Publicado por: Djalma Santos | 12 de maio de 2016

TESTES DE SUCESSÃO ECOLÓGICA (II)

01. (UDESC) Analise o organograma que representa algumas fases de uma sucessão ecológica em um determinado bioma.

01

Em relação à sucessão ecológica, assinale a alternativa correta.

a) Os organismos pioneiros, geralmente, não alteram as condições originais do local onde se instalam

b) Os organismos presentes nas fases A e C fazem parte das chamadas comunidades clímax.

c) Em B tem-se as chamadas espécies pioneiras, como por exemplo as plantas arbustivas.

d) Com o passar do tempo a complexidade estrutural e funcional do ecossistema tende a aumentar.

e) Se o substrato inicial for uma região que já foi anteriormente ocupada por uma comunidade tem-se a chamada sucessão ecológica primária.

02 (UNESP) A figura mostra uma antiga área de cultivo em processo de recuperação ambiental.

02a

(www.google.com.br)

Já os gráficos representam alterações que ocorrem nessa área durante o processo de recuperação.

02b

Durante o processo de sucessão secundária da área, em direção ao estabelecimento de uma comunidade clímax florestal, os gráficos que representam o número de espécies de gramíneas, a biomassa, o número de espécies de arbustos e a diversidade de espécies são, respectivamente:

a) II, III, III e II.

b) III, I, III e II.

c) II, I, III e II.

d) I, III, II e I.

e) I, III, I e III.

03. (UPF) Ao ocupar um ambiente, as espécies pioneiras acabam por modificá-lo e propiciar condições para que outras espécies possam se estabelecer. Podem ser consideradas espécies pioneiras, em superfícies formadas por rochas vulcânicas:

a) Fungos e samambaias.

b) Gramíneas e samambaias.

c) Liquens e certos musgos.

d) Algas e gramíneas.

e) Cianobactérias e samambaias.

04. (FACTO) Nas alternativas abaixo, marque aquela que melhor explica o que seria uma sucessão ecológica.

a) A transferência de energia de uma cadeia alimentar de um grupo de organismos para os seus sucessores.

b) A transferência de matéria de alguns organismos para o ambiente.

c) Um processo pelo qual uma comunidade biótica é substituída por outra.

d) A transferência de matéria do ambiente para alguns organismos.

e) A estabilidade de um ecossistema devido ao equilíbrio natural das populações.

05. (UFMS) Quanto aos eventos que ocorrem em ecossistemas, écorretoafirmar que:

01. Dentro das sucessões ecológicas, o estágio de clímax representa o máximo de desenvolvimento da sucessão.

02. Ecossistemas são formados basicamente pelas comunidades bióticas da flora e da fauna e por um único componente abiótico, o solo.

04. Se ecossistema = comunidade + biótopo , comunidade é o grupo integrado de populações de muitas espécies que vivem juntas numa área definida.

08. Se um roedor vive numa floresta tropical e utiliza sementes caídas no solo para sua alimentação, pode-se dizer que a floresta tropical é seu nicho ecológico e ser roedor é o seu habitat.

16. Se uma determinada espécie X produz substância tóxica que, ao ser eliminada para o meio, provoca a morte dos indivíduos de uma espécie Y, está ocorrendo uma relação desarmônica do tipo amensalismo.

Soma das alternativas corretas:

06. (UFAM) “Capoeira” é um termo utilizado na Região Norte para denominar a vegetação que cresce após a derrubada de uma floresta. Em termos de sucessão ecológica, é correto se afirmar que:

a) As capoeiras possuem normalmente um maior número de espécies pioneiras do que na floresta primária.

b) As capoeiras são comunidades em fase clímax muito comuns em áreas com ação antrópica na Região Norte.

c) As condições de microclima nas capoeiras são iguais às condições encontradas na floresta primária.

d) As capoeiras tendem a se transformar gradualmente através de um processo chamado sucessão primária

e) Tanto a biodiversidade como a biomassa se mantêm constante durante o processo de sucessão ecológica na capoeira.

07. (UFPEL) A sucessão temporária pode ser exemplificada em um lago de água doce. Gradativamente, finas partículas de detritos orgânicos e inorgânicos são carregadas pelas águas pluviais e fluviais e se sedimentam no fundo do lago, estreitando seu leito, até esse ficar totalmente soterrado, transformando-se em brejos e após em florestas ou em outro bioma clímax. A diminuição da profundidade e a deposição de matéria no fundo propiciam o desenvolvimento de decompositores. Esse processo promove o surgimento do fenômeno denominado ………. . Esses fatores tornam o lago rico em alimentos, favorecendo a permanência de organismos aquáticos. Plantas que mesmo submersas necessitam de luz e desenvolvem suas folhas próximas à superfície, suplantam a vegetação de fundo. As plantas com folhagem flutuante participam então da sucessão. O lago acaba sendo nivelado, podendo algumas partes ficar alagadiças, constituindo brejos ou banhados. A seguir ocorre a substituição da vegetação do brejo por árvores que resistam ao terreno alagadiço. Essa sucessão culmina com a formação vegetal “estável”, que não sofre mais mudanças direcionais, sendo denominada ……… .

Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar que as lacunas são preenchidas respectivamente por:

a) Cadeia alimentar e estivação.

b) Eutrofização e vegetação clímax.

c) Vegetação clímax e espécies pioneiras.

d) Espécies pioneiras e eutrofização.

e) Ecótono e comunidade estável.

08. (UFCE) Indique a(s) alternativa(s) correta(s) relativa(s) à sucessão ecológica:

I   II

0  0 – As espécies pioneiras são aquelas que se estabelecem no final do processo de sucessão.

1  1 – “Séries” são comunidades  fixas que  permanecem  estáveis  com o decorrer da sucessão.

2  2 – A diversidade das espécies diminui com o transcorrer da sucessão.

3 3 – A sucessão primária é definida como sendo aquela que se estabelece numa área anteriormente sem vida.

4 4 – A comunidade clímax é a que encerra a sucessão, apresentando com isto maior estabilidade que as fases anteriores.

09. (UNITAU) A ilustração a seguir representa os estágios de recuperação vegetal de uma área submetida à extração de areia pelo método de cava, situado num terreno na várzea do Rio Paraíba do Sul. Os algarismos romanos representam os estágios de sucessão ecológica no local.

09

Pode-se considerar, como afirmativa correta:

a) No estágio I, a biomassa, a diversidade de espécies, o aproveitamento de energia e a estabilidade são superiores aos estágios II e III.

b) Nos estágios II e III, a energia que entra na comunidade é apenas parcialmente aproveitada, a produção de biomassa e a estabilidade da comunidade são inferiores ao estágio I.

c) O estágio II, por apresentar uma maior diversidade de espécies, ser mais eficiente energeticamente e ter uma constância na produção de biomassa, é denominado de comunidade clímax.

d) No estágio III, a produção de biomassa, a diversidade de espécies, o aproveitamento de energia das comunidades são superiores aos estágios I e II.

e) Nos estágios I e II, a biomassa, a estabilidade, a diversidade de espécies e o aproveitamento de energia que entra nessas comunidades, são superiores ao estágio III.

10. (UFJF) As queimadas, comuns na estação seca em diversas regiões brasileiras, podem provocar a destruição da vegetação natural. Após a ocorrência de queimadas em uma floresta, é correto afirmar que?

a) Com o passar do tempo, ocorrerá uma sucessão primária.

b) Após o estabelecimento de liquens, ocorrerá a instalação de novas espécies.

c) A comunidade clímax será a primeira a se estabelecer.

d) Somente após o retorno dos animais é que as plantas voltarão a se instalar nas áreas queimadas.

e) A colonização por espécies pioneiras facilitará o estabelecimento de outras espécies.

11. (COVEST) Do estágio inicial ao estabelecimento da comunidade clímax, um ecossistema sofre modificações. Na tabela abaixo, são consideradas características de um ecossistema (I) e as modificações que devem ocorrer durante um processo de sucessão ecológica (II). Analise as proposições quanto à sua correção.

11

 

 

 

 

 

 

12. (CESGRANRIO) Suponhamos que o charco onde viva a preá e os outros seres vivos de nossa história, com o decorrer dos tempos, vá lentamente se modificando. O espelho d’água diminua, pela progressiva invasão de novas plantas, assoreamento e a instalação de plantas mais duradouras; pelo surgimento de novos animais e desaparecimento de outros. O cenário se modifica. Esse fenômeno denomina-se:

a) Comunidade clímax.

b) Comunidade em equilíbrio dinâmico.

c) Comunidade em equilíbrio estático.

d) Sucessão ecótona.

e) Sucessão ecológica.

13. (UFCE) No que se refere à sucessão ecológica, assinale a(s) alternativa(s) corretas(s).

I   II

0  0 – À  medida  que a  sucessão  ocorre,  verifica-se  uma  diminuição  na complexidade da comunidade, permitindo que se estabeleça um menor número de relações ecológicas.

1  1 – O  processo de  sucessão  termina quando  se estabelece,  na área,  uma comunidade o mais estável possível.

2 2 – Durante a sucessão, embora ocorram modificações nas espécies, o ambiente não é modificado pelas comunidades que se sucedem no tempo.

3 3 – Os organismos que conseguem suportar as duras condições para dar início a uma colonização caracterizam-se como as espécies pioneiras.

4 4 – A comunidade clímax se caracteriza quando a espécie que atingiu o ápice do seu desenvolvimento dá lugar, a seguir, a outra espécie.

14. (UNIFOR) Considere as afirmações abaixo relativas à sucessão ecológica:

I. É um processo ordenado de mudanças da comunidade.

II. Independe das modificações do ambiente físico.

III. A sucessão primária inicia-se pelo estabelecimento de espécies pioneiras no local.

IV. O processo de sucessão terminará com o estabelecimento, na área, de uma comunidade clímax.

São verdadeiras, apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

15. (UFSCar) A substituição ordenada e gradual de uma comunidade por outra, até que se chegue a uma comunidade estável, é chamada sucessão ecológica. Nesse processo, pode-se dizer que o que ocorre é:

a) A constância de biomassa e de espécies.

b) A redução de biomassa e maior diversificação de espécies.

c) A redução de biomassa e menor diversificação de espécies.

d) O aumento de biomassa e menor diversificação de espécies.

e) O aumento de biomassa e maior diversificação de espécies.

16. (UFMG) No início de um processo de sucessão em uma rocha nua, é fundamental o papel de organismos que produzem ácidos e que, gradualmente, abrem fendas nas superfícies das rochas. Por acúmulo de poeiras carregadas pelos ventos, forma-se, então, solo simples, que favorecerá a colonização por outros seres vivos. Os organismos que favorecem a abertura das fendas são:

a) Algas verdes.

b) Capins.

c) Liquens.

d) Musgos.

e) Samambaias.

17. (UFRN) Esta questão se baseia nas afirmações seguintes, relacionadas a uma sucessão biológica.

I. O grupo de organismos da sucessão mais primitiva modifica as condições abióticas, tornando-as favoráveis aos que o sucedem.

II. Em condições menos severas, organismos das sucessões superiores ganham na competição com os pioneiros.

III. A grande diversidade de organismos aumenta a probabilidade de alimentação.

Assinale:

a) Se apenas I e II estiverem corretas.

b) Se apenas I e III estiverem corretas.

c) Se apenas II e III estiverem corretas.

d) Se I, II e III estiverem corretas.

e) Se só uma das afirmações estiver correta, qualquer que seja ela.

18. (UFMG) Qual das situações abaixo não se verifica no decorrer de toda uma sucessão ecológica?

a) Estabelecimento de espécies pioneiras que possibilitam a colonização da área por outros seres vivos.

b) Alteração gradual das condições biológicas sem que ocorram alterações nas condições físicas do meio.

c) Substituição gradual de comunidades, até que surja uma comunidade estável.

d) Invasão da área por espécies provenientes, principalmente, de comunidades próximas.

e) Extinção de espécies animais e/ou vegetais.

19. (UFSM) Considerando o processo de sucessão, analise se é verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmativas a seguir.

I. Espécies pioneiras não são capazes de modificar o ambiente, por isso acabam sendo substituídas por outras espécies de plantas e animais.

II. Comunidade clímax é a comunidade complexa que se estabelece no final de um processo de sucessão.

III. A sucessão que se estabelece em campos de cultivo abandonado é chamada de secundária.

A sequência correta, de cima baixo, é:

a) F – F – V.

b) F – V – V.

c) V – F – F.

d) F – V – F.

e) V – V – V.

20. (UFCE) Indique as alternativas corretas, relativas à sucessão ecológica.

01. A sucessão ecológica é um processo de modificações na constituição das comunidades que se sucedem num determinado local.

02. As espécies pioneiras são aquelas que se estabelecem no final do processo de sucessão.

04. Séries são as comunidades fixas que permanecem estáveis com o decorrer da sucessão.

08. A diversificação das espécies diminui com o transcorrer da sucessão.

16. A sucessão primária é definida como a que se estabelece numa área anteriormente sem vida.

32. A comunidade clímax é a que encerra a sucessão, apresentando com isso maior estabilidade que as fases anteriores.

Soma das alternativas corretas:

gab

Publicado por: Djalma Santos | 12 de maio de 2016

TESTES SOBRE FUNGOS (1)

01. (UEA) Uma empresa americana afirma ter desenvolvido uma espécie de pão à prova de mofo, que mantém o pão intacto por 60 dias. De acordo com os criadores, o alimento é submetido a um micro-ondas especial, que mata os fungos que deixam o pão mofado.

(www.perfecta.com.br)

Para que colônias de fungos não se desenvolvam sobre o pão durante o período citado na notícia, o micro-ondas:

a) Elimina grande parte dos esporos presentes no ar, e que entraram em contato com o pão antes do procedimento desenvolvido.

b) Evapora praticamente toda água do pão, tornando o alimento desidratado e sem condições para a proliferação dos fungos.

c) Destrói a parede celulósica do fungo, impedindo suas células de formarem tecidos fibrosos sobre o alimento.

d) Altera a composição alimentar do pão, tornando suas moléculas impróprias para a proliferação dos fungos.

e) Mata as leveduras utilizadas na fermentação para o crescimento da massa, interrompendo o processo de decomposição.

02. (UNISINOS) Os fungos foram, por muito tempo, classificados como plantas, entretanto, eles formam, atualmente, um reino à parte (Reino Fungi). A grande diferença é que os fungos são organismos ………………………; suas células possuem paredes impregnadas com ……………………… e utilizam o ……………………… como reserva energética.

As lacunas são corretamente preenchidas, respectivamente, por:

a) heterotróficos – celulose – glicogênio

b) autotróficos – quitina – glicogênio

c) heterotróficos – quitina – amido

d) autotróficos – celulose – amido

e) heterotróficos – quitina – glicogênio

03. (UNIOESTE) Sobre o Reino Fungi, pode-se afirmar:

I. Abrange organismos eucariontes, aclorofilados, unicelulares ou pluricelulares e que se alimentam por absorção de nutrientes do meio onde vivem.

II. A reprodução assexuada pode ocorrer por mitose ou pela dispersão de esporos.

III. A reprodução sexuada ocorre somente entre indivíduos geneticamente diferentes.

IV. Micorrizas e líquens são fungos importantes no reaproveitamento da matéria orgânica dos seres mortos, pois atuam como decompositores.

Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):

a) I.

b) III.

c) I e II.

d) II e IV.

e) III e IV.

04. (UFMS) Muitos organismos são capazes de sobreviver em determinados ambientes, graças ao estabelecimento de interações ecológicas complexas e duradouras. Organismos do reino Fungi, por exemplo, podem estabelecer associações simbióticas específicas com organismos de diferentes reinos, tais como:

a) Seres fotossintetizantes do reino Protista, formando associações micorrízicas com suas raízes.

b) Seres fotossintetizantes dos reinos Monera e/ou Protista, formando liquens.

c) Seres do reino Animalia, numa relação parasitária em que o fungo se nutre de produtos da fotossíntese do hospedeiro.

d) Organismos procariontes do reino Protista, numa relação parasitária em que o fungo se nutre do glicogênio fornecido pelo hospedeiro.

e) Seres heterotróficos do reino Protista, formando liquens.04.

05. (UEG) Os fungos são organismos popularmente conhecidos por bolores, mofos, levedos, fermentos e cogumelos-de-chapéu. São um grupo de organismos com características específicas contidas nos seus respectivos ciclos de vida. O ciclo de vida assexuado dos fungos apresenta formação de esporos por mitose, cujos esporos são denominados de assexuados. Sobre esses esporos, verifica-se que:

a) Conídias são esporângios móveis, ocasionalmente, transportados pelo vento.

b) Aplanósporos são estruturas móveis sem a formação de esporângios.

c) Conidiósporos são fungos ciliados móveis de ambiente terrestre.

d) Zoósporos são esporos flagelados móveis em fungos aquáticos.

06. (UPF) Entre as alternativas abaixo, assinale aquela cujas características apresentadas não se referem a organismos do Reino Fungi.

a) São seres eucariotos, autótrofos, unicelulares ou multicelulares.

b) Podem ser encontrados em ambiente terrestre ou aquático, tanto em água doce quanto salgada.

c) Estabelecem relações mutualísticas com algas, formando os líquens, e com raízes de plantas, formando as micorrizas.

d) Reproduzem-se tanto de forma sexuada quanto assexuada.

e) Têm, em muitas espécies, o zigoto como única célula diploide em todo o ciclo de vida, sendo as demais haploides.

07. (UDESC) Os fungos são um grupo único de organismos, diferente de todos os outros no seu comportamento e organização celular. Assinale a alternativa correta a respeito dos fungos.

a) Os basidiomicetos produzem meiósporos denominados de conídios que são sustentados em uma estrutura denominada basidiósporo.

b) Os deuteromicetos possuem um ciclo de vida com reprodução sexuada e outro com reprodução assexuada.

c) Os ascomicetos formam esporos meióticos denominados ascósporos e estão envolvidos por uma estrutura chamada asco.

d) As paredes celulares das células fúngicas são formadas por glicanos e pectinas.

e) A parede celular dos oomicetos é formada por celulose, e por isto estes constituem uma exceção entre os fungos.

08. (UNIMONTES) A imagem abaixo apresenta parte da estrutura geral de um fungo multicelular. Analise-a atentamente.

08

Com base na imagem e nos conhecimentos vinculados, é correto afirmar:

a) A comunicação entre citoplasmas de células adjacentes e impedida por I.

b) O crescimento de IV é unicamente central.

c) II apresenta hifas cenocíticas dicarióticas.

d) Nas estruturas básicas que compõem III, é encontrada uma substância que está presente no esqueleto de crustáceos.

09. Assinale a alternativa correta sobre fungos.

a) Trata-se de organismos heterotróficos, cuja nutrição ocorre por absorção de substâncias orgânicas.

b) Incluem espécies parasitas que podem causar doenças como, por exemplo, a herpes.

c) Possuem queratina nas paredes celulares, o que lhes confere maior resistência estruturaI.

d) Apresentam hifas que, no processo de reprodução assexuada, formam corpos de frutificação.

e) As leveduras são exemplos de fungos multicelulares que fazem fermentação.

10. (MACKENZIE) Os fungos constituem um grupo de organismos com características que lembram um vegetal, mas com outras que lembram um animal. Foram, no passado, considerados como vegetais e, atualmente, são colocados em um reino próprio, o Reino Fungi. A respeito deles é correto afirmar que são seres:

a) Procariontes, uni ou pluricelulares, sempre autótrofos.

b) Procariontes, uni ou pluricelulares, autótrofos e heterótrofos.

c) Eucariontes, uni ou pluricelulares, sempre heterótrofos.

d) Eucariontes, pluricelulares, autótrofos e heterótrofos.

e) Eucariontes, pluricelulares, sempre autótrofos.

11. (UFSM) Os princípios básicos da fabricação artesanal ou industrial do vinho são simples e utilizam o “trabalho” de certos fungos (Saccharomyces): o suco da uva, rico em açúcares, constitui-se no meio ideal para o crescimento das leveduras (ou fermentos), fungos microscópicos. Nesse processo, ao aproveitarem os açúcares, as leveduras liberam CO2 e álcool etílico, dando continuidade à obtenção da bebida. Esse pequeno resumo do processo de fabricação do vinho traz informações sobre o (a):

a) Espécie de fungo envolvida na obtenção do vinho em questão.

b) Associação harmoniosa entre os fungos e a uva, com benefícios mútuos.

c) Parasitismo das leveduras, que leva à obtenção da bebida.

d) Organização corporal desse tipo de fungo, com formação de corpos frutíferos, por exemplo.

e) Processo de nutrição heterotrófica das leveduras.

12. (UEM) Sobre o grupo de organismos que constitui o Reino Fungi, assinale o que for correto.

01. No gênero Rhizopus, o bolor negro do pão pertence ao grupo dos zigomicetos e apresenta hifas cenocíticas.

02. Os Basidiomicetos produzem hifas férteis em forma de saco, denominadas de ascos, em que se formam esporos diploides, chamados de ascósporos.

04. Dentre os Ascomicetos, destaca-se o gênero Amanita, cultivado em grande escala e utilizado na alimentação humana.

08. Durante o processo de nutrição, o micélio libera enzimas digestivas que agem extracelularmente, degradando as moléculas orgânicas que serão absorvidas pelas hifas.

16. Algumas espécies vivem em associação com raízes de plantas, onde decompõem a matéria orgânica, facilitando o processo de absorção pelas plantas e recebendo, em troca, açúcares e aminoácidos.

Soma das alternativas corretas:

13. (FATEC) Falta de espaço, problemas de armazenamento e umidade. Esses foram os três fatores que levaram ao descarte de 20 mil dos 35 mil livros da Biblioteca Pública Municipal Professor Bruno Enei, em Ponta Grossa (PR). Depois de dois laudos, que comprovaram a existência de fungos nos livros, todos os exemplares contaminados serão incinerados.

(http://tinyurl.com/l2pt6vz Acesso em: 09.09.2013. Adaptado)

Outro fator que possibilitou o crescimento dos fungos, no interior da biblioteca, foi a disponibilidade de:

a) Matéria inorgânica, empregada na impressão dos livros, a qual é utilizada para a produção de alimento pelos fungos, visto que eles são seres autotróficos quimiossintetizantes.

b) Calor, fornecido pelo microambiente interno dos livros, necessário para o desencadeamento de reações químicas, visto que os fungos são seres autotróficos quimiossintetizantes.

c) Luminosidade, fornecida pelas lâmpadas do local, a qual é necessária para a síntese de compostos utilizados como alimento, visto que os fungos são seres autotróficos fotossintetizantes.

d) Matéria orgânica, fornecida pelas próprias páginas dos livros, a qual é necessária para a sobrevivência desses organismos, visto que os fungos são seres heterotróficos.

e) Gás carbônico, presente no ar que circula pela biblioteca, o qual fornece energia e alimento aos fungos, visto que eles são seres heterotróficos.

14. (UDESC) Analise as proposições em relação aos fungos.

I. Os basidiomicetos são fungos conhecidos como cogumelos e orelhas-de-pau por apresentarem o corpo de frutificação denominado basidiocarpo, a exemplo, champignon.

II. Os deuteromicetos são fungos com corpos de frutificação em forma de base, formando projeções denominadas basidiósporos, os quais darão origem aos micélios, a exemplo, os bolores.

III. Os ascomicetos são fungos que possuem asco (saco), onde são formados os esporos na reprodução sexuada, a exemplo, o Saccharomyces cerevisiae usado na fabricação de bebidas alcoólicas.

IV. Os zigomicetos são fungos autotróficos filamentosos que vivem no solo como decompositores ou parasitas e apresentam estrutura assexuada característica denominada zigosporângio.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

15. (IFSul) Fungos são organismos heterotróficos que, juntamente com as bactérias, participam da reciclagem da matéria orgânica no ambiente, permitindo o reaproveitamento dos nutrientes por outros organismos. Além de sua função decompositora, os fungos apresentam como característica:

a) Presença de filamentos ramificados denominados hifas, que formam um conjunto denominado micélio.

b) Presença de parede celular composta basicamente de celulose, que protege a célula de ataques de predadores.

c) Ausência de membrana nuclear ou carioteca, que os agrupa com outros organismos semelhantes, como as bactérias.

d) Ausência de reprodução do tipo sexuada, que permite, desse modo, a formação de corpos de frutificação.

16. (UECE) O Reino Fungi compreende seres particulares, dentre os quais o mofo que ataca os alimentos, os cogumelos comestíveis utilizados em diversas receitas culinárias e o Penicillium associado à produção de antibióticos. Com relação aos fungos, analise as proposições abaixo.

I. São organismos eucariontes, unicelulares ou pluricelulares, exclusivamente heterotróficos.

II. Nos fungos pluricelulares, o glicogênio é o material de reserva, mas nos unicelulares o amido é que cumpre essa função energética.

III. Realizam sua nutrição através de digestão extracorpórea, liberando, no ambiente, enzimas digestivas que transformam macromoléculas em moléculas menores.

IV. Reproduzem-se, apenas, assexuadamente por meio de esporos, formados em estruturas denominadas esporângios, ascos e basídios.

Está correto o que se afirma somente em:

a) I e IV.

b) II e IV.

c) II e III.

d) I e III.

17. (COVEST) Fungos são organismos que constituem atualmente um reino próprio, com algumas características semelhantes aos vegetais e outras semelhantes aos animais. Possuem grande importância econômica, tanto do ponto de vista médico quanto do industrial e alimentício. Em relação a esses organismos, analise as afirmações seguintes.

I   II

0 0 – Assim como os vegetais, suas células possuem normalmente parede celular à base de celulose.

1  1 – Haustórios são hifas especializadas de fungos parasitas.

2  2 – Os fungos são organismos eucariontes.

3  3 – Assim como os animais, os fungos podem produzir quitina.

4  4 – Os fungos são organismos que podem depositar reservas na forma de glicogênio.

18. (PUC-MG) Um grupo de organismos apresenta as seguintes características entre seus representantes:

– Secretam enzimas digestivas que degradam grandes moléculas de alimento do ambiente, depois absorvem os produtos de degradação.

– Muitos são sapróbios, absorvendo nutrientes da matéria morta.

– Outros são parasitas absorvendo nutrientes de hospedeiros vivos.

– E outros ainda podem manter relações mutualísticas ou simbiônticas com outros organismos.

Assinale o grupo que apresenta às características mencionadas.

a) Algas.

b) Fungos.

c) Briófitas.

d) Protistas.

19. (FUVEST) Frequentemente, os fungos são estudados juntamente com as plantas, na área da Botânica. Em termos biológicos, é correto afirmar que essa aproximação:

a) Não se justifica, pois a organização dos tecidos nos fungos assemelha-se muito mais à dos animais que à das plantas.

b) Se justifica, pois as células dos fungos têm o mesmo tipo de revestimento que as células vegetais.

c) Não se justifica, pois a forma de obtenção e armazenamento de energia nos fungos é diferente da encontrada nas plantas.

d) Se justifica, pois os fungos possuem as mesmas organelas celulares que as plantas.

e) Se justifica, pois os fungos e as algas verdes têm o mesmo mecanismo de reprodução.

20. (FPS) Algumas espécies de fungos filamentosos podem provocar micoses, particularmente na pele de seres humanos e animais. É possível inferir que tais organismos:

a) São formados por hifas multicelulares, com parede celular constituída por celulose.

b) Possuem micélios ramificados e são parasitas anaeróbios.

c) São heterótrofos que se reproduzem assexuadamente por brotamento ou gemulação.

d) São conhecidos como “mofos” e produzem esporos sexuais através mitoses sucessivas.

e) Não possuem pigmentos fotossintetizantes e secretam enzimas extracelulares.

21. (PUC-RS) Responda esta questão com base no texto a seguir, sobre a história de cerveja.

Há evidências de que a prática da cervejaria se originou há mais de 5 mil anos na região da Mesopotâmia, onde a cevada cresce em estado selvagem. Gravuras, inscrições, poemas e registros arqueológicos deste período sugerem o uso da cerveja. Outros documentos históricos mostram, em 2100 a.C., sumérios alegrando-se com uma bebida fermentada, obtida de cereais. Mais tarde, a cerveja passou a ser produzida por padeiros, devido à natureza dos ingredientes que utilizavam: leveduras e grãos de cereais. A cevada era deixada de molho até germinar e, então, moída e moldada em bolos, aos quais se adicionava a levedura. Os bolos, após parcialmente assados e desfeitos, eram colocados em jarras com água e deixados fermentar.

Com o passar do tempo, cada família produzia a sua própria bebida. A expansão da produção se deu com o Império Romano. E foram os gauleses que cunharam o nome atualmente usado, denominando essa bebida de cevada de “cerevisia”, ou “cervisia”, em homenagem a Ceres, deusa da agricultura e da fertilidade. Na Idade Média, os conventos assumiram a fabricação da cerveja, e os monges reproduziram em manuscritos a técnica de fabricação. Artesãos, pequenas fábricas e, por fim, grandes indústrias trouxeram, de então, esse nobre líquido aos dias atuais.

Elaborado com base em informações obtidas em http:// http://www.brejas.com.br

A levedura que processa a fermentação referida no texto é:

a) Uma alga unicelular.

b) Uma alga multicelular.

c) Uma bactéria unicelular.

d) Um fungo unicelular.

e) Um fungo multicelular.

22. (COVEST) Sobre os fungos, pode-se afirmar que.

I   II

0  0  – Assemelham-se às células animais, por apresentarem quitina na parede da maior parte de suas espécies.

1  1  – Não realizam o ciclo de Krebs.

2  2 – São heterotróficos e nutrem-se de matéria orgânica morta ou viva.

3  3 – Armazenam amido como substância de reserva.

4 4 – Apenas os fungos deuteromicetos são capazes de sintetizar clorofila, constituindo-se num elo evolutivo com os vegetais.

23. (UFPB) Sobre os representantes do reino Fungi, pode-se afirmar:

I. Ascomicetos possuem hifas cenocíticas e não possuem ascocarpo (estrutura de frutificação).

II. Basidiomicetos, além das fases haploide e diploide, apresentam uma terceira fase dicariótica.

III. Ascomicetos e Basidiomicetos apresentam ciclo de vida haplobionte haplonte.

Está(ão) correta(s) apenas:

a) II e III.

b) I e II.

c) I e III.

d)  I.

e) II.

24. (UNAMA) Dentre os produtos utilizados na preparação de alguns tipos de alimentos como pães, bolos e biscoitos, destacasse o produto chamado fermento biológico que nada mais é do que fungos vivos. A finalidade desse produto é fazer a massa crescer. Sobre os seres vivos mencionados, analise as assertivas:

I. Fazem a massa crescer porque liberam CO2, como produto da fermentação que realizam para obtenção de energia.

II. São heterótrofos, aclorofilados e apresentam parede celular composta por quitina.

III. Realizam respiração aeróbia e liberam O2, o que faz a massa do preparo crescer.

O correto está em:

a) I e II, apenas.

b) I e III, apenas.

c) II e III, apenas.

d) I, II e III.

25. (IFSul) O fungo Armillaria ostoyae vive sob o solo da Floresta Nacional de Malheur (Oregon, Estados Unidos). Esse fungo é considerado o maior organismo da Terra e ocupa uma área subterrânea de cerca de 9 km2, equivalente a 1220 campos de futebol. Esse organismo pertence ao reino Fungi, cujos representantes apresentam como características principais:

a) Presença de parede celular constituída de quitina, célula eucariota, nutrição autotrófica, e são pluricelulares.

b) Presença de parede celular constituída de celulose, célula procariota, nutrição heterotrófica, e podem ser unicelulares ou pluricelulares.

c) Presença de parede celular constituída de celulose, célula procariota, nutrição autotrófica, e são unicelulares.

d) Presença de parede celular constituída de quitina, célula eucariota, nutrição heterotrófica, e podem ser unicelulares ou pluricelulares.

26. (UECE) Os fungos são organismos que vivem em quase todos os ambientes, apresentam grande variação de formas e tamanhos, e possuem características próprias que os colocam em um reino à parte. Com relação à nutrição dos fungos é correto afirmar-se que:

a) A síntese de matéria orgânica se dá por meio da oxidação da matéria inorgânica.

b) A produção de matéria orgânica somente é possível na presença de energia luminosa.

c) A digestão é extracorpórea e a absorção de matéria orgânica acontece a partir de nutrientes provenientes do meio externo.

d) A digestão ocorre em órgãos específicos, localizados em hifas especializadas.

27. (UECE) Os fungos são organismos eucarióticos, heterotróficos, que no passado foram considerados como plantas que haviam perdido a capacidade de realizar fotossíntese. Com relação aos organismos atualmente reconhecidos como pertencentes ao Reino Fungi, podemos considerar, corretamente, que:

a) O Filo Chytridiomycota compreende fungos que se reproduzem através de esporos móveis e que apresentam quitina na parede celular de suas células.

b) O Filo Zygomycota reúne seres que formam vistosos corpos de frutificação durante a reprodução sexuada.

c) Do Filo Basidiomycota, apenas a classe Basidiomicetes forma cogumelos.

d) O Filo Deuteromycota reúne fungos como as leveduras, pois não formam corpos de frutificação.

28. (UNIFOR) Os levedos são fungos unicelulares que constituem o conhecido “fermento de padaria”. Com base no que se conhece do seu metabolismo conclui-se corretamente que, dos fatores abióticos abaixo, o único que não influi diretamente no crescimento de uma população desses organismos em laboratório é:

a) O teor de glicose.

b) A temperatura.

c) A luz.

d) O pH.

29. (CEFET-PE) Observe a figura abaixo, e analise as afirmativas a seguir.

29

I. É um organismo eucarionte pertencente ao Reino Fungi e todos os representantes desse grupo são heterótrofos, geralmente se nutrindo de matéria orgânica em decomposição.

II. É um procarionte do Reino Fungi, organismo aclorofilado e com algumas espécies quimiossintetizantes, podendo ser micro ou macroscópicos com algumas espécies parasitas.

III. É um eucarionte e alguns de seus representantes são autótrofos fotossintetizantes, convertendo, portanto, matéria inorgânica em orgânica.

IV. Pertence ao Reino Fungi, e apesar de algumas espécies serem comestíveis, o grupo possui representantes com espécies venenosas e outras alucinógenas.

Estão corretas, apenas:

a) I e II.

b) II e III.

c) I e IV.

d) II e IV.

e) I, III e IV.

30. (UNISINOS) A principal levedura utilizada na fabricação do pão e da cerveja é Saccharomyces cerevisiae. Essa levedura é um fungo ………………………, também chamado de fermento biológico, que, por meio de um processo …………………………. chamado de fermentação, converte o açúcar em álcool etílico (etanol) com liberação de ……………………… .

As lacunas são corretamente preenchidas, respec­tivamente, por:

a) pluricelular; anaeróbico; oxigênio.

b) unicelular; anaeróbico; oxigênio.

c) unicelular; aeróbico; dióxido de carbono.

d) unicelular; anaeróbico; dióxido de carbono.

e) pluricelular; aeróbico; dióxido de carbono.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 12 de maio de 2016

TESTES DE SISTEMA NERVOSO (V)

01. (MACK) O esquema abaixo representa um corte transversal de medula espinal humana.

01

Considere as seguintes afirmações:

I. Na região apontada pela seta 2, é possível encontrar grande quantidade de corpos celulares.

II. A região apontada pela seta 1, é composta de substância branca, rica em mielina.

III. Na estrutura apontada pela seta 4, é possível encontrar líquido cérebro espinal.

IV. A seta 3 indica um nervo raquidiano motor.

Assinale:

a) Se todas as afirmativas estão corretas.

b) Se somente as afirmativas I, II e IV estão corretas.

c) Se somente as afirmativas I, II e III estão corretas.

d) Se somente as afirmativas II e III estão corretas.

e) Se somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.

02, (UNICID) A figura representa parte da transmissão de impulsos nervosos de um órgão receptor até o encéfalo humano.

02

Nesta figura, que mostra a integração entre alguns órgãos para que o processamento das sensações ocorra no encéfalo, existem dois erros no que concerne à anátomo-fisiologia humana, a saber:

a) O detalhe exibe a medula espinhal, e não a medula óssea, e o impulso chega à medula espinhal por meio da raiz dorsal, e não por meio da raiz ventral.

b) Não existe comunicação nervosa entre a medula e o braço; e a região do hipotálamo fica acima do giro do cíngulo.

c) O impulso nervoso chega à medula por meio da raiz ventral, e não por meio da dorsal; e a transmissão dele nunca ocorre no sentido medula-cérebro.

d) O hipotálamo fica localizado na medula, e não no encéfalo, e os impulsos que chegam à medula são impulsos químicos, e não elétricos.

e) O córtex cerebral não se relaciona com a identificação de informações, e não existe uma região chamada córtex pré-frontal.

03. (IFSul) O organismo humano apresenta estruturas que captam estímulos do meio ambiente ou do próprio organismo, gerando impulsos nervosos, os órgãos receptores. Apresenta também órgãos efetores, ou seja, que são capazes de efetuar uma ordem de ação emitida pelo Sistema Nervoso Central. São exemplos de órgãos receptores e efetores, respectivamente:

a) Músculos e pele.

b) Músculos e glândulas.

c) Pele e glândulas.

d) Pele e ouvido.

04. (UEM) Com relação ao sistema nervoso dos animais, assinale o que for correto.

01. O sistema nervoso é responsável pelo ajuste do organismo animal ao ambiente. As células nervosas estabelecem conexões entre si, de tal maneira que um neurônio pode transmitir a outros os estímulos recebidos do ambiente, gerando uma reação em cadeia.

02. Nos Cnidaria, nos Echinodermata e nos Mollusca, os neurônios se conectam de modo a formar uma rede difusa por todo o corpo.

04. Invertebrados de corpo segmentado possuem, geralmente, um par de gânglios nervosos por segmento corporal, dispostos ao longo de dois cordões nervosos ventrais, formando o que se denomina cadeia ganglionar ventral.

08. Acetilcolina, adrenalina e serotonina são substâncias químicas que atuam como neurotransmissores.

16. Célula de Schwann, bainha de mielina e nódulos de Ranvier são partes do corpo celular de um neurônio.

32. O encéfalo e a medula espinhal constituem o sistema nervoso central dos vertebrados, cuja função é analisar os impulsos recebidos dos nervos e elaborar as respostas mais adequadas a cada situação.

Soma das alternativas corretas

05. (UEPG) Durante as intensas atividades do organismo, ou mesmo quando estamos dormindo, os impulsos nervosos estão sempre sendo transmitidos ao cérebro. Com base em seus conhecimentos de sistema nervoso, assinale o que for correto.

01. O ser humano apresenta o sistema nervoso composto pelo sistema nervoso central (o encéfalo e a medula espinhal) e sistema nervoso periférico, composto pelos nervos periféricos, que servem todas as partes do corpo.

02. Nos insetos, o gânglio cerebral forma um “cérebro rudimentar” que controla as diversas atividades do organismo.

04. Nos humanos, o cérebro recebe os estímulos dos órgãos dos sentidos, controla a musculatura esquelética (voluntária) e é responsável pela memória e inteligência.

08. São mediadores químicos das sinapses: acetilcolina, adrenalina, noradrenalina, serotonina e dopamina.

16. As meninges ajudam a proteger o sistema nervoso central. São elas: dura-máter (mais externa), aracnoide (intermediária) e a pia-máter (mais interna).

Soma das alternativas corretas:

06. (UPF) Observe a figura abaixo, que representa, de forma esquemática, os principais tipos de células do Sistema Nervoso Central (SNC), indicadas pelos números 1 a 4.

06a

Assinale a alternativa que relaciona corretamente o nome da célula ao número indicado na figura e às suas principais funções.

06b

07. (UNIMONTES) Quando nosso cérebro, independentemente de nossa vontade, interpreta alguma situação como ameaçadora (estressante), todo o nosso organismo passa a desenvolver uma série de alterações denominadas, em seu conjunto, de Síndrome Geral da Adaptação ao Estresse. A figura a seguir ilustra mecanismos envolvidos nesse processo. Analise-a.

07

Considerando a figura e o assunto abordado, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

a) O aumento da frequência respiratória e a dilatação dos brônquios servem para aumentar o número de células de defesa na corrente sanguínea.

b) A suprarrenal é a glândula produtora do ACTH.

c) Toda a origem dos eventos apresentados é de responsabilidade do cérebro.

d) Apesar da diminuição ou desaparecimento dos agentes estressores, essas alterações permanecem no organismo humano.

e) A acetilcolina estimula o aumento do ritmo cardíaco.

08. (PUC-RS) Tem-se observado que a exposição extensa e por longo prazo a pesticidas está associada a problemas à saúde humana, como a neurodegeneração. A destruição de neurônios cuja função é transmitir sinais desde o sistema nervoso central até o órgão motor demonstra que a toxina afetou o:

a) Sistema aferente.

b) Sistema eferente.

c) Sistema sensitivo.

d) Sinal pré-sináptico.

e) Sinal pré-dentrítico.

09. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

A medula espinhal é revestida por três membranas de tecido conjuntivo, denominadas meninges, que são, de fora para dentro, dura-máter, aracnoide e pia-máter. Um líquido denominado cefalorraquidiano, ou simplesmente líquor, circula em um espaço entre essas meninges, sendo uma das suas mais importantes funções proteger o SNC. O líquor pode ser retirado e o estudo da sua composição pode ser valioso para o diagnóstico de algumas doenças. A punção lombar representa o método de escolha para a obtenção do líquor. Uma agulha é inserida na linha mediana entre as vértebras até atingir o espaço intermeninges onde circula o líquor e é puncionado.

GOSS, Charles Mayo. Gray Anatomia. 29. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1977. p. 722.

Na posição correta para a obtenção do líquor, a ponta da agulha estará no espaço:

a) Epidural, entre a dura-máter e o periósteo do canal vertebral.

b) Subaracnoide, entre a aracnoide e a pia-máter.

c) Subdural, entre a dura-máter e a aracnoide.

d) Interventricular, entre os ventrículos laterais.

10. (UEM) Sobre o tecido e o sistema nervoso, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. Os principais componentes da substância branca e da substância cinzenta do sistema nervoso central são, respectivamente, gânglios e tratos nervosos.

02. Células da glia ou gliócitos têm a função de envolver, de proteger e de nutrir os neurônios, além de darem sustentação física.

04. Axônios são ramificações do neurônio e têm a função de receber estímulos de outros neurônios ou de células sensoriais.

08. Ações involuntárias, como o ato reflexo medular, envolvem a participação de órgãos receptores, de neurônios sensoriais ou sensitivos, de neurônios associativos, de neurônios motores e de órgãos efetores.

16. Esclerose múltipla é uma doença em que ocorre degeneração da mielina dos axônios da medula espinhal e leva à perda de controle dos músculos.

Soma das alternativas corretas:

11. (UFT) O metilfenidato, conhecido como Ritalina, é um fármaco estimulante do Sistema Nervoso Central indicado para portadores de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Seu mecanismo de ação não está totalmente elucidado, mas acredita-se que seja o mesmo das anfetaminas e da cocaína, ou seja, aumenta a concentração de dopamina nas sinapses.

Fonte:www.unicamp.br/unicamp/noticias/2013/08/05/ritalina-e-os-riscos-de-um-genocidio-do-futuro(Acesso em 23-01-2014).pt.wikipedia.org/wiki/Metifenidato (Acesso em 23-01-2014).

Em relação aos neurônios e à transmissão dos impulsos nervosos, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I. Nas sinapses químicas, ocorre a passagem do impulso nervoso de um neurônio para outro e este processo é caracterizado pela continuidade do citoplasma de um neurônio com o citoplasma do próximo neurônio.

II. Quando um neurônio está em repouso encontra-se polarizado, apresenta maior concentração de potássio no meio extracelular e no meio intracelular existe maior concentração de sódio.

III. A recepção e transmissão de estímulo nervoso ocorrem através de fibras nervosas, que podem ser mielínicas e conduzem o impulso nervoso com maior velocidade ou amielínicas, que conduzem o impulso nervoso de forma mais lenta.

a) Somente a afirmativa I está correta.

b) Somente a afirmativa II está correta.

c) Somente a afirmativa III está correta.

d) As afirmativas I e II estão corretas.

e) As afirmativas II e III estão corretas.

12. (UFRN) Durante a respiração, uma pessoa consegue forçar de forma consciente a aceleração e diminuição do ritmo respiratório. Isso ocorre porque a ventilação pulmonar pode ser controlada voluntariamente. No entanto, há um controle involuntário das estruturas envolvidas na inspiração e expiração feito pelo centro respiratório localizado no bulbo e considerado um centro vital também conhecido por:

a) Telencéfalo.

b) Mesencéfalo.

c) Metencéfalo.

d) Mielencéfalo.

13. (OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA) Analise o texto e a figura abaixo e responda esta questão.

13

Santiago Ramón y Cajal (Petilla de Aragón, 1 de maio de 1852 — Madrid, 17/18 de outubro de 1934) foi um médico e histologista espanhol. Considerado o “pai da neurociência moderna seus estudos incidiram sobre a estrutura fina do sistema nervoso central. Cajal usou uma técnica de coloração histológica desenvolvida pelo seu contemporâneo Camillo Golgi. Golgi descobriu que conseguia escurecer algumas células cerebrais tratando o tecido do cérebro com uma solução de nitrato de prata. Isto permitiu que resolvesse em detalhe a estrutura dos neurônios individuais e levou-o a concluir que o tecido nervoso era um retículo contínuo (ou teia) de células interligadas como as que constituíam o sistema circulatório. Usando o método de Golgi, Ramón y Cajal chegou a uma conclusão muito diferente. Postulou que o sistema nervoso é composto por bilhões de neurônios distintos e que estas células se encontram polarizadas. Cajal sugeriu que os neurônios, em vez de formarem uma teia contínua, comunicam entre si através de ligações especializadas. Por este trabalho, Ramón y Cajal e Golgi compartilharam o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1906.

Os impulsos nervosos dentro dos neurônios ocorrem através de uma mudança de polaridade em suas membranas plasmáticas. Essa mudança decorre da alteração de atividade de alguns componentes da membrana como:

a) Glicídios e fosfolipídios.

b) Colesterol e fosfolipídios.

c) Na+, K+ ATPase e glicocálix.

d) Na+, K+ ATPase e fosfolipídios.

e) Na+, K+ ATPase e canais iônicos.

14. (UPE) Observe a charge a seguir:

14

(Disponível em: http://cartuminas.

blogspot.com.br/2011_01_01_archive.html.)

De acordo com as reações apresentadas pelo corpo do indivíduo, essas podem ser justificadas:

a) Pela dilatação da pupila que está associada aos efeitos do sistema nervoso autônomo parassimpático por causa da ação da noradrenalina e do cortisol.

b) Pelo tremor que expressa uma reação de luta e fuga, tanto do sistema nervoso autônomo simpático quanto do parassimpático, mediada pela ação do cortisol.

c) Pelo suor frio que está associado à reação de estresse, sendo sua produção e liberação controladas pelo sistema nervoso autônomo simpático via acetilcolina, adrenalina e noradrenalina.

d) Pelo aumento dos batimentos cardíacos que revela a ativação do sistema nervoso autônomo simpático, provocado pela ação da noradrenalina e da adrenalina circulante.

e) Por todas as reações, como dilatação da pupila, tremores, sudorese e taquicardia, que são ativadas tanto pelo sistema nervoso autônomo simpático quanto pelo parassimpático, mediadas pela acetilcolina.

15. (UPE) Existem drogas lícitas e ilícitas, isto é, legais, (podendo ou não estarem submetidas a algum tipo de restrição) e ilegais, proibidas por lei. Há outra forma de classificar as drogas, por exemplo, a que se baseia nas ações aparentes das drogas sobre o Sistema Nervoso Central (SNC), conforme as modificações observáveis na atividade mental ou no comportamento das pessoas que utilizam essa substância. São elas:

I. Drogas depressoras da atividade mental.

II. Drogas estimulantes da atividade mental.

III. Drogas perturbadoras da atividade mental.

Assinale a alternativa correta quanto ao uso da droga depressora, estimulante e perturbadora, respectivamente, em concentrações que modificam a atividade mental e o comportamento.

a) Ópio, LSD, ecstasy.

b) Cocaína, solvente e anfetamina.

c) Anfetamina, maconha e álcool.

d) Solvente, álcool e cocaína.

e) Álcool, cocaína e maconha.

16. (UEM) Observe as figuras A, B e C.

16

Com relação às figuras, assinale o que for correto.

01. A apresenta sistema nervoso difuso.

02. B representa um nematelminto.

04. Em B, os números 1, 2 e 3 mostram um sistema nervoso do tipo ganglionar.

08. Em C, o número 2 aponta o bulbo raquiano, que está relacionado com reflexos associados às emoções.

16. Em C, o número 3 aponta a estrutura que tem por função regular o equilíbrio e a tonicidade muscular.

32. Em C, as estruturas enumeradas de 1 a 3 são regiões do encéfalo.

Soma das alternativas corretas:

17. (UPE) O tipo celular que identifica os tecidos do sistema nervoso é o neurônio. Através do sistema nervoso, os animais relacionam-se com o ambiente, dele recebendo estímulos e organizando complexas e elaboradas respostas. O neurônio é responsável por estas atividades. Identifique, na figura abaixo, as partes do neurônio e as funções desempenhadas, respectivamente.

17

Assinale a alternativa correta.

a) Em 1, estão representados os dendritos, responsáveis pela recepção dos estímulos.

b) Em 2, encontra-se o local das sinapses, onde agem os neurotransmissores ou mediadores químicos.

c) Em 3, encontra-se corpo celular, centro de manutenção e controle das respostas neurais.

d) Em 4, encontra-se a bainha de mielina, que envolve todas as fibras nervosas.

e) Em 5, encontram-se as terminações nervosas do axônio, que captam os impulsos nervosos e os dirigem para a estrutura de número 2.

18. (UniEvangélica) Analise a figura a seguir.

18

Disponível em: <http://www.sobiologia.com.br/conteudos/fisiologia/nervoso.php&gt;.

Acesso em: 29 set. 2013.

A figura ilustra um arco reflexo medular. Essa ação nervosa depende de:

a) Fibras simpáticas e parassimpáticas, que atuam antagonicamente, umas estimulando e outras inibindo funções.

b) Uma conexão entre um nervo aferente, que leva o impulso até um centro nervoso e um nervo eferente, independente do cérebro.

c) Estímulos que levem à liberação de adrenalina e acetilcolina, que mediarão os efeitos da ação do sistema nervoso autônomo.,

d) Da ação exclusiva da grande superfície externa cerebral, o córtex, onde ficam os corpos celulares dos neurônios.

19. (ENADE)

RESPONDA ESTA QUESTÃO COM BASE NAS DUAS INFORMAÇÕES ABAIXO

I. No sistema nervoso autônomo, as vias conhecidas como simpáticas induzem reações orgânicas maciças, mediadas principalmente pela noradrenalina, enquanto as vias parassimpáticas têm ações mais pontuais, mediadas geralmente pela acetilcolina

PORQUE

II. nos circuitos simpáticos há um elevado grau de convergência nas sinapses entre os neurônios.

Pode-se afirmar que:

a) As duas afirmações são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.

b) As duas afirmações são verdadeiras e a segunda não justifica a primeira.

c) A primeira afirmação é verdadeira e a segunda é falsa.

d) A primeira afirmação é a falsa e segunda é verdadeira.

e) As duas afirmações são falsas.

20. (UPE) A música Bate coração se refere aos batimentos cardíacos. Mas, por que o coração bate?

BATE CORAÇÃO (ELBA RAMALHO)

“Bate, bate, bate, coração

Dentro desse velho peito…..

Tum, tum, bate coração

Oi, tum, coração pode bater

Oi, tum, tum, tum, bate, coração

Que eu morro de amor com muito prazer”

Assinale a alternativa que explica corretamente o evento relacionado aos batimentos cardíacos.

a) A atividade parassimpática reduz os batimentos cardíacos, contribuindo para o repouso do coração.

b) A atividade simpática, sob ação da noradrenalina, diante de situações de defesa ou ataque, diminui a frequência cardíaca.

c) A contração do coração – diástole – e o seu relaxamento – sístole – são controlados por fenômenos miogênicos.

d) Apesar de sua contração voluntária, os batimentos cardíacos têm mecanismos reguladores relacionados com o sistema nervoso autônomo, e a atuação desses nervos ajusta a frequência conforme as necessidades do organismo.

e) O nervo vago, cardiomediador, libera adrenalina como mediador químico, e os nervos cardíacos, cardioaceleradores, liberam acetilcolina.

GAB

Publicado por: Djalma Santos | 5 de maio de 2016

TESTES DE HISTOLOGIA (1)

01. (COVEST) Considerando tecidos animais e vegetais, assinale a alternativa correta.

a) O tecido epitelial tem a função de revestimento e proteção da superfície dos organismos e da superfície interna dos órgãos, bem como a de secreção de substâncias.

b) O tecido parenquimático de reserva contém células dotadas de cloroplastos e tem a função de produzir e acumular as substâncias que nutrem as plantas.

c) O tecido cartilaginoso é constituído basicamente por fibras colágenas e sais inorgânicos, mas contém vasos sanguíneos e fibras nervosas.

d) Os tecidos condutores das plantas são formados por células especializadas cuja função é promover a difusão dos nutrientes de célula para célula

e) Os tecidos muscular e nervoso dos animais têm como característica fundamental a contratibilidade, pois ambos são dotados de inúmeras miofibrilas contráteis.

02. (UNICAP)

I   II

0  0 –  Tecidos parenquimatosos ou parênquimas são encontrados praticamente em todas as partes da planta. São formados, geralmente, por células vivas e com paredes primárias. Embora sejam às vezes chamados de tecidos de preenchimento, esses tecidos desempenham outras importantes funções, além de preencher espaços entre tecidos internos.

1 1 – As plantas possuem dois tecidos especializados na sustentação esquelética. O esclerênquima constitui um tecido mais resistente devido a reforços de celulose em suas paredes celulares, sem que haja lignificação.

2  2 –  A seiva dos vegetais apresenta duas formas: a bruta, constituída de água e sais minerais, e a elaborada, contendo água, sais e glicose proveniente da fotossíntese.

3  3 – Nos vertebrados terrestres aparece, na superfície da epiderme, uma camada córnea formada por uma proteína impermeabilizante chamada melanina.

4  4 – Num músculo, como o bíceps ou deltoide, as fibras musculares estão organizadas em grupos de feixes, sendo o conjunto de feixes envolvidos por uma camada de tecido conjuntivo chamada perineuro.

03. (UNIOESTE) Assinale a alternativa que associa incorretamente o tecido com algumas de suas características:

03

04. (PUC-SP) Analise os trechos abaixo, indicados por I e II:

I. Em uma angiosperma, a água vai da raiz até a folha e é utilizada na realização da fotossíntese; produtos deste processo metabólico são transportados da folha para outras partes da planta, podendo ser armazenados em órgãos como caule e raiz.

II. No coração humano, o sangue passa do átrio direito para o ventrículo direito e em seguida é levado aos pulmões; uma vez oxigenado, retorna ao coração pelo átrio esquerdo e passa para o ventrículo esquerdo, de onde é transportado aos sistemas corporais, voltando em seguida para o coração.

Com relação aos trechos, é correto afirmar que:

a) I refere-se exclusivamente ao transporte que se dá pelos vasos do xilema, enquanto II refere-se apenas a pequena circulação.

b) I refere-se exclusivamente ao transporte que se dá pelos vasos do xilema, enquanto II refere-se exclusivamente a grande circulação.

c) I refere-se exclusivamente ao transporte que se dá por vasos do floema, enquanto II refere-se exclusivamente a grande circulação.

d) I refere-se exclusivamente ao transporte da seiva elaborada e do armazenamento de amido em órgãos da planta, enquanto II refere-se às circulações pulmonar e sistêmica.

e) I refere-se ao transporte das seivas bruta e elaborada, enquanto II refere-se às circulações pulmonar e sistêmica.

05. (UNICAP)

I   II

0  0 – Fibroblasto, macrófago, plasmócito e mastócito, são células que constituem o tecido conjuntivo propriamente dito.

1  1 – O tecido adiposo é um tecido epitelial, podendo ser encontrado nos contornos do corpo, para amortecimento de choques.

2  2 – Responda esta proposição com base nas seguintes sentenças:

I. Células localizadas em lacunas.

II. Matriz percorrida por canalículos e constituída por substâncias orgânicas e inorgânicas.

III. Canais que contém vasos sanguíneos e nervos.

As características acima se referem ao tecido nervoso.

3  3 – O conjunto formado pelos parênquimas paliçádico e lacunoso constitui a parte da folha chamada mesófilo.

4  4 – As paredes dos vasos lenhosos apresenta reforços de lignina, cuja função é aumentar a resistência do vaso, impedindo o seu colapso.

06. (UFJF) Se fizermos uma analogia funcional entre as estruturas animais e vegetais, podemos afirmar que a pele, os ossos, os vasos sanguíneos e o sangue podem equivaler, nas plantas, respectivamente, a:

a) Esclerênquima, bainha, xilema, seiva.

b) Periderme, esclerênquima, xilema, seiva.

c) Periderme, estômato, xilema, seiva.

d) Periderme, esclerênquima, seiva, xilema.

e) Esclerênquima, bainha, seiva, xilema.

07. (UEM) Assinale o que for correto sobre organelas, células e tecidos.

I   II

0  0 – As células das folhas do milho são procarióticas.

1  1 – A fotossíntese e a cadeia respiratória da respiração aeróbica ocorrem, respectivamente, nos cloroplastos e nas mitocôndrias.

2  2 – Os meristemas secundários felogênio e câmbio promovem o crescimento em espessura das plantas.

3  3 – Os leucócitos, associados ao mecanismo de defesa do organismo, são elementos figurados do tecido sanguíneo.

4  4 – O tecido epitelial reveste e protege as superfícies de animais, além de elaborar secreções diversas.

08. (UFSM) O corpo humano apresenta, por exemplo:

I. Tecido de revestimento externo, como a pele.

II. Um esqueleto ósseo e cartilaginoso para sustentação.

III. Via de circulação de fluidos, como sangue e linfa.

Assinale a alternativa que contém os correspondentes vegetais para I, II e III, respectivamente.

a) Endoderme – parênquima – floema.

b) Endoderme – esclerênquima – xilema.

c) Periciclo – parênquima – xilema.

d) Periderme – esclerênquima – floema*

e) Periderme – meristema – xilema.

09. (UNICAP)

I   II

0   0 – Os tecidos são estruturas que estão no terceiro nível de organização biológica.

1  1 – O tecido conjuntivo caracteriza-se por apresentar vários tipos de célula, cada uma com função específica.

2   2 – Os tecidos fundamentais dos animais são: conjuntivo, nervoso, epitelial e muscular.

3  3 – O tecido glandular, por ser estimulado pelo sistema nervoso vegetativo, é classificado como uma variedade de tecido muscular liso.

4 4 – Pleroma, periblema e dermatogênio são meristemas primários que dão origem, respectivamente, ao córtex, ao cilindro central e à epiderme.

10. (COPERVE) A adaptação de estruturas ou sistemas de revestimento interno ou externo dos seres vivos está relacionada com o ambiente em que vivem. Sobre tais estruturas ou sistemas, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

01. No revestimento externo de muitas folhas a epiderme produz cutina, formando uma película altamente permeável à saída de água por toda a superfície foliar.

02. As minhocas utilizam seu revestimento externo como auxiliar na respiração.

04. Os artrópodes, em geral, possuem um sistema de revestimento externo do corpo extremamente rígido e totalmente permeável à água.

08. Nos seres humanos, o revestimento interno do estômago apresenta pequenas dobras, denominadas microvilosidades, que aumentam a capacidade de absorção de nutrientes.

16. Alguns vermes parasitas intestinais apresentam seu corpo revestido por uma cutícula resistente que os protege da ação de ácidos estomacais.

32. Externamente, o caule de plantas arbóreas possui camadas de células mortas suberificadas com capacidade de fotossíntese.

64. A extremidade da raiz de uma planta é coberta por um capuz chamado coifa, formado por células parenquimáticas que protegem o meristema apical.

Soma das alternativas corretas:

11. (UFRN) O tecido ósseo e o cartilaginoso desempenham nos animais a função de sustentação, enquanto nos vegetais essa função é exercida pelo:

a) Floema e endoderma.

b) Súber e parênquima medular.

c) Endoderme e periderme.

d) Felogênio e câmbio.

e) Esclerênquima e colênquima.

12. (URCA) Os vertebrados possuem os tecidos conjuntivos que desempenham várias funções entre as quais, defesa, reserva, preenchimento e conexão. Os vegetais traqueófitos também têm um tecido com funções diversas e que por analogia pode ser comparado aos tecidos conjuntivos animais. Esse grupo de células é denominado de:

a) Epidermes.

b) Colênquima.

c) Esclerênquima.

d) Parênquima.

e) Súber.

13. (UNICAP)

I   II

0  0 – As lenticelas e os estômatos são estruturas que contribuem com o arejamento das plantas.

1  1 – O parênquima aerífero encontra-se em plantas aquáticas flutuantes.

2 2 – O tecido conjuntivo denso é rico em substância intercelular amorfa, porém relativamente pobre em fibras colágenas.

3  3 – As glândulas holócrinas eliminam a secreção juntamente com parte do conteúdo celular.

4 4 – O tecido epitelial de revestimento da pele, boca e esôfago é do tipo estratificado pavimentoso.

14. (UNIOESTE) Relativo à histologia e fisiologia animal e vegetal é correto afirmar que:

01. O tecido conjuntivo hematopoiético, responsável pela formação de glóbulos vermelhos e glóbulos brancos, é encontrado no fígado e no coração.

02. O baço e o timo constituem parte do sistema linfático e, entre outras funções, também contribuem para a defesa do organismo.

04. A adenosina trifosfato (ATP) fornece a energia imediata que supre a contração muscular, enquanto o glicogênio é fonte primária para a contração muscular.

08. Nos vegetais o súber é um tecido morto e descamativo que assume as funções de revestimento e proteção do caule.

16. Os tecidos meristemáticos localizados nas gemas do caule, no subápice das raízes ou nas folhas, podem ser utilizados na cultura de tecidos que venham a contribuir em processos de melhoramento vegetal.

32. Esclerênquima é um tecido vegetal vivo, pouco rígido, constituído de células dotadas de lignina que entram na constituição de vasos condutores.

64. A queratina nas células animais e a cutina nas células vegetais fazem parte de tecidos de revestimento e contribuem para evitar a desidratação excessiva, regulando o intercâmbio de substâncias com o meio.

Soma das alternativas corretas:

15. (UNICAP)

I   II

0  0 – O epitélio de transição consiste de várias camadas de células de aparência variável. Reveste a bexiga urinária e é capaz de estender-se.

1   1 – Uma glândula é uma única célula, ou uma massa de células adaptadas para secreção.

2  2 – No tecido conjuntivo, a substância fundamental é formada por células e as fibras constituem a matriz.

3   3 – Nos vegetais, o sistema dérmico consiste da epiderme, onde se formam os pelos, que são responsáveis pela absorção da água e de sais minerais.

4  4 – O transporte de água e minerais no xilema é o resultado de efeitos combinados de transpiração, de coesão e de tensão.

16. (UNIOESTE) A histologia estuda a estrutura e disposição dos tecidos nos órgãos, sistemas e aparelhos. No estudo da histologia animal e vegetal, é correto afirmar que:

01. Na raiz de angiospermas, a epiderme é formada por várias camadas de células mortas com superfície cutinizada.

02. Nos vertebrados, a epiderme é formada por apenas uma camada de células.

04. O crescimento em espessura no caule de angiospermas é proporcionado pelo câmbio e pelo felogênio.

08. Em um osso longo, enquanto o periósteo proporciona crescimento longitudinal, o disco de conjugação ou disco epifisário permite o crescimento em espessura.

16. Na epiderme, os estômatos, formados por um par de células guardas e ostíolo, controlam a entrada e saída de gases, sendo a abertura e o fechamento dependentes da concentração de K+ e da disponibilidade de água dentro e fora das células.

32. Nos vertebrados, o tecido conjuntivo é responsável pela secreção, originando as glândulas exócrinas, endócrinas e mistas.

64. Nas angiospermas, a antera e o estigma originam-se a partir da desdiferenciação do periciclo.

Soma das alternativas corretas:

17. (FUVEST) Qual das seguintes estruturas desempenha nas plantas função correspondente ao esqueleto dos animais?

a) Xilema.

b) Parênquima.

c) Súber.

d) Meristema.

e) Estômato.

18. (UNIOESTE) Relativo à histologia em organismos animais e vegetais, é correto afirmar.

01. As células epiteliais no organismo humano nutrem-se a partir do tecido conjuntivo.

02. O tecido muscular liso tem ação voluntária e dá suporte ao esqueleto.

04. O tecido hematopoiético é uma variedade do tecido conjuntivo e produz células sanguíneas.

08. Os epitélios de revestimento externo são menos resistentes que os epitélios de revestimento interno.

16. Meristema e colênquima executam nos vegetais as funções de secreção e revestimento, respectivamente.

32. O floema e o xilema são tecidos vegetais que têm a função de conduzir a seiva bruta e elaborada, respectivamente.

Soma das alternativas corretas:

19. (UFS) Os animais e os vegetais são formados por células de diferentes tipos, que chegam a constituir tecidos. Analise as proposições abaixo (V ou F).

I   II

0  0 – A diversidade celular de um organismo pode ser explicada pelo fato de alguns genes se encontrarem ativos em certas células e inativos em outras.

1  1 – As células dos meristemas são pequenas e têm grande capacidade de dividir-se por meiose.

2  2 – A cortiça é obtida de um determinado tecido vegetal formado por células vivas cujas paredes celulares apresentam reforços de celulose e cujos vacúolos são preenchidos por ar.

3  3 – Os tecidos epiteliais dos animais, especialmente os de revestimento são altamente resistentes à tração e dificilmente suas células se separam umas das outras. Isso se deve ao fato de as células epiteliais possuírem em seu citoplasma muitas fibras colágenas.

4  4 – As cartilagens são formadas pela matriz e por células de dois tipos: osteoblastos, quando em intensa atividade metabólica e de divisão, e osteócitos, quando inertes.

20. (UNICAP)

I   II

0   0 – Células transformadas em fibras são encontradas nos tecidos muscular e nervoso.

1   1 – As hemácias humanas são célula nucleadas.

2  2 – O  tecido  ósseo  é  uma  variedade  de  tecido  conjuntivo  formado  por células que morrem logo após terminar o crescimento completo do osso, em virtude da deposição de sais de cálcio.

3  3 – As  principais  funções  do  tecido  nervoso  são a  excitabilidade e a condutibilidade.

4 4 – Colênquima e esclerênquima são tecidos vegetais comparáveis aos tecidos ósseo e cartilaginoso dos animais.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 5 de maio de 2016

TESTES SOBRE SISTEMA RESPIRATÓRIO (II)

01. (UNICID) Analise a reação química que ocorre frequentemente no sangue humano.

01

Essa reação ocorre nos:

a) Tecidos, onde o gás CO2 é transportado livre no plasma ou pela hemoglobina, formando um composto instável, chamado carboemoglobina.

b) Alvéolos, onde a maior parcela do gás CO2 é eliminada no sangue e conduzida na forma de bicarbonato, que deixa o sangue ácido.

c) Alvéolos, onde uma pequena parcela do gás CO2 é captada e conduzida na forma de ácido carbônico para ser eliminada pelos tecidos.

d) Tecidos, onde a maior parcela do gás CO2 é captada e transportada na forma de bicarbonato para ser conduzida até os pulmões.

e) Alvéolos, onde o gás CO2 reage com água e forma o bicarbonato, este se dissocia e forma ácido carbônico e ânions hidrogênio.

02. (UNEAL) Todas as células do corpo humano respiram, isto é, realizam a respiração celular. Nesse processo que ocorre no interior das mitocôndrias, substâncias orgânicas reagem com o oxigênio e liberam energia. Para que o oxigênio chegue às células, ele precisa, primeiramente, ser captado do meio externo e, depois, ser transportado pelo sangue até as células. A troca de gases, que inclui a entrada do oxigênio no sangue, ocorre em qual dos órgãos a seguir?

a) Boca.

b) Faringe.

c) Pulmão.

d) Brônquio.

e) Traqueia.

03. (CESPE)

03

De acordo com as estruturas envolvidas na aquisição de O2 e na eliminação de CO2, os diferentes grupos de animais podem efetuar as trocas gasosas com o meio ambiente de diversas maneiras. A respeito do sistema respiratório ilustrado na figura acima, assinale a opção correta.

a) O tecido indicado na figura corresponde aos alvéolos pulmonares.

b) O tipo de respiração ilustrado na figura é uma adaptação para a vida terrestre, já que os órgãos respiratórios ficam embutidos no interior do animal, o que diminui as ocorrências de desidratação.

c) Os animais que possuem um sistema respiratório como o ilustrado na figura são capazes de manter a temperatura corporal relativamente constante.

d) No sistema respiratório ilustrado, quanto maior a pressão do oxigênio, maior a percentagem de moléculas de hemoglobina combinadas a esse gás.

04. (UNESP)

04

É correto afirmar que os gráficos que representam as concentrações dos gases O2, CO2 e N2 são, respectivamente,

a) 2, 1 e 3, e a variação observada nas concentrações é devida à difusão.

b) 3, 2 e 1, e a variação observada nas concentrações é devida à osmose.

c) 1, 2 e 3, e a variação observada nas concentrações é devida à osmose.

d) 3, 1 e 2, e a variação observada nas concentrações é devida à difusão.

e) 1, 3 e 2, e a variação observada nas concentrações é devida à difusão.

05. (CESGRANRIO) Na expiração não ocorre:

a) Relaxamento do diafragma.

b) Diminuição do volume pulmonar.

c) Contração da musculatura intercostal.

d) Eliminação de dióxido de carbono.

e) Aumento da pressão intrapleural em relação à pressão atmosférica.

06. (UFPR) A pressão parcial de oxigênio (pO2) no sangue foi medida simultaneamente em diferentes pontos do sistema circulatório de um mamífero. Em condições normais espera-se que:

a) pO2 Veia pulmonar < pO2 Ventrículo direito.

b) pO2 Átrio esquerdo > pO2 Veia cava.

c) pO2 Átrio esquerdo < pO2 Ventrículo direito.

d) pO2 Artéria pulmonar > pO2 Veia pulmonar.

e) pO2 Artéria pulmonar > pO2 Veia cava.

07. (UNICENTRO) Com relação ao sistema respiratório dos animais protostomados, assinale a alternativa correta.

a) Os animais pertencentes ao filo Annelida respiram por meio de estruturas denominadas de pulmões foliáceos.

b) Os animais pertencentes ao filo Mollusca realizam as trocas gasosas na superfície de estruturas chamadas de brânquias foliáceas.

c) Os representantes da classe Insecta realizam as trocas gasosas por meio de um sistema de túbulos chamados de túbulos de Malpighi.

d) Os representantes do subfilo Chelicerata respiram por meio da superfície corporal, fenômeno conhecido como respiração cutânea.

e) Os representantes do subfilo Myriapoda respiram por meio de um sistema de canais denominados de sistema traqueal.

08. (PUC-RIO) Quando uma pessoa prende a respiração, ocorrem alterações sanguíneas que levam à necessidade de respirar. A esse respeito, considere as alterações abaixo:

I. Aumento de O2.

II. Diminuição de O2.

III. Aumento de CO2.

IV. Diminuição de CO2.

Na situação descrita acima, ocorrem as alterações:

a) Apenas I e II.

b) Apenas I e III.

c) Apenas I e IV.

d) Apenas II e III.

e) Apenas III e IV.

09. (UPE) Maria, uma mergulhadora iniciante, em jejum, resolveu fazer um percurso mais longo que o de costume nos naufrágios da costa pernambucana e assustou-se com um tubarão. Na ocasião, reteve a respiração por um tempo prolongado, seguida de inspirações rápidas. Após algum tempo, sinalizou para José, seu companheiro, que precisava subir. José, mais experiente, ficou preocupado, pois ela poderia desmaiar. José pensou nessa possibilidade, porque:

09

a) A hiperventilação, provocada pelas inspirações curtas e retenção de ar, aumenta a concentração de O2, fazendo o sistema nervoso diminuir o número de ventilações, resultando em uma parada de quase todas as reações metabólicas, visto que o O2 é o produto final dessas reações.

b) Uma vez no sangue, o O2 se combina com a hemoglobina, sendo levado ao coração, onde é bombeado para todos os tecidos. O CO2 é metabolizado juntamente com a glicose para a produção de energia e síntese de ATP, e o O2, produto desse metabolismo, passa das células para o sangue, retornando, em seguida, ao pulmão, a fim de ser distribuído para as células.

c) O principal estímulo respiratório não é o excesso de CO2, mas a falta de O2, pois os íons de bicarbonato ativam quimiossensores, que comandam os impulsos nervosos no bulbo raquiano, o que pode levar ao desmaio.

d) A pressão sobre o tórax dificulta a difusão de gases nos alvéolos pulmonares, aumentando a concentração de CO2 no sangue e diminuindo a de O2. Isso compromete a respiração celular, a qual necessita de glicose e O2, visando à transformação de energia e síntese de ATP para o metabolismo celular.

e) No processo de respiração externa, o ar alveolar não é trocado completamente por um novo ar, apenas parte dele. O ar inalado passa, respectivamente, pela boca ou nariz, brônquios, bronquíolos, traqueia, até chegar aos alvéolos, que perdem continuamente CO2 para o sangue, o qual é substituído pelo O2, que se difunde do sangue para os alvéolos.

10. (UEMA) O ar que respiramos torna-se cada vez mais rarefeito à medida que aumentamos de altitude. Pessoas que se deslocam para cidades com altitude mais elevada podem apresentar distúrbios como dores de cabeça, tontura e sangramento nasal em virtude da baixa oferta de O2. Para a realização de uma partida de futebol entre a seleção do Brasil e a seleção da Bolívia na cidade de La Paz, situada a 3.660m acima do nível do mar, os jogadores brasileiros necessitaram de um período de adaptação na cidade boliviana com o objetivo de obter um melhor rendimento em campo. Essa adaptação gerou no organismo dos jogadores o aumento da produção de:

a) Linfócitos.

b) Leucócitos.

c) Plaquetas.

d) Hemácias.

e) Monócitos.

11. (UEA) A figura ilustra processos fisiológicos relacionados às trocas de gases respiratórios no ser humano.

11

Tendo por base a circulação sanguínea e a respiração pulmonar humana, é correto afirmar que a seta:

a) I indica a passagem de gás oxigênio em direção à hemoglobina presente no plasma sanguíneo.

b) II indica a passagem de monóxido de carbono dissolvido no plasma para o alvéolo pulmonar.

c) III indica o fluxo de ar gerado pelo movimento inspiratório a partir do relaxamento do diafragma.

d) IV indica o fluxo de ar gerado pelo movimento expiratório a partir da contração do diafragma.

e) V indica o tecido alveolar pulmonar, local onde se processa a hematose.

12. (UPE) Respirar é preciso. É um ato geralmente inconsciente. O nosso corpo se encarrega de equilibrar a entrada do oxigênio e a eliminação do gás carbônico, dependendo de nossas necessidades fisiológicas. Mas, há circunstâncias em que é necessário respirar conscientemente. É o que ocorre em um treinamento físico de um nadador que, explorando o seu potencial aeróbico e ritmo respiratório, alcança vantagens em seu desempenho. Analise as afirmativas abaixo sobre a fisiologia da respiração e conclua.

I   II

0   0 – Os pigmentos respiratórios, como a hemoglobina e a hemocianina, estão dissolvidos no plasma, produzindo a coloração vermelha de nosso sangue. São substâncias orgânicas, que se ligam ao oxigênio ou ao gás carbônico reversivelmente.

1   1 – A respiração funciona perfeitamente bem, sem necessidade de empenho consciente por parte do ser humano, por estar sob o controle do sistema nervoso autônomo. Sob esse controle, o ritmo respiratório varia de acordo com as necessidades fisiológicas.

2  2 – Nos movimentos respiratórios de inspiração e expiração, músculos se contraem e relaxam, modificando o volume da caixa torácica. Através da contração dos músculos intercostais e relaxamento do diafragma, ocorre a inspiração. Quando os intercostais relaxam, e o diafragma contrai, ocorre a expiração do ar.

3  3 – A hematose ocorre nos alvéolos pulmonares; em sua cavidade, a concentração de oxigênio é superior à dos capilares sanguíneos, e, por difusão, o gás oxigênio passa para o sangue, ocorrendo o inverso com o gás carbônico.

4  4 – Após uma inspiração forçada, seguida de expiração forçada máxima, permanece, nos pulmões, certo volume de ar, o ar residual. Deste modo, por mais intensa que seja a expiração, o pulmão nunca esvazia completamente.

13. (PUC-SP) O monóxido de carbono, gás inodoro formado durante combustões, tem afinidade muito grande com a hemoglobina. Assinale a alternativa que contém uma afirmação correta sobre o transporte dos gases respiratórios.

a) A oxiemoglobina é um composto instável e prejudicial à saúde quando o CO2 e inalado em excesso.

b) A carboxiemoglobina é um composto estável que impede a formação de oxiemoglobina e carboemoglobina, podendo levar a asfixia.

c) A oxiemoglobina e a carboemoglobina são compostos estáveis, formados sempre durante a inspiração e a expiração, respectivamente.

d) A carboxiemoglobina é um composto instável que impede que a hemoglobina se combine com os gases respiratórios.

e) A carboemoglobina é um composto estável que impede a formação de oxiemoglobina, podendo levar a asfixia.

14. (UNIVASF) Em relação ao que ocorre nas superfícies respiratórias do homem, uma das afirmações a seguir está incorreta. Assinale-a.

a) As trocas gasosas ocorrem por transporte ativo.

b) O processo de hematose possibilita que o sangue venoso passe a ser sangue arterial.

c) Praticamente, todo o oxigênio recebido na respiração é transportado pela hemoglobina.

d) A maior parte do gás carbônico recebido na respiração, aproximadamente 70%, é transportada sob a forma de íons bicarbonato no plasma.

e) Cerca de 7% do gás carbônico recebido na respiração é transportado pelo plasma como CO2.

15. (UNESP) O volume total de ar que cabe no sistema respiratório de um homem adulto, ao nível do mar, é cerca de 6 litros. Nessas condições, os pulmões de um indivíduo em repouso, a cada movimento respiratório, trocam com o meio exterior, em média, apenas 0,5 litro de ar. Essa quantidade de ar inspirado mistura-se ao ar retido nas vias aéreas e apenas parte dessa mistura chega aos alvéolos. Desse modo, considerando a fisiologia e a anatomia do aparelho respiratório humano, é correto afirmar que, durante a inspiração, o ar que chega aos alvéolos possui:

a) Maior concentração de CO2 que aquela do sangue venoso.

b) Menor concentração de CO2 que o ar atmosférico.

c) Maior concentração de O2 que aquela do sangue arterial.

d) Maior concentração de CO2 que aquele que havia sido expirado.

e) Menor concentração de O2 que aquele que havia sido expirado.

16. (UESC) A figura abaixo expressa a relação entre a frequência respiratória humana e a variação do pH sanguíneo como consequência da produção de íons bicarbonato, a partir da concentração de CO2 presente no sangue.

16

Em relação a esses dados e com base nos conhecimentos sobre fisiologia da respiração, identifique com V as afirmativas verdadeiras e com F, as falsas.

( ) O aumento da frequência respiratória faz deslocar o equilíbrio de formação de íons bicarbonato para o consumo de H+, aumentando, assim, o pH sanguíneo.

( ) A diminuição da frequência respiratória favorece o aumento da acidose sanguínea por provocar consumo excessivo do gás carbônico nas reações bioenergéticas.

( ) A produção de íons bicarbonato é diretamente proporcional ao aumento do pH sanguíneo durante o processo de alcalose.

( ) Durante a diminuição da concentração de gás carbônico no sangue, o equilíbrio na formação de íons bicarbonato é deslocado para a produção de água e CO2, com consequente aumento do pH sanguíneo.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a:

a) F V V F.

b) V F F V.

c) F F V V.

d) V V F F.

e) F V F V.

17. (UEA) Leia o texto e observe o gráfico.

A mioglobina é uma molécula, similar à hemoglobina, que se liga ao oxigênio e cuja principal função é a reserva de oxigênio nos músculos dos mamíferos. A mioglobina possui maior afinidade com o oxigênio do que a hemoglobina, e só começa a liberá-lo quando esta última já o fez.

(www.zoo.ba.gov.br. Adaptado.)

17

No gráfico, Y corresponde à porcentagem da saturação da hemoglobina e da mioglobina pelo oxigênio e X corresponde a diferentes pressões parciais do oxigênio no ambiente, em mm de Hg. Com base nas informações contidas no texto, é correto afirmar que a saturação da hemoglobina está representada na curva:

a) I, pois, para uma mesma pressão parcial de O2 no ambiente, essa molécula apresenta inicialmente maior saturação do que a mioglobina.

b) I, pois, a afinidade dessa molécula pelo O2 reduz-se rapidamente para pequenas pressões parciais de oxigênio no ambiente.

c) II, pois, para uma mesma pressão parcial de O2 essa molécula apresenta menor saturação em relação à molécula de mioglobina.

d) II, pois, para uma pressão parcial de 20 mm de Hg a saturação dessa molécula corresponde à metade da saturação da molécula de mioglobina na mesma pressão parcial.

e) I, pois, essa molécula apresenta menor afinidade pelo oxigênio em pressões parciais menores e maior afinidade para pressões maiores.

18. (PUC-RIO) Sobre a respiração nos mamíferos, considere as afirmativas a seguir.

I. Mamíferos utilizam respiração por pressão negativa, que consiste em expandir a cavidade torácica diminuindo assim a pressão nos pulmões permitindo a entrada do ar.

II. Durante a inspiração, os músculos intercostais e o diafragma se contraem.

III. Durante a inspiração, os músculos intercostais e o diafragma relaxam.

IV. O relaxamento dos músculos intercostais e do diafragma provoca a redução do volume da caixa torácica.

É correto o que se afirma em:

a) Somente I, III e IV.

b) Somente I e III.

c) Somente II e IV.

d) Somente I, II e IV.

e) Somente III e IV.

19. Assinale (s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – A sequência correta dos componentes do sistema respiratório humano é: fossas nasais, laringe, faringe, traqueia, brônquios, bronquíolos e alvéolos pulmonares.

1  1 – A figura abaixo esquematiza um processo que ocorre nos alvéolos pulmonares.

18.1.1

2  2 – O diafragma é  um músculo  que  separa  o tórax do abdômen, nos répteis e nos mamíferos.

3  3 – A anidrase carbônica, enzima  que catalisa  a formação de H2CO3, a partir de CO2 e H2O, existe em grande quantidade no plasma sanguíneo e em pequena quantidade nos glóbulos vermelhos.

4  4 – A vida nas montanhas tende a reduzir o número de hemácias no sangue.

20. (FCM-PB) Nos mamíferos os pulmões se encontram no tórax e a movimentação de ar é determinada pela movimentação das costelas, em função dos músculos intercostais e pela movimentação do diafragma. Indique a afirmação correta entre as abaixo apresentadas, para o controle do ritmo involuntário da respiração:

a) É exercido pelo bulbo e deve-se principalmente à percepção da concentração de CO2 no sangue.

b) É exercido pelo hipotálamo e deve-se principalmente à percepção da concentração de O2 no sangue.

c) É exercido pelo cerebelo e deve-se principalmente à percepção da concentração de CO2 no sangue.

d) É exercido pelo pulmão e deve-se principalmente à percepção da concentração de O2 no sangue.

e) É exercido pelo bulbo e deve-se principalmente à percepção da concentração de O2 no sangue.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 5 de maio de 2016

TESTES DE HERANÇA LIGADA AO SEXO (I)

01. Considerando que o daltonismo na espécie humana é uma característica determinada por um gene recessivo e ligado ao sexo, assinale a única alternativa correta referente a um casal que, apesar de possuir visão normal para cores, tem uma criança daltônica.

a) Essa criança é do sexo feminino, e o gene para o daltonismo lhe foi transmitido pelo pai.

b) Essa criança é do sexo masculino, e o gene para o daltonismo lhe foi transmitido pelo pai.

c) Essa criança é do sexo feminino, e o gene para o daltonismo lhe foi transmitido pela mãe.

d) A criança é do sexo masculino, e o gene para o daltonismo lhe foi transmitido pela mãe.

e) Tanto o pai como a mãe pode ter transmitido o gene para o daltonismo a essa criança; mas, apenas com esses dados, nada podemos afirmar quanto ao sexo dela.

02. (COVEST) O “daltonismo genético” é uma perturbação da percepção visual caracterizada pela incapacidade de diferenciar cores, manifestando-se muitas vezes pela dificuldade em distinguir o verde do vermelho. Se os alelos D e d estão associados ao daltonismo, então é correto fazer as afirmações seguintes.

I   II

0  0 – Filhas de mães com genótipo XDXd possuem 50% de chances de serem portadoras apenas se seus pais forem normais.

1  1 – Homens portadores do alelo Xd expressam a condição de daltonismo assim como todos os seus filhos e filhas.

2  2 – Para essa condição não existe o “pai” portador normal.

3  3 – Como o gene do daltonismo é recessivo, em nenhuma hipótese, um casal terá 100% de chances de ter todos os seus filhos daltônicos.

4  4 – Pai daltônico não transmite gene dessa condição aos filhos do sexo masculino.

03(UPE) Leia o texto a seguir:

A distrofia muscular do tipo Duchenne (DMD) é uma doença genética, que apresenta um padrão de herança recessivo ligado ao cromossomo X (região Xp21), causada por mutações no gene, DMD, que codifica uma proteína intracelular chamada distrofina, responsável pela estabilidade do sarcolema. Alterações na sequência deste gene são a causa da doença em cerca de 65% dos casos. Em geral, as deleções que causam DMD provocam uma mudança no quadro de leitura do gene, levando à ausência da proteína distrofina. A DMD é uma doença progressiva, resultando em degeneração e fraqueza musculares. Os sinais clínicos manifestam-se antes dos cinco anos, na forma de quedas frequentes, dificuldade motora e hipertrofia das panturrilhas. O óbito deve ocorrer antes dos 20 anos. Possui incidência de 1:3500 nascimentos do sexo masculino. A idade de início e a gravidade da DMD em mulheres dependem do grau da inativação do X em heterozigotas, pois se o X que carrega a mutação estiver ativo na maior parte das células, as mulheres desenvolverão sinais da doença.

Disponível em: http://unepe.org.br/?pag=txt&id=9&id2=39 (Adaptado)

O texto destaca que a distrofia muscular do tipo Duchenne ocorre principalmente em meninos, situação típica do padrão de herança citada. Sobre isso, analise as alternativas abaixo e assinale a correta.

a) As mulheres portadoras da mutação no DMD correm um risco de 100% de transmitir o gene mutado para a sua prole: 75% dos filhos são afetados, e 25% das filhas, portadoras assintomáticas.

b) Na prole de uma portadora, o risco de uma criança ser afetada é de 12,5%, se o sexo não for conhecido, ou seja, 1/2 de chance de ser um menino, vezes 1/4 de risco de transmitir o cromossomo X com a mutação.

c) As mulheres portadoras poderão transmitir a doença a seus descendentes do sexo masculino com uma probabilidade de 50%. Assim, um homem com mutação no gene DMD será sempre afetado por possuir apenas um cromossomo X.

d) Um paciente com DMD transmite apenas o cromossomo Y para seus filhos homens, e o cromossomo X, para suas filhas. Assim, um afetado não transmite a mutação para as suas filhas, mas todos os filhos do sexo masculino são afetados.

e) Uma portadora da mutação genética no gene DMD será afetada pela doença, independentemente da inativação do X, que ocorre de forma aleatória, porque seu cromossomo X contém uma cópia defeituosa do gene, incapaz de produzir a proteína distrofina normal.

04. (URCA) O heredograma a seguir apresenta um caso familial de daltonismo, herança determinada por um gene recessivo localizado no cromossomo X.

04

Pela análise das informações contidas no heredograma e de outros conhecimentos que você possui sobre o assunto, só se pode afirmar corretamente que:

a) O indivíduo II.1 teve 50% de chance de ser daltônico.

b) Todas as filhas do indivíduo II.2 serão daltônicas.

c) Qualquer descendente de II.4 será daltônico.

d) O indivíduo II.2 herdou o gene de qualquer um dos genitores.

e) Esse é um caso típico de herança influenciada pelo sexo.

05. (UPF) Distrofia muscular de Duchenne é uma anomalia genética recessiva causada por uma mutação cujo gene se encontra localizado no cromossomo X. Analise as afirmativas do caso de um casal formado por um homem normal e uma mulher que, embora com fenótipo normal, tem na família um irmão e um tio materno com a doença. Marque V para cada afirmação verdadeira e F para cada afirmação falsa.

(  ) Se a mulher em questão for XDXD, a probabilidade de ter uma criança com a doença é nula.

(  ) Se ela for XDXd, 50% dos seus filhos (homens) poderão apresentar a doença.

(  ) Se ela for XDXD, 50% das suas filhas (mulheres) poderão apresentar a doença.

(  ) Se ela for XDXd, 25% das suas filhas (mulheres) poderão apresentar a doença.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) V, V, V, F.

b) V, V, F, V.

c) V, F, V, V.

d) F, V, F, F.

e) V, V, F, F.

06. (UFMG) A distrofia muscular do tipo Duchenne, doença recessiva ligada ao cromossomo X, caracteriza-se por debilidade muscular progressiva e deformidades ósseas, inicia-se na infância e impede a reprodução dos afetados. Considerando-se essas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) Casais com filhos afetados têm 25% de probabilidade de ter outra criança com essa doença.

b) Indivíduos do sexo masculino afetados por essa distrofia muscular são filhos de mães heterozigotas.

c) Indivíduos do sexo masculino que possuem um gene mutante para essa distrofia manifestam a doença.

d) Mulheres afetadas recebem os cromossomos X materno e paterno com o gene para essa distrofia.

07. O daltonismo é consequência de um alelo mutante de um gene localizado no cromossomo X. Um homem daltônico e uma mulher não daltônica, mas portadora do gene do daltonismo, estão esperando um bebê. Neste caso, a probabilidade de a criança ser daltônica e a probabilidade de ser do sexo masculino e não daltônica são, respectivamente:

a) 0,25 e 0,25.

b) 0,25 e 0,50.

c) 0,25 e 0,75.

d) 0,50 e 0,25.

e) 0,50 e 0,75.

08. (FFB) Com relação ao Daltonismo, é correto afirmar:

a) Se a mãe possuir visão normal e o pai for daltônico, nenhum dos descendentes será daltônico nem portador.

b) Se a mãe for portadora do gene e o pai possuir visão normal, há a probabilidade de 50% dos filhos serem daltônicos e 50% das filhas serem portadoras do gene.

c) Se a mãe for portadora do gene e o pai for daltônico, há a probabilidade de 25% dos filhos e das filhas serem daltônicos.

d) Se a mãe for daltônica e o pai possuir visão normal, todos os filhos serão daltônicos e as filhas não serão sequer portadoras.

e) Se a mãe for daltônica e o pai também, 100% dos filhos serão daltônicos e 100% das filhas serão somente portadoras.

09. (IFPE) Um gene recessivo ligado ao sexo será transmitido pelo homem para:

a) Todos os seus filhos, independente do sexo.

b) Metade de suas filhas.

c) Todos os filhos do sexo masculino.

d) Para 50 % dos filhos homens.

e) Exclusivamente para todas as filhas.

10. (IFNMG) Considere as afirmações a seguir sobre uma das doenças representadas na tirinha:

10

    Fonte: http://www.charge-o-matic.blogger.com.br/. Acesso em 23/06/2012.

I. O daltonismo é uma deficiência visual que impede o indivíduo de distinguir certas cores e, ao contrário do que afirma a tirinha acima, não pode ser amenizado através de medicação específica.

II. Se uma mulher daltônica transmitir um dos seus autossomos portador do alelo para o daltonismo a um filho, ele será certamente daltônico.

III. Nos homens, apenas a presença do gene mutante no único cromossomo X que ele possui, já é suficiente para que o mesmo seja afetado pela anomalia.

IV. O daltonismo afeta mais homens que mulheres.

V. Uma mulher heterozigótica para o daltonismo, que recebeu de seu pai daltônico o cromossomo X, portador do gene alelo mutante para essa doença, tem visão normal para as cores.

Estão corretas as seguintes afirmativas:

a) I, III, IV e V, apenas.

b) III e V, apenas.

c) II, III e V, apenas.

d) I, II, IV e V, apenas.

11. (UEM) O gene h, que determina a hemofilia na espécie humana, está localizado no cromossomo X e é recessivo. Com base na genealogia representada a seguir, assinale o que for correto.

11

01. O indivíduo 8 é hemofílico.

02. O indivíduo 5 é normal e possui a chance de 50% de ser portador do gene para hemofilia.

04. O indivíduo 10 possui a chance de 50% de ser hemofílico.

08. O indivíduo 9 possui a chance de 50% de ser hemofílico.

16. O indivíduo 6 é normal e portador do gene para a hemofilia.

32. O indivíduo 11, casando–se com um homem normal, não poderá ter um filho hemofílico.

64. O indivíduo 8, casando–se com uma mulher normal, homozigota dominante, poderá ter um filho hemofílico.

Soma das alternativas corretas:

12. Em drosófila, a mosca da qual Morgan se serviu para seus trabalhos de genética, o gene responsável pelo aparecimento de olhos vermelhos é dominante sobre o que condiciona olhos brancos. Trata-se de um caso de herança ligada ao sexo. Em trabalhos de laboratório, um casal de moscas produziu a seguinte descendência:

– 100% de fêmeas de olhos vermelhos.

– 50% de machos de olhos vermelhos.

– 50% de machos de olhos brancos.

Baseado nesse resultado pode-se afirmar que os pais são:

a) Fêmea de olho branco x macho de olho vermelho.

b) Fêmea de olho branco x macho de olho branco.

c) Fêmea de olho vermelho homozigota x macho de olho branco.

d) Fêmea de olho vermelho heterozigota x macho de olho branco.

e) Fêmea de olho vermelho heterozigota x macho de olho vermelho.

13. (PUC-CAMPINAS) Os geneticistas realizam pesquisas sobre a ocorrência de certos genes em muitas famílias como, por exemplo, no caso abaixo.

– Um homem de visão normal para cores casa-se com uma mulher também normal e que é filha de um homem daltônico.

É possível prever que a descendência desse casal poderá ser formada por:

a) Todos os filhos normais e todas as filhas daltônicas.

b) Todos os filhos daltônicos e todas as filhas normais.c) Todos os filhos normais e filhas normais e portadoras.

d) Filhos daltônicos e normais, e filhas portadoras.

e) Filhos daltônicos e normais, e filhas normais e portadoras.

14. (IFRS) O daltonismo é uma doença recessiva ligada ao sexo, na qual as pessoas afetadas não conseguem distinguir certas cores. Uma mulher, normal para o daltonismo e homozigota para esta característica, está esperando um filho do sexo masculino de um homem daltônico. Ela está preocupada com a possibilidade de seu filho herdar o gene para o daltonismo do pai. Sobre essa possibilidade está correto afirmar que:

a) O menino herdará o gene para daltonismo do pai, porém, não irá desenvolver a doença, tendo em vista que a mãe é normal homozigota para a doença.

b) O menino herdará o gene para daltonismo do pai e será daltônico, pois, como é uma doença ligada ao sexo, está relacionada ao cromossomo Y, sendo passado de pai para filho.

c) A probabilidade de o menino herdar o gene para o daltonismo do pai é de 50%.

d) A probabilidade de o menino herdar o gene para o daltonismo do pai é de 25%.

e) A probabilidade de o menino herdar o gene para o daltonismo do pai é zero.

15. (CERDERJ) A herança holândrica está exclusivamente ligada ao cromossomo Y. Dessa forma, a probabilidade de uma característica paterna, ligada a um gene holândrico, ser transmitida para um filho e para uma filha é de, respectivamente:

a) 50% e 0%.

b) 100% e 50%.

c) 50% e 25%.

d) 100% e 0%.

16. (UFPel) A Distrofia Muscular Progressiva do tipo Duchene é determinada por alelo recessivo ligado ao cromossomo X, portanto é uma doença ligada ao X. Essa anomalia é caracterizada pela degeneração progressiva da musculatura esquelética que leva o indivíduo à morte. Considerando que uma mulher heterozigota e um homem não portador do alelo recessivo para a distrofia de Duchene tiveram um filho e uma filha, é correto afirmar que:

a) O filho poderá manifestar a doença, pois é heterogamético.

b) O filho não manifestará a doença, pois é homogamético.

c) A filha não manifestará a doença, pois é heterogamética.

d) A filha manifestará a doença, pois é homogamética.

e) Tanto o filho quanto a filha manifestarão a doença, pois isso independe de serem homogaméticos ou heterogaméticos.

17. (UFV) O exame citogenético de um indivíduo normal revelou que o seu cromossomo Y contém, aproximadamente, 30% a mais de heterocromatina na região distal, em relação ao padrão de cromossomo Y presente na população. Embora sem nenhuma manifestação fenotípica aparente, ele fez algumas suposições sobre a herança desse cromossomo. Assinale a suposição que está geneticamente coerente:

a) Acho que o meu pai herdou essa condição genética da mãe dele.

b) Se eu tenho este Y, todos os meus descendentes também o terão.

c) Se o meu irmão não tiver esse Y, talvez ele não seja meu irmão.

d) Entre as minhas filhas, apenas 50% terão esse cromossomo.

e) Provavelmente esse Y ficou grande para ser o homólogo do X.

18. (FGV) Meio-irmãos é o termo utilizado para designar os indivíduos que são irmãos só por parte de pai ou só por parte de mãe. João e Pedro são meio-irmãos e ambos são daltônicos e hemofílicos. Seus genitores são normais. Pode-se dizer que, mais provavelmente, João e Pedro sejam:

a) Filhos do mesmo pai, do qual herdaram os genes para daltonismo e hemofilia.

b) Filhos da mesma mãe, da qual herdaram os genes para daltonismo e hemofilia.

c) Filhos do mesmo pai, porém herdaram de suas respectivas mães os genes para daltonismo e hemofilia.

d) Filhos da mesma mãe, porém herdaram de seus respectivos pais os genes para daltonismo e hemofilia.

e) Portadores de novas mutações, ocorridas independentemente da herança materna ou paterna.

19. (UEL) A hemofilia é uma doença hereditária recessiva ligada ao cromossomo sexual X, presente em todos os grupos étnicos e em todas as regiões geográficas do mundo. Caracteriza-se por um defeito na coagulação sanguínea, manifestando-se através de sangramentos espontâneos que vão de simples manchas roxas (equimoses) até hemorragias abundantes. Com base no enunciado e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar:

a) Casamento de consanguíneos diminui a probabilidade de nascimento de mulheres hemofílicas.

b) Pais saudáveis de filhos que apresentam hemofilia são heterozigotos.

c) A hemofilia ocorre com a mesma frequência entre homens e mulheres.

d) As crianças do sexo masculino herdam o gene da hemofilia do seu pai.

e) Mulheres hemofílicas são filhas de pai hemofílico e mãe heterozigota para este gene.

20. (PUC-MG) Em geral, o DNA não expresso é altamente condensado na forma de heterocromatina. Um exemplo disso é a inativação completa de um dos dois cromossomos X em fêmeas de mamíferos, situação que, ao microscópio, é vista como uma mancha escura chamada corpúsculo de Barr. O DNA ativo no nível de transcrição, conhecido como eucromatina, é menos condensado para permitir acesso da maquinaria de transcrição. Na espécie humana, a hemofilia e o daltonismo são características recessivas ligadas ao sexo. Sabendo que filhas de pai apenas hemofílico e mãe apenas daltônica e homozigota para hemofilia são normais para os dois caracteres, assinale a alternativa que traz uma explicação possível para o fato apresentado.

a) A permutação na espermatogênese permitiu que o pai tenha dado para a filha gameta contendo o alelo dominante para hemofilia..

b) O “crossing-over” na gametogênese da mãe garante que a filha receba dela os alelos dominantes para daltonismo e hemofilia no mesmo cromossomo.

c) Algumas células somáticas de cada filha apresentam o cromossomo X de origem paterna condensado, enquanto a outra parte, o cromossomo X de origem materna condensado, o que permite expressar os dois alelos dominantes.

d) A não expressão dos alelos dominantes recebidos garante que a filha seja normal para os dois caracteres.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 5 de maio de 2016

TESTES DE ZOOLOGIA (8)

01. (UFMA) O quadro abaixo apresenta cinco das classes em que se divide o Filo Arthropoda, correspondendo a cada classe suas características e importância ecológica.

01

As classes A, B, C, D e E representam, respectivamente:

a) Crustacea, Insecta, Quilopoda, Aracnida e Diplopoda

b) Diplopoda, Crustacea, Aracnida, Insecta e Quilopoda

c) Quilopoda, Insecta, Aracnida, Crustácea e Diplopoda

d) Crustacea, Aracnida, Insecta, Diplopoda e Quilopoda

e) Crustacea, Aracnida, Insecta, Quilopoda e Diplopoda.

02. (UPE) Os morcegos são animais voadores, que possuem normalmente pelagem escura; na maioria, são insetívoros, capazes de comer até 200 insetos em uma única noite. Ao contrário do que muitos pensam, os morcegos hematófagos não chupam sangue fazendo furos com os caninos, mas utilizam os incisivos para fazer um corte e dobram a língua para lamberem esse sangue. Sobre esse animal, analise as proposições a seguir:

I. A capacidade de voar dos morcegos está relacionada ao fato de serem pecilotérmicos, tal como os répteis.

II. Seu sistema circulatório possui um coração de 3 (três) cavidades sem mistura de sangue arterial e venoso, o que lhe confere a energia e a oxigenação necessárias para grandes voos.

III. Mesmo possuindo diferentes hábitos alimentares, o morcego inicia sua vida alimentando-se de leite materno.

Está correto, apenas, o que se afirma em:

a) I.

b) II.

c) III.

d) I e II.

e) II e III.

03. (UEM) Analise as alternativas abaixo e assinale o que for correto.

01. Os mamíferos aquáticos, como os cetáceos, têm respiração branquial.

02. Em peixes e répteis, o aumento da temperatura do meio é, geralmente, acompanhado por aumento na temperatura do corpo.

04. A paca, a onça-pintada, o morcego e o tamanduá-bandeira são exemplos de mamíferos da fauna brasileira, pertencentes, respectivamente, às ordens dos roedores, dos carnívoros, dos quirópteros e dos desdentados.

08. O coração com quatro cavidades ocorre em Mammalia, Aves e Pisces.

16. Na maioria dos peixes ósseos, a linha lateral é responsável pela manutenção do equilíbrio hidrostático com o meio.

Soma das alternativas corretas:

04. (FAC. SANTA MARCELINA) Os cordados são animais que surgiram na terra há mais de 500 milhões de anos e colonizaram, a partir do meio aquático, os diferentes ambientes terrestres. Atualmente, há o grupo dos cordados mais simples, os protocordados, que vivem exclusivamente no ambiente marinho, e o grupo dos vertebrados, com mais de 50 mil espécies.

(César da Silva Júnior et al. Biologia 1, 2010. Adaptado.)

Esses animais possuem características exclusivas, que estão presentes em pelo menos uma fase de sua vida. Entre essas características é possível mencionar a presença de

a) Tubo nervoso dorsal, 3 folículos embrionários e boca na posição anterior.

b) Notocorda, segmentação do corpo e homeotermia.

c) Celoma, simetria bilateral e ânus em posição oposta à boca.

d) Fase larval, notocorda e homeotermia.

e) Notocorda, fendas faríngeas e tubo nervoso dorsal.

05. O Cerrado apresenta uma fauna característica adaptada à sua vegetação. Os mamíferos possuem espécies características do Cerrado, como o tamanduá-bandeira e o lobo-guará. No entanto, a classe Mammalia é bem diversificada no mundo, apresentando espécies adaptadas à maioria dos ambientes. Sobre os mamíferos, é correto afirmar:

a) A classe apresenta dois grupos viventes, os marsupiais, como o gambá e o canguru, e os placentários, como o tatu e o cavalo.

b) O músculo diafragma, envolvido na respiração, está presente na classe, como ocorre nas aves e répteis.

c) Seu coração tem quatro câmaras, dois átrios e dois ventrículos, como ocorre nas aves.

d) São monoicos e podem apresentar dimorfismo sexual, por exemplo, a juba do leão.

e) Seus rins removem do sangue tanto ureia quanto ácido úrico.

06. (UEPG) Com relação ao sistema circulatório dos vertebrados, assinale o que for correto.

01. Em crocodilos e jacarés não há separação entre os lados direito e esquerdo do ventrículo e o coração é organizado em duas câmaras, um átrio e um ventrículo.

02. Na maioria dos répteis, o coração é dividido em três câmaras, dois átrios e um ventrículo parcialmente dividido por uma parede interna, o que diminui a mistura de sangue arterial com sangue venoso durante a contração do ventrículo.

04. Nos condrictes, actnopterígeos e nos anfíbios, o coração tem três câmaras, sendo dois átrios e um ventrículo.

08. O coração das aves, como o dos mamíferos, tem quatro câmaras, sendo dois átrios e dois ventrículos completamente separados.

Soma das alternativas corretas:

07. Assinale com V (verdadeiro) ou com F (falso) as afirmações abaixo, referentes a animais marinhos.

(   ) Os camarões apresentam exoesqueleto quitinoso.

(   ) Dos ovos das lulas, nascem larvas que sofrem mudas até atingirem a fase adulta.

(   ) Os peixes cartilaginosos apresentam bexiga natatória.

(   ) Nos mexilhões, as partículas alimentares penetram no

manto por meio do sifão inalante.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) F – V – F – V.

b) V – F – F – V.

c) V – F – V – V.

d) F – V – V – F.

e) V – V – F – F.

08. No desenho de longa metragem Rio, dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha, em uma das cenas, Blu, um macho de ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), fala para a fêmea que está tentando conquistar:

Está com calor? Acho que estou suando! Nem sabia que era biologicamente possível. Olha!

E mostra para a companheira sua axila suada.

08

Considerando a fisiologia das aves, pode-se afirmar corretamente que:

a) As aves suam. As aves, assim como os demais vertebrados, são endotérmicos e mantêm a temperatura corporal a partir do calor gerado pelo próprio metabolismo, o que implica necessitarem de glândulas sudoríparas para dissipar o calor do corpo.

b) As aves suam. Dentre os vertebrados, apenas as aves e os mamíferos são endotérmicos e utilizam o calor externo para manter alto o metabolismo, o que implica necessitarem de glândulas sudoríparas para dissipar o calor do corpo.

c) As aves não suam. Embora sejam endotérmicas e mantenham a temperatura corporal a partir do calor gerado pelo metabolismo, as aves não apresentam glândulas sudoríparas, mas apresentam outros mecanismos fisiológicos de controle da temperatura corporal.

d) As aves não suam. As aves constituem-se no grupo mais aparentado aos répteis e, como eles, são ectotérmicas e utilizam o calor externo para manter alto o metabolismo, razão pela qual não têm glândulas sudoríparas, mas apresentam outros mecanismos fisiológicos de controle da temperatura corporal.

e) As aves não suam. Dentre os vertebrados, apenas os mamíferos são ectotérmicos e utilizam o calor externo para manter alto o metabolismo, o que implica que apenas eles apresentam glândulas sudoríparas e mecanismos fisiológicos de controle de temperatura corporal.

09. (UEA) O pirarucu, Arapaima gigas, é um dos maiores peixes de água doce do Brasil e é encontrado geralmente na Bacia Amazônica, sendo conhecido como o “bacalhau da Amazônia”. Tais peixes gostam de águas rasas com temperatura agradável e sobem à superfície para respirar, mais ou menos, a cada 20 minutos. Essa capacidade de aproveitar o O2 do ar deve-se:

a) Ao desenvolvimento de pulmões semelhantes àqueles observados em anfíbios.

b) À grande quantidade de vasos e capilares presentes em suas brânquias.

c) À capacidade de realizar respiração cutânea, a exemplo do que ocorre com os anfíbios.

d) Ao aparecimento de sacos aéreos semelhantes àqueles observados em répteis e aves.

e) À bexiga natatória ligada à faringe por um duto que deu origem a uma bolsa irrigada, o “pulmão”.

10. (UECE) Dos grupos de animais apresentados nas opções abaixo, a organização metamérica do corpo é mais primitiva nos:

a) Cordados.

b) Equinodermas.

c) Anelídeos.

d) Artrópodes.

11. (UPE) Entre os Artrópodes, encontramos um maior número de espécies, se comparado a qualquer outro grupo de animais. Diversas aquisições evolutivas foram importantes para tão grande sucesso dos Artrópodes. São características pertencentes aos animais deste Filo:

I   II

0   0 – a presença de exoesqueleto quitinoso, produzido por células epidérmicas. Nos crustáceos, esse esqueleto apresenta maior resistência pela ação do carbonato de cálcio. Nas formas terrestres, apresenta-se impermeabilizado por uma cobertura de cera.

1  1 – a capacidade de voo nos insetos, pela presença de asas funcionais, desde as fases de larva e ninfa. Nestas etapas, eles são mais vulneráveis aos inimigos naturais.

2  2 – a circulação fechada garante uma eficiente e rápida distribuição da hemolinfa por todas as células do corpo. A hemolinfa pode conter pigmentos respiratórios.

3  3 – a construção de teias pelas aranhas para captura de suas vítimas, que são imobilizadas pela ação paralisante de substâncias inoculadas pelas quelíceras. A digestão das aranhas é extracorpórea.

4 4 – a metameria, semelhante aos anelídeos e nematelmintos, porém com segmentos fusionados em cefalotórax e abdome, como nos aracnídeos, diplópodes e crustáceos.

12. (IFG) O Filo Arthropoda é o mais numeroso de todos os filos animais, com mais de um milhão de espécies catalogadas. Com relação a esse filo, assinale a alternativa em que a classe, seu representante e suas características específicas estejam corretas.

a) Classe Malacostraca: caranguejo e camarões, apresentam um par de antenas e o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome.

b) Classe Arachnida (Chelicerata): carrapato e escorpião, apresentam quatro pares de patas, cefalotórax e abdome, antenas ausentes.

c) Classe Insecta: pulgas e cigarras, apresentam seis patas, um par de asas e dois pares de antenas.

d) Classe Diplopoda: lacraia, apresenta duas patas por segmento e antenas ausentes.

e) Classe Chilopoda: piolho de cobra, ou embuá, apresenta dois pares de patas por segmento, um par de antenas, sem órgão de inoculação de veneno.

13. (UEPG) Com relação às características gerais e aspectos anatômicos e fisiológicos dos artrópodes, assinale o que for correto.

01. Os artrópodes são animais triblásticos, celomados, com simetria bilateral, sistema digestório completo e corpo segmentado.

02. Pode ser atribuído a um dos motivos do “sucesso evolutivo” dos artrópodes a presença do esqueleto corporal externo, o exoesqueleto, que protege o corpo do animal e fornece pontos de apoio firmes para a ação dos músculos, tornando a movimentação eficiente.

04. A classe Insecta possui o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome; dois pares de pernas presos ao tórax; dois pares de antenas ligados à cabeça e; a maioria com um ou dois pares de asas.

08. Os Arachnida possuem corpo dividido em cefalotórax e abdome; quatro pares de pernas, apêndices anteriores especializados em manipular alimento (pedipalpos).

16. Nos insetos com desenvolvimento ametábolo, o indivíduo que eclode do ovo é um pequeno ser vermiforme, de corpo segmentado, sem olhos nem asas e que pode ou não ter pernas.

Soma das alternativas corretas:

14. (FCM-PB) Antônio da Silva tem 17 anos, é catador de lixo; atualmente se sente desanimado, está sempre cansado e apareceu com um prurido nos pés; a vizinhança comenta que ele está amarelo, parecendo o Jeca Tatu. Antônio procurou o médico da Unidade de Saúde de seu bairro, e após a realização do exame físico e diagnóstico laboratorial foi constatada uma verminose por Ancylostoma duodenale. Qual é a alternativa que designa esse parasita?

a) Filo Platyhelminthes, que apresenta simetria bilateral, cujo corpo é formado por partes semelhantes às proglótides.

b) Classe trematoda que reúne platelmintos ectoparasitas e endoparasitas.

c) Filo Nemathelminthes, que reúne animais triblásticos, com simetria bilateral, corpo cilíndrico, alongado e extremidades afiladas.

d) Classe cestoda na qual os estágios larvais podem ocorrer em um ou mais hospedeiros, vertebrados ou invertebrados.

e) Cestoides que são monoicos e digenéticos, isto é, apresentam dois hospedeiros em seu ciclo de vida.

15. (UEM) Os animais são organismos eucarióticos, multicelulares e heterotróficos. Com base nos conhecimentos sobre esses organismos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. O arquêntero é uma cavidade presente no embrião de animais diblásticos e triblásticos.

02. Os deuterostômios são enterocelomados.

04. Em insetos, não há uma estrutura específica que realize as trocas gasosas, e o O2 é levado diretamente a cada célula do corpo.

08. Os platelmintos, sendo triblásticos, não podem ser acelomados, mas sim pseudocelomados.

16. O líquido pseudocelômico realiza a distribuição de substâncias úteis no corpo de um nematoide.

Soma das alternativas corretas:

16. (IFSudeste) As curvas representadas no gráfico hipotético, abaixo, indicam o crescimento do corpo de dois animais diferentes ao longo do tempo. Analise esse gráfico e as afirmações que são feitas sobre ele.

16

I. Possivelmente, a curva I apresenta um crescimento de uma espécie de mamífero, e a curva II apresenta o crescimento de uma espécie de artrópode.

II. Certamente, a curva I representa o crescimento corporal de uma espécie de artrópode, pois esses apresentam crescimento rápido toda sua vida.

III. Certamente, a curva II representa o crescimento corporal de uma espécie de artrópode, pois esses apresentam períodos de crescimento e estabilização.

IV. Certamente, a curva II representa o crescimento de uma espécie de anfíbio, evidenciando a metamorfose desses animais.

Sobre essas curvas hipotéticas, marque a alternativa correta.

a) Apenas I, II e IV são verdadeiras.

b) Apenas II e IV são verdadeiras.

c) Apenas IV é verdadeira.

d) Apenas III é verdadeira.

e) Apenas I e III são verdadeiras.

17. (FMJ) Sobre a função de diferentes estruturas presentes nos animais vertebrados, é correto afirmar que:

a) A bexiga natatória encontrada nos peixes ósseos não pulmonados auxilia na respiração e na flutuabilidade desses animais.

b) As aves voadoras possuem sacos aéreos, que reservam ar, dissipam o calor gerado durante o voo e reduzem a densidade do corpo.

c) Os sapos possuem glândulas paranoides, produtoras de um óleo impermeabilizante para a pele que auxilia na ectotermia.

d) O cordão umbilical, encontrado durante o desenvolvimento embrionário da maioria dos mamíferos, protege mecanicamente o feto e garante as trocas de substâncias entre feto e mãe.

e) O osso quadrado encontrado na cabeça das serpentes permite maior rapidez no deslocamento corpóreo e melhora na percepção dos sons.

18. (UPE) O professor de Biologia de um colégio realizou uma excursão com os estudantes do 2º ano do Ensino Médio à Praia Ponta de Serrambi. Para isso, ele planejou que, na atividade de campo, os estudantes pudessem identificar e classificar os organismos presentes nos recifes de arenito, apresentados nas imagens a seguir:

18

Com base nas imagens (1, 2, 3 e 4), assinale a alternativa correta.

a) 1- Molusco; 2- Alga; 3- Cnidário; 4- Crustáceo.

b) 1- Crustáceo; 2- Cnidário; 3- Molusco; 4- Equinodermo.

c) 1- Equinodermo; 2- Esponja; 3- Cnidário; 4- Alga.

d) 1- Molusco; 2- Cnidário; 3- Equinodermo; 4- Porífero.

e) 1- Crustáceo; 2- Porífero; 3- Alga; 4- Cnidário.

19. (UCPel) O filo dos moluscos compreende animais aquáticos e terrestres representados por polvos, lulas, mexilhões, entre outros. São características desse filo:

I. São dotados de corpo viscoso, mole, não segmentado.

II. Em sua maioria, são monoicos.

III. Possuem sistema digestório incompleto.

IV. A respiração é exclusivamente cutânea.

V. Possuem sistema cardiovascular responsável pelo transporte e distribuição de nutrientes e de gás oxigênio para todas as células do organismo.

Analise as afirmativas anteriores e assinale a opção correta.

a) I e V estão corretas.

b) I e II estão corretas.

c) II e III estão corretas.

d) III, IV e V estão corretas.

e) IV e V estão corretas.

20. (UNICENTRO) Com base nos conhecimentos sobre o filo Arthropoda, assinale a alternativa correta.

a) Os crustáceos apresentam o corpo dividido em dois tagmas, cefalotórax e abdômen, com dois pares de antenas e respiração branquial.

b) Os diplópodes apresentam o corpo dividido em cefalotórax e abdômen, com dois pares de pernas por segmento do abdômen e respiração tegumentar.

c) Os insetos apresentam o corpo dividido em dois tagmas, cefalotórax e abdômen, aparelho bucal com dois pares de maxilípedes e respiração cutânea.

d) Os quelicerados possuem o corpo dividido em cabeça, tórax e abdômen, com quatro pares de pernas no tórax e a cabeça com um par de antenas.

e) Os quilópodes possuem dois pares de pernas por segmento do corpo, aparelho bucal com um par de quelíceras e sem antenas.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 5 de maio de 2016

TESTES DE PROGRAMA DE SAÚDE (6)

01. (UPE) As doenças sexualmente transmissíveis são conhecidas desde os primórdios da civilização humana. Na primeira coluna, estão listadas algumas dessas doenças; na segunda coluna, seus respectivos agentes etiológicos e, na terceira coluna, seus principais sintomas. Estabeleça a associação entre as colunas.

01

a) A-3-I / B-2-II / C-1-III.

b) A-3-II / B-1-III / C-2-I.

c) A-2-II / B-3-III / C-1-I.

d) A-1-II / B-3-I / C-2-III.

e) A-2-III / B-1-II / C-3-I.

02. Bactérias são agentes causadores de diversas doenças, e algumas delas podem ser muito graves. Considere as afirmações abaixo, a respeito de doenças.

I. A cólera é causada por um vibrião, que é eliminado junto com as fezes.

II. A gastrite bacteriana é causada pela Helicobacter pylori, que pode levar ao câncer.

III. A dengue hemorrágica é causada por bactérias, do tipo bacilo, eliminadas no sangue.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas III.

c) Apenas I e II.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

03. (UEM) Considerando as características dos patógenos e as relações que estabelecem com a espécie humana, assinale o que for correto.

01. Os agentes que causam a gripe A (H1N1) e a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (HIV) são parasitas intracelulares obrigatórios.

02. As doenças sexualmente transmissíveis, gonorreia e sífilis, são causadas por organismos eucariontes.

04. A Entamoeba histolytica, uma espécie de ameba que parasita o intestino, forma cistos os quais são liberados juntamente com as fezes.

08. O Trypanosoma cruzi é o agente etiológico da malária; portanto, pode ser controlado por meio de drenagens das áreas alagadas em que vive o mosquito transmissor.

16. O Ancylostoma duodenale, que causa a doença popularmente denominada de amarelão, desenvolve todo o seu ciclo de vida no intestino do hospedeiro. Essa doença está restrita à região Sul do Brasil.

Soma das alternativas corretas:

04. (UEA) Certas doenças infecciosas são contraídas apenas uma vez, como é o caso da catapora. Este fato é explicado:

a) Pela contínua produção de anticorpos contra o agente causador da catapora.

b) Pelas campanhas de imunização contra a doença promovidas pelo Governo Federal.

c) Pela manutenção prolongada de células de memória imunitária no organismo.

d) Pela aplicação de soros produzidos a partir de antígenos inoculados em cavalos.

e) Pela produção de macrófagos que ficam circulando pelo corpo por longos períodos de tempo.

05. (ENADE) Transmitidos através da picada de insetos, alguns protozoários são capazes de causar parasitoses em seres humanos, utilizando como habitat a corrente sanguínea.

05

A figura acima apresenta algumas das fases do ciclo de vida de um protozoário parasita, instalado no interior de um glóbulo vermelho. Considerando a figura, assinale a opção que apresenta, respectivamente, os nomes do agente etiológico, do vetor e da doença provocada pelo protozoário ilustrado.

a) Plasmodium sp., barbeiro Triatoma infestans, malária.

b) Plasmodium sp., fêmea do mosquito Anopheles sp., malária.

c) Trypanossoma cruzi, barbeiro Triatoma sp., doença de Chagas.

d) Leishmania sp., fêmea do mosquito Lutzomyia sp., leishmaniose.

e) Trypanossoma cruzi, fêmea do mosquito Anopheles sp., doença de Chagas.

06. (FCM-PB)

Leia o texto e a seguir assinale a alternativa correta:

No Konso (Etiópia), o homem carrega água apenas nas duas ou três semanas subsequentes ao nascimento de seu bebê. Essa regra é seguida à risca – por homens e mulheres. A reputação de uma mulher do Konso assenta-se no trabalho duro. “Se eu ficar sentada em casa e não fizer nada, diz A.B, ninguém vai gostar de mim. Mas, se eu correr para cima e para baixo com 45 litros de água, eles dirão que sou uma mulher sábia que trabalha duro”. L.M. para na casa de A.B. e pede permissão ao marido dela, G.J. para checar os galões de água. G.J leva-o até onde eles são guardados. L.M abre a tampa de um deles e cheira, balançando cabeça em aprovação – a família está usando WaterGuard, um aditivo à base de cloro. O governo passou a distribuir WaterGuard logo no começo da mais recente epidemia de diarreia. L.M também verifica se a família possui sanitário e fala aos moradores sobre as vantagens de ferver a água de beber, lavar as mãos e banhar-se. (Adaptado de: O fardo da sede. Revista National Geographic. ed.121, 2010, http://viajeaqui.abril.com.br/)

A diarreia, citada no texto, constitui um dos sintomas mais comuns de parasitoses do trato digestório humano, e apresenta índice elevado em regiões onde não há água tratada e nem sistema de esgoto sanitário. Marque corretamente a alternativa que contempla apenas doenças cuja medida preventiva está associada a instalações sanitárias adequadas.

a) Ascaridíase, difteria, doença de Chagas e teníase.

b) Amarelão, dengue, esquistossomose e teníase.

c) Ascaridíase, cisticercose, leishmaniose e oxiurose.

d) Ancilostomose, cólera, febre tifoide e malária.

e) Amebíase, cólera, esquistossomose e giardíase.

07. (UFSC) Em 2013, completam-se 30 anos da publicação do artigo que divulgava a identificação do vírus responsável pela AIDS, batizado anos depois de HIV. Ao longo dos anos, a AIDS perdeu estigmas antigos e os tratamentos à doença tiveram importantes avanços, melhorando a vida de pacientes infectados. Todavia, não existem metodologias definitivas de cura para a doença ou vacina eficaz. Além disso, a epidemia não está totalmente controlada, sendo o vírus responsável por infectar aproximadamente 35 milhões de pessoas em todo o mundo. O gráfico abaixo apresenta a incidência de novos casos de AIDS na população de Santa Catarina em comparação com dados de todo o país.

07

Utilizando o gráfico acima e conhecimentos relacionados ao HIV/AIDS, indique a soma da(s) proposição(ões) correta(s).

01. O vírus HIV é transmitido somente através de contato com sangue contaminado e de sexo não seguro.

02. As células atingidas pelo HIV fazem parte do sistema imune, um dos fatores que dificultam o combate à infecção.

04. As drogas antivirais interferem no ciclo de replicação do HIV, impedindo que ele infecte outras células.

08. O gráfico mostra que, apesar de haver uma tendência de queda na taxa de incidência de infectados por HIV no Brasil, em Santa Catarina a tendência é de aumento ou manutenção desta taxa nos últimos anos.

16. O vírus HIV, assim como outros vírus, possui altas taxas de mutação, o que é explicado pela ausência de enzimas de controle e reparo na síntese de seu genoma.

32. A transcriptase reversa é uma enzima viral responsável pela replicação do DNA do HIV.

Soma das proposições corretas:

08. (FATEC) Um adolescente foi passar férias no interior do país e lembrou-se de algumas medidas preventivas a serem adotadas nas zonas rurais.

I. Não nadar em lagoas onde haja caramujos com concha espiral plana.,

II. Não comer carne de porco malcozida.

Assinale a alternativa correta que relaciona a doença parasitária que pode ser evitada com essas precauções e suas principais características.

08

09. (UPE) Durante os séculos XV e XVI, períodos das Grandes Guerras, os tripulantes dos navios eram acometidos por uma estranha doença que provocava debilidade orgânica e até a morte. Suas manifestações foram descritas pelo poeta Luis de Camões neste pequeno trecho de Os Lusíadas.

“(…) ali lhes incharam as gengivas na boca, que crescia a carne, e juntamente apodrecia!  Apodrecia c¢um fétido e bruto cheiro, que o ar vizinho inficionava.”

Uma das afirmativas abaixo oferece informações sobre essa doença, identifique-a.

a) A carência de vitamina B6 ou riboflavina provoca problemas na boca, com ruptura da mucosa, dos lábios, da língua e das bochechas, sintomas associados aos descritos.

b) A vitamina A ou ácido ascórbico tem nítida participação no desenvolvimento do tecido conjuntivo e estimula a produção de anticorpos pelo organismo, por isso é conhecida como vitamina antiinfecciosa.

c) A descrição de Camões refere-se à beribéri e surge em decorrência da falta de vitamina B1, cujas fontes naturais são o fígado, as frutas frescas, os óleos, o feijão, o arroz e o trigo integral.

d) Além das manifestações descritas no texto, o escorbuto pode provocar ainda hemorragia, queda de cabelos e de dentes, fraqueza e anemia, que surge pela deficiência da vitamina C na alimentação.

e) Vítimas da pelagra, os tripulantes apresentavam fragilidade dos capilares e alterações no mecanismo de coagulação, pois na ausência da vitamina K a formação de protrombina no fígado fica comprometida.

10. (UNICENTRO) Observe a figura a seguir.

10

Com base na figura e nos conhecimentos sobre o ciclo da Doença de Chagas, assinale a alternativa correta.

a) O agente causador é uma bactéria, transmitida pela picada de insetos hemípteras, afetando órgãos como o baço, fígado e o sistema circulatório.

b) O agente causador é um protozoário, transmitido pela picada de mosquitos Anopheles, causando febres e lesões no fígado.

c) O agente causador é um protozoário, transmitido pelo contato com as fezes de certos insetos hemípteros, causando lesões no coração e insuficiência cardíaca.

d) O agente causador é um vírus, transmitido pelo contato com as fezes de certos mosquitos que defecam ao sugar o sangue, causando lesões no fígado.

e) O agente causador é um vírus, transmitido pela picada de certos mosquitos, afetando seriamente órgãos do sistema hematopoiético.

11. (UEM) Relacione as colunas sobre os dados apresentados dos parasitas humanos dos grupos platelmintes e nematelmites e, em seguida, assinale a alternativa correta.

A. Schistosoma mansoni

B. Taenia solium

C. Ancylostoma duodenale

D. Wuchereria bancrofti

E. Ascaris lumbricoides

a. Cisticerco

b. Intestino

c. Vaso linfático

d. Amarelão

e. Fígado

a) Ad, Ba, Cc, De, Eb.

b) Ac, Ba, Ce, Db, Ed.

c) Ae, Bb, Ca, Dc, Ed.

d) Ab, Ba, Cd, Dd, Ec.

e) Ae, Ba, Cd, Dc, Eb.

12. (UFT) Em 2009, a gripe H1N1, ou influenza A, que é provocada pelo vírus H1N1 da influenza do tipo A, ocasionou uma pandemia mundial que paralisou países, mobilizou governos e centros de controle de infecção de todo o mundo. Como uma forma de se proteger contra esta gripe, recomenda-se a:

a) Aplicação de soro contendo anticorpos, que é um tipo de imunização ativa capaz de estimular o sistema imunológico da pessoa a produzir anticorpos contra o vírus.

b) Aplicação de soro contendo anticorpos, que é um tipo de imunização passiva capaz de estimular o sistema imunológico da pessoa a produzir anticorpos e células de defesa contra o vírus.

c) Aplicação de vacina, que é um tipo de imunização ativa, capaz de estimular o sistema imunológico da pessoa a produzir anticorpos contra o vírus.

d) Aplicação de vacina, que é um tipo de imunização passiva, em que o indivíduo recebe anticorpos que foram previamente produzidos em outro animal.

e) Aplicação de vacina, pois o vírus provoca uma evolução muito rápida e não há tempo para a imunização ativa.

13. (UFABC)

13

O gráfico apresenta a variação de temperatura num indivíduo parasitado por Plasmodium. Observando-se ao microscópio, sangue colhido nas fezes assinala­das (A e B), verifica-se a presença de formas evolutivas do Plasmodium.

a) Somente fora das hemácias.

b) Dentro das hemácias em A e fora de hemácias em B.

c) Fora de hemácias em A e dentro de hemácias em B.

d) Dentro de leucócitos em A e fora de leucócitos em B.

e) Fora de leucócitos em A e dentro de leucócitos em B.

14. (MACK) O esquema a seguir refere-se ao ciclo do para­sita Schistosoma mansoni.

14

Os quadros assinalados por I, II, III e IV devem ser preenchidos, correta e respectivamente, por:

a) Cercária, homem, ovo e miracídio.

b) Cercária, miracídio, homem e ovo.

c) Miracídio, homem, ovo e cercária.

d) Ovo, cercária, homem e miracídio.

e) Miracídio, cercária, homem e ovo.

15. (PUC-SP) Sobre a teníase, parasitose que atinge os ani­mais, são feitas três afirmativas.

I. O agente responsável pela doença é o platielminte Taenia solium ou Taenia saginata, cujo hospedeiro é respectivamente um porco ou um boi.

II.A profilaxia da teníase deve ser feita, principalmen­te, com o incentivo ao uso de fossas e esgotos e à recomendação de que se coma carne de porco ou boi cozida ou bem passada.

III. Pode-se controlar a doença andando constante­mente calçado, evitando-se assim a penetração, pela sola do pé, de cercárias responsáveis pela teníase.

Assinale:

a) Se somente I estiver correta.

b) Se somente II estiver correta.

c) Se somente III estiver correta.

d) Se I e II estiverem corretas.

e) Se I, II e III estiverem corretas.

16. (UFMT) Dentre a variedade de formas de vida que se desenvolvem em ambientes aquáticos, existem vários vetores de doenças graves registradas no Brasil. A figura abaixo representa o ciclo biológico de um protozoário parasita de ocorrência em países tropicais.

16

Marque a doença e seu respectivo vetor representado na figura.

a) Malária e Haemagogus.

b) Leishmaniose e Anopheles.

c) Dengue e Aedes.

d) Malária e  Anopheles.

e) Dengue e  Anopheles.

17. (UEM) Analise a figura e, a seguir, assinale o que for correto.

17

01. As doenças transmitidas pelos insetos A, C e H são causadas por protozoários.

02. Os insetos E, F e G pertencem, respectivamente, às ordens Homoptera, Hymenoptera e Hemiptera.

04. As doenças transmitidas pelos insetos E e G são causadas por bactérias.

08. A doença causada pelo verme transmitido pelo inseto D é a oncocercose.

16. O verme causador da doença transmitida pelo inseto I é a Wuchereria bancrofti, um asquelminto.

32. Os dípteros B e J pertencem, respectivamente, aos gêneros Phlebotomus e Aedes.

64. Todos os insetos da figura são apenas vetores; não há nenhum que seja considerado parasita.

Soma das alternativas corretas:

18. (UNITAU) O botulismo é uma doença neuroparalítica grave resultante da ação de uma potente toxina produzida pelo Clostridium botulinum. Essa doença apresenta alta letalidade e é considerada uma emergência médica. Tomando como exemplo o fato de que, recentemente, uma família apresentou botulismo após comer uma mortadela supostamente estragada, analise as afirmativas abaixo, em relação a essa doença, e indique a alternativa correta.

I. O Clostridium botulinum é um bacilo anaeróbio obrigatório.II. A principal via de contaminação é oral.

III. Alimentos conservados de forma inadequada e contaminados com Clostridium botulinum, em especial conservas caseiras, são importantes veículos de transmissão desse microrganismo para o homem.

a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

b) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

c) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.

d) Todas as afirmativas estão corretas.

e) Nenhuma das afirmativas está correta.

19. (UDESC) Analise as proposições quanto à toxoplasmose.

I. Esta doença é causada pelo protozoário parasita intracelular Toxoplasma gondii e um dos modos de transmissão é pela ingestão de oocistos presentes nas fezes dos gatos infectados. Esses oocistos podem se prender ao pelo do gato e quando a pessoa o acaricia, os oocistos podem se aderir à mão. Caso ela não lave as mãos, e as leve à boca, pode, acidentalmente, ingerir os oocistos e se infectar.

II. As mulheres grávidas que desenvolvem esta doença podem transmiti-la ao feto.

III. Esta doença pode ser transmitida de pessoa a pessoa, pela ingestão de oocistos presentes nas fezes dos humanos infectados, isso ocorre quando a pessoa infectada faz a higiene anal, podendo contaminar as mãos, e assim transmiti-la a algum alimento, que posteriormente será ingerido por outra pessoa.

IV. Um dos modos de transmissão da toxoplasmose é pela ingestão de carnes cruas ou mal passadas, principalmente as de porco, vaca ou carneiro, quando contêm cistos de Toxoplasma gondii.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

20. (UFPR) Nas figuras 1 e 2, abaixo, estão representados os ciclos de duas endemias que ocorrem no Brasil.

20

Quais são, respectivamente, as doenças representadas nas figuras 1 e 2?

a) Raiva e febre amarela.

b) Leptospirose e dengue.

c) Raiva e malária.

d) Leptospirose e febre amarela.

e) Leishmaniose e dengue.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 29 de abril de 2016

MUTAÇÕES CROMOSSÔMICAS NUMÉRICAS

Além das modificações que afetam o DNA propriamente dito, denominadas, especificamente, mutações gênicas, pontuais ou puntiformes (ver MUTAÇÃO GÊNICA, matéria publicada, neste blog no dia 15/04/2011), existe uma série de outras que atingem diretamente os cromossomos, tanto autossômicos, quanto sexuais, chamadas mutações cromossômicas ou aberrações cromossômicas, que podem afetar o cariótipo dos indivíduos, qualitativamente ou quantitativamente. Dessa forma, podemos conceituar mutação cromossômica como toda e qualquer alteração que interfere no número ou na estrutura dos cromossomos de uma célula. Neste contexto, elas podem afetar fragmentos de um cromossomo, cromossomos inteiros ou até lotes completos de cromossomos e podem ser induzidas por agentes externos, como o raio-X. Normalmente, elas são prejudiciais para o portador e para os descendentes. Calcula-se, inclusive, que cerca de 5% dos diferentes tipos de câncer, que se desenvolvem nos seres humanos, tenham origem a partir de alterações cromossômica. Há, contudo, algumas mutações que podem ser benéficas e melhoram a capacidade de sobrevivência dos indivíduos das novas gerações. Por outro lado, as mutações são uma fonte importante de variabilidade genética, que permite a diversidade de organismos e a evolução das espécies. Ao contrário das mutações génicas, que são reconhecidas através da sua manifestação no fenótipo, as mutações cromossómicas são, via de regra, detectadas pela observação do cariótipo do indivíduo afetado. Nas mutações cromossômicas, ocorrem alterações de partes inteiras de cromossomos, modificando a sequência de genes de um cromossomo (mutações estruturais) ou o número de cromossomos (mutações numéricas). Elas interferem, em última análise, no número ou na estrutura (forma) dos cromossomos. Embora não formem novas versões de genes, como as mutações pontuais, elas contribuem para que ocorra variabilidade gênica, sendo consideradas, portanto, um dos fatores da evolução, já que possibilitam o surgimento de novas combinações gênicas. Dessa forma, apesar de menos importante para a evolução do que as mutações gênicas e a recombinação gênica (“crossing-over”), elas também contribuem, de certa forma, para a manutenção da variabilidade gênica de determinadas populações naturais. Podemos distinguir dois grandes grupos de mutações cromossômicas conforme a alteração seja quantitativa ou qualitativa. Assim sendo, essas mutações podem ser classificadas em numéricas, quando afetam o número de cromossomos de uma célula ou estruturais quando há alteração na forma ou no tamanho de um ou mais cromossomos da célula. Nas primeiras as consequências são diversas em função do cromossomo envolvido e nas mutações estruturais, a extensão e a região alteradas influenciam também nos efeitos fenotípicos.

Nesta publicação, veremos apenas mutações cromossômicas numéricas. As mutações cromossômicas estruturais serão abordadas em outra oportunidade.

As mutações cromossômicas numéricas estão relacionadas com alterações no número, quer para mais ou para menos, de cromossomos, alterando, consequentemente, o cariótipo. Elas são classificadas em euploidias e aneuploidias (tabela abaixo).

tablelaI. EUPLOIDIAS: são alterações em que há perda ou acréscimo de um ou mais genomas (perda ou acréscimo de lotes cromossômicos completos). Dessa forma, elas originam células, cujo número de cromossomos é um número múltiplo exato do número haploide característico da espécie, como mostra a figura a seguir, na qual se evidenciam uma célula diploide normal (2n) e três outras euploides [célula haploide (n), célula triploide (3n) e célula tetraploide (4n)]. As euploidias envolvem, portanto, alterações em lotes inteiros de cromossomos e não apenas em alguns cromossomos, com é o caso das aneuploidias, que veremos adiante. As células euploides se formam, via de regra, no momento em que os cromossomos são duplicados e a célula não se divide [não ocorre a citocinese (citodiérese)]. As células portadoras de euploidias, possuem, em última análise, quantidade de cromossomos que difere da normal em quantidades inteiras de lotes n (haploides).

euploidia

Ia. Haploidia (n): ocorre quando o número de cromossomos se apresenta em dose simples, como nos gametas. A haploidia ou monoploidia pode ser um estado normal em alguns organismos. É o caso, por exemplo, dos zangões, machos férteis haloides (n), encarregados da reprodução nas sociedades das abelhas. Eles são formados a partir de um óvulo não fecundado, que se desenvolve, partenogeneticamente, e têm vida curta, morrendo após cumprir sua única função, que é perpetuar a espécie. Em face de serem gerados a partir de óvulos não fecundados (partenogênese), os zangões herdam todos os genes que possuem da mãe, já que eles não têm pai. A haploidia, entretanto, é considerada anormal, quando ocorre nas células somáticas de organismos diploides.

Ib. Poliploidia: ocorre quando os lotes cromossômicos são representados por três [triploidia (3n)], quatro [tetraploidia (4n)] ou mais genomas. Consiste, portanto, no acréscimo de dois ou mais genomas. Constata-se, dessa forma, que o termo poliploide é usado para designar uma euploidia cujo número dos lotes cromossômicos (genomas) é superior a 2. A poliploidia ocorre em alguns vertebrados inferiores e em alguns vegetais, como o trigo [ver ESPECIAÇÃO (ESPECIAÇÃO POR POLIPLOIDIA), matéria publicada, neste blog no dia13/02/2013.]. Embora as variedades diploides sejam, via de regra, mais produtivas, há plantas tetraploides de cultura que apresentam a vantagem de serem mais produtivas do que as correspondentes diploides. Afora os casos de poliploidia que surgem “espontaneamente” na natureza, é possível obter poliploides em plantas cultivadas em presença de drogas como a colchicina (figura abaixo), que atua bloqueando a formação do fuso mitótico durante as divisões celulares (ver MITOSE, matéria publicada neste blog no dia 16/09/2015). Os triploides, bem como os demais poliploides de número ímpar, são caracteristicamente estéreis, em face de raramente poderem produzir gametas geneticamente equilibrados durante a meiose. Os tetraploides, por seu turno, podem ser férteis se a meiose produzir regularmente gametas diploides (2n), geneticamente equilibrados [ver ESPECIAÇÃO (ESPECIAÇÃO POR POLIPLOIDIA), matéria publicada, neste blog no dia13/02/2013.].

colchicina

II. ANEUPLOIDIAS: são alterações que envolvem perda ou acréscimo um ou mais cromossomos de cada par, tanto dos autossômicos como dos cromossomos sexuais, mas não de todo o genoma. Dessa forma, apenas um ou poucos pares de cromossomos são afetados, dando origem a múltiplos não exatos do número haploide característico da espécie. As aneuploidias resultam, via de regra, da não disjunção (não separação) dos cromossomos homólogos na meiose I ou das cromátides irmãs na meiose II (ver MEIOSE, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2015). Assim sendo, ela pode ocorrer tanto na primeira quanto na segunda divisão meiótica. A não migração correta para os polos opostos, levará a uma distribuição desigual desses materiais genéticos. Dependendo dessa não disjunção na meiose, serão formados alguns gametas com um ou mais cromossomos adicionais e outros com menos cromossomos do que um conjunto haploide normal. Os gametas com “falhas” serão, eventualmente, responsáveis pela formação de zigotos com um número anormal de cromossomos e de embriões que podem não se desenvolver. Caso se desenvolvam, formam-se indivíduos com um número anormal de cromossomo em todas as suas células e que, via de regra, irão desenvolver algumas síndromes, que abordaremos adiante. Lembramos que disjunção cromossômica é a segregação normal do material cromossômico para os polos opostos na divisão meiótica ou mitótica. A não disjunção, por outro lado, é uma falha nesse processo, na qual dois cromossomos ou cromátides migrarão, incorretamente, para um polo e nenhum para o outro. Assim sendo, as células resultantes das divisões anormais, ficam com excesso ou falta de cromossomos. A não disjunção cromossômica ocorre “espontaneamente” e, como a maioria das mutações gênicas, é um exemplo de uma falha casual de um processo celular básico. Outro mecanismo, menos comum, responsável pelas aneuploidias é a perda de um cromossomo, provavelmente devido a um “atraso” na separação de um dos cromossomos, durante a anáfase. As aneuploidias são causadoras de diversos distúrbios como a síndrome de Turner [monossomia do cromossomo sexual X (44A + X0; 45, X0)]; a síndrome de Klinefelter [trissomia dos cromossomos sexuais (44A + XXY; 47, XXY)], existem casos de Klinefelter com cariótipo, XXXY (tetrassomia) e XXXXY (pentassomia), que são casos de polissomia; a síndrome de Patau {trissomia do cromossomo 13 (47, XX +13 (sexo feminino) ou 47, XY + 13 (sexo masculino)]}; a síndrome de Edwards {trissomia do cromossomo 18 [47, XX + 18 (sexo feminino) ou 47, XY + 18 (sexo masculino)]}; trissomia do X (47, XXX) e a síndrome de Down {trissomia do cromossomo 21 [47, XY + 21 (sexo masculino) ou 47, XX + 21 (sexo feminino)]}. Lembramos, que, embora pouco frequente (3 a 4% dos casos), a síndrome de Down pode resultar de uma translocação, como veremos em mutações cromossômicas estruturais, oportunamente.

Destacamos que durante a meiose normal (ver MEIOSE, matéria publicada neste blog no dia 21/08/2015), os cromossomos homólogos emparelham-se e se separam de modo que, nesta condição, a meiose gera quatro células haploides (figura a seguir).

meiose normal

A figura abaixo mostra uma não disjunção na meiose I, levando à não segregação de cromossomos homólogos. Como consequência, duas células filhas irão ter, cada uma delas, 3 cromossomos (n + 1) e as outras duas terão, cada uma, apenas 1 cromossomo (n – 1). Os gametas com cromossomo em excesso (n + 1), em vez de terem apenas um dos cromossomos de um determinado par, terão os dois cromossomos de um mesmo par. Formam-se, portanto, dois tipos diferentes de gametas, ambos incorretos.

meiose I

A figura a seguir mostra uma não disjunção da meiose II, na qual não acarreta a segregação das cromátides irmãs de um dos cromossomos. Como consequência, formam-se três tipos de gametas. Dois deles, irão ter um número normal de cromossomos (n). Um terceiro terá um cromossomo a menos (n – 1) e o quarto conterá um cromossomo a mais (n +1). Como se pode deduzir, os gametas aneuploides, [(n – 1) e (n +1)] apresentam quantidade de cromossomos diferentes da condição normal da espécie (n).

meiose II

Os gametas aneuploides, originados de meiose não disjuntiva I [(n + 1) e (n – 1)] ou de meiose não disjuntiva II [(n – 1) e (n +1)], unindo-se a um gameta normal, irão formar um zigoto portador de uma aneuploidia, levando a que o organismo inteiro seja, também aneuploide.  Se o gameta n -1 se une a um gameta normal (n), é produzido um zigoto monossômico (2n –1). No caso do gameta n + 1 se fundir com um normal (n), será formado um zigoto trissômico (2n +1), como mostra a figura abaixo.

tissômico

Entre as aneuploidia, destacamos a nulissomia, a monossomia e a trissomia (figura a seguir).

classi

IIa. Nulissomia: ocorre quando há perda de um par de cromossomos homólogos (2n – 2). O resultado (2n – 2) é, via de regra, letal para os diploides. Na espécie humana, as nulissomias são inviáveis, não ocorrendo desenvolvimento. Há, no entanto, alguns poliploides que podem perder dois homólogos de um grupo e ainda sobreviver.

IIb. Monossomia: ocorre quando há perda de um dos cromossomos do par, isto é, quando o número de cromossomos da célula for 2n –1. Na espécie humana, por exemplo, temos a síndrome de Turner que são indivíduos do sexo feminino com cariótipo 44A + X0 (45, X0). A figura abaixo mostra um cariótipo de uma portadora dessa síndrome.

turner

IIc. Trissomia: ocorre quando um mesmo cromossomo se apresenta repetido três vezes (2n +1), em vez de duas vezes (diploide), que é a condição normal. Há, portanto, um cromossomo a mais. As trissomias são, na espécie humana, as aneuploidias mais frequentes. Como exemplos de trissomia na espécie humana, citamos:

a) Síndrome de Down, trissomia do cromossomo 21[47, XY + 21 (sexo masculino) ou 47, XX + 21 (sexo feminino)]}, cujo cariótipo masculino é observado a seguir. Esta é a forma mais frequente dessa síndrome, já que 3 a 4%, decorrem de translocação, como veremos em mutações cromossômicas estruturais, oportunamente.

down

b) Síndrome de Klinefelter: são indivíduos do sexo masculino, com cariótipo 44A + XXY (47, XXY), mostrado na figura abaixo.

kli

c) Síndrome de Edwards: {trissomia do cromossomo 18 [47, XX + 18 (sexo feminino) ou 47, XY + 18 (sexo masculino)]}, cujo cariótipo masculino é mostrado a seguir.

ed

d) Síndrome de Patau: {trissomia do cromossomo 13 [47, XX +13 (sexo feminino) ou 47, XY + 13 (sexo masculino)]}, cujo cariótipo feminino é mostrado abaixo.

pat

Para efeito de raciocínio, consideremos, simbolicamente, que “O”. “V” e “I” sejam três cromossomos que constituem o genoma de certa espécie. Observe nos esquemas a seguir, supondo que o número de cromossomos diploide seja 2n = 6, as diferenças entre euploidia e aneuploidia.

simbo

MOSAICISMO: razoavelmente frequente, porém pouco identificado, é um fenômeno em que o indivíduo apresenta linhagens celulares somáticas com cariótipos diferentes, quando o normal seria a existência de um único conteúdo genético, haja vista, que ele teve origem a partir de um único zigoto. O mosaicismo é resultante, via de regra, de não disjunção na mitose, que pode ser na divisão que precede a formação dos gametas ou nas células derivadas do zigoto (no decorrer do desenvolvimento embrionário ou até na regeneração de tecidos do indivíduo já formado). No primeiro caso, os efeitos são semelhantes aos produzidos pela meiose não disjuntiva. Se ocorrer nas células derivadas do zigoto (erros pós-zigóticos), por outro lado, pode originar os mosaicos (figura abaixo), organismos nos quais há tecidos com células normais, misturadas a tecidos com células de padrão cromossômico anormal. Há, portanto, duas linhagens celulares diferentes geneticamente nesses organismos. Percebe-se, na citada figura, a presença de dois grupos celulares, um normal com 46 cromossomos e outro deficiente de um cromossomo X, contendo, portanto, 45 cromossomos. O mosaicismo pode estar relacionado, também com outros cromossomos, como o 21, como veremos a seguir. Neste caso, certas regiões do organismo humano possuem células com trissomia do 21.

mos

Os efeitos fenotípicos provocados pelo mosaicismo dependem do momento da embriogênese em que o erro ocorreu; do cromossomo envolvido, já que cada cromossomo possui um conteúdo gênico diferente; da natureza da anomalia cromossômica; do tecido afetado e do quanto ele é anormal, a depender da fase embrionária em que o defeito genético aconteceu. Dessa forma, o mosaicismo pode passar despercebido, fenotipicamente, quando a proporção de células normais for suficientemente alta para diluir o efeito causado pelas defeituosas. Havendo uma alteração no número de cromossomos de uma parte das células do corpo, o mosaicismo pode causar anomalias genéticas associadas com o número anormal desses cromossomos. Os sintomas são, em geral, idênticos às respectivas síndromes, embora menos severos, visto que a população de células afetadas não constitui todo o corpo. Neste contexto, podemos citar: síndrome Down, síndrome de Turner, síndrome de Klinefelter e síndrome do tripo X, com mosaicismo. Para que se tenha uma ideia, no caso da síndrome de Down com mosaicismo, algumas células do indivíduo são portadoras de trissomia do cromossomo 21 (aneuploides) e outras são normais. Assim sendo, todos os milhões de células que derivam das células trissômicas (aneuploides) terão 47 cromossomos, enquanto os demais milhões que derivam das células normais terão 46 cromossomos e também serão normais. No caso da síndrome de Klinefelter com mosaicismo, também conhecida como 46/47 mosaico de XY/XXY, algumas células do paciente possuem os cromossomo XY (condição normal) e outras contêm cromossomos XXY (aneuploides). Mesmo raciocínio utilizado para o Down com mosaicismo, no que se refere aos milhões de células derivadas, também se aplica a síndrome de Klinefelter com mosaicismo. Ademais, a literatura tem relatado diversos efeitos adversos do mosaicismo, como retardo do desenvolvimento neuropsicomotor, crises convulsivas, alterações no padrão de pigmentação da pele, distrofia muscular de Duchenne, hemofilia e alterações no crescimento.

 

Publicado por: Djalma Santos | 21 de abril de 2016

TESTES DE NÚCLEO CELULAR (II)

01. (CESPE)

01

No núcleo celular, a cromatina organiza-se em pequenos aglomerados individuais, denominados territórios cromossômicos. Em geral, os genes ativos, normalmente encontrados na região da eucromatina, tendem a localizar-se na periferia desses territórios cromossômicos, conforme se verifica na figura acima. Essa estrutura nuclear não é rígida, pois os cromossomos se movimentam, trocam de posição e podem formar alças de DNA que invadem territórios alheios. A mobilidade da cromatina sugere que os genes podem aproximar-se fisicamente, mesmo estando inicialmente distantes uns dos outros. A interação entre cromossomos permite a aproximação entre regiões regulatórias e proteínas, o que favorece a coordenação da regulação da atividade de famílias semelhantes de genes.

Internet: <www.globo.com> (com adaptações).

Considerando o texto e a figura acima, julgue os itens a seguir.

I. Cada território cromossômico é organizado de forma a ativar ou suprimir a expressão de genes durante a interfase, e a sua formação pode ser evidenciada pela eucromatina e pela heterocromatina.

II. A referida organização em territórios, que inibe a condensação e a segregação dos cromossomos durante a mitose, também pode ser visualizada em células procarióticas.

III A posição dos cromossomos e a de seus vizinhos mais próximos influem no funcionamento celular.

IV. Por estar ancorada no envoltório nuclear, a cromatina tem mobilidade quase nula.

São corretos apenas os itens:

a) I e IV.

b) II e III.

c) II e IV.

d) I e II.

e) I e III.

02. (FCM-PB) Acabamos de vivenciar os jogos Pan-americanos, e sabemos que durante a realização desses eventos esportivos é realizada a determinação do sexo genético. Esse exame pode ser feito pela observação dos cromossomos das células epiteliais. Pode-se então afirmar que neste exame:

a) Mulheres normais devem apresentar duas estruturas denominadas Corpúsculo de Barr, que correspondem aos dois cromossomos X que permanecem condensados nos núcleos das células.

b) Mulheres normais na fase adulta não devem apresentar Corpúsculo de Barr..

c) Mulheres normais devem apresentar uma estrutura denominada Corpúsculo de Barr, que corresponde a um dos cromossomos X que permanece condensado no núcleo das células.

d) Homens normais devem apresentar uma estrutura denominada Corpúsculo de Barr, que corresponde ao cromossomo Y.

e) Homens normais devem apresentar uma estrutura denominada Corpúsculo de Barr, que corresponde ao cromossomo X que permanece condensado no núcleo das células.

03. (UNIOESTE) Com relação ao núcleo interfásico eucariótico é correto afirmar que:

01. Os cromossomos apresentam-se bastante condensados.

02. A cromatina encontra-se pouco espiralizada.

04. A carioteca apresenta-se em fase de desintegração.

08. A duplicação do DNA é intensa.

16. Apresenta um cromossomo X inativo em células femininas de mamíferos.

32. É o núcleo do período compreendido entre duas divisões celulares.

Soma das alternativas corretas:

04. (UEM) Identifique o que for correto sobre as características gerais dos cromossomos.

I   II

0  0 – Durante a interfase, ocorre a duplicação dos cromossomos, e essas cópias unidas de um cromossomo duplicado são denominadas cromátides-irmãs.

1  1 – A posição do centrômero serve de critério para classificar os cromossomos em três tipos: metacêntrico, acrocêntrico e telocêntrico.

2  2 – Os genes da espécie humana distribuem-se em cromossomos autossomos e sexuais. Cada pessoa herda dois conjuntos de 23 desses cromossomos, um proveniente da mãe e outro do pai.

3  3 – Nos eucariontes, o material genético chamado de cromatina é separado do citoplasma pela membrana nuclear.

4  4 – As alterações cromossômicas estruturais correspondem a modificações na sequência dos genes ao longo do filamento, podendo ser provocadas por vírus, radiação ou substâncias químicas.

05. (IFSul) O ser humano gosta de pensar que seu organismo é uma máquina perfeita, o que não é bem assim. Uma equipe de pesquisadores descobriu que mutações que evitam a formação de proteínas essenciais ao organismo são comuns no genoma humano. A descoberta vai ajudar a identificar as verdadeiras variantes genéticas que podem estar associadas a doenças, uma vez que se costuma pensar que uma variedade de problemas de saúde pode ser debitada na conta das mutações por perda de função, que acontece quando um gene alelo não funciona como seu par, resultando na nulidade do desempenho do gene. (Zero Hora – Vida- 10 mar. 2012).

Genes são considerados alelos quando apresentam:

a) A mesma sequência de nucleotídeos, situados em diferentes posições dos cromossomos homólogos.

b) A mesma sequência de nucleotídeos, situados nas mesmas posições dos cromossomos homólogos.

c) Sequências diferentes de nucleotídeos, situados em diferentes posições dos cromossomos homólogos.

d) Sequências diferentes de nucleotídeos, situados nas mesmas posições dos cromossomos homólogos.

06. (UNAMA) A ilustração abaixo representa estruturas nucleares. Observe cada um dos pares e analise as afirmativas a seguir:

06

I. Pertencem a uma espécie haploide.

II. São todos do tipo submetacêntricos.

III. Pertencem a uma espécie diploide.

IV. Apresentam par sexual XY.

O correto está apenas em:

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I, II, III e IV.

07. (UEPG) Com relação ao núcleo das células, assinale a alternativa correta.

a) Uma das principais características da prófase da mitose é a reconstituição do núcleo, visto que nessa etapa as cromátides-irmãs se separam e seguem para os polos das células (em direção ao núcleo recém-formado).

b) O núcleo pode ser visualizado em todas as etapas de divisão celular, visto que sua estrutura deve se manter uniforme para evitar a perda de material genético celular.

c) Todos os eucariotos possuem apenas um núcleo por célula, de forma arredondada e que abriga a cromatina. Além disso, podem ser observados no interior do núcleo os nucléolos, massas densas compartimentalizadas por membranas.

d) O núcleo, presente apenas em células eucariotas, é a estrutura que abriga o material genético celular e, além disso, apresenta membrana dupla (carioteca) contendo poros, através dos quais ocorrem trocas de material entre o núcleo e o citoplasma.

e) Os componentes do núcleo são a cromatina, nucléolos e nucleoplasma. São envoltos por uma estrutura rígida e contínua que impede o trânsito de substâncias entre o citoplasma e o meio intranuclear.

08. (UNESP) Em geral, os cromossomos sexuais nos mamíferos são iguais nas fêmeas e diferentes nos machos. Nestes, o cromossomo do tipo Y possui genes, tamanho e morfologia diferentes daqueles do cromossomo do tipo X. Nas aves, ocorre o contrário. A fêmea apresenta cromossomos sexuais diferentes; nesse caso, chamados de tipo Z, o maior, e de tipo W, o menor. As figuras A e B representam, respectivamente, os cromossomos de um homem e de um macho de arara-azul. Em A são representados, no destaque, os cromossomos sexuais de uma mulher (XX) e, em B, no destaque, os cromossomos sexuais de uma arara-azul fêmea (ZW).

08

Considerando tais informações, é correto afirmar que:

a) Tanto em aves quanto em mamíferos, o conjunto de espermatozoides carregará sempre um cromossomo sexual de um mesmo tipo.

b) Tanto em aves quanto em mamíferos, o conjunto de óvulos carregará sempre um cromossomo sexual de um mesmo tipo.

c) Na gametogênese de fêmeas de aves, após a metáfase I, as duas células resultantes da divisão anterior apresentarão cromossomos sexuais de mesmo tipo.

d) Na gametogênese de machos de mamíferos, após a metáfase II, as duas células resultantes da divisão anterior apresentarão cromossomos sexuais de mesmo tipo.

e) Tanto na prole de aves quanto na de mamíferos, o zigoto que herdar o menor cromossomo sexual será do sexo masculino.

09. (CEFET-MG) Se um ovulo normal humano for fecundado por um espermatozoide portador de 24 cromossomos, então o individuo originado será 2n igual a:

a) 46, diploide.

b) 47, triploide.

c) 47, trissômico.

d) 48, tetraploide.

e) 48, tetrassômico.

10. (UEA) Observe o cariótipo abaixo.

10

Analisando o cariótipo de uma criança recém-nascida, um pesquisador descobriu que ela possuía uma cromatina sexual e uma alteração cromossômica numérica do tipo trissomia, cuja fórmula cromossômica é:

a) 44, XX.

b) 47, XYY.

c) 47, XXX.

d) 45, XO..

e) 47, XX, + 13.

11. (UFV) Quantos cromossomos autossomais existem no espermatozoide humano?

a) 0.

b) 1.

c) 22.

d) 23.

12. (PUC-GO)

TEXTO

O meu Nirvana

No alheamento da obscura forma humana,

De que, pensando, me desencarcero,

Foi que eu, num grito de emoção, sincero

Encontrei, afinal, o meu Nirvana!

 

Nessa manumissão schopenhauereana,

Onde a Vida do humano aspecto fero

Se desarraiga, eu, feito força, impero

Na imanência da Ideia Soberana!

 

Destruída a sensação que oriunda fora

Do tato – íntima antena aferidora

Destas tegumentárias mãos plebeias –

 

Gozo o prazer, que os anos não carcomem,

De haver trocado a minha forma de homem

Pela imortalidade das Ideias!

 

(ANJOS, Augusto dos. Eu e outras poesias. São Paulo: Martins Fontes, 1994. p. 134.)

Observe o seguinte fragmento do texto:

“No alheamento da obscura forma humana, De que, pensando, me desencarcero, Foi que eu, num grito de emoção, sincero Encontrei, afinal, o meu Nirvana”

A forma humana, em seus aspectos morfoanatômicos, pode ser influenciada por diferentes fatores que podem causar alterações fenotípicas, como algumas aneuploidias sexuais. Em uma dessas aneuploidias (44AXXY), os homens apresentam, em geral, uma estatura maior que a média populacional, com pequeno desenvolvimento dos órgãos genitais, geralmente com azoospermia e desenvolvimento dos seios juntamente com outras alterações sexuais secundárias, podendo ocorrer distúrbios de comportamento.

Considerando as características acima, assinale a alternativa que contenha o nome da síndrome descrita:

a) Síndrome de duplo Y.

b) Síndrome de Klinefelter.

c) Síndrome de Turner.

d) Síndrome de Down.

13. (UFMS) Inúmeras experiências já provaram que o núcleo nas células desempenha o papel de portador dos fatores hereditários e controlador das atividades metabólicas. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) referente(s) ao tema e some-as.

01. Durante o processo de espiralização dos cromonemas, as regiões denominadas de heterocromáticas são as que mais sofrem alterações, ou seja, correspondem às regiões do DNA em que os genes estão “vivos”.

02. A condensação dos filamentos de cromatina em cromossomos facilita o movimento e a distribuição equitativa do material genético para as células filhas durante a divisão celular.

04. O gene é uma porção de DNA que contém em sua sequência de bases a informação específica para a síntese de uma cadeia polipeptídica.

08. Os genes podem ser facilmente visualizados ao microscópio óptico nas células em divisão.

16. As regiões da eucromatina correspondem a genes inativos ou desligados.

Soma das alternativas corretas

14. (UDESC) Analise a figura abaixo que representa um cariótipo humano.

14

A representação refere-se ao cariótipo de um(a):

a) Homem com a síndrome de Klinefelter.

b) Homem com a síndrome de Down.

c) Mulher normal.

d) Mulher com a síndrome de Klinefelter.

e) Homem com um número normal de cromossomos.

15. (UFV) Segmento cromossômico menos condensado em que há predominância de fibras de 30 nm, onde ocorre alta transcrição gênica?

a) Cromatina.

b) Eucromatina.

c) Heterocromatina.

d) Cromossomo.

16. (UEPG) No que se refere à cromatina, assinale o que for correto.

01. Aparece em todas as etapas da mitose: prófase, metáfase, anáfase e telófase.

02. Aparece apenas na anáfase, pois, apenas nesta etapa a cromatina é importante no processo da divisão celular.

04. Está presente no núcleo interfásico e aparece durante a divisão celular com uma organização estrutural diferente, transformando-se nos cromossomos.

08. É formada por nucleoproteínas.

Soma das alternativas corretas:

17. (UPE) A estrutura, a quantidade de DNA e a posição do centrômero dos cromossomos podem ser alteradas sem que haja mudança no número de cromossomos. Esse fenômeno é conhecido como mutação estrutural.

17

A figura acima representa uma mutação estrutural do tipo:

a) inversão.

b) duplicação.

c) deleção.

d) translocação.

e) trissomia.

18. (UFAL) O nucléolo, estrutura que pode ser observada no interior do núcleo, origina:

a) Os cromossomos.

b) As mitocôndrias.

c) Os centríolos.

d) Os ribossomos.

e) Os centrômeros.

19. (ESPM) Na espécie Mus musculus o número haploide de cromossomos é 20. A partir deste dado qual o número de cromossomos que serão encontrados nas células epiteliais, neurônios e gametas respectivamente deste ser?

a) 10, 10 e 20.

b) 20, 20 e 10.

c) 40, 10 e 20.

d) 40, 40 e 20.

e) 20, 20 e 40.

20. (PUC/CAMPINAS) Observe os cromossomos abaixo esquematizados.

20

 

As figuras que representam, respectivamente, um conjunto diploide e um conjunto haploide correspondentes são:

a) I e III.

b) I e IV.

c) II e III.

d) II e IV.

e) V e I.

gab.novo

 

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 597 outros seguidores