Publicado por: Djalma Santos | 1 de junho de 2017

TESTES DE BIOTECNOLOGIA (VI)

01. (UNICENTRO)

EUA aprovam “Aedes transgênico”; teste comprova ausência de impacto.

Uma avaliação do Centro de Medicina Veterinária da Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDACVM, na sigla em inglês) apontou que o mosquito geneticamente modificado do Aedes Aegypti não causa impactos negativos à saúde ou ao meio ambiente, após um teste realizado em Flórida Keys. O Aedes do Bemfoi solto na região central de Piracicaba (SP) e reduziu 91% dos casos de dengue no bairro Cecap/Eldorado. O experimento com mosquitos transgênicos para combater a população do Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus da zika, da dengue e da chikungunya foi liberado nos Estados Unidos. A decisão do órgão regulatório norte-americano concluiu que o uso do mosquito geneticamente modificado, criado pela empresa Oxitec, não acarretará impactos para a sociedade e natureza. Segundo a empresa contratada pela Prefeitura de Piracicaba para realização do projeto na cidade, o objetivo do ensaio é demonstrar a eficácia do ”Aedes do Bem” no controle da população selvagem do Aedes aegypti em Key Haven, no condado de Monroe, Flórida. (EUA aprovam…, 2016).

Esse experimento, à luz da biologia celular e molecular, foi possível por conta da:

a) universalidade do código genético entre os seres vivos.

b) universalidade do genoma dos seres vivos.

c) possibilidade de um códon poder representar mais de um aminoácido no momento da tradução..

d) similaridade metabólica existente entre o hospedeiro e o parasita.

02. (UESPI) Todos os anos o Ministério da Saúde do Brasil realiza campanha nacional para erradicação da Poliomielite com a administração da vacina oral Sabin, uma das vacinas mais modernas do mundo, visto que bastam algumas gotas contendo antígenos virais para imunizar a população. Contudo, a perspectiva é que as futuras vacinas sejam preparadas a partir do DNA dos microrganismos alvo. Sobre este assunto, observe a figura abaixo e assinale a alternativa correta.

02

a) Vacinas de DNA são constituídas por cromossomos do próprio hospedeiro enxertados com DNA microbiano.

b) Vacinas de DNA induzem a produção de proteínas microbianas pelas células do hospedeiro.

c) Vacinas de DNA não induzem a formação de células B de memória e anticorpos no hospedeiro.

d) Vacinas de DNA não poderiam ser produzidas contra vírus que possuem material genético de RNA..e) Vacinas de DNA induziriam a produção de anticorpos somente quando o hospedeiro fosse infectado pelo microrganismo alvo da vacina.

03. (UNESP)

EU E MEUS DOIS PAPAIS

No futuro, quando alguém fizer aquele velho comentário sobre crianças fofinhas: “Nossa, é a cara do pai!”, será preciso perguntar: “Do pai número um ou do número dois?”. A ideia parece absurda, mas, em princípio, não tem nada de impossível. A descoberta de que qualquer célula do nosso corpo tem potencial para retornar a um estado primitivo e versátil pode significar que homens são capazes de produzir óvulos, e mulheres têm chance de gerar espermatozoides. Tudo graças às células iPS (sigla inglesa de “células-tronco pluripotentes induzidas”), cujas capacidades “miraculosas” estão começando a ser estudadas. Elas são funcionalmente idênticas às células-tronco embrionárias, que conseguem dar origem a todos os tecidos do corpo. Em laboratório, as células iPS são revertidas ao estado embrionário por meio de manipulação genética.

(Revista Galileu, maio 2009.)

Na reportagem, cientistas acenaram com a possibilidade de uma criança ser gerada com o material genético de dois pais, necessitando de uma mulher apenas para a “barriga de aluguel”. Um dos pais doaria o espermatozoide e o outro uma amostra de células da pele que, revertidas ao estado iPS, dariam origem à um ovócito pronto para ser fecundado in vitro. Isto ocorrendo, a criança

a) Necessariamente seria do sexo masculino.

b) Necessariamente seria do sexo feminino.

c) Poderia ser um menino ou uma menina.

d) Seria clone genético do homem que forneceu o espermatozoide.

e) Seria clone genético do homem que forneceu a célula da pele.

04. (UFAL) A tecnologia do DNA recombinante tem produzido uma série de avanços no setor agropecuário brasileiro. A inserção de um gene da bactéria Bacillus thuringiensis em algumas variedades de plantas, por exemplo, as torna resistentes a certas pragas. Sobre essas tecnologias, é correto afirmar:

a) A transferência de qualquer gene de um organismo a outro produz variabilidade genética; daí, os transgênicos serem resistentes a pragas.

b) Plasmídios virais são utilizados como vetores de genes de interesse que serão transferidos a um organismo.

c) A resistência de uma planta transgênica a uma praga se deve à ação do produto do gene inserido na planta, e não à presença do gene em si.

d) Plantas naturalmente resistentes a pragas não passam necessariamente esta característica à prole; daí, a necessidade das técnicas de engenharia genética.

e) A clonagem de plantas com características de resistência a pragas as torna menos susceptíveis à extinção ao longo da evolução, segundo as leis da seleção natural.

05. (UFSC) Na década de 1930, geneticistas japoneses produziram melancias sem sementes. O método de produção foi baseado na exposição de sementes de melancias normais a substâncias químicas que dobravam seu número de cromossomos. Depois cruzavam as melancias de sementes modificadas com melancias de sementes com número normal de cromossomos. Os descendentes desses cruzamentos não podiam produzir suas próprias sementes porque possuíam um número anormal de cromossomos.

Disponível em: <http://nytiw.folha.uol.com.br/?url=/folha/content/view/full/46012&gt;. [Adaptado] Acesso em: 22 ago. 2016.

Sobre o uso da biotecnologia aplicada na dieta e na saúde humanas, é correto afirmar que:

01. A melancias obtidas pelos japoneses são um dos muitos exemplos de plantas transgênicas.

02. Aves como Chester e Fiesta, vendidas comercialmente, são obtidas por meio da transferência de genes.

04. A seleção artificial não leva ao aparecimento de novas variedades de um animal ou planta.

08. Para a transferência de genes de uma espécie para outra, podem ser utilizados vírus como transportadores dos genes.

16. Comprovadamente, os diferentes tipos de produtos oriundos dos organismos geneticamente modificados trazem sérios riscos à saúde humana.

32. Mutações no DNA, portanto no genoma dos seres vivos, fazem parte do processo da evolução biológica e podem ocorrer em qualquer ser vivo.

Soma das alternativas corretas:

06. (PUCPR) Leia o texto a seguir:

Produção de anticorpo

Anticorpos monoclonais (mAbs, na sigla em inglês) são proteínas produzidas em laboratório por um único clone de linfócitos B – um tipo de célula de defesa – extraído de camundongos cujos sistemas imunológicos foram estimulados pelos antígenos de interesse. Os anticorpos desenvolvidos e testados clinicamente pela Recepta, com apoio da Fapesp, são capazes de se ligar de maneira muito específica a alvos tumorais, não tendo efeito sobre tecidos sadios. “A Mersana detém a tecnologia para criar o chamado ADC (antibody-drug conjugate). Ou seja, eles usam um tipo de ligante para unir o anticorpo a uma toxina. Esse imunoconjugado entrega de maneira muito específica a toxina às células tumorais”, explicou Jose Fernando Perez, presidente da Recepta e ex-diretor científico da Fapesp.BLOG.2017

Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br/2015/07/20/anticorpo-brasileiro-sera-usado-para-criar-nova-droga-contra-o-cancer/&gt;.

A utilização de anticorpos monoclonais é vantajosa em relação a outros tipos de tratamentos contra o câncer, pois:

a) dificulta a obtenção de linhagens de células capazes de produzir, em grande quantidade, os anticorpos para serem usados no tratamento do câncer.

b) facilita a formação de memória pelos anticorpos, possibilitando prevenção ao câncer.

c) facilita a diapedese, gerando mais facilmente a fagocitose das células tumorais mediada pelos mastócitos, os quais têm sua diapedese intensificada.

d) reduz os efeitos colaterais, uma vez que apresentam especificidade com as células tumorais.

e) acelera a destruição das células tumorais graças à associação dos anticorpos com toxinas específicas que se ligam aos lipídios de membrana.

07. (ACAFE)

Mosquito transgênico pode ajudar a combater a malária

Cientistas americanos criaram, em laboratório, centenas de mosquitos, geneticamente modificados, incapazes de transmitir malária. Usando uma técnica revolucionaria, chamada CRISPR/Cas9, os pesquisadores da Universidade da California, nos Estados Unidos, inseriram nas celulas reprodutivas dos insetos Anopheles stephensi (um dos vetores da malária), genes que bloqueiam a ação da doença. Assim, cruzando com outros membros da espécie, esses mosquitos geram descendentes que não transmitem a malária e que poderiam combater a doença que atingiu 214 milhões de pessoas em 2015, causando 438 000 mortes.

Fonte: Veja, 24/11/2015.Disponível em: http://veja.abril.com.br

Acerca das informações contidas no texto e dos conhecimentos relacionados ao tema, e correto afirmar, exceto:

a) Hospedeiro intermediário é aquele que apresenta o parasito em sua fase larvária ou de reprodução assexuada, sendo na malária, mosquitos do gênero O hospedeiro definitivo e aquele que apresenta o parasito em sua fase de reprodução sexuada, sendo na malária, o ser humano.

b) Um organismo geneticamente modificado e aquele que foi submetido a técnicas laboratoriais que, de alguma forma, modificaram seu genoma.

c) O ácido desoxirribonucleico, conhecido simplesmente como DNA ou ADN, é responsável pela hereditariedade. Nele encontram-se quatro tipos de nucleotídeos que diferem quanto as bases nitrogenadas. As bases púricas do DNA são Adenina e Guanina, enquanto que as bases pirimídicas são Timina e Citosina.

d) A doença falciforme é uma alteração genética caracterizada por um tipo de hemoglobina mutante designada como hemoglobina S (HbS). Ela decorre da substituição de uma adenina por uma timina, provocando a troca do ácido glutâmico pela valina na cadeia polipeptídica. Indivíduos portadores de hemoglobina normal (HbA) e de HbS, portanto heterozigotos, apresentam relativa imunidade à malária, mesmo quando expostos ao vetor da doença contaminado.

08. (UFSCar) Soja, trigo, batata, milho e tomate são alguns dos alimentos que podem ser produzidos utilizando-se a técnica da transgenia. Para obter um vegetal transgênico seria necessário:

a) cruzar duas plantas de espécies diferentes, e os descendentes devem apresentar a característica desejada.

b) retirar células meristemáticas da planta de interesse e multiplicá-las usando hormônios para obter uma planta com a característica desejada.

c) utilizar enzimas em certos tecidos vegetais para que ativem a produção de uma característica desejada.

d) fundir proteínas mitocondriais de espécies vegetais diferentes, resultando em uma célula com a característica desejada.

e) inserir um gene de uma espécie de ser vivo no DNA nuclear de uma célula vegetal para que este gene expresse a característica desejada.

09. (UFJF) O primeiro transgênico criado foi uma bactéria geneticamente alterada para produzir a insulina, em 1978. Em 1994, foi lançada a primeira planta transgênica aprovada para o consumo, um tipo de tomate, nos Estados Unidos. De lá para cá, o mundo viu um crescimento da comercialização de produtos que contêm genes modificados.

Fonte: texto adaptado dehttp://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2016/10/07/noticias-saude,194867/alimentos-transgenicos-ocupamgondolas-do-mercado-tire-suas-duvidas.shtml.

Acessado em 15/10/16.

A produção dos transgênicos descrita no texto acima só foi possível devido à descoberta das enzimas de restrição. Essas enzimas podem cortar a dupla-hélice de DNA em pontos específicos. Um fragmento do DNA humano cortado com a enzima de restrição EcoRI pode ser ligado a qual tipo de ácido nucléico? Assinale a alternativa correta:

a) RNA viral sem cortes com enzimas de restrição.

b) DNA bacteriano sem cortes com enzimas de restrição.

c) RNA viral cortado com uma enzima de restrição diferente.

d) DNA bacteriano cortado com a mesma enzima de restrição.

e) DNA humano cortado com uma enzima de restrição diferente.

10. (UNESP) Atendendo à demanda da ONU, que propõe o combate ao vetor da zika, dengue e chikungunya, mosquitos machos serão criados em laboratório e expostos a raios X e raios gama. Os procedimentos de irradiação serão realizados em equipamentos de raios X e em irradiadores que têm como fonte de raios gama o isótopo cobalto-60, também sob diferentes condições quanto à taxa e dose de radiação absorvida. Depois de irradiados, esses mosquitos serão soltos no ambiente.

(www.ipen.br. Adaptado.)

A técnica proposta pela ONU é mais uma forma de combater as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti porque:

a) a radiação nuclear causa mutações no genoma dos insetos machos que são transmitidas aos descendentes, tornando-os incapazes de transmitirem os vírus aos humanos.

b) os mosquitos irradiados contaminam as fêmeas durante a cópula com a mesma radiação a que foram submetidos, desta forma as fêmeas morrem, impedindo a transmissão dos vírus aos humanos.

c) os mosquitos machos tornam-se radioativos e, durante o cruzamento, esta radiação inativa os vírus presentes na fêmea que, mesmo transmitidos aos humanos, não causam doenças.

d) os mosquitos irradiados sofrem uma mutação genética que causa má formação do aparelho bucal usado para picar e sugar o sangue humano, impedindo a transmissão dos vírus aos humanos.

e) os mosquitos irradiados tornam-se estéreis e, após a cópula com fêmeas no ambiente, os ovos não se desenvolvem, reduzindo assim a população destes insetos e a transmissão das doenças.

11. (UFAL) Um grupo de enzimas, extraídas de bactérias e capazes de cortar a dupla-hélice de DNA, constitui a principal ferramenta empregada na manipulação do DNA; tais enzimas são comparadas a tesouras moleculares (Figura 1). Em comparações de material genético de diferentes pessoas, uma técnica laboratorial muito empregada é a da eletroforese (Figura 2). Resultados da eletroforese de fragmentos de DNA obtidos com o emprego de certa enzima, para amostras de sangue de uma criança (C), de sua mãe (M) e de seu suposto pai (P), podem ser observados na figura 3. Com base nos dados apresentados acima e nas informações constantes nas figuras abaixo, assinale a alternativa correta.

11a

a) Endonucleases é a denominação dada a essas enzimas, que são capazes de cortar, em pontos específicos, a dupla-hélice do DNA.

b) Uma enzima desse grupo tem alto grau de eficiência e pode cortar uma molécula de DNA em fragmentos de diferentes tamanhos, como no exemplo,

11b

c) Cada molécula de DNA, independentemente de seu tamanho molecular, quando cortada por uma enzima de que trata a questão, resulta em até dez fragmentos de DNA.

d) Na separação eletroforética dos vários fragmentos que compõem a amostra do DNA, a velocidade com que cada fragmento de DNA se desloca no substrato (gelatina), a partir do ponto de aplicação da amostra, é diretamente proporcional ao seu tamanho.

e) Todos os tipos de fragmentos de DNA da criança devem estar presentes em seus genitores; fragmentos de DNA presentes na amostra de sua mãe podem não estar presentes na amostra da criança.

12. (UEMG) Uma nova técnica de fertilização auxiliou no nascimento de um bebê, gerado por três pessoas, segundo a revista científica “New Scientist”. O menino, hoje com cinco meses, tem o DNA do pai e o da mãe, somados à pequena parte do código genético de uma terceira pessoa. Médicos americanos deram um passo, sem precedentes, para evitar que o bebê tivesse a doença genética, denominada síndrome de Leigh, determinada por genes mitocondriais, e que teria consequências fatais ao atacar seu sistema nervoso central. Especialistas dizem que a técnica pode inaugurar uma nova era da Medicina ao possibilitar que famílias evitem que seus descendentes sofram de determinadas doenças genéticas.

Disponível em:< http://www.bbc.com/portuguese/geral-37476702&gt; Acesso 01 Out 2016.

A técnica desse procedimento utilizou:

a) DNA ligase.

b) ovócito enucleado.

c) enzimas de restrição.

d) plasmídeo como vetor.

13. (Unitau) As endonucleases, ou enzimas de restrição, são ferramentas muito úteis para a engenharia genética e a biologia molecular, produzindo resultados práticos para o diagnóstico de doenças, para a produção de transgênicos e para a resolução de casos forenses. Acerca dessas enzimas, leia as afirmações a seguir.

I. São enzimas que atuam clivando a molécula de DNA, por reconhecerem sequências específicas de nucleotídeos.

II. Foram descobertas em bactérias, nas quais atuam na defesa contra a ação de bacteriófagos.

III. A análise e a comparação dos fragmentos de DNA produzidos pela ação das endonucleases permitem a identificação de pessoas.

IV. Ao clivar o DNA, essas enzimas produzem fragmentos de molécula por romperem as ligações glicosídicas entre os nucleotídeos.

Com base nas quatro frases, assinale a alternativa correta.

a) Somente o que se afirma em III não faz referência às endonucleases.

b) Somente o que se afirma em II não faz referência às endonucleases.

c) Somente o que se afirma em IV não faz referência às endonucleases.

d) Somente o que se afirma em I não faz referência às endonucleases.

e) O que se afirma em I, II, III e IV faz referência às endonucleases.

14. (PUC-CAMPINAS) Leia atentamente a afirmação a seguir, sobre produtos transgênicos. ALIMENTOS TRANSGÊNICOS SÃO ALIMENTOS GENETICAMENTE MODIFICADOS COM ALTERAÇÃO DO CÓDIGO GENÉTICO. A afirmação é:

a) correta, pois os organismos transgênicos possuem o código genético alterado para serem mais produtivos.

b) correta, pois a alteração do código genético faz com que os organismos sintetizem novas proteínas.

c) correta, e por isso só são criados em laboratórios especializados que possuem tecnologia para modificar o código genético.

d) incorreta, pois tanto organismos transgênicos como não transgênicos possuem o mesmo código genético.

e) incorreta, pois o código genético dos organismos transgênicos é alterado apenas em algumas partes do genoma.

15. (CEDERJ) A Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) é uma técnica que vem sendo utilizada em diversos métodos de diagnósticos de doenças provocadas por microrganismo. Esta técnica tem como objetivo identificar:

a) os anticorpos do paciente.

b) o DNA do microrganismo.

c) as proteínas da resposta imune.

d) os receptores da membrana do parasito

16. (UFPA) Plantas transgênicas podem ser produzidas com a utilização da técnica de DNA recombinante. Assim, uma variedade de arroz pode ser produzida a partir da manipulação do arroz original, com a transfecção, para este, do DNA de interesse (a fim de produzir, por exemplo, betacaroteno, o precursor da vitamina A) retirado de outro organismo de espécie diferente. O arroz transgênico golden rice passará a manifestar a presença de betacaroteno porque:

a) o RNA mensageiro sintetizado a partir do DNA recombinante será traduzido pelas células do vegetal.

b) ocorrerá duplicação do DNA transferido, que só então será incorporado ao genoma hospedeiro.

c) ocorrerá transcrição do RNA transportador a partir do DNA transferido.

d) proteínas serão sintetizadas a partir do DNA não hibridizado.

e) ocorrerá síntese de carboidratos a partir da ativação do DNA do vegetal original.

17. (UFRR) O milho Bt e a vaca Potira são produtos da bioctecnologia moderna. O milho Bt possui em seu genoma genes que foram isolados da bactéria Bacillus thuringiensis, responsáveis pela produção de uma proteína tóxica para determinados grupos de insetos que atacam essa cultura. Enquanto a vaca Potira, desenvolvida pela Embrapa, foi gerada a partir do isolamento do conteúdo genético nuclear completo de uma célula somática, retirada da orelha de outra vaca adulta, que foi inserido em um óvulo cujo conteúdo genético havia sido removido previamente. As técnicas utilizadas na produção de organismos como o milho Bt e a vaca Potira são denominadas, respectivamente:

a) Hibridização e transgenia.

b) Transgenia e clonagem.

c) Clonagem e inseminação artificial.

d) Recombinação gênica e clonagem.

e) Terapia gênica e hibridização.

18. (Unisinos)

18

Disponível em: <http://www.colegiostockler-blog.com/wp-content/uploads/2010/08/Charge11.jpg.&gt; Acesso em: 14 abr. 2016.

A partir de 2005, com a publicação da Lei de Biossegurança (Lei Federal 11.105/05), houve um aumento no desenvolvimento de pesqui­sas e na utilização de tratamentos de diver­sas doenças com o uso de células-tronco no Brasil. Sobre as características dessas célu­las, avalie as proposições abaixo e marque V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas.

( ) As células-tronco são células que possuem a capacidade de se diferenciar em diversos tipos celulares.

( ) As células-tronco podem ter origem tanto em­brionária quanto não embrionária (células-tronco adultas).

( ) Células-tronco adultas são mais fáceis de serem obtidas e possuem maior poder de diferenciação em relação às embrionárias.

( ) Células-tronco não possuem capacidade de autorreplicação.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) V – F – F – F.

b) F – V – V – V.

c) V – F – F – V.

d) F – V – V – F.

e) V – V – F – F.

19. (UEA) Leia o texto “Editando a natureza”, de Hélio Schwartsman, para responder esta questão.

A tecnologia para que possamos interferir de modo direto e decisivo sobre o que antigamente se chamava “grande cadeia do ser” já está disponível. Com uma técnica que permite editar o DNA, já é possível modificar um mosquito fazendo, por exemplo, com que ele produza somente gametas do sexo masculino e transmita tal característica aos descendentes. Assim, se indivíduos alterados forem liberados numa população, é questão de tempo até que ela encontre a extinção por ausência de fêmeas. Se esse mosquito for o Anopheles gambiae, principal responsável pela transmissão da malária na África, estaremos poupando centenas de milhares de bebês a cada ano.

Entretanto, é arriscado interferir em ecossistemas. Qual o impacto da extinção desse mosquito na cadeia alimentar? O nicho ecológico por ele ocupado não seria tomado por outra espécie? Que garantia temos de que o parasita da malária não se adaptaria ao próximo mosquito?

Não devemos renunciar a moldar o mundo para nossa conveniência – o que já fazemos há milhares de anos –, mas é importante providenciar antes protocolos de segurança que reduzam a chance de nos tornarmos vítimas do muito que não sabemos.

(Folha de S.Paulo, 19.10.2016. Adaptado.)

No texto, o autor:

a) defende a tese de que a extinção de uma espécie leva ao surgimento de outra e, por esse motivo, a alteração genética em mosquitos não deve ser realizada.

b) posiciona-se contra a transformação de seres vivos, ainda que seja para extinguir um mosquito transmissor da malária.

c) sugere que a transformação genética proporcionada pela tecnologia atual já deve ser posta em prática, tendo em vista seus benefícios a longo prazo.

d) faz uma apologia da técnica que permite alterar a estrutura genética de mosquitos, pois ela deverá permitir que o homem transforme a natureza com maior segurança.

e) apresenta argumento a favor da extinção de um mosquito transmissor da malária, mas também defende que a interferência humana na natureza seja feita com cautela.

20. (UPE) Observe a figura a seguir:

20

Sobre projetar uma criança com todas as características desejadas pelos genitores, é correto afirmar que:

a) a tecnologia permite todas as combinações genéticas, inclusive a inserção de genomas de outras espécies. Dessa forma, por meio das técnicas do DNA recombinante e da terapia celular, tal criança é viável.

b) além da combinação dos genes parentais, existem fatores, como a ligação, a interação gênica/ambiental e os efeitos epigenéticos atuantes na expressão dos genes, tornando impossível a formação de tal criança.

c) apenas crianças do sexo feminino poderiam ser projetadas dessa forma, pois os meninos possuem cromossomos sexuais diferentes, o X e o Y. Dessa maneira, apenas os autossomos poderiam viabilizar inúmeras combinações para esse projeto.

d) o modo da expressão gênica varia desde a produção de diferentes fenótipos até a manifestação de gamas variadas de genótipos, permitindo qualquer combinação desejada para a criança resultante dos códigos genéticos parentais.

e) só seria possível a projeção de crianças com todas as características recessivas, pois estas são condicionadas por genes pleiotrópicos, com influência em várias características do indivíduo.

21. (PUC-SP) O Reino Unido deverá regulamentar até o final do ano uma nova técnica de reprodução assistida que poderá permitir que uma criança seja gerada com DNA de um homem e duas mulheres. O intuito é evitar doenças genéticas transmitidas pela mãe. (…) O embrião ficaria com material genético de três pessoas: o DNA do núcleo do espermatozoide do pai, o DNA do núcleo do óvulo da mãe e o DNA das mitocôndrias do óvulo da doadora.

(REINO UNIDO VOTA FERTILIZAÇÃO COM TRÊS ‘PAIS’ – Folha de S.Paulo, 28 de fevereiro de 2014).

21

A utilização dessa técnica:

a) Permitiria que o embrião apresentasse mitocôndrias saudáveis transmitidas pela mãe.

b) Permitiria que o embrião apresentasse mitocôndrias saudáveis transmitidas pela doadora de óvulo.

c) Permitiria que o embrião apresentasse mitocôndrias saudáveis transmitidas pelo pai.

d) Não evitaria que o embrião apresentasse doenças mitocondriais, normalmente transmitidas pela mãe.

d) Não evitaria que o embrião apresentasse doenças mitocondriais, normalmente transmitidas pelo pai.

22. (Unespar) Sobre genética e biotecnologia, assinale o que for correto.

a) O material genético dos vírus é unicamente o DNA.

b) As células nervosas são diferentes das células musculares porque contêm genes diferentes.

c) O tipo sanguíneo O é mais frequente e, por esse motivo, o alelo responsável por sua expressão é dominante sobre os demais.

d) Na terapia gênica ocorre substituição do alelo anormal que causa doença pelo alelo normal.

e) Enzimas de restrição são fundamentais à Engenharia Genética porque permitem a passagem de DNA através da membrana celular.

23. (COVEST) A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) tem se especializado na produção de espécies de plantas transgênicas, portadoras de genes que conferem resistência a certas pragas agrícolas. Considerando os genótipos de plantas produzidos em laboratório, analise o que se afirma a seguir.

I   II

0  0 – Devido à resistência a pragas, os clones de plantas transgênicas têm vantagem evolutiva frente às espécies selvagens.

1  1 – Em plantas utilizadas na alimentação, a transgenia altera a composição de aminoácidos da cadeia polipeptídica codificada pelo gene alterado, produzindo proteínas com menor valor nutritivo.

2 2 – As técnicas de engenharia genética demandam a utilização de bactérias para a multiplicação de plasmídios vetores nos quais foram introduzidos os genes de interesse.

3  3 – O consumo de plantas transgênicas na alimentação gera alergias e intoxicações não produzidas pelos genótipos selvagens.

4  4 – Caso uma praga acometa um genótipo de uma dada espécie de planta transgênica, todos os seus clones serão igualmente susceptíveis.

24. (UNIFOR) Pela primeira vez, neurocientistas têm tratado um tetraplégico total com células-tronco e ele vem recuperando substancialmente as funções da parte superior do tronco. Neste caso, as células tronco embrionárias foram convertidas em oligodendrócitos, células do cérebro e medula espinhal que auxiliam no funcionamento das células nervosas.

Disponível em: http://www.24horasnews.com.br/ noticias/ver/tetraplegico-recupera-controle-do-corpo-apos-receber-celulas-tronco.html#sthash.822v6e2J. dpuf Acesso: 30 de set de 2016 (adaptado).

A respeito desta descoberta e sua relação com os tipos de diferenciação celular, sabe-se que as células tronco embrionárias são células:

a) de tecidos adultos que necessitam de substituição celular.

b) diferenciadas que possuem expressos os genes de todos os outros tipos celulares.

c) diferenciadas que podem ativar genes que geram células filhas indiferenciadas.

d) oligopotentes que têm uma capacidade ilimitada de diferenciação.

e) totipotentes que se diferenciam formando qualquer tipo celular.

25. (UPE) Observe a charge a seguir:

25

O objetivo principal do Projeto Genoma Humano (PGH) é compreender como os genes funcionam nos estados de normalidade e doença.

Sobre isso, leia com atenção as afirmativas a seguir:

I. A constituição genética humana é a expressão de um programa genético escrito na química do DNA, pois o genótipo é dinâmico e surge da interação do fenótipo com o infinitamente complexo ambiente.

II. Muitas mutações deletérias podem não ser determinantes por si sós de uma patologia. Outros fatores, como interação gênica, epigenética e ambiental, podem modular a expressão dos genes.

III. O mapeamento que mostra as predisposições genéticas de um indivíduo adquirir doenças não deve se tornar de domínio público, para evitar que a discriminação feita com base no genoma chegue ao mercado de trabalho.

IV. O mapeamento genético para a detecção de doenças é suficiente para prever as consequências sociais, pois diagnóstico e técnicas terapêuticas estão sempre ajustados.

V. Os seres humanos de qualquer região do planeta são idênticos geneticamente, no entanto a adaptação de longo prazo aos mais diversos ambientes criou perfis variados de resistência ou suscetibilidade a doenças.

Estão corretas apenas:

a) I, II e III.

b) II e III.

c) II, III, IV e V.

d) III, IV e V.

e) IV e V.

26. (UNIMONTES) Há séculos a humanidade vem fazendo o cruzamento de plantas e animais com a finalidade de melhorá-los para sua utilizacao e consumo. São experiências genéticas feitas de maneira rudimentar, mas, atualmente, com o desenvolvimento da biotecnologia, a melhora genética passou a ser feita de forma cientifica, através de técnicas desenvolvidas por uma nova ciência integrante da biotecnologia conhecida como engenharia genetica. O quadro abaixo mostra características associadas a uma das aplicações da biotecnologia. Analise-o.

26

Considerando o quadro apresentado e o assunto abordado, assinale a alternativa que representa o processo, envolvendo engenharia genética, diretamente relacionado as características acima.

a) Clonagem.

b) Mapeamento do sequenciamento gnômico.

c) Transgênicos.

d) Terapia genica.

27. (IFG) Sobre as plantas transgênicas é correto afirmar que:

a) São obtidas pelo cruzamento forçado entre duas plantas de linhagens puras diferentes.

b) São obtidas através de seleção natural das plantas mais resistentes.

c) São vegetais cuja estrutura genética foi alterada pela inserção de genes de outro organismo.

d) A comercialização dos transgênicos é proibida no Brasil, uma vez que não se sabe ao certo os riscos a respeito do uso desses vegetais.

e) O plantio de transgênicos traz como limitações o fato de ser um método que reduz a produção e eleva os custos.

28. (PUERI DOMUS) As informações a seguir foram retiradas da Lei no 11.105 de 24 de março de 2005, que estabelece normas de segurança e mecanismos de fiscalização de atividades que envolvam organismos geneticamente modificados (OGM).

Engenharia genética: atividade de produção e manipulação de moléculas de DNA recombinante.

Moléculas de DNA recombinante: moléculas manipuladas fora das células mediante modificações de segmentos de DNA e que possam multiplicar-se em uma célula viva.

Organismo geneticamente modificado (OGM): organismo cujo material genético tenha sido modificado por qualquer técnica de engenharia genética.

Clonagem: processo de reprodução assexuada, produzida artificialmente, baseada em um púnico patrimônio genético, com ou sem utilização de técnicas de engenharia genética.

Em relação ao apresentado, assinale a alternativa correta.

a) A reprodução sexuada que ocorre nos animais depende de moléculas de DNA recombinante para a formação dos gametas.

b) Durante a divisão celular, são produzidas moléculas de DNA recombinante que posteriormente serão passadas aos descendentes, por meio dos processos de reprodução.

c) Os transgênicos, como, por exemplo, o algodão resistente a insetos e a soja resistente a herbicida, podem ser considerados organismos geneticamente modificados.

d) A clonagem promove o surgimento de linhagem com pouca variabilidade genética, o que aumenta a capacidade da população de ser adaptar a novas condições ambientais.

e) Produtos agrícolas que apresentam vantagens são produzidos necessariamente por meio de clonagem, como, por exemplo, a soja resistente às pragas.

29. (UFVJM) LEIA O TEXTO E ANALISE A FIGURA.

Uma ovelha foi produzida por meio de uma técnica em que se retira o núcleo de uma célula da glândula mamária de um animal adulto. Em seguida esse núcleo é fundido, com a ajuda de uma corrente elétrica, a um óvulo de outra ovelha que teve seu núcleo retirado. Esse óvulo é, então, implantado no útero. Das 277 tentativas, apenas uma vingou: a Dolly. Um cientista está cultivando células para clonar um mamífero, repetindo a técnica utilizada para gerar a Dolly. Ele observou uma divisão celular em sua cultura, que aparece nesta ilustração.

29

Com base nessas informações, é correto afirmar que esse cientista pretende, com as células dessa cultura, utilizar:

a) O núcleo, já que as células das glândulas mamárias possuem apenas um conjunto cromossômico.

b) O citoplasma e descartar o núcleo, já que se trata de um óvulo cujo núcleo tem apenas um genoma.

c) Os cromossomos dos óvulos, já que eles carregam DNA, que tem codificadas todas as informações genéticas.

d) O núcleo, já que as células das glândulas mamárias têm dois genomas completos, o que é vantajoso para a clonagem.

30. (FPS) Em setembro de 2016, cientistas de uma clínica de fertilidade americana anunciaram o nascimento do primeiro bebê no mundo com “três pais”. O procedimento, ilustrado abaixo, foi realizado para impedir que o bebê herdasse uma enfermidade transmitida pelas mitocôndrias de sua mãe.

30

Em relação aos alelos de um gene, é correto afirmar que o bebê resultante deste processo recebeu:

a) um alelo mitocondrial do pai.

b) dois alelos nucleares da mãe.

c) um alelo nuclear da doadora.

d) dois alelos mitocondriais da doadora.

e) um alelo nuclear da mãe.

gab

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: