Publicado por: Djalma Santos | 12 de dezembro de 2012

Testes de herança ligada ao sexo (1/2)

01. (MACK) No heredograma abaixo, os indivíduos marcados são daltônicos.

01

A respeito desse heredograma, é correto afirmar que:

a) 1 é daltônico.

b) Todos os meninos filhos do casal 4X5 serão daltônicos.

c) Se a mulher 6 se casar com um homem normal, todos os seus filhos de sexo masculino serão normais.

d) O casal 4X5 não tem de probabilidade de ter uma filha normal.

e) A mulher 2 é heterozigota para o gene do daltonismo.

02. (UESPI) O daltonismo é uma condição genética que impede a distinção de certas cores. No daltonismo do tipo II, a pessoa vê o “vermelho” como se fosse “verde” e, neste caso, a doença herdada é ligada ao cromossomo X. Considerando que o alelo para o daltonismo comporta-se como recessivo, é correto afirmar que uma mulher portadora do mesmo e filha de uma mãe heterozigótica:

a) Será daltônica, se o pai também for daltônico.

b) Será daltônica, mesmo que o pai não seja daltônico.

c) Terá 50 % de chance de nascer daltônica, caso o pai seja daltônico.

d) Terá 25% de chance de nascer daltônica, caso o pai seja daltônico.

e) Não será daltônica independente do genótipo do pai.

03. (UEPA) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

A maior parte dos motoristas pode não notar uma faixa branca no meio de alguns semáforos de São Paulo. Essa medida, implantada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), faz a diferença quando os condutores dos veículos são daltônicos, ou seja, possuem dificuldades para diferenciar as cores vermelho e verde, podendo sofrer graves acidentes de trânsito.

(Adaptado de http://www.zap.com.br/revista/carros/tag/ daltonico/. Acesso: 09.09.2011)

Quanto à anomalia em destaque no texto, analise as afirmativas:

I. É uma herança recessiva ligada ao cromossomo sexual X.

II. É uma herança dominante ligada ao cromossomo sexual Y.

III. Apresenta uma distinta interpretação genotípica e respectivos fenótipos para o gênero masculino e feminino.

IV. Os homens transmitem o gene dessa anomalia para todos os filhos do gênero masculino.

V. Descendentes de mulheres daltônicas do gênero masculino são todos daltônicos.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) I, II e IV.

b) I, III e V.

c) II, IV e V.

d) III, IV e V.

e) I, II, III, IV e V.

04. (UNICENTRO) A hemofilia produz nos seres humanos uma incapacidade de produzir um fator necessário para a coagulação sanguínea. Os cortes e feridas dos indivíduos que apresentam esta doença sangram continuamente e, se não forem parados por tratamento terapêutico, podem causar a morte. O caso mais famoso desta doença ocorreu na família imperial russa, no início do século XX.

(SNUSTAD, 2001).

Com relação à hemofilia, é correto afirmar:

a) Sua transmissão hereditária segue o padrão típico de herança autossômica.

b) Sua transmissão hereditária segue o padrão típico de herança ligada ao cromossomo X.

c) Mulheres normais portadoras transmitirão o alelo determinante da hemofilia a todas as suas filhas.

d) Homens hemofílicos serão capazes de gerar filhas sem quaisquer alelos determinantes da doença.

e) Os homens, assim como as mulheres, precisarão possuir dois alelos recessivos para a determinação da doença.

05. (IFMT) Ao estudar determinada herança responsável por certa doença/síndrome, um geneticista esquematizou o heredograma abaixo.

05

Após analisá-lo, marque a alternativa que apresenta, respectivamente, o tipo de herança envolvida e a doença.

a) Autossômica recessiva – síndrome de Turner.

b) Autossômica dominante – Hemofilia A.

c) Recessiva ligada ao sexo – Hemofilia A.

d) Dominante ligada ao sexo – trissomia do 13.

e) Mendeliana – síndrome de Down.

06. (UFERSA) Um alelo mutado ligado ao cromossomo X é letal aos indivíduos do sexo masculino ainda no estágio embrionário. Uma mulher heterozigota para tal alelo terá que porcentagem de descendência adulta portadora desse alelo?

a) 33%.

b) 50%.

c) 67%.

d) 75%.

07. (UEMS) Uma mulher daltônica, cujo irmão mais novo tem visão normal, casou-se com um homem de visão normal. Sabendo-se que o daltonismo é uma herança ligada ao sexo, podemos estabelecer que os genótipos dos envolvidos são respectivamente:

a) XdXd, XdY, XDY.

b) XdXd, XDY, XDY.

c) XDXd, XdY, XdY.

d) XDXd, XdY, XDY.

e) XdXd, XDY, XdY.

08.  (UEMG) O heredograma a seguir apresenta um caso familial de daltonismo, herança determinada por um gene recessivo localizado no cromossomo X.

08

Pela análise das informações contidas no heredograma e de outros conhecimentos que você possui sobre o assunto, só se pode afirmar corretamente que:
a) O indivíduo II.1 tem 50% de chance de apresentar o gene para o caráter.
b) Todas as filhas do indivíduo II.2 serão daltônicas.
c) Qualquer descendente de II.4 receberá o gene para daltonismo.
d) O indivíduo II.2 herdou o gene de qualquer um dos genitores.

09. (UFMS)  Uma mulher de visão normal, cujo pai é daltônico, casou-se com um homem também de visão normal. Lembrando que o daltonismo é uma doença de herança ligada ao sexo feminino, a probabilidade é de que:

a) Um quarto das filhas do casal seja daltônico.
b) Metade dos meninos, filhos do casal, seja daltônica.
c) Metade dos meninos e metade das meninas, filhos do casal, sejam daltônicos.
d) Um quarto dos meninos, filhos do casal, seja daltônico.
e) Um oitavo de todos os filhos do casal, tanto meninos quanto meninas, seja daltônico.

10. (UFPR) Genes situados na porção ímpar do cromossomo X são transmitidos segundo um padrão definido como Herança Ligada ao Sexo. Considerando um gene recessivo e localizado nessa porção do cromossomo X, é correto afirmar:

I   II

0  0 – Machos afetados descendem de machos também afetados.

1  1 – Machos afetados descendem de fêmeas portadoras ou afetadas.

2  2 – Fêmeas afetadas são necessariamente descendentes de fêmeas afetadas.

3  3 – Esse gene deve se manifestar com igual frequência em machos e fêmeas.

4  4 – Esse gene deve se manifestar apenas nos machos.

11. (CEFET-PE) Um homem daltônico casa-se com uma mulher normal para essa anomalia, filha de pai daltônico. Assinale a alternativa correta sobre os possíveis filhos desse casal, sabendo-se que o daltonismo e determinado por um gene do cromossomo X (herança ligada ao sexo).

a) Todos os filhos do sexo masculino desse casal serão daltônicos.

b) Espera-se que 50% dos filhos homens e 50% das mulheres, filhas desse casal, sejam daltônicos.

c) Somente os filhos do sexo masculino desse casal poderão ser daltônicos.

d) Espera-se que todos os filhos do sexo masculino e apenas 50% das filhas sejam normais.

e) Espera-se que 50% dos filhos homens sejam daltônicos e apenas 25% das filhas apresentem a anomalia.

12. (PUC-MG) Os dois heredogramas abaixo foram montados para que os estudantes pudessem comparar dois tipos de “Herança Ligada ao Sexo”: na Família I, pode-se estudar a ocorrência de Hemofilia A (herança na qual os afetados podem apresentar episódios recorrentes de sangramento, devido a uma deficiência no Fator VIII) e, na Família II, pode-se estudar a ocorrência de Raquitismo Hipofosfatêmico (um tipo e raquitismo hereditário caracterizado por uma perda anormal de fosfato nos rins e resistente ao tratamento com vitamina D).

12

Com base na análise dos heredogramas e em seus conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar, exceto:

a) Para os dois caracteres estudados, não há transmissão do alelo determinante das anomalias de pai para filhos do sexo masculino.

b) No mundo, nascem mais homens afetados por Raquitismo Hipofosfatêmico do que mulheres afetadas.

c) A maioria dos indivíduos que nascem com hemofilia A é do sexo masculino.

d) O Raquitismo Hipofosfatêmico manifesta-se tanto nas mulheres homozigotas como nas heterozigotas.

13. (UFAM) Um pesquisador resolveu descobrir o tipo de herança do fenótipo plumagem barrada nos galináceos e fez os seguinte cruzamentos recíprocos:

13

Esses resultados sugerem que o fenótipo plumagem barrada tem uma herança do tipo:

a) Autossômica dominante.

b) Autossômica recessiva.

c) Ligada ao Z dominante.

d) Ligada ao Z recessiva.

e) Ligada ao W dominante.

14. (UFC) Considere o heredograma a seguir. Os símbolos escuros referem-se às pessoas com daltonismo.

14

Analisando o heredograma e sabendo-se que o daltonismo é causado por um gene recessivo ligado ao cromossomo X, podemos afirmar que:

a) Todas as filhas do cruzamento do indivíduo VII com uma mulher heterozigota, portadora do gene para o daltonismo, serão daltônicas.

b) Todas as filhas do indivíduo III com uma mulher normal, não portadora para o gene do daltonismo, portarão o gene para daltonismo.

c) Em um cruzamento do indivíduo VI com um homem normal, a probabilidade de um filho do sexo masculino ser daltônico é de 50%.

d) Os indivíduos I e VI são homozigóticos dominantes.

e) O indivíduo IV é heterozigótico.

15. (PUC-RIO) Uma característica genética recessiva presente no cromossomo Y é:

a) Poder ser herdada do pai ou da mãe pelos descendentes do sexo masculino e do feminino.

b) Só poder ser herdada a partir do pai por seus descendentes do sexo masculino.

c) Só poder ser herdada a partir do pai por seus descendentes do sexo feminino.

d) Só poder ser herdada a partir da mãe por seus descendentes do sexo masculino.

e) Só poder ser herdada a partir da mãe por seus descendentes do sexo feminino.

16. (UFPB) Ao estudar o tipo de herança genética envolvida na transmissão de uma anomalia, observou-se que a totalidade dos homens afetados por uma doença, casados com mulheres normais, teve as filhas doentes e os filhos normais. De acordo com esses dados, é correto afirmar que a herança genética é do tipo:

a)Autossômica dominante.

b)Autossômica recessiva.

c)Restrita ao sexo (ligada ao cromossomo Y).

d)Ligada ao sexo e determinada por alelo recessivo.

e)Ligada ao sexo e determinada por alelo dominante.

17. (PUC-RIO) Uma criança do sexo masculino, que acaba de nascer, tem como pai um indivíduo que apresenta hemofilia e é normal com relação ao daltonismo. Sua mãe é portadora do gen para o daltonismo, mas não para o gen da hemofilia. Quanto a essa criança, podemos afirmar que:

a) Tem 50% de chance de ser daltônica.

b) Tem 50% de chance de ser hemofílica.

c) Tem 25% de chance de ser hemofílica.

d) Tem 75% de chance de ser daltônica.

e) Não tem chance de ser daltônica.

18. (UEPG) A respeito de herança autossômica e de herança relacionada ao sexo, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – No caso da herança ligada ao sexo, os genes estão presentes no cromossomo Y, na parte não homóloga ao cromossomo X.

1  1 – Se o caráter só afeta homens e é transmitido de pai para filho, pode-se ter certeza de que ele é restrito ao sexo. Se essa condição não se verifica, o caráter está ligado ao sexo.

2 2 – Na herança ligada ao sexo existem duas possibilidades: o gene para o caráter é dominante ou recessivo. Quando o gene é dominante, as filhas de homens afetados sempre apresentam a doença, mas os filhos não, já que herdam o cromossomo Y. Quando o gene é recessivo, os netos de homens afetados podem apresentar a doença, mas não as filhas, que são portadoras.

3 3 – Na herança autossômica, quando pais com fenótipos iguais têm um ou mais descendentes de fenótipos diferentes do deles, os fenótipos desses filhos são condicionados por genes recessivos.

4  4 – Na herança relacionada ao sexo existem duas possibilidades: ou a herança é restrita ao sexo, e o gene está no cromossomo Y, ou ela é ligada ao sexo, e o gene está no cromossomo X, na parte não homóloga.

19. (UFMG) Um casal normal para a hemofilia – doença recessiva ligada ao cromossoma X – gerou quatro crianças: duas normais e duas hemofílicas. Considerando-se essas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) A mãe das crianças é heterozigótica para a hemofilia.

b) A probabilidade de esse casal ter outra criança hemofílica é de 25% .

c) As crianças do sexo feminino têm fenótipo normal.

d) O gene recessivo está presente no avô paterno das crianças.

20. A hemofilia clássica é um tipo de doença hereditária em que há um retardo no tempo de coagulação do sangue e decorre do não funcionamento de um dos fatores bioquímicos de coagulação.

I   II

0  0 – Não é possível a existência de mulheres hemofílicas.

1 1 – É condicionada por um gene que se localiza no cromossomo X, em uma região heteróloga ao Y.

2  2 – Uma mulher hemofílica (2n = 46) e, com certeza, filha de pai hemofílico.

3 3 – Entre os homens, é possível ocorrer apenas dois genótipos; por isso, há uma maior incidência dessa doença entre eles.

4  4 – Entre os descendentes de um homem hemofílico e de uma mulher normal, não portadora, espera-se que 75% deles sejam normais e 25% sejam hemofílicos.

21. (FUVEST) No heredograma abaixo, os quadrados cheios representam meninos afetados por uma doença genética. Se a doença for condicionada por um par de alelos recessivos localizados em cromossomos autossômicos, as probabilidades de o pai (A) e de a mãe (B) do menino (C) serem portadores desse alelo são, respectivamente, (I) e (II). Caso a anomalia seja condicionada por um alelo recessivo ligado ao cromossomo X, num segmento sem homologia com o cromossomo Y, as probabilidades de o pai e de a mãe serem portadores desse alelo são, respectivamente, (III) e (IV).  Assinale a alternativa que mostra as porcentagens que preenchem corretamente os espaços I, II, III e IV.

21

  I II III IV
a 50% 50% 100% 0%
b 100% 100% 100% 0%
c 100% 100% 0% 100%
d 50% 50% 0% 100%
e 100% 100% 50% 50%

22. (UPE) Um homem hemofílico casa-se com uma mulher normal, cujo pai é hemofílico. Sabendo-se que a hemofilia tem herança recessiva ligada ao cromossomo X, analise as afirmativas.

I. A mulher é portadora para a hemofilia e, consequentemente, todos os seus filhos homens serão hemofílicos.

II. Como o homem tem hemofilia, e a mulher é portadora para esse caráter, o casal terá 50% de probabilidade de gerar uma criança hemofílica, sem considerar o sexo.

III. Dentre as crianças do sexo masculino, 50% delas poderão ser hemofílicas.

IV. Dentre as crianças do sexo feminino, 50% poderão ser portadoras e 25% poderão ser hemofílicas.

Assinale a alternativa que contempla a(s) afirmativa(s) correta(s).

a) I e II.

b) II e III.

c) I e IV.

d) Apenas a I.

e) Apenas a IV.

23. (UFPEL) A hemofilia é uma doença hereditária em que há uma falha no sistema de coagulação do sangue. A hemofilia A, um dos tipos mais graves, é causada pela deficiência de um dos fatores que agem na coagulação, o fator VIII. Esse fator é uma proteína cujo gene codificador encontra-se no cromossomo X; o alelo normal (H) produz o fator VIII e condiciona fenótipo não hemofílico; o alelo mutante (h) condiciona ausência do fator VIII, sendo responsável por este tipo de hemofilia. Observe o heredograma abaixo de uma família em que ocorre a hemofilia A, considerando que os indivíduos 2 e 4 são irmãs.

23

Com base nos textos e em seus conhecimentos, analise as afirmativas.

I. As irmãs 2 e 4 apresentam, respectivamente, genótipos da figura 2 e a consanguinidade, através da união entre primos irmãos (indivíduos 5 e 6), condicionou a manifestação do alelo deletério h para hemofilia nos descendentes.

II. O indivíduo 7 é hemofílico, pois herdou o alelo recessivo para ausência do fator VIII de sua mãe, e o indivíduo 8 pode ou não ser portador deste alelo recessivo.

III. Dos primos que se casaram, somente o indivíduo 6 é portador do alelo recessivo que causa a hemofilia, enquanto que o indivíduo 5 não apresenta este alelo, pois herdou da mãe o alelo normal (H).

IV. Se o indivíduo 7 tiver filhos com uma mulher que tenha o mesmo genótipo para hemofilia de sua avó materna, a probabilidade de terem filhos hemofílicos é de 50% e de terem filhas hemofílicas é de 0%.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e IV.

b) III e IV.

c) II e III.

d) I e II.

e) I e III.

24. (UFPI) A cegueira da cor verde na espécie humana é uma característica recessiva ligada ao sexo. Em uma família, a filha possui visão normal, enquanto o filho não enxerga a cor verde. É correto afirmar que:

a) A mãe obrigatoriamente apresenta a cegueira da cor verde.

b) O pai é heterozigoto para a cegueira da cor verde.

c) O pai é homozigoto para a cegueira da cor verde.

d) A mãe é pelo menos heterozigota para a cegueira da cor verde.

e) O pai obrigatoriamente apresenta a cegueira da cor verde.

25. (FATEC) Na espécie humana, a determinação cromossômica do sexo é dada pelos cromossomos X e Y. O cromossomo Y apresenta genes holândricos, isto é, genes que não possuem homologia com o cromossomo X. As características condicionadas por tais genes são:

a) Transmitidas da mãe para 100% das filhas.

b) Transmitidas do pai para 100% dos filhos homens.

c) Transmitidas do pai só para as filhas.

d) Transmitidas do pai para os filhos homens e filhas em 100% dos casos.

e) Exclusivas das mulheres.

26. (UNIFOR) Em determinada espécie de ave, o gene A condiciona plumagem negra, enquanto que seu alelo A1 condiciona plumagem amarela. Aves heterozigóticas para esse caráter apresentam plumagem cinzenta. Sabendo-se que esse caráter é ligado ao sexo e que nas aves o sexo heterogamético é o feminino, espera-se que o cruzamento entre um macho amarelo e uma fêmea negra produza na descendência:

a) Somente machos negros.
b) Somente fêmeas amarelas.
c) Somente machos cinzentos.
d) 100% dos machos cinzentos e 100% das fêmeas amarelas.
e) 100% dos machos negros e 100% das fêmeas amarelas.

27. (UFOP)Um gene recessivo, localizado no cromossomo X, será transmitido pelas mulheres heterozigotas:

a) Somente às filhas.

b) A todos os seus filhos, de ambos os sexos.

c) A metade de seus filhos, de ambos os sexos.

d) A um quarto dos seus filhos, de ambos os sexos.

e) Somente aos filhos do sexo masculino.

28. (UFSC) A hemofilia é uma doença hereditária em que há um retardo no tempo de coagulação do sangue, e decorre do não funcionamento de um dos fatores bioquímicos de coagulação. Com relação a essa doença, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as proposições adiante.

I   II

0  0 – Não é possível a existência de mulheres hemofílicas.

1  1 – É condicionada por um gene que se localiza no cromossomo X, em uma região sem homologia no cromossomo Y.

2  2 – Entre as mulheres, é possível encontrar um máximo de três fenótipos e dois genótipos.

3 3 – Entre os homens, é possível ocorrer apenas um genótipo; por isso, há uma maior incidência dessa doença entre eles.

4  4 – Entre os descendentes de um homem hemofílico e de uma mulher normal, não portadora, espera-se que 50% deles sejam normais e 50% sejam hemofílicos.

29. (PUC-SP) João é daltônico e casado com Lúcia, cuja visão é normal para as cores. O casal tem dois filhos gêmeos, Paulo e Ricardo, ambos daltônicos. Como o daltonismo se deve a um gene recessivo (d) ligado ao sexo, é correto afirmar que os gêmeos Paulo e Ricardo:

a) São univitelinos e receberam o gene d de Lúcia.

b) São univitelinos e receberam o gene d de João.

c) Podem ou não ser univitelinos e receberam o gene d de Lúcia.

d) Podem ou não ser univitelinos e receberam o gene d de João.

e) São univitelinos e podem ter recebido o gene d de João ou de Lúcia.

30. (FUVEST) Em um indivíduo daltônico, do sexo masculino, o gene para o daltonismo encontra-se.

a) Em todas as células somáticas.

b) Em todas as células gaméticas.

c) Apenas nas células do globo ocular.

d) Apenas nas células mãe dos gametas.

e) Apenas nos gametas com cromossomo Y.

GABARITO

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
E C B B C A B C B FVFFF
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
B B C C B E A FVVVV D FVVVF
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
C B C D B D C FVFFF C A
Anúncios

Responses

  1. olá.. Djalma Santos queria explicação da questão 25.

    • 25. (FATEC) Na espécie humana, a determinação cromossômica do sexo é dada pelos cromossomos X e Y. O cromossomo Y apresenta genes holândricos, isto é, genes que não possuem homologia com o cromossomo X. As características condicionadas por tais genes são:
      a) Transmitidas da mãe para 100% das filhas.
      b) Transmitidas do pai para 100% dos filhos homens.*
      c) Transmitidas do pai só para as filhas.
      d) Transmitidas do pai para os filhos homens e filhas em 100% dos casos.
      e) Exclusivas das mulheres.
      Adrielle Santos
      – O homem (XY) tem cromossomo Y.
      – A mulher (XX) não tem cromossomo Y.
      – Dessa forma, o cromossomo Y só pode ser transmitido pelo pai.
      – Cruzamento: XX x XY = XX (mulher) + XY (homem).
      – Conclusão: todos os descendentes do sexo masculino (XY) terão o Y oriundo do pai.
      – ALTERNATIVA CORRETA: B (“Transmitidas do pai para 100% dos filhos homens.”)
      Um abraço
      Djalma Santos

  2. Obrigado!!! Djalma Santos

  3. Oi! Pode explicar a questão 26? Obrigada.

    • 26. (UNIFOR) Em determinada espécie de ave, o gene A condiciona plumagem negra, enquanto que seu alelo A1 condiciona plumagem amarela. Aves heterozigóticas para esse caráter apresentam plumagem cinzenta. Sabendo-se que esse caráter é ligado ao sexo e que nas aves o sexo heterogamético é o feminino, espera-se que o cruzamento entre um macho amarelo e uma fêmea negra produza na descendência:
      a) Somente machos negros.
      b) Somente fêmeas amarelas.
      c) Somente machos cinzentos.
      d) 100% dos machos cinzentos e 100% das fêmeas amarelas.
      e) 100% dos machos negros e 100% das fêmeas amarelas.
      Prezada Beatriz
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima, conforme sua solicitação.
      – Como consta no enunciado, naw aves as fêmeas são heterogaméticas (ZW) e os machos são homogaméticos (ZZ), ao contrário do que ocorre nos seres humanos, por exemplo, nos quais as fêmeas são homogaméticas (XX) e os machos são heterogaméticos (XY).
      – Com base, ainda no enunciado:
      I. A (plumagem negra).
      II. A1 (plumagem amarela).
      III. Heterozigotos (AA1): plumagem cinzenta.
      – Do exposto, podemos concluir:
      I. ZAZA (macho negro).
      II. ZA1ZA1 (macho amarelo).
      III. ZAZA1 (macho cinzento).
      IV. ZAW (fêmea negra).
      V. ZA1W (fêmea amarela).
      – CRUZAMENTO: macho amarelo (ZA1ZA1) x fêmea negra (ZAW)
      * ZA1ZA1 x ZAW = ZA1ZA (macho cinzento) + ZA1W (fêmea amarela) + ZA1ZA (macho cinzento) + ZA1W (fêmea amarela).
      * Todos os machos (100%) são cinzentos (ZA1ZA) e todas as fêmeas (100%) são amarelas (ZA1W), como consta na alternativa D (“100% dos machos cinzentos e 100% das fêmeas amarelas.”).
      Boa sorte
      Djalma Santos

  4. Ah, muito obrigada pela explicação, professor! 😀

  5. ola djalma! Pode me explicar a 12 porfavor? (:

    • Ewelin
      Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA INCORRETA: B (“No mundo, nascem mais homens afetados por Raquitismo Hipofosfatêmico do que mulheres afetadas.”).
      JUSTIFICATIVA
      – HEMOFILIA: recessiva ligada ao sexo (ligada ao cromossomo X).
      * Homem não hemofílico: XHY.
      * Homem hemofílico: XhY.
      * Mulher não hemofílica: XHXH (homozigota) ou XHXh (heterozigota).
      * Mulher hemofílica: XhXh.
      – RAQUITISMO HIPOFOSFATÊMICO: dominante ligado ao sexo (ligado ao cromossomo X).
      * Homem não doente: XrY.
      * Homem doente: XRY.
      * Mulher não doente: XrXr.
      * Mulher doente: XRXR (homozigota) ou XRXr (heterozigota).
      ALTERNATIVA A (“Para os dois caracteres estudados, não há transmissão do alelo determinante das anomalias de pai para filhos do sexo masculino.”) – CORRETA
      * Homem hemofílico (XhY): transmite para os filhos do sexo masculino o Y que não possui o gene para a hemofilia.
      * Homem portador de raquitismo hipofosfatêmico (XRY): transmite para os filhos do sexo masculino o Y que, a exemplo da hemofilia, não possui o gene para o raquitismo hipofosfatêmico.
      ALTERNATIVA B (“No mundo, nascem mais homens afetados por Raquitismo Hipofosfatêmico do que mulheres afetadas.”) – INCORRETA
      * Sendo um caráter dominante ligado ao cromossomos X, há duas possiblidades de a mulher ser doente [XRXR (homozigota) ou XRXr (heterozigota)], como vimos acima. No caso do homem, há apenas uma condição de ele ser doente (XrY), como mostrado acima.
      ALTERNATIVA C (“A maioria dos indivíduos que nascem com hemofilia A é do sexo masculino.”) – CORRETA
      * Como vimos acima, a mulher para ser hemofílica tem que possui os dois genes para a hemofilia (XhXh). Em função do homem só possuir um cromossomo X, ele será hemofílico se apresentar apenas um gene para a doença.
      ALTERNATIVA D (“O Raquitismo Hipofosfatêmico manifesta-se tanto nas mulheres homozigotas como nas heterozigotas.”) – CORRETA
      * Em face de ser um caráter dominante ligado ao cromossomo X, a mulher manifestará a doença em homozigose (XRXR) e em heterozigose (XRXr), como vimos acima.
      Um abraço
      Djalma Santos

  6. gostaria de saber pq a questao 1 a alternativa e A, pois se daltonismo a mulher normal pode ser XDXD ou XdXD, no caso da questao o homem(1) manda o Y e a mulher(2) manda o Xd para gerar um homem afetado, porem se ela fosse XdXd seria afetada e no caso ela tem fenotipo normal, outra possibilidade seria ela mandar XD, ma ai o homem nao seria afetado, ou seja, como o homem(3) e afetado ela e XDXd, pois envia Xd e ainda ela e normal. contudo, a resposta correta seria a letra E, a mulher 2 e heterozigota.

    • Prezado Fylipe
      Como você pode constatar, a resposta contida no gabarito é realmente E (“A mulher 2 é heterozigota para o gene do daltonismo.”). Você deve ter visto, portanto, outra questão (06, 17 ou 30).
      Djalma Santos

  7. Professor Djalma, seu blog é ótimo!
    Poderia me explicar porque a questão 21 é C e não D?

    • Prezada Gabriella
      Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA CORRETA C (“100%, 100%, 0% e 100%.”)
      JUSTIFICATIVA
      Se a anomalia em foco for condicionada por um alelo recessivo localizado em cromossomo autossômico, obrigatoriamente um alelo recessivo (a) deve vir do pai (I) e o outro alelo deve vir da mãe (II) para o casal gerar um filho afetado (aa). Assim sendo, a probabilidade do pai (I) e da mãe (II) serem portadores do alelo recessivo é de 100%. Caso a referida anomalia seja condicionada por um alelo recessivo ligado ao cromossomo X, obrigatoriamente o cromossomo X do filho de sexo masculino provém da mãe. Se este é afetado, recebeu o alelo a de sua mãe que, sendo normal, é heterozigota para o gene em questão.
      Djalma Santos

  8. Olá, professor!
    podia explicar-me a questão 11?

    • 11. (CEFET-PE) Um homem daltônico casa-se com uma mulher normal para essa anomalia, filha de pai daltônico. Assinale a alternativa correta sobre os possíveis filhos desse casal, sabendo-se que o daltonismo e determinado por um gene do cromossomo X (herança ligada ao sexo).
      a) Todos os filhos do sexo masculino desse casal serão daltônicos.
      b) Espera-se que 50% dos filhos homens e 50% das mulheres, filhas desse casal, sejam daltônicos.
      c) Somente os filhos do sexo masculino desse casal poderão ser daltônicos.
      d) Espera-se que todos os filhos do sexo masculino e apenas 50% das filhas sejam normais.
      e) Espera-se que 50% dos filhos homens sejam daltônicos e apenas 25% das filhas apresentem a anomalia.
      Prezada Catarina
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNARTIVA CORRETA: B (“Espera-se que 50% dos filhos homens e 50% das mulheres, filhas desse casal, sejam daltônicos.”)
      JUSTIFICATIVA
      – Mulher normal portadora (XDXd), em face de ser daltônico como consta no enunciado (“ … mulher normal para essa anomalia, filha de pai daltônico. …”).
      – Homem daltônico (XdY), como consta no enunciado (“Um homem daltônico …”).
      CRUZAMENTO
      XDXd x XdY = XDXd (filha normal) + XDY (filho normal) + XdXd (filha daltônica) + XdY (filho daltônico).
      – Conclusão:
      * Filhos homens: 1 normal (XDY) e 1 daltônico (XdY)
      * Filhas mulheres: 1 normal (XDXd) e 1 daltônica (XdXd)
      – Questão fácil!!!!!
      Djalma Santos

  9. resolve a questão 14

    • Lima
      Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA CORRETA: C (“Em um cruzamento do indivíduo VI com um homem normal, a probabilidade de um filho do sexo masculino ser daltônico é de 50%.”).
      JUSTIFICATIVA
      ANÁLISE DO HEREDOGRAMA.
      – I. XDXd
      – II. XdY
      – III. XDY
      – IV. XdXd
      – V. XDY
      – VI. XDXd
      – VII. XdY
      CRUZAMENTO ENTRE VI (XDXd) COM UM HOMEM NORMAL (XDY)
      – XDXd x XDY = XDXD + XDY + XDXd + XdY
      – Filhas: todas normais (XDXD e XDXd)
      – Filhos: 50% normais (XDY) e 50% daltônicos (XdY)
      Djalma Santos

  10. bom dia
    toa pedr ajuda da questao 6 e 7

    • Gimo
      Veja, a seguir, a resolução das questões que você solicitou.
      QUESTÃO 06
      06. (UFERSA) Um alelo mutado ligado ao cromossomo X é letal aos indivíduos do sexo masculino ainda no estágio embrionário. Uma mulher heterozigota para tal alelo terá que porcentagem de descendência adulta portadora desse alelo?
      a) 33%.
      b) 50%.
      c) 67%.
      d) 75%.
      ALTERNATIVA CORRETA: A (“33%.”)
      JUSTIFICATIVA
      CRUZAMENTO
      – Mulher: XAXa (heterozigota, como consta no enunciado).
      – Homem: XAY [se ele fosse XaY, não sobreviveria, como consta no enunciado (“ … Um alelo mutado ligado ao cromossomo X é letal aos indivíduos do sexo masculino ainda no estágio embrionário. …”)
      * XAXa x XAY = XAXA (não portadora do gene em foco) + XAY (não portador do gene em questão) + XAXa (PORTADORA DO GENES EM LIDE) + XaY [letal (não sobrevive), como consta no enunciado].
      * Como mostra o cruzamento acima, apenas 1/3 (33%) dos descendentes que atingem a idade adulta (XAXa) portam o gene referido no enunciado.
      Nível da questão: fácil.
      QUESTÃO 07
      07. (UEMS) Uma mulher daltônica, cujo irmão mais novo tem visão normal, casou-se com um homem de visão normal. Sabendo-se que o daltonismo é uma herança ligada ao sexo, podemos estabelecer que os genótipos dos envolvidos são respectivamente:
      a) XdXd, XdY, XDY.
      b) XdXd, XDY, XDY.*
      c) XDXd, XdY, XdY.
      d) XDXd, XdY, XDY.
      e) XdXd, XDY, XdY.
      ALTERNATIVA CORRETA B: (“XdXd, XDY, XDY.”).
      JUSTIFICATIVA
      – Daltonismo é uma herança ligada ao sexo, como consta no enunciado (“… . Sabendo-se que o daltonismo é uma herança ligada ao sexo, …”,) e recessiva, logo:
      * Mulher daltônica: XdXd.
      * Irmão mais novo de visão normal: XDY.
      * Homem de visão normal: XDY.
      Nível da questão: muito fácil.
      Djalma Santos

  11. Professor, não entendi muito bem a questão 30, poderia explicar?

    • 30. (FUVEST) Em um indivíduo daltônico, do sexo masculino, o gene para o daltonismo encontra-se.
      a) Em todas as células somáticas.
      b) Em todas as células gaméticas.
      c) Apenas nas células do globo ocular.
      d) Apenas nas células mãe dos gametas.
      e) Apenas nos gametas com cromossomo Y.
      ALTERNATIVA CORRETA: A (“Em todas as células somáticas.”)
      – ALTERNATIVA A (“Em todas as células somáticas.”) – CORRETA
      * O gene para daltonismo em um indivíduo daltônico, do sexo masculino, se encontra em todas as células somáticas, não apenas nas relacionadas com a visão.
      – ALTERNATIVA B (“Em todas as células gaméticas.”) – INCORRETA
      * Em função do gene para daltonismo se encontrar apenas no cromossomo X (herança ligada ao sexo), os gametas dotados de cromossomos Y não possuem gene para o daltonismo. Dessa forma, nem todas as células gaméticas de um indivíduo daltônico, do sexo masculino, apresenta gene para daltonismo, como consta nesta alternativa.
      – ALTERNATIVA C (“Apenas nas células do globo ocular.”) – INCORRETA
      * O gene para daltonismo em um indivíduo daltônico, do sexo masculino, não se encontra apenas nas células do globo ocular, como consta nesta alternativa, mas em todas as células somáticas.
      – ALTERNATIVA D (“Apenas nas células mãe dos gametas.”) – INCORRETA
      * O gene para daltonismo em um indivíduo daltônico, do sexo masculino, não se encontra apenas nas células mãe dos gametas, como consta nesta alternativa. Ele se encontra em todas as suas células somáticas.
      – ALTERNATIVA E (“Apenas nos gametas com cromossomo Y.”) – INCORRETA
      * O gene para daltonismo em um indivíduo daltônico, do sexo masculino, não se encontra nos gametas com cromossomos Y, como vimos na alternativa B.
      Djalma Santos

  12. Professor, não compreendi muito bem a questão 8, poderia explicar?

    • ALTERNATIVA CORRETA: C (“Qualquer descendente de II.4 receberá o gene para daltonismo.”)
      – A questão trata de daltonismos, herança ligada ao cromossomo X (ver enunciado).
      – II.4 é uma mulher (XX), daltônica, logo XdXd. Dessa forma, ela sempre transmitirá para os descendentes, seja homem (XY) ou mulher (XX), um cromossomo portador do gene para daltonismo (Xd), como consta na alternativa C.
      Djalma Santos

  13. Muito bom, parabéns!

  14. A questão 16 não teria como respostas corretas tanto letra d quanto letra e?

    poderia explicar a resolução?

    Obrigado.

    • ALTERNATIVA CORRETA: E (“Ligada ao sexo e determinada por alelo dominante.”)
      – Homem afetado: XDY.
      – Mulher normal: XdXd.
      – Cruzamento: XDY x XdXd = filhas doentes (XDXd) e filhos normais (XdY).
      * Desenvolvendo-se o mesmo raciocínio em relação a alternativa D (“Ligada ao sexo e determinada por alelo recessivo.”), constata-se que ela está incorreta.
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: