Publicado por: Djalma Santos | 31 de agosto de 2017

TESTES DE GENÉTICA DE POPULAÇÕES (II)

01. (PUC-RIO) Em uma determinada população humana, o locus A está em equilíbrio.

Considerando a tabela acima, marque a opção que corresponde à frequência do alelo A e à frequência de heterozigotos, respectivamente.

a) 90% e 9%.

b) 10% e 18%.

c) 90% e 1%.

d) 90% e 18%.

e) 10% e 81%.

02. (UNICENTRO) Numa certa população de africanos em equilíbrio gênico e genotípico, segundo Hardy-Weinberg, 9% nascem com anemia falciforme. O percentual da população que possui a vantagem heterozigótica é de:

a) 9%.

b) 36%.

c) 42%.

d) 81%.

e) 91%.

03. (UDESC) Considere que em uma determinada população em equilíbrio de Hardy-Weinberg existe um gene com dois alelos com relação de dominância entre si. Sabendo-se que a frequência do alelo recessivo nesta população é de 0,3, a frequência esperada de indivíduos com a característica dominante é de:

a) 91%.

b) 50%.

c) 25%.

d) 75%.

e) 12,5%.

04. (FATEC) Alguns indivíduos da espécie humana podem sentir o gosto de solução muito diluída da droga feniltiocarbamida (PTC) e de substâncias correlatas, enquanto outras pessoas são incapazes. Os primeiros são chamados sensíveis ao PTC e os segundos, insensíveis. A capacidade de sentir o gosto do PTC é herdada segundo o esperado para um caráter mendeliano simples. Na determinação desse caráter devem estar envolvidos dois alelos, um que condiciona sensibilidade (T) e outro que condiciona a insensibilidade (t), sendo o alelo T dominante sobre t. Existem, pois nas populações humanas, dois tipos de indivíduos: os sensíveis ao PTC, que são os de genótipos TT e Tt e os insensíveis à droga, os de genótipo tt. A análise de 10.000 indivíduos de uma população revelou que 3600 eram insensíveis ao PTC e 6400 sensíveis. Nesta população, supondo-a panmítica, as frequências dos genótipos TT e Tt serão, respectivamente:

a) 0,64 e 0,36.

b) 0,36 e 0,64.

c) 0,40 e 0,60.

d) 0,16 e 0,24.

e) 0,16 e 0,48.

05. (PUC-RIO) Uma população de besouros está em equilíbrio para um determinado locus gênico A, apresentando, para o alelo A, frequência igual a 0,7; e, para o alelo a, frequência igual a 0,3. As frequências para os genótipos AA, Aa e aa são, respectivamente, as seguintes:

a) 0,42; 0,09; e 0,49.

b) 0,49; 0,09; e 0,42.

c) 0,49; 0,42; e 0,09.

d) 0,42; 0,49; e 0,09.

e) 0,09; 0,49; e 0,42.

06. (PUCCAMP) Considere os dados abaixo, referentes a uma dada população.

Com base nesses dados, a frequência do gene A é:

a) 0,66.

b) 0,55.

c) 0,45.

d) 0,40.

e) 0,24.

07. (PUC-RIO) Se o fenótipo albino ocorre em 1 para 10.000 indivíduos de uma população em equilíbrio, e o albinismo é causado por um alelo autossômico recessivo a, a frequência aproximada de heterozigotos na população será de:

a) 0,01.

b) 0,02.

c) 0,1.

d) 0,2.

e) 0,0001.

08. (UFMG) Uma população em equilíbrio é constituída de 500 indivíduos, dos quais 45 apresentam um fenótipo determinado por gene recessivo. Com base nesses dados é incorreto afirmar-se que:

a) a frequência de indivíduos com fenótipo dominante é 91%

b) cerca de 10% da população é homozigota.

c) o gene dominante é mais frequente que o recessivo.

d) 30% dos gametas produzidos carregam o alelo recessivo.

e) os heterozigotos representam 42% da população.

09. (UFPel) Analise as duas situações mostradas, referentes a populações de uma espécie vegetal.

População 1: Uma população panmítica com número de indivíduos para cada genótipo identificado, conforme mostra o quadro abaixo.

População 2: Uma população panmítica, infinitamente grande, em que as frequências dos alelos “A” e “a” são, respectivamente, 70% e 30%.

É correto afirmar que, para a população 1, as frequências dos alelos “A” e “a” são, respectivamente, ________ e as frequências genotípicas são, para os genótipos AA, Aa e AA, respectivamente, _________. Para a situação 2, considerando que esteja em equilíbrio, as frequências genotípicas dos descendentes da população serão, para os genótipos AA, Aa e aa, respectivamente, _________. A alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas é:

a) 50% e 50%; 36%, 48% e 16%; 9%, 42% e 49%. Caso as frequências gênicas e genotípicas observadas ao longo das gerações diferirem significativamente daquelas esperadas, para a população 2, é porque fatores evolutivos estão atuando sobre esta população.

b) 60% e 40%; 36%, 48% e 16%; 49%, 42% e 9%. Caso as frequências gênicas e genotípicas observadas ao longo das gerações não diferirem significativamente daquelas esperadas, para a população 2, é porque a população está em equilíbrio.

c) 55% e 45%; 35%, 50% e 15%; 9%, 42% e 49%. Caso as frequências gênicas e genotípicas observadas ao longo das gerações diferirem significativamente daquelas esperadas, para a população 2, é porque a população está em equilíbrio.

d) 60% e 40%; 35%, 50% e 15%; 49%, 42% e 9%. Caso as frequências gênicas e genotípicas observadas ao longo das gerações diferirem significativamente daquelas esperadas, para a população 2, é porque fatores evolutivos estão atuando sobre esta população.

e) 55% e 45%; 34%, 56% e 10%. Tanto a população 1 quanto a população 2 estão evoluindo, pois, as diferenças nas frequências gênicas e genotípicas observadas são significativamente diferentes das esperadas.

10. (PUC-RS) Grande parte do álcool que circula no sangue é metabolizado no fígado por enzimas hepáticas como a aldeído-desidrogenase 2 (ALDH2). Indivíduos leste-asiáticos apresentam uma variante genética ‘a’ da ALDH2 que a deixa pouco eficiente, fazendo com que eles sejam mais sensíveis ao efeito do álcool. Havendo 16% de homozigotos aa numa população equilibrada do leste-asiático, espera-se que a porcentagem de heterozigotos seja:

a) 4%.

b) 24%.

c) 32%.

d) 48%.

e) 84%.

11. (CESCEM) Sabe-se que indivíduos capazes de digerir determinada proteína têm genótipo dd. Para calcular frequência do gene d em uma população, será necessário saber, inicialmente:

a) a porcentagem de indivíduos dd nessa população.

b) a porcentagem de mulheres com genótipo dd nessa população.

c) a porcentagem de indivíduos que exibem caráter dominante (D_) nessa população.

d) o número de indivíduos dessa população.

e) se há dominância completa entre os genes D e d.

12. (UESPI) Considerando a população abaixo, a frequência do gene A nesta população é de:

a) 75%.

b) 90%.

c) 50%.

d) 35%.

e) 65%.

13. (IF-CE) Em uma população de 100.000 indivíduos, em equilíbrio de Hardy-Weimberg, que apresenta uma frequência de indivíduos com o fenótipo canhoto de 9%, sendo o gene C o alelo de c, e ambos se encontrarem em cromossomos somáticos, as frequências das classes genotípicas CC, Cc e cc serão, respectivamente.

a) 50%, 41% e 9%.

b) 79%%, 12% e 9%.

c) 70%, 21% e 9%.

d) 49%, 42% e 9%.

e) 61%, 30% e 9%.

14. (FPS) Considerando as bases genéticas da evolução e o princípio de Hardy-Weinberg, considere uma população em equilíbrio gênico com frequências de alelos A e a, não ligados ao sexo, de 0,7 e 0,3, respectivamente. A probabilidade de produção, nesta população, de indivíduos AA e aa será, respectivamente:

a) 42% e 21%.

b) 58,5% e 37,8%.

c) 28% e 3%.

d) 49% e 9%.

e) 21% e 7%.

15. (UEM) Uma população de roedor está sendo estudada quanto ao equilíbrio de Hardy-Weinberg para uma característica determinada por um locus autossômico. O alelo dominante A condiciona o fenótipo D e ocorre com a frequência p. O alelo recessivo a é responsável pelo fenótipo R e tem frequência q. Então, para essa característica, assinale o que for correto.

01. A população está em equilíbrio se estiver ocorrendo seleção natural há, pelo menos, uma geração.

02. No equilíbrio, os genótipos AA, Aa e aa são encontrados com as frequências p2, 2pq e q2, respectivamente.

04. Em uma amostra de 1000 indivíduos de uma população em equilíbrio, com p = 0,6, são esperados 160 indivíduos com o fenótipo R.

08. Com informações sobre os valores das frequências gênicas, p e q, e das frequências fenotípicas, é possível determinar se a população está ou não em equilíbrio.

16. O conhecimento das frequências genotípicas é suficiente para se determinar a condição da população quanto ao equilíbrio.

32. Quando todas as frequências genotípicas são iguais, a população não está em equilíbrio.

64. A população está em equilíbrio apenas quando 75% dos indivíduos apresentam o fenótipo D e 25% apresentam o fenótipo R.

Soma das alternativas corretas:

16. Numa população de 10000 indivíduos, 1600 apresentam uma determinada anomalia recessiva e autossômica. Sabendo-se que entre os indivíduos normais, 3400 são homozigotos, verifique as proposições abaixo.

I   II

0   0 – A população está obedecendo aos princípios de Hardy-Weinberg.

1  1 – De acordo com a lei de Hardy-Weinberg, a frequência do alelo recessivo seria de 40%.

2   2- A frequência do alelo recessivo, nesta população, é de 41%.

3  3 – De acordo com a lei de Hardy-Weinberg, o número esperado de indivíduos heterozigotos deveria ser 4800.

4  4 – A deriva genética explica a variação na frequência gênica observada.

17. (F.CARLOS CHAGAS) O gene T determina indivíduos sensíveis ao PTC e o seu alelo t determina indivíduos insensíveis a essa substância. A frequência de indivíduos sensíveis, em diferentes populações:

a) É sempre 1/4, porque essa característica é determinada por gene dominante.

b) É sempre 1/2, porque o caráter é determinado por um par de genes.

c) É sempre 3/4, porque o gene T é dominante.

d) Depende da frequência do gene T na população.

e) Depende apenas da taxa de mutação do gene t.

18. (UFMG) O gráfico mostra as relações entre as frequências dos alelos A e a e as frequências genotípicas AA, Aa e aa numa população em equilíbrio.

Numa população em equilíbrio, em que os casamentos ocorrem ao acaso e a frequência dos genes A e a é de 50%, para cada um. A probabilidade de se encontrarem indivíduos AA, Aa e aa é, respectivamente,

a) 25%, 50% e 25%.

b) 40%, 30% e 30%.

c) 50%, 25% e 25%.

d) 70%, 15% e 15%.

e) 80%, 10% e 10%.

19. (UFMG) Numa população em equilíbrio, a frequência de indivíduos Rh negativos é de 16%. A probabilidade de ocorrência de indivíduos heterozigotos nessa população é:

a) 84%.

b) 60%.

c) 48%.

d) 36%.

e) 24%.

20. (FUVEST) Considere uma população em que metade dos indivíduos mantém-se heterozigota para um dado gene (Aa), enquanto que a outra metade é composta por indivíduos duplo-recessivos (aa). Nessa população a frequência do alelo A é:

a) impossível de se determinar.

b) 1,00.

c) 0,75.

d) 0,50.

e) 0,25.

Anúncios

Responses

  1. Olá grande Djalma, vc poderia comentar a questão 18?

    • – Equação que constitui o princípio de Hardy-Weinberg: p2 + 2pq + q2 = 1 = 100% (ver GENÉTICA DE POPULAÇÕES, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2013).
      – Nesta questão, p2 corresponde a AA, 2pq corresponde a Aa e q2 corresponde aa.
      – Na população referida A (p) = 50% = 0,5 e a (q) = 50% = 0,5.
      – AA (p2) = 0,5 x 0,5 = 0,25 = 25%.
      – Aa (2pq) = 2 x 0,5 x 0,5 = 0,5 = 50%.
      – aa (q2) = 0,5 x 0,5 = 0,25 = 25%.

  2. Olá, poderia me ajudar com a questão 18?

    • – Equação que constitui o princípio de Hardy-Weinberg: p2 + 2pq + q2 = 1 = 100% (ver GENÉTICA DE POPULAÇÕES, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2013).
      – Nesta questão, p2 corresponde a AA, 2pq corresponde a Aa e q2 corresponde aa.
      – Na população referida A (p) = 50% = 0,5 e a (q) = 50% = 0,5.
      – AA (p2) = 0,5 x 0,5 = 0,25 = 25%.
      – Aa (2pq) = 2 x 0,5 x 0,5 = 0,5 = 50%.
      – aa (q2) = 0,5 x 0,5 = 0,25 = 25%.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: