Publicado por: Djalma Santos | 25 de maio de 2017

TESTES SOBRE EVOLUÇÃO (13)

01. (UNIPAR) Charles Darwin forneceu uma explicação para as origens e adaptação das espécies por meio da seleção natural. A adaptação aumenta a capacidade de um organismo utilizar-se dos recursos ambientais para sobreviver e se reproduzir. Com base na série de observações e conclusões de Darwin, analise as afirmações abaixo:

I. O tamanho das populações naturais permanece constante ao longo do tempo, sendo limitado por fatores ambientais, como a disponibilidade de alimento, locais e procriação e presença de inimigos naturais.

II. Uma luta contínua pela existência ocorre entre indivíduos de uma população e cada geração muitos deles morrem sem deixar descendentes; os que sobrevivem apresentam determinadas características relacionadas à adaptação.

III. Os indivíduos de uma população possuem as mesmas características, o que influencia sua capacidade de explorar com sucesso os recursos naturais e de deixar descendentes.

Podemos afirmar que:

a) As afirmativas I, II e III são corretas.

b) Somente as afirmativas I e II são corretas.

c) Somente as afirmativas I e III são corretas.

d) Somente as afirmativas II e III são corretas.

e) Somente a afirmativa II está correta.

02. (UEPG) O pensamento evolutivo predominante, até meados do século XVIII, preconizava que cada espécie teria surgido de maneira independente e permaneceria sempre com as mesmas características. No início do século XIX, a hipótese de uma transformação de espécies passou a ser defendida por alguns cientistas para explicar a diversidade das espécies. Assinale o que for correto sobre as teorias evolutivas.

01. Segundo o Lamarckismo, a evolução das espécies era guiada pelas mudanças ambientais. Ou seja, os seres vivos reagem às mudanças utilizando alguns órgãos mais do que outros e transmitem as mudanças em seu corpo às gerações seguintes.

02. O neodarwinismo ou teoria sintética da evolução considera que um órgão se desenvolvia com o seu uso e atrofiava-se com o seu desuso. Por exemplo, a girafa atual poderia ter adquirido um pescoço comprido como resultado do uso constante e do esforço de um ancestral, de pescoço menor, para alcançar as folhas do alto das árvores.

04. Segundo o mecanismo de evolução proposto por Darwin, os indivíduos com mais oportunidades de sobrevivência seriam aqueles com características apropriadas para enfrentar as condições ambientais, os quais teriam maior probabilidade de se reproduzir e deixar descendentes férteis – Seleção Natural.

08. De acordo com o darwinismo, o próprio ambiente selecionava as espécies mais bem adaptadas. Como exemplo atual, podemos citar a ação de certos antibióticos que induzem mutações em cepas de bactérias ultra resistentes.

Soma das alternativas corretas:

03. (UEL) Mimetismo é um termo utilizado em biologia, a partir da metade do século XIX, para designar um tipo de adaptação em que uma espécie possui características que evoluíram para se assemelhar com as de outra espécie. As observações do naturalista Henry Walter Bates, estudando borboletas na Amazônia, levaram ao desenvolvimento do conceito de mimetismo batesiano. É correto afirmar que o mimetismo batesiano é uma adaptação em que:

a) a fêmea de algumas espécies de inseto é imitada por flores que se beneficiam da tentativa de cópula do macho para sua polinização.

b) uma espécie apresenta características que a assemelham ao ambiente, dificultando sua localização por outras espécies com as quais interage.

c) um modelo inofensivo é imitado por um predador para se aproximar o suficiente de sua presa a ponto de capturá-la.

d) um modelo tóxico ou perigoso é imitado por espécies igualmente tóxicas ou perigosas.

e) um modelo tóxico ou perigoso é imitado por espécies palatáveis ou inofensivas.

04. (UDESC) Analise as proposições com relação ao processo de especiação, formação de uma nova espécie, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.

(  ) No processo de formação das espécies um fator essencial é o isolamento geográfico.

(  ) Mecanismos pós-zigóticos podem levar ao isolamento reprodutivo, no processo de especiação.

(  ) A especiação se completa com o isolamento reprodutivo.

(  ) As mutações cromossômicas, ocorridas durante a divisão celular, não levam à formação de novas espécies.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) F – V – V – V.

b) F – F – V – V.

c) F – V – V – F.

d) V – F – V – V.

e) V – F – F – V.

05. (ACAFE)

Laboratório recria coração fóssil de peixe, traça evolução e ajuda medicina

Uma pesquisa coordenada pelo Laboratório Nacional de Biociências (LNBIo), em Campinas (SP), em parceria com 12 universidades e instituições brasileiras e estrangeiras, recriou o coração fóssil de um peixe que existiu entre 113 e 119 milhões de anos e foi encontrado na Chapada do Araripe, no ceara, um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo. A pesquisa iniciada há dez anos foi publicada na revista britânica “Elife” e pode abrir caminho para o esclarecimento da evolução cardíaca dos fósseis dos animais mais primitivos e auxiliar no futuro na cura de doenças cardíacas em humanos.

Fonte: g1.globo, 20/04/2016.Disponível em: http://g1.globo.com.br

Sobre o tema, analise as afirmações a seguir.

I. Os fósseis são uma forte evidência da evolução porque podem nos fornecer indícios de parentesco entre espécies diferentes que habitaram o planeta e os seres viventes atuais.

II. Além dos registros fósseis, a Teoria Evolucionista reúne uma série de evidências e provas da evolução das espécies, como os órgãos vestigiais, provas moleculares, embriologia comparada e as analogias e homologias. Como exemplo de homologia, podem ser citadas as asas de insetos e asas de aves.

Ill. Uma visão evolutiva das espécies estabelece que os animais do subfilo Vertebrata teriam um ancestral comum do qual derivariam as demais classes desse subfilo. Assim, o grau de complexidade dos órgãos e sistemas corporais seria progressivo com o avançar na escala evolutiva, saindo de estruturas mais simples e primitivas nos peixes até atingir estágios de maior complexidade nas aves e mamíferos.

lV. O coração dos peixes é primitivo, em forma de tubo contínuo, com duas cavidades, um átrio e um ventrículo. Assim, o sangue proveniente do corpo, rico em CO2, passa pelas brânquias, onde por difusão realiza as trocas gasosas com a água. O sangue oxigenado, portanto, arterial, sai das brânquias e vai até o coração, onde é bombeado para todo o corpo. Esse tipo de circulação é denominado simples e completa.

V. De acordo com a Teoria Sintética, a evolução pode ser elucidada por fatores evolutivos, como por exemplo, as mutações, a recombinação gênica e a seleção natural. Enquanto a mutação e a recombinação aumentam a variabilidade genética nas populações, a seleção natural age na diminuição, visto que indivíduos com genes desfavoráveis à determinada condição ambiental tendem a ser eliminados e junto com eles seus genes.

Todas as afirmações corretas estão em:

a) III – IV.

b) IV – V.

c) I – II – III.

d) I – III – V.

06. (UFJF) Em relação às teorias evolutivas, qual é a alternativa incorreta?

a) O surgimento da teoria sintética da evolução relaciona-se com a incorporação de conhecimentos genéticos às ideias darwinianas.

b) A frequência de determinados alelos em uma população, obtida pela equação proposta no teorema de Hardy-Weinberg, não se manterá em equilíbrio ao longo das gerações seguintes, devido à fatores evolutivos, tais como a mutação e seleção natural.

c) Darwin explicava que as mudanças nos seres vivos ocorrem ao acaso e são causadas pela reprodução sexuada e pelas mutações gênicas.

d) Para os estudos sobre seleção natural, Darwin considerou a seleção artificial, que é promovida pelo ser humano para selecionar certas variedades de animais e plantas.

e) O lamarckismo se baseia na ideia de que certos órgãos se desenvolvem nos seres vivos de acordo com as suas necessidades e seu uso.

07. (UERJ) Os primeiros artrópodes eram animais marinhos. Ao longo do processo evolutivo, alguns membros desse grupo sofreram transformações que possibilitaram a eles a conquista do meio terrestre. Uma transformação que contribuiu para a permanência destes artrópodes nesse ambiente seco foi:

a) circulação aberta.

b) respiração traqueal.

c) fecundação externa.

d) digestão extracorpórea.

08. (Unitau) Jean-Baptiste Lamarck, naturalista francês, foi o primeiro cientista a apresentar formalmente uma teoria da evolução. Entretanto, foi o inglês Charles Darwin quem, no século XIX, provocou as discussões que geraram profundas dúvidas acerca dos conceitos vigentes à época, fazendo com que, afinal, se admitissem as transformações ocorridas nos seres vivos como resultantes das alterações do meio ambiente. Assim, questões como “Os seres vivos teriam surgido já com a complexidade que apresentam hoje ou, alternativamente, teriam sofrido uma sequência de modificações ao longo do tempo?” são respondidas. Com relação à evolução dos seres vivos e à teoria de Lamarck, analise as afirmativas.

I. O mundo natural é uma criação imutável e permanente, e as espécies vivas já existiam desde a origem do planeta. A extinção de muitas delas deveu-se a eventos catastróficos, que teriam exterminado grupos inteiros de seres vivos.

II. O modo pelo qual os diferentes órgãos são utilizados altera características do indivíduo, e essas características são transmitidas para seus descendentes. Por exemplo, um órgão muito utilizado se desenvolve mais; um órgão subutilizado se atrofia. Assim, ao longo do tempo, os organismos se modificam, podendo dar origem a novas espécies.

III. Os indivíduos não nascem todos iguais, ainda que descendam dos mesmos pais. Essas diferenças entre os indivíduos influenciam suas chances de sobrevivência, considerando que, dentre as variações, podem estar presentes habilidades que tornem o indivíduo mais apto a sobreviver.

IV. Por meio da reprodução, indivíduos melhores adaptados para sobreviver no ambiente transmitem aos seus descendentes suas características vantajosas para a sobrevivência. Com o passar das gerações, todos os indivíduos dessa espécie devem apresentar essas características.

V. É característica dos seres vivos evoluírem para um nível de complexidade e perfeição cada vez maiores, como aquele em que os seres evoluíram a partir de microrganismos simples, originados de matéria não viva.

Está correto o que se apresenta em:

a) I e IV, apenas.

b) II e V, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) III e V, apenas.

e) II, IV e V, apenas.

09. (FUVEST) Assinale a alternativa que ordena corretamente três novidades evolutivas, de acordo com o seu surgimento no processo de evolução das plantas terrestres.

a) Sistema vascular, semente, flor.

b) Sistema vascular, flor, semente.

c) Semente, sistema vascular, flor.

d) Semente, flor, sistema vascular.

e) Flor, sistema vascular, semente.

10. (PUC-RIO) Duas espécies vegetais são encontradas no mesmo bioma, mas em diferentes continentes. Embora as duas espécies não sejam taxonomicamente relacionadas, são morfologicamente semelhantes como resultado de:

a) evolução paralela.

b) especiação alopátrica.

c) evolução convergente.

d) coevolução.

e) fluxo gênico.

11. (IFMG) Leia o Texto para responder esta questão.

Impactos visíveis no mar

Poluentes chegam a 200 km ao norte e ao sul da foz do rio Doce, atingem unidades de conservação, alteram equilíbrio ecológico e se acumulam no assoalho marinho.

“Em janeiro deste ano, ao sobrevoarem o litoral do Espírito Santo e do sul da Bahia, biólogos, oceanógrafos e técnicos de órgãos ambientais do governo federal reconheceram os borrões escuros na superfície do mar formados pelo acúmulo de resíduos metálicos que vazaram do reservatório da mineradora Samarco em Mariana, Minas Gerais, em novembro de 2015. A mancha de resíduos, também chamada de pluma, aproximava-se do arquipélago de Abrolhos, uma das principais reservas de vida silvestre marinha da costa brasileira.

Em meio às manchas verde-escuro havia colônias de algas e outros organismos marinhos microscópicos – o fitoplâncton – com dezenas de quilômetros de extensão, muito maiores que as observadas nos anos anteriores, de acordo com as análises de pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Outra peculiaridade é que os organismos cresciam e se multiplicavam rapidamente, em decorrência do excesso de ferro dos rejeitos da mineradora de Mariana que se espalham pelo mar a partir da foz do rio Doce, onde chegaram no final de novembro. Além disso, a diversidade de espécies havia sido reduzida quase à metade. A equipe de oceanografia da UFES, encontrou no máximo 40 espécies de fitoplâncton por amostra analisada; antes da chegada dos resíduos os pesquisadores reconheciam de 50 a 70 espécies. A hipótese dos pesquisadores e técnicos é de que já poderia ter ocorrido uma seleção de variedades mais adaptadas ao excesso de ferro trazido com a descarga dos resíduos no mar.

Nos sobrevoos do litoral do Espírito Santo e da Bahia foi observado muitos barcos de pesca próximos às manchas de fitoplâncton na foz do rio Doce. Atraídos pela abundância de alimento, o grande número de peixes chamou a atenção dos pescadores. Através das análises preliminares da qualidade de água e na observação do cenário, a equipe do Ibama elaborou um relatório técnico alertando sobre alterações na qualidade da água. Com base no documento e no princípio da precaução – para evitar que a população seja prejudicada pelo consumo de peixes contaminados – um juiz federal de Vitória proibiu por tempo indeterminado a pesca na região da foz do rio Doce.

O acompanhamento do movimento da mancha de resíduos indica que os mesmos já chegaram a 50 km ao sul de Vitória, capital do Espírito Santo, e atingiram três unidades de conservação do ambiente marinho, sendo uma delas área de desova da tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta).

Desde que vazou da barragem de Fundão, em 5 de novembro de 2015, até chegar ao mar, a enorme massa de resíduos da extração de minério de ferro causou uma transformação profunda. Destruiu casas e matas às margens do rio Doce, provocando a morte de 18 pessoas e de toneladas de peixes e outros organismos aquáticos. Expedições do Grupo Independente para Análise do Impacto Ambiental (Giaia) observaram ao longo do rio uma intensa turbidez da água, que dificultava a penetração da luz e a sobrevivência dos organismos. Os biólogos encontraram camarões de água doce que sobreviveram ao desastre, mas os organismos bentônicos, que viviam no fundo do rio, tinham sido soterrados.”

Trechos adaptados da Revista Pesquisa FAPESP.ED. 242 | ABRIL 2016.

Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2016/04/19/impactos-visiveis-no-mar/

Na pesquisa realizada pela UFES, o número médio de espécies de fitoplâncton na região da foz do Rio Doce baixou à quase metade após a chegada dos resíduos da mineradora no mar. A hipótese dos pesquisadores é baseada:

a) No Lamarckismo, em que a presença excessiva de ferro induziu o aparecimento de metabolismo celular envolvendo o metal, permitindo a reprodução excessiva.

b) No Darwinismo, em que o ambiente rico em ferro permite que as espécies com usual metabolismo do ferro se beneficiem sobre espécies com metabolismo do ferro menos eficientes ou inexistentes.

c) Na teoria da Geração Espontânea, em que havendo excesso de ferro permitiu o surgimento de variedades resistentes.

d) Na competição intraespecífica de fitoplânctons, denominada comensalismo.

12. (FATEC) Leia o texto para responder esta questão.

Hormônio do crescimento de plantas é alvo de pesquisa chinesa

Um grupo de pesquisadores tem como principal objetivo desvendar o funcionamento dos hormônios nas plantas.

“Um desses fitormônios é o etileno, molécula de gás que regula uma ampla gama de processos, incluindo o amadurecimento de frutos, o envelhecimento de folhas e de flores, a tolerância ao estresse e a defesa contra patógenos”, explicou o pesquisador Hongwei Guo, professor da Escola de Ciências da Vida da Universidade de Pequim.

“Temos estudado fatores que medeiam a regulação de respostas de plantas ao etileno, como a interação com outros fitormônios. Essas interações indicam a existência de complexas redes de sinalização na ação do etileno nas plantas”. Entre esses outros hormônios, o pesquisador mencionou a citocinina, a auxina e a giberelina.

“Identificamos que os fatores de transcrição conhecidos como EIN3 e EIL1 representam uma integração fundamental nas ações entre o etileno e outros fitormônios”, disse Guo.

<http://tinyurl.com/jrz82hw&gt; Acesso em: 24.08.2016. Adaptado.

Considere o cladograma a seguir.

12

Suponha que uma via bioquímica relacionada ao etileno tenha sido encontrada em diversas ordens de plantas terrestres e algas vermelhas, mas não em algas pardas. De acordo com o cladograma, essa via bioquímica deveria ser encontrada em algas verdes, dado que essas algas são:

a) mais aparentadas às algas pardas e vermelhas do que às plantas terrestres.

b) mais aparentadas às plantas terrestres e algas vermelhas do que às algas pardas.

c) intermediarias evolutivas entre as algas vermelhas e as plantas terrestres.

d) originarias do grupo das plantas terrestres.

e) mais evoluídas que as algas pardas.

13. (FAMERP) Após uma aula sobre a teoria evolutiva de Darwin-Wallace, cinco estudantes discutiram sobre o tema e cada um chegou a uma conclusão sobre as adaptações encontradas em algumas espécies de animais.

– Lucas: “As espécies animais tiveram que se adequar ao meio ambiente para sobreviver e foi assim que as características adaptativas favoráveis foram surgindo.”

– Bernardo: “O meio ambiente escolheu os seres vivos mais aptos e assim muitas espécies, como os insetos, formaram as asas para atender a essa escolha.”

– Camila: “A seleção natural impôs às espécies animais que se modificassem e, dessa forma, elas sobreviveram, caso contrário, teriam sido eliminadas.”

– Karen: “Os animais com características favoráveis tinham mais chance de sobrevivência e de reprodução e essas características foram transmitidas aos descendentes.”

– Tatiana: “Animais, como os peixes, possuem adaptações semelhantes, uma vez que tinham as mesmas necessidades de sobrevivência na água e, por seleção natural, geraram filhotes semelhantes.”

O conceito da teoria de Darwin-Wallace foi corretamente apresentado por:

a) Tatiana.

b) Karen.

c) Camila.

d) Lucas.

e) Bernardo.

14. (ETEC) No decorrer do tempo geológico, apenas uma porcentagem muito pequena das espécies que um dia habitaram a biosfera terrestre preservou-se nas rochas. Muitas espécies surgiram e desapareceram sem deixar vestígios. Em rochas muito antigas, não são encontrados vestígios de animais atuais, o que sugere que eles apareceram muito depois. Porém, nessas camadas antigas, são encontrados restos de animais que não existem mais, o que poderia indicar que se extinguiram. Os vestígios de organismos que existiram no passado e se mantiveram preservados, como pedaços de troncos de árvores, conchas, ossos, dentes, cascas de ovos, esqueletos e carapaças são denominados fósseis. O modo de fossilização pode ser determinado por vários fatores como, por exemplo, a rapidez do soterramento e da decomposição bacteriológica, após a morte dos organismos; a composição química e estrutural do esqueleto e as condições químicas, que imperavam no meio ambiente durante esse processo.

Assim, quando um organismo morre e suas partes moles são decompostas, as partes duras, como os ossos, ao longo do tempo, podem ser encobertas por camadas de sedimentos, sofrendo fossilização. Como base nessas informações, e correto afirmar que:

a) os fósseis representam os restos preservados somente dos animais que viveram no passado.

b) os fósseis evidenciam que todos os organismos existentes no passado desapareceram sem deixar vestígios.

c) as camadas de rochas mais antigas apresentam fósseis dos seres vivos atuais, evidenciando que eles se extinguiram.

d) os registros fósseis se formaram apenas a partir de organismos que, depois de mortos, foram totalmente decompostos.

e) os fósseis podem ser originados a partir de organismos que, depois de mortos, sofreram decomposição, e suas partes duras foram preservadas.

15. (UFPA) Guerra evolutiva. As salamandras-de-pele-rugosa desenvolveram a habilidade de secretar pela epiderme um veneno paralisante (TTX – tetrodotoxina) que detém ou mata a maioria dos predadores devido ao bloqueio de canais de sódio dependentes de voltagem, cuja ativação é necessária para a condução dos impulsos nervosos. Algumas serpentes do gênero Thamnophis desenvolveram resistência ao veneno. Há, no entanto, um preço a pagar: estas serpentes movimentam-se lentamente por várias horas após ingerir essas salamandras, tornando-se vulneráveis aos seus próprios predadores.

(in: Life: The Science of Biology, 8th edition).

Sobre o processo de adaptação de que trata o texto acima, a única alternativa correta é:

a) Seleção natural foi o elemento causador das características que tornaram as serpentes resistentes ao veneno.

b) Serpentes com mutações nos canais de sódio foram selecionadas entre as populações de serpentes que existem no ambiente.

c) Essa adaptação é completamente lucrativa para a população de serpentes resistentes, uma vez que as impede de serem afetadas pelo veneno da presa.

d) A adaptação a que se refere o texto é um exemplo da teoria de Lamarck para a existência e variabilidade genética entre os seres vivos.

e) De tanto serem expostas ao veneno, essas serpentes desenvolveram uma adaptação em seus canais de sódio que os tornou resistentes ao efeito do TTX.

16. (UFAM) A evolução é sustentada por evidências científicas que o pesquisador observa através de mudanças em pequena escala e traçando inferências para mudanças em escala maior. Dentre as observações das mudanças evolutivas, explicadas e fundamentadas em evidências científicas, podemos citar, exceto:

a) Homologias.

b) Biogeografia.

c) Registros fósseis.

d) Resistência de bactérias e vírus.

e) Origem independente das espécies.

17. (UEA) Em 1858, Darwin e Wallace apresentaram o mecanismo evolutivo: seleção sobre a variabilidade existente a cada geração de seres vivos. Contudo, não apresentaram uma explicação plausível para a origem dessa variabilidade. Essa explicação começou a ser delineada no início dos anos 1990, com:

a) a Lei do uso e desuso e a descoberta do mecanismo de ação dos genes.

b) a Teoria cromossômica da herança e a compreensão das Leis de Mendel.

c) a descoberta dos íntrons e o mecanismo de reprodução assexuada.

d) o Teorema de Hardy-Weinberg e a compreensão do mecanismo de propagação vegetativa.

e) a Lei da transmissão dos caracteres adquiridos e a descoberta do código genético.

18. (UECE) Relacione, corretamente, as eras geológicas aos acontecimentos, numerando a Coluna II de acordo com a Coluna I.

COLUNA I

1. Pré-cambriana

2. Paleozoica

3. Mesozoica

4. Cenozoica

COLUNA II

( ) Diferenciação dos seres multicelulares e provável origem da vida na Terra e da fotossíntese.

( ) Diversificação dos mamíferos e das plantas angiospermas e dispersão do Homo sapiens.

( ) Aparecimento dos primeiros animais com esqueleto e das plantas com sementes.

( ) Aparecimento e extinção dos dinossauros; aparecimento dos mamíferos placentários e das plantas angiospermas.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) 2, 1, 4, 3.

b) 4, 3, 2, 1.

c) 3, 2, 1, 4.

d) 1, 4, 2, 3.

19. (UPE) Observe a figura e o texto abaixo:

19

Imagine que você precisou entreter algumas crianças com a visualização de um vídeo sobre dinossauros. O trecho a seguir despertou perguntas.

…Dinossauro

Veio muito antes do meu ta ta taravô…

…Não é fácil de achar um fóssil

Ainda mais haver um ovo intacto

Imagina ver um desses vivo

Eu corria logo pro meu quarto…

http://www.mundobita.com.br/

As crianças querem saber:

– Por que não é fácil achar um fóssil?

– Por que dinossauros deixaram de existir?

– Por que é importante conhecê-los?

Assinale a alternativa que responde, de forma correta, a uma das curiosidades das crianças.

a) Preservar restos de animais é difícil por causa da decomposição por bactérias e fungos; em geral, partes moles são mais fáceis de conservar. Os dinossauros foram extintos, há milhões de anos, pela erupção de um vulcão.

b) Partes duras e moles dos seres apresentam igual probabilidade de se fossilizarem, como é possível ver nos museus. Os dinossauros foram extensivamente caçados pelos Neandertais, o que os levou à extinção.

c) Fósseis de dinossauros são provas concretas da existência de vida na Terra, sendo uma importante ferramenta de estudo da evolução, que ocorreu nos seres vivos e no próprio planeta.

d) Se os fósseis dos dinossauros não fossem estudados, nunca saberíamos que essas aves gigantescas viveram no planeta, na mesma época da espécie humana.

e) A Terra passou por vários períodos de extinção dos seres vivos. No Cretáceo, 90% das espécies vivas do planeta desapareceram, e, durante o Permiano, os dinossauros foram extintos juntamente com os mamutes.

20. (IFMT)

SUPERBACTÉRIA PODE CAUSAR DOENÇAS INTRATÁVEIS – E ASSUSTA OS MÉDICOS

Uma superbactéria mutante pode ser o fim da era dos antibióticos e criar as primeiras infecções impossíveis de tratar. O Departamento de Defesa dos EUA encontrou uma bactéria resistente à colistina, um dos antibióticos usados como “último recurso” em infecções que resistem a outros remédios.

(Disponível em: http://super.abril.com.br/ciencia/superbacteria-pode-causar-doencas-intrataveis-e-assusta-os-medicos. Acessado em ago. 2016).

O surgimento das superbactérias pode ser explicado pelo fato de as bactérias:

a) apresentarem genes de resistência aos antibióticos e serem selecionadas positivamente.

b) apresentarem plasmídeos em grande número, o que confere resistência aos antibióticos.

c) terem seu material genético modificado pelo uso dos antibióticos.

d) serem constantemente submetidas a antibióticos os quais as tornam resistentes.

e) possuírem tendência de se acostumar com os antibióticos e serem selecionadas naturalmente.

gab

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: