Publicado por: Djalma Santos | 17 de julho de 2013

Testes de reprodução

01. (COVEST) Internamente, os testículos são subdivididos em lóbulos, cada um com longos e finos túbulos seminíferos enovelados. Esse conjunto de túbulos reúne-se na região do epidídimo, saindo daí um canal deferente, para a eliminação dos espermatozoides.

01

I   II

0  0 – Nas paredes dos  túbulos  seminíferos há  várias camadas  celulares  em diferentes fases do processo de formação dos espermatozoides e, próximo à luz de cada túbulo, ficam as células que caracterizam a fase de maturação da espermatogênese (1).

1  1 – Os espaços entre os  túbulos seminíferos são preenchidos por um tecido conjuntivo, onde estão pequenos grupos de células intersticiais, denominadas células de Leydig (2).

2  2 – Os hormônios  LH (folículo estimulante)  e  FSH  (estimulante das células intersticiais) são produzidos no lóbulo anterior da hipófise, denominado neuro-hipófise (3).

3  3 – O  hormônio  FSH  (4)  estimula  a  produção de  espermatozoides (espermatogênese) e o hormônio ICSH, também denominado hormônio luteinizante (5), estimula as células intersticiais para a produção de testosterona.

4  4 – O hormônio LH (4) estimula o amadurecimento dos espermatozoides e o hormônio FSH (5), também chamado ICSH, estimula a secreção de testosterona pelas células de Leydig.

02. (UEG) A placenta é um anexo envolvido no processo de desenvolvimento embrionário e estabelece as relações materno-fetais até o nascimento. Dentre as funções que exerce, é correto afirmar que a placenta:

a) Impede a passagem de bactérias que causam rubéola e toxoplasmose.

b) Participa do processo de clivagem na formação da gástrula.

c) Produz o hormônio ocitocina que favorece a expulsão do feto.

d) Realiza trocas gasosas e metabólicas na relação feto-mãe.

03. (EFOA-MG) O desenho abaixo representa processos de reprodução assexuada denominados, respectivamente, de:

03

a) Estrobilização, brotamento e regeneração.

b) Gemulação, brotamento e regeneração.

c) Brotamento, esporulação e regeneração.

d) Regeneração, brotamento e regeneração.

e) Estrobilização, gemulação e metagênese.

04. (UEPA)           Leia o texto abaixo para responder esta questão.

Gerar uma nova vida é um processo incrível. São fantásticas as transformações pelas quais passam a mãe e o bebê durante a gestação. É impressionante pensar que todos nós fomos formados a partir da união das células reprodutoras feminina e masculina, provenientes de nossos genitores. Entretanto, é constante na mídia notícias sobre bebês prematuros encontrados no lixo, ainda com placenta e cordão umbilical.

(Adaptado de Bio: Volume único, Sonia Lopes, 2008).

Com base no texto, leia e assinale a alternativa correta.

a) O encontro das células mencionadas é denominado de nidação.

b) A célula resultante da união das células mencionadas denomina-se ovo ou zigoto.

c) As estruturas destacadas no texto são anexos embrionários existentes em todos os mamíferos.

d) As células mencionadas são originadas por meiose ainda no período embrionário.

e) As células mencionadas são originadas por mitose no período da puberdade.

05. (UFPB) A crescente inserção das mulheres no mercado de trabalho tem feito com que a decisão pela maternidade ocorra em idades cada vez mais avançadas. Porém, pesquisas revelam que a fertilidade feminina diminui, acentuadamente, com o decorrer dos anos. Para atender a essa nova realidade social, diferentes técnicas biológicas foram desenvolvidas com êxito, entre elas, a inseminação artificial ou reprodução assistida. Essa técnica consiste na união do espermatozoide com o ovócito secundário em laboratório e posterior implantação no organismo feminino. Considerando os conhecimentos sobre a formação das células sexuais e a reprodução humana, é correto afirmar:

a) O espermatozoide, ao entrar no ovócito secundário, transforma-se em espermatócito I.

b) O corpúsculo polar II origina o ovócito secundário, utilizado na inseminação artificial.

c) A duplicação do núcleo do ovócito secundário e do núcleo do espermatozoide ocorre após a fecundação e antes da fusão dessas células.

d) A inseminação artificial pode ser realizada com êxito, mesmo em mulheres que não possuem o útero.

e) Os ovócitos primários, sob a ação do hormônio estimulante de folículo (FSH), darão origem aos ovócitos secundários.

06. (UPE) A gravidez na adolescência apresenta riscos por causa da imaturidade anatomofisiológica, dificultando o desenvolvimento e o desfecho do processo de gestação, parto e puerpério. Observe a figura a seguir:

06

Fonte: adaptada de http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/

cartilha_direitos_sexuais_2006.

Sobre isso, preencha as lacunas do texto, correlacionando-as com os métodos de contracepção, representados pelas figuras numeradas em algarismos arábicos.

De uma maneira geral, os adolescentes podem usar a maioria dos métodos anticoncepcionais disponíveis. No entanto, alguns métodos são mais adequados que outros nessa fase da vida. ______ deve(m) ser usada(s) em todas as relações sexuais, independentemente do uso de outro método anticoncepcional, pois é o único que oferece dupla proteção, protegendo-os ao mesmo tempo das doenças sexualmente transmissíveis e da gravidez não desejada. Os métodos ______ são pouco recomendados, porque exigem do adolescente disciplina e planejamento, e as relações sexuais nessa fase, em geral, não são planejadas. _______ podem ser usadas(os), desde a primeira menstruação, pois agem impedindo a ovulação. _______ pode ser usada(o) pelas garotas, entretanto as que nunca tiveram filhos correm mais risco de expulsá-la(lo) e também não é indicada(o) para aquelas com mais de um parceiro sexual ou cujos parceiros têm outros parceiros/parceiras e não usam camisinha em todas as relações sexuais, pois, nessas situações, existe risco maior de contrair doenças sexualmente transmissíveis. ______ não são indicadas(os) para adolescentes.

Fonte: adaptado de http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/

cartilha_direitos_sexuais_2006.pdf

Assinale a alternativa cuja sequência numérica preenche corretamente as lacunas.

a) 1; 2; 3; 5; 7.

b) 1; 3; 4; 6; 2.

c) 1; 2; 3; 6; 7.

d) 4; 3; 1; 5; 2.

e) 5; 2; 3; 4; 6.

07. (UFPR) Os métodos de reprodução assistida vêm se popularizando e sendo tecnicamente aprimorados. À medida que o sucesso desses métodos aumenta, a frequência de gestações múltiplas decorrentes da fertilização in vitro vem diminuindo, embora ainda apresente taxas acima da média, quando comparada à fertilização natural. Com relação aos motivos do aumento da incidência de gestações múltiplas após a fertilização in vitro, considere as seguintes afirmativas:

1. A grande proporção de gametas masculinos em relação aos femininos disponíveis in vitro aumenta as chances de polispermia, ou seja, de que mais de um espermatozoide fecunde o mesmo ovócito.

2. A separação das células da massa celular interna do blastocisto produz duas populações de células totipotentes, sendo que cada uma dessas populações irá originar um organismo completo. Substâncias presentes no meio de cultura estimulam essa separação em taxa acima do esperado naturalmente.

3. Geralmente, são transferidos mais de um concepto para o útero, para aumentar as chances de sucesso do procedimento in vitro. Assim, com frequência, múltiplos conceptos desenvolvem-se e chegam a termo.

4. A implantação do único zigoto produzido pela fertilização com frequência estimula mecanicamente a dissociação das células da massa celular interna do blastocisto, gerando células totipotentes que se desenvolverão em organismos completos.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 3 é verdadeira.

b) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

08. (URCA) Nos mamíferos de sexo feminino, parte do desenvolvimento das células reprodutivas ocorre ainda na fase de vida uterina do indivíduo. Quanto à reprodução humana, assinale a opção correta:

a) O embrião feminino de 20 dias já possui os óvulos, que migrarão para os ovários.

b) Durante a gestação, as células germinativas dividem-se por meiose e formam blocos de células denominadas oogônios.

c) As oogônias proliferam e aumentam de volume por meiose.

d) Os ovócitos primários dividem-se por mitose imediatamente após a sua formação.

e) Por volta do sétimo mês de gestação, todas as oogônias já se transformaram em ovócitos primários, entram em meiose I e permanecem assim ate a maturidade sexual.

09. (UFMG) Qual a alternativa errada:

09

a) 1 atua sobre o ovário, levando ao amadurecimento do folículo.

b) A menstruação ocorre quando a taxa de 4 no sangue aumenta bruscamente.

c) Quando ocorre a ovulação, a concentração de 2 no sangue é alta e a de 1 é baixa.

d) O aumento da taxa de 3 no sangue leva a diminuir a produção de 1 e a aumentar a de 2.

e) O aumento da produção de 4 leva a diminuir a produção de 2.

10. (PUC-SP) O esquema a seguir representa o ciclo de vida de um ser haplodiplobionte.

10

Admitindo-se que o número de cromossomos do ser, cujo ciclo está esquematizado, seja 14 (2n = 14), determine quantos cromossomos possuem, respectivamente:

1. Célula X.

2. Indivíduo C.

3. Célula S.

4. Célula Z.

a) 14, 7, 7, 14.

b) 7, 14, 7, 14.

c) 14, 7, 14, 7.

e) 7, 7, 14, 14.

e) 14, 14, 7, 7.

11. (UFSC) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura abaixo, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos desses animais.

11

Indique o que for correto:

I   II

0 0 – Em A e B, os organismos produzidos por estes mecanismos possuem diferenças genéticas em relação ao indivíduo que lhes deu origem.

1  1 – A é denominado brotamento.

2  2 – A representa um tipo de reprodução assexuada.

3 3 – O fenômeno apresentado em C possibilita o aumento da variabilidade entre as esponjas.

4  4 – B representa um tipo de reprodução sexuada.

12. (UPE) Existem diversas formas de reprodução encontradas no Reino Animal, que podem ser classificadas em dois grandes grupos: reprodução sexuada e reprodução assexuada. Sobre isso, analise as afirmações abaixo:

I. O brotamento é um processo de reprodução assexuada, que tem como fator positivo o fato de necessitar de um gasto energético menor, uma vez que dispensa o acasalamento.

II. A partenogênese, processo em que o óvulo não fecundado desenvolve um novo indivíduo diploide, é um mecanismo, que pode ser encontrado em invertebrados, como abelhas e algumas espécies de vertebrados, como os peixes.

III. A reprodução sexuada, processo que requer a união de duas células haploides, é, de todos os mecanismos reprodutivos, aquele que promove a variabilidade genética entre os indivíduos.

Está correto apenas o que se afirma em

a) I.

b) I e III.

c) II.

d) II e III.

e) III.

13. (UFSC) Na mulher, a função reprodutora está associada à liberação periódica de uma única célula gamética, sob influência dos hormônios sexuais. Pode-se afirmar, corretamente, que:

I  II

0 0 – O ciclo menstrual se inicia com o processo de maturação folicular, sob influência do hormônio folículo estimulante da hipófise.

1 1 – Ao liberar a célula reprodutora, o folículo se transforma em corpo lúteo e passa a produzir hormônio luteinizante.

2 2 – O estrógeno, produzido por células do estroma  ovariano,   tem influência sobre os caracteres sexuais femininos.

3 3 – Sobre o efeito de anticoncepcional oral, ingerido corretamente, o folículo não se desenvolve e não há ovulação nem menstruação.

4 4 – A fecundação  só é possível ao  final do ciclo menstrual, quando o óvulo está totalmente maduro.

14. (UFRGS) O epidídimo tem a função de:

a) Armazenar espermatozoides.

b) Produzir hormônio sexual masculino.

c) Produzir espermatozoides.

d) Produzir hormônios gonadotróficos.

e) Produzir líquido alcalino que neutraliza a acidez da uretra e das secreções vaginais.

15.  (COVEST) Leia a notícia abaixo, observe a figura e considere as proposições que vêm a seguir.

“Uma mulher de 38 anos, que mora em Três Pontas, na Região Sul de Minas Gerais, tem uma gravidez inusitada. Ela possui uma má-formação chamada “útero didelfo”, que fez com que ela tivesse dois órgãos. Há oito meses, Jucéa Maria de Andrade espera por gêmeos, uma menina e um menino, e cada um deles foi formado em um útero diferente”.

Fonte: g1.globo.com

15

I   II

0  0 – A diferenciação anatômica do útero de Jucéa permite concluir que cada ovário libera um ovócito secundário a cada mês de forma independente, aumentando a chance de gerar gêmeos.

1  1 – A ovulogênese de Jucéa iniciou quando ela estava no útero de sua mãe, e foi continuada após seus ovócitos primários serem ativados pelo hormônio progesterona.

2  2 – O desenvolvimento do ovócito secundário na segunda divisão da meiose estaciona na metáfase II e, assim,  somente é completado após a fecundação.

3  3 – Jucéa gerou gêmeos fraternos ou dizigóticos, pois óvulos distintos foram fecundados cada qual por um espermatozoide.

4  4 – O gêmeo do sexo masculino pode possuir alelos localizados no cromossomo X sem alelos correspondentes no cromossomo Y.

16. (UTFPR) A gravidez precoce é considerada um problema de saúde pública. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 20% do total de partos acontecem entre mulheres de 10 a 20 anos. Os médicos têm alertado que as consequências de uma gravidez na adolescência não se resumem apenas a fatores psicológicos ou sociais. Uma educação sexual de qualidade, aliada aos conhecimentos dos métodos contraceptivos, reduziria os casos de gravidez precoce e a incidência das doenças sexualmente transmissíveis. Os anticoncepcionais mais usados são: pílula anticoncepcional, injetável, camisinha, diafragma, dispositivo intrauterino (DIU), tabelinha, espermicida, laqueadura, vasectomia, coito interrompido e a pílula do dia seguinte. Esses anticoncepcionais atuam em diferentes momentos, impedindo ou dificultando a gametogênese, a fecundação ou a nidação. Sobre os métodos anticoncepcionais, é incorreto afirmar que:

a) A pílula anticoncepcional é constituída de um comprimido feito com hormônio que impede a gametogênese.

b) A vasectomia e a laqueadura tubária são métodos cirúrgicos que levam à esterilização, quase sempre irreversível. Atuam impedindo a fecundação.

c) Os espermicidas em creme, espuma ou gel, contêm substâncias químicas capazes de destruir os espermatozoides. Devem ser usados associados a outros métodos. Atuam dificultando a fecundação.

d) O dispositivo intrauterino (DIU) consiste em uma peça de látex colocada no fundo da vagina. Atua impedindo a gametogênese.

e) A camisinha, ou preservativo de látex, colocada no pênis, impede que os espermatozoides sejam depositados na vagina. Atua impedindo a fecundação.

17. (FAFEID) Sobre a reprodução e o desenvolvimento embrionário dos seres vivos, é correto afirmar que:

a) Nas angiospermas, o endosperma ou albúmen é triploide e o gametófito é a fase duradoura.

b) Na metagênese da água-viva a forma pólipo reproduz de forma sexuada e a medusa de forma assexuada.

c) Equinodermas e cordatos são deuterostômios pelo fato do blastóporo evoluir para o ânus.

d) Saco vitelino, âmnion, córion e alantoide são anexos embrionários presentes no embrião dos peixes, anfíbios, répteis e aves.

18. (UFSC) Na espécie humana, a produção de gametas femininos ocorre nos ovários. Em cada mês, via de regra, um dos ovários lança um óvulo, o qual é recolhido pelas fímbrias da tuba uterina (trompa de Falópio). Na ampola da tuba uterina ocorre a fecundação. Aponte o local normal da nidação (implantação) do blastocisto.

a) Tuba uterina.

b) Ovário.

c) Vagina.

d) Mesentério.

e) Útero.

19. (UFMT) De modo geral, os animais formam-se por reprodução sexuada, a partir do zigoto. Em alguns casos, um óvulo pode se desenvolver sem fecundação, originando um novo indivíduo. Esse processo é conhecido como:

a) Partenogênese.

b) Segmentação.

c) Organogênese.

d) Antropogênese.

e) Seleção gamética.

20. (COVEST) A reprodução é um processo essencial à preservação da espécie. A respeito desse processo podemos afirmar que:

I  II

0  0 – nos celenterados, encontramos alternância de gerações entre pólipo e medusa, sendo que uma geração é diploide, e outra é haploide.

1 1 – a Taenia (solitária) apresenta um sistema reprodutor hermafrodita completo no segmento (proglote) próximo ao escólex.

2  2 –  o melhor exemplo de reprodução por esquizogênese é encontrado na minhoca (oligoqueta).

3  3 –  nos moluscos, a reprodução é sexuada e, mesmo quando são hermafroditas, como é o caso dos gastrópodos, a fecundação é cruzada.

4  4 – os mamíferos têm sexos separados, sendo os únicos animais vivíparos.

21. (FBV) A gametogênese é o fenômeno de formação dos gametas nos mamíferos, representada por dois processos distintos: espermatogênese e ovulogênese. Analisando o processo de espermatogênese esquematizado abaixo, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as alternativas falsas.

21

I   II

0  0 – Durante o processo da espermatogênese, observa-se a ocorrência de quatro fases sucessivas: proliferação, crescimento, meiose e espermiogênese.

1  1 – Na formação dos espermatozoides, ocorre uma etapa de diferenciação celular após a divisão meiótica.

2  2 – De cada espermatogônia que inicia o processo de espermatogênese, formam-se oito espermatozoides.

3  3 – Espermatogônias e espermátides são células haploides resultantes de etapas do processo de espermatogênese.

4 4 – O número diploide característico da espécie só é reconstituído no momento da fecundação, quando se forma o zigoto.

22. (FMTM-MG) Das doenças ginecológicas, a que mais tem preocupado as mulheres nos últimos anos é a endometriose, que se caracteriza pelo crescimento do tecido do endométrio em outras áreas do abdômen. O endométrio, normalmente, é encontrado apenas no tecido que reveste:

a) O ovário.

b) A tuba uterina.

c) A vagina.

d) A útero.

e) Os ureteres.

23. (COVEST) Nos cnidários ou celenterados, há dois tipo de reprodução – a assexuada e a sexuada. Em algumas espécies, ocorre metagênese, também chamada de alternância de gerações, conforme é ilustrado na figura a seguir.

23

I  II

0  0 – Os pólipos (1) se reproduzem sexuadamente, originando medusas.

1 1 – As  medusas (2) se reproduzem  assexuadamente,  originando  os  pólipos, também conhecidos como água-viva.

2 2 – As  medusas (2) só se reproduzem assexuadamente nas espécies de cnidários nas quais ocorre metagênese.

3 3 – Da união de um gameta  masculino de um  indivíduo, com o  gameta feminino de outro indivíduo, resulta a célula (3) que originará uma larva, após várias divisões celulares.

4 4 – A larva (4) nada,  até se fixar  em uma rocha  onde se  desenvolverá até torna-se um pólipo.

24. (FCC) Assinale o conceito errado.

a) Pedogênese é um fenômeno de reprodução sexual na fase de larva.

b) Partenogênese é o desenvolvimento embrionário de óvulo virgem.

c) Conjugação é a penetração do espermatozoide no óvulo.

d) Poliembrionia é a produção de mais de um embrião a partir de um único ovo.

e) Polispermia é o fenômeno de penetração de mais de um espermatozoide num mesmo óvulo.

25. (UPE) A mulher entra na fase reprodutiva, na puberdade, quando ocorre a primeira menstruação ou menarca. Em geral, o ciclo dura 28 dias. O primeiro dia da menstruação marca o início do ciclo. A respeito dos hormônios que atuam nesse ciclo, analise as proposições e conclua.

I   II

0  0 – Na primeira metade do ciclo, o hormônio folículo-estimulante (FSH) e o estrógeno são responsáveis, respectivamente, pelo crescimento e amadurecimento folicular e pelo espessamento (proliferação) do endométrio.

1  1 – Por volta do 14º dia, ocorre um aumento do hormônio luteinizante (LH), responsável pela ovulação.

2  2 – O LH atua na formação do folículo ovariano que se rompe e passa a ser o corpo lácteo ou corpo-amarelo que ocasiona a descamação do endométrio.

3 3 – Os ovários produzem o estrógeno, responsável pelas características sexuais secundárias, como o desenvolvimento das mamas e o arredondamento das formas da mulher.

4  4 – A progesterona, produzida na hipófise, é o principal hormônio da gravidez, mantendo o endométrio preparado para a recepção do embrião.

26. (UFV) Quanto aos métodos contraceptivos, é correto afirmar que:

a) A pílula anticoncepcional é um método de esterilização que não impede a produção de gametas.

b) A camisinha feminina é uma barreira mecânica que evita a implantação do embrião no útero.

c) Na vasectomia, a secção dos ductos deferentes impede a produção de espermatozoides.

d) Na esterilização, a secção de partes do sistema reprodutor impede o encontro dos gametas.

27. (FEI-SP) Alguns seres vivos reproduzem-se assexuadamente. Uma forma de reprodução rápida e fácil. A desvantagem desse modo de reprodução é que:

a) Não cria variação genética.

b) Cria variação genética.

c) “Consome” energia.

d) Os descendentes não são duplicatas dos pais.

e) Os descendentes só se reproduzem sexuadamente.

28. (UECE) Questionar-se o processo de reprodução na partenogênese, bem como se o vírus é ser vivo ou inanimado são níveis de discussão similares, por deixar dúvidas em quem classifica. Assinale a opção que contraria, respectivamente, a classificação da partenogênese como processo de reprodução assexuada e do vírus como ser inanimado.

a) Somente um organismo participa; cristalização.

b) São gerados organismos haploides; reprodução.

c) Há produção de óvulos; reprodução.

d) Há produção de óvulos; cristalização.

29. (UEG) A reprodução, processo necessário a todos os seres vivos por levar à preservação da espécie, acontece desde a forma mais simples até a mais complexa. Quanto a esse processo, marque a alternativa incorreta.

a) A reprodução assexuada aumenta a variabilidade genética numa população de determinada espécie, porque os descendentes assim originados diferem geneticamente de seus pais.

b) Nos organismos sexuados ocorrem dois tipos de divisão celular: mitose e meiose.

c) A mitose é o mecanismo mais comum de reprodução dos organismos unicelulares eucariontes.

d) Uma vantagem evolutiva da reprodução sexuada está no fato de ela poder conferir proteção contra parasitas; alguns descendentes, por exemplo, podem apresentar combinações genéticas que os tornam mais adaptados aos parasitas do que seus pais.

e) Durante a meiose e a fecundação podem ocorrer eventos que criam variabilidade genética nos seres que se reproduzem sexuadamente.

30. (COVEST) Nas plantas, há mais de um tipo de ciclo reprodutivo. Com relação aos ciclos mostrados abaixo, podemos afirmar que:

30

I  II

0 0 – No ciclo A, (I) indica o zigoto, que sofre meiose (II), e origina quatro células haploides, cada uma capaz de formar um novo organismo n, por mitose (III).

1  1 – O ciclo reprodutivo, mostrado em A, é observado em briófitas.

2  2 – No ciclo ilustrado em B, o indivíduo adulto (II), 2n, através de divisão meiótica (III) forma gametas, que após a fecundação originam o zigoto (I).

3  3 – O ciclo de vida mostrado em B ocorre nos os animais.

4  4 – O ciclo de vida ilustrado em B é típico das pteridófitas (plantas vasculares).

31. (UEL) O esquema a seguir representa etapas do processo de gametogênese no homem.

31

Sobre esse processo, assinale a alternativa correta.

a) A célula A é diploide, e as células B, C e D são haploides.

b) A separação dos homólogos ocorre durante a etapa 2.

c) As células A e B são diploides, e as células C e D são haploides.

d) A redução no número de cromossomos ocorre durante a etapa 3.

e) A separação das cromátides-irmãs ocorre durante a etapa 1.

32. (UEL) A figura a seguir mostra parte do ciclo de vida de uma hidra.

32

Com base nessa figura, fizeram-se as seguintes afirmações:

I. Trata-se de uma espécie dioica.

II. O desenvolvimento é direto.

III. O pequeno pólipo é necessariamente geneticamente igual aos pólipos da geração parental.

Dessas afirmações:

a) Somente I é correta.

b) Somente II é correta.

c) Somente III é correta.

d) Somente I e II são corretas.

e) Somente I e III são corretas.

33. (PUC-MG) Na espermatogênese, as células experimentam fenômenos mitóticos e meióticos. Relacione a primeira coluna, que contém os dois estados de ploidia que podem ser encontrados, com a segunda coluna, que contém as células da linhagem germinativa masculina:

PRIMEIRA COLUNA

1 – 2n

2 – n

SEGUNDA COLUNA

(   ) Células da linhagem germinativa.

(   ) Espermatogônias.

(   ) Espermatócito I.

(   ) Espermatócito II.

(   ) Espermátides.

(   ) Espermatozoides.

A alternativa que apresente a sequência correta é:

a) 2, 2, 2, 1, 1, 1.

b) 1, 1, 1, 2, 2, 2.

c) 2, 2, 1, 1, 2, 1.

d) 1, 1, 2, 2, 1, 1.

e) 1, 2, 1, 2, 1, 2.

34. (UFRGS) Em uma comparação sob o ponto de vista de favorecimento evolutivo e adaptação, a reprodução sexuada é mais importante que a assexuada. Qual das alternativas a seguir, com relação à reprodução sexuada, melhor justifica essa afirmativa?

a) Sempre se processa após meiose que produz gametas.

b) É exclusiva de forma de vida evoluída.

c) Dá origem a um maior número de descendentes.

d) Permite uma maior constância no genoma dos descendentes.

e) Promove uma maior variabilidade genética na população.

35. (UEL) Abaixo estão esquematizados núcleos de um gametócito de primeira ordem, de um gametócito de segunda ordem e de uma tide (ovótide ou espermátide), de uma mesma espécie animal. Durante a gametogênese, as fases esquematizadas ocorrem na seguinte ordem:

35

a) A    B    C.

b) A    C     B.

c) B    C     A.

d) B    A     C.

e) C    A     B.

36. (UNESP)

36a

Nunca se viram tantos gêmeos e trigêmeos. As estatísticas confirmam a multiplicação dos bebês, que resulta da corrida das mamães às clínicas de reprodução.

O motivo pelo qual a reprodução assistida favorece a gestação de mais de uma criança é a própria natureza do processo. Primeiro, a mulher toma medicamentos que aumentam a fertilidade e, em consequência, ela libera diversos óvulos em vez de apenas um. Os óvulos são fertilizados em laboratório e introduzidos no útero. Hoje, no Brasil, permite-se que apenas quatro embriões sejam implantados – justamente para diminuir os índices de gravidez múltipla.

(Veja, 30 de março de 2011.)

Suponha que uma mulher tenha se submetido ao tratamento descrito na notícia, e que os quatro embriões implantados em seu útero tenham se desenvolvido, ou seja, a mulher dará à luz quadrigêmeos. Considerando-se um mesmo pai para todas as crianças, pode-se afirmar que:

a) A probabilidade de que todas sejam meninas é de 50%, que é a mesma probabilidade de que todos sejam meninos.

b) A probabilidade de as crianças serem do mesmo sexo é de 25%, e a probabilidade de que sejam dois meninos e duas meninas é de 50%.

c) Embora as crianças possam ser de sexos diferentes, uma vez que se trata de gêmeos, serão geneticamente mais semelhantes entre si do que o seriam caso tivessem nascidas de gestações diferentes.

d) As crianças em questão não serão geneticamente mais semelhantes entre si do que o seriam caso não fossem gêmeas, ou seja, fossem nascidas de quatro diferentes gestações.

e) As crianças serão gêmeos monozigóticos, geneticamente idênticos entre si e, portanto, todas do mesmo sexo.

37. (OSEC-SP) No esquema abaixo, que mostra parte do aparelho genital feminino, em geral os fenômenos de nidação, fertilização e segmentação do ovo ocorrem, respectivamente, nas regiões indicadas por:

37

a) III, I e II.

b) I, II e III.

c) I, III II.

d) III, II e I.

e) II, I e III.

38. (UEL) Um cientista investigava a influência dos fatores ambientais na variabilidade fenotípica de um determinado caráter. Quais os grupos de gêmeos que o pesquisador deve estudar para comparar os resultados?

a) Gêmeos idênticos criados juntos e gêmeos fraternos criados juntos.

b) Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos fraternos criados separados.

c) Gêmeos idênticos criados separados e gêmeos fraternos criados separados.

d) Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos idênticos criados separados.

e) Gêmeos idênticos criados juntos e gêmeos fraternos criados separados.

39. (UPE) Com base no esquema abaixo, que representa diferentes fases da gametogênese, identifique as células envolvidas, conforme a ordem em que estão no esquema (1, 2, 3, 4).

39

a) Espermatogônia, espermatócitos, espermátides, espermatozoides.

b) Espermatogônia, espermatócitos I, espermatócitos II, espermatozoides.

c) Espermatócitos I, espermatócitos II, polócitos, espermatozoides.

d) Ovogônia, ovócitos, óvulos, ovótides.

e) Espermatócitos I, espermatócitos II, espermátides, espermatozoides.

40. (ESPM-SP) Dadas as informações sobre a gametogênese masculina:

I. As espermatogônias se multiplicam através de mitoses.

II. Os espermatócitos primários originam quatro espermátides cada.

III. As espermátides sofrem processo de diferenciação, transformando-se em espermatozoides.

III. O flagelo do espermatozoide é formado a partir dos centríolos.

Conclui-se que estão corretas:

a) I e III.

b) II, III e IV.

c) I, III e IV.

d) III e IV.

e) I, II, III e IV.

41. A principal diferença que se pode estabelecer entre reprodução sexuada e assexuada é:

a) A primeira envolve variabilidade genética, e a segunda, não.

b) Ambas promovem a oportunidade de recombinação genética.

c) A segunda envolve variabilidade genética, e a primeira, não.

d) Não há diferença mensurável entre uma e outra.

42. (UNESP) Considere a tabela seguinte, que contém diversas formas de contraceptivos humanos e três modos de ação.

MODOS DE AÇÃO

 

Impede o encontro de gametas

Impede a implantação do embrião

Previne a ovulação

I

Camisinha masculina

Dispositivo intrauterino (DIU)

Pílula comum

II

Coito interrompido

Laqueadura tubária

Camisinha feminina

III

Diafragma

Pílula do dia seguinte

Pílula comum

IV

Dispositivo intrauterino (DIU)

Laqueadura tubária

Camisinha feminina

V

Vasectomia

Camisinha masculina

Diafragma

A relação entre tipos de contraceptivos e os três modos de ação está correta em:

a) I, apenas.

b) I e II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) III e IV, apenas.

e) III e V, apenas.

43. (UFV) Considere a ovulogênese de uma mulher normal. Analise o conteúdo cromossômico e de DNA nas células durante a divisão e assinale a afirmativa correta:

a) A ovogônia tem a metade do conteúdo de DNA do ovócito I.

b) Os ovócitos I e II têm o mesmo número de cromátides.

c) O ovócito II e o óvulo têm o mesmo número de cromossomos.

d) O corpúsculo polar I não difere na quantidade de DNA do ovócito I.

e) O gameta tem valor correspondente a 4C e a ovogônia a 1C.

44. (UNESP) Em relação ao esquema abaixo, relacionado com o ciclo de vida de um animal de reprodução sexuada, são feitas as seguintes afirmações:

44

I. Os quadros 1 e 2 correspondem, respectivamente, aos estágios haploide e diploide.

II. O número 3 corresponde à meiose e esta favorece um aumento de variabilidade genética.

III. O número 4 corresponde à mitose e esta ocorre somente em células germinativas.

IV. O número 5 corresponde à fertilização, onde ocorre a recombinação dos genes provenientes dos pais.

Estão corretas as afirmações?

a) I e II, apenas.

b) I e IV, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) I, II e III, apenas.

e) II, III e IV, apenas.

45. (UNESP) Considerando aspectos gerais da biologia de algumas espécies animais, tem-se o grupo A representado por espécies monoicas, como minhocas e caracóis; o grupo B, por espécies que apresentam desenvolvimento indireto, como insetos com metamorfose completa e crustáceos, e o grupo C, com espécies de vida livre, como corais e esponjas. Pode-se afirmar que as espécies:

a) Do grupo A são hermafroditas, do grupo B não apresentam estágio larval e do grupo C não são sésseis.

b) Do grupo A não são hermafroditas, do grupo B apresentam estágio larval e do grupo C não são sésseis.

c) Do grupo A são hermafroditas, do grupo B apresentam estágio larval e do grupo C não são parasitas.

d) Do grupo A não são hermafroditas, do grupo B não apresentam estágio larval e do grupo C não são parasitas.

e) Do grupo A são hermafroditas, do grupo B apresentam estágio larval e do grupo C não são sésseis.

46. (UFMG) O uso da camisinha é considerado um método eficaz para a prática do sexo seguro. Entre as finalidades desse método, não se inclui:

a) Impedir a formação do zigoto.

b) Bloquear a passagem do sêmen.

c) Evitar o contágio de doenças sexualmente transmissíveis.

d) Dificultar a formação do gameta masculino.

47. (PUC-PR) Analise as afirmações relacionadas à meiose durante a ovulogênese:

47

I. Ocorrem as seguintes fases auxiliares durante a Prófase I: Leptóteno, Zigóteno, Paquíteno, Diplóteno e Diacinese.

II. Na Anáfase I dá-se o estrangulamento do citoplasma e a formação da carioteca em torno dos cromossomos.

III. No final da Telófase I resultam duas células morfológica e geneticamente idênticas.

IV. Intercinese é uma fase de curta duração a partir da qual começa uma segunda divisão celular, que faz parte do processo de divisão meiótica.

V. Ao final do processo mitótico, formam-se quatro células haploides férteis.

São verdadeiras:

a) Apenas I, II e IV.

b) Apenas II, III e V.

c) Apenas I e V.

d) Apenas I e IV.

e) I, II, III, IV e V.

48. (UEL) Em um experimento de reprodução com uma espécie de mamífero, adotou-se o seguinte procedimento: fundiu-se uma célula somática do indivíduo 1 com um óvulo, previamente enucleado, do indivíduo 2. A célula assim formada foi implantada no útero do indivíduo 3, desenvolvendo-se e originando o indivíduo 4. Nos núcleos das células somáticas do indivíduo 4, encontramos genes:

a) Apenas do indivíduo 1.

b) Apenas do indivíduo 2.

c) Apenas do indivíduo 3.

d) Apenas dos indivíduos 1 e 2.

e) Apenas dos indivíduos 2 e 3.

49. (UFV) Observando a reprodução de alguns organismos, um grupo de alunos elaborou o esquema de três tipos desse processo, representados a seguir por I, II e III. Embora o esquema esteja incompleto, é possível identificá-los.

49

Assinale a alternativa que contenha, respectivamente, os nomes dos três tipos de reprodução:

a) Cissiparidade, fecundação, conjugação.

b) Esporulação, brotamento, cissiparidade.

c) Fecundação, brotamento, conjugação.

d) Cissiparidade, brotamento, esporulação.

e) Cissiparidade, fecundação, brotamento.

50. (COVEST) Com relação ao controle da atividade sexual e ao ciclo menstrual na espécie humana, assinale a alternativa incorreta.

a) A maturação e a atividade sexual são dependentes da ação de hormônios gonadotróficos provenientes da adeno-hipófise.

b) As células intersticiais do testículo produzem o hormônio testosterona e sofrem a ação do hormônio luteinizante (LH).

c) A testosterona exerce influência no aparecimento de características sexuais secundárias masculinas.

d) A maturação dos folículos ovarianos tem início sob a ação conjunta do hormônio luteinizante e da progesterona.

e) As concentrações plasmáticas dos hormônios estrógeno, progesterona, FSH e LH estão baixas, no momento em que a mulher menstrua.

51. (OSEC-SP) Quanto à reprodução, as minhocas (classe Oligoqueta) são:

a) Monoicas, isto é, cada animal apresenta tanto órgãos sexuais masculinos, como femininos.

b) Monoicas, isto é, cada animal apresenta órgãos sexuais masculinos ou femininos.

c) Dioicas, isto é, cada animal apresenta tanto órgão masculino, quanto feminino.

d) Dioicas, isto é, cada animal apresenta apenas órgãos masculinos ou femininos.

e) Protândricas, isto é, os órgãos masculinos desenvolvem-se antes dos femininos.

52. (PUC-SP) Em qualquer organismo, os ciclos de reprodução sexuada se apresentam como uma sucessão de duas fases complementares, denominadas fase haploide e fase diploide. Esta alternância de fases constitui a verdadeira característica sexuada e, para melhor compreensão, está esquematizada abaixo:

52

Em relação a este processo de reprodução, foram formuladas três alternativas:

I. A passagem da fase diploide para a fase haploide ocorre pelo processo da meiose e a volta à fase diploide resulta da fecundação.

II. A importância relativa das duas fases é variável nos seres que se reproduzem sexuadamente. Em todos os vegetais a multiplicação celular, e consequentemente, o crescimento da planta ocorrem, exclusivamente, na fase haploide e, portanto, todos os vegetais são haplobiônticos. Em todos os animais a fase haploide está limitada aos gametas e, portanto, todos os animais são diplobiônticos.

III. A reprodução sexuada, independente das características haplobiônticas ou diplobiônticas, apresenta, como vantagem, permitir que através da fecundação ocorra a recombinação gênica e, portanto, a possibilidade de variabilidade biológica.

Assinale a resposta correta de acordo com a seguinte chave:

a) Somente a afirmativa I está correta.

b) Estão corretas I e III.

c) Somente a afirmativa II está correta.

d) Estão corretas II e III.

e) Somente a afirmativa III está correta.

53. (FUVEST) Na alternância de gerações, uma fase haploide (gametófito) dá origem a gametas que produzem zigoto; este, germinando, produzirá a fase diploide (esporófito), de onde se originarão novos gametófitos. O que foi exposto poderá ser explicado pelo desenho:

53

54. (OBJETIVO-SP) A figura mostra relações entre hormônios hipofisários e ovarianos. Os números I, II, e III indicam, respectivamente:

54

FSH = hormônio folículo estimulante

LH = hormônio luteinizante

E = estrógenos

a) FSH, LH, E.

b) LH, E, FSH.

c) E, LH, FSH.

d) LH, FSH, E.

e) FSH, E, LH.

55. (PUC-RJ) Na figura abaixo, vemos o interior do ovário humano em desenho esquemático. Os números 1 e 2 indicam, respectivamente:

55

a) Folículo primário e corpo lúteo.

b) Folículo de Graaf maduro e corpo lúteo.

c) Folículo de Graaf maduro e folículo primário.

d) Corpo lúteo e folículo de Graaf maduro.

e) Folículo primário e folículo de Graaf maduro.

56. (F. C. CHAGAS-SP) Na espécie humana, após a fecundação verifica-se a suspensão da menstruação porque:

a) A placenta em formação produz um hormônio que mantém o corpo lúteo funcionante.

b) A hipófise, estimulada pelo corpo lúteo passa a produzir gonadotrofina.

c) O nível de estrógeno e progesterona do sangue é mantido, devido ao baixo nível de estrógeno no sangue.

d) A hipófise não libera o hormônio folículo estimulante, devido ao baixo nível de estrógeno no sangue.

e) A membrana de fertilização do óvulo, formada após a penetração do espermatozoide, produz hormônio luteinizante.

57. (FAFEOD-MG) Caso o corpo lúteo se desintegre nas primeiras semanas de gestação, esta será interrompida devido a:

a) Formação precoce da placenta.

b) Deficiência do hormônio FSH.

c) Aumento da taxa de gonadotrofina coriônica.

d) Deficiência do hormônio progesterona.

e) Aumento de LH liberado pela neurohipófise.

58. (U. F. Uberlândia) A gonadotrofina coriônica (HCG) aparece no sangue da mulher cerca de uma semana após a implantação do zigoto na parede uterina. Sobre o HCG, todas as afirmativas são corretas, exceto:

a) Possibilita um teste clínico para a gravidez.

b) É produzida somente nos primeiros meses de gestação.

c) Mantém o corpo lúteo funcionante.

d) É produzida pela hipófise no início da gravidez.

e) É funcionalmente substituída pela progesterona.

59. (UPE) Os testículos internamente são subdivididos em lóbulos, cada um com longos e finos túbulos seminíferos enovelados. O esquema abaixo apresenta uma secção parcial de um túbulo seminífero.

59a

Assinale a alternativa correta

a) As células apontadas pela seta 1 são denominadas células de Sertoli que estimuladas por estrógenos produzem ACTH.

b) As células apontadas pela seta 3 são as células intersticiais (células de Leydig) secretoras de testosterona.

c) A seta 2 aponta para a célula que estimulada pelo ICSH e LH produzem substâncias que irão nutrir os espermatozoides.

d) As células apontadas pela seta 1, quando produzem testosterona em excesso, inibem o hipotálamo, reduzindo a taxa de FSH.

e) Um excesso de ICSH, produzido pelas células apontadas pela seta 3, estimula o hipotálamo a produzir FSH.

60. (FUVEST) O gráfico a seguir representa as variações das concentrações plasmáticas de dois hormônios ovarianos durante o ciclo menstrual de uma mulher.

60

Quais são, respectivamente, os hormônios A e B?

a) Luteinizante e folículo-estimulante.

b) Folículo-estimulante e luteinizante.

c) Luteinizante e progesterona.

d) Progesterona e estrógeno.

e) Estrógeno e progesterona.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VVFVF

D

A

B

E

C

A

E

B

E

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

FVVVF

B

FFFFF

A

FFVVV

D

C

E

A

FFFVF

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

VVFFV

D

FFFVV

C

VVFVF

D

A

C

A

VFVVF

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

A

D

B

E

C

D

A

D

E

E

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

A

C

C

C

C

D

D

A

E

D

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

A

B

A

E

B

A

D

D

B

E

 


Responses

  1. Professor Djalma, sou seu aluno no NAP e tive algumas duvidas nos seus testes. O teste número 13, por exemplo, não entendi o porquê de todas as afirmações serem falsas, e o teste número 15, pois não entendi porque a primeira afirmativa é falsa. Obrigado previamente.

    • Prezado Victor
      Veja a seguir as explicações que você solicitou.
      QUESTÃO 13
      13. (UFSC) Na mulher, a função reprodutora está associada à liberação periódica de uma única célula gamética, sob influência dos hormônios sexuais. Pode-se afirmar, corretamente, que:
      I II
      0 0 – O ciclo menstrual se inicia com o processo de maturação folicular, sob influência do hormônio folículo estimulante da hipófise.F
      1 1 – Ao liberar a célula reprodutora, o folículo se transforma em corpo lúteo e passa a produzir hormônio luteinizante.F
      2 2 – O estrógeno, produzido por células do estroma ovariano, tem influência sobre os caracteres sexuais femininos.F
      3 3 – Sobre o efeito de anticoncepcional oral, ingerido corretamente, o folículo não se desenvolve e não há ovulação nem menstruação.F
      4 4 – A fecundação só é possível ao final do ciclo menstrual, quando o óvulo está totalmente maduro.
      “… 0 0 – O ciclo menstrual se inicia com o processo de maturação folicular, sob influência do hormônio folículo estimulante da hipófise. …” FALSO
      – Os ciclos menstruais são resultantes das variações nas taxas dos hormônios hipofisários e ovarianos. Denomina-se menstruação a eliminação, pela vagina, de sangue e resíduos da mucosa uterina (endométrio). O primeiro dia do sangramento menstrual é considerado o primeiro dia do ciclo. Se o ovócito não for fertilizado ou se, mesmo fertilizado, não conseguir se implantar no endométrio, ele começa a se desintegrar. Os níveis de estrogênio e de progesterona caem, e o revestimento interno do útero começa a produzir prostaglandina.
      Essa substância modifica a irrigação sanguínea do útero, fazendo com que o endométrio se rompa e que o útero comece a se contrair para expulsá-lo (daí a cólica menstrual). A descida da menstruação dá início ciclo menstrual.
      “… 1 1 – Ao liberar a célula reprodutora, o folículo se transforma em corpo lúteo e passa a produzir hormônio luteinizante. …” FALSO
      – O corpo lúteo produz progesterona e estrogênio (mais progesterona) e não hormônio luteinizante. O hormônio luteinizante, nas mulheres, induz a ovulação; a formação do corpo lúteo a partir do folículo de Graaf já vazio, depois que eliminou o ovócito; estimula a produção de progesterona pelo corpo lúteo.
      “… 2 2 – O estrógeno, produzido por células do estroma ovariano, tem influência sobre os caracteres sexuais femininos. …” FALSO
      – A produção de estrógeno e de progesterona (hormônios ovarianos) é feita pela medula do ovário (camada interna), que é constituída por tecido conjuntivo frouxo rico em vasos sanguíneos e células hilares (intersticiais). O córtex do ovário (camada externa), por seu turno, rico em folículos ovarianos, que são formados por ovócito envolvidos por células epiteliais responde pela formação do “óvulo”. Dessa forma, o estrógeno não é produzido pelas células do estroma e sim pela medula.
      “… 3 3 – Sobre o efeito de anticoncepcional oral, ingerido corretamente, o folículo não se desenvolve e não há ovulação nem menstruação. …” FALSO
      – O contraceptivo oral (pílula anticoncepcional) é um dos métodos contraceptivos mais utilizados. A menstruação ocorre cerca de três dias após a suspensão da ingestão da pílula.
      “…4 4 – A fecundação só é possível ao final do ciclo menstrual, quando o óvulo está totalmente maduro. …” FALSO
      – Na espécie humana a fecundação (fertilização) ocorre, na ampola da tuba uterina, nas primeiras 24 horas após a ovulação e não no final do ciclo menstrual. Não sendo fertilizado o ovócito segue lentamente em direção ao útero onde se degenera e é absorvido pelo organismo.
      QUESTÃO 15
      ”… 0 0 – A diferenciação anatômica do útero de Jucéa permite concluir que cada ovário libera um ovócito secundário a cada mês de forma independente, aumentando a chance de gerar gêmeos. …”
      – Falso: a ovulação libera, via de regra, um ovócito mensalmente, independentemente da má-formação anatômica (“útero didelfo”) observada no útero de Jucéa. Dessa forma, a liberação de dois ovócitos é um fenômeno raro observado em mulheres que possuam ou não essa má-formação. Isto pode ser constatado no enunciado da questão 13 (“… Na mulher, a função reprodutora está associada à liberação periódica de uma única célula gamética, sob influência dos hormônios sexuais. …”) que, inclusive, você solicitou explicação.
      Um forte abraço
      Djalma Santos

  2. Olá, professor. O senhor pode explicar a questão 38?

    • 38. (UEL) Um cientista investigava a influência dos fatores ambientais na variabilidade fenotípica de um determinado caráter. Quais os grupos de gêmeos que o pesquisador deve estudar para comparar os resultados?
      a) Gêmeos idênticos criados juntos e gêmeos fraternos criados juntos.
      b) Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos fraternos criados separados.
      c) Gêmeos idênticos criados separados e gêmeos fraternos criados separados.
      d) Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos idênticos criados separados.
      e) Gêmeos idênticos criados juntos e gêmeos fraternos criados separados.
      Cara Beatriz
      – Alternativa D (“Gêmeos fraternos criados juntos e gêmeos idênticos criados separados.”) é a correta.
      * As semelhanças fenotípicas apresentadas pelos gêmeos fraternos, que apresentam diferentes genótipos, criados juntos, são atribuídas, de princípio, o meio. As diferenças fenotípicas apresentadas pelos gêmeos idênticos, que apresentam o mesmo genótipo, criados separados, são, de princípio, atribuídas ao meio.
      Um abraço
      Djalma Santos

  3. Olá, você poderia comentar a respeito da questão 7? Grata.

    • Prezada Leticia
      ALTERNATIVA CORREA A (“Somente a afirmativa 3 é verdadeira.”)
      JUSTIFICATIVA
      * A gravidez gemelar múltipla é resultante da implantação de vários embriões no útero da gestante com a finalidade de garantir o desenvolvimento normal e completo de, pelo menos, uma criança.
      Um abraço
      Djalma Santos

  4. pode me explicar a questao 31

    • Prezado Carlos
      Veja, a seguir, a resolução da questão 31, que você solicitou.
      – A figura mostra duas fases da espermatogênese (processo formador de espermatozoides).
      I. Maturação, na qual ocorre meiose, transformando espermatócito primário (diploide), indicado por A em espermátides (haploides), indicadas por C.
      II. Diferenciação (espermiogênese), na qual ocorre transformação de espermátide (haploides), indicadas por C em espermatozoides (haploides), indicados por D. Nessa fase não ocorre divisão celular.
      – A figura omitiu a multiplicação e a fase de crescimento. Por ocasião da multiplicação, que ocorre graças a mitoses, formam-se novas espermatogônias (diploides). Por ocasião do crescimento, as espermatogônias (diploides) se transformam em espermatócito primário (diploide), indicado pela letra A.
      ANÁLISE DA FIGURA
      I. ETAPA 1: divisão I da meiose (meiose I).
      * A meiose I é reducional.
      * Gera células haploides, com cromossomos formados por duas cromátides (irmãs), presas pelo centrômero (letra B).
      * Não ocorre duplicação dos centrômeros.
      * Migram cromossomos homólogos duplicados
      * Assim sendo, a meiose I gera células haploides (B), a partir de células diploides (A).
      II. ETAPA 2: divisão II da meiose (meiose II).
      * A meiose II é equacional.
      * Gera células haploides, com cromossomos formados por uma cromátide (C), a partir de células haploides, formadas por cromossomos dotados de duas cromátides irmãs, presas pelo centrômero (B)
      * Ocorre duplicação dos centrômeros.
      * Migram cromossomos filhos simples (ex-cromátides irmãs).
      * Dessa forma, a meiose II gera células haploides (C), a partir de células, também, haploides (B)
      III. ETAPA 3: espermiogênese
      * Transformação de espermátides haploides (C) em espermatozoides (D).
      * Não ocorre mitose nem meiose.
      – ALTERNATIVA A (“A célula A é diploide, e as células B, C e D são haploides.”) – CORRETA
      * Ver descrição acima.
      – ALTERNATIVA B (“A separação dos homólogos ocorre durante a etapa 2.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, a separação de homólogos ocorre na etapa 1, quando tem lugar a meiose I.
      – ALTERNATIVA C (“As células A e B são diploides, e as células C e D são haploides.”) –INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, B (espermatócitos secundários) são haploides.
      – ALTERNATIVA D (“A redução no número de cromossomos ocorre durante a etapa 3.”) – INCORRETA
      * Na etapa 3 (espermiogênese), não ocorre divisão celular. A redução do numero de cromossomos tem lugar na etapa 1. Nela ocorre a meiose I, que é reducional.
      – ALTERNATIVA E (“A separação das cromátides-irmãs ocorre durante a etapa 1”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, a separação das cromátides-irmãs ocorre na etapa 2 e não na etapa 1. Na etapa 1 ocorre, realmente, separação de homólogos.
      Um abraço
      Djalma Santos

  5. Me explique a questão 35 por favor..

    • Cara Julianne
      Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
      ALTERNATIVA CORRETA: C (“B → C → A”).
      I. Gametócito de primeira ordem: célula diploide (B), com 2n = 4.
      II. Gametócito de segunda ordem:
      IIa. Resultante da primeira divisão meiótica (reducional) do gametócito de primeira ordem. Não esqueça que na primeira divisão da meiose ocorre separação de cromossomos homólogos duplicados (constituído por duas cromátides). Ver MEIOSE (ANÁFASE I), matéria publicada neste blog no dia 21/08/2015.
      IIb. Célula haploide, com cada cromossomo formado por duas cromátides irmãs (C).
      III. Tide:
      IIIa. Resultante da segunda divisão meiótica (equacional) do gametócito de segunda ordem. Não esqueça que na segunda divisão da meiose ocorre separação das cromátides-irmãs (constituídas por um único filamento cromossômico). Ver MEIOSE (ANÁFASE II), matéria publicada neste blog no dia 21/08/2015.
      IIIb. Célula haploide, com cada cromossomo formado por uma única cromátide (A).
      Um abraço
      Djalma Santos

  6. Olá! Amei o site, me ajudou bastante.
    Beijos!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: