Publicado por: Djalma Santos | 19 de julho de 2019

TESTES DE ECOLOGIA (01)

01. (UNIVAG) O nitrogênio é um elemento químico fundamental aos seres vivos, uma vez que compõe a estrutura das proteínas e dos ácidos nucleicos. Porém, para ser assimilável à maioria dos seres vivos, ele passa por transformações em diferentes processos. Em um desses processos:

a) as excretas nitrogenadas (ureia e ácido úrico) são transformadas em amônia por ação das bactérias do gênero Nitrobacter.

b) a amônia produzida nos organismos mortos é revertida em nitrito pelas bactérias e fungos decompositores presentes no solo.

c) o nitrogênio é incorporado no organismo dos seres heterotróficos pela biofixação realizada pelas bactérias intestinais.

d) as bactérias desnitrificantes presentes nos nódulos das raízes de leguminosas transformam o nitrogênio atmosférico em amônia.

e) as bactérias nitrificantes são responsáveis pela transformação de nitrito em nitrato, forma na qual o nitrogênio é assimilado pelos vegetais.

02. (UEG) O plantio intensivo numa determinada área pode comprometer a produtividade do solo. Com a retirada das plantas, também são removidos nutrientes, que podem ser repostos por fertilizantes químicos. O plantio de plantas leguminosas (por exemplo, soja e feijão) também enriquece o solo com compostos nitrogenados devido à presença de bactérias fixadoras presentes nos nódulos de suas raízes. A ação dessas bactérias identifica a realização do ciclo do nitrogênio que converte:

a) fósforo gasoso em nitrito, que, no solo, é transformado em íons nitratos, posteriormente convertidos novamente em nitritos, que se transformam em nitratos.

b) nitrogênio gasoso em nitritos, que, no solo, são transformados em íons nitratos, posteriormente convertidos em amônio, que se transforma em oxigênio gasoso.

c) fósforo gasoso em amônio, que, no solo, é transformado em íons nitratos, posteriormente convertidos em nitritos, que se transformam em nitratos.

d) nitrogênio gasoso em amônio, que, no solo, é transformado em íon amônio, posteriormente convertido em nitritos, que se transformam em nitratos.

e) nitrogênio e fósforo gasoso em amônia fosfatada, que, no solo, é transformada em íons de fósforo, posteriormente convertidos em nitratos, que se transformam em nitritos.

03. (UFAM) Sobre o ciclo do nitrogênio é correto afirmar que:

a) As bactérias nitrificantes (Nitrobactérias), no solo e nas raízes das plantas leguminosas, produzem energia ao consumir a amônia e liberar nitratos.

b) As bactérias nitrificantes (Nitrossomonas), no solo e nas raízes das plantas leguminosas, produzem energia ao consumir nitratos e liberar nitritos.

c) É na forma de nitritos que o nitrogênio é incorporado pelas proteínas e ácidos nucleicos das plantas.

d) São as plantas que devolvem o nitrogênio atmosférico na forma de gás.

e) As bactérias fixadoras de nitrogênio presentes nas raízes das plantas absorvem o nitrogênio molecular do ar e liberam nitrogênio na forma de amônia.

04. (UNIVAG) O caracol-gigante-africano (Achatina fulica) foi introduzido no Brasil após a soltura irresponsável de exemplares provenientes de criações para fins alimentícios. Hoje em dia é considerada uma espécie exótica invasora e, como consequência, nota-se o declínio de algumas espécies nativas de caracol do gênero Megalobulimus. A interação ecológica relacionada ao fato citado é:

a) a competição interespecífica, pois o caracol exótico utiliza os recursos das espécies nativas.

b) o parasitismo, uma vez que o caracol exótico consome os recursos das espécies nativas.

c) o canibalismo, pois o caracol exótico se alimenta das espécies nativas.

d) o inquilinismo, pois o caracol exótico expulsa as espécies nativas para ocupar o seu nicho ecológico.

e) a competição intraespecífica, pois o caracol exótico ocupa o mesmo nicho ecológico das espécies nativas.

05. (PUC-RIO) Quais são os fatores bióticos que podem limitar a ocorrência de uma espécie em uma determinada localidade?

a) Precipitação e vento.

b) Disponibilidade de nutrientes e pH do solo.

c) Competição e predação.

d) Temperatura e salinidade da água.

e) Intensidade da luz e sazonalidade.

06. (UNIT) Sobre ecossistemas, analise as afirmativas e marque com V as verdadeiras e com F, as falsas.

(  ) Há organismos heterótrofos que são decompositores.

(  ) Os decompositores são os responsáveis pela reciclagem da energia no ecossistema.

(  ) Organismos herbívoros sempre serão considerados consumidores de segunda ordem.

(  ) Os organismos autótrofos, em um ecossistema, sempre estarão no primeiro nível trófico da cadeia alimentar.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a:

a) V V F F.

b) V F F V.

c) V F V F.

d) F F V V.

e) F V F V.

07. (FPS) Em um ecossistema, as relações de alimentação entre os organismos são chamadas de “Cadeia Trófica” ou “Cadeia Alimentar”, em que a energia passa de um nível trófico inferior para um superior. A base dessa cadeia é constituída pelos produtores primários, organismos autotróficos, que são consumidos por organismos herbívoros (consumidores primários). Os herbívoros podem ser consumidos por organismos carnívoros (consumidores secundários), e estes, por outros carnívoros (consumidores terciários). A cadeia se encerra com organismos sapróbios (decompositores), que se alimentam da matéria morta proveniente de todos os níveis tróficos. Das alternativas abaixo, qual apresenta, respectivamente, organismos produtores primários e decompositores?

a) Fungos e aves.

b) Plantas e mamíferos.

c) Plantas e fungos.

d) Mamíferos e aves.

e) Mamíferos e fungos.

08. (IFPE) Assinale, abaixo, a afirmação correta sobre o fluxo de energia nos ecossistemas.

a) Independentemente do nível trófico, a energia disponível aumenta ao longo da cadeia alimentar.

b) É sempre unidirecional e, a cada nível trófico, maior é a energia disponível para o nível seguinte.

c) É sempre unidirecional e a energia disponível para o nível seguinte será realizada de forma equilibrada, ficando todos os níveis tróficos com um mesmo valor de energia.

d) É sempre unidirecional e, a cada nível trófico, menor é a energia disponível para o nível seguinte.

e) Os produtores representam o nível trófico com o menor valor de energia disponível.

09. (PUC-RIO) Observe o esquema abaixo.Identifica-se, respectivamente, como um processo responsável pelo Aquecimento Global e um processo que contribui para a sua mitigação:

a) III e I.

b) II e III.

c) IV e I.

d) V e I.

e) III e V.

10. (FPS) A relação ecológica que as plantas epífitas exercem em relação às plantas que lhes servem de suporte é denominada:

a) protocooperação.

b) inquilinismo.

c) comensalismo.

d) parasitismo.

e) amensalismo.

11. (UNIMONTES) Biodiversidade refere-se à diversidade biológica para designar a variedade de formas de vida em todos os níveis em seu conjunto estrutural e funcional. No Brasil, a biodiversidade tem enorme relevância, incluindo o uso e a ocupação do solo, com avanço em áreas naturais e uma forte implicação com a saúde e o bem-estar humano. Os itens listados abaixo mostram impactos negativos da ação do homem no ambiente natural. Observe-os.Todas as alternativas a seguir apresentam consequências dos impactos negativos apresentados anteriormente no quadro. Analise-as e assinale a consequência diretamente relacionada com o impacto indicado em VI.

a) Biopirataria.

b) Aumento da emissão de dióxido de carbono, com maior absorção dos raios infravermelhos e indução do efeito estufa.

c) Ligação entre a etnomedicina, utilizada pelos povos tradicionais, e o uso técnico-científico e comercial da biodiversidade feito pela indústria farmacêutica.

d) Assentamentos humanos precários, acúmulo de lixo e contaminação de corpos d’água nos locais de grandes obras de infraestrutura no Brasil, em particular na Amazônia, ocasionando proliferação de doenças.

12. (UNESP) O solo amazônico é naturalmente rico em mercúrio na sua forma inorgânica. Na bacia do Rio Negro, todos os anos, na época chuvosa, os rios transbordam, invadem a floresta e formam ecossistemas fechados que permanecem inundados por até 130 dias. Nesse processo, o mercúrio inorgânico é liberado na água e bactérias anaeróbias convertem-no em metilmercúrio, que entra na cadeia alimentar aquática desses ecossistemas. (http://revistapesquisa.fapesp.br. Adaptado.)

Na situação descrita:

a) as bactérias anaeróbias concentram a maior parte do mercúrio nas cadeias alimentares da região inundada.

b) a bioacumulação de mercúrio nos organismos aquáticos será menor ao longo dos níveis tróficos das cadeias alimentares.

c) os microrganismos que fermentam a matéria orgânica na água favorecem a entrada de mercúrio nas cadeias alimentares.

d) os organismos autotróficos nas cadeias alimentares da região inundada não são contaminados pelo mercúrio.

e) a contaminação por mercúrio fica restrita aos organismos aquáticos dos ecossistemas da região inundada.

13. (UNIVAG) A fragmentação de hábitat é uma das principais ameaças a diversas espécies de vertebrados, uma vez que leva ao isolamento e à redução populacional. Um dos mecanismos evolutivos mais atuantes nessa situação e que pode levar essas espécies à extinção é a:

a) deriva genética, devido à alta probabilidade de alelos recessivos menos adaptativos aumentarem em frequência na população.

b) seleção natural, já que os poucos indivíduos que restam são os menos aptos à sobrevivência.

c) seleção artificial, uma vez que a fragmentação é um

impacto causado pelo homem e as populações não conseguem se adaptar a esses novos ambientes.

d) hibridização, em que indivíduos de uma espécie se reproduzem com indivíduos de outra devido ao isolamento populacional, gerando uma nova espécie e extinguindo a espécie original.

e) mutação, que ocorre na tentativa de adaptar os indivíduos às novas condições ambientais, mas acaba tendo efeito contrário.

14. (UEG) Aproximadamente 60% das espécies de primatas do mundo, incluindo chipanzés e orangotangos, correm risco de extinção, conforme apresentado a seguir.Pesquisadores analisaram dados sobre o status de conservação das espécies em questão. Diferentes fatores podem justificar a velocidade de extinção dessas espécies, dentre eles:

a) transformação de fragmentos em áreas contínuas.

b) estabilidade no uso e ocupação do solo.

c) expansão das fronteiras agrícolas.

d) manutenção de áreas preservadas.

e) controle de natalidade das espécies.

15. (UEG)O planeta retratado por Mafalda na charge apresentada seguiu uma evolução determinada pelas forças geológicas desde a sua origem, há cerca de 4,5 bilhões de anos. Ao longo dessa jornada, passou por transformações significativas em sua crosta e atmosfera. A partir de 1950, o desenvolvimento humano e suas implicações no ecossistema terrestre crescem exponencialmente, conforme retratado em estudos da nova era geológica, denominada de Antropoceno, podendo provocar um “adoecimento” no planeta. Mafalda cuida do planeta em função das diversas intervenções que ele sofreu e sofre. Este “adoecimento” planetário se deve a que?

a) à mudança na integridade da biosfera.

b) à estabilidade das mudanças climáticas.

c) à perda e ao ganho de ozônio estratosférico.

d) à carga equilibrada de aerossóis na atmosfera.

e) à redução do uso dos recursos naturais pela população.

16. (UPE) Veja a figura a seguir:Algumas espécies de peixes vermelhos da família Lutjanideae são comuns no litoral nordestino, a exemplo dos dentões e das ciobas. Na fase inicial de vida, juvenis dessas espécies colonizam:

(A) estuários margeados por florestas de mangue e bancos de prados marinhos (gramas marinhas). Conforme se desenvolvem, migram em direção ao mar, passando pelos recifes de corais até atingirem o oceano aberto.

(B) Em seu ciclo de vida, exploram os ambientes de formas diferentes, a exemplo de abrigo, alimentação e reprodução. Sua alimentação irá variar conforme a idade, utilizando-se de estratégias para melhor competir pelo recurso com outras espécies. As características do ambiente irão levar à maturidade sexual.

As afirmativas encontradas nas frases marcadas por (A) e (B) representam importantes conceitos em Ecologia. A correspondência correta está indicada na alternativa:17. Em relação aos ecossistemas aquáticos, é correto afirmar que:

a) os ecossistemas de água doce parada geralmente apresentam menor biodiversidade do que os ecossistemas de água doce em movimento.

b) nos ecossistemas marinhos a zona fótica é aquela em que não há incidência de luz e localiza-se até a profundidade máxima de 200 metros.

c) na região abissal dos ecossistemas marinhos são encontradas poucas espécies que apresentam características peculiares, como a bioluminescência.

d) a região batial dos ecossistemas marinhos é classificada como a região mais profunda dos oceanos.

18. (UECE)  A biosfera é constituída:

a) pelos seres vivos e o ambiente em que vivem.

b) pelas rochas e pelo solo.

c) pelo ar.

d) pelas águas.

19. (UFJF) A “Bacia de Evapotranspiração” é uma proposta de banheiro ecológico que não elimina os dejetos humanos em esgotos públicos e nem utiliza sistema de fossa convencional. Neste sistema fechado de tratamento, não há saída de água, seja para filtros ou sumidouros. A água só sai por evaporação ou transpiração das plantas cultivadas sobre a fossa. Não há efluentes e assim, não há riscos de algum patógeno humano, como o vírus da hepatite, sair do sistema.

Disponível em: <http://www.tribodasaguas.org.br/o-projeto/acoes-do-projeto/saneamento-ecologico&gt;. Acesso em: 10 dez.2012 (adaptado).

O banheiro ecológico é uma alternativa sustentável para a redução de contaminação do ambiente pois:

a) o lançamento de esgotos sem tratamento em corpos hídricos diminui o consumo de oxigênio dissolvido nos ecossistemas aquáticos.

b) a matéria orgânica presente no efluente não tratado não poderá ser estabilizada por microrganismos decompositores.

c) a biomassa dos resíduos orgânicos é aproveitada pelas raízes das plantas.

d) a matéria orgânica sólida dos resíduos é utilizada exclusivamente por microrganismos anaeróbios.

e) os microrganismos irão se alimentar da matéria orgânica, convertendo-a em húmus.

20. (UPE) Cientistas determinaram o tempo de sucessão ecológica em duas áreas de Floresta Ombrófila Densa, por meio de imagens históricas e monitoramento do processo de sucessão. Uma das áreas foi ____________ por atividade de terraplenagem e passou por um processo de sucessão ____________, enquanto a outra foi por corte raso e passou por um processo de sucessão ____________. Na primeira área, estimou-se todo o processo em 250 anos, sendo esta colonizada por espécies tolerantes ao ambiente ____________. Na segunda área, estimou-se, em 100 anos, o processo até se atingir o____________. As espécies surgiram do rebrotamento de remanescentes e da dispersão de sementes de outras áreas, mudando a composição____________ no início e ___________ nos estágios intermediários.

Assinale a alternativa cujos termos preenchem corretamente as lacunas do enunciado.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: