Publicado por: Djalma Santos | 2 de dezembro de 2010

Testes de núcleo celular (1/5)

01. (UNCISAL) Considere a célula de um mamífero hipotético esquematizada com os seus cromossomos.

01

A célula representada pertence a um organismo do sexo

a) feminino, apresentando quatro cromossomos autossomos.

b) feminino, apresentando dois cromossomos autossomos.

c) feminino, apresentando dois cromossomos sexuais.

d) masculino, apresentando quatro cromossomos sexuais.

e) masculino, apresentando dois cromossomos sexuais.

02. (UFERSA) Indique qual das sentenças apresenta a definição correta para nucléolo.

a) Uma região dentro do núcleo onde se dá o início da montagem dos ribossomos a partir de proteínas específicas e de RNA ribossomal.

b) Uma organela citoplasmática constituída de DNA responsável pela codificação de genes.

c) Uma organela nuclear rica em heterocromatina fundamental para que ocorra a divisão celular.

d) Uma estrutura complexa envolvida pelo envelope nuclear e responsável pela replicação do DNA durante a fase S do ciclo celular.

03. (UDESC) As aberrações cromossômicas nos seres humanos podem provocar síndromes como a de Down (1), de Turner (2) e Klinefelter (3). Assinale a alternativa que contém as características de um indivíduo afetado por essas síndromes, respectivamente.

a) (1) O afetado é sempre do sexo feminino, possui 45 cromossomos, tendo apenas um cromossomo X. (2) Sempre do sexo masculino e tem 47 cromossomos, sendo 2 cromossomos X e um Y. (3) O afetado possui 47 cromossomos: 1 cromossomo a mais no par 21.

b) (1) O afetado apresenta 47 cromossomos: 1 cromossomo a mais no par 21. (2) O afetado é sempre do sexo feminino, possui 45 cromossomos, tendo apenas um cromossomo X. (3) Sempre do sexo masculino e possui 47 cromossomos, sendo 2 cromossomos X e um Y.

c) (1) O afetado possui 47 cromossomos: 1 cromossomo a mais no par 18. (2) O afetado é sempre do sexo masculino e tem 45 cromossomos, não possuindo o cromossomo Y. (3) Sempre do sexo masculino e possui 47 cromossomos, sendo 2 cromossomos X e um Y.

d) (1) O afetado apresenta 47 cromossomos: 1 cromossomo a mais no par 3. (2) O afetado é sempre do sexo feminino e possui 45 cromossomos, tendo apenas um cromossomo X. (3) Sempre do sexo masculino e possui 47 cromossomos, sendo 2 cromossomos X e um Y.

e) (1) O afetado é sempre do sexo feminino e possui 45 cromossomos. (2) O afetado possui 47 cromossomos: 1 cromossomo a mais no par 21, tendo apenas um cromossomo X. (3) Sempre do sexo masculino e possui 47 cromossomos, sendo 2 cromossomos X e um Y.

04. (UNIMONTES) Pelo fato de possuir dois cromossomos X, a mulher apresenta o dobro de genes do cromossomo X do homem. A princípio, isso poderia produzir um excesso de alguns genes. No entanto, acredita-se que um dos dois cromossomos X seja inativado no início da vida do feto, em todas as células da mulher – exceto nos óvulos contidos nos ovários. A inativação do X explica as afirmativas abaixo, exceto:

a) A presença adicional de cromossomos X causa mais anormalidades de desenvolvimento que a de cromossomos não sexuais (autossômicos).

b) As mulheres triplo X, geralmente, são normais tanto física como mentalmente.

c) Doenças causadas por genes recessivos ligados ao cromossomo X são mais frequentes em homens.

d) Uma célula masculina contendo Corpúsculo de Barr indica mutação cromossômica.

05. (UFJF) Os seres humanos apresentam, na sua maioria, 46 cromossomos e variações nesse número provocam doenças. Uma forma utilizada para identificar variações no número de cromossomos é a montagem de cariogramas (cariótipos). Sobre o cariótipo humano, é incorreto afirmar que:

a) ele é composto por 23 pares de cromossomos, com 22 pares autossômicos e 1 par sexual.

b) é o gameta masculino que determina o sexo do bebê.

c) dos 46 cromossomos, 23 vêm do pai e 23 da mãe.

d) cada cromossomo corresponde a um gene diferente.

e) na fase da mitose em que ele é montado (metáfase), observam-se 23 pares de cromossomos e 92 cromátides.

06. (UNEAL) O conjunto de cromossomos presentes em uma célula é o cariótipo. Na espécie humana, mulheres e homens têm, no cariótipo, 22 pares de cromossomos equivalentes – os autossomos, e um par que os diferencia – os heterossomos ou cromossomos sexuais.

MULHER: 22 AA + XX ou 46, XX ; HOMEM: 22AA + XY ou 46, XY

Sobre o assunto, indique a opção incorreta.

a) Genoma é o nome dado ao conjunto completo de genes de uma espécie, com informações para a fabricação dos milhares de tipos de proteínas necessárias à vida.

b) Assim como na mitose, os cromossomos das células que sofrem meiose também se duplicam na interfase que precede a primeira divisão, ficando constituídos por duas cromátides irmãs unidas pelo centrômero. No entanto, não ocorre uma nova duplicação cromossômica antes da segunda divisão meiótica, fato que explica a redução cromossômica na meiose.

c) Genes alelos são aqueles que ocupam a mesma posição relativa em cromossomos homólogos.

d) A cromatina é um conjunto de fios, cada um deles formados por uma longa molécula de DNA e outra de RNA associadas a moléculas de proteínas do tipo histonas. Esses fios são os cromossomos.

e) Os gametas são células haploides, isto é, possuem um único lote cromossômico (n). Já os zigotos são células diploides, ou seja, possuem dois lotes cromossômicos (2n), um proveniente de cada gameta.

07. (UFCG) A continuidade genética entre células e organismos de reprodução sexuada é mantida pelos processos de Mitose e Meiose, em que o DNA é separado em cromossomos. Na tabela abaixo, são apresentados os números de cromossomos haploides de algumas espécies.

NOME CIENTÍFICO NOME COMUM NÚMERO HAPLOIDE

DE CROMOSSOMOS

Homo sapiens Espécie humana 23
Felis catus Gato 38
Canis familiaris Cachorro 39

Entre as afirmativas abaixo, uma é incorreta, aponte-a:

a) Em cada neurônio de Felis catus são encontrados 76 cromossomos.

b) Uma célula epitelial humana tem 2 cromossomos sexuais.

c) O número de cromossomos autossomos de um fibroblasto humano é 46.

d) Um espermatozoide de Canis familiaris tem 39 cromossomos.

e) A meiose só ocorre em células diploides (2n) e as células filhas são sempre haploides (n).

08. (PUC-RIO) Em um laboratório de citogenética, o geneticista deparou-se com o idiograma obtido do cariótipo de uma criança, mostrado a seguir:

08

Observando-se esse idiograma, é correto afirmar que essa criança apresenta o fenótipo de:

a) um menino com síndrome de Klinefelter.

b) uma menina com síndrome de Klinefelter.

c) um menino com síndrome de Down.

d) um menino com síndrome de Turner.

e) uma menina com síndrome de Turner.

09. (UEPA) Constituinte básico na alimentação das populações da América do Sul e África, a cultura da mandioca destaca-se por agregar importante valor econômico e social. Ao longo de muitos anos de cultivo e melhoramento genético, foram geradas inúmeras variedades da mandioca. A fim de atender às necessidades do setor produtivo, determinados indivíduos foram reproduzidos por técnicas de clonagem. Essa técnica consiste em retirar fragmentos da planta mãe para formar novos indivíduos por mitose. Nesse sentido, é correto afirmar que esses novos indivíduos:

a) apresentam números cromossômicos diferentes do da planta mãe.

b) permanecem com seus números cromossômicos constantes, idênticos ao da planta mãe.

c) foram formados por processos cromossômicos não conservativos.

d) apresentam o dobro do número cromossômico da planta mãe.

e) apresentam metade do número de cromossomos da planta mãe.

10. (PUC-RIO) Na década de 1940, descobriu-se que algumas células,retiradas de indivíduos humanos com dois cromossomos sexuais X, apresentavam, no núcleo interfásico, um pequeno corpúsculo de cromatina intensamente corado.Esse corpúsculo é denominado:

a) cromatina sexual está presente somente nas mulheres adultas geneticamente normais e corresponde a um cromossomo somático condensado.

b) cromatina sexual está presente somente nos homens adultos geneticamente normais e corresponde ao cromossomo Y condensado.

c) nucléolo está presente em indivíduos geneticamente normais de ambos os sexos e corresponde a um cromossomo somático condensado.

d) cromatina sexual está presente em indivíduos geneticamente normais de ambos os sexos e corresponde a um cromossomo X condensado.

e) corpúsculo de Barr está presente somente em indivíduos do sexo feminino, geneticamente normais, e corresponde a um cromossomo X condensado.

11. (UEMS) Analise as seguintes afirmações:

I. A cromatina é composta por uma molécula de DNA enrolada em proteínas denominadas histonas.

II. A Eucromatina corresponde a uma região em que o DNA se apresenta desenrolado, porque seus genes não estão ativos.

III. A Heterocromatina corresponde a uma região em que os genes estão inativos ou desligados, uma vez que o DNA não tem uma boa superfície de contato com as substâncias dissolvidas no nucleoplasma.

Está(-ão) correta(s):

a) Apenas I e II.

b) Apenas I e III.

c) Apenas I.

d) Apenas II.

e) Apenas II e III.

12. (CEFET-PI) “O núcleo celular foi o primeiro organelo a ser descoberto, tendo sido primeiramente descrito por Franz Bauer, em 1802. Foi mais tarde descrito em mais detalhe pelo botânico escocês Robert Brown, em 1831, numa palestra na Sociedade Linneana de Londres. Brown estava a estudar orquídeas ao microscópio quando observou uma região opaca, que chamou de auréola ou núcleo, existentes nas células da camada exterior, em flores.”

H Harris. The Birth of the Cell. New Haven: Yale University Press, 1999.

Sobre o núcleo interfásico analise as proposições abaixo e marque a alternativa correta.

I. É envolvido por uma simples camada fosfolipoproteica denominada de carioteca.

II. Contém o nucleoplasma que armazena uma porção arredondada rica em RNA ribossômico envolvida por uma membrana lipídica. Esta porção é denominada de nucléolo.

III. Apresenta um complexo formado por DNA e proteínas denominado de cromatina. Uma região especial da cromatina é chamada de eucromatina, esta se apresenta menos condensada e geneticamente ativa.

a) Apenas I e II estão corretas.

b) Apenas III está correta.

c) Apenas II e III estão corretas.

d) I, II e III estão corretas.

e) I, II e III estão incorretas.

13. (UFSCar) Considere que as abelhas da espécie Partamona helleri possuem 34 cromossomos, sendo que as fêmeas originam-se por reprodução sexuada e os machos, por partenogênese. É esperado que fêmeas e machos tenham nos núcleos de suas células somáticas, respectivamente,

a) 34 e 17 cromossomos.

b) 68 e 34 cromossomos.

c) 17 e 34 cromossomos.

d) 34 e 68 cromossomos.

e) 51 e 17 cromossomos.

14. (UFPB) A figura, a seguir, representa uma célula eucariótica com detalhe para o núcleo e seus constituintes.

14

De acordo com as funções desempenhadas pelos constituintes indicados na figura, identifique as afirmativas corretas:

I   II

0  0 – O envoltório nuclear comunica-se com o retículo endoplasmático granular.

1  1 – A síntese de proteínas será afetada, se o nucléolo for experimentalmente removido ou impedido de funcionar.

2  2 – Os poros permitem a passagem da cromatina para o citosol, fenômeno indispensável para que ocorra a síntese de proteínas.

3   3  – A cromatina é constituída pelas moléculas de DNA associadas a proteínas.

4   4 – Os poros permitem a entrada das subunidades dos ribossomos para o núcleo.

15. (UNEMAT) Com relação ao cromossomo, é corretoafirmar que há:

a) Uma única molécula de DNA com informações genéticas para algumas proteínas.

b) Uma única molécula de DNA com todas as informações genéticas da espécie.

c) Uma única molécula de RNA com informações para uma cadeia polipeptídica.

d) Uma sequência que, a cada três bases nitrogenadas no DNA, corresponde a um aminoácido na cadeia polipeptídica.

e) Uma sequência de três bases nitrogenadas no RNA mensageiro, que corresponde a um aminoácido na cadeia polipeptídica.

16. (UEM) Sobre alguns conceitos biológicos, assinale a alternativa incorreta.

a) Genótipo é o conjunto das características morfológicas e fisiológicas apresentadas por um indivíduo.

b) Cromatina é o termo usado para indicar o conjunto de cromossomos presente no núcleo celular.

c) Autossomos são os cromossomos humanos presentes tanto em células femininas quanto em células masculinas.

d) Cariótipo é o conjunto de características dos cromossomos de uma célula.

e) Genoma é o conjunto de moléculas de DNA de uma espécie que contém todos os seus genes e as sequências de nucleotídeos não codificantes.

17. (UNESP) Na segunda metade do século XIX, Mendel havia descoberto algumas regras básicas sobre herança, mas suas ideias passaram despercebidas. No início dos anos 1900, Walter Sutton e outros verificaram que o comportamento dos cromossomos na divisão celular correspondia ao descrito por Mendel para os fatores hereditários. O que faltava era comprovar a ligação entre esses dados. A descoberta que possibilitou isso foi:

a) as mutações genéticas estão correlacionadas às mudanças evolutivas, por Theodosius Dobzhansky.

b) é possível conhecer a exata localização de um gene no cromossomo, como demonstrado por Calvin Bridges.

c) os raios X aumentam dramaticamente a taxa de mutações, por Hermann Müller.

d) o DNA tem uma conformação em dupla hélice, por James Watson e Francis Crick.

e) os genes localizam-se em posições específicas do cromossomo, por Thomas Morgan.

18. (UNIVAS-MG) O estudo do núcleo da célula é um tanto complexo, pois devemos levar em consideração o momento vital da célula. Se ela está em um período de divisão, ou um período de interfase. Na interfase a célula produz proteínas e aumenta de tamanho e seu DNA se duplica. A interfase é mais longa do que a divisão celular propriamente dita. Assinale a alternativa que indica todas as estruturas presentes no núcleo de uma célula Eucarionte durante todo o período da interfase.

a) Carioteca – Cromatina – Cromossomos.

b) Carioteca – Nucléolos – Cromatina.

c) Nucléolos – Cromatina – Cromossomos.

d) Carioteca – Cromossomos – Cromátide.

e) Nucléolos – Cromossomos – Cromonenma.

19. (CEFET-MG) Com relação às várias estruturas presentes no núcleo das células eucariotas, afirma-se:

I. O nucléolo é constituído, principalmente, de ácido desoxirribonucleico (DNA).

II. A carioteca apresenta duas membranas lipoproteicas.

III. Na fase G1, são produzidos RNA e proteínas.

IV. A cromatina e os cromossomos ocorrem, simultaneamente, na fase G1 da intérfase.

São corretas apenas as afirmativas

a) I e III.

b) I e IV.

c) II e III.

d) II e IV.

20. (UPE) Analise este cariótipo.

20

Sobre o cariótipo apresentado, analise as afirmativas.

I. É uma monossomia, ou seja, o indivíduo apresenta, apenas, um cromossomo sexual: o X, que caracteriza a síndrome de Turner.

II. Corresponde a uma aneuploidia, do tipo autossômica, pela não disjunção de um ou mais cromossomos durante a meiose.

III. O portador dessa síndrome é do sexo feminino, com ausência de cromatina sexual nas suas células.

IV. As características mais comuns ao portador dessa síndrome são: baixa estatura, baixo padrão de inteligência, testículos atrofiados, ausência de espermatozoides e anomalias renais.

V. Esta alteração não envolve os cromossomos sexuais, portanto não está relacionada ao sexo. O cariótipo é 45,X0, podendo ser do sexo masculino ou feminino, porém estéril.

Assinale a alternativa correta.

a) As afirmativas I, II e III estão corretas.

b) As afirmativas II, IV e V estão corretas.

c) As afirmativas I e III estão corretas.

d) A afirmativa V está correta.

e) Todas estão corretas.

21. (UFSCar) O exame de um epitélio e do tecido nervoso de um mesmo animal revelou que suas células apresentam diferentes características. Isso ocorre porque:

a) as moléculas de DNA das duas células carregam informações diferentes.

b) os genes que estão se expressando nas duas células são diferentes.

c) o mecanismo de tradução do RNA difere nas duas células.

d) o mecanismo de transcrição do DNA nas duas células é diferente.

e) os RNA transportadores das duas células são diferentes.

22. A primeira ribozima foi encontrada em:

a) um gene nuclear de uma enzima de replicação de DNA.

b) um gene mitocondrial de uma enzima respiratória.

c) um RNAm de uma enzima mitocondrial.

d) um íntron de uma molécula de pré-RNAr.

e) um éxon de uma molécula de RNAt.

23. (CEFET-CE) Em relação ao núcleo das células e seus constituintes, é correto afirmar que:

a) no núcleo eucariótico, o conjunto haploide de cromossomos é denominado cariótipo, enquanto o número, a forma e o tamanho dos cromossomos são denominados de genoma.

b) o núcleo interfásico de células vegetais apresenta uma carioteca, cuja estrutura não permite a comunicação com o citoplasma.

c) o nucléolo é uma estrutura intranuclear.

d) em células procariontes, existem proteínas responsáveis pela condensação das fitas de DNA, denominadas histonas.

e) a cromatina é uma estrutura presente, tanto no citoplasma, como no núcleo de células eucarióticas.

24. (COVEST) Os cromossomos presentes no núcleo, de células eucarióticas comandam e coordenam todas as atividades celulares; são responsáveis pelas características dos seres vivos. Com relação ao núcleo, analise as proposições a seguir.

I  II

0  0 – A carioteca é constituída por uma membrana proteica, originada a partir do retículo endoplasmático liso; nela formam-se poros nos pontos onde o retículo liso se associa à sua membrana interna.

1   1 – Nos cromossomos eucarióticos, a molécula de ácido desoxirribonucleico (DNA) enrola-se em torno de oito moléculas de proteínas ácidas, formando, a distâncias regulares, os nucleoplasmas (unidades estruturais comossômicas).

2  2 – Após o período de divisão, no qual os cromossomos são muito ativos na síntese de DNA e de RNA, a célula entra numa etapa de repouso metabólico – a intérfase – na qual apenas na fase “S” ocorre síntese de DNA.

3  3 – O nucléolo é um corpúsculo não delimitado por membrana, rico em ribonucleoproteínas. Na região organizadora de nucléolo de um cromossomo, ocorre intensa síntese de RNA ribossômico.

4  4 – Na fase “G2” da intérfase, quando o material genético já foi duplicado, ocorre a individualização das cromátides-irmãs de cada cromossomo e, temporariamente, a célula terá 4n cromossomos e 4c de DNA.

25. (UEL) Considere as seguintes afirmações relativas ao nucléolo:

I. É uma região de intensa síntese de RNA ribossômico.

II. No nucléolo, as moléculas de RNA ribossômico associam-se a proteínas, formando as subunidades que comporão os ribossomos.

III. A organização do nucléolo independe dos cromossomos que compõem o núcleo.

Dessas afirmações, apenas

a) I é verdadeira.

b) II é verdadeira.

c) III é verdadeira.

d) I e II são verdadeiras.

e) II e III são verdadeiras.

26. (CEFET-MG) O gráfico abaixo se refere à síndrome de Down.

26

Com base nos dados apresentados e em seus conhecimentos, é correto afirmar que:

a) A síndrome só se manifesta nos indivíduos do sexo masculino.

b) O portador dessa síndrome possui coeficiente de inteligência normal.

c) Os indivíduos com síndrome de Down possuem cariótipo 44AXY ou 44AXX.

d) As mulheres com idade de 20 anos não correm o risco de terem filhos com a síndrome.

e) A maioria das crianças com síndrome de Down nascem de mulheres com idade superior a 35 anos.

27. (FUVEST) Quando afirmamos que o metabolismo da célula é controlado pelo núcleo celular, isso significa que:

a) todas as reações metabólicas são catalisadas por moléculas e por componentes nucleares.

b) o núcleo produz moléculas que, no citoplasma, promovem a síntese de enzimas catalisadoras das reações metabólicas.

c) o núcleo produz e envia, para todas as partes da célula, moléculas que catalisam as reações metabólicas.

d) dentro do núcleo, moléculas sintetizam enzimas catalisadoras das reações metabólicas.

e) o conteúdo do núcleo passa para o citoplasma e atua, diretamente, nas funções celulares, catalisando as reações metabólicas.

28. (UPE) A estrutura, a quantidade de DNA e a posição do centrômero dos cromossomos podem ser alteradas sem que haja mudança no número de cromossomos. Esse fenômeno é conhecido como mutação estrutural.

28

A figura acima representa uma mutação estrutural do tipo:

a) inversão.

b) duplicação.

c) deleção.

d) translocação.

e) trissomia.

29. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – A heterocromatina é a porção do cromossomo ou do núcleo interfásico que se encontra permanentemente descondensada.

1  1 – Cromossomos homólogos são obrigatoriamente iguais entre si.

2  2 – Com exceção dos gametas, todas as demais células dos eucariotos são haploides.

3  3 – Cromossomos são estruturas constituídas exclusivamente por RNA.

4  4 – O “núcleo” é uma estrutura indispensável para a sobrevivência da célula.

30. (CESGRANRIO) A caracterização dos cromossomos como constituinte do núcleo celular revelou as seguintes propriedades:

I. cromossomos são estruturas lineares, situadas no interior do núcleo celular, mais facilmente detectáveis durante o processo de divisão celular, e que contêm uma zona circular, pequena e mais clara, chamada centrômero, que desempenha papel importante na movimentação dos cromossomos durante a divisão celular.

II. cada célula de uma determinada espécie contém um número constante e característico de cromossomos; esse número varia enormemente entre os seres vivos, e cada espécie tem um determinado número de cromossomos, que é suficiente para distingui-la de outras.

III. os cromossomos ocorrem em pares, sendo que os genes de pares de cromossomos homólogos estão dispostos em ordem semelhante; certas características genéticas se apresentam sob formas alternativas (alelos) e os vários cromossomos de uma espécie podem ser distinguidos entre si pelas propriedades morfológicas, bioquímicas e funcionais.

Assinale:

a) se somente I for correta.

b) se somente I e II forem corretas.

c) se somente I e III forem corretas.

d) se somente II e III forem corretas.

e) se I, II e III forem corretas.

GABARITO

 

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
E A B A D D C A B E
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
B B A VVFVF A A E B C C
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
B D C FFFVF D E B A FFFFV C

 

Anúncios

Responses

  1. professor na pergunta 29, a afirmativa 1 sobre cromossomos homologos não estaria correta ? obrigado

    • Caro Lucas
      – Homólogos são cromossomos de origem paterna e materna que apresentam genes para as mesmas características (tipo sanguíneo ABO, tipos sanguíneo MN, fator Rh, etc.). Dessa forma, em um par, os dois homólogos possuem genes para os mesmos caracteres. Esses genes, chamados alelos, têm localização idêntica (locus gênico) nos dois cromossomos. Nos homozigotos (AA, por exemplo) os dois alelos são idênticos. Nos heterozigotos (Aa, por exemplo), por outro lado, os dois alelos são diferentes entre si.
      – Como você pode constatar os cromossomos homólogos não são obrigatoriamente iguais entre si. Eles são diferentes nos heterozigotos, como vimos acima.
      – ”… 1 1 – Cromossomos homólogos são obrigatoriamente iguais entre si. …” – INCORRETA
      Um abraço
      Djalma Santos

  2. Na questão 25, o nucléolo é uma região de síntese de RNA ribossômico?

    • 25. (UEL) relativas ao Considere as seguintes afirmações nucléolo:
      I. É uma região de intensa síntese de RNA ribossômico.
      II. No nucléolo, as moléculas de RNA ribossômico associam-se a proteínas, formando as subunidades que comporão os ribossomos.
      III. A organização do nucléolo independe dos cromossomos que compõem o núcleo.
      Dessas afirmações, apenas
      a) I é verdadeira.
      b) II é verdadeira.
      c) III é verdadeira.
      d) I e II são verdadeiras.*
      e) II e III são verdadeiras.
      Caro Jaime
      NUCLÉOLO
      Também denominado plasmossomo, o nucléolo é um corpúsculo (podendo ocorrer em número superior a um) denso e arredondado, desprovido de membrana, que se encontra em contato direto com a cariolinfa. Ele é rico em RNAr (RNA ribossômico) e proteínas, que juntos formam grãos de ribonucleoproteínas, matérias primas usadas na elaboração dos ribossomos. O DNA que codifica o RNAr, chamado DNAr ou DNA nucleolar, daí haver uma pequena quantidade de DNA no nucléolo, faz parte de um cromossomo denominado cromossomo organizador do nucléolo. A REGIÃO ESPECÍFICA DESSE CROMOSSOMO, À QUAL O NUCLÉOLO ESTÁ LIGADO, chama-se região organizadora do nucléolo ou zona SAT, que é responsável pela organização do nucléolo e pela síntese de RNAr.
      Como você pode constatar, do exposto acima, o nucléolo está relacionado com a síntese de ácido ribonucleico ribossômico (RNAr), sendo, em última análise, uma região do núcleo onde ocorre uma intensa síntese de RNAr, como consta na afirmação I.
      Um abraço
      Djalma Santos

  3. No gabarito a 23 esta omo C mas esta pedindo a correta nao a incorreta entao acho q seria a A ??

    • 23. (CEFET-CE) Em relação ao núcleo das células e seus constituintes, é correto afirmar que:
      a) no núcleo eucariótico, o conjunto haploide de cromossomos é denominado cariótipo, enquanto o número, a forma e o tamanho dos cromossomos são denominados de genoma.
      b) o núcleo interfásico de células vegetais apresenta uma carioteca, cuja estrutura não permite a comunicação com o citoplasma.
      c) o nucléolo é uma estrutura intranuclear.
      d) em células procariontes, existem proteínas responsáveis pela condensação das fitas de DNA, denominadas histonas.
      e) a cromatina é uma estrutura presente, tanto no citoplasma, como no núcleo de células eucarióticas.
      Cara Luana
      ALTERNATIVA CORRETA: C (“o nucléolo é uma estrutura intranuclear.”).
      – COMPONENTES DO NÚCLEO INTERFÁSICO
      O núcleo é facilmente observado durante a interfase, período em que as células não estão se dividindo. Nesse intervalo, no caso das células eucarióticas, podemos destacar quatro componentes: carioteca (membrana nuclear ou cariomembrana ou cariolema), envoltório membranoso que reveste o núcleo; cariolinfa (matriz nuclear ou carioplasma ou suco nuclear), componente fibroso ou de aparência amorfa; NUCLÉOLO(s), um ou mais corpos bem-evidenciáveis, e cromatina, componente filamentoso ou granuloso, onde se situa o DNA.
      – GENOMA [ver alternativa A (INCORRETA)]
      Conjunto de todos os diferentes genes que se encontram em cada núcleo de uma determinada espécie. Na dotação cromossômica haploide, um núcleo possui só um genoma. Ele é transmitido de geração em geração e determina a espécie do ser vivo e nele se encontram gravadas características hereditárias encarregadas de dirigir o desenvolvimento biológico de cada indivíduo. Neste contexto, todos os seres vivos, desde os maiores até os minúsculos, como as bactérias, têm genoma.
      – CARIÓTIPO OU CARIOGRAMA [ver alternativa A (INCORRETA)]
      É conjunto diploide dos cromossomos de um indivíduo, ordenados de acordo com o tamanho e a posição do centrômero. Esse conjunto forma um padrão que se repete em todas as células de um indivíduo, bem como nas células dos organismos de uma mesma espécie, não sendo igual entre seres de espécies diferentes. Desse modo, cada espécie tem sua coleção de cromossomo particular. No cariótipo, os cromossomos estão arrumados aos pares homólogos, e cada um deles se apresenta duplicado, formado por duas cromátides unidas pelo centrômero. Essas duas cromátides, que se originam por autoduplicação, são denominadas irmãs e são, via de regra, idênticas química e morfologicamente. Na preparação de materiais para estudo do cariótipo, costuma-se utilizar colchicina, alcaloide que inibe a divisão celular na metáfase, quando os cromossomos estão bastante condensados. Na espécie humana, por exemplo, o cariótipo normal mostra 23 pares de cromossomos (46 unidades). Desses, 22 pares são homólogos nos dois sexos, sendo denominados autossomos ou somáticos. O par restante forma os cromossomos sexuais, que são homólogos na mulher (XX) e não homólogos no homem (XY). Os 46 cromossomos humanos são distribuídos em 7 grupos, denominados de A a G, de acordo com o tamanho e a posição do centrômero. O cromossomo X (submetacêntrico médio) pertence ao grupo C, e o Y (acrocêntrico, pequeno e sem satélite) pertence ao grupo G. Os cromossomos 13-15 (grupo D) e 21-22 (grupo G) possuem satélites que correspondem aos organizadores nucleolares. O menor cromossomo humano é o 21, que tem 55Mb de comprimento enquanto o maior deles é o cromossomo 1, que contém 250Mb. 1Mb (Megabase) corresponde a 1.000Kb (Kilobases) ou 1.000.000 de pares de bases (pb). No cromossomo 1, estão cerca de 8% do DNA total de cada célula. O cariótipo é um instrumento importante para a detecção de aneuploidias, tais como a síndrome de Down, presença de três cromossomos 21 (trissomia do 21), em vez do par habitual; síndrome de Klinefelter, em que se observa uma trissomia do tipo XXY; síndrome de Turner, em que se observa uma monossomia do tipo XO; etc. Além de alterações numéricas, o cariótipo também permite verificar anomalia de forma, tais como: perda (deleção), acréscimo (adição), inversão ou translocação de segmento(s) cromossômico(s).
      Um abraço
      Djalma Santos

  4. Só mais uma coisa, fiquei em dúvida na 16, pois pra mim a B também estaria incorreta, pois aprendi que o material genético na interfase está na forma de cromatina e na divisão está na forma de cromossomo, ou seja, são coisas distintas. Abs

    • Maykon
      Veja, a seguir, a explicação que você solicitou.
      CROMATINA
      Os citologistas que primeiro estudaram o núcleo interfásico de células vegetais e animais se depararam com uma substância densa, de aspecto reticular, que corava facilmente com determinados reagentes. Esse material nuclear, representado por um conjunto de fios, denominado cromonema, ficou conhecido como cromatina. Cada cromonema é formado por uma longa cadeia de DNA, associada, principalmente, a moléculas de histonas, proteínas básicas nucleares, encontradas nos eucariotos. Em termos evolutivos, essas proteínas têm sido muito conservadas, variando pouco em sequência de aminoácidos em diferentes espécies analisadas. As histonas atuam na repressão, ativação e proteção do DNA, bem como na condensação da cromatina, que ocorre durante a divisão celular, originando estruturas em forma de bastonetes, conhecidas como cromossomos. Desse modo, a cromatina, principal componente do núcleo, é considerada a forma como os CROMOSSOMOS se apresentam durante a interfase, antes de sofrer espiralização para a próxima divisão celular. Algumas proteínas não histônicas também participam da composição da cromatina, desempenhando, a exemplo das histônicas, diferentes funções, desde estrutural até enzimático. Dessa forma, elas atuam nos mecanismos de reparo, replicação e transcrição de DNA, bem como nos processos de descondensação e condensação cromatínica. Lembramos que o RNA, componente transitório da estrutura da cromatina e da qual constitui cerca de 3%, corresponde às cadeias recém-transcritas.
      Djalma Santos

  5. O material genético da célula armazenado no núcleo é conhecido como ácido desoxirribonucleico (DNA). O DNA pode estar organizado na forma de cromatina e cromossomos. Em quais momentos estão presentes a cromatina e o cromossomo no núcleo celular?

    • Veja, a seguir, a explicação que você solicitou.
      CROMATINA/CROMOSSOMO
      Os citologistas que primeiro estudaram o núcleo interfásico de células vegetais e animais se depararam com uma substância densa, de aspecto reticular, que corava facilmente com determinados reagentes. Esse material nuclear, representado por um conjunto de fios, denominados cromonemas, ficou conhecido como CROMATINA. Cada cromonema é formado por uma longa cadeia de DNA, associada, principalmente, a moléculas de histonas, proteínas básicas nucleares, encontradas nos eucariotos. Em termos evolutivos, essas proteínas têm sido muito conservadas, variando pouco em sequência de aminoácidos em diferentes espécies analisadas. As histonas atuam na repressão, ativação e proteção do DNA, bem como na condensação da cromatina, que ocorre durante a divisão celular, originando estruturas em forma de bastonetes, conhecidas como cromossomos. Desse modo, a cromatina, principal componente do núcleo, é considerada a forma como os “cromossomos” se apresentam durante a interfase, antes de sofrer espiralização para a próxima divisão celular. Algumas proteínas não histônicas também participam da composição da cromatina, desempenhando, a exemplo das histônicas, diferentes funções, desde estrutural até enzimático. Assim sendo, elas atuam nos mecanismos de reparo, replicação e transcrição de DNA, bem como nos processos de descondensação e condensação cromatínica. Os CROMOSSOMOS são, portanto, estruturas facilmente visíveis ao microscópio óptico durante a divisão celular. Eles correspondem à cromatina observada na interfase, que na divisão sofre condensação, vindo a constituir o cromossomo propriamente dito. No final da divisão, em que a célula entra em interfase, os cromossomos vão “desaparecendo”, e o núcleo volta a apresentar a cromatina. Dessa forma, cromatina e cromossomos são, em última análise, aspectos diferentes da mesma estrutura, conforme a célula esteja em interfase ou em divisão.
      Djalma Santos

  6. O que há de errado na II da questão 30?

    • 30. (CESGRANRIO) A caracterização dos cromossomos como constituinte do núcleo celular revelou as seguintes propriedades:
      I. cromossomos são estruturas lineares, situadas no interior do núcleo celular, mais facilmente detectáveis durante o processo de divisão celular, e que contêm uma zona circular, pequena e mais clara, chamada centrômero, que desempenha papel importante na movimentação dos cromossomos durante a divisão celular.
      II. cada célula de uma determinada espécie contém um número constante e característico de cromossomos; esse número varia enormemente entre os seres vivos, e cada espécie tem um determinado número de cromossomos, que é suficiente para distingui-la de outras.
      III. os cromossomos ocorrem em pares, sendo que os genes de pares de cromossomos homólogos estão dispostos em ordem semelhante; certas características genéticas se apresentam sob formas alternativas (alelos) e os vários cromossomos de uma espécie podem ser distinguidos entre si pelas propriedades morfológicas, bioquímicas e funcionais.
      Assinale:
      a) se somente I for correta.
      b) se somente I e II forem corretas.
      c) se somente I e III forem corretas.
      d) se somente II e III forem corretas.
      e) se I, II e III forem corretas.
      Veja, abaixo, a explicação que você solicitou.
      PROPRIEDADE II (“cada célula de uma determinada espécie contém um número constante e característico de cromossomos; esse número varia enormemente entre os seres vivos, e cada espécie tem um determinado número de cromossomos, que é suficiente para distingui-la de outras.”) – INCORRETA
      – Embora o número de cromossomos seja constante em indivíduos da mesma espécie, ele não é suficiente para distinguir uma espécie da outra. Não é, portanto, critério para se identifica uma espécie, uma vez que espécies diferentes podem apresentar o mesmo número de cromossomos. Veja, a seguir, alguns exemplos:
      I. Pepino e cevada 14 cromossomos.
      II. Cebola e milho 16 cromossomos.
      III. Feijão e sapo: 22 cromossomos.
      IV. Chimpanzé, gorila e batata: 48 cromossomos.
      V. Tomate e arroz: 24 cromossomos.
      – Dessa forma, mesmo que duas ou mais espécies apresente o mesmo número de cromossomos, não os têm iguais, acima de tudo, nos conteúdos gênicos.
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: