Publicado por: Djalma Santos | 9 de junho de 2016

TESTES DE FISIOLOGIA (2)

01. (FCM-PB) Sabemos que o pâncreas além de sua função digestiva atua também efetivamente na coordenação hormonal, uma vez que é também uma glândula endócrina. Marque entre as opções abaixo, a que representa respectivamente as funções de digestão e de coordenação hormonal:

a) Acidificação do quimo e liberação da tripsina.

b) Desdobramento do amido e produção do glucagon.

c) Liberação de tripsina e produção de gastrina.

d) Emulsão de gorduras e liberação de tripsina.

e) Desaminação de proteínas e produção de gastrina.

02. (UEM) Sobre a estrutura e o funcionamento dos órgãos e dos sistemas do corpo humano, assinale o que for correto.

01. Duodeno é a parte inicial do intestino delgado, em que desembocam os condutos que trazem as secreções do pâncreas e do fígado.

02. Inspiração é o processo de oxigenação do sangue que ocorre nos alvéolos pulmonares.

04. A parte mais interna do rim, em que estão os ductos coletores de urina, é chamada de córtex renal.

08. Quando ocorre um ferimento, as plaquetas liberam substâncias que estimulam a multiplicação de linfócitos.

16. O coração possui dois átrios e dois ventrículos; o ventrículo direito bombeia o sangue para os pulmões e o ventrículo esquerdo bombeia o sangue para todas as partes do corpo.

Soma das alternativas corretas:

03. (UNIOESTE) Sobre a morfofisiologia em mamíferos, é correto afirmar que:

a) Hematopoese é o processo de trocas gasosas pelo qual o sangue venoso passa a arterial.

b) O pâncreas é responsável pela produção da adrenalina e aldosterona.

c) Rúmen, abomaso e retículo são estruturas envolvidas com a respiração.

d) Os canais de Havers e de Volkmann são constituintes do sistema reprodutor e são responsáveis pelo transporte do espermatozoide e líquido seminal, respectivamente.

e) Hormônios da tireoide desempenham função no desenvolvimento, na bioenergética e na homeostase orgânica.

04. (UEM) Pode-se dizer que o funcionamento do corpo humano está relacionado às incontáveis e indispensáveis reações químicas que ocorrem a todo instante. Considerando essa afirmação, assinale o que for correto.

01. No corpo humano, a amônia é uma excreta nitrogenada altamente tóxica, o que a torna uma substância que pode ser armazenada com menos risco de intoxicação.

02. O balanço de líquidos no corpo está intimamente ligado à presença e à quantidade do íon sódio (Na+) no sangue.

04. No organismo humano, a desaminação dos aminoácidos ocorre principalmente no fígado, onde os grupos amino originam a amônia.

08. A ingestão de água durante as refeições ocasiona a diluição do ácido clorídrico presente no estômago, o que prejudica sua atuação no processo de digestão.

16. A cãibra é causada pelo acúmulo de ácido láctico no tecido muscular, cuja produção está relacionada às baixas concentrações de oxigênio nesse tecido.

Soma das alternativas corretas

05. (UNICAP)

I   II

0  0 – Com relação à fisiologia respiratória humana, a enzima anidrase carbônica, presente no plasma, participa no transporte de oxigênio.

1  1 – Hematose é o processo de troca de gases respiratórios que acontece entre os capilares sanguíneos e os tecidos (hematose sistêmica) e entre os capilares sanguíneos e os alveolares (hematose pulmonar).

2  2 – O hormônio antidiurético (ADH) auxilia na absorção de água da urina para o sangue, evitando que nosso organismo se desidrate com facilidade.

3  3 – Veias cavas são formadas pela convergência de vasos da cabeça e braços (cava superior), trazendo sangue venoso até o coração pelo átrio esquerdo.

4  4 – O principal local de absorção de nutrientes no tubo digestivo humano é no colo-transverso.

06. (UEM) Sobre a fisiologia dos animais, assinale o que for correto.

01. A respiração dos mamíferos e das aves envolve a difusão do oxigênio para o sangue no interior dos pulmões.

02. Entre os artrópodos, os crustáceos respiram pelas brânquias e os insetos respiram pelo pulmão.

04. Poríferos, cnidários, equinodermos e moluscos são grupos de animais marinhos que apresentam respiração branquial.

08. Nos cordados, o sistema excretor é constituído pelos rins e pela bexiga urinária, que filtra a urina conduzida pelos ureteres.

16. Nos mamíferos e nas aves, a circulação é dupla e envolve a passagem do sangue arterial no coração com quatro câmaras.

Soma das alternativas corretas:

07. (UCPel) Durante a locomoção, o movimento é efetuado pelo esforço:

a) Dos ossos sobre os músculos estriados.

b) De tração dos músculos.

c) Dos ossos sobre as articulações.

d) Dos ligamentos nas articulações.

e) De tração dos músculos sobre os ossos.

08. (UECE) Analise as afirmações abaixo, classificando-as em verdadeiras (V) ou falsas F.

(  ) Nos mamíferos o coração encontra-se dividido em quatro cavidades: dois átrios e dois ventrículos. Desta forma, o sangue oxigenado não se mistura com o sangue rico em gás carbônico.

(   ) As baleias, os golfinhos e o peixe-boi, são exemplos de mamíferos aquáticos e, portanto, as mães amamentam suas crias em baixo da água.

(  ) A característica principal que identifica um mamífero é a presença de uma notocorda bem desenvolvida na fase embrionária, a qual irá se transformar em tubo nervoso na vida adulta.

( ) Dentre os mamíferos encontram-se animais que possuem membros locomotores modificados em asas, patas e nadadeiras.

( ) Mamíferos são animais exclusivamente vivíparos, dioicos, com fecundação interna e desenvolvimento direto.

Assinale a opção que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) V, V, V, F, V.

b) F, F, V, F, V.

c) F, V, F, V, F.

d) V, V, F, V, F.

09. (UEPA) Leia o texto abaixo e relacione cada palavra enumerada a uma afirmativa a seguir. O gênero Cecropia, reúne plantas popularmente conhecidas como imbaúba, as quais destacam-se pelas relações estabelecidas com FORMIGAS (1), e, por suas folhas servirem de alimento para muitos vertebrados, como as PREGUIÇAS (2). Também, são utilizadas como medicamento para o tratamento da ASMA (3).

(Fonte: Inocêncio Gorayeb, Encarte Jornal O Liberal, Série Amazônia, 2009.)

a. Obstrução completa dos bronquíolos, com inflamação dos ossos da face.

b. Podem ser monoicos ou dioicos, com fecundação externa na qual os óvulos produzidos são fecundados ao passarem pela espermateca.

c. O desenvolvimento embrionário é do tipo aplacentário, com filhotes que completam seu desenvolvimento no interior do útero materno.

d. Diminuição do calibre dos bronquíolos, prejudicando a oxigenação do sangue e podendo levar a cianose.

e. Apresentam dentes diferenciados, respiram por meio de pulmões, são dioicos e possuem desenvolvimento embrionário placentário.

f. A classe a que pertence o número 1 é conhecida como hexápoda, a qual reúne os únicos invertebrados com capacidade de voo.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) 1b, 2a, 3d.

b) 1f, 2a, 3c.

c) 1f, 2e, 3d.

d) 1b, 2e, 3c.

e) 1b, 2a, 3c.

10. (UEM) Com relação aos Vertebrata assinale o que for correto.

01. As aves apresentam a tiflossole, ou válvula espiral, para aumentar a superfície de absorção dos alimentos; enquanto todos os peixes apresentam os cecos, que realizam a mesma função.

02. A hemocianina é a proteína encarregada de realizar o transporte do O2 em todos os vertebrados.

04. O encéfalo e a medula espinhal formam o sistema nervoso central, ligado às diversas partes do corpo através do sistema nervoso periférico, constituído pelos nervos e pelos gânglios nervosos.

08. O esqueleto ósseo, além de promover a sustentação, desempenha as funções de reserva de minerais e de formação das células do sangue.

16. O sistema circulatório é fechado e constituído de três partes fundamentais: o sangue, fluído formado por células dispersas em um líquido; os vasos sanguíneos, tubos por onde o sangue circula por todas as partes do corpo e o coração, órgão musculoso com os movimentos de sístole e de diástole.

32. A digestão humana é extracelular e envolve processos mecânicos e químicos. Os processos mecânicos compreendem a mastigação, a deglutição e os movimentos peristálticos.

Soma das alternativas corretas:

11. (UERGS) Responda esta questão, considerando os números indicados na ilustração do esqueleto humano.

11

Após um leve acidente, um jovem teve dois de seus ossos fraturados: Fíbula e Ulna, que estão representados, respectivamente, pelos números:

a) I e V.

b) I e III.

c) II e IV.

d) IV e III.

e) V e II.

12. (UFMG) Observe o quadro que contém a representação do sistema nervoso e do coração de alguns grupos de vertebrados. Essa representação foi feita de forma aleatória, não mostrando correspondência entre sistema nervoso e coração para cada grupo nem apresentando sequência evolutiva.

12

A alternativa que apresenta a associação correta encontrada em peixes é:

a) I – 4.

b) II – 3.

c) III – 2.

d) III – 4.

e) IV – l.

13. (UEPG) A anatomia e a fisiologia humanas estudam como nosso organismo está constituído e como ele funciona. Com relação a esse assunto, assinale o que for correto.

01. O fígado detém, entre outras funções, a retirada do excesso de glicose do sangue, armazenando-a na forma de polissacarídeo glicogênio e devolvendo-a ao sangue de acordo com as necessidades do organismo.

02. O pâncreas é uma glândula mista que possui funções exócrinas e endócrinas.

04. A prolactina é um hormônio produzido pelo baço e tem a função de quebrar a lactose.

08. No lado direito do coração circula o sangue venoso, proveniente dos tecidos, rico em CO2.

Soma das alternativas corretas:

14. (UNICAP)

I   II

0  0 – O aparelho circulatório, além de outras funções, transporta os gases respiratórios, auxilia na defesa do organismo, fabrica, distribui e supre os órgãos alvo de hormônio.

1  1 – O homem  apresenta  circulação dupla  e completa. Dupla porque tem a circulação pulmonar e a sistêmica; completa porque não há mistura de sangue arterial com sangue venoso.

2  2 – Os hormônios que, produzidos numa determinada glândula, estimulam outras glândulas são denominados hormônios trópicos. São eles: tireotrópico, produzido pela tireoide; adrenocorticotrópico, produzido pela adrenal e gonadotrópico, produzido pelas gônadas masculina e feminina.

3  3 – Nos vegetais superiores, os pelos das raízes, o xilema e o floema podem ser comparados, respectivamente, às vilosidades intestinais, às veias e às artérias.

4 4 – As nervuras foliares podem ser comparadas com as artérias e veias dos animais.

15. (FATEC) O fígado humano está localizado no abdome, em sua maior parte no lado direito do corpo, abaixo do músculo diafragma. Desempenha muitas funções vitais diferentes, entre as quais a produção e excreção da bile, que é armazenada na vesícula biliar. Entre as várias funções da bile, destaca-se sua importância na digestão, por meio da ação específica de:

a) Emulsificar as gorduras, a fim de facilitar a ação das enzimas lípases.

b) Formar a protrombina, a fim de auxiliar o processo de coagulação do sangue.

c) Produzir o glicogênio, a fim de obter a energia necessária à contração muscular.

d) Absorver as proteínas e os lipídios, a fim de garantir a construção das membranas celulares.

e) Digerir a celulose, a fim de garantir o fornecimento de energia para as atividades celulares.

16. (IFSudeste) Sobre a fisiologia animal, analise as proposições a seguir e assinale a alternativa correta.

I. Repteis, aves e mamíferos apresentam uma dilatação na região posterior do ureter, formando a bexiga urinaria que armazena a urina.

II. A amônia, substância pouco solúvel em agua, e o principal tipo de excreta nitrogenado nas aves e répteis, o que torna esses animais independentes do meio aquático.

III. No homem, o sangue das artérias renais e mais rico em ureia do que o sangue das veias renais, pois os túbulos renais absorvem essa substância.

IV. O álcool etílico inibe a secreção do hormônio antidiurético (ADH), por isso, quando se ingerem bebidas alcoólicas, ocorre aumento no volume da urina produzida.

a) Somente I e II estão corretas.

b) Somente III e IV estão corretas.

c) Somente I, II e III estão corretas.

d) Somente II, III e IV estão corretas.

e) Somente I, III e IV estão corretas.

17. (MACKENZIE) Com relação à diabetes melito, é correto afirmar que:

a) Essa condição ocorre devido à produção excessiva de hormônio na medula da supra renal.

b) A glicose permanece no sangue e não é encaminhada para dentro das células.

c) Devido aos altos níveis de glicose no sangue, as pessoas afetadas podem fazer grandes intervalos entre as refeições.

d) É causada pelo excesso de insulina.

e) Os indivíduos diabéticos, frequentemente, apresentam valores de pressão arterial menores que os normais.

18. (UFMS)

LEIA O TEXTO ABAIXO E, A SEGUIR, ASSINALE A(S) PROPOSIÇÃO(ÕES) CORRETA(S).

“Um sapo sem pulmão acaba de ser descoberto na ilha de Bornéu, na Indonésia. Trata-se do primeiro caso confirmado do tipo e, segundo os cientistas responsáveis pelo estudo, a espécie aquática Barbourula kalimantanensis aparentemente respira através da pele. (…) Duas populações da espécie, sobre a qual havia relatos, foram encontradas durante recente expedição dos pesquisadores. (…) De todos os tetrápodes, vertebrados terrestres com quatro membros, sabe-se que a ausência de pulmões ocorre apenas em anfíbios. São conhecidas algumas espécies de salamandras sem o órgão, além de uma de cobra-cega. Para os autores do estudo, a descoberta em uma rara espécie de sapo em Bornéu reforça a ideia de que pulmões sejam uma característica maleável nos anfíbios. Como a B. kalimantanensis vive em água corrente e fria, a ausência de pulmões poderia ser uma adaptação para uma combinação de fatores, como um meio com mais oxigênio, o baixo metabolismo do animal, o achatamento do corpo que aumenta a área superficial da pele e a preferência por afundar em relação a boiar.”

01. Os sapos, as salamandras e as cobras-cegas são anfíbios.

02. Além dos anfíbios, minhocas também possuem respiração cutânea.

04. Apesar do baixo metabolismo, a B. kalimantanensis é animal endotérmico, como todos os anfíbios.

08. Por ter somente respiração cutânea, a B. kalimantanensis precisa manter a pele sempre úmida. Por essa razão, sua dependência de viver no meio aquático é maior do que a dos sapos que possuem pulmões.

16. Nos anfíbios, quando os pulmões estão ausentes, há apenas a circulação do sangue venoso.

32. O baixo metabolismo está associado com rápida digestão do alimento e alta taxa de natalidade.

Soma das alternativas corretas:

19. (Universidade Federal do ABC)

            “Todo tremia, quase sem coragem de dizer o que tinha vontade. Por fim, disse, pediu. O doutor entendeu e achou graça. Tirou os óculos, pôs na cara de Miguilim…”

“Miguilim olhou. Nem não podia acreditar! Tudo era uma claridade, tudo novo e lindo e diferente, as coisas, as árvores, as caras das pessoas. Via os grãozinhos de areia, a pele da terra, as pedrinhas menores, as formiguinhas passeando no chão de uma distância. E tonteava. Aqui, ali, meu Deus, tanta coisa, tudo…”

(João Guimarães Rosa)

Os fragmentos de textos sugerem que Miguilim era portador de miopia. Quando o doutor José Lourenço lhe empresta os óculos, um novo mundo descortina-se diante dele. A miopia é uma deficiência que tem como causa uma:

a) Anormalidade no bulbo ocular, que é mais curto, assim a imagem de um objeto é projetada depois da retina, a correção é feita como uso de lentes divergentes.

b) Anormalidade no bulbo ocular, que é mais longo, assim as imagens formam-se antes da retina, a correção é feita com o uso de lentes divergentes.

c) Assimetria na curvatura da córnea, projetando imagens sem nitidez, a correção é feita com lentes convergentes.

d) Disfunção na lente que projeta a imagem no ponto cego ou fóvea, a correção é feita com lentes cilíndricas.

e) Incapacidade de acomodação da lente, gerando dificuldade na focalização de objetos, a correção é feita com lentes convergentes.

20. (UNEMAT) A figura abaixo mostra a comparação entre a curva glicêmica de um indivíduo normal e a de outro que é diabético. Esse exame tem a finalidade de medir a eficiência na captura de glicose pelo organismo, através do registro da glicemia basal e após a ingestão de 75g de glicose, em intervalos regulares, geralmente a cada 30 minutos, até que se completem 2 horas.

20

Sobre a glicose em seres humanos é correto afirmar.

a) Moléculas de ATP (Adenosina trifosfato) são produzidas no interior das células pelas mitocôndrias, principalmente a partir da glicose, que pode ser armazenada no fígado na forma de glicogênio.

b) A glicose é obtida apenas através da ingestão de alimentos ricos em açúcar, como balas, chocolate, frutas e doces em geral, não sendo possível obtê-la com a ingestão de alimentos como macarrão, pão e batata.

c) A fim de manter o equilíbrio na taxa de glicose no organismo, o pâncreas produz a insulina, que estimula a liberação de glicose no sangue, e o glucagon, que reduz a quantidade de glicose no sangue.

d) A diabetes é uma doença caracterizada pela hipoglicemia no sangue e hiperglicemia nas células.

e) A quantidade de glicose intra e extracelular não interfere no equilíbrio osmótico do organismo.

gabarito.2

Publicado por: Djalma Santos | 9 de junho de 2016

TESTES DE GENÉTICA (X)

01. (FEI-SP) Indique a posição relativa dos genes A, B, C, D, localizados no mesmo cromossomo, apresentando as seguintes frequências de recombinação:

AB – 17%, CD – 30%, AC – 5%, AD – 35%, BD – 18%

a) A – B – C – D.

b) A – C – B – D.

c) A – B – D – C.

d) C – A – B – D.

02. (MACKENZIE) Sabendo-se que a miopia e o uso da mão esquerda não condicionados por genes recessivos, analise a genealogia a seguir e responda.

02

A probabilidade do casal 4 x 5 ter uma criança diíbrida é:

a) 1/8.

b) 3/16.

c) 1/16.

d) 1/4.

e) 1/2.

03. A acondroplasia é uma doença esquelética de nanismo com encurtamento dos membros e aumento de cabeça. Uma mulher acondroplásica, casada com um primo igualmente acondroplásico, tem dois filhos; o primeiro apresenta acondroplasia e o segundo não apresenta a anomalia em questão. Com base nesses dados, é correto afirmar que:

a) A acondroplasia tem herança recessiva e o casal é homozigoto dominante.

b) A acondroplasia tem herança dominante e o casal é homozigoto recessivo.

c) O filho acondroplásico só pode ser homozigoto, já que é afetado pela doença.

d) O filho normal é heterozigoto, pois os pais são homozigotos AA e aa. e) a acondroplasia é determinada por alelo dominante e o casal é heterozigoto.

04. (UEM) Assinale o que for correto.

01. De uma dada espécie animal foram cruzados indivíduos com os seguintes genótipos AaBb x aabb. Supondo que nesta espécie não ocorra crossing-over, e que os locos gênicos A e B se segregam independentemente, pode–se observar as seguintes proporções genotípicas: 25% AaBb; 25% Aabb; 25% aaBb; 25% aabb.

02. Um dado loco gênico apresenta alelos múltiplos em número de três (a, a’, a”). Em uma população de organismos diploides, devem–se encontrar seis tipos diferentes de genótipos.

04. Um casal, no qual o marido possui o tipo sanguíneo B e a mulher tipo O, nunca terá filhos com o tipo sanguíneo A.

08.Sabe-se que, na planta conhecida como Boca de Leão, a cor das flores não apresenta dominância entre os caracteres branco e vermelho. Assim, do cruzamento entre a planta com flores brancas e a planta com flores vermelhas, obtém–se 25% de plantas com flores vermelhas, 50% de plantas com flores rosas e 25% de plantas com flores brancas.

16 Um dos tipos graves de hemofilia, a hemofilia A, é causado pela deficiência no fator de coagulação VIII, de herança recessiva ligada ao X. Assim, de um casamento entre uma mulher normal homozigota com um homem afetado, cerca de 50% dos filhos do sexo masculino serão afetados.

Soma das alternativas corretas:

05.

05

Sabendo-se que o uso da mão esquerda e a miopia são condicionados por genes autossômicos recessivos, a probabilidade de o casal 1 x 2 ter uma criança destra e de visão normal é de:

a) 1/4.

b) 1/2.

c) 3/4.

d) 1.

e) Zero.

06. Considere um gene autossômico dominante T, localizado num determinado cromossomo, e o gene autossômico s, recessivo, localizado em qualquer outro cromossomo. Sabendo-se que T é letal, para o embrião, quando em homozigose, qual a proporção fenotípica esperada do cruzamento de uma fêmea heterozigota para esses dois pares de genes com um macho de igual composição genotípica?

a) 9 : 3 : 3 : 3 : 1.

b) 6 : 2 : 3 : 1.

c) 9 : 3 : 4.

d) 12 : 3 : 1.

e) 6 : 3 : 4.

07. (MED. SANTO AMARO) Do primeiro cruzamento de um casal de ratos de cauda média nasceram dois ratinhos de cauda média e um ratinho de cauda longa. Foram então feitas várias suposições a respeito da transmissão da herança desse caráter. Assinale a que lhe parecer mais correta.

a) Cauda média é dominante sobre cauda longa.

b) Ambos os pais são homozigotos.

c) Ambos os pais são heterozigotos.

d) Cauda longa é dominante sobre cauda média.

e) As suposições a e c são aceitáveis.

08. (PUCCAMP) As flores de determinada planta podem ser vermelhas ou amarelas. Dois pares de genes (Vv e Aa) determinam essa característica: plantas V_A_ produzem flores vermelhas e plantas V_aa, vvA_ ou vvaa, flores amarelas. Na descendência do cruzamento VvAa x VvAa, espera-se encontrar uma proporção fenotípica de:

a) 1 vermelha : 1 amarela.

b) 9 amarelas : 7 vermelhas.

c) 9 vermelhas : 7 amarelas.

d) 15 amarelas: 1 vermelha.

e) 15 vermelhas : 1 amarela.

09. (UFRGS) Em porcos, a cor dos pelos pode ser branca (P_) ou preta (pp), e o tipo de casco é determinado por alelos que segregam em outro cromossomo, sendo que F_ condiciona casco indiviso e ff, casco fendido. Se porcos diíbridos são cruzados entre si e produzem, entre várias ninhadas, 64 descendentes, quantos desses apresentarão fenótipo diferente dos pais?

a) 4.

b) 16.

c) 28.

d) 36.

e) 60.

10. (UFTM) Na genealogia apresentada, a probabilidade de o casal 4-5 ter uma criança heterozigota, se o indivíduo 5 for heterozigoto, é de:

10

a) 3%.

b) 6,25%.

c) 8%.

d) 25%.

e) 50%.

11. (FUC-MT) Cruzando-se ervilhas verdes vv com ervilhas amarelas Vv, os descendentes serão:

a) 100% vv, verdes.

b) 100% VV, amarelas.

c) 50% Vv, amarelas; 50% vv, verdes.

d) 25% Vv, amarelas; 50% vv, verdes; 25% VV, amarelas.

e) 25% vv, verdes; 50% Vv, amarelas; 25% VV, verdes.

12. (IFTM) O conhecido “teste do pezinho”, amparado pela Portaria nº 822/GM, de 6 de junho de 2001, cuja obrigatoriedade para todo o território brasileiro é realizado com uma gota de sangue retirada do pé dos recém-nascidos. Esse procedimento permite detectar os portadores da fenilcetonúria, doença genética recessiva.

<http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2001/prt0822_06_06_2001.htm&gt;

As pessoas com essa anomalia são incapazes de produzir uma enzima que atua na transformação do aminoácido fenilalanina, no aminoácido tirosina. Sem essa conversão a fenilalanina acumula-se no sangue e é convertida em substância tóxica, que provoca lesões no sistema nervoso, principalmente na infância, culminando com o retardo mental do portador. Considerando o nascimento de uma menina fenilcetonúrica, filha de pais saudáveis, que não apresentam essa doença, é correto afirmar.

a) O tratamento por meio de vacinas específicas deverá ser feito logo no primeiro mês de vida dessa criança a fim de garantir a total imunidade contra essa doença.

b) A probabilidade do casal citado no enunciado ter um segundo descendente do sexo masculino e normal para fenilcetonúria é de 3/4.

c) A análise das características do casal descrito e de sua filha permite concluir que a fenilcetonúria é uma doença recessiva ligada ao cromossomo sexual X.

d) A alimentação com quantidade reduzida em fenilalanina, a partir do primeiro mês de vida dessa criança, pode evitar significativamente o retardo mental.

e) A criança terá vida saudável, pois as enzimas produzidas pela mãe e transferidas pela placenta atuarão constantemente na transformação de fenilalanina em tirosina.

13. A análise do heredograma a seguir permite supor que a característica apresentada pelos indivíduos é:

13

a) Ligada ao cromossomo X.

b) Ligada ao cromossomo Y.

c) Autossômica dominante.

d) Autossômica recessiva.

e) Letal na primeira infância.

14. (UEM) O daltonismo é produzido pelo gene d recessivo e ligado ao cromossomo X. O albinismo é condicionado por um gene autossômico e recessivo. Um homem daltônico e heterozigoto para o albinismo é casado com uma mulher normal portadora para o daltonismo e heterozigota para o albinismo. Assim, a probabilidade de esse casal ter um filho:

01. Do sexo feminino não daltônico e não albino é de 25%.

02. Do sexo masculino daltônico e não albino é de 18,75%.

04. Independente do sexo, daltônico, é de 50%.

08. Do sexo feminino daltônico e albino é de 6,25%.

16. Do sexo feminino daltônico é de 37,5%.

32. Do sexo feminino não daltônico e albino é de 18,75%.

64. Do sexo masculino e albino é de 12,5%.

Soma das alternativas corretas:

15. (UFBA) No heredograma a seguir, os indivíduos representados por símbolos pretos são afetados pela surdo-mudez.

15

Da análise do heredograma, conclui-se que a surdo-mudez é uma característica hereditária:

a) Letal em homozigose.

b) Recessiva e autossômica.

c) Dominante e autossômica.

d) Dominante e ligada ao cromossomo Y.

e) Recessiva e ligada ao cromossomo X.

16. (UNESP) Se em um mapa genético a distância entre os loci A e B é de 16 morganídeos, qual a frequência relativa dos gametas AB, Ab, aB e ab, produzidos pelo genótipo AB/ab?

16

17. (PUC-SP) O cruzamento de uma drosófila de olho vermelho, heterozigota, com um macho de olho branco, sabendo-se que esse caráter obedece ao mecanismo da herança ligada ao sexo, deve dar:

a) Todos os descendentes machos de olho vermelho, porque eles não recebem o cromossomo X do pai.

b) Descendentes machos de olho vermelho e olho branco, porque 50% deles recebem o cromossomo X do pai, que tem olho branco, e 50% o X da mãe, que tem olho vermelho.

c) Todos os descendentes femininos de olho branco, porque as fêmeas recebem o cromossomo X do pai, que tem olho branco.

d) 50% dos descendentes femininos de olhos vermelhos e 50% de olhos brancos, porque a fêmea é heterozigota e o macho é portador do gene recessivo.

e) Tanto machos quanto fêmeas 50% de olhos vermelhos e 50% de olhos brancos, porque se trata de cruzamento de um heterozigoto com um birrecessivo.

18. (FUVEST) A forma do lobo da orelha, solto ou preso, é determinada geneticamente por um par de alelos.

18

O heredograma acima mostra que a característica lobo da orelha solto não pode ter herança:

a) Autossômica recessiva, porque o casal I-1 e I-2 tem um filho e uma filha com lobos das orelhas soltos.

b) Autossômica recessiva, porque o casal II-4 e II-5 tem uma filha e dois filhos com lobos das orelhas presos.

c) Autossômica dominante, porque o casal II-4 e II-5 tem uma filha e dois filhos com lobos das orelhas presos.

d) Ligada ao X recessiva, porque o casal II-1 e II-2 tem uma filha com lobo da orelha preso.

e) Ligada ao X dominante, porque o casal II-4 e II-5 tem dois filhos homens com lobos das orelhas presos.

19. (UFG) Um estudo genético revelou a presença de uma mutação no estado heterozigoto em vários membros de uma mesma família, como mostrado a seguir.

19

Pela análise do heredograma, quantos indivíduos são obrigatoriamente heterozigotos e qual é a probabilidade de nascer um filho portador da mutação genética indicada no cruzamento entre II-1 (homozigoto dominante) e II-2?

a) 5 indivíduos e 1/2.

b) 5 indivíduos e 1/4.

c) 4 indivíduos e 3/4.

d) 4 indivíduos e 1/2.

e) 4 indivíduos e 1/4.

20. (UCS) Alelos são pares de genes responsáveis pela expressão de determinadas características num organismo. Em cobaias de laboratório, foram identificados alelos que controlam a coloração do pelo, seguindo o padrão abaixo.

COBAIA 1: AA – COLORAÇÃO CINZA.

COBAIA 2: AA – COLORAÇÃO CINZA.

COBAIA 3: AA – COLORAÇÃO BRANCA.

A partir desse padrão, analise as afirmações abaixo.

– Considerando um cruzamento das cobaias 1 x 2, a chance de obtenção de um indivíduo cinza é de __________.

– Considerando um cruzamento das cobaias 2 x 3, a chance de obtenção de um indivíduo branco é de __________.

– A coloração branca só aparece em indivíduos __________.

Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas acima.

a) 100% – 50% – homozigóticos recessivos.

b) 50% – 50% – homozigóticos recessivos.

c) 75% – 25% – heterozigóticos dominantes.

d) 25% – 50% – heterozigóticos recessivos.

e) 100% – 50% – homozigóticos dominantes.

20

Publicado por: Djalma Santos | 9 de junho de 2016

TESTES DE ZOOLOGIA (11)

01. (UNESP) Em um jogo de tabuleiro, cada jogador escolhe um rosto. O objetivo é, por meio de perguntas que serão respondidas com “sim” ou “não”, descobrir a personagem escolhida pelo adversário. A figura apresenta as peças de uma das versões desse jogo.

1a

Um professor de biologia adaptou esse jogo para o contexto de uma aula. Nos tabuleiros e fichas, no lugar de rostos, foram inseridos animais. Os alunos foram divididos em dois grupos, o primeiro escolheu o animal A e o segundo o animal B. Os grupos fizeram as seguintes perguntas, na tentativa de descobrir o animal escolhido pelo seu oponente:

1b

a) Camundongo e ema.Os animais A e B são, respectivamente:

b) Cabra e cigarra.

c) Capivara e lagarto.

d) Galinha e louva-deus.

e) Vaca e jiboia.

02. (IFG-2013/1) Um grupo de estudantes, ao fazer uma coleta de organismos, encontrou dois animais (I e II), cujas características estão listadas a seguir:

I. Corpo segmentado, cinco pares de patas e dois pares de antenas.

II. Corpo segmentado, ausência de esqueleto rígido, tegumento altamente vascularizado e úmido.

Os animais encontrados podem ser, respectivamente, classificados como:

a) Anelídeo e crustáceo.

b) Anelídeo e inseto.

c) Inseto e anelídeo.

d) Crustáceo e anelídeo.

e) Crustáceo e molusco.

03. (UFSCar) A ilustração mostra um inseto estilizado de tamanho exagerado.

03

Argumenta-se que a inexistência de insetos de grande tamanho corporal deve-se a restrições quanto à sustentação e dinâmica de fluidos corporais. Essas restrições estariam relacionadas ao tipo de sustentação corporal, sistemas circulatório e respiratório, que nos insetos correspondem a:

a) Endoesqueleto quitinoso, sistema circulatório aberto e respiração cutânea.

b) Exoesqueleto quitinoso, sistema circulatório aberto e respiração traqueal.

c) Exoesqueleto incompleto, sistema circulatório misto e respiração traqueal.

d) Exoesqueleto mineralizado, sistema circulatório fechado e respiração cutânea.

e) Endoesqueleto calcário, sistema circulatório aberto e respiração traqueal.

04. (UFU) Os Ornitorrincos encontrados na Austrália e Tasmânia, aqui representados como primeiro, e os gambás da América do Sul, aqui representados como segundo são classificados como:

a) O primeiro é um Prototério, ovíparo e amamenta os filhotes; o segundo é Metatério, vivíparo, com placenta pouco desenvolvida e amamenta os filhotes.

b) O primeiro é um Prototério, ovíparo e não amamenta os filhotes; o segundo é Metatério, vivíparo e não apresenta placenta e nem amamenta os filhotes.

c) O primeiro e o segundo são Metatérios, ovíparos, com placenta pouco desenvolvida e amamentam os filhotes.

d) O primeiro é um Metatério, ovíparo e não amamenta os filhotes; o segundo é Metatério, vivíparo e com placenta desenvolvida e duradoura.

05. (UFPel) O Filo Porifera (do grego poris = poro e phoros = portador) reúne “animais” conhecidos como poríferos ou esponjas. Essa denominação deve-se a uma das suas principais características: apresentar o corpo perfurado por inúmeros poros. É considerado um ramo primitivo na evolução dos metazoários, pois sua organização corporal é extremamente simples. Todos os poríferos são aquáticos, vivendo no mar, em águas costeiras, rasas e quentes. Geralmente constituem os recifes de corais. Com base na descrição dos poríferos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa que indica uma característica ocorrente nas esponjas.

a) Não apresentam tecidos verdadeiros e apresentam espículas silicosas ou calcárias.

b) Apresentam tecidos verdadeiros e não apresentam espículas silicosas.

c) Apresentam tecidos verdadeiros e apresentam apenas espículas silicosas.

d) Não apresentam tecidos verdadeiros, mas apresentam apenas espículas calcárias.

e) Apresentam tecidos verdadeiros com espículas calcárias ou silicosas.

06. (UFT) Analise este esquema, em que está representada uma possível classificação de animais vertebrados:

06

Considerando-se as informações desse esquema e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto estabelecer-se correspondência entre:

a) I e peixes.

b) II e répteis.

c) IV e mamíferos.

d) V e aves.

07. (UNICENTRO) Os vertebrados possuem uma diversificação enorme quanto às suas adaptações características. Sobre isso, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta, de cima para baixo.

(  ) Os osteíctes possuem, na porção ventral do corpo, um órgão, denominado bexiga natatória, cuja função exige que o peixe se mantenha em movimento corporal rápido.

(  ) Diferentemente dos peixes, os anfíbios apresentam epiderme permeável, desenvolvimento de pulmões, coração com três cavidades e existência de pálpebras.

(  ) Em relação aos anfíbios, os répteis mostram diferenças evolutivas importantes, entre as quais: epiderme impermeável, excreção de ácido úrico e pulmões com maior superfície de troca.

(  ) As aves apresentam semelhanças com os répteis, entre as quais: epiderme seca, ovo com casca e excreção de ácido úrico como principal resíduo nitrogenado.

(  ) Enquanto as aves são animais ectotérmicos, os répteis são animais homeotérmicos.

a) V – F – V – V – F.

b) F – V – V – V – F.

c) V – F – F – F – V.

d) F – V – F – V – F.

e) F – F –V – V – V.

08. (IFTM) Uma das ilustrações do livro Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll, a falsa tartaruga é uma personagem que está sempre chorando. Provavelmente Carroll baseou-se no fato de que as tartarugas marinhas derramam “lágrimas” ao vir desovar nas praias. No Brasil, não é diferente, as tartarugas marinhas liberam “lágrimas” quando estão em oviposição, em praticamente toda costa brasileira, do sul ao nordeste como em Fortaleza, Ceará e Paraíba. O “choro” das tartarugas é explicado:

a) São excreções das glândulas de sal localizadas próximas aos olhos que regulam a quantidade deste mineral no corpo.

b) Por causa das correntes de ar e de grânulos de areia que eventualmente atingem seus olhos.

c) Por não apresentarem patas adaptadas e ainda terem que construir seu ninho por escavação.

d) Pelo fato dos ovos serem de diâmetros diferentes.

e) Pela quantidade de ovos depositados na areia.

09. (UFSJ) Sobre os artrópodes, é incorreto afirmar que:

a) Os diplópodes alimentam-se geralmente de matéria vegetal e os quilópodes são predadores.

b) Os insetos apresentam respiração traqueal e excreção por túbulos de Malpighi.

c) Os crustáceos apresentam respiração branquial, sendo, por isso, restritos ao ambiente aquático ou semiaquático.

d) Todas as espécies de escorpião e aranha utilizam as quelíceras, diferentemente os insetos e crustáceos, que utilizam as mandíbulas para a alimentação.

10. (UFGD) Quatro vertebrados são ordenados de acordo com o compartilhamento de caracteres únicos derivados, de acordo com a seguinte demonstração.

10

Assinale a alternativa que apresenta pela ordem esses possíveis animais

a) 1: lagarto; 2: crocodilo; 3: salamandra; 4: camundongo; 5: chimpanzé.

b) 1: camundongo; 2: crocodilo; 3: lagarto; 4: chimpanzé; 5: salamandra.

c) 1: chimpanzé; 2: lagarto; 3: crocodilo; 4: camundongo; 5: salamandra.

d) 1: salamandra; 2: lagarto; 3: crocodilo; 4: camundongo; 5: chimpanzé.

e) 1: crocodilo; 2: salamandra; 3: lagarto; 4: chimpanzé; 5: camundongo.

11. (UEPB)

Moscas, besouros e formigas foram o CSI animal

Ao chegar a uma cena de crime, os peritos não se dirigem apenas ao cadáver – observam também insetos presentes. “Eles ajudam a elucidar questões relacionadas à morte violenta, maus-tratos e sequestros”, explica a perita Janyra da Costa. A prática ainda não é comum no Brasil, mas já virou regra nos EUA e na Europa. A formiga revela que a vítima sofreu maus-tratos antes da morte – pois sua presença indica más condições de higiene no local. É bastante útil em investigações de sequestro, pois costuma estar presente em lugares confinados ou buracos onde insetos maiores não conseguem circular. As moscas são úteis nos casos em que o corpo já está em estágio avançado de decomposição. Os peritos capturam a mosca no local do crime e analisam o sistema digestivo dela. A presença de certos elementos, como chumbo ou esperma, indica que a vítima foi baleada ou sofreu violência sexual. Quando a polícia invade um cativeiro, procura por mosquitos que se alimentam de sangue humano e por isso podem conter uma amostra do DNA do sequestrador. Estes também são usados quando há suspeita envolvendo drogas, pois revelam se a vítima consumiu cocaína, heroína ou anfetamina (Super Interessante, abril/2011).

Sobre a classe insecta, assinale a alternativa correta.

a) Os insetos possuem sistema circulatório aberto e sua hemolinfa é rica em pigmentos como a hemoglobina ou hemocianina – pigmentos responsáveis pelo transporte de oxigênio.

b) Os insetos constituem um grupo de animais que apresenta grande diversidade biológica e ampla dispersão, no entanto as espécies que apresentam exoesqueleto quitinoso têm pequena distribuição.

c) O corpo dos insetos é dividido em cefalotórax e abdome, possui duas antenas e oito patas locomotoras.

d) Insetos apresentam sistema respiratório traqueal, pelo qual os gases passam diretamente do meio externo para as células, através de uma rede de tubos.

e) Os tubos de Malpighi constituem no aparelho excretor dos insetos, estando intimamente associado ao sistema nervoso.

12. (UFF) Um agricultor capturou uma cobra venenosa em sua propriedade e verificou as seguintes característica do corpo do animal.

12

Analisando as características morfológicas acima, pode-se concluir que a serpente era uma:

a) Jararaca.

b) Coral verdadeira.

c) Surucucu.

d) Cascavel.

e) Falsa coral.

13. (UNIMONTES) Algumas espécies de ostras produzem perolas. A formação da perola pode ocorrer quando um grão de areia ou a larva de um verme penetra entre a concha e o manto e este fabrica uma série de camadas de nácar ou madrepérola (substância brilhante composta de carbonato de cálcio) ao redor do corpo estranho. As afirmativas a seguir se referem à biologia desses animais. Analise-as e assinale a alternativa correta.

a) São animais monoicos.

b) Apresentam respiração pulmonar.

c) São moluscos que possuem rádula.

d) A produção de perolas é um mecanismo de defesa de alguns bivalvos.

14. (PUC-SP) Os recifes de corais são formados por colônias de animais providos de um esqueleto que protege um grande número de pólipos. Os animais presentes nos corais pertencem ao mesmo filo que:

a) Águas-vivas e anêmonas-do-mar.

b) Mexilhões e caramujos.

c) Esponjas e hidras.

d) Estrelas-do-mar e planárias.

e) Ouriços-do-mar e caranguejos.

15. (FATEC) No reino Animalia, o filo dos artrópodes é o mais diversificado do planeta, apresentando mais de 1 milhão de espécies catalogadas, das quais cerca de 900 mil são só de insetos. Entre as características estruturais que garantiram a conquista e a adaptação dos insetos ao meio ambiente terrestre, destaca-se a presença de:

a) Endoesqueleto, que favorece a sustentação do corpo e a locomoção.

b) Pulmões, que favorecem as trocas gasosas no meio ambiente aéreo.

c) Exoesqueleto quitinoso e impermeabilizante, que favorece a economia de água.

d) Ovos com cascas permeáveis, que favorecem a transpiração e impedem a desidratação.

e) Corpo dividido em cefalotórax e abdome, que favorece a locomoção e a obtenção de alimentos.

16. (IFPE) Analise as imagens seguintes de quatro animais pertencentes a diversos grupos zoológicos. Assinale a alternativa que apresenta correta e respectivamente cada grupo. Para isso, considere também a numeração de 1 a 4.

16

a) (1) equinoderma; (2) molusco; (3) artrópode e (4) nematelminto.

b) (1) celenterado; (2) artrópode; (3) molusco e (4) platelminto.

c) (1) molusco; (2) equinoderma; (3) artrópode e (4) nematelminto.

d) (1) nematelminto; (2) equinoderma; (3) molusco e (4) celenterado.

e) (1) equinoderma; (2) celenterado; (3) artrópode e (4) nematelminto.

17. (UNESP) Para o insetário da feira de ciências de uma escola, a professora instruiu os alunos a coletar insetos de diferentes espécies e os trazer para a sala de aula, onde seriam identificados, preservados e montados para a exposição.

17

Dentre os exemplares coletados, havia três espécies de aranhas; uma de centopeia; quatro espécies de besouro; uma de lagartixa; duas espécies de libélula; quatro vespas, todas da mesma espécie; três carrapatos, também de uma única espécie; duas espécies de borboletas; duas de formigas; uma de louva-a-deus; e uma de escorpião. O número de espécies de insetos coletado pelos alunos para compor o insetário é:

a) 24.

b) 19.

c) 18.

d) 14.

e) 12.

18. (UEM) Aranhas e escorpiões são animais peçonhentos que causam acidentes, principalmente em domicílios rurais e residências próximo a terrenos baldios ou matas. Sobre esses organismos, assinale o que for correto.

01. Pertencem ao grupo dos quelicerados, por apresentarem um par de quelíceras – estruturas afiadas que capturam o alimento.

02. As aranhas realizam as trocas gasosas por meio de pulmões foliáceos.

04. O cefalotórax dos aracnídeos apresenta um par de antenas e um par de mandíbulas.

08. Uma estrutura característica dos escorpiões é o aguilhão, uma estrutura sensorial, localizado no início da face ventral do abdome.

16. Pertencem à Classe Arachnida, com corpo dividido em cefalotórax e abdome, quatro pares de pernas e apêndices anteriores para manipular alimentos.

Soma das alternativas corretas:

19. (UFVJM) A classe dos mamíferos reúne animais com presença de glândulas mamárias, corpo total ou parcialmente coberto por pelos, são endotérmicos e distribuem-se por praticamente todos os ambientes do planeta. Assinale a alternativa que contenha apenas seres pertencentes à classe dos mamíferos.

a) Tubarão, raia, morcego.

b) Peixe-boi, baleia, pinguim.

c) Golfinho, morcego, elefante.

d) Baleia, tartaruga, salamandra.

20. (UFGD) Uma característica embriológica importante no estudo dos animais é a presença do celoma, um espaço entre os folhetos externo e interno da mesoderme que permite aos órgãos internos se dobrem sobre si mesmos, aumentando sua capacidade funcional. Embora a presença do celoma seja comum nos vertebrados, nos invertebrados é possível encontrar grupos acelomados, pseudocelomados e celomados. Com base nesta afirmação, assinale a alternativa em que todos os filos de invertebrados relacionados são celomados.

a) Platyhelminthe, Nematoda e Anellida.

b) Anellida, Mollusca e Arthropoda.

c) Nematoda, Anellida e Mollusca.

d) Arthropoda, Anellida e Platyhelminthes.

e) Mollusca, Nematoda e Arthropoda.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 2 de junho de 2016

MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS ESTRUTURAIS

Além das modificações que afetam o DNA propriamente dito, denominadas, especificamente, mutações gênicas, pontuais ou puntiformes (ver MUTAÇÃO GÊNICA, matéria publicada, neste blog no dia 15/04/2011), existe uma série de outras que atingem diretamente os cromossomos, tanto autossômicos, quanto sexuais, chamadas mutações cromossômicas ou aberrações cromossômicas, que podem afetar o cariótipo dos indivíduos, qualitativamente ou quantitativamente. Dessa forma, podemos conceituar mutação cromossômica como toda e qualquer alteração que interfere no número ou na estrutura dos cromossomos de uma célula. Neste contexto, elas podem afetar fragmentos de um cromossomo, cromossomos inteiros ou até lotes completos de cromossomos e podem ser induzidas por agentes externos, como o raio-X. Normalmente, elas são prejudiciais para o portador e para os descendentes. Calcula-se, inclusive, que cerca de 5% dos diferentes tipos de câncer, que se desenvolvem nos seres humanos, tenham origem a partir de alterações cromossômica. Há, contudo, algumas mutações que podem ser benéficas e melhoram a capacidade de sobrevivência dos indivíduos das novas gerações. Por outro lado, as mutações são uma fonte importante de variabilidade genética, que permite a diversidade de organismos e a evolução das espécies. Ao contrário das mutações génicas, que são reconhecidas através da sua manifestação no fenótipo, as mutações cromossómicas são, via de regra, detectadas pela observação do cariótipo do indivíduo afetado. Nas mutações cromossômicas, ocorrem alterações de partes inteiras de cromossomos, modificando a sequência de genes de um cromossomo (mutações estruturais) ou o número de cromossomos (mutações numéricas). Elas interferem, em última análise, no número ou na estrutura (forma) dos cromossomos. Embora não formem novas versões de genes, como as mutações pontuais, elas contribuem para que ocorra variabilidade gênica, sendo consideradas, portanto, um dos fatores da evolução, já que possibilitam o surgimento de novas combinações gênicas. Dessa forma, apesar de menos importante para a evolução do que as mutações gênicas e a recombinação gênica (“crossing-over”), elas também contribuem, de certa forma, para a manutenção da variabilidade gênica de determinadas populações naturais. Podemos distinguir dois grandes grupos de mutações cromossômicas conforme a alteração seja quantitativa ou qualitativa. Assim sendo, essas mutações podem ser classificadas em numéricas, quando afetam o número de cromossomos de uma célula ou estruturais quando há alteração na forma ou no tamanho de um ou mais cromossomos da célula. Nas primeiras as consequências são diversas em função do cromossomo envolvido e nas mutações estruturais, a extensão e a região alteradas influenciam também nos efeitos fenotípicos.

Nesta publicação, veremos apenas as mutações cromossômicas estruturais. As mutações cromossômicas numéricas já foram abordadas neste blog no dia 29/04/2016.

As mutações cromossômicas estruturais são alterações na forma ou no tamanho de um ou mais cromossomos, resultantes de uma ou mais quebras em um ou mais pares de cromossomos. Essas quebras podem ocorrer “espontaneamente” ou por ação de agentes externos, como radiações, drogas diversas, vírus, etc. O pedaço quebrado pode se unir a outro cromossomo ou se “perder”. Não há, portanto, modificação na quantidade de cromossomos das células, mas sim na estrutura de um ou de alguns deles, levando ao aparecimento de cromossomos anormais. Assim sendo, conquanto haja alterações no número ou no arranjo dos genes, levando a sequencias anormais de genes, o número de cromossomos não é alterado. Entre as mutações cromossômicas estruturais, destacamos: deficiência (deleção), duplicação (adição), inversão, translocação e isocromossomo.

I. Deficiência: consiste na perda, em função de quebras, de um ou mais genes ou mesmo de segmentos maiores do cromossomo, originando um braço mais curto, havendo, como consequência, perda de informação genética cromossômica (figura abaixo) no centro ou na extremidade do cromossomo. A deleção implica em problemas sérios, inclusive na formação dos gametas, visto que durante a meiose, os cromossomos com deficiência pareiam de forma anômala com seu homólogo que não sofreu alteração, afetando, desse modo, o andamento do processo meiótico.

def.

A severidade dos possíveis fenótipos está relacionada com o tamanho do fragmento envolvido, já que quanto maior, mais genes serão perdidos e com o papel que esses genes desempenham nos processos vitais. Via de regra, as deleções causam danos ao organismo e muitas delas estão relacionada com vários tipos de câncer. Um exemplo de deficiência é a síndrome do “cri-du-chat” ou do “miado do gato”, em função dos pacientes emitirem sons agudos que se assemelham ao miado de um gato. Além disto, eles apresentam cabeça e maxilar pequenos; nariz achatado; aspecto arredondado da face; retardo mental, motor e de crescimento; entre outras características. Essa síndrome decorre de uma deleção terminal no braço curto do cromossomo 5 (figura a seguir).

cromossomo 5

Outro exemplo de deficiência é a síndrome de Wolf-Hirschhorn (WHS), também denominada síndrome 4p-. Trata-se de um distúrbio cromossômico extremamente raro, causado por uma deleção parcial do braço curto do cromossomo 4 (ver cariótipo feminino de uma portadora dessa síndrome mostrado na figura abaixo). Os principais sintomas podem incluir: características craniofaciais peculiares [ampla e plana ponte nasal; microcefalia; micrognatia; hipertelorismo ocular (olhos extremamente grandes); reduzida distância entre o lábio superior e o nariz e malformação das orelhas]; alterações cutâneas (pele ressecada e/ou presença de manchas); retardo do desenvolvimento e do crescimento; deficiência mental; atraso no desenvolvimento psicomotor grave; convulsões: problemas cardíacos e hipotonia. Uma vez que a quantidade de material genético que foi excluída varia, os sintomas dessa síndrome também podem variar de caso a caso.

cromossomo 4

A deficiência pode, portanto, ser mais ou menos grave e até mesmo incompatível com a vida. Ressaltamos que a fração acêntrica (sem centrômero) perde-se (degenera), pois quando a célula se divide ela não tem como se prender às fibras do fuso. Na deleção ocorre mudança do número de genes no cromossomo alterado. A deficiência pode ser de dois tipos: terminais e intersticiais ou intercalares.

Ia. Nas deficiências terminais ocorre um único corte. O fragmento removido é degradado posteriormente e o tamanho da informação genética é reduzido, como mostra a figura a seguir.

def.termi

Havendo deficiências terminais nas duas pontas do mesmo cromossomo, pode se formar um cromossomo em anel (ring) pela soldadura das extremidades livres fraturadas (figura abaixo). Esse fenômeno decorre do fato da perda dos telômeros, que são sequências especiais repetitivas de DNA, não codificantes, encontradas nas extremidades dos cromossomos das células eucarióticas (ver TELÔMERO, matéria publicada neste blog no dia16/09/2011). Normalmente, esses cromossomos não são mantidos por mais do que uma geração, isso se deve às deficiências gênicas causadas pelas deleções terminais ou às dificuldades de divisão meiótica. Eles estão relacionados a deficiência mental e malformações.

anel

Ib. Nas deficiências intersticiais (perda de um segmento intermediário), ocorrem dois cortes em um mesmo cromossomo, com religação das peças distais e degradação do fragmento removido, como mostra a figura a seguir. A exemplo do que ocorre nas deficiências terminais, nas intersticiais há, também, redução do tamanho da informação genética.

def.inter

Na meiose, por ocasião do pareamento, a deleção pode ser reconhecida graças à formação de uma alça do cromossomo normal em relação ao cromossomo dotado da deficiência (figura abaixo).del.pareaII. Duplicação: neste caso, o cromossomo apresenta um ou mais genes em dose dupla, aumentando, consequentemente, a quantidade de informação genética e acarretando uma leitura dupla de genes (figura a seguir). Há, em última análise, repetição de uma porção do cromossomo. Poucas dessas síndromes são conhecidas, pois a maioria das duplicações não parecem ter efeito fenotípico. As duplicações são, via de regra, mais comuns e menos prejudiciais do que as deficiências, deduzindo-se que o excesso de genes geralmente é menos prejudicial do que a falta deles. O efeito fenotípico da duplicação depende da extensão de material cromossômico envolvido, no que se refere ao número de genes e ao número de cópias. De modo geral, as consequências de uma duplicação são bem mais toleradas, pois não há falta de material genético. Por outro lado, a síndrome de Charcot-Marie–Tooht, por exemplo, resultante da duplicação de um pequeno fragmento na cromátide pequena do cromossomo 17, causa perda de sensibilidade nas mãos e nos pés do paciente. A exemplo do que ocorre com a deficiência, na duplicação há mudança do número de genes no cromossomo alterado.

dupl

Na meiose, por ocasião do pareamento, a duplicação é reconhecida graças à formação de uma alça do cromossomo dotado da alteração em relação ao cromossomo normal (figura abaixo).

dupl.parea

As deleções e as duplicações podem resultar do mesmo fenômeno mutacional, quando dois cromossomos se justapõem, sofrem quebras simultaneamente, em pontos distintos (não homólogos) e, em seguida, ligam-se em locais trocados. Como consequência, em um dos cromossomos irão desaparecer um ou mais genes e o produto recíproco ficará com mais cópias desse(s) gene(s), como mostra a figura a seguir.

comum

III. Inversão: neste caso, o cromossomo sofre quebra em dois pontos, e o segmento solto se solda, após um giro de 180º, aos locais fraturados do mesmo cromossomo, regressando, invertido, a sua posição original (figura abaixo). Como consequência, ocorre inversão da ordem dos genes, provocando erros na leitura desses genes.  Assim sendo, um cromossomo com uma inversão possui um segmento que foi alternado em orientação oposta.

invers

A inversão pode ser pericêntrica ou paracêntrica (figura a seguir). Na pericêntrica o segmento invertido inclui o centrômero. Na paracêntrica, por outro lado, o centrômero não está incluído no segmento invertido. Como se pode constatar, a classificação das inversões tem por base a posição do centrômero. Na inversão, ao contrário da deficiência e da duplicação não há perda nem ganho de material genético. Não afeta, portanto, a quantidade total de material genético.

inv.per.para

Na meiose, por ocasião do pareamento, a inversão é reconhecida pelas alças indicadas na figura a abaixo.inv.pareaIV. Translocação: diz respeito a um tipo de mutação cromossômica em que um cromossomo possui um segmento de outro não homólogo. Os cromossomos resultantes são denominados cromossomos derivados e surgem após quebras entre cromossomos diferentes (figura a seguir). Ela prejudica a expressão dos genes ocasionando a leitura errada da informação genética. A translocação pode ser simples ou não balanceada, recíproca ou balanceada e robertsoniana.

transl

IVa. Translocação simples ou não balanceada: nesta translocação, há transferência de um segmento cromossômico para um outro não homólogo, no qual ele se insere. Nela, apenas um dos cromossomos recebe o fragmento translocado (figura abaixo). Ela é frequentemente associada a fenótipos anormais ou a letalidade.

trans.simp

IVb. Translocação recíproca ou balanceada: nesta translocação, que é o tipo mais frequente, ocorre quebra em dois cromossomos não homólogos, seguida da troca dos segmentos quebrados (figura a seguir). A união dos segmentos se deve às extremidades reativas oriundas dessas quebras. Na translocação simples, ao contrário da recíproca, apenas um dos cromossomos recebe o fragmento translocado, como vimos acima. A translocação recíproca, que a exemplo da inversão não perde nem ganha genes, apenas muda sua posição é, em geral, inofensiva para o indivíduo, embora possa prejudicar sua prole. Essa translocação é um fenômeno distinto do “crossing-over” ou permuta gênica, fenômeno normal e corriqueiro que envolve troca de segmentos entre cromossomos homólogos (ver MEIOSE, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2015). A translocação recíproca não deve, portanto, ser confundida com o “crossing-over”.

trasn.reci

As mutações cromossômicas estruturais podem se fazer presentes tanto em condições homozigóticas, quanto em condições heterozigóticas (figura abaixo). Fala-se em homozigótica quando o indivíduo apresenta ambos os membros de um par de cromossomos com a mutação e em heterozigótica quando apenas um dos cromossomos do par de homólogos apresenta a alteração.

homo.heter

No momento do pareamento meiótico da translocação recíproca heterozigota ocorre uma figura em forma de cruz (figura a seguir).

cruz

IVc. Translocação robertsoniana:  envolve os cromossomos acrocêntricos 13, 14, 15, 21 e 22 e a ruptura ocorre, via de regra, junto ao centrômero. Os braços curtos de dois cromossomos acrocêntricos são perdidos e os braços longos desses cromossomos se fundem perto de centrômero, formando um único cromossomo metacêntrico (figura abaixo). Este fenômeno tem ocorrido durante a filogenia de diversas espécies, levando ao aparecimento de cromossomos novos, apesar de sua redução numérica. Como consequência, na espécie humana, por exemplo, o cariótipo passa a possuir 45 cromossomas incluindo um cromossoma com a translocação, que é constituído pelos braços longos.

rob

3 a 4% dos casos de síndrome de Down, decorrem de translocação entre o cromossomo 21 e outro cromossomo, frequentemente o 14, na qual o braço longo do 21 está translocado para um dos cromossomos do par 14. Isso quer dizer que um cromossomo 21 fica “grudado” em outro cromossomo. Geralmente as consequências orgânicas da translocação costumam ser similares às da trissomia simples (ver MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS NUMÉRICAS, matéria publicada neste blog no dia 29/04/2016) e aparece a síndrome de Down com todas as suas manifestações, a menos que o pedaço translocado seja muito pequeno e de uma região do cromossomo pouco rica em genes. O cariótipo, neste caso, apresenta 46 cromossomos, pois embora tenha um cromossomo anormal, não têm excesso de material cromossômico, e a translocação é representada por t (14;21) ou t (14q21q), onde a letra q se refere ao braço longo dos cromossomos envolvidos. Embora o cromossomo relacionado com a translocação seja, geralmente, o 14, como vimos acima, outros, como o 22, o 13 e o 15, podem também estar “colados” ao 21.

Outro exemplo de translocação é a leucemia mieloide crônica, resultante de uma translocação que ocorre entre o gene abl do cromossomo 9 e o gene bcr do cromossomo 22, originando um produto de fusão bcr-abl, no cromossomo 22 alterado, denominado cromossomo Filadélfia (figura a seguir), com atividade constitutiva. Os portadores dessa enfermidade apresentam fadiga acentuada, mal-estar abdominal, surdez e cegueira, entre outros sintomas.

filadelfia

Há ainda, a ser mencionado, o linfoma de Burkitt, malignidade rara das células B do sistema imune humano, altamente agressivo e descrito pela primeira vez pelo médico irlandês Denis Parson Burkitt em 1958.  Ele envolve, na maior parte dos casos (80%), uma translocação recíproca entre os cromossomos 8 e 24 (figura abaixo), considerada translocação típica. Neste caso, um segmento do cromossomo 8 sofre fratura e se move para o cromossomo 14.  Reciprocamente, um segmento do 14 se move para o 8. Essa translocação recíproca coloca um oncogene (myc) do cromossomo 8, próximo a um gene (IgH) do 14 que codifica parte da produção da molécula de anticorpo. Um mecanismo que ativa a síntese de anticorpos em células B normais, ativa, então, o oncogene. Dessa forma, todas estas alterações citogenéticas envolvem a superexpressão de um gene  com múltiplas funções celulares denominado c-myc. Esse gene é determinante no desenvolvimento desta patologia. Dos 20% restantes, considerados raras variantes, 15% correspondem a translocação entre o cromossomo 2 e o 8 e 5% a translocação entre o cromossomo 8 e o 22. Normalmente os pacientes com linfoma de Burkitt apresentam múltiplas massas tumorais. Os sintomas do linfoma de Burkitt pode varia em função da localização do tumor. Os sintomas mais comuns são: aumento dos linfonodos do pescoço, axilas e/ou virilha; lesões orais maciças, sendo a mandíbula o osso mais atingido; suor noturno excessivo; febre; coceira na pele e emagrecimento sem causa aparente. Pode ainda afetar diversas estruturas, incluindo rins e ovários.linfomaV. Isocromossomo: fenômeno que se deve a uma divisão transversal do centrômero (figura a seguir), produzindo cromossomos anômalos que se caracterizam por apresentar dois braços curtos ou dois braços longos, separados entre si pelo centrômero, que foi septado horizontalmente. A denominação isocromossomo se deve ao fato de ele ter ligado ao centrômero dois segmentos iguais. Embora já tenham sido descritos isocromossomos em todos os cromossomos acrocêntricos (13, 14, 15, 21 e 22), o isocromossomo mais frequente na espécie humana tem sido relatado em alguns pacientes com a síndrome de Turner, que possuem um isocromossomo do braço longo do cromossomo X. Na maioria dos autossomos, os isocromossomos são letais.

iso

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 26 de maio de 2016

TESTES SOBRE COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS SERES VIVOS (II)

01. (UNIFOR) Durante a realização de um experimento científico, um jovem pesquisador conseguiu purificar cinco substâncias diferentes, cujas características foram assim descritas:

Substância A: Polímero de aminoácidos com atividade catalítica.

Substância B: Polissacarídeo caracterizado por ser o principal componente estrutural das plantas, especialmente de madeira e plantas fibrosas.

Substância C: Lipídios formados pela ligação de 3 moléculas de ácidos graxos com o glicerol, que possui função biológica de reserva energética.

Substância D: Polissacarídeos que ocorrem em animais, sendo uma forma de armazenamento de energia.

Substância E: Polímero de nucleotídeos compostos por ribose e encontrado no citoplasma celular.

As substâncias A, B, C, D e E são respectivamente:

a) Proteína, amido, colesterol, glicose e RNA.

b) Enzima, celulose, triglicerídeo, glicogênio e RNA.

c) Hormônio, quitina, fosfolipídeo, frutose e DNA.

d) Proteína, celulose, ácido graxo, lactose e DNA.

e) Enzima, amido, fosfolipídeo, glicogênio e RNA.

02. (UECE) A Astrobiologia, uma ciência moderna que trata de investigar a existência de moléculas orgânicas em outros planetas, asteroides e meteoros, aponta em pesquisas recentes a “importação” de aminoácidos por meteoritos que caíram na Terra. Tais moléculas são de grande relevância para o estudo da vida, pois são:

a) Os monômeros dos ácidos nucleicos.

b) Os monômeros construtores de proteínas.

c) Moléculas básicas para a atividade da maioria das enzimas.

d) Coenzimas de importante relevância no processo de síntese proteica.

03. (PUC-RIO) Macronutrientes podem ser definidos como a classe de compostos químicos que devem ser consumidos diariamente e em grande quantidade, pois fornecem energia e são componentes fundamentais para o crescimento e manutenção do corpo. Qual deles se obtém em maior abundância em dietas baseadas em vegetais e em produtos de origem animal, respectivamente?

a) Carboidratos e proteínas.

b) Proteínas para ambas as dietas.

c) Proteínas e lipídios.

d) Proteínas e carboidratos.

e) Carboidratos para ambas as dietas.

04. (UPE) Existem diversos nutrientes que desempenham várias funções no organismo dos animais. Dentre estes, destacam-se: I – Carboidratos, II – Proteínas e III – Vitaminas. Assinale a alternativa que apresenta a correspondência correta em termos de nutrientes e suas respectivas funções.

a) I – Fornecem energia para todos os processos vitais.

II – Conferem rigidez a componentes biológicos.

III – Agem como cofatores em reações catalisadas por enzimas.

b) I – Agem como cofatores em reações catalisadas por enzimas.

II – Fornecem energia para todos os processos vitais.

III – Conferem rigidez a componentes biológicos.

c) I – Fornecem energia para todos os processos vitais.

II – Agem como cofatores em reações catalisadas por enzimas.

III – Conferem rigidez a componentes biológicos.

d) I – Conferem rigidez a componentes biológicos.

II – Fornecem energia para todos os processos vitais.

III – Agem como cofatores em reações catalisadas por enzimas.

e) I – Conferem rigidez a componentes biológicos.

II – Agem como cofatores em reações catalisadas por enzimas.

III – Fornecem energia para todos os processos vitais.

05. (UNISC) Considere as seguintes afirmativas.

I. Os sais minerais exercem funções importantes em estruturas esqueléticas.

II. Os íons de sódio e potássio são fortes condutores de impulsos nas células nervosas.

III. Os íons de cálcio são componentes dos ácidos nucleicos e do ATP, envolvidos na transferência de energia das células.

IV. Os aminoácidos são componentes de construção das proteínas.

V. Os polissacarídeos são moléculas grandes, geralmente solúveis em água, formados por dezenas de moléculas de monossacarídeos.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, II e IV estão corretas.

b) Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

c) Somente as afirmativas I, II e V estão corretas.

d) Somente as afirmativas III e IV estão corretas.

e) Somente as afirmativas I, III e V estão corretas.

06. (UniEvangélica-Anápolis-2013.2-Medicina) Leia o texto a seguir.

As proteínas têm ampla gama de estruturas e funções. Apesar de sua grande diversidade, todas as proteínas compartilham três níveis de estrutura, conhecidos como estrutura primária, secundária e terciária. Um quarto nível é observado quando uma proteína é composta por duas ou mais cadeias polipeptídicas. No entanto, a estrutura de uma proteína também depende das condições físicas e químicas do seu ambiente.

CAMPBELL, Neil A. et al. Biologia . 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 80-85.

Se pH, salinidade, temperatura ou outros aspectos do ambiente forem alterados, a proteína pode passar por uma desnaturação. E, como resultado da desnaturação:

a) Ocorrem ligações peptídicas, formadas por reações de desidratação que unem o grupo carboxila de um aminoácido ao grupo amino de outro aminoácido.

b) Surgem segmentos das cadeias polipeptídicas enrolados ou dobrados repetidamente, em padrões que contribuem para a estrutura secundária.

c) Ocorre que a forma da proteína será reforçada por ligações covalentes adicionais, chamadas de pontes dissulfeto, entre dois monômeros de cisteína.

d) Ocorre a perda de conformação da proteína e por consequência da habilidade de realizar funções, tornando-se biologicamente inativada.

07. (UPE) Leia o texto a seguir:

Um ser humano pode ficar semanas sem ingerir alimentos, mas passar de três a cinco dias sem ingerir líquidos pode ser fatal. Os especialistas recomendam que se deve beber no mínimo 2,5 litros de água por dia. “Quando a pessoa está com sede, é porque já passou do ponto de beber água, diz a pneumologista Juliana Ferreira, do Hospital das Clínicas, em São Paulo”. Em dias muito quentes ou quando a pessoa faz exercícios intensos, essa ingestão pode até superar 6 litros, principalmente porque o suor “desperdiça” muito líquido, na tentativa de manter a temperatura do corpo num nível adequado. “É preciso se hidratar corretamente, caso contrário o organismo gasta mais água do que absorve, afirma a nutricionista Isabela Guerra, que desenvolve doutorado na área de hidratação e esporte”

Disponível em: Mundo Estranho / Saúde http://mundoestranho.abril.com.br/materia/quais-sao-as-funcoes-da-agua-nocorpo-humano. Adaptado.

Sabe-se que a recomendação de hidratação diária para o corpo humano é de 2.550 ml de água, que podem ser abastecidos por meio da ingestão de alimentos (1.000 ml) e líquidos (1.200 ml) e de reações químicas internas (350 ml). A desidratação diária, em condições normais, é do mesmo montante. Assinale a alternativa que apresenta, em ordem decrescente, a perda de água no nosso organismo.

a) Fezes, urina, suor e respiração.

b) Suor, urina, fezes e respiração.

c) Respiração, urina, fezes e suor.

d) Suor, urina, fezes e respiração.

e) Urina, suor, respiração e fezes.

08. (UFES)Com relação à água, é correto afirmar:

a) A água é eliminada pelas plantas, à noite, por transpiração, o que aumenta a temperatura interna do indivíduo.
b) A água dos oceanos, rios e lagos evapora e, por um processo de sublimação, volta à Terra para recomeçar um novo ciclo.
c) A água ocupa a maior porção da superfície terrestre, porém a produtividade primária líquida do ambiente aquático é insignificante, inferior a 0,1.
d) A água, apesar de participar de diversos processos vitais para os seres vivos, pode, quando contaminada, se tornar um grande vetor de disseminação de diversas doenças, como a febre amarela.
e) A água é uma das matérias-primas fundamentais da fotossíntese: seus átomos de hidrogênio vão formar a matéria orgânica fabricada nesse processo e seus átomos de oxigênio se unirão para formar o gás oxigênio (O2).

09. (UNIOESTE) As afirmativas abaixo citadas referem-se a alguns componentes orgânicos e inorgânicos da matéria viva. Escolha, dentre estas, a(s) correta(s).

01. Os lipídios de procedência vegetal são mais perniciosos à saúde humana do que os de origem animal.

02. A água apresenta grande capacidade de absorver calor e protege o organismo vivo contra súbitas mudanças térmicas.

04. O glicogênio representa uma reserva de glicose para os animais, sendo encontrado nos músculos e no fígado.

08. A quitina não caracteriza um polissacarídeo nitrogenado e não é encontrada em organismos animais.

16. O ferro e o cloro agem diretamente no equilíbrio de líquidos e no funcionamento dos nervos e membranas celulares.

32. As vitaminas são produzidas pelo organismo animal e são necessárias em quantidade elevada em relação a todos os demais nutrientes.

64. A celulose é um monossacarídeo facilmente digerido pela amilase nos organismos animais.

Soma das alternativas corretas:

10. (IFG) Os lipídios mais comuns nas células são os triglicerídeos (triacilgliceróis), fosfolipídios, glicolipídios e esteroides. Em relação aos lipídios, analise as seguintes afirmações:

I. Trata-se de um grupo de moléculas caracterizadas por sua insolubilidade em água e solubilidade em solventes orgânicos.

II. Os triacilgliceróis servem como reserva energética para o organismo, e seus ácidos graxos, quando oxidados, liberam pequena quantidade de energia em comparação aos carboidratos.

III. Um dos esteroides mais importantes é o colesterol, presente nas membranas de células animais.

Está(ão) correta(s):

a) Somente a afirmação I.

b) Somente a afirmação II.

c) Somente as afirmações I e II.

d) Somente as afirmações I e III.

e) Somente as afirmações II e III.

11. (UNICAMP) Os lipídios são:

a) Os compostos energéticos consumidos preferencialmente pelo organismo.

b)  Mais abundantes na composição química dos vegetais do que na dos animais.

c)  Substâncias insolúveis na água, mas solúveis nos chamados solventes orgânicos (álcool, éter, benzeno).

d) Presentes como fosfolipídios no interior da célula, mas nunca na estrutura da membrana plasmática.

12. (IFPE) Quando se questiona a possibilidade de existência de vida em outros planetas, uma condição fundamental a ser considerada é a disponibilidade de água no estado líquido, condição necessária para a vida na forma que a conhecemos. Sobre esse tão importante líquido na manutenção da vida, foram feitas as afirmativas que seguem.

I. A água é considerada um solvente universal, por ser capaz de solubilizar a maioria das substâncias, e isso é condição fundamental para a manutenção da vida.

II. Por apresentar um elevado calor específico, a água é importante para a regulação térmica dos animais e, além disso, a água funciona como eficiente meio de transporte de substâncias.

III. Além de ser um solvente universal, uma propriedade importante da água para os seres vivos é ser altamente energética e fornecer a maior parte da energia utilizada pela célula viva.

IV. A água é o meio onde ocorre a maioria das reações químicas celulares, e suas moléculas, por apresentarem uma polaridade, permitem a fácil solubilidade dos lipídios nesse meio.

V. A maioria dos organismos vivos apresenta uma grande quantidade de água na sua composição, quando jovem, e essa quantidade diminui com a idade.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I, II e III.

b) II, III e IV.

c) I, II e V.

d) III, IV e V.

e) II, III e V.

13. (UEM) O colesterol é um dos “lipídios” encontrados no corpo humano, bastante conhecido devido à sua associação com doenças cardiovasculares. Apresenta ainda diversas funções importantes ao organismo. Sobre essa molécula, é correto afirmar que:

01. Ela é a precursora dos hormônios sexuais, como a testosterona e a progesterona.

02. Ela participa da composição química da membrana plasmática.

04. Ela é encontrada em alimentos de origem animal e vegetal, uma vez que é derivada do metabolismo dos glicerídeos.

08. Ela é produzida no fígado, quando de origem endógena.

16. Ela permite a formação da vitamina D e dos sais biliares.

Soma das alternativas corretas:

14. (FEI) Quando hidrolisada, a sacarose (açúcar comum) forma:

a) Glicose e lactose.

b) Glicose e frutose.

c) Frutose e lactose.

d) Lactose e galactose.

e) Glicose e galactose.

15. (UFSCar) Todos os organismos precisam de uma disponibilidade de energia que sustente suas várias atividades. Conforme a atividade desempenhada, um consumo diferente. Por isso, a alimentação é um fator chave na sobrevivência de todas as espécies, principalmente para os seres heterótrofos. Através da alimentação, eles obtêm moléculas a partir das quais conseguem retirar energia para suas células. Os três principais grupos de moléculas que podem ser utilizados como fontes de energia química para os organismos são:

a) Carboidratos, lipídios e íons.

b) Carboidratos, vitaminas e íons.

c) Carboidratos, lipídios e proteínas.

d) Carboidratos, lipídios e ácidos nucleicos.

e) Carboidratos, proteínas e ácidos nucleicos.

16. (UEA) Para que uma criança possa ter uma boa formação óssea e uma produção adequada de moléculas de hemoglobina, presentes no interior dos glóbulos vermelhos, é necessária a ingestão de alimentos ricos em cálcio e em ferro. Os alimentos que apresentam grande quantidade desses elementos são, respectivamente:

a) Arroz e feijão.

b) Leite e fígado bovino.

c) Pão e manteiga.

d) Batata e carne bovina.

e) Milho verde e mel.

17. (UEM) A respeito de alguns minerais, de suas funções no organismo humano e suas principais fontes na alimentação, assinale o que for correto.

01. O ferro é um componente da hemoglobina, da mioglobina e das enzimas respiratórias. O fígado de boi é uma fonte rica desse componente, na forma oxidada.

02. O sódio é o principal cátion no líquido intracelular; apresenta-se como um cátion bivalente e tem no sal de cozinha sua principal fonte.

04. O iodo é um dos componentes dos hormônios da tireoide e é encontrado na substância NaCl.

08. O enxofre é um componente essencial na produção de lipídios e sua fonte principal são os sulfatos presentes em águas minerais.

16. O cálcio é um elemento essencial à coagulação sanguínea, sendo encontrado em leites.

Soma das alternativas corretas:

18. (UFLA) A respeito dos lipídios, componentes da matéria viva e eficiente fonte de energia para as células, é correto afirmar que:

a) Os lipídios apresentam alta solubilidade em água.

b) Os carotenoides são lipídios produzidos pelas células vegetais e são matéria-prima para a produção de vitamina A.

c) Lipídios essenciais são aqueles produzidos pelas células humanas.

d) O colesterol, do grupo lipídico dos esteróis, está presente nas membranas de células de todos os seres vivos eucariotos.

19. (PUC-MG) Os sais minerais são importantes constituintes esqueléticos de nosso corpo ou podem ocorrer como íons intra e extracelulares que podem atuar em diversos processos fisiológicos. Algumas importantes funções dos íons são:

1. Formação e manutenção de ossos e dentes.

2. Processos de transmissão de impulsos nervosos.

3. Regulação da contração muscular.

4. Manutenção do equilíbrio hídrico.

Entre as funções citadas, assinale o sal mineral que não participa diretamente de nenhuma dessas funções.

a) Cálcio.

b) Ferro.

c) Fósforo.

d) Potássio.

20, (UEA) Em um mercado popular foram encontrados produtos alimentares de diversas origens e que formam a base da alimentação humana. Alguns destes produtos estão listados na tabela.

20

Dos produtos citados na tabela, são ricos em proteínas e lipídios:

a) As hortaliças, as farinhas, os queijos e o leite.

b) Os peixes, o leite, os biscoitos e as hortaliças.

c) Os cereais, os biscoitos, os ovos e os legumes.

d) As carnes vermelhas, os queijos, os peixes e os ovos.

e) Os peixes, as frutas, as farinhas e o sal.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 26 de maio de 2016

TESTES SOBRE ORIGEM DA VIDA (2)

01. (UFPI) A atmosfera da Terra primitiva era composta por gases simples, como vapor d’água, hidrogênio, metano e amônia. Esses gases continham os ingredientes básicos necessários para a vida. Em cada um dos gráficos a seguir, o eixo vertical representa quantidades e o horizontal, o tempo. Supondo que a quantidade de aminoácidos, numa seção do mar primitivo, aumentou ao longo de um determinado tempo, qual dos gráficos a seguir pode representar melhor a quantidade de amônia no mesmo período de tempo?

01

a) I.

b) II.

c) III.

d) IV.

e) V.

02. (UNICENTRO) A vida foi-se tornando possível na Terra à medida que o planeta se resfriava, sua superfície se solidificava, formava-se água líquida sobre a superfície e aos poucos se constituía a atmosfera terrestre. Voltando no tempo, tão longe o bastante, você eventualmente terá de explicar como as substâncias químicas da vida — especialmente proteínas e ácidos nucleicos — se formaram no ambiente da Terra primitiva.

(LAURENCE, 2005, p. 5-9).

Com base análise da figura abaixo e nos conhecimentos sobre a origem dos primeiros seres vivos no planeta Terra, é correto afirmar:

02

a) A figura representa o modelo do equipamento do pesquisador Oparin para testar a hipótese de que faltava oxigênio livre na atmosfera da Terra.

b) Esse experimento é considerado um marco histórico inquestionável nas pesquisas a respeito da origem da vida.

c) A figura representa, basicamente, um sistema fechado que conseguiu demonstrar, experimentalmente, que, nas condições primitivas da Terra, seria possível aparecerem moléculas orgânicas através de reações químicas na atmosfera.

d) Os coacervados, nome que se deve a Miller, não são células, mas, sim, precursores delas, e esse grupo indicava que havia a possibilidade de formação de sistemas separados do meio que com ele trocavam substâncias.

e) A teoria de Oparin ditava que as células deveriam ser estruturas muito simples, graças aos resultados do experimento realizado por Miller, ilustrado acima.

03. (UPE) A compreensão do surgimento da vida passa pela reconstituição das condições ambientais há mais de 4,5 bilhões de anos. É notório saber que os elementos biogênicos são fundamentais à vida e estão entre os mais abundantes do universo. Entretanto, alguns deles não estavam disponíveis no surgimento das primeiras moléculas orgânicas. Sobre a sequência da origem e evolução das células, assinale a alternativa correta.

a) Moléculas inorgânicas → moléculas orgânicas complexas → coacervatos → células.

b) Moléculas orgânicas → moléculas inorgânicas complexas → células e coacervatos.

c) Moléculas orgânicas simples → moléculas orgânicas complexas → moléculas inorgânicas → coacervatos.

d) Moléculas inorgânicas → moléculas orgânicas simples → moléculas orgânicas complexas → coacervatos e células.

e) Moléculas inorgânicas simples → moléculas inorgânicas complexas → moléculas orgânicas complexas → células.

04. (UFBA) “Como esses primeiros procariontes eram (…) incapazes de sintetizar compostos ricos em energia (…), a vida poderia ter desaparecido da Terra após utilização dos compostos de carbono, formados pelo processo abiótico na massa líquida onde eles viviam”.

(Junqueira e Carneiro, p.14)

Nas condições acima descritas, a manutenção da vida em nosso planeta dependeu do aparecimento de organismos:

a) Aeróbios.

b) Autótrofos.

c) Heterótrofos.

d) Eucariontes.

e) Fermentativos.

05. Segundo Oparin, a vida se instalou na Terra numa forma lenta e ocasional, nos oceanos primitivos do nosso planeta, onde havia água, obviamente, e na atmosfera se encontrava metano, hidrogênio e nitrogênio sob a forma amoniacal. Esta teoria procura explicar que a vida surgiu no nosso planeta:

a) Após a síntese natural das proteínas.

b) A partir dos cosmozoários.

c) Se conformidade com a teoria da abiogênese.

d) Pela panspermia cósmica.

e) Após o aparecimento dos vegetais heterotrófico.

06. (FAFEOD) Analise o esquema abaixo referente à origem da vida.

06

Os números 1, 2, 3 e 4 representam, respectivamente:

a) Mares primitivos, CO2 atmosférico, O2 atmosférico, sopa orgânica.

b) Sopa orgânica, CO2 atmosférico, energia luminosa, O2 atmosférico.

c) Coacervato, sopa orgânica, O2 atmosférico, alimento.

d) Tempestades, O2 atmosférico, água (vapor) CO2 atmosférico.

e) Moléculas orgânicas, clorofila, O2 atmosférico, água (vapor).

07. (UFES) Durante os primeiros bilhões de anos de existência da vida, os seres procariontes evoluíram e desenvolveram processos bioquímicos fundamentais, tais como mecanismos de duplicação do material hereditário, síntese de proteínas, obtenção de energia e outros. Em relação à evolução dos processos de obtenção de energia, é lógico se pensar que

I. A presença de oxigênio na atmosfera permitiu que uma linhagem de seres procariontes desenvolvesse um mecanismo de obtenção de energia – a respiração aeróbica.

II. Uma linhagem de seres procariontes desenvolveu um processo de fabricação de substâncias orgânicas que usa a luz solar como fonte de energia – a fotossíntese.

III. A fermentação é um processo de obtenção de energia bastante simples e os primeiros seres vivos deviam utilizá-lo, por ser um processo anaeróbico.

IV. Durante o processo da fotossíntese, ocorre degradação de moléculas de água, com liberação de energia e de oxigênio para a atmosfera.

Aponte a alternativa que a sequência correta da evolução dos processos.

a) I – II – III – IV.

b) II – IV – III – I.

c) II – III – IV – I.

d) III – I – II – IV.

e) III – II – IV – I.

08. (UECE) Acontecimentos históricos refletem apoios ou contestações relacionadas a disputas entre as teorias da Abiogênese e da Biogênese. No que concerne a esse assunto, associe o nome do autor ao experimento ou à teoria a seguir, numerando a segunda coluna de acordo com a primeira.

1. REDI

2. SPALLANZANI

3. NEEDHAM

4. PASTEUR

5. OPARIN

(  ) Efetuou a esterilização de caldos nutritivos, fechando-os hermeticamente nos frascos que os continham. Foi o precursor dos enlatados.

(  ) Elaborou experimento, alongando os gargalos dos frascos que continham os caldos nutritivos, os quais ficaram parecendo pescoço de cisne. Provou definitivamente a impossibilidade da geração espontânea.

(  ) Defendeu a teoria da origem da vida de forma “espontânea” nos mares primitivos.

(  ) Por meio de experimento com frascos contendo carne, cobertos com material do tipo gaze, para impedir o acesso de moscas, e com frascos não cobertos que permitiam acesso livre desses insetos à carne, provou que larvas de moscas não se originavam espontaneamente.

(  ) Defendeu a teoria da geração espontânea. Seus experimentos não se cercavam dos devidos cuidados de acesso a microrganismos, os quais cresciam nas infusões preparadas e aquecidas; segundo ele, os germes apareciam por geração espontânea.

Está correta, de cima para baixo, a seguinte sequência:

a) 2, 4, 5, 1, 3.

b) 4, 3, 2, 5, 1.

c) 3, 1, 4, 5, 2.

d) 5, 4, 3, 2, 1.

09. (UNIFICADO) Existe uma hipótese que supõe que a atmosfera primitiva desempenhou um papel muito importante na origem e evolução dos seres vivos. A composição química dessa atmosfera era:

a) Vapor de água, hidrogênio, metano e amônia.

b) Vapor de água, oxigênio, metano e amônia.

c) Oxigênio, metano, hidrogênio e amônia.

d) Metano oxigênio, hidrogênio e vapor de água.

e) Oxigênio, metano, vapor de água e gás carbônico.

10. (UEPA) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

O planeta Terra formou-se há cerca de 4,5 bilhões de anos. Inicialmente sua superfície era constituída por magma quente. As rochas teriam se formado a seguir, com o resfriamento desse material. As rochas mais antigas de que se tem conhecimento datam de 3,9 bilhões de anos e nelas não foram encontrados registros de vida, levantando a questão sobre como ocorreu o SURGIMENTO DA VIDA NO PLANETA.

(Texto Modificado: Bio, Sônia Lopes, 2008.)

Sobre o processo em destaque no texto, é correto afirmar que

a) A panspermia é uma teoria que admite que a origem da vida é extraterrestre.

b) A abiogênese postula que a vida surgiu de um ser vivo preexistente.

c) O criacionismo admite o surgimento da vida extraterrestre.

d) A biogênese afirma que a vida surgiu por geração espontânea.

e) A teoria por evolução química postula que a vida surgiu de uma única molécula inorgânica.

11. (UniEvangélica-Anápolis) Leia o texto a seguir.

Até meados do século XIX os cientistas acreditavam que os seres vivos eram gerados espontaneamente a partir da matéria bruta. Acreditavam que vermes surgiam espontaneamente do corpo em decomposição; que rãs, cobras e crocodilos eram gerados a partir do lodo dos rios.

LOPES, Sônia. Bio. Vol. único. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 15-17.

Uma experiência realizada e que reforçou a Teoria da Geração Espontânea foi a do cientista:

a) Francesco Redi: colocou pedaços de carne crua dentro de frascos, deixando alguns cobertos e outros completamente abertos. Nos frascos mantidos abertos as moscas pousavam sobre a carne e larvas apareciam. Nos frascos mantidos fechados as moscam não chegavam até a carne e larvas não apareciam.

b) John Needham: colocou à fervura frascos contendo substâncias nutritivas. Após a fervura, fechava os frascos com rolhas e deixava-os em repouso por alguns dias. Depois desse período, examinando essas soluções ao microscópio, Needham observava a presença de microrganismos.

c) Lazzaro Spallanzani: colocou substâncias nutritivas em balões de vidro, fechando-os hermeticamente. Esses balões assim preparados eram colocados em caldeirões com água e submetidos à fervura durante algum tempo. Deixava resfriar por algum tempo e então abria os frascos e observava o líquido ao microscópio. Nenhum organismo estava presente.

d) Louis Pasteur: colocou um líquido nutritivo dentro de um balão com pescoço longo, em seguida submeteu o líquido à fervura. Após a fervura deixou o balcão esfriar. Mantido o balão intacto, mesmo depois de muito tempo, o líquido permaneceu estéril. Quebrando-se o pescoço do balão, e após algum tempo, verificou-se que houve desenvolvimento de microrganismos.

12. (UEPG) A respeito do surgimento da vida na Terra, segundo a hipótese da evolução gradual dos sistemas químicos, de Alexander I. Oparin, assinale o que for correto.

01. Os primeiros seres vivos se formaram “espontaneamente” nos mares aquecidos da Terra primitiva, centenas de milhões de anos depois que ela se formou.

02. Acredita-se que as primeiras moléculas orgânicas tenham se formado na atmosfera graças à ação das descargas elétricas próprias de frequentes tempestades, que desencadearam reações entre alguns dos componentes da atmosfera primitiva. Essas moléculas, extremamente simples, foram levadas pelas chuvas aos mares.

04. O aumento progressivo de moléculas orgânicas nos mares primitivos formou uma verdadeira “sopa nutritiva”, rica principalmente em aminoácidos e proteínas.

08. Nos mares primitivos desenvolveram-se sistemas coloidais, ou seja, em determinadas condições, as moléculas de proteínas envoltas por moléculas de água aproximaram-se umas das outras, formando numerosos aglomerados, que Oparin denominou coacervados.

16. Alguns cientistas demonstraram que as condições iniciais postuladas por Oparin podem ter sido favoráveis ao surgimento das moléculas precursoras da vida na Terra.

Soma das alternativas corretas:

13. (UFTM) No início da década de 1950, o químico americano Stanley L. Miller desenvolveu um experimento que ainda hoje é considerado um dos suportes da hipótese da origem da vida na Terra. Miller construiu um aparelho que simulava as condições da Terra primitiva. Nesse aparelho, submeteu uma mistura dos gases, dentre eles a amônia, a descargas elétricas. Ao final do experimento, obteve a formação de moléculas orgânicas, entre elas alguns aminoácidos. Os dados obtidos por Miller poderiam ser representados por uma das seguintes figuras:

DADOS:

– Eixo X = Concentração de amônia (unidade arbitrária)

– Eixo Y = Tempo (h)

– Eixo Z = Concentração de aminoácidos (unidade arbitrária em relação à concentração de amônia)

13

No que se refere à amônia e aos aminoácidos, dentre as figuras, aquela que melhor representa os resultados obtidos por Miller é a:

a) figura 1.

b) figura 2.

c) figura 3.

d) figura 4.

e) figura 5.

14. (UPE) O experimento, utilizando-se de frascos de vidro, com o formato de “pescoço de cisne”, contendo um “caldo nutritivo” e submetido primeiramente ao isolamento e posteriormente à exposição ao ar, conforme figura abaixo foi usado para se provar a origem da vida.

14

O autor e a teoria por ele provada foram respectivamente:

a) Charles Darwin e Teoria da Evolução.

b) Francesco Redi e Teoria da Abiogênese.

c) Aristóteles e Teoria da Geração Espontânea.

d) Louis Pasteur e Teoria da Biogênese.

e) Louis Joblot e Teoria da Seleção Natural.

15. (VUNESP) Uma vez que não temos evidência por observação direta de eventos relacionados à origem da vida, o estudo científico desses fenômenos difere do estudo de muitos outros eventos biológicos. Em relação a estudos sobre a origem da vida, apresentam-se as afirmações seguintes.

I. Uma vez que esses processos ocorreram há bilhões de anos, não há possibilidade de realização de experimentos, mesmo em situações simuladas, que possam contribuir para o entendimento desses processos.

II. Os trabalhos desenvolvidos por Oparin e Stanley Miller ofereceram pistas para os cientistas na construção de hipóteses plausíveis quanto à origem da vida.

III. As observações de Oparin sobre coacervados ofereceram indícios sobre um processo que se constituiu, provavelmente, em um dos primeiros passos para a origem da vida, qual seja, o isolamento de macromoléculas do meio circundante.

Em relação a estas afirmações, podemos indicar como corretas:

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) I e II, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

16. (UFLA) Desde a origem da vida até o surgimento dos seres vivos ocorreram vários eventos, como:

I. Formação das primeiras células.

II. Surgimento das moléculas orgânicas.

III. Aparecimento dos organismos autotróficos.

IV. Surgimento dos primeiros organismos aeróbicos.

Marque a sequência correta dos eventos.

a) I – III – IV – II.

b) II – I – III – IV.

c) III – IV – II – I.

d) IV – II – I – III.

17. (UNIOESTE) A respeito da origem da vida em nosso planeta, pode-se afirmar que:

01. A proliferação dos organismos autótrofos foi responsável pela expansão dos organismos heterótrofos.

03. A respiração aeróbia e o estabelecimento de equilíbrio entre os heterótrofos e autótrofos ocorreu pelo surgimento do processo da fermentação.

04. Na concepção cosmozoica, a vida teria aparecido pela proliferação de um tipo especial de microrganismo.

08. Pasteur lutou a favor da teoria da geração espontânea ou embriogênese.

16. Segundo Oparin, na atmosfera primitiva existiram metano, amônia, hidrogênio e vapor d’água.

32. Oparin propôs a teoria naturalista e admitiu a formação de coloides e coacervados.

Soma das alternativas corretas:

18. (URCA) Sobre o aparecimento de lagartas em espigas de milho, como mostra a figura abaixo, podemos inferir corretamente:

18

a) A geração espontânea é comum nos invertebrados.

b) Os grãos se transformaram em lagartas.

c) Ovos depositados por borboletas deram origem as lagartas.

d) Houve apodrecimento do sabugo.

e) É causado pelo apodrecimento dos grãos.

19. (UEM) O esquema abaixo representa, de acordo com as hipóteses consideradas atualmente, os processos evolutivos, químico e biológico, relacionados ao surgimento da vida na Terra, há 3,8 bilhões de anos. Nele, está apontada a evolução temporal do surgimento dos organismos pluricelulares e eucariontes e dos processos de respiração aeróbia, fotossíntese e fermentação, não necessariamente nessa ordem. Com base no esquema, assinale o que for correto.

19

01. I deve representar o processo de fermentação.

02. II deve representar o processo de fotossíntese.

04. III deve representar o processo de respiração aeróbia.

08. IV deve representar os primeiros eucariontes.

16. V deve representar os organismos pluricelulares.

Soma das alternativas corretas

20. O surgimento da fotossíntese aeróbica é considerado um marco na história de vida na Terra e isso se deve, principalmente, a:

a) Esse processo metabólico ter possibilitado às primeiras células, eucarióticas, a obtenção de alimento e energia diretamente do ambiente em que se encontravam.

b) Possibilidade de conversão de moléculas orgânicas pré-formadas a moléculas de ATP, as quais seriam utilizadas como fonte de energia para outras reações metabólicas.

c) Possibilidade de ocupação imediata do ambiente terrestre viabilizada pelo ozônio.

d) Alteração progressiva da atmosfera terrestre devido à liberação do gás oxigênio, redirecionando a evolução no planeta.

e) Essa via metabólica ter possibilitado o estabelecimento da fermentação aeróbia, o processo mais eficaz na obtenção de energia.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 26 de maio de 2016

TESTES DE GENÉTICA (IX)

01. (UFJF) Cientistas conseguiram, pela primeira vez, “silenciar” a molécula de DNA excedente, que caracteriza a Síndrome de Down. Num experimento com amostras de células, os pesquisadores inativaram uma das três cópias do cromossomo 21, que caracteriza a anomalia, tornando as células tratadas similares às de pessoas típicas, com apenas duas cópias.

Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2013/07/1312642-tecnica-experimental-corrige-sindrome-de-down-em-celula.shtml&gt;.Acessado em 10/ago./2014.

Além da trissomia do cromossomo 21, a Síndrome de Down também pode ocorrer por:

a) Duplicação.

b) Inversão.

c) Deleção.

d) Translocação.

e) Isocromossomo.

02. (FEI) As chamadas “Leis de Mendel” foram postuladas a partir dos estudos do monge Gregor Mendel, no século XIX. Na Primeira Lei, características fenotípicas de ervilhas (tais como as cores verde e amarela, as cascas lisas ou rugosas etc.) são atribuídas a pares de alelos que se combinam entre si seguindo proporções matemáticas observáveis e, portanto, previsíveis. Considerando-se um cruzamento de ervilhas envolvendo uma única característica (casca), o que se espera obter de ervilhas homozigotas recessivas com ervilhas heterozigotas?

a) 25% de ervilhas com fenótipo expresso pelos alelos recessivos e 75% de ervilhas expressas pela heterozigose.

b) 50% de ervilhas com fenótipo expresso pelos alelos recessivos e 50% de ervilhas expressas pela heterozigose.

c) 75% de ervilhas com fenótipo expresso pelos alelos recessivos e 25% de ervilhas expressas pela heterozigose.

d) 100% de ervilhas expressas pela heterozigose.

e) 100% de ervilhas com fenótipo expresso pelos alelos recessivos.

03. (URCA) Muitas são as características condicionadas geneticamente nos seres vivos. Os genes agem de forma integrada ou isoladamente condicionando características físicas, fisiológicas ou comportamentais. A respeito da ação de genes, assinale a alternativa correta.

a) Um genitor que tenha uma característica condicionada por um gene dominante terá obrigatoriamente 50% dos descendentes com essa característica.

b) Pais com uma característica recessiva tem a probabilidade de terem 50% dos descendentes com essa característica recessiva.

c) Pais portadores de um gene dominante e um recessivo possuem 50% de probabilidade de terem descendentes com genótipo igual ao seu.

d) Para características condicionadas por dois ou mais pares de genes não é possível determinar as probabilidades fenotípicas dos descendentes.

e) Em caso de pleiotropia as proporções fenotípicas esperadas na prole são sempre 1:2:1.

04. (UEM) Sobre genótipo, fenótipo e meio ambiente é correto afirmar que:

01. Muitas vezes, a influência ambiental pode acarretar a manifestação de um fenótipo diferente daquele programado pelo genótipo.

02. O fenótipo é condicionado, também, pelo genótipo. Assim, plantas de genótipos diferentes (AA, Aa) podem ter o mesmo fenótipo.

04. Quando dizemos que uma planta de ervilha é heterozigota para a cor da semente, estamos nos referindo ao fenótipo dessa planta.

08. Quando um indivíduo tem o fenótipo condicionado pelo alelo recessivo de um gene que sofre pouca ou nenhuma influência ambiental, conclui-se que esse indivíduo é homozigoto quanto ao alelo em questão.

16. A codominância é o tipo de ausência de dominância em que o indivíduo heterozigoto expressa simultaneamente os dois fenótipos paternos.

Soma das alternativas corretas:

05. (UNISINOS) Sobre os modos de herança pelos quais os organismos transmitem doenças genéticas, avalie as proposições abaixo.

I. Na herança autossômica dominante, duas cópias do alelo da doença são necessárias para um indivíduo ser suscetível à expressão do fenótipo.

II. Na herança autossômica recessiva, os pais de um indivíduo afetado não são afetados, mas são portadores dos genes.

III. Na herança recessiva ligada ao X, qualquer homem com uma cópia de um alelo doente recessivo ligado ao X é afetado.

Sobre as proposições acima, pode-se afirmar que:

a) Apenas I está correta.

b) Apenas II está correta.

c) Apenas I e II estão corretas.

d) Apenas II e III estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.

06. (UniEvangélica) Identifique, no quadro a seguir: segregação independente ou linkage, com crossing-over ou não, e como os genes se localizam nos cromossomos.

06

Da análise do quadro pode-se deduzir que no exemplo do indivíduo:

a) III, ocorreu ligação, com crossing-over, com os dois pares de genes no mesmo par cromossômico.

b) II, ocorreu segregação independente com os dois pares de genes em cromossomos diferentes.

c) II, ocorreu ligação, obedecendo à 2ª Lei de Mendel, com os dois pares de genes em cromossomos diferentes.

d) I, ocorreu segregação independente, com crossing-over, com os dois pares de genes no mesmo par cromossômico.

07. (UFJF) Gregor Mendel, ao estudar os mecanismos de transmissão das características hereditárias, propôs a ocorrência de:

a) Pleiotropia (quando um só gene desencadeia uma série de efeitos).

b) Poligenia (vários genes interagindo quantitativamente para dar nuances diferentes de uma característica genética).

c) Genes letais (genes que desencadeiam processos que levam o indivíduo à morte durante alguma fase da vida antes da fase reprodutiva).

d) Segregação independente.

e) Ausência de dominância (neste caso não há gene dominante nem recessivo a interação dos alelos produz um fenótipo diferente de cada gene em dose dupla).

08. (UEM) No tomateiro, a cor vermelha do fruto é codificada por alelo R, dominante sobre o alelo r, que codifica a cor amarela do fruto, enquanto a cor amarela da flor é codificada por um alelo Y, dominante sobre o alelo y, que codifica a cor branca da flor. Uma planta de flor amarela e tomate vermelho foi cruzada com uma planta de flor branca e tomate amarelo. Todos os descendentes desse cruzamento apresentavam flor amarela e tomate vermelho e foram cruzados com plantas de flor branca e tomate amarelo. O resultado desse cruzamento foi:

– 42% com flor amarela e tomate vermelho.

– 43% com flor branca e tomate amarelo.

– 08% com flor amarela e tomate amarelo.

– 07% com flor branca e tomate vermelho.

Assinale a alternativa que apresenta a explicação correta para esse resultado.

a) Os dois pares de genes estão localizados em pares de cromossomos diferentes.

b) Os dois pares de genes estão no mesmo par de cromossomos.

c) O gene que codifica flor amarela é epistático sobre o gene que codifica tomate vermelho.

d) Ocorre interação gênica entre os dois pares de genes.

e) O solo em que os tomateiros foram plantados contém muito ferro, acarretando o resultado observado.

09. (UNCISAL) Alterações no número padrão de cromossomos podem resultar em problemas para o desenvolvimento do indivíduo. As síndromes de Down e de Klinefelter, causadas pela presença de um cromossomo a mais nos genomas celulares, e as síndromes de Turner e de Cri du Chat, relacionadas à falta de um cromossomo, são exemplos desses processos. Nesses casos, os indivíduos afetados apresentam uma série de alterações anatômicas, morfológicas e fisiológicas em seus organismos e têm o seu desenvolvimento e expectativa de vida afetados. As alterações nos números de cromossomos podem acontecer em função de:

a) Erros nos processos de divisão celular dos gametas.

b) Produção e fecundação de dois óvulos por dois espermatozoides.

c) Fecundação do óvulo por mais de um espermatozoide.

d) Formação da mórula.

e) Erros nos processos de crossing-over.

10. (UNIOESTE) Relativo à genética, ou seja, a ciência que estuda a hereditariedade e as variações hereditárias, é correto afirmar que:

01. De acordo com a segunda Lei de Mendel e tratando-se de genes não ligados, uma planta com genótipo AaBb formará gametas com 4 diferentes genótipos em iguais proporções.

02. Alelismo múltiplo pode ser definido como uma forma especial de herança poligênica.

04. Epistasia é uma interação gênica na qual um gene altera a manifestação de outro gene não alélico.

08. A duplicação do DNA é semiconservativa e bidirecional.

16. Íntrons e éxons são segmentos de DNA com e sem “função”, respectivamente.

32. Durante o processo de transcrição, as duas fitas de DNA são, sempre transcritas.

64. Os retrovírus utilizam uma enzima chamada transcriptase reversa para catalisar a síntese de DNA a partir de um molde de RNA.

Soma das alternativas corretas:

11. (UFAM) Uma característica particular foi observada na razão de 3:1 quando duas plantas foram cruzadas. Tal observação sugere que:

a) Houve dominância incompleta.

b) A geração parental era heterozigota.

c) Houve uma mistura dos caracteres.

d) Cada elemento da progênie teve os mesmos alelos.

e) A geração parental era homozigota.

12. (UEMS) Observe os seguintes cruzamentos:

12

As proporções fenotípicas e genotípicas produzidas em F1 e F2 indicam que se trata de:

a) Um caso típico de monoibridismo, em que o alelo V é dominante em relação ao B.

b) Um caso típico de diibridismo, em que não há relação de dominância entre os alelos V e B.

c) Um caso de monoibridismo, em que não há relação de dominância entre os alelos V e B.

d) Um caso de alelos múltiplos, podendo os alelos V e B produzir pelo menos três tipos de fenótipos distintos.

e) Um caso de triibridismo, em que os genótipos podem ser VV, VB e BB.

13. Suponha que em certa espécie de dípteros, os genes para cor do olho e tamanho da asa estejam localizados no mesmo cromossomo. Sabe-se que olho marrom (M) e dominante sobre o branco (m), e que asa longa (L) e dominante sobre a curta (l). Uma fêmea de olho marrom e asa longa, cruzada com um macho de olho branco e asa curta, produziu a seguinte descendência:

13a

A constituição da fêmea utilizada no cruzamento é:

13b

14. (UFPR) Na genealogia abaixo, os indivíduos assinalados com preto apresentam uma anomalia determinada por um gene dominante.

14

Analisando essa genealogia, é correto afirmar:

a) Apenas os indivíduos I:1; II:1 e II:5 são heterozigotos.

b) Todos os indivíduos afetados são homozigotos.

c) Todos os indivíduos não afetados são heterozigotos.

d) Apenas o indivíduo I:1 é heterozigoto.

e) Apenas os indivíduos I:1 e I:2 são homozigotos.

15. (VUNESP) O heredograma mostra a genealogia do casal Valmir e Margarida (5 e 6), filhos de mães albinas (2 e 4). A probabilidade de Valmir e Margarida terem uma filha albina (10) é:

15

a) 1/8.

b) 1/4.

c) 1/2.

d) 1/3.

e) 2/3.

16. (PUC-RS) Responder à questão com base no heredograma abaixo.

O heredograma refere-se a uma característica controlada por um único par de genes. Os indivíduos que apresentam a característica são representados por áreas “negritadas”.

16

Em relação ao heredograma acima, é correto afirmar que:

a) A característica em questão é dominante.

b) Os indivíduos I.1, I.4, II.3 e III.1 são homozigotos recessivos.

c) Os indivíduos I.2 e I.3 são obrigatoriamente homozigotos.

d) A probabilidade de o casal II.3 X II.4 ter uma criança homozigota dominante é 25%.

e) A probabilidade de o casal II.3 x II.4 ter uma criança heterozigota é 25%.

17. (FUVEST) Considerando os genes X, Y e Z de um cromossomo, sabe-se que há 15% de recombinação entre os genes X e Y, entre Y e Z há 30% e entre os genes Z e X ocorre 45%. Qual a posição relativa desses três genes no cromossomo?

a) ZXY.

b) XYZ.

c) YZX.

d) XZY.

e) YXZ.

18. (FATEC) Nos camundongos, o gene e, recessivo, produz pelos encrespados, e seu alelo dominante E, pelos normais. Em outro par de genes alelos, o gene recessivo a produz o fenótipo albino enquanto seu alelo dominante A produz fenótipo selvagem. O cruzamento entre camundongos com pelos normais e cor selvagem, duplamente heterozigotos, com camundongos com pelos encrespados e albinos resultou em: 80 filhotes com pelos normais e cor selvagem, 80 filhotes com pelos encrespados e albinos, 20 filhotes com pelos normais e albinos, 20 filhotes com pelos encrespados e cor selvagem. Do exposto pode-se concluir que a distância entre os genes A e E é de:

a) 20 UR.

b) 30 UR.

c) 40 UR.

d) 60 UR.

e) 80 UR.

19. (MACK) Sabendo-se que a miopia e o uso da mão esquerda são condicionados por genes recessivos, analise a genealogia a seguir e responda.

19

A probabilidade de o casal 4 x 5 ter uma criança diíbrida é:

a) 1/8.

b) 3/16.

c) 1/16.

d) 1/4.

e) 1/2.

20. (UEM) Na Ilha de Man, pertencente ao Reino Unido, é encontrado o gato Manx, que não possui cauda. A ausência de cauda é causada por um alelo autossômico (M) que tem efeito dominante em heterozigose, e este alelo, quando em homozigose, é letal (os gatos não chegam a nascer). Considerando essas informações, assinale o que for correto.

01. Do cruzamento entre um macho Mm com uma fêmea mm, metade dos gatos nascerão com cauda e metade sem cauda.

02. Do cruzamento entre um macho Mm com uma fêmea Mm, 2/3 dos gatos nascerão com cauda e 1/3 sem cauda.

04. Independentemente do sexo, é impossível o nascimento de gatos com o genótipo MM.

08. Excluindo–se as mutações, do cruzamento de gatos sem cauda, sempre nascerão apenas gatos sem cauda.

16. Do cruzamento entre um macho mm com uma fêmea Mm, 1/3 dos gatos nascerão com cauda e 2/3 sem cauda.

32. É impossível o nascimento de fêmeas com o genótipo Mm.

Soma das alternativas corretas:

gab

Publicado por: Djalma Santos | 26 de maio de 2016

TESTES DE ZOOLOGIA (10)

01. (UNICENTRO) Observe a figura, a seguir, que representa uma das hipóteses de relacionamento entre os quatro subfilos viventes do filo Arthropoda.

01

Assinale a alternativa que corresponde, correta e respectivamente, às características adquiridas ao longo do processo evolutivo dos Arthropoda, assinaladas por I, II, III e IV, na figura.

a) Presença de quelíceras, presença de um par de antenas, apêndices unirremes e sistema nervoso dorsal.

b) Presença de quelíceras, presença de mandíbula, apêndices birremes e respiração traqueal.

c) Presença de quelas, excreção por túbulos de Malpighi, sistema nervoso dorsal e presença de seis pernas.

d) Presença de mandíbulas, apêndices unirremes, respiração traqueal e respiração através de pulmões foliáceos.

e) Apêndices birremes, presença de mandíbulas, respiração traqueal e excreção através de glândula antenal.

02. (UPE) Estabeleça a correta associação entre o inseto apresentado na figura, o respectivo tipo de desenvolvimento e a sua denominação.

02

Assinale a alternativa que apresenta a associação correta.

a) A 2 III, B 1 I e C 3 II.

b) A 1 II, B 2 III e C 3 I.

c) A 3 I, B 1 II e C 2 III.

d) A 2 II, B 3 III e C 1 I.

e) A 3 III, B 2 I e C 1 II.

03. (UEM) Assinale a(s) alternativa(s) que associa(m) corretamente o grupo zoológico a algumas de suas características.

01. Equinodermos – possuem lanterna de Aristóteles e parapódios.

02. Artrópodos – apresentam exoesqueleto quitinoso e túbulos de Malpighi.

04. Moluscos – são constituídos de cabeça, pé e massa visceral.

08. Protocordados – possuem notocorda e fendas branquiais.

16. Aves – são amniotas e possuem siringe.

Soma das alternativas corretas:

04. Em alguns artrópodes, a carapaça externa de quitina foi uma estratégia evolutiva de sucesso para a conquista do meio terrestre, protegendo-os da dessecação (perda de água). Outros animais apresentam adaptações diferentes para contornar esse problema. Observe as alternativas a seguir e assinale aquela que não está relacionada com a dessecação.

a) Pele com queratina nos mamíferos

b) Ovos com casca calcária nas aves

c) Glândulas secretoras de muco na pele dos sapos.

d) Escamas no corpo dos répteis

e) Esqueleto interno nos vertebrados.

05. (UECE) Dentre os animais abaixo, aquele que possui o marsúpio para completar o desenvolvimento do filhote é o(a):

a) Tartaruga.

b) Peba.

c) Gambá.

d) Ornitorrinco.

06. Insetos e crustáceos têm em comum:

a) Um par de antenas.

b) O sistema circulatório do tipo aberto.

c) O sistema respiratório traqueal.

d) O sistema excretor por túbulos de Malpighi.

e) A fecundação externa.

07. (UDESC) Analise as proposições, em relação à dentição das cobras.

I. As cobras podem ser divididas em áglifas, opistóglifas, proteróglifas e solenóglifas.

II. As cobras proteróglifas não apresentam dentes inoculadores de peçonha, a exemplo, as cobras cegas.

III. As cobras áglifas apresentam dentes inoculadores na parte anterior da boca, a exemplo, as cobras corais.

IV. As cobras opistóglifas apresentam dentes inoculadores de peçonha na parte posterior da boca.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

08. (UEM-2001) Assinale o que for correto.

01. Corpo dividido em cabeça, tórax e abdômen, três pares de pernas e um par de antenas são características da classe Chilopoda.

02. Os insetos com desenvolvimento do tipo holometábolo (metamorfose completa) passam pelos estágios de larva e pupa; borboletas e moscas apresentam esse tipo de desenvolvimento.

04. O exoesqueleto dos Arthropoda é uma das características que permitiu que alguns grupos desse filo ocupassem com sucesso o ambiente terrestre, pois ele reduz a perda de água, que é um dos principais problemas que os animais enfrentam no meio terrestre.

08. Os insetos apresentam olhos compostos, aparelhos bucais modificados de acordo com o hábito alimentar, e os órgãos excretores são os tubos de Malpighi.

16. Os integrantes da classe Crustacea são exclusivamente aquáticos, e a principal adaptação que apresentam a esse meio é a respiração traqueal.

32. As principais características dos Arachnida são quatro pares de pernas, um par de antenas, um par de mandíbulas e olhos compostos.

Soma das alternativas corretas:

09. (Alfenas) Considere as características a seguir.

I. Simetria bilateral.

II. Sistema nervoso ganglionar.

III. Sistema digestório completo.

IV. Hermafroditismo.

O filo de invertebrados que possui representantes com todas as características relacionadas é um:

a) Porífero.

b) Equinodermo.

c) Artrópodo.

d) Anelídeo.

e) Celenterado.

10. A figura abaixo mostra um animal. Assinale a alternativa da tabela que contém suas características corretas.

10

11. Na figura a seguir é ilustrada a organização geral de um molusco gastrópodo, em que se obser­va um corpo constituído por cabeça, massa visceral (onde se concentram os órgãos) e pé.

11

Com relação ao filo Mollusca, é correto afirmar que:

a) Não apresenta sistema digestório completo, de for­ma que a digestão é processada através de uma bolsa enzimática..

b) Apresenta respiração exclusivamente branquial.

c) O sistema nervoso consiste de um anel situado em torno da boca.

d) A excreção é feita através dos túbulos de Malpighi e de glândulas localizadas na base dos pés.

e) Lesmas, ostras, mexilhões, lulas e polvos são mo­luscos.

12. A tabela abaixo representa características de três classes de artrópodes.

12

 

A tabela será completa se os espaços em branco (de I a IV) forem preenchidos respectivamente por: I II III IV

a) Traqueias; 6 pares; nefrídeos; 8 pares.

b) Filotraqueias; 3 pares; túbulos de Malpighi; 4 pares.

c) Espiráculos; 8 pares; cecos anais; 8 pares;

d) Traqueias; 3 pares; túbulos de Malpighi; 4 pares.

e) Cutânea; 3 pares; pronefros; 5 pares;

13. (FGV) A tabela apresenta características de algumas classes do filo Arthropoda.

13

 

Na tabela, Arachnida, Crustacea e Insecta estão res­pectivamente representados pelos números:

a) 1, 2 e 3.

b) 1, 3 e 2.

c) 2, 3 e 1.

d) 3, 1 e 2.

e) 3, 2 e 1.

14. (UEM) Sobre algumas das características dos filos e das classes do reino animal, assinale o que for correto.

01. Os platelmintos cestoides são destituídos de sistema digestório, o que retrata uma notável adaptação à vida parasitária.

02. A concha dos moluscos, por estar presente em todas as classes, não é utilizada como critério de classificação.

04. Uma das evidências do parentesco evolutivo entre os anelídeos e os artrópodes é o sistema circulatório fechado.

08. O tipo de desenvolvimento embrionário varia entre os mamíferos, sendo um dos aspectos que diferenciam suas três subclasses.

16. O que caracteriza um animal cordado é a presença da coluna vertebral na fase adulta.

Soma das alternativas corretas:

15. (FATEC) Considere as seguintes características:

I. O embrião desenvolve-se no interior de um ovo com casca calcária.

II. As trocas gasosas ocorrem no ambiente aéreo, por meio de pulmões.

III. O coração é formado por dois átrios e dois ventrículos.

IV. O principal resíduo da excreção nitrogenada é o ácido úrico.

Um pombo e um gato compartilham somente as características indicadas em:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) II e IV.

e) III e IV.

16. (MACK) O quadro comparativo a seguir refere-se às cinco classes de artrópodos:

16

 

Os espaços A, B e C no quadro devem ser preenchidos respectivamente por:

a) 1 par, traqueal, tubos de Malpighi.

b) ausentes, traqueal, glândulas verdes.

c) ausentes, pulmonar, glândulas verdes.

d) 1 par, traqueal, glândulas verdes.

e) ausentes, traqueal, tubos de Malpighi.

17. (UFAC) Sobre os poríferos qual das afirmativas a seguir é verdadeira?

a) São organismos invertebrados que possuem corpo com simetria bilateral e superfície porosa.

b) São organismos invertebrados, com corpo susten­tado somente por fibras de espongina, que pos­suem coanócitos como tipo celular característico. Vivem principalmente em ambiente marinho.

c) São organismos conhecidos popularmente como esponjas, que possuem vida aquática, principal­mente no mar, e se reproduzem exclusivamente de forma sexuada.

d) São organismos conhecidos popularmente como es­ponjas, que possuem vida aquática, principalmente em água doce, e vivem fixados a um substrato.

e) São organismos invertebrados, com corpo susten­tado por espículas ou fibras que possuem coanóci­tos como tipo celular característico e vivem princi­palmente em ambiente marinho.

18. (UNIOESTE) Assinale a(s) alternativa(s) em que todas as correlações entre os grupos animais e as características estão corretas.

1. Poríferos

2. Equinodermos

3. Nematódeos

4. Platelmintos

5. Moluscos

6. Cnidários

a. Triblásticos

b. Tubo digestivo incompleto

c. Tubo digestivo completo

d. Ausência de sistemas circulatório e respiratório

e. Presença de rádula e ctenídeos

f. Presença de lanterna-de-aristóteles

g. Larvas anfiblástula e parênquimula

01. 1d, 2a, 3c, 4b.

02 2c, 3a, 5e, 6b.

04. 2f, 4a, 5c, 6g.

08. 1c, 4e, 5a, 6d.

16. 2a, 3b, 5c, 6g.

32. 2c, 3b, 4d, 5f.

64. 1d, 3b, 5f, 6b.

Soma das alternativas corretas:

19. (PUC-SP) João deixou seus pais apreensivos, pois resolveu criar alguns animais nada convencionais como tarântulas, escorpiões, piolhos-de-cobra e tatuzinhos-de-jardim. A partir de seu conhecimento sobre invertebrados, João descreveu aos pais algumas características dos animais que está criando, e fez apenas uma afirmação incorreta. Assinale-a.

a) Todos apresentam apêndices articulados.

b) Todos têm corpo revestido de exoesqueleto.

c) Todos pertencem ao filo Arthropoda.

d) Há aracnídeos entre eles.

e) Um deles é inseto.

20. Em uma coleta na mata, um estudante capturou aranhas, formigas, besouros e escorpiões. A partir de critérios morfológicos, esses animais foram separados em dois diferentes grupos. Sobre os critérios utilizados para a separação desses animais em dois grupos, considere as afirmativas a seguir.

I. Presença ou ausência de apêndices articulados.

II. Presença ou ausência de antenas.

III. Presença ou ausência de segmentação no corpo.

IV. Presença ou ausência de quelíceras.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 26 de maio de 2016

TESTES DE PROGRAMA DE SAÚDE (8)

01. (UPE) Pesquisadores de Pernambuco notificaram um surto de esquistossomose aguda na praia de Porto de Galinhas (PE) em 2000, quando 662 pessoas tiveram diagnóstico positivo. A infecção humana em massa ocorreu no feriado de 7 de setembro, quando chuvas pesadas provocaram a enchente do rio Ipojuca que invadiu as residências. A maioria dos casos agudos foi em residentes locais que tiveram exposição diária às cercarias durante três semanas, até que as águas baixassem.

(Fonte: BARBOSA, C. S. et al. 2001. Epidemia de esquistossomose aguda na praia de Porto de Galinhas. Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, H(3): 725-728, mai-jun, 2001.)

Após análise dos resultados, os pesquisadores levantaram algumas hipóteses, sendo a mais plausível para explicar o surto a seguinte:

a) Caramujos de Biomphalaria glabrata foram trazidos pelas enchentes, colonizando as margens do estuário e áreas alagadas das residências. Cercarias presentes no ambiente penetraram no caramujo, desenvolvendo-se até a fase adulta. O consumo de caramujos do mangue levou à contaminação das pessoas.

b) As pessoas foram infectadas diretamente pelo platelminto parasita Schistosoma mansoni através da ingestão da água contaminada, durante a enchente.

c) O estabelecimento de residências nessas áreas exigiu uma quantidade considerável de areia tanto para aterros como para a preparação das massas utilizadas na construção. Essa areia, procedente de leitos de rios, pode ter sido o veículo que introduziu a espécie Biomphalaria glabrata na localidade.

d) Após a enchente, o terreno das casas e a areia da praia foram infestados por Schistosoma mansoni, e o contato com a pele permitiu a contaminação das pessoas. A fase larval da espécie está relacionada, diretamente, à falta de saneamento básico.

e) As larvas de Schistosoma mansoni infectaram animais domésticos, como porcos, e as fezes, em contato com a pele humana, permitiram a contaminação das pessoas após a enchente do rio Ipojuca.

02. (PUCCAMP) Um garoto nadou em uma “lagoa de coceira”, comeu carne de boi mal cozida e caminhou descalço por um caminho de terra. Com essas atividades ele pode ter adquirido larvas de:

a) Wuchereria, Taenia solium e Ascaris.
b) Wuchereria, Taenia saginata e Ascaris.
c) Schistosoma, Taenia solium e Ascaris.
d) Schistosoma, Taenia solium e Ancylostoma.
e) Schistosoma, Taenia saginata e Ancylostoma.

03. (FCM-PB) A canção abaixo apresentada faz menção a uma série de doenças originadas por bactérias, vírus e microrganismos diversos:

O Pulso

O pulso ainda pulsa

O pulso ainda pulsa

Peste bubônica, câncer, pneumonia

Raiva, rubéola, tuberculose, anemia

Rancor, cisticercose, caxumba, difteria

Encefalite, faringite, gripe, leucemia

E o pulso ainda pulsa

Hepatite, escarlatina, estupidez, paralisia

Toxoplasmose, sarampo, esquizofrenia

O pulso ainda pulsa

Úlcera, trombose, coqueluche, hipocondria

Sífilis, ciúmes, asma, cleptomania

E o corpo ainda é pouco

E o corpo ainda é pouco assim

Reumatismo, raquitismo, cistite, disritmia

Hérnia, pediculose, tétano, hipocrisia

Brucelose, febre tifoide, arteriosclerose, miopia

Catapora, culpa, cárie, câimbra, lepra, afasia

O pulso ainda pulsa

O corpo ainda é pouco

Ainda pulsa

Ainda é pouco assim.

(T. Belotto, A. Antunes e M. Fromer)

Retire do texto as doenças de origem exclusivamente viral e marque a alternativa que corresponde apenas a esses grupos de doenças:

a) Peste bubônica, difteria, escarlatina, coqueluche, sífilis, gripe.

b) Raiva, rubéola, caxumba, gripe, sarampo, catapora.

c) Raiva, tétano, febre tifoide, cárie, lepra, gripe.

d) Difteria, caxumba, gripe, catapora, peste bubônica, brucelose.

e) Sarampo, gripe, caxumba, brucelose, lepra, tuberculose.

04. (FATEC) A seguir estão apresentados os sintomas de três diferentes parasitoses muito comuns no Brasil.

I. Anemia, diarreia, fraqueza, falta de ar, dores abdominais, febre e principalmente grande aumento do fígado e do baço.

II. Anemia, alterações cardíacas, digestivas, renais e neurológicas, apresentando também, principalmente, períodos de febre que se repetem em intervalos de tempo, geralmente à tarde, acompanhados de calafrios, delírios e dores de cabeça.

III. Aumento do coração, dilatação do esôfago, dificuldade para deglutir, dilatação do intestino grosso, dificuldade para evacuar e mal-estar.

Assinale a alternativa que associa os sintomas descritos em I, II e III, respectivamente, a cada parasitose específica.

a) Amarelão, malária e esquistossomose.

b) Leishmaniose cutânea, amarelão e malária.

c) Esquistossomose, malária e mal de Chagas.

d) Mal de Chagas, leishmaniose cutânea e amarelão.

e) Malária, esquistossomose e mal de Chagas.

05. (PUC-CAMPINAS) No Brasil, a esquistossomose é uma das doenças parasitárias endêmicas que pode levar à morte. Algumas espécies de moluscos de água doce fazem parte do ciclo evolutivo do Schistosoma, que neste hospedeiro:

a) Realizam reprodução sexuada e liberam ovos.

b) Fazem conjugação e liberam cisticercos.

c) Desenvolvem esporocistos e liberam cercarias.

d) Formam esquistossômulos e liberam esporos.

e) Formam esporos e liberam miracídeos.

06. (UCS) O esquema abaixo representa os ciclos de vida da Taenia saginata e da Taenia solium. Esses __________ hermafroditas autofecundam-se e os proglótides grávidos, contendo ovos, são eliminados no ambiente, junto com as fezes. Eles podem contaminar água e alimentos e ser ingeridos pelo boi ou porco, hospedeiros intermediários. No trato digestório desses animais, os ovos eclodem e liberam uma larva chamada __________, que perfura o intestino, cai na circulação e aloja-se em tecidos ou órgãos, principalmente músculo e cérebro, originando o __________, que pode ser ingerido pelo homem e, assim, reiniciar o ciclo.

06

(Disponível em: <http://www.dpd.cdc.gov&gt;.

Acesso em: 28 ago. 2009.)

A alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas do texto acima é:

a) protozoários; hexacanto; miracídio.

b) platelmintos; oncosfera; cisticerco.

c) platelmintos; hexacanto; miracídio.

d) nematelmintos; hexacanto; cisticerco.

e) nematelmintos; oncosfera; miracídio.

07. (MACK) Sobre a filaríase (elefantíase) é correto afirmar que:

a) É causada pelo platelminto Wuchereria bancrofti.

b) É transmitida pelo mosquito Anopheles, que tem hábitos noturnos.

c) Wuchereria bancrofti é uma espécie dioica. Machos e fêmeas se acasalam no interior dos vasos linfáticos do ser humano.

d) O mosquito transmissor, ao picar uma pessoa, adquire os ovos do parasita.

e) As filárias, durante o dia, vivem nos vasos linfáticos superficiais e, durante a noite, migram para os vasos linfáticos mais internos.

08. (UNESP) No filme Eu sou a lenda, um vírus criado pelo homem espalhou-se por toda a população de Nova Iorque. As vítimas do vírus, verdadeiros zumbis, vagam à noite pela cidade, à procura de novas vítimas. No filme, Robert Neville (Will Smith) é um cientista que, sem saber como, tornou-se imune ao vírus. A obsessão de Neville é encontrar outros que, como ele, não estão infectados, e possibilitar um mecanismo para a cura. A cura vem através do sangue: amostras de sangue de pessoas doentes que melhoraram depois de infectadas pelo vírus, quando administradas a outros doentes, podem promover a melhora.

08

Considerando-se o contido na sinopse do filme, pode-se inferir que, mais provavelmente, o princípio biológico utilizado por Neville para debelar a doença é a administração de:

a) Soro, composto de anticorpos presentes no sangue de pacientes contaminados.

b) Soro, composto de antígenos presentes no sangue de pacientes contaminados.

c) Vacina, composta de anticorpos presentes no sangue de pacientes contaminados.

d) Vacina, composta de antígenos presentes no sangue de pacientes contaminados.

e) Vírus atenuados, presentes no sangue de pacientes que melhoraram ou no sangue de pessoas imunes.

09. (UNCISAL) A esquistossomose é uma doença causada por platelmintos da classe Trematoda que ocorrem em diversas regiões do mundo. No Brasil, o responsável pela doença é o Schistossoma mansoni, que tem o homem como hospedeiro definitivo e caramujos de água doce do gênero Biomphalaria, como hospedeiro intermediário. A disseminação da doença é feita através da liberação de ovos pelas fezes de pessoas doentes, quando são depositadas em rios, córregos e outros ambientes de água doce, ou quando chegam a estes locais levadas pelas enxurradas. Nas opções abaixo, assinale a que apresenta corretamente as fases do ciclo do Schistossoma mansoni, na sequência correta.

a) Ovos, cercária, biomphalaria, miracídio, homem, schistossoma adulto, ovos.

b) Ovos, miracídio, biomphalaria, cercária, homem, schistossoma adulto, ovos.

c) Ovos, cercária1, biomphalaria, cercária2, homem, schistossoma adulto, ovos.

d) Ovos, miracídio, cercária, biomphalaria, homem, schistossoma adulto, ovos.

e) Ovos, miracídio1, biomphalaria, miracídio2, homem, schistossoma adulto, ovos.

10. (UNIOESTE) Observe a charge abaixo.

10

http://naoestaavenda.blogspot.com

Sobre febre amarela, dengue e leishmaniose são feitas as seguintes afirmações:

I. São transmitidas ao homem pela picada de mosquitos hematófagos.

II. O agente etiológico de todas as doenças é um vírus.

III. Aedes aegypti é o transmissor da febre amarela urbana e da dengue.

IV. Leishmaniose é a única virose das doenças listadas acima.

Estão corretas as afirmativas

a) I e III, apenas.

b) I, II, III e IV.

c) II e III, apenas.

d) III e IV, apenas.

e) I, II e III, apenas.

11. (UEG) As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são consideradas como um dos problemas de saúde pública mais comum em todo o mundo. Em ambos os sexos, tornam o organismo mais vulnerável a outras doenças, inclusive à Aids, além de terem relação com a mortalidade materna e infantil. No Brasil, as estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) de infecções de transmissão sexual na população sexualmente ativa, a cada ano, estão representadas no gráfico a seguir:

11

Após a análise do gráfico e do conhecimento acerca das possíveis formas de contágio das DSTs apresentadas, pode-se afirmar:

a) A frequência similar de herpes genital e de HPV está relacionada ao fato de ambas serem bacterianas e de serem transmitidas pelo contato sexual direto com pessoas contaminadas.

b) A gonorreia, com frequência maior em relação à sífilis, HPV e herpes genital, é causada por uma bactéria cujo doente pode ser tratado com o uso de antibióticos.

c) A maior frequência de clamídia na população está relacionada às diversas mutações que ocorrem no vírus transmissor, o que dificulta o tratamento da doença e possibilita maior contágio.

d) A menor frequência de sífilis em relação à gonorreia e à clamídia pode ser explicada pelo fato de a população humana utilizar frequentemente espermicidas e anticoncepcionais.

12. (UPE) Leia o texto a seguir:

Conhecida como a doença de Lou Gehrig ou de Charcot, é uma enfermidade de grande impacto social e econômico. Embora seja rara e irreversível, ocorre mais em homens que em mulheres. Ela afeta a função neuromuscular, o tecido nervoso do cérebro e da medula espinhal, provocando a degeneração. Os neurônios motores, células nervosas específicas, perdem a capacidade de transmitir os impulsos nervosos, caracterizando os sintomas da doença. Apesar de pouco conhecida no Brasil, provoca limitação física uma vez que afeta toda a musculatura estriada, incluindo os músculos da deglutição e respiração. Assim, a musculatura afetada atrofia-se.

Identifique o nome científico da doença a que o texto acima se refere, assinalando a alternativa correta.

a) Esclerose Múltipla.

b) Mal de Parkinson.

c) Esclerose Lateral Amiotrófica.

d) Epilepsia.

e) Acidente Vascular Cerebral.

13. (UNICENTRO) A figura a seguir ilustra o ciclo de vida de um verme causador de uma importante verminose no ser humano. Observe a figura e assinale a alternativa correta.

13

a) A figura mostra o ciclo de vida da Taenia saginata, um platelminto cujo ciclo de vida é monoxênico, no qual o ser humano está atuando como hospedeiro intermediário.

b) Trata-se do ciclo de vida do protozoário Schistosoma mansoni causador da verminose conhecida como esquistossomose ou barriga d’água.

c) A figura mostra o ciclo de vida da Taenia solium, no qual o homem está desenvolvendo a doença conhecida como cisticercose.

d) A figura mostra o ciclo de vida da Taenia solium, no qual o homem está desenvolvendo a doença conhecida como teníase.

e) Trata-se do ciclo de vida do Ascaris lumbricoides, um verme cuja principal forma de contaminação pelo homem é a ingestão da carne de porco malcozida.

14. (UPE) “Se nadou e depois coçou, é porque pegou.” Este ditado popular faz uma alusão à contaminação por cercárias comuns nas chamadas lagoas de coceiras, que servem de abrigo aos caramujos, hospedeiros intermediários dos vermes causadores da Esquistossomose, doença muito comum no Brasil. Sobre isso, analise as afirmativas abaixo.

I. A postura dos ovos ocorre nos capilares do intestino do hospedeiro. Eles são dotados de pequeno espinho, que perfura os vasos capilares e permite sua passagem para cavidade intestinal, de onde são eliminados junto com as fezes.

II. Na água, os ovos eclodem e libertam os miracídios, larvas ciliadas, que ao encontrarem o caramujo da família dos Planorbídeos, que lhes serve de hospedeiro intermediário, nele penetram, perdem os cílios e transformam-se no esporocisto primário.

III. O esporocisto primário gera o esporocisto secundário e este, as cercárias, que atravessam os tecidos do caramujo, saindo para a água. Se uma pessoa entrar em contato com a água, as cercárias podem penetrar pela sua pele, por ação de enzimas, que elas produzem, gerando uma coceira característica.

IV. Ao penetrarem no corpo humano, as cercárias perdem a cauda, são esquistosômulos, que passam para os vasos sanguíneos ou linfáticos, migrando para o fígado. O ciclo se completa com a migração dos vermes adultos para os vasos mesentéricos do hospedeiro, iniciando a postura de ovos.

V. Na fase aguda da doença, os sintomas são coceiras, dermatites, febre, vômito e emagrecimento, sendo a fase crônica, assintomática. A doença pode evoluir para quadros mais graves com o aumento do baço e do fígado. As medidas profiláticas mais eficazes no combate à doença são: uso de calçados, construção de instalações sanitárias e ingestão de carnes cozidas, para evitar a ingestão de ovos do parasita.

Sobre o ciclo de vida do parasita causador da doença e das mediadas profiláticas mais importantes no combate à doença, assinale a alternativa correta.

a) Apenas II, IV e V.

b) Apenas I, III e V.

c) Apenas I, II, III e IV.

d) Apenas I e V.

e) Apenas a III.

15. (IFTM) No mundo moderno, apesar dos avanços da comunicação, da ciência, das tecnologias e da medicina, o ser humano ainda sofre com inúmeras doenças. Doenças tais como obesidade, hipertensão, infarto e diabetes têm maior ocorrência em países desenvolvidos. Já as doenças infectocontagiosas têm maior número de casos em países pobres e em desenvolvimento que ainda carecem de saneamento básico, infraestrutura e educação da população. Relacione as doenças a seguir com o agente causador e assinale a alternativa correta:

15

 

a) I. Vírus; II. Bactérias; III. Esporozoários; IV. Fungos.

b) I. Vírus; II. Bactérias; III. Protozoários; IV. Platelmintos.

c) I. Bactérias; II. Vírus; III. Protozoários; IV. Vermes.

d) I. Protozoários; II. Vírus; III. Bactérias; IV. Asquelmintos.

e) I. Bactérias; II. Vírus; III. Parazoários; IV. Platelmintos.

16. (FATEC) Os alimentos mal preparados ou conservados de forma inadequada podem estar contaminados pela bactéria anaeróbia obrigatória denominada Clostridium botulinum. Essa bactéria é produtora da neurotoxina botulínica, que pode acumular-se nos alimentos mal conservados e causar a doença botulismo. Essa doença é grave, não muito frequente e provoca paralisia flácida (fraqueza dos músculos), dificuldade de engolir, vômito, fala ininteligível, retenção de urina, podendo evoluir para paralisia respiratória, se não for tratada rapidamente. Com relação a essa doença, assinale a alternativa correta.

a) O botulismo é uma doença contagiosa.

b) As bactérias causadoras do botulismo são autótrofas.

c) As bactérias Clostridium botulinum somente se desenvolvem na ausência de oxigênio.

d) As latas que possuem alimentos contaminados pela bactéria Clostridium botulinum podem ficar estufadas devido ao acúmulo de nitrogênio.

e) As bactérias causadoras do botulismo obtêm a energia necessária ao seu metabolismo, a partir da quebra de compostos orgânicos na presença de oxigênio.

17. (UEA) Observe a figura abaixo que representa de forma simplificada o ciclo de vida do plasmódio.

17

Sobre essa importante parasitose que afeta milhões de brasileiros, foram feitas as afirmações:

I. Trata-se da malária, doença causada por um protozoário flagelado, a infecção humana ocorre com a entrada de esporozoítos (W) na corrente sanguínea por meio da picada da fêmea do mosquito-prego.

II. Em 1 ocorre apenas reprodução assexuada, logo esse organismo pode ser considerado o hospedeiro intermediário.

III. Em 2 ocorre reprodução sexuada com formação de zigoto (Y), logo esse organismo é o hospedeiro definitivo dessa moléstia.

IV. O rompimento das hemácias (X) está relacionado com os picos de febre, devido à liberação de toxinas na corrente sanguínea.

V. As formas infectantes encontram-se nas glândulas salivares (W) dos machos do gênero Culex e das fêmeas do mosquito-prego.

É correto o que se afirma em:

a) I e V, apenas.

b) II e III, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) II, III e IV, apenas.

e) I, II, III, IV e V.

18. (FCM-PB) A Leishmaniose Tegumentar Americana é uma doença parasitária da pele e mucosas, causada por protozoários do gênero Leishmania e a sua transmissão ocorre através da picada de insetos flebotomíneos. Sobre os protozoários todas as alternativas apresentam características verdadeiras, exceto:

a) Os protozoários são seres procariontes, multicelulares, fotossintetizantes, que vivem em ambiente aquático e não apresentam organização complexa do corpo.

b) Os protozoários são seres eucariontes, unicelulares, com características próprias, tais como, capacidade de deslocamento e heterotrofia.

c) O filo Rhizopoda (Sarcodina) apresenta célula flexível sem estrutura de sustentação, com locomoção e captura de alimento por meio de pseudópode.

d) O filo Zoomastigophora apresenta flagelo que permite a natação ou a captura de alimentos. Há espécies de vida livre e parasita, tais como, Trypanosoma cruzi.

e) O filo Apicomplexa (esporozoários) não apresenta estruturas locomotoras. Todas as espécies são parasitas, tais como, Plasmodium vivax e Toxoplasma gondii.

19. (UERN) Analise a tabela abaixo:

19

De acordo com as informações anteriores, assinale os agentes causadores das doenças descritas.

a) I – bactéria; II – vírus; III – bactéria; IV – vírus; V – protozoário; VI – vírus.

b) I – vírus; II – bateria; III – bateria; IV – vírus; V – bateria; VI – protozoário.

c) I – vírus; II – bateria; III – vírus; IV – vírus; V – protozoário; VI – protozoário.

d) I – bateria; II – protozoário; III – vírus; IV – vírus; V – protozoário; VI – bateria.

20. (FCM-PB) O Shistosoma mansoni provoca no homem a esquistossomose, que parasita as veias do intestino, afetando o fígado e as vias urinárias. É correto afirmar que:

a) Shistosoma mansoni é um protozoário do sangue humano.

b) Shistosoma mansoni é um trematódeo cujo hospedeiro intermediário é o homem.

c) Os ovos do Shistosoma mansoni ao atingirem a água doce desenvolvendo-se em larvas denominadas miracídios.

d) Shistosoma mansoni tem como hospedeiro definitivo o caramujo planorbídeo.

e) Os ovos do Shistosoma mansoni ao atingirem a água doce desenvolvendo-se em larvas denominadas cercárias.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 19 de maio de 2016

TESTES DE HORMÔNIOS VEGETAIS (1)

01. (UNICID) Analise o gráfico que representa o efeito de diferentes concentrações de auxina (AIA) sobre o crescimento das células da raiz e do caule.

01

De acordo com o gráfico, é correto concluir que:

a) As respostas desencadeadas pela concentração de auxina dependem da sensibilidade das células, assim, as células do caule são mais sensíveis que as células da raiz.

b) Existe uma concentração de auxina que é considerada ótima para as células da raiz e do caule ao mesmo tempo e isso possibilita um crescimento sincronizado desses órgãos.

c) A concentração de auxina não influencia diretamente o crescimento das células da raiz e do caule, pois para ambas a auxina sempre provoca inibição.

d) As células da raiz são mais sensíveis às auxinas que as células do caule e a concentração considerada ótima para as células do caule revela-se inibitória para as células da raiz.

e) As células da raiz respondem da mesma forma que as células do caule, independentemente da concentração de auxina.

02. (UNIFOR) O extenso período para a maturação do pimentão faz com que a colheita antecipada seja alvo de interesse por parte dos produtores. Entretanto, para a comercialização é necessário que os frutos apresentem no mínimo 70% da sua coloração. Uma forma de promover o aparecimento da cor seria submeter os frutos à ação de hormônios vegetais, para então acelerar a degradação da clorofila e ativar a síntese dos carotenoides ou promover o aparecimento daqueles preexistentes.

Fonte: CERQUEIRA-PEREIRA, E.C. et al. 2007.Horticultura Brasileira 25: 590-583.

Qual o hormônio vegetal é indicado para que os produtores acelerem o aparecimento da cor do pimentão?

a) Auxina.

b) Etileno.

c) Giberelina.

d) Citocinina.

e) Ácido abscísico.

03. (UEM) Sobre a atuação dos hormônios vegetais, é correto afirmar que:

01. O etileno induz ao fechamento dos estômatos.

02. O ácido abscísico bloqueia o crescimento das plantas e também mantém a dormência das sementes.

04. A citocinina atua no amadurecimento dos frutos e promove a abscisão foliar.

08. A giberelina promove a germinação de sementes e o desenvolvimento de brotos e folhas.

16. A auxina promove o alongamento celular e atua no fototropismo e no geotropismo.

Soma das alternativas corretas:

04. (UNIOESTE) Os hormônios vegetais, ou fitormônios, regulam o crescimento, o desenvolvimento e o metabolismo vegetal. Relacione os hormônios com as respectivas funções:

A. Auxina

B. Etileno

C . Giberelina

D. Ácido abscísico

I. Induz o fechamento dos estômatos em resposta à diminuição de água e inibe o crescimento das plantas induzindo também à dormência de gemas e sementes.

II. Atua no crescimento de caules e folhas; estimula as divisões celulares e o alongamento celular. Induz à quebra da dormência e germinação das sementes bem como estimula a produção de flores e frutos.

III. Promove o amadurecimento dos frutos e atua na queda das folhas e flores velhas.

IV. Controla os tropismos. Estimula o desenvolvimento de raízes adventícias em caules. Permite, em algumas espécies, a formação de frutos partenocárpicos e inibe a atividade das gemas laterais.

Assinale a alternativa que relaciona corretamente os hormônios e as respectivas funções.

a) A-IV; B-III; C-II; D-I.

b) A-II; B-I; C-IV; D-III.

c) A-III; B-II; C-I; D-IV.

d) A-II; B-I; C-III; D-IV.

e) A-IV; B-III; C-I; D-II.

05. (UNIMONTES) A imagem abaixo reflete alguns efeitos de um fitormônio sobre uma planta. Analise-a e com base nos conhecimentos associados, assinale a afirmativa correta.

5c

a) A sensibilidade à auxina é diferente nas várias regiões da planta, e há clara evidência de dominância apical.

b) Não há evidência de dominância apical, e a sensibilidade da planta ao etileno é semelhante nas diferentes regiões da planta.

c) A abscisão foliar induzida pela citocinina está claramente demonstrada e advém dos altos níveis desse fitormônio devido ao estresse hídrico prolongado.

d) O gravitropismo positivo está claramente demonstrado, sendo gerado pelo ácido abscísico.

06. (UEG)

06

A foto acima alude à Guerra do Vietnã, que durou 21 anos e utilizou como tática para localizar inimigos nas densas florestas da região o agente laranja. Ele era lançado por aviões sobre extensas áreas de florestas e foi desenvolvido com base na atuação dos fitormônios na abscisão foliar. Quando lançado nestas áreas, o primeiro efeito do agente laranja foi:

a) A produção de raízes adventícias.

b) A queda das folhas.

c) A maturação dos frutos.

d) O alongamento das células caulinares.

07. (FMJ) Respostas a estímulos internos e externos ajudam a planta a sobreviver em ambientes pouco estáveis e, algumas vezes, hostis. Para organismos sem sistema nervoso e que estão literalmente enraizados no chão, as plantas possuem uma grande variedade de respostas de desenvolvimento. Através dos hormônios translocados, uma parte da planta pode “se comunicar” com outra.

(Murray W. Nabors. Introdução à botânica, 2012. Adaptado.)

É correto afirmar que os mecanismos fisiológicos controlados por hormônios vegetais:

a) Atuam exclusivamente na fase adulta da planta.

b) Respondem a estímulos externos e dependem das sinapses entre as células.

c) Não respondem a estímulos luminosos.

d) Atuam na curvatura do caule e podem inibir o crescimento.

e) Independem da ação dos genes para serem sintetizados.

08. (UECE) As auxinas são fitormônios fundamentais ao desenvolvimento das plantas. Esses hormônios, além de serem encontrados nos vegetais, também podem ser encontrados em fungos, bactérias e algas. Sobre as auxinas, pode-se afirmar corretamente que:

a) Estão relacionadas exclusivamente com o crescimento do caule, das folhas, e das raízes, o que já representa enorme importância para o desenvolvimento dos vegetais.

b) Regulam apenas a abscisão foliar, a dominância apical e a partenocarpia.

c) Sua aplicação em plantas frutíferas é utilizada para a produção em larga escala, pois quando inoculadas no ovário das flores, ocorre a produção de frutos partenocárpicos.

d) Quando existentes em baixas concentrações no ápice das plantas, inibem o crescimento das gemas laterais, em um fenômeno chamado de dominância apical.

09. (FATEC) Observe a figura a seguir que mostra o crescimento de um coleóptilo.

09

Para que o coleóptilo cresça da maneira representada na figura, a fonte de luz deve estar localizada na posição:

a) A, pois o hormônio que provoca o elongamento celular concentra-se no lado mais iluminado do coleóptilo.

b) A, pois o hormônio que provoca o elongamento celular concentra-se no lado sombreado do coleóptilo.

c) B, pois o hormônio que provoca o elongamento celular é produzido no meristema apical, estimulado pela posição da fonte luminosa.

d) B, pois o hormônio que provoca o elongamento celular migra em direção à luz para a ponta do coleóptilo.

e) C, pois o hormônio que provoca o elongamento celular concentra-se no lado iluminado do coleóptilo.

10. Com relação aos hormônios vegetais, controle de movimento nas plantas, fitocromos e desenvolvimento, assinale o que for correto.

01. Nas plantas, os movimentos que ocorrem em resposta a um estímulo, mas cuja direção independe da orientação do fator estimulante são denominados tigmotropismo.

02. O ácido abscísico atua na abscisão e na maturação dos frutos.

04. Uma das funções das auxinas é promover alongamento das células recém-formadas a partir dos meristemas, promovendo o crescimento de raízes e caules.

08. Um dos principais efeitos das giberelinas é promover o crescimento de caule e de folhas, estimulando tanto as divisões celulares quanto o alongamento das células.

Soma das alternativas corretas:

11. (UFRR) O desenvolvimento das plantas em suas diversas manifestações é regulado por hormônios vegetais, ou fitormônios. Observe o quadro abaixo:

11

 

Agora, dentre as principais funções dos hormônios, escolha a alternativa que completa o quadro corretamente:

a) I – Citocinina, II – Giberelina, III – Etileno, IV – Ácido abscísico e V – Auxina.

b) I – Etileno, II – Ácido abscísico, III – Giberelina, IV – Auxina e V – Citocinina.

c) I – Auxina, II – Giberelina, III – Citocinina, IV – Ácido abscísico e V – Etileno.

d) I – Ácido abscísico, II – Auxina, III – Etileno, IV – Citocinina e V – Giberelina.

e) I – Auxina, II – Citocinina, III – Giberelina, IV – Etileno e V – Ácido abscísico.

12. (IFSul) O crescimento e as demais manifestações do desenvolvimento de seres vivos, como animais e vegetais, são regulados por substâncias denominadas hormônios, encontrados em pequenas quantidades nos organismos. No caso dos vegetais, essas substâncias são denominadas fitormônios. Com relação aos tipos e exemplos de funções dos fitormônios, é correto afirmar que:

a) O etileno promove a dormência das gemas e das sementes.

b) O ácido abscísico promove a germinação de sementes.

c) As auxinas (AIA) atuam na dominância apical do caule.

d) As giberelinas estimulam o amadurecimento dos frutos.

13. (UFPel) O desenvolvimento das plantas envolve grandes modificações. A partir de um embrião presente na semente, surge uma planta completa, com raízes, caule, folhas, frutos e sementes. Etapas fundamentais do desenvolvimento das plantas são controladas por hormônios vegetais, ou fitohormônios, os quais são produzidos em diferentes partes das plantas.

AMABIS, J.M.; MARTHO, G.R. Conceitos de Biologia. V.2. São Paulo: Ed. Moderna, 2001 [adapt.].

Com base no texto e em seus conhecimentos sobre fitohormônios, é correto afirmar que:

a) A giberelina – hormônio produzido no caule – inibe o crescimento em altura, pois impede a divisão celular no meristema apical, promove a dormência das sementes e da raiz e estimula o amadurecimento dos frutos.

b) A citocinina – hormônio produzido no caule e nas folhas jovens – estimula o alongamento celular, promovendo o crescimento do caule e dos frutos e controla o fechamento dos estômatos em situação de deficiência hídrica.

c) O etileno potencializa o efeito das auxinas no crescimento dos frutos, sendo muito utilizado para produção de frutos sem sementes, a partir da aplicação do gás (etileno) sobre flores não fecundadas.

d) As auxinas causam o alongamento das células recém-formadas nos meristemas, promovendo o crescimento do caule e da raiz e atuam na dominância apical, através da inibição que exercem sobre as gemas laterais.

e) O ácido abscísico e a giberelina são hormônios produzidos na coifa. Eles têm como funções a inibição do crescimento e a abscisão foliar (queda das folhas de árvores que ocorre no outono).

14. (UEPA) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

Há uma grande quantidade de notícias na mídia, que divulgam a ação de substâncias denominadas fitormônios ou hormônios vegetais. Dentre estes, destaca-se a giberelina, hormônio descoberto em plantações de arroz no Japão. Os rizicultores observaram que certas plantas de arroz cresciam mais rapidamente que outras. O exame dessas plantas levou à conclusão de que estavam infectadas pelo fungo Gibberella fujikuroi, produtor de giberelinas, substâncias também produzidas de forma natural pelas plantas.

                                              (Adaptado de http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/hormonios-vegetais/hormonio.php)

Com relação ao hormônio referido acima, analise as afirmativas a seguir:

I. Promove o fechamento dos estômatos.

II. Promove o alongamento de caules e de gomos.

III. Estimula o desenvolvimento do fruto.

IV. Promove a germinação das sementes.

V. Induz a dormência das gemas e das sementes.

A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:

a) I, II e III.

b) I, III e IV.

c) II, III e IV.

d) III, IV e V.

e) I, II, III, IV e V.

15. (UFTM) O gráfico mostra a liberação de açúcar a partir do endosperma da semente de cevada em germinação, quando tratada com GA3, um tipo de hormônio vegetal.

15

O aleurona é um tecido que ocorre nas sementes e produz amilases. Sobre a germinação das sementes de cevada, foram feitas as seguintes afirmações:

I. A giberelina é importante por induzir a camada de aleurona a produzir enzimas hidrolíticas, corroborando o crescimento do embrião.

II. O uso da giberelina pela indústria de cerveja pode redundar em significativos aumentos da produção, mesmo com endosperma sem aleurona.

III. O amido contido no endosperma é a forma molecular direta que supre as necessidades do embrião.

IV. O endosperma, por ser triploide, tem sua capacidade de armazenamento de açúcar ampliada.

É correto apenas o que se afirma em:

a) I.

b) II.

c) I e II.

d) I e III.

e) II e IV.

16. (UNEAL) Os fitormônios são substâncias de origem interna (endógenas), que atuam em pequenas doses em diferentes órgãos das plantas. São sintetizados e transportados para órgãos-alvo através de vasos condutores, dos espaços intercelulares e de célula a célula. Dadas as afirmativas seguintes:

– Quando o fitormônio ____________ é aplicado a flores antes da fecundação, os ovários crescem e originam frutos partenocárpicos.

– O fitormônio ____________ foi descoberto quando, em 1926, o botânico Kurosava observava plantas de arroz parasitadas por uma espécie de fungo que promovia o alongamento exagerado do caule.

– O fitormônio _____________ é o grande responsável pela dormência das sementes, que ficam impedidas de germinarem até que seu teor diminua.

– A produção de ______________ se dá principalmente no meristema da raiz, sendo este o fitormônio responsável pela divisão celular.

– Além de sua ação no amadurecimento de frutos e na abscisão foliar, o fitormônio ________ está relacionado com a floração em algumas espécies.

Complete corretamente as lacunas, de cima para baixo.

a) giberelina – citocinina – ácido abscísico – etileno – auxina

b) etileno – auxina – ácido abscísico – giberelina – citicinina

c) auxina – giberelina – ácido abscísico – citocinina – etileno

d) giberelina – auxina – ácido abscísico – etileno – citicinina

e) auxina – citocinina – etileno – ácido abscísico – giberelina

17. (IFTM) O Brasil é um grande exportador de frutos para vários países. Um produtor de laranjas, querendo ampliar sua produtividade, foi buscar orientação de um pesquisador do IFTM especialista em melhoramento vegetal. O pesquisador do IFTM orientou o produtor a realizar a poda das árvores como uma alternativa fácil e barata para aumentar a produtividade. O aumento do número de frutos de laranja é esperado após a poda, pois:

a) Aumenta a velocidade de maturação dos frutos.

b) Suspende a inibição das auxinas sobre o brotamento das gemas.

c) Diminui a perda de água através das folhas.

d) Aumenta a liberação de AIA (auxina) e formação de frutos partenocárpicos.

e) Favorece o fototropismo positivo do caule.

18. (MACK) Algumas etapas fundamentais do desenvolvimento das plantas são controladas por fitormônios (hormônios vegetais). Faça a correta correlação de cada fitormônio listado abaixo, com a principal ação sobre o desenvolvimento do órgão vegetal, de I a V.

I. Promove o amadurecimento do fruto

II. Dormência das sementes

III. Estimula o alongamento do caule

IV. Atua no fototropismo e geotropismo

V. Estimula a divisão celular

(   ) Auxina

(   ) Etileno

(   ) Citocinina

(   ) Giberelina

(   ) Ácido abscísico

A sequência correta, de cima para baixo é:

a) I, IV, III, V e II.

b) III, I, IV, II e V.

c) I, II, V, III e IV.

d) IV, I, V, III e II.

e) II, III, I, V e IV.

19. (UESPI) As técnicas de cultivo in vitro de plantas se utilizam de uma série de fitormônios para garantir o desenvolvimento da planta no laboratório, antes da mesma ser levada para o campo. Sobre esse assunto, identifique a correlação correta entre o fitormônio e a sua respectiva função na planta:

a) Auxinas – floração.

b) Giberelinas – amadurecimento de frutos.

c) Ácido abscísico – dormência de sementes.

d) Citocininas – amadurecimento dos frutos.

e) Etileno – retardo do envelhecimento da planta.

20. (UFPB) Em uma aula de Fisiologia Vegetal, o professor tratou acerca do fotoperiodismo em plantas de dias longos e plantas de dias curtos. Durante a aula, o professor apresentou as seguintes informações:

– Algumas plantas de dias longos necessitam de 16 horas de luz e 8 horas de escuro para florescer.

– Algumas plantas de dias curtos necessitam de 8 horas de luz e 16 horas de escuro para florescer.

Após a aula, o professor montou com seus alunos um experimento em uma câmara de crescimento submetida à iluminação artificial e controlada, utilizando plantas com as características acima. No experimento, as plantas de dias longos e as plantas de dias curtos foram expostas a 6 horas de luz e 18 horas de escuro. Ao final do experimento, somente as plantas de dias curtos floresceram. Com base no texto, no experimento e nos conhecimentos acerca do fotoperiodismo de plantas, identifique a(s) afirmativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – O fotoperiodismo independe da ação dos hormônios vegetais.

1 1 – As plantas de dias longos não floresceram por terem sido submetidas a um período de escuro superior ao seu fotoperíodo crítico.

2  2 – O fitocromo é um pigmento que participa do processo de floração.

3  3 – Algumas plantas independem do período de luz e de escuro para florescer.

4  4 – As plantas de dias curtos floresceram porque foram submetidas a um período de escuro superior ao seu fotoperíodo crítico.

gab

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias