Publicado por: Djalma Santos | 5 de dezembro de 2010

Testes de embriologia (4/4)

01. (UFU) Faça a correlação entre os anexos embrionários apresentados na COLUNA A com as funções descritas na COLUNA B.

COLUNA A

COLUNA B

1. Alantoide a. Protege o embrião contra traumatismos.
2. Vesícula vitelina b. Exerce função endócrina (produz progesterona e gonadotrofina coriónica).
3. Líquido amniótico c. Participa da realização de trocas gasosas e armazenamento de excreções.
4. Placenta d. Importante no processo de nutrição de embriões de peixes, répteis e aves

Assinale a alternativa que apresenta a correlação correta.

a) 1-a; 2-b; 3-c; 4-d.

b) 1-d; 2-c; 3-a; 4-b.

c) 1-b; 2-d; 3-a; 4-c.

d) 1-c; 2-d; 3-a; 4-b.

02. (UFPEL) Nem todas as estruturas geradas durante o desenvolvimento embrionário dos vertebrados farão parte do seu corpo, como, por exemplo, os anexos embrionários. Essas estruturas estão presentes em alguns peixes, répteis, aves e mamíferos, sendo originadas dos folhetos germinativos. Os anexos embrionários não são mantidos por toda a vida dos seres vivos, mas são fundamentais para o desenvolvimento do embrião. Por exemplo, eles fornecem uma reserva nutritiva ou proteção mecânica ao embrião em formação. Dependendo do animal, considerando principalmente seu modo de vida, cada anexo tem um nível de importância. Assinale a alternativa correta.

a) A vesícula vitelina é bem desenvolvida nos peixes, répteis e aves, ao contrário da maioria dos mamíferos.

b) Na maioria dos mamíferos, o alantoide tem a função de armazenar excretas nitrogenadas, pois estas são muito tóxicas para o embrião.

c) A vesícula vitelina dos vertebrados contém, no seu interior, o vitelo, uma substância líquida cuja principal função é proteger o embrião contra choques mecânicos.

d) O âmnio é uma membrana que delimita a cavidade amniótica e está presente em todos os vertebrados.

e) A notocorda é um anexo embrionário presente apenas nos vertebrados cordados.

03. (PUC-PR) O desenvolvimento embrionário nos vertebrados leva à formação, em determinado estágio, de certas estruturas que não farão parte do futuro animal. Tais estruturas, os anexos embrionários, desempenham funções variadas. A seu respeito, poderíamos afirmar:

I. O saco vitelino, ligado ao tubo digestivo do embrião, tem função de absorção do material nutritivo (vitelo); é formado pela endoderme e pela ectoderme; pode ser encontrado somente nas aves e mamíferos.

II. O alantoide, ligado ao intestino posterior do embrião, envolve e protege o embrião contra dessecação e choques mecânicos (pois sua cavidade é cheia de líquido); é formado pela endoderme e pela mesoderme visceral; pode ser encontrado em répteis, aves e mamíferos.

III. O âmnio, formado pela ectoderme e pela mesoderme parietal, tem como principal função acumular os produtos de excreção produzidos pelo embrião; pode ser encontrados em peixes, répteis, aves e mamíferos.

IV. O cório, formado pela endoderme e pela mesoderme parietal, envolve e protege todo o conjunto (embrião e demais anexos); nos peixes e mamíferos, o cório funde-se ao alantoide formando o alantocório, extremamente vascularizado, o que permite trocas gasosas e a retirada de sais de cálcio da casca do ovo.

V. A placenta é um órgão formado por tecidos do cório e do alantoide reunidos a porções do revestimento interno do útero. Produz hormônios e permite a ocorrência de trocas de nutrientes e gases respiratórios entre o embrião e o organismo materno. Só é encontrada nos mamíferos.

Está ou estão corretas:

a) Apenas V.

b) I, II, III, IV e V.

c) Apenas IV.

d) Apenas I e II.

e) Apenas I e V.

04. (UEL) A placenta, uma das principais estruturas envolvidas no processo de desenvolvimento embrionário, surge precocemente, estabelecendo as relações materno-fetais até o nascimento. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, analise as afirmativas a seguir.

I. O transporte de oxigênio e dióxido de carbono, através da placenta, se dá por simples difusão.

II. O sangue materno e o fetal se mesclam nas vilosidades coriônicas da placenta.

III. A placenta é uma estrutura de origem mista, com um componente fetal e um materno.

IV. O vírus da rubéola pode atravessar a placenta e causar anomalias congênitas no feto.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.

b) III e IV.

c) II e IV.

d) I, II e III.

e) I, III e IV.

05. (UFPEL) O desenvolvimento embrionário dos vertebrados é dividido nas seguintes etapas: segmentação, gastrulação e organogênese.

05

Com base nos seus conhecimentos e nas figuras acima assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II

0 0 –  A organogênese é uma etapa do desenvolvimento embrionário em que ocorre a diferenciação dos tecidos e dos órgãos do corpo dos animais. Ela inicia com a fase de neurulação.

1  1 – A figura A representa a fase de segmentação, em que ocorrem várias divisões meióticas a partir do zigoto, porém no final dessa fase não há aumento do volume total do embrião em relação ao volume do zigoto.

2  2 – A mórula e a blástula estão presentes na fase de gastrulação; ambas são formadas por um conjunto de células, porém a mórula é um maciço celular e a blástula apresenta uma cavidade interna cheia de líquido.

3  3 – Na fase de organogênese dos cordados, surge o tubo neural, a notocorda e o arquêntero; o tubo neural e a notocorda estão envolvidos na formação do futuro sistema nervoso, e o arquêntero, do sistema digestório.

4  4 –  A figura B representa a fase de gastrulação. Nessa fase, o embrião aumenta de tamanho e há formação dos folhetos germinativos que darão origem a todos os tecidos do indivíduo.

06. (PUC-PR) Em relação à embriologia, julgue os itens a seguir:

I. Nos espermatozoides, as mitocôndrias situadas na região intermediária são as “centrais de energia” para a intensa atividade motora dos flagelos.

II. Nos marsupiais, os filhotes nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento na bolsa marsupial.

III. A penetração de um único espermatozoide no óvulo caracteriza a monospermia. Há casos de polispermia, ou seja, entrada de mais de um espermatozoide no óvulo, e isto caracteriza a formação de gêmeos.

IV. O âmnio é o anexo embrionário que se constitui numa bolsa preenchida pelo líquido amniótico e que tem por função proteger o embrião contra choques mecânicos e desidratação.

Assinale a correta:

a) I, II e III.

b) I, II e IV.

c) I, III e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II, III e IV.

07. (UEL) Analise a figura a seguir que representa um dos estágios do desenvolvimento embrionário do anfioxo em corte transversal.

07

Com base na figura e nos conhecimentos sobre a embriologia do anfioxo, considere as afirmativas a seguir.

I. A figura representa um embrião no estágio de nêurula.

II. As setas A, B e C apontam respectivamente o endoderma, a notocorda e o mesoderma.

III. As estruturas apontadas pelas setas B e D darão origem, respectivamente, à coluna vertebral e ao sistema nervoso central.

IV. As estruturas apontadas pelas setas A e E darão origem a tecidos epiteliais de revestimento.

A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:

a) I e IV.

b) II e III.

c) I, II e III.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

08. (UFPEL) As ilustrações a seguir representam esquematicamente – em corte transversal – um embrião de um cordado qualquer, (a), e um anfioxo adulto, (b).

08

Com base nessas ilustrações e em seus conhecimentos, é correto afirmar que:

a) a notocorda, ao longo do processo evolutivo dos vertebrados, se diferenciou em uma sequência articulada de unidades ósseas que formaram a coluna vertebral.

b) a notocorda presente no anfioxo não possui nenhuma relação de homologia com as vértebras; por isso, ele pertence ao grupo dos cefalocordados e não dos vertebrados.

c) a notocorda presente no anfioxo possui uma relação de analogia com as vértebras; por isso, ele é considerado anatomicamente como um cordado invertebrado.

d) a notocorda, ao longo do processo evolutivo dos vertebrados, se diferenciou em uma coluna vertebral; portanto, é verdadeira a premissa de que todo o cordado é um vertebrado.

e) a similaridade anatômica entre o estágio embrionário de um vertebrado (a) e a forma adulta de um anfioxo (b) mostra fortes indícios de que a notocorda é uma estrutura análoga às vértebras, visto que tem função básica de proteção mecânica do cordão nervoso dorsal.

09. (COVEST) Assinale a alternativa que designa os anexos embrionários e a placenta na figura de 1 a 5, nesta ordem.

09

a) Saco vitelino, alantoide, âmnio, cório e placenta.

b) Alantoide, saco vitelino, placenta, âmnio e cório.

c) Placenta, saco vitelino, alantoide, cório e âmnio.

d) Cório, âmnio, placenta, saco vitelino e alantoide.

e) Âmnio, cório, placenta, alantoide e saco vitelino.

10. (UNIVASF) Com relação ao desenvolvimento embrionário humano, analise as proposições abaixo.

1. O gás carbônico e escórias do metabolismo do feto devem passar para a circulação materna através da placenta.

2. Dos vasos sanguíneos da mãe apenas 80% penetram no corpo do embrião.

3. Os vasos sanguíneos do feto penetram no corpo da mãe, exceto na região da mesoderme alantoidiana.

4. Os anexos embrionários, cório e alantoide concorrem para a formação da placenta em mamíferos eutérios.

Estão corretas:

a) 1, 2, 3 e 4.

b) 1 e 2, apenas.

c) 2 e 4, apenas.

d) 1 e 4, apenas.

e) 3 e 4, apenas.

11. (UFES) Em relação ao desenvolvimento embrionário nos animais, foram feitos os sequintes comentários:

I. Ovos telolécitos são ovos com grande quantidade de vitelo, formando um grande polo vegetativo em que o núcleo ocupa um espaço mínimo chamado de polo animal. São encontrados em celenterados, poríferos, equinodermos, protocordados e mamíferos.

II. Durante o estágio de segmentação, o zigoto, por divisão de suas células, origina blastômeros que formam uma mórula. Da mórula, origina-se a blástula, caracterizada por uma camada de células que compõe a blastoderme, e por uma cavidade conhecida como blastocela, que se apresenta cheia de líquido.

III. A blástula origina a gástrula, caracterizada por quatro folhetos germinativos (ectoderma, endoderma, mesoderma e deuteroderma) que são gerados por embolia ou epistasia.

É correto o que se afirma em apenas:

a) I.

b) I e II.

c) II.

d) II e III.

e) III.

12. (PUC-SP) A partir de um ovo telolécito, está-se apresentando, no esquema a seguir, o desenvolvimento de um animal vertebrado.

12

Os anexos embrionários representados por 1, 2 e 3 correspondem, respectivamente, a:

a) alantoide, saco vitelino e âmnio.

b) âmnio, alantoide e saco vitelino.

c) cório, saco vitelino e alantoide.

d) saco vitelino, alantoide e cório.

e) âmnio, saco vitelino e alantoide.

13. (UFMG) Esquema de um embrião de vertebrados com seus respectivos anexos embrionários.

13

Em relação ao esquema, é errado afirmar que:

a) nos anfíbios, 4 tem função de excreção e de respiração.

b) nos mamíferos, 3 protege o embrião contra a desidratação.

c) nas aves ocorrem todos os anexos da figura, exceto 1.

d) nos mamíferos placentários, 5 é uma estrutura reduzida, cuja função passa a ser desempenhada por 1.

e) o aparecimento de 5 precedeu o de 2 e 3 na evolução dos vertebrados.

14. (UFRGS) A figura abaixo representa um embrião típico de vertebrado. Na coluna abaixo, estão relacionadas estruturas derivadas dos folhetos A, B, C e D no adulto.

14

(    ) Epiderme da pele.

(    ) Músculos.

(    ) Revestimento do sistema digestivo.

(    ) Ossos.

(    ) Cérebro.

(    ) Esmalte dos dentes.

Considerando a relação folheto e respectiva coluna, selecione a alternativa que apresenta a sequência correta:

a) A C D – C B A.

b) A B B D – A B.

c) B A – C A B A.

d) C D B – A – A D.

e) C D A D C – B.

15. (COVEST) Considerando as estruturas abaixo, relacionadas ao desenvolvimento embrionário de cordados, analise a figura e as proposições apresentadas.

15

I   II

0  0 – O ectoderma (I) forma o tubo neural (tubo nervoso) (IV).

1 1 – O endoderma (II) delimita o celoma (VI), estrutura presente nos platelmintos e outros animais.

2 2 – O mesoderma (III) é diferenciado a partir de células da notocorda (V) e dá origem ao arquêntero.

3  3 – Os cordados são animais que possuem notocorda (V), a qual  é substituída pela coluna vertebral em diferentes animais, como anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

4  4 – O arquêntero, mostrado em (VII), representa o intestino primitivo do animal.

16. (PUC/Campinas) O esquema a seguir representa o corte transversal de gástrula adiantada. Os algarismos I, II e III indicam, respectivamente:

16

a) ectoderma, endoderma e mesoderma.

b) mesoderma, endoderma e ectoderma.

c) endoderma, mesoderma e ectoderma.

d) ectoderma, mesoderma e endoderma.

e) mesoderma, arquênteron e endoderma.

17. (UFV) Observe o esquema do embrião de um cordado, em corte transversal, e analise as afirmativas seguintes.

17

I. A letra D representa a endoderme.

II. Os pulmões originam-se a partir do folheto C.

III. O folheto indicado por B dá origem ao cérebro.

IV. O coração forma-se a partir do folheto indicado pela letra A.

V. Alterações no folheto D não podem afetar as glândulas do tubo digestivo.

Indique a alternativa que contém apenas afirmativas verdadeiras:

a) I, II e III.

b) I, III e IV.

c) III, IV e V.

d) II e III.

e) IV e V.

18. (UFSCAR) Observe o corte de um embrião, a seguir esquematizado.

18

Os números 1, 2 e 3 representam, respectivamente:

a) o arquêntero, o celoma, o tubo neural.

b) o arquêntero, a mórula, o tubo neural.

c) a mórula, a blástula, a notocorda.

d) o arquêntero, o celoma, a notocorda.

e) o celoma, o arquêntero, a notocorda.

19. (VUNESP) O esquema abaixo representa um ovo de ave em pleno desenvolvimento embriológico.

19

A estrutura indicada pelo algarismo I representa:

a) o alantoide, que armazena as substâncias nutritivas para o embrião.

b) o âmnio, que acumula o líquido amniótico, no qual fica mergulhado o embrião.

c) o saco vitelínico, que é uma estrutura que impede a desidratação do embrião.

d) o âmnio, que é responsável pela nutrição das células embrionárias.

e) o alantoide, onde são armazenados os produtos da excreção nitrogenada.

20. Com base na figura a seguir que é um corte transversal da nêurula, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

20

I   II

0  0 – 1 representa o ectoderma.

1  1 – 2 representa o endoderma, delimitando o tubo digestivo primitivo.

2  2 – 3 representa o celoma, delimitado pelo mesoderma.

3  3 – 4 representa a notocorda.

4  4 – 5 representa o tubo neural.

21. (FGV-SP) Se houver problemas no desenvolvimento embrionário do mesoderma ou do mesênquima de um mamífero, este poderá apresentar posteriormente defeitos em quais dos seguintes três órgãos ou tecidos?

a) Tecido conjuntivo, sistema nervoso, esqueleto.

b) Esqueleto, epitélio do tubo digestivo, glândulas de epiderme.

c) Esqueleto, musculatura, tecido conjuntivo.

e) Epiderme, tecido conjuntivo, musculatura.

e) Epitélio do tubo digestivo, sistema nervoso, tecido conjuntivo.

22. (FESP-CE) Para que o trecho a seguir apresente sentido correto, os algarismos I, II, III e IV, devem ser substituídos por palavras que se encontram no quadro de alternativas:

Na fase de mórula, o ovo do anfioxo é constituído de células menores, denominadas (I), e células maiores, denominadas (II). A seguir, entre essas células surge uma cavidade que aumenta durante as divisões seguintes. Essa cavidade é denominada (III) e caracteriza a fase do desenvolvimento chamada (IV).

Examine esse quadro e assinale a alternativa correta:

I II III

IV

a Glóbulos polares Ovogônias Blastóporo Fetal
b Micrômeros Macrômeros Blastocele Blástula
c Espermatogônias Blastômeros Antro Somítica
d Espermatócitos Ovócitos Arquênteron Nêurula
e Espermatozoides Óvulos Celoma Gástrula

23. (UNIFOR) Os esquemas abaixo representam embriões nas fases de 4 e 8 células.

23

Sabendo-se que os zigotos que originaram esses embriões têm a mesma quantidade de vitelo, conclui-se que em I o vitelo

a) distribui-se uniformemente e em II há mais vitelo no polo animal.

b) distribui-se uniformemente e em II há mais vitelo no polo vegetativo.

c) concentra-se mais no polo vegetativo e em II distribui-se uniformemente.

d) concentra-se mais no polo animal e em II distribui-se uniformemente.

e) tem a mesma distribuição da encontrada em II.

24. (PUC-MG) O ovo amniótico conferiu aos répteis decisiva vantagem evolutiva sobre os anfíbios, possibilitando seu domínio em ambientes continentais terrestres, durante cerca de 150 milhões de anos, até o final do Cretáceo. As aves e os mamíferos mantiveram o âmnio para o desenvolvimento embrionário. A figura a seguir representa um típico ovo amniótico no qual três anexos embrionários estão indicados.

24

A esse respeito foram feitas as seguintes afirmações:

I. Os anfíbios apresentam apenas um dos anexos embrionários indicados na figura.

II. A casca é um anexo embrionário que protege o embrião contra a dessecação e contra choques mecânicos.

III. Em mamíferos eutérios, a placenta substitui funções desempenhadas pelo alantoide e pelo saco vitelínico, mas não a desempenhada pelo âmnio.

IV. Embora não representado na figura, o cório ou serosa é um anexo embrionário comum a todos os animais amniotas.

V. A fecundação interna é apresentada apenas pelos animais amniotas, contribuindo para o desenvolvimento dos ovulíparos.

São corretas as afirmações:

a) I, II e V.

b) I, III e IV.

c) II, IV e V.

d) III e V, apenas.

25. (COVEST) Nas figuras abaixo, vemos dois modelos de desenvolvimento que mostram diferenças significativas em relação aos anexos embrionários. Podemos afirmar, então, que:

25

I    II

0  0 – Na figura 1, a cavidade amniótica (A) desenvolve-se muito, envolvendo totalmente o embrião e garantindo, dessa forma, sua nutrição.

1  1 – Na figura 2, vemos o alantoide (B) que garante a troca de gases e o armazenamento de resíduos. Isso em répteis e aves.

2  2 – Na figura 1, o aparecimento da placenta (C) garante as trocas gasosas e a nutrição do embrião, substituindo as funções do alantoide e da vesícula vitelínica.

3  3 – Na figura 2, podemos observar a vesícula vitelínica (D), bastante desenvolvida, que ocupa toda a região central e garante a proteção do embrião contra choques mecânicos.

4  4 – As figuras apresentadas não podem ser associadas ao desenvolvimento embrionário de peixes, uma vez que estes apresentam apenas a vesícula vitelínica como anexo embrionário.

26. (VUNESP) A formação de um tipo de gêmeos pode ser explicada pelo esquema abaixo.

26

Da análise do esquema, podemos concluir que esses gêmeos:

a) resultam da fecundação de um único óvulo por dois espermatozoides.

b) negam a possibilidade de poliembrionia humana.

c) serão siameses, ou xifópagos, porque se originam de um único ovo.

d) poderão apresentar sexos iguais ou diferentes.

e) terão, obrigatoriamente, sexos iguais.

27. (UFSCar-SP) Na figura abaixo, a seta indica a localização do blastóporo. É correto afirmar que os cordados e equinodermos são grupos animais:

27

a) triblásticos e protostômios, em que o blastóporo dá origem ao ânus.

b) diblásticos e protostômios, em que o blastóporo dá origem à boca.

c) triblásticos e deuterostômios, em que o blastóporo dá origem ao ânus.

d) diblásticos e deuterostômios, em que o blastóporo dá origem à boca.

e) triblásticos e deuterostômios, em que o blastóporo da origem à boca.

28. (UNIRIO) Observe abaixo o esquema de um embrião humano e analise as afirmações sobre ele.

28

I. As estruturas A e C são exclusivas de mamíferos.

II. A estrutura B aparece a partir de répteis e é bem desenvolvida nas aves.

III. A estrutura D envolve todo o embrião e aparece somente em répteis, aves e mamíferos.

A(s) afirmação(ões) correta(s) é(são):

a) somente a III.

b) somente a I e a II.

c) somente a I e a II.

d) a I, a II e a III.

e) somente a II e a III.

29. (UFRN) A notocorda é um cordão de tecido conjuntivo que representa a primeira estrutura de sustentação do corpo de um cordado, podendo persistir, alterar-se ou desaparecer nos adultos. Pode-se afirmar que a notocorda nos vertebrados:

a) encontra-se apenas na fase adulta.

b) é substituída pelo progressivo aparecimento da coluna vertebral.

c) existe concomitantemente com a coluna vertebral.

e) está presente nos embriões de alguns grupos.

30. (COVEST) Na figura abaixo estão ilustrados diferentes estágios do desenvolvimento embrionário do anfioxo, animal considerado padrão para o estudo de embriologia de vertebrados. As primeiras células formadas pelas divisões do zigoto – os blastômeros – sofrem mitose, que se sucedem com rapidez, de modo que o embrião logo se constitui um agregado maciço de células, a mórula. Sobre este assunto, podemos afirmar:

30

I   II

0   0 – células da superfície da blástula (A) iniciam um processo de migração para o interior da blastocele (B), processo que conduzirá ao estado de gástrula.

1   1 – na fase de gástrula (C), as células embrionárias começam a se diferenciar nos primeiro tecidos embrionários (folhetos germinativos).

2   2 – na continuidade do desenvolvimento embrionário, a gástrula se alonga e o plano corporal básico se define pouco a pouco no dorso do embrião. Formam-se duas estruturas: o tubo nervoso (D) e a notocorda (E).

3  3 – o tubo nervoso, que originará todos o sistema nervoso do animal adulto, se origina da ectoderme (F), enquanto células da mesoderme (G) se diferenciam na notocorda.

4   4 – epitélio do tubo digestivo, assim com epitélios de brânquias e de pulmões, nos animais adultos (inclusive no homem) são originados a partir da endoderme.

GABARITO

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
D A A E VFFFV B A A B D
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
C B A A VFFVV E B D E VVVFF
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
C B B B FVVFV E C E B VVVVV

 


Responses

  1. Professor Djalma, o que esta errado na afirmativa II da questão 7 ?

    • Caro Felipe
      – A seta A aponta o ectoderma e não o endoderma, como indica a afirmativa II.
      – O endoderma está indicado pela seta E.
      Abraço
      Djalma Santos

      • Nossa professor, é verdade, deve ser o cansaço batendo. Agora responda outra pergunta, em que se desenvolve a notocorda nos adultos? Se é que se desenvolva em algo

      • Felipe
        A notocorda ou corda dorsal é uma estrutura embrionária dos vertebrados, formada por evaginação longitudinal do mesentoderma, que assume aspecto de um cordão flexível, disposto ao longo do dorso do animal, entre o tubo neural e arquênteron (intestino primitivo). É o primeiro esboço do esqueleto axial do indivíduo. Ela serve como esqueleto do embrião do grupo dos cordados, permanecendo nos adultos de alguns subgrupos. Nos peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos, a notocorda vai sendo gradativamente substituída por tecido ósseo, proveniente do mesoderma, que invade o seu espaço, formando, assim, a coluna vertebral. Dessa forma, constitui-se um erro dizer que a notocorda se transforma em coluna vertebra. O correto e dizer que ela é substituída pela coluna vertebral. Nas lampreias (ciclostomata), permanece junta e paralelamente à coluna vertebral, já no adulto. Nos protocordados, como os anfioxos, habitualmente, constitui-se no único eixo longitudinal, já que a coluna vertebral não se forma nesses animais. Nestes seres, portanto, a notocorda não é substituída por tecido ósseo.
        Djalma Santos

      • Adultos mamíferos, corrigindo !

      • “Dessa forma, constitui-se um erro dizer que a notocorda se transforma em coluna vertebra. O correto e dizer que ela é substituída pela coluna vertebral” essa parte eliminaram as dúvidas restantes. Muito obrigado professor Djalma. Abraço, fique com Deus.

  2. Djama

    Bom dia

    Professor Márcio Pinho seu companheiro de profissão!

    Muito “massa” as questões expostas aqui, agiliza o nosso trabalho em elaborar questões e desdobrá-las em cima do que você apresentou.

    Tenho uma bateria de imagens de citologia, embriologia, corpo humano que são impressas em jato de tinta para ser distribuida em sala de aula, dá um trabalho só prá cortá-las mas fica um visual muito bonito no caderno.

    Além disso tenho uma bateria de exercícios em power point para revisões de diversos assuntos na qual as questões podem ser rodadas e respondidas com seus alunos – esse é um dos trabalhos que mais gosto de fazer.

    Gostaria que você me auxiliasse me outro volume de questões de outros assuntos ou no envio de pequenos vídeos com assuntos da nossa área que você achar interessante.

    Para você ter uma idéia, entre no Google, no campo de imagens , escreva bayconbio e clique na foto de minha família irá abrir meu blog

    Estou à sua disposição!

    Obrigado e muito sucesso!

    Márcio Pinho
    Brumado – Bahia

  3. Olá Prof. Djalma Santos, exelente trabalho nesse blog, sou um frequentador assíduo, esta sendo muitíssimo útil para meus estudos.
    Parabéns pelo trabalho e muito obrigado!
    Luiz Fernando

  4. Professor, dê uma olhada na afirmativa 1 da questão 24, eu acredito que ela esteja errada.

    • Prezado Luiz Fernando
      Há uma grande discordância entre os autores com relação à presença da vesícula vitelínica nos anfíbios. Vejamos algumas citações:
      * Vesícula vitelínica é o anexo embrionário que armazena substâncias nutritivas para o embrião e formação das primeiras células sanguíneas nos mamíferos. Apresenta-se bem desenvolvida nos peixes, nos anfíbios, nos répteis e nas aves; nos mamíferos é muito reduzido, constituindo um órgão vestigial. Está presente em todos os vertebrados. Formado pela esplancnopleura.
      * Saco vitelínico é um anexo embrionário que ocorre em todos os vertebrados, sendo o único anexo embrionário presente nos peixes e anfíbios.
      * Vesícula Vitelínica é o primeiro anexo a surgir nos vertebrados e se caracteriza por ser a fonte e nutrição do embrião que não tem contato com a mãe. Esse anexo está presente em embriões de todos os vertebrados, sendo especialmente desenvolvido nos peixes, répteis e aves. Corresponde a uma estrutura em forma de saco ligada a região ventral do embrião. Sua principal função é armazenar reservas nutritivas. Nos mamíferos eutherios ou placentados é reduzida, visto que a nutrição ocorre via placentária. Nesses, é responsável pela produção das hemácias nos primeiros estágios de vida.
      Veja o que consta em Avancini e Favareto-vol 2-pag.573: “Vesícula vitelínica é o único anexo embrionário presente em todos os peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.”
      Veja o que consta em Sônia Lopes vol.1-pag.328): “Os anfíbios possuem ovos ricos em vitelo, que durante o desenvolvimento embrionário fica contido nos macrômeros, não formando uma vesícula vitelínica típica.” ´
      Com base no exposto, a comissão responsável pelo vestibular de 2005 da PUC-MG optou, acredito, por aceitar a presença de vesícula vitelínica nos anfíbios. Considerando, ainda, as afirmações constantes na questão em foco, a única alternativa correta é a B, já que II e V estão, indubitavelmente, incorretas, levando a que sejam eliminadas as alternativas A, C e D.
      Sucesso
      Djalma Santos

  5. Professor, você poderia discorrer sobre a questão 13(UFMG)? O gabarito afirma ser correta a alternativa “A”; no entanto, em meus exercícios, assinalei alternativa “D”. Que estrutura é a representada em 1?

    Abraço.

    • João Pedro acredito que você possa estar enganado, essa questão pediu para assinalar a alternativa incorreta. E acredito que 1 seja a placenta, isso torna a alternativa D correta, pois nos mamíferos placentários a placenta realiza a função (entre outras) de nutrir o embrião, assim o saco vitelínico (estrutura 5) é reduzido…
      Será que estou correto? Bom, de qualquer forma, aguardamos resposta do professor Djalma.

    • Prezado João Pedro
      – A questão pede a afirmativa errada “Em relação ao esquema, é errado afirmar que:”
      – Nos embriões de répteis e de aves, algumas regiões do alantoide aderem firmemente ao córion, formando o corioalantoide (ou membrana corioalantoide). Como é vascularizada e está logo abaixo da casca porosa do ovo, essa membrana permite a ocorrência de trocas gasosas com o ar [Biologia (Uma abordagem evolutiva e ecológica – vol.2 – pag. 573) Avancini e Favaretto]. Dessa forma, a alternativa A está incorreta, pois ela se refere aos anfíbios.
      – As demais alternativas estão corretas.
      – A estrutura 1 indica o colamento do cório e do alantoide que nos mamíferos origina a placenta fetal (Embriologia – Charles Houillon – pag. 20).
      – 2: cório.
      – 3: cavidade aminiótica.
      – 4: alantoide.
      – 5: vesícula vitelínica.
      Um abraço
      Djalma Santos

  6. Luiz, você está correto! Na resolução da questão eu estava ciente de que a questão queria a alternativa INcorreta, mas acabei me perdendo ao postar aqui. De qualquer maneira, acabei de sanar minha dúvida ao ler o Amabis!

    Obrigado, Luiz.

    • Por nada João Pedro, é ótimo poder ajudar, afinal essa coisa de estudar é algo que parece individual demais.
      Mas vá descansar agora pois já esta tarde pra estudar, rsrsrs.
      Bons estudos,
      Abração

  7. A 7 questão está com o gabarito errado.O item 3 está correto, a letra B é a notocorda que da origem a coluna vertebral, a letra D é o tubo neural que da origem ao sistema nervoso central.Corrigir por favor.

    • Prezado Guga
      ALTERNATIVA CORRETA: A
      (“I e IV.”)
      JUSTIFICATIVA
      AFIRMATIVA I (“A figura representa um embrião no estágio de nêurula.”) – CORRETA
      – Nêurula: neste estágio além da formação do tubo neural, que dará origem ao sistema nervoso central, observa-se a perfeita diferenciação dos três folhetos e também a produção da notocorda. O tubo neural e a notocorda (eixo de sustentação do embrião) só ocorrem nos cordados. A notocorda, que permanece na fase adulta do anfioxo (*), é gradativamente substituída, nos vertebrados, pela coluna vertebral. Após este estágio tem início o desenvolvimento dos vários órgãos e aparelhos do futuro ser.
      (*) O anfioxo pertence ao grupo dos cordados (subfilo cefalocordado ou Cephalochordata) e nele a notocorda funciona como estrutura de sustentação. Sua principal função, entretanto, é contribuir para a movimentação do seu corpo. São pequenos, pisciformes (corpo semelhante a de um peixe), com cerca de 6 a 8 cm de comprimento, e vivem semienterrados na areia, em locais de águas calmas e limpas, deixando para fora do substrato apenas sua extremidade anterior. A palavra anfioxo deriva do fato de esses animais terem o corpo afilado em duas pontas (amphi = dois e oxy = pontiagudo).
      AFIRMATIVA II (”As setas A, B e C apontam respectivamente o endoderma, a notocorda e o mesoderma.”) – INCORRETA
      – A – Ectoderma
      – B – Notocorda
      – C – Mesoderma
      AFIRMATIVA III (“As estruturas apontadas pelas setas B e D darão origem, respectivamente, à coluna vertebral e ao sistema nervoso central.”) – INCORRETA
      – B – Notocorda: nos anfioxos, ela é o eixo de sustentação do animal adulto. A notocorda é gradativamente substituída nos vertebrados pela coluna vertebral. Ver trecho “ … a notocorda (eixo de sustentação do embrião) só ocorrem nos cordados. A notocorda, que permanece na fase adulta do anfioxo (*), é gradativamente substituída, nos vertebrados, pela coluna vertebral. …”, contido na justificativa da alternativa I.
      – Atente para o enunciado da questão: “Analise a figura a seguir que representa um dos estágios do desenvolvimento embrionário do ANFIOXO em corte transversal.”
      – D – Tubo neural: da origem ao sistema nervoso central
      AFIRMATIVA IV (“As estruturas apontadas pelas setas A e E darão origem a tecidos epiteliais de revestimento.”) – CORRETA
      – Origem dos epitélios: os tecidos epiteliais derivam, embriologicamente, do ectoderma, mesoderma ou endoderma.
      I. Origem ectodérmica: epiderme, epitélio nasal, epitélio bucal, glândulas salivares, glândulas sebáceas e glândulas mamárias.
      – A – Ectoderma
      II. Origem mesodérmica: epitélio de membranas envoltórias de órgãos, como é o caso do pericárdio (envolve o coração), da pleura (envolve os pulmões) e do peritônio (envolve o conjunto dos órgãos abdominais); epitélio do sistema urogenital e endotélio (tecido que reveste os vasos sanguíneos).
      III. Origem endodérmica: epitélio que reveste a luz do tubo digestivo, a árvore respiratória, o fígado e o pâncreas; epitélio da bexiga urinária, glândulas tireoide e paratireoide.
      – E – Endoderma
      – A alternativa correta é, realmente, a A (“I e IV”) e não a D (“I, III e IV”), como você sugere.
      Um abraço
      Djalma Santos

  8. Eu gostaria de entender o por quê do gabarito da questão 6. obrigada desde já.

    • 06. (PUC-PR) Em relação à embriologia, julgue os itens a seguir:
      I. Nos espermatozoides, as mitocôndrias situadas na região intermediária são as “centrais de energia” para a intensa atividade motora dos flagelos.
      II. Nos marsupiais, os filhotes nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento na bolsa marsupial.
      III. A penetração de um único espermatozoide no óvulo caracteriza a monospermia. Há casos de polispermia, ou seja, entrada de mais de um espermatozoide no óvulo, e isto caracteriza a formação de gêmeos.
      IV. O âmnio é o anexo embrionário que se constitui numa bolsa preenchida pelo líquido amniótico e que tem por função proteger o embrião contra choques mecânicos e desidratação.
      Assinale a correta:
      a) I, II e III.
      b) I, II e IV.
      c) I, III e IV.
      d) II, III e IV.
      e) I, II, III e IV.
      Tamily
      Veja, a seguir, a resolução da questão acima.
      ITEM I (“Nos espermatozoides, as mitocôndrias situadas na região intermediária são as “centrais de energia” para a intensa atividade motora dos flagelos.”) – CORRETO
      – Na peça intermediária se encontra, realmente, um grande número de mitocôndria (“usina energética da célula”), responsável pelo fornecimento de energia para a propulsão do espermatozoide.
      ITEM II (“Nos marsupiais, os filhotes nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento na bolsa marsupial.”) – CORRETO
      – As fêmeas desse grupo (cangurus, gambá, etc.), possuem uma bolsa (marsúpio), onde os filhotes complementam o seu desenvolvimento.
      ITEM III (“A penetração de um único espermatozoide no óvulo caracteriza a monospermia. Há casos de polispermia, ou seja, entrada de mais de um espermatozoide no óvulo, e isto caracteriza a formação de gêmeos.”) – INCORRETO
      – Os gêmeos não resultam de polispermia. Sugiro que faça uma revisão envolvendo a formação dos gêmeos [monozigóticos (univitelinos, idênticos ou verdadeiros) e dizigóticos (bivitelinos, fraternos ou falsos)] .
      ITEM IV (“O âmnio é o anexo embrionário que se constitui numa bolsa preenchida pelo líquido amniótico e que tem por função proteger o embrião contra choques mecânicos e desidratação.”)
      – Âmnio: membrana que cresce ao redor do embrião dos repteis, das aves e dos mamíferos, envolvendo-os completamente e formando a bolsa amniótica. Essa bolsa possui em seu interior o líquido amniótico, cuja função é proteger o embrião contra choques mecânicos e desidratação. Por serem dotados de âmnio, os repteis, as aves e os mamíferos são conhecidos como amniotas, enquanto os peixes e os anfíbios, desprovidos de âmnio são denominados anamniotas.
      Nível da questão: muito fácil.
      Djalma Santos

  9. POderia me explicar a 28 somente a afirmativa 2 .?

    • Veja, a seguir, a explicação que você solicitou.
      AFIRMATIVA II (“A estrutura B aparece a partir de répteis e é bem desenvolvida nas aves.”) – CORRETA
      – B: alantoide.
      – ALANTOIDE
      * Ocorre em repteis, aves e mamíferos.
      * Principal função: armazenamento de excretas nitrogenados do embrião, sendo bem desenvolvido nas aves, como consta na afirmativa II.
      * Além da função acima, o alantoide também participa da respiração do embrião em associação com o cório, outro anexo embrionário, formando o alantocórion, ricamente vascularizado.
      Djalma Santos

      • Muito obrigado professor. Curto seu blog desde que comecei estudar Biologia. Material de qualidade. Abraços.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: