Publicado por: Djalma Santos | 1 de setembro de 2016

TESTES DO ENEM (4/5)

01. (ENEM) Segundo Jeffrey M. Smith, pesquisador de um laboratório que faz análises de organismos geneticamente modificados, após a introdução da soja transgênica no Reino Unido, aumentaram em 50% os casos de alergias. “O gene que é colocado na soja cria uma proteína nova que até então não existia na alimentação humana, a qual poderia ser potencialmente alergênica”, explica o pesquisador.

                            Correio do Estado/MS. 19 abr. 2004 (adaptado).

Considerando-se as informações do texto, os grãos transgênicos que podem causar alergias aos indivíduos que irão consumi-los são aqueles que apresentam, em sua composição, proteínas:

a) Que podem ser reconhecidas como antigênicas pelo sistema imunológico desses consumidores.

b) Que não são reconhecidas pelos anticorpos produzidos pelo sistema imunológico desses consumidores.

c) Com estrutura primária idêntica às já encontradas no sistema sanguíneo desses consumidores.

d) Com sequência de aminoácidos idêntica às produzidas pelas células brancas do sistema sanguíneo desses consumidores.

e) Com estrutura quaternária idêntica à dos anticorpos produzidos pelo sistema imunológico desses consumidores.

02. (ENEM) A falta de conhecimento em relação ao que vem a ser um material radioativo e quais os efeitos, consequências e usos da irradiação pode gerar o medo e a tomada de decisões equivocadas, como a apresentada no exemplo a seguir. “Uma companhia aérea negou-se a transportar material médico por este portar um certificado de esterilização por irradiação.”

Física na Escola, v.8,n.2. 2007 (adaptado).

A decisão tomada pela companhia é equivocada, pois:

a) O material é incapaz de acumular radiação, não se tornando radioativo por ter sido irradiado.

b) A utilização de uma embalagem é suficiente para bloquear a radiação emitida pelo material.

c) A contaminação radioativa do material não se prolifera da mesma forma que as infecções por microrganismos.

d) O material irradiado emite radiação de intensidade abaixo daquela que ofereceria risco à saúde.

e) O intervalo de tempo após a esterilização é suficiente para que o material não emita mais radiação.

03. (ENEM) Quando colocados em água, os fosfolipídeos tendem a formar lipossomos, estruturas formadas por uma bicamada lipídica, conforme mostrado na figura. Quando rompida, essa estrutura tende a se reorganizar em um novo lipossomo.

03

Esse arranjo característico se deve ao fato de os fosfolipídios apresentarem uma natureza:

a) Polar, ou seja, serem inteiramente solúveis em água.

b) Apolar, ou seja, não serem solúveis em solução aquosa.

c) Anfotérica, ou seja, podem comportar-se como ácidos e bases.

d) Insaturada, ou seja, possuírem duplas ligações em sua estrutura.

e) Anfifílica, ou seja, possuírem uma parte hidrofílica e outra hidrofóbica.

04. (ENEM) A talidomida é um sedativo leve e foi muito utilizado no tratamento de náuseas, comuns no início da gravidez. Quando foi lançada, era considerada segura para o uso de grávidas, sendo administrada como uma mistura racêmica composta pelos seus dois enantiômeros (R e S). Entretanto, não se sabia, na época, que o enantiômero S leva à malformação congênita, afetando principalmente o desenvolvimento normal dos braços e pernas do bebê.

COELHO, F. A. S. Fármacos e quiralidade. Cadernos Temáticos de Química Nova na Escola, São Paulo, n. 3, maio 2001 (adaptado).

Essa malformação congênita ocorre porque esses enantiômeros:

a) Reagem entre si.

b) Não podem ser separados.

c) Não estão presentes em partes iguais.

d) Interagem de maneira distinta com o organismo.

e) São estruturas com diferentes grupos funcionais.

05. (ENEM) O biodiesel não é classificado como uma substância pura, mas como uma de ésteres derivados dos graxos presentes em sua matéria-prima. As propriedades do biodiesel variam com a composição do óleo vegetal ou gordura animal que lhe deu origem, por exemplo, o teor de ésteres saturados é responsável pela maior estabilidade do biodiesel frente à oxidação, o que resulta em aumento da vida útil do biocombustível. O quadro ilustra o teor médio de ácidos graxos de algumas fontes oleaginosas.

05

Qual das fontes oleaginosas apresentadas produziria um biodiesel de maior resistência à oxidação?

a) Milho.

b) Palma.

c) Canola.

d) Algodão.

e) Amendoim.

06. (ENEM) Uma indústria está escolhendo uma linhagem de microalgas que otimize a secreção de polímeros comestíveis, os quais são obtidos do meio de cultura de crescimento. Na figura abaixo podem ser observadas as proporções de algumas organelas presentes no citoplasma de cada linhagem.

06

Qual é a melhor linhagem para se conseguir maior rendimento de polímeros secretados no meio de cultura?

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

e) V.

07. (ENEM) Cinco casais alegavam ser os pais de um bebê. A confirmação da paternidade foi obtida pelo exame de DNA. O resultado do teste está esquematizado na figura, em que cada casal apresenta um padrão com duas bandas de DNA (faixas, uma para o suposto pai e duas para a suposta mãe), comparadas a do bebê.

07

Que casal pode ser considerado como pais biológicos do bebê?

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

08. (ENEM) Um paciente deu entrada em um pronto-socorro apresentando os seguintes sintomas: cansaço, dificuldade em respirar e sangramento nasal. O médico solicitou um hemograma ao paciente para definir um diagnóstico. Os resultados estão dispostos na tabela:

08

TORTORA, G. J. Corpo Humano: fundamentos de anatomia e fisiologia. Porto Alegre: Artmed, 2000 (adaptado).

Relacionando os sintomas apresentados pelo paciente com os resultados de seu hemograma, constata-se que:

a) O sangramento nasal é devido à baixa quantidade de plaquetas, que são responsáveis pela coagulação sanguínea.

b) O cansaço ocorreu em função da quantidade de glóbulos brancos, que são responsáveis pela coagulação sanguínea.

c) A dificuldade respiratória decorreu da baixa quantidade de glóbulos vermelhos, que são responsáveis pela defesa imunológica.

d) O sangramento nasal é decorrente da baixa quantidade de glóbulos brancos, que são responsáveis pelo transporte de gases no sangue.

e) A dificuldade respiratória ocorreu pela quantidade de plaquetas, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio no sangue.

09. (ENEM) Para a identificação de um rapaz vítima de acidente, fragmentos de tecidos foram retirados e submetidos à extração de DNA nuclear, para comparação com o DNA disponível dos possíveis familiares (pai, avô materno, avó materna, filho e filha). Como o teste com o DNA nuclear não foi conclusivo, os peritos optaram por usar também DNA mitocondrial, para dirimir dúvidas. Para identificar o corpo, os peritos devem verificar se há homologia entre o DNA mitocondrial do rapaz e o DNA mitocondrial do(a):

a) Pai.

b) Filho.

c) Filha.

d) Avó materna.

e) Avô materno.

10. (ENEM) Muitas espécies de plantas lenhosas são encontradas no cerrado brasileiro. Para a sobrevivência nas condições de longos períodos de seca e queimadas periódicas, próprias desse ecossistema, essas plantas desenvolveram estruturas muito peculiares. As estruturas adaptativas mais apropriadas para a sobrevivência desse grupo de plantas nas condições ambientais de referido ecossistema são:

a) Cascas finas e sem sulcos ou fendas.

b) Caules estreitos e retilíneos.

c) Folhas estreitas e membranosas.

d) Gemas apicais com densa pilosidade.

e) Raízes superficiais, em geral, aéreas.

11. (ENEM) Osmose é um processo “espontâneo” que ocorre em todos os organismos vivos e é essencial à manutenção da vida. Uma solução 0,15 mol/L de NaCl (cloreto de sódio) possui a mesma pressão osmótica das soluções presentes nas células humanas. A imersão de uma célula humana em uma solução 0,20 mol/L de NaCl tem, como consequência, a:

a) Adsorção de íons Na+ sobre a superfície da célula.

b) Difusão rápida de íons Na+ para o interior da célula.

c) Diminuição da concentração das soluções presentes na célula.

d) Transferência de íons Na+ da célula para a solução.

e) Transferência de moléculas de água do interior da célula para a solução.

12. (ENEM) Não é de hoje que o homem cria, artificialmente, variedades de peixes por meio da hibridação. Esta é uma técnica muito usada pelos cientistas e pelos piscicultores porque os híbridos resultantes, em geral, apresentam maior valor comercial do que a média de ambas as espécies parentais, além de reduzir a sobrepesca no ambiente natural.

Terra da Gente, ano 4, no 47, mar, 2008 (adaptado).

Sem controle, esses animais podem invadir rios e lagos naturais, se reproduzir e:

a) Originar uma nova espécie poliploide.

b) Substituir geneticamente a espécie natural.

c) Ocupar o primeiro nível trófico no hábitat aquático.

d) Impedir a interação biológica entre as espécies parentais.

e) Produzir descendentes com o código genético modificado.

13. (ENEM) A produção de hormônios vegetais (como a auxina, ligada ao crescimento vegetal) e sua distribuição pelo organismo são fortemente influenciadas por fatores ambientais. Diversos são os estudos que buscam compreender melhor essas influências. O experimento seguinte integra um desses estudos.

13

O fato de a planta do experimento crescer na direção horizontal, e não na vertical, pode ser explicado pelo argumento de que o giro faz com que a auxina se:

a) Distribua uniformemente nas faces do caule, estimulando o crescimento de todas elas de forma igual.

b) Acumule na face inferior do caule e, por isso, determine um crescimento maior dessa parte.

c) Concentre na extremidade do caule e, por isso, iniba o crescimento nessa parte.

d) Distribua uniformemente nas faces do caule e, por isso, iniba o crescimento de todas elas.

e) Concentre na face inferior do caule e, por isso, iniba a atividade das gemas laterais.

14. (ENEM) Há milhares de anos o homem faz uso da biotecnologia para a produção de alimentos como pães, cervejas e vinhos. Na fabricação de pães, por exemplo, são usados fungos unicelulares, chamados de leveduras, que são comercializados como fermento biológico. Eles são usados para promover o crescimento da massa, deixando-a leve e macia. O crescimento da massa do pão pelo processo citado é resultante da:

a) Liberação de gás carbônico.

b) Formação de ácido lático.

c) Formação de água.

d) Produção de ATP.

e) Liberação de calor.

15. (ENEM) De 15% a 20% da área de um canavial precisa ser renovada anualmente. Entre o período de corte e o de plantação de novas canas, os produtores estão optando por plantar leguminosas, pois elas fixam nitrogênio no solo, um adubo natural para a cana. Essa opção de rotação é agronomicamente favorável, de forma que municípios canavieiros são hoje grandes produtores de soja, amendoim e feijão.

As encruzilhadas da fome. Planeta. São Paulo, ano 36, n.° 430, jul. 2008 (adaptado).

A rotação de culturas citada no texto pode beneficiar economicamente os produtores de cana porque:

a) A decomposição da cobertura morta dessas culturas resulta em economia na aquisição de adubos industrializados.

b) O plantio de cana-de-açúcar propicia um solo mais adequado para o cultivo posterior da soja, do amendoim e do feijão.

c) As leguminosas absorvem do solo elementos químicos diferentes dos absorvidos pela cana, restabelecendo o equilíbrio do solo.

d) A queima dos restos vegetais do cultivo da cana-de-açúcar se transforma em cinzas, sendo reincorporadas ao solo, o que gera economia na aquisição de adubo.

e) A soja, o amendoim e o feijão, além de possibilitarem a incorporação ao solo de determinadas moléculas disponíveis na atmosfera, são grãos comercializados no mercado produtivo.

16. (ENEM) A imagem representa uma ilustração retirada do livro De Motu Cordis, de autoria do médico inglês Willian Harvey, que fez importantes contribuições para o entendimento do processo de circulação do sangue no corpo humano. No experimento ilustrado, Harvey, após aplicar um torniquete (A) no braço de um voluntário e esperar alguns vasos incharem, pressionava-os em um ponto (H). Mantendo o ponto pressionado, deslocava o conteúdo de sangue em direção ao cotovelo, percebendo que um trecho do vaso sanguíneo permanecia vazio após esse processo (H – O).

16

A demonstração de Harvey permite estabelecer a relação entre circulação sanguínea e:

a) Pressão arterial.

b) Válvulas venosas.

c) Circulação linfática.

d) Contração cardíaca.

e) Transporte de gases.

17. (ENEM) A estratégia de obtenção de plantas transgênicas pela inserção de transgênese em cloroplastos, em substituição à metodologia clássica de inserção do transgene no núcleo da célula hospedeira, resultou no aumento quantitativo da produção de proteínas recombinantes com diversas finalidades biotecnológicas. O mesmo tipo de estratégia poderia ser utilizado para produzir proteínas recombinantes em células de organismos eucarióticos não fotossintetizantes, como as leveduras, que são usadas para produção comercial de várias proteínas recombinantes e que podem ser cultivadas em grandes fermentadores. Considerando a estratégia metodológica descrita, qual organela celular poderia ser utilizada para inserção de transgenes em leveduras?

a) Lisossomo.

b) Mitocôndria.

c) Peroxissomo.

d) Complexo golgiense.

e) Retículo endoplasmático.

18. (ENEM) As serpentes que habitam regiões de seca podem ficar em jejum por um longo período de tempo devido à escassez de alimento. Assim, a sobrevivência desses predadores está relacionada ao aproveitamento máximo dos nutrientes obtidos com a presa capturada. De acordo com essa situação, essas serpentes apresentam alterações morfológicas e fisiológicas, como a aumento das vilosidades intestinais e a intensificação da irrigação sanguínea na porção interna dessas estruturas. A função do aumento das vilosidades intestinais para essas serpentes é maximizar o(a):

a) Comprimento do trato gastrointestinal para caber mais alimento.

b) Área de contato com o conteúdo intestinal para absorção dos nutrientes.

c) Liberação de calor via irrigação sanguínea para controle térmico do sistema digestório.

d) Secreção de enzimas digestivas para aumentar a degradação proteica no estômago.

e) Processo de digestão para diminuir o tempo de permanência do alimento no intestino.

19. (ENEM) Arroz e feijão formam um “par perfeito”, pois fornecem energia, aminoácidos e diversos nutrientes. O que falta em um deles pode ser encontrado no outro. Por exemplo, o arroz é pobre no aminoácido lisina, que é encontrado em abundância no feijão, e o aminoácido metionina é abundante no arroz e pouco encontrado no feijão. A tabela seguinte apresenta informações nutricionais desses dois alimentos.

19

A partir das informações contidas no texto e na tabela, conclui-se que:

a) Os carboidratos contidos no arroz são mais nutritivos que os do feijão.

b) O arroz é mais calórico que o feijão por conter maior quantidade de lipídios.

c) As proteínas do arroz têm a mesma composição de aminoácidos que as do feijão.

d) A combinação de arroz com feijão contém energia e nutrientes e é pobre em colesterol.

e) Duas colheres de arroz e três de feijão são menos calóricas que três colheres de arroz e duas de feijão.

20. (ENEM) Um instituto de pesquisa norte-americano divulgou recentemente ter criado uma “célula sintética”, uma bactéria chamada de Mycoplasma mycoides. Os pesquisadores montaram uma sequência de nucleotídeos, que formam o único cromossomo dessa bactéria, o qual foi introduzido em outra espécie de bactéria, a Mycoplasma capricolum. Após a introdução, o cromossomo da M. capricolum foi neutralizado e o cromossomo artificial da M. mycoides começou a gerenciar a célula, produzindo suas proteínas.

GILBSON et al. Creation of a Bacterial Cell Controlled by a Chemically synthesized Genome.  Science v. 329, 2010 (adaptado).

A importância dessa inovação tecnológica para a comunidade científica se deve à:

a) Possibilidade de sequenciar os genomas de bactérias para serem usados como receptoras de cromossomos artificiais.

b) Capacidade de criação, pela ciência, de novas formas de vida, utilizando substâncias como carboidratos e lipídios.

c) Possibilidade de produção em massa da bactéria Mycoplasma capricolum para sua distribuição em ambientes naturais.

d) Possibilidade de programar geneticamente microrganismos ou seres mais complexos para produzir medicamentos, vacinas e combustíveis.

e) Capacidade da bactéria Mycoplasma capricolum de expressar suas proteínas na bactéria sintética e estas serem usadas na indústria.

GAB

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: