Publicado por: Djalma Santos | 1 de agosto de 2017

TESTES DE HORMÔNIOS VEGETAIS (4)

01. (UENP) Dona Ana está muito feliz, pois seu filho Pedro finalmente conseguiu ser aprovado no vestibular da UENP, uma renomada universidade pública. Para comemorar e presenteá-lo, ela pretende fazer o quitute preferido do filho, um bolo de bananas! Porém, a penca de bananas ainda está com seus frutos bastante imaturos. Para acelerar a maturação das bananas e fazer o bolo sem demora, o que deve dona Ana fazer?

a) Manter a penca de bananas na geladeira, o que estimula a liberação de auxinas que aceleram a maturação.

b) Manter a penca de bananas na geladeira, o que inibe a ação do etileno, acelerando a maturação.

c) Envolver a penca de bananas em papel jornal e deixá-la em um local aquecido, provocando a diminuição do etileno e o aumento das giberelinas, o que leva a uma maturação acelerada.

d) Manter a penca de bananas na geladeira por 24 horas e, posteriormente, deixá-la envolvida em papel jornal em local aquecido. O choque térmico provocará a liberação de citocininas, que aceleram a maturação dos frutos.

e) Envolver a penca de bananas em um saco de papel e deixá-la em um local aquecido, o que provoca um aumento da liberação e concentração de etileno, estimulando a maturação.

02. (UFSCar) Leia o texto.

COLHEITA QUÍMICA EVITA AGRESSÃO A CRAVEIROS

Durante a colheita manual do cravo-da-índia, ramos florais e vegetativos são quebrados pelos colhedores, danificando o craveiro. A solução encontrada para esse problema é a colheita química, a qual consiste na aplicação de uma substância chamada comercialmente de Ethrel que provoca o amadurecimento precoce e abscisão dos botões florais.

(www.ceplac.gov.br. Adaptado.)

A partir do texto, pode-se concluir que esse produto químico aumenta nos botões florais a concentração de:

a) Secretina.

b) Auxina.

c) Cinetina.

d) Etileno.

e) Giberelina.

03. (UNIMONTES) As plantas, assim como os animais, sintetizam hormônios que atuam regulando suas diversas funções. No comércio de flores, é comum a aplicação de um hormônio para que elas durem mais tempo sem se estragarem, pois esse tem a capacidade de retardar o envelhecimento das células. Esse hormônio é denominado:

a) etileno..

b) ácido abscísico.

c) giberelina.

d) citocinina.

04. (UFPB) Uma prática bastante conhecida na cultura do abacaxi (Ananas comosus) no estado da Paraíba é o controle químico da diferenciação floral, realizado por volta do décimo segundo mês de cultivo. O método, além de antecipar e homogeneizar a floração promove economia de mão de obra no controle de pragas e na colheita. Na prática, consiste na adição de pedras de carbureto de cálcio na base das folhas que contêm água, resultando na liberação de um gás que se difunde nos espaços entre as células. Com base no exposto, a função de indução da floração promovida pelo gás liberado durante o processo é a mesma do hormônio vegetal denominado:

a) giberelina.

b) auxina.

c) ácido abscísico.

d) ácido Indol Acético.

e) etileno.

05. Em 1880, Darwin publicou juntamente com seu filho Francis um livro em que descreveu os movimentos dos vegetais. Algumas observações contidas nessa obra abriram caminho para a descoberta das auxinas, uma das classes de hormônios vegetais envolvidos em alguns tipos de movimento. Um experimento famoso descreve a resposta de plantas jovens de alpiste em presença de estímulos luminosos direcionados, como pode ser observado na figura abaixo.

05

Inicialmente, observaram que o coleóptilo (estrutura que protege as primeiras folhas da planta recém-germinada) crescia e se curvava em direção à luz. Ao cortarem a ponta do coleóptilo, ele não crescia nem se curvava. Com a ponta coberta por uma capa opaca, o coleóptilo crescia sem se curvar à luz. Entretanto, com a base coberta por uma capa opaca, o coleóptilo crescia e se curvava em direção à luz. De acordo com os resultados obtidos no experimento, Darwin e seu filho concluíram que a ponta do coleóptilo:

a) controla o crescimento e a luz orienta a curvatura, pois o coleóptilo com a ponta coberta cresceu e se curvou em direção à luz.

b) não controla o crescimento, mas orienta a curvatura, pois o coleóptilo com a ponta coberta cresceu, mas não se curvou em direção à luz.

c) não controla o crescimento nem orienta a curvatura, pois o coleóptilo com a base coberta cresceu e se curvou em direção à luz.

d) controla o crescimento e a luz orienta a curvatura, pois o coleóptilo com a ponta coberta cresceu, mas não se curvou em direção à luz.

e) não controla o crescimento e a luz orienta a curvatura, pois o coleóptilo com a ponta cortada não cresceu nem se curvou em direção à luz.

06. (UFPB) Um estudante de Biologia, realizando experimentos com algaroba, observou o efeito da aplicação de diferentes concentrações de auxina (ácido indolilacético – AIA) no desenvolvimento de caules e raízes. Os resultados obtidos mostraram que as concentrações abaixo de determinado ponto mínimo são insuficientes para promover o crescimento, enquanto concentrações acima de determinado ponto máximo inibem o crescimento.

06

Além disso, verificou a existência de uma concentração ótima onde o crescimento é maior. Os resultados obtidos foram representados no gráfico acima. Em seguida, para discutir com o professor e seus colegas de turma, o estudante elaborou as seguintes conclusões:

I. O ponto máximo para desenvolvimento da raiz é mínimo para o desenvolvimento do caule.

II. As concentrações de auxina acima do ponto A inibem o crescimento da raiz e estimulam o crescimento do caule.

III. A concentração de auxina ótima para o desenvolvimento da raiz é maior do que a concentração ótima para o desenvolvimento do caule.

IV. A inibição do crescimento de caules e raízes começa a ocorrer, a partir da concentração ótima de auxina para o desenvolvimento do caule.

Estão corretas apenas as conclusões

a) I, III e IV.

b) I e II.

c) I, II e IV.

d) II e IV.

e) II, III e IV.

07. (UFES) Dentre os fitormônios conhecidos, o etileno é um dos principais responsáveis pelo amadurecimento dos frutos. Para evitar que os frutos amadureçam durante o transporte, um produtor que queira exportar mamões para outro Estado deve:

a) utilizar carros frigoríficos com baixas temperaturas e altas taxas de CO2.

b) armazenar os frutos em temperaturas elevadas e com altas taxas de O2.

c) diminuir a concentração de CO2 no interior dos carros frigoríficos.

d) manter os veículos de transporte em temperatura ambiente.

e) colocar alguns frutos já maduros entre os outros ainda verdes.

08. (COVEST) Os vegetais apresentam a tendência de crescer na direção da luz (fototropismo). Sobre este fenômeno é correto afirmar:

a) a luz estimula a fotossíntese, o que explica o fototropismo.

b) o vegetal crescerá na direção onde houver maior concentração de clorofila.

c) a orientação da planta em direção à luz deve-se à fotodestruição das auxinas na face iluminada do caule.

d) a concentração de ácido indolacético (IAA), que é uma auxina natural, será maior na região iluminada.

e) o geotropismo explica este fenômeno.

09. (UNIMONTES) As giberelinas foram caracterizadas a partir de 1950. Elas constituem um grande grupo de compostos, definidos mais por sua estrutura química do que por sua atividade biológica. Todas as funções apresentadas abaixo podem ser atribuídas a esses compostos, exceto:

a) inibem a floração.

b) promovem o desenvolvimento de frutos partenocárpicos.

c) controlam aspectos da germinação como, por exemplo, quebra de dormência.

d) estimulam o crescimento do caule em plantas anãs.

10. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0  0 – A  aplicação  de auxina  no ovário  de uma  flor não fecundada, determina a formação de frutos com sementes.

1 1 – A auxina é responsável, através de distribuição desigual, pela curvatura de órgãos vegetais em resposta à luz e à gravidade.

2  2 – As auxinas são produzidas nos meristemas apicais.

3 3 –  Quando  o nível  de auxina de  uma folha  baixa  acentuadamente, podemos pressupor que ela esteja atingindo a fase senescente.

4 4 – Nas folhas senescente verifica-se manutenção do teor de auxina e formação da camada de abscisão.

11. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Após o amadurecimento do fruto, geralmente ocorre aumento do teor de auxina e formação da camada de abscisão.

1  1 – Uma raiz jovem, colocada horizontalmente, exibe um geotropismo positivo quando a auxina se concentra na sua região inferior.

2  2 – Um caule jovem, colocado horizontalmente, exibe um geotropismo negativo, quando a auxina se concentra na sua região superior.

3  3 – Os caules  em crescimento  se voltam  para a luz  porque  há aumento  de produção de hormônios no lado não iluminado.

4  4 – As auxinas em doses altas sempre aceleram o crescimento e em doses baixas sempre retardam o crescimento.

12. (UEL) Considere o esquema a seguir.

12

Considere também as seguintes afirmações,

I. A auxina migra do lado iluminado para o não iluminado, tanto no caule como na raiz.

II.O caule passará a apresentar fototropismo positivo porque a maior concentração de auxina no lado não iluminado faz com que nele ocorra distensão celular.

III. A raiz passará a apresentar fototropismo negativo porque a maior concentração de auxina no lado não iluminado inibe no mesmo a distensão celular.

É correto o que se afirma em:

a) I, somente.

b) I e II, somente.

c) I e III, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

13. (UFU) Iluminou-se uma planta jovem unilateralmente, como mostra o esquema abaixo:

13

Aconteceram três fatos:

1º. As auxinas concentraram-se no lado não iluminado da planta.

2º. O caule cresceu em direção à luz.

3º. A raiz cresceu em direção oposta à luz.

Baseadas nesses fatos são feitas três afirmativas:

I. O caule demonstrou fototropismo positivo e a raiz, fototropismo negativo.

II. A região não iluminada do caule cresceu mais que a iluminada, acontecendo o inverno em relação à raiz, por isso esses órgãos se curvaram conforme mostra o esquema.

III. A maior concentração de auxinas, no lado não iluminado da planta, serviu como estímulo para o crescimento do caule e como inibidor para o crescimento da raiz.

Entre as três afirmativas, foi cometido um erro:

a) apenas na afirmativa I.

b) apenas na afirmativa II.

c) apenas na afirmativa III.

d) nas afirmativas II e III.

e) em nenhuma das afirmativas.

14. (PUC-SP) Chama-se fototropismo o fenômeno observado nas plantas superiores, segundo o qual o vegetal colocado num quarto escuro e submetido a uma fonte de luz externa através de um orifício curva-se em direção a essa fonte. A explicação do fenômeno é:

a) a luz estimula a produção de hormônio de crescimento, fazendo a planta crescer em sua direção.

b) a luz destrói o hormônio de crescimento e, assim, a parte que ficou no escuro cresce mais.

c) no escuro não se forma hormônio de crescimento e só a parte que recebe luz cresce.

d) na luz se forma mais hormônio de crescimento, de modo que a parte iluminada cresce mais.

e) a necessidade de fazer fotossíntese obriga a planta a se curvar em direção à luz.

15. Sobre hormônios.

I  II

0  0 – As auxinas são fitormônios de crescimento e entre elas o Ácido Indolacético (AIA) é o mais conhecido.

1  1 – O etileno é um hormônio vegetal que provoca o crescimento do caule e das folhas e acelera a germinação das sementes.

2  2 – As citocininas regulam a abscisão de folhas e provocam a maturação de frutos.

3  3 – A aplicação de auxina no ovário de uma flor não fecundada, determina a formação de frutos com sementes.

4  4 – A auxina é responsável, através da distribuição desigual, pela curvatura de órgãos vegetais em resposta à luz e à gravidade.

16. (FUND. LUSÍADAS-SP) Um botânico notou que plantas de arroz, quando contaminadas por determinado fungo, apresentavam grande alongamento caulinar. Hoje sabemos que esse fungo produz uma substância chamada:

a) penicilina.

b) auxina.

c) giberelina.

d) ácido idolil-acético.

e) fitocromo.

17. (MACK) Algumas etapas fundamentais do desenvolvimento das plantas são controladas por fitormônios (hormônios vegetais). Faça a correta correlação de cada fitormônio listado abaixo, com a principal ação sobre o desenvolvimento do órgão vegetal, de I a V.

I. Promove o amadurecimento do fruto

II. Dormência das sementes

III. Estimula o alongamento do caule

IV. Atua no fototropismo e geotropismo

V. Estimula a divisão celular

(   ) Auxina

(   ) Etileno

(   ) Citocinina

(   ) Giberelina

(   ) Ácido abscísico

A sequência correta, de cima para baixo é:

a) I, IV, III, V e II.

b) III, I, IV, II e V.

c) I, II, V, III e IV.

d) IV, I, V, III e II.

e) II, III, I, V e IV.

18. (UNINASSAU) A Caatinga nordestina é um ecossistema tipicamente brasileiro, com flora e fauna típicas. Para se adaptar ao clima quente e seco, as plantas desta região apresentam adaptações anatômicas e fisiológicas próprias. Uma dessas é a perda das folhas com a chegada do período seco. Este fenômeno decorre da ação dos hormônios vegetais e determina o significado do nome caatinga (mata branca). Marque a alternativa a seguir que explica corretamente este fenômeno.

a) A possível explicação está na liberação de ácido abscísico (ABA) pelas raízes, que é conduzido pelo xilema até as folhas. O aumento da concentração dessa substância nas gemas caulinares estimula a queda das folhas.

b) A diminuição da concentração do gás etileno nas folhas provoca a formação da camada de abscisão, levando à queda das folhas.

c) O aumento da temperatura e a diminuição da umidade provocam uma concentração excessiva de auxina nas folhas, causando suas quedas.

d) O aumento do ácido abscísico nas folhas determina a formação da camada de abscisão em sua base, levando à queda das mesmas.

e) A proximidade do período seco determina uma diminuição do metabolismo e consequente diminuição da concentração de auxina nas folhas, levando à formação da camada de abscisão na base do pecíolo.

19. (PUCCAMP) Analise o gráfico abaixo onde AIA significa ácido indolil-acético (auxina).

19

Com base nos dados nele representados, é possível afirmar que:

a) quanto maior for a concentração de AIA, maior será o crescimento da raiz e do caule.

b) a raiz e o caule são igualmente sensíveis ao AIA.

c) o AIA, por ser um hormônio, sempre estimula o crescimento.

d) as concentrações de AIA que estimulam o crescimento do caule têm efeito inibidor na raiz.

e) não há relação entre concentração de AIA e crescimento de raiz e caule.

20. (COVEST) Iluminando-se uma plântula unilateralmente, um determinado hormônio vegetal tende a migrar de modo a ficar mais concentrado no lado menos iluminado da planta, o que estimula o crescimento das células desse lado, provocando o encurvamento do coleóptilo em direção à fonte de luz, como mostrado na figura abaixo. Este efeito é denominado de fototropismo positivo e é causado pelo seguinte hormônio:

20

a) auxina.

b) ácido abscísico.

c) giberelina.

d) etileno.

e) citocinina.

gab

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: