Publicado por: Djalma Santos | 26 de julho de 2015

TESTES DE CITOLOGIA (1)

01. (UEPG) A figura abaixo ilustra o modelo de mosaico fluido para a membrana plasmática. Com relação à estrutura e funcionamento dessa estrutura, assinale o que for correto.

01

Fonte: Linhares, S.; Gewandsznajder, F. Biologia hoje.

15a ed. Volume 1. São Paulo: Editora Ática. 2010.

01. Em 3 são mostradas as proteínas integrais de membrana e em 4 as proteínas periféricas. Algumas dessas proteínas podem atuar no transporte de substâncias para dentro ou para fora da célula. Outras são moléculas receptoras que se ligam a substâncias extracelulares, desencadeando alguma atividade dentro da célula.

02. Em 1 está representada a parte polar do fosfolipídio e em 2 a parte apolar.

04. A estrutura de bicamada lipídica apresentada em 1 e em 2 é totalmente impermeável ao oxigênio (O2) e gás carbônico (CO2).

08. Os glicídios, mostrados em 5, são formados por pequenas cadeias de monossacarídeos e estão localizados na face externa da membrana. Alguns se ligam a lipídios, formando glicolipídios, enquanto outros se ligam às proteínas, constituindo as glicoproteínas.

Soma das alternativas corretas:

02. (UNCISAL) Células-tronco hematopoiéticas estão envolvidas diariamente com a diferenciação de um grupo de células que formam o tecido sanguíneo e o sistema imune. O processo é desencadeado por meio de sinalizações, que envolvem receptores de membrana plasmática, ligantes e moléculas citoplasmáticas. Isso leva a mudanças no padrão de expressão de genes. Todo esse processo assemelha-se ao que ocorre nas células-tronco embrionárias para o desenvolvimento dos organismos. Moléculas de membrana plasmática, como as adesivas, participam desse processo. Para isso, a concentração delas bem como o tipo de molécula adesiva vão determinar a posição daquela célula dentro de um tecido/órgão. Dadas as assertivas sobre moléculas de adesão dentro do processo descrito:

I. Participam na formação de tecidos/órgãos e na disposição das células nos tecidos.

II. Participam nos mecanismos de migração, como de leucócitos em transmigração endotelial.

III. As caderinas são proteínas de membrana plasmática que participam de junções desmossomiais e adesivas.

IV. As integrinas são proteínas de membrana plasmática que participam de adesões focais e hemidesmossomiais.

Verifica-se que está(ão) correta(s):

a) I, apenas.

b) I e II, apenas.

c) III e IV, apenas.

d) II, III e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

03. (UEG) As células animais apresentam membrana plasmática composta por uma dupla camada de fosfolipídeos, onde são inseridos o colesterol, glicoproteínas e outras proteínas. Sobre a função dessas moléculas na membrana plasmática animal, tem-se o seguinte:

a) Proteínas transmembranares conferem ao citoplasma livre fluxo aquoso.

b) Fosfolipídeos delimitam moléculas aquosas por diferença de afinidade.

c) Glicoproteínas compõem a estrutura rígida e fluida da parede celular.

d) Colesterol atua como fonte de energia para uso da própria célula.

04. (UniEvangélica) Leia o texto a seguir.

As regiões hidrofílicas e hidrofóbicas das moléculas lipídicas comportam-se distintamente. Se em contato com a água, as moléculas lipídicas agregam-se espontaneamente mergulhando suas caudas hidrofóbicas no interior da gota lipídica e expondo suas cabeças hidrofílicas na água.

ALBERTS, Bruce et al. Biologia molecular da célula. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 620.

A importância biológica do fenômeno descrito tem relação direta com a construção:

a) Da bicamada da membrana plasmática.

b) Dos genes, pois formará a dupla cadeia do DNA.

c) Dos feixes de actina e miosina da contração muscular.

d) Das cadeias polipeptídicas, precursoras proteicas.

05. (FACTO) Observe o modelo proposto para a membrana celular a seguir:

05

A presença do colesterol na membrana celular dos organismos eucariotos é responsável por:

a) Manutenção da estabilidade da propriedade de “barreira de permeabilidade” da dupla camada de fosfolípides.

b) Participar do processo de transporte transmembrânico, utilizando ligações com as proteínas carregadoras.

c) Promover aumento na fluidez da membrana plasmática.

d) Participar do deslocamento flip-flop dos lipídios da membrana plasmática.

e) Tornar a bicamada de fosfolípides menos fluida.

06. (MACK) A respeito da membrana plasmática, é correto afirmar que:

a) As moléculas de fosfolipídios são completamente apolares.

b) A fluidez da membrana permite a movimentação das proteínas que fazem parte dessa membrana.

c) Os canais de transporte permanecem abertos o tempo todo.

d) A difusão facilitada é um processo que independe da participação de proteínas.

e) A organização da membrana plasmática é diferente da membrana que forma as organelas celulares.

07. (CEDERJ) Leia e avalie as afirmativas sobre as especializações de membrana.

I. As interdigitações aumentam a área de absorção celular.

II. As microvilosidades aumentam a comunicação entre as células.

III. Os estereocílios são cílios sem mobilidade.

IV. Os desmossomos têm a função de aumentar a adesão entre células vizinhas.

Após a leitura, conclui-se que:

a) Apenas uma afirmativa é correta.

b) Apenas duas afirmativas são corretas.

c) Apenas três afirmativas são corretas.

d) Todas as afirmativas são corretas.

08. (IFMT) Analise os dados apresentados no gráfico a seguir.

08

Uma das alternativas para tratar casos de obesidade tem sido as cirurgias, dentre elas a que torna o intestino delgado mais curto, visando diminuir a superfície de absorção de nutrientes. A capacidade de absorção de nutrientes pelo epitélio intestinal está diretamente ligada a especializações das membranas plasmáticas das células, que o constituem, denominadas:

a) Glicocálix.

b) Microvilosidades.

c) Invaginações.

d) Interdigitações.

e) Desmossomos.

09. (UniEvangélica) Analise a figura e leia o texto.

09

A membrana plasmática é a principal responsável por manter a identidade química da célula; é ela que controla constantemente o tipo de substância que entra ou sai. A membrana plasmática possuí entre 7 e 9 nm de espessura e se caracteriza por ser flexível e fluida, formada pelo que parecem ser três camadas distintas, onde uma camada mais clara está em meio a duas camadas mais escuras. Qualquer tentativa de explicar a estrutura da membrana em termos das moléculas que a compõem equivale a um modelo dessa membrana.

SADAVA, David et al. Vida: ciência da biologia. Vol. 1: célula e hereditariedade. 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. p. 98.

Assinale a alternativa que apresenta a descrição do “modelo do mosaico fluido”, proposto por Singer e Nicholson, plenamente aceito pelos cientistas hoje em dia.

a) A membrana é constituída por uma bicamada lipídica na qual estão imersas moléculas de proteínas.

b) A membrana apresenta um gradiente de concentração; assim a célula não gasta energia para o transporte.

c) A membrana apresenta uma bicamada proteica, intercalada por fosfolipídios.

d) A membrana é formada por vesículas que se fundem a elas, possibilitando que seu conteúdo seja lançado para dentro da célula.

10. (ACAFE) A superfície celular sofre algumas diferenciações importantes para o bom desenvolvimento de suas funções e melhor associação com as células vizinhas num mesmo tecido. Nesse contexto, os plasmodesmos são:

a) Estruturas originadas a partir do centríolo com função de motilidade celular.

b) Saliências e reentrâncias que a membrana celular, juntamente com certa porção do citoplasma, descreve para se encaixar perfeitamente à célula vizinha.

c) Expansões digitiformes do citoplasma e membrana plasmática, que aumentam a área de absorção celular.

d) Pequenas aberturas na estrutura das membranas celulares que permitem a comunicação ou a continuidade do citoplasma entre células contíguas, atravessando a parede celular.

11. A membrana plasmática das hemácias humanas é revestida externamente por proteínas e glicídios que atuam no reconhecimento celular dos diferentes tipos de sangue pertencentes ao sistema ABO. Tais moléculas compõem uma região denominada:

a) Desmossomo.

b) Citoesqueleto.

c) Glicocálix.

d) Parede celulósica.

e) Microvilosidade.

12. (UNIOESTE) Relativo aos envoltórios celulares e às diferenciações da membrana plasmática, é correto afirmar.

01. A parede celular em células vegetais é composta por proteínas e está relacionada diretamente com a fotossíntese.

02. O envoltório externo da mitocôndria é descontínuo e contém os tilacoides que são responsáveis pela respiração celular.

04. A membrana nuclear ou carioteca “separa” o núcleo do citoplasma e é constituída por duas camadas lipoproteicas.

08. Através da membrana celular, o transporte ativo de substâncias ocorre contra o gradiente de concentração e com “gasto” de energia.

16. Desmossomos são diferenciações que ocorrem nas membranas de células vizinhas, com a finalidade de aumentar a adesão entre as mesmas.

32. Microvilosidades são diferenciações da membrana celular relacionadas com a eliminação de substâncias em qualquer tipo de célula vegetal.

64. Osmose é o processo que ocorre através da membrana plasmática, onde há passagem de solutos do meio hipotônico para o hipertônico.

Soma das alternativas corretas:

13. (UNINASSAU) As duplas capas lipídicas são o fundamento de todas as membranas biológicas e sua estrutura se ajusta ao modelo de mosaico fluido de Singer e Nicholson (1972).

13

A imagem anterior representa o modelo do mosaico fluido. Sobre a morfologia e o funcionamento da membrana plasmática, identifique a alternativa correta a seguir.

a) A bicamada de fosfolipídios permite a passagem de substâncias indiscriminadamente através de sua estrutura.

b) As proteínas inseridas na bicamada lipídica permitem a passagem de substâncias lipossolúveis (Ex.: glicose) pela membrana.

c) O glicocálix é formado por polissacarídeos ligados a proteínas ou lipídios e tem como uma de suas funções permitir a passagem de substâncias da parte interna para a parte externa da célula.

d) A bicamada lipídica tem uma região polar ou hidrofílica, voltada para periferia da membrana, e uma região hidrofóbica ou apolar, localizada na região central da membrana.

e) O colesterol é componente encontrado em todas as membranas celulares promovendo a elasticidade das mesmas.

14. (UEPG) Com relação à membrana plasmática, assinale o que for correto.

01. Por meio da fagocitose, a célula emite expansões do citoplasma (pseudópodes), as quais envolvem a partícula a ser englobada e a coloca em uma cavidade no interior da célula, denominada de fagossomo.

02. Os protozoários são exemplos de organismos que utilizam a fagocitose em seu processo de alimentação, já nos vertebrados, esse processo é utilizado por algumas células de defesa do organismo contra corpos estranhos.

04. Restos de digestão intracelular podem ser eliminados da célula por meio da pinocitose, quando pequenas bolsas citoplasmáticas (pinossomos) são formadas e expelem para a corrente sanguínea o material não utilizado pela célula.

08. O glicocálice (ou glicocálix) trata-se de um envoltório externo à membrana de células vegetais, constituído por algumas proteínas que formam uma malha protetora, as quais fornecem resistência a esse tipo celular.

16. As microvilosidades são especializações da membrana plasmática, presentes em células do intestino, que funcionam no processo de adesão e comunicação entre as células.

Soma das alternativas corretas:

15. (FCM-PB) As células animais apresentam em sua superfície especializações e envoltórios responsáveis por diversas funções. As especializações de membrana constituem-se em elementos altamente dinâmicos e reguláveis da membrana celular. A disfunção de algumas dessas junções, pode contribuir na etiologia de processos fisiopatológicos. Conhecendo as características dessas especializações, faça a associação entre as estruturas e as características apresentadas no quadro abaixo:

15

Baseado no exposto assinale a alternativa que expõe a associação correta:

a) 1, 2, 3.

b) 2, 1, 3.

c) 3, 2, 1.

d) 3, 1, 2.

e) 2, 3, 1.

16. (UFAM) A figura a seguir mostra uma representação de uma seção transversal de uma membrana plasmática e parte da matriz extracelular. Considere as observações feitas:

16

I. A letra (A) pode indicar uma proteína da matriz extracelular, por exemplo, colágeno, interagindo com uma proteína da superfície celular.

II. A letra (B) pode indicar um pequeno polímero de ácidos graxos formando um polissacarídeo ligado à superfície de uma proteína de membrana.

III. As letras (C) e (D) com certeza indicam as caudas de ácidos graxos dos fosfolipídeos formadores da bicamada lipídica.

IV. A letra (E) pode indicar um conjunto de íons atravessando a bicamada lipídica por osmose.

V. A letra (F) pode indicar um receptor de membrana, pois se trata de uma proteína integral.

Assinale a alternativa correta:

a) Somente as afirmativas I e IV estão corretas.

b) Somente as afirmativas I e V estão corretas.

c) Somente as afirmativas II, III e V estão corretas.

d) Todas as afirmativas estão corretas.

e) Todas as afirmativas estão incorretas.

17. (FPS) Segundo a figura, assinale a alternativa onde se encontram corretamente nomeadas as estruturas da membrana celular.

17

a) (1) glicídios; (2) proteína de membrana; (3) glicoproteína.

b) (1) Fosfolipídio; (2) glicocálix; (3) proteína transmembranar.

c) (1) região hidrofóbica; (2) aminoácidos; (3) proteína multipasso.

d) (1) proteína de membrana; (2) fosfolipídios; (3) glicídio.

e) (1) colesterol; (2) aminoácidos; (3) proteína transmembranar.

18. (UECE) Sobre o modelo mosaico fluido das membranas celulares, é correto afirmar-se que:

a) Os componentes mais abundantes da membrana são fosfolipídios, proteínas e aminoácidos livres.

b) A membrana tem constituição glicoproteica.

c) Lipídios formam uma camada única e contínua, no meio da qual se encaixam moléculas de proteína.

d) A dupla camada de fosfolipídios é fluida, possui consistência oleosa, e as proteínas mudam de posição continuamente, como se fossem peças de um mosaico.

19. (ACAFE) A superfície celular sofre algumas diferenciações importantes para o bom desenvolvimento de suas funções e melhor associação com as células vizinhas num mesmo tecido. Neste contexto, analise o que segue.

PRIMEIRA COLUNA

I. Plasmodesmos

II. Interdigitações

III. Cílios e Flagelos

IV. Microvilosidades

SEGUNDA COLUNA

A. Expansões digitiformes do citoplasma e membrana plasmática, que aumentam a área de absorção celular.

B. Pequenas aberturas na estrutura das membranas celulares que permitem a comunicação ou a continuidade do citoplasma entre células contíguas, atravessando a parede celular.

C. Saliências e reentrâncias que a membrana celular, juntamente com certa porção do citoplasma, descreve para se encaixar perfeitamente à célula vizinha.

D. Estruturas originadas a partir do centríolo, com função de motilidade celular.

A associação que descreve corretamente a primeira coluna com a segunda é:

20

20. (UNITAU) As membranas biológicas são estruturas altamente seletivas e demarcam limites celulares e subcelulares. Pequenas moléculas neutras podem penetrar e atravessar essas membranas por simples difusão, mas a maioria das moléculas e íons dependem de transportadores altamente seletivos para atravessarem as membranas biológicas. Considerando a composição das membranas biológicas, podemos afirmar que a especificidade dos sistemas de transporte está intimamente relacionada com a presença de:

a) Lipídeos.

b) Carboidratos.

c) Proteínas.

d) Porfirinas.

e) Terpenos.

 gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 14 de julho de 2015

TESTES DE BOTÂNICA (IV)

01. (UEM) Com relação à fisiologia das plantas, assinale o que for correto.

01. A sensibilidade das células às auxinas é diferente nos vários órgãos das plantas. Assim, os caules são menos sensíveis que as raízes.

02. Em uma peroba com 30 m de altura, a água absorvida chega até à copa por capilaridade.

04. A transpiração estomática é um processo relacionado tanto à fotossíntese (entrada de CO2) quanto ao resfriamento das plantas, mas nunca ao transporte de seiva pelo xilema.

08. Em intensidade luminosa acima do ponto de compensação fótico, a taxa de respiração é menor que a taxa de fotossíntese.

16. Na fotossíntese, a absorção da energia luminosa é realizada por pigmentos localizados no estroma do cloroplasto.

Soma das alternativas corretas:

02. No protonema de um musgo, as células possuem 10 cromossomos. Quantos cromossomos existirão, respectivamente, no cauloide e na cápsula?

a) 10 e 5.

b) 5 e 10.

c) 10 e 10.

d) 10 e 20.

e) 20 e 10.

03. (UECE) Sementes são óvulos fertilizados e desenvolvidos que, embora apresentem diferenças morfológicas entre si, têm como função primordial a perpetuação e a multiplicação das espécies. Atente para as seguintes afirmações a respeito das sementes.

I. A presença de substâncias nutritivas na semente é um fator que favorece a propagação dos vegetais.

II. A semente é uma estrutura vegetal importante, mas no caso das ervas daninhas, a plântula resultante da germinação estabelece uma relação de competição imediata e nociva com a planta-mãe.

III. As sementes são elementos essenciais para uma maior dispersão das espécies.

IV. Somente as sementes produzidas em frutos secos realizam a proteção mecânica do embrião.

Está correto o que se afirma apenas em:

a) I e IV.

b) II e III.

c) I e III.

d) III e IV.

04. (OBJETIVO-SP) A lavoura arrozeira na planície costeira da região sul do Brasil comumente sofre perdas elevadas devido à salinização da água de irrigação, que ocasiona prejuízos diretos, como a redução de produção da lavoura. Solos com processo de salinização avançado não são indicados, por exemplo, para o cultivo de arroz. As plantas retiram a água do solo quando as forças de embebição dos tecidos das raízes são superiores às forças com que a água é retirada no solo.

(H. L. Winkel e M. Tschiedel. Cultura do arroz: salinização de solos em cultivos de arroz. Disponível em: <http://agropage.tripod.com/saliniza.html&gt;.Acesso em: 25 jun. 2010. Adaptado.)

A presença de sais na solução do solo faz com que seja dificultada a absorção de água pelas plantas, o que provoca o fenômeno conhecido por seca fisiológica, caracterizado pelo(a):

a) Aumento da salinidade, em que a água do solo atinge uma concentração de sais maior que a das células das raízes das plantas, impedindo, assim, que a água seja absorvida.

b) Aumento da salinidade, em que o solo atinge um nível muito baixo de água e as plantas não têm força de sucção para absorver a água.

c) Diminuição da salinidade, que atinge um nível no qual as plantas não têm força de sucção, fazendo com que a água não seja absorvida.

d) Aumento da salinidade, que atinge um nível no qual as plantas têm muita sudação, não tendo força de sucção para superá-la.

e) Diminuição da salinidade, que atinge um nível no qual as plantas ficam túrgidas e não têm força de sudação para superá-la.

05. (UFPel) Além do número de cotilédones presentes na semente, as angiospermas monocotiledôneas e as dicotiledôneas apresentam outras características que podem diferenciá-las. Observa as figuras abaixo.

05

Com base nos textos e em seus conhecimentos, é correto afirmar que a sequência de figuras 1 – 2 – 3 – 4 corresponde respectivamente a plantas:

a) Dicotiledôneas – monocotiledôneas – monocotiledôneas – dicotiledôneas.

b) Monocotiledôneas – dicotiledôneas – monocotiledôneas – dicotiledôneas.

c) Dicotiledôneas – dicotiledôneas – monocotiledôneas – monocotiledôneas.

d) Monocotiledôneas – dicotiledôneas – dicotiledôneas – monocotiledôneas.

e) Monocotiledôneas – monocotiledôneas – dicotiledôneas – dicotiledôneas.

06. (PUC-CAMPINAS) Leia o texto abaixo para responder esta questão.

O etanol produzido a partir do sorgo vem suprir uma lacuna na plantação de cana em que a colheita acontece entre abril e novembro. A falta de etanol entre dezembro e março, eleva o preço na entressafra e afasta o consumido que possui carros tipo flex desse combustível. De período curto de crescimento, no máximo em 120 dias, ele é plantado e colhido. O sorgo é uma cultura que pode ser semeada justamente entre novembro ou dezembro, ocupando áreas de renovação da terra na plantação de cana ou na constituição de novas lavouras. Outra vantagem para o sorgo é que o caldo extraído de seus colmos se adapta bem ao processo industrial das usinas de cana onde o etanol é produzido.

(Revista Pesquisaq FAPESP. n. 194, 2012. p. 63)

O sorgo é uma planta cujos feixes libero-lenhosos estão distribuídos irregularmente no caule. Essa característica permite prever que a planta de sorgo também apresenta:

a) Raízes pivotantes e flores trímeras.

b) Folhas com nervuras reticuladas e embrião com 2 cotilédones.

c) Raízes axiais e folhas com bainha desenvolvida.

d) Raízes fasciculadas e endosperma bem desenvolvido.

e) Folhas pecioladas e frutos com 2 ou 5 carpelos.

07. (MACKENZIE) Existem plantas que apresentam autofecundação, mas a maioria tem fecundação cruzada. Considere as afirmações abaixo:

I. Em termos evolutivos, a autofecundação é mais vantajosa do que a fecundação cruzada, pois garante a pureza das características.

II. A polinização por insetos é importante na fecundação cruzada.

III. A fecundação cruzada permite maior variabilidade genética.

IV. A fecundação cruzada só acontece em plantas dioicas (de sexos separados).

Estão corretas, apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) II e III.

e) II e IV.

08. (IFNMG) Os nutrientes minerais presentes no solo são absorvidos pelas raízes das plantas em soluções aquosas, por meio dos pelos absorventes. Em plantas herbáceas, as regiões mais velhas das raízes também fazem absorção de água, o mesmo acontecendo em zonas parcialmente suberificadas das raízes de arbustos e árvores. Feita a absorção pela raiz, na zona pilífera ou não, as soluções com os solutos minerais seguem até o lenho, onde iniciam um deslocamento vertical para chegar à copa.

08

Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar que:

a) Os deslocamentos das soluções aquosas podem ocorrer através dos espaços intercelulares (A) ou pelos plasmodesmos de célula a célula (B). As soluções atingem as células de passagem na endoderme (C) e então passam para os vasos do xilema (D).

b) O deslocamento das soluções aquosas pode ocorrer tanto fora (A) quanto dentro (B) das células até a sua chegada aos vasos do xilema em (D), para, a partir daí, seguir rumo à copa da árvore.

c) Entre as células da endoderme (C), existem as estrias de Caspary, que facilitam o fluxo das soluções aquosas por fora das células.

d) Tanto o caminho por entre as células (A) quanto o por dentro das células (B) conseguem levar as soluções aquosas até as células de passagem na endoderme (C). E, a partir daí, para as regiões internas dos vasos do floema (D), que vão se encarregar de enviá-las à copa da árvore.

09. (UNIOESTE) “A polinose é uma doença alérgica estacional devido à sensibilização por grãos de polens alergizantes. Estes encontram-se no ar, durante a época de polinização de determinadas plantas, produzindo rino-conjuntivite e/ou asma brônquica. Em geral, estes polens incitam a doença nos indivíduos sensibilizados em uma concentração aproximada de 50 grãos por m3 de ar. O pólen de gramíneas é, basicamente, a principal causa de rinite estacional na Europa e, também, no sul do Brasil durante os meses da primavera. A introdução de gramíneas com potencial alergizante, que crescem desordenadamente em terrenos abandonados dentro e na periferia das cidades, contribui para o agravamento da doença.”

Texto adaptado. http://www.asbai.org.br/impressao.asp?s=81&id=300.

Com relação aos grãos de pólen, é incorreto afirmar que:

a) Nas angiospermas são produzidos nos estames da flor.

b) Possibilitaram a conquista definitiva do ambiente terrestre pelas plantas.

c) São células que possuem núcleos diploides, resultantes do processo de fecundação.

d) O pistilo é o local da flor onde os grãos de pólen são depositados no processo de polinização.

e) São liberados no meio e podem ser transportados pelo vento ou por animais, processo conhecido como polinização.

10. (PUC-CAMPINAS) De cada um dos troncos de árvores de uma pequena alameda foi retirado um anel completo de sua casca. Depois de certo tempo verificou-se que essas árvores morreram. O primeiro efeito, após a retirada do anel de casca, foi a:

a) Interrupção do fluxo de seiva elaborada para as raízes.

b) Interrupção do fluxo de seiva bruta para as folhas.

c) Morte das raízes por falta de nutrientes orgânicos.

d) Cessação de absorção devido à morte das raízes.

e) Cessação da fotossíntese devido à falta de “matéria-prima”.

11. (UEM) Um pesquisador (biólogo) realizou o levantamento da flora de uma Reserva Biológica. Para melhor compreensão da distribuição da vegetação, ele dividiu a área em três blocos. Os resultados encontrados foram tabulados na tabela a seguir.

11

Com base nos dados da tabela e nos conhecimentos sobre o assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. As plantas avasculares contribuíram com 30% dos indivíduos amostrados.

02. A média entre os blocos de espécies que não produzem sementes, na área amostrada, foi maior do que 10.

04. O número de indivíduos que produzem frutos, amostrados, respectivamente, nos blocos A, B e C, representa uma progressão aritmética.

08. As plantas que produzem sementes foram representadas por 270 indivíduos.

16. Não pode haver mais do que 22 coníferas nos três blocos.

Soma das alternativas corretas:

12. (PUC-PR) Aproximadamente 95% da água perdida por uma planta é via estômato; o restante da perda de água se dá por transpiração cuticular. Transpiração é a perda de água na forma de vapor. O gráfico a seguir ilustra sucessivas pesagens de uma folha de cidreira recém-destacada do caule. O objetivo das pesagens é avaliar a água perdida por transpiração. Após análise do gráfico, é correto afirmar:

12

a) Em B, os estômatos estão fechados. A partir deste ponto, a transpiração é unicamente estomática, o processo é lento e contínuo na planta, levando a uma pequena inclinação da curva no trecho BC.

b) Em C os estômatos estão abertos e a transpiração estomática é mais intensa que no ponto A.

c) Entre os pontos A e B, a transpiração estomática é principal responsável pela rápida perda de massa da folha.

d) Entre os pontos B e C ocorre redução da transpiração cuticular, mas não da transpiração estomática.

e) Já no primeiro minuto é possível observar que a massa da folha fica estável.

13. (UNISINOS) As plantas terrestres se reproduzem por meio de um processo chamado “alternância de gerações”, que é caracteriza do por uma geração esporofítica, que produz esporos (fase diploide), e uma gametofítica, produtora de gametas (fase haploide). A fase gametofítica é formada por um gametófito que produz, por mitose, gametas masculinos, femininos ou ambos. O esporófito é um organismo diploide que produz esporos por divisão meiótica. Esse ciclo reprodutivo ocorre de acordo com o esquema abaixo:

13

Sobre o processo de alternância de gerações, é correto afirmar que:

a) A formação de gametas através da mitose provoca uma redução no número cromossômico, formando células haploides.

b) A alternância no número cromossômico entre as fases haploides e diploides é determinada pela fecundação e pela meiose.

c) A fecundação é o processo pelo qual indivíduos diploides formam novos indivíduos haploides.

d) O esporófito é um organismo haploide que produz, através de meiose, esporos.

e) A formação de gametas ocorre em todos os organismos que possuem forma de reprodução assexuada.

14. (MACK) A respeito das plantas representadas abaixo, são feitas as seguintes afirmações:

14

I. B e D representam as fases esporofíticas, formadas por células diploides (2n).

II. A e C representam as fases gametofíticas, formadas por células haploides (n).

III. B e C são originadas a partir do zigoto.

IV. Anterozoide e oosfera são produzidos por meiose.

Estão corretas, apenas:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I e IV.

e) III e IV.

15. (UEA) Leia o texto.

Vitória-régia ou vitória amazônica

Vitória amazônica, uma das mais lindas plantas aquáticas do mundo, da família das Ninfeáceas tem a folha de formato circular e mede até 1,80 m de diâmetro. Sua flor de cor branca com o centro rosado alcança até 30 cm. Elas possuem várias camadas de pétalas e, no meio, um botão circular onde ficam as sementes. As flores só se abrem de noite e podem ter até 30 centímetros de diâmetro.

(www.portalamazonia.globo.com. Adaptado.)

Esse movimento reversível de abertura e fechamento das flores da vitória-régia é chamado de:

a) Nastismo, e também ocorre na dormideira (Mimosa pudica) que fecha os seus folíolos quando tocados.

b) Tropismo, e pode ser comparado aos movimentos das gavinhas de uma trepadeira, que se enrolam em um suporte.

c) Tactismo, e pode ser comparado ao movimento da flor do girassol, que acompanha a direção de incidência dos raios solares.

d) Vernalização, e é semelhante ao movimento que ocorre na flor da tulipeira, que abre suas pétalas quando a temperatura é alta e fecha quando a temperatura é baixa.

e) Hidrotropismo, e ocorre também nas raízes secundárias de um vegetal que tem seu crescimento orientado em direção a uma fonte de água.

16. (URCA) A figura abaixo apresenta o esquema de uma planta nos primeiros estágios de desenvolvimento. As regiões de produção de novas células e de distensão celular estão representadas, respectivamente em:

16

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) II e IV.

e) III e IV.

17. (UECE) Leia o texto abaixo:

“Ontem floriste como por encanto, sintetizando toda a primavera; mas tuas flores, frágeis entretanto, tiveram o esplendor de uma quimera. Como num sonho, ou num conto de fada, se transformando em nívea cascata, tuas florzinhas, em sutil balada, caíam como se chovesse prata…”

Sílvio Ricciardi

Fonte: http://epoca.globo.com/especiais/rev500anos/planta.htm

Durante a primavera, a floração de diversas espécies promove um grande espetáculo para os que transitam nas cidades, pois é nessa estação que ocorre uma explosão de cores e formas. Analise as seguintes afirmações sobre a estrutura das flores:

I. O androceu é o verticilo reprodutor masculino, formado por folhas modificadas denominadas estames, cuja função é a produção dos grãos de pólen.

II. O grão de pólen é um micrósporo e representa a função de gameta masculino do vegetal, sendo assim denominado anterozoide.

III. Flores díclinas possuem os dois sexos e por isso são denominadas hermafroditas.

IV. O posicionamento dos óvulos na parede interna do ovário corresponde à posição que ficarão as sementes quando este se transformar no fruto.

Está correto o que se afirma em:

a) I, II, III e IV.

b) I e II apenas.

c) II e IV apenas.

d) I e IV apenas.

18. Que motivo, relativo à reprodução, está relacionado ao fato de as bananas (frutos) não apresentarem sementes?

a) As bananeiras só se reproduzem sexuadamente e seus frutos são partenocárpicos.

b) As bananeiras só se reproduzem sexuadamente e seus frutos são estolhos.

c) As bananeiras só se reproduzem assexuadamente e seus frutos são rizoides.

d) As bananeiras só se reproduzem assexuadamente e seus frutos são partenocárpicos.

e) As bananeiras só se reproduzem assexuadamente e seus frutos são pseudofrutos compostos.

19. (UFG) Leia o texto e observe a figura a seguir, para responder esta questão.

O berimbau é um instrumento musical de origem africana, muito tocado no Brasil em rodas de capoeira. Em sua obra Viagem pitoresca e histórica ao Brasil Jean-Baptiste Debret descreveu o berimbau como segue: “Este instrumento musical se compõe da metade de uma cabaça presa a um arco curvo de bambu, com um fio de latão, sobre o qual se bate ligeiramente. Pode-se conhecer o instinto musical do tocador, que apoia a mão sobre a frente descoberta da cabaça a fim de obter, pela vibração, um som grave e harmonioso”.

Disponível em: <http://www.redetec.org.br/inventabrasil/berimb.htm&gt;. Acesso em: 7 fev. 2012.

19

As estruturas vegetais obtidas da cabaceira, Cucurbita sp., e do bambu, Bambusea sp., utilizadas para fabricar o instrumento musical descrito são, respectivamente:

a) Pseudofruto e estipe.

b) Fruto composto e haste.

c) Fruto verdadeiro e colmo.

d) Infrutescência e tubérculo.

e) Fruto partenocárpico e tronco.

20. (FURG) Uma espécie de determinada família do reino vegetal apresenta raiz axial tuberosa, caule volúvel, folhas pinadas, flores com cálice de 5 sépalas, corola de 5 pétalas, com androceu, gineceu e fruto do tipo drupa. De acordo com essas características podemos afirmar que:

I. A raiz apresenta eixo principal engrossado.

II. As folhas são compostas.

III. As flores são unissexuadas.

IV. O fruto apresenta 1 (uma) semente.

V. A família pertence à classe monocotiledônea da divisão angiosperma.

Quais afirmativas estão corretas?

a) Apenas as alternativas I, II, IV.

b) Apenas as alternativas I, III, IV.

c) Apenas as alternativas I, III, V.

d) Apenas as alternativas I, II, IV, V.

e) Apenas as alternativas II, III, IV, V.

21. (UEM) Existem milhares de espécies de plantas na Terra, diversas delas apresentam adaptações que permitem sua sobrevivência em determinadas condições ambientais. Sobre as adaptações morfológicas, assinale o que for correto.

01. Plantas que apresentam raízes do tipo haustório vivem em ambientes úmidos e necessitam dessa adaptação, que auxilia no processo de respiração.

02. Os caules subterrâneos, classificados em rizoma, tubérculo e bulbo, acumulam reservas nutritivas.

04. Cladódio é um tipo de folha, encontrada em plantas hidrófilas, com função de reservar água.

08. Brácteas são folhas modificadas, encontradas na base das flores ou nas inflorescências, com função de atrair animais polinizadores.

16. Sâmara é um tipo de fruto seco e alado com dispersão por anemocoria.

Soma das alternativas corretas:

22. (UECE) Em um laboratório, sementes de feijão de corda foram embebidas em água destilada e colocadas para germinar em papel germitest, também embebido em água destilada, mantendo-se adequadas as condições de temperatura, umidade relativa do ar e luminosidade. Alguns dias depois, todas as sementes germinaram e produziram plântulas. Cinco dessas plântulas foram, então, transferidas para cinco vasos contendo uma mistura proporcional de terra e adubo, e as outras cinco foram mantidas no papel germitest. Todas permaneceram nas mesmas condições de luminosidade e umidade relativa do ar, sendo aguadas com água destilada. Considerando que as plantas foram mantidas e observadas por algumas semanas nessas condições, assinale a opção que pode explicar corretamente os resultados obtidos.

a) Todas as plantas cresceram em uniformidade, pois são capazes de obter, por meio da fotossíntese, os micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

b) Somente as plantas mantidas em vaso desenvolveram-se, pois, além das substâncias obtidas por meio da fotossíntese, absorveram da mistura de terra e adubo, os macro e micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

c) Todas as plantas (as que estavam no papel germitest somente com água e as que estavam nos vasos com terra e adubo) desenvolveram-se uniformemente, pois absorveram dos seus respectivos meios aos quais foram acondicionadas, os macro e micronutrientes necessários para sua manutenção, via fotossíntese.

d) Somente as plantas em papel germitest cresceram e se desenvolveram, pois apenas nessa condição elas são capazes de obter os micronutrientes necessários para sua manutenção até a reprodução.

23. (UFPel) O Reino Plantae apresenta uma grande diversidade de espécies, que estão divididas em 12 filos. Entre os grupos de plantas mais conhecidos,  podemos citar as Briófitas, as Pteridófitas, as  Gimnospermas e as Angiospermas, que estão  representadas nas figuras abaixo.

AMABIS, J.M.; MARTHO, G.R. Conceitos de Biologia. V.2. São Paulo: Ed. Moderna, 2001 [adapt.].

23

Com base nos textos e em seus conhecimentos, analise as seguintes afirmativas.

I. A fase predominante no ciclo de vida das plantas do grupo B é a gametofítica (haploide), enquanto nas do grupo D é a esporofítica (diploide). O esporo produzido por esse grupo (D), ao germinar, forma o prótalo (gametófito).

II. As plantas do grupo A apresentam como estruturas reprodutivas os estróbilos. Nos microsporângios dos estróbilos masculinos são formados os micrósporos haploides, que se diferenciam originando os grãos-de-pólen.

III. Todos os grupos apresentam alternância de gerações. Entretanto, as plantas dos grupos B e D diferenciam-se das dos grupos A e C por não apresentarem vasos condutores, nem formarem sementes.

IV. As plantas do grupo C diferenciam-se daquelas dos demais grupos por apresentarem dupla fecundação, em que uma célula espermática fecunda o óvulo, formando o embrião (2n), e a outra se une com as células sinérgides e as antípodas, formando o endosperma (3n).

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) III e IV.

b) II e III.

c) I e II.

d) I e IV.

e) II e IV.

24. (UEA) A figura apresenta parte da folha de uma planta, vista em corte transversal.

24

Sobre a folha representada na figura, pode-se afirmar que, pertence à uma planta:

a) Aquática, cujas folhas flutuam sobre a água, como a vitória-régia, uma vez que apresenta estômatos na face inferior.

b) De áreas sombreadas ou de penumbra, uma vez que não apresenta parênquimas clorofilados ou vasos transportadores de produtos da fotossíntese.

c) De áreas onde não há restrição hídrica, uma vez que apresenta cutícula na face superior, estrutura responsável por favorecer a perda de água por evaporação.

d) De regiões pantanosas, uma vez que apresenta parênquima paliçádico e parênquima lacunoso bastante desenvolvidos.

e) De regiões áridas, uma vez que apresenta cutícula na face superior e estômatos na face inferior.

25. (PUC-CAMPINAS) A figura abaixo representa o ciclo de vida de certos grupos de seres vivos.

25

Nas faixas de transição entre o mangue e a terra firme, além de árvores ocorrem também samambaias, como a samambaia do mangue. Representando por R uma árvore e por S a samambaia, é correto afirmar que o ciclo de vida acima é válido para:

a) R somente, uma vez que ele ocorre apenas em gimnospermas e angiospermas.

b) S somente, uma vez que ele ocorre apenas em briófitas e pteridófitas.

c) S somente, uma vez que ele é exclusivo para pteridófitas.

d) R e S, uma vez que ele ocorre somente em plantas vasculares.

e) R e S, uma vez que ele ocorre em todos os grupos de vegetais.

26. (UFOP) O abacaxi, o figo, a amora e a jaca são considerados:

a) Frutos simples, pois se originam do ovário de uma flor após a fecundação.

b) Frutos simples partenocárpicos, pois se formam independentemente da fecundação.

c) Frutos, pois se originam do óvulo fecundado.

d) Infrutescências, pois se originam da concrescência de diversos ovários de flores de uma inflorescência.

e) Infrutescências, pois têm origem partenocárpica.

27. (UFSC) As Briófitas, as Pteridófitas, as Gimnospermas e as Angiospermas apresentam em comum um ciclo de vida que ocorre através de alternância de gerações (metagênese), em que uma geração haploide alterna-se com outra diploide. Com relação a esse ciclo e considerando o esquema a seguir, assinale a(s) proposição(ões) correta(s).

27

I   II

0  0 – O esquema representa um ciclo de vida haplobionte diplonte, típico dos vegetais.

1 1 – Os eventos que ocorrem em I e III do esquema correspondem, respectivamente, à meiose e à mitose.

2 2 – Nas gimnospermas  e  nas  angiospermas,  o  esporófito  é originado pela fusão dos gametas masculino e feminino que são, respectivamente, o androceu e o gineceu.

3 3 – Os eventos II e IV  do  esquema  correspondem, respectivamente, à  fecundação  e à germinação.

4 4 – Nas briófitas e nas pteridófitas, a fase gametofítica é duradoura e evidente, e a fase esporofítica, ao contrário, é reduzida e pouco evidente.

28. (UFTPR) Um aluno, durante uma aula prática de microscopia, desenhou células estomáticas túrgidas representadas a seguir. Sobre estas células é incorreto afirmar que:

28

a) Estão presentes nas folhas.

b) Permitem a perda de água sob a forma de vapor.

c) Estão relacionados com a transpiração cuticular.

d) Permitem a entrada de CO2 e a saída de O2 no processo fotossintético.

e) Sua abertura e fechamento estão relacionados com fatores como luminosidade e suprimento hídrico.

29. (COVEST) Os caules subterrâneos e aéreos, ilustrados em 1, 2, 3, 4 e 5, são observados, respectivamente, em plantas de:

29

a) Morango, banana, gengibre, maracujá e cana-de-açúcar.

b) Banana, morango, maracujá, cana-de-açúcar e milho.

c) Milho, batata, banana, maracujá e morango.

d) Morango, gengibre, batata, banana e milho.

e) Maracujá, gengibre, batata, morango e cana-de-açúcar.

30. (UNESP) Analisando os processos sexuados e ciclos de vida das plantas, considere as informações seguintes.

I. Fase gametofítica muito desenvolvida.

II. Fase esporofítica independente da planta haploide.

III. Fase gametofítica muito reduzida.

IV. Fase esporofítica cresce sobre a planta haploide.

V. Sementes não abrigadas.

Pode-se afirmar corretamente que

a) I e II ocorrem nas briófitas e pteridófitas.

b) III e V ocorrem nas angiospermas, mas não nas pteridófitas.

c) IV ocorre apenas nas briófitas.

d) I e V ocorrem nas gimnospermas.

e) II ocorre nas briófitas, mas não nas angiospermas.

gab

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 26 de junho de 2015

SEGMENTAÇÃO

Denomina-se segmentação ou clivagem o processo específico de divisão mitótica que ocorre no início do desenvolvimento embrionário, durante o qual se verifica aumento do número de células, sem que haja aumento do volume total do embrião. Durante esse período, no qual o embrião vive à custa do vitelo, o zigoto se divide em duas células (primeira clivagem), que se dividem em quatro (segunda clivagem), em seguida em oito (terceira clivagem) e assim sucessivamente. As células resultantes, denominadas blastômeros, são embrionárias, tornam-se menores a cada divisão e o conjunto maciço dos primeiros blastômeros é conhecido como mórula (figura abaixo).

01

 A segmentação não é a mesma para os diversos tipos de ovos, uma vez que a quantidade de vitelo (substância “inerte”), de certa forma, dificulta a clivagem. De uma maneira geral, podemos dizer que a segmentação é tanto mais rápida e mais fácil, quanto menor for a quantidade de vitelo. Assim sendo, nos ovos de distribuição desigual de vitelo, o polo animal (pobre em vitelo) se segmenta mais rapidamente e mais facilmente que o polo vegetativo (rico em vitelo). Nem sempre, também, a clivagem atinge o ovo como o todo. O que define como se processa a segmentação é, em última análise, a quantidade de vitelo, que em excesso pode dificultar e até mesmo impedir a segmentação do ovo, e a sua distribuição no interior do zigoto. Em função disto, podemos considerar dois tipos básicos de segmentação: holoblástica ou total e meroblástica ou parcial.

I. Holoblástica

É aquela em que o zigoto se segmenta completamente (figura a seguir) e ocorre nos ovos alécitos, isolécitos e heterolécitos (ver tipos de ovos, matéria publicada neste blog no dia 30/04/2015).

02

De acordo com o tamanho das células formadas, essa segmentação pode ser subdividida em três grupos:

Ia. Holoblástica igual: quando os blastômeros formados apresentam o mesmo tamanho (figura abaixo), em face de o vitelo ser distribuído de modo homogêneo. Ela ocorre nos ovos alécitos e isolécitos.

03

Ib. Holoblástica desigual: quando as células resultantes apresentam tamanhos diferentes (figura a seguir), em face de o vitelo ser mais concentrado em um polo ovular. Neste caso, os blastômeros são maiores na região do polo vegetativo (mais rico em vitelo), tomando o nome de macrômeros e menores, denominados micrômeros, na região do polo germinativo ou  animal (menos rico em vitelo). Lembramos que o polo animal se divide mais rapidamente.  Esse tipo de clivagem ocorre nos ovos heterolécitos.

04

Ic. Holoblástica subigual: neste caso ocorre a formação de micrômeros e macrômeros. A diferença, entretanto, não é tão acentuada (figura abaixo) como no caso da segmentação total desigual. Esse tipo intermediário de clivagem ocorre nos anfioxos, que apresentam ovos isolécitos.

05

II. Meroblástica

Nos ovos muito ricos em vitelo, a clivagem não atinge as regiões em que ele está concentrado, dai o ovo se clivar parcialmente. Esse tipo de segmentação (figura abaixo) ocorre nos ovos telolécitos e centrolécitos (ver tipos de ovos, matéria publicada neste blog no dia 30/04/2015), que apresentam o vitelo em abundância dificultando a clivagem completa do ovo.

06

Há dois subtipos de clivagem parcial: parcial discoidal e parcial superficial.

IIa. Parcial discoidal: encontrada nos ovos telolécitos. Neste caso, a clivagem se limita a um disco de citoplasma, denominado cicatrícula ou disco germinativo (figura a seguir), contido na região do polo animal, onde não há vitelo. Dessa forma, nem todo o zigoto sofre mitose.

07

IIb. Parcial superficial: observada nos ovos centrolécitos. Neste caso, o núcleo central se divide, e os núcleos resultantes migram para a superfície do ovo (figura abaixo), daí o nome superficial, onde se envolvem de membranas celulares (delimitação das células, pela divisão do citoplasma). Como consequência, forma-se, no citoplasma periférico, uma massa multinucleada, denominada blastoderme periférica, o que caracteriza a periblástula. Em última análise, percebe-se, nesse tipo de segmentação, uma camada de células que fica em torno do vitelo, que permanece no centro. Como se pode constatar, as células embrionárias se dispõem na superfície do ovo.

08

Publicado por: Djalma Santos | 19 de junho de 2015

TESTES DE GENÉTICA MOLECULAR (2)

01. (UECE) A pedra fundamental para a relação funcional entre genes e enzimas foi assentada em 1902 por William Bateson. O estudo do metabolismo da fenilalanina está inserido nesse contexto científico e pessoas que apresentam a fenilcetonúria, ou PKU (de phenyl ketonura) são aquelas acompanhadas de grave retardamento mental e físico. Pessoas com genótipo PP não conseguem produzir a enzima fenilalanina-hidroxilase, o que resulta no acúmulo de fenilalanina no sangue e, por conseguinte, o quadro clínico citado (BURNS; BOTTINO, 1991). Ao ser diagnosticado um bebê com PKU, o procedimento correto a ser feito é:

a) Suprir o bebê com fenilalanina exógena

b) Induzir a excreção da phenyl ketonura.

c) Submeter o bebê a uma dieta pobre em fenilalanina.

d) Submeter o bebê a uma dieta rica em fenilalanina.

02. (UPE) Leia o texto e observe a imagem a seguir:

Entre os mil genes, aproximadamente, que em camundongos abrigam o código para receptores de odorantes (são cerca de 400 em humanos), apenas um está ativo num determinado neurônio, e apenas uma das duas cópias do gene, ou alelos, está ativa. Essa especialização é essencial para o mapeamento dos odores no cérebro – todos os neurônios, que têm sua superfície salpicada por um determinado tipo de receptor, mandam projeções para uma mesma região do cérebro, que reconhecerá o aroma correspondente. Para entender a regulação dos genes responsáveis pela construção dos receptores para moléculas de odor, é necessário analisar, no núcleo dos neurônios, o local onde o material genético tem uma organização espacial precisa, a cromatina, na qual se localizam as duas cópias de cada gene. A heterocromatina constitutiva, concentrada no miolo do núcleo, abriga, pelo menos, um dos alelos em grande parte das células. A heterocromatina facultativa, que, nos neurônios do olfato, também se concentra numa área central do núcleo, compõe uma estrutura em forma de chapéu, em torno da constitutiva. Assim, a organização das heterocromatinas e da eucromatina pode ser diferente para cada tipo de célula, com um impacto importante na atividade genética.

02

Essas informações apontam para aspectos relacionados à regulação dos odores. É correto afirmar, nos termos do texto e com base na figura, que:

a) A forma tridimensional do material genético determina, a cada ciclo celular de cada neurônio olfatório, a formação de diferentes tipos de receptores para moléculas odorantes.

b) A inatividade da eucromatina e a atividade da heterocromatina constitutiva determinam quais RNA transportadores formarão as proteínas receptoras específicas para cada neurônio olfatório.

c) A organização da cromatina é responsável pela capacidade de cada neurônio olfatório produzir, apenas, um tipo de receptor para moléculas odorantes.

d) Cada neurônio olfatório tem, na superfície celular, uma grande diversidade de receptores, capazes de reconhecer moléculas em seu entorno, determinados pela grande compactação da heterocromatina facultativa dos autossomos.

e) No núcleo dos neurônios olfatórios, os cromossomos metafásicos permitem o acesso à transcrição de um dos alelos, de forma aleatória, a cada formação de RNA mensageiros.

03. (UEM) Sobre os ácidos nucleicos, assinale o que for correto.

01. As cadeias de RNA mensageiros são formadas por enzimas que complementam a sequência de bases de um segmento da cadeia do DNA.

02. Uma cadeia polipeptídica é sintetizada por um ribossomo que se desloca sobre o RNA mensageiro desde um códon AUG até um códon de parada.

04. A duplicação do DNA é considerada conservativa uma vez que cada molécula filha é formada pelos filamentos antigos.

08. Todas as fases do processo de síntese proteica ocorrem no interior do nucleoplasma.

16. As ligações existentes entre os nucleotídeos para formação dos polinucleotídeos ocorrem entre a amina de uma unidade e a carboxila de outra.

Soma das alternativas corretas:

04. (FAMERP) A análise bioquímica de uma molécula de DNA de um microrganismo indicou a presença de 35% de nucleotídeos contendo timina. Nessa mesma molécula, as porcentagens dos nucleotídeos contendo guanina, citosina e adenina são, respectivamente:

a) 35%, 15% e 35%.

b) 35%, 15% e 15%.

c) 15%, 15% e 35%.

d) 35%, 35% e 15%.

e) 15%, 35% e 35%.

05. (UEA) A figura ilustra um trecho de uma molécula de DNA.

05

É correto afirmar que:

a) Neste trecho de DNA estão ilustrados oito nucleotídeos, contendo, cada um, uma base nitrogenada, uma pentose e um fosfato.

b) Neste trecho de DNA estão representados quatro códons, cada um responsável por um aminoácido.

c) A transcrição de uma das fitas deste trecho de DNA produzirá um RNAm completamente diferente da transcrição da outra fita.

d) Este trecho de DNA representa um segmento pertencente a um eucarionte, uma vez que nos procariontes o DNA é de fita simples.

e) Este trecho de DNA é considerado um gene, pois contém uma informação completa para a síntese de uma proteína.

06. (UPE) Observe a figura a seguir e as respostas dadas pelos amigos do Menino Maluquinho.

06

Assinale a alternativa que apresenta os itens que respondem corretamente à pergunta do Menino Maluquinho.

a) I e II.

b) I, III e IV.

c) II, III e IV.

d) II e V.

e) III, IV e V.

07. (UEPG) As características morfológicas e fisiológicas de um ser vivo dependem dos tipos de proteínas do seu organismo. Ao comandar a fabricação das proteínas, o ácido desoxirribonucleico (DNA) consegue regular a atividade das células. A informação gênica do DNA é transcrita em ácido ribonucleico (RNA) e posteriormente é traduzida na proteína. Com relação a esses processos e biomoléculas, assinale o que for correto.

01. O RNA é formado por uma única fita polinucleotídica. Nessa fita, a pentose é sempre a ribose e as bases nitrogenadas são a adenina, citosina, guanina e uracila.

02. No processo de duplicação semiconservativo do DNA, a enzima DNA-ligase faz as ligações do tipo pontes de hidrogênio para unir a duas fitas do DNA.

04. O RNA transportador ou de transferência (RNA-t) transporta aminoácidos até o local da síntese da proteína.

08. O RNA ribossômico (RNA-r) carreia os códons (trinca de bases) que serão decodificados em aminoácidos.

16. Em eucariotos, o RNA é fabricado no núcleo, tendo como molde um setor da molécula do DNA (gene), e migra para o citoplasma, onde desempenha sua função na síntese da proteína.

Soma das alternativas corretas:

08. (UDESC) Com base na figura abaixo, em relação à reprodução viral, assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.

08

(  ) A figura representa o ciclo lisogênico de um vírus.

(  ) No ciclo lítico e lisogênico o DNA viral é incorporado ao DNA da célula hospedeira.

(  ) Na etapa 2, o vírus insere seu material genético interrompendo o metabolismo bacteriano.

(  ) Na etapa 3, ocorre a síntese de proteínas que irão compor os capsídeos.

(  ) O ciclo lítico sempre resulta na morte da célula hospedeira.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – F – F – V – V.

b) F – V – V – V – F.

c) F – F – V – V – V.

d) F – V – V – F – V.

e) V – F – V – F – V.

09. (PUC-RIO) Considere o código genético apresentado na figura abaixo:

09

Fonte: SNUSTAD, D. ; SIMMONS, M. Fundamentos de genética. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

A sequência abaixo representa a fita codificante de um trecho de DNA procariótico totalmente transcrito e que codifica um peptídeo. Considerando a sequência abaixo e o código genético, o RNA mensageiro e o peptídeo são, respectivamente, compostos por:

5-GTGTACATGAAGTATAGTGCCTTAAAGATCGTACATTAATTT-3

a) 2 nucleotídeos e 14 aminoácidos.

b) 42 nucleotídeos e 11 aminoácidos.

c) 33 nucleotídeos e 10 aminoácidos.

d) 42 nucleotídeos e 10 aminoácidos.

e) 33 nucleotídeos e 11 aminoácidos.

10. (UECE) Atente para a seguinte afirmação, de onde foram extraídas algumas palavras: “As bases nitrogenadas são constituídas por anéis que contêm nitrogênio, uma ___________ e um fosfato. As cinco principais bases nitrogenadas são: adenina, ___________, citosina, ___________ e uracila. As duas primeiras são ___________, e as demais são classificadas como bases ___________.” Assinale a opção que contém as palavras que completam corretamente o enunciado acima.

a) carboxila, guanina, timina, pirimídicas, púricas.

b) pentose, guanina, timina, púricas, pirimídicas.

c) pentose, timina, guanina, pirimídicas, púricas.

d) carboxila, timina, guanina, púricas, pirimídicas.

11. A figura abaixo representa as mutações ocorridas no aminoácido 211 da triptofano sintetase de uma E. coli. Analise-a.

11

Considerando a figura e o assunto relacionado com ela, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

a) O número de substituições é proporcional à funcionalidade da proteína.

b) Serão encontradas bases púricas nos DNAs dos mutantes.

c) O mutante trpA23 apresenta bases nitrogenadas contendo dois anéis.

d) A maioria das substituições ocorridas é de uma base púrica por uma pirimídica.

12. Troca de mitocôndria

Pesquisadores nos Estados Unidos desenvolveram uma técnica experimental com potencial para prevenir distúrbios hereditários passados de mãe para filho por meio do DNA mitocondrial. O estudo foi publicado na quarta-feira (26/8) na edição on-line da revista Nature. De acordo com os autores, da Universidade de Ciência e Saúde do Oregon (OHSU, na sigla em inglês), a técnica deverá resultar no desenvolvimento de uma terapia genética. O objetivo desse tipo de terapia é prevenir doenças sérias em crianças antes do nascimento. “Achamos que essa descoberta em primatas poderá ser em breve transformada em terapias para humanos, com a finalidade de prevenir distúrbios passados de mãe para filho pelo DNA mitocondrial, como certas formas de câncer, diabetes, infertilidade, miopatias e doenças degenerativas”, explicou Shoukhrat Mitalipov, pesquisador da Divisão de Ciências Reprodutivas do Centro Nacional do Oregon de Pesquisa em Primatas da OHSU. “Atualmente, há cerca de 150 doenças conhecidas causadas por mutação do DNA mitocondrial. Aproximadamente uma de cada 200 crianças nasce com mutações mitocondriais”, disse. As mitocôndrias são estruturas encontradas em todas as células, cuja função principal é fornecer energia para o crescimento e metabolismo celular – e, por isso, são frequentemente chamadas de “usinas de energia” da célula. As organelas, que produzem energia para cada célula, individualmente, também carregam em seu interior seu próprio material genético. O novo método desenvolvido pelo grupo norte-americano transfere os cromossomos da mãe para um óvulo doado cujos cromossomos foram removidos, mas que tem mitocôndrias saudáveis, impedindo que a doença passe de mãe para filho. Sobre a mitocôndria, marque a alternativa correta:

a) Uma mutação envolvendo o DNA mitocondrial altera a sequência de nucleotídeos, mas não o código genético da organela.

b) A herança mitocondrial afeta somente filhas de mães portadoras de caráter afetado.

c) O DNA mitocondrial é policistrônico e sofre splicing na transcrição do RNA mensageiro maduro.

d) As mitocôndrias dependem dos ribossomos citoplasmáticos para sintetizarem todas as suas proteínas

13. Leia o quadrinho abaixo.

13

Adaptado de: <http://clubedamafalda.blogspot.com&gt;. Acesso em: 8 jan. 2006

Considere o enunciado abaixo, referente ao significado da resposta de Mafalda, e as três propostas para completá-lo. A expressão direção 5′3′ refere-se:

1. À ligação entre fosfato e açúcar no processo de replicação do DNA.

2. À atividade da enzima RNA polimerase no processo de transcrição do RNA.

3. À união entre os aminoácidos no processo de tradução das proteínas.

Quais propostas estão corretas?

a) Apenas 1.

b) Apenas 2.

c) Apenas 3.

d) Apenas 1 e 2.

e) 1, 2 e 3.

14. Um antibiótico que atua nos ribossomos mata:

a) Bactérias por interferir na síntese de proteínas.

b) Bactérias por provocar plasmólise.

c) Fungos por interferir na síntese de lipídios.

d) Vírus por alterar DNA.

e) Vírus por impedir recombinação gênica.

15. (FCM-PB) A vida pode ser definida como um conjunto de reações químicas organizadas de um modo a permitir que esse conjunto se reproduza. Para dar continuidade de uma geração para a seguinte, o DNA tem que ser quimicamente estável e copiado com precisão durante a replicação. A sequência codificadora de um gene é: 5 – GCGATGCCATCA – 3. Qual é a sequencia da fita complementar desta molécula de DNA?

a) 3 – TACTCCGGTACT – 5.

b) 3 – UACTCCGGTCGT – 3.

c) 5 – TCCGGTCGTUCT – 3.

d) 3 – ACGTGCGGAACT – 5.

e) 3 – CGCTACGGTAGT – 5.

16. (UECE) No mecanismo da transcrição, uma das fitas do DNA (a fita molde) é transcrita em RNA mensageiro pela ação de:

a) Um peptídeo sinalizador iniciador.

b) Dois RNAs ribossômicos acoplados.

c) Uma enzima denominada RNA polimerase dependente de DNA.

d) Uma associação de RNAs ribossômicos com vários RNAs transportadores.

17. (COVEST) Um grupo de cientistas japoneses descobriu mutações em borboletas expostas à radiação na área em torno da central atômica de Fukushima, epicentro da crise nuclear de 2011. A liberação em massa de material radioativo no meio ambiente causou “danos fisiológicos e genéticos” às borboletas Zizeeria sp., comuns no Japão. Este tipo de borboletas tem um ciclo de vida aproximado de um mês, e são excelentes “indicadores ambientais”. Quanto à replicação do material genético e às mutações ocorridas, podemos afirmar o que segue.

I   II

0  0 – A radiação de Fukushima induziu mutações rapidamente nas células de borboletas apenas por se tratar de um animal de curto ciclo reprodutivo.

1  1 – Assim como ocorreu em Fukushima, as mutações sempre são provocadas pelos agentes mutagênicos como a radiação e provocam alterações deletérias.

2  2 – A DNA-polimerase também atua na correção de erros de duplicação.

3  3 – A DNA-polimerase atua de forma unidirecional sobre a dupla hélice de DNA.

4  4 – As mutações do tipo “inserção” ocorrem por inclusão de nucleotídeos na cadeia original, o que pode mudar significativamente o produto final.

18. (UNISSINOS)

18

(Disponível em http://static.hsw.com.br/gif/mutacao-dna-1.jpg. Acesso em 24 set. 2013.)

O ácido desoxirribonucleico (DNA) é um com­posto orgânico cujas moléculas contêm as informações genéticas que coordenam o de­senvolvimento e o funcionamento dos seres vivos, além de transmitirem suas característi­cas hereditárias. A estrutura do DNA é forma­da por um longo polímero de nucleotídeos, cuja cadeia principal é formada por molécu­las de ……………………… e fosfato, intercaladas e unidas por ligações fosfodiéster. Ligada à molécula de açúcar, está uma de quatro ba­ses nitrogenadas (adenina, ………………………, guanina e ………………………). A dupla hélice do DNA é estabilizada por pontes de hidrogênio entre as bases presas às duas cadeias.

As lacunas são corretamente preenchidas, respec­tivamente, por:

a) lipídios – citosina – uracila.

b) açúcares – citosina – timina.

c) proteínas – uracila – timina.

d) lipídios – citosina – timina.

e) açúcares – citosina – uracila.

19. (CEDERJ) Nas células de tecidos em que está ocorrendo uma intensa síntese proteica, é possível visualizar, através de um microscópio eletrônico, uma grande quantidade de estruturas denominadas polissomos, que são formadas pela interação de:

a) RNA transportador e membrana.

b) Proteínas histonas e DNA genômico.

c) Proteínas e complexo de Golgi.

d) RNA mensageiro e ribossomos.

20. (UNIOESTE) A dupla hélice como modelo de estrutura tri-dimensional do DNA foi proposta por Watson e Crick em 1953. Relativo a esta estrutura, é correto afirmar:

01. Que os dois filamentos de DNA estão unidos um ao outro por ligações fosfodiéster.

02. Que a quantidade de bases púricas é igual à quantidade de bases pirimídicas.

04. Que a seqüência de nucleotídeos de um filamento é sempre idêntica à sequência de nucleotídeos do filamento complementar.

08. Que, em uma dupla fita de DNA com 200 pares de nucleotídeos, encontram-se 400 desoxirriboses, 400 grupos fosfatos, 200 bases púricas e 200 bases pirimídicas.

16. Que bases púricas e bases pirimídicas possuem 1 e 2 anéis, respectivamente.

32. Que citosina e timina são bases pirimídicas; guanina e adenina são bases púricas.

Soma das alternativas corretas:

gab

 

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 11 de junho de 2015

TESTES DE BIOTECNOLOGIA (II)

01. (PUC-RS) Com a participação de pesquisadores da PUC-RS, um projeto de biotecnologia permitiu o nascimen­to da primeira cabra clonada e transgênica da América Latina. Chamada pelos cientistas de Gluca, ela possui uma modificação genética que deverá fazer com que produza em seu leite uma proteína humana chamada glucocerebrosidase, usada no tratamento da doença de Gaucher. A técnica da _________ foi realizada introdu­zindo um _________ humano no núcleo de uma célula de cabra, para que o animal passasse a sintetizar uma proteína humana.

a) clonagem; gene

b) clonagem; RNA

c) clonagem; DNA

d) transgenia; RNA

e) transgenia; gene

02. (CEFET-MG) Para tratar um paciente com leucemia que contraiu AIDS, os médicos fizeram transplantes sucessivos de células-tronco retiradas da medula óssea de um doador imune ao HIV. Esse doador produz células de defesa sem os receptores para a infecção viral. Após o tratamento, o paciente continuou apresentando o câncer, mas não a AIDS.

                      Disponível em: <http://noticias.r7.com&gt;. Acesso em: 06 jan. 2014 (Adaptado).

Nesse caso, a cura mencionada foi atribuída à:

a) Recuperação das defesas do organismo pelo transplante.

b) Impossibilidade de penetração dos vírus nos novos linfócitos T.

c) Ausência de receptores de membrana em células-tronco indiferenciadas.

d) Ocupação dos sítios de proliferação do HIV pelas partículas cancerosas.

e) Reposição dos leucócitos mortos na infecção pela proliferação do câncer.

03. (UNIMONTES) Nos últimos anos, empresas tem investido na comercialização de insetos para controle de pragas. A BUG Agentes Biológicos tem representado o pioneirismo nessa área e se destacado como uma das maiores empresas inovadoras do mundo. O esquema abaixo mostra, resumidamente, como o processo funciona. Analise-o.

03

Considerando o assunto abordado e o esquema apresentado, analise as afirmativas a seguir e assinale a incorreta.

a) As vespas matam a larva da praga antes que nasça e promova uma infestação na cana-de-açúcar.

b) A morte das vespas apos 10 dias de nascimento evita desequilíbrio ambiental.

c) Como esse processo não reduz o uso de inseticidas, os benefícios para o meio ambiente e para o consumidor são pouco significativos.

d) Outras culturas, além da cana-de-açúcar, podem utilizar esse processo no controle de suas pragas.

04. (UFPA) A biotecnologia da fertilização in vitro humana abrange muitos aspectos biológicos e éticos sobre os quais é possível afirmar:

I. É necessária a multiplicação in vitro de espermatozoides e óvulos, separadamente, para que posteriormente, ambas as células germinativas sejam cultivadas juntas em um mesmo recipiente possibilitando a fertilização.

II. Numerosos embriões, obtidos in vitro são implantados no útero da mulher receptora para garantir que ocorra a gravidez por pelo menos um dos embriões implantados.

III. O descarte ou destruição dos embriões excedentes é polêmico, causando conflitos éticos, religiosos e jurídicos, sendo comparados muitas vezes ao aborto.

IV. Esta tecnologia gera a possibilidade de criação de seres humanos programados geneticamente, como, por exemplo, para a seleção de sexo.

V. No Brasil, a Lei nº 11.105/05, Lei de Biossegurança, permite pesquisas com células–tronco embrionárias usando-se embriões excedentes congelados.

Considerando estes aspectos, estão corretas as seguintes assertivas:

a) I, II e IV.

b) II, III e V.

c) II, III, IV e V.

d) I, III, IV e V.

e) Todas as assertivas.

05. (UNEAL) Leia os textos I e II para responder esta questão.

Texto I

Atualmente, as doenças ainda são, em sua maior parte, tratadas de forma ampla, sem considerar as diferenças genéticas entre os indivíduos. Além disso, os tratamentos não levam em conta que uma mesma doença, como o câncer de mama, pode estar associada a genes variados.

Texto II

O biólogo israelense Aaron Ciechanover, laureado com o Nobel de Química de 2004, por elucidar processo de degradação e reciclagem de proteínas, batizou o crescente uso dos testes genéticos para orientar o tratamento de doenças. (ATUALMENTE, …2014).

Marque com V as afirmativas verdadeiras e com F, as falsas.

De acordo com o biólogo israelense Aaron Ciechanover, vivemos a terceira revolução da medicina, que nos levará a um modelo em que as características únicas dos pacientes e das doenças ajudarão a definir seus tratamentos. Sob a luz da biotecnologia e da engenharia genética, essa nova tendência possui vantagens e desvantagens, tais como:

(  ) Tendência à personalização, previsão, prevenção e participação.

(  ) Emprego de tecnologia de sequenciamento genético mais rápida, de alto custo, contanto que seja capaz de sequenciar a totalidade do genoma humano.

(  ) Identificação e caracterização de marcadores moleculares para as várias doenças, assim como o desenvolvimento de drogas que modulem a atividade desses alvos biológicos.

(  ) Dificuldade de se realizarem experimentos em humanos e a ausência de modelos animais confiáveis são considerados obstáculos para o desenvolvimento do uso desse novo método de tratamento.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a:

a) F F V F.

b) F V F V.

c) V V F F.

d) V F V V.

e) V F V F.

06. (UCB) Todos os dias, é possível observar os avanços tecnológicos na área da ciência, tais como a descoberta de pó que pode gerar osso, da celulose de bactéria para regeneração de dentes e das plantas transgênicas, para citar alguns exemplos. Acerca da engenharia genética e da biotecnologia, julgue os itens a seguir.

I    II

0  0 – Entre os objetivos da manipulação genética em plantas cultivadas, está o desenvolvimento de plantas resistentes a insetos.

1   1 – A técnica do DNA recombinante utiliza plasmídios de bactérias e enzimas ligases.

2   2 – Um organismo transgênico é assim chamado, pois recebeu genes de outra espécie.

3   3 – O Projeto Genoma Humano permite constatar o parentesco das espécies, avaliando as diferenças entre seus genes.

4  4 – A terapia gênica atua na correção de defeitos genéticos, substituindo os genes defeituosos, assim como na produção de vacinas.

07. (UniEvangélica-Anápolis) Leia as afirmações a seguir.

I. Todos os organismos que têm reprodução assexuada formam clones.

II. A tecnologia do DNA recombinante consiste, basicamente, em “enxertar” no genoma de um organismo um gene de outra espécie, produzindo um organismo transgênico.

              GRIFFITS, Anthony J. F. et al. Introdução à genética. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. p. 351

A diferença básica entre um organismo clone e um organismo transgênico é a seguinte:

a) O organismo transgênico possui toda a informação gênica dos ancestrais e o clone possui somente a metade.

b) O clone pode se reproduzir constantemente e o transgênico não pode ter seguidas reproduções.

c) As células dos clones se dividem por mitose, a partir da célula inicial, e os transgênicos apenas por meiose.

d) Os clones são geneticamente idênticos ao organismo ancestral e os transgênicos são geneticamente diferentes dos ancestrais.

08. (X OLIMPÍADA BRASILEIRA DE BIOLOGIA)

O infográfico abaixo descreve de forma simplificada a aplicação da terapia gênica. Analise a figura e responda esta questão:

08

Identifique a alternativa que contenha uma doença metabólica que poderia ser combatida através desta terapia:

a) AIDS.

b) Escorbuto.

c) Miopia.

d) Diabetes mellitus.

e) Beribéri.

09. (UEG) As técnicas de engenharia genética podem ser consideradas ferramentas que possibilitam a identificação de pessoas com base na análise do DNA, além de propiciar aconselhamentos genéticos e resolver casos de paternidade desconhecida e problemas criminais. Sobre essas técnicas e sua importância, é correto afirmar:

a) O aconselhamento genético é indicado para casais normais e consanguíneos, em que um dos cônjuges recebeu irradiação ionizante ou fez ingestão de drogas mutagênicas.

b) A terapia gênica, também conhecida como geneterapia, consiste em introduzir genes anormais e recombinantes em pessoas que tenham o alelo que causa uma determinada doença.

c) A identificação de pessoas com base na análise do DNA possibilita um nível de certeza similar ao utilizado nas impressões digitais, ambas as técnicas são conhecidas como DNA fingerprint.

d) A engenharia genética permite alterar a composição gênica dos indivíduos num intervalo de tempo maior, visto que a reprodução seletiva não permite a manipulação de genes.

10. (CEFET-MG) Os avanços na biotecnologia permitem ao homem criar seres transgênicos através da manipulação do material genético. Sobre esses organismos, é correto afirmar que:

a) Possuem ciclo de vida anormal.

b) Causam grande desequilíbrio ambiental.

c) Produzem substâncias de outras espécies.

d) Oferecerem riscos confirmados a saúde humana.

11. (CESGRANRIO) A Lei de Biossegurança tenta regulamentar duas questões polêmicas no Brasil e no mundo: a produção e comercialização de organismos geneticamente modificados e a pesquisa com células-tronco. A esse respeito, analise as afirmações a seguir.

I. Células-tronco são células neutras que ainda não possuem características que as diferenciem como uma célula especializada de um determinado tecido e que podem ser usadas para gerar outro órgão.

II. Os transgênicos são aqueles produtos acrescidos de um novo gene ou fragmento de DNA para que desenvolvam uma característica em particular, como mudanças do valor nutricional ou resistência a pragas.

III. Muitos ambientalistas e alguns pesquisadores receiam que alimentos transgênicos possam prejudicar a saúde humana e modificar o meio ambiente.

IV. O principal objetivo das pesquisas com células-tronco é o seu uso para recuperar tecidos danificados por doenças cardiovasculares, neurovegetativas, diabetes, acidentes cerebrais, traumas na medula espinhal, dentre outras.

Está correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.

b) III e IV, apenas.

c) I, II e III, apenas.

d) I, III e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

12. (UFPB) A tecnologia do DNA recombinante abriu novas perspectivas no melhoramento genético dos organismos. Essa técnica consiste na inserção de um segmento de DNA de uma espécie em outra e, para o seu desenvolvimento, diversas enzimas são utilizadas. Com base na literatura sobre a tecnologia do DNA recombinante, é correto afirmar:

a) As enzimas de restrição identificam o segmento de DNA que será inserido na célula alvo.

b) Os plasmídeos são enzimas importantes para unir as moléculas de DNA.

c) A enzima DNA ligase é importante para inserir o DNA na célula alvo.

d) As enzimas de restrição são utilizadas para cortar a molécula de DNA.

e) O uso de plasmídeos diminui a eficiência das técnicas de manipulação do DNA.

13. (PUCCAMP) Os avanços biotecnológicos fazem-se notar sobretudo no setor agrícola. A cada ano são anunciados os resultados de novos experimentos, tais como manipulação genética para obtenção de sementes mais produtivas e criação de novas linhagens de plantas, levando a um grande aumento na produção de alimentos. Todavia, o problema da fome persiste no mundo. Por que? Em uma discussão sobre o assunto, surgiram as seguintes respostas:

I. Não há igualdade de distribuição de alimentos entre países e dentro de um mesmo país.
II. Em muitas regiões, o aumento da população sobrepuja o aumento na produção de alimento.
III. Pragas atacam e apodrecem alimentos armazenados, impedindo que sejam distribuídos às populações carentes.
IV. A má distribuição de renda deixa boa parte da população humana impossibilitada de comprar alimento.
Estão corretas
a) I e II, somente.
b) I e III, somente.
c) II e III, somente.
d) I, II e III, somente.
e) I, II, III e IV.

14. (UFSM) Bioma é uma região com o mesmo tipo de clima, possui plantas e animais característicos [Planeta Terra: Ecossistemas, 2008]. Mas, como a interferência do homem na natureza é constante, os cientistas criaram uma nova espécie de mosquito da malária modificado geneticamente para não transmitir essa doença e o introduziram na Amazônia. Então, é correto afirmar que:

a) Modificar geneticamente um mosquito não significa alterar o seu DNA.

b) Modificar um organismo geneticamente significa cruzar espécies diferentes.

c) A modificação genética dos mosquitos pode ser feita pelo cruzamento dos mosquitos da malária com outros tipos de insetos, gerando novas combinações.

d) Os ambientalistas defendem o uso da engenharia genética, pois os seus efeitos são totalmente previstos e controlados, não trazendo perigo para a humanidade.

e) Transgenia significa a inserção de um gene de uma espécie diferente em outra espécie.

15. O diabetes tipo I era letal até 1621, quando se descobriu o papel da proteína insulina na regulagem do nível de açúcar no sangue. Desde então, a produção dessa proteína tornou-se um negócio industrial. No início, ela era obtida de animais domésticos, pois difere apenas ligeiramente da insulina humana; numa cadeia com 51 aminoácidos, os porcos diferem em um aminoácido e as vacas em três. Essa pequena diferença, às vezes, é suficiente para provocar efeitos adversos em alguns pacientes, como alergia. A utilização da tecnologia do DNA recombinante, por meio do processo esquematizado a seguir, resolveu esse problema para os diabéticos.

15

De acordo com o texto, o esquema e os seus conhecimentos, é correto afirmar que:

a) A insulina produzida pela bactéria é idêntica à insulina de porcos e vacas, no entanto é mais pura.

b) Os efeitos adversos eram mais comuns quando se administrava aos pacientes a insulina suína.

c) A tradução da insulina humana utilizou aminoácidos, ribossomos e RNAt da bactéria.

d) A insulina produzida pela bactéria é idêntica à obtida em animais como os porcos e as vacas.

e) O processo esquematizado não é possível, pois DNA humano e bacteriano não se recombinam.

16. (UFPEL) O esquema a seguir mostra uma clonagem reprodutiva humana. Nesse processo, o núcleo de uma célula somática de um tenista é retirado, (1), é removido o núcleo de um ovócito, (2) e finalmente é introduzido o núcleo da célula do atleta no ovócito enucleado, (3). Essa nova célula, (4), é transferida para um útero para que se desenvolva e forme um embrião. O embrião se desenvolverá, e o adulto (5) terá praticamente as mesmas características fenotípicas do indivíduo que doou o núcleo, uma vez que o fenótipo é resultado do genótipo (DNA) mais as influências do ambiente. Por muito tempo, o núcleo foi considerado uma organela que apresentava as seguintes estruturas: um envoltório, o material genético (DNA, RNA), o nucléolo e enzimas. Em 1997, porém, cientistas britânicos descobriram uma nova estrutura nuclear, que foi denominada de retículo nucleoplasmático, sendo descrita como uma estrutura membranosa que está envolvida no processo de regulação de cálcio.

                                                                                             “Ciência Hoje”, n0. 195, 2003 [adapt.]

16

Com base no texto e em seus conhecimentos, é incorreto afirmar que:

a) O núcleo é uma organela exclusiva das células eucarióticas. No seu interior, estão presentes várias enzimas, entre elas as envolvidas nos processos de transcrição e replicação.

b) O nucléolo é responsável pela síntese do RNA ribossômico; este – juntamente com proteínas – forma os ribossomos, estruturas importantes no processo de tradução.

c) A função do retículo nucleoplasmático é semelhante à do retículo endoplasmático, que é uma organela citoplasmática.

d) Todo o DNA da nova célula formada na clonagem citada no texto, (4), será a célula doadora do núcleo.

e) O envoltório nuclear é formado por duas membranas, sendo que cada uma delas é composta por duas camadas de lipídios com proteínas inseridas.

17. (FEI) Células-tronco são células primitivas, produzidas durante o desenvolvimento do organismo e que dão origem a outros tipos de células. Os tipos de células-tronco são as:

a) Totipotentes, que produzem as células embrionárias e as extra embrionárias.

b) Oligopotentes, que produzem as pluripotentes.

c) Unipotentes, que produzem vários tipos de células imaturas.

d) Pluripotentes, que produzem somente um tipo de célula embrionária.

18. Tracy foi uma ovelha gerada na Inglaterra em 1992. Ela possui um gene humano para produzir a proteína alfa-1-antripsina e a excreta no leite. A Tracy é:

a) Um clone.

b) Um organismo assexuado.

c) Um híbrido.

d) Um plasmídio.

e) Um organismo transgênico.

19. (UPE) Para responder esta questão leia o texto a seguir:

19a

                Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2013/04/18/pesquisadoresidentificam-ancestral-dos-vertebrados-de-quatro-patas/. Adaptado.

19b

Em relação ao experimento com o uso de transgenia mencionado no texto, assinale a alternativa correta.

a) Os celacantos são considerados transgênicos por possuírem bactérias que permitem a inserção de genes de desenvolvimento de membros nos camundongos.

b) Os camundongos são considerados transgênicos por possuírem, naturalmente, genes de desenvolvimento do celacanto, responsáveis pela ativação de genes codificadores de proteínas relacionadas ao desenvolvimento de membros.

c) Os genes de desenvolvimento de membros nos celacantos ativaram os mesmos mecanismos para o surgimento de membros nos camundongos transgênicos, evidenciando sua ancestralidade comum.

d) Os genes inativos relacionados ao desenvolvimento de membros do celacanto são responsáveis pela ativação de genes inativos codificadores de membros nos embriões de camundongos transgênicos.

e) Os genes do celacanto receberam e incorporaram os nucleotídeos dos genes do camundongo, permitindo o acesso ao genoma do mamífero, que, nesse caso, é um organismo transgênico.

20. (PUCCAMP) Os projetos genomas, que estão sendo desenvolvidos em centros de pesquisas de vários países, empenham-se no momento em descobrir:

a) A interação dos genes.
b) A expressão dos genes, isto é, como eles agem.
c) A sequência exata de nucleotídeos de cada gene.
d) Quais nucleotídeos servem de molde para a síntese de RNAm.
e) Como ocorrem a duplicação e as mutações dos nucleotídeos.

21. (UFSM) Células-tronco são células com capacidade de se diferenciar em vários tipos celulares, e seu estudo pode trazer contribuições importantes para a medicina. Sobre as células-tronco naturais do corpo humano, e correto afirmar:

I. São diploides e originam-se de divisões mitóticas.

II. O padrão de atividade de seus genes determina a diferenciação celular.

III. Para haver diferenciação, e necessário induzir alterações no numero de cromossomos ou na estrutura dos genes.

IV. São diploides, com exceção das células-tronco embrionárias, haploides.

Estão corretas:

a) Apenas I e II.

b) Apenas I e III.

c) Apenas II e IV.

d) Apenas II, III e IV.

e) Apenas III e IV.

22. (UFAM) O projeto do genoma humano, concluído em 2003, foi uma intrépida viagem para o interior do homem. Antes da finalização do projeto, as projeções para o número de genes humanos eram em torno de 100.000. Era evidente que esse complexo vertebrado que foi capaz de enviar uma nave espacial a Marte e escrever Guerra e Paz deveria necessitar de muito mais genes que uma levedura (Saccharomyces cerevisiae) ou uma mosca da fruta (Drosophila melanogaster). Com a conclusão do projeto, diversas informações extremamente relevantes vieram à tona. Uma das questões que foi melhor abordada diz respeito a relação, entre a complexidade do ser humano e o número de genes que ele possui. Sendo assim, é correto afirmar que:

a) Por sermos mais complexos, apresentamos muito mais genes que os demais seres vivos em uma escala evolutiva.

b) Não há relação direta entre a complexidade de um ser vivo e o número de genes codificadores de proteínas que ele apresenta.

c) Os seres humanos compartilham entre si menos que 50% de seus genes, donde se conclui que há razões científicas para a segregação das raças.

d) A complexidade dos seres humanos pode ser totalmente explicada pela idade evolutiva da nossa espécie, visto que espécies mais antigas apresentam um genoma maior.

e) O nosso genoma apresentou muito mais genes do que previamente se esperava encontrar; isso demonstra a relação direta entre complexidade e tamanho do genoma.

23. (UFG) Leia o texto a seguir.

No Brasil, atualmente, existe a Rede BrasilCor, que congrega bancos públicos de cordão umbilical e placentário em todo país, sendo um aliado importante na luta contra as doenças hematológicas como a leucemia.

                           Disponível em: <http://www.inca.gov.br&gt;. Acesso em: 3 set. 2013. (Adaptado).

Para o tratamento dessa doença, é necessário o transplante de medula óssea. O material biológico armazenado nesses bancos pode ser utilizado para esse tratamento, pois é rico em:

a) Glóbulos brancos.

b) Células-tronco.

c) Glóbulos vermelhos.

d) Plaquetas.

e) Macrófagos.

24. (UFMG) Em 1978, registrou-se o nascimento do primeiro bebê gerado in vitro. Desde então, alguns aspectos éticos importantes vêm sendo discutidos em relação às consequências da aplicação de técnicas de reprodução humana assistida sobre o equilíbrio genético de populações humanas. Todas as alternativas apresentam procedimentos que podem alterar esse equilíbrio genético, exceto:

a) Clonagem.

b) Doação de embriões.

c) Seleção de embriões.

d) Seleção de sexo.

25. (UNIOESTE) O esquema abaixo representa o resultado de um exame de paternidade realizado pela técnica de impressão digital de DNA (DNA fingerprint), onde A representa a suposta mãe, B suposto pai 1, C suposto pai 2 e D-E-F são as crianças.

25

Observe a figura acima, analise as proposições e escolha a(s) correta(s).

01. D é filho de A com B.

02. E é filho de A com B.

04. F é filho de A com C.

08. D e E são filhos de A com B.

16. D e F são filhos de C.

32. F é filho de C com outra mulher.

64. B não é o pai de qualquer das crianças.

Soma das alternativas corretas:

26. (UEM) Uma maneira de se obter o clone de um animal é transferir o núcleo de uma célula somática de um animal adulto Y para um óvulo de uma fêmea X da mesma espécie, do qual foi previamente eliminado o núcleo. O embrião resultante é implantado no útero de um animal Z (da mesma espécie), originando um novo indivíduo (clone). Sobre esse assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0  0 – O DNA nuclear do clone é igual ao do organismo Y.

1   1 – O DNA mitocondrial do clone é igual ao do organismo X.

2  2 – Clones genotipicamente idênticos terão os mesmos fenótipos por causa da ação do meio.

3  3 – Clones naturais são comuns em esponjas.

4  4 – Clone é o indivíduo originário de outro, de forma assexuada, com o mesmo patrimônio genético.

27. (PUC-SP) Pesquisas recentes indicam que segmentos de DNA dispostos entre os genes nos cromossomos, conhecidos por “DNA lixo”, teriam importante papel na regulação da atividade gênica. Até o momento, sabe-se que tais segmentos podem servir de molde na transcrição de moléculas. Esses segmentos de DNA:

a) São capazes de controlar a produção de RNA e estão presentes em apenas algumas células do corpo.

b) Não são capazes de controlar a produção de RNA e estão presentes em apenas algumas células do corpo.

c) São capazes de controlar a produção de RNA, sendo transmitidos de uma célula às suas filhas no processo de mitose.

d) Não são capazes de controlar a produção de RNA e não são transmitidos de uma célula às suas filhas no processo de mitose.

e) Não são capazes de se replicar nem de controlar a produção de RNA.

28. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo

A receita mais antiga da história ensina a fazer cerveja e foi escrita na Mesopotâmia, há cerca de 4 mil anos. Desde aquela época, a matéria-prima básica da bebida era a cevada, primeiro cultivo da humanidade. O grão desse cereal é tão duro que, colocado na água, ele não amolece. É por isso que os cervejeiros precisam fazer o malte – um grão de cevada germinado e seco. O embrião da semente produz enzimas que quebram as pedrinhas de amido guardadas ali. Macio, o grão solta na água esse ingrediente energético para formar o mosto. As enzimas também partem o amido em moléculas de maltose, açúcar que vai alimentar as leveduras, a seguir, na fermentação.

                                                                                        (Revista Galileu, outubro de 2012. p. 77)

Dado: Reação global que ocorre na fermentação da maltose:

28

“A Cevada BR 2, criada pela Embrapa-Centro Nacional de Pesquisa de Trigo (CNPT), originou-se a partir de descendentes F3 de duas linhagens puras. A BR 2 é a primeira cevada brasileira resistente a Pyrenophora teres, agente causal da mancha-reticular, principal moléstia da cevada no Brasil.”

(Adaptado de Minella,E.; Arias, G.; Linhares, A.G.; Silva, M.S. − Cultivar de cevada cervejeira resistente à mancha-reticular causada por Pyrenophora teres. Pesq. agropec. bras. v.34, n.11, 1999)

A descrição da cevada BR 2 indica que foi obtida por um processo de:

a) Genômica e de bioinformática.

b) Engenharia genética.

c) Tecnologia de DNA recombinante.

d) Criação de transgênicos.

e) Cruzamento e seleção.

29. (UNIOESTE) “A dengue infecta anualmente cerca de 100 milhões de pessoas no mundo, provocando diversos problemas: desde dores, semelhantes as da gripe, até hemorragia interna, choque e morte. Não existe vacina nem cura para a doença e a principal estratégia da saúde pública é impedir que as pessoas sejam picadas pelo mosquito Aedes aegypti seu transmissor. Entretanto, novas ideias de controle envolvendo a genética estão sendo desenvolvidas. Biólogos da Universidade da Califórnia adicionaram genes que bloqueiam o desenvolvimento dos músculos de voo em A. aegypti fêmeas, responsáveis por picar seres humanos e consequentemente transmitir o vírus da dengue. Assim, sem conseguirem voar, não são capazes de se alimentar do sangue humano, nem de transmitirem o vírus, e acabam morrendo de inanição. Os pesquisadores também adicionaram no DNA do inseto genes para proteínas fluorescentes, que fazem as larvas modificadas brilharem em vermelho e verde, permitindo o acompanhamento da propagação dos genes na população.”

                                    Texto adaptado da revista Scientific American Brasil, ano II, no 11, 2012.

Com base no texto e correto afirmar que:

a) Mosquitos transgênicos, ao se reproduzirem, transmitem os genes inseridos aos seus descendentes.

b) Fragmentos do DNA exógeno são inseridos no genoma de células do aegypti fêmea por meio de plastídios nucleares.

c) Os benefícios dos mosquitos geneticamente modificados justificam sua utilização no meio ambiente e, por isso, não necessitam ser testados.

d) Transgênicos são obtidos por seleção artificial, processo de cruzamentos seletivos conduzidos pelo homem com o objetivo de selecionar características de interesse comercial.

e) Transgênicos são organismos que recebem genes da mesma espécie.

30. (UEG) Além de identificar um número representativo de genes humanos e de outros organismos, os cientistas brasileiros desenvolveram uma estratégia de sequenciamento do genoma de uma bactéria que causa a doença conhecida como “amarelinho” e que atinge as plantações de frutos cítricos no Brasil. A finalidade dos “projetos genômicos” dos diferentes seres vivos permite:

a) Identificar os organismos transgênicos e possibilitar a reprodução sexuada em ambiente natural destes organismos.

b) Reconhecer as mutações como alterações no código genético e os fatores radioquímicos que geraram tais mutações.

c) Identificar a posição de cada gene no cromossomo e estabelecer a sequência de base nitrogenada.

d) Manipular genes, corrigir defeitos no código genético e diminuir os efeitos dos genes letais.

gab

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 29 de maio de 2015

TESTES DE BIOENERGÉTICA (VI)

01. (UFJF) Um estudante de engenharia do Royal College of Art, na Inglaterra, desenvolveu uma folha artificial capaz de produzir e liberar oxigênio na atmosfera. Resumidamente, o experimento consistiu na criação de uma espécie de tecido composto por proteínas, onde foram fixados cloroplastos extraídos de plantas reais, sendo possível recriar em laboratório uma das etapas do processo da fotossíntese. Considerando as informações apresentadas, é correto afirmar que:

a) A etapa da fotossíntese recriada em laboratório consiste no uso de energia luminosa para a quebra de moléculas de glicose e liberação de oxigênio.

b) Nas folhas naturais, a liberação de oxigênio decorrente do processo fotossintético é realizada através de estruturas chamadas hidatódios.

c) A etapa da fotossíntese recriada em laboratório teria tido o mesmo sucesso se, ao invés de cloroplastos, tivessem sido fixadas mitocôndrias no tecido composto por proteínas.

d) Em condições naturais, o processo da fotossíntese recriado em laboratório é influenciado pela composição mineral do solo.

e) A etapa da fotossíntese recriada em laboratório consiste no uso de energia luminosa para a quebra de moléculas de água e liberação de oxigênio.

02. (UECE) A fotossíntese compreende o processo biológico realizado pelas plantas, que transformam energia luminosa em energia química e liberam oxigênio, renovando o ar da atmosfera. A fotossíntese realizada por vegetais produz oxigênio:

a) A partir da hidrólise da água na fase escura.

b) Por meio da fotólise do gás carbônico atmosférico.

c) Do CO2 resultante da respiração do vegetal.

d) A partir da fotólise da água absorvida pelo vegetal.

03. (UFPR) Plantas da mesma espécie foram submetidas a três condições experimentais e a taxa de fotossíntese avaliada em função da intensidade luminosa.

03

Assinale a alternativa que associa corretamente cada condição à respectiva curva.

a) 1-A; 2-B; 3-C.

b) 1-A; 2-C; 3-B.

c) 1-B; 2-C, 3-A.

d) 1-C; 2-B; 3-A.

e) 1-C; 2-A; 3-B.

04. (UEPG) A quimiossíntese é realizada por algumas bactérias que, por isso, são chamadas bactérias quimiossintetizantes ou quimiolitoautótrofas. Assinale o que for correto em relação a esses tipos de bactérias e as reações que realizam.

01. A quimiossíntese é um processo em que a energia utilizada na formação de compostos orgânicos provém da oxidação de substâncias inorgânicas, e não da energia luminosa.

02. Sulfobactérias de fontes termais submarinas utilizam a energia proveniente da oxidação de H2S para a síntese de matéria orgânica.

04. As nitrobactérias existem livres no solo e são de grande importância no ciclo do nitrogênio.

08. Nitrobactérias fazem a redução de íons de amônio para a síntese de ATP.

16. Ferrobactérias utilizam a energia química para a formação de átomos de ferro.

Soma das alternativas corretas:

05. (UNESP) Um pequeno agricultor construiu em sua propriedade uma estufa para cultivar alfaces pelo sistema de hidroponia, no qual as raízes são banhadas por uma solução aerada e com os nutrientes necessários ao desenvolvimento das plantas. Para obter plantas maiores e de crescimento mais rápido, o agricultor achou que poderia aumentar a eficiência fotossintética das plantas e para isso instalou em sua estufa equipamentos capazes de controlar a umidade e as concentrações de CO2 e de O2 na atmosfera ambiente, além de equipamentos para controlar a luminosidade e a temperatura. É correto afirmar que o equipamento para controle da:

a) Umidade relativa do ar é bastante útil, pois, em ambiente mais úmido, os estômatos permanecerão fechados por mais tempo, aumentando a eficiência fotossintética.

b) Temperatura é dispensável, pois, independentemente da temperatura ambiente, quanto maior a intensidade luminosa maior a eficiência fotossintética.

c) Concentração de CO2 é bastante útil, pois um aumento na concentração desse gás pode, até certo limite, aumentar a eficiência fotossintética.

d) Luminosidade é dispensável, pois, independentemente da intensidade luminosa, quanto maior a temperatura ambiente maior a eficiência fotossintética.

e) Concentração de O2 é bastante útil, pois quanto maior a concentração desse gás na atmosfera ambiente maior a eficiência fotossintética.

06. (UPE) “Planta no quarto não mata ninguém: – Se fosse, não haveria um índio vivo na Floresta Amazônica”, argumenta o botânico Gilberto Kerbauy, da Universidade de São Paulo. Essa afirmativa baseia-se na seguinte crença:

                     (Disponível em: http://super.abril.com.br/cotidiano/planta-quarto-nao-mata-ningue,-437671.shtml)

a) As plantas consomem o gás carbônico durante o processo de respiração, diminuindo-o da

b) À noite, as plantas consomem oxigênio no processo de respiração, deixando-o rarefeito no quarto.

c) No processo de fotossíntese, as plantas consomem oxigênio e água, deixando o ar mais seco.

d) As plantas produzem gases e toxinas à noite para repelir insetos predadores, intoxicando o ambiente.

e) No processo de respiração, as plantas consomem gás carbônico e eliminam oxigênio que, em excesso, pode causar danos ao sistema nervoso.

07. (UEA) A respiração celular é um processo aeróbico com rendimento energético elevado. Já a fermentação, cujo rendimento energético é menor, é um processo anaeróbico. Ambos os processos:

a) Ocorrem tanto no citoplasma como nas mitocôndrias.

b) Produzem obrigatoriamente gás carbônico e água.

c) São reações bioquímicas para a produção de ATP.

d) Dependem do gás oxigênio para a degradação da glicose.

e) Não ocorrem na mesma célula, ou no mesmo tecido.

08. (UEMA) A maioria dos seres vivos obtém energia necessária para a realização de seus processos vitais por meio da quebra da molécula de glicose. A energia liberada resultante dessa degradação é tão grande que mataria a célula se fosse realizada de uma única vez. Essa degradação ocorre em etapas denominadas:

a) Glicólise, ciclo do ácido cítrico e cadeia respiratória.

b) Cadeia respiratória, ciclo do ácido cítrico e glicose.

c) Glicogênese, glicólise e ciclo do ácido cítrico.

d) Glicose, glicogênese e cadeia respiratória.

e) Ciclo do ácido cítrico, glicose e glicólise.

09. (UEG) No metabolismo energético de organismos autótrofos, as substâncias do ambiente, como água e o gás carbônico, são utilizados para a síntese de carboidratos, lipídeos e proteínas.

09

O esquema apresentado na figura ilustra um tipo de processo autotrófico, sobre o qual se verifica o seguinte:

a) Substâncias orgânicas são sintetizadas por quimiossíntese.

b) Gás sulfídrico, enxofre e amônia bloqueiam o metabolismo.

c) Carboidratos são sintetizados devido à presença de luz.

d) Outros seres vivos são essenciais na cadeia alimentar.

10. (UniEvangélica) Leia o texto e analise o gráfico a seguir.

Cientistas conseguiram inserir componentes não biológicos nas folhas de plantas. Com isso, aumentaram em até 30% a eficiência do processo de fotossíntese. A principal alteração que os cientistas fizeram nas células das plantas foi a inserção dos chamados nanotubos de carbono, que são tubinhos microscópicos, formados por uma única camada de átomos de carbono enrolada, como se fosse um canudo de papel. Os nanotubos foram recobertos com moléculas capazes de atravessar a membrana das células vegetais e chegar até as “usinas” de fotossíntese, os cloroplastos. O “pulo do gato” da técnica é o seguinte: os nanotubos são sensíveis a uma faixa maior dos tipos de luz provenientes do Sol do que os cloroplastos naturais. Com isso, conseguem abastecer os cloroplastos com mais energia. Como os nanotubos de carbono podem absorver a radiação ultravioleta, o visível e o infravermelho próximo, os pesquisadores tiveram a ideia de utilizá-los como “antenas” para captar os comprimentos de onda longos habitualmente não utilizados pelos cloroplastos.

                                                                                                                                 Disponível em: <http://lqes.iqm.unicamp.br/canal_cientifico/lqes_news/lqes_news_cit/lqes_news_2014&gt;. Acesso em: 29 abr. 2014.

Espectros de absorção de luz pela clorofila “a” e pela clorofila “b”:

10

Os comprimentos de ondas (em nanômetros) em relação às cores da luz visível são: luz violeta (300-430 nm); luz azul (430-500 nm); luz verde (500-560 nm); luz amarela (560-600 nm); luz laranja (600-650 nm); luz vermelha (650-760nm).

Na faixa da luz visível, a contribuição dos nanotubos para utilizar com mais eficiência a luz que não foi absorvida pelas clorofilas, será a absorção dos comprimentos de onda:

a) Entre 500 e 600 nm, correspondentes às radiações verde e amarela.

b) Entre 600 e 700 nm, correspondentes às radiações laranja e vermelha.

c) Entre 400 e 500 nm, correspondentes às radiações violeta e azul.

d) Acima de 700 nm, correspondentes às radiações vermelha e infravermelha.

11. (FUVEST) A energia entra na biosfera majoritariamente pela fotossíntese. Por esse processo:

a) É produzido açúcar, que pode ser transformado em várias substâncias orgânicas, armazenado como amido ou, ainda, utilizado na transferência de energia.

b) É produzido açúcar, que pode ser transformado em várias substâncias orgânicas, unido a aminoácidos e armazenado como proteínas ou, ainda, utilizado na geração de energia.

c) É produzido açúcar, que pode ser transformado em substâncias catalisadoras de processos, armazenado como glicogênio ou, ainda, utilizado na geração de energia.

d) É produzida energia, que pode ser transformada em várias substâncias orgânicas, armazenada como açúcar ou, ainda, transferida a diferentes níveis tróficos.

e) É produzida energia, que pode ser transformada em substâncias catalisadoras de processos, armazenada em diferentes níveis tróficos ou, ainda, transferida a outros organismos.

12. (UPE) A fermentação é um processo anaeróbico de síntese da ATP, que ocorre na ausência de oxigênio sem envolver cadeia respiratória. Na fermentação, o aceptor final de hidrogênio é um composto orgânico. Observe a figura a seguir que representa dois tipos de fermentação e as moléculas produzidas.

12

Em qual alternativa estão indicados o processo, as moléculas produzidas e a utilização destes, respectivamente?

a) Em A, temos a fermentação alcoólica, que produz duas moléculas de álcool etílico, utilizadas na produção de açúcar, enquanto em B, temos a fermentação acética que produz duas moléculas de ácido acético, utilizadas na produção de fermento.

b) Em A, temos a fermentação acética, que produz duas moléculas de ácido acético, utilizadas na produção de vinagre, enquanto em B, temos a fermentação alcoólica, que produz duas moléculas de etanol utilizadas na produção de açúcar.

c) Em A, temos a fermentação alcoólica, que produz duas moléculas de etanol, utilizadas na produção de bebidas alcoólicas, enquanto em B, temos a fermentação lática que produz duas moléculas de ácido lático, utilizadas na produção de conservas.

d) Em A, temos a fermentação lática, que produz duas moléculas de ácido lático, utilizadas na produção de conservas e em B, temos a fermentação acética que produz duas moléculas de ácido acético, utilizadas na produção de álcool.

e) Em A, temos a fermentação acética, que produz duas moléculas de ácido acético, utilizadas na produção de vinagre, enquanto em B, temos a fermentação lática que produz duas moléculas de ácido lático utilizadas na produção de conservas.

13. (UCS) Considere as seguintes reações químicas que ocorrem nas plantas.

Reação 1: CO2 + 2 H2O à C (H2O) + O2 + H2O

Reação 2: C (H2O) + O2 à CO2 + H2O

Assinale a alternativa correta em relação às reações químicas acima.

a) O gás oxigênio produzido na Reação 1 é totalmente eliminado por meio da difusão na superfície das folhas.

b) A Reação 1 é chamada de fermentação celular.

c) O gás carbônico produzido pela Reação 2 é parcialmente utilizado pela planta para realizar a fotossíntese.

d) O gás oxigênio produzido na Reação 1 é totalmente eliminado para a atmosfera, pois as plantas não precisam dele.

e) A Reação 1 ocorre constantemente nas plantas durante o dia e a noite.

14. (PUC-SP) Em um erlenmeyer foi colocada suspensão de levedura em solução de glicose a 5%. Esse erlenmeyer foi conectado a um frasco contendo Ba(OH)2 ou água de barita, como é mostrado na figura abaixo:

14

Depois de algum tempo, constatou-se no frasco um precipitado esbranquiçado. Isso ocorreu devido à liberação de:

a) Oxigênio no processo de fotossíntese, o que levou à produção de óxido de bário no frasco.

b) Oxigênio no processo de fermentação, o que levou à produção de óxido de bário no frasco.

c) Gás carbônico no processo de fotossíntese, o que levou à produção de carbonato de bário no frasco.

d) Gás carbônico no processo de fermentação, o que levou à produção de carbonato de bário no frasco.

e) Gás carbônico nos processos de fotossíntese e respiração, o que levou à produção de carbonato de bário no frasco.

15. (UFSJ) Quanto à obtenção de energia metabólica dos vegetais, assinale a opção correta.

a) A obtenção de energia metabólica é fundamentalmente obtida pelos sais minerais e água do solo, conduzida pelos vasos floema e xilema da raiz para toda a planta.

b) A fotossíntese é o processo fundamental para a obtenção de energia metabólica e ocorre nas folhas e caules que contenham células com clorofila.

c) As plantas obtêm sua energia metabólica por meio do gás carbônico absorvido pelas folhas das plantas.

d) A fotossíntese ocorre em todas as células vegetais.

16. (UFT) Diversas espécies de plantas, que vivem em regiões de clima seco (zonas áridas e semiáridas), possuem folhas espessas e suculentas. Essas plantas apresentam taxas reduzidas de transpiração sendo denominadas plantas com Metabolismo Ácido Crassuláceo (CAM).

Em relação às adaptações das plantas CAM, analise as afirmativas abaixo.

I. Os estômatos permanecem fechados durante o dia para evitar a perda de água.

II. Os estômatos permanecem fechados durante a noite para evitar a perda de água.

III. Os estômatos permanecem abertos durante a noite para permitir a entrada de CO2.

IV. Os estômatos permanecem abertos durante o dia para permitir a entrada de CO2.

Marque a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e III são corretas.

b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas II e III são corretas.

d) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

e) Nenhuma das afirmativas é correta.

17. (UniEvangélica-Anápolis) Leia o texto a seguir.

A fonte mais importante de energia para os seres vivos é a luz solar. Essa energia é captada pelos seres clorofilados e transformada em energia química, que fica armazenada em moléculas orgânicas como a glicose. Duas substâncias inorgânicas muitos comuns no ambiente participam da síntese de glicose: o gás carbônico e a água. Esse processo recebe o nome de fotossíntese.  Apesar de ser representada tradicionalmente em apenas uma equação, a fotossíntese não ocorre em uma única reação química. Existem várias reações que, em geral, têm sido agrupadas em duas etapas interligadas. Uma etapa ocorre nos tilacoides dos cloroplastos, com a participação dos pigmentos fotossintetizantes, e a outra etapa ocorre no estroma dos cloroplastos.

                 SADAVA, David et al. Vida: ciência da biologia. Vol. 1: célula e hereditariedade. 8. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. p. 160-177.

Na fotossíntese a etapa que ocorre nos tilacoides e a etapa que ocorre no estroma dos cloroplastos são, respectivamente:

a) Ciclo das pentoses (ou ciclo de Calvin) e fotoquímica (ou fase clara).

b) Fotoquímica (ou fase clara) e química (ou fase escura).

c) Fotofosforilação acíclica e fotofosforilação cíclica.

d) Química (ou fase escura) e fotólise da água.

18. (COVEST) Respiração e fotossíntese são fenômenos bioquímicos que interagem sinergicamente, um fornecendo matéria prima para as necessidades do outro. A figura abaixo apresenta esquema de um cloroplasto e uma mitocôndria, participantes desses fenômenos, e uma representação bioquímica da relação entre os dois processos. Sobre esses fenômenos, podemos fazer as afirmações seguintes.

18a

I   II

0   0 – O processo bioquímico que ocorre em A é essencial para a função dos organismos produtores na cadeia trófica.

1   1 –  O processo bioquímico que ocorre em B é encontrado apenas nas células animais.

2   2 –  Embora a relação entre A e B seja cíclica, ela só se mantém com energia externa, que é capturada por A e acrescentada ao sistema.

3  3 –  Na figura, o C6H12O6 é resultante do processamento de gás carbônico, água e energia solar nas mitocôndrias dos vegetais.

4  4 – A reação química que ocorre em B pode ser resumida pela equação:

18b

19. (PUC-SP) Em uma célula vegetal, o gás carbônico liberado a partir de reações que ocorrem em uma organela (I) é utilizado em reações que ocorrem em outra organela (II). No trecho acima, a organela indicada por I é:

a) A mitocôndria e o gás carbônico liberado é utilizado na organela II para a realização da respiração celular.

b) A mitocôndria e o gás carbônico liberado é utilizado na organela II para a realização da fotossíntese.

c) O cloroplasto e o gás carbônico liberado é utilizado na organela II para a realização da respiração celular.

d) O cloroplasto e o gás carbônico liberado é utilizado na organela II para a realização da fotossíntese.

e) O cloroplasto e a indicada por II, a mitocôndria, onde ocorrem, respectivamente, a respiração celular e a fotossíntese.

20. (CESGRANRIO) Sobre a organela representada a seguir podemos afirmar que:

20

a) As reações de escuro ocorrem nos tilacoides, regiões ricas em clorofila.

b) A construção de moléculas orgânicas ocorre nas lamelas.

c) A formação de moléculas de ATP independe da ação da luz.

d) As moléculas de CO2 funcionam como aceptores finais de hidrogênio.

gab

 

 

 

Publicado por: Djalma Santos | 15 de maio de 2015

TESTES DE ASSOCIAÇÕES BIOLÓGICAS (II)

01. O termo “biodiversidade” refere-se ao número de espécies que coexistem em um ecossistema, participando de complexas interações ecológicas e do ciclo da matéria desse meio ambiente. Podemos encontrar, nos ecossistemas, relações destes tipos:

I. Um pólipo de coral não vive sozinho sem fazer parte de um grupo de indivíduos da sua espécie.

II. Espécies de angiospermas preferencialmente utilizam um animal polinizador para sua reprodução.

III. Uma planta fixa-se sobre outra, retirando a seiva elaborada através de finíssimas raízes.

As relações ecológicas acima descritas podem ser classificadas, respectivamente, como:

a) Colônia, mutualismo, amensalismo.

b) Sociedade, comensalismo, predatismo.

c) Colônia, protocooperação, parasitismo.

d) Sociedade, protocooperação, endoparasitismo.

e) Colônia, inquilinismo, parasitismo.

02. (CEFET-MG) As imagens seguintes referem-se a artrópodos com o mesmo padrão de coloração, sendo um casal de joaninhas em cópula (I) e uma aranha (II).

02

Disponível em: <https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/&gt;.Acesso em: 14 abr 2014.

Do ponto de vista adaptativo, essa semelhança é vantajosa para as aranhas, porque elas:

a) Alimentam-se de pulgões, imitando esses insetos.

b) Mimetizam insetos fêmeas, atraindo os machos, predando-os.

c) Interagem com esses organismos, parasitando-os externamente.

d) Introduzem seus ovos em joaninhas fêmeas, garantindo sua sobrevivência.

e) Atacam os pulgões, retirando os recursos nutritivos das plantas.

03. (UNEAL) Muitas espécies de animais passam a conviver em um mesmo ambiente, gerando associações ou interações que podem interferir ou não entre si. Assim, considere a relação entre duas espécies de primatas:

Espécie 1 — O macaco-de-cheiro (Saimiri sciureus) é uma espécie de macaco pequeno, medindo cerca de 30,0 cm de comprimento, natural da região amazônica.

Espécie 2 — O sagui-de-tufos-brancos (Callithrix jacchus) é um animal de pequeno porte, com peso entre 350 e 450 gramas e sua origem é do Nordeste do Brasil.

Hipoteticamente, uma população da Espécie 1 é inserida no ambiente onde a Espécie 2 habita. Com base nessas informações, o mais provável desfecho entre as duas populações de primatas é a ocorrência de:

a) Comensalismo intraespecífico.

b) Mutualismo obrigatório.

c) Predação interespecífica.

d) Competição interespecífica.

e) Protocooperação.

04. (UERN) Pode-se observar na imagem abaixo, a interação entre o pássaro-palito e o crocodilo africano.

04

Essa associação ocorre nas margens do rio Nilo, onde o pássaro penetra na boca do crocodilo, alimentando-se de restos alimentares e vermes existentes na boca do réptil. Após se alimentar, o pássaro livra o crocodilo dos parasitas. A associação ecológica verificada entre o pássaro-palito e o crocodilo africano é conhecida por interação:

a) Interespecífica por protocooperativismo.

b) Intraespecífica harmoniosa por simbiose.

c) Interespecífica harmoniosa por mutualismo.

d) Intraespecífica harmoniosa por comensalismo.

05. (UniEvangélica-Anápolis) Analise o gráfico a seguir.

05

Disponível em: <http://www2.estrellamountain.edu/grafico/populacao&gt;.

Acesso em: 25 set. 2013. (Adaptado).

O gráfico ilustra as curvas de crescimento populacional obtidas quando duas espécies de protozoários foram cultivadas juntas, no mesmo frasco. De acordo com as informações do gráfico, verifica-se que houve uma relação ecológica do tipo:

a) Inquilinismo, quando uma espécie vive sobre ou no interior de outra, sem prejudicá-la, mas com vantagem.

b) Comensalismo, quando as duas espécies se associam e uma das espécies se beneficia sem prejuízo para a outra.

c) Competição, quando as duas espécies têm o mesmo nicho ecológico.

d) Mutualismo, quando as duas espécies se associam e ambas se beneficiam.

06. (X Olimpíada Brasileira de BIOLOGIA) Analise o texto abaixo e responda esta questão

Mudança na dieta dos hominídeos permitiu que gênero ‘Homo’ sobrevivesse, enquanto outros foram extintos

06

Representação artística do

Paranthropus no Sudeste da África

Uma nova abordagem da dieta dos antigos hominídeos africanos mostra uma “mudança de panorama”, ocorrida cerca de 3,5 milhões de anos atrás, quando alguns membros adicionaram gramíneas, como capins, ao seu cardápio. O exame do esmalte dos dentes por pesquisadores indica que, há menos de 4 milhões de anos, os hominídeos africanos se alimentavam da mesma forma que os chimpanzés – provavelmente jantavam frutas e algumas folhas. Apesar da abundância de gramíneas, os hominídeos parecem tê-las ignorados por um longo período.

– Não sabemos exatamente o que aconteceu – disse Sponheimer. – No entanto, cerca de 3,5 milhões de anos atrás, alguns desses hominídeos começaram a se alimentar de coisas que não comiam anteriormente, e é possível que essas mudanças na dieta tenham sido um passo importante em sua transformação para humanos.

Enquanto os hominídeos do gênero Homo, que evoluíram de australopitecos como o fóssil Lucy, de 3 milhões de anos atrás – considerada a matriarca dos homens modernos – aumentavam a escolha de alimentos, um pequeno hominídeo ereto conhecido como Paranthropus boisei e que vivia ao lado dos hominídeos no Leste da África estava evoluindo em direção a uma dieta mais específica. P. boisei ou “homem quebra-nozes” possuía dentes grandes e chatos e forte mandíbula, análises recentes indicam ainda que eles usavam os dentes de trás para moer gramíneas, segundo Sponheimer.

– Vemos a diferenciação de nicho entre Homo e Paranthropus afirma o pesquisador.

(Fonte: http://oglobo.globo.com/ciencia/)

A diferenciação de nicho, como a observada entre Homo e Paranthropus é muito importante, pois permite que a seguinte relação ecológica seja diminuída:

a) Predação.

b) Comensalismo.

c) Parasitismo.

d) Competição intraespecífica.

e) Competição interespecífica.

07. (UEM) No planeta Terra existem muitas plantas e animais, inclusive os humanos, além de numerosos microrganismos, que mantêm relações uns com os outros e com o ambiente em que vivem. Sobre as relações existentes entre os seres vivos, assinale o que for correto.

01. As colônias de corais constituem um exemplo de relação harmônica intraespecífica, decorrente da associação de organismos morfofuncionalmente integrados.

02. Insetos sociais como as abelhas, os cupins e as formigas estabelecem relações intraespecíficas em sociedades em que há divisão cooperativa do trabalho.

04. As orquídeas e as bromélias existentes nos caules das árvores constituem exemplos de relação desarmônica intraespecífica denominada parasitismo ou epifitismo.

08. Os líquens constituem exemplo de relação harmônica interespecífica denominada comensalismo.

16. O herbivorismo e o parasitismo, no nível individual, podem ser considerados relações harmônicas interespecíficas porque contribuem para o equilíbrio das populações dos organismos envolvidos.

32. Coelhos comem vegetais e servem de alimentos para corujas e cobras. Nesta cadeia alimentar, verificam–se relações desarmônicas interespecíficas de competição entre corujas e cobras e de predatismo dos coelhos.

Soma das alternativas corretas:

08. (UFSCar) As figuras 1 e 2 mostram curvas de crescimento de duas espécies de protozoários, A e B. Em 1, as espécies foram cultivadas em tubos de ensaio distintos e, em 2, elas foram cultivadas juntas, em um mesmo tubo de ensaio.

08

Considerando que as condições do meio foram as mesmas em todos os casos, a explicação mais plausível para os resultados mostrados é:

a) A espécie A é predadora de B.

b) A espécie B é predadora de A.

c) A espécie A é comensal de B.

d) A espécie B é comensal de A.

e) As espécies A e B apresentam mutualismo.

09. (FCM-PB) As micorrizas resultam da associação entre determinados fungos e as raízes de certas plantas. Os fungos facilitam a absorção de minerais do solo, o que beneficia as plantas, por outro lado os fungos se nutrem de substâncias obtidas das células das plantas. De acordo com a descrição, a relação ecológica entre as plantas e os fungos é classificada como:

a) Mutualismo.

b) Comensalismo.

c) Inquilinismo.

d) Protocooperação.

10. (FATEC) O gráfico abaixo evidencia os resultados de uma experiência de laboratório, feita por pesquisadores, que pro­curavam entender a interação entre duas espécies de ácaros fitófagos (espécies I e II), que atacam principal­mente as folhas do morangueiro, causando atrofiamento e até morte das plantas. A espécie II foi introduzida em uma criação da espécie I e após algum tempo foi aplicado um poderoso acaricida (A).

10

Interpretando os resultados experimentais apresentados, assinale a alternativa que apresenta a conclusão correta.

a) A interação entre as duas espécies na natureza é do tipo harmônica intraespecífica, pois os indivíduos se beneficiam e a associação é fundamental à sobrevivência de ambos.

b) No período em que as espécies I e II conviveram juntas, a densidade populacional se manteve constante por se tratar de uma associação harmônica conhecida como mutualismo.

c) A espécie II pode ser usada no controle biológico da espécie I, o que é vantajoso, pois possibilita a substitui­ção do uso contínuo de produtos químicos.

d) O acaricida matou os indivíduos da espécie I, acarretando maior disponibilidade de alimento para a espécie II.

e) O aumento da densidade populacional de uma das espécies ocorreu todas as vezes que o acaricida foi utilizado.

11. (UEM) Baseado nos conceitos de interações biológicas na comunidade e nas relações entre os seres vivos, assinale o que for correto.

01. A competição intraespecífica permite que os portadores de variações mais adaptadas tenham maiores chances de sobreviver e de transmitir suas características favoráveis aos seus descendentes.

02. Duas espécies de plantas não são capazes de estabelecer uma relação ecológica, uma vez que plantas não se deslocam, portanto não interagem.

04. A predação é um fator de manutenção do equilíbrio ecológico, pois regula o tamanho da população de presas e de predadores.

08. A relação ecológica conhecida como parasitismo é muito utilizada no controle biológico, uma vez que muitos parasitos são específicos para determinados hospedeiros.

16. A competição interespecífica não exerce controle sobre o tamanho das populações que interagem, uma vez que ocupam o mesmo habitat, mas nicho ecológico diferente.

Soma das alternativas corretas:

12. (UFRR) Tubarões brancos (Carcharodon carcharias) podem atingir 7,5 metros de comprimento e pesar até 2,5 toneladas. São mundialmente conhecidos por sua voracidade e força nos mares. Suas investidas são, majoritariamente, fatais para suas vítimas. O leão marinho (Otaria byronia) é uma de suas vítimas preferenciais pela coincidência de habitat. Mas o tubarão branco não é o único que se beneficia desses ataques. Peixes-piloto o acompanham pelas águas, alimentando-se dos restos que caem de sua boca. Outro animal que acompanha esse predador é a lampreia (Petromyzon marinus), um ciclostomado que possui aparelho bucal forte o suficiente para penetrar a epiderme do tubarão e sugar-lhe parte do sangue. Diante das relações ecológicas descritas, nomeie, respectivamente, cada uma delas, de acordo com os pares a seguir e marque a alternativa correta.

I. Tubarão e Leão Marinho.

II. Tubarão e Peixes-piloto.

III. Lampreia e Tubarão.

12

13. (UNISSINOS)

13

(Disponível em http://veja.abril.com.br/assets/images/2012/12/115373/extincao-polinizadores-20121214-size-620.jpg?1355527832. Acesso em 24 set. 2013.)

Uma preocupação recente em relação à pro­dução de alimentos é a grande mortandade de abelhas. Trata-se de um fenômeno em que abelhas abandonam suas colmeias, deixan­do para trás suas crias e alimento. O colap­so das colmeias coloca em risco não só as abelhas, mas também as lavouras de grãos e frutas, que dependem da polinização de suas flores pelas abelhas. Não ocorrendo isso, há uma consequente diminuição da produção de alimentos.

As relações ecológicas que ocorrem entre as abe­lhas na colmeia e entre as abelhas e as flores, no processo de polinização são, respectivamente:

a) Sociedade e Mutualismo.

b) Colônia e Protocooperação.

c) Inquilinismo e Comensalismo.

d) Colônia e Mutualismo.

e) Sociedade e Protocooperação.

14. (UFPA) Um peixe que se alimenta de larvas (Gambusia affinis) foi utilizado por pesquisadores no combate às larvas do mosquito anófeles que transmite a malária. Esse animal teve papel de destaque nas regiões infestadas e contribuiu muito para diminuir o número de pessoas acometidas pela doença.

Disponível em: http://www.gambusia.net/ACmosquito.html. Acesso em: 22 set. 2013 (texto adaptado).

A relação do Gambusia affinis com as larvas dos anofelinos é considerada um caso de:

a) Canibalismo.

b) Predatismo.

c) Comensalismo.

d) Amensalismo.

e) Mutualismo.

15. (IFMG) Em uma sucessão ecológica, uma comunidade pode se desenvolver gradualmente até atingir a maturidade, isto é, um equilíbrio relativo com as condições ambientais. Esse processo inicia-se com a instalação de uma população pioneira que pode ser representada pelos líquens. Sobre esses seres vivos, é incorreto afirmar que:

a) São associações de mutualismo entre fungo e alga.

b) São bons indicadores de poluição ambiental.

c) Nessa relação a alga absorve água e sais minerais do solo, fornecendo-os aos fungos.

d) Na sucessão ecológica são capazes de modificar o ambiente e são substituídos por outras espécies de plantas e animais.

16. (UNITAU) A tira abaixo descreve uma relação ecológica em que duas espécies, cujas populações interagem, apresentam efeitos benéficos uma sobre a outra, no lugar de efeitos prejudiciais. Os efeitos benéficos para uma das populações são necessários para o crescimento ou sobrevivência da outra. Esse tipo de relação é definido como:

16

a) Neutralismo.

b) Amensalismo.

c) Competição.

d) Parasitismo.

e) Mutualismo.

17. (UEPG) As relações entre os seres vivos de uma comunidade são alvo de estudo em ecologia. Com relação a exemplos de relações ecológicas, assinale o que for correto.

01. Os corais constroem um esqueleto calcário compartilhado por centenas, milhares ou milhões de indivíduos muito semelhantes. Esse é um exemplo de colônia isomorfa, uma relação harmônica intraespecífica.

02. Nas saúvas há várias castas: as rainhas, popularmente conhecidas de içás, são fêmeas férteis; os reis, ou bitus, são machos férteis, os operários são indivíduos assexuados estéreis, que podem se apresentar sob diferentes formas, cada uma especializada no desempenho de uma tarefa no formigueiro. Esse é um exemplo de relação harmônica intraespecífica do tipo sociedade.

04. A rêmora possui uma estrutura dorsal aderente, comparável a uma ventosa, o apreensório, com o qual se prende ao corpo de tubarões. O tubarão fornece transporte gratuito para a rêmora e parece não se importar com a presença desta. As rêmoras se alimentam de restos de presas caçadas pelos tubarões, obtendo disso, vantagens. Esse é um exemplo de comensalismo, uma relação harmônica interespecífica.

08. Os cupins são incapazes de digerir a celulose da madeira que ingerem o que é feito por microrganismos que vivem em seu tubo digestório. Esses dependem igualmente da associação, pois sobrevivem somente no corpo dos cupins. Esse é um exemplo de relação harmônica interespecífica do tipo mutualismo.

16. O cipó-chumbo tem raízes especializadas, denominadas haustórios, ou raízes sugadoras, capazes de penetrar na planta hospedeira até os vasos liberianos, onde extrai seiva elaborada, rica em substâncias orgânicas, e sem lhe fornecer nada em troca. Esse tipo de simbiose é o parasitismo.

Soma das alternativas corretas:

18. (UFPel)Fóssil de animal pré-histórico é encontrado no município de Santa Maria por equipe de paleontólogos alemães.” Essa frase possivelmente apareceu nos maiores jornais do estado, ao final dos anos vinte, com as primeiras descobertas paleontológicas de répteis no estado. Ao analisarmos a quantidade de répteis fósseis no período Triássico do Rio Grande do Sul (180 milhões de anos), é possível notar que a maior parte deles é composta por dicinodontes e rincossauros, ambos herbívoros. São raríssimos os exemplares encontrados de tecodontes carnívoros. A partir dessas informações, você poderia concluir que, nesse ecossistema pré-histórico:

a) O número de presas era menor que o de predadores, fato comum até mesmo nas cadeias alimentares atuais.

b) O número de presas era maior que o de predadores, fato observado nas cadeias alimentares atuais.

c) Os dicinodontes e os rincossauros eram mais numerosos porque predavam os tecodontes.

d) Os tecodontes eram menos numerosos porque concorriam pelo mesmo alimento com os dicinodontes e os rincossauros.

e) Os rincossauros predavam os dicinodontes, concorrendo, assim, diretamente com os tecodontes, promovendo o declínio de sua população.

19. Os gráficos A e B, a seguir, mostram dois experimentos realizados com dois protozoários: Paramecium caudatum e Didinium nasutum crescendo em um mesmo meio de cultura. O experimento do gráfico A foi realizado sem imigração, enquanto o experimento do gráfico B foi conduzido com imigrações periódicas de dois dias. Acerca da biologia desses organismos e das condições de experimentos dos dados apresentados e das interações populacionais, julgue os itens a seguir.

19

I. De acordo com os gráficos A e B, D. nasutum e P. caudatum mantêm uma relação de protocooperação.

II. No gráfico B, observa-se que ambas as populações se encontram em equilíbrio dinâmico.

III. P. caudatum e D. nasutum, nos experimentos conduzidos, constituem uma comunidade.

IV. Nestes experimentos, existem apenas dois níveis tróficos: P. caudatum e D. nasutum, que correspondem, respectivamente, a produtores e consumidores primários.

Estão corretos apenas os itens:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) III e IV.

e) II e IV.

20. (FCM-PB) Analise as principais relações ecológicas e indique se é Verdadeira (V) ou Falsa (F), cada uma das afirmativas a seguir:

I. No inquilinismo o indivíduo usa outro como moradia, sem prejudicá-lo.

II. Na predação animais (carnívoros) matam e devoram outros animais.

III. No comensalismo o indivíduo usa restos da alimentação do outro, prejudicando-o.

IV. No parasitismo o indivíduo vive à custa do outro, causando prejuízos, geralmente sem levar a morte.

V. No mutualismo os indivíduos associados se prejudicam e a associação é fundamental à vida de ambos.

A sequência correta é:

a) V-F-V-V-V.

b) V-V-F-V-F.

c) F-V-V-F-V.

d) F-F-V-F-F.

e) V-F-F-V-F.

21. (COVEST) Os organismos se relacionam de várias formas. Algumas dessas relações são harmônicas, e outras, desarmônicas. Quanto a essas relações, analise o que é afirmado a seguir.

I   II

0  0 – Os liquens representam uma relação simbiótica entre bactérias e fungos.

1   1 – A relação entre o caranguejo-ermitão e a anêmona é exemplo de comensalismo.

2  2 – Na protocooperação, os indivíduos se beneficiam, mas não são dependentes um do outro.

3  3 – As micorrizas são exemplos de mutualismo.

4 4 – O comensalismo pode ser utilizado como sinônimo de simbiose obrigatória.

22. (UEM) Considerando as relações estabelecidas entre os seres vivos, assinale a alternativa correta.

a) O líquen é resultante da protocooperação entre fungos e algas.

b) Na competição interespecífica, espécies com nichos ecológicos similares competem por recursos do meio.

c) A relação estabelecida entre o pássaro anu, que come pulgas e carrapatos, com os bovinos é um exemplo de mutualismo.

d) No comensalismo, relação obrigatória, as duas espécies envolvidas são beneficiadas.

e) A associação da rêmora ou peixe-piolho, que se prende ao corpo do tubarão, é um exemplo de parasitismo, sendo, portanto, uma relação desarmônica.

23. Considere as seguintes interações entre seres vivos de uma comunidade.

1. As garças-vaqueiras que se alimentam de carrapatos ectoparasitas de búfalos.

2. Algas e fungos que formam os liquens.

3. Duas espécies de cracas que convivem em litorais rochosos e utilizam os mesmos recursos.

Os casos referidos em 1, 2 e 3 são, respectivamente, exemplos de:

a) Comensalismo, mutualismo e predatismo.

b) Comensalismo, mutualismo e competição.

c) Protocooperação, amensalismo e predatismo.

d) Protocooperação, mutualismo e competição.

e) Protocooperação, amensalismo e competição.

24. (IFSul) Em desertos norte-americanos, observam-se certos arbustos a distâncias regulares uns dos outros, porém com um certo grau de espaçamento. Descobriu-se que as folhas e as raízes desses vegetais secretam substâncias que impedem o desenvolvimento de qualquer outra planta nas proximidades, reduzindo, portanto, a disputa por água e nutrientes e beneficiando o crescimento da espécie em questão. O texto acima se refere a um tipo de interação entre seres vivos chamada de:

a) Predação.

b) Comensalismo.

c) Parasitismo.

d) Competição.

25. (UFU)

25

As tirinhas 1 e 2 tematizam, respectivamente, dois tipos de relações ecológicas denominadas:

a) Inquilinismo e Canibalismo.

b) Parasitismo e Comensalismo.

c) Mutualismo e Predatismo.

d) Parasitismo e Predatismo.

26. (CEFET-MG) A cena abaixo foi captada pelas câmeras de um fotógrafo na savana africana.

26

Nesse conjunto de relações ecológicas, o comportamento compatível com o leão, logo após esse momento, foi que esse felino:

a) Matou a hiena.

b) Afugentou a hiena.

c) Permitiu a fuga do gnu.

d) Dividiu a presa com a hiena.

e) Perdeu sua presa para a hiena.

27. (UCB) As relações ecológicas são formas de interação entre os seres vivos. Com relação aos tipos de relações ecológicas, julgue os itens subsequentes.

I   II

0  0 – Líquens são exemplos de parasitismo.

1  1 – Predação é uma interação em que uma espécie mata e devora a outra.

2  2 – Nas colônias, os indivíduos unidos atuam em conjunto, como ocorre com os corais.

3  3 – Comensalismo é uma relação em que uma espécie se beneficia dos restos de alimentação de outra sem prejudicá-la.

4  4 – Nas sociedades como a das abelhas, um indivíduo vive à custa do outro, causando prejuízos.

28. (UFPel)

28

Com base no “texto” e em seus conhecimentos, é correto afirmar que a figura mostra uma relação de:

a) Parasitismo, em que a bactéria Rhizobium promove um tumor na raiz da leguminosa e passa a se utilizar da seiva bruta absorvida através dos pelos radiculares.

b) Comensalismo, em que a bactéria Rhizobium utiliza a estrutura das raízes das leguminosas apenas para se reproduzir e fixar o N2 do ar no solo, sem causar danos às plantas. Esse nitrogênio é aproveitado somente pelas bactérias.

c) Simbiose mutualística entre uma leguminosa e bactérias Rhizobium. A bactéria transforma o nitrogênio do ar (N2), forma que não é utilizada pela planta, em uma forma que a leguminosa assimila.

d) Simbiose mutualística entre uma leguminosa e bactérias Rhizobium. A bactéria capta o nitrogênio do ar (N2) e, dessa forma, o transfere para a planta, a qual vai transformar o N2 em nitrogênio orgânico.

e) Comensalismo, em que a bactéria Rhizobium utiliza a estrutura das raízes das leguminosas para se reproduzir e captar o nitrogênio do ar (N2) e, dessa forma, o transfere para a planta, a qual vai transformar o N2 em nitrogênio orgânico.

29. (UNAMA) Os casos locais de raiva humana, no Pará, ocorrem, basicamente, por transmissão de morcegos hematófagos, que transmitem os agentes causadores da doença ao homem. A situação que existe entre os referidos seres e o homem é um típico exemplo de relação:

a) Interespecífica do tipo predatismo.

b) Interespecífica do tipo parasitismo.

c) Intraespecífica do tipo canibalismo.

d) Intraespecífica do tipo competição.

30. (UFG) As interações ecológicas interespecíficas são comuns na natureza. Uma dessas é o mutualismo, que é exemplificado pela interação entre:

a) O fungo e a alga, pois envolve uma espécie que provê substâncias inorgânicas para que a outra, que absorve luz solar, realize a fotossíntese.

b) O pássaro chupim e o tico-tico, pois envolve uma espécie que cuida dos ovos da outra até a eclosão.

c) O besouro escaravelho e o bovino, pois envolve uma espécie que busca obter alimento para suas larvas nos excrementos da outra.

d) A rêmora e o tubarão, pois envolve uma espécie que se nutre das sobras de alimentos obtidos pela outra.

e) A epífita e a planta de grande porte, pois envolve uma espécie que busca obter maior suprimento de luz no interior da mata, usando, como suporte, a outra.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 30 de abril de 2015

TIPOS DE OVOS

Com base na quantidade e na localização do vitelo (deutoplasma), substância que serve de alimento ao embrião, dentro do ovo, os ovos podem ser classificados em cinco grupos: isolécito (oligolécito ou homolécito), heterolécito (mesolécito, mediolécito ou telolécito incompleto), telolécito (megalécito ou telolécito completo), centrolécito e alécito.

I. Isolécitos

Possui pouco vitelo distribuído de modo homogêneo ou quase homogêneo dentro do citoplasma (figura abaixo). Esse ovo é encontrado nos poríferas, celenterados, moluscos, anelídeos, nematódeos, platelmintos, equinodermas e anfioxo (animal pertencente ao grupo do protocordados).

iso

II. Heterolécito

Apresenta vitelo mais abundante e distribuído de modo mais heterogêneo que o oligolécito. Possui, em última análise, quantidade de vitelo intermediária entre a dos ovos oligolécito e telolécito, daí sua denominação mesolécito ou mediolécito. Há, em verdade, uma polaridade bem nítida, havendo um polo animal (germinativo) com pouco vitelo e um polo vegetativo com maior quantidade de vitelo (figura a seguir). Nesse ovo, o núcleo está deslocado em direção ao polo animal. Embora seja próprio dos anfíbios, ele é encontrado, também, nos moluscos, platelmintos, nematelmintos, anelídeos e alguns peixes.

hetero

III. Telolécito

Nesse ovo existe uma grande quantidade de vitelo e uma perfeita distinção entre os polos animal e vegetativo. O citoplasma se separa do vitelo e se localiza juntos ao núcleo, no polo animal (figura abaixo), que forma um pequeno disco de células, denominado cicatrícula ou disco germinativo, encravado na gema. O vitelo ocupa, em verdade, quase todo ovo. Ele é normalmente volumoso e se encontra nos cefalópodas (polvos e lulas), vários peixes, répteis, aves e mamíferos prototerianos, que são ovíparos (ornitorrinco e equidna).

telo

IV. Centrolécito

Nesse ovo, o vitelo se acumula centralmente ao redor do citoplasma e do núcleo (figura a seguir). Ele é encontrado na maioria dos artrópodes (como os insetos, entre outros).

centto

V. Alécito

É semelhante ao oligolécito, diferenciando-se, principalmente, pela perda de vitelo. Nele não há, praticamente, vitelo, dai sua denominação “alécito” (“sem vitelo”). Muitas vezes é classificado como oligolécito ou isolécito. É encontrado nos mamíferos placentários.

Publicado por: Djalma Santos | 17 de abril de 2015

TESTES DE POLUIÇÃO (II)

01. (UERJ) Utilize as informações a seguir para responder esta questão

Com as chuvas intensas que caíram na cidade do Rio de Janeiro em março de 2013, grande quantidade de matéria orgânica se depositou na lagoa Rodrigo de Freitas. O consumo biológico desse material contribuiu para a redução a zero do nível de gás oxigênio dissolvido na água, provocando a mortandade dos peixes. Os dois principais grupos de seres vivos envolvidos no processo de diminuição da taxa de oxigênio disponível são:

a) Algas e bactérias.

b) Plantas e bactérias.

c) Algas e microcrustáceos.

d) Plantas e microcrustáceos.

02. (PUC-RIO) Segundo especialistas, mais da metade das espécies de anfíbios do mundo está ameaçada de extinção. As principais ameaças são a destruição dos hábitats, a poluição e o aquecimento global. Entre as principais características que tornam os anfíbios particularmente sensíveis a alterações ambientais provocadas pelo ser humano, podemos citar:

a) Respiração pulmonar, ovo com casca e pequena diversidade de espécies.

b) Respiração cutânea, pele permeável, presença de larvas aquáticas e adultos terrestres.

c) Pele impermeável, respiração cutânea, presença de larvas aquáticas e adultos terrestres.

d) Dependência de ambientes úmidos, pele impermeável e ovo com casca.

e) Respiração cutânea, pele permeável e ovo com casca.

03. (UNAMA) “Rios poluídos com mercúrio, solo remexido, patrimônio nacional retirado sem pagamento de impostos e violência. Esse é o saldo deixado pelos garimpos em parques e reservas da Amazônia. […] A floresta de Carajás fica no leste do Pará, ao lado da mina de Serra Pelada, explorada por milhares de garimpeiros na década de 1980 e considerada o maior garimpo a céu aberto do mundo. […] Para o meio ambiente, o principal prejuízo dessa atividade é a poluição da água, que começa com o desvio dos rios e córregos. Depois disso, os garimpeiros jogam um jato de água sobre a terra, para desprender o ouro contido no solo, causando muita lama e assoreando os cursos d’água. Para separar o ouro de outros minerais, é utilizado o mercúrio, um metal tóxico causador de várias doenças, que contamina os rios. Dependendo do tamanho do garimpo, pode ocorrer até um rebaixamento do lençol freático, prejudicando as nascentes. […] Não são apenas os rios que sofrem com o garimpo. Segundo o Instituto Chico Mendes – órgão federal responsável pelos parques e reservas federais – nas minas clandestinas do Amapá, foram encontrados altos índices de alcoolismo, prostituição e notícias de mortes violentas”.

                                   (Adaptado de http://www.globoamazonia.com/Amazonia/0,,MUL1301486-16052,00EM+BUSCA+DE+OURO+GARIMPEIROS+INVADEM+PARQUES+E+RESERVAS+DA+AMAZONIA.html. Acesso: 19/09/2013).

Em relação às consequências provocadas pela poluição do mercúrio, podemos afirmar que:

a) Para separar o ouro, os garimpeiros utilizam o mercúrio, um metal tóxico que contamina os rios e que causa várias doenças.

b) Além da poluição da água, com o desvio de rios e córregos, o mercúrio envenena e mata várias formas de vida, com exceção dos peixes.

c) O garimpo não provoca grandes problemas ambientais nos parques e reservas da Amazônia, mas causa, principalmente, problemas sociais.

d) Além dos problemas ambientais nos rios, as práticas do garimpo causam graves problemas sociais, resolvidos pelo Instituto Chico Mendes, órgão federal responsável em resolver, principalmente, os conflitos socioculturais.

04. A água na Terra pode ficar comprometida se não houver cuidado suficiente para mantê-la saudável. São medidas para diminuir a poluição de águas, exceto:

a) Proibir e fiscalizar lançamentos de produtos químicos na água.

b) Controlar a poluição dos garimpos.

c) Fiscalizar a exploração e uso do petróleo.

d) Usar de modo correto fertilizantes e adubos.

e) Aumentar a presença de bactérias coliformes.

05. (MACKENZIE) A quantidade de CO2 (gás carbônico) na atmosfera vem aumentando devido, principalmente, à queima de combustíveis fósseis. Segundo alguns cálculos, nos últimos 100 anos, a concentração de gás carbônico, na atmosfera, passou de 0,029% para 0,040%. Com relação ao meio ambiente, esse aumento é:

a) Insignificante, pois não passa de 1% e não provoca, portanto, alterações ambientais.

b) Até interessante, pois aumenta a matéria-prima para a fotossíntese das plantas.

c) Insignificante, já que as plantas, pela fotossíntese, consomem todo o excesso.

d) Significativo, pois corresponde a cerca de 38%, trazendo consequências sérias, como o aumento da temperatura global.

e) Significativo, pois o gás carbônico é o principal responsável pela destruição da camada de ozônio da atmosfera.

06. (FGV-SP) Assinale a afirmativa correta sobre ozônio.

a) Porque pode absorver radiação ultravioleta, o ozônio é utilizado para a desinfecção da água potável.

b) Porque pode matar bactérias, a presença do ozônio no ar que respiramos é benéfica à saúde humana.

c) Os efeitos benéficos do ozônio à saúde humana se devem à sua propriedade de absorver radiação infravermelha.

d) Como o ozônio reage com a radiação ultravioleta ao nível do solo, ele protege os humanos contra câncer de pulmão.

e) A diminuição dos níveis estratosféricos de ozônio é uma preocupação mundial no que diz respeito ao meio ambiente.

07. (IFMT) Muitas donas de casa, assim como empregadas domésticas, diaristas e, em alguns casos, até homens do lar, tomam algumas medidas para a preservação do meio ambiente. Entretanto, um fato, que para alguns pode parecer simples, faz toda a diferença quando falamos em preservação ambiental, o descarte inadequado de produtos como óleo e gordura nos esgotos das residências. O óleo e a gordura utilizados em frituras não se misturam com a água, pois são insolúveis. Se o mesmo for despejado na pia ou descartado inadequadamente, os riscos ao meio ambiente são enormes. Quando esse mesmo óleo de fritura chegar aos rios, córregos e lagoas vai ocorrer a formação de uma camada sobre a água, e serão aglomerados entulhos e lixos dos mais variados tipos. Assim sendo, o acúmulo dificultará a passagem da luz, evitando a oxigenação e a evaporação da água, causando imediatamente a morte de qualquer tipo de vida aquática. Qual medida não seria correta para contribuir com a preservação do meio ambiente?

                                                                                                           (www.gazetadacidade.com/)

a) Enviar o produto para uma entidade que o reaproveite.

b) Despejar o produto diretamente no solo.

c) Esperar o óleo esfriar e colocá-lo em garrafas PET. Quando reunir uma quantidade significativa vá a uma das muitas redes de varejista que fazem a coleta do produto.

d) Utilizar o óleo na fabricação doméstica de sabão. Muitas pessoas necessitam de doações desse produto queimado.

e) Realizar o tratamento de sua caixa de gordura periodicamente.

08. (IFG) (…) Na rota de atrocidades, um massacre indígena. São desconhecidos os números. Mas, dizem as más línguas, foram 80 os índios ianomâmis assassinados em nome do ouro.

Em agosto de 2012, a organização não governamental Survival International noticiou o massacre – que ocorrera provavelmente em julho do mesmo ano, nas lonjuras remotas da terra indígena Irotatheri, na Venezuela, próximo à fronteira com o Brasil. Apenas três índios sobreviveram.

Versão mais aceita: garimpeiros pouco amigáveis teriam invadido a área – rica no valioso metal dourado – e incendiado a aldeia. “Testemunhas disseram ter encontrado corpos e ossos queimados”, lê-se na página da Survival International na internet.

Apesar de relatos estimarem em 80 o número de indígenas mortos, a Survival International diz que esse número ainda não foi confirmado. “Em uma área tão remota, é muito difícil confirmar esse dado com precisão, mas o caso ainda está sendo investigado”, esclareceu a ONG à Ciência Hoje On-line.

Disponível em: <http://cienciahoje.uol.com.br/especiais/rastros-domercurio/ cicatrizes-abertas>. Acesso em: 28 jun. 2013. [Adaptado].

Sobre esse assunto e outros relacionados aos aspectos ecológicos, assinale a alternativa incorreta:

a) Além dos problemas sociais mencionados no texto, a extração de ouro, na maioria das vezes, está relacionada a vários problemas ambientais.

b) O mercúrio, utilizado para separação do ouro, tem efeito cumulativo nas cadeias alimentares, concentrando-se em maior quantidade nos vegetais aquáticos do que nos consumidores de segunda ordem.

c) o mercúrio pode causar problemas de saúde não só nos animais aquáticos como, também, na população humana, provocando, entre outros, complicações no sistema nervoso.

d) o texto faz referência a um bioma brasileiro caracterizado por apresentar grande biodiversidade e baixa densidade populacional

e) O consumo de ouro nos centros urbanos é um dos fatores que podem, indiretamente, contribuir para agravar a situação dos povos indígenas de algumas regiões do país.

09. (UNAMA) O uso de mercúrio nos garimpos , para separar o ouro do cascalho, tem provocado graves problemas ao ambiente, porque grandes quantidades de mercúrio são lançadas nas águas dos rios, envenenando e matando diversas formas de vida, podendo atingir até o ser humano. Esse fato é decorrente do (da):

a) Diminuição de oxigênio na água.

b) Competição entre as espécies de peixes.

c) Aumento da proliferação de peixes e algas.

d) Introdução desse metal nas cadeias alimentares.

10. (VUNESP) Dentre as várias formas de interferência do homem no ambiente natural, pode ser citada a destruição da camada de ozônio. Uma das consequências previsíveis advindas desse fenômeno para a humanidade seria:

a) O aumento da temperatura da Terra, o que derreteria as calotas polares, elevaria o nível dos oceanos, submergindo cidades costeiras.

b) O aumento da concentração de CO, que tem a propriedade de combinar-se com a hemoglobina do sangue de maneira estável, prejudicando assim o transporte de oxigênio.

c) O aumento da concentração de dióxido de enxofre, que, em contato com ar úmido, se oxida e se transforma em ácido sulfúrico, que ataca mármores, paredes de edifícios, carros etc.

d) A ocorrência frequente de inversão térmica, levando a aumentos apreciáveis das taxas de poluentes do ar.

e) O aumento na incidência da radiação ultravioleta proveniente do Sol, o que provocaria, muito provavelmente, um acréscimo da taxa de mutação gênica e casos de câncer de pele.

11. (FGV-SP) Assinale a alternativa que relaciona a possível sequência temporal dos eventos numerados a seguir, que ocorreriam como consequência do despejo de esgotos.

I. Proliferação de algas fotossintetizantes.

II. Morte de organismos aeróbicos (autótrofos e heterótrofos).

III. Diminuição do teor de gás oxigênio na água.

IV. Proliferação de microrganismos aeróbicos.

V. Aumento de nutrientes nitrogenados e fosfatados.

a) V, I, IV, III, II.

b) V, IV, III, II, I.

c) IV, I, II, III, V.

d) I, III, II, IV, V.

e) IV, III, V, II, I.

12. (UEL) O fenômeno da inversão térmica, quando ocorre em grandes cidades, agrava o problema da poluição atmosférica. Principalmente no inverno, quando ocorre a diminuição da incidência de radiação solar sobre a superfície, o ar adjacente ao solo pode não ser suficientemente aquecido, tornando-se mais frio que a camada imediatamente superior, provocando assim a inversão térmica. Com a ausência de movimentos verticais do ar, os poluentes ficam retidos na baixa atmosfera. Sobre a inversão térmica, assinale a alternativa correta.

a) O ar frio livre de poluentes se eleva naturalmente na atmosfera, evitando a ocorrência do fenômeno da inversão térmica.

b) A mistura vertical de ar, durante a inversão térmica, ocorre por meio do movimento descendente do ar quente.

c) A dispersão dos poluentes na atmosfera ocorre durante a inversão térmica porque o ar quente é mais denso que o ar frio.

d) A inversão térmica ocorre porque, durante o inverno, a energia solar aquece apenas a alta atmosfera.

e) A inversão térmica ocorre em virtude da insuficiência de radiação solar na superfície terrestre de determinada região e consequente ausência de convecção térmica.

13. (UNAMA) A camada de ozônio (constituída de gás O3), protege o planeta da radiação ultravioleta e funciona como um verdadeiro “filtro solar”. No entanto, essa camada está sendo destruída pelo aumento da concentração de CFCs (clorofluorcarbono, gases sintéticos produzidos em laboratório e indústrias) na atmosfera. Dentre as medidas que nós, seres humanos, devemos praticar para evitar essa destruição é correto:

a) Evitar a queima de combustíveis fósseis como gasolina e carvão.

b) Evitar a queimada de nossas florestas.

c) Evitar o uso de sprays e de aerossóis.

d) Aumentar as reservas de petróleo.

14. (MACKENZIE) Cientistas mediram a quantidade de carbono nos solos de 2.179 localidades do Reino Unido em 1978, 1994/5, 1996/7 e 2003. Verificaram que quase todos os solos estavam perdendo carbono, a uma taxa média de 0,6 % ao ano, o que significa 13 milhões de toneladas anuais. Como a perda aconteceu mesmo em solos que não são usados para agricultura, os pesquisadores assumem que a mudança seja ocasionada pelo aumento da temperatura global no último século, que foi de 0,7ºC. Quanto mais calor, maior a atividade de micróbios que decompõem matéria orgânica no solo, liberando CO2, o que, por sua vez, aumenta ainda mais a temperatura.

                               Folha Ciência, 08/09/2005

Analisando-se o texto, é correto afirmar que:

a) A quantidade de CO2 liberada do solo é insignificante, comparando-se com a quantidade liberada à atmosfera por outras fontes, não constituindo, portanto, motivo de preocupação.

b) O problema da liberação do CO2 pode ser resolvido se forem eliminados os micróbios responsáveis pela produção desse gás.

c) Essa perda de CO2 pelos solos aumenta a taxa de CO2 da atmosfera e favorece a ocorrência do efeito estufa.

d) O aumento na quantidade de CO2 da atmosfera não tem relação com o efeito estufa.

e) O efeito estufa não ocorre, mesmo que haja aumento na taxa de CO2 na atmosfera, pois as plantas, por meio da fotossíntese, utilizam todo o excesso desse gás.

15. (UFJF) Compostos não biodegradáveis descartados, principalmente pelas indústrias, acumulam-se no ambiente e podem causar sérios problemas para a saúde dos organismos. Se ocorrer uma contaminação por inseticida num rio de porte médio, provavelmente haverá maior concentração do produto por massa do organismo:

a) No fitoplâncton, porque são organismos direta e imediatamente atingidos por esses compostos.

b) No zooplâncton, porque reúne numerosos organismos que se alimentam do fitoplâncton.

c) Nas plantas aquáticas (macrófitas), porque vivem muito mais que o zooplâncton e constituem parte da biomassa aquática.

d) Nos peixes herbívoros, porque se alimentam do fitoplâncton e das plantas aquáticas, podendo viver vários anos.

e) Nos peixes carnívoros, porque se alimentam dos peixes herbívoros, embora tenham biomassa total menor.

16. (UEM) O consumo desenfreado de matérias-primas não renováveis, o aumento da produção de lixo, a poluição da terra, do ar e das águas e o efeito estufa são as principais mazelas que a sociedade moderna precisa solucionar, para não comprometer as gerações futuras. A respeito disso, assinale o que for correto.

01. O processo de queima de matéria orgânica, com o aproveitamento do calor gerado para movimentar uma turbina e produzir eletricidade, pode ser considerado um tipo de reciclagem.

02. O desmatamento pode causar a erosão e o empobrecimento do solo pela lixiviação de minerais, como os nitratos e fosfatos, que são importantes para o crescimento de seres vivos.

04. Diversas substâncias tóxicas lançadas no meio ambiente, como o mercúrio e inseticidas, concentram-se em níveis tróficos superiores nas cadeias alimentares, podendo atingir o homem.

08. A eutroficação de rios leva a uma grande multiplicação de bactérias aeróbicas.

16. O petróleo, o etanol e o gás natural são exemplos de matérias-primas não renováveis.

Soma das alternativas corretas:

17. (UPF)

17

Você também pode contribuir com a reciclagem, pois quanto maior o reaproveitamento de componentes do lixo, menor será a produção e a pressão sobre os recursos naturais. Dentre os poluentes, o mercúrio tem efeito cumulativo e, quando convertido em metilmercúrio, torna-se extremamente tóxico, causando a perda da coordenação, surdez, cegueira e até a morte. Com relação ao efeito cumulativo do mercúrio, pode-se afirmar que:

a) Sob ação da radiação nuclear, o mercúrio é convertido em metilmercúrio e se concentra na base da cadeia alimentar aquática.

b) Produz emissões radioativas cancerígenas, quando armazenado em elevadas concentrações.

c) O mercúrio, ao se combinar com resíduos de plásticos e latas queimadas, se incorpora na fumaça e pode ser absorvido, concentrando-se nos pulmões.

d) Este metal entra na cadeia alimentar pelos animais carnívoros.

e) Os resíduos podem ser concentrados na cadeia alimentar, causando riscos à saúde dos seres vivos, principalmente dos últimos níveis tróficos.

18. (UFJF) Após 14 meses de trabalho, um biólogo, responsável por uma estação de piscicultura, apresentou à sua chefia um relatório contendo as seguintes informações: no 3º mês de trabalho, deparou-se com um sério problema de ectoparasitoses nas brânquias e na pele dos peixes. Assim, do 4º ao 10º mês, tratou-os, utilizando uma substância química que, dissolvida na água, matava os ectoparasitos. Para avaliar a relação custo/benefício do uso dessa substância, levou em consideração a variação das densidades populacionais dos peixes e dos ectoparasitos registradas no gráfico a seguir.

18

No 14º mês, decidiu, de forma definitiva, não mais usar essa substância química porque verificou que a mesma:

a) Não interferiu na densidade populacional dos peixes, que se manteve constante durante todo o período do tratamento.

b) Interferiu na densidade populacional dos ectoparasitos apenas após o 5º mês de tratamento.

c) Não se mostrou necessária após a suspensão do tratamento, pois as densidades populacionais apresentaram uma tendência à estabilização.

d) Foi eficiente apenas durante o segundo mês de tratamento, quando a densidade populacional dos ectoparasitos sofreu a maior queda.

e) Não se revelou eficiente contra os ectoparasitos nos seis meses de tratamento.

19. (UDESC) Assinale a alternativa correta a respeito do gás ozônio (O3) e dos clorofluorcarbonos (CFCs).

a) A camada de ozônio, quando em contato com CFCs, cria uma camada refletora dos raios ultravioletas.

b) O ozônio e os CFCs são nocivos aos seres vivos, pois impedem a incidência da radiação ultravioleta na superfície terrestre.

c) O ozônio e os CFCs são os únicos responsáveis pelas mudanças climáticas observadas nos últimos anos.

d) A camada de ozônio protege os seres vivos do excesso de radiação ultravioleta e pode ser destruída pela ação dos CFCs na estratosfera.

e) A camada de ozônio na estratosfera tem sido recuperada devido às interações da radiação ultravioleta com os CFCs.

20. (UCS) A indústria queima cada vez mais combustível, como o carvão mineral e o óleo diesel, para poder atender à demanda de consumo da população. Alguns dos gases liberados, como o SO2 e o NO2, provocam uma série de doenças respiratórias. Sobre a poluição atmosférica podemos dizer que:

a) Esses gases tóxicos provocam bronquite, asma, enfisema pulmonar e tuberculose.

b) Reagindo com vapor d’água, esses óxidos podem formar ácido sulfúrico (H2SO4) e ácido nítrico (HNO3), provocando chuvas ácidas.

c) Os países que não utilizam essas fontes de energia não estão sujeitos aos gases tóxicos da atmosfera.

d) As chuvas ácidas decorrentes da contaminação atmosférica provocam alteração do pH do solo, tornando-o alcalino.

e) O SO2 e o NO2 são os principais gases causadores do efeito estufa.

21. (PUC-PR) Os fungos basidiomicetos lignocelulolíticos também são utilizados para biodegradação de substâncias químicas recalcitrantes à degradação biológica no meio ambiente. Esse interesse baseia-se na capacidade desses organismos de degradar diversas moléculas poluentes como pesticidas clorados (DDT), dioxinas (2, 3, 7, 8 – tetraclorodibenzo-p-dioxina), hidrocarbonetos aromáticos (benzo-α-pireno), além de bifenilas policloradas, pentaclorofenol e hexaclorobenzeno. A capacidade desses fungos em degradar tais substâncias está relacionada ao sistema enzimático inespecífico que possuem, capaz de desestabilizar moléculas com grande estabilidade química, além do fato de lançarem as enzimas no substrato onde colonizam, característica de todos os fungos, e, dessa maneira, sofrendo menos a ação tóxica dessas substâncias.

Fonte: <http://www.biodiversidade.pgibt.ibot.sp.gov.br/Web/pdf/Fun te: <http://www.biodiversidade.pgibt.ibot.sp.gov.br/Web/pdf/Fungos_Ricardo_Silva_e_Glauciane_Coelho.pdf&gt;.Acesso em: 11.05.13

Sobre as vantagens de utilização desses fungos em processos de biorremediação, marque a alternativa:

a) A produção de compostos químicos que não participam facilmente dos ciclos globais de carbono, nitrogênio e enxofre originaram grave problema de poluição para o meio ambiente; com a fotossíntese, os fungos degradam esses compostos tóxicos.

b) Os fungos basidiomicetos lignocelulolíticos promovem a degradação de solos, resíduos e efluentes industriais contaminados com substâncias recalcitrantes como o DDT, podendo minimizar a magnificação trófica.

c) Com a biorremediação, não há mais necessidade de proibição do uso de agrotóxicos como DDT, pois os fungos irão degradar esses compostos através de seu sistema enzimático específico.

d) Uma das vantagens da biorremediação é o custo, pois os fungos basidiomicetos que conseguem utilizar elementos tóxicos estão presentes em ambientes inóspitos, realizando fotossíntese mesmo na ausência de material orgânico.

e) Além de ser de baixo custo, pode resultar na transformação dos contaminantes em produtos finais nocivos e não biodegradáveis.

22. (PUC-RIO) O aquecimento global é considerado por inúmeros cientistas como sendo um fenômeno provocado pelo homem em função do desequilíbrio causado no ciclo do carbono. Considerando que esses cientistas estejam certos, é correto afirmar que:

a) Mecanismos que aumentem o sequestro de carbono por organismos autotróficos reduzem a disponibilidade do monóxido de carbono na atmosfera, contribuindo para diminuir o efeito estufa.

b) A liberação do gás carbônico na atmosfera devido a atividades humanas, como a queima de combustíveis fosseis, é feita a uma velocidade muito maior do que a assimilação pela fotossíntese.

c) O aumento da concentração de gás carbônico na atmosfera está sendo provocado principalmente pela diminuição no sequestro do carbono pelos organismos fotossintetizantes.

d) As queimadas florestais são a principal causa do aquecimento global.

e) Os países pobres, em geral, contribuem mais para o aquecimento global que os países ricos.

23. (UFPel)

23

Analise a história em quadrinhos, cujo autor é Maurício de Sousa, em que as personagens são Chico Bento e seu primo Zé Lelé – crianças que vivem na zona rural. Se for considerado o desmatamento como foco principal da tira, assinale – também a partir de seus conhecimentos – a alternativa que remete à leitura equivocada do assunto. A imagem vista:

a) Reflete as formas de apropriação dos recursos naturais que contribuem para o aumento do gás carbônico na atmosfera e, consequentemente, do efeito estufa.

b) Mostra a exploração desordenada que ocasiona danos às paisagens naturais, com o aumento de áreas devastadas, o que acentua a capacidade que a superfície da Terra possui de refletir a energia, na forma de calor.

c) Demonstra uma das causas para o aumento dos processos erosivos, que promovem o assoreamento dos rios, uma vez que o solo destituído de cobertura vegetal tem a retenção de água da chuva prejudicada, o que favorece enxurradas.

d) Aponta para a diminuição da biodiversidade e para o aumento do gás carbônico, o que leva à indispensabilidade de uma relação harmônica entre aspectos ecológicos e culturais.

e) Confirma as mudanças que geraram uma nova organização do espaço brasileiro, ordenada pelo crescente processo de redução do dióxido de carbono – pelos organismos heterotróficos –, e ocasionada pela intensa ocupação da terra.

24. (UNAMA) Cientistas acreditam que o reflorestamento e o plantio de árvores em áreas sem vegetação, podem contribuir para minimizar o aquecimento global. A redução desse aquecimento ocorreria porque:

a) Diminuiria a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera, que seria utilizado pela fotossíntese.

b) Aumentaria a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera, liberado pela respiração celular.

c) A expansão das florestas seria inibida, em longo prazo, pelo excesso de gás carbônico liberado.

d) Diminuiria o efeito estufa, com a liberação de gás carbônico, devido à expansão da cobertura vegetal.

25. (UFPR) Considere o texto a seguir:

Na revista Science, em artigo assinado por 12 pesquisadores do Brasil e outros países da América Latina, os autores explicam que fatores como o crescimento do cultivo de soja, a queima desenfreada de vegetação natural e sistemas inadequados de tratamento de esgoto têm levado a América Latina a experimentar níveis alarmantes de emissão de nitrogênio, na forma de óxido nitroso (N2O), na atmosfera.

Desde a década de 1990, o plantio de soja se expande em território latino-americano, e a região já responde por 40% da produção mundial – acima de qualquer outro bloco continental. Especificamente no caso do Brasil, o uso agrícola de áreas que antes tinham importante papel na fixação de nitrogênio contribui para a liberação da substância no ar.

Estima-se que 150 mil km2 de mata nativa são queimados anualmente na América Latina, transferindo grande quantidade de nitrogênio reativo para a atmosfera, que eventualmente se deposita em ambientes aquáticos e terrestres.

O uso de fertilizantes nitrogenados em lavouras, que também promove a emissão de N2O na atmosfera, ainda é menor do que em países europeus, Estados Unidos e China, mas o crescimento ocorre a passos largos.

“Essa tendência pode ser vista como algo bom, pois aumenta a produtividade de lavouras, mas é preciso que esse tipo de produto seja usado de maneira eficiente”, afirma Martinelli, pesquisador da USP. Na dose errada e no momento errado, o fertilizante se torna um poluente. “Por um lado, o contato da população com esgoto não tratado causa diversas doenças de veiculação hídrica; por outro, provoca o fenômeno da eutrofização [excesso de nutrientes em uma massa de água]”, explica.

“A entrada de nitrogênio estimula o crescimento de microrganismos que, após um tempo, morrem e são decompostos. Esse processo de decomposição usa como combustível o oxigênio dissolvido na água, que acaba faltando para peixes e outros organismos”, completa. “Nitrogênio é como um remédio: é bom na dose e hora certa; do contrário, é prejudicial”.

(Célio Yano – Ciência Hoje On-line/ PR. A ameaça fantasma. Adaptado de: <http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2013/04/ameaca-fantasma&gt;. Acesso em 22 abr.2013.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o ciclo do nitrogênio, assinale a alternativa correta.

a) Os microrganismos comentados no texto são as bactérias nitrificantes presentes nas raízes da soja (leguminosa), responsáveis por fixar o nitrogênio pela amonificação (NH4+), o que causa poluição na monocultura de grandes proporções.

b) O comentário “nitrogênio é como um remédio: é bom na dose e hora certa; do contrário, é prejudicial” indica que a alta quantidade de nitrogênio atmosférico ameaça diversos ecossistemas da terra pela ação humana.

c) A eutrofização é causada pela deposição sobre corpos aquáticos de fuligem proveniente de queimadas após o desmatamento.

d) O oxigênio é um combustível para o nitrogênio em ambientes aquáticos; quando este é queimado, provoca a morte dos peixes pelo excesso de nutrientes na água.

e) O óxido nitroso liberado nas queimadas e no uso de fertilizantes nitrogenados em monocultura de soja eventualmente deposita-se em ambientes aquáticos e terrestres, promovendo a produtividade, mas também a poluição.

26. (CEFET-MG) Observe o esquema de alguns fatores causadores da poluição fluvial.

26

A consequência do conjunto de eventos representados é a redução da:

a) Diversidade de seres vivos.

b) Temperatura média anual.

c) Incidência de chuvas ácidas.

d) Contaminação de lençóis freáticos.

e) Disponibilidade de matéria orgânica.

27. (UFPR) O fenômeno da “eutrofização” da água, causado pelo excesso de esgoto despejado em lagoas, pode ser explicado da seguinte forma:

a) Proliferação de microrganismos decompositores, devido a um aumento do teor de matéria orgânica, com consequente diminuição da quantidade de oxigênio presente na água.

b) Diminuição da quantidade de microrganismos decompositores, devido a um aumento no teor de matéria orgânica, com consequente diminuição da quantidade de oxigênio presente na água.

c) Proliferação de microrganismos decompositores, devido a um aumento no teor de matéria orgânica, com consequente aumento da quantidade de oxigênio presente na água.

d) Diminuição da quantidade de microrganismos decompositores, devido a uma diminuição no teor de matéria orgânica, com consequente aumento da quantidade de oxigênio presente na água.

e) Diminuição da quantidade de microrganismos decompositores, devido a um aumento no teor de matéria orgânica, com consequente aumento na quantidade de oxigênio presente na água.

28. (UNAMA) A energia hidrelétrica produzida pela passagem de água por turbinas, para gerar energia elétrica, é considerada uma das formas menos poluente de obtenção de energia. Para isso, há necessidade de desviar cursos de rios e alagar regiões para construir as usinas hidrelétricas, fato que não deixa de causar impacto sobre o ambiente porque pode:

I. Provocar alterações climáticas.

II. Causar desaparecimento da biodiversidade da região alagada.

III. Aumentar o consumo de combustíveis fósseis.

O correto está em:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I, II e III.

29. (UNESP) A forma comum, e talvez a mais antiga, de poluir as águas é pelo lançamento de dejetos humanos e de animais domésticos em rios, lagos e mares. Por serem constituídos de matéria orgânica, esses dejetos aumentam a quantidade de nutrientes disponíveis no ambiente aquático, fenômeno denominado eutrofização (do grego eu, bem, bom, e trofos, nutrição).

(José Mariano Amabis e Gilberto Rodrigues Martho. Biologia das populações, vol. 3, 2004. Adaptado.)

Nos gráficos, o eixo Y corresponde a um dentre vários fatores que se alteram durante o processo de eutrofização, e o eixo X o tempo decorrido no processo.

29

A partir das informações fornecidas, considere um lago que esteja em processo de eutrofização. O teor de oxigênio na água, a concentração de microrganismos aeróbicos, a mortandade dos peixes e a concentração de microrganismos anaeróbicos podem ser representados, respectivamente, pelos gráficos:

a) I, III, III e II.

b) III, III, II e I.

c) I, II, III e II.

d) III, I, II e II.

d) II, I, I e III.

30. (UFT) Biodigestores são constituídos por recipientes fechados, dentro dos quais microrganismos realizam a decomposição de restos de matéria orgânica, formando biogás (metano e dióxido de carbono, principalmente) e, também, uma parte sólida. Sobre os biodigestores é incorreto afirmar que:

a) O biogás formado é resultado da fermentação aeróbica da matéria orgânica.

b) A produção de biogás se apresenta como uma fonte de energia barata e ecologicamente viável.

c) Os gases liberados podem ser utilizados como forma de combustível residencial, industrial e automotivo.

d) A parte sólida produzida pela decomposição da matéria orgânica pode ser utilizada como biofertilizante na agricultura.

e) Temperatura, acidez e umidade do meio são fatores que interferem na produção do biogás e necessitam de controle no processo de biodigestão.

gab

 

Publicado por: Djalma Santos | 27 de março de 2015

TESTES DE PERMEABILIDADE CELULAR (2)

01. (INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA) Associe os conceitos aos mecanismos de transporte através de membranas.

(  ) Movimento de moléculas de soluto do local onde estão mais concentradas para o local onde estão menos concentradas de maneira a igualar a concentração.

(  ) Movimento de moléculas de soluto através de proteínas transportadoras, que não requer gasto de energia e ocorre a favor de um gradiente de concentração.

(  ) Movimento de moléculas de água através de membrana semipermeável no sentido da solução menos concentrada para a mais concentrada.

(  ) Movimento de moléculas de soluto, através de proteínas transportadoras, do meio menos concentrado para o mais concentrado contra o gradiente de concentração, ocorrendo gasto de energia.

1. Osmose

2. Difusão simples

3. Difusão facilitada

4. Transporte ativo

Assinale a sequência correta.

a) 1 – 2 – 3 – 4.

b) 3 – 2 – 4 – 1.

c) 2 – 3 – 1 – 4.

d) 1 – 4 – 3 – 2.

e) 4 – 3 – 2 – 1.

02. (UFMS)

02

Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas do texto.

a) hipotônica ─ desequilíbrio osmótico ─ absorção excessiva de água.

b) hipotônica ─ transporte ativo de minerais para fora de seus corpos ─ absorção excessiva de água.

c) hipertônica ─ desequilíbrio osmótico ─ perda de sais minerais e desidratação das espécies.

d) hipertônica ─ transporte ativo de minerais para dentro de seus corpos ─ absorção excessiva de água.

e) isotônica ─ desequilíbrio osmótico ─ perda de sais minerais e desidratação das espécies.

03. (IFSul) As células dos organismos vivos realizam processos de transportes através dos quais adquirem, do meio externo, partículas grandes ou macromoléculas como a glicose, absorvidas pela membrana plasmática. O tipo de transporte citado no texto ocorre pelo processo de:

a) Pinocitose.

b) Fagocitose.

c) Clasmocitose.

d) Exocitose.

04. (FAMERP) A figura ilustra a organização molecular de uma membrana plasmática. Os números 1, 2 e 3 indicam seus principais componentes.

04

As moléculas dos gases respiratórios, oxigênio e dióxido de carbono, entram e saem das células pelo processo de:

a) Difusão simples, através do componente 1.

b) Difusão facilitada, através do componente 2.

c) Transporte passivo, através do componente 3.

d) Transporte ativo, através do componente 1.

e) Osmose, através do componente 2.

05. (UFRN) Os alvéolos são responsáveis pelas trocas gasosas entre o pulmão e o sangue. O sangue que chega aos alvéolos absorve o gás oxigênio inspirado da atmosfera, elimina gás carbônico no interior dos alvéolos, que é logo expelido do corpo, por meio da expiração. É correto afirmar que o movimento desses gases na membrana plasmática das células durante as trocas gasosas é feito por:

a) Osmose.

b) Difusão simples.

c) Transporte ativo.

d) Difusão facilitada.

06. (UNEASPAR) A membrana plasmática corresponde a uma parte da célula que controla as trocas entre os meios intracelular e extracelular. A difusão de moléculas de água através das membranas é a osmose. Sobre este processo, assinale a alternativa correta.

a) Quando uma célula é colocada em uma solução hipertônica, ela perde água para a solução.

b) A osmose é um processo exclusivo de células animais.

c) Uma célula quando colocada em uma solução hipotônica perde água para a solução.

d) As células vegetais em meio hipertônico, ganham água e se rompem;

e) A osmose é um tipo de transporte ativo e consome ATP.

07. (IFSuldeMinas) Notícias recentes dos últimos meses nos dão conta de que São Paulo tem utilizado as águas profundas (chamado volume morto) do Sistema da Cantareira; tal medida tem causado muita polêmica em torno da falta de água. No entanto, sabe-se que o Estado de São Paulo é banhado pelo Oceano Atlântico. A água do oceano não pode ser usada para consumo, sem o tratamento adequado, tratamento esse chamado de dessalinização. A dessalinização de água por osmose inversa é uma alternativa, para retirar o sal da água e eliminar vírus, bactérias e fungos, podendo assim, disponibilizar água potável para a população e melhorar a qualidade de vida.

Fonte:http://ambientes.ambientebrasil.com.br/agua/artigos_agua_salgada/dessalinizacao_da_agua_do_mar.htm.Acesso em 10/09/2014. Adaptado.

Não é possível o consumo da água do mar, porque essa água salgada causaria nas células sanguíneas:

a) A lise, seguida de extravasamento do conteúdo intracelular no meio.

b) Uma intensa difusão facilitada para o interior das células, inchando-as.

c) Uma grande desidratação dessas células o que afetaria o metabolismo.

d) Endocitoses sucessivas gerando um stress celular que a levaria a morte.

08. (IFNMG) As trocas de substâncias entre células se dá por intermédio da membrana celular que apresenta semipermeabilidade, favorecendo o deslocamento de água e moléculas de acordo com as concentrações dos meios. Em uma análise experimental para simular essas trocas, dois compartimentos A e B foram separados por uma membrana impermeável a solutos.

08

Fonte: http://www.portaldoprofessor.mec.gov.br.

Acesso em: 23 out. 2014.

O gráfico acima representa a variação de volume do compartimento A. A partir da análise do gráfico, assinale o processo envolvido e a concentração da solução no compartimento B, no início do experimento.

a) Difusão e hipertônica.

b) Difusão e hipotônica.

c) Osmose e hipotônica.

d) Osmose e hipertônica.

09. (UFAM) Um professor de Biologia levou seus alunos ao laboratório, para o desenvolvimento de uma atividade sobre osmose. Sobre a bancada, havia três frascos, cada um contendo uma solução salina de concentração diferente. Cada frasco (01, 02 e 03) recebeu um fragmento de tecido vegetal e após alguns minutos, o fragmento de tecido foi observado ao microscópio, onde os alunos puderam observar o resultado a seguir:

– Frasco 01: as células apresentaram-se túrgidas.

– Frasco 02: as células apresentaram-se plasmolisadas.

– Frasco 03: as células apresentaram-se inalteradas.

Com base no resultado observado, assinale a alternativa correta:

a) As soluções dos frascos 01 e 02 são hipotônica e hipertônica, respectivamente, em relação ao meio intracelular.

b) As soluções dos frascos 02 e 03 são hipotônica e isotônica, respectivamente, em relação ao meio intracelular.

c) As soluções dos frascos 01 e 03 são hipertônica e isotônica, respectivamente, em relação ao meio intracelular.

d) As soluções dos frascos 01 e 02 são hipertônica e hipotônica, respectivamente, em relação ao meio intracelular.

e) As soluções dos frascos 02 e 03 são hipotônica e hipertônica, respectivamente, em relação ao meio intracelular.

10. (IFPE) A difusão simples e a osmose são dois fenômenos puramente físicos que promovem a entrada e saída de substâncias na célula. Ambos os fenômenos citados ocorrem devido a um gradiente de concentração entre o meio interno e o externo da célula. Sobre esses dois fenômenos, assinale a única afirmativa correta.

a) Quando o meio intracelular é hipotônico, em relação ao meio extracelular, poderá ocorrer saída de solutos da célula por difusão.

b) Os fenômenos de difusão e osmose, que permitem a troca de substâncias entre a célula e o meio no qual ela se encontra, somente ocorrerão em células vivas.

c) A entrada de substâncias na célula por difusão consome muito mais energia que a saída de substâncias da célula por osmose.

d) Em uma célula cujo meio intracelular é hipotônico em relação ao meio extracelular, deverá ocorrer a saída de água.

e) A difusão somente ocorrerá de fora para dentro da célula se o meio intracelular for hipertônico em relação ao meio extracelular.

11. (FUVEST) Nas figuras abaixo, estão esquematizadas células animais imersas em soluções salinas de concentrações diferentes. O sentido das setas indica o movimento de água para dentro ou para fora das células, e a espessura das setas indica o volume relativo de água que atravessa a membrana celular.

11

A ordem correta das figuras, de acordo com a concentração crescente das soluções em que as células estão imersas, é:

a) I, II e III.

b) II, III e I.

c) III, I e II.

d) II, I e III.

e) III, II e I.

12. (UPE) A célula, a fim de manter seu estado natural de funcionamento, recorre a estratégias diversas, entre as quais a natureza, a dimensão e a quantidade de substância a ser internalizada e a forma pela qual será conduzida ao seu interior. Para a ingestão ou eliminação de macromoléculas como proteínas, ácidos nucleicos ou polissacarídeos, a passagem através da membrana é mediada pela formação de uma invaginação nessa estrutura. Assim, observe a ilustração abaixo que mostra um tipo de transporte realizado por ela.

12

(Disponível em: http://euamobyologia.blogspot.com.br/2014/05/envoltorio-celular-membrana-plasmatica.html. Adaptado)

Sobre essa ilustração, leia as afirmativas a seguir com relação aos tipos de transporte – endocitose e exocitose – realizados pela célula.

I. O esquema “1” corresponde ao processo de secreção celular (função heterofágica), que, nos glóbulos brancos, consiste na eliminação de resíduos provenientes da defesa contra bactérias as quais invadem o organismo e da digestão intracelular (função autofágica). Na ameba, a digestão intracelular consiste em um processo nutritivo no qual a absorção de substâncias ocorre através da

membrana e da evaginação celular.

II. O esquema “1” indica a exocitose, tipo de transporte, que consiste na eliminação de compostos contidos em vesículas para o meio exterior a partir das fases de migração das vesículas através do

citoplasma. Consiste também na fusão das vesículas com a membrana celular e o lançamento do conteúdo das vesículas no meio exterior, sem que haja permeabilização através da membrana celular.

III. O esquema “2” indica a pinocitose, tipo de transporte, que consiste na entrada de substâncias em solução, do meio extracelular para o meio intracelular, por evaginação da membrana plasmática. Nesse processo, não há gasto de energia, e as partículas englobadas formam vesículas. Esse processo ocorre em células específicas, sendo observado em microscopia eletrônica.

IV. O esquema “3” indica fagocitose, tipo de transporte, que consiste na entrada de substâncias grandes ou sólidas por englobamento dessas a partir da emissão de pseudópodes. Nesse processo, há o gasto de energia e, nas células em que o material ingerido fica no interior do vacúolo alimentar, este é degradado por ação de enzimas específicas.

V. A ilustração corresponde a processos responsáveis pelo transporte de macromoléculas no interior da célula. Extremamente importantes para a defesa do nosso organismo, esses tipos de transporte funcionam como uma linha de defesa inespecífica, uma vez que muitas substâncias estranhas são detectadas e logo eliminadas do nosso corpo.

Está correto, apenas, o que se afirma em:

a) I, III e IV.

b) I, IV e V.

c) II e III.

d) II, III e V.

e) II e IV.

13. (UEPG) A figura abaixo esquematiza o transporte da bomba de sódio e potássio na célula. Com relação a esse mecanismo, assinale o que for correto.

13

Adaptado de: Linhares, S.; Gewandsznajder, F. Biologia hoje. 15a ed. Volume 1.

Editora Ática. São Paulo. 2010.

01. Esse tipo de transporte é ativo e com gasto de energia devido à concentração de sódio (Na+) fora da célula ser maior que em seu interior, ocorrendo o oposto com o potássio (K+).

02. Nessa bomba de sódio e potássio, para cada três íons sódio que saem, entram dois potássios. Desse modo, surge uma diferença de cargas elétricas entre os dois lados da membrana, que fica positiva na face externa e negativa na interna.

04. A difusão facilitada apresentada na figura com o sódio (Na+) e o potássio (K+) ocorre nas células para equilibrar as concentrações desses dois íons entre as duas faces da membrana.

08. Outra função desse mecanismo de transporte é aumentar a concentração de íons no citoplasma. Essa função está atrelada a difusão de água para impedir a plasmólise da célula.

16. Esse tipo de transporte ocorre sempre a favor do gradiente de concentração para os íons sódio (Na+), e contra o gradiente de concentração para o potássio (K+).

Soma das alternativas corretas:

14. (UERJ) Utilize as informações a seguir para responder esta questão.

A salinidade da água é um fator fundamental para a sobrevivência dos peixes. A maioria deles vive em condições restritas de salinidade, embora existam espécies como o salmão, que consegue viver em ambientes que vão da água doce à água do mar. Há peixes que sobrevivem em concentrações salinas adversas, desde que essas não se afastem muito das originais. Considere um rio que tenha passado por um processo de salinização. Observe na tabela suas faixas de concentração de cloreto de sódio.

14

Considere um peixe em estresse osmótico que consegue sobreviver eliminando mais urina e reabsorvendo mais sais do que em seu habitat original. Esse peixe é encontrado no trecho do rio identificado pela seguinte letra:

a) W.

b) X.

c) Y.

d) Z.

15. (IFMT) Considere o esquema de transporte abaixo:

15

Sobre esse esquema, pode-se afirmar que se trata do transporte conhecido por:

a) Fagocitose.

b) Pinocitose.

c) Bomba de sódio e potássio.

d) Clasmocitose.

e) Osmose.

16. (X Olimpíada Brasileira de BIOLOGIA) Leia o texto abaixo e responda esta questão.

16

Conservas preservam alimentos com muito mais sabor

Compotas e conservas são opções criativas como petisco ou para acompanhar outras receitas, além de dar um toque especial às saladas. Nascidas da necessidade humana de preservar os alimentos, as conservas são opções práticas e saborosas. Produzidas basicamente a partir de água e açúcar, elas são práticas, fáceis de fazer e podem ser o ‘socorro’ da cozinha na hora da pressa. Fonte: http://www.bonde.com.br/

O mesmo princípio utilizado na fabricação das conservas, pode ser observado na obtenção da carne de sol, carne seca, bacalhau e outros alimentos. Pode se afirmar que todas estas técnicas:

a) Preservam o alimento, pois tanto o sal como o açúcar não são utilizados por organismos decompositores.

b) Matam bactérias e fungos uma vez que sal e açúcar são tóxicos aos decompositores.

c) Matam bactérias e fungos, pois estes perdem água por osmose, morrendo através da desidratação.

d) Matam bactérias e fungos. pois estes perdem água para o alimento por difusão simples.

e) Diminuem a pressão osmótica dos alimentos, tornando-os impróprios a utilização por fungos e bactérias.

17. (X Olimpíada Brasileira de BIOLOGIA)

O texto abaixo descreve bioquimicamente as diferenças observadas por Mendel quanto à forma da semente. Analise o texto e responda esta questão:

– O alelo A que codifica a semente lisa, é um fragmento de DNA com 3,3 mil pares de bases que codifica a enzima SBE-1 (starch-branching enzyme ou enzima ramificadora do amido).

– O alelo a que codifica a semente rugosa, é um fragmento de DNA com uma inserção de 800 pares de bases, portanto o gene possui 4,1 mil pares de bases e a enzima SBE-1 produzida não é funcional. Assim, não há produção de amido ramificado, levando a um maior acumulo de água, e quando a semente seca torna-se rugosa.

A não conversão da glicose em amido ramificado favorece uma maior retenção de água na semente pois:

a) Carboidratos como a glicose possuem água em sua composição química.

b) A energia acumulada pelo amido é maior do que a energia acumulada pela glicose.

c) A glicose sendo osmoticamente ativa promove maior retenção de água na semente.

d) A glicose ocupa menos espaço do que o amido na semente, favorecendo maior acúmulo de água.

e) O amido por ser um composto hidrofóbico, promove ação que repele o acúmulo de água.

18. (UEG)

18

A membrana celular funciona como um fluido que permite a difusão de proteínas dentro de uma matriz lipídica. Esse mosaico fluido constitui uma barreira de permeabilidade seletiva indispensável para a fisiologia celular. A figura mostra as alterações que podem ocorrer em uma hemácia quando se modifica a concentração de NaCl no meio em que ela se encontra. Assinale a afirmativa correta para as diferentes concentrações de NaCl de acordo com a sequência da morfologia das hemácias:

a) 0,6%, 0,9%, 1,5% e 2,0%.

b) 2,0%, 1,5%, 0,9% e 0,6%.

c) 2,0%, 1,5%, 0,6% e 0,0%.

d) 1,5%, 0,9%, 0,6% e 0,0%.

e) 0,0%, 1,5%, 2,0% e 2,5%.

19. (IFMG) A membrana celular é uma película que reveste as células. Entre outras funções, a membrana plasmática é responsável pelo controle da troca de substâncias entre os meios intracelular e extracelular. As afirmativas sobre a membrana plasmática e os mecanismos de transporte através da membrana estão corretas, exceto:

a) A membrana plasmática é lipoproteica, o que significa que seus principais constituintes são fosfolipídeos e proteínas. Além disso, as membranas podem apresentar glicídios em sua face externa.

b) Transporte ativo é um tipo de transporte através de membrana que requer gasto de energia, na forma de ATP. Dentre os mecanismos de transporte ativo, destaca-se a bomba de sódio e potássio, responsável pela manutenção das cargas elétricas nos ambientes intracelular e extracelular.

c) Substâncias que atravessam a membrana plasmática por difusão facilitada, como a glicose, tendem a se difundir do meio hipertônico para o meio hipotônico.

d) A osmose é o movimento de soluto e solvente pelas membranas celulares, a fim de igualar a concentração dessas substâncias nos ambientes intracelular e extracelular. Para que ocorra osmose, é fundamental que as substâncias apresentem tamanho reduzido.

20. (UNITAU) Algumas espécies de tubarões marinhos apresentam um mecanismo bastante interessante para sanar o problema do equilíbrio osmótico, retendo na circulação sanguínea a ureia [CO(NH2)2], um produto de excreção nitrogenada dos vertebrados, em vez de eliminá-la com a urina. Desse modo, a ureia aumenta a concentração osmolar do sangue sem aumentar a concentração de cloreto de sódio. O resultado dos altos níveis de ureia no sangue desses animais é representado em qual das alternativas abaixo?

a) Anulação da tendência de perda de água por osmose.

b) Maximização da tendência de perda de água por osmose.

c) Criação de um potencial iônico que favorece a perda de água.

d) Criação de um potencial iônico que anula o transporte ativo.

e) Criação das condições fisiológicas para a invasão de ambientes de água doce.

gab

 

Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 395 outros seguidores