Publicado por: Djalma Santos | 29 de setembro de 2016

TESTES DE GENÉTICA (XV)

01. Sabendo-se que as frequências de permutação entre os genes A e C é de 20% e entre os genes B e C é de 10%, então a distância entre os genes A e B será:

a) 10 morganídeos.

b) 30 morganídeos.

c) 10 ou 30 morganídeos.

d) 20 morganídeos.

e) 20 ou 10 morganídeos.

02. (PUCRS) A análise de 4 genes autossômicos, cada um com um par de alelos, permitiu constatar que Janaína tem o genótipo AAbbCCDD e Pedro tem o genótipo aaBBccDD. Para estes 4 genes, quantos tipos diferentes de gametas poderia produzir o filho de Janaína e Pedro?

a) 4.

b) 8.

c) 16.

d) 32.

e) 64.

03. (UEL) Considere quatro pares de genes que segregam de maneira independente. Nessas condições, um indivíduo que apresente o genótipo AaBBCcDD produzirá gametas ABCD com a frequência de:

a) 75%.

b) 50%.

c) 25%.

d) 12%.

e) 6,25%.

04. (PUC-SP) Uma mulher triplo-X é fértil e produz óvulos normais e óvulos com dois cromossomos X. Sendo casada com um homem cromossomicamente normal, essa mulher terá chance de apresentar:

a) Apenas descendentes cromossomicamente normais.

b) Apenas descendentes cromossomicamente anormais.

c) 50% dos descendentes cromossomicamente normais e 50% cromossomicamente anormais.

d) 25% dos descendentes cromossomicamente normais e 75% cromossomicamente anormais.

e) 75% dos descendentes cromossomicamente normais e 25% cromossomicamente anormais.

05. O cruzamento CD/cd x cd/cd produziu 300 descendentes. Quantos deverão ser diferentes dos pais, sabendo-se que a frequência de permutação é de 10%.

a) 30.

b) 15.

c) 270.

d) 290.

e) 45.

06. (UFRS) Um homem é heterozigoto para um gene autossômico, Aa, e possui um alelo ligado ao X recessivo b. Que proporção dos seus espermatozoides espera-se que seja A/Xb?

a) 0%.

b) 25%.

c) 50%.

d) 75%.

e) 100%.

07. Pela análise da genealogia (heredograma) abaixo, referente ao albinismo, uma doença hereditária condicionada por um par de genes autossômicos recessivos, pode-se afirmar que:

07

a) O indivíduo número 13 é heterozigoto com relação ao gene para albinismo.

b) Todos os filhos do casal formado pelos indivíduos, número 10 e 11, são portadores do gene do albinismo.

c) O indivíduo número 4 é heterozigoto com relação ao gene para albinismo.

d) A probabilidade do indivíduo número 8 ser homozigoto dominante com relação ao gene para albinismo é nula.

08. Verifique as proposições.

I   II

0   0 – É verdadeira a afirmação de que as proporções esperadas num cruzamento seletivo são sempre as proporções obtidas, porque a genética se baseia em eventos aleatórios, regidos pelas leis das probabilidades.

1   1 – O indivíduo de sangue falso O não pode ter o genótipo IAIB.

2  2 – Devido à incompatibilidade sanguínea nos sistema MN, a frequência observada de eritroblastose fetal, é menor que a esperada.

3  3 – Os acidentes durante as transfusões sanguíneas se devem, principalmente, aos anticorpos presentes nas hemácias do receptor.

4   4 – Na herança quantitativa, geralmente, a classe fenotípica menos comum é a mais mediana entre os tipos extremos.

09. (FCC) Quais dos indivíduos representados por números certamente apresentarão o caráter dominante determinado pelo gene A?

09

a) 1, 2, 3 e 4.

b) 2, 3, 5 e 6.

c) 1, 4, 5 e 6.

d) 1, 2, 5 e 6.

e) 3, 4, 5 e 6.

10. (FCMS-SP) A queratose (anomalia da pele) é derivada de um gene dominante Q. Uma mulher com queratose, cujo pai era normal, casa-se com um homem com queratose, cuja mãe era normal. Se esse casal tiver quatro filhos, a probabilidade de todos eles apresentarem queratose é de:

a) 15.6%.

b) 24.6%.

c) 12.5%.

d) 31,6%.

e) 28,1%,

11. (UFBA) No heredograma a seguir, os símbolos em preto representam indivíduos afetados pela polidactilia e os símbolos em branco, indivíduos normais. Em relação à polidactilia, conclui-se que:

11

a) os indivíduos afetados sempre são homozigotos.

b) os indivíduos normais sempre são heterozigotos.

c) pais normais originam indivíduos heterozigotos.

d) pais normais originam indivíduos homozigotos recessivos.

12. (PUC-SP) Quatro famílias em que aparece um mesmo caráter foram analisadas:

12

Alguém concluiu que o caráter em questão é dominante. A conclusão está:

a) Certa.

b) Errada, devido ao observado na família de no

c) Errada, devido ao observado na família de no

d) Errada, devido ao observado na família de no

e) Errada, devido ao observado na família de no

13. (PUC-SP) Do casamento de homem normal com mulher normal nasceram: um menino daltônico com sangue tipo A; um menino normal com sangue tipo O; uma menina normal com sangue tipo B; uma menina normal com sangue tipo O; um menino daltônico com sangue tipo AB. Isso nos leva a concluir que:

a) O pai e a mãe possuem o gene para daltonismo; o pai tem sangue A e a mãe sangue B ou vice-versa.

b) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem sangue A e a mãe sangue B ou vice-versa.

c) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem sangue AB e a mãe sangue O ou vice-versa.

d) O pai possui o gene para daltonismo, a mãe não possui esse gene; o pai e a mãe têm sangue AB.

e) A mãe possui o gene para daltonismo, o pai não possui esse gene; o pai tem sangue AB e a mãe sangue A ou vice-versa.

14. Em aves, é difícil reconhecer o sexo de filhotes recém-eclodidos, mas é fácil observar se eles têm a plumagem barrada ou não. Sabendo-se que o gene que condiciona plumagem barrada (B) é dominante e ligado ao sexo, qual dos seguintes cruzamentos permitiria determinar o sexo dos filhotes recém-eclodidos apenas pela observação de sua plumagem?

a) ZBW x ZbZb.

b) ZbW x ZBZB.

c) ZbW x ZBZb.

d) ZBW x ZBZB.

e) ZBW x ZBZb.

15. (UFMG) Analise este heredograma, que representa uma família em que há indivíduos afetados por um tipo de tumor de gengiva:

15

Considerando-se as informações desse heredograma e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) Os indivíduos normais, em todas as gerações, são homozigotos.

b) A ocorrência do tumor é uma característica autossômica.

c) O próximo filho do casal II.1 x II.2 será normal.

d) A probabilidade de o indivíduo III.2 ser heterozigoto é de dois terços.

16. (FUVEST) Uma abelha rainha tem os seguintes pares de genes alelos que se segregam independentemente: AaBbDdEe. Sabendo-se que os zangões surgem de óvulos que se desenvolvem por partenogênese, quantos genótipos diferentes, relativos a esses quatro pares de genes, podem apresentar os zangões filhos dessa rainha?

a) Um.

b) Dois.

c) Quatro.

d) Oito.

e) Dezesseis.

17. (UFSE) Na espécie humana, o caráter lobo da orelha solto é devido a um alelo dominante e o lobo aderente, ao alelo recessivo. Um homem com lobos soltos, cuja mãe tem lobos aderentes, casa-se com uma moça com lobos aderentes. É de se esperar que, dentre os filhos desse casal:

a) 25% tenham lobos soltos e 75% tenham lobos aderentes.

b) 50% tenham lobos soltos e 50% tenham lobos aderentes.

c) 75% tenham lobos soltos e 25% tenham lobos aderentes.

d) 100% tenham lobos aderentes.

e) 100% tenham lobos soltos.

18. (UFBA) Na figura abaixo, as bolinhas simbolizam os genótipos, para determinado caráter, de indivíduos descendentes de um mesmo casal:

18a

Os genótipos dos pais são:

18b

19. (UERN) Dois pares de genes (Rr e Vv) estão representados na figura abaixo, em que se destaca a situação desses genes em cromossomos homólogos.

19

A figura ilustra, essencialmente,

I   II

0   0 – O fenômeno da codominância entre alelos.

1   1 – O Princípio da Segregação independente.

2   2 – A ocorrência de lingake, com genes herdados em bloco.

3   3 – A formação de gametas com presença de permuta ou crossing-over.

4   4 – A manutenção do número diploide da espécie no final da divisão.

20. (UFPR) Em mexilhões, as cores externas das conchas são determinadas por dois alelos de um gene, sendo a cor azulada determinada por um alelo recessivo e a cor castanha, por um dominante. Em uma população de cem animais, foram encontrados 16 azuis. Com relação a essa população, considere as seguintes afirmativas:

1. Ela não pode estar em equilíbrio de Hardy-Weinberg.

2. Se houver 48 heterozigotos, ela estará em equilíbrio de Hardy-Weinberg.

3. Se houver 30 heterozigotos, é possível que a seleção natural seja a causa do aumento do número de heterozigotos.

4. A endogamia pode ser a causa do desvio em relação ao equilíbrio de Hardy-Weinberg, se houver 76 animais castanhos.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.

b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.

21. O heredograma abaixo refere-se a uma característica A, controlada por um único par de genes.

21

Em relação ao heredograma, pode-se afirmar:

a) A característica A é dominante.

b) Os indivíduos 1, 2, 3 e 8 são homozigotos.

c) Os indivíduos 4, 9, 10 e 11 são obrigatoriamente heterozigotos.

d) A probabilidade de o casal (7 x 8) vir a ter um filho com a característica A será de 0,5.

22. (MACK) Um homem daltônico e destro, filho de pai canhoto, casa-se com uma mulher de visão normal e canhota. O casal tem uma criança do sexo masculino daltônica e destra. Considerando que o daltonismo é condicionado por um gene recessivo ligado ao X e o uso da mão esquerda é determinado por um gene autossômico

recessivo, é correto afirmar que:

a) A criança herdou o gene para o daltonismo do pai.

b) A mulher é heterozigota para ambas as características.

c) Todos os filhos do sexo masculino desse casal serão daltônicos.

d) Esse casal pode ter filhas daltônicas.

e) Todas as crianças desse casal serão destras.

23. A estrutura apontada nas duas células humanas encontra-se em:

23

a) Todas as células haploides de indivíduos dessa espécie.

b) Apenas em células sanguíneas e epiteliais de todos os humanos.

c) Células de indivíduos do sexo feminino e cariótipo normal.

d) Células de indivíduos do sexo masculino e cariótipo triploide.

e) Células de portadores da síndrome de Turner e trissomia do 21.

24. (UNIRIO) Um cruzamento entre dois indivíduos, com genótipos DdEe x ddee, originou 42 descendentes com genótipo DdEe, 160 Ddee, 168 ddEe e 40 ddee. Sobre os genes D e E, podemos concluir que:

a) Estão ligados e há permuta entre eles.

b) Estão ligados e não há permuta entre eles.

c) Segregam-se independentemente e há permuta entre eles.

d) Segregam-se independentemente e não há permuta entre eles.

e) Não estão ligados, logo se segregam independentemente.

25. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0 0 – Considerando-se que uma criança  do sexo feminino seja daltônica, podemos concluir que seu pai é daltônico e sua é mãe normal portadora ou daltônica.

1 1 – Considerando  o heredograma  abaixo, podemos  concluir que  a anomalia é condicionada por um gene recessivo ligado ao sexo.

25

2 2 – Ainda com base no heredograma acima, qualquer que seja o genótipo do marido, 19 não poderá ser mãe de uma criança de genótipo igual ao 2.

3 3 – Sabendo-se que um casal normal tem uma criança hemofílica,  podemos concluir que ela é do sexo masculino.

4 4 – Considerando-se um casal em que o homem é hemofílico e a mulher é normal, porém filha de pai hemofílico, a probabilidade de o primeiro filho de o casal ser menino e hemofílico é 1/4.

26. (CEFET-RJ) O heredograma a seguir apresenta o tipo sanguíneo de pessoas de quatro gerações:

26

Assinale a alternativa que expressa a probabilidade de o casal II,6 e IV,2 ter um filho do sexo masculino, com sangue tipo A:

a) 1/4.

b) 1/8.

c) 1/2.

d) 1/3.

27. (FAFEID) Considerando o sistema ABO na espécie humana, é correto afirmar que:

a) Um indivíduo do grupo sanguíneo O apresenta nas hemácias os aglutinogênios A e B.

b) Um indivíduo do grupo sanguíneo A apresenta nas hemácias o aglutinogênio A e no plasma aglutinina Anti-B.

c) Um indivíduo do grupo sanguíneo AB apresenta no plasma as aglutininas Anti-A e Anti-B.

d) Um indivíduo do grupo sanguíneo B pode receber sangue de B e AB.

28. (UFPA) Os alelos que controlam o sistema MN no homem podem ser representados pelos símbolos M e N. Os três genótipos possíveis são identificados através de reações com anti-soros anti-M e anti-N. Nesse sistema, a relação existente entre os alelos é:

a) De dominância.

b) De recessividade.

c) De penetrância intermediária.

c) De co-dominância.

e) Semelhante ao do sistema Ss.

29. (UNICENTRO) Com relação à interação entre alelos de um mesmo gene, a dominância incompleta é:

a) O fenômeno de um gene condicionar ou influenciar mais de uma característica no indivíduo.

b) O fenômeno em que um alelo em um loco pode mascarar a expressão de um alelo de outro loco, que atua sobre o mesmo caráter.

c) O fenômeno no qual ambos os membros de um par de alelos se expressam no indivíduo heterozigótico, contribuindo para o fenótipo.

d) A condição na qual os indivíduos heterozigóticos apresentam o fenótipo idêntico a um dos homozigóticos.

e) A condição em indivíduos heterozigóticos, na qual o fenótipo é intermediário entre os fenótipos dos dois homozigóticos.

30. (UNIFOR) “Conhecer o padrão desses mosaicos genéticos pode ajudar no tratamento e diagnóstico de doenças e até em investigações policiais”.

Revista Época, outubro/2013.

Analisando o texto, pode-se inferir que:

a) Uma vez que o mosaicismo pode surgir a partir de mutações espontâneas que determinadas células sofrem, conclui-se que a maioria das variações será do tipo maligna.

b) Uma vez que o mosaicismo pode surgir a partir de mutações espontâneas que determinadas células sofrem, essas variações serão mais fáceis de diagnosticar.

c) Uma vez que o mosaicismo pode ocorrer antes da separação das células germinativas, a mutação será diagnosticada em 50% da prole, enquanto os outros 50% serão normais.

d) Uma vez que o mosaicismo acarreta num indivíduo células com material genético diferente, as doenças desse padrão poderão ser estudadas através de sequências nucleotídicas do indivíduo afetado.

e) Uma vez que o mosaicismo acarreta num indivíduo células com material genético diferente, será possível que alguém vá preso porque uma mutação o torna parecido com o de um criminoso.

gab

Anúncios

Responses

  1. Por gentileza, a questão 15 por que a letra “D” está certa, não seria 2/4?

    • Veja, a seguir, a explicação que você solicitou.
      ALTERNATIVA D (“A probabilidade de o indivíduo III.2 ser heterozigoto é de dois terços.”) – CORRETA
      – II.1: Aa
      – II.2: Aa
      – CRUZAMENTO
      * Aa x Aa = AA + Aa + Aa + aa [(3/4 afetados (AA, Aa, Aa) e 1/4 normal (aa)].
      * Como ele (III.2) já nasceu e é afetado só pode ser AA [homozigoto (1/3) ou Aa [HETEROZIGOTO (2/3)]. Neste caso, não se leva em consideração aa, que é normal (já nascido).
      – Portanto, alternativa D está correta.
      Djalma Santos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: