Publicado por: Djalma Santos | 3 de outubro de 2014

PROGRAMA DE SAÚDE NA UPE

01. (UPE-2001)

O ecoturismo traz a ameaça da febre amarela de volta às grandes cidades brasileiras.”

Esta manchete, em vários veículos de comunicação, despertava a atenção para o fato de alguns turistas, vindo da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, terem falecido de febre amarela, no retorno aos seus lugares de origem – Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Esta condição é restrita às áreas de Mata do Norte e Centro do país, uma vez que o reservatório natural do agente etiológico é o macaco. A preocupação se justifica devido à falta de tratamento para a infecção e à alta taxa de mortalidade – 10% dos afetados.

Identifique, entre as alternativas abaixo, a que trata do tema corretamente.

a) O agente etiológico da febre amarela é um vírus que é transmitido nas matas por mosquitos silvestres, mas que, nos grandes centros urbanos, pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue.

b) A transmissão da febre amarela nas zonas endêmicas se dá pela contaminação das águas com as fezes dos macacos infectados por um retrovírus disseminado pelo hemíptero vulgarmente conhecido por barbeiro.

c) Os principais sintomas são febre e dor de cabeça, com episódios de hemorragias; os tecidos mais atingidos são os músculos esqueléticos, onde se desenvolve o protozoário causador da doença, levando a óbito por asfixia.

d) Nos centros urbanos, as medidas preventivas, singularmente importantes, são o combate ao rato, vetor da doença transmitida por sua urina.

e) A falta de tratamento para a febre amarela torna a vacina tríplice BCG a medida mais eficaz para prevenir a doença, sobretudo nas crianças de a 7 anos, devido à imaturidade do sistema imunológico.

02. (UPE-2001) Afirmativas sobre sistema imune e imunização.

I   II

0  0 – As vacinas têm o objetivo de desencadear, no organismo, um mecanismo de imunização ativa pela introdução das formas atenuadas das toxinas ou dos próprios microrganismos causadores das doenças.

1   1 – Os microrganismos causadores das doenças no nosso corpo, irão atuar como antígenos ou elementos estranhos, estimulando o nosso sistema imunológico a produzir proteínas especiais – os anticorpos.

2  2 – O anticorpo é uma molécula de proteína de papel defensivo, que reage com outras moléculas estranhas ao organismos, e os glóbulos brancos são células de defesa que podem englobar outras células por fagocitose.

3  3 – A anatoxina, quando inoculada no organismo, força a produção de anticorpos contra a toxina produzida por um microrganismo, protegendo o indivíduo dos efeitos de uma determinada doença.

4  4 – Na imunização ativa, o anticorpo é fabricado fora do corpo a ser imunizado e introduzido pronto e tem efeito lento e duradouro, uma vez que o sistema imunológico guarda, na memória, o anticorpo especifico.

03. (UPE-2002) Identifique a associação correta entre os elementos que compõem as colunas abaixo.

03

 04. (UPE-2003) Durante os séculos XV e XVI, períodos das Grandes Guerras, os tripulantes dos navios eram acometidos por uma estranha doença que provocava debilidade orgânica e até a morte. Suas manifestações foram descritas pelo poeta Luis de Camões neste pequeno trecho de Os Lusíadas.

“(…) ali lhes incharam as gengivas na boca, que crescia a carne, e juntamente apodrecia!  Apodrecia c¢um fétido e bruto cheiro, que o ar vizinho inficionava.”

Uma das afirmativas abaixo oferece informações sobre essa doença, identifique-a.

a) A carência de vitamina B6 ou riboflavina provoca problemas na boca, com ruptura da mucosa, dos lábios, da língua e das bochechas, sintomas associados aos descritos.

b) A vitamina A ou ácido ascórbico tem nítida participação no desenvolvimento do tecido conjuntivo e estimula a produção de anticorpos pelo organismo, por isso é conhecida como vitamina anti-infecciosa.

c) A descrição de Camões refere-se à beribéri e surge em decorrência da falta de vitamina B1, cujas fontes naturais são o fígado, as frutas frescas, os óleos, o feijão, o arroz e o trigo integral.

d) Além das manifestações descritas no texto, o escorbuto pode provocar ainda hemorragia, queda de cabelos e de dentes, fraqueza e anemia, que surge pela deficiência da vitamina C na alimentação.

e) Vítimas da pelagra, os tripulantes apresentavam fragilidade dos capilares e alterações no mecanismo de coagulação, pois na ausência da vitamina K a formação de protrombina no fígado fica comprometida.

05. (UPE-2003) Dentre as doenças abaixo, estabeleça 5 associações corretas entre os sintomas e a sua profilaxia.

05a

MEDIDAS PROFILÁTICAS

05b

a) Cólera – letras C e E – figuras 3 e 5

Dengue – letras H e J – figuras 4 e 10

Esquistossomose – letras C e D – figuras 2 e 6

Amebíase – letras A e C – figuras 1 e 5

Ascaridíase – letras E e F – figuras 3 e 5

 

b) Hepatite – letras E e H – figuras 5 e 7

Dengue – letras B e E – figuras 4 e 8

Pneumonia – letras E e G – figuras 3 e 6

Poliomielite – letras H e J – figuras 3 e 5

Ascaridíase – letras G e I – figuras 6 e 9

 

C) Hepatite – letras A e D – figuras 1 e 3

Doença de Chagas – letras B e H – figuras 4 e 10

Cólera – letras E e H – figuras 3 e 9

Poliomielite – letras H e J – figuras 7 e 9

Ascaridíase – letras A e C – figuras 3 e 6

 

d) Cólera – letras C e B – figuras 1 e 3

Dengue – letras G e J – figuras 4 e 10

Esquistossomose – letras D e I – figuras 2 e 9

Hepatite – letras A e C – figuras 5 e 7

Tricomoníase – letras A e I – figuras 1 e 6

 

e) Amebíase – letras C e E – figuras 3 e 5

Esquistossomose – letras F e G – figuras 2 e 9

Doença de Chagas – letras A e D – figuras 4 e 8

Pneumonia – letras G e H – figuras 3 e 5

Tricomoníase – letras I e J – figuras 6 e 7

06. (UPE-2003) A malária é uma doença tropical com ampla ocorrência no Brasil. Sobre essa parasitose, analise as informações abaixo.

I   II

0  0 – O agente etiológico da doença é um protozoário esporozoário do gênero Plasmodium. O transmissor é o mosquito prego, flebótomo pertencente ao gênero Culex.

1  1 – Medidas profiláticas da doença incluem: combate ao inseto adulto através de inseticidas e das larvas por uso de larvicidas e controle biológico por peixes, drenagem de áreas alagadas, uso de mosquiteiros e telas.

2  2 – É uma doença endêmica que pode se tornar epidêmica, caso haja interrupção dos programas de combate. A ausência de campanhas educativas e de projetos de preservação das matas, habitat natural do inseto transmissor, acelera sua disseminação.

3   3 – A febre alta é um sintoma marcante. Os parasitas penetram nas hemácias, rompendo-as e liberando toxinas no plasma sanguíneo. Os surtos de febre estão associados à destruição destas “células”, obedecendo ao ciclo de vida do parasita.

4  4 – As três espécies de parasitas P. vivax, P. falciparum e P. malariae, pertencentes a categorias taxonômicas distintas, desenvolvem no hospedeiro surtos de febre com duração de 48 horas.

07. (UPE-2004)

ESTABELEÇA A CORRETA ASSOCIAÇÃO ENTRE AS COLUNAS.

PARASITOSE

A. Teníase.

B. Elefantíase.

C. Leishmaniose visceral.

D. Esquistossomose.

E. Giardíase.

MANIFESTAÇÕES DA DOENÇA

1. Diarreia, dor abdominal, falta de apetite, anemia.

2. Febre, anemia, emagrecimento, aumento do fígado e do baço.

3. Anemia, fezes sanguinolentas, diarreia, febre, aumento do fígado e do baço.

4. Dor de cabeça, diarreia, constipação intestinal, falta de apetite.

5. Edemas causados por obstrução dos vasos linfáticos.

PROFILAXIA

I. Combater o mosquito transmissor e usar telas e mosquiteiros.

II. Lavar e cozinhar bem os alimentos e realizar saneamento básico.

III. Combater o molusco transmissor e realizar saneamento básico.

IV. Salgar e cozer as carnes e realizar saneamento básico.

V. Combater o mosquito transmissor e eliminar cães infectados.

Assinale a alternativa correta.

a) A 1 IV, B 5 III, C 3 I, D 2 II e E 4 V.

b) A 2 V, B 5 I, C 4 IV, D 3 III e E 1 II.

c) A 1 II, B 4 III, C 2 V, D 5 I e E 3 IV.

d) A 1 III, B 5 I, C 3 II, D 4 IV e E 2 V.

e) A 4 IV, B 5 I, C 2 V, D 3 III e E 1 II.

08. (UPE-2005) Esta questão refere-se a doenças, citadas na letra da música do grupo Titãs, que assolam a humanidade.

(…)

O pulso ainda pulsa

Peste bubônica, câncer, pneumonia,

Raiva, rubéola, tuberculose, anemia

Rancor, cisticercose, caxumba, difteria,

Encefalite, faringite, gripe, leucemia

(…)

Hepatite, escarlatina, estupidez, paralisia

Toxoplasmose, sarampo, esquizofrenia

Úlcera, trombose, coqueluche, hipocondria

Sífilis, ciúmes, asma, cleptomania

O corpo ainda é pouco

(…)

Reumatismo, Raquitismo, cistite, disritmia

Hérnia, pediculose, tétano, hipocrisia

Brucelose, febre tifoide, arteriosclerose, miopia

Catapora, culpa, cárie, cãibra, lepra, afasia

(…) 

                                                                                                                                      Titãs, 1989.

Analise as afirmativas que melhor descrevem as doenças em destaque na música.

I. A tuberculose, o tétano e a difteria são doenças causadas pelas bactérias Mycobacterium tuberculosis, Clostridium tetani e Corynebacterium diphteriae, respectivamente.

II. A febre tifoide tem como agente etiológico a bactéria Salmonella typhi, que é transmitida pela ingestão de água e alimentos contaminados. Os sintomas mais comuns são: febre alta, dor de cabeça, redução dos batimentos cardíacos, aumento do baço e manchas vermelhas no corpo.

III. A sífilis é causada pela bactéria denominada Treponema pallidum, sendo transmitida geralmente por contato sexual; um sinal característico dessa doença são verrugas nas regiões genital e anal, podendo levar, nas mulheres, ao câncer de colo uterino.

IV. A toxoplasmose é uma grave doença provocada pela bactéria Toxoplasma gondii, que pode afetar o sistema nervoso, levando a pessoa à cegueira. É transmitida ao homem pelo contato com as fezes e a urina de gatos contaminados.

V. A escarlatina é provocada pela bactéria Streptococcus pyogenes. É uma doença típica da infância, apresentando como sintomas uma tosse persistente e seca, acompanhada de febre e dificuldade para falar e engolir. A medida profilática mais importante é aplicação, nas crianças, da vacina tríplice.

Assinale a alternativa que contempla as afirmativas corretas.

a) II, III e V.

b) I, III e V.

c) I e II.

d) III e IV.

e) II e IV.

09. (UPE–2006) As doenças sexualmente transmissíveis são conhecidas desde os primórdios da civilização humana. Na primeira coluna, estão listadas algumas dessas doenças; na segunda coluna, seus respectivos agentes etiológicos e, na terceira coluna, seus principais sintomas. Estabeleça a associação entre as colunas.

09

Assinale a alternativa que apresenta a correlação correta entre as colunas.

a) A-3-I / B-2-II / C-1-III.

b) A-3-II / B-1-III / C-2-I.

c) A-2-II / B-3-III / C-1-I.

d) A-1-II / B-3-I / C-2-III.

e) A-2-III / B-1-II / C-3-I.

10. (UPE–2006) A água é um importante meio de transmissão de doenças, especialmente as do sistema digestório. Os agentes etiológicos atingem a água juntamente com os excrementos de pessoas ou animais infectados. Assinale a alternativa que apresenta corretamente o patógeno e as respectivas “doenças de transmissão hídrica”.

a) Vírus: difteria e poliomielite.

b) Bactérias: leptospirose e cólera.

c) Protozoários: disenteria amebiana e disenteria bacilar.

d) Platelmintos: ascaridíase e giardíase.

e) Nematelmintos: esquistossomíase e ancilostomíase.

11. (UPE–2007) A leishmaniose cutânea é uma parasitose restrita à pele e às mucosas; é provocada pela Leishmania brasiliensis, que tem como hospedeiro intermediário o inseto conhecido como mosquito-palha e como hospedeiro definitivo, o homem. Neste, no local da picada, onde as leishmanias se multiplicam, surgem feridas arredondadas em forma de moeda. Existem duas outras formas de leishmaniose: a botão-do-oriente, leishmaniose cutânea típica de países orientais, causada pela Leishmania tropica, e a leishmaniose visceral ou calazar, causada pela Leishmania chagasi. Sobre a doença, as medidas profiláticas e as formas de contaminação, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0  0 –  Na leishmaniose visceral ou calazar, o fígado e o baço são atacados; a doença provoca febre contínua, perda de apetite, inchaço do fígado, anemia e lesões na pele.

1  1 –  A leishmaniose visceral ou calazar é transmitida aos seres humanos pela picada do mosquito-palha, Lutzomyia longipalpis; os cães também podem ser atacados por esse protozoário.

2  2  – A leishmaniose tegumentar é uma doença que ataca pele e mucosas. Na pele atingida pelas picadas do mosquito-palha, do gênero Anopheles, manifestam-se feridas ulcerosas com bordas elevadas e fundo granuloso.

3 3 – As principais medidas preventivas no combate à leishmaniose são: controle da proliferação dos mosquitos transmissores através do uso de inseticidas, de mosquiteiros e de telas sobre portas e janelas das casas.

4  4 – O tratamento da doença é feito pela administração prolongada de antibióticos por se tratar de uma doença de origem bacteriana.

12. (UPE–2007) “Se nadou e depois coçou, é porque pegou.” Este ditado popular faz uma alusão à contaminação por cercárias comuns nas chamadas lagoas de coceiras, que servem de abrigo aos caramujos, hospedeiros intermediários dos vermes causadores da Esquistossomose, doença muito comum no Brasil. Sobre isso, analise as afirmativas abaixo.

I. A postura dos ovos ocorre nos capilares do intestino do hospedeiro. Eles são dotados de pequeno espinho, que perfura os vasos capilares e permite sua passagem para cavidade intestinal, de onde são eliminados junto com as fezes.

II. Na água, os ovos eclodem e libertam os miracídios, larvas ciliadas, que ao encontrarem o caramujo da família dos Planorbídeos, que lhes serve de hospedeiro intermediário, nele penetram, perdem os cílios e transformam-se no esporocisto primário.

III. O esporocisto primário gera o esporocisto secundário e este, as cercárias, que atravessam os tecidos do caramujo, saindo para a água. Se uma pessoa entrar em contato com a água, as cercárias podem penetrar pela sua pele, por ação de enzimas, que elas produzem, gerando uma coceira característica.

IV. Ao penetrarem no corpo humano, as cercárias perdem a cauda, são esquistosômulos, que passam para os vasos sanguíneos ou linfáticos, migrando para o fígado. O ciclo se completa com a migração dos vermes adultos para os vasos mesentéricos do hospedeiro, iniciando a postura de ovos.

V. Na fase aguda da doença, os sintomas são coceiras, dermatites, febre, vômito e emagrecimento, sendo a fase crônica, assintomática. A doença pode evoluir para quadros mais graves com o aumento do baço e do fígado. As medidas profiláticas mais eficazes no combate à doença são: uso de calçados, construção de instalações sanitárias e ingestão de carnes cozidas, para evitar a ingestão de ovos do parasita.

Sobre o ciclo de vida do parasita causador da doença e das mediadas profiláticas mais importantes no combate a doença, assinale a alternativa correta.

a) Apenas II, IV e V.

b) Apenas I, III e V.

c) Apenas I, II, III e IV.

d) Apenas I e V.

e) Apenas a III.

13. (UPE–2007) “SUS vacina contra o rotavírus: crianças de dois meses poderão, a partir de amanhã, ser vacinadas no serviço público contra doença responsável por maior parte das mortes por diarreia.”

(Jornal do Commercio; Recife, março de 2006.)

Em relação às imunizações, é correto afirmar.

I. BCG: contra o tétano, cujo agente causador é a bactéria do gênero Clostridium.

II.  Antipólio: contra a poliomielite, doença com duas fases: intestinal e neurológica.

III. Tríplice (coqueluche, difteria e tétano): doenças causadas por bactérias.

IV. Tríplice (sarampo, rubéola e caxumba): previne contra doenças tanto de origem viral, como sarampo e rubéola, quanto bacteriana, como a caxumba.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas I e IV.

b) Apenas II, III e IV.

c) Apenas I, III e IV.

d) Apenas I e III.

e) Apenas II e III.

14. (UPE–2008) “Sífilis: doença grave, que afeta homens, mulheres e crianças e pode levar a sérias complicações, se não for tratada.”

(Saúde e Meio Ambiente na Zona da Mata – Cartilha da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco)

Sobre a doença a que se refere o texto acima, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0 0 –  Compromete diversos órgãos e o sistema nervoso, provocando paralisia progressiva e morte.

1 1 – Produz lesões papilares (verrugas) que podem levar ao desenvolvimento de câncer no colo do útero, na vulva, no pênis e no ânus.

2  2 – Lesões que não cicatrizam, na pele e nas mucosas, formam úlceras de bordos circulares elevados e fundos granulosos, que destroem tecidos.

3  3 – Em mulheres grávidas, a bactéria causadora da Sífilis passa pela barreira da placenta, contaminando o feto.

4  4 – Por ser uma doença de transmissão exclusiva por via sexual (DST), aconselha-se o uso de preservativos como profilaxia.

15. (UPE–2008) Estabeleça a correta associação entre as colunas I, que contém protozoários causadores de doenças, a coluna II, que contém as doenças por eles causadas, a coluna III, o vetor ou modo de transmissão da doença e, enfim, a coluna IV, os sintomas.

15

 

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

a) 1 b IV B / 2 e II A / 3 a V E / 4 d III C / 5 c I D.

b) 1 b I B / 2 e II E / 3 d V C / 4 a IV D / 5 c III A.

c) 1 e IV D / 2 a I A / 3 d III E / 4 b II C / 5 c V.B.

d) 1 a II E / 2 b III C / 3 e V A / 4 c I B / 5 d IV D.

e) 1 c III A / 2 d IV B / 3 b II D / 4 e I E / 5 a V C.

16. (UPE-2009) No ciclo evolutivo do Schistosoma mansoni, apresentado no esquema abaixo, estão representados hospedeiros, parasitas em diversas fases, modo de transmissão e profilaxia da esquistossomose.

16

As numerações do esquema acima representam em:

a) 1 e 2, os vermes adultos hermafroditas alojados no fígado e intestino do homem parasitado.

b) 2 e 3, ovos são liberados pelo intestino do hospedeiro junto com as fezes. Na água, cada ovo libera uma larva ciliada.

c) 3 e 4, ovos são ingeridos por caramujos. Reproduzem-se sexuadamente e liberam larvas na água.

d) 4 e 5, através das picadas do caramujo, os vermes da esquistossomose são introduzidos na pele do homem, que se banha em águas contaminadas.

e) 5 e 6, a transmissão para o homem. As larvas adultas migram para os vasos linfáticos. A profilaxia será a utilização de botas ou calçados que protejam os pés completamente.

17. (UPE-2009) Leia o diálogo abaixo entre um paciente e seu médico.

17

Sobre os vírus e as doenças virais, abordados acima, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0  0 – Doenças virais, como a tuberculose, podem se tornar uma epidemia, quando o número de casos for acima dos registros para determinada área, em curto espaço de tempo.

1 1 – A vacinação é um método passivo de imunização contra doenças virais, como poliomielite, rubéola e tétano. Ainda não existe vacinação contra herpes e AIDS.

2  2 – Os vírus são organismos unicelulares com grande capacidade de mutação. Parasitas intracelulares obrigatórios podem causar doenças tanto no homem como em plantas e outros animais.

3  3 – A profilaxia envolve métodos de prevenção contra determinada doença. O controle do mosquito Aedes é uma profilaxia contra dengue e febre amarela, que são doenças causadas por vírus.

4  4 – O Condiloma Acuminado (crista-de-galo) e a Aids são doenças virais, sexualmente transmissíveis.

18. (UPE-2011) Os textos a seguir apresentam notícias na mídia sobre duas doenças: a AIDS e a Dengue.

18

Sobre essas doenças, assinale a alternativa correta.

a) A AIDS e a dengue são causadas por vírus, organismos procarióticos simples que possuem o material genético do tipo DNA envolto por uma cápsula proteica, denominada de capsídeo.

b) A dengue é transmitida ao homem pela picada de fêmeas hematófagas do mosquito Culex fatigans. O mosquito pica durante o dia e tem o abdome rajado de preto e branco.

c) A maneira mais eficiente de evitar a dengue é o controle da população do mosquito vetor da doença, tais como não deixar água parada em vasos, pneus, usar repelentes de insetos no corpo e proteger portas e janelas com telas.

d) Como a infecção pela AIDS ocorre apenas por meio de relações sexuais, recomenda-se o uso de preservativos ou camisinhas como forma mais eficiente de evitar o contágio.

e) Para o tratamento da dengue e da AIDS, é recomendado o uso de medicamentos denominados antirretrovirais, inibidores da transcriptase reversa, que impedem a síntese do DNA viral.

19. (UPE-2012) Muitos microrganismos são agentes etiológicos de diversas doenças infecciosas e parasitárias em humanos. Observe o quadro a seguir e identifique seus respectivos agentes etiológicos.

19

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta dos agentes etiológicos.

a) I – Vibrio cholerae; II – Toxoplasma gondii; III – Clostridium tetani; IV – Vírus da Raiva.

b) I – Balantidium coli; II – Clostridium tetani; III – Toxoplasma gondii; IV – HPV.

c) I – Giardia lamblia; II – Trypanosoma cruzi; III – Leishmania chagasi; IV – Neisseria meningitidis.

d) I – Entamoeba histolytica; II – Rickettsia rickettsii; III – Vírus da hepatite A; IV – Vírus da raiva.

e) I – Esquerichia coli; II – Leishmania chagasi; III – Neisseria meningitidis; IV – Vírus herpes.

20 (UPE-2013) Observe a charge a seguir:

20

Disponível em: http://www.orkugifs.com/recado.php?

titulo=dengue+vs+gripe+suina&gif=3079

Em relação às doenças apontadas na charge, é correto afirmar que:

a) A dengue, doença respiratória aguda, é endêmica do Brasil, enquanto a gripe suína, doença infecciosa febril aguda, ocorre em todo o mundo.

b) A gripe suína faz referência aos porcos por haver suspeitas de que esse novo subtipo de vírus da influenza os tenha acometido, portanto há risco no contato e no consumo de produtos de origem suína. A dengue, por sua vez, é transmitida pela picada da fêmea do mosquito vetor, infectada com o vírus A (H1N1), transmissor da doença.

c) Em ambas as doenças, os sintomas são similares ao da gripe comum, contudo, na dengue, não há sintomas respiratórios, como coriza e tosse, e as dores no corpo podem ser mais pronunciadas.

d) Em locais onde ocorre dengue, não pode haver gripe suína, pois os vírus de ambas as doenças competem pelo mesmo vetor de transmissão.

e) Para evitar ambas as doenças, devem-se: lavar bem as mãos com água e sabão, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável, ao tossir ou ao espirrar.

gab

 

 

Anúncios

Responses

  1. A número 1 está incorreta, o gabarito correto seria letra C, pois a malária não é transmitida por um vírus, mas sim, por um protozoário. É importante consertar o gabarito!

    • 01. (UPE-2001)
      “O ecoturismo traz a ameaça da febre amarela de volta às grandes cidades brasileiras.”
      Esta manchete, em vários veículos de comunicação, despertava a atenção para o fato de alguns turistas, vindo da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, terem falecido de febre amarela, no retorno aos seus lugares de origem – Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Esta condição é restrita às áreas de Mata do Norte e Centro do país, uma vez que o reservatório natural do agente etiológico é o macaco. A preocupação se justifica devido à falta de tratamento para a infecção e à alta taxa de mortalidade – 10% dos afetados.
      Identifique, entre as alternativas abaixo, a que trata do tema corretamente.
      a) O agente etiológico da febre amarela é um vírus que é transmitido nas matas por mosquitos silvestres, mas que, nos grandes centros urbanos, pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue.
      b) A transmissão da febre amarela nas zonas endêmicas se dá pela contaminação das águas com as fezes dos macacos infectados por um retrovírus disseminado pelo hemíptero vulgarmente conhecido por barbeiro.
      c) Os principais sintomas são febre e dor de cabeça, com episódios de hemorragias; os tecidos mais atingidos são os músculos esqueléticos, onde se desenvolve o protozoário causador da doença, levando a óbito por asfixia.
      d) Nos centros urbanos, as medidas preventivas, singularmente importantes, são o combate ao rato, vetor da doença transmitida por sua urina.
      e) A falta de tratamento para a febre amarela torna a vacina tríplice BCG a medida mais eficaz para prevenir a doença, sobretudo nas crianças de a 7 anos, devido à imaturidade do sistema imunológico.
      Giulleta
      Resposta a sua observação (“A número 1 está incorreta, o gabarito correto seria letra C, pois a malária não é transmitida por um vírus, mas sim, por um protozoário. É importante consertar o gabarito!”)
      ALTERNATIVA CORRETA: A (“O agente etiológico da febre amarela é um vírus que é transmitido nas matas por mosquitos silvestres, mas que, nos grandes centros urbanos, pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue.”)
      JUSTIFICATIVA
      – ALTERNATIVA A (“O agente etiológico da febre amarela é um vírus que é transmitido nas matas por mosquitos silvestres, mas que, nos grandes centros urbanos, pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue.”) – CORRETA
      * Febre amarela: doença infecto-contagiosa provocada por Flavivirus, vírus do grupo dos arbovírus (termo que provém de arthopod born virus), envelopado com RNA de cadeia simples de sentido positivo [(+) (pode ser usado diretamente como um RNA para a síntese proteica, atuando como RNA mensageiro)] e transmitido por mosquitos dos gêneros Aedes e Haemagogus. Esse virus, que infecta, inicialmente, células do linfonodos, espalhando-se, em seguida, pelo fígado, baço, rins e coração, tem como reservatório natural primatas não humanos que habitam as florestas tropicais. Distinguem-se duas formas de febre amarela: urbana e silvestre. A primeira é transmitida aos humanos pelo mosquito Aedes aegypti (mesmo vetor da dengue), enquanto a silvestre tem como vetor o mosquito do gênero Haemagogus. Conquanto os vetores sejam diferentes, o vírus e a evolução da doença são iguais. Dentre os sintomas destacamos: febre alta, mal-estar, dor de cabeça, dor muscular muito forte, cansaço, calafrios, náusea, vômito, diarreia e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino, etc.). Devido à lesão no fígado, pigmentos biliares (bilirrubina) são liberados no sangue e se depositam na pele e nas mucosas, fazendo com que o paciente adquira uma tonalidade amarelada (icterícia), da qual decorre o nome “febre amarela”.
      – ALTERNATIVA B (“A transmissão da febre amarela nas zonas endêmicas se dá pela contaminação das águas com as fezes dos macacos infectados por um retrovírus disseminado pelo hemíptero vulgarmente conhecido por barbeiro.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, a transmissão da febre amarela não se dá por contaminação das águas com fezes, tampouco é causada por um retrovírus, disseminado pelo barbeiro.
      – ALTERNATIVA C (“Os principais sintomas são febre e dor de cabeça, com episódios de hemorragias; os tecidos mais atingidos são os músculos esqueléticos, onde se desenvolve o protozoário causador da doença, levando a óbito por asfixia.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, a febre amarela não é causa por protozoário e sim por vírus, como vimos acima.
      – ALTERNATIVA D (“Nos centros urbanos, as medidas preventivas, singularmente importantes, são o combate ao rato, vetor da doença transmitida por sua urina.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, a doença pode ser controlada e, eventualmente erradicada, pelo combate aos mosquitos vetores, eliminando, inclusive, os criadouros desses mosquitos. A vacinação também se constitui uma forma de prevenção.
      – ALTERNATIVA E (“A falta de tratamento para a febre amarela torna a vacina tríplice BCG a medida mais eficaz para prevenir a doença, sobretudo nas crianças de a 7 anos, devido à imaturidade do sistema imunológico.”) – INCORRETA
      * Ao contrário do que consta nesta alternativa, a vacina tríplice viral imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola. A vacina tríplice bactéria é usada contra coqueluche, difteria e tétano. A BCG (bacilo de Calmette-Guérin) é utilizada na prevenção da tuberculose e da hanseníase (lepra).
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: