Publicado por: Djalma Santos | 2 de novembro de 2016

TESTES DE SISTEMA EXCRETOR (2)

01. (FAMERP) Animais uricotélicos são aqueles que eliminam maior proporção de ácido úrico durante o processo de excreção. Uma característica fisiológica dos rins dos animais uricotélicos, do grupo dos vertebrados, é a:

a) Síntese de ácido úrico a partir da ureia, ao longo dos néfrons.

b) Síntese de ácido úrico a partir da amônia, ao longo dos néfrons.

c) Diluição do ácido úrico em grande quantidade de água, nos tubos coletores.

d) Reabsorção de grande quantidade de água para o sistema circulatório, na alça néfrica.

e) Não ocorrência da filtração glomerular néfrica.

02. (UEL) Ambientes dulcícolas e marinhos possuem condições físico-químicas distintas que influenciaram a seleção natural para dar origem, respectivamente, aos peixes de água doce e aos peixes de água salgada, os quais possuem adaptações fisiológicas para sobreviverem no ambiente em que surgiram. Considerando a regulação da concentração hidrossalina para a manutenção do metabolismo desses peixes, pode-se afirmar que os peixes de água doce eliminam _________ quantidade de urina ________ em comparação com os peixes marinhos, que eliminam _________ quantidade de urina __________. Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas do enunciado.

a) grande, diluída, pequena, concentrada.

b) grande, concentrada, grande, diluída.

c) grande, concentrada, pequena, diluída.

d) pequena, concentrada, grande, diluída.

e) pequena, diluída, grande, concentrada.

03. (IFPE) A excreção nos organismos vivos consiste em eliminar substâncias, muitas vezes tóxicas, provenientes do metabolismo celular. Sobre a excreção humana e o sistema excretório, responsável pelo processo de filtração do sangue e eliminação dos resíduos do metabolismo celular, assinale a única afirmativa correta.

a) Os principais órgãos responsáveis pela excreção humana são os rins e o principal produto nitrogenado de excreção é a ureia, eliminada através da urina.

b) A maioria das substâncias humanas de excreção é eliminada pelo fígado, através da bile.

c) O maior volume de produtos de excreção humana é promovido pelo intestino grosso em forma de fezes.

d) A principal substância de excreção humana é a urina, cuja composição consiste em cerca de 30% de água, 60% de ureia e 10% de outras substâncias.

e) A eliminação de urina tem como principal objetivo a regulação da concentração do sangue e, consequentemente, a eliminação do excesso de água do organismo.

 

04.

04

Recentemente, descobriu-se que, quando aumenta a pressão nos átrios cardíacos, esses secretam um hormônio – o peptídeo atrial natriurético – que tem ação direta sobre os néfrons. Entre outros efeitos, o PAN produz dilatação da arteríola aferente, combinada com a constrição da arteríola eferente. Dessas informações, pode-se deduzir que a secreção de PAN provoca:

a) Maior filtração glomerular, formação de mais urina, diminuição da pressão sanguínea.

b) Menor filtração glomerular, formação de mais urina, diminuição da pressão sanguínea..

c) Maior filtração glomerular, formação de menos urina, elevação da pressão sanguínea.

d) Menor filtração glomerular, formação de menos urina, elevação da pressão sanguínea.

e) Menor filtração glomerular, formação de mais urina, elevação da pressão sanguínea.

05. Os rins, além da importante função excretora, contribuem de maneira eficiente na(o):

a) Manutenção do equilíbrio endócrino.

b) Metabolismo dos açúcares .

c) Manutenção da composição sanguínea.

d) Manutenção da temperatura.

e) Metabolismo dos lipídeos.

06. O hormônio antidiurético (ADH) regula o teor de água no corpo humano, determinando aumento da reabsorção de água nos túbulos renais. Assim, quando o suprimento de água do corpo for excessivo, espera-se encontrar no sangue:

a) Pouco ADH, o que reduz a reabsorção de água.

b) Pouco ADH, o que aumenta a reabsorção de água.

c) Nenhum ADH, o que eleva, ao máximo, a reabsorção de água.

d) Muito ADH, o que reduz a reabsorção de água.

e) Muito ADH, o que aumenta a reabsorção de água.

07. (UTFPR) O esquema a seguir representa um néfron.

07

As estruturas assinaladas correspondem, respectivamente, a:

a) I – arteríola aferente; II – tubo contorcido proximal; III – segmento delgado ou alça de Henle; IV – tubo contorcido distal; V – cápsula do glomérulo.

b) I – arteríola eferente; II – segmento grosso; III – segmento delgado; IV – segmento grosso; V – glomérulo de Malpighi.

c) I – arteríola aferente; II – cápsula renal; III – ducto de absorção; IV – túbulo renal; V – cápsula coletora.

d) I – vênula eferente; II – tubo contorcido proximal; III – ducto coletor; IV – tubo contorcido distal; V – vênula aferente.

e) I – vênula aferente; II – ducto coletor; III – artéria renal; IV – vênula eferente; V – vênula eferente.

08. (UFAM) Por alguma razão sua viagem de férias não deu certo, o transatlântico em que você viajava foi tomado por piratas e dentre as dezenas de passageiros você foi o único a ser deixado em alto mar a deriva. As horas passam e a única garrafa de água que lhe deixaram termina. Desesperado de sede, só lhe passa pela cabeça uma alternativa: beber água do mar. Você pensa: algumas aves e répteis fazem isso e continuam vivendo. Posso me comportar como eles? Que consequência isso pode trazer? A alternativa que contém as respectivas respostas corretas é:

a) Sim; o excesso de sal será excretado na urina.

b) Sim; o excesso de sal será excretado através das glândulas de sal.

c) Não; aumento da perda de água na urina.

d) Não; retenção de água no corpo.

e) Não; ao longo dos anos estarei sujeito à hipertensão.

09. (UNIOESTE) A tabela abaixo indica o principal produto de excreção, derivado do metabolismo de proteínas, de três vertebrados:

09

X, Y e Z podem ser, respectivamente:

a) Peixe ósseo, mamífero e ave.

b) Mamífero, ave e peixe ósseo.

c) Ave, anfíbio e peixe ósseo.

d) Peixe ósseo, ave e réptil.

e) Peixe cartilaginoso, ave, anfíbio.

10. Os rins constituem a mais importante das vias excretoras do organismo pela diversidade de suas funções. Por meio de seu mecanismo de excreção, os rins eliminam os produtos finais do metabolismo e controlam o equilíbrio dos fluidos do corpo. A regulação das concentrações dos eletrólitos e, portanto, o equilíbrio salino do plasma sanguíneo e líquido intersticial são feitos mediante eliminação, pela urina, de maiores ou menores quantidades de íons de sódio, cálcio, potássio, cloro etc. Por outro lado, os rins têm a função de reabsorver água e outras substâncias, tais como eletrólitos, glicose e aminoácidos, necessárias para a concentração normal do sangue. Não é função renal:

a) A eliminação de catabólitos.

b) O equilíbrio salino do plasma.

c) A reabsorção de água.

d) A excreção de proteínas.

11. (UEMG) Considere a figura a seguir, que é parte da estrutura de um néfron, a unidade renal filtradora.

11

Utilizando os conhecimentos que você possui sobre fisiologia humana e considerando a ilustração da figura acima, assinale a alternativa que traz uma observação incorreta:

a) Parte do material que passa por 3 será armazenada na bexiga urinária.

b) Em 2, a pressão arterial é responsável pela saída de água e solutos do sangue.

c) Ao passar por 1, o sangue tem alto teor de excretas nitrogenadas.

d) Essa estrutura representada secreta o hormônio antidiurético – ADH.

12. (UESPI) A fagocitose de hemácias velhas no baço e no fígado provoca a degradação da hemoglobina e resulta no composto que dá cor à urina, ou seja, a:

a) Amônia.

b) Ureia.

c) Bilirrubina.

d) Estercobilina.

e) Urobilina.

13. (PUC-SP) Possuem funções comparáveis:

a) Os tubos de Malpighi e os nefrídeos.

b) Os cnidoblastos e os estatócitos.

c) Os tubos de Malpighi e os ovidutos.

d) O vacúolo pulsátil e o estigma.

e) Os cnidoblastos e as células flama.

14. Os insetos utilizam-se de diferentes mecanismos de excreção.

Examinando-se as frases abaixo:

I. O CO2 é eliminado na forma combinada (H2O + CO2 → H2CO3) diluída e gutada pelas traqueias.

II. O principal excreta nitrogenado é a amônia.

III. Os excretas nitrogenados são eliminados pelos tubos de Malpighi, que extraem os excretas do intestino, eliminando-os nas lacunas do sistema sanguíneo por onde chegam às traqueias e, daí, ao exterior.

Conclui-se que:

a) Apenas I e II estão certas.

b) Apenas II e III estão certas.

c) Apenas I e III estão certas.

d) Todas estão certas.

e) Todas estão erradas.

15. (FAVIP) Considerando a regulação hormonal da função renal humana, observe a figura abaixo e aponte a alternativa correta.

15

a) O hormônio antidiurético é sintetizado pela neurohipófise e armazenado no hipotálamo.

b) Quando a ingestão de água é menor, ocorre menor secreção de ADH pela hipófise.

c) A ingestão de álcool aumenta a secreção de ADH, por isso há maior produção de urina.

d) Quando a concentração de sódio no sangue é alta, ocorre aumento da secreção de aldosterona pelo córtex da glândula adrenal.

e) Se a concentração de sódio no sangue é baixa, os rins liberam renina no sangue, uma enzima que regula a secreção de aldosterona.

16. (UERJ) Os répteis se adaptam com facilidade à vida em regiões desérticas. Por excretarem o nitrogênio pela urina incorporado em uma substância pouco solúvel em água, seu volume de urina diário é pequeno e, consequentemente, sua ingestão de água é menor. Esse não é o caso do homem, que excreta o nitrogênio através de um produto solúvel em água. Os gráficos a seguir representam a excreção urinária de produtos nitrogenados. Em cada um deles, no eixo da abscissa, estão indicados os produtos eliminados e, no eixo da ordenada, as respectivas quantidades excretadas em 24 horas.

16

Os gráficos que correspondem, respectivamente, aos seres humanos e aos répteis são os de números:

a) 1 e 3.

b) 1 e 4.

c) 3 e 2.

d) 4 e 2.

e) 1 e 2.

17. (FCM-PB) Em relação aos Rins, podemos afirmar que o filtrado glomerular percorre de maneira sequencial no néfron os seguintes componentes:

a) Cápsula de Bowman, Túbulo contorcido proximal, alça de Henle, túbulo coletor.

b) Glomérulo, alça de Henle, túbulo contorcido proximal, túbulo coletor.

c) Cápsula de Bowman, Túbulo contorcido proximal, alça de Henle, túbulo contorcido distal.

d) Glomérulo, túbulo coletor, alça de Henle, túbulo contorcido proximal.

e) Túbulo contorcido proximal, cápsula de Bowman, alça de Henle, túbulo contorcido distal.

18. (PUC-MG) A tabela abaixo mostra os tipos principais de órgãos excretores e suas distribuições no reino animal.

18

Analise a tabela e marque a afirmativa incorreta.

a) Existe uma variedade de órgãos excretores, porém há teoricamente dois processos básicos responsáveis pela formação do fluido excretado: ultrafiltração e transporte ativo.

b) No rim, pode ocorrer secreção ou reabsorção ativas.

c) O mecanismo de funcionamento dos rins é o mesmo em vertebrados de água doce e água salgada, produzindo urina em concentrações equivalentes.

d) A atividade exercida pelos órgãos citados contribui para a manutenção do equilíbrio osmótico.

19. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0  0 – Nos artrópodas, a excreção pode ser feita apenas pelas glândulas verdes.

1 1 – Os insetos,  répteis  e aves,  eliminam ureia  através, respectivamente, de tubos de Malpighi, rins e nefrídeos.

2 2 – Os rins são órgãos vitais porque impedem que se eleve a taxa de proteínas no sangue, excretando-as constantemente.

3 3 – Durante a formação da  ureia ocorre a reação a seguir: ornitina + CO2 + NH3  →  citrulina  +  H2O.

4 4 – A excreção nitrogenada nas aves e nos insetos apresenta como semelhança o fato de ambos serem amoniotélicos.

20. (UFMS) O esquema abaixo representa um néfron com suas estruturas enumeradas de I a VI.

20

Frota-Pessoa, O. Os caminhos da vida: biologia no ensino médio:

estrutura e ação. São Paulo: Scipione, 2001. Modificado.

Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. A estrutura I corresponde à cápsula de Bowman.

02. A estrutura II corresponde ao túbulo contornado distal.

04. A estrutura III corresponde ao túbulo contornado proximal.

08. A estrutura IV corresponde à alça de Henle.

16. A estrutura V corresponde ao ducto coletor.

32. A estrutura VI corresponde ao glomérulo.

Soma das alternativas corretas:

gab

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 2 de novembro de 2016

TESTES SOBRE EVOLUÇÃO (11)

01. (UFRGS) Leia o texto abaixo

Mais de 99% das espécies que surgiram sobre a Terra estão extintas. Cada evento de extinção modifica a fauna e a flora do período seguinte mediante eliminação de alguns tipos de organismos e aumento relativo de outros. Nos últimos séculos, a intervenção humana, deliberada, ou não, passou a desempenhar um papel sem precedentes na história da vida.

Adaptado de: PURVES, W. K.; SADAVA, D.; ORIANS, G. H.; HELLER, H. C. Vida, a ciência da biologia, 6. Ed. Porto Alegre: ArtMed, 2002, p.391-394.

Considere as seguintes afirmações sobre processos de extinção de espécies.

I. A extinção natural é resultado de constantes modificações dos ecossistemas e da seleção adaptativa.

II. A destruição e a fragmentação do hábitat são importantes causas de extinção de espécies.

III. A redução acentuada de indivíduos de uma espécie poderá levar à extinção por baixa variabilidade genética.

Qual(is) está(ão) correta(s)?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

02. (UFC) Um problema para a teoria da evolução proposta por Charles Darwin no século XIX dizia respeito ao surgimento da variabilidade sobre a qual a seleção poderia atuar. Segundo a Teoria Sintética da Evolução, proposta no século XX, dois fatores que contribuem para o surgimento da variabilidade genética das populações naturais são:

a) Mutação e recombinação genética.

b) Deriva genética e mutação.

c) Seleção natural e especiação.

d) Migração e frequência gênica.

e) Adaptação e seleção natural.

03. (UNIFESP) A presença de ovos com envoltório rígido é mencionada como uma das principais características que propiciaram a conquista do ambiente terrestre aos vertebrados. Contudo, essa característica só resultou em sucesso adaptativo porque veio acompanhada de outra novidade evolutiva para o grupo no qual surgiu. Tal novidade foi:

a) A total impermeabilidade da casca.

b) O cuidado à prole.

c) A fecundação interna.

d) O controle interno da temperatura.

e) A eliminação de excretas pela casca.

04. (UPE) A adaptação dos seres vivos aos ambientes de vida é um fato concreto. Desde a Antiguidade, esse aspecto sempre foi alvo de reflexões de filósofos, que formulavam algumas teorias, buscando explicações para a origem e a adaptação das espécies. Na coluna I, estão listadas algumas correntes de pensamento e, na coluna II, os seus respectivos conceitos. Estabeleça a correta associação entre as colunas.

COLUNA I

1. Transformismo

2. Fixismo

3. Criacionismo

COLUNA II

(   ) A harmonia existente entre os seres vivos e o meio em que vivem é o resultado de uma criação especial.

(    ) A adaptação é um processo dinâmico.

(    ) O criador planejou todas as espécies, dando-lhes características adaptativas para que vivam nos diferentes ambientes.

(    ) A adaptação é conseguida por meio de mudanças, na medida em que o meio muda, muda a espécie.

(    ) As espécies são imutáveis, aquelas encontradas na atualidade já existiam desde a origem do planeta.

Assinale a alternativa que contempla a associação correta entre as colunas.

a) 3, 1, 3, 1, 2.

b) 3, 1, 2, 1, 3.

c) 2, 3, 1, 1, 2.

d) 1, 1, 3, 1, 3.

e) 1, 2, 2, 3, 1.

05. (UEL) Duas espécies de gramíneas, pertencentes a gêneros diferentes, ambas com número cromossômico 2n = 28, foram cruzadas e criou-se um híbrido, também com 2n = 28, que florescia, mas não conseguia produzir sementes. Meristemas dessa geração de híbridos (F1) foram submetidos a um tratamento com colchicina, o que resultou em uma duplicação do número cromossômico, gerando plantas (F2) com 2n = 56, que por sua vez produziam sementes normalmente. De acordo com o texto e com os conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa que indica a causa mais provável para a infertilidade da F1, seguida de reprodução normal na F2:

a) O tratamento com colchicina removeu as barreiras químicas existentes nos dois conjuntos de cromossomos.

b) Durante a meiose ocorrida em F1, parte dos cromossomos foi eliminada, havendo multiplicação apenas do lote haploide de uma das espécies.

c) A primeira geração filial era infértil, em função de alelos incompatíveis, que foram seletivamente eliminados em F2.

d) A duplicação do número cromossômico permitiu a formação de 28 pares de cromossomos bivalentes, viabilizando a meiose.

e) A duplicação deu-se apenas com os cromossomos viáveis de cada espécie, e o número total foi completado com quebras cromossômicas.

06. (COVEST) “Um grande grupo de indivíduos, de uma única espécie, sofre dispersão por vários ambientes, nos quais atuam diferentes fatores de seleção natural, e, consequentemente, diferentes variações adaptativas são selecionadas em cada um desses ambientes. Diversas espécies são formadas, embora todas apresentem algumas características semelhantes, pelo fato de terem descendido de um ancestral comum”. Esse texto refere-se à ocorrência de:

a) Convergência adaptativa.

b) Oscilação genética.

c) Analogia genética.

d) Irradiação adaptativa.

e) Diversidade intraespecífica.

07. (UFMG) Analise do gráfico abaixo, em que está representado o efeito de duas aplicações de inseticida em uma plantação de cana-de-açúcar infestada de cigarrinhas:

07

Com base nas informações contidas gráfico e em outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que,

a) para ocorrer uma nova redução da população, é necessário mudar o tipo de inseticida ou a forma de controle da cigarrinha.

b) após a primeira aplicação do inseticida, se evidencia sua eficiência pela queda acentuada no número de cigarrinhas ocorrida nesse período.

c) depois da segunda aplicação do inseticida, os organismos resistentes se tornam mais numerosos que os sensíveis.

d) feita a primeira aplicação do inseticida, ocorre alteração no genótipo dos insetos sensíveis, o que resulta no decrescimento da população.

08. (PUC-RIO) Um problema sério de conservação da natureza está ligado ao tamanho de populações de animais ameaçados de extinção, como, por exemplo, o mico leão dourado. Que tipo de problema genético pode ocorrer quando uma população de uma espécie, com reprodução sexuada, sofre uma redução significativa no número de indivíduos?

a) O aumento da interação gênica.

b) O aumento da hibridização.
c) A diminuição da diversidade genética.

d) O aumento dos casos de albinismo.
e) O aumento no número de mutações.

09. (VUNESP) Os diagramas abaixo representam os caminhos evolutivos a partir de duas espécies hipotéticas (X e J), onde as setas indicam o sentido da evolução ao longo do tempo. Analise-os e indique a espécie que, provavelmente, vem há muito tempo apresentando um alto grau de adaptação ao seu ambiente.

09

a) X.

b) R.

c) N.

d) M.

e) J.

10. (COVEST) Quando se considera o processo evolutivo, se tem em mente que as populações experimentam um conjunto de mudanças ao longo do tempo. Sobre esse tema, analise as proposições abaixo.

I    II

0  0 – As mutações podem ser favoráveis, indiferentes ou desfavoráveis, dependendo do ambiente em que vivem os organismos mutados.

1  1 –  Casamento entre pessoas aparentadas (cruzamentos consanguíneos) aumenta a frequência de alelos deletérios na população.

2  2 – A seleção natural atua sobre a diversidade genética intraespecífica; os indivíduos mais bem-adaptados ao ambiente são selecionados.

3  3 – A semelhança entre a estrutura interna da asa do morcego e a do membro superior humano é indicativa do tipo de evolução denominado convergência adaptativa.

4  4 – O acaso pode provocar alterações significativas na frequência de diferentes alelos.

11. (PUC-MG)

“Quanto maior for a variabilidade genética de uma população, maior será a sua capacidade de se adaptar às adversidades do meio”.

Essa afirmação é:

a) Falsa, porque a variabilidade genética tem valor individual e não populacional.

b) Verdadeira, pois maior variabilidade genética indica maior capacidade de responder às mudanças ambientais.

c) Falsa, porque é o meio que determinará no indivíduo as mudanças genéticas necessárias e apropriadas ao aumento.

d) Verdadeira, porque corresponde aos preceitos elaborados por Lamarck na teoria do uso e desuso.

e) Questionável, pois não há evidências seguras do real valor da variabilidade genética.

12. (PUC-CAMPINAS) Os tipos de hemoglobina A (normal) ou siclêmica (S) são determinados por um par de alelos. Os genótipos e fenótipos possíveis são:

HbAHbA – pessoas normais

HbAHbS – pessoas com anemia atenuada

HbSHbS – pessoas com anemia grave (geralmente morrem na infância)

A condição heterozigótica HbAHbS torna o indivíduo mais resistente a um tipo de malária do que os indivíduos que são homozigóticos (HbSHbS; HbAHbA). Esse fato mostra que, em populações de regiões onde a incidência de malária é:

a) Pequena, a frequência do alelo HbS tende a diminuir, porque indivíduos HbAHbS chegam à idade reprodutiva e deixam descendentes.

b) Pequena e nas regiões onde é alta, as frequências dos dois alelos não se alteram, de acordo com o teorema de Hardy-Weinberg.

c) Pequena e nas regiões onde é alta, o alelo HbS tende a ser eliminado e o teorema de Hardy-Weinberg não é válido para elas.

d) Alta, o teorema de Hardy-Weinberg não é válido uma vez que HbS tende a ser eliminado, devido à morte de pessoas HbSHbS.

e) Alta, a frequência do alelo HbS tende a aumentar, pois aumenta a probabilidade de indivíduos HbAHbS deixarem descendentes.

13. (UEM) Identifique o que for correto sobre a teoria da evolução e sobre os fatores evolutivos.

I  II

0  0 – A teoria sintética da evolução, ou neodarwinismo, rejeita a ideia de que cada ambiente induz, seletivamente, as mutações necessárias para a adaptação dos organismos.

1  1 – Embora raros, ocorrem erros na replicação e na transcrição de genes eucarióticos, alterando a sequência de bases do produto. Entretanto, os erros de transcrição não constituem fonte de variabilidade genética para a seleção natural e para a evolução.

2  2 – A adaptação de algumas plantas à alternância de condições de seca e de alagamento é decorrência de reversões de mutações, em genes específicos, induzidas pelas mudanças de ambiente.

3  3 –  Para que a seleção natural aconteça em uma população, é necessário que existam indivíduos distintos, portadores de diferentes genótipos, com probabilidades diferentes de deixar descendentes para a geração seguinte.

4 4 – Uma população de soja se reproduz por autofecundação e é formada por indivíduos geneticamente iguais entre si e homozigóticos para todos os loci. Por seleção natural, essa população se tornará tolerante a um elemento químico tóxico se for cultivada, por algumas gerações, em terreno com o elemento tóxico presente.

14. (UPE) A figura abaixo ilustra um exemplo de prova anatômica da Evolução.

14

Assinale a alternativa que estabelece a relação correta entre um conceito e a sua representação.

a) Lei da recapitulação que caracteriza a ontogênese.

b) Lei do uso e do desuso que se refere aos órgãos vestigiais que perderam a função primitiva.

c) Analogia de órgãos que apresentam a mesma função.

d) Homologia de órgãos que apresentam a mesma origem embrionária.

e) Convergência adaptativa que relaciona ancestrais, ocupando o mesmo habitat.

15. (COVEST) A evolução biológica pode ser entendida como o conjunto de mudanças cumulativas que ocorrem ao longo do tempo e que se relacionam com as formas de adaptação dos seres vivos ao ambiente. Com relação a esse assunto, analise as proposições abaixo.

I    II

0   0 – Por mais diferenciados que sejam os ambientes, sempre existem os mesmos fatores de seleção natural; o que justifica a ocorrência de irradiação adaptativa durante a evolução.

1   1 – Dois animais de ancestralidades diferentes, que apresentam estruturas adaptadas a uma mesma função, evidenciam um caso de homologia, o qual conduz à convergência adaptativa.

2 2 – Rãs, crocodilos e hipopótamos, embora descendam de ancestrais diferentes, desenvolveram comportamentos similares e podem manter os olhos e as narinas alinhados, rentes à superfície da água. Representam um caso de homologia adaptativa.

3 3 – A asa da abelha é desprovida de estruturas ósseas internas, diferentemente das asas do morcego; ambas, adaptadas ao voo. Como são animais de ancestralidades diferentes, constituem um exemplo de analogia adaptativa.

4  4 – A semelhança entre a estrutura interna da asa do morcego e a do membro superior humano, mamíferos que descendem de um ancestral comum, evidencia um caso de homologia adaptativa.

16. (UPE) ­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­As afirmativas abaixo se referem à evolução.

I   II

0  0 – A reprodução sexuada,  do ponto  de vista  evolutivo,  é  mais importante que a reprodução assexuada, porque promove maior variabilidade genética.

1  1 – O conceito de  seleção  natural  aplica-se  a todos os  seres  vivos e é condição importante que exista diversidade genotípica.

2  2 – Para verificar se  dois grupos de animais  vivendo  isolados pertencem a uma mesma espécie, é fundamental verificar se os indivíduos desses grupos cruzam entre si e produzem descendentes férteis.

3 3 – Com respeito às mutações para verificar a influência das radiações no aumento da sua taxa, fez-se um experimento que está representado no gráfico a seguir e de que foi tirada a seguinte conclusão:

16.3.3

“à proporção que aumenta as radiações, aumenta a taxa de mutação nos animais expostos”.

4 4 – O principal fato no qual se baseou Lamarck para apresentar as suas Lei Evolucionistas, foi que cada espécie tem uma tendência de reproduzir e aumentar de número.

17. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0 0 – As frases: (I) “pela necessidade de viver em terra firme, os ovos dos répteis adquiriram casca, tornando-se resistentes à dessecação” e (II) “por terem desenvolvido ovos dotados de casca resistente à dessecação, os répteis puderam conquistar o ambiente terrestre”, estão relacionadas, respectivamente, com as teorias de Lamarck e Darwin.

1 1 – A frase: “a fim de poder suportar a intensa radiação solar nos trópicos, as células da pele humana adquiriram a capacidade de fabricar grande quantidade de melanina”, pode ser considerada Darwinista.

2 2 – Considerando as duas afirmações seguintes: (1) “o gafanhoto é verde porque vive na grama”; (2) “o gafanhoto vive na grama porque é verde”, pode-se concluir que a (1) cabe perfeitamente dentro da linha de raciocínio do Darwinismo, enquanto a (2) coincide com o raciocínio de Lamarck.

3 3 – Nas cianofíceas, a variabilidade genética é causada, principalmente, pela recombinação gênica.

4 4 – No processo evolutivo das populações naturais, as variações produzidas pelo meio ambiente, são importantes desde que sofram ação da seleção natural.

18. (FUVEST) No início do século XV um colonizador europeu levou uma pequena ninhada de coelhos para a ilha de Porto Santo, perto da Madeira. Lá não havia outros coelhos e nem predadores. Os coelhos se multiplicaram rapidamente. No século XIX um observador constatou que os coelhos de Porto Santo eram bastante diferentes do estoque europeu ancestral: seu tamanho era menor, o padrão de cor era diferente, e seus hábitos eram mais noturnos. Atualmente, cruzando-se estes coelhos com os europeus não há produção de descendentes. É possível afirmar corretamente que:

I II

0 0 – O fenômeno da mutação foi o responsável pelas diferenças encontradas entre os coelhos europeus e os de Porto Santo.

1  1  – A situação relatada no texto é um exemplo de evolução biológica.

2 2 – Os coelhos da ilha de Porto Santo constituem atualmente uma espécie diferente das espécies europeias.

3 3 – Se fosse levada para a Europa uma ninhada de coelhos de Porto Santo, esses animais desenvolveriam características morfológicas idênticas às dos coelhos europeus.

4 4 – Como não havia predadores em Porto Santo, no século XV, a população de coelhos não sofreu seleção natural ao longo do tempo.

19. (CESGRANRIO) Em sua viagem às ilhas Galápagos, Darwin observou as diferentes espécies de tentilhões que as habitam. Percebeu que a principal diferença entre elas estava na forma do bico e que esta forma se relacionava ao tipo de alimento disponível para as aves de cada uma das ilhas. A respeito do processo de evolução dos tentilhões a partir de um ancestral comum, fazem-se as seguintes afirmações.

I. Mutações diferentes ocorreram em cada ilha, determinadas pela necessidade de as aves se adaptarem ao alimento disponível.

II. Em cada ilha, a seleção natural eliminou os mutantes não adaptados.

III. Mutações foram-se acumulando nas populações de cada ilha, e as aves tornaram-se tão diferentes, que se estabeleceu o isolamento reprodutivo.

Assinale a(s) afirmativa(s) correta(s):

a) Apenas I.

b) Apenas I e II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III .

e) I, II e III.

20. (UPE) Entre as afirmativas abaixo, distinga aquela(s) que está(ão) fundamentada(s) nos postulados da Teoria de Darwin.

I   II

0  0 – Os organismos vivos produzem grandes quantidades de unidades reprodutivas, no entanto o número de indivíduos permanece, na maioria das espécies, mais ou menos constante.

1   1 – Os organismos de uma população natural são diferentes entre si, apresentando variações na forma e no comportamento.

2  2 – O uso de diferentes partes do corpo faz com que estas se desenvolvam, e o desuso faz com que atrofiem.

3  3 – Os caracteres benéficos adquiridos por um organismo durante sua vida seriam transmitidos aos seus descendentes.

4  4 – Certas características dos seres vivos poderiam contribuir para a sua sobrevivência e reprodução num determinado ambiente. Quando ausentes, elas tornam os indivíduos desfavoráveis à sobrevivência, podendo levá-los à extinção.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 2 de novembro de 2016

TESTES DE REPRODUÇÃO (10)

01. (COVEST) A figura a seguir representa um modelo esquemático da espermatogênese. Assinale a alternativa correta.

01

a) Em I e II temos um processo mitótico, pois a divisão reducional já ocorreu na formação das espermatogônias.

b) Em I, temos um processo mitótico e, em II, a la divisão meiótica, para a definição do lote cromossômico nos gametas que serão formados.

c) Em I e II, temos um processo mitótico, pois nesta fase é necessária somente a produção de um grande número de células.

d) Em I, temos a 1a divisão da meiose e em II, a 2a divisão meiótica.

e) Em I, temos o fim de um processo meiótico iniciado  ainda na formação das espermatogônias e, em II, um processo mitótico, exclusivamente.

02. (PUC-MG) O esquema a seguir se refere à variação nos níveis de alguns hormônios femininos, durante um “ciclo” com fecundação.

02

Assinale a alternativa que melhor relaciona correta e respectivamente os hormônios indicados pelos números I, II, III e IV.

a) Estrogênio, Progesterona, Ocitocina, Prolactina.

b) FSH, LH, Progesterona, Estrogênio.

c) Progesterona, Gonadotrofina coriônica, Prolactina, Ocitocina.

d) Estrogênio, Progesterona, Ocitocina, FSH.

e) LH, Estrogênio, Ocitocina, Prolactina.

03. (IFAL) Analise as informações abaixo sobre a gametogênese masculina.

I. As espermatogônias se multiplicam através de mitoses.

II. Cada espermatócito primário origina quatro espermátides.

III. As espermátides sofrem processos de diferenciação, transformando-se em espermatozoides.

IV. O flagelo do espermatozoide é formado a partir do complexo de Golgi.

Conclui-se que estão corretas:

a) I e III apenas.

b) III e IV apenas.

c) II, III e IV.

d) I, III e IV.

e) I, II e III.

04. (UFV) Responda esta questão com base na figura abaixo, que representa as relações existentes entre a adenoipófise e o ovário, durante o ciclo ovariano.

04

I   II

0 0 – As substâncias A e B são, respectivamente, hormônios folículo-estimulante (FSH) e luteinizante (LH).

1   1 – A principal função de A é promover a maturação dos folículos ovarianos.

2  2 – C e E  são denominados,  respectivamente,  folículos jovem  (imaturo)  e maduro.

3  3 – O processo F é chamado ovulação.

4 4 – G é o corpo lúteo, que produz progesterona, hormônio importante na manutenção da gravidez.

05. (PUC-PR) Assinale a opção que indica as funções da placenta humana:

05

a) Permitir o fluxo direto de sangue do filho para a mãe, que é a responsável pela eliminação de gás carbônico e de excretas fetais.

b) Proteger o feto contra traumatismos, permitir a troca de gases e sintetizar os leucócitos do feto.

c) Permitir o fluxo direto de sangue entre a mãe e o filho e a eliminação dos excretas dissolvidos.

d) Proteger o feto contra traumatismos, permitir a troca de gases e sintetizar as hemácias do feto.

e) Permitir a troca de gases e nutrientes e a eliminação dos excretas fetais dissolvidos.

06. (UFMG) Observe a figura.

06

Com relação ao comportamento representado na figura, pode-se afirmar que ele:

a) Depende do hormônio paratireoideano.

b) Ocorre em qualquer fase da vida da animal.

c) Representa a fecundação e desenvolvimento internos..

d) Resulta em eliminação simultânea de gametas.

e) Resulta em maior proteção da prole.

07. (IFSudeste) As afirmações abaixo são relativas à reprodução humana.

I. Durante o período da menstruação, o óvulo não fecundado é liberado juntamente com a parede do endométrio.

II. Os espermatozoides são armazenados no epidídimo, estrutura localizada na bolsa escrotal.

III. Coito interrompido e tabelinha são exemplos de métodos contraceptivos muito eficientes, sendo recomendados pela Organização Mundial da Saúde.

IV. Testículos e ovários são exemplos de gônadas, masculina e feminina, respectivamente.

Podemos afirmar que está correto o que se declara em:

a) I e II, apenas.

b) I, II e III, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) I, II e IV, apenas.

e) III e IV, apenas.

08. (UNINASSAU) A imagem a seguir representa o que é chamado de “tabelinha”, método anticoncepcional baseado no ciclo menstrual.

08

Sobre o ciclo menstrual e a liberação de hormônios durante cada período, identifique a alternativa certa.

a) A figura representa um ciclo menstrual médio de 28 dias. O início do ciclo é representado pela menstruação (1) e o período fértil vai da formação do óvulo até sua liberação (2).

b) O dia da ovulação é baseado em 16 dias antes do ciclo, dando início ao período de fertilidade. Nesse período há uma grande liberação de estradiol e progesterona, hormônios sexuais femininos.

c) No início do ciclo há liberação de FSH pela hipófise. Este hormônio estimula o amadurecimento dos folículos ovarianos. Normalmente apenas um folículo se desenvolve completamente.

d) Ao final do período fértil há uma alta produção de progesterona pelo corpo albicans, estimulando o desenvolvimento do endométrio.

e) Caso haja fecundação do óvulo, o próprio endométrio passa a produzir progesterona, mantendo assim sua formação até a nidação.

09. (UFAL) A figura abaixo mostra o ciclo de vida de um cnidário.

09

Resultam de processo assexuado apenas:

a) I, II e III.

b) I, II e IV.

c) I, III e V.

d) II, III e IV.

e) III, IV e V.

10 (UFF) No esquema abaixo, os números 1, 2, 3 e 4 indicam os períodos da gametogênese. No quadro a seguir, relaciona-se o número indicado no esquema e na coluna da esquerda à respectiva descrição da gametogênese, na coluna da direita.

10

 

Indique a opção que apresenta a sequência correta da numeração:

a) 1, 2, 3, 4.

b) 1, 4, 2, 3.

c) 2, 1, 4, 3.

d) 3, 4, 1, 2.

e) 4, 1, 2, 3.

11. (UEM) Sobre a reprodução animal, assinale o que for correto.

01. Os animais podem ser dioicos ou monoicos. Os dioicos apresentam os dois sexos em um mesmo indivíduo. Os monoicos apresentam sexos separados.

02. A partenogênese ocorre em alguns grupos de invertebrados e de vertebrados.

04. Os insetos e as aves são exemplos de animais que apresentam fecundação interna.

08. Os moluscos podem ser dioicos ou monoicos, com desenvolvimento direto ou indireto.

16. O desenvolvimento animal compreende três etapas principais: a multiplicação celular, a diferenciação celular e a morfogênese.

32. Entre os mamíferos, há exemplos de animais com desenvolvimento embrionário externo, mas, na maioria dos mamíferos, o embrião completa esse desenvolvimento no interior do útero materno.

64. Os cnidários reproduzem–se somente de forma sexuada, por alternância de geração ou metagênese.

Soma das alternativas corretas

12. (UFPel) Células-tronco ovarianas?

A máxima “ovários não produzem novos gametas” começou a ruir a partir de 2004, quando se mostrou que, pelo menos em camundongos, o ovário mantinha um estoque de células diferenciadas que podiam gerar óvulos, as Células-Tronco Ovarianas (CTOs). Em 2009, um experimento mostrou que óvulos produzidos a partir das CTOs deram origem a filhotes saudáveis. Há CTOs em mulheres adultas em fase reprodutiva, e essas células são capazes de gerar ovócitos e esses se tornarem óvulos. Em humanos, por questões legais e éticas dos EUA, não foi possível fertilizar as CTOs para a produção de embriões.

Revista Ciência Hoje, nº 291, vol. 49, Abril 2012. [Adapt.]

12

Analise as afirmativas:

I. A ovogênese se inicia no período embrionário, quando as células germinativas primordiais (2n) se dividem por meioses sucessivas, formando as ovogônias.

II. Após a puberdade, geralmente uma vez por mês a mulher forma um óvulo. Porém isso só vai acontecer se a meiose II for finalizada.

III. As CTOs são células 2n que têm a capacidade de gerar novos ovócitos. Em condições experimentais, óvulos produzidos a partir de CTOs foram capazes de gerar novos seres vivos.

IV. Para cada ovogônia, apenas um óvulo é formado. Ele, assim como os glóbulos polares, resultantes do processo da meiose, são células haploides.

Estão corretas:

a) Apenas I, a II e a III.

b) Apenas III e a IV.

c) Apenas II, a III e a IV.

d) Apenas II e a IV.

e) Apenas I e a IV.

13. (UECE) A reprodução humana envolve a união de um ovócito a um espermatozoide e cada uma dessas células traz a metade da informação genética de tal maneira que a nova célula, um zigoto, recebe a qualidade e a quantidade genéticas necessárias para direcionar o desenvolvimento de um novo ser humano. Do conceito, da organização e dos mecanismos do sistema reprodutor humano, assinale a opção correta.

a) Ovários são gônadas femininas que se localizam no interior da cavidade abdominal, nos lados direito e esquerdo do útero, tendo como função a produção de óvulos e hormônios (estrógeno e progesterona).

b) Quando uma menina nasce, apresenta no córtex cerca de 400.000 folículos que totalizam aproximadamente 400.000 folículos ovarianos. Este número cai para 10.000 na puberdade e zero na menopausa.

c) Canal deferente conduz os espermatozoides do epidídimo até o canal ejaculador e depois à uretra. É no canal deferente, que os espermatozoides desenvolvem os seus flagelos.

d) Quando inicia a liberação do hormônio ICSH, produzido pela hipófise, inicia a puberdade, aproximadamente por volta dos 12 anos. O ICSH secretado na corrente sanguínea atuará sobre as células de Cowper, produzindo a testosterona.

14. (UFSC) Depois de maduras, as plantas fanerogâmicas florescem. As flores são os elementos que possibilitam a reprodução sexuada. Elas exibem uma imensa diversidade de formas, cores, tamanhos e aromas. A partir da análise da figura abaixo e das características estruturais e funcionais das flores, assinale a(s) proposição(ões) verdadeira(s).

14

01. Em I, temos a estrutura floral típica das angiospermas.

02. Em A e B temos, respectivamente, o cálice e a corola, que são acessórios que protegem C e D, além de serem elementos de atração de animais, principalmente insetos e pássaros.

04. A figura II representa a antera em corte transversal, mostrando os sacos polínicos que encerram os grãos de pólen.

08. Nas figuras II e III, está representado o processo de polinização, que ocorre depois da fecundação.

16. Em III, temos a representação esquemática do gineceu, formado pelo pistilo, cuja parte principal é o óvulo, que origina e aloja o ovário.

32. Em III, a letra E representa o óvulo, contendo o saco embrionário, que aloja o gameta feminino denominado oosfera.

Soma das alternativas corretas:

15. (OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA) Utilize o esquema abaixo para responder esta questão.

15

A seta 4 aponta para uma importante estrutura deste ciclo reprodutivo, sobre esta estrutura pode se afirmar que:

a) Sua fecundação dará origem a tecido triploide (3n) que terá função de nutrição.

b) Sua fecundação dará origem a tecido triploide (3n) que terá função de proteção.

c) Sua fecundação dará origem ao embrião.

d) Sua fecundação dará origem a nucela.

e) Seu número determinará se a planta é Monocotiledônea ou Dicotiledônea.

16. (UECE) As plantas se reproduzem por alternância de gerações. Assim sendo, podemos afirmar:

a) As briófitas apresentam a geração esporofítica mais desenvolvida que a gametofítica.

b) Os soros das samambaias produzem anterídios e oosferas, os quais dependem da água para ocorrer a fecundação.

c) Nas gimnospermas são produzidos dois tipos de esporos: os micróporos a partir dos quais se desenvolve o gametófito masculino e os megásporos a partir dos quais se desenvolve o gametófito feminino.

d) Nas angiospermas a fecundação ocorre no esporófito, independendo assim de gametófitos, para que se complete o processo de reprodução sexuada.

17. (UEM) O Reino Plantae engloba seres autotróficos que apresentam tecidos e órgãos bem diferenciados. Sobre as plantas, assinale o que for correto.

01. A alternância de gerações, com uma fase esporofítica e outra gametofítica, é uma característica do ciclo de vida das plantas.

02. Em todos os grupos de plantas, na geração gametofítica, iniciada com a germinação dos esporos, ocorre a formação dos gametas diploides, que se fundem formando o zigoto haploide, que se desenvolve originando o esporófito.

04. O esporófito, que cresce sobre o gametófito, corresponde à geração mais desenvolvida, macroscópica, independente e predominante em todos os grupos de plantas.

08. As briófitas são plantas avasculares que apresentam reprodução sexuada e não produzem sementes.

16. As pteridófitas são plantas vasculares que não produzem sementes, mas apresentam a reprodução sexuada.

32. As gimnospermas e as angiospermas são plantas vasculares que apresentam reprodução sexuada com produção de sementes.

64. Micrósporos e megásporos são estruturas presentes nas flores de todas as plantas vasculares.

Soma das alternativas corretas:

18. (UFLA) Apresentam-se a seguir quatro proposições sobre a reprodução das pteridófitas:

I. Algumas pteridófitas produzem dois tipos de esporos, o megásporo e o micrósporo, e por isso são chamadas heterosporadas.

II. A fase duradoura do ciclo de vida das pteridófitas é o esporófito, que se origina da multiplicação mitótica do zigoto.

III. Todas as pteridófitas são homósporas (isósporas) e produzem apenas um tipo de esporo.

IV. Nas samambaias, os esporângios se formam na superfície inferior da folha.

Assinale a alternativa em que a(s) proposição(ões) indicada(s) apresenta(m) todas as afirmativas corretas.

a) Apenas as proposições I e IV estão corretas.

b) Apenas as proposições II e III estão corretas.

c) Apenas as proposições II, III e IV estão corretas.

d) Apenas as proposições I, II e IV estão corretas.

19. Responda esta questão com base no diagrama abaixo, que representa a alternância de gerações no ciclo de vida dos vegetais:

19

I   II

0  0 – Na etapa I ocorre meiose.

1  1 – Na etapa II ocorre mitose.

2 2 – As etapas III e IV, nas angiospermas, correspondem ao desenvolvimento de algumas células que ficam no interior da flor.

3 3 – Nas angiospermas, a parte verde e permanente da planta é o esporófito, nos musgos é o gametófito.

4 4 – Na etapa III, por mitose, ocorre a formação das células que darão origem a novos musgos.

20. (PUC-MG) Considerando o esquema como a reprodução de uma leguminosa, marque a opção incorreta.

20

a) Observando-se o esquema, pode-se afirmar que a flor é monóclina.

b) Pelo tipo de fecundação que ocorrerá, pode-se dizer que se trata de uma angiosperma.

c) Há nos esquemas tanto células haploides quanto diploides.

d) O fruto formado será carnoso, e a dispersão de sua semente será por anemocoria.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE ECOLOGIA (VII)

01. (MACKENZIE) Um ecossistema pode ser representado sob a forma de pirâmides ecológicas de três tipos: de número, de biomassa e de energia. A esse respeito, são feitas as seguintes afirmações:

I. Em todas elas, os produtores ocupam a sua base.

II. Em um ecossistema equilibrado, a pirâmide de energia sempre apresenta a base maior do que o topo.

III. A pirâmide de número nunca se apresenta na forma invertida.

IV. Os decompositores não são mostrados na pirâmide, pois não representam parcela importante no ecossistema.

Assinale se estão corretas, apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) II e IV.

02. (UEM) A facilidade de transporte contribui para a introdução de espécies exóticas nos ecossistemas naturais. Nesse sentido, assinale a alternativa incorreta.

a) A introdução de espécies exóticas pode provocar a extinção de espécies naturais.

b) A introdução de espécies exóticas pode provocar alterações nas cadeias alimentares.

c) A introdução de espécies exóticas pode provocar a competição por recursos naturais como alimentos e água.

d) A introdução de espécies exóticas pode levar ao estabelecimento de novos nichos ecológicos.

e) A introdução de espécies exóticas não altera as características bióticas dos ecossistemas.

03. (UPE) Observe o quadrinho abaixo.

03

A respeito do homem, pássaro beija-flor e morcego e seus modos de vida no ambiente, assinale a alternativa correta.

a) Beija-flor – alimenta-se, sugando o néctar das flores e é agente polinizador – é um mutualista com vegetal, interação ecológica definida como sociedade.

b) Morcego e beija-flor – originários da Mata Atlântica – apresentam mesmo habitat e nicho ecológico.

c) Homem – tem alimentação variada (frutas, cereais, ovos, leite e carne) – é um produtor na cadeia alimentar.

d) Beija-flor – alimenta-se, sugando o néctar das flores – é um consumidor primário na cadeia alimentar.

e) Morcego – hematófago – é um parasita animal do mesmo modo que o beija-flor é um parasita vegetal.

04. (UEPB) Analise as seguintes afirmações:

I. Plâncton é o conjunto de organismos com deslocamento predominante ativo, na superfície de ecossistemas aquáticos, ou cuja capacidade de locomoção é suficiente para vencer o deslocamento das massas de água (correntes e marés).

II. Chama-se bentos aos organismos que vivem no substrato, fixos ou não, em contraposição com os pelágicos, que vivem livremente na coluna de água.

III. A produtividade primária em um ecossistema pode ser avaliada de várias formas. Nos oceanos, um dos métodos para medir a produtividade primária utiliza garrafas escuras, totalmente cheias de água do mar, fechadas e mantidas em ambiente iluminado.

IV. Chama-se nécton ao conjunto dos animais aquáticos que se movem livremente na coluna de água, com o auxílio dos seus órgãos de locomoção: as barbatanas ou outros apêndices. Fazem parte deste grupo os peixes, a maioria dos crustáceos, os mamíferos marinhos e outros – pelo menos quando adultos, uma vez que as suas larvas podem ser planctônicas.

Das afirmações acima:

a) Apenas I, II e IV estão corretas.

b) Apenas I está correta.

c) Apenas I e III estão corretas.

d) Apenas II e IV estão corretas.

e) Apenas III e IV estão corretas.

05. (PUC-RS) Captada do solo, a sílica impregna as paredes das células das gramíneas aumentando a dureza das folhas. Para avaliar a importância ecológica da sílica na defesa das gramíneas contra o ataque de herbívoros invertebrados, um pesquisador cultivou essas plantas em solo com e sem sílica, expôs as plantas a herbívoros invertebrados e, finalmente, avaliou suas folhas medindo a impregnação de sílica e o grau de destruição causado pelos predadores. Com essa pesquisa, seria correto concluir acerca

a) Da competição entre os herbívoros invertebrados pelas plantas sem sílica.

b) Do direcionamento das raízes das gramíneas do solo sem sílica para o solo com sílica.

c) Da abrasão do aparato mastigador dos herbívoros invertebrados causado pelas folhas com sílica.

d) Da interferência que o solo suplementado com sílica causa no nível de predação pelos herbívoros invertebrados.

e) Do dano causado pela ingestão de sílica ao aparato digestório dos herbívoros invertebrados

06. (UEM) A ecologia é multidisciplinar, pois envolve diversos ramos do conhecimento. Além da biologia, da física e da química, também as ciências econômicas e sociais, entre outras, têm que ser integradas, para que se possa entender a incrível complexidade das relações existentes no Planeta Terra. Considerando essa interdisciplinaridade, assinale o que for correto.

01. A energia armazenada na biomassa dos produtores, medida durante um determinado intervalo de tempo, constitui a chamada produtividade primária bruta.

02. A proliferação do vírus HIV, causador da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), deve-se, também, às questões sociais pelas quais passa a humanidade, como algumas viciações.

04. O controle biológico da lagarta da cana-de-açúcar, exercido pelo Hymenoptera do gênero Apanteles constitui uma relação harmônica conhecida como predação.

08. A eutrofização pode ser decorrente da ação antrópica, como despejos de grandes quantidades de compostos nitrogenados e fosforados que alcançam os corpos de água.

16. Na cultura de soja, podem-se observar insetos diversos, tais como: lagartas e percevejos herbívoros; percevejos e vespas predadores; vespas e moscas parasitas. Devido ao grau de parentesco desses insetos, pode-se afirmar que ocupam o mesmo habitat e o mesmo nicho ecológico.

32. A temperatura ambiental é uma condição ecológica decisiva na distribuição dos seres vivos pelo Planeta Terra. O homem não interfere na temperatura ambiental, pois essa é regida, exclusivamente, pelas radiações solares.

64. A intensa utilização do carvão e do petróleo como fontes energéticas favoreceu o desenvolvimento da atividade industrial em muitos países, todavia trouxe uma série de problemas de impacto ambiental. Devido à queima desses combustíveis, a concentração de gás carbônico no ar aumenta, pois restitui à atmosfera átomos de carbono que ficaram fora de circulação durante, até, milhões de anos.

Soma das alternativas corretas:

07. (UFG) Considere duas populações de espécies diferentes de animais que possuem vida relativamente longa. A espécie I gera pequena prole com alta porcentagem de sobreviventes de recém-nascidos (RN) e de jovens (J), com maior taxa de mortalidade na fase adulta (A). A espécie II gera prole numerosa com alta porcentagem de mortalidade entre recém-nascidos. Qual figura representa as curvas de crescimento populacional dessas duas espécies?

07

08. (UEPB) “Assim como um indivíduo cresce ganhando peso, uma população cresce ganhando indivíduos”. O controle do crescimento populacional é hoje um dos assuntos-chave da sociedade moderna e uma das ferramentas clássicas da ecologia. Sobre esse tema afirma-se:

I. As populações aumentam devido a nascimento e diminuem devido a mortes.

II. O tamanho das populações também muda em razão dos deslocamentos de indivíduos.

III. Populações aumentam quando novos indivíduos chegam, ou seja, emigram.

IV. Populações aumentam quando indivíduos residentes partem, ou seja, emigram.

Considerando-se a informação acima e outros conhecimento sobre o assunto, são incorretas as afirmativas.

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) IV e I.

e) II e IV.

09. (UFAL) Na figura abaixo, a linha contínua representa o crescimento real de uma população de veados Odocoileus, numa certa região geográfica, após uma campanha de combate a seus predadores naturais, a saber, lobo, puma e coiote. A linha pontilhada representa a expectativa de crescimento dessa população, caso os seus predadores não tivessem sido eliminados. Considerando esses resultados e correlacionando-os com o conhecimento sobre relações ecológicas na natureza, analise as proposições que se seguem.

09

1. Tanto as relações ecológicas positivas quanto as negativas são importantes para a manutenção do equilíbrio nas comunidades naturais.

2. A estreita correlação entre as flutuações no tamanho das populações de predadores e de presas é da maior importância para a sobrevivência de ambas.

3. O combate aos predadores se constitui em eficiente meio para aumentar o crescimento populacional, a julgar pela espécie de veado.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 2 e 3.

b) 1, apenas.

c) 1 e 2, apenas.

d) 3, apenas.

e) 1 e 3, apenas.

10. (UEM) Identifique o que for correto.

01. As chuvas ácidas formadas a partir dos poluentes atmosféricos SO2 e NO2 provocam danos à vegetação, contaminam solo e água e corroem construções e monumentos.

02. Na protocooperação, a união entre os organismos é obrigatória e permanente.

04. Em uma região de intenso garimpo de ouro, o mercúrio concentra-se mais no fitoplâncton do que nos peixes carnívoros.

08. Baleias e tubarões são organismos bentônicos de ecossistemas marinhos.

16. A resistência do meio ou resistência ambiental, definida como o conjunto de fatores que limitam o crescimento de uma população, decresce  proporcionalmente com o aumento da densidade  populacional.

Soma das alternativas corretas:

11. (UEPG) As relações alimentares nos ecossistemas podem ser descritas de forma mais completa pelas teias alimentares. A respeito desse tema, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – Na representação da teia alimentar, as setas sempre vão da espécie que serve de alimento para a que utiliza esse alimento. Exemplificando com uma lagoa: as mesmas plantas aquáticas que servem de alimento para caramujos podem nutrir peixes herbívoros. Os peixes carnívoros comem não apenas caramujos, mas também os peixes herbívoros e pequenos crustáceos. Os peixes, tanto os herbívoros, como os carnívoros, servem de alimento para as aves da margem. A teia alimentar representada nessa lagoa nada mais é do que o conjunto de várias cadeias alimentares entrelaçadas.

1   1 – Duas espécies de animais ou de plantas podem ter exatamente o mesmo nicho ecológico por muito tempo. Eles se adaptam completamente e passam a viver em mutualismo.

2  2 – Quando duas espécies de animais têm o mesmo nicho ecológico por muito tempo, as duas espécies competem em todos os níveis, o que leva uma delas a desaparecer, cedendo lugar à outra.

3  3 – Na ideia de nicho ecológico estão incluídas informações como: o que o organismo come, onde, como e a que momento do dia isso ocorre, quais são seus inimigos naturais, de que forma e em que época do ano se reproduz, enfim, todas as informações sobre a função da espécie no ecossistema.

4  4 – O princípio de Gause é reforçado por várias observações na natureza. Percebe-se, por exemplo, que os nichos ecológicos costumam ser bastante especializados, de modo que espécies diferentes não podem coexistir sem que o nível de competição entre elas se torne insustentável.

12. (CEFET-MG) O gráfico abaixo representa a curva de crescimento de uma população, a partir de um pequeno número de indivíduos iniciais.

12

Ao conjunto de fatores que limitam o crescimento de uma população, dá-se o nome de:

a) Potencial biótico.

b) Índice de fertilidade.

c) Resistência do meio.

d) Carga biótica máxima.

e) Taxa de crescimento relativo.

13. (FUVEST) Uma pequena quantidade da levedura Saccharomyces cerevisae foi inoculada em um tubo de ensaio, contendo meio apropriado. O desenvolvimento dessa cultura está representado no gráfico abaixo.

13

Para explicar o comportamento da população de leveduras, após o tempo T, foram levantadas três hipóteses:

1. A cultura foi contaminada por outro tipo de microrganismo originando competição, pois esperado seria o crescimento contínuo da população de leveduras.

2. O aumento no número de indivíduos provocou diminuição do alimento disponível, afetando a sobrevivência.

3. O acúmulo dos produtos excretados alterou a composição química do meio, causando a morte das leveduras.

Entre as três hipóteses, podemos considerar plausível(eis) apenas

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 1 e 2.

e) 2 e 3.

14. (UEPA) Considerada a matéria-prima do próximo século, a soja é uma leguminosa (1) que compõe a dieta alimentar dos brasileiros, fornece matéria-prima para composição de ração animal, e é amplamente utilizada em produtos como o biodiesel (2), lubrificantes, tintas, plásticos e cosméticos. No entanto, para o seu cultivo, extensas áreas do bioma Amazônia (3) são convertidas em campos agrícolas de soja.

(Fonte: Folha de São Paulo, Caderno Mais!, Maio/2009)

Sobre os termos acima destacados, afirma-se que:

I. O cultivo do número 1 interfere no ciclo do carbono, aumentando a produtividade de diversas culturas agrícolas.

II. A produção do número 2 é uma alternativa viável para suprir as necessidades energéticas do Brasil e do mundo.

III. Desmatamentos ou queimadas no número 3 geram processos de sucessão ecológica secundária.

IV. O número 3 apresenta poucos endemismos, é caracterizado por vegetação xeromórfica, bem representada por florestas de cocais.

De acordo com as afirmativas acima, a alternativa correta é:

a) I e II.

b) II e III.

c) I, II e III.

d) I, III e IV.

e) I, II, III e IV.

15. (UFC) Em um pequeno experimento, um estudante montou algumas hortas contendo terra, folhas secas e madeira morta. Nestes locais ele plantou várias hortaliças. Com o passar do tempo, o estudante percebeu que pequenos cogumelos apareciam na madeira morta e nas folhas secas que estavam depositadas no chão. Temendo que isso pudesse matar as plantas, ele adicionou fungicida na horta matando apenas os fungos. Ao fazer isso, que consequência ocorrerá para as hortaliças?

a) A quantidade de herbívoros que se alimentam das hortaliças aumentará.

b) A disponibilidade de nutrientes para as hortaliças será menor.

c) A umidade do solo onde as hortaliças ocorrem reduzirá.

d) As folhas das hortaliças crescerão mais rapidamente.

e) As hortaliças adquirirão resistência a fungos.

16. (UNIMONTES) Uma pequena região onde há intercâmbio de matéria e de energia entre seus elementos pode ser considerada um ecossistema. A figura abaixo ilustra um ecossistema terrestre. Analise-a.

16

Considerando a figura e o assunto relacionado com ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa incorreta.

a) As espécies pertencentes a X ocupam o mesmo nicho ecológico.

b) Em Y, observa-se uma relação interespecífica.

c) X, Y e Z são denominados comunidades.

d) Em Z, ocorrerá entre as espécies o princípio da exclusão competitiva.

17. (UESPI) Considerando a curva de crescimento populacional mostrada abaixo, assinale a alternativa correta.

17

a) O potencial biótico de uma população é determinado pela capacidade mínima de seu crescimento.

b) O crescimento real de uma população pode ser representado por uma curva contínua ascendente, ao longo do tempo.

c) A curva de crescimento real pode, eventualmente, superar, em número de indivíduos, a curva de potencial biótico.

d) A carga biótica máxima do ambiente é dada pelo limite máximo de indivíduos que o ambiente suporta.

e) Fatores de resistência do meio, como a oferta ilimitada de alimento e espaço, impedem o crescimento da população.

18. (MACK) Em uma saída a campo, os alunos do curso de Biologia tiveram, como tarefa, demarcar uma área de 100 m2, próxima a uma mata, e determinar as densidades demográficas dos vários grupos vegetais e animais encontrados nessa área. Os organismos encontrados e suas quantidades estão relacionados abaixo.

Musgos – 20 indivíduos (mesma espécie)

Samambaias – 6 indivíduos (mesma espécie)

Pinheiros – 4 indivíduos (mesma espécie)

Tatuzinhos-de-jardim – 2 indivíduos (mesma espécie)

Minhocas – 2 indivíduos (mesma espécie)

Ácaros – 3 indivíduos (mesma espécie)

Nessa área, as densidades demográficas das plantas criptógamas, das plantas fanerógamas e dos artrópodes são, respectivamente:

a) 0,26; 0,04 e 0,05.

b) 0,10; 0,04 e 0,05.

c) 0,26; 0,04 e 0,03.

d) 0,10; 0,04 e 0,02.

e) 0,04; 0,26 e 0,05.

19. (UEPB) São melhores indicadores das condições ambientais as espécies que:

a) Migram constantemente e, dessa maneira, podem ser encontradas facilmente.

b) Em determinado ambiente, são mais numerosas que outras.

c) Têm ampla distribuição geográfica e, portanto, podem ser encontradas facilmente.

d) Têm pequenos limites de tolerância às variações das condições ambientais.

e) Sofrem várias mudanças durante seus ciclos de vida.

20. (COVEST) As plantas do semiárido nordestino realizam uma série de adaptações morfofisiológicas para sobreviverem ao ambiente seco e árido. Sobre estas adaptações, é correto fazer as seguintes afirmações.

I  II

0  0 – Apesar do clima seco, a regularidade da precipitação pluviométrica no semiárido, mostrada no gráfico abaixo, é a principal responsável pela sobrevivência das plantas.

20a

1 1 – A caatinga representa um bioma típico do semiárido e rico em biodiversidade, caracterizado por uma vegetação xerófita, que perde a folhagem durante a estação seca.

2  2 – As adaptações morfofisiológicas observadas abaixo no Mandacaru são folhas modificadas para diminuir a perda de água por evaporação.

20b

3 3 – A presença de cutícula espessa e de tricomas na epiderme foliar são adaptações que conservam a umidade nos períodos sem chuva.

4  4 – Plantas xerófitas possuem um número maior de estômatos, em comparação com plantas não xerófitas, o que constitui uma vantagem em ambientes secos.

gab

 

 

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE POLUIÇÃO (VI)

01. (IFSuldeMinas) Cada vez mais, ouvem-se opiniões acerca dos desequilíbrios ambientais e uma opinião muito recorrente recai sobre o risco de esse desequilíbrio ocasionar o aumento do nível dos oceanos, causando inundações nas cidades litorâneas. A opção que indica corretamente o desequilíbrio associado à sua causa, capaz de ocasionar esse tipo de consequência é o:

a) Efeito Estufa, devido ao elevado uso de gases à base de Cloro, Flúor e Carbono.

b) Efeito Estufa, ocasionado principalmente pela elevação do gás carbônico na atmosfera, que é eliminado pela maioria dos veículos automotores, queimadas e indústrias.

c) Buraco na Camada de Ozônio, proveniente da emissão excessiva de gás carbônico.

d) Buraco na Camada de Ozônio, em razão o uso de gases a base de Cloro, Flúor e Carbono.

02. (OBJETIVO-SP)

02

Analise as afirmações:

I. O aquecimento global causado pelo efeito estufa é consequência da absorção direta da energia solar pelo CO2(g) acumulado na atmosfera.

II. A quantidade de matéria de CO2, em 6 milhões de toneladas, é superior a 1,0 x 1011 mol.

III. O processo de transformação de CO2 em carboidratos por algas, como as diatomáceas, é exoenergético.

Dados: Quantidade de matéria: n = m/M, sendo m: massa; M: massa molar.

Massa molar do CO2 = 44g/mol.

1 tonelada = 106 gramas.

Está(ão) correta(s):

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e III, apenas.

e) II e III, apenas.

03. (UEMA) O documento Zero da ONU para a Rio+20 é ainda refém do velho paradigma da dominação da natureza para extrair dela os maiores benefícios possíveis para os negócios e para o mercado. Através dele e nele, o ser humano deve buscar os meios de sua vida e de subsistência. A economia verde radicaliza esta tendência, pois, como escreveu o diplomata e ecologista boliviano Pablo Sólon, ela busca não apenas mercantilizar a madeira das florestas, mas também sua capacidade de absorção de dióxido de carbono. Tudo isso pode se transformar em bônus negociáveis pelo mercado e pelos bancos.

Disponível em: <http://www.jb.com.br/leonardo-boff/noticias&gt;. Acesso em: 11 jun. 2012 (adaptado).

Com base na afirmação de Pablo Sólon, a economia verde, além do desmatamento, tem forte preocupação com a:

a) Contaminação por fosforados.

b) Contaminação por mercúrio.

c) Contaminação das águas.

d) Poluição do solo.

e) Poluição do ar.

04. (UNICID)

04

Nesta charge, o cartunista Henfil coloca em pauta a discussão de que o Brasil:

a) Usa agrotóxicos em excesso, mas não existem estudos que comprovem seus riscos.

b) Não usa agrotóxicos em excesso, configurando um exagero o alarde feito sobre os produtos consumidos.

c) Usa agrotóxicos em excesso, sendo recomendável evitar o consumo de verduras.

d) Usa agrotóxicos em excesso, contaminando as pessoas e, consequentemente, o ambiente.

e) Não usa agrotóxicos em excesso, sendo a charge uma sátira ao consumo de verduras.

05. (UEM) O crescimento da população humana e o desenvolvimento da atividade industrial têm causado o esgotamento dos recursos naturais, o acúmulo de resíduos, bem como a introdução de espécies exóticas, provocando alterações ambientais e problemas à saúde. Nesse contexto, assinale o que for correto.

01. O monóxido de carbono, resultante da queima incompleta dos combustíveis, pode combinar-se com a hemoglobina do sangue, acelerando o ritmo respiratório em função do aumento no transporte de oxigênio.

02. Poluentes atmosféricos, como os dióxidos de enxofre e de nitrogênio, concentram-se nos níveis tróficos das cadeias alimentares, causando intoxicações.

04. O lançamento de esgoto doméstico nos rios causa alteração na comunidade biológica e a propagação de doenças, como hepatite A, amebíase e cólera.

08. A introdução de espécies exóticas pode levar ao aumento ou à redução do número de organismos produtores e consumidores das populações nativas, interferindo nos níveis tróficos das cadeias alimentares.

16) O desmatamento e as queimadas das florestas, além de levar à extinção de espécies e de comunidades, também favorecem a erosão e o empobrecimento do solo.

Soma das afirmativas corretas:

06. (UFG) Leia o texto a seguir.

Há pouco mais de 400 milhões de anos, alguns peixes tropicais começaram a desenvolver uma estratégia respiratória que se tornou uma vantagem evolutiva para a ocupação de águas com baixa concentração natural de oxigênio. Porém, estudos feitos pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia mostraram que essa estratégia respiratória pode amplificar o risco de envenenamento e morte desses peixes, caso haja contaminação por petróleo nos rios onde eles vivem.

Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br/?art=2146&bd=1&pg=1&lg=&gt;. Acesso em: 8 nov. 2011. [Adaptado].

O aumento do risco de morte dos peixes ocorre porque o petróleo é uma mistura complexa de hidrocarbonetos:

a) Lipossolúveis, e os peixes, com respiração pulmonar, se intoxicam ao irem à superfície para respirar.

b) Lpossolúveis, e os peixes, com respiração branquial, se intoxicam ao irem à superfície para respirar.

c) Lipossolúveis, e os peixes, com respiração cutânea, se intoxicam ao irem à superfície para respirar.

d) Hidrossolúveis, e os peixes, com respiração pulmonar, se intoxicam, pois respiram em toda a faixa de água.

e) Hidrossolúveis, e os peixes, com respiração branquial, se intoxicam, pois respiram em toda a faixa de água.

07. (OBJETIVO-SP) Em cidades litorâneas, a queda da qualidade da água marinha coincide com as épocas de maior afluxo de turistas. Uma campanha educativa, destinada a esclarecer a população a respeito de medidas que permitam minimizar o problema, deve incluir duas informações:

I. Origem da carga poluidora.

II. O parâmetro adotado para o monitoramento e o controle da balneabilidade das praias pelos governos.

Identificam-se corretamente I e II da seguinte maneira:

07

08. (IFPE) Um dos problemas ambientais decorrentes da industrialização e do crescimento indiscriminado das populações é a poluição ambiental. A poluição do ar, da água e do solo tem aumentado nos últimos anos, provocando transtornos ao meio ambiente. Sobre a poluição ambiental e as agressões ao meio ambiente, podemos afirmar que:

a) A mistura vertical de ar, durante a inversão térmica, ocorre por meio do movimento descendente do ar quente.

b) As chuvas ácidas causam danos, se apresentarem valor de pH maior que o da água destilada.

c) Uma das consequências previsíveis advindas da destruição da camada de ozônio para a humanidade seria o aumento na incidência da radiação infravermelha proveniente do Sol, o que provocaria, muito provavelmente, um acréscimo da taxa de mutação gênica e casos de câncer de pele.

d) O fenômeno da eutrofização da água pode ser explicado pela proliferação de microrganismos decompositores, devido a um aumento do teor de matéria orgânica, com consequente diminuição da quantidade de oxigênio presente na água.

e) A compostagem ou aterro sanitário é a maneira mais eficiente para resolver o problema do lixo das grandes cidades, pois permite a reciclagem da matéria orgânica e da inorgânica.

09. (ANGLO)

UTILIZE O TEXTO E OS INFOGRÁFICOS ABAIXO, PARA RESPONDER À ESTA QUESTÃO.

“A Amazônia está condenada a perder no mínimo 20% de sua fisionomia original com as mudanças climáticas. O impacto poderá ser ainda pior e afetar 85% da floresta se as temperaturas ultrapassarem a casa dos 4ºC, comparadas com níveis pré-industriais. Este foi o quadro sombrio apresentado pelo Centro Hadley, instituto de meteorologia do Reino Unido, durante o Congresso Científico Internacional sobre Mudanças Climáticas, em Copenhague”.

09

Com base no texto e nos infográficos, é correto dizer que:

a) Nenhuma das informações contidas nos infográficos confirma que a Amazônia está condenada a perder no mínimo 20% de sua fisionomia original com as mudanças climáticas, como afirma o texto.

b) Com aumento de 3ºC na temperatura global, o dano sofrido pela floresta Amazônica é maior do que se a temperatura global aumentar 4º

c) Pelo menos 60% da floresta Amazônica serão preservados se o aumento na temperatura global for de 2º

d) Com o aumento de 4ºC na temperatura global, apenas cerca de 20% da floresta Amazônica serão mantidos intactos.

e) Os infográficos informam que cerca de 85% da área florestal terrestre desaparecerá caso o aumento da temperatura global seja de 4ºC.

10. (C0C) EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO JÁ AFETAM VIDA MARINHA

– A queima de combustíveis fósseis, como o carvão mineral e o petróleo, produz gás carbônico (CO2).

– Cerca de um terço dessas emissões é dissolvido na água do mar, e assume a forma de ácido carbônico (H2CO3). O CO2 também reage com carbonato de cálcio (CaCO3), que forma a base dos esqueletos de vários animais marinhos, como corais e moluscos.

– A acidez extra e a falta de carbonato de cálcio dissolvido na água acabam matando esses animais, perturbando toda a cadeia alimentar oceânica.

– 118 bilhões de toneladas de dióxido de carbono foram depositados nos oceanos por atividades humanas de 1800 a 1994.

GÁS CARBÔNICO JÁ ENTOPE ‘RALO’ DOS OCEANOS

            À primeira vista, parece uma boa notícia: quase metade do gás carbônico emitido por atividades humanas desde o início da era industrial vai parar nos oceanos. Acontece que esse “ralo” está começando a entupir, com consequências potencialmente desastrosas para o planeta num futuro não tão distante. Um estudo publicado hoje na revista científica norte-americana Science (www.sciencemag.org) afirma que 118 bilhões de toneladas de dióxido de carbono provenientes da queima de combustíveis fósseis (como o petróleo) e da fabricação de cimento, no período de 1800 a 1994, foram parar nos oceanos. Os autores da pesquisa estimam que esse volume corresponda a um terço da capacidade oceânica de estocar o gás, maior responsável pelo efeito estufa. Como tudo que diz respeito ao clima do planeta, as consequências dessa saturação dos mares são complexas e pouco compreendidas. O oceano tem uma capacidade enorme de processar resíduos. Portanto, a longo prazo – alguns milhares de anos –, o gás carbônico em excesso teoricamente acabaria no fundo do mar, misturado aos sedimentos. Só que, antes de melhorar, a situação deve piorar. Na escala do tempo de décadas a séculos, que é a que interessa à humanidade no momento, os mares deverão passar de sorvedouro a fonte adicional de gás carbônico (CO2), agravando o aquecimento da Terra. Se isso acontecer, escrevem os autores, “as estratégias socioeconômicas necessárias para estabilizar o CO2 no futuro terão de ser muito mais austeras”. E não é só isso: um segundo estudo na mesma edição da Science afirma que o excesso de carbono está tornando os oceanos mais ácidos e, por meio de uma série de reações, eliminando o cálcio disponível para formar os esqueletos calcários de animais marinhos como corais e plâncton. Ambos os efeitos são desastrosos para a cadeia alimentar marinha.

Adaptado de Folha Ciência, Folha de S. Paulo, 16/7/2004.

Podemos afirmar, de acordo com o texto, que:

a) O que ocorre é a dissolução dos esqueletos dos moluscos, uma vez que o carbonato de cálcio é um sal muito solúvel na água.

b) O fato de o gás carbônico ir parar nos oceanos não é, em si, um problema, mas sim os efeitos que essa dissolução provoca na cadeia alimentar marinha.

c) O gás carbônico é o único gás responsável pelo aquecimento global da terra.

d) O excesso de gás carbônico torna os oceanos mais básicos e, assim, elimina o cálcio disponível para formar os esqueletos calcários.

e) O gás carbônico, quando atinge os oceanos, gera ácido carbônico, que é classificado como ácido fraco e, portanto, não agrava as condições oceânicas.

11. (OBJETIVO-SP) Abaixo, temos uma foto das estátuas chamadas cariátides, que foram construídas na Acrópole, em Atenas, há mais de 2.500 anos. As estátuas são feitas de mármore, um tipo de rocha composta de carbonato de cálcio.

11

Em 1980, as estátuas originais foram transferidas para dentro do museu da Acrópole e substituídas por réplicas. As estátuas originais estavam sendo corroídas pela chuva ácida.

Sobre a chuva ácida, analise as afirmações:

I. A chuva normal é ligeiramente ácida, porque contém dissolvido um pouco de dióxido de carbono do ar.

II. A chuva ácida é muito mais ácida do que a chuva normal, porque absorve gases como óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio.

III. Algumas fontes dos gases causadores da chuva ácida são queima de combustíveis fósseis, tais como petróleo, carvão e etanol; gases provenientes de vulcões e outras fontes.

Estão corretas:

a) Somente I e III.

b) Somente I.

c) Somente II.

d) Somente I e II.

e) I, II e III.

12. (UFSCar) É correto afirmar que o derramamento de óleo nos oceanos:

a) Compromete a sobrevivência dos peixes que se alimentam de plâncton, mas não tem consequências sobre os crustáceos, uma vez que estes se alimentam no fundo do mar.

b) Bloqueia a luz do Sol, impedindo que os recifes de coral, a poucos metros abaixo da superfície, realizem fotossíntese.

c) Impede a difusão do oxigênio da atmosfera para as águas marinhas, comprometendo a sobrevivência dos peixes e demais organismos de respiração aeróbica.

d) Impede a dissipação do calor retido pelas águas marinhas, contribuindo para o agravamento do efeito estufa e, consequentemente, para o aquecimento global.

e) Compromete a sobrevivência de aves marinhas, uma vez que suas penas ficam impregnadas de óleo.

13. (UPE) Sr. Mateus, experiente piscicultor de tilápia, coletava mensalmente, por metro quadrado, 65 Kg de peixe. Após dois meses, percebeu que houve uma diminuição considerável de sua produção, e seus compradores estavam reclamando do sabor desagradável do pescado. A seguir, constatou que a produção continuava normal nos viveiros onde a água estava transparente, mas, naqueles onde a água encontrava-se esverdeada, os peixes morriam. Para se certificar da causa da morte e do sabor desagradável relatados pelos compradores, contratou um Biólogo aquicultor para um diagnóstico. O especialista, então, verificou que, nos viveiros com água esverdeada:

a) Estava acontecendo o processo de eutrofização, decorrente, principalmente, do aumento de sulfatos e carbonatos.

b) Os peixes poderiam estar morrendo em decorrência do aumento de matéria orgânica em decomposição e do aumento do teor de oxigênio dissolvido.

c) Os peixes poderiam estar apresentando um sabor desagradável, em decorrência do consumo do metabolismo das macrófitas.

d) Foi constatado a eutrofização, processo que consiste no aumento de nutrientes na água, principalmente nitratos e carbonatos.

e) Os peixes mortos poderiam ser resultantes da alta demanda bioquímica de oxigênio em decorrência da elevada proliferação de decompositores.

14. (OBJETIVO-SP) Os dois gráficos abaixo se referem a situações de uma fauna de peixes num ecossistema fluvial. O primeiro (gráfico 1) retrata a fauna quando o ecossistema não se encontrava poluído, e o segundo (gráfico 2), quando foi poluído por resíduos provenientes da atividade humana. As abscissas representam a numeração das espécies de peixes, e as ordenadas, o número de indivíduos de cada espécie.

14

Abaixo são dadas três interpretações desses gráficos.

I. A poluição alterou a situação da fauna de peixes no ecossistema fluvial; algumas espécies tiveram suas populações reduzidas e, em outras, o número de indivíduos aumentou.

II. A poluição não foi prejudicial ao ecossistema fluvial, pois aumentou a competição entre as espécies, fazendo com que houvesse aumento do número global de indivíduos da comunidade de peixes.

III. Os peixes são seres que podem tolerar a poluição. Num ecossistema poluído, a fauna pode equilibrar-se novamente, pois algumas espécies são favorecidas, aumentando o número de indivíduos, enquanto outras reduzem sua população.

Está(ão) correta(s)

a) Somente I.

b) Somente II.

c) Somente I e II.

d) Somente I e III.

e) I, II e III.

15. (IFPR)

Governo unifica gestão dos resíduos sólidos no Paraná Sem Lixões.

Nos próximos dias será criado um comitê interestadual do programa Paraná Sem Lixões. O anúncio foi feito no Palácio Iguaçu, durante encontro que reuniu secretários de Estado e técnicos de todos os órgãos de governo que executam ações relacionadas ao saneamento ambiental e à produção de energia a partir do lixo. O programa Paraná Sem Lixões estabelece as diretrizes para a gestão e o manejo dos resíduos sólidos urbanos no Paraná e tem como meta eliminar os lixões a céu aberto do estado até agosto de 2014, conforme prevê a Lei Nacional de Resíduos Sólidos nº 12.305/10.

Fonte: SIQUEIRA, Gabriela. Governo unifica gestão dos resíduos sólidos no Paraná Sem Lixões. Adaptado de: <http://www.meioambiente.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=1780&tit=Governo-unifica-gestao-dos-residuos-solidos-no-Parana-Sem-Lixoes&gt;. Acesso em 30/07/13.

Analise as afirmativas abaixo, relacionando-as com o texto:

1. A atividade humana, principalmente nas sociedades industrializadas modernas, gera diversos tipos de poluentes, como lixo, fumaça e resíduos industriais.

2. Enterrar o lixo pode ser uma solução adequada, pois os lençóis de água que abastecem mananciais utilizados pela população são subterrâneos e, por esse motivo, não poderiam ser contaminados.

3. Queimar o lixo poderia contribuir para agravar ainda mais a poluição atmosférica, além de representar um grande desperdício de recursos, considerando que boa parte do lixo pode ser reaproveitada.

4. Uma solução para o problema do lixo é a reciclagem, possibilitando seu reaproveitamento. Para isso, é fundamental separar adequadamente seus diversos componentes.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas as afirmativas 1 e 2 estão corretas.

b) Apenas as afirmativas 2 e 3 estão corretas.

c) Apenas as afirmativas 3 e 4 estão corretas.

d) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 estão corretas.

e) Apenas as afirmativas 1, 3 e 4 estão corretas.

16. (UFG) Leia o texto a seguir.

Em 2008, foi constatado que, desde 1950, o planeta perdeu, efetivamente, 19% da área de recifes de coral em consequência da ação antrópica. Esses ecossistemas são formados por associação simbiótica entre antozoários e zooxantelas que vivem em uma faixa estreita ao longo do gradiente oligotrófico (oceânico)/eutrófico (estuários, poluição).

Disponível em: <http://cebimar.usp.br&gt;. Acesso em: 5 set. 2013. (Adaptado).

O aumento do gradiente eutrófico coloca em risco essa interação,

a) Aumenta a incorporação de carbonato de cálcio.

b) Diminui a demanda bioquímica de oxigênio.

c) Aumenta a incidência da radiação solar.

d) Diminui a taxa fotossintética.

e) Diminui a turbidez da água.

17. (UEAP) Na edição da revista Ciência e Saúde Coletiva 12(1). 61:72p, ARIAS e colaboradores (2007), publicaram o artigo Utilização de bioindicadores na avaliação de impacto e no monitoramento da contaminação de rios e córregos por agrotóxicos. Os autores narram que bioindicadores são definidos como qualquer resposta a um contaminante ambiental ao nível individual, medidos no organismo ou matriz biológica, indicando um desvio do status normal que não pode ser detectado no organismo intacto. Ou seja, são medidas de fluidos corporais, células, tecidos ou medidas realizadas sobre o organismo completo, que indicam, em termos bioquímicos, celulares, fisiológicos, compartimentais ou energéticos, a presença de substâncias contaminantes ou a magnitude da resposta do organismo alvo. Em relação à poluição, é correto afirmar que:

a) Poluição é qualquer alteração do equilíbrio ecológico existente e não está relacionada com a concentração da população humana.

b) Entre os principais destruidores da camada de ozônio estão os agrotóxicos orgânicos.

c) A eutrofização é o aumento da quantidade de nutrientes em meio terrestre.

d) Os compostos orgânicos são biodegradáveis, ou seja, podem ser decompostos pela bactéria.

e) O bioma aquático não está exposto a um grande número de substâncias tóxicas.

18. (UERN) BIOINDICADORES

Os moluscos são um dos melhores bioindicadores de poluição já conhecidos. Por estarem quase a beira-mar, em uma zona onde se concentram os mais diversos tipos de poluentes, eles são facilmente afetados. No seu corpo concentram-se varias substancias tóxicas, como o benzeno e metais pesados. Como são comedores de plânctons, organismos igualmente sensíveis à poluição, concentram-se e potencializam, até em mil vezes, elementos tóxicos nos seus corpos. Os moluscos bivalves, como os mexilhões, fazem passar uma grande quantidade de água por suas lamelas branquiais, retendo assim, o plâncton contaminado. Os moluscos são ecologicamente importantes por um motivo: suas conchas são o elemento vital do ciclo do calcário.

(Oliveira, M.P & Oliveira, M.H.R. – Dicionário Conquilio Malacológico; UFJF, 1974)

Após análise do texto, é correto afirmar que o acúmulo de substâncias não biodegradáveis ao longo da cadeia alimentar, e denominado:

a) Reciclagem de nutrientes.

b) Ecótone.

c) Magnificação trófica.

d) Englobamento de nutrientes.

19. Analise as afirmativas relacionadas ao meio ambiente e aos seres vivos:

I. O petróleo derramado acidentalmente nos mares e rios, como no Rio Iguaçu no ano 2000, forma extensas manchas que dificultam ou bloqueiam a passagem de luz, além de impedir a troca de gases entre o ar e a água, prejudicando os animais aquáticos.

II. Pássaros que se alimentam de vegetais, em áreas de extenso uso do DDT, chegam a botar ovos com casca muito fina, levando a uma diminuição da densidade populacional desses animais.

III. O mercúrio, metal líquido, usado no garimpo para a extração do ouro, nas áreas de exploração desse metal, oferece um risco muito grande aos seres vivos que o ingerem acidentalmente.

IV. A camada de ozônio da atmosfera é afetada pelo lançamento indiscriminado no ar de gases, como o gás carbônico.

Estão corretas:

a) Todas.

b) Apenas I, III e IV.

c) Apenas II, III e IV.

d) Apenas I, II e III.

e) Apenas I e III.

20. (OBJETIVO-SP) LEIA ATENTAMENTE O TEXTO SEGUINTE.

O EFEITO ESTUFA

O efeito estufa consiste na retenção de calor junto à superfície da Terra, em virtude da opacidade dos gases de estufa que se concentram na baixa atmosfera e regulam o seu equilíbrio térmico. Esse efeito possibilita a manutenção de uma temperatura média global perto da superfície do planeta da ordem de 15°C, que seria de –18°C na sua ausência, inviabilizando a vida como a conhecemos atualmente. Assim, aquilo que a mídia vulgarmente se refere como efeito estufa associado à atividade humana é, na verdade, a potenciação de um fenômeno da história geológica do planeta e crucial para a biosfera. Os principais gases de estufa (referidos no Protocolo de Kioto) representam menos de 1% da composição da atmosfera: vapor de água, dióxido de carbono, óxido nitroso, metano, clorofluorocarbonetos, hidrofluorocarbonetos, perfluorocarbonetos e, ainda, hexafluoreto de enxofre, sendo estes quatro últimos de origem sintética. No milênio anterior à Era Industrial, a concentração atmosférica dos gases de estufa naturais permaneceu relativamente constante. Porém, a sociedade industrializada depende da utilização do carvão e dos hidrocarbonetos naturais (gás natural, petróleo) como fontes primárias de energia, e o aumento exponencial das necessidades energéticas, aliado à desflorestação, trouxe como consequência o aumento da concentração de CO2 na atmosfera. O aumento da concentração, na atmosfera, dos gases com efeito de estufa deve provocar um aumento da temperatura média e, consequentemente, perturbar o clima global. Até há 10 anos, a comunidade científica debatia se era possível estabelecer relações seguras de causa-efeito entre a tendência de aquecimento observada e o aumento da concentração de gases de estufa. Hoje, existe consenso sobre esta matéria e a quase totalidade dos cientistas aponta a atividade humana como responsável primordial. Durante o século XX, a temperatura média superficial aumentou de (0,6 ± 0,2) °C, provavelmente a maior variação positiva ocorrida nos últimos 1000 anos. A verificar-se um dos cenários de aquecimento mais dramáticos, podemos afirmar que nunca o nosso planeta experimentou uma elevação térmica tão intensa num intervalo de tempo tão curto, pelo que não existe registro geológico das respostas ambientais a este tipo de solicitação – estamos, portanto, a realizar uma experiência de dimensão planetária.

“E se a estufa em que vivemos for inundada? A subida do nível médio do mar: algumas causas e consequências”, César Andrade e Conceição Freitas, Cadernos Didáticos de Ciência, vol. 2, Ministério da Educação de Portugal, 2001 (adaptado).

Baseado no texto e nos seus conhecimentos sobre o efeito estufa podemos afirmar que:

a) Todos os gases ligados ao efeito estufa resultam diretamente de atividades humanas.

b) A estabilidade do clima no nosso planeta depende da concentração dos gases que provocam o efeito estufa.

c) Os principais gases responsáveis pelo efeito estufa apareceram somente no século XX.

d) Nos últimos anos, não houve alterações na concentração dos gases que provocam o efeito estufa.

e) Durante o século XX, a temperatura na superfície terrestre aumentou 0,4°C em todos os locais.

gab

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE GENÉTICA MOLECULAR (8)

01. (UEM) Um professor de biologia explicava, durante uma aula, os princípios da engenharia genética, através de um exemplo da produção de hormônio do crescimento humano, por bactérias. Disse, ainda, que este gene é incorporado ao DNA da bactéria, que é então colocada para se duplicar e produzir o hormônio, em grande escala. Com base nessas informações e de acordo com os conhecimentos implicados nesse tipo de processo, assinale o que for correto.

01. A duplicação do DNA, tanto na bactéria como no ser humano, é semiconservativa.

02. O processo descrito é possível em função da universalidade do código genético, ou seja, é o mesmo para as bactérias ou para o homem; assim, as trincas de bases nitrogenadas (códons) codificam os mesmos aminoácidos.

04. O processo da transcrição não ocorre nas bactérias, pois, as mesmas não possuem RNA.F

08. O processo de tradução começa no núcleo da bactéria e continua no citoplasma.

16. A tradução é o processo no qual a sequência do RNA mensageiro vai ser traduzida em uma sequência de aminoácidos, envolvendo os ribossomos e os RNA transportadores.

Soma das alternativas corretas:

02. (UPE) Analise a figura a seguir:

02

Disponível em: http://www.clker.com/inc/svgedit/svg-editor.html?paramurl=/inc/clean.html?id=49537 (Adaptado)

Correlacione o texto abaixo com a figura.

A polimerase do RNA, ao percorrer uma unidade de transcrição no (1), transcreve tanto éxons quanto íntrons, produzindo uma molécula, o (2). Ainda no núcleo, o processo de splicing é realizado por várias partículas constituídas por proteínas e pequenas moléculas de RNA, as (3), que irão formar o (4), responsável pelos cortes e pelas emendas de íntrons e de éxons, respectivamente. Após a eliminação dos (5), o (6) estará com sua informação genética devidamente editada e poderá passar para o citoplasma, onde se reunirá aos ribossomos para ser traduzido em polipeptídio.

Assinale a alternativa que contém os termos que preenchem corretamente os espaços (1), (2), (3), (4), (5) e (6).

a) (1) DNA, (2) pré-RNA mensageiro, (3) ribonucleoproteínas, (4) spliceossoma, (5) íntrons, (6) RNA mensageiro.

b) (1) DNA, (2) RNA mensageiro, (3) ribonucleases, (4) polipeptídio, (5) éxons, (6) polipeptídio.

c) (1) Pré-RNA mensageiro, (2) DNA, (3) ribonucleoproteínas, (4) spliceossoma, (5) íntrons, (6) RNA mensageiro.

d) (1) RNA mensageiro, (2) DNA, (3) ribonucleoproteínas, (4) aminoácido, (5) éxons, (6) polipeptídio.

e) (1) RNA mensageiro, (2) aminoácido, (3) ribonucleases, (4) spliceossoma, (5) íntrons, (6) DNA.

03. (UEFS) Ainda é difícil compreender a real dimensão do desastre nuclear de Fukushima, mas o alerta sobre novas ocorrências já foi dado.

                                                                                                                                                                  (LENDMAN, 2011, p.14-16).

Considerando que o material genético é extremamente sensível às radiações, podendo repercutir letalmente sobre o organismo, a ação cancerígena da radiação ionizante pode ser:

a) Afetar o ritmo da multiplicação celular, alterando genes associados ao controle do ciclo celular.

b) Atuar sobre as proteínas reguladoras, transformando-as em fatores de crescimento celular inespecíficos.

c) Induzir as células a um estado de diferenciação, levando-as a um processo ativo de divisões celulares.

d) Acelerar o processo de obtenção de energia, favorecendo um grande aumento do volume celular e, consequentemente, a formação do tumor.

e) Inviabilizar o desenvolvimento do ciclo celular, estabilizando as células no estágio zero da interfase.

04. (UPE) Nos ácidos nucleicos, encontram-se bases nitrogenadas formando pares de relativas especificidades. Ao se analisar o DNA de uma determinada bactéria, encontram-se 38% de bases Citosina (C). Que percentuais de bases Adenina (A), Guanina (G) e Timina (T) são esperados respectivamente?

a) 62%, 38%, 62%.

b) 24%, 38%, 24%.

c) 38%, 12%, 12%.

d) 62%, 12%, 12%.

e) 12%, 38%, 12%.

05. (FPS) Em pessoas albinas, a ausência de pigmentação na pele e nos olhos é provocada por uma mutação “sem sentido”, levando a uma falha na produção da enzima tirosinase, que atua na síntese da melanina. É possível concluir que a enzima:

a) Terá o mesmo número de aminoácidos encontrados em proteínas normais.

b) Terá a mesma sequência de aminoácidos encontrada em proteínas normais.

c) Terá o mesmo número de aminoácidos que proteínas normais, mas sem a mesma sequência.

d) Terá a mesma sequência de proteínas normais, mas sem função.

e) Terá um número de aminoácidos menor que proteínas normais.

06. (PUC-PR) Os vírus que causam a Influenza A (gripe A) e a AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida) contêm o material genético RNA e o usam como modelo para fazer mais RNA para vírions descendentes. Os vírus de RNA instruem suas células hospedeiras a fabricarem um determinado tipo de enzima que não é encontrada na célula não infectada. Essa enzima, denominada RNA polimerase dependente de RNA, pode fazer uma cópia complementar de um modelo de RNAss (fita simples senso). Os vírus causadores da gripe pertencem à família Ortomixoviridae. Nessa família existem três grupos de vírus: A, B e C. O tipo A é o mais comum. Esses vírus apresentam RNA fita simples senso negativo envelopados com duas proteínas, a hemaglutinina (HA) e a neuraminidase (NA). O vírus HIV (vírus da imunodeficiência humana adquirida) também apresenta como material genético o RNA, mas pertencente à família Retroviridae. É um vírus RNA fita simples senso positivo. Os vírus HIV e o H1N1 são RNA vírus, mas somente o HIV é retrovírus. A explicação para esse fato é:

a) Os retrovírus utilizam como modelo a enzima RNA polimerase enquanto que o vírus H1N1 utiliza a transcriptase reversa.

b) Os retrovírus são vírus de fita simples senso negativo e o H1N1 é um vírus de fita simples senso positivo envelopados.

c) Os retrovírus diferentemente dos vírus que causam influenza apresentam dentro do seu retículo endoplasmático rugoso a enzima transcriptase reversa.

d) Os retrovírus usam RNA como modelo para produzir DNA. Para isso utilizam uma enzima denominada transcriptase reversa, já o vírus H1N1 contém molécula de RNA polimerase dependente de RNA.

e) O vírus HIV é um RNA fita simples senso positivo, capaz de duplicar-se independente da célula hospedeira. Ao contrário, o vírus H1N1 necessita obrigatoriamente de uma célula hospedeira.

07. (UEPG) Considerando os ácidos nucleicos, assinale o que for correto.

01. Tanto o DNA quanto o RNA são formados de sequências de moléculas denominadas de nucleotídeos, que são constituídos de uma pentose, uma base nitrogenada e um grupo fosfato.

02. Existem 5 tipos principais de bases nitrogenadas: adenina, timina, guanina, citosina e uracila. A uracila é exclusivamente encontrada na molécula de RNA.

04. Durante a duplicação, novas fitas de DNA são formadas baseadas em um molde de DNA preexistente, o qual é descartado ao fim do processo.

08. Durante o processo denominado síntese proteica, ou tradução, a informação presente no DNA é transferida ao RNA, no núcleo da célula.

16. Nos eucariotos, durante todo o processo de divisão celular, o DNA pode ser encontrado em sua forma mais descompactada.

Soma das alternativas corretas:

08. (UNICENTRO) A figura abaixo representa a leitura e o processamento da informação genética contida na molécula de DNA.

08

Com base nos conhecimentos acerca das estruturas das moléculas e dos processos representados na figura, é correto afirmar que, em seres eucariotos:

a) O processo de replicação e transcrição ocorre no núcleo, enquanto o processo de tradução ocorre no citoplasma celular.

b) Os ácidos nucleicos, DNA e RNA, apresentam a mesma composição química nucleotídica, embora apresentem diferenças funcionais.

c) Somente uma das fitas originais, na replicação do DNA, serve como molde para a produção de novas fitas complementares de DNA.

d) A codificação de um aminoácido, no código genético, é específica para um único códon de DNA.

09. (UEM) É na molécula de DNA (ácido desoxirribonucleico) que estão contidos os genes, responsáveis pelo comando da atividade celular e pelas características hereditárias. A molécula de DNA é constituída por uma sequência de nucleotídeos, que, por sua vez, são formados por três diferentes tipos de moléculas: um açúcar (pentose = desoxirribose), um grupo fosfato e uma base nitrogenada. Tridimensionalmente, o DNA consiste de duas cadeias helicoidais, arranjadas ao longo de um mesmo eixo, formando uma dupla hélice. Considerando as bases nitrogenadas constituintes do DNA, conforme representado na figura seguinte, assinale o que for correto.

09

01. Na guanina, o elemento mais eletronegativo é o carbono.

02. Na timina, as ligações entre carbono e hidrogênio são do tipo iônicas.

04. A dupla hélice do DNA é mantida através de ligações de hidrogênio.

08. Na citosina, as ligações entre nitrogênio e hidrogênio são do tipo covalente polar.

16. Entre a adenina e a timina se estabelecem três ligações de hidrogênio.

Soma das alternativas corretas:

10. (UCS) O DNA desempenha suas funções por meio do RNA mensageiro (RNAm). A maioria das moléculas de RNA, por sua vez, orienta a produção de proteínas. Considere as seguintes afirmações em relação aos processos de expressão gênica.

I. Nos procariotos, a transcrição gênica dá origem a um pré-RNAm, que posteriormente passa pelo processo de splicing para gerar o RNAm.

II. Nos eucariotos e procariotos, uma molécula de RNAm passa pela tradução, para dar origem a um peptídeo.

III. Nos eucariotos, o ribossomo pode acoplar-se ao retículo endoplasmático, durante o processo de tradução.

Das afirmações acima:

a) Apenas I está correta.

b) Apenas II está correta.

c) Apenas III está correta.

d) Apenas I e III estão corretas.

e) Apenas II e III estão corretas.

11. (PUC-PR) A fenilalanina (PHE) é um aminoácido que está presente em quase todos os alimentos, importante na constituição das proteínas e como precursor de outras moléculas. Uma pequena parte da fenilalanina que ingerimos é incorporada pelo organismo na síntese proteica, mas o excedente, que geralmente corresponde à maior parte, é convertido em outro aminoácido, a tirosina, por uma enzima produzida no fígado denominada fenilalanina hidroxilase (PAH). A tirosina, por sua vez, além de ser utilizada na síntese proteica, é precursora de substâncias importantes como melanina, neurotransmissores e hormônios (adrenalina e tiroxina).

Fonte:http://www2.ibb.unesp.br/servicos/publicacoes/simbio_logias/documentos/v3n5/fenilcetonuria%20Abordagem%20reflexiva%20e%20transdisciplinar.pdf. Acesso em 22/06/2012.

Observe a seguir a via metabólica ilustrada, que representa algumas etapas do metabolismo do aminoácido fenilalanina. Em seguida, marque a alternativa correta.

11

a) O albinismo poderá ocorrer por falta da enzima 3, que permite a conversão de DOPA em melanina.

b) Na falta da enzima 2, poderá ocorrer um acúmulo de fenilalanina, levando à formação de ácido fenilpirúvico, que é inibidor de vias metabólicas, responsáveis pela produção de lipídios. Esses lipídios são importantes na constituição da bainha de mielina, tanto que sua ausência pode comprometer o desenvolvimento neurológico. Indivíduos que não conseguem converter fenilalanina em tirosina são fenilcetonúricos.

c) Na falta da enzima 1, poderá ocorrer um acúmulo de fenilalanina, levando à formação de ácido fenilpirúvico, que é inibidor de vias metabólicas, as quais são responsáveis pela produção de lipídios. Esses lipídios são importantes na constituição da bainha de mielina, tanto que sua ausência pode comprometer o desenvolvimento neurológico. Indivíduos que não conseguem converter fenilalanina em tirosina são fenilcetonúricos.

d) A ausência da enzima 3 pode provocar o acúmulo de ácido homogentísico, principalmente quando esse ácido não é metabolizado de NH3 e água.

e) Neste caso, dois ou mais genes determinam a produção de enzimas que catalisam diferentes etapas de uma mesma via biossintética. A falha em um único gene não irá comprometer essa via metabólica.

12. (UNESP) Em um laboratório, um pesquisador aqueceu um segmento de dupla fita de DNA de modo que obteve duas fitas simples complementares. Ao sequenciar uma dessas fitas, encontrou a relação (A + G)/(T + C) = 0,5, ou seja, o número de adeninas somado ao número de guaninas, quando dividido pelo número de timinas somado ao número de citosinas, resultou em 0,5. Em função dessas informações, pode-se afirmar que o aquecimento foi necessário para romper as ___________ e que a relação (A + G)/(T + C) na fita complementar foi de _________ . As lacunas são preenchidas correta e respectivamente por:

a) Pontes de hidrogênio e 0,5.

b) Pontes de hidrogênio e 1,0.

c) Pontes de hidrogênio e 2,0.

d) Ligações fosfodiéster e 1,0.

e) Ligações fosfodiéster e 2,0.

13. (IFTM) No mundo globalizado atual, vivemos em uma verdadeira aldeia global. Convivemos com uma diversidade de pessoas e seres vivos. Essa diversidade se deve à constituição genética e a pequenas mudanças na sequência do DNA. A sequência do DNA ou código genético codifica toda síntese das proteínas dos seres vivos. O código genético está decifrado, isto é, já se sabe quais trincas de nucleotídeos (códons) correspondem a quais aminoácidos nas proteínas que serão formadas. Afirma-se que o Código Genético é universal porque os códons têm o mesmo significado em quase todos os organismos. Assim, o códon AAU codifica o aminoácido Asparagina (Asn) tanto num ser humano como num babuíno. Na tabela está o anticódon do RNAt e o aminoácido correspondente representado simplesmente por uma letra:

13

Um fragmento de DNA que apresenta a sequência TACTCAAGTATGGGA codifica um polipeptídio com os aminoácidos na seguinte ordem:

a) T-R-O-P-A.

b) P-R-A-T-O.

c) T-R-A-P-O.

d) R-A-P-T-O.

e) P-O-R-T-A.

14. (CEFET-MG) Analise a ilustração abaixo.

14

A forma utilizada por uma bactéria para passar seus genes para outra de sua espécie, com auxilio do vetor vírus bacteriófago, é denominada:

a) Mitose.

b) Transdução.

c) Conjugação.

d) Cissiparidade.

e) Transformação.

15. (UFSC) Analise as alternativas abaixo quanto aos processos de replicação, transcrição e tradução.

I. O termo expressão gênica refere-se ao processo em que a informação codificada por um determinado gene é decodificada em uma proteína.

II. Os genes dos eucariotos são divididos em regiões codificadoras denominadas éxons e regiões não codificadoras chamadas íntrons.

III. A replicação nos eucariotos ocorre a partir da informação contida na sequência de  nucleotídeos de uma molécula de RNAm.

IV. Se um determinado segmento de DNA apresenta a seguinte sequência de bases nitrogenadas em uma das suas fitas: ACT CCG CTT AGG, a sequência primária da fita transcrita correspondente é TGU GGC GUU TCC.

V. As moléculas de RNAt transportam os aminoácidos para os códons no RNAm, sendo que cada códon equivale a três bases nitrogenadas.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

b) Somente as afirmativas I, IV e V estão corretas.

c) Somente as afirmativas I, II e V estão corretas.

d) Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.

e) Somente as afirmativas II, IV e V estão corretas.

16. (UEA) Observe o esquema abaixo que mostra o experimento de Griffith (1928).

16

Um vestibulando, analisando o esquema, concluiu que:

a) Genes de bactérias capsuladas podem ser incorporados pelas bactérias não capsuladas, tornando-as patogênicas.

b) O experimento está incompleto, logo, é inconclusivo, pois faltou o grupo controle para efeito de comparação.

c) As bactérias não capsuladas sofreram mutações para adquirirem cápsulas que as protegem do sistema imunológico dos ratos.

d) As bactérias capsuladas que aparecem no exame de sangue adquiriram as cápsulas deixadas pelas bactérias mortas.

e) As bactérias capsuladas resistem ao calor, pois suas enzimas não desnaturam, logo, não perdem a capacidade de reprodução.

17. (UEM) Sobre a estrutura e a expressão dos genes, assinale o que for correto.

01. Em uma molécula de DNA dupla-hélice, a proporção de guanina é de 30%. Então 20% das bases dessa molécula são timina.

02. A degenerescência do código genético permite a tradução de um RNA mensageiro em vários polipeptídeos diferentes.

04. O códon é uma trinca de bases do RNA mensageiro que se pareia com o anticódon, que é uma trinca de bases do RNA transportador.

08. No código genético, cada códon especifica apenas um aminoácido.

16. Dentro de uma célula, uma molécula de RNA mensageiro é traduzida por vários ribossomos simultaneamente, para produzir polipeptídeos com sequências de aminoácidos idênticas.

32. As proporções de adenina, guanina, uracila e citosina de um RNA mensageiro determinam a sequência de aminoácidos do polipeptídeo que será produzido na tradução.

64. Em um gene eucariótico, as fitas complementares do DNA dupla-hélice codificam polipeptídeos com sequências de aminoácidos invertidas entre si.

Soma das alternativas corretas:

18. Um nucleotídeo esta para o DNA, assim como:

a) Um monossacarídeo esta para um polissacarideo.

b) Uma proteína esta para a glicose.

c) A albumina esta para a ureia.

d) Um aminoácido esta para o triglicéride.

e) Um ácido graxo esta para a caseína.

19. A célula cardíaca e a esquelética têm a mesma origem, porém são diferentes, tanto do ponto de vista estrutural como funcional. Ao longo do processo de diferenciação das células do mesmo organismo ocorre:

a) Duplicação de alguns genes.

b) Perda dos genes não expressos.

c) Indução de mutações específicas.

d) Expressão diferencial dos genes.

e) Recombinação entre genes ativados.

20. (IFSC) Parece ficção científica, mas é ciência. Os replicadores são a razão da vida, a unidade da evolução. Eles estão dentro do leitor e de mim. Eles nos criaram, o nosso corpo e a nossa mente, e a preservação deles é a razão última da nossa existência. Percorreram um longo caminho, esses replicadores. Agora, respondem pelo nome de genes, e nós somos as suas máquinas de sobrevivência.

                                                                                                                       DAWKINS, R. O gene egoísta. 2 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

Sobre conceitos de genética e síntese de proteínas, assinale o número correspondente à proposição correta ou à soma das proposições corretas.

01. Os replicadores, mencionados no texto acima, correspondem a trechos de moléculas de DNA.

02. As moléculas de DNA são capazes de armazenar informação codificada e de duplicar-se. A informação armazenada pode ser utilizada pelo organismo no processo de síntese proteica.

04. O fenótipo corresponde a todo o conjunto de genes que um indivíduo possui em suas células.

08. As sequências de bases nitrogenadas que fazem parte da composição do DNA correspondem a um código capaz de produzir diretamente os principais constituintes de um ser vivo: carboidratos, lipídios e vitaminas.

16.Sem a presença de moléculas de RNA, o processo de síntese de proteínas fica comprometido.

Soma das alternativas corretas:

gasb

 

Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE HISTOLOGIA VEGETAL (2)

01. (UPE) Leia o texto a seguir:

Insatisfeito com uma árvore na sua calçada, um sujeito decidiu matá-la sem deixar suspeitas, cometendo um crime ambiental por não ter solicitado autorização à prefeitura. Com um artefato cortante, retirou um anel completo da casca, conforme mostra a figura a seguir. Entretanto, um morador do bairro, ao perceber que a árvore estava morrendo, chamou um analista ambiental da prefeitura, especialista em Botânica, para emitir um parecer técnico.

01

Assinale a alternativa que representa corretamente o parecer do perito quanto à morte da árvore com a retirada da casca.

a) Interrompeu o fluxo de seiva elaborada das folhas em direção às raízes, expondo o xilema.

b) Permitiu que fungos e bactérias nocivas colonizassem o floema, levando à putrefação do caule.

c) Interrompeu o fluxo da seiva bruta das folhas para os órgãos consumidores, expondo o floema à dessecação.

d) Expôs os vasos condutores do xilema e floema à dessecação, evitando o transporte de água da raiz às folhas aos galhos.

e) Reduziu a taxa fotossintética das células do tecido caulinar até níveis insustentáveis para a árvore.

02. (UFRS) Associe os processos fisiológicos, listados na coluna um, com as estruturas e elementos relacionados ao movimento da água e de solutos nas plantas, na coluna dois.

COLUNA UM

1. Absorção

2. Translocação

3. Transpiração

COLUNA DOIS

(    ) Cutícula

(    ) Floema

(    ) Sacarose

(    ) Estômato

(    ) Íons inorgânicos

Assinale a alternativa que apresenta a sequência numérica correta, de cima para baixo, na coluna dois.

a) 2 – 3 – 1 – 3 – 2.

b) 3 – 2 – 2 – 3 – 1.

c) 3 – 1 – 3 – 1 – 2.

d) 2 – 1 – 2 – 1 – 3.

e) 1 – 2 – 3 – 2 – 1.

03. (UDESC) Existem diferenças entre a organização das estruturas dos vegetais. Em relação ao enunciado, relacione as colunas.

1. Epiderme e súber

2. Colênquima e esclerênquima

3. Vasos lenhosos e liberianos

4. Parênquima amilífero e parênquima clorofiliano

(    ) São tecidos de assimilação e reserva dos vegetais.

(    ) São tecidos de condução de seiva dos vegetais.

(    ) São tecidos de revestimento e proteção dos vegetais.

(    ) São tecidos de sustentação dos vegetais.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) 4 – 3 – 1 – 2.

b) 3 – 4 – 2 – 1.

c) 4 – 2 – 1 – 3.

d) 2 – 3 – 1 – 4.

e) 1 – 3 – 4 – 2.

04. (UFT) A figura abaixo representa o caule de uma angiosperma com crescimento secundário.

04

Marque a alternativa que indica corretamente as camadas indicadas pelos números:

a) I – Cerne; II – câmbio; III – alburno; IV – floema; V – casca.

b) I – Cerne; II – alburno; III – câmbio; IV – floema; V – casca.

c) I – Alburno; II – cerne; III – floema; IV – câmbio; V – casca.

d) I – Alburno; II – cerne; III – câmbio; IV – periciclo; V – floema.

e) I – Alburno; II – cerne; III – câmbio; IV – floema; V – periciclo.

05. (UFRN) Em relação às funções dos parênquimas vegetais, relacione adequadamente as colunas.

1. Cortical.

2. Aquífero.

3. Aerífico.

4. Amilífero.

(    ) Reserva de água.

(    ) Flutuação e, às vezes, respiração.

(    ) Reserva de alimento.

(    ) Preenchimento de espaço.

A sequência está correta em:

a) 3, 2, 1, 4.

b) 2, 3, 1, 4.

c) 4, 2, 1, 3.

d) 2, 3, 4, 1.

06. (UNEASPAR) As plantas estão ligadas permanentemente à história da humanidade, podendo ser utilizadas como alimento, remédio e na construção de moradia. Atualmente plantas que possuem um elevado interesse comercial podem ser clonadas com a utilização de meristemas. Assinale a alternativa correta referente aos meristemas, suas funções e localização.

a) Os meristemas primários promovem o crescimento longitudinal e são encontrados apenas no ápice caulinar.

b) O felogênio é um tipo de meristema primário, que origina os vasos condutores jovens.

c) O dermatogênio é um tipo de meristema primário, capaz de originar a epiderme dos vegetais.

d) Os meristemas secundários promovem o crescimento lateral e são encontrados apenas nas raízes das plantas.

e) O procâmbio é um tipo de meristema secundário, que origina vasos condutores do tipo metaxilema e metafloema.

07. (UNIOESTE) Em relação aos tecidos vegetais, assinale a alternativa que relaciona corretamente o tecido com as suas respectivas características:

07

a) I-c, II-b, III-a, IV-d, V-e.

b) I-b, II-c, III-d, IV-e, V-a.

c) I-b, II-c, III-e, IV-d, V-a.

d) I-c, II-b, III-d, IV-e, V-a.

e) I-a, II-d, III-b, IV-c, V-e.

08. (UNICENTRO) Com relação à origem dos diversos tecidos das plantas, os primeiros tecidos a diferenciar-se são os meristemas, tecidos com células com grande capacidade de multiplicação. Os meristemas primários são o protoderma, o meristema fundamental e o procâmbio. Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, os tecidos primários originados a partir do meristema fundamental.

a) Câmbio fascicular, felogênio e súber.

b) Epiderme, floema secundário e periderme.

c) Esclerênquima, colênquima e parênquima.

d) Feloderma, xilema secundário e câmbio interfascicular.

e) Protoxilema, xilema primário e floema primário.

09. (UPE) A cortiça é um tecido vegetal impermeável e flexível ao mesmo tempo, com estrutura que pode ser comprimida até a metade do seu volume, sem perder sua elasticidade. É amplamente utilizada para a produção de rolhas na vedação do vinho engarrafado. A cortiça só pode ser retirada de árvores com idade entre 25 e 30 anos e, após essa primeira extração, apenas a cada 9 anos, será possível sua retirada novamente. O principal país produtor da cortiça é Portugal, pois a árvore, que a origina, é muito comum no sul do país, principalmente na região de Alentejo. Qual tecido da planta fornece matéria-prima para produzir rolhas de cortiça?

09

a) Lenho.

b) Esclerênquima paliçádico.

c) Colênquima.

d) Feloderme.

e) Súber.

10. (UEPG) Entre as angiospermas, observando ao microscópio um corte transversal de raiz na zona de maturação, distinguem-se três conjuntos de células dispostos em camadas concêntricas, originados pela diferenciação dos meristemas primários: a epiderme, o córtex e o cilindro vascular. Da organização morfofuncional desses elementos, assinale o que for correto.

01. As células parenquimáticas possuem paredes celulares espessas repletas de lignina, uma substância que gera a impermeabilização da parede.

02. Imediatamente abaixo da epiderme, localiza-se o córtex, constituído por várias camadas celulares que surgem a partir do meristema fundamental e se diferenciam em parênquimas, tecidos de sustentação (colênquima e esclerênquima e endoderma).

04. A epiderme é constituída por uma única camada de células, originadas do protoderma. Ela reveste externamente a raiz jovem e fica em contato com o solo. As células da epiderme são intimamente unidas entre si, o que impede que moléculas grandes penetrem na planta.

08. Um tipo de tecido de preenchimento e reserva é o esclerênquima. As células do esclerênquima possuem paredes finas, constituídas basicamente por celulose.

16. Os elementos traqueários das angiospermas são de dois tipos: traqueídes e elementos de vaso. Ambos são constituídos de células vivas com intensa capacidade de regeneração celular e reparo de lesões.

Soma das alternativas corretas:

11. (UNISC) Considere os seguintes itens.

I. Células guardas.

II. Traqueídes.

III. Células subsidiárias ou anexas.

IV. Fibras.

V. Tricomas.

Em qual das alternativas abaixo, evidenciam-se itens que somente podem ser encontrados na epiderme, tecido de revestimento primário dos vegetais.

a) Nos itens I, II e III.

b) Nos itens II, III e IV.

c) Nos itens I, III e V.

d) Nos itens I, III e IV.

e) Nos itens II, IV e V.

12. (CEDERJ) O anel de Malpighi consiste na extração completa, em forma de anel, de parte da casca do tronco de uma árvore. Esse procedimento leva a árvore à morte, porque:

12

a) O floema é interrompido e os nutrientes da seiva elaborada não chegam à raiz.

b) A passagem da seiva bruta para as folhas é interrompida com o corte na casca.

c) A passagem de água do solo para as folhas é interrompida pela formação do anel.

d) A passagem do oxigênio atmosférico para a raiz é impedida pelo corte do xilema.

13. (UNIMONTES) Analisando a organização estrutural de plantas angiospermas, identificamos diversos tipos de tecido como, por exemplo, os de revestimento, preenchimento, sustentação e condução. Sobre os tecidos que compõem as plantas angiospermas, é correto afirmar:

a) No floema, a comunicação entre os citoplasmas de células vizinhas é feita pelo plasmodesmos que atravessa cada poro dos tubos crivados.

b) Nas traqueídes, a seiva bruta atravessa as paredes celulares nas zonas reforçadas com anéis de lignina.

c) O esclerênquima e o colênquima são tecidos de sustentação compostos por células vivas com alta capacidade de acumular celulose para reforçar a parede das plantas.

d) Pelos absorventes e cutícula se formam os prolongamentos das raízes com o objetivo de aumentar a superfície absortiva de agua e sais minerais.

14. (UERN) A imagem representa um setor do corte transversal de um caule com crescimento secundário, ressaltando as diversas camadas de tecidos.

14

De acordo com as camadas de tecidos representadas, e correto afirmar que:

a) Felogênio e o câmbio vascular são meristemas secundários que promovem o crescimento em diâmetro do caule e da raiz.

b) Xilema e responsável pela condução da seiva e é formado pelo câmbio vascular, alburno e cerne, representados anteriormente.

c) Súber e um tecido vegetal que faz parte da epiderme, atuando como protetor mecânico e desempenhando função impermeabilizante.

d) Cerne e formado por xilema funcional e representado pela região interna do caule que se torna escura à medida que este cresce e se torna maduro.

15. (IFMT) A ilustração abaixo mostra um corte de uma estrutura vegetal, em que são destacados vários tecidos presentes nas plantas.

15

Com relação a esses tecidos vegetais, marque a alternativa que não relaciona o tecido com a sua função correspondente.

a) Câmbio – produz os tecidos com vasos condutores.

b) Xilema – condução da seiva bruta.

c) Floema – condução da seiva elaborada.

d) Felogênio – forma células de preenchimento e reserva.

e) Súber- realiza a fotossíntese.

16. Vindas da água, as plantas também enfrentaram muitas dificuldades na colonização do ambiente terrestre. Para reduzir a transpiração de folhas e caules, que poderia ser fatal, elas “desenvolveram”:

a) Tecidos condutores.

b) Estômatos.

c) Parede celular.

d) Tecidos mecânicos.

e) Cutícula.

17. (FMJ) Os traqueídes (ou elementos traqueais) são células condutoras de seiva que possuem paredes espessas de Y e encontram-se frequentemente bem preservados no registro fóssil. Diferentemente, os elementos crivados possuem paredes macias e frequentemente colapsam depois que morrem, de maneira que raramente são bem preservados nos fósseis. Nas plantas fósseis, os elementos traqueais são células longas, com as extremidades afiladas e foram os primeiros tipos de célula condutora de água a surgir.

(Peter H. Raven et al. Biologia vegetal, 2007. Adaptado.)

A substância que constitui as paredes dos traqueídes indicada por Y é a:

a) Lignina e as plantas fósseis poderiam pertencer ao grupo das pteridófitas, das gimnospermas ou das angiospermas.

b) Lignina e os traqueídes são células vivas que formam os vasos do xilema.

c) Quitina e as plantas fósseis poderiam pertencer ao grupo das gimnospermas e das angiospermas.

d) Celulose e as plantas fósseis encontradas até agora são representantes de pequeno porte pertencentes aos grupos das algas ou das briófitas.

e) Celulose e os elementos crivados formam as células do xilema.

18. (UENP) Os tecidos vegetais são formados a partir da diferenciação celular do meristema primário (dermatogênio, periblema, pleroma e caliptrogênio) ou do meristema secundário (felogênio e câmbio). Dos seguintes tecidos adultos abaixo, qual(ais) pode(m) ser originado(s) de ambos os meristemas?

a) Xilema e floema.

b) Colênquima e esclerênquima.

c) Epiderme.

d) Súber e feloderme.

e) Parênquima.

19. (UFC) Quanto à histologia vegetal a tabela a seguir mostra tecidos e funções:

19

Podemos relacionar, corretamente:

a) I com 3, III com 4 e IV com 5.

b) II com 2, III com 4 e V com 2.

c) I com 5, II com 6 e IV com 1.

d) II com 2, III com 3 e IV com 4.

e) II com 6, I com 3 e V com 5.

20. (UEM) Considerando a análise ao microscópio de uma lâmina contendo o corte transversal de uma folha, assinale a alternativa incorreta sobre as células e sobre os tecidos observados.

a) Epiderme formada por células justapostas com parede celular externa espessa.

b) Células parenquimáticas com paredes finas e cloroplastos.

c) Tecido meristemático constituído por células vivas e lignificadas.

d) Xilema formado por células lignificadas.

e) Floema formado por células não lignificadas.

gab3

Publicado por: Djalma Santos | 28 de outubro de 2016

TESTES DE SISTEMA EXCRETOR (1)

01. (CESPE) A excreção de compostos nitrogenados pelos animais está relacionada à toxicidade dessas substâncias e à concentração de água nos tecidos. A respeito desse assunto, assinale a opção correta.

a) A amônia é uma substância de toxicidade baixa e insolúvel em água, propriedade química importante para os invertebrados terrestres.

b) O produto final da excreção dos mamíferos é principalmente a amônia, que é bem menos tóxica que a ureia.

c) Os insetos possuem sistema excretor na forma de tubos simples e abertos para o exterior por poros excretores.

d) Os peixes marinhos produzem grande volume de urina, quando comparado ao dos peixes de água doce, que perdem pouca água para o meio externo, produzindo, portanto, urina bem concentrada e pouco volumosa.

e) O resíduo nitrogenado das aves e dos répteis terrestres, animais que dispõem de muito pouca água, compõe-se principalmente de ácido úrico, excreta insolúvel em água e de baixa toxicidade.

02. (UEL) Ambientes dulcícolas e marinhos possuem condições físico-químicas distintas que influenciaram a seleção natural para dar origem, respectivamente, aos peixes de água doce e aos peixes de água salgada, os quais possuem adaptações fisiológicas para sobreviverem no ambiente em que surgiram. Considerando a regulação da concentração hidrossalina para a manutenção do metabolismo desses peixes, pode-se afirmar que os peixes de água doce eliminam _________ quantidade de urina ________ em comparação com os peixes marinhos, que eliminam _________ quantidade de urina __________. Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas do enunciado.

a) grande, diluída, pequena, concentrada.

b) grande, concentrada, grande, diluída.

c) grande, concentrada, pequena, diluída.

d) pequena, concentrada, grande, diluída.

e) pequena, diluída, grande, concentrada.

03. (IFNMG)

03

O néfron é a unidade morfofuncional do rim sendo o centro da filtração do sangue, processo fundamental para a manutenção do metabolismo e fisiologia corporal. Em relação a esse mecanismo fisiológico e seus conhecimentos, pode-se afirmar, exceto:

a) No ducto coletor a urina já estará formada, pronta para seguir para a bexiga.

b) A Alça de Henle é responsável pela reabsorção de sódio para controlar a osmolaridade sanguínea.

c) A ingestão de bebidas alcóolicas promove um aumento do volume urinário devido à inibição do hormônio antidiurético

d) O glomérulo permite a passagem das excretas, sais, e água para o túbulo contorcido proximal onde ocorrerá a reabsorção de água por transporte ativo.

04. (UniEvangélica) Os marcadores radioativos são importantes ferramentas de diagnóstico na medicina. Por exemplo, certas doenças nos rins podem ser diagnosticadas pela injeção de pequenas doses de substâncias com isótopos radioativos no sangue e pela posterior medição da quantidade de marcador excretado na urina. Se pequenas doses de isótopo radioativo forem injetadas no sangue através de uma veia no antebraço esquerdo, o caminho percorrido por esse isótopo até poder ser coletado com a urina será da:

a) Veia do antebraço para a veia cava superior → átrio esquerdo → ventrículo esquerdo  → artérias pulmonares  → pulmões  → veias pulmonares  → átrio direito  → ventrículo direito  → artéria aorta  → rins  → ureteres  →  bexiga.

b) Veia do antebraço para a veia cava superior → átrio direito → ventrículo direito → artérias pulmonares → pulmões → veias pulmonares → átrio esquerdo → ventrículo esquerdo → artéria aorta → rins → ureteres → bexiga.

c) Veia do antebraço para a veia cava superior → átrio direito → ventrículo direito → artérias pulmonares → pulmões → veias pulmonares → átrio esquerdo → ventrículo esquerdo → artéria aorta → rins → uretra → bexiga.

d) Veia do antebraço para a veia cava inferior → átrio esquerdo → ventrículo esquerdo → veias pulmonares → pulmões → artérias pulmonares → átrio esquerdo → ventrículo esquerdo → artéria aorta → rins → pelve renal → bexiga.

05. Característica da urina

Além de água, vários compostos químicos entram na constituição da urina. Tais compostos são: os constituintes orgânicos, como a ureia, o ácido úrico e os pigmentos (urobilina e urobilinogênio); os constituintes inorgânicos, como cloreto de sódio, fosfato, potássio, cálcio, magnésio e outros. Um laboratório de análises clínicas recebeu três amostras de urina de três homens diferentes. Após as análises, as amostras revelaram a seguinte composição:

Amostra I – ureia, ácido úrico, água e cloreto de sódio.

Amostra II – ácido úrico, proteínas, água e cloreto de sódio.

Amostra III – proteínas, ureia, água e glicose.

É (são) indicativa(s) de funcionamento renal normal:

a) As amostras I, II e III.

b) Apenas a amostra II.

c) Apenas a amostra III.

d) Apenas as amostras I e II.

e) Apenas a amostra I.

06. A sudorese (produção de suor) é um processo fisiológico que ajuda a baixar a temperatura do corpo quando está muito calor ou quando realizamos uma atividade física prolongada. Nestas situações, verifica-se que a urina passa a apresentar:

a) Menor volume de água e maior concentração de excretas.

b) Menor acidez devido ao grande volume de água.

c) Coloração mais clara, já que parte da água é eliminada no suor.

d) Ausência de sais, pois estes são eliminados pelo suor.

e) Maior concentração de excretas, pois a acidez diminui.

07. Relativamente à veia renal do homem pode-se afirmar, corretamente, que:

a) Leva ao rim a ureia e outras substâncias para serem excretadas.

b) Retira do rim a ureia e outras substâncias a serem excretadas.

c) Irriga as células constituintes do rim.

d) Faz o retorno do sangue depurado ao sistema circulatório.

e) Seus ramos dão origem aos glomérulos renais.

08. A ingestão de água do mar (aproximadamente, três vezes mais rica em sais que o nosso sangue), por um náufrago acarreta, entre outras coisas:

a) Apenas desidratação dos tecidos

b) Apenas diminuição do volume sanguíneo

c) Apenas aumento do volume sanguíneo

d) Desidratação dos tecidos e diminuição do volume sanguíneo

e) Desidratação dos tecidos e aumento do volume sanguíneo.

09. Considere indivíduos nas seguintes condições:

I. Em um ambiente frio e úmido.

II. Após a realização de exercícios físicos.

III. Após a ingestão de grande quantidade de água do mar.

Haverá aumento do volume de produção de urina nos indivíduos que estão:

a) Apenas na condição I.

b) Apenas nas condições I e II.

c) Apenas nas condições I e III.

d) Apenas nas condições II e III.

e) Nas condições I, II e III.

10. (UNIOESTE) Tratando-se de excreção, na escala zoológica, é correto afirmar:

01. Nas planárias, o conjunto de células flama e canalículos formam um sistema protonefridial.

02. Nas minhocas, os nefrídios, em forma de funil, se abrem dentro do celoma.

04. Nos crustáceos, as glândulas coxais exteriorizam os excretas junto ao 20 par de antenas.

08. Os insetos apresentam túbulos de Malpighi, que lançam as substâncias nitrogenadas no intestino.

16. Nas aranhas, as glândulas verdes, localizadas no cefalotórax, excretam um produto esverdeado.

32. Nos equinodermas, as brânquias funcionam como estruturas respiratórias e excretoras.

64. Nos vertebrados, o principal sistema de excreção é o trato digestivo.

Soma das alternativas corretas:

11. Quando se bebe cerveja, observa-se que há aumento do volume de urina. A provável causa desse fato é:

a) A diminuição da produção de adrenalina.

b) O aumento da pressão osmótica do plasma sanguíneo.

c) O aumento de concentração da urina na bexiga.

d) A inibição da produção de hormônio antidiurético.

e) A estimulação da produção do hormônio responsável pelo controle da diurese.

12. (PUCCAMP) A tabela a seguir indica as quantidades (em porcentagem) de excretas nitrogenados na urina de dois animais.

12

 

Sobre esses dados, fizeram-se as seguintes afirmações:
I. O animal (a) provavelmente vive em habitat terrestre e o animal (b), em habitat aquático ou de transição entre água e terra.
II. A urina de (a) é rica em ácido úrico, altamente tóxico, que necessita de grande quantidade de água para ser eliminado.
III. A urina de (b) é rica em substâncias solúveis e muito tóxicas.
IV. O animal (a) pode ser uma tartaruga e (b) pode ser um sapo. Dessas afirmações, são corretas somente:
a) I e III.
b) II e IV.
c) I, II e III.
d) I, III e IV.
e) II, III e IV.

13. (UEPG) A figura abaixo representa o funcionamento de um nefro humano para os mecanismos de filtração, reabsorção e secreção. Com relação a todo o processo que ocorre no nefro, assinale o que for correto.

13

Fonte: Linhares, S.; Gewandsznajder, F. Biologia hoje, os seres vivos.

Volume 2. Editora Ática. São Paulo. 2010

01. Em 1 e 2, glomérulo e cápsula, respectivamente, ocorre a filtração. Nessa etapa, a pressão do sangue expulsa, do glomérulo para a cápsula, a água e as pequenas partículas dissolvidas no plasma, como sais, moléculas orgânicas simples e ureia.

02. Em 3 está representado o túbulo contorcido proximal. As células da parte inicial desse túbulo reabsorvem, por transporte ativo, quase toda a glicose, os aminoácidos e parte dos sais.

04. Após a reabsorção da glicose, dos aminoácidos e dos sais, o sangue fica mais concentrado que o líquido do túbulo. Nessa etapa, boa parte da água é reabsorvida por osmose.

08. Em 5 e 6, alça de Henle e túbulo distal, respectivamente, ocorre a ação dos hormônios aldosterona e antidiurético (ADH). Ambos agem para eliminar o máximo de água na urina.

16. Na fisiologia humana, o sistema de controle da pressão arterial não está envolvido com os hormônios e o sistema de excreção e reabsorção de um nefro.

Soma das alternativas corretas:

14. (FCM-PB) Considerando as estruturas e as funções do Sistema Excretor Humano, associe cada estrutura com a sua função e assinale a sequência correta:

14

a) I, II, IV, III.

b) II, I, III, IV.

c) III, IV, I, II.

d) IV, I, III, II.

e) II, I, IV, III.

15. (UFAM) O principal órgão excretor dos vertebrados é o rim, cuja unidade funcional é o néfron. Com poucas exceções, os néfrons de todos os vertebrados trabalham sobre o princípio da ultrafiltração seguida pelo transporte ativo de substâncias para dentro e para fora da urina. Um rim típico de mamífero consiste de quase 1 milhão de néfrons e sua estrutura básica está esquematizada a seguir:

15

A sequência que relaciona corretamente os termos é:

a) 1- arteríola eferente; 2 – túbulo contorcido distal; 3 – arteríola aferente; 4 – glomérulo; 5 – ducto coletor; 6 – cápsula de Bowman; 7 – alça de Henle; 8 – túbulo contorcido proximal.

b) 1 – arteríola aferente; 2 – ducto coletor; 3 – arteríola eferente; 4 – glomérulo; 5 – alça de Henle; 6 -cápsula de Bowman; 7 – túbulo contorcido distal; 8 – túbulo contorcido proximal.

c) 1 – arteríola eferente; 2 – túbulo contorcido distal; 3 – arteríola aferente; 4 – glomérulo; 5 – ducto coletor; 6 – cápsula de Bowman; 7 – túbulo contorcido proximal; 8 – alça de Henle.

d) 1- arteríola eferente; 2 – ducto coletor; 3 – arteríola aferente; 4 – glomérulo; 5 – alça de Henle; 6 – cápsula de Bowman; 7- túbulo contorcido distal; 8 – túbulo contorcido proximal.

e) 1- túbulo contorcido distal; 2 – arteríola eferente; 3 – túbulo contorcido proximal; 4 – glomérulo; 5 – ducto coletor; 6 – cápsula de Bowman; 7- alça de Henle; 8 -arteríola aferente.

16. (PUC-SP) Terminado o percurso pelo néfron, o filtrado glomerular é agora denominado urina, que, em uma pessoa saudável, deverá conter, entre outros componentes:

a) Água, ureia, proteínas e sais.

b) Água, ácido úrico, proteínas e sais.

c) Água, ureia, amônia e sais.

d) Ureia, glicose, ácido úrico e amônia.

e) Ureia, glicose, proteínas e amônia.

17. (FATEC) Observe atentamente o esquema a seguir.

17

Nos animais, o metabolismo oxidativo de proteínas e de ácidos nucleicos produz CO2 e água, mas, além disso, o grupo amina, ligado quimicamente a essas substâncias, leva à formação de alguns produtos que, por serem tóxicos, precisam ser eliminados como, por exemplo, a amônia, a ureia e o ácido úrico. A excreção de qualquer um desses produtos nitrogenados está geralmente relacionada com o ambiente em que o animal vive. Assim a amônia, por ser a mais tóxica, deve ser eliminada conforme vai sendo produzida e, dessa forma, o animal perde grandes quantidades de água, correndo o risco de desidratação. A ureia, menos tóxica, pode permanecer um tempo maior na circulação, o que significa uma economia hídrica para o animal. Já o ácido úrico, pouco tóxico, praticamente insolúvel na água, pode ser acumulado por um longo tempo e, quando é eliminado, a perda de água é mínima.

Pelas características das substâncias descritas anteriormente e segundo a predominância dessas substâncias na excreção, os animais I, II e III são denominados amoniotélicos, ureotélicos e uricotélicos e, respectivamente, exemplificados por:

a) Aves, peixes e mamíferos.

b) Insetos, aves e répteis.

c) Anfíbios, répteis e peixes.

d) Peixes, mamíferos e aves.

e) Répteis, insetos e anfíbios.

18. (UEA) Alguns peixes têm a capacidade de migrar para regiões com salinidade diferente daquela em que vivem a maior parte do ano. Se um peixe ósseo migra de uma região de baixa salinidade para uma região de alta salinidade, ele necessita passar por uma série de mudanças fisiológicas, dentre as quais se destacam aquelas que ocorrem no mecanismo de excreção. Espera-se que, ao chegarem a essa região de maior salinidade, esses peixes apresentem taxa de filtração renal:

a) Maior, urina mais concentrada e muito volumosa.

b) Menor, urina mais concentrada e pouco volumosa.

c) Maior, urina mais diluída e pouco volumosa.

d) Maior, urina mais diluída e muito volumosa.

e) Menor, urina mais concentrada e muito volumosa.

19. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

Analise o seguinte caso: Um paciente com perda de sangue e pouca ingestão de sal tem a pressão sanguínea e o volume sanguíneo diminuídos. O sangue nessas condições, quando passa na arteríola aferente do glomérulo renal, induz um processo de regulação dos líquidos corporais. Como consequência, entra em ação um mecanismo regulatório que auxilia a manter a homeostasia: o sistema renina-angiotensina-aldosterona. A renina liberada no sangue induz a produção de angiotensina, que por sua vez causará constrição de arteríolas e também estimulará as glândulas adrenais a liberar aldosterona.

CAMPBELL, Neil et al. Biologia. 8. Ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 969.

A liberação de aldosterona pelas glândulas adrenais resulta em:

a) Indução do hipotálamo para produzir vasopressina (hormônio antidiurético), liberação na circulação sanguínea e chegar aos rins, onde os seus alvos principais são os túbulos distais e os dutos coletores.

b) Aumento da osmolaridade do sangue, através da transpiração excessiva e liberação de grandes volumes de urina diluída.

c) Indução da angiotensina, levando a um aumento da pressão sanguínea pela constrição de arteríolas, diminuindo o fluxo sanguíneo para muitos capilares, incluindo os do rim.

d) Estímulo nos túbulos distais dos néfrons, fazendo-os reabsorver mais sódio (Na+) e água, aumentando o volume e a pressão sanguíneos.

20. A produção de urina concentrada é uma das mais importantes adaptações para a ocupação do ambiente terrestre, visto que possibilita economia de água. Sobre esse assunto, assinale o que for correto.

01. Nos mamíferos, a amônia é convertida em ureia, a qual demanda um volume muito grande de água para ser eliminada.

02. Insetos, anfíbios e aves convertem a amônia em ácido úrico, com baixa solubilidade em água, com consequente eliminação de uma urina muito concentrada. Esses animais são chamados uricotélicos.

04. Nos anelídeos, a excreção é realizada pelos metanefrídios, abertos para a cavidade celômica, de onde removem a amônia. A porção enovelada dos metanefrídeos retira as excreções diretamente do sangue.

08. Aves marinhas excretam o excesso de sal através das glândulas coxais.

16. O principal agente fisiológico regulador do equilíbrio hídrico no corpo humano é o hormônio FSH, produzido no hipotálamo e armazenado na hipófise.

Soma das alternativas corretas:

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 20 de outubro de 2016

TESTES DE BOTÂNICA (XIII)

01. (UFSC) Fragmentos de: Criterium externe de perfection: “….. Nós admitimos que uma planta é mais perfeita quando o total de suas funções é melhor executada, isto é, quando suas diversas partes são mais especializadas. Assim, distinguimos em via ascendente de aperfeiçoamento: thallophytae, muscinae, chriptogamae vasculares e phanerogamae. Esse critério de perfeição é baseado no aspecto exterior da planta. Possivelmente é satisfatório, no entanto pretendemos associá-lo ao aspecto interno, para obtermos uma aplicação mais segura….”

(Ph. Van Tieghem. Elements de Botanique, Paris, 1891)

Esse texto serviu de referência para o seguinte teste: os botânicos da atualidade chamam o grupo muscinae de briófitas. Analise os itens propostos, relacionados com briófitas. Escolha, entre as opções, a correta.

I. São vegetais verdes, portanto são autótrofos.

II. Possuem flores e se reproduzem sexuadamente.

III. Como exemplo mais conhecido, podemos citar os cogumelos.

IV. Não possuem raízes verdadeiras, mas estruturas análogas chamadas rizoides.

a) I, II e IV são corretos.

b) Apenas o item III é correto.

c) I, II e III são corretos.

d) II e IV estão corretos, enquanto o item I é parcialmente correto, pois as briófitas são verdes, mas não autótrofos.

e) I e IV são corretos, enquanto o item II está certo apenas em parte, pois as briófitas não possuem flores.

02. Analise as frases:

I. No ciclo de briófitas, o gametófito é uma fase predominante.

II. No ciclo de pteridófitas, o esporófito é uma fase dominante.

III. A fecundação em briófitas e pteridófitas consiste na fusão de uma oosfera e um anterozoide.

IV. A fecundação em briófitas e pteridófitas ocorre no interior do arquegônio.

Estão corretas:

a) Apenas I e III.

b) Apenas I e IV.

c) Apenas III e IV.

d) Apenas II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

03. (UFPB) A presença ou não das estruturas raízes, vasos condutores, sementes e frutos caracteriza grupos vegetais da atualidade. No quadro abaixo, a presença dessas estruturas está indicada pelo símbolo (+).

03

Com base nesses dados, é correto afirmar que o(s) grupo(s)

a) I e II representam, respectivamente, as pteridófitas e as briófitas.

b) II e III representam, respectivamente, as pteridófitas e as angiospermas.

c) IV representa as angiospermas.

d) I e III representam, respectivamente, as angiospermas e as gimnospermas.

e) III e IV representam, respectivamente, as angiospermas e as pteridófitas.

04. (UNA-MG) No esquema abaixo os eventos A, B e C são, respectivamente:

04

a) Meiose – germinação – fecundação.

b) Germinação – meiose – fecundação.

c) Fecundação – germinação – meiose.

d) Germinação – fecundação – meiose.

e) Meiose – fecundação – germinação.

05. (UFJF) As estrias ou faixas de Caspary são reforços de lignina e suberina que ocorrem:

a) No caule, nas células da epiderme.

b) Na raiz, nas células da endoderme.

c) Na raiz, nas células da exoderme.

d) Na raiz, nas células da epiderme.

06. (UERN) A figura abaixo ilustra o clássico experimento de Malpighi em 1675, que revela um importante aspecto da fisiologia vegetal.

06

O efeito causado pela remoção do anel da casca da árvore se deve à(ao):

a) Bloqueio do fluxo de água e de íons.

b) Perda de água pela parte central do caule.

c) Inibição do processo fotossintético.

d) Eliminação do sistema de sustentação da planta.

e) Interrupção do fluxo de seiva elaborada.

07. (FUVEST) O ciclo de vida de uma planta de feijão pode ser representado pelo esquema a seguir:

07

Um conjunto haploide de genes é encontrado em células do:

a) Embrião que se forma a partir de 4.

b) Endosperma que se forma em 1.

c) Endosperma que se forma em 5.

d) Tubo polínico que se forma em 2.

e) Tubo polínico que se forma em 5.

08. (UNESP) Um estudante recebeu nove cartões, cada um apresentando uma característica ou o nome de uma estrutura presente em diferentes grupos de plantas.

08a

Sua tarefa era formar dois grupos de três cartões, de modo que, no grupo I, fossem incluídos apenas cartões com características ou estruturas encontradas em briófitas e, no grupo II, apenas cartões com características ou estruturas encontradas em angiospermas. Indique a alternativa que, no quadro, apresenta possibilidades de formar corretamente os grupos I e II.

08b

09. (UNIFOR) Analise o esquema abaixo.

09

As funções das estruturas I, II e III são, respectivamente:

a) Fotossíntese, trocas gasosas e transpiração.

b) Absorção, sustentação e osmose.

c) Proteção, fotossíntese e trocas gasosas.

d) Fotossíntese, transporte e absorção.

e) Sustentação, transpiração e circulação de ar.

10. (UFU-MG) Analise as afirmativas abaixo.

I. As algas vivem em ambientes terrestres, de água doce ou salgada. Seu organismo pode ser unicelular ou ter tantas células que pode alcançar mais de 50 m de comprimento. Seus plastos apresentam pigmentos variados como xantofila, fucoxantina, ficoeritrina, caroteno e clorofila.

II. São produtos das algas que apresentam importância econômica: o ágar, a carraginina, o calcáreo e a algina.

III. Nas briófitas, o esporófito diploide é reduzido, forma-se sobre o gametófito e após liberar-se deste, nutre-se por maio de rizoides avasculares próprios.

IV. As pteridófitas são traqueófitas sem sementes, cripotógamas e o esporófito é mais desencolhido que o prótalo.

V. As pteridospermas foram comuns no Carbonífero, eram traqueófitas com sementes e provavelmente foram as precursoras das atuais gimnospermas.

VI. As gimnospermas possuem estróbilos e foram arquegônios, o anterozoide ainda precisa de líquido para a fecundação em algumas espécies, em outras não. Ocorre poliembrionia e as sementes apresentam endosperma haploide.

Assina a alternativa correta.

a) I, II, IV, V e VI são corretas.

b) Todas são corretas.

c) I, III e IV são corretas.

d) III, V e VI são corretas.

e) São corretas apenas I, IV, V e VI.

11. (UFRGS) Assinale a alternativa que contém somente raízes utilizadas na alimentação.

a) Mandioca – rabanete – cenoura – beterraba.

b) Rabanete – cebola – batata inglesa – alcachofra.

c) Batata inglesa – inhame – mandioca – beterraba.

d) Gengibre – beterraba – alho – batata inglesa.

e) Cebola – mandioca – beterraba – inhame.

12. (FUVEST)

12

O pinhão mostrado na foto, coletado de um pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia), é:

a) Um fruto: estrutura multicelular resultante do desenvolvimento do ovário.

b) Um fruto: estrutura unicelular resultante do desenvolvimento do óvulo.

c) Uma semente: estrutura unicelular resultante do desenvolvimento do ovário.

d) Uma semente: estrutura multicelular resultante do desenvolvimento do óvulo.

e) Uma semente: estrutura unicelular resultante do desenvolvimento do óvulo.

13. (I OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA) O esquema abaixo representa uma flor com estames abaixo do estigma. Marque a alternativa que contenha a principal vantagem desta disposição dos verticilos florais.

13

a) Variabilidade genética.

b) Autopolinização.

c) Seleção natural.

d) Aumentar a visita de polinizadores.

e) Economia energética.

14. (UFU) Em relação aos tipos de raízes, abaixo esquematizadas, podemos afirmar que:

14

1. A raiz é usada para aumentar a área de apoio da planta

2. A planta de raiz II pode ser milho, arroz ou trigo.

3. A raiz III é denominada raiz sugadora.

4. A planta de raiz IV vive em região pouco arejada.

a) Se somente forem corretas as afirmativas 1, 2 e 3.

b) Se somente forem corretas as afirmativas 1 e 3.

c) Se somente forem corretas as afirmativas 1, 2 e 4.

d) Se somente for correta a afirmativa 4.

e) Se todas as afirmativas forem corretas.

15. (PUC-RS) Nas regiões dos manguezais, é comum se encontrarem raízes que crescem verticalmente do solo e vão atingir o nível de maré alta. Elas desenvolvem estruturas para permitir a vida nesses locais e se relacionam com:

a) Melhor flutuação.

b) Trocas gasosas.

c) O acúmulo de reservas nutritivas.

d) Fixação das folhas.

e) O aproveitamento do sal marinho.

16. (UEM) Indique o que for correto.

I   II

0  0 – Se numa refeição uma pessoa alimentar-se de beterraba, batata-inglesa, alface, azeitona e feijão, estará comendo, respectivamente, raiz, caule, folha, fruto e semente.

1  1 – Nas angiospermas, plantas que apresentam dupla fertilização, a geração predominante é a gametofítica.

2  2 – Maçã, abacaxi e morango são classificados como pseudofrutos. Suas estruturas são carnosas, contendo reservas nutritivas de forma semelhante aos frutos verdadeiros, porém, desenvolvem-se a partir de outras partes da flor que não o ovário.

3  3 – O sistema radicular, em que há uma raiz principal que corresponde à primeira que surge na germinação da semente, é encontrado nas gimnospermas e nas dicotiledôneas.

4  4 – O gineceu, formado por um ou mais carpelos, constitui, nas angiospermas, o sistema reprodutor feminino da flor.

17. (OBJETIVO-SP) Analise o gráfico a seguir a respeito da variação de alguns valores observados, ao longo do tempo, no processo de germinação de sementes de uma determinada espécie de angiosperma. Sabendo que a germinação (G) ocorreu no quinto dia após a semeadura, indique as curvas que representam a variação de massa do tecido de reserva dessas sementes e a variação da massa total dos embriões, respectivamente:

17

a) 1 e 2.

b) 2 e 3.

c) 4 e 3.

d) 4 e 2.

e) 3 e 4.

18. (UFV) Os esquemas a seguir representam duas espécies de plantas com diferentes distribuições em relação aos tipos florais.

18

Assinale a alternativa incorreta.

a) A espécie I é um exemplo de planta monoica.

b) Plantas da espécie II não podem se autofecundar.

c) A variabilidade genética pode ocorrer nas duas espécies.

d) Na espécie I, cada flor pode se autofecundar.

e) As duas espécies apresentam flores díclinas.

19. (FUVEST) Enquanto a clonagem de animais é um evento relativamente recente no mundo científico, a clonagem de plantas vem ocorrendo, já há algumas décadas, com relativo sucesso. Células são retiradas de uma planta-mãe e, posteriormente, são cultivas em um meio de cultura, dando origem a uma planta inteira, com genoma idêntico ao da planta-mãe. Para que o processo tenha maior êxito, devem-se retirar as células:

a) Do ápice do caule.

b) Da zona de pelos absorventes da raiz.

c) Do parênquima dos cotilédones.

d) Do tecido condutor em estrutura primária.

e) Da parede interna do ovário.

20. (MACK) Nas angiospermas, em alguns casos, o fruto não é originário do ovário, sendo denominado, então, pseudofruto. Qual das alternativas abaixo reúne somente pseudofrutos?

a) Maçã, morango e mamão.

b) Maçã, morango e caju.

c) Maçã, pera e laranja.

d) Morango, pera e pêssego.

e) Pera, caju e laranja.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 20 de outubro de 2016

TESTES DE ECOLOGIA (VI)

01. (UEA) Um professor de biologia solicitou a seus alunos a construção de uma pirâmide de biomassa para uma comunidade de cerrado, cujos elementos eram: capim, gafanhoto, pássaros insetívoros e cobras. O professor estimou a biomassa dos diversos níveis tróficos e obteve, para os pássaros, o equivalente a 160 quilos. O valor mais próximo, em quilos, do que seria esperado encontrar para a biomassa das cobras é:

a) 180.

b) 160.

c) 220.

d) 200.

e) 40.

02. (UEM) Lembrando Lavoisier e considerando que na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma, assinale o que for correto.

01. Os resíduos poluentes nunca têm origem em substâncias que existem na natureza. Como o homem nada cria, o problema da poluição não é assim tão alarmante.

02. Boa parte da atividade dos seres vivos consiste em obter do ambiente os recursos como a luz, o alimento, a água, os sais minerais, os gases e um abrigo e em eliminar resíduos como a urina, as fezes e o gás carbônico.

04. Os organismos são adaptados para fazerem frente às condições ambientais dentro de certos limites de variação. É o que se chama de tolerância.

08. Em relação à capacidade de produção de matéria orgânica a partir de substâncias mais simples, os seres vivos são divididos em autótrofos e heterótrofos.

16. A eutrofização de ambientes aquáticos não deve ser considerada como desequilíbrio, pois ocorre quando há devolução de grande quantidade de substâncias, todas naturais.

32. A devolução de CO2 ao ambiente é feita a partir da degradação da matéria orgânica dentro ou fora dos seres vivos. Nos seres vivos, ocorre pela respiração celular ou pela fermentação; fora dos seres vivos, ocorre pela combustão.

64. A radiação ultravioleta do Sol é um processo natural. O homem não deve considerar como um tipo de poluição a quantidade de raios ultravioletas que atinge a superfície terrestre, pois as atividades industriais não interferem nessa quantidade.

Soma das alternativas corretas:

03. (UEM) Identifique o que for correto em Ecologia, uma ciência multidisciplinar.

01. A introdução de espécies em determinado local é sempre vantajosa, pois aumenta a biodiversidade.

02. A agricultura, ao utilizar o controle biológico como alternativa ao uso excessivo de inseticidas, contribui para não aumentar a poluição das águas e dos solos.

04. A floresta atlântica é um dos biomas brasileiros que apresenta maior diversidade, tanto de vegetais quanto de animais. A alta diversidade é atribuída à reduzida exploração humana.

08. A espécie humana não participa do ciclo do carbono, pois não somos produtores, como os organismos clorofilados, nem decompositores, como as bactérias e os fungos.

16. Quando afirmamos que certa espécie vive na praia e que outra vive na copa das árvores, estamos nos referindo aos hábitats dessas espécies.

Soma das alternativas corretas:

04. (PUC-SP) O esquema abaixo representa, de forma simplificada, os ciclos do carbono e do oxigênio.

04

Pode-se afirmar corretamente que:

a) Plantas clorofiladas e fungos realizam, exclusivamente, o processo indicado por II.

b) Plantas clorofiladas e animais realizam, respectivamente, os processos I e II.

c) Animais realizam apenas o processo I e plantas clorofiladas realizam os processos I e II.

d) Fungos e bactérias realizam os processos I e II.

e) Fungos realizam apenas o processo II e bactérias realizam os processos I e II.

05. Podemos estimar as quantidades adequadas de cada tipo de alimento que devemos ingerir, observando a pirâmide alimentar abaixo, em que a quantidade requerida de cada categoria de alimento é proporcional ao seu volume.

05

A análise da figura nos permite afirmar corretamente que:

a) A maior parte das calorias da dieta deve vir dos pães, massas, arroz e outros cereais.

b) A ingestão de alimentos plásticos (estruturais) está representada pela base da pirâmide alimentar.

c) Os nutrientes reguladores são os que devem ser ingeridos em maior quantidade.

d) A ingestão de alimentos plásticos deve ser igual a de alimentos energéticos.

e) Os lipídios são obtidos, exclusivamente, dos alimentos encontrados no topo da pirâmide alimentar.

06. (UCB)

México, janeiro de 2007: o povo sai às ruas contra o aumento de 400% da tortilha. O prato nacional mexicano é feito com milho branco, mas o preço acompanha o do milho amarelo, valorizado pelas usinas de etanol dos EUA.

Egito, março de 2008: uma multidão se acotovela em uma padaria no Cairo, atrás de pães subsidiados pelo governo.

Haiti, abril de 2008: protestos contra a fome resultam em cinco mortos, cinquenta feridos e na renúncia do primeiro-ministro Edouard Alexis.

Mianmar, maio de 2008: o ciclone Nargis devasta 65% das lavouras de arroz. Indiferentes, os militares que governam o país aproveitam a alta do grão para exportar seu estoque.

Todas essas histórias estão relacionadas à pior crise de preços de alimentos dos últimos quarenta anos. E quem — ou o quê — seria o culpado?

Juliana Tiraboschi. Biocombustível ou comida? In: Revista Galileu (com adaptações).

Vários fatores éticos, políticos e ambientais estão envolvidos nessa crise que vem se instalando com relação à escassez de alimentos no mundo. Com base no assunto, julgue os itens a seguir.

I    II

0  0 – É possível que esse problema seja agravado pelo uso intenso de biocombustíveis, que precisam, como matéria-prima, de vegetais, usados, muitas vezes, como alimentos.

1  1 – Parte dos grãos produzidos é consumida como ração animal. Na passagem de nível trófico que ocorre nesse consumo, a energia fixada pelas plantas é integralmente transferida aos animais.

2  2 – Uma mudança de hábito alimentar que envolva uma redução do consumo de carnes auxiliaria na disponibilidade de grãos para a alimentação humana. Esse é um dos argumentos éticos a favor do vegetarianismo.

3  3 – Os biocombustíveis utilizam grãos que poderiam servir como alimento. Por outro lado, eles são menos prejudiciais do que combustíveis fósseis no que se refere às mudanças climáticas globais.

4  4 – O tamanho da área plantada com grãos teria de aumentar, se o consumo de carne diminuísse.

07. (UEM) Uma colher de chá de solo fértil pode conter 5 bilhões de bactérias, 1 milhão de protozoários e 200.000 algas e fungos. Sobre esses organismos, assinale a alternativa incorreta.

a) Na cadeia alimentar, os protozoários e os fungos pertencem ao mesmo nível trófico.

b) Os organismos mencionados ocupam diferentes nichos ecológicos.

c) Os organismos mencionados ocupam o mesmo hábitat.

d) Na cadeia alimentar, as bactérias são organismos decompositores.

e) Na cadeia alimentar, as algas são organismos produtores.

08. (IFBA) Os fungos podem viver como saprófagos quando vivem no solo nutrindo-se de matéria orgânica de origem vegetal e animal em decomposição. Essa característica dos fungos é importante do ponto de vista ecológico, pois:

a) Possibilita que várias espécies de fungos, que causam doenças em plantas de interesse econômico, eliminem a necessidade do uso de agrotóxicos.

b) Constituem a principal fonte alimentar dos animais que vivem em ambiente terrestre e produzem oxigênio através da quimiossíntese.

c) Os liquens, um dos principais grupos responsáveis pelo reaproveitamento da matéria orgânica em decomposição, são excelentes bioindicadores.

d) Os fungos que possuem clorofila produzem seu próprio alimento e são responsáveis por produzir todos os nutrientes utilizados nas cadeias alimentares.

e) Permite que elementos químicos constituintes da matéria orgânica dos seres mortos sejam reaproveitados pelos organismos produtores de um ecossistema.

09. (UEM) A carta escrita por um chefe indígena, o chefe Seattle, ao então presidente dos Estados Unidos da América, Franklin Pearce (1853) – quando este propôs ao índio a compra de suas terras, dando-lhe, em troca, uma “reserva” – dá-nos um dos mais belos exemplos de consciência ecológica, quando assim se expressa em trechos da carta: “…O ar é precioso para o homem vermelho, pois todas as coisas compartilham o mesmo sopro; o animal, a árvore, o homem, todos compartilham o mesmo sopro. Parece que o homem branco não sente o ar que respira… Se lhes vendermos nossa terra, vocês devem mantê-la intacta e sagrada, como um lugar onde até mesmo o homem branco possa ir saborear o vento açucarado pelas flores dos prados…” Com relação às interações existentes na natureza, assinale o que for correto.

01. O nitrogênio (N2), que participa da constituição de ácidos nucléicos, de proteínas e de clorofilas, é fixado por poucos seres vivos. Entre esses, está o Rhizobium, que vive uma relação de mutualismo com as raízes de leguminosas.

02. Em resumo, o tamanho de uma população depende da relação entre os fatores da natalidade e da imigração com os da mortalidade e da emigração.

04. As relações interespecíficas compreendem as relações existentes entre indivíduos pertencentes à mesma espécie.

08. A relação existente entre a rêmora e o tubarão é exemplo de comensalismo, que é um tipo de relação desarmônica.

16. Em uma comunidade clímax, como último degrau da sucessão ecológica, a grande diversidade de espécies estabelece, entre os organismos, múltiplas e complexas relações alimentares e territoriais.

32. A manutenção da vida em um organismo é conseguida a partir da energia química acumulada nos compostos orgânicos que constituem os alimentos. As formas de vida capazes de fabricar esses alimentos são denominadas de autótrofos, podendo ser classificados em fotossintetizantes e quimiossintetizantes.

64. Nas florestas temperadas decíduas, a queda das folhas é uma adaptação para resistirem ao calor de um verão rigoroso.

Soma das alternativas corretas:

10. (COVEST) O novo código florestal, proposto no congresso nacional brasileiro, diminui de 30 m para 15 m a proteção das margens dos riachos com mais de 5 m de largura, nas áreas de proteção permanente (APPs). Sobre os problemas enfrentados para garantir a conservação e preservação ambiental, considere as alternativas abaixo:

I   II

0  0 – Manguezais, como os que entrecortam a cidade do Recife, não são consideradas áreas de proteção permanente, pois abrigam uma pobre diversidade biológica.

1  1- Uma exploração econômica sustentável, mesmo nas margens de rios e nascentes de áreas de proteção permanente, não provoca danos ambientais e, portanto, deveria ser estimulada.

2  2 – Queimadas para produção de pastos eliminam sais minerais no solo, que seriam absorvidos nas raízes das plantas e transportados através do floema para as partes aéreas.

3  3 – Caso o descarte de resíduos de indústrias em fontes de água potável provoque a extinção de um organismo consumidor primário em uma cadeia alimentar, seus consumidores secundários e terciários também poderão ser afetados.

4  4 – A cultura de plantas in vitro com adição de fitormônios como, por exemplo, as auxinas, que estimulam o desenvolvimentos dos frutos, pode ser uma forma de preservar espécies de plantas ameaçadas.

11. (UFTM) Espécies invasoras podem exigir medidas extremas. Em Galápagos, arquipélago no Oceano Pacífico, para acabar com ratos que ameaçam a fauna nativa local, um helicóptero despejou um tipo de raticida sobre uma das ilhas. Esses roedores comem os ovos das tartarugas e das aves nativas, e isso está levando espécies típicas ao colapso.

(Folha de S.Paulo, 20.01.2011. Adaptado.)

O gráfico que melhor representa a variação numérica dos animais citados, antes e após a aplicação do veneno, é:

11

12.  (UEPG) A respeito dos conceitos relacionados à ecologia, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – A estrutura de qualquer ecossistema é composta por três categorias básicas de organismos: os produtores, os consumidores e os decompositores. Cada uma dessas categorias ocupa um nível trófico diferente.

1  1 – Um ecossistema possui uma parte biótica, representada pela população, e uma parte abiótica, que inclui os fatores físico-químicos ambientais. Dentro dele ocorre um intercâmbio de matéria e de energia, o que não ocorre entre ele e os ecossistemas vizinhos.

2  2 – Duas espécies de animais ou de plantas não podem ter exatamente o mesmo nicho ecológico por muito tempo. Quando isso ocorre, as duas espécies competem em todos os níveis, o que pode leva uma delas a desaparecer, cedendo lugar a outra.

3  3 – O lugar em que um organismo vive, no ecossistema, é chamado de nicho ecológico.

4  4 – Em ecologia, comunidades são grupos de organismos da mesma espécie, que vivem numa determinada área, e população é o conjunto das comunidades de determinada área.

13. (UFPB) A estrutura das populações não é estática e mudanças bióticas e abióticas podem levar a um aumento ou diminuição dos componentes dessas populações ao longo do tempo. A análise dessas variações pode ser observada pelo estudo da dinâmica das populações, como mostra o gráfico abaixo.

13

Analisando gráfico a partir da literatura sobre o tema abordado, é correto afirmar que a população:

a) Cresce independente da competição entre os indivíduos.

b) Não apresenta, no ponto B, os efeitos da idade dos indivíduos.

c) Cresce pouco até o ponto A, devido à elevada idade dos indivíduos.

d) Não sofre os efeitos da mortalidade dos seus representantes.

e) Tende, ao longo do tempo, ao equilíbrio, devido à capacidade de suporte do ambiente.

14. (UFRN) A partir de 1977, foram descobertas, em várias regiões abissais dos oceanos, fendas hidrotérmicas, onde a água atinge temperatura de até 400oC e fica rica em minerais procedentes da rocha. Os ecossistemas nessas regiões são baseados em bactérias que utilizam o gás sulfídrico e o calor para formar moléculas complexas que servem como alimento para os organismos que vivem na região. Devido às características do ecossistema e à riqueza de bactérias que processam as substâncias liberadas em profusão por essas fendas, os cientistas já especulam sobre a possibilidade de usar essas regiões para explicar o surgimento da vida na Terra. Uma condição que pode ser levada em conta para considerar essa possibilidade é que, nessa região:

a) A alta pressão favorece uma grande variedade de espécies.

b) Predomina a formação de pequenas moléculas de proteína.

c) As espécies de organismos do reino Plantae estão ausentes.

d) A temperatura elevada inibe a multiplicação do DNA.

15. (FATEC-SP) No gráfico abaixo as letras A, B, C e D representam, respectivamente:

15

a) Carga biótica, resistência do meio, potencial biótico e crescimento real.

b) Carga biótica, potencial biótico, crescimento real e resistência do meio.

c) Carga biótica, crescimento real, potencial biótico e resistência do meio.

d) Potencial biótico, carga biótica, crescimento real e resistência do meio.

e) Resistência do meio, potencial biótico, crescimento real e carga biótica.

16. (UFMG) As plantas insetívoras, ou carnívoras, vivem, geralmente, em solos pobres em nutrientes. Com base nessa informação e em outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que as plantas insetívoras:

a) Podem realizar respiração celular.

b) São consideradas produtores primários.

c) Usam matéria orgânica de suas presas para fotossíntese.

d) Utilizam nutrientes das presas no seu metabolismo.

17. (UECE) A variedade de biomas existentes no Brasil reflete a riqueza de espécies vegetais e animais e, por este motivo, o nosso país é o principal dentre os chamados países megadiversos. Muitas das espécies encontradas aqui são endêmicas e muitas plantas, economicamente importantes, são brasileiras. Com relação à biodiversidade, assinale o que for verdadeiro.

I    II

0   0 – Atualmente, em virtude da conscientização ecológica, a diversidade biológica se constitui como base das atividades agrícolas no Brasil.

1   1 – Quanto maior o número de espécies menor a estabilidade dos ecossistemas devido às tensões resultantes da competição nesses ambientes.

2  2 – A diversidade biológica é mais elevada em áreas quentes e úmidas como acontece em regiões tropicais.

3  3 – Apesar de ser tipicamente brasileira, a caatinga é um ecossistema pobre em diversidade e, por isso, um dos menos degradados do país.

4  4 – A introdução de espécies exóticas em um ambiente pode levar à extinção de outras espécies que nele ocorrem naturalmente.

18. (UCB) O biodiesel vem se firmando desde o final do século passado como uma alternativa melhor ao combustível fóssil. O Brasil é um dos maiores investidores em desenvolvimento de tecnologia de biodiesel, como, por exemplo, no óleo de babaçu e até mesmo em microalgas. Em relação às vantagens e desvantagens do biodiesel, julgue os itens a seguir.

I   II

0  0 –   O diesel de petróleo é fonte de energia renovável, ao contrário do biodiesel, que é não renovável.

1  1 – A produção de biodiesel envolve a produção de plantas que, em muitos casos, poderiam ser usadas como alimentos.

2  2 – A matéria-prima para a produção de biodiesel são os aminoácidos. Por isso, pode ser produzido a partir de qualquer material em decomposição.

3  3 – Óleo de cozinha usado pode ser utilizado como matéria-prima na produção de biodiesel, contribuindo para reduzir a poluição das águas por óleo de cozinha.

4  4 – A produção do biodiesel, ao contrário do diesel, gera a fixação de carbono da atmosfera.

19. (PUC-RIO) O ano de 2010 é o Ano Internacional da Biodiversidade, e, em outubro, ocorrerá a 10a Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, a COP 10, em Nagoya, no Japão. O objetivo da convenção é preservar a biodiversidade, o uso sustentável de seus componentes e fomentar a repartição dos benefícios oriundos da utilização dos recursos genéticos. Aponte a alternativa que relata a importância da biodiversidade para a manutenção da homeostase no planeta Terra.

a) Quanto maior a biodiversidade, maior a manutenção do patrimônio genético das espécies e menor a chance de sua eliminação por fatores de seleção.

b) Quanto maior a biodiversidade, menor número de nichos ecológicos ocupados e menor a chance de aparecimento de novas espécies.

c) Quanto menor a biodiversidade, maior a manutenção do patrimônio genético das espécies e menor a chance de aparecimento de novas espécies.

d) Quanto maior a biodiversidade, menor o tamanho das cadeias alimentares, deixando livres habitas para novas espécies.

e) Quanto menor a biodiversidade, maior o tamanho das cadeias alimentares e menor a chance de aparecimento de novas espécies invasoras.

20. (FUVEST) Em 1910, cerca de 50 indivíduos de uma espécie de mamíferos foram introduzidos numa determinada região. O gráfico abaixo mostra quantos indivíduos dessa população foram registrados a cada ano, desde 1910 até 1950.

20

Esse gráfico mostra que:

a) Desde 1910 até 1940, a taxa de natalidade superou a de mortalidade em todos os anos.

b) A partir de 1938, a queda do número de indivíduos foi devida à emigração.

c) No período de 1920 a 1930, o número de nascimentos mais o de imigrantes foi equivalente ao número de mortes mais o de emigrantes.

d) No período de 1935 a 1940, o número de nascimentos mais o de imigrantes superou o número de mortes mais o de emigrantes.

e) No período de 1910 a 1950, o número de nascimentos mais o de imigrantes superou o número de mortes mais o de emigrantes.

GAB

 

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias