Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE POLUIÇÃO (VI)

01. (IFSuldeMinas) Cada vez mais, ouvem-se opiniões acerca dos desequilíbrios ambientais e uma opinião muito recorrente recai sobre o risco de esse desequilíbrio ocasionar o aumento do nível dos oceanos, causando inundações nas cidades litorâneas. A opção que indica corretamente o desequilíbrio associado à sua causa, capaz de ocasionar esse tipo de consequência é o:

a) Efeito Estufa, devido ao elevado uso de gases à base de Cloro, Flúor e Carbono.

b) Efeito Estufa, ocasionado principalmente pela elevação do gás carbônico na atmosfera, que é eliminado pela maioria dos veículos automotores, queimadas e indústrias.

c) Buraco na Camada de Ozônio, proveniente da emissão excessiva de gás carbônico.

d) Buraco na Camada de Ozônio, em razão o uso de gases a base de Cloro, Flúor e Carbono.

02. (OBJETIVO-SP)

02

Analise as afirmações:

I. O aquecimento global causado pelo efeito estufa é consequência da absorção direta da energia solar pelo CO2(g) acumulado na atmosfera.

II. A quantidade de matéria de CO2, em 6 milhões de toneladas, é superior a 1,0 x 1011 mol.

III. O processo de transformação de CO2 em carboidratos por algas, como as diatomáceas, é exoenergético.

Dados: Quantidade de matéria: n = m/M, sendo m: massa; M: massa molar.

Massa molar do CO2 = 44g/mol.

1 tonelada = 106 gramas.

Está(ão) correta(s):

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e III, apenas.

e) II e III, apenas.

03. (UEMA) O documento Zero da ONU para a Rio+20 é ainda refém do velho paradigma da dominação da natureza para extrair dela os maiores benefícios possíveis para os negócios e para o mercado. Através dele e nele, o ser humano deve buscar os meios de sua vida e de subsistência. A economia verde radicaliza esta tendência, pois, como escreveu o diplomata e ecologista boliviano Pablo Sólon, ela busca não apenas mercantilizar a madeira das florestas, mas também sua capacidade de absorção de dióxido de carbono. Tudo isso pode se transformar em bônus negociáveis pelo mercado e pelos bancos.

Disponível em: <http://www.jb.com.br/leonardo-boff/noticias&gt;. Acesso em: 11 jun. 2012 (adaptado).

Com base na afirmação de Pablo Sólon, a economia verde, além do desmatamento, tem forte preocupação com a:

a) Contaminação por fosforados.

b) Contaminação por mercúrio.

c) Contaminação das águas.

d) Poluição do solo.

e) Poluição do ar.

04. (UNICID)

04

Nesta charge, o cartunista Henfil coloca em pauta a discussão de que o Brasil:

a) Usa agrotóxicos em excesso, mas não existem estudos que comprovem seus riscos.

b) Não usa agrotóxicos em excesso, configurando um exagero o alarde feito sobre os produtos consumidos.

c) Usa agrotóxicos em excesso, sendo recomendável evitar o consumo de verduras.

d) Usa agrotóxicos em excesso, contaminando as pessoas e, consequentemente, o ambiente.

e) Não usa agrotóxicos em excesso, sendo a charge uma sátira ao consumo de verduras.

05. (UEM) O crescimento da população humana e o desenvolvimento da atividade industrial têm causado o esgotamento dos recursos naturais, o acúmulo de resíduos, bem como a introdução de espécies exóticas, provocando alterações ambientais e problemas à saúde. Nesse contexto, assinale o que for correto.

01. O monóxido de carbono, resultante da queima incompleta dos combustíveis, pode combinar-se com a hemoglobina do sangue, acelerando o ritmo respiratório em função do aumento no transporte de oxigênio.

02. Poluentes atmosféricos, como os dióxidos de enxofre e de nitrogênio, concentram-se nos níveis tróficos das cadeias alimentares, causando intoxicações.

04. O lançamento de esgoto doméstico nos rios causa alteração na comunidade biológica e a propagação de doenças, como hepatite A, amebíase e cólera.

08. A introdução de espécies exóticas pode levar ao aumento ou à redução do número de organismos produtores e consumidores das populações nativas, interferindo nos níveis tróficos das cadeias alimentares.

16) O desmatamento e as queimadas das florestas, além de levar à extinção de espécies e de comunidades, também favorecem a erosão e o empobrecimento do solo.

Soma das afirmativas corretas:

06. (UFG) Leia o texto a seguir.

Há pouco mais de 400 milhões de anos, alguns peixes tropicais começaram a desenvolver uma estratégia respiratória que se tornou uma vantagem evolutiva para a ocupação de águas com baixa concentração natural de oxigênio. Porém, estudos feitos pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia mostraram que essa estratégia respiratória pode amplificar o risco de envenenamento e morte desses peixes, caso haja contaminação por petróleo nos rios onde eles vivem.

Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br/?art=2146&bd=1&pg=1&lg=&gt;. Acesso em: 8 nov. 2011. [Adaptado].

O aumento do risco de morte dos peixes ocorre porque o petróleo é uma mistura complexa de hidrocarbonetos:

a) Lipossolúveis, e os peixes, com respiração pulmonar, se intoxicam ao irem à superfície para respirar.

b) Lpossolúveis, e os peixes, com respiração branquial, se intoxicam ao irem à superfície para respirar.

c) Lipossolúveis, e os peixes, com respiração cutânea, se intoxicam ao irem à superfície para respirar.

d) Hidrossolúveis, e os peixes, com respiração pulmonar, se intoxicam, pois respiram em toda a faixa de água.

e) Hidrossolúveis, e os peixes, com respiração branquial, se intoxicam, pois respiram em toda a faixa de água.

07. (OBJETIVO-SP) Em cidades litorâneas, a queda da qualidade da água marinha coincide com as épocas de maior afluxo de turistas. Uma campanha educativa, destinada a esclarecer a população a respeito de medidas que permitam minimizar o problema, deve incluir duas informações:

I. Origem da carga poluidora.

II. O parâmetro adotado para o monitoramento e o controle da balneabilidade das praias pelos governos.

Identificam-se corretamente I e II da seguinte maneira:

07

08. (IFPE) Um dos problemas ambientais decorrentes da industrialização e do crescimento indiscriminado das populações é a poluição ambiental. A poluição do ar, da água e do solo tem aumentado nos últimos anos, provocando transtornos ao meio ambiente. Sobre a poluição ambiental e as agressões ao meio ambiente, podemos afirmar que:

a) A mistura vertical de ar, durante a inversão térmica, ocorre por meio do movimento descendente do ar quente.

b) As chuvas ácidas causam danos, se apresentarem valor de pH maior que o da água destilada.

c) Uma das consequências previsíveis advindas da destruição da camada de ozônio para a humanidade seria o aumento na incidência da radiação infravermelha proveniente do Sol, o que provocaria, muito provavelmente, um acréscimo da taxa de mutação gênica e casos de câncer de pele.

d) O fenômeno da eutrofização da água pode ser explicado pela proliferação de microrganismos decompositores, devido a um aumento do teor de matéria orgânica, com consequente diminuição da quantidade de oxigênio presente na água.

e) A compostagem ou aterro sanitário é a maneira mais eficiente para resolver o problema do lixo das grandes cidades, pois permite a reciclagem da matéria orgânica e da inorgânica.

09. (ANGLO)

UTILIZE O TEXTO E OS INFOGRÁFICOS ABAIXO, PARA RESPONDER À ESTA QUESTÃO.

“A Amazônia está condenada a perder no mínimo 20% de sua fisionomia original com as mudanças climáticas. O impacto poderá ser ainda pior e afetar 85% da floresta se as temperaturas ultrapassarem a casa dos 4ºC, comparadas com níveis pré-industriais. Este foi o quadro sombrio apresentado pelo Centro Hadley, instituto de meteorologia do Reino Unido, durante o Congresso Científico Internacional sobre Mudanças Climáticas, em Copenhague”.

09

Com base no texto e nos infográficos, é correto dizer que:

a) Nenhuma das informações contidas nos infográficos confirma que a Amazônia está condenada a perder no mínimo 20% de sua fisionomia original com as mudanças climáticas, como afirma o texto.

b) Com aumento de 3ºC na temperatura global, o dano sofrido pela floresta Amazônica é maior do que se a temperatura global aumentar 4º

c) Pelo menos 60% da floresta Amazônica serão preservados se o aumento na temperatura global for de 2º

d) Com o aumento de 4ºC na temperatura global, apenas cerca de 20% da floresta Amazônica serão mantidos intactos.

e) Os infográficos informam que cerca de 85% da área florestal terrestre desaparecerá caso o aumento da temperatura global seja de 4ºC.

10. (C0C) EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO JÁ AFETAM VIDA MARINHA

– A queima de combustíveis fósseis, como o carvão mineral e o petróleo, produz gás carbônico (CO2).

– Cerca de um terço dessas emissões é dissolvido na água do mar, e assume a forma de ácido carbônico (H2CO3). O CO2 também reage com carbonato de cálcio (CaCO3), que forma a base dos esqueletos de vários animais marinhos, como corais e moluscos.

– A acidez extra e a falta de carbonato de cálcio dissolvido na água acabam matando esses animais, perturbando toda a cadeia alimentar oceânica.

– 118 bilhões de toneladas de dióxido de carbono foram depositados nos oceanos por atividades humanas de 1800 a 1994.

GÁS CARBÔNICO JÁ ENTOPE ‘RALO’ DOS OCEANOS

            À primeira vista, parece uma boa notícia: quase metade do gás carbônico emitido por atividades humanas desde o início da era industrial vai parar nos oceanos. Acontece que esse “ralo” está começando a entupir, com consequências potencialmente desastrosas para o planeta num futuro não tão distante. Um estudo publicado hoje na revista científica norte-americana Science (www.sciencemag.org) afirma que 118 bilhões de toneladas de dióxido de carbono provenientes da queima de combustíveis fósseis (como o petróleo) e da fabricação de cimento, no período de 1800 a 1994, foram parar nos oceanos. Os autores da pesquisa estimam que esse volume corresponda a um terço da capacidade oceânica de estocar o gás, maior responsável pelo efeito estufa. Como tudo que diz respeito ao clima do planeta, as consequências dessa saturação dos mares são complexas e pouco compreendidas. O oceano tem uma capacidade enorme de processar resíduos. Portanto, a longo prazo – alguns milhares de anos –, o gás carbônico em excesso teoricamente acabaria no fundo do mar, misturado aos sedimentos. Só que, antes de melhorar, a situação deve piorar. Na escala do tempo de décadas a séculos, que é a que interessa à humanidade no momento, os mares deverão passar de sorvedouro a fonte adicional de gás carbônico (CO2), agravando o aquecimento da Terra. Se isso acontecer, escrevem os autores, “as estratégias socioeconômicas necessárias para estabilizar o CO2 no futuro terão de ser muito mais austeras”. E não é só isso: um segundo estudo na mesma edição da Science afirma que o excesso de carbono está tornando os oceanos mais ácidos e, por meio de uma série de reações, eliminando o cálcio disponível para formar os esqueletos calcários de animais marinhos como corais e plâncton. Ambos os efeitos são desastrosos para a cadeia alimentar marinha.

Adaptado de Folha Ciência, Folha de S. Paulo, 16/7/2004.

Podemos afirmar, de acordo com o texto, que:

a) O que ocorre é a dissolução dos esqueletos dos moluscos, uma vez que o carbonato de cálcio é um sal muito solúvel na água.

b) O fato de o gás carbônico ir parar nos oceanos não é, em si, um problema, mas sim os efeitos que essa dissolução provoca na cadeia alimentar marinha.

c) O gás carbônico é o único gás responsável pelo aquecimento global da terra.

d) O excesso de gás carbônico torna os oceanos mais básicos e, assim, elimina o cálcio disponível para formar os esqueletos calcários.

e) O gás carbônico, quando atinge os oceanos, gera ácido carbônico, que é classificado como ácido fraco e, portanto, não agrava as condições oceânicas.

11. (OBJETIVO-SP) Abaixo, temos uma foto das estátuas chamadas cariátides, que foram construídas na Acrópole, em Atenas, há mais de 2.500 anos. As estátuas são feitas de mármore, um tipo de rocha composta de carbonato de cálcio.

11

Em 1980, as estátuas originais foram transferidas para dentro do museu da Acrópole e substituídas por réplicas. As estátuas originais estavam sendo corroídas pela chuva ácida.

Sobre a chuva ácida, analise as afirmações:

I. A chuva normal é ligeiramente ácida, porque contém dissolvido um pouco de dióxido de carbono do ar.

II. A chuva ácida é muito mais ácida do que a chuva normal, porque absorve gases como óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio.

III. Algumas fontes dos gases causadores da chuva ácida são queima de combustíveis fósseis, tais como petróleo, carvão e etanol; gases provenientes de vulcões e outras fontes.

Estão corretas:

a) Somente I e III.

b) Somente I.

c) Somente II.

d) Somente I e II.

e) I, II e III.

12. (UFSCar) É correto afirmar que o derramamento de óleo nos oceanos:

a) Compromete a sobrevivência dos peixes que se alimentam de plâncton, mas não tem consequências sobre os crustáceos, uma vez que estes se alimentam no fundo do mar.

b) Bloqueia a luz do Sol, impedindo que os recifes de coral, a poucos metros abaixo da superfície, realizem fotossíntese.

c) Impede a difusão do oxigênio da atmosfera para as águas marinhas, comprometendo a sobrevivência dos peixes e demais organismos de respiração aeróbica.

d) Impede a dissipação do calor retido pelas águas marinhas, contribuindo para o agravamento do efeito estufa e, consequentemente, para o aquecimento global.

e) Compromete a sobrevivência de aves marinhas, uma vez que suas penas ficam impregnadas de óleo.

13. (UPE) Sr. Mateus, experiente piscicultor de tilápia, coletava mensalmente, por metro quadrado, 65 Kg de peixe. Após dois meses, percebeu que houve uma diminuição considerável de sua produção, e seus compradores estavam reclamando do sabor desagradável do pescado. A seguir, constatou que a produção continuava normal nos viveiros onde a água estava transparente, mas, naqueles onde a água encontrava-se esverdeada, os peixes morriam. Para se certificar da causa da morte e do sabor desagradável relatados pelos compradores, contratou um Biólogo aquicultor para um diagnóstico. O especialista, então, verificou que, nos viveiros com água esverdeada:

a) Estava acontecendo o processo de eutrofização, decorrente, principalmente, do aumento de sulfatos e carbonatos.

b) Os peixes poderiam estar morrendo em decorrência do aumento de matéria orgânica em decomposição e do aumento do teor de oxigênio dissolvido.

c) Os peixes poderiam estar apresentando um sabor desagradável, em decorrência do consumo do metabolismo das macrófitas.

d) Foi constatado a eutrofização, processo que consiste no aumento de nutrientes na água, principalmente nitratos e carbonatos.

e) Os peixes mortos poderiam ser resultantes da alta demanda bioquímica de oxigênio em decorrência da elevada proliferação de decompositores.

14. (OBJETIVO-SP) Os dois gráficos abaixo se referem a situações de uma fauna de peixes num ecossistema fluvial. O primeiro (gráfico 1) retrata a fauna quando o ecossistema não se encontrava poluído, e o segundo (gráfico 2), quando foi poluído por resíduos provenientes da atividade humana. As abscissas representam a numeração das espécies de peixes, e as ordenadas, o número de indivíduos de cada espécie.

14

Abaixo são dadas três interpretações desses gráficos.

I. A poluição alterou a situação da fauna de peixes no ecossistema fluvial; algumas espécies tiveram suas populações reduzidas e, em outras, o número de indivíduos aumentou.

II. A poluição não foi prejudicial ao ecossistema fluvial, pois aumentou a competição entre as espécies, fazendo com que houvesse aumento do número global de indivíduos da comunidade de peixes.

III. Os peixes são seres que podem tolerar a poluição. Num ecossistema poluído, a fauna pode equilibrar-se novamente, pois algumas espécies são favorecidas, aumentando o número de indivíduos, enquanto outras reduzem sua população.

Está(ão) correta(s)

a) Somente I.

b) Somente II.

c) Somente I e II.

d) Somente I e III.

e) I, II e III.

15. (IFPR)

Governo unifica gestão dos resíduos sólidos no Paraná Sem Lixões.

Nos próximos dias será criado um comitê interestadual do programa Paraná Sem Lixões. O anúncio foi feito no Palácio Iguaçu, durante encontro que reuniu secretários de Estado e técnicos de todos os órgãos de governo que executam ações relacionadas ao saneamento ambiental e à produção de energia a partir do lixo. O programa Paraná Sem Lixões estabelece as diretrizes para a gestão e o manejo dos resíduos sólidos urbanos no Paraná e tem como meta eliminar os lixões a céu aberto do estado até agosto de 2014, conforme prevê a Lei Nacional de Resíduos Sólidos nº 12.305/10.

Fonte: SIQUEIRA, Gabriela. Governo unifica gestão dos resíduos sólidos no Paraná Sem Lixões. Adaptado de: <http://www.meioambiente.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=1780&tit=Governo-unifica-gestao-dos-residuos-solidos-no-Parana-Sem-Lixoes&gt;. Acesso em 30/07/13.

Analise as afirmativas abaixo, relacionando-as com o texto:

1. A atividade humana, principalmente nas sociedades industrializadas modernas, gera diversos tipos de poluentes, como lixo, fumaça e resíduos industriais.

2. Enterrar o lixo pode ser uma solução adequada, pois os lençóis de água que abastecem mananciais utilizados pela população são subterrâneos e, por esse motivo, não poderiam ser contaminados.

3. Queimar o lixo poderia contribuir para agravar ainda mais a poluição atmosférica, além de representar um grande desperdício de recursos, considerando que boa parte do lixo pode ser reaproveitada.

4. Uma solução para o problema do lixo é a reciclagem, possibilitando seu reaproveitamento. Para isso, é fundamental separar adequadamente seus diversos componentes.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas as afirmativas 1 e 2 estão corretas.

b) Apenas as afirmativas 2 e 3 estão corretas.

c) Apenas as afirmativas 3 e 4 estão corretas.

d) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 estão corretas.

e) Apenas as afirmativas 1, 3 e 4 estão corretas.

16. (UFG) Leia o texto a seguir.

Em 2008, foi constatado que, desde 1950, o planeta perdeu, efetivamente, 19% da área de recifes de coral em consequência da ação antrópica. Esses ecossistemas são formados por associação simbiótica entre antozoários e zooxantelas que vivem em uma faixa estreita ao longo do gradiente oligotrófico (oceânico)/eutrófico (estuários, poluição).

Disponível em: <http://cebimar.usp.br&gt;. Acesso em: 5 set. 2013. (Adaptado).

O aumento do gradiente eutrófico coloca em risco essa interação,

a) Aumenta a incorporação de carbonato de cálcio.

b) Diminui a demanda bioquímica de oxigênio.

c) Aumenta a incidência da radiação solar.

d) Diminui a taxa fotossintética.

e) Diminui a turbidez da água.

17. (UEAP) Na edição da revista Ciência e Saúde Coletiva 12(1). 61:72p, ARIAS e colaboradores (2007), publicaram o artigo Utilização de bioindicadores na avaliação de impacto e no monitoramento da contaminação de rios e córregos por agrotóxicos. Os autores narram que bioindicadores são definidos como qualquer resposta a um contaminante ambiental ao nível individual, medidos no organismo ou matriz biológica, indicando um desvio do status normal que não pode ser detectado no organismo intacto. Ou seja, são medidas de fluidos corporais, células, tecidos ou medidas realizadas sobre o organismo completo, que indicam, em termos bioquímicos, celulares, fisiológicos, compartimentais ou energéticos, a presença de substâncias contaminantes ou a magnitude da resposta do organismo alvo. Em relação à poluição, é correto afirmar que:

a) Poluição é qualquer alteração do equilíbrio ecológico existente e não está relacionada com a concentração da população humana.

b) Entre os principais destruidores da camada de ozônio estão os agrotóxicos orgânicos.

c) A eutrofização é o aumento da quantidade de nutrientes em meio terrestre.

d) Os compostos orgânicos são biodegradáveis, ou seja, podem ser decompostos pela bactéria.

e) O bioma aquático não está exposto a um grande número de substâncias tóxicas.

18. (UERN) BIOINDICADORES

Os moluscos são um dos melhores bioindicadores de poluição já conhecidos. Por estarem quase a beira-mar, em uma zona onde se concentram os mais diversos tipos de poluentes, eles são facilmente afetados. No seu corpo concentram-se varias substancias tóxicas, como o benzeno e metais pesados. Como são comedores de plânctons, organismos igualmente sensíveis à poluição, concentram-se e potencializam, até em mil vezes, elementos tóxicos nos seus corpos. Os moluscos bivalves, como os mexilhões, fazem passar uma grande quantidade de água por suas lamelas branquiais, retendo assim, o plâncton contaminado. Os moluscos são ecologicamente importantes por um motivo: suas conchas são o elemento vital do ciclo do calcário.

(Oliveira, M.P & Oliveira, M.H.R. – Dicionário Conquilio Malacológico; UFJF, 1974)

Após análise do texto, é correto afirmar que o acúmulo de substâncias não biodegradáveis ao longo da cadeia alimentar, e denominado:

a) Reciclagem de nutrientes.

b) Ecótone.

c) Magnificação trófica.

d) Englobamento de nutrientes.

19. Analise as afirmativas relacionadas ao meio ambiente e aos seres vivos:

I. O petróleo derramado acidentalmente nos mares e rios, como no Rio Iguaçu no ano 2000, forma extensas manchas que dificultam ou bloqueiam a passagem de luz, além de impedir a troca de gases entre o ar e a água, prejudicando os animais aquáticos.

II. Pássaros que se alimentam de vegetais, em áreas de extenso uso do DDT, chegam a botar ovos com casca muito fina, levando a uma diminuição da densidade populacional desses animais.

III. O mercúrio, metal líquido, usado no garimpo para a extração do ouro, nas áreas de exploração desse metal, oferece um risco muito grande aos seres vivos que o ingerem acidentalmente.

IV. A camada de ozônio da atmosfera é afetada pelo lançamento indiscriminado no ar de gases, como o gás carbônico.

Estão corretas:

a) Todas.

b) Apenas I, III e IV.

c) Apenas II, III e IV.

d) Apenas I, II e III.

e) Apenas I e III.

20. (OBJETIVO-SP) LEIA ATENTAMENTE O TEXTO SEGUINTE.

O EFEITO ESTUFA

O efeito estufa consiste na retenção de calor junto à superfície da Terra, em virtude da opacidade dos gases de estufa que se concentram na baixa atmosfera e regulam o seu equilíbrio térmico. Esse efeito possibilita a manutenção de uma temperatura média global perto da superfície do planeta da ordem de 15°C, que seria de –18°C na sua ausência, inviabilizando a vida como a conhecemos atualmente. Assim, aquilo que a mídia vulgarmente se refere como efeito estufa associado à atividade humana é, na verdade, a potenciação de um fenômeno da história geológica do planeta e crucial para a biosfera. Os principais gases de estufa (referidos no Protocolo de Kioto) representam menos de 1% da composição da atmosfera: vapor de água, dióxido de carbono, óxido nitroso, metano, clorofluorocarbonetos, hidrofluorocarbonetos, perfluorocarbonetos e, ainda, hexafluoreto de enxofre, sendo estes quatro últimos de origem sintética. No milênio anterior à Era Industrial, a concentração atmosférica dos gases de estufa naturais permaneceu relativamente constante. Porém, a sociedade industrializada depende da utilização do carvão e dos hidrocarbonetos naturais (gás natural, petróleo) como fontes primárias de energia, e o aumento exponencial das necessidades energéticas, aliado à desflorestação, trouxe como consequência o aumento da concentração de CO2 na atmosfera. O aumento da concentração, na atmosfera, dos gases com efeito de estufa deve provocar um aumento da temperatura média e, consequentemente, perturbar o clima global. Até há 10 anos, a comunidade científica debatia se era possível estabelecer relações seguras de causa-efeito entre a tendência de aquecimento observada e o aumento da concentração de gases de estufa. Hoje, existe consenso sobre esta matéria e a quase totalidade dos cientistas aponta a atividade humana como responsável primordial. Durante o século XX, a temperatura média superficial aumentou de (0,6 ± 0,2) °C, provavelmente a maior variação positiva ocorrida nos últimos 1000 anos. A verificar-se um dos cenários de aquecimento mais dramáticos, podemos afirmar que nunca o nosso planeta experimentou uma elevação térmica tão intensa num intervalo de tempo tão curto, pelo que não existe registro geológico das respostas ambientais a este tipo de solicitação – estamos, portanto, a realizar uma experiência de dimensão planetária.

“E se a estufa em que vivemos for inundada? A subida do nível médio do mar: algumas causas e consequências”, César Andrade e Conceição Freitas, Cadernos Didáticos de Ciência, vol. 2, Ministério da Educação de Portugal, 2001 (adaptado).

Baseado no texto e nos seus conhecimentos sobre o efeito estufa podemos afirmar que:

a) Todos os gases ligados ao efeito estufa resultam diretamente de atividades humanas.

b) A estabilidade do clima no nosso planeta depende da concentração dos gases que provocam o efeito estufa.

c) Os principais gases responsáveis pelo efeito estufa apareceram somente no século XX.

d) Nos últimos anos, não houve alterações na concentração dos gases que provocam o efeito estufa.

e) Durante o século XX, a temperatura na superfície terrestre aumentou 0,4°C em todos os locais.

gab

 

 

 

 

 

 

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: