Publicado por: Djalma Santos | 28 de novembro de 2010

Testes de sistema nervoso (4/4)

01. (UNIVASF) Na figura abaixo, ilustra-se o chamado reflexo patelar, um procedimento utilizado, em clínica, na averiguação de algumas doenças no homem. Com relação a esse assunto, analise a figura e as proposições a seguir.

01

1. Sob a coordenação geral do encéfalo, o estímulo migra para a medula espinhal (A), que dá resposta imediata.

2. Da integração espinhal, participam: neurônio sensitivo (B) e neurônio motor (C).

3. Na região interna da medula (D), encontra-se a chamada massa cinzenta.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 2 e 3.

b) 1 e 2, apenas.

c) 2 e 3, apenas.

d) 1, apenas.

e) 2, apenas.

02. O esquema abaixo representa um arco reflexo:

02

A região que representa um órgão efetor é:

a) I.

b) II.

c) III.

c) IV.

e) V.

03. (MACK) A respeito da sinapse representada abaixo, é correto afirmar que:

03

a) só está presente no sistema nervoso central.

b) o impulso nervoso passa de 2 para 1.

c) a liberação das substâncias presentes em 3 determina a passagem de impulso de um neurônio para outro.

d) as substâncias presentes em 3 são produzidas exclusivamente nas células desse sistema.

e) é possível haver contato físico entre 1 e 2.

04. (FEEQ-CE) A figura esquematiza um neurônio, célula componente do tecido nervoso:

04

As setas 1, 2 e 3 indicam, respectivamente:

a) dendrito, corpo celular, axônio.

b) axônio, dendrito, corpo celular.

c) dendrito, axônio, corpo celular.

d) corpo celular, axônio, dendrito.

e) dendrito, corpo celular, bainha de mielina.

05. (COVEST) Observando o esquema a seguir, que representa uma “parte” de um axônio de  um neurônio em repouso, podemos afirmar que, nestas condições:

05

I   II

0 0 – Se a membrana do neurônio for atingida por um estímulo, as quantidades de íons Na+ e K+ dentro e fora da membrana se igualam.

1 1 – Devido à diferença de cargas entre as faces externa e interna, o neurônio está polarizado.

2 2 – A ocorrência do impulso nervoso depende de estímulos de natureza elétrica.

3 3 – A quantidade de íons K+ é menor na parte interna do neurônio devido à sua saída por osmose.

4 4 – As concentrações dos íons Na+ e K+ se fazem sem gasto de energia, sendo exemplo de transporte ativo.

06. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I    II

0    0 – A repolarização da membrana independe das bombas de Na+ e K+.

1   1 – No período refratário relativo, que ocorre durante a inversão da polaridade, a célula é capaz de responder a um estímulo.

2   2 – A ocorrência do PMR se deve à distribuição de íons nos meios intra e extracelular.

3  3 – O influxo de K+, em grande quantidade, determina a inversão da polaridade, que caracteriza o potencial de ação da membrana (PAM).

4  4 – Podemos relacionar a existência da sensibilidade à algumas plantas e a maioria dos animais.

07. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – As fibras parassimpáticas saem da região posterior do encéfalo e da região terminal da medula.

1 1 – As fibras simpáticas saem da medula e vão diretamente aos órgãos viscerais, promovendo a estimulação dos mesmos.

2  2 – As fibras nervosas do sistema nervoso autônomo não estão ligadas diretamente aos órgãos que devem controlar.

3   3 – As fibras do sistema nervos autônomo originam-se de neurônios localizados no encéfalo e na medula e terminam em sinapses no interior de gânglios, dos quais saem fibras que vão ter no interior dos órgãos viscerais.

4   4 – As fibras simpáticas saem do encéfalo através do nervo sensitivo e voltam ao encéfalo através do nervo motor.

08. (UFT) Os esquemas a seguir representam padrões de sistema nervoso de um animal de simetria radial e de um de simetria bilateral. Sobre o padrão de sistema nervoso nesses animais é correto afirmar:

08

a) A simetria dos cnidários está associada ao sistema nervoso difuso e concentração neuronal.

b) A simetria nos platelmintos está associada ao sistema nervoso difuso e concentração neuronal.

c) Nos cnidários a simetria está associada ao sistema nervoso difuso e nos platelmintos ao sistema nervoso ventral e cefalização.

d) Nos cnidários a simetria está associada ao sistema nervoso ventral e nos platelmintos ao sistema nervoso difuso e cefalização.

e) Não há relação entre simetria e padrão de sistema nervoso nos animais invertebrados.

09. (PUC-SP) Os esquemas a seguir mostram, de forma simplificada, a condução do impulso nervoso.

09

Sabe-se que, no neurônio em repouso, há grande quantidade de íons sódio no meio externo e de potássio no meio interno (1). No momento em que o estímulo nervoso se propaga (2), ocorre alteração de permeabilidade da membrana com intensa entrada de Na+ e discreta saída de K+, o que leva o meio interno a ficar “positivo” e o meio externo a ficar “negativo”. Após a passagem do estímulo (3), normaliza-se a permeabilidade da membrana e a situação inicial é retomada. Assinale a alternativa incorreta com relação ao mecanismo acima descrito:

a) esse mecanismo não depende de consumo de ATP (energia) para se realizar.

b) esse mecanismo depende do processo de respiração celular para se realizar.

c) nesse mecanismo, está envolvido movimento de entrada e de saída de íons do neurônio.

d) nesse mecanismo, constata-se a existência de transporte ativo de íons.

e) nesse mecanismo, constata-se inversão do estado elétrico da membrana do neurônio.

10. (COVEST) Diversas atividades humanas estão sob o controle de nossa vontade, enquanto outras ocorrem de forma autônoma. Analise a representação abaixo, considere o neurotransmissor geralmente liberado em cada caso e assinale a alternativa que completa as lacunas 1, 2 e 3, nesta ordem.

10

a) (1) SNP somático (2) noradrenalina (3) acetilcolina.

b) (1) SNP voluntário (2) tiroxina (3) adrenalina.

c) (1) SNP visceral (2) adrenalina (3) tiroxina.

d) (1) SNP somático (2) somatotrofina (3) noradrenalina.

e) (1) SNP visceral (2) acetilcolina (3) somatotrofina .

11. (UNISA-SP) No quadro abaixo são fornecidos os efeitos das ações do sistema nervoso parassimpático e simpático sobre a pupila e a secreção gastrintestinal.

PUPILA

SECREÇÃO GASTRINTESTINAL

Parassimpático

contrai

estimula

Simpático

dilata

inibe

Se um individuo I for tratado com a droga A e um individuo II, com a droga B, e sabendo-se que A e B são adrenérgica e colinérgica, respectivamente, qual das reações abaixo indicadas devemos esperar que ocorra com esses indivíduos?

PUPILA

SECREÇÃO GASTRINTESTINAL

a

I – contrai

II – dilata

inibe

estimula

b

I – contrai

II – dilata

estimula

inibe

c

I – dilata

II – contrai

inibe

estimula

d

I – dilata

II – contrai

estimula

inibe

e

I – contrai

II – contrai

estimula

inibe

12. (FUVEST) A figura abaixo representa um arco-reflexo: o calor da chama de uma vela provoca a retração do braço e o afastamento da mão da fonte de calor. Imagine duas situações: em A seria seccionado a raiz dorsal do nervo e em B, a raiz ventral.

12

Considere as seguintes possibilidades relacionadas à transmissão dos impulsos nervos nesse arco-reflexo:

I. A pessoa sente a queimadura, mas não afasta a mão da fonte de calor.

II. A pessoa não sente a queimadura e não afasta a mão da fonte de calor.

III. A pessoa não sente a queimadura, mas afasta a mão da fonte de calor.

Indique quais dessas possibilidades aconteceriam na situação A e na situação B, respectivamente.

A

B

a

I

II

b

I

III

c

II

I

d

II

III

e

III

II

13. (UFES) No esquema seguinte, os números I, II e III indicam lesões no sistema nervoso de três pessoas (X, Y e Z).

13

As consequências das lesões foram diferentes em cada pessoa:

X. Movimenta o dedo quando a pele era estimulada, mas não tinha consciência do estimulo nem da resposta.

Y. Sentia o dedo quando a pela esta estimulada, mas não podia movê-lo.

Z. Podia mover o dedo quando queria, mas não o sentia.

As regiões lesadas em X, Y e Z foram, respectivamente:

a) I, II e III.

b) I, III e II.

c) II, I e III.

d) III, I e II.

e) III, II e I.

14. (UNIFOR) Considere os itens abaixo:

I. Substância branca.

II. Substância cinzenta.

Assinale a alternativa da tabela abaixo que associa corretamente I e II com a parte externa dos órgãos considerados.

CÉREBRO

BULBO

MEDULA

a

I I

II

b

I II

II

c

II I

I

d

II II

I

e

II II

II

15. (UNISA-SP) O esquema abaixo mostra um corte transversal de medula espinhal de um mamífero e as raízes nervosas a ela associadas.

15

Em relação a esse esquema, assinale a proposição correta:

a) seccionando a região indicada por 1, podemos demonstrar que os nervos que passam por essa região têm apenas natureza sensitiva.

b) seccionando a região indicada por 2, podemos demonstrar que os nervos que passam por essa região têm natureza sensitiva e motora.

c) seccionando a região indicada por 2, podemos demonstrar que os nervos que passam por essa região têm apenas natureza sensitiva.

d) seccionando as regiões indicadas por 1 e 2, podemos demonstrar que os nervos que passam por essas regiões têm apenas natureza motora.

e) seccionando a região indicada por 1, podemos demonstrar que os nervos que passam por essa região têm apenas natureza motora.

16. (PUC-SP) O esquema abaixo representa um arco-reflexo simples. O conhecimento sobre reflexos medulares deve-se a trabalhos pioneiros feitos, no início deste século, pelo fisiologista inglês C.S. Sherrington.

16

No esquema, 1, 2, 3 e 4 indicam, respectivamente:

a) neurônio aferente, sinapse, neurônio sensorial e órgão receptor.

b) sinapse, neurônio aferente, neurônio motor e órgão efetuador.

c) neurônio motor, sinapse, neurônio aferente e órgão receptor.

d) neurônio aferente, sinapse, neurônio motor e órgão efetuador.

e) neurônio motor, neurônio aferente, sinapse e órgão receptor.

17. (COVEST) Analise a figura abaixo, que mostra a variação do potencial da membrana durante a resposta “tudo ou nada” do neurônio a um estímulo eficaz.

17

I   II

0  0 – Na fase 1, a membrana celular apresenta uma maior permeabilidade ao K+, tornando o meio intracelular mais negativo em relação ao meio extracelular.

1  1 – Na fase 2, a célula apresenta uma inversão de sua polaridade, sendo o interior da célula positivo em relação ao meio extracelular.

2  2 – A fase 3 corresponde ao momento de repolarização do neurônio, sendo este incapaz de responder a outro estímulo; por isso, esse momento é chamado de período refratário absoluto.

3  3 – Na fase 4, ocorre a redistribuição de íons através da membrana, sendo que, ativamente, o sódio é retirado e, ao mesmo tempo, ocorre entrada de potássio.

4  4 – Na fase 5, a célula alcançou seu nível de repouso; nessa fase, é mais difícil obter-se uma resposta a qualquer estímulo

18. De acordo com o esquema abaixo (representando a origem do potencial de repouso) e seus conhecimentos, assinale a alternativa incorreta:

18

a) a diferença de potencial elétrico gerada entre as faces interna e externa da membrana está relacionada à diferença de concentração de íons dentro e fora da célula.

b) em A, proteínas da membrana plasmática bombeiam continuamente o Na+ e o K+ para dentro e para fora da célula.

c) na origem desse potencial tem importância a permeabilidade seletiva da membrana celular.

d) como a plasmalema é bem mais permeável aos íons potássio do que aos íons sódio, a quantidade de potássio que sai da célula supera a quantidade de sódio que entre. No geral (C), a célula passa a ter um déficit de cargas positivas no meio intracelular.

e) em função da ação das bombas de sódio e potássio é mantido um gradiente de concentração entre os meios extra e intracelular, com predominância de sódio dentro e potássio fora da célula.

19. (UFC) Considere o texto a seguir: “Um implante de células nervosas já testado com sucesso em ratos para recuperar lesões cerebrais, foi feito pela primeira vez em seres humanos nos EUA, por pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, segundo informou ontem o jornal The Washington Post. […] O material implantado, extraído de um tumor de testículo, foi cultivado em laboratório por 20 anos. Nesse período, os cientistas foram capazes de “forçar” quimicamente a transformação das células cancerosas em neurônios. As células de tumor foram escolhidas porque têm grande poder de multiplicação. […] Cerca de 2 milhões de novas células nervosas foram aplicadas na região lesada de uma mulher de 62 anos, parcialmente paralisada por um derrame cerebral ocorrido há 19 anos. […] Segundo os pesquisadores, a eficácia da operação só poderá ser comprovada em alguns meses”

(FOLHA DE SÃO PAULO, 3 de julho de 1998).

Ao transformar células cancerosas em células nervosas, os cientistas conseguiram que estas últimas passassem a ter a seguinte constituição básica:

a) corpo celular, parede celular e flagelos.

b) parede celular, axônio e dendritos.

c) corpo celular, axônio e dendritos.

d) axônio, dendritos e flagelos.

e) corpo celular, parede celular e dendritos.

20. (UFMG) Considerando os seguintes gráficos que indicam os potenciais de ação de um axônio submetido a uma série de estímulos elétricos de intensidade gradualmente crescente.

20

O limiar de excitação é ultrapassado em:

a) A.

b) B.

c) C.

d) D.

e) E.

21. (UFBA) O gráfico abaixo registra a alteração elétrica de um axônio em resposta a um estímulo.

21

Esse axônio está esquematicamente registrado em:

21B

22. Com base nas figuras a seguir, assinale a alternativa correta:

22

a) A figura A representa a contração de um músculo estriado esquelético.

b) A figura B representa a contração de uma fibra muscular individualizada.

c) As setas 1 e 2 correspondem, respectivamente, a estímulos minimais para uma fibra muscular individualizada e para um músculo esquelético como um todo.

d) A figura A evidencia uma resposta do tipo tudo ou nada.

e) Há acima mais de um item correto.

23. (COVEST) Um pesquisador estudando, em um determinado momento, o processo de excitação de duas células (Ae B), em condições fisiológicas adequadas, encontrou um limiar de excitação de 2,0 volts para a célula A e de 5,0 volts para a célula B. Com esses resultados, poderia admitir que:

a) A excitabilidade era menor em A do que em B.

b) A diminuição da concentração de K+ no meio extracelular elevaria o limiar de excitação das duas células.

c) O estímulo minimal para a célula A poderia ser o maximal para a célula B.

d) Repetindo a determinação do limiar de excitação em ambas as células, obteria os mesmos valores.

e) A membrana plasmática da célula B era mais permeável que a da célula A.

24. (UPE) Sobre o desenho abaixo, são feitas várias afirmativas.

24

I. Ao nível de 1 o estímulo é transmitido sempre sem mediadores químicos e sem consumo de energia.

II. Na figura acima, o estímulo é transmitido no sentido 3-2-1-5-4.

III. Observa-se na figura acima os componentes de um arco reflexo e a estrutura 4 é a responsável pela percepção do estímulo.

IV. A célula 2, neurônio eferente, conduz a resposta ao órgão efetuador que reage.

Estão corretas:

a) I e III.

b) II e IV.

c) III e IV.

d) I, III e IV.

e) I, II e III.

25. (PUC-SP) O esquema a seguir representa, de maneira simplificada, as interrelações do sistema nervoso.

25

Assinale a alternativa correta em relação à análise desse esquema:

a) 1 representa uma fibra sensorial do sistema nervoso somático.

b) 2 representa uma fibra motora do sistema nervoso simpático.

c) 1 e 4 representam fibras motoras do sistema nervoso autônomo.

d) 3 e 4 representam fibras do sistema nervoso autônomo.

e) 3 representa uma fibra motora e 4 uma fibra sensorial.

26. (ABC) Suponha que tanto o axônio (1) quanto o axônio (2), do esquema a seguir, dirijam-se para o corpo celular do axônio (3).

26

Imagine também que ocorram as seguintes 3 situações experimentais.

I. Quando (1) é estimulado e (2) permanece inativo, (3) fica ativado.

II. Quando (2) é estimulado e (1) permanece inativo, (3) permanece inativo.

III. Quando (1) e (2) são estimulados simultaneamente, (3) permanece inativo.

Com base nesses dados, seria correto dizer que os axônios (1) e (2) são fibras:

a) ambas são excitadoras.

b) respectivamente excitadora e inibidora.

c) ambas são inibidoras.

d) ora excitadora, ora inibidora.

e) respectivamente inibidora e excitadora.

27. (UFMG) Abaixo você encontra a representação de órgãos do sistema nervoso central. Um homem que sofreu uma secção no sistema nervoso, no ponto indicado pela seta, poderá teoricamente realizar todos os atos abaixo, exceto:

27

a) lembrar-se do nome de um amigo.

b) retirar a mão, se espetada por um alfinete.

c) resolver mentalmente um problema matemático.

d) sentir o perfume de uma flor.

e) fazer um trabalho manual qualquer.

28. Responda esta questão com base nas figuras abaixo:

28

I   II

0  0 – Os animais A e B apresentam um sistema nervoso difuso, enquanto os demais possuem um sistema nervoso ganglionar.

1 1 – Apenas  o animal A apresenta  um sistema  nervoso difuso, os demais são dotados de sistema nervoso ganglionar.

2 2 – O animal  C não  apresenta  gânglios cerebrais, mas apenas dois cordões nervosos longitudinais.

3 3 – O  animal D apresenta,  entre os  invertebrados, um  alto grau  de cefalização.

4 4 – O aumento  do tamanho do  cérebro do  animal D leva a que ele apresente órgãos sensoriais bem desenvolvidos, como olhos e antenas, fazendo com que ele seja dotado de um comportamento complexo, entre os invertebrados.

29. Com base na figura abaixo que representa um corte transversal da medula na região onde se forma o nervo espinhal, podemos afirmar que:

29

I  II

0  0 – A letra A indica o nervo espinhal.

1  1 – A letra B indica a medula espinhal.

2  2 – Na região indicada  pela letra  C, pode  ser  encontrado  o neurônio de associação.

3  3 – A letra D está indicando o neurônio sensitivo.

4  4 – O componente indicado pela letra D tem por função transferir o impulso a uma fibra muscular que se contrai.

30. (COVEST) Analise as proposições dadas, tomando como referência a figura abaixo e assinale na coluna I a(s) verdadeiras e na coluna II a(s) falsa(s):

30

I    II

0   0 – Ao elevar a perna,  em resposta à ação praticada, o homem realiza um ato reflexo que depende exclusivamente do encéfalo.

1   1 – O estímulo da batida é transmitido por fibra nervosa sensitiva (aferente) até a medula e lá mesmo é elaborada a resposta, enviada através de fibra nervosa motora (eferente).

2  2 – O estímulo é transmitido por fibra nervosa eferente até o encéfalo, porém a medula elabora a resposta, a qual é enviada por fibra nervosa aferente.

3  3 – Como a medula é uma extensão do encéfalo, no ato reflexo, embora a resposta seja enviada diretamente pela mesma, via fibra nervosa eferente, o bulbo recebe parte deste impulso elétrico, o que justifica a resposta rápida.

4  4 – Ao pisarmos sobre algo pontiagudo e, imediatamente, recolhermos ou contrairmos o pé, estará ocorrendo um caso semelhante ao reflexo patelar mostrado na figura. Nesse caso, o estímulo é recebido por receptores do pé, transmitido por nervos até a medula espinhal e lá mesmo efetuada a resposta através de via motora.

GABARITO

 

01 02 03 04 05 06
C E C C FVFFF FFVFF
07 08 09 10 11 12
VFVVF C A A C C
13 14 15 16 17 18
B D A D FVVVF E
19 20 21 22 23 24
C C B D B C
25 26 27 28 29 30
D B E FVFVV VVVVF FVFFV

 


 



Responses

  1. Olá professor, o senhor poderia explicar o porquê da questão 16 ser letra D? E o que seria neurônio aferente?
    Gostaria, também, de lhe agradecer; seu blog e suas respostas nos meus comentarios têm me ajudado bastante.

    • Cara Bárbara
      – Um arco reflexo simples, como o patelar, é um circuito monossináptico (uma única sinapse), apresenta apenas dois neurônios: um sensitivo e um motor. Neurônios sensitivos (sensoriais ou aferentes) são os que conduzem impulsos nervosos dos órgãos dos sentidos e de células sensoriais para o sistema nervoso central. Neurônios motores ou eferentes são os que conduzem impulsos do sistema nervoso central para os órgãos que efetuam a resposta (efetores), geralmente músculos ou glândulas.
      – ALTERNATIVA CORRETA: D
      * 1. Neurônio aferente (sensitivo ou sensorial).
      * 2. Sinapse.
      * 3. Neurônio motor (eferente).
      * 4. Músculo (efetuador ou efetor).
      Um abraço
      Djalma Santos

  2. Professor, o senhor poderia ,por favor, me explicar a questão 18 sobre ”potencial de repouso”. Eu não entendi o erro do item ‘e’ e quando fiz a questão achei que a errada era a ‘d’.

    • Caro Iam
      Veja, a seguir, a explicação que você solicitou.
      Potencial de repouso: é a diferença de potencial elétrico entre as faces externa e interna da membrana de uma célula que não está em atividade específica, como um neurônio que não esta conduzindo o impulso nervoso. Nessa condição, a face externa da membrana é mais eletropositiva que sua face interna. Esse potencial é mantido graças ao transporte ativo, que se faz contra um gradiente de concentração (de uma região de menor concentração para outra de maior concentração) e requer energia para que ocorra. Ao contrário do transporte passivo, o transporte ativo leva ao acúmulo de um soluto acima do ponto de equilíbrio. Ele é termodinamicamente desfavorável (endergônico) e ocorre apenas quando acoplado a um processo exergônico. Esse transporte é energizado, via de regra, pelo ATP (transporte ativo primário). No transporte ativo primário, a reação de hidrólise do ATP libera energia que impulsiona o movimento do soluto contra um gradiente eletroquímico. A exemplo do que ocorre com a difusão facilitada, o transporte ativo também apresenta um ponto de saturação, que é atingido quando todos os carreadores da membrana estiverem trabalhando em atividade máxima. O exemplo mais comum de transporte ativo é a bomba de Na+-K+, que transporta, ativamente, íons Na+ do interior da célula para fora e íons K+ do meio extracelular para o citoplasma. Ressaltamos que a bomba de sódio-potássio é mediada pelo carreador Na+/k+-ATPase. Essa bomba permite que a célula execute uma série de funções relacionadas com a membrana plasmática, como a condução de impulsos ao longo das células nervosas.
      Descrição do transporte ativo: o íon sódio se apresenta mais concentrado no meio extracelular e, para mantê-lo em baixa concentração no seu interior, a célula deve “jogá-lo” constantemente para fora, fazendo-o contra um gradiente de concentração. Processo análogo ocorre com o potássio, que é transportado para o interior da célula, onde se encontra mais concentrado. Esse processo utiliza enzimas transportadoras e requer energia de uma fonte externa. Cada vez que a bomba de sódio-potássio é acionada, três íons de sódio se ligam à proteína transportadora, que, sofrendo alterações na sua forma, graças à energia fornecida pelo ATP, promove a saída do sódio. Ao mesmo tempo, dois íons de potássio ligam-se à proteína que, retornando à forma original, conduz esses íons para o meio intracelular. Dessa forma, a bomba de sódio-potássio é eletrogênica (gera potencial elétrico), porque são bombeadas mais cargas positivas para fora do que para dentro da célula (3 Na+ para o exterior em troca de 2 K+ para o interior), deixando um déficit real de íons positivos no interior, como consta na alternativa D [“…… No geral (C), a célula passa a ter um déficit de cargas positivas no meio intracelular.”].
      Do exposto, pode-se concluir que a alternativa E (“em função da ação das bombas de sódio e potássio é mantido um gradiente de concentração entre os meios extra e intracelular, com predominância de sódio dentro e potássio fora da célula.”) está incorreta, já que, em “repouso” celular, há predominância de sódio fora e potássio dentro da célula, ao contrário que consta na alternativa E.
      Um forte abraço
      Djalma Santos

      • Muito obrigado professor! Eu ,realmente, estava muito confuso quanto a esse assunto. Seu site tem sido de fundamental importância nos meus estudos. Abraço

  3. Professor,você poderia me explicar a questão 12?

    • Prezada Ana
      Veja, a seguir, a resolução da questão que você solicitou.
      POSSIBILIDADE CORRETA: C [A (II) – B (I)]
      Ao contrário do cérebro, na medula espinhal a substância cinzenta em forma de “H” ocupa a região central. A massa branca se situa na periferia. Saiba, também, que os nervos espinhais são formados por uma raiz dorsal [sensitiva (aferente)] e uma raiz ventral [motora (eferente)], que se unem logo ao sair da medula. Pelas raízes ventrais, passam os axônios dos neurônios motores da medula, e pelas raízes dorsais, penetram as fibras sensoriais, cujos corpos celulares se encontram nos gânglios sensitivos. Dessa forma, o nervo espinal se liga à medula por duas raízes: a dorsal (sensorial) e a ventral (motora). Além de ser um via de passagem de impulsos nervosos, a medula espinhal atua como sede de atividades reflexas, assunto da questão em foco, que são executadas sem o comando do cérebro.
      Com base no exposto acima, podemos concluir:
      – Secção da raiz dorsal (corte A), o indivíduo não sente a dor e o arco reflexo não é completado. Dessa forma, ele não afasta a mão da chama.
      * Pessoa não sente a queimadura.
      * Pessoa não afasta a mão da fonte de calor.
      – Secção da raiz ventral (corte B), o indivíduo sente a queimadura, mas não afasta a mão da fonte de calor, pois o impulso não chega ao músculo, em face da interrupção do nervo motor.
      * Pessoa sente a queimadura.
      * Pessoa não afasta a mão da fonte de calor.
      Boa sorte
      Djalma Santos

  4. caro professor, porque na questão 27 a letra b estaria errada?

    • Caro Octávio
      Lembro que a questão solicita a alternativa incorreta (“ … poderá teoricamente realizar todos os atos abaixo, exceto: …”).
      Djalma Santos

  5. Professor, pode explicar a questão 17?

    • Maycon
      Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA 0 0 (“Na fase 1, a membrana celular apresenta uma maior permeabilidade ao K+, tornando o meio intracelular mais negativo em relação ao meio extracelular.”) – FALSA
      – Nessa fase do potencial da ação, a membrana é mais permeável ao sódio e, por isso, o meio intracelular torna-se mais positivo.
      ALTERNATIVA 1 1 (“Na fase 2, a célula apresenta uma inversão de sua polaridade, sendo o interior da célula positivo em relação ao meio extracelular.”) – VERDADEIRA
      – Nessa fase, em função da entrada de sódio na fase 1, o meio intracelular é positivo em relação ao extracelular.
      ALTERNATIVA 2 2 (“A fase 3 corresponde ao momento de repolarização do neurônio, sendo este incapaz de responder a outro estímulo; por isso, esse momento é chamado de período refratário absoluto.”) – VERDADEIRA
      – Nessa fase, a saída de potássio retira cargas positivas de dentro da célula, contribuindo para a repolarização, e a célula é incapaz de responder a outro estímulo.
      ALTERNATIVA 3 3 (“Na fase 4, ocorre a redistribuição de íons através da membrana, sendo que, ativamente, o sódio é retirado e, ao mesmo tempo, ocorre entrada de potássio.”) – VERDADEIRA
      – Nessa fase, a bomba Na+/K+ATPase garante a redistribuição de íons, característica da fase de repouso.
      ALTERNATIVA 4 4 (“Na fase 5, a célula alcançou seu nível de repouso; nessa fase, é mais difícil obter-se uma resposta a qualquer estímulo.”) – FALSA
      – Essa é a condição normal de potencial de repouso celular, podendo a célula responder a um estímulo limiar.
      Sugiro que você faça uma revisão envolvendo alguns conceitos básico da bioeletrogênese, tais como: potenciais bioelétricos (potencial de repouso e potencial de ação), hipótese iônica da bioeletrogênese e períodos refratários (absoluto e refratário).
      Djalma Santos

  6. Professor, a resposta da 22 não seria letra “E”, já que uma única célula muscular obedece a lei do tudo ou nada, porem o conjunto de células obedece a lei da”somação espacial ou recrutamento”

    • Veja, a seguir, a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA CORRETA: D (“A figura A evidencia uma resposta do tipo tudo ou nada.”)
      – LEI DO TUDO OU NADA
      Esta lei foi caracterizada por Bowdicht, utilizando o músculo cardíaco do batráquio. Ele observou que, uma vez ultrapassado o limiar de excitação, qualquer que fosse a intensidade do estímulo, a resposta seria máxima, como mostrado na figura A.
      – SOMAÇÂO ESPACIAL
      – Quando dois ou mais estímulos subliminares forem aplicados simultaneamente e bem próximos, eles podem se somar e desencadear um potencial de ação (PA).
      * Como você pode perceber, a questão não diz respeito à aplicação de vários estímulos e tampouco ao tempo de aplicação.
      Djalma Santos

  7. Professor, pode me explicar a questão 17?

    • Ver resposta ao comentário de Maycon, nesta publicação.
      Djalma Santos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: