Publicado por: Djalma Santos | 3 de julho de 2014

Testes sobre sistema respiratório (I)

01. (UFG) As reações a seguir são fundamentais para o equilíbrio ácido-base em mamíferos.

01

Com base nessas reações, conclui-se que um primata, introduzido em uma atmosfera rica em CO2, após a absorção desse gás, apresentará, como resposta fisiológica imediata, uma:

a) Hiperventilação devido à resposta bulbar decorrente do aumento da concentração de íons H+no líquido intracelular.

b) Hiperventilação devido à resposta renal decorrente do aumento da concentração de íons HCO3 no ultrafiltrado glomerular.

c) Hipoventilação devido à resposta bulbar decorrente do aumento da concentração de H2CO3 no líquido intracelular.

d) Hipoventilação devido à resposta pulmonar decorrente do aumento da concentração de HCO3 nos alvéolos.

e) Hipoventilação devido à resposta renal decorrente do aumento H+ no ultrafiltrado glomerular.

02. (UEL) Motivado pela beleza da água verde-néon de uma praia brasileira, um banhista se arrisca a um mergulho. Não podia ter tido ideia melhor. Sobre uma pedra, pôde ver uma ANÊMONA-DO-MAR reluzindo um azul-florescente indescritível. Pouco adiante, um OURIÇO-DO-MAR movimentava lenta e ritmadamente os seus espinhos, como em uma solitária dança. Ao sair da água, foi surpreendido por uma fuga de vários SIRIS para suas tocas. Olhou para o lindo céu azul, como em um ato de agradecimento. GAIVOTAS faziam grandes rasantes sobre a água em busca de alimento. O festival de beleza só cessou quando, ao sentar-se à orla, para uma água-de-coco, percebeu que o lixo humano é um desastrado atrativo de insetos, especialmente de BARATAS.

Assinale a alternativa que indica, correta e respectivamente, o tipo do sistema respiratório de cada um dos animais citados (e destacados) no texto.

a) Ausente (ou respiração por difusão direta); branquial; pulmonar; traqueal; traqueal.

b) Traqueal; ausente; branquial; pulmonar; ausente.

c) Ausente; branquial; branquial; pulmonar; traqueal.

d) Branquial; traqueal; traqueal; pulmonar; ausente.

e) Traqueal; ausente; pulmonar; traqueal; branquial.

03. (FCM-PB) A doença da deficiência do surfactante é comum em recém-nascidos prematuros, tendo o surfactante a função de:

a) Promover a ligação das pontes de hidrogênio que unem as moléculas de água, permitindo a abertura dos alvéolos.

b) Provocar um colapso nas células alveolares, permitindo o aumento da tensão superficial.

c) Produzir o aumento da tensão superficial da água, fazendo com que a água presente nos alvéolos se afaste, e permitindo que os alvéolos se abram e o ar penetre.

d) Produzir a redução da tensão superficial da água, fazendo com que a água presente nos alvéolos provoque um colapso nas células alveolares, impedindo sua abertura e consequente penetração do ar.

e) Atuar como um detergente, reduzindo a tensão superficial da água.

04. (UEPB) A ingestão de bebida alcoólica bem como o ar rarefeito (pouco denso) possibilitam que a oxigenação do cérebro de um homem adulto normal seja reduzida. Sobre estes dois aspectos (ingestão de álcool e ar rarefeito), considere a situação hipotética deste homem viajando de avião comercial à altitude de cruzeiro (11 mil metros), que ingeriu bebida durante o voo. Analisando-se esta situação, leia as seguintes proposições:

I. Os efeitos do álcool durante o voo serão maiores que em terra firme porque, nessa situação, o organismo produz uma quantidade menor de oxihemoglobina, uma substância responsável pela oxigenação de todo o corpo, incluindo o cérebro.

II. Os efeitos do álcool serão anulados porque, apesar de parte do oxigênio que sai dos alvéolos pulmonares e chega ao sangue ser transportada pelos eritrócitos ligada à hemoglobina, a maior parte desse oxigênio começa a ser transportada dissolvida no plasma sanguíneo.

III. O efeito de álcool será esperado em condições de terra firme porque o gás carbônico produzido combinado com a hemoglobina, no lugar do oxigênio, formando a carbohemoglobina, contribui para a queda do pH no sangue e consequentemente anula o efeito da baixa pressão em altitudes elevadas.

IV. Os efeitos da ingestão alcoólica e da altitude sobre a absorção do oxigênio pela hemoglobina serão somados, sendo o indivíduo levado a inalar menos oxigênio, o que dificulta a absorção do gás pelas hemácias do sangue.

V. Os efeitos de saturação da hemoglobina em pressão de altitude e a ingestão de álcool serão potencializados porque a hemoglobina é uma proteína que apresenta sítios de ligação com o O2, nos quais surge uma ligação fraca e reversível, quando a pressão parcial do O2 é elevada, como ocorre na passagem do sangue pelos pulmões: o oxigênio se liga à hemoglobina e, quando a pressão de O2 é baixa, o oxigênio é liberado.

Assinale a alternativa que apresenta a(s) proposição(ões) correta(s).

a) I, IV e V, apenas.

b) I, apenas.

c) III e IV, apenas.

d) III, apenas.

e)Todas.

05. (IFB) O gráfico apresentado abaixo registra as curvas de  dissociação do oxigênio da hemoglobina na  Lhama e na Vicunha, em comparação com as  curvas de outros mamíferos:

05

A partir da análise do gráfico é correto inferir que:

a) A afinidade da hemoglobina pelo oxigênio decresce com a queda da pressão atmosférica.

b) O desvio da curva para a direita, em relação à faixa normal de outros mamíferos, é uma adaptação do sistema respiratório desses animais a condições de menor pressão de oxigênio.

c) A Lhama e a Vicunha são espécies naturalmente mal adaptadas a ecossistemas de altitude elevada.

d) A pressão do oxigênio no nível dos alvéolos pulmonares dificulta a combinação desse gás com a hemoglobina.

e) A adaptação a condições de menor pressão atmosférica envolve capacitar a hemoglobina a alcançar percentuais mais elevados de saturação em pressões de oxigênio mais baixas.

06. (UFSM) O enfisema pulmonar e uma doença crônica que afeta os alvéolos, alterando suas configurações. A figura representa alvéolos saudáveis e enfisematosos. Dai, pode-se afirmar que:

06

a) O enfisema interfere apenas na absorção de oxigênio, não prejudicando a eliminação de dióxido de carbono, já que as trocas gasosas ocorrem por transporte ativo e passivo, respectivamente.

b) As trocas gasosas ocorrem por difusão e a imagem 2 representa os alvéolos doentes cuja dilatação amplia a área de contato do alvéolo, reduzindo a capacidade respiratória.

c) As trocas gasosas ocorrem por transporte ativo e os alvéolos das imagens 1 e 2 diferenciam-se apenas em tamanho e tem a mesma capacidade de troca gasosa.

d) A capacidade de inspiração, nos alvéolos da imagem 2, e prejudicada enquanto a expiração se mantem eficiente, uma vez que as trocas gasosas ocorrem por transporte ativo, com gasto de energia.

e) As trocas gasosas ocorrem por difusão e a imagem 2 representa os alvéolos doentes cuja inflamação diminui a área de troca gasosa, reduzindo a eficiência respiratória.

07. (FAVIP) O gás carbônico eliminado pelas células em seus metabolismos é transportado pelo sangue sob diferentes formas, principalmente:

a) Dissolvido no plasma.

b) Combinado à hemoglobina, constituindo a carboemoglobina.

c) Combinado com íons componentes das membranas das hemácias.

d) Na forma de íons HCO3 no plasma.

e) Na forma de íons associados à hemoglobina.

08. (ACAFE) O câncer de laringe diagnosticado no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atinge entre 8 e 10 mil pessoas por ano no Brasil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o câncer de laringe é um dos mais comuns a atingir a região da cabeça e do pescoço, representando cerca de 25% dos tumores malignos identificados nessa área. No mundo, há uma incidência média de 5 casos para cada 100 mil homens. Em São Paulo, são até 15 casos para cada 100 mil homens. Isso se deve à poluição ambiental, um dos fatores que podem levar a esse tipo de câncer. Um tumor nesse órgão pode afetar tanto a voz quanto a deglutição e a respiração.

Câncer de laringe atinge entre 8 e 10 mil pessoas por ano no Brasil (adaptado). 31/10/2011; http://www.correiobraziliense.com.br/ ….

Sobre tema é correto afirmar, exceto:

a) A laringe é um tubo curto de cartilagem que conecta a faringe à traqueia e tem a função de dar passagem ao ar e de produzir a voz.

b) A laringe é um órgão comum aos sistemas respiratório e digestório.

c) São fatores de risco para o câncer de laringe a poluição do ar, o tabagismo e o uso abusivo de álcool.

d) A cartilagem tireóidea forma a parede anterior da laringe, sendo conhecida popularmente como pomo de Adão e em sua margem anterior e no osso hioide fixa-se a epiglote.

09. (CEFET-MG) Analise os diferentes tipos de adaptações dos animais representados abaixo.

09

A respeito desses sistemas respiratórios, é incorreto afirmar que em animais com:

a) Respiração aérea, as trocas gasosas ocorrem por meio de pulmões e traqueias.

b) Pele permeável, a oxigenação do sangue acontece a partir da periferia do corpo.

c) Circulação fechada, o oxigênio vai para a corrente sanguínea pelo processo de difusão.

d) Traqueias, o oxigênio é levado para o sangue dos tecidos ao longo das várias partes do corpo.

e) Brânquias, o oxigênio dissolvido na água é captado pelo fluxo contracorrente nesses órgãos.

10. (UECE) O aparecimento do oxigênio na atmosfera da Terra provocou diversas alterações na vida terrestre, uma vez que diversos seres vivos não adaptados a esse novo ambiente morreram, enquanto outros desenvolveram estratégias para utilizar esse gás, de maneira eficiente. Com relação à respiração aeróbica, assinale a afirmação correta.

a) Em certos animais, a superfície do corpo pode funcionar como órgão de trocas gasosas, com difusão direta dos gases, sem necessidade de um sistema respiratório diferenciado, como é o caso dos moluscos.

b) Os insetos apresentam um sistema respiratório baseado em uma rede externa de canais (traqueias) que se comunicam diretamente com as células por meio de fluido circulante.

c) Nos peixes, as brânquias se encontram protegidas por estruturas denominadas opérculos, formadas por uma grande quantidade de lamelas pouco vascularizadas, mas que, no seu conjunto, representam uma extensa área de contato com a água.

d) Os pulmões são as estruturas respiratórias presentes em anfíbios, répteis, aves e mamíferos, que independentemente de sua morfologia, proporcionam aumento da área superficial relacionada às trocas gasosas.

11. (FEI) O texto a seguir trata do funcionamento do sistema respiratório. Assinale a alternativa que traz a sequência correta das expressões marcadas com (I), (II) e (III). O (I) é o órgão que controla o ritmo respiratório no corpo humano. Este órgão é estimulado por regiões das artérias (II) e aorta, as quais são sensíveis às variações da concentração de (III) circulante na corrente sanguínea.

a) Bulbo, jugulares, oxigênio.

b) Tronco encefálico, carótidas, dióxido de carbono.

c) Cerebelo, carótidas, oxigênio.

d) Bulbo, carótidas, dióxido de carbono.

e) Cerebelo, jugulares, oxigênio.

12. (FCM-PB) O fato de alguns jogos de futebol ser realizados em países de grandes altitudes, o deslocamento dos atletas para essas regiões acarreta-lhes algumas alterações no organismo: modificações das atividades respiratórias em curto prazo e alterações sanguíneas em longo prazo. Desta forma, esses atletas apresentam:

a) Isoventilação e manutenção do número de hemácias.

b) Hipoventilação e aumento do número de hemácias.

c) Hiperventilação e aumento do número de hemácias.

d) Hipoventilação e diminuição do número de hemácias.

e) Hiperventilação e diminuição do número de hemácias.

13. (ACAFE) A respiração no Reino Animalia pode ocorrer a partir de diferentes mecanismos. Assinale a sequência correta de nomes de animais que apresentam, respectivamente, respiração traqueal, pulmonar e branquial.

a) Pinguim, tubarão, borboleta.

b) Gafanhoto, andorinha, caranguejo.

c) Abelha, peixe, cegonha.

d) Gaivota, mosca, camarão.

14. (FCM-PB) Renato, bombeiro, recebeu um chamado para socorrer uma vítima de afogamento. Ele possuía a sua disposição três recipientes, nos quais havia marcados os componentes e suas respectivas proporções:

No recipiente A →100% de O2

No recipiente B → 95% de O2 e 5 % de CO2

No recipiente C → 80% de N2 e 20 % de CO2

Qual recipiente Renato utilizou e por quê?

a) O A porque o O2 puro induz a medula óssea a produzir hemácia.

b) O B porque além de apresentar percentagem de O2 há também CO2 que estimula o bulbo a reiniciar os movimentos respiratórios.

c) O C porque a taxa de O2 é semelhante à mesma do ar atmosférico.

d) O A porque o O2 puro repõe as necessidades respiratórias dos tecidos.

e) Nenhuma das alternativas anteriores.

15. (UEPG) O ar dos pulmões é constantemente renovado, de modo a garantir um suprimento contínuo de oxigênio ao sangue que circula pelos alvéolos pulmonares. Com relação à fisiologia da respiração em humanos, assinale o que for correto.

01. A hematose é o processo onde o oxigênio presente no ar dos alvéolos difunde-se pelos capilares sanguíneos e penetra nas hemácias, onde se combina com a hemoglobina.

02. A denominada oxiemoglobina (HbO2) é um complexo químico onde uma única molécula de hemoglobina pode ligar quatro moléculas de oxigênio.

04. As moléculas de gás carbônico originadas no processo de fermentação lática difundem-se para o líquido que banha os tecidos e são absorvidas pelos capilares.

08. Cada molécula de hemoglobina é formada por apenas uma cadeia polipeptídica ligada ao grupamento ferro (heme).

Soma das alternativas corretas:

16. (FFB) Um dos mais belos momentos é o início da vida de um ser humano. Quando se lhe corta o cordão umbilical e o médico lhe dá a famosa “palmadinha”, abre-se um maravilhoso mundo para a criança. O choro da criança traz alegria aos médicos, porque fica assegurado que essa criança respirou, ou seja:

a) Inspirou ar rico em gás oxigênio e depois expirou ar rico em gás carbônico.

b) Inspirou ar rico em gás nitrogênio e depois expirou ar rico em gás oxigênio.

c) Expirou ar rico em gás oxigênio e depois inspirou ar rico em gás carbônico.

d) Expirou ar rico em gás carbônico e depois expirou ar rico em gás oxigênio.

e) Inspirou ar rico em gás oxigênio e depois expirou ar rico em gás nitrogênio.

17. A respiração e a circulação nos insetos sustentam a alta demanda metabólica desses animais durante o voo. Além disso, a respiração traqueal é uma importante adaptação dos insetos para a vida terrestre. Sobre as relações fisiológicas entre os processos respiratório e circulatório nos insetos, é correto afirmar:

a) O sistema circulatório aberto contém hemocianina, pigmento respiratório que facilita o transporte de oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

b) O sistema traqueal conduz oxigênio diretamente para os tecidos e dióxido de carbono em direção oposta, o que torna a respiração independente de um sistema circulatório.

c) O sistema circulatório fechado contém hemoglobina e é fundamental para o transporte de oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

d) O sistema traqueal conduz oxigênio da hemolinfa para os tecidos, o que torna a respiração dependente de um sistema circulatório.

e) O sistema circulatório aberto, apesar de não conter pigmentos respiratórios, é fundamental para o transporte de oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

18. Considere o consumo de O2, medido em microlitros por grama de peso corpóreo, por hora, de um homem, um rato e um elefante, todos em repouso e à temperatura ambiente de 20oC. Pode-se dizer que, em ordem crescente de consumo, a sequência é:

a) Rato, homem e elefante.

b) Rato, elefante e homem.

c) Elefante, homem e rato.

d) Elefante, rato e homem.

e) Homem, elefante e rato.

19. (UFRN) Além da respiração pulmonar, os anfíbios também apresentam respiração cutânea, na qual ocorrem trocas gasosas pela pele. Já os mamíferos apresentam em seus pulmões milhões de estruturas microscópicas chamadas alvéolos onde ocorrem as trocas gasosas. A pele dos anfíbios e os alvéolos dos mamíferos:

a) Diminuem a área de troca gasosa, concentrando os gases em apenas uma região de troca.

b) Aumentam a superfície de contato de troca, facilitando a passagem dos gases.

c) Aumentam a diferença de pressão dos gases, diminuindo assim a velocidade de troca.

d)Diminuem a pressão dos gases, o que provoca um aumento na sua velocidade de troca.

20. (FUVALE) Os pulmões podem encher ou esvaziar de ar, dependendo da ação dos músculos intercostais e do diafragma. Durante a expiração humana, podemos afirmar que:

a) O diafragma sobe, o volume da caixa torácica diminui e a pressão intrapulmonar aumenta.

b) O diafragma desce, o volume da caixa torácica aumenta e a pressão intrapulmonar aumenta.

c) O diafragma sobe, o volume da caixa torácica aumenta e a pressão intrapulmonar diminui.

d) O diafragma desce, o volume da caixa torácica diminui e a pressão intrapulmonar diminui.

e) O diafragma desce, o volume da caixa torácica aumenta e a pressão intrapulmonar diminui.

21. Quando um macaco se desloca rapidamente sobre uma superfície plana ou quando sobe rapidamente em uma árvore alta, o trabalho de seus músculos libera muito CO2 para o sangue. Com isso, o sangue torna-se:

a) Alcalino, fazendo com que o bulbo envie estímulos para acelerar o ritmo respiratório.

b) Alcalino, fazendo com que o cérebro envie estímulos para acelerar o ritmo respiratório.

c) Ácido, fazendo com que o cerebelo envie estímulos para acelerar o ritmo respiratório.

d) Ácido, fazendo com que o bulbo envie estímulos para acelerar o ritmo respiratório.

e) Ácido, fazendo com que o cérebro envie estímulos para acelerar o ritmo respiratório.

22. Pesquisadores do Ceará desenvolveram alarme para salvar golfinhos da rede dos pescadores. É frequente a morte dos golfinhos que ficam presos nas finas redes de náilon dos pescadores porque:

a) Não é possível a passagem eficiente de água por suas brânquias, impedindo a respiração.

b) Podem ser atacados mais facilmente por predadores.

c) Sendo mamíferos não podem subir à tona para respirar.

d) As nadadeiras danificadas pela rede impedem que voltem a nadar.

e) Perdem escamas, tornando-se suscetíveis a infecções.

23. Determine a associação correta:

23

a) I – B, II – E, III – D, IV – C, V – A.

b) I – B, II – C, III – E, IV – D, V – A.

c) I – A, II – C, III – B, IV – E, V – D.

d) I – A, II – B, III – C, IV – E, V – D.

e) I – A, II – B, III – C, IV – D, V – E.

24. (UFAC) O sistema ou aparelho respiratório compreende os pulmões e um sistema de tubos que comunicam o parênquima pulmonar com o meio exterior. É costume se distinguir nesse sistema uma porção condutora, que compreende as fossas nasais, nasofaringe, laringe, traqueia, brônquios e bronquíolos, e uma porção respiratória, representada pelas porções terminais da árvore brônquica e que contém os alvéolos, onde ocorrem as trocas gasosas. Baseado nessas informações associe corretamente as duas colunas e assinale a alternativa que representa a sequência correta, de cima para baixo:

1. Septo interalveolar.

2. Ar alveolar.

3. Bronquíolo respiratório.

4. Ducto alveolar.

(  ) É separado do sangue capilar por quatro membranas.

(  ) Contém a rede capilar mais rica do organismo.

( ) Termina em um alvéolo simples ou em sacos alveolares constituídos por diversos alvéolos.

( ) Tubo curto, às vezes ramificado, revestido por epitélio simples que varia de colunar baixo a cuboide, podendo ainda apresentar cílios na porção inicial.

a) 1, 2, 3, 4.

b) 2, 1, 4, 3.

c) 3, 2, 4, 1.

d) 3, 4, 2, 1.

e) 4, 3, 2, 1.

25. (UEM) Com relação ao sistema respiratório dos animais, assinale o que for correto.

01. Independentemente de ser a respiração do tipo cutânea, traqueal, branquial ou pulmonar, a respiração celular ocorre no interior das mitocôndrias e a energia liberada é armazenada em moléculas de ATP.

02. No homem, o ritmo respiratório é controlado pelo bulbo raquidiano, localizado na base do encéfalo. Esse controle deve-se, principalmente, à percepção de CO2 no sangue. Quando aumenta a concentração de CO2 no sangue, aumenta também o ritmo respiratório.

04. Os sacos aéreos, presentes nas aves, além de ampliarem a eficiência do arejamento interno, constituem uma adaptação ao voo, uma vez que permitem a diminuição do peso específico do corpo.

08. Em todos os animais, incluindo os terrestres, há necessidade de um meio líquido para as trocas gasosas. Assim, nos terrestres, a superfície respiratória é mantida úmida pelo próprio controle do animal.

16. Nos animais de respiração traqueal, os pigmentos respiratórios necessários à condução do O2são a hemoglobina e a hemocianina.

32. Muitos são os distúrbios do sistema respiratório do homem causados pelo hábito do tabagismo. No entanto, doenças como a bronquite crônica e o enfisema não têm qualquer relação com tal hábito.

64. Todos os vertebrados pulmonados têm o músculo diafragma que auxilia no processo respiratório, juntamente com os músculos intercostais.

Soma das alternativas corretas:

26. A taxa de consumo de oxigênio em relação à massa corpórea é muito mais alta no mamífero pequeno que no grande. Por exemplo, 1g de tecido de um camundongo consome oxigênio numa taxa até 100 vezes maior que 1g de tecido de um elefante. Esse elevado consumo de oxigênio do animal pequeno requer um maior suprimento desse elemento para os tecidos. Assim sendo, espera-se que mamíferos menores apresentem:

a) Maior frequência cardíaca e menor frequência respiratória que mamíferos maiores.

b) Menor frequência cardíaca e maior frequência respiratória que mamíferos maiores.

c) Menor frequência cardíaca e menor frequência respiratória que mamíferos grandes.

d) Maior frequência cardíaca e maior frequência respiratória que mamíferos maiores.

e) Frequência cardíaca e respiratória igual à dos mamíferos maiores.

27. (COVEST) A respiração humana é influenciada por fatores internos e externos ao organismo. Esses fatores podem acelerar ou reduzir o ritmo respiratório, conforme as necessidades do corpo. Acerca desse tema, analise as afirmações seguintes.

I   II

0  0 – Em caso de menor eficiência na eliminação de CO2, o pH sanguíneo poderá baixar.

1  1 – Ao nível do mar, o principal gás que influencia o ritmo respiratório é o oxigênio.

2  2 – O diafragma é ativo tanto na inspiração quanto na expiração.

3  3 – O centro regulador automático do ritmo respiratório se localiza no bulbo.

4  4 – A entrada de ar nos pulmões ocorre quando a pressão atmosférica é maior que a pressão pulmonar.

28. (UNISC) Durante a respiração pulmonar, o sangue libera, nos alvéolos:

a) Monóxido de carbono e absorve hidrogênio.

b) Monóxido de carbono e absorve nitrogênio.

c) Dióxido de carbono e absorve oxigênio.

d) Oxigênio e absorve dióxido de carbono.

e) Dióxido de carbono e absorve hidrogênio.

29. (UFSJ) A palavra respiração pode ser utilizada tanto para a ação de ventilação do sistema respiratório ao nível de órgãos e sistemas quanto pela ação que ocorre no nível celular, a que chamamos tecnicamente de respiração celular. Com base nessas informações é correto afirmar que:

a) O sistema respiratório tem por objetivo obter oxigênio do ar para manter os batimentos cardíacos; portanto, sua função principal é manter o sistema circulatório.

b) Os dois processos de respiração enunciados são processos distintos, pois um ocorre no corpo inteiro e outro somente na célula.

c) Os dois processos de respiração enunciados estão intimamente ligados, pois o oxigênio necessário para a respiração celular é obtido pelo processo de ventilação e pelo sistema circulatório.

d) A respiração celular é o processo que as células usam para obter oxigênio e, assim manter suas funções.

30.  (UERJ) Analise os esquemas abaixo que reproduzem alguns dos tipos de estruturas respiratórias presentes nos animais.

30

A estrutura onde ocorrem as trocas gasosas nos insetos está representada no esquema de número:

a) l.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

31. (PUCAMP) Considere as duas listas a seguir.

I. Cavalo-marinho

II. Tartaruga

III. Sapo

a. Pulmonar

b. Branquial

c. Cutânea

A alternativa que relaciona corretamente cada animal a seu tipo de respiração é

a) I – a; II – b; III – c.

b) I – b; II – a; III – c.

c) I – b; II – c; III – a.

d) I – c; II – a; III – b.

e) I – c; II – b; III – a.

32. (PUC-MG) O pH do sangue pode ser afetado pela concentração de CO2 de acordo com a figura 1. A afinidade da hemoglobina pelo oxigênio depende tanto da concentração relativa deste gás (PO2) nos pulmões e nos tecidos quanto do pH do sangue, de acordo com o gráfico, na figura 2:

32

Analisando as informações acima de acordo com seus conhecimentos, é correto afirmar, exceto:

a) A eliminação de CO2 nos pulmões tende a alcalinizar o sangue aumentando a afinidade da hemoglobina pelo O2.

b) O aumento da respiração pulmonar decorre do aumento das atividades físicas aeróbias contribui para a manutenção do pH sanguíneo.

c) A alcalinização do sangue favorece a liberação de oxigênio nos tecidos.

d) A liberação de O2 pelas hemácias pode ser influenciada pela redução da concentração de oxigênio (PO2) nos tecidos.

33. (UFT) O principal órgão respiratório em peixes e anfíbios é respectivamente:

a) Brânquias e pele.

b) Pele e pulmão.

c) Brânquias e pulmão.

d) Pulmão e traqueia.

34. (UNIV.CATÓLICA-SC) Os músculos que se aderem às paredes dos corpos dos insetos movem as várias partes dos insetos, inclusive os apêndices. Para mover os apêndices geralmente há pares antagônicos de músculos. Algumas partes têm apenas músculo flexor. A extensão dessas estruturas são feitas por movimentos da hemolinfa (que gera pressão) em conjunto com a elasticidade da cutícula. O tamanho reduzido dos insetos, combinado com a quantidade de músculos que eles possuem, garante parte do seu sucesso permitindo movimentos como andar, saltar distâncias muito maiores do que seu comprimento carregar pesos mais de 20 vezes maiores do que o seu próprio, voar às vezes distâncias muito longas, localizar rapidamente o parceiro ou o alimento, e nadar. Para voar, são necessárias muitas contrações musculares por segundo (podendo chegar a 1000). Isso exige uma grande eficiência do metabolismo, devido à grande quantidade de oxigênio.

Fonte:http://www.insecta.ufv.br/Entomologia/ent/disciplina/ban%20160/AULAT/aula4/interno.html

Para desempenhar as atividades metabólicas os insetos necessitam de uma grande quantidade de energia. Para “produzir” energia é necessária a respiração celular aeróbia. Como é possível manter tão elevado o metabolismo desses animais uma vez que o sistema circulatório é aberto e pouco participa da distribuição de oxigênio para os tecidos?

a) A presença de respiração cutânea permite trocas diretas com o meio ambiente garantindo grande oxigenação dos tecidos.

b) As traqueias conduzem o oxigênio diretamente para os tecidos, não dependem do sangue para o transporte de oxigênio. Essa condição permite uma grande “produção” de energia necessária para manter elevado o metabolismo.

c) O exoesqueleto dos artrópodes é altamente permeável à água e ao oxigênio, garantindo uma grande hidratação e oxigenação. A abundância de oxigênio propicia um metabolismo elevado.

d) A presença de respiração filotraqueal garante aos insetos maior oxigenação dos tecidos, uma vez que as fillotraqueias não têm contato com o sangue, pois conduzem oxigênio diretamente aos tecidos.

e) A circulação aberta, associada à excreção por túbulos de Malpighi, garante um elevado metabolismo, pois a retirada de derivados nitrogenados é feita por difusão, sem a participação do sangue.

35. (UFOP) Sobre o sistema respiratório dos insetos, pode-se dizer:

35

a) Tubos finos respiratórios partem de orifícios (espiráculos) situados aos pares nos segmentos do tórax e abdome.

b) Os alvéolos se situam perto dos espiráculos traqueais.

c) Os espiráculos se abrem em bolsas achatadas dispostas em leques, que terminam na hemocele, em vez de músculos e tecidos como nas aranhas.

d) A respiração dos insetos é, principalmente, do tipo cutânea.

36. (UFPA) No homem, as trocas gasosas ao nível dos alvéolos (hematose), dos capilares e dos tecidos, ocorrem em função das diferenças da pressão parcial de O2 e de CO2 no sangue e no ar alveolar. Em relação a esse mecanismo, pode-se afirmar que:

a) Aproximadamente 30% do CO2 transportado pelo sangue estão dissolvidos no plasma e 70% combinados com a hemoglobina, formando a carboemoglobina.

b) Ao nível dos pulmões, a enzima anidrase carbônica dissocia o ácido carbônico em íons H+ e HCO3.

c) A oxiemoglobina é um composto estável, formado por uma molécula de hemoglobina combinada, fortemente, com quatro moléculas de oxigênio.

d) No sangue arterial, a maior parte do oxigênio está sob a forma de oxiemoglobina no interior dos eritrócitos, enquanto uma pequena porcentagem está diluída no plasma sob a forma gasosa.

e) A combinação do monóxido de carbono com a hemoglobina resulta na formação da carboxiemoglobina, um composto instável, porém eficaz no transporte de oxigênio.

37. (UEL) O ritmo dos movimentos respiratórios é controlado involuntariamente pela:

a) Quantidade de gás carbônico no sangue.

b) Contração do diafragma.

c) Quantidade de oxigênio nos pulmões.

d) Quantidade de açúcar no sangue.

e) Contração dos músculos intercostais.

38. (COVEST) Considerando o sinal + como presença e o sinal – como ausência, assinale a alternativa correta a respeito do tipo de respiração dos organismos relacionados na tabela da página seguinte.

38

39. (CESGRANRIO) Um técnico, ao colher o sangue de uma pessoa, preparar um esfregaço e observar ao microscópio, constatou algumas coisas. Observe a figura a seguir e analise as afirmações, destacando as verdadeiras.

39

I. As hemácias, vistas ao microscópio, são amareladas, porque são jovens (sem núcleo) e ainda não fabricaram hemoglobina.

II. A hemoglobina das hemácias tanto se combina com o oxigênio como com o gás carbônico, garantindo as trocas gasosas.

III. O dióxido de carbono é um gás nocivo à respiração, pois, ao combinar-se com a hemoglobina, forma um produto estável impedindo o O2 de chegar às células.

Está(ão) correta(s) somente a(s) afirmativa(s):

a) I.

b) II.

c) III.

d) I e II.

e) I e III.

40. A respeito dos pigmentos respiratórios, é correto afirmar:

a) Realizam o transporte de todo o CO2.

b) Aumentam a capacidade do sangue de transportar O2.

c) Nos vertebrados, estão dispersos no sangue.

d) Nos invertebrados, encontram-se no interior das hemácias.

e) Os dos crustáceos chamam-se carboemoglobina.

41. (FATEC) A respiração é um fenômeno representado por uma constante troca de gases entre os seres vivos e o meio ambiente. A maioria dos seres vivos desenvolveu estruturas especiais para absorção de oxigênio e eliminação de dióxido de carbono. Os vertebrados apresentam respiração:

a) Cutânea, traqueal e pulmonar.

b) Traqueal e pulmonar.

c) Traqueal, branquial pulmonar.

d) Cutânea, branquial e pulmonar.

e) Cutânea, branquial, traqueal e pulmonar.

42. (FIUBE-MG) Considere a seguinte tabela, que representa a composição de diferentes substâncias no ar inspirado e expirado por uma pessoa.

42

As substâncias I, II e III são, respectivamente:

a) Nitrogênio, oxigênio e gás carbônico.

b) Nitrogênio, gás carbônico e oxigênio.

c) Oxigênio, gás carbônico e nitrogênio.

d) Oxigênio, nitrogênio e gás carbônico.

e) Gás carbônico, oxigênio e nitrogênio.

43. (FATEC) Leia atentamente a afirmação abaixo e assinale a alternativa que contém os termos que preenchem, corretamente, os espaços I, II e III.

A renovação de ar nas superfícies respiratórias é necessária para que sejam garantidas as trocas entre o animal e seu ambiente.

______(I)_ _ _ _ _ e a estratégia utilizada por _____(II) _ _ _ _ para garantir a ocorrência de tal processo, denominado _____(III)_ _ _ _ _ .

43

44. Considere as proposições a seguir referentes às trocas gasosas:

1. Hematose é a transformação do sangue venoso em arterial.

2. A oxiemoglobina é formada pela combinação do oxigênio com a hemoglobina.

3. A maior parte do CO2 é transportada pela hemoglobina.

4. A oxiemoglobina é formada nos tecidos; desfaz-se nos pulmões.

Está(ão) correta(s) apenas.

a) 1 e 2.

b) 1 e 4.

c) 3.

d) 2.

e) 1, 2, 4.

45. (FUVEST) Assinale a alternativa que indica o comportamento da caixa torácica, dos músculos intercostais e do diafragma durante a expiração humana.

a) A caixa torácica aumenta de volume, os músculos intercostais contraem-se e o diafragma abaixa.

b) A caixa torácica aumenta de volume, os músculos intercostais contraem-se e o diafragma levanta.

c) A caixa torácica diminui de volume, os músculos intercostais contraem-se e o diafragma levanta.

d) A caixa torácica diminui de volume, os músculos intercostais relaxam-se e o diafragma levanta.

e) A caixa torácica diminui de volume, os músculos intercostais relaxam-se e o diafragma abaixa.

46. (PUC-MG) A troca gasosa de oxigênio e gás carbônico nos alvéolos se faz:

a) Através de pinocitose do fluido bronquiolar pelo capilar.

b) Por diferença de tensão desses gases entre o alvéolo e o capilar.

c) Através da associação desses gases com proteínas transportadoras no bronquíolo.

d) Pela ação de enzimas que aumentam o poder de penetração dos gases nos capilares.

e) Por transporte ativo, que envolve a ação de permeases.

47. (MACK) Os mamíferos aquáticos apresentam adaptações à vida nesse ambiente, sendo uma delas a presença de mioglobina nas células musculares. Sabendo que a mioglobina é semelhante à hemoglobina, então a presença daquela substância nos músculos tem como objetivo:

a) Armazenar oxigênio, permitindo que o animal permaneça por mais tempo debaixo da água sem respirar.

b) Melhorar o fluxo de sangue pelos músculos do animal, melhorando sua oxigenação.

c) Aumentar a pressão sanguínea, favorecendo contrações musculares, facilitando sua eliminação.

d) Retirar maior quantidade de gás carbônico das células musculares, facilitando sua eliminação.

e) Reduzir a quantidade de hemácias no sangue, permitindo a circulação mais rápida do mesmo.

48. A tabela a seguir representa os casos de uma doença pesquisada em indivíduos de uma cidade que tem uma indústria química.

48

Em relação à ocorrência dessa doença, foram feitas as afirmações a seguir:

I. A doença respiratória atinge os indivíduos que trabalham e os que não trabalham na indústria química.

II. A maior parte dos que tiveram doença respiratória trabalha na indústria química da região.

III. A doença respiratória é causada pelos produtos emitidos pela indústria química.

IV. Dos indivíduos pesquisados, menos da metade apresentou doença respiratória.

É correto o que se afirma apenas em:

a) I e II.

b) II, III e IV.

c) II e III.

d) II e IV.

e) I e IV.

49. (PUCCAMP) A capacidade de oxigenação dos tecidos pelo sangue e a correspondente liberação de gás carbônico estão diretamente relacionadas com o número de glóbulos vermelhos e com a quantidade de hemoglobina. A forma bicôncava das hemácias também aumenta essa capacidade porque:

a) Faz com que as células vivam mais tempo e não precisem ser substituídas.

b) Facilita a circulação das hemácias pelos capilares.

c) Torna as células independentes da quantidade de hemoglobina nelas existentes.

d) Aumenta a relação superfície/volume das células possibilitando que um maior número de moléculas de O2 e CO2 se difunda através da membrana.

e) Aumenta o volume da célula, garantindo espaço para um maior número de moléculas de hemoglobina.

50. (VUNESP) As figuras I, II e III abaixo indicam três tipos de sistemas respiratórios.

50

São exemplos de animais que, respectivamente, realizam trocas gasosas por meio desses sistemas:

a) Sapos, gafanhotos e peixes.

b) Minhocas, ostras e peixes.

c) Cobras, gafanhotos e peixes.

d) Estrelas-do-mar, baratas e ostras.

e) Sapos, baratas e ratos.

51. (UFRGS) Qual a alternativa que relaciona os mecanismos de trocas gasosas com os respectivos animais?

51

52. (UFPI) Um grupo de 12 pessoas permaneceu em uma sala pequena, pouco ventilada, por cerca de 1 hora. Muitos perceberam que sua frequência respiratória aumentou. Indique a alternativa que melhor explica a razão para isso.

a) O ar na sala se tornou quente.

b) A concentração de nitrogênio sanguíneo aumentou.

c) A concentração de oxigênio no sangue aumentou.

d) O volume sanguíneo aumentou.

e) A concentração de dióxido de carbono do sangue aumentou.

53. (MACK) O ritmo respiratório é controlado pelo ….,  estimulado por regiões localizadas nas artérias carótidas e aorta. Essas regiões são muito sensíveis à variação na concentração de …. na corrente sanguínea. Quando a quantidade desse gás aumenta, o ritmo respiratório ….. .

a) bulbo – CO2 – aumenta.

b) cerebelo – CO2– diminui.

c) cerebelo – O2– aumenta.

d) bulbo – O2 – aumenta.

e) cerebelo – O2– diminui.

54. (FMU-FIAM-SP) Observe o esquema abaixo:

54

Ele se refere ao órgão respiratório típico de:

a) Peixe.

b) Réptil.

c) Ave.

d) Mamífero.

e) Inseto.

55. (UFRN) Durante a respiração, quando o diafragma se contrai e desce, o volume da caixa torácica aumenta; por conseguinte, a pressão intrapulmonar:

a) Diminui e facilita a entrada de ar.

b) Aumenta e facilita a entrada de ar.

c) Diminui e dificulta a entrada de ar.

d) Aumenta e dificulta a entrada de ar.

e) Aumenta e expulsa o ar dos pulmões.

56. (FUVEST) Nos alvéolos pulmonares, o sangue elimina:

a) Monóxido de carbono e absorve oxigênio.

b) Dióxido de carbono e absorve nitrogênio.

c) Oxigênio e absorve dióxido de carbono.

d) Dióxido de carbono e absorve oxigênio.

e) Monóxido de carbono e absorve hidrogênio.

57. (UPE) As afirmativas abaixo se referem à respiração.

I   II

0  0 – A reação Hb + O2 HbO2,  caracteriza  a forma mais  eficiente de transporte de O2 no plasma sanguíneo.

1  1 – 64% do CO2  é transportado no  sangue sob a  forma de  carboemoglobina porque sua ligação com a hemoglobina é muito mais forte.

2  2 – O  monóxido de carbono  combina-se  à hemoglobina,  formando  um composto denominado carboemoglobina, composto de ligações fracas.

3  3 – Dos tecidos o CO2 passa para o sangue onde a anidrase carbônica catalisa a reação CO2 + H2O H

4 4 – Nos  vertebrado, os pigmentos respiratórios estão contidos no interior de células sanguíneas e nos invertebrados eles estão dispersos no sangue.

58. (FCMS) Sabemos que o monóxido de carbono (CO) é um gás tóxico, letal em determinadas concentrações. Sua ação tóxica se deve, basicamente, ao fato de:

a) O CO penetrar nas células nervosas, alterando-lhes as mitocôndrias.

b) O CO penetrar nas células dos organismos, inibindo-lhes as enzimas.

c) O CO impregnar os alvéolos pulmonares, impedindo as trocas gasosas.

d) O CO se ligar à hemoglobina, impedindo a ligação desta com o O2 e CO2.

e) O CO alterar profundamente os centros respiratórios do bulbo.

59. (UFGD) Nos peixes, as brânquias são altamente eficientes na difusão, para o sangue, do oxigênio dissolvido da água, graças à presença de lamelas altamente vascularizadas. Por outro lado, em águas paradas, lodosas e de temperaturas mais elevadas, a solubilidade do oxigênio diminui, de modo que a respiração branquial pode não ser o suficiente para suprir a demanda de oxigênio necessária para a respiração. Nessas condições, algumas espécies de peixes utilizam a respiração acessória. Assinale a alternativa que apresenta exemplo de peixe com esta capacidade respiratória.

a) Salmão.

b) Piraputanga.

c) Pirarucu.

d) Tucunaré.

e) Pacu.

60. (UEPB) Sobre o processo de respiração nos seres humanos, é correto afirmar que:

a) Os centros nervosos que controlam a respiração localizam-se no cerebelo e na medula espinal.

b) Dentre todos mamíferos é apenas na espécie humana que vamos encontrar a denominada ventilação pulmonar, ou seja, a renovação de ar nos pulmões, dependendo principalmente da ação dos músculos intercostais e do diafragma.

c) Quando nos exercitamos, as células musculares aumentam a taxa de respiração celular, liberando mais gás carbônico. Esse gás combina-se com a água e forma ácido carbônico, o que torna o sangue mais ácido. O aumento da acidez sanguínea é detectado pelo sistema nervoso e serve de estímulo para o aumento da frequência respiratória.

d) Nos alvéolos pulmonares ocorre o fenômeno-chave da respiração celular: a hematose, onde o gás oxigênio presente no ar dos alvéolos difunde-se para os capilares sanguíneos e penetra nas hemácias, onde se combina com a hemoglobina.

e) Cada movimento respiratório compõe-se de uma inspiração e uma expiração, ou seja, de uma saída e uma entrada de ar nos pulmões, respectivamente.

32

 


Responses

  1. Nattyer
    Veja, abaixo, a resolução da questão que você solicitou.
    ALTERNATIVA CORRETA: E (“As trocas gasosas ocorrem por difusão e a imagem 2 representa os alvéolos doentes cuja inflamação diminui a área de troca gasosa, reduzindo a eficiência respiratória.”).
    – No enfisema pulmonar ocorre rompimento das paredes dos alvéolos, com formação de grandes sacos cheios de ar (imagem 2), com redução da área para as trocas gasosas. Não se trata, portanto, de uma simples dilatação, como consta na alternativa B.
    Djalma Santos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: