Publicado por: Djalma Santos | 27 de março de 2013

Testes de genética molecular

01. (UNICENTRO) A fenilcetonúria, também conhecida como PKU, é um erro inato clássico do metabolismo causado pela deficiência de uma enzima no metabolismo do aminoácido fenilalanina. Tal doença, se não diagnosticada precocemente, pode desencadear sintomas como retardo mental, atraso no desenvolvimento psicomotor e hiperatividade. Um diagnóstico simples pode ser realizado através do teste do pezinho nos primeiros dias de vida e o tratamento é baseado em uma dieta pobre no aminoácido fenilalanina.

                                                                  (A FENILCETONÚRIA…,2011).

A fenilalanina é um dos aminoácidos codificados no código genético, sendo de grande importância na constituição das proteínas. Sobre a síntese de proteínas, é correto afirmar:

a) O RNA transportador é responsável pela síntese e transporte do aminoácido específico até os ribossomos.

b) Se no RNA mensageiro o códon a ser lido for GUA, o RNA transportador que traz o aminoácido específico se ligará com o anticódon CAT.

c) Cada três bases de RNA ribossômico codifica um aminoácido específico da proteína.

d) A mesma fita de RNA mensageiro poderá ser lida por vários ribossomos, resultando em várias moléculas proteicas iguais.

e) A fenilalanina e os demais 19 aminoácidos correspondem a um único códon específico no RNA mensageiro.

02. (PUC-SP) No fenômeno denominado transformação bacteriana:

a) Duas bactérias se aproximam e o cromossomo de uma passa para a outra.

b) O patrimônio genético é modificado pela penetração de uma molécula de DNA ou de um fragmento de DNA na bactéria.

c) O patrimônio genético de uma bactéria é modificado como consequência do impacto de radiações ionizantes em seu DNA.

d) O patrimônio genético das bactérias é modificado com ultravioleta.

e) O patrimônio genético das bactérias é modificado colocando-se antibióticos em cultura de bactérias resistentes.

03. (UEG) Embora a quase totalidade dos tipos de DNA existentes possua duas hélices, como foi sugerido por Watson e Crick, sabe-se da existência de DNA que possui apenas uma hélice. Mesmo que você não conheça esse tipo de DNA, será possível, empregando seus conhecimentos sobre a estrutura dos ácidos nucleicos, assinalar, entre as afirmativas abaixo, qual deve ser a correta?

a) O DNA com uma só hélice contém uracil em vez de timina.

b) O DNA com uma só hélice tem, obrigatoriamente, uma quantidade de adenina igual à de timina.

c) O DNA de uma só hélice pode conter teores diferentes de adenina e timina, assim como de citosina e guanina.

d) O DNA de uma só hélice deve conter, obrigatoriamente, as mesmas quantidades de citosina e guanina.

e) O DNA de uma só hélice contém ribose, em vez de desoxirribose.

04. (UNIOESTE) Em uma das fitas de DNA de uma espécie de vírus encontram-se 90 Adeninas e 130 Citosinas. Sabendo-se ainda que nessa fita ocorre um total de 200 bases púricas e 200 bases pirimidinas, assinale a alternativa correta.

a) Na dupla fita de DNA ocorrem 180 Adeninas.

b) Na dupla fita de DNA ocorrem 140 Guaninas.

c) Na fita complementar ocorrem 300 bases púricas e 100 bases pirimidinas.

d) Na fita complementar ocorrem 70 Adeninas e 110 Citosinas.

e) Não é possível determinar a composição de bases nitrogenadas da fita complementar.

05. (UESPI) Apesar do coquetel anti-HIV, a AIDS ainda é responsável por grande mortandade no planeta. Considerando o que se sabe sobre o ciclo replicativo do vírus HIV, ilustrado abaixo, é correto afirmar o que segue.

05

a) O vírus é formado por moléculas de DNA envoltas por um capsídeo e um envelope lipoproteico.

b) Glicoproteínas do envelope viral fazem a adesão aos receptores CD8 da membrana celular.

c) O RNA viral é inserido no núcleo pela enzima integrase que o fusiona ao DNA celular.

d) O DNA viral é transcrito e traduzido formando proteases que degradam o DNA celular.

e) Drogas que inibem a ação da transcriptase reversa viral impedem a produção dos provírus.

06. (UDESC) Analise o quadro abaixo:

ÁCIDO NUCLEICO

NO DE FITAS

BASES NITROGENADAS

TIPO DE AÇÚCAR

DNA

(1)

(3)

(5)

RNA

(2)

(4)

(6)

Assinale a alternativa correta em relação à correspondência entre o número indicado no quadro

acima e a característica correspondente do ácido nucleico DNA ou RNA, respectivamente:

a) (1) duas, (2) uma, (3) Adenina, Citosina, Guanina, Timina e Uracila, (4) Adenina, Citosina, Guanina, Timina e Uracila, (5) desoxirribose, (6) ribose.

b) (1) duas, (2) uma, (3) Uracila, (4) Timina, (5) desoxirribose, (6) ribose.

c) (1) duas, (2) uma, (3) Adenina, Citosina, Guanina e Timina, (4) Adenina, Citosina, Guanina e Uracila, (5) desoxirribose, (6) ribose.

d) (1) duas, (2) uma, (3) Adenina, Citosina, Guanina e Timina, (4) Adenina, Citosina, Guanina e Uracila, (5) ribose, (6) desoxirribose.

e) (1) uma, (2) duas, (3) Adenina, Citosina, Guanina e Uracila, (4) Adenina, Citosina, Guanina e Timina, (5) desoxirribose, (6) ribose.

07. (UEG) Um cientista obteve duas linhagens de uma determinada bactéria. Uma delas, não produzia as substâncias A, B e C, mas produzia as substâncias D, E e F. A outra, produzia A, B e C, mas não produzia D, E e F. As duas linhagens foram cultivadas no mesmo meio de cultura. Constatou-se, ao fazer a repicagem da cultura, o aparecimento de uma terceira linhagem capaz de sintetizar todas as substâncias referidas (A, B, C, D, E e F). A interpretação para o que ocorreu é a seguinte

a) No meio de cultura houve troca de partes das moléculas de DNA entre as bactérias pertencentes às duas linhagens.

b) No meio de cultura houve troca de moléculas de RNA mensageiro entre as bactérias pertencentes às duas linhagens.

c) No meio de cultura houve troca de informações codificadas no RNA transportador.

d) No meio de cultura houve troca de enzimas entre as bactérias pertencentes às duas linhagens.

e) Bactérias que sintetizavam as substâncias A, B e C, experimentaram mutações que lhes permitiram também sintetizar as substâncias D, E e F.

08.  (COVEST) Em 1993, o pesquisador e surfista Kary Mullis ganhou o prêmio Nobel de química pela descoberta e aplicação das propriedades da enzima Taq  polimerase, isolada da bactéria  Thermus aquaticus, encontrada em fontes hidrotermais. A enzima realiza a duplicação artificial do DNA por meio de uma reação em cadeia da polimerase (PCR), e tal propriedade tem sido aplicada em testes de mapeamento genético humano. Sobre os processos de replicação celular e in vitro do DNA, considere as proposições que se seguem.

I   II

0 0 – Devido ao tamanho relativamente menor e à mais alta taxa metabólica, organismos  procariotos replicam o DNA mais rapidamente  que organismos eucariotos.

1  1 – A enzima DNA polimerase pareia novos  nucleotídeos a cada uma das fitas mães do  DNA, à medida que a forquilha de replicação promove a separação das mesmas no núcleo celular.

2  2 – Na divisão celular, uma das fitas novas do DNA será produzida de forma contínua, no sentido oposto à forquilha de replicação, enquanto a outra será produzida em partes, depois unidas por enzimas.

3  3 – Na PCR, a separação da dupla fita do DNA é realizada elevando-se a temperatura até próximo de 100oC; o início da replicação depende da união de oligonucleotídeos específicos ao DNA.

4  4 – A confiabilidade dos testes de paternidade com a análise do DNA chega a 99,9 %, porque um grande número de genes de todos os cromossomos do suposto pai e do suposto filho são analisados.

09. (UENP) O DNA é a molécula detentora do código genético de uma célula, sendo que a sequência das bases nitrogenadas codifica a sequência dos aminoácidos de uma proteína. Analise a sequência de bases nitrogenadas do fragmento de DNA descrito abaixo.

09

Considere que toda a sequência de bases nitrogenadas compreendida entre as duas setas (GGTCATTACGTG) codifique uma proteína hipotética, sendo que o asterisco indica a fita molde. Assinale a alternativa que contém afirmação incorreta.

a) Os aminoácidos que constituem a dupla fita do DNA são constituídos de bases nitrogenadas, desoxirribose e fosfato.

b) Ambas as extremidades do RNA mensageiro transcrito, codificado pela sequência indicada, possuem a base nitrogenada citosina.

c) A proteína codificada por essa sequência contém quatro aminoácidos.

d) A sequência de bases nitrogenadas do RNA mensageiro transcrito possui a seguinte sequência: CCAGUAAUGCAC.

e) No DNA as duas extremidades dessa sequência (apontadas pelas setas) apresentam bases nitrogenadas púricas.

10. (UECE) O conceito de gene tem evoluído muito nos últimos anos, particularmente em decorrência da descoberta do splicing, processo que elimina introns. Podemos afirmar, corretamente, que o tipo de ácido nucleico envolvido neste processo e o local de ocorrência são respectivamente:

a) DNA e núcleo.

b) RNA e núcleo.

c) DNA e citoplasma.

d) RNA e citoplasma.

11. (UFMS) Analise os processos A, B e C, conforme esquema abaixo, relacionados aos eventos celulares de síntese de DNA, RNA e proteínas.

11

Sobre tais processos, é correto afirmar:

I   II

0  0 – O processo A corresponde à tradução.

1  1 – O processo B corresponde à replicação (duplicação).

2  2 – O processo C corresponde à tradução.

3  3 – O processo B corresponde à transcrição.

4  4 – O processo A corresponde à replicação (duplicação).

12. (UNIMONTES) Hemopatias malignas são doenças clonais que derivam de uma única célula na medula óssea ou no tecido linfoide periférico, a qual sofreu uma alteração genética. O tratamento específico visa reduzir a massa tumoral por meio de drogas e/ou radioterapia. A figura a seguir mostra alguns sítios de ação de drogas usadas nessas doenças.

12

Considerando a figura apresentada e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que corresponde à molécula I, alvo das antraciclinas, etoposide, bleomicina e dos agentes alquilantes.

a) RNA.

b) DNA.

c) Proteína.

d) Nucleotídeo.

13. (ANGLO-SP) O DNA, que contém a informação genética, tem dois papeis fundamentais na célula. O primeiro é se replicar, isto é, produzir cópias idênticas a ele mesmo. O segundo papel é a transcrição, na qual o DNA produz o RNA que controla a síntese de proteínas. Assinale a alternativa correta em relação a esses processos:

a) A replicação controla a célula, por meio da síntese de enzimas (proteínas de controle das reações) feita pelo DNA.

b) A transcrição possibilita o envio de cópias de RNA para as células-filhas, transmitindo as informações hereditárias.

c) A replicação é um processo de tradução da informação genética em moléculas de proteínas.

d) A transcrição é um processo de autoduplicação da molécula de RNA, necessária à síntese proteica.

e) A inibição do processo de replicação poderia causar um bloqueio no mecanismo de divisão celular.

14. (UFAM) Em 1995, o cientista Craig Venter publicou o primeiro sequenciamento de DNA completo de um organismo, o genoma da bactéria que causa uma forma rara de meningite. Nesse genoma foram encontrados cerca de 1.743 genes compostos por 1.830.137 pares de bases. Isso é um genoma “pequeno” para os dias atuais. Mas gerou uma elevada demanda de tempo para sua solução. Cinco anos depois, Venter (na época na empresa Celera Genomics) se aventurou no sequenciamento de 30.000 genes e 3,2 bilhões de pares de bases do genoma humano. O sequenciamento do genoma humano foi publicado em 2001. O desafio que se apresenta no século 21 é determinar a função desses genes. Tal solução irá implicar em profundo avanço nas questões médicas e biológicas. O genoma humano compreende vários genes, exceto:

a) Genes que codificam proteínas.

b) Genes que codificam RNAm.

c) Genes que codificam a sequência de ácidos graxos em um polissacarídeo.

d) Sequências que não codificam genes.

e) Genes para RNA ribossomal e RNA de transferência.

15. (UPE) Na natureza, existem dois tipos celulares básicos: procariontes e eucariontes. Entre os eucariontes, temos células animais e vegetais. Sobre a estrutura química do material genético dos referidos tipos celulares, analise as afirmativas a seguir:

I. Nos procariontes, o DNA (material genético) é composto por unidades chamadas nucleotídeos, constituídos de um açúcar de cinco carbonos, a desoxirribose, uma base nitrogenada e um radical fosfato. No entanto, nos eucariontes, o açúcar é a ribose.

II. Em todos os tipos celulares, o DNA (material genético) é composto de um açúcar, a desoxirribose, uma base nitrogenada (púrica ou pirimídica) e um radical fosfato, formando uma molécula dupla-hélice (modelo de Watson e Crick).

III. Em todos os tipos celulares, o DNA (material genético) é formado por duas cadeias de nucleotídeos, compostos de um açúcar de cinco carbonos, a desoxirribose, um radical fosfato e uma base nitrogenada cujas quantidades de adenina e guanina são iguais bem como as de citosina e timina.

IV. Nos procariontes, seres unicelulares mais simples, o DNA (material genético) é um polinucleotídeo fita simples, enquanto, nos eucariontes, é um polinucleotídeo do tipo dupla-hélice (modelo de Watson e Crick).

V. Em todos os tipos celulares, o DNA (material genético) é uma dupla-hélice resultante de dois polinucleotídeos paralelos, ligados entre si por suas bases, através de pontes de hidrogênio entre pares de bases específicas: a adenina emparelha-se com a timina, e a guanina, com a citosina.

Estão corretas:

a) I e III.

b) II, IV e V.

c) II e V.

d) III e V.

e) IV e V.

16. (ANGLO-SP)

Analise o texto a seguir, relacionado à estrutura e à função do DNA:

Na década de 1950, os pesquisadores Watson e Crick propuseram seu modelo da molécula de DNA, substância detentora da informação genética dos seres vivos. A compreensão do modelo permitiu que se aceitasse uma ideia que carregava uma aparente contradição. Ao mesmo tempo em que a estrutura do DNA era extremamente parecida nos diferentes seres vivos, ela era suficientemente diferente para garantir as características que definem cada espécie, além de se revelar capaz de perpetuar essas características ao longo do tempo.

16

Qual das alternativas abaixo contém palavras-chave que justificariam corretamente os termos em negrito, na ordem em que se encontram no texto?

a) Dupla-hélice, tipos de bases, mutação.

b) Tipos de bases, dupla-hélice, transcrição.

c) Dupla-hélice, sequência de bases, duplicação.

d) Pareamento das bases, estrutura espacial da molécula, duplicação.

e) Sequência de bases, dupla-hélice, duplicação.

17. (UEFS) Como geralmente acontecia aos sábados de manhã, comecei a trabalhar no laboratório de Cavendish, da Universidade de Cambridge, antes de Francis Crick, no dia 28 de fevereiro de 1953. Eu tinha bons motivos pra levantar cedo. Sabia que estávamos perto de decifrar a estrutura de uma molécula quase desconhecida na época, chamada ácido desoxirribonucleico (DNA). Mas essa não era uma molécula qualquer: o DNA, como Crick e eu estávamos cientes, contém a chave da natureza das coisas vivas, armazenando as informações hereditárias que são passadas de uma geração a outra e orquestrando o mundo inacreditavelmente complexo da célula. Se decifrássemos sua estrutura tridimensional, a arquitetura da molécula, teríamos um vislumbre do que Crick chamava de “o segredo da vida”. (WATSON, 2005, p. 11).

Com base no texto e nos conhecimentos relacionados à estrutura da molécula de DNA, analise, dentre as proposições a seguir, aquela que reflete informações corretas sobre a estrutura dessa molécula.

a) “Dois tipos de desoxinucleotídeos constituem as unidades que formam cada uma das cadeias da molécula de DNA”.

b) “A molécula consiste em uma cadeia única de nucleotídeos, estabelecendo pareamentos transitórios entre as bases nitrogenadas A-T e G-C em regiões específicas”.

c) “A formação de ligações de Hidrogênio unem pares de bases específicos na dupla hélice”.

d) “O pareamento inespecífico estabelecido entre as bases complementares na dupla hélice é a base para a fidelidade da replicação conservativa do DNA”.

e) “A possibilidade de formação de quatro moléculas filhas idênticas a partir de uma molécula molde caracteriza a base molecular da hereditariedade”.

18. (UEPG) Com relação às biomoléculas de DNA e RNA, assinale o que for correto.

I  II

0 0 – O RNA mensageiro carreia a informação do gene, na forma de mensagem, para os ribossomos, onde a informação é traduzida em proteína.

1  1 – O DNA tem funções de hereditariedade e armazenamento das informações genéticas.

2 2 – O DNA é constituído por duas fitas de nucleotídeos e as ligações do tipo pontes de hidrogênio mantêm as duas fitas de DNA unidas.

3  3 – O DNA é uma fita simples e possui adenina, citosina, guanina e uracila.

4  4 – O RNA transportador ou de transferência auxilia no transporte dos hormônios durante a secreção.

19. (UNB) As figuras abaixo representam fragmentos da estrutura do DNA, o qual corresponde a moléculas enormes cujas massas moleculares podem variar de 6 × 106u a 16 × 106u.

19

Um dos objetivos de um experimento clássico da biologia é a extração do DNA de células de cebola. Nesse experimento, o material biológico é colocado em um béquer que contém solução aquosa de cloreto de sódio e detergente e, em seguida, é aquecido em banho-maria. Após o resfriamento e a filtração da solução, é adicionado etanol ao líquido obtido e o DNA precipita-se na superfície da solução.

Considerando as informações acima, assinale a alternativa incorreta:

a) Na figura II, na qual está esquematizada parte de uma fita da molécula de DNA, os algarismos 1, 2 e 3 representam, respectivamente, grupamento fosfato, desoxirribose e base nitrogenada.

b) No experimento mencionado, o detergente contribui para a ruptura das membranas lipídicas das células.

c) Na figura III, as distâncias entre os átomos de nitrogênio e de oxigênio, identificadas por d1 e d2, são menores que a distância entre os átomos de nitrogênio, assinalada como d3.

d) No grupamento fosfato, representado na figura I, são iguais os comprimentos das ligações entre o fósforo e os três oxigênios que não estão ligados à parte orgânica da molécula.

20. (COVEST) Foi realizada uma experiência com duas linhagens (A e B) do vírus mosaico do tabaco (T.M.V.) em que foram isolados as capas proteicas e o RNA (ácido ribonucleico) de cada linhagem. A seguir, foi reconstituído um vírus “híbrido” o qual possuía o RNA da linhagem A e a proteína da linhagem B. Esse vírus “híbrido” foi utilizado para a infecção de folhas sadias de fumo. Com relação aos novos vírus produzidos, após a infecção, pode-se afirmar que estes apresentam.

a) RNA e proteína da linhagem B.

b) RNA e proteína da linhagem A.

c) RNA da linhagem A e proteína da linhagem B.

d) RNA da linhagem B e proteína da linhagem A.

e) RNA e proteína “híbridos” entre a A e a B.

21. (UFBA)

21

A análise dos diferentes níveis integrativos apresentados na ilustração acima revela:

I   II

0  0 – A associação de múltiplas moléculas de DNA, constituindo um único cromossomos linear.

1  1 – A natureza dinâmica das biomoléculas, refletida nos diferentes estados de organização do material genético.

2 2 – A universalidade da mesma estrutura cromossômica como base física da hereditariedade.

3  3 – A existência da célula como fruto de integração dos diversos níveis moleculares e base da expressão da vida nos demais níveis.

4 4 – A codificação de mensagens genéticas em sequências de unidades constituídas de fosfato, açúcar e base nitrogenada.

22. (UEFS) Na tentativa de decifrar o código genético, foram feitos diversos experimentos relacionando os tripletes de nucleotídeos com os seus aminoácidos correspondentes. O primeiro desses experimentos foi realizado por Marshall Niremberg e Heinrich Matthaei e envolveu a tradução in vitro de polímeros sintéticos de RNA. Desse modo, utilizando-se polímeros de RNA contendo misturas de nucleotídeos, conseguiu-se decifrar o significado do código de todos os 64 tripletes de nucleotídeos possíveis. Com base nos conhecimentos advindos dos experimentos realizados pelos cientistas na tentativa de elucidar o código genético, é possível afirmar:

a) Cada trinca de nucleotídeos corresponde especificamente à decodificação de um único RNA mensageiro.

b) Dentre as trincas de aminoácidos que constituem o código genético, dez possíveis combinações levam à incorporação de nucleotídeos que finalizam a síntese proteica.

c) Diferentes tipos celulares utilizam distintos códigos genéticos para viabilizar a produção variada de proteínas, compatível com a função celular específica.

d) Muitos aminoácidos são especificados por mais de um códon, explicando, assim, a existência de 64 tipos de códons e de apenas 20 tipos de aminoácidos.

e) Em todos os seres vivos, os códons existentes codificam exatamente os mesmos aminoácidos, inclusive em se tratando de DNA mitocondrial.

23. (UNEMAT) Comemorou-se, em março de 2011, os dez anos do Projeto Genoma Humano. Esta empreitada mundial de geneticistas levou ao sequenciamento de todos os genes de uma pessoa. Assinale a alternativa correta quanto a esta pesquisa que levou a biologia a novos paradigmas.

a) Um gene é transcrito em RNA mensageiro que deixa o núcleo e é lido pelo ribossomo para ser traduzido em proteína.

b) Aquilo que somos é determinado exclusivamente por nossos genes: nossa aparência, comportamento e até as doenças que teremos.

c) O genoma de uma célula da retina é diferente daquele de uma célula da pele, por isso essas células realizam funções diferentes.

d) O DNA de células procarióticas, como as bactérias, fica organizado em cromossomos dentro do núcleo.

e) O maior genoma que existe é certamente o do ser humano devido ao seu alto grau de complexidade.

24. (FGV) A respeito dos processos de sínteses de DNA, RNA e proteínas, pode-se afirmar que:

a) A transcrição é um processo fundamental para a produção de uma proteína e ocorre nos ribossomos.

b) A síntese de proteínas pode ser chamada, também, de transcrição, e todo processo ocorre no hialoplasma.

c) Uma das diferenças entre a replicação e a transcrição é que apenas no primeiro processo todo genoma é copiado.

d) Todos os tipos de RNAs envolvidos na síntese de proteínas são os RNAs ribossomais e os RNAs mensageiros.

e) Na replicação, o DNA sintetizado é formado por duas cadeias iguais, unidas por pontes de hidrogênio.

25. (UPE) O exemplo mostrado no texto a seguir revela o potencial que as ferramentas usadas em genética podem ter para inibir a exploração e o comércio de produtos e espécimes da fauna, auxiliando na conservação das espécies ameaçadas.

Um dos casos mais interessantes da genética molecular forense envolveu o comércio ilegal de carne de baleias no Japão e Coreia. A pedido do Earthrust, Baker e Palumbi (1996) desenvolveram um sistema para monitorar esse comércio, utilizando sequências de DNAmt e PCR, que distinguiam, com confiança, uma  variedade de espécies de baleias umas das outras e de golfinhos. As análises revelaram que parte das amostras obtidas em mercados varejistas não era de baleias Minke, nas quais o Japão caçava para “fins científicos”, mas sim de baleias Azuis, Jubartes, Fin e de Bryde, as quais são protegidas por lei. Além disso, parte da “carne de baleia” era na realidade de golfinhos, botos, ovelhas e cavalos. Assim, além da ilegalidade da caça das baleias, os consumidores estavam sendo ludibriados.

Fonte: Adaptado de Fankham et al., 2008 – Genética da Conservação.

Leia as proposições abaixo sobre a reação em cadeia da polimerase (PCR):

I. Antes da PCR, para se detectarem genes ou VNTRs (número variável de repetições em sequência), havia a obrigação de se ter grande quantidade de DNA alvo.

II. Pela PCR, promove-se a deleção de trechos do DNA in vivo, usando polimerases de DNA.

III. A técnica da PCR permitiu a obtenção de grandes quantidades de fragmentos específicos do DNA por meio da amplificação em ciclos.

IV. O DNA a ser amplificado não pode ser submetido a temperaturas altas, acima de 40°C, sob pena de desnaturar e não mais renaturar.

Apenas é correto afirmar o que está contido nas proposições:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) II e IV.

e) III e IV.

26. (PUC-MG) Observe o esquema abaixo.

26

O processo pelo qual novas moléculas de RNA virais são formadas é denominado de:

a) Tradução.

b) Transdução.

c) Fissão.

d) Transcrição.

27. (UFMT) Observe a via metabólica esquematizada abaixo:

27

De acordo com a teoria “um gene – uma enzima” pode-se afirmar que:

a) Na conversão A → B não há controle enzimático.

b) Um indivíduo deficiente da enzima I não formará pigmentos, a menos que lhe seja fornecido o composto B pronto.

c) As etapas de reações sob ação de I e II, provavelmente, não devem ser controladas por enzimas.

d) Um indivíduo deficiente de I poderá formar pigmentos se lhe for fornecido o composto A pronto.

e) Neste esquema há um único gene que atua na produção de pigmentos.

28. (UPE) O termo “mundo de RNA” foi criado por Gilbert, em 1986, para delinear um cenário no qual a principal molécula ativa na origem da vida era o RNA. Em relação à hipótese do mundo de RNA, conclui-se que:

I    II

0  0 – A reprodução e o metabolismo das primeiras formas de vida dependiam das atividades  catalíticas e replicativas do RNA.

1   1 – Ao se multiplicarem, moléculas de RNA produziam versões ligeiramente diferentes entre  si; algumas delas tinham maior capacidade de se perpetuarem e de se reproduzirem,  transmitindo essas características à descendência.

2   2 – O RNA é a única molécula capaz de armazenar informação genética nos primódios e nos  tempos atuais, propriedade que, até alguns anos atrás, se acreditava limitada às proteínas.

3  3 – O RNA precedeu o DNA, visto exercer vários papéis na célula, tais como: mensageiro  (RNAm), transportador (RNAt), ribossômico (RNAr). Além disso, os ribonucleotídeos são derivados dos desoxirribonucleotídeos, e o DNA não é tão estável quanto o RNA.

4  4 – A catálise das ribozimas no mundo de RNA, há bilhões de anos, era muito mais eficiente por   causa das baixas temperaturas, quando comparada à catálise atual das enzimas proteicas, o  que reforça a hipótese do RNA como molécula inicial.

29. (UNB) O conhecimento da sequência de DNA, ou seja, da ordem das bases nitrogenadas em moléculas ou fragmentos de DNA, tem se tornado indispensável tanto na área de pesquisa quanto no setor de diagnóstico. Os primeiros sequenciamentos, realizados na década de 70 do século passado, tiveram como base protocolos laboratoriais complexos, caros e demorados. O projeto do genoma humano impulsionou o desenvolvimento da tecnologia, que, hoje, possibilita a realização, em algumas horas, do sequenciamento de genomas completos. Os equipamentos mais difundidos atualmente definem a sequência de fragmentos de DNA com base na separação de moléculas em eletroforese capilar.

Considerando o texto acima e as múltiplas implicações do assunto nele abordado, assinale a alternativa correta.

a) No núcleo de uma célula somática diploide de um indivíduo da espécie humana sem qualquer aberração cromossômica, existem 92 moléculas lineares de DNA, quantidade que é duplicada na fase S do ciclo celular.

b) A molécula de DNA é replicada de maneira semiconservativa, isto é, a molécula replicada é constituída por uma das fitas antigas e uma fita nova, tendo esta a fita antiga como molde para definir a sequência das bases nitrogenadas.

c) A principal realização do projeto do genoma humano foi a descoberta do código genético humano.

d) O conhecimento da sequência de DNA de um indivíduo é suficiente para a identificação das características físicas desse indivíduo, como, por exemplo, altura, cor da pele e cor do cabelo.

30. (UFBA) A estratégica organização do DNA – molécula que detém a informação da vida – se expressa:

I   II

0  0 – Na constituição química a partir de apenas quatro tipos de unidades monoméricas que, paradoxalmente, codificam a diversidade de proteínas nos seres vivos.

1 1 – Na capacidade mutacional decorrente de substituições, perdas ou adições de nucleotídeos, revelando o “poder criativo da natureza”.

2 2 – Na associação de inúmeras moléculas de DNA em cada um dos cromossomos, atendendo às exíguas dimensões da célula.

3  3 – No estabelecimento de moldes moleculares, que possibilitam a formação de cópias, perpetuando, assim, a vida.

4  4 – Na combinação de pentoses e fosfatos por meio de pontes de hidrogênio em dois longos polímeros.

31. (ANGLO-SP) A informação que caracteriza cada espécie é determinada pela sequência de bases do ácido desoxirribonucleico (DNA). Todas as células somáticas de um organismo apresentam o mesmo material genético, mas cada uma delas utiliza, de modo variável, informações presentes em diferentes “fragmentos” do DNA (genes), para se organizar e realizar suas funções, possibilitando a diferenciação celular e a especialização. Isso significa que um mesmo gene pode se manifestar de formas diferentes, isto é, ter graus diferentes de expressividade. Quando, por outro lado, comparamos o DNA de espécies próximas, como o homem e o chimpanzé, verificamos que são muito semelhantes: 98,6% das sequências do DNA do homem e do chimpanzé são idênticas, incluindo-se aí a maioria absoluta dos genes ligados ao desenvolvimento do corpo. Baseando-nos nas informações fornecidas, podemos concluir que:

a) As diferenças entre homens e chimpanzés decorrem exclusivamente de fatores ambientais não genéticos.

b) Chimpanzés e homens evoluíram a partir de espécies ancestrais diferentes, sem ligação evolutiva, e a semelhança do DNA é uma convergência adaptativa.

c) Embora muitos dos genes relacionados com o desenvolvimento do corpo sejam os mesmos em homens e chimpanzés, eles se expressam de modo diferente.

d) As semelhanças do DNA permitem afirmar que o chimpanzé é uma espécie derivada do homem.

e) Chimpanzés e homens podem ter os mesmos genes, mas a espécie humana mudou a ação dos seus genes para se adaptar e desenvolver a inteligência.

32. (UEL) Consideres as afirmativas abaixo sobre as propriedades do código genético.

I. Existem sessenta e quatro tipos de aminoácidos, que, agrupados em diversas sequências, formam todos os tipos de proteínas que entram na composição de qualquer ser vivo.

II. O código genético é universal, pois vários aminoácidos têm mais de um códon que os codifica.

III. A perda ou a substituição de uma única base nitrogenada na molécula de DNA pode alterar um aminoácido na proteína.

IV. Nos organismos, a relação entre o número de nucleotídeos (a) de um mRNA e o número de aminoácidos da proteína formada (b) mostrou que a/b = 3.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

b) Somente as afirmativas II e III são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.

33. (UERJ) As massas moleculares dos nucleotídeos que compõem um determinado DNA são: 323 (citosina-nucleotídeo), 347 (guanina-nucleotídeo), 363 (adenina-nucleotídeo), 322 (timina-nucleotídeo). Sabendo-se que o referido DNA tem 104 pares de bases, que os nucleotídeos de adenina sempre se combinam com os nucleotídeos de timina, assim como os de citosina se ligam aos de guanina, e que esses pares ocorrem com frequências idênticas, podemos avaliar que a massa molecular desse DNA é de aproximadamente:

a) 3,3 x 104.

b) 3,3 x 106.

c) 6,7 x 106.

d) 1,3 x 107.

e) 1,3 x 104.

34. (ANGLO-SP) Observando o quadrinho abaixo e utilizando seus conhecimentos sobre o DNA, assinale a alternativa correta:

34

a) A “lista de tarefas” citada pela célula significa que o DNA realiza todas as funções metabólicas da célula.

b) O comentário da célula indica que o DNA é uma substância que não é encontrada normalmente na célula.

c) As informações para o funcionamento celular estão contidas na “lista de tarefas” do DNA.

d) O DNA é uma molécula viva que obriga as células a realizar tarefas desagradáveis e perigosas.

e) As células podem evitar suas tarefas impedindo a entrada das moléculas de DNA.

35. (COVEST) A figura ilustra um conhecido mecanismo de transferência de material genético entre bactérias. Com relação a este assunto, pode ser dito que:

35

I   II

0  0 – Neste processo,  conhecido como  conjugação  bacteriana,  uma bactéria funciona como “macho” ou doador e a outra como “fêmea” ou receptor.

1  1 – Para que uma bactéria  funcione como “fêmea”, ela deve  possuir um pedaço de DNA especial, chamado fator F ou de fertilidade.

2  2 – Esse fator F, na maioria dos casos, está integrado ao cromossomo bacteriano na linhagem de “fêmeas”, designadas “F+”.

3  3 – O fator  F duplica-se  e é  transferido  da  célula doadora F+ (“macho”) para a célula receptora F(“fêmea”).

4  4 – As bactérias nas  quais o fator F  está  integrado ao cromossomo, ditas bactérias Hfr (alta frequência de recombinação), podem transferir material genético mas, raramente, o fator F cromossômico é também transferido à bactéria F.

36. (PUC-RS) Para responder esta questão, leia o texto e complete os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

Caso você quisesse reproduzir a replicação do DNA em laboratório, você deveria, obrigatoriamente, colocar no seu tubo de ensaio.

(   ) adeninas.

(   ) guaninas.

(   ) citosinas.

(   ) timinas.

(   ) DNA polimerase.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) V V V V V.

b) V V V V F.

c) F V V F V.

d) V F F V F.

e) F F F F V.

37. (UCPel) A duplicação do DNA é uma propriedade que permite transmitir informação genética às células-filhas. A produção do RNA, a partir do DNA relaciona-se a:

a) Enzimas de restrição.

b) Duplicação semiconservativa.

c) Síntese de cromossomos.

d) Replicação.

e) Síntese de proteínas.

38. Considere as seguintes etapas da síntese de proteínas:

I. Transcrições das informações genéticas em códons do RNA mensageiro.

II. Ligação dos códons de RNA mensageiro aos anticódons correspondentes.

III. Fixação do RNA mensageiro aos ribossomos.

A sequência dessas etapas durante o processo é:

a) I, II e III.

b) I, III e II.

c) II, III e I.

d) III, II e I.

39.  (UniFoa) Imagine a seguinte situação  hipotética: Um aluno precisa decifrar o código de uma enzima G1, que possui uma cadeia formada por seis aminoácidos desconhecidos. Para que esses aminoácidos fossem decifrados foi dado ao aluno uma tabela com as seguintes informações:

Sequência do DNA

Aminoácidos

“Símbolo” do aminoácido

AGA

Serina

(SER)

CAA

Valina

(VAL)

AAA

Fenilalanina

(FEN)

CCG

Glicina

(GLI)

AAT

Leucina

(LEU)

GAA

Leucina

(LEU)

Continuando o raciocínio, foi dado ao aluno a informação que o RNAm da G1continha a seguinte sequência: UUAUUUCUUGUUUCUGGC. A sequência de aminoácidos que correspondem à enzima citada é:

a) LEU – VAL – FEN – LEU – GLI – SER.

b) LEU – FEN – LEU – VAL – SER – GLI.

c) SER – VAL – FEN – GLI – LEU – LEU.

d) SER – VAL – FEN – LEU  -GLI – LEU.

e) SER – LEU – FEN – GLI – VAL  -LEU.

40. (FMJ) Uma mutação sem sentido muda um códon que especifica um aminoácido para um códon de término de cadeia, enquanto uma mutação de sentido trocado muda um códon que especifica um aminoácido por outro aminoácido diferente baseado no mecanismo do código genético e na leitura da tabela abaixo, analise as afirmativas abaixo.

40

Fen = Fenilalanina.     Leu = Leucina.           Ile = Isoleucina.                 Met = Metionina.

Val = Valina.               Ser = Serina.              Pro = Prolina.                    Tre = Treonina.

Ala = Alanina.             Tir = Tirosina.             His = Histidina.                  Gln = Glutamina.

Asn = Asparagina.      Lis = Lisina.               Asp = Ácido aspártico.       Glu = Ácido glutâmico.

Cis = Cisteína.            Trp = Triptofano.       Arg = Arginina.                    Gli = Glicina.

I. As mutações de sentido trocado são mais frequentes, pois, dos 64 códons, apenas três especificam o término da cadeia.

II. O número de mutações de sentido trocado possíveis é muito maior que o número de mutações sem sentido possíveis.

III. Quase sempre as mutações sem sentido geram produtos gênicos não funcionais.

IV. As mutações sem sentido em genes essenciais são sempre letais nos homozigotos e heterozigotos.

Está(ão) correta(s) a(s) alternativa(s):

a) I e III, apenas.

b) I, II e III, apenas.

c) I e II, apenas.

d) I, II, III e IV.

e) II, apenas.

41. (UFC)                                  Leia o texto a seguir.

O mamífero-símbolo da Idade do Gelo provavelmente tinha dois tipos de pelagem: castanho-escuro e loiro. A inferência vem diretamente do DNA do mamute-lanoso (Mammuthus primigenius), de exemplares mortos há 43 mil anos na Sibéria. É uma das primeiras vezes em que os genes de um bicho extinto dão pistas sobre características suas em vida. Mamutes podem ter tido pêlo “loiro”, sugere análise de DNA.

Folha de São Paulo, 07/07/2006.

Em relação às características genéticas desse mamífero, é possível afirmar corretamente que:

a) Seus genes estavam dispostos em cromossomos circulares.

b) Seu DNA era composto por bases nitrogenadas, ribose e fosfato.

c) Seus genes estavam organizados nos plasmídeos.

d) Suas moléculas de DNA apresentavam estrutura helicoidal.

e) Seus genes para o tipo de pelagem localizavam-se no DNA mitocondrial.

42. (UNIRIO) A representação a seguir sintetiza o chamado dogma central da biologia celular.

42

Este fluxo unidirecional de informações torna-se exceção nos retrovírus, como o da AIDS, pois esses vírus:

a) Têm a capacidade de sintetizar uma proteína diretamente a partir do ADN.

b) Possuem transcriptase reversa que, a partir do ARNm, orienta a tradução.

c) Têm a capacidade de sintetizar ARNm a partir do ADN viral.

d) Possuem transcriptase reversa que, a partir da proteína, orienta a síntese do ARNm.

e) Têm a capacidade de sintetizar ADN a partir de ARN.

43. (UFV) A sequência de nucleotídeos 3’……ATGGATTAG…… 5′ de uma fita de DNA após ser transcrita e traduzida irá codificar para qual peptídeo?

43

a) –Tir–Leu–Ile–.

b) –Leu–Ile–His–.

c) –Cis–Leu–Ile–.

d) –Cis–Ile–His—.

44. (ANGLO-SP) “A suposição prevalecente, segundo a qual a forma original da vida teria sido uma molécula de DNA, implicava uma contradição inescapável. O DNA não é capaz de formar a si próprio; proteínas são necessárias para tal. Mas então o que veio antes? As proteínas, que não possuem nenhum meio conhecido de duplicar informações, ou o DNA, que pode duplicar informações, mas apenas na presença de proteínas? O problema era insolúvel: não pode haver DNA sem proteínas nem proteínas sem DNA. O RNA, porém, sendo um equivalente do DNA (pode armazenar e replicar informações genéticas) e também um equivalente das proteínas (pode catalisar reações químicas cruciais), fornecia a resposta. Na verdade, num ‘mundo feito de RNA’, o problema do ovo e da galinha simplesmente desaparece. O RNA é ao mesmo tempo ovo e galinha.”

(James D. Watson, DNA — o segredo da vida)

A partir do texto e de seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a alternativa correta.

a) O DNA duplica as proteínas necessárias à transmissão da informação.

b) O RNA forma o ovo no interior da galinha, graças a sua ação catalisadora.

c) A forma original de vida deve ter apresentado RNA como material genético.

d) As proteínas armazenam e replicam o DNA por meio da síntese de RNA.

e) O RNA é um equivalente do DNA, porque ambos são formados pela reunião de aminoácidos.

45. (UFMS) Com relação à natureza do material genético, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – O fato de o código genético ser degenerado significa que são as trincas de bases nitrogenadas que codificam os aminoácidos.

1  1 – Sobre um mesmo RNA mensageiro podem se deslocar vários ribossomos; dessa forma, podem ser formadas várias proteínas diferentes do mesmo RNA mensageiro.

2  2 – As características funcionais de uma pessoa variam conforme o número e a posição dos aminoácidos na sua molécula.

3  3 – A síntese proteica ocorre no núcleo e envolve a participação de três diferentes tipos de RNA: RNA ribossômico, RNA mensageiro e RNA transportador.

4  4 – Além das diferenças na sua composição química, o DNA e o RNA apresentam diversidade quanto à sua estrutura molecular.

46. (UFSCar) Considerando que os anticódons dos aminoácidos fenilalanina, tirosina e triptofano sejam, respectivamente, AAA, UAU e UGG, pode-se afirmar que as sequências de nucleotídeos do RNAm que codificam esses aminoácidos, correta e respectivamente, são:

a) TTT, ATA e ACC.

b) AAA, TAT e TGG.

c) AAA, UAU e UGG.

d) ACC, ATA e TTT.

e) UUU, AUA e ACC.

47. (PUC-CAMPINAS) Atenção: Para responder esta questão considere o texto apresentado abaixo.

(…) pelo menos 1,1 milhão de brasileiros trabalham no período noturno em centros urbanos e estão sujeitos a problemas de memória, obesidade, falta de sono e enfraquecimento do sistema imunológico, entre outros males.

(…) os trabalhadores noturnos perdem aproximadamente cinco anos de vida a cada 15 trabalhados de madrugada. E têm 40% mais chances de desenvolverem transtornos neuropsicológicos, digestivos e cardiovasculares.

(…) nosso organismo precisa descansar durante as noites, quando libera hormônios como a melatonina, o cortisol e o GH (hormônio do crescimento). (…)

Uma das substâncias que dependem muito do escuro e da noite para serem liberadas é a melatonina. O hormônio ajuda a controlar o momento certo de cada função corporal.

(Revista Galileu, outubro de 2010, p. 22)

O hormônio do crescimento atua em nosso corpo promovendo a regeneração dos tecidos por meio da multiplicação de células e também promove a síntese de proteínas, desencadeando, por exemplo, aumento de massa muscular. Considere as afirmações sobre esses eventos.

I. Um dos eventos iniciais no processo de multiplicação das células é a duplicação do material genético.

II. A síntese de proteínas inicia-se pela replicação do DNA.

III. A regeneração de tecidos se dá através do processo de mitose, no qual são geradas células geneticamente idênticas.

IV. Para que ocorra síntese de proteína é necessário que antes ocorra a síntese de RNAs mensageiros específicos.

Estão corretas

a) I e II, somente.

b) I e IV, somente.

c) II e III, somente.

d) I, III e IV, somente.

d) I, II, III e IV.

48. (UESC) O DNA mitocondrial humano é constituído por 16.569 pares de bases, sendo que 94% integram região codificadora e 6% correspondem à região de controle. (PENA, 2002, p. 16).

Considerando os mecanismos envolvidos no fluxo da informação e a função especifica da mitocôndria, pode-se afirmar que:

a) O genoma da mitocôndria deve incluir genes essenciais à síntese de enzimas do sistema da fosforilação oxidativa.

b) A região codificadora é limitada à transcrição de RNA ribossomal e de RNA transportador.

c) A região de controle do DNA mitocondrial assume a função imprescindível de sintetizar o RNA mensageiro.

d) O DNA mitocondrial está organizado em duas sequências polinucleotídicas, que são ligadas, entre si, por grupos fosfatos.

e) A existência de um DNA próprio da mitocôndria assegura à organela autonomia funcional e reprodutiva sem depender do contexto celular.

49. (PUC-MG) O esquema a seguir é um processo celular vital, que ocorre também em você.

49

Nesse processo ocorre produção de, exceto:

a) Macromoléculas de reserva energética.

b) Enzimas usadas, por exemplo, no processo digestivo.

c) Moléculas de defesa do corpo.

d) Moléculas utilizadas nos processos de cicatrização.

50. (UPE) Admitindo-se que a molécula de DNA seja constituída de 2.000 nucleotídeos e destes 450 sejam de Timina, as percentagens dos 4 tipos de bases nitrogenadas que formam os nucleotídeos são:

a) 22,5% de Adenina; 22,5% de Citosina; 27,5% de Timina; 27,5% de Guanina.

b) 22,5% de Adenina; 22,5% de Timina; 27,5% de Citosina; 27,5% de Guanina.

c) 27,5% de Adenina; 22,5% de Timina; 27,5% de Citosina; 22,5% de Guanina.

d) 27,5% de Timina; 27,5% de Adenina; 22,5% de Citosina; 22,5% de Guanina.

e) 22,5% de Guanina; 27,5% de Citosina; 22,5% de Adenina; 25,5% de Timina.

51. (CEFET-RP) O coquetel de drogas que vem sendo utilizado no tratamento da AIDS, tem o AZT como um de seus componentes. O AZT tem como princípio impedir a “transcrição invertida” do HIV. É correto afirmar que o AZT atua impedindo:

a) A tradução das proteínas do vírus, nos ribossomos.

b) A transcrição do DNA do genoma humano.

c) A transcrição do RNA viral para DNA, na célula humana.

d) A passagem de RNA viral para RNA infectante.

e) A inversão do DNA viral e sua posterior inserção no genoma humano.

52. Em 1953, James Watson e Francis Crick propuseram ao mundo o modelo do DNA. Em meio século de pesquisa, os avanços nessa área vêm sendo surpreendentes e têm aberto novos horizontes nos vários campos da biotecnologia. No esquema abaixo, está representado, de forma simplificada, o processo de replicação semiconservativo e semidescontínuo dessa molécula.

52

Baseado na figura e nos seus conhecimentos assinale a alternativa correta.

a) A replicação do DNA requer apenas dois “sistemas” enzimáticos: as DNA polimerases e a DNA ligase.

b) As DNA polimerases só adicionam os novos nucleotídeos na fita em formação, na extremidade 3OH do nucleotídeo já estabilizado.

c) No esquema, B representa a fita líder, que é alongada na direção 3OH→ 5P de forma contínua.

d) A fita A é sintetizada em segmentos longos, com cerca de 10.000 a 20.000 nucleotídeos (fragmentos de Okazaki), e em sentido aposto à do movimento da forquilha de replicação, com lacunas entre eles.

e) A velocidade de alongamento da fita A é ligeiramente superior à da fita B (fita retardada).

53. (UFOP) Analisando a composição do ácido nucleico extraído de um organismo, obteve-se o seguinte resultado, em porcentagem:

ADENINA

GUANINA

TIMINA

CITOSINA

URACILA

26

14

0

36

24

Por esses dados, pode-se afirmar que trata de:

a) Um fungo.

b) Um protozoário.

c) Uma bactéria.

d) Um vírus.

e) Um metazoário.

54. (UFF) Relativamente aos vírus afirma-se, corretamente, que:

a) No caso dos retrovírus, que causam diversos tipos de infecções, a enzima transcriptase reversa catalisará a transformação do DNA viral em RNA mensageiro.

b) Em qualquer infecção viral, o ácido nucleico do vírus tem a capacidade de se combinar quimicamente com substâncias presentes na superfície das células, o que permite ao vírus reconhecer e atacar o tipo de célula adequado a hospedá-lo.

c) No caso dos vírus que têm como material genético o DNA, este será transcrito em RNA mensageiro, que comandará a síntese de proteínas virais.

d) Em qualquer infecção viral, é indispensável que o capsídeo permaneça intacto para que o ácido nucleico do vírus seja transcrito.

e) Em todos os vírus que têm como material genético o RNA, este será capaz de se duplicar sem a necessidade de se transformar em DNA, originando várias copias na célula hospedeira.

55. (CESGRANRIO) O vírus da AIDS é formado por uma cápsula esférica contendo em seu interior o material genético.

55

Este tipo de vírus é chamado retrovírus porque:

a) O RNA produz um “molde” de molécula de DNA.

b) O RNA se torna uma molécula autoduplicável.

c) O DNA possui cadeia simples sem timina.

d) O DNA possui mecanismos de retroação.

e) O DNA e RNA não se pareiam.

56. (UERN) “A fidelidade da replicação do DNA gera duas células filhas idênticas. Os gêmeos monozigóticos surgem de um único zigoto, que sofre replicação do DNA e então se divide para formar dois embriões idênticos. A replicação correta do genoma assegura que cada feto tenha um complemento de DNA idêntico, e os gêmeos resultantes sejam idênticos. Os gêmeos dizigóticos surgem de dois zigotos diferentes, tendo apenas metade de seu conteúdo de DNA em comum. Os gêmeos dizigóticos são, portanto, iguais a irmãos comuns.”

Diante do exposto, um DNA bifilamentar apresenta a seguinte característica:

a) Contém dois filamentos que são unidos por ligações fosfodiéster.

b) Replica-se de modo semiconservativo.

c) Sempre contém um numero igual de bases adenina e guanina.

d) É encontrado exclusivamente no núcleo da célula.

57. (FUVEST) Os vírus.

a) Possuem genes para os três tipos de RNA (ribossômico, mensageiro e transportador), pois utilizam apenas aminoácidos e energia das células hospedeiras.

b) Possuem genes apenas para RNA ribossômico e para RNA mensageiro, pois utilizam RNA transportador da célula hospedeira.

c) Possuem genes apenas para RNA mensageiro e para RNA transportador, pois utilizam ribossomos da célula hospedeira.

d) Possuem genes apenas para RNA mensageiro, pois utilizam ribossomos e RNA transportador da célula hospedeira.

e) Não possuem genes para qualquer um dos três tipos de RNA, pois utilizam toda a maquinaria de síntese de proteínas da célula hospedeira.

58. (PUC-SP) A rifampicina é um antibiótico que inibe a atividade da enzima responsável pela transcrição em bactérias. Se uma célula for tratada com esse antibiótico, deverá apresentar inibição:

a) Exclusivamente da produção de DNA.

b) Exclusivamente da produção de proteínas.

c) Da produção de DNA e de proteínas.

d) Da produção de RNA e de proteínas.

e) Da produção de DNA, de RNA e de proteínas.

59. (UEL) Abaixo está representado o filamento I de uma molécula de ácido nucleico presente no interior do núcleo de uma célula vegetal. Qual é a sequência correta encontrada na molécula de RNA mensageiro, transcrita a partir do filamento II?

59

a) GAAGCU.

b) GUUGCA.

c) GUUGCU.

d) CUUCGA.

e) CAACGU.

60. (UFAC) Com relação aos ácidos nucleicos é correto afirmar.

I. As bases purinas são idênticas no DNA e RNA.

II. Tanto o DNA quanto o RNA são formados por bases nitrogenadas, pentose e fosfato.

III. O DNA é formado por um único filamento enquanto que o RNA é formado por dois filamentos ligados entre si por pontes de hidrogênio.

IV. No processo de duplicação do DNA a molécula original (molécula-mãe) dá origem a duas moléculas filhas semiconservativas.

V. No processo de tradução (síntese de proteínas), a sequência de bases do RNAr (RNA ribossômico) é que orienta a incorporação dos aminoácidos na formação das proteínas.

São verdadeiras apenas as afirmativas:

a) I e III.

b) I, II e IV.

c) I, II e III.

d) II, IV e V.

e) IV e V.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

D

B

C

D

E

C

A

VVFVF

A

B

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FFVVV

B

E

C

C

C

C

VVVFF

C

B

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

FVFVV

D

A

C

B

D

B

VVFFF

B

VVFVF

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

C

C

C

VFFVV

A

E

B

B

B

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

D

E

A

C

FFVFV

E

D

A

A

B

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

C

B

D

C

A

B

D

D

D

B

 

Anúncios

Responses

  1. Professor, qual o erro da alternativa IV da 15º questão?

  2. Professor, o senhor pode fazer a 5º questão?

  3. Professor, o senhor pode fazer a 48º questão?

  4. Professor, por que a alternativa E, da questao 44, esta errada?

    • 44. (ANGLO-SP) “A suposição prevalecente, segundo a qual a forma original da vida teria sido uma molécula de DNA, implicava uma contradição inescapável. O DNA não é capaz de formar a si próprio; proteínas são necessárias para tal. Mas então o que veio antes? As proteínas, que não possuem nenhum meio conhecido de duplicar informações, ou o DNA, que pode duplicar informações, mas apenas na presença de proteínas? O problema era insolúvel: não pode haver DNA sem proteínas nem proteínas sem DNA. O RNA, porém, sendo um equivalente do DNA (pode armazenar e replicar informações genéticas) e também um equivalente das proteínas (pode catalisar reações químicas cruciais), fornecia a resposta. Na verdade, num ‘mundo feito de RNA’, o problema do ovo e da galinha simplesmente desaparece. O RNA é ao mesmo tempo ovo e galinha.”
      (James D. Watson, DNA — o segredo da vida)
      A partir do texto e de seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a alternativa correta.
      a) O DNA duplica as proteínas necessárias à transmissão da informação.
      b) O RNA forma o ovo no interior da galinha, graças a sua ação catalisadora.
      c) A forma original de vida deve ter apresentado RNA como material genético.*
      d) As proteínas armazenam e replicam o DNA por meio da síntese de RNA.
      e) O RNA é um equivalente do DNA, porque ambos são formados pela reunião de aminoácidos.
      Prezado Cardoso
      – A ribozima {ver Ribozima [RNA super star-Principais publicações iniciais] – ribozimas e origem da vida (“o mundo do RNA”)}, matéria publicada neste blog no dia 10.06.2011], RNA dotado de atividade enzimática, deve ter sido fundamental na formação dos primeiros seres vivos, em face de ela possuir função informacional e catalisadora. Dessa forma, ela deve ter atuado não apenas como molde, mas também como catalisadora para produzir sistemas bioquímicos autorreplicantes. É muito provável, portanto, que a primeira molécula com função genética tenha sido um RNA e não um DNA. Nesse contexto, o DNA, mais estável que o RNA, deve ter tomado o lugar deste último como “depósito” das informações genéticas e se constituído, provavelmente, o segundo passo na evolução do material genético.
      – Resposta correta é a alternativa C (“A forma original de vida deve ter apresentado RNA como material genético”.)
      – Alternativa E está incorreta.
      * O RNA e o DNA são ácidos nucleicos, portanto, formados por nucleotídeos e não por aminoácidos.
      Um abraço
      Djalma Santos

  5. Professor, qual o erro da frase “b” e “C” na questão 48?

    • 48. (UESC) O DNA mitocondrial humano é constituído por 16.569 pares de bases, sendo que 94% integram região codificadora e 6% correspondem à região de controle. (PENA, 2002, p. 16).
      Considerando os mecanismos envolvidos no fluxo da informação e a função especifica da mitocôndria, pode-se afirmar que:
      a) O genoma da mitocôndria deve incluir genes essenciais à síntese de enzimas do sistema da fosforilação oxidativa.
      b) A região codificadora é limitada à transcrição de RNA ribossomal e de RNA transportador.
      c) A região de controle do DNA mitocondrial assume a função imprescindível de sintetizar o RNA mensageiro.
      d) O DNA mitocondrial está organizado em duas sequências polinucleotídicas, que são ligadas, entre si, por grupos fosfatos.
      e) A existência de um DNA próprio da mitocôndria assegura à organela autonomia funcional e reprodutiva sem depender do contexto celular.
      Caro Matheus
      – ALTERNATIVA B (“A região codificadora é limitada à transcrição de RNA ribossomal e de RNA transportador.”)
      * A região codificadora não é limitada à transcrição de RNAr e RNAt. Ela também transcreve RNAm.
      – ALTERNATIVA C (“A região de controle do DNA mitocondrial assume a função imprescindível de sintetizar o RNA mensageiro.”)
      * A grande maioria do genoma mitocondrial, como consta no enunciado, é constituída por genes. A região controle (D-loop ou região hipervariável) não é codificadora. A denominação “região controle” se deve ao fato de ela conter o sinal que controla a síntese de RNA e DNA. A denominação “D-loop” está relacionada à fase inicial de replicação. Por ocasião desse processo, a cadeia recém-sintetizada se solta da cadeia molde formando uma “bolha” ou “loop”. Finalmente, a denominação “hipervariável” diz respeito ao fato de ela acumular um grande número de mutações pontuais, cerca de 10 mais que o DNA nuclear. Esse elevado índice de mutação apresentado por essa região se deve, principalmente, à baixa fidelidade da DNA polimerase.
      Um abraço

  6. como faz a questão 33?

    • Prezado Claudinei
      Veja abaixo a solução da questão 33, que você solicitou.
      – DADOS FORNECIDOS PELA QUESTÃO
      I. O DNA tem 10 elevado a quarta potência (10.000) de pares de bases, logo o referido DNA tem 20.000 bases nitrogenadas (10.000 x 2 = 20.000).
      II. Massas moleculares dos nucleotídeos: citosina-nucleotídeo (323), guanina-nucleotídeo (347), adenina-nucleotídeo (363) e timina-nucleotídeo (322).
      III. Adenina se combina com timina (A-T) e citosina com guanina (C-G).
      IV. Os pares ocorrem com frequências idênticas.
      * Logo, esse DNA possui: 5.000 citosinas-nucleotídeos, 5.000 guaninas-nucleotídeos, 5.000 adeninas-nucleotídeos e 5.000 timina-nucleotídeos (5.000 x 4 = 20.000).
      * Massa molecular de cada nucleotídeo:
      1. Citosina-nucleotídeo: 1.615.000 (5.000 x 323 = 1.615.000).
      2. Guanina-nucleotídeo: 1.735.000 (5.000 x 347 = 1.735.000).
      3. Adenina-nucleotídeo: 1.815.000 (5.000 x 363 = 1.815.000).
      4. Timina-nucleotídeo: 1.610.000 (5.000 x 322 = 1.610.000).
      * A massa molecular do DNA é a soma das massas moleculares dos seus nucleotídeos: 1.615.000 + 1.735.000 + 1.815.000 + 1.610.000 = 6.775.000 (aproximadamente 6,7 elevado a sexta potência).
      – ALTERNATIVA CORRETA: C
      Um forte abraço
      Djalma Santos

  7. Professor, o senhor pode me explicar como chegar na resposta da questão 53?

    • Cara Gabriela
      Analisando a tabela, constata-se que não se trata de DNA, dada a ausência de timina. Tampouco se trata de RNA de cadeia dupla, devido à ausência de correspondência nas porcentagens das diversas bases. Os dados apresentados indicam que se trata de um vírus RNA de cadeia simples.
      Um abraço
      Djalma Santos

  8. boa tarde professor, poderia me explicar a questão 27? Obrigado.

    • Pipitrj
      ALTERNATIVA CORRETA: B
      (“Um indivíduo deficiente da enzima I não formará pigmentos, a menos que lhe seja fornecido o composto B pronto.”)
      JUSTIFICATIVA
      – ALTERNATIVA A (“Na conversão A → B não há controle enzimático.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, há controle enzimático na conversão A → B. O esquema mostra que a transformação de A em B, requer a enzima I, produzida a partir do Gene 1.
      – ALTERNATIVA B (“Um indivíduo deficiente da enzima I não formará pigmentos, a menos que lhe seja fornecido o composto B pronto.”) – CORRETA
      * Como se pode constatar no esquema, na ausência da enzima I não haverá conversão de A em B. Como consequência não se formará C, nem os citados pigmentos. Fornecendo B, entretanto, há formação de C e dos referidos pigmentos, já que os genes 2 e 3 não foram afetados.
      – ALTERNATIVA C (“As etapas de reações sob ação de I e II, provavelmente, não devem ser controladas por enzimas.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, as reações I e II, bem como a III, são controladas por enzimas. Neste contexto, as enzimas I, II e III, controlam, respectivamente, a conversão de A em B, B em C e C nos pigmentos em lide.
      – ALTERNATIVA D (“Um indivíduo deficiente de I poderá formar pigmentos se lhe for fornecido o composto A pronto.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, um indivíduo deficiente em I será incapaz de formar os citados pigmentos, mesmo que lhe seja fornecido o composto A pronto. Haja vista, que na ausência do gene I não haverá conversão do composto A em B. Não havendo como consequência transformação de B em C, nem conversão de C nos pigmentos referidos.
      – ALTERNATIVA E (“Neste esquema há um único gene que atua na produção de pigmentos.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, o esquema mostra a atuação de 3 genes (gene I, gene II e gene III).
      Um abraço
      Djalma Santos

      • Muito obrigado professor.

  9. Não estou conseguindo fazer a questão 4. Poderia me ajudar?

    • 04. (UNIOESTE) Em uma das fitas de DNA de uma espécie de vírus encontram-se 90 Adeninas e 130 Citosinas. Sabendo-se ainda que nessa fita ocorre um total de 200 bases púricas e 200 bases pirimidinas, assinale a alternativa correta.
      a) Na dupla fita de DNA ocorrem 180 Adeninas.
      b) Na dupla fita de DNA ocorrem 140 Guaninas.
      c) Na fita complementar ocorrem 300 bases púricas e 100 bases pirimidinas.
      d) Na fita complementar ocorrem 70 Adeninas e 110 Citosinas.
      e) Não é possível determinar a composição de bases nitrogenadas da fita complementar.
      Prezada Ana Paula
      Veja, a seguir, a explicação que você solicitou.
      ALTERNATIVA CORRETA: D
      (“Na fita complementar ocorrem 70 Adeninas e 110 Citosinas.”)
      – Como na referida fita há 200 bases púricas (adenina e guanina) e 200 bases pirimídicas (citosina e timina), das quais 90 são adeninas (base púrica) e 130 são citosinas (base pirimídica), podemos concluir que nessa fita há, além das adeninas (90) e citosinas (130), referidas no enunciado, 110 guaninas [200 bases púricas (adenina e guanina) – 90 adeninas (ver enunciado) = 110 guaninas] e 70 timinas [200 bases pirimídicas (citosina e timina) – 130 citosinas (ver enunciado) = 70 timinas]. A partir desses valores (90 adeninas, 110 guaninas, 130 citosinas e 70 timinas), deduzimos que a fita complementar terá 90 timinas (par A-T), 110 citosinas (par G-C), 130 guaninas (par C-G) e 70 adeninas (par T-A). Por fim, chega-se a conclusão que na dupla hélice (dupla fita) há 160 adeninas (90 do par A-T + 70 do par T-A = 160), 160 timinas (90 do par A-T + 70 do par T-A), 240 guaninas (130 do par C-G + 110 do par G-C = 240) e 240 citosinas (130 do par C-G + 110 do par G-C = 240). Esses valores estão de acordo com o modelo do DNA no qual a quantidade adenina é igual a de timina [160 (A forma par com T)] e a de guanina é igual a de citosina [240 (G forma par com C)], totalizando, na dupla hélice, 400 bases púricas (200 em cada cadeia, como consta no enunciado) e 400 bases pirimídicas (200 em cada cadeia, como consta no enunciado).
      JUSTIFICATIVA
      – ALTERNATIVA A (“Na dupla fita de DNA ocorrem 180 Adeninas.”) – INCORRETA
      * Na dupla fita de DNA ocorrem 160 adeninas e não 180, como mostra a descrição acima.
      – ALTERNATIVA B (“Na dupla fita de DNA ocorrem 140 Guaninas.”) – INCORRETA
      * Na dupla fita de DNA ocorrem 240 guaninas e não 140, ver descrição acima.
      – ALTERNATIVA C (“Na fita complementar ocorrem 300 bases púricas e 100 bases pirimidinas.”) – INCORRETA
      * Na fita complementar ocorre 200 bases púricas (70 adeninas + 130 guaninas) e 200 bases pirimídicas (110 citosinas e 90 timinas), como descrevemos acima.
      – ALTERNATIVA D (“Na fita complementar ocorrem 70 Adeninas e 110 Citosinas.*”) – CORRETA
      * Como se pode constatar na descrição acima na fita complementar ocorrem, realmente, 70 adeninas e 110 citosinas.
      – ALTERNATIVA E (“Não é possível determinar a composição de bases nitrogenadas da fita complementar.”) – INCORRETA
      * A composição de bases nitrogenadas da fita complementar, ao contrário do que consta nesta alternativa, pode ser determinada. No exemplo desta questão ela apresenta (ver acima), 90 timinas, 110 citosinas, 130 guaninas e 70 adeninas.
      Um abraço
      Djalma Santos

      • Muito obrigada! Ajudou muito professor!

  10. Professor, tenho dificuldade em resolver exercícios tipo o de nº 50, acabo me confundindo muito. Poderia me ajudar a resolver esse exercício?

    • Cara Ana Paula
      – Na referida molécula há 450 timinas, como consta no enunciado (“… 450 sejam de Timina, …”), logo ela possui 450 adeninas.
      – Com base no exposto acima ela apresenta 550 guaninas e 550 citosinas [450 timinas + 450 adeninas + 550 guaninas + 550 citosinas = 2.000, como consta no enunciado (“… molécula de DNA seja constituída de 2.000 nucleotídeos …”)].
      * Porcentagem de adenina = 22,5% (450/2000).
      * Porcentagem de timinas = 22,5% (450/2000).
      * Porcentagem de citosinas = 27,5% (550/2000).
      * Porcentagem de guaninas = 27,5% (550/2000).
      – ALTERNATIVA CORRETA B (“22,5% de Adenina; 22,5% de Timina; 27,5% de Citosina; 27,5% de Guanina.”).
      – Sugiro uma revisão acerca de modelo do DNA, particularmente sobre composição química dessa macromolécula informacional.
      Um abraço
      Djalma Santos

      • Professor, obrigada, esclareceu muito.

  11. Professor,tive dúvida na questão 42,especificamente na alternativa c,não entendi o por que ela estaria incorreta.Você poderia me ajudar por favor?

    • Prezada Camila
      Leia os textos a seguir e esclareça sua dúvida.
      DNA PODE SER SINTETIZADO USANDO MOLDE DE RNA
      Por muitos anos se assumiu que a única direção na qual a informação poderia fluir era do DNA para o RNA. Esse dogma foi revisto quando se descobriu que durante a replicação dos retrovírus, o RNA genômico desses vírus é copiado em DNA. O DNA assim obtido pode ser usado, para produzir mais vírus, ou ser incorporado ao DNA do hospedeiro. No último caso, o genoma viral é replicado juntamente com o DNA do hospedeiro e, frequentemente, permanece latente por várias gerações. As enzimas que usam moldes de RNA para a síntese de DNA são denominadas transcriptases reversas (ver “DOGMA CENTRAL”, EM “SÍNTESE PROTEICA”, MATÉRIA PUBLICADA, NESTE BLOG, NO DIA 16/07/2014). Elas são frequentemente codificadas pelos retrovírus, embora sejam também encontradas em células não infectadas. No último caso, essas enzimas estão envolvidas, por exemplo, na formação de pseudogenes (“fósseis moleculares”) (ver “EXPRESSÃO DA INFORMAÇÃO GENÉTICA”, MATÉRIA PUBLICADA, NESTE BLOGO NO DIA 03/10/2010); na replicação de elementos transponíveis (transposons ou genes “saltitantes”), fragmentos de DNA que podem “saltar” de uma região do genoma para outra, integrando-se ao genoma hospedeiro (ver “VAMOS APRENDER UM POUCO MAIS SOBRE OS TRANSPOSONS”, EM “PLASMÍDEOS”, MATÉRIA PUBLICADA, NESTE BLOG, NO DIA 04/06/2013) e na replicação dos telômeros, sequências especiais repetitivas de DNA, não codificantes, presentes nas extremidades dos cromossomos (ver “TELÔMERO”, MATÉRIA PUBLICADA, NESTE BLOG, NO DIA 16/09/2011).
      DOGMA CENTRAL
      O Dogma Central (ver “DOGMA CENTRAL”, EM “SÍNTESE PROTEICA”, MATÉRIA PUBLICADA, NESTE BLOG, NO DIA 16/07/2014) proposto em 1958 por Francis Crick, postula que a informação genética, contida no DNA, é primeiramente transferida para o RNA e em seguida para a proteína (como mostra a figura contida na questão). Classicamente, está implícito nesse dogma que o RNA não pode orientar a síntese de DNA. Essa parte do Dogma Central foi “balançada” em 1970 quando Howard Temin e David Baltimore descobriram, independentemente, que certos vírus, os retrovíruos, têm a capacidade de transferir a informação genética do RNA para o DNA, sendo esta síntese catalisada pela transcriptase reversa (inversão do dogma central) (ver “DOGMA CENTRAL”, EM “SÍNTESE PROTEICA”, MATÉRIA PUBLICADA, NESTE BLOG, NO DIA 16/07/2014). O DNA assim sintetizado é integrado ao genoma da célula e será replicado, juntamente com o DNA celular, toda vez que a célula se dividir. Apesar disto, o Dogma Central permanece, ainda hoje, como um dos conceitos básicos da genética molecular.
      Um abraço
      Djalma Santos

  12. Poderia explicar a questão 34, estou com dificuldade

    • Gabriel
      ALTERNATIVA CORRETA: C (“As informações para o funcionamento celular estão contidas na “lista de tarefas” do DNA.”)
      ALTERNATIVA A (“A “lista de tarefas” citada pela célula significa que o DNA realiza todas as funções metabólicas da célula.”) – INCORRETA
      – O DNA não realizada todas as funções metabólicas da célula.
      ALTERNATIVA B (“O comentário da célula indica que o DNA é uma substância que não é encontrada normalmente na célula.”) – INCORRETA
      – Ao contrário do que consta nesta alternativa, o DNA é encontrado normalmente na célula.
      ALTERNATIVA C (“As informações para o funcionamento celular estão contidas na “lista de tarefas” do DNA.”) – CORRETA
      – O DNA contém os genes, que apresentam as informações necessárias para a produção de polipeptídeos, responsáveis pela realização das tarefas do metabolismo celular. Ver DNA: DEPÓSITO DAS INFORMAÇÕES GENÉTICAS, matéria publicada neste blog no dia 10/07/2011.
      ALTERNATIVA D (“O DNA é uma molécula viva que obriga as células a realizar tarefas desagradáveis e perigosas.”) – INCORRETA
      – O DNA não abriga as células, como consta nesta alternativa, tampouco, tem como função básica, realiza tarefas desagradáveis e perigosas.
      ALTERNATIVA E (“As células podem evitar suas tarefas impedindo a entrada das moléculas de DNA.”)
      – Esta alternativa não contempla a “lista de tarefas” referida no quadrinho.
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: