Publicado por: Djalma Santos | 2 de dezembro de 2015

TESTES SOBRE EVOLUÇÃO (1)

01. (ACEFE) Estudo liga dores crônicas na coluna a “defeito” na evolução

Um novo estudo afirma que pessoas com problemas na coluna lombar podem tê-los “herdados” de um defeito ocorrido ao longo do processo de evolução. Segundo cientistas, essas pessoas teriam uma coluna em formato mais parecido com a de chimpanzés, o mais próximo ancestral humano. Um “no” nos discos da coluna deixa o alinhamento das vertebras mais parecido com o dos animais do que com as vertebras normais de humanos. Os cientistas acreditam que uma lesão tivesse feito com que a coluna evoluísse de forma diferente em pessoas, conforme o ser humano evoluía para caminhar sobre duas pernas.

Fonte: BBC, 27/04/2015 Disponível em: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015

Acerca do tema e correto afirmar, exceto:

a) De acordo com a Teoria Sintética da Evolução, a seleção natural é apenas um dos mecanismos evolutivos conhecidos. Seleção sexual, derivação genetica, mutação, recombinação e fluxo genético são os outros, podendo agir de forma a reduzir ou aumentar a variação genetica.

b) A evolução por meio da seleção natural, proposta por Charles Darwin, enuncia que indivíduos que possuem características específicas, obtidas através de mutações e recombinações, e que os tornam mais aptos a viver em determinado ambiente, têm mais probabilidade de se reproduzir e gerar descendentes.

c) A evolução pode ser definida como o processo de variação e adaptação de populações ao longo do tempo, podendo inclusive provocar o surgimento de novas espécies, fenômeno denominado de especiação.

d) A Teoria da Evolução reúne uma série de evidências e provas que comprovam o mecanismo evolucionista, podendo-se citar: fósseis, analogia, homologia, provas bioquímicas e embriológicas.

02. (PUC-RS) Responder esta questão com base na figura e nas informações a seguir.

02

Uma revolução no pensamento científico ocorreu quando Charles Darwin explicou a origem das es­pécies de seres vivos. O desenho acima, com tal explicação, está em uma de suas cadernetas de anotações. Graças a esses estudos, afirma-se:

I. Todas as espécies encontradas no planeta têm um ancestral comum.

II. Uma espécie pode desaparecer se houver fra­casso reprodutivo nas populações.

III. Mutações genéticas podem originar uma nova espécie se transmitidas à descendência.

IV. Mudanças morfológicas adquiridas em resposta a variações ambientais são passadas à geração seguinte.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.

b) II e IV.

c) III e IV.

d) I, II e III.

e) I, III e IV.

03. (UEPG) A migração corresponde aos processos de entrada (imigração) ou saída (emigração) de indivíduos de uma população, geralmente associada à busca por melhores condições de vida. Com relação a esse fator evolutivo, assinale o que for correto.

01. A migração não altera as frequências alélicas das populações.

02. Quando um pequeno grupo de indivíduos migra para um novo habitat, até então não ocupado por esta espécie, a distribuição dos alelos desse pequeno grupo pode ser diferente da distribuição de alelos da população original. Esse se constitui um exemplo de efeito fundador.

04. Em populações pequenas, a migração pode alterar significativamente as frequências alélicas.

08. A migração permite que se estabeleça fluxo gênico entre populações distintas, diminuindo as diferenças genéticas entre elas.

16. Migrantes portando alelos prejudiciais não afetam a sobrevivência e reprodução da população receptora, uma vez que serão removidos por deriva genética.

Soma das alternativas corretas:

04. (MACK) Nos últimos anos, a taxa do gene para hemofilia tem aumentado muito nas populações humanas. Os hemofílicos, no passado, frequentemente não chegavam à idade de reprodução, já que para eles qualquer ferimento maior poderia ser fatal. Hoje, porém, os hemofílicos recebem o fator VIII, retirado do sangue de pessoas normais, que favorece a coagulação. Assim, a probabilidade de sobrevivência dos hemofílicos aumentou muito; também se elevaram as chances de constituírem família, transmitindo seus genes paras os descendentes. Podemos afirmar que os avanços da medicina:

a) Prejudicaram a ocorrência da seleção natural.

b) Favoreceram a ocorrência da seleção natural.

c) Prejudicaram a ocorrência de mutação.

d) Favoreceram a ocorrência de mutação.

e) Não interferiram na ocorrência da seleção natural ou na mutação.

05. (MACK) Algumas aranhas da Família Salticidae (popularmente conhecidas como papa moscas) são capazes de se deslocar por distâncias de até 400km. Isto é possível porque elas tecem uma teia em forma de para quedas, que permanece aderida ao seu abdômen e se utilizam do vento para o deslocamento. Dessa forma, elas são capazes de cruzar com indivíduos de outras populações. A esse respeito, são feitas as seguintes afirmações:

I. Não há isolamento reprodutivo entre essas populações.

II. A possibilidade de intercâmbio genético entre os grupos permite que eles pertençam à mesma espécie.

III. O fato de existir intercâmbio genético impede que ocorram mutações nos indivíduos de cada grupo.

Assinale:

a) Se somente as afirmativas I e II forem corretas.

b) Se todas as afirmativas forem corretas.

c) Se somente as afirmativas I e III forem corretas.

d) Se somente a afirmativa I for correta.

e) Se somente a afirmativa III for correta.

06. (UNICID) Durante sua viagem ao redor do mundo, a bordo do navio inglês H.M.S. Beagle, Charles Robert Darwin foi o responsável pela coleta, anotação e catalogação das espécies existentes nos mais diversos ecossistemas visitados. Essa viagem de Darwin contribuiu significativamente na formulação de sua teoria evolucionista, pois permitiu que:

a) Constatasse a diversidade biológica existente dentro de populações de diversas espécies.

b) Refutasse o processo evolutivo pela Lei do Uso e Desuso proposta por Lamarck.

c) Identificasse características genéticas dominantes selecionadas naturalmente pelo ambiente.

d) Comprovasse a ocorrência de mutações genéticas nas populações isoladas em ilhas.

e) Testasse o processo de seleção natural em populações de locais ainda desconhecidos.

07. (PUC) As ideias de Darwin serviram de base para a elaboração da teoria sintética da evolução, hoje aceita pela ciência. Fizeram-se as afirmações abaixo a respeito da evolução dos seres vivos.

I. A mutação é um dos fatores evolutivos.

II. O fator que induz a ocorrência de mutação nos indivíduos é a seleção natural.

III. A recombinação gênica ocorre durante a reprodução sexuada.

IV. As alterações provocadas pela ação do ambiente sobre as características físicas de um organismo adulto são sempre transmitidas a seus descendentes.

A teoria citada admite apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) II e IV.

08. (CEFET-MG) Nas últimas décadas tem sido empregado o uso do material genético na reconstrução de filogenias para representar as relações de parentesco evolutivo entre as espécies a partir de um ancestral comum. Mas, para explicar a origem da biodiversidade, é necessário incluir as transformações ecológicas e geográficas. No caso da Amazônia, o local de maior biodiversidade do planeta, dados obtidos com cipós, aves, primatas e borboletas indicam que a diversificação de espécies na Amazônia ocorreu na mesma época que a formação da bacia hídrica.

Stam, G. A. Entre cipós e algas. Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br&gt;.Acesso em 06 abr. 2015. (Adaptado).

A consequência do surgimento dessa bacia, nesse processo de diversificação, foi a:

a) Dispersão de sementes e gametas, colonizando novas áreas geográficas.

b) Disponibilização de água, favorecendo o crescimento numérico das populações.

c) Interrupção do fluxo gênico pela presença de barreira hídrica, acarretando especiação.

d) Indução de mutações, alterando o material genético das espécies e originando a diversidade.

e) Promoção do deslocamento de nichos, levando ao surgimento de espécies arborícolas e aéreas.

09. (UFRR)

09

O evolucionismo é uma teoria baseada na ideia de que os seres vivos se modificam ao longo do tempo, com novas espécies surgindo a partir de ancestrais comuns. Com base nessa informação, assinale a alternativa que apresenta somente evidências da evolução biológica:

a) Deriva genética, seleção natural e epistasia.

b) Migração, mutações e seleção natural.

c) Convergência adaptativa, deriva genética e simbiose.

d) Mimetismo, órgãos análogos e recombinação gênica.

e) Fósseis, órgãos homólogos e órgãos vestigiais.

10. (CESPE) Há anos, uma grande população de uma espécie de antílope foi concentrada em fazendas de caça na África do Sul. Como estavam cercados, os antílopes se alimentavam do que estava ao seu alcance, principalmente de folhas de acácia. Inicialmente, a proporção entre acácias e antílopes era equilibrada, entretanto, esses animais reproduziram-se muito no espaço de confinamento, e as acácias reagiram ao consumo exagerado emitindo um sinal, percebido pelas outras da espécie, relacionado à produção de etileno gasoso através dos poros de suas folhas. Esse sinal viajava até 45 metros, avisando as outras acácias da presença dos herbívoros. Uma vez que o sinal era recebido, em um período de cinco a dez minutos, as acácias intensificavam a produção de tanino em suas folhas a quantidades que eram letais para os antílopes, provocando a sua morte em poucos dias. Quando isso acontecia, até as girafas passavam a alimentar-se apenas de um pé de acácia, entre os dez que estavam próximos, evitando os que estavam a favor do vento.

Yam P. Acacia trees kill antelope in the Transvaal. Sci. Am. 1990, Dec; 263(6):28 (tradução, com adaptações).

Tendo o texto acima como referência, assinale a opção correta.

a) O sistema de defesa desenvolvido pelas acácias para advertir seus congêneres da chegada de herbívoros é identificado pelas girafas.

b) As girafas e os antílopes são considerados consumidores primários porque são predadores.

c) A ação dos antílopes é uma ameaça às espécies nativas de acácias, pois promove declínios populacionais e até extinção destas.

d) A redução da população de girafas pode interromper a relação de predação entre acácias e antílopes.

11. (UNIFOR) Observe a charge abaixo:

11

A ordem da história contada na charge refere-se, respectivamente, as teorias do(a):

a) Criacionismo e Lamarckismo.

b) Geração espontânea e Lamarckismo.

c) Darwinismo e Neodarwinismo.

d) Criacionismo e Darwinismo.

e) Darwinismo e Lamarckismo.

12. (IFG) Assinale a alternativa correta a respeito do processo evolutivo.

a) A divergência adaptativa é um processo em que organismos de diferentes espécies, mas que vivem em um mesmo tipo de ambiente por muito tempo, acaba adquirindo semelhanças morfológicas pelo processo evolutivo, graças à seleção natural.

b) Os principais fatores evolutivos que atuam sobre o conjunto gênico da população podem ser reunidos em duas categorias: fatores que tendem a restringir a variabilidade genética da população – mutação e recombinação; fatores que atuam sobre a variabilidade genética já estabelecida – migração, deriva genética e seleção natural.

c) As mutações ocorrem ao acaso e por seleção natural, são mantidas quando adaptativas ou eliminadas em caso contrário. Podem ocorrer em células germinativas ou em células somáticas; sendo, neste último caso, de fundamental importância para a evolução, pois são transmitidas aos descendentes.

d) Na seleção sexual, os traços anatômicos e/ou comportamentais influenciam o sucesso de cruzamentos. Os indivíduos que possuem as características que são interessantes, do ponto de vista genético, para o outro sexo, são escolhidos para a reprodução.

e) A teoria da seleção natural defende que apenas sobrevivem aqueles organismos que possuem qualidades superiores, em que a prevalência de uma característica torna-se favorável, à medida que é transmitida para as gerações seguintes. Os organismos inferiores, portanto, acabam sendo extintos.

13. (IFSC) Cerca de 2 milhões de espécies de seres vivos já foram descritos pelos cientistas. Com a teoria da evolução procuramos explicar como todas essas espécies surgiram na Terra; como elas podem se transformar ao longo do tempo e originar outras espécies; a razão de suas semelhanças e diferenças; e por que os seres vivos possuem adaptações que os ajudam a sobreviver e a se reproduzir em seu ambiente.

Fonte: LINHARES, S.; GEWANDSZNAJDER, F. Biologia Hoje. Volume 3. São Paulo: Ática, 2013.

Em relação à origem da vida e evolução, assinale no cartão-resposta a soma da(s) proposição(ões) correta(s).

01. De acordo com o fixismo, cada espécie teria surgido de maneira independente e permaneceria sempre com as mesmas características.

02. A lei da transmissão dos caracteres adquiridos afirma que as alterações no corpo do organismo provocadas pelo seu uso ou desuso são transmitidas aos descendentes.

04. Lamarck afirmava que o meio exerce uma seleção natural que favorece os indivíduos portadores das características mais apropriadas para um determinado ambiente e num determinado tempo.

08. Para Lamarck, por exemplo, antes de evoluírem, as girafas tinham o pescoço pequeno e, ao tentarem comer as folhas das árvores por diversas vezes, tinham que esticar essa parte do corpo. Esse movimento acabou alongando o pescoço dos primeiros animais dessa espécie e, assim, os descendentes passaram a nascer com pescoços maiores, mais próximos daqueles que se observam atualmente.

16. A mutação e permutação são fatores que tendem a diminuir a variabilidade genética de uma população.

Soma das proposições corretas:

14. (UFJF) Considere as afirmativas abaixo relacionadas aos processos de especiação.

I. A especiação simpátrica considera que duas espécies possam surgir sem que haja qualquer processo de separação geográfica, em consequência de alterações cromossômicas numéricas ocorridas durante as divisões celulares.

II. A especiação alopátrica considera que o primeiro passo para a formação de duas novas espécies é a separação geográfica entre populações de uma espécie ancestral.

III. A especiação simpátrica poderia ser ocasionada pelo isolamento geográfico de populações em áreas marginais à de uma população original.

IV. A especiação alopátrica poderia ser ocasionada pela migração significativa de uma população para outra região seguida da perda de contato com a população original.

Assinale a alternativa que contenha todas as afirmativas corretas.

a) II e III.

b) III e IV.

c) I, II e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

15. (FATEC) As baleias-francas-austrais e os tubarões-baleia estão entre os maiores animais marinhos conhecidos. Esses animais possuem corpo hidrodinâmico com formas muito semelhantes. Além disso, ambos são animais filtradores, que se alimentam de grandes quantidades de pequenos organismos presentes na água. No entanto, as baleias-francas-austrais pertencem ao grupo dos mamíferos, enquanto que os tubarões-baleia pertencem ao grupo dos peixes cartilaginosos. A semelhança entre o tamanho, o formato do corpo e o modo de alimentação dessas duas espécies de animais deve-se a um processo evolutivo conhecido como:

a) Convergência adaptativa, evidenciado pelo fato de uma espécie apresentar coluna vertebral e a outra não.

b) Convergência adaptativa, evidenciado pelo fato de uma espécie respirar por pulmões e a outra por brânquias.

c) Irradiação adaptativa, evidenciado pelo fato de ambas as espécies possuírem o corpo recoberto por escamas.

d) Irradiação adaptativa, evidenciado pelo fato de ambas as espécies serem endotérmicas.

e) Irradiação adaptativa, evidenciado pelo fato de ambas as espécies serem ovíparas.

16. (FEI) Analisando-se as figuras abaixo, pode-se afirmar que:

16

a) Somente em I ocorre a formação de uma estrutura que é originária do óvulo fecundado.

b) Organismos pertencentes ao grupo II podem ser autotróficos ou heterotróficos.

c) Em II e III, ocorre formação de esporos, embora os dois organismos pertençam a grupos taxonômicos distintos.

d) Plantas como a do grupo IV são menos evoluídas que as dos grupos I e III, embora tenham reprodução sexuada.

e) A transição entre III e IV ocorreu por conta da evolução dos sistemas vasculares e diferenciação de tecidos.

17. (UFPR) Numa planície alagada, bastante estável há milhões de anos, existe uma espécie de arbusto tóxico que produz flores com 10 variedades de cores distintas (fenótipos). Sabendo que as cores das flores em questão são determinadas geneticamente, um pesquisador lançou a seguinte pergunta: por que arbustos que produzem flores azuis são mais abundantes que os que produzem flores de outras cores? Para tentar responder a essa pergunta, o pesquisador investigou cinco parâmetros nos arbustos que apresentam esses 10 fenótipos distintos. De acordo com a teoria da seleção natural, qual parâmetro levantado pelo pesquisador é imprescindível para responder à pergunta formulada?

a) Forma de polinização.

b) Tempo médio de vida.

c) Quantidade de toxinas.

d) Sucesso reprodutivo.

e) Resistência à decomposição.

18. (UFMS)

18

A informação apresentada tem preocupado agricultores, ambientalistas e pesquisadores. Em busca de novos cultivares de plantas adaptadas a solos com maior salinidade, pesquisadores do mundo inteiro estão intensificando estudos sobre espécies de plantas halófitas, que são naturalmente adaptadas a altas concentrações de sais no solo. Considerando-se os mecanismos gerais de evolução por seleção natural, apresentados por Darwin e Wallace, e possível inferir:

a) Futuramente, todas as espécies cultivadas estarão adaptadas ao excesso de sais no solo, pois, ao longo do seu crescimento, cada indivíduo realizará adequações metabólicas profundas que garantirão sua sobrevivência.

b) Para que as plantas se adaptem a solos com alta salinidade, basta submete-las lentamente a doses crescentes de solução salina, estimulando a ocorrência de mutações que as tornarão resistentes.

c) Poderão ocorrer mutações ao acaso em certos indivíduos, algumas delas conferindo resistência a alta salinidade e permitindo maior sucesso reprodutivo dos indivíduos portadores dessa mutação nos solos com alta salinidade, em comparação com aqueles indivíduos não portadores da mutação.

d) Poderão ocorrer mutações específicas, causadas pelo excesso de sais, que serão direcionadas pela planta para resistência à alta salinidade.

e) É inútil procurar novas plantas adaptadas à alta salinidade do solo além das já conhecidas, pois as espécies são imutáveis.

19. (UNICENTRO) As asas dos insetos e as asas das aves são exemplos de órgãos análogos, os quais possuem funções semelhantes, porém de origem embriológica distinta. Portanto, tanto as asas dos insetos como das aves desempenham função para o voo na conquista do ambiente aéreo. Com base nessas informações, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o processo evolutivo que caracteriza essa evidência.

a) Mimetismo.

b) Seleção artificial.

c) Seleção sexual.

d) Convergência adaptativa.

e) Irradiação adaptativa.

20. (UEPG) Na evolução biológica, a seleção natural e a adaptação são fatores evolutivos que contribuem com a diversificação de populações e especiação. Com relação a esses mecanismos, assinale o que for correto.

01. Todo tipo de adaptação é, em última análise, resultado da seleção natural. A seleção natural atua ao longo das gerações para aumentar em frequência os indivíduos mais aptos ao ambiente em questão.

02. Na seleção direcional, as condições ambientais favorecem um fenótipo extremo, diferente do que representa a média da população.

04. A seleção estabilizadora favorece o aumento da frequência de indivíduos com fenótipos intermediários e diminui a frequência dos extremos da curva normal.

08. Um exemplo de seleção estabilizadora na espécie humana é o favorecimento de heterozigotos para o gene da anemia falciforme em regiões de malária.

16. Na seleção disruptiva, o ambiente favorece os indivíduos de ambos os extremos da curva de distribuição normal, enquanto os indivíduos médios levam desvantagem.

Soma das alternativas corretas:

gab

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 26 de novembro de 2015

TESTES DE CITOLOGIA (5)

01. (UNICID) Entre os dedos de um embrião há membranas que são eliminadas durante a modelagem das mãos. Para que isso ocorra, existe um mecanismo celular que promove a remoção celular, resultando no desaparecimento das membranas. Esse mecanismo é denominado:

a) Endocitose, pois ocorre o englobamento programado de substâncias tóxicas do meio, levando à morte da célula.

b) Endossimbiose, devido à ativação dos genes presentes nas mitocôndrias, que aumentam o metabolismo e levam à morte celular por exaustão.

c) Heterofagia, pois isso leva à autodestruição de organelas membranosas diferentes.

d) Necrose celular, pois ocorre um aumento no volume das organelas e consequente destruição celular.

e) Apoptose, pois ocorre uma liberação de fatores, geneticamente programada, levando à morte da célula.

02. (CESPE-UnB)

02

Em um organismo multicelular, as células precisam comunicar-se umas com as outras, de modo a direcionarem e regularem seu crescimento, seu desenvolvimento e sua organização. Conforme mostra a figura acima, células animais comunicam-se secretando substâncias químicas que sinalizam células distantes. Na figura acima, a molécula sinalizadora hidrofóbica é:

a) Um glicídio.

b) Um hormônio esteroide.

c) Um hormônio proteico.

d) Um neurotransmissor.

e) Um gás respiratório.

03. (IFMT) A figura mostra um corte de uma célula animal e algumas de suas organelas que estão numeradas. Observe a célula, e marque a alternativa que apresenta corretamente o nome e a função da organela correspondente.

03

a) A organela VII é um lisossomo, que é responsável pela síntese das proteínas.

b) A organela VIII é um cloroplasto, que é responsável pela fotossíntese.

c) A organela IV é o complexo de Golgi, que desempenha várias funções, dentre elas, a digestão intracelular.

d) O retículo endoplasmático liso está representado pelo número II e sintetiza as proteínas.

e) A organela V é uma mitocôndria que é responsável pela produção de ATP.

04. (FEI) Sobre as células, assinale a alternativa correta:

a) O citoplasma é uma substância semelhante a um gel onde estão presentes diversas organelas (ribossomos, aparato golgiano, vacúolos etc.) e inclusões e que se localizam externamente ao núcleo e internamente à membrana plasmática de todas as células vivas.

b) Pode-se definir um lisossomo como uma organela membranosa intracitoplasmática da maioria das células, contendo diversas enzimas hidrolíticas que funcionam em digestão intracelular.

c) Uma organela citoplasmática esférica ou alongada, presente em praticamente todas as células eucarióticas e que contém material genético e muitas enzimas importantes para o metabolismo celular (como a síntese de ATP) é, muito seguramente, um ribossomo.

d) Os ribossomos são partículas citoplasmáticas de grande porte, constituídas de DNA e proteínas, em que ocorre a síntese de RNA por meio de tRNA.

e) Envelope nuclear ou carioteca é o nome dado à membrana dupla que circunda os vacúolos presentes no citoplasma.

05. (UNICAP)

I   II

0  0 – Os cloroplastos são sítios de respiração celular (célula vegetal), processo metabólico que gera ATP pela extração de energia a partir de açúcares, gorduras e outros combustíveis, com auxílio de oxigênio.

1  1 –  A principal diferença entre células procarióticas e eucarióticas é a localização do DNA, como refletido em seus nomes.

2  2 – Nas células de alguns organismos, a mitose ocorre sem a citocinese. Esse fato resulta em células faltando um núcleo.

3  3 – Podemos pensar no Complexo de Golgi como um centro de manufatura, armazenamento, classificação e remessa de produtos do retículo endoplasmático, como proteínas, que sofrem modificações e são enviados a outros destinos.

4 4 – As células somáticas da maioria das espécies são diploides, ou seja, possuem 2 cromossomos de cada tipo, idênticos em sua forma e função, denominados cromossomos heterólogos.

06. (UFPR) Um pesquisador injetou uma pequena quantidade de timidina radioativa (3H-timidina) em células com o propósito de determinar a localização dos ácidos nucleicos sintetizados a partir desse nucleotídeo, utilizando uma técnica muito empregada em biologia celular, a autorradiografia combinada com microscopia eletrônica. Assinale a alternativa que apresenta os dois compartimentos celulares nos quais o pesquisador encontrará ácidos nucleicos radioativos.

a) Núcleo e mitocôndrias.

b) Citosol e mitocôndrias.

c) Núcleo e retículo endoplasmático.

d) Citosol e retículo endoplasmático.

e) Peroxissomos e retículo endoplasmático.

07. (PUC-RS) Pesticidas do tipo bactericidas destroem procariotos por meio de diversos mecanismos: afetando a estrutura de _________, o agente inibe a formação da parede celular; destruindo _________, a toxina impede diretamente a síntese proteica; e, alterando enzimas transcricionais, a droga bloqueia a formação imediata de _________.

a) desmossomos – íntrons – RNA.

b) desmossomos – ribossomas – ATP.

c) glicocálix – fosfolipídeos – dupla hélice.

d) peptidoglicanos – ribossomas – RNA.

e) peptidoglicanos – fosfolipídeos – dupla hélice.

08. (UFAM) A figura a seguir ilustra duas células diferentes. Observe-as com atenção e analise as afirmações:

08nova

I. A célula (α) é uma célula vegetal, porque apresenta, diferentemente da célula (β), parede celular, cloroplastos e ribossomos.

II. A célula (α) é uma célula procariótica, enquanto a célula (β) é uma célula eucariótica.

III. A célula (α) é uma célula heterotrófica, enquanto a célula (β) é uma célula autotrófica.

Assinale a alternativa correta:

a) Somente as afirmativas I e II estão corretas.

b) Somente as afirmativas I e III estão corretas.

c) Somente as afirmativas II e III estão corretas.

d) Todas as afirmativas estão corretas.

e) Todas as afirmativas estão incorretas.

09. (UEA) Feita no século XVII por Robert Hooke, a figura é uma ilustração dos primeiros tecidos visualizados em um microscópio bastante rudimentar.

09

A figura indicada pela seta ilustra células:

a) Vivas da epiderme das raízes de um musgo.

b) Mortas do súber da casca de uma árvore.

c) Vivas de uma alga marinha verde.

d) Mortas do xilema de um pinheiro.

e) Vivas do parênquima clorofilado de uma samambaia.

10. (UEMA) Um indivíduo foi submetido a uma intervenção cirúrgica em que foi removida a metade do seu intestino delgado. Após alta hospitalar, o paciente passou a perder peso rapidamente em virtude da má absorção de nutrientes. A estrutura celular perdida durante esse processo cirúrgico que comprometeu a absorção de nutrientes é denominada:

a) Carioteca.

b) Interdigitação.

c) Microvilosidade.

d) Mitocôndria.

e) Cloroplasto.

11. (UNCISAL) O biólogo Ivan Wallin, na década de 20, foi o primeiro a propor que as organelas membranosas de células eucariotas seriam microrganismos. No entanto, foi somente em 1981 que Lynn Margulis sugeriu a Teoria da Endossimbiose, ao publicar o artigo “Simbiose na Evolução das Células”. Dadas as assertivas abaixo sobre a proposição de Wallin e a teoria de Margulis:

I. O sistema de endomembranas surgiu por simbiose entre células eucariotas anaeróbias e bactérias fotossintetizantes.

II. A Teoria da Endossimbiose retrata o núcleo, por ter duas membranas e material genético.

III. Bactérias aeróbias e bactérias fotossintetizantes foram engolfadas por células primitivas, formando mitocôndria e cloroplasto, respectivamente.

IV. O conjunto de organelas membranosas que são encontradas em diferentes células eucariotas tiveram suas origens explicadas.

Verifica-se que está(ão) correta(s)

a) II, apenas.

b) III, apenas.

c) I e IV, apenas.

d) I, II e III, apenas.

e) I, II, III e IV.

12. (PUC-GO) Use o texto a seguir para responder esta questão

Não gostei da reunião de ontem na Casa do Couro. A reunião em si foi excelente, a melhor desde muito tempo. Todo mundo estava inspirado e tinindo, quem quis falar falou o que quis sem medo de desagradar; e quem achou que devia discordar discordou, também sem pensar em consequências. Foi uma reunião civilizada, se posso usar essa palavra que lembra tão comprometedoramente o tempo antigo. Não gostei foi de certas ocorrências marginais que observei durante os trabalhos, e que me deixaram com uma pulga na virilha, como dizemos aqui. Pensando nesses pequeninos sinais, e juntando-os, estou inclinado a concluir que muito breve não teremos mais reuniões na Casa do Couro. É possível mesmo que a de ontem fique sendo a última, pelo menos por algum tempo, cuja duração não posso ainda precisar. As ocorrências que observei enquanto meus companheiros falavam me levam a concluir que vamos entrar numa fase de retrocessos e rejeições semelhante àquela que precedeu o fim da Era dos Inventos. Notei, por exemplo, que os anotadores não estavam anotando nada, apenas fingiam escrever, fazendo movimentos fúteis com o carvão. Isso podia significar ou que já estavam com medo de ser responsabilizados pelo que escrevessem, ou que haviam recebido ordem de não registrar o que fosse dito na reunião. Também uns homens que nunca vi antes na Casa do Couro iam fechando sorrateiramente as janelas e fixando-as com uma substância pastosa que de longe me pareceu ser cola instantânea. Notei ainda que um grupo de indivíduos estranhos à Casa, espalhados pelo grande salão, contava e anotava os luzeiros, as estátuas, os defumadores, as esteiras, banquetas, todos os utensílios e objetos de decoração, como leiloeiros contratados para organizar um leilão. Não falei de minha suspeita a ninguém porque ultimamente ando muito cauteloso. Se me perguntarem por que tanta cautela, não saberei responder. Talvez seja faro, sexto sentido. A grande maioria do povo está como que enfeitiçada pelo Umahla, para eles é o Sol no céu e o Umahla na terra, julgam-no incapaz de transgredir qualquer dos Quatrocentos Princípios, baixados por ele mesmo quando tomou as rédeas depois de evaporar o Umahla antigo. Por isso acho melhor fazer de conta que penso como todo mundo, para poder continuar pescando e comendo o bom pacu, que felizmente ainda pula em nossos rios e lagos; o que não me impede de tomar precauções para não ser confundido com os bate-caixas de hoje; e na medida do possível pretendo ir anotando certas coisinhas que talvez interessem ao novo Umahla que há de vir, se eu gostar do jeito dele; mas vou fazer isso devagar, sem afobação nem imprudências, e sem alterar o meu sistema de vida. Tanto que esta tarde vou pescar com meu irmão Rudêncio. Ele na certa vai me sondar sobre a reunião de ontem, e já armei minhas defesas. Rudêncio é meu irmão, pessoa razoavelmente correta e tudo mais, mas é casado com filha de Caincara e não devo me abrir com ele. Depois que ele casou só temos falado de pescarias, de comida — assunto que o deixa de olhos vidrados —, das festas que ele frequenta (das minhas não falo para não perder tempo ouvindo conselhos). Vale a pena contar como foi o casamento de Rudêncio. Joanda, hoje mulher dele, estudava plantas curativas e fazia longas expedições pelas matas e campos procurando ervas raras para suas experiências. Um dia ela se separou dos companheiros numa expedição à fronteira das Terras Altas, perdeu-se na mata e não voltou ao acampamento. Os companheiros esperaram, procuraram, desistiram. Dias depois apareceu um caçador dizendo que ela tinha sido raptada por um bando de Aruguas. O Caincara quis organizar uma expedição de resgate, chegou a reunir mais de cem voluntários, mas o Umahla vetou, e com boa razão. Estávamos empenhados na atração dos Aruguas, e uma expedição de resgate comandada por um Caincara violento estragaria o trabalho já feito. O Umahla preferia negociar.

[…]

(VEIGA, José J. Os pecados da tribo. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005, p. 7-9. Adaptado.)

O Texto menciona a “Era dos Inventos”, que remete a descobertas e invenções tecnológicas que tornaram possível o amplo desenvolvimento das ciências. Uma invenção que revolucionou o mundo biológico foi o microscópio, que permitiu o estabelecimento de novas teorias e a descoberta da célula e de microrganismos. Leia atentamente o texto a seguir, que trata da estrutura celular, e depois assinale a resposta correta.

“Um estudante observa uma célula com o auxílio de um microscópio composto e verifica que se trata de uma célula animal, e não de uma célula vegetal”.

Marque, entre os itens a seguir, aquele que corresponde à estrutura presente somente em uma célula animal:

a) Cloroplasto.

b) Centríolos.

c) Membrana plasmática.

d) Vacúolo.

13. (UFSJ) Quanto às funções e à morfologia das células animais, é correto afirmar que:

a) A síntese de proteínas ocorre em organelas citoplasmáticas a partir de informações do núcleo celular.

b) A membrana plasmática impede a entrada e a saída de substâncias da célula.

c) O DNA e o RNA são estruturas presentes apenas nos núcleos das células animais.

d) O complexo de Golgi é a organela responsável pela síntese proteica.

14. (UniEvangélica-Anápolis)

14

Disponível em: <http://www.pt.wikipedia.org&gt;. Acesso em 03 out 2012.

O esquema acima representa uma célula eucariótica (célula animal) vista em corte e transparência, com alguns de seus componentes identificados por números. O aparato celular desempenha muitas funções da célula, entre as quais podemos citar:

– Organelas responsáveis pela respiração celular aeróbica e que disponibilizam energia para as atividades celulares.

– Coordena e comanda todas as funções celulares, contendo grande parte dos genes da célula.

Os componentes celulares responsáveis pelas funções citadas estão indicados na figura, respectivamente, com os números:

a) 8 e 6.

b) 9 e 2.

c) 6 e 1.

d) 10 e 12.

15. (UFSCar) Toda célula viva possui:

a) Membrana plasmática, mas pode não possuir núcleo e mitocôndrias.

b) Membrana plasmática e mitocôndrias, mas pode não possuir núcleo.

c) Núcleo, mas pode não possuir membrana plasmática e mitocôndrias.

d) Núcleo e mitocôndrias, mas pode não possuir membrana plasmática.

e) Núcleo, membrana plasmática e mitocôndrias.

16. (UFTM) Os eritroblastos são células que apresentam núcleo e várias organelas membranosas. Durante a diferenciação celular, formam-se os eritrócitos (hemácias), que são anucleados e não possuem organelas. Ao longo desse processo, o núcleo é:

a) Eliminado por endocitose e os lisossomos realizam a heterofagia das organelas celulares, eliminando-as da célula.

b) Eliminado por clasmocitose e os peroxissomos realizam a autofagia, autodestruindo as organelas celulares.

c) Eliminado por exocitose e os lisossomos realizam a autofagia, processo que leva à destruição das organelas.

d) Destruído no interior da célula, juntamente com várias organelas, pelas enzimas contidas nos lisossomos.

e) Destruído no interior da célula pelas enzimas dos peroxissomos e as organelas são destruídas pelas enzimas lisossômicas.

17. (UFSC)

17

 

Fonte: AMABIS, JM e MARTHO, G. Biologia das Células. 1a ed.

São Paulo: Moderna, 2004, p. 130-132.

Em relação aos desenhos acima, é correto afirmar que:

01. O desenho A representa uma célula animal, o desenho B representa uma célula vegetal e o desenho C representa uma bactéria.

02. A seta 1 indica o local de produção de ATP; a seta 2 indica a organela responsável pela produção de enzimas digestivas e a seta 3 indica elementos responsáveis pela síntese de polipeptídeos.

04. A seta 4 indica o local de produção de proteínas, que poderão ser transportadas para o local indicado pela seta 5, estrutura responsável por liberar as proteínas no meio extracelular.

08. Apesar de sua diversidade, todas as células apresentam membrana plasmática, citoplasma, núcleo e carioteca.

16. Os ribossomos são elementos complexos que aparecem somente nas células eucariotas.

32. A membrana plasmática da célula animal é frágil e flexível, ao passo que a membrana plasmática da célula vegetal é espessa e rígida, devido à celulose.

64. A clorofila é um pigmento apresentado apenas por células vegetais.

Soma das alternativas corretas:

18. (PUC-RJ) Identifique a opção que enumera as organelas celulares presentes em células vegetais e as associa corretamente com suas funções na célula vegetal.

a) Mitocôndria-respiração; centríolos-orientação da divisão; cloroplasto-fotossíntese.

b) Vacúolo-acúmulo de água; ribossomo-respiração; cloroplasto-fotossíntese.

c) Cloroplasto-fotossíntese; mitocôndria-respiração; ribossomos-digestão.

d) Mitocôndria-fotossíntese; cloroplasto-respiração; ribossomos-síntese proteica.

e) Membrana celular-revestimento; mitocôndria-respiração; cloroplasto-fotossíntese.

19. (PUC-RS) Responder à questão relacionando as estruturas presentes na coluna I com as informações presentes na coluna II.

COLUNA I

(   ) Mitocôndrios

(   ) Centríolos

(   ) DNA

(   ) Ribossomos

(   ) Proteínas

(   ) Peroxissomos

(   ) RNA

COLUNA II

1.  Presente apenas nas células eucariotas

2. Presente apenas nas células procariotas

3. Presente tanto em células eucariotas como em procariotas

A ordem correta dos parênteses da coluna I, de cima para baixo, é:

a) 1 – 1 – 3 – 3 – 3 – 1 – 3.

b) 1 – 2 – 3 – 1 – 1 – 2 – 1.

c) 2 – 1 – 1 – 2 – 3 – 1 – 2.

d) 2 – 2 – 3 – 3 – 3 – 2 – 3.

e) 3 – 1 – 2 – 3 – 1 – 2 – 1.

20. (UEG) A distinção fundamental entre células procariontes e eucariontes é a ausência e a presença de núcleo circundado por membranas, respectivamente. Em relação a outras diferenças entre essas células, verifica-se que, em procariontes:

a) As células medem de 10 a 100 μm, enquanto, em eucariontes, as células medem de 1 a 10 μ.

b) O DNA é circular com algumas histonas, enquanto, em eucariontes, há cromossomos complexos com proteínas histônicas e não histônicas.

c) Observam-se movimentos intracelulares, enquanto, em eucariontes, não se observam movimentos intracelulares.

d) A nutrição ocorre por fotossíntese, enquanto, em eucariontes, a nutrição ocorre por absorção e ingestão.

gab

 

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 26 de novembro de 2015

TESTES DE ECOLOGIA (II)

01. (UEA) Os fungos fazem parte de um reino tão importante quanto os animais e plantas, mas ainda são pouco estudados. Como eles são responsáveis pela reciclagem de nutrientes nos ecossistemas terrestres, são especialmente importantes na Amazônia, onde o solo é geralmente muito pobre.

(Ricardo Braga-Neto, biólogo. http://www.globoamazonia.com)

A reciclagem da matéria orgânica do solo amazônico, realizada pelos fungos, se processa através da:

a) Assimilação das moléculas orgânicas em seus tecidos internos.

b) Degradação das moléculas orgânicas na porção interna do micélio.

c) Digestão das moléculas orgânicas por enzimas liberadas pelas hifas.

d) Decomposição das moléculas orgânicas nas células das raízes.

e) Absorção das moléculas orgânicas no interior de seus órgãos.

02. Desde o início conhecido da existência de vida na Terra, a matéria circula constantemente dentro de um ecossistema. Todo material retirado do ambiente é devolvido para ele em um ciclo contínuo. Nas chamadas “cadeias alimentares”, há uma sequência de seres vivos que servem de alimento, uns para os outros, sucessivamente, permitindo a transferência de matéria e energia. Na ilustração, está representada uma cadeia alimentar na qual MO significa matéria orgânica (composto de carbono). Nessa cadeia, suponha que, por alguma razão, os detritívoros (comedores de detritos) e os decompositores deixem de existir. Nesse caso, é esperado que:

02

a) Aconteça o fim do ambiente físico (abiótico).

b) As populações de cobras e de ratos aumentem muito.

c) Os vegetais sobrevivam, pois sintetizam substâncias orgânicas.

d) O ar fique muito poluído por causa do cheiro exalado pelos detritos.

e) Ocorra um aumento de detritos e interrupção do ciclo do carbono.

03. Em uma pequena cidade do interior, sem saneamento básico nem rede de abastecimento de água, onde as pessoas utilizam água de poços e cacimbas, foi instalada uma fábrica de beneficiamento de couro. Após dois anos da instalação da fábrica, os moradores começaram a apresentar diarreia e vômitos. Com base no ciclo da água, é correto afirmar que os resíduos dos produtos utilizados contaminaram o lençol freático pelo processo de:

a) Evaporação.

b) Transpiração.

c) Percolação.

d) Gutação.

e) Condensação.

04. (UEPG) Nos ecossistemas em equilíbrio, o tamanho das populações mantém-se mais ou menos constantes ao longo do tempo. No que diz respeito à ecologia de populações, assinale o que for correto.

01. O crescimento populacional é influenciado pelas taxas de natalidade, imigração e emigração.

02. O potencial biótico de uma população corresponde à sua capacidade potencial para aumentar, por reprodução, seu número de indivíduos em condições ideais, isto é, sem fatores que impeçam esse aum

04. Na natureza, o tamanho (densidade) das populações em comunidades estáveis permanece relativamente constante.

08. As relações desarmônicas entre os seres vivos, que representam resistência do meio para espécies hostilizadas, não são vistas como prejudiciais em relação ao ecossistema, pois participam da manutenção do equilíbrio ecológico.

16. As populações crescem ou diminuem no tempo em função da capacidade de suporte do ambiente e das interações bióticas.

Soma das alternativas corretas:

05. (ACEFE) Novo macaco nas árvores da Amazônia.

A recente descoberta de um primata na Amazônia, o zogue-zogue-rabo-de-fogo (Callicebus miltoni), demonstra que ainda há muito para se conhecer sobre a região. O animal foi primeiro avistado no estado de Mato Grosso em 2011. Agora, pesquisadores do Instituto para a Conservação dos Carnívoros Neotropicais (Pro-Carnívoros), do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamiraua e do Museu Paraense Emilio Goeldi publicaram a descrição completa da espécie na revista cientifica Papeis Avulsos de Zoologia.

Fonte: Ciência Hoje, 05/05/2015 Disponível em: http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2015

Acerca das informações acima e dos conhecimentos relacionados ao tema e correto afirmar, exceto:

a) Uma espécie endêmica é aquela que ocorre somente em uma determinada área ou região geográfica. O endemismo pode ser causado por barreiras físicas, climáticas e biológicas que delimitem com eficácia a distribuição de uma espécie ou provoquem a sua separação do grupo original.

b) Pode-se conceituar ecossistema como uma unidade natural constituída de fatores abióticos e fatores bióticos que interagem ou se relacionam entre si, formando um sistema estável. Esses componentes interagem através das transferências de energia dos organismos vivos entre si e entre estes e os demais elementos de seu ambiente.

c) A especiação pode ser entendida como processo que leva à formação de novas espécies. Em virtude das diferenças surgidas no genoma, após sofrer mutações e seleção natural, o grupo isolado geograficamente desenvolve diferenciação dos outros membros da espécie inicial, podendo ou não ocorrer o isolamento reprodutivo desses grupos.

d) A Floresta Amazônica é um ecossistema que se estende além do território nacional, com chuvas frequentes e abundantes. Apresenta flora exuberante, com espécies como a seringueira, o guaraná, a vitória-régia, e é habitada por inúmeras espécies de animais como o peixe-boi, o pirarucu e a arara.

06. (UERJ) No gráfico, está indicada a concentração de um metal pesado no corpo de vários habitantes de um lago, bem como a concentração do isótopo de nitrogênio 15N, cujos valores mais elevados estão associados a níveis crescentes na cadeia alimentar. A curva de concentração de metal, nesses seres vivos, pode ser explicada pelo processo de:

06

a) Magnificação trófica.

b) Eutrofização do lago.

c) Interrupção do fluxo de energia.

d) Retenção de matéria orgânica em consumidores maiores.

07. (UNITAU) Em um ecossistema marinho, um peixe vive associado ao fundo arenoso, onde procura pequenos anelídeos poliquetos que vivem enterrados ali, e dos quais se alimenta, podendo ele mesmo também se enterrar para se esconder de seus predadores. Considerando essas informações, assinale a alternativa correta.

a) Fundo arenoso e o hábito escavador constituem o nicho ecológico do peixe.

b) Ecossistema marinho é o hábitat, e o fundo arenoso constitui o nicho ecológico do peixe.

c) Fundo arenoso é o hábitat, e a captura de poliquetos é parte do nicho ecológico do peixe.

d) Ecossistema marinho e captura de poliquetos são parte do hábitat do peixe.

e) Ecossistema marinho e fundo arenoso representam o nicho ecológico do peixe.

08. (UNICID) Em uma determinada ilha, onde havia uma espécie de ave herbívora X, foi introduzida outra espécie de ave, também herbívora, Z. Foram observadas alterações numéricas nessas duas populações ao longo de um determinado tempo e essas variações estão indicadas no gráfico. A seta azul indica o momento em que foi introduzida a espécie Z.

08

É possível afirmar corretamente que:

a) A espécie Z se adaptou melhor ao hábitat do que a espécie X.

b) As duas espécies tinham o mesmo nicho ecológico durante todo o período analisado.

c) A espécie Z não conseguiu se adaptar ao novo hábitat.

d) Não houve competição entre as espécies durante o período analisado.

e) Uma das espécies, ao menos, mudou de nicho ecológico.

09. (CEFET-MG) Pesquisas mostraram uma grande diversidade vegetal nos campos rupestres, o que surpreende, pois é um ambiente com limitação de água e nutrientes e as plantas sobrevivem e crescem sobre rochas ou em meio à areia branca. A partir do estudo da espécie Philcoxia minensis foi possível identificar uma das estratégias de sobrevivência neste habitat. Essa planta mantém suas minúsculas folhas grudentas enterradas na areia e sobre elas há enzimas produzidas pelo vegetal.

Guimarães, M. Estratégias subterrâneas. Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br&gt;. Acesso em 06 abr. 2015.

A estratégia mencionada possui o objetivo de:

a) Aumentar a superfície de absorção de água, permitindo aporte extra ao da raiz.

b) Escapar do ataque de predadores, garantindo a permanência dos órgãos vitais da planta.

c) Reduzir a exposição ao sol, otimizando a taxa de fotossíntese e garantindo o crescimento.

d) Evitar a perda de água por transpiração, assegurando a vida na aridez dos campos rupestres.

e) Capturar vermes subterrâneos, possibilitando posterior digestão e assimilação de nutrientes.

10. (UNEAL) Em condições naturais, o crescimento de uma população é limitado pela disponibilidade de recursos do meio, como alimento, espaço e abrigo, bem como pela ação de possíveis predadores, parasitas e competidores. Um modelo que não considera esses fatores que limitam o crescimento resulta no gráfico de crescimento representado pela figura abaixo.

10

Qual é o nome da curva representada pela figura?

a) Resistência do meio.

b) Curso de crescimento real.

c) Capacidade de suporte do meio.

d) Curva de potencial biótico.

e) Flutuações no tamanho populacional.

11. (UnB) No ano de seu bicentenário, os doze profetas esculpidos em pedra-sabão por Aleijadinho, em Congonhas (MG), passaram por inédito processo de limpeza e restauração. Um dos problemas verificados nas esculturas foi a ação de liquens (associação de fungos e algas), que liberam ácidos corrosivos e cujas raízes causam pequenas fissuras nas pedras. Em 1987, as esculturas estavam quase totalmente cobertas por liquens. Foi feita uma limpeza com o antisséptico timol, mas as colônias reapareceram três anos depois. Após oito anos de estudos, o biocida escolhido para a limpeza das obras foi um derivado do ácido benzoico. As estruturas do timol, do ácido benzoico e de outro composto (composto 3) com propriedades antissépticas são apresentadas a seguir.

11

A partir dessas informações, julgue os itens seguintes.

I   II

0  0 – As algas, organismos eucarióticos fotossintetizantes que integram o reino protista, quando são multicelulares, apresentam, em sua estrutura interna, tecidos e órgãos diferenciados, similares aos dos organismos do reino Plantae.

1 1 – A reprodução dos fungos não é sexuada: realiza-se pela formação de esporos, fragmentação do micélio ou gemulação.

2  2 – O aparecimento, sobre a superfície de uma rocha nua colonizada por liquens pioneiros, de musgos e de bromélias caracterizam, respectivamente, a sucessão ecológica primária e a secundária.

3  3 – A parede celular da maioria dos fungos e constituída de quitina, substância encontrada no esqueleto dos artrópodes.

4  4 – Nos liquens, ocorre uma relação simbiótica em que o fungo se beneficia de alimentos produzidos pelas algas ou pelas cianobactérias por meio da fotossíntese, e estas, por sua vez, beneficiam-se da proteção e da maior umidade proporcionadas pelo fungo.

12. (UniCEUB) A evolução das populações de seres vivos já foi objeto de várias discussões e, até hoje, as teorias evolutivas provocam polêmicas. De acordo com a teoria da evolução por seleção natural, os indivíduos de uma população não são idênticos entre si e é enorme a diversidade de seres. Podem-se encontrar, em uma mesma região, seres fotossintetizantes; seres com intestino longo, ceco e apêndice vermiforme desenvolvidos; seres carnívoros com coração de três câmaras, os quais convivem com microrganismos saprófitas, formando uma cadeia alimentar. Para a teoria da evolução por seleção natural, a quantidade de nascimentos de indivíduos é maior que a capacidade que pode ser suportada pelo ambiente, o que promove, ao longo do tempo, modificações na população. O meio, nesse contexto, é um agente que seleciona naturalmente os indivíduos com caracteristicas que lhes conferem mais adaptação a determinada condição. A partir do texto acima, julgue os itens a seguir a respeito de aspectos por ele suscitados.

I  II

0  0 – A região a que se refere o texto representa o nicho ecológico dos seres vivos descritos.

1 1 – A cadeia alimentar e a teia alimentar compreendem uma relação de transferência de matéria e energia entre seres vivos.

2 2 – Na cadeia alimentar, entre os seres mencionados no texto, o fluxo de energia é bidirecional.

3 3 – Em uma cadeia alimentar que apresente seres fotossintetizantes, o fluxo de matéria orienta-se no seguinte sentido: dos produtores, para os consumidores e de ambos para os decompositores.

4  4 – Os saprófitas são componentes abióticos do ecossistema descrito no texto.

13. (UFJF) Espécies invasoras, introduzidas acidentalmente ou propositalmente como no caso do escargot, causam muitos danos, provocando prejuízos econômicos e ambientais. Em 1991, o mexilhão-dourado (Limnoperna fortunei), um bivalve de água doce, originário da Ásia, chegou à América do Sul, provavelmente vindo de Hong Kong ou da Coreia por água de lastro de navios. Espalhou-se rapidamente e tornou-se uma espécie invasora, inclusive no Brasil, onde chegou em 1998, e já infestou rios, lagos e reservatórios da Região Sul e do Pantanal. É correto afirmar que essa espécie invasora é capaz de:

a) Alocar recursos suficientes para sua sobrevivência, sem afetar o bem estar de todas as espécies naquele habitat.

b) Proliferar de forma controlada, sem ameaçar o equilíbrio dos ecossistemas, o qual ela vai ocupando e transformando em seu benefício.

c) Instalar-se no novo habitat, sem qualquer perturbação dos ciclos físicos, químicos, biológicos e climáticos.

d) Invadir determinadas áreas do globo, tendendo a enriquecer os ecossistemas, sem perda de biodiversidade.

e) Levar à extinção as espécies nativas, pois, ocupando o mesmo nicho ecológico, compete por alimento.

14. (UFPR) O processo de desaparecimento de animais em um ambiente, conhecido por defaunação, pode causar um dano profundo aos ecossistemas. Em florestas tropicais, muitas árvores dependem de animais como macacos e antas. Na agricultura, a produção de muitas culturas depende das abelhas, que estão desaparecendo. Os animais citados no texto, mamíferos e abelhas, atuam, respectivamente:

a) Na dispersão das sementes e na polinização.

b) Na dispersão das sementes e no controle de pragas.

c) Na polinização e na dispersão das sementes.

d) No controle de pragas e na dispersão das sementes.

e) No controle de pragas e na polinização.

15. (UNIOESTE) A proliferação de pragas urbanas, como o mosquito da dengue, baratas, cupins, formigas, pombas, dentre outras, tem explicação biológica. Ela ocorre pela falta de predadores naturais. O mosquito Aedes aegypti, por exemplo, não estaria causando tanto estrago se anfíbios como sapo, rã e perereca não estivessem quase extintos em Bauru, SP. O mesmo pode ser dito do beija-flor, um dos mais eficientes aliados contra o mosquito da dengue no perímetro urbano. Outra importante aliada é a lagartixa.

Disponível em: http://www.jcnet.com.br/Geral/2011/06/sempredadores- pragas-avancam.html (adaptado).

Com base nos conceitos de população, comunidade, cadeia e teia alimentar, pode-se afirmar que:

a) O conjunto de baratas da região forma uma comunidade, as quais são consumidoras primárias.

b) O mosquito, a rã e o beija-flor representam uma população e um exemplo de cadeia alimentar.

c) Os animais do texto podem formar uma teia alimentar, onde há a transferência total de matéria e energia.

d) Baratas e lagartixas formam uma população e, para as lagartixas, as baratas são produtoras de alimentos.

e) Mosquitos, formigas, sapos, lagartixas e beija-flores formam uma comunidade. As formigas podem ser consumidoras primárias e as lagartixas, consumidoras secundárias.

16. (UEM) Todos os organismos vivos se relacionam por interações alimentares, com alguns organismos consumindo outros para sobreviverem. Sobre essas interações, assinale o que for correto.

01. Nas interações de consumo alimentar ocorre a transferência de matéria e de energia.

02. Os consumidores são organismos autotróficos e heterotróficos.

04. A herbivoria, a predação, o parasitismo e a detrivoria são algumas interações de consumo dos organismos.

08. As plantas, os animais, os fungos e alguns grupos de bactérias obtêm a energia pela decomposição anaeróbica dos alimentos.

16. As relações herbívoro/planta, predador/presa e parasita/hospedeiro organizam as cadeias alimentares das comunidades.

Soma das alternativas corretas:

17. (UPF)

Sem chuva, interior de São Paulo vive pior seca em 70 anos

Não é apenas a capital paulista que vive a maior crise no abastecimento de água da sua história. O rico interior do estado de São Paulo enfrenta a pior seca dos últimos 70 anos. Não chove desde o final do ano passado.

17

As marcas nos pilares da ponte mostram o nível do rio antes da seca que castiga o interior paulista.

(Disponível em: http://oglobo.globo.com/brasil. Acesso em 10 set. 2014)

A escassez de água doce não é um problema localizado; ela assola diversas regiões do planeta. Nas alternativas a seguir, são citadas algumas das principais causas do problema. Assinale a alternativa que apresenta a causa menos provável para a escassez de água doce.

a) Poluição do ar causada pelas atividades humanas e aquecimento global.

b) Aumento na quantidade de fitoplâncton nos oceanos.

c) Consumo humano exagerado e desperdício na indústria, na agricultura e no uso doméstico.

d) Mudanças climáticas com alterações no regime de chuvas e umidade relativa do ar.

e) Desmatamento, pois as árvores contribuem, por meio da transpiração, para a formação de nuvens.

18. (PUC-RIO) Observe o gráfico abaixo que mostra três tipos gerais de curvas de sobrevivência para diferentes espécies de organismos.

18

Os seguintes organismos apresentam curvas do tipo I, II e III, respectivamente:

a) Roedores, seres humanos e tartarugas marinhas.

b) Seres humanos, roedores e tartarugas marinhas.

c) Tartarugas marinhas, seres humanos e roedores.

d) Roedores, tartarugas marinhas e seres humanos.

e) Tartarugas marinhas, roedores e seres humanos.

19. (UPE) Em Fernando de Noronha, uma espécie de leguminosa, denominada cientificamente de Leucaena leucocephala, foi introduzida na ilha como alimento para o gado, na década de 40. Hoje, ela está presente em aproximadamente 50% da ilha, ameaçando a vegetação nativa. Essa espécie pode ser classificada como:

a) Daninha.

b) Sucessora.

c) Introdutória recente.

d) Exótica invasora.

e) Pioneira sucessora.

20. (CEFET) As araras podem se alimentar de raízes, folhas, sementes e cocos como os das palmeiras inajá, tucum, gueroba e macaúba, sendo que algumas dessas espécies de plantas são tóxicas. As araras azuis e vermelhas fazem ninhos em árvores ou em barrancos, onde acabam ingerindo um pouco de barro quando os constroem. Cientistas descobriram que a ingestão de barro é fundamental para a sobrevivência desses animais, porque ajuda a:

Disponível em: <http://www.vivaterra.org.br/aves.htm&gt;. Acesso em: 15 jan. 2014.(Adaptado).

a) Dar consistência à estrutura do ninho.

b) Matar ectoparasitas fixados nas penas.

c) Controlar parasitoses típicas dessas aves.

d) Neutralizar o veneno contido nas plantas.

e) Afastar predadores pelo mau cheiro gerado.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 15 de novembro de 2015

TESTES DE BOTÂNICA (X)

01. (UNIOESTE) Em relação à morfologia, anatomia e fisiologia vegetal, escolha a(s) alternativa(s) correta(s).

01. Crescimento aumentado dos entrenós, caule delgado com ápice voltado para baixo, folhas e raízes pouco desenvolvidas, correspondem a fototropismo negativo e geotropismo positivo.

02. As angiospermas constam de indivíduos fotossintetizantes, herbáceos ou lenhosos, com raízes axial ou fasciculada, flores, frutos e sementes.

04. Bulbos, rizomas e estolhos são raízes subterrâneas, caules subterrâneos e raízes aéreas, respectivamente.

08. Uma planta privada de O2 momentaneamente durante a fotossíntese terá a atividade da mitocôndria interrompida e não poderá fixar CO2.

16. Fotossíntese, condução da seiva elaborada e sustentação mecânica relacionam-se com parênquima cortical, xilema e parênquima paliçádico, respectivamente.

32. Alguns frutos podem ser conservados em ambientes saturados de hidrogênio ou nitrogênio sem sofrer danos, porém liberando CO2, indicando a ocorrência de um tipo de respiração.

64. Na parede celular das células da endoderme no cilindro central de uma raiz com estrutura primária, encontram-se acúmulos de suberina formando a estria de Caspary.

Soma das alternativas corretas:

02. (ACAFE) Assinale a alternativa correta que completa as lacunas da frase a seguir.

A polinização consiste no transporte do grão de pólen desde a antera até o estigma. Quando essa é processada pela ação _________, é denominada polinização _________. Neste caso, as glândulas odoríferas estão _____________ e o nectário está ________________.

a) do vento – anemófila – ausentes – ausente.

b) dos insetos – entomófila – presentes – ausente.

c) dos morcegos – quiropterófila – presente – presente.

d) das aves – falenófila – ausentes – presente.

03. (UEM) As angiospermas, normalmente, constituem a principal fonte de alimento para os seres humanos e para outros animais. Para a alimentação, são utilizados as raízes, os caules, as folhas, as flores e os frutos. Muitas espécies são utilizadas na ornamentação de ambientes, algumas têm aplicações industriais e farmacêuticas. Sobre as angiospermas, assinale o que for correto.

01. As angiospermas são consideradas fanerógamas e traqueófitas por apresentarem flores, sementes e vasos condutores.

02. As flores são as estruturas reprodutoras das angiospermas, onde são produzidos os grãos de pólen ou micrósporos e a oosfera, que constitui o gameta feminino.

04. As angiospermas, assim como as briófitas e as pteridófitas, vivem somente em ambientes muito úmidos e, por isso, apresentam dependência da água para a locomoção dos gametas durante a reprodução.

08. As angiospermas apresentam ciclo de vida com alternância entre uma fase esporofítica mais duradoura e uma fase gametofítica reduzida e passageira.

16. A polinização, que consiste no transporte do grão de pólen desde a antera até o estigma, pode ser processada pela ação do vento, de insetos e de pássaros.

32. Dos frutos produzidos pelas angiospermas, apenas os carnosos são originados do desenvolvimento do ovário e, por isso, são comestíveis.

64. As angiospermas constituem o único grupo de plantas que produzem sementes, originadas a partir do desenvolvimento do óvulo fecundado.

Soma das alternativas corretas:

04. (FEI) Assinale a alternativa que apresenta um cladograma representativo da provável filogenia das plantas:

04

05. (UNITAU) As raízes representam uma das mais características partes de uma planta, geralmente “escondidas” sob o solo, e são distribuídas em duas principais categorias, as pivotantes ou axiais, e as fasciculadas ou cabeleiras. Alguns tipos desempenham funções determinadas em condições ambientais especiais. Nesse sentido, entre as alternativas abaixo, é correto afirmar que as raízes tabulares são especializadas em:

a) Absorção de umidade.

b) Suporte.

c) Função parasitária.

d) Reserva de alimentos.

e) Fotossíntese.

06. Briófitas e pteridófitas dependem, em maior ou menor grau, da água para completarem seus ciclos reprodutivos. Essa dependência se manifesta pela necessidade de água para a ocorrência de fecundação. É correto concluir que a dependência em relação à água é:

a) Maior nas pteridófitas, porque o gametófito é o prótalo.

b) Menor nas pteridófitas, porque o esporófito é mais desenvolvido e permanente.

c) Menor nas briófitas, porque o esporófito tem curta duração.

d) Maior nas pteridófitas, porque os esporângios só se abrem quando molhados.

e) Maior nas briófitas, porque o gametófito é a própria planta.

07. (UFG) Analise a figura a seguir.

07

A figura ilustra a curva de crescimento da parte aérea de duas espécies vegetais (A e B) nativas do Cerrado, a partir da germinação da semente, durante o período de um ano. Considere que, nesse período, as condições climáticas e edáficas foram típicas da região e que a taxa de crescimento foi calculada pelo quociente entre a variação da altura (cm) e do tempo (meses do ano). A seta indica a ocorrência de queimada. Os dados apresentados mostram que o hábito de crescimento das duas espécies é distinto, pois, na espécie A:

a) A brotação é inibida pela ocorrência de queimada, enquanto, na espécie B, esse fator destrói a parte aérea preexistente.

b) O crescimento da parte aérea é menos sensível à precipitação, enquanto, na espécie B, esse fator não altera o crescimento.

c) O crescimento da parte aérea é nulo durante o período de dias longos, enquanto, na espécie B, esse fator não altera o crescimento.

d) A germinação da semente é estimulada pela ocorrência de queimada, enquanto, na espécie B, esse processo ocorre devido ao aumento da disponibilidade de água no solo.

e) O aumento da massa fresca é inversamente proporcional à temperatura média mensal, enquanto, na espécie B, esses fatores são diretamente correlacionados.

08. (UNICAMP) Cladogramas são diagramas que indicam uma história comum entre espécies ou grupos de seres vivos. Os números 3 e 4 no cladograma apresentado abaixo correspondem, respectivamente, aos seguintes grupos vegetais:

08

a) Angiospermas e gimnospermas.

b) Pteridófitas e gimnospermas.

c) Pteridófitas e briófitas.

d) Gimnospermas e angiospermas.

09. Nas briófitas, os gametas (oosfera e anterozoide) são produzidos:

a) Por mitose na fase transitória.

b) Por meiose na fase transitória.

c) Por mitose na fase permanente.

d) Por meiose na fase permanente.

e) Por meiose nas duas fases.

10. (UEM) Assinale a alternativa correta a respeito dos vegetais.

a) O tecido responsável pela distribuição da seiva elaborada é o lenho ou xilema.

b) Batata-inglesa, cebola e mandioca são exemplos de raízes comestíveis.

c) As auxinas são fitormônios que promovem o crescimento vegetal.

d) Os primeiros vegetais a apresentarem frutos foram as pteridófitas.

e) Além de sementes com um cotilédone, as monocotiledôneas apresentam raízes pivotantes e flores dímeras.

11. Um horticultor deseja obter indivíduos geneticamente idênticos (clones) a uma samambaia comercialmente valiosa. Para alcançar esse objetivo ele deve:

a) Cultivar os esporos produzidos por essa samambaia.

b) Implantar núcleos de esporos dessa samambaia em oosferas anucleadas de outras plantas.

c) Introduzir DNA extraído de folhas dessa samambaia em zigotos de outras plantas.

d) Obter fragmentos de rizoma (caule) dessa samambaia e cultivá-los.

12. (UEPG) Com relação às monocotiledôneas e dicotiledôneas, assinale o que for correto.

01. A raiz das monocotiledôneas é axial, enquanto nas dicotiledôneas é fasciculada.

02. Entre as monocotiledôneas tem-se, como exemplo, o feijão, a ervilha, a soja, o amendoim, etc.

04. As monocotiledôneas apresentam flores tetrâmeras ou pentâmeras, enquanto as dicotiledôneas têm flores trímeras.

08. As monocotiledôneas têm folhas com nervuras paralelas, enquanto as dicotiledôneas apresentam folhas com nervuras ramificadas.

16. Nas monocotiledôneas, os feixes de vasos que levam a seiva estão espalhados pelo caule, enquanto nas dicotiledôneas os feixes estão dispostos em círculos na periferia do caule.

Soma das alternativas corretas:

13. (UFSC) Assinale a alternativa que representa corretamente, no desenho, as letras referentes às partes de uma flor.

13

a) A-Carpelo, B-Estame, C-Pétala, D-Sépala.

b) A-Estame, B-Carpelo, C-Pétala, D-Sépala.

c) A-Carpelo, B-Estame, C-Sépala, D-Pétala.

d) A-Pétala, B-Sépala, C-Carpelo, D-Estame.

e) A-Sépala, B-Pétala, C-Carpelo, D-Estame.

14. (UEPG) Entre as adaptações das fanerógamas à vida terrestre, assinale o que for correto.

01. As adaptações evolutivas das fanerógamas eliminaram a necessidade de o gameta masculino ser veiculado pela água para encontrar o gameta feminino. Com isso, as fanerógamas tornaram-se altamente especializadas ao ambiente terrestre.

02. A semente é uma das adaptações essenciais para o sucesso das fanerógamas ao ambiente terrestre.

04. Os esporos femininos das gimnospermas são reduzidos, sem acúmulo de substâncias nutritivas, por isso, são chamados de micrósporos.

08. Certas sementes podem aguardar as melhores condições de umidade para a sua germinação.

16. A semente desprovida de reservas alimentares tornou as fanerógamas dependentes da fotossíntese até o aparecimento de raízes e folhas.

Soma das alternativas corretas:

15. (UDESC) Nas angiospermas as sementes são protegidas por estruturas conhecidas como frutos, que apresentam uma ampla diversidade de formas, tamanhos, consistências e cores. Assinale a alternativa correta a respeito da classificação dos tipos de frutos.

a) Frutos partenocárpicos são frutos que se desenvolvem após a fertilização do óvulo, mas não se desenvolvem do ovário.

b) Pseudofrutos se desenvolvem do ovário sem que ocorra a fertilização do óvulo.

c) Frutos partenocárpicos são derivados de vários ovários de uma única flor, após a fertilização do óvulo.

d) Frutos secos podem ser classificados em dois tipos: baga e drupa.

e) Frutos secos deiscentes abrem-se quando amadurecem, liberando as sementes.

16. (UPF) A radiação emitida pela bomba atômica de Hiroshima, no Japão, em 1945, provocou grave destruição. A primeira planta a ressurgir neste caos foi o ginco (Ginkgo biloba). Hoje usado como remédio nos tratamentos do sistema circulatório, essa planta é uma Pinófita (Gimnosperma), caracterizada por apresentar:

16

a) Habito arbóreo e fruto sem sementes.

b) Flores sem perianto e frutos sem sementes.

c) Flores sem ovário e fruto sem sementes.

d) Flores sem perianto e sementes sem fruto.

e) Folhas com braquiblastos e flores sem perianto.

17. (IFSul). Nas plantas, com exceção das Briófitas, o tecido condutor transporta as substâncias que devem ser trocadas entre os vários órgãos das plantas, como a água, sais minerais e produtos solúveis da fotossíntese. Com relação ao movimento de transporte dessas substâncias, é correto afirmar que:

a) Os vasos lenhosos ou “xilema” transportam a seiva bruta, enquanto que os vasos liberianos ou “floema” transportam a seiva elaborada.

b) A retirada de um anel circular (anel de Malpighi) de um ramo qualquer, de uma dicotiledônea, impede o transporte de seiva e a planta morre.

c) O transporte da seiva elaborada é explicado por fatores como a capilaridade, a pressão positiva da raiz e a sucção pelas folhas.

d) O transporte da seiva bruta ocorre das folhas em direção à raiz, enquanto que o transporte da seiva elaborada ocorre no sentido oposto.

18. (PUC-SP) Na evolução das plantas constata-se uma redução progressiva da fase haploide, o gametófito. Essa fase é a duradoura ou principal em:

a) Musgos e a de curta duração ou transitória em samambaias e em plantas com semente.

b) Samambaias e a de curta duração ou transitória em musgos e em plantas com semente.

c) Musgos e samambaias e a de curta duração ou transitória em plantas com semente.

d) Musgos, samambaias e pinheiros e a de curta duração ou transitória em plantas com flor e fruto.

e) Plantas com semente e a da curta duração em musgos e samambaias.

19. (UFTM) Uma planta herbácea envasada teve o caule seccionado rente ao solo e a ele foi acoplado a um tubo de vidro transparente encurvado, com mercúrio em seu interior, conforme mostra a figura abaixo.

19

Em condições ideais, com solo bem hidratado e umidade do ar elevada, a coluna de mercúrio subiu após certo tempo. Esse experimento revela que:

a) O ambiente atmosférico promove uma sucção do mercúrio, que por sua vez suga a seiva do caule.

b) Os vasos do xilema contraem-se ritmicamente fazendo a seiva subir da raiz para o caule.

c) O intenso transporte ativo de água para o interior do xilema promove a subida da seiva no caule.

d) A seiva bruta sobe devido à pressão da raiz, desenvolvida por um mecanismo osmótico.

e) A seiva elaborada é deslocada sob pressão positiva existente no interior do vaso xilemático.

20. (UFU) A figura abaixo apresenta o ciclo reprodutivo de uma samambaia.

20a

Em uma aula de Botânica, quatro estudantes fizeram as seguintes afirmações sobre esse ciclo:

20b

Qual estudante fez a afirmação correta sobre o ciclo reprodutivo apresentado?

a) II.

b) I.

c) III.

d) IV.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 15 de novembro de 2015

TESTES DE CITOLOGIA (4)

01. (UFRN) A bactéria Shigella dysenterie e o protozoário Entamoeba histolítica infectam o homem, causando disenteria. Embora sejam organismos unicelulares, diferem entre si na sua organização, no entanto, apresentam estruturas celulares que são comuns. As estruturas celulares que são encontradas tanto nas bactérias como nos protozoários são:

a) Nucléolo, membrana plasmática e cromossomo.

b) Carioteca, mitocôndria e ribossomo.

c) Nucleoide, plasmídeo e retículo endoplasmático.

d) Cromossomo, membrana plasmática e ribossomo.

02. (UEM) Considere a representação esquemática das células abaixo e identifique o que for correto.

02

01. Na organela apontada pela seta 1, ocorre a glicólise e o ciclo de Krebs

02. As organelas 1 e 2 contêm DNA, RNA e ribossomos e são capazes de se autoduplicarem.

04. Na organela apontada pela seta 4, as proteínas são modificadas, separadas e empacotadas em bolsas membranosas para serem enviadas aos locais em que atuarão.

08. A cromatina localiza-se exclusivamente na organela apontada pela seta 3.

16. A representação à esquerda refere-se a uma célula eucariótica vegetal e a da direita a uma célula eucariótica animal.

Soma das alternativas corretas:

03. Processos que podem ocorrer em bactérias produzindo alterações genéticas são:

a) Mutação gênica e meiose.

b) Mutação gênica e conjugação.

c) Mutação gênica e clonagem.

d) Meiose e conjugação.

e) Meiose e clonagem.

04. (UFPel) As células são formadas por compostos orgânicos e inorgânicos e a maior parte da massa dos seres vivos é formada por I, que é uma substância inorgânica. Tanto os seres procariotos quanto os eucariotos apresentam a/o II, que possui em sua constituição moléculas de ácido fosfórico, pentoses e bases nitrogenadas. Todas as células possuem membrana plasmática, que apresentam como componente estrutural a/o III, sendo o colesterol um exemplo clássico desse componente. A molécula de IV também está presente na membrana plasmática; ela é formada por vários aminoácidos e pode ser utilizada como fonte de energia. Porém, a/os V são as principais fontes de energia da célula e estão presentes também na estrutura dos ácidos nucleicos (DNA e RNA). Os números I, II, III, IV e V correspondem respectivamente às seguintes moléculas:

a) Água, carboidrato, proteína, ácido nucleico e lipídios.

b) Água, ácido nucleico, lipídio, proteína e carboidratos.

c) Proteína, lipídio, água, ácido nucleico e carboidratos.

d) Água, proteína, lipídio, ácido nucleico e carboidratos.

e) Lipídio, água, ácido nucleico, carboidrato e proteínas.

05. (OBJETIVO-SP) Uma das evidências que apoiam a teoria endossimbiótica é a existência de organismos como Pelomyxa palustris. Esta ameba, de grandes dimensões, possui vários núcleos individualizados. No seu citoplasma, não existe retículo endoplasmático nem sistema golgiense, mitocôndrias ou centríolos. Ela vive em ambientes aeróbios, em fundos lodosos, alimentando-se de algas e bactérias. No seu interior, é possível encontrar três tipos de bactérias endossimbióticas que apresentam um metabolismo análogo ao das mitocôndrias e beneficiam a ameba. De acordo com as informações do texto, foram feitas algumas afirmações sobre a ameba mencionada.

I. Trata-se de um ser vivo que não consegue sintetizar proteínas nem realizar uma divisão celular.

II. Não é possível encontrar moléculas de ATP no citosol desse ser.

III. As bactérias encontradas no interior dessa ameba atuam como parasitas.

IV. Se essa ameba for cultivada em um meio de cultura que contenha antibióticos capazes de atravessar a membrana plasmática, ela poderá morrer depois de um tempo.

Está correto apenas o contido em:

a) IV.

b) I e II.

c) I e III.

d) III e IV.

e) II, III e IV

06. (UEAP) Se fôssemos comparar a organização e o funcionamento de uma célula eucarionte com o que ocorre em uma cidade, poderíamos estabelecer determinadas analogias. Correlacione os locais da cidade com as principais funções correspondentes às organelas celulares e assinale a alternativa correta.06

a) I-4, II-3, III-2, IV-5, V-1, VI-6, VII-7.

b) I-3, II-4, III-5, IV-1, V-2, VI-6, VII-7.

c) I-1, II-2, III-3, IV-4, V-5, VI-6, VII-7.

d) I-5, II-4, III-1, IV-3, V-2, VI-6, VII-7.

e) I-3, II-4, III-1, IV-5, V-2, VI-7, VII-6.

07. (UFPA) Os processos celulares estão interligados de tal forma que cada organela, cada componente do citoquesqueleto e o citosol encontram-se direta ou indiretamente vinculados a eventos fisiológicos celulares. Uma forma de correlação fisiológica direta, entre membrana, citoplasma e núcleo, está indicada na alternativa:

a) A duplicação dos centríolos direciona a mobilização dos microtúbulos e consequente redistribuição de organelas para futuras células filhas.

b) Fagocitose de bactérias resulta na formação de um fagolisossomo, o qual transporta, durante a digestão, moléculas básicas ao citosol que podem ser direcionadas às atividades das demais organelas, como lipídios, aminoácidos, monossacarídeos e nucleotídeos.

c) A exocitose pode ser observada tanto na liberação de enzimas de digestão extracelular, como na liberação de neurotransmissores dentro de uma fenda sináptica. Ambos os processos necessitam de sinais extracelulares para ocorrer.

d) O bloqueio da difusão de O2 para dentro da célula afeta a respiração celular, o que leva ao declínio comprometedor das atividades mitocondriais e induz morte celular programada.

e) Receptores de superfície induzem reações enzimáticas em cascata que resultam na fosforilação de proteínas de membrana nuclear e desintegração desta, o que marca o início do processo de divisão celular.

08. (UFJF) “A presença de cianotoxinas em mananciais de abastecimento público tem se tornado um problema crescente no Brasil e existe uma preocupação, tanto dos governantes quanto da opinião pública, de que essas toxinas possam afetar a saúde humana, seja através do consumo de água contaminada, seja através do consumo de pescado. A ocorrência de casos de contaminação de humanos por água de abastecimento público já é um fato no Brasil, como a tragédia ocorrida em Caruaru (PE) em 1996 e um episódio de intoxicação de pacientes de hemodiálise no Rio de Janeiro em 2001”.

FERRÃO-FILHO. A.S. et al. Florações de cianobactérias tóxicas no Reservatório do Funil: dinâmica sazonal e consequências para zooplâncton. Oecologia brasiliensis, Rio de Janeiro, v. 13, n. 2, p. 346-365, fev. 2009.

As cianotoxinas são substâncias tóxicas produzidas por cianobactérias. Sobre cianobactérias, é correto afirmar que:

a) São sempre organismos marinhos.

b) Não fixam nitrogênio, pois não habitam os solos.

c) São autótrofas fotossintetizantes, com clorofila a como pigmento principal.

d) Estão incluídas no Reino Plantae, uma vez que cianobactérias ancestrais deram origem aos vegetais terrestres.

e) São organismos eucariontes autótrofos.

09. (UFU) Após analisar dois tipos celulares (A e B) ao microscópio eletrônico de transmissão, para verificar detalhes de sua ultraestrutura, um grupo de alunos levantou as seguintes hipóteses:

I. A representa uma célula muscular porque seu citoplasma possui grande quantidade de filamentos de actina e miosina.

II. A apresenta uma alta atividade metabólica, pois foi possível observar um grande número de mitocôndrias entre os feixes de actina e miosina.

III. B representa uma célula produtora de enzimas digestivas porque possui retículo endoplasmático rugoso bem desenvolvido.

IV. B apresenta baixa atividade metabólica, pois foi possível observar o predomínio de cromatina descondensada em seu núcleo.

Assinale a alternativa que apresenta apenas as hipóteses corretas:

a) I e IV.

b) I e III.

c) I, II e III.

d) II, III e IV.

10. (UEM) Assinale o que for correto.

01. Na prófase da mitose, os cromossomos homólogos são observados pareados.

02. Uma célula eucariótica cultivada, durante as fases G1 e S da interface, na presença de timidina radioativa produz duas células-filha com todos os cromossomos radioativos.

04. Células procarióticas não têm mitocôndrias.

08. O nucléolo é uma estrutura relacionada à formação dos ribossomos.

16. Nas células mucosas, a combinação de polipeptídeos e carboidratos para formar glicoproteínas, ou muco, acontece no complexo de Golgi.

32. O centríolo e o cinetossomo são estruturas microtubulares que compõem o sistema membranoso citoplasmático.

64. A timidina radioativa absorvida por uma célula animal será encontrada incorporada aos ácidos nucleicos do núcleo, das mitocôndrias e dos ribossomos.

Soma das alternativas corretas:

11. (UEM) Assinale o que for correto.

01. Uma proteína formada por 40 aminoácidos é codificada por uma molécula de RNA transportador de 40 nucleotídeos.

02. Na mitose ocorre a permuta de material genético, durante o crossing–over, permitindo variabilidade genética entre os seres vivos.

04. A duplicação dos cromossomos ocorre no período de interfase.

08. Na meiose ocorrem duas divisões celulares. A primeira, dita reducional, reduz o número de cromossomos à metade. A segunda, dita equacional, mantém o número de cromossomos nas células resultantes.

16. Segmentação é o nome que se dá ao aumento do número de células, sem aumento do volume total, em consequência da divisão da célula ovo.

32.  Adenina, timina, citosina e guanina são as bases nitrogenadas encontradas nos ácidos ribonucleicos.

Soma das alternativas corretas:

12. (UFPel) Todos os seres vivos são formados por células, alguns são unicelulares e outros multicelulares. As células são de dois tipos: eucariotas ou procariotas, sendo que as primeiras apresentam um rico sistema de endomembranas e as segundas não apresentam organelas membranosas. Para melhor entender “a vida”, é importante que se conheçam as células.

12

Com base nos textos, analise as afirmativas abaixo.

I. O cloroplasto (Figura 2b) está presente apenas nas plantas; portanto, somente estes organismos realizam a fotossíntese.

II. O núcleo (Figura 2a) é uma organela dos eucariotos, sendo formado por uma única membrana que circunda todo o material genético encontrado dentro da célula.

III. O retículo endoplasmático liso, ou agranular, é responsável pela síntese de lipídios e no retículo endoplasmático rugoso, ou granular, ocorre a síntese de proteínas. Uma das diferenças entre as duas organelas é a presença de ribossomos no retículo endoplasmático rugoso.

IV. A figura 1 é o esquema de uma bactéria que apresenta o DNA (Figura 1a) disperso no citoplasma.

V. As organelas presentes nos procariotos são os ribossomos e as mitocôndrias; as demais são encontradas somente nos eucariotos.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) III e IV.

b) I, III e V.

c) III e V.

d) II e IV.

e) I, II e IV.

13. (UEM) A figura abaixo é de uma célula acinosa de pâncreas vista ao microscópio eletrônico. Sobre ela, assinale o que for correto.

13

01. A seta A aponta a secreção sendo absorvida pela célula por processo de fagocitose.

02. A seta B aponta a mitocôndria, que é responsável pelo processo de respiração aeróbica, resultando na liberação de gás carbônico, água e energia.

04. A seta C aponta o aparelho de Golgi, onde ocorre armazenamento e concentração das enzimas.

08. A seta D aponta os grãos de secreção, que são bolsas membranosas repletas de enzimas.

16. A seta E aponta o retículo endoplasmático liso, onde ocorre a formação das enzimas pancreáticas, possuindo as funções de síntese, transporte e armazenamento de enzimas.

32. A seta F aponta o nucléolo, o qual é encontrado em todas as células de eucariontes e procariontes.

64. Além de DNA nuclear, encontra–se DNA, também, na estrutura apontada pela seta B.

Soma das alternativas corretas:

14. (UDESC) A organização dos componentes orgânicos nos seres vivos (com exceção dos vírus), em nível celular, pode ser de dois tipos básicos: procarióticas e eucarióticas. Com relação a estes dois tipos de células, assinale (V) para verdadeiro e (F) para falso.

(  ) Nas células eucarióticas existe uma compartimentalização para atividades específicas como, por exemplo, a digestão e o armazenamento.

(  ) Nas células eucarióticas o material genético encontra-se disperso no citoplasma.

(  ) Nas células procarióticas existem, além da membrana citoplasmática, membranas internas denominadas de endomembranas.

(  ) Em células procarióticas encontram-se além do DNA nuclear o DNA mitocondrial.

(  ) As células procarióticas são encontradas principalmente nas algas e nos fungos.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – F – F – F – F.

b) F – F – V – F – F.

c) V – V – V – F – V.

d) F – F – V – F – V.

e) V – V – F – F – V.

15. (PUC-RS) Assim como o crescimento corporal, o envelhecimento tem características diferentes nos variados grupos de organis­mos. Um fator que contribui para a incapacidade da manutenção da integridade das células e dos tecidos é o acúmulo de danos causados pelos radicais livres de oxigênio (RLO). No interior da célula, os RLO alteram fosfolipídios e nu­cleotídeos, causando danos, respectivamente, às estruturas de:

a) Carioteca e centríolos.

b) Lâmina celular e cromátides.

c) Parede celular e fuso acromático.

d) Membrana celular e cromossomos.

e) Membrana plasmática e citoesqueleto.

16. (UNITAU) Uma célula que apresenta parede celular, mitocôndrias, carioteca e cloroplastos, mas não possui centríolos, deve ser:

a) Uma bactéria fotossintetizante.

b) Uma célula vegetal.

c) Uma célula animal.

d) Uma levedura.

e) Um euglenoide.

17. (UNICID) O macrófago é um tipo de glóbulo branco humano, que, por meio de pseudópodes, captura células invasoras, as quais serão posteriormente endocitadas e digeridas intracelularmente.

17

Assinale a alternativa que indica, respectivamente, um microrganismo que realiza esse mesmo processo e a estrutura celular responsável pela digestão.

a) Amebas e lisossomos.

b) Cianobactérias e vacúolos.

c) Vírus e cápsulas proteicas.

d) Bactérias e ribossomos.

e) Fungos e retículo liso.

18. (PUC-CAMPINAS) Um aminoácido radioativo foi fornecido a células que o utilizam para fabricar determinado produto de secreção. Após certo tempo, essas células apresentarão sinais de radioatividade principalmente:

a) No núcleo.

b) Nos fagossomos.

c) Nas mitocôndrias.

d) Na membrana plasmática.

e) No complexo golgiense.

19. (UFT) A célula é a menor parte dos seres vivos com forma e função definidas. Por essa razão, afirmamos que a célula é a unidade estrutural destes. A célula, isolada ou junto com outras células, forma todo o ser vivo ou parte dele.

Fonte:<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Corpo/Celula.php&gt; Acesso em:22 de março de 2015.

A estrutura presente nas células responsável pela fronteira do meio intracelular e do meio extracelular, além de participar na regulação da entrada e saída de nutrientes é a(o):

a) Parede celular.

b) Barreira citoplasmática.

c) Mitocôndria.

d) Membrana plasmática.

e) Núcleo.

20. (CESPE-UnB) A diversidade de formas, tamanhos e funções, observada nos mais diferentes tipos celulares de um mesmo organismo, está relacionada aos processos que ocorrem separadamente em cada um desses tipos celulares. Tal diversidade é consequência do padrão de:

a) Replicação do DNA.

b) Sequência de nucleotídeos do DNA.

c) Sequência de nucleotídeos do RNA.

d) Transcrição célula-específico.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 20 de outubro de 2015

TESTES DE BOTÂNICA (IX)

01. (UNIOESTE) Referente às estruturas das angiospermas, considere as colunas I e II e assinale a(s) associação(ões) correta(s).

01

01. a1, b2, c3, d4, e5

02. f1, g2, h3, i4, j5.

04. a3, b1, c5, d2, e1.

08. a3, b5, c2, d4, e1.

16. f1, g2, h1, i2, j5.

32. f3, g4, h4, i5, j2.

Soma das alternativas corretas:

02. (FATEC) Grupos de angiospermas das espécies I, II e III foram submetidos a tratamentos fotoperiódicos, manifestando os resultados descritos abaixo.

Quando receberam diariamente 3 horas de luz e 21 de escuro, I não floresceu, mas II e III floresceram. Quando foram expostos a 10 horas diárias de luz e 14 de escuro, I e II floresceram, porém III não floresceu. Com base nesses dados pode-se concluir acertadamente que I, II e III são, respectivamente, plantas:

a) De dia curto, neutras e de dia longo.

b) De dia curto, de dia longo e neutras.

c) Neutras, de dia curto e de dia longo.

d) De dia longo, neutras e de dia curto.

e) De dia longo, de dia curto e neutras.

03. (UNISC) São plantas pertencentes às Gimnospermas e Angiospermas, respectivamente:

a) Palmeira e bananeira; pinheiro e cedro.

b) Cedro e palmeira; bananeira e pinheiro.

c) Ervilha e arroz; cipreste e sequoia.

d) Pinheiros e cipreste; mamona e feijão.

e) Todas as alternativas estão incorretas.

04. (UEPG) A figura abaixo demonstra as etapas da germinação de uma semente de feijão. Associando o papel de cada estrutura numerada na imagem à função durante a germinação da semente, assinale o que for correto.

04

Fonte: Linhares, S.; Gewandsznajder, F. Biologia hoje, os seres

vivos. 15a ed. Volume 2. Editora Ática. São Paulo. 2008.

01. Em 1 é representada a radícula. A radícula dará origem à raiz com pelos absorventes que servem para retirar água e sais minerais do solo.

02. No 3 é representado o hipocótilo. O hipocótilo é a região entre a radícula e o ponto de implantação do(s) cotilédone(s).

04. O número 4 representa a região superior, entre os cotilédones e o meristema apical do caule, a qual recebe a denominação de epicótilo.

08. No 2 é demonstrado o cotovelo. Com a sequência das imagens é possível observar que se trata de uma germinação hipógea, na qual os cotilédones continuam sob o solo.

Soma das alternativas corretas:

05. (UEM) A Botânica baseia-se em diferentes características dos vegetais para facilitar o entendimento sobre eles. Considerando os vegetais a seguir, as regras de nomenclatura botânica e as características morfológicas externas dessas plantas, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

A. Lactuca sativa L. (alface)

B. Coffea arabica L. (café)

C. Phaseolus vulgaris L. (feijão)

D. Zea mays L. (milho)

E. Oryza sativa L. (arroz)

01. Apenas dois gêneros apresentam folhas com nervação reticulada e com sistema radicular axial.

02. Duas espécies têm epíteto específico idêntico e ambas são monocotiledôneas.

04. Três gêneros apresentam dois cotilédones e sistema radicular fasciculado.

08. Três espécies são dicotiledôneas e apresentam folhas com nervação reticulada.

16. São citados quatro espécies e cinco gêneros.

Soma das alternativas corretas:

06. (IFMG) O cladograma abaixo representa as relações filogenéticas dos diferentes grupos vegetais.

06

Disponível em: <http://www.profkenji.com.br/seresvivos/&gt;. Acesso em: 31 out. 2012.

A análise do cladograma permite concluir que:

a) Briófitas são plantas mais simples, pois não apresentam tecidos.

b) Em B a reprodução tornou-se independente da água.

c) Em C o embrião formou-se dentro do óvulo que originou a semente.

d) Pteridófitas são menos evoluídas do que gimnospermas e angiospermas, pois não apresentam vasos condutores de seiva.

07. (ACAFE) A respeito dos diferentes grupos vegetais, analise as afirmações a seguir.

I. Briófitas são avasculares e precisam da água para completar seu ciclo de vida.

II.Pteridófitas apresentam um sistema condutor.

lll. As gimnospermas apresentam sementes protegidas pelo mesocarpo.

lV. As angiospermas são divididas em monocotiledôneas e dicotiledôneas, sendo que monocotiledôneas apresentam feixes liberianos e lenhosos reunidos em grupo no estelo.

Todas as afirmações corretas estão em:

a) I – II – IV.

b) I – II.

c) II – III.

d) III – IV.

08. (FUVEST) As plantas podem reproduzir-se sexuada ou assexuadamente, e cada um desses modos de reprodução tem impacto diferente sobre a variabilidade genética gerada. Analise as seguintes situações:

I. Plantação de feijão para subsistência, em agricultura familiar.

II. Plantação de variedade de cana-de-açúcar adequada à região, em escala industrial.

III. Recuperação de área degradada, com o repovoamento por espécies de plantas nativas.

Com base na adequação de maior ou menor variabilidade genética para cada situação, a escolha da reprodução assexuada é a indicada para:

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

09. (UFSJ) Considere o texto a seguir para responder esta questão

O pinhão é uma semente comestível da Araucária, ou Pinheiro-do-Paraná. Essa árvore é uma gimnosperma. A sazonalidade e a regionalidade de ocorrência da Araucária fazem de suas sementes iguarias, apreciadas normalmente nos meses frios do sul e sudeste do Brasil.

De acordo com o texto, é incorreto afirmar que:

a) Os frutos da Araucária se desenvolvem a partir do pinhão, que são as sementes da planta.

b) As gimnospermas possuem ramos reprodutivos femininos e masculinos distintos, que podem estar num mesmo indivíduo ou em indivíduos separados de acordo com a espécie.

c) O pinhão é a semente da Araucária contendo o embrião da planta. Para que haja o desenvolvimento do pinhão, há necessidade de os grãos de pólen chegar às estruturas femininas adultas e ocorrer a fecundação.

d) Para se reproduzir, a Araucária depende do processo de polinização, que é a transferência (por vento ou por insetos) dos gametas masculinos para as estruturas femininas, onde ocorrerá a fecundação.

10. (UEPG) Com relação às características gerais do reino Plantae, assinale o que for correto.

01. Nos filoides dos musgos, os vasos condutores de seiva transportam água, sais minerais e glicose.

02. Nas briófitas, a principal função dos rizoides é a fixação do musgo e não a absorção de água e sais minerais.

04. Entre as plantas vasculares com semente, as angiospermas apresentam as sementes expostas externamente no órgão reprodutivo.

08. As plantas avasculares são aquelas destituídas de tecidos vasculares. Compõem esse grupo as briófitas e pteridófitas.

16. Plantas vasculares ou traqueófitas possuem vasos formados por células tubulares, especializadas na condução de substâncias nutritivas (seiva) pelo organismo.

Soma das alternativas corretas

11. (UEL) Leia o texto a seguir e responda esta questão.

Christos e espiciarias! – por Cristo e especiarias – foi o grito jubiloso dos marinheiros de Vasco da Gama quando, em maio de 1498, eles se aproximaram da Índia e da meta de ganhar uma fortuna incalculável com condimentos que durante séculos haviam sido monopólio dos mercadores de Veneza. A sua demanda e a das fragrantes moléculas da pimenta, da canela, do cravo-da-índia, da noz-moscada e do gengibre estimularam uma procura global que deu início à Era dos Descobrimentos.

(Adaptado de: COUTEUR, P.; BURRESON, J. Os botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006. p.23.)

Assinale a alternativa que apresenta, correta e respectivamente, o órgão da planta utilizado como especiarias: pimenta, canela, cravo-da-índia, noz-moscada e gengibre.

a) Fruto, semente, botão floral, rizoma, tronco.

b) Fruto, tronco, botão floral, semente, rizoma.

c) Rizoma, semente, tronco, botão floral, fruto.

d) Semente, rizoma, fruto, botão floral, tronco.

e) Semente, tronco, botão floral, fruto, rizoma.

12. (UERJ) Desde o início da colonização do ambiente terrestre, houve grande diversificação das plantas, graças ao surgimento de características vantajosas à adaptação, que permitiram a sobrevivência e a reprodução em terra firme. As estruturas correspondentes a adaptações evolutivas exclusivas das plantas, que contribuíram para seu desenvolvimento e diversificação no habitat terrestre, estão indicadas em:

a) Fruto, semente e mitocôndria.

b) Vaso condutor, cutícula e estômato.

c) Membrana celular, cloroplasto e raiz.

d) Meristema apical, parede celular e flor.

13. (UNITAU) Entre as Briófitas, Pteridófitas, Gimnospermas e Angiospermas, a geração dominante é, respectivamente:

a) Gametofítica, esporofítica, esporofítica, esporofítica.

b) Esporofítica, gametofítica, esporofítica, gametofítica.

c) Gametofítica, esporofítica, gametofítica, esporofítica.

d) Esporofítica, esporofítica, esporofítica, gametofítica.

e) Gametofítica, gametofítica, gametofítica, esporofítica.

14. (UNICID) A semente do ipê amarelo, Tabebuia alba, apresenta pequena quantidade de endosperma e baixa durabilidade. Trata-se de uma semente bastante fina e leve, conforme mostra a figura, e não pode ser enterrada para desenvolver seu embrião.

14

A germinação e a dispersão desta semente ocorrem em função, respectivamente, da presença de:

a) Matéria orgânica e insetos.

b) Luz e vento.

c) Minerais e aves.

d) Baixas temperaturas e morcegos.

e) Altas temperaturas e mamíferos.

15. (UFG) Leia as informações a seguir.

Uma árvore, em um ambiente natural a 20oC, apresentando 105 folhas com área média de 0,5 dm2 por folha, está perdendo água para a atmosfera através dos estômatos, em uma média de 5 g/dm2/h, durante o dia.

Dado: Calor latente de vaporização da H2O ≈ 600 cal.

Com base nas informações e considerando-se que esse processo está ocorrendo das 13 às 15 horas, conclui-se que a sua importância e a quantidade de calor absorvido, em cal, são, respectivamente:

a) Síntese de carboidrato e fornecimento de alimento; 1,5∙108.

b) Regulação da temperatura e resfriamento do microambiente; 1,5∙108.

c) Regulação da temperatura e resfriamento do microambiente; 3,0∙108.

d) Consumo de ATP e disponibilização de energia para o metabolismo; 3,0∙107.

e) Consumo de ATP e disponibilização de energia para o metabolismo; 1,5∙107.

16. (UECE) As plantas da caatinga possuem algumas características particulares, como folhas transformadas em espinhos, cutículas altamente impermeáveis, caules suculentos, raízes profundas etc. Essa descrição se refere ao que definimos como:

a) Xeromorfismo.

b) Caducifolia.

c) Convergência adaptativa.

d) Mimetismo.

17. (FATEC) Leia com atenção as afirmações a seguir:

I. A raiz é um órgão geralmente subterrâneo, aclo­rofilado e especializado na fixação da planta e na absorção de água e sais minerais.

II. Quando há uma raiz principal mais desenvolvida que as ramificações, a raiz é dita fasciculada; quando a raiz principal está atrofiada, ela é axial.

III. Raízes adventícias são aquelas originadas do caule ou das folhas.

IV. Raízes respiratórias ou pneumatóforos são raízes encontradas em plantas de mangues, que ficam fora da água e promovem o arejamento da planta.

Dessas afirmações:

a) Apenas a I é correta.

b) Apenas a I, a III e a IV são corretas.

c) Apenas a I e a III são corretas.

d) Apenas a III e a IV são corretas.

e) Todas são corretas.

18. (UEM) Considere as afirmações abaixo e assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. Beterraba, maçã, tomate e batata-inglesa são exemplos, respectivamente, de raiz tuberosa, pseudofruto, fruto carnoso tipo baga e caule do tipo tubérculo.

02. O colênquima é um tecido de sustentação, formado por células mortas, com paredes espessas e lignificadas.

04. O único fitormônio gasoso, o etileno, atua na indução do amadurecimento de frutos.

08. Os frutos da gimnosperma Araucaria angustifolia ou pinheiro-do-Paraná são comestíveis e popularmente conhecidos como pinhão.

16. Os organismos formadores de mofos, bolores e micoses são autotróficos e armazenam o glicogênio como substância de reserva em suas células.

Soma das alternativas corretas:

19. O esquema a seguir representa a evolução das angiospermas que foi responsável pelo aparecimento do fruto.

19

As estruturas numeradas em 1 e 2 são, respectivamente:

a) Óvulo e ovário.

b) Ovário e óvulo.

c) Fruto e folha carpelar.

d) Fruto e semente.

e) Nervura e ovário.

20. (UFRS) Relacione os tipos de dispersão da coluna I com as adaptações das plantas da coluna II.

COLUNA I

1. Anemocoria

2. Zoocoria

3. Hidrocoria

COLUNA II

(  ) Sementes ou frutos pequenos e leves com um envoltório plumoso.

(  ) Sementes ou frutos dotados de ornamentações.

(  ) Sementes ou frutos com espinhos ou ganchos.

(  ) Sementes ou frutos com estruturas que acumulam ar no seu interior.

(  ) Sementes ou frutos alados.

A sequencia numérica correta, de cima para baixo, na coluna da direita, e

a) 1 – 2 – 2 – 3 – 1.

b) 2 – 1 – 1 – 3 – 2.

c) 1 – 2 – 3 – 3 – 1.

d) 2 – 3 – 3 – 1 – 2.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 20 de outubro de 2015

TESTES DE GENÉTICA MOLECULAR (6)

01. (UEM) Sobre material genético, assinale o que for correto.

01. O DNA está presente em todos os seres vivos celulares.

02. É no DNA que se encontra a informação para a síntese de proteínas pela célula.

04. Preservar espécies, para que as mesmas não entrem em extinção, é preservar genes que contêm informações para a síntese de proteínas que poderiam ser úteis ao ser humano.

08. O DNA somente é encontrado no interior do núcleo das células.

16. A célula eucariótica possui DNA mitocondrial e cromatina.

32. Na célula eucariótica, a cromatina é encontrada nos cloroplastos.

64. Os vírus não possuem DNA e se utilizam do DNA da célula infectada para a síntese de suas proteínas.

Soma das alternativas corretas:

02.  (UERJ) Considere uma célula bacteriana com quatro guaninas oxidadas em um trecho do gene que codifica determinada proteína, conforme mostra a sequência:

G*CG* – CCC – TG*T – ACG* – ATA

Ao final de certo tempo, essa célula, ao dividir-se, dá origem a uma população de bactérias mutantes. O número máximo de aminoácidos diferentes que poderão ser substituídos na proteína sintetizada por essas bactérias, a partir da sequência de DNA apresentada, é igual a:

a) 0.

b) 1.

c) 2.

d) 3.

03. (PISM) O esquema abaixo representa a síntese proteica realizada por polirribossomos livres de uma célula eucariota. Analise-o e assinale a opção correta:

03

a) O RNAm contém a informação genética transcrita a partir do RNAr.

b) O polirribossomo livre é um componente celular especializado na síntese de glicoproteínas.

c) No polirribossomo livre, o processo de síntese proteica não requer a presença de RNAt.

d) A presença de vários ribossomos ao longo do RNAm evidencia a produção de moléculas idênticas de uma mesma proteína.

e) As proteínas livres na matriz citoplasmática são encaminhadas aos centríolos para serem degradadas.

04. (IFG) […] Os erros inatos do metabolismo são distúrbios de natureza genética que geralmente correspondem a um defeito enzimático capaz de acarretar a interrupção de uma via metabólica.

Disponível em: <http://www.folhape.com.br/cms/opencms/folhape/pt/cotidiano/saude/arquivo s/2011/outubro/0415.html>. Acesso em: 10 dez. 2012.

Sobre os erros inatos do metabolismo, considere as seguintes afirmativas:

I. Podem levar a falhas na síntese, degradação, armazenamento ou transporte de moléculas no organismo.

II. Tais erros do metabolismo são considerados a causa das Doenças Metabólicas Hereditárias.

III. As doenças metabólicas são ocasionadas pelo acúmulo de produtos gerados após a reação entre enzima e substrato.

Somente está(ão) correta(s):

a) A afirmativa I.

b) A afirmativa II.

c) As afirmativas I e II.

d) As afirmativas I e III.

e) As afirmativas II e III.

05. (UFSC) Há na mídia uma grande quantidade de notícias envolvendo o DNA: testes de paternidade, engenharia genética, transgênicos, clonagem terapêutica e reprodutiva, terapia gênica, farmacogenômica etc. Para compreender essas notícias, é necessário conhecer a estrutura da molécula de DNA e entender seu funcionamento. Analise os dados dos quadros a seguir, e assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

05

01. Em I, observa-se que o pareamento das bases nitrogenadas do DNA é aleatório.

02. O quadro I mostra uma molécula de DNA cuja duplicação ocorre de forma semiconservativa, pois cada uma das fitas originais em I serve de molde para uma nova fita, gerando duas novas duplas hélices.

04. Em II, está indicado o processo de transcrição, através do qual se formam moléculas que contêm as mesmas bases nitrogenadas presentes no DNA.

08. Em III, está indicado o processo de tradução, que resulta na formação de polipeptídios, cuja sequência de aminoácidos está codificada numa molécula de ácido nucleico.

16. A deleção de um dos pares de bases na sequência mostrada em I não alteraria significativamente a sequência de aminoácidos em III.

Soma das alternativas corretas:

06. (UFU) A análise de um segmento do DNA de um procarioto revelou a seguinte sequência de nucleotídeos: AGG GAC TTC CTT GCT ATC.

06

Com base na tabela de códons e seus respectivos aminoácidos, pode-se afirmar que a sequência polipeptídica, após a tradução, será representada pelos seguintes aminoácidos:

a) Serina, Leucina, Lisina, Ácido glutâmico e Arginina.

b) Arginina, Ácido aspártico, Tirosina, Alanina, Isoleucina e Glicina.

c) Cisteína, Leucina, Serina e Treonina.

d) Valina, Histidina, Glutamina, Serina, Alanina e Glicina.

07. (UFPel)

07

As bactérias apresentam reprodução assexuada, o que permite que uma bactéria origine duas novas idênticas a ela. Entretanto, muitas bactérias apresentam ainda a capacidade de realizar troca de genes. De acordo com seus conhecimentos e com as informações dos textos, é correto afirmar que:

a) A figura A representa a reprodução assexuada por divisão binária, em que a célula bacteriana divide o seu cromossomo, originando duas novas bactérias com metade do DNA original; a figura B representa o processo de transferência de pedaços de DNA os quais passam diretamente de uma bactéria doadora para uma bactéria receptora.

b) A figura A representa o processo de reprodução sexuada que ocorre em muitas bactérias, em que, a partir de uma célula bacteriana, duas novas, com características genéticas diferentes, são formadas; a figura B representa um processo de transformação bacteriana em que a bactéria absorve moléculas de DNA dispersas no meio.

c) O modo de reprodução da bactéria representada na figura A garante uma maior variabilidade genética do que o da representada na figura B, pois naquela ocorreu o processo de transferência de DNA, o que permitiu a troca de material genético entre as bactérias.

d) O modo de reprodução da bactéria representada na figura B garante uma maior variabilidade genética do que o da representada na figura A, pois naquela ocorreu o processo de troca de material genético de uma bactéria para a outra, através da ação de uma terceira bactéria que transporta o DNA.

e) A figura A representa a reprodução assexuada por divisão binária, em que a célula bacteriana duplica seu cromossomo e se divide; a figura B representa um processo que envolve a transferência de moléculas de DNA de uma bactéria para outra, por meio de vírus bacteriófago.

08. (IFTM) Se fosse possível sintetizar in vitro uma proteína, nas mesmas condições em que essa síntese ocorre nas células, utilizando-se ribossomos obtidos de células de preá do cerrado de Goiás, RNA mensageiro de células de camundongo do brejo de Mato Grosso do Sul, RNA transportador de células de sagui do Mata Atlântica no Espírito Santo e aminoácidos ativados de célula bacteriana coletada na lagoa da Pampulha em Belo Horizonte, a proteína produzida teria a estrutura primária (sequência de aminoácidos) idêntica à:

a) Não seria possível, pois os sistemas enzimáticos e celulares são peculiares a cada espécie.

b) Uma mistura de todas as células.

c) Do sagui.

d) Do preá.

e) Do camundongo do brejo.

09. (UFSJ) Martha Chase, nascida em 1927 na cidade de Cleveland, nos Estados Unidos da América, foi uma importante geneticista de nosso século ao contribuir significativamente na compreensão do processo de hereditariedade. Ela foi coautora do trabalho com Alfred Hershey (1908-1997), publicado em 1952. Na época, ela era assistente de laboratório na Universidade da Carolina do Sul. O experimento, conhecido como o “Experimento do Liquidificador”, foi elaborado para responder a uma questão bastante presente na época. Já há algumas décadas os cientistas se dedicavam ao estudo de certo tipo de vírus (bacteriófagos ou fagos) que infectava bactérias para se reproduzir. Com esses estudos os cientistas procuravam avançar na compreensão das moléculas envolvidas na transmissão de características genéticas. A pergunta da época, de Martha Chase, era: qual é o componente que permite a reprodução dos vírus bacteriófagos (ou fagos)? Isso porque esses vírus são organismos bem simples, compostos basicamente de uma molécula de DNA e uma cápsula de proteína. Então: Qual dessas duas estruturas estaria envolvida na reprodução? Martha Chase participou dos experimentos no grupo de Hershey. Eles adicionaram fagos com marcação diferencial no DNA e na cápsula proteica a uma cultura de bactérias, permitindo que os vírus infectassem as bactérias. Então, eles agitaram essa mistura de vírus e bactéria em um liquidificador bem controlado para separar os vírus das bactérias sem estourar as membranas celulares delas. Ao final do experimento, Hershey e Chase examinaram apenas as bactérias separadas, procurando as porções marcadas. Eles encontraram dentro da bactéria partes marcadas do DNA do vírus e não encontraram partes marcadas da cápsula proteica do vírus. “Esses resultados permitiram concluir que apenas o DNA do fago penetra na bactéria quando ocorre a infecção e que, a partir do DNA, é produzida toda uma geração de novos fagos com DNA e proteínas típicos da espécie de fagos utilizada. Portanto, podia-se concluir que a fonte das informações hereditárias é o DNA, pois, a partir dele, pode-se produzir tanto DNA quanto proteínas virais.”

                                                                                                                                         Disponível em: http://www.biomol.org/historia/identiffagos.shtml

Sobre as conclusões do experimento de Hershey e Chase, é incorreto afirmar que:

a) Para as conclusões, foram consideradas apenas as porções marcadas de cápsula proteica e DNA virais presentes nas bactérias não lizadas.

b) Para se reproduzirem, os fagos injetaram apenas seu DNA nas bactérias e, a partir do DNA viral, produziram DNA e proteínas virais.

c) Para o experimento, foram selecionadas as bactérias infectadas que não foram lizadas pelos fagos.

d) Ao invadir as bactérias, os fagos incorporaram o DNA das bactérias para reproduzir seu material genético.

10. (IFNMG) Imagine a seguinte situação hipotética: Um aluno precisa decifrar o código de uma enzima R20, que possui uma cadeia de aminoácidos desconhecidos. Para que esses aminoácidos fossem decifrados, foi dada ao aluno uma tabela com as seguintes informações:

10

Fonte: https://djalmasantos.wordpress.com/2010/11/15/

codigo-genetico. Acesso em 25/06/2012.

Continuando o raciocínio, foi repassada ao aluno a informação de que o gene da R20 estava inserido na seguinte sequência de DNA (sabendo-se que o DNA é uma molécula de dupla hélice, foi apresentada somente uma de suas cadeias polinucleotídicas na qual se encontra o gene):

TAA-ACG-TAC-CCG-GGC-TTA-TTC-AAA-CCC-ATT-CAC-TTT

A cadeia do gene sempre se iniciaria quando fosse detectado o códon AUG (códon de início) e terminaria com um códon de parada (ou códon de fim). Com base nas informações contidas na questão e em seus conhecimentos sobre o assunto, a sequência correta de aminoácidos que correspondem à enzima citada é:

a) ILE; CIS; MET; GLI; PRO; ASN; LIS; FEN; ARG; códon de fim.

b) MET; ASN; PRO; GLI; LIS; FEN; ARG; códon de fim.

c) MET; GLI; PRO; ASN; LIS; FEN; GLI; códon de fim.

d) MET; GLI; FEN; ASN; LIS; PRO; ARG; códon de fim.

11. (UNEAL) Muito tem sido aprendido sobre como as instruções genéticas escritas em um alfabeto de apenas 4 “letras” – os quatros diferentes nucleotídeos de DNA – direcionam os processos subcelulares. Em relação ao fluxo da informação genética, enumere a segunda coluna de acordo com a primeira.

1a COLUNA

1. Transcrição

2. Tradução

3. Splicing

4. Replicação

5. Capeamento de precursores de RNAm

2a COLUNA

(  ) Processo catalisado pela DNA polimerase.

( ) Processo que consiste na adição de um “quepe” (7-metilguanosina) a extremidade 5’ de determinados transcritos primários.

(  ) Processo que envolve atividade de peptidil transferase.

(  ) Processo catalisado pela RNA polimerase.

(  ) Processo que consiste na remoção dos introns e junção dos éxons.

Qual a sequência correta, de cima para baixo?

a) 4 – 5 – 2 – 3 – 1.

b) 5 – 4 – 1 – 2 – 3.

c) 3 – 1 – 4 – 2 – 5.

d) 4 – 5 – 2 – 1 – 3.

e) 2 – 1 – 3 – 5 – 4.

12. (UFAM) Em 1928, Fred Griffith trabalhava com bactérias da espécie Diplococcus pneumoniae, onde algumas colônias causavam pneumonia e eram ditas virulentas e outras não tinham essa capacidade (portanto, não virulentas). As colônias virulentas eram chamadas de bactérias S (devido a uma camada de polissacarídeos em sua superfície que as deixavam com uma aparência lisa, do inglês smooth). A colônia não virulenta apresentava uma aparência mais rugosa (bactérias R). Ambas as colônias foram processadas e inoculadas em ratos conforme o protocolo a seguir:

12

A partir da figura fornecida, é correto afirmar que:

a) Os ratos inoculados com as bactérias S só contraíram pneumonia, mas não morreram.

b) As bactérias R foram as responsáveis pelas mortes dos ratos no experimento em que as duas colônias foram inoculadas simultaneamente.

c) A passagem de proteínas de uma colônia para a outra resultou na transformação da colônia R em virulenta.

d) As bactérias R são mais virulentas do que as bactérias S.

e) A transformação de bactérias não virulentas em virulentas só é possível devido à passagem e incorporação de material genético das bactérias S para as bactérias R, transformando-as.

13. (OBJETIVO-SP) A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) normatizou, recentemente, a utilização de câmaras de bronzeamento artificial, visando diminuir os riscos dessa prática, tais como lesões na retina, queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele. Uma mulher que se submeteu a dez sessões intercaladas de bronzeamento, com duração de 15 a 30 minutos cada uma, apresentou, quatro meses depois, indícios de câncer de pele, uma vez que as radiações UV danificaram seu DNA. Pode-se afirmar que esse tipo de câncer:

a) É herdável, porque provoca alteração do DNA.

b) Não é herdável, porque a mutação resultante é recessiva.

c) É herdável, porque a mutação resultante é dominante.

d) Não é herdável, porque provoca alteração em células somáticas.

e) É herdável, porque provoca alteração em células germinativas.

14. (UFSJ) Do DNA às Proteínas: seguindo as instruções no código genético.

“As instruções para suas características, do nível celular ao nível do seu corpo inteiro, estão codificadas no seu DNA. Sempre que suas células se dividem (1) para fazer novas células, elas precisam copiar seu DNA, pelo processo de replicação de DNA, para que cada nova célula tenha seu conjunto de instruções. As células ativas do seu corpo estão constantemente lendo o código genético e utilizando as instruções para construir moléculas, como as proteínas, utilizadas para realizar as tarefas do corpo. Proteínas são construídas pelo esforço combinado de dois processos: transcrição e tradução.

Sinais, como os hormônios, podem dizer às suas células ativas que elas precisam mudar seu comportamento (2). Para mudar seu comportamento, suas células podem precisar mudar suas ferramentas. A regulação dos genes permite que as células desliguem alguns genes e liguem outros para a produção de proteínas. Na verdade, como suas instruções usam o DNA é tão importante quanto o que o código diz.”

(KRATZ, René Fester. Molecular and cell biology for dummies. Indianapolis: Wiley, 2009)

Sobre o texto, é correto afirmar que:

a) Pode-se dizer que as suas características morfológicas expressas, ou seja, seu fenótipo, e o seu comportamento celular, que distinguem um ser humano de outro, estão intimamente ligadas à combinação de genes que são ativados ou desativados no seu nascimento e que permanecem ativo ou inativos durante toda sua vida.

b) Cada indivíduo é único por apresentar um conjunto distinto de genes; assim, suas características morfológicas, desde o nível celular até seu corpo inteiro, o fazem diferente de outros humanos pela peculiaridade genômica.

c) A divisão celular, descrita na frase 1 em negrito, refere-se tanto à meiose quanto à mitose, pois ambas são processos de divisão celular que mantêm o genoma.

d) A mudança de comportamento exposta na frase em negrito assinalada pelo número 2 pode ser, por exemplo, o início da produção de um hormônio pela ativação da maquinaria nuclear e citoplasmática de síntese proteica.

15. (UFRR) Algumas das principais terapias contra o HIV, o retrovírus causador da AIDS, têm como alvo uma enzima exclusiva do vírus, a transcriptase reversa, que catalisa uma reação inexistente em células eucarióticas. Esse tipo de abordagem tem o intuito de evitar efeitos colaterais sobre o metabolismo celular. Assinale a opção que identifica, corretamente, a função dessa enzima.

a) Transcrever o RNA viral em um peptídeo.

b) Transcrever o RNA viral em outra molécula de RNA.

c) Transcrever o DNA viral em uma molécula de RNA.

d) Transcrever o RNA viral em uma molécula de DNA.

e) Transcrever o DNA viral em um peptídeo.

16. (UFSM) O problema da desnutrição é mundial. Um pesquisador conseguiu uma nova variedade de feijão muito mais nutritiva. Para isso, ele precisou alterar o DNA responsável pela informação necessária à síntese da proteína faseolina. A seguir, estão representados, respectivamente, parte da sequência de códons e eles mesmos, após a mutação obtida.

16a

Informe qual fita de DNA deu origem à sequência mutante.

16b

17. (UFSC) Segundo o site Scientific Reports, ligado à revista Nature, o desastre nuclear de Fukushima, ocorrido após o terremoto de 11 de março de 2011, já mostra efeitos na fauna local do nordeste japonês. Cientistas encontraram borboletas que sofreram mutações (foto abaixo) devido à radiação liberada pelos reatores danificados da usina.

17

Disponível em: <http://blogs.estadao.com.br/radar-cientifico/2012/08/14/borboletas-mutantes-sao-encontradas-na-

regiao-de-fukushima/>. [Adaptado] Acesso em: 12 set. 2012.

Considerando o exposto acima, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

01. As mutações originadas pela radiação nas borboletas em Fukushima, citadas no artigo, restringem-se aos fenótipos e não afetaram seus genótipos.

02. Segundo Darwin, em seu célebre livro A Origem das Espécies por meio da Seleção Natural, as mutações são o principal agente de variabilidade entre as espécies.

04. As mutações gênicas e a recombinação gênica contribuem para a variabilidade genética das populações.

08. Uma mutação só ocorre quando envolve a mudança de um códon no DNA.

16. Mutações somente ocorrem em algumas regiões da cadeia de DNA.

32. Todas as mutações são perceptíveis no fenótipo dos indivíduos que as possuem.

64. Apesar de ocorrerem muitas mutações ao longo da cadeia de DNA, elas podem ser corrigidas por mecanismos que envolvem enzimas especializadas no reparo.

Soma das alternativas corretas:

18. (UFF) “Após o anúncio histórico da criação de vida artificial no laboratório do geneticista Craig Venter o – mesmo responsável pela decodificação do genoma humano em 2001-, o presidente dos EUA, Barack Obama, pediu a seus conselheiros especializados em biotecnologia para analisarem as consequências e as implicações da nova técnica.”

                                                                                                                                                                                             (O Globo on line, 22/05/2010)

A experiência de Venter ainda não explica como a vida começou, mas reforça novamente que, sob determinadas condições, fragmentos químicos são unidos para formar a principal molécula responsável pelo código genético da vida. Para a síntese de uma molécula de DNA em laboratório, a partir de uma fita molde de DNA, além do primer, deve-se utilizar:

a) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Adenina; DNA e RNA polimerase.

b) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Uracila; e DNA polimerase.

c) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Adenina; e DNA polimerase.

d) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina e Uracila; e RNA polimerase.

e) Nucleotídeos de Timina, Citosina, Guanina, Uracila e Adenina; e DNA polimerase.

19. (UFTM) O esquema ilustra um processo que ocorre em certas bactérias.

19

O mecanismo é conhecido como:

a) Transformação, que resulta em modificação genética, podendo aumentar a chance de sobrevivência.

b) Permutação, que consiste na fusão de material genético diferente do original.

c) Transdução, que consiste em receber um segmento de DNA exógeno, resultando um ser transgênico.

d) Bipartição, que possibilita a formação de um indivíduo geneticamente mais complexo.

e) Conjugação, que aumenta a variabilidade genética das espécies que a realizam.

20. (UNIMONTES) As propriedades biológicas e funcionais de um organismo são determinadas pelo conjunto de interações que ocorrem entre os seus componentes, desde interações moleculares até interações com outros organismos. O estudo de sistemas biológicos sob esse ponto de vista é chamado de biologia de sistema, sua base e estudar os sistemas biológicos como um todo, e não individualmente, para as pequenas partes que os compõem. Assim, foram surgindo os projetos “OMAS”, cujos materiais de pesquisa estão representados na figura a seguir. Observe-a.

20

Considerando a figura e o assunto relacionado com ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa incorreta.

a) O genoma é o conjunto de informações contidas no DNA.

b) O transcriptoma é a análise dos RNAs presentes.

c) O metaboloma é o mais simples de todos, pois não interfere na expressão dos genes.

d) O proteoma permite avaliar as modificações pós-traducionais sofridas por um gene.

gab

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 19 de outubro de 2015

TESTES DE BIOTECNOLOGIA (V)

01. (ANGLO-SP) Cientistas coreanos realizaram a clonagem de embriões humanos, permitindo seu desenvolvimento até uma fase em que foi possível extrair deles células com o potencial de se transformarem em qualquer tipo de tecido do corpo humano. No processo, núcleos de células somáticas (não reprodutoras) de 16 doadoras foram transferidos para ovócitos sem núcleo (células precursoras dos óvulos) retirados das mesmas doadoras. Após a transferência, do total de 242 ovócitos utilizados, apenas 20 originaram blastocistos (embriões com várias células). Destes foram retiradas células que se diferenciaram nos três tipos básicos de tecidos embrionários, que originam todos os outros tecidos do corpo. A partir dos dados apresentados, podemos concluir que essa técnica, uma vez aperfeiçoada, tornará viável:

a) A formação de híbridos entre seres humanos e outros animais, como ovelhas.

b) O desenvolvimento de crianças em incubadoras, sem a participação dos pais.

c) A obtenção de tecidos usados em transplantes para corrigir doenças degenerativas.

d) A produção de animais transgênicos dotados de genes humanos somáticos.

e) O tratamento de doenças genéticas através da modificação das células somáticas.

02. (UEFS) Os estudos que estão sendo conhecidos como Avaliações na Escala das Fazendas de Plantas Tolerantes a Herbicidas por Modificação Genética, comparam campos de plantações geneticamente modificados, GM de colza e beterraba, com campos adjacentes nas mesmas plantações não GM para ver o que acontecia com a biodiversidade. (…) Os campos onde a colza GM crescia atinha 30% menos de borboletas, 70% menos ervas e cinco vezes menos sementes disponíveis para a alimentação de animais silvestres que os campos de colza não GM. Os campos de beterraba não GM mostravam 1,3 vezes mais ervas e três mais sementes de outras plantas silvestres que alimentam pássaros e insetos, além de 1,4 vezes mais borboletas e 40% mais flores em suas margens, quando comparadas aos campos de plantação de beterraba GM.

(Cesário. In Scientific American, p.27)

Uma interpretação dos dados que comparam campos de plantações GM de colza e de beterraba com campos adjacentes das mesmas plantações não GM permite considerar:

a) Colza e beterraba, geneticamente modificadas, impedem o crescimento das demais espécies quando não tratadas com herbicidas específicos.

b) O efeito dos herbicidas é mais imediato em populações de insetos.

c) A dispersão de espécies vegetais está mais assegurada em campos de plantações não GM.

d) As relações simbióticas entre insetos e plantas com flores são mais preservadas nos campos GM.

e) O cultivo de plantas geneticamente modificadas aumenta intensamente a competição entre espécies silvestres.

03. (ENADE) A poluição em ambientes aquáticos pode ser evidenciada com a utilização de uma linhagem transgênica do peixe paulistinha (Danio rerio). Essa linhagem apresenta um gene da luciferase, originário de uma água-viva, que é ativado em resposta a determinados poluentes. Em situação experimental, o peixe vivo muda de cor na presença do poluente e depois, ao ser colocado em água limpa, volta à coloração original e pode ser reutilizado inúmeras vezes.

CARVAN, M. J. et al. Transgenic zebrafish as sentinels for aquatic pollution.  In:  Annals of the New York Academy of Sciences, 919133-47, 2000 (com adaptações).

Com relação ao fenômeno descrito no texto, é correto afirmar que a mudança na coloração do peixe:

a) Decorre de alterações em moléculas de RNA que não chegam a afetar os genes do animal.

b) É um fenômeno que ocorre com frequência em animais transgênicos, mesmo que estes não tenham o gene da luciferase.

c) Decorre da ação de genes constitutivos que são ativados por fatores ambientais.

d) É um exemplo de como fatores ambientais podem regular o funcionamento de um gene.

e) É o resultado de eventos mutacionais, como quebras cromossômicas ou alterações gênicas.

04. (UFSM) Em junho de 2000, foi anunciada a conclusão da fase do Projeto Genoma Humano em que se determinou a sequência de, aproximadamente, três bilhões de nucleotídeos do genoma humano. O conhecimento dessas sequências permitirá determinar:

a) O número de cromossomos presentes nas células humanas.

b) O número de proteínas que compõem os genes humanos.

c) Quantas moléculas de DNA estão presentes nos cromossomos humanos.

d) O número de doenças que podem afligir a humanidade.

e) O número total de genes humanos e quais as proteínas codificadas por esses genes.

05. (UNESP) Suponha que o seguinte experimento pudesse ser realizado. O óvulo enucleado de uma vaca recebeu o núcleo de dois espermatozoides de um mesmo touro. Esses núcleos fundiram-se, e a célula resultante comportou-se como um zigoto, que se dividiu nos primeiros blastômeros e foi implantado no útero de outra vaca. Ao final da gestação, nasceu um animal que:

a) Obrigatoriamente é do sexo masculino.

b) É homozigoto para todos os seus genes.

c) Pode ser macho ou fêmea e ter características diferentes das do seu pai.

d) Tem apenas um lote haploide de cromossomos por célula.

e) É clone de seu pai.

06. (OBJETIVO-SP) Um pesquisador, após um trabalho de melhoramento genético, obteve uma variedade de plantas cujas flores têm grande valor comercial. Na reprodução dessa variedade de plantas e na manutenção das características selecionadas, o cientista deve realizar:

a) Plantio das sementes obtidas por cruzamento entre plantas híbridas.

b) Retrocruzamento da variedade com plantas homozigotas ou heterozigotas.

c) Retirada dos estames das flores para garantir a fecundação cruzada.

d) Produção de mudas através de métodos assexuados, como, por exemplo, a estaquia de caule.

e) Propagação de sementes obtidas por cruzamento com a espécie selvagem.

07. (ANGLO-SP) Durante muito tempo, os cientistas acreditaram que variações anatômicas entre os animais fossem consequência de diferenças significativas entre seus genomas. Porém, os projetos de sequenciamento de genoma revelaram o contrário. Hoje, sabe-se que 99% do genoma de um camundongo é igual ao do homem, apesar das notáveis diferenças entre eles. Sabe-se também que os genes ocupam apenas cerca de 1,5% do DNA e que menos de 10% dos genes codificam proteínas que atuam na construção e na definição das formas do corpo. O restante, possivelmente, constitui DNA não codificante. Como explicar, então, as diferenças fenotípicas entre as diversas espécies animais? A resposta pode estar na região não codificante do DNA.

S. B. Carroll et al. O jogo da evolução. In: Scientific American Brasil, jun./2008 (com adaptações).

A região não codificaste do DNA pode ser responsável pelas diferenças marcantes no fenótipo porque contém:

a) As sequências de DNA que codificam proteínas responsáveis pela definição das formas do corpo.

b) Uma enzima que sintetiza proteínas a partir da sequência de aminoácidos que formam o gene.

c) Centenas de aminoácidos que compõem a maioria de nossas proteínas.

d) Informações que, apesar de não serem traduzidas em sequências de aminoácidos, interferem no fenótipo.

e) Os genes associados à formação de estruturas similares às de outras espécies.

08. (UFOP) LEIA O TEXTO A SEGUIR:

“As discussões sobre os organismos geneticamente modificados, no mundo e no Brasil, ultrapassaram os limites da área científica: o foco da polêmica está hoje nas questões econômicas, políticas e ideológicas relacionadas aos transgênicos. No país, a polarização político-ideológica do tema ainda impede uma análise mais imparcial, em que pesem as reais vantagens e desvantagens do uso dessa nova biotecnologia, na qual a bioética terá um papel fundamental.”

(GUERRANTE, R. S. Opinião – Política  e ideologia no debate dos transgênicos. Ciência Hoje, 177, Nov. 2001. Adaptação.)

Assinale a proposição verdadeira sobre a transgenia e consequências para a saúde e o meio ambiente.

a) Os cientistas interferem na evolução natural das espécies, alterando geneticamente animais e plantas.

b) Os organismos transgênicos são aqueles que recebem segmentos de DNA da mesma espécie.

c) Os genes alienígenas não fazem com que o organismo receptor produza substâncias diferentes daquelas que produziriam em condições naturais.

d) As plantas transgênicas podem ser obtidas pelo processo de enxertia de uma região do tecido meristemático de uma planta em outra diferente.

09. (UEFS) Os estudos que estão sendo conhecidos como Avaliações na Escala das Fazendas de Plantas Tolerantes a Herbicidas por Modificação Genética, comparam campos de plantações geneticamente modificados, GM de colza e beterraba, com campos adjacentes nas mesmas plantações não GM para ver o que acontecia com a biodiversidade. (…) Os campos onde a colza GM crescia atinha 30% menos de borboletas, 70% menos ervas e cinco vezes menos sementes disponíveis para a alimentação de animais silvestres que os campos de colza não GM. Os campos de beterraba não GM mostravam 1,3 vezes mais ervas e três mais sementes de outras plantas silvestres que alimentam pássaros e insetos, além de 1,4 vezes mais borboletas e 40% mais flores em suas margens, quando comparadas aos campos de plantação de beterraba GM.

(Cesário. In Scientific American, p.27)

Uma análise da situação, em uma abordagem evolutiva, permite prever como repercussão sobre a biodiversidade:

a) Redução do número de indivíduos como o único efeito sobre as comunidades estabelecidas.

b) Herbicidas de largo espectro podendo ser usados em plantações mistas GM e não GM com efeitos equivalentes.

c) Seleção de organismos mais resistentes, favorecendo a obtenção de pool gênico com maior variabilidade genética.

d) Pesquisas fitoterápicas fortemente incrementadas em função da sobrevivência de plantas de maior potencial medicamentoso.

e) Risco cada vez mais próximo de o homem ter de sustentar uma vida cada vez menos natural.

10. (PUC-SP) “No ano seguinte (…) iniciaram-se as obras em Isla Nublar. Isso incluía terraplanagem em larga escala inclusive para a construção de um lago raso, com três quilômetros de comprimento, no centro da ilha. Os planos para a construção de um complexo turístico foram levados adiante, cercados do maior sigilo. Mas parece que a InGen de fato construiu um enorme zoológico na Ilha.

Um dos diretores inclinou-se para frente:

– E daí, senhor Dodgson?

– Não se trata de um zoológico comum – Dodgson explicou – Esse zoológico é o único do mundo no gênero. Ao que parece, a InGen conseguiu algo realmente extraordinário. Eles tiverem sucesso na tentativa de clonar animais do passado.

– Que animais?

– Dinossauro – Dodgson revelou.

– Eles conseguiram gerar dinossauros através de clonagem.”

(Trecho de “O Parque dos Dinossauros”, Michael Crichton, Editora Best Seller, SP – l992).

O termo clonagem, conforme foi mencionado no texto, refere-se a uma técnica cada vez mais usada em Biotecnologia. Basicamente, pode-se dizer que clonagem é a:

a) Multiplicação de animais a partir de uma única célula diploide.

b) Multiplicação de animais a partir de uma única célula haploide.

c) Reprodução de um animal inteiro, utilizando-se células haploides masculinas e femininas.

d) Modificação da espécie a partir da manipulação de seu código genético.

e) Reanimação de animais encontrados congelados em geleiras.

11. (UFV) O exame de paternidade tem sido muito utilizado na medicina forense. Esse teste baseia-se na identificação de marcas genéticas específicas que podem ser encontradas no DNA da mãe, do pai e dos filhos. O resultado do teste, representado a seguir, contém padrões dessas marcas de uma determinada família.

11

Com base neste resultado, assinale a alternativa incorreta:

a) I é filho biológico do casal.

b) II não é filho deste pai.

c) V não pode ser filho biológico deste casal.

d) IV pode ser filho adotivo do casal.

e) III é irmão biológico de I.

12. (ANGLO-SP)

ANALISANDO O TEXTO ABAIXO, RESPONDA A ESTA QUESTÃO.

Um organismo transgênico é aquele que recebeu genes de outra espécie, por técnicas de engenharia genética, e que consegue expressar esses genes. Os vegetais transgênicos, por exemplo, recebem genes que aumentam a sua produtividade e a sua resistência a pragas e ao frio, entre outras coisas. Os genes transferidos são obtidos de bactérias, de outras espécies vegetais ou mesmo de espécies animais. Embora existam restrições de ordem econômica e eventuais riscos ecológicos, muitas variedades de plantas geneticamente modificadas vêm sendo produzidas; a maioria ainda está em fase de testes, mas algumas já são comercializadas, como tomates, batatas, soja, trigo e milho transgênicos.

Para o homem, a principal vantagem da produção de organismos transgênicos consiste em:

a) Obter organismos modificados favoravelmente pela ação de genes recebidos de outras espécies.

b) Transformar espécies vegetais em espécies animais resistentes a pragas.

c) Produzir genes resistentes a pragas por técnicas de engenharia genética.

d) Formar cópias idênticas de determinado organismo com características favoráveis, a partir do uso de células corporais.

e) Desenvolver novos tipos de organismos, obtidos por meio da fusão natural de duas espécies diferentes.

13. (UEL) A biotecnologia tornou possível a transferência de material genético entre os mais diversos organismos. Os conhecimentos da área são aplicados com sucesso na produção industrial da insulina e do hormônio de crescimento, que são administrados a pacientes de todo o planeta. Sobre a produção de organismos geneticamente modificados, é correto afirmar:

a) Fragmentos de DNA exógeno são inseridos no genoma de células hospedeiras por meio de plasmídeos.

b) O genoma exógeno é inserido no núcleo hospedeiro por meio de vetores proteicos conhecidos como plasmídeos.

c) O DNA gênico endógeno é inserido no núcleo de células hospedeiras por meio de plastídeos funcionais.

d) O DNA endógeno é transferido para genomas hospedeiros por meio de plasmídeos mitocondriais.

e) Fragmentos de genes exógenos são inseridos no genoma das células hospedeiras por meio de plastídeos nucleares.

14. (UFES) “O genoma humano foi mapeado e sua sequência estabelecida pela primeira vez na historia da humanidade, anunciaram ontem o presidente norte-americano, Bill Clinton, o primeiro ministro britânico Tony Blair, e os representantes dos grupos rivais, o consórcio público internacional Projeto Genoma Humano (PGH) e a empresa norte-americana Celera”.

                         “Folha Ciência”, São Paulo – 27/06/2000.

Leia as proposições a seguir sobre o Projeto Genoma Humano.

I. O sequenciamento do genoma humano possibilitará a identificação dos genes envolvidos em doenças e a criação de novas abordagens preventivas ou de tratamentos mais rápidos e eficazes.

II. O genoma humano pode ser sequenciado a partir de qualquer célula do corpo, com exceção das hemácias.

III. O sequenciamento do genoma humano determinou a posição exata e a função de cada gene, possibilitando a melhor compreensão dos diferentes fenótipos.

IV. O sequenciamento do genoma de outras espécies, como o das bactérias (Xiylela fastidiosa), dos camundongos e ratos, é de grande auxilio para o Projeto Genoma Humano.

Considerando as proposições anteriores, pode-se afirmar que estão corretas:

a) Apenas I e II.

b) Apenas II e III.

c) Apenas I, III e IV.

d) Apenas I, II e IV.

e) Todas as proposições.

15. (UNIFESP) Nos exames para teste de paternidade, o DNA, quando extraído do sangue, é obtido:

a) Das hemácias e dos leucócitos, mas não do plasma.

b) Das hemácias, dos leucócitos e do plasma.

c) Das hemácias, o principal componente do sangue.

d) Dos leucócitos, principais células de defesa do sangue.

e) Dos leucócitos e das globulinas, mas não das hemácias.

16. (UFBA) A figura abaixo expressa simbolicamente a contribuição da biologia molecular no conhecimento atual dos genomas e sua aplicação em biotecnologia. As técnicas de análise do DNA incluem a obtenção de padrões de distribuição de segmentos de desoxirribonucleotídeos submetidos a eletroforese, como os observados na figura. Constituem exemplos da utilização dessas técnicas as investigações de paternidade, criminalidade e análises comparativas de espécies e populações em estudos de genética e evolução.

16

Sobre a base teórica que sustenta os estudos sugeridos pela ilustração, pode-se afirmar:

01. O material genético ocorre, preferencialmente, em determinados órgãos e tecidos de um sistema biológico.

02. O DNA é a molécula informacional que fundamenta a diversidade do mundo vivo.

04. A estrutura molecular do DNA e seu mecanismo de replicação constituem a base da hereditariedade.

08. A informação genética é inerente à sequência de nucleotídeos ao longo da molécula de DNA.

16. A expressão do genótipo se concretiza pela tradução da mensagem genética na forma de cadeias polipeptídicas em um ambiente específico.

32. Os genomas estão organizados em fragmentos de moléculas de DNA dispersos na célula.

64. Diferentes padrões de bandas resultam de sequências nucleotídicas características de cada indivíduo.

Soma das alternativas corretas:

17. (UFPel) Um tema que vem despertando grande polêmica no Brasil atualmente é a liberação, para cultivo comercial, de plantas transgênicas. A obtenção dessas plantas se deve à biotecnologia.

“A biotecnologia de genética molecular foi inicialmente aplicada a micróbios, mas hoje as mesmas técnicas estão sendo aplicadas a plantas e animais, resultando em tipos criados que nunca poderiam ser produzidos com a genética clássica. (…) Com a capacidade de mover genes de um organismo para outro, os cientistas produziram plantas que brilham porque expressam os genes de bioluminescência dos vaga-lumes; plantas que adquiriram resistência ao frio por expressar os genes anticongelantes de peixes, e camundongos gigantes que expressam os genes do hormônio de crescimento de ratos”.

O texto acima se refere a organismos transgênicos, que são aqueles em cujo material genético foi introduzido um gene de outra espécie ou mesmo um gene produzido em laboratório. Assinale a alternativa que define o que é um gene.

a) Um gene é um cromossomo da célula vegetal ou animal.

b) Um gene é um segmento do DNA que contém a informação necessária para a produção de uma determinada cadeia proteica.

c) Um gene é uma proteína que tem função específica em uma determinada rota metabólica.

d) Um gene é uma cadeia de aminoácidos que codifica o código genético.

18. (FUVEST) Enzimas de restrição são fundamentais à engenharia genética porque permitem:

a) A passagem de DNA através da parede celular.

b) Inibir a síntese de RNA a partir de DNA.

c) Inibir a síntese de DNA a partir de RNA.

d) Cortar o DNA onde ocorrem sequências específicas de bases.

e) Modificar a sequência de bases do DNA.

19. (ANGLO-SP) Já se passaram 50 anos desde que Watson e Crick elucidaram a estrutura espacial da molécula de DNA, material genético da maioria dos seres vivos. Desde então, foram feitos incríveis progressos na compreensão da natureza dos genes e de seu mecanismo de ação. Assim, no dia 14/04/2003, os meios de comunicação noticiaram o encerramento do Projeto Genoma Humano, alguns anos antes da previsão inicial. Esse projeto, no qual colaboraram cientistas do mundo inteiro, inclusive do Brasil, conseguiu desvendar:

a) O fato de que os genes se localizam, realmente, nos cromossomos.

b) A sequência de todos os genes ao longo dos cromossomos do homem.

c) Toda a diversidade de proteínas produzidas pelos genes humanos.

d) A sequência completa das quatro bases nitrogenadas do código genético (A, T, C e G), ao longo do material genético.

e) As doenças causadas por defeitos no material genético, o que permitirá sua prevenção e seu tratamento.

20. (UPE)

Leia o texto a seguir referente às aplicações das técnicas moleculares da genética.

Marcadores moleculares podem ser utilizados com grande eficiência para identificar e inibir a comercialização ilegal de produtos. Existem kits de identificação de diferentes espécies baseados na análise de polimorfismos de DNA de genes mitocondriais e nucleares. A vantagem desses é que podem ser obtidos a partir de material processado e industrializado, que não permitiria a identificação de outra maneira. Assim, é possível identificar com sucesso camarão descascado e congelado, salgado e seco ao sol (como o do acarajé) e em lata. Outro exemplo seria o de peixes brasileiros, como o mero (Epinephelus itajara), cuja carne é frequentemente vendida como se fosse garoupa (Epinephelus marginatus), devido a sua semelhança. Isso torna possível que órgãos de fiscalização ambiental identifiquem, facilmente e sem ambiguidade, o material apreendido.

Fonte: Adaptado de Galetti Jr. Et al., 2008. Genética da conservação na biodiversidade brasileira, pp.119-229. In: fundamentos de Genética da Conservação. Frankham, R., Ballou, J. D., Briscoe, D. A., Ribeirão Preto, SP, editora SBG, 280p.

Essa identificação de espécies é possível, pois:

a) A sequência que contém o sítio de restrição não variável é amplificada, o produto é incubado com uma enzima de restrição qualquer e posteriormente testado em gel, para verificar se houve o corte.

b) É possível caracterizar moléculas de DNA por meio do padrão eletroforético de fragmentos gerados pela digestão com enzimas de restrição, produzindo uma impressão molecular única para todos os indivíduos de uma espécie.

c) Os polimorfismos de DNA podem ser analisados pela digestão de amostras de DNA genômico com a enzima de restrição relevante e pela identificação de fragmentos de restrição específicos, cujos tamanhos representam alelos.

d) Polimorfismos de DNA se constituem em um conjunto de marcadores numerosos e distribuídos por todo o genoma, permitindo a construção de mapas físicos, por enzimas de restrição, embora sua localização genética não possa ser determinada.

e) Um pequeno número de sequências de reconhecimento para enzimas de restrição é conhecido, porém muitos polimorfismos de mutação de DNA serão caracterizados pelos alelos que possuem.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 19 de outubro de 2015

TESTES DE MITOSE (5/5)

01. (FEI) No processo de mitose:

a) A partir de uma célula diploide originam-se duas novas células diploides.

b) A partir de uma célula diploide originam-se quatro novas células diploides.

c) A partir de uma célula haploide originam-se duas novas células diploides.

d) A partir de uma célula haploide originam-se quatro novas células diploides.

e) A partir de uma célula diploide originam-se quatro novas células haploides.

02. (FaZU) Entre as frases abaixo em relação à divisão celular por mitose, uma é incorreta. Aponte-a:

a) Na metáfase, todos os cromossomos, cada um com duas cromátides, encontram-se no equador da célula em maior grau de condensação.

b) A célula mãe dá origem a duas células filhas com metade do número de cromossomos.

c) As células filhas são idênticas às células mãe.

d) Ocorre nas células somáticas tanto de animais como de vegetais.

e) É um processo muito importante para o crescimento dos organismos.

03. (UNITAU) Nas células somáticas da espécie humana, a separação dos centrômeros e os fenômenos de duplicação do DNA ocorrem na:

a) Interfase e anáfase.

b) Prófase e anáfase.

c) Metáfase e telófase.

d) Interfase e telófase.

e) Metáfase e prófase.

04. (UEL) Analise o gráfico a seguir:

04

O momento em que a célula-mãe acabou de se dividir e cada célula-filha tem um conjunto de cromossomos idêntico ao da original é:

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

05. (COVEST) Considere as seguintes fases de uma célula em divisão.

05

A sequência correta de eventos na mitose é:

a) 4, 1, 2, 5 e 3.

b) 3, 4, 1, 2 e 5.

c) 4, 3, 2, 1 e 5.

d) 1, 2, 4, 3 e 5.

e) 1, 2, 3, 4 e 5.

06. (UNISA-SP) Quando se inicia a mitose, os cromossomos começam a se condensar:

a) Já estando duplicados desde a interfase precedente, sendo que o máximo de condensação é observado na metáfase.

b) Duplicam-se durante a metáfase, separando-se na anáfase.

c) A condensação máxima é na telófase.

d) A condensação termina na metáfase, ocorrendo a duplicação dos mesmos na anáfase.

e) Duplicam-se na interfase, apresentando um máximo de condensação no período G.

07. O gráfico mostra a variação da quantidade de DNA de uma célula somática durante as diversas fases de sua vida.

07

No gráfico, a mitose propriamente dita e a interfase correspondem, respectivamente, aos intervalos de tempo:

a) 4 a 6 e 1 a 4.

b) 2 a 4 e 3 a 5.

c) 3 a 5 e 1 a 3.

d) 1 a 3 e 4 a 6.

e) 2 a 5 e 3 a 5.

08. (UNIFOR) Considere as fases do ciclo celular e os eventos a seguir:

I. Interfase

II. Anáfase mitótica

III. Metáfase mitótica

a. Duplicação do DNA

b. Disposição dos cromossomos na região mediana da célula

c. Separação das cromátides-irmãs que migram para polos opostos

A alternativa que associa corretamente essas fases com esses eventos é:

a) I-a ; II-b ; III-c.

b) I-a ; II-c ; III-b.

c) I-b ; II-a ; III-c.

d) I-b ; II-c ; III-a.

e) I-c ; II-b ; III-a.

09. (UNIRIO)

1. Telófase

2. Prófase

3. Metáfase

4. Interfase

(   ) Cromossomos na placa equatorial

(   ) Formação do fuso mitótico

(   ) Desaparecimento da membrana nuclear

(   ) Duplicação do DNA

(   ) Citocinese

A associação correta, de cima para baixo, entre as fases da mitose e os fenômenos que nelas ocorrem é:

a) 3, 1, 2, 4, 4.

b) 1, 2, 4, 3, 3.

c) 3, 2, 2, 4, 1.

d) 4, 4, 3, 2, 1.

e) 1, 3, 2, 1, 2.

10. (FUVEST) Mitose é o processo de divisão celular por meio do qual uma célula eucarionte origina, em sequência ordenada de etapas, duas células filhas geneticamente idênticas. Sobre tal processo foram feitas as seguintes afirmações.

I. Na interfase, os cromossomos se duplicam.

II. Na telófase, os cromossomos atingem o máximo de condensação.

III. Na prófase, cada cromossomo e constituído por dois filamentos unidos pelo centrômero.

IV. Na metáfase, ocorre o aparecimento do nucléolo e desespiralização dos cromossomos.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) II e IV.

11. (UDESC) Assinale a alternativa incorreta.

a) Durante o ciclo celular, ocorre duplicação de cromossomos e sua distribuição para as células-filhas.

b) Os cromossomos são formados por filamentos de DNA e proteínas.

c) Os cromossomos derivam de porções da cromatina que se condensaram formando partículas de forma e número bem definidos para cada espécie.

d) Mitose é o processo pelo qual as células dos seres eucariontes distribuem, em partes iguais, o DNA que foi duplicado durante a interfase para as duas porções do citoplasma que se dividiu.

e) A mitose é realizada por meio de duas divisões sucessivas.

12. (UFRGS) No esquema exposto está apresentada uma célula em anáfase da mitose. Observando-a, pode-se concluir que pertence a um organismo cujas células somáticas e gametas possuem, respectivamente:

12

a) 12 e 6 cromossomos.

b) 6 e 12 cromossomos.

c) 6 e 3 cromossomos.

d) 3 e 6 cromossomos.

e) 24 e 12 cromossomos.

13. (FEI-SP) Se a quantidade de DNA de uma célula somática em divisão é 2X, as células do mesmo tecido, nas fases G1 e G2, apresentam, respectivamente, as seguintes quantidades de DNA:

a) X e X.

b) X/2 e X.

c) X/2 e 2X.

d) X e X/2.

e) X e 2X.

14. (UFRGS) Observe o diagrama, apresentado, que representa o ciclo de vida de uma célula somática humana.

14

Em relação a esse ciclo, é correto afirmar que existem:

a) 23 moléculas de DNA em G1.

b) 23 moléculas de DNA em S.

c) 92 moléculas de DNA em G2.

d) 46 moléculas de DNA na prófase de mitose.

e) 23 moléculas de DNA na telófase de mitose.

15. (UEL) A figura abaixo representa cromossomos em uma célula somática que está sofrendo divisão celular. Com base nessa informação, assinale a alternativa que contém o número correto de moléculas de DNA, cromátides e cromossomos presentes nesta célula.

15a

15b

16. (UNIMONTES) A vincristina é uma droga usada no tratamento do câncer. Comprovadamente, ela inibe a completa formação da tubulina gerando, consequentemente, a dissolução dos microtubulos e inibição da formação do fuso mitótico. Com base nas informações disponibilizadas e nos conhecimentos associados, é correto afirmar que:

a) A droga bloqueará a mitose na prófase.

b) A mitose será interrompida na metáfase.

c) A mitose não ocorrerá, já que a interfase será bloqueada pela ação da droga.

d) A eficiência da droga é atestada pelo bloqueio da interfase.

17. (UEM) Acerca do significado da mitose para os seres vivos, assinale o que for correto.

01. Quando uma alga unicelular, uma ameba ou um paramécio se dividem por mitose, estão originando dois novos indivíduos. Para esses organismos formados por uma única célula, divisão celular significa reprodução.

02. Todos os organismos pluricelulares têm a mitose ocorrendo não apenas para o desenvolvimento, crescimento, renovação e regeneração, mas também para a reprodução.

04. No fim da telófase, em células animais e de alguns protozoários, tem início um processo de estrangulamento na região mediana que termina por dividir a célula. Por começar na periferia e avançar para o centro da célula, esse tipo de divisão citoplasmática é chamado de citocinese centrífuga.

08. Como a célula animal tem centríolo e forma áster, sua mitose é astral. A mitose da célula vegetal é anastral.

16. A mitose pode ocorrer com células de qualquer ploidia, n, 2n, 3n, etc. Todas originam células-filhas com o mesmo número de cromossomos da célula-mãe.

Soma das alternativas corretas:

18. (UEA) A figura traz cromossomos humanos fotografados em células durante o processo de divisão celular.

18

O cromossomo indicado na figura é formado por:

a) Duas fitas duplas de DNA condensadas na interfase.

b) Duas fitas simples de DNA condensadas na interfase.

c) Uma fita dupla de DNA condensada na prófase.

d) Duas fitas duplas de DNA condensadas na prófase.

e) Duas fitas simples de DNA condensadas na prófase.

19. (UEPG) A respeito da mitose, um dos processos fundamentais da divisão celular, em que uma célula se divide, originando duas células-filhas exatamente iguais à célula inicial no que toca à qualidade e à quantidade de material genético, assinale o que for correto.

01. Quando se estuda a mitose em células vegetais, percebem-se diferenças em relação ao processo que ocorre nas células animais. Inicialmente, não há centríolos nem ásteres; mesmo assim, ocorre a formação das fibras do fuso.

02. A mitose é um processo contínuo de divisão celular em que ocorre uma duplicação cromossômica para cada divisão celular. Assim, o número e a qualidade dos cromossomos da célula-mãe são mantidos nas células-filhas. A mitose se divide nas seguintes fases ou etapas: prófase, metáfase, anáfase e telófase.

04. A mitose permite que os organismos pluricelulares cresçam, por meio do aumento do número de células, e substituam células mortas. Assim, as células da nossa pele, de um embrião em desenvolvimento e das pontas das raízes e caules estão em constante mitose.

08. A divisão do citoplasma da célula vegetal não se processa por estrangulamento, como na célula animal. Em vez disso, aparece no equador da célula um esboço de parede, a lamela média, constituída por um polissacarídeo, a pectina. Mais tarde, formam-se duas membranas celulósicas, de um lado e do outro da lamela média.

Soma das alternativas corretas:

20. (UNIFESP) Analise a figura.

20

A figura representa um cromossomo em metáfase mitótica. Portanto, os números I e II correspondem a:

a) Cromossomos emparelhados na meiose, cada um com uma molécula diferente de DNA.

b) Cromátides não irmãs, cada uma com uma molécula idêntica de DNA.

c) Cromátides irmãs, cada uma com duas moléculas diferentes de DNA.

d) Cromátides irmãs, com duas moléculas idênticas de DNA.

e) Cromossomos duplicados, com duas moléculas diferentes de DNA.gab 

Publicado por: Djalma Santos | 19 de outubro de 2015

TESTES DE BIOELETROGÊNESE (2/3)

01. (UNIRIO) Quando um neurônio não está sendo estimulado, encontrando-se em repouso, temos em seu interior uma concentração maior de:

a) K+.

b) Ca++.

c) Na+.

d) Li+.

e) Cl.

02. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – Os tecidos em geral não obedecem à lei do tudo ou nada.

1  1 – No período refratário absoluto, a célula é incapaz de responder a um novo estímulo.

2  2 – No período refratário relativo, a célula é incapaz de responder a um estímulo.

3  3 – A partir da redistribuição iônica, a célula readquire o PMR.

4  4 – No potencial de ação da membrana, a célula está respondendo ao estímulo fornecido.

03. (UFJF)O processo elétrico que ocorre na transmissão do impulso nervoso:

a) Depende da despolarização da membrana plasmática e termina com a liberação do neurotransmissor na corrente sanguínea.
b) Depende do disparo de potenciais de ação e termina com a liberação de neurotransmissores pelos dendritos.
c) Ocorre sempre no sentido dendrito para o terminal axônico e depende do transporte de íons através da membrana plasmática.
d) Envolve a participação de diferentes tipos de permeases e depende principalmente da interação entre moléculas de actina e miosina.
e) É lento e termina com a liberação do neurotransmissor no citoplasma da célula adjacente.

04. (COVEST) O impulso nervoso é um fenômeno de natureza eletroquímica, autopropagado, que caminha pela membrana do neurônio. Com relação a esse assunto, podemos afirmar que:

I  II

0  0 – Ao ser estimulada, a membrana de um neurônio em repouso se “despolariza”. Na área estimulada, ocorre uma alteração momentânea na permeabilidade da membrana plasmática e a entrada de íons sódio.

1  1 – Ao período de despolarização, segue-se um período de repolarização,  em que o potássio se difunde para o meio extracelular. Posteriormente, a bomba de sódio e potássio restabelece os gradientes normais desses íons na célula.

2  2 – Se o estímulo for de baixa intensidade, inferior ao limiar de excitação, as alterações sofridas pelo neurônio serão suficientes apenas para gerar um impulso nervoso de baixa propagação.

3  3 – A membrana do neurônio em repouso é polarizada como uma pilha elétrica. Sua face interna representa o polo negativo, e a face externa funciona como polo positivo.

4 4 – Axônios amielínicos transmitem o impulso nervoso mais rapidamente que os mielinizados.

05. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – O limiar de excitação é igual para todas as células.

1  1 – A excitabilidade á variável numa mesma célula.

2  2 – A excitabilidade é variável nos diversos tipos celulares.

3  3 – A excitabilidade é constante para toda célula.

4  4 – A célula óssea, por exemplo, apresenta um baixo limiar de excitação.

06. Analise o esquema abaixo, que representa uma “parte” de um axônio em repouso, e assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

06

I   II

0  0 – A ocorrência do impulso nervoso depende apenas de estímulos de natureza física.

1  1 – As concentrações dos íons Na+ e K+ diferenciadas são mantidas sem gasto de energia, sendo exemplo de transporte passivo.

2  2 – Se a membrana do neurônio for atingida por um estímulo, as quantidades de Na+ e K+, dentro e fora da membrana se igualam.

3  3 – A quantidade de íons K+ é menor na parte interna do neurônio devido a sua saída por difusão.

4 4 – Devido à diferença de cargas entre as faces externa e interna, o neurônio está polarizado.

07. Assinale a(s) alternativas correta(s):

I  II

0  0 – A redistribuição iônica independe das bombas de Na+ e K+.

1 1 – No período refratário relativo, que ocorre durante a inversão da polaridade, a célula é capaz de responde a um estímulo.

2 2 – A ocorrência do PMR (potencial de repouso da membrana) se deve à distribuição de íons nos meios intra e extracelular.

3 3 – O influxo de K+, em grande quantidade, determina a inversão da polaridade, que caracteriza o potencial de ação da membrana (PAM).

4  4 – Podemos relacionar a lei do tudo ou nada com irritabilidade e resposta.

08. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I  II

0  0 – Considerando-se  uma  fibra  nervosa,  um  estímulo  maximal   induzirá, certamente, uma resposta mais intensa que um estímulo minimal.

1 1 – O estímulo é capaz de transformar a condição celular que existe em potencial (excitabilidade) em condição ou estado dinâmico (excitação).

2  2 – No potencial de repouso a célula é inexcitável.

3  3 – O impulso nervoso é uma onda de modificações bioeletroquímicas.

4  4 – Quando em “repouso” a  célula apresenta  uma  eletronegatividade externa.

09. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

I   II

0  0 – Na célula em “repouso” ocorre uma saída constante de sódio.

1  1 – Apenas as fibras nervosas obedecem à lei do tudo ou nada.

2  2 –  O potencial de repouso é  um fenômeno  exclusivo das  células musculares e nervosas.

3  3 – Os  estímulos subminimais,  mesmo  repetidos,  mostram-se  incapazes  de induzir uma resposta aparente.

4  4 – Em um  determinado neurônio,  o impulso elétrico  se propaga com a mesma intensidade, qualquer que seja a intensidade do estímulo acima do limiar mínimo.

10. No século XIX, Hermann von Helmholtz realizou um experimento usando o seguinte dispositivo.

10

Uma preparação de músculo de rã com o nervo ainda conectado a este foi montada, de forma que uma das extremidades do músculo ficasse presa a um suporte fixo e a outra a uma alavanca com uma “agulha” que tocava num tambor giratório de velocidade constante e conhecida. A “agulha” poderia assim registrar o movimento do músculo. Num primeiro momento, o nervo do músculo foi estimulado eletricamente na posição S1. O movimento da contração muscular foi então registrado no tambor giratório, gerando a curva 1. Em seguida, o nervo foi estimulado com a mesma intensidade na posição S2, sendo este estímulo aplicado no momento em que a “agulha” coincidia com o início da curva 1. Este segundo estímulo gerou a curva 2. Qual a característica do impulso nervoso que foi, teoricamente, medida nesse experimento?

a) A velocidade da repolarização.

b) A ação das bombas de sódio e potássio.

c) A velocidade de fechamento dos canais de potássio.

d) A velocidade de propagação do impulso nervoso ao longo da fibra nervosa.

e) O valor do potencial de ação.

11. (FAVIP) Aplicado um estímulo num ponto de um axônio, como ilustrado na figura, ocorrem os seguintes eventos:

11

1. A membrana torna-se muito permeável ao sódio (X), que passa do meio para o interior do axônio em maior quantidade do que os íons potássio (Y) saem do interior para o meio.

2. A membrana torna-se muito permeável ao potássio (X), que passa do meio para o interior do axônio em maior quantidade do que os íons sódio (Y) saem do interior para o meio.

3. A superfície da membrana, no ponto e no instante do estímulo, fica externamente negativa e internamente positiva; diz-se, então, que a membrana sofreu inversão de polaridade.

4. Os íons sódio (X) são expulsos, e a membrana volta à polaridade inicial.

Estão corretas apenas:

a) 1 e 4.

b) 2 e 3.

c) 1, 3 e 4.

d) 2, 3 e 4.

e) 1 e 3.

12. São estruturas que não obedecem à Lei do Tudo ou Nada.

I  II

0  0 – Células isoladas.

1  1 –  Músculo estriado cardíaco (miocárdio).

2  2 –  Músculo estriado esquelético.

3  3 –  As glândulas em geral.

4  4 – Célula muscular esquelética.

13. (UFAM) A figura a seguir representa um momento elétrico na vida de uma célula em uma junção muito especial chamada de placa motora. Se (A) representa o corpo celular de um neurônio-motor, (C) seu axônio e (B) o músculo gastrocnêmico, qual das seguintes afirmativas explica corretamente os fenômenos 1 e 2 que ocorrem na fibra muscular:

13

a) 1 indica a “despolarização” da membrana provocada pela abertura dos canais de Na+, enquanto que 2 indica a abertura dos canais de K+ e início da repolarização da membrana.

b) 1 indica a repolarização da membrana provocada pela abertura dos canais de Na+, enquanto que 2 indica a abertura dos canais de K+ e início da “despolarização” da membrana.

c) 1 indica a “despolarização” da membrana provocada pela abertura dos canais de K+, enquanto que 2 indica a abertura dos canais de Na+ e início da repolarização da membrana.

d) 1 indica a hiperpolarização da membrana provocada pela abertura dos canais de Na+, enquanto que 2 indica a abertura dos canais de K+ e início da “despolarização” da membrana.

e) 1 indica a “despolarização” da membrana provocada pelo fechamento dos canais de Na+, enquanto que 2 indica o fechamento dos canais de K+ e início da repolarização da membrana.

14. (FUVEST) Na telefonia celular, a voz é transformada em sinais elétricos que caminham como ondas de rádio. Como a onda viaja pelo ar, o fio não é necessário. O celular recebe esse nome porque as regiões atendidas pelo serviço foram divididas em áreas chamadas células. Cada célula capta a mensagem e a transfere diretamente para uma central de controle.

http://www.física.cdcc.usp.br.Acessadoem22/07/2013.Adaptado.

No que se refere à transmissão da informação no sistema nervoso, uma analogia entre a telefonia celular e o que ocorre no corpo humano:

a) É completamente válida, pois, no corpo humano, as informações do meio são captadas e transformadas em sinais elétricos transmitidos por uma célula, sem intermediários, a uma central de controle.

b) É válida apenas em parte, pois, no corpo humano, as informações do meio são captadas e transformadas em sinais elétricos que resultam em resposta imediata, sem atingir uma central de controle.

c) É válida apenas em parte, pois, no corpo humano, as informações do meio são captadas e transformadas em sinais elétricos transferidos, célula a célula, até uma central de controle.

d) Não é válida, pois, no corpo humano, as informações do meio são captadas e transformadas em estímulos hormonais, transmitidos rapidamente a uma central de controle.

e) Não é válida, pois, no corpo humano, as informações do meio são captadas e transformadas em sinais químicos e elétricos, transferidos a vários pontos periféricos de controle.

15. (UEM) Acerca da propagação do impulso nervoso, assinale o que for correto.

I   II

0  0 – A “despolarização” de uma área da membrana causa alteração de permeabilidade da área vizinha à sua frente.

1  1 – O impulso nervoso nada mais é do que a propagação do potencial de ação ao longo do neurônio.

2  2 – O impulso nervoso é bidirecional em uma neurofibra.

3  3 – Nos dendritos, o impulso nervoso se propaga das extremidades dendríticas para o corpo celular, sendo chamado de celulípeto. No axônio, o impulso nervoso se propaga de sua junção com o corpo celular para a extremidade axônica, sendo chamado de celulífugo.

4  4 – Os estímulos são captados pelos dendritos ou pelo próprio corpo celular. Algumas vezes, até mesmo pelo axônio.

16. (IFNMG) A figura abaixo ilustra o mecanismo fisiológico de comunicação entre neurônios.

16

Fonte: http://www2.dq.fct.unl.pt/cadeiras/qpn1/proj/acetilcolina/sinapses.htm.

Acesso em: 22 out. 2014.

Em relação à sinapse axodendrítica evidenciada, pode-se afirmar que:

a) A membrana pós-sináptica sofrerá uma repolarização para desencadear um novo impulso nervoso.

b) Na fenda sináptica são liberados os neurotransmissores a partir de uma exocitose das vesículas sinápticas.

c) O impulso nervoso é bidirecional, podendo passar do axônio para o dendrito assim como do dendrito para o axônio.

d) O potencial de repouso gerado pela “despolarização” da membrana pré-sináptica é de + 40Mv.

17. (UFSC) Sobre biofísica de membranas, assinale a alternativa correta.

a) O influxo de sódio na célula é responsável pela fase de “despolarização” do potencial de ação de um neurônio.

b) Um neurotransmissor tem como ação imediata na membrana pós-sináptica um potencial de ação.

c) Os potenciais graduáveis são reservados às membranas das células musculares.

d) Na grande maioria das células, o potencial de repouso da membrana celular tem um valor mais próximo do potencial de equilíbrio eletroquímico do íon potássio e mais distante do potencial de equilíbrio eletroquímico do íon sódio.

e) A bomba de sódio/potássio compensa o excesso de sódio que entra nas células e o excesso de potássio que sai das células, transferindo esses íons através da membrana a favor de seus gradientes de concentração.

18. (FMJ) O gráfico mostra a formação de um potencial de ação em um neurônio.

18

Após aplicar um estímulo na célula nervosa, ocorre uma fase de “despolarização” e, em seguida, ocorre a fase de repolarização, retornando ao estado de “repouso”. A alteração de polaridade é conhecida como potencial de ação, que permite a propagação do impulso nervoso. Assim, de acordo com o gráfico, após ocorrer o estímulo, a despolarização consiste na:

a) Saída de íons sódio por transporte passivo.

b) Entrada de íons potássio por transporte ativo.

c) Saída de íons cloro por difusão.

d) Saída de íons potássio por transporte ativo.

e) Entrada de íons sódio por difusão.

19. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0   0 – Tomando como exemplo o axônio da fibra nervosa em repouso, é correto afirmar que os cátions mais abundantes fora e dentro da célula são, respectivamente, K+ e Na+.

1  1 – Excitabilidade é a capacidade da célula viva de responder às variações de energia (estímulos).

2  2 – Modificações elétricas e químicas que vão se propagando ao longo de uma fibra nervosa são conhecidas, genericamente, como polarização.

3  3 – O aumento da concentração extracelular de K+ e Na+ diminui a excitabilidade.

4 4 – A diminuição da concentração de Ca++ e Mg++ extracelular diminui o limiar de excitação.

20. (COVEST) Analise a figura abaixo, que mostra a variação do potencial da membrana durante a resposta “tudo ou nada” do neurônio a um estímulo eficaz.

20

I  II

0  0 – Na fase 1, a membrana celular apresenta uma maior permeabilidade ao K+, tornando o meio intracelular mais negativo em relação ao meio extracelular.

1  1 – Na fase 2, a célula apresenta uma inversão de sua polaridade, sendo o interior da célula positivo em relação ao meio extracelular.

2 2 – A fase 3 corresponde ao momento de repolarização do neurônio, sendo este incapaz de responder a outro estímulo; por isso, esse momento é chamado de período refratário absoluto.

3  3 – Na fase 4, ocorre a redistribuição de íons através da membrana, sendo que, ativamente, o sódio é retirado e, ao mesmo tempo, ocorre entrada de potássio.

4  4 – Na fase 5, a célula alcançou seu nível de repouso; nessa fase, é mais difícil obter-se uma resposta a qualquer estímulo.

gab

 

 

 

 

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 597 outros seguidores