Publicado por: Djalma Santos | 30 de novembro de 2010

Testes de associações biológicas (1/4)

01. (UFT) Interações entre organismos ocorrem de muitas formas. Algumas dessas envolvem predar e ser predado. Mas os organismos podem também interagir competitivamente, ou podem ser beneficiados pela interação. A tabela abaixo mostra os principais tipos de interações ecológicas possíveis de ocorrer entre organismos de duas espécies.

TIPOS DE INTERAÇÕES ECOLÓGICAS

Efeito na espécie 2

Prejudicial

Benéfico

Neutro

Efeito na espécie 1

Prejudicial

Competição

(-/-)

Predação ou parasitismo

(-/+)

Amensalismo

(-/0)

Benéfico

Predação ou parasitismo (+/-)

Mutualismo (+/+)

Comensalismo (+/0)

Neutro

Amensalismo (0/-)

Comensalismo (0/+)


Analise as assertivas abaixo:

I. A competição pode restringir a distribuição e reduzir a abundância das espécies.

II. Nas interações Predador-Presa e Parasita-Hospedeiro, os predadores são geralmente maiores que as presas e os parasitas são menores que seus hospedeiros e vivem fora ou dentro do seu corpo.

III. No amensalismo e no parasitismo uma das espécies que interagem não é afetada.

IV. As plantas têm muitas interações do tipo amensalismo com os animais. Um exemplo dessa interação complexa ocorre entre árvores e formigas: nos caules ou espinhos ocos de algumas espécies de árvores, as formigas constroem seus ninhos, ou se alimentam de néctar; as formigas atacam insetos folívoros, comem larvas de insetos herbívoros e ferroam mamíferos comedores de folhas.

V. Interações entre plantas e seus polinizadores e dispersores de sementes são claramente mutualísticas, embora não sejam puramente mutualísticas.

São verdadeiras as assertivas:

a) I, II, III, e V.

b) I, II, III e IV.

c) I, II e V.

d) I, IV e V.

e) I, II, III, IV e V.

02. (UNESP) Tudo começa com os cupins alados, conhecidos como aleluias ou siriris. Você já deve ter visto uma revoada deles na primavera. São atraídos por luz e calor, e quando caem no solo perdem suas asas. Machos e fêmeas se encontram formando casais e partem em busca de um local onde vão construir os ninhos. São os reis e as rainhas. Dos ovos nascem as ninfas, que se diferenciam em soldados e operários. Estes últimos alimentam toda a população, passando a comida de boca em boca. Mas, como o alimento não é digerido, dependem de protozoários intestinais que transformam a celulose em glicose, para de ela obter a energia. Mas do que se alimentam? Do tronco da árvore de seu jardim, ou da madeira dos móveis e portas da sua casa.

Segundo os especialistas, existem dois tipos de residência: as que têm cupim e as que ainda terão.

(Texto extraído de um panfleto publicitário de uma empresa dedetizadora. Adaptado.)

No texto, além da relação que os cupins estabelecem com os seres humanos, podem ser identificadas três outras relações ecológicas. A sequência em que aparecem no texto é:

a) sociedade, mutualismo e parasitismo.

b) sociedade, comensalismo e predatismo.

c) sociedade, protocooperação e inquilinismo.

d) colônia, mutualismo e inquilinismo.

e) colônia, parasitismo e predatismo.

03. (UFPB) Acerca das relações ecológicas entre os organismos, identifique as afirmativas corretas:

I   II

0  0 – Organização colonial é um tipo de associação denominada intraespecífica.

1  1 – Inquilinismo é uma relação em que um organismo utiliza outro como moradia e prejudica o desenvolvimento deste.

2  2 – Comensalismo ocorre quando um organismo nutre-se dos restos alimentares deixados por outro sem prejudicá-lo.

3   3 – Parasitismo ocorre quando um animal carnívoro mata e devora outros animais.

4  4 – Mutualismo é um tipo de associação em que apenas um organismo beneficia-se e o outro fica prejudicado.

04. (UFCG) O biólogo alemão Heinrich A. de Bary (1831-1888) propôs em 1879 o conceito de SIMBIOSE (do grego Sin, juntos; e bios, vida) para designar a relação ecológica de proximidade e interdependência de certas espécies de uma comunidade, levando-se em consideração a associação de fatores vantajosos e desvantajosos para pelo menos uma das partes. A tabela seguinte apresenta os tipos de simbiose propostos por Bary.

SIMBIOSE INTERAÇÃO
1. Inquilinismo A. Os cupins não digerem a celulose da madeira que ingerem o que é feito por microrganismos que vivem em seu tubo digestório.
2. Comensalismo B. O cipó-chumbo, planta sem folha, cresce sobre outras plantas, extraindo seiva para a sua nutrição.
3. Mutualismo C. O tubarão fornece “carona” para a Rêmora que se alimenta dos restos das presas capturadas pelo tubarão.
4. Parasitismo D. Plantas epífitas que crescem sobre as árvores de grande porte têm a vantagem de obter maior suprimento de luz para a fotossíntese.

Associe os tipos de Simbiose da coluna à esquerda com as interações descritas na coluna à direita e marque a alternativa correta.

a) 1D, 2C, 3A e 4B.

b) 1C, 2B, 3A e 4D.

c) 1B, 2C, 3D e 4A.

d) 3A, 1C, 2D e 4B.

e) 1D, 2A, 3B e 4C.

05. (UEPG) Os ecossistemas são dinâmicos, e existe uma relação permanente entre todos os seus componentes bióticos e abióticos. O resultado final de todas essas relações é um equilíbrio que garante a preservação do ecossistema e de todas as populações nele existentes. Sobre as interações entre os seres vivos de uma comunidade, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – As diferentes populações de uma comunidade têm diferentes nichos ecológicos, o que inclui diferentes fontes de alimento, reduzindo a competição intraespecífica.

1  1 – São exemplos de relações desarmônicas intraespecíficas: o parasitismo e o predatismo.

2 2 – As interações positivas (harmônicas) e negativas (desarmônicas) podem ser intraespecíficas e inter-específicas. Relações intraespecíficas são as que ocorrem entre indivíduos da mesma população e, portanto, da mesma espécie, e relações interespecíficas são as que ocorrem entre indivíduos de espécies diferentes.

3  3 – Alguns tipos de raízes liberam substâncias inibidoras que prejudicam o desenvolvimento de plantas concorrentes, fenômeno conhecido como antibiose.

4  4 – São exemplos de relações harmônicas interespecíficas: o mutualismo, o comensalismo e o inquilinismo.

06. (MACK) Assinale a alternativa correta a respeito da relação de parasitismo.

06

a) Os parasitas sempre levam o hospedeiro à morte.

b) Os hospedeiros nunca apresentam as formas assexuadas dos parasitas.

c) Não existem parasitas no reino vegetal.

d) Os parasitas sempre vivem no interior do corpo dos hospedeiros.

e) Essa relação sempre traz prejuízos ao hospedeiro.

07. (UFPB) No ambiente, existem várias formas de interação entre os organismos. Essas interações podem ser divididas em: relações ecológicas intraespecíficas e interespecíficas. Considerando essa informação, é correto afirmar:

a) Parasitismo e predação são relações interespecíficas.

b) Sociedades e comensalismo são relações intraespecíficas.

c) Colônias e herbivoria são relações interespecíficas.

d) Inquilinismo e sociedade são relações interespecíficas.

e) Predação e comensalismo são relações intraespecíficas.

08. (UFERSA) Com base na geografia do planeta, seria incorreto encontrar naturalmente uma relação entre predador e presa do tipo:

a) golfinho e sardinha.

b) onça e capivara.

c) sabiá e minhoca.

d) urso polar e pinguim.

09. (UFERSA)

RESPONDA ESTA QUESTÃO CONSIDERANDO O TEXTO ILUSTRADO E CITADO ABAIXO.

Na planície africana, os rinocerontes perturbam comunidades de insetos desalojando-os. Graças a isso, algumas aves capturam os insetos que foram desalojados. Mas, nem a relação com os insetos nem a atividade das aves tem qualquer efeito sobre os rinocerontes.

Fonte: Purves et al., 2009.

09

A melhor definição para a interação comensal que a atividade do rinoceronte gera é:

a) Comportamento cuja ação prejudica o próprio indivíduo, mas beneficia o outro.

b) Interação na qual um animal é prejudicado e o outro não é afetado.

c) Forma de simbiose em que um se beneficia da associação, enquanto o outro não.

d) Associação em que duas espécies interagem com benefícios mútuos.

10. (URCA) Cupins são excepcionais devoradores de madeira e tornam-se pragas em meio urbano ameaçando obras sacras, prédios históricos, etc. Entretanto eles não conseguiriam esse poder destrutivo sem a presença de protozoários em seus intestinos capazes de digerir a celulose. Essa relação ecológica é um exemplo de:

a) Mutualismo.

b) Comensalismo.

c) Amensalismo.

d) Parasitismo.

e) Inquilinismo.

11. (UFF) O estudo do equilíbrio das populações utiliza conceitos matemáticos e biológicos. Dentre os biológicos, destaca-se o conceito de predação, relação entre presa e predador, que tende a estabelecer o equilíbrio entre esses indivíduos. Levando-se em consideração que não há interferência ou alteração dos fatores ambientais, assinale a opção que melhor representa um exemplo típico de predação, como é o caso observado entre populações de lebres e linces.

11

12. (UFRPE) Na tabela abaixo, são dados três tipos de interações ecológicas, duas chamadas harmônicas e uma, desarmônica. Os sinais (+) e () significam, respectivamente, benefício e prejuízopelo menos a uma das espécies envolvidas na relação. O sinal 0 significa que não há benefício nem prejuízo.

TIPO DE INTERAÇÃO DENOMINAÇÃO ESPÉCIE 1 ESPÉCIE 2
1 Harmônica X (+) 0
2 Harmônica Y (+) (+)
3 Desarmônica Z (+) (-)

A alternativa que indica, corretamente, as interações denominadas comensalismo, mutualismo e parasitismo, nessa ordem, é:

a) 3, 2 e 1.

b) 1, 2 e 3.

c) 2, 3 e 1.

d) 2, 1 e 3.

e) 3, 1 e 2.

13. (UNIVASF) Um exemplo clássico de relação ecológica, que envolve predador x presa, é ilustrado na figura abaixo, tomando por base observações feitas durante quase 90 anos sobre o comportamento de linces e lebres que vivem em regiões frias do Canadá. A partir desses dados, pode-se concluir que é incorreta a descrição apresentada na alternativa:

13

a) A relação entre esses seres vivos na natureza, sem interferência negativa do homem, é importante no controle populacional, tanto do predador quanto da presa.

b) À medida que aumenta o número de lebres, aumenta o número de linces, que passam a ter mais alimento.

c) O aumento do número de linces reduz o número de lebres, pois essas serão mais predadas.

d) Quando a população de lebres diminui, a população de linces também diminui.

e) Quando diminui a população de linces, diminui também a população de lebres, para que possa ser iniciado novo ciclo natural.

14. (UFMA) Assinale a opção onde se encontra exemplo de protocooperação.

a) relação entre búfalos e pássaros.

b) associação entre determinados fungos e as raízes de certas plantas.

c) relação existente entre corais.

d) relação entre samambaias que vivem sobre árvores.

e) relação entre os fungos que secretam antibióticos, impedindo a multiplicação de bactérias.

15. (UFMS) Os animais podem ser encontrados na natureza vivendo isoladamente ou em grupos. A comunicação é essencial para os animais gregários, pois facilita a coesão e sobrevivência do grupo. Essa comunicação entre animais do mesmo grupo pode ser feita de várias maneiras, como a visual, sonora, tátil e química. Considerando essas informações, responda às questões a seguir.Considere as associações:

I. Diferentes espécies de primatas convivendo em um bando misto, em uma floresta da Amazônia.

II. Uma manada de búfalos se alimentando de capim em uma savana da África.

III. Cupins que ocorrem no Cerrado brasileiro.

IV. Corais que ocorrem no litoral nordeste da Austrália.

Os números I, II, III e IV correspondem, respectivamente, aos tipos de associação denominados

a) Mutualismo – Herbivoria – Sociedade – Inquilinismo.

b) Protocooperação – Comensalismo – Colônia – Colônia.

c) Mutualismo – Comensalismo – Colônia – Sociedade.

d) Protocooperação – Herbivoria – Sociedade – Colônia.

e) Comensalismo – Predação – Inquilinismo – Protocooperação.

16. (UFPel)    O TEXTO A SEGUIR SERVE BASE PARA ESTA QUESTÃO.

Descobertas recentes de pesquisadores israelenses mostram que a figueira foi a primeira planta a ser cultivada pelo homem, há mais de 11 mil anos. Nas florestas tropicais, ela se destaca pelo importante papel ecológico que desempenha, alimentando grande número de aves, morcegos e macacos, entre outros animais. Além disso, a forma como se reproduz é considerada excepcional entre as plantas. A polinização é feita exclusivamente por diminutas vespas-de-figo, pertencentes à família Agaonidae, que em geral têm menos de 2 mm. Os ovos dessas vespas só se desenvolvem dentro do figo.

Ciência Hoje, vol. 42, nº 249 – junho 2008.[Adapt.]

Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar que a figueira e a vespa-do-figo estabelecem uma relação:

a) Intraespecífica harmônica, do tipo sociedade, em que os participantes se mantêm anatomicamente separados.

b) Intraespecífica harmônica, do tipo comensalismo, em que um componente obtém proteção ao se associar a outro, sem lhe causar prejuízo.

c) Interespecífica harmônica, do tipo inquilinismo, em que apenas um participante se beneficia, sem causar prejuízo ao outro.

d) Interespecífica harmônica, do tipo mutualismo, em que os participantes se beneficiam e mantêm uma relação de dependência.

e) Interespecífica harmônica do tipo parasitismo, em que um componente vive no organismo de outro, de outra espécie, para dele se alimentar.

17. (UFPel) Difícil imaginar outro animal capaz de emitir um canto parecido com a metálica e estridente sonoridade da araponga (Procnias nudicollis). Curiosamente, uma perereca dá conta dessa façanha. A perereca-de-marsúpio (Gastrotecha microdisca) exibe canto semelhante, que a longas distâncias pode confundir os ouvidos mais apurados. Mas por que animais tão diferentes convergiram para vocalizações tão similares? Cantar parecido com a araponga talvez possa trazer benefícios para a perereca. As duas espécies ocorrem no mesmo ambiente. É durante o período de reprodução dessa perereca que seu canto pode ser ouvido com maior frequência, período esse que está sobreposto à temporada de canto dos machos da araponga. Assim, é sugerido que a perereca-de-marsúpio poderia proteger-se confundindo seus eventuais predadores através do canto semelhante ao da araponga.

Scientific American Brasil, n.83, abril/2009 [adapt.].

Com base no texto, é correto afirmar que pode estar ocorrendo:

a) um mimetismo, em que uma espécie apresenta característica semelhante à outra para proteger-se, como a perereca ao imitar o canto da araponga.

b) um mutualismo, em que a característica de uma espécie beneficia a preservação da outra, como o canto semelhante entre as duas espécies que protege a perereca.

c) uma protocooperação, em que os indivíduos são associados, um se beneficia, mas a associação não é obrigatória (a perereca se beneficia, sem prejuízo da araponga).

d) um comensalismo, em que uma espécie ocupa o mesmo ambiente da outra para se proteger, como a perereca, ao ocupar o mesmo nicho da araponga.

e) uma sociedade, em que espécies independentes se organizam cooperativamente para garantir a proteção de, pelo menos, uma delas, no caso, a perereca é protegida.

18. (PUC-RS) Captada do solo, a sílica impregna as paredes das células das gramíneas aumentando a dureza das folhas. Para avaliar a importância ecológica da sílica na defesa das gramíneas contra o ataque de herbívoros invertebrados, um pesquisador cultivou essas plantas em solo com e sem sílica, expôs as plantas a herbívoros invertebrados e, finalmente, avaliou suas folhas medindo a impregnação de sílica e o grau de destruição causado pelos predadores. Com essa pesquisa, seria correto concluir acerca:

a) da competição entre os herbívoros invertebrados pelas plantas sem sílica.

b) do direcionamento das raízes das gramíneas do solo sem sílica para o solo com sílica.

c) da abrasão do aparato mastigador dos herbívoros invertebrados causado pelas folhas com sílica.

d) da interferência que o solo suplementado com sílica causa no nível de predação pelos herbívoros invertebrados.

e) do dano causado pela ingestão de sílica ao aparato digestório dos herbívoros invertebrados.

19. (FGV) Em Umuarama, interior do Paraná, verdadeiros exércitos de formigas-saúva vêm atormentando a população e os agricultores. Na cidade, não há veneno ou água – armas usadas pela comunidade – que solucione o problema. No campo, elas atacam as plantações de café e outras culturas. De cada 10 eucaliptos, 4 são atingidos pelas saúvas.

Noticiado no Jornal Nacional, rede Globo de Televisão, 15.08.2009. Adaptado.

A causa mais provável para o ataque das saúvas, o nome que se dá para a relação intraespecífica que as caracteriza e o nome que se dá para a relação interespecífica que estabelecem com os vegetais, como o café e eucalipto, são, respectivamente:

a) ausência de predadores, sociedade isomorfa e predatismo.

b) migração, colônias e herbivoria.

c) nicho disponível, sociedade heteromorfa e parasitismo.

d) resistência adquirida aos formicidas, comunidade e antibiose.

e) indisponibilidade de água, população e competição.

20. (UEPG) Os seres vivos de uma comunidade mantêm constantes relações entre si, exercendo, assim, influências recíprocas em suas populações. Essas relações podem ocorrer entre indivíduos da mesma espécie ou de espécies diferentes. A respeito deste assunto, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – Relações harmônicas são aquelas em que não há prejuízo para os indivíduos da associação. Já nas relações desarmônicas, pelo menos um indivíduo da associação sofre algum tipo de desvantagem.

1 1 – Dentre as relações intraespecíficas desarmônicas destacam-se o canibalismo e a competição intraespecífica.

2  2 – Nos ecossistemas em equilíbrio, o tamanho das populações mantém-se mais ou menos constante ao longo do tempo. Alterações no tamanho de uma população podem determinar alterações em outras populações que com ela coexistem, provocando desequilíbrios ecológicos.

3  3 – Parasitismo, comensalismo e mutualismo são os três tipos de simbiose.

4  4 – As relações interespecíficas, ou seja, aquelas que ocorrem entre organismos de espécies diferentes, são sempre desarmônicas, pois nelas ocorre a disputa por recursos nem sempre disponíveis em quantidade suficiente no ecossistema.

21. (MACK)

– Liquens

– Micorrizas

– Epifitismo

– Parasitismo

A respeito das relações ecológicas acima, considere as afirmações:

I. Em duas delas há o envolvimento obrigatório de fungos.

II. Em duas delas há o envolvimento obrigatório de bactérias.

III. Em nenhuma delas há o envolvimento de plantas superiores.

Assinale

a) se apenas I está correta.

b) se apenas II está correta.

c) se apenas III está correta.

d) se apenas I e II estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.

22. (CEFET-MG) Responda esta questão com base na ilustração abaixo.

22

O tipo de comensalismo representado pela imagem é a(o):

a) foresia.

b) epifitismo.

c) sociedade.

d) mutualismo.

e) inquilinismo.

23. (CEDERJ)                        PEIXES CONTRA A DENGUE

Para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, a Prefeitura de Paracambi resolveu usar a criatividade. Nenhum inseticida ou qualquer outra arma química está sendo usado para acabar com os mosquitos. Técnicos do Centro de Controle de Zoonoses do município passaram a usar uma arma natural e ecologicamente correta: o peixe barrigudinho. Eles decidiram aproveitar um predador natural para tentar solucionar o problema. Transferiram alguns peixes para lagos e até valões, há dois meses, e os resultados têm sido muito bons.

(Adaptado do Jornal O Globo, 08 de março de 2005)

O peixe em questão, sendo um predador natural das larvas do mosquito, atua como controle biológico uma vez que:

a) evita a proliferação do vírus da dengue na água.

b) evita a proliferação de novos mosquitos fêmeas transmissores.

c) evita a proliferação de novos mosquitos machos transmissores.

d) contrai a doença ao comer as larvas, impedindo a disseminação da doença.

e) compete com outros peixes que poderiam facilitar a disseminação da doença.

24. (UFERSA) As flores de certa orquídea se assemelham tanto a uma vespa fêmea, que vespas machos são enganosamente levadas a tentar copular com elas. Com essa estratégia, a orquídea consegue com sucesso dispersar seu pólen. A estratégia utilizada pela orquídea é definida por:

a) amensalismo.

b) competição.

c) mimetismo.

d) mutualismo.

25. (UFPA) Os fungos são seres intrigantes e bastante diversificados. Podem estabelecer relações com plantas (micorrizas), com algas (líquenes) e até mesmo com insetos. Algumas formigas cultivam os fungos no interior dos formigueiros, cortando pedaços de folhas que são digeridas por enzimas produzidas pelos fungos. Em contrapartida, as formigas alimentam-se de pedaços do fungo. Há também fungos, como o Arthrobotrys anchonia, que aprisionam nematóides no solo em armadilhas feitas de hifas circulares, como um laço. Uma vez o animal preso, as hifas penetram em seu corpo, digerindo-o. O último caso apresentado é um exemplo típico de:

a) mutualismo.

b) parasitismo.

c) competição.

d) predatismo.

e) comensalismo.

26. (UNIR) A coluna da esquerda apresenta organismos e a da direita, sua condição quanto à exploração dos recursos ambientais. Numere a coluna da direita de acordo com a da esquerda.

1. Urubu (  ) Predador
2. Minhoca (  ) Necrófago
3. Piolho (  ) Detritívoro
4. Águia (  ) Parasita

Assinale a sequência correta.

a) 4, 2, 1, 3.

b) 4, 1, 2, 3.

c) 3, 1, 4, 2.

d) 1, 2, 3, 4.

e) 1, 4, 2, 3.

27. (UNIR) A respeito dos reguladores de uma população, considere:

I. Predação.

II. Competição interespecífica.

III. Competição intraespecífica.

IV. Parasitismo.

São reguladores

a) I e II, apenas.

b) I, II e III, apenas.

c) II, III e IV, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II, III e IV.

28. (UNCISAL) Analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.

I. Mimetismo é um tipo de adaptação onde o indivíduo de uma espécie se mostra totalmente diferente a outro indivíduo de outra espécie.

II. Camuflagem é um tipo de adaptação em que a espécie revela a mesma cor do meio em que vive.

III. Adaptações morfológicas implicam em alterações anatômicas ou estruturais de espécies.

IV. Adaptações fisiológicas acontecem somente nos animais.

a) II e III estão erradas.

b) I e II estão erradas.

c) I e IV estão erradas.

d) II e IV estão erradas.

e) todas estão erradas.

29. (UEPA) Imagine um planeta com apenas duas espécies de animais e várias de vegetais, no qual leões comem zebras, as quais comem gramas e ervas. Se não fosse pelo carnivorismo, o herbivorismo deveria reduzir o mundo verde a um lugar estéril.

(Fonte: Ricardo Bonalume Neto, Folha de São Paulo, 17/02/2008)

Sobre as interações entre os seres vivos, evidenciadas no trecho acima, afirma-se que:

I. Na produtividade primária, a quantidade de energia transferida aos herbívoros será sempre maior que a energia produzida pelos seres autotróficos.

II. As estreitas relações observadas entre leões e zebras são de extrema importância para a sobrevivência de ambas as espécies.

III. A perda de predadores nos níveis mais altos da cadeia alimentar pode afetar o restante das espécies, seja na sua abundância, seja na sua diversidade.

IV. A diminuição da densidade populacional de leões gera competição intraespecífica entre eles por recursos alimentares, acarretando redução de suas taxas de natalidade.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) II e III.

b) I, II e III.

c) I, III e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

30. (UPE)                               OBSERVE O QUADRINHO.

30

A alternativa que apresenta a correta relação estabelecida entre esses seres vivos, preenchendo as lacunas 1 e 2 é:

a) Relação desarmônica, sendo: 1– competição –   2– predatismo.

b) Relação desarmônica, sendo: 1– predatismo –   2– mutualismo.

c) Relação harmônica, sendo: 1– protocooperação –   2– canibalismo.

d) Relação harmônica, sendo: 1– canibalismo –   2– competição.

e) Relação desarmônica, sendo: 1– competição –   2– sociedade.

GABARITO

 

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
C A VFVFF A FFVVV E A D C A
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
A B E A D D A D C VVVVF
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
A A B C D B E C A A
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: