Publicado por: Djalma Santos | 31 de dezembro de 2014

TESTES DE GENÉTICA (III)

01. (UEPG) A genealogia abaixo apresenta uma família afetada por uma herança autossômica recessiva. Sobre o assunto, assinale o que for correto.

01

Adaptado de: Amabis, J.M.; Martho, G.R. Biologia das populações:

genética, evolução biológica, ecologia. 2a ed. Volume 3.

Editora Moderna. São Paulo. 2004.

01. Não existe possibilidade da mulher III 1 ser heterozigota.

02. Se o homem I 1 fosse casado com a mulher I 4, todos seus descendentes seriam afetados.

04. Se a mulher III 2 casar com homem normal para essa característica, todas as possibilidades para os descendentes serão para indivíduos afetados.

08. Os indivíduos II 1, II 2, II 3 e II 4 são heterozigotos.

16. Nas heranças autossômicas recessivas, o gene mutado deve estar localizado no cromossomo X.

Soma das alternativas corretas:

02. (UDESC) Diversas deficiências ou doenças humanas são herdadas geneticamente.

Relacione as doenças com o tipo de herança genética.

1. Hemofilia.

2. Calvície.

3. Fenilcetonúria.

4. Surdo-Mudez.

(  ) Pleiotropia em que a ocorrência de dois alelos recessivos inibe a transformação de um aminoácido.

(  ) Interação de genes complementares em que a recessividade dos dois genes ocasiona a inibição da formação da cóclea.

(  ) Herança ligada ao sexo, determinada por um gene recessivo ligado ao cromossomo X.

(  ) Herança influenciada pelo sexo que ocorre quando um alelo se comporta como dominante em um sexo, e recessivo em outro.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) 1 – 2 – 4 – 3.

b) 3 – 4 – 2 – 1.

c) 1 – 4 – 3 – 2.

d) 3 – 4 – 1 – 2.

e) 1 – 3 – 2 – 4.

03. (UCPel) Com relação ao sistema sanguíneo ABO, uma criança, que foi gerada a partir de um homem com fenótipo AB e uma mulher O, não pode ter os fenótipos:

a) AB e O.

b) A e B.

c) A e O.

d) B e O.

e) A e AB.

04. (PUC-RS) A doença de Gaucher, autossômica recessiva, afeta o metabolismo dos lipídios. O afetado, se não tratado, tem aumento do fígado e do baço, anemia, diminuição de plaquetas e de glóbulos brancos, desgaste ósseo, fadiga, cansaço e atraso de crescimento. É correto afirmar que um paciente com essa doença transmite o gene defeituoso para:

a) Seus filhos homens, apenas.

b) Suas filhas mulheres, apenas.

c) 25% de sua descendência, apenas.

d) 50% de sua descendência, apenas.

e) 100% de sua descendência.

05. (PUC-PR) Em uma determinada cena criminal, uma mancha de sangue na roupa da vítima foi usada pelos peritos para determinação dos possíveis suspeitos. A análise foi inconclusiva em alguns aspectos, mas o sangue do suspeito apresentava pelo menos uma das aglutininas existentes no sistema ABO. Entre um grupo de suspeitos, assinale a alternativa que mostra o único indivíduo que certamente é inocente e pode ser excluído da investigação.

a) Indivíduo com sangue tipo AB.

b) Indivíduo com sangue tipo A.

c) Indivíduo com sangue tipo B.

d) Indivíduo com sangue tipo O.

e) Não é possível determinar sem saber o sistema Rh.

06. (IFSul-2014) A Eritroblastose Fetal ou Doença Hemolítica do Recém-Nascido (DHRN) caracteriza-se pela destruição das hemácias (hemólise) do feto. Esse problema se manifesta quando:

a) O pai, o filho e a mãe são Rh negativo.

b) A mãe é Rh negativo e gera filhos Rh positivo.

c) A mãe e o pai são Rh negativo e geram filhos Rh positivo.

d) O pai é Rh negativo, a mãe, Rh positivo e o filho, Rh negativo.

07. (IFMG) Considere o heredograma abaixo, no qual são representados os grupos sanguíneos de alguns dos membros de uma família:

07

Sobre essa família, estão corretas as afirmações a seguir, exceto:

a) O indivíduo 2 pode pertencer a qualquer um dos grupos sanguíneos do sistema ABO.

b) O indivíduo 4 certamente tem sangue do grupo AB.

c) O indivíduo 6 é heterozigoto quanto ao grupo sanguíneo.

d) A probabilidade de que o indivíduo 9 tenha sangue do grupo O é de 50%.

08. (PUC-SP) Uma mulher manifesta o daltonismo se receber um cromossomo:

a) X de seu pai obrigatoriamente daltônico e o outro cromossomo X de sua mãe obrigatoriamente daltônica.

b) X de seu pai não daltônico e o outro cromossomo X de sua mãe obrigatoriamente daltônica.

c) X de seu pai obrigatoriamente daltônico e o outro cromossomo X de sua mãe não obrigatoriamente daltônica.

d) Y de seu pai não daltônico e o cromossomo X de sua mãe obrigatoriamente daltônica.

e) Y de seu pai obrigatoriamente daltônico e o cromossomo X de sua mãe não obrigatoriamente daltônica.

09. (PUC-CAMPINAS) Um homem tem sangue AB e se casa com uma mulher cujos avós paternos e maternos são do grupo O. O casal pode ter apenas filhos:

a) Do grupo O.

b) Do grupo AB.

c) Dos grupos A e B.

d) Dos grupos AB e O.

e) Dos grupos A, B e AB.

10. (UEPG) Os organismos vivos possuem mecanismos de determinação do sexo ou sistemas cromossômicos de determinação sexual. Existem diversos tipos de mecanismos e sistemas de determinação do sexo. Com relação aos tipos desses mecanismos e sistemas, assinale o que for correto.

01. As galinhas apresentam sistema de cromossomos sexuais ZZ/ZW. Nesse sistema, a fêmea possui dois cromossomos Z e o macho é ZW.

02. As fêmeas de uma espécie de borboleta que possui sistema de cromossomos sexuais do tipo ZZ/ZW, na sua meiose, formarão metade dos gametas que contém o cromossomo Z e metade dos gametas que contém o cromossomo W. Nesse caso, o gameta contendo cromossomo W determina sexo feminino.

04. Alguns gafanhotos possuem sistema cromossômico de determinação do sexo XX/X0. Nesse sistema, as fêmeas apresentam dois cromossomos X, enquanto o macho apenas um. Esse é o motivo do macho possuir número de cromossomos ímpar, sendo sempre um cromossomo a mais em relação à fêmea.

08. As abelhas possuem sistema de determinação do sexo haplodiploide. Nesse sistema, os machos possuem metade dos cromossomos existentes na fêmea e são formados por um óvulo não fecundado pelo espermatozoide.

16. Os seres humanos possuem sistema de determinação do sexo XX/XY. Nesse sistema, o cromossomo X determina o sexo masculino.

Soma das alternativas corretas:

11. (UEM) Sobre hereditariedade ligada ou influenciada pelo sexo, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. Um casal de não hemofílicos em que o primeiro filho é hemofílico apresenta 25% de probabilidade de ter uma filha hemofílica.

02. Em um casal em que a mulher é portadora do gene para distrofia muscular do tipo Duchene e o homem normal para a doença, a probabilidade de terem descendentes afetados é de 25 %.

04. Os genes holândricos são responsáveis por transmitirem características restritas ao sexo e estão localizados no cromossomo Y, na porção não homóloga ao cromossomo X.

08. A probabilidade de serem daltônicos os descendentes do sexo masculino de um casal em que o homem é daltônico e a mulher não é daltônica (mas é filha de pai daltônico) é de 1/4.

16. A calvície hereditária é condicionada por um alelo presente no cromossomo Y; por isso, ocorre com mais frequência nos indivíduos do sexo masculino.

Soma das alternativas corretas:

12. (UCPel) Um casal apresenta genótipos diferentes, tendo o homem dois alelos iguais e a mulher dois alelos diferentes para o mesmo gene. Os termos que indicam o significado correspondente aos genótipos desse casal são, respectivamente:

a) Recessivo e dominante.

b) Heterozigoto e homozigoto.

c) Dominante e recessivo.

d) Homozigoto e heterozigoto.

e) Homólogo e heterólogo.

13. (UNIMONTES) A fibrose cística e uma doença hereditária que afeta vários órgãos do corpo, causando secreções mucosas espessas e pegajosas, que acabam obstruindo os pulmões e pâncreas. Isso leva a problemas respiratórios, incluindo infecções recorrentes, e dificuldade em digerir alimentos. O heredograma abaixo caracteriza uma família relacionada à herança dessa doença. Analise-o.

13

Considerando o heredograma e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que representa a chance de um casal, ambos portadores do gene para fibrose cística, ter um filho com a doença.

a) 25%.

b) 100%.

c) 50%.

d) 75%.

14. (UNESP) Dois casais, Rocha e Silva, têm, cada um deles, quatro filhos. Quando consideramos os tipos sanguíneos do sistema ABO, os filhos do casal Rocha possuem tipos diferentes entre si, assim como os filhos do casal Silva. Em um dos casais, marido e mulher têm tipos sanguíneos diferentes, enquanto que no outro casal marido e mulher têm o mesmo tipo sanguíneo. Um dos casais tem um filho adotivo, enquanto que no outro casal os quatro filhos são legítimos. Um dos casais teve um par de gêmeos, enquanto que no outro casal os quatro filhos têm idades diferentes. Considerando-se os tipos sanguíneos do sistema ABO, é correto afirmar que:

a) Se o casal Silva tem o mesmo tipo sanguíneo, foram eles que adotaram um dos filhos.

b) Se o casal Rocha tem tipos sanguíneos diferentes, foram eles que adotaram um dos filhos.

c) Se o casal Silva tem tipos sanguíneos diferentes, eles não são os pais do par de gêmeos.

d) Se o casal Rocha tem o mesmo tipo sanguíneo, eles não são os pais do par de gêmeos.

e) Se o casal que adotou um dos filhos é o mesmo que teve um par de gêmeos, necessariamente marido e mulher têm diferentes tipos sanguíneos.

15. (UNEAL) Um casal deseja ter quatro filhos, sendo o primeiro menino e os outros três meninas. A probabilidade de que isso ocorra é de:

a) 1/16.

b) 1/8.

c) 3/4.

d) 3/8.

e) 3/16.

16. (UECE) Se uma determinada mutação maléfica ao humano é expressa por um gene recessivo ligado ao cromossoma X, a chance de uma mulher portadora dessa mutação, ao casar com homem não afetado, ter filhos afetados é de:

a) 100%.

b) 75%.

c) 25%.

d) 50%.

17. (URCA) O transporte de colesterol da corrente sanguínea para o interior da célula ocorre pela presença de uma determinada proteína presente na membrana plasmática. Existem mutações do gene responsável pela síntese dessa proteína que impedem a sua produção. Quando um homem ou uma mulher possui uma dessas mutações, mesmo que tenha o gene normal, apresenta hipercolesterolemia (aumento do nível de colesterol no sangue). A respeito da hipercolesterolemia pode-se afirmar corretamente, com base na descrição acima que geneticamente é uma herança:

a) Autossômica dominante.

b) Autossômica recessiva.

c) Ligada ao sexo.

d) Influenciada pelo sexo.

e) Epistática.

18. (UERN) Nem sempre os genes situados no mesmo cromossomo caminham juntos para o mesmo gameta, pois pode ocorrer permutação ou crossing-over, ou seja, uma troca de partes entre as cromátides homologas. Considere o esquema das células e seus genes:

18

A partir da análise das células, é correto afirmar que:

a) Na célula I haverá maior taxa de recombinação, pois os genes estão mais distantes.

b) A taxa de recombinação e a distância entre os genes não possuem qualquer ligação.

c) Na célula II haverá maior taxa de recombinação, pois os genes estão mais próximos.

d) As células I e II terão a mesma taxa de recombinação, pois possuem o mesmo número de genes.

19. (IFMT) Uma jovem tem dúvidas com relação à paternidade de seu filho. Ela aponta 4 possíveis “candidatos a pai”. Na intenção de diminuir o número de indivíduos que irão realizar o teste de DNA, procedeu-se a uma breve análise dos tipos sanguíneos, cujos resultados estão mostrados no quadro a seguir.

19

Conforme os dados fornecidos acima, é correto afirmar que:

a) O tipo sanguíneo, nos humanos, se constitui num exemplo de herança por alelos múltiplos, existindo relação de dominância e codominância entre os alelos. Com base nessa característica, os únicos dispensados do teste são os “candidatos a pai” de números 3 e 4.

b) Os “candidatos a pai” de números 1 e 4 podem ser seguramente dispensados do teste de DNA, pois só possuem genes recessivos para serem passados para a descendência.

c) O “candidato a pai” número 2, sendo filho de pai com tipo sanguíneo O e mãe tipo sanguíneo AB, pode ser dispensado do teste, pois seguramente não é o pai da criança.

d) O “candidato a pai” número 3 só poderia ser dispensado se fosse verificada a heterozigosidade com relação aos alelos. Como não é possível verificar essa informação, ele deve realizar o teste.

e) A herança do tipo sanguíneo do sistema ABO é um mecanismo de herança genética do tipo quantitativa, e qualquer inferência de paternidade com base nos tipos sanguíneos é errônea, devendo o teste de DNA ser aplicado a todos os “candidatos a pai”.

20. (UNEAL) A fenilcetonúria, também conhecida como PKU, é um erro inato clássico do metabolismo causado pela deficiência de uma enzima no metabolismo do aminoácido fenilalanina. Tal doença, se não diagnosticada precocemente, pode desencadear sintomas, como retardo mental, atraso no desenvolvimento psicomotor e hiperatividade. Um diagnóstico simples pode ser realizado através do teste do pezinho nos primeiros dias de vida, e o tratamento é baseado em uma dieta pobre no aminoácido fenilalanina. O heredograma abaixo representa a herança de fenilcetonúria em uma família.

20

Com base na análise dessas informações, é correto afirmar:

01. O indivíduo II-4 apresenta o genótipo homozigoto dominante.

02. A fenilcetonúria é uma característica autossômica determinada por um alelo dominante.

03. Se III-1 casar com seu primo III-3, a probabilidade de eles terem um descendente do sexo feminino e com fenilcetonúria é de 50%.

04. Do casamento de III-2 com um homem com fenótipo normal para a doença, toda a prole terá, com certeza fenótipo normal.

05. A probabilidade de o casal II-2 e II-3 ter outro descendente com fenilcetonúria e do sexo masculino é de 25%.

Soma das alternativas corretas:

21. O gene h que determina a hemofilia na espécie humana é recessivo e está localizado no cromossomo X. Com base no heredograma a seguir, podemos afirmar corretamente:

21

a) O genótipo da Sra. 5 é XHXH.

b) O genótipo da Sra. 5 é XHXh.

c) O genótipo da Sra. 8 é XHXH.

d) O genótipo do Sr. 9 é XH

e) O genótipo da Sra. 8 é XhXh.

22. No artigo “Retrato molecular do Brasil” (Ciência Hoje, 2001), Sérgio Penna, pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais, revelou que a contribuição dos europeus na composição genética do povo brasileiro fez-se basicamente por meio de indivíduos do sexo masculino, enquanto a contribuição genética de povos indígenas e africanos deu-se por meio das mulheres. Tais conclusões são possíveis com base em estudos moleculares, respectivamente, do DNA do cromossomo:

a) X e de autossomos.

b) Y e de autossomos.

c) Y e do cromossomo X.

d) Y e mitocondrial.

e) X e mitocondrial.

23. Assinale a alternativa que apresenta a probabilidade de nascimento de um filho do sexo masculino com o tipo sanguíneo A, cujo pai é heterozigoto para o tipo A e a mãe é homozigota recessiva:

a) 0,25.

b) 0,50.

c) 0,75.

d) 0,83.

e) 1,00.

24. Durante um procedimento cirúrgico, um paciente apresentou hipertermia maligna. Essa condição hereditária, antigamente letal, é desencadeada pela utilização de anestésicos. Ao analisar a família do paciente, o médico constatou que sua avó materna havia falecido em decorrência da utilização de anestésico. A mãe do paciente e seus tios maternos nunca foram submetidos a processos cirúrgicos, mas o pai e os tios e tias paternos já sofreram cirurgias e não apresentaram sintomas de hipertermia maligna. O avô paterno do paciente é hemofílico. Sabe-se que a hipertermia maligna é uma condição autossômica dominante e que a hemofilia é uma condição recessiva ligada ao X. Com base no exposto acima, assinale a alternativa correta.

a) A mãe do paciente tem o alelo para hipertermia maligna.

b) O pai do paciente é hemofílico.

c) Todos os filhos do paciente terão o alelo para hipertermia maligna.

d) Os tios maternos são homozigotos para hipertermia maligna.

e) As tias paternas não têm chance de ter filhos hemofílicos.

25. (INSTITUTO FEDERAL DE FARROUPILHA) O exame pré-natal é um procedimento de rotina, gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e de extrema importância para a saúde da mãe e da criança. Um dos exames realizados é a tipagem sanguínea, que prevê possíveis casos de transfusões sanguíneas, como o ocorrido na Eritroblastose Fetal (a mãe destrói os glóbulos vermelhos do seu filho ainda dentro do útero por uma incompatibilidade do sistema Rh). Sobre a eritroblastose, considere as seguintes situações:

I. Mãe Rh positiva e pai Rh negativo.

II. Mãe Rh negativa e pai Rh positivo.

III. Mãe e pai Rh positivos.

IV. Mãe e pai Rh negativos.

Pode acontecer eritroblastose apenas:

a) Nas situações II e IV.

b) Na situação I.

c) Nas situações I e II.

d) Na situação II.

e) Na situação III.

26. (UNINASSAU) Entre as variedades de galinha da raça Plymouth Rock está um caso clássico de herança ligada ao sexo. As aves dessa variedade apresentam penas com barras brancas e pretas no sentido transversal, dando uma aparência cinzenta às aves. O gene dominante condiciona a plumagem barrada, enquanto o gene recessivo determina o padrão não barrado. Um avicultor com interesse no caso cruzou diversos machos barrados, filhos de fêmeas não barradas, com fêmeas barradas. Qual a prole esperada?

a) Todas as fêmeas barradas; metade dos machos barrados e metade não barrados.

b) Todos os machos barrados; todas as fêmeas não barradas.

c) Metade dos descendentes barrados e metade não barrados, independentemente do sexo.

d) 1/4 de machos barrados; 1/4 de machos não barrados; 1/4 de fêmeas barradas; 1/4 de fêmeas não barradas.

e) Todos os machos barrados; metade das fêmeas barradas e metade não barradas.

27. (PUC-RIO) Ana e João têm três filhos e quatro filhas. Ana é daltônica, e João tem visão normal. Todos os filhos são daltônicos, enquanto apenas uma das filhas é daltônica. A filha daltônica tem 16 anos, tem baixa estatura e não teve puberdade. Sobre a situação apresentada, conclui-se que:

a) O padrão de herança do daltonismo é dominante ligado ao cromossomo X.

b) A filha daltônica tem síndrome de Turner (XO).

c) O padrão de herança do daltonismo é autossômico dominante.

d) Todos os filhos têm a síndrome de Klinefelter (XXY).

e) O padrão de herança do daltonismo é autossômico recessivo.

28. (UERN) “Quando não há relação de dominância e recessividade entre alelos de um gene responsável por uma característica, surge, no heterozigoto, um fenótipo intermediário. Esses são os casos de ausência de dominância.”

(Sônia Lopes – Biologia –Volume único.)

As flores brancas e vermelhas da especie Mirabilis jalapa, durante o cruzamento entre a geração parental, resultam em flores róseas (F1). O resultado obtido do cruzamento desses indivíduos descendentes (F1) com um indivíduo da geração parental, branca ou vermelha, é:

a) Proporção fenotípica 2 : 2 e genotípica 2 : 2.

b) Proporção fenotípica 3 : 1 e genotípica 2 : 2.

c) Proporção fenotípica 3 : 1 e genotípica 1 : 2 : 1.

d) Proporção fenotípica 1 . 2 . 1 e genotípica 1 . 2 . 1.

29. (IFG) Joyce tem sangue B, Rh MN e sua mãe tem sangue O. O futuro marido de Joyce tem sangue A, Rh+, MN. Ele é heterozigoto para todas as características. A probabilidade de esse casal ter uma criança do sexo masculino, com sangue tipo O, Rh+ MN, é:

a) 0.

b) 1/4.

c) 1/8.

d) 1/16.

e) 1/32.

30. (FCM.PB) Um gene recessivo (d) é ligado ao cromossomo X e provoca a distrofia muscular Duchene (DMD), caracterizada por fraqueza muscular progressiva; enquanto o seu alelo (D) provoca a condição normal. Um mulher normal (XDXD) casa com um indivíduo com a doença (XdY), e todos os filhos são normais. Se uma filha do referido casal se casar com um homem normal, que genótipos serão possíveis na filiação?

a) Apenas XDXD e Xd

b) XDXD; XDXd; XdY; XD

c) Apenas Xd

d) XDXD; XdXd; XDYd; Xd

e) XDXd; Xd

gab


Responses

  1. Professor, poderia me explicar o quesito 08 da questão 11, por favor?

    • 11. (UEM) Sobre hereditariedade ligada ou influenciada pelo sexo, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
      01. Um casal de não hemofílicos em que o primeiro filho é hemofílico apresenta 25% de probabilidade de ter uma filha hemofílica.
      02. Em um casal em que a mulher é portadora do gene para distrofia muscular do tipo Duchene e o homem normal para a doença, a probabilidade de terem descendentes afetados é de 25 %.
      04. Os genes holândricos são responsáveis por transmitirem características restritas ao sexo e estão localizados no cromossomo Y, na porção não homóloga ao cromossomo X.
      08. A probabilidade de serem daltônicos os descendentes do sexo masculino de um casal em que o homem é daltônico e a mulher não é daltônica (mas é filha de pai daltônico) é de 1/4.
      16. A calvície hereditária é condicionada por um alelo presente no cromossomo Y; por isso, ocorre com mais frequência nos indivíduos do sexo masculino.
      Soma das alternativas corretas:
      Prezado Neto
      Veja, a seguir, a explicação da alternativa 08 [“A probabilidade de serem daltônicos os descendentes do sexo masculino de um casal em que o homem é daltônico e a mulher não é daltônica (mas é filha de pai daltônico) é de 1/4.”] – CORRETA
      – Homem daltônico: XdY.
      – Mulher não daltônica, filha de pai daltônico: XDXd [normal portadora, em função do seu pai ser daltônico (XdY)].
      – Cruzamento:
      * XDXd (mulher normal portadora) x XdY (homem daltônico) = XDXd [1/4 (mulher normal portadora)] + XDY [1/4 (homem não daltônico)] + XdXd [1/4 (mulher daltônica)] + XdY [1/4 (homem daltônico)].
      – CONCLUSÃO: a probabilidade de serem daltônicos os descendentes do sexo masculino, considerando o casal mencionado na alternativa 08 é 1/4, como consta na referida alternativa.
      Um abraço
      Djalma Santos

  2. Você pode explicar, por favor, a questão 26?

    • 26. (UNINASSAU) Entre as variedades de galinha da raça Plymouth Rock está um caso clássico de herança ligada ao sexo. As aves dessa variedade apresentam penas com barras brancas e pretas no sentido transversal, dando uma aparência cinzenta às aves. O gene dominante condiciona a plumagem barrada, enquanto o gene recessivo determina o padrão não barrado. Um avicultor com interesse no caso cruzou diversos machos barrados, filhos de fêmeas não barradas, com fêmeas barradas. Qual a prole esperada?
      a) Todas as fêmeas barradas; metade dos machos barrados e metade não barrados.
      b) Todos os machos barrados; todas as fêmeas não barradas.
      c) Metade dos descendentes barrados e metade não barrados, independentemente do sexo.
      d) 1/4 de machos barrados; 1/4 de machos não barrados; 1/4 de fêmeas barradas; 1/4 de fêmeas não barradas.
      e) Todos os machos barrados; metade das fêmeas barradas e metade não barradas.
      Cara Bruna
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima, conforme sua solicitação.
      – Nas galinhas a distribuição cromossômica do sexo é do tipo ZW (tipo abraxas). Nesse tipo, a fêmea é heterogamética e representada por 2A (A de autossomo) + ZW (ZW corresponde a XY) e o macho é homogamético 2A (A de autossomo) + ZZ (ZZ corresponde a XX). Sendo, portanto, diferente da determinação sexual nos seres humanos, por exemplo, nos quais o macho é heterogamético (XY) e a fêmea homogamética (XX).
      – No cruzamento referido na questão, o macho é ZBZb {macho barrado [b se deve ao fato de ele ser descendente de fêmea não barrada (ZbW)} e a fêmea é ZBW (fêmea barrada).
      CRUZAMENTO
      – ZBZb x ZBW = ZBZB (macho barrado) + ZBW (fêmea barrada) + ZBZb (macho barrado) + ZbW (fêmea não barrada).
      – Todos os machos barrados (ZBZB e ZBZb).
      – Metade das fêmeas barradas (ZBW) e metade não barradas (ZbW).
      – ALTERNATIVA CORRETA: E (“Todos os machos barrados; metade das fêmeas barradas e metade não barradas.”).
      Boa sorte
      Djalma Santos

  3. Pode fazer a questão 7 por favor

    • Júlia
      Veja, a seguir, a resolução da questão que você solicitou.
      Atente a referida questão solicita a alternativa incorreta (“… , estão corretas as afirmações a seguir, exceto:”)
      ALTERNATIVA INCORRETA: A (“O indivíduo 2 pode pertencer a qualquer um dos grupos sanguíneos do sistema ABO.”)
      JUSTIFICATIVA
      – 1: A heterozigoto (IAi), em função de 5 (seu filho) ser O (ii). Dessa forma, 2 não pode ser IAIB, contrariando a alternativa A.
      ALTERNATIVA B (“O indivíduo 4 certamente tem sangue do grupo AB.”) – CORRETA
      – 3: O (ii), tem filhos A (6 e 7) e B (8). Assim sendo, 4 tem que ser AB (IAIB).
      ALTERNATIVA C (“O indivíduo 6 é heterozigoto quanto ao grupo sanguíneo.”)
      – 6: A heterozigoto (IAi), em função de sua genitora (3) ser O (ii).
      ALTERNATIVA D (“A probabilidade de que o indivíduo 9 tenha sangue do grupo O é de 50%.”) – CORRETA
      – 5 (pai de 9) é O (ii).
      – 6 (mãe de 9) é A heterozigoto (IAi).
      * CRUZAMENTO
      – IAi (mãe) x ii (pai) = IAi (A)+ IAi (A) + ii (O) + ii (O)
      * Sangue O = 50%.
      Djalma Santos

  4. Pode fazer a questao 16 por favor?

    • 16. (UECE) Se uma determinada mutação maléfica ao humano é expressa por um gene recessivo ligado ao cromossoma X, a chance de uma mulher portadora dessa mutação, ao casar com homem não afetado, ter filhos afetados é de:
      a) 100%.
      b) 75%.
      c) 25%.
      d) 50%.
      Tahis
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: C (“25%.”)
      JUSTIFICATIVA
      – Mulher PORTADORA DA MUTAÇÃO, como consta no enunciado: XAXa.
      – Homem não afetado: XAY.
      CRUZAMENTO
      – XAXa x XAY = XAXA (não afetada) + XAY (não afetado) + XAXa (não afetada) + XaY (afetado)
      – Afetado = 25% (ALTERNATIVA C.
      Djalma Santos

  5. A questão 15, por favor!

    • 15. (UNEAL) Um casal deseja ter quatro filhos, sendo o primeiro menino e os outros três meninas. A probabilidade de que isso ocorra é de:
      a) 1/16.
      b) 1/8.
      c) 3/4.
      d) 3/8.
      e) 3/16.
      Débora
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: A (“1/16.”)
      JUSTIFICATIVA
      MENINO = 1/2.
      MENINA = 1/2.
      Quatro filhos, sendo o primeiro menino e os outros três meninas. Trata-se de eventos independentes. Neste caso, a teoria das probabilidades diz que a chance de dois ou mais eventos independentes (um e outro) ocorrerem conjuntamente é igual ao produto das possibilidades de ocorrerem separadamente. Dessa forma. teremos:
      – 1/2 x 1/2 x 1/2 x 1/2 = 1/16 (ALTERNATIVA A)
      Djalma Santos

  6. A questão 5 por favor!

    • 05. (PUC-PR) Em uma determinada cena criminal, uma mancha de sangue na roupa da vítima foi usada pelos peritos para determinação dos possíveis suspeitos. A análise foi inconclusiva em alguns aspectos, mas o sangue do suspeito apresentava pelo menos uma das aglutininas existentes no sistema ABO. Entre um grupo de suspeitos, assinale a alternativa que mostra o único indivíduo que certamente é inocente e pode ser excluído da investigação.
      a) Indivíduo com sangue tipo AB.
      b) Indivíduo com sangue tipo A.
      c) Indivíduo com sangue tipo B.
      d) Indivíduo com sangue tipo O.
      e) Não é possível determinar sem saber o sistema Rh.
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: A (“Indivíduo com sangue tipo AB.”).
      JUSTIFICATIVA
      – Pessoas do grupo A possuem aglutinina B.
      – Pessoas do grupo B possuem aglutinina A.
      – Pessoas do grupo O possuem aglutininas A e B.
      – PESSOAS DO GRUPO AB NÃO APRESENTAM AGLUTININA A NEM AGLUTININA B.
      Sugiro que faça uma revisão acerca de aglutinógenos e aglutinas presentes no sistema sanguíneo ABO.
      NÍVEL DA QUESTÃO: MUITO FÁCIL.
      Djalma Santos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: