Publicado por: Djalma Santos | 28 de novembro de 2010

Testes de programa de saúde (1/5)

01. (UFJF)

LEIA, AGORA, OS FRAGMENTOS DE TEXTO ABAIXO, PUBLICADOS

NO SITE DE DRAUZIO VARELLA.

O bacilo de Koch é transmitido nas gotículas eliminadas pela respiração, por espirros e pela tosse.

Para que a primo-infecção ocorra, é necessário que ele chegue aos alvéolos. Se não alcançar os pulmões, nada acontece. A partir dos alvéolos, porém, pode invadir a corrente linfática e alcançar os gânglios (linfonodos), órgãos de defesa do organismo.

A doença evolui quando a pessoa não consegue bloquear o bacilo que se divide, rompe a célula em que está fagocitado e provoca uma reação inflamatória muito intensa em vários tecidos a sua volta. O pulmão reage a essa inflamação produzindo muco e surge tosse produtiva.

Como o bacilo destrói a estrutura alveolar, formam-se cavernas no tecido pulmonar e vasos sanguíneos podem romper-se. Por isso, na tuberculose pulmonar, é frequente a presença de tosse com eliminação de catarro, muco e sangue.

DIAGNÓSTICO

Leva em consideração os sintomas e é confirmado pela radiografia do pulmão e análise do catarro.

Ajudam a confirmar o diagnóstico o teste de Mantoux, que consiste na aplicação de tuberculina (extraída da própria bactéria) debaixo da pele, a broncoscopia e a biópsia pulmonar.

RECOMENDAÇÕES

– Lembre-se de que desnutrição, alcoolismo, uso de drogas ilícitas e de medicação imunossupressora aumentam o risco de contrair a doença.

– Familiares e pessoas próximas aos infectados devem manter certos cuidados básicos como forma de afastar o risco de contágio durante a fase inicial da doença.

– Portadores do vírus HIV e de doenças como diabetes, por exemplo, podem desenvolver formas graves de tuberculose. Por isso, devem manter-se sob constante observação médica.

– Leve seu filho para tomar a vacina BCG contra a tuberculose. Se não foi vacinado, aos cinco anos deve fazer o teste de Mantoux, ou PPD. Caso não apresente reação, deve ser vacinado em qualquer faixa de idade.

(disponível no site http://drauziovarella.ig.com.br/, acessado em julho de 2009)

Um aluno, após a sua leitura do texto de Drauzio Varella, apresentou as seguintes conclusões:

I. Uma pessoa contaminada pela tuberculose tosse e espirra perto de um paciente com diabetes. Não há problemas, porque a tuberculose só é perigosa para os portadores do vírus da AIDS.

II. O bacilo adentrou a corrente linfática de uma pessoa e alcançou os gânglios. A situação é perigosa.

III. O bacilo não conseguiu atingir os alvéolos de uma pessoa. A situação indica que essa pessoa não desenvolverá obrigatoriamente os sintomas da tuberculose.

IV. Uma criança tem 5 anos e ainda não tomou a vacina BCG. Ela deve tomá-la imediatamente, antes de qualquer teste.

V. Foram identificadas 6 crianças desnutridas em uma creche municipal. O risco de essas crianças adquirirem tuberculose só é real se elas forem filhas de pais alcoólatras.

Com base na leitura do texto, estão corretas apenas as relações:

a) I e V.

b) II e III.

c) I, III e IV.

d) II, III e V.

e) II e IV.

02. (UNESP)                             LEIA A NOTÍCIA.

Dengue tipo 4 reaparece após 25 anos

A dengue é causada por quatro tipos de vírus: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. O tipo DENV-4 não era encontrado no país desde 1982, mas exames de sangue feitos em Manaus mostram que a dengue tipo 4 está de volta ao país. Embora a infecção causada pelo DENV-4 não seja, por si só, muito agressiva, o retorno dela é, ainda assim, uma má notícia para a saúde pública brasileira. Isso porque aumenta a possibilidade de que as pessoas desenvolvam a forma hemorrágica da doença, muito mais letal.

(Notícia veiculada por diferentes agências, março de 2009.)

Em razão do contido na notícia, pode-se afirmar que, antes do reaparecimento do vírus DENV-4,

a) Eram menores as possibilidades de as pessoas desenvolverem a forma hemorrágica da doença, pois os tipos virais, embora mais agressivos que o vírus DENV-4, raramente levavam ao quadro hemorrágico. Com o reaparecimento de uma quarta variante viral, menos agressiva, porém letal, a questão da dengue no Brasil agravou-se.

b) Havia no Brasil apenas três tipos virais e, portanto, eram três as diferentes possibilidades de uma pessoa adquirir dengue. Com o reaparecimento de um quarto tipo, a possibilidade de se adquirir dengue passou a ser 25% maior. A dengue adquirida a partir de qualquer um desses quatro tipos de vírus, se não tratada pode evoluir para a forma hemorrágica da doença.

c) Havia no Brasil apenas três tipos virais e, portanto, a possibilidade de as pessoas virem a adquirir a dengue era menor. O reaparecimento do vírus DENV-4 aumentou a possibilidade de as pessoas terem um primeiro contato com qualquer uma das variantes virais e, consequentemente, desenvolver a dengue, que, se não tratada, pode evoluir para a forma hemorrágica da doença.

d) Uma pessoa que tenha adquirido dengue poderia vir a desenvolver a forma hemorrágica da doença se entrasse em contato com mais um dentre os dois outros tipos virais. Com o reaparecimento de um quarto tipo viral, aumenta a possibilidade de que essa pessoa entre em contato com um tipo diferente e desenvolva a forma hemorrágica da doença.

e) Uma pessoa que tenha adquirido dengue poderia vir a desenvolver a forma hemorrágica da doença se entrasse novamente em contato com o tipo a partir da qual desenvolveu a doença. Com o reaparecimento de um quarto tipo viral, aumenta a possibilidade de que essa pessoa entre em contato com uma variante de mesmo tipo e desenvolva a forma hemorrágica da doença.

03. (UFCG) Os Nematódeos, importantes invertebrados, estão presentes no solo, na água e parasitando outros animais e vegetais. São causadores de várias parasitoses de ocorrência no Brasil e no mundo, a maioria das doenças em humanos está relacionada, principalmente, pela falta de saneamento básico e de medidas de higiene pessoal, entre outras. Sobre os Nematódeos agentes de doenças humanas, é correto afirmar que:

I.  Ascaris lumbricoides conhecido como lombriga é o agente causador da ascaridíase.

II. Ancylostoma duodenale é o agente causador das doenças ancilostomose ou ancilostomíase, amarelão ou opilação, e da tricocefalose.

III. A Wucheria bancrofti é o agente causal da filariose linfática ou elefantíase de ocorrência, principalmente, em países tropicais, inclusive no Brasil.

IV. Strongiloides stecoralis está relacionada à enterobíase, muito conhecida por oxiurose.

Assinale a alternativa correta:

a) I, II, III e IV.

b) I e II.

c) I, II e III.

d) II, III e IV.

e) I e III.

04. (UFAL) A prática dos exames e das condutas preventivas é importante, pois uma pessoa portadora de doença sexualmente transmissível – por vezes, permanecendo latente – pode, involuntariamente, transmiti-la para outras pessoas. Ao procurar um médico, um cliente relatou os seguintes sintomas:

– Aparecimento de lesão na genitália externa, em forma de pequena úlcera, referida pelo médico como cancro duro.

– Desaparecimento dessa lesão (cancro), naturalmente, em pouco tempo.

– Aparecimento de lesões generalizadas na pele, com numerosos pontos vermelhos e escamosos, após, aproximadamente, dois meses.

– Ocorrência posterior de lesões em órgãos do sistema nervoso, circulatório e urinário.

Considerando essas informações, o médico concluiu que o paciente havia sido infectado por uma certa bactéria e apresentava:

a) Sífilis.

b) Gonorreia.

c) Pediculose pubiana.

d) Tricomoníase.

e) Condiloma acuminado.

05. (UEPG) A ascaridíase é a verminose mais comum entre as crianças. A respeito dessa parasitose, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – É causada pelo verme Ascaris lumbricoides que apresenta um marcante dimorfismo sexual.

1  1 – Em crianças parasitadas há risco de morte por asfixia quando, em acessos de vômito, os vermes chegam à faringe, causando sua obstrução e até mesmo da glote.

2  2 – O ciclo reprodutor se completa em apenas um hospedeiro o que classifica o verme Ascaris lumbricoides como heteroxeno. A infestação ocorre com a ingestão de ovos pela boca ou penetração de larvas pela pele.

3  3 – Essa verminose se caracteriza por distúrbios digestivos: cólicas, vômitos, enjôo, além de desnutrição, crises convulsivas e até obstrução intestinal. Muitas vezes o sono é agitado.

4  4 – A ascaridíase pode apresentar um sugestivo quadro de pneumonia, devido ao fato de que nos primeiros dias da doença, as larvas dos vermes já circularem nos pulmões.

06. (UFPR) A tabela abaixo mostra o número de casos de cinco doenças notificadas pelo Hospital de Clínicas da UFPR entre os anos 2004 e 2007.

2004

2005 2006 2007

TOTAL

CISTICERCOSE

23

12 24 13

72

DENGUE

1

3 3 12

19

ESQUISTOSSOMOSE

1

0 1 1

3

LEISHMANIOSE TEGUMENTAR

13

13 9 8

43

MALÁRIA

12

5 3 2

22

TOTAL ANUAL

50

33 40 36

159

(Fonte: Boletim Epidemiológico HC – outubro 2008.)

A partir dos dados da tabela, é correto afirmar que entre 2004 e 2007:

a) o número de casos de doenças causadas por protozoários superou o número de casos de doenças causadas por vírus.

b) o número de casos de doenças causadas por bactérias superou o número daquelas causadas por vírus.

c) o número de casos de doenças causadas por vermes representou mais da metade do número total de casos apresentados.

d) o número de casos de doenças causadas por fungos superou o número de casos de doenças causadas por protozoários.

e) o número de casos de doenças transmitidas por mosquitos representa menos da metade do número total de casos apresentados.

07. (UNESP)

MUNICÍPIOS DO NORDESTE ATINGIDOS PELAS CHUVAS SOFREM COM DOENÇAS

O fim das enchentes não significa que o perigo acabou. Cresce o risco de proliferação de doenças nos 95 municípios alagoanos e pernambucanos afetados pelos temporais. Em alguns municípios a rede de abastecimento de água foi destruída. O contato direto da população com a água e a lama deixa os sanitaristas preocupados.

(www.globo.com/jornalnacional. Adaptado.)

Na situação colocada, dentre as doenças que mais imediatamente preocupam os sanitaristas, pode-se citar:

a) difteria, tifo e tuberculose.

b) tétano, giardíase e leishmaniose.

c) leptospirose, hepatite e diarreia.

d) hepatite, difteria e leishmaniose.

d) diarreia, dengue e toxoplasmose.

08. (UNESP) Ao fazer uma limpeza no armário do banheiro, Manuela encontrou três pomadas, I, II e III, que, por indicação médica, havia usado em diferentes situações:

a. Para controlar o herpes labial.

b. Para tratar de uma dermatite de contato.

c. Para debelar uma micose nos pés.

Manuela não se lembrava qual pomada foi usada para qual situação, mas ao consultar as bulas verificou que o princípio ativo da pomada I liga-se a um componente da membrana celular do micro-organismo, alterando a permeabilidade da membrana; o componente ativo da pomada II estimula a síntese de enzimas que inibem a migração de leucócitos para a área afetada; o princípio ativo da pomada III inibe a replicação do DNA do microrganismo no local onde a pomada foi aplicada. Pode-se dizer que para as situações a, b e c Manuela usou, respectivamente, as pomadas:

a) I, II e III.

b) I, III e II.

c) II, I e III.

d) III, I e II.

e) III, II e I.

09. (UFCG) Os vírus podem, de maneira indiscriminada, infectar as células humanas e serem transmitidos de pessoas para pessoas. É o caso, por exemplo, dos vírus da hepatite. Sobre a hepatite, leia as afirmativas abaixo e julgue verdadeira (V) ou falsa (F).

(  ) A Hepatite A (causada pelo vírus HAV) e a Hepatite E (causada pelo HEV) multiplicam-se, inicialmente nas células intestinais e, em seguida, espalham-se pelos rins, baço e fígado. A forma mais comum da doença é subclínica sendo seus sintomas despercebidos, exceto nos casos mais severos.

(  ) O Hepadnavírus, causador da Hepatite B, é um vírus de DNA, de cadeia dupla, envelopado. Os pacientes portadores desse tipo de virose podem desenvolver hepatopatia crônica. O contágio se dá, principalmente, por transfusão sanguínea e outros fluidos corporais (saliva, leite, sêmen) contaminados.

(  ) O vírus Hepatitis C (HCV) é um RNA envelopado de cadeia simples (+). Casos graves podem evoluir a uma hepatopatia crônica, provocando lesões graves no fígado. A forma mais comum de transmissão é o contato sexual. Contudo, a transmissão vertical de mãe para o feto pode ser observada por meio de lesões hemorrágicas na placenta.

(  ) O HDV, causador da Hepatite D, geralmente está associado ao vírus da Hepatite B (HBV). A doença tem sido diagnosticada em várias partes do mundo, inclusive na região amazônica na forma endêmica. Os pacientes diagnosticados para HDV, geralmente, apresentam uma associação ao HBV. Os sintomas mais comuns são anorexia, hipertermia e dores articulares.

(  ) A Hepatite tipo A (HAV) e Hepatite E (HEV) são transmitidas ao homem por meio do consumo de alimentos e água contaminados. Normalmente, o vírus está alojado nas fezes de seu portador. Não existe, ainda, tratamento curativo para esse tipo de patologia. Deve-se evitar contato com pessoas doentes. Uma medida preventiva importante é o tratamento de água e outra medidas de saneamento básico.

A sequência correta é:

a) V, V, V, V, V.

b) V, F, F, V, F.

c) F, F, F, F, F.

d) F, V, V, F, F.

e) F, F, F, V, F.

10. (UEL)                     ANALISE AS AFIRMATIVAS A SEGUIR:

I. As vacinas podem ser produzidas a partir de microrganismos atenuados ou mortos, toxinas neutralizadas, ou simplesmente utilizando componentes de cápsula, membrana ou parede bacterianas.

II. A vacina inativada é aquela em que o vírus encontra-se vivo, porém, sem capacidade de produzir a doença, e a vacina atenuada é aquela que contém o vírus morto por agentes químicos ou físicos.

III. Malária, tuberculose e tétano são doenças virais; caxumba, dengue e sarampo são doenças bacterianas, todas controladas por vacinação.

IV. A imunização é um processo pelo qual se adquire imunidade ou proteção contra uma determinada doença infecciosa, seja após adquirir a doença ou mediante a administração de vacina.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e III são corretas.

b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas II e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

11. (COVEST) Diferentes enfermidades atingem o homem, minando sua resistência e provocando uma qualidade de vida, muitas vezes, apenas razoável. Muitas dessas doenças, consideradas erradicadas, voltam a atormentar o homem em pleno século XXI, algumas das quais de fácil controle. Nesse contexto, analise as proposições a seguir.

I   II

0  0 – Malária: doença causada por esporozoários transmitidos ao homem pela picada de mosquitos de um determinado gênero. Quando liberadas no sangue humano, as toxinas produzidas por esses protozoários causam acessos febris.

1   1 – Doença de Chagas: doença causada por um nematódeo, cujas larvas infectantes, se ingeridas por mosquito hematófago do gênero Culex, podem ser transmitidas ao homem pela picada do inseto.

2   2 – Hanseníase ou lepra: doença transmitida pelo ar ou pela saliva de pessoa contaminada com o bacilo Clostridium; provoca ulcerações na pele, no fígado e nos rins.

3  3 – Tuberculose: doença causada pelo bacilo Mycobacterium tuberculosis e que tem como medida profilática a aplicação da vacina BCG. Causa infecção dos pulmões e de outros órgãos.

4  4 – Condiloma acuminado ou blenorragia: doença causada pela bactéria Mycobacterium gonorrheae, conhecida como gonococo, cujos sintomas são lesões verrucosas na uretra e na região anal, seguidas de secreção purulenta.

12. (UPE) Leia o diálogo abaixo entre um paciente e seu médico.

– Toda doença sem causa aparente é virose?– Não. As viroses são doenças causadas por vírus. Dentre elas, temos algumas muito comuns, como a gripe e o resfriado. Existem, também, doenças virais fatais. Fique atento às campanhas de vacinação.

Sobre os vírus e as doenças virais, abordados acima, analise as afirmativas e conclua.

I    II

0   0 – Doenças virais, como a tuberculose, podem se tornar uma epidemia, quando o número de casos for acima dos registros para determinada área, em curto espaço de tempo.

1  1 – A vacinação é um método passivo de imunização contra doenças virais, como poliomielite, rubéola e tétano. Ainda não existe vacinação contra herpes e AIDS.

2  2 – Os vírus são organismos unicelulares com grande capacidade de mutação. Parasitas intracelulares obrigatórios podem causar doenças tanto no homem como em plantas e outros animais.

3  3 – A profilaxia envolve métodos de prevenção contra determinada doença. O controle do mosquito Aedes é uma profilaxia contra dengue e febre amarela, que são doenças causadas por vírus.

4   4 – O Condiloma (crista-de-galo) e a AIDS são doenças virais, sexualmente transmissíveis.

13. (IFSC) Com base na abaixo e nos seus conhecimentos, assinale a alternativa que apresentar corretamente o principal meio de transmissão, bem como, os principais sintomas da febre amarela.

13

a) Picada de mosquitos do gênero Culex; febre, moleza, dores musculares, cefaleia, náusea, vômito e diarreia.

b) Picada do mosquito do gênero Aedes; febre alta, infecções, cefaléia, vômitos, calafrios e hemorragia.

c) Gotículas de secreção expelidas pelas vias respiratórias; problemas respiratórios, febre, dores no corpo, cefaléia, anorexia, náusea e vômito.

d) Fecal-oral, objetos contaminados por fezes; paralisia muscular nos casos mais graves.

e) Sangue, relação sexual, drogas injetáveis, líquor; febre, moleza, dores musculares, cefaléia, náusea, vômito e diarreia.

14. (CEDERJ) Estima-se que 50 milhões de indivíduos estejam infectados pelo complexo teníase/cisticercose no mundo e que 50.000 morrem a cada ano. Cerca de 350.000 pessoas encontram-se infectadas na América Latina. Em Ribeirão Preto, no Brasil, diagnosticou-se a neurocisticercose em 7,5% dos pacientes admitidos em enfermaria de neurologia.

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical34(3): 283-290).

A Tênia solium pode ser o agente etiológico tanto da Teníase quanto da Cisticercose e nestes casos os parasitas são transmitidos aos humanos, respectivamente:

a) pela ingestão da carne bovina e pela água não tratada.

b) pela ingestão da carne bovina e dos ovos do parasita presentes nas fezes do hospedeiro Intermediário.

c) pela ingestão dos parasitas presentes na carne suína e pela água não tratada.

d) pelos ovos do parasita presente nas fezes do homem e pela ingestão da carne de boi.

e) pela ingestão dos parasitas presentes na carne suína e dos ovos do parasita presentes nas fezes humanas.

15. (UFPA) Doenças e agentes infecciosos sexualmentetransmissíveis, como Herpes, HIV, HPV, Sífilis eGonorreia, são frequentes na população. Sobre seusagentes etiológicos e características das doenças, écorreto afirmar que o:

a) Papilomavírus Humano (HPV) invade tecidos de revestimento (pele e mucosas) levando à formação de lesões decorrentes do crescimento celular irregular, formando verrugas genitais, que podem levar ao câncer de colo de útero.

b) Vírus da Herpes, membro da família de vírus conhecida como Retroviridae (retrovírus), apresenta longo período de incubação, produz  infecção das células do sangue e do sistema nervoso e supressão do sistema imune.

c) Treponema pallidum pode infectar tanto a mucosa oral quanto a genital, lesionando células epiteliais e fibroblastos; ou pode tornar-se latente em neurônios, desenvolvendo ciclos de infecção quando o indivíduo passa por estresse fisiológico,

febre, exposição excessiva ao sol.

d) vírus da imunodeficiência humana (HIV) invade submucosas e pode passar por um curto período de incubação até o início dos primeiros sinais e  sintomas, caracterizados por pequena ulceração firme e dura que ocorre no ponto de invasão do agente, geralmente na área genital ou na boca.

e) Neisseria gonorrhoeae invade tanto o sistema urinário quanto o reprodutor, pode se disseminar através da circulação, afetando principalmente a pele, as articulações, o cérebro, as válvulas cardíacas, a faringe e os olhos.

16. (MACK) Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas I, IIIII e IV da tabela abaixo.

DOENÇA CAUSADOR MOSQUITO TRANSMISSOR VACINA
Malária I Anopheles Sim
Dengue Vírus III Não
Febre Amarela II Aedes IV

a) protozoário; vírus; Anopheles; sim.

b) vírus; bactérias; Aedes; não.

c) protozoário; vírus; Anopheles; não.

d) protozoário; vírus; Aedes; sim.

e) vírus; vírus; Aedes; sim.

17. (CEDERJ) Durante os anos 1990, a incidência de dengue aumentou consideravelmente com a dispersão do Aedes aegypti no território nacional, que se intensificou a partir de 1994, tornando cada vez mais evidente a necessidade de melhorar a vigilância do vetor. Nesse contexto, a avaliação do status de susceptibilidade aos inseticidas era uma importante ferramenta de controle.

Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília,16(4):295-302, 2007

A resistência nas populações desses insetos está associada a um processo no qual:

a) o inseticida induz mutações nos insetos sensíveis, tornando-os resistentes.

b) os insetos sensíveis se adaptam ao inseticida.

c) os insetos resistentes são selecionados pela ação do próprio inseticida.

d) os insetos resistentes passaram a não tolerar o inseticida.

e) os insetos sensíveis começam a utilizar o inseticida como um nutriente.

18. (UPE) “Você não é você. Você é mais que você. Além de 10 trilhões de células próprias, um corpo saudável abriga 100 trilhões de microorganismos de até 100 mil espécies. Para chamar seu corpo de lar, doce lar, eles pagam um aluguel e tanto: digerem sua comida, produzem vitaminas e o protegem de doenças.”

Superinteressante, jan 2008.

O artigo acima se refere às diversas relações ecológicas que ocorrem entre o homem e os microrganismos. Sobre o tema, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0  0 – A flora intestinal é composta por um conjunto de bactérias, que vivem naturalmente no intestino humano, impedindo o desenvolvimento de microorganismos patógenos por competição. Essa relação (competição) é considerada desarmônica e, de um modo geral, classificada como negativa para as espécies envolvidas.

1  1 – Como fonte de vitamina K, temos, além dos vegetais verdes, ovos, leite e fígado, a produção dessa vitamina por bactérias (flora bacteriana) do trato intestinal do homem. Essas bactérias vivem em nosso intestino em relação harmônica, que é vantajosa tanto para o homem como para a própria bactéria.

2  2 – Os Streptococcus (estreptococos), que vivem em nossa garganta, formam uma colônia isomórfica de bactérias, do tipo cocos em cachos, de dezenas de indivíduos.

3  3 – A presença de Lactobacillus na genitália feminina deixa o meio ácido, que é impróprio para o desenvolvimento da candidíase. Essa é uma relação harmônica entre bactéria e o ser humano, benéfica para ambos, constituindo uma sociedade.

4  4 – Alguns vírus comensalistas vivem em nossa garganta, em busca de nutrientes, mas não causam prejuízos ao homem. O comensalismo é uma relação harmônica interespecífica, como no exemplo entre homem e vírus.

19. (UNIFEI) A campanha nacional contra a rubéola bateu recorde histórico de pessoas vacinadas, principalmente por trazer inovações para atingir o público, como vacinar em estádios, rodeios, praças, praias e outros lugares com muito fluxo, especialmente de homens, que são historicamente resistentes à vacinação. Assinale a alternativa incorreta:

a) A rubéola é uma doença infecciosa causada por vírus que acomete crianças e adultos, caracterizada, quando presentes, por sintomas como febre, dores nos músculos e articulações, manchas tipo “urticária” na pele e aumento de gânglios linfáticos.

b) Os vírus não se ajustam bem a nenhuma das categorias tradicionais em que os seres vivos se distribuem. Sabe-se que são desprovidos de estrutura celular, constituídos apenas por genes e proteínas. Exemplos de outras doenças virais são sarampo, tétano, poliomielite e coqueluche.

c) A rubéola pode tornar-se potencialmente grave quando acomete mulheres grávidas, pois pode causar mal-formações no feto, sobretudo quando contamina gestantes no início da gravidez.

d) A rubéola é adquirida por meio da inalação de gotículas de secreção nasal de pessoas contaminadas que contêm o vírus ou por via sangüínea, no caso do feto, a partir da mãe grávida.

20. (COVEST) A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Trata-se deum dos principais problemas de saúde pública no mundo, exceto na Europa. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente por uma das variações do vírus. Sobre essa questão, analise as afirmações seguintes.

I   II

0   0 – A pessoa fica imune contra o tipo de vírus que provocou a doença, mas ela ainda poderá ser contaminada por outras formas do vírus da dengue.

1  1 – A dengue hemorrágica pode ocorrer mesmo na primeira vez em que o indivíduo contraiu a doença.

2  2 – A maneira mais importante de combater a epidemia é uma ampla campanha educativa sobre o habitat do mosquito Aedes aegypti e a responsabilidade de cada um neste combate.

3  3 –  O ovo do Aedes aegypti pode permanecer vivo em ambiente seco por quase um ano. Se, neste período, ele entrar em contato com água, poderá originar uma larva; por isso, o controle do mosquito é tão importante no controle da dengue.

4  4 – O mosquito põe seus ovos em águas paradas e limpas; por isso, o maior risco de propagação da doença é o acúmulo de lixo nas grandes cidades, onde garrafas abertas, pneus e outros objetos que acumulam água são os principais vilões.

21. (UFPB) O texto abaixo é parte da música O PULSO, do grupo musical Titãs, e faz referência a várias doenças.

O PULSO

Titãs – Composição: Arnaldo Antunes

O pulso ainda pulsa

O pulso ainda pulsa…

Peste bubônica

Câncer, pneumonia

Raiva, rubéola

Tuberculose e anemia

Rancor, cisticercose

Caxumba, difteria

Encefalite, faringite

Gripe e leucemia…

E o pulso ainda pulsa

E o pulso ainda pulsa

Hepatite, escarlatina

Estupidez, paralisia

Toxoplasmose, sarampo

Esquizofrenia

Úlcera, trombose

Coqueluche, hipocondria

Sífilis , ciúmes

Asma, cleptomania…

As doenças destacadas são causadas, respectivamente, por:

a) Vírus, platelmintos, protozoários e bactérias.

b) Protozoários, bactérias, víus e platelmintos.

c) Bactérias, platelmintos, protozoários e vírus.

d) Vírus, protozoários, platelmintos e bactérias.

e) Platelmintos, vírus, bactérias e protozoários.

22. (URCA) Notícia do Jornal Diário do Nordeste publicada em 07/08/2008: “Notificados três novos casos de leishmaniose, conhecida também como calazar visceral no município do Crato-CE. Dois deles, duas crianças, ocorreram na mesma residência. O terceiro caso trata-se de outra criança, com apenas oito meses. Segundo sua bisavó, não está afastado o risco de morte, diante do grave estado de saúde do bebê”. Sobre essa doença infecciosa demonstre seu conhecimento selecionando abaixo a alternativa correta.

a) É transmitida aos seres humanos pelo contato com outros humanos contaminados.

b) É transmitida aos seres humanos através da picada de um triatomíneo.

c) É transmitida aos seres humanos através de cães contaminados pelo flebótomo.

d) É transmitida aos seres humanos através do Aedes aegypti.

e) É transmitida aos seres humanos através de leite, ou carne contaminada.

23. (UPE) No ciclo evolutivo do Schistosoma mansoni, apresentado no esquema abaixo, estão representados hospedeiros, parasitas em diversas fases, modo de transmissão e profilaxia da esquistossomose.

23

As numerações do esquema acima representam em:

a) 1 e 2, os vermes adultos hermafroditas alojados no fígado e intestino do homem parasitado.

b) 2 e 3, ovos são liberados pelo intestino do hospedeiro junto com as fezes. Na água, cada ovo libera uma larva ciliada.

c) 3 e 4, ovos são ingeridos por caramujos. Reproduzem-se sexuadamente e liberam larvas na água.

d) 4 e 5, através das picadas do caramujo, os vermes da esquistossomose são introduzidos na pele do homem, que se banha em águas contaminadas.

e) 5 e 6, a transmissão para o homem. As larvas adultas migram para os vasos linfáticos. A profilaxia será a utilização de botas ou calçados que protejam os pés completamente.

24. (URCA) A Hanseníase é uma preocupação na região do Cariri, centenas de pessoas estão infectadas. O alerta vem desde ações municipais de prevenção e tratamento até temas de encontros científicos especializados sobre essa doença, por exemplo I e II Fóruns Científicos Caririense de Hanseníase realizados na cidade de Juazeiro do Norte em 2007 e 2008.

O agente biológico responsável por essa doença é:

a) um protozoário.

b) uma bactéria.

c) um vírus.

d) um fungo.

e) um nematoide.

25. (UEPG) A respeito das principais parasitoses humanas no Brasil, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O Ascaris lumbricoides, verme mais conhecido como lombriga, pode transitar por várias partes do corpo humano, como fígado, coração, pulmões, faringe e intestino.

1 1 – A ancilostomose, doença também conhecida como amarelão, é causada pelo Ancylostoma duodenale ou pelo Necator americanus. Ela leva o indivíduo a contrair anemia por perda de sangue nas lesões da parede do intestino delgado.

2  2 – A cisticercose é uma doença grave, provocada no ser humano pela Taenia saginata.

3 3 – O Ancylostoma braziliensis, também conhecido como bicho geográfico, causa forte irritação e coceira na parte da pele por onde as larvas transitam, traçando caminhos sinuosos, visíveis a olho nu.

4  4 – A oxiurose, que é causada pelo Oxyurus vermicularis, provoca náusea, vômitos, dores abdominais e intenso prurido anal. Trata-se de uma doença muito comum em crianças.

26. (UNIR) Analise o ciclo de transmissão da Leishmaniose apresentado na figura abaixo.

26

Sobre esse ciclo, analise as afirmativas.

I. O mosquito Aedes aegypti é o hospedeiro do parasita.

II. Os cães infectados são considerados reservatórios do parasita.

III. Os flebótomos são os vetores do parasita.

IV. Os promastigotas são ingeridos pelos flebótomos transmissores e transformam-se em amastigotas no intestino do mosquito.

V. O parasita pode migrar para os órgãos viscerais, como fígado, baço e medula óssea.

Estão corretas as afirmativas

a) I, III, IV e V, apenas.

b) II, IV e V, apenas.

c) II, III e V, apenas.

d) I, III e IV, apenas.

e) II e IV, apenas.

27. (FUVEST) Observe o esquema simplificado do ciclo de vida da lombriga, causadora da doença chamada ascaridíase, e a lista de medidas a seguir.

27

I. Eliminar o mosquito transmissor.

II. Incentivar o saneamento básico.

III. Ingerir frutas e verduras bem lavadas.

IV. Evitar transfusões de sangue.

Pode-se diminuir a ocorrência de ascaridíase apenas por meio das seguintes medidas:

a) I e II.

b) I e IV.

c) II e III.

d) III e IV.

e) II, III e IV.

28. (UFAL) Observe as figuras abaixo que representam três grandes grupos de organismos. Com relação às características e classificação dos seres mostrados abaixo, é correto afirmar que:

28

a) o vírus da hepatite B é um parasita intracelular obrigatório, classificado em um dos cinco reinos.

b) a Escherichia coli e a Leishmania são protistas que causam doenças transmitidas por insetos.

c) bactérias e vírus possuem uma parede celular rígida encobrindo o material genético.

d) a Leishmania possui arquitetura celular semelhante à Escherichia coli.

e) o vírus da Hepatite B e a Leishmania possuem uma estrutura lipoproteica na sua porção mais externa envolvendo seus conteúdos internos.

29. (UEPA) O esquema a seguir representa uma patologia ocorrente no Brasil, com maior incidência nas Regiões Norte e Nordeste.

29

Após a análise do esquema acima, julgue as afirmativas a seguir:

I. O esquema representa a malária.

II. 1 e 2 diferenciam-se pela queratinização superficial do tecido.

III. 3 e 4 produzem células que estão no sangue e são relacionadas à defesa do organismo.

IV. A manipulação e conservação adequadas de alimentos diminuem a contaminação dessa patogenia para o homem.

V. 6 é o local de formação de células transportadoras de gases, enquanto 5 é um dos locais de destruição delas.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) II, III e V.

b) II, III, IV e V.

c) I, II, III, IV e V.

d) I, II e III.

e) II, III e IV.

30. (UFPI) Analise o desenho esquemático, representativo do ciclo de vida de um protozoário unicelular, que pode infectar diferentes animais em um ciclo alternado entre insetos e vertebrados. Marque a alternativa que contempla somente conhecimentos corretos.

30

a) O protozoário do ciclo de vida é o Toxoplasma gondii. O mosquito Anopheles infectado (1), quando ataca uma pessoa, reproduz-se em células do intestino (2) e forma oocistos (3), que se reproduzem (4) e liberam gametas masculinos e femininos (5), os quais se fundem e geram o zigoto (6) e produzem os taquizoítos (7), que são excretados (8) e novamente atacam os mosquitos.

b) O protozoário do ciclo de vida é o Plasmodium. O mosquito Anopheles infectado pica uma pessoa e libera esporozoítos (1), que, no fígado, mudam de forma para merozoítos (2), que se reproduzem em células sanguíneas vermelhas (3) e eclodem de uma grande quantidade de células infectadas (4), gerando gametócitos masculinos e femininos (5). No estômago dos mosquitos, os gametócitos são transformados em espermatozoides e óvulos (6), que se fundem e geram zigotos (7), os quais se implantam na parede do estômago do mosquito e crescem formando oocistos, para a produção de novos esporozoítos (8).

c) O protozoário do ciclo de vida é o Crytosporidium parvum, que, no ambiente, ataca o mosquito (1), este, por sua vez, libera esporozoítos (2), os quais penetram em células sanguíneas (3), transformando-se em trofozoítos (4), formando os gametas (5 e 6), os quais, por seu turno, formam microgametócitos (7), que se fecundam e formam os oocistos, os quais, novamente, invadem o mosquito.

d) O protozoário do ciclo de vida é o Plasmodium. O mosquito Anopheles infectado pica uma pessoa e libera taquizoítos (1), que, no estômago, produzem gametócitos (2), os quais se reproduzem em células epiteliais (3) e eclodem de uma grande quantidade de células infectadas (4), as quais, algumas delas, eventualmente, geram gametócitos masculinos e femininos (5). No estômago dos mosquitos, os gametócitos são transformados em zigotos (6), que se fundem, geram os gametas (7), implantam-se, na parede do estômago do mosquito, e crescem formando oocistos, para a produção de taquizoítos.

e) O protozoário do ciclo de vida é o Toxoplasma gondii. O mosquito infectado (1), quando ataca uma pessoa, reproduz-se em células do intestino (2) e forma esporozoítos (3), os quais se reproduzem (4) e liberam merozoítos e gametas (4 e 5), que se fundem (6) e produzem os taquizoítos (7), que são excretados no meio ambiente (8) e novamente atacam os mosquitos.

31. (FURG) A epidemiologia é a ciência que estuda o processo saúde-doença na comunidade, analisando a distribuição e os fatores determinantes das enfermidades e dos agravos à saúde coletiva, sugerindo medidas específicas de prevenção, de controle ou de erradicação. Nos últimos meses, esta área do conhecimento adquiriu amplo espaço de debates na mídia devido ao grande número de infectados pelo vírus Influenza A (H1N1). Em relação aos conceitos dessa ciência:

I. Epidemia é um surto de infecção em uma grande região que se alastra rapidamente e depois tende a se estabilizar.

II. Endemia é uma doença que é característica de uma região ou habitat, sendo restrita a uma área e ocorre de forma constante ao longo do tempo.

III. Pandemia é uma epidemia em grandes proporções que ocorre em nível continental ou global.

Com base nos conceitos anteriores, é correto afirmar que:

a) As três afirmativas estão corretas.

b) Nenhuma das afirmativas está correta.

c) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

d) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

e) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.

32. (UCPel) A população brasileira é acometida por várias doenças causadas por protozoários. A figura abaixo mostra o ciclo de uma delas.

32

Com relação a este ciclo podemos afirmar que:

I . O protozoário causador dessa doença é o Tripanossoma cruzi.

II . Este protozoário apresenta certa seletividade pela musculatura cardíaca.

III . A doença representada na figura é denominada malária.

IV. O vetor que transmite o protozoário é um triatomídeo.

V . Esta doença é transmitida pela picada do Plasmodium malarie.

A(s) opção(ões) correta(s) é(são)

a) I, II, III, IV e V.

b) I, III e IV.

c) II, IV e V.

d) III e V.

e) I, II e IV.

33. (PUC-CAMPINAS) Esta questão relaciona-se à esquistossomose, causada pelo Schistosoma mansoni, cujo ciclo de vida encontra-se esquematizado abaixo.

33

(Sônia Lopes. BIO. São Paulo: Saraiva. 1999. p. 266)

No ciclo de vida desse verme patogênico, ocorre reprodução:

a) sexuada somente, que se dá no interior do hospedeiro definitivo.

b) assexuada somente, que se dá no interior do hospedeiro intermediário.

c) sexuada no hospedeiro definitivo e assexuada no hospedeiro intermediário.

d) assexuada no hospedeiro definitivo e sexuada no hospedeiro intermediário.

e) sexuada somente, que se dá tanto no hospedeiro definitivo como no intermediário.

34. (UFAL) A figura abaixo está relacionada a uma doença humana causada por um verme platelminto, cujo ciclo vital envolve um tipo de hospedeiro intermediário (porco ou boi), e no hospedeiro definitivo são produzidas as proglótides.

34

A doença de que trata a questão consta na alternativa:

a) Esquistossomose.

b) Teníase.

c) Malária.

d) Amebíase.

e) Filariose.

35. (COVEST) Em outubro de 2008, a imprensa local noticiou um novo caso de raiva humana: um garoto de 15 anos foi mordido por um morcego. Em relação a essa doença, podemos afirmar o que segue.

I   II

0  0 – A raiva é uma doença viral que atinge seres humanos e animais, sendo o cão e o gato os principais responsáveis por sua transmissão ao homem nas áreas urbanas; por isso a importância das campanhas de vacinação desses animais.

1  1 – Mamíferos, tais como macaco, rato ou morcego, podem contrair e transmitir pela saliva o vírus rábico, o qual se localiza no sistema nervoso central e provoca uma encefalite mortal.

2  2 – O principal mecanismo de prevenção da raiva, em humanos, é a realização de campanhas de vacinação infantil contra a doença.

3  3 – Ocorrendo o ferimento e o contato com saliva de mamíferos selvagens ou domésticos, com suspeita de contaminação, deve-se iniciar imediatamente o tratamento com o soro antirrábico e, ao mesmo tempo, com as vacinas.

4 4 – A hidrofobia ou raiva só pode ser eficazmente combatida graças ao trabalho de Louis Pasteur, que inventou a vacina antirrábica, ao utilizar a saliva de um cão raivoso para salvar a vida de um menino que havia sido contaminado pelo vírus.

36. (UFCG) As pessoas que frequentam piscinas poluídas ou em contato com animais podem ser infectadas com doenças causadas por fungos, conhecidas como dermatofitoses. Essas doenças são causadas por fungos dos gêneros: Trichophyton, Epidermophiton e Microsporium que infectam a pele, cabelo e unhas. Com relação a esses agentes e suas doenças, é correto afirmar:

1. A tinha é uma infecção fúngica.

2. A frieira ou pé de atleta é uma infecção fúngica.

3. A frieira ou pé de atleta é uma infecção bacteriana.

4. A pitiríase é uma micose superficial que afeta os seres humanos.

5. Os dermatófitos são fungos que se reproduzem, apenas sexuadamente.

Assinale a alternativa correta:

a) 345.

b) 135.

c) 234.

d) 124.

e) 134.

37. (MACK) A contaminação do reservatório de água de Santa Isabel do Ivai (PR) provocou 375 casos de toxoplasmose. A doença fugiu ao controle das autoridades sanitárias do município de 9154 habitantes, que teve 375 casos confirmados e 743 notificações. Essa doença pode causar aborto, deficiências neurológicas e visuais. Alguns gatos tinham um ninho na estação de tratamento de água da cidade.

Adaptado de Folha de São Paulo, 24/02/2002.

A ___ I ___, na referida cidade, pode ter sido provocada por contaminação do sistema de abastecimento de água. Os gatos, encontrados na estação, agem como hospedeiros ___ II ___ do causador da doença, que é ___ III ___. Os espaços I, II e III devem ser preenchidos, correta e respectivamente por:

a) epidemia, definitivos e um protozoário.

b) epidemia, definitivos e uma bactéria.

c) endemia, intermediários e um protozoário.

d) endemia, definitivos e um protozoário.

e) epidemia, intermediários e uma bactéria.

38. (UPE) “Sífilis: doença grave, que afeta homens, mulheres e crianças e pode levar a sérias complicações, se não for tratada.”

(Saúde e Meio Ambiente na Zona da Mata – Cartilha da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco)

Sobre a doença a que se refere o texto acima, analise as afirmativas e conclua.

I    II

0   0 –  Compromete diversos órgãos e o sistema nervoso, provocando paralisia progressiva e morte.

1  1 – Produz lesões papilares (verrugas) que podem levar ao desenvolvimento de câncer no colo do útero, na vulva, no pênis e no ânus.

2  2 – Lesões que não cicatrizam, na pele e nas mucosas, formam úlceras de bordos circulares elevados e fundos granulosos, que destroem tecidos.

3  3 – Em mulheres grávidas, a bactéria causadora da Sífilis passa pela barreira da placenta, contaminando o feto.

4  4 – Por ser uma doença de transmissão exclusiva por via sexual (DST), aconselha-se o uso de preservativos como profilaxia.

39. (UNIFAL-MG) Sobre as doenças humanas, assinale a alternativa incorreta.

a) A tuberculose e a pneumonia são doenças causadas por bactérias patogênicas e que comprometem, em geral, os pulmões.

b) Gonorreia e sífilis, doenças sexualmente transmitidas, são causadas por organismos patogênicos procariontes.

c) A febre tifoide, que provoca úlceras no intestino, diarreia, cólica e febre, é causada pelo protozoário Giardia lamblia.

d) O Schistosoma mansoni, que provoca problemas no fígado, no baço e no intestino, com diarreias, dores abdominais e emagrecimento, é um parasita digenético.

e) O nematódeo Ascaris lumbricoides desenvolve-se no intestino delgado do hospedeiro, onde macho e fêmea acasalam.

40. (UPE) A leishmaniose cutânea é uma parasitose restrita à pele e às mucosas; é provocada pela Leishmania brasiliensis, que tem como hospedeiro intermediário o inseto conhecido como mosquito-palha e como hospedeiro definitivo, o homem. Neste, no local da picada, onde as leishmânias se multiplicam, surgem feridas arredondadas em forma de moeda. Existem duas outras formas de leishmaniose: a botão-do-oriente, leihsmaniose cutânea típica de países orientais, causada pela Leishmania tropica, e a leishmaniose visceral ou calazar, causada pela Leishmania chagasi. Sobre a doença, as medidas profiláticas e as formas de contaminação, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0  0 –  Na leishmaniose visceral ou calazar, o fígado e o baço são atacados; a doença provoca febre contínua, perda de apetite, inchaço do fígado, anemia e lesões na pele.

1  1 –  A leishmaniose visceral ou calazar é transmitida aos seres humanos pela picada do mosquito-palha, Lutzomyia longipalpis; os cães também podem ser atacados por esse protozoário.

2  2  – A leishmaniose tegumentar é uma doença que ataca pele e mucosas. Na pele atingida pelas picadas do mosquito-palha, do gênero Anopheles, manifestam-se feridas ulcerosas com bordas elevadas e fundo granuloso.

3 3 – As principais medidas preventivas no combate à leishmaniose são: controle da proliferação dos mosquitos transmissores através do uso de inseticidas, de mosquiteiros e de telas sobre portas e janelas das casas.

4  4 – O tratamento da doença é feito pela administração prolongada de antibióticos por se tratar de uma doença de origem bacteriana.

GABARITO

 

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
B D E A VVFVV A C E A B
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
VFFVF FFFVV B E A D C VVFFF B VVVFV
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
A C B B VVFVV C C E A B
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
A E C B VVFVV D A VFFVF C VVFVF

 

Anúncios

Responses

  1. Professor, o que está errado na alternativa 2.2 da questao 38 ? Obrigado.

    • Prezado Felipe
      Veja as citações a seguir. Elas irão, com certeza, dirimir sua dúvida.
      – DRAUZIO VARELLA.com.br
      Diagnóstico
      “Lesões duras, mas nem sempre doloridas nos órgãos genitais são o primeiro sintoma da sífilis. Chamadas de cancros, elas geralmente aparecem nos genitais, mas podem ocorrer também no ânus, na pele, na gengiva, na palma das mãos e na planta dos pés. Mesmo sem tratamento, essas lesões costumam desaparecer em alguns dias, mas a doença continua ativa no organismo e pode provocar outros sintomas: manchas avermelhadas na pele e nas mucosas (sífilis secundária) e alterações no sistema nervoso central (sífilis terciária)”.
      – Amabis e Martho. Biologia dos Organismos.vol.2.pag.79
      “… . Cerca de vinte dias após a contaminação surge uma lesão de consistência endurecida e pouco dolorosa (cancro duro)….. Cerca de seis a oito semanas após o cancro duro aparecem lesões escamosas na pele a nas mucosas… . No terceiro estágio, o sistema nervoso pode ser afetado, causando problemas mentais, dificuldade de coordenação motora e cegueira. …”
      Um abraço
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: