Publicado por: Djalma Santos | 21 de abril de 2016

TESTES DE GENÉTICA DE POPULAÇÕES (I)

01. Texto para esta questão

Em uma população infinitamente grande, em que os cruzamentos ocorrem ao acaso e sobre o qual não há atuação de fatores evolutivos, as frequências gênicas e genotípicas permanecem constantes ao longo das gerações

(Princípio de Hardy-Weinberg)

O conhecimento da formação genética das populações é importante para o estudo evolução. Em uma população que obedece ao princípio acima descrito, conhecendo-se as frequências (p, q …..) dos alelos de um certo caráter, podemos prever as frequências dos vários genótipos possíveis daquela característica, através das expressões: p2, q2, 2pq….

Na tabela abaixo são mostradas as frequências dos tipos sanguíneos AB e 0 em duas populações hipotéticas (A e B).

01

Sabe-se que as duas populações estão em equilíbrio genético de Hardy-Weinberg. Nos cálculos aritméticos se descobriu que o percentual do alelo IA é o dobro do IB em um dos grupos populacionais, e que na outra população, as suas frequências são iguais. Considerando esses dados e seus conhecimentos sobre o assunto, foram feitas as seguintes afirmativas:

I. Na população B a frequência de indivíduos de sangue A é 28%.

II. Na população A a frequência do alelo i é 0,7.

III. A frequência do alelo IA na população B é maior do que na população A.IV. A frequência do alelo IB na população A é 0,1.

É verdadeiro o que se afirma:

a) Apenas em I.

b) Apenas em II.

c) Apenas em I e II.

d) Apenas em I, II e IV.

e) Apenas em II, III e IV.

02. (UNIMONTES) A Doença de Huntington é uma doença neurodegenerativa fatal de herança autossômica dominante, caracterizada por movimentos involuntários e demência progressiva. Em um estudo de duas populações, foram encontrados os resultados apresentados nos gráficos a seguir. Analise-os.

02

Considerando os resultados apresentados, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

a) Os indivíduos com genótipo DD e Dd apresentam fenótipos diferentes.

b) Na população B, ocorreu maior número de cruzamentos entre indivíduos heterozigotos.

c) A população B apresenta maior número de indivíduos acometidos pela doença.

d) A maior frequência de indivíduos com genótipo dd na população A indica a presença de novas mutações.

03. (UPE) A aplicação do princípio de Hardy-Weinberg, representado pela equação matemática p2 + 2pq + q2, é importante para se estimar a frequência de alelos de doenças hereditárias nas populações. Uma delas é a fenilcetonúria (PKU), detectada pelo teste do pezinho. Os afetados (q2) podem vir a sofrer grave retardo mental ao ingerir fenilalanina, por não possuírem a capacidade de degradar esse aminoácido essencial, encontrado em diversos alimentos, inclusive no leite. Em uma amostra de 2.000 pessoas, verificou-se que os homozigotos recessivos para PKU correspondiam a 4%. Qual a frequência de indivíduos com genótipo dominante homozigoto e heterozigoto respectivamente?

a) p2 = 0,80; 2pq = 0,20.

b) p2 = 0,64; 2pq = 0,32.

c) p2 = 0,54; 2pq = 0,46.

d) p2 = 0,29; 2pq = 0,67.

e) p2 = 0,15; 2pq = 0,70.

 

04. (PUC) O Equilíbrio de Hardy-Weinberg é um modelo matemático que estabelece que as frequências alélicas e genotípicas serão mantidas ao longo das gerações. Para isso, alguns pressupostos devem ser atendidos:

I. A população deve ser infinitamente grande.

II. A reprodução deve ser sexuada e aleatória.

III. Não pode haver seleção natural.

IV. Não pode ocorrer formação de novos alelos por mutação.

V. Não pode ocorrer migração.

Dos pressupostos apresentados, são necessários para esse modelo:

a) II, III e IV, apenas.

b) III, IV e V, apenas.

c) I e II, apenas.

d) I, apenas.

e) I, II, III, IV e V.

05. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

Segundo o Teorema de Hardy-Weinberg, em uma população grande, panmítica, isenta de mutações, seleção natural e migrações, as frequências gênicas e genotípicas permanecem constantes ao longo das gerações. Entretanto, se for verificado que as frequências gênicas para determinado fenótipo são significativamente diferentes ao longo das gerações, conclui-se que:

a) A população está crescendo, geração após geração, ficando cada vez maior.

b) Na população não houve migrações, ou seja, nenhum indivíduo entrou e nenhum indivíduo saiu.

c) A população não se encontra em equilíbrio genético e, portanto, está evoluindo.

d) A população está isenta de fatores evolutivos, como mutação, seleção natural e migrações.

06. (UEG) Em uma população hipotética de estudantes universitários, 36% dos indivíduos são considerados míopes. Sabendo-se que esse fenótipo é associado a um alelo recessivo “a”, as frequências genotípicas podem ser calculadas pela fórmula de Hardy-Weinberg. Nesse contexto, as frequências de AA, Aa e aa correspondem a:

a) 58%, 24% e 18%.

b) 40%, 24% e 36%.

c) 34%, 48% e 18%.

d) 16%, 48% e 36%.

07. (UEM) Considere que a composição genética de uma população pode ser conhecida calculando-se as frequências de seus alelos e as frequências de seus genótipos. Analise os dados de duas populações hipotéticas, fornecidos na tabela, e assinale o que for incorreto.

07

N = número de indivíduos

A = alelo dominante

a = alelo recessivo.

a) A frequência do alelo a da população 1 é de 43%.

b) A frequência do alelo A da população 1 é maior do que a frequência do alelo A da população 2.

c) A frequência dos genótipos AA, Aa e aa da população 1 é de 32%, 50% e 18%, respectivamente.

d) A frequência do genótipo heterozigoto da população 2 é de 60%.

e) Na população 2, a frequência do alelo recessivo é 12% maior do que a frequência do alelo dominante.

08. (FPS) A capacidade de enrolar a língua em forma de U, mostrada abaixo, é controlada por um gene com dois alelos. Pessoas com tal característica são homozigotas dominantes ou heterozigotas, enquanto as que não apresentam são homozigotas recessivas. Do ponto de vista evolutivo, considere uma população de 3900 pessoas em equilíbrio de Hardy-Weinberg, sendo que 3276 tinham a capacidade de enrolar a língua. Qual é a frequência do alelo dominante e do alelo recessivo, respectivamente?

08

a) 1 e 0.

b) 0,7 e 0,3.

c) 0,6 e 0,4.

d) 0,5 e 0,5.

e) 0,8 e 0,2.

09. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

O conhecimento da composição genética de populações é importante para o estudo da evolução. Pode-se conhecer a composição genética de uma população calculando a frequência de genes e genótipos que a compõem. Assim, considere uma população em equilíbrio genético na qual 16% dos indivíduos são míopes e o restante tem visão normal.

LOPES, Sônia. Bio. Vol. 3. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 225.

Sabendo-se que a miopia é determinada pelo alelo recessivo, a frequência dos alelos recessivo e dominante para esse caráter nessa população é de, respectivamente:

a) 0,16 = 16% e 0,84 = 84%.

b) 0,4 = 40% e 0,6 = 60%.

c) 0,32 = 32% e 0,68 = 68%.

d) 0,1 = 10% e 0,9 = 90%.

10. (UNIRIO) A característica de ter covinha nas bochechas é determinada por um par de genes, seguindo a primeira lei mendeliana. Imagine que, numa população de 500 indivíduos, 84% das pessoas possuam covinhas (CC e Cc). Admitindo que essa população esteja em equilíbrio de Hardy-Weinberg, determine, respectivamente, qual é a frequência do gene “c” e qual é o número esperado de heterozigotos nessa população.

a) 0,4 e 420 indivíduos.

b) 0,16 e 180 indivíduos.

c) 0,6 e 240 indivíduos.

d) 0,4 e 240 indivíduos.

e) 0,6 e 180 indivíduos.

11. (FATEC) Sabendo-se que em determinada população em equilíbrio a frequência de um gene autossômico recessivo é de 30%, as frequências de homozigotos dominantes e de heterozigotos serão, respectivamente:

a) 9% e 42%.

b) 70% e 21%.

c) 49% e 9%.

d) 49% e 21%.

e) 49% e 42%.

12. (UPE) Leia o texto a seguir:

O Teorema de Hardy-Weinberg postula que as frequências gênicas e genotípicas permanecerão constantes na população ao longo das gerações, independentemente das frequências iniciais. Além disso, estabelece que o equilíbrio das frequências genotípicas será estabelecido após uma geração aleatória de acasalamento. Nessa formulação, se os genes A e a são alelos de um determinado loco gênico, e cada indivíduo diploide tem dois desses genes, então, numa população, p é designado como a frequência do alelo A e q, como a frequência do alelo a. Assim, supondo-se uma população de 1.000 indivíduos, cada um deles com dois alelos, sendo estes alelos 60% caracterizados como A, a frequência p seria 0,60. Os 40% de alelos restantes seriam representados por a, e q seria então igual a 0,40. A fórmula dessa representação então é: p + q = 1.0 – na qual ficam definidas as frequências gênicas.

            Fonte: Adaptado de Sene 2008. O Teorema de Hardy-Weinberg completa 100 anos. Genética na Escola 03.02: 39-41 em www.sbg.org.br

De acordo com o texto, qual seria a frequência das possíveis combinações desses dois alelos (AA, Aa, aa), definida em uma expressão que representasse as frequências genotípicas?

a) p + pq + q = 1.

b) p + 2p2q + q = 1,

c) p2 + 2pq + q2 = 1.

d) p2 + 2p3q2 + q1 = 1.

e) p2 + p4q4 + q2 = 1.

13. (COVEST) O princípio de Hardy-Weinberg tem sido utilizado pelos evolucionistas como uma importante ferramenta para compreender as frequências gênicas nas populações dos seres vivos. Sobre esse assunto, considere as afirmativas a seguir.

I   II

0  0 – A quantidade de indivíduos ou o isolamento reprodutivo de uma parte da população não interferem no equilíbrio gênico.

1  1 – Em uma população sob influência de processos evolutivos, tais como migração e deriva gênica, as frequências de alelos nos descendentes permanecem inalteradas.

2  2 – Como são fenômenos raros, as mutações não provocam alteração nas frequências de alelos de uma população com inúmeros tipos de cruzamentos possíveis.

3  3 – Na hipótese de prevalecerem na população cruzamentos entre indivíduos com características fenotípicas vantajosas, a mesma tende a permanecer em equilíbrio gênico.

4  4 – Supondo que as frequências dos alelos “A” e “a”, não ligados ao sexo, numa população em equilíbrio gênico, sejam, respectivamente, “0,7” e “0,3”, a probabilidade de se formar na população indivíduos “AA” é de 49 %.

14. (UEL) Em uma população composta de 100 mil indivíduos, 24 mil apresentam o genótipo AA e 36 mil apresentam o genótipo aa. Com base nesses dados, é correto afirmar que a frequência dos alelos A e a será respectivamente:

a) 0,49 e 0,51.

b) 0,44 e 0,56.

c) 0,50 e 0,50.

d) 0,56 e 0,44.

e) 0,34 e 0,66.

15. (FCM-PB) O teorema de Hardy-Weinberg para populações naturais estabelece um modelo para o comportamento dos genes; esse princípio é válido para:

a) Populações naturais infinitamente pequenas.

b) Populações infinitamente grandes, com cruzamentos ao acaso, isentos de fatores evolutivos.

c) Populações grandes, com cruzamentos programados e com presença de mutações.

d) Populações infinitamente pequenas, com cruzamentos ao acaso onde há migração.

e) Populações naturais onde ocorre a seleção natural.

16. (UEM) Dependendo de sua constituição gênica, um indivíduo pode apresentar maior ou menor adaptação ao meio, maior ou menor chance de sobreviver e de se reproduzir. Um exemplo disso foi o melanismo industrial na Inglaterra. Mariposas portadoras do genótipo para cor clara (aa) eram mais intensamente caçadas pelos pássaros do que mariposas escuras (genótipos AA ou Aa), em áreas poluídas. O diagrama a seguir mostra, ao longo de três gerações, o número de genótipos encontrados em cada geração. Com base no diagrama, assinale o que for correto.

16

01. As frequências dos alelos A e a, na geração 1, são, respectivamente, 0,80 e 0,20.

02. As frequências dos alelos A e a, na geração 2, são, respectivamente, 0,50 e 0,50.

04. As frequências dos alelos A e a, na geração 3, são, respectivamente, 0,25 e 0,75.

08. A frequência de mariposas escuras aumenta com o passar das gerações.

16. A frequência do alelo que condiciona a cor escura aumenta com o passar das gerações.

32. Em qualquer geração, a frequência do alelo A somada à frequência do alelo a é sempre igual a 1.

Soma das alternativas corretas:

17. (UFV) Das 5 populações dadas a seguir, indique quais estão em EHW:

a. 0.00:1.00:0.00.

b. 0.50:0.00:0.50.

c. 0.25:0.50:0.25.

d. 0.01:0.18:0.81.

e. 0.81:0.18:0.01.

a) a b c d e.

b) a c d e.

c) c d e.

d) a b c.

18. (UNIMONTES) De acordo com os princípios que regem o teorema de Hardy-Weiberg, é correto afirmar:

a) Para que seja mantido o equilíbrio gênico em uma população, o cruzamento entre os indivíduos deve ocorrer com base na curva típica da seleção disruptiva, ou seja, favorecimento dos fenótipos extremos.

b) O equilíbrio gênico só pode ser mantido experimentalmente, pois o rigor e controle em nível laboratorial garante o cruzamento entre os indivíduos, seguindo uma curva típica de seleção direcional.

c) O único fator evolutivo capaz de garantir o equilíbrio gênico é o isolamento geográfico.

d) A população deve ser suficientemente grande de modo a garantir, segundo as leis da probabilidade, a ocorrência de todos os cruzamentos possiveis.

19. (UNIMONTES) A genética de populações tem sido muito importante para a determinação de frequências de doenças genéticas em populações humanas, com os dados podendo ser utilizados na avaliação das intervenções realizadas no âmbito da saúde pública. Entre essas doenças podemos citar a hemofilia. A frequência do alelo recessivo (Xh) para hemofilia A é 0,0001. Considerando uma população em equilíbrio de Hardy-Weinberg e composta por 2.000.000 de pessoas (50% homens e 50% mulheres), assinale a alternativa correta.

a) Ocorrem cerca de 200 homens hemofílicos nesta população.

b) Ocorrem cerca de 200 mulheres normais portadoras do alelo Xh nesta população.

c) Ocorrem cerca de 20 mulheres hemofílicas nesta população.

d) Do cruzamento de uma mulher normal portadora do alelo Xh com um homem normal, a chance de nascer uma criança hemofílica é 3/4 (75%)..

e) Hemofilia é um caráter autossômico recessivo influenciado pelo sexo.

20. (OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA) Suponha que em uma população humana em equilíbrio de Hardy-Weinberg, constituída por 100.000 indivíduos, as frequências dos alelos IA e IB fossem, respectivamente, de 0,2 e 0,5. A partir desses dados, podemos deduzir que o número de indivíduos pertencentes ao grupo sanguíneo A na população, que apresentem genótipos heterozigotos, é de:

a) 4.000 indivíduos.

b) 30.000 indivíduos.

c) 6.000 indivíduos.

d) 12.000 indivíduos.

e) Impossível de ser determinado.

gab

Anúncios

Responses

  1. COMO RESOLVER A QUESTÃO 19?

    • 19. (UNIMONTES) A genética de populações tem sido muito importante para a determinação de frequências de doenças genéticas em populações humanas, com os dados podendo ser utilizados na avaliação das intervenções realizadas no âmbito da saúde pública. Entre essas doenças podemos citar a hemofilia. A frequência do alelo recessivo (Xh) para hemofilia A é 0,0001. Considerando uma população em equilíbrio de Hardy-Weinberg e composta por 2.000.000 de pessoas (50% homens e 50% mulheres), assinale a alternativa correta.
      a) Ocorrem cerca de 200 homens hemofílicos nesta população.
      b) Ocorrem cerca de 200 mulheres normais portadoras do alelo Xh nesta população.
      c) Ocorrem cerca de 20 mulheres hemofílicas nesta população.
      d) Do cruzamento de uma mulher normal portadora do alelo Xh com um homem normal, a chance de nascer uma criança hemofílica é 3/4 (75%).
      e) Hemofilia é um caráter autossômico recessivo influenciado pelo sexo.
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ALTERNATIVA CORRETA: B (“Ocorrem cerca de 200 mulheres normais portadoras do alelo Xh nesta população.”).
      – Frequência de gene para hemofilia (h) = 0,0001 (como consta no enunciado). Assim sendo, a frequência de gene H é 0,9999 (0,0001 + 0,9999 = 1).
      – Equação que constitui o princípio de Hardy-Weinberg: p2 + 2pq + q2 = 1 = 100% (ver GENÉTICA DE POPULAÇÕES, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2013).
      – Considerando que p seja a frequência do gene H (normal) e q a frequência do gene para hemofilia (h), as mulheres portadoras de gene para hemofilia (XHXh), nesta questão, corresponde a 2pq.
      – Considerando, ainda, que das 2.000.000 pessoas presentes na população em foco, 50% (1.000.000) sejam mulheres, teremos:
      * 2 x 0,9999 [p (frequência de gene H)] x 0,0001 [q (frequência de gene h)] = 0,00019998 (aproximadamente 0,0002) x 1.000.000 (número de mulheres na população em lide) = 200 (ALTERNATIVA B).
      Djalma Santos

  2. como resolver a questão 1?

    • ALTERNATIVA CORRETA: D (“Apenas em I, II e IV.”).
      – Princípio de Hardy-Weinberg para casos de alelos múltiplos (polialelia), como o sistema sanguíneo ABO, por exemplo, onde estão envolvidos três alelos (IA, IB e i): (p + q + z) 2 = p2 + 2pq + q2 + 2qz + 2pz + z2 = 1 = 100% (ver GENÉTICA DE POPULAÇÕES, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2013).
      – Neste caso, basta convencionar que a frequência de IA é p, que a de IB é q e que a de i é z e desenvolver a expressão (p + q + z) 2 = p2 + 2pq + q2 + 2qz + 2pz + z2, como consta acima.
      – Nesta expressão:
      * p2 corresponde à frequência de indivíduos do grupo A homozigotos (IAIA).
      * 2pq corresponde à de pessoas AB (IAIB).
      * q2 equivale à de seres B homozigotos (IBIB).
      * 2qz corresponde à indivíduos B heterozigotos (IBi).
      * 2pz equivale à pessoas A heterozigotas (IAi).
      * z2 corresponde à frequência de indivíduos portadores de sangue O (ii).
      – Lembre, como consta no enunciado, que o percentual do alelo IA é o dobro do IB em um dos grupos populacionais, e que na outra população, as suas frequências são iguais.
      – POPULAÇÃO A:
      * Sangue O [(ii) (z2)] = 49% = 0,49.
      * Logo a frequência de i = 0.7 e o percentual de IA + IB = 0,3.
      * Nesta população, IA (p) = 0,2 e IB (q) = 0,1 (percentual do alelo IA é o dobro do IB). Esta distribuição é justificada pela porcentagem de 4% para o sangue AB nesta população (veja o cálculo, a seguir).
      * AB (IAIB) = 2pq = 2 x 0,2 x 0,1 = 0,04 = 4%.
      – POPULAÇÃO B:
      * Sangue O [(ii) (z2)] = 36% = 0,36.
      * Logo a frequência de i = 0.6 e o percentual de IA + IB = 0,4.
      * Nesta população, IA (p) = 0,2 e IB (q) = 0,2 (percentual do alelo IA é igual ao de IB). Esta distribuição é justificada pela porcentagem de 8% para o sangue AB nesta população (veja o cálculo, a seguir).
      * AB (IAIB) = 2pq = 2 x 0,2 x 0,2 = 0,08 = 8%.
      AFIRMATIVA I (“Na população B a frequência de indivíduos de sangue A é 28%.”) – CORRETA
      – Sangue A pode ser:
      * B homozigoto (IAIA) = p2 = 0,2 x 0,2 = 0,04 = 4%.
      * B heterozigoto (IAi) = 2pz = 2 x 0,2 x 0,6 = 0,24 = 24%
      * 4% (homozigoto) + 24% (heterozigoto) = 28% (como consta na afirmativa I).
      AFIRMATIVA II (“Na população A a frequência do alelo i é 0,7.”) – CORRETA.
      – Ver cálculo mostrado acima (POPULAÇÃO A)
      AFIRMATIVA III (“A frequência do alelo IA na população B é maior do que na população A.”) – INCORRETA
      – Frequência do alelo IA na população B = 0,2 e na população A = 0,2, são iguais. Ver cálculo acima (POPULAÇÃO B)
      AFIRMATIVA IV (“A frequência do alelo IB na população A é 0,1.”) – CORRETA
      – Ver cálculo mostrado acima (POPULAÇÃO A).
      Djalma Santos

  3. como resolver questao 16?

    • – Para a resolução desta questão é imprescindível que se conheça a equação que constitui o princípio de Hardy-Weinberg: p2 + 2pq + q2 = 1 = 100% (ver GENÉTICA DE POPULAÇÕES, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2013).
      – Nesta questão, p2 corresponde a AA, 2pq corresponde a Aa e q2 corresponde aa.
      ALTERNATIVA 01 (“As frequências dos alelos A e a, na geração 1, são, respectivamente, 0,80 e 0,20.”) – INCORRETA
      – aa (q2) = 6400 em 10.000, logo é igual a 0,64 (64%).
      – a (q) = 0,8, logo A (p) = 0,2.
      ALTERNATIVA 02 (“As frequências dos alelos A e a, na geração 2, são, respectivamente, 0,50 e 0,50.”) – CORRETA
      – aa (q2) = 2.500 em 10.000 logo é igual a 0,25 (25%).
      – a (q) = 0,5, logo A (p) = 0,5.
      ALTERNATIVA 04 (“As frequências dos alelos A e a, na geração 3, são, respectivamente, 0,25 e 0,75.”) – INCORRETA
      – A população 3 não se encontra em equilíbrio genético, não obedecendo, portanto, o princípio de Hardy-Weinberg.
      – Gene A (0,75)
      * 11.250 (2 x 5625) + 3750 (provenientes do genótipo Aa) = 15.000.
      * 15.000 em 20.000 (2 x 10.000) = 0,75.
      – Gene a (0,25)
      * 3.750 (provenientes do genótipo Aa) + 1.250 (2 x 625) = 5.000;
      * 5.000 em 20.000 (2 x 10.000) = 0,25.
      ALTERNATIVA 08 (“A frequência de mariposas escuras aumenta com o passar das gerações.”) – CORRETA
      – Ver enunciado da questão (… Um exemplo disso foi o melanismo industrial na Inglaterra. Mariposas portadoras do genótipo para cor clara (aa) eram mais intensamente caçadas pelos pássaros do que mariposas escuras (genótipos AA ou Aa), em áreas poluídas. …”) e Melanismo industrial em SELEÇÃO NATURAL (SOBREVIVÊNCIA DOS MAIS APTOS), matéria publicada neste blog no dia 14/10/2011.
      ALTERNATIVA 16 (“A frequência do alelo que condiciona a cor escura aumenta com o passar das gerações.”) – CORRETA
      – Ver explicação na justificativa da alternativa anterior.
      ALTERNATIVA 32 (“Em qualquer geração, a frequência do alelo A somada à frequência do alelo a é sempre igual a 1.”) – CORRETA
      – Como se trata apenas de dois genes envolvidos (A e a), a frequência de A + a frequência de a é igual a 1 (A + a = 1).
      Djalma Santos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: