Publicado por: Djalma Santos | 11 de maio de 2019

TESTES DE ASSOCIAÇÕES BIOLÓGICAS (VII)

01. (FACULDADE DE MEDICINA DE PETRÓPOLIS) Uma pesquisa conduzida no campo experimental da Embrapa Agrobiologia (RJ) comparou o crescimento de eucaliptos em três situações distintas: monocultivo de eucalipto sem o uso de adubo nitrogenado (E100); monocultivo de eucalipto com o uso de adubo nitrogenado (E100+N) e cultivo de eucalipto em consórcio com a leguminiosa Acacia mangium, sem adição de adubo nitrogenado (E50A50). Os resultados, mostrando a evolução do diâmetro médio das árvores de eucalipto (DAP), estão representados no gráfico a seguir.

O impacto causado pela Acacia mangium na plantação de florestas de eucalipto é provocado pela:

a) maior quantidade de amônia e nitrato no solo liberados pelas bactérias fixadoras de N2 atmosférico presentes nas raízes das leguminosas.

b) liberação de aminoácidos pelas raízes da leguminosa que são usados pelo eucalipto durante a síntese de proteínas.

c) relação harmônica intraespecífica e mutualística entre o eucalipto e as leguminosas plantadas no mesmo ambiente.

d) ação de bactérias nitrificantes do solo que transformam a amônia, existente no adubo nitrogenado, em nitrito que é usado pelas leguminosas.

e) intensa devolução do nitrogênio do solo para a atmosfera realizada pelas bactérias desnitrificantes das raízes das leguminosas.

02. (FIT) A fotografia mostra dois tipos (1 e 2) de líquens sobre uma mesma rocha.

As interações ecológicas existentes na imagem são:

a) inquilinismo de líquens sobre a rocha e cooperação entre as algas e os fungos.

b) sociedades de líquens de mesmo tipo e competição entre as algas e os fungos.

c) mutualismo entre as algas e os fungos e competição entre os líquens de tipos diferentes.

d) comensalismo entre as algas e os fungos e sociedades de líquens de mesmo tipo.

e) amensalismo entre os líquens de espécies diferentes e cooperação entre as algas e os fungos.

03. (UEM) Nos ecossistemas existem tipos diferentes de interações intraespecíficas ou interespecíficas. Algumas interações são benéficas, outras não. Com base em conhecimentos sobre a biologia dos organismos e suas interações, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. A associação entre a hidra, um hidrozoário colonial com fase polipoide e medusoide, e as algas verdes é um exemplo de associação interespecífica do tipo colônia.

02. A sociedade é um tipo de interação estabelecida entre organismos de mesma espécie, havendo um grau elevado de hierarquia e de divisão de trabalho. É o caso das saúvas.

04. O parasitismo, diferentemente da predação, é importante fator regulador do tamanho da população das espécies envolvidas.

08. Para conseguirem luz, as orquídeas prendem-se com suas raízes ao tronco e aos ramos altos das árvores. Essa relação é conhecida como inquilinismo.

16. Quanto mais os nichos ecológicos de duas espécies se assemelham, mais intensa é a competição. É o que ocorre com o caramujo africano Achatina fulica, introduzido no Brasil: compete com sucesso por espaço e alimento com as espécies nativas.

Soma das alternativas corretas:

04. (UNESPAr)

“Estava a mosca em seu lugar

veio a aranha lhe fazer mau

a aranha na mosca, a mosca na velha

e a velha a fiar…”

Este trecho da canção popular “A velha a fiar” evoca uma relação ecológica:

a) Interespecífica harmônica.

b) Interespecífica desarmônica.

c) Intraespecífica desarmônica.

d) Intraespecífica harmônica.

e) Intraespecífica harmônica ou desarmônica.

05. (UFSC) Avalie a relação ecológica descrita no seguinte exemplo.

Os tubarões têm alguns animais que dependem deles. As rêmoras aproveitam-se dos tubarões, prendendo-se a eles por meio de uma ventosa estriada sobre a cabeça. Quando fixas ao tubarão, geralmente sob seu ventre, elas ingerem pedaços restantes da comida enquanto os tubarões se alimentam. Mas também podem nadar sozinhas, aproveitando a correnteza deixada pelos tubarões.

Assinale a alternativa que contém a relação ecológica correta para o exemplo descrito.

a) Comensalismo.

b) Predatismo.

c) Mutualismo.

d) Parasitismo.

e) Competição.

06. (UEPG) Os organismos de uma comunidade interagem entre si e com o meio em que vivem, exercendo influências recíprocas que se refletem nas populações envolvidas. Assinale o que for correto a respeito das interações entre populações de uma comunidade.

01. As sociedades são grupos de indivíduos da mesma espécie, com divisão de trabalho não restrita a períodos reprodutivos. Além disso, nesses grupos, as diferentes funções podem ser exercidas por indivíduos morfologicamente distintos. Abelhas sociais formam uma sociedade heteromorfa.

02. O mutualismo é classificado como uma interação interespecífica harmônica, em que os participantes se beneficiam e mantêm relação de dependência. Exemplo: nos liquens há uma associação íntima de fungos e algas dependentes funcionalmente.

04. No amensalismo ocorre uma interação intraespecífica harmônica em que duas populações de espécies diferentes, em uma mesma comunidade, apresentam nichos ecológicos semelhantes, desencadeando assim uma disputa pelo mesmo recurso.

08. O comensalismo é uma associação em que apenas um dos participantes se beneficia, sem causar prejuízo ao outro. Por exemplo, os peixes-piloto (comensais) que vivem ao redor do tubarão, alimentando-se de restos de comida que escapam da boca do predador.

Soma das alternativas corretas:

07. (Unisinos) Em ecologia, as relações entre os seres vivos são classificadas como intra ou interespecíficas e como harmônicas ou não harmônicas. Com base nisso, qual das alternativas abaixo é composta apenas por interações interespecíficas não harmoniosas?

a) Simbiose e mutualismo.

b) Amensalismo e predação.

c) Competição e comensalismo.

d) Canibalismo e inquilinismo.

e) Parasitismo e protocooperação.

08. (UFU) As relações/interações ecológicas estabelecidas entre duas espécies podem ser benéficas, prejudiciais ou neutras, e uma das formas de representação é o uso dos símbolos +, – e 0, respectivamente. Observe as seguintes interações:

I. A fixação de nitrogênio por bactérias presentes nos nódulos das raízes de plantas leguminosas.

II. Uma cadeia alimentar na qual os gafanhotos se alimentam das plantas.

III. Os vermes que vivem no intestino de uma criança.

As interações descritas são representadas, respectivamente, por:

a) +/0; +/-; +/+.

b) +/+; +/-; +/-.

c) +/+; +/0; +/-.

d) +/-; +/+; +/+.

09. (FIT) A fotografia a seguir mostra uma micorriza, uma relação ecológica entre hifas de fungos e raízes de vegetais.

(www.agromic.com.br)

Considerando que as relações ecológicas são classificadas como harmônicas ou desarmônicas, quanto à ocorrência de benefícios ou prejuízos, e também como interespecíficas e intraespecíficas, quanto às espécies envolvidas, é correto afirmar que as micorrizas:

a) assim como os líquens, constituem uma relação interespecífica harmônica, na qual seres heterótrofos se associam a seres autótrofos, com benefícios para ambos.

b) realizam a decomposição das raízes vegetais, característica de uma relação interespecífica desarmônica, na qual os vegetais são prejudicados.

c) assim como os corais, constituem uma relação intraespecífica harmônica, na qual macrorganismos heterótrofos se associam com microrganismos autótrofos, com benefícios para ambos.

d) realizam o endoparasitismo nas raízes vegetais, característico de uma relação intraespecífica desarmônica, na qual os vegetais são prejudicados.

e) assim como nos ruminantes, constituem uma relação intraespecífica harmônica, na qual macrorganismos abrigam internamente micro-organismos, com benefícios para ambos.

10. (UFJF) Sobre as interações ecológicas intraespecíficas é correto afirmar que:

a) as colônias diferem das sociedades porque os indivíduos que vivem em sociedades não estão estruturalmente ligados entre si, enquanto nas colônias existe a dependência física.

b) as colônias e as sociedades têm em comum o fato de obrigatoriamente haver a divisão de trabalho entre seus indivíduos.

c) as relações de competição intraespecífica ocorrem quando os nichos ecológicos não são os mesmos para os indivíduos.

d) as colônias isomorfas são constituídas por indivíduos anatomicamente distintos, especializados em funções diferentes.

11. (UFPR) Uma coruja caça durante a noite e captura um morcego. Ambos são capturados por uma rede armada por pesquisadores. Após análise cuidadosa da coruja e do morcego, os pesquisadores encontraram, sob as penas da coruja, ácaros e piolhos, e sob os pelos do morcego, moscas hematófagas. As interações interespecíficas entre a coruja e o morcego, entre os ácaros e os piolhos e entre as moscas hematófagas e o morcego são denominadas, respectivamente:

a) predação, parasitismo e inquilinismo.

b) predação, mutualismo e parasitismo.

c) parasitismo, competição e predação.

d) predação, competição e parasitismo.

e) competição, inquilinismo e parasitismo.

12. (UFPR) Para atrair potenciais polinizadores, as plantas comumente armazenam néctar nas suas flores em estruturas específicas, chamadas de nectários. Contudo, várias espécies de plantas também podem apresentar nectários longe das flores, os chamados “nectários extraflorais”. Essas estruturas podem ser encontradas em vários locais, como folhas e brotos. Durante a sua procura por alimento, formigas se deparam com esses nectários e passam a se alimentar do néctar produzido, a eles retornando repetidamente. Durante essa atividade, as formigas acabam patrulhando essas plantas e defendendo-as contra potenciais herbívoros, como lagartas e percevejos. Esse tipo de interação entre formigas e plantas com nectários extraflorais pode ser categorizado como:

a) epifitismo.

b) mutualismo.

c) colonialismo.

d) predação.

e) parasitismo.

13. (IFSC) “Os organismos de uma comunidade interagem exercendo influências recíprocas que se refletem nas populações envolvidas. Essas interações podem ocorrer entre indivíduos da mesma população […] ou entre indivíduos de espécies diferentes […]. Quando analisadas isoladamente, essas interações podem se revelar harmônicas ou desarmônicas.”

LOPES, Sônia; ROSSO, Sergio. Bio: ensino médio. 1. ed. São Paulo: Saraiva, 2010. v. 1. p. 119.

Sobre as relações ecológicas, marque no cartão-resposta a soma da(s) proposição(ões) correta(s).

01. O amensalismo é uma relação harmônica que ocorre, por exemplo, entre o pinheiro comum Pinus elliottii e outras espécies de plantas que se fixam em seu entorno.

02. A protocooperação é classificada como uma relação harmônica interespecífica não obrigatória, na qual ambos os indivíduos participantes são beneficiados.

04. As orquídeas estabelecem uma relação desarmônica denominada parasitismo ao se desenvolverem sobre o caule de outras plantas.

08. Em populações de abelhas, as rainhas, as operárias e os zangões se organizam em sociedade, estabelecendo uma relação classificada como intraespecífica harmônica.

16. A relação de comensalismo é classificada como interespecífica harmônica não obrigatória.

32. O peixe-agulha, ao se abrigar no interior do pepino-do-mar, estabelece com ele uma relação intraespecífica denominada mutualismo.

Soma das proposições corretas:

14. (UDESC) Todos os seres vivos relacionam-se uns com outros, tanto entre indivíduos da mesma espécie (relações intraespecíficas), quanto de espécies distintas (relações interespecíficas). Essas relações podem ser harmônicas, quando não há prejuízo para nenhum dos indivíduos envolvidos; ou desarmônicas, quando pelo menos um deles é prejudicado. São relações desarmônicas:

a) inquilinismo, parasitismo, competição e predação.

b) mutualismo, amensalismo, parasitismo e predação.

c) amensalismo, parasitismo, competição e predação.

d) comensalismo, inquilinismo, competição e predação.

e) amensalismo, parasitismo, competição e sociedade.

15. (UVV) A reprodução é um aspecto de grande relevância na história natural dos animais. Através dela, uma espécie permanece na história evolutiva. Além de atuar na promoção da variação das espécies, elemento chave para a seleção natural. Para muitas espécies, a reprodução é o objetivo final de sua existência, de modo que muitas morrem após a reprodução. A exemplo, podemos citar as fêmeas de algumas espécies de invertebrados que predam os machos após a cópula. Essa interação é também conhecida por canibalismo sexual e teria evoluído nessas espécies porque:

a) o canibalismo sexual ocorre apenas para redução e controle do número de indivíduos da mesma espécie.

b) o canibalismo sexual ocorre apenas quando as condições do meio se tornam extremas.

c) ao devorar o macho, a fêmea garante que apenas os seus genes sejam passados para a prole e não os do macho.

d) o canibalismo sexual é um exemplo de comensalismo.

e) o canibalismo sexual é um exemplo de interações intraespecíficas desarmônicas.

16. (UEPG) Em uma comunidade são encontradas várias relações entre os seres vivos, tanto entre indivíduos de uma mesma espécie quanto entre seres de espécies diferentes, com benefícios e/ou prejuízos para algum lado. Assinale o que for correto, quanto a algumas destas relações.

01. Várias espécies de abelhas formam sociedades altamente organizadas, em que a divisão de trabalho é tão grande que o corpo dos indivíduos está modificado e adaptado de acordo com as funções que realizam, como, por exemplo, as operárias da colmeia.

02. No parasitismo, uma espécie apenas é prejudicada, sem causar danos à outra. Por exemplo, o eucalipto que produz substâncias que inibem o desenvolvimento de outras plantas próximas a ele.

04. Quando duas espécies se associam e só uma delas se beneficia, sem causar prejuízos à outra, chamamos de comensalismo. Um exemplo clássico deste tipo de relação é a existente entre a rêmora e o tubarão, em que a primeira se prende ao tubarão, obtendo restos de comida.

08. Denomina-se de mutualismo, a associação entre espécies diferentes com benefícios mútuos e alta interdependência. Exemplo: bactérias que vivem nas raízes das leguminosas “fornecendo-lhes” nitrogênio. Em troca, recebem nutrientes da planta.

Soma das alternativas corretas: (01 04 08)

17. (PUC-CAMPINAS) Em ecologia, a competição interespecífica ocorre apenas em organismos pertencentes a:

a) mesma comunidade.

b) mesma população.

c) espécies do mesmo gênero.

d) nichos distintos.

e) nível trófico distinto.

18. (ACAFE) As relações ecológicas são interações entre os seres vivos que vivem em um determinado ambiente. Essas interações podem trazer ou não benefícios para os envolvidos.

Assim, correlacione as colunas a seguir.

1. Amensalismo

2. Esclavagismo

3. Inquilinismo

4. Competição

5. Parasitismo

( ) Relação ecológica em que uma espécie vive às custas de outra espécie, causando-lhe prejuízos.

( ) Relação desarmônica interespecífica em que o desenvolvimento ou o próprio nascimento de indivíduos de uma espécie é prejudicado devido à secreção de substâncias tóxicas produzidas por outra espécie.

( ) Associação entre seres vivos em que apenas um dos participantes se beneficia obtendo abrigo ou, ainda, suporte no corpo da espécie hospedeira, sem causar qualquer prejuízo ao outro.

( ) Relação desarmônica, podendo ser intra ou interespecífica, em que há disputa por recursos ou por fatores do ambiente que, geralmente, encontram-se em quantidades limitadas.

( ) Relação ecológica desarmônica na qual um ser vivo se beneficia explorando as atividades, o trabalho ou os produtos produzidos por outro ser (da mesma espécie ou não).

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) 2 – 4 – 1 – 5 – 3.

b) 5 – 1 – 3 – 4 – 2.

c) 4 – 3 – 5 – 2 – 1.

d) 1 – 5 – 2 – 4 – 3.

19. (UFRN) O pulgão é um inseto que vive grudado às plantas sugando a seiva, líquido rico em açúcar. Quando suga esse nutriente, o excesso de glicose é eliminado e se acumula na superfície dos pulgões. Por sua vez, para obter o açúcar, as formigas lambem os pulgões, deixando-os limpos. Além disso, elas protegem os pulgões de seus predadores e cuidam de seus filhotes. A relação ecológica estabelecida entre:

a) as formigas e os pulgões é de protocooperação.

b) as formigas e as plantas é de inquilinismo.

c) os pulgões e as formigas é de parasitismo.

d) os pulgões e as plantas é de predação.

20. (FPS) Nos ecossistemas, as populações de uma comunidade interagem por meio de seus indivíduos, exercendo influências recíprocas, que podem ser harmônicas ou desarmônicas. Um exemplo de interação entre organismos de espécies diferentes é a relação entre a anêmona-do-mar e o paguro. Geralmente, o paguro vive dentro de uma concha vazia de gastrópodes e coloca sobre sua concha uma ou mais anêmonas. Ao se deslocar, o paguro proporciona maior contato da anêmona com o alimento e esta, por sua vez, protege o paguro de seus predadores por meio das células urticantes que apresentam. Esse tipo de interação é denominado de:

a) mutualismo.

b) inquilinismo.

c) simbiose.

d) protocooperação.

e) comensalismo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: