Publicado por: Djalma Santos | 8 de novembro de 2014

EVOLUÇÃO NA UPE

01. (UPE-2004) A figura abaixo ilustra um exemplo de prova anatômica da Evolução.

01

Assinale a alternativa que estabelece a relação correta entre um conceito e a sua representação.

a) Lei da recapitulação que caracteriza a ontogênese.

b) Lei do uso e do desuso que se refere aos órgãos vestigiais que perderam a função primitiva.

c) Analogia de órgãos que apresentam a mesma função.

d) Homologia de órgãos que apresentam a mesma origem embrionária.

e) Convergência adaptativa que relaciona ancestrais, ocupando o mesmo habitat.

02. (UPE-2005) Os cetáceos, como as baleias e os golfinhos, conservam escondidos, na musculatura, pequeninos ossos que correspondem aos membros posteriores dos mamíferos terrestres. No homem, existe, na última parte da coluna vertebral, o cóccix, formado por 4 vértebras fundidas, remanescentes da cauda de nossos ancestrais, ainda visível em muitos mamíferos. Que tipo de evidência evolutiva caracteriza os exemplos apresentados?

a) Órgãos homólogos.

b) Caracteres larvais.

c) Órgãos vestigiais.

d) Órgãos análogos.

e) Convergência adaptativa.

03. (UPE–2006) Entre as afirmativas abaixo, distinga aquela(s) que está(ão) fundamentada(s) nos postulados da Teoria de Darwin.

I   II

0 0 – Os organismos vivos produzem grandes quantidades de unidades reprodutivas, no entanto o número de indivíduos permanece, na maioria das espécies, mais ou menos constante.

1  1 – Os organismos de uma população natural são diferentes entre si, apresentando variações na forma e no comportamento.

2  2 – O uso de diferentes partes do corpo faz com que estas se desenvolvam, e o desuso faz com que atrofiem.

3 3 – Os caracteres benéficos adquiridos por um organismo durante sua vida seriam transmitidos aos seus descendentes.

4  4 – Certas características dos seres vivos poderiam contribuir para a sua sobrevivência e reprodução num determinado ambiente. Quando ausentes, elas tornam os indivíduos desfavoráveis à sobrevivência, podendo levá-los à extinção.

04. (UPE–2007) A imensa biodiversidade de nossos ecossistemas constitui apenas um pequeno percentual de todos os organismos que viveram na Terra, ao longo das eras geológicas. O surgimento de novas espécies de seres vivos e o desaparecimento de outras fazem parte da história da vida em nosso planeta. Em relação aos mecanismos de especiação, analise as afirmativas abaixo e conclua.

I    II

0  0 – Especiação é o processo pelo qual uma espécie de ser vivo se transforma em outra (anagênese) ou se “divide”, dando origem a duas outras (cladogênese).

1  1 – A lei de Hardy-Weinberg aplica-se ao conceito de especiação em populações que sofrem mutações, são panmíticas, migram e, como consequência, evoluem.

2  2 – A especiação, por cladogênese, se inicia quando uma subpopulação de uma espécie se isola geograficamente, altera seu nicho ecológico ou seu comportamento, de maneira que fique isolada, reprodutivamente, do restante da população daquela espécie. Essa subpopulação, ao se isolar, sofre mutações cumulativas com o passar do tempo, que alteram seu genótipo e, consequentemente, sua expressão fenotípica.

3 3 – O isolamento reprodutivo é fundamental para o aparecimento de novas espécies, manifestando-se de dois modos: pré-zigótico, por inviabilidade dos híbridos, e pós-zigótico, por esterilidade dos híbridos e da geração F2.

4 4 – Pode ocorrer surgimento de novas raças, quando um número suficiente de mutações atinge uma subpopulação isolada geograficamente, que torna a se reunir e ainda é capaz de gerar descendentes férteis, apesar das características morfológicas distintas.

05. (UPE-2007) A indústria cinematográfica explora, com certa frequência, temas científicos, como, por exemplo, as mutações das espécies em abordagens catastróficas causadas por acidentes nucleares, gerando mutantes e aberrações da criação. Apesar dessa visão fantasiosa, as mutações genéticas são, de fato, elementos presentes na história dos seres vivos. Assinale a alternativa que se refere corretamente a esse processo.

a) Mutações causadas pela excessiva exposição da pele humana à radiação ultravioleta podem levar a modificações nas células locais, que serão transmitidas geneticamente à descendência desses indivíduos.

b) Mutações são processos biológicos de alteração do genoma, não casuais, condicionados e direcionados pelas necessidades de mudanças de uma espécie em resposta às alterações do meio.

c) Mutações são alterações na sequência de bases do DNA, causando a transformação de um gene “A” em seu alelo recessivo “a”, por exemplo.

d) Mutações representam elemento-chave da evolução de todos os seres vivos, com exceção dos vírus, devido a sua condição acelular.

e) Mutações geram seres transgênicos com alterações que, no caso de serem selecionadas positivamente pelo ambiente, representarão aquisições evolutivas para a espécie.

06. (UPE-2010) Em 2009, foram comemorados o bicentenário do nascimento de Darwin e os 150 anos do seu famoso livro “A origem das Espécies”, que engloba, pelo menos, cinco teorias independentes: evolução propriamente dita, ancestralidade comum, gradualismo, variação das espécies e seleção natural. Em relação a Darwin e suas teorias, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0  0 – Durante a viagem do Beagle, Darwin encontrou diferentes espécies de pássaros que variavam de ilha para ilha, no arquipélago de Galápagos, e diferiam significantemente daquelas encontradas no continente sul-americano, o que causou forte impressão e desencadeou reflexões que resultaram em suas ideias sobre a evolução da vida.

1  1 – O livro Ensaio sobre o princípio da população, de Thomas Malthus foi crucial para o desenvolvimento da teoria da seleção natural, pois, segundo a tese do crescimento exponencial de Malthus: “As populações crescem menos rapidamente do que os recursos dos quais dependem”.

2  2 – Com a descoberta da similaridade entre o código genético para procariotos e eucariotos, atualmente se passou a ter um consenso de que todos os organismos existentes no planeta Terra possuem características adquiridas pelo uso ou desuso.

3  3 – Darwin percebeu dois aspectos importantes para a evolução: a anagênese – processo gradual de transformação das espécies e a cladogênese – processo de diversificação de novas espécies a partir de uma espécie ancestral.

4  4 – Dentre as cinco teorias, a da seleção natural foi a mais difícil de ser aceita, principalmente pela ausência de um mecanismo convincente de herança, o que foi solucionado pelas leis da hereditariedade descobertas por Mendel.

07. (UPE-2010) Em relação à evolução dos seres vivos, assinale a alternativa correta.

a) Darwin se baseou nos fenômenos da seleção natural sobre as novas características genéticas, surgidas por mutações necessárias e direcionadas por mudanças bruscas no ambiente, para explicar a evolução.

b) O surgimento de bactérias resistentes a antibióticos representa um fenômeno evolutivo direcionado, por necessidades de sobrevivência, a condições adversas do ambiente, em que não há atuação da seleção natural.

c) Novas espécies são formadas a partir de populações isoladas, por barreiras geográficas que impedem o intercâmbio genético entre elas. Isso explica a razão de não haver especiação sem isolamento geográfico.

d) Evolução biológica é a adaptação a ambientes em mudanças contínuas. Em ambientes naturais, não há extinção de espécies, pois os organismos estão sempre evoluindo em direção ao aprimoramento, tornando-se, cada vez mais, complexos.

e) A irradiação adaptativa explica a evolução de grandes grupos de seres vivos a partir de um ancestral comum.

08. (UPE-2010) O trabalho de Darwin envolveu observação de fatos, a elaboração de uma hipótese e a realização de experimentos para confirmar as hipóteses. Analise as afirmativas abaixo e assinale a que apresenta corretamente as ideias que sustentam a teoria da seleção natural proposta por esse cientista.

I. O meio atua, induzindo à modificação nos seres vivos.

II. O ambiente favorece a sobrevivência dos indivíduos que dispõem de certas características para enfrentar os problemas do meio em que vivem.

III. A mortalidade é maior entre os indivíduos menos adaptados ao meio.

IV. Qualquer aquisição benéfica durante a vida dos seres vivos é transmitida aos seus descendentes que, por sua vez, a transmitiriam às gerações seguintes.

V. A vida não evolui abruptamente, aos saltos; as mudanças sofridas pelas espécies são resultados do acúmulo lento e gradual de pequenas modificações.

Estão corretas:

a) I, II e V.

b) II, III e V.

c) I, II e III.

d) IV e V.

e) II, III e IV.

09. (UPE-2011) “Algumas mudanças evolutivas importantes ocorrem com rapidez suficiente para que possam ser documentadas no decorrer de uma ou de algumas vidas científicas. Isto é particularmente provável quando, devido a atividades humanas ou outras causas, o ambiente de uma população muda ou quando uma espécie é introduzida em um novo ambiente. Por exemplo, as mudanças no suprimento alimentar devido à seca nas Ilhas Galápagos causaram, no período de poucos anos, uma mudança evolutiva substancial, embora temporária, no tamanho do bico de um tentilhão; um vírus introduzido na Austrália para controlar os coelhos evoluiu para uma menor virulência em menos de uma década (e a população de coelhos tornou-se mais resistente a ele); os ratos evoluíram para a resistência ao veneno warfarin; desde a II Guerra Mundial, centenas de espécies de insetos que infestam safras e transmitem doenças desenvolveram resistência ao DDT e a outros inseticidas e a rápida evolução da resistência a antibióticos nos microrganismos patogênicos gera um dos mais sérios problemas de saúde pública.”

Fonte: Futuyma, 2002. Evolução, Ciência e Sociedade (SBG).

Esses exemplos decorrem da atuação de:

a) Deriva genética.

b) Especiação.

c) Migração.

d) Mutação cromossômica.

e) Seleção direcional.

10. (UPE-2011) Uma das grandes preocupações atuais é a manutenção da biodiversidade, representada pela variedade de seres vivos existentes em determinado local ou na Terra. Em geral, a extinção de espécies é um processo natural e lento, no entanto a principal causa da extinção das espécies é, na atualidade, a atividade humana. Analise as afirmativas abaixo:

I. A diversidade da vida ao longo do tempo reflete as taxas de perdas e ganhos de novas espécies. A perda ocorrendo por extinção, e o ganho, por especiação. Assim, quando a taxa de especiação suplanta a de extinção em um táxon, a diversidade diminui neste. Quando a taxa de extinção supera a de especiação, a diversidade nele aumenta.

II. O ser humano sempre selecionou espécies mais disponíveis e rentáveis para a agricultura e para a pecuária, mas essa uniformidade é saudável, pois diminui a sensibilidade ao ataque de pragas e a mudanças climáticas. Assim, espécies selvagens funcionam como um “banco genético”, onde, por meio de enxertos e cruzamentos, são melhoradas as espécies domésticas e, até mesmo, salvas de extinção.

III. A destruição de habitats para ocupação humana, lavoura, pastagem, extração de recursos, exploração comercial excessiva, poluição e introdução de espécies exóticas são as principais causas para o aumento da atual taxa de extinção.

IV. Para proteger a biodiversidade, é necessário se preservar o meio ambiente por meio de leis e do seu cumprimento, da promoção de campanhas educativas de respeito à natureza bem como da criação e manutenção de unidades de conservação, como parques nacionais e reservas biológicas. É preciso, também, combater a biopirataria, que envia seres vivos ao exterior para extração e pesquisa de medicamentos, cosméticos e outros produtos.

V. Quando uma espécie se extingue, libera espaço ecológico que pode ser explorado por outra espécie. Dessa forma, se ocorre extinção de um grupo taxonômico, irá haver a liberação de espaço, o que permitirá uma nova irradiação adaptativa de um grupo competidor.

Somente está correto o que se afirma em:

a) I e II.

b) I, III e IV.

c) II e III.

d) II e V.

e) III, IV e V.

11. (UPE-2011) A diversidade biológica e genética e a seleção natural são fundamentais para que haja evolução. É por meio da evolução que surgem novas espécies. Em relação às palavras e expressões sublinhadas, analise as afirmativas e conclua.

I   II

0 0 –  Diversidade biológica: também denominada biodiversidade. As fontes primárias da variabilidade dos seres vivos são as mutações gênicas que podem ocorrer espontaneamente e ao acaso.

1  1 – Seleção natural: age sobre o genótipo do indivíduo, independentemente de seu fenótipo. Na seleção do tipo estabilizadora, são favorecidos os genótipos extremos, com consequente diminuição dos tipos intermediários.

2  2 – Evolução: a evolução tende a aumentar a capacidade dos seres vivos em relação à sobrevivência ao meio em que vivem. A capacidade de adaptação corresponde ao modo harmônico de relação do organismo com o ambiente.

3  3 – Novas espécies : são formadas por processo denominado especiação. A anagênese é um processo da especiação em que um caráter hereditário surge ou se altera em uma população ao longo do tempo. Essas alterações que modificam as características de uma espécie são pequenas e graduais.

4  4 – Genética: ciência estudada por Gregor Mendel, que propôs também o estudo da Genética de Populações, ligando essa ciência à evolução das espécies.

12. (UPE-2012) Leia o texto a seguir:

“A compreensão de como as espécies de peixes estão geneticamente organizadas ao longo de uma bacia hidrográfica é de extrema importância para a conservação dos recursos pesqueiros…”

“…, a ideia de que essas espécies organizam-se em populações grandes e panmíticas era, até recentemente, inquestionável dado sua grande capacidade de dispersão. Entretanto, trabalhos recentes em espécies como o matrinchã (Brycon orthotaenia), o curimatã (Prochilodus argenteus) e o pintado (Pseudoplatystoma corrucans) da bacia do rio São Francisco mostram a ocorrência de estruturação de populações que são coexistentes e co-migrantes ao longo da calha principal do rio.”

Fonte: Frankham, R; Ballou, JD.; Briscoe, DA. Fundamentos de Genética da Conservação. Ribeirão Preto, SP: SBG, 2008. 280p.

Quando várias populações de espécies diferentes compartilham a mesma área geográfica, são denominadas:

a) Alopátricas.

b) Análogas.

c) Híbridas.

d) Homólogas.

e) Simpátricas.

13. (UPE-2012) Leia o texto a seguir:

Alguns evolucionistas pós-darwinianos tenderam a propagar uma ideia empobrecida, ingenuamente feroz, da _______________, a ideia da pura e simples “luta pela vida”, expressão que inclusive não é de Darwin, mas de Spencer. Os neo-darwinianos do começo deste século propuseram, ao contrário, uma concepção muito mais rica e mostraram, baseados em teorias quantitativas, que o fator decisivo da _________________ não é a “luta pela sobrevivência”, mas, no interior de uma espécie, a taxa diferencial de reprodução.

Fonte: adaptado de Monod, J. O acaso e a necessidade: ensaio sobre a filosofia natural da biologia moderna. 6. ed. Petrópolis, RJ; Vozes, 2006; p. 121.

Qual alternativa abaixo apresenta o fator evolutivo que preenche corretamente as lacunas do texto?

a) Deriva gênica.

b) Migração.

c) Mutação.

d) Recombinação.

e) Seleção natural.

14. (UPE-2013) Para responder esta questão, leia o texto a seguir:

O jumento não é mais o mesmo. Animal rústico e com fama de teimoso, a espécie está cada vez mais valorizada. Alguns animais recebem tratamento de primeira linha, com direito à transferência de embriões, inseminação artificial e congelamento de sêmen. Um bom jumento reprodutor, da raça pêga, vale até R$ 20 mil. O criador de asininos, Osmar Russo (Lorena, SP), diz que o mercado nunca esteve tão bom. “A maioria dos jumentos é vendida para produzir muares (burros e mulas). Um bom reprodutor precisa ter orelha bonita e grande, ser marchador, forte, resistente e manso. Mas o principal é imprimir as características às crias. Separo os melhores animais e cruzo com matrizes boas também. Meus animais nem se comparam aos de antigamente. Algumas jumentas, que mediam em torno de 1,3 metro, agora chegam a 1,4 metro.” Antigamente usavam-se os piores animais para obter muares. Hoje, os cruzamentos são com éguas das raças manga-larga, mangalarga marchador e campolina.

Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos (Adaptado)

No caso apresentado, em que os membros de duas espécies (jumento e égua) copulam, e se forma um híbrido vigoroso (mula ou burro), incapaz, porém, de se reproduzir, diz-se que o processo de isolamento reprodutivo é do tipo:

a) Pós-zigótico por esterilidade do híbrido.

b) Pós-zigótico por inviabilidade do híbrido.

c) Pós-zigótico por isolamento etológico.

d) Pré-zigótico por deterioração do híbrido.

e) Pré-zigótico por isolamento de habitat.

15. (UPE-2013) Leia o texto e observe o gráfico a seguir:

A evolução da resistência a inseticidas em espécies de insetos que constituem pragas oferece um exemplo da Evolução como processo dinâmico, que pode ter um impacto direto e importante sobre o meio ambiente. Atualmente, muitas espécies que constituem pragas são resistentes a todos, ou a quase todos, os inseticidas disponíveis. Além disso, algumas espécies que eram incomuns tornaram-se pragas sérias, porque o uso de inseticidas extinguiu os seus inimigos naturais. A resistência dos insetos evolui rapidamente, porque a seleção natural aumenta as mutações raras que não são vantajosas em condições normais, mas, casualmente, conferem proteção contra substâncias químicas danosas.

Fonte: FUTUYMA, D. J. 2002. Evolução, Ciência e Sociedade. Disponível em: http://www.sbg.org.br (Adaptado)

Gráfico – Aumento dos números de espécies de pragas resistentes às principais classes de inseticidas.

15

Fonte: De R.L. Metcalf em: R.L. Metcalf e W.H. Luckman (eds.),

Introduction to Insect Pest Management, 3. ed., p. 251,

Copyright 1994 de John Wiley and Sons, N.Y.

Com base no texto e no gráfico que ilustra o processo, assinale a alternativa que identifica o tipo de seleção.

a) Disruptiva.

b) Direcional.

c) Estabilizadora.

d) Neutra.

e) Sexual.

16. (UPE-2013) Observe a imagem a seguir:

16

Disponível em: http://sti.br.inter.net/rafaas/biologia-ar/introducao.htm

Os membros de mamíferos representados na imagem demonstram um(a):

I. Processo de analogia, que se caracteriza pelo fato de os membros, apesar de possuírem função semelhante, serem de origem embriológica diferente.

II. Processo que ilustra a teoria do uso e do desuso, uma vez que, a partir do uso do membro, as transformações ocorreram de forma contínua.

III. Representação de homologia, na qual espécies diferentes possuem membros diferentes, embora de mesma origem embriológica.

IV. Ilustração do processo de uso e desuso representado pela analogia de membros de mamíferos.

Está correto o que se afirma em:

a) I e II.

b) II.

c) III.

d) IV.

e) II e IV.

gab

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: