Publicado por: Djalma Santos | 1 de abril de 2016

TESTES DE ZOOLOGIA (5)

01. (UPE) Archaeopteryx representa o fóssil mais antigo das aves. Com aproximadamente 9.000 espécies atuais, as aves descenderam de um ramo de répteis dinossauros bípedes e evoluíram no período Jurássico, há cerca de 150 milhões de anos. Entre outras características, as aves apresentam:

I     II

0   0 – Ovos adaptados à vida terrestre, com casca impermeável de bicarbonato de cálcio, que impede as trocas com o meio externo, evitando a contaminação e a desidratação dos ovos.

1   1 – Pulmões pequenos e bexiga urinária, que armazena excretas nitrogenadas na forma de ácido úrico.

2   2 – Siringe, órgão do canto, responsável pela produção de sons característicos, utilizados nas demarcações de territórios.

3   3 – Quilha, que é atrofiada nas aves carenatas adaptadas ao vôo e, bem desenvolvida nas aves ratitas, que não voam.

4  4 – Penas, característica marcante do grupo, lubrificadas por uma secreção gordurosa, secretada pela glândula uropigiana.

02. (UECE) Sobre os coleópteros, analise as afirmações abaixo.

I. Os besouros coprófagos exercem um papel fundamental no ecossistema de pastagens, atuando na decomposição das fezes.

II. A principal característica dessa ordem é a presença de asas anteriores do tipo élitro e asas posteriores do tipo membranosas.

III. Todos se alimentam exclusivamente de tecidos vegetais vivos ou mortos e não existem espécies parasitas.

Está correto o que se afirma em:

a) I, II e III..

b) I e II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) II e III, apenas.

03. (PUC-GO) Use o texto a seguir para responder esta questão

Prefácio

Quem fez esta manhã, quem penetrou

À noite os labirintos do tesouro,

Quem fez esta manhã predestinou

Seus temas a paráfrases do touro,

As traduções do cisne: fê-la para

Abandonar-se a mitos essenciais,

Desflorada por ímpetos de rara

Metamorfose alada, onde jamais

Se exaure o deus que muda, que transvive.

Quem fez esta manhã fê-la por ser

Um raio a fecundá-la, não por lívida

Ausência sem pecado e fê-la ter

Em si princípio e fim: ter entre aurora

E meio-dia um homem e sua hora.

(FAUSTINO, Mário. O homem e sua hora. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p. 61.)

O Texto faz referência à metamorfose, mudança na forma e na estrutura do corpo, bem como crescimento e diferenciação dos estados juvenis ou larvares de muitos animais até chegarem ao estado adulto. Analise as alternativas abaixo e marque a correta:

a) Holometabolismo é o desenvolvimento mediante metamorfose incompleta, ou seja, de ovo evolui para larva e, finalmente, para a fase adulta.

b) A ninfa é a forma jovem dos insetos ametábolos (sem metamorfose).

c) Os anfíbios não sofrem metamorfose, uma vez que sua fecundação é do tipo sexuada, externa, e seus anexos embrionários são providos de alantoide, como importante elemento responsável por suas trocas gasosas.

d) As borboletas, em sua na fase larval, apresentam peças bucais mastigadoras e, após sua transformação em insetos voadores, tais peças se tornam especializadas na sucção.

04. (COVEST) Com relação a algumas características observadas em animais vertebrados, é verdadeiro afirmar que.

I   II

0  0 – Um sentido muito desenvolvido nos tubarões é o olfato.

1  1 – Nos répteis, o desenvolvimento é direto, sem estágios larvais.

2  2 – As aves que voam, chamadas coletivamente de carenatas, possuem carena (ou quilha), uma projeção anterior do esterno onde se inserem os músculos peitorais.

3  3 – A pele dos répteis é seca, sem glândulas mucosas e revestidas por escamas de origem dérmica. Ao contrário da pele das aves, onde existem, na implantação de todas as penas, glândulas uropigianas.

4  4 – A reprodução é um aspecto muito importante no estudo dos mamíferos: alguns mamíferos botam ovos, isto é, são ovíparos.

05. (UEPG) Os mamíferos distribuem-se por todos os ambientes terrestres. Com relação às características gerais, anatomia, fisiologia e evolução desse grupo, assinale o que for correto.

01. Entre as características principais da classe mammalia (mamíferos) estão: presença de glândulas mamárias; corpo total ou parcialmente recoberto por pelos; dentes diferenciados em incisivos, caninos, pré-molares e molares; presença do diafragma, membrana muscular que separa o tórax do abdome e que participa da ventilação dos pulmões.

02. Um par de rins ocorre no sistema urinário dos mamíferos, os quais removem do sangue a ureia. A urina contendo a ureia é conduzida por um par de ureteres até a bexiga urinária, onde permanece até sua eliminação pela uretra.

04. Nos mamíferos mais primitivos, os monotremados, os condutos dos sistemas urinário e reprodutor desembocam em um único canal, a cloaca, onde também se abre o intestino.

08. O conjunto de pelos que constituem a pelagem dos mamíferos atua como isolante térmico, contribuindo para manter constante a temperatura corporal.

16. Os Metatheria são essencialmente ovíparos.

Soma das alternativas corretas:

06. (UNEASPAR) A nova geração do surf brasileiro está encantando o mundo, com manobras aéreas de tirar o fôlego. Em uma entrevista, o principal nome do surf na atualidade Gabriel Medina, relatou os riscos de acidentes com corais e águas vivas nesse esporte. Assinale a alternativa correta sobre o filo dos Cnidários.

a) Os cnidários possuem sistema excretor bem desenvolvido para purificar a sua mesogleia.

b) Nos tentáculos podemos encontrar células urticantes, que quando tocadas disparam filamentos urticantes, com substâncias tóxicas.

c) Os corais-pétreos são encontrados apenas nas classes Syphozoa e Hydrozoa.

d) Não encontramos nos cnidários alternância de gerações ou metagênese.

e) A cavidade gastrovascular faz parte do sistema circulatório dos cnidários.

07. (UEM) O Filo Chordata não é o filo com o maior número de espécies, porém seus integrantes apresentam variações anatômicas, fisiológicas e comportamentais bastante diferentes. Sobre esse assunto, assinale o que for correto.

01. As pombas excretam o ácido úrico, que é pouco tóxico e pode ser eliminado com pouca água. É uma adaptação à vida terrestre e ao voo.

02. O peixe é um animal que apresenta notocorda, cloaca, hematose, fecundação externa e circulação simples.

04. São elementos comuns a todos os cordados: notocorda, encéfalo e cordão nervoso ventral.

08. O coração de um anfíbio adulto apresenta dois ventrículos e um átrio e nele não ocorre mistura do sangue venoso com o arterial.

16. A fosseta loreal permite que, durante a noite, as cascavéis sintam o calor emitido por um organismo endotérmico.

Soma das alternativas corretas:

08. (UNESP) Leia os versos da música Águas de Março, de Tom Jobim, para responder esta questão.

É pau, é pedra, é o fim do caminho

É um resto de toco, é um pouco sozinho

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã

É um belo horizonte, é uma febre terçã

São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração

(www.radio.uol.com.br)

O sapo, a rã e a febre terçã não fazem parte dos versos apenas por uma necessidade de rima, também têm relação com as chuvas que caem em regiões de clima tropical. Sobre o sapo e a rã, referidos na letra de Tom Jobim, é correto afirmar que:

a) Fazem parte de um mesmo táxon, Amphibia, ao mesmo tempo em que diferem em categorias taxonômicas abaixo deste.

b) A reprodução no período de chuvas lhes confere vantagem adaptativa sobre os répteis, o que lhes permite explorar uma maior diversidade de hábitats.

c) Têm em comum com alguns insetos o fato de passarem por metamorfose durante o desenvolvimento, o que os torna evolutivamente próximos aos insetos e distantes dos demais vertebrados.

d) Compartilham entre si um ancestral comum mais antigo que aquele que compartilham com os répteis ou mamíferos.

e) São o macho e a fêmea de uma mesma espécie, podendo cruzar entre si e deixar descendentes férteis.

09. (UEG) Durante o verão em determinados estados brasileiros é comum escutarmos o canto das denominadas cigarras, como mecanismo de atração das fêmeas pelos machos através do seu canto. Nesse mesmo período, é comum encontrar sobre as árvores “restos” de cigarras, que a população humana denomina de cigarras “estouradas” de tanto cantar. Esses “restos” de cigarra referem-se ao:

a) Exoesqueleto, resultado do crescimento das cigarras que ocasiona as “mudas” nos insetos.

b) Feromônio, resultado da liberação pelos machos das cigarras no processo de atração das fêmeas.

c) Quelíceras, estrutura responsável pela liberação de partes das cigarras no processo do canto do macho.

d) Ecdisona, hormônio responsável pelo ciclo de morte das cigarras no período do veraneio.

10. (UCPel) Entre os mamíferos, encontramos cloaca, persistindo na fase adulta em:

a) Roedores, cetáceos e monotremados.

b) Monotremados (exclusivamente).

c) Marsupiais (exclusivamente).

d) Todos os mamíferos aquáticos.

e) Primatas (exclusivamente).

11. (UPF) Animais de corpo mole, sem esqueleto, mas geralmente protegidos por uma concha calcária, são denominados ________. A Classe dos _______ vive exclusivamente no mar e tem a cabeça diretamente ligada aos pés. A Classe que compreende as ostras e os mexilhões corresponde aos _________, enquanto os animais com representantes marinhos, de água doce e terrestres, cuja concha é espiralada, denominam-se _________. E ainda há a Classe dos ______, cuja concha lembra uma pequena presa de elefante, oca e aberta nas duas extremidades. A sequência de termos que completa corretamente o texto acima está na alternativa:

a) Moluscos – Gastrópodes – Poliplacóforos – Cefalópodes – Crustáceos.

b) Cefalópodes – Crustáceos – Bivalves – Gastrópodes – Escafópodes.

c) Gastrópodes – Cefalópodes – Poliplacóforos – Moluscos – Escafópodes.

d) Poliplacóforos – Anelídeos – Cefalópodes – Bivalves – Gastrópodes.

e) Moluscos – Cefalópodes – Bivalves – Gastrópodes – Escafópodes.

12. (UNIVERSIDADE CATÓLICA SANTA CATATINA) O que diferencia ave de réptil é:

a) O ovo protegido por uma casca rígida.

b) O controle da temperatura corporal.

c) A grande quantidade de nutriente que envolve o embrião.

d) A fecundação ser interna e o desenvolvimento ser externo na maioria das espécies.

e) A presença de cloaca.

13. (UNISC) Quais animais abaixo apresentam aparelho circulatório aberto?

a) Moluscos e platelmintos.

b) Mamíferos e insetos.

c) Insetos e gastrópodes.

d) Artrópodes e peixes.

e) Gastrópodes e mamíferos.

14. (UEM) Sobre os invertebrados, assinale o que for correto.

01. Os cnidários são diblásticos, porém sem órgãos, com digestão exclusivamente intracelular e com fase larval séssil.

02. As células que revestem externamente as esponjas e as que revestem a espongiocele são, respectivamente, coanócitos e amebócitos.

04. Nos anelídeos, o sangue circula em vasos, a epiderme absorve o oxigênio do ar e desprende gás carbônico.

08. A forma achatada do corpo dos platelmintos relaciona-se diretamente com a ausência dos sistemas digestório, excretor e circulatório.

16. Nos nematoides, embora sejam triblásticos, a cavidade do corpo não é revestida pelo mesoderma, sendo denominados pseudocelomados.

Soma das alternativas corretas:

15. (UEPG) Entre as características da reprodução dos animais, assinale o que for correto.

01. Os Poríferos apresentam reprodução exclusivamente sexuada.

02. Os Nematódeos apresentam o brotamento como mecanismo de reprodução mais frequente, onde os brotos são formados por amebócitos que originam novos indivíduos.

04. Nos Cnidários, a reprodução assexuada pode ser realizada por brotamento ou estrobilização.

08. Nos Platelmintos, a planária pode realizar reprodução assexuada por laceração.

16. Entre os cefalocordados, os sexos são separados e a fecundação é interna. O desenvolvimento é direto.

Soma das alternativas corretas:

12 (04 08)

16. (UECE) Os inoportunos carrapatos e ácaros são artrópodes que pertencem à classe:

a) Arachnida.

b) Merostomata.

c) Pycnogonida.

d) Insecta.

17.  (IFMT) Os répteis, possivelmente, evoluíram de um grupo de anfíbios. Há mais de 350 milhões de anos. Com relação aos répteis, analise os itens abaixo e marque V para os Verdadeiros e F para os Falsos.

( ) Corpo revestido por uma camada impermeável, constituída de queratina e pulmões eficientes. Essas são características entre outras que permitiram a eles grande adaptação à vida em terra firme.

( ) Neles, o embrião cresce dentro do corpo da fêmea, portanto são todos vivíparos.

( ) São chamados, frequentemente, de “animais de sangue quente”, pois conseguem manter sua temperatura corporal constante.

( ) Serpentes, jacarés, crocodilos, jabutis e tartarugas, são representantes desse grupo.

Assinale a alternativa correta.

a) V, V, F, F.

b) V, F, V, F.

c) F, F, V, V.

d) V, F, F, V.

e) F, V, V, F.

18. (PUC-RS) Uma produtora de cinema, entusiasmada com o sucesso das histórias do “Homem Aranha”, resolveu lançar o filme “A Liga dos Arachnida”. Nesta nova trama, o Homem Aranha tem três outros super-heróis da sua mesma classe para ajudá-lo a combater o crime. Seus parceiros são os Homens:

a) Ácaro, Carrapato e Opilião.

b) Ácaro, Centopeia e Barbeiro.

c) Carrapato, Barbeiro e Escorpião.

d) Carrapato, Centopeia e Lacraia.

e) Opilião, Lacraia e Escorpião.

19. (UPE) Quando se fase em biodiversidade, logo vêm à mente as matas brasileiras com seus animais exóticos. No entanto, o ambiente marinho apresenta uma diversidade de fauna que há muito atrai mergulhadores, fotógrafos da natureza e pesquisadores. Sobre os invertebrados marinhos, analise as proposições abaixo.

I   II

0  0 – As estrelas-do-mar possuem hábito alimentar carnívoro, alimentando-se preferencialmente de ostras. A digestão é externa porque o animal lança enzimas digestivas no corpo da presa. Algumas espécies apresentam cinco dentes que formam a lanterna de Aristóteles para triturar o alimento.

1  1 – Assim como as esponjas, as ostras são animais filtradores que se nutrem basicamente de partículas alimentares e organismos planctônicos. O alimento se mistura com o muco produzido pelo epitélio da cavidade do manto, sendo conduzido ao trato digestório pelos batimentos dos filamentos branquiais. Alguns bivalves apresentam rádula para raspar alimentos no substrato.

2  2 – Os poríferas são hermafroditas com fecundação interna. Do zigoto desenvolve-se uma larva ciliada que se fixa, originando uma nova esponja. Ocorre reprodução assexuada por brotamento, através de gemas laterais, semelhantes à dos hidrozoários, representantes dos cnidários.

3  3 – Em muitas espécies de cnidários, há duas fases de vida que se alternam, cada uma efetuando um tipo de reprodução: sexuada e assexuada. A fase de pólipo se reproduz assexuadamente por estrobilização, dando origem a medusas que, por reprodução sexuada, originam a colônia de pólipos.

4   4 – A Physalia, conhecida como caravela, é uma colônia cujos indivíduos são especializados em diferentes funções, tais como nutrição, defesa e reprodução. Os pólipos com função de defesa possuem células especializadas, os coanócitos, que liberam substância urticante.

20. (IFSul) A seguir são apresentadas duas colunas, em uma delas constam nomes de grupos de seres vivos e, em outra, características pertencentes a esses grupos.

1. Poríferos.

2. Celenterados.

3. Platelmintos.

4. Nematelmintos.

5. Anelídeos.

(  ) Apresentam patas articuladas.

(  ) Apresentam cnidoblastos.

(  ) Possuem corpo segmentado em anéis.

(  ) Não possuem ânus, os restos são eliminados pela boca.

(  ) Apresentam coanócitos.

(  ) Possuem corpo alongado e cilíndrico.

Considerando a associação entre grupos de seres vivos e suas respectivas características, a ordem correta, de cima para baixo, é:

a) 3, 2, 5,__, 4, 1.

b) 3, 2, 4, 1, 5,__.

c) 2,__, 3, 5, 1, 4.

d) __, 2, 5, 3, 1, 4.

GAB

Publicado por: Djalma Santos | 1 de abril de 2016

TESTES DE GENÉTICA (VII)

01. (PUC-MG) Alexsander não sabe qual é o seu grupo sanguíneo e o seu tipo de Rh. Entretanto sabe que seu pai é A+, sua mãe O+ e seu irmão é A. Assinale a opção que contém o(s) grupo(s) sanguíneo(s) e o(s) tipo(s) de Rh que Alexsander pode ter:

a) TIPO SANGUÍNEO: A, somente.

FATOR Rh: positivo ou negativo.

b) TIPO SANGUÍNEO: O, somente.

FATOR Rh: positivo, somente.

c) TIPO SANGUÍNEO: A ou O.

FATOR Rh: negativo ou positivo.

d) TIPO SANGUÍNEO: A ou O.

FATOR Rh: positivo, somente.

e) TIPO SANGUÍNEO: O, somente.

FATOR Rh: negativo, somente.

02. (PUC-SP) O cruzamento entre um heterozigoto AaBb e um homozigoto recessivo aabb produziu uma descendência com as seguintes taxas:

– AaBb – 2,5%

– Aabb – 47,5%

– aaBb – 47,5%

– aabb – 2,5%

Em relação ao resultado obtido, foram feitas cinco afirmações. Assinale a única incorreta.

a) O resultado não está de acordo com a segunda lei de Mendel.

b) No caso de herança mendeliana, o resultado esperado seria de 25% para cada classe de descendente.

c) Os genes em questão localizam-se no mesmo cromossomo, a uma distância de 5 unidades de recombinação.

d) O heterozigoto utilizado no cruzamento produziu gametas Ab e aB por permutação ou crossing-over.

e) O heterozigoto utilizado no cruzamento apresenta constituição trans.

03. (FPS) A partir da revisão dos estudos de Gregor Mendel, no século XIX, foram traçadas as bases da Genética que conhecemos hoje. O avanço dessa ciência aumentou nossa compreensão sobre fenômenos genéticos naturais, como as aberrações cromossômicas, e nos preparou para os avanços da engenharia genética.

Sobre esses assuntos, aponte a alternativa correta:

a) “Raças puras” de animais geradas por cruzamento de indivíduos homozigóticos, com vistas ao melhoramento genético, estão mais propensas à extinção ao longo da evolução.

b) Durante a multiplicação in vitro de bactérias, ocorre transferência de parte do material genético entre células por conjugação, processo este chamado de clonagem molecular.

c) Do cruzamento entre dois indivíduos heterozigotos Aa, serão produzidos descendentes AA e aa, na proporção de 1:2, respectivamente.

d) Considerando os genótipos e fenótipos no quadro abaixo, relativo à pelagem de coelhos, descendentes com genótipos Ccch ou Cch terão a pelagem cinzento-prateada ou branca com extremidades escuras, respectivamente.

03

e) Aneuploidias caracterizam-se pelo acréscimo de um ou mais cromossomos nas células, tal como ocorre com a Síndrome de Down, causada pela trissomia do cromossomo 21.

04. (UNICID) A figura representa uma célula com os seus respectivos alelos e a distância entre eles.

04

Se um indivíduo com o genótipo da célula apresentada for cruzado com um indivíduo recessivo, aabb, a porcentagem de descendentes Aabb resultante desse cruzamento será de:

a) 18%.

b) 41%.

c) 25%.

d) 36%.

e) 9%.

05. (UEM) Com base nos fundamentos da primeira lei de Mendel e nos conceitos comumente usados em genética, é correto afirmar:

01. Cruzamentos onde há ausência de dominância, o híbrido apresentará fenótipo diferente dos dois indivíduos puros, sendo em F2 a proporção fenotípica igual à proporção genotípica.

02. Um caráter é considerado congênito se estiver presente no indivíduo desde o nascimento,

independente de sua causa ser genética ou ambiental.

04. O cruzamento entre um coelho albino e um coelho cinza, de linhagens puras, irá formar na geração F1 3/4 de descendentes cinza e 1/4 de descendentes albinos.

08. Herança monogênica ocorre em casos em que mais do que um par de alelos de um gene estão envolvidos na herança da característica.

16. O cruzamento de um indivíduo heterozigoto dominante com outro recessivo, para um caráter, resultará em 75% de indivíduos com genótipo dominante e 25% com genótipo recessivo.

Soma das alternativas corretas:

06. (COVEST) Em uma exaustiva análise de genealogias humanas, com relação à surdez congênita na descendência de pais normais para a audição, cujos progenitores eram surdos, foi observado que a distribuição fenotípica para normais e surdos obedecia a uma proporção de 9:7, respectivamente, como ilustrado no quadro abaixo. Considerando esses dados, analise as proposições a seguir.

06

I   II

0  0 – A surdez congênita é determinada por alelos múltiplos em um loco autossômico.

1  1 – Interação gênica entre dois locos justificam esses dados.

2  2 – Na determinação da característica analisada atuam locos gênicos ligados que distam entre si em 16 unidades de mapa.

3  3 – A probabilidade do nascimento de uma criança normal para a audição, a partir de um casal

genotipicamente igual ao mostrado na F1, é de aproximadamente de 0,56.

4  4 – Cinco distintas classes genotípicas são observadas entre os descendentes surdos citados.

07. (UECE) Em determinado tipo de herança com efeito cumulativo de 6 (seis) poligenes, a quantidade de classes fenotípicas encontradas é:

a) 2 (duas), porque este tipo de herança funciona de acordo com as regras do monoibridismo.

b) 3 (três), porque cada par de poligenes é responsável por uma classe fenotípica.

c) 6 (seis), porque cada poligene é responsável por uma classe fenotípica.

d) 7 (sete), porque o número de classes fenotípicas é igual ao número de poligenes mais um.

08. (UFPR) Em suínos, a sensibilidade ao anestésico halothane é de grande importância econômica, uma vez que os animais sensíveis são altamente propensos a stress, provocando prejuízos por morte súbita e condenação de carcaças. Essa sensibilidade é provocada pela homozigose do gene h, e os animais afetados não podem ser identificados morfologicamente, até que a doença se manifeste, antes de atingirem a maturidade sexual. Um criador cruzou um macho e uma fêmea de genótipos desconhecidos e obteve um filhote que manifestou a doença. O mesmo casal foi cruzado mais uma vez e teve dois filhotes. Temeroso de perder também estes animais, o criador quer saber qual a probabilidade de ambos os filhotes serem afetados. Assinale a resposta correta.

a) 6,25%.

b) 12,5%.

c) 75%.

d) 50%.

e) 100%.

09. (FUVEST) Em tomates, a característica planta alta é dominante em relação à característica planta anã e a cor vermelha do fruto é dominante em relação à cor amarela. Um agricultor cruzou duas linhagens puras: planta alta/fruto vermelho x planta anã/fruto amarelo. Interessado em obter uma linhagem de plantas anãs com frutos vermelhos, deixou que os descendentes dessas plantas cruzassem entre si, obtendo 320 novas plantas. O número esperado de plantas com o fenótipo desejado pelo agricultor e as plantas que ele deve utilizar nos próximos cruzamentos, para que os descendentes apresentem sempre as características desejadas (plantas anãs com frutos vermelhos), estão corretamente indicados em:

a) 16; plantas homozigóticas em relação às duas características.

b) 48; plantas homozigóticas em relação às duas características.

c) 48; plantas heterozigóticas em relação às duas características.

d) 60; plantas heterozigóticas em relação às duas características.

e) 60; plantas homozigóticas em relação às duas características.

10. Se cruzarmos dois gatos, sendo ambos heterozigóticos (Aa), obteremos:

a) Apenas indivíduos Aa.

b) Indivíduos AA e aa, na proporção de 3:1, respectivamente.

c) Indivíduos AA e aa, na proporção de 2:1, respectivamente.

d) Indivíduos AA, Aa e aa, na proporção de 1:2:1, respectivamente.

11. (UECE) Na interação gênica, os casos de epistasia recessiva acontecem em camundongos que possuem pelagem aguti, preta ou albina. No cruzamento do duplo heterozigoto aguti AaPp x AaPp, sabendo-se que o alelo “P” condiciona a cor aguti, o alelo “p” condiciona a cor preta e o alelo “A” permite a manifestação da cor enquanto “a” a inibe, pode-se afirmar corretamente que a proporção mendeliana fenotípica clássica de 9:3:3:1 é alterada para:

a) 12:3:1.

b) 15:1.

c) 13:3.

d) 9:3:4.

12. (UNICID) A figura ilustra um procedimento realizado por Gregor Mendel em seus experimentos com ervilhas (Pisum sativum).

12

Tal procedimento levou Mendel à conclusão sobre a:

a) Verificação da proporção fenotípica de 3:1 em F2.

b) Existência da meiose na formação dos gametas vegetais..

c) Verificação da dominância e da recessividade de caracteres fenotípicos em F1.

d) Ocorrência de polinização cruzada em ervilhas.

e) Ocorrência de autofecundação em ervilhas.

13. (ACEFE) A Genética se dedica a estudar os genes que, por sua vez, trata da hereditariedade. A essência da genética clássica originou-se dos trabalhos de Mendel publicado em 1866, com data de 1865, os quais foram considerados inicialmente controversos. Sobre o tema, analise as afirmações a seguir.

I. As características ditas qualitativas são, de modo geral, determinadas por muitos genes situados em vários loci, são muito influenciadas pelo ambiente e apresentam variação contínua, o contrário daquelas chamadas características quantitativas que são descontínuas e pouco influenciadas pelo ambiente.

II. As sequências de DNA codificantes são chamadas de éxons. Elas são intercaladas por regiões não codificantes, chamadas de íntrons. Estes íntrons, inicialmente transcritos em um transcrito primário, no núcleo são removidos em um processo denominado splicing.

lll. A probabilidade de um casal heterozigoto para uma dada característica ter, seguidamente, duas meninas homozigotas é 1/64.

lV. Gene é uma sequência de nucleotídeos distintos que fazem parte de um cromossomo. Cada gene codifica uma determinada sequência de uma cadeia polipeptídica.

V. Cromossomos homólogos são cromossomos que formam pares, nos quais um é de origem materna (óvulo) e o outro, origem paterna (espermatozoide). Nesses cromossomos encontram- se os genes alelos, que ocupam a mesma posição nos cromossomos homólogos e são responsáveis por determinar uma mesma característica.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente II, IV e V estão corretas.

b) Somente I e V estão corretas.

c) Apenas a afirmação III está correta.

d) Todas as afirmações estão corretas.

14. (UNITAU) Avalie o heredograma apresentado e assinale a alternativa que, além de nomear corretamente o tipo de herança destacada, indica o cruzamento conclusivo para sua identificação.

14

a) Herança autossômica recessiva/ cruzamento conclusivo: casal 1 e 2 da geração I.

b) Herança autossômica recessiva/cruzamento conclusivo: casal 2 e 3 da geração II.

c) Herança autossômica dominante/ cruzamento conclusivo: casal 3 e 4 da geração I.

d) Herança autossômica dominante/ cruzamento conclusivo: casal 2 e 3 da geração II.

e) Herança autossômica recessiva/ cruzamento conclusivo: casal 3 e 4 da geração I.

15. (COVEST) Um pesquisador, estudando a cor da plumagem em periquitos australianos, observou que, cruzando casais homozigóticos (machos de plumagem verde com fêmeas de plumagem branca), todos os descendentes F1 apresentavam plumagem verde. Do cruzamento dos indivíduos F1 foi obtida uma proporção F2, conforme mostrado no quadro abaixo.

15

Com base nos dados do quadro acima podemos afirmar.

I  II

0 0 – Na determinação da cor das penas de periquitos australianos, três pares de alelos interagem.

1  1 – No exemplo citado, tem-se um caso de polialelia (alelos múltiplos), em que a herança da cor da plumagem se dá nos moldes do grupo sanguíneo, sistema ABO.

2  2 – Entre os indivíduos F2 de fenótipo verde é esperado que 4/16 sejam heterozigóticos para os locos que determinam a plumagem acima referida.

3  3 – A probabilidade de obter-se dois periquitos brancos, a partir do cruzamento de um casal heterozigótico, (genotipicamente igual ao do exemplo dado), é de aproximadamente 0,004.

4  4 – Periquitos australianos de plumagem branca são homozigóticos aabb.

16. (FPS) Abaixo é mostrada a genealogia de uma família acometida pela doença X. Considerando três gerações dessa família, identifique corretamente os genótipos de alguns dos familiares, dentre as alternativas que se seguem:

16

a) I-1 (aa); II-2 (aa); III-2 (Aa).

b) I-1 (aa); II-1 (Aa); III-5 (AA).

c) I-2 (Aa); II-6 (AA); III-4 (aa).

d) I-1 (Aa); II-5 (Aa); III-3 (AA).

e) I-2 (aa); II-4 (Aa); III-6 (Aa).

17. (UNEAL) Nos animais, o sexo é determinado por herança cromossômica, sendo a expressão diferente em cada grupo. Sobre o assunto, verifique se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.

( ) Aves apresentam o sistema de determinação cromossômica do sexo do tipo ZW. Nesse sistema, são as fêmeas que apresentam cromossomos sexuais diferentes.

( ) No sistema ZW, o cromossomo sexual presente tanto nas fêmeas quanto em machos é chamado cromossomo Z.

( ) Diversas espécies de animais apresentam o sistema X0; nesses animais, a fêmea apresenta somente um cromossomo sexual.

( ) No sistema XY de determinação do sexo, as fêmeas possuem um par de cromossomos sexuais heterólogos.

a) V – F – F – V.

b) V – V – V – F.

c) F – F – V – F.

d) F – V – F – V.

e) V – V – F – F.

18. (CEDERJ) Analise o cariótipo a seguir.

18

Com base na aberração numérica dos cromossomas sexuais, destacada na figura, pode-se afirmar que esse cariótipo é característico de indivíduo com síndrome de:

a) Edward.

b) Turner.

c) Klinefelter.

d) Jacober.

19. (UNICID) Um organismo é duplo heterozigoto e apresenta seus alelos em ligação gênica, conforme o esquema a seguir.

19

Supondo a não ocorrência de permutação e um cruzamento com um organismo duplo recessivo ab/ab, a proporção genotípica formada em F1 será:

a) 3 AB/ab : 1 ab/ab.

b) Ab/ab, apenas.

c) AB/ab, apenas.

d) 1 AB/ab : 1 ab/ab.

e) 1AB/ab : 2 Ab/aB : 1 ab/ab.

20. (CESPE) A galactosemia, caracterizada por uma inabilidade das células em converter galactose em glicose da maneira normal, é um erro inato do metabolismo. O resultado imediato é o acúmulo de metabólitos da galactose no organismo. Essa inabilidade em metabolizar a galactose deve-se a deficiências das enzimas galactose-1-fosfato uridiltr-ansferase, galactoquinase e uridinadifosfato galactose 4-epimerase. O tipo mais comum da doença decorre da deficiência de galactose-1-fosfato uridil-transferase. Os três subtipos de galactosemia apresentam padrão de herança autossômico recessivo. Considerando essas informações, é correto afirmar que a probabilidade de um casal heterozigoto ter um filho do sexo masculino e heterozigoto para o gene galactose-1-fosfato uridil-ransferase é igual a:

a) 1/4.

b) 3/4.

c) 1/2.

d) 1/3.

GABARITO 2

Publicado por: Djalma Santos | 24 de março de 2016

FOTOSSISTEMAS

As moléculas de clorofila; os pigmentos acessórios {os carotenoides, pigmento de cor vermelha, laranja ou amarela [representados pelo caroteno (carotenoide alaranjado, presente na cenoura e em outros vegetais) e pela xantofila (pigmento amarelado)], as ficobilinas [representadas pela ficoeritrina (ficobilina vermelha) e pela ficocianina (ficobilina azul)}; os aceptores de elétrons e as proteínas, que participam da etapa fotoquímica da fotossíntese estão, no caso das plantas e das algas, arranjados na membrana dos tilacoides (figura abaixo), em unidades funcionais denominadas fotossistemas, que absorvem luz e iniciam um processo de transferência de elétrons. Nas membranas dos tilacoides há centenas de fotossistemas. As quantidades relativas das clorofilas e dos pigmentos acessórios são características para as diferentes espécies de plantas e de outros seres fotossintetizantes, sendo a variação das proporções desses pigmentos as responsáveis pela diversidade das cores presentes nesses organismos. As ficobilinas, por exemplo, que absorvem na região do 520 a 630 nm, permitem que as algas vermelhas e as cianobactérias vivam em nichos nos quais os comprimentos de onda maiores e menores tenham sido filtrados por outros pigmentos de outros organismos que vivem na água acima delas ou pela própria água. Como se pode notar, o fato de captar a luz numa determinada região do espectro, não utilizada por outros seres, permite que diferentes espécies de organismos fotossintetizantes ocupem diferentes hábitats e nichos ecológicos. Os pigmentos acessórios, cumprem, em última análise, o papel de preencher a faixa de absorção não coberta pela clorofila. Todos eles, depois de captarem a energia luminosa, transferem-na para a clorofila. Cada célula possuir um número considerável de cloroplastos de forma esférica, ovoide ou discoide e um único cloroplasto pode conter vários milhares de fotossistemas. Para se ter uma ideia, no parênquima foliar, podem ser encontrados de 10 a 100 cloroplastos por célula. Nas células eucarióticas, tanto as reações dependentes diretamente da luz (etapa fotoquímica), como as de fixação do carbono (etapa termoquímica ou enzimática), ocorrem nesses organoides citoplasmáticos.

01

A exemplo das mitocôndrias, os cloroplastos (figura a seguir) são envolvidos por duas membranas, uma externa, constituída de uma bicamada lipídica, que é altamente permeável a metabólitos de baixa massa molecular, e outra interna, impermeável a muitas substâncias, havendo entre elas um espaço intermembranar. A membrana interna, encerra o compartimento interno, no qual se encontra uma série se sacos achatados, envolvidos por membranas, denominados tilacoides, que, via de regra, estão agrupados em pilhas chamadas grana (singular granum), que se assemelham a pilhas de moedas. Ambas as membranas, por seu turno, são altamente permeáveis ao CO2, substrato para a síntese de carboidrato durante a fotossíntese.  Embebidos nas membranas dos tilacoides estão os pigmentos fotossintetizantes e os complexos enzimáticos, inclusive a ATP sintetase (análoga à mitocondrial), que promovem a etapa fotoquímica da fotossíntese (reações luminosas), na qual se destacam dois processos básicos: fotofosforilação [síntese enzimática de ATP (adenosina trifosfato) a partir de ADP (adenosina difosfato) + Pi (“fosfato inorgânico”), acoplada à transferência de elétrons, dependente da luz] e cisão da água (fotólise da água ou reação de Hill), em presença da luz. Considerando que duas moléculas de água sejam cindidas serão gerados 4 H+, 4 e e uma molécula de O2 (2H2O → 4e + 4H+ + O2). A molécula de oxigênio é liberada para a atmosfera  ou absorvida pela mitocôndria  da própria célula vegetal,  sendo usado para a respiração celular. Ressaltamos que a síntese de ATP no cloroplasto se assemelha à síntese de ATP nas mitocôndrias, havendo evidências de que a força protomotriz (teoria quimiosmótica, proposta por Peter D. Mitchell, em 1961) seja responsável pela referida síntese em ambos os organoides. Sabe-se, por exemplo, que: (a) inibidores de transporte de elétrons funcionam tanto nos cloroplastos como nas mitocôndrias; (b) oligomicina (antibiótico que se liga a ATP sintetase) inibe o transporte de elétrons dos dois sistemas; (c) desacopladores da síntese de ATP em mitocôndrias, também impedem a síntese de ATP nos cloroplastos, sem afetar, contudo, o transporte de elétrons; (d) antimicina (antibiótico inibidor da cadeia transportadora de elétrons) bloqueia a oxidação de citocromo b nas mitocôndrias e a oxidação do citocromo b3 nos cloroplastos. Em se tratando de bactérias fotossintetizantes, nas quais não há cloroplastos, os fotossistemas se localizam nas membranas citoplasmáticas dessas células procarióticas. O estroma, fase aquosa envolvida pela membrana interna, que representa a maior parte do cloroplasto, contém a maioria das enzimas necessárias às reações de assimilação do carbono (etapa termoquímica ou enzimática da fotossíntese), bem como os tilacoides, cujo espaço interno é denominado luz ou espaço do tilacoide. O estroma, que é análogo à matriz mitocondrial, é composto, principalmente, por proteína e contém DNA plastidial, RNA (ribossômico, transportador e mensageiro) e ribossomos (plastorribossomos), sendo nele que ocorre a fixação do CO2 (quer dizer, a produção de carboidratos), assim como a síntese de alguns ácidos graxos e proteínas. Os cloroplastos são, em última análise, organelas intracelulares, de forma variada e, geralmente, com alguns micrômetros de diâmetro. Da mesma forma que as mitocôndrias, os cloroplastos possuem seu próprio DNA e sua maquinaria sintetizadora de proteínas. Assim sendo, algumas proteínas do cloroplasto são codificadas pelos genes dos cloroplastos e sintetizadas nesses organoides citoplasmáticos. Outras, contudo, são codificados por genes nucleares, sintetizadas fora dos cloroplastos, sendo, em seguida, transferidas para o interior desses organoides. Eles se comportam, portanto, como organelas semiautônomas, que dependem da cooperação de dois sistemas genéticos, sendo um próprio (exclusivo do organoide) e outro pertencente a toda a célula. Quando as células das plantas e das algas crescem e se dividem, os cloroplastos dão origem a novos cloroplastos por divisão, e durante esse processo seu DNA é duplicado e distribuído entre os cloroplastos filhos.

02

A maquinaria, bem como o mecanismo para a captura da luz, o fluxo de elétrons e a síntese de ATP nas bactérias fotossintetizantes são semelhantes, em muitos aspectos, àqueles dos cloroplastos das plantas. Essas observações/semelhanças, associadas a outras [DNA circular, não associado à proteínas, como ocorre nas bactérias; plastorribossomos (ribossomos dos plastos) com coeficientes de sedimentação 50S e 30S, a exemplo dos encontrados nas bactérias; inibição da síntese proteica pelo cloranfenicol, a exemplo do que ocorre nas bactérias; transcrição do DNA do cloroplasto pela RNA polimerase de Escherichia coli, sintetizando RNAm que podem ser traduzido por enzimas de E. coli, produzindo proteínas do cloroplasto; etc.), levaram à hipótese endossimbiótica ou simbiogênica. Segunda essa hipótese, amplamente aceita atualmente, os progenitores evolutivos das modernas células das plantas foram eucariotos primitivos que englobaram procarionte autótrofo primitivo e estabeleceram uma relação endossimbióticas estáveis com elas. Dessa forma, admite-se que os cloroplastos evoluíram de procarionte autótrofo primitivo (figura abaixo). Pode-se constatar, também, na referida figura a origem exogênica das mitocôndrias (hipótese simbiótica da biogênese mitocondrial), a partir de um procarionte aeróbio primitivo.

03

A hipótese da origem endossimbiótica, das mitocôndrias e dos cloroplastos, foi proposta, pela primeira vez, na década de 60 pela microbiologista americana Lynn Margulis e popularizada, pela referida pesquisadora, em 1981, no seu livro Symbiosis in Cell Evolution (Simbiose na Evolução das Células). De acordo com essa hipótese, há milhares de anos, os cloroplastos e as mitocôndrias presentes nas células eucarióticas atuais eram organismos procariontes de vida livre. Esses organismos teriam sido, então, englobados, através de endocitose, por células maiores com as quais estabeleceram uma relação de simbiose, que persiste até hoje. Como mostra a figura anterior, as mitocôndrias seriam o resultado do englobamento de procariontes aeróbio e, os cloroplastos, de procariontes fotossintezantes, provavelmente cianobactérias. Assim sendo, esses procariontes forneceriam energia a célula hospedeira, que em troca os protegeriam do meio externo.

Cada fotossistema é constituído por dois componentes intimamente ligados (figura a seguir): um centro de reação ou centro ativo e um complexo antena ou complexo de captação de luz (CCL).

04

O centro de reação é formado por proteínas dotadas de capacidade de transferir elétrons e por um par de moléculas especializadas de clorofila a, denominado par especial (figura abaixo).

05

O complexo antena é composto, também, por clorofila a, bem como por carotenoides (segundo dentre os pigmentos mais importante para a fotossíntese) e outros pigmentos acessórios. Ele coleta energia de elétrons que foram excitados pela luz e os direciona para o par de clorofila especial presente no centro de reação (figura a seguir) e destacado na figura anterior. Os carotenoides, por exemplo, que apresentam cor amarela, laranja ou vermelha, absorvem luz em comprimentos de onda não absorvidos pelas clorofilas. Desse modo, eles atuam como receptores suplementares de luz. Ressaltamos que cerca de 90 a 95% dos fótons absorvidos pelos pigmentos antenais têm sua energia transferida para os centros de reação.

06

Conquanto todos os pigmentos presentes no interior dos fotossistemas sejam dotados da capacidade de absorver fótons, apenas um par especial de clorofila a, associado ao centro de reação, cujas propriedades diferem das demais clorofilas, é capaz de usar esta energia nas reações fotoquímicas, transformando a luz em energia química. Os pigmentos antenas (moléculas coletoras de luz ou moléculas antenas), em face de atuarem como uma rede de antenas para a captação de luz, estão situados no complexo antena, referido anteriormente. Nele, afora as clorofilas, há uma quantidade variável de carotenoides (cujos tipos supera a casa dos 600) e outros pigmentos acessórios, como vimos acima. Dessa forma, a energia absorvida por qualquer molécula dessa rede é transferida, rápida e eficientemente, de pigmento a pigmento, por ressonância, até alcançar o centro de reação (figura abaixo), onde se encontram os pares especiais de molécula de clorofila a, referidos acima.

07

No interior do centro de reação, essas moléculas transferem seus elétrons excitados para um aceptor (figura a seguir), dando início à fotossíntese. Desse modo, nesse centro, a fotoexcitação resulta na separação de cargas elétricas que produzem um doador de elétrons potente (agente redutor), bem como um potente receptor de elétrons.

08

A presença de vários pigmentos antenais, que abrangem a luz em diferentes comprimentos de onda, amplia bastante a faixa de luz que pode ser absorvida e usada na fotossíntese, visto que a clorofila a só consegue absorver luz num pequeno intervalo de comprimento de onda. Neste contexto, o complexo antena, valendo-se dos seus diversos pigmentos, é capaz de absorver um intervalo maior do espectro de luz, ampliando, desse modo, a capacidade funcional da clorofila.

Quando essas moléculas de clorofila absorvem a energia luminosa e ficam excitadas (estado excitado), elétrons são deslocados para níveis energéticos mais elevados (adquirem um elevado potencial de transferência) e transferidos para uma molécula aceptora que dá início ao fluxo de elétrons, o que torna a clorofila oxidada e carregada positivamente. Neste contexto, a substância que doou elétrons fica oxidada e a receptora reduzida, evidenciando uma reação de oxido-redução. Os estados excitados são instáveis e retornarão ao estado fundamental por um dos muitos processos de competição. Quando isoladas e dissolvidas em solventes orgânicos, como o etanol, por exemplo, as moléculas de clorofila a passam do estado excitado para o não excitado, emitindo o excesso de energia na forma de luz vermelha e de calor, fenômeno conhecido como fluorescência da clorofila. A situação é bem diferente, no caso da mesma clorofila a estar contida no centro de reação, “ligada” a um aceptor de elétrons. Neste caso, tem início o processo fotossintético.

Há dois tipos de fotossistemas, denominados fotossistema I, [PSI (do inglês PS = photosystem) ou P700] e fotossistema II (PSII ou P680), que, conquanto sejam dotados de clorofila a, absorvem comprimento de onda luminosa ligeiramente diferentes, 700 e 680 nanômetros (nm), respectivamente. As moléculas de clorofila dos centros de reações do fotossistema I, são uma forma especial de clorofila a, como vimos acima, conhecida como P700, sendo, por isto, que o fotossistema I é também denominado P700. A letra P deriva da palavra pigmento e o subscrito 700 refere-se ao fato de essas clorofilas absorverem mais eficientemente luz com 700 nanômetros (nm) de comprimento de onda. No centro de reação do fotossistema II, o par especial de clorofila a recebe o nome de P680, cujo máximo de absorção está em 680 nm de comprimento de onda, sendo por esta razão que ele é, também, denominado P680. Ressaltamos que apenas o PSI é capaz de transferir elétrons para o aceptor final NADP+, que é reduzido a NADPH (através da reação NADP+, e e H+, catalisada pela NADP redutase, presente no fotossistema I), como mostra figura abaixo, e apenas o PSII é capaz de promover a fotólise da água (descrita por Robert Hill em 1937), como veremos mais adiante em fotofosforilação acíclica. O fotossistema I, que apresenta uma proporção elevada de clorofila a em relação à b, tem essa designação por ter sido descoberto antes do fotossistema II, no qual há predominância de clorofila b. A numeração não representa, contudo, a ordem pela qual os elétrons fluem. Todas as células fotossintetizantes produtoras de oxigênio (as das plantas, das algas e as cianobactérias), contêm ambos os fotossistemas. As outras espécies de bactérias fotossintetizantes, que não produzem oxigênio, contêm apenas o PSI. Ressaltamos que a clorofila b não tem a capacidade de transformar energia luminosa em energia química. Ela atua, a exemplo dos carotenoides, como pigmento acessório da fotossíntese. Assim sendo, quando ela absorve a luz transfere a energia captada para a clorofila a.

09

Muito do que se conhece acerca da estrutura do fotossistema II em plantas, provém de estudos bioquímicos e biofísicos de complexos similares desenvolvidos em bactérias fotossintetizantes. Neste contexto, destacam-se os trabalhos realizados pelos pesquisadores Johann Deisenhofer, Robert Huber e Hartmut Michel, que, através de cristalografia de raios X, determinaram, com precisão, a estrutura química do centro de reação da bactéria púrpura Rhodopsudomonas viridis. Eles forneceram, em última análise, uma primeira visão de como os pigmentos se organizam para captar a energia luminosa. Por esses trabalhos, Johann Deisenhofer, Robert Huber e Hartmut Michel receberam o prêmio Nobel de química em 1988.

Lembramos, ainda, que a determinação das estruturas tridimensionais dos centros de reação nos fotossistemas de duas bactérias púrpuras [Rhodopsudomonas viridis (mencionada acima) e Rhodobacter spheroides] permitiram que fossem traçados canais detalhados de elétrons durante e depois da absorção da luz. Assim sendo, o mecanismo de transdução de energia é mais bem compreendido na bactéria púrpura, que tem um único tipo de fotossistema, cuja estrutura é conhecida em detalhes moleculares.

Na fotofosforilação cíclica (figura a seguir), participa apenas o fotossistema I (P700). Neste processo bioquímico as clorofilas P700 são excitadas pela luz, perdem elétrons excitados (ricos em energia), que são capturados por um aceptor primário de elétrons (a ferredoxina), que os transfere para outra substância e assim sucessivamente (representadas na figura por X, Y e Z), formando uma cadeia transportadora de elétrons (os citocromos), semelhante à que existe nas mitocôndrias. Ao longo do seu deslocamento pelos aceptores dessa cadeia, os elétrons vão, gradativamente, liberando o excesso de energia, que é aproveitada para a formação de ATP a partir de ADP + Pi. Atingido o último aceptor, a plastocianina, os elétrons, com nível energético bastante baixo, retornam às clorofilas P700, ocupando o “vazio” que haviam deixado, recompondo-as e fechando o ciclo. Em função dos elétrons retornarem às moléculas de clorofila do “mesmo fotossistema” e serem formadas molécula de ATP dependente da luz, o processo é denominado fotofosforilação (formação enzimática de ATP a partir de ADP + Pi, acoplada à transferência de elétrons, dependente da luz, nas células fotossintetizantes) cíclica. A fotofosforilação cíclica, na qual os elétrons retornam à molécula de clorofila, com eventual reutilização, após ter sido usado na produção de adenosina trifosfato, é uma via alternativa de formação de ATP. Ela ocorre quando não há NADP+ (nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato oxidado) disponível para aceitar elétrons da ferredoxina reduzida, devido a uma relação muito alta de NADPH (nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato reduzido) para NADP+. Como se pode constatar do exposto, além de não utilizar o PSII, a fotofosforilação cíclica não requer doador externo de elétrons, não forma NADPH (nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato reduzido) e não libera oxigênio. O único produto formado é o ATP, sem concomitante formação de NADPH. Partindo do princípio que fotossíntese é, em verdade, a conversão de energia luminosa em energia química, no caso ATP, esse processo pode ser considerado como uma atividade fotossintética.

10

A fotofosforilação acíclica, que ocorre independentemente da fotofosforilação cíclica, envolve os dos fotossistemas (I e II), como se pode constar na figura abaixo. Neste processo acíclico, os elétrons das moléculas das clorofilas P700 (fotossistema I), excitados pela luz, são recolhidos por uma substância aceptora [ferredoxina (proteína associada a ferro e a enxofre)] e ao invés de passarem por uma cadeia transportadora de elétrons, como na fotofosforilação cíclica, são captados pelos NADP+ (nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato oxidado), que recebendo, também, prótons (H+), oriundos da água, que sofrera fotólise, se convertem em NADPH (nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato reduzido). Os elétrons perdidos pelo fotossistema II serão repostos por elétrons provenientes da água, como veremos adiante. Em função de os elétrons não retornarem para o “mesmo centro de reação”, como se verifica no caminho cíclico, as clorofilas P700 ficam, temporariamente, deficientes de elétrons, que são repostos por outros oriundos do par de clorofila P680 (fotossistema II), que também excitado pela luz, libera, igualmente, elétrons, que são recebidos, inicialmente, pela plastoquinona e a seguir, transportados pelos citocromos, vão para o fotossistema I (P700), repondo os elétrons que este último perdeu, também por ação da luz. Nesse trajeto, os elétrons perdem energia, sendo parte dela utilizada na síntese de ATP a partir de ADP + Pi. Ao final dessa sequência, os elétrons, com menos energia, são captados pelo par de clorofila P700 (fotossistema I) que se recompõe, em detrimento do PSII, que fica deficiente de elétrons. O par P680 (fotossistema II), agora deficiente em elétrons, é recomposto por elétrons originados da cisão da água (fotólise da água ou reação de Hill), em presença da luz. Essa cisão ocorre em um complexo liberador de oxigênio, presente, também, no PSII. Em face de os elétrons liberados não retornarem “às clorofilas dos fotossistemas dos quais saíram”, como se verifica no caminho cíclico, e haver transformação de ADP em ATP, o processo é denominado fotofosforilação acíclica. Como se pode deduzir do exposto, além de utilizar os dois fotossistemas [PSI (P700) e PSII (P680)], a fotofosforilação acíclica requer um doador externo de elétrons (água, na maioria dos casos), necessita promover a fotólise da água (H2O → 2 e + 2 H+ + 1/2 O2) e produz ATP, NADPH (indispensáveis a fixação do CO2, que ocorre na etapa termoquímica), bem como oxigênio (quando a água atua como doador de elétrons). Como se pode constatar, na fotofosforilação acíclica, os elétrons perdidos pela P680 (fotossistema II) são reposto por elétrons provenientes da fotólise da água, enquanto os perdidos pela P700 (fotossistema I) são repostos por elétrons oriundos da P680 (fotossistema II).

11

Como resultado da etapa fotoquímica, ocorre a formação de ATP (nas fotofosforilações cíclica e acíclica) e de NADPH (na fotofosforilação acíclica), bem como liberação de O2 (na fotofosforilação acíclica), ver figura a seguir.

12

O NADPH e o ATP, produzidos na etapa fotoquímica, são utilizados como fonte de energia durante as reações da etapa termoquímica (figura abaixo), na qual o CO2, proveniente da atmosfera, é convertido em compostos orgânicos, como a glicose. A etapa termoquímica (redução do CO2 a carboidrato), conhecida como ciclo de Calvin-Benson, ciclo das pentoses ou ciclo dos ácidos tricarboxílicos, que ocorre nos estromas dos cloroplastos é, portanto, dependente indiretamente da luz.  Haja vista, que embora “independa” da presença de luz, depende das reações envolvidas na etapa fotoquímica, já que necessita de ATP e NADPH, formados, naturalmente, na presença de luz.

13

 

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 17 de março de 2016

TESTES DE FISIOLOGIA (1)

01. (PUC-PR) Leia o fragmento de texto abaixo, publicado em 08/06/2014 na Folha de São Paulo. Bem-vindo ao trans-humanismo Como definir um ser humano? É o corpo? O jeito de ser? A capacidade autorreflexão, de compaixão? A mente? Talvez todas essas coisas e outras mais? O que parece óbvio para maioria das pessoas vai ficar cada vez menos, com o avanço da nossa relação cada vez mais simbiótica com aparelhos e instrumentos. Trans-humanismo é definido como a possibilidade de a raça humana evoluir além de suas limitações mentais e físicas, especialmente através da intervenção da ciência e da tecnologia. Pode parecer coisa de ficção científica: pessoas com asas violetas, ou capazes de levantar um carro com uma mão, ou com uma memória prodigiosa. Se sua definição do que é ser humano é purista, ou seja, sem intervenção de fontes externas, é bom abrir os olhos: quase ninguém mais é. Tomemos, por exemplo, os remédios. Se tomamos um remédio que muda nossa química, por exemplo, se temos depressão ou pressão alta, já não somos os mesmos. Somos produto de quem éramos mais o remédio. O trans-humanismo não aparece apenas no cinema, serve também para aliviar o sofrimento humano. Para muitos, essa é sua maior motivação. A apropriação pelo corpo da química farmacêutica muda nossa natureza. Mesmo vitaminas, fazem a mesma coisa, mudando nossos corpos para termos um sistema imunológico mais resistente, ou mais energia etc. Disponível em: . Acesso em:

De acordo com o autor, um remédio tomado para depressão, por exemplo, alteraria nossa química e seria um bom exemplo do trans-humanismo. Sobre os efeitos desse tipo de medicamento no sistema nervoso central, assinale a alternativa correta.BLOG.2015

a) Esses medicamentos podem agir impedindo a recaptação de neurotransmissores em uma fenda sináptica.

b) Esses medicamentos aumentam a quantidade de neurotransmissores na junção neuromuscular.

c) Esses medicamentos não alteram a quantidade de substâncias químicas, mas apenas o tipo de neurotransmissor liberado.

d) Esses medicamentos atuam através da liberação de hormônios, estando mais relacionados ao sistema endócrino que ao nervoso.

e) A efetividade do tratamento não depende da concentração do medicamento usado, mas sim de sua farmacodinâmica e farmacocinética.

02. (OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA) Analise o texto e a figura abaixo e responda esta questão.

02

Santiago Ramón y Cajal (Petilla de Aragón, 1 de maio de 1852 — Madrid, 17/18 de outubro de 1934) foi um médico e histologista espanhol. Considerado o “pai da neurociência moderna seus estudos incidiram sobre a estrutura fina do sistema nervoso central. Cajal usou uma técnica de coloração histológica desenvolvida pelo seu contemporâneo Camillo Golgi. Golgi descobriu que conseguia escurecer algumas células cerebrais tratando o tecido do cérebro com uma solução de nitrato de prata. Isto permitiu que resolvesse em detalhe a estrutura dos neurônios individuais e levou-o a concluir que o tecido nervoso era um retículo contínuo (ou teia) de células interligadas como as que constituíam o sistema circulatório. Usando o método de Golgi, Ramón y Cajal chegou a uma conclusão muito diferente. Postulou que o sistema nervoso é composto por bilhões de neurônios distintos e que estas células se encontram polarizadas. Cajal sugeriu que os neurônios, em vez de formarem uma teia contínua, comunicam entre si através de ligações especializadas. Por este trabalho, Ramón y Cajal e Golgi compartilharam o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1906.

As ligações especializadas propostas por Ramon y Cajal são conhecidas como:

a) Axônios.

b) Pericários.

c) Sinapses.

d) Bainha de mielina.

e) Dendritos.

03. (UEM) Com relação ao funcionamento do corpo humano, assinale a alternativa incorreta.

a) O hormônio antidiurético, conhecido por ADH, é produzido nas glândulas suprarrenais.

b) Infarto do miocárdio, ou ataque cardíaco, é causado pela interrupção do fornecimento de sangue ao músculo cardíaco. Essa interrupção é provocada pela obstrução de uma ou mais artérias coronárias.

c) Suco entérico, suco pancreático e bile são secreções que atuam na digestão do quimo no intestino delgado.

d) O cerebelo coordena os movimentos e orienta a postura corporal.

04. (UNIFOR) É comum ouvir as pessoas comentarem que sentem o tempo passar de maneira descontrolada e que, mal a semana começa, já chega a quinta-feira e com ela, o final de semana, com muitas ocupações e pouco tempo para realizá-las. Assim, negligenciam até cuidados básicos como a atenção para as necessidades de água do corpo, que mais cedo ou mais tarde, podem resultar numa desidratação que pode evoluir para insuficiência renal e morte. A água no contexto fisiológico é importante para o corpo humano porque:

I. É o meio onde ocorre o transporte de nutrientes, reações metabólicas e transferência de energia.

II. O déficit de água acarreta aumento na concentração dos sais no meio extracelular, provocando redução do volume do meio intracelular.

III. Solubiliza todas as macromoléculas, necessitando-se ingerir uma quantidade de água superior à perdida diariamente a fim de manter o balanço hídrico.

IV. Os rins necessitam de líquido, especialmente água, para retirar as impurezas do sangue e controlar a pressão arterial.

Estão corretas as sentenças:

a) I e II somente.

b) II, III e IV.

c) III e IV somente.

d) I, II e IV.

e) II e IV somente.

05. (UFMS)

05

Conforme trecho da notícia transcrito, o excesso de sal na dieta, em especial o sal de cozinha (cloreto de sódio), pode desencadear problemas de saúde. Os trechos a seguir procuram explicar a relação entre a quantidade de sódio no sangue, a pressão sanguínea e a regulação do funcionamento renal. Avalie cada um, colocando verdadeiro (V) ou falso (F).

I. A ingestão de alimentos salgados leva ao aumento da taxa de sódio no sangue, o que provoca o aumento da tonicidade. Essa taxa pode ser reequilibrada com a entrada, por ingestão, de mais água na corrente sanguínea, provocando aumento de pressão arterial.

II. Quando o volume sanguíneo aumenta, o restabelecimento dos volumes normais é conseguido pela diminuição na produção de Hormônios Antidiurético (ADH), sendo produzido maior volume de urina (mais diluída).

III. Quando a pressão sanguínea diminui ou a concentração de sódio no sangue aumenta, os rins liberam renina no sangue, a qual catalisa a formação de angiotensina que, por sua vez, provoca vasodilatação, com consequente redução da pressão arterial e redução da secreção de aldosterona.

A sequência correta é:

a) V − V − F.

b) F − F − V.

c) V − V − V.

d) F − F − F.

e) V − F − V.

06. (UEM) Considerando as características da espécie humana, assinale o que for correto.

01. A presença de alimento rico em proteínas no estômago é o principal estímulo para que certas células da parede estomacal liberem no sangue o hormônio secretina.

02. A organogênese corresponde à fase em que, a partir dos três folhetos germinativos, diferenciam-se os diversos tecidos e órgãos do organismo.

04. O sistema nervoso central tem a função de interpretar as informações obtidas e elaborar respostas adequadas, enviando-as às diversas partes do corpo. O sistema nervoso periférico conduz as informações e as respostas.

08, O sistema cardiovascular pode ser dividido em sistema sanguíneo e sistema linfático. O sanguíneo é composto de sangue, de vasos e do coração.

16. O sistema esquelético, além de proteger os órgãos internos e participar dos movimentos do corpo, atua como reserva de cálcio e local de formação de células do sangue.

Soma das alternativas corretas:

07. (PUCCAMP) Os …(I)…, por não apresentarem pigmentos respiratórios no sangue, não apresentam associação entre os sistemas …(II)… e …(III)… .”

Para completar corretamente essa frase, os espaços I, II e III devem ser preenchidos, respectivamente, por:
a) insetos – respiratório – circulatório.

b) nematóides – respiratório – circulatório.
c) anelídeos – respiratório – excretor.

d) moluscos – circulatório – excretor.

e) crustáceos – circulatório – excretor.

08. (UNISINOS) O corpo humano é dividido em sistemas. Relacione os diferentes sistemas da primeira coluna com sua respectiva função, na segunda coluna:

08

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) III – IV – V – II – I.

b) V – II – IV – III – I.

c) III – IV – V – I – II.

d) V – III – II – IV – I.

e) III – V – IV – II – I.

09. (UEM) Após a observação de quatro sistemas de vertebrados, um grupo de estudantes relata que o intestino apresenta válvula espiral, que os ureteres do excretor se abrem na cloaca, que os pulmões são constituídos por alvéolos pulmonares e que o coração contém quatro câmaras. Com base nessas informações, assinale a alternativa correta.

a) O intestino não pode ser de espécime de um grupo de peixes.

b) Os quatro sistemas podem ser de espécimes de anfíbios.

c) Dois dos quatro sistemas podem ser de indivíduos da classe aves.

d) Três dos quatro sistemas podem representar os mamíferos.

e) Apenas um dos sistemas pode ser de algum réptil.

10. (UEA) A figura ilustra uma importante regulação, no organismo humano, de um nutriente sanguíneo originado a partir da digestão de um alimento.

10

Assinale a alternativa que substitui, correta e respectivamente, as letras X, Y e Z indicadas na figura.

a) Caldo de cana – insulina – glucagon.

b) Caldo de cana – pepsina – tripsina.

c) Caldo de cana – glucagon – bile.

d) Óleo vegetal – bile – tripsina.

e) Cereais fibrosos – celulase – insulina.

11. (FUVET) A ardência provocada pela pimenta dedo-de-moça é resultado da interação da substância capsaicina com receptores localizados na língua, desencadeando impulsos nervosos que se propagam até o cérebro, o qual interpreta esses impulsos na forma de sensação de ardência. Esse tipo de pimenta tem, entre outros efeitos, o de estimular a sudorese no organismo humano.

11

Considere as seguintes afirmações:

I. Nas sinapses, a propagação dos impulsos nervosos, desencadeados pelo consumo dessa pimenta, se dá pela ação de neurotransmissores.

II. Ao consumir essa pimenta, uma pessoa pode sentir mais calor pois, para evaporar, o suor libera calor para o corpo.

III. A hidrólise ácida da ligação amídica da capsaicina produz um aminoácido que é transportado até o cérebro, provocando a sensação de ardência.

É correto apenas o que se afirma em:

a) I.

b) II.

c) I e II.

d) II e III.

e) I e III.

12. (PUC-RS) Para responder esta questão, analise as informações sobre o baço humano.

I. Ele controla, armazena e destrói células sanguíneas.

II. Sua posição anatômica é à esquerda e atrás do estômago.

III. Este órgão é responsável pela síntese do colesterol.

IV. Neste órgão ocorre a conversão de amônia em ureia.

Estão corretas apenas as informações contidas em:

a) I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I, II e IV.

e) I, III e IV.

13. (IFSC)

13

Com base no refrão da música do Gaúcho da Fronteira e sobre o tema fisiologia humana, assinale a soma da(s) proposição (ões) correta(s).

01. Os principais locais onde ocorre a digestão da carne do churrasco são: a boca, com a mastigação e insalivação do bolo alimentar; o estômago pela ação do suco gástrico e da pepsina; e o intestino delgado pela ação do suco entérico e pancreático.

02. Se a carne for muito gordurosa, outra secreção fundamental durante a digestão será a bile, pois ela é responsável pela quebra de gorduras.

04. A carne com grande quantidade de gordura, se ingerida com frequência e combinada com hábitos sedentários e estresse pode elevar o colesterol e a quantidade de gordura no sangue. Essa elevação aumenta a predisposição às doenças cardiovasculares como a arteriosclerose e o infarto do miocárdio.

08. Ao tomar muito chimarrão a ingestão de água aumenta muito. Esse aumento faz com que a concentração sanguínea diminua. Essa baixa concentração sanguínea estimula a glândula hipófise a liberar menos quantidade de um hormônio chamado de hormônio antidiurético (ADH). Assim, é produzido um maior volume de urina bem diluída.

16. Por ser uma dança e envolver constante movimento, o fandango tem uma grande ação na musculatura esquelética, formada pelos músculos lisos que têm como suporte o sistema esquelético, cuja única função no corpo é auxiliar no movimento.

Soma das alternativas corretas:

14. (UEM) Sobre os sistemas nervoso e endócrino, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. A sinapse química é caracterizada pelo contato físico entre neurônios com ausência de neurotransmissores.

02. A insulina é secretada em situação de hiperglicemia.

04. Nas mulheres, o hormônio luteinizante desencadeia a liberação do ovócito secundário, estimulando as células foliculares e o corpo lúteo a produzirem progesterona.

08. A bainha de mielina, encontrada em axônios mielínicos, proporciona uma condução não saltatória e uma redução da velocidade de condução do impulso nervoso.

16. A tireoide, localizada no pescoço e apoiada sobre as cartilagens da laringe e da traqueia, produz o hormônio adrenocorticotrófico, o hormônio estimulante da tireoide e o hormônio do crescimento.

Soma das alternativas corretas:

15. (UFSC) O meio ambiente pode influenciar o funcionamento do nosso organismo de várias formas, desde a alteração de funções fisiológicas, das quais geralmente não nos damos conta, até alterações na nossa percepção sensorial e estado de ânimo. Por exemplo, nas grandes festas musicais que se estendem madrugada adentro, conhecidas como “raves”, o consumo de álcool e bebidas estimulantes, como os “energéticos”, chega a níveis alarmantes. No contexto da ideia de diversão, a mistura destas duas substâncias pode trazer consequências devastadoras para o organismo humano. A pessoa que consome o energético junto com o álcool reduz o efeito deste, uma vez que o estimulante diminui o efeito depressor do álcool sobre o sistema nervoso. Esta ação dos energéticos reduz a percepção da embriaguez, e leva as pessoas a ingerir mais álcool, as quais não se dão conta dos riscos envolvidos. Uma superdosagem desta substância aumenta a frequência cardiorrespiratória e pode provocar irritação estomacal e intestinal. O que a princípio é euforia e excitação, pode transformar-se em tontura e desmaio. Sobre o assunto do texto acima, pode-se afirmar corretamente que:

01. O efeito estimulante das “bebidas energéticas” é consequência da liberação de neurotransmissores, como a dopamina, que provocam sensação de prazer.

02. O sistema nervoso responde pela coordenação e controle do funcionamento do organismo, independentemente da ação do sistema endócrino.

04. Glicídios ou carboidratos são fontes de energia para o nosso organismo.

08. Em nível celular, a organela citoplasmática responsável pela produção de energia é o lisossomo.

16. A longo prazo, o consumo de álcool em grandes quantidades não provoca alterações cardiovasculares, nem prejuízo nas funções hepáticas.

32. O controle da frequência cardiorrespiratória é uma das funções que podem ser atribuídas ao sistema nervoso autônomo.

64. A interação entre o consumo excessivo de álcool e bebida energética não traz danos fisiológicos ao organismo.

Soma das alternativas corretas:

16. (FCM-PB) João Antônio, após realizar sua caminhada habitual, resolveu por conta própria, aumentar suas seções de exercícios, o que resultou em desconforto e fortes dores ocasionadas pela fadiga muscular em consequência da sobrecarga das atividades físicas por ele realizadas. Pergunta-se: a fadiga muscular de João Antônio deve-se a:

a) Redução do pH, da glicose sanguínea e de neurotransmissores na junção neuromuscular e contráteis das fibras musculares.

b) Redução plasmática de íon Cálcio que impede a interação da miosina com a actina.

c) Elevação do auto estímulo involuntário da musculatura esquelética.

d) Elevação de neurotransmissor na placa motora que desencadeia o bloqueio das sinapses.

e) Aumento do pH, elevação da glicose sanguínea e débito de oxigênio.

17. (UNICAP)

I  II

0  0 – O pulso é uma medida direta da pressão sanguínea.

1  1 ­– A conversão de fibrinogênio em fibrina ocorre quando o fibrinogênio é libertado a partir de quebra das plaquetas.

2  2 – A traqueia e o esôfago dos mamíferos se conectam com a epiglote.

3  3 – Os órgãos a seguir estão corretamente pareados com sua função: pâncreas–produção de enzimas, intestino grosso–produção de bile.

4  4 – A dor de cabeça, reação orgânica desencadeada por inúmeros fatores, ocorre quando há contração, dificuldade de respiração, seguida de diminuição da pressão arterial.

18. (UPF) “Dois homens atingidos pela árvore que caiu na tarde do último sábado no Parque da Redenção, em Porto Alegre, seguem internados no Hospital de Pronto Socorro. (…) Uma das vítimas, um jovem de 21 anos, realizou uma cirurgia na tarde de domingo (…). Ele foi atingido na região abdominal e perdeu 30% do estômago, o baço inteiro e 70% do pâncreas.”

(Zero Hora, 02/09/13 – Adaptado).

O fato de o jovem perder o baço e parte do pâncreas tem influência sobre seu organismo porque as funções desses dois órgãos correspondem, respectivamente, a:

a) Produção de glucagon e produção de insulina.

b) Produção de adrenalina e filtragem do sangue para remoção de microrganismos.

c) Destruição de hemácias envelhecidas e produção de insulina.

d) Produção de glucagon e produção de adrenalina.

e) Destruição de hemácias envelhecidas e filtragem do sangue para remoção de microrganismos.

19. (UNIOESTE) Analise as seguintes afirmativas:

I. As aves apresentam um coração com quatro cavidades.

II. As larvas de anfíbios, em desenvolvimento inicial, dependem dos pulmões e do tegumento para trocas gasosas.

III. Os peixes possuem uma circulação simples e completa.

IV. Incisivos, caninos, pré-molares e molares são tipos de dentes exclusivos dos mamíferos.

V. A glândula suprarrenal produz o hormônio ocitocina.

Assinale a alternativa que corresponda somente a afirmativas corretas.

a) I, II, III.

b) I, III e IV.

c) II, III e V.

d) I, IV e V.

e) II, IV e V.

20. (UEM) Sobre a morfofisiologia animal comparada, assinale o que for correto.

01. Todos os animais apresentam digestão intracelular; em alguns, ocorre também a digestão extracelular.

02. Tanto entre os animais pecilotérmicos como entre os homeotérmicos ocorrem os dois tipos de circulação, ou seja, a aberta e a fechada.

04. Quando os animais utilizam proteínas na alimentação, os produtos nitrogenados fazem parte dos excretas. Nesse sentido, os invertebrados em geral, os peixes ósseos e os anfíbios excretam o ácido úrico; os insetos, os répteis e os peixes cartilaginosos excretam a amônia; as aves e os mamíferos excretam a ureia.

08. Embora haja diversidade de órgãos respiratórios especializados, como as brânquias, as traqueias e os pulmões, alguns organismos são destituídos dos mesmos.

16. Devido à ausência de sistema glandular nos invertebrados, apenas os vertebrados produzem os hormônios que são transportados pelo sangue.

32. Os vertebrados são todos monoicos, mas podem ser ovíparos, ovovivíparos e vivíparos. Os invertebrados podem ser dioicos ou monoicos, mas todos são ovíparos.

64. Enquanto nos invertebrados o sistema nervoso ganglionar apresenta duplo cordão nervoso situado na região ventral, nos vertebrados, o sistema nervoso apresenta-se dorsalmente e protegido pela caixa craniana e pela coluna vertebral.

Soma das alternativas corretas:

gab

Publicado por: Djalma Santos | 17 de março de 2016

TESTES DE ZOOLOGIA (4)

01. (UEPA) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

A biodiversidade é definida pela variedade de seres vivos existentes em determinada região.

Quanto maior o número de espécies de seres vivos, maior e a biodiversidade nessa região. Pesquisas recentes apontam o número de espécies descobertas cada vez maior, sobretudo no Brasil, embora nem todas já estejam catalogadas. No geral, o maior número de espécies de vertebrados conhecidas são de PEIXES(1), seguida de ANFÍBIOS(2), de AVES(3), de RÉPTEIS (4) e de MAMÍFEROS(5).

(Adaptado de: http://meioambiente.culturamix.com/natureza/biodiversidade-dos-animais.)

Quanto aos grupos de animais em destaque no texto, relacione seus números correspondentes com as afirmativas abaixo.

a. Esqueleto cartilaginoso ou esqueleto ósseo com escamas do tipo placoides ou dérmicas.

b. Pele impermeável e seca revestida por uma camada de queratina.

c. Estrutura denominada quilha ou carena onde se prendem os músculos corporais.

d. Pele lisa, sem escamas, úmida e com glândulas mucosas.

e. Dentes diferenciados em incisivos, caninos, pré-molares e molares.

f. Apresentam estruturas como glândulas uropigianas, sacos aéreos e ossos pneumáticos.

g. Corpo recoberto por pelos e com glândulas sudoríparas e sebáceas.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) 5a; 3c; 3d; 2f; 1g; 4b; 3c.

b) 2b; 3a; 1c; 5g; 4c; 3b; 5d.

c) 1a; 4b; 3c; 2d; 5e; 3f; 5g.

d) 2g; 4f; 2e; 3d; 4c; 5b; 1a.

e) 1a; 3b; 1g; 5b; 2g; 4c; 4f.

02. (UPE) São animais invertebrados com simetria bilateral, triblásticos e celomados. Seu corpo mole é dividido em cabeça, pé e massa visceral revestida pelo manto. Possuem representantes em ambientes terrestres, marinhos e água doce.

Essa descrição é característica geral dos

a) Oligoquetas, como as minhocas.

b) Moluscos, como o caramujo.

c) Anelídeos, como as sanguessugas.

d) Asquelmintos, como os vermes.

e) Insetos, como as lagartas.

03. (UECE) Os nematoides são vermes de corpo cilíndrico, esguio e alongado, afilado nas extremidades anterior e posterior. Vivem em ambientes de água salgada ou doce, no solo, em órgãos vegetais, ou em tecidos de diferentes tipos de animais. A lombriga, exemplo conhecido de nematoide, não possui:

a) Sistema circulatório.

b) Intestino.

c) Simetria bilateral.

d) Sistema digestivo completo.

04. (CEDERJ) São exemplos de peixes cartilaginosos ou condrictes o:

a) Tubarão e a arraia.

b) Peixe boi e o golfinho.

c) Bonito e a sardinha.

d) Peixe elétrico e a moreia.

05. (URCA) Os animais endotérmicos dependem do metabolismo para “produzir” calor, elevar a temperatura e mantê-la constante. Essa adaptação é fundamental para:

a) Os répteis.

b) As aves e os mamíferos.

c) Os répteis e as aves.

d) Os mamíferos e os répteis.

e) Os peixes.

06. (UEPG) Analise a figura abaixo quanto à dentição das cobras e assinale o que for correto.

06

01. Em A é apresentada a dentição das cobras áglifas. Nesse caso, são serpentes cujos dentes são maciços, sem canal central ou sulco para a passagem de peçonha.

02. São exemplos para as dentições apresentadas nas figuras: A- sucuris, jiboias; B – falsa coral, cobra-verde-de-jardim; C – corais verdadeiras, najas; D – cascavéis, jararacas, surucucus.

04. Em D, a dentição mostrada na figura é de cobras solenóglifas. São serpentes dotadas de um par de presas anteriores ocas, com um canal injetor de peçonha. Essas presas estão inseridas em um maxilar móvel que se projeta quando a serpente abre a boca, sendo altamente eficientes na injeção de peçonha durante a mordida.

08. A dentição das cobras proteróglifas é mostrada em C. São serpentes dotadas de presas anteriores fixas, com um sulco profundo ao longo do seu comprimento, formando um canal por onde escorre a peçonha. A boca dessas cobras é relativamente pequena, o que dificulta a mordida, embora sua peçonha seja letal.

16. Em B é apresentada a dentição opistóglifa. São serpentes com um ou mais pares de dentes posteriores desenvolvidos (presas), nos quais há um sulco por onde a peçonha escorre. A posição posterior das presas dificulta a injeção do veneno, de modo que a picada dessas cobras geralmente não resulta em acidente sério.

Soma das alternativas corretas:

07. (UFRN) Analise as afirmativas.

I. Os vertebrados são animais representados por peixes, anfíbios, artrópodes, répteis, aves e mamíferos.

II. Os cnidários são representados por animais conhecidos por esponjas.

III. Os platelmintos de vida livre são indivíduos da classe dos turbelários.

IV. Os artrópodes são distribuídos por cinco grupos, que receberam nomes em função de suas características externas.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e III.

b) II e III.

c) III e IV.

d) I, III e IV.

08. (UNEASPAR) O subfilo vertebrata compreende cerca de 50 mil espécies, com representantes aquáticos, terrestres e aéreos. Assinale a alternativa correta sobre o estudo dos vertebrados:

a) Os peixes cartilaginosos possuem bexiga natatória, boca terminal e nadadeira caudal homocerca.

b) Os peixes ósseos possuem escamas placoides coração bicavitário e circulação dupla.

c) Os anfíbios são animais homeotérmicos, e sua principal forma de respiração é a pulmonar.

d) Os répteis possuem ovos com casca, tegumento queratinizado e capacidade de manter a temperatura corpórea constante.

e) As aves possuem ovos com casca, ossos pneumáticos e uma estrutura capaz de produzir sons, chamada seringe.

09. (UNICENTRO) Com base nos conhecimentos sobre as relações de parentesco entre os grandes grupos animais, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, uma das características que definem o grupo formado pelos Echinodermata e Chordata.

a) Ânus formado a partir de fendas mesodérmicas.

b) Boca originada do blastóporo.

c) Cavidade corporal parcialmente revestida por mesoderma.

d) Celoma originado do tubo digestório.

e) Diblásticos.

10. (UNISINOS) O Filo Arthropoda é formado por animais invertebrados com corpo revestido por um exoesqueleto de quitina, possuindo tubo digestivo ___________, circulação ___________, sistema nervoso ___________ e excreção feita por meio de ___________. Sobre as características dos Artrópodos, as lacunas são corretamente preenchidas, respectivamente, por:

a) incompleto, aberta, difuso, tubos de Malpighi.

b) completo, aberta, ganglionar, nefrídias.

c) completo, fechada, ganglionar, tubos de Malpighi.

d) incompleto, fechada, difuso, nefrídias.

e) completo, aberta, ganglionar, tubos de Malpighi.

11. (UNESP) Em um barzinho à beira-mar, cinco amigos discutiam o que pedir para comer.

11

Marcos, que não comia peixe, sugeriu picanha fatiada. Paulo discordou, pois não comia carne animal e preferia frutos-do-mar; por isso, sugeriu uma porção de camarões fritos e cinco casquinhas-de-siri, uma para cada amigo. Marcos recusou, reafirmando que não comia peixe. Eduardo riu de ambos, informando que siri não é peixe, mas sim um molusco, o que ficava evidente pela concha na qual era servido. Chico afirmou que os três estavam errados, pois os siris e os camarões não são peixes nem moluscos, mas sim artrópodes, como as moscas que voavam pelo bar. Ricardo, por sua vez, disse que concordava com a afirmação de que os siris e camarões fossem artrópodes, mas não com a afirmação de que fossem parentes das moscas; seriam mais parentes dos peixes. Para finalizar a discussão, os amigos pediram batatas fritas. O amigo que está correto em suas observações é:

a) Ricardo.

b) Marcos.

c) Paulo.

d) Eduardo.

e) Chico.

12. (UNIMONTES) O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o.

12

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta para I, II, III e IV respectivamente.

a) Nematelmintos, celenterados, artrópodes e moluscos.

b) Anelídeos, celenterados, moluscos e poríferos.

c) Moluscos, anelídeos, artrópodes e equinodermos.

d) Poríferos, moluscos, equinodermos e anelídeos.

13. (UEM) Em relação à classificação e à caracterização dos grupos animais, é correto afirmar que:

01. São exemplos de animais acelomados: as esponjas e as lombrigas; de pseudocelomados: as solitárias e as planárias; e de celomados: as minhocas e os macacos.

02. Os cnidários apresentam duas estruturas corporais típicas e são os primeiros animais da escala evolutiva a apresentarem uma cavidade digestiva.

04. Os insetos holometábolos passam pelas fases de ovo, larva, pupa, e de imago (ou adulta).

08. As minhocas são deuterostômios, celomados e triblásticos.

16. As estrelas-do-mar pertencem ao Filo Chordata, pois apresentam esqueleto interno.

Soma das alternativas corretas:

14. (UPE) Analise as características morfológicas e fisiológicas das aves.

I  II

0  0 – Excretam ácido úrico por meio de uma bexiga urinária.

1 1 – Apresentam pulmões compactos que se expandem em bolsas de ar, denominadas de sacos aéreos.

2  2 – São ovíparas e seus ovos se desenvolvem fora do corpo da fêmea, contribuindo para a redução do seu peso.

3  3 – Apresentam a pele lubrificada, devido à presença de glândulas uropigianas distribuídas pelo corpo do animal.

4 4 – Possuem a siringe que, localizada na traqueia,é responsável pela emissão dos sons produzidos por esses animais.

15. (UECE) Dentre as características apresentadas abaixo, marque aquela que justifica a inclusão de um ser vivo no Filo Porífera e não em outros Filos animais.

a) Possuem ciclo de vida assexuado e sexuado.

b) Apresentam cnidócitos como mecanismo de defesa.

c) Filtram a água para a absorção de nutrientes.

d) Não possuem células organizadas em tecidos bem definidos.

16. (IFPE) Um estudante do Ensino Médio, passeando pelos jardins da escola, observou alguns animais e anotou as principais características apresentadas por esses animais, conforme descrito abaixo:

Animal 1 – Três pares de patas, um par de antenas e corpo dividido em cabeça, tórax e abdômen.

Animal 2 – Quatro pares de patas, ausência de antenas e corpo dividido em cefalotórax e abdômen.

Animal 3 – Corpo com vários segmentos, e dois pares de patas por segmento e um par de antenas.

Animal 4 – Corpo com vários segmentos e um único par de patas por segmento, além de um par de antenas.

Assinale a alternativa que contém, correta e respectivamente, os grupos a que pertencem os animais 1, 2, 3 e 4.

a) Inseto, quelicerado, diplópode e quilópode.

b) Quelicerado, inseto, diplópode e quilópode.

c) Diplópode, quilópode, quelicerado e inseto.

d) Quelicerado, diplópode, inseto e quilópode.

e) Inseto, quelicerado, quilópode e diplópode.

17. (IFNMG) O Filo Anellida tem representantes aquáticos e terrestres, dentre eles encontram-se as sanguessugas e as minhocas, apresentando importância terapêutica e ecológica, respectivamente. As minhocas, com sua atividade cavadora, promovem a aeração do solo e suas fezes contribuem para a formação do húmus, composto extremamente fértil, valioso para o crescimento das plantas. Ainda sobre os anelídeos, considere as seguintes informações:

I. Os anelídeos são protostômios, celomados, triblásticos e apresentam metameria.

II. As minhocas possuem sistema digestivo incompleto, com presença de dentes na faringe, papo e moela.

III. Nos anelídeos, a excreção é feita por um par de metanefrídeos por metâmero, os quais eliminam as excretas nitrogenadas através dos nefridióporos.

IV. A saliva da maioria das sanguessugas contém hirudina, cuja ação é anticoagulante.

V. As minhocas são hermafroditas, realizam autofecundação e os ovos são depositados em um casulo produzido pelo clitelo.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II e V.

b) I, II e IV.

c) I, III e IV.

d) III, IV e V.

18. (UEA) A figura mostra um processo característico de um grupo de animais invertebrados.

18

(http://vivoverde.com.br)

É correto afirmar que tal processo:

a) Ocorre no filo dos artrópodes para a renovação do exoesqueleto desgastado.

b) É frequente na classe dos insetos e possibilita o crescimento do animal.

c) Ocorre no filo dos artrópodes para substituição do endoesqueleto quitinoso.

d) É frequente em insetos e aracnídeos para a regeneração da epiderme queratinizada.

e) Ocorre em todos os artrópodes durante a transição da fase larval para a fase adulta.

19. (IFCE) Baleias jubarte pertencem à classe dos mamíferos e fazem parte da ordem dos cetáceos, a mesma dos golfinhos Em agosto de 2013, o caso de uma baleia jubarte encalhada na praia de Flexeiras, litoral cearense, causou comoção. Por dois dias, biólogos, bombeiros e pessoas da comunidade local trabalharam e se empenharam para salvar o animal que, infelizmente, não sobreviveu. Sobre essa situação e esses animais, é correto dizer-se que:

a) Baleias não conseguem sobreviver por muito tempo quando encalhadas, porque a falta de água causa morte do animal por asfixia, por impossibilitar a respiração branquial.

b) O animal chega até a costa e encalha por lesão na bexiga natatória, o que causa perda da capacidade de permanecer em maiores profundidades.

c) As baleias procuram a costa brasileira para se reproduzir em águas tropicais, sendo a fecundação desses animais interna, com desenvolvimento do embrião dentro do corpo da fêmea.

d) Por realizar respiração cutânea, o animal, quando preso em terra, perde água através da pele e morre por desidratação.

e) Por serem ectotérmicas, as baleias têm dificuldade para manter a temperatura corpórea quando encalhadas, devido à falta de movimentação do corpo.

20. (UPE) Observe as imagens a seguir:

20

Trata-se do verso das cédulas do real atualmente em circulação. Nessas cédulas, observam-se figuras de animais que foram escolhidos em homenagem à fauna brasileira, demonstrando sua diversidade e riqueza. Com relação às características taxonômicas e ecológicas desses animais, analise as afirmativas a seguir:

I. A cédula de 1 real apresenta a imagem de um animal que tem hábito diurno e noturno e uma dieta alimentar à base de néctar e pequenos insetos, logo, é considerada uma espécie onívora.

II. Na cédula de 2 reais, tem-se a imagem da tartaruga de pente, espécie onívora, exclusiva do ecossistema marinho, cujo habitat natural são os recifes de coral e águas costeiras rasas, como estuários e lagoas, podendo ser encontrada, ocasionalmente, em águas profundas.

III. Nas cédulas de 5 e 10 reais, podem ser visualizadas, respectivamente, imagens de animais onívoros, de hábitos diurnos que podem viver solitariamente ou andar em pares ou bandos, na época da reprodução. No Brasil, podem ser encontrados em várias regiões, entre elas, o Pantanal, área de transição entre dois biomas.

IV. Na cédula de 20 reais, tem-se a imagem de uma espécie onívora, endêmica do Brasil. Sua distribuição geográfica se restringe ao estado do Rio de Janeiro, exclusiva do bioma Mata Atlântica; tem hábito diurno e vive em bandos.

V. Na cédula de 50 reais, observa-se a onça pintada, animal carnívoro, de hábito noturno, encontrado, preferencialmente, na Amazônia e no Pantanal. Nele pode ocorrer o fenômeno de melanismo. Na cédula de 100 reais, pode ser visualizada a imagem da garoupa verdadeira, peixe carnívoro predador de espreita e habito alimentar necto-bentônico, encontrado em fundos coralíneos e rochosos.

Estão corretas:

a) I, II e III.

b) I, III e IV.

c) I, IV e V.

d) II, III e V.

e) II, IV e V.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 17 de março de 2016

TESTES DE PROGRAMA DE SAÚDE (3)

01. (UPE)

ESTABELEÇA A CORRETA ASSOCIAÇÃO ENTRE AS COLUNAS.

PARASITOSE

A. Teníase.

B. Elefantíase.

C. Leishmaniose visceral.

D. Esquistossomose.

E. Giardíase.

MANIFESTAÇÕES DA DOENÇA

1. Diarreia, dor abdominal, falta de apetite, anemia.

2. Febre, anemia, emagrecimento, aumento do fígado e do baço.

3. Anemia, fezes sanguinolentas, diarreia, febre, aumento do fígado e do baço.

4. Dor de cabeça, diarreia, constipação intestinal, falta de apetite.

5. Edemas causados por obstrução dos vasos linfáticos.

PROFILAXIA

I. Combater o mosquito transmissor e usar telas e mosquiteiros.

II. Lavar e cozinhar bem os alimentos e realizar saneamento básico.

III. Combater o molusco transmissor e realizar saneamento básico.

IV. Salgar e cozer as carnes e realizar saneamento básico.

V. Combater o mosquito transmissor e eliminar cães infectados.

Assinale a alternativa correta.

a) A 1 IV, B 5 III, C 3 I, D 2 II e E 4 V.

b) A 2 V, B 5 I, C 4 IV, D 3 III e E 1 II.

c) A 1 II, B 4 III, C 2 V, D 5 I e E 3 IV.

d) A 1 III, B 5 I, C 3 II, D 4 IV e E 2 V.

e) A 4 IV, B 5 I, C 2 V, D 3 III e E 1 II.

02. (UECE) Leia o texto a seguir:

Jeca Tatu, personagem famoso de Monteiro Lobato era um homem que vivia na miséria e que morava perto de um pequeno riacho, no qual ele podia pescar. Sem cultura, ele não cultivava de forma alguma os necessários hábitos de higiene. Era visto pelas pessoas como preguiçoso e alcoólatra. Até que um dia um médico que passava pela sua residência nota sua coloração amarela e sua intensa magreza e decide examinar o caboclo. Jeca Tatu se queixa de muita fadiga e dores corporais e o doutor então, diagnostica a presença de uma enfermidade tecnicamente conhecida como ancilostomose, o famoso amarelão.

Fonte: http://www.infoescola.com/biografias/jeca-tatu/

Sobre a ancilostomose, é correto afirmar-se que:

a) É uma verminose cujas larvas podem se instalar no cérebro, condição conhecida como cisticercose cerebral.

b) As larvas que atravessam as paredes do intestino delgado se direcionam aos vasos sanguíneos e linfáticos, espalham- se pelo organismo, atingem a faringe, e somente são liberadas juntamente com a tosse ou muco.

c) Os vermes adultos se instalam no aparelho digestivo dos seres humanos, nutrindo-se de sangue do hospedeiro e causando anemia.

d) A contaminação se dá exclusivamente pela ingestão de ovos do verme, geralmente encontrados no solo, na água, em alimentos e em mãos que tiveram um contato anterior com fezes animais contaminadas.

03. (FPS) Desde a infestação, até o final do ciclo de vida do parasita, vários são os efeitos deletérios causados no hospedeiro. Quais parasitas causam obstruções, intestinal e linfática, respectivamente?

a) Filária e oxiúro.

b) Ameba e leishmania.

c) Lombriga e filária.

d) Ancilóstomo e lombriga.

e) Leishmania e ancilóstomo.

04. (UDESC) Nos últimos dias vários meios de comunicação têm noticiado casos de dengue em diferentes Estados do Brasil. Em alguns destes Estados os números indicam uma situação epidêmica, segundo os parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS). Analise as proposições em relação à dengue, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.

( ) A doença é adquirida pela picada de um hemíptero, denominado cientificamente de Triatoma infestans.

( ) Existem duas formas de dengue: a clássica e a hemorrágica.

( ) Por ser uma doença causada por bactérias do grupo Neisseria, a dengue pode ser tratada com antibiótico, o que garante a cura em mais de 90% dos casos.

( ) Uma das medidas mais eficazes do combate à dengue são as campanhas de vacinação, realizadas anualmente.

( ) Após contaminar-se uma vez com a dengue, o indivíduo adquire imunidade natural e não mais contrai a doença.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – V – F – F – V.

b) V – V – V – F – V.

c) V – F – F – F – V.

d) F – V – F – F – F.

e) V – V – V – V – V.

05. O Ebola é um organismo que, provavelmente, tenha se originado no Zaire e no Sudão em 1976. Mata suas vítimas em poucos dias. Na primeira fase da doença, os sintomas lembram os da malária, mas por volta do quarto dia já é considerado crítico: febre alta, hemorragia generalizada espontânea, fezes sanguinolentas e vômitos com jatos de sangue. Surgem várias feridas que se espalham pelo corpo rapidamente. A vítima morre por volta do nono dia. No Zaire, o índice de mortalidade chega a 90% das pessoas infectadas.

Fonte: Jornal Extra – 03/06/2006

De acordo com o texto é correto afirmar que:

a) o Ebola é uma bactéria.

b) o Ebola é um protozoário é um protozoário flagelado.

c) o Ebola é um verme platelminto.

d) o Ebola é um vírus de RNA.

e) o Ebola é um inseto.

06. (UNICID) A tuberculose e a candidíase são doenças humanas cujos agentes etiológicos pertencem a grupos distintos de seres vivos. Esses agentes apresentam, porém, algumas características em comum, entre as quais:

a) Formação de hifas septadas ou cenocíticas com diversos núcleos e presença exclusiva de ribossomos no citosol.

b) Sensibilidade a antibióticos, como a penicilina, e presença da enzima transcriptase reversa para sintetizar DNA.

c) Presença de parede celular, com composições químicas diferentes, e capacidade de sintetizar suas próprias proteínas.

d) Capacidade de sintetizar moléculas de monossacarídeos nos cloroplastos e capacidade de sofrer constantes mutações.

e) Presença de moléculas de DNA circulares chamadas plasmídeos e presença de lisossomos, que realizam a digestão intracelular.

07. (UNIFOR) Um biólogo recebe, para identificar, um animal vermiforme desconhecido. Após estudar os aspectos anatômicos e histológicos, o pesquisador verifica que o exemplar possui certas características: Hermafrodita, medindo de 5 metros de comprimento. Possui escólex globoso, tendo 4 ventosas e um rostro com dentes quitinosos. O colo é curto e o estróbilo apresenta aproximadamente 1000 anéis, possuindo proglotes jovens (largas), maduras (quadrangulares) e grávidas (longas com ramificações uterinas e terminações arborescentes). Marque a opção que apresenta o parasita identificado pelo biólogo e a doença ocasionada por ele, respectivamente:

a) Taenia solium e cisticercose.

b) Necator americanus e esquistossomose.

c) Taenia sp. e colitite teniana.

d) Ancylostoma duodenale e amarelão.

e) Taenia saginata e teníase.

08. (PUC-SP) A leishmaniose – também chamada de febre dum-dum ou calazar (“febre negra”, em hindi) – é uma parasitose transmitida por insetos flebótomos (…)

Se não for tratada, a leishmaniose visceral, a forma interna da doença, quase sempre mata. (Há também uma forma cutânea desfigurante.) (…)

Apesar de aparentemente terrível, a doença tem incidência muito menor do que a malária, sendo, portanto, muito mais fácil distribuir um medicamento recém aprovado contra ela.

Na Índia, uma nova droga antiparasita foi utilizada em um ensaio clínico com 670 pacientes. O parasita causador da doença tornara-se resistente aos medicamentos disponíveis, compostos baseados no antimônio.

(Scientific American Brasil, nº 27, agosto de 2004, adaptado)

Utilizando informações contidas no texto e seus conhecimentos sobre parasitoses e evolução, um estudante fez três afirmações:

I. O agente etiológico da leishmaniose é o mesmo que causa a malária.

II. O agente transmissor da leishmaniose é um mosquito.

III. O antimônio provocou mutações no parasita da leishmaniose, tornando-o resistente a certos medicamentos.

Pode-se considerar:

a) Apenas I verdadeira.

b) Apenas II verdadeira.

c) Apenas I e III verdadeiras.

d) Apenas II e III verdadeiras.

e) I, II e III verdadeiras.

09. (URCA) Hábitos simples como lavar as mãos antes de manusear alimentos pode evitar que pessoas sejam parasitadas por vermes e protozoários, parasitas gastrointestinais. São exemplos de parasitas contraídos através de ovos ou cistos encontrados em alimentos contaminados:

a) Ascaris lumbricoides e Entamoeba histolítica.

b) Necator americanos e Trypanossoma cruzi.

c) Leishmania brasiliensis e Amoeba proteus.

d) Fasciola hepática e Giardia lamblia.

e) Strongiloides stercoralis e Schistosoma mansoni.

10. (CEFET-MG) A síndrome da imunodeficiência adquirida, conhecida popularmente como AIDS, é uma doença transmitida por um vírus que tem como material genético o RNA. Ao infectar o linfócito TCD4+, importante célula de defesa do corpo, esse vírus introduz, além do ácido nucleico, a transcriptase reversa. Essa enzima converte o RNA viral em DNA viral, possibilitando sua replicação, com consequente falência do sistema imunológico do indivíduo. Quando o número de linfócitos cai abaixo de 200 por mm3 de sangue, é necessário que o paciente faça uso do conjunto de medicamentos com ação antirretroviral, conhecido como coquetel. Considerando-se que, após esse tratamento, o número de linfócitos de um determinado paciente aumentou, é correto concluir que esse fármaco promoveu a:

a) Proliferação dos linfócitos TCD4+.

b) Inibição da enzima transcriptase reversa.

c) Destruição dos vírus presentes no paciente.

d) Imunização dos pacientes ao vírus da AIDS.

e) Incapacitação da transferência do RNA viral.

11. (UPE) Afirmativas sobre sistema imune e imunização.

I   II

0   0 – As vacinas têm o objetivo de desencadear, no organismo, um mecanismo de imunização ativa pela introdução das formas atenuadas das toxinas ou dos próprios microrganismos causadores das doenças.

1   1 – Os microrganismos causadores das doenças no nosso corpo, irão atuar como antígenos ou elementos estranhos, estimulando o nosso sistema imunológico a produzir proteínas especiais – os anticorpos.

2  2 – O anticorpo é uma molécula de proteína de papel defensivo, que reage com outras moléculas estranhas ao organismos, e os glóbulos brancos são células de defesa que podem englobar outras células por fagocitose.

3 3 – A anatoxina, quando inoculada no organismo, força a produção de anticorpos contra a toxina produzida por um microrganismo, protegendo o indivíduo dos efeitos de uma determinada doença.

4 4 – Na imunização ativa, o anticorpo é fabricado fora do corpo a ser imunizado e introduzido pronto e tem efeito lento e duradouro, uma vez que o sistema imunológico guarda, na memória, o anticorpo especifico.

12. (IFMT) Suspeita de vaca louca em MT não deve provocar embargos, diz Famato

Mapa investiga doença que afetou bovino em Porto Esperidião. O presidente da Famato, Rui Prado, disse nesta quinta-feira (24.04.2014) que não há motivos para restrições ou embargos comerciais à carne bovina de Mato Grosso e do Brasil, em função de uma suspeita de mal da vaca louca em um bovino do Estado. A investigação do caso provável de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) foi confirmada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Amostras de material encefálico do animal doente foram encaminhadas para o laboratório de referência internacional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Weybridge, na Inglaterra. A expectativa é que o resultado saia na próxima semana.

12

http://flaviobiologo.blogspot.com.br/2012/03/charge-do-dia.html Acessado em 27.04.301417h05min.

http://g1.globo.com/mato-grosso/agrodebate/noticia/2014/04/suspeita-de-vaca-louca-em-mt-nao-deve-provocar-embargos-diz-famato.html

Acessado em 27.04.301417h20min.

A doença, vulgarmente denominada vaca louca, é causada pelo príon, que é uma forma anormal da molécula:

a) Do DNA.

b) Da proteína.

c) Do carboidrato.

d) Do lipídio.

e) Do RNA.

13. (UFPA) O mês de novembro marca a luta pelo controle da malária nas Américas. A data visa a incentivar os países das Américas a aumentar o diálogo e realizar campanhas contra a doença. A falta de informação sobre transmissão, diagnóstico e tratamento da malária é que ainda atrapalha o controle da doença, fazendo com que muitas pessoas acreditem que a malária pode ser transmitida pela ingestão de água, que chás e plantas medicinais podem curar e que se os sintomas da doença passarem a pessoa está curada.

Mitos e Crenças populares prejudicam o controle da Malária. Informações disponíveis em:http://bertagna.wordpress.com/2011/11/page/3/.Acesso em: 11 set. 2014 (Texto Adaptado).

Para desmistificar as crendices do senso comum com relação a essa doença, as autoridades deveriam enfatizar que a doença é transmitida de uma pessoa para a outra apenas através da picada do mosquito anófeles quando o mesmo inocula nas pessoas os:

a) Esporozoítos.

b) Merozoítos.

c) Tripomastigotas.

d) Amastigotas.

e) Esporocistos.

14. (UFG) Em março de 2014, a vacina contra infecções causadas por papilomavírus humanos (HPV) passou a integrar o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, tendo como objetivo principal reduzir:

a) A transmissão do vírus da síndrome da imunodeficiência humana.

b) A mortalidade decorrente de complicações da influenza.

c) O consumo de medicamentos por doentes infectados com o vírus ebola.

d) Os sintomas causados pela infecção.

e) A incidência de câncer de colo do útero.

15. (CEFET-MG) Dentre as doenças citadas, aquela em que seu agente causador não apresenta carioteca é a:

a) Giardíase.

b) Leptospirose.

c) Leishmaniose.

d) Doença de Chagas.

16. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

Ainda esse mês chega ao Brasil a primeira vacina contra o herpes zóster, causador de doença pela reativação do vírus da catapora, devido à queda da imunidade, e que atinge principalmente idosos. Trata-se da mesma vacina contra a catapora, com vírus atenuado, mas com uma quantidade maior de antígenos, já que a resposta imune de idosos costuma ser menor.

Vacina contra herpes zoster. Folha de São Paulo. N. 31.056. Caderno Saúde+Ciência. 13 abr. 2014. p. C7.

O aumento na quantidade de antígenos na vacina contra herpes zóster:

a) Incitará uma resposta imune primária mais acentuada por parte dos linfócitos às moléculas do vírus atenuado.

b) Fará com que esses anticorpos forneçam uma proteção adicional contra infecções, enquanto o sistema imune do idoso se fortalece.

c) Determinará, em um possível encontro com o patógeno não atenuado do herpes zóster, uma resposta imunológica primária forte e rápida.

d) Determinará uma imunização passiva, que ocorre quando anticorpos são injetados em um organismo não imune.

17. (MACK)

17

Com relação ao gráfico acima, é correto afirmar que:

a) A curva A representa uma epidemia, como por exemplo, a malária.

b) A curva B representa uma epidemia, como por exemplo, a doença Ebola.

c) A curva A representa uma endemia, como por exemplo a AIDS.

d) A curva B representa uma pandemia, como por exemplo, a gripe.

e) A e B representam, respectivamente, uma epidemia como a doença Ebola e uma endemia como a esquistossomose.

18. (UNICAMP) Nos porões dos navios vindos do Oriente no século XIV, chegavam milhares de ratos à Europa, onde encontravam um ambiente favorável, dadas as condições precárias de higiene. Esses ratos estavam contaminados e suas pulgas transmitiam um agente etiológico aos homens através da picada. Os ratos também morriam da doença e, quando isto acontecia, as pulgas passavam rapidamente para os humanos, para obterem seu alimento, o sangue. Qual é o agente etiológico e qual é o nome popular dessa doença?

a) Vírus, peste bubônica.

b) Bactéria, peste bubônica.

c) Vírus, leptospirose.

d) Bactéria, leptospirose.

19. (UEPG) Uma importante questão de saúde humana constitui as doenças que passam de uma pessoa para a outra, principalmente através da relação sexual, as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Sobre as DSTs, assinale o que for correto.

01. A gonorreia é causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, que pode provocar inflamação da uretra, da próstata e do útero. Pode haver dor, ardência e uma secreção amarelada ao urinar.

02. A sífilis é causada pela bactéria Treponema pallidum. O primeiro sintoma é uma ferida sem dor, dura, com bordas elevadas e avermelhadas na área genital, ou, às vezes, no ânus, na boca ou em outras regiões que entraram em contato com a bactéria. A ferida some em duas a seis semanas, mesmo sem tratamento, mas a bactéria continua presente no organismo.

04. Na tricomoníase aparece uma secreção avermelhada, acompanhada de coceira nos órgãos genitais. É causada pelo fungo Candida albicans.

08. O condiloma genital forma verrugas nos órgãos genitais, no colo do útero e ao redor do ânus. É causado pelo papilomavírus humano.

16. A herpes genital é causada por um vírus. O local fica inicialmente vermelho e com coceira, surgindo depois pequenas bolhas, que arrebentam e formam feridas. Os sintomas desaparecem em até um mês, mas o vírus continua no organismo e, em algumas pessoas, provoca recaídas. Com esses sintomas presentes, o indivíduo é extremamente contagioso e deveria evitar relações sexuais para que não ocorresse transmissão.

Soma das alternativas corretas:

20. (UPF) Bactérias são organismos unicelulares e procariotos, que podem ser diferentes quanto ao metabolismo, ao habitat, à forma da célula e ao tipo de associação. Dada sua expressiva importância como agentes patogênicos, é fundamental saber reconhecê-las. Assim, associe as colunas abaixo, relacionando o tipo à aparência das bactérias.

20

 

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) 2 – 6 – 1 – 4 – 5 – 3.

b) 4 – 3 – 2 – 6 – 5 – 1.

c) 3 – 2 – 1 – 5 – 6 – 4.

d) 4 – 6 – 1 – 3 – 2 – 5.

e) 3 – 2 – 1 – 5 – 4 – 6.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 12 de março de 2016

TESTES DE ECOLOGIA (III)

01. As mudanças climáticas globais têm mobilizado cientistas, governantes e principalmente organizações não governamentais, para encontrar maneiras de conter o avanço do aquecimento do planeta, a emissão de gases do efeito estufa e a destruição da camada de ozônio presente na atmosfera terrestre. O grande vilão do aquecimento global e do efeito estufa é o gás carbônico, emitido em milhões de toneladas por ano pelos países mais industrializados do planeta, por suas indústrias e seus automóveis. Uma das possíveis maneiras de tentar reduzir a temperatura do planeta, em conjunto com a redução da emissão de gás carbônico, seria estimular:

a) O plantio de novas florestas para aumentar a fixação do carbono nas árvores pelo processo de fotossíntese.

b) O plantio de novas florestas para aumentar a fixação do carbono nas árvores pelo processo de quimiossíntese.

c) A derrubada de florestas para aumentar a fixação do carbono nas novas árvores que serão plantadas pelo processo de fotossíntese.

d) O plantio de vegetais como fonte alternativa de energia, como: a cana-de-açúcar, que produz combustível limpo; o álcool, que devolve para a atmosfera a mesma quantidade de carbono que fixou, gerando um equilíbrio entre o que é emitido e o que é fixado.

e) A queimada, o mais rápido possível, dos combustíveis fósseis para então procurar novas fontes de energia.

02. Um ecólogo estava interessado em construir uma pirâmide de biomassa para uma comunidade de campo, cujos elementos eram capim, gafanhotos, pássaros insetívoros e gaviões. Estimou a biomassa dos diversos níveis tróficos o obteve, para os pássaros, o equivalente a 120 Kg. Qual dos valores abaixo é o mais próximo do que seria esperado encontrar para a biomassa dos gaviões?

a) 1.000 Kg.

b) 500 Kg.

c) 250 Kg.

d) 30 Kg.

e) 125 Kg.

03. (UFBA) Considerando-se a posição dos vegetais na teia da vida, em uma região cuja vegetação foi totalmente devastadas, pode-se esperar:

a) Melhor condição de vida para os animais que lá já habitavam, em consequência do aumento do espaço livre.

b) A migração de outras espécies para aquele local.

c) Uma grande dificuldade para a sobrevivência dos animais da região, forçando sua fuga ou causando-lhe a morte.

d) Uma modificação de o regime alimentar dos herbívoros da região, que poderiam até mesmo tornar-se autótrofos.

e) Um ambiente menos poluído e mais rico em oxigênio e alimento para os homens da região.

04. (FUVEST) Uma área muito grande foi reflorestada com pinheiro-do-paraná. Depois de alguns anos, quando as árvores formaram pinhas e as sementes caíram ao solo, houve um aumento do número de certos animais que até então ocorriam em pequeno número. A sequência do aumento desses animais foi:

a) Cobras, gaviões, ratos.

b) Cobras, ratos, gaviões.

c) Gaviões, ratos, cobras.

d) Ratos, cobras, gaviões.

e) Ratos, gaviões, cobras.

05. O diálogo a seguir foi extraído do filme O rei leão, 32ª animação de longa metragem da Walt Disney Pictures, lançado em 1994.

Mufasa: Um dia Simba, o Sol vai se pôr com o meu tempo aqui e vai se levantar com o seu como um novo rei.

Simba: Tudo isso será meu?

Mufasa: Tudo isso.

Simba: Tudo isso que o Sol toca. E aquele lugar escuro, lá?

Mufasa: Fica além de nossa fronteira, jamais deve ir lá, Simba.

Simba: Mas um rei não pode fazer tudo o que quiser?

Mufasa: Há muito mais que um rei tem que fazer além de sua vontade.

Simba: Há muito mais?

Mufasa: Há! Simba, tudo o que você vê faz parte de um delicado equilíbrio, como rei você tem que entender esse equilíbrio e respeitar todos os animais, desde a formiguinha até o maior dos antílopes.

Simba: Mas nos não comemos antílopes?

Mufasa: Sim, Simba, mas deixe-me explicar, quando você morre, o seu corpo se torna grama, e o antílope come ela e assim estamos todos ligados no grande ciclo da vida.

Baseando-se no diálogo e em seus conhecimentos é correto afirmar que:

a) O trecho “o seu corpo se torna grama” está relacionado à ação de seres decompositores como fungos e bactérias.

b) O trecho “mas nós não comemos antílopes” descreve uma relação na qual o número de predadores é sempre maior do que o de presas.

c) O trecho “respeitar todos os animais, desde a formiguinha até o maior dos antílopes” sugere que todos fazem parte do mesmo nicho ecológico.

d) O trecho “estamos todos ligados no grande ciclo da vida” refere-se ao caminho unidirecional da matéria orgânica na natureza.

e) Todos os seres vivos envolvidos no diálogo são heterótrofos e carnívoros, portanto incapazes de produzir seu próprio alimento.

06. (UNICID) No tubo digestório humano, sobretudo no intestino, existem várias espécies de bactérias. Elas utilizam muitas substâncias ingeridas e podem produzir vitaminas, como a K e a B12, que são usadas no metabolismo humano. Alterações no pH do tubo digestório ou a ingestão de certas substâncias podem alterar a quantidade dessa “flora bacteriana”. O conceito ecológico apresentado nesse trecho é denominado:

a) Organismo.

b) Biosfera.

c) Comunidade.

d) População.

e) Ecossistema.

07. (UFJF) O crescimento de uma população é resultante da natalidade, da mortalidade e de migrações. Comparando a dinâmica de uma população animal (borboleta da espécie Agraulis vanilla) à de uma população vegetal (ipê amarelo Tabebuia alba), temos como alternativa incorreta, no que se refere à taxa de mortalidade por predação:

a) Em ambas as populações, é variável de acordo com seus ciclos de vida.

b) Em ambas as populações, pode variar de acordo com a época do ano.

c) Na população de borboleta, é maior nas primeiras etapas do ciclo de vida.

d) Em ambas as populações, dependerá do número de indivíduos de seus predadores.

e) Na população de ipê, sempre será constante, pois seus indivíduos não conseguem fugir (locomover) de seus predadores.

08. (PUC-RIO) Em estudos conduzidos, ao longo da costa sul do Alasca, foi feita uma comparação entre áreas com e sem lontras-marinhas (um mamífero predador de ouriços-do-mar). Nos locais com lontras-marinhas, havia muitas algas e poucos ouriços-do-mar; já em locais sem lontras, havia muitos ouriços-do-mar e poucas algas. Considerando o papel ecológico desempenhado pelas lontras-marinhas nessas áreas, podemos supor que ela é uma espécie de que tipo?

a) Dominante.

b) Facilitadora.

c) Invasora.

d) Chave.

e) Precursora ou engenheira.

09. (UEPA) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

O BICHO

Vi ontem um bicho

Na imundice do pátio

Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa,

Não examinava nem cheirava:

Engolia com voracidade.

O bicho não era um cão,

Não era um gato,

Nem era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.

(Manuel Bandeira, em Belo Belo e outros poemas. RJ: 1947).

Com base no texto, assinale a alternativa correta.

a) O pátio refere-se a nicho ecológico.

b) O homem é o consumidor quaternário.

c) Os detritos não sofrem ação dos decompositores.

d) Cão, gato, rato e homem formam a biocenose.

e) Os animais em destaque no texto são decompositores.

10. (UPE) A figura a seguir representa um ecossistema aquático com diferentes níveis tróficos em que a substância metilmercúrio é encontrada. Os algarismos romanos “I” e “II” indicam, respectivamente, processos complexos que ocorrem no ciclo biogeoquímico do mercúrio, no qual este é transformado em metilmercúrio, seu composto orgânico mais tóxico.

10

(Disponível em: http://biorocha.blogspot.com.

br/2011/09/excertos-da-tese-avaliacao-da.html. Adaptado.)

Assinale a alternativa cujos termos correspondem corretamente aos algarismos romanos “I” e “II”.

a) I‐ bioacumulação II‐ biomagnificação.

b) I‐ biometilação II‐ bioalcalização.

c) I‐ bioampliação II‐ biodeteriorização.

d) I‐ bioconcentração II‐ bioacumulação.

e) I‐ bioeutrofização II‐ biodigestão.

11. (UEA) Ao percorrer uma trilha em uma unidade de conservação, Davi observou através do binóculo um grande queixada macho (1) remexendo sistematicamente o solo, por entre a vegetação da Floresta Amazônica (2). De súbito, o animal vira-se e começa a correr, fugindo de uma onça (3) que aparecera sem fazer ruído algum, e iniciara uma perseguição. Os conceitos ecológicos sublinhados e identificados pelos números 1, 2 e 3 são, respectivamente:

a) Indivíduo, bioma e predatismo.

b) População, ecossistema e nicho ecológico.

c) Organismo, hábitat e competição.

d) Raça, nicho ecológico e comensalismo.

e) Espécie, comunidade e mimetismo.

12. (MACK) Há espécies de insetos, como por exemplo, o Aedes aegypti em que machos e fêmeas vivem no mesmo esconderijo, porém na hora de se alimentar, a fêmea busca o sangue de outros animais, enquanto que o macho se alimenta de frutas ou outros vegetais adocicados. Assim, podemos afirmar que o macho e a fêmea:

a) Ocupam nichos ecológicos diferentes, porém o mesmo habitat.

b) Ocupam o mesmo nicho ecológico, porém com habitats diferentes.

c) Ambos ocupam o mesmo nicho ecológico e o mesmo habitat.

d) São consumidores de primeira ordem.

e) São consumidores de segunda ordem.

13. (UEM) Visto que populações de Aedes aegypti têm desenvolvido resistência a inseticidas, tem sido testado um bioinseticida que possui como principal componente Bacillus thuringiensis israelensis. Essa bactéria, inimiga natural de A. aegypti, produz uma toxina que, ao ser ingerida pela larva, causa danos ao intestino do inseto, provocando sua morte. Com base no texto e nos conhecimentos de ecologia, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. A utilização do bioinseticida contribuirá para o aumento da resistência do meio, limitando o potencial biótico da população de A. aegypti.

02. Espera-se que, após o uso do bioinseticida, o índice de crescimento da população de A. aegypti seja menor que 1.

04. As espécies introduzidas em um ambiente contribuem para o aumento da diversidade local e o equilíbrio no controle das densidades populacionais.

08. Considerando a cadeia trófica, os resíduos dos inseticidas químicos terão maior concentração nos indivíduos da população de A. aegypti do que em um sapo.

16. A relação ecológica entre a larva do mosquito Aedes aegypti e a bactéria Bacillus thuringiensis israelenses é chamada inquilinismo.

Soma das alternativas corretas:

14. (UDESC) A Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) define diversidade biológica como “a variabilidade entre os organismos vivos de todas as origens, incluindo os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos, e os complexos ecológicos dos quais são parte; isto inclui a diversidade dentro das espécies, entre as espécies e de ecossistemas. Analise as proposições em relação à diversidade biológica.

I. A diversidade dos sistemas ecológicos existe como parte de um “continuum” que inclui biomas, biorregiões, relevo, ecossistemas, habitats, populações e comunidades.

II. A diversidade genética depende da evolução e adaptação dos organismos, ocorre entre espécies e dentro das espécies.

III. A abundância de espécies em um determinado habitat depende exclusivamente dos recursos disponíveis.

IV. As comunidades não diferem em termos de riqueza e abundância de espécies.

V. A biodiversidade inclui o habitat, as espécies e os componentes genéticos e está sob a ameaça das ações antrópicas no planeta.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, III, IV e V são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas II, IV e V são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

15. (PUC-RIO) As pirâmides etárias abaixo estão relacionadas às populações de dois continentes distintos (A e B). Com base na análise dessas pirâmides, é correto afirmar que:

15

a) O crescimento populacional é mais alto em A do que em B.

b) A pirâmide A mostra que existe uma tendência à estabilização do tamanho populacional.

c) Os dois continentes apresentam desempenhos semelhantes com relação a indicadores de qualidade de vida.

d) A mortalidade infantil é maior em B, por isso existe uma menor proporção de crianças de 0 a 4 anos.

e) As taxas de natalidade e de mortalidade são igualmente baixas nos dois continentes.

16. (UNESP) Leia os três excertos que tratam de diferentes métodos para o controle da lagarta da espécie Helicoverpa armigera, praga das plantações de soja.

Texto 1

Produtores de soja das regiões da BA e MT começam os trabalhos de combate à praga. Um dos instrumentos para isso é a captura das mariposas. O trabalho é feito com uma armadilha. As mariposas são atraídas pela luz, entram na armadilha e ficam presas em uma rede.

(Lagarta helicoverpa atrapalha produção de soja no MT e na BA.http://g1.globo.com)

Texto 2

A INTACTA RR2 PRO, nova soja patenteada pela multinacional Monsanto, passa a ser comercializada na safra 2013/2014 no país. A inovação da nova semente é a resistência às principais lagartas que atacam o cultivo. Um gene inserido faz a soja produzir uma proteína, que funciona como inseticida, matando a lagarta quando tenta se alimentar da folha.

(www.abrasem.com.br. Adaptado.)

Texto 3

A lagarta que está causando mais de um bilhão de prejuízo nas lavouras no país pode ser controlada por minúsculas vespas do gênero Trichogramma, segundo pesquisador da Embrapa.

(Pesquisador da Embrapa aposta no controle biológico contra lagarta helicoverpa. http://www.epochtimes.com.br)

Sobre os três métodos apresentados de controle da praga, é correto afirmar que o método referido pelo texto:

a) 2, conhecido como transgenia, tem a desvantagem de trazer riscos à população humana, uma vez que a soja resistente é obtida utilizando-se elementos radioativos que induzem as mutações desejadas na plantação.

b) 2 baseia-se na utilização de grandes quantidades de inseticida resultando, em curto prazo, na diminuição da população de lagartas, porém faz com que, em longo prazo, as lagartas adquiram resistência, o que exigirá a aplicação de mais inseticida.

c) 1, conhecido como controle biológico de pragas, utiliza procedimentos mecânicos para diminuir a população de lagartas na plantação e, deste modo, além de promover o rápido extermínio da praga, não traz prejuízos à saúde.

d) 3 baseia-se nas relações tróficas, utilizando um consumidor secundário que, ao controlar a população do consumidor primário, garante a manutenção da população que ocupa o primeiro nível trófico.

e) 3 é ecologicamente correto, pois permite o crescimento do tamanho populacional de todos os organismos envolvidos, assegurando ainda que as vespas soltas na lavoura promovam a polinização necessária à produção dos grãos de soja.

17. (UNEMAT) Em Nobres, Mato Grosso, a pesquisadora Jade Ayabe Pereira, da UNEMAT, estudou um sítio de reprodução de araras Ara ararauna muito visitado por turistas. Ela queria avaliar se a área poderia ser um foco de expansão dessa população e se as aves estão competindo por ninhos. Para tanto, ela mediu a quantidade de casais procurando esse sítio e a quantidade de locais de nidificação disponíveis em buritis. Ela comparou seus dados com um modelo teórico representado pelo gráfico abaixo:

17

Marque qual interpretação dos resultados está relacionada aos dados coletados:

a) Se houver mais casais do que locais de nidificação, a população certamente estará na fase de crescimento lento.

b) Se houver mais locais de nidificação que casais, certamente está ocorrendo competição.

c) Se houver mais locais de nidificação do que casais, a população certamente está na fase de saturação da população.

d) Se houver mais casais do que locais de nidificação, certamente está ocorrendo competição.

e) Se houver mais locais de nidificação do que casais, a população certamente estará na fase de crescimento rápido.

18. (UNAMA) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

Segundo a reportagem de Marco Túlio Pires e Elida Oliveira sobre a Perda de habitat deve acelerar extinção na Amazônia. O desmatamento é uma bomba-relógio para o futuro dos animais vertebrados da Amazônia, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Science. Pesquisadores da Universidade Rockfeller, nos Estados Unidos, e do Imperial College London, da Inglaterra, criaram um método que prevê o impacto da perda de habitat para espécies de mamíferos, anfíbios e aves. Como resultado, os cientistas conseguiram apontar quantos animais podem desaparecer em cada área, conforme o avanço do desmatamento. Quando uma espécie desaparece de uma localidade, ela ainda pode se refugiar em outro local, mas a biodiversidade já estará comprometida. Caso a espécie tenha somente aquela região por área de vida, sua extinção já pode ser esperada. Isso cria o que os pesquisadores chamam de “débito de extinção”. Essa “dívida” ocorre quando as espécies de plantas e animais perdem seu habitat, mas não desaparecem. A extinção da espécie às vezes leva várias gerações, mesmo após a perda de seu ambiente natural.

(Adaptado http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/perda-de-habitat-deve-acelerar-extincao-na-amazonia. Acesso: 12/04/2014).

Em relação ao habitat, avalie as afirmativas.

I. É um termo ecológico que se refere ao ambiente de uma espécie, caracterizado somente pelas propriedades bióticas.

II. O hábitat é um local ou área em que uma espécie desenvolve suas propriedades físicas e bióticas no meio ambiente.

III. Quando falamos que certa espécie vive na praia e outra vive na copa das árvores, estamos nos referindo aos habitats da espécie.

O correto está em:

a) I, II e III.

b) I e II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) II e III, apenas.

19. (PUC-GO) O texto abaixo faz comentários acerca de vaga-lumes.

Deu José meia dúzia de muxoxos abafados e foi-se embora, praguejando entre dentes.

Novamente supôs Meyer dever desculpá-lo.

— Bom homem, disse, bom homem… porém fala terrivelmente!…

— Mas agora me conte, perguntou Pereira com ar de quem queria certificar-se de coisa posta muito em dúvida, deveras o senhor anda palmeando estes sertões para fisgar anicetos?

— Pois não, respondeu Meyer com algum entusiasmo, na minha terra valem muito dinheiro para estudos, museus e coleções. Estou viajando por conta de meu governo, e já mandei bastantes caixas todas cheias… É muito precioso!…

— Ora, vejam só, exclamou Pereira. Quem haverá de dizer que até com isso se pode bichar! Cruz! Um homem destes, um doutor, andar correndo atrás de vaga-lumes e voadores do mato, como menino as voltas com cigarras! Muito se aprende neste mundo! E quer o senhor saber uma coisa? Se eu não tivesse família, era capaz de ir com vosmecê por esses fundões afora, porque sempre gostei de lidar com pessoas de qualidade e instrução… Eu sou assim… Quem me conhece, bem sabe… Homem de repentes… Vem-me cá uma ideia muito estrambótica às vezes, mas embirro e acabou-se; porque, se há alguém esturrado e teimoso, é este seu criado… Quando empaco, empaco de uma boa vez… Fosse no tempo de solteiro, e eu me botava com o senhor a catar toda essa bicharada dos sertões. Era capaz de ir dar com os ossos lá na sua terra… Não me olhe pasmado, não… Isso lá eu era… Nem que tivesse de passar canseiras como ninguém… O caso era meter-se-me a tenção nos cascos…

Dito e feito; acabou-se… Fossem buscar o remédio onde quisessem… mas duvido que o achassem.

— Como vai a doente? perguntou distraidamente Cirino cortando aquela catadupa de palavras.

— Ora, estou muito contente. Já tomou nova dose, e parece quase boa. Está com outra feição. O senhor fez um milagre…

— Abaixo de Deus e da Virgem puríssima, concordou Cirino com toda a modéstia.

— O senhor não cura? perguntou Pereira a Meyer.

senhor. Sou doutor em filosofia pela Universidade de Iena, onde…

— Isso é nome de bicho? atalhou o mineiro.

senhor. E uma cidade.

[…]

(TAUNAY, Visconde de. Inocência. São Paulo: FTD,1996. p. 76-77. Adaptado.)

Sabe-se que as larvas desse inseto são responsáveis por um espetacular fenômeno durante as noites no Cerrado, denominado bioluminescência. No estado de Goiás, o Parque Nacional das Emas é uma boa escolha para contemplação desse fenômeno. A respeito da bioluminescência e de sua ocorrência no Cerrado, marque a alternativa correta:

a) Apenas insetos, como é o caso dos vaga-lumes, são capazes de produzir luz e promover o fenômeno da bioluminescência.

b) A emissão de luz pelas larvas de vaga-lume é um mecanismo utilizado para a atração de presas, principalmente insetos voadores.

c) As larvas de vaga-lume que produzem o fenômeno de bioluminescência no Cerrado se fixam em cupinzeiros exclusivamente para proteção contra predadores.

d) O fenômeno de bioluminescência é endêmico ao bioma Cerrado.

20. (ACEFE) Cadastro Ambiental Rural e prorrogado até maio de 2016

O governo federal estendeu até maio de 2016 o prazo para a inclusão de imóveis no Cadastro Ambiental Rural (CAR). O prazo terminaria na próxima quarta-feira (06/05). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (04/05) pelos ministros Izabella Teixeira (Meio Ambiente) e Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário), durante entrevista coletiva. Por meio do sistema eletrônico do CAR, são identificadas em todos os imóveis rurais do país três áreas específicas: Áreas de Preservação Permanente; Áreas de Reserva Legal; e Áreas de Uso Restrito. O cadastro permite, assim, o conhecimento efetivo do passivo ambiental (o que deve ser recuperado) e o ativo florestal.

Fonte: Portal Brasil, 04/05/2015.Disponivel em:http://www.brasil.gov.br/meio-ambiente/2015/05 Acesso em: 16/05/2015. Fragmento adaptado.

Acerca das informações apresentadas e dos conhecimentos relacionados ao tema é correto afirmar, exceto:

a) Em um ecossistema os seres vivos se relacionam uns com os outros, tanto da mesma espécie (relações intraespecíficas) quanto de espécies diferentes (relações interespecíficas). Estas podem ser harmônicas quando não há prejuízo para nenhum dos indivíduos envolvidos, ou desarmônicas, quando há prejuízo para pelo menos um dos indivíduos.

b) Ecossistema é o conjunto formado pelas comunidades biológicas (fatores bióticos) em interação com os fatores abióticos do meio.

c) Uma população pode ser conceituada como um grupo de organismos que se encontram ocupando um determinado espaço geográfico.

d) A vegetação das Áreas de Preservação Permanente (APPs) desempenha importantes papeis ecológicos, tais como: de proteger e manter os recursos hídricos, de conservar a diversidade de espécies de plantas e animais, de controlar a erosão do solo e o consequente assoreamento e a poluição dos cursos da água.

gasb

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 12 de março de 2016

TESTES DE GENÉTICA (VI)

01. (PUC-PR) Suponha que o heredograma abaixo refere-se a uma doença autossômica recessiva denominada fibrose cística. Os indivíduos em escuro são afetados, os demais apresentam um fenótipo normal. O alelo normal codifica uma proteína de membrana que funciona no transporte do íon cloreto, entre células e o líquido extracelular. Indivíduos com fibrose cística apresentam uma alta concentração de cloreto extracelular. O muco que reveste certas células se torna mais pegajoso e espesso. O muco se acumula no pâncreas, pulmões e trato digestório, reduzindo a absorção de nutrientes e possibilitando infecções bacterianas.

01

O casal II.1 x II.2 deseja ter mais um filho. Eles procuram um geneticista para saber qual a probabilidade de vir a ter uma menina com fibrose cística. Essa probabilidade é de:

a) 50%.

b) 6,25%.

c) 12,5 %.

d) 75%.

e) 25%.

02. (UEM) João e Roberta se casaram. Ambos são normais e têm casos de albinismo na família. Como planejam ter filhos, resolveram procurar um geneticista para tirarem suas dúvidas. João informou que sua mãe era homozigota dominante para o albinismo e seu pai era normal, porém seu avô paterno era albino. Roberta informou que seus pais eram normais, porém tem uma irmã albina. Considerando essas informações e que o albinismo tipo 1, na espécie humana, é condicionado por um alelo recessivo, assinale o que for correto.

01. João e Roberta apresentam a mesma probabilidade de serem portadores do alelo para o albinismo.

02. A probabilidade de João ser portador do alelo para o albinismo é de 50%.

04. A probabilidade de o avô e de a avó paternos de Roberta serem homozigotos dominantes é de 25%.

08. Se o casal tiver um filho albino, a probabilidade de o segundo filho ser albino será de 1/4.

16. Se o casal tiver um filho albino, a probabilidade de o segundo filho ser homozigoto é a mesma de ele ser heterozigoto.

Soma das alternativas corretas:

03. (UNICENTRO) Dominância incompleta ou semidominância ocorre quando alelos em heterozigose promovem efeitos diferentes no fenótipo em relação ao estado de homozigose. Em plantas maravilhas, os genótipos abaixo influenciam nos seguintes fenótipos:

– BB = flores vermelhas.

– bb = flores brancas.

– Bb = flores rosas.

Em cruzamento entre uma maravilha vermelha e uma branca, nasceu, em F1, 90 maravilhas rosas. Qual a porcentagem de indivíduos da cor vermelha ocorrerá se autofecundarmos duas maravilhas da F2?

a) 50%.

b) 25%.

c) 100%.

d) 0%.

d) 75%.

04. (IFSC) Observe o heredograma abaixo.

04

O homem II.2 casou-se com a mulher II.1 e os dois resolveram ter um filho. No entanto, o indivíduo II.2 tem a mãe e uma irmã que manifestam uma doença autossômica, representada pelos círculos escuros. Com base no heredograma acima, assinale a alternativa correta que indica a probabilidade de o casal mencionado (II.1 e II.2) ter um filho homem e afetado pela doença, sabendo que a mulher II.1 é heterozigota.

a) 1/32.

b) 1/2.

c) 1/4.

d) 1/16.

e) 1/8.

05. (COVEST) Na espécie humana há um gene que exerce ação simultaneamente sobre a fragilidade óssea, a surdez congênita e a esclerótica azulada. Assinale a alternativa que define o caso.

a) Ligação genética.

b) Penetrância completa.

c) Pleiotropia

d) Herança quantitativa.

e) Polialelia.

06. (FPS) No cruzamento observado abaixo está representado um caso de:

06

a) Gene dominante.

b) Herança sem dominância.

c) Codominância.

d) Gene letal.

d) Gene recessivo.

07. Suponha que, em uma espécie de planta, a altura do caule seja condicionada por 3 pares de genes com efeito aditivo. A menor planta, com genótipo recessivo, mede 40 cm e cada gene dominante acrescenta 5 cm à altura. Uma planta de genótipo aaBbCc foi autofecundada. A proporção de descendentes que serão capazes de atingir a altura de 50 cm é de:

a) 1/16.

b) 1/4.

c) 3/16.

d) 6/16.

e) 1/2.

08. (UPE) A determinação do sexo nos seres vivos está condicionada a diversos sistemas que envolvem processos e mecanismos distintos, importantes para a perpetuação e manutenção das espécies. Na maioria dos casos, é determinado por mecanismos genéticos, que caracterizam os sexos opostos. Em alguns grupos de organismos, um par de cromossomos sexuais é diferenciado no cariótipo de indivíduos do sexo feminino e do sexo masculino; em outros, não há diferenças morfológicas entre os cromossomos, embora alguns deles contenham os genes que definem os sexos. Em relação aos sistemas de determinação do sexo, analise as afirmativas a seguir:

I. Na maioria das espécies, indivíduos sem cromossomo “X” ou “Z” não conseguem sobreviver por possuírem grande quantidade de genes envolvidos em diversas características, enquanto o cromossomo “Y” ou “W” não afeta a sobrevivência por apresentar pouquíssimos genes.

II. Nas espécies dioicas, tais como a maioria dos vertebrados e das plantas com flores, a determinação do sexo por intermédio do sistema XY ocorre no momento da fecundação e depende da ação de genes específicos, que atuam no desenvolvimento do novo organismo, tornando-o macho ou fêmea.

III. No sistema de determinação sexual XY, as fêmeas são capazes de originar apenas um tipo de gameta, com metade dos alossomos e um autossomo sempre X. Já o macho é heterogamético, produzindo gametas com autossomo X ou autossomo Y.

IV. No sistema de determinação X0, as fêmeas são homogaméticas por possuírem cromossomos homólogos (XX), originando apenas um tipo de gameta, e os machos são heterogaméticos por possuírem cromossomos homólogos (X0), originando dois tipos de gametas.

V. No sistema de herança sexual ZW de algumas espécies de répteis e aves, a heterogamia é mostrada pelas fêmeas, por apresentar cromossomos sexuais (ZW), enquanto a homogamia é mostrada pelo macho (ZZ), assim é a fêmea que determina o sexo da prole.

Estão corretas, apenas:

a) I, II, IV e V.

b) I, II, III e V.

c) I, II e V.

d) I, II, III e IV.

e) I, II e III.

09. (UFAL) Em carneiros, a produção de lã preta é devida ao alelo recessivo p e a de lã branca, ao alelo dominante P. Do cruzamento de dois animais brancos originou-se um carneiro preto que é retrocruzado com a ovelha genitora. A probabilidade de nascer um animal branco a partir desse retrocruzamento é:

a) Zero.

b) 1.

c) 1/2.

d) 1/4.

e) 3/4.

10. (UEM) Assinale o que for correto sobre o cruzamento de cobaias X, em que a cor preta da pelagem é condicionada por um gene dominante B, e a cor cinza pelo seu alelo recessivo b.

01. Cobaias de cor cinza só produzem gametas portadores do alelo b.

02. Basta um alelo funcional para produzir, em quantidades adequadas, os pigmentos que dão cor preta aos pelos das cobaias X.

04. A proporção genotípica do cruzamento de dois animais pretos heterozigotos é 1/4 BB, 1/2 Bb e 1/4 bb.

08. A proporção fenotípica do cruzamento de um macho preto heterozigoto e uma fêmea cinza é 1/2 preta e 1/2 cinza.

16. O mecanismo hereditário que explica as proporções fenotípicas e genotípicas dos cruzamentos propostos foi elucidado por Mendel e é conhecido hoje como Segunda Lei de Mendel.

Soma das alternativas corretas:

11. (UECE) Em situações problemas relacionados à genética mendeliana, um dos cálculos probabilísticos utilizados é a aplicação da denominada “regra da adição” para o cálculo da probabilidade da ocorrência de eventos mutuamente exclusivos. A partir dessa informação, indique entre as opções abaixo a fração que representa a chance de um casal de pele normal, portador de gene para albinismo ter dois filhos, de qualquer sexo, sendo o primeiro de pele normal e o outro albino ou ambos normais.

a) 3/16.

b) 9/16.

c) 12/16.

d) 9/64.

12. (MACK) Na espécie humana a acondroplasia é caracterizada pela presença de braços e pernas anormalmente curtos. Quando a anomalia é muito grave, os indivíduos possuem genótipo homozigoto dominante e morrem antes de nascer. A forma branda da doença afeta indivíduos heterozigotos enquanto os normais são homozigotos recessivos. A probabilidade de um casal, em que ambos são acondroplásicos, ter uma criança de sexo feminino normal para a acondroplasia é de:

a) 2/5.

b) 2/3.

c) 1/3.

d) 1/2.

e) 1/6.

13. (UFMT) Leia as afirmações abaixo relativas à transmissão dos caracteres na reprodução sexuada.

I. Os caracteres são transmitidos dos pais para os filhos devido a informações contidas no sangue dos pais, que se concentram no esperma do homem e nas excreções vaginais da mulher

II. Os caracteres são transmitidos dos pais para os filhos devido a informações contidas no interior das células reprodutoras masculinas e femininas, chamadas gametas, que se unem na fecundação.

III. Os cromossomos existem aos pares nas células e os genes ocupam um lugar definido no cromossomo, chamado locus gênico, assim, os genes também existem aos pares. Os pares de cromossomos semelhantes são chamados cromossomos homólogos, e os pares de genes que ocupam um mesmo locus nestes cromossomos são chamados genes alelos.

Das afirmações acima está (estão) correta (s):

a) I, apenas

b) II e III, apenas.

c) III, apenas.

d) II, apenas.

e) I, II e III.

14. (UFPB) A anemia falciforme é uma doença monogênica que afeta a hemoglobina, fazendo com que as hemácias que a contêm apresentem formato de foice, o que prejudica o transporte de oxigênio.Com a chegada da população africana no Brasil, ocorreu um aumento na frequência do alelo recessivo condicionante da anemia falciforme na população. Esse fato ocorreu, porque, na África, o alelo para a anemia falciforme apresenta alta frequência, pois indivíduos com traço falcêmico (heterozigotos) desenvolvem resistência à malária, doença endêmica dessa região. A partir do exposto, considere a seguinte situação: Álvaro e Leda, um casal brasileiro, ambos portadores do traço falcêmico, procuraram aconselhamento genético para saber a probabilidade de terem uma menina portadora de anemia falciforme. Nessas circunstâncias, a probabilidade de nascer uma criança do sexo feminino com anemia falciforme é de:

a) 25%.

b) 12,5%.

c) 50%.

d) 30%.

e) 15%.

15. (UECE) Em tomates, a característica planta alta (L) é dominante em relação à característica planta anã (l) e a cor vermelha do fruto (V) é dominante em relação à cor amarela (v). Um agricultor fez o seguinte cruzamento: planta alta/fruto vermelho (L_V_) x planta anã/fruto amarelo (llvv) e na geração proveniente desse cruzamento, todas as plantas nasceram altas com frutos vermelhos. Da geração de plantas obtidas, pode-se afirmar corretamente que:

a) O genótipo de todas elas é LLVV.

b) O fenótipo de todas elas é LLVV.

c) O genótipo de todas elas é LlVv.

d) O fenótipo de todas as plantas não pode ser determinado.

16. Qual é o resultado do cruzamento Rs/rS x rs/rs considerando que a frequência de recombinação é de 12%?

16

17. (UESC) O trabalho de Mendel não encontrou, em sua época, um único cientista que o compreendesse a ponto de nele descobrir uma das maiores obras de toda a ciência. Parece certo que o ambiente científico não estava preparado para receber a grande conquista. Mendel constitui, por isso, um dos mais belos (e tristes) exemplos de homem que andou à frente de seu tempo, conhecendo fatos e elaborando leis que a sua época ainda não podia compreender. Além disso, era um gênio que não tinha condições de se tornar um figurão da ciência: era sacerdote, tinha publicado um único trabalho bom e era professor substituto de escola secundária.

(FREIRE-MAIA, 1995. p. 31).

Considerando-se o trabalho desenvolvido por Mendel a partir dos cruzamentos com espécimes de ervilhas-de-cheiro (Pisum sativum) e a pouca repercussão obtida entre os cientistas da época, é possível afirmar:

a) Um dos conceitos utilizado por Mendel na elaboração da 1a Lei antecipava o conhecimento sobre meiose como um processo reducional de divisão celular.

b) A utilização de conceitos lamarckistas, em seus experimentos, é o principal motivo que impediu a compreensão do trabalho mendeliano pela comunidade científica da época.

c) A precisão dos resultados obtidos por Mendel foi consequência do conhecimento prévio obtido por ele sobre a importância do DNA como molécula responsável pela hereditariedade.

d) A falta de reconhecimento do trabalho de Mendel, à sua época, foi devido às dificuldades impostas pelos cientistas fixistas em não aceitarem concepções evolucionistas como a transmissão de características genéticas ao longo das gerações.

e) O cruzamento da geração parental resultava em uma descendência com proporção genotípica de 3:1 como consequência da segregação independente dos fatores mendelianos.

18. (MACKI) A fibrose cística e a miopia são causadas por genes autossômicos recessivos. Uma mulher míope e normal para fibrose cística casa-se com um homem normal para ambas as características, filho de pai míope. A primeira criança nascida foi uma menina de visão normal, mas com fibrose. A probabilidade de o casal ter outra menina normal para ambas as características é de:

a) 3/8.

b) 1/4.

c) 3/16.

d) 3/4.

e) 1/8.

19. (UECE) Os geneticistas puseram à prova a hipótese de que a determinação e a transmissão hereditária dos grupos sanguíneos M, MN e N é feita por genes localizados em um determinado par cromossômico. E, levando em conta que esses grupos sanguíneos não mostram incidência preferencial por nenhum dos sexos, os geneticistas complementaram a sua hipótese especificando que o par cromossômico que contém os genes responsáveis pela produção dos antígenos M e N nas hemácias é autossômico. Então, de acordo com essa informação e seus conhecimentos em genética, assinale a opção correta.

a) Considerando que os genes pertencentes a dois diferentes loci são denominados alelos (do grego, allelon = cada outro), pode-se dizer que o gene M é um alelo do gene N e vice-versa, ou que os genes M e N constituem um par de alelos.

b) Quando um indivíduo apresenta um par de alelos idênticos, ele é dito homozigoto, ou possuidor de genótipo homozigoto. Se os alelos de um par forem diferentes, o indivíduo será dito heterozigoto em relação ao loco desses alelos. Os genótipos MM e NN são, pois, homozigotos, enquanto o genótipo MN é heterozigoto.

c) Sabendo-se que os gametas contêm um número haploide de cromossomos, pois incluem apenas um dos dois de cada par cromossômico, está claro que, de acordo com a hipótese em apreço, cada gameta somente poderá ser portador de um dos alelos, a menos, é claro, que haja, excepcionalmente, falta de disjunção cromossômica durante a mitose.

d) O caso no texto dessa questão exemplifica a famosa segunda lei de Mendel, também conhecida como lei da segregação ou lei da disjunção ou, ainda, lei da pureza dos gametas, segundo a qual os caracteres hereditários são determinados por pares de genes, que segregam durante a formação dos gametas, voltando a se unir nos zigotos.

20. (UFF) O heredograma abaixo representa a incidência de uma característica em uma família.

20

Pela análise dessas relações genealógicas, pode-se concluir que a característica fenotípica observada é transmitida por um tipo de herança:

a) Dominante e ligada ao cromossomo X.

b) Recessiva e ligada ao cromossomo X.

c) Ligada ao cromossomo Y.

d) Autossômica recessiva.

e) Autossômica dominante.

reparo.gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 12 de março de 2016

TESTES DE ZOOLOGIA (3)

01. (UDESC) O filo dos cordados possui três subfilos: Vertebrados, Urocordados e Cefalocordados. O anfioxo, mostrado na Figura 4, é o representante tipo do último subfilo. Uma característica marcante do anfioxo destes animais é que o revestimento corporal é relativamente transparente e permite visualizar sua musculatura metamerizada, organizada em blocos.

01

Com relação ao anfioxo e ao filo dos cordados, analise as proposições.

I. Pela análise da anatomia dos anfioxos, pode-se afirmar que possuem tubo digestório completo.

II. A respiração do anfioxo é do tipo pulmonar.

III. O habitat do anfioxo é aquático.

IV. Nos cordados vertebrados a notocorda se transforma na coluna vertebral.

V. Os cordados apresentam durante seu desenvolvimento embrionário: tubo nervoso dorsal; notocorda; fendas faringianas e cauda pós-anal.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I, III e V são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas I, II, III e V são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas III, IV e V são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.

02. (UPE) Ao caminhar pela areia da praia, durante a baixa-mar, um naturalista encontra um pequeno verme e classifica-o imediatamente como um anelídeo. Qual das características abaixo teria fundamentado seguramente tal conclusão?

a) Corpo segmentado com anéis visíveis na superfície do corpo, caracterizando essa segmentação.

b) Vida marinha e hábito escavador.

c) Corpo vermiforme e hábito marinho.

d) Vermes cilíndricos, alongados e lisos, com boca e ausência de ânus, caracterizando sistema digestório incompleto.

e) Vermes de corpo achatado e região cefálica não determinada.

03. (UECE) O mastodonte era um mamífero gigante que habitou o nordeste brasileiro no Pleistoceno e hoje se encontra extinto. Existe um dente deste animal depositado na sala de visita do Açude Castanhão. Já no Rio Grande do Norte, nas imediações da cidade de Felipe Guerra, encontramos conchas e esqueletos de equinodermas. Destes animais, aqueles que apresentam esqueletos externos são:

a) Somente as conchas.

b) As conchas e os equinodermos.

c) Somente os mastodontes.

d) Os equinodermos e os mastodontes.

04. (UEPG) Com relação aos tipos de desenvolvimento dos insetos, assinale o que estiver correto.

01. Os insetos com desenvolvimento direto são denominados ametábolos. O termo ressalta o fato de não haver grandes transformações durante o desenvolvimento, uma vez que o jovem já se assemelha ao adulto, sendo apenas menor.

02. Nos insetos hemimetábolos, do ovo eclode uma forma chamada ninfa, que é semelhante ao adulto, mas não tem asas desenvolvidas. A ninfa origina o adulto.

04. São tipos de desenvolvimento indireto dos insetos: ametábolo, hemimetábolo, holometábolo.

08. No desenvolvimento holometábolo, do ovo eclode uma larva bastante semelhante ao indivíduo adulto.

16. Borboletas e mariposas são insetos que apresentam desenvolvimento indireto, com metamorfose gradual ou incompleta do tipo hemimetábolo.

Soma das alternativas corretas:

05. (PUC-CAMPINAS) Um fisiologista estudou certas características dos vertebrados I e II, anotando os dados abaixo.

– Tanto I como II possuem coração com 1 átrio e 1 ventrículo.

– Tanto I como II realizam suas trocas gasosas com o ambiente através de brânquias.

– I é um animal ureotélico e II é um animal amoniotélico.

De acordo com esses dados, I e II podem ser, respectivamente:

a) Um cação e um lambari.

b) Um cação e uma raia.

c) Um lambari e um cação.

d) Um lambari e uma piranha.

e) Uma piranha e uma raia.

06. (URCA) Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence a um grupo animal diferente. Se eles forem colocados segundo a ordem evolutiva de surgimento dos grupos animais a que pertencem, teremos respectivamente:

06

a) Esponja-do-mar, estrela-do-mar, lula e caranguejo.

b) Esponjado mar, lula, caranguejo e estrela-do-mar.

c) Estrela-do-mar, esponja-do-mar, caranguejo e lula.

d) Estrela-do-mar, lula, caranguejo e esponja-do-mar.

e) Lula, esponja-do-mar, estrela-do-mar e caranguejo.

07. (UNICENTRO) A metameria consiste na organização do corpo em uma série de metâmeros, iguais ou semelhantes, que se repetem ao longo do comprimento do corpo. Assinale a alternativa que indica, exclusivamente, filos que apresentam metameria.

a) Annelida, Arthropoda e Chordata.

b) Annelida, Mollusca e Nematoda.

c) Arthropoda, Echinodermata e Nematoda.

d) Chordata, Echinodermata e Platyhelminthes.

e) Chordata, Mollusca e Platyhelminthes.

08. (CESPE) A biologia de afídeos é bizarra: as fêmeas podem nascer grávidas. Esses insetos exibem um padrão de reprodução por partenogênese, e os machos, às vezes, não têm boca, o que acarreta a sua morte pouco tempo depois do acasalamento. Uma pesquisa mais recente mostrou que, além de apresentarem essas anomalias, afídeos — Acyrthosiphon pisum — podem absorver energia luminosa e transferi-la para um tipo de maquinaria celular envolvida na produção de energia. Nesse estudo, esses insetos passaram por ciclos de exposição em ambientes com e sem luz. Após cada ciclo, foi medida a quantidade de ATP produzida por eles. Quando os pulgões eram colocados em um lugar iluminado, a síntese de ATP era duas vezes maior do que quando colocados em ambientes sem luz.

Internet: <www.oglobo.globo.com> (com adaptações).

Tendo o texto acima como referência inicial e a respeito dos múltiplos aspectos que ele suscita, assinale a opção correta.

a) Nos afídeos, o transporte de gases é feito pelo sistema circulatório e atende às necessidades metabólicas desses insetos.

b) Os insetos referidos no texto apresentam um padrão de reprodução em que as fêmeas não precisam ser fecundadas para dar origem a outras fêmeas.

c) O processo de produção de energia referido no texto é a fotossíntese, por meio da qual afídeos utilizam o oxigênio como matéria-prima, além de eliminarem o dióxido de carbono.

d) Assim como as plantas, os afídeos produzem glicose a partir do ATP obtido na alimentação.

09. (IFSul) Os cordados possuem características exclusivas e são considerados um dos grupos mais heterogêneos dentro da zoologia. Seus representantes apresentam anatomias notavelmente variadas. Com relação aos cordados, considere as seguintes afirmativas:

I. Os mamíferos, incluído os humanos, assim como os peixes, os anfíbios, os répteis e as aves constituem o filo Chordata.

II. Notocorda e fendas branquiais na faringe são estruturas presentes no filo Chordata.

III. Notocorda, encéfalo e sistema nervoso ventral são elementos comuns a todos os cordados.

IV. A pele em anuros, as brânquias em tartarugas marinhas e sacos aéreos nas aves são exemplos de estruturas utilizadas no processo respiratório.

Estão corretas apenas informações contidas em:

a) I e III.

b) I e II.

c) II e III.

d) III e IV.

10. (UFJF) Centopeias e piolhos-de-cobra são artrópodes caracterizados pela presença de um corpo alongado provido de muitas pernas, fato que deu nome ao grupo –miriápodes. Ambos vivem em ambientes muito úmidos e apresentam diferenças que se expressam em sua morfologia, seu comportamento e quanto ao tipo de alimentação. As diferenças observadas nas centopeias [I] e nos piolhos-de-cobra [II] são:

a) [I] um par de apêndices por segmento; incapazes de se enrolar; carnívoros. [II] dois pares de apêndices por diplossegmento; enrolam-se em espiral; herbívoros.

b) [I] um par de apêndices por segmento; incapazes de se enrolar; herbívoros. [II] dois pares de apêndices por diplossegmento; enrolam-se em espiral; carnívoros.

c) [I] dois pares de apêndices por diplossegmento; enrolam-se em espiral; onívoros. [II] um par de apêndices por segmento; incapazes de se enrolar; carnívoros.

d) [I] dois pares de apêndices por diplossegmento; incapazes de se enrolar; herbívoros. [II] um par de apêndices por segmento; incapazes de se enrolar; onívoros.

e) [I] um par de apêndices por segmento; enrolam-se em espiral; onívoros. [II] dois pares de apêndices por diplossegmento; incapazes de se enrolar; onívoros.

11. (FEI) Sobre os organismos metazoários foram feitas as seguintes afirmações:

I. Os moluscos são organismos de corpo mole, com ciclo de vida simples, respiração cutânea e ausência de celoma.

II. O grupo dos Hexápoda (Insecta) compreende organismos que possuem necessariamente asas e dois pares de antenas.

III. Uma das características exclusivas dos equinodermos é a presença do sistema ambulacrário.

IV. Anuros e répteis têm em comum a evolução de ovos com casca dura e resistente.

Pode-se afirmar que:

a) Nenhuma afirmação está correta.

b) Somente as afirmações I e IV estão corretas.

c) Somente as afirmações II e IV estão corretas.

d) Somente a afirmação III está correta.

e) Todas as afirmações estão corretas.

12. (UPE) A imagem a seguir corresponde ao Fuleco, mascote da copa da FIFA de 2014, que foi sediada no Brasil. A mascote, cujo nome é a junção das palavras “futebol” e “ecologia”, representa a espécie Tolypeuteus trincinctus, conhecida vulgarmente como tatu-bola. Considerada uma espécie que corre alto risco de extinção em médio prazo pelo livro da Biodiversitas (2008), este animal pertence ao Filo Chordata, Classe Mammalia.

12

(Disponível em: http://sacizento.bol.uol.com.br/blog/?p=4900)

Com relação às características dos mamíferos, analise as afirmativas a seguir:

I. Apesar da viviparidade, o embrião se desenvolve por completo, dentro do corpo da mãe e já nasce com formato bem similar ao que será quando adulto. Além de aumentar as chances de sobrevivência dos filhotes, garantindo o sucesso reprodutivo, a viviparidade limita o número de filhotes por gestação e, por isso, é considerada evolutivamente um fator desvantajoso.

II. A presença das glândulas mamárias, sebáceas e sudoríparas, estruturas de origem endodérmicas, juntamente com os pelos de origem ectodérmica, placenta, músculo diafragma e o desenvolvimento intrauterino do filhote são as principais características dos mamíferos.

III. Podem ser encontrados desde as regiões tropicais até as polares e desde os mares até os desertos mais secos e as florestas mais densas. O sucesso de conseguir viver em ambientes bem diferentes deve-se a uma série de outras características, entre as quais se pode citar: mecanismos de retenção e dissipação de calor, desenvolvimento do encéfalo, heterodontia.

IV. São classificados nas subclasses Eutheria, Metatheria e Prototheria. Os eutérios, conhecidos como placentários, constituem o maior grupo de mamíferos; o tatu-bola se encontra nesse grupo. Os metatérios apresentam marsúpios, a exemplo do gambá, e os prototérios são os mais primitivos, formados, apenas, pela ordem dos monotremados.

V. Todos os mamíferos têm sistema digestório completo, respiração pulmonar, coração com quatro cavidades, circulação fechada, dupla e completa. As hemácias são pequenas, discoidais e nucleadas; os rins são do tipo mesonefrons, e o produto final da excreção é a ureia. Os marsupiais e alguns eutérios podem ter placenta cório-vitelínica, e os demais eutérios, placenta cório-alantoica.

Estão corretas, apenas:

a) I, II e V.

b) I, III e IV.

c) II e V.

d) II, III e V.

e) III e IV.

13. (UECE) Sobre a maioria dos peixes ósseos, e correto afirmar que:

a) Sua bexiga natatória compreende um grande saco de paredes finas e irrigadas, preenchido por gases que permitem o ajuste do peso do corpo do peixe de acordo com a profundidade em que ele se encontra.

b) Possuem um coração com duas cavidades (aurícula e ventrículo) por onde circula sangue venoso e arterial, de cor vermelha bastante intensa.

c) Possuem estruturas denominadas Ampolas de Lorenzini, que funcionam como canais sensitivos capazes de detectar as correntes elétricas dos músculos de outros organismos.

d) Apresentam escamas placoides, compostas de esmalte, dentina, vasos e nervos.

14. (IFSC) O filo Chordata (do latim chorda, corda) reúne os animais cordados, cujos representantes mais conhecidos são os peixes, os anfíbios, os répteis, as aves e os mamíferos. Há cerca de 45 mil espécies de cordados catalogadas, distribuídas em três subfilos: Vertebrata (vertebrados), com cerca de 43.700 espécies atuais, Urochordata (urocordados), com cerca de 1250 espécies e Cephalochordata (cefalocordados), com 23 espécies.

Fonte: AMABIS, J.M.; MARTHO, G.R. Fundamentos da Biologia Moderna. Vol. Único. 3ª ed. São Paulo: Moderna, 2002.

Em relação aos vertebrados, assinale no cartão-resposta a soma da(s) proposição(ões) correta(s).

01. Os peixes são animais pecilotérmicos. Isso significa que a temperatura do seu corpo varia de acordo com a do ambiente. A temperatura do corpo dos peixes em geral, mantém-se mais ou menos próxima à temperatura ambiente.

02. No estágio larval, os anfíbios respiram por brânquias, tal como os peixes. Quando adultos, perdem as brânquias e passam a viver também em ambientes terrestres, sendo que a respiração pulmonar passa a ser sua principal via de obtenção de gases. O fino, permeável e altamente vascularizado tegumento dos anfíbios também permite a troca de gases, sendo esta modalidade respiratória denominada respiração cutânea.

04. Os répteis são animais monoicos, que fazem fecundação externa. Os ovos costumam ser grandes, possuem uma casca grossa para proteger contra dessecamento, e o embrião tem desenvolvimento direto, sem metamorfose.

08. Os mamíferos são cordados, vertebrados, tetrápodos, craniados, amniotas, alantoidianos, protostômios, acelomados, homeotérmicos que possuem pelos e amamentam seus filhotes. Pelos dos mamíferos, penas de aves e escamas de répteis são anexos da pele formadas por queratina. Há espécies que vivem na terra, outras na água doce ou salgada, e ainda, aquelas que voam, como os morcegos.

16. As aves possuem tubo digestivo com particularidades: o bico sem dentes, o papo, a moela e a cloaca. Não possuem bexiga urinária.

Soma das proposições corretas:

15. (UFRN) Marque a alternativa que apresenta uma associação correta entre os filos do reino animal, suas características e seus representantes.

a) Moluscos: multicelulares – celomados – protostômios – quítons.

b) Nematelmintos: multicelulares – acelomados – protostômios – lombriga.

c) Equinodermos: multicelulares – celomados – protostômios – estrela-do-mar.

d) Platelmintos: multicelulares – pseudocelomados – deuterostômios – planária.

16. (UNEASPAR) Na véspera do vestibular um aluno estava revisando suas anotações para construir uma tabela comparativa dos invertebrados. Entretanto muitas informações estavam incorretas, assinale a alternativa que possui as informações corretas.

a) Os poríferos são animais filtradores com uma boca chamada ósculo e uma cavidade digestória chamada átrio.

b) Os platelmintos são animais triblásticos celomados, com sistema excretor do tipo nefridiano.

c) Os asquelmintos são animais acelomados com o corpo alongado e cilíndrico.

d) O filo dos artrópodes reúne o maior número de espécies, possuem um exoesqueleto quitinoso, que deve ser substituído periodicamente.

e) No filo dos moluscos encontramos animais com sistema ambulacrário movimentando a rádula.

17. (UNIOESTE) Com relação aos vertebrados, assinale a alternativa correta.

a) Peixes têm circulação fechada e coração formado por três cavidades.

b) Aves carnívoras têm papo muito desenvolvido e moela pouco musculosa.

c) Baleia, gambá e gato são exemplos de mamíferos monotremados, marsupiais e placentários, respectivamente.

d) Válvula espiral, bexiga natatória e glândula uropigiana podem ocorrer em condrictes, osteíctes e aves, respectivamente.

e) Todos os répteis são carnívoros e répteis crocodilianos possuem coração com três cavidades: dois átrios e um ventrículo.

18. (UNICENTRO) O gráfico a seguir representa a correlação entre a temperatura corpórea de dois grupos de cordados e a temperatura do ambiente.

18

Assinale a alternativa que apresenta, correta e respectivamente, o grupo de cordados correspondente às espécies A e B.

a) Peixe e réptil.

b) Ave e réptil.

c) Anfíbio e peixe.

d) Anfíbio e mamífero.

e) Mamífero e ave.

19. (IFG) A pérola é uma estrutura de origem orgânica, que se forma quando um sedimento ou um microrganismo penetra entre o manto e a concha do molusco, causando uma irritação nessa região. Como proteção, o animal forma uma estrutura chamada bolsa perolífera que envolverá totalmente a partícula invasora e fará a deposição de nácar, substância que se cristaliza formando várias camadas sobre o corpo estranho, constituindo a pérola. O molusco produtor de pérolas pertence à classe dos:

a) Gastrópodes.

b) Cefalópodes.

c) Poliplacóforos.

d) Bivalves.

e) Escafópodes.

20. (UPE) Escolha a alternativa que melhor preenche os espaços, dando sentido ao texto.

Os …..1….. são animais com exoesqueleto quitinoso e apêndices articulados. O corpo é dividido em ….2….. No lugar de maxilas e mandíbulas existem ….3….. com garras e acúleo inoculador de veneno. A circulação é …..4….., e o coração situa-se dorsalmente no abdômem. Em algumas espécies, pigmentos como a ….5….., transportam os gases respiratórios. A respiração nesse grupo é do tipo …..6….. e a excreção é realizada através de …..7….. O sistema nervoso é constituído por gânglios e possuem …..8….. com função sensorial. Apresentam sexos separados com fecundação interna e são …..9….. com desenvolvimento …..10….. O crescimento do animal se dá através de mudas, nas quais o exoesqueleto é substituído por um novo e maior.

a) 1 – araneídeos; 2 – cefalotórax e abdômem; 3 – quelíceras; 4 – aberta; 5 – hemocianina; 6 – filotraqueal; 7 – túbulos de Malpighi; 8 – ocelos; 9 – ovíparos; 10 – direto.

b) 1 – escorpionídeos; 2 – cefalotórax, abdômem e pós- abdômem; 3 – quelíceras; 4 – aberta; 5 – hemocianina; 6 – filotraqueal; 7 – glândulas verdes; 8 – ocelos; 9 – vivíparos; 10 – indireto.

c) 1 – insetos; 2 – cabeça, tórax e abdômem; 3 – forcípulas; 4 – aberta; 5 – hemoglobina; 6 –traqueal; 7 – túbulos de Malpighi; 8 – antenas; 9 – ovíparos; 10 – indireto.

d) 1 – crustáceos; 2 – cefalotórax e abdômem; 3 – pedipalpos; 4 – fechada; 5 – hemoglobina; 6 – branquial; 7 – glândulas coxais; 8 – antenas; 9 – ovovivíparos; 10 – indireto.

e) 1 – diplópodos; 2 – cabeça e tronco; 3 – forcípulas; 4 – aberta; 5 – hemocianina; 6 – filotraqueal; 7 – túbulos de Malpighi; 8 – antenas; 9 – ovíparos; 10 – direto.

21. (UPF)

 “Um pequenino grão de areia

que era um pobre sonhador

olhando o céu viu uma estrela

e imaginou coisas de amor

(…)

(…) o que há de verdade

é que depois, muito depois

apareceu a estrela do mar”

(Herivelto Martins)

As estrelas do mar são:

a) Equinodermos com revestimento calcário, sem espinhos e tecido muscular.

b) Equinodermos com epiderme recobrindo os espinhos calcários articulados às placas do Endoesqueleto.

c) Equinodermos com epiderme queratinizada nos pés ambulacrais e superfície corporal lisa.

d) Poríferos com epiderme recobrindo os espinhos calcários articulados às placas do esqueleto.

e) Poríferos com epiderme queratinizada nos pés ambulacrais.

22. (UFU) Observe as tirinhas a seguir.

22

As características das planárias, retratadas nas tirinhas 1 e 2, por meio de situações fictícias, referem-se, respectivamente, ao fato de elas serem:

a) Assexuadas e hermafroditas.

b) Hermafroditas e regeneráveis.

c) Regeneráveis e autofecundáveis.

d) Autofecundáveis e hermafroditas.

23. (IFSul) Os cordados são animais que surgiram há cerca de 500 milhões de anos e se expandiram, ocupando os mais diversos ambientes terrestres. O filo dos cordados se distingue de todos os outros filos do reino Animalia, pois seus representantes possuem, como característica exclusiva, a presença de:

a) Celoma.

b) Mesoderme.

c) Tubo nervoso dorsal.

d) Saco vitelino.

24. (UFU)

24a

24b

 

Os animais presentes na charge, que apresentam as características descritas no quadro acima, são:

a) Tartaruga de Galápagos e lagarto tuatara.

b) Baleia da Groenlândia e ser humano.

c) Baleia da Groenlândia e carpa chinesa.

d) Urubu de cabeça vermelha e ser humano.

25. (UPF) Os animais abaixo representam três grupos de artrópodes.

25

Em relação à sequência representada, as afirmações estão corretas, exceto:

a) Os grupos II e III têm respiração traqueal.

b) Os animais do grupo I apresentam a cabeça e o tórax fundidos.

c) O grupo III pode injetar veneno em suas presas, através de quelícera.

d) Os grupos I, II e III têm o corpo revestido de quitina.

e) No grupo II não há sistema circulatório aberto ou lacunar.

26. (PUC-CAMPINAS) Os primatas, bem como muitos outros cordados, possuem diversas características em comum. Quanto a esse assunto, considere o texto a seguir.

O coração é formado por quatro câmaras, dois átrios e dois ventrículos e, nesse caso, não há mistura de sangue arterial com sangue venoso. A circulação é dupla, permitindo bom controle da pressão arterial. O sistema circulatório é eficiente, possibilitando uma rápida chegada de produtos da digestão aos tecidos, garantindo o controle da temperatura do corpo.

Esse texto é verdadeiro para o seguinte conjunto de animais:

a) Papagaios, saguis e serpentes.

b) Galinhas, chimpanzés e onças.

c) Jacarés, macacos-prego e garças.

d) Gorilas, leões e sapos.

e) Lagartos, jiboias e araras.

27. (UPF) Nos poríferos, há células diferentes para funções específicas. Assim, à sequência abaixo correspondem as respectivas funções:

I. Porócito.

II. Coanócito.

III. Escleroblasto.

IV. Pinacócito.

a) I – reveste o corpo do porífero; II – movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; III – origina espículas; IV – permite entrada da água no indivíduo.

b) I – permite entrada da água no indivíduo; II – movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; III – origina espículas; IV – reveste o corpo do porífero.

c) I – movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; II – permite entrada da água no indivíduo; III – origina espículas; IV – reveste o corpo do porífero.

d) I – reveste o corpo do porífero; II – permite entrada da água no indivíduo; III – origina espículas; IV – movimenta a água para ajudas na nutrição e excreção.

e) I – promove a excreção da água com resíduos no indivíduo; II – movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; III – protege contra agressores; IV – reveste o corpo do porífero.

28. (UERN) Um estudante, ao comparar um camarão e uma aranha, listou algumas características que considerava comuns aos animais. A partir dessa lista, assinale a característica realmente compartilhada por ambos.

a) Ausência de antenas.

b) Respiração filotraqueal.

c) Presença de quatro pares de pernas.

d) Corpo dividido em cefalotórax e abdome.

29. (UNEMAT) Alguns peixes possuem um órgão interno denominado de bexiga natatória, que se encontra geralmente abaixo da coluna vertebral. Trata-se de um mecanismo capaz de aumentar ou diminuir o volume de gás em seu interior. A bexiga natatória permite que o peixe altere sua profundidade sem a necessidade de nadar. Considere as seguintes assertivas:

I. O peixe, ao encher ou esvaziar a estrutura com ar, altera sua densidade, controlando a sua profundidade na água.

II. Nos peixes pulmonados, a bexiga natatória está associada a poucos vasos sanguíneos e sua parede é composta de tecido epitelial multiestratificado.

III. Em algumas espécies de peixes, essas estruturas são ligadas à faringe, formando uma estrutura homóloga ao pulmão, importante na respiração aérea.

Assinale a alternativa correta:

a) Todas são incorretas.

b) Todas são corretas.

c) Somente as afirmativas I e II são corretas.

d) Somente as afirmativas I e III são corretas.

e) Somente as afirmativas II e III são corretas.

30. (UPF) A alternativa cujas características são todas de aves é:

a) Estrutura óssea na parte anterior da caixa torácica (quilha); ovo sem vitelo; ureia como substância nitrogenada de excreção.

b) Sistema excretor formado por um par de rins; presença da glândula uropigiana que produz secreção utilizada para a impermeabilização corporal; ciclo reprodutivo com fase larval intermediária.

c) Coração com dois átrios e um ventrículo; órgão olfativo no teto da boca (órgão de Jacobson); revestimento do corpo com pele elástica.

d) Ácido úrico como substância nitrogenada de excreção; ovíparos com desenvolvimento direto; presença da glândula uropigiana que produz secreção utilizada para a impermeabilização corporal.

e) Circulação sanguínea aberta; sistema excretor formado por um par de rins; temperatura corporal oscilante.

gab

Publicado por: Djalma Santos | 5 de março de 2016

TESTES DE EMBRIOLOGIA (2)

01. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

Simultaneamente à organogênese formam-se, a partir dos três folhetos embrionários e externamente em relação ao corpo do embrião, várias membranas que realizam diversas funções indispensáveis ao completo desenvolvimento embrionário. Essas membranas são chamadas anexos embrionários, sendo a mais simples o saco vitelino, ou vesícula vitelina, o único anexo embrionário de peixes e anfíbios. Répteis, aves e mamíferos, além da vesícula vitelina, apresentam cório, alantoide e âmnio, que garantem um desenvolvimento embrionário relativamente independente do meio aquático. No entanto, os mamíferos vivíparos apresentam a vesícula vitelínica e o alantoide atrofiadas.

SILVA JÚNIOR, César da; SASSON, Sezar; CALDINI JÚNIOR, Nelson. Biologia. Vol. único. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2011. p. 550.

Os mamíferos vivíparos apresentam vesícula vitelina e alantoide atrofiadas porque:

a) O âmnio envolve completamente o embrião e torna desnecessária a ação da vesícula vitelina e alantoide.

b) No estágio de nêurula acentua-se a organogênese, pois vão se diferenciando os principais órgãos e sistemas, especialmente os derivados do mesoderme.

c) Após a formação do zigoto tem início o processo de divisões celulares sucessivas, etapa chamada de segmentação ou clivagem, resultando em blastômeros.

d) Nos mamíferos vivíparos existe outro anexo, a placenta, responsável pela fixação do embrião no útero e por todas as trocas metabólicas efetuadas entre a mãe e o embrião.

02. (UERN) A organogênese é uma fase embrionária responsável pela formação dos órgãos e sistemas, na qual os movimentos de células e as dobras dos folhetos embrionários originam os diversos órgãos do embrião. Em relação à organização dos folhetos embrionários, relacione o folheto embrionário ao respectivo órgão formado no animal adulto.

1. Endoderme.

2. Mesoderme.

3. Ectoderme.

(    ) Musculatura esquelética.

(    ) Fígado e pâncreas.

(    ) Medula e nervos.

(    ) Derme.

(    ) Bexiga urinária.

A sequência está correta em:

a) 2, 1, 1, 3, 2.

b) 2, 1, 3, 2, 1.

c) 1, 3, 3, 1, 2.

d) 3, 2, 2, 3, 1.

03. (UFSC) Pesquisas recentes revelam que a cocaína atravessa a barreira placentária, indo afetar o desenvolvimento normal de bebês. A droga ataca, principalmente, o sistema nervoso provocando, posteriormente, dificuldades na aprendizagem e na integração da criança com os pais e com o meio. A placenta é um dos anexos embrionários presentes em vertebrados. Sobre esses anexos é correto afirmar que:

a) O âmnio possui função de armazenar substâncias nutritivas (vitelo).

b) A vesícula vitelínica atenua abalos e traumatismos, sofridos pela mãe, que possam atingir o embrião.

c) O alantoide possui, exclusivamente, função protetora.

d) O cordão umbilical liga o feto à placenta em todos os mamíferos.

e) A placenta, dentre outras funções, é responsável pela nutrição e serve como barreira contra infecções.

04. (PUC-RIO) A respeito do ovo amniótico, produzido por répteis (incluindo as aves) e mamíferos, considere as afirmativas a seguir.

I. Permitiu aos amniotas ocupar um número maior de ambientes do que aqueles ocupados pelos anfíbios.

II. Difere do ovo dos anfíbios e peixes apenas pela presença de uma casca calcária.

III. É nomeado em função da presença do âmnio, membrana que circunda o embrião e o envolve em uma cavidade preenchida por fluido.

IV. É considerado uma característica derivada compartilhada nos amniotas.

É correto o que se afirma em:

a) Somente I, III e IV.

b) Somente II, III e IV.

c) Somente III.

d) Somente I, II e IV.

e) I, II, III e IV.

05. (UNICAMP) Os primeiros vertebrados a ocupar o ambiente terrestre foram os anfíbios, que, porém, ainda necessitam retornar à água para a reprodução. A independência da água foi conseguida posteriormente através de novidades evolutivas, como as relacionadas ao ovo.

05

É correto afirmar que:

a) estrutura indicada em a é o córion.

b) estrutura indicada em b é o saco vitelínico.

c) estrutura indicada em c é o alantoide.

d) estrutura indicada em d é o âmnion.

e) Uma das adaptações reprodutivas para a vida animal em ambiente terrestre é a fecundação interna.

06. (PUCCAMP) Um embrião de sapo, na fase final de gastrulação, é submetido à ação de radiação mutagênica de pequeno poder de penetração e que atinge apenas as células superficiais. Espera-se que surjam anomalias:

a) No estômago e no intestino.

b) Nos músculos lisos e estriados.
c) Na epiderme e no sistema nervoso.
d) Nos ossos e nas cartilagens.
e) Nos rins e no miocárdio.

07. (UFOP) A placenta é um anexo que se forma a partir do embrião e do endométrio materno, cuja principal função é realizar trocas entre o feto e o corpo materno. Podemos afirmar que a placenta completamente desenvolvida é encontrada:

a) Em todos os mamíferos.

b) Na maioria dos mamíferos, com exceção apenas dos marsupiais.

c) Na maioria dos mamíferos, com exceção apenas dos monotremos.

d) Nos mamíferos em geral exceto nos marsupiais e monotrematas.

e) Quase todos os répteis e mamíferos.

08. (PUC-CAMPINAS) Um pesquisador, ao examinar ovos em desenvolvimento, observou que apresentavam as seguintes características:

– Grande quantidade de vitelo.

– Clivagem parcial discoidal.

– Presença de âmnio, alantoide e cório.

– Somitos mesodérmicos.

– Tubo neural dorsal.

De acordo com esses dados, conclui-se que os ovos:

a) Não eram de aves.

b) Não eram de répteis.

c) Eram de anfíbios ou de répteis.

d) Eram de anfíbios ou de aves.

e) Eram de répteis ou de aves.

09. (PUC-PR) Em relação à embriologia, julgue os itens abaixo:

I. Nos espermatozoides, as mitocôndrias situadas na região intermediária são as “centrais de energia” para a intensa atividade motora dos flagelos.

II. Nos marsupiais, os filhotes nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento na bolsa marsupial.

III. A penetração de um único espermatozoide no óvulo caracteriza a monospermia. Há casos de polispermia, ou seja, entrada de mais de um espermatozoide no óvulo, e isto caracteriza a formação de gêmeos.

IV. O âmnio é o anexo embrionário que se constitui numa bolsa preenchida pelo líquido amniótico e que tem por função proteger o embrião contra choques mecânicos e desidratação.

Assinale a correta:

a) I, II e IV.

b) I, III e IV

c) I, II e III

d) II, III e IV

e) I, II, III e IV

10. Na embriogênese, a partir dos três folhetos iniciais, vão surgindo por diferenciação celular, os tecidos embrionários e destes, resultarão os tecidos definitivos, que formarão os órgãos e todas as partes do corpo. Assinale a opção que associa corretamente a estrutura presente em vertebrados e o folheto embrionário que lhe deu origem.

a) Ectoderma – sistema nervoso, Mesoderma – tecido conjuntivo, Endoderma – pulmões.
b) Ectoderma – músculos, Mesoderma – pâncreas, Endoderma – epiderme.
c) Ectoderma – sistema urinário, Mesoderma – bexiga, Endoderma – músculos.
d) Ectoderma – pulmões, Mesoderma – sistema urinário, Endoderma – sistema nervoso.
e) Ectoderma – tecido conjuntivo, Mesoderma – epiderme, Endoderma – pâncreas.

11. (UFRGS) Assinale a alternativa correta a respeito dos ovos de diferentes espécies animais.

a) Ovos de aves apresentam segmentação total, originando blastômeros de tamanhos iguais.

b) Ovos de insetos têm vitelo distribuído de forma homogênea.

c) Ovos de moluscos apresentam vitelo abundante distribuído de forma heterogênea.

d) Ovos de anfíbios apresentam segmentação total, originando blastômeros de tamanhos diferentes.

e) Ovos de mamíferos realizam mitoses na região do disco germinativo.

12. (UEG) O estudo da embriologia fornece subsídios para a compreensão dos processos biológicos envolvidos na formação e no desenvolvimento embrionário e fetal humano. Sobre esse assunto, é correto afirmar:

a) A fase de segmentação acontece a partir da terceira semana de gestação onde ocorrem as clivagens e a formação gástrula do embrião.

b) Na formação do feto, a endoderma origina os revestimentos do tubo neural assim como os somitos, células pertencentes à notocorda.

c) A fase de blastulação refere-se aos eventos de formação do arquêntero e da blastocele, ambos responsáveis pela proteção embrionária.

d) Na fase de organogênese, ocorre a formação dos tecidos especializados e dos órgãos através da diferenciação da ectoderma, mesoderma e endoderma.

13. (PUC-SP) Durante o desenvolvimento embrionário de uma certa espécie animal, constata-se que o embrião excreta preferencialmente amônia (fase A). Em seguida, passa a excretar preferencialmente ureia (fase B) e, a partir da metade do desenvolvimento, passa a excretar preferencialmente ácido úrico (fase C). A maior e a menor quantidade de água gasta por essa espécie durante sua embriogênese se dão, respectivamente, nas fases:

a) A e B.

b) A e C.

c) B e A.

d) B e C.

e) C e A.

14. (IFB) A conversão do ovo em feto e do feto em bebê é uma história biológica envolvendo eventos espetaculares que emergem de inter-relações perfeitamente ajustadas e complexas.

14

Uma análise do contexto desse processo, que se caracteriza por uma contínua dinâmica de transformações, permite reconhecer a:

a) Ausência da substância intercelular na estruturação de todos os tecidos exemplificados.

b) Diferenciação do tecido ósseo com células densamente associadas, condicionando adaptação à função mecânica.

c) Constituição da placenta com o compartilhamento de órgãos do filho e da mãe, possibilitando o intercâmbio metabólico materno/fetal.

d) Síntese da hemoglobina, proteína que especializa a hemácia na distribuição do oxigênio às células, por combinar-se de forma estável com essa molécula.

e) Especialização da célula nervosa com adaptações sinápticas que direcionam a transmissão do impulso nervoso do dendrito para o axônio.

15. (FCM-PB) O período embrionário que vai da 3ª à 8ª semana de desenvolvimento é o período durante o qual cada uma das 3 camadas germinativas, ectoderma, mesoderma e endoderma, dá origem a seus próprios tecidos e sistemas de órgãos. Quando se cita a origem de um tecido ou órgão, menciona-se somente um dos folhetos, o que gera o componente funcional que o caracteriza. Baseado nos folhetos abaixo numere a segunda coluna de acordo com a primeira:

1. Endoderma.

2. Mesoderma.

3. Ectoderma.

(     ) Tecido ósseo.

(     ) Sistema nervoso.

(     ) Rins.

(     ) Sistema digestório.

(     ) Sistema respiratório.

Marque a alternativa correta.

a) 2, 3, 2, 1, 1.

b) 1, 1, 2, 1, 3.

c) 1, 2, 3, 3, 3.

d) 3, 2, 2, 1, 3.

e) 3, 3, 2, 2, 1.

16. (UEA) As figuras abaixo ilustram estágios do desenvolvimento inicial de um anfioxo e de um anfíbio.

16

A diferença entre os dois processos deve-se:

a) À resistência, maior ou menor, da membrana que reveste a célula-ovo.

b) À ocorrência de divisões mitóticas em maior número na célula-ovo do anfioxo.

c) À quantidade e distribuição do vitelo presente no citoplasma da célula-ovo.

d) À ocorrência de divisões mitóticas em maior número na célula-ovo do anfíbio.

e) A uma distribuição desigual das organelas citoplasmáticas da célula-ovo.

17. (UFLA) O tipo de segmentação que a célula-ovo das aves sofre é:

a) Holoblástica igual.

b) Holoblástica desigual.

c) Meroblástica discoidal.

d) Meroblástica bilateral.

18. (UPE) Na maioria das espécies, no estágio de gástrula, os blastômeros se diferenciam nos folhetos germinativos, que irão formar todos os tecidos corporais, dando início à organogênese, cuja fase inicial é a neurulação. Observe os quadros de a figura a seguir:

18

Sobre a origem embrionária de alguns dos tecidos do corpo humano, assinale a alternativa correta.

a) O quadro 1 apresenta tecidos derivados do ectoderma. Todos os tecidos mostrados foram formados a partir do tubo neural que percorre todo o ventre do embrião.

b) O quadro 1 apresenta tecidos derivados do ectoderma, mesoderma e endoderma, originando, respectivamente, a epiderme e as estruturas associadas a ela, o sistema nervoso e os ossos.

c) O quadro 2 apresenta tecidos derivados do mesoderma diferenciado em epímero, mesômero e hipômero. O epímero forma os somitos responsáveis pela formação da musculatura esquelética.

d) O quadro 2 apresenta tecidos derivados do mesoderma, do qual o mesômero faz parte e dá origem a vasos sanguíneos, coração e sangue e do endoderma, representado pelos vasos linfáticos.

e) O quadro 3 apresenta tecidos derivados do ectoderma, mesoderma e endoderma, representados, respectivamente, por tubo digestório, pulmão e rins.

19. (UEPG) Com relação aos anexos embrionários humanos, assinale a alternativa correta.

a) O saco vitelínico está extremamente desenvolvido durante toda a embriogênese humana. É uma espécie de bolsa que se desenvolve a partir do endoderma com função de armazenar alimentos para o embrião.

b) O córion participa da formação de uma membrana, ou pele, que se apresenta por fora do âmnio e por dentro da decídua capsular. Origina-se a partir do trofoblasto, formando o córion liso e o córion frondoso. Este último, forma a placenta.

c) O alantoide aparece por volta do sétimo dia de desenvolvimento, formando uma bolsa fechada em torno do embrião, a qual contém o líquido amniótico que protege o embrião contra choques mecânicos, desidratação e traumatismos.

d) Nos humanos, além dos anexos embrionários há a placenta. Através da placenta ocorrem as trocas entre a mãe e o feto. Não existe nenhum tipo de barreira placentária e as trocas entre a mãe e o feto são ilimitadas.

e) O âmnio é uma bolsa de origem endodérmica que contém vasos sanguíneos com funções respiratória e excretora. Na espécie humana, o âmnio é rudimentar, fixando a sua porção extraembrionária juntamente com a porção inicial do cordão umbilical.

20. (UNIOESTE) Em relação à embriogênese animal, pode-se afirmar que:

01. A mesoderme é o terceiro folheto embrionário que surge nos triblásticos.

02. O blastóporo é uma cavidade originada durante a formação da mórula.

04. O tubo neural e a notocorda são estruturas importantes no embrião dos cordados.

08. O celoma só aparece em gástrulas triblásticas.

16. O ovo do tipo oligolécito apresenta pouco vitelo e ocorre em mamíferos.

32. Somatopleura e esplancnopleura são folhetos embrionários originados a partir da mesoderme.

64. O ovo do tipo oligolécito sofre segmentação do tipo holoblástica desigual.

Soma das alternativas corretas:

gab

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 668 outros seguidores