Publicado por: Djalma Santos | 18 de junho de 2011

Testes sobre evolução (3/5)

01. (UFV) No filme de ficção X-men é apresentado um grupo com diversos indivíduos mutantes que manifestam características especiais. Entretanto, na natureza, a ocorrência de uma eventual mutação vantajosa deve ser fixada na população para que tenha papel evolutivo. Considerando os princípios de genética e evolução, é incorreto afirmar que a ocorrência de mutações favorece a:

a) Diminuição da condição de Equilíbrio de Hardy-Weinberg.

b) Atuação dos mecanismos de Seleção Natural de Darwin.

c) Recombinação gênica decorrente da Primeira Lei de Mendel.

d) Explicação de variabilidade na Dupla-hélice de Watson e Crick.

02. (MACK) Durante a evolução, a colonização do ambiente terrestre exigiu várias adaptações. Dentre elas:

a) A presença de tubo digestório completo.

b) A maior produção de gametas.

c) A presença de pigmentos respiratórios no sangue.

d) A eliminação de ureia ou ácido úrico como excreta nitrogenado.

e) A presença de anexos epidérmicos como penas e pelos.

03. (UFJF) Em 2009, foram comemorados os 150 anos de nascimento de Charles Darwin e os 100 anos de lançamento de seu livro Origem das espécies. Sobre a teoria proposta por Darwin, é correto afirmar que:

a) As suas ideias foram comprovadas pelos experimentos com ervilhas realizados por Mendel.

b) Estipula que a principal força envolvida no processo evolutivo é a seleção natural.

c) Teve como principal mérito fornecer dados que dão suporte à lei do uso e desuso proposta por Lamarck.

d) Foi usada para justificar ideias defensoras de que a pureza das espécies era vantajosa para os seres vivos, como a eugenia.

e)Possibilitou a descrição da estrutura do DNA, informação central para entender o processo evolutivo.

04. (UEL)        RESPONDA ESTA QUESTÃO COM BASE NO TEXTO ABAIXO

Darwin, empolgado com as maravilhas da natureza tropical, em Salvador e no Rio, registrou: A viagem do Beagle foi sem dúvida o acontecimento mais importante de minha vida e determinou toda a minha carreira. As maravilhas das vegetações dos trópicos erguem-se hoje em minha lembrança de maneira mais vívida do que qualquer outra coisa.

(Adaptado de: MOREIRA, I. C. Darwin, Wallace e o Brasil. In Jornal da Ciência, Ano XXII, n. 625, p. 6, 11 jul. 2008.)

Com base no texto acima e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir:

I. A ideia de evolução não era nova, contudo, foi Darwin que estabeleceu cientificamente o princípio da seleção natural como fator responsável pela evolução dos organismos.

II. As conclusões expostas no livro A Origem das Espécies levaram ao aprimoramento dos estudos de Lamarck que embasavam a teoria da geração espontânea dos organismos.

III. Em sua viagem, Darwin observou a ocorrência de processos biológicos semelhantes em áreas geográficas e com seres vivos diferentes, o que colaborou para a elaboração da Teoria da Evolução pela seleção natural.

IV. A Teoria da Evolução pela seleção natural, conhecida por darwinismo, também foi desenvolvida por Alfred Wallace que, na mesma época, estudava o fenômeno evolutivo.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.

05. (FURG) Sabe-se que a teoria da evolução orgânica é apoiada por numerosas linhas de evidências. Abaixo são colocadas algumas afirmações que podem ou não apoiar a teoria da evolução orgânica.

I. Existência de um padrão fundamental similar na estrutura de sistemas e de órgãos (homologia), verificado pelo estudo comparado da anatomia.

II. As fases do desenvolvimento embrionário (ontogenia) repetem a sequência de mudanças evolutivas da espécie (filogenia).

III. As evidências fornecidas pelos fósseis são importantes no sentido de que esses descrevem, exatamente, as formas extintas de vida na sequência em que ocorreram.

IV. São de grande importância as evidências que surgem do estudo da distribuição geográfica de plantas e animais.

Com base nas afirmativas acima, podemos dizer que, apenas:

a) III e IV estão corretas.

b) I, III e IV estão corretas.

c) I e II estão corretas.

d) I, II, III e IV estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.

06. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo.

QUITOSANA

Uma tinta capaz de “curar-se” de marcas e arranhões está mais perto de se tornar realidade graças ao trabalho de cientistas da Universidade do Mississipi. Eles usaram moléculas de quitosana − que confere aos caranguejos e outros crustáceos a capacidade de autocura − para criar um revestimento para materiais capaz de se restaurar quando exposto à luz do sol. Arranhões foram reparados depois de 30 minutos. As moléculas customizadas foram adicionadas a um composto para vernizes chamado poliuretano, usado em diversos produtos como cortinas de tecido, asas de avião e brinquedos infantis.

(BBC Know Ledge)

A capacidade de autocura dos crustáceos, do ponto de vista darwinista, é resultado:

a) Das altas taxas de mortalidade de indivíduos que produzem quitosana.

b) De alterações no seu código genético que surgiram para aperfeiçoá-los.

c) Do uso intenso de quitosana, que causa o aperfeiçoamento dos animais.

d) Da maior taxa de reprodução dos indivíduos que apresentavam essa característica.

e) Das mutações que aconteceram para aumentar a taxa reprodutiva das espécies.

07. (FGV) Em entrevista aos meios de comunicação, o infectologista David Uip, à época diretor-executivo do INCOR, afirmou que, ao longo dos últimos séculos, as epidemias têm se tornado menos avassaladoras, ou seja, algumas doenças, apesar do alto potencial de transmissão, apresentam taxas de mortalidade menores que antigamente. Tal fato cogita o médico, deve-se à “esperteza” do vírus, adquirida ao longo das gerações. Essa propriedade do elemento viral – a sua esperteza – pode ser compreendida no contexto de um conceito biológico que é:

a) A mutação. Os vírus sofrem mutações específicas visando tornarem-se menos virulentos. Desse modo, propiciam quadros mais leves da doença, o que resulta em menor número de óbitos, além de permitir que proliferem por mais tempo.

b) A evolução. Os vírus evoluem visando tornarem-se menos virulentos. Desse modo, propiciam quadros mais leves da doença, o que resulta em menor número de óbitos, além de permitir que proliferem por mais tempo.

c) A seleção natural. As formas mais virulentas são eliminadas juntamente com seus hospedeiros e as formas que propiciam quadros mais leves da doença, o que resulta em menor número de óbitos, acabam por se proliferar por mais tempo.

d) A adaptação. Independentemente dos vírus, os hospedeiros se adaptam ao grau de virulência do agente patogênico, tornando-se mais resistentes à doença, o que resulta em menor número de óbitos e oportunidade para os vírus proliferarem por mais tempo.

e) A competição. As formas mais virulentas do agente patogênico, mais eficientes em provocar a doença, proliferam mais rapidamente que as formas menos virulentas. Desse modo, ao longo das gerações, aumentam em frequência na população de hospedeiros.

08. (FATEC-SP)   CHINA TEM FÓSSIL SÓ ENCONTRADO NO HEMISFÉRIO SUL.

Uma equipe dirigida por Nick Fraser, do Museu de Ciências Naturais da Escócia, descobriu na província de Liaoning, no norte da China, o fóssil de uma planta que era encontrada apenas no Hemisfério Sul. Os cientistas sempre acreditaram que havia uma clara distinção entre os tipos de vegetação presentes nos continentes dos dois hemisférios, mas essa descoberta contesta essa teoria. “Descobrimos um grupo de sementes nuas que se encontram frequentemente associadas a um dos fósseis de planta predominante no Hemisfério Sul”, explica Fraser, em um comunicado da instituição escocesa. “Em certo sentido, isto não deveria surpreender totalmente, porque no período triássico (de200 a250 milhões de anos atrás), todos os continentes estavam unidos e formavam um único continente chamado Pangea”, acrescenta o cientista.

(Adaptado de noticias.terra.com.br, Acessado em 15.09.2009)

08

De acordo com a notícia e com a árvore filogenética apresentadas, pode-se afirmar que a planta fóssil pertence a um grupo vegetal que surgiu há:

a) Mais de 750 maa.

b) Exatamente 750 maa.

c) 480 maa.

d) 400 maa.

e) 360 maa.

09. (UFPA)As pesquisas sobre a evolução dos seres vivos utilizamvárias ferramentas e/ou técnicas que tentam comprovarevidências da evolução. Sobre as diversas formas deestudar a evolução dos seres vivos, é correto afirmar:

a) Sequências gênicas não podem ser usadas como técnicas para encontrar um parentesco geral entre toda a vida existente.

b) Comparações de sequências de DNA permitem agrupar espécies, o que possibilita confirmar ou corrigir classificações taxonômicas.

c) Homologias fisiológicas e anatômicas são os únicos indícios utilizados para avaliar a evolução de grupos diversos.

d) Lentas alterações das condições ambientais e grande volume e rigidez do corpo são algumas condições que diminuem a chance de fossilização.

e) Comparando-se os registros fósseis com a biodiversidade atual, podemos dizer que hoje temos apenas uma fração do número de organismos que existiam anteriormente.

10. (UEPA) A viagem do jovem Charles Darwin ao arquipélago de Galápagos é um dos episódios mais conhecidos em toda história da ciência. Tartarugas gigantes que exibiam carapaças com formatos diferentes e aves que se distinguiam pelo formato de seus bicos, conforme a figura a seguir.

Fonte: David Quammen, National Geographic,  fevereiro/2009)

10

Com relação ao texto acima, é correto afirmar que:

a) A diversidade das aves se deve a um mecanismo de adaptação, em que as espécies apresentaram modificações sem transmissão de caracteres hereditários.

b) A árvore filogenética representada indica ancestralidade comum, a partir da qual se originaram apenas os comedores de insetos.

c) Cada tipo de bico era apropriado a uma dieta alimentar específica, ou seja, a variação fenotípica observada é produto da imutabilidade das espécies.

d) Nessa filogenia, observa-se ausência de parentesco entre os comedores de insetos e os comedores de cactos.

e) As diferentes espécies originadas são incapazes de se reproduzir entre si, não havendo, portanto, fluxo gênico entre elas.

11. (UDESC)Assinale a alternativa corretaquanto à evolução das espécies.

a) Wallace, em seus estudos, chegou às mesmas conclusões que Lamarck quanto à evolução e à seleção natural das espécies.

b) Segundo a teoria de Lamarck, a característica do pescoço longo das girafas era resultante da seleção natural.

c) Na teoria de Darwin as características resultantes de condições ambientais, como a atrofia muscular ou hipertrofia, podem ser transmitidas para os descendentes.

d) O neodarwinismo, ou teoria sintética da evolução, reinterpretou a teoria da evolução de Darwin que, além da genética e dos conhecimentos em hereditariedade, incluiu fatores fundamentais da evolução, da mutação gênica e da recombinação gênica.

e) A lei do uso e desuso e a lei da transmissão dos caracteres adquiridos foram estabelecidas por Darwin.

12. (UESPI) Joana vai ao médico se queixando de dor na garganta, e diz que os antibióticos que havia tomado não resolveram seu problema. Ao definir o diagnóstico, o médico relatou que a infecção era causada por uma bactéria resistente aos antibióticos ingeridos. Considerando seu conhecimento sobre a teoria da Seleção Natural proposta há cerca de 150 anos por Darwin e Wallace, leia as proposições abaixo.

1. O hábito da automedicação pode selecionar bactérias naturalmente resistentes a antibióticos presentes no corpo de Joana.

2. Mutações induzidas pela ação das drogas utilizadas são os principais agentes da seleção de bactérias resistentes a antibióticos.

3. Além dos antibióticos, bactérias responsáveis por uma infecção sofrem a pressão seletiva da resposta imunológica.

Está(ão) correta(s) apenas:

a) 1 e 2.

b) 2 e 3.

c) 1 e 3.

d) 1.

e) 2.

13. (UFPB) Acerca dos processos que levam à diversificação da vida, identifique o(s) que está(ao) corretamente definido(s):

I   II

0 0 – Clonagem é o processo de transformação gradual de uma espécie levando a uma adaptação evolutiva.

1  1 – Adaptação é o processo pelo qual uma espécie sofre sucessivas mudanças originando duas novas espécies.

2  2 – Especiação simpátrica é o processo que leva à formação de novas espécies sem que haja o isolamento geográfico.

3  3 – Especiação alopátrica é o processo que leva à formação de duas novas espécies pela separação geográfica.

4  4 – Isolamento reprodutivo pós-zigoto é o processo que leva ao surgimento de um híbrido, estéril ou não.

14. (UEMS)“As teorias de Charles Darwin revolucionaram nosso conhecimento do mundo e suas ideias assentaram as bases da sociedade e da ciência modernas, pois nos ajudaram a compreender melhor nosso lugar no meio natural”.

(Controvérsia blog, 29/01/09)

Com relação à evolução biológica, pode-se afirmar que acidentes naturais como montanhas e rios podem funcionar como barreiras geográficas separando populações que compartilhavam o mesmo espaço. Se essas populações se mantiverem isoladas por muito tempo, este tipo de evento pode levar a um processo conhecido como:

a) Especiação alopátrica.

b) Convergência adaptativa.

c) Fluxo gênico.

d) Especiação simpátrica.

e) Mutação adaptativa.

15. (MACK) Suponha a existência de dois tipos de uma mesma espécie de verme: um, que se reproduz assexuadamente, por brotamento, e outro, que é sexuado. Ambos vivem em um mesmo lago, também habitado por uma bactéria que provoca uma doença nesses vermes. A espécie assexuada é mais frequentemente atacada por essa bactéria. Após um período de seca, no qual a população desse verme foi drasticamente reduzida, observou-se que os indivíduos sexuados passaram a ser mais atacados pelas bactérias do que os assexuados. Considere as afirmações abaixo.

I. A reprodução sexuada, devido à variabilidade genética que ela proporciona, garantia uma maior resistência à infecção pela bactéria.

II. A diminuição da população de vermes no lago, em consequência da seca, resultou na diminuição dessa variabilidade genética, tornando a população mais vulnerável à infecção pelas bactérias.

III. Com a seca, os indivíduos assexuados se tornaram resistentes à infecção.

Assinale:

a) Se somente I e II forem corretas.

b) Se somente I for correta.

c) Se I, II e III forem corretas.

d) Se somente II e III forem corretas.

e) Se somente II for correta.

16. (UNIFAL-MG) O ano de 2009 tem um significado importante para a ciência, pois completou, em 12 de fevereiro, 200 anos do nascimento de Charles Darwin. Com relação à Teoria Evolucionista de Darwin, é incorreto afirmar:

a) A cada geração, os indivíduos que deixam descendentes são preferencialmente os que apresentam características que estão relacionadas com a adaptação às condições do ambiente onde vivem.

b) A cada geração morre um grande número de indivíduos, sendo que muitos deles não deixarão descendentes.

c) Os organismos atuais surgiram em decorrência de transformações sucessivas de formas primitivas e o desaparecimento de uma espécie ocorre em consequência de sua transformação em outra.

d) Os indivíduos mais adaptados sobrevivem e tendem a transmitir as características que estão relacionadas com essa maior adaptação.

17. (FUVEST) O diagrama abaixo é uma representação hipotética da evolução de algumas espécies de mamíferos carnívoros. Nesse diagrama, cada bifurcação (indicada por uma estrela) representa um tipo de organismo ancestral. Além disso, grupos de organismos ligados por uma única bifurcação são chamados de grupos irmãos, isto é, aqueles que apresentam maior proximidade evolutiva.

17

Com base nas informações e na figura apresentadas acima, assinale a resposta correta.

a) Todas as espécies de carnívoros possuem a mesma proximidade evolutiva.

b) Apesar da semelhança morfológica, cães e lobos não são grupos irmãos.

c) Panteras e gambás possuem a mesma proximidade evolutiva existente entre cães e lobos.

d) Cães e lontras pertencem a grupos irmãos, assim como panteras e gambás.

e) Gambás e lontras possuem a mesma proximidade evolutiva existente entre cães e lobos.

18. (UFPB) Nos diversos grupos animais e vegetais, algumas características morfológicas e fisiológicas sofreram, ao longo dos tempos, modificações que levaram a uma melhor adaptação desses grupos ao meio. Com base nessa afirmativa, identifique com C as tendências evolutivas corretas e com I, as incorretas:

(  ) Sistema cardiovascular aberto ao invés de fechado.

( ) Presença de elementos de vaso para condução de água ao invés de traqueídes.

(  ) Predominância da fase esporofítica ao invés da gametofítica.

(  ) Excreção de ureia ao invés de amônia.

(  ) Ectotermia ao invés de endotermia.

A sequêcia correta?

a) CICII.

b) IICIC.

c) CCIIC.

d) ICICI.

e) ICCCI.

19. (OBJETIVO-SP) A bactéria Streptococcus iniae afeta o cérebro de peixes, causando a “doença do peixe louco”. A partir de 1995, os criadores de trutas de Israel começaram a vacinar seus peixes. Apesar disso, em 1997, ocorreu uma epidemia causada por uma linhagem de bactérias resistentes à vacina. Os cientistas acreditam que essa linhagem surgiu por pressão evolutiva induzida pela vacina, o que quer dizer que a vacina:

a) Induziu mutações específicas nas bactérias, tornando-as resistentes ao medicamento.

b) Induziu mutações específicas nos peixes, tornando-os suscetíveis à infecção pela outra linhagem de bactérias.

c) Causou o enfraquecimento dos órgãos dos peixes, permitindo sua infecção pela outra linhagem de bactéria.

d) Levou ao desenvolvimento de anticorpos específicos que, ao se ligarem às bactérias, tornaram-nas mais agressivas.

e) Permitiu a proliferação de bactérias mutantes resistentes, ao impedir o desenvolvimento das bactérias da linhagem original.

20. (FUVEST) Sobre as diversas raças de cães, pode-se dizer que:

a) Pertencem todas a uma mesma espécie, originada pela hibridação de espécies ancestrais diferentes.
b) Há diferentes espécies originadas de uma mesma espécie ancestral.
c) Há três espécies diferentes que englobam, respectivamente, os cães de porte grande, médio e pequeno.
d) Há uma única espécie cuja diversificação em raças ocorreu pela seleção artificial.
e) Há categorias taxionômicas que ainda não estão definidas.

21. (OBJETIVO-SP) Indivíduos portadores do genótipo HAH sofrem uma mutação gênica no cromossomo 11 e expressam anemia falciforme ou siclemia. Sabendo-se que o continente africano possui alto índice de malária e que o Plasmodium malariae tem dificuldade de sobreviver nas hemácias de indivíduos portadores do genótipo HAH, analise a figura a seguir que representa uma população isolada, em um período de tempo, em uma determinada região africana que possui casos de malária.

21

Com base nas informações apresentadas, pode-se concluir que:

a) O aumento do número de indivíduos HAH está diretamente associado ao aparecimento de casos de malária.

b) A elevação do número de indivíduos HH está associada ao aparecimento de indivíduos HAH infectados.

c) Os genótipos HH e HAH estão igualmente adaptados ao longo do tempo.

d) A variação do meio, durante certo tempo, desfavorece os indivíduos HAH.

e) A seleção natural, nesse caso, prioriza os indivíduos HH.

22. (COC) As mariposas da espécie Biston betularia, frequentes na Inglaterra, existem sob duas formas: uma clara com leves manchas escuras e outra, uniformemente escura. Ambas são predadas por pássaros. Cruzamentos especiais mostraram que as formas melânicas diferem das claras em um gene e que a coloração escura é dominante sobre a clara, embora até algum tempo atrás a forma melânica fosse muito rara na natureza. A revolução industrial trouxe a fumaça e a fuligem, que mataram os liquens e enegreceram os troncos das árvores das áreas poluídas. Em consequência, os espécimes escuros da mariposa aumentaram em número em relação aos de cor clara. Esse fenômeno é chamado de melanismo industrial. Pesquisadores investigaram a questão libertando e recapturando mariposas claras e escuras, em áreas poluídas e não poluídas. O resultado obtido foi o seguinte:

CLARAS

ESCURAS

Birmingham

(poluída)

Libertadas

64

154

Recapturadas

16 (25%)

82 (53,2%)

Dorset Woods

(não poluída)

Libertadas

496

473

Recapturadas

62 (12,5%)

30 (6,3%)

Qual a melhor explicação para o resultado obtido pelos pesquisadores?

a) É mais fácil recapturar mariposas em Birmingham do queem Dorset Woods.

b) A fumaça e a fuligem provocam mutações no gene responsável pela coloração.

c) Em Birmingham, as mariposas escuras estão mais bem adaptadas do que as claras.

d) Mariposas claras vivem por mais tempo do que as mariposas escuras.

e)Em Dorset Woods, as mariposas claras são mais predadas do que as escuras.

23. (PUC-CAMPINAS) A figura abaixo é um cartoon sobre a origem das serpentes.

23

http://www.cartoonstock.com/directory/s/make.asp

De acordo com a teoria neodarwinista:

a) As pernas dos lagartos desapareceram porque não eram utilizadas.

b) Os ancestrais das serpentes eram lagartos com pernas.

c) Os descendentes de lagartos sem pernas são serpentes.

d) Os lagartos são menos evoluídos do que as serpentes.

e) Todos os descendentes dos lagartos tornaram-se serpentes.

24. (UFPB) As figuras abaixo representam alguns processos evolutivos.

24

Os fenômenos envolvidos nos processos evolutivos A, B, C e D correspondem, respectivamente, a:

a) Anagênese, irradiação adaptativa, convergência evolutiva, cladogênese.

b) Convergência evolutiva, anagênese, cladogênese, irradiação adaptativa.

c) Cladogênese, anagênese, convergência evolutiva, irradiação adaptativa.

d) Cladogênese, convergência evolutiva, irradiação adaptativa, anagênese.

e) Anagênese, convergência evolutiva, irradiação adaptativa, cladogênese.

25. (FUVEST)Na irradiação adaptativa, espécies de mesma origem evolutiva se diferenciam de acordo com os ambientes em que vivem adquirindo características bastante diversas. Já na convergência adaptativa, organismos de origens diferentes, que vivem no mesmo tipo de ambiente há muito tempo, acabam por se parecer. Observe as seguintes afirmações.

I. Baleias são mamíferos e tubarões são peixes. Ambos apresentam corpo adaptado à natação.

II. Algumas espécies de pássaros que habitam as Ilhas Galápagos provavelmente possuem um ancestral comum. No entanto, apresentam bicos muito distintos, adaptados a certos tipos de alimentos.

III. Muitas plantas que vivem no deserto, independentemente de sua origem, possuem caules carnosos e tecidos que armazenam água.

Irradiação e convergência adaptativas são exemplificadas pelas afirmações acima, conforme indicado em:

IRRADIAÇÃO

CONVERGÊNCIA

a

I

II e III

b

II

I e III

c

III

I e II

d

I e II

III

e

I e III

II

26. (URCA) Em 2009 foram comemorados os 150 anos da publicação do livro “A Origem das Espécies” de Charles Darwin. A teoria da evolução por seleção natural representou uma grande mudança no pensamento biológico, além de influenciar muitas outras áreas do conhecimento humano. Observe a figura abaixo e selecione a alternativa que explica o evento segundo a visão darwiniana.

26

a) Os sapos mais escuros (circulados), por algum motivo não determinado, tiveram desvantagem adaptativa e foram eliminados na geração seguinte.

b) Os sapos mais claros, por algum motivo não determinado, devem ter utilizado mais os nichos e por isso prevaleceram na geração seguinte.

c) Os sapos claros, por algum motivo não determinado, sobreviveram às modificações catastróficas do ambiente.

d) Os sapos mais escuros (circulados) devem constituir mutantes deletérios.

e) Os sapos claros devem constituir mutantes superiores em relação aos sapos escuros (circulados).

27. (UNIVASF) Os primeiros vertebrados que surgiram na Terra, provavelmente, eram animais marinhos, de pequeno porte, com as características dos cordados; não possuíam mandíbulas e foram por isso denominados Agnathas. Considerando o esquema evolutivo indicado abaixo, assinale a alternativa que indica os grupos onde, pela primeira vez, foi observada a respiração aérea na fase adulta e a ocorrência do anexo embrionário âmnio, respectivamente.

27

Estão corretas apenas:

a) 1 e 2.

b) 3 e 4.

c) 4 e 5.

d) 3 e 5.

e) 2 e 4.

28. (CEFET-MG) Em algumas regiões brasileiras, existem exemplares de Euphorbiaheterophylla, uma planta daninha bastante prejudicial à lavoura de soja e que pode ser resistente a herbicidas. Se, após alguns anos, não existir mais o fluxo de genes entre as plantas susceptíveis e resistentes a herbicidas dessa espécie, então ocorrerá:

a) Seleção natural.
b) Irradiação adaptativa.
c) Isolamento geográfico.
d) Recombinação gênica.
e) Isolamento reprodutivo.

29. (UNICENTRO) Para formar uma nova espécie é necessário que ocorra os seguintes acontecimentos:

29

A ordem correta destes acontecimentos é:

a) 1, 2, 3, 4.

b) 2, 3, 1, 4.

c) 4, 2, 3, 1.

d) 3, 1, 4, 2.

e) 4, 1, 3, 2.

30. (UFPA) O isolamento geográfico pode favorecer fatores que influenciam na formação de novas espécies, quando:

a) A população acumula, durante o isolamento, mutações que a torna diferente da original e a isola reprodutivamente.

b) Reduz o fluxo gênico e induz a formação de homozigotos recessivos e estéreis.

c) Induz a formação de híbridos hermafroditas.

d) Induz o cruzamento interespécies que permaneceram isoladas numa mesma área, criando raças geográficas híbridas.

e) Induz a autofecundação.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

C

D

B

E

B

D

C

E

B

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

D

C

FFVVV

A

A

C

E

E

E

D

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

A

C

B

E

B

A

B

E

B

A

Anúncios

Responses

  1. Professor Djalma, tenho uma duvida relativa a questão 11…
    No livro que estudo ele aponta que o Neodarwinismo não é sinônimo de Teoria sintética, porem a questão os trazem como sinônimo…qual é a verdade disso ?

    Obrigado.

    • Prezado Felipe
      VEJA, A SEGUIR , ALGUMAS CITAÇÕES RELACIONADAS COM O ASSUNTO.
      – Avancine e Favareto-vol.3-pag.166: “….. podem-se estabelecer os fundamentos da teoria sintética da evolução ou neodarwinismo….”
      – Sônia Lopes-vol.3-pag.231: “…….. em uma nova teoria evolutiva que ficou conhecida como teoria sintética da evolução, às vezes também chamada neodarwinismo….”
      – Amabis e Martho-vol.3-pag.207: “…… A teoria sintética é às vezes chamada de neodarwinismo, mas os dois termos não são sinônimos….”
      A grande maioria dos autores, em verdade, considera: “neodarwinismo ou teoria sintética da evolução”.
      Algumas citações nesta linha de pensamento:
      * “…… O neodarwinismo ou teoria sintética é a teoria atualmente aceita para explicar a evolução….”
      * “ …… O neodarwinismo também conhecido por teoria sintética da evolução, proposto em 1942 por Mayr, Simpson e Dobzhansky, reformulou o darwinismo à luz dos conhecimentos da genética…..”
      * “…… Acerca da evolução, a teoria que atualmente reúne maior consenso científico fundamenta-se no Darwinismo, com algumas reformulações, apoiadas nos recentes conhecimentos oriundos das descobertas da Genética, Paleontologia e Taxonomia – a teoria sintética da evolução ou neodarwinismo….”
      * “ ….. O resultado foi o aparecimento de uma teoria denominada teoria sintética da evolução também chamada neodarwinismo. O neodarwinismo é uma teoria que complementa a teoria de Darwin, pois explica a variabilidade intraespecífica que Darwin não soube explicar….”
      * “….. O neodarwinismo ou teoria sintética continua a ser a doutrina imperante…”
      * “ ….. Em 1942, as ideias originais de Darwin são combinadas com novos dados acerca da genética. O resultado originou a teoria sintética da evolução ou neodarwinismo. Esta teoria engloba duas ideias fundamentais: variabilidade genética e seleção natural….”
      * “…. A moderna teoria sintética, também conhecida como Neodarwinismo caracteriza quatro processos da evolução: mutação, recombinação genética, seleção natural e isolamento reprodutivo….. “
      – Em função do exposto, a comissão responsável pelo vestibular de 2010 da UDESC optou, provavelmente, por considerar: “neodarwinismo ou teoria sintética da evolução”.
      – De qualquer forma se você analisar mais detalhadamente a alternativa D concluirá que a citação “O neodarwinismo, ou teoria sintética da evolução,….” é apenas um apêndice. O objetivo da alternativa é, realmente, destacar os fatores fundamentais da evolução à luz da referida teoria.
      Boa sorte
      Djalma Santos

  2. Também fiquei em dúvida na afirmativa 2 da questao 5 e na questao 23…
    Obrigado pela atenção.

  3. Entendido professor….Também fiquei em dúvida na afirmativa 2 da questao 5 e na questao 23, o senhor poderia explicar ???
    Obrigado pela atenção.

    • Caro Felipe
      Com relação à alternativa II da questão 5 leia a citação abaixo:
      – Osvaldo Frota-Pessoa – Genética e evolução – pag.184
      “….. A lei da recapitulação contribuiu para que a teoria da evolução se popularizasse, pois, embora descrevesse as relações entre a filogenia e ontogenia de modo elegante, não o faz totalmente de acordo com a realidade, uma vez que a semelhança acontece apenas entre embriões e não entre embriões de uma espécie e adultos de outra “menos evoluída”, como queria Haeckel.”
      Com relação à questão lei a citação a seguir:
      “As serpentes surgiram pela primeira vez durante o cretáceo inferior, cerca de 100 a 130 milhões de anos atrás. No início, todas as espécies tinham um par de patas posterior e outro anterior, como existe nos lagartos, grupo ancestral das serpentes. Dessa forma, os ancestrais das serpentes são os lagartos, que foram perdendo os membros ao longo do percurso da evolução biológica. Atualmente, algumas serpentes possuem vestígios dos membros posteriores. Estes vestígios externos podem se apresentar sob a forma de esporões ou internamente por restos da cintura pélvica principalmente na família boidae.”
      Boa sorte
      Djalma Santos

      • Muito obrigado por demonstrar totall atençao professor, fico muito felz pela sua ajuda espontanea. Abraço.

  4. professor, estou em duvida na questao 7. Discordo do gabarito ser C, porque num poderia ser a D?

    • Prezado Anthony
      – Adaptação, entendida em nível de espécie, como está contida nesta questão, é o conjunto de características hereditárias que permite a sobrevivência e a reprodução de uma espécie a um determinado ambiente. Ela é, portanto, hereditária. A alternativa D: “… A adaptação. Independentemente dos vírus, os hospedeiros se adaptam ao grau de virulência do agente patogênico, tornando-se mais resistentes à doença, o que resulta em menor número de óbitos e oportunidade para os vírus proliferarem por mais tempo….”, não retrata uma hereditariedade. Ela está, dessa forma, incorreta. Esta alternativa se enquadra no conceito de adaptação em nível de indivíduo, que constitui um processo de ajustamento individual, no qual o organismo percebe as condições adversas do ambiente e se ajusta a elas, “… os hospedeiros se adaptam ao grau de virulência do agente patogênico tornando-se mais resistentes à doença,… ” como consta na alternativa.
      – O que houve foi, realmente, uma seleção natural como consta na alternativa C: “… A seleção natural. As formas mais virulentas são eliminadas juntamente com seus hospedeiros e as formas que propiciam quadros mais leves da doença, o que resulta em menor número de óbitos, acabam por se proliferar por mais tempo…”. Esta alternativa, que fala em proliferação se enquadra bem conceito de adaptação em nível de espécie.
      Um abraço
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: