Publicado por: Djalma Santos | 30 de julho de 2011

Testes de biotecnologia (4/5)

01. (UECE) Com relação aos produtos transgênicos, é correto afirmar que:

a) São organismos que possuem parte de sua informação genética proveniente de outro ser vivo.

b) Encontram-se representados por seres vivos que durante o processo de alimentação incorporam material genético dos organismos ingeridos.

c) São produtos indicados para pessoas com excesso de peso, pois apresentam número reduzido de calorias.

d) Devem ser evitados uma vez que, por apresentarem composição química modificada, não são produtos biodegradáveis.

02. (UEPG) A respeito de organismos geneticamente modificados ou transgênicos, assinale o que for correto.

I    II

0  0 – Os organismos transgênicos contêm muitos conservantes, o que impede a sua rápida deterioração.

1  1 – Podem ser feitas alterações mediante a introdução de DNA de indivíduos de uma espécieem outra. Amolécula de DNA associada ao novo trecho inserido é denominada DNA recombinante.

2  2 – Já existem formas transgênicas de todas as plantas.

3  3 – As características fenotípicas dos organismos transgênicos se alteram ao longo do seu ciclo vital.

4 4 – A utilização de enzimas DNA ligases permite manipular indivíduos geneticamente, alterando suas moléculas de DNA.

03. (UFC) Qualquer célula vegetal viva, que possua núcleo, adequadamente manipulada, poderá originar embriões, semelhantes aos embriões zigóticos, denominados de embriões somáticos. Dentre as várias possibilidades de utilização desses embriões somáticos está a produção de sementes artificiais. A técnica consiste na produção de cápsulas de gelatina que contenham o embrião e um hidrogel com substâncias orgânicas e inorgânicas. A principal função desse hidrogel seria:

a) Induzir mutações e inibir a germinação daquelas plantas com características indesejáveis.

b) Possibilitar a formação de um embrião com estrutura bipolar, ou seja, com parte aérea e raiz.

c) Hidratar o embrião somático, simulando as condições reais de umidade elevada de uma semente verdadeira.

d) Evitar que as plantas oriundas de embriões transgênicos polinizem outras plantas no ambiente onde as sementes serão lançadas.

e) Compensar a ausência de reservas nutritivas, que são acumuladas nos processos normais de desenvolvimento das sementes.

04. (UECE) Um dos assuntos polêmicos da atualidade é a produção de alimentos transgênicos como resultado da interferência humana na natureza. Sobre o referido tema podemos afirmar, corretamente, que:

a) A modificação de organismos através de técnicas de engenharia genética consiste na transferência de genes de uma espécie para outra.

b) Através das técnicas de engenharia genética os cientistas têm como único objetivo a criação de novas espécies que possam substituir as espécies, atualmente, comercializadas.

c) Organismos geneticamente modificados não podem transmitir os genes incorporados à sua prole.

d) A principal função da engenharia genética é a produção de transgênicos através da seleção e aprimoramento das espécies a partir do cruzamento entre organismos modificados.

05. (PUC-CAMPINAS)A identificação de genes responsáveis por diversas doenças, como a diabetes, por exemplo, pode possibilitar, no futuro, o uso da terapia gênica. Essa técnica tem por objetivo “corrigir o efeito da mutação”

a) Induzindo mutações nos genes responsáveis pela doença.

b) Inserindo cópias extras do alelo mutado.

c) Substituindo o alelo mutado ou adicionando uma cópia correta do alelo.

d) Produzindo proteínas funcionais em organismos de outra espécie.

e) Inibindo a expressão do gene mutado nas células secretoras da proteína.

06. (UFRGS) A associação entre bactérias e plantas é um fenômeno que permite, em última análise, a entrada do nitrogênio nos sistemas eucariontes, na forma de compostos nitrogenados. Isso é possível porque as bactérias fixam o nitrogênio, e os vegetais apresentam enzimas que usam esse nitrogênio para gerar um aminoácido chamado glutamato. Este, por transaminação dos grupamentos nitrogenados para cadeias carbonadas, produz outros aminoácidos. Se quiséssemos gerar uma planta que fosse ela mesma capaz de fixar o nitrogênio inorgânico e sintetizar compostos nitrogenados permanentemente sem a presença da bactéria, deveríamos agir de que maneira?

a) Inserir nas células das raízes das plantas os RNAs transportadores presentes nas bactérias e responsáveis pelo processo de fixação de nitrogênio.

b) Inserir nas células das raízes das plantas os genes responsáveis pelo processo de fixação de nitrogênio, presentes nas bactérias.

c) Inserir nas células das raízes das plantas os RNAs mensageiros, responsáveis por codificar as enzimas nas bactérias.

d) Inserir nas células das raízes das plantas as enzimas responsáveis pelo processo de fixação do nitrogênio nas bactérias.

e) Inserir nas células das raízes das plantas os RNAs ribossômicos, responsáveis pelo processo de fixação do nitrogênio nas bactérias.

07. (COVEST) Na Inglaterra, foram produzidas ovelhas com o gene humano responsável pela codificação de certa proteína, cuja ausência, no homem, causa deficiência hepática e suscetibilidade ao enfisema pulmonar. Essa proteína, quando obtida a partir do leite produzido por essas ovelhas, tem custo bem inferior à obtida a partir do sangue de pessoas normais, que é o processo usualmente utilizado, mas tem a mesma eficácia terapêutica para o tratamento de pessoas com a referida deficiência. As ovelhas assim produzidas são consideradas organismos:

a) Superdominantes.

b) Mutantes naturais.

c) Transgênicos.

d) Clones.

e) Translocados.

08. (PUC-SP) Encontram-se a seguir um esquema do embrião humano com aproximadamente 5 dias e um trecho sobre clonagem:

08

A clonagem terapêutica oferece a possibilidade de repor tecidos perdidos por acidente ou pelo passar dos anos e de tratar doenças neuromusculares, infartos, derrames cerebrais, Alzheimer e outras demências, cegueira, câncer e muitas outras.

  (VARELLA, Drauzio. “Clonagem Humana”. Folha de S. Paulo. 1 de maio de 2004)

Na clonagem terapêutica são utilizadas células-tronco, indicadas no esquema pelo número:

a) 1, capazes de se diferenciar em vários tipos de células.

b) 2, capazes de se diferenciar em vários tipos de células.

c) 1, com objetivo de gerar um novo ser.

d) 2, com o objetivo de gerar um novo ser.

e) 1, que têm capacidade limitada de diferenciação.

09. Qual das características a seguir é indesejável nos vetores de clonagem?

a) Fácil isolamento.

b) Controlar a sua própria replicação.

c) Pequena dimensão.

d) Elevado número de cópias.

e) Vulneráveis em vários locais e uma enzima de restrição.

10. (PUC-SP) Em um experimento de Engenharia Genética, alguns pesquisadores introduziram em células bacterianas uma sequência de DNA ativo, responsável pela produção de insulina humana. A síntese desse hormônio proteico no interior das bactérias é:

a) Possível, pois, excetuando-se a referida sequência de DNA, as bactérias apresentam os componentes necessários à síntese de proteínas.

b) Possível, se além do referido gene forem introduzidos ribossomos, componentes celulares ausentes em bactérias.

c) Impossível, pois o RNAm correspondente à insulina não seria transcrito.

d) Impossível, pois as bactérias não apresentam enzimas capazes de promover as ligações peptídicas encontradas na insulina.

e) Impossível, pois o DNA bacteriano seria destruído pelo DNA humano e as células perderiam a atividade.

11. (CESGRANRIO) “MEDICINA DO FUTURO RECRUTA VÍRUS “BONZINHOS” PARA VENCER CÂNCER E AIDS ATRAVÉS DE BATALHAS GENÉTICAS.” Utilizando vírus inofensivos como vetores de genes, cientistas estão colocando, nas células dos pacientes, o material genético que os médicos desejam.

                                       (Folha de São Paulo-dez/92).

Tal técnica é possível, pois, na célula hospedeira, o DNA do vírus:

a) Inativa as diferentes funções vitais.

b) Comanda a produção de proteínas.

c) Inibe a respiração celular.

d) Induz uma mensagem deletéria.

e) Estimula a duplicação do DNA celular.

12. (COVEST) A biotecnologia, embora praticada desde a antiguidade, ganhou, na atualidade, um grande impulso, ao abranger técnicas de manipulação genética, trazendo ótimas perspectivas tanto ao conhecimento científico quanto à sua aplicabilidade. Com relação a esse assunto, analise as proposições seguintes.

I    II

0  0 – Enzimas de restrição são produzidas por bactérias e fazem parte dos mecanismos de defesa desses organismos contra vírus; um DNA viral pode ser reduzido a pedaços e, assim, ser impedida a reprodução do vírus nas bactérias.

1  1 – As enzimas de restrição cortam a molécula de DNA em sítios-alvo específicos, resultando em fragmentos cujas “pontas” mostram-se apropriadas à inserção deles a um vetor cortado pela mesma enzima.

2   2 – Algumas bactérias possuem, além do “cromossomo”, moléculas menores e circulares de DNA, denominadas plasmídios, os quais são utilizáveis como vetores para o DNA que se quer transferir.

3  3 – A introdução de um fragmento de DNA exógeno, numa molécula de DNA de um organismo manipulado geneticamente, resultaem um DNArecombinante. A construção de um genótipo específico, pela adição de DNA exógeno, pode ter grande importância científica e comercial.

4  4 – Se um DNA recombinante é introduzido numa bactéria, as moléculas recombinantes podem ser multiplicadas, processo conhecido por clonagem gênica ou clonagem de DNA.

13. (PUC-PR) Em revistas e em jornais, são constantes e cada vez mais frequentes os noticiários sobre o uso de tecnologia transgênica com fim de obter proteínas de ação farmacológica ou mesmo proteínas terapêuticas humanas. A técnica de obtenção de organismos transgênicos produtores de proteínas humanas consiste em:

a) Remover artificialmente alguns nucleotídeos de uma molécula de DNA, alterando assim o código genético do organismo.

b) Retornar uma célula diferenciada ao estágio de indiferenciada, que gera um novo organismo por multiplicação.

c) Induzir célula somática, que porta a totalidade do genoma, a reativar os seus genes e gerar um novo ser.

d) Introdução de um ou mais genes interessantes de uma espécie em célula hospedeira, de maneira a integrar o material genético.

e) Métodos biotecnológicos de cruzamentos seletivos para obtenção de novas espécies.

14. (UFU) Na medicina moderna, drogas conhecidas como antissenso têm sido utilizadas com sucesso no bloqueio da expressão de genes indesejáveis. Essas drogas são, na realidade, sequências de nucleotídeos de RNA que têm complementaridade de bases com o RNAm. Esses nucleotídeos (antissenso), ligam-se ao RNAm, no citoplasma, impedindo a expressão gênica. Baseando-se na afirmativa anterior, marque a sequência correta da droga antisenso, para o seguinte gênico hipotético: ATATGCAGCAGTATG.

a) AUAUGCAGCAGUAUG.

b) ATATGCAGCAGTATG.

c) TATACGTCGTCATAC.

d) UAUACGUCGUCAUAC.

e) TATACGUGCUCATAC.

15. (UFCE) O seguinte experimento de clonagem foi realizado com uma planta herbácea. Uma pequena porção da folha foi colocada em tubo de ensaio, contendo meio de cultura apropriado e hormônios vegetais. Após um período de incubação, desenvolveu-se uma nova planta completa, com raiz, caule e folhas. Esse experimento confirma que:

a) A diferenciação celular ocorre sem regulação gênica.

b) Só ocorre diferenciação celular em células diploides.

c) O meio não influi sobre a diferenciação celular.

d) Células somáticas podem sofrer desdiferenciação.

e) A diferenciação celular é totalmente irreversível.

16. (UFMG) Analise estas figuras:

16

Considerando-se os processos de imunização representados, é incorreto afirmar que:

a) Os anticorpos são produzidos tanto em I quanto em II.

b) O código genético do patógeno é igual ao do camundongo.

c) O antígeno do patógeno é produzido pelo camundongo em I.

d) O mRNA do antígeno do patógeno é traduzido em II.

17. (UNESP) O filme GATTACA, direção de Andrew Niccol, EUA, 1997, apresenta uma sociedade na qual os indivíduos são identificados pelo seu DNA. Os personagens da estória não usam documento ou crachás para identificação e acesso a prédios e repartições; apenas encostam a ponta do dedo em um equipamento que recolhe uma gota de sangue e a identificação é feita com um teste de DNA. Na vida real e cotidiana, já se utilizam equipamentos para identificação que dispensam a apresentação dos documentos. Em portaria de alguns clubes, por exemplo, um aparelho acoplado ao computador faz a leitura de nossas impressões digitais, dispensando a apresentação da “carteirinha”. Considerando-se dois irmãos gêmeos e a eficácia dos dois equipamentos citados em diferenciá-los, indique a alternativa correta:

a) Ambos os equipamentos poderão diferenciá-los, mesmo que os irmãos sejam gêmeos monozigóticos.

b) Os equipamentos só poderão diferenciá-los se os irmãos forem gêmeos dizigóticos.

c) Se os irmãos forem gêmeos monozigóticos, apenas o equipamento do filme poderá diferenciá-los.

d) Se os irmãos forem gêmeos monozigóticos, apenas o equipamento do clube poderá diferenciá-los.

e) Nenhum dos equipamentos poderá diferenciá-los quer os irmãos sejam gêmeos dizigóticos ou monozigóticos.

18. (PUCCAMP) Os alimentos geneticamente modificados são uma realidade cotidiana. Há grãos transgênicos usados no preparo de bolachas, cereais, óleo de soja, pães, massas, maionese, mostarda e papinhas para crianças.

          (“Veja”, ed. 1886, ano 36. n. 43. São Paulo: Abril. p. 100)

Foram feitas as seguintes afirmações sobre organismos geneticamente modificados:

I. Um transgênico possui em seu genoma um ou mais genes provenientes de outra espécie.

II. É possível que haja polinização entre uma planta transgênica com outras de uma mesma espécie, não transgênicas.

III. O processo de inserção de genes de uma espécie em outra é realizado com a ajuda de enzimas de restrição.

Está correto o que se afirma em:

a) I, somente.

b) II, somente.

c) I e II, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

19. (UFPI) A Biotecnologia é a utilização de células microbianas, plantas e animais para produzir materiais úteis às pessoas. Esses produtos incluem alimentos, remédios e químicos. A produção de insulina por bactérias em substituição a que era obtida dos pâncreas de vaca e de porco tornou possível o uso difundido do hormônio humano por diabéticos, devido ao uso das tecnologias do DNA recombinante em que:

a) O DNA de humanos foi introduzido na bactéria por meios mecânicos.

b) Um gene eucariótico da insulina foi inserido em bactéria por meio de vetores de expressão.

c) O RNA anti-senso e as ribozimas foram usados para expressar o gene da insulina em bactérias.

d) O gene da insulina presente na bactéria foi ativado por recombinação.

e) O uso da transcriptase reversa induziu a produção do gene da insulina na bactéria.

20. (UNIFOR) Considere os seguintes processos usados para obtenção de organismos:

I. Substituir o núcleo de um óvulo pelo núcleo de uma célula diploide do mesmo animal e implantar esse óvulo no útero do animal para que se desenvolva.

II. Obter estacas de um vegetal e plantá-las para que enraízem e formem novas plantas.

III. Semear os grãos de milho para obter novos pés da planta.

Constitui clonagem o que se faz somente em:

a) I.

b) II.

c) I e II.

d) II e III.

e) I, II e III.

21. (UNESP) Considere as cinco situações seguintes.

I. Formação de vários embriões a partir de um único zigoto.

II. O gameta feminino (óvulo) de certos animais se desenvolve formando um novo indivíduo, sem que tenha sido fecundado.

III. Óvulos distintos são fecundados por espermatozoides também distintos, originando zigotos igualmente distintos.

IV. Concepção de um organismo a partir da fusão de um óvulo não fecundado, do qual se retirou o núcleo celular, com o núcleo de uma célula somática retirada de um animal que se deseja copiar.

V. Uma muda de violeta formada a partir de uma única folha que tenha sido destacada de outra planta e plantada em solo úmido e bem-adubado.

Tomando-se como referência a definição genética de clone e considerando as situações descritas, podemos dizer que são processos de clonagem:

a) I, apenas.

b) I e II, apenas.

c) I, IV e V, apenas.

d) I, II, III e IV, apenas.

e) I, II, III, IV e V.

22. (UFPA) No século XIX, Schleiden e Schwann postularam que todos os organismos são constituídos por uma ou mais células. Posteriormente ficou comprovado que toda célula provém de outra preexistente e, consequentemente, todo ser vivo advém também de outro preexistente. Ainda nas últimas décadas essas teorias continuam sendo reafirmadas por fatos científicos como:

a) A clonagem da ovelha Dolly e a utilização de células-tronco na regeneração de tecidos e órgãos.

b) O Projeto Genoma Humano e o desenvolvimento da técnica de fertilização in vitro.

c) A descoberta do príon como causador da doença da vaca louca e a produção de organismos transgênicos.

d) O Projeto Genoma Humano e a utilização de células-tronco na regeneração de tecidos e órgãos.

e) A clonagem da ovelha Dolly e o domínio da técnica de transplante de órgãos.

23. (PUC-RJ) Dentre as opções a seguir, qual apresenta a afirmativa correta com relação aos elementos transgênicos?

a) Eles mudam suas características fenotípicas ao longo de seu ciclo de vida.

b) Eles possuem parte da informação genética de outro ser vivo.

c) Eles contêm muitos conservantes que impedem sua rápida deterioração.

d) Eles passam parte de seu genoma para o indivíduo que os ingere.

e) Eles possuem menos calorias que os naturais.

24. (UFC)                            LEIA O TEXTO A SEGUIR:

“Cientistas brasileiros e chineses publicaram recentemente a análise dos genes ativos (derivados do mRNA) das duas principais espécies do parasita Schistosoma (S. mansoni e S. japonicum). (…) Esses genes podem ser colocados em bactérias, para que eles produzam uma cópia da proteína do parasita. Essa proteína é então isolada da bactéria, purificada e inoculada  em cobaias. Posteriormente, as cobaias serão expostas ao Schistosoma vivo, quando se confirma se a vacina realmente ativou o sistema de defesa do organismo das cobaias.”

                    (Scientific American Brasil, Setembro de 2004)

Indique a alternativa correta acerca do tema abordado no texto.

NOME DO PROCESSO DE INTRODUÇÃO DE GENES DO PARASITA NAS BACTÉRIAS

ANTÍGENO DA VACINA ASSIM PRODUZIDA

a) Transgenia Proteína codificada nos genes inoculados
b) Conjugação Bactérias isoladas com os genes do Schistosoma
c) Clonagem mRNA isolado da bactéria modificada
d) Transgenia mRNA do Schistosoma  responsáveis pelos genes ativos
e) Colagem DNA do Schistosoma com os genes ativos

25. (UFG) Os avanços na área da biotecnologia permitiram melhores condições de assistência à saúde humana e animal, especialmente no que se refere à produção de antibióticos, vacinas, hormônios e outros insumos terapêuticos. Na fase laboratorial, o método de produção do hormônio do crescimento envolve diretamente:

a) O sequenciamento de DNA.

b) A clonagem de células.

c) O DNA recombinante.

d) A hibridização de DNA.

e) A sonda de DNA.

26. (FMJ) Alba é uma doce coelhinha branca, nasceu na Franca, em abril, e vive num centro de pesquisas em Jouy-em-Josas, Avignon. Branca? Não exatamente. Jogue-se uma luz azul sobre ela que ela fica verde. É fluorescente. A coelhinha é transgênica. Foi geneticamente modificada pela equipe do biólogo francês Louis-Marie Houbedine sob encomenda, recebendo um trecho de código genético de medusa que produz esse efeito. Por trás da encomenda está um professor da Escola do Art Institute of Chicago, EUA, o brasileiro Eduardo Kac. Com Alba, Kac quer levantar questões e incentivar o debate. Que é diferença? Que é linguagem?  A obra de arte, para ele, não é a coelhinha, mas a relação de sua família com ela. O nome, aliás, foi escolhido em conjunto com Ruth, sua mulher, e Miriam, sua filha. Excêntrico? Talvez. Polêmico com certeza. Alba foi proibida de deixar o centro de pesquisas. Alega-se que Kac não teria condições de criá-la. Kac, 38, é professor de Chicago, carioca, formado em comunicação pela PUC-Rio e cria do Instituto de Artes Visuais do Parque Lage – centro onde nasceu a Geração 80.

        (http://www.ekac.org/doria.html – acessado em 02/10/04)

Para a produção de Alba, foi necessário inserir o gene de medusa:

a) Nos gametas de Alba.

b) Em todas as células de Alba.

c) Nas células do pelo de Alba.

d) No zigoto que originou Alba.

e) Em cada célula da epiderme de Alba.

27. (PUC-SP) Em 1997, um grupo de pesquisadores divulgou ao mundo a ovelha Dolly, obtido por meio da técnica de clonagem. Esses pesquisadores retiraram o núcleo da célula de uma ovelha (A) e o implantaram num óvulo colhido de uma outra ovelha (B), do qual o núcleo fora previamente removido. Esse óvulo fora posteriormente implantado no útero de uma terceira ovelha (C), originando Dolly. A partir dos dados envolvidos no experimento realizado pelos pesquisadores, pode-se prever que Dolly apresente:

a) Constituição cromossômica da ovelha A e DNA mitocondrial da ovelha B.

b) Constituição cromossômica e DNA mitocondrial da ovelha A.

c) Constituição cromossômica e DNA mitocondrial da ovelha B.

d) Constituição cromossômica da ovelha A e DNA mitocondrial da ovelha C.

e) Constituição cromossômica e DNA mitocondrial correspondente a uma mistura das três ovelhas.

28. (PUC-MG) Numa determinada pesquisa científica, um vírus de resfriado, modificado geneticamente para invadir células cancerosas, foi capaz de eliminar tumores inoperáveisem camundongos. A preocupação, contudo, é que o vírus possa se espalhar e causar outros cânceres. Os pesquisadores usaram uma linhagem geneticamente alterada de um adenovírus, que causa resfriado comum. É o vírus favorito dos cientistas que trabalham com terapia gênica. Eles o enfraqueceram a ponto de torná-lo incapaz de infectar células saudáveis, então adicionaram a ele uma “chave genética” para penetrar nas células do tumor. É correto afirmar que a “chave genética” é:

a) Uma proteína inserida nos adenovírus que impede que eles causem resfriado.

b) Um gene determinante de proteína para a superfície do vírus.

c) Uma proteína tumoral produzida por gene implantado na superfície viral.

d) Uma proteína introduzida no núcleo viral e capaz de destruir o genoma de célula tumorais.

29. (FUVEST) Uma maneira de se obter um clone de ovelha é transferir o núcleo de uma célula somática de uma ovelha adulta A para um óvulo de uma outra ovelha B do qual foi previamente eliminado o núcleo. O embrião resultante é implantado no útero de uma terceira ovelha C, onde origina um novo indivíduo. Acerca do material genético desse novo indivíduo, pode-se afirmar que:

a) O DNA nuclear e o mitocondrial são iguais aos da ovelha A.

b) O DNA nuclear e o mitocondrial são iguais aos da ovelha B.

c) O DNA nuclear e o mitocondrial são iguais aos da ovelha C.

d) O DNA nuclear é igual ao da ovelha A, mas o DNA mitocondrial é igual ao da ovelha B.

e) O DNA nuclear é igual ao da ovelha A, mas o DNA mitocondrial é igual ao da ovelha C.

30. (PUC-CAMPINAS) Considere as afirmações abaixo referentes a um tipo de proteína, as enzimas de restrição, cuja utilização é fundamental na Engenharia Genética.

I. Enzimas de restrição são as ferramentas de corte para a construção de DNA recombinante em tubo de ensaio.

II. As enzimas de restrição podem ser encontradas no interior de qualquer célula viva.

III. Cada tipo de enzima de restrição reconhece e corta regiões do DNA com sequência específica de bases.

IV. As enzimas de restrição detectam na célula sequências que determinam as extremidades dos genes.

É correto o que se afirma somente em:

a) I e III.

b) II e IV.

c) I, II e III.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

31. (UFPI) A grande promessa para o tratamento de doenças graves, como problemas cardíacos, câncer, doenças auto-imunes e disfunções neurológicas, são os transplante de células-tronco. Sobre este tema, analise as afirmativas a seguir:

I. As células-tronco (ou primitivas) podem sofrer diferenciação, apresentando a capacidade de transformar-se em todo tipo celular, já que trazem dentro de si os comandos genéticos necessários para esta especialização.

II. As células do cordão umbilical são excelentes células-tronco, porém só podem ser usadas como tal, exclusivamente, no próprio doador.

III. Para os transplantes de células-tronco são necessárias, como matéria-prima, células de embriões no estágio da organogênese, quando os tecidos já estão completamente definidos.

IV. Mesmo após o desenvolvimento embrionário concluído, algumas células do corpo continuam como células-tronco, incrustadas em diversas regiões do organismo.

Indique a alternativa correta:

a) Somente I e IV são verdadeiras.

b) Somente I, II e III são verdadeiras.

c) Somente II, III e IV são verdadeiras.

d) Somente I e III são verdadeiras.

e) Somente II e III são verdadeiras.

32. (UPE) A biotecnologia e as pesquisas de células-tronco surgem como uma esperança no tratamento de doenças que não respondem às terapias tradicionais. Pacientes brasileiros já estão sendo beneficiados com sucesso, através do uso de células-tronco no combate a doenças cardiovasculares. Analise as afirmativas abaixo que apóiam cientificamente essa abordagem e conclua.

I    II

0  0 – As células-tronco capazes de originar qualquer tipo de célula do corpo são chamadas totipotentes.

1  1 – Apesar de todas as células derivarem de uma única célula-tronco, o zigoto, os tecidos do nosso organismo, como os que formam o coração, possuem funções específicas devido às diferenciações celulares.

2  2 – O coração surge, na fase de gástrula, de um grupo de células-tronco embrionárias a partir do folheto endoderma.

3 3 – Ao serem introduzidas células-tronco no coração, passamos a ter um caso de órgão transgênico.

4  4 – As células musculares cardíacas são envolvidas externa e internamente por uma camada de tecido conjuntivo, denominada, respectivamente, de epimísio e de perimísio, e que consiste em fonte de células-tronco embrionárias para o coração.

33. (UFF) Ao se injetar o núcleo de uma célula diferenciada de uma rã em um ovo de outra rã, não fertilizado e cujo núcleo tenha sido removido, ocorrerá:

a) A morte da célula ovo, uma vez que o núcleo injetado proveniente da célula diferenciada contém DNA cuja composição de bases nitrogenadas é diferente da célula ovo.

b) A morte da célula ovo, uma vez que o núcleo injetado não contém determinados genes, removidos durante a diferenciação.

c) A formação de um clone de células não diferenciadas, uma vez que o núcleo injetado não possui alguns genes, removidos durante a diferenciação.

d) A formação de um girino normal a partir do ovo, uma vez que o núcleo injetado contém toda a informação (DNA) necessária à formação do girino.

e) A expulsão do núcleo injetado por meio de exocitose realizada pela célula-ovo.

34. (PUC-SP) A tira de quadrinhos a seguir faz referência à manipulação de genes em laboratório.

34

Se esse tipo de experimento realmente fosse concretizado, poder-se-ia afirmar que

a) O elefante e o vaga-lume são organismos transgênicos.

b) Apenas o vaga-lume é um organismo transgênico.

c) Uma sequência de RNA do vaga-lume foi transferida para células do elefante.

d) O gene do vaga-lume controlou a produção de RNA e de proteína no interior das células do elefante.

e) Uma sequência de DNA do elefante sofreu mutação devido à introdução do gene do vaga-lume em células daquele mamífero.

35. (UERJ) A enzima EPSP-sintase, presente em praticamente todos os vegetais, é modificada na soja transgênica, tornando-a resistente à inibição pelo herbicida glifosato. Assim, o tratamento com esse herbicida não prejudica o desenvolvimento de culturas de soja transgênica, mas evita o crescimento de outros vegetais indesejáveis. Num estudo para a identificação da variedade transgênica de soja, foi medida, nas mesmas condições experimentais, a atividade da EPSP-sintase em extratos de folhas de diferentes tipos desse vegetal, em presença ou ausência de glifosato. As atividades da enzima nesses extratos, na ausência do inibidor, apresentaram o mesmo valor. Observe o gráfico abaixo.

35

A curva que corresponde à razão entre as atividades de uma enzima da variedade transgênica e as atividades dessa mesma enzima da soja comum é a indicada pela seguinte letra:

a) W.

b) X.

c) Y.

d) Z.

36. (UEL) Alguns tecidos do organismo humano adulto se regeneram constantemente por meio de um processo complexo e finamente regulado. Isso acontece com a pele, com os epitélios intestinais e especialmente com o sangue, que tem suas células destruídas e renovadas constantemente, como mostra o esquema a seguir:

36

Baseado nas informações anteriores e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir.

I. Células-tronco hematopoéticas apresentam potencial para diferenciar-se em qualquer célula do sangue e também gerar outras células-tronco.

II. A hematopoese resulta da diferenciação e da proliferação simultânea de células-tronco que, à medida que se diferenciam, vão reduzindo sua potencialidade.

III. As diferentes linhagens hematopoéticas geradas no sistema apresentam altas taxas de proliferação.

IV. Existe um aumento gradual da capacidade de auto-renovação das células durante este processo.

A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:

a) I e II.

b) I e IV.

c) III e IV.

d) I, II e III.

e) II, III, IV.

37. (PUC-MG) Nos últimos dez anos, o sequenciamento do DNA revolucionou a ciência e gerou novos conhecimentos sobre seres procariotos e eucariotos, inclusive permitiu o estabelecimento de comparações genômicas com o intuito de analisar quais genes são típicos de um organismo e quais foram perdidos no processo evolutivo. Em um laboratório, realizou-se um experimento com a bactéria Mycoplasma genitalium, que possui apenas 470 genes, com o intuito de verificar se todos esses genes eram essenciais para a sobrevivência dessa espécie.

37

Sobre esse experimento, foram feitas algumas afirmações.

I. Quando um transposon é inserido aleatoriamente dentro de um gene, é capaz de inativá-lo.

II. No experimento I, o crescimento demonstra que o gene A não é essencial.

III. No experimento II, a ausência de crescimento significa que o gene B é essencial.

IV. Se cada gene pode ser inativado por mutação, o genoma mínimo essencial pode ser determinado.

V. A bactéria M. genitalium sobrevive sem utilizar alguns de seus genes.

São afirmações corretas:

a) I, II, III, IV e V.

b) I, II, IV e V, apenas.

c) II, IV e V, apenas.

d) I e III, apenas.

38. (PUC-MG) Tradicionalmente, os tomates são colhidos ainda verdes para que sua firmeza seja mantida no transporte. Antes de chegarem às prateleiras, os tomates são pulverizados com etileno para acelerar o amadurecimento e torná-los vermelhos. O tomate Flavr Savr foi desenvolvido pela empresa de biotecnologia Calgene para amadurecer no pé, mantendo a firmeza de sua pele. Dessa forma, o tomate pode ser transportado já maduro e apresenta um maior tempo de prateleira. Os pesquisadores utilizaram a metodologia antissense (veja o quadro a seguir) para diminuir os níveis da enzima poligalacturonase, cuja expressão gênica é induzida pelo etileno. Essa enzima promove a hidrólise de componentes da parede celular, o que compromete a firmeza dos frutos.

38

Assinale a alternativa incorreta.

a) Essa metodologia visa reduzir os níveis de etileno nos frutos evitando seu amadurecimento.

b) O RNAm do gene antissense é capaz de parear com o RNAm da poligalacturonase, impedindo sua expressão.

c) O maior tempo de prateleira a que o texto se refere se deve aos baixos níveis da enzima poligalacturonase.

d) A tecnologia antissense para genes necessários à síntese do etileno poderia ser utilizada para se evitar o amadurecimento de frutos.

39. (UFG) As células-tronco são capazes de originar vários tipos de tecidos, representando importante avanço no tratamento de doenças, pois, ao serem:

a) Produzidas pela hipófise, glândula produtora do FSH, especializam-se na maturação de óvulos em mulheres com disfunção reprodutiva.

b) Produzidas pelas ilhotas do pâncreas, levam o indivíduo a secretar insulina, controlando o diabetis mellitus.

c) Retiradas da medula óssea, dão origem a novas células sanguíneas utilizadas no tratamento de leucemia do próprio doador, sem risco de rejeição.

d) Obtidas a partir de fibra conjuntiva adulta, dão origem a novas células nervosas, minimizando os efeitos das doenças decorrentes de acidente vascular cerebral.

e) Retiradas da zona pelúcida de embriões, dão origem a novas células cardíacas que substituirão a cicatriz decorrente de infarto do miocárdio.

40. (UERJ) Se retirarmos o núcleo de uma célula-ovo de rã e o substituirmos por outro núcleo diploide de uma célula de tecido epitelial normal de rã já adulta, a nova célula-ovo assim formada será capaz de produzir outra rã normal. Dentre as alternativas a seguir, a que apresenta a melhor explicação sobre o que ocorre neste caso, em relação à sequência funcional do DNA da célula diploide doadora, é:

a) Foi integralmente inativada.

b) Foi integralmente mantida ativa.

c) Expressou-se como na célula epitelial.

d) Expressou-se como na célula germinativa.

 GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

A

FVFFV

E

A

C

B

C

B

E

A

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

B

VVVVV

D

A

D

C

D

E

B

C

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

C

A

B

A

C

D

A

B

D

A

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

VVFFF

D

D

A

A

A

A

C

B

Anúncios

Responses

  1. ola prof…..OBRIGADA PELAS QUESTOES…ADORO ESSE BLOG….POR QUE NAO TEM O TOPICO VIRUS E BACTERIAS….ACHEI ALGUMAS EM BIOTECNOLOGIA……GRATA PAZ E LUZ

  2. Olá, gostaria que você justificasse a 11, obrigada, adoro seu site!

    • 11. (CESGRANRIO) “MEDICINA DO FUTURO RECRUTA VÍRUS “BONZINHOS” PARA VENCER CÂNCER E AIDS ATRAVÉS DE BATALHAS GENÉTICAS.” Utilizando vírus inofensivos como vetores de genes, cientistas estão colocando, nas células dos pacientes, o material genético que os médicos desejam.
      (Folha de São Paulo-dez/92).
      Tal técnica é possível, pois, na célula hospedeira, o DNA do vírus:
      a) Inativa as diferentes funções vitais.
      b) Comanda a produção de proteínas.
      c) Inibe a respiração celular.
      d) Induz uma mensagem deletéria.
      e) Estimula a duplicação do DNA celular.
      – ALTERNATIVA CORRETA: B
      (“Comanda a produção de proteínas.”)
      Prezada Yasmim
      Os vírus não têm a capacidade de se reproduzir fora das células, fazendo-o apenas no interior dessas unidades biológicas. Por esta razão, eles são considerados parasitas intracelulares obrigatórios. No interior das células, o DNA do vírus utiliza a maquinaria celular, inclusive enzimas diversas, para replicação desse material genético. Usando ainda, outros elementos celulares, como ribossomas, aminoácidos e nucleotídeos, entre outros, o DNA viral comanda a produção de proteínas, fundamental, juntamente com o material genético (DNA), para a propagação viral.
      Um forte abraço
      Djalma Santos

  3. olá, gostaria de uma explicação para a questão 35, se possível.
    grata desde já!

    • Prezada Jéssica
      Veja abaixo a explicação que você solicitou
      – Atente para o que é solicitado (“A curva que corresponde à razão entre as atividades de uma enzima da variedade transgênica e as atividades dessa mesma enzima da soja comum …”). Essa solicitação se refere a uma razão, logo teremos: numerador/denominador.
      * O herbicida glicofosato não inibe a ação da enzima EPSP-sintase na variedade transgênica (numerador da razão), mas inibe a ação da enzima na variedade comum (denominador da razão). Dessa forma, aumentando a concentração de glicofosato, o numerador permanece constante (“… , o tratamento com esse herbicida não prejudica o desenvolvimento de culturas de soja transgênica … “) e o denominador diminui (“… . mas evita o crescimento de outros vegetais …”), aumentando a razão.
      * A única curva compatível é a W (resposta A)
      Um abraço
      Djalma Santos

      • excelente! muitíssimo obrigada.

  4. Olá, professor

    Gostaria de saber a justificativa da questão 14. Na minha resolução achei a letra “D”.
    Muito obrigada desde já!

    • Prezada Natália
      A resposta D (“UAUACGUCGUCAUAC.”) seria correta se a questão solicitasse o RNAm. Observe que ela solicita o RNA antissenso (“ , … marque a sequência correta da droga antissenso, para o seguinte gênico hipotético: ATATGCAGCAGTATG.“). Neste caso, a resposta correta é A (“AUAUGCAGCAGUAUG.”). Veja RNA ANTISSENSO, matéria publicada neste blog no dia 03.08.2012.
      Um forte abraço.

  5. Olá, gostaria que você justificasse a questão 8, por favor. As células trofoblasto não são células tronco?
    Obrigada mais uma vez!

    • Prezada Ana Luiza
      ALTERNATIVA CORRETA: B (“2, capazes de se diferenciar em vários tipos de células.”).
      – A clonagem terapêutica tem por finalidade a geração ou reposição de tecidos. Nesse processo podem ser utilizadas as células da massa celular interna do blastocisto humano, indicadas em 2, capazes de se diferenciar em vários tipos celulares, como consta na alternativa B.
      Um abraço
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: