Publicado por: Djalma Santos | 13 de setembro de 2010

Testes de permeabilidade celular

01. (PUC-RIO) A refrigeração e a salga são procedimentos usados para a conservação de alimentos perecíveis porque provocam, respectivamente:

a) aumento do metabolismo microbiano e do equilíbrio osmótico.

b) diminuição do metabolismo microbiano e da pressão osmótica.

c) diminuição do metabolismo microbiano e aumento da pressão osmótica.

d) aumento do metabolismo microbiano e da pressão osmótica.

e) aumento do metabolismo microbiano e diminuição da pressão osmótica.

02.(UFPA)Ao submeter um tecido vegetal a uma solução desacarose percebeu-se que as células absorviam asacarose do meio, entretanto, após a adição decianureto, um inibidor de cadeia respiratória no meio,houve uma total paralisação do processo de absorção.Isso caracteriza um processo

a) passivo de transporte, que precisa de energia da cadeia respiratória das mitocôndrias.

b) de transporte por difusão facilitada.

c) difusivo, que ocorre em decorrência de uma diferença de concentração de mitocôndria citosol.

d) ativo de transporte, que demanda energia do ATP, produzido pela cadeia de transporte de elétron na mitocôndria.

e)basicamente de difusão passiva e ativa.

03. (UFSCAR) O diagrama abaixo apresenta a concentração relativa de diferentes íons na água (barras claras) e no citoplasma de algas verdes (barras escuras) de uma lagoa.

03

As diferenças na concentração relativa de íons mantêm-se devido a

a) osmose.

b) difusão através da membrana.

c) transporte passivo através da membrana.

d) transporte ativo através da membrana.

e) barreira exercida pela parede celulósica.

04. (CESGRANRIO) A epiderme de uma folha avermelhada foi colocada em água açucarada (solução hipertônica) e observada entre lâmina e lamínula, em um microscópio. A epiderme de outra folha avermelhada foi colocada em água pura e, também, examinada ao microscópio. As observações realizadas permitem afirmar que:

a) na água açucarada, a membrana plasmática da célula se afasta da parede celular (membrana celulósica), pois saiu água da célula.

b) em água açucarada, as células não se alteram porque, nas células vegetais, a membrana plasmática é impermeável à água.

c) em água açucarada ocorre rápida entrada de moléculas de açúcar nas células, o que provoca o aumento de seu volume, fazendo-as adquirir a forma esférica.

d) na água açucarada e na água pura, não ocorrem modificações, porque a parede celular (membrana celulósica) das células vegetais impede a penetração ou saída de água ou outras substâncias, como a glicose.

e) em água pura, a célula incha, provocando a ruptura da membrana plasmática e da parede celular (membrana celulósica).

05. (UEPB) Sobre o episódio histórico da Inconfidência Mineira, relatam-nos os historiadores que, tendo o alferes Joaquim José da Silva Xavier – o Tiradentes, sido (1) morto, teve seu corpo esquartejado, as partes foram salgadas e expostas ao longo dos caminhos das Minas Gerais, além do (2) terreno de sua casa ter sido salgado, tornando-se assim maldito. Da analise do episódio descrito, podemos afirmar que

a)a alta concentração de NaCl propicia um ambiente hipertônico que, em 1, provoca a morte dos microrganismos decompositores por desidratação relacionada ao processo de osmose, mas, em 2, encontramos apenas a crença em maldições e benzeduras.

b)a alta concentração de NaCl propicia um ambiente hipertônico que, em 1, provoca a morte dos microrganismos decompositores por desidratação e, em 2, provoca alterações letais nas concentrações hidrossalinas dos organismos aí estabelecidos, além de impedir a embebição e germinação de sementes, estando os fenômenos descritos em 1 e em 2 relacionados aos processos de osmose e difusão simples.

c)a alta concentração de NaCl propicia um ambiente hipotônico que, em 1, provoca a morte dos microorganismos decompositores por desidratação e, em 2, provoca alterações letais nas

concentrações hidrossalinas dos organismos aí estabelecidos, além de impedir a embebição e germinação de sementes, estando os fenômenos descritos em 1 e em 2 relacionados aos processos de osmose, inclusive osmose reversa, e difusão simples.

d)a baixa concentração de NaCl propicia um ambiente hipertônico que, em 1, provoca a morte dos microorganismos decompositores por desidratação e, em 2, provoca alterações letais nas concentrações hidrossalinas dos organismos aí estabelecidos, além de impedir a embebição e germinação de sementes, estando os fenômenos descritos em 1 e em 2 relacionados aos processos de osmose e difusão facilitada.

e)a alta concentração de NaCl propicia um ambiente hipertônico que, em 1, provoca a morte dos microorganismos decompositores por desidratação, e o fenômeno descrito em 2 está relacionado ao processo de difusão, sem, no entanto, interferir na germinação de sementes que aí venham a ser lançadas.

06. (UFPA) Observe o esquema abaixo.

06

O esquema demonstra um processo de transporte de substâncias através de uma biomembrana. É correto afirmar que esse processo demonstra o(a)

a) transporte ativo de sódio e potássio realizado com frequência por uma ATPase de membrana plasmática, com finalidade de criar diferenças elétricas entre as superfícies externa e interna da membrana.

b) processo de difusão facilitada de íons sódio e potássio com função de igualar as cargas elétricas tanto no ambiente interno da célula quanto no meio extracelular.

c) transporte iônico comum da membrana mitocondrial externa, necessário para induzir déficit de pressão de difusão (DPD) de cargas, a qual é importante para o processo de fosforilação oxidativa do ADP em ATP.

d) ação de um canal iônico ativado pela presença de ATP, com finalidade de igualar a concentração de prótons entre citoplasma e meio extracelular para diminuir a pressão osmótica da água.

e) co-transporte ativo de sódio e potássio dependente de níveis de ATP, que tem a finalidade de diminuir a concentração de solutos no citoplasma e evitar a entrada excessiva de água e glicose.

07.(UFPR) Culturas de células hepáticas humanas, mantidas sob condições adequadas a sua sobrevivência, foram submetidas a diferentes situações experimentais, apresentadas na coluna I. Para cada uma, um resultado foi encontrado, e esses estão listados na coluna II. Numere a segunda coluna de acordo com a primeira.

COLUNA I

1. Elevação de temperatura (de 36 °C para 50 °C).

2. Aumento da concentração de sais no meio de cultivo.

3. Remoção de glicose do meio de cultivo.

4. Adição de detergente ao meio de cultivo.

5. Remoção do oxigênio.

COLUNA II

(     ) Células morrem por falta de importante fonte de energia.

(     ) Células morrem por desnaturação das proteínas.

(     ) Células morrem por anoxia.

(     ) Células morrem por rompimento da membrana plasmática.

(     ) Células diminuem de tamanho por perda de água.

a) 4; 1; 5; 2; 3.

b) 3; 4; 2; 5; 1.

c) 3; 1; 5; 4; 2.

d) 4; 1; 2; 5; 3.

e) 5; 4; 2; 3; 1.

08. (UNCISAL)Uma célula vegetal foi colocada numa solução de concentração desconhecida. Após um determinado tempo, foi possível perceber que seu volume interno se alterou. O gráfico abaixo ilustra o resultado obtido.

08

Pode-se concluir que a concentração da solução era

a) hipertônica, ocasionando a hemólise.

b) hipertônica, ocasionando a plasmólise.

c) hipotônica, ocasionando a turgidez.

d) isotônica, ocasionando a hemólise.

e) isotônica, ocasionando a turgidez.

09. (UECE) Sabe-se que no transporte de substâncias através da membrana plasmática:

1. Certos íons são conservados com determinadas concentrações dentro e fora da célula, com “gasto” de energia.

2. Caso cesse a “produção” de energia, a tendência é de distribuírem-se homogeneamente as concentrações desses íons.

As frases 1 e 2 referem-se, respectivamente, aos seguintes tipos de transporte:

a) difusão facilitada e osmose.

b) transporte ativo e difusão simples.

c) transporte ativo e osmose.

d) difusão facilitada e difusão simples.

10. (UEMS) Quando células são imersas em solução hipotônica, quais são os resultados esperados?

a) Nas células vegetais, ocorre entrada de água por osmose provocando progressivo “inchamento” que pode terminar em rompimento da célula.

b) Nas células vegetais, ocorre entrada de água por osmose provocando progressivo “inchamento” que, no entanto, é contido pela parede celular impedindo o rompimento da célula.

c) Nas células animais, ocorre entrada de água por osmose provocando progressivo “inchamento” que, no entanto, é contido pela parede celular impedindo o rompimento da célula.

d) Nas células animais, ocorre entrada de água por osmose provocando progressivo “inchamento” que, no entanto, é contido pelo fechamento de proteínas canal, impedindo o rompimento da célula.

e) Nas células animais e vegetais, ocorre entrada de água por osmose provocando progressivo “inchamento” que, no entanto, é contido pela ação de bombeamento dos vacúolos para o meio extracelular impedindo o rompimento da célula.

11. (MACK)

11

Indique a explicação correta para o fenômeno observado na tira acima.

a) O sal provoca uma reação alérgica no caramujo, resultando na sua desintegração.

b) A pele do caramujo reage com o sal, formando um composto instável que rompe as células.

c) O sal é absorvido pelas células da pele do caramujo, cujo citoplasma se torna mais concentrado, provocando perda de água pelas células.

d) O sal provoca a desintegração das membranas celulares do caramujo.

e) O sal se dissolve no muco que recobre o corpo do caramujo, tornando-se uma solução hipertônica, o que provoca a saída de água do corpo por osmose.

12. (PUC-SP) Hemácias separadas de uma mesma amostra de sangue são distribuídas em três tubos de ensaio, marcados 1, 2 e 3, contendo cada um a mesma quantidade de células. Aos tubos, são adicionados iguais volumes das seguintes soluções aquosas:

– no tubo 1, uma solução isotônica (isto é, uma solução em equilíbrio osmótico com as hemácias);

– no tubo 2, uma solução com o dobro da pressão osmótica da anterior;

– no tubo 3, uma solução com 1/3 de pressão osmótica da primeira.

O conteúdo de cada tubo foi logo agitado, a fim de misturar as hemácias com as soluções respectivas. Após alguns minutos, cada tubo foi submetido à centrifugação, de tal forma que todo o material celular em suspensão se acumulou num depósito compacto no fundo do tubo, deixando acima uma solução homogênea. Supondo, para simplificar, que a membrana da hemácia seja impermeável aos solutos utilizados, mas se deixa atravessar prontamente pela água, escolha qual das sentenças abaixo lhe parece a mais correta.

a) O volume do depósito é idêntico nos três tubos; a solução acima do depósito tomou coloração avermelhada no tubo 3 (hemólise).

b) O volume do depósito é menor no tubo 2; a hemólise é observável nos três tubos, devido à grande permeabilidade da membrana celular à água e à consequente entrada desta na hemácia.

c) O volume do depósito é maior no tubo 1 do que no tubo 2; somente o tubo 3 mostra hemólise.

d) O volume do depósito é menor no tubo 2; somente nesse tubo se observa hemólise.

e) O volume do depósito é maior no tubo 2, único em que se observa hemólise.

13. (UNIFESP) O uso de vinagre e sal de cozinha em uma salada de alface, além de conferir mais sabor, serve também para eliminar microorganismos causadores de doenças, como as amebas, por exemplo. O inconveniente do uso desse tempero é que, depois de algum tempo, as folhas murcham e perdem parte de sua textura. Esses fenômenos ocorrem porque

a) as amebas morrem ao perderem água rapidamente por osmose. Já as células da alface possuem um envoltório que mantém sua forma mesmo quando perdem água por osmose e, por isso, murcham mais lentamente.

b) tanto as amebas quanto as células da alface não possuem barreiras para a perda de água por difusão simples. Ocorre que, no caso da alface, trata-se de um tecido e não de um único organismo e, portanto, a desidratação é notada mais tardiamente.

c) as amebas morrem ao perderem água por osmose, um processo mais rápido. Em contrapartida, as células da alface perdem água por difusão facilitada, um processo mais lento e, por isso, percebido mais tardiamente.

d) o vinagre, por ser ácido, destrói a membrana plasmática das amebas, provocando sua morte. No caso da alface, o envoltório das células não é afetado pelo vinagre, mas perde água por difusão simples, provocada pela presença do sal.

e) nas amebas, a bomba de sódio atua fortemente capturando esse íon presente no sal, provocando a entrada excessiva de água e causando a morte desses organismos. As células da alface não possuem tal bomba e murcham por perda de água por osmose.

14. (FGV) Em um experimento, um pesquisador coletou certa quantidade de água de um lago na qual havia vários exemplares de Paramecium aurelia. Foi dividida em três amostras de igual volume. Na amostra 1 acrescentou água destilada, na amostra 2 acrescentou alguns gramas de cloreto de sódio e na amostra 3, um pouco mais de água proveniente do mesmo lago. O pesquisador registrou a atividade dos vacúolos pulsáteis (ou contráteis) dos Paramecium de cada uma das amostras e obteve as curvas representadas no gráfico abaixo.

14

Pode-se dizer que as curvas I, II e III correspondem, respectivamente, às amostras:

a) 1, 2 e 3.

b) 1, 3 e 2.

c) 2, 1 e 3.

d) 2, 3 e 1.

e) 3, 1 e 2.

15. (UEPB)Observe os gráficos abaixo. Qual deles representa o que ocorre com uma solução salina em que são colocadas células hipertônicas?

15

16. (UFU) A figura abaixo ilustra várias situações da vida de uma célula vegetal. As letras X e Y mostram momentos em que a célula está murcha e túrgida, respectivamente.

16

Analisando essa figura, pode-se afirmar que as “sequências” 1, 2 e 3 representam respectivamente:

a) 1-pressão de turgor; 2-pressão osmótica do vacúolo; 3-déficit de pressão de difusão.

b) 1-déficit de pressão de difusão; 2-pressão osmótica do vacúolo; 3-pressão de turgor.

c) 1-pressão osmótica do vacúolo; 2-pressão de turgor; 3-déficit de pressão de difusão.

d) 1-pressão de turgor; 2-déficit de pressão de difusão; 3-pressão osmótica do vacúolo.

GABARITO

01 02 03 04 05 06 07 08
C D D A B A C C
09 10 11 12 13 14 15 16
B B E C A B A B

Responses

  1. Ilustre Professor Djalma,

    Que bom vê-lo entrar na rede dos blogueiros. O senhor sempre disposto a contribuir com a educação dos nossos jovens. Parabéns, parabéns, parabéns. E obrigado em nome de todos os alunos (e professores, como eu) que certamente se beneficiarão do seu trabalho, agora na WEB.

    Um abraço

    Fernando Beltrão

    • Amigo Fernando Beltrão,
      Muito obrigado pelo comentário. Ele irá atuar como um verdadeiro catalisador para o nosso blog.
      Um forte abraço
      Djalma Santos

  2. gostaria de uma explicação mais detalhada da questão 14,que fala sobre o vacuolo pulsatil .Senhor professor poderia me esclarece,por favor.
    obrigada desde já!

    • Cara Mariana
      Nas espécies unicelulares que vivem no mar, a concentração do meio é, em geral, semelhante à da célula. Nesse caso, os organismos não têm grandes problemas osmóticos. Nas espécies que ocorrem em água doce (euglena, paramécio, ameba, etc.), a concentração da célula é maior que a do meio, ocorrendo entrada de água, por osmose, no “corpo” desses organismos. A diferença é de tal ordem que se a célula não apresentar alguma forma de remover a água em excesso, acaba por estourar. Esses seres resolvem o problema bombeando, para fora da célula, a água excedente. Essa atividade é realizada por estruturas denominadas vacúolos pulsáteis ou contráteis, que recolhem, do interior da célula, a água que entrou em excesso. Quando cheios, contraem-se, jogando essa água para fora da célula. Convém lembrar que, nesse mecanismo de contração, ocorre “gasto” de energia.
      Abraços
      Djalma Santos

  3. obrigada por sua resposta ,me ajudou muito ,mas eu gostaria de saber porque a curva I fica com 1 e a curva II fica fica com 3.Tanto 1 e 3 recebem água,logo os dois nao deveriam aumentar a atividade do vacuolo?me ajude com essa duvida,por favor professor!
    abraços!

    • Prezada Mariana
      Como consta do enunciado, na amostra 1 foi acrescentado água destilada, levando a que entre uma grande quantidade de água no Paramecio, exigindo, portanto, uma elevada atividade do vacúolo pulsátil para expulsar toda essa água que entrou (CURVA I). Na amostra 3, por outro lado, foi acrescentado um pouco mais de água proveniente do mesmo lago (ver enunciado da questão), levando a que tenha se estabelecido um equilíbrio osmótico (CURVA 3).
      Sucesso
      Djalma Santos

  4. Agora consegui enxergar, muito obrigada pela ajuda.Caso haja mais alguma duvida volto aqui!Agradeço pela atenção.
    abraços!!!!

  5. Pode deixar,sempre que puder o utilizarei.Quero fazer medicina,mas por ser muito difícil preciso saber muito de biologia!Se eu precisar da sua ajuda com certeza nao hesitarei em perguntar.obrigada novamente,adeuss!

  6. Professor não entendi o gabarito da 5!
    Transporte de íons não é transporte ativo ou difusão facilitada?
    Por que difusão simples no gabarito da letra B?

    • Prezado Márcio
      – Transporte ativo e difusão facilitada são processos que requerem proteínas carreadoras (permeases). O transporte ativo ocorre contra um “gradiente de concentração” e requer energia de uma fonte externa. A difusão facilitada, por outro lado, ocorre a “favor de um gradiente de concentração”, sendo, portanto, um processo passivo.
      – Não há, na questão em foco, nenhuma referência a proteína carreadora nem a transporte ativo. Tratando-se, dessa forma, de uma difusão simples.
      Sucesso
      Djalma Santos

  7. Professor, não entendi o gabarito da 7, você poderia me explicar essa questão?

    • Jader
      Veja abaixo, as explicações que você solicitou.
      – Células morrem por falta de importante fonte de energia.
      * Pode ser provocada pela remoção de glicose, principal fonte de energia para célula, do meio de cultivo. (3)
      – Células morrem por desnaturação das proteínas.
      * Temperatura elevada provoca desnaturação das enzimas. (1)
      – Células morrem por anoxia.
      * Fenômeno que ocorre devido à remoção do oxigênio do meio. (5)
      – Células morrem por rompimento da membrana plasmática.
      * Adição de detergente leva ao rompimento da membrana plasmática (plasmalema). (4)
      – Células diminuem de tamanho por perda de água.
      * O aumento da concentração de sais no meio de cultura, torna esse meio hipertônico, levando a que célula perca água e diminua de tamanho [tornando-se crenada ou crenulada (“murcha”)]. (2)
      Um abraço
      Djalma Santos

  8. Professor Djalma poderia me explicar a questão 12 nao entendi pressão osmótica porque ao diminuir pressão osmótica a célula aumenta seu volume e então acontece a hemolise ?

    • Caro Lucas Moraes
      Veja abaixo as explicações que você solicitou.
      – Tubo 1 [uma solução isotônica (isto é, uma solução em equilíbrio osmótico com as hemácias)]: não ocorre alteração do volume da hemácia.
      – Tubo 2 [uma solução com o dobro da pressão osmótica da anterior (solução hipertônica)]: redução do volume da hemácia.
      – Tubo 3 [uma solução com 1/3 de pressão osmótica da primeira (solução hipotônica)]: a hemácia sofre hemólise.
      – “O conteúdo de cada tubo foi logo agitado, a fim de misturar as hemácias com as soluções respectivas. Após alguns minutos, cada tubo foi submetido à centrifugação, de tal forma que todo o material celular em suspensão se acumulou num depósito compacto no fundo do tubo, deixando acima uma solução homogênea. Supondo, para simplificar, que a membrana da hemácia seja impermeável aos solutos utilizados, mas se deixa atravessar prontamente pela água, escolha qual das sentenças abaixo lhe parece a mais correta.”
      – Resultado obtido:
      * No tubo 2 o depósito no fundo do tubo é menor (hemácia com volume reduzido) que no tubo 1 (hemácia com volume normal).
      * No tubo 3, em função da hemólise, não deverá haver hemácias no fundo do tubo
      a) O volume do depósito é idêntico nos três tubos; a solução acima do depósito tomou coloração avermelhada no tubo 3 (hemólise). INCORRETO.
      * O volume do depósito não é idêntico nos três tubos.
      b) O volume do depósito é menor no tubo 2; a hemólise é observável nos três tubos, devido à grande permeabilidade da membrana celular à água e à consequente entrada desta na hemácia. INCORRETO.
      * A hemólise não é observável nos três tubos, mas apenas no tubo 3.
      c) O volume do depósito é maior no tubo 1 do que no tubo 2; somente o tubo 3 mostra hemólise. CORRETO (ver explicação acima).
      d) O volume do depósito é menor no tubo 2; somente nesse tubo se observa hemólise. INCORRETO.
      * No tubo 2 não ocorre hemólise.
      e) O volume do depósito é maior no tubo 2, único em que se observa hemólise. INCORRETO.
      * O depósito não é maior no tubo e não ocorre hemólise nesse tubo.
      Um abraço
      Djalma Santos

  9. Olá Professor Djalma, o Sr. poderia me explicar a questão 13? Na segunda parte da resposta (letra A) essa afirmativa diz que o ” as células da alface possuem um envoltório que mantém sua forma mesmo quando perdem água por osmose e, por isso, murcham mais lentamente.”, o que seria a parede celular, certo? Mas já ouvi falar que a água entra e sai por com a ajuda de uma proteína, o que acho que seria a difusão facilitada (como afirma a letra C), e o gabarito diz que a afirmativa correta é a letra A, por isso me confundi nessa questão, por favor, corrija meu raciocínio. Obrigada pela atenção, abraços.

    • Prezada Cláudia
      ” 13. (UNIFESP) O uso de vinagre e sal de cozinha em uma salada de alface, além de conferir mais sabor, serve também para eliminar microrganismos causadores de doenças, como as amebas, por exemplo. O inconveniente do uso desse tempero é que, depois de algum tempo, as folhas murcham e perdem parte de sua textura. Esses fenômenos ocorrem porque …”
      – A partir do enunciado podemos deduzir que há perda de água da ameba (sistema hipotônico) para o meio, constituído de vinagre e sal (sistema hipertônico). Trata-se, portanto, de osmose (“difusão” de solvente, água em se tratando de sistemas biológicos, de um meio hipotônico para outro hipertônico). Lembramos que o transporte de água através das biomembranas envolve, além da bicamada lipídica, um grupo de proteínas de canais, denominadas aquaporinas. Não se constituindo, entretanto, como mostramos a seguir, uma difusão facilitada.
      – Difusão facilitada é um processo de transporte através da membrana, que, embora ocorra sem “consumo” de energia, requer proteínas “carregadoras”, denominadas permeases, que são enzimas especializadas no reconhecimento e no transporte de carboidratos, aminoácidos e certos íons como o cloro, o sódio e o potássio. Essas proteínas possuem um “canal” interno no qual há sítios especializados para a união com as substâncias a serem carreadas. Dessa forma, existem vários tipos de permeases, cada uma delas relacionada com o transporte de uma determinada substância. Embora se processe a favor de um gradiente, a velocidade com que o transporte é feito na difusão facilitada é maior do que na difusão simples. Essa velocidade não é proporcional à concentração do soluto, exceto em concentrações muito baixas. Elevando-se, gradativamente, a concentração do elemento penetrante, chega-se a um ponto de saturação, além do qual a velocidade de penetração não mais aumenta. Essas e outras propriedades mostram que, na difusão facilitada, a substância a ser carreada se combina com uma permease, localizada na membrana plasmática. Quando todas as moléculas transportadoras estão “ocupadas”, a velocidade de penetração não pode aumentar. As permeases aceleram o transporte, favorecem a seletividade e permanecem invariáveis após terem contribuído para o movimento das substâncias. Embora a difusão facilitada proporcione um movimento mais rápido que as outras formas de transporte passivo, ela não é capaz de carrear substâncias, através da membrana, contra um gradiente de concentração.
      “…a) as amebas morrem ao perderem água rapidamente por osmose. Já as células da alface possuem um envoltório que mantém sua forma mesmo quando perdem água por osmose e, por isso, murcham mais lentamente. …” – ALTERNATIVA CORRETA
      – Do exposto, pode-se constatar que não se trata de difusão facilitada, como consta na alternativa C, e sim de osmose (alternativa A).
      – O envoltório referido na alternativa A é a parede celular presente nas células vegetais e ausente nas células animais.
      Um abraço
      Djalma Santos

  10. olá nao estou conseguindo responder a 03.
    o senhor pode me exclarecer

    • Prezada Lilian
      * O gráfico mostra que a concentração dos referidos íons é sempre menor na agua (barras claras) do que no citoplasma das algas verdes (barras escuras), o que caracteriza um transporte ativo.
      * ALTERNATIVA D (transporte ativo através da membrana.”).
      * Transporte ativo: transporte que se faz contra um gradiente de concentração (de uma região de menor concentração para outra de maior concentração) e requer energia para que ocorra. Ao contrário do transporte passivo, o transporte ativo leva ao acúmulo de um soluto acima do ponto de equilíbrio. Ele é termodinamicamente desfavorável (endergônico) e ocorre apenas quando acoplado a um processo exergônico. Esse transporte é energizado, via de regra, pelo ATP (transporte ativo primário). No transporte ativo primário, a reação de hidrólise do ATP libera energia que impulsiona o movimento do soluto contra um gradiente eletroquímico. A exemplo do que ocorre com a difusão facilitada, o transporte ativo também apresenta um ponto de saturação, que é atingido quando todos os carreadores da membrana estiverem trabalhando em atividade máxima. O exemplo mais comum de transporte ativo é a bomba de Na+-K+, que transporta, ativamente, íons Na+ do interior da célula para fora e íons K+ do meio extracelular para o citoplasma. Ressaltamos que a bomba de sódio-potássio é mediada pelo carreador Na+/k+-ATPase. Essa bomba permite que a célula execute uma série de funções relacionadas com a membrana plasmática, como a condução de impulsos ao longo das células nervosas.
      Um forte abraço
      Djalma Santos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: