Publicado por: Djalma Santos | 20 de maio de 2011

Testes de hormônios vegetais (3/4)

01. (UEL) Considere o experimento sobre o efeito inibidor de hormônio vegetal no desenvolvimento das gemas laterais, apresentado na figura a seguir.

01

Com base na figura e nos conhecimentos sobre fisiologia vegetal, considere as afirmativas a seguir.

I. A ausência de hormônio produzido pelo meristema apical do caule exerce inibição sobre as gemas laterais, mantendo-as em estado de dormência.

II. As gemas laterais da planta-controle estão inibidas devido ao efeito do hormônio produzido pela gema apical.

III. O hormônio aplicado na planta decapitada inibe as gemas laterais e, consequentemente, a formação de ramos laterais.

IV. A técnica de poda das gemas apicais tem como objetivo estimular a formação de novos ramos laterais.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas I e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

02. (UEPG) As plantas produzem muitos compostos que atuam na estimulação, na inibição e na regulação de importantes processos como o crescimento e a floração. Essas substâncias endógenas, que atuam em pequenas doses em diferentes órgãos das plantas, são os fitormônios. A respeito desse assunto, assinale o que for correto.

I   II

0 0 – As auxinas são os fitormônios mais importantes das plantas superiores, que atuam facilitando a distensão das paredes celulósicas das células vegetais. Além de existirem em pontas de caules e raízes, essas substâncias também ocorrem nas sementes em germinação, nos meristemas de cicatrização, nas folhas novas e nos frutos.

1 1 – As giberelinas ocorrem em doses muito pequenas em órgãos novos, sementes em germinação e meristemas. Elas atuam na quebra da dormência de sementes, ativando a produção de enzimas que permitem a utilização das substâncias de reserva, como o amido.

2  2 – As citocininas são substâncias que estimulam as divisões celulares.

3  3 – O etileno é um hormônio que pode ser produzido por diferentes tecidos de vários órgãos das plantas. Ele é gasoso e atua como importante regulador natural de processos fisiológicos normais, como: a indução da abscisão, a indução da floração e a estimulação da maturação dos frutos.

4 4 – O ácido abscísico é um hormônio inibidor que pode agir como antagonista de outros hormônios, impedindo, por exemplo, o alongamento de raízes, o brotamento de gemas e a germinação. Ele também possui uma importante participação no mecanismo de movimento dos estômatos.

03. (UEPA) Em um experimento de laboratório foi investigado o desenvolvimento de plantas a partir de culturas de tecido. Para isso, um fragmento de tecido vegetal foi colocado em um tubo de ensaio “A” contendo substâncias nutritivas necessárias a sua sobrevivência.

03

Observe os resultados apresentados na figura e selecione a alternativa correta em relação ao experimento.

a) No tubo de ensaio D, observa-se a ação do etileno, que é produzido nos meristemas e transportador pelo xilema.

b) O órgão citado no tubo de ensaio C se desenvolve a partir da adição de ácido abscísico, que é transportado pelos tecidos condutores da planta.

c) No tubo de ensaio D, a diferenciação dos órgãos citados dependeu da ação de citocininas.

d) Os órgãos formados no tubo de ensaio D são regulados por fitormônios, que são substâncias inorgânicas que funcionam como sinais químicos em uma única direção no corpo da planta.

e) No tubo de ensaio C a atuação conjunta de giberelinas e ácido abscísico promovem o crescimento desse órgão.

04. (UFAC) A adaptação dos vegetais ao meio ambiente, e as situações de estresse a que eles podem estar expostos, é resultado de um eficiente mecanismo metabólico, onde os hormônios desempenham papel fundamental. As figuras abaixo ilustram dois experimentos clássicos realizados com vegetais.

04

A opção que indica, respectivamente, os hormônios vegetais envolvidos com os resultados dos experimentos observados são:

a) Auxina e giberelina.

b) Auxina e etileno.

c) Ácido abscísico e etileno.

d) Citocinina e giberelina.

e) Auxina e ácido abscísico.

05. (UPE) Quem nunca ficou pensando na morte da bezerra?! Pois é, os ditados populares são usados regularmente, mas nem sempre sabemos a sua origem e o seu significado. “Provérbios não vêm só da cultura popular mas também, da cultura erudita”. Provérbio é uma palavra difícil de se explicar, mas, em linhas gerais, seria uma mensagem moral referendada por gerações. Alguns são comuns no nosso dia-a-dia, como:

Uma laranja podre apodrece todas as outras.

Maçã podre apodrece um cento.

Jerimum se guarda, mas melancia apodrece.

Essas são observações populares sobre o amadurecimento dos frutos. Cientificamente falando, qual a alternativa que apresenta o hormônio que promove a maturação dos frutos?

a) Auxina.

b) Gás etileno.

c) Citocinina.

d) Giberelina.

e) Ácido abscísico (ABA).

06. (CEFET-MG) O processo fisiológico influenciado diretamente por hormônios vegetais consiste na(o):

a) Saída dos grãos de pólen das anteras.

b) Transporte de seiva bruta ate as folhas.

c) Absorção de água por pelos radiculares.

d) Captação de luz pelas moléculas de clorofila.

e) Desenvolvimento do ovário após a fecundação.

07. (PUCCAMP) Analise o gráfico abaixo onde AIA significa ácido indolil-acético (auxina).

07

Com base nos dados nele representados, é possível afirmar que:

a) Quanto maior for a concentração de AIA, maior será o crescimento da raiz e do caule.

b) A raiz e o caule são igualmente sensíveis ao AIA.

c) O AIA, por ser um hormônio, sempre estimula o crescimento.

d) As concentrações de AIA que estimulam o crescimento do caule têm efeito inibidor na raiz.

e) Não há relação entre concentração de AIA e crescimento de raiz e caule.

08. (UESPI) Hormônio vegetal que estimula o alongamento do caule e da raiz, que atua no fotoperiodismo, no geotropismo, na dominância apical e no desenvolvimento dos frutos é denominado:

a) Etileno.

b) Ácido abscísico.

c) Auxina.

d) Giberelina.

e) Citocinina.

09. (UFMS) Os fitormônios são compostos orgânicos produzidos pelas plantas e que, em pequenas concentrações promovem, inibem ou modificam o crescimento vegetal. Com relação ao efeito da citocinina, é correto afirmar que:

a) Promove o amadurecimento dos frutos.

b) Inibe a floração.

c) Promove a divisão celular.

d) Inibe o crescimento do caule.

e) Promove a queda das folhas

10. (UFGD) Alguns fruticultores da região de Dourados/MS guardam os produtos de suas colheitas em ambientes onde ocorre queima de combustíveis tais como querosene, gasolina ou madeira que libera no ar uma substância estimulante à maturação dos frutos. Essa substância, considerada como fitormônio, é:

a) Auxina.

b) Citocinina.

c) Giberelina.

d) Etileno.

e) Ácido abscísico.

11. (UEPI) Dos hormônios vegetais abaixo, assinale aquele que está ligado ao envelhecimento e à morte das células (queda das folhas).

a) Etileno.

b) Ácido abscísico.

c) Giberelinas.

d) Citocininas.

e) Auxinas.

12. (COVEST) As auxinas estimulam o crescimento celular, podendo também inibi-lo. Analise o gráfico, referente ao efeito da auxina ácido indolacético, sobre raízes e caules, e assinale verdadeiro ou falso nas proposições apresentadas.

12

I   II

0  0 – A curva I expressa o comportamento de crescimento (estimulação e inibição) de raízes.

1  1  – Considerando as concentrações relativas de auxina sobre a estimulação e inibição do crescimento mostrado. pode-se afirmar, com segurança, que a curva II refere-se a caules.

2  2  – As raízes (I) são menos sensíveis às auxinas do que os caules (II).

3  3  – Concentrações altas de auxina, da ordem de 10-8, promovem a inibição do crescimento de caules (II).

4  4  – Concentrações de auxina da ordem de 10-2 inibem o crescimento tanto de raízes (I) quanto de caules (II), ou seja, independentemente do órgão-alvo.

13. (UFRGS) Considere as seguintes afirmações sobre o desenvolvimento e o crescimento das plantas.

I. As auxinas são utilizadas na agricultura para promover o enraizamento de estacas, obtendo-se, assim novas mudas de plantas.

II. O crescimento de uma planta em direção a uma fonte de luz é denominado tropismo.

III. O adubo químico que colocamos em vasos, jardins e hortas é constituído normalmente por nitrogênio, fósforo e potássio, os quais são micronutrientes importantes párea o desenvolvimento das plantas.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas I e II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

14. (UNIFOR) Caules de plantas mantidas dentro de casa curvam-se ao crescer, em direção à luz. Uma pessoa queria saber que parte do caule é responsável por essa curvatura: a apical, a intermediária ou a basal. Recorreu então às experiências representadas abaixo.

14

Os resultados mostram que a luz incidindo unilateralmente, age:

a) Igualmente sobre as três regiões do caule.

b) Sobre o caule todo, mas a ação é mais intensa sobre a região apical.

c) Apenas sobre a região apical.

d) Apenas sobre a região intermediária.

e) Apenas sobre a região basal.

15. (UFRN) Quando o nível de auxina de uma folha baixa acentuadamente, podemos pressupor que essa folha esteja:

a) Em pela atividade fotossintética.

b) Em estágios de primódio.

c) Em plena maturação.

d) Entrando na fase de distensão.

e) Atingindo a fase sencescente.

16. (FUVEST) Um pesquisador dividiu um lote de plantas jovens em quatro grupos, dos quais três receberam os tratamentos indicados abaixo e o quarto foi usado como controle.

16

As plantas foram então iluminadas unilateralmente. Quais plantas se curvam em direção à fonte de luz, tal como os controles?

a) Nenhuma delas.

b) Somente as plantas do grupo I.

c) Somente as plantas do grupo II.

d) Somente as plantas dos grupos I e II.

e) As plantas dos grupos I, II e III.

17. (PUC-RS) Os tropismos observados em plantas superiores são crescimentos induzidos por hormônios vegetais e direcionados por influências do ambiente. A curvatura do caule em direção à luz e da raiz em direção ao solo são exemplos típicos de fototropismo e geotropismo positivos, respectivamente. Tais movimentos ocorrem em decorrência da concentração diferencial de fitormônios como a ……, nas diferentes estruturas da planta. Altas taxas desse fitormônio, por exemplo, …… o crescimento celular, o qual …… a curvatura do caule em direção à luz.

Completam o texto acima, respectivamente, os termos constantes na alternativa:

a) citocina – promovem- induz

b) auxina – induzem – provoca

c) giberelina – inibem – impede

d) auxina – bloqueiam – inibe

e) citocina – impedem – bloqueia

18. (VUNESP) Quando se realiza a poda em uma plantação de uvas, vai ocorrer:

a) O estímulo da produção de ácido indolilacético.

b) O estímulo da produção de giberelinas pelas folhas produzindo grande alongamento caulinar.

c) A destruição da gema apical, que produz auxinas que inibem a gemas laterais.

d) A diminuição da absorção de nutrientes pela raiz como consequência da destruição da gema apical.

e) O aumento da fotossíntese, para compensar a perda das folhas decorrente do processo de poda.

19. (UFMA) Observe as sentenças abaixo sobre hormônios vegetais.

I. O etileno é um fitormônio encontrado em todas as partes do vegetal, principalmente na base do ovário. Inibe a multiplicação e o crescimento das células, estimula a dormência de gemas e sementes e promove a abscisão de folhas, flores e frutos.

II. As citocininas são hormônios responsáveis pela multiplicação celular e, em alguns casos, pelo desenvolvimento de gemas laterais.

III. As giberelinas são hormônios presentes em quase todo vegetal, sendo mais abundantes nas sementes jovens. São responsáveis pelo alongamento do caule, crescimento das folhas, floração, desenvolvimento dos frutos e interrupção da dormência.

IV. O ácido abscísico é responsável pelo amadurecimento e pela abscisão dos frutos, além de promover a floração e a abscisão de folhas e flores.

Indique a opção que contém somente as sentenças corretas.

a) II e III.

b) I, III e IV.

c) I, II e III.

d) I e IV.

e) II e IV.

20. (FCC) esquema a seguir representa duas plântulas.

20

 Assinale a alternativa que representa essas plântulas após um dia.

20B

21. (UEL) Quando um caule é iluminado unilateralmente, ele apresenta fototropismo positivo devido ao acúmulo de auxinas que provoca aumento da:

a) Distensão celular no lado não iluminado.

b) Divisão celular no lado não iluminado.

c) Distensão celular no lado iluminado.

d) Divisão celular no ápice do caule.

e) Divisão celular no lado iluminado.

22. (COVEST) Analise as proposições abaixo, que correlacionam certos fitormônios a diferentes fases do desenvolvimento de um vegetal, como ilustrado na figura.

22

I   II

0  0 – A floração (1) é estimulada por giberelinas, como o ácido giberélico.

1  1 – A planta libera o etileno, que atua, principalmente, no crescimento de frutos (2) e (3) e na indução de partenocarpia.

2  2 – O ácido abscísico é importante na determinação da dormência de sementes (4) e de gemas.

3  3 – As giberelinas têm, como função, entre outras, a quebra da dormência de sementes (5) e de gemas.

4 4 – As sementes em desenvolvimento (6) produzem auxinas, fitormônios que promovem o crescimento e a distensão celular.

23. (CEFET-MG) Analise o gráfico abaixo.

23

É incorreto afirmar que:

a) A concentração de auxina no caule é influenciada pela luz.

b) Quanto maior a concentração de auxina maior o crescimento tanto do caule quanto da raiz.

c) A auxina é responsável por estimular ou inibir o crescimento do caule e da raiz nos vegetais.

d) Uma concentração de auxina capaz de induzir o crescimento do caule pode ter efeito inibidor sobre a raiz.

e) Um pequeno aumento da concentração de auxina, após um ponto ótimo, produz efeito contrário, inibindo o crescimento da raiz ou do caule.

24. (PUC-SP) O ácido-indol-acético (AIA) atua sobre o crescimento dos caules e raízes dos vegetais superiores. À medida que a concentração de AIA aumenta, maior é a sua atividade sobre o crescimento do vegetal, até que se atinja concentração ótima, além da qual o AIA passa a funcionar como inibidor do crescimento.

Baseando-se nestas afirmações, assinale o gráfico que melhor expressa a taxa de crescimento de uma planta sob o efeito do AIA:

24

25. (LONDRINA) Uma raiz primária, como a representada no desenho abaixo, é colocada, durante 24 horas, na posição horizontal. Qual das figuras das alternativas indica o que ocorre com essa raiz primária depois desse intervalo de tempo?

25

26. (ACAFE-SC) As auxinas são hormônios relacionados com o crescimento dos vegetais.

26

O gráfico acima demonstra que:

I. A auxina nem sempre estimula o crescimento, podendo também inibi-lo, dependendo da sua concentração e do órgão onde atua.

II. Concentrações maiores de auxina estimulam o crescimento do caule e passam a inibir o da raiz.

III. O ótimo de concentração de auxina não varia para as diferentes partes de uma mesma planta.

Estão corretas:

a) I e II.

b) I, II e III.

c) I e III.

d) Apenas I.

e) Apenas II.

27. (UEMG) A sabedoria popular é pródiga em vários exemplos de atitudes que apresentam resultado satisfatório, mesmo sem o devido conhecimento biológico que explique corretamente aquele resultado. Uma dessas atitudes pode ser observada nas fazendas, onde se costuma pendurar na cozinha, sobre o fogão à lenha, cachos de bananas verdes para que elas amadureçam mais depressa, o que realmente acontece. Utilizando seus conhecimentos sobre fisiologia vegetal e considerando o fenômeno mencionado acima, só está corretoafirmar que:

a) O calor do fogão acelera as reações químicas necessárias para o processo de amadurecimento das bananas.

b) A queima da lenha libera muito CO2, que acelera o processo de fotossíntese, levando ao amadurecimento rápido das bananas.

c) A queima da madeira libera um hormônio gasoso, o etileno, que provoca o amadurecimento dos frutos.

d) O calor do fogão impede o desenvolvimento de fungos e outros parasitas que prejudicam o processo de amadurecimento das bananas.

28. (UFSE) As atividades agrícolas permitem:

I. Obter frutos sem sementes.

II. Acelerar o enraizamento de estacas.

III. Evitar a queda prematura de frutos.

As auxinas participam de:

a) I, somente.

b) I e II, somente.

c) I e III, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

29. (F.C.CHARGAS-BA) A seguir está representado, esquematicamente, o ápice de um caule. A seta indica o ponto onde a luz incide. Pode-se, então, deduzir que a concentração maior de auxina será na região numerada por:

29

a) 1, mantendo-se o crescimento para cima.

b) 2, o que explicará o geotropismo negativo dos caules.

c) 3, o que fará o caule crescer no sentido da fonte luminosa.

d) 3, o que explicará o fototropismo positivo do caule.

e) 4, o que fará o caule crescer no sentido da fonte luminosa.

30. (VUNESP) O gráfico abaixo representa o efeito de diferentes concentrações de auxina sobre o crescimento e raízes e caules.

30

A partir das informações do gráfico, pode-se admitir que:

a) A porcentagem de indução do crescimento de caules e raízes aumenta proporcionalmente ao aumento da concentração de auxinas.

b) O crescimento das raízes demanda uma concentração maior de auxinas que a exigida para o crescimento dos caules.

c) A concentração de auxinas necessária para induzir o crescimento das raízes é geralmente insuficiente para produzir efeitos sobre o crescimento dos caules.

d) Uma concentração de auxinas suficiente para induzir o crescimento das raízes pode ter um efeito inibidor sobre o crescimento dos caules.

e) Enquanto as raízes apresentam maior sensibilidade às auxinas, os caules apresentam os menores níveis de crescimento sob o estímulo destes hormônios.

GABARITO 

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

E

VVVVV

C

E

B

E

D

C

C

D

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

VVFFV

E

C

E

B

B

C

A

E

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

A

VFVVV

B

A

A

A

C

E

E

C


Responses

  1. Gostei muito da matéria , mas não entendi as respostas das perguntas 2/12/22, por favor se possível envie um esclarecimento. Parabens

    • Caro Roberto
      QUESTÃO 12
      SUBSÍDIOS PARA A SOLUÇÃO DESTA QUESTÂO
      I. Uma concentração de auxina que induz um crescimento “ótimo” do caule tem efeito fortemente inibidor sobre o crescimento da raiz.
      II. Concentrações ótimas para o crescimento da raiz são insuficientes para produzir efeito no caule.
      III. As raízes são mais sensíveis à ação das auxinas do que os caules.
      INFLUÊNCIA DA CONCENTRAÇÃO DE AUXINA NO CRESCIMENTO DO CAULE E DA RAIZ.
      – Concentração alta de auxina:
      * No caule: estimula o crescimento
      * Na raiz: inibe o crescimento.
      – Concentração baixa de auxina:
      * No caule: inibe o crescimento.
      * Na raiz: estimula o crescimento.
      RESOLUÇÃO DA QUESTÃO
      – ALTERNATIVA 0 0 [(“A curva I expressa o comportamento de crescimento (estimulação e inibição) de raízes.”] – VERDADEIRA
      * A curva I refere-se ao comportamento de raízes sob o efeito da auxina (elevadas concentrações inibe o crescimento).
      – ALTERNATIVA 1 1 (“Considerando as concentrações relativas de auxina sobre a estimulação e inibição do crescimento mostrado, pode-se afirmar, com segurança, que a curva II refere-se a caules.”) – VERDADEIRA
      * A curva II reflete o comportamento de caules sob a ação da auxina (elevadas concentrações estimula o crescimento).
      – ALTERNATIVA 2 2 [“As raízes (I) são menos sensíveis às auxinas do que os caules (II).”] – FALSA
      *As raízes (I) são mais sensíveis a ação das auxinas do que os caules (II), como vimos acima (“SUBSÍDIO III”).
      – ALTERNATIVA 3 3 [“Concentrações altas de auxina, da ordem de 10-8, promovem a inibição do crescimento de caules (II).”] – FALSA
      * Nesta concentração não há inibição do crescimento do caule, como se pode constatar no gráfico.
      – ALTERNATIVA 4 4 [“Concentrações de auxina da ordem de 10-2 inibem o crescimento tanto de raízes (I) quanto de caules (II), ou seja, independentemente do órgão-alvo.”] – VERDADEIRA
      * Como se pode constatar no gráfico, concentrações da ordem de 10-2 promovem a inibição do crescimento tanto da raiz, quanto do caule.
      QUESTÃO 22
      SUBSÍDIOS PARA A SOLUÇÃO DESTA QUESTÂO
      I. GIBERELINAS
      Fitormônios (hormônios vegetais) produzidos na zona apical, nos frutos e nas sementes. São conhecidos, atualmente, inúmeras giberelinas, das quais a mais comum é o ácido giberélico, conhecido por AG3. Elas atuam estimulando a floração; interrompendo o período de latência das sementes, ativando a produção de enzimas que permitem a utilização das substâncias de reserva, como o amido, por exemplo, fazendo-as germinar; induzindo a brotação de gemas; incrementando o crescimento dos talos; etc.
      II. ETILENO
      Hormônio gasoso, produzido por diferentes tecidos das raízes, dos caules, das flores e dos frutos, que mesmo em doses muito pequenas, atua como importante regulador natural de processos fisiológicos normais das plantas, como a indução da abscisão e a estimulação da maturação dos frutos. No caso da indução da abscisão (queda) atua estimulando a síntese de celulase, enzima que destrói as paredes celulares, acelerando, como consequência a queda das folhas, flores e frutos.
      III. ÁCIDO ABSCÍSICO
      Produzido nas folhas, no caule e no ápice radicular é uma das substâncias agrupadas sob a denominação de inibidores de crescimento da planta (hormônios vegetais que podem atuar como antagonistas de outros hormônios). Ele induz a dormência das sementes (inibindo sua germinação) e das gemas; induz a abscisão (queda) das folhas, das flores e dos frutos, impedindo, dessa forma, o desenvolvimento, o alongamento de raízes, o brotamento das gemas e a germinação. Ele age “moderando” o papel das auxinas e das giberelinas, dificultando o desenvolvimento e impedindo, dessa forma, que a planta siga sua evolução muito rápida.
      IV. AUXINA
      É o mais conhecido hormônio vegetal, sendo o ácido indolacético (AIA), o mais importante deles. A principal ação auxina é promover o crescimento da planta, determinando a distensão celular e, estimulando, com menor frequência, as divisões celulares. Sua produção ocorre, principalmente, nas gemas apicais, nas folhas jovens, nos frutos e nas sementes.
      RESOLUÇÃO DA QUESTÃO
      – ALTERNATIVA 0 0 [“A floração (1) é estimulada por giberelinas, como o ácido giberélico.”] – VERDADEIRA
      * Ver trecho (“ … atuam estimulando a floração; … “), contido em “I. GIBERELINAS”.
      – ALTERNATIVA 1 1 (“A planta libera o etileno, que atua, principalmente, no crescimento de frutos (2) e (3) e na indução de partenocarpia.”) – FALSA
      * O etileno atua, principalmente, no amadurecimento de frutos e na abscisão foliar. Ver “II. ETILENO”, acima.
      – ALTERNATIVA 2 2 [“O ácido abscísico é importante na determinação da dormência de sementes (4) e de gemas.”] – VERDADEIRA
      * Ver trecho [“… induz a dormência das sementes (inibindo sua germinação) e das gemas; …”], contido em “III. ÁCIDO ABSCÍSICO”, acima.
      – ALTERNATIVA 3 3 [“As giberelinas têm, como função, entre outras, a quebra da dormência de sementes (5) e de gemas.”] – VERDADEIRA
      * Ver trecho (“ …; interrompendo o período de latência das sementes, … ; induzindo a brotação de gemas; … “), contido em “I. GIBERELINAS”, acima.
      – ALTERNATIVA 4 4 [“As sementes em desenvolvimento (6) produzem auxinas, fitormônios que promovem o crescimento e a distensão celular.”] – VERDADEIRA
      * Ver trecho (“… A principal ação auxina é promover o crescimento da planta, determinando a distensão celular e, …”), contido em “IV. AUXINA”, acima.
      Um abraço
      Djalma Santos

  2. tem mensagem subliminar na questao 25 kkkkkkkkkkkk enfim gostei dos exercicios professor porem nao entendi a questao 7…pra mim eu marcaria letra B .

    • Prezado Ciro
      – Analisando o gráfico, podemos concluir que a raiz apresenta elevado crescimento em baixas concentrações de AIA (ver curva a esquerda) e baixo crescimento em elevadas concentrações (abaixo do zero, indicado na ordenada). O caule, por outro lado, exibe elevado crescimento em concentrações mais altas do que a necessária para o crescimento elevado da raiz (ver curva a direita). As concentrações de AIA que promovem máximo crescimento do caule inibem o crescimento da raiz (abaixo de zero, indicado na ordenada).
      ALTERNATIVA CORRETA: D
      (“As concentrações de AIA que estimulam o crescimento do caule têm efeito inibidor na raiz.”)
      Um abraço
      Djalma Santos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: