Publicado por: Djalma Santos | 8 de setembro de 2016

TESTES DE GENÉTICA (XIV)

01. (UFRJ) Admita que uma determinada doença neurodegenerativa que provoca convulsões e leve à morte em pouco mais de 10 meses seja determinada por um gene dominante. Essa doença manifesta-se tardiamente como representado no gráfico a seguir:

01

Se um casal com 35 anos tiver um filho, a chance de a criança vir a manifestar a doença corresponde a:

a) 0%.

b) 25%.

c) 50%.

d) 75%.

e) 100%.

02. (UEMA) Sara e Pedro são recém-casados e desejam formar uma família com cinco crianças, sendo três meninas e dois meninos, independente da sequência. Qual a probabilidade de isso ocorrer?

a) 10/40.

b) 10/32.

c) 5/32.

d) 6/32.

e) 5/40.

03. (FUVEST) A frequência de indivíduos afetados por uma anomalia genética autossômica recessiva, em uma dada população, era 0,16. Constatou-se a diminuição dessa frequência após:

a) A morte de 5% da população total por falta de alimento.

b) A imigração de muitos indivíduos homozigotos dominantes.

c) O casamento preferencial de indivíduos heterozigotos.

d) O crescimento da população devido à diminuição da predação.

04. (UFAL) João casa-se com Maria, sua prima. Considerando o parentesco entre ambos, resolvem fazer um aconselhamento genético e descobrem que, apesar de saudáveis, João e Maria possuem alelos para a doença X, que em Maria ocorre em heterozigose. Considerando que tal doença é condicionada por um gene que age como dominante no homem e como recessivo na mulher, é correto afirmar que João e Maria:

a) Se tiverem filhos homens, todos terão a doença.

b) Se tiverem filhas, nenhuma terá a doença.

c) Se tiverem filhos homens, possuem 25% de chance de nascerem com a doença.

d) Se tiverem filhas, possuem 75% de chance de nascerem com a doença.

e) Independentemente do sexo, todos os filhos terão a doença.

05. (UERJ) Em determinado tipo de camundongo, a pelagem branca é condicionada pela presença do gene “A”, letal em homozigose. Seu alelo recessivo “a” condiciona pelagem preta. Para os filhotes vivos de um cruzamento de um casal de heterozigotos, esperam-se as seguintes proporções de camundongos de pelagem branca e preta, respectivamente:

a) 1/2 e 1/2.

b) 1/4 e 3/4.

c) 2/3 e 1/3.

d) 3/4 e 1/4.

06. (PUC-RS) A Doença de Huntington (DH) é uma anomalia autossômica com caráter dominante cuja manifestação ocorre na fase adulta, com uma progressiva perda do controle motor e problemas psiquiátricos como demência e distúrbios afetivos. No heredograma a seguir, os indivíduos afetados por DH estão indicados em negro.

06

As afirmativas abaixo referem-se aos possíveis genótipos dos indivíduos indicados no heredograma. Assinale, nos parênteses, V para as verdadeiras e F para as falsas.

(   ) Os indivíduos I-1, I-2, II-1 e II-3 são homozigotos.

(   ) Os indivíduos II-1 e II-3 são heterozigotos.

(   ) Os indivíduos II-2 e II-4 são heterozigotos.

(   ) Os indivíduos III-1, III-2, III-3 e III-4 são homozigotos.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) F – V – F – V.

b) F – V – V – F.

c) V – F – V – F.

d) V – F – F – V.

e) V – F – V – V.

07. (UNIRIO) O popular “Teste-do-pezinho” feito em recém-nascidos pode detectar a doença fenilcetonúria. Tal doença deve-se à presença de uma enzima defeituosa que não metaboliza corretamente o aminoácido fenilalanina, cuja ingestão provoca retardamento mental. Na genealogia a seguir, os indivíduos que apresentam fenilcetonúria estão em negro. Sabendo-se que a determinação do caráter se deve apenas a um par de genes autossômicos, determine o cruzamento que permite diagnosticar a recessividade do gene que condiciona a fenilcetonúria e a probabilidade de nascer uma menina afetada a partir do cruzamento 12 x 18.

07

a) C e 50%.

b) C e 25%.

c) B e 6,25%.

d) B e 8,25%.

e) C e 75%.

08. (MACK) Em drosófilas, o caráter asa vestigial é recessivo em relação ao caráter asa longa. Um macho puro de asa longa é cruzado com uma fêmea de asa curta. Um indivíduo de F1 é retrocruzado com a fêmea parental e se obtém 480 larvas. Supondo que todas sofram metamorfose, o número esperado de indivíduos de asa curta é de:

a) 480.

b) 120.

c) 180.

d) 360.

e) 240.

09. (UEFS) Em 1934, duas crianças filhas de pais normais, com sinais de retardo mental e que exalavam um odor peculiar, foram encaminhadas para uma consulta com o Dr. Feeling, médico e químico. Usando técnicas de química analítica, o médico identificou, na urina das crianças, uma substância — o ácido fenilpirúvico —, composto que apresenta grande similaridade com a fenilalanina. A presença do ácido fenilpirúvico decorre de um erro metabólico, que envolve uma deficiência na via metabólica, que converte a fenilalanina em tirosina, e o acúmulo daquela substância era a causa do retardo mental. Posteriormente, concluiu-se que se tratava de uma doença hereditária, autossômica e recessiva, que foi chamada de fenilcetonúria. Atualmente, essa doença pode ser detectada em recém-nascidos pelo “Teste do Pezinho”. A associação da doença com a fenilalanina permitiu o controle de sua expressão por meio de uma dieta adequada, o que determina a obrigatoriedade do teste. De acordo com o padrão de herança da fenilcetonúria referido no texto, uma afirmação correta é:

a) O bloqueio na rota metabólica da fenilalanina reflete a ocorrência de uma mutação gênica.

b) A fenilcetonúria depende de um gene que se expressa em heterozigose.

c) A alteração relacionada ao erro na rota metabólica da fenilalanina traduz uma mudança no código genético.

d) Uniões consanguíneas diminuem a probabilidade da ocorrência de homozigose na descendência.

e) O gene associado à fenilcetonúria é um alelo que integra o cromossomo X.

10. (UFMG) As pessoas podem detectar a substância química feniltiocarbamida – PTC – como um gosto amargo ou, mesmo, não sentir qualquer sabor. Observe o heredograma abaixo, para a capacidade de sentir o gosto dessa substância:

10

Com base nesse heredograma e em outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) O alelo para a capacidade de sentir o gosto do PTC é dominante.

b) O loco do gene em estudo está situado em um cromossomo autossômico.

c) O risco de III.3 nascer incapaz de sentir o gosto do PTC é de 50%.

d) Os indivíduos I.1 e II.1 são heterozigotos.

11. (UNIFESP) Em gatos, existe uma síndrome caracterizada, entre outras manifestações, por suscetibilidade aumentada a infecções e tendência a sangramentos. Essa síndrome é mais frequente em descendentes de casais aparentados e ocorre em machos e fêmeas em proporção relativamente igual. Ao fazer a genealogia de vários indivíduos, observou-se que a síndrome não se manifesta em algumas gerações e pode ocorrer em indivíduos que aparentemente têm pais normais. Com base nessas informações, pode-se dizer que o tipo de herança responsável por essa síndrome é:

a) Autossômica recessiva.

b) Autossômica dominante.

c) Ligada ao cromossomo X e dominante.

d) Ligada ao cromossomo X e recessiva.

e) Ligada ao cromossomo Y e recessiva.

12. (MACK) Em uma determinada planta, o padrão das nervuras foliares pode ser regular ou irregular. Do cruzamento entre duas plantas com nervuras irregulares, originou-se uma F1 composta por plantas com nervuras regulares e outras com nervuras irregulares. A partir desses dados, assinale a alternativa incorreta.

a) As plantas cruzadas são heterozigotas.

b) A proporção fenotípica em F1 é de 3/4 de indivíduos irregulares e de 1/4 de indivíduos regulares.

c) Todos os F1 com nervuras irregulares são heterozigotos.

d) Se um indivíduo F1 com nervuras regulares for cruzado com um indivíduo da geração P, surgirão indivíduos regulares e irregulares na proporção 1:1.

e) Os indivíduos F1 de nervuras regulares só podem ser homozigotos.

13. O desenho abaixo corresponde ao núcleo de uma célula em divisão de uma espécie cujo número de cromossomos é 3. Analisando a figura, é correto afirmar:

13

a) Em relação aos genes em questão, poderão ser formados 8 diferentes tipos de gametas.

b) Em relação aos genes em questão, poderão ser formados 4 diferentes tipos de gametas.

c) Como resultado de uma autofecundação entre indivíduos dessa espécie, poderão ser encontrados 8 genótipos diferentes.

d) Como resultado de uma autofecundação, poderão ser encontrados 16 genótipos diferentes.

e) Como resultado de uma autofecundação, poderão ser encontrados 64 genótipos diferentes.

14. Um homem, apresentando os primeiros sintomas da doença de Huntington, um processo irreversível de degeneração do sistema nervoso, de manifestação tardia e de herança autossômica dominante, procurou um geneticista para saber quais os riscos de que seus filhos possam apresentar o alelo causador da doença, sabendo-se que a sua mulher era normal. O geneticista respondeu que:

a) Não existem dados que permitem calcular o risco de os filhos apresentarem o alelo da doença.

b) Os filhos homens, apresentarão o alelo com certeza e desenvolverão a doença numa idade mais avançada.

c) A probabilidade de as crianças de esse homem possuírem o alelo é de pelo menos 50%.

d) Não existem riscos de os filhos serem afetados, pois a doença decorre de uma mutação tardia, que surge depois da idade reprodutiva.

e) As filhas não apresentam o alelo, pois só recebem do pai genes ligados ao sexo.

15. (UFF) O heredograma mostra a incidência de uma anomalia genética em um grupo familiar.

15

Após a análise deste heredograma, podemos afirmar:

a) Todos os indivíduos normais são homozigotos recessivos.

b) A anomalia é condicionada por um gene recessivo.

c) A anomalia ocorre apenas em homozigotos dominantes.

d) Todos os indivíduos normais são homozigotos dominantes.

e) Todos os indivíduos normais são homozigotos dominantes ou heterozigotos.

16. (UFU) Em experimentos envolvendo três características independentes (triibridismo), se for realizado um cruzamento entre indivíduos AaBbCc, a frequência de descendentes AABbcc será igual a:

a) 8/64.

b) 1/16.

c) 3/64.

d) 1/4.

e) 1/32.

17. Analise os dados apresentados a seguir, que trata dos tipos e percentuais de gametas produzidos por um indivíduo de genótipo não divulgado (indivíduo parental).

– AB = 48%

– Ab = 2%

– aB = 2%

– ab = 48%

a) Trata-se de um caso de genes de segregação independente, determinando uma distribuição 1:1:1:1:

b) 2% dos gametas apresentam combinações alélicas diferentes daquelas existentes nos cromossomos do indivíduo parental.

c) O indivíduo parental é um heterozigoto Ab/aB e, portanto, um heterozigoto “trans”.

d) O indivíduo parental é um heterozigoto ab/AB “cis”.

18. (COVEST) Em Drosophila, a asa de tamanho normal é dominante sobre asa em miniatura (m) e cor cinza do corpo é dominante sobre cor preta (p). Fêmeas homozigóticas, para asas de tamanho normal e corpo cinza, foram cruzadas com machos de asas em miniatura (vestigial) e corpo preto. As fêmeas F1 foram cruzadas com machos duplo-recessivos e obtiveram-se na F2 os seguintes resultados:

– 48,5% asa de tamanho normal/corpo cinza.

– 48,5% asa em miniatura/corpo preto

– 1,5% asa de tamanho normal/corpo preto

– 1,5% assa em miniatura/corpo cinza.

Com base nesses dados, analise as afirmativas abaixo:

I   II

0   0 – Trata-se de segregação independente, uma vez que os fenótipos parentais, assim como os recombinantes obedecem a uma proporção de 1:1.

1   1 – Nas fêmea F1, duplo-heterozigóticas, os alelos estão em configuração trans (Mp/mP).

2  2 – A distância entre os locos M e P é de 3 morganídeos.

3  3 – Trata-se de ligação gênica, em que distância genética entre os locos M e P é de 1,5 morganídeos.

4  4 – A porcentagem de fenótipo observados na F2 reflete a porcentagem de gametas formados pelas fêmeas F1.

19. Muitas aberrações cromossômicas humanas se manifestam como síndromes bem definidas e de fácil constatação pela análise do cariótipo. Na tabela a seguir são dados cinco casos cuja veracidade você deverá analisar.

19

20. Um certo casal teve três crianças:

1ª: Menino daltônico do grupo AB

2ª: Menina daltônica do grupo O

3ª: Menino normal para visão do grupo A

Baseado nos fenótipos das três crianças podemos afirmar que:

a) O casal é daltônico e do grupo B.

b) A mãe é homozigota para o daltonismo.

c) A mãe e o pai são do grupo AB

d) A pai é daltônico e do grupo O.

e) A mãe é normal e o pai é daltônico.

gab

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: