Publicado por: Djalma Santos | 20 de outubro de 2015

TESTES DE GENÉTICA MOLECULAR (6)

01. (UEM) Sobre material genético, assinale o que for correto.

01. O DNA está presente em todos os seres vivos celulares.

02. É no DNA que se encontra a informação para a síntese de proteínas pela célula.

04. Preservar espécies, para que as mesmas não entrem em extinção, é preservar genes que contêm informações para a síntese de proteínas que poderiam ser úteis ao ser humano.

08. O DNA somente é encontrado no interior do núcleo das células.

16. A célula eucariótica possui DNA mitocondrial e cromatina.

32. Na célula eucariótica, a cromatina é encontrada nos cloroplastos.

64. Os vírus não possuem DNA e se utilizam do DNA da célula infectada para a síntese de suas proteínas.

Soma das alternativas corretas:

02.  (UERJ) Considere uma célula bacteriana com quatro guaninas oxidadas em um trecho do gene que codifica determinada proteína, conforme mostra a sequência:

G*CG* – CCC – TG*T – ACG* – ATA

Ao final de certo tempo, essa célula, ao dividir-se, dá origem a uma população de bactérias mutantes. O número máximo de aminoácidos diferentes que poderão ser substituídos na proteína sintetizada por essas bactérias, a partir da sequência de DNA apresentada, é igual a:

a) 0.

b) 1.

c) 2.

d) 3.

03. (PISM) O esquema abaixo representa a síntese proteica realizada por polirribossomos livres de uma célula eucariota. Analise-o e assinale a opção correta:

03

a) O RNAm contém a informação genética transcrita a partir do RNAr.

b) O polirribossomo livre é um componente celular especializado na síntese de glicoproteínas.

c) No polirribossomo livre, o processo de síntese proteica não requer a presença de RNAt.

d) A presença de vários ribossomos ao longo do RNAm evidencia a produção de moléculas idênticas de uma mesma proteína.

e) As proteínas livres na matriz citoplasmática são encaminhadas aos centríolos para serem degradadas.

04. (IFG) […] Os erros inatos do metabolismo são distúrbios de natureza genética que geralmente correspondem a um defeito enzimático capaz de acarretar a interrupção de uma via metabólica.

Disponível em: <http://www.folhape.com.br/cms/opencms/folhape/pt/cotidiano/saude/arquivo s/2011/outubro/0415.html>. Acesso em: 10 dez. 2012.

Sobre os erros inatos do metabolismo, considere as seguintes afirmativas:

I. Podem levar a falhas na síntese, degradação, armazenamento ou transporte de moléculas no organismo.

II. Tais erros do metabolismo são considerados a causa das Doenças Metabólicas Hereditárias.

III. As doenças metabólicas são ocasionadas pelo acúmulo de produtos gerados após a reação entre enzima e substrato.

Somente está(ão) correta(s):

a) A afirmativa I.

b) A afirmativa II.

c) As afirmativas I e II.

d) As afirmativas I e III.

e) As afirmativas II e III.

05. (UFSC) Há na mídia uma grande quantidade de notícias envolvendo o DNA: testes de paternidade, engenharia genética, transgênicos, clonagem terapêutica e reprodutiva, terapia gênica, farmacogenômica etc. Para compreender essas notícias, é necessário conhecer a estrutura da molécula de DNA e entender seu funcionamento. Analise os dados dos quadros a seguir, e assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

05

01. Em I, observa-se que o pareamento das bases nitrogenadas do DNA é aleatório.

02. O quadro I mostra uma molécula de DNA cuja duplicação ocorre de forma semiconservativa, pois cada uma das fitas originais em I serve de molde para uma nova fita, gerando duas novas duplas hélices.

04. Em II, está indicado o processo de transcrição, através do qual se formam moléculas que contêm as mesmas bases nitrogenadas presentes no DNA.

08. Em III, está indicado o processo de tradução, que resulta na formação de polipeptídios, cuja sequência de aminoácidos está codificada numa molécula de ácido nucleico.

16. A deleção de um dos pares de bases na sequência mostrada em I não alteraria significativamente a sequência de aminoácidos em III.

Soma das alternativas corretas:

06. (UFU) A análise de um segmento do DNA de um procarioto revelou a seguinte sequência de nucleotídeos: AGG GAC TTC CTT GCT ATC.

06

Com base na tabela de códons e seus respectivos aminoácidos, pode-se afirmar que a sequência polipeptídica, após a tradução, será representada pelos seguintes aminoácidos:

a) Serina, Leucina, Lisina, Ácido glutâmico e Arginina.

b) Arginina, Ácido aspártico, Tirosina, Alanina, Isoleucina e Glicina.

c) Cisteína, Leucina, Serina e Treonina.

d) Valina, Histidina, Glutamina, Serina, Alanina e Glicina.

07. (UFPel)

07

As bactérias apresentam reprodução assexuada, o que permite que uma bactéria origine duas novas idênticas a ela. Entretanto, muitas bactérias apresentam ainda a capacidade de realizar troca de genes. De acordo com seus conhecimentos e com as informações dos textos, é correto afirmar que:

a) A figura A representa a reprodução assexuada por divisão binária, em que a célula bacteriana divide o seu cromossomo, originando duas novas bactérias com metade do DNA original; a figura B representa o processo de transferência de pedaços de DNA os quais passam diretamente de uma bactéria doadora para uma bactéria receptora.

b) A figura A representa o processo de reprodução sexuada que ocorre em muitas bactérias, em que, a partir de uma célula bacteriana, duas novas, com características genéticas diferentes, são formadas; a figura B representa um processo de transformação bacteriana em que a bactéria absorve moléculas de DNA dispersas no meio.

c) O modo de reprodução da bactéria representada na figura A garante uma maior variabilidade genética do que o da representada na figura B, pois naquela ocorreu o processo de transferência de DNA, o que permitiu a troca de material genético entre as bactérias.

d) O modo de reprodução da bactéria representada na figura B garante uma maior variabilidade genética do que o da representada na figura A, pois naquela ocorreu o processo de troca de material genético de uma bactéria para a outra, através da ação de uma terceira bactéria que transporta o DNA.

e) A figura A representa a reprodução assexuada por divisão binária, em que a célula bacteriana duplica seu cromossomo e se divide; a figura B representa um processo que envolve a transferência de moléculas de DNA de uma bactéria para outra, por meio de vírus bacteriófago.

08. (IFTM) Se fosse possível sintetizar in vitro uma proteína, nas mesmas condições em que essa síntese ocorre nas células, utilizando-se ribossomos obtidos de células de preá do cerrado de Goiás, RNA mensageiro de células de camundongo do brejo de Mato Grosso do Sul, RNA transportador de células de sagui do Mata Atlântica no Espírito Santo e aminoácidos ativados de célula bacteriana coletada na lagoa da Pampulha em Belo Horizonte, a proteína produzida teria a estrutura primária (sequência de aminoácidos) idêntica à:

a) Não seria possível, pois os sistemas enzimáticos e celulares são peculiares a cada espécie.

b) Uma mistura de todas as células.

c) Do sagui.

d) Do preá.

e) Do camundongo do brejo.

09. (UFSJ) Martha Chase, nascida em 1927 na cidade de Cleveland, nos Estados Unidos da América, foi uma importante geneticista de nosso século ao contribuir significativamente na compreensão do processo de hereditariedade. Ela foi coautora do trabalho com Alfred Hershey (1908-1997), publicado em 1952. Na época, ela era assistente de laboratório na Universidade da Carolina do Sul. O experimento, conhecido como o “Experimento do Liquidificador”, foi elaborado para responder a uma questão bastante presente na época. Já há algumas décadas os cientistas se dedicavam ao estudo de certo tipo de vírus (bacteriófagos ou fagos) que infectava bactérias para se reproduzir. Com esses estudos os cientistas procuravam avançar na compreensão das moléculas envolvidas na transmissão de características genéticas. A pergunta da época, de Martha Chase, era: qual é o componente que permite a reprodução dos vírus bacteriófagos (ou fagos)? Isso porque esses vírus são organismos bem simples, compostos basicamente de uma molécula de DNA e uma cápsula de proteína. Então: Qual dessas duas estruturas estaria envolvida na reprodução? Martha Chase participou dos experimentos no grupo de Hershey. Eles adicionaram fagos com marcação diferencial no DNA e na cápsula proteica a uma cultura de bactérias, permitindo que os vírus infectassem as bactérias. Então, eles agitaram essa mistura de vírus e bactéria em um liquidificador bem controlado para separar os vírus das bactérias sem estourar as membranas celulares delas. Ao final do experimento, Hershey e Chase examinaram apenas as bactérias separadas, procurando as porções marcadas. Eles encontraram dentro da bactéria partes marcadas do DNA do vírus e não encontraram partes marcadas da cápsula proteica do vírus. “Esses resultados permitiram concluir que apenas o DNA do fago penetra na bactéria quando ocorre a infecção e que, a partir do DNA, é produzida toda uma geração de novos fagos com DNA e proteínas típicos da espécie de fagos utilizada. Portanto, podia-se concluir que a fonte das informações hereditárias é o DNA, pois, a partir dele, pode-se produzir tanto DNA quanto proteínas virais.”

                                                                                                                                         Disponível em: http://www.biomol.org/historia/identiffagos.shtml

Sobre as conclusões do experimento de Hershey e Chase, é incorreto afirmar que:

a) Para as conclusões, foram consideradas apenas as porções marcadas de cápsula proteica e DNA virais presentes nas bactérias não lizadas.

b) Para se reproduzirem, os fagos injetaram apenas seu DNA nas bactérias e, a partir do DNA viral, produziram DNA e proteínas virais.

c) Para o experimento, foram selecionadas as bactérias infectadas que não foram lizadas pelos fagos.

d) Ao invadir as bactérias, os fagos incorporaram o DNA das bactérias para reproduzir seu material genético.

10. (IFNMG) Imagine a seguinte situação hipotética: Um aluno precisa decifrar o código de uma enzima R20, que possui uma cadeia de aminoácidos desconhecidos. Para que esses aminoácidos fossem decifrados, foi dada ao aluno uma tabela com as seguintes informações:

10

Fonte: https://djalmasantos.wordpress.com/2010/11/15/

codigo-genetico. Acesso em 25/06/2012.

Continuando o raciocínio, foi repassada ao aluno a informação de que o gene da R20 estava inserido na seguinte sequência de DNA (sabendo-se que o DNA é uma molécula de dupla hélice, foi apresentada somente uma de suas cadeias polinucleotídicas na qual se encontra o gene):

TAA-ACG-TAC-CCG-GGC-TTA-TTC-AAA-CCC-ATT-CAC-TTT

A cadeia do gene sempre se iniciaria quando fosse detectado o códon AUG (códon de início) e terminaria com um códon de parada (ou códon de fim). Com base nas informações contidas na questão e em seus conhecimentos sobre o assunto, a sequência correta de aminoácidos que correspondem à enzima citada é:

a) ILE; CIS; MET; GLI; PRO; ASN; LIS; FEN; ARG; códon de fim.

b) MET; ASN; PRO; GLI; LIS; FEN; ARG; códon de fim.

c) MET; GLI; PRO; ASN; LIS; FEN; GLI; códon de fim.

d) MET; GLI; FEN; ASN; LIS; PRO; ARG; códon de fim.

11. (UNEAL) Muito tem sido aprendido sobre como as instruções genéticas escritas em um alfabeto de apenas 4 “letras” – os quatros diferentes nucleotídeos de DNA – direcionam os processos subcelulares. Em relação ao fluxo da informação genética, enumere a segunda coluna de acordo com a primeira.

1a COLUNA

1. Transcrição

2. Tradução

3. Splicing

4. Replicação

5. Capeamento de precursores de RNAm

2a COLUNA

(  ) Processo catalisado pela DNA polimerase.

( ) Processo que consiste na adição de um “quepe” (7-metilguanosina) a extremidade 5’ de determinados transcritos primários.

(  ) Processo que envolve atividade de peptidil transferase.

(  ) Processo catalisado pela RNA polimerase.

(  ) Processo que consiste na remoção dos introns e junção dos éxons.

Qual a sequência correta, de cima para baixo?

a) 4 – 5 – 2 – 3 – 1.

b) 5 – 4 – 1 – 2 – 3.

c) 3 – 1 – 4 – 2 – 5.

d) 4 – 5 – 2 – 1 – 3.

e) 2 – 1 – 3 – 5 – 4.

12. (UFAM) Em 1928, Fred Griffith trabalhava com bactérias da espécie Diplococcus pneumoniae, onde algumas colônias causavam pneumonia e eram ditas virulentas e outras não tinham essa capacidade (portanto, não virulentas). As colônias virulentas eram chamadas de bactérias S (devido a uma camada de polissacarídeos em sua superfície que as deixavam com uma aparência lisa, do inglês smooth). A colônia não virulenta apresentava uma aparência mais rugosa (bactérias R). Ambas as colônias foram processadas e inoculadas em ratos conforme o protocolo a seguir:

12

A partir da figura fornecida, é correto afirmar que:

a) Os ratos inoculados com as bactérias S só contraíram pneumonia, mas não morreram.

b) As bactérias R foram as responsáveis pelas mortes dos ratos no experimento em que as duas colônias foram inoculadas simultaneamente.

c) A passagem de proteínas de uma colônia para a outra resultou na transformação da colônia R em virulenta.

d) As bactérias R são mais virulentas do que as bactérias S.

e) A transformação de bactérias não virulentas em virulentas só é possível devido à passagem e incorporação de material genético das bactérias S para as bactérias R, transformando-as.

13. (OBJETIVO-SP) A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) normatizou, recentemente, a utilização de câmaras de bronzeamento artificial, visando diminuir os riscos dessa prática, tais como lesões na retina, queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele. Uma mulher que se submeteu a dez sessões intercaladas de bronzeamento, com duração de 15 a 30 minutos cada uma, apresentou, quatro meses depois, indícios de câncer de pele, uma vez que as radiações UV danificaram seu DNA. Pode-se afirmar que esse tipo de câncer:

a) É herdável, porque provoca alteração do DNA.

b) Não é herdável, porque a mutação resultante é recessiva.

c) É herdável, porque a mutação resultante é dominante.

d) Não é herdável, porque provoca alteração em células somáticas.

e) É herdável, porque provoca alteração em células germinativas.

14. (UFSJ) Do DNA às Proteínas: seguindo as instruções no código genético.

“As instruções para suas características, do nível celular ao nível do seu corpo inteiro, estão codificadas no seu DNA. Sempre que suas células se dividem (1) para fazer novas células, elas precisam copiar seu DNA, pelo processo de replicação de DNA, para que cada nova célula tenha seu conjunto de instruções. As células ativas do seu corpo estão constantemente lendo o código genético e utilizando as instruções para construir moléculas, como as proteínas, utilizadas para realizar as tarefas do corpo. Proteínas são construídas pelo esforço combinado de dois processos: transcrição e tradução.

Sinais, como os hormônios, podem dizer às suas células ativas que elas precisam mudar seu comportamento (2). Para mudar seu comportamento, suas células podem precisar mudar suas ferramentas. A regulação dos genes permite que as células desliguem alguns genes e liguem outros para a produção de proteínas. Na verdade, como suas instruções usam o DNA é tão importante quanto o que o código diz.”

(KRATZ, René Fester. Molecular and cell biology for dummies. Indianapolis: Wiley, 2009)

Sobre o texto, é correto afirmar que:

a) Pode-se dizer que as suas características morfológicas expressas, ou seja, seu fenótipo, e o seu comportamento celular, que distinguem um ser humano de outro, estão intimamente ligadas à combinação de genes que são ativados ou desativados no seu nascimento e que permanecem ativo ou inativos durante toda sua vida.

b) Cada indivíduo é único por apresentar um conjunto distinto de genes; assim, suas características morfológicas, desde o nível celular até seu corpo inteiro, o fazem diferente de outros humanos pela peculiaridade genômica.

c) A divisão celular, descrita na frase 1 em negrito, refere-se tanto à meiose quanto à mitose, pois ambas são processos de divisão celular que mantêm o genoma.

d) A mudança de comportamento exposta na frase em negrito assinalada pelo número 2 pode ser, por exemplo, o início da produção de um hormônio pela ativação da maquinaria nuclear e citoplasmática de síntese proteica.

15. (UFRR) Algumas das principais terapias contra o HIV, o retrovírus causador da AIDS, têm como alvo uma enzima exclusiva do vírus, a transcriptase reversa, que catalisa uma reação inexistente em células eucarióticas. Esse tipo de abordagem tem o intuito de evitar efeitos colaterais sobre o metabolismo celular. Assinale a opção que identifica, corretamente, a função dessa enzima.

a) Transcrever o RNA viral em um peptídeo.

b) Transcrever o RNA viral em outra molécula de RNA.

c) Transcrever o DNA viral em uma molécula de RNA.

d) Transcrever o RNA viral em uma molécula de DNA.

e) Transcrever o DNA viral em um peptídeo.

16. (UFSM) O problema da desnutrição é mundial. Um pesquisador conseguiu uma nova variedade de feijão muito mais nutritiva. Para isso, ele precisou alterar o DNA responsável pela informação necessária à síntese da proteína faseolina. A seguir, estão representados, respectivamente, parte da sequência de códons e eles mesmos, após a mutação obtida.

16a

Informe qual fita de DNA deu origem à sequência mutante.

16b

17. (UFSC) Segundo o site Scientific Reports, ligado à revista Nature, o desastre nuclear de Fukushima, ocorrido após o terremoto de 11 de março de 2011, já mostra efeitos na fauna local do nordeste japonês. Cientistas encontraram borboletas que sofreram mutações (foto abaixo) devido à radiação liberada pelos reatores danificados da usina.

17

Disponível em: <http://blogs.estadao.com.br/radar-cientifico/2012/08/14/borboletas-mutantes-sao-encontradas-na-

regiao-de-fukushima/>. [Adaptado] Acesso em: 12 set. 2012.

Considerando o exposto acima, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

01. As mutações originadas pela radiação nas borboletas em Fukushima, citadas no artigo, restringem-se aos fenótipos e não afetaram seus genótipos.

02. Segundo Darwin, em seu célebre livro A Origem das Espécies por meio da Seleção Natural, as mutações são o principal agente de variabilidade entre as espécies.

04. As mutações gênicas e a recombinação gênica contribuem para a variabilidade genética das populações.

08. Uma mutação só ocorre quando envolve a mudança de um códon no DNA.

16. Mutações somente ocorrem em algumas regiões da cadeia de DNA.

32. Todas as mutações são perceptíveis no fenótipo dos indivíduos que as possuem.

64. Apesar de ocorrerem muitas mutações ao longo da cadeia de DNA, elas podem ser corrigidas por mecanismos que envolvem enzimas especializadas no reparo.

Soma das alternativas corretas:

18. (UFF) “Após o anúncio histórico da criação de vida artificial no laboratório do geneticista Craig Venter o – mesmo responsável pela decodificação do genoma humano em 2001-, o presidente dos EUA, Barack Obama, pediu a seus conselheiros especializados em biotecnologia para analisarem as consequências e as implicações da nova técnica.”

                                                                                                                                                                                             (O Globo on line, 22/05/2010)

A experiência de Venter ainda não explica como a vida começou, mas reforça novamente que, sob determinadas condições, fragmentos químicos são unidos para formar a principal molécula responsável pelo código genético da vida. Para a síntese de uma molécula de DNA em laboratório, a partir de uma fita molde de DNA, além do primer, deve-se utilizar:

a) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Adenina; DNA e RNA polimerase.

b) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Uracila; e DNA polimerase.

c) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Adenina; e DNA polimerase.

d) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Uracila; e RNA polimerase.

e) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina, Uracila e Adenina; e DNA polimerase.

19. (UFTM) O esquema ilustra um processo que ocorre em certas bactérias.

19

O mecanismo é conhecido como:

a) Transformação, que resulta em modificação genética, podendo aumentar a chance de sobrevivência.

b) Permutação, que consiste na fusão de material genético diferente do original.

c) Transdução, que consiste em receber um segmento de DNA exógeno, resultando um ser transgênico.

d) Bipartição, que possibilita a formação de um indivíduo geneticamente mais complexo.

e) Conjugação, que aumenta a variabilidade genética das espécies que a realizam.

20. (UNIMONTES) As propriedades biológicas e funcionais de um organismo são determinadas pelo conjunto de interações que ocorrem entre os seus componentes, desde interações moleculares até interações com outros organismos. O estudo de sistemas biológicos sob esse ponto de vista é chamado de biologia de sistema, sua base e estudar os sistemas biológicos como um todo, e não individualmente, para as pequenas partes que os compõem. Assim, foram surgindo os projetos “OMAS”, cujos materiais de pesquisa estão representados na figura a seguir. Observe-a.

20

Considerando a figura e o assunto relacionado com ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa incorreta.

a) O genoma é o conjunto de informações contidas no DNA.

b) O transcriptoma é a análise dos RNAs presentes.

c) O metaboloma é o mais simples de todos, pois não interfere na expressão dos genes.

d) O proteoma permite avaliar as modificações pós-traducionais sofridas por um gene.

gab

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: