Publicado por: Djalma Santos | 7 de novembro de 2012

Testes de bioenergética

01. (UNICENTRO) A partir da análise da ilustração abaixo e com base nos conhecimentos sobre o processo de respiração celular, é correto afirmar:

01

a) I corresponde ao espaço intermembranas, local onde ocorre a transformação da glicose em duas moléculas de ácido pirúvico, com lucro líquido de duas moléculas de ATP para a célula.

b) II corresponde à membrana mitocondrial interna, local onde o ácido pirúvico ganha hidrogênios e CO2 e se combina com a coenzima A, transformando-se em acetil-CoA.

c) III corresponde à matriz mitocondrial onde a acetil-CoA penetra no ciclo de Krebs, no qual, após várias reações catalisadas por diferentes enzimas, é gerado um lucro de ATP e as moléculas de NADH2 e FADH2 são oxidadas em NAD e FAD.

d) IV corresponde à membrana mitocondrial interna, onde ocorre o processo de oxidação da molécula de glicose e a redução das moléculas de NAD e FAD, permitindo, posteriormente, a transformação do ácido pirúvico em acetil-CoA com gasto de ATP.

e) V corresponde às cristas mitocondriais, local onde o NADH2 cede hidrogênio a uma cadeia de aceptores intermediários, até chegar ao aceptor final, o oxigênio, formando água e liberando energia durante todo o processo para produção de ATP.

02. (UFTM) O gráfico ilustra o espectro de absorção da luz pelas clorofilas a e b, em diferentes comprimentos de onda. Elas são duas das principais clorofilas presentes nos eucariontes fotossintetizantes.

02

Suponha que três plantas (I, II e III) da mesma espécie ficaram expostas diariamente aos comprimentos de onda 460 nm, 550 nm e 660 nm por um mês, respectivamente. É possível supor que:

a) Todas sucumbiram depois desse período, devido à falta de reservas orgânicas.

b) Apenas a planta II conseguiu sintetizar matéria orgânica suficiente para crescer.

c) As plantas I e III conseguiram sintetizar matéria orgânica suficiente para crescerem.

d) Todas permaneceram no seu ponto de compensação fótico durante esse período.

e) A planta II respirou e as outras realizaram somente a fotossíntese para crescer.

03. (UFPB) As equações, abaixo, representam,  respectivamente, os processos de fotossíntese e respiração.

03

Com relação a esses processos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s)

I    II

0    0  – A taxa respiratória aumenta com a elevação da intensidade luminosa.

1  1 – O ponto de saturação luminosa é atingido quando, mesmo com o aumento da luminosidade, não ocorre mais aumento na taxa fotossintética.

2  2 – A taxa de fotossíntese, quando a planta encontra-se em condições ideais de luminosidade e de concentração de CO2, diminui, via de regra, a partir de temperaturas superiores a 35ºC.

3  3 – O ponto de compensação fótica atinge valores mais altos quando a planta consome, através da respiração, todo açúcar e CO2produzidos durante a fotossíntese.

4  4 – Os estômatos, responsáveis pelas trocas gasosas e fundamentais para o processo de fotossíntese, fecham-se quando ocorrem altas taxas de CO2 em suas células-guardas.

04. (UFSCar) No gráfico, estão representadas as taxas de fotossíntese e respiração de uma determinada planta, quando submetida a diferentes intensidades luminosas.

04

A partir do ponto A, com o aumento da intensidade luminosa pode-se dizer que a planta está:

a) Produzindo e consumindo o mesmo volume de CO2.

b) Produzindo e consumindo matéria orgânica em iguais quantidades.

c) Aumentando a taxa de respiração e produção de CO2.

d) Diminuindo a taxa de fotossíntese e reduzindo a produção de CO2.

e) Produzindo mais matéria orgânica do que consumindo.

05. (FATEC) Os esquemas, a seguir, evidenciam três maneiras diferentes através das quais a glicose pode ser utilizada como fonte de energia necessária à manutenção da vida.

05

Assinale a alternativa correta sobre esses esquemas.

a) Os esquemas 1 e 3 ocorrem em ambientes totalmente anaeróbios para a produção de pães e bolos.

b) O esquema 1 exibe a fermentação alcoólica realizada nas mitocôndrias de leveduras com consumo de oxigênio.

c) O esquema 2 revela um processo aeróbio realizado nas mitocôndrias de lactobacilos e de células musculares humanas.

d) O esquema 3 demonstra um processo aeróbio em que o gás oxigênio atua como agente oxidante de moléculas orgânicas.

e) Os esquemas 1, 2 e 3 evidenciam processos aeróbios de obtenção de energia que ocorrem em plantas e animais em geral.

06. (PUC-MG) O esquema representa alguns aspectos metabólicos e fisiológicos de uma planta.

06

Analisando o esquema de acordo com seus conhecimentos, é incorreto afirmar:

a) O produto do processo A independe da presença de luz e é vital para a purificação do ar atmosférico.

b) O processo B apresenta subprodutos da respiração celular aeróbia, realizada por todas as plantas.

c) A intensidade do processo D normalmente depende da intensidade do processo C.

d) O processo E representa a distribuição da seiva elaborada para as diversas partes da planta.

07. (PUC-SP) O gráfico a seguir mostra o ponto de compensação para duas espécies vegetais (1 e 2) que se encontram no mesmo ambiente.

07

Foram feitas as seguintes afirmações com relação à análise desse gráfico:

I. O ponto de compensação varia de uma espécie para outra.

II. A espécie 1 pode ser uma planta de sombra (umbrófila) e a espécie 2 uma planta de sol (heliófila).

III. A taxa de fotossíntese é a mesma para as espécies 1 e 2.

Pode-se considerar:

a) Apenas a I correta.

b) Apenas a II correta.

c) A I e a II corretas.

d) A I e a III corretas.

e) A II e a III corretas.

08. (OBJETIVO-SP) Em um estudo, pesquisadores adicionaram lodo obtido no tratamento de esgoto doméstico ao solo de uma plantação de cana-de-açúcar. Os resultados da ação desse lodo estão apresentados nos gráficos.

08

Considerando os dados dos gráficos, foram feitas as afirmações a seguir:

I. A aplicação de lodo de esgoto resulta em redução da fotossíntese da plantação de cana-de-açúcar.

II. O lodo obtido por tratamento do esgoto doméstico deve fornecer nutrientes à plantação.

III. A aplicação do lodo deve estimular a liberação de CO2 pela plantação.

IV. A biomassa da plantação diminui com a aplicação do lodo de esgoto.

Está correto o contido, apenas em:

a) I.

b) II.

c) I e III.

d) II, III e IV.

e) I, II e IV.

09. (COVEST) Um grande número de bactérias apresenta nutrição heterotrófica. As bactérias heterotróficas extraem a energia das moléculas dos alimentos através da respiração (aeróbica ou anaeróbica) e de fermentação, processos ilustrados na figura abaixo para a bactéria Escherichia coli (I) e para a bactéria Desulfovibrio desulfuricans (II). Sobre este assunto podemos afirmar:

09

I   II

0   0 – No processo de respiração aeróbica, moléculas orgânicas do alimento se combinam com o oxigênio e são degradadas a gás carbônico e água (1).

1   1 – Sais orgânicos, como nitratos, podem ser utilizados na respiração anaeróbica (2), em substituição ao oxigênio, processo desenvolvido por bactérias, como Escherichia coli.

2   2 – Na fermentação (3), uma molécula orgânica é degradada a compostos orgânicos simples, liberando parte da energia nela contida. Este processo é utilizado por bactérias que vivem no solo ou em água estagnadas, onde o suprimento de oxigênio é escasso.

3  3 – Existem bactérias aeróbicas facultativas. Elas podem obter energia através de respiração aeróbica (1) ou de fermentação (2), despendendo da disponibilidade ou não de oxigênio.

4   4 – Os dois tipos mais comuns de fermentação são: a alcoólica e láctica. No caso mostrado em (2), para a bactéria Escherichia coli, tem-se a fermentação láctica.

10. (PUC-GO)                      Leia o texto a seguir.

Há pessoas que vivem para destruir. Nasceram no fosso da ignorância e lá construíram o seu mundo de ódio, de desprezo, de traição. Fazem cursos de guerra, especializam-se no manuseio de armas bélicas e exercitam-se diariamente no processo de delação. Têm a língua afiada, pronta para soltar vitupérios e o dedo médio lambuzado de titica e enrijecido de tantas deduragens. São obscuras, raivosas, traidoras, covardes e vivem no anonimato. Têm como lema a destruição. Se não posso ser notável, ser importante, ser escritor, por exemplo, que ninguém o seja. E aí, no laboratório de sua insignificância destilam ódio contra aqueles que estão construindo, mostrando ao mundo que ainda e possível plantar rosas e fabricar perfumes.

(TELES, Jose Mendonca, Crônicas de mim. Goiânia: Kelps, 2011. p. 127.)

No texto acima é feita referência ao potencial destrutivo de algumas pessoas, o que também acaba por atingir a natureza, em seus vários aspectos: “Há pessoas que vivem para destruir. Nasceram no fosso da ignorância e lá construíram o seu mundo de ódio, de desprezo, de traição. Fazem cursos de guerra, especializam-se no manuseio de armas bélicas e exercitam-se diariamente no processo de delação.” A alteração do meio ambiente provoca danos que podem ser sentidos pelas populações do mundo inteiro, como o efeito estufa, que tem levado ao aumento da temperatura no planeta. No Brasil, o desmatamento e as queimadas têm causado uma dupla preocupação, pois, além de as queimadas lançarem na atmosfera gases de efeito estufa, a derrubada de arvores diminui a taxa de fixação do carbono pela fotossíntese, contribuindo para ampliar o problema. Sobre o processo de fotossíntese, assinale a alternativa correta:

a) A fotólise da água produz o desdobramento do CO2 em carbono e oxigênio.

b) A fotossíntese pode ser dividida em duas etapas: a etapa luminosa ou fotoquímica e a etapa química ou enzimática.

c) Nos cloroplastos contidos nas folhas, o único pigmento envolvido no processo fotossintético e a clorofila.

d) No chamado Ciclo de Calvin, o açúcar formado pelas reações da fotossíntese é a sacarose.

11. (UNIFESP) Primeiro, o suco obtido de uvas esmagas é juntado a fungos do gênero Saccharomyces em tonéis fechados. Depois de certo tempo, o fungo é retirado e o líquido resultante filtrado e consumido como vinho. As uvas podem ser colhidas mais cedo (menor exposição ao sol) ou mais tarde (maior exposição ao sol) ao longo da estação. Um produtor que deseje obter um vinho mais seco (portanto, menos doce) e com alto teor alcoólico deve colher a uva:

a) Ainda verde e deixar o fungo por mais tempo na mistura.

b) Ainda verde e deixar o fungo por menos tempo na mistura.

c) Mais tarde e deixar o fungo por menos tempo na mistura.

d) Mais tarde e deixar o fungo por mais tempo na mistura.

e) Mais cedo e deixar o fungo por menos tempo na mistura.

12. (UEM) Considerando os conceitos de energia, é correto afirmar:

I   II

0  0 – A energia pode ser transformada ou transferida, mas nunca criada ou destruída.

1  1 – A energia está relacionada com a capacidade de produzir movimento.

2  2 – O bombeamento de substâncias, através da membrana plasmática, é um trabalho celular que utiliza energia.

3 3 – O ATP é a molécula mais importante na captura, no armazenamento temporário e na transferência de energia, nos processos celulares.

4  4 – No processo de respiração celular, a energia fica armazenada nas moléculas de glicídios, na forma de energia potencial química.

13. (UNICENTRO) A figura apresentada ilustra:

13

a) A ação da enzima ATP-sintase a partir da passagem de prótons pelo seu interior, durante a fosforilação oxidativa.

b) A passagem gradativa de elétrons durante a sua transferência na cadeia transportadora até o seu aceptor final.

c) O acúmulo de prótons H+ no espaço intermembrana devido à acidificação por meio da liberação de ácido láctico proveniente da fermentação.

d) O transporte de elétrons pelo complexo fotossintético de antena, levando à síntese de ATP dirigida pela captação da energia luminosa.

e) A produção direta de ATP a partir da degradação de acetil coenzima A a ácido oxalacético.

14. (FUVEST) Dez copos de vidro transparente, tendo no fundo algodão molhado em água, foram mantidos em local iluminado e arejado. Em cada um deles, foi colocada uma semente de feijão. Alguns dias depois, todas as sementes germinaram e produziram raízes, caules e folhas. Cinco plantas foram, então, transferidas para cinco vasos com terra e as outras cinco foram mantidas nos copos com algodão. Todas permaneceram no mesmo local iluminado, arejado e foram regadas regularmente com água destilada. Mantendo-se as plantas por várias semanas nessas condições, o resultado esperado e a explicação correta para ele são:

a) Todas as plantas crescerão até produzir frutos, pois são capazes de obter, por meio da fotossíntese, os micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

b) Somente as plantas em vaso crescerão até produzir frutos, pois, além das substâncias obtidas por meio da fotossíntese, podem absorver, do solo, os micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

c) Todas as plantas crescerão até produzir frutos, pois, além das substâncias obtidas por meio da fotossíntese, podem absorver, da água, os micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

d) Somente as plantas em vaso crescerão até produzir frutos, pois apenas elas são capazes de obter, por meio da fotossíntese, os micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

e) Somente as plantas em vaso crescerão até produzir frutos, pois o solo fornece todas as substâncias de que a planta necessita para seu crescimento e manutenção até a reprodução.

15. (UEPG) Com relação à nutrição dos organismos fotossintetizantes, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – O ponto de compensação fótico é aquele onde a intensidade da fotossíntese é exatamente igual à da respiração celular. Portanto, o oxigênio liberado pela fotossíntese é consumido na respiração celular, e o CO2 liberado na respiração celular é consumido na fotossíntese.

1  1 – A abertura e fechamento dos ostíolos resultam das variações de turgor das células estomáticas.

2  2 – No interior dos cloroplastos, os pigmentos fotossintetizantes se concentram nos tilacoides, prendendo-se às suas superfícies lamelares.

3  3 – Para haver crescimento de um vegetal, é considerado que a intensidade luminosa esteja abaixo de seu ponto de compensação e, portanto, a respiração supera a fotossíntese.

4  4 – Os pigmentos (clorofila, caroteno, xantofila) pertencem a uma categoria de substâncias capazes de absorver luz em seus diferentes comprimentos de onda.

16. (UEL) Analise os gráficos a seguir.

16

Com base nos gráficos e nos conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa que define corretamente qual dos gráficos descreve o padrão esperado de variação da biomassa com o tempo, para que em um ecossistema ocorra uma retirada líquida de carbono da atmosfera:

a) O gráfico 1, pois, com a mortalidade e a redução da biomassa, o carbono será incorporado ao solo na forma de matéria orgânica.

b) O gráfico 2, pois, com o aumento da biomassa, haverá mais carbono atmosférico sendo retirado do ar.

c) O gráfico 2, pois, com o aumento da biomassa, haverá também uma maior taxa de respiração.

d) O gráfico 3, pois indica o que ocorreria em uma floresta madura, como na Amazônia.

e) Em qualquer das três situações representadas pelos gráficos poderia haver retirada líquida, dependendo apenas da taxa respiratória.

17. (UERN) “Os carboidratos produzidos na fotossíntese fornecem à planta energia química e carbono para sintetizar as principais moléculas orgânicas das células. Cerca de 50% da matéria orgânica produzida pela fotossíntese é consumida nas mitocôndrias das células das plantas pela respiração celular. As folhas são os principais órgãos vegetativos responsáveis pela realização da fotossíntese. Grande parte das moléculas de carboidratos sintetizadas nas folhas é transportada para a planta toda sob a forma de sacarose. Assim que chega a uma célula não fotossintetizante, a sacarose é degradada e a glicose é utilizada na respiração; a energia liberada é usada em reações que sintetizam lipídios, proteínas etc. Uma grande quantidade de glicose combina-se formando o polissacarídeo celulose, especialmente nas células que ainda estão em crescimento. O excesso de matéria orgânica produzida pelos vegetais é armazenado sob a forma de amido, principalmente em células de raiz e caule. Quando necessário, o amido é degradado à sacarose e distribuído por todo o vegetal pelos vasos liberianos.”

(Texto modificado retirado do livro Biologia: volume 1 / Sônia Lopes; Sérgio Rosso – 2ª ed. – São Paulo: Saraiva, 2010, pág. 333)

Com relação ao processo fotossintético, e correto afirmar que:

a) A síntese de carboidrato ocorre nos tilacoides dos cloroplastos.

b) A síntese de carboidrato ocorre nas mitocôndrias.

c) A síntese de carboidrato ocorre no estroma dos cloroplastos.

d) A conversão da energia luminosa em energia química ocorre no estroma.

18. (SANTA CASA-SP) Responda a esta questão com base no gráfico abaixo.

18

O ponto d, correspondente à intensidade luminosa II, é mais bem explicado por qual das alternativas?

a) Aí o vegetal está fazendo apenas fotossíntese.

b) Aí o vegetal está fazendo apenas respiração.

c) Aí o vegetal está eliminando CO2 e não O2, portanto está “produzindo” energia.

d) Aí o vegetal está eliminando O2não CO2, portanto está “consumindo” energia.

e) Algo totalmente diferente do que foi exposto nas alternativas anteriores está ocorrendo.

19. Durante a fotossíntese, a energia luminosa é convertida em energia química. Sabe-se que a luz branca ou visível é constituída de “diferentes cores”, abrangendo desde o violeta, numa das extremidades da faixa visível, até o vermelho na outra extremidade. O espectro de absorção de luz pelas plantas, durante o processo fotossintético, mostra que a presença de vários tipos de pigmentos (clorofilas, carotenos, ficobilinas…) é de fundamental importância para a sua eficiência. No gráfico a seguir, é mostrado o espectro de absorção das clorofilas alfa e beta e dos carotenoides.

19

Baseado nesses fatos e nos seus conhecimentos analise as proposições a seguir.

I   II

0   0 – A fotossíntese ocorre com maior intensidade nas faixas correspondentes ao azul e ao vermelho e, com pouca eficiência, nas faixas do verde e amarelo.

1  1 – No gráfico, o espectro de absorção da clorofila alfa está representado pela clorofila 1.

2  2 – Na faixa entre 520 a 630 nm cujo espectro de absorção é quase nulo, é impossível a sobrevivência de algum organismo fotossintetizante.

3 3 – As moléculas de clorofila, os aceptores de elétrons e os pigmentos acessórios que participam da fotossíntese, encontram-se arranjados nos tilacoides, constituindo os fotossistemas (I e II). Neles, as clorofilas alfa e beta se encontram associada a moléculas de proteínas, formando os chamados centros de reações fotoquímicas.

4 4 – As moléculas de clorofila alfa presentes nos fotossistemas I e II são diferentes, daí serem diferentes os picos de absorção dos dois fotossistemas.

20. (UECE) Todos os seres vivos necessitam de energia para viver e para isso realizam processos metabólicos variados. Enquanto organismos mais complexos realizam respiração aeróbica para obter energia, alguns microrganismos, como bactérias e fungos, utilizam a fermentação. Com relação aos processos existentes no mundo vivo para a obtenção de energia, analise as afirmativas a seguir.

I. A glicose é o combustível inicial tanto da respiração quanto da fermentação.

II. Os vegetais fazem fotossíntese durante o dia e respiram apenas à noite.

III. As leveduras fermentam açúcares para produzir ácido lático.

IV. Como os microrganismos precisam se multiplicar com rapidez, realizam fermentação, processo mais eficiente com relação ao balanço energético do que a respiração aeróbia, pois é mais rápido.

É correto o que se afirma em:

a) I, II e IV, apenas.

b) I, apenas.

c) I, II e III, apenas.

d) III, apenas.

21. (PUC-CAMPINAS)

Atenção: Para responder esta questão considere o texto apresentado abaixo.

Em vários países subdesenvolvidos, um importante problema de saúde pública é o consumo de água contaminada por arsênico, substância nociva ao organismo presente naturalmente no solo e em rochas. Duas tecnologias se mostraram eficazes no processo de descontaminação. A primeira delas (…) é fruto da combinação de nanocristais magnéticos com materiais baseados em grafeno, formado apenas por átomos de carbono. O compósito resultante é adicionado na água e em apenas 10 minutos remove as partículas de arsênico. Em seguida, o líquido passa por um processo simples de filtragem, e está pronto para o consumo humano. O outro método emprega um sistema de tubos de vidro e plástico que, submetido à luz solar durante algumas horas, faz a purificação da água. (…) o protótipo foi capaz de reduzir o nível de contaminação por arsênico de 500 partes por bilhão (ppb) para 30 ppb.

(Revista Pesquisa Fapesp, setembro de 2010, p. 70)

O arsênico é um inibidor da enzima piruvato desidrogenase, que participa do processo de produção de energia em escala celular. Em outras palavras, o arsênico interrompe o processo de:

a) Síntese de proteínas, que ocorre nos ribossomos.

b) Respiração celular, que ocorre nas mitocôndrias.

c) Transcrição de DNA, que acontece no núcleo.

d) Digestão celular, que ocorre nos lisossomos.

e) Síntese de RNAm, que ocorre no complexo golgiense.

22. (PUC-RIO)                         OBSERVE A FIGURA A SEGUIR:

22

Fonte:http://www.motivofaz.com.br/arquivos/imagens/ufpe_2_fase/domingo/Portugues/portugues2.gif

A ação de Chico Bento indica a importância do reflorestamento porque as plantas em crescimento:

a) Absorvem oxigênio, promovendo a diminuição da temperatura ambiente.

b) Eliminam metano, contribuindo para a diminuição do efeito estufa.

c) Fixam carbono atmosférico na matéria orgânica, formando biomassa.

d) Liberam ozônio, levando à diminuição do buraco da camada de ozônio.

e) Oxidam nitrogênio atmosférico, impedindo a formação de chuvas ácidas.

23. (UEFS) De acordo com os conhecimentos relativos à evolução do metabolismo celular, uma análise cuidadosa permite presumir-se que a evolução da fotossíntese favoreceu a evolução do metabolismo oxidativo na afirmação explicitada na alternativa:

a) A fotossíntese forneceu a fonte de energia necessária para a realização de outras reações metabólicas a partir da captação e degradação de moléculas orgânicas pré-formadas.

b) O processo fotossintético contribuiu para a disseminação de organismos anaeróbios obrigatórios capazes de obter alimento e energia diretamente do ambiente.

c) A fotossíntese, como via metabólica de maior especificidade, favoreceu o desenvolvimento de um mecanismo de liberação de energia celular a partir da oxidação parcial de moléculas orgânicas.

d) O desenvolvimento de vias metabólicas que levavam à liberação de oxigênio atmosférico alterara a atmosfera terrestre e possibilita a obtenção mais eficiente de energia celular a partir de moléculas orgânicas.

e) A incorporação de moléculas de gás carbônico às células capazes de realizar a fotossíntese favoreceu o desenvolvimento de mecanismos mais eficientes de geração de energia e aumento de biomassa.

24. (UERN)              AMBIENTE SUSTENTÁVEL: ATITUDES EXTREMAS

Enquanto europeus cobrem pistas de esqui para salvar o pouco de neve que resta nos Alpes, peruanos pintam montanhas de branco para proteger geleiras andinas. A face mais visível do aquecimento global e o derretimento das geleiras. O aumento das temperaturas – em boa parte, causado por gases do efeito estufa, fruto da ação humana – faz com que o gelo diminua cada vez mais. Na Europa, os Alpes podem perder toda sua cobertura gelada ate o fim do século. Nos Andes (América do Sul) e Himalaia (Ásia), a sobrevida dos chamados glaciares deve ser de algumas décadas. Os mantos que cobrem a Antártica e a Groenlândia, embora não se possa estimar um prazo, também devem ter destino quente e liquido. O que deixa os cientistas intrigados e que a redução do gelo vem ocorrendo num ritmo mais rápido do que o aumento das temperaturas globais. Em vez de simplesmente derreter lenta e constantemente, eles sofrem um processo que se retro-alimenta. Em lugares, depois que a cobertura de gelo se vai, as escuras rochas expostas absorvem ainda mais calor, potencializando o derretimento. Foi com esse principio em mente que o inventor peruano Eduardo Gold teve uma ideia: se o branco absorve menos calor, porque não pintar as rochas dessa cor para refazer uma geleira?

(Fragmento, Revista ISTO É, 03 de novembro de 2010, ano 34, nº. 2138)

O aumento na concentração de dióxido de carbono atmosférico intensifica o efeito estufa, levando ao aquecimento global e consequente derretimento das calotas polares. A concentração de dióxido de carbono ao longo de um dia varia de acordo com a luminosidade. À noite, a concentração e maior, e por volta do meio-dia, a concentração e menor. Esse fato pode ser explicado na seguinte alternativa:

a) As plantas são responsáveis pelo aumento da concentração de dióxido de carbono atmosférico durante o dia, pois nesse período, sua taxa respiratória e maior do que a taxa fotossintética.

b) As plantas são responsáveis pela diminuição da concentração de dióxido de carbono atmosférico durante o dia, pois nesse período, sua taxa respiratória e menor do que a taxa fotossintética.

c) Como durante a noite as plantas possuem uma taxa respiratória maior do que a taxa fotossintética, haverá diminuição da concentração de dióxido de carbono atmosférico nesse período.

d) Como durante o dia as plantas realizam fotossíntese e não realizam respiração, essa pode ser a explicação para a redução da concentração de dióxido de carbono atmosférico.

25. (PUCCAMP) Considere o esquema a seguir e assinale a alternativa da tabela que identifica corretamente as substâncias I e II, liberadas durante o dia e durante a noite.

25

26. (UFOP) Observe, no gráfico apresentado abaixo, dados da eficiência da fotossíntese e da taxa de respiração, medidos numa planta, em dia cujo período de luz vai das 6 às 18 h.

26

Assinale a opção incorreta:

a) A taxa fotossintética pode ser medida pela produção de O2 e é maior entre 6 e 18 h.

b) A planta não depende de luz para realizar a respiração.

c) A planta, entre 0 e 6 h, consome mais O2 do que CO2 .

d) A taxa de O2 liberado para o ambiente é constante.

27. (UEFS) Como um pregador que anuncia um inferno de “fogo e enxofre”, Nathan S. Lewis vem proferindo um discurso sobre a crise energética que é, ao mesmo tempo, aterrador e estimulante. Para evitar um aquecimento global potencialmente debilitante, o químico do California Institute of Technology (Caltech) afirma que a civilização deve ser capaz de gerar mais de 10 trilhões de watts de energia limpa e livre de carbono até 2050. Isso corresponde a três vezes a demanda média americana de 3,2 trilhões de watts. O represamento de todos os lagos, rios e riachos do planeta, avalia ele, só forneceria 5 trilhões de watts de energia hidrelétrica. A energia nuclear poderia dar conta do recado, mas o mundo precisaria construir um novo reator a cada dois dias nos próximos 50 anos. Antes que seus ouvintes fiquem excessivamente deprimidos, Lewis anuncia uma fonte de salvação: o Sol lança mais energia sobre a Terra por hora do que a energia que a humanidade consome em um ano. Mas ressalta que, para se salvar, a humanidade carece de uma descoberta radical em tecnologia de combustível solar: folhas artificiais que captem seus raios e produzam combustível químico em massa no local, de modo muito semelhante ao das plantas. Esse combustível pode ser queimado como petróleo ou gás natural para abastecer carros e gerar calor ou energia elétrica, e também armazenado e utilizado quando o Sol se põe. (REGALADO, 2010, p. 76-79).

27

Com base nos conhecimentos relacionados ao processo de fotossíntese que ocorre em folhas naturais, pode-se afirmar:

a) A captação de energia luminosa que ocorre nesse processo viabiliza a produção de moléculas inorgânicas a partir de moléculas orgânicas simples.

b) Complexos proteicos presentes na membrana tilacoide de cloroplastos de células vegetais possibilitam a geração da energia celular, à medida que atuam no transporte de elétrons e no bombeamento de prótons.

c) Cloroplastos expostos à luz têm os seus pigmentos fotossintetizantes excitados e liberados, a partir dos complexos antena, para toda a rede proteica da membrana do tilacoide, impulsionando, assim, a síntese dirigida de ATP pela ATP sintase.

d) O centro de reação fotossintética apresenta um papel relevante na produção de energia celular de seres autotróficos, por agrupar os substratos necessários para produção de glicídios, produtos finais da fotossíntese.

e) O ciclo de Calvin-Benson (ciclo das pentoses) corresponde à etapa fotossintética que contribui com os maiores índices de produção de ATP e formação de oxigênio molecular.

28. (UFMG) O esquema abaixo representa, em conjunto, processos metabólicos que ocorrem na natureza e que são complementares no reino biológico.

28

Os números representados no esquema correspondem, em ordem crescente, aos seguintes fatores e fenômenos:

a) Água – respiração – fotossíntese – fonte de luz – ATP – gás carbônico.

b) ATP – fotossíntese – respiração – fonte de luz – gás carbônico – água.

c) Fonte de luz – respiração – fotossíntese – água – gás carbônico – ATP.

d) ATP – fotossíntese – respiração – gás carbônico – água – fonte de luz.

e) Fonte de luz – fotossíntese – respiração – água – gás carbônico – ATP.

29. (UFSCar) … quando cultivadas por três meses num local com 720 ppm (partes por milhão) de CO2 no ar, o dobro da concentração atmosférica, as mudas de Hymenaea courbaril (jatobá) duplicam a absorção de gás carbônico e a produção de açúcares (carboidratos) e aumentam em até 50% sua biomassa …

(Marcos Pivetta. Pesquisa FAPESP n.º 80, outubro de 2002.)

O texto permite concluir que, nos jatobás, a:

a) Taxa de respiração celular em condições naturais é cerca de 100% maior do que em um ambiente com 720 ppm (partes por milhão) de CO2 no ar.

b) Produção de açúcares só não é maior em condições naturais porque a concentração de CO2 atmosférico atua como fator limitante da fotossíntese.

c) Produção de açúcares só não é maior em condições naturais porque a concentração de CO2 atmosférico atua como fator limitante da respiração celular.

d) Concentração de CO2 atmosférico atua como fator estimulante da fotossíntese e como fator inibidor da respiração celular.

e) Concentração de CO2 atmosférico atua como fator inibidor da fotossíntese e como fator estimulante da respiração celular.

30. (UFTM) Para determinada planta, o ponto de compensação fótica é atingido com intensidade luminosa de 1000 lux, enquanto o ponto de saturação luminosa dá-se com 1500 lux. Essa planta foi encerrada por 4 horas no interior de um tubo de vidro e exposta, nas duas primeiras horas, a uma intensidade luminosa de 800 lux e, nas duas últimas horas, a uma intensidade luminosa de 1700 lux. Durante o período em que esteve iluminada, sensores registraram, a intervalos regulares, a concentração de CO2 e O2 no interior do tubo. Pode-se dizer que, no interior do tubo, durante as duas primeiras horas, a concentração de CO2:

a) Diminuiu e a concentração de O2 aumentou. Nas duas últimas horas, a concentração de CO2 aumentou e a concentração de O2 diminuiu.

b) Aumentou e a concentração de O2 diminuiu. Nas duas últimas horas, a concentração de CO2 diminuiu e a concentração de O2 aumentou.

c) E a concentração de O2 diminuíram. Nas duas últimas horas, a concentração de CO2 e a concentração de O2 aumentaram.

d) E a concentração de O2 não se alteraram. Nas duas últimas horas, a concentração de CO2 diminuiu e a concentração de O2 aumentou.

e) E a concentração de O2 não se alteraram, o mesmo ocorrendo durante as duas últimas horas.

31. (FUVEST) Considere os esquemas a seguir, nos quais as setas indicam absorção ou eliminação de gás.

31

Qual a alternativa que identifica, corretamente, a substância absorvida ou eliminada?

I

II III

IV

a

O2 O2 O2 CO2

b

O2 CO2 CO2

CO2

c

O2 CO2 O2

O2

d

CO2 CO2 CO2

O2

e CO2 O2 CO2 O2

32. (COVEST) A obtenção e a transformação de energia dos seres vivos envolvem diferentes processos. Sobre essa questão analise as afirmativas abaixo.

I   II

0  0 – A fermentação é um processo de obtenção de energia que não necessita do oxigênio, porém, é menos eficiente em termos de energia que a respiração aeróbica, gerando apenas duas moléculas de ATP por molécula de glicose.

1  1 – A fotossíntese e a respiração são processos antagônicos. Enquanto o primeiro produz matéria orgânica, com armazenamento de energia e liberação de oxigênio, o segundo utiliza matéria orgânica e consome oxigênio, com liberação de energia.

2  2 – Na clorofila isolada, os elétrons continuam a absorver fótons de luz e, por isso, ela continua a ser eficiente no processo de armazenamento de energia.

3  3 – A primeira etapa da respiração aeróbica é praticamente idêntica à fermentação, com rendimento de apenas duas moléculas de ATP e produção de ácido pirúvico.

4  4 – Os seres vivos aeróbicos utilizam o oxigênio diretamente da atmosfera ou dissolvido na água para converter carboidratos e outros constituintes celulares em CO2 e H2O, com liberação de energia.

33. (UFSCAR) O gráfico abaixo representa as taxas fotossintéticas e de respiração para duas diferentes plantas, uma delas umbrófila (planta de sombra) e a outra heliófila (planta de sol). Considere que a taxa respiratória é constante e igual para as duas plantas.

33

Pode-se concluir que:

a) No intervalo X-Y, cada uma das plantas consome mais oxigênio do que aquele produzido na sua fotossíntese.

b) A partir do ponto Y, cada uma das plantas consome mais oxigênio do que aquele produzido na sua fotossíntese.

c) As plantas A e B são, respectivamente, umbrófila e heliófila.

d) No intervalo X-Y, cada uma das plantas produz mais oxigênio do que aquele consumido em sua respiração.

e) No ponto X, a planta A consome mais oxigênio do que aquele produzido em sua fotossíntese, e a planta B produz a mesma quantidade de oxigênio que aquela consumida em sua respiração.

34. (UNESP) Um grupo de estudantes montou o seguinte experimento: quatro tubos de ensaio foram etiquetados, cada um com um número, 1, 2, 3 e 4. Uma planta de egéria (planta aquática) foi colocada nos tubos 1 e 2. Os tubos 1 e 3 foram cobertos com papel alumínio, de modo a criar um ambiente escuro, e os outros dois foram deixados descobertos. Dentro de cada tubo foi colocada uma substância indicadora da presença de gás carbônico, que não altera o metabolismo da planta. Todos os tubos foram fechados com rolha mantidos por 24 horas em ambiente iluminado e com temperatura constante. A figura representa a montagem do experimento.

34

Sabendo-se que a solução indicadora tem originalmente cor vermelho-clara, a qual muda para amarela quando aumenta a concentração de gás carbônico dissolvido, e para vermelho-escura quando a concentração desse gás diminui, pode-se afirmar que as cores esperadas ao final do experimento para as soluções dos tubos 1, 2, 3, e 4 são, respectivamente,

a) Amarela, vermelho-clara, vermelho-clara e vermelho-escura.

b) Amarela, vermelho-escura, vermelho-clara e vermelho-clara.

c) Vermelho-escura, vermelho-escura, amarela e amarela.

d) Amarela, amarela, amarela e amarela.

e) Vermelho-escura, vermelho-clara, vermelho-escura e amarela.

35. (UFPA) Observando o gráfico a seguir, podemos afirmar que, na curva 2, o(a)____ é o fator limitante em virtude do observado na curva____.

35

a) gás carbônico; 3.

b) temperatura; 3.

c) gás carbônico: 1.

d) luz; 2.

e) luz. 1.

36. (UNIMONTES) Em um experimento, foram colocados dois camundongos em duas câmaras, uma contendo um vaso de planta e outra sem planta. Essas câmaras foram hermeticamente fechadas e colocadas em ambiente iluminado. Após dois dias, o camundongo colocado na câmara sem planta acabou morrendo e o outro sobreviveu. As afirmativas abaixo se referem ao experimento. Analise-as e assinale a alternativa incorreta.

a) A planta consumiu o O2 liberado pelo camundongo para realizar a fotossíntese.

b) O produto da fotossíntese da planta possibilitou a respiração do camundongo.

c) O CO2 produzido pelo camundongo foi útil para a planta.

d) O camundongo que sobreviveu utilizou o O2 na “quebra” da glicose para “produzir” energia.

37. (UNIR) Recentemente descobriu-se que a lesma do mar Elysia chlorotica, um molusco desprovido de concha, utiliza como estratégia de proteção uma coloração verde-esmeralda que a confunde com algas. Essa estratégia de disfarce contra predadores é adquirida de forma singular: através da realização da fotossíntese, como um organismo autótrofo. Sobre as condições necessárias para a realização do processo fotossintético no ser vivo, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

(  ) Presença de cloroplasto intracelular.

(  ) Elevada concentração de sal no meio.

(  ) Baixa concentração de oxigênio na água.

(  ) Capacidade de absorver energia solar.

Assinale a sequência correta.

a) V, F, F, V.

b) V, F, V, F.

c) F, V, V, F.

d) F, V, F, V.

e) V, V, F, F.

38. (UFG)    LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER ESTA QUESTÃO.

A radiação solar ao incidir na superfície terrestre interage com os organismos vivos e permite a ocorrência de processos vitais, como a fotossíntese. Entretanto, essa radiação também pode causar danos nas células, como o envelhecimento precoce em animais. Para evitar danos como esse, os organismos desenvolveram estratégias de fotoproteção. O composto micosporina, por exemplo, descrito por cientistas brasileiros em algumas algas marinhas, está envolvido na capacidade de sobrevivência dessas algas quando expostas ao sol na maré baixa.

Disponível em: <http;//www.usp.br/aum/_reeng/materia.php?cod_materia>.

Acesso em: 21 set. 2010. [Adaptado]

O processo vital referido no texto é assim considerado, pois:

a) Diminui os efeitos danosos da incidência da luz azul e vermelha do sol sobre os demais organismos vivos.

b) Promove a oxidação de compostos orgânicos, formando ácido pirúvico e ATP.

c) Inibe a abertura dos estômatos para evitar perda excessiva de água pelas folhas.

d) Fornece energia na forma de carboidratos, os quais funcionam como combustível para todas as células.

e) Reflete a luz verde do sol, responsável pela formação de microclimas amenos sob a vegetação.

39. (UNESP) O gráfico apresenta a variação do teor de oxigênio da água de um lago ao longo de três dias.

39

Pode-se afirmar que:

a) Nesse lago não há peixes, pois caso houvesse, o consumo de oxigênio seria constante e a linha do gráfico seria uma reta.

b) Se, a partir do segundo dia, os dias fossem frios e chuvosos, o pico das curvas estaria abaixo de 12 mg/L.

c) Se, a partir do segundo dia, os dias fossem quentes e ensolarados, a linha ascendente se estabilizaria acima de 12 mg/L e permaneceria como uma reta.

d) Os picos máximos do teor de oxigênio acontecem a intervalos de 12 horas, coincidindo com as horas mais iluminadas do dia.

e) Nesse lago, a concentração de microrganismos anaeróbicos é alta durante a noite e baixa durante o dia, indicando um processo de eutrofização.

40. (IFSP) O gráfico a seguir evidencia a variação da temperatura corporal de dois grupos de animais, A e B, em relação às alterações da temperatura do ambiente.

40

Assinale a alternativa correta.

a) Os animais representados pelo traço A são endotermos ou homeotermos.

b) Os animais representados pelo traço B são ectotermos ou pecilotermos.

c) Os peixes, répteis e aves têm a variação de temperatura corporal semelhante à do grupo de animais do traço A, isto é, determinada pelas oscilações da temperatura ambiental.

d) Os animais representados pelo traço B apresentam mecanismos de isolamento térmico, como a presença de penas, pelos, camada de gordura subcutânea e alterações metabólicas.

e) Os mamíferos têm a variação de temperatura corporal semelhante à dos animais do traço B, isto é, são incapazes de manter a temperatura corporal elevada e aproximadamente constante em relação à temperatura ambiental.

41. (FUVEST) A cor da solução de vermelho de cresol se comporta como apresentado na tabela.

CONCENTRAÇÃO DE GÁS CARBÔNICO COR
Próxima à da atmosfera Rosa
Maior que a da atmosfera Amarela
Menor que a da atmosfera Roxa

Num experimento, realizado em condições estéreis, quatro tubos de ensaio (A, B, C e D) foram preenchidos parcialmente com solução de vermelho de cresol. Folhas recém-colhidas de uma planta foram introduzidas nos tubos A e C, sem contato direto com a solução. Todos os tubos foram tampados com rolhas. Em seguida, durante três horas, os tubos A e B foram mantidos sob iluminação intensa, enquanto os tubos C e D foram mantidos no escuro, conforme ilustrado abaixo.

41

Ao final do experimento, qual a cor da solução de vermelho de cresol nos tubos A, B, C e D, respectivamente?

a) Roxa, rosa, roxa, rosa.

b) Amarela, rosa, roxa, rosa.

c) Roxa, rosa, amarela, rosa.

d) Roxa, roxa, amarela, amarela.

e) Amarela, amarela, roxa, roxa.

42. (UPE) Imagine os seres vivos mais primitivos de tamanho microscópico e delimitados por uma membrana. Em seu interior, as informações genéticas controlavam as reações químicas que transformavam alimento em componentes orgânicos, permitindo o crescimento e a reprodução desses seres. Como se alimentavam? É uma questão polêmica até os dias atuais. Por sua vez, os seres atuais possuem duas estratégias de obtenção de alimento: ou o produzem, ou o obtêm de fora. Associe corretamente os seres aos seus processos energéticos e estratégia de obtenção de energia. Sobre isso, analise as afirmativas e conclua.

I  II

0  0 -Alguns tipos de arqueobactérias podem obter energia a partir de reações do tipo:

FeS (sulfeto de ferro) + H2S → FeS2 + H2 + Energia.

São ditas quimiolitoautotróficas.

1  1 – Algumas bactérias e fungos fazem fermentação alcoólica de glicose, segundo a equação:

1 C6H12O6 (glicose) → 2 C2H5OH (etanol) + 2 CO2 + Energia.

São chamados de heterotróficos.

2  2 – Cianobactérias, algas e plantas produzem alimentos a partir de substâncias inorgânicas

simples, utilizando a energia da luz, como na equação:

C6H12O6 (glicose) + 6 O2 → 6 CO2 (gás carbônico) + 6 H2O + Energia.

São ditas autotróficas.

3  3 – Protozoários produzem alimentos a partir de substâncias inorgânicas simples, utilizando a energia da luz:

6 CO2 + 12 H2S (sulfeto de hidrogênio) + luz → C6H12O6 + 6 S2 + 6 H2O

São chamados de autotróficos.

4  4 – Animais produzem alimentos a partir de substâncias inorgânicas simples, através da respiração aeróbia, como na reação:

6 CO2 (gás carbônico)+ 12 H2O + luz → C6H12O6 + 6 O2 + 6 H2O

São ditas heterotróficas.

43. (UFV) No gráfico abaixo, o ponto de compensação fótico de uma planta está representado pela letra C.

43

Considerando o gráfico, a afirmativa correta é:

a) A curva A representa a respiração e a B a fotossíntese.

b) A curva A representa a fotossíntese e a B a respiração.

c) A planta tem seu desenvolvimento estimulado abaixo do ponto C.

d) A partir do ponto C, o consumo de carboidratos é maior que a sua produção.

44. (UEPB) Escolha a alternativa que apresenta a interpretação correta dos gráficos abaixo.

44

a) O processo 1 é a fotossíntese, sendo portanto um processo endoenergético, no qual a energia incorporada será utilizada na produção de glicose e liberação de oxigênio a partir da utilização dos regentes dióxido de carbono e água; já o processo 2 é a respiração celular, processo exoenergético, no qual há liberação de parte da energia contida nas ligações químicas da molécula de glicose, formando gás carbônico e água.

b) O processo 1 é a fotossíntese, sendo portanto um processo exoenergético, no qual a energia incorporada será utilizada na produção de glicose e liberação de oxigênio a partir da utilização dos regentes dióxido de carbono e água; já o processo 2 é a respiração celular, processo endoenergético, no qual há liberação de parte da energia contida nas ligações químicas da molécula de glicose, formando gás carbônico e água.

c) O processo 1 é a respiração celular, processo exoenergético, no qual há liberação de parte da energia contida nas ligações químicas da molécula de glicose, formando gás carbônico e água; já o processo 2 é a fotossíntese, sendo portanto um processo endoenergético, no qual a energia incorporada será utilizada na produção de glicose e liberação de oxigênio a partir da utilização dos regentes dióxido de carbono e água.

d) O processo 1 é a fermentação lática, sendo portanto um processo endoenergético, no qual a energia incorporada será utilizada na produção de glicose e liberação de oxigênio a partir da utilização dos regentes dióxido de carbono e água; já o processo 2 é a quimiossíntese, processo exoenergético, no qual há liberação de parte da energia contida nas ligações químicas da molécula de glicose, formando gás carbônico e água.

e) O processo 1 é a quimiossíntese, no qual a energia incorporada será utilizada na produção de glicose e liberação de oxigênio a partir da utilização dos regentes dióxido de carbono e água; já o processo 2 é a fermentação alcoólica, processo exoenergético, no qual há liberação de parte da energia contida nas ligações químicas da molécula de glicose, formando gás carbônico e água.

45. (UNESP) No quadro negro, a professora anotou duas equações químicas que representam dois importantes processos biológicos, e pediu aos alunos que fizessem algumas afirmações sobre elas.

Equações:

I. 12 H2O + 6CO2 → C6H12O6 + 6O2 + 6H2O

II. C6H12O6 + 6O2 → 6H2O + 6CO2

– Pedro afirmou que, na equação I, o oxigênio do gás carbônico será liberado para a atmosfera na forma de O2.

– João afirmou que a equação I está errada, pois o processo em questão não forma água.

– Mariana afirmou que o processo representado pela equação II ocorre nos seres autótrofos e nos heterótrofos.

– Felipe afirmou que o processo representado pela equação I ocorre apenas em um dos cinco reinos: Plantae.

– Patrícia afirmou que o processo representado pela equação II fornece, à maioria dos organismos, a energia necessária para suas atividades metabólicas.

Pode-se dizer que

a) Todos os alunos erraram em suas afirmações.

b) Todos os alunos fizeram afirmações corretas.

c) Apenas as meninas fizeram afirmações corretas.

d) Apenas os meninos fizeram afirmações corretas.

e) Apenas dois meninos e uma menina fizeram afirmações corretas.

46. (UFAL) Vida demanda energia. Sem energia, a organização característica dos seres vivos não consegue se manter. Com relação a esse tema, analise as proposições a seguir.

1. Na quimiossíntese, a energia utilizada na formação de compostos orgânicos provém da oxidação de substâncias inorgânicas.

2. Na fotofosforilação, a energia luminosa do sol, captada pelas moléculas de clorofila, organizadas nas membranas dos tilacoides, é transformada em energia química.

3. Na fermentação, há liberação de energia suficiente para a síntese de duas moléculas de ATP.

4. Ao final do ciclo de Krebs, os elétrons energizados e os íons H+ produzidos são utilizados para constituir ATP, na cadeia respiratória.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 2 e 4, apenas.

b) 2 e 3, apenas.

c) 1, 3 e 4, apenas.

d) 1, 2, 3 e 4.

e) 2, apenas.

47. (PUC-SP) Analisando o gráfico abaixo foram feitas as seguintes afirmações:

47

I. A luz age como fator limitante da fotossíntese nos segmentos I, II, III e IV.

II. A luz é o único fator limitante da fotossíntese.

III. Nos pontos A e B se inicia a estabilização do processo, respectivamente, para x de CO2 e 2x de CO2.

Pode-se dizer que:

a) Apenas a I é correta.

b) Apenas a II é correta.

c) Apenas a III é correta.

d) A I e a II são corretas.

e) A II e a III são corretas.

48. (UEPB) As equações listadas abaixo (I) representam o metabolismo energético celular que envolve tanto processos de síntese quanto de liberação de energia, como também os processos (II) e representantes (III) que os realizam.

I: (1) 12 H2O + 6 CO2 → 6 O2 + C6H12O6 + 6 H2O

(2) NO2(nitrito) + O2 → NO3(nitrato) + Energia

(3) C6H12O6 + 6 O2 + 36 ADP → 6 CO2 + 6 H2O + 36 ATP

(4) C6H12O6 + 4 NO3 → 6 CO2 + 6 H2O + 2 N2 + energia

(5) C6H12O6 → 3 C3H6O3 + 2 ATP

II: (1) Respiração aeróbica

(2) Fermentação

(3) Fotossíntese

(4) Quimiossíntese

(5) Respiração anaeróbica

III: (1) Nitrobacter

(2) Mitocôndrias

(3) Cianobactérias

(4) Lactococcus lactis

(5) Pseudomonas denitrificans

A relação entre a equação, seu processo e a representante está correta na sequência:

a) 2, 4, 2.

b) 1, 3, 3.

c) 3, 3, 4.

d) 4, 5, 1.

e) 5, 4, 1.

49. (COVEST) Observe a figura a seguir onde se mostra, de forma esquemática e simplificada, o processo da fotossíntese. Com base nesse esquema, analise as proposições apresentadas, assinalando as corretas e as incorretas.

49

I  II

0 0 – Na la etapa, chamada fotoquímica, ocorre a fotólise da água, sendo o hidrogênio das moléculas de água, “capturado” pelo NADP, que fica então reduzido.

1 1 – Na la etapa, denominada fase química, ocorre a formação de ATP, a partir de ADP e fosfato inorgânico, independentemente da presença de luz, num processo denominado fosforilação oxidativa.

2 2 – A 2a etapa, fase química, ocorre nas regiões clorofiladas chamadas “grana”. Nessa etapa, a glicose é oxidada pela ferredoxina, que transfere os elétrons aos citocromos.

3 3 – Na 2a etapa, não há necessidade de luz e são utilizados os ATP e NADPH2 formados na etapa fotoquímica (1a), sendo os hidrogênios necessários à redução do CO2 à glicose, cedidos pelo NADPH2, e a energia transferida pelo ATP.

4 4 – Células vegetais verdes, mesmo no escuro, poderão continuar fazendo glicose, caso lhes sejam fornecidos ATP, NADPH2 e CO2.

50. (CESGRANRIO) O gráfico abaixo ilustra a influência da luz na velocidade da fotossíntese.

50

A análise do gráfico só não nos permite afirmar que no ponto:

a) 1, a planta está no escuro.

b) 1, a planta não produz O2.

c) 2, a quantidade de O2 que a planta consome é igual à quantidade produzida.

d) 2, a fotossíntese atingiu uma velocidade igual à da respiração.

e) 3, a luz passa a atuar como fator limitante do processo.

51. (UEFS) O esquema a seguir ilustra uma das etapas de um importante processo de transformação de energia no mundo vivo.

51

A partir da análise do esquema, pode-se inferir que:

a) O processo ilustrado se refere à cadeia transportadora de elétrons que ocorre na etapa dependente do oxigênio da respiração celular.

b) A síntese de ATP está diretamente associada ao transporte de elétrons realizado pelo complexo de citocromos presente na membrana dos tilacoides.

c) O aumento da concentração de íons de hidrogênio dentro dos tilacoides gera um refluxo de prótons pela sintetase do ATP que culmina com um intenso processo de fosforilação.

d) O processo representa a etapa fotoquímica da fotossíntese, já que o ATP produzido na fotofosforilação participa da síntese de carboidratos no lúmen dos tilacoides.

e) A concentração de clorofila nos complexos antena dos tilacoides aumenta a eficiência de captação de luz em todas as frequências dentro da faixa visível do espectro de ondas eletromagnéticas.

52. (FATEC) O gráfico representa a taxa de fotossíntese e de respiração de uma determinada planta quando submetida a diferentes intensidades luminosas.

52

A análise do gráfico permite afirmar que:

a) A planta no ponto A consome a mesma quantidade de gás oxigênio que produz.

b) A partir do ponto C, com o aumento da intensidade luminosa, a planta consome mais gás oxigênio do que produz.

c) A planta no ponto C consome menos gás oxigênio do que produz.

d) A partir do ponto B, com o aumento da intensidade luminosa, a planta está produzindo menos matéria orgânica do que consumindo.

e) A partir do ponto B, com o aumento da intensidade luminosa, a planta está produzindo e consumindo a mesma quantidade de matéria orgânica.

53. (PUERI) A fotossíntese compreende uma série de reações que resulta nas produções de glicose e “oxigênio”, a partir de gás carbônico e água, tendo como fonte de energia a luz solar. Os produtos da fotossíntese, utilizados na respiração celular, “geram” energia para o metabolismo celular e liberam gás carbônico. A relação entre a fotossíntese e a respiração de uma planta, em função da intensidade luminosa, é mostrada no gráfico A e os pontos de compensação de plantas de sombra (umbrófila) e de sol (heliófila) são mostrados no gráfico B.

53

Baseando-se nas informações fornecidas e nos seus conhecimentos, é correto afirmar que:

a) O ponto de compensação fótico é a intensidade de luz em que a fotossíntese é maior do que a respiração.

b) Nos pontos 1 de 2 do gráfico B, o CO2 absorvido é menor que o CO2 liberado para qualquer planta.

c) Se uma planta heliófila for mantida a uma intensidade de luz igual à do ponto 1, ela irá crescer.

d) Se uma planta umbrófila for mantida a uma intensidade de luz igual à do ponto 2, ela irá morrer.

e) Tanto planta umbrófila quanto heliófila mantidas acima de seu ponto de compensação fótico tendem a crescer.

54. (FCMSC-SP) Supondo que as 3 plantas mostradas no esquema abaixo sejam de espécies diferentes, mas todas no ponto de compensação fótico. Deslocando-se a fonte de luz F do ponto A para o B, ocorre que todas as plantas:

54

a) Vão eliminar mais O2 que CO2.

b) Vão eliminar mais CO2 que O2.

c) Vão deixar de eliminar O2 e CO2.

d) Tenderão a eliminar quantidades iguais de O2 e CO2.

e) Passarão a eliminar menos O2 e CO2 que quando a fonte luminosa F se encontrava em A.

55. (UFTM) Duas plantas (I e II) da mesma espécie e com a mesma biomassa foram colocadas em estufas, e cada uma foi submetida a uma intensidade de luz específica. As atividades fotossintéticas e respiratórias foram mensuradas, e os dados obtidos foram colocados em dois gráficos.

55

Sabendo-se que a taxa hídrica no solo, a concentração de gás carbônico e a temperatura foram ideais para as duas plantas, pode-se esperar que, ao final de um mês, a planta I:

a) Ficará igual à planta II em tamanho e biomassa.

b) Apresentará uma maior biomassa do que a planta II.

c) Apresentará uma menor biomassa do que a planta II.

d) Irá morrer, e a planta II ficará com a biomassa estável.

e) Irá crescer, e a planta II morrerá em pouco tempo.

56. (UFU) O gráfico abaixo representa o efeito da luminosidade sobre as taxas de fotossíntese e respiração em uma planta.

56

Com base nas informações contidas no gráfico, analise as seguintes afirmações:

I. A respiração é um processo que independe da luz, mas a fotossíntese é, até ponto, proporcional à intensidade luminosa a que a planta está exposta.

II. A intensidade luminosa na qual a taxa de fotossíntese se iguala à da respiração é denominada ponto de compensação fótico.

III. À noite, a planta realiza respiração, produzindo gás carbônico, que é consumido na fotossíntese, ao amanhecer.

Assinale a alternativa correta.

a) I, II e III são falsas.

b) Apenas I e II são verdadeiras.

c) I, II e III são verdadeiras.

d) Apenas III é falsa.

57. (FATEC) Em um experimento foram obtidos dados que permitiram a construção do gráfico a seguir.

57

A partir da interpretação do gráfico, identifica(m)-se o(s) segmento(s) em que a luz é o fator limitante do processo. Trata-se do(s) segmento(s)

a) A, apenas.

b) D e E.

c) B e C.

d) D, E e F.

e) A, B e C.

58. (UFAC) Considere as afirmações seguintes sobre processos fisiológicos nos vegetais.

I. A energia luminosa é armazenada quimicamente, através da redução de compostos orgânicos.

II. Os compostos reduzidos são oxidados, liberando energia para geração de trabalho nas células.

É correto afirmar que:

a) I corresponde à fotossíntese e II, à fermentação, ocorrendo ambos em uma mesma célula, porém, em momentos diferentes.

b) I corresponde à fotossíntese e II, à respiração, ambos podendo ocorrer em uma mesma célula.

c) I corresponde à fotossíntese e II, à quimiossíntese, as quais não ocorrem em uma mesma célula.

d) I corresponde à quimiossíntese e II, à respiração, as quais não ocorrem em uma mesma célula.

e) I corresponde à fotossíntese e II, à quimiossíntese, ambos ocorrendo em uma mesma célula, porém, em momentos diferentes.

59. (UFPB) De acordo com suas características nutricionais, três tipos de bactérias são descritas a seguir.

59

Nesse contexto, sobre essas bactérias, é correto afirmar:

a) I é autotrófica quimiossintetizante, e II e III são heterotróficas fermentadoras.

b) I, II e III são autotróficas.

c) I e III são autotróficas quimiossintetizantes, e II é fotossintetizante.

d) I e II são autotróficas fotossintetizantes, e III é heterotrófica fermentadora.

e) I é autotrófica quimiossintetizante, II é autotrófica fotossintetizante, e III, heterotrófica fermentadora.

60. (UFV) Observe o esquema abaixo, em que foram atribuídos cinco processos (I, II, III, IV e V) para os quais a energia deve ser distribuída. Entretanto, esses processos podem, ou não, estar corretamente indicados conforme o “gasto” de energia.

60

Estão corretamente indicados apenas os seguintes processos:

a) I, II, III e V.

b) III, IV e V.

c) I, II, III e IV.

d) II, IV e V.

e) I, II e V.

GABARITO

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
E C FVVFV E D A C B VFFVV B
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
D VVVVF A B VVVFV B C E VVFFF B
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
B C D B A D B E B B
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C VVFVV E B B A A D B D
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
C VVFFF A A C D C B VFFVV E
51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
C C E A B C E B E C

 


Responses

  1. Parabéns pelo blog!!! Ele é ótimo!!!

  2. Olá prof. Djalma, tenho consultado muito o seu blog e tenho indicado aos meus alunos. Sou professora de Biologia, trabalho os 1º e 2º anos e o seu material é de grande utilidade na hora de revisar os conteúdos para as provas. Obrigada. Mª Helena

  3. Professor, parabéns pelo blog, ele é de grande utilidade para os nossos estudos. O senhor poderia explicar a questão 11?

    • Cara Flávia
      – A planta exposta mais tempo ao sol deverá realizar mais fotossíntese e produzir maiores quantidades de açúcares. O fungo utiliza os açúcares no processo de fermentação, portanto, na produção do álcool. Quanto maior a quantidade de açúcares e o tempo de fermentação, maior será o teor alcoólico do vinho e mais seco ele será (menos doce).
      – Resposta D (“Mais tarde e deixar o fungo por mais tempo na mistura.”)
      Boa Sorte
      Djalma Santos

  4. Professor, o senhor poderia me explicar a questão 31?

    • Cara Flávia
      Veja abaixo a explicação que você solicitou.
      I. No escuro o heterótrofo realiza respiração, absorvendo O2.
      II. Havendo luz o heterótrofo realiza respiração, eliminando CO2.
      III. No escuro o autótrofo não realiza fotossíntese. Ele realiza respiração, absorvendo O2.
      IV. Havendo luz o autótrofo realizada fotossíntese, eliminando O2.
      Um abraço
      Djalma Santos

      • Professor, na verdade há um erro grave nessa questão, primeiramente no quadro 3 poderia ser absorvido tanto gás oxigênio quanto gás carbônico, pois é na fase escura que ocorre incorporação do gás CO2, não dependendo diretamente da luz, assim como a respiração na planta não para momento algum e o O2 seria o absorvido. No quadro 4 ocorre outro erro, a planta tanto pode liberar 02 pela fotólise da água, como poderia liberar CO2 pela respiração.
        Atenciosamente, Gabriel.

      • Prezado Gabriel
        – Embora no seu comentário (“Professor, na verdade há um erro grave nessa questão, primeiramente no quadro 3 poderia ser absorvido tanto gás oxigênio quanto gás carbônico, pois é na fase escura que ocorre incorporação do gás CO2, não dependendo diretamente da luz, assim como a respiração na planta não para momento algum e o O2 seria o absorvido. No quadro 4 ocorre outro erro, a planta tanto pode liberar O2 pela fotólise da água, como poderia liberar CO2 pela respiração.”) você não tenha citado o número da questão, concluir que se trata da questão 31.
        A ALTERNATIVA CORRETA É, REALMENTE, A C [“(I) O2, (II) CO2, (III) O2, (IV) O2.”]
        JUSTIFICATIVA
        – O quadro III não se refere à fase escura da fotossíntese, como você menciona no seu comentário (“… pois é na fase escura que ocorre incorporação do gás CO2, …) e sim a “escuro” (ausência de luz).
        – Os seres heterótrofos (quadros I e II) respiram tanto na presença quanto na ausência de luz (“de dia e de noite”). Eles não realizam fotossíntese.
        – Os seres autótrofos (quadros III e IV), a exemplo dos heterótrofos, respiram quer na presença de luz, quer na ausência (no claro e no escuro). Eles realizam fotossíntese apenas na presença de luz (quadro IV), de dia, por exemplo.
        – Na respiração, os seres, quer heterótrofos ou autótrofos, absorvem oxigênio e liberam gás carbônico, como mostra a equação a seguir: C6H12O6 + 6O2 → 6CO2 + 6H2O + ATP,
        – Na fotossíntese, os seres autótrofos absorvem gás carbônico e liberam oxigênio, como mostra a equação a seguir: 6CO2 + 12H2O → C6H12O6 + 6H2O + 6O2 (na presença de luz).
        DESSA FORMA:
        – QUADRO I (está sendo solicitado o gás absorvido, veja a seta)
        * No escuro, o heterótrofo realiza respiração, absorvendo O2.
        – QUADRO II (está sendo solicitado o gás eliminado, como indica a seta)
        * Havendo luz, o heterótrofo realiza respiração, eliminando CO2.
        * Os heterótrofos não realizam fotossíntese.
        – QUADRO III (está sendo solicitado o gás absorvido, veja a seta)
        * No escuro (não confundir com fase escura da fotossíntese), o autótrofo não realiza fotossíntese. * Ele realiza respiração, absorvendo O2.
        – QUADRO IV (está sendo solicitado o gás eliminado, como indica a seta)
        * Havendo luz, o autótrofo realiza fotossíntese, eliminando O2.
        * Para uma melhor compreensão deste quadro ver PONTO DE COMPENSAÇÃO FÓTICO ou PONTO DE COMPENSAÇÃO LUMINOSO.
        CONCLUSÃO:
        * QUADRO I: O2.
        * QUADRO II: CO2.
        * QUADRO III: O2.
        * QUADRO IV: O2.
        – COMO INDICA A ALTERNATIVA C.
        – Sugiro que faça uma revisão envolvendo as etapas da fotossíntese {etapa fotoquímica [excitação eletrônica da clorofila, fotólise da água (reação de Hill), fotofosforilação cíclica e fotofosforilação acíclica] e etapa termoquímica}.
        – Lembramos que a etapa termoquímica da fotossíntese é conhecida também como fase “escura”, denominação que pode gerar alguma dúvida por dar a entender que ela ocorre apenas no escuro, o que não é uma verdade.
        Um abraço
        Djalma Santos

      • Professor obrigado pela resposta, eu entendo sua colocação, obviamente para ocorrer a fase de escuro na fotossintese existe a necessidade de anteriormente ter ocorrido às reações que dependem da energia luminosa, contudo a questão mostra quadros que indicam o comportamento de seres autotrófos em determinadas situações, considerado o instante em que ocorre a absorção de um gás, em relação a III tanto poderia ser CO2 quanto O2, para exemplificar imagine uma planta exposta ao sol, em seguida tampada por um vaso que impede a passagem de luz, isso não impediria que nos momentos seguintes ocorresse absorção de CO2, visto que a etapa química não depende da luz diretamente, mas da energia gerada no processo anterior. No quadro IV, outro erro, uma vez que na luz a planta tanto absorve O2 quanto CO2. Claro que se analisados em razão do ponto de compesação fótico, atinge-se a resposta indicada, mas não existe esse direcionamento na questão, dando margens a dúvidas para quem a responde. No mais, parabéns pelo blog, muito bom.

        Atenciosamente, Gabriel

      • Gabriel
        – Atente, inicialmente, que se trata de uma questão do vestibular. Dessa forma, podemos considerar:
        I. Quadro I: O2, com certeza.
        II. Quadro II: CO2, sem dúvida.
        – Eliminamos, portanto, as alternativas A, D e E.
        III. Como os quadros se referem ao contraste luz/escuro, a banca considerou, certamente, que o ser mencionado no quadro III, não tivera, em tempo recente, contato com a luz, como você sugeriu.
        – Eliminamos, dessa forma, a alternativa B.
        – Em função do exposto, resta a alternativa C, que tem sentido, desde que o ser autótrofo mencionado, esteja acima do ponto de compensação fótico.
        Este foi, com certeza, o raciocínio usado pela comissão que elaborou a questão.
        Boa sorte
        Djalma Santos

  5. Olá, adorei o blog. Parabéns! Poderia explicar a questão 23?

    • Cara Cintia
      – Com a liberação de oxigênio para atmosfera, a fotossíntese contribuiu para o desenvolvimento de seres aeróbios, possibilitando a obtenção mais eficiente de energia celular, graças à respiração aeróbia.
      – ALTERNATIVA CORRETA D (“O desenvolvimento de vias metabólicas que levavam à liberação de oxigênio atmosférico alterara a atmosfera terrestre e possibilita a obtenção mais eficiente de energia celular a partir de moléculas orgânicas.”)
      Um abraço
      Djalma Santos

  6. professor, você poderia explicar a questão 34

    • Prezado Kaick
      Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
      – TUBO 1 (coberto com papel alumínio): com planta
      * Realiza respiração. Não realiza fotossíntese, devido ao papel de alumínio.
      * Libera CO2
      * Cor da solução indicadora: AMARELA
      – TUBO 2 (não coberto com papel alumínio): com planta
      * Realiza fotossíntese.
      * Absorve CO2
      * Cor da solução indicadora: VERMELHO-ESCURA
      – TUBO 3 (coberto com papel alumínio): sem planta
      * Tubo controle
      * Cor da solução indicadora: VERMELHO-CLARA
      – TUBO 4 (não coberto com papel alumínio): sem planta
      * Tubo controle
      * Cor da solução indicadora: VERMELHO-CLARA
      RESUMO:
      Tubo 1: AMARELA
      Tubo 2: VERMELHO-ESCURA
      Tubo 3: VERMELHO-CLARA
      Tubo 4: VERMELHO-CLARA
      ALTERNATIVA CORRETA: B
      (“Amarela, vermelho-escura, vermelho-clara e vermelho-clara.”)
      Boa sorte
      Djalma Santos

  7. Professor, você pode explicar a questão 33 ?

    • Veja, a seguir, a resolução da questão que você solicitou.
      – PONTO DE COMPENSAÇÃO FÓTICO OU PONTO DE COMPENSAÇÃO LUMINOSO
      Sob baixa intensidade luminosa, a taxa de respiração celular é superior à taxa de fotossíntese. Consequentemente, as trocas gasosas da respiração superam as da fotossíntese. Nessa condição, a planta “consome” oxigênio e “libera” CO2, e o balanço de matéria orgânica é negativo, já que mais glicose é consumida na respiração celular do que produzida na fotossíntese. Há certa intensidade luminosa em que as taxas de fotossíntese e de respiração celular se equivalem (gráfico abaixo). Nessa condição, todo O2 gerado na fotossíntese é consumido na respiração, e todo CO2 eliminado na respiração é utilizado na fotossíntese. Essa intensidade luminosa é conhecida como ponto de compensação fótico (PCF) ou ponto de compensação luminoso (PCL) e nela o balanço de trocas gasosas entre a planta e o meio ambiente é nulo. Sob intensidades luminosas superiores ao PCF e dentro de certos limites, a taxa de fotossíntese supera a de respiração. Nessa condição, a planta “libera” mais O2 na fotossíntese do que “consome” na respiração e “capta” mais CO2 na fotossíntese do que “elimina” na respiração. Há, portanto, um balanço positivo de matéria orgânica, pois mais glicose é produzida na fotossíntese do que é consumida na respiração.
      – PCF NAS PLANTAS UMBRÓFILAS E HELIÓFILAS
      Em função de suas necessidades fóticas, o PCF varia de espécie para espécie. Assim sendo, as plantas heliófilas (“de sol”), apresentam ponto de compensação fótico maior que as plantas umbrófilas (“de sombra”). Vivendo em locais sombrios, as plantas umbrófilas, mesmo com pouca luz, mantêm balanço positivo de matéria orgânica podendo crescer e se reproduzir. As plantas heliófilas, ao contrário, necessitam maior intensidade luminosa para se desenvolver.
      ALTERNATIVA CORRETA: E (“No ponto X, a planta A consome mais oxigênio do que aquele produzido em sua fotossíntese, e a planta B produz a mesma quantidade de oxigênio que aquela consumida em sua respiração.”)
      JUSTIFICATIVA
      – ALTERNATIVA A (“No intervalo X-Y, cada uma das plantas consome mais oxigênio do que aquele produzido na sua fotossíntese.”) – INCORRETA
      *A proposição é válida apenas para a planta A, que está abaixo do PCF (a fotossíntese é menos intensa que a respiração).
      – ALTERNATIVA B (“A partir do ponto Y, cada uma das plantas consome mais oxigênio do que aquele produzido na sua fotossíntese.”) – INCORRETA
      * As duas “consomem” menos oxigênio, já que ambas estão acima do PCF (a fotossíntese é mais intensa que a respiração).
      – ALTERNATIVA C (“As plantas A e B são, respectivamente, umbrófila e heliófila.”) – INCORRETA
      * Ao contrário, a planta A é heliófila e a planta B é umbrófila.
      – ALTERNATIVA D (“No intervalo X-Y, cada uma das plantas produz mais oxigênio do que aquele consumido em sua respiração.”) – INCORRETA
      * A proposição é válida apenas para a planta B, que está acima do PCF (a fotossíntese é mais intensa que a respiração).
      – ALTERNATIVA E (“No ponto X, a planta A consome mais oxigênio do que aquele produzido em sua fotossíntese, e a planta B produz a mesma quantidade de oxigênio que aquela consumida em sua respiração.”) – CORRETA
      * No ponto X, planta A está abaixo do PCF (a fotossíntese é menos intensa que a respiração), logo “consome” mais oxigênio do que aquele “produzido” em sua fotossíntese, como consta na alternativa. Nesse ponto (X), a planta B está no PCF (a fotossíntese e a respiração apresentam a mesma intensidade), logo “produz” a mesma quantidade de oxigênio que aquela consumida na sua respiração, como consta nesta alternativa.
      Djalma Santos

  8. qual a resposta da questão 1 e porque?

    • Veja, abaixo a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA CORRETA: E (“V corresponde às cristas mitocondriais, local onde o NADH2 cede hidrogênio a uma cadeia de aceptores intermediários, até chegar ao aceptor final, o oxigênio, formando água e liberando energia durante todo o processo para produção de ATP.”) – COMO CONSTA NO FINAL DA PUBLICAÇÃO.
      – V: cristas mitocondriais, onde ocorre a cadeia respiratória, nela, cada um dos pares de hidrogênio extraídos ao longo da glicólise, da descarboxilação do ácido pirúvico e do ciclo de Krebs, é levado à cadeia respiratória e, no último elo dessa cadeia, combina-se com o oxigênio, para formar a água que é liberada na respiração. À medida que os elétrons dos átomos de hidrogênio percorrem a cadeia oxidativa, “perdem” energia, gradualmente, que a célula utiliza para formar ATP. Essa cadeia se constitui de NAD, de FAD e de uma cadeia de citocromos (b, c, a e a3).
      – Sugiro que faça uma revisão acerca da estrutura da mitocôndria e das etapas da respiração aeróbia, relacionadas a seguir:
      I. Glicólise: ocorre no hialoplasma.
      II. Ciclo de Krebs (ciclo do ácido tricarboxílico ou ciclo do ácido cítrico): ocorre na matriz mitocondrial.
      III. Cadeia respiratória (cadeia oxidativa ou cadeia transportadora de elétrons): ocorre nas cristas mitocondriais.
      Djalma Santos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: