Publicado por: Djalma Santos | 3 de maio de 2018

TESTES DE GENÉTICA (8)

01. (ACAFE) A neurofibromatose tipo 1 é uma doença genética, autossômica dominante de penetrância completa, causada por mutações no cromossomo 17. Essas alterações genéticas reduzem a produção de neurofibromina, uma proteína necessária para a função normal em muitos tipos de células humanas. Essa redução ocasiona a formação de tumores, geralmente, benignos. Na genealogia a seguir, os indivíduos representados por símbolos escuros são afetados pela neuro-fibromatose tipo 1.

Após análise da genealogia e de acordo com os conhecimentos relacionados ao tema, assinale a alternativa correta.

a) O genótipo dos indivíduos II.2 e II.3 pode ser AA ou Aa.

b) A probabilidade do casal III.4 x III.5 ter duas meninas afetadas com a doença e um menino normal é de 3/64.

c) A penetrância é o grau de intensidade com que um gene se manifesta no fenótipo do indivíduo.

d) A influência do meio sobre a ação do genótipo, levando à manifestação diferente daquele que havia sido programado geneticamente, é denominada interação gênica.

c) A penetrância é o grau de intensidade com que um gene se manifesta no fenótipo do indivíduo.

d) A influência do meio sobre a ação do genótipo, levando à manifestação diferente daquele que havia sido programado geneticamente, é denominada interação gênica.

02. (UPF) Segundo as Leis de Mendel, nas células somáticas, os genes encontram-se aos pares, porém, durante a formação dos gametas, eles segregam. Com base nessa informação, é possível que indivíduos com genótipo:

a) VvTT produzam gametas V, v e T.

b) RR produzam gametas RR.

c) CcMM produzam gametas Cc e MM.

d) BBAa produzam gametas BA e Ba.

e) DDEe produzam gametas D e Ee.

03. (UEM) Conforme Davenport (1913), a cor da pele na espécie humana é resultante da ação de dois pares de genes (Aa e Bb) sem dominância. Dessa forma, A e B possuem efeito aditivo e determinam a produção da mesma quantidade de melanina. Considerando os filhos resultantes da união de um homem de pele clara (aabb) com uma mulher mulata escura, heterozigota para o gene A (AaBB), assinale o que for correto.

01. Poderão nascer somente descendentes com o fenótipo mulato médio.

02. 50% dos descendentes poderão ter fenótipo mulato médio.

04. A probabilidade de nascerem filhos mulatos claros é de 1/2.

08. No caso de nascerem gêmeos univitelinos, a probabilidade de terem fenótipo mulato claro é de 1/4.

16. A probabilidade de nascer um menino e uma menina ambos com fenótipo mulato médio é de 1/4.

Soma das alternativas corretas:

04. (PUC-PR) Considere o texto a seguir.

Síndrome 47, XYY

Apesar da constituição cromossômica 47, XYY não estar associada a nenhum fenótipo obviamente anormal, ela despertou grande interesse médico e científico após observar-se que a proporção de homens XYY era bem maior entre os detentos de uma prisão de segurança máxima, sobretudo entre os mais altos, do que na população em geral (JACOBS et al., 1968).

Cerca de 3% dos homens em penitenciárias e hospitais de doentes mentais possuem cariótipo 47, XYY; no grupo com altura acima de 1,80 m, a incidência é bem maior (mais de 20%). Dentre os meninos nativivos, a frequência do cariótipo 47, XYY é de cerca de 1 em 1.000.

LEITE.L. Síndrome 47, XYY. Disponível em:<http://www.ghente.org/ciencia/genetica/xyy.htm&gt;. Acesso: 17 de jun. 2017.

Marque a alternativa com a hipótese mais adequada para explicar a síndrome 47, XYY.

a) Não disjunção das cromátides irmãs paternas do cromossomo Y na meiose II.

b) Não disjunção das cromátides irmãs paternas do cromossomo Y na meiose I.

c) Não disjunção dos cromossomos homólogos maternos na meiose I.

d) Não disjunção das cromátides irmãs maternas na meiose II.

e) Não disjunção dos cromossomos homólogos paternos ou maternos na meiose I.

05. (UDESC) Se um casal tiver cinco filhos, a possibilidade de serem dois do mesmo sexo e três de outro é:

a) 50%.

b) 37,50%.

c) 62,50%.

d) 20%.

e) 10%.

06. (UFSC) A genealogia da figura abaixo é representativa da herança da hemofilia em humanos, a qual é observada nos indivíduos do sexo masculino indicados através dos quadrados escuros (XhY). Podemos dizer que se trata de um padrão de herança ligada ao cromossomo X recessivo, no qual as mulheres heterozigotas, portadoras de apenas um cromossomo que apresenta o alelo para a anomalia (XHXh), têm o fenótipo normal, e estão representadas pelos círculos pontuados.

A partir destas informações, qual a probabilidade de o casal representado pelos indivíduos 1 e 2 da segunda geração (II-1 e II-2) vir a conceber uma outra criança com hemofilia?

a) 75%.

b) 50%.

c) 100%.

d) 0%.

e) 25%.

07. (UVV) O texto a seguir é referência para esta questão.

A Síndrome de Klinefelter é uma das desordens cromossômicas, ocorrendo em 1:500 até 1:1000 nascidos vivos do sexo masculino. A causa genética da síndrome foi descrita pela primeira vez por Harry Klinefelter em 1942. A síndrome consiste na presença de um cromossomo X a mais no homem, resultando no cariótipo 47, XXY.

Sobre as anomalias cromossômicas, marque a alternativa correta:

a) A anomalia cromossômica, observada na síndrome de Klinefelter, é do tipo estrutural, relacionada ao sexo. Pode-se considerar que alterações desse tipo ocorrem na formação dos gametas, durante a meiose.

b) Quando observamos diminuição ou aumento do número de cromossomos, classificamos como aneuploidia. Esta pode ser sexual, como no caso da síndrome de Down, ou autossômica, como na síndrome de Klinefelter.

c) As mutações cromossômicas numéricas são aquelas que não modificam a quantidade de cromossomos de uma célula e, sim, a estrutura do cromossomo.

d) Alterações cromossômicas numéricas são caracterizadas pelo rearranjo da estrutura cromossômica. Observam-se perda de material cromossômico, translocações de segmentos, duplicação e inversão dos genes no cromossomo.

e) O exame mais indicado para o diagnóstico de síndromes, provocadas por alterações cromossômicas numéricas, como a síndrome de Klinefelter, é o cariótipo.

08. (UEM) Assinale o que for correto.

01. A segunda lei de Mendel não se aplica quando os pares de alelos estão localizados em cromossomos não homólogos.

02. Epistasia ocorre quando apenas um par de alelos é responsável pela determinação de dois ou mais caracteres, sob a mesma condição ambiental.

04. Interação gênica ocorre quando dois ou mais pares de genes não alelos atuam na determinação de uma mesma característica.

08. Genes localizados na região homóloga, quando no cromossomo X, apresentam herança ligada ao sexo; quando no cromossomo Y, apresentam herança restrita ao sexo.

16. Heranças monogênicas seguem a primeira lei de Mendel.

Soma das alternativas corretas:

09. (MACKENZIE) Um homem polidáctilo e não albino, filho de mãe albina, casa-se com uma mulher não polidáctila e albina. O primeiro filho desse casal é normal para ambos os caracteres e a mulher está grávida da segunda criança. A probabilidade dessa segunda criança ser polidáctila e albina é de:

a) 1/4.

b) 1/8.

c) 1/2.

d) 1.

e) 3/4.

10. (UFU) Em relação aos graus de dominância em Genética, são feitas as seguintes afirmativas:

I. Nos cruzamentos clássicos das ervilhas de Mendel, a descendência F1 sempre se assemelha a uma das variedades progenitoras, pois um alelo em um par mostra completa dominância sobre o outro.

II. No cruzamento entre plantas bocas-de-leão de cor vermelha com plantas de cor branca, todos os híbridos F1 têm flores cor-de-rosa. O intercruzamento dos híbridos F1 produz descendência F2 com proporção fenotípica de três vermelhas para uma branca, clássico exemplo de dominância incompleta.

III. No grupo sanguíneo humano MN, indivíduos heterozigotos exibem os fenótipos M e N, pois as duas moléculas estão presentes, caracterizando um exemplo de codominância.

IV. No cruzamento de ervilhas duplamente heterozigotas para a cor e a textura da semente, a proporção fenotípica será 9:3:3:1.

Assinale a alternativa que apresenta apenas afirmativas corretas.

a) I, II e III.

b) I, II e IV.

c) I, III e IV.

d) II, III e IV.

11. (ACAFE) Acerca das informações a seguir, assinale a alternativa correta.

Por volta de 1900, o médico austríaco Karl Landsteiner verificou que, quando amostras de sangue de determinadas pessoas eram misturadas em alguns casos, as hemácias se aglutinavam. Essa aglutinação ocorre devido à reação de antígenos (aglutinogênio) presentes na membrana das hemácias e anticorpos (aglutininas) presentes no plasma sanguíneo. No sistema sanguíneo ABO, a presença do antígeno é condicionada por alelos múltiplos: IA, IB e i.

Em certa população, a frequência desses genes está assim distribuída: IA = 35%, IB = 5% e i = 60%.

a) Espera-se que menos de 1% da população (0,17%) seja do grupo sanguíneo AB.

b) Analisando-se a frequência do alelo i, pode-se dizer que o tipo sanguíneo mais frequente nessa população é o grupo sanguíneo O (ii).

c) Nessa população, a maioria das pessoas (54,25%) são do grupo sanguíneo A.

d) A frequência esperada de indivíduos do grupo sanguíneo B é de aproximadamente 0,25%.

12. (UPF) A doença de Tay-Sachs é um distúrbio neurológico degenerativo, autossômico recessivo, causada pela disfunção dos lisossomos. O heredograma de três gerações da família Silva, apresentado abaixo, mostra indivíduos com essa doença.

Com base no heredograma, é correto afirmar que os indivíduos:

a) 1 e 2 são homozigóticos dominante, caso contrário, seriam doentes.

b) 3 e 5 são necessariamente heterozigóticos para essa doença.

c) 2 e 6 são homozigóticos para essa doença.

d) 5 e 6 são heterozigóticos, caso contrário, não teriam filho doente.

e) 2 e 4 são heterozigóticos para essa doença.

13. (UEPG) Uma forma de descobrir como ocorrem as heranças das características humanas é elaborar heredogramas, esquemas que representam os indivíduos de uma família, com o emprego de símbolos. Sobre o heredograma abaixo, assinale o que for correto.

01. Os indivíduos I-2, I-3 e III-2 apresentam genótipo do tipo homozigoto dominante (AA), pois são os membros da família que estão destacados no heredograma. Os outros símbolos “em branco” podem ser de indivíduos portadores dos genótipos heterozigotos (Aa) ou homozigotos recessivos (aa).

02. Os indivíduos II-3 e II-4 são, obrigatoriamente, heterozigotos (Aa) e podem gerar filhos com o genótipo homozigoto recessivo (aa) com uma probabilidade de 25%.

04. Trata-se de um heredograma de uma herança ligada ao cromossomo X de caráter dominante, visto que podemos observar mais mulheres do que homens afetados, como o caso dos indivíduos I-2 e I-3 (genótipos do tipo XAXA).

08. Trata-se de um heredograma de uma herança autossômica recessiva. Os indivíduos I-2, I-3 e III-2 apresentam genótipo homozigoto recessivo do tipo aa.

Soma das alternativas corretas:

14. (UNIPAR) Considere um homem que possui uma anomalia dominante ligada ao cromossomo X e é casado com uma mulher normal. Com relação aos descendentes deste casal podemos afirmar corretamente que:

a) esta anomalia será transmitida a todas as filhas.

b) esta anomalia será transmitida à metade dos filhos do sexo masculino.

c) esta anomalia não será transmitida a nenhum descendente.

d) esta anomalia será transmitida à metade das filhas.

e) esta anomalia será transmitida a todos os filhos do sexo masculino.

15. (UNICESUMAR) Em uma espécie de planta, o gene A controla a altura do caule. Esse gene possui dois alelos, A1 e A2. O gráfico abaixo mostra os fenótipos das plantas para os três possíveis genótipos.

De acordo com o gráfico, conclui-se que:

a) A1 é dominante.

b) A2 é dominante.

c) A1 é epistático sobre A2.

d) A1 e A2 são codominantes.

e) o gene A é ligado ao sexo.

16. (UCS) Um dito popular afirma que gatos com três cores sempre são fêmeas. Isso só é possível, porque a pelagem de cor branca é decorrência da presença de um gene autossômico; já as cores amarela e preta se fazem presentes graças a dois alelos (B1 e B2) ligados ao sexo. Diante disso, assinale a alternativa correta.

a) As fêmeas, por serem XY, podem carregar os alelos b1 e b2, que conferem a ausência de cor. Os machos, por serem XX, só podem ter a cor preta.

b) Os machos e as fêmeas podem ter a cor branca; as fêmeas, por serem XX, podem carregar os alelos B1 e B2, que conferem a cor preta e amarela ao mesmo tempo; o que não ocorre com os machos, por serem XY.

c) As fêmeas, por serem XX, podem carregar os alelos B1 e B2, que conferem a cor preta e branca ao mesmo tempo. Os machos, por serem XY, podem ser branco ou preto.

d) As fêmeas sempre serão coloridas. Os machos só podem ter a cor branca.

e) Os machos e as fêmeas podem ter a cor branca; os machos, por serem XX, podem carregar os alelos B1 e B2, que conferem a cor preta e amarela ao mesmo tempo. As fêmeas, por serem XY, só podem ser pretas ou amarelas.

17. (PUC-PR) A Síndrome MELAS (encefalopatia mitocondrial, acidose láctica e episódios tipo AVC – acidente vascular cerebral) é uma doença mitocondrial neurodegenerativa multissistêmica rara, de transmissão materna, de desenvolvimento progressivo e com um fenótipo clínico muito variável, que aparece geralmente na infância geralmente entre os 2 e os 10 anos de idade, em casos mais raros, pode aparecer mais tarde, até aos 40 anos ou mesmo depois. Considerando uma mulher afetada pela doença espera-se que esta transmita a mesma:

a) somente para suas filhas.

b) somente para seus filhos homens.

c) somente para 25% dos seus filhos homens.

d) somente para 50% de suas filhas.

e) para todos os seus filhos independentemente do sexo.

18. (UEPG) Uma mãe de sangue A+ (A positivo), genótipo IAi, casa-se com um homem de sangue tipo B (B negativo), genótipo IB Assinale o que for correto em relação à genética de grupos sanguíneos e suas características.

01. Devido à incompatibilidade do fator Rh dos pais, os filhos deste casal podem sofrer de eritroblastose fetal ou doença hemolítica do recém-nascido.

02. Os fenótipos dos filhos deste casal podem ser apenas dos tipos A (como a mãe) ou B (como o pai), em relação ao sistema ABO.

04. Em relação ao grupo ABO, os filhos deste casal podem possuir os tipos sanguíneos AB, A, B ou O, com 25% de chance de cada fenótipo ocorrer.

08. A mãe possui em suas hemácias aglutinogênios do tipo A e aglutininas anti-B no plasma. Já o pai possui aglutinogênios B na superfície das hemácias e aglutinina anti-A no plasma.

Soma das alternativas corretas:

19. (PUC-RIO) Uma população que está em equilíbrio de Hardy-Weinberg apresenta frequência de 0,5 para o alelo dominante de um determinado locus autossômico e dialélico. Dessa forma, a frequência de heterozigotos esperada para este locus será:

a) 0,15.

b) 0,25.

c) 0,50.

d) 0,70.

e) 1,50.

20. (UDESC)

Na Figura acima é mostrado um cariótipo. Analise as proposições em relação aos cariótipos e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.

(   ) Pelo cariótipo apresentado, pode-se deduzir que o número haploide (n) desta espécie é igual a 23.

(    ) Neste cariótipo são observados 23 pares de homólogos.

(   ) Constata-se um caso de trissomia com translocação no par de número 22, neste cariótipo.

(   ) Neste cariótipo o primeiro par de cromossomos homólogos é do tipo metacêntrico.

(   ) Se este cariótipo fosse um indivíduo que apresentasse Mosaicismo poder-se-ia encontrar cariótipos diferentes.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – F – V – F – V.

b) V – F – F – V – V.

c) V – V – F – F – V.

d) F – V – V – V – F.

e) F – V – V – F – F.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: