Publicado por: Djalma Santos | 26 de fevereiro de 2016

TESTES DE GENÉTICA (V)

01. (UDESC) Sabe-se que o daltonismo é uma herança ligada ao sexo, e que o albinismo é condicionado por um gene recessivo localizado em um cromossomo autossômico. Um casal, em que ambos são heterozigotos para a pigmentação da pele; o homem e a mulher têm visão normal, sendo ela filha de pai daltônico, deseja saber qual a possibilidade de terem um filho albino e daltônico. Assinale a alternativa que apresenta o percentual probabilístico.

a) 50%.

b) 6,25%.

c) 33%.

d) 25%.

e) 0%.

02. (UPE) Sabe-se que a miopia é determinada pela ação de um gene recessivo autossômico m. Um casal de visão normal, cujas mães eram míopes, teve 3 filhas, todas com visão normal. Qual a probabilidade de o próximo filho ser do sexo masculino com visão normal?

a) 3/4.

b) 1/4.

c) 1/2.

d) 3/8.

e) 1/8.

03. (FBV) A compreensão dos fenômenos relacionados à hereditariedade dos seres vivos tornou-se possível a partir do entendimento dos princípios básicos da genética. A respeito de alguns conceitos genéticos fundamentais que aparecem destacados em itálico nas proposições abaixo, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as alternativas falsas.

I   II

0  0 – Um gene pode ser definido como um trecho de molécula de ácido desoxirribonucleico (DNA) que atua como modelo para a fabricação de um ácido ribonucleico (RNA), o qual pode conter informação para a síntese de uma proteína específica.

1  1 – Por exemplo, quando falamos da cor das flores de uma planta, da cor da pelagem de um cão ou do tipo sanguíneo de uma pessoa, estamo-nos referindo ao fenótipo; já quando dizemos, por exemplo, que uma planta possui genes para flor vermelha ou que uma pessoa possui genes para um dado tipo sanguíneo, fazemos referência ao genótipo.

2  2 – Entende-se como genoma o quadro cromossômico diploide padronizado de uma espécie, no qual se levam em consideração o número, as formas e os tamanhos dos cromossomos, tomando-se para protótipo um indivíduo normal daquela espécie.

3  3 – O cariótipo espelha a constante cromossômica dos gametas ou células sexuais de reprodução, que são sempre haploides e cujo papel é manter no zigoto o número de cromossomos característico de uma espécie.

4  4 – A heterozigose é definida como uma qualidade do heterozigoto, isto é, indivíduo que possui genes diferentes num único par de alelos.

04. (COVEST) Miopia e fenilcetonúria decorrem da ação de genes recessivos autossômicos (fenilcetonúria resulta da incapacidade de transformar a fenilalanina em tirosina). A partir dos dados fornecidos no heredograma abaixo, determina e probabilidade do casal II1 X II2 ter uma criança, do sexo masculino e normal para as duas características em questão.

04

a) 3/8.

b) 1/16.

c) 3/16.

d) 3/24.

e) 1/2.

05. (UECE) Sabe-se que em determinada população manifestam-se 3 (três) tipos de alelos Ax  > Ay > Az e que a relação de dominância é Ax > Ay > Az. Suponha que numa população hipotética de 15.000 indivíduos, este caso de polialelia se expresse de acordo com o quadro abaixo.

05

Partindo dessa suposição, pode-se concluir corretamente que a frequência de fenótipos que expressam o gene Az é de:

a) 75%.

b) 50%.

c) 25%.

d) 10%.

e) 20%.

06. (UFSCAR) Em drosófila, o caráter cerdas retorcidas é determinado por um gene recessivo e ligado ao sexo. O alelo dominante determina cerdas normais (não retorcidas). Uma fêmea heterozigota foi cruzada com um macho normal. A descendência esperada será de:

a) 50% de machos e 50% de fêmeas normais e 50% de machos e 50% de fêmeas com cerdas retorcidas.

b) 50% de machos normais, 50% de machos com cerdas retorcidas e 100% de fêmeas normais.

c) 100% de machos normais, 50% de fêmeas com cerdas retorcidas e 50% de fêmeas normais.

d) 100% de machos com cerdas retorcidas e 100% de fêmeas normais.

e) 100% de machos normais e 100% de fêmeas com cerdas retorcidas.

07. (COVEST) Em um dos modelos propostos para a determinação da cor dos olhos na espécie humana (herança quantitativa), são considerados cinco diferentes fenótipos. Na descendência de pais heterozigóticos para os locos determinantes desta característica, foram observados os dados apresentados no quadro abaixo. Analise-os, juntamente com o gráfico, e identifique a correção das proposições abaixo.

07

I  II

0  0 – Três pares de alelos justificam os resultados apresentados.

1  1  – Nos indivíduos de olhos castanho-claros, os locos em questão podem estar em homozigose ou em heterozigose.

2  2 – Indivíduos de olhos verdes apresentam homozigose em apenas um dos locos em questão.

3  3 – A probabilidade do nascimento de duas crianças de olhos azuis, a partir de um casal genotipicamente igual ao do exemplo dado, é de aproximadamente 0,004.

4  4 – A probabilidade do casal indicado em (3-3) ter duas crianças, sendo uma de olhos castanho-claros e uma de olhos verdes é de 3/16.

08. (UEPB) Um indivíduo (AB) (ab) é cruzado com outro (ab) (ab), produzindo a seguinte geração:

– (aB) (ab) ……. 24

– (Ab) (ab) ……. 27

– (ab) (ab) ……. 396

– (AB) (ab) …… 403

De posse dos resultados acima, a frequência de permutação entre A e B é:

a) 10 %.

b) 6 %.

c) 12 %.

d) 8 %.

e) 4 %.

09. (UPE) Antônio e Mara pretendem ter filhos. Entretanto, como em suas famílias há indivíduos hemofílicos e/ou albinos, embora ambos sejam normais para essas características, resolveram procurar aconselhamento de um especialista e relataram o seguinte:

– Os pais de Antônio e a mãe de Mara são normais para essas características, entretanto, o pai de Mara é albino e hemofílico.

– O avô materno de Antônio era hemofílico.

– Do seu primeiro casamento, Antônio tem uma filha albina.

Com base nos dados acima e considerando que o tipo de hemofilia apresentado é de herança recessiva ligada ao cromossomo X e o albinismo, de herança autossômica recessiva, analise as informações.

I. A probabilidade de o casal ter uma criança albina e hemofílica será de 1/16, independente do sexo.

II. Dentre as crianças do sexo masculino, o casal terá 1/2 de probabilidade de ter um filho albino e hemofílico.

III. Dentre as crianças do sexo feminino, o casal terá 0% de probabilidade de ter uma filha albina e hemofílica.

IV. Como Antônio e Mara são portadores do alelo para a hemofilia, transmitido para Antônio através de seu avô e para Mara, através de seu pai, o casal tem 1/4 de probabilidade de gerar uma criança com essa característica, independente do sexo.

V. Como Antônio tem uma filha albina, independente do genótipo de Mara, o casal terá 1/2 de probabilidade de ter uma criança albina.

Assinale a alternativa que contempla a(s) informação(ões) declarada(s) corretamente pelo geneticista.

a) I e III.

b) II e IV.

c) IV e V.

d) Apenas a II.

e) Apenas a III.

10. (UNESP) O esquema mostra a genealogia de uma família. Os símbolos escuros representam os indivíduos míopes e, os claros, os indivíduos de visão normal.

10

A probabilidade do casal I x II, indicado no heredograma, ter uma criança míope é:

a) Imprevisível, porque a mulher tanto pode ser homozigota como heterozigota.

b) Nula, porque a mulher tem o gene dominante em homozigose.

c) 1/2, porque 50% dos gametas da mulher transportam o gene recessivo.

d) 1/4, porque o casal já tem três filhos com visão normal.

e) 1/4, porque o gene para a miopia é recessivo.

11. (URCA) Em porquinho da índia (Cavia porcellus) a característica “pelo curto” é condicionada por um gene dominante enquanto o “pelo longo” é condicionado por um par de genes recessivos, não ligados ao sexo. Um casal desses animais apresentam “pelo curto”, e suas mães tinham “pelos longos”. Desse casal espera-se uma prole, de:

a) 75% de homozigotos.

b) 25% de homozigotos e 25% de heterozigotos.

c) 50% de homozigotos e 50% de heterozigotos.

d) 50% de pelos longos e 50% de pelos curtos.

12. (UEL) Na meiose de um indivíduo AB/ab, ocorre crossing-over entre esses genes em 40% das células. A frequência de gametas AB, Ab, aB e ab produzidos por esse indivíduo deve ser, respectivamente:

a) 10%, 40%, 40% e 10%.

b) 30%, 20%, 20% e 30%.

c) 30%, 30%, 20% e 20%.

d) 40%, 10%, 10% e 40%.

e) 40%, 40%, 10% e 10%.

13. (MACK) Um homem de visão normal e com número normal de dedos casa-se com uma mulher polidáctila e daltônica. Sabendo-se que a polidactilia é uma herança autossômica dominante, assinale a alternativa correta.

a) Esse casal poderá ter uma filha polidáctila e daltônica.

b) A mãe dessa mulher terá obrigatoriamente o mesmo genótipo para o daltonismo que ela.

c) O pai dessa mulher é daltônico.

d) A mulher é obrigatoriamente filha de pai e mãe polidáctilos.

e) Os filhos homens desse casal serão sempre daltônicos e não polidáctilos.

14. (PUC-PR) Quando duas populações da espécie vegetal Zea mays (milho), uma homozigota para o alelo dominante (AA) e uma homozigota para um alelo recessivo (aa), são cruzadas, toda a descendência da primeira geração (F1) assemelha-se ao tipo parental dominante (Aa), embora seja heterozigota. Porém, quando a geração F1 se intercruza, a proporção fenotípica mendeliana 3:1 aparecerá na geração F2, pois os genótipos serão:

a) 1/2 AA e 1/2 aa.

b) 1/4 AA, 1/2 Aa e 1/4 aa.

c) 1/3 AA e 1/4 aa.

d) 1/4 Aa, 1/2 AA e 1/4 aa.

15. (UNISC) No albinismo tirosinase-negativo não há produção da enzima tirosinase, participante de etapas do metabolismo que transforma o aminoácido tirosina em melanina. O locus do gene que codifica esta enzima localiza-se no cromossomo 11 e pode conter o alelo normal A ou o recessivo a. Um casal normal que possui quatro filhos todos normais deseja ter um novo filho. Sabendo-se que a herança desta característica é autossômica recessiva e que o avô paterno e a avó materna das crianças eram albinos, qual será a probabilidade de o bebê vir a ser albino?

a) 0%.

b) 25%.

c) 50%.

d) 75%.

e) 100%.

16. (UNIFOR) A fenilcetonúria é uma doença que acomete aproximadamente 1 em cada 10.000 indivíduos nascidos vivos da população caucasiana, sendo identificado vários casos no Nordeste brasileiro, caracterizada pelo acúmulo de fenilalanina na corrente sanguínea e aumento da excreção urinária de ácido fenilpirúvico e fenilalanina, em decorrência da ausência da enzima fenilalanina hidroxilase. Esta última está envolvida na hidroxilização da fenilalanina em tirosina que, por sua vez, participa da síntese de melanina. O acúmulo de fenilalanina no organismo resulta em deficiência mental.

Fonte: http://www.infoescola.com/doencas/fenilcetonuria/Acesso em 29 abr. 2015. (com adaptações)

Considerando o texto acima, sobre a fenilcetonúria, marque a alternativa correta:

a) A fenilcetonúria é um erro inato do metabolismo causado por infecções bacterianas.

b) O acúmulo de fenilalanina no organismo ocorre por ação de parasita intracelular.

c) A fenilcetonúria pode ser transmitida através de transfusões sanguíneas.

d) A tirosina é um aminoácido não essencial, portanto sua deficiência é insignificante.

e) A fenilcetonúria é resultante de mutação no gene da enzima fenilalanina hidroxilase.

17. (UEPG) O alelo para a cor amarela da semente de ervilha é dominante sobre o alelo para cor de semente verde. Por sua vez, o alelo para formato da ervilha lisa é dominante sobre o alelo para formato rugoso. Do cruzamento entre plantas puras com semente lisa e amarela com plantas de semente verde e rugosa foi obtida a geração 1 (F1). Do intercruzamento de plantas da geração 1 (F1) foi obtida a geração 2 (F2). Com relação às proporções genotípicas e fenotípicas esperadas nas gerações F1 e F2, assinale o que for correto.

01. A proporção fenotípica da geração 1 (F1) é de 50% de plantas lisas e amarelas e 50% de plantas rugosas e verdes.

02. Na geração F2 é esperada uma proporção fenotípica de 9/16 lisas e amarelas, 3/16 lisas e verdes, 3/16 rugosas e lisas e 1/16 rugosas e verdes.

04. A proporção genotípica da geração 2 (F2) é de 25% homozigotas dominantes, 50% heterozigotas e 25% homozigotas recessivas.

08. O genótipo das plantas rugosas e verdes é sempre duplo dominante.

16. Para a geração F1 são esperadas que todas as plantas possuam genótipo duplo heterozigoto (100% di-híbrida).

Soma das alternativas corretas:

18. (UFMG) Observe o esquema.

18

Com base nesse esquema e em conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que:

a) O gene HbA é dominante sobre o gene HbS.

b) Os indivíduos HbA/HbS e HbS/HbS devem apresentar os mesmos níveis de hemoglobina anormal.

c) Os indivíduos que produzem só hemácias anormais podem ser curados por meio de transfusão sanguínea.

d) Um determinado genótipo pode produzir diferentes fenótipos.

19. (UPE) Sobre indivíduos portadores da síndrome de Down, analise as afirmativas abaixo.

I   II

0  0 – Em geral, os portadores apresentam língua protrusa, retardo mental de intensidade variável e malformações cardíacas.

1  1 – Em ambos os sexos, a análise do núcleo interfásico revela a presença da cromatina sexual.

2  2 – A alteração cromossômica, presente nesses indivíduos, pode surgir por uma disjunção irregular do par cromossômico 22, durante a separação dos homólogos na meiose I ou das cromátides irmãs na meiose II, em um dos parentais.

3  3 – Os portadores podem apresentar cariótipo 45 A + XX, quando do sexo feminino, ou 45 A + XY, quando do sexo masculino.

4  4 – Cariotipicamente, os portadores apresentam uma monossomia do par cromossômico 21.

20. (PUC-CAMPINAS) Uma equipe de biólogos obteve dados para estudos de certos caracteres genéticos na população de uma aldeia. Entre esses dados constam os de uma família na qual uma mulher de visão normal, cujo pai é daltônico, casou-se com um homem de visão normal. A probabilidade do nascimento de crianças daltônicas na prole dessa mulher é de:

a) 25% dos meninos.

b) 25% das meninas.

c) 50% dos meninos.

d) 50% das meninas.

e) 75% dos meninos.

gab


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: