactérias, tendo sido, inclusive, os primeiros vetores utilizados na clonagem de genes. A elevada capacidade de duplicação dos plasmídeos em relação ao “cromossomo” bacteriano permite que sejam formadas múltiplas cópias de plasmídeo, com fragmentos inseridos, dentro da bactéria.

EPISSOMO NÃO BACTERIANO

Outro exemplo de epissomo é o material genético dos fagos temperados, como o fago lambda da E. coli, que pode se encontrar livre no citoplasma (estado vegetativo), ou integrado ao “cromossomo” bacteriano (estado reprimido), constituindo as bactérias lisogênicas (geradoras de lise ou ruptura). No estado reprimido, o material genético do bacteriófago é copiado a cada divisão celular junto como o DNA da bactéria hospedeira. Por indução, que pode ser provocada por radiações ultravioletas (UV), como mostra a figura a seguir, o DNA fágico reprimido, denominado profago ou provírus, pode ser liberado no citoplasma e promover a lise bacteriana. O ciclo viral que se processa com o fago no estado vegetativo (reprimido) é denominado ciclo lisogênico, enquanto aquele em que ocorre a lise bacteriana (estado vegetativo) constitui o ciclo lítico.

08.ciclolitico

Lembramos que os fagos virulentos, ao contrário dos temperados, não promovem ciclo lisogênico, mas apenas ciclo lítico. O esquema abaixo mostra a sequência de eventos que ocorre durante o ciclo reprodutivo do T2 (fago virulento). Durante esse processo, o vírus adere à bactéria, graças a uma proteína receptora bacteriana; injeta seu DNA na célula; multiplica seu material genético; sintetiza proteínas da cápsula, que não penetrou durante a infecção e lisa a bactéria, liberando novas partículas virais, que infectarão outras bactérias.

09.outrasbacteria

Descreveremos a seguir as cinco principais categorias de plasmídeos, tendo por base os genes que transportam e as características funcionais que esses genes conferem à bactéria. Alguns plasmídeos podem pertencer a mais de um desses grupos funcionais e em uma única célula podem coexistir vários tipos diferentes de plasmídeos, como na Escherichia coli, que contém até sete. Alguns plasmídeos são incompatíveis, fenômeno denominado incompatibilidade plasmidial, e a interação entre dois destes plasmídeos pode levar a destruição de um deles. Dessa forma, os plasmídeos também podem ser colocados em “grupos de incompatibilidade” (ou grupo Inc), que dependem da sua capacidade de coexistirem numa única célula.

I. Plasmídeo F (fator de fertilidade bacteriana ou fator sexual bacteriano): relacionado com a sexualidade das bactérias, sendo capaz de dirigir a conjugação entre cepas diferentes, como no caso da plasmídeo F da Escherichia coli. Presente nas bactérias doadoras (ou “machos”) e ausente nas receptoras (ou “fêmeas”), ele contém genes que codificam a fímbria sexual ou pilus F (pili de conjugação), necessária para que a bactéria possa transferir material genético durante a conjugação. Neste processo, ocorre passagem unidirecional de genes da cepa doadora para a receptora, através de comunicações (pontes de conjugação) que se formam entre os citoplasmas das duas células, conectando as duas bactérias (figura abaixo). Posteriormente, as bactérias que trocaram material genético se reproduzem por bipartição (divisão binária ou cissiparidade) passando a herança às descendentes. Devido à presença do fator F, as fímbrias sexuais, de natureza proteica, compostas por subunidades repetitivas de uma proteína denominada genericamente de pilina, estão presentes apenas nas cepas “machos”. As “fêmeas”, por outro lado, possuem na sua superfície macromoléculas que facilitam a fixação das referidas fímbrias.

10.fimbrias

Na cissiparidade (figura a seguir), forma assexuada de reprodução, a bactéria duplica seu DNA, por círculo rolante, cresce e se divide, dando origem a duas células filhas geneticamente idênticas (clones). Lembramos que a divisão celular nas bactérias (seres procariontes) ocorre por amitose (divisão direta) e não por mitose (divisão indireta). Na mitose, ao contrário da amitose, ocorrem uma divisão nuclear (cariocinese) e uma divisão citoplasmática (citocinese ou citodiérese).

11.citodierese

II. Plamídeos de resistência (R): também denominados fatores de transferência de resistência ou fatores R, são plasmídeos dotados de genes que codificam enzimas capazes de degradar agentes antibacterianos, como o cloaranfenicol e a ampicilina, tornando as bactérias resistentes à ação desses agentes terapêuticos. Essa propriedade genética do plasmídeo R permite que as bactérias sobrevivam mesmo na presença desses agentes. Como cada célula bacteriana contém, via de regra, várias cópias do mesmo plasmídeo, os agentes antibacterianos são, muitas vezes, destruídos com grande eficiência. A seleção natural imposta por esses agentes favorece, portanto, as células bacterianas que incorporaram esse fator de resistência. A existência de plasmídeos com diversos genes de resistência a diferentes antibióticos é um problema sério no tratamento de doenças causadas por bactérias. Em virtude da utilização generalizada de antibióticos, os plasmídeos evoluíram a ponto de conferir multirresistência aos seus hospedeiros bacterianos, dificultando o tratamento dessas doenças. Além disto, muitos plasmídeos são dotados, também, de “genes de transferências”, que codificam proteínas capazes de formar fímbria sexual, através das quais as bactérias transferem plasmídeos entre si, contribuindo para a proliferação de estirpes  multirresistentes. Em face da sua dispersão, nas populações naturais, ter graves consequências no tratamento de infecções bacterianas, esses plasmideos são muito importantes na microbiologia clínica.

III. Plamídeos col: transportam genes que codificam as colicinas (bacteriocinas), que inibem ou matam espécies intimamente relacionadas ou mesmo diferentes linhagens de uma mesma espécie, que não albergam o referido plasmídeo, com o intuito de obter uma maior vantagem adaptativa em relação às outras cepas. As colicinas são substâncias proteicas solúveis produzidas por Escherichia coli e outros membros da família Enterobacteriaceae e já são conhecidas mais de 30 tipos diferentes. Estudos mostram que elas são produzidas sob condições de estresse, como a ausência de nutrientes; que apenas uma fração das bactérias colicinogênicas é induzida a produzir colicina e que estas bactérias são protegidas contra as colicinas que produzem, por proteínas de imunidade expressas constitutivamente.

IV. Plamídeos degradativos (plasmídeos metabólicos): permitem que a bactéria hospedeira digira substâncias incomuns (pouco habituais), como tolueno e ácido salicílico. Vários exemplos ocorrem no gênero Pseudomonas, como o TOL de Pseudomonas putida. A P. putida, oficialmente descoberta em meados de 1900 e encontrada em vários ambientes, é uma bactéria gram-negativa, não patogênica. Graças ao seu metabolismo muito diverso, incluindo a capacidade de degradar solventes orgânicos como tolueno, ela exerce papel importante no controle da poluição, atuando na biorremedição (utilização de seres vivos na recuperação de áreas contaminadas).

V. Plasmídeos de virulência: conferem patogenicidade à bactéria hospedeira, transformando-a, portanto, em um agente patogênico. O exemplo mais bem conhecido é o plasmídeo Ti (do inglês Tumor iniciation) da Agrobacterium tumefaciens, que carrega genes para a indução de tumor em plantas. Invadindo a planta no sítio de uma ferida, esse plasmídeo transforma as células próximas e induz a formação de um tumor, chamado de coroa de galha (do inglês crown gall), doença que afeta a maioria das plantas dicotiledôneas e caracteriza-se pelo crescimento de tumores na junção entre o caule e a raiz (coroa) ou diretamente nas raízes da planta infectada. Embora essa doença seja conhecida desde a antiguidade, o seu agente etiológico (A. tumefaciens) só foi descrito em 1907. Os conhecimentos produzidos, a partir desta data, levaram a uma compreensão bastante profunda acerca desse parasitismo, ao ponto de ele ser considerado, modernamente, um sistema modelo para estudos das relações patógeno-hospedeiro nos vegetais. O plasmídeo Ti contém cerca de 200 quilobases, existe em cópia única, com genes que codificam para várias funções, quase todas relacionadas com sua transferência e sua integração no genoma da célula vegetal. A figura abaixo mostra, esquematicamente, o mapa genômico, resumido, desse plasmídeo, destacando os mais importantes grupamentos gênicos. O tamanho e a posição relativa desses grupamentos variam de acordo com a linhagem do Agrobacterium. O conhecimento das bases moleculares envolvidas no processo de infecção de uma planta hospedeira pela Agrobacterium sp., permitiu a utilização desta bactéria como vetor natural de transformação genética de plantas.

12.de plantas

1. Região T-DNA (DNA de transferência): corresponde ao segmento de DNA que é transferido e integrado no genoma da célula vegetal, daí a denominação T-DNA (“transferred DNA”).  Os genes presentes nessa região codificam enzimas relacionadas com a biossíntese de reguladores de crescimento, auxinas e citocininas. Essa síntese causa uma alteração hormonal, levando, via de regra, à formação do tumor no local da infecção.

2. Regiões Tra (regiões de transferência conjugativa): regiões dotadas de genes cuja expressão origina produtos que governam a transferência, através da conjugação, desse plasmídeo para outras espécies compatíveis de Agrobacterium.

3. Região Occ (região Opc): nesta região estão os genes que codificam para síntese e catabolismo de opinas, compostos formados pela condensação de carboidrato e aminoácidos, que funcionam como uma fonte de alimentos para a bactéria. Nas células tumorais, as opinas são produzidas em altas concentrações e secretadas para o meio circundante, onde apenas a Agrobacterium pode metabolizá-la. Desse modo, esta bactéria desvia os recursos das plantas, convertendo-os em uma forma que apenas ela é beneficiada. O patógeno, em verdade, transforma a planta de uma maneira “inteligente”. Ele cria para si uma vantagem seletiva ou nicho ecológico exclusivo, pois apenas ele á capaz de utilizar, como fonte de carbono e nitrogênio, a opina, cuja síntese ele codifica e que após, a inserção do T-DNA, passa também a ser produzida pela planta e colocada a sua disposição. Portanto, ao introduzir seu material genético na planta, a bactéria prepara uma espécie de “colonização genética”, criando um habitat único e específico no qual apenas ela está geneticamente equipada para utilizar a opina.

4. Região Rep (região de replicação): contém genes relacionados com a origem de replicação e funções associadas à manutenção do plasmídeo dentro da bactéria, bem como com o controle do número de cópias e a incompatibilidade entre bactérias.

5. Região Vir  ou Genes Vir  (Vir = virulência): esta região contém uma série de genes (VirAVirBVirCVirDVirEVirF eVirG) envolvidos na síntese de proteínas responsáveis pelo processo de transferência da região T-DNA.

As regiões descritas cobrem cerca de dois terços do plasmídeo Ti. Dessa forma, mais genes já foram identificados, alguns relacionados com a determinação do espectro de hospedeiro. Há também genes que codificam proteínas que vão regular a expressão de outros genes presentes no plasmídeo. É evidente que há ainda funções desconhecidas nesse plasmídeo, que, provavelmente, não estão diretamente envolvidas no desenvolvimento do tumor.

Os plasmídeos podem ser classificados ainda em conjuntivos e não conjuntivos. Os conjuntivos contêm um gene denominado tra-gene que responde pelo início da conjugação bacteriana. Os não conjuntivos são desprovidos desse gene, embora possam ser transferidos durante a conjugação.

Os plasmídeos são ferramentas fundamentais nos laboratórios de genética e bioquímica, onde são usados rotineiramente para multiplicar genes específicos. Muitos deles estão disponíveis no mercado, para construção de bibliotecas genômicas ou clonagem direta de genes, como o clássico pBR322, largamente empregado na construção dessas bibliotecas e que deu origem a um grande família de plasmídeos modernos. Biblioteca genômica, também denominada biblioteca de genes ou banco genômico (figura a seguir), é uma coleção de um grande número de fragmentos de DNA do genoma, bacteriano ou fágico (clones), armazenados em vetores para posterior utilização.

13.utilização

Outro uso importante dos plasmídeos é na produção de grandes quantidades de proteínas úteis aos seres vivos, inclusive ao homem. Entre elas podemos citar: insulina, hormônio do crescimento, gonadotrofina humana, interferons, fatores de coagulação do sangue, antitrombina, albumina sérica humana e fator de necrose tumoral [ver CLONAGEM GÊNICA (APLICAÇÕES DA ENGENHARIA GENÉTICA), matéria publicada neste blog em 26/02/2011].

PLASMÍDEOS EM EUCARIOTOS

Os plasmídeos não estão limitados às bactérias. Eles já foram detectados em leveduras e em fungos filamentosos. Na levedura Saccharomyces cerevisiae, por exemplo, ocorre um plasmídeo de DNA circular dupla fita, a semelhança dos plasmídeos bacterianos, com 6.318pb, denominado círculo 2µ e dotado de uma única origem de replicação (ARS, do inglês autonomous replication sequence). Cada célula haploide pode conter 60 a 100 cópias desse plasmídeo. Ele codifica um sistema de partição que promove a dispersão aleatória, entre mãe e filha, das múltiplas cópias, quer durante a mitose ou meiose. O referido plasmídeo ainda alberga genes que catalisam as recombinações sítio-específicas e a regulação da expressão gênica. Os plasmídeos círculo 2µ se localizam no núcleo e são empacotados como cromatina.

Do exposto, podemos deduzir que a finalidade dos plasmídeos, na natureza, é, em última análise, transferir genes de uma célula para outra. Em função de, na grande maioria dos casos, o número de plasmídeo ser mais elevado que o número de cromossomos é mais importante para as células terem esses genes na partícula plasmidial.

Publicado por: Djalma Santos | 21 de maio de 2013

Testes sobre cadeias e teias alimentares

01. (UERGS) Responda esta questão com base na ilustração abaixo, que representa o fluxo de energia em diferentes níveis tróficos de uma cadeia alimentar.

01

Considerando que o circulo representa a matéria orgânica morta, organismos produtores e decompositores estão, respectivamente, representados pelos números.

a) 1 e 4.

b) 1 e 5.

c) 4 e 5.

d) 5 e 1.

e) 5 e 4.

02. (UEPA)       Leia o Texto abaixo para responder esta questão

É comum lidarmos de forma preconceituosa com determinados seres vivos que estão a nossa volta, aos quais são atribuídos pouca ou nenhuma importância, como por exemplo, alguns seres detritívoros e decompositores. Os detritívoros, como o urubu, devido ao hábito alimentar e sua aparência, não é cativado pelas pessoas assim como as bactérias decompositoras que tendem a ser associadas a doenças.

      (Adaptado de http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/a-diversidadebiologica-esta-sendo-ameacada.htm)

Sobre os seres e situações abordadas no Texto acima afirma-se que:

a) Tanto os detritívoros como os decompositores não fazem parte do ciclo de cadeias ou de teias alimentares.

b) Urubus, minhocas e besouros “rola-bostas”, ao se alimentarem da matéria morta, ocupam o 2º nível trófico na cadeia alimentar.

c) Os decompositores, ao degradarem a matéria morta, inclusive das excretas dos detritívoros e demais organismos, impedem a reciclagem de nutrientes.

d) Os detritívoros contribuem para o aparecimento de doenças porque permitem que os alimentos sejam reaproveitados por bactérias e outros microrganismos.

e) Os decompositores ajudam no incremento do processo de degradação da matéria morta, propiciando a reciclagem de nutrientes, que serão utilizados pelas plantas e demais organismos.

03. (IFTM) O pantanal apresenta uma grande diversidade de seres vivos, capim, cobras, insetos, sapos, entre outros. Na teia alimentar abaixo, as setas indicam o sentido do fluxo de energia.

03

Assinale a asserção correta:

a) Os números 2, 3 e 4 podem ser: inseto – sapo – decompositores, respectivamente.

b) Se a população de número 2 diminuir, o número 1 também diminui e o número 3 aumenta.

c) Se a população de número 3 aumentar, o número 1 diminui e o número 2 aumenta.

d) Se a população de número 3 diminuir, o número 2 também diminui e o número 1 aumenta.

e) Os números 2, 3 e 4 podem ser: cobra – sapo – decompositores.

04. (UFPB) De acordo com o Relatório de reunião sobre Pesca de Sardinha-verdadeira nas Regiões Sudeste e Sul (2004), a sardinha-verdadeira (Sardinella brasiliensis), nos estágios pré-adulto e adulto, apresenta flutuações sazonais em sua dieta, sendo considerada uma espécie onívora: no outono e na primavera, alimenta-se de zooplâncton (principalmente os copépodes), representando 72,4% de o volume alimentar; no inverno, de fitoplâncton, representando 66% (principalmente algas microscópicas, como os cocolitoforídeos). De acordo com o texto e os conhecimentos sobre cadeia trófica e fluxo de energia, identifique a(s) afirmativa(s) correta(s):

I. As sardinhas adquirem a mesma quantidade de energia ao longo de todo ano, independente da mudança de dieta.

II. Os copépodes podem ser considerados consumidores primários e, por isso, fornecem às sardinhas menor quantidade de energia que o fitoplâncton.

III. As sardinhas podem ocupar diferentes níveis tróficos ao longo do ano, e o mais vantajoso energeticamente é quando elas se alimentam dos cocolitoforídeos.

IV. Uma pirâmide de energia representando a cadeia alimentar descrita pelo texto terá a base maior e o ápice menor, durante todo o ano.

Está(ão) correta(s) apenas:

a) I.

b) I e IV.

c) II e III.

d) I, II e III.

e) II, III e IV.

05. (IFNMG) A charge abaixo representa parte de uma cadeia alimentar. Observe-a e assinale a alternativa correta:

05

a) Caso o peixe sete se alimentasse de um nível trófico mais baixo, precisaria de menos alimento para obter o valor energético de que necessita.

b) O peixe um poderia representar o primeiro nível trófico.

c) Em termos energéticos, seria mais vantajoso ao peixe seis se alimentar do peixe cinco do que se alimentar do peixe quatro.

d) Os produtores podem estar presentes em qualquer nível trófico em uma cadeia alimentar.

06. (UEM) Uma das questões mais intrigantes no estudo da Ecologia é a questão da energia e suas modificações. Ela pode seguir vários caminhos em uma teia trófica. Sobre a energia utilizada pelos organismos, é correto afirmar que:

I   II

0  0 – Ela se perde definitivamente no interior dos seres vivos.

1 1 – A energia é transferida de um nível trófico para outro e retorna integralmente ao ecossistema pela ação dos organismos decompositores.

2  2 – A quantidade de energia que um nível trófico recebe é superior à que será transferida para o seguinte.

3  3 – Ela não volta mais aos seres vivos, uma vez liberada para o mundo físico, na forma de calor.

4  4 – Ela será usada também na produção de substâncias orgânicas, ficando armazenada na forma química.

07. (UFGD) A estrutura de qualquer ecossistema sempre apresenta três categorias de organismos que ocupam níveis tróficos distintos, conforme o esquema que se segue.

07

Analisando as alternativas propostas, é possível afirmar que:

I. A energia absorvida pelo produtor é transferida para todos os níveis da cadeia trófica e tende a diminuir nesse processo de transferência, sendo o consumidor 3 o que recebe menor quantidade de energia.

II. A biomassa disponível para os consumidores 1, 2 e 3 resulta da produtividade primária líquida (total de biomassa produzida pela planta – biomassa consumida no processo de respiração da planta). Portanto, quanto mais curta a cadeia trófica, maior a quantidade de energia disponível para os níveis tróficos mais elevados.

III. Se ocorrer a aplicação de um tipo de Poluente Orgânico Persistente (que tem a capacidade de bioacumular em organismos vivos e causam toxidez) em uma área de lavoura de soja que estava sendo atacada por pragas, é possível afirmar que o decompositor é o que apresentará maior concentração de poluentes em seu organismo.

IV. Os decompositores têm como nicho ecológico degradar os restos de plantas, animais e demais matéria orgânica presente na cadeia trófica, devolvendo ao meio ambiente sais minerais e outros nutrientes que serão utilizados pelos produtores.

V. As cadeias tróficas aquáticas sofrem influência direta dos fatores abióticos temperatura, pH, oxigênio, gás carbônico e sais minerais dissolvidos, afetando principalmente os decompositores.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) I, II e V.

b) I, II e IV.

c) I, III e V.

d) II, III e IV.

e) II, III e V.

08. (PUC-RIO) Na base da cadeia alimentar, encontramos seres:

a) Quimiossintéticos e fotossintéticos.

b) Heterotróficos e quimiotróficos.

c) Decompositores e heterotróficos.

d) Quimiossintéticos e decompositores.

e) Fotossintéticos e decompositores.

09. (UEA) O fluxo de energia dentro de uma cadeia alimentar é unidirecional, isso significa que a energia não pode ser reciclada como a matéria, que constantemente retorna para níveis tróficos iniciais. O fluxo energético em uma cadeia alimentar é(1). Os seres responsáveis pela reciclagem da matéria nesse mesmo ecossistema são os organismos (2). As lacunas (1 e 2) são, correta e respectivamente, preenchidas por:

a) Crescente e transmitido dos produtores aos consumidores de vários níveis; detritívoros, que convertem a matéria em minerais.

b) Decrescente e transmitido através das moléculas orgânicas, da água e dos sais minerais; saprófagos, tais como os protozoários.

c) Decrescente e capturado inicialmente pelos tecidos vegetais; decompositores, tais como os fungos e as bactérias.

d) Constante e capturado pelas células vegetais clorofiladas; pertencentes aos Reinos dos micro-organismos.

e) Crescente e assimilado através da digestão dos consumidores; pertencentes aos Reinos Monera e Fungi.

10. (UFSC) O esquema abaixo representa as relações tróficas em uma determinada região:

10

Essa região foi invadida por um animal que passou a se alimentar de V. Com relação a esse fato, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Na cadeia IIIV, esse animal é considerado um consumidor terciário.

1  1 – Na cadeia IIIIVV,  esse  animal  é considerado  um  consumidor quaternário.

2  2 – Na  cadeia  IIIIV,  esse  animal  é  considerado  um  consumidor terciário.

3  3 – Nessa teia, II e III são considerados consumidores primários.

4  4 – I é predador.

11. (UFLA) É um componente biótico estrutural dos ecossistemas, caracterizado por apresentar organismos heterótrofos que consomem a matéria orgânica contida em seres que morreram, utilizando alguns produtos como alimento e liberando minerais e outras substâncias para o meio ambiente, que podem ser novamente utilizadas pelos seres vivos. Assinale a alternativa que apresenta o componente biótico descrito e seus respectivos representantes.

a) Detritívoros – urubus e hienas.

b) Produtores – gramíneas e capim.

c) Decompositores – fungos e bactérias.

d) Consumidores – animais carnívoros e onívoros.

12. (UNCISAL) Os ecossistemas têm sequências de transferência de energia e de matéria a partir dos produtores. Uma sequência linear em que os organismos servem de alimento uns para os outros recebe o nome de cadeia alimentar e envolve produtores, consumidores e decompositores. Nos ecossistemas, as cadeias alimentares inter-relacionadas, formam uma teia alimentar. Observe o esquema abaixo e identifique o nível ou níveis tróficos ocupados pelo felino nessa teia alimentar.

12

a) Consumidor primário e secundário.

b) Consumidor primário e quaternário.

c) Consumidor secundário e quaternário.

d) Consumidor secundário e terciário.

e) Produtor e consumidor primário.

13. (PUC-CAMPINAS) Os organismos listados a seguir pertencem à mesma cadeia alimentar.

I. Gaviões.

II. Gramíneas.

III. Lagartas.

IV. Sapos.

V. Serpentes.

Entre eles ocorre um fluxo de energia que diminui à medida que atinge os níveis tróficos mais elevados. O esquema que reflete corretamente a referida diminuição de energia é:

a) I → II → III → IV → V.

b) II → III → IV → V → I.

c) II → III → IV → I → V.

d) III → II → V → I → IV.

e) III → IV → II → V → I.

14. (SENAC-SP) O esquema abaixo representa uma teia alimentar de um ecossistema terrestre.

14

Nessa teia:

a) O gafanhoto é o único consumidor de 1ª ordem.

b) O besouro só atua como consumidor de 2ª ordem.

c) O sapo sempre atua como consumidor de 2ª ordem.

d) A serpente é o único consumidor de 3ª ordem.

e) A seriema sempre atua como consumidor de 4ª ordem.

15. (PUC-CAMINA) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

O diesel verde pode ser produzido através da gaseificação de biomassa – que ocorre quando se esquenta matéria orgânica até o ponto de ocorrer a liberação de hidrogênio e monóxido de carbono – seguida da conversão dos compostos em hidrocarbonetos de cadeia longa. O resultado é um combustível automotivo líquido competitivo, que não acrescenta virtualmente nenhum gás de efeito estufa à atmosfera.

                          (Adaptado de Scientific American. Outubro 2006. p. 58)

Gaseificadores produzem, a partir dos restos vegetais, em torno de: CO – 20%, H2 – 17%, CH4 – 2,5%, CO2 – 10%, e o restante N2. Este equipamento tem uma ação que, em uma teia alimentar, corresponde à ação de:

a) Decompositores.

b) Bactérias nitrificantes.

c) Produtores primários.

d) Consumidores primários.

e) Consumidores secundários.

16. (COVEST) Tenha a figura a seguir como referencial e, baseado no que você aprendeu sobre fluxo de energia nos ecossistemas, analise as proposições.

16

I   II

0  0 -  Na natureza,  as relações de  transferência de energia são tão simples como em uma cadeia alimentar.

1  1 – Praticamente, os  ecossistemas apresentam várias espécies em cada um dos seus níveis tróficos.

2  2 – Um animal  não pode  se alimentar de vários organismos ao mesmo tempo e também pertencer a dois ou mais níveis tróficos.

3  3 – As  inter-relações de  transferência de  energia nos  ecossistemas tornam-se múltiplas e recebem a denominação de teia alimentar.

4  4 – A quantidade de energia que um nível trófico recebe é sempre menor do que aquela que ele irá transferir para o seguinte.

17. (UNISINOS) Em um ecossistema, as relações de alimentação entre os organismos são chamadas de “Cadeia Trófica” ou “Cadeia Alimentar”, em que a energia passa de um nível trófico inferior para um superior. A base dessa cadeia é constituída pelos produtores, que são organismos autotróficos, consumidos por organismos herbívoros (consumidores primários). Os herbívoros podem ser consumidos por organismos carnívoros (consumidores secundários), e estes, por outros carnívoros (consumidores terciários). A cadeia se encerra com organismos sapróbios (decompositores), que se alimentam da matéria morta proveniente de todos os níveis tróficos. Das alternativas abaixo, qual apresenta, respectivamente, organismos produtores e decompositores?

a) Mamíferos e fungos.

b) Fungos e aves.

c) Plantas e mamíferos.

d) Mamíferos e aves.

e) Plantas e fungos.

18. (FPS) As comunidades de seres vivos podem interagir de várias formas em um ecossistema, mas a importância dessas relações ecológicas varia com o grau de dependência que as populações possuem entre si. Sobre este assunto, analise as interações ecológicas mostradas na figura abaixo.

18

É correto afirmar que:

a) O homem apresenta relação trófica de consumidor secundário e relação ecológica de herbivoria.

b) A solitária apresenta relação trófica de consumidor secundário e relação ecológica de parasitismo.

c) A galinha apresenta relação trófica de consumidor primário e relação ecológica de herbivoria.

d) O porco apresenta relação trófica de consumidor terciário e relação ecológica de predação.

e) O milho apresenta relação trófica de produtor e relação ecológica de inquilinismo.

19. (UDESC) A transferência de energia e matéria entre os seres vivos de uma comunidade passa constantemente por meio de cadeias e teias alimentares. Analise as proposições abaixo, em relação ao enunciado.

I. É chamada de cadeia alimentar a sequência de seres vivos em que um serve de alimento ao outro.

II. Em uma comunidade existe várias cadeias interligadas, que formam uma teia ou rede alimentar.

III. O fluxo de matéria e energia é repassado integralmente aos consumidores e depois aos produtores e decompositores.

IV. Parte da matéria orgânica e da energia que fica nos autotróficos constitui alimento disponível para os consumidores.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.

20. (FBV) A figura abaixo esquematiza uma teia alimentar, na qual organismos de diferentes espécies interagem na busca do alimento que garanta a sua sobrevivência. Nessa teia alimentar, um organismo pode ocupar mais de um nível trófico, exceto os produtores, pois estes ocupam sempre o primeiro nível trófico.

20

Julgue as proposições abaixo, assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F para as alternativas falsas.

I    II

0   0 – Alguns fungos e bactérias que realizam importante trabalho na reciclagem da matéria orgânica de cadáveres no ambiente são definidos como seres decompositores.

1  1 – Por ocuparem o último nível trófico dessa teia alimentar, e por isso não sofrerem predação, a onça e o gavião representam predadores de topo.

2  2 – Na cadeia: “gramínea rato mocho gavião”, há aumento do acúmulo de energia entre os níveis tróficos.

3  3 – A cobra, o cachorro do mato e gavião são classificados, nessa teia alimentar, como consumidores de 3ª ordem.

4  4 – Uma grande parte da energia obtida pelo coelho, ao comer a verdura ou uma gramínea, é gasta no metabolismo básico de suas células.

21. (UFRRJ) A cidade de Seropédica onde está a Universidade Rural recebeu esse nome devido ao grande desenvolvimento da sericicultura na região há muito tempo atrás. As larvas do bicho-da-seda Bombyx mori, produtoras da seda, atacavam as folhas da amoreira, comuns na região. Sob o ponto de vista ecológico, um predador dessas larvas se comporta como:

a) Produtor.

b) Decompositor.

c) Consumidor primário.

d) Consumidor secundário.

e) Consumidor terciário.

22. (UCS) Uma cadeia alimentar é um sistema em que a energia vai sendo transferida entre cada etapa da cadeia. Considerando a representação de a seguinte cadeia alimentar, assinale a alternativa correta.

22

a) O peixe marinho é um decompositor.

b) A ave marinha é um consumidor terciário.

c) O zooplâncton é um produtor primário.

d) Algas e plantas são consumidores secundários.

e) Fungos e bactérias são consumidores primários.

23. (IFTM) Leia o texto para responder esta questão:

O rato que desapareceu em Brasília

Curiosamente, o pequeno rato-candango foi extinto pela mesma força que revelou sua existência: a construção de Brasília. A espécie foi descrita depois que operários da Novacap, a empresa que fazia a terraplanagem do futuro Jardim Zoológico do Distrito Federal, em 1964, encontraram ninhos próximos aos canteiros de obras. Os animais foram examinados e classificados como de uma espécie nova. O rato de Brasília, com cauda espessa e hábitos subterrâneos que constrói túneis e ninhos em buracos foi batizado com o curioso nome de Juscelinomys candango, em homenagem ao presidente Juscelino Kubitschek, idealizador da cidade. Já a palavra “Candango” era o nome dado aos trabalhadores que migravam à capital para a sua construção. Mas as obras de construção da capital também foram responsáveis pelo desaparecimento desse animal na natureza. No começo da semana, durante a divulgação da nova Lista Vermelha, elaborada pela União Internacional para a Conservação da natureza, o candango Juscelinomys subiu da categoria de criticamente ameaçado para “extinto” e virou o mais novo integrante do time dos bichos que existem apenas nos livros científicos. O mamífero é um dos destaques da lista, que também revelou que um em cada quatro mamíferos do planeta está sob ameaça de extinção. A parceira mais próxima de Juscelinomys na Lista Vermelha é a perereca de Santo André, Phrynomedusa fimbriata. Desde 1920, ninguém nunca mais coletou ou viu esse animal. “Provavelmente ela desapareceu devido ao aumento da poluição e da urbanização de seu habitat”, diz Adriano Paglia, analista de biodiversidade da Conservação Internacional. Tanto a perereca de Santo André quanto o rato de Brasília possuem um ponto em comum: desapareceram da natureza antes dos últimos cem anos… Já os outros animais brasileiros considerados extintos são bichos que ninguém nunca viu sequer a imagem, como um morcego vampiro gigante do Sudeste e um roedor do arquipélago de Fernando de Noronha, no litoral Nordeste do Brasil. Ambos são conhecidos apenas por publicações científicas e registro de ossadas encontradas nas escavações. O tal morcego vampiro gigante, que teria assombrado o Sudeste do país, pode ter sido extinto muito antes da construção de São Paulo. Já o roedor de Fernando de Noronha foi descrito apenas pelo náufrago Américo Vespúcio em 1503. “Estudos apontam que a chegada de espécies exóticas como o rato comum europeu, e os cães e gatos domésticos foram os responsáveis pelo desaparecimento desse animal no arquipélago”, diz Paglia.

                                         (Adaptado da Revista Época de 11/10/2008).

Uma análise do intestino do rato Juscelinomys candango comprovou a existência de fibras de gramíneas e formigas. Sabe-se que essas formigas se alimentam de um fungo que se nutre de folhas. Nessas cadeias alimentares, o rato pode ser considerado:

a) Consumidor de primeira ordem e decompositor.

b) Consumidor de primeira ordem e consumidor de terceira ordem.

c) Consumidor de segunda ordem e consumidor de terceira ordem.

d) Consumidor de terceira ordem e consumidor de segunda ordem.

e) Produtor e consumidor de primeira ordem.

24. (UFU) Observe a seguinte cadeia alimentar:

24

Considerando que o DDT é um potente inseticida que tem efeito cumulativo ao longo das cadeias alimentares, a maior e a menor concentração de DDT serão encontradas: respectivamente, em:

a) Cobra e sapo.

b) Capim e cobra.

c) Cobra e capim.

d) Capim e gafanhoto.

25. (UNIMONTES) Na natureza, as relações de uma cadeia alimentar não são isoladas. O esquema abaixo mostra alguns seres vivos que podem fazer parte de uma mesma cadeia alimentar. Analise-o.

25

Considerando o esquema e o assunto abordado, assinale a alternativa correspondente ao consumidor secundário.

a) I.

b) II.

c) III.

d) V.

26. (UFT) A figura a seguir representa uma teia ou cadeia alimentar entre organismos de um ecossistema terrestre. A partir da análise da figura é correto afirmar que:

26

  Fonte: http://tosabendomais.com.br/portal/assuntos-quentes.php?secao=&idAssunto=13&idArea=3&acao

a) O sapo é um consumidor primário.

b) A formiga é um produtor secundário.

c) A cobra é consumidora secundária e terciária.

d) A onça é um consumidor terciário e quaternário.

e) A coruja e a águia são consumidores quaternários.

27. (UFPR) Observe o esquema abaixo:

27

Pressupondo que esse esquema representa uma simples cadeia alimentar, que cada compartimento é um nível trófico e que as setas representam a passagem de energia de um nível a outro, assinale a alternativa correta.

a) O compartimento 1 indica o nível mais basal de toda a cadeia e, por isso, sustenta-a totalmente, com base no princípio energético do aumento de entropia à medida que os níveis tróficos consomem a biomassa disponível.

b) O compartimento 2 recebe energia do compartimento 1 diretamente e pode receber do compartimento 3 indiretamente, através da irradiação solar.

c) A passagem de um nível trófico para o seguinte indica perda de biomassa, porém com otimização máxima de energia e um mínimo de desperdício energético.

d) O nível 4 é o mais afetado pelo processo de maximização biológica quando há poluentes dispersos no ecossistema, devido à diluição química provocada pela biomassa aumentada.

e) Os seres vivos são incorporadores de energia ineficientes, razão pela qual a maioria da energia disponível num nível trófico é dispersada novamente ao ambiente.

28. (UPE) Um sapo estava à caça de alguns insetos; de repente, foi engolido por uma serpente. Depois de algumas horas, a serpente morreu. Um gavião passava pelo local e comeu a serpente. Algumas horas depois, também morreu. Passaram-se alguns dias, e o gavião entrou em decomposição. Apareceu um urubu que comeu a carniça, mas não morreu. Em relação à ordenação de uma cadeia alimentar com os animais citados, é correto afirmar que:

a) Todos morreram por envenenamento secundário devido aos agrotóxicos.

b) Os insetos são os produtores e estão no topo da cadeia.

c) O gavião e o urubu são carnívoros e consumidores primários.

d) A serpente é o consumidor primário, enquanto que os insetos são secundários.

e) A decomposição no gavião ocorreu por ação de bactérias e de fungos.

29. (UFRN) A pirâmide abaixo está representando a hierarquia de uma cadeia alimentar.

29

Os organismos que podem ser posicionados nos níveis I, II, III, IV e V são, respectivamente:

a) Gavião, gafanhoto, calango, bactéria e grama.

b) Grama, gafanhoto, gavião, calango e bactéria.

c) Bactéria, grama, gafanhoto, calango e gavião.

d) Gafanhoto, bactéria, grama, calango e gavião.

30. (UNICAP) A figura a seguir representa uma determinada comunidade na qual se notam relações diretas de alimentação entre organismos A, B, C e D. Considerando-se as inter-relações indicadas pelas setas, as letras indicam, respectivamente:

30

I   II

0  0 – Produtor, consumidor primário,  consumidor secundário e decompositor.

1  1 – Decompositor,  produtor, consumidor primário e consumidor secundário.

2  2 – A letra A pode representar fungos e bactérias.

3  3 – A letra D pode representar um canibal.

4  4 – A energia  que chega  a C passa através dos diferentes níveis tróficos da cadeia e tem uma direção cíclica, porque toda a energia captada pelo produtor volta a ela, quando morre o último consumidor da cadeia.

31. (UFVJM) O esquema abaixo representa a teia alimentar de uma determinada região.

31

Considerando que ocorreu a utilização de mercúrio (Hg) em um garimpo de ouro na região, o nível trófico que acumulou maior concentração desse metal é o:

a) Produtor.

b) Consumidor primário.

c) Consumidor secundário.

d) Consumidor terciário.

32. (U.Santa Úrsula-MG) No esquema, as setas indicam o fluxo de energia numa teia alimentar.

32

As letras B, C, D, E correspondem, respectivamente, a:

a) Gafanhoto, sapo, cobra, bactérias.

b) Sapo, cobra, bactérias, gafanhoto.

c) Rato, sapo, ave, cobra.

d) Gafanhoto, rato, sapo, fungos.

e) Gafanhoto, ave, gavião, cobra.

33. (FUVEST) Os organismos que desempenham em um ecossistema terrestre, o mesmo papel do fitoplâncton em um ecossistema aquático são:

a) Gramíneas.

b) Bactérias do solo.

c) Fungos.

d) Gafanhotos.

e) Protozoários ciliados.

34. (U. E. Feira de Santana-BA) No esquema abaixo o organismo III funciona como:

34

a) Conversor de energia luminosa em energia química.

b) Presa dos demais componentes do sistema.

c) Predador dos demais componentes do sistema.

d) Promotor da reciclagem da matéria.

e) Intermediador na transferência de energia dentro do ecossistema.

35. (ESAL-MG) Em uma cadeia alimenta com produtor, consumidor primário, consumidor secundário e consumidor terciário, pode-se afirmar que:

a) Por causa da multiplicação da energia que ocorre quando esta passa pelos consumidores de primeira e segunda ordem, o consumidor terciário incorpora maior quantidade de energia do que os outros dois níveis de consumo.

b) A quantidade de energia que o consumidor terciário assimila do alimento é igual à quantidade de energia da luz assimilada pelo produtor.

c) A quantidade de energia disponível diminui do produtor aos consumidores, em decorrência das perdas com a atividade vital.

d) Como a energia é transferida ao longo da cadeia, todos os níveis dessa cadeia assimilam a mesma quantidade, independentemente de serem consumidores primários, secundários ou terciários.

e) A energia é cíclica já que, quando um consumidor morre, a energia acumulada por ele volta ao produtor.

36. Com relação às cadeias e às teias alimentares, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0 0 – Os consumidores  terciários  ocupam, na  cadeia alimentar da qual faz parte, o terceiro nível trófico.

1 1 – Num ecossistema   aquático em equilíbrio, uma cadeia alimentar pode ser representada pela seguinte sequência: fitoplâncton  zooplâncton  peixes pequenos  tubarão→ bactérias e fungos.

2 2 – No esquema a seguir que representa uma cadeia alimentar, os organismos B e C se comportam como consumidores secundários.

36.2

3 3 – Considerando  a teia  alimentar a seguir, os camundongos e os lagartos são, respectivamente, consumidores primários e secundários.

36.3

4 4 -  O esquema a seguir representa as relações tróficas de um campo. Um gavião que se alimenta de roedores e de cobras é um consumidor, apenas, de segunda e terceira ordens.

36.4

37. (UnB) Uma ave que se alimenta das larvas que atacam as folhas do fumo comporta-se como:

a) Decompositor.

b) Transformador primário.

d) Consumidor primário.

d) Consumidor secundário.

e) Consumidor terciário.

38. (U. F. UBERLÂNDIA) O esquema abaixo representa as relações tróficas de uma comunidade:

38

Assinale a alternativa errada:

a) O gafanhoto e o coelho são consumidores primários.

b) A cobra pode ser um consumidor de terceira ou quarta ordem.

c) O gavião pode ser um consumidor quaternário.

d) O gavião, ao se alimentar do coelho, comporta-se como carnívoro primário.

e) O lagarto é, nessa comunidade, exclusivamente um consumidor de segunda ordem.

39. (PUC-RS) A principal vantagem destas espécies planctófagas sobre as outras é que para elas houve um: Sabe-se que a maioria dos tubarões é animais carnívoros e predadores. No entanto, há espécies de tubarões que se alimentam de plâncton, como por exemplo, o chamado “tubarão-baleia”.

a) Alongamento de a cadeia alimentar.

b) Maior desenvolvimento do aparelho mastigador.

c) Menor desenvolvimento do aparelho branquial.

d) Encurtamento de a cadeia alimentar.

e) Processo mais lento de evolução.

40. (UPE) Dentro de um ecossistema qualquer, encontra-se um grande número de cadeias alimentares, a maioria delas inter-relacionadas. A reunião dessas cadeias constitui a chamada teia alimentar. Observando a teia alimentar a seguir, assinale a alternativa correta.

40

a) 6, 7, 10 e 11 comportam-se, exclusivamente, como consumidores de segunda ordem.

b) 8 e 9 comportam-se, exclusivamente, como consumidores de terceira ordem.

c) 9 comporta-se como consumidor de segunda e terceira ordens.

d) 10 comporta-se como consumidor de segunda e terceira ordens.

e) A eliminação de 7 provocará um aumento no número de 4, 5, 6 e 8.

41. (VUNESP) O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e, iniciando-se pelos produtores:

a) Mantém-se constante nos diversos níveis tróficos.

b) Mantém-se constante dos produtores aos consumidores de primeira ordem, aumentando progressivamente nos demais níveis tróficos.

c) Aumenta dos produtores aos consumidores de primeira ordem, mantendo-se constante nos demais níveis tróficos.

d) Aumenta progressivamente nos diversos níveis tróficos.

e) Diminui progressivamente nos diversos níveis tróficos.

42. Com base no esquema abaixo, que representa uma cadeia alimentar, responda o item correto:

42

a) B e F representam consumidores de primeira ordem.

b) A representa o produtor e G o decompositor.

c) Em face de E ser um consumidor herbívoro, ele é dito de primeira ordem.

d) B, C e D são consumidores de segunda ordem.

e) Há acima duas alternativas corretas.

43. (FUVEST) Que quantidade de energia está disponível para os consumidores primários de uma comunidade?

a) Toda energia incorporada na fotossíntese durante a vida vegetal.

b) Toda a energia luminosa que é absorvida pelas plantas.

c) A porção de energia incorporada nas substâncias químicas existentes na planta.

d) A porção de energia transformada em calor durante as reações químicas das células do vegetal.

e) A porção de energia utilizada pela respiração celular do vegetal.

44. (PUC-RS) O esquema seguinte, de uma teia ou rede alimentar, permite identificar os números 3, 4 e 5, respectivamente como:

44

a) Herbívoro, produtor e carnívoro.

b) Produtor, onívoro e carnívoro.

c) Decompositor, onívoro e carnívoro.

d) Produtor, carnívoro e herbívoro.

e) Carnívoro, herbívoro e decompositor.

45. (LONDRINA) Numa comunidade são encontrados os seguintes organismos: I – árvores; II – abelhas; III – capim; IV – coruja; V – saúva; VI – gato selvagem. Qual das alternativas, representadas no quadro a seguir, apresenta a classificação correta desses organismos?

PRODUTOR

CONSUMIDOR

PRIMÁRIO

CONSUMIDOR

SECUNDÁRIO

a

I – III

II – IV

V – VI

b

I – IV

V – VI

III – II

c

II – III

I – IV

V – VI

d

I – III

II – V

IV – VI

e

V – VI

III – I

II – IV

46. (COVEST) A figura abaixo mostra as inter-relações entre produtores, consumidores e decompositores num ciclo alimentar. Avalie as proposições em função dos organismos que representam cada categoria, considerando a distribuição na ordem numérica crescente.

46

I   II

0   0 – Capim, coelho, raposa, homem, bactérias.

1   1 – Grama, gafanhoto, peixe-boi, cão, fungos.

2  2 – Cana-de-açúcar, cavalo, onça, homem, bactérias.

3  3 – Alface, lagarta, veado, homem, fungos.

4  4 – Cogumelo, tamanduá, bode, homem, bactérias.

47. Sabe-se que 10 mil quilogramas de algas suprem as necessidades alimentares de 1.000 kg de microcrustáceos e que estes satisfazem as carências nutritivas de 100 kg de pequenos peixes. Essa massa de pequenos peixes é o que se faz necessário para o abastecimento e sobrevivência de 10 kg de peixes grandes. Finalmente, 10 kg de peixes grandes fornecidos a um homem contribuem, após o processo digestivo, para o aumento de 1 kg deste. Isso é sugestivo de que:

a) A passagem da matéria e da energia pelas cadeias alimentares sofre a cada nível um decréscimo acentuado, com aproveitamento de apenas cerca de 1/10 do disponível no grupo anterior.

b) Produtores e consumidores devem existir em igual número num ecossistema.

c) Os consumidores devem ser mais numerosos do que os produtores.

d) Os decompositores não fazem parte de a cadeia alimentar nem da pirâmide das massas.

e) Os produtores só fazem a fotossíntese e não realizam os trâmites da respiração, por isso não consomem matéria.

48. (VUNESP) Observe a figura abaixo:

48

Nessa teia alimentar, o lagarto pode ser considerado:

a) Produtor.

b) Consumidor de primeira ordem.

c) Consumidor de segunda ordem.

d) Consumidor de terceira ordem.

e) Conversor atípico.

49. (FCMSC) A tabela a seguir relaciona alguns animais do Mar Báltico com o teor de DDT, encontrado em seus corpos:

ANIMAIS

DDT

(MILIGRAMAS POR QUILO DE TECIDO ADIPOSO)

Foca

130

Arenque

17

Pinguins (ovo)

570

Falconídeo

25.000

Salmão

31

Sabendo-se o que ocorre com o DDT nas cadeias alimentares, pode-se concluir, com base nesses dados, que:

a) As focas são consumidores primários ou secundários.

b) Os arenques ocupam nível trófico elevado nas cadeias alimentares.

c) Os ovos dos pinguins absorvem DDT do ambiente.

d) Os salmões se alimentam de arenques.

e) Os falconídeos se situam no topo das cadeias alimentares.

50. (COVEST) Observe a figura abaixo e analise as proposições.

50

I  II

0 0 – A figura representa  relações de transferência de matéria  orgânica e de energia de um organismo para outro em uma biocenose.

1 1 – Isolando-se uma das  linhas de transferência, temos uma cadeia alimentar em que os peixes ocupam o nível trófico de consumidores de segunda ordem.

2 2 – Sabendo-se que os peixes dessa comunidade servem de alimento para serpentes, nessa teia alimentar, essa serpente comporta-se, exclusivamente, como consumidor de quarta ordem.

3 3 – A biomassa de cada elo de uma cadeia e teia alimentar qualifica a matéria orgânica bruta armazenada em cada nível que está disponível para o seguinte. Geralmente, a pirâmide de massa mostra grande diferença entre o nível trófico e o seguinte, sendo decrescente, no sentido de produtores para consumidores. Porém, na representação acima, uma vez que a taxa de renovação do fitoplâncton é superior a do zooplâncton, a biomassa do 2o nível trófico pode superar a do 1o nível.

4 4 – Levando-se em  consideração a  maior cadeia  alimentar  representada  na figura acima, as pirâmides de número e de energia serão um triângulo de base larga com a ponta para cima.

51. O tubarão-baleia e o tubarão-martelo são elasmobrânquios marinhos. O primeiro pode atingir grande tamanho, sendo considerado um dos maiores animais existentes atualmente. Sabe-se que o tubarão-baleia possui maior disponibilidade alimentar energética do que o tubarão-martelo. Isto se deve, entre outras razões, ao fato de o tubarão-baleia situar-se:

a) Exclusivamente como um animal carnívoro marinho.

b) Em um nível trófico superior ao do tubarão-martelo, na cadeia alimentar.

c) No topo da cadeia alimentar marinha.

d) No nível trófico de um consumidor quaternário marinho.

e) Em um nível trófico inferior ao do tubarão-martelo, na cadeia alimentar.

52. (IFPE) Observe a figura a seguir, que representa uma teia alimentar. Nela, encontramos organismos considerados produtores e consumidores de diversos níveis. Sobre essa teia alimentar, pode-se afirmar corretamente que:

52

a) A vegetação compreende os produtores; gafanhotos e pássaros são consumidores de primeira ordem.

b) O gavião, por se encontrar no topo da cadeia, é um consumidor de primeira ordem.

c) Todos os insetos são produtores, pois servem de alimento para os demais animais.

d) Os sapos, os lagartos e as aranhas são consumidores terciários ou de terceira ordem.

e) Somente as cobras podem ser consideradas consumidores de terceira ordem.

53. (FCC) Considere a seguinte cadeia alimentar de lago:

Algas    Crustáceos    Insetos    Peixes.

Qual das alternativas abaixo indica corretamente o que ocorre com o tamanho das populações, imediatamente após uma diminuição drástica da quantidade de peixes no lago?

ALGAS

CRUSTÁCEOS

INSETOS

a

aumenta

aumenta

diminui

b

aumenta

diminui

aumenta

c

diminui

diminui

aumenta

d

aumenta

aumenta

aumenta

e

diminui

diminui

diminui

 54. (COVEST) A energia contida em cada nível trófico de uma cadeia alimentar pode ser representada por gráficos, em forma de pirâmide, como mostrada na figura abaixo. Assinale a alternativa que apresenta a cadeia alimentar correspondente aos níveis tróficos 1, 2 3 e 4, nesta ordem.

54

a) 1. gafanhoto; 2. sapo; 3. cobra; 4. capim.

b) 1. capim; 2. cobra; 3. sapo; 4. gafanhoto.

c) 1. sapo; 2. cobra; 3. capim; 4. gafanhoto.

d) 1. capim; 2. gafanhoto; 3. sapo; 4. cobra.

e) 1. cobra; 2. sapo; 3. gafanhoto; 4. capim.

55. (UNCISAL) Cadeia alimentar é a contínua transferência de matéria e energia entre os seres vivos de um ecossistema. Na cadeia: planta, herbívoro, carnívoro, insetos e bactérias, representa o decompositor:

a) Bactérias.

b) Planta.

c) Herbívoro.

d) Insetos.

e) Carnívoro.

56. (UPE) Baseado na figura a seguir, escolha a alternativa que indique, respectivamente, os decompositores, produtores e consumidores, que estão representados por numerais.

56

a) 1; 2 e 3; 4, 5 e 6.

b) 1; 6; 2, 3, 4 e 5.

c) 4, 5 e 6; 1; 2 e 3.

d) 1, 5 e 6; 2 e 3; 4.

e) 2 e 3; 1 e 4; 5 e 6.

57. (FUVEST) O modo de nutrição das bactérias é muito diversificado: existem bactérias fotossintetizantes, que obtêm energia da luz; bactérias quimiossintetizantes, que obtêm energia de reações químicas inorgânicas; bactérias saprofágicas, que se alimentam de matéria orgânica morta; bactérias parasitas, que se alimentam de hospedeiros vivos. Indique a alternativa que relaciona corretamente cada um dos tipos de bactéria mencionados com sua posição na teia alimentar.

Fotossintetizante

Quimiossintetizante

Saprofágica

Parasita

a

Decompositor

Produtor

Consumidor

Decompositor

b

Consumidor

Consumidor

Decompositor

Consumidor

c

Produtor

Consumidor

Decompositor

Decompositor

d

Produtor

Decompositor

Consumidor

Consumidor

e

Produtor

Produtor

Decompositor

Consumidor

58. (COVEST) Identifique, no ecossistema abaixo ilustrado, os componentes de uma comunidade biótica:

58

PRODUTOR

CONSUMIDOR

 

Primário

Secundário

Terciário

a

1 e 6

4

5

2 e 3

b

1 e 6

2 e 4

5

3

c

1 e 6

2

3 e 4

5

d

1 e 6

4

2 e 3

5

e

1 e 6

2

4

3 e 5

 59. (COVEST) O primeiro nível trófico de qualquer ecossistema é ocupado pelos organismos:

a) Autótrofos ou decompositores.

b) Autótrofos ou consumidores.

c) Autótrofos ou produtores.

d) Heterótrofos ou consumidores.

e) Heterótrofos ou produtores.

60. (UEL) Considere as seguintes relações tróficas de uma comunidade terrestre:

60

O papel de consumidor terciário é desempenha por:

a) Corujas, somente.

b) Gaviões, somente.

c) Corujas e gaviões.

d) Sapos e gaviões.

e) Camundongos e corujas.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

B

E

A

E

A

FFVVV

B

A

C

VFVVF

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

C

D

B

B

A

FVFVF

E

C

C

VVFFV

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

D

B

B

C

D

C

E

E

C

FVVVF

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

D

A

A

D

C

FVFVF

D

B

D

A

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

E

B

C

E

D

VFVFF

A

C

E

VVFVV

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

E

A

B

D

A

B

E

B

C

C

Publicado por: Djalma Santos | 8 de maio de 2013

Testes de histologia animal

01. (UNICENTRO) No Brasil, o câncer mais frequente é o de pele, correspondendo a cerca de 25% de todos os tumores diagnosticados em todas as regiões geográficas. A radiação ultravioleta natural, proveniente do sol, é o seu maior agente etiológico. As pessoas que se expõem ao sol de forma prolongada e frequente, por atividades profissionais e de lazer, constituem o grupo de maior risco de contrair câncer de pele, principalmente aquelas de pele clara.

                                                                      (NO BRASIL…, 2011).

Com base na análise do texto e dos conhecimentos sobre histologia humana, é correto afirmar:

a) A epiderme é composta por células alongadas com predominância de substância fundamental intercelular e altamente vascularizada.

b) A derme é a camada interna da pele, a qual é formada por tecido epitelial com células justapostas, unidas por colágeno.

c) As glândulas sudoríparas são formadas por células epidermais com função de remoção de água da derme por secreção merócrina.

d) As glândulas sebáceas são glândulas exócrinas formadas por células adiposas as quais acumulam gordura e são responsáveis pela lubrificação dos pelos.

e) Os melanócitos, células especiais produtoras de melanina, são produzidos no tecido conjuntivo denso da epiderme sendo posteriormente transportados para o tecido conjuntivo frouxo da epiderme.

02. (UEL) “No alvorecer da humanidade, e durante muito tempo da nossa história, as refeições foram literalmente um vale tudo. Pelo fato de os seres humanos terem evoluído num mundo onde a disponibilidade de alimentos era apenas intermitente, a sobrevivência exigiu que tivéssemos a capacidade de armazenar energia para épocas de escassez. O tecido adiposo, familiarmente conhecido como gordura, é o órgão especializado para essa tarefa. Nossa capacidade de armazenar gordura continua essencial à vida e pode permitir que uma pessoa sobreviva à fome por meses. Na história humana recente, contudo, a quantidade de energia acumulada como gordura está aumentando em muitas populações. Obesidade é o nome que damos quando o armazenamento de gordura se aproxima de um nível que compromete a saúde de uma pessoa.”

(“SCIENTIFIC American”. Especial: Alimentos, saúde e nutrição. Out. 2007. p. 46.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, analise as afirmativas a seguir:

I. Restringir as gorduras insaturadas – encontradas, por exemplo, na carne bovina, nos embutidos, na margarina, assim como nas gorduras de laticínios – diminuem o risco de doença cardíaca coronariana.

II. O glicogênio é uma forma importante de armazenamento de energia, o que se justifica por dois motivos básicos: ele pode fornecer combustível para o metabolismo de carboidrato muito rapidamente, enquanto a mobilização de gordura é lenta; e, talvez o mais importante, o glicogênio pode prover energia sob condições anóxicas.

III. A totalidade de depósitos de gordura em adipócitos é capaz de extensa variação, consequentemente, permitindo mudanças de necessidades do crescimento, reprodução e envelhecimento, assim como flutuações nas circunstâncias ambientais e fisiológicas, tais como a disponibilidade de alimentos e a necessidade do exercício físico.

IV. O tecido adiposo aumenta: pelo aumento do tamanho das células já presentes quando o lipídeo é adicionado, fenômeno este conhecido como hiperplasia; ou pelo aumento do número de células, fenômeno conhecido como hipertrofia.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas.

a) I e III.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I, II e IV.

e) I, III e IV.

03. (URCA) São exemplos de células presentes no tecido cartilaginoso:

a) Condrócitos e condroblastos.

b) Melanócitos e mielócitos.

c) Trombócitos e trombina.

d) Osteócitos e osteoblastos.

e) Fibrócitos e mieloblastos.

04. (UDESC) Assinale a alternativa incorreta a respeito do tecido epitelial glandular.

a) A paratireoide é um exemplo de glândula endócrina. Esse tipo de glândula não possui uma comunicação com o epitélio por meio de um ducto ou canal. A secreção dessa glândula é liberada para os vasos sanguíneos.

b) As glândulas são agrupamentos de células especializadas na produção de secreções.

c) Glândulas sudoríparas são exemplos de glândula exócrina. Esse tipo de glândula mantém uma comunicação com o epitélio por meio de um ducto ou canal, que permite a liberação da secreção.

d) A tireoide é um exemplo de glândula endócrina. Esse tipo de glândula não possui uma comunicação com o epitélio por meio de um ducto ou canal. A secreção dessa glândula é liberada para os vasos sanguíneos.

e) A hipófise é uma glândula mista, ou seja, ela apresenta uma parte endócrina que libera o hormônio antidiurético, e outra exócrina que libera oxitocina (ocitocina).

05.  (COVEST) Joana sofre um acidente automobilístico e se machuca bastante devido ao não uso do cinto de segurança. Durante o período de sua recuperação, ocorre a regeneração de seus tecidos e órgãos lesados e a cicatrização de suas feridas. Sobre este assunto, considere as proposições a seguir.

I   II

0  0 – A produção em excesso de paratormônio e a deficiência de vitamina A deixam a pessoa mais susceptível a fraturas nos casos de acidentes.

1  1 – Lesões teciduais induzem processos de regeneração que promovem a substituição das células danificadas por outras do mesmo órgão; no início da mitose, tais células condensam os  cromossomos evitando-se que sofram quebras.

2  2 – As cicatrizes que geralmente resultam de acidentes são formadas devido à atividade de condroblastos que migram para a região danificada, produzindo matéria amorfa e tecido conjuntivo fibroso.

3 3 – Neurônios podem permanecer na interfase do ciclo celular por toda a vida; daí a dificuldade na regeneração de áreas do encéfalo afetadas por acidentes.

4  4 – Para evitar a perda excessiva de sangue, as plaquetas aderem às fibras colágenas dos vasos sanguíneos nas regiões lesadas, o que culmina com a conversão de fibrinogênio em fibrina.

06. (FAVIP) Não constitui uma função desempenhada pelo tecido epitelial:

a) Proteção.

b) Absorção.

c) Secreção.

d) Sensibilidade.

e) Transporte.

07. (UFSC) Os tecidos conjuntivos derivam do mesoderma do embrião e caracterizam-se por apresentar diversos tipos de células imersas em material extracelular sintetizado por elas. Com relação aos tecidos conjuntivos, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

I   II

0  0 – Dentre as várias funções dos tecidos conjuntivos, podemos citar a absorção e a secreção de substâncias através de glândulas.

1  1 – Os condrócitos, após formarem a matriz cartilaginosa, sofrem uma pequena retração de volume e passam a ser chamados de condroblastos.

2  2 – O tecido conjuntivo denso modelado, também chamado de tecido tendinoso, é formado por fibras grossas orientadas paralelamente, especialmente fibras colágenas, o que confere grande resistência a estruturas como tendões e ligamentos.

3  3 – Em indivíduos adultos, os elementos figurados do sangue se originam do tecido conjuntivo encontrado na medula óssea vermelha, que apresenta células-tronco que após se multiplicarem ativamente se diferenciam em leucócitos, hemácias e plaquetas.

4  4 – Entre os vários tipos de células existentes nos tecidos conjuntivos encontramos os fibroblastos, adipócitos, melanócitos e neurônios.

08. (UFMS) Com relação ao tecido epitelial, é correto afirmar:

I   II

0 0 – O estômago é revestido internamente por tecido epitelial classificado como simples prismático.

1  1 – A derme é constituída por tecido epitelial e forma uma das camadas da pele.

2  2 – O epitélio de revestimento interno dos vasos sanguíneos é denominado endotélio.

3  3 – A nutrição do tecido epitelial é realizada por sua rica vascularização sanguínea.

4 4 – As glândulas sebáceas, salivares e sudoríparas, que apresentam origem epitelial, são exemplos de glândulas exócrinas.

09. (UNICAMP) A osteoporose, principal causa de quedas entre idosos, é resultado da perda gradual da densidade da matriz óssea, que é remodelada por osteoblastos e osteoclastos. Segundo os especialistas, a prevenção contra a osteoporose deve começar na infância, com alimentação rica em cálcio e em vitamina D, exposição diária ao sol e exercícios físicos. Sobre os vários fatores envolvidos na formação do osso, é correto afirmar que:

a) A fixação do cálcio no tecido ósseo depende da presença de vitamina D, cuja síntese é diminuída em indivíduos que têm o hábito de tomar sol.

b) O excesso de vitamina C pode levar à diminuição da densidade óssea, pois essa vitamina causa degradação das moléculas de colágeno.

c) Os osteoblastos e os osteoclastos são células responsáveis, respectivamente, pela captura de cálcio e pela absorção de vitamina D.

d) Os osteoblastos e os osteoclastos são células responsáveis, respectivamente, pela produção e pela degradação de componentes da matriz óssea.

10. (UPE)                                           Leia o texto a seguir:

ESTRIAS – INESTÉTICAS CICATRIZES DÉRMICAS

As estrias são cicatrizes cutâneas da pele, relacionadas com pequenas fraturas causadas à derme, por fenômenos de distensão.

Segundo o Dr. Miguel Trincheiras, dermatologista, a distensão dos tecidos é comum na adolescência, quando há aumentos bruscos de massa gorda ou massas musculares (engordar//emagrecer, musculação) e por ocasião da gravidez. O aparecimento das estrias ocorre na região glútea (nádegas) e nas ancas, já que são zonas de grande concentração de tecido adiposo.

A hidratação cutânea condiciona a elasticidade da pele e a sua capacidade de sofrer distensões sem haver ruptura dos tecidos. Os derivados da vitamina A têm a capacidade de estimular as células da derme na produção fibras elásticas, colágeno e todas as substâncias fundamentais para a retenção de moléculas de água no seu seio.

Adaptado de: Medicina & Saúde® Publicada por Isabel Perregil.

Algumas palavras destacadas do texto foram comentadas, explicadas e/ou justificadas nas alternativas abaixo. Identifique a correta.

a) O tecido adiposo é formado por adipócitos, células derivadas dos lipoblastos, que se especializaram em armazenar ácidos graxos, que provêm, essencialmente, da alimentação.

b) A pele é formada por um epitélio simples, pavimentoso, de origem endodérmica, cuja função é a de conferir proteção mecânica e de proteção contra a perda de água.

c) As fibras elásticas são formadas pela proteína colágeno; são fibras resistentes à tração, sendo mais abundantes na pele de pessoas idosas.

d) O colágeno é a proteína mais abundante do corpo humano é sintetizada pelos plasmócitos, células frequentemente encontradas no tecido conjuntivo frouxo.

e) A derme é um tecido conjuntivo, que garante suporte e nutrição às células da epiderme; é rica em terminações nervosas, vasos sanguíneos, glândulas sudoríparas e sebáceas, fibras elásticas, colágenas e reticulares, que conferem a pele sua resistência e elasticidade típicas.

11. (COVEST) Em várias partes do mundo, a tatuagem é vista como moda e/ou livre expressão de pensamento e comportamento, especialmente pelo público jovem. Sobre este assunto, observe a figura abaixo, que mostra a região da pele em que a tinta que colore as tatuagens é injetada, e considere as assertivas que se seguem:

11

I   II

0  0 – O folheto germinativo que origina a camada da pele onde é fixada a tatuagem, é a mesma que origina os vasos sanguíneos.

1  1 – Apesar da constante renovação celular da epiderme, a tinta das tatuagens permanece na pele por anos porque é injetada na derme.

2  2 – As tintas usadas nas tatuagens não são reconhecidas como “corpos estranhos” e, portanto, não são eliminadas devido a resposta imune do hospedeiro.

3  3 – A exposição da pele tatuada ao sol não é recomendada, pois estimula a produção de melanina sobre a camada da pele onde é injetada a tinta, dificultando sua visualização.

4  4 – Tatuagens não são recomendadas a pessoas com diabetes, devido aos problemas de coagulação sanguínea, e a pessoas com o vírus HIV, devido ao risco de infecções.

12. (FAVIP) Considerando a formação dos tecidos e órgãos a partir do desenvolvimento dos folhetos germinativos, estabeleça a correlação entre os dados abaixo.

1. Mesoderma.

2. Ectoderma.

3. Endoderma.

(  ) Músculos.

(  ) Esqueleto.

(  ) Intestino.

(  ) Sistema nervoso.

(  ) Epiderme.

A sequência correta é:

a) 1, 1, 3, 2, 2.

b) 1, 3, 2, 2, 1.

c) 2, 3, 3, 1, 1.

d) 2, 2, 3, 1, 3.

e) 1, 1, 2, 3, 3.

13. (UFT) As plantas e os animais (exceto as esponjas) são organismos formados por diversos conjuntos celulares (tecidos) que se integram e realizam funções definidas. Os tecidos dos animais vertebrados são classificados em quatro grandes categorias: epitelial, conjuntivo, muscular e nervoso. Sobre esses tecidos é correto afirmar que:

a) Tecido cartilaginoso e ósseo são tipos especiais de tecido conjuntivo, sendo que o primeiro apresenta uma intensa vascularização e o segundo desempenha uma função importante de reservatório de cálcio.

b) A pele humana é constituída pelas camadas epiderme, derme e hipoderme, sendo que a epiderme é um tecido epitelial que confere resistência à camada de revestimento externo do corpo e, derme e hipoderme são tecidos conjuntivos.

c) O tecido muscular se apresenta em três tipos: estriado esquelético, estriado cardíaco e não estriado ou liso. As células musculares são pequenas e circulares e se contraem devido ao encurtamento dos filamentos proteicos citoplasmáticos.

d) O tecido nervoso é constituinte do principal sistema de integração corporal, o sistema nervoso, que nos vertebrados é dividido em sistema nervoso central (encéfalo e gânglios nervosos) e sistema nervoso periférico (nervos e medula espinhal).

e) O tecido epitelial também origina as glândulas, cujas células são especializadas na produção e eliminação de substâncias tóxicas ao organismo, as secreções.

14. (URCA) O tecido ósseo é o principal constituinte dos ossos, e estes tem como função primordial a sustentação do corpo. Assinale a alternativa correta relativa à origem do tecido ósseo e outras funções realizadas pelos ossos:

a) Mesodérmica e armazenamento de cálcio e fósforo e produção de hemácias.

b) Mesodérmica e armazenamento de cálcio e fósforo e produção de glicogênio.

c) Endodérmica e armazenamento de cálcio e sódio e produção de glicose.

d) Endodérmica e armazenamento de cálcio e glicogênio e armazenamento de gordura.

e) Ectodérmica e armazenamento de cálcio e proteínas e produção de plasma. 

15. (UEPG) Sobre histologia animal, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Todos os peixes da classe Chondrichthyes apresentam tecido ósseo fazendo parte do seu esqueleto.

1 1 – No interior de vários ossos, existe um tecido mole, a medula óssea vermelha, responsável pela fabricação das células do sangue.

2  2 – O tecido ósseo é constituído por células vivas, os osteócitos, formados a partir de osteoblastos.

3  3 – A cartilagem constitui o esqueleto provisório do embrião da maioria dos vertebrados, a qual é gradativamente substituída por uma sustentação definitiva de tecido ósseo. Esse tipo de ossificação é chamado endocondral.

4  4 – O osso é um tipo especial de tecido desprovido de vasos sanguíneos e fibras nervosas.

16. (UECE) Existem na pele extremidades de fibras nervosas envoltas por diversas camadas de células. A camada mais externa capta estímulos táteis e vibrações transmitindo-os sequencialmente a outras camadas, e, por fim, às terminações nervosas. Tais estruturas são os:

a) Terminais de Ruffini.

b) Corpúsculos de Paccini.

c) Discos de Merkel.

d) Bulbos terminais de Krause.

17. (UPE) Os tecidos epiteliais são classificados, tomando-se como base a estrutura e a organização celular e suas funções. Sobre isso, analise o quadro a seguir:

TECIDO

NÚMERO DE

CAMADAS

CELULARES

FORMA E

ASPECTOS CELULARES

FUNÇÕES

I

Única camada Células cúbicas Absorção e secreção

II

Várias camadas Células achatadas Proteção mecânica eproteção contra a perdade água

III

Única camada Células com núcleosem diferentes alturas Proteger e limpar as vias respiratórias

IV

Única camada Células altas eprismáticas Digestão e absorção dealimentos

V

Única camada Células achatadas Permite a passagem desubstâncias

VI

Várias camadas Células deforma  variável Proteção

Assinale a alternativa que contém a classificação correta dos tecidos.

a) I – Epitélio cúbico simples; II – Epitélio estratificado de transição; III – Epitélio pseudoestratificado; IV – Epitélio simples prismático; V – Epitélio simples pavimentoso; VI – Epitélio estratificado pavimentoso.

b) I – Epitélio cúbico simples; II – Epitélio pseudoestratificado; III – Epitélio estratificado pavimentoso; IV – Epitélio simples pavimentoso; V – Epitélio simples prismático; VI – Epitélio estratificado de transição.

c) I – Epitélio simples pavimentoso; II – Epitélio estratificado pavimentoso; III – Epitélio estratificado de transição; IV – Epitélio simples prismático; V – Epitélio cúbico simples; VI – Epitélio pseudoestratificado.

d) I – Epitélio cúbico simples; II – Epitélio estratificado pavimentoso; III – Epitélio pseudoestratificado; IV – Epitélio simples prismático; V – Epitélio simples pavimentoso; VI – Epitélio estratificado de transição.

e) I – Epitélio simples pavimentoso; II – Epitélio estratificado pavimentoso; III – Epitélio  pseudoestratificado; IV – Epitélio cúbico simples; V – Epitélio simples prismático; VI – Epitélio estratificado de transição.

18. (UFMS) Sobre os leucócitos, assinale a(s) proposição(ões) correta(s):

I   II

0  0 – Monócitos são classificados como granulócitos.

1  1 – Linfócitos T são especializados na produção de anticorpos.

2  2 – Linfócitos são classificados como agranulócitos.

3  3 – Neutrófilos e eosinófilos são classificados como agranulócitos.

4  4 – Basófilos são granulócitos que liberam histamina e heparina.

19. (IFCE) Refere-se ao tecido cujas células possuem substâncias anticoagulantes:

a) Muscular.

b) Epitelial.

c) Conjuntivo propriamente dito.

d) Nervoso.

e) Adiposo.

20. (UFPR) As células encarregadas da produção de anticorpos específicos contra agentes patogênicos ou estranhos ao organismo são:

a) Macrófagos.

b) Plasmócitos.

c) Mastócitos.

d) Adipócitos.

e) Fibroblastos.

21. (UFMS) Observe a figura abaixo, que representa um tecido epitelial glandular, a seguir analise as proposições e assinale a(s) correta(s).

21

I   II

0  0 – A glândula salivar é um exemplo de glândula como ilustrado em C.

1  1 – Para formação das glândulas pelo tecido epitelial, ocorre a proliferação e a penetração das células do tecido epitelial no tecido conjuntivo, como ilustrado em A.

2  2 – O produto de secreção da glândula, ilustrado em C, é liberado diretamente na circulação sanguínea.

3  3 – A glândula tireoide é um exemplo de glândula como ilustrado em B.

4  4 – As glândulas exócrinas mantêm sua conexão com o epitélio que as originou, e seus produtos são eliminados para o meio exterior pelo ducto até a superfície do corpo ou até uma cavidade interna de um órgão, como ilustrado em B.

22. (UPE) Analise a figura de um corte histológico de um tipo especial de tecido conjuntivo e as suas c características descritas no texto.

22

É um tipo de tecido conjuntivo de consistência rígida, que tem função de sustentação e de revestimento de superfícies articulares. Suas células, condrócitos e condroblastos são responsáveis pela formação das fibras colágenas e da substância intercelular, denominada de matriz.

Assinale a alternativa que indica corretamente o tecido correspondente.

a) Tecido adiposo.

b) Tecido cartilaginoso.

c) Tecido epitelial.

d) Tecido ósseo.

e) Tecido sanguíneo.

23. (UDESC) No quadro abaixo é demonstrada a característica geral dos leucócitos e a sua função.

23

Assinale a alternativa correta que completa o quadro acima na sequência 1, 2, 3 e 4.

a) 1. Linfócito, 2. Neutrófilo, 3. Núcleo trilobulado e 4. Produção de anticorpos.

b) 1. Monócito, 2. Neutrófilo, 3. Núcleo em forma de rim e 4. Produção de anticorpos.

c) 1. Monócito, 2. Eosinófilo, 3. Núcleo em forma de rim e 4. Libera heparina.

d) 1. Linfócito, 2. Basófilo, 3. Núcleo em forma de rim e 4. Libera heparina.

e) 1. Basófilo, 2. Neutrófilo, 3. Núcleo trilobulado e 4. Produção de anticorpos.

24. (UFG)             Leia o trecho de reportagem a seguir.

                             OS RISCOS DA LIPOASPIRAÇÃO

Já existe até consórcio para fazer plástica. Mas casos recentes lembram que toda cirurgia pode trazer perigo. Recentemente foi noticiada a morte de uma paciente após intervenção cirúrgica para retirada de umas gordurinhas do abdome e das costas.

Disponível em: <http://revistaepoca.globo.com/revista/Epoca/0&gt;. Acesso em: 3 mar. 2010. (Adaptado).

Quando se realiza uma cirurgia como a mencionada no texto, retira-se do organismo do paciente, principalmente, células do tecido:

a) Muscular.

b) Epitelial.

c) Hematopoiético.

d) Adiposo.

e) Cartilaginoso.

25. (UECE) Os linfócitos B quando passam a se multiplicar e a produzir anticorpos que atacam o invasor são chamados de:

a) Plasmócitos.

b) Neutrófilos.

c) Macrófagos.

d) Monócitos.

26. (UTFPR) Secreções merócrinas e holócrinas ocorrem em tecidos:

a) Conjuntivos.

b) Cartilaginosos.

c) Epiteliais.

d) Musculares.

e) Nervosos.

27. (UFMS) Quando a nossa pele sofre uma lesão, fica exposta a possíveis agentes patogênicos, pois uma das primeiras linhas de defesa contra microrganismo foi rompida. Contundo, os invasores serão combatidos por outros mecanismos de defesa preparados pelo nosso organismo. É correto afirmar que, no nosso sistema imune:

I   II

0  0 – O baço é um dos órgãos responsáveis pela destruição de linfócitos e monócitos.

1  1 – As vacinas atuais podem conter microrganismos vivos, porém atenuados.

2  2 – Os linfócitos B e T são produzidos e armazenados nas adenoides.

3 3 – Os macrófagos atuam ativamente na fagocitose de substâncias estranhas, restos celulares e microrganismos.

4  4 – Os linfócitos B produzem proteínas denominadas anticorpos, como resposta à presença de substâncias estranhas ao organismo.

28. (UEPG) No que respeita ao tecido conjuntivo, assinale a alternativa correta.

a) Uma das funções dos tecidos conjuntivos é formar resistentes membranas protetoras que envolvem órgãos viscerais.

b) No tecido adiposo, em razão do acúmulo de gotículas lipídicas, o núcleo é localizado sempre no centro da célula.

c) O tecido hemocitopoiético (ou hematopoiético) é representado pelas hemácias, leucócitos e plaquetas.

d) O tecido cartilaginoso é um tecido elástico encontrado no interior dos ossos longos.

e) As células que formam o tecido conjuntivo são ricas em fibras produzidas pelos condroblastos.

29. (PUC-PR) Na formação de grande parte do esqueleto humano um molde de tecido cartilaginoso é substituído pelo tecido ósseo, num processo contínuo de síntese e destruição de sua matriz. Qual das células listadas abaixo está relacionada com a reabsorção da matriz óssea?

a) Os Osteócitos.

b) Os Condrócitos.

c) Os Condroblastos.

d) Os Fibroblastos.

e) Os Osteoclastos.

30. (UDESC) O bolo alimentar passa do esôfago para o estômago com o auxílio de movimentos peristálticos. No estômago ele sofre a quimificação e, no intestino delgado, transforma-se em quilo (produto final da digestão), quando a maior parte dos nutrientes começa a ser absorvida pelas células que revestem o intestino. Assinale a alternativa correta que contém o tecido responsável pelos movimentos peristálticos e o tecido das células absortivas do intestino, respectivamente.

a) Tecido epitelial estratificado pavimentoso e tecido epitelial simples prismático.

b) Tecido muscular esquelético e tecido epitelial estratificado cúbico.

c) Tecido muscular liso e tecido epitelial simples prismático.

d) Tecido muscular liso e tecido epitelial estratificado pavimentoso.

e) Tecido muscular esquelético e tecido epitelial simples prismático.

31.  (UPE) Analise as afirmativas sobre as características dos tecidos animais.

I   II

0  0 – Os astrócitos são células do tecido nervoso, capazes de conduzir os impulsos nervosos em resposta às alterações do meio.

1  1 – O tecido epitelial apresenta reduzida quantidade de substância intercelular e ausência de vasos sanguíneos e funciona como a primeira barreira contra a penetração de organismos estranhos no corpo.

2  2 – Os fibroblastos, células conjuntivas especializadas na síntese da substância intercelular, são responsáveis pelo grande poder de regeneração desses tecidos.

3 3 – O tecido adiposo é um tipo de tecido conjuntivo rico em células especializadas no acúmulo de gordura, denominadas de células adiposas. Esse tecido serve como reserva de energia e de proteção contra o frio.

4  4  – Os condroblastos, células do tecido ósseo, sintetizam a substância intercelular, crescem e transformam-se em células ósseas adultas – condrócitos – que ficam alojados em cavidades denominadas lacunas ou osteoplastos.

32. (IF-GO) Assinale a alternativa correta.

a) A passagem do impulso neural ocorre no sentido dendrito → corpo neuronal → axônio.

b) O osteócito é a célula óssea jovem.

c) Os glóbulos brancos e as plaquetas do sangue têm a função de conduzir o oxigênio do pulmão aos tecidos.

d) O músculo liso é encontrado geralmente na parede da bexiga, no útero e no coração.

e) As plaquetas do sangue fazem o transporte de gás carbônico para o pulmão.

33. (UNIMONTES)   O tecido epitelial de revestimento é classificado segundo critérios como número de camadas celulares e forma das células. Considerando esse tipo de classificação analise as alternativas abaixo e assinale a correta.
a) Revestimento ovariano – simples prismático.
b) Revestimento interno da bexiga – estratificado pavimentoso.
c) Conjuntiva do olho – simples cúbico.
d) Endotélio – simples pavimentoso.

34. (UFPR) A vitamina C atua na reação de hidroxilação enzimática da prolina em hidroxiprolina, aminoácidos essenciais para a formação do colágeno. A partir dessa informação, é possível afirmar que a vitamina C está relacionada à manutenção de qual tipo de tecido dos organismos multicelulares?

a) Conjuntivo.

b) Epitelial.

c) Sanguíneo.

d) Nervoso.

e) Adiposo.

35. (UNICENTRO) A pele é um exemplo de estrutura moldada evolutivamente para resistir rotineiramente a estresse, sem apresentar alterações em sua morfologia ou fisiologia, mesmo estando sujeita a agressões externas constantes. [...] Lesões maiores que afetam a estrutura da pele são reparadas pela ação conjunta de diversos tipos celulares por meio de um mecanismo conhecido como cicatrização. Após uma ferida na pele, o local afetado é preenchido por um tampão de coagulação, formadas por uma rede de proteínas sanguíneas associadas a plaquetas. Essa estrutura emergencial evita a perda de líquido tecidual e a invasão de microrganismos. A seguir, macrófagos e leucócitos sanguíneos invadem a região e eliminam bactérias e células danificadas. Essas células de defesa imune também liberam moléculas que estimulam a reestruturação tecidual. (BORGES, 2006)

No mecanismo de reparação da pele lesionada, a proteção contra infecções e contra a perda de líquido tecidual tem como principais componentes células de linhagens originadas a partir de:

a) Monócitos jovens e anucleados.

b) Células de proliferação do timo.

c) Célula-tronco hematopoiética.

d) Eritrócitos diferenciados.

e) Neutrófilos imaturos.

36. (FEI) Células especializadas na defesa do nosso corpo circulam pelos vasos sanguíneos e linfáticos. Assim que percebem a presença de microrganismos, essas células atravessam a parede dos vasos e invadem os tecidos, realizando fagocitose desses microrganismos, que posteriormente são digeridos pelos lisossomos. As células mencionadas são:

a) Neutrófilos e hemácias.

b) Macrófagos e plaquetas.

c) Neutrófilos e plaquetas.

d) Macrófagos e leucoplasto.

e) Neutrófilos e monócitos.

37. (FUVEST) Um camundongo recebeu uma injeção de proteína A e, quatro semanas depois, outra injeção de igual dose da proteína A, juntamente com uma dose da proteína B. No gráfico abaixo, as curvas X, Y e Z mostram as concentrações de anticorpos contra essas proteínas, medidas no plasma sanguíneo, durante oito semanas.

37

As curvas:

a) X e Z representam as concentrações de anticorpos contra a proteína A, produzidos pelos linfócitos, respectivamente, nas respostas imunológicas primária e secundária.

b) X e Y representam as concentrações de anticorpos contra a proteína A, produzidos pelos linfócitos, respectivamente, nas respostas imunológicas primária e secundária.

c) X e Z representam as concentrações de anticorpos contra a proteína A, produzidos pelos macrófagos, respectivamente, nas respostas imunológicas primária e secundária.

d) Y e Z representam as concentrações de anticorpos contra a proteína B, produzidos pelos linfócitos, respectivamente, nas respostas imunológicas primária e secundária.

e) Y e Z representam as concentrações de anticorpos contra a proteína B, produzidos pelos macrófagos, respectivamente, nas respostas imunológicas primária e secundária.

38. (UFLA) Entre os elementos figurados do sangue, os basófilos estão relacionados com:

a) Coagulação sanguínea.

b) Processos de reação alérgica.

c) Transporte de oxigênio.

d) Defesa por meio da fagocitose.

e) Defesa imunitária.

39. (PUC-MG) A afirmativa falsa sobre epitélio é:

a) O estratificado de transição é encontrado em revestimento interno da bexiga.

a) O estratificado pavimentoso é encontrado em revestimento do esôfago.

c) O simples prismático é encontrado em revestimento do intestino.

d) O simples pavimentoso é encontrado em revestimento de vasos.

e) O peseudo-estratificado é encontrado em revestimento da boca.

40.(UFSC) Os tecidos epiteliais de revestimento têm em comum o fato de estarem apoiados em tecido conjuntivo e apresentarem reduzida espessura, mesmo nas modalidades constituídas por várias camadas de células. Tais características estão justificadas num dos itens abaixo. Assinale-o.
a) Presença de queratina que impermeabiliza as células, ficando o tecido conjuntivo responsável pela sustentação do epitélio.
b) Ausência de vasos sanguíneos, que resulta em nutrição obrigatória por difusão a partir do tecido conjuntivo subjacente.
c) Como a função desses epitélios é meramente revestidora, não há razão para que sejam muito espessos.
d) Como servem a funções do tipo impermeabilização e absorção, grandes espessuras seriam desvantajosas.
e) A rede de vasos capilares que irriga abundantemente esses epitélios torna desnecessárias grandes espessuras, abastecendo ainda, por difusão, o tecido conjuntivo subjacente.

41. (VUNESP) As características morfológicas que diferenciam as células musculares lisas da estriadas são:

a) Os miofilamentos de actina e miosina se dispõem na célula de maneiro a produzir uma estriação transversal na estriada e lisa não.

b) Os miofilamentos de miosina não estão presentes na célula muscular lisa.

c) Os elementos constituintes repetem-se periodicamente ao longo da célula muscular estriada, formando segmentos transversais chamados sarcômeros.

d) A célula muscular lisa é fusiforme e a estriada, fibrilar e uninucleada.

e) A contração da célula muscular lisa e involuntária e a da estriada é sempre voluntária.

42. (UNEB) Considere os seguintes mecanismos.

I. Proteção.

II. Secreção.

III. Revestimento.

IV. Movimento.

No homem, são funções do tecido epitelial:

a) Apenas I, II e III.

b) Apenas I, II e IV.

c) Apenas I, III e IV.

d) Apenas II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

43. (IFTO) Sabendo que os tecidos animais originam dos folhetos germinativos do embrião e possuem variadas formas e funções, é correto dizer que:

a) O endotélio (epitélio que reveste os vasos sanguíneos) se origina do ectoderma, suas células são achatadas e formam uma só camada celular.

b) A epiderme origina-se do ectoderma. Tal camada da pele apresenta células firmemente ligadas e sem vasos.

c) Os tecidos conjuntivos têm origem mesodérmica e podem desempenhar funções como sustentação e defesa do corpo, contração dos órgãos do tubo digestório, do coração e das artérias, etc.

d) As miofibrilas do tecido muscular esquelético são compostas por miosina e actina, as quais respondem pela contração desse tipo de tecido. Para que ocorra tal contração, a miosina tem que deslizar sobre a actina.

e) A transmissão dos impulsos nervosos de uma célula a outra, em uma área da pele afetada por queimadura, é realizada por meio de substâncias como a sacarose e a adrenalina.

44. (UPE) Após análise das afirmativas abaixo sobre tecidos animais, indique a alternativa relacionada com o tecido conjuntivo propriamente dito.

I. Possui células que executam funções sensoriais nos órgãos de audição, olfação e gustação.

II. Forma tendões e o tecido que preenche os espaços entre os órgãos.

III. Possui células produtoras de queratina, que confere resistência e impermeabilidade à camada superficial da epiderme.

IV. Constitui meniscos, ligamentos das costelas ao esterno, septo nasal e superfícies articulares dos ossos.

V. Forma cápsulas protetoras externas de vários órgãos como rins, fígado e baço.

a) II e IV.

b) II, III e IV.

c) I e II.

d) I, IV e V.

e) II e V.

45. (CEFET-MG) Referindo-se ao tecido epitelial, podemos afirmar:
I. Os órgãos são revestidos internamente através das mucosas.
II. Na epiderme, encontram-se, numerosamente, fibras colágenas, elásticas e reticulares.
III. Na superfície de contato de um epitélio com o tecido conjuntivo subjacente, encontra-se uma película proteica acelular denominada lâmina basal.
É correto afirmar que apenas:
a) O item I é verdadeiro.

b) O item II é verdadeiro.

c) O item III é verdadeiro.

d) Os itens I e II são verdadeiros.

e) Os itens I e III são verdadeiros

46. (UNAERP-SP) Analise as características de algumas células humanas descritas a seguir:

I. Células que adquirem memória imunológica, podendo desencadear a resposta imune com mais rapidez.

II. Células encontradas no baço, que realizam a remoção de hemácias envelhecidas.

III. Fragmento de células dos megacariócitos, que produzem tromboplastina, enzima de papel relevante no processo de coagulação sanguínea.

a) Às plaquetas, aos macrófagos e aos neutrófilos.

b) Aos linfócitos, aos macrófagos e aos neutrófilos.

c) Aos macrófagos, aos neutrófilos e às plaquetas.

d) Aos linfócitos, aos macrófagos e às plaquetas.

e) Aos neutrófilos, às plaqueta e aos linfócitos.

47. (PUCCAMP) “No homem, o tecido hemocitopoiético, ou mieloide, produz, entre outras, células indiferenciadas que, levadas pelo sangue, vão se estabelece nos órgãos linfoides. Essas células são precursoras dos linfócitos, que são capazes de reconhecer antígenos por meio de anticorpos preexistentes em sua superfície”.

A análise desse texto levou um estudante às seguintes conclusões:

I. O tecido hemocitopoiético mantém uma relação importante com o sistema imune.

II. Células resultantes do tecido hemocitopoiético participam da rejeição de transplantes incompatíveis.

III. Os linfócitos sempre atuam como células indiferenciadas.

Dessas afirmações,

a) Apenas I é correta.

b) Apenas I e II são corretas.

c) Apenas I e III são corretas.

d) Apenas II e III são corretas.

e) I, II e III são corretas.

48. (UFRP) A eficiência do processo de obtenção de alimentos nos animais vertebrados está relacionada a quais tipos celulares?

a) Célula adiposa e fibroblasto.

b) Célula muscular lisa e célula epitelial.

c) Célula epitelial e condrócito.

d) Célula endotelial e macrófago.

e) Célula muscular estriada esquelética e célula adiposa.

49. (PUC-MG) Quanto à origem da secreção, uma glândula será classificada como holócrina quando:

a) Ela apenas elimina seus produtos de secreção, não alterando sua forma e seu volume.

b) Perde parte do seu protoplasma, tendo que se regenerar para reiniciar o processo de secreção.

c) A célula, como um todo, acumula a secreção e se desintegra.

d) A célula estiver em plena atividade secretora.

e) A atividade secretora da célula estiver encerrada.

50. (PUC-PR) Compartilhamos o ambiente com uma série de microrganismos que podem causar infecções nos seres humanos. As nossas células de defesa exercem o seu papel por meio da fagocitose e da produção de anticorpos.

50

São exemplos destas células, respectivamente:

a) Linfócitos e basófilos.

b) Eosinófilos e eritrócitos.

c) Macrófagos e linfócitos.

d) Eritrócitos e macrófagos.

e) Leucócitos e linfócitos.

51. (UFF) Suponha que, após se encontrar o corpo de um ser extraterrestre (E.T.), em uma cidade brasileira, seus órgãos tenham sido encaminhados para análise. Realizou-se, então, um estudo histológico que revelou a existência de certo tecido caracterizado por células prismáticas organizadas em pseudo-estratificação com cílios na região apical. Considere a hipótese de terem sido utilizados os conhecimentos sobre a classificação e localização dos tecidos nos seres humanos para se interpretar o resultado do estudo histológico mencionado. Neste caso, o tecido analisado poderia ser:

a) O tecido epitelial da traqueia.

b) O tecido conjuntivo do oviduto.

c) O tecido epitelial da mucosa intestinal.

d) O tecido conjuntivo da trompa de Falópio.

e) O tecido epitelial dos túbulos renais.

52. (PUC-MG) A figura a seguir apresenta diferentes tipos de tecido conjuntivo do membro de um mamífero.

52

Com relação aos tecidos destacados na figura, foram feitas as seguintes afirmações:

I. Todos os tecidos representados são de origem mesodérmica.

II. Alguns genes podem ser expressos por todos os tecidos representados.

III. Colágeno é uma proteína comum a todos os tecidos destacados.

IV. Nem todos os tecidos representados são irrigados por vasos sanguíneos.

V. Macrófagos são constituintes normais em pelo menos quatro dos tecidos mencionados na figura.

São afirmativas corretas:

a) I, II, III, IV e V.

b) II, III e IV, apenas.

c) I, II, IV e V, apenas.

d) I, III e V, apenas.

53. (PUC-RIO) Dentre os tecidos animais, há um tecido cuja evolução foi fundamental para o sucesso evolutivo dos seres heterotróficos. Aponte a opção que indica corretamente tanto o tipo de tecido em questão como a justificativa de sua importância.

a) Tecido epitelial queratinizado – permitiu facilitar a desidratação ao impermeabilizar a pele dos animais.

b) Tecido conjuntivo ósseo – permitiu a formação de carapaças externas protetoras para todos os animais, por ser um tecido rígido.

c) Tecido muscular – permitiu a locomoção eficiente para a predação e fuga, por ser um tecido contrátil.

d) Tecido nervoso – permitiu coordenar as diferentes partes do corpo dos animais, por ser um tecido de ação lenta.

e) Tecido conjuntivo sanguíneo – permitiu o transporte de substâncias dentro do corpo do animal, por ser um tecido rico em fibras colágenas e elásticas.

54. (UFSJ) Os diversos tipos de tecido epitelial podem ser classificados basicamente em glandulares e de revestimento; entretanto, todos eles possuem, em comum, células:
a) Diversificadas em forma e em função, com material intercelular rico em fibras.
b) Alongadas e apropriadas à distensão e à contração, dispostas paralelamente em feixes.
c) Com prolongamentos e ramificações intercomunicantes.
d) Justapostas, com material intercelular escasso e ausência de vasos sanguíneos.

55. (UPE) Estabeleça a correta associação entre cada proteína listada na 1ª coluna e a(s) sua(s) propriedade(s) e sua distribuição no nosso corpo, apresentadas na 2ª coluna.

1ª COLUNA

1. Fibrinogênio

2. Colágeno

3. Miosina

4. Albumina

5. Queratina

2ª COLUNA

(  ) Proteína de alta resistência,  encontrada   na pele, nas  cartilagens, nos ossos e nos tendões.

(   ) Proteína  contrátil,  abundante nos  músculos e  envolvida  na  contração muscular.

(  ) Proteína  impermeabilizante,  encontrada  na  pele, nos  cabelos e  nas unhas.

(   ) Proteína relacionada à regulação osmótica e à viscosidade do plasma.

(   ) Proteína relacionada ao mecanismo de coagulação do sangue.

Assinale a alternativa que contempla a sequência correta das associações.

a) 2, 3, 5, 4, 1.

b) 5, 3, 2, 4, 1.

c) 2, 1, 5, 4, 3.

d) 5, 4, 3, 1, 2.

e) 3, 5, 4, 2, 1.

56. (UFMG) Observe o esquema abaixo de um corte transversal de pele:

56

As estruturas que possuem atividade de excreção e/ou secreção, nesse esquema, são:

a) 1 e 2.

b) 1 e 3.

c) 2 e 4.

d) 3 e 4.

e) 4 e 5.

57. (CESGRANRIO) O esquema a seguir mostra diversos tipos de tecido epitelial.

57

Esse tecido, conforme sua localização pode desempenhar diversas funções, exceto a de:

a) Proteção contra agentes externos.

b) Secreção de substâncias.

c) Absorção de nutrientes.

d) Produção de muco.

e) Conexão entre tecidos.

58. (PUC-MG) Observe a figura abaixo. O osso é também tecido vivo, apresentando certa complexidade em sua estrutura.

58

É correto afirmar sobre a estrutura representada, exceto:

a) 3 é o local de produção de eritrócitos, de alguns leucócitos e de plaquetas.

b) Em 1, aparecem condrócitos.

c) Em 2, há tecido ósseo esponjoso.

d) Em 5, há tecido ósseo compacto com células mortas.

e) Em 4, há tecido adiposo.

59. (UFAM) A morfologia das estruturas biológicas guarda relação com sua funcionalidade. Baseado nesta premissa correlacione os termos da COLUNA I com seus respectivos significados ou funções listadas na COLUNA II:

COLUNA I

1. Colênquima

2. Desmossomos

3. Fibroblastos

4. Plasmócitos

5. Cartilagem fibrosa

6. Canal de Havers

7. Neutrófilos

8. Placa motora

9. Sarcômero

10. Neuróglia

COLUNA II

a. Leucócitos granulócitos

b. Unidade de contração muscular

c. Canais neurovasculares

d. Adesão celular

e. Tecido de sustentação

f. Sinapse nervo-fibra muscular

g. Produção de anticorpos

h. Sustentação e proteção dos neurônios

i. Síntese de colágeno

j. Componente dos discos intervertebrais

Assinale a alternativa correta:

a) 1e; 2d; 3i; 4g; 5j; 6c; 7a; 8f; 9b; 10h.

b) 1a; 2c; 3f; 4b; 5d; 6e; 7g; 8h; 9i; 10j.

c) 1h; 2d; 3i; 4j; 5g; 6c; 7a; 8f; 9b; 10e.

d) 1e; 2b; 3a; 4g; 5j; 6c; 7i; 8h; 9d; 10f.

e) 1h; 2b; 3f; 4a; 5c; 6j; 7g; 8i; 9d; 10e.

60. (PUC-MG) Um estudante, analisando as características microscópicas de três diferentes tecidos animais, preencheu seu relatório de aula prática com a seguinte descrição dos tecidos:

Tecido I – características: abundante substância intercelular, não vascularizado, pequena variedade de tipos celulares.

Tecido II – características: células justapostas uninucleadas, vascularizado, pequena variedade de tipos celulares.

Tecido III – características: células justapostas uninucleadas, não vascularizado, presença de ducto.

Os tecidos I, II e III podem ser, respectivamente:

a) Ósseo, epiderme, glândula endócrina.

b) Cartilagem, músculo liso, glândula sebácea.

c) Ósseo, músculo cardíaco, glândula sudorípara.

d) Tendão, músculo esquelético, glândula supra-renal.

e) Medula óssea, epitelial de revestimento, glândula exócrina.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

B

A

E

VVFVV

E

FFVVF

VFVFV

D

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VVFVV

A

B

A

FVVVF

B

D

FFVFV

C

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

FVVFV

B

B

D

A

C

FVFVV

A

E

C

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

FVVVF

A

D

A

C

E

A

B

E

B

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

A

A

B

E

E

D

B

B

C

C

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

A

C

C

D

A

D

E

D

A

B

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 257 outros seguidores