Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE ECOLOGIA (VII)

01. (MACKENZIE) Um ecossistema pode ser representado sob a forma de pirâmides ecológicas de três tipos: de número, de biomassa e de energia. A esse respeito, são feitas as seguintes afirmações:

I. Em todas elas, os produtores ocupam a sua base.

II. Em um ecossistema equilibrado, a pirâmide de energia sempre apresenta a base maior do que o topo.

III. A pirâmide de número nunca se apresenta na forma invertida.

IV. Os decompositores não são mostrados na pirâmide, pois não representam parcela importante no ecossistema.

Assinale se estão corretas, apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) II e IV.

02. (UEM) A facilidade de transporte contribui para a introdução de espécies exóticas nos ecossistemas naturais. Nesse sentido, assinale a alternativa incorreta.

a) A introdução de espécies exóticas pode provocar a extinção de espécies naturais.

b) A introdução de espécies exóticas pode provocar alterações nas cadeias alimentares.

c) A introdução de espécies exóticas pode provocar a competição por recursos naturais como alimentos e água.

d) A introdução de espécies exóticas pode levar ao estabelecimento de novos nichos ecológicos.

e) A introdução de espécies exóticas não altera as características bióticas dos ecossistemas.

03. (UPE) Observe o quadrinho abaixo.

03

A respeito do homem, pássaro beija-flor e morcego e seus modos de vida no ambiente, assinale a alternativa correta.

a) Beija-flor – alimenta-se, sugando o néctar das flores e é agente polinizador – é um mutualista com vegetal, interação ecológica definida como sociedade.

b) Morcego e beija-flor – originários da Mata Atlântica – apresentam mesmo habitat e nicho ecológico.

c) Homem – tem alimentação variada (frutas, cereais, ovos, leite e carne) – é um produtor na cadeia alimentar.

d) Beija-flor – alimenta-se, sugando o néctar das flores – é um consumidor primário na cadeia alimentar.

e) Morcego – hematófago – é um parasita animal do mesmo modo que o beija-flor é um parasita vegetal.

04. (UEPB) Analise as seguintes afirmações:

I. Plâncton é o conjunto de organismos com deslocamento predominante ativo, na superfície de ecossistemas aquáticos, ou cuja capacidade de locomoção é suficiente para vencer o deslocamento das massas de água (correntes e marés).

II. Chama-se bentos aos organismos que vivem no substrato, fixos ou não, em contraposição com os pelágicos, que vivem livremente na coluna de água.

III. A produtividade primária em um ecossistema pode ser avaliada de várias formas. Nos oceanos, um dos métodos para medir a produtividade primária utiliza garrafas escuras, totalmente cheias de água do mar, fechadas e mantidas em ambiente iluminado.

IV. Chama-se nécton ao conjunto dos animais aquáticos que se movem livremente na coluna de água, com o auxílio dos seus órgãos de locomoção: as barbatanas ou outros apêndices. Fazem parte deste grupo os peixes, a maioria dos crustáceos, os mamíferos marinhos e outros – pelo menos quando adultos, uma vez que as suas larvas podem ser planctônicas.

Das afirmações acima:

a) Apenas I, II e IV estão corretas.

b) Apenas I está correta.

c) Apenas I e III estão corretas.

d) Apenas II e IV estão corretas.

e) Apenas III e IV estão corretas.

05. (PUC-RS) Captada do solo, a sílica impregna as paredes das células das gramíneas aumentando a dureza das folhas. Para avaliar a importância ecológica da sílica na defesa das gramíneas contra o ataque de herbívoros invertebrados, um pesquisador cultivou essas plantas em solo com e sem sílica, expôs as plantas a herbívoros invertebrados e, finalmente, avaliou suas folhas medindo a impregnação de sílica e o grau de destruição causado pelos predadores. Com essa pesquisa, seria correto concluir acerca

a) Da competição entre os herbívoros invertebrados pelas plantas sem sílica.

b) Do direcionamento das raízes das gramíneas do solo sem sílica para o solo com sílica.

c) Da abrasão do aparato mastigador dos herbívoros invertebrados causado pelas folhas com sílica.

d) Da interferência que o solo suplementado com sílica causa no nível de predação pelos herbívoros invertebrados.

e) Do dano causado pela ingestão de sílica ao aparato digestório dos herbívoros invertebrados

06. (UEM) A ecologia é multidisciplinar, pois envolve diversos ramos do conhecimento. Além da biologia, da física e da química, também as ciências econômicas e sociais, entre outras, têm que ser integradas, para que se possa entender a incrível complexidade das relações existentes no Planeta Terra. Considerando essa interdisciplinaridade, assinale o que for correto.

01. A energia armazenada na biomassa dos produtores, medida durante um determinado intervalo de tempo, constitui a chamada produtividade primária bruta.

02. A proliferação do vírus HIV, causador da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), deve-se, também, às questões sociais pelas quais passa a humanidade, como algumas viciações.

04. O controle biológico da lagarta da cana-de-açúcar, exercido pelo Hymenoptera do gênero Apanteles constitui uma relação harmônica conhecida como predação.

08. A eutrofização pode ser decorrente da ação antrópica, como despejos de grandes quantidades de compostos nitrogenados e fosforados que alcançam os corpos de água.

16. Na cultura de soja, podem-se observar insetos diversos, tais como: lagartas e percevejos herbívoros; percevejos e vespas predadores; vespas e moscas parasitas. Devido ao grau de parentesco desses insetos, pode-se afirmar que ocupam o mesmo habitat e o mesmo nicho ecológico.

32. A temperatura ambiental é uma condição ecológica decisiva na distribuição dos seres vivos pelo Planeta Terra. O homem não interfere na temperatura ambiental, pois essa é regida, exclusivamente, pelas radiações solares.

64. A intensa utilização do carvão e do petróleo como fontes energéticas favoreceu o desenvolvimento da atividade industrial em muitos países, todavia trouxe uma série de problemas de impacto ambiental. Devido à queima desses combustíveis, a concentração de gás carbônico no ar aumenta, pois restitui à atmosfera átomos de carbono que ficaram fora de circulação durante, até, milhões de anos.

Soma das alternativas corretas:

07. (UFG) Considere duas populações de espécies diferentes de animais que possuem vida relativamente longa. A espécie I gera pequena prole com alta porcentagem de sobreviventes de recém-nascidos (RN) e de jovens (J), com maior taxa de mortalidade na fase adulta (A). A espécie II gera prole numerosa com alta porcentagem de mortalidade entre recém-nascidos. Qual figura representa as curvas de crescimento populacional dessas duas espécies?

07

08. (UEPB) “Assim como um indivíduo cresce ganhando peso, uma população cresce ganhando indivíduos”. O controle do crescimento populacional é hoje um dos assuntos-chave da sociedade moderna e uma das ferramentas clássicas da ecologia. Sobre esse tema afirma-se:

I. As populações aumentam devido a nascimento e diminuem devido a mortes.

II. O tamanho das populações também muda em razão dos deslocamentos de indivíduos.

III. Populações aumentam quando novos indivíduos chegam, ou seja, emigram.

IV. Populações aumentam quando indivíduos residentes partem, ou seja, emigram.

Considerando-se a informação acima e outros conhecimento sobre o assunto, são incorretas as afirmativas.

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) IV e I.

e) II e IV.

09. (UFAL) Na figura abaixo, a linha contínua representa o crescimento real de uma população de veados Odocoileus, numa certa região geográfica, após uma campanha de combate a seus predadores naturais, a saber, lobo, puma e coiote. A linha pontilhada representa a expectativa de crescimento dessa população, caso os seus predadores não tivessem sido eliminados. Considerando esses resultados e correlacionando-os com o conhecimento sobre relações ecológicas na natureza, analise as proposições que se seguem.

09

1. Tanto as relações ecológicas positivas quanto as negativas são importantes para a manutenção do equilíbrio nas comunidades naturais.

2. A estreita correlação entre as flutuações no tamanho das populações de predadores e de presas é da maior importância para a sobrevivência de ambas.

3. O combate aos predadores se constitui em eficiente meio para aumentar o crescimento populacional, a julgar pela espécie de veado.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 2 e 3.

b) 1, apenas.

c) 1 e 2, apenas.

d) 3, apenas.

e) 1 e 3, apenas.

10. (UEM) Identifique o que for correto.

01. As chuvas ácidas formadas a partir dos poluentes atmosféricos SO2 e NO2 provocam danos à vegetação, contaminam solo e água e corroem construções e monumentos.

02. Na protocooperação, a união entre os organismos é obrigatória e permanente.

04. Em uma região de intenso garimpo de ouro, o mercúrio concentra-se mais no fitoplâncton do que nos peixes carnívoros.

08. Baleias e tubarões são organismos bentônicos de ecossistemas marinhos.

16. A resistência do meio ou resistência ambiental, definida como o conjunto de fatores que limitam o crescimento de uma população, decresce  proporcionalmente com o aumento da densidade  populacional.

Soma das alternativas corretas:

11. (UEPG) As relações alimentares nos ecossistemas podem ser descritas de forma mais completa pelas teias alimentares. A respeito desse tema, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Na representação da teia alimentar, as setas sempre vão da espécie que serve de alimento para a que utiliza esse alimento. Exemplificando com uma lagoa: as mesmas plantas aquáticas que servem de alimento para caramujos podem nutrir peixes herbívoros. Os peixes carnívoros comem não apenas caramujos, mas também os peixes herbívoros e pequenos crustáceos. Os peixes, tanto os herbívoros, como os carnívoros, servem de alimento para as aves da margem. A teia alimentar representada nessa lagoa nada mais é do que o conjunto de várias cadeias alimentares entrelaçadas.

1   1 – Duas espécies de animais ou de plantas podem ter exatamente o mesmo nicho ecológico por muito tempo. Eles se adaptam completamente e passam a viver em mutualismo.

2  2 – Quando duas espécies de animais têm o mesmo nicho ecológico por muito tempo, as duas espécies competem em todos os níveis, o que leva uma delas a desaparecer, cedendo lugar à outra.

3  3 – Na ideia de nicho ecológico estão incluídas informações como: o que o organismo come, onde, como e a que momento do dia isso ocorre, quais são seus inimigos naturais, de que forma e em que época do ano se reproduz, enfim, todas as informações sobre a função da espécie no ecossistema.

4  4 – O princípio de Gause é reforçado por várias observações na natureza. Percebe-se, por exemplo, que os nichos ecológicos costumam ser bastante especializados, de modo que espécies diferentes não podem coexistir sem que o nível de competição entre elas se torne insustentável.

12. (CEFET-MG) O gráfico abaixo representa a curva de crescimento de uma população, a partir de um pequeno número de indivíduos iniciais.

12

Ao conjunto de fatores que limitam o crescimento de uma população, dá-se o nome de:

a) Potencial biótico.

b) Índice de fertilidade.

c) Resistência do meio.

d) Carga biótica máxima.

e) Taxa de crescimento relativo.

13. (FUVEST) Uma pequena quantidade da levedura Saccharomyces cerevisae foi inoculada em um tubo de ensaio, contendo meio apropriado. O desenvolvimento dessa cultura está representado no gráfico abaixo.

13

Para explicar o comportamento da população de leveduras, após o tempo T, foram levantadas três hipóteses:

1. A cultura foi contaminada por outro tipo de microrganismo originando competição, pois esperado seria o crescimento contínuo da população de leveduras.

2. O aumento no número de indivíduos provocou diminuição do alimento disponível, afetando a sobrevivência.

3. O acúmulo dos produtos excretados alterou a composição química do meio, causando a morte das leveduras.

Entre as três hipóteses, podemos considerar plausível(eis) apenas

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 1 e 2.

e) 2 e 3.

14. (UEPA) Considerada a matéria-prima do próximo século, a soja é uma leguminosa (1) que compõe a dieta alimentar dos brasileiros, fornece matéria-prima para composição de ração animal, e é amplamente utilizada em produtos como o biodiesel (2), lubrificantes, tintas, plásticos e cosméticos. No entanto, para o seu cultivo, extensas áreas do bioma Amazônia (3) são convertidas em campos agrícolas de soja.

(Fonte: Folha de São Paulo, Caderno Mais!, Maio/2009)

Sobre os termos acima destacados, afirma-se que:

I. O cultivo do número 1 interfere no ciclo do carbono, aumentando a produtividade de diversas culturas agrícolas.

II. A produção do número 2 é uma alternativa viável para suprir as necessidades energéticas do Brasil e do mundo.

III. Desmatamentos ou queimadas no número 3 geram processos de sucessão ecológica secundária.

IV. O número 3 apresenta poucos endemismos, é caracterizado por vegetação xeromórfica, bem representada por florestas de cocais.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) I e II.

b) II e III.

c) I, II e III.

d) I, III e IV.

e) I, II, III e IV.

15. (UFC) Em um pequeno experimento, um estudante montou algumas hortas contendo terra, folhas secas e madeira morta. Nestes locais ele plantou várias hortaliças. Com o passar do tempo, o estudante percebeu que pequenos cogumelos apareciam na madeira morta e nas folhas secas que estavam depositadas no chão. Temendo que isso pudesse matar as plantas, ele adicionou fungicida na horta matando apenas os fungos. Ao fazer isso, que consequência ocorrerá para as hortaliças?

a) A quantidade de herbívoros que se alimentam das hortaliças aumentará.

b) A disponibilidade de nutrientes para as hortaliças será menor.

c) A umidade do solo onde as hortaliças ocorrem reduzirá.

d) As folhas das hortaliças crescerão mais rapidamente.

e) As hortaliças adquirirão resistência a fungos.

16. (UNIMONTES) Uma pequena região onde há intercâmbio de matéria e de energia entre seus elementos pode ser considerada um ecossistema. A figura abaixo ilustra um ecossistema terrestre. Analise-a.

16

Considerando a figura e o assunto relacionado com ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa incorreta.

a) As espécies pertencentes a X ocupam o mesmo nicho ecológico.

b) Em Y, observa-se uma relação interespecífica.

c) X, Y e Z são denominados comunidades.

d) Em Z, ocorrerá entre as espécies o princípio da exclusão competitiva.

17. (UESPI) Considerando a curva de crescimento populacional mostrada abaixo, assinale a alternativa correta.

17

a) O potencial biótico de uma população é determinado pela capacidade mínima de seu crescimento.

b) O crescimento real de uma população pode ser representado por uma curva contínua ascendente, ao longo do tempo.

c) A curva de crescimento real pode, eventualmente, superar, em número de indivíduos, a curva de potencial biótico.

d) A carga biótica máxima do ambiente é dada pelo limite máximo de indivíduos que o ambiente suporta.

e) Fatores de resistência do meio, como a oferta ilimitada de alimento e espaço, impedem o crescimento da população.

18. (MACK) Em uma saída a campo, os alunos do curso de Biologia tiveram, como tarefa, demarcar uma área de 100 m2, próxima a uma mata, e determinar as densidades demográficas dos vários grupos vegetais e animais encontrados nessa área. Os organismos encontrados e suas quantidades estão relacionados abaixo.

Musgos – 20 indivíduos (mesma espécie)

Samambaias – 6 indivíduos (mesma espécie)

Pinheiros – 4 indivíduos (mesma espécie)

Tatuzinhos-de-jardim – 2 indivíduos (mesma espécie)

Minhocas – 2 indivíduos (mesma espécie)

Ácaros – 3 indivíduos (mesma espécie)

Nessa área, as densidades demográficas das plantas criptógamas, das plantas fanerógamas e dos artrópodes são, respectivamente:

a) 0,26; 0,04 e 0,05.

b) 0,10; 0,04 e 0,05.

c) 0,26; 0,04 e 0,03.

d) 0,10; 0,04 e 0,02.

e) 0,04; 0,26 e 0,05.

19. (UEPB) São melhores indicadores das condições ambientais as espécies que:

a) Migram constantemente e, dessa maneira, podem ser encontradas facilmente.

b) Em determinado ambiente, são mais numerosas que outras.

c) Têm ampla distribuição geográfica e, portanto, podem ser encontradas facilmente.

d) Têm pequenos limites de tolerância às variações das condições ambientais.

e) Sofrem várias mudanças durante seus ciclos de vida.

20. (COVEST) As plantas do semiárido nordestino realizam uma série de adaptações morfofisiológicas para sobreviverem ao ambiente seco e árido. Sobre estas adaptações, é correto fazer as seguintes afirmações.

I  II

0  0 – Apesar do clima seco, a regularidade da precipitação pluviométrica no semiárido, mostrada no gráfico abaixo, é a principal responsável pela sobrevivência das plantas.

20a

1 1 – A caatinga representa um bioma típico do semiárido e rico em biodiversidade, caracterizado por uma vegetação xerófita, que perde a folhagem durante a estação seca.

2  2 – As adaptações morfofisiológicas observadas abaixo no Mandacaru são folhas modificadas para diminuir a perda de água por evaporação.

20b

3 3 – A presença de cutícula espessa e de tricomas na epiderme foliar são adaptações que conservam a umidade nos períodos sem chuva.

4  4 – Plantas xerófitas possuem um número maior de estômatos, em comparação com plantas não xerófitas, o que constitui uma vantagem em ambientes secos.

gab

 

 

 

 

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: