Publicado por: Djalma Santos | 1 de abril de 2016

TESTES DE GENÉTICA (VII)

01. (PUC-MG) Alexsander não sabe qual é o seu grupo sanguíneo e o seu tipo de Rh. Entretanto sabe que seu pai é A+, sua mãe O+ e seu irmão é A. Assinale a opção que contém o(s) grupo(s) sanguíneo(s) e o(s) tipo(s) de Rh que Alexsander pode ter:

a) TIPO SANGUÍNEO: A, somente.

FATOR Rh: positivo ou negativo.

b) TIPO SANGUÍNEO: O, somente.

FATOR Rh: positivo, somente.

c) TIPO SANGUÍNEO: A ou O.

FATOR Rh: negativo ou positivo.

d) TIPO SANGUÍNEO: A ou O.

FATOR Rh: positivo, somente.

e) TIPO SANGUÍNEO: O, somente.

FATOR Rh: negativo, somente.

02. (PUC-SP) O cruzamento entre um heterozigoto AaBb e um homozigoto recessivo aabb produziu uma descendência com as seguintes taxas:

– AaBb – 2,5%

– Aabb – 47,5%

– aaBb – 47,5%

– aabb – 2,5%

Em relação ao resultado obtido, foram feitas cinco afirmações. Assinale a única incorreta.

a) O resultado não está de acordo com a segunda lei de Mendel.

b) No caso de herança mendeliana, o resultado esperado seria de 25% para cada classe de descendente.

c) Os genes em questão localizam-se no mesmo cromossomo, a uma distância de 5 unidades de recombinação.

d) O heterozigoto utilizado no cruzamento produziu gametas Ab e aB por permutação ou crossing-over.

e) O heterozigoto utilizado no cruzamento apresenta constituição trans.

03. (FPS) A partir da revisão dos estudos de Gregor Mendel, no século XIX, foram traçadas as bases da Genética que conhecemos hoje. O avanço dessa ciência aumentou nossa compreensão sobre fenômenos genéticos naturais, como as aberrações cromossômicas, e nos preparou para os avanços da engenharia genética.

Sobre esses assuntos, aponte a alternativa correta:

a) “Raças puras” de animais geradas por cruzamento de indivíduos homozigóticos, com vistas ao melhoramento genético, estão mais propensas à extinção ao longo da evolução.

b) Durante a multiplicação in vitro de bactérias, ocorre transferência de parte do material genético entre células por conjugação, processo este chamado de clonagem molecular.

c) Do cruzamento entre dois indivíduos heterozigotos Aa, serão produzidos descendentes AA e aa, na proporção de 1:2, respectivamente.

d) Considerando os genótipos e fenótipos no quadro abaixo, relativo à pelagem de coelhos, descendentes com genótipos Ccch ou Cch terão a pelagem cinzento-prateada ou branca com extremidades escuras, respectivamente.

03

e) Aneuploidias caracterizam-se pelo acréscimo de um ou mais cromossomos nas células, tal como ocorre com a Síndrome de Down, causada pela trissomia do cromossomo 21.

04. (UNICID) A figura representa uma célula com os seus respectivos alelos e a distância entre eles.

04

Se um indivíduo com o genótipo da célula apresentada for cruzado com um indivíduo recessivo, aabb, a porcentagem de descendentes Aabb resultante desse cruzamento será de:

a) 18%.

b) 41%.

c) 25%.

d) 36%.

e) 9%.

05. (UEM) Com base nos fundamentos da primeira lei de Mendel e nos conceitos comumente usados em genética, é correto afirmar:

01. Cruzamentos onde há ausência de dominância, o híbrido apresentará fenótipo diferente dos dois indivíduos puros, sendo em F2 a proporção fenotípica igual à proporção genotípica.

02. Um caráter é considerado congênito se estiver presente no indivíduo desde o nascimento,

independente de sua causa ser genética ou ambiental.

04. O cruzamento entre um coelho albino e um coelho cinza, de linhagens puras, irá formar na geração F1 3/4 de descendentes cinza e 1/4 de descendentes albinos.

08. Herança monogênica ocorre em casos em que mais do que um par de alelos de um gene estão envolvidos na herança da característica.

16. O cruzamento de um indivíduo heterozigoto dominante com outro recessivo, para um caráter, resultará em 75% de indivíduos com genótipo dominante e 25% com genótipo recessivo.

Soma das alternativas corretas:

06. (COVEST) Em uma exaustiva análise de genealogias humanas, com relação à surdez congênita na descendência de pais normais para a audição, cujos progenitores eram surdos, foi observado que a distribuição fenotípica para normais e surdos obedecia a uma proporção de 9:7, respectivamente, como ilustrado no quadro abaixo. Considerando esses dados, analise as proposições a seguir.

06

I   II

0  0 – A surdez congênita é determinada por alelos múltiplos em um loco autossômico.

1  1 – Interação gênica entre dois locos justificam esses dados.

2  2 – Na determinação da característica analisada atuam locos gênicos ligados que distam entre si em 16 unidades de mapa.

3  3 – A probabilidade do nascimento de uma criança normal para a audição, a partir de um casal

genotipicamente igual ao mostrado na F1, é de aproximadamente de 0,56.

4  4 – Cinco distintas classes genotípicas são observadas entre os descendentes surdos citados.

07. (UECE) Em determinado tipo de herança com efeito cumulativo de 6 (seis) poligenes, a quantidade de classes fenotípicas encontradas é:

a) 2 (duas), porque este tipo de herança funciona de acordo com as regras do monoibridismo.

b) 3 (três), porque cada par de poligenes é responsável por uma classe fenotípica.

c) 6 (seis), porque cada poligene é responsável por uma classe fenotípica.

d) 7 (sete), porque o número de classes fenotípicas é igual ao número de poligenes mais um.

08. (UFPR) Em suínos, a sensibilidade ao anestésico halothane é de grande importância econômica, uma vez que os animais sensíveis são altamente propensos a stress, provocando prejuízos por morte súbita e condenação de carcaças. Essa sensibilidade é provocada pela homozigose do gene h, e os animais afetados não podem ser identificados morfologicamente, até que a doença se manifeste, antes de atingirem a maturidade sexual. Um criador cruzou um macho e uma fêmea de genótipos desconhecidos e obteve um filhote que manifestou a doença. O mesmo casal foi cruzado mais uma vez e teve dois filhotes. Temeroso de perder também estes animais, o criador quer saber qual a probabilidade de ambos os filhotes serem afetados. Assinale a resposta correta.

a) 6,25%.

b) 12,5%.

c) 75%.

d) 50%.

e) 100%.

09. (FUVEST) Em tomates, a característica planta alta é dominante em relação à característica planta anã e a cor vermelha do fruto é dominante em relação à cor amarela. Um agricultor cruzou duas linhagens puras: planta alta/fruto vermelho x planta anã/fruto amarelo. Interessado em obter uma linhagem de plantas anãs com frutos vermelhos, deixou que os descendentes dessas plantas cruzassem entre si, obtendo 320 novas plantas. O número esperado de plantas com o fenótipo desejado pelo agricultor e as plantas que ele deve utilizar nos próximos cruzamentos, para que os descendentes apresentem sempre as características desejadas (plantas anãs com frutos vermelhos), estão corretamente indicados em:

a) 16; plantas homozigóticas em relação às duas características.

b) 48; plantas homozigóticas em relação às duas características.

c) 48; plantas heterozigóticas em relação às duas características.

d) 60; plantas heterozigóticas em relação às duas características.

e) 60; plantas homozigóticas em relação às duas características.

10. Se cruzarmos dois gatos, sendo ambos heterozigóticos (Aa), obteremos:

a) Apenas indivíduos Aa.

b) Indivíduos AA e aa, na proporção de 3:1, respectivamente.

c) Indivíduos AA e aa, na proporção de 2:1, respectivamente.

d) Indivíduos AA, Aa e aa, na proporção de 1:2:1, respectivamente.

11. (UECE) Na interação gênica, os casos de epistasia recessiva acontecem em camundongos que possuem pelagem aguti, preta ou albina. No cruzamento do duplo heterozigoto aguti AaPp x AaPp, sabendo-se que o alelo “P” condiciona a cor aguti, o alelo “p” condiciona a cor preta e o alelo “A” permite a manifestação da cor enquanto “a” a inibe, pode-se afirmar corretamente que a proporção mendeliana fenotípica clássica de 9:3:3:1 é alterada para:

a) 12:3:1.

b) 15:1.

c) 13:3.

d) 9:3:4.

12. (UNICID) A figura ilustra um procedimento realizado por Gregor Mendel em seus experimentos com ervilhas (Pisum sativum).

12

Tal procedimento levou Mendel à conclusão sobre a:

a) Verificação da proporção fenotípica de 3:1 em F2.

b) Existência da meiose na formação dos gametas vegetais..

c) Verificação da dominância e da recessividade de caracteres fenotípicos em F1.

d) Ocorrência de polinização cruzada em ervilhas.

e) Ocorrência de autofecundação em ervilhas.

13. (ACEFE) A Genética se dedica a estudar os genes que, por sua vez, trata da hereditariedade. A essência da genética clássica originou-se dos trabalhos de Mendel publicado em 1866, com data de 1865, os quais foram considerados inicialmente controversos. Sobre o tema, analise as afirmações a seguir.

I. As características ditas qualitativas são, de modo geral, determinadas por muitos genes situados em vários loci, são muito influenciadas pelo ambiente e apresentam variação contínua, o contrário daquelas chamadas características quantitativas que são descontínuas e pouco influenciadas pelo ambiente.

II. As sequências de DNA codificantes são chamadas de éxons. Elas são intercaladas por regiões não codificantes, chamadas de íntrons. Estes íntrons, inicialmente transcritos em um transcrito primário, no núcleo são removidos em um processo denominado splicing.

lll. A probabilidade de um casal heterozigoto para uma dada característica ter, seguidamente, duas meninas homozigotas é 1/64.

lV. Gene é uma sequência de nucleotídeos distintos que fazem parte de um cromossomo. Cada gene codifica uma determinada sequência de uma cadeia polipeptídica.

V. Cromossomos homólogos são cromossomos que formam pares, nos quais um é de origem materna (óvulo) e o outro, origem paterna (espermatozoide). Nesses cromossomos encontram- se os genes alelos, que ocupam a mesma posição nos cromossomos homólogos e são responsáveis por determinar uma mesma característica.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente II, IV e V estão corretas.

b) Somente I e V estão corretas.

c) Apenas a afirmação III está correta.

d) Todas as afirmações estão corretas.

14. (UNITAU) Avalie o heredograma apresentado e assinale a alternativa que, além de nomear corretamente o tipo de herança destacada, indica o cruzamento conclusivo para sua identificação.

14

a) Herança autossômica recessiva/ cruzamento conclusivo: casal 1 e 2 da geração I.

b) Herança autossômica recessiva/cruzamento conclusivo: casal 2 e 3 da geração II.

c) Herança autossômica dominante/ cruzamento conclusivo: casal 3 e 4 da geração I.

d) Herança autossômica dominante/ cruzamento conclusivo: casal 2 e 3 da geração II.

e) Herança autossômica recessiva/ cruzamento conclusivo: casal 3 e 4 da geração I.

15. (COVEST) Um pesquisador, estudando a cor da plumagem em periquitos australianos, observou que, cruzando casais homozigóticos (machos de plumagem verde com fêmeas de plumagem branca), todos os descendentes F1 apresentavam plumagem verde. Do cruzamento dos indivíduos F1 foi obtida uma proporção F2, conforme mostrado no quadro abaixo.

15

Com base nos dados do quadro acima podemos afirmar.

I  II

0 0 – Na determinação da cor das penas de periquitos australianos, três pares de alelos interagem.

1  1 – No exemplo citado, tem-se um caso de polialelia (alelos múltiplos), em que a herança da cor da plumagem se dá nos moldes do grupo sanguíneo, sistema ABO.

2  2 – Entre os indivíduos F2 de fenótipo verde é esperado que 4/16 sejam heterozigóticos para os locos que determinam a plumagem acima referida.

3  3 – A probabilidade de obter-se dois periquitos brancos, a partir do cruzamento de um casal heterozigótico, (genotipicamente igual ao do exemplo dado), é de aproximadamente 0,004.

4  4 – Periquitos australianos de plumagem branca são homozigóticos aabb.

16. (FPS) Abaixo é mostrada a genealogia de uma família acometida pela doença X. Considerando três gerações dessa família, identifique corretamente os genótipos de alguns dos familiares, dentre as alternativas que se seguem:

16

a) I-1 (aa); II-2 (aa); III-2 (Aa).

b) I-1 (aa); II-1 (Aa); III-5 (AA).

c) I-2 (Aa); II-6 (AA); III-4 (aa).

d) I-1 (Aa); II-5 (Aa); III-3 (AA).

e) I-2 (aa); II-4 (Aa); III-6 (Aa).

17. (UNEAL) Nos animais, o sexo é determinado por herança cromossômica, sendo a expressão diferente em cada grupo. Sobre o assunto, verifique se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.

( ) Aves apresentam o sistema de determinação cromossômica do sexo do tipo ZW. Nesse sistema, são as fêmeas que apresentam cromossomos sexuais diferentes.

( ) No sistema ZW, o cromossomo sexual presente tanto nas fêmeas quanto em machos é chamado cromossomo Z.

( ) Diversas espécies de animais apresentam o sistema X0; nesses animais, a fêmea apresenta somente um cromossomo sexual.

( ) No sistema XY de determinação do sexo, as fêmeas possuem um par de cromossomos sexuais heterólogos.

a) V – F – F – V.

b) V – V – V – F.

c) F – F – V – F.

d) F – V – F – V.

e) V – V – F – F.

18. (CEDERJ) Analise o cariótipo a seguir.

18

Com base na aberração numérica dos cromossomas sexuais, destacada na figura, pode-se afirmar que esse cariótipo é característico de indivíduo com síndrome de:

a) Edward.

b) Turner.

c) Klinefelter.

d) Jacober.

19. (UNICID) Um organismo é duplo heterozigoto e apresenta seus alelos em ligação gênica, conforme o esquema a seguir.

19

Supondo a não ocorrência de permutação e um cruzamento com um organismo duplo recessivo ab/ab, a proporção genotípica formada em F1 será:

a) 3 AB/ab : 1 ab/ab.

b) Ab/ab, apenas.

c) AB/ab, apenas.

d) 1 AB/ab : 1 ab/ab.

e) 1AB/ab : 2 Ab/aB : 1 ab/ab.

20. (CESPE) A galactosemia, caracterizada por uma inabilidade das células em converter galactose em glicose da maneira normal, é um erro inato do metabolismo. O resultado imediato é o acúmulo de metabólitos da galactose no organismo. Essa inabilidade em metabolizar a galactose deve-se a deficiências das enzimas galactose-1-fosfato uridiltr-ansferase, galactoquinase e uridinadifosfato galactose 4-epimerase. O tipo mais comum da doença decorre da deficiência de galactose-1-fosfato uridil-transferase. Os três subtipos de galactosemia apresentam padrão de herança autossômico recessivo. Considerando essas informações, é correto afirmar que a probabilidade de um casal heterozigoto ter um filho do sexo masculino e heterozigoto para o gene galactose-1-fosfato uridil-ransferase é igual a:

a) 1/4.

b) 3/4.

c) 1/2.

d) 1/3.

GABARITO 2

Anúncios

Responses

  1. Resolução da questão de numero 9, por favor!!!

    • 09. (FUVEST) Em tomates, a característica planta alta é dominante em relação à característica planta anã e a cor vermelha do fruto é dominante em relação à cor amarela. Um agricultor cruzou duas linhagens puras: planta alta/fruto vermelho x planta anã/fruto amarelo. Interessado em obter uma linhagem de plantas anãs com frutos vermelhos, deixou que os descendentes dessas plantas cruzassem entre si, obtendo 320 novas plantas. O número esperado de plantas com o fenótipo desejado pelo agricultor e as plantas que ele deve utilizar nos próximos cruzamentos, para que os descendentes apresentem sempre as características desejadas (plantas anãs com frutos vermelhos), estão corretamente indicados em:
      a) 16; plantas homozigóticas em relação às duas características.
      b) 48; plantas homozigóticas em relação às duas características.
      c) 48; plantas heterozigóticas em relação às duas características.
      d) 60; plantas heterozigóticas em relação às duas características.
      e) 60; plantas homozigóticas em relação às duas características.
      Cara Maria Eduarda
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: E (“60; plantas homozigóticas em relação às duas características.”)
      JUSTIFICATIVA
      – ALELOS:
      * A (alta)
      * a (anã)
      * V (vermelha)
      * v (amarela)
      – PAIS: AAVV x aavv
      – F1: AaVv
      – F2: 9 (A_V_); 3 (a_vv); 3 (aaV_); 1 (aavv).
      – PROBABILIDADE (aaV_) = 3/16 X 320 = 60
      – As plantas aaVV sempre produzirão, por autofecundação, descendência anã com frutos vermelhos.
      Djalma Santos

  2. Olá professor. Na questão 16, porque o indivíduo III-5 é AA ?

    • Cara Mariana
      – Pelos dados mostrados na genealogia, a doença X é autossômica recessiva. Dessa forma, os indivíduos que possuem genótipo aa, apresentam a doença. Pelas opções apresentadas apenas a alternativa B [“I-1 (aa); II-1 (Aa); III-5 (AA).] responde à questão.
      – ALTERNATIVA A [“I-1 (aa); II-2 (aa); III-2 (Aa)”] – INCORRETA
      * II-2 não é aa.
      – ALTERNATIVA C [“I-2 (Aa); II-6 (AA); III-4 (aa).”] – INCORRETA
      * III-4 não é Aa.
      – ALTERNATIVA D [“I-1 (Aa); II-5 (Aa); III-3 (AA).”] – INCORRETA
      * I-1 não é Aa.
      – ALTERNATIVA E [“I-2 (aa); II-4 (Aa); III-6 (Aa).”] – INCORRETA
      * I-2 não é aa.
      – A comissão elaborada da questão deve ter utilizado estas considerações para justificar a alternativa B.
      Djalma Santos

  3. Questão 11 por favor professor !

    • 11. (UECE) Na interação gênica, os casos de epistasia recessiva acontecem em camundongos que possuem pelagem aguti, preta ou albina. No cruzamento do duplo heterozigoto aguti AaPp x AaPp, sabendo-se que o alelo “P” condiciona a cor aguti, o alelo “p” condiciona a cor preta e o alelo “A” permite a manifestação da cor enquanto “a” a inibe, pode-se afirmar corretamente que a proporção mendeliana fenotípica clássica de 9:3:3:1 é alterada para:
      a) 12:3:1.
      b) 15:1.
      c) 13:3.
      d) 9:3:4.
      Marcos
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: D (“9:3:4.”)
      JUSTIFICATIVA
      – No cruzamento referido na questão AaPp x AaPp, serão formados:
      * 9 A_P_
      * 3 A_pp
      * 3 aaP_
      *1 aapp
      – Como o gene “a” inibe a manifestação da cor, teremos:
      * 9 A_P_: AGUTIS
      * 3 A_pp: PRETOS
      * 3 aaP_: BRANCOS
      *1 aapp: BRANCOS
      – Logo, a proporção fenotípica será: 9:3:4 [9 agutis, 3 pretos e 4 brancos (alternativa D)].
      Djalma Santos

  4. Pode explicar a questão 5, professor? Não entendi porque a alternativa 1 está correta

    • Helena
      Veja, abaixo, a explicação que você solicitou.
      ALTERNATIVA 01 (“Cruzamentos onde há ausência de dominância, o híbrido apresentará fenótipo diferente dos dois indivíduos puros, sendo em F2 a proporção fenotípica igual à proporção genotípica.”) – CORRETA
      JUSTIFICATIVA
      – No caso referido na alternativa 01, os indivíduos heterozigotos apresentam fenótipo intermediário entre os dois homozigotos. É o caso, por exemplo, da planta boca-de-leão. Os indivíduos homozigotos para um determinado gene (FVFV) apresentam flores vermelhas. Os homozigotos para a outra versão gênica (FBFB), exibem flores brancas. Os heterozigotos (FBFV), por seu turno, têm flores cor-de-rosa. Como você pode constatar, não há dominância de um alelo do gene em relação a outro.
      Djalma Santos

  5. Pode explicar a questão 8? Obrigada

    • 08. (UFPR) Em suínos, a sensibilidade ao anestésico halothane é de grande importância econômica, uma vez que os animais sensíveis são altamente propensos a stress, provocando prejuízos por morte súbita e condenação de carcaças. Essa sensibilidade é provocada pela homozigose do gene h, e os animais afetados não podem ser identificados morfologicamente, até que a doença se manifeste, antes de atingirem a maturidade sexual. Um criador cruzou um macho e uma fêmea de genótipos desconhecidos e obteve um filhote que manifestou a doença. O mesmo casal foi cruzado mais uma vez e teve dois filhotes. Temeroso de perder também estes animais, o criador quer saber qual a probabilidade de ambos os filhotes serem afetados. Assinale a resposta correta.
      a) 6,25%.
      b) 12,5%.
      c) 75%.
      d) 50%.
      e) 100%.
      Kristine
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: A (“6,25%.”)
      JUSTIFICATIVA
      ALELOS: h (afetado) e H (normalidade).
      GENITORES: pai (Hh) e mãe (Hh)
      – Explicação: do cruzamento nasceu um filhote hh, como consta no enunciado (“… Um criador cruzou um macho e uma fêmea de genótipos desconhecidos e obteve um filhote que manifestou a doença. …).
      CRUZAMENTO: Hh x Hh = HH + Hh + Hh + hh [1/4 (afetado)].
      P (2 filhotes hh) = 1/4 x 1/4 = 1/16 = 0,0625 = 6,25% (ALTERNATIVA A).
      Djalma Santos

  6. Na questão 6, não consegui achar o que está errado na afirmação 2 “Na determinação da característica analisada atuam locos…”. Pode me explicar por favor!?

    • ALTERNATIVA 2 2 (“Na determinação da característica analisada atuam locos gênicos ligados que distam entre si em 16 unidades de mapa.”) – INCORRETA
      – Não se trata de ligação gênica (locos gênicos ligados, como consta nesta alternativa). Uma distribuição fenotípica de 9:7, como a mostra no quadro, corresponde a uma população mínima de 16 indivíduos necessários para a expressão dos fenótipos, sendo, portanto, compatível com a segregação de dois locos gênicos.
      Djalma Santos.

  7. Pode explicar a questão 4? Não entendi o porque da referência no cruzamento com aabb ser os 82% para em seguida a sua metade ser a resposta, por favor!!

    • ALTERNATIVA CORRETA: B (“41%.”)
      – O híbrido indicado na figura é trans (Ab/aB). Ele formará gametas:
      * Ab (não recombinante) = 41% (0,41).
      * aB (não recombinante) = 41% (0,41)
      * AB (recombinante) = 9% (0,09).
      * ab (recombinante) = 9% (0,09).
      – Todos os gametas do indivíduo recessivo aabb serão ab
      – A porcentagem de descendentes Aabb será:
      * Ab (0,41) x ab (1) = 0,41 = 41%.
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: