Publicado por: Djalma Santos | 17 de agosto de 2012

Testes de programa de saúde (5/5)

01. (UEPG) Dentre as verminoses mais conhecidas e as medidas preventivas empregadas em seu controle, assinale o que for correto.

I  II

0  0 – A esquistossomose é causada pelo platelminto Schistosoma mansoni. Os ovos da fêmea são liberados junto às fezes do doente, que ao caírem na água eclodem, liberando o miracídio, o qual pode penetrar em um hospedeiro intermediário (caramujo) e se transformar em cercária.

1  1 – Entre as medidas preventivas da filariose (elefantíase) estão lavar bem as mãos antes de manusear alimentos, beber água tratada e cozinhar bem os alimentos antes de ingeri-los.

2  2 – Entre algumas características da ancilostomose (ou amarelão) estão a anemia e a diarreia. Em locais pobres em saneamento básico, os ovos liberados pelas fezes do doente podem chegar ao solo e eclodirem, liberando uma larva que pode penetrar em uma pessoa que esteja caminhando no local contaminado.

3  3 – A teníase é causada pelos vermes Taenia solium (hospedeiro intermediário: boi) e Taenia saginata (hospedeiro intermediário: porco), ambos tendocomo hospedeiros definitivos o homem.

4  4 – Na cisticercose humana, causada pela ingestão de ovos de Taenia solium, as larvas podem atingir a circulação sanguínea e se instalar em vários órgãos, inclusive no cérebro.

02. (UNICENTRO) A ilustração reproduz esquematicamente o ciclo de vida da Taenia solium.

02

Com base na ilustração e na compreensão dos eventos que ocorrem em cada etapa do ciclo, a única informação sem suporte científico é a:

a) A Taenia solium é considerada um animal monoico e digenético pertencente ao filo Platyhelminthes.

b) A teníase é adquirida pela ingestão de carne mal cozida contendo larvas cercárias.

c) Cada proglótide de uma tênia é dotada de um sistema reprodutor completo.

d) No intestino do hospedeiro definitivo, o ovo se expande, formando um pequeno escólex que se fixa à mucosa intestinal, dando origem a uma tênia.

e) Quando o ovo da tênia é ingerido pelo porco, sua casca se rompe e libera uma larva, a oncosfera, que perfura a parede intestinal.

03. (URCA) Assinale a alternativa que apresenta apenas doenças causadas por vírus.

a) Tuberculose, gripe e dengue.

b) Caxumba, difteria e toxoplasmose.

c) Dengue, cólera e gripe.

d) Aftosa, sarampo e herpes.

e) Doença de Chagas, sarampo e herpes.

04. (IFSudeste-MG) A doença de Chagas, causada pelo Trypanossoma cruzi é considerada endêmica no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde, predominam os casos crônicos decorrentes de infecções adquiridas no passado, com aproximadamente três milhões de indivíduos infectados. No entanto, nos últimos anos, a ocorrência da doença de Chagas aguda tem sido observada nos estados da Amazônia Legal, com ocorrência de casos isolados em outros estados. Analise as afirmativas abaixo sobre essa parasitose e marque a alternativa correta.

a) Uma das formas de contaminação é pela ingestão de caldo de cana-de-açúcar e de açaí moído, contaminados pelo vírus.

b) O barbeiro (Triatoma sp.) pode adquirir o tripanossomo ao picar mamíferos que atuam como reservatórios desse parasita.

c) Os tripanossomos instalam-se em diferentes órgãos, preferencialmente, no coração, onde se reproduzem de maneira sexuada.

d) O ser humano é considerado o hospedeiro definitivo da doença.

e) A transmissão mais comum ocorre pela saliva do inseto vetor no momento em que ele realiza a hematofagia.

05. (COVEST) Em Recife, o Centro de Hemoterapia de Pernambuco (HEMOPE) realiza anualmente campanhas de doação de sangue, com vistas ao abastecimento dos hospitais e atendimento às pessoas que necessitam de transfusão sanguínea. Sobre este assunto, considere as alternativas abaixo:

I   II

0 0 – Pessoas que afirmam ter utilizado drogas injetáveis trinta dias antes poderão ser impedidas de doar sangue, porque os pacientes receptores poderão se tornar viciados.

1  1 – A transfusão de plaquetas geralmente é realizada em pessoas hospitalizadas com dificuldades de coagulação sanguínea.

2  2 – Pessoas com sangue do tipo AB, possuem ambos os alelos em co-dominância e anticorpos anti-A e anti-B.

3  3 – Ao tentar doar sangue, Rodrigo descobriu que pessoas como ele que já tiveram hepatite B não podem ser doadores, uma vez que o vírus causador da doença realiza ciclo lisogênico e pode estar incubado.

4  4 – Mariana praticou sexo sem preservativo, mas, para se precaver, realizou no dia seguinte um teste para detecção de anticorpos anti-HIV, cujo resultado saiu logo a seguir e foi negativo, de forma que está apta a doar sangue.

06. (FATEC) A toxoplasmose, parasitose causada pelo protozoário Toxoplasma gondii e também conhecida como “a doença do gato”, pode ser assintomática ou causar lesões na retina que podem evoluir para a cegueira, além de graves problemas no miocárdio, fígado e músculos. Pode ser adquirida ou transmitida congenitamente, o que acarreta abortos ou nascimentos de fetos malformados. O protozoário parasita causador dessa doença pode infectar a maioria dos animais de sangue quente, como bois, porcos, carneiros, cabras, gatos e aves. Estima-se que a toxoplasmose ocorra em pelo menos um terço da população humana mundial, principalmente em locais quentes, úmidos, com condições sanitárias desfavoráveis, devido ao efeito favorecedor dessas condições ambientais na maturação dos oocistos (ovos) depositados no solo pelos animais contaminados, conforme o ciclo de vida do parasita esquematizado a seguir:

06

(http://www.epp.g12.br/informatica/2008/webquests/Parazitologia/toxoplas.htm Acesso em: 05.11.2011.)

Sobre essa doença um estudante fez as afirmativas seguintes:

I. O agente etiológico da toxoplasmose é o gato.

II. O agente transmissor da toxoplasmose é o protozoário Toxoplasma gondii.

III. A toxoplasmose pode ser evitada não se comendo carne mal passada.

IV. A falta de saneamento favorece a penetração das larvas do Toxoplasma através da pele dos animais de sangue quente.

É correto o que se afirma apenas em:

a) II.

b) III.

c) I, II e III.

d) I, II e IV.

e) III e IV.

07. (UPE) Muitos microrganismos são agentes etiológicos de diversas doenças infecciosas e parasitárias em humanos. Observe o quadro a seguir e identifique seus respectivos agentes etiológicos.

AGENTE

ETIOLÓGICO

MODO DE TRANSMISSÃO

SINTOMA

PROFILAXIA

I

A transmissão é fecal-oral e se dá por meio da água e de alimentos contaminados pelas fezes. Diarreia volumosa, com fezes em “água de arroz”, que começa de repente, acompanhada de vômitos, cãibras e, raramente, de febre e dores abdominais. Ingerir água fervida ou clorada; lavar bem as mãos e as frutas e verduras; não ingerir frutos do mar crus.

II

Ingestão de cistos presentes nas fezes do gato, que podem estar no solo ou no pelo do animal ou em carne crua ou mal-cozida. Geralmente evolui sem sintomas; pode causar cegueira; em gestantes, pode passar para o feto, causando lesões no seu sistema nervoso. Lavar as mãos ao lidar com animais ou com terra, utilizada por estes; só ingerir carnes bem cozidas.

III

Lesões na pele causadas por objetos contaminados, corte do cordão umbilical com instrumentos não esterilizados. Dor de cabeça, febre e fortes contrações musculares, que provocam rigidez na nuca e na mandíbula. Vacinar com reforço a cada 10 anos.

IV

Mordida de animal infectado, principalmente de cão e gato. Alterações respiratórias,

taquicardia; afeta o  sistema nervoso central.Vacinar cães e gatos.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta dos agentes etiológicos.

a) IVibrio cholerae; IIToxoplasma gondii; IIIClostridium tetani; IV – Vírus da Raiva.

b) IBalantidium coli; IIClostridium tetani; IIIToxoplasma gondii; IV – HPV.

c) IGiardia lamblia; IITrypanosoma cruzi; III – Leishmania chagasi; IVNeisseria meningitidis.

d) IEntamoeba histolytica; IIRickettsia rickettsii; III – Vírus da hepatite A; IV – Vírus da raiva.

e) IEsquerichia coli; IILeishmania chagasi; IIINeisseria meningitidis; IV – Vírus herpes.

08. (UFRN) Para um grande número de mulheres, a camisinha feminina e o diafragma vaginal representam a conquista da liberdade de escolha para fazer o sexo seguro, sem depender da iniciativa masculina. Ambos dispositivos apresentam uma relativa eficiência como métodos contraceptivos e na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), entretanto, têm seu uso corrente limitado por razões de custo econômico e cuidados especiais quanto ao uso correto. Na tomada de decisão para a escolha entre esses dois métodos, é preciso considerar que o diafragma vaginal:

a) Dispensa o uso de espermicidas e previne as DSTs.

b) Precisa ser retirado logo após o término do ato sexual.

c) Impede a ovulação e a implantação do zigoto.

d) Apresenta uma menor proteção contra as DSTs.

09. (UEMA) “Ele estava sem reação, todo mole, com olhos grandes e abertos. Não expressava sentimentos e quando perguntamos onde estava doendo, ele bem devagar colocou a mão na cabeça”.

Midia News. 13 set. 2011 (adaptado).

Essa foi a descrição para um funcionário vítima da meningite do tipo C depois de confirmado o surto no complexo hoteleiro da Costa de Sauípe-BA. A meningite meningocócica é uma infecção bacteriana nas membranas que revestem o sistema nervoso central, tendo como agente etiológico e modo de transmissão, respectivamente:

a) Clostridium botulinum e inalação de gotículas espalhadas no ar liberadas por pessoas infectadas.

b) Bordetella pertussise inalação de secreção bucal e nasal de pessoas infectadas.

c) Neisseria menigitidis e ingestão de água e alimentos contaminados.

d) Neisseria menigitidise inalação de secreção bucal e nasal de pessoas infectadas.

e) Bordetella pertussis e ingestão de água e alimentos contaminados.

10.  (COVEST) Recentemente, o Ministério da Saúde havia limitado a 48 semanas o fornecimento gratuito da droga “interferon”, através do Sistema Único de Saúde (SUS), para pacientes infectados com o vírus da hepatite C (HCV). Depois, aumentou este prazo para 72 semanas, beneficiando pacientes que não obtiveram a cura da doença no prazo anterior. Considerando que este é um vírus com material genético de RNA fita simples (cadeia positiva), protegido por um capsídeo envelopado, observe a figura abaixo e analise as proposições a seguir.

10

I   II

0 0 – São possíveis formas de transmissão das hepatites as tatuagens, transfusões sanguíneas, picadas de inseto e relações sexuais desprotegidas.

1  1 – Após o desnudamento viral (1), o HCV sintetiza proteínas do capsídio (2), e um RNA intermediário de cadeia negativa (b) serve de molde para replicação do RNA viral de cadeia positiva (a).

2  2 – O ciclo viral mostrado é lítico, uma vez que, após a síntese dos componentes da partícula viral, ocorre montagem (3) e liberação dos vírions (4) para o meio extracelular.

3  3 – A hepatite é uma doença hepática aguda ou crônica; assim a detecção de anticorpos antiHCV pode indicar uma infecção atual ou anterior.

4  4 – Vacinas utilizadas para prevenir infecções virais induzem a produção de anticorpos e células B de memória, enquanto o tratamento com interferon impede a entrada do vírus nas células alvo.

11.  (COVEST) A bactéria Escherichia coli possui como habitat natural o intestino humano e o de vários grupos animais. Contudo, algumas espécies são resistentes a antibióticos e geram infecções graves, além de intoxicações alimentares. No ano de 2011, um surto epidêmico causado por uma E. Coli, na Alemanha, foi atribuído ao consumo de brotos de soja contaminados. Sobre esse assunto, observe a figura abaixo e considere as proposições que se seguem.

11

I    II

0  0 – A contaminação por fezes animais ou humanas de fontes naturais de água ou áreas cultivadas, além da falta de higiene na manipulação de alimentos, podem ser responsáveis por surtos epidêmicos.

1  1 – Uma  E. coli comensal pode vir a se tornar patogênica, devido à inserção de genes de outra bactéria através de um vírus bacteriófago.

2  2 – No ecossistema intestinal, bactérias não patogênicas podem transferir plasmídeos de resistência a antibióticos através de uma “pili sexual” para outras bactérias.

3  3 – Os eosinófilos são fagócitos importantes ativados pela resposta imune no controle de infecções bacterianas, como as que causaram a morte de pessoas na Alemanha.

4  4 – O uso de antibióticos contra infecções bacterianas só é indicado nos casos em que o organismo humano não gera resposta imunológica de defesa.

12. (UPE) Sobre as palavras destacadas em negrito nas estrofes do cordel a seguir, analise as afirmativas referentes aos temas doenças sexualmente transmissíveis, gravidez, métodos de prevenção e uso de drogas.

“CORDEL DO AMOR À VIDA”

por Mary Cristianny

http://www.idbrasil.org.br/drupal/?q=node/13570

Trechos do cordel

VII

Gonorreia, sífilis, cancro mole

Que horror

Doença de nome engraçado

Que nos traz pavor

E pra evitá-la te dou uma solução

Use camisinha pra não contrair um problema

VIII

Mas pra evitar essas doenças

E a gravidez fora de hora

Só tem a camisinha, a pílula não

Nem a tabelinha funciona …

XI

Drogas não é a solução

É esconder-se da vida

Dificultando a situação

A maconha, a cocaína faz o cérebro atrofiar

E a pessoa esquece

Até de se cuidar

I. As doenças sexualmente transmissíveis, relacionadas na estrofe VII, são causadas por vírus, enquanto a AIDS, o condiloma acuminado e a hepatite C são causadas por bactérias.

II. Para haver gravidez, é necessário que ocorram cópula e fecundação. Assim, o zigoto irá se deslocando pela tuba uterina, sofrendo clivagens, e o embrião poderá se implantar no útero.

III. Os métodos de contracepção destacados na estrofe VIII são classificados como não hormonais, temporários e de barreira.

IV. As drogas citadas na estrofe XI são ditas ilegais, mas o álcool, droga legalizada, pode causar diversos danos sociais, além de prejuízo à saúde física e psíquica da pessoa.

Estão corretas:

a) I, II e III.

b) I e III.

c) II, III e IV.

d) II e IV.

e) III e IV.

13. (UECE)Sabemos que durante o período chuvoso o número de doenças infecciosas tende a aumentar, principalmente em ambientes fechados. Dentre as alternativas abaixo, assinale a que contém apenas doenças transmissíveis por gotículas de saliva, tosse ou espirros.

a) Sarampo, gripe, rubéola, AIDS.

b) Tuberculose, leptospirose, pediculose, ascaridíase.

c) Hanseníase, varicela, escarlatina, meningite.

d) Catapora, dengue, lepra, candidíase.

14. (FGV)A malária é endêmica em algumas regiões brasileiras, como a Amazônica, e provoca grandes problemas econômicos e sociais. O microrganismo e o vetor dessa moléstia são, respectivamente, um:

a) protozoário flagelado e um inseto do gênero Anopheles.

b) protozoário do gênero Leptospira e o mosquito corcundinha.

c) fungo e o mosquito-prego, que pertence ao gênero Anopheles.

d) protozoário esporozoário e um inseto conhecido como mosquito-prego.

e) vírus e um inseto do gênero Phlebotomus, conhecido como mosquito-palha.

15. (COVEST)As vacinas representam algumas das principais ferramentas humanas para o combate às infecções. Sobre este assunto, leia a tabela abaixo, onde consta o calendário básico de vacinação adotado no Brasil, para crianças, e considere as afirmações feitas a seguir.

IDADE

VACINAS

DOSE

Ao nascer BCG-ID única
Hepatite B 1ª dose
1 mês Hepatite B 2ª dose
2 meses Tetravalente (DTP + Hib) 1ª dose
VOP (vacina oral contra a pólio, Sabin) 1ª dose
VORH (vacina oral contra rotavírus humano) 1ª dose
4 meses Tetravalente (DTP + Hib) 2ª dose
VOP (vacina oral contra a pólio, Sabin) 2ª dose
6 meses VORH (vacina oral contra rotavírus humano) 2ª dose
Tetravalente (DTP + Hib) 3ª dose
VOP (vacina oral contra a pólio, Sabin) 3ª dose
Hepatite B 3ª dose
9 meses Febre amarela única
12 meses SRC (tríplice viral, MMR) única
15 meses DTP (tríplice bacteriana) 1º reforço
VOP (vacina oral contra a pólio, Sabin) reforço
4 – 6 anos DTP (tríplice bacteriana) 2º reforço
SRC (tríplice viral, MMR) reforço
10 anos Febre amarela reforço

(Fonte: Ministério da Saúde do Brasil).

I  II

0  0 – Vacinas como a BCG, aplicadas para prevenção da tuberculose, são realizadas em dose única, pois são muito eficientes em estimular linfócitos B de memória, responsáveis pela produção de anticorpos.

1  1 – O título de anticorpos no sangue não se altera após a aplicação da primeira dose de vacinas, como a Tetravalente e a Hepatite B; daí a necessidade da administração de novas doses da vacina.

2  2 – A VORH, aplicada contra rotavírus humanos em três doses, não induz uma boa imunidade na maioria das pessoas, diferente da vacina contra febre amarela, que somente precisa de um reforço.

3  3 – A vacina VOP, contra a poliomielite, é uma das vacinas mais modernas do mundo, pois a simples administração de uma gotinha contendo antígenos do vírus é suficiente para induzir imunidade.

4  4 – Vacinas de DNA, diferentemente das vacinas mostradas na tabela acima, induzem imunidade após a introdução de sequências genéticas microbianas, que se fundem ao cromossomo humano na célula do hospedeiro.

16. (UENP) “As chuvas e enchentes que atingem a região Sul no mês de março de 2011 já afetam 705,5 mil pessoas. As cidades paranaenses de Antonina e Paranaguá tiveram os acessos bloqueados. A pior situação, contudo, éem Santa Catarina, com 621.669 pessoas afetadas, sendo que muitas delas tiveram de deixar suas casas para morar com parentes, amigos ou em abrigos públicos.”

Com relação às populações que são acometidas pelas chuvas e enchentes em suas cidades, assinale a alternativa que reproduz os reais problemas enfrentados no que diz respeito à saúde e doenças relacionadas.

a) A meningite e a cólera são doenças que poderão ser transmitidas para a população, se houver contaminação da água das inundações pelo esgoto doméstico.

b) A amebíase, a teníase e a leptospirose são doenças cuja propagação é intensificada com a contaminação direta dos indivíduos pela água das chuvas.

c) Doenças como dengue, malária e tétano são veiculadas com maior intensidade nestas situações de enchentes, principalmente por causa da falta de saneamento básico.

d) Após as enchentes, em áreas que antes eram consideradas sem risco de disseminação de doenças, haverá a propagação de doenças como ascaridíase, catapora e cisticercose.

e) Em caso de enchentes, a população fica sujeita a doenças como leptospirose e cólera, que podem levar à morte os indivíduos.

17. (UPE) As infecções por superbactérias, que são resistentes a quase todos os antibióticos, e por vírus, como os da dengue, representam um grande impacto na saúde pública. Sobre essas infecções e seus respectivos agentes etiológicos, analise as afirmativas abaixo:

I. As bactérias se reproduzem assexuadamente, por divisão binária, formando clones. Entretanto, pode ocorrer mistura de genes entre indivíduos diferentes, por meio dos mecanismos de recombinação genética, contribuindo para o aumento da resistência antimicrobiana.

II. Alguns vírus são transmitidos ao homem por meio de vetores animais, principalmente insetos, sendo conhecidos genericamente como arbovírus, como o vírus da dengue.

III. Os vírus são acelulares, parasitas intracelulares obrigatórios, logo dependem de células vivas para completar seu ciclo reprodutivo. É durante a invasão de uma célula por vírus que ocorrem várias doenças virais, como a dengue, a raiva, o sarampo, a cólera e o tétano.

IV. A higiene é a principal medida preventiva contra muitas doenças.  Lavar as mãos é uma medida simples, barata e eficaz na prevenção de muitas doenças bacterianas e virais, inclusive a dengue.

V. Os antibióticos, que atuam bloqueando a síntese de ácidos nucleicos, atuam, com eficácia, contra as bactérias e são grandes aliados também no combate aos vírus.

Estão corretas:

a) I e II.

b) I e III.

c) I, II e IV.

d) II, III e V.

e) III, IV e V.

18. (ASCES) O vírus HIV, agente causador da síndrome da imunodeficiência humana, possui um longo período de incubação que pode chegar a 10 anos. Durante esse tempo, o vírus:

a) Não é reconhecido por anticorpos.

b) Apresenta altos títulos na corrente sanguínea.

c) Provoca lesões no sistema nervoso central.

d) Destrói linfócitos T do tipo CD4.

e) É transmitido através da saliva.

19. (UNCISAL) Faça a correlação:

(  ) Herpes

(  ) Dengue

(  ) Cólera

(  ) Micoses

(1) Vírus

(2) Bactéria

(3) Fungo

A ordem correta de cima para baixo é:

a) 1, 1, 2 e 3.

b) 2, 1, 2 e 3.

c) 1, 2, 3 e 2.

d) 1, 1, 3 e 2.

e) 2, 2, 1 e 3.

20. (COVEST) Apesar do aumento da expectativa de vida do brasileiro, as principais causas de mortes no planeta ainda se devem a doenças infecciosas comuns, especialmente nos paísesem desenvolvimento. A SecretariaEstadual de Saúde de Pernambuco, por exemplo, registrou de janeiro a agosto de 2010, 552 casos suspeitos de leptospirose, sendo 92 confirmados. Sobre esta doença, considere as alternativas:

I   II

0  0 – A leptospirose é causada por organismos sem carioteca ou mitocôndrias, e com uma única molécula de DNA circular em seu interior.

1  1 – As chuvas, como as que arrasaram cidades como Barreiros, no litoral sul pernambucano, não influenciam no aumento no número de casos da doença.

2  2 – A leptospirose é considerada uma endemia, ou seja, está limitada às regiões norte e nordeste do Brasil.

3  3 – A leptospirose tem o rato como principal veiculador da doença, através de mordeduras desferidas na pele.

4  4 – Assim como a leptospirose, doenças como a amebíase e cólera, poderiam ser evitadas com a adoção preventiva de práticas higiênicosanitárias.

21. (FGV)Grande parcela da população brasileira urbana e rural não possui rede para tratamento de seus esgotos, o que possibilita a contaminação da água, do solo e de alimentos com diversos organismos, que podem causar doenças como:

a) Diarreias, cólera, febre tifoide e verminoses.

b) Diarreias, febre amarela, dengue e diabetes mellitus.

c) Gripe, dengue, febre maculosa e AIDS.

d) Hepatite C, dengue, teníase e elefantíase.

e) Febre tifoide, leptospirose, AIDS e varíola.

22. (UNIMONTES) Personagem criado por Monteiro Lobato, Jeca Tatu, um trabalhador rural paulista, faz alusão a um caboclo brasileiro, abandonado pelos poderes públicos às doenças. Em biologia, esse mesmo personagem serve para exemplificar características relacionadas a determinadas doenças. O esquema abaixo se refere a um grupo de patógenos que podem ser adquiridos mais facilmente por indivíduos como o personagem de Monteiro Lobato. Analise-o.

22

Considerando o esquema e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a correspondentea I, IV e V, respectivamente.

a) Acantocephala, nematoda e Fasciola.

b) Platyhelminthes, nematoda e Schistosoma.

c) Platyhelminthes, cestoda e Schistosoma.

d) Acantocephala, cestoda e Strongyloides.

23. (UECE)O AVC é causado pela obstrução ou ruptura de uma artéria, que ocasiona a falta de irrigação em determinada área do cérebro, podendo, dessa forma, provocar morte celular dos neurônios pela ausência de nutrientes e de oxigênio. Dentre as alternativas a seguir, assinale a que contém somente fatores que predispõem um indivíduo à ocorrência de AVC.

a) Hipotensão, diabetes mellitus, tabagismo, obesidade.

b) Hipertensão, obesidade, tabagismo, colesterol elevado.

c) Hipotireiodismo, hipotensão, doenças cardiovasculares, alcoolismo.

d) Hipertensão, elevada taxa glicêmica, HDL elevado, hipotireioidismo .

24. (UNICENTRO) A malária é uma doença de conhecimento médico. É popular desde épocas remotas, ocorrendo em áreas da Europa, Ásia, África, Oceania, e Américas. No final do século XX, a OMS estimou a ocorrência de cerca de 300 milhões de pessoas infectadas no mundo todo, com mais de um milhão de óbitos anuais, principalmente em crianças.

(NEVES, 2006, p. 414).

Com base nos conhecimentos sobre a malária, que é considerada uma grave parasitose humana, marque com V as alternativas verdadeiras e com F, as falsas.

( ) Os parasitos responsáveis por essa doença, que também é chamada vulgarmente de febre amarela, são bactérias pertencentes à família Plasmodiidae.

( ) A transmissão ocorre pela picada de fêmeas de mosquitos que pertencem ao gênero Aedes, os quais se infectam em uma única fonte de infecção conhecida, os pacientes infectados.

( ) A profilaxia da malária, teoricamente, seria eficaz se atingisse os três elos fundamentais da cadeia de transmissão a saber, seriam: tratar os doentes, proteger as pessoas sadias e combater o transmissor.

( ) Na malária, não ocorrem casos mais graves. No geral, caracteriza-se por sintomas, como dores de cabeça, fadiga, febre e náuseas que podem durar vários dias.

( ) A vacina contra a malária é um ideal que tem sido buscado e pesquisado há mais de 20 anos, sem, contudo, ter sido possível alcançar uma imunização eficiente e duradoura.

A alternativa que corresponde à sequência correta, de cima para baixo, é a:

a) F F V F V.

b) F F V V F.

c) F V F V V.

d) V V F V F.

e) V V F F V.

25. (UFG) Leia a notícia a seguir.

A Organização das Nações Unidas alerta que: esgoto a céu aberto é o principal problema ambiental no Brasil. Os dejetos lançados indevidamente em fossas abertas, rios e lagos tornam-se a causa de doenças de importância para a saúde pública.

Disponível em: <http://pnud.org.br&gt;. Acesso em: 21 mar. 2011. [Adaptado].

Qual doença, causada por protozoário, pode ter sua incidência aumentada pelo problema citado no texto?

a) Tricomoníase.

b) Malária.

c) Amebíase.

d) Dengue.

e) Teníase.

26. (UECE)A cada ano, 300 mil pessoas morrem de doenças cardiovasculares no Brasil. A causa de metade dessas mortes é a hipertensão ou pressão alta. O mais grave é que cerca de 15 milhões de adultos hipertensos e 3,5 milhões de crianças e adolescentes não sabem que estão com a doença. Analise as seguintes afirmações a respeito de doenças cardiovasculares:

I. Um dos fatores que levam um indivíduo a desenvolver doenças cardiovasculares é a obesidade que está relacionada tanto à hereditariedade quanto a aspectos socioculturais.

II. Para diminuir o risco de acidentes cardiovasculares é importante estimular-se o consumo de fibras vegetais, de queijos amarelos e de carnes vermelhas magras nas refeições diárias e a prática de atividades físicas, mesmo de maneira irregular.

III. Os vasos sanguíneos de crianças obesas são mais rígidos do que o normal e estão mais propensos a doenças cardiovasculares típicas de pessoas mais velhas.

É correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.

b) II e III, apenas.

c) I, II e III.

d) I e III, apenas.

27. (URCA) Assinale a alternativa que possui apenas parasitas gastrointestinais platelmintos tremátodas.

a) Enterobios vermicularis e Ascaris lumbricoides.

b) Fasciola hepatica e Schistosoma mansoni.

c) Schistosoma mansoni e Enterobios vermicularis.

d) Wulchereria bancrofti e Ascaris lumbricoides.

e) Fasciola hepática e Wulchereria bancrofti.

28. (PUC-MG) Nosso organismo está exposto às invasões de elementos estranhos, causadores de possíveis infecções ou doenças. Nosso sistema imunológico pode reagir a esses ataques ou não. Sobre esse assunto, marque a alternativa incorreta.

a) Um modo de prevenir o desenvolvimento de doenças infecciosas é utilizar vacinas específicas que irão estimular o organismo a produzir anticorpos de defesa.

b) Para algumas infecções instaladas, deve-se usar soro, que apresenta anticorpos capazes de neutralizar rapidamente os agentes infecciosos específicos.

c) Algumas vezes, para se obter a quantidade efetiva de memória imunológica, são necessárias doses suplementares de vacina, como reforço, para conferir resistência adequada contra os agentes infecciosos.

d) Em alguns casos, em que é necessária uma defesa rápida, deve-se inocular no indivíduo o soro, pois seus antígenos irão neutralizar de imediato as toxinas até que o organismo produza também seus anticorpos.

29. (PUC-RIO) Esquistossomose é uma doença muito comum em regiões não urbanizadas. Indique a alternativa que aponta corretamente seu agente causador e características do seu ciclo de vida.

a) Um helminto que tem como hospedeiro intermediário um caramujo.

b) Um vírus que tem como hospedeiro intermediário um mosquito.

c) Um protozoário que tem como hospedeiro intermediário um caramujo.

d) Uma bactéria que é transmitida diretamente pessoa a pessoa.

e) Um protozoário que é transmitido pela ingestão de água contaminada.

30.  (COVEST) Uma série de verminoses acomete o homem, especialmente na infância, como os helmintos – Ascaris lumbricoides (lombriga) e Enterobius vermicularis (oxiúro) – que podem ser veiculados por alimentos. Sobre esse assunto, considere as afirmativas abaixo.

I   II

0  0 – Nematelmintos, como  A. lumbricoides  e E.  vermicularis,  possuem o corpo cilíndrico,  simetria bilateral e pseudoceloma.

1  1 – A A. lumbricoides, depois de ingerida, migra do intestino para os alvéolos pulmonares através da corrente sanguínea.

2  2 – A ascaridíase provoca a “barriga d’água”, doença caracterizada pelo aumento do fígado e do baço, o que gera uma expansão abdominal.

3  3 – No ciclo de vida de E. vermicularis, as fêmeas migram à noite do intestino grosso para a região anal, onde põem seus ovos.

4  4 – A descarga de dejetos humanos ou animais no solo pode transmitir a oxiuriose e a ascaridíase; assim, andar calçado pode prevenir ambas as doenças.

31.  (COVEST) O índice de massa corporal (IMC) tem sido utilizado como um parâmetro de avaliação da obesidade e pode ser calculado como: IMC = massa (Kg)/altura x altura (m). No caso de indivíduos adultos, um IMC entre 18,5 e 24,9 é considerado ideal para uma pessoa saudável. Entre 25 e 29,9, ocorre sobrepeso e acima de 30,0, são descritos diferentes graus de obesidade. Com um valor de IMC acima de 40,0, o indivíduo é considerado com obesidade mórbida. Sobre este assunto, analise as afirmativas seguintes.

I   II

0  0 – Pessoas com IMC acima de 40 não perdem peso com a realização de exercícios físicos e

devem se submeter a uma cirurgia de redução de estômago.

1  1 – Pessoas com IMC acima de 30 geralmente possuem espessa camada de tecido adiposo junto à pele, o que permite maior isolamento térmico em regiões geladas, em comparação com pessoas magras.

2  2 – A ingestão de gorduras na dieta, independentemente do IMC, auxilia na absorção de vitaminas lipossolúveis, tais como as vitaminas “A” e “K”, cujas deficiências causam, respectivamente, xeroftalmia e hemorragias.

3  3 – Indivíduos com grande massa muscular em relação à altura, como atletas halterofilistas, podem ser saudáveis apesar de apresentarem IMC acima de 30.

4  4 – Pessoas com IMC acima de 30, mas com colesterol do tipo LDL normal, não estão propensas ao desenvolvimento da arterosclerose.

32. (UPE) As colunas abaixo se referem a problemas de saúde que atingem a população e que são causados por invertebrados. A 1ª coluna traz o nome do animal; a 2ª coluna refere-se a características encontradas na história dessas doenças, e a 3ª contém o nome das doenças que são causadas por esses invertebrados.

COLUNA 1

COLUNA 2

COLUNA 3

A.Ancylostoma duodenale

 

1. Nematódeo monóxeno, transmitido pela ingestão de alimentos e de água contaminados por ovos. I.Amarelão

B. Taenia solium 2. Nematódeo transmitido por penetração ativa da pele humana. II.Filariose

C.Schistosoma mansoni

 

3. Platelminto trematódeo, que tem como hospedeiro intermediário o gênero Biomphalaria. III.Teníase

D.Wuchereria bancrofti

 

4. Platelminto hermafrodita, transmitido pela ingestão de ovos encontrados na carne de porco. IV.Esquistossomose

E.Ascaris lumbricoides

 

5. Nematódeo transmitido pelo mosquito do gênero Culex. V.Ascaridíase

Assinale a alternativa que contém a correlação correta entre as três colunas.

a) A – 1 – I;    B – 4 – III;   C – 3 – IV;   D – 5 – II;   E – 2 – V.

b) A – 2 – I;    B – 4 – III;   C – 5 – IV;   D – 3 – II;   E – 1 – V.

c) A – 2 – I;    B – 4 – III;   C – 3 – IV;   D – 5 – IIE – 1 – V.

d) A – 3 – IIIB – 4 – I;     C – 2 – IV;   D – 5 – VE – 1 – II.

e) A – 3 – IIIB – 4 – I;     C – 1 – IV;   D – 5 – VE – 2 – II.

33. (UNCISAL) A mídia noticiou as enchentes em Alagoas e Pernambuco durante o mês de junho de 2010. Mais de 30 municípios dos dois estados declararam situação de emergência. Uma das doenças que pode aumentar devido às enchentes é a:

a) Leptospirose.

b) Pneumonia.

c) Rubéola.

d) Leishmaniose.

34. (UFJF) A esquistossomose intestinal é uma doença parasitária causada pelo Schistosoma mansoni (Platyhelminthes, Trematoda, Digenea), também conhecida como “xistose” ou “barriga-d’água”. O Brasil é um foco endêmico da esquistossomose, com mais de seis milhões de pessoas infectadas. O ciclo do Schistosoma mansoni envolve dois hospedeiros; o homem é o hospedeiro definitivo e os caramujos aquáticos do gênero Biomphalaria são os hospedeiros intermediários. As formas de controle da doença envolvem o tratamento das pessoas doentes, a implantação de medidas de saneamento básico e a eliminação dos moluscos hospedeiros intermediários.

Sobre as formas de controle da doença mencionadas acima, leia as seguintes afirmativas:

I. O tratamento das pessoas doentes por meio do uso de medicação anti-helmíntica visa à eliminação das formas adultas do parasito, que só estão presentes no hospedeiro definitivo.

II. O tratamento das pessoas doentes por meio do uso de medicação anti-helmíntica visa à eliminação das formas larvais do parasito, que só estão presentes no hospedeiro definitivo.

III. A implantação de medidas de saneamento básico impede que os ovos do parasito, eliminados com as fezes do hospedeiro definitivo, cheguem aos corpos de água (rios, açudes, córregos) e liberem os miracídios, que são larvas infectantes para os hospedeiros intermediários.

IV. A eliminação dos moluscos visa à interrupção do ciclo do parasito, uma vez que as cercárias, que são as formas infectantes para os humanos, só se desenvolvem nos moluscos hospedeiros intermediários.

V. A eliminação dos moluscos visa à interrupção do ciclo do parasito, uma vez que os ovos do Schistosoma mansoni, que são as formas infectantes para os humanos, são eliminados com as fezes dos moluscos.

Estão corretas:

a) As afirmativas I, II e III.

b) As afirmativas II, III e IV.

c) As afirmativas I, III e IV.

d) As afirmativas I, IV e V.

e) As afirmativas II, IV e V.

35. (UDESC) As doenças infecciosas e parasitárias são causadas por um agente biológico, como vírus, bactérias, fungos, protozoários e metazoários (vermes). Associe a coluna II (agente biológico causador da doença) com a coluna I (doença).

COLUNA I

1. Sífilis.

2. Dengue.

3. Tricomoníase.

4. Oxiurose.

5. Onicomicose.

COLUNA II

(  ) Protozoário.

(  ) Verme.

(  ) Vírus.

(  ) Fungo.

(  ) Bactéria.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

a) 3 4 2 5 1.

b) 4 3 5 2 1.

c) 4 1 2 5 3.

d) 3 2 4 1 5.

e) 4 1 5 3 2.

36. (UEFS) Com relação a um segundo processo de infecção do corpo humano pelo mesmo agente agressor, pode-se esperar que:

a) O organismo já possua linfócitos T e B diferenciados que respondam com maior eficiência ao agente agressor.

b) Ocorra perda da capacidade de reconhecimento do agente invasor por parte do organismo pré-imunizado, devido a uma sobrecarga de ativação imunitária.

c) Seja necessário um novo processo de apresentação de antígenos por macrófagos para que a resposta imunitária seja desencadeada.

d) A liberação de toxinas dos micro-organismos invasores dificulte o seu reconhecimento pelas células fagocitárias, favorecendo, assim, a sua reprodução e disseminação.

e) A resposta imunitária seja muito mais lenta, por esse agente agressor não mais possuir potencial infectivo para causar danos ao possível hospedeiro.

37. (URCA) Muitos brasileiros da zona rural do Nordeste ainda mantém o hábito de andar descalço em terras úmidas e banhar-se em rios e lagoas. Esse hábito pode propiciar infestação de:

a) Oxiurus e malária.

b) Necator americanus e Schistosoma mansoni.

c) Giárdia lamblia e Escherichia coli.

d) Wulchereria bancrofti e Taenia saginata.

e) Trypanossoma cruzi e Paramecium caudatum.

38. (UPE)Os textos a seguir apresentam notícias na mídia sobre duas doenças: a AIDS e a Dengue.

HIV-2 É IDENTIFICADO EM 15 PACIENTES NO BRASIL

São Paulo – estudo realizado pela Fiocruz confirmou a presença de um segundo tipo de vírus da AIDS em 15 pacientes do Brasil, todos com co-infecção com o vírus 1, que circula no país. O estudo tem impacto sobre as políticas de prevenção, reforçando o uso de camisinhas. Mesmo infectada, uma pessoa tem de usar camisinha, afirmou o diretor do departamento de DST, Dirceu Greco. (…) Ele destacou que esse vírus tem evolução lenta, mas é resistente a medicamentos contra a AIDS.

              Fonte: Jornal do Commercio – caderno Brasil/ saúde, 02/09/10. 

DENGUE TIPO 4 TEM MAIS NOVE CASOS SUSPEITOS

Brasília – o Ministério da Saúde divulgou mais nove casos de pessoas contaminadas com vírus da dengue tipo 4. O sorotipo 4 representa um risco muito grande, porque a população brasileira é 100% vulnerável a ele. Se ocorrer uma epidemia, o número de infectados e mortes será muito maior, diz o infectologista da UFRJ, Edimilson Migowski. A doença provoca dor de cabeça, dores no corpo e articulações, febre…

              Fonte: Jornal do Commercio – caderno Brasil/ saúde, 20/08/10.

Sobre essas doenças, assinale a alternativa correta.

a) A AIDS e a dengue são causadas por vírus, organismos procarióticos simples que possuem o material genético do tipo DNA envolto por uma cápsula proteica, denominada de capsídeo.

b) A dengue é transmitida ao homem pela picada de fêmeas hematófagas do mosquito Culex fatigans. O mosquito pica durante o dia e tem o abdome rajado de preto e branco.

c) A maneira mais eficiente de evitar a dengue é o controle da população do mosquito vetor da doença, tais como não deixar água parada em vasos, pneus, usar repelentes de insetos no corpo e proteger portas e janelas com telas.

d) Como a infecção pela AIDS ocorre apenas por meio de relações sexuais, recomenda-se o uso de preservativos ou camisinhas como forma mais eficiente de evitar o contágio.

e) Para o tratamento da dengue e da AIDS, é recomendado o uso de medicamentos denominados antirretrovirais, inibidores da transcriptase reversa, que impedem a síntese do DNA viral.

39. (UFU) A Giardia lamblia é um parasita do intestino humano e pode causar um tipo de disenteria. Esse parasita é transmitido pela ingestão de alimentos mal lavados e de água contaminada por cistos. Assinale a alternativa que identifica corretamente o tipo de organismo e o reino ao qual pertence.

a) Bactéria – Monera.

b) Bactéria – Protista.

c) Protozoário – Monera.

d) Protozoário – Protista.

40. (UNICAMP) A teníase e a cisticercose são doenças parasitárias que ainda preocupam as entidades sanitaristas. São medidas que controlam a incidência de casos dessas parasitoses: lavar bem os alimentos e tomar água fervida ou filtrada, para evitar a:

a) Ingestão de ovos dos platelmintos causadores dessas doenças; e controlar as populações de caramujos, que são hospedeiros intermediários dos platelmintos.

b) Ingestão de ovos dos nematelmintos, além de cozinhar bem as carnes de porco e de boi, ambos portadores desses nematelmintos.

c) Ingestão de cisticercos; e controlar a população de insetos vetores, como o barbeiro, que transmite os ovos do parasita ao picar o homem.

d) Ingestão de ovos do parasita; e cozinhar adequadamente as carnes de porco e de boi para evitar a ingestão de cisticercos.

41. (CEFET-MG) Das medidas citadas, aquela que representa um possível combate contra a leishmaniose e a(o):

a) Eliminação de barbeiros contaminados.

b) Consumo de carne de porco bem passada.

c) Saneamento básico em regiões endêmicas.

d) Vacinação em massa da população humana.

e) Uso de coleiras especiais contra mosquitos em cães.

42. (UNIMONTES) De um modo geral, a patogenicidade de um microrganismo é a sua capacidade de provocar doenças. A figura a seguir está relacionada com esse assunto. Observe-a.

42

Os fatores abaixo estão relacionados com o desenvolvimento da patogenicidade dos microrganismos, exceto:

a) Sensibilidade a medicamentos.

b) Poder de aderência.

c) Composição química da membrana celular.

d) Produção de toxinas.

43. (UFPR) Considere o quadro abaixo, que apresenta dados sobre saneamento básico no ano de 2000 em duas cidades do Paraná:

43

A partir dos dados apresentados, é correto afirmar que, em relação à população de Curitiba, a população do município de Adrianópolis está mais exposta a adquirir:

a) Ascaridíase e sífilis.

b) Cólera e cisticercose.

c) Dengue e tétano.

d) Esquistossomose e malária.

e) Febre amarela e doença de Chagas.

44. (UPE) LEIA A SEGUINTE MATÉRIA:

Câncer de pênis provoca amputação em mil brasileiros por ano, alerta médico

“O câncer de pênis é uma doença que mutila o homem, tanto na parte física, quanto na alma. São mil amputações por ano no país. Apesar disso, é um dos cânceres mais evitáveis que existe no mundo. É associado à falta de higiene na área genital”, esclareceu o médico Aguinaldo Nardi, coordenador de campanhas públicas da Sociedade Brasileira de Urologia. Os primeiros sintomas são pequenas feridas que demoram muito para cicatrizar. Um complicador do problema é a fimose, e, de acordo com o médico, um dos fatores que predispõem ao câncer de pênis é o HPV, um vírus transmitido em relações sexuais.

Fonte: JC on line. Saúde // Doença. 20.07.2009

        Analise as proposições que comentam e/ou justificam as palavras destacadas na reportagem e assinale a correta.

a) O pênis, órgão copulador masculino, é formado por corpos cavernosos, tecidos esponjosos, que se enchem de sangue na ereção e pela glande, ricamente inervada e sensível a estímulos, coberta pelo prepúcio.

b) As doenças sexualmente transmissíveis, como o câncer de pênis e o HPV, podem ser percebidas pelo surgimento de feridas e tratadas com o uso de antibióticos para combater a doença e o uso de preservativos, como a camisinha, para evitar nova contaminação.

c) A vasectomia consiste num método seguro para evitar a fimose e a gravidez não desejada. Neste procedimento cirúrgico, os ductos deferentes são cortados, havendo inibição da produção de testosterona, que, por sua vez, diminui a produção de espermatozoides.

d) O HPV, papiloma vírus humano vulgarmente chamado de condiloma acuminado ou crista-de-galo, é provocado pelo Hemophilus ducreyi, desencadeando o aparecimento, nos órgãos genitais, de feridas em forma de verrugas, que apresentam uma crista ou cume bem pronunciado.

e) Como todos os vírus, o HPV é um parasita intracelular obrigatório, sendo sua estrutura simples, como a dos procariotos. Possui um capsídeo proteico que envolve o material genético constituído de DNA e RNA, além de numerosos ribossomos.

45. (UCPel) Em certas regiões do mundo, onde as pessoas dependem praticamente de uma única fonte vegetal para alimentar-se, são comuns os sintomas de deficiência de alimentos proteicos necessários ao pleno desenvolvimento físico e mental. Em algumas localidades pobres da África e da América do Sul, por exemplo, as crianças são desmamadas precocemente e passam a ser alimentadas com uma dieta rica em carboidratos e pobres em proteínas, em geral, açúcar e banana. Nesse caso, é comum manifestar-se um quadro de desnutrição conhecido como:

a) Xeroftalmia.

b) Anemia falciforme.

c) Raquitismo.

d) Kwashiorkor.

e) Escorbuto.

46. (IFMT)

LIBÉLULAS VÃO COMBATER MOSQUITO DA DENGUE EM SÃO PAULO

A Prefeitura de São José do Rio Preto, a 440 quilômetros de São Paulo, começa a combater a dengue com libélulas. A ideia é que as flores da planta Crotalaria juncea atraiam as libélulas, que se alimentam das larvas e do mosquito adulto do Aedes aegypti. As mudas da planta estão sendo distribuídas para a população interessada em participar do combate à doença. Além disso, a prefeitura vai plantar as Crotalárias nas praças e canteiros de avenidas. Os técnicos da Prefeitura esperam que, em dois meses, já seja possível verificar uma possível redução da incidência do mosquito e, consequentemente, dos casos de dengue. Monte Aprazível, outra cidade da região, adotou a planta no fim do ano passado. Em 2010, a cidade contabilizou, até agora, 11 casos de dengue.

(Adaptado de: AGÊNCIA ESTADO. Libélulas vão combater mosquito da dengue em São Paulo. Disponível em: <http://www.oimparcialonline.com.br/noticias.php?id=39247&gt;. Acesso em: 23 mar. 2010.

Com relação à temática abordada no texto acima, marque a alternativa correta.

a) A relação ecológica entre as larvas dos mosquitos e as libélulas pode ser descrita como relação intraespecífica de predatismo.

b) A introdução de Crotalárias em um novo hábitat é uma medida totalmente isenta de efeitos para os outros seres integrantes do ecossistema.

c) A conclusão de que a incidência da dengue deve diminuir com a introdução das Crotalárias é plausível, mas deve ser cautelosa, uma vez que outros mecanismos podem interferir na difusão da doença na população humana.

d) O uso de inseticidas em larga escala é superior em termos de rapidez, com danos ambientais desprezíveis quando comparado ao controle biológico proposto pelo texto acima.

e) A dengue, doença transmitida por um protozoário flagelado, utiliza o mosquito Aedes aegypti como vetor.

47. (URCA) No ano de 2009 vimos o surgimento e a rápida disseminação do vírus da gripe suína, ou gripe A (causada pelo Influenza A/H1N1). Segundo pesquisas recentes esse vírus pode ter se originado a partir de duas outras formas vairiantes de vírus da gripe (uma americana e outra eurasiático, descritas nos anos 1930 e 1970, respectivamente). Um ou mais porcos podem ter sido coinfectados pelas duas formas virais e no organismo do animal, teria acontecido uma recombinação genética entre as duas formas virais. Utilize seus conhecimentos básicos sobre vírus e assinale abaixo a alternativa correta que explica a falta de imunidade das pessoas ao H1N1.

a) Hábito de comer carne de porco mal passada (dita popularmente “carne carregada”) enfraquece o sistema imunológico e nos deixa suscetíveis a vírus como H1N1.

b) Contato diário com pessoas sem hábito de higiene pessoal estressa nosso sistema imunológico facilitando o contágio da gripe.

c) Uma mutação resultou em novos tipos de hemoglutinina e/ou neuramidase do H1N1 que eram desconhecidas até então de nosso sistema imunológico.

d) Falta de saneamento básico nas grandes cidades.

e) O aquecimento global vem diminuído a capacidade do sistema imunológico em combater novas doenças.

48. (UNIMONTES) Quando um organismo humano é infectado por algum tipo de microrganismo, a sua evolução depende de inúmeros fatores. A figura a seguir ilustra esse processo. Analise-a.

48

Considerando a figura acima e o assunto abordado, analise as alternativas abaixo e assinale a que não pode representar um fator II.

a) Hormônio.

b) Variabilidade genética.

c) Carga parasitária.

d) Porta de entrada.

49. (UESPI) Somente cerca de 3% da água do planeta é doce. Considerando a preocupação higiênico-sanitária com tais estoques, aponte a alternativa que mostra doenças que podem ser transmitidas pela água contaminada:

a) Sarampo, Cólera e Peste.

b) Hepatite, Dengue e Febre Tifoide.

c) Poliomielite, Febre Amarela e Raiva.

d) Sífilis, Giardíase e Botulismo.

e) Leptospirose, Amebíase e Esquistossomose.

50. (UNIMONTES) Estudos de microrganismos são muito úteis para o desenvolvimento de novos métodos para controlar sua disseminação. A tabela a seguir mostra algumas características evidenciadas em alguns agentes patogênicos. Analise-a.

MICRORGANISMO

TIPO

DOENÇA

PROFILAXIA POR VACINAÇÃO

I

Protozoário

Malária

Não

Candida albicans

Fungo

II

Não

III

Vírus

AIDS

Não

Influenza

Vírus

IV

Sim

De acordo com a tabela e o assunto abordado, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

a) Embora a doença II seja caracterizada como oportunista, não há comprometimento da eficácia de uma possível vacina contra ela.

b) A periodicidade da imunização relacionada com IV é curta, devido às diferenças nas linhagens dos vírus circulantes no meio ambiente.

c) Apesar de existirem várias pesquisas relacionadas com o desenvolvimento da vacina para malária, um dos fatores dificultantes é a existência de inúmeras formas evolutivas de I dentro do hospedeiro intermediário.

d) O microrganismo representado por III não apresenta características semelhantes ao Influenza, mas destrói células de defesa, impossibilitando o desenvolvimento de vacinas

51. (PUC-SP) Vacinas contêm antígenos de agentes infecciosos e esses antígenos levam o indivíduo vacinado a apresentar uma resposta imunitária primária. Se, após algum tempo, o indivíduo contrair o agente infeccioso contra o qual foi imunizado, deverá apresentar uma resposta imunitária:

a) Mais lenta que a primária, pois seu organismo ainda não tem células de memória imunitária.

b) Mais lenta que a primária, pois seu organismo ainda não tem anticorpos em quantidade satisfatória.

c) Mais rápida e intensa que a primária, devido ao reconhecimento do agente infeccioso pelas células de memória imunitária presentes em seu organismo.

d) Mais rápida e intensa que a primária, devido à diminuição da quantidade de anticorpos em seu organismo.

e) Tão rápida e intensa quanto à primária, devido à baixa atividade dos linfócitos em seu organismo.

52. (UEPB) Analise o ciclo de vida abaixo e, a partir da identificação do parasita ao qual pertence, identifique as proposições corretas.

52

PROPOSIÇÕES:

Trata-se de:

1. Schistosoma mansoni.

2. Taenia solium.

3. Ascaris lumbricoides.

4. A n c i l o s t o m a duodenale.

5. Wuchereria bancrofti.

 

O modo de transmissão é:

a. Penetração ativa de larvas cercarias na pele, provocando coceira.

b. Penetração ativa de larvas, presentes no solo, no corpo humano através da pele.

c. Picada de mosquito do gênero Culex.

d. Ingestão de alimentos e de água contaminados por ovos.

e. Carne de porco contaminada com cisticercos.

Podemos evitar o contágio com as seguintes medidas:

I. Saneamento básico, higiene alimentar e pessoal, filtrar ou ferver a água de beber, tratamento dos doentes.

II. Saneamento básico, inspeção das carnes nos abatedouros e açougues, cozimento prolongado dessas carnes, tratamento dos doentes.

III. Controle da população do agente transmissor, uso de repelentes de insetos, telas em portas e janelas, tratamento dos doentes.

IV. Saneamento básico, evitar contato com solo contaminado, tratamento dos doentes.

V. Saneamento básico, controle da população do planorbídeo, evitar entrar ou nadar nas chamadas “lagoas de coceiras”, tratamento dos doentes.

Dentre os sintomas nos seres humanos, podemos destacar:

A. Desnutrição, devido ao parasitismo de vasos intestinais.

B. Cólicas intestinais e náuseas, além de manchas brancas na pele.

C. Desnutrição, podendo ocorre complicações que afetam o cérebro, os olhos e o coração (cisticercose).

D. Inchaço causado pela obstrução dos vasos linfáticos.

E. Palidez intensa devido à anemia, ocasionada por perda de sangue nas lesões do intestino delgado.

A sequência que corresponde às proposições corretas em relação ao ciclo de vida analisado é:

a) 3 d I B.

b) 2 e II C.

c) 1 a V – A.

d) 4 b IV E.

e) 5 c III – D.

53. (MACK) A dengue é uma doença que tem feito, atualmente, várias vítimas humanas, algumas delas fatais. A respeito da doença, considere as afirmações abaixo.

I. Ao picar alguém que tenha dengue, o mosquito Aedes aegypti passa a transmitir o agente causador da doença.

II. É causada por um vírus que é transmitido pela fêmea do mosquito Aedes aegypti.

III. A melhor forma de prevenção da dengue é a vacinação.

IV. A dengue hemorrágica geralmente acomete a quem já teve a doença clássica.

Estão corretas, apenas:

a) I, II e III.

b) I, II e IV.

c) II, III e IV.

d) I e II.

e) I e IV.

54. (FGV) São frequentes os surtos de leptospirose nas zonas urbanas das grandes cidades, especialmente quando das enchentes causadas pelas chuvas e transbordamento de rios. Sobre essa enfermidade, pode-se dizer que:

a) Após infectar o homem, a transmissão da bactéria de pessoa-a-pessoa passa a constituir a mais importante forma de propagação da enfermidade.

b) Em regiões sujeitas a inundações sazonais, a vacinação preventiva da população deve ser instituída antes do período das chuvas.

c) A principal forma de contágio é pelo contato da pele e/ou mucosas com água contaminada com urina de animais.

d) A vacinação dos animais domésticos é imprescindível para o controle da doença na população humana.

e) Seu tratamento é apenas sintomático, uma vez que não há medicação adequada para as infecções virais.

55. (UFMT) A doença de Chagas, transmitida pelo barbeiro, é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. Sobre esse protozoário, analise as características.

I. Eucarionte dotado de flagelo.

II. Eucarionte dotado de cílios.

III. Eucarionte unicelular heterótrofo.

IV. Eucarionte pluricelular autótrofo.

São características do Trypanosoma cruzi:

a) II e IV, apenas.

b) II, III e IV, apenas.

c) I e III, apenas.

d) I, II e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

56. (UFLA) Ascaridíase, Ancilostomose, Esquistossomose, Teníase e Doença de Chagas são doenças causadas respectivamente por:

a) Nematoda, Protozoa, Platyhelminthes, Nematoda e Platyhelminthes.

b) Platyhelminthes, Protozoa, Nematoda, Nematoda e Platyhelminthes.

c) Nematoda, Platyhelminthes, Nematoda, Platyhelminthes e Protozoa.

d) Nematoda, Nematoda, Platyhelminthes, Protozoa e Platyhelminthes.

e) Nematoda, Nematoda, Platyhelminthes, Platyhelminthes e Protozoa.

57. (PUC-RIO) O princípio das vacinas se baseia na:

a) Imunização ativa através da introdução de anticorpos.

b) Imunização passiva através da introdução de anticorpos.

c) Imunização ativa através da introdução de antígenos.

d) Imunização passiva através da introdução de antígenos.

e) Imunização ativa através da ingestão de antibióticos.

58. (UNICENTRO) Como é possível observar na charge abaixo, dentre as doenças reincidentes, a dengue configura, no momento atual, a mais importante arbovirose que afeta o homem e constitui-se sério problema de saúde pública no mundo. Especialmente nos países tropicais, pode ser observado que as condições do ambiente, associadas a pouca efetividade no controle, favorecem o desenvolvimento e a proliferação do Aedes aegypti, mosquito vetor da dengue.  (MOSQUITO…, 2011).

58

Com base nos conhecimentos gerais sobre a dengue clássica e a hemorrágica, bem como do inseto vetor, é correto afirmar:

a) A dengue pode ser transmitida por uma única espécie de mosquito conhecida (Aedes aegypti), que pica durante a noite, ao contrário do mosquito comum, que pica durante o dia e a noite.

b) A transmissão da dengue ocorre de duas formas: pelo ciclo homem-Aedes aegypti-homem, no qual fêmea pica a pessoa infectada, mantém o vírus na saliva e o retransmite, e pela transmissão pelo contato de um doente ou de suas secreções com uma pessoa sadia.

c) Existem quatro tipos do vírus da dengue, que causam sintomas distintos, mas o avanço do vírus tipo 4, pelo Brasil, é uma ameaça à saúde pública, pelo próprio vírus em si, que é mais perigoso do que os outros tipos.

d) Os sintomas da dengue hemorrágica não devem ser tratados com medicamentos à base de ácido acetilsalicílico e anti-inflamatórios, como aspirina e AAS, diferentemente da dengue clássica, uma vez que esta pode aumentar o risco de hemorragias.

e) O único modo de evitar a transmissão da dengue é a eliminação do mosquito transmissor, combatendo os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito.

59. (UPE) Estabeleça a correta associação entre as colunas I, que contém protozoários causadores de doenças, a coluna II, que contém as doenças por eles causadas, a coluna III, o vetor ou modo de transmissão da doença e, enfim, a coluna IV, os sintonas.

PROTOZOÁRIOS

I

DOENÇAS

II

MODO DE TRANSMISSÃO OU VETOR

III

SINTOMAS

IV

1Trypanosoma cruzi a – Malária I – Picada da mosca tsé-tsé A – Feridas ulcerosas na pele.
2Leishmania brasiliensis b – Doença de Chagas II– Picada do mosquito palha ou birigui

B – Febre, aumento do baço ou fígado e lesões no músculo cardíaco
3Plasmodium malariae c – Doença do Sono III – Picada do mosquito do gênero Lutzomyia C – Febre contínua, lesões no baço e fígado, perda de apetite
4Leishmania donovani d – Calazar IV – Fezes do inseto barbeiro contaminadas com o protozoário D – Perturbações do sistema nervoso central, febre e anemia
5Trypanosoma gambiense e – Leishmaniose V – Picada da fêmea do mosquito Anopheles E – Picos de febre e calafrios, anemia, falta de ar e danos no fígado

Assinale a alternativa que contém a associação correta.

a) 1 b IV B / 2 e II A /3 aV E / 4 d III C / 5 c I D.

b) 1 b I B / 2 e II E / 3 d V C /4 aIV D / 5 c III A.

c) 1 e IV D /2 aI A / 3 d III E / 4 b II C / 5 c V B.

d)1 aII E / 2 b III C / 3 e V A / 4 c I B / 5 d IV D.

c) 1 c III A / 2 d IV B / 3 b II D / 4 e I E /5 aV C.

60. (UFSC) Bactérias, protozoários e fungos são microrganismos responsáveis por muitas doenças humanas.  Assinale a(s) proposição(ões) correta(s) a respeito deste assunto.

I   II

0  0 – A toxina botulínica é produzida por uma bactéria que pode estar presente em alimentos industrializados mal processados (enlatados, conservas e embutidos). Sua ingestão causa o botulismo, cujo principal sintoma é a paralisia muscular.

1  1 – Frieiras e outras micoses são causadas por fungos.

2  2 – A giardíase é causada por uma bactéria que provoca diarreia e dores abdominais, e pode ser contraída pela ingestão de carne crua ou mal cozida.

3  3 – O tétano, a pneumonia e a leishmaniose são doenças causadas por bactérias e podem ser prevenidas através de vacinação.

4  4 – A doença de Chagas é causada pelo Tripanosoma cruzi, um protozoário presente nas fezes do barbeiro. A doença é grave e não há tratamento ou prevenção.

GABARITO

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

VFVFV

B

D

B

FVFVF

B

A

D

D

FVVVF

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

VVVFF

D

C

D

VFFVF

E

A

D

A

VFFFV

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

A

B

B

A

C

D

B

D

A

VVFVF

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

FVVVV

C

A

C

A

A

B

C

D

D

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

E

C

B

A

D

C

C

C

E

B

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

C

A

B

C

C

E

C

E

A

VVFFF

 


Responses

  1. Professor
    A questão 58 o gabarito correto é a letra E que diz que o ÚNICO modo de evitar a transmissão da dengue é exterminando o seu vetor.
    Essa alternativa não seria incorreta? Pois há outras maneiras de se evitar a transmissão, como não deixando água parada, usar telas de proteção, etc.
    e Porque a letra B esta errada? Agradecida!

    • Prezada Vanessa
      ALTERNATIVA CORRETA: E (“O único modo de evitar a transmissão da dengue é a eliminação do mosquito transmissor, combatendo os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito.”).
      JUSTIFICATIVA
      – Adquire-se dengue pela picada do mosquito portador do vírus. Dessa forma, as maneiras que você citou (“Pois há outras maneiras de se evitar a transmissão, como não deixando água parada, usar telas de proteção, etc.”) visam eliminar o mosquito transmissor, como consta na alternativa E.
      INCORREÇÃO DA ALTERNATIVA B
      – A dengue não é transmitida de pessoa para pessoa, consta na citada alternativa (“A transmissão da dengue ocorre de duas formas: pelo ciclo homem-Aedes aegypti-homem, no qual fêmea pica a pessoa infectada, mantém o vírus na saliva e o retransmite, e pela transmissão pelo contato de um doente ou de suas secreções com uma pessoa sadia.”).
      Um abraço
      Djalma Santos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: