Publicado por: Djalma Santos | 29 de setembro de 2016

TESTES DO ENEM (III)

01. (ENEM) Então, a travessia das veredas sertanejas é mais exaustiva que a de uma estepe nua. Nesta, ao menos, o viajante tem o desafogo de um horizonte largo e a perspectiva das planuras francas. Ao passo que a outra o afoga; abrevia-Ihe o olhar; agride-o e estonteia-o; enlaça-o na trama espinescente e não o atrai; repulsa-o com as folhas urticantes, com o espinho, com os gravetos estalados em lanças, e desdobra-se-lhe na frente léguas e léguas, imutável no aspecto desolado; árvore sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo, lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante…

Cunha. E. Os sertões.

Disponível em: http://pt. scribd.com. Acesso em 2 jun. 2012.

Os elementos da paisagem descritos no texto correspondem a aspectos biogeográficos presentes na:

a) Composição de vegetação xerófila.

b) Formação de florestas latifoliadas.

c) Transição para mata de grande porte.

d) Adaptação à elevada salinidade.

e) Homogeneização da cobertura perenifólia.

02. (ENEM) Para impedir a contaminação microbiana do suprimento de água, deve-se eliminar as emissões de efluentes e, quando necessário, tratá-lo com desinfetante. O ácido hipocloroso (HClO), produzido pela reação entre cloro e água, é um dos compostos mais empregados como desinfetante. Contudo, ele não atua somente como oxidante, mas também como um ativo agente de cloração. A presença de matéria orgânica dissolvida no suprimento de água clorada pode levar à formação de clorofórmio (CHCl3) e outras espécies orgânicas cloradas tóxicas.

SPIRO, T. G.; STIGLIANI, W. M. Química ambiental. São Paulo: Pearson, 2009 (adaptado).

Visando eliminar da água o clorofórmio e outras moléculas orgânicas, o tratamento adequado é a:

a) Filtração, com uso de filtros de carvão ativo.

b) Fluoretação, pela adição de fluoreto de sódio.

c) Coagulação, pela adição de sulfato de alumínio.

d) Correção do pH, pela adição de carbonato de sódio.

e) Floculação, em tanques de concreto com a água em movimento.

03. (ENEM) Para evitar o desmatamento da Mata Atlântica nos arredores da cidade de Amargosa, no Recôncavo da Bahia, o Ibama tem atuado no sentido de fiscalizar, entre outras, as pequenas propriedades rurais que dependem da lenha proveniente das matas para a produção da farinha de mandioca, produto típico da região. Com isso, pequenos produtores procuram alternativas como o gás de cozinha, o que encarece a farinha. Uma alternativa viável, em curto prazo, para os produtores de farinha em Amargosa, que não cause danos à Mata Atlântica nem encareça o produto é a:

a) Construção, nas pequenas propriedades, de grandes fornos elétricos para torrar a mandioca.

b) Plantação, em suas propriedades, de árvores para serem utilizadas na produção de lenha.

c) Permissão, por parte do Ibama, da exploração da Mata Atlântica apenas pelos pequenos produtores.

d) Construção de biodigestores, para a produção de gás combustível a partir de resíduos orgânicos da região.

e) Coleta de carvão de regiões mais distantes, onde existe menor intensidade de fiscalização do Ibama.

04. (ENEM) Um dos processos usados no tratamento do lixo é a incineração, que apresenta vantagens e desvantagens. Em São Paulo, por exemplo, o lixo é queimado a altas temperaturas e parte da energia liberada é transformada em energia elétrica. No entanto, a incineração provoca a emissão de poluentes na atmosfera. Uma forma de minimizar a desvantagem da incineração, destacada no texto, é:

a) Aumentar o volume do lixo incinerado para aumentar a produção de energia elétrica.

b) Fomentar o uso de filtros nas chaminés dos incineradores para diminuir a poluição do ar.

c) Aumentar o volume do lixo para baratear os custos operacionais relacionados ao processo.

d) Fomentar a coleta seletiva de lixo nas cidades para aumentar o volume de lixo incinerado.

e) Diminuir a temperatura de incineração do lixo para produzir maior quantidade de energia elétrica.

05. (ENEM) Normalmente, as células do organismo humano realizam a respiração aeróbica, na qual o consumo de uma molécula de glicose gera 38 moléculas de ATP. Contudo em condições anaeróbicas, o consumo de uma molécula de glicose pelas células é capaz de gerar apenas duas moléculas de ATP.

05

Qual curva representa o perfil de consumo de glicose, para manutenção da homeostase de uma célula que inicialmente está em uma condição anaeróbica e é submetida a um aumento gradual de concentração de oxigênio?

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

06. (ENEM) Diferente do que o senso comum acredita, as lagartas de borboletas não possuem voracidade generalizada. Um estudo mostrou que as borboletas de asas transparentes da família Ithomiinae, comuns na Floresta Amazônica e na Mata Atlântica, consomem, sobretudo, plantas da família Solanaceae, a mesma do tomate. Contudo, os ancestrais dessas borboletas consumiam espécies vegetais da família Apocinaceae, mas a quantidade dessas plantas parece não ter sido suficiente para garantir o suprimento alimentar dessas borboletas. Dessa forma, as solanáceas tornaram-se uma opção de alimento, pois são abundantes na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica.

Cores ao vento. Genes e fósseis revelam origem e diversidade de borboletas sul-americanas. Revista Pesquisa FAPESP. No 170, 2010 (adaptado).

Nesse texto, a ideia do senso comum é confrontada com os conhecimentos científicos, ao se entender que as larvas das borboletas Ithomiinae encontradas atualmente na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica, apresentam:

a) Facilidade em digerir todas as plantas desses locais.

b) Interação com as plantas hospedeiras da família Apocinaceae.

c) Adaptação para se alimentar de todas as plantas desses locais.

d) Voracidade indiscriminada por todas as plantas existentes nesses locais.

e) Especificidade pelas plantas da família Solanaceae existentes nesses locais.

07. (ENEM) A cariotipagem é um método que analisa células de um indivíduo para determinar seu padrão cromossômico. Essa técnica consiste na montagem fotográfica, em sequência, dos pares de cromossomos e permite identificar um indivíduo normal (46, XX ou 46, XY) ou com alguma alteração cromossômica. A investigação do cariótipo de uma criança do sexo masculino com alterações morfológicas e comprometimento cognitivo verificou que ela apresentava fórmula cariotípica 47, XY, +18. A alteração cromossômica da criança pode ser classificada como:

a) Estrutural, do tipo deleção.

b) Numérica, do tipo euploidia.

c) Numérica, do tipo poliploidia.

d) Estrutural, do tipo duplicação.

e) Numérica, do tipo aneuploidia.

08. (ENEM) Medidas de saneamento básico são fundamentais no processo de promoção de saúde e qualidade de vida da população. Muitas vezes, a falta de saneamento está relacionada com o aparecimento de várias doenças. Nesse contexto, um paciente dá entrada em um pronto atendimento relatando que há 30 dias teve contato com águas de enchente. Ainda informa que nesta localidade não há rede de esgoto e drenagem de águas pluviais e que a coleta de lixo é inadequada. Ele apresenta os seguintes sintomas: febre, dor de cabeça e dores musculares.

Disponível em: http://portal.saude.gov.br. Acesso em: 27 fev. 2012 (adaptado).

Relacionando os sintomas apresentados com as condições sanitárias da localidade, há indicações de que o paciente apresenta um caso de:

a) Difteria.

b) Botulismo.

c) Tuberculose.

d) Leptospirose.

e) Meningite meningocócica.

09. (ENEM) Os anfíbios representam o primeiro grupo de vertebrados que, evolutivamente, conquistou o ambiente terrestre. Apesar disso, a sobrevivência do grupo ainda permanece restrita a ambientes úmidos ou aquáticos, devido à manutenção de algumas características fisiológicas relacionadas à água. Uma das características a que o texto se refere é a:

a) A reprodução por viviparidade.

b) Respiração pulmonar nos adultos.

c) Regulação térmica por endotermia.

d) Cobertura corporal delgada e altamente permeável.

e) Locomoção por membros anteriores e posteriores desenvolvidos.

10. (ENEM) A palavra “biotecnologia” surgiu no século XX, quando o cientista Herbert Boyer introduziu a informação responsável pela fabricação da insulina humana em uma bactéria para que ela passasse a produzir a substância.

Disponível em: http://www.brasil.gov.br. Acesso em 28 jul. 2012 (adaptado).

As bactérias modificadas por Herbert Boyer passaram a produzir insulina humana porque receberam:

a) A sequência de DNA codificante de insulina humana.

b) A proteína sintetizada por células humanas.

c) Um RNA recombinante de insulina humana.

d) O RNA mensageiro de insulina humana.

e) Um cromossomo da espécie humana.

11. (ENEM) A liberação dos gases clorofluorcarbonos (CFCs) na atmosfera pode provocar depleção de ozônio (O3) na estratosfera. O ozônio estratosférico é responsável por absorver parte da radiação ultravioleta emitida pelo Sol, a qual é nociva aos seres vivos. Esse processo, na camada de ozônio, é ilustrado simplificadamente na figura.

11

Quimicamente, a destruição do ozônio na atmosfera por gases CFCs é decorrência da:

a) Clivagem da molécula de ozônio pelos CFCs para produzir espécies radicalares.

b) Produção de oxigênio molecular a partir de ozônio, catalisada por átomos de cloro.

c) Oxidação do monóxido de cloro por átomos de oxigênio para produzir átomos de cloro.

d) Reação direta entre os CFCs e o ozônio para produzir oxigênio molecular e monóxido de cloro.

e) Reação de substituição de um dos átomos de oxigênio na molécula de ozônio por átomos de cloro.

12. (ENEM) A talidomida é um sedativo leve e foi muito utilizado no tratamento de náuseas, comuns no início da gravidez. Quando foi lançada, era considerada segura para o uso de grávidas, sendo administrada como uma mistura racêmica composta pelos seus dois enantiômeros (R e S). Entretanto, não se sabia, na época, que o enantiômero S leva à malformação congênita, afetando principalmente o desenvolvimento normal dos braços e pernas do bebê.

COELHO, F. A. S. Fármacos e quiralidade. Cadernos Temáticos de Química Nova na Escola, São Paulo, n. 3, maio 2001 (adaptado).

Essa malformação congênita ocorre porque esses enantiômeros:

a) Reagem entre si.

b) Não podem ser separados.

c) Não estão presentes em partes iguais.

d) Interagem de maneira distinta com o organismo.

e) São estruturas com diferentes grupos funcionais.

13. (ENEM) Uma região de Cerrado possui lençol freático profundo, estação seca bem marcada, grande insolação e recorrência de incêndios naturais. Cinco espécies de árvores nativas, com as características apresentadas no quadro abaixo, foram avaliadas quanto ao seu potencial para uso em projetos de reflorestamento nessa região.

13

Qual é a árvore adequada para o reflorestamento dessa região?

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

14. (ENEM) Hipóxia ou mal das alturas consiste na diminuição de oxigênio (O2) no sangue arterial do organismo. Por essa razão, muitos atletas apresentam mal-estar (dores de cabeça, tontura, falta de ar etc.) ao praticarem atividade física em altitudes elevadas. Nessas condições, ocorrerá uma diminuição na concentração de hemoglobina oxigenada (HbO2) em equilíbrio no sangue, conforme a relação:

14

Mal da montanha. Disponível em: http://www.feng.pucrs.br. Acesso em: 11 fev. 2015 (adaptado).

A alteração da concentração de hemoglobina oxigenada no sangue ocorre por causa do(a):

a) Elevação da pressão arterial.

b) Aumento da temperatura corporal.

c) Redução da temperatura do ambiente.

d) Queda da pressão parcial de oxigênio.

e) Diminuição da quantidade de hemácias.

15. (ENEM) Tanto a febre amarela quanto a dengue são doenças causadas por vírus do grupo dos arbovírus, pertencentes ao gênero Fiavivirus, existindo quatro sorotipos para o vírus causador da dengue. A transmissão de ambas acontece por meio da picada de mosquitos, como o Aedes aegypti. Entretanto, embora compartilhem essas características, hoje somente existe vacina, no Brasil, para a febre amarela e nenhuma vacina efetiva para a dengue.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Fundação Nacional de Saúde. Dengue: Instruções para pessoal de combate ao vetor. Manual de Normas Técnicas. Disponível em: http://portal.saude.gov.br. Acesso em: 7 ago. 2012 (adaptado).

Esse fato pode ser atribuído à:

a) Maior taxa de mutação do vírus da febre amarela do que do vírus da dengue.

b) Alta variabilidade antigênica do vírus da dengue em relação ao vírus da febre amarela.

c) Menor adaptação do vírus da dengue à população humana do que do vírus da febre amarela.

d) Presença de dois tipos de ácidos nucleicos no vírus da dengue e somente um tipo no vírus da febre amarela.

e) Baixa capacidade de indução da resposta imunológica pelo vírus da dengue em relação ao da febre amarela.

16. (ENEM) Para diminuir o acúmulo de lixo e o desperdício de materiais de valor econômico e, assim, reduzir a exploração de recursos naturais, adotou-se, em escala internacional, a política dos três erres: Redução, Reutilização e Reciclagem. Um exemplo de reciclagem é a utilização de:

a) Garrafas de vidro retornáveis para cerveja ou refrigerante.

b) Latas de alumínio como material para fabricação de lingotes.

c) Sacos plásticos de supermercado como acondicionantes de lixo caseiro.

d) Embalagens plásticas vazias e limpas para acondicionar outros alimentos.

e) Garrafas PET recortadas em tiras para fabricação de cerdas de vassouras.

17. (ENEM) Algumas raças de cães domésticos não conseguem copular entre si devido à grande diferença em seus tamanhos corporais. Ainda assim, tal dificuldade reprodutiva não ocasiona a formação de novas espécies (especiação). Essa especiação não ocorre devido ao(a):

a) Oscilação genética das raças.

b) Convergência adaptativa entre raças.

c) Isolamento geográfico entre as raças.

d) Seleção natural que ocorre entre as raças.

e) Manutenção do fluxo gênico entre as raças.

18. (ENEM) O formato das células de organismos pluricelulares é extremamente variado. Existem células discoides, como é o caso das hemácias, as que lembram uma estrela, como os neurônios, e ainda algumas alongadas, como as musculares. Em um mesmo organismo, a diferenciação dessas células ocorre por:

a) Produzirem mutações específicas.

b) Possuírem DNA mitocondrial diferentes.

c) Apresentarem conjunto de genes distintos.

d) Expressarem porções distintas do genoma.

e) Terem um número distinto de cromossomos.

19. (ENEM) Euphorbia mili é uma planta ornamental amplamente disseminada no Brasil e conhecida como coroa-de-cristo. O estudo químico do látex dessa espécie forneceu o mais potente produto natural moluscicida, a miliamina L.

MOREIRA. C. P. s.; ZANI. C. L.; ALVES, T. M. A. Atividade moluscicida do látex de Synadenium carinatum boiss. (Euphorbiaceae) sobre Biomphalaria glabrata e isolamento do constituinte majoritário. Revista Eletrônica de Farmácia. n. 3. 2010 (adaptado).

O uso desse látex em água infestada por hospedeiros intermediários tem potencial para atuar no controle da:

a) Dengue.

b) Malária.

c) Elefantíase.

d) Ascaridíase.

e) Esquistossomose.

20. (ENEM) Em 1872, Robert Angus Smith criou o termo “chuva ácida”, descrevendo precipitações ácidas em Manchester após a Revolução Industrial. Trata-se do acúmulo demasiado de dióxido de carbono e enxofre na atmosfera que, ao reagirem com compostos dessa camada, formam gotículas de chuva ácida e partículas de aerossóis. A chuva ácida não necessariamente ocorre no local poluidor, pois tais poluentes, ao serem lançados na atmosfera, são levados pelos ventos, podendo provocar a reação em regiões distantes. A água de forma pura apresenta pH 7, e, ao contatar agentes poluidores, reage modificando seu pH para 5,6 e até menos que isso, o que provoca reações, deixando consequências.

Disponível em: http://www.brasilescola.com. Acesso em: 18 maio 2010 (adaptado).

O texto aponta para um fenômeno atmosférico causador de graves problemas ao meio ambiente: a chuva ácida (pluviosidade com pH baixo). Esse fenômeno tem como consequência:

a) A corrosão de metais, pinturas, monumentos históricos, destruição da cobertura vegetal e acidificação dos lagos.

b) A diminuição do aquecimento global, já que esse tipo de chuva retira poluentes da atmosfera.

c) A destruição da fauna e da flora, e redução dos recursos hídricos, com o assoreamento dos rios.

d) As enchentes, que atrapalham a vida do cidadão urbano, corroendo, em curto prazo, automóveis e fios de cobre da rede elétrica.

e) A degradação da terra nas regiões semiáridas, localizadas, em sua maioria, no Nordeste do nosso país.

gab


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: